Issuu on Google+

ENCANTADO

ESTACIONAMENTO PAGO COMEÇA SEGUNDA-FEIRA

Diogo Fedrizzi

E MAIS Depois de anos de estudos e pesquisas em outras cidades da região e com a comunidade, o município implanta o estacionamento rotativo pago em algumas ruas do centro. O objetivo é criar mais espaços para os veículos nos horários de pico PÁGINA 13

CÂMARA Jonas e Cláudio batem boca na última sessão Página 7 Diogo Fedrizzi

ROCA SALES ExpoRoca e Fecarpa projetam R$ 1,5 milhão em negócios Página 8


Câmara de Vereadores

Jornal Opinião Encantado, 02 de dezembro de 2011

Jonas diz que oposição faz teatro. Cláudio rebate

7

Motivo da discussão acalorada foi a derrubada do veto do prefeito aos projetos de lei de insalubridade e periculosidade DIOGO FEDRIzzI Encantado - Jonas Calvi (PTB) e Cláudio Roberto da Silva (PMDB) protagonizaram, na sessão de segunda-feira (28), um debate fervoroso como há tempo não se via na Câmara de Vereadores. A discussão começou a partir da manifestação na tribuna do petebista. Jonas mostrou-se inconformado com o comportamento da bancada de oposição que derrubou o veto do prefeito Paulo Costi aos projetos de lei de insalubridade e periculosidade, e caracterizou de jogo político a atitude dos cinco vereadores. “Usaram o argumento pífio de dizer que outras cidades pagam e, por isso, Encantado também teria que pagar insalubridade. Quer dizer que se em Porto Alegre a prefeitura rouba dos contribuintes, nós também podemos roubar?”, questionou. Para Jonas, PDT e PMDB aproveitaram a presença de servidores e adotaram a postura de jogar para a plateia. “Quem estava aqui, na grande maioria, eram as pessoas beneficiadas, agentes de saúde, atendentes de creche e alguns motoristas. Caracterizou-se um fato eleitoreiro. Os colegas ficaram animados com os aplausos dessas pessoas beneficiadas que, infelizmente, foram utilizadas como massa de manobra, sem pensar nas consequências que esses atos vão causar à comunidade”, acrescentou. “Ao contrário dos vereadores de situação,

Diogo Fedrizzi

que preocupados com o uso de dinheiro público e com a população, tivemos a responsabilidade e a coragem de dizer realmente o que é a lei e o que o laudo pericial determina”. Dois pesos e duas medidas Jonas Calvi criticou ainda o pedetista Everaldo Delazeri que, em 2008, propôs um projeto de lei sobre insalubridade ao então prefeito Agostinho Orsolin, dizendo que teria a necessidade de laudo pericial para avaliar quais categorias seriam beneficiadas. “Mas na sessão passada, este mesmo vereador (Everaldo), votou ao contrário do que ele mesmo sugeriu em 2008. É uma contradição. Dois pesos e duas medidas”, falou. Pelo em ovo O parlamentar da situação atacou também o peemedebista Cláudio Roberto da Silva. “Isso só nos ajuda a esclarecer o método de trabalho de quem não pensa nas ações de forma responsável e corajosa em prol da comunidade, e sim, somente, em quantos votos vai levar nas eleições, usando o povo carente da cidade, muitas vezes como marionete”, afirmou. “Peço que parem de tentar criar factóides, jogar números ao vento, brincar com o povo, ou como se diz no popular, procurar pelo em ovo. A administração prima pela transparência e regularidade em todas as ações, tanto que todas as contas do Tribunal de Contas foram aprovadas”.

Na tribuna, Jonas atacou a oposição. Cláudio interpelou o colega várias vezes

“Cada um julga o outro por si mesmo”, afirma Cláudio A resposta de Cláudio Roberto da Silva foi imediata. Segundo o peemedebista, até hoje não lhe foi explicado o porquê outros municípios pagam insalubridade e Encantado não pode pagar. “Me agridem, falam de responsabilidade, falam de coisa que a gente nem sabe , mas o cerne da questão, que é o meu argumento, de equilíbrio, de tratamento igual, não foi derrubado”, afirmou. “Agora quanto a fatos eleitorais, é uma interpretação sua (Jonas Calvi). Cada um julga o outro conforme a si mesmo. Se resolveram dizer que defender uma categoria que não tem voz nesta Casa com coragem e transparência é eleitoral, cada um mede com sua medida”. Cláudio defendeu o colega Everaldo Delazeri, que não estava na sessão devido a compromissos particulares. “Ninguém tem o compromisso com o erro. Mudar de ideia, por incrível que pareça, é sinal de grandeza”, salientou. “Agora, o que me causa muita tristeza é o raciocínio de que as pessoas humildes sejam marionetes só porque são pobres. Será que só quem vai na faculdade tem capaci-

dade de ler, de entender que não é manipulado. Será quem só quem mira no centro, tem carro, dinheiro, consegue decidir o voto com dignidade. Os demais são marionetes? Que arrogância! As pessoas só são humildes e pobres, elas não são burras para serem marionetes. Dizer que os funcionários públicos que passaram em concurso são marionetes? Não é este o caminho. Eu jamais desqualifiquei alguém por discordar de mim”, retrucou Cláudio. Jonas Calvi rebateu e disse que em nenhum momento falou em condição social dos servidores. “Só disse que pessoas estavam aqui sendo conduzidas e induzidas a um erro pelo teatro que vocês da oposição, principalmente, o senhor (Cláudio) e o Everaldo fizeram. Em nenhum momento me referi às pessoas humildes. É do seu feitio fazer um teatro, o senhor saiu da linha de raciocínio”, disse Jonas. A discussão avançou ainda para os gastos da Câmara de Vereadores nos últimos anos.


8

Jornal Opinião Encantado, 02 de dezembro de 2011

Geral Roca Sales projeta R$ 1,5 milhão em negócios com a 5ª ExpoRoca e 8ª Fecarpa

Tempo de Advento No último domingo, dia 27 de novembro começamos a vivenciar o tempo litúrgico do advento, que é tempo de esperança, confiança e conversão. É o tempo que aponta para as três vindas de Cristo: a do passado, sua vinda histórica; – a do presente: Cristo atuante no povo que celebra a eucaristia e pratica a caridade; – a do futuro: Cristo aparecendo em sua glória. É o mesmo acontecimento: ontem histórico e visível; hoje sacramento e realidade oculta; amanhã manifestação gloriosa. O advento nos chama a levantar a cabeça, a olhar para o horizonte, enxugar as lágrimas e a viver a novidade que virá, e que nos convida a partilhar o pão e o coração, a superar o ódio e a vingança, a não querer destruir o difícil e o diferente, o louco, o pobre e o importuno. A vinda de Cristo vem no inesperado, no empobrecido e no evitado, em quem Deus faz sua morada. Para que a vinda de Cristo não nos surpreenda, a exemplo do que aconteceu com as jovens imprudentes da parábola de Jesus (Mt 25,1-13) precisamos colocar azeite em nossas lâmpadas. Esperar com alegria e discernimento, vigilância e cuidado, lendo os sinais dos tempos, percebendo os vestígios de esperança que tornam a vida mais humana. Revestir-nos da atitude de espera e não de entorpecimento; espera criativa e amorosa, que aplaina os caminhos, superando a injustiça, a impostura e a corrupção que fabricam o desalento e deixam o povo sem perspectiva. O Advento nos convida à conversão e a mudar a nossa maneira de pensar, agir e sentir, preparando-nos para celebrar o Natal com coerência, acolhendo o Deus feito homem, a luz que veio a esse mundo e que muitos não quiseram receber. Precisamos colocar-nos a caminho em ação, pois Cristo virá somente para aqueles que lhe prepararam um tempo e um lugar em suas casas, na comunidade e na sociedade. Os caminhos de conversão que temos a apontar para o período do Advento são os grupos de oração, as celebrações da palavra, da penitência e da eucaristia, os gestos de partilha com os mais necessitados e a generosidade com a coleta da evangelização. Não deixemos que os enfeites sem conteúdo, e que só levam ao consumo, nos levem a ignorar os marginalizados da sociedade, que foram os primeiros a quem foi anunciada a boa notícia da entrada de Jesus na história da humanidade. A todos desejo um tempo de Advento de muita graça e bênção. Que os caminhos e as ações que vamos trilhar e realizar nos levem verdadeiramente ao Natal do Senhor. Quem se prepara bem celebra bem. Abençoado Advento a todos! Dom Canísio Klaus Bispo Diocesano 1. Informamos que a data das inscrições para a Catequese Familiar de todos os projetos da Paróquia São Pedro de Encantado, será nos dias 8 (5ª feira) e 9 (6ª feira) de dezembro de 2011, no Centro de Evangelização, das 15h às 20h, e no dia 10, sábado das 8h30min às 11h30min, e deve ser realizada pelos pais ou responsáveis munidos do documento de certidão de nascimento e lembrança do batismo. Poderão ser inscritas para o Projeto Pré-Eucaristia, crianças que completarem 10 anos até 31/12/12. Será cobrado o valor de R$ 15,00 destinados à compra do livro roteiro dos encontros. Atenção: Em março não serão reabertas as inscrições. Nas mesmas datas e horários haverá inscrições para os novos coroinhas

Lançamento dos dois eventos aconteceu, na terça-feira (29), no Centro Social Urbano Fotos: Diogo Fedrizzi

DIOGO FEDRIzzI Roca Sales – A comissão organizadora da 5ª ExpoRoca e 8ª Fecarpa apresentou, na noite de terça-feira (29), o trabalho de estruturação dos eventos que acontecem nos dias 9, 10 e 11 de março de 2012, no Centro Social Urbano. Conforme Daniel Aires, da Lume Eventos, responsável pela comercialização dos estandes, a meta é atingir R$ 1,5 milhão em negócios e superar a marca de 30 mil visitantes que foi registrada na edição passada. O acesso para os visitantes será gratuito.

Soberanas e autoridades acompanharam a solenidade de lançamento

100 espaços para expositores

Prefeito Amilton Fontana

Presidente da Comissão, Kurt Koste

Para o presidente da Comissão, Kurt Koste, a ExpoRoca e a Fecarpa se propõem a fortalecer a indústria, o comércio, as agroindústrias e as prestadoras de serviços rocassalenses, dando visibilidade durante a feira e em futuros negócios. “Teremos 100 espaços para expositores, queremos agregar qualidade em todos os setores para ampliar os negócios”, disse. Shows variados, atrações direcionadas para alunos e grupos de terceira idade, restaurante com cardápio à base da carne de peixes também integram a programação. “É nosso interesse motivar cada vez mais o consumo da carpa pela nossa população e, se possível, ser inserida na merenda escolar, tornando-se um hábito saudável”, acrescentou.

Qualidade de vida ao produtor O prefeito Amilton Fontana destacou a visibilidade que o município ganha. “Roca Sales desponta como potência não apenas no Vale do Taquari, mas em todo o Estado. Merece destaque pelos empreendimentos e índices alcançados no setor agropecuário e na indústria, que absorve a mão de obra das cidades vizinhas, no

Daniel Aires, da Lume Eventos

comércio variado e no setor de serviços que vêm crescendo consideravelmente”, falou Fontana. O chefe do Executivo ressaltou ainda o fato de todo o peixe consumido na ExpoRoca e na Fecarpa ser produzido em Roca Sales. “Hoje temos pessoas que acreditam nesta produção. Temos um produtor muito forte, Sigmar Scheer, que está regularizando um abatedouro. A administração quer ser parceira para fazer essa integração e, com certeza, dar mais opções aos nossos produtores rurais. Isso dá qualidade de vida ao nosso produtor. O município acredita muito nesse projeto”, disse.

350 açudes Segundo dados da Emater, atualmente, Roca Sales está entre os maiores produtores de peixe do Vale do Taquari, com mais de 350 açudes e uma produção que gira em torno de 80 mil quilos. A 5ª ExpoRoca e 8ª Fecarpa é uma realização da Associação Comercial e Industrial de Roca Sales (ACIROCA) e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Roca Sales e conta com o apoio da Administração Municipal.

ESTÁGIO JORNALISMO Rádio Encantado AM e Jornal Opinião Estudantes do curso de Jornalismo (4º semestre) enviem currículo para comercial@opiniaojornal.com.br


Especial

100 ANOS DIOGO FEDRIzzI

Encantado - Estar ao lado de uma pessoa a poucos dias de completar 100 anos de vida é um privilégio. Na terça-feira (29), João Franciso Pretto, o Joanin, recebeu a reportagem do Jornal Opinião em sua residência, no Bairro Jacarezinho. Aproveitando a sombra das árvores, de calção, camisa de botão, chinelo de dedo e com ajuda de uma bengala, Seu Joanin logo estende a mão e nos oferece uma cadeira para sentar. “Fui ponteiro esquerdo”, responde prontamente ao ser ques-

tionado sobre a posição que jogava no Serrano. “A melhor é a gorda, mas tem que ser bem temperada. Se não tiver tempero bom, não fica boa”, explica, quando perguntamos sobre a carne favorita para assar o churrasco. É que Joanin, durante um bom tempo, nas sextas e sábados, trabalhava no açougue da família. Durante a semana, cuidava da roça. No próximo sábado (3), dia do aniversário, familiares e amigos preparam uma grande festa para o Centenário de Joanin. A comemoração será realizada no Salão da Comunidade São Carlos. Aliás, festa para Joanin é um mo-

Festa no Jacarezinho celebra um século de vida de João Francisco Pretto, neste sábado (3)

mento de glória. “Ano passado foi um dos melhores momentos da minha vida”, conta, emocionado, ao lembrar a celebração dos 99 anos. “Naquele dia, ele disse no microfone que este ano comemoraria os 100 anos e que todos já estavam convidados para a festa”, revela a nora, Rejane. “Já escolheu a gravata?”, pergunto. “Tenho quase 10 gravatas, vou ter que ver ainda”, responde. “Então tá, vamos tirar uma foto?”, sugiro. “Sim”, mas antes, pede para trocar a camisa. Trabalho cumprido, Seu Joanin nos estende mais uma vez a mão. “Obrigado e boa festa”, digo. “Tchau”, diz ele.

Jornal Opinião Encantado, 02 de dezembro de 2011

9

Fotos: Diogo Fedrizzi

“a melhor (carne) é a gorda, mas tem que ser bem temperada. se não tiver tempero bom, não fica boa” JOANiN

“A vida é bela, é bom viver!” que Joanin foi um homem de muita saúde e com disposição para trabalhar. Com a família numerosa lançava mão de muitos meios para a sobrevivência e educação dos filhos. Cultivou milho, batata, feijão, trigo e, ao mesmo tempo, criava porcos. Além disso, plantou parreiras, colheu muita uva e fabricou vinho. É bom lembrar que os filhos participavam da colheita e até mesmo na fabricação do vinho, pois eles esmagavam a uva com seus próprios pés. João Francisco trabalhou aproximadamente 28 anos (de 1946 até 1974) com açougue. Ele também sempre gostou de reunir a família e os amigos. Preenchia o tempo com lazer, no futebol, nos bailes, no jogo de canastra, jogo de bochas e viagens para a praia de Quintão. Nove filhos, três noras, quatro genros, 21 netos e 14 bisnetos, parentes e amigos estarão reunidos neste sábado, dia 3, para homenagear os 100 anos de Joanin, que sempre Francisco está presente na família e na comunidade como exemplo de uma vida regada de bons princípios, de valores morais e religiosos, no trabalho, na fé e na caridade. Uma frase sua, que fica na lembrança: “A vida é bela, é bom viver!”.

Arquivo pessoal

João Francisco Pretto nasceu no dia 3 de dezembro de 1911, filho de José e Narcisa. Joanin tem nove irmãos: Carolina, Albino, Fausto, Jorge, Quinto, Terezinha, Gema, Agenor e Lourdes. Ele estudou na Escola Municipal Campos Sales, atualmente, Escola Antonio De Conto. A primeira professora foi Ida de Conto e, depois, Marta de Conto. O casamento com Rita Rita Catharina De Conto aconteceu na Igreja Matriz São Pedro no dia 1º de fevereiro de 1936. Os amigos Pio Luiz de Conto e Rosa Francisca Pretto, pais de Dom Paulo, casaram-se no mesmo dia. Joanin e Rita tiveram 11 filhos: Inês Narciza (falecida), Celina Maria, Zélia Ana, Eloi Luiz, Raul Antônio, Odete Christina, Pedro Roque, Maria Ines, Luiz Antonio (falecido), Jaime José e Joanéte Lucia. Ele foi um líder comunitário. Por várias vezes, com seu dinamismo e presteza, participou de diretorias de associações comunitárias, como presidente do Clube Recreativo Serrano, fabriqueiro da Capela São Carlos, sempre marcou presença nos momentos religiosos e festivos. Com relação ao trabalho pode-se destacar

LEMBRANÇAS DOS AMIGOS Sérgio Agostini, 67 anos, guarda com carinho os momentos de convívio ao lado de Joanin. “Ele conseguiu pagar os estudos e incentivar os filhos a estudarem numa época em que poucos faziam isso. Além disso, participou ativamente das diretorias, tanto da comunidade católica quanto do Esporte Clube Serrano”. Uma das lembranças mais vivas é a de Joanin na beira da estrada, escorado no cabo da enxada, conversando com as pessoas. “É uma lenda viva, uma história, fonte de pesquisa, lembrança lúcida do passado. Foi genro do Antonio de Conto, primeiro prefeito eleito de Encantado, é um orgulho para nós”, destaca. Agostini jamais esqueceu uma frase de Joanin: ‘tu és meu amigo como eu era do teu pai’.

O Tio Joanin Para Admir Lorenzon, 58 anos, o “Tio Joanin”, como ele o chama até hoje, se destaca por não fazer diferença com as pessoas. “Não importa se é um adulto ou uma criança, ele sempre trata do mesmo jeito”, comenta. “Quando ele foi presidente do Serrano, eu fui vice, secretário e diretor social”. Lorenzon lembra também que uma das marcas de Joanin é a de fazer ‘pegadinhas’ com as pessoas. “Ano passado, passou um homem por ele na estrada e gritou: ‘Seu Joanin, pegando um sol?’. E ele respondeu: ‘Não, ele tá muito alto’. Sempre tinha que estar com um pé atrás para não cair nas piadas dele”, comenta Lorenzon. “Ele é uma pessoa muito carismática”.

“Sempre de bem com a vida”

Família de João Francisco Pretto - Bodas de Prata – 01/02/1961

Nelsi Sartori lembra que Joanin é conhecido por integrar o Grupo de Idosos do Bairro Jacarezinho desde a fundação, em 1990. “Ele é uma pessoa alegre, feliz, sempre de bem com a vida, envolvido em tudo, liderando as coisas. Gosta de dançar, de cantar, especialmente, canções em italiano. Ele foi o primeiro Rei do Grupo de Idosos de Jacarezinho e o primeiro Rei do município”, salienta. “O Grupo, que hoje é presidido pelo Arnildo Beneduzzi, se sente orgulhoso por ter o Joanin sempre presente, representando muito bem a todos os integrantes”, completa Nelsi.


10

Jornal Opinião Encantado, 02 dezembro de 2011

Geral

10º ENCONTRO DOS AMIGOS DO BAR DO PIVATTO

Moradores do Bairro Nossa Senhora Aparecida

Scorsatto quer inclusão da AGM na Câmara Setorial da Erva-Mate

reforçam tradição da boa amizade

Caroline Rodrigues

Fotos: Antonio A.Lucca

Partida de futebol mobilizou os moradores

Audiência com o secretário Mainardi aconteceu na terça-feira (29) Porto Alegre - Na tarde desta terça-feira (29), o presidente da Associação Gaúcha Municipalista (AGM) e prefeito de Arvorezinha, José Scorsatto, o secretário executivo da entidade, Rafael Fontana, a representante do Sindicato da Indústria da Erva-Mate, Izabel Paludo, e o coordenador geral das Câmaras Setoriais, Dilson Bisognin, estiveram reunidos com o secretário estadual de Agricultura, Luiz Fernando Mainardi, e com o assessor Fernando Assis. O objetivo do encontro foi solicitar a inclusão da entidade na Câmara Setorial da Erva-Mate, que será reativada no próximo mês. O presidente Scorsatto falou sobre a importância de integrar o debate. “Para a nossa felicidade vai ser reativada a Câmara Setorial. Nós como AGM queremos estar inseridos neste processo. Como prefeito de Arvorezinha, eu tenho afinidade com o setor. Hoje possuímos em Arvorezinha 18 ervateiras e

Confraternização ao meio-dia

somos uma das regiões que mais produz a erva-mate”, ressaltou. Para Bisognin, a Cadeia tem muitos aspectos positivos. “A Cadeia Produtiva da Erva-Mate tem várias questões importantes para o Estado, entre elas, o Imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual e intermunicipal (ICMS) gerado, que hoje é maior do que da uva e a própria questão cultural do chimarrão para o nosso Estado”, disse. Para o secretário estadual de Agricultura, Luiz Fernando Mainardi, a participação da AGM, na Câmara Setorial, é extremante importante para que a entidade seja parceira da atividade e se envolva com as discussões do setor. A reinstalação da Câmara Setorial da Erva-Mate acontece no dia 14 de dezembro, às 14h, em Erechim, e contará com a presença da diretoria da AGM.

Roda de chimarrão também integrou as famílias ANTONIO ALBERTO LuCCA Encantado - No último domingo (27), nas dependências do Clube Comercial, mais de uma centena de moradores do Bairro Nossa Senhora Aparecida comemoraram pelo décimo ano consecutivo mais uma festiva jornada de exemplar modelo de boa convivência entre vizinhos. Desde 2002, tendo como idealizadores Valdir Pivatto e Ademir Dalprá, com um pequeno almoço na garagem da residência de Pivatto, proprietário de bar e mercado, o primeiro evento consolidou-se e vem reunindo anualmente cada vez mais famílias daquela comunidade. Futebol, almoço, música ao vivo e muita conversa descontraída é o tom da domingueira. A cada edição é escolhida uma comissão para organizar a

festa do ano seguinte, que ocorre no final de novembro. A deste ano foi composta por Valdir Pivatto, Dolorindo Arcari e Arlindo Valgoi, juntamente com suas esposas. “A festa não pode parar, tem que haver continuidade a cada ano”, disse Pivatto. Arcari, que muito zela até para detalhes mínimos da organização, salienta a importância da boa convivência entre vizinhos e integração das famílias. “Como é bonito ver as pessoas felizes, satisfeitas e participativas, que valorizam o encontro e, acima de tudo, a amizade sendo o objetivo comum”, comentou. O grande diferencial que faz alcançar o sucesso e a continuidade do encontro tem uma resposta: liderança exercida por um conjunto de pessoas simples e comprometidas. Ainda neste ano, moradores

da comunidade têm demonstrado forte consciência para as causas ambientais. Em maio, promoveram o plantio de mudas de árvores nativas em parte das ruas Minas Gerais e Rio de Janeiro. Semanas após o ato cidadão ficaram chocados com o corte ilegal, junto ao meio fio de via pública, de cinamomo, limoeiro e várias outras plantas, realizado por pessoas possivelmente ligadas ao proprietário do imóvel. Na época, o Jornal Opinião e a Rádio Encantado repercutiram amplamente os fatos. No mês de junho, em rápido sistema de mutirão, ergueram um rústico galpão comunitário e realizaram a festa de São João entre vizinhos. Um exemplar e coeso grupo de moradores que dá mostras reais de convivência harmônica, associativa e bem comum.

Culinária enriquece aulas de Espanhol Divulgação

Roca Sales Os alunos do 4º ano do Ensino Fundamental do Colégio Scalabriniano São José, juntamente com a professora Marisete Conzatti, exercitaram a Língua Espanhola de forma criativa, através do preparo de uma tortilla española. Os estudos do vocabulário em torno do nome dos alimentos oportunizou ao alunos o desenvolvimento de muitas habilidades e conhecimentos durante o desenvolvimento desta atividade. O espítiro de cooperação e responsabilidade, onde cada aluno partici-

pou com algum ingrediente, o cuidado no preparo dos alimentos, a separação do lixo produzido e a limpeza do ambiente onde a receita foi preparada e servida. A tortilla foi acompanhada de salada de alface, pepino e suco de limão, tudo preparado pelos alunos com ingredientes naturais. Realmente um momento de aprendizagem, conhecimento e diversão.


Encantado

Jornal Opinião Encantado, 02 de novembro de 2011

11

Mais de 3 mil motociclistas 4º MotoEncanto atraiu 216 grupos de todo Estado em dois dias de programação

DIOGO FEDRIzzI Encantado - Durante o último final de semana, a Praça da Bandeira concentrou milhares de motociclistas, oriundos de diversas partes do Estado que participaram do 4º MotoEncanto, evento promovido pelo Moto Grupo Encantado. Conforme o presidente Miguel Lopes, 216 motogrupos realizaram a inscrição, totalizando mais de três mil participantes. O público estimado, que circulou

pela Praça durante os dois dias de programação, ultrapassou cinco mil pessoas. “Saiu tudo dentro do esperado, foi um evento excelente”, disse Lopes. “Agradeço a todos integrantes do Moto Grupo, que se empenharam, se dedicaram e deram o máximo de cada um para que o resultado fosse positivo. E também à comunidade em geral e ao poder público”. Atualmente, a entidade encantadense conta com 57 sócios. A Associação dos Motociclis-

tas do Rio Grande do Sul (AMORS), entidade que reúne mais de 670 motoclubes ou motogrupos gaúchos, também esteve presente, representada pela vicepresidente Lorena Herte de Moraes. Ela já garantiu a realização da quinta edição, em Encantado, para o último final de semana de novembro de 2012. “Esta data pertencia a Lajeado, mas como esse ano o evento não foi promovido por lá, nós ganhamos a preferência”, explicou Lopes.

Diogo Fedrizzi

Diogo Fedrizzi

Sorteio da moto gerou grande expectativa no final da tarde de domingo

Jomba

Encantadense leva moto de R$ 49 mil

Ângela, Jurlei, Lidiane e Diéssica cuidaram das inscrições

Presidente Miguel Lopes com a vice-presidente da AMO-RS, Lorena Herte, e soberanas

Rubilar Cândido foi o ganhador da motocicleta Honda CBR 600RR, Zero Quilômetro. Ele foi sorteado com o número 1.165. Na foto, Baixinho, como é conhecido, aparece ao lado de Miguel Lopes e do gerente da Valecross, Andrelli Gotardi.

Jomba

´ Personagens e suas Maquinas

Filosofia de vida O casal de namorados Alexandre Abreu e Laura Medeiros, de Butiá, integram o grupo Rota 290 e pela primeira vez vieram a Encantado. Músico, Abreu conta que a possibilidade de conhecer lugares diferentes o motivou a praticar o motociclismo de estrada. “É uma filosofia de vida, não ficar parado em um mesmo lugar sempre. Tem o lado do turismo também, conhecer pessoas”, comentou Abreu, que anda numa Suzuki Boulevard 1500, avaliada em R$ 34 mil. O lugar mais distante que viajou foi para o Uruguai. Fotos: Diogo Fedrizzi

O ‘Aranha’ das motos “Só me conhecem por Aranha”, adianta-se Vitório Juchen, 31 anos, de Feliz. O apelido justifica-se pela quantidade de aranhas de plástico presas na motocicleta. “Comecei a frequentar os encontros e me interessei em montar uma moto diferente”, diz Aranha, que já gastou cerca de R$ 3 mil em acessórios para incrementar a Twister. Pela primeira vez em Encantado, ele salienta que viaja por todo o Estado e, há dois meses, esteve no Uruguai.

Laura e Alexandre, de Butiá

Os Zangões do asfalto

O ‘Aranha”, de Feliz

Os amigos Marcos Kaminski, 62 anos, e Celso Lucchese, 53, também estiveram pela primeira vez em Encantado. Integrantes do MotoGrupo Zangões do Asfalto, de Ijuí, chegaram à cidade pela RS 332, via Arvorezinha. Segundo Kaminski, anda de moto desde 2003, o grupo é formado por motociclistas com média de 40 anos de idade. “Eu sou o terceiro mais velho. Temos um colega de 69 e outro de 67 anos”, disse. Para ele, que é bancário aposentado, praticar o moto turismo, a fim de conhecer lugares novos, foi o que lhe estimulou a comprar a Suzuki 805, avaliada em R$ 22 mil. Kaminski e Lucchesi, de Ijuí


12

Jornal Opinião Encantado, 02 de dezembro de 2011

Entrevista

Queda no ICMS preocupa Laste Retorno começou a diminuir a partir de 2008 devido ao fechamento de aviários. Prefeito de Nova Bréscia vê nos incentivos para o setor da indústria e comércio uma alternativa para reaquecer a economia DIOGO FEDRIzzI Nova Bréscia - Encaminhando-se para o oitavo e último ano à frente da administração de Nova Bréscia, o prefeito Diógenes Laste fala com orgulho dos quase R$ 10 milhões investidos em obras, entre elas, o asfalto nas ruas centrais, a construção do Parque de Eventos e a Escola de Educação Infantil. Por outro lado, Laste mostra preocupação com a queda na arrecadação de ICMS provocada, principalmente, pela diminuição na produção de frangos, atividade que até então colocava a Capital da Mentira numa situação mais confortável. Os incentivos no setor da indústria e comércio surgem como alternativa para voltar a aquecer a economia bresciense. JORNAL OPiNiãO - QuAL A PROJEçãO ORçAmENTáRiA PARA 2012?

Diógenes Laste - Quando assumi, o nosso orçamento era de R$ 6,7 milhões. Para 2012 projetamos R$ 13,9 milhões. Estamos finalizando o sétimo ano à frente do município e, nesse período, investimos quase R$ 10 milhões. Um feito inédito. Foram obras que mudaram o visual da cidade. Pensamos em alternativas para os jovens, iniciamos a construção do Parque de Eventos, a Escola de Educação Infantil. Buscamos recursos para a aquisição de quatro caminhões novos, financiamos, é claro, R$ 700 mil, mas tudo isso é investimento que está presente no município. Compramos três microônibus através do programa Caminhos da Escola, com 40% dos recursos subsidiados pelo governo federal. Tudo foi uma batalha, não acontece por acaso. São questões que o prefeito tem que pensar para o município hoje e para o futuro. Estamos bem, apesar das dificuldades que todos soubemos que estão acontecendo em nível mundial. Nós, municípios menores, dependemos quase 50% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Enquanto que os maiores têm uma arrecadação maior oriunda de impostos próprios, como IPTU, IPVA. Montamos nosso plano de governo a favor do povo. Muitas vezes, o povo é exigente, e com razão. Nossa administração no todo está empenhada em fazer o melhor. Nossos departamentos, secretarias, vice-prefeito, prefeito, estão integrados. Também temos a Câmara de Vereadores que sempre procura somar. Tudo isso faz parte de um trabalho organizado, onde uma equipe quer o melhor. Não é o meu partido, é o grupo da administração, é o povo e a região que ganham. Esse é o nosso orgulho, não de um administrador só, mas de uma administração que se destaca com a sua comunidade. JO - um DOS TRABALhOS QuE O SENhOR SE ORGuLhA é O ASFALTO NA RuA CENTRAL. Diógenes Laste - Quando assumi, nenhuma rua tinha sinal de asfalto. Na campanha eleitoral em 2004, eu pregava que

nosso. Estamos numa fase de decadência de arrecadação do ICMS devido a isso. Desde 2008 estamos perdendo um pequeno percentual de ICMS. O Estado cresceu 17% e Nova Bréscia cresceu 10%. Vamos perder para o ano que vem mais R$ 400 mil. É uma preocupação grande, temos que buscar outras alternativas para poder superar isso. Um criador de frango é uma empresa de médio porte na nossa região. E essa empresa, se for fechada, deixa um vazio na nossa produção. Temos que deixar claro, a situação é bastante delicada, dependemos mais do ICMS e do FPM. Em 2008 ganhávamos em arrecadação o dobro de ICMS do que FPM. Este ano vamos ganhar quase igual.

“Quase um terço da população, mais de 800 pessoas, está na área da indústria e do comércio. ou é dono, sócio da empresa, empregado. Já incentivamos mais de 30 empresas. o crescimento desde 2005 para cá é considerável”, DiÓGENES LASTE

continuássemos incentivando nosso produtor rural, mas precisávamos trabalhar também para a população da sede. Sempre digo que o cartão postal do município é a cidade. Investimos no projeto de embelezamento para melhorar a situação da cidade. Repito, o nosso investimento chega à casa dos R$ 10 milhões em ruas, no asfalto, em incentivo aos que querem e puderam construir um prédio e uma casa melhor. Para terem uma ideia, quando assumi, em Nova Bréscia havia dois prédios. Hoje temos oito e mais uns quatro em projeto de construção. Tudo isso foi uma proposição do nosso governo em colaborar com todos aqueles que querem que Nova Bréscia seja melhor. Eu não fiz nada de especial, apenas procurei trabalhar junto com a comunidade. Um povo trabalhador faz a diferença. Temos vários exemplos também de pessoas que saíram e voltaram para investir em Nova Bréscia. A administração tem que ser parceira em todos os sentidos. O povo tem que ser valorizado num todo. Sou parceiro e amigo de todos brescienses que queiram investir e que queiram que Nova Bréscia continue crescendo. Esse é o orgulho de uma administração, ser parceiro. JO - E COmO ESTá A áREA DA SAúDE? Diógenes Laste - Procuramos investir na área da saúde valores que ultrapassam o limite da lei que é 15%. Estamos com quase 18%. A nossa obra principal é o ser humano. O trabalho da Saúde, de toda a equipe, é visando o bem, o melhor atendimento. JO - E A SiTuAçãO DA ESTRADA QuE LiGA NOvA BRéSCiA A ENCANTADO? DiÓGENES LASTE - Temos quase quatro quilômetros de estrada em precárias condições na RS 425. O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer)

vem, faz a manutenção, mas quando chove estraga tudo. Estamos batalhando, ao lado de Coqueiro Baixo e Encantado. Estamos preocupados em fazer com que estas estradas fiquem bem cuidadas. As dificuldades do Estado são grandes, sabemos disso. Agora está previsto o asfalto de Coqueiro a Nova Bréscia, a partir de abril. Esperamos não só o asfalto novo entre Coqueiro e Bréscia, mas também melhores condições até Encantado. Estamos empenhados junto ao Daer em poder melhorar esta estrada, que é de suma importância. A produção de Nova Bréscia, Coqueiro Baixo e parte de Relvado e Capitão passa por esta estrada. JO - COmO

O SENhOR PROJETA O FEChA-

mENTO DAS CONTAS?

Diógenes Laste - Este ano está sendo mais difícil que os outros, até porque a situação da crise mundial está refletindo bastante. Para nós que dependemos mais do FPM e parte de ICMS foi bastante difícil. Temos que economizar para poder fechar as contas. Em Nova Bréscia tivemos grandes investimentos, buscamos recursos em nível federal, mas existe a contrapartida. Por isso que dificulta um pouco. Mas graças a Deus, as nossas obras estão dentro da nossa previsão, dentro do nosso projeto de trabalho. Mas com dificuldade. Tivemos quedas, que vem se acentuando, no ICMS. O índice foi crescendo até 2008, quando chegou ao teto máximo. A produção de frangos chegou ao teto máximo. Em Nova Bréscia, há 40 anos criam-se frangos. Os primeiros produtores não tinham as exigências que existem hoje no meio ambiente. Está acontecendo o fechamento de aviários, os produtores mais idosos estão se aposentando. E devido às exigências das empresas, eles não querem mais investir no aviário. Com razão até. Trabalhar até morrer não é o desejo

JO - E O QuE O muNiCíPiO TEm FEiTO? Diógenes Laste - O município tem que estar preparado. Buscamos outras alternativas, investimos em indústria e comércio. Hoje quase um terço da população está na área da indústria e do comércio. Ou é dono, sócio da empresa, empregado. Mais de 800 pessoas fazem parte da indústria e do comércio. Já incentivamos mais de 30 empresas. O crescimento desde 2005 para cá é considerável. Mas o resultado não é imediato, demora um tempo para ter retorno. Estamos no caminho certo, com esperança que o município vai dar a volta e conseguir superar esta pequena crise que está sendo deixada pelo criador de frango. Dificultou mais pelas próprias exigências da empresas e dos compradores do exterior. JO - O SENhOR Já PREPARA A SuCESSãO NO CARGO?

Diógenes Laste - Desde que assumi a administração voltei minha atuação por um bom trabalho, digno, de credibilidade. E para poder vermos um trabalho bom, precisamos buscar esta parceria com a comunidade. Esta parceria aconteceu. Por isso que estamos chegando ao final do segundo mandato com credibilidade. É orgulho poder ter dentro da comunidade pessoas que têm condições de dar continuidade ao trabalho. Acredito que os munícipes tem a arma na mão de poder votar e votar nas pessoas que realmente querem conduzir Nova Bréscia, que continue no caminho certo. Isto dá uma habilitação aos nossos candidatos tanto a vereador, como a prefeito e vice, de ter credibilidade. Tenho certeza que o povo está enxergando e vai ser o grande aval para poder continuar nesse trabalho. Eu espero até que essa questão seja vista também pelos nossos opositores. Nunca batemos de frente com ninguém, sempre procuramos ouvir todo mundo. Claro, sempre favorecer a maioria. Isso, a oposição, às vezes, não enxerga. Acha que por ser de um partido só favorece este partido. Muito pelo contrário, favorecemos todo mundo. Quem quis melhorar sua propriedade, seu acesso, fomos parceiros. Não deixamos ninguém na mão.


Encantado

Jornal Opinião Encantado, 02 de dezembro de 2011

13

ESTACIONAMENTO ROTATIVO PAGO COMEÇA SEGUNDA DIOGO FEDRIzzI

A partir de segunda-feira (5), o trânsito central de Encantado sofre uma das maiores alterações dos últimos tempos. Depois de anos de estudos e pesquisas em outras cidades da região e com a comunidade, o município implanta o estacionamento rotativo pago. O objetivo é criar mais espaços para os veículos, principalmente, nos horários de pico. O investimento da administração municipal é de R$ 24 mil. Fotos: Diogo Fedrizzi

horários O sistema será observado de segunda a sextafeira, das 9h às 12h e das 13h30min às 17h. Aos sábados, das 9h às 12h.

As taxas são de R$ 0,75 por meia hora e R$ 1,25 por uma hora. O limite de permanência do veículo é duas horas. Se exceder o tempo, poderá ser considerado estacionamento irregular.

Nos próximos dias também deverão ser definidos os locais para Carga e Descarga. Por enquanto, conforme Luciano Moresco, é possível que os caminhões façam Carga e Descarga em frente às lojas, porém, haverá a cobrança normal do rotativo pelo tempo que ficarem parados. “Se o caminhão utilizar três vagas, por exemplo, vai ter que pagar por três vagas”, esclarece Moresco.

Locais

O equipamento

valores

Inicialmente, a medida vale apenas para a Rua Júlio de Castilhos, no trecho entre as ruas Miguel Luiz Pretto (Praça da Bandeira) e Tiradentes (Sicredi), e para a Rua Padre Anchieta (quadras da subida da Igreja Matriz e rótula).

Rua Júlio de Castilhos

Os ‘laranjinhas’ A responsável pela administração do rotativo pago é a Associação do Menor Encantadense (AME). Seis operadores, conhecidos como “laranjinhas”, por utilizarem um jaleco na cor laranja, foram contratados pela entidade e vão controlar o equipamento Duas quadras da Padre Anchieta que realiza as cobranças. Ao estambém serão fiscalizadas tacionar o veículo, o motorista logo será abordado por um destes operadores que farão a cobrança da taxa. O objetivo é fazer com o serviço seja autossuficiente para a AME.

Vagas foram numeradas

O município de Encantado adotou o sistema E-rotativo. Ao invés de cartelas, os cobradores utilizam computadores de mão (os chamados PDAs) e pequenas impressoras para realizar e emissão de tickets de estacionamento. Cada um destes computadores de mão está conectado com os demais através de uma rede wireless exclusiva do projeto, o que permite a entidade administradora do estacionamento rotativo monitorar em tempo real os estacionamentos em cada quadra. O sistema possibilita dois formatos diferenciados de pagamento: * "In Loco": com o pagamento no momento do estacionamento, onde o operador do sistema fará o troco. * Cadastramento: nesta modalidade, o usuário poderá cadastrarse junto à Central Administradora optando por duas outras modalidades de pagamento: PRÉ-PAGO ou PÓS-PAGO.

Cobrança começa na Júlio, esquina com a Miguel Luiz Pretto

Central

Conforme o secretário de Administração, Luciano Moresco, a Brigada Militar, que é a responsável pela fiscalização do trânsito em Encantado, aumentará o efetivo de policiais nos primeiros dias para auxiliar e orientar os motoristas sobre o novo sistema.

A central administradora do estacionamento rotativo pago funcionará numa sala anexa ao prédio da Casa de Cultura. O responsável pelo setor será Adil Feraboli. Os usuários poderão comparecer no local para receber informações e fazer o cadastramento prévio. Para facilitar o pagamento, os motoristas podem se cadastrar na central ou através do site www.ameencantado.com.br e solicitar as vantagens do sistema digital.

vagas

internet gratuita

Fiscalização

200 vagas foram criadas e numeradas para identificar os locais onde o rotativo vigora. A faixa azul no meio fio também diferencia os espaços em que haverá cobrança.

motocicletas

Motos terão espaço determinado, como este na Padre Anchieta

Carga e Descarga

As motocicletas, que não precisarão pagar pelo estacionamento, estão proibidas de utilizar os locais onde há sinalização para o rotativo. Cerca de 60 novas vagas foram criadas específicas para as motos: no eixo central da Rua Padre Anchieta, na subida da Igreja Matriz; na Barão do Rio Branco, ao lado da Caixa Federal; e na Tiradentes, nas proximidades do Sicredi.

Com a implantação do rotativo, a Rua Júlio de Castilhos terá possibilidade de internet wireless gratuita. Segundo Luciano Moresco, a ideia é estender a rede para a Praça da Bandeira.

Segurança Os `laranjinhas`também terão condições de colaborar no bem-estar da população. Com o equipamento, eles poderão avisar a Central, via equipamento eletrônico, em caso de acidentes, mal-súbitos, informações turísticas, atitudes suspeitas, entre outras. “Com o computador de mão, os `laranjinhas`estarão em contato com a base o tempo todo”, explica Moresco.

Farmácias A possibilidade de estacionamento por 15 minutos em frente às farmácias deixa de existir.


14

Geral

Jornal Opinião Encantado, 02 de dezembro de 2011

Casamento Coletivo confirmado para o dia 21 de dezembro Encantado – A Secretaria Municipal de Assistência Social vem realizando eventos que, além de promover inclusão social, estão transformando a vida de muitas famílias. No dia 11 de novembro, 20 meninas-moça participaram do 1º Baile de Debutantes do CRAS. Agora, a Assistência Social e o Grupo Encantado de Comunicação preparam o Casamento Coletivo, durante a programação do Natal Mais Encantado. Casais que desejam oficializar a união podem procurar a Secretaria Municipal de Assistência Social a partir desta semana para fazer a inscrição e en-

Encantado começa a entrar no clima de Natal

Fotos: Caroline Rodrigues

caminhar a documentação necessária. O evento conta com o apoio do Cartório de Registros Públicos, com a isenção de taxas. O Casamento Coletivo será realizado dia 21 de dezembro, às 19h, na Casa do Papai Noel, e contará com diversas surpresas para os casais. Após o enlace, o show da noite será com o Guri de Uruguaiana, às 21h30min. Para a secretária de Assistência Social, Valéria de Castro Caldas, além da realização de um sonho, o casamento é a inserção da família no que tange a cidadania. “É também maior proteção jurídica e principalmente uma mudança de valores”, diz.

Joseane Alba é escolhida a Rainha de Anta Gorda

Divulgação

Eluize Di Domenico, Joseane Alba, Lais Gheno Anta Gorda - O município realizou no sábado (26), a escolha da nova corte. 21 candidatas participaram do concurso. As três escolhidas foram Joseane Alba (Rainha), e Eluize Di Domenico e Laís Carla Gheno (Princesas). Elas permanecem como soberanas até 2013. Uma das novidades foi o voto popular pela internet. A mais votada foi Maiara Rebelatto, que conquistou 4.882 votos. Além das novas soberanas, a comissão organizadora aproveitou para apresentar a estrutura da 4ª FestLeite, que ocorre de 26 a 29 de abril de 2012.

Encantado - Desde sextafeira, dia 25, a cidade de Encantado começou a entrar no clima de Natal. As ruas do Calçadão estão ganhando arcos, árvores, papais noéis e uma vasta iluminação para preparar a comunidade para o evento que inicia no próximo mês. A decoração deste ano foi elaborada pelo especialista em trabalhos artísticos Danilo Bertuol. Ele é o responsável por confeccionar materiais novos e reutilizar alguns já existentes para decorar a área central onde acontece o Calçadão. Além de todos os diversos enfeites, também serão colocadas, na extensão das ruas Júlio de Castilhos e Padre Anchieta, 25 árvores de Natal de 1,80 metros de altura e outras seis de 2,80 metros. Programação A abertura oficial do Natal Mais Encantado ocorre no dia 16, às 21h, na esquina das ruas Júlio de Castilhos com a Padre Anchieta. O evento inicia com o espetáculo de Natal do grupo Artes e Sonhos, a chegada do

Papai Noel e a abertura da Casa do Bom Velhinho. Também acontecerá show de fogos, apresentação do Coral da Associação Pró-Menor de Encantado (AME) e show com o sertanejo universitário da dupla Eduardo & Ezequiel. Ainda durante toda a semana de programação, que encerra no dia 23, ocorrerão shows com as bandas Explosão do Baile, Luauê, Vitrine Viva, Guri de Uruguaiana, Orquestra da Ospa, Art Biss, Marcelo Gaúcho, MC Jair da Rocha e Alma Nova. Comércio amplia horário Durante o mês de dezembro e toda a programação do Natal Mais Encantado, que acontece de 16 a 23 de dezembro, o comércio do município terá o horário de atendimento estendido. Além de estarem abertas aos sábados, dias 3, 10, 17 e 24, até as 17h e, no domingo, dia 18, das 18h às 22h, no dia 16, as lojas permanecem atendendo até as 21h. Já do dia 18 até o dia 23 de dezembro, o horário será ampliado até as 22h.


Opiniรฃo 02.12.2011 Pรกg 15


16

Especial

Jornal Opinião Encantado, 02 de dezembro de 2011

Nesta semana apresentamos a construção da Escola Municipal de Educação Infantil Lago Azul, localizada na Rua Uruguai, no bairro São José. Uma obra com mais de mil metros quadrados em um investimento superior a R$ 1 milhão.

Escola Infantil Lago Azul

JOILSON PEREIRA O projeto prevê que as instalações da nova Escola Municipal de Educação Infantil Lago Azul tenham capacidade de comportar a frequência de 120 crianças com até seis anos de idade. Ao todo, o espaço será de 1.118,46 metros quadrados, divididos em seis salas para creche, duas salas para pré-escola, refeitório, bloco administrativo, bloco de serviços, banheiros, biblioteca, laboratório de informática, anfiteatro, palco, pátio, jardins e um espaço de playground. A obra iniciou em setembro de 2010, com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), através do

Fotos: Diogo Fedrizzi

Ao todo, o espaço será de 1.118,46 metros quadrados

projeto ProInfância, do Governo Federal, que liberou R$ 950 mil. Entretanto, para a execução da obra, a Secretaria Municipal de Educação e Cultura precisou investir mais de R$ 409 mil. O total do investimento é de mais de R$ 1,3 milhão. A expectativa da Administração Municipal é de que as obras da estrutura física do prédio estejam concluídas até fevereiro do próximo ano. Após esta etapa começa a colocação do mobiliário e equipamentos. Com isso o educandário deve estar apto para receber os prmeiros alunos a partir do segundo semestre de 2012. Obra iniciou em setembro de 2010 e deve estar concluída em fevereiro de 2012


Encantado, 02 de dezembro de 2011


Jornal Opiniao 02 de dezembro 2011