Page 1

DE

SETEMBRO - DOMINGO - EDIÇÃO

ESPECIAL

- CIRCULAÇÃO

DURANTE A

ESTRELA MULTIFEIRA 2011

Frederico Sehn/Ass.Imprensa Estrela Multifeira

JORNAL OPINIÃO - 11

caderno especial

OITO MIL PESSOAS ASSISTEM AO SHOW DO PAPAS DA LÍNGUA


especial o r a m r fo s n a r t r e u q o t Proje e it le o n ia c n ê r fe e r m e Vale

Fotos: Caroline Rodrigues

2

PALESTRA

O

DIOGO FEDRIZZI

Projeto Vale dos Lácteos pautou um dos eventos técnicos da Estrela MultiFeira. O tema Qualificação e organização da Cadeia Produtiva do Leite no Vale do Taquari e de outras regiões direcionou as explicações do economista Oreno Ardêmio Heineck, coordenador do Projeto.

R$ 3 MILHÕES DE ICMS

Inicialmente, Heineck apresentou um levantamento sobre a realidade econômica e a necessidade de o Vale do Taquari voltar a crescer. “Virar os olhos para o campo é burrice”, disse, enquanto demonstrava os recursos gerados na região com a produção leiteira. “Só em retorno de ICMS são quase R$ 3 milhões. Nós temos um produto que tem mercado, que tem valor, mas é preciso fazer algumas coisas diferentes do que se têm hoje”. O palestrante expôs aspectos fundamentais para um maior nú-

A apresentação reuniu produtores e lideranças do setor agropecuário, na tarde de sexta-feira, dia 9, no auditório da Escola Vidal de Negreiros, em Estrela. O secretário de Agricultura de Estrela, Paulo Scheeren, e o vice-presidente da feira, Gilmar Neitzke, acompanharam o encontro.

mero de produtores de leite se sentirem atraídos a ingressarem no processo qualificado e remunerado de produção, entre eles, o cumprimento da Instrução Normativa 51, o acesso a tecnologias, a sanidade do rebanho, o melhoramento genético e a assistência técnica. “Nós temos que crescer pensando em ganhar dinheiro”, salientou

DIFICULDADES

Ele alertou também sobre o transporte do leite, apontado pelo economista como um dos gargalos da cadeia. “Você entrega o produto e não sabe como vai che-

EXPEDIENTE O Caderno Opinião ESTRELA é uma publicação especial do JORNAL OPINIÃO que circula durante a ESTRELA MULTIFEIRA no Centro Comunitário Cristo Rei, em Estrela. Coordenação: Milton Fernando; Produção: Joilson Pereira, Diogo Fedrizzi e José Raimundo Tramontini; Edição/Projeto Gráfico: Diogo Fedrizzi; Colaboração: Paulo Ricardo Schneider/Ass.Imprensa Estrela Multifeira; Direção Comercial: Bolivar Neto; Impressão: BT Indústria Gráfica.

gar à indústria”, comentou. Além disso, apresentou características da indústria e suas dificuldades, entre elas, a produção de qualidade, os pontos de venda e a pouca variedade de produtos lácteos. “Temos poucos produtos, uns 50. Poderíamos ter uns 300”. Segundo Heineck, a cadeia do leite é importante econômica e socialmente, principalmente, por conter o êxodo rural. “A cadeia é o patinho feio do agronegócio, mas com toda a condição de se transformar no cisne. Carece de fomento e de organização”, acrescentou. PRESERVE O MEIO AMBIENTE este material é impresso com papel reciclado

APOIO


especial

PALESTRA

3

Fotos: Caroline Rodrigues

A cadeia leiteira é o patinho feio do agronegócio, mas com toda a condição de se transformar no cisne. Carece de fomento e de organização ORENO ARDÊMIO HEINECK PARCERIA COM A ESPANHA

O palestrante também fez um relato do trabalho regional, realizado pelo Codevat, Amvat, Asamvat e Univates, sobre o projeto Repensando o Agro no Vale do Taquari, e destacou as conclusões do Grupo do Leite: necessidade de trabalhar a genética, sanidade e manejo, organizar a cadeia produtiva e buscar parcerias, entre elas, o convênio com a Galícia, na Espanha. Ele expôs, através de fotografias registradas nas viagens à Espanha, o processo galego, considerado referência no mundo. “A exemplo do Vale, a Galícia também passava por dificuldades na organização de sua

cadeia leiteira há 20 anos. Padronizaram a produção e hoje colhem os resultados”, destacou. “Em cima das experiências obtidas na Espanha foi redigida a Carta de Galícia, que norteia as ações do nosso trabalho”.

VALE DOS LÁCTEOS

O primeiro resultado foi a criação do Projeto Vale dos Lácteos, lançado no dia 2 de setembro de 2010, na Univates, em Lajeado. O Projeto propõe a sistematização da qualificação e organização da cadeia leiteira, dando atenção para sanidade, manejo, genética, políticas públicas e controle leiteiro. Outra consequência foi a implantação do programa Controle de Brucelose e Tuberculose Bovina, com a adesão de municípios da região.

Os próximos passos do Projeto direcionam as ações para mobilizar os municípios para a formação do G Leite e de uma Associação Pro-Qualificação e Organização da Cadeia do Leite. O convênio entre a empresa GMG, de São Paulo, com a agropecuária Diamaju, de Anta Gorda, para a distribuição de sêmen galego já está confirmado.

Secretário Scheeren e vice-presidente da feira Neitzke


4

U

especial

Vendas do artesanato devem crescer 50% E X P O SI ÇÃ O

movimentam dos setores mais Feira é o arlti Mu dos da Estrela no Salão de tesanato, localizado é de responsaExposições. O espaço dos Artesãos ção bilidade da Associa . rt) ela str (E la tre de Es esidente Ana pr evic Conforme a a com 38 associaEly a entidade cont o com trabalhos dos, destes 16 estã o centenas de Sã expostos na feira. em madeira, tes do lha produtos traba ovos e pinturas. cido, linha, cascas de disposição artiOs visitantes têm à 4,00 a R$ R$ gos que custam de vendas é alde a tiv cta 200,00. A expe speramos superar tamente positiva. “E em relação à Multias vendas em 50% o”, diz Ana Ely. Feira do ano passad lart participa Além da feira, a Estre e, como cidad de outros eventos da l. ta Na e al en Bi , Páscoa

DIOGO FEDRIZZI

Reboques GS

A empresa Reboques GS trabalha com uma linha completa de reboques, desde os modelos simples até os modelos de luxo, seja para transporte de animais, seja para transporte de carga. O proprietário é Claudio Seidel, que trabalha no ramo há mais de 25 anos, tendo fundado a empresa há 12. “Somos uma empresa certificada pelo Inmetro, e temos em exposição reboques desde R$ 1.700 até o modelo de luxo com banheiro e cozinha que custa R$17 mil. E nosso objetivo na feira, claro, é a venda direta, mas, com certeza, a feira nos proporciona um espaço único de divulgação do nosso produto, possibilitando que novos negócios se realizem a partir daqui”, projeta Seidel.

Fotos: Diogo Fedrizzi

Ana Ely é vice-presidente da Estrelart Texto e foto: Joilson Pereira

Seidel (centro) fundou a empresa há 12 anos


especial

Fotos: Frederico Sehn/Ass.Imprensa MultiFeira

Rock e clássicos do B ee Gee s

A

ite de primeira no trela shows da Es 011 Multifeira 2 m por uito foi marcada e rock and roll Bee Gees. clássicos do

A primeira banda a subir ao palco foi a Die Klassiker Rock Band, formada por um grupo de amigos para celebrar o rock and roll e a amizade. Os músicos são autênticos representantes de duas gerações do rock estrelense, conhe-

SH O W S

5

AMIGOS DA DIE SÃO CONHE KLASSIKER CIDOS NA MÚSICA DE SDE OS ANO S 70 PAULO RICARDO SCHNEIDER

cidos por terem feito parte de inúmeras bandas no Vale do Alto Taquari desde os anos 70, tais como Santa Rita Blues Band, Sputnick, Pulsar, Estação do Sol, Liverpool e outras. Guti Horn, Odécio Petter, Genol Quartieri, Ricardo Petter,

Fernando Arenhart, João Vicente do Espírito Santo, Églon Pithan, Biti Horn e Cristiano Horn levantaram o público com interpretações de clássicos de bandas como The Rolling Stones, Beatles, Eric Clapton, Dire Straits, Bob Dylan e outros.

ESPECIAL BEE GEES

A Banda Sunset Riders, de Porto Alegre, foi a segunda atração, com uma homenagem ao grupo inglês Bee Gees, que teve seu sucesso comparado ao de grandes nomes da música mundial. No show, denominado Especial Bee Gees, foram lembrados, com fidelidade, todos os clássicos deste grupo que emplacou sucessos desde a década de 60 até seu último álbum, em 2001.

BANDA SUNSET RIDERS É D E P OR T O ALEGRE


6

SH O W N A CI O N A L

Foto: Frederico Sehn/Ass.Imprensa MultiFeira

especial

N

exta-feira, a noite da s ao palco dia 9, subiu Estrela de shows da ha banda gaúc a a ir e if lt u M a gua. Formad Papas da Lín d s e com 11 ano e , 3 9 9 1 m e siional, os mú carreira nac o, li kin, Zé Natá n e L o é L s o c ho zão e Sergin Fernando Pe es z straram feli o m e s h a o M aao Vale do T em retornar in a rme os org quari. Confo a de oito mil zadores, cerc reistiram a ap pessoas ass e receptividad sentação. “A a m re ótima, é aqui é semp ta lis onta o voca ravilhosa”, c ah. Serginho Mo

Papas da Lí o ito m i l

JOILSON PEREIRA


especial

S H O W N A C IO N A L

O comunicador Bolivar Neto fez uma entrevista ao vivo e exclusiva com a banda, na Rádio Energia Pop FM, e Moah mostrou seu descontentamento com o momento da indústria fonográfica. “As gravadoras estão acabando, devido a essa interatividade e dinamismo da internet. A música hoje está muito tecnológica, não que eu não goste de tecnologia, mas sou muito analógico ainda”, brinca Moah, que afirma ainda que as bandas não podem se esquecer do rádio e do jornal, pois, segundo o vocalista, são veículos que aproximam os artistas do público.

CARREIRA NACIONAL

A carreira nacional da banda Papas da língua começou de vez quando conseguiu colocar a música “Eu Sei” na trilha da novela Páginas da Vida, da Rede Globo. “Foi o que nos deu visibilidade. A partir dessa música, em uma novela do horário nobre da televisão, possibilitou que a banda fizesse shows por todo o país, em lugares que nunca imaginamos ir, inclusive, fora do Brasil, como nos Estados Unidos, França, África do Sul, e Portugal onde chegamos a lançar um CD”, lembra Moah.

íngua para pes so a s

7


8

especial

PANIFICADORA BRUXEL

E X P O S IÇ Ã O

“Ótima vitrine para nossos produtos e serviços”

NA MULTIFEIRA Durante os dias de feira, a panificadora Bruxel deslocou

boa parte de sua estrutura para atender bem aos visitantes com almoço, jantar e o “Café Bruxel”, com toda a variedade de produtos com a marca Bruxel, desde os salgados e doces até as tortas. “A feira para nós é um cartão de visitas excelente, é uma ótima vitrine para os nossos produtos e serviços. Podemos mostrar o nosso trabalho e estreitar a nossa relação com a comunidade, que nos dá uma resposta incrível, para nós a feira está muito boa”, conta Bruxel. Ele revela ainda que uma equipe de quase 30 funcionários trabalha durante a feira para bem atender os clientes.

Fotos Joilson Pereira

A

panificadora Bruxel iniciou suas atividades há mais de 18 anos no muniEstrela, e hoje dispões de cípio de três lojas. Uma em Lajeado, dentro do Centro Universitário da Univates, e duas em Estrela, na rua Fernando Abott, a rua do calçadão, e na Coronel Mussnich. Esta última está em processo de ampliação e, segundo Lino Bruxel, até novembro será inaugurada uma praça de alimentação mais ampla que comporte aproximadamente 100 pessoas.

JOILSON PEREIRA

Bruxel: experiência de 18 anos

O projeto “Travessia – Consciência Socioambiental”, desenvolvido pela Lume Eventos, tem o objetivo de alertar a população do Vale do Taquari sobre a necessidade de adotar o hábito de separar e colocar o lixo de forma correta nas lixeiras. Este é o terceiro evento em que o Projeto é realizado no Vale do Taquari. Na Estrela MultiFeira de Estrela, o Travessia tem a parceria da Vigilância Mühl e conta com o apoio do Conselho Municipal de Meio Ambiente, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Saneamento Básico e do projeto Sala Verde. 30 pontos de coleta de lixo estão

Diogo Fedrizzi

A conscientiza PROJETO TRAVESSI o stino correto do lix visitantes sobre de

DIOGO FEDRIZZI

espalhados pelo Centro Comunitário. Os materiais são separados em Seco e Orgânico. O recolhimento do lixo é feito diariamente e encaminhado para a usina e o depósito de reciclagem da prefeitura de Estrela.

EDUCAÇÃO O estudante do segundo ano do Colégio Martin Luther, de Estrela, Fernando Felzmann Scheinpflug, revelou que na escola os professores realizam diversos trabalhos de conscientização sobre o descarte correto do lixo. “A gente aprende muito. Já fomos até conhecer o lixão aqui de Estrela”, disse.

Na MultiFeira, Fernando, de 7 anos, colocou o papel na cesta destinada ao lixo seco


especial

e m o n a r u c o r p a d i e t o Latv c s a m a h n i u q a v para

A

E X P O SI ÇÃ O

9

Ismael Wathier e Mönica Grave recebem os visitantes no espaço da Latvida na MultiFeira 2011

D I OG O F E D R I Z Z I

indústria de Laticínios Latvida iniciou as atividades no dia 15 de março de 2000 e atua na produção e comercialização de leites, queijos, iogurtes, doce de leite e creme de leite. Empresa familiar estruturada pelos irmãos Rui e Valdir Sulsbach, a Latvida conta com a planta industrial instalada em Estrela, onde recebe milhares de litros de leite por dia. Os produtos são comercializados para as regiões do Vale do Taquari, Vale do Rio Pardo, Grande Porto Alegre, Central e Planalto Médio. A Latvida mantém a tradição de estar presente nos grandes eventos do Vale. Na Multi-

Feira, o estande localizado no Salão de Exposições é um espaço para o visitante conhecer e degustar os produtos.

NOME DA MASCOTE

Outra atração é o Concurso do nome da nova mascote, a vaquinha. O interessado em participar deve preencher um cupom e depositar na urna localizada no estande. Neste domingo, às 18, os participantes concorrem a uma câmera digital. O resultado da promoção será divulgado no dia 12 de outubro. O autor do nome mais criativo ganha um notebook.

Presidente da AGM divulga a 1ª Jornada Municipalista O presidente da Associação Gaúcha Municipalista (AGM), prefeito de Arvorezinha, José Odair Scorsatto, enalteceu o trabalho de organização da Estrela MultiFeira. Acompanhado da esposa Claudete Baccon, ele visitou a feira na sexta-feira. “Está de parabéns o prefeito Celso Brönstrup e a comissão organizadora pela estrutura ia montada, que nos dá uma ide nôeco ial enc pot bem forte do mico de Estrela”, comentou. À frente da AGM desde o mês de julho, Scorsatto já tra-

balha na organização da 1ª Jor nnada Municipalista, que aco tece nos dias 19 e 20 de outubro, no Everest Palace Hotel, em Porto Alegre. Segundo ele, até o dia 23 de setembro, a programação estará definida. “Vamos discutir a privatização ou não da água, a emenda 29, o trânsito e a educação”, revelou. O ex-ministro e economista Delfim Neto deve participar do Seminário. O governador Tarso Genro também é esperado.

Caroline Rodrigues

DIOGO FEDRIZZI

Scorsatto e a esposa Claudete


especial 25% dos estrelenses são associados do Sicredi

10

DESTAQUE

Fotos: Diogo Fedrizzi

JOILSON PEREIRA

O Sicredi é uma ins tituição financeira de ráter cooperativo, qu cae atua em 11 estado s brasileiros e tem atualm ente mais de 1,7 mi lhão de associados. A co operativa oferece en tre outros, os serviços de conta corrente, poup ança, talão de cheques, ca rtõ bito inclusive com ba es de crédito e de déndeira própria, além nanciamentos, segu de firos e consórcios.

EM ESTRELA

EQUIPE SICREDI NA MULTIFEIRA: Luis Felipe, Claus Valahuer, Anete e Alex

O município possui uma população economicamente ativa de mais de 16 mil pessoas, das quais, segundo o gerente da unidade, Claus Valahuer, 4.293 são associadas do Sicredi em Estrela. “Os nossos associados correspondem a praticamente 25% da população economicamente ativa do município”, comemora Valahuer.

NA MULTIFEIRA

O gerente Claus Valahuer conta que o motivo principal da presença do Si-

credi com um estande na Multifeira 2011 é o de divulgar e fortalecer a marca da cooperativa junto ao público. “Estamos trabalhando com uma equipe de 17 pessoas, divididas em seis grupos que se revezam para esclarecerem para os visitantes todos os serviços financeiros que a cooperativa presta. E temos ainda o suporte da nossa superintendência regional do Sicredi Ouro Branco, que tem base em Teutônia e que está nos auxiliando durante os dias de feira”, revela o gerente.

Durante a Estrela Multifeira os visitantes podem preencher um cupom no estande e concorrer a um kit completo para fazer chimarrão.

Repórter Joilson Pereira entrevista o gerente Valahuer


especial

Cooperativa Languiru

E XP O S I Ç Ã O

11

56 anos de história no Vale do Taquari

Joilson Pereira

A

Cooperativa Languiru teve origem onde hoje é o município de Teutônia, e iniciou seus trabalhos no ramo da agropecuária voltada à produção leiteira. Hoje, a cooperativa tem mais de 4.200 associados e 1.700 produtores, e atua no mercado com produtos dos mais variados segmentos, desde os lácteos e embutidos, passando pela produção de aves, suínos, rações, até uma rede composta por três supermercados e duas lojas de agrocenter. A Languiru é uma empresa de abrangência regional, com unidades implantadas em diversos municípios do Vale do Taquari. Em Estrela está a fábrica de rações, instalada às margens da BR 386.

JOILSON PEREIRA

Gilsinho, Elizandra, Bruna, Adilson, Marcelo e Luciano

NA MULTIFEIRA A Cooperativa Languiru é presença constante em feiras diversas em toda a região, mas tem um diferencial: o estande da cooperativa dispõe de degustação dos seus produtos e de divulgação dos lançamentos, mas nesses espaços não é feita comercialização direta. “A presença da cooperativa Languiru na Mul-

EADAI Veículos

A revendedora EADAI Veículos é uma importadora da empresa Effa, que trabalha com marcas chinesas de veículos. Ao todo já são três marcas de veículos orientais que são comercializadas nas três lojas, em Estrela, Santa Cruz do Sul e Capão da Canoa. “Estamos há um ano no mercado e a aceitação vem crescendo”, afirma o gerente da loja de Estrela, Luciano Fraga. A EADAI trouxe para a Multifeira seus veículos da linha leve, o M100, os utilitários e a Linha pesada, composta pelos caminhões N601 e N900, que transportam até 3 e 4 toneladas respectivamente.

tifeira, por exemplo, tem por objetivo divulgar nossos produtos e, principalmente, aproximar a marca Languiru dos clientes e dos associados”, conta o representante comercial da empresa, Gilson Hollmann. Durante a Estrela Multifeira 2011, cerca de 20 funcionários se revezam em diversas equipes para atender aos visitantes. Texto e foto: Joilson Pereira

Fraga afirma que após um ano no mercado aceitação aumenta


12

especial

Atrações DOMINGO

GRUPO E ENCANTADO D COMUNICAÇÃO

o AM, A Rádio Encantad FM 97,7 e o p Po a Rádio Energia titão na Estrela Mul Jornal Opinião es e. nd nosso esta Feira 2011. Visite

HORÁRIOS

13h A p r es en t a ç õ es B l o c o R e n a sc e r d o Sa m ba e G r up o C u í c a ( S a n ta M a r i a ) 14h30min B a nd a A p p l e 15h45min B a n d a C h a mp i o n 17h J o na s & L uc as S e r t an e j o U n i ve r s i t ár i o 18h30min G r up o A l m a C r io u la 19h E nc e r r am e n t o d a F e i ra e d a Vi s it a ç ã o C o me r c i a l

Banda Apple

Às 15h45min

Divulgação

P R O GR A M A ÇÃ O

BANDA CHAMPION

A Banda Champion foi criada em fevereiro de 1990 e a primeira apresentação foi em abril do mesmo ano em Montenegro/RS. Formada por músicos vindos de outros conjuntos de baile da época, atualmente tem entre seus integrantes três dos fundadores: Renato, Flávio e Lamarque. Com o propósito de animar bailes, shows, festas e feiras, trazendo seu estilo próprio e diferenciado a Banda Champion lançou o seu primeiro LP em abril de 1990, dois meses após a fundação, juntamente com o lança-

Às 18h30min

mento do grupo no mercado de bailes e shows. O grupo já viajou pelos mais variados lugares do país conquistando amizades e conhecendo pessoas em todas as regiões do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rondônia entre outros estados e inclusive no Paraguai. A Banda Champion contabiliza em seus primeiros 21 anos mais de 3.700 apresentações. Tem 12 discos gravados até 2011, uma coletânea e um DVD.

Grupo Alma Crioula

Às 14h30min

A Banda Apple surgiu em 2005. A cover é inspirada em nomes ícones, como The Beatles, Creedence, Pink Floyd, The Rolling Stones e algumas nacionais, que marcaram e ainda marcam gerações. Por isso, quando sobe ao palco, retorna às raízes do bom e velho rock’n roll. Os músicos Déo Moraes (guitarra e vocais) e Zezé (baixo e vocais) vêm da primeira formação da Banda Apple. Mais tarde, para incrementar o grupo, entra em cena o baterista Soneca, que assume os pratos, o bumbo e as baquetas. É então que se apresenta a atual “cara” da Banda Apple, contando com músicos com mais de 20 anos de atuação na estrada cada.

Fundado há cinco anos na cidade de Lajeado, o Grupo Alma Crioula tem raízes tradicionalistas muito fortes dentro do cenário do Rio Grande Do Sul, participando de CTGs, fandangos, rodeios e shows. O grupo é formado por Alex (vocal), Ramon(guitarra e vocal), Marcos (Maranhão) (baixo e vocal), Edinei (acordeon) e Gabriel (Bibi) (bateria).

SERVIÇO ESTRELA MULTIFEIRA 2011 LOCAL: Centro Comunitário Cristo Rei

HORÁRIO DE VISITAÇÃO: Hoje: das 14h às 22h Sábado: das 10h às 22h Domingo: das 10h às 19h

INGRESSO PARA A FEIRA E SHOWS: gratuito

Opiniao Estrela MultiFeira 2  

O Jornal Opinião circulou com caderno especial na Estrela MultiFeira, em Estrela/RS.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you