Page 1

CADERNO ESPECIAL n 25 de janeiro de 2013

1


2

CADERNO ESPECIAL n 25 de janeiro de 2013

Curtindo a melhor idade Na última quinta-feira (24), foi comemorado o dia dos aposentados. Esse dia é dedicado aquelas pessoas que certamente dedicaram boa parte de suas vidas ao trabalho. Essas mesmas pessoas contribuíram para o desenvolvimento do país. A data é do ex-presidente da confederação Brasileira de Aposentados, Pensionistas e Idosos (COBAP), Benedito Marcilio, instituída através de uma lei criada no ano de 1981. A data de 24 de janeiro de 1923, originou a Caixa de Aposentadoria e Pensões para empregados de empresas privadas das estradas de ferro, originando em seguida à Previdência Social. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), atualmente recebem os benefícios no Brasil aproximadamente 20 milhões de idosos. São vários os perfis de aposentados. Existem os que apenas usufruem do benefício e seguem trabalhando, existe quem abriria mão da aposentadoria para trabalhar e há os que acreditem que a aposentadoria represente o fim de uma missão, ou seja, a hora de usufruir do que foi construído pelo trabalho durante uma vida toda. O momento de encerrar as atividades profissionais é muito mais difícil do que parece ser. Não é apenas trocar o guarda pó pelo sofá e a companhia da família. Há quem adoeça por aposentar-se. A reportagem do Grupo Encantado de Comu-

nicação conversou com alguns aposentados. Idosos que optaram por aproveitar a vida da melhor forma, que não levam em conta a idade para definir o que fazer ou não de suas vidas. E eles garantem: Não há arrependimento algum.

importância de atividades de lazer, eu por exemplo sempre procuro aproveitar uma piscina com meus netos, a convivência com eles também contribui para meu bemestar”, justifica. Até namorado a senhora de 69 anos arranjou nos encontros de idosos.

Cristina Nava está prestes a completar 70 anos no início do mês de fevereiro, viúva, ela realiza inúmeras atividades que, segundo ela, beneficiam não somente o corpo, mas sim a mente. “Eu sinto que faz bem para minha saúde essas coisas que faço, seja a caminhada com minhas amigas, as festas de idosos, meus exercícios com simulador de caminhada aqui em casa, inclusive o chimarrão com as vizinhas nos finais da tarde”, relata Cristina. Há cinco anos ela realiza exercícios. A alimentação também recebe atenção redobrada da encantadense. Em relação aos encontros de idosos, a senhora comenta que são várias as pessoas que estão passando a compreender que atividades físicas, cuidado com a alimentação, tempo reservado para lazer, começam a entrar na rotina de inúmeros aposentados do grupo em que ela frequenta. “Não são poucas as pessoas idosas que estão vivendo a vida de uma maneira melhor, se divertindo e estando de bem com a sua saúde e compreendendo a

A também encantadense Bambina Girelli chega aos 80 anos nos próximos dias . Ela também destacou os inúmeros benefícios das atividades que realiza. “Eu gosto de todas as coisas que eu faço, frequento o grupo de idosos, os bailes de idosos também, gosto das caminhadas que faço e principalmente do convívio com algumas vizinhas que tomo chimarrão todas as manhãs, pois como sou viúva e ela também, acabamos fazendo companhia uma para outra”, salientou ela. Bambina também conserva uma boa alimentação e garante que as coisas que faz diariamente fazem com que os dias passem mais rapidamente. “Eu cuido bastante com o que eu como, pois sei que isso interfere na minha saúde, faço todas as refeições durante o dia, somente a janta que eu abro mão, consigo dormir melhor dessa maneira. Em relação as atividades que realizo, nem vejo passar as horas de tão bem que me sinto, inclusive fazendo as tarefas de casa as horas passam muito rápido”, diz ela.

A primavera chegou e cuidar do corpo e do organismo é fundamental

Confira nossas promoções e nosso serviço de tele-entrega


CADERNO ESPECIAL n 25 de janeiro de 2013

3

Uma vida mais saudável Entre as doenças do século XXI, pode ser incluída a depressão pós aposentadoria. É a mudança repentina da vida agitada de trabalho para a calmaria e o sossego de casa. Muitas vezes, em virtude da alta idade, muitas pessoas encontram-se aposentadas e solitárias, em alguns dos casos existem pessoas que acabam buscando uma companhia mesmo na terceira idade. É o caso de um casal de Encantado que preferiu não se identificar. “Nós dois somos viúvos e precisávamos de companhia, mesmo que algumas pessoas falem, nós não nos importamos por que sabemos o quanto somos felizes juntos, é uma companhia que teremos até o final de nossas vidas, cuidamos um do outro”, declararam. O sexo é um pilar da vida, independente da idade, raça, classe social. Manter a vida sexual ativa faz bem ao corpo, alivia tensões e, principalmente, mantém a auto-estima em dia. É fácil falar, o difícil é transgredir uma sociedade que, apesar de moderna, ainda mantém o preconceito em que se imagina apenas corpos jovens aptos à sexualidade. Até pouco tempo atrás era inadmissível perante a sociedade que uma pessoa com mais de 50 anos namorasse. O tempo passou, mas o preconceito permanece dentro e fora de casa. Aqui, esbarramos em três grandes problemas: a não aceitação da família, a dificuldade de iniciar um relacionamento e fatores de ordem

fisiológica. “É comum a família não permitir que o idoso namore, seja porque ele esteja “denegrindo” a imagem do parceiro anterior que se foi, seja porque a família tem receio de que ele se afaste do convívio por conta desta nova relação, ou até mesmo por deixar de ajudá-los (cuidar dos netos, ir ao banco, pagar contas, etc.). Assim, com medo de perder o amor dos familiares, ele se sujeita a condição de ficar só”, esclarece a psicóloga e psicoterapeuta, doutora. Olga Inês Tessari, autora do livro “Dirija sua vida sem medo”. Outro ponto é quando há resquícios de depressão. “A pessoa pensa que já cumpriu seu papel e que não precisa se relacionar com outras pessoas. Imagina que agora é hora de esperar a morte chegar”, indica a especialista. Em outros casos, o medo impera: medo de buscar outra pessoa e enfrentar a pressão da família e o preconceito dos outros, medo da nova relação não dar certo e vir a sofrer novamente, medo dos comentários dos

amigos/vizinhos e por aí vai. Nos casos de ordem psicológica, as mulheres sofrem mais. “Para elas, sexo é algo que se faz no escuro do quarto e sobre o qual nada se fala publicamente. Muitas reclamam de nunca terem atingido o orgasmo, que o sexo feito com o parceiro sempre foi ruim e dão graças a Deus de estarem viúvas. Justamente por esse motivo, não pensam em namorar novamente. O fato é que na época em que eram jovens, o conceito de

sexo era de que o homem deveria se satisfazer sexualmente e a mulher deveria estar pronta para ter relação sexual na hora em que ele quisesse. Era uma

postura servil da mulher, bem típica de uma sociedade machista, que felizmente tem mudado ao longo do tempo”, completa a doutora Olga.

Especialistas repassam conselhos para a vida pós-aposentadoria • Faça um planejamento de vida com metas que estejam ao seu alcance. • Busque atividades que lhe dêem prazer e coloque um novo sentido em tudo o que faz . “É na aposentadoria que, muitas vezes, as pessoas vão fazer o que não tiveram oportunidade antes”, opina Canineo. • Enriqueça a sua vida espiritual: estar em sintonia com Deus, ter fé e viver em comunidade é muito saudável. • Cuide de si mesma. Agora, a falta de tempo não é desculpa para abrir mão de uma alimentação balanceada e de exercícios físicos. “Pratique a caminhada 4 ou 5 vezes por semana, por pelo menos 30 minutos, de preferência, pela manhã”, ensina. • Invista mais nas relações humanas. Vai fazer bem conhecer melhor os vizinhos, conviver com os netos e fazer novos amigos. • Seja participativa, não pense duas vezes antes de aderir a clubes, associação de bairro ou grupos de apoio. Um dos segredos para viver bem e por mais tempo é a socialização. • Divirta-se ! O médico surgere a dança como uma excelente forma de mexer com os sentimentos e com o corpo. • Descubra a alegria do voluntariado. “A aposentadoria é a fase de olhar para as experiência, mas também para frente, aplicando o que aprendeu” reflete. • Vá com calma “Se voltar a exercer algum trabalho, seja por necessidade financeira ou não, é preciso que o ritmo seja menos intenso e que haja condições dignas para isso, defende o médico.

CLÍNICA

DE

CARDIOLOGIA

Dr. André Luiz Peretti CREMERS - 31858

Vales do Taquari e Rio Pardo

Ipê, PAS, Cassi, Cabergs, Saúde Caixa

Rua Duque de Caxias, 513 - sala 302 - Centro Clínico - Encantado Fone: 3751-1450


4

CADERNO ESPECIAL n 25 de janeiro de 2013

Melancia traz benefícios na vida sexual Melancia (Citrullus lanatus) é o nome de uma planta da família Cucurbitaceae e do seu fruto. Trata-se de uma erva trepadeira e rastejante originária da África. É cultivada ou aparece quase espontaneamente em várias regiões do Brasil, geralmente em áreas secas e de solo arenoso. Originária da África, foi trazida ao Brasil por negros de origem Banto e Sudanês no processo de escravidão A produção brasileira foi estimada pelo IBGE em 144 mil toneladas de frutos em 1991, concentrada principalmente nos estados de Goiás.

A melancia é uma fruta saborosa, barata e refrescante, sendo usada até como uma sobremesa de baixa caloria. Embora ela seja conhecida há décadas como uma ótima fonte de vitaminas C, A e B6, estudos recentes descobriram que a melancia, que tem origem na África, também é um excelente antioxidante e pode fazer bem para a saúde sexual, segundo divulgou o site Yourtango nesta quintafeira (18). O Departamento de Agricultura norte-americano divulgou um estudo que indicava que o consumo regular de melancia é benéfico para homens e mulheres e previne a disfunção erétil, a hipertensão, melhora a sensibilidade à insulina e a degeneração macular. Isso porque a fruta é rica em licopeno, que é um poderoso antioxidante carotenoide que neutraliza radicais livres, que por sua vez, são substâncias nocivas ao corpo. A inclusão da melancia na dieta tem como benefício ainda diminuição do

colesterol e das chances de desenvolver artrite reumatoide e ortoartrite, além de proteger o corpo de alguns cânceres, como o de próstata, endométrio, pulmão e mama. Pessoas que trabalham com a indústria sexual já conheciam os benefícios da melancia. Assim como os aspargos fazem o espermatozoide adquirir um cheiro forte e ficar com o gosto amargo, a melancia age justamente de maneira oposta. Por ser uma fruta rica em água e açúcares naturais, ela colabora para tornar os fluidos do corpo mais adocicados e perfumados. Essa lista inclui a saliva, o sêmen e a secreção vaginal. E o efeito pode ser notado algumas horas após a ingestão da melancia. Estudos indicam ainda que os benefícios do licopeno e do betacaroteno presentes na fruta melhoram quando ela é consumida em temperatura ambiente. Por isso, vale o sacrifício de deixá-la um tempinho fora da geladeira.

NUTRIÇÃO ESPORTIVA

Em busca de uma boa forma física e estética, para os praticantes de atividade física em geral ou de um melhor rendimento para o atleta, são usados recursos como exercícios físicos, dieta e suplementos nutricionais. Mas o que acontece muitas vezes é que as pessoas agem de forma errônea no que diz respeito a alimentação pré e pós exercícios e acabam por prejudicar o desempenho nos treinos e não conseguir os resultados tão desejados. Todos nós, independente do tipo de atividade física ou modalidade esportiva precisamos de carboidratos, proteínas e lipídeos na dieta. Os carboidratos: quanto maior for a intensidade ou a duração do exercício, maior vai ser a necessidade de ingesta de carboidratos, para que se otimize o rendimento / desemenho do atleta ou praticante, do contrário haverá uma redução do nível de glicogênio muscular (principal reserva energética nas células) e consequentemente a queda do rendimento. Os lipídeos, ou simplismente, as gorduras, são de total importância, pois, participam na formação de hormônios como testosterona (responsável pelas características sexuais), e, como componentes da membrana celular, promovem absorção das vitaminas A, D, E e K. Liberando os depósitos de gordura favorece a geração de suficientes quantidades de energia para um treino adequado. As famosas proteínas são realmente de extrema importância, no entanto elas costumam ser superestimadas pelos praticantes de treinos de força, que acreditam que somente as proteínas promovem aumento de massa muscular. Contudo, a ingestão energética também é importante para promover hipertrofia muscular. De fato deve-se ingerir proteínas, pois elas são elementos vitais para o processo de hipertrofia muscular, já que proporcionam a reparação das fibras musculares. O que não deve ocorrer é a ingestão maior que a adequada, que pode levar a problemas hepáticos e renais. Quanto aos suplementos alimentares, estes são usados por quem quer garantir a ingestão mínima necessária desses nutrientes; ou por saberem que não conseguem obtê-los somente da dieta – sua fonte ideal e principal – ou por terem suas necessidades aumentadas – é o caso de grávidas, de atletas, ou de pessoas com determinadas condições de saúde. Eles são bons auxiliares no manejo do plano alimentar, no entanto não adianta colocar toda essa expectativa no suplemento. Primeiramente é necessário ter um bom plano de treino e colocálo rigorosamente em execução com a orientação de um bom profissional de educação física. Você deve manter uma alimentação equilibrada e personalizada, de acordo com as suas necessidades e uma hidratação adequada ao longo do dia, além de manter em torno de 7 - 8 horas de sono por dia . O sucesso virá com o conjunto de todos esses cuidados e não apenas com uma das partes.

Os suplementos Nutricionais podem ser divididos em diversas categorias: Hidroeletrolíticos: São produtos formulados a partir de concentrações variadas de minerais, carboidratos e vitaminas. Tem por objetivo a reposição de líquidos e eletrólitos perdidos durante a prática esportiva intensa. Energéticos: São produtos formulados a base de carboidratos simples, complexos ou mix de carboidratos. Permitem a manutenção dos níveis de energia durante a atividade física. Exemplo: maltodextrina, dextrose, Waxy maize ou frutose. Suplementos Protéicos: São compostos por maiores teores de proteínas (mínimo: 51%) ou exclusivamente por proteínas. Podem conter pequenas quantidades de carboidratos e vitaminas. São indicadas para a construção muscular. Exemplo: Whey protein, caseína, albumina e barrinhas de proteínas. Hipercalóricos ou compensadores: São produtos muito calóricos, desenvolvidos para pessoas que desejam ganhar peso ou massa muscular, mas que por terem o metabolismo muito acelerado ou um gasto calórico muito grande, estão sempre na batalha para o ganho de peso. São shakes calóricos ricos em proteínas, carboidratos, vitaminas e minerais. Podem conter também creatina, BCAA e glutamina. Os melhores são os que contém menos açúcares e mais proteína de boa qualidade. Aminoácidos: Compostos apenas de aminoácidos livres. É indicado para evitar o catabolismo protéico e a fadiga, promover a construção muscular. Pode ser utilizado em atividades de força, atividades de longa duração e alta intensidade como as maratonas. Mas lembre-se: cada indivíduo tem necessidades energéticas adequadas diferentes, devido a fatores individuais como idade, sexo, perfil antropométrico, estado de saúde, atividade física, intensidade, duração e freqüência do exercício entre outros fatores. Devendo essa adequação ser feita individualmente por um nutricionista. Nutricionista: Juliana Dellazari Álvares Especialista em Nutrição Esportiva CRN2 8914 Contato: 84212702 ou Julialvares05@yahoo.com.br

Caderno Vida & Saúde 25 de janeiro de 2013  

Encartado no Jornal Opinião

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you