Issuu on Google+

+ MECÂNICA + CLUBES + GAROTA TOP RACE + FÓRMULA 1 + LANÇAMENTOS + www.wherecuritiba.com.br

SPRINT RACE

A categoria mais acessível do Automobilismo Nacional

KART

Torneio de Verão Raceland e Copa Pinhais

Ano 01 | Edição 01 | Abril 2014

MULTIPLICANDO CAVALOS Diferentes formas de bombar a dieta dos “pôneis malditos”

134 cv 380 cv MCC Comunicação Ldta.

TURISMO

Patagônia, Alasca e EUA sobre duas rodas + AGENDA + PRODUTOS + DESIGN + CULTURA + DICAS + NEGÓCIOS + EVENTOS +


EDITORIAL COM VOCÊS: A WHERE AUTO Brasileiro é apaixonado por carro, velocidade e tudo que envolve o mundo sobre rodas, bem, isso todos sabem e não é novidade. O que é novidade mesmo é a Where Auto: uma edição única em seu segmento. Diante de tanta paixão pelo mundo do automobilismo, percebemos uma grande lacuna no mercado: a falta de uma revista que abordasse o mundo sobre rodas de uma maneira mais completa. Que tivesse matérias de arrancada, kart, fórmula 1, motos, preparação, e de tudo ligado ao tema: desde negócios até decoração, passando por cultura, agenda, produtos e serviços. Então, eis que surge essa baita revista, para os amantes da velocidade. Nós da MCC Comunicação, que já temos duas publicações também pioneiras em seus segmentos - a Where Curitiba (uma revista de lazer, turismo e gastronomia) e a Where Imóveis (construção, arquitetura e decoração) ficamos muito orgulhosos e satisfeitos com o resultado final da Where Auto. Tivemos o maior prazer em produzi-la e esperamos que vocês tenham o mesmo prazer ao lê-la. Aceitamos críticas e sugestões visando sempre melhorar, afinal, podemos comparar uma publicação com uma equipe de corrida: um belo resultado final sempre depende de mais de quatro mãos. E lembrem-se: leiam com calma, não precisam ter pressa, aqui, a velocidade não é exigida. Tenham uma ótima leitura!

>> EXPEDIENTE • EDITORA/DIRETORA: Marina Cotovicz | redacao@wherecuritiba.com.br • COLABORADORES: Marcel Pilatti | www.gptotal.com.br Kid Azevedo | Ricardo Martins | • DIREÇÃO DE ARTE / PROJETO GRÁFICO: Diogo Cotovicz | arte@wherecuritiba.com.br

A Where Auto é uma publicação da MCC Comunicação Ltda. com distribuição dirigida. Rua Antônio Kaminski, 191 - Orleans - 81200 402 Curitiba – PR. Tel/Fax: 41 3373.4124 www.wherecuritiba.com.br

• DEPARTAMENTO COMERCIAL: GERÊNCIA: Maritsa Fantinato / 41 9227.0043 | maritsa@wherecuritiba.com.br

ONDE ENCONTRAR A WHERE AUTO? Gratuitamente nas principais oficinas, concessionárias, eventos, autocenters e lojas automotivas de Curitiba. Disponível para compra nas bancas:

• DEPARTAMENTO FINANCEIRO: financeiro@wherecuritiba.com.br

» Banca Espanha

• CTP. IMPRESSÃO E ACABAMENTO: Tuicial • DISTRIBUIÇÃO: A&D Comercial / Correios

* Não é permitida a reprodução sem a prévia autorização dos responsáveis. Os artigos assinados não são de responsabilidade da MCC Comunicação Ltda.

[Al. Dr. Carlos de Carvalho - Praça Espanha] Tel: 3225.1173 » Revistaria Bacacheri [Av. Erasto Gaertner, 220. Bacacheri] Tel: 3356.2850 » Banca Staub [R. Mal. Deodoro] Esq. c/ R. João Negrão. Tel: 3233.2814 » Banca Biblioteca Pública [R. Ébano Pereira] Esq. c/ R. Cândido Lopes. Tel: 8480.8999


NÃO PERCA AS PRÓXIMAS EDIÇÕES DA WHERE AUTO Julho e Novembro

Ligue e Anuncie: 41 3373-4124


SUMÁRIO

MEU POSSANTE _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ 08

PIT STOP _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ 10

SHOW ROOM _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ 16

PERFIL _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ 20 Carlos Eduardo Bana

AUTODRÓMO _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ 22 Sprint Race

Mulher no volante _ _ _ _ _ _ _ 26 Natasha Victoria Schaffer POrta mala _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ 28

COLUNISTA - f1 _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ 13 Marcel Pilatti

Matéria de capa _ _ _ _ _ _ _ _ _ 32 Preparação MECÂNICA BÁSICA _ _ _ _ _ _ _ _ _ 36

PROMESSA _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ 48 Gustavo Kiryla

CLUBES _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ 50 Chevetteiros

TURISMO _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ 52

DRIVE-IN _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ 58 A Era dos Campeões

edição

agenda _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ 60

01


MEU POSSANTE

tanto de Maverick que adO Leonardo Pupo gosta Grup o Maverick Clube de do ministra a página amente que seu carCuritiba no facebook. Obvi : um Maverick 74 que. ro não poderia ser outroJardi m Social desde 2008 do dor mora o está com

Esse é um Ford 1927 modelo T-Bucket Rat Rod montado a partir de uma carroceria de fibra de vi-dro e com chassi adaptado. O carro está com Tiago Ribas, morador do Água Verde, desde julho de 2013.

O xodó de Silvio Da ranna é seu Fus ca 78. morador do Portão conta quellag ro está na família háOoito era do seu irmão maoiscar s: o e há dois fizeram negano ócio Esse amor por fusca estávelh na gen a: seu avô tinha um. fusca 60, o tio tem um Itamar étic e seu pai tem um 67.

O Maverick V8 302 1976 é de Claudia Belniowski. A moradora do bairro Portão tinha um 4cc, mas no aniversário de 10 anos de casamento pediu para o marido trocar por um V8. Já faz três anos que Claudia tem o carrão.

Quer ver a foto do seu possante na próxima edição da revista?

, motor V8 302, pertenO lindo Ford Galaxie Landau,1977 José Portes da Cunha. Fabio ce ao morador do Capão Raso

08

WHERE AUTO | Abril 2014

Mande um e-mail para whereauto@wherecuritiba.com.br e conte a história do seu carrão!


PIT STOP

Concessionária Polaris

A cidade de Curitiba começou o ano de 2014 com a sua primeira concessionária de veículos off-road da marca norte-americana Polaris, a AR3 Racing – que integra o Grupo Consulfac. A Polaris é líder mundial no segmento de quadricículos (AVTs) e side-by-sides (UVTs) e está presente em mais de 130 países, por meio de 1.600 revendedores nos EUA e mais de 800 no restante do mundo. Rua Chile, 1373 - Rebouças.

Servopa - prêmio Alta Performance O Grupo Servopa, por meio de suas concessionárias de Curitiba (matriz), Maringá e Ponta Grossa se destacaram perante as demais da Volkswagen. O prêmio Alta Performance, oferecido pela montadora, consagrou as três lojas do Grupo nas categorias ouro, para Ponta Grossa e prata, para as demais. O objetivo da premiação é estimular o desenvolvimento das concessionárias da marca em todo o Brasil. A seleção para recebimento do prêmio foi realizada pela fábrica da Volkswagen, que avaliou o desempenho das concessionárias Servopa durante todo o ano de 2013, nos quesitos de qualidade no atendimento e satisfação do cliente, Market Share e vendas de veículos Volkswagen nacionais 0KM (Vendas), peças e acessórios, Marketing - Best Drive, estrutura e serviços financeiros Volkswagen.

10

WHERE AUTO | Abril 2014

Táxi Center Na corrida para ganhar as novas placas de táxi, liberadas pela URBS, não estão apenas os taxistas. Concessionárias de Curitiba têm preparado promoções e facilidades para aquisição e assistência técnica dos novos alaranjados. A Copava oferece o pacote completo com todos os ítens exigidos pela URBS, com plotagem, taxímetro e, se for da vontade do cliente, até o GNV. Com o recém inaugurado Táxi Center, o veículo sai da loja pronto para operação. O maior diferencial, no entanto, está na forma de pagamento. O pacote é totalmente financiado pelo Banco Volkswagen, uma facilidade para o taxista, visto que nenhuma outra instituição financeira faz financiamento de acessórios. No box de serviços rápidos um mecânico atende com prioridade os taxistas. Diagnósticos e ajustes simples são feitos na hora, sem agendamento. Além disso, uma equipe de pós-venda e consultores técnicos trabalham no atendimento exclusivo a esse público.

Site Ayrton Senna

Para marcar os 20 anos do legado de Ayrton Senna, celebrados em 2014, o Instituto Ayrton Senna lança o novo site oficial do tricampeão mundial de Fórmula 1 (www.ayrtonsenna.com. br). O portal é um presente para fãs do piloto. Com imagens inéditas, conta toda a trajetória de Ayrton, desde seu nascimento, passando pelo início no kart, o auge no automobilismo, até a fundação da organização que leva seu nome. Na seção “Ayrton Senna Sempre” estão todas as ações e os produtos que celebram os 20 anos do legado do piloto para que os fãs acompanhem de perto as inúmeras homenagens.


Cold Stone e Nelsinho Piquet

NAJA BATERIAS Para atender a demanda por peças de uma frota estimada em mais de 20 milhões de motocicletas em todo o país, a Naja, fabricante de baterias para reposição, amplia pontos de representação nas regiões sul, nordeste e sudeste. O objetivo é a expansão da marca para novos mercados. São 16 novos canais de distribuição entre atacadistas, distribuidores e revendedores que levarão a marca Naja para mais perto do consumidor. [najabaterias.com.br]

A multinacional Cold Stone Creamery abriu quiosque no Pátio Batel. Na inauguração o piloto Nelsinho Piquet esteve presente distribuindo autógrafos e tirando fotografias com os fãs que passarem por lá. Isso porque Piquet tem uma parceria sólida com a marca de sorvetes desde 2013 para corridas da Nascar e kart, que compete nos Estados Unidos.

MGM Cars

KIA MOTORS A partir de abril, por meio do programa InovarAuto, a Kia Motors passa a ter direito à cota máxima de 4.800 unidades/ano sem os 30 pontos percentuais no IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados. “Para uma empresa que comercializou média anual de 52 mil unidades entre 2010 e 2012, a cota máxima de 4.800 unidades/ano não será suficiente, mas certamente vai contribuir muito para que 2014 seja um ano mais alentador”, analisa José Luiz Gandini, presidente da Kia Motors do Brasil. E uma série de lançamentos deve acontecer ao longo de 2014. Os dois primeiros já foram definidos: o sedã de luxo Quoris que será lançado em maio e o novo Soul (segunda geração) em junho.

Para os fãs do automobilismo, o departamento MGM Cars, da MGM Operadora, oferta um pacote especial: o “3x1”, que inclui visitas a três importantes eventos do setor: Sema Show, Nascar e NHRA, nos Estados Unidos. Válido para os dias 31 de outubro a 10 novembro, datas em que ocorrem as competições, o pacote da MGM inclui passagem aérea de ida para Las Vegas; passagem aérea de volta, saindo da cidade de Phoenix; oito noites de hospedagem no hotel Stratosphere, em Las Vegas; duas noites de hospedagem no hotel Renaissence, em Phoenix; locação de carro; seguro viagem e uma bolsa da Operadora. Informações: www. mgmoperadora.com.br.

WHERE AUTO | Abril 2014

11


PIT STOP

Kombi - Last Edition

A perua mais famosa e mais vendida do Brasil deixou de ser produzida em 2013. Para marcar o encerramento da Kombi, a Volkswagen lançou uma versão especial do veículo, a Last Edition. A produção foi limitada em 1,2 mil unidades. Restam apenas algumas à venda no Brasil e a Servopa Rockfeller recebeu algumas dessas Kombis, que estão à disposição na concessionária.A última edição da perua, que foi descontinuada no mercado em virtude da incapacidade de adaptação para a instalação de freios ABS e airbag, possui um número de série que vem impresso no painel, além de outros grandes diferenciais comemorativos, como a pintura e faixa decorativa, na parte externa do veículo, entre outros. Já no interior da Kombi, é possível observar cortinas azuis na lateral e na traseira e bancos em vinil, entre outras características diferenciadas. O motor segue 1.4 Total Flex e o câmbio é manual, com quatro marchas.

Eqmax - Ford A Eqmax, maior fabricante nacional de racks, bagageiros e porta-bikes do país, amplia sua participação no mercado brasileiro, ao oferecer como acessórios originais toda a sua gama de produtos para os modelos nacionais e importados da Ford. Os produtos, incluindo racks, suportes de bicicletas, porta-caique, box de teto e cintas de fixação já estão disponíveis na rede de concessionárias da montadora em todo o território nacional. A homologação dos produtos Eqmax foi realizada no final do ano passado e são oferecidos com o logo da montadora.

12

WHERE AUTO | Abril 2014

Total - MotoGP A TOTAL, quinta empresa privada de energia e líder mundial no mercado de lubrificantes, marcará novamente presença no Campeonato de MotoGP, ao lado da Honda. A companhia será a fornecedora oficial de lubrificantes da LCR Honda MotoGP, equipe do piloto alemão Stefan Bradl. Apesar das quedas durante os testes da pré-temporada, Bradl conseguiu melhorar as suas marcas, reduzindo 0,3s do tempo final, e ficou em quarto lugar na classificação geral. O piloto alemão e a sua equipe ainda correm para acertar os últimos detalhes técnicos da moto para assegurar a aderência na pista e garantir um bom desempenho nas primeiras etapas.

Renan Guerra – 20 provas Um é pouco? Dois é bom. O piloto Renan Guerra anuncia temporada em duas categorias com 20 provas e 15 finais de semana. O paulista de 24 anos, que em 2013 fez apenas 8 provas na Fórmula MRF na Índia e no Bahrain, agora foi convidado por Fernando Amorim para dividir o carro com ele no Mercedes Grand Challenge com o novo CLA 45 AMG. Eles vão usar o veículo na Temporada de 2014 a partir do dia 4 de maio, no Autódromo de Goiânia. Já para o Campeonato Brasileiro de Turismo, é Valdeno Brito (e sua equipe HPN) o responsável pela entrada de Renan Guerra no segundo ano dessa pré-StockCar. Dia 27 de abril acontece a terceira etapa do Brasileiro de Turismo (DTB), em Goiânia.


COLUNISTA

Por Marcel Pilatti, um apaixonado por Fórmula 1.

2014

tem tudo para ser a melhor temporada da Fórmula 1 no século 21: a volta dos motores turbo, depois de 26 anos, virou a categoria de ponta cabeça. Tornou-se improvável que uma mesma equipe vença tanto como no ano passado. Com isso, tivemos uma consequência imediata: há anos padronizados em suas concepções, agora os carros estão diferentes um do outro. É óbvio, porém, que à medida que os resultados forem sendo produzidos, engenheiros e projetistas retornarão ao padrão “mais do mesmo”. As mudanças, porém, não se limitaram ao campo técnico: os pilotos passarão a ter numeração fixa, a exemplo do que acontece em outras categorias do esporte a motor, como a MotoGP (e isso deve gerar mais identificação com o público); e agora, mesmo que na marra, o campeonato será decidido na etapa final: a última corrida do calendário – que novamente acontecerá em Interlagos – valerá o dobro de pontos (50) dos outros GPs. A Mercedes confirmou que é mesmo a favorita para a temporada: pole, vitória e melhor volta no GP da Austrália. A McLaren, que também usa motores Mercedes, vem logo atrás (seus dois pilotos completaram o pódio em Melbourne). Atenção especial para a Ferrari que, apesar de novamente não ter um grande carro, tem em Fernando Alonso e Kimi Räikkönen uma dupla de campeões mundiais.

Quer entrar em contato com este colunista? www.gptotal.com.br www.facebook.com/GPTotal

Sem Limites pra sonhar

Melhor da História?

A trajetória de Felipe Massa em muito lembra a de Rubens Barrichello: surgidos como promessas, demoraram a vencer pela primeira vez; depois, a incômoda posição de segundo piloto na Ferrari seguida por longos jejuns de vitórias. Por fim, a transferência para a Williams. Ao contrário de Rubinho, porém, Felipe tem no time inglês a chance de renascer: como visto, os Mercedes são os melhores motores do ano. Além disso, Massa será, pelo menos em princípio, o piloto principal da equipe. O abandono precoce na Austrália não permitiu a ele explorar todo o potencial do carro. Sonhar não custa nada, pois.

Ao que tudo indica, Sebastian Vettel terá em 2014 o maior desafio de sua carreira. A Red Bull foi pífia na pré-temporada, e no GP da Austrália teve um abandono (ou melhor: desistência) logo na terceira volta. Fica a pergunta: como Vettel se sairá? Capacidade o alemão tem: ganhou quatro campeonatos seguidos. Rápido ele é: em alguns anos será recordista de poles. Focado, também: no dia seguinte ao título, estava fazendo testes. A história conta que os maiores nomes do esporte tiveram o desafio de pilotar um carro medíocre, e o superaram. Eis a chance definitiva de Vettel ascender ao olimpo da F1.

ANGÚSTIA QUE NÃO PASSA Certa vez, visitando o paddock, George Harrison falou que “pilotos e roqueiros são parecidos”. Bem-humorado, completou: “morre muito mais gente do rock do que pilotos”. Impossível não lembrar dessa frase ao pensar em Michael Schumacher, que segue em estado crítico. Há mais de dois meses (desde 29 de dezembro) em coma induzido, tivemos poucas notícias esclarecedoras. Schumy passou 22 anos ligado à F1 sofrendo apenas um acidente grave, em 1999, quando quebrou a perna. E foi justamente fora da F1 que sua vida passou a correr riscos. Resta torcer para que o alemão se recupere completamente.

WHERE AUTO | Abril 2014

13


RADAR

Os pilotos filiados da Federação Paranaense de Motociclismo participaram da Abertura do Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade. Entre eles os pilotos Emerson Loth (foto), Jony Jachtchechen, Péricles Dutra e Atílio Dutra. Foto: Vanderley Soares / Central Press

Marcello Cesquim, que estreia na F-Truck como o piloto mais jovem do grid da Truck em 2014. Foto: Priscilla Fiedlre

Pedro Colares, Cezinha Mocelin e Fabiano Cantele, realizadores do Brasil Motorcycle Show, participaram do Daytona Bike Week 2014, realizado nos Estados Unidos. Foto: Tom Papp / Mitsubishi

Bob Sharp e o campeão Ingo Hoffmann no lançamento do livro Mitsubishi Motorsports, o Mundo 4x4 em Harmonia.

14

WHERE AUTO | Abril 2014


Christina Schuler, diretora da Daí Comunicação Integrada; Thais Quadros, gerente da loja matriz Barigui e Roberto Kato, Gerente Comercial da Toyota Espaço Motors no lançamento do novo Corolla.

O surfista campeão Carlos Burle participa do rali Mitsubishi Outdoor – o rali de estratégia e atividades.

Gilsilene Vicilli, gerente de marketing da concessionária Fórmula Renault (empresa patrocinadora do Risorama) com Leandro Knopfholz - diretor do Festival de Teatro de Curitiba. Foto: Green Pixel / Suzuki

A temporada 2014 do Suzuki Adventure reuniu aproximadamente 500 aventureiros na primeira etapa, em São Pedro/SP. Foi debaixo de muito sol que os participantes de diferentes regiões do País largaram nas provas das categorias Fun, para quem marcava estreia nas trilhas; Pro, para os pilotos e navegadores mais experientes; e Extreme, prova com obstáculos off-road desafiadores. Na foto, os primeiros colocados de cada uma das categorias subiram ao pódio: Carlos Cavenaghi e Pedro Cavenaghi – Osasco/ SP (Fun), Paulo Goes e Jhonatan Ardigo – Joinville/SC (Pro), Genildo Alencar e Jéferson Santos – Suzano/SP (Extreme).

WHERE AUTO | Abril 2014

15


SHOW ROOM Foto: Valterci Santos / Central Press

Super Buggy

Produzido com rigoroso processo de qualidade pela Wake Motors com tecnologia 100% brasileira, o super buggy é um veículo com desempenho, dirigibilidade, segurança e conforto inéditos no segmento. Para atingir esses resultados, o primeiro modelo, batizado de Way, é montado sobre um chassi desenvolvido exclusivamente para a marca, o Ziemer Tech. Criada em 2009, a empresa ganhou corpo a partir de setembro de 2012, com aumento do volume de vendas e implantação de uma nova fábrica, mais ampla e moderna, na Região Metropolitana de Curitiba. Com capacidade para quatro ocupantes, o Buggy foi projetado para rodar por terrenos diversos. A suspensão independente nas quatro rodas (uma das exclusividades do veículo) mantém a segurança e o conforto. A capota removível permite uso em cidades mais frias ou em períodos de chuva. O motor Volkswagen 1.6 com tração traseira é forte o suficiente para garantir a passagem por qualquer terreno, com boa autonomia para a cidade. O preço do Way Super Buggy é de R$ 60.900,00, mais o frete, com entrega para todo território nacional.

HB20 Edição Copa do Mundo Reunindo duas grandes paixões dos brasileiros, carros e futebol, a Hyundai Motor Brasil apresenta a série especial HB20 Edição Copa do Mundo FIFA. Os modelos HB20 e HB20S ganham ar esportivo, com mudanças tanto na parte externa, quanto interna, além de atributos exclusivos como central multimídia com TV Digital, bancos em couro perfurado e opção de cor especial para a série - a Azul Sky, metálica, tom presente apenas nos modelos da edição limitada. As outras duas cores disponíveis são o Branco Polar e o Prata Metal. Os preços que variam entre R$ 41.465 e R$ 53.110.

A3 Sedan A Audi Center disponibiliza em Curitiba o novo A3 Sedan, o único compacto sedan premium do mercado. O modelo é econômico, capaz de rodar 17,8 KM/Lcombinando cidade e estrada - e veloz, podendo atingir 100KM/H em 7,3 segundos. A velocidade máxima do veículo é de 235 KM/H. O A3 Sedan 1.8 TFSI 2013/2014, tem o preço à partir de R$ 126.400,00. Assim como os modelos Hatch e Sportback, lançados em 2013, o modelo Sedan do A3 é completo no quesito informação e assistência ao motorista, podendo ser regulado conforme o perfil do condutor. Um dos destaques do modelo é o porta-malas, com capacidade para 425 litros, podendo chegar a 880, caso os bancos de trás sejam rebaixados. O A3 Sedan está disponível na versão quatro portas, com motorização 1.8 TSFI e 180 cavalos de potência. O câmbio é Stronic de sete marchas e a embreagem é dupla.

16

WHERE AUTO | Abril 2014


Novo Golf – Comfortline A Volkswagen está lançando no Brasil a versão Comfortline do Novo Golf, que chega ao mercado com boa relação custo-benefício, realçada pelo preço sugerido de R$ 66.990. A versão de entrada é equipada com o motor 1.4L TSI BlueMotion Technology de 140 cv, aliando alto desempenho e baixo consumo. O modelo tem opção de câmbio manual de seis marchas ou de transmissão automática DSG com função Tiptronic e sete marchas. Segurança é ponto forte, com sete airbags e recursos como bloqueio eletrônico do diferencial, controles eletrônicos de estabilidade (ESC) e de tração (ASR) de série. Um item inovador no Novo Golf é o sistema de freios com o recurso “Multicollision Brake”, premiado como a mais importante inovação de segurança do maior automóvel clube da Alemanha (ADAC). Esse sistema de frenagem aciona automaticamente os freios do veículo quando ele se envolve num acidente para reduzir de forma significativa a energia cinética residual.

Corolla 2015 O novo Corolla vem com maior espaço interno, mecânica aprimorada (sobretudo o câmbio), muita segurança (cinco airbags) e 20% mais econômico - 16,1 km/l com gasolina. Outro avanço foi no espaço de frenagem, com melhora de 14% andando a 100 Km/h. O design também está mais moderno, com vincos por toda carroceria e elementos marcados por ângulos. Completam as melhorias o novo painel de instrumentos, adotando iluminação na cor azul com leitura melhor que a da geração anterior, que apresenta várias cores. O novo sistema de entretenimento possui tela de 6,1 polegadas e abrange o sistema de som, o navegador via satélite (GPS), a conexão USB e o Bluetooth, o DVD Player e a TV Digital. R$ 66.570,00 a versão básica e R$ 79.990,00 a intermediária.

Ninja 1000 Tourer ABS 2015 Com perfil inconfundivelmente agressivo, derivado da linhagem com design característico da família Ninja, esta motocicleta faz a combinação perfeita entre potência, resposta e precisão na pilotagem, aparência e tecnologia. Seu avançado sistema de controle de tração KTRC (Kawasaki Traction Control) apresenta três modos diferentes, oferecendo o máximo desempenho e colaborando com o sensível aumento na confiança do piloto, que pode optar pela entrega bruta de potencia ou limitar a mesma, aumentando a segurança ao trafegar por pisos escorregadios, por exemplo. O subchassi foi redesenhado pensando na diversificação de usos, permitindo melhor acomodação do piloto e passageiro, além dos acessórios para transporte de bagagem, as bolsas laterais, sendo ainda elegante e funcional. Toda força de impulsão da Ninja 1000 Tourer vem do poderoso tetracilíndrico Kawasaki de 1043 cc e DOHC de 16 válvulas. A moto chega às concessionárias autorizadas Kawasaki na cor Candy Lime Green com preço sugerido de R$ 56.990. WHERE AUTO | Abril 2014

17


SHOW ROOM Tiuí Especializada no desenvolvimento de triciclos para o transporte de cargas, a Fusco-Motosegura aposta em um novo segmento: o de utilitários para o transporte de passageiros. O Tiuí é uma moto com espaço para o motorista e mais dois passageiros. O modelo foi desenhado para a utilização no setor hoteleiro, espaços de lazer, como parques e clubes, além de moto-táxi, nas regiões onde a atividade é regulamentada. “Países como Índia e Peru já contam com modelos semelhantes, porém são de qualidade inferior. Os modelos usados nesses países têm estruturas de plástico. O Tiuí é 100% nacional, com carrocerias feitas com fibra de vidro e estruturas em aço, os bancos traseiros são individuais e contam com cintos de segurança de três pontos retráteis”, explica Vladimilson Reis, proprietário da Fusco-Motosegura. A carroceria pode ser acoplada a uma moto Honda 150cv. e transporta até 250Kg. Outros diferenciais são o consumo de combustível (tem autonomia de 25 Km por litro de gasolina), a baixa emissão de poluentes e o reduzido custo de manutenção.

Triumph Motorcycles Uma das mais antigas e tradicionais marcas do mundo no segmento de duas rodas apresenta duas novidades: a clássica Thruxton e a Tiger Sport. Inspirada nos anos 60, a primeira é o modelo clássico mais esportivo da Triumph - uma máquina projetada sob medida para os apreciadores deste segmento. Com seu guidão rebaixado e rodas de alumínio raiadas, a Thruxton tem visual retrô e chama a atenção por onde passa. O motor de dois cilindros paralelos, de 865 cc, tem oito válvulas e duplo comando de válvulas. R$ 31.900,00. Já a Tiger Sport é uma motocicleta com vocação mais esportiva e novo design. É uma moto de rua com estilo de aventura. O motor de três cilindros em linha, com 1.050 cc e 125 cv de potência tem muita pegada. Seu preço ainda está indefinido.

18

WHERE AUTO | Abril 2014


PERFIL

CARLOS

EDU

ARDO

BANA

20

WHERE AUTO | Abril 2014


A vida de Carlos Eduardo Bana, 31 anos, sempre esteve ligada aos carros. Filho de Jair Bana, proprietário das 26 lojas da Bana Pneus, aos 13 já ajudava o pai nas tarefas das lojas, assim, cresceu em meio ao mundo sobre rodas. Até que resolveu abrir seu próprio negócio e há quatro anos inaugurou a Bana Motors – concessionária com foco nos carros que despertam paixões. Na ala dos importados, por exemplo, tem Ferrari, Porsche, BMW e MercedesBenz. Já na parte dos exóticos e antigos há fuscas, Mini Austin, Lótus, Galaxie, Dodge, entre outros. Profissão e hobby dividem o mesmo tema: velocidade. Eduardo teve contato com o kart desde os sete anos – e corre até hoje. Também participa de provas no Brasileiro de Turismo e de Endurance. O filho tem o tino empresarial do pai: pretende expandir a Bana Motors e no futuro provavelmente abra uma filial em Santa Catarina. E pra provar que a fruta não cai longe do pé, sua filha, Olívia, de dois anos, já mostra que gosta de direção e “adora pegar no volante”, conta Eduardo orgulhoso. Se for assim, com certeza o negócio da família estará garantido por muitos anos!

WHERE AUTO | Abril 2014

21


AUTÓDROMO

A Categoria mais acessível do Automobilismo Nacional

Texto e fotos: Kid Azevedo

A Sprint Race surgiu no Brasil em 2012, criada pelo piloto e empresário THIAGO MARQUES acompanhando a tendência mundial de reduzir custos e investimentos, apresentando um programa onde o piloto leva apenas seu equipamento pessoal e recebe um legítimo carro de competição com o mais alto padrão de qualidade, performance e segurança. Uma só equipe é responsável por todos os carros do grid, garantindo o equilíbrio e a durabilidade do equipamento.

Quer a prova de que a competição é bacana? Veja alguns depoimentos:

22

WHERE AUTO | Abril 2014

Luciano Burti “Foi um dos carros de turismo mais legais que já dirigi. É um projeto realmente fantástico”


Nas pontas os paulistas campeões de 2013, Guilherme Salas e Gaetano Di Mauro, ao centro os curitibanos estreantes Flavio Lisboa e Gustavo Kiryla: a nova geração de pilotos vindos do Kart.

Tarso Marques “Pela posição central do piloto, seu equilíbrio é perfeito. Além é claro, de proporcionar uma segurança que outras categorias de turismo acabam não oferecendo. ”

Ricardo Zonta “Tive a oportunidade de andar em vários carros na mesma condição de pista. É impressionante a igualdade que eles oferecem”

Caito Vianna “Dentro da pista não tem idade. Me encaixo nos pilotos sênior e acho muito importante ter os meninos juntos, pois além de referência, dá um ar maior de competição”

WHERE AUTO | Abril 2014

23


AUTÓDROMO

Disputas emocionantes viraram o símbolo da categoria. Seu grid mescla pilotos experientes e “gentleman drivers” com a nova geração de pilotos brasileiros recém saídos do kart. A temporada 2013 só foi decidida na última etapa em InterlagosSP. A disputa ficou entre as duplas Guilherme Sperafico/Marcos Garcia e Gaetano di Mauro/Guilherme Salas, sendo estes últimos os campeões de 2013 pilotos jovens que disputam os melhores campeonatos de kart do Brasil. A Sprint Race é uma boa categoria de base para quem pretende seguir carreira nos turismos, o carro é muito bom, com tração traseira, e a direção fica no meio do carro, parece que está dirigindo um kart, só que grande. Os carros são todos iguais, liberado apenas para mexer na asa e calibragem e com isso os tempos ficam mais próximos. “Esse ano a categoria vai ser melhor ainda, porque colocaram os motores V6, e dei umas voltas em Interlagos e ficou muito bom, ficou mais difícil de guiar. Pra mim a conquista da Sprint Race junto com o Gaetano di Mauro foi muito importante para podermos dar continuidade às nossas carreiras, e conseguir apoio para esse ano”, diz Guilherme Salas. Seu parceiro de corrida concorda. “A categoria mostrou tudo o que tinha que mostrar no ano de 2013, os carros eram bem equilibrados e os pilotos eram de alto nível. Eu ter me destacado no meu primeiro ano significa que estou bem competitivo para qualquer passo daqui pra frente”, conclui Gaetano. Fique ligado no calendário 2014 > > > > > > > > > > > 27 de abril ....................................... INTERLAGOS

18 de maio .................... RIO GRANDE DO SUL 22 de junho ..................................... INTERLAGOS 03 de agosto ........................................ CASCAVEL 24 de agosto .......................................... CURITIBA 21 de setembro ................................. LONDRINA 09 de novembro .................. CURITIBA / OVAL 07 de dezembro .................................... CURITIBA

24

WHERE AUTO | Abril 2014


OPINIÃO

CUSTO, TEMPO E QUALIDADE “Qualidade é quando nossos clientes voltam, e nossos produtos, não.” [Lema atribuído a uma multinacional]

O ano de 2013 bateu o recorde em convocações de recall de veículos no Brasil. Segundo a Secretaria Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça (Senacon/MJ), foram 109 chamados, contra 67 registrados em 2012, 76 em 2011 e 78 em 2010. A tendência de alta é justificável, devido ao aumento do número de produtos e do volume de vendas, bem como da crescente complexidade dos veículos, demonstrando também maior maturidade do setor em atender às exigências do Código de Defesa do Consumidor que impõe a necessidade de recall em caso de risco à segurança ou à saúde do usuário, obrigando fabricante ou importador a comunicar o defeito e providenciar o reparo, sem ônus para o cliente. Portanto, ruim seria a ausência desta iniciativa. Contudo, este fenômeno pode ser explicado a partir de um aspecto da gestão corporativa que denomino de tripé custo-tempo-qualidade. Na busca pela competitividade, um fator primordial na atual conjuntura é a redução de custos, a racionalização

dos investimentos e o combate aos desperdícios. Lemann, Sicupira e Teles compraram o Burger King em 2010 e dois anos depois elevaram os lucros da rede em 150%, mesmo com uma redução de 42,5% nas receitas, apenas enxugando custos. Recentemente a Gol Linhas Aéreas criou um bônus para seus pilotos por redução no consumo de combustível e a TAM optou por desligar o sistema de ar condicionado das aeronaves quando em solo, antes da decolagem. Na indústria automobilística observa-se o mesmo. Em 1987 tínhamos no Brasil apenas três montadoras: Chevrolet, Fiat e Autolatina (joint venture formada entre a Volkswagen e a Ford que vigorou até 1996). Atualmente temos 49 marcas sendo comercializadas no país e mais de 350 modelos de veículos, o que obviamente pressiona cada player a proporcionar aos clientes melhores preços, demandando redução de custos. O segundo fator é dado pelo tempo. A velocidade das mudanças, a celeridade dos processos, a ansiedade das pessoas propulsionada pela comunicação interativa, exigem respostas rápidas. Refeições em fast food, decisões fast track, relacionamentos

Tom Coelho é educador, conferencista e escritor com artigos publicados em 17 países. É autor de “Somos Maus Amantes – Reflexões sobre carreira, liderança e comportamento” (Flor de Liz, 2011), “Sete Vidas – Lições para construir seu equilíbrio pessoal e profissional” (Saraiva, 2008) e coautor de outras cinco obras. Contatos: [www.tomcoelho.com] [tomcoelho@tomcoelho.com.br]

fast love. Assim, veículos que eram desenvolvidos em dois anos ou mais, agora precisam ser levados ao mercado em questão de poucos meses. Ocorre que a produção de um modelo envolve a junção de mais de 20.000 peças, a maior parte fornecida por empresas parceiras, de modo que nem todos os testes devidos são realizados. Diante deste contexto, o último aspecto que acaba sendo não evidentemente negligenciado, mas comprometido, é a qualidade. Toda a pressão por redução de custos, por abertura de novas fábricas, por lançamento de novos produtos, impossibilita o treinamento adequado dos profissionais e o monitoramento de processos. Por isso, não importa qual sua atividade e porte de empresa. Reduza custos, tenha celeridade em suas ações, porém esteja atento com a qualidade de seus produtos e serviços. Caso contrário, o preço a ser pago poderá ser a credibilidade de sua marca e a perda da confiança do consumidor.

WHERE AUTO | Abril 2014

25


MULHER NO VOLANTE VELOCIDADE CONSTANTE

niverso a seja um u Embora aind ais é cada vez m masculino, mulheres número de crescente o o presentes n

u para filha. “E dade passou ci lo ra ve m ri er da p ei a Victoria u me esquec mo. Natash vo is il ca n ob u m n ka to au . dar de rt . , é uma delas me levou an os e el an e u 23 q r, z fe ve Schaf ência oor, esses um kart ind te de uma ag n em re os ge e m va ta Está a Jornalis ide com seu e temos pel os tantos qu ação, ela div en u eq p hora a o de comunic m a paixã quase u ato Schaffer, e depois de n e, Re ad iz d Lu ci , in ai p consegu do e. eu já estava ad o, d d ci en lo rr ve co a pel es MY q u e o aos melhor em um Kart egar próxim ch a Ambos divid olhei ll ri eu Pa or Quando juntos. Mot os da pista. p m te compraram a m o d “U en ois tempos. e estava bat água, 125, d para fora, el ar o primeiro er m el co ac aé e sorridente as tetéia. A regr m al p e Natasha, qu rda Natasha. sempre”, diz ntato”, reco co a n lher s õe competiç turo? “É esco par ticipa de ano para o fu Pl rça livre. ria bacana e categoria fo uma catego e de corrida d es d veio os um carro rm ra p m A influência co ou ntos esse u pai começ a vivermos ju ar p s, pequena. Se to n ju a rt ainda na or ” enfatiza a correr de ka so grande am os n u lo ve re a e se adolescênci piloto. velocidade uistando q n va de que a piloto, co ro e p d a tr an u gr O m u vida? ritibano ante em sua mpeão no cu é uma const ar ” títulos de ca , rt ka “p de curte asse paranaense asha também at N e de kart, no d o . 0 eã 30 mp asaki Ninja swagen - ca na sua Kaw Fórmula Volk e 79 19 ulher! m em sa as es e corrid ém segura gu in N sete das nov la u Fórm o inglês da vice-campeã a o sa paixã pel Ford 1600. Es


Natasha com o piloto Eric Granado.

Natasha com seu pai Luiz.


PORTA MALA

CARS ROMERO BRITTO Para deixar qualquer decoração um charme. Sport Car Romero Britto e Wagon Van Car Romero Britto. R$ 298,00 e R$ 257,00 respectivamente. Na Além do Papel Shopping Mueller. [www.alemdopapel.com.br]

Relógios Harley-Davidson A Relógio Bulova lança linha especial Harley-Davidson. Feminino e masculino. R$ 479,00 e R$ 659,00 respectivamente. Na joalheria Big Ben.

POTE KOMBI Pote de cerâmica em formato de Kombi. Na Regali Per La Casa. [www.regaliperlacasa. com.br] R$ 71,47.

28

WHERE AUTO | Abril 2014

Gasoline Soul A cerveja artesanal foi produzida exclusivamente para a primeira edição do Brasil Motorcycle Show, e venceu a categoria Scotch Ale do Concurso Brasileiro da Cerveja. Além das características tradicionais ao estilo Scotch Ale (escuras, fortes e maltadas), a Gasoline Soul conta com 6,7% de teor alcoólico e um fermento inglês, de notas frutadas desenvolvida para os amantes do motociclismo.


Relógio de Parede Relógio de parede estilo pinça e disco de freio. O relógio tem tamanho 30(L)x30(C)x15(A), pesa 2kg. R$662,22. Na Phoenix Studio [www.phoenixstudio.com.br].

CAMISETA Camiseta masculina. R$ 124,00. Na Triton Shopping Mueller.

Macacão Feminino A Laquila lançou o novo macacão feminino Texx Diana. O macacão duas peças foi especialmente desenhado para o corpo feminino em posição de pilotagem. Feito em couro bovino perfurado de altíssima resistência, possui costuras duplas e um exclusivo sistema de refrigeração. À venda nas melhores lojas do Brasil.

RÁDIO RETRÔ Para os nostálgicos de plantão, esse rádio AM/FM da Imaginarium funciona também como amplificador com entrada USB. Preço médio: R$ 380,00.

WHERE AUTO | Abril 2014

29


PORTA MALA MINIATURAS Os pequenos detalhes destacam um ambiente decorado com bom gosto. É o caso das miniaturas de motos, que elevam o grau de personalidade de qualquer espaço. A Le Paquet oferece inúmeras opções de miniaturas que dão um toque retrô a salas, quartos ou escritórios. Moto Indian Chief 1947 (R$ 480,00), Moto Prata Indian (R$ 560,00).

PORTA BEBIDA O porta bebida vem em formato de bomba de combustível. Na Regali Per La Casa. R$ 136,60. [www.regaliperlacasa.com.br]

Dip Shine O Dip Shine é uma tinta em aerosol com efeito reversível, capaz de promover o efeito de envelopamento de superfície dos automóveis. Proporciona acabamento em diversos tipos de superfícies, em especial em pequenas áreas da carroceria de veículos, rodas, frisos, retrovisores e acessórios. Oferecido em 11 tonalidades (como laranja, verde, amarelo fluorescentes, preto, dourado, cobre, entre outros). Preço sugerido: R$ 60,00.

iBlock Acaba de chegar ao Brasil um dos acessórios que veio para melhorar ainda mais o jeito de ouvir música com qualidade: o iBlock. Com Subwoofer ativo, reproduz com perfeição os efeitos sonoros de frequência grave. Mesmo com volume mais baixo, funciona com tolerância a altas potências. São dois Speakers Drives Hi-Solution compactos de 1,5 watts com ímãs duplos, compatível com todos os smartphones e gadgets. Pode ser usado no carro com função viva voz .Preço sugerido: R$499,00. [www.iblocksound.com.br]

30

WHERE AUTO | Abril 2014


CAPA - TÉCNICA & PREPARAÇÃO

Conheça as possibilidades para aumentar a potência do seu carro Por Ricardo Souza

Nem sempre estamos satisfeitos com o desempenho de nossos automóveis. Gostaríamos que fossem mais rápidos, mais velozes, mesmo que esse desempenho não pudesse ser utilizado a todo momento. Apenas a sensação de saber que a cavalaria está ali, pronta pra ser usada, já é bastante satisfatória. Entretanto, automóveis que oferecem essa possibilidade são geralmente caros, importados e de alto custo de manutenção. Isso acaba inviabilizando a concretização do sonho de muitas pessoas. Mas será que existe outra forma? Será que eu posso tentar transformar meu pacato carro familiar em uma máquina de diversão? A resposta é um categórico SIM! Durante muito tempo a preparação de motores foi vista como uma forma rápida de se destruir um automóvel. Entretanto, hoje em dia, a indústria de peças de performance

32

WHERE AUTO | Abril 2014

se desenvolveu a um ponto que é possível melhorar o desempenho de praticamente todo tipo de automóvel sem prejudicar muito a sua confiabilidade mecânica. É claro, até um certo limite. E isso vale até para os supercarros. Empresas como a RUF (especializada em upgrades de Porsches) e a HENESSEY (especializada em upgrades de Corvettes), ou mesmo as divisões de fábrica AMG (Mercedes-Benz) e BMW Motorsport (divisão M) oferecem melhorias para veículos que, a princípio, não precisariam disso. Mas e o meu modesto sedã? Será que tem jeito? Tem sim, só basta escolher a forma pela qual a performance vai ser aumentada. Existem basicamente duas formas de se melhorar a

performance de um motor de combustão interna: aumentar sua capacidade de aspiração do ar ou induzir a sua entrada de forma forçada. Em ambos os casos, a maior entrada de ar vai ser acompanhada de uma maior quantidade de combustível e por consequência será desenvolvida uma maior potência.


MOTORES ASPIRADOS A forma mais simples (mas não necessariamente de menor custo) de se aumentar a potência de um motor é fazer ele “respirar” melhor. Os motores são desenvolvidos para apresentar a melhor relação entre custo/benefício, durabilidade/desempenho. Essa história de que não tem como melhorar o que os engenheiros projetaram não é completamente verdade, até porque esse veículo, que não nasceu para ser um superesportivo, foi projetado para ser relativamente barato e que ofereça baixa manutenção e consumo de combustível, e isso limita bastante sua performance. Ah, e não acredite ser possível criar um “monstro” que faça 20km/l de combustível, ok? A performance tem seu custo.

Pois bem, a primeira solução seria aumentar a capacidade de entrada e saída de ar do motor. A troca do filtro de ar por um menos restritivo, o aumento da borboleta da admissão e a adoção de um coletor de escape de maior diâmetro, assim como uma readequação da alimentação - injeção eletrônica ou do (s) carburador (es) - parece ser a primeira opção a ser adotada. Outras opções incluem mudanças mais drásticas: mudança no comando de válvulas e no cabeçote (permitindo sua maior abertura e, por consequência, maior entrada de ar), aumento da taxa de compressão e da capacidade elétrica do sistema (aumentando a eficiência da queima), aumento do

volume do motor e substituição das peças móveis por outras mais leves. Tudo isso induziria o aumento da rotação do motor e da entrada de ar, aumentando sensivelmente o desempenho. O custo? O céu é o limite. A substituição do filtro e escape, assim como um remapeamento da injeção pode ficar ao redor de R$ 1.500,00 – R$ 1.700,00 na maioria dos casos. Uma mudança mais agressiva, dependendo do modelo do motor, pode chegar às dezenas de milhares de verdinhas. E é claro, o desempenho é inversamente proporcional à sua durabilidade: mais potência = menos vida útil.

O CUSTO DA CAVALARIA » Cabeçote [retífica, válvulas, molas, balanceiros, travas]: ......................................... R$ 6000,00 » Bloco [retífica, pistões, bielas, comando, tuchos]: ................................................ R$ 9000,00 » Alimentação e Escape [admissão, carburador, coletor, bomba, elétrica]: ................. R$ 7000,00 » Transmissão [câmbio, embreagem, cardan, diferencial]: ........................................... R$ 11000,00 » Mão-de-obra: ........................................................................................... R$ 4500,00 » Acessórios [rodas, freios, pneus, ítens de segurança, mostradores]: ........................ R$ 7000,00

WHERE AUTO | Abril 2014

33


CAPA - TÉCNICA & PREPARAÇÃO

MOTORES Sobrealinhados A sobrealimentação (química ou mecânica) de motores é uma forma de induzir uma entrada forçada de maior quantidade de ar, fazendo com que

mais potência seja gerada. Existe uma infinidade de possibilidades, podendo inclusive se fazer a combinação (utilizar mais de um sistema em

conjunto) de algumas delas. As mais comuns incluem o óxido nitroso, o nitrometano, o turbocompressor, o supercharger e o blower.

Sobrealimentação química Óxido Nitroso O óxido nitroso é um gás que possui diversas finalidades. Dentre elas, o uso como anestésico e analgésico. Nos motores, foi utilizado como forma de aumentar a potencia de aviões de combate na segunda guerra, principalmente durante fortes elevações de altitude. A sua aplicação nos motores ajuda no aumento da disponibilidade de oxigênio, além da redução da temperatura do ar. A idéia de que ele poderia ser explosivo (como mostrado em alguns filmes) é totalmente equivocada, sendo ele um comburente e não um combustível. Geralmente o gás é injetado diretamente na admissão de ar do motor, gerando um aumento na densidade do oxigênio no ar o que, associado a uma maior injeção de combustível, pode multiplicar em muito a potencia gerada. Existem casos de automóveis utilizados exclusivamente em competições onde a injeção do gás adiciona mais de 1.000cv ao motor. Mas é possível montar sistemas que adicionem apenas 40-50cv, o que pode ser bastante interessante em veículos de uso diário. A sua grande vantagem é que você pode ligar e desligar o sistema, tendo um carro mais potente apenas quando desejar. O inconveniente é o reabastecimento do cilindro (na média de R$ 250,00 a R$ 300,00). A duração do gás depende da quantidade injetada.

Nitrometano O nitrometano é um combustível. Ele é adicionado como aditivo no combustível do automóvel aumentando sua capacidade de gerar potência. Esse aumento pode ser pequeno ou enorme. Para se ter uma ideia, os veículos utilizados na categoria Top Fuel da arrancada americana utilizam o nitrometano quase puro associado ao mecanismo de blower (que falaremos adiante). Apenas com o blower, os carros geram ao redor de 3.000cv. Com a adição do nitrometano (limitado a 90% desde 2008) a potencia sobe para 9.000cv! Isso permite que os veículos percorram os 301m (a metragem foi reduzida em 101m em razão da gravidade dos acidentes nos últimos anos) a partir da posição parada, em pouco mais de 3,7 segundos, em uma velocidade acima dos 520km/h. Em veículos de passeio, a utilização desse combustível deve ser feita com cautela, pois a durabilidade do motor pode ser reduzida drasticamente caso não seja preparado para tal situação. O custo do litro fica ao redor de R$ 100,00.

34

WHERE AUTO | Abril 2014


Turbocompressor (ou só turbo) A utilização de um turbocompressor para aumentar a potência de motores deve ser a forma mais popular de preparação. O princípio é simples: utiliza-se os gases do escapamento para girar uma turbina que está presa a um compressor ligado a admissão de ar do motor. Quanto mais gases saem do escapamento, mais a turbina gira, por consequência mais se gira o compressor que pressiona o ar pra dentro do motor. Isso pode multiplicar várias vezes a potencia do veículo, dependendo de quanta pressão se utiliza na turbina. Alguns veículos saem de fábrica com esse sistema, sendo hoje um dos mais eficientes na geração de potência e na economia de combustível. Superesportivos clássicos (como a Ferrari F40 dos anos 90) ou mesmo carros populares (o Uno e o Gol já foram fabricados assim) utilizam esse sistema. O custo de instalação pode variar muito. Um kit básico montado em um motor com carburador, pode ser comprado e instalado por valores ao redor de R$ 3.000,00. Sistemas mais elaborados que incluem turbinas com rolamentos, intercoolers (que resfriam o ar e aumentam ainda mais a potencia) e novo gerenciamento eletrônico podem facilmente ultrapassar os R$ 20.000,00. Isso sem contar as alterações que podem ser necessárias dentro do motor para suportar essas maiores pressões.

PROcharger O procharger funciona da mesma forma que o turbocompressor, porém, a turbina é girada a partir de uma correia presa ao virabrequim (eixo principal do motor). Desse modo, ao contrário do turbocompressor que começa atuar quando os gases do escapamento atingem uma alta velocidade, no supercharger a pressão gerada pelo sistema é mais constante, estando disponível mesmo em baixas rotações. Alguns veículos esportivos (como o Camaro e o Mustang) oferecem esse equipamento como item opcional de fábrica. O sistema custa um pouco mais que o turbocompressor, e acaba gerando um pouco mais de perda de potencia em razão do peso da polia (presa no virabrequim e utilizada para fazer a turbina girar). Em compensação evita-se o efeito de turbo-lag, verificado no turbocompressor, quando o motor desacelera nas trocas de marcha e perde-se por alguns instantes a capacidade de sobrealimentação.

Blower O blower (ou soprador) é um sistema mais robusto, geralmente utilizado em motores de alta cilindrada. A grande vantagem do blower em relação ao supercharger e ao turbocompressor é a capacidade de se pressionar um enorme volume de ar para dentro do motor. O sistema trabalha com eixos parecidos com parafusos, colocados em paralelo, que puxam e pressionam o ar para dentro do motor. Esse sistema é bastante popular nos motores V8 americanos. Para quem lembra do filme Velozes e Furiosos 1, é o sistema utilizado no carro do Dominic Toreto, na cena final do filme. Geralmente o blower é posicionado sobre o motor, o que exige grandes adaptações no capô, sendo comum que parte do sistema fique para fora do veículo. O que fica bem bacana! O custo é relativamente alto. Um sistema para um V8 Ford, novo, nos EUA, fica ao redor de US$ 2.400,00 (ao redor de R$ 5.000,00, isso sem as taxas de transporte e importação).

As opções existem e estão disponíveis para todos os bolsos. Acréscimos modestos e monstruosos de potência também são possíveis, sendo limitados pela durabilidade do sistema. Faça sua escolha. Bom proveito.

WHERE AUTO | Abril 2014

35


MECÂNICA BÁSICA

por Mix Telematics*

36

WHERE AUTO | Abril 2014


Desde a criação dos carros Flex, o consumidor passou a ter mais alternativas na hora de abastecer seu veículo e, além do álcool e da gasolina, pode optar pelas alternativas aditivadas. Mas afinal, qual é a melhor opção? Para isso, a Mix Telematics, uma das líderes mundiais de telemetria, conversou com os engenheiros José Geraldo Mello de Souza e Geraldo Miralles Pose, da Raízen (joint venture da Shell e da COSAN), que deram diversas recomendações. O álcool libera menos energia na

sua queima do que a gasolina, aproximadamente 30%, daí o aumento do consumo do veículo quando usa este combustível. Assim, tradicionalmente se usa um cálculo, que é multiplicar o valor da gasolina na bomba por 0,70 e comparar com o valor do álcool. Se o resultado desta conta for maior, o consumidor deveria optar pelo álcool; se for menor, pela gasolina. Porém, as coisas mudaram e este cálculo já não é mais preciso por uma série de motivos:

- Por lei, a gasolina já recebe 25% de álcool na sua composição de forma que não é mais tão grande a diferença dos dois produtos; - Desde 1º de janeiro de 2014, também por força de lei, a gasolina é mais pura, sendo permitido um índice de enxofre de 50 ppm´s comparado com o índice que era aceito anteriormente de 800 ppm´s;

A gasolina recebe

25% de álcool anidro

- Para complicar ainda mais, os carros flex vêm com um ajuste de fábrica, que é a taxa de compressão, que pode pender mais para o lado do álcool (13 para 1) ou da gasolina (9,5 para 1); - Ainda, apesar de consumir mais, o veículo com álcool consegue retirar um torque maior do motor, de forma que, nos casos em que o veículo precisa mais torque (subidas ou arrancadas), a diferença no consumo tende a ser menor entre os dois combustíveis. Dessa forma, a diferença entre o consumo do veículo usando álcool ou gasolina irá variar dependendo do motorista, do motor e também do regime (estrada, serra ou cidade).

Portanto, para saber qual o fator utilizar, o ideal é registrar os abastecimentos calculando as médias com álcool e com gasolina. Para diferenciar os dois combustíveis, procure encher o tanque e utilizá-lo até próximo do fim de forma a não misturá-los.

* A Mix Telematics é uma das líderes mundiais de telemetria.

FIAT 147

carro fabricado no Brasil movido a álcool

GOL 1.6

carro fabricado no Brasil de combustível flex

WHERE AUTO | Abril 2014

37


KART

s

Torneio de Verao Raceland 2014 e Copa Pinhais Texto e Fotos: Kid Azevedo

Raceland Começa a temporada 2014 no Kartódromo Raceland Internacional.Trinta e cinco pilotos, divididos em duas categorias - Cadete e Endurance F4 - disputaram o Torneio de Verão. Na categoria Cadete teve vitória de Rafael Lisboa.

Largada para os 100 minutos.

Sob o calor absurdo de fevereiro foi realizada a prova Endurance 100 minutos de kart, composta por 15 equipes que eram formadas por duplas de pilotos. Assim, 35 pilotos de alto nível do Kartismo Paranaense disputaram a prova que exigiu mais do que nunca uma super performance, concentração e preparo físico. A largada estilo Le Mans foi dada pelo organizador do evento Alexandre Lagana exatamente às treze horas e cinco minutos, 100 minutos depois a equipe Kosta Racing composta pela dupla Kid Azevedo (este que vos escreve- RA Kart indoor| Where Auto) e Flavio Lisboa (Siscrédito| MRV Engenharia) seriam os campeões do Endurance.

38

WHERE AUTO | Abril 2014


Rafael Lisboa e Pedro Alzza.

Celso Kosta Racing com os campeões do dia e Rafael Lisboa (centro), que disputou na Cadete.

Pódio do Endurance 1: Flavio Lisboa/Kid Azevedo

2: Diego Fernandes/Jandre Nunes

Kid Azevedo e Flávio Lisboa antes da largada.

3: Florial Tenório/Manoel Queiroz

4:Gonçalo/Vicente

5: José Pinheiro/Marcos Dias.

WHERE AUTO | Abril 2014

39


KART COPA PINHAIS Continuando as atividades no kartรณdromo Raceland, em Pinhais, em marรงo foi dada a largada para a primeira etapa da Copa Pinhais 2014 com as categorias Cadete, Mรกster, Mรกster SS, Shifter Kart e Junior Menor.

40

WHERE AUTO | Abril 2014


Shifter Kart, Sixspeed Com freios dianteiros e com uma motorização de primeiro mundo, o Kart assume comportamento de Fórmula 1. Com uma relação peso x potência (180kg/45cv), consegue números que impressionam, tais como: • Aceleração de 0 a 100km/h em menos de 2,7 segundos; • Forças laterais e de aceleração de 2,5 a 3G; • Velocidades finais em determinadas pistas que possibilita chegar a 170km/h. Não perca! A Copa Pinhais 2014 traz aos amantes de automobilismo a possibilidade de assistir essa categoria alucinante - Top do Kart Mundial com entrada franca no Raceland.

CADETE 1 Rafael Lisboa 2 Matheus Silva 3 Isabelle Torres 4 Enzo Marins

SHIFTER KART

1 Manoel Queiroz 2 Flávio Lisboa 3 Wagner Ebrahim 4 Gabriel Dias 5 Thiago Duarte

MASTER 1 Markenson Marques 2 Thiago Bittencourt 3 Florial Tenorio Júnior 4 Luciano Karan 5 Douglas Pierosan

WHERE AUTO | Abril 2014

41


TOP RACE


Modelo: Cristiane Herves Pegoraro Fotos: Kid Azevedo Produção: Scheron Ravaglio Agência: Primeira Linha Locação: Action Power, Sede Sprint Race Agradecimentos a Thiago Marques

www.kidazevedo.com.br


DESIGN

Decoração e velocidade andam correm juntos Texto e fotos: Ralcoh Comunicação

Foto: Leo Sposito

Paulistano, 43 anos, pai de dois filhos, avô de um menino de 2 anos e um perfil empreendedor multifacetado. Assim é Adhemar Canella Cabral, um designer, piloto e empresário que se notabiliza por dar forma a projetos únicos, inimagináveis e que realizam os sonhos dos clientes. Aficionado por decoração e velocidade, Adhemar comanda há quatro anos a AC Design - oficina de projetos na zona sul de São Paulo onde fabrica desde esculturas e simples peças de decoração até protótipos de carros Fórmula 1 e aviões. A paixão de Cabral por velocidade começou com bicicletas e carrinhos de rolimã, que ele mesmo construía quando criança. Aos oito anos já gostava de fazer esculturas de carros na areia e brincar como se estivesse pilotando. Seu primeiro emprego foi aos 14 anos em uma loja de aluguel de trajes e, a partir

46

WHERE AUTO | Abril 2014

daí, teve várias profissões até decidir pelo design. Seus primeiros trabalhos foram com moldes das cadeiras Egg e Plantum, que ganhavam linhas, cores e formas características do trabalho de Adhemar. Nesta época, também começou a produzir seus primeiros mockups de automóveis. Com o resultado das cadeiras e carros viu que poderia fazer disso o seu meio de vida e, em 2010, abriu a AC Car, que mais tarde se tornaria a atual AC Design, pois percebeu que seu universo criativo não poderia ficar limitado somente ao automobilismo e sim deveria invadir o mundo da decoração. O primeiro carro sob encomenda que fez foi uma réplica de um carro Fórmula 1, a McLaren MP4/8, que era pilotado por Ayrton Senna (um de seus ídolos) em 1993. Dos carros de Fórmula 1 já fez

mockups em tamanho real da McLaren, Ferrari, Red Bull e, atualmente, está produzindo uma Benetton semelhante a pilotada por Nelson Piquet. Além dos trabalhos de reprodução de carros, Cabral produz e customiza os mais variados tipos de objetos decorativos, como mesas, cadeiras, bancos, luminárias, relógios e cofres, até mockups de barcos, helicópteros e aviões. Também utiliza a velocidade como tema de peças decorativas e transforma os aerofólios de um Fórmula 1 em originais prateleiras, ou o bico de um destes carros em quadro.


WHERE AUTO | Abril 2014

47


PROMESSA

da redação

Gustavo Kiryla, 19 anos. Começou no Kart aos 15, e agora já são cinco anos correndo com a equipe GKVracing “Serginho Preparações”. Nesse tempo fez algumas competições e se consagrou vitorioso, como na Copa Pinhais de 2013.

“ 48

Tive a oportunidade de pilotar um Fórmula 3 pela equipe Hitech, e essa tenho como uma das minhas melhores memórias no automobilismo, pois nunca andei em nada igual a um F3: a agressividade em curvas, força de motor, segurança no carro e tremenda experiência que isso me trouxe, pois fiquei muito mais confiante depois de ver que eu era competitivo em um carro que me exige um alto rendimento

WHERE AUTO | Abril 2014


Assim, Gustavo Kiryla foi para a Sprint Race, onde no final de 2013 foi andar na etapa da categoria em Curitiba. “Gostei muito do carro desde o primeiro momento. Bom de freio, de curva e todos os carros na pista eram muito semelhantes, então a competitividade era enorme. Adaptei-me rápido devido a minha experiência com os F3 e fui pra cima, na tomada de tempo conquistei a terceira posição e na corrida cheguei em 5º a 1 décimo do 4º e a 2 décimos do terceiro cruzamos a linha de chegada praticamente juntos, e assim conquistei meu primeiro pódio na minha estreia na Sprint Race”, comemora o piloto.

E agora para o ano de 2014 Kiryla vem correndo de shifter kart e tem a oportunidade de fazer a temporada inteira de Sprint. “Tenho certeza que esse é o passo mais importante da minha carreira até agora, pois acabo de sair do Kart para uma categoria maior, estou muito confiante, sei que estou preparado e tenho confiança em mim e no meu equipamento, sei que vou aprender muito em 2014 e não vejo a hora para tudo começar”, enfatiza o jovem piloto. “Tenho muito a agradecer a minha família pelo apoio, principalmente meu pai que sempre esteve presente para me ajudar, e aos meus patrocinadores na Sprint, que tem tornado tudo isso possível: Oeste Insumos, Skål Confecções, Rally Som e a Jorasa Incorporações”. WHERE AUTO | Abril 2014

49


CLUBES

Este clube, dos “loucos” por Chevette, está em atividade há mais de 10 anos, e tem em seu quadro de associados donos de veículos dos mais variados: dos originais até Chevettes de arrancada, de drift e para show de manobras radicais, como do associado Alberto Aires “Zé Louquinho” (foto), que entrou para o Guinness Book em 2008 com 82 zerinhos e em 2013 com 50 zerinhos em pé, em cima do teto do carro.

50

WHERE AUTO | Abril 2014


Segundo o presidente, Leandro Bittencourt, “somos acima de tudo um clube que além de veículos, é feito de pessoas, tendo o respeito e amizade como principais características”. Para ele, esses valores fizeram com que donos de outros veículos, como opala, monza e kadett, por exemplo, decidissem se associar ao clube. Sim, os Chevetteiros de Curitiba não “discriminam”, e é uma associação bem democrática. Mais do que apaixonados por chevettes, é um clube de apaixonados por carros. Eventos de exposição e desempenho são atividades realizadas mensalmente, e às vezes semanalmente pelo clube. Também participam ativamente de exposições e competições em vários Estados: já foram em eventos de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo e até Amazonas. Eles são criadores do Informativo AutoMotivo, que é uma agenda com o calendário dos principais eventos do Sul e Sudeste do país. Este informativo é enviado regularmente via e-mail para imprensa especializada, organizadores de eventos, pilotos e equipes de arrancada, além de outros Clubes. Quer conhecer um pouco mais dessa galera? Os Chevetteiros Curitiba se encontram todas as quintas, à partir das 21h, na Av. Presidente Kennedy (entre a Marechal Floriano Peixoto e a Des. Westphalen, em frente ao restaurante Palladium).

CONTATO: chevasctba@yahoo.com.br www.chevetteiroscuritiba.com.br

Quer contar a história do seu clube? Mande um e-mail para whereauto@wherecuritiba.com.br


TURISMO

Três aventuras inesquecíveis sobre duas rodas. Por Beto Madalosso

Eu fiz três grandes viagens de moto. A primeira foi até a Patagônia, saindo de Curitiba. A segunda uma viagem até o Alasca, também saindo de Curitiba, e a terceira, uma de Costa a Costa nos Estados Unidos. Então, deixo aqui um breve relato das minhas aventuras, e algumas dicas para quem deseja descobrir lugares sobre duas rodas.

52

WHERE AUTO | Abril 2014


os destinos... O primeiro destino escolhido (Patagônia) foi porque sempre ouvi falar que a região é fantástica e que seria uma viagem tranquila pra mim, que moro no sul do Brasil e a distância poderia ser percorrida em menos de um mês. Pro Alasca eu escolhi porque eu queria chegar ao ponto mais distante possível saindo da garagem da minha própria casa. Quando eu decidi fazer isso, eu nem sabia onde ficava o Alasca, foi só quando eu abri o mapa que descobri: e pensei “é pra lá que eu vou”. A terceira eu fiz porque minha moto estava em Los Angeles (EUA) e queria tirar umas férias. Fiquei 45 dias em uma viagem solo, quando percorri 11 mil quilômetros.

WHERE AUTO | Abril 2014

53


TURISMO

melhores lugares... É difícil pontuar lugares especiais porque é justamente a diversidade que torna cada lugar um lugar único. O que seriam dos desertos se não existissem as florestas? O que seriam das retas infinitas se não existissem as serras intensas? Cada viagem traz o prazer das descobertas, do novo, do incerto. Os povos não são melhores nesse ou naquele país, são diferentes. Uns mais pobres, outros mais ricos, mas todos únicos! A principal lição de uma viagem assim é poder passear por essas diferenças, é entender que, independente da riqueza de cada país, a felicidade existe, a beleza natural existe, o acolhimento existe.

54

WHERE AUTO | Abril 2014


o que levar... Difícil dizer o que é imprescindível levar. Roupas - é claro! Mas não leve muitas, pois logo estará jogando peças de roupa no lixo. A bagagem tem que ser pequena, nesse caso, é melhor pecar pela falta. Então você carrega pouca roupa e, se achar que precisa de mais, para em algum lugar e compra. Até porque, quem está pensando em moda e marca numa viagem de moto? Máquina fotográfica é importante sempre. Eu gosto de escrever um diário de viagem, então eu levo meu laptop e, quando consigo wifi, escrevo e posto fotos. GPS só é essencial se você for entrar em grandes metrópoles, senão, é totalmente dispensável. Não usar GPS torna a viagem ainda mais libertadora. Sempre carregue um pouco de dinheiro do país que está visitando. Já entrei em países que meu cartão não funcionou e fiquei alguns dias vivendo com uns trocados que sobraram no bolso. Leve um spray instantâneo pra consertar pneu. Leve uma mangueira pra poder chupar gasolina de algum outro lugar caso não ache posto de gasolina. Mas, no final das contas, o mais importante aqui é saber que as pessoas são muito solidárias na estrada. Quando você tem um problema, sempre aparece alguém pra te ajudar.

WHERE AUTO | Abril 2014

55


TURISMO

a moto... Eu, como não entendo muito de mecânica, escolhi uma moto que teoricamente não dá problema. Uma BMW GS 1.200. É fantástica e realmente não dá problema. Mas é importante lembrar que com qualquer tipo de moto, de qualquer cilindrada, é possível fazer uma viagem dessas. Cada um escolhe o tamanho da sua aventura, cada um sabe das possibilidades do seu orçamento. A verdade é que não existe moto específica pra isso, existem melhores e piores, mas todas fazem, desde que você queira fazer.

56

WHERE AUTO | Abril 2014


Os irmãos Beto e Lorenzo Madalosso, durante a viagem para o Alasca.

planejamento... Na viagem pra Patagônia fizemos 9 mil quilômetros em 25 dias. Na viagem pro Alasca fizemos 30 mil quilômetros em 100 dias. Na viagem de Costa a Costa nos EUA eu fiz 11 mil quilômetros em 45 dias. O mais gostoso é a falta de roteiro pré-definido. A liberdade de se escolher estradas diferentes todos os dias, lugares quaisquer pra dormir, etc. É o que faz das viagens de moto serem realmente marcantes. Nossa rotina do dia a dia já é tão previsível... a ideia em uma viagem dessas é justamente não ter previsão nenhuma, não ter rotina nem compromisso. A ideia é ter apenas um dia pra partir e um dia pra voltar pra casa. WHERE AUTO | Abril 2014

57


DRIVE-IN

O período de ouro do automobilismo brasileiro Texto: RPM Comunicação | Fotos: Divulgação

Durante quase duas décadas, o “país do futebol” amargou decepções em série nas Copas do Mundo. Coincidentemente, ou não, o jejum de títulos trouxe à cena outra categoria de heróis: os pilotos de Fórmula 1. No futebol o Brasil foi tricampeão no México em 1970, e só alcançou o tetra em 1994, nos Estados Unidos. Foi nesse vácuo de mais de 20 anos que o mundo da velocidade passou a ter respeito pelo automobilismo Brasileiro. Em 1972, Emerson Fittipaldi ganhou o primeiro título mundial de Fórmula 1 e em 1991 Ayrton Senna faturou seu terceiro titulo, o oitavo de pilotos brasileiros - dois de Emerson, três de Nelson Piquet e os três de Senna. Produzido e dirigido por Cesario Mello Franco e Marcos Bernstein roteirista de Central do Brasil, “A Era dos Campeões” conta a saga dos três grandes pilotos, trazendo depoimentos de muitas personalidades, humor e

emoção, além de imagens de arquivo inesquecíveis. Primeira produção brasileira com lançamento global, o documentário está disponível nas lojas do iTunes em 102 países, traduzido para 12 línguas: Inglês, Francês, Espanhol, Italiano, Alemão, Russo, Dinamarquês, Finlandês, Sueco, Norueguês, Holandês e Japonês. Cesario Mello Franco identifica um aspecto antropológico interessante retratado no documentário: “O Brasil vivia a ditadura e logo após sofreu uma forte recessão econômica. Figuras como Fittipaldi, Piquet e Senna fizeram com que brasileiros de todas as classes sociais fizessem das corridas um programa obrigatório na TV aos domingos e vibrassem com as suas vitórias”, conta o diretor. Os três pilotos juntos venceram 78 GPs nos 20 anos documentados pelo filme: 14 vitórias de Fittipaldi, 23 de Piquet e 41 de

Senna. Além dos oito títulos mundiais, conquistaram três vice-campeonatos. “O período retratado pelo filme foi de encantamento, que merecia muito ser guardado e registrado”, lembra Cesario. “Senna teve grande influência no resgate da autoestima do brasileiro ao transformar sua marca registrada de comemorar as vitórias desfraldando a bandeira brasileira em pleno cockpit”. O sucesso e popularidade que os brasileiros alcançaram ao redor do mundo justifica, segundo o cineasta, a estratégia de lançamento global do documentário: “Além do Brasil, há muitos fãs dos três, sobretudo de Senna, no Japão, Itália e Inglaterra. Já Fittipaldi fez muito sucesso nos Estados Unidos, onde disputou algumas temporadas da Fórmula Indy e venceu a Indianapolis 500 por duas vezes”, salienta Casario.

FICHA TÉCNICA País de produção: Brasil | Ano de produção: 2012 | Produção: Hangar Filmes | Direção e Roteiro: Cesario Mello Franco e Marcos Bernstein Produção executiva: Mariza Figueiredo | Fotografia: Toca SEABRA | Montagem: Marcelo Moraes e LiviaArbex | Pesquisa: AntonioVenancio Consultoria Técnica: Celso Itiberê | Duração do filme: 75 minutos | Classificação: 10 anos

58

WHERE AUTO | Abril 2014


FORÇA DOS DEPOIMENTOS Para Marcos Bernstein, o maior trunfo do documentário é “a qualidade e sinceridade dos depoimentos”. “Quando assisto hoje ao filme, tenho a convicção de que o material que colhemos era mais do que jornalístico, era histórico. Essa consciência só veio com o tempo que ele levou para ser concluído. O produto final ficou com uma cara bacana, que não está envelhecendo”. A era dos campeões levou dez anos para ser finalizado. O documentário começou a ser produzido em 2001, quando Rubens Barrichello dava os primeiros passos na Ferrari. “Achávamos que poderia ter início ali um novo ciclo de brasileiros campeões”, conta Marcos Bernstein, que teve no filme, sua estreia como diretor. “Sempre gostei de Fórmula 1 e, juntamente com o Cesário, vi ali um mundo interessante para explorar”, acrescenta. Todas as entrevistas foram feitas pela equipe do filme, à exceção daquelas com Ayrton Senna, que morrera em 1994, e foram garimpadas em arquivos de TV. O material bruto somou mais de 50 horas de entrevistas, tanto com os campeões, quanto com outros grandes pilotos da história do Brasil, como Wilson Fittipaldi, Roberto Pupo Moreno, Ingo Hoffmann, Chico Serra e Mauricio Gugelmin.

WHERE AUTO | Abril 2014

59


AGENDA VELOCROSS

Mitsubishi Lancer Cup

Terceira etapa do Campeonato Paranaense e Brasileiro de Velocross. Espera-se mais de 400 pilotos participantes, reflexo da força do Paraná no Motociclismo Brasileiro. O Estado é celeiro de novos pilotos, com excelentes pistas. No Velocross os pilotos utilizam motos Trial ou Off-Road, também utilizadas em outras modalidades como no Motocross e no Enduro de Regularidade, porém, a diferença está na pista e na preparação das motos que devem ter potência, aceleração e velocidade. Diferente do Motocross, no Velocross não existe obstáculos como saltos por exemplo. O que encanta os apaixonados é a velocidade. O campeonato é supervisionado pela Federação Paranaense de Motociclismo. Local: São Mateus do Sul/PR. Informações: www.fprm.com.br.

A Mitsubishi Lancer Cup é o primeiro campeonato exclusivo com o Lancer Evolution, para quem é movido por velocidade e adrenalina. Em 2014 chega a segunda temporada com um novo carro, o Lancer Evo RS, que passa a integrar o grid da competição e deixa as disputas ainda mais acirradas. Essa é a segunda etapa da competição que conta com sete, sendo duas provas em cada etapa. Os treinos classificatórios são realizados às sextas-feiras e aos sábados acontecem as duas provas. O evento é destinado aos pilotos gentlemen drivers e baseado no conceito “Sit&Drive”, em que todos os carros têm mecânica e preparação idênticas, com a manutenção feita pela equipe de

AUTOPAR

ARRANCADA

Com mais de 500 marcas expositoras já confirmadas, a 7ª edição da Autopar conta com a participação das principais marcas de fornecedores da indústria automotiva. Esta edição vem mais completa, pois simultaneamente acontece a Audiotech – Feira de Acessórios, Customização e Som Automotivo; a Motopar – Feira de Motopeças, Equipamentos e Serviços; a Yellow e Red Parts – Feira de Tecnologias em Reposição e Reparação para Maquinário Pesado Agrícola, Rodoviário, Florestal, de Mineração e a Truck Parts – Feira de Fornecedores para Linha de Pesados. Local: Expotrade, Pinhais/PR. Informações: www.feiraautopar.com.br.

Segunda Etapa do Campeonato Paranaense de Arrancada. A competição é disputada na distância de 402 metros, e conta com quatro etapas distribuídas ao longo do ano, atraindo competidores de todas as regiões brasileiras. Para esta etapa são esperados mais de 150 pilotos, distribuídos em 19 categorias. Local: Autódromo Internacional de Curitiba, Pinhais/ PR. Informações: www.forcalivre.com.br.

60

WHERE AUTO | Abril 2014


competições da Mitsubishi Motors. Os pilotos só precisam colocar o capacete, apertar o cinto e pisar fundo no acelerador! Local: Autódromo Velo Città, Mogi Guaçu/ SP. Informações: http://novo. mitsubishimotors. com.br/wps.

CROSS COUNTRY

VELOCIDADE NA TERRA

Terceira etapa do Campeonato Paranaense e Brasileiro de Cross Country - modalidade que testa o arrojo e a habilidade dos pilotos, experimentando também as resistências das motos em trilhas, atalhos, estradas e morros. A modalidade desperta uma competitividade extrema entre quem pratica, talvez isso explique o crescimento desta categoria ano após ano. Local: Matinhos/PR. Informações: www.fprm.com.br.

Segunda Etapa do Paranaense de Velocidade na Terra. A temporada deste ano será disputada em nove etapas, com provas também nas cidades de Telêmaco Borba e Ponta Grossa. A categoria Super Fórmula estará presente nesta segunda, e na terceira, quinta, sétima, oitava e nona etapas. Local: São José dos Pinhais/PR. Informações: http://fpra.com.br.

SUZUKI ADVENTURE

Encontro do Dia Mundial do Fusca 2014. Entre as atrações: Praça de Alimentação, Venda de Peças Novas, Mercado de Pulgas, Sorteio de Brindes, Espaço para Mulheres, Cobertura Fotográfica. Inscrições: entrada gratuita (até a capacidade de 120 fuscas). Realização: Fusca Mania Clube Curitiba. Local: Pátio Copava Semi-Novos, Rua dos Funcionários, 1000 – Cabral, Curitiba/PR. Informações: www. euamomeufusca.com.br/blog.

Este ano o Suzuki Adventure completa a quarta temporada e promete levar muita diversão e aventura às seis etapas que serão realizadas durante 2014. A terceira etapa acontece no Paraná. O rali, exclusivo para proprietários de carros Suzuki, é ideal para aproveitar um final de semana outdoor com a família e amigos. Um dia antes de cada etapa é possível participar da aula de navegação com dicas de leitura de planilha, orientações, informações gerais e briefing de prova. Uma programação especial para todos os aventureiros, e importante para quem participa pela primeira vez do Suzuki Adventure. Local: Curitiba/PR. Informações: www.suzukiveiculos.com.br.

WHERE AUTO | Abril 2014

Foto: Murilo Mattos/ Green Pixel

DIA MUNDIAL DO FUSCA

61


CULTURA

Nos Bastidores da Fiat O livro conta com detalhes a história da montadora italiana desde sua fundação em 1899 até a aquisição da Chrysler em meio a uma grande crise financeira em 2008, e mostra como seu CEO, Sergio Marchionne, conseguiu levantar as duas empresas. O que era uma tragédia grega teve um final hollywoodiano. A recuperação inacreditável da Fiat lhe deu recursos, visão e know-how administrativo para dar um lance audaz pela Chrysler em 2008, juntamente com empréstimos dos governos do Canadá e dos Estados Unidos. A autora, Jennifer Clark, foi durante dez anos a chefe da sucursal italiana da Dow Jones & Company, cobrindo todos os aspectos dos negócios, política e finanças do país para o Wall Street Journal, o site WSJ.com e o Dow Jones Newswires. Editora Saraiva.

Corrida para a Glória O ano de 1976 sempre será lembrado pelos amantes da Fórmula 1 como um dos mais emocionantes da história do esporte. Naquela temporada, dois pilotos dividiram os holofotes — o inglês James Hunt e o austríaco Niki Lauda — e a liderança do campeonato foi disputada ponto a ponto. Quando a temporada de 1975 terminou, Hunt estava fora da Fórmula 1; seu contrato com a Hesketh Racing chegara ao fim e não havia perspectiva de um novo acordo. Porém, sua sorte mudou quando Emerson Fittipaldi rescindiu o contrato com a McLaren, e a escuderia passou a buscar desesperadamente um novo piloto. Mulherengo e bonitão, Hunt tinha personalidade completamente oposta à do campeão Niki Lauda, que seria seu maior rival. Fama, dinheiro, mulheres e sexo. Acidentes, falhas mecânicas e humanas. Naquele ano, dentro e fora das pistas, a vida dos dois protagonistas dessa disputa correu em alta velocidade. Tom Rubython, autor do livro, é um conhecido jornalista britânico. Especializado em negócios e esportes, foi editor de revistas como Formula 1 Magazine e BusinessF1. Editora Saraiva.

Mitsubishi Motorsports, o Mundo 4x4 em Harmonia

Velocidade, adrenalina, terra, poeira e asfalto. Todos esses elementos convivem juntos pelas mãos de talentosos artistas brasileiros no livro Mitsubishi Motorsports, o Mundo 4x4 em Harmonia. A publicação reúne 11 trabalhos e também relembra o ano de competições da Mitsubishi Motors na terra e no asfalto, pelos quatro cantos do Brasil. O livro retrata também os 10 anos do rali de estratégia Mitsubishi Outdoor, as temporadas dos ralis de regularidade Mitsubishi Motorsports, de velocidade Mitsubishi Cup, a competição de pista Lancer Cup, além da participação da Equipe Mitsubishi Petrobras no Rally dos Sertões. O curador Waldick Jatobá foi o responsável pela escolha dos artistas e seleção do material para o livro.

Museu do Automóvel Você sabia que o Museu do Automóvel de Curitiba tem mais de 80 veículos antigos, motos, bicicletas, antiguidades e curiosidades mecânicas? A sua história iniciou em 1968, quando um grupo de entusiastas por automóveis antigos fundou o Clube de Automóveis e Antiguidades Mecânicas do Paraná – CAAMP, com o intuito de congregar os apreciadores dessas máquinas, incentivando a sua preservação. Após oito anos de atividade, foi fundado em 1976 o Museu do Automóvel (atualmente um dos mais expressivos do gênero no país), para expor ao público o acervo de mais 150 veículos pertencentes aos sócios do CAAMP, constantemente alternados nas 80 vagas do Museu e divididos nas categorias antique, vintage, milestones e classic. Alguns destaques do acervo: o FORD T Sport Runabout 1926, o CHEVROLET Sedan Máster 1933, o PEUGEOT 202B 1942, o CADILLAC Presidencial 1952, o Eldorado 1953 (único modelo existente no Brasil), entre outros. Que tal conhecer? Horário de funcionamento: das 14h às 17h de terça a sexta; das 10h às 12h e das 14h às 17h30 aos sábados e domingos. Local: Cândido Hartmann, 2300 - Parque Barigüi. Informações: 41. 3335 1440.

62

WHERE AUTO | Abril 2014


A casa de carnes mais tradicional de Curitiba

Cortes premium, qualidade no atendimento e tudo aliado a uma tecnologia de ponta.

19os

An

e

lidad

Qua

Telefone: 41

3342.4581

Site: www.kfcarnes.com.br

Rua Guaianazes, 15 - Vila Izabel - Cep. 80320-240 - Curitiba - PR


Where Auto - Edição 01