Page 1

O Dia do Senhor Ano C - XXIX - Nº 1770 - 19º Domingo do Tempo Comum - cor verde - 11/08/2019 ANO MISSIONÁRIO DIOCESANO

VIGIAR E CAMINHAR NA FÉ À ESPERA DO SENHOR Dia dos Pais e da Vocação Matrimonial

2. Canto Inicial

(Ir. Míria T. Kolling)

Tua família aqui reunida vem hoje pedir-te, Senhor, a paz que nos vem de tua vida e é fruto do teu amor. 1 - Quando o ódio, a vingança, o rancor, vierem nos destruir; nós queremos ser em tuas mãos instrumentos do teu amor. 2 - Quando a treva, que ao erro conduz, cegar muitos corações, nós queremos ser em tuas mãos instrumentos da tua luz. 3 - Quando a ofensa, a discórdia, enfim, romperem a união, nós queremos ser em tuas mãos instrumentos do teu perdão.

Deus nos reúne Preparar e colocar em lugar visível na porta da Igreja, o cartaz da Semana Nacional da Família, o Lecionário, velas e flores. (Este mesmo Lecionário será usado para proclamar as leituras e o Evangelho) Para dar início à celebração, cantar de forma orante. (Frei Telles Ramon - Daniel De Angeles)

Senhor, chamaste-me, aqui estou! Chamasteme, aqui estou! Ô, ô, ô! Ô, ô, ô! Chamaste-me, aqui estou!

Presidente - Reunidos para celebrar o Mistério Pascal de nossa fé, somos convidados a manter acesa a luz de Cristo que recebemos em nosso Batismo, em uma atitude vigilante na espera do Senhor até que Ele venha. Como filhos e filhas obedientes ao mandato de Jesus, façamos o sinal de nossa fé. Em nome do Pai... Presidente - O amor do Pai, a Luz do Cristo Ressuscitado e a força do Espírito Santo estejam convosco. Bendito seja Deus...

3. Deus nos perdoa

1. Acolhida

Animador(a) - Queridos irmãos e irmãs em Cristo, é com grande alegria que a cada domingo fazemos memória da Páscoa de Jesus ligada aos fatos concretos de nossa vida. Comemoramos hoje o dia dos pais e iniciamos a Semana Nacional da Família que traz como tema: “A Família, como vai? que quer indicar a necessidade da família vivenciar uma profunda experiência de Jesus e da Sua Palavra, para conseguir vencer os desafios e dificuldades que encontram em seu caminho, e assim compreender seu papel evangelizador na Igreja e na sociedade. (Recordação da vida) Felizes por estarmos reunidos em comunidade para celebrar o Dia do Senhor, alegres, cantemos. Procissão de entrada como de costume.

01

Presidente - Reconheçamo-nos fracos e pecadores pelas vezes em que nos omitimos como família de Deus a cumprir nossa missão de batizados. Supliquemos a misericórdia do Pai. (silêncio) Peçamos perdão, cantando. (Dom Paulo Dal’Bó)

1 - Família sem pão e sem lar, família sem pai, e sem mãe, família sem religião, família sem fé e oração. É tempo de recomeçar, Jesus nos convida a amar, acolher, perdoar e viver: o sonho de Deus na família. Misericórdia (3x) de Deus na família. 2 - Família sofrida e sem paz, esquecida sem voz e sem vez, carente de amor e perdão, nas drogas, na rua ou prisão. É tempo de recomeçar, Jesus nos convida a amar, acolher, perdoar e viver: o sonho de Deus na família.


Presidente - Pai de bondade, tenha compaixão de para da morte libertar as suas vidas e alimentá-los nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à quando é tempo de penúria. - No Senhor nós esperamos confiantes, porque vida eterna. Amém. Ele é nosso auxílio e proteção! Sobre nós venha, - Senhor, tende piedade de nós. Senhor... Senhor, a vossa graça, da mesma forma que em - Cristo, tende piedade de nós. Cristo... vós nós esperamos! - Senhor, tende piedade de nós. Senhor...

9. Leitura da Carta aos Hebreus (11, 1-2.8-19)

4. Hino do Glória

Presidente - Glorifiquemos a Deus nosso Pai por todas as famílias que se colocam a serviço das Pastorais, Serviços e Ministérios, especialmente a Pastoral Familiar. Cantemos. (CNBB - Renato Bevilácqua)

Glória a Deus lá nos céus, e paz na terra aos seus! (bis) 1 - Glória a Deus nos altos céus, paz na terra a seus amados! A Vós louvam, Rei Celeste, os que foram libertados! Deus e Pai, nós vos louvamos, adoramos, bendizemos; damos glória ao vosso nome, vossos dons agradecemos! 2 - Senhor nosso, Jesus Cristo, unigênito do Pai, Vós, de Deus Cordeiro Santo, nossas culpas perdoai! Vós que estais junto do Pai como nosso intercessor, acolhei nossos pedidos, atendei nosso clamor. 3 - Vós somente sois o Santo, o Altíssimo, o Senhor, com o Espírito Divino, de Deus Pai no esplendor!

10. Canto de Aclamação (CD Liturgia XI)

Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia! (bis) 1 - É preciso vigiar e ficar de prontidão; /em que dia o Senhor /há de vir, não sabeis não!

11. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas (12, 32-48) 12. Partilha da Palavra Nossa resposta 13. Profissão de Fé

Presidente - No Deus, nosso Pai, que realiza todas as coisas em Jesus Cristo, pela força do Espírito Santo, professemos nossa fé. Creio em Deus Pai...

14. Preces da Comunidade

Presidente - Como filhos e filhas que confiam na bondade do Senhor, elevemos a Ele os nossos 5. Oração clamores. A cada pedido cantemos. Ouvi Deus Presidente - Senhor, que conduzis o vosso de amor nosso clamor! (bis) (O.D.C.) povo para a terra prometida, dai-nos a graça de estar vigilantes para acolher o Cristo que vem - Senhor, guiai os pastores da vossa Igreja, o Papa servindo ao nosso próximo. Por nosso Senhor Francisco, os Bispos, Padres e Diáconos para Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito que continuem firmes na missão de anunciar a todos os povos, o Vosso projeto de amor. Nós Santo. Amém. vos pedimos. Deus nos fala - Senhor, libertai nossos governantes da corrupção, da ganância e da sede de poder, para 6. Apresentação do Livro da Palavra que busquem em Vós a sabedoria e o desejo de Uma família aproxima-se da Mesa da Palavra, ergue o servir a nossa Pátria com honestidade. Nós vos Lecionário enquanto se canta. (Onde for possível, a Família pedimos. proclama as leituras e canta o Salmo). - Senhor, iluminai todos os pais, para que assumam fielmente a missão paterna, educando (José Raimundo Brandão) Que tua Palavra preserve as nossas famílias, seus filhos segundo a Lei de Cristo e da Igreja. oriente nossos filhos, guie as nossas nações, Nós vos pedimos. Bíblia Sagrada fonte viva de partilha, indicação - Senhor, acompanhai as Paróquias São Roque de São Roque do Canaã e Santa Clara de Colatina que que nos brilha, luz dos nossos corações. celebram seus padroeiros(as), para que sejam 7. Leitura do Livro da Sabedoria (18, 6-9) fortificadas na fé e na convivência fraterna, no meio em que vivem. Nós vos pedimos. 8. Salmo Responsorial (32) (CD Cantando os Salmos) - Senhor, concedei sabedoria a todos os estudantes Feliz o povo que o Senhor escolheu por sua para que mesmo diante da crise e dos desafios vividos no momento atual, tenham discernimento herança! (bis) - Ó justos, alegrai-vos no Senhor! Aos retos fica para continuar lutando pelos seus direitos. Nós bem glorificá-lo. Feliz o povo cujo Deus é o Senhor vos pedimos. e a nação que escolheu por sua herança! Presidente - Acolhei Pai de bondade as preces - Mas o Senhor pousa o olhar sobre os que o de Vossa família aqui reunida. Por Cristo, nosso temem, e que confiam esperando em seu amor, Senhor. Amém. 02


15. Apresentação dos Dons Durante o comentário, Pais, Professores, Catequistas, Missionários... apresentam-se diante da assembleia com camisetas próprias, materiais de ensino religioso e social e o cartaz ou o tema da Semana Nacional da Família. Erguem os símbolos para a assembleia, depois para o Altar, enquanto se canta.

Animador(a) - Iniciando hoje a Semana Nacional da Família e comemorando o Dia dos Pais, somos chamados como Igreja Doméstica a estarmos vigilantes na missão que nos fora confiada pelo Batismo. Apresentemos ao Altar do Senhor a vida de nossas famílias, professores, catequistas e todos os missionários, na luta pelo resgate dos valores espirituais e sociais, a serviço da Igreja e da Sociedade. (Pe. Raimundo do Carmo Borges - Martins Antonello)

1 - Na família, primeira escola, aprendemos a lei do amor. Nos estudos uma habilidade, com seriedade, buscamos Senhor. De braços erguidos a Deus ofertamos aquilo que somos e tudo que amamos. Os dons que nós temos compartilharemos, aqueles que sofrem, sorrir os faremos.

16. Canto das Oferendas (Onde houver celebração da Palavra) (Pe. Raimundo do Carmo Borges - Martins Antonello)

1 - Ofertar nossa vida queremos como gesto de amor, doação. Procuramos criar mundo novo, trazer para o povo à libertação. De braços erguidos a Deus ofertamos aquilo que somos e tudo que amamos. Os dons que nós temos compartilharemos, aqueles que sofrem, sorrir os faremos. 2 - A injustiça que fere e que mata tanto homem, criança e mulher. Faz o jovem viver sem sentido, frustrado, perdido, distante da fé.

fico a pensar nas obras de tuas mãos, no céu azul de estrelas pontilhado, o teu poder mostrando a criação. Então minh’alma canta a Ti, Senhor. Quão grande és Tu! Quão grande és Tu. (bis) 2 - Quando eu medito em seu amor tão grande, seu Filho dando ao mundo pra salvar. Na cruz vertendo o seu precioso sangue, minh’alma pode assim purificar. 3 - Quando, enfim, Jesus vier em glória e ao lar celeste então me transportar, te adorarei, prostrado e para sempre: quão grande és tu, meu Deus, hei de cantar.

Deus nos faz irmãos

18. Pai Nosso

Presidente - Como família de filhos e filhas do Deus Criador, rezemos confiantes a Oração que Jesus nos ensinou. Pai Nosso...

19. Abraço da Paz

Animador(a) - A paz é fruto da convivência fraterna na família, na escola, no trabalho e na comunidade. Saudemo-nos com o compromisso de sermos instrumentos de paz. (Zé Vicente)

Deus nos abençoe, Deus nos dê a paz! A paz que só o amor é que nos traz! (bis) 1 - A paz na nossa casa, nas ruas, no país e a bênção da justiça que Deus quis! (bis)

20. Canto de Comunhão (se houver) (Frei Luiz Turra)

1 - Os grãos que formam a espiga se unem pra serem pão. Os homens, que são Igreja, se unem pela oblação. Diante do altar, Senhor, entendo minha vocação: devo sacrificar a vida por meu irmão. (bis) 2 - O grão caído na terra só vive se vai morrer. É dando que se recebe, morrendo se vai viver. 3 - O vinho e o pão ofertamos, são nossa resposta de amor. Pedimos humildemente: aceita-nos, ó Senhor.

1 - Na mesa sagrada se faz unidade no pão que alimenta que é o pão do Senhor, formamos família na fraternidade, não há diferença de raça e de cor. Importa viver, Senhor, unidos no amor, na participação, vivendo em comunhão. (bis) 2 - Enquanto na terra o pão for partido o homem nutrido se transformará vivendo a esperança. Num mundo melhor com Cristo lutando o amor vencerá. 3 - Chegar junto à mesa é comprometer-se é a Deus converter-se com sinceridade. O grito dos fracos devemos ouvir e em nome de Cristo amar e servir. 4 - Se participamos da Eucaristia, é grande a alegria que Deus oferece. Porém não podemos deixar esquecida a dor, nesta vida, que o pobre padece.

17. Louvação

21. Oração

(Onde houver celebração Eucarística) (Frei Luiz Turra)

Presidente - Demos graças ao Senhor nosso Deus, por Jesus Cristo, que nos ensina permanecer vigilantes a espera da sua vinda gloriosa. Cantemos. (D.R. - CD Vem louvar IV)

1 - Senhor meu Deus, quando eu maravilhado,

Presidente - Ó Deus, recebemos com amor a Vossa Palavra de vida e verdade, tantos dons e tantos frutos para o nosso bem. Que ele então nos ilumine com Vossa verdade e salve, enfim, nossa vida do perigo de perder-vos. Por Cristo, nosso Senhor. Amém. 03


Deus nos envia

22. Notícias e Avisos 23. Refletindo o Ano Missionário Diocesano (ler para a assembleia)

A Igreja é família de famílias, constantemente enriquecida pela vida de todas as igrejas domésticas. Assim, “em virtude do sacramento do matrimônio, cada família torna-se para todos os efeitos um bem para a Igreja. Nessa perspectiva, para o hoje da Igreja, será certamente um dom precioso ter em consideração também a reciprocidade entre família e Igreja: a Igreja é um bem para a família, a família é um bem para a Igreja. A preservação do dom sacramental do Senhor compete não apenas à família individual, mas à própria comunidade cristã”. (Exortação apostólica pós-sinodal do Papa Francisco - Amoris Laetitia sobre o amor na família) Onde for possível, realizar uma breve homenagem para os pais.

24. Bênção

Presidente - Deus misericordioso vos abençoe na sua bondade e infunda em vós a sabedoria da salvação. Amém. - Sempre vos alimente com os ensinamentos da fé e vos faça perseverar nas boas obras. Amém. - Oriente para Ele os vossos passos, e vos mostre o caminho da caridade e da paz. Amém. - Abençoe-vos Deus Todo-Poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém. - Ide em paz, vivendo a sua vocação e o Senhor vos acompanhe. Graças a Deus.

25. Canto Final (Eni Santos e Hélcio Grespan)

Erguei as mãos pedindo a Deus a proteção e união pela família. (bis) 1 - Não há gesto mais bonito do que esse. Quando um filho pede a bênção a seus pais e acredita fielmente que essa bênção vem de Deus, que o fará seguir em paz. A família é o caminho da esperança, a certeza que se tem pra onde voltar, não há nada mais divino e é por isso que a presença de Jesus nela está.

Preparando a Partilha da Palavra

Jesus nos ensina o jeito de viver a fé. Nossa segurança e esperança estão na certeza do amor do Senhor por nós e de nossa confiança sincera nele. Essa verdade, não compramos, nem está na riqueza. Ela está no coração humilde, simples e sincero. Portanto, o Evangelho nos fala da necessidade de estarmos vigilantes. Quando depositamos nossa confiança e nossa segurança no Senhor, estamos sempre vigilantes, e isso significa viver a esperança: “Onde está vosso tesouro, aí estará também vosso coração” (Lc 12,34). A fé é 04

uma riqueza que jamais poderá ser desprezada, nem pode tornar-se indiferente para com ela. Dessa riqueza devemos nos encher mais e mais, acumular. A resposta que Jesus dá a Pedro tem a ver conosco, povo de Deus, peregrino no tempo de agora: “Quem é o administrador fiel e prudente que o senhor vai colocar à frente do pessoal de sua casa para dar comida a todos na hora certa? Feliz o empregado que o patrão, ao chegar, encontrar agindo assim!” (Lc 12,42). O que devemos fazer como cristãos: devemos alimentar nossa esperança sem cessar, mesmo que haja dificuldades e diversidades. O Senhor espera que tenhamos um coração sempre pronto para o serviço generoso e amoroso, a começar por quem está bem perto de nós, ao nosso lado. Quantas vezes você já escutou sobre a necessidade de viver o batismo, de ser missionário ou missionária em nossos dias? Já sabemos disso, mas quais passos já demos nessa direção? Há grande diferença entre o saber e o fazer. Quem está vigilante espera o Senhor e não fica parado, age carregado de amor, de misericórdia, de esperança. Essa é a vigilância que o Senhor deseja e espera de nós. Há tantos gritos que precisam ser ouvidos, longe ou perto de nós. Assim, estar vigilantes é estar atento ao amor que se deve devotar diante da realidade em que vivemos ou do irmão e da irmã que clamam por um auxílio que os ajude a reerguerem-se. Essa riqueza da fé, precisamos gastá-la todos os dias de nossa vida. Essa riqueza se não for gasta nos empobrece, se a gastamos nos enriquece. A vivência da fé será sempre exigente. Dessa forma, o Cristo vem nos alertar: “a quem muito foi dado, muito será pedido; a quem muito foi confiado, muito mais será exigido” (LC 12,48). O Evangelho deste domingo vem, pois, interrogar nossa vida cristã, nossa fé e vigilância no serviço amoroso aos irmãos. Caminhemos na fé, unidos na Comunidade, pois é junto dela que podemos viver melhor o ensinamento de Cristo. (Reflexões e Sugestões Litúrgicas - Deus Conosco 2019)

Leituras da Semana

2ª feira: Dt 10,12-22; Sl 147; Mt 17,22-27 3ª feira: Dt 31,1-8; Dt 32,3-42; Mt 18,1-5.10.12-14 4ª feira: Dt 34,1-12; Sl 65; Mt 18,15-20 5ª feira: Js 3,7-10a.11.13-17; Sl 113; Mt 18,21-19,1 6ª feira: Js 24,1-13; Sl 135; Mt 19,3-12 Sábado: Js 24,14-29; Sl 15; Mt 19,13-15 Domingo: Ap 11,19a; 12,1.3-6a.10ab; Sl 44; 1Cor 15,20-27a; Lc 1,39-56 CÚRIA DIOCESANA DE COLATINA Rua Santa Maria, 350 - Edifício João Paulo II CEP 29700-200 - Colatina - ES Fone: (27) 2102.5000 E-mail: diadosenhor@diocesedecolatina.org.br Site: www.diocesedecolatina.org.br Site Santuário: www.nossasenhoradasaude.org.br

Profile for Diocese de Colatina

1770 11 08 2019 19 tc  

1770 11 08 2019 19 tc  

Advertisement