Issuu on Google+

Na simplicidade do presépio, um encontro com Deus págs.

8e9

Jornal da

Diocese de Blumenau Ano da Palavra

Opinião

Um ano da graça do Senhor pág.

2

Igreja

Diocese ordena quatro sacerdotes

pág.

16

Ecumenismo

I Congresso de Empresários de Blumenau Evento vem embalado pelo tema e lema da 3ª Campanha da Fraternidade Ecumênica, que ocorre em 2010 pág. 6 Paróquias

Navegantes celebra Missa do dia 1º na praia pág. 13

2010 10ª Diocese catarinense celebra 10 anos!!! No dia 20 de junho de 2010, a Diocese de Blumenau, décima criada em Santa Catarina, comemora seus 10 anos de fundação.

3ª Campanha da Fraternidade Ecumênica começa em fevereiro pág.

6

Paróquias

Projeto Jesus no Litoral - uma virada radical pág. 13


Opinião

Dezembro de 2009 . Jornal da Diocese de Blumenau

Editorial

Caro leitor! O Jornal da Diocese de Blumenau, após chegar a sua 100ª edição, passará por algumas transformações. Passo a passo, caminharemos para uma nova etapa, na qual serão valorizados ainda mais o jornalismo profissional e criativo, que atenda as necessidades de evangelização, meta principal de nosso Jornal. A organização da comunicação na Igreja é uma das condições para o sucesso na evangelização da cultura trazida pelas novas tecnologias de comunicação. Essa foi uma das constatações defendidas pelos coordenadores regionais da Pastoral da Comunicação (Pascom) de todo Brasil, reunidos em novembro, no Rio de Janeiro. Guiando-se também por essas avaliações, é que a Diocese de Blumenau pretende trazer novos direcionamentos para a comunicação. Acredita-se que o planejamento correto deste setor pode ser essencial para uma evangelização forte e abrangente. Para colaborar com essa organização é que a Agência Dominus tornou-se parceira da Diocese. Afinal, a presença nos meios de comunicação requer, além de profissionalismo, um testemunho vivo da fé católica, requisitos que a empresa católica e catarinense pretende atender com total empenho. Natal é tempo de renovar, portanto nada melhor que começarmos agora a preparação para um ano novo cheio de novas e boas idéias. Natal é um evento único, onde Deus sai de sua morada e vai ao encontro do homem, como numa canção: “É próprio do amor abaixar-se, doar-se por inteiro até o fim”. Deus se abaixou até o homem ao nascer da Virgem Maria. Ele toca a humanidade, assume-a em sua natureza e se sujeita em todas as limitações do homem menos, é claro, no pecado. “O povo que caminhava nas trevas viu uma grande luz” (Is 9,1). É o próprio Deus que veio homem para iluminar as trevas do coração da humanidade. Vamos viver juntos um feliz e santo Natal! Vamos renovar nossas forças para viver um ano novo cheio de esperança, amor e paz! Ketlin da Rosa - Editora

12 razões pelas quais o crucifixo não viola a liberdade

Artigo

2

A verdadeira liberdade religiosa não é a liberdade da religião, afirma o historiador Martin Kugler, em resposta à decisão do Tribunal Europeu para os Direitos Humanos de eliminar os crucifixos das salas de aula das escolas italianas. Kugler, diretor da rede de defesa dos direitos humanos Christianophobia. eu, com sede em Viena, ofereceu 12 teses que mostram o pensamento equivocado do tribunal que decidiu a favor de uma mãe ateia que protestou pelos crucifixos pendurados na escola dos seus filhos. - “O direito à liberdade religiosa pode significar somente seu exercício, não a liberdade de confrontar; o significado de ‘liberdade de religião’ não tem nada a ver com a criação de uma sociedade ‘livre da religião’”, explica. - “Eliminar à força o símbolo da cruz é uma violação, como seria obrigar os ateus

a pendurarem este símbolo.” - “A parede branca também é uma declaração ideológica, especialmente se nos primeiros séculos não podia estar vazia”, afirma. - “Um Estado neutro com relação aos valores é uma ficção frequentemente utilizada com um objetivo de propaganda.” Para Kugler, decisões como a do tribunal europeu atacam realmente a religião, ao invés de lutar contra a intolerância religiosa. - “Não se pode combater os problemas políticos lutando contra a religião – indica. O fundamentalismo antirreligioso se torna cúmplice do fundamentalismo religioso quando provoca com a intolerância.” - “A maior parte das pessoas afetadas gostaria de manter a cruz – declara. É também um problema de política democrática, dando descaradamente prioridade aos interesses individuais.” Retomando os argumentos propostos pelo governo italiano em defesa dos crucifixos nas salas de aula, Kugler indica que “a cruz é o Logos da Europa; é um símbolo religioso, mas também muito mais que isso”.

Dom José

Um ano da graça do Senhor A Igreja se prepara para viver nestes dias um acontecimento importante, um acontecimento que constitui uma resposta aos nossos anseios: “O Verbo se fez carne e veio morar entre nós” [ Jo 1]. Deus veio ao nosso mundo, ao nosso tempo; no decorrer dos tempos e dos anos, houve um momento, um instante em que a eternidade entrou no tempo e o tempo se encontrou definitivamente com a eternidade.

Natal é a festa do cristão, porque ele vive uma novidade absoluta: Deus apareceu no tempo, na pessoa de Jesus Cristo; o cristão se salva na eternidade mediante uma escolha que deve fazer enquanto vive, enquanto tem tempo. A escolha deve ser a opção por Jesus Cristo, pela fé Nele. Esta é a mensagem que o Santo Padre nos transmitiu na Visita ad Limina. Em Roma, eu pensava que toda a Diocese de Blumenau se encontrava ali, comigo. Nas suas palavras, o Papa nos deixou bem claro que a comunhão com Ele, “Vigário de Cristo” aqui na terra, é fundamental para a construção do Reino. No Santo Padre queremos vislumbrar a presença de Cristo. A opção por Cristo e a fé nele foi bem

ressaltada na ordenação Presbiteral dos quatro diáconos da nossa Diocese, que expressaram o próprio Sim definitivo a Cristo, escolhendo configurar-se Ele por toda a vida e na imagem do Bom Pastor. A fé em Cristo é evidenciada nos dez anos de instalação da nossa Diocese. Quanto trabalho pastoral, quantas pessoas foram beneficiadas pelo trabalho dos nossos sacerdotes e diáconos que, neste Ano a eles dedicado, estão reavivando com mais intensidades os seus compromissos com Deus e com os irmãos e as irmãs! Quantos líderes engajados na nossa Igreja deram a vida pela evangelização. A fé em Cristo foi algo precioso, que sustentou o nosso povo neste ano, na luta pela

reconstrução depois da catástrofe, que colocou à dura prova o dom da fé. Famosas ficaram aquelas palavras de uma senhora simples que, logo depois da tragédia, afirmou ter perdido tudo, mas não sua fé. A nossa fé no Verbo Encarnado é ainda mais fortalecida pela presença, em nosso meio, da imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida. A mãe de Deus e nossa veio para nos apresentar Jesus, veio para nos ensinar como ser discípulos e missionários, veio para nos doar o Senhor da Vida. Esses fatos e tantos outros, tecidos na história da nossa Diocese ao longo deste ano, nos fazem agradecer a Deus pelo “Ano de Graça” que nos concedeu.

CEMITÉRIO? 3322-3950 Informar-se é Prevenção Prevenção = Atendimento Digno + Redução dos Custos cemiteriosaojose@terra.com.br


3

Dezembro de 2009 . Jornal da Diocese de Blumenau

Diocese

A mensagem dos Pastores

Jornal da Diocese de Blumenau � Dezembro de 2009 e Janeiro de 2010

3

reconhecimento

Jornal da Diocese percorre Pe. Bachmann é homenageado novos caminhos

no Legislativo

Após sua 100ª edição, publicação terá reformulação editorial

“Foto Rex”, de Indaial

Cura da Catedral recebe medalha pelo seu trabalho em Blumenau

E

m novembro a Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina prestou homenagem ao Pe. João Bachmann, que declarou o amor que sente pelo seu chamado: “a homenagem expressa, sobretudo, a alegria maior de servir a comunidade. E servir, vale à pena porque é sinal visível do Reino de Deus”. Pe. João é o Cura da Catedral São Paulo Apóstolo (ou seja, responsável pela Catedral) e Vigário Geral da Diocese de Blumenau. Em seus 17 anos como sacerdote, sempre dedicou-se a área social, combatendo sempre a “fome de alimento e de Deus”. Têm em sua trajetória inúmeros projetos como a cozinha e padaria comunitária, abrigos, entre outros. Para a cerimônia de entrega da Comenda do Legislativo, que ocorreu no dia 16 de novembro, acompanharam o Pe. João 45 pessoas, entre leigos

da comunidade, o Ecônomo da Diocese Pe. Almir Negherbon e o Bispo Diocesano Dom José Negri. Segundo Pe. Bachmann a medalha representa um grande reconhecimento. “Receber a medalha do Poder Legislativo para mim é um momento gratificante, porque expressa o carinho e a ternura do nosso povo catarinense, e, sobretudo do povo daqui, do Vale do Itajaí, onde me faço presente com as celebrações, missas, conferências, a pedido de diversos segmentos da sociedade.” Essa comenda tem por objetivo reconhecer o trabalho de pessoas físicas, jurídicas e entidades que realizaram ou realizam ações relevantes e de destaque em Santa Catarina. Pe. João Bachmann foi indicado pelo Deputado Giancarlo Tomelin (PSDB), além dele houve mais 45 homenageados. Página especial Cada homenageado ga-

nhou uma página de apresentação no livreto, especialmente editado, para a Cerimônia. Sobre o sacerdote de Blumenau, foi assim descrito: “O Padre João Bachmann é jovem, carismático e tem uma ação social de relevante importância na comunidade de Blumenau. Suas pregações, diferenciadas atraem fiéis, ouvintes e telespectadores de todo o Vale do Itajaí. É um líder que interfere e age no tecido social, sensibilizando todas as camadas sociais para proteger os mais frágeis, os emocionalmente abalados e os despossuídos de esperança. É um padre popular, sem qualquer vínculo político partidário e que baseia sua pregação unicamente na Palavra de Jesus Cristo. Passou algum tempo prestando trabalhos nos bairros: Vila Nova e Itoupava Norte, em Blumenau. Hoje, dedica-se aos fiéis da Catedral São Paulo Apóstolo, também em Blumenau”.

No mês de novembro o Jornal da Diocese chegou a sua centésima edição, com o constante compromisso de informar e formar todos os leitores, que acompanham a trajetória deste bravo jornal. A partir de agora ele vai passar por uma reforma, que aos poucos pretende dar um novo “gás” para essa publicação histórica da Diocese de Blumenau. O jornal ganhará uma nova linha editorial, com textos cada vez mais interessantes e jornalísticos, que venham de encontro ao grande objetivo da comunicação: evangelizar sempre! Também terá um novo projeto gráfico, ainda mais arrojado e criativo, com linhas e contornos que busquem aliar a tradição e a modernidade, num caminho de sucesso. A princípio o Jornal segue com 16 páginas, sendo que na última edição de 2009 terá o mesmo formato, mas com perspectivas de mudança para 2010. A idéia é trazer caracte-

rísticas mais jornalísticas, com textos variados e maior participação das diversas pastorais, movimentos, grupos e paróquias da Diocese. Cada página terá um enfoque específico de algum setor importante, são espaços destinados aos eventos diocesanos, informações sobre a catequese, os movimentos da família, ecumenismo, “missionaridade”, entre outros. A comunicação da Igreja precisa utilizar os melhores aspectos da comunicação moderna, e “há que fazer com paixão e inteligência, que surgem da convicção de ter uma Palavra preciosa para comunicar: uma palavra tão inesgotável e bela que poderá inspirar sem fim toda nova expressão criativa e dar dignidade a toda nova linguagem”, destacou em um dos seus editoriais, o diretor da Sala de Informação da Santa Sé, Pe. Federico Lombardi, S.J.

Parceiros da comunicação Para trabalhar nessa nova etapa do Jornal da Diocese, foi fechada uma parceria com a Empresa Dominus de Comunicação Integrada. A agência que atende apenas o segmento católico vai atuar em parceria com a atual direção do jornal, tendo como diretor responsável Pe. Raul Kestring. A Dominus prestará todo suporte para o jornal desde a elaboração da pauta, a produção dos conteúdos, diagramação e encaminhamento para a gráfica. A empresa catarinense é uma das pioneiras do ramo a atender exclusivamente a Igreja Católica, mas não somente isso tem em sua missão a tarefa de colocar os conhecimentos e talentos em comunicação religiosa a serviço do cliente, contribuindo sempre para a nova evangelização. Para isso, sua equipe é formada por diversos profissionais do ramo de comunicação, mas que também vivenciam a fé católica.

Produção: Periodicidade Mensal Rua Esteves Junior - Centro - Fpolis Ed. Top Tower - sl 404 - Fone: (48) 3365-1613 Jornalista responsável Ketlin da Rosa - SC02821-JP jornalista@dominuscomunicacao.com Fone: (47) 9106-5261 Projeto Gráfico/Diagramação André Kinal Tiragem 15 mil

Impressão Grafinorte Direção: Diretor Geral: Pe.Raul Kestring, Diretor Comercial: Pe. Almir Negherbon Revisão: Pe. Raul Kestring Conselho Editorial D. José Negri, Pe. José Carlos de Lima, Pe. Idonizete Krüger

CORRESPONDÊNCIA - Redação e Administração - Rua XV de Novembro, s/nº - Centro Fone/Fax: (47) 3322-4435 - Caixa Postal 222 - Cep: 89.010.971 - Blumenau - SC


4

Igreja

Dezembro de 2009 . Jornal da Diocese de Blumenau

tradição

Vamos celebrar o Padroeiro da Diocese, São Paulo Dia 25 de janeiro de 2010, comunidade é convidada a comemorar a Festa da Conversão de São Paulo

Está se tornado costume: dia 25 de janeiro, na Catedral de Blumenau, a cada ano, celebra-se o Dia do Padroeiro, São Paulo Apóstolo. No calendário litúrgico da Igreja, ocorre a Festa da Conversão de São Paulo Apóstolo. Portanto, desde já, o caríssimo leitor está convidado para se unir a nós nessa feliz recordação. Se, por algum motivo, não puder estar conosco na Catedral, naquele dia, no horário que será anunciado, reze na sua casa, na sua comunidade. Ainda sentem-se os ecos do Ano Paulino, instituído pelo Papa Bento XVI para comemorar o bimilenário do nascimento do grande Apóstolo e Mártir de

Igreja no Brasil Muticom segue com inscrições

O Mutirão de Comunicação América Latina e Caribe (Muticom) acontece entre os dias 3 e 7 de fevereiro de 2010, e segue com as inscrições abertas. De acordo com o coordenador geral do Muticom, padre Marcelino Sivinski, a idéia é “promover espaços de diálogo sobre os processos de comunicação à luz da cultura solidária, na construção de uma sociedade comprometida com a justiça, a liberdade e a paz”. Inicialmente previsto para acontecer em julho de 2009, o evento foi adiado devido à Gripe A. Mais informações pelo site: www.muticom.org

Pastoral da Criança

O Comitê Espanhol do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) premiou a Pastoral da Criança do Brasil na categoria voluntariado. O ato de entrega ocorreu no dia 13 de novembro, em Madri, capital espanhola. A Pastoral da Criança do Brasil recebe este prêmio por seu compromisso na prática com os direitos das Crianças e por sua rede de solidariedade, na qual 270 mil voluntários dedicam seus esforços para diminuir a desnutrição infantil e melhorar as condições de vida das crianças brasileiras. O Comitê Espanhol do UNICEF outorga prêmios como reconhecimento a pessoas, organizações e instituições que, seja em âmbito nacional ou internacional, colaboram de maneira significativa com o UNICEF e especialmente a favor das crianças.

Jesus e da sua Igreja. Encerramos o mesmo ano jubilar no mês de junho de 2009. Naquele ano comemorativo de figura tão destacada da história da nossa fé cristã, em resumo, aprendemos a amar esse verdadeiro testemunho da Ressurreição. É dele a famosa afirmação: “Se Cristo não ressuscitou, vã é a vossa fé, e ainda estais em pecado. E, dessa forma, até os que morreram em Cristo pereceram” (1Cor 17). Toda a Igreja vive da presença vitoriosa, ressuscitada, viva do

Martins

Indústria Têxtil Ltda Grande variedade em malhas confeccionadas nas Linhas Adulto e Infantil

Senhor. Toda evangelização encontra sua luz sua coragem na promessa divina: “Eis que estou convosco todos os dias, até o fim dos tempos” (Mt 28,20). A comunidade diocesana que deseja, com São Paulo Apóstolo, ouvir e pregar a Palavra é convidada a se reunir na Catedral de Blumenau no dia 25 de janeiro de 2010, para celebrar a conversão deste grande discípulo e missionário de Jesus. A palavra “conversão”, depois do Apóstolo Paulo, ganhou novo sentido, novo vigor. Voltar para Deus, sem mais olhar para trás; acolher o Evangelho vivê-lo na vida

pessoal e comunitária; anunciar essa vital mensagem para toda a humanidade, inclusive com referência às ameaçadoras constatações da degradação ecológica; tudo isso, significa imitarmos Paulo na sua fé, no seu ardor, na sua esperança nas promessas divinas de libertação e salvação. Enfim, leitor irmão, mesmo em tempo de férias, trabalhando ou não, que esta alegre mensagem do nosso Padroeiro nos ajude a vivermos melhor, mais plenamente, tendo em Jesus nosso Caminho, nossa Verdade, nossa Vida. Por: Pe. Raul Kestring

Dom José se encontra com Papa Bento

Os bispos do Regional Sul 4 da CNBB (estado de Santa Catarina) iniciaram, no dia 26 de novembro, a visita Ad limina apostolorum, em Roma. No total, dez bispos participam da visita que teve duração de 12 dias, entre eles o Bispo Dioce-

Postos de Vendas: Blumenau: CIC Blumenau - Fone: (0xx47) 3323-3494 Brusque: FIP - Fone: (0xx47) 3350-4158 Indaial: CCI Vitória Régia - Fone: (0xx47) 3333-2875 - Ramal: 275

Rua Dr. Blumenau,10190 - Encano - Indaial - Fone:3328-0861-Fax:3323-3494

sano de Blumenau, Dom José Negri. Na foto o encontro de Dom José com o Papa Bento XVI. Na próxima edição, o Jornal da Diocese trará mais detalhes sobre a visita do Bispo e seu encontro com o Sumo Pontífice.


2

Dezembro de 2009 e Janeiro de 2010

Dezembro de 2009 . Jornal da Diocese de Blumenau

Catequese

� Jornal da Diocese de Blumenau

pastoral

Catequese já se prepara para 2010 Após reuniões e encontros, Pastoral conclui seu cronograma

Mais um ano chega ao fim. E com ele mais uma etapa se inicia. Primeiro avaliar todos os trabalhos realizados, levantar o que deu certo e aquilo que ficou pendente. Para isso, a equipe de Coordenação Diocesana Ampliada da Catequese se reuniu, no final de outubro, a fim de analisar 2009 para projetar novos projetos para 2010. O encontro envolveu os representantes de catequese de cada uma das cinco comarcas da Diocese de Blumenau. O dia serve para produzir o calendário do ano seguinte, definir etapas de formação, eventos e orientações diversas. Para a coordenadora diocesana da catequese, Irmã Anna Gonçalvez, o ano de 2009 foi muito produtivo. “Alcançamos nossos objetivos, realizamos todas as forma-

Equipe de coordenação diocesana ampliada

ções previstas”, afirmou. Outro ponto que somou para o cumprimento das

metas de 2009 foi a realização do Ano Catequético Nacional, que segundo Irmã

Anna trouxe um novo ânimo. Foram organizadas celebrações, estudos, formação,

enfim um cronograma de eventos que a catequese conseguiu cumprir.

Parceria busca consciência no trânsito

Projeto visa preparar os pequenos para um futuro de paz A Paróquia São Domingos de Gusmão da cidade de Navegantes fechou uma parceria interessante com os policiais da cidade: ensinar para as crianças e adolescentes a preservação da vida no trânsito. O trabalho de conscientização envolveu a catequese de todas as etapas e a equipe de catequistas. Contou com diversas atividades como palestras sobre a importância e os cuidados no trânsito, na qual os próprios policiais tiravam dúvidas e orientavam os pequenos.

Além disso, os pequenos puderem expressar-se por meio de cartazes com mensagens de paz no trânsito, produzidos por eles mesmos. Houve momentos de oração e união do grupo com atividades ao ar livre. Foi encerrado com uma passeata pela preservação da vida, na qual todo grupo saiu com cartazes nas ruas da cidade. O Projeto Segurança no Trânsito deseja formar motoristas e pedestres conscientes de suas responsabilidades. É a catequese educando para a vida!

5

curtas

Comarcal

No dia 12 de novembro aconteceu, na Paróquia São Ludgero, de Pomerode, o 5º Encontro Comarcal de Coordenadores Paroquiais da catequese. Padres e leigos juntos encerraram o ano com ótima espiritualidade natalina, leitura da Ata e algumas comunicações. A Paróquia anfitriã ofereceu um jantar e presentes de Natal. “É importante refletir sobre a formação dos catequistas e como está a catequese nas comunidades. Ter a coragem de olhá-la como prioridade e não como algo a mais, que caminha com apoio dos catequistas”, afirma o pároco de Rio dos Cedros, Pe. Roberto Carlos Cattoni.

Reflexão:

Numa comunidade, a formação do catequista é determinada pela própria visão que se tem desta pastoral. Se a comunidade chega a entender que a catequese é a base de todas as pastorais, então dedicará a ela “...Seus melhores recursos de pessoal, sem poupar esforços, trabalhos e meios materiais a fim de organizar melhor e de formar para a mesma, pessoas qualificadas” (CNBB, Pastoral Familiar no Brasil 46). Por: Pe. Roberto Carlos Cattoni

Antes da caminhada, turma reúne-se para rezar

DAPAZ CONSTRUTORA E INCORPORADORA

INCORPORADORA E EMPREITEIRA DAPAZ LTDA - Crea 062850-7 Rua Joinville nº 1018 - sala 02 - Bairro Vila Nova - Blumenau -SC - Fone: 3323-2947

SONORIZAÇÃO DE IGREJAS E EM GERAL.


6

Ecumenismo

Dezembro de 2009 . Jornal da Diocese de Blumenau

Litúrgia

Igrejas celebram Dia de Ação de Graças Luteranos e Católicos agradecem pela solidariedade do povo blumenauense Com a participação de 300 pessoas, no último dia 24 de novembro, luteranos e católicos unidos celebraram o Dia Nacional de Ação de Graças na Igreja do Caminho, pertencente à Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), situada no bairro Velha Central. Oficialmente, três Igrejas estavam representadas naquela ocasião: a Igreja Evangélica Luterana do Brasil – IELB, a Igreja Evangélica de confissão Luterana no Brasil – IECLB e a Igreja Católica Apostólica Romana. Celebração reúne três Igrejas em Ação de Graças Preparada pelo Núcleo Ecumênico de Blumenau, que reúne regionalmente as três mesmas Igrejas, o roteiro da celebração ecumênica foi animado e dirigido pelo Pastor Dieter Juergen Thiel, pároco da Igreja do Caminho e pelo Padre José Norbey, pároco

da vizinha Paróquia de Santa Cruz. Pastora Sinodal Mariane Beyer Ehrat, do Sínodo Vale do Itajaí (IECLB) fez-se presente e saudou a comunidade ecumênica reunida. Pe. João Bachmann, Vigário Geral da Diocese de Blumenau representou Dom José Negri, Bispo Diocesano

de Blumenau, que estava em visita “ad Limina”, em Roma. Pe. Bachmann, que exerce também o cargo de Cura da Catedral, proferiu a homilia do momento de oração. Foi abordado o tema da solidariedade, especialmente vivenciado naquele Bairro durante a catástrofe de novembro de 2009. As duas comunidades vizinhas, embora de confissões religiosas distintas, deram testemunho do trabalho conjunto na dramática ocasião. Por isso, havia muito sentido de, agora, agradecer ao Deus bondoso e misericordioso, que desperta as pessoas e os grupos para o socorro dos irmãos e irmãs sofredores. Expressiva coleta foi recolhida e oferecida aos dois líderes das paróquias luterana e católica para que aplicassem na ajuda dos desabrigados, ainda em busca de um lar, tanto naquela região, como em tantos lugares da cidade e da região. Por: Pe. Raul Kestring

I Congresso de Empresários em Blumenau

Seminário definiu data para realização do Congresso em 2010

O Núcleo Ecumênico de Blumenau (NEB) organizou e fez acontecer o inesquecível Seminário sobre Economia de Comunhão, no dia 01 de outubro de 2009, com a bela participação de representantes das três Igrejas que formam o NEB, somando mais de 50 pessoas. A realização do I Congresso de Empresários em Blumenau, lá surgiu e foi assumido por todos. Este importante evento está marcado para a data de 20 de março de 2010, sábado, durante todo o dia, no salão da Catedral São Paulo

Apóstolo, situado à Rua XV de novembro, 955 – Blumenau (Centro). Programação mais detalhada do esperado congresso, que se inspira no tema e no lema da Terceira Campanha da Fraternidade Ecumênica, será divulgado no início do novo ano. “Com a confiança que depositamos, desde agora, no auxílio do Senhor e Pai, pedimos orações pelo sucesso deste projeto comum às nossas Igrejas, especialmente às que pertencem à região de Blumenau”.

Vai começar a 3ª Campanha da Fraternidade Ecumênica

Auto ACenter utomóveis

Rua 7 de Setembro, 1755 - Centro - Blumenau - SC autocenter@autocenterautomoveis.com.br Fone/fax (47) 3322-6335 www.autocenterautomoveis.com.br

VB

MC

VINICIO

BORTOLATTO

MATERIAIS P/ CONSTRUÇÃO

Av. Armação, 4000 – Gravatá – 893750-000 Navegantes – SC Gravatá – 3342 7075 – Matriz Penha – 3347 1131 – Filial

Fone: (47) 3342-7075

Em âmbito nacional, a terceira Campanha da Fraternidade Ecumênica terá seu início na quarta-feira de Cinzas, dia 17 de fevereiro de 2010. E terminará no Domingo de Ramos, 28 de março. Com seu tema: “Economia e Vida” e seu lema: “Não podeis servir a Deus e ao dinheiro”, esse grande projeto evangelizador objetiva contribuir, em âmbito eclesial e ecumênico, para uma sociedade mais justa e fraterna, “onde todos tenham vida e vida em abundância” (Jo 10,10). Desde já convidamos os obreiros, leigos e fiéis das nossas Igrejas para esse importante ato litúrgico. Abertura na Diocese A Solene Celebração de Abertura da Terceira Campanha da Fraternidade Ecumênica, acontecerá no dia 23 de fevereiro de 2010, às 19h30,

na Catedral São Paulo Apóstolo, em Blumenau, Centro. Insistimos na importância da presença das pastoras, diaconisas, obreiros, pastores, padres e diáconos. Revestidos de seus paramentos, talar ou túnica, com estola branca, manifestemos nosso testemunho de unidade na diversidade, em vista de construirmos a fraternidade, na perspectiva da Campanha Nacional de 2010.


7

Dezembro de 2009 . Jornal da Diocese de Blumenau

Enfoque Pastoral

Identidade: a nossa esperança não se engana

De uma determinada perspectiva podemos dizer que a Renovação Carismática está passando um período em que busca deixar clara a sua natureza, identidade, vocação e a sua missão. Sob outra perspectiva, deparamonos com duas situações contraditórias entre si: um crescente interesse pelo Movimento, com expressividade carismática em certas realidades. E por outro lado, situações onde o que predomina é um inegável arrefecimento naquele entusiasmo que caracteriza o Movimento quando de sua manifestação. Uma maneira de julgarmos esse quadro seria dizermos que o Movimento perdeu o seu entusiasmo primitivo; que a estrutura está institucionalizando a graça da Renovação, que o “excesso de formação” abafou a inspiração. É preciso reconhecer e considerar que o entusiasmo dos carismáticos não procede de “uma idéia” simplesmente pela qual estivemos um dia, persuadidos, e agora, constatamos tratar-se de uma ilusão. Não! Nosso entusiasmo nasce da

experiência de uma realidade na qual cremos porque vimos e ouvimos, e sentimos em nossas vidas o poder renovador do “seu amor que foi derramado em nossos corações, pelo Espírito Santo que nos foi dado” (Rm 5, 5) e nos abriu novos horizontes como nunca havíamos imaginado. Estamos convencidos que o Espírito Santo é a fonte da vitalidade da Renovação Carismática, que é uma estratégia de Deus! O estado de graça, esse regime de começo, nunca dura muito tempo. E não há o que fazer para reter essa fase. Enquanto perdura, serve para nos desinstalar, mudar nossa maneira antiga de ver a vida, reorientando nosso comportamento e nos apontando novo rumo. Uma conversão. Deus, por essa graça inicial, nos convence de que, sendo conduzidos por seu Espírito, experimentamos uma nova vida, curados e libertados das “amarras”

do homem velho. Antes que isso possa ser realizado, devemos corresponder à graça com um esforço pessoal, com uma perseverança fiel nas provações e nos sacrifícios. É neste ponto crítico que muitas pessoas, oprimidas pelo desânimo, abandonam a luta pelo crescimento na vida espiritual. A chave é entender que o desaparecimento daquele fervor inicial não deve ser causa de desânimo, mas ser encarado com um desafio que poderá nos levar a crescer em maturidade. Perceber não como fechamento à inspiração divina, mas como a cooperação que o Senhor espera daqueles que são tocados por sua graça, pelo Espírito Santo. Por vezes, somos inclinados a supor que o crescimento espiritual está em proporção com a profusão de milagres e coisas extraordinárias. Desejamos viver num estado de con-

“seu amor que foi derramado em nossos corações, pelo Espírito Santo que nos foi dado”

tato íntimo com Deus. Esperamos viver na alegria, fora da sombra da cruz, da provação e do deserto! A oração no Espírito é identificada com a expressão livre e externa da emoção religiosa, através dos cantos efusivos, das palmas, orações em línguas e damos pouco valor ao silêncio, à contemplação, à vida interior. “Evitar o perigo de promover uma busca exagerada do extraordinário. A fé esmorece quando se limita ao costume, à experiência emotiva. Ela deve ser cultivada, tanto em nível pessoal como comunitário”, já nos alertava João Paulo II. Privando-nos de algumas bênçãos mais sensíveis, Deus nos educa para aquilo que é principal na vida do Espírito: o amor, que é a essência da vida espiritual (e não a alegria!); a fé, que é seu fundamento (e não a experiência!), a humildade, que é o escudo que a protege (e não o poder espiritual!), e a perseverança nas provações de toda sorte, que é o teste que a prova, aprofunda e confirma. Os carismas, a alegria, harmonia e a experiência sensível tem um valor real em alimentar a vida no Espírito. Mas quando estas coisas são procuradas por si mesmas, ou consideradas como valores dominantes, deformam e inibem a verdadeira vida espiritual. Renovação Carismática é um ato soberano de Deus entre os cristãos, que começa com o “batismo no Espírito Santo”. E o fruto dessa experiência é a restauração da soberania de Jesus Cristo na vida das pessoas, e através delas na Igreja e na sociedade. É hora de assumirmos a graça de Pentecostes por inteiro, até o martírio, se preciso for! Hora do primado da graça, da cultura de Pentecostes... “a única que pode fecundar no mundo a civilização do amor!” (João Paulo II). Por: Reinaldo Beserra dos Reis

curtas Novidades da RCC

O Pe. Ailton Soares da Rocha é o novo Orientador Espiritual da RCC. Ele é Capelão do Hospital Santa Isabel. “Pe. Ailton, seja-bem vindo à RCC e que o Espírito Santo lhe ilumine nesta nova missão”, afirma Zimauro Zimmermann, da renovação da Diocese. Todos os sábados, na Rádio Blumenau AM (1.260), pode-se ouvir o programa Fonte de Água Viva, sempre das 12 às 13h, com oração, música e louvor. Vale destacar que a agenda completa de 2010 da RCC Nacional, Estadual e Diocesana, encontra-se no site www.rccblumenau.com.br.

XII Congresso Estadual da RCC

Pela primeira vez, a Diocese será palco do evento de grande importância para a renovação carismática de Santa Catarina. Trata-se do XII Congresso Estadual, que acontecerá entre os dias 23, 24 e 25 de abril de 2010 e contará com a participação de grandes nomes da Renovação Nacional, Membros do Conselho Estadual e Diocesano, Bispos e Padres ligados ao movimento. Neste congresso reúnem-se pessoas de todo o estado, que desejam experimentar um novo Pentecostes. É um verdadeiro derramamento do Espírito Santo em todas as áreas de nossa Igreja e família. Por: Zimauro Zimmermann – MCS - RCC Diocese de Blumenau


8

Espe

Na simplicidade do pre O presépio foi uma representação criada por São Francisco de Assis para explicar ao povo mais simples o nascimento do Menino Jesus. Com o tempo a montagem virou tradição, na família pode ser um ritual alegre e divertido, momento de ensinamento para as crianças e de espiritualidade profunda para os pais. As figuras essenciais em um presépio são o menino Jesus na manjedoura, acompanhado da Virgem Maria, São José, uma vaca e um jumento. A possibilidade de inserção de novos personagens na cena, porém, não tem um limite claro: dos mais comuns como os pastores, os Reis Magos, que entregam os presentes ao menino Jesus, anjos e ovelhas, até camponeses, pessoas do povo, galos e até camelos. A cena do nascimento contempla uma seqüência bem definida: conta que Maria, na companhia de José, viajava à Belém por motivo de recenseamento em toda a Galiléia, quando depois de muito tempo à procura de um lugar para ficar tiveram que pernoitar numa gruta nas imediações de Belém. Ali Maria deu a luz ao menino Jesus, envolvendo-o em panos e, como não havia lugar disponível, deitando-o numa manjedoura destinada a animais. O filho de Deus é reconhecido, no momento do nascimento, por pastores da região avisados por um anjo sobre a chegada do Messias. Dias mais tarde, magos (ou reis) vindos do Oriente e guiados por uma estrela, vêm oferecer presentes ao recém-nascido, no caso ouro, incenso e mirra. O calendário do presépio começa normalmente com a anunciação à Virgem Maria, seguida pela visita a Santa Isabel. A procura de um albergue em Belém dá inicio ao ci-

clo do Natal em si. Segue a anunciação aos pastores e aos Reis Magos, assim como o cortejo destes dois grupos distintos em direção ao presépio e a adoração. A fuga para o Egito finaliza o circulo mais restrito dos festejos do Natal. Por fim, um presépio não é constituído somente por figuras: a paisagem contribui com o efeito da cena, assim como as construções que não se limitam ao estábulo, variando de acordo com a região em que os presépios são executados. Francisco e sua singela visão O primeiro presépio que se tem notícia data do ano de 1223. São Francisco de Assis procurou explicar o significado e como aconteceu o nascimento do Menino Jesus, ao construir uma representação em argila na floresta de Greccio, comuna italiana da região do Lácio. Na noite de Natal, ele pediu para preparar uma pequena manjedoura, depois proclamou o Evange-


ecial

esépio, um encontro com Deus lho e introduziu uma imagem do Menino Jesus no centro da comunidade. Um boi e um jumento vivos também foram utilizados. Esta representação foi tão significativa, que rapidamente se espalhou por toda Itália e depois pelo mundo. Aqui no Brasil, quem introduziu esta tradição foi o frade franciscano Gaspar de Santo Agostinho. Materiais utilizados Como expressões artísticas próprias, os presépios sinalizam a cultura de cada país onde são montados. Com figuras humanas que podem variar de miniaturas de dez centímetros a 1,5 metros, são feitos em madeira, porcelana, palha, papel machê, entre outras técnicas, com traços próprios. No presépio japonês, por exemplo, João e Maria têm traços orientais e vestem roupas de seda. Na África do Sul são feitos em jacarandá. Na Ilha da Madeira, a figura

de Maria aparece com sete saias, símbolo da nobreza portuguesa. O presépio brasileiro A história do presépio brasileiro é fruto da influência dos colonizadores de Portugal, Espanha e França, principalmente. Foi entre os séculos 17 e 18 que os presépios foram definitivamente introduzidos e difundidos no Brasil, inicialmente se inspirando nos modelos europeus e, mais tarde, adquirindo fisionomia própria e a riqueza de linhas que marcaram o barroco nacional. O índio, o negro, o caboclo, a fauna, a flora, a mitologia afro-americana, usos e costumes, transformaram as influências externas em cenas comuns da vida diária: lavadeiras no rio; caçadores, fazendeiros e trabalhadores cuidando de animais ou montados a cavalo; mulheres cuidando dos filhos ou tirando água no poço; moinhos, cisternas, fontes e rios escorrendo por baixo das pontes. Além da paisagem esboçada nos presépios conter montanhas, árvores, casas de todos os gêneros, pintadas com cores vivas, e a igrejinha iluminada.

Curiosidades sobre o presépio

A data para montar o presépio é diferente em cada lugar do mundo. Em países da Europa, por exemplo, no dia 25 de novembro, exatamente um mês antes, as pessoas montam o presépio e a árvore. No Brasil, não existe uma regra. Em geral, as pessoas começam no fim de novembro e início de dezembro. Mas quando se fala na desmontagem, a maioria sabe que é no Dia de Reis, 6 de janeiro. Foram os reis que avisaram a Maria e a José sobre o perigo que Herodes representava. O casal fez de tudo para não deixar pista do nascimento de Jesus aos soldados. Então, conforme a tradição, no dia 6 de janeiro, a população deve guardar tudo que se relaciona ao Natal.

E-mail:onedaeq@terra.com.br --www.onedamoveis.com.br www.onedamoveis.com.br E-mail:onedaeq@terra.com.br

9


10

Dezembro de 2009 . Jornal da Diocese de Blumenau

Variedades Saber Viver

RECORDANDO

Não sei... Se a vida é curta Ou longa demais pra nós, Mas sei que nada do que vivemos Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas.

Dez anos atrás, nosso jornal noticiava:

Muitas vezes basta ser: Colo que acolhe, Braço que envolve, Palavra que conforta, Silêncio que respeita, Alegria que contagia, Lágrima que corre, Olhar que acaricia, Desejo que sacia, Amor que promove. E isso não é coisa de outro mundo, É o que dá sentido à vida. É o que faz com que ela Não seja nem curta, Nem longa demais, Mas que seja intensa, Verdadeira, pura... Enquanto durar

Por: Cora Coralina

Conto

Do mal se pode tirar um bem

Às vezes, de um mal pode nascer um bem. Um jovem agricultor encontra-se sobre o cais do porto quando um ondeado impetuoso do mar em tempestade envolve-o entre as ondas; aterrorizado pelo perigo porque não sabe nadar, começa a debater-se e consegue, enfim, livrar-se, mas deve lutar por muito tempo ainda, antes de poder voltar à margem, com todas as roupas coladas nas costas, que o impedem de se mexer. Neste momento, passando a mão ao seu lado, percebe que num dos bolsos entrou uma ostra, evidentemente tirada do fundo durante a tempestade. Ele a abre e encontra uma pérola de valor inestimável.

Teste seus conhecimentos: O Jornal da Diocese traz desafios para você testar seus conhecimentos bíblicos, confira na próxima edição as respostas. Colocar os números correspondentes das pessoas e respectivas profissões: Otniel ( ) ( 1 ) Rei Salomão ( ) ( 2 ) Profeta Pedro ( ) ( 3 ) Juiz Hulda ( ) ( 4 ) Escriba Elias ( ) ( 5) Pescador Esdras ( ) ( 6) Vendedora Lídia ( ) ( 7) Profetisa

Participe!

A Diocese sorteará uma Bíblia aos participantes que acertarem as respostas do desafio bíblico. Para participar, envie seu resultado para Diocese de Blumenau, por correio ou email, aos cuidados de Pe. Raul Kestring. Endereço: Rua XV de Novembro, s/nº - Centro- Caixa Postal 222 - Cep: 89.010.971 - Blumenau - SC Email: comunicacoes@diocesedeblumenau.org.br

Em seu primeiro número, editado no início do mês de outubro do ano 2000, o Jornal da Diocese de Blumenau anunciava a primeira assembléia diocesana. A data preanunciada era 12 de novembro, das 14h às 17h, tendo por local o salão da Catedral São Paulo Apóstolo. Pedia-se “orações e plena colaboração de todos” para o sucesso do importante evento. Objetivos da primeira Assembléia Diocesana: - Criar sempre mais comunicação e participação entre nós; - Despertar novo vigor missionário em nossos agentes pastorais, comunidades, CEBs, grupos de reflexão, equipes pastorais, movimentos e paróquias; Escolher prioridades, os enfoques pastorais, nos quais, nós como Diocese vamos trabalhar em 2001, mais intensamente. Pauta da Assembléia: Diretrizes Gerais da evangelização da Igreja no Brasil; Projeto “Ser Igreja no Novo Milênio”. Colaboração das Paróquias, Capelas, Movimentos, Grupos de reflexão, CEBs - Responder às questões: a) Quais são as prioridades pastorais para 2001 em nossa Diocese? b) Quais as atividades que devem ser realizadas para a concretização dessas prioridades? Indique três. Termina a matéria insistindo que “peçamos ao Espírito Santo luzes para este trabalho e que juntos façamos acontecer esta Assembléia”.


11

Dezembro de 2009 . Jornal da Diocese de Blumenau

Ano Sacerdotal

Nascem as primeiras vocações Por: Pe. Antônio Francisco Bohn Pe. José Geraldo Maria Jacobs Primeiro vigário de Blumenau, assumiu a Igreja ano dia 16 de setembro de 1876. Em 16 de janeiro de 1877 fundou o Colégio São Paulo, preocupado com a educação da juventude. No dia 22 de fevereiro de 1885 criou o Pensionato Central São Paulo. Era, na verdade, um seminário menor. Depois, seus vocacionados foram encaminhados para os estudos superiores nos seminários do Rio de Janeiro e Caraça - MG. Três tornaram-se sacerdotes: Pe. Ricardo Drewitz Nasceu em Blumenau e foi encaminhado pelo Pe. José Maria Jacobs à vida religiosa. Rezou a primeira

Missa em Blumenau, no dia 25 de janeiro de 1888. Ficou quase dois anos como coadjutor com seu benfeitor Jacobs e depois foi trabalhar em Joinville, São Bento e em Minas Gerais, onde faleceu.

Criado em Pomeranos, também foi encaminhado pelo Pe. Jacobs ao sacerdócio. Viveu no Rio de Janeiro, onde foi grande batalhador da imprensa católica.

Monsenhor João Nicolau Alpen Nasceu em Blumenau, sendo batizado em 27 de setembro de 1860. Encaminhado à vida religiosa pelo Pe. Jacobs é ordenado no dia 19 de dezembro de 1891, no Rio de Janeiro. Foi coadjutor da Paróquia da Glória e Lagoa (RJ). Alpen, filho de um colono de Blumenau, como Drewitz, era um convertido. Depois de sua ordenação, Pe. Alpen visitou Blumenau, mas voltou ao Rio de Janeiro, onde muito estimado, morreu em 11 de janeiro de 1916.

As primeiras vocações franciscanas Em março de 1892, Padre Jacobs entregou a Paróquia São Paulo Apóstolo e mais o Colégio São Paulo aos franciscanos. Gradativamente foram assumindo as obrigações do primeiro vigário, no atendimento das capelas numa vasta região do Vale do Itajaí. Aos poucos, surgiram os primeiros vocacionados na região atendida pelos

Pe. Giacomo Vicenzi

frades. Frei André Malinski, OFM (1892-1958) Nasceu no dia 9 de dezembro de 1892. Foi batizado com o nome de Estêvão. Seus pais, de origem polonesa, emigraram para a Colônia Luís Alves (Paróquia de Blumenau). Ingressou no Colégio Franciscano de Blumenau, em 2 de maio de 1905. Recebeu o hábito franciscano e o nome de Frei André, aos 11 de janeiro de 1914, sendo ordenado sacerdote em Petrópolis (RJ), aos 20 de dezembro de 1919. Faleceu no dia 14 de janeiro de 1958. Frei Benvenuto Hess, OFM (1882-1968) Nasceu no dia 28 de janeiro de 1882. Iniciou o Noviciado no ano de 1903, em Rodeio (SC). Como religioso em Curitiba (PR), emitiu os votos solenes em 8 de setembro de 1908. Esteve também em Santo Amaro da Imperatriz e depois Lages, onde faleceu no dia 04 de junho de 1968. Frei Benedito Ronchi, OFM (1897-1982) Filho de Francesco e Maria Tomaselli Ronchi, nasceu na localidade de Segundo Braço do Norte, no dia 2 de abril de 1897. Foi batizado com o nome

Fone/ Fax: (047) 3323 3339 Cama- Mesa - Banho - Calçados - Uniformes escolares Confecções em geral - Roupas para Toda a Família

Anacleto Dagnoni e Isolde B. Dagnoni Rua Bahia, n° 136 – Itoupava Seca – Blumenau – SC

contato@metalirmaosbarbosa.com.br www.metalirmaosbarbosa.com.br

Rua Progresso, 2900 - Bairro Progresso - Blumenau - SC

de Celeste. Fez o Noviciado em Rodeio, recebendo o hábito aos 15 de janeiro de 1918. Foi ordenado sacerdote no dia 23 de dezembro de 1923. Faleceu em Santo Amaro da Imperatriz, em 7 de setembro de 1982. Frei Bernardo Ronchi, OFM (1899-1985) Nasceu na localidade de Segundo Braço do Norte, no dia 19 de novembro de 1899. Recebeu no batismo o nome de Giuseppe. Ingressou no Colégio Seráfico de Blumenau em 19 de novembro de 1909. Com seu irmão Frei Benedito, recebeu a ordenação presbiteral no dia 23 de dezembro de 1923. Faleceu no Rio de Janeiro no dia 19 de janeiro de 1985. As primeiras vocações salesianas Os salesianos iniciaram sua obra em Santa Catarina, primeiramente na missão junto aos imigrantes. Assumiram as Paróquias de Luís Alves e Ascurra (1916), Rio dos Cedros (1918), Massaranduba (1921). Depois subiram para o Alto Vale: Rio do Oeste (1922), Rio do Sul (1926) e Nova Breslau, atualmente Presidente Getúlio (1928). Desde o início, ao oferecer assistência religiosa aos imigrantes, os salesianos, mediante sua atuação sacerdotal, visavam conseguir vocações. São os primeiros vocacionados: Pe. João Batista Costa, SDB (1902-1996), eleito

bispo Nasceu no dia 22 de dezembro de 1902, no Segundo Braço do Norte, filho de Luís e Esperança Lazzaris Costa. Noviço salesiano fez a profissão religiosa em 28 de janeiro de 1925, sendo ordenado sacerdote no dia 9 de julho de 1933, em Turim-Itália. No dia 6 de outubro de 1946 foi nomeado Bispo-Prelado de Porto Velho-RO. No dia 25 de maio de 1981 é nomeado Primeiro Bispo Diocesano de Porto Velho, onde faleceu no dia 16 de abril de 1996. Pe. José Fernandes Stringari, SDB (1902-1978) Filho de Fernando e Giácoma Deretti Stringari, Pe. José nasceu no dia 3 de outubro de 1902. Foi ordenado sacerdote em 9 de julho de 1933. Entre outros trabalhos, foi diretor do Instituto Teológico Pio XI e Inspetor da Inspetoria de Nossa Senhora Auxiliadora de São Paulo. Faleceu em 7 de julho de 1978. Pe. João Balestieri, SDB (1904-1964) Nasceu em 1904 e é filho de Paschoal e Ângela Balestieri. Chegou a Ascurra-SC, no dia 1º de abril de 1919, em companhia dos primeiros vocacionados salesianos, João Batista Costa e José Stringari. Cursou Teologia no Instituto Teológico Pio XI, em São Paulo, onde recebeu a ordenação sacerdotal. Faleceu em 5 de outubro de 1964, no Rio de Janeiro.


12

Paróquias

Dezembro de 2009 . Jornal da Diocese de Blumenau

curtas Imaculada Conceição de Maria Notícias da Igreja Jornal da Diocese de Blumenau �

Dezembro de 2009 e Janeiro de 2010

REJOC em 2010

Paróquias da Diocese celebram dia dedicado a Santíssima Virgem Em 8 de dezembro celebrou-se o Dia da Imaculada Conceição. Mais do que memória ou festa de um dos santos de Deus, essa data comemora solenemente a Imaculada Conceição de Nossa Senhora, a Rainha de todos os santos. Esta verdade reconhecida pela Igreja de Cristo é muito antiga. Muitos Padres e Doutores da Igreja oriental ao exaltar a grandeza de Maria, Mãe de Deus, tinham usado de expressões como: Cheia de graça, Lírio da inocência, mais Pura que os anjos. Para essa data tão importante, as Paróquias da Imaculada, pertencentes à Diocese de Blumenau, programaram uma série de atividades, que pretenderam honrar a Santa Mãe de Jesus. Em Gaspar, as Filhas de Maria A Paróquia da Imaculada Conceição, do município de Gaspar, começou bem cedo a suas celebrações. No dia 8 de dezembro a primeira

Missa ocorreu às 5h, sendo que das 6h ao meio dia houve recitação do Rosário. Essa oração teve sequência até o dia 13 de dezembro, quando foi encerrado pelo almoço festivo com a Comunidade. Mas o último dia de comemoração teve um sentido especial, já que a Santa Missa das 9h30 contou com o envio de 78 mulheres, que seguem no Movimento Filhas de Maria. Rio dos Cedros prima festa religiosa A cidade de Rio dos Cedros, há cerca de 40 km de Blumenau, também teve suas celebrações voltadas para o Dia da Imaculada Conceição. “Organizamos uma festa mais religiosa”, explicou o pároco Pe. Roberto Carlos Cattoni. O dia começou com o terço meditado às 10h. Ao

meio dia um churrasco foi servido às comunidades. E às 19h a Santa Missa foi especial, com coroação de Nossa Senhora. Paróquia do bairro Vila Nova A Paróquia de Blumenau que carrega como padroeira a Imaculada Conceição, fica no bairro Vila Nova, pertencente à Comarca Sul. Suas comemorações ocorreram no dia 5 de dezembro, sábado anterior ao dia da Imaculada. O dia iniciou com churrasco ao meio dia e seguiu durante a tarde com diversas atividades recreativas. Na missa das 18h, toda Comunidade pode receber a Imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida, que circula em toda Diocese de Blumenau, que comemora seus 10 anos de criação no ano que vem.

Paróquia do Sagrado Coração inaugurou novo templo A Paróquia Sagrado Coração de Jesus, no bairro Itoupavazinha em Blumenau, inaugurou sua nova Igreja com muita festa nos dias 12 e 13 de dezembro. Foram seis anos de construção e dedicação para arrecadar os fundos necessários à obra. Agora o novo espaço de 760 m² pode acomodar 480 pessoas. A festa teve inicio no sábado com a recepção a Imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida, às

15

19h30. E no domingo, o Bispo Diocesano de Blumenau, Dom José Negri, presidiu a Missa solene de consagração e inauguração do novo templo. Desde o dia 5 de dezembro a comunidade se reunia em novena, celebrada sempre as 19h30, momento em que se encontravam para agradecer a Deus. Até 11 de outubro as celebrações da comunidade foram realizadas numa casa de madeira.

A Comarca de Timbó marcou presença no 55º REJOC – Retiro de Jovens com Cristo, em Capão da Canoa - RS, em julho deste ano. Foram 14 jovens, acompanhados pelo Pe. Cattoni que trabalhou como Pároco em Capão, antes de retornar a Diocese de Blumenau. Jovens de Rio dos Cedros, Timbó, Indaial e Doutor Pedrinho fizeram uma experiência marcante com Deus e voltaram entusiasmados a fazer um REJOC aqui na nossa comarca em 2010. Uma equipe do Rio Grande do Sul virá para auxiliar. Segundo Pe. Cattoni, a expectativa é convidar alguns jovens da Diocese para que possam avaliar este jeito moderno de trabalhar com a juventude, em tempos que a internet, os bares, a mídia, o som e o prazer em si, falam mais alto que os encontros paroquiais, por vezes, sem atrativos. “Precisamos, como Igreja, avançar sem medo, apoiados na Palavra de Deus, observando a cultura e os tempos de hoje”, afirma Pe. Cattoni. Por: Pe. Roberto Carlos Cattoni

JK DISTRIBUIDORA DE CARNES

MICHELUZZI REVISTIMENTOS CERÂMICOS E MOSAICOS

Aberto até as 19h Rua João Pessoa ssoa � Bairro Velha � Nº185 � Fone 3326 7070

FILÉ DUPLO selecionado e inspecionado para festas em qualquer quantidade, com qualidade. Vendemos somente por atacado.

Fone: (47) 3397-7100 Rua Bonitácio Haendchen, 5263 - Belchior Central - Gaspar/SC CEP: 89.110-00 - e-mail: carnejk@netvis.com.br


Opinião

Jornal da Diocese de Blumenau � Dezembro de 2009 e Dezembro de 2010

Dezembro de 2009 . Jornal da Diocese de Blumenau

Paróquias

1313

No verão também tem evangelização

O “Projeto Jesus no Litoral – Uma Virada Radical” é organizado pelo Ministério Jovem da Renovação Carismática Católica do Brasil. O projeto tem o objetivo principal de evangelizar as pessoas que frequentam o litoral durante a alta temporada de férias. Em Santa Catarina a atividade acontecerá entre 30 de dezembro de 2009 e 03 de janeiro de 2010, na Paróquia Santo Antônio de Pádua, Balneário Piçarras, norte do estado. “O projeto além de promover a evangelização quer também suscitar em todo

Festa de Reis segue tradição

Navegantes tem Missa na praia no 1º dia de 2010

Paróquia de Navegantes promove a festividade nos dias 8, 9 e 10 de janeiro

Após o nascimento, Jesus foi visitado pelos Reis Magos - Belchior, Baltazar e Gaspar. Deste fato surgiu a tradicional visitação feita por eles, os quais passaram a ser referenciados como santos a partir do século VIII. Segundo a cultura brasileira, grupos visitavam as casas tocando músicas alegres em louvor aos Santos Reis e ao nascimento de Jesus. Estas festas estendiam-se até a data consagrada aos Reis Magos. Uma tradição que tem origem em Portugal e se mantém viva

em várias regiões do Brasil. Na Paróquia Santa Paulina, na cidade de Navegantes, a popular Festa de Reis encontrou seu espaço desde 2007. Em 2010 a comemoração ocorre nos dias 8, 9 e 10 de janeiro. No primeiro dia a comunidade pode participar da Santa Missa, às 19h30, e logo após animação com Terno de Reis e os Gaiteiros de Guabiruba, que se apresentam todos os dias. No sábado (9) é a vez do churrasco com muita animação. O mesmo ocorre no do-

mingo, com Santa Missa às 10h, seguido então de completo serviço de bar e cozinha. Um pouquinho sobre o Terno de Reis A visitação das casas vai de dezembro até 6 de janeiro e é feita por grupos conhecidos por Folia de Reis em alguns lugares e Terno de Reis, em outros. Fazem parte músicos com instrumentos e até chegam a participar dançarinos, palhaços e personagens folclóricos caracterizados segundo as lendas e tradições locais. Ao chegarem às casas, o

Estado, missionários comprometidos e que tenham a ânsia de germinar a semente do amor de Cristo”, disse Maiara Galindro, Coordenadora do Ministério Jovem da RCC/SC. É a primeira vez que o Projeto Jesus no Litoral acontece no estado catarinense. Os pioneiros foram os paranaenses, que vão para sua 7ª edição com uma rede de 700 missionários. Neste verão de 2009-2010 o projeto ainda estará presente nos litorais do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo e Ceará.

Terno canta na porta, pedindo licença ao dono para entrar. Mas, ao contrário dos Reis Magos, em vez de levar presentes, os grupos é que recebem dos proprietários das casas, com finalidade filantrópica. Já as canções são sempre sobre temas religiosos. Através do Terno de Reis está presente o exercício da confraternização e da amizade entre as pessoas. São parentes, vizinhos e amigos que se integram nas celebrações de Natal e Ano novo.

A cidade de Navegantes começa 2010 com muita fé. A Missa da alegria, que integra o calendário turístico da prefeitura há oito anos, acontece novamente no primeiro dia do ano, às 20h, na praia central do município. A Santa Missa campal é realizada no mesmo palco onde acontecem os shows na virada do ano. A idéia é atrair os turistas e conduzilos a oração. “É um momento de evangelização, espiritualidade e fé”, explica o Pe. João Bachmann, sacerdote que preside a celebração todos os anos. Segundo o Pe. Bachmann a Missa foi incluída no calendário da cidade a pedido da prefeitura e membros da Renovação Carismática Católica local. A primeira

edição contou com quase mil pessoas, e os números só aumentaram. Nesse ano de 2009 houve recorde de público, com quase sete mil pessoas, de acordo com dados da Policia Militar. “A Missa virou tradição, a cada ano o público aumenta. A partir das 17h é possível encontrar pessoas com suas cadeiras sentadas na beira da praia à espera da celebração”, comemora o sacerdote. Apesar de haver disponibilidade de alguns bancos é importante as pessoas levarem seus acentos para ter mais comodidade durante a Missa. Além de toda parte litúrgica e eucarística, a Missa não é o final do evento, que conta ainda com Terno de Reis e fogos de artifício.

C O N F E C Ç Õ E S Loja CIC: (Loja 138) - Blumenau - sc Fone (47) 3327-8158 / (47) 3323-0371 E-mail: camisariawolff@hotmail.com

VIDRAÇARIA PROGRESSO ESPELHOS MOLDURAS BOX VIDROS TEMPERADOS

(47)

3336-5930 3336-5079

Rua Amazonas, 3377 - Blumenau

www.rotasc.com.br\vidracariaprogresso

e-mail vidro.vendas@yahoo.com.br


14 14

PASTORAL

Dezembro de 2009 e Janeiro de 2010

� Jornal da Diocese de Blumenau

Dezembro de 2009 . Jornal da Diocese de Blumenau

Vida Missionária

Evangelizador

Pe. Ruggero, modelo missionário

Curtas diocesanas

Dezembro de 2009 e Janeiro de 2010

� Jornal da Diocese de Blumenau A imagem de Nossa Se-

Padre italiano estava em missão na Arquidiocese de Manaus Por: Pe. Carlo Faggion - Comidi

Assassinado dentro da própria casa, no bairro de Santa Etelvina, Pe. Ruggero Ruvoletto era originário de Pádua, Itália. Ele tinha 52 anos e trabalhava na Arquidiocese de Manaus há dois. Padre Carlo Faggion conheceu Pe. Ruggero ainda em Pádua, na Diocese de origem e sempre o acompanhou na missão. “Ele e a Diocese de Pádua são um exemplo de como é possível viver o projeto Igrejasirmãs”, explica Pe. Carlo. Segundo ele, a Diocese de Blumenau tem que repensar o seu compromisso com Humaitá, que está

igualmente na região Amazônica (ou talvez com outra Diocese), mas é necessário abraçar também a missão além fronteiras, para se tornar Igreja adulta na fé. Uma reflexão Neste tempo de Natal e de férias vamos procurar pensar naqueles mais pobres e nos missionários que vivem em territórios de primeira evangelização, nas pessoas que também arriscam a vida a todo o momento. Viver a sobriedade nas férias e nos presentes é fruto de conversão. Entramos na vida concreta da solidariedade, da renúncia para ter uma atitude missionária no diaa-dia de doação, atenção e

Ao centro com a cruz no peito, Pe. Ruggero testemunho. A felicidade que temos deve ser partilhada e quem consegue é

missionário e ajuda a tornar presente o Reino de Deus. Não é isto que nos en-

sina Pe. Rugegro? Não é este o sentido profundo do Natal?

Acompanhe trechos da Carta de Pe. Ruggero: Desde o mês de janeiro de 2008, a Igreja de Pádua participa de uma nova experiência missionária no Brasil, em Manaus, no Estado do Amazonas, onde se encontra Pe. Ruggero Ruvoletto, junto com um jovem de Pesqueira. “Eu acolhi o convite para pôr-me novamente na estrada, renovando o meu ‘eis-me aqui’. A Igreja local que me acolheu é a Arquidiocese de Manaus, mais precisamente a área missionária chamada Coração Imaculado de Maria - Santa Etelvina, que está localizada na periferia norte da cidade. É composta de quinze comunidades, com o rosto e os traços diferentes e originais dos povos da Amazônia (nativos indígenas, povos ribeirinhos, trabalhadores emigrados, afro-descendentes). A Igreja de Pesqueira (Estado de Pernambuco, nordeste brasileiro) e a Igreja de Pádua, estão unindo as mãos com a irmã Igreja de Manaus. Frente a uma vasta periferia que está crescendo e mudando constantemente, nos é

solicitado assumir um estilo (uma postura) de disponibilidade. Casas e bairros populares, fábricas e centros de poder multinacional, floresta degradada a olho nu, terras ocupadas que permitem às pessoas pobres e teimosas de morar e procurar trabalho. O desafio posto às nossas comunidades é contribuir para entrelaçar os laços humanos, sociais e ecológicos, que foram comprometidos quando as pessoas e famílias tiveram que deixar a terra de origem, migrando para a cidade. E nesta estrada não estou só: comigo há um jovem de Pesqueira, Luis Benevaldo, que será em breve ordenado diácono. E mais, há algumas comunidades de religiosas e os missionários da Consolata, que vivem na mesma área e com os quais compartilhamos a riqueza e a novidade da missão. Mas acima de tudo há tantos leigos e leigas do lugar, que podem crescer e assumir responsabilidades na Igreja. Meu coração está cheio de alegria, gratidão e confiança , porque o horizonte rico e

CARVALHO IMÓVEIS VENDE – ALUGA – ADMINISTRA Negócios seguros e confiáveis.

(047) 3456-0192 – 9905-6256 CRECI – 11095

“Viva a magia de Itajuba!”

Av.Itajuba, 1394 – Sala 4 – Barra Velha, SC - www.carvalhoimoveis.net

Rua Cyro dos Anjos, 26 Fidélis, Blumenau, SC Fone: 3338 3530 ou 9982 2900 E-mail: jovilpinturas@hotmail.com

colorido desta terra me revela a beleza de Deus, o seu amor para a criação e para a humanidade, mas também porquê, pelo grito dos pequenos e dos pobres, é solicitado mudar o nosso modo de ser missionários: escutar, respeitar, contemplar, cuidar de cada vida, com dignidade e fazendo da comunidade cristã um lugar de comunhão e esperança. A diversidade é presente e riqueza, não ameaça. Está na hora de tomar posição em favor da vida, em cada manifestação e fase. Com o diálogo interreligioso e o ecumenismo, com o tornar-se próximos e companheiros nas grandes batalhas para os direitos fundamentais: casa, terra, trabalho, saúde para todos, escola e educação, respeito do ambiente natural e espaços de espiritualidade.Os povos da Amazônia estão nos ensinando uma estrada nova, nos impulsionando para rever nossos estilos de vida, a criar relações fraternas, a empreender caminhos de evangelização inculturada”.

Imagem segue em peregrinação nhora Aparecida que saiu em peregrinação no mês de outubro, como parte das comemorações dos 10 anos de Diocese, segue seu percurso nos próximos meses. A Sagrada Imagem foi trazida do Santuário Nacional de Aparecida no dia 07 de outubro, sendo que no dia 08, houve Missa Solene na Catedral com a acolhida da imagem, presidida pelo Bispo Dom José Negri. Agora é só acompanhar o roteiro de visitas e preparar sua Paróquia para receber a Sagrada Imagem, que segue em caminhada até o dia 20 de junho de 2010.

Paróquias visitadas: Dezembro/2009 26 – Nossa Sra. do Perpétuo Socorro – Blumenau – Chegada às 18h. Janeiro/2010 02 – Santa Luzia – Navegantes – Chegada às 19h; 09 – Nossa Senhora da Penha – Penha – Chegada às 19h30; 16 – Santa Paulina – Navegantes – Chegada às 19h30; 23 – Santuário N. Sra. dos Navegantes – Navegantes – Chegada às 19h30; 30 – Nossa Senhora da Paz – Piçarras – Chegada às 20h. Fevereiro/2010 06 – Santo Antonio – Piçarras – Chegada às 20h;


15

Dezembro de 2009 . Jornal da Diocese de Blumenau

Espaço da Família

Grupo de Reflexão: o amor das primeiras comunidades

A exemplo da Família de Nazaré...

Manter um GR exige compromisso com a Palavra de Deus, e pode render frutos inimagináveis

A missão da família cristã no mundo está interligada com a missão da própria Igreja na sociedade, pois a família é a primeira educadora da fé

A Palavra de Deus é anunciada para formar o povo de Deus. Não tem jeito de pensar em comunidade cristã desligada da Bíblia. É ela que convoca e reúne o povo. A comunidade nasce da Palavra de Deus. Por isso o Grupo de Reflexão é o ponto básico da comunidade. É através dele que se cria intimidade com a Bíblia. E na Diocese de Blumenau, assim como em todas as dioceses catarinenses, os Grupos de Reflexão (GR) são prioridade pastoral. Por isso, um grupo formado por dez pessoas da Coordenação Pastoral Diocesana se reúne de tempo em tempo para pensar nos Primeiras comunidades panhar todas as reuniões, setembro. Durante todo dia temas que conduzem o GR, Os primeiros cristãos se não só quando a reunião é os participantes assistem e que são desenvolvidos a reuniam toda semana para na sua casa. Não se pode as apresentações artístipartir dos livretos. Durante refletir o ensinamento dos ser “caroneiros”, só apoian- cas, culturais, palestras e o ano são produzidas duas apóstolos. Eles eram per- do os que os outros dizem. celebrações. É uma oporedições, em fevereiro e severantes nessas reuni- O Grupo de Reflexão deve tunidade ímpar para troca julho. Mas sua confecção ões. A reflexão não ficava ser um grupo missionário, de experiência, agende-se exige pesquisa e conhe- só em palavras. Tinham capaz de despertar novos com seu Grupo! cimento, afinal calcula-se ações concretas: se entro- grupos. que a Diocese de Blume- savam, partilhavam seus 2010, Internau tenha em torno de 1,9 bens. Por isso atraiam mui- diocesano mil Grupos de Reflexão, ta gente para  seus grupos. O próximo ano que adquirem em média 12 No tempo de São Paulo já tem seu calenmil exemplares. dário definido para VENDE – ALUGA – ADMINISTRA os cristãos se reuniam O Pe. João Bandoch é também nas casas (1Cor grandes eventos, Negócios seguros e confiáveis. um dos responsáveis por 16,19). pois acontece mais pesquisar os conteúdos e Como os primeiros cris- uma Concentração temas dos livros. Para ele o tãos, é preciso fazer os gru- Interdiocesana de GR é uma forma de desper- pos de reflexão com gosto. Grupos de RefleCRECI – 11095 tar a fé do povo, “os encon- Fazer a reunião de grupo, xão. Esse grande tros unem vizinhos,Av.Itajuba, formam 1394 Sala 4 – Não Barradeixar Velha, SC - www.carvalhoimoveis.net encontro vai unir as toda –semana. amigos, de onde surgem as acumular reuniões para Dioceses de Blunovas lideranças para Igre- depois fazer todas de uma menau e Joinvilja”, explica. só vez. É essencial acom- le no dia 12 de

É na Sagrada Família que se encontra um modelo ideal, aliás, um modelo real sem relativismos ou dúvidas contemporâneas. Eles viviam centrados em Deus, em suas vidas Deus era tudo. Maria, sem conhecer homem algum, estando noiva, entregou-se à missão de ser a mãe do Salvador. José, o mestre da integridade, mesmo sabendo da gravides de Maria, sem nunca tê-la tocado, não reclamou seu direito, que era de morte (Lev 20, 10), pois no fundo acreditava na integridade da esposa. Firmes na fé a família permaneceu. O Papa Bento XVI afirma que as crises conjugais são uma fase de amadurecimento do casal, um momento doloroso que precisa ser vivenciado com fé, a exemplo da Família de Nazaré. Para que “o amor saia purificado, maduro e fortalecido”. Este crescimento precisa acontecer de forma dinâmica e diária. Tarefa que não é facil, pois é necessário vencer as próprias fraquezas; suportar as do outro; perdoar e dar o perdão; ser transparente, falando sempre a verdade; dar o braço a torcer;

CARVALHO IMÓVEIS

(047) 3456-0192 – 9905-6256

“Viva a magia de Itajuba!”

elogiar freqüentemente; saber ouvir. E isto, não só ao casal, mas vale para todos os membros da família, afirmou o Santo Padre. A família de Nazaré viveu o que hoje se chama de evangelho do trabalho. Ou seja, o trabalho como realidade maravilhosa que dá uma participação na obra criadora de Deus, que serve para tocar o barco da própria família e ajudar a outros, e para santificar-se e santificar por meio Dele. As famílias cristãs precisam entender que a vida é um quadro de luzes e sombras, mas que sempre se pode encontrar a paz e a certeza de superação das dificuldades, pois Deus está presente em todos os momentos. Mesmo que você não consiga compreender, lembre-se da Sagrada Família, e sua total confiança e fidelidade em Deus.


Jornal dadasDiocese percorre novos caminhos História Comunidades

16

3� Jornal da Diocese de Blumenau

Dezembro de 2009 e Janeiro de 2010 pág.

Diocese de Blumenau Ano da Palavra

Pe. Raul Kestring

“É uma graça poder ordenar quatro sacerdotes”, comentou inicialmente o Bispo Diocesano de Blumenau, Dom José Negri, na celebração de ordenação presbiteral, realizada no dia 12 de dezembro, na Catedral São Paulo Apóstolo. Tornaram-se sacerdotes nesse dia: João Leonardo Hoffmann, José Vidalvino Fontanela da Silva, Marcelo Martendal e Marcos Antônio Zimmermann A Santa Missa, às 9h, lotou a Igreja, que acompanhava emocionada toda celebração. A Liturgia da Palavra trouxe a passagem de Isaias 61, 1-3a, que lembrou a missão que o Senhor confia a esses novos sacerdotes: “O Espírito Santo do Senhor está sobre mim, por que o Senhor me ungiu, enviou-me para dar a boa nova aos pobres...”. Já a segunda leitura tirada de Hebreus 5, lembrou que todo sumo sacerdote é tirado do meio dos homens, e instituído em favor dos homens O Evangelho do Bom Pastor, apresentou a

importância que esses presbíteros terão para messe do Senhor. A celebração foi presidida pelo Bispo Dom José, que em sua homilia descreveu a emoção de ordenar, pela primeira vez, sacerdotes na Catedral São Paulo Apóstolo. “A grande alegria para um bispo é esse momento, da ordenação de novos sacerdotes”, falou. Os escolhidos foram apresentados e fizeram seus propósitos perante toda comunidade. No rito Romano os eleitos ao sacerdócio tem sobre eles a imposição das mãos e a prece de ordenação, a unção das mãos e a entrega do Pão e do Vinho. Após a Liturgia Eucarística, os neo-presbíteros receberam uma homenagem da Comunidade. Representada por crianças vestidas de anjos e uma menina com as vestimentas de Santa Terezinha do Menino Jesus, elas leram uma oração. Com seus pés descalços os pequeninos de Deus jogaram pétalas

Pe. Raul Kestring

Fim de ano especial, Diocese tem quatro novos sacerdotes Lema presbiteral coletivo: “Fidelidade de Cristo, fidelidade do sacerdote”

de rosas e entregaram flores aos quatro novos padres. Representados pelo Pe. Marcelo Martendal, que leu uma carta em agradecimento a Deus, ao Bispo, aos pais, familiares, amigos, formadores, enfim a todos que colaboraram nessa árdua caminhada. Ao final Dom José falou da recente visita feita ao Papa Bento XVI, e destacou a graça de estar com o Sumo Pontífice, que ficou emocionado ao ser informado que o Bispo ordenaria mais quatro sacerdotes ao retornar ao Brasil. E assim, enviou-lhes um terço sinal de comunhão com o Papa, com o Bispo e com os irmãos. O presente foi entregue pelos párocos das Igrejas onde atuarão os neo-presbíteros.

Diocese terá mais um diácono em 2010 Alexandre Paulo de Matos é atualmente o secretário do Bispo Dom José Negri. O seminarista tem 31 anos e vai tornarse diácono no dia 24 de janeiro de 2010, na Catedral São Paulo Apóstolo, em Blumenau. No alto de seus dois metros de estatura, o jovem Alexandre foi aos poucos descobrindo que o sacerdócio era sua missão. Ele que sempre se preocupou com as questões sociais, percebeu que a figura do padre poderia conduzir às pessoas a caridade. “O padre tem a possibilidade de

mobilizar o povo, de fazer a diferença”, explicou. Natural de Blumenau, com 12 anos começou na catequese a se aproximar de Deus e da Igreja. Depois, em sua adolescência participou do Grupo de Jovens Anjos Urbanos, da Paróquia Cristo Rei, no bairro Velha. Foi esse envolvimento que lhe ajudou no seu desenvolvimento espiritual e intelectual. “Aprendemos sobre amizade, ajuda ao próximo e relacionamento com o outro”, relembra. Aos 22 anos Alexandre decidiu-se pelo sacerdó-

cio e ingressou no seminário. Para isso contou com o apoio da família, que o incentivou em todos os momentos. Entre os trabalhos que participou na diocese, lembra-se de sua atuação junto ao Cáritas Diocesana, quando colaboraram durante seis meses no atendimento as vítimas da enchente, ocorrida em novembro de 2008. Sua ordenação tem lema definido: “Deus é caridade”. Frase que o acompanha há 15 anos. A celebração no dia 24 de janeiro acontece às 15h.

Especializada em Sonorização para Igrejas


Jornal da Diocese de Blumenau Dez/09