Page 1

EDIÇÃO Nº 8

Junho/Julho/Agosto -­ R$ 15,90. Edição ESPECIAL Corporativo.

N A

D

Leio o OSSO NDAR IÁRIO há muitos anos e descobri nele uma fonte de inspiração e encorajamento.” —Gary Chapman, autor, As Cinco Linguagens do Amor.

Distribuído em 56 idiomas para 156 países

no mundo o devocional mais lido

P U BL B L IC I C AÇÕ AÇÕE A ÇÕE ÇÕ E S R BC BC


E

D

I

T

O

R

I

A

L

Quem semeia livros colhe conhecimento Ler ainda é um hábito raro entre nós, cris-­ tãos brasileiros. Ainda que, por natureza, o verdadeiro cristão seja aquele deve ler e meditar na Bíblia, a Palavra de Deus, mui-­ tos ainda não desenvolveram o hábito da leitura. As razões para isso podem ser várias, muitos atribuem os resultados a fatores culturas ou sociais, outros pela falta de tempo e outros ainda pela ausência de qualidade editorial, gerando um descaso por parte do leitor. Quais forem as razões œ8±8„Á´¼oO8±b´´8±b8†Y8YbVÁ‰8O´8c certa: o livro encontrou o seu lugar de pres-­ tígio entre os cristãos-­evangélicos de nos-­ so país. A força da literatura cristã ganha proporções cada vez maiores. No livro de Oséias, capítulo 4, verso 6, nos deparamos com o alerta que Deus faz ao seu povo: “O meu povo está sendo destru-­ ído, porque lhe falta conhecimento”. Todos sabemos que existem autores cristãos sérios, compromissados e despenseiros de pensamentos construídos pelo conheci-­ mento da Palavra da Verdade. Ainda assim, uma minoria de leitores tem sido desper-­ tados pelo cultivo destes livros. Um povo pode ser destruído porque desconhece os argumentos para confrontar o pecado e as injustiças que imperam na sociedade. Quem é leigo pode “facilmente” ser engana-­ do por pensamentos mundanos, satânicos e destruidores. Pensamentos recentes como os que praticamente liquidaram as orações e leitura da Bíblia, antigamente,

S

U

M

Á

R

I

propagadas nas escolas. Pode facilmente se conformar com pensamentos de psi-­ cólogos, que hoje proíbem os pais de bater b‰´bÁ´o†|´¦Á8ŒYb´¼b´´bO‰œ±~ tam mal. Ou ainda podem cair na armadilha Yb8O±bY¼8±b‰œb´´8´«ŒqÁbŒ¼b´«¦Áb YbnbŒYb‰¦ÁbŒ´´´o†|´8Y†b´ObŒ¼b´ precisam se apossar de “camisinhas” para que eles aproveitem a vida o quanto quise-­ rem. É triste ver como as pessoas aceitam tudo o que os jornais e a TV propagam e sem questionar. Ao analisarmos todos estes fa-­ tos chegaremos à conclusão de que colhe-­ mos exatamente aquilo que plantamos. Esta edição especial da Vitrine Cristã Cor-­ porativo, agora com formato ampliado de 20,5 x 26,5, traz ao leitor reportagens supe-­ rinteressantes sobre a o poder da literatura no Brasil, com a visão de editores e forma-­ dores de opinião. Irá conhecer também a proposta da FLIC, do evento literário desen-­ volvido para contribuir com a difusão da li-­ teratura cristã de qualidade por todo o país. Se você, empresário, necessita de orienta-­ Q›b´œ8±8oYb†Í8±´bÁO†bŒ¼bVbŒ¼Eo¦Áb por dentro das táticas do atendimento nota 10, sob o título “Surpreenda seu cliente”. É a Vitrine Cristã semeando qualidade visual e editorial e conquistando o seu espaço en-­ tre os melhores veículos de comunicação cristã do país. Tudo isso graças à participa-­ QE´b‰œ±bob†YbŒ´´´O†bŒ¼b´¡Üt±8Yb~ cemos a Deus pelo carinho de todos vocês!

www.vitrinecrista.com.br E X P E D I E N T E DIREÇÃO: GRUPO RMCOM MARKETING: RMCOM PUBLICIDADE LTDA. RAFAELI JÉSSICA EDITORIAL: FABIANA DINIZ MTB 40.129 PROJETO GRÁFICO E DIAGRAMAÇÃO: ANDRÉ BUNDUKI SUPERVISÃO DE ARTE: ALEXEY MAGLIOCCA ATENDIMENTO: N.I NEGÓCIOS INTELIGENTES FLÁVIO BARBOSA contato@rmcom.com.br MÍDIA: MD CRISTÃ NATHALIA COSTA TIRAGEM DESTA EDIÇÃO: 5.000 EXEMPLARES ADMINISTRAÇÃO: RMCOM PUBLICIDADE LTDA. RUA JOSÉ BIM -­ 336 -­ CENTRO -­ ATIBAIA -­ SP CEP 12940-­640 – 11 2427-­2009 / 2427-­2028 adm@rmcom.com.br VITRINE CRISTÃ COPORATIVO é uma publicação dirigida ao público corporativo cristão com lança-­ mentos, atualizações e tendências do segmento no Brasil. Vitrine Cristã Corporativo não se respon-­ sabiliza pelo conteúdo e pelos conceitos emitidos nos artigos assinados e anúncios publicitários de terceiros, que não representam necessariamen-­ te a opinião desta mídia. É proibida a reprodução, total ou parcial, do material editorial publicado em Vitrine Cristã sem autorização prévia do departa-­ mento editorial. A

F

I

L

I

A

D

A

O w w w.editorescristaos.org.br

PÁGINA 24

LITERATURA

Design Editorial: Espiritualidade, design e organização.

12. Fé entre livros:

Avanço da qualidade editorial.

Táticas para um atendimento nota 10.

ARTIGO

22. BOA IDEIA:

PÁGINA 40

Por Romney Cruz

CORPORATIVO

Estratégia: O que está dentro de você? por D’Cartio. |

P

O

I

O

CORPORATIVO

28. Surpreenda seu Cliente:

VITRINE CRISTÃ

A

6

w w w . a n l e . c o m . b r


Lançamento

A  DOce  aĂ‡ĂƒO

Ć?Ä?ŽůŚĞŜĚŽÄ‚Ä?ÄžĹ?ĆšÄ‚ĆŒÄžÄ‚Ä?Ĺ˝ĹŻĹšÄžĆŒŜŽǀŽĆ?ĚĞĆ?Ä‚ÄŽĹ˝Ć?

Edleia  Lopes

Abra os braços e o coração para o novo

PÉGSsXCMs

Adoção Ê uma atitude simples e såbia que deve acontecer cotidianamente na vida de todos nós. O propósito deste livro Ê fazer com que você sinta que vale a pena pagar o preço de encarar desafios para alcançar seus objetivos.

“

Encantador! Com propriedade, delicadeza e emoção, a autora trata de temas profundos que são comuns a todos nós. Påginas repletas de ensinamentos e experiências de uma mãe que tem muito a contar. Sem dúvida uma excelente leitura. Lídia _leitora

�

Finanças pessoais

Ion  de  Veer

ATITUDES E AÇÕES PARA UMA VIDA FINANCEIRA BEM-SUCEDIDA h1UEMÂŹNĂŽOÂŹQUISERÂŹENCALHARÂŹNAÂŹSUAÂŹCAMINHADAÂŹDEÂŹFĂ?ÂŹNOSÂŹTERRENOSÂŹPANTA NOSOSÂŹDAÂŹSOCIEDADEÂŹDEÂŹCONSUMOÂŹPRECISARɏAPRENDERÂŹAÂŹRELACIONARÂŹSUASÂŹCON VICÂ ĂœESÂŹCOMÂŹSUAÂŹMANEIRAÂŹDEÂŹLIDARÂŹCOMÂŹRECURSOSÂŹlÂŹNANCEIROSÂŹ/ÂŹDESAlÂŹOÂŹQUEÂŹ ISSOÂŹREPRESENTAÂŹNĂŽOÂŹĂ?ÂŹNOVO ÂŹPOISÂŹ*ESUSÂŹJɏALERTAÂŹNOSÂŹ%VANGELHOSÂŹQUEÂŹNĂŽOÂŹ PODEMOSÂŹSERVIRÂŹSIMULTANEAMENTEÂŹAÂŹ$EUSÂŹEÂŹAOÂŹDINHEIROÂŹ-TÂŹ ÂŹ-ASÂŹ HOJEÂŹESSEÂŹDILEMAÂŹSEÂŹMASCARA ÂŹCOMÂŹSUTILEZASÂŹEÂŹMANHAS ÂŹNUMAÂŹROUPAGEMÂŹ NOVAÂŹ0ORÂŹISSO ÂŹNECESSITAMOSÂŹAPRENDERÂŹAÂŹDISCERNIRÂŹOÂŹCAMINHOÂŹDEÂŹ$EUSÂŹEMÂŹ MEIOÂŹĂŒSÂŹOFERTASÂŹTENTADORASÂŹDAÂŹMODERNAÂŹSOCIEDADEÂŹDEÂŹCONSUMOv

0RÂŹ-ARTINÂŹ7EINGAERTNERÂŹ ÂŹ$IRETORÂŹDAÂŹ&!4%6ÂŹ ÂŹ#URITIBA 02ÂŹ

acesse www.minhasfinancas.net PÉGINASsXCMs

www.editoraesperanca.com.br &ONEÂŹ;=ÂŹÂŹsÂŹ&AXÂŹ;=ÂŹÂŹsÂŹCOMERCIAL ESPERANCA EDITORACOMBR


A

R

T

I

G

O

Por Wilson Pereira Jún Ior

Wilson Pereira Júnior é Presidente da ANLE (Associação Nacional de Livrarias Evangélicas).

O que Jesus diria sobre a onda da

TERCEIRIZAÇÃO

Já vivemos a grande onda da tercei-­ rização, particularmente minha carreira œ±o´´Œ8† n Yb´bŒÇ†ÇY8 Œ œb±€Y das privatizações onde se deu o “boom” de reestruturações e terceirizações de todas as grandes estatais acompanhadas pela empresas privadas, apesar de fazer parte de projetos de consultoria para terceirizar inúmeras atividades, era totalmente contra o conceito apresentado para aqueles que faziam esta reestruturação. 2b„88YboŒQE´btÁŒY´¼bÈÈÈ¡È…~ pedia.com.br: “A terceirização ou outsourcing é uma prá-­ tica que visa a redução de custo e o aumen-­ to da qualidade. Pode ser usada em larga es-­ cala por grandes corporações e, observada principalmente em empresas de telecomu-­ nicações, mineração, indústrias etc.”  ÜYboŒQEœ8±bObO†8±8Vœ±c‰8‰8~ ria das empresas se apegam somente na-­ quilo que lhes interessa, no caso redução de custo, e quanto ao aumento de qualida-­ de ?? isto é apenas um detalhe. Vejam, o exemplo mais clássico, ao qual as empresas terceirizam e mostram toda a importância que o cliente tem para seu negócio, o famoso call center para atender o seu cliente, sob a alegação de que não é ´Á88¼ÇY8Ybo‰b¦ÁbœYb‰¼b±Ob±Í8± VITRINE CRISTÃ

CORPORATIVO

|

8

para melhor atender seu cliente, surgiu a in-­ dústria do call center, que na prática reduz o custo, porém a qualidade de atender o clien-­ ¼bœ±ÁY±8´¼O8‰bŒ¼bVn8Q8Á‰8±bqbÉEV da agonia que você sente quanto tem que li-­ gar para uma central de atendimento, você já vai esperando o pior, e qual a imagem que ǐOdoO8Y8b‰œ±b´88œ‘´8†t8QE§§ No caso de atendimento ao cliente, para mim não é uma atividade meio e sim Á‰88¼ÇY8Ybo‰YbÁ‰8b‰œ±b´8VO±8‰~ -­se produtos e serviços para atender a ne-­ cessidade do cliente, e perdemos muito ao não atender este cliente diretamente. Um funcionário terceirizado não tem uma identidade com a empresa, e isto não gera um comprometimento completo do mesmo com os produtos e serviços da empresa, normalmente os mesmo seguem scripts e não estão plenamente aptos para solucionarem os mais vários tipos de solicitações feitas pelo cliente, nem de levarem novas idéias de produtos e ser-­ viços para empresa, sem falar quando eles ligam para você nos horários mais indesejáveis do mundo. Para mim terceirizações são óbvias e claras com este conceito, uma pequena livraria evangélica, terceiriza sua demanda de serviços burocráticos com um contador,

8oŒ8†b†b´¼b‰Á‰OŒ|bO‰bŒ¼‰8±Œ8 execução dos serviços e existe uma redu-­ ção de custo, pois o valor cobrado por uma OŒ¼8F†Y8YbcŒoŒ¼8‰bŒ¼bŒnb±±8Yb ter um contador contratado como funcioná-­ rio de sua empresa.  2b„8‰´bÉb‰œ†F€F†Oœ8±8oŒ8†~ zarmos o tema: Jesus para continuidade de sua obra fez discípulos, e deu autoridade espiritual para falar em nome Dele e fazer novos discípulos, formando sua igreja, e assim damos o crescimento do evangelho. Pessoas, com a autoridade e pertencentes a igreja de Jesus, pregam o evangelho a toda criatura, aqueles que aceitam são sal-­ vos, passam a pertencer a igreja de Jesus e dão continuidade a obra. Jesus não terceiriza o cliente, pois o que importa para Jesus são as pesso-­ as, se acreditamos Nele, sigamos o seu exemplo. Imagine só, um pastor falando, “ Ir-­ mãos achei a solução para pregarmos o evangelho a todos, acabei de contratar um empresa de Call Center para ligar a todos e falar do amor Deus, precisamos confeccionar os manuais de atendimen-­ to para os operadores”. Pastores isto é só brincadeira, vai que algum leva a sério e compra a ideia.


VITRINE CRISTÃ CORPORATIVO

|

9


LITERATURA

FÉ ENTRE

LIVROS Fortes estratégias e proximidade com o leitor: ações que contribuem para o avanço da qualidade editorial da literatura cristã no Brasil.

A

indústria livreira é uma das atividades mais prósperas da atualidade. Pesquisas indicam que enquanto a população mundial aumenta 1,8% ao ano, a pro¬dução de livros avança na razão de 2,8% ao ano. No tempo de Gutemberg, alemão que produziu a primeira Bíblia em latim e inventou a impressão de livros e jornais nos anos 1400, apenas100 obras por ano eram lançadas. No ano 2000, a produção atin-­ giu a marca de 1 milhão de títulos. Hoje, a cada 30 segundos é impresso um livro. No Brasil, somente a produção de livros religiosos já ultrapassa o registro de pΉ†|›b´YbbÉb‰œ†8±b´¡´´´b‰OŒ¼8±O‰8ŒoŒY8YbYb†DZ8±8´ que dia a dia são inauguradas no país. Mesmo com a “explosão” da mídia TV e da Internet, o que torna as pessoas mais dependentes destes meios, a supremacia do livro continua a ser absoluta. ܜb´8±Yb¼Yœ±b´¼€tY†DZV8´Áœb±oO8†Y8YbY8†b¼Á±8 entre os brasileiros aponta para uma realidade cheia de de-­ ´8o´œ8±88´bY¼±8´YbœÁF†O8QEO±´¼EŒœ8€´¡ÜÇ8ŒQ editorial e prazer por leitura são dois fatores que crescem em ritmos bem diferentes. Na última obra “Retratos Y8b¼Á±8Y ±8´†¬VœÁF†O8Y8œb†8‰œ±bŒ´8 o~ cial do Estado de São Paulo e pelo Instituto Pró-­ -­Livro, o autor descreve que a relação do bra-­ sileiro com o livro é recente e herdeira de uma história bastante problemática. A maior mé-­ dia de leitores situa-­se na classe C (43% de leitores), destes apenas 26% considera-­ ram a leitura como sinônimo de conhecimento. A falta de tempo e o desinteresse pela leitura foram os fatos que mais jus-­ ¼oO8±8‰´Y8Y´¡ VITRINE CRISTÃ

CORPORATIVO

|

12


A LEITURA NO MUNDO O brasileiro lê, em média, 1,3 livros por ano. O americano lê, em média, 11 livros por ano. O francês lê, em média, 7 livros por ano. Fonte: Instituto Pró-­livro/ 2008.

O diretor-­executivo da Editora Vida, empresa nacional que há 60 anos des-­ taca-­se pela publicação e comercializa-­ ção de literatura cristã e distribuição de €F†8´V bɜ†O8 ¦Áb 8 ´Áœb±oO8†Y8Yb da leitura no país pode ser decorrente de várias causas, dentre elas da bai-­ xa escolaridade, da baixa cultura, bem como de falhas na contextualização do conteúdo das obras. O resultado para isso pode ser a formação de cristãos despreparados para viver ou defender a sua fé. “Por um lado, o livro cristão deve assegurar que seu leitor cresça pesso-­ almente, mas também deve levá-­lo a assumir uma posição mais autêntica e atuante. Tanto o leitor quanto a editora devem saber que estão construindo um processo juntos: mais conhecimento e maior capacidade de ler o mundo e fazer a diferença positiva, acredita. A geração da hipercomunicação e do acesso indiscriminado à internet contribui para a formação de seres mais ágeis, condi-­ cionados pelo fator ‘falta de tempo’ . “Há uma busca

exagerada por respostas rápidas (tanto pessoal, quanto ministerialmente), o ¦Áb¼±8Íœ±OŒ´b¦ÁdŒO8œÁO8±bqb~ xão e profundidade dos assuntos. Isso leva a uma compreensão limitada das verdades bíblicas e da vida em geral”, 8†b±¼8 38†¼b± bO…Œt|8Á´V Y±b¼± bÉb~ cutivo da Editora Esperança.

Pais que não leem no am-­ biente familiar, situação econômica, ausência de programas de leitura nas es-­ colas, apoio governamental e concorrência tecnológica causada pela TV e Internet podem ser fatores determi-­ Œ8Œ¼b´Y8´Áœb±oO8†Y8Yb da leitura de diversos gêne-­ ros no país.

O PODER DA LITERATURA A conhecida frase “ “ Oh! Bendito o que semeia livros, livros à mão-­cheia e man-­ da o povo pensar”, do famoso escritor brasileiro Castro Alves, traduz com exa-­ tidão o poder da literatura em todos os contextos. Um livro escrito e editado com qualidade contribui em larga escala para a formação de indivíduos mais crí-­ ticos, conscientes e agentes de trans-­ formação da sociedade. “Cristãos crí-­ ticos são mais capazes de ver, julgar e 8t±Œ8´ObY8Yb¡ ´´bœb±o†YbO±´¼E não é enganado, mas é capaz de defen-­ der seu conhecimento e sua vocação de n±‰8‰8´boO8ͬV´8†bŒ¼8+c±tbŒ~ rique. É necessário que haja um inves-­ timento árduo e que os autores destas obras se aproximem de seus leitores, transmitindo-­lhes toda a emoção e VITRINE CRISTà CORPORATIVO

|

13


LITERATURA

autenticidade de suas obras. A leitura da Bíblia, o livro mais lido em todo o mundo, em associação com uma obra literária cristã de qualidade é uma “arma poderosa” de combate às falsas doutrinas difundidas na sociedade. É uma realidade, mas o œb±o†YbœÂF†O¦Áb‰8´´bYbYO88b´¼ÁYY8†¼b±8¼Á±8Yb´¼b´bt‰bŒ¼cnb~ ‰ŒŒV´btÁYYœÂF†O8O8Yd‰ObYb†Yb±8ŒQ8¡ œb±o†Y8F±8´†b±8‰´¼±8 sua exigência: qualidade editorial, baixo custo e assuntos bem relevantes à vida cristã “, comenta Sérgio Henrique. Autores internacionais consagrados como David Paul Yonggi Cho, Lettie Cow-­ ‰8ŒV |8±†b´+ÈŒY††V 8ÇY3†…b±´ŒV38¼O|8‰bbV ¡+¡bÈ´V ±8Œ…(b±b¼¼b(|††œ58ŒObÊb«´|È‰8ŒbÇ8Œtc†O« bŒŒÊŒŒb8ŒY8b´O±~ tores brasileiros como Caio Fábio, D’Araújo Filho, Ricardo Gondim. Ed René Kivitz e Paulo Romero são os nomes consagrados que marcaram o neopentecostalismo brasileiro e mudaram a história da literatura cristã em todo o mundo. As editoras são, em parte, as grandes responsáveis pelo sucesso na publicação dos livros. “ É œ±bO´¼b±Á‰F‰œ†8Œb„8‰bŒ¼b´¼±8¼ctOO‰O8œ¼8†YbqÁɐYbO8É8V¦Á8†~ Y8YbbY¼±8†VO±bYF†Y8YbV‰8±…b¼Œt8t±b´´ǐbn±Q8Œ8Y´¼±FÁQE«VYÍ+c±~ gio. Para ele, as editoras poderiam ampliar o seu poder de mercado se valorizassem mais as parcerias com o segmento secular como redes de supermercado, catálogos de produtos ou megalivrarias.

“ Todos podem contribuir com ações focadas na literatura. As igre-­ jas e os ministérios podem contribuir por meio dos diversos canais de ensino: estudos bíblicos, cursos livres, escola dominical, con-­ ferências, palestras e seminários. As editoras e livrarias, por sua vez, com produtos de qualidade a um preço acessível, além de boa YÇÁ†t8QEVbÇbŒ¼Á8´œ±‰Q›b´boYb†Í8QEYO†bŒ¼b¬¡ (Sérgio Henrique de Lima, diretor-­executivo da Editora Vida)

“Ainda estamos em busca desta resposta, mas algumas atitudes ajudam, por exemplo, o contato do autor com seu público, o incenti-­ vo das lideranças eclesiásticas de fomento à literatura cristã para O‰´bÁœÂF†O¬ (Walter Feckinghaus, diretor da Editora Esperança, quando questionado sobre as estratégias adotadas pelas editoras para evitar o grande estoque de livros nas prateleiras).

VITRINE CRISTÃ

CORPORATIVO

|

14


As 5 resenhas de livros evangélicos mais lidos em 2010: 1 -­ Marina Silva, a Vida por uma Causa (Mundo Cristão) 2 -­ Maravilhosa Bíblia (Mundo Cristão) 3 -­ Tive Fome ( ABU Editora) 4 -­ Em seus Passos o que faria Jesus? (Mundo Cristão) 5 -­ Incomparável Cristo (ABU Editora) Pesquisa baseada nos dados de acessos por título no Google Analytics

FEIRA INTERNACIONAL DO LIVRO CRISTÃO -­ FLIC A ASEC lança um evento literário voltado para um público formador de opinião no meio cristão. De 03 a 06 de maio de 2012, uma equipe de autores e agentes renomados irão se reunir em prol de contribuem para a difusão da literatura cristã de qualidade no Brasil. O público-­alvo deste evento engloba pastores, líderes, teólogos, executivos, livreiros e evangélicos em geral. O local escolhido para o evento é o Espaço São Luis, localizado no cen-­ ¼±oŒ8ŒOb±Yb+E(8Á†VŒ88ÇbŒY8(8Á†´¼8¡-‰b´œ8Q8Yb¦Á8Yœ8±8±bÁŒ±Á‰œÂF†OYb8¼c—¸ÎÎœb´´8´V simultaneamente, em uma área de 2.175 m2. Além das exposições de produtos de categoria literária, o público tam-­ bém terá acesso a congressos e cursos temáticos relacionados à Teologia, Liderança, Ação Social, Família, Mulheres, Crianças e Juventude. Todos ministrados com, aproximadamente, uma hora de duração. Uma programação cultural interativa formada por encenações de contos e histórias, saraus literários, concursos e bate-­papo com autores é 8¼±8QEt8±8Œ¼Y8œ8±8œÂF†O¦Ábn±b¦ÁbŒ¼8±8 ¡ ´bɜ´¼±b´Œ¼b±b´´8Y´YbÇb±E´b±o†8Y´>Ü+ b contribuir com uma taxa de R$ 450,00 por m2. Esses e outros eventos especiais farão parte desse novo projeto que chegou para contribuir com a qualidade da leitura e das produções literárias em todo o país.

Mais informações: www.editorescristaos.org.br ou (11) 2427-­2009 / 2427-­2028 VITRINE CRISTÃ CORPORATIVO

|

15


December  December  January  February 2009-2010

OUR DAILY BREAD Blessed is the LORD God of Israel, for He has visited and redeemed His people. Luke 1:68

Q0VUVCSPr/PWFNCSPr%F[FNCSP

NOSSO ANDAR DIĂ RIO

VocĂŞ jĂĄ fez o seu devocional hoje?

A

correria do dia-a-dia, o cansaço e as inúmeras atividades muitas vezes nos atrapalham e nos deixam sem tempo. Contudo, o devocional Ê um momento necessårio a todo cristão que deseja conhecer mais a Bíblia e relacionar-se com Deus em sua caminhada diåria. Pensando nisto, MinistÊrios RBC desenvolveu devocionais para diversas situaçþes.

E fez Deus os animais [‌] conforme a sua espÊcie. E viu Deus que isso era bom. Gênesis 1:25

Q0DUVCSFr/PWJFNCSFr%JDJFNCSF

NUESTRO PAN DIARIO En la hermosura de la gloria de tu magnificencia, y en tus hechos maravillosos meditarĂŠ. Salmo 145:5

Q +ýùôôíßr"áįßr4íøßíþêúíĹŒĹŠĹ‹Ĺ‹

NOTRE PAIN QUOTIDIEN

Ta justice est comme les montagnes de Dieu, tes jugements sont comme le grand abĂŽme. Psaume 36.7

Q 6W\F]Hĸ‡/XW\‡0DU]HF

NASZ CODZIENNY CHLEB

%ãRJRVãDZLRQ\3DQ,]UDHODŧHQDZLHG]LãLRGNXSLãVZyMOXG (ZâXNDV]D

Nosso Andar Diårio Ê publicado desde 1956, atualmente em 56 idiomas para cerca de 156 países. De 1956 a 2009 foram distribuídos 1 bilhão, 168 milhþes e 200 mil unidades. Com linguagem acessível e compreensível a todas as idades; meditaçþes, versículos bíblicos e ilustraçþes reais que permitem ao leitor uma råpida identificação, conduzindo-o a uma leitura dinâmica em profundas reflexþes à luz da Palavra de Deus.

PĂ GINA EM ABERTO

SOBROU DA MATÉRIA DE LIVROS O devocional ODJ — jornada diåria contÊm uma abordagem atual e cativante. Princípios e valores são apresentados por diversos autores que, atravÊs de situaçþes contextualizadas, baseiam-se na Palavra de Deus, em linguagem acessível. Cada dia Ê possível encontrar um novo olhar para a jornada diåria.

Mulheres na BĂ­blia contĂŠm 52 estudos devocionais que podem ser semanais, em grupos ou individualmente. ContĂŠm ensinamentos que transformam vidas, lares e relacionamentos.

Q"QSJMr.BJr+VOJ

UNSER TĂ„GLICH BROT

Gott machte die Tiere des Feldes, ein jedes nach seiner Art‌ 1. Mose 1,25

Linha de Chegada traz meditaçþes direcionadas aos atletas e apreciadores de esportes. ContÊm leituras devocionais que ajudam o leitor começar bem o dia na presença de Jesus. As 365 meditaçþes relatam a experiência de grandes esportistas e trazem reflexþes à luz da Palavra de Deus.

Para o público infantil, o devocional Tesouros Escondidos foi preparado especilamente para que as crianças desenvolvam o håbito da leitura e descubram que a alegria plena não estå enterrada em alguma ilha deserta, mas nos Tesouros Escondidos que podem ser encontrados na Palavra de Deus.

Dia a dia com Deus apresenta 40 relatos de momentos marcantes da histĂłria do cristianismo para as igrejas locais utilizarem em campanhas. Relata a experiĂŞncia de grandes herĂłis da fĂŠ dos nossos tempos. O exemplo destes serve de incentivo para que os cristĂŁos de hoje se posicionem ao lado de Cristo.

P U BLIC AÇÕE S R BC


PUBLICAÇÕES RBC

NOSSO ANDAR DIĂ RIO VOLUME 6

X CM s  PĂˆGINAS

R$ 10,00

no mundo

o devocional mais lido

“Leio o Nosso Andar DiĂĄrio hĂĄ muitos anos e descobri nele uma fonte de inspiração e encorajamento.â€? —Gary Chapman, autor, As Cinco Linguagens do Amor.

A mulher‌ segundo o coração de Deus Mulheres

na BĂ­blia

Um estudo devocional sobre 50 mulheres

EUNICE FAITH PRIDDY

DIĂ RIO DE ORAĂ‡ĂƒO  X CM s  PÉGINAS

MULHERES NA B�BLIA POR %UNICE &AITH 0RIDDY  X  CM s  PÉGINAS

R$ 28,60

AOS OLHOS DO PAI

POR 2EGINA &RANKLIN )NCLUI #$ CANÂ ĂŽO !OS /LHOS DO 0AI

R$ 25,00

 X  CM s  PÉGINAS

R$ 24,00 P U BL IC AÇÕE S R BC

WWWPUBLICACOESRBCCOM s VENDAS?BRASIL RBCORG

(41) 3257-4028


A

R

T

I

G

O

Por Romney Cruz

Pr. Romney Cruz Consultor em Marketing e Administração romneyjc@hotmail.com

BOA IDEIA!

Visitei recentemente o Museu de Histó-­ ria Natural e em Belo Horizonte que guarda um importante tesouro da arte popular – o Presépio do Pipiripau. Criado ao longo do século XX, pelo artesão Raimundo Macha-­ YV´ŒO±ŒÍ8pg¸otÁ±8´‰‘Çb´VY´¼±FÁ~ ídas por 45 cenas, que contam a história da vida e da morte de Jesus Cristo, costurada ao cotidiano de uma cidade, com sua varie-­ dade de artes e ofícios, o presépio tem 106 anos de idade é um projeto admirável que demonstra onde dedicação, perseverança e entrega a uma boa idéia podem chegar. Nesta coluna trataremos sobre o poder das ideias. Ideias são nortes para nossas ±t8ŒÍ8Q›b´V¼Ynb±±8‰bŒ¼8†œ±o´´Œ8† e estrutural que dispomos é base de apoio aos projetos que nos envolvemos, sobre tudo que acreditamos, sem projetos, visão, direção;; empresas, organizações, corpora-­ ções, ministérios... Andarão em círculos não avançarão para conquista de algo. O sucesso nas conquistas não pode ser mensurado pela velocidade do alcance, mas se o objetivo proposto a início foi al-­ cançado em sua totalidade. Boas ideias que concebem alvos a serem perseguidos é a centralidade na vida das organizações, se tratando de editoras a intensidade é muito VITRINE CRISTÃ

CORPORATIVO

|

22

mais forte, porque livros são projetos es-­ petaculares frutos de boas idéias, como eu disse em nossa ultima coluna Vencer Œ82Y8V†DZ´ŒE´Eœ±YÁ¼´oŒ8´V´E antes portas que conduzirão seus leitores a uma vida melhor, entretanto editoras são as organizações responsáveis por fazerem essas idéias tomarem, cor, corpo, forma, e chegarem à mão de seu objetivo os leito-­ res, de forma embalada o que entendemos como produto. O acúmulo de projetos tende a enfra-­ quecer a essência de cada um, este é o grande perigo que as editoras correm, no desejo válido de avançar entendem que ampliar o mix de produtos é o melhor ca-­ ‰Œ|œ8±8Á‰F‰‰8±…b¼ŒtV8oŒ8†´b tenho uma ótima ideia para divulgar é bom, mas se tenho dez ótimas ideias tenho dez vezes mais argumentos para fomentar um F‰‰8±…b¼ŒtÇ8†±Í8ŒY‰Œ|8‰8±O8V é um raciocínio lógico, porém perigoso, sei ¦Áb ¼b‰´ Œ´´´ Yb´8o´ oŒ8ŒOb±´ b O±b´Ob±n8¼Á±8‰bŒ¼cn8¼±YboŒ¼ǐœ8±8 sobrevivência. Contudo a força de uma marca editorial esta diretamente ligada ao ´ÁOb´´Yb´bÁ´œ±„b¼´b´œbOoO8‰bŒ¼b e não ao numero de projetos que aquela marca tem.

No início citei o Presépio do Pipiripau, que é centenário e admirável sua estrutura maquinaria permanece preservada, tendo suas engrenagens feitas de centenas de ripas de madeiras, barbantes, roldanas de maquinas de costurar antigas... é um proje-­ to que eternizou o nome de seu idealizador e executor o artesão Raimundo Machado, nenhuma propaganda foi feita por Raimun-­ do, nem campanha de mídia ou estratégias de divulgação foram por ele executadas, ele pura e simplesmente se dedicou integral-­ mente ao projeto, tendo trabalhado toda sua vida em prol deste, e o próprio sucesso advindo de sua entrega e dedicação foram 8´n±Q8´‰¼±Íb´¦Áb±b8†Í8±8‰‰8±…b~ ting que alcançou todo o mundo. Não quero desanimar a você gestor, exe-­ OÁ¼±Œ´bt‰bŒ¼bY¼±8†8n8Íb±‰8±…b~ ting de seus projetos editoriais, mas quero fortalecer o conceito de que você deve se dedicar integralmente a cada projeto que se propor a realizar. Avalie cada projeto e se lan-­ ce apenas naqueles que valerão a pena TODO seu esforço, dedicação e entrega, e saiba que o crescimento saudável do mix de obras de uma editora é fruto do trabalho e do tem-­ po, queimar etapas para mostrar força de uma marca é engano infantil.


Por Magno Paganelli

DESIGN EDITORIAL

A partir desta edição vou encarar o Yb´8oYb8´´Œ8±b´¼8O†ÁŒ8F8¼Í8Y8 de Design Editorial. E chamo de um de-­ ´8oŒEœ±´b±Á‰„8±tE8œ±œ±8Y para o primeiro artigo, pois embora eu tenha escrito cerca de 30 livros e algu-­ mas dezenas de artigos publicados e posts no meu blog, todos eles são na área de teologia, igreja e cristianismo;; mas nunca sobre design. Bem, todos sabemos da evolução no modo como editores e mesmo produto-­ res musicais do segmento cristão apre-­ sentam seus produtos. Quem lembra as capas de livros da década de 80 e dos antigos LPs, seguidos dos CDs e agora DVDs e blueray sabe que avançamos muito. Naqueles tempos eu ainda fazia 8±¼b oŒ8† ´F±b Á‰8 œ±8ŒO|b¼8¶ |„b n8QYb´tŒt±9oOb‰Á‰Yb´…¼œ¡ Ao longo dos anos recebi pedidos de capas, tanto para livros como para CDs, para as quais era solicitado o autor ou 8±¼´¼8 œ´8ŒY Œ8´ ŒÁÇbŒ´V qÁ¼Á8Œ~ do, águias voando, pombas pousando, raios... tudo sempre chancelado por uma revelação recebida de Deus. Eu creio em revelações vindas de Deus e já vi várias delas serem cumpridas. Mas sempre relutei em criar uma embalagem, uma capa ou qualquer peça que precisasse da criação de uma arte norteada por essa premissa. Deus não trabalha com o irreal. Embora faça milagres, Ele lida com a realidade, com o factível, com o VITRINE CRISTÃ

CORPORATIVO

|

24

que existe. Deus existe, nós existimos e vivemos num mundo real. Sabemos que muitas das grandes coisas que acontecem no mundo são frutos de sonhos de alguém. Porém, sonhos que foram seguidos de planeja-­ mento, trabalho, organização e esforço. Não é diferente com o design: é preciso n8Íb±8´œb´´8´YbŒ¼oO8±b‰~´bO‰ real, com o possível, com o que podem al-­ cançar, pois é neste mundo que vivemos. ´¼Á±8±8±¼bVoOQEb±b8†Y8YbcÁ‰b´¼~ lo literário que vem fazendo muito suces-­ so em anos recentes. Exemplo disso são obras como O Código DaVinci, O Monge e o Executivo e outros. Mas embalagem não é conteúdo. Não é recomendável confundir leitores, ouvintes ou clientes na apresen-­ tação de um produto ou serviço. É preciso ´bœ8±8±n8¼YboOQEV´Œ|Yb±b8†Y8Yb¡ Faça-­os sentirem-­se bem, mostre que o prazer é possível, mas dentro do que é real. Corre-­se o risco de iludir ou sermos iludidos quando não seguimos esse crité-­ rio. E o que tem isso a ver com design? Tudo. E o que tem isso a ver com o seu negócio comercial? Tudo também. Uma capa, um anúncio, uma peça publicitária, da mesma forma que um ponto de venda, precisa orientar aqueles que os olham. Quem tomar nas mãos um livro precisa ser “guiado” ao olhar sua capa. Por isso o designer, ao criá-­la, deve organi-­ zar os elementos e fazer a sua disposição

de modo que oriente o olhar do leitor para os elementos da capa que precisam ser destacados. Se deseja que a imagem seja vista primeiro, dê a ela o devido destaque e diminua os outros elementos, como tí-­ tulo, subtítulo, nome do autor. O mesmo vale para um anúncio, um banner... e para o seu ponto de venda. Se o destaque for para o título, ele deve estar num ponto da peça que ao primeiro olhar a pessoa o veja e, na sequência, seja guiada a perceber os demais elementos que compõem aquela peça. Quem entra numa loja à procura de um produto, seja uma loja pequena ou mega, ¦Áb± Yb´†t8±~´b Y8 8t¼8QE ¦Áb oO8 Y lado de fora. Ao entrar no PDV, muitos clientes sabem o que vão procurar, mas isso não exclui a necessidade de ele ser guiado, orientado por elementos dispos-­ tos na ordem adequada, seja numa capa de livro, seja na capa de um CD ou DVD, seja no próprio PDV, porque na vida, tudo precisa estar em ordem.

Magno Paganelli é publicitário formado, Yb´tŒb±t±9oO|9‰8´Yb 15 anos, escritor, editor da Arte Editorial e já participou de mais de 2 mil projetos editoriais, tendo mais de 1.500 capas de livros publicadas.


CORPORATIVO

SURPREENDA SEU

CLIENTE

Deixar de ser bom para dar lugar ao excepcional. Dominar as táticas de atendimento ao cliente pode ser a chave para o sucesso de muitas empresas cristãs da atualidade. VITRINE CRISTÃ

CORPORATIVO

|

28


C O R P O R A T I

V O

H

ĂĄ muito se ouve que “o cliente ĂŠ a alma do negĂłcioâ€?. De fato ĂŠ ver-­ dade, mas com todo o avanço da indĂşstria cristĂŁ que, dia a dia disponibiliza no mercado uma gama ilimitada de ofertas de produ-­ tos e novas oportunidades de atividades econĂ´micas nessa ĂĄrea, à ‰8ÂœÂąbÂ?OĂ Âœ8QEÂ?oO8ÂŒÂ?8ÂąU ÂŚĂ bn8Ă?bÂąÂœ8Âą8OÂ?ÂŒÂŚĂ ´Ÿ8Âą8ÂźÂ?Âź8† OÂ?ÂŒo8ÂŒQ8YÂ?O†bÂŒÂźb§ Ao chegar em um estabelecimento e ouvir frases do tipo: Em que posso ajudar? ou ainda “Posso resolver seu problema? “, pode trazer ao cliente a sensação de bem-­estar e o inĂ­cio de uma solução para o que esperava. Mas o atendimento nota 10 precisa ir alĂŠm do que resolver problemas ou fazer com que as pessoas encontrem os produtos, os serviços ou as soluçþes ideais para elas. É por meio dele que se constrĂłi a imagem que o cliente terĂĄ da bÂ‰ÂœÂąb´8ÂĄ ÂœÂąÂ?o´´Â?ÂŒ8†ÂŚĂ bÂœÂąb´Ÿ88ÂźbÂŒY‰bÂŒÂźÂ?Âźb‰Â?Yb´8oÂ?YbÂąbÂœÂąb´bÂŒÂź8Âą uma instituição. Compete a ele, neste caso, o papel fundamental de “encantarâ€? e surpreender o cliente por ter suas necessidades mais do que atendidas. É o ‰Â?‰bÂŒÂźÂ?bÉ8ÂźÂ?YboYb†Ă?9~†Â?ÂĄ8‰bÂŒÂź8Çb†‰bÂŒÂźbV8Âąb8†Y8Yb8Ÿà 8†8ÂœÂąb´bÂŒÂź8 YboOdÂŒO8´Yb´Ÿb´bÂźÂ?Âąb‰8†tà ‰8´bÂ‰ÂœÂąb´8´YÂ?´bt‰bÂŒÂźÂ?OÂą´ŸEÂ?ÂĄ(b†8n8†Ÿ8 da centralização de esforços na preparação de suas equipes de atendimento, muitas correm o risco de chegar Ă beira do caos , se este erro nĂŁo for diagnos-­ ticado a tempo. Elba Alencar, diretora executiva da Editora Central Gospel, aponta alguns fatores que contribuem para determinar os rumos que uma empresa pode ter quanto ao atendimento: O primeiro ĂŠ conhecer o seu cliente, seus hĂĄbitos e preferĂŞncias, e que esteja pronto a superar suas expectativas. Pode parecer Ăłbvio, mas ainda existem aqueles que insistem em ‘empurrar’ para o cliente aquilo de que nĂŁo precisa. O segundo fator ĂŠ fazer com que o vendedor conheça o produto que vende. Os clientes estĂŁo cada vez mais exigentes e seletivos, †Â?tÂ?VÂ?´ÇbÂŒYbYÂ?Âąb´Âźd‰Ybb´Ÿ8ÂąObÂŒÂźb´bÂŚĂ 8†oO8YÂ?´¥ ÂźbÂąObÂąÂ?cU nbÂąbQ8 à ‰´b¹ÇQÂ?YÂŒ:‰OÂ?VÂą9ÂœYÂ?bboObÂŒÂźbÂĄÂŒbOb´´9ÂąÂ?ÂŒĂ‡b´Ÿ‰bÂŒÂźÂ?b‰ÂźbOÂŒÂ?~ logia, treinamentos, e atender o cliente no menor tempo possĂ­vel e forma cor-­ reta.â€?, orienta Elba. “Projetar-­se no lugar do prĂłprio clienteâ€?, essa ĂŠ a atitude que pode fazer toda a diferença e fazer a empresa acertar quanto ao atendimento ao cliente, revela o publicitĂĄrio e diretor executivo A&R Gospel da Sony Music-­ Brasil, Mau-­ rĂ­cio Soares. “Tudo o que vocĂŞ nĂŁo admite sendo cliente, deve observar com atenção para nĂŁo cometer com o prĂłprio cliente. Pesquisas indicam que ĂŠ 7 ÇbĂ?b´‰8´F8Âą8ÂźÂ?ÇÂ?Od‰8ÂŒÂźbÂąà ‰O†bÂŒÂźbYÂ?ÂŚĂ bOÂ?ÂŒÂŚĂ ´Ÿ8Âąà ‰ÂŒÂ?ÇÂ?ÂŹV8o¹‰8ÂĄ Ao adentrar uma livraria evangĂŠlica de pequeno ou grande porte, por exemplo, o cliente irĂĄ se deparar com o comportamento do atendente, este poderĂĄ de-­ terminar o sucesso ou nĂŁo de uma compra. Ao conjunto de atitudes do aten-­ YbÂŒÂźbYbÂŒÂ?‰ÂŒ8‰Â?´ÂœÂąÂŒO€œÂ?´YÂ?FÂ?‰8ÂźbÂŒY‰bÂŒÂźÂ?VÂŚĂ bÂœÂ?Yb‰´bÂąO†8´´oO8~ dos em quatro: aparĂŞncia, empatia, segurança e resposta. A diretora da Livraria

Tudo o que você não admite sendo cliente, deve observar com atenção para não cometer com o próprio cliente.

VITRINE CRISTĂƒ CORPORATIVO

|

29


CORPORATIVO

Bergara, Simone Gentil, acredita que a empatia deve ocupar o primeiro plano “A pessoa que estĂĄ atendendo deve primar em se colocar no lugar do cliente. NĂłs cristĂŁos devemos amar o prĂłximo;Íž Ă s vezes ele precisa, alĂŠm de adquirir um produto na loja, de uma palavra de incentivo ou um sorrisoâ€?, declara. Para a gerente de vendas da Editora Atos, Rubenita Ferreira, a apa-­ ÂądÂŒO8ÂąbqbÂźb8‰8tb‰Y8bÂ‰ÂœÂąb´8bYbÇbÇÂą8ÂŒÂźb´YbŸà YÂ?ÂĄ ÂŤĂœ8Âœ8ÂądÂŒO8cÂ?O8¹ŸEÂ?YbÇ´Âź8´Âœ8Âą8ÂźÂ?YÂ?Â?ÂœÂąÂ?o´´Â?ÂŒ8†¥  publicitĂĄrio MaurĂ­cio Soares acredita que nĂŁo ĂŠ preciso haver uma ordem de importância para estes princĂ­pios jĂĄ que todos sĂŁo dependentes entre si. “De que adianta ter boa aparĂŞncia se o atendente nĂŁo tem segurança e conhecimento de seu negĂłcio?â€?, defende. No modelo atual de mercado, o cliente ĂŠ quem dita as re-­ gras. Ele quer entrar em uma livraria e encontrar um ambiente agradĂĄvel, organizado, limpo;Íž quer ser atendido por um vende-­ dor bem apresentado, que saiba falar bem e tenha as respos-­ tas que ele precisaâ€?, diz Elba.

RUĂ?DOS DO ATENDIMENTO A visĂŁo que a empresa tem do cliente ĂŠ fator determinante para garantir que o atendimento seja excepcional ou um fra-­ casso. Como acontece em todo elo de comunicação, existem certos ruĂ­dos ou problemas no atendimento que podem nĂŁo ser tĂŁo simples de resolver. O importante aqui ĂŠ detectĂĄ-­los, decidir sanĂĄ-­los e evitar que outros se repitam. Acredita-­se que um erro grave cometido por algumas empresas do ramo seja a distorção do real propĂłsito do atendimento. “Visar ape-­ nas o lucro e nĂŁo a evangelização ĂŠ um erro grave, pois se tra-­ tando de segmento cristĂŁo ĂŠ primordial vivermos segundo a Palavra de Deus. Gostaria muito que todos tivessem essa mis-­ ´EÂ?YbÂąbqbŸ¹b´à ´ÂŒÂ?8ÂźbÂŒY‰bÂŒÂźÂ?ÂŹVYĂ?+‰Â?ÂŒbÂĄĂœn8†Ÿ8Yb ÂœÂąÂ?o´´Â?ÂŒ8†´‰Â?bÂœÂąbÂœ8Âą8QEÂ?8O8Yd‰O8Y8bÂŚĂ ÂœbÂœÂ?Ybn8~ Ă?bÂą8bÂ‰ÂœÂąb´8ÂœbÂąYbÂąÂ?nÂ?OÂ?Yb´bà ´Â?F„bÂźÇÂ?´oÂŒ8ÂŒObÂąÂ?´¥ÂŤ nĂ­tido o erro quando se oferece um atendimento muito mais Âąb†tÂ?´Â? YÂ? ÂŚĂ b ÂœÂąÂ?o´´Â?ÂŒ8†¥ ĂœÂ´ bÂ‰ÂœÂąb´8´ ÂœÂąbO´8‰ ÂœbΫ8Âą que os bons resultados sĂŁo alcançados pela uniĂŁo da fĂŠ, ora-­ ção e ação de estudar, conhecer o mercado e seu pĂşblicoâ€?, aconselha Rubenita. “Pesquisa ĂŠ fundamental! No meio gospel ainda percebe-­

VITRINE CRISTĂƒ

CORPORATIVO

|

30

mos essa miopia no tocante Ă qualidade do atendimento ao consumidor. Hoje corremos o risco de ter uma gama de consu-­ ‰YÂ?Âąb´n¹à ´Ÿ¹8YÂ?´Âœb†8ÂŚĂ 8†Y8YbYboObÂŒÂźbYb8ÂźbÂŒY‰bÂŒÂźÂ? em muitos setores deste segmentoâ€?, salienta MaurĂ­cio. Em sĂ­ntese, a empresa que busca surpreender o cliente e oferecer uma atendimento que beira o “impecĂĄvelâ€? sabe que precisa, primeiramente, ter a consciĂŞncia de que o cliente tem de sentir que o atendente o ouve, sentir que ĂŠ compreendido, sentir que ĂŠ respeitado, que ele estĂĄ sendo ajudado e que me-­ rece respeito.

EXPERIĂŠNCIAS QUE DERAM CERTO A Editora Central Gospel dirigida pelo fundador pastor Silas Malafaia adotou uma estratĂŠgia bastante funcional, desenvol-­ veu um call center formado por uma rede de operadores de Âźb†b‰8¹…bÂźÂŒtY´œÂ?´ŸÂ?´88ÂźbÂŒYbÂąÂ?O†bÂŒÂźbÂĄÂŤĂœ bÂŒÂźÂą8†Â?´œb† se esforça para colocar no mercado produtos com os meno-­ res preços possĂ­veis, que oferece frete gratuito para todo o Brasil na compra de qualquer produto. Esse ĂŠ um diferencial extremamente importante, que nos permite alcançar as clas-­ ´b´ b V‰8´VÂœÂ?ÂąÂ?à Ÿ¹Â?†8YÂ?VÂŒÂ?´YoOà †Ÿ8Ç8ÂŒ8ÂŚĂ b´ŸEÂ?ÂŤÂœÂą8~ zo de entregaâ€?. Nossos clientes reclamavam do nosso prazo, que era de atĂŠ 20 dias Ăşteis. Resolvemos buscar meios para prestar um atendimento mais rĂĄpido e passamos a oferecer o serviço de entrega por Sedex, com frete pago pelo cliente. O†bÂŒÂźbÂœÂ?YbYbOYÂąj8oÂŒ8†VÂŒÂ?‰Â?Yb†Â?8Ÿà 8†Yb‰bÂąO8YÂ?Vc ele quem dita as regras do jogo;Íž ĂŠ ele quem dirĂĄ como deve ser o seu atendimentoâ€?, explica Elba Alencar. Call Center da Central Gospel Editora


C O R P O R A T I

V O

“Projetar-­se no lugar do próprio cliente”, essa é a atitude que pode fazer toda a diferença.

ATENDIMENTO NOTA 10 É ... Acompanhe, na visão de editores, diretores, formadores de opinião, gerentes e secretários executi-­ ǐ´Y8ŒY´¼±8O±´¼EV±b8†´tŒoO8YY8¼bŒY‰bŒ¼Œ¼8—Îl «-‰8¼bŒY‰bŒ¼Œ¼8—Îc8¦Áb†b¦Áb´Áœb±88´bɜbO¼8¼Ç8´Yb´bÁO†bŒ¼b¬¡ (Elba Alencar, diretora executiva da Editora Central Gospel)

“O atendimento nota 10 acontece quando o cliente se sente completamente respeitado, valorizado e ÁÇYœb†8b‰œ±b´8¬¡(Maurício Soares, diretor executivo A&R Gospel da Sony Music Brasil). «Ü¼bŒY‰bŒ¼Œ¼8—Îc´b±OŒ|bObY±Yœ±YÁ¼b¼±8¼8±O†bŒ¼bO‰O±¼b´8¬¡ (Ana Júlia, secretaria executiva da BV Films).

«Ü¼bŒY‰bŒ¼Œ¼8—Îc8‰8±œ±‘ɉb¼±8¼8±8´œb´´8´O‰t´¼8±8Yb´b±¼±8¼8Y¬¡ (Simone Gentil Bergara, diretora da Livraria Bergara).

«Ü¼bŒY‰bŒ¼Œ¼8—Îc¼b±O‰œb¼dŒO8œ±o´´Œ8†V8¼bŒY‰bŒ¼boO8ÍbbŒ¼Á´8´‰¬¡ (Rubenita Ferreira, gerente de vendas da Editora Atos). VITRINE CRISTà CORPORATIVO

|

31


CORPORATIVO

O profissional que deseja ir além no atendimento e manter o seu cliente por uma vida longa sabe que deve evitar os possíveis aborrecimentos. Aproveite para avaliar o seu perfil de atendimento por meio dos 10 erros graves do atendimento ao cliente. As dicas foram extraídas e adaptadas de uma pesquisa realizada pela Performance Research Associates (PRA), empresa de consultoria especializada em qualidade no atendimento:

APERFEIÇOE

O SEU

ATENDIMENTO

1-­ “Não sei”-­ O vendedor ou atendente necessita ampliar o seu rol de conheci-­ mento a respeito do produto para ter domínio da situação e , jamais passar insegu-­ rança ao dizer simplesmente “não sei”;; 2-­ “Não estou nem aí”-­ O cliente sente-­se mais seguro em adquirir a mercadoria oferecida se ele sen-­ tir que o atendente demonstrou entusiasmo na hora da venda. Caso o contrário, um gesto de indiferença pelo atendente pode quebrar qualquer expectativa do cliente;; 3-­ “Não quero ser perturbado”-­ Atenda quando o cliente estiver tentando chamar sua atenção e não ignore-­o. 4-­ “Não vou com a sua cara” – Julgar pela aparência é pecado. Afaste do seu jeito de atender toda a hostili-­ dade e agressividade.

5-­ “Sei tudo”-­ Conhecimento é uma ferramenta para atender melhor o cliente e não um instrumento para humilhá-­lo.

6-­ “Você não sabe nada”-­ Jamais censure o cliente de forma rude por ele expressar alguma ideia confusa ou errada a respeito do produto.

7-­ “Não queremos pessoas do seu tipo aqui”-­ Lembre-­se: Deus nunca faz acepção de pessoas. Aparte-­se de qualquer forma de preconceito existencial. Todos merecem ser atendidos com cortesia e respeito.

8-­ «Eǐ†¼b‰8´¬~Üt±8´´‰´tŒoO8„t8±­9tÁ88F8ɐ®¦Á8†¦Áb±œ´´F†Y8YbYO†bŒ¼b±bt±b´´8± žœ±œ‘´¼YF‰8¼bŒY‰bŒ¼Ÿ¡ܐŒÇc´Y´¼V8t±8YbQ8~†|bœb†8œ±b´bŒQ8boYb†Y8Yb¡

9-­ “Eu estou certo e você, errado”-­ Desprenda-­se de toda a forma de orgulho pessoal. Na condição de aten-­ dente, nem sempre você terá a razão.

10-­ “Apresse-­se e/ou espere”-­ Respeite o tempo do cliente e você será respeitado.

VITRINE CRISTÃ

CORPORATIVO

|

32


A

R

T

I

G

O

Por Emilio Fernandes Junior

E se encheram

de Coragem “Liderança é a arte de conse-­ guir que as pessoas façam o que devem porque querem.”

Emilio Fernandes Junior é formato em Marketing, pós-­ -­graduado em Administra-­ ção de Empresas, consultor para empresas, palestrante para empreendedores e pastor na Comunidade Cristã Ministério Ipiranga. É casado com Rosana Espi-­ nosa Fernandes e tem uma o†|8V8F±b†8¡

Desconhecido

 +b b´´8 YboŒQE c Çb±Y8Yb±8V bŒ~ tão o nosso negócio necessita de líde-­ res. Pois os nossos liderados necessi-­ tam fazer o que lhe são direcionados, O‰ ‰¼Ç8Q›b´ œb´´8´ b œ±o´´~ nais e não como obrigação ou como um fardo a ser carregado. Frequentemente substimamos as œb´´8´bŒE8´Yb´8o8‰´VO‰Œ´~ sos sonhos, a realizar uma obra ou tra-­ balho. Necessitamos faze-­los entender onde queremos levá-­los e porque esta-­ mos colocando eles naquele projeto. Quando realizamos um plano, nos desbrusamos horas estudando a me-­ lhor forma para dar certo o projeto. Mas partimos para a execução imaginando que todos sabem detalhadamente aqui-­ lo que estudamos. Na maioria das vezes o resultado não é o melhor, não supera as expectati-­ vas e nem chega a valores mínimos es-­ perados. Por isso, muitas vezes a frus-­ tração em algumas etapas ou faces de nosso negócio. Pensando nisso, analisei algumas ações e percebi detalhes que devem ser observados e aplicados no decorrer de um trabalho com o objetivo de encorajar e motivar a equipe: VITRINE CRISTÃ

CORPORATIVO

|

36

1 – Procure estudar um plano ou uma ação de vários pontos de vista do ne-­ gócio, como por exemplo: aonde desejo chegar, o que o cliente deseja e princi-­ palmente como meu colaborador (fun-­ cionário, representante, etc.) pode de-­ senvolver o seu papel;; 2 – Detalhe o seu projeto aos colabora-­ dores, apresentando detalhes do pro-­ jeto e deixe participar com sugestões e idéias. Não esqueça que muitas das vezes eles que estão na linha de frente;; 3 – Apresente as metas não como nú-­ meros somente, mas metas pessoais e em grupo. Incluindo ele no processo como agregador e motivador de seus sonhos;; 4 – Esteja preparado para alterações de percurso, pois vivemos em um merca-­ do dinâmico e em francas alterações. Acompanhe cada etapa o plano pesso-­ almente. 5 – Avalie cada etapa, procurando saber os pontos fortes das ações e melhoran-­ do os pontos fracos. Nunca temos um plano infalível que não tenha que ser alterado. 6 – Valorize os resultados obtidos por seus colaboradores, pelo menos com um “obrigado ou parabéns”. Um dos

maiores erros é não demonstrar grati-­ dão pelo esforço e dedicação de nossas equipes. 7 – Finalmente, cumpra com sua pala-­ vra mesmo que o plano não tenha sito um sucesso. A palavra dita é compro-­ misso a ser comprido. Muitos nos dias de hoje enfrentam obstáculos ao procurarem conduzir seus liderados rumo às novas conquis-­ tas para o Senhor. Quantas vezes não ouvimos: “Estamos contentes com as coisas do jeito que estão”, “em time que está ganhando não se mexe” ou “tenta-­ mos fazer isso no passado e não funcio-­ nou”. Isso não acontece somente no tra-­ balho, mas também quando falamos com os colegas que podemos construir algo melhor e maior, quando falamos com nossos familiares que existe saída para as situações que estão passando e tantas outras oportunidades na vida. A tua vitória está na motivação e en-­ corajamento que você gera nas pessoas.


E S T R A T É G I A

Por D´ Cartio

O que está dentro de você A consciência do leão ou a do elefante? Hoje o Brasil é um País com um dos maiores potênciais do mundo. Os países emergentes Brasil, Rús-­ sia, Indía e outros três países serão res-­ ponsáveis por grande parte do cresci-­ mento econômico da economia mundial até 2020. Foram dados apresentados em uma reportagem recentemente. Há investidores vindo do mundo in-­ teiro para fazer grandes investimentos neste País. E não faz muito tempo que os brasileiros tinham um sonho de tra-­ balhar fora do país. Hoje nós estamos ¼±8ÍbŒYœ±o´´Œ8´Ybn±8œ8±8¼±8~ balhar aqui. Com a Copa do mundo em 2014 e as Olimpíadas no Rio de Janeiro em 2016 o Brasil vai ser o grande celeiro ou o gran-­ de campo de investimentos daqueles que desejam ter grandes oportunidades e resultados. Por outro lado hoje observamos uma grande carência de mão-­de-­obra qua-­ †oO8Y8bÁ‰œb´´‰´‰œ±œ8±¼bYb alguns empresários que estão deixando de acreditar e investir pesado nos seus negócios. Para tentar suprir esta neces-­ sidade o governo esta ampliando vagas œ8±8 œ±o´´Œ8´ ´b ¦Á8†oO8±b‰ b ocuparem estas vagas em aberto hoje no mercado. Um dado recente mostrou 2,8 mi-­ lhões de vagas em aberto para serem preenchidas no mercado de trabalho. Acredito que esta realidade não mudou muito nestes últimos dias. Veja, o nosso problema hoje não é a falta de empregos, mas, pessoas qua-­ VITRINE CRISTÃ

CORPORATIVO

|

40

†oO8Y8´ œ8±8 8´ nÁŒQ›b´ b‰ 8Fb±¼¡  problema não é o mercado que não está aquecido o agravante são muitas em-­ presas que se acomodaram com a sua maneira de ser no passado e não estão n8ÍbŒY 8´ ‰YoO8Q›b´ b 8Y8œ¼8Q›b´ necessárias para atender o que as pes-­ soas e o mercado está necessitando. O cliente vai na sua loja e já freqüenta há dez anos e o mesmo chegando lá não tem opção nem novidades para comprar pois você acha que não precisa de mer-­ cadorias novas para apresentar ao seu antigo cliente e você ainda reclama que aquele cliente nunca faz uma compra ex-­ pressiva. Veja se você não faz compras expressivas nisso digo com variedades e novidades você sempre vai ter resul-­ tados abaixo do seu desejado, pois pre-­ cisa acreditar primeiramente e investir nos seus negócios na sua empresa para então aguardar os resultados desejados daquele que hoje é o patrão “o cliente”. É este cliente que paga a nossa conta de luz, água, telefone e todas as nossas re-­ galias de viagem, jantar, passeio, férias com a nossa família e outros benefícios que temos. Parece que as pessoas não acredi-­ taram no crescimento do Brasil por isso ŒE´b¦Á8†oO8±8‰ŒE´bœ±bœ8±8±8‰ para isso. Parece que os empresários igualmente não acreditaram que inves-­ tindo em suas empresas estariam co-­ lhendo os frutos de seus investimentos hoje. Os resultados serão grandiosos na vida das pessoas e nas empresas quan-­

D’Cartio -­ Conhecido pelo público como o « ±¡¼Ç8QE¬Vœb†8´Á8 grande capacidade de diagnosticar problemas e trazer saúde para questões œb´´8´Vœ±o´´Œ8´V empresariais e eclesiás-­ ticas. É escritor com sete livros e Diretor Executivo da Editora Lio. Email: comercial@editoralio.com.br www.editoralio.com.br

do deixarmos de ter um pensamento de elefante e passarmos a ter pensamen-­ tos de leão. Veja o leão não é o mais forte, não é o maior e também não é o mais inteli-­ gente, no entanto ele é conhecido como o grande líder e rei das selvas. Então o que diferencia o leão dos outros ani-­ mais como o elefante que grande forte e inteligente é que o rei das selvas tem algo que podemos denominar de “ati-­ tude”. E ninguém o disse que ele é o “Senhor Atitude”, pois está consciência especial já nasceu dentro dele foi dado pelo seu próprio criador. O brasileiro seja um colaborador ou um empresário precisa voltar acreditar que Deus o nosso criador nos projetou com esta grande capacidade especial de conquistar de vencer e pela fé sobrena-­ tural temos que acreditar que diante de todas as mudanças que encontramos hoje precisamos descruzar os braços fazer os investimentos necessários seja no campo particular ou na sua empresa, pois as grandes oportunidades hoje e nos próximos anos estão aqui neste solo em que vivemos. Só assim vamos estar motivados para vencer qualquer obstáculo que estiver diante de nós. Remova a consciência do elefante: fraco, frágil e fracassado e tenha dentro de você a consciência de um leão: ven-­ cedor, vitorioso, valente que nunca de-­ siste diante dos obstáculos e o que faz tem resultados brilhantes para colher.


O CANAL DO REVENDEDOR CRISTÃO

Se há uma brisa que você precisa experimentar é o Vento do Espírito Santo. Este, segundo Cristo, vem sem que percebamos a sua procedência e a sua direção. Algo muito diferente daquilo que a mente humana é capaz de captar. Quanto mais conhecermos a respeito do Sopro de Deus, mais podemos entender sobre a sua origem e seus propósitos. Pois este conhecimento está disponível, aqui mesmo, neste livro. Walter Bastos, Teólogo e Pedagogo, fala profundamente da Pessoa, da obra e das manifestações do Espírito Santo. Ele revela aqui os benefícios e os compromissos feitos enquanto nos enchemos do seu Sopro. Algo que nenhuma pessoa deveria dispensar. Teologia do Espírito Santo é um manual prático a ser usado por quem deseja ultrapassar as barreiras da carne e penetrar em atmosfera mais arejada e ao mesmo tempo, mais intensa.

Há duas decisões de suma importância na vida de uma pessoa: 1ª) Receber a Jesus Cristo como Salvador e Senhor. 2ª) Escolher com quem irá se casar. A sociedade atual vive em completa anarquia moral e ética porque abandonou o princípio divino para se ter uma união feliz, assim o autor oferece sugestões inspiradas por Deus para se formar uma família saudável e abençoada.

A publicação deste livro é oportuna e útil para esclarecer na cena eclesiástica brasileira a infiltração do fermento que se mistura com a farinha do Pão da Vida (Russell Shedd). A massa levedada mostra inchaço, mas não promove um aumento de massa, assim como a bexiga aumenta e diminui, dependendo da quantidade de ar assoprada para o seu interior, mas nada acrescenta à sua massa. Esta última gosta de viver perigosamente, pois quanto mais inchada, mas fina e vulnerável se torna a sua superfície e pode ser rompida a qualquer momento. Talvez este seja o verdadeiro retrato do movimento evangélico atual. A massa levedou, mas o crescimento foi desordenado e irregular, e os seus tumores apresentam uma fulminante metástase. Estamos falando de um fermento que atua não apenas na massa, mas também nos componentes agregados a ela. Jesus nos aconselhou o seguinte: Guardai-vos do fermento dos fariseus. Uma palavra profética que antevê uma situação predominante durante os últimos dias da Igreja na terra. Este livro faz um estudo minucioso deste tipo de fermento, leia até o fim e você saberá como discerni-lo.

VITRINE CRISTÃ

CORPORATIVO

|

42

Os divórcios têm aumentado em nossos dias, tanto, que poderíamos dizer que parece uma epidemia. As razões pelas quais os casais chegam a separar-se e romper seus vínculos matrimoniais são muitos e variados. Não é hora de julgar os motivos; a reflexão deste livro se centra nas vítimas inocentes dos conflitos conjugais: os filhos. Partidos pela Metade é um texto que pretende fazer uma revisão das dificuldades que os filhos dos divorciados enfrentam. O objetivo é entender que não existem divórcios bons, pois, alguém sempre sai afetado e, lamentavelmente, a curto, médio e longo prazo os mais prejudicados são as crianças e jovens que rapidamente vê como sua situação familiar se altera notavelmente. O autor dá um novo olhar a esta situação como objetivo de entender o que acontece com os filhos de divorciados e para que se tome consciência, tanto os adultos os como jovens, de que não é um problema fácil de resolver; mas, que ao menos se podem tomar decisões que minimizam os efeitos negativos que os menores tem que enfrentar. Escrito pelo Dr. Miguel Ángel Nuñez, educar de ampla trajetória que tem percorrido numerosos países ditando seminários sobre educação, sexualidade, matrimonio e vida cristã. Com esta nova obra soma um escrito a mais em sua extensa produção literária.

Anestesias litúrgicas lavam apenas o exterior. De que adianta lábios venenosos gritarem milhões aleluias? Tem algum efeito levantar mãos que não contaminadas pela lascívia? O que temos para os desanimados além de choques emocionais? Sensações criadas por este tipo de religiosidade emocional evaporam logo depois da primeira fechada no trânsito. O seu tempo de garantia é curto, dura até acabar. Geralmente acaba no amém final. Este livro é um golpe mortal neste verniz religioso mortal.

Neste livro o autor apresenta mais uma excelente seleção de 111 mensagens temáticas, textuais e expositivas, todas contendo grande embasamento hermenêutico e aplicativo. É o único livro de esboços a incluir um valioso manual de didática do ensino bíblico. É com entusiasmo e um certo orgulho que colocamos em suas mãos 111 sermões para todas as ocasiões Volume 2.


O CANAL DO REVENDEDOR CRISTÃO

Título: Liderando pela pregação Autor: Johannes Reimer Há muito tempo ouvem-se queixas de que muitas pregações são tediosas, que a proclamação é ineficiente e que por isso a vida da igreja parece pouco convidativa tanto para as pessoas de dentro quanto as de fora. Este livro vai em busca das causas dessa situação e oferece soluções. O autor entende a pregação como um acontecimento da comunicação que precisa alcançar certos objetivos se quiser obter determinados resultados. A prática da proclamação só mudará quando a função de liderança da pregação for compreendida. O autor não fica apenas na teoria, mas descreve cinco modelos práticos possíveis por meio das cinco formas de pregação.

A fé espiritual sábia é um compromisso de confiança baseado em evidência sólida, porém incompleta, de que estamos crendo na coisa certa e indo na melhor direção. Esse entendimento de fé contrasta nitidamente com as definições difusas, e muitas vezes tolas, que vemos por aí em nossa cultura contemporânea. O autor Mark Mittelberg defende a fé razoável, que é crer e agir baseado em uma boa lógica e evidência, revelação confiável e algumas vezes em intuição substancial, autoridade credenciada e tradição comprovada. A fé razoável movese na direção indicada pelos fatos, embora seja um compromisso que o leva mais além do que a evidência por si só pode conduzi-lo

Sexualidade costuma ser um assunto delicado no meio cristão. Para tratar esse tema de forma descomplicada, a Editora Central Gospel lançou o livro Sexualidade sem censura, do pastor Cláudio Duarte. Com uma linguagem descontraída, ele esclarece dúvidas comuns relacionadas à intimidade do casal. O autor afirma que os problemas na área sexual de um casal estão entre os principais motivos para o divórcio. “O sexo é algo vital no casamento, mas muitas vezes isso é mal compreendido, daí ele ser apontado como o terceiro motivo de separação”, afirma Cláudio Duarte. As diferenças básicas entre homens e mulheres, além de orientações simples, também são mencionadas pelo autor para que os relacionamentos conjugais sejam saudáveis e felizes. A obra aborda tópicos como a motivação para o ato sexual, a importância da liberdade na vida do casal, o que é permitido na intimidade dos cônjuges, coisas vitais para uma vida a dois, entre outros.

VITRINE CRISTÃ

CORPORATIVO

|

44

Loucuras do coração (Editora Central Gospel) promete transformar o relacionamento de muitos casais. Nele, os autores Hayley & Michael Dimarco identificam os 50 erros mais comuns cometidos pelos casais, algumas maneiras de evitar esses equívocos e de aprender com eles. O livro é indicado tanto para o solteiro que se pergunta onde o amor de sua vida está se escondendo como para o apaixonado que está começando um novo namoro com a certeza de que dessa vez tudo dará certo. É também uma ótima referência para os casados que têm descoberto que a vida a dois não é a aventura romântica que tinham imaginado. O leitor ficará surpreso ao constatar que a razão da maior parte dos problemas em seu relacionamento com o sexo oposto pode estar na sua maneira de pensar, vivenciar suas emoções e relacionar-se. Após ler Loucuras do coração, o leitor estará consciente das diferenças emocionais entre homens e mulheres, seus papéis na vida emocional, familiar e social, suas expectativas em relação à vida e aos relacionamentos. Assim, conseguirá viver o amor de modo inteligente e ser bem-sucedido em sua vida afetiva.

Adoção. Acolher algo inesperado, abrindo nossos braços para o novo e nosso coração para aceitar aquilo que não planejamos é um desafio extraordinário. Essa, no entanto, é uma atitude capaz de nos trazer algo muito especial: a paz. A adoção é uma atitude simples e sábia que deve acontecer cotidianamente na vida de todos nós, é um ato que está diretamente relacionado ao encontro da paz e da verdadeira vida. Esta obra o desafiará a viver cada experiência, seja ela de alegria estonteante ou profundamente dolorosa, sob a perspectiva ampla e multifacetada da adoção.

Suas crenças determinam como você vive. Você está escolhendo com sabedoria? Faça o teste do seu caminho de fé neste livreto. Descubra hoje qual dos seis caminhos de fé você está trilhando.


Quem quer ouvir uma história?

0DUTXLQKRVWUDEDOKRXPXLWRDÀP GHFRQVHJXLUMXQWDUGLQKHLURVXÀFLHQWH para comprar uma bicicleta nova. Vermelha. Linda. Ele cortou grama, pintou cercas e janelas, levou cachorrinhos para passear. Tinha dado duro mesmo. Agora, tudo o que ele queria estava diante de seus olhos. Quando ia entrar na loja para comprar a nova bicicleta, ele viu sua amiga, Bianca. Ela havia ÀFDGRSDUDSOpJLFDDSyVXPDFLGHQWHH precisava usar muletas. Com seus bracinhos cansados, ela estava parada na frente da loja ao lado, admirando uma cadeira de rodas para crianças. Marquinhos, tocado com o sofrimento da amiga, resolveu usar seu dinheiro para comprar a cadeira de rodas para a amiga. Quando o dono da loja GHELFLFOHWDVÀFRXVDEHQGRGHVWDDomR bondosa e solidária, ele levou a bicicleWDYHUPHOKDDWpDFDVDGH0DUTXLQKRV HOKHGLVVHTXHHOHSRGHULDÀFDUFRPD bicicleta e pagar por ela um pouquinho por semana. Marquinhos foi bondoso para com a amiguinha e recebeu em troca uma JUDQGHERQGDGHWDPEpP (VVHpRUHVXPRGHXPDOLQGDKLVWyria educativa intitulada A Bicicleta Vermelha. Assim como essa, a Tia Helenita +LVWyULDV ,QIDQWLV FRPHUFLDOL]D RXWURV

600 produtos em feltro voltados para a HGXFDomRGHFULDQoDV Tendo como objetivo principal ajuGDUQDIRUPDomRGRFDUiWHUGDVFULDQoDV SURGX]LPRV KLVWyULDV HGXFDWLYDV que ensinam de maneira fácil e compreensível a importância dos valores correWRV$VKLVWyULDVHGXFDWLYDVVmRVLPSOHV e interessantes e incentivam a criança a falar sempre a verdade, ser bondosa para com os amiguinhos, obedecer o SDSDLHDPDPmHDMXGDURSUy[LPRH muitas outras virtudes. $ 7LD +HOHQLWD +LVWyULDV ,QIDQWLV WDPEpPSURGX]KLVWyULDVEtEOLFDVLOXVtradas em feltro, porque acredita que, acima dos valores morais corretos, esWmRDVYHUGDGHVHWHUQDVHVFULWDVQD%tblia. Para isso contamos com artistas FDSDFLWDGRVHHVSHFLDOL]DGRVSDUDID]Hrem os desenhos. Pensando nas crianças que já frequentam classes infantis nas igrejas, SURGX]LPRVOLQGRVPDWHULDLVFRORULGRV e estimulantes para enfeitar a classe dos SHTXHQRV 6mR JUDQGHV iUYRUHV FRP IUXWRVXPDJLUDIDFRPVHXÀOKRWLQKR famílias de animais diversos, etc. 7DPEpP RIHUHFHPRV LQFHQWLYRV para a criança chegar pontualmente à classe. Assim, toda criança que chegar DWp R KRUiULR GR LQtFLR GD HVFROLQKD

receberá uma ovelhinha para colocar QRFXUUDO2XXPSHL[LQKRSDUDVHUFRORFDGRQRDTXiULR2XDLQGDXPDÁRU para ser colocada no jardim. 3URGX]LPRV DLQGD GLYHUVRV FkQWLcos ilustrados educativos para a criança DSUHQGHU SRU H[HPSOR TXH GHYH VHU ERQGRVD FRP RV DQLPDL]LQKRV TXH D IDPtOLDpPXLWRLPSRUWDQWHTXHDVIUXWDVID]HPEHPSDUDDVD~GH 3RU DFUHGLWDU TXH WRGRV VmR LJXDLV GLDQWHGH'HXVSURGX]LPRVPDWHULDLV missionários, que ensinam as crianças GDTXL TXH H[LVWHP FULDQoDV DFROi GR RXWUR ODGR GR PXQGR TXH WDPEpP precisam conhecer sobre Deus. E que elas, apesar de usarem roupas diferentes, terem a cor da pele mais escura ou PDLVFODUDWDPEpPWrPXPFRUDomR]Lnho que precisa sentir o amor de Deus. Sim, nos preocupamos com a HGXFDomRGDVFULDQoDVHSRULVVRSURGX]LPRV HVVH ULFR PDWHULDO DEUDQJHQWHSDUDID]HUXPDSDUFHULDFRPYRFr educador(a). Juntos podemos fortaleFHU R FDUiWHU DLQGD HP IRUPDomR GRV pequeninos. E use esse rico material em feltro para ensinar o caminho que as crianças GHYHPDQGDU(FRPRGL]DSURPHVVD bíblica, quando elas crescerem, jamais VHGHVYLDUmRGHOH

(QVLQHDVFRPRPi[LPRGHPHPRUL]DomR([SHULPHQWH ZZZWLDKHOHQLWDFRPEU(PDLOYHQGDV#WLDKHOHQLWDFRPEU)RQH)D[  


O CANAL DO REVENDEDOR CRISTÃO www.vitrinecrista.com.br Adonnai Ricci (11) 3101-7504 adonairiccibrindes@hotmail.com

Editora Motivar (31) 3324-4070 www.editoramotivar.com

Mundial Records (11) 3104-5003 www.mundialrecords.com.br

Alfa e Omega (11) 3714-3526 www.alfaeomega.com.br

Editora Naos (11) 3992-8016 www.editoranaos.com.br

Publicações RBC (41) 3257-4028 www.publicacoesrbc.com

ANLE Associação Nacional das Livrarias Evangélicas (11) 3682-7533 www.anle.com.br

Editora Rhema Faith (11) 2738-8082 www.rhema-faith.com.br

Requelt’s (11) 3112-1289 www.requelt.com.br

Empyre Eventos (11) 3402-1232 www.empyre.com.br

SBE Brasil (11) 2703-3208 www.sbebrasil.com.br

Evento - FLIC (11) 2427-2009 www.editorescristaos.org.br

SBTB (11) 2693-5663 0800-12-4008 www.biblias.com.br

BV Films 11-3101-2538 www.bvfilms.com.br Cálice Cristão (11) 3107-6950 www.calicecristao.com.br

Galeria Conde de Sarzedas (11) 3115-1980 www.galeriacondedesarzedas.com. br

CBB (11) 3105-8955 (11) 3112-8261 vendas@ciabiblica.com.br

Graça Filmes (21) 2141-5100 (21) 3077-5186 www.gracafilms.com.br

CPAD 0800 021 7373 www.cpad.com.br

Grupo Pão da Vida (11) 5939- 1369 www.grupopaodavida.com.br

Editora Atos (31) 3025-7200 www.editoraatos.com.br

Grupo RMCOM (11) 2427-2009 www.vitrinecrista.com.br

Editora Chuva Serôdia (11) 3105-8955 www.chuvaserodia.com

La Martha Becas (11) 3101-0575 www.lamartha.com.br

Editora Dynamus (31) 3222-5957 www.dynamus.com.br

Livraria Evangélica Bergara (11) 3101-5766 livrariabergara@gmail.com

Editora Esperança (41) 3022-3390 www.editoraesperanca.com.br

Luzza (44) 3343-7000 (44) 3343-7021 www.luzzaprodutos.com.br

Editora Hagnos (11) 3101-5047 www.hagnos.com.br

VITRINE CRISTÃ

CORPORATIVO

|

48

Talentos Gospel (11) 3101-9382 (11) 3101-0417 Tia Helenita (17) 3279-7814 www.tiahelenita.com.br Videira Verdadeira (11) 3242-0804 www.videiraverdadeira.com.br Z3 Idéias (11) 3104-4539 www.z3ideias.com.br


R

E

F

L

E

X

Ã

O

Uma fonte inesgotável! MEDITE -­GÊNESIS 26:14-­25

“e tinha possessão de ovelhas, e possessão de vacas, e muita gente de serviço, de maneira ¦Áb´o†´¼bÁ´ŒÇb„8Ç8‰¡ ¼Y´´œQ´ que os servos de seu pai tinham cavado nos Y8´YbÜF±E8V´bÁœ8V´o†´¼bÁ´bŒ¼Á†|8±8‰ e encheram de terra. ¬Ç¡—p “ Disse também Abmeleque a Isaque: Aparta-­te de nós, porque muito mais œYb±´¼b¼bŒ´nb¼Y¦ÁbŒ‘´¡¬ v.16

por Jeter Blaas

Jeter Blaas é pastor da Igreja do Evangelho Quadrangular da Vila Rami, em Jundiaí -­SP, bacharel em teologia, músico e compositor do CD «A Tua Unção». C O N T A T O S: (11) 4586-­5896/ 7674-­5892 Isaque se tornou um homem prós-­ pero e por esta razão foi invejado.Há alguém tentando colocar areia em seu Œbt‘O§ ´o†´¼bÁ´†¼b±8†‰bŒ¼bO†O8-­ ram terra nos poços de Abraão seu pai. Será que existem “Abmeleques” tentando te expulsar da terra, por não aceitarem seu crescimento? Isaque persistiu, não desistiu, foi deter-­ minado, batalhador. Seguiu para a região de Gerar e cavou um poço de onde saiam águas vivas, porém mais uma vez con-­ tenderam contra ele. Por esta razão, o chamou de Eseque, o mesmo que conten-­ da, violência, opressão. Não se dando por vencido cavou outro, dando-­lhe o nome Yb+¼Œ8V¦Áb´tŒoO88OÁ´8QEVŒ‰Í8-­ de -­ palavra que possui a mesma raíz de satanás. Ali novamente se opuseram por-­ o8ŒY´F±bb´¼b¡ Então cavou Reobote, sinônimo de alargamento, amplitude, espaços livres. O denominou assim por não haver nenhum OŒq¼¡(±o‰V´ÁFÁœ8±8 b±´bF8UœQ Yb„Á±8‰bŒ¼¡Át8±ŒYbbYoOÁÁ‰8†-­ tar ao Senhor e o Invocou. Quem sabe há situações na sua vida que não foram nomeadas, mas são re-­ lembradas e citadas como desagradáveis. Olhe pra frente, jamais desista, e ainda que surjam lutas, contradições que tentem enterrar teus sonhos, persevere, avançe, mesmo quando tudo parecer adverso. Saiba que a promessa do Pai se cumpre. Muitos tendem a desistir pelas opo-­ sições, por temerem a inveja. Esteja certo que a benção que foi liberada e de-­ cretada por Deus, inimigo algum pode impedir.Trabalhe, adore Senhor,ouça a Sua voz e continue a prosperar!

VITRINE CRISTÃ

CORPORATIVO

|

50


Revista Vitrine Crista nº 8  

Revista com materias, noticias, estudos e anuncios voltados para o publico cristao e geral.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you