Issuu on Google+

marรงo 2013 | comuna | 1


comuna

37

Produção: Comunidade da Graça Sede Pastor Presidente: Carlos Alberto de Quadros Bezerra Pastor Responsável: Wagner Fernandes Jornalista Responsável: Fabiana Lima - MTB 58739 Coordenação e Revisão: Paulo Alexandre Sartori Redação: Elisabete Mazi Projeto Gráfico e Diagramação: Salsa Comunicação Contato Publicitário: Gabriela R. Bedore

COMUNA E VOCÊ Graça e paz! Gostaria de parabenizar mais uma vez a revista COMUNA e o seu conteúdo mensal. Ela faz um verdadeiro sucesso onde trabalho. Em especial gostaria de citar dois temas abordados na edição 35. Casamento – Nossa querida pastora Suely cita uma questão primordial para Deus: o importante não é saber se estamos casados, mas como estamos conduzindo o nosso casamento. Uma verdade muito esquecida, que tem um valor enorme para o crescimento familiar. Cidade – A matéria do pastor Carlos Bezerra Jr. nos faz lembrar que temos um papel de grande importância em nossa cidade, não só em pregar a Palavra de Deus, mas também em como amamos ao próximo de forma prática e real. Assim não anunciamos uma religião, e sim um estilo de vida.

Tiragem: 15.000 exemplares

Olá! Ismael Bezerra – Comunidade da Graça no Jd. São João – Guarulhos /SP

Gostou dos temas e assuntos da revista? Deseja fazer algum comentário? Tem sugestões? Escreva para nós. Queremos saber sua opinião! revista@comuna.com.br

Editorial Os anúncios contidos nessa edição são de única e exclusiva responsabilidade dos anunciantes, não tendo a Igreja Comunidade da Graça nenhuma responsabilidade sobre o conteúdo e veracidade dos mesmos. Interessados em anúnciar na próxima edição: midia@comuna.com.br 11 3588 0575

Um famoso cantor de música popular brasileira afirmou, na Canção da América, que ‘Amigo é coisa para se guardar, debaixo de sete chaves, dentro do coração’. A mesma canção vem embalando festas de formatura no país todo há muitos anos. Mas aqueles amigos de escola são, de fato, os amigos de verdade? Não seria das crises e angústias da vida que emergem os verdadeiros amigos? Provérbios 17:17 afirma que “O amigo ama sempre e na desgraça ele se torna um irmão”.

Carlos Alberto de Quadros Bezerra Fundador e Presidente da Comunidade da Graça

Guardar os amigos é tarefa imprescindível. Mas só se consegue guardar o que se tem. Ter amigos é um desafio imenso. Que Deus nos ajude. Wagner Fernandes


Capa Amigos fazem bem à saúde

24

Índice

06

Visão - Ministros de um Corpo vivo

10

Ponto de vista SP faz história

12

18

36

Saúde Síndrome Metabólica

Deus Agindo - Chamados à Reconstrução

Eles andaram com Jesus Keith Green

Especial Aniversário da Comunidade da Graça

08

14

Fundação Comunidade da Graça O que você quer: Caridade ou Justiça?

20

Sonhospossíveis Indomável Sonhadora

Família O projeto de Deus para lares felizes

22

32

Comunidade Comunidade da Graça em Foz do Iguaçu /PR

Liderança Encorajamento à Liderança

40

38

Igreja Família Jesus morreu pela nossa redenção

16

Texto e contexto Ferramentas poderosas para a multiplicação das células

42

Aconteceu


visão

Deus agindo

ponto de vista

eles andaram com Jesus

fundação CG

família

especial

ShutterStock

Ministros de um Corpo Vivo ONDE COMEÇA O NOSSO MINISTÉRIO? Encontramos em nossos dias uma visão distorcida do que é ministério, e do que é ser um ministro. A palavra ministro significa aquele que serve. Fomos chamados, cada um de nós, para sermos ministros, para produzir e não para consumir. O estilo “tudo que peço Deus me dá”, ou “eu vim buscar uma bênção” é consumista e revela um relacionamento distorcido com Deus, nosso Pai. “No dia seguinte João estava outra vez ali, e dois dos seus discípulos; e, vendo passar a Jesus, disse: Eis aqui o Cordeiro de Deus. E os dois discípulos ouviram-no dizer isto, e seguiram a Jesus. E Jesus, voltando-se e vendo que eles o seguiam, disse-lhes: Que buscais? E eles dis-

6 | comuna | março 2013

seram: Rabi (que, traduzido, quer dizer Mestre), onde moras? Ele lhes disse: Vinde, e vede. Foram, e viram onde morava, e ficaram com ele aquele dia; e era já quase a hora décima.” João 1.35-39 Nestes versos vemos que Jesus iniciou seu ministério em SUA CASA. Já em nossos dias, temos muitos querendo evangelizar as nações, enquanto têm um péssimo testemunho em sua própria casa. O verdadeiro ministério começa em CASA. Como meta, nossos familiares são os primeiros a serem alcançados e abençoados (através da intercessão, oração, jejum, atos de amor e serviço etc.). Em casa é que somos conhecidos. Se você não é um ministro de Deus em casa, não o será em nenhum outro lugar. Sua família é seu primeiro ministério – e ela vai bem?

CARLOS ALBERTO BEZERRA, PR.

VOCÊ É UM MINISTRO, PARTE DE UM CORPO VIVO Organismo significa um corpo organizado, que tem existência autônoma (vida própria). A Organização é a preparação e disposição conveniente das partes de um organismo. A natureza da Igreja não é ser apenas uma organização. Ela é um ORGANISMO VIVO. Somos membros de um corpo (1 Coríntios 12.12), que tem uma cabeça, que é Cristo. Dele, recebemos toda a orientação para andarmos aqui na terra. Se você é membro de um corpo, você tem uma função, pois nenhum membro do corpo humano é inútil ou sem função, antes, cada parte tem sua importância e seu papel a desempenhar.

s


sonhospossíveis

liderança

capa

comunidade

saúde

igreja família

VOCÊ É UM MINISTRO QUE VIVE O AMOR E O PERDÃO

VOCÊ É UM MINISTRO QUE PRATICA BOAS OBRAS

Somente no corpo de Cristo é que existe o verdadeiro amor, expresso no perdão. Em Mateus 18.15-17 lemos:

Fomos criados para praticar boas obras (Efésios 2.10). Isso inclui amar ao próximo, alcançar os que estão perdidos e sem Deus no mundo, e fazer deles discípulos de Jesus. Somos guerreiros e testemunhas. A igreja é que deve atacar o inferno e jamais esperar para se defender dele. As portas do inferno não podem resistir à igreja, que somos nós. Deus nos chamou para a multiplicação. Filhos santos geram outros santos, abençoando o mundo, atacando as portas do inferno e salvando vidas.

“Ora, se teu irmão pecar contra ti, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, ganhaste a teu irmão. Mas, se não te ouvir, leva ainda contigo um ou dois, para que pela boca de duas ou três testemunhas toda a palavra seja confirmada. E, se não as escutar, dize-o à igreja; e, se também não escutar a igreja, considera-o como um gentio e publicano”. Aí vemos como este relacionamento de amor e perdão funciona: 1. A parte ofendida busca o ofensor para o acerto. E ninguém mais deve saber! 2. Se ele não se arrepender, leve uma ou duas testemunhas e fale novamente com ele. 3. Se ainda não se arrepender, chame a igreja, ou seja, os líderes que representam a igreja. 4. Se ainda não houver arrependimento, deixa-o, não tenha mais relacionamento com ele. Estes princípios devem começar a ser praticados em CASA, onde primeiramente somos ministros. Se não praticamos em casa, não podemos praticar com os irmãos na igreja.

A PALAVRA MINISTRO SIGNIFICA AQUELE QUE SERVE

Uma maneira simples de fazer isso é através do nosso testemunho. Para ser uma testemunha, não precisamos frequentar um curso de teologia, nem fazer seminários. Para que eu seja uma testemunha, tenho apenas que falar: quem eu era, o que Cristo fez por mim e quem sou agora.

texto e contexto aconteceu e com a reunião da igreja nas casas – as Células. Precisamos nos arrepender de sermos consumidores de programas evangélicos nas igrejas, esperando tudo de outros ou dos pastores. Cada cristão pode ser produtivo, a partir de seu testemunho pessoal, evangelismo, orações, intercessões, e participação ativa em grupos menores para que o evangelho chegue a toda criatura, começando em nossa própria família.

SE VOCÊ NÃO É UM MINISTRO DE DEUS EM CASA, NÃO O SERÁ EM NENHUM OUTRO LUGAR. SUA FAMÍLIA É SEU PRIMEIRO MINISTÉRIO – E ELA VAI BEM?

Em Mateus 25.31-46 vemos que as boas obras são os frutos do ministério da igreja: prover roupas e alimentos, praticar a hospitalidade, visitar os presos e enfermos. Há muitos pequenos irmãos de Jesus necessitados. E também há aqueles que estão esperando apenas uma palavra nossa para que Deus possa alcançá-los e fazer deles irmãos de Jesus.

COMO POSSO SER UM MINISTRO? Esta realidade somente pode ser vivida plenamente em grupos menores. Precisamos estar próximos, conhecer as necessidades uns dos outros, expressar o amor através de boas obras, alcançar os não cristãos, sendo PRODUTIVOS e não meros consumidores de bênçãos. Isto começa em casa,

Carlos Alberto de Quadros Bezerra é fundador e presidente da Comunidade da Graça. É membro da Academia Paulista Evangélica de Letras e preletor internacional. Casado com a pra. Suely Bezerra.

março 2013 | comuna | 7


visão

Deus agindo

ponto de vista

eles andaram com Jesus

fundação CG

família

especial

CreationSwap

Chamados à Reconstrução

SUELY BEZERRA, PRA.

“A

s palavras de Neemias, filho de Hacalias. No mês de quisleu, no ano vigésimo, estando eu na cidadela de Susã, veio Hanani, um de meus irmãos, com alguns de Judá; então, lhes perguntei pelos judeus que escaparam e que não foram levados para o exílio e acerca de Jerusalém. Disseram-me: Os restantes, que não foram levados para o exílio e se acham lá na província, estão em grande miséria e desprezo; os muros de Jerusalém estão derribados, e as suas portas, queimadas. Tendo eu ouvido estas palavras, assentei-me, e chorei, e lamentei por alguns dias; e estive jejuando e orando perante o Deus dos céus.” Neemias 1.1-4

Não gostamos de esperar e optamos sempre pela lei do mínimo esforço. Queremos escolher o nosso lanche entre algumas opções prontas e sermos atendidos em alguns segundos.

Vivemos uma época imediatista – queremos que tudo aconteça rapidamente.

Assim, diante dos problemas e crises do mundo, gostaríamos de reconstruí-

8 | comuna | março 2013

Computador: Conecta-nos ao mundo em um segundo através da Internet.

Avião: Sai pela manhã e à tarde está do outro lado do planeta.

Micro-ondas: Faz comida em questão de minutos.

Automóveis: Cada vez mais velozes.

Controle remoto: Liga e desliga, abre e fecha instantaneamente sem o mínimo esforço.

-lo como num passe de mágica. Mas, na realidade, isso não é possível. Reconstrução leva tempo, exige determinação e redefinição de prioridades. Nesse mundo agitado e veloz, em que não se pode perder tempo com nada, nós deixamos de cuidar da nossa vida espiritual. Não paramos para ouvir a voz de Deus e acabamos desconhecendo a vontade dEle para a nossa vida. Nós, cristãos, fomos chamados para reconstruir e isso pressupõe disposição. Isso requer trabalho, muito trabalho. E no mundo espiritual, isso se dá através de muita oração e da intercessão. Como podemos reconstruir nosso país, se nossa vida e família estão fora dos padrões de Deus? Uma vida pessoal e familiar ajustadas tem reflexo direto na sociedade.

1. A reconstrução começa a partir de nós: vida de oração e estudo da Bíblia. “A intimidade do Senhor é para os que o temem aos quais ele dará a conhecer a sua aliança.” Salmo 25.14

s


sonhospossíveis

liderança

capa

comunidade

Se estivermos muito atarefados, pouco ouviremos a voz de Deus. Seremos como crianças que muitas vezes nos deixam falando sozinhos em meio a uma conversa. Deus quer falar conosco e para isso precisamos parar para ouvi-lo. Muitos compromissos e pouca comunhão com Deus podem nos levar a tropeçar em detalhes insignificantes, mas que nos trarão consequências desastrosas. “Quem está de joelhos não cai!”. Outro fator que impede nosso trabalho de reconstrução é a amargura. A falta de acertos e perdão bloqueia a nossa alma. Isso gera complexos e sentimentos de inferioridade ou superioridade. Uma pessoa amargurada é insegura, irada, medrosa e contamina a outras pessoas.

2. O lar deve refletir a glória de Deus, e para isso temos alguns pontos importantíssimos que não podemos deixar de observar. Vida conjugal: A vida do casal deve estar baseada em um relacionamento livre e aberto. Os conflitos precisam ser corrigidos com acertos, diálogo, oração e crescimento. As crises não vêm para nos derrotar e sim para nos fazer amadurecer e crescer.

saúde

igreja família

Temos uma nova identidade em Cristo Jesus. Somos filhos de Deus e coerdeiros com Cristo.

Ele nos deu capacidade, dons e talentos.

Ele nos libertou do domínio de Satanás.

Ele nos libertou do domínio do pecado.

Ele nos deu novos valores.

Ele nos deu novas possibilidades e oportunidades.

texto e contexto aconteceu

Não queremos mais que nosso país seja conhecido como o país do carnaval, do futebol, do samba, das mulheres sensuais, da corrupção, da miséria e da prostituição. Queremos ver o Brasil como uma referência, com famílias bem estruturadas, pessoas sábias e cheias do Espírito Santo. Nós podemos reconstruir o muro do Brasil, através de uma vida santa e de comunhão com nosso Pai. Se cada um buscar a reconstrução da sua própria casa teremos um país muito melhor.

Filhos: Depois da vida com Deus e de um bom relacionamento com nosso cônjuge, os filhos devem ser prioridade. O que semearmos na vida deles hoje, colheremos no futuro. Podemos reconstruir os muros do nosso país, da própria vida, família e comunidade, lembrando sempre de quem somos por causa da obra regeneradora de Cristo.

Suely Bezerra, é líder Nacional do Ministério Mulheres Intercessoras. É casada com o Pr. Carlos Alberto Bezerra e autora de vários livros relacionados com a oração e a prática devocional

março 2013 | comuna | 9


visão

Deus agindo

ponto de vista

eles andaram com Jesus

fundação CG

família

especial

Divulgação

Carlos Bezerra Jr. em coletiva na solenidade em que seu projeto contra a escravidão foi transformado em lei

SP faz história REDAÇÃO

N

a edição passada da Revista Comuna, noticiamos a votação de um novo projeto de Carlos Bezerra Jr. Em dezembro, após ser aprovada por unanimidade na Assembleia Legislativa, a medida de combate ao trabalho escravo aguardava a assinatura do governador Geraldo Alckmin para ser transformada em lei. Agora, o avanço histórico já pode ser comemorado: a proposta foi oficializada integralmente, em 28 de janeiro, e São Paulo entrou para a História com a mais importante legislação contra a escravidão desde a Lei Áurea. Uma solenidade no Palácio dos Bandeirantes, sede do Governo, marcou a sanção da iniciativa do deputado Carlos Bezerra Jr. Acompanhada por

10 | comuna | março 2013

PROJETO DE CARLOS BEZERRA JR. CONTRA ESCRAVIDÃO É TRANSFORMADO EM LEI E FAZ DO ESTADO EXEMPLO PARA TODO O MUNDO

mais de 200 pessoas, entre procuradores e auditores fiscais do trabalho, representantes do Terceiro Setor, pastores e ativistas, a sessão reuniu secretários estaduais e também contou com a participação da atriz e militante pelos Direitos Humanos Leticia Sabatella – que elogiou o trabalho de Bezerra Jr. Agora, empresas que explorarem trabalhadores em regime de escravidão ou se beneficiarem desse crime serão fechadas – por meio da cassação de seus registros no cadastro do Imposto Sobre Mercadorias e Serviços (ICMS). E os sócios envolvidos ficarão impedidos de entrar com pedido de nova inscrição por uma década. A iniciativa foi apontada pela Organização das Nações Unidas, a ONU,

como referência mundial contra escravidão contemporânea e está sendo saudada por especialistas brasileiros como exemplo para todo o País. “Esse é um momento especial. É um conquista inédita, fruto de muito trabalho e resultado da oração de muitos. Da intercessão daqueles que não aceitam tamanha injustiça em São Paulo. Essa é uma vitória de todos nós que militamos pela justiça. É um avanço da sociedade, sim. Mas também da Igreja, da qual, graças a Deus, tive o privilégio de ser porta-voz nesse tema, nessa oportunidade. A todos esses, lembro o texto de Amós 5.24, que diz: ‘Que o direito corra como água e a justiça como um rio caudaloso’. Com essa nova lei, sem dúvida, nosso Estado deu um passo impor-

s


sonhospossíveis

liderança

capa

comunidade

saúde

igreja família

te americano do Escritório Para Monitoramento e Combate Ao Tráfico de Pessoas. Bezerra Jr. apresentou a ele proposta para criação de fórum binacional, com sedes em São Paulo e na Califórnia (Estados detentores das mais avançadas legislações contra trabalho escravo), para tratar do assunto. O projeto já foi assinado e deve avançar no próximo mês. Bezerra Jr. ainda teve audiência com a cúpula da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

LEI É NOTÍCIA NO PAÍS ‘Que o Brasil inteiro saiba do que aconteceu em SP’, disse a atriz Leticia Sabatella sobre a nova lei

tante em direção a esse ensinamento bíblico”, afirmou Carlos Bezerra Jr. O governador Geraldo Alckmin também manifestou apoio à nova medida. “São Paulo não abriga cativeiros. Abriga fábricas. Que não existem para gerar milhões de reais, mas para gerar empregos. O trabalho serve para engrandecer o homem, não para aviltá-lo”, afirmou Alckmin após a sanção. Segundo ele, a nova lei será “rigorosamente cumprida”.

A TV Globo cobriu o ato público de oficialização da nova lei de Bezerra Jr. A Revista Veja, principal do País, deu destaque à iniciativa chamando-a de “Escravidão Zero”. A Folha de S. Paulo voltou a dedicar capa de caderno ao assunto, que também ganhou espaço em seu editorial. No último dia 14, o jornal publicou o artigo “Além da Lei Áurea”, assinado pelo deputado, falando dos ganhos sociais e econômicos trazidos pela nova lei.

REPERCUSSÃO INTERNACIONAL O sucesso da nova lei paulista contra escravidão chamou a atenção internacional. Carlos Bezerra Jr. foi convidado para ir à Washington D. C., nos Estados Unidos, pela principal ONG do mundo no combate ao trabalho escravo, chamada Free The Slaves. A entidade quer aplicar medidas semelhantes à criada pelo deputado em países da África e da Ásia, alguns dos lugares que mais sofrem com escravidão atualmente. Também em Washington, o parlamentar encontrou-se com Luis CdeBaca, embaixador-nor-

Folha de S.Paulo abriu espaço à opinião de Bezerra Jr.

texto e contexto aconteceu ENTENDA Ao contrário do que muita gente pensa, trabalho escravo não é algo superado. Não é página virada da História, como pelourinhos e senhores de engenho. Esse crime segue acontecendo em todo o País. E em São Paulo também. Por aqui, os setores de construção civil e indústria têxtil concentram os maiores índices dessa exploração. Grandes empresas usam deste expediente ilegal para obter lucros muitas vezes 200% maiores que os da concorrência legal. Imagine que até agora, o empregador que se utilizasse de escravos economizaria R$ 2.318 por funcionário – já que não pagaria direitos trabalhistas e nem impostos. Mas atenção: esse “custo” a menos servia apenas para aumentar seus lucros – nada de preços mais baixos no mercado. De um lado, empresários turbinavam a receita. De outro, consumidores pagavam a conta. A lei resolve o problema. E põe a defesa dos Direitos Humanos no topo da agenda em São Paulo.

Deputado entrega proposta de fórum binacional contra escravidão a embaixador dos EUA

março 2013 | comuna | 11


visão

Deus agindo

ponto de vista

eles andaram com Jesus

fundação CG

família

s

especial

Keith Green PAULO ALEXANDRE SARTORI

UM MÚSICO COMPROMETIDO COM A EVANGELIZAÇÃO E UMA VIDA SANTA Divulgação

K

eith Gordon Green nasceu em Nova Iorque, EUA, em 21 de outubro de 1953. Ainda criança começou a aprender música. Seu talento foi notado por grandes programas e jornais americanos. Com 12 anos de idade, já dispunha de quarenta canções originais compostas. Como Keith não nasceu num lar cristão, isso o levou naturalmente para o mundo artístico. Para ter uma ideia do seu nível musical, o adolescente Keith assinou um contrato de cinco anos com a Decca Records, uma das maiores gravadoras na época. Havia um projeto de fazer de Keith um ídolo teen, mas Deus tinha outros planos para ele e a fama não se materializou. Ao entrar na vida adulta, Keith envolveu-se com filosofias místicas e o “amor livre” que dominaram os anos 1960 e 70, e seu estilo de vida artístico acabou por levá-lo às drogas. Mas nada disso o satisfazia. Finalmente em 1975, Keith Green teve um encontro com Cristo que mudou radicalmente sua vida. Logo depois, sua esposa Melody também se converteu. O casal Green iniciou então, imediatamente, um programa de evangelização nos subúrbios de Los Angeles, na Califórnia. Sua pequena casa superlotou de prostitutas, tóxico-dependentes e sem-teto que recebiam além do evangelho, atenção e cuidados. A comunidade de novos crentes foi crescendo rapidamente. Logo tiveram que adquirir uma casa vizinha à sua própria e alugaram mais cinco no mesmo bairro, para grande consternação dos seus vizinhos. Como cantor e compositor, Keith começou a realizar concertos gratuitos nos quais, entre uma música e outra, ele pregava provocando convicção de pecado em seus ouvintes, exortando-os a se arrependerem e a seguir a Cristo. Essa preocupação com as almas perdidas, assim como a sede de santidade e intimidade com Deus, são pontos latentes em sua música. Algumas de suas canções receberam versões em português, entre elas “Senhor, Formoso És”.

12 | comuna | março 2013

“É HORA DE PARAR DE BRINCAR DE IGREJA E COMEÇAR A SER IGREJA.” KEITH GREEN Em 1978, eles fundaram um ministério para expansão desse projeto e um ano depois se mudaram para uma grande propriedade no Texas. No dia 28 de julho de 1982, Keith, seus filhos Josiah e Bethany e mais um casal de missionários realizavam um passeio aéreo pela propriedade quando sofreram um acidente e vieram a falecer. Keith tinha então 28 anos de idade e apenas 7 anos de conversão. Ele deixou por meio de sua obra um imenso legado para a igreja: uma música que conclama os cristãos em favor da evangelização e de uma vida comprometida com Deus. Sua esposa mantém o projeto até hoje. Leia “Se você ama o Senhor” de Keith Green, ABU editora Paulo Alexandre Sartori é membro na Comunidade da Graça Sede, arquiteto, atua no Ministério com Jovens local, e é responsável pela revisão e elaboração de textos para livros, apostilas e boletins.


sonhospossĂ­veis

março 2013 | comuna | 13


visão

Deus agindo

ponto de vista

eles andaram com Jesus

fundação CG

família

especial

O que você quer: Caridade ou Justiça? REDAÇÃO FCG

N

ão é por acaso que o trato com os pobres, injustiçados e menos favorecidos seja mencionado na Bíblia mais de duas mil vezes. São muitas as referências sobre esse assunto. A preocupação com os pobres e a ênfase numa conduta honesta e justa flui como um rio em toda a Escritura Sagrada. Isso aparece nas leis do Antigo Testamento, ressoa por meio das palavras dos profetas, forma a parte central de tudo o que Jesus disse e fez, e está amplamente incluído nas atividades dos cristãos que vieram depois.

com sede e lhe demos água? Quando foi que vimos o senhor como estrangeiro e o recebemos na nossa casa ou sem roupa e o vestimos? Quando foi que vimos o senhor doente ou na cadeia e fomos visitá-lo? Aí o Rei responderá: Eu afirmo a vocês que isso é verdade: quando vocês fizeram isso ao mais humilde dos meus irmãos, foi a mim que fizeram.” Mateus 25.37-40 (NTLH).

e não só caridade, o que procura oferecer às pessoas. Não somente uma ajuda assistencial, que pode interessar a alguém por um tempo e depois não mais. Mas oferecer justiça, a qual todo homem, mulher, criança ou idoso têm direito sob a autoridade de Deus. Dessa forma, a FCG reconhece o valor singular e a dignidade de todo ser humano.

No Novo Testamento, Jesus fala sobre o critério de julgamento das nações no final dos tempos:

Em outras palavras, Jesus está dizendo que, mais do que simples caridade, é justo cuidar dos pobres. A justiça de Deus se satisfaz através do amor ao próximo. E esse amor é mais do que sentimento, é serviço e ação em favor do outro.

Hoje, a Fundação conta com 16 programas, espalhados em diferentes endereços na zona Leste de São Paulo, que oferecem oportunidades de melhoria a uma população perto de nós, mas que é menos favorecida e vulnerável social e financeiramente.

“... Senhor, quando foi que o vimos com fome e lhe demos comida ou

A Fundação Comunidade da Graça entende isso dessa forma e é justiça,

Deus tem um interesse apaixonado em que essa justiça seja implantada

14 | comuna | março 2013

s


sonhospossíveis

liderança

capa

comunidade

na terra, a fim de combater a pobreza. Por isso, a Sede da FCG, localizada no bairro de Vila Formosa em São Paulo, quer investir em mais Saúde, Educação, Assistência e Promoção Social daqueles que precisam.

saúde

igreja família

texto e contexto aconteceu

criar um ambiente alegre e que acolha bem as pessoas. Pessoas que, através da Fundação, escolhem receber mais educação, mais segurança, mais saúde, mais dignidade.

Com a intenção de atender normas exigidas pela Vigilância Sanitária, aproveitar melhor o espaço que a FCG dispõem hoje, promover mais capacitação profissional, incluir outras pessoas em vulnerabilidade social e profissionalizar o ambiente de trabalho, uma grande mudança irá acontecer no prédio da Fundação, para um melhor atendimento às pessoas que tanto precisam.

Estendemos a você essa oportunidade de promover essa justiça conosco, investindo nessa reforma, que denominamos projeto COLORIR! As obras já iniciaram no primeiro mês desse ano com a ajuda de cinco investidores financeiros. Assim como eles abraçaram esta causa, nós precisamos e contamos também com a sua ajuda financeira para que esse projeto tenha sequência e se converta em uma realidade 100% concluída.

Oito profissionais voluntários de arquitetura se reuniram para oferecer justiça em forma de cultura, arte e cores. Parte do projeto proposto por eles é aplicar muitas cores a fim de

Ao patrocinar esse projeto você estará fazendo muito mais do que caridade, você estará investindo numa causa maior – o amor ao próximo e a justiça de Deus.

APOIE AS AÇÕES DA FCG: Junte-se a nós. Envolva-se com os projetos. Doe generosamente! Envolver-se com a pobreza e a justiça não tem nada a ver com dinheiro, mas não há dúvida de que esse recurso ajuda. Planeje o que você pode doar. Comprometa-se a doar regularmente. Mesmo que você não disponha de muitos recursos, você pode contribuir com sua criatividade, tempo e esforço. As obras do projeto COLORIR! já estão em andamento e você é nosso convidado especial para conhecer e investir nele. Para saber mais desse projeto e agendar uma visita à unidade sede da FCG, ligue para 2672-3232 Para fazer parte e investir financeiramente no projeto COLORIR!, faça um depósito para: FUNDAÇÃO COMUNIDADE DA GRAÇA CNPJ 01.501.866/0001-49 Banco Bradesco Agência 0772-0 | C/C 220-8

Para ser um colaborador e investir nos projetos da FCG, envie um email para fcg@fcg. org.br Para saber mais sobre a atuação da entidade na Educação e Capacitação Profissional e também na Assistência e Promoção Social é só acessar o site: www.fcg.org.br

março 2013 | comuna | 15


visão

Deus agindo

ponto de vista

eles andaram com Jesus

fundação CG

família

especial

O projeto de Deus para lares felizes VALMIR VENTURA, PR.

O

casamento é de vital importância dentro da manutenção de uma sociedade saudável, forte e próspera. E é por isso que Deus o instituiu, em primeiro lugar, porque não é bom que o homem esteja só (conforme Gênesis 2.18) e em segundo lugar, para que a sociedade se mantenha dentro de um padrão de moralidade, ética, honestidade, porque através da família gerada segundo a vontade de Deus, os valores da sociedade são mantidos e aperfeiçoados. Quando Deus criou o mundo, Ele criou tudo do nada. Pela ação do seu amor todas as coisas foram feitas na sequência: no primeiro dia, a luz (Gênesis 1.1-5); no dia seguinte, o firmamento (céu), separando as águas supe-

16 | comuna | março 2013

riores das inferiores (Gênesis 1.6-8); no terceiro dia criativo, fez aparecer a porção seca (terra), definiu os mares e, na terra, a vida vegetal começou a brotar (Gênesis 1.9-13); estabeleceu os astros celestes, no quarto dia (Gênesis 1.14-19); as águas e os ares foram preenchidos com a vida dos seres das águas e pelas aves, no quinto dia (Gênesis 1.20-23); o sexto dia foi áureo, porque nele Deus criou a família (Gênesis 1.27). O Salmo 19:1, poeticamente, canta a beleza da sua criação divina: “Os céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das Suas mãos”.

A família é o maior projeto de Deus, é um ato criativo que passou pelo toque das Suas mãos. Sempre foi este o plano original de Deus: ter uma família que fosse a Sua própria expressão, de um Deus de amor e de relacionamentos. O Senhor Jesus também participa do projeto de Deus Pai; a Bíblia diz que Ele é o primogênito dessa família: “Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.” (Romanos 8.29). E o Espírito Santo é o mantenedor da realidade criativa de Deus. A família é o ponto máximo da obra criadora de Deus. E, como toda Sua

s


ShutterStock

sonhospossíveis

liderança

capa

comunidade

criação, a família foi criada de um jeito “que era muito bom” (Gênesis 1.31) e na forma de perfeita união “tornando-se os dois uma só carne” (Gênesis 2.24). Mas não podemos ignorar que muitos casais passam por dificuldades em seus casamentos. Se tudo era para ser bom e perfeito, qual é então o problema? O problema está em o pecado ter entrado pelo primeiro casal e, como consequência disso, toda raça humana passou a ficar separada do criador (Romanos 3.23 e 5.19). O problema não é o casamento em si, mas sim a falta de compreensão em cumprir as verdades deixadas por Deus em Sua Palavra.

saúde

igreja família

O homem que crê em Jesus Cristo recebe um novo coração e uma nova vida, é regenerado, e seu espírito, que antes havia morrido para Deus, agora recebe vida. E esse espírito dá ao homem um amigo inseparável que é o Espírito Santo, Aquele que não nos deixa, pelo contrário, Ele nos guia e nos ensina todas as coisas.

A FAMÍLIA É O MAIOR PROJETO DE DEUS, É UM ATO CRIATIVO QUE PASSOU PELO TOQUE DAS SUAS MÃOS. SEMPRE FOI ESTE O PLANO ORIGINAL DE DEUS: TER UMA FAMÍLIA QUE FOSSE A SUA PRÓPRIA EXPRESSÃO, DE UM DEUS DE AMOR E DE RELACIONAMENTOS.

O projeto eterno de Deus era que a família, marido, mulher e filhos, manifestasse a glória da criação de Deus. Entretanto, com o advento do pecado na vida do homem, este perdeu não só a comunhão com Deus, mas se tornou um ser escravizado por este senhor chamado Pecado, que luta com todas as forças para impedir que o projeto de Deus seja uma realidade na terra. Mas Deus, que é riquíssimo em amor e misericórdia, enviou seu Filho Jesus para definitivamente libertar o homem da escravidão do pecado, incluindo-o em sua morte na cruz para que ele experimentasse uma mudança de vida morrendo para o pecado e para sua velha natureza. E no poder da ressurreição de Jesus, o homem ganhou a capacidade de estabelecer a família com os padrões originais de Deus.

A Palavra de Deus nos diz que existem três instituições divinamente estabelecidas no mundo: a igreja, o governo e a família. A Bíblia nos orienta a como tratar com a igreja. Da mesma forma, encontramos diretrizes para os governantes e instituições das nações. E no que diz respeito à família, temos as coordenadas e instruções para a construção de uma família feliz segundo o propósito de Deus.

texto e contexto aconteceu “Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher da tua mocidade. Como cerva amorosa, e gazela graciosa, os seus seios te saciem todo o tempo; e pelo seu amor sejas atraído perpetuamente.” (Provérbios 5.18-19). Se nós enfrentamos dificuldades em nossos lares, não devemos correr de Deus e sim voltar ao Seu plano original e reconhecer nossa necessidade de receber sabedoria e orientação de Deus. Confie que Ele trabalha e sempre trabalhará soberanamente em seu lar para edificá-lo para a Sua glória.

SE NÓS ENFRENTAMOS DIFICULDADES EM NOSSOS LARES, NÃO DEVEMOS CORRER DE DEUS E SIM VOLTAR AO SEU PLANO ORIGINAL E RECONHECER NOSSA NECESSIDADE DE RECEBER SABEDORIA E ORIENTAÇÃO DE DEUS.

De fato, se os lares forem infelizes e estiverem se desfazendo, nem a igreja, nem o governo poderão funcionar adequadamente. A Palavra de Deus apresenta o plano de Deus para o casamento: Ele, porém, respondendo, disse-lhes: “Não tendes lido que aquele que os fez no princípio macho e fêmea os fez, e disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne? Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.” (Mateus 19.4-6) E descreve as alegrias de uma união realizada em amor:

Valmir Chinatti Ventura é pastor na Comunidade da Graça Sede, membro do Conselho de Supervisores, casado com a pastora Nádia e pai de uma filha.

março 2013 | comuna | 17


visão

Deus agindo

ponto de vista

fundação CG

família

especial

Divulgação

Aniversário da Comunidade da Graça

eles andaram com Jesus

REDAÇÃO

O

dia 25 de fevereiro é uma data marcante para todos os membros da família Comunidade da Graça.

Já se vão trinta e quatro anos desde que o pastor Carlos Alberto, sua família e um pequeno grupo de líderes alugaram uma antiga fábrica de fundição no bairro de Vila Carrão, em São Paulo. Despretensiosamente, o objetivo era simples: organizar uma igreja família, bem como propiciar condições e um ambiente acolhedor e desafiador para as pessoas. Foi assim que começou a Comunidade da Graça. Dedicação pode ser a palavra que melhor traduza toda a trajetória do pastor Carlos Alberto de Quadros Bezerra ¬– se é que conseguimos resumir a história de alguém num único termo. Praticamente às vésperas de completar setenta anos de idade, em 19 de julho, o pastor Carlos Alberto não perdeu o entusiasmo e a disposição de sempre. Quem o conhece, sabe que sua ênfase ministerial sempre esteve relacionada ao amor e serviço ao próximo. Ele não mudou. Ele continua coerente e determinado a seguir os padrões de vida e relacionamentos ensinados e praticados por Jesus nos evangelhos. Parece redundante, mas a graça de Deus tem sido o combustível da Comunidade. Somos sempre lembrados por nossa liderança a respeito do mistério da graça de Deus. A ação misericordiosa de Deus tem

18 | comuna | março 2013

possibilitado a continuidade de um trabalho sério e respeitado no Brasil e no exterior. Milhares de líderes espalhados pelo Brasil e fora do país provaram o impacto dos trabalhos realizados no Centro do Professorado Paulista. Existem pastores e líderes que ainda hoje atuam sob a influência das noites proféticas de segundas-feiras naquele espaço maravilhoso. O CPP era como que os braços abertos da Comunidade sem distinção de cor denominacional. A motivação era de serviço e de amor.

Deus honrou aquele projeto audacioso e os frutos comprovam isso. A Comunidade da Graça vem aperfeiçoando sua atuação e concentrando seus esforços na formação de uma liderança forte e coesa. Sem aderir ao modismo celular, o pastor Carlos Alberto vem estimulando o aperfeiçoamento de uma prática antiga na Comunidade: os pequenos grupos de comunhão, edificação e multiplicação. O maior desafio continua sendo o de transformar os membros consumistas da igreja em membros

s


sonhospossíveis

liderança

capa

comunidade

saúde

igreja família

texto e contexto aconteceu sado de oração e intercessão. O ministério Mulheres Intercessoras vem produzindo muita bênção e resultados no Brasil. Olhando para fora, a Fundação Comunidade da Graça sagrou-se como entidade social respeitada e premiada. Centenas de voluntários uniram-se ao Carlos Bezerra Jr e Patrícia Bezerra para aprimorar ações de transformação social. A igreja envolveu-se fortemente no projeto e apoiou, inclusive, a extensão do ministério desses líderes para a vida pública. Carlos Bezerra é deputado e líder do governo na Assembleia Legislativa. Patrícia Bezerra é vereadora na cidade de São Paulo. A Comunidade da Graça estendeu suas fronteiras e repete a bênção de cristãos na política como o caso do profeta Daniel cooperando em santidade na corte de Nabucodonosor. E pensando no futuro, Alessandra Bezerra Caldas vem dirigindo o Colégio da Comunidade, cujos métodos de ensino e gestão de equipe vão sagrando-se como referência na cidade. Os mais de seiscentos alunos do Colégio recebem métodos de ensino avançados e alinhados a valores cristãos.

A AÇÃO MISERICORDIOSA DE DEUS TEM POSSIBILITADO A CONTINUIDADE DE UM TRABALHO SÉRIO E RESPEITADO NO BRASIL E NO EXTERIOR. produtivos. Mais do que chavões, os termos CADA MEMBRO UM MINISTRO, CADA CASA UMA IGREJA tornaram-se uma crença e um valor na cultura da igreja. O pastor Carlos Alberto Antunes, antigo companheiro do pastor Carlos Alberto, vem liderando projetos consistentes de formação e preparação de no-

vos líderes e pastores. Sem falar na bênção do apoio que os ministérios propiciam à igreja. A música, como forma de legítima adoração a Deus, sempre ocupou destaque na vida e história da igreja. Adhemar de Campos, Ronaldo Bezerra, Rachel Novaes e uma safra nova de ministros de música vão surgindo como resposta e continuidade ao projeto. A pastora Suely Bezerra, principal aliada de seu esposo nos rumos da igreja, vem reunindo cada vez mais, mulheres em torno de um projeto ou-

Toda a família Comunidade da Graça, ao lado da mais expressiva liderança representada pelo seu líder principal, têm Mil Razões para agradecer a Deus e continuar firmes na jornada. Há uma geração nova sendo levantada a preparada pela Comunidade da Graça. A semeadura continua e num futuro bem próximo veremos o magnífico resultado. “Os que com lágrimas semeiam com júbilo ceifarão. Quem sai andando e chorando, enquanto semeia, voltará com júbilo, trazendo os seus feixes” Salmo 126:5.

março 2013 | comuna | 19


visão

Deus agindo

ponto de vista

eles andaram com Jesus

fundação CG

família

especial

Divulgação

Indomável Sonhadora

IDENTIDADE, PLANO E SONHOS DE DEUS PARA MULHERES DE HOJE

PATRÍCIA BEZERRA

D

realismo fantástico, enquanto assistia, passei a pensar sobre alguns dos problemas de nossa sociedade, sobre diferenças e injustiças. E sobre como os mais frágeis pagam sempre mais caro nessa conta – entre eles, claro, as mulheres.

Mas, genialidade da garota à parte, há algo no longa que me chamou a atenção. Para além da história e seu

Fui tocada pela história dessa menina que, mesmo sem qualquer motivação para sonhar, insistia em seguir alimentando esperanças de uma vida melhor. A narrativa lembrou-me de várias mulheres que também não tinham razões para seguir em frente ou para manter viva sua fé. A Bíblia é marcada por essas histórias de superação, protagonizadas quase sempre por gente comum,

ia desses, fui ao cinema. Fazia tempo que não ia – como acontece com a grande maioria das mulheres, continuo conciliando igreja, casa, marido, filhos e todo o resto. Assisti a “Indomável Sonhadora”. Filme sensível, tocante, com uma interpretação de tirar o fôlego da pequena Quvenzhané Wallis. Que, aliás, não tem só o nome de incomum. Tem também a idade (nove anos) e o desempenho em cena, que foi tão raro que a levou a ser indicada ao Oscar.

20 | comuna | março 2013

que, graças ao poder de Deus, encontrou forças para lutar por justiça. Quando parecia certo que os judeus perderiam a batalha para os Cananeus, Débora não deixou que seu sonho fosse abalado. Ela se levantou como “mãe em Israel” (Juízes 5.7). Ouviu a voz de Deus e levou seu povo à vitória. O mesmo vale para Ester, que não tinha motivos para acreditar que seu povo não morreria, mas decidiu, contra todas as expectativas, jejuar e orar. Com a bênção de Deus, conseguiu o favor do rei e o bem dos seus. O mesmo é possível dizer de Agar, que não era sequer do povo de Israel, mas recebeu o favor do Senhor e pôde ver

s


sonhospossíveis

liderança

capa

comunidade

saúde

igreja família

tão de integrá-las a Seu ministério – e várias delas O serviam com seus bens (Lucas 8.3). Nesse mês, comemoramos o Dia Internacional da Mulher – data que traz, em seu histórico, inúmeras lutas de afirmação de gênero, protagonismo feminino etc. Batalhas por igualdade de direitos, liberdade de escolha e contra várias formas de exploração e opressão.

uma fonte de água brotar no deserto para que seu filho não morresse. O filme que vi não se enquadrada nos padrões de finais felizes de Hollywood, é bem verdade, aliás, é isso que o torna tão especial. Mas me lembrou de todas essas heroínas. E, para mim, cada uma delas não desistiu das lutas em que se engajava porque sabia bem quem era em Deus. Suas identidades estavam firmadas nEle. E elas tinham segurança quanto a Seus planos. É possível perceber o amor de Deus nessas histórias. Mas é possível notar também Seu olhar para as mulheres – a quem Ele nunca reservou papéis secundários. Pelo contrário: usou uma para trazer Seu Filho ao mundo. Jesus, em sua passagem pela Terra, expressou esse mesmo olhar sensível, acolhedor e inclusivo. Ele fez ques-

Sem excluir esses avanços decisivos dos quais, nós, mulheres, desfrutamos hoje, é preciso que nos lembremos de quem somos em Cristo. Socialmente, há muito por avançar, é verdade. E o fato de que, na cidade mais rica do País, grávidas que optam por parto natural ainda não tenham direito à anestesia nos hospitais públicos comprova. Tenho lutado para corrigir essa injustiça: apresentei, mês passado, projeto para fazer da anestesia um direito de todas as gestantes de São Paulo. Foi um passo importante. Porém, tenho certeza de que essa luta vai além da garantia de melhores condições de assistência e saúde às paulistanas. Tem, antes, a ver com o olhar do Mestre para as mulheres... À desvalorização coletiva que sofria a mulher samaritana, Jesus respondeu dando a ela dignidade e respeito, e transformando sua vida (João 4). O mesmo Ele fez com a mulher adúltera (João 8). Ele se preocupou com a viúva da cidade de Naim quando ela perdeu seu filho (Lucas 7.11). E o que dizer de Maria Madalena? Seus demônios foram expulsos, e ela passou a seguir o Mestre. Cada uma de nós é vista por Ele. Somos enxergadas em nossa individualidade, somos aceitas em nossos erros, atendidas em nossas carências e com-

texto e contexto aconteceu preendidas em nossas contradições. Somos fortes, sim, se soubermos que Ele conta conosco para sinalizar seu Reino em nossos dias, em nossa sociedade, em nossa família. Somos mulheres sábias e virtuosas, se tivermos segurança de que seus planos para nós são de paz e vão além do que pedimos ou pensamos. E estaremos permitindo que nosso coração esteja alinhado ao dEle, sonhando os sonhos dEle, se lutarmos e intercedermos pelas coisas com as quais Ele se importa, sendo a expressão de Seu amor aos nossos próximos, àqueles que mais precisam.

SOMOS MULHERES SÁBIAS E VIRTUOSAS, SE TIVERMOS SEGURANÇA DE QUE SEUS PLANOS PARA NÓS SÃO DE PAZ E VÃO ALÉM DO QUE PEDIMOS OU PENSAMOS.

Patrícia Bezerra, psicóloga clínica, vereadora de São Paulo. Única nova mulher eleita para a atual legislatura na Câmara Municipal. É casada com Carlos Bezerra Jr. há 18 anos e é mãe da Giovanna e da Giulliana. Ora para que o olhar de Deus para a mulher inspire a apresentação de muitos outros projetos que valorizem a vida em São Paulo.

março 2013 | comuna | 21


Deus agindo

ponto de vista

eles andaram com Jesus

fundação CG

família

s

especial ShutterStock

visão

Encorajamento à Liderança OSMAR MISAEL DIAS, PR.

AMOR - A BASE DO MINISTÉRIO DE CRISTO “Eu poderia falar todas as línguas que são faladas na terra e até no céu, mas, se não tivesse amor, as minhas palavras seriam como o som de um gongo ou como o barulho de um sino. Poderia ter o dom de anunciar mensagens de Deus, ter todo o conhecimento, entender todos os segredos e ter tanta fé, que até poderia tirar as montanhas do seu lugar, mas, se não tivesse amor, eu não seria nada.” 1 Coríntios 13.1-2 (NTLH). O ministério, muitas vezes, nos traz experiências negativas e amargas que

22 | comuna | março 2013

produzem feridas em nossa alma. Estamos o tempo todo lidando com as limitações das pessoas, além das nossas. A tendência, nesse processo, é nos ferirmos. Quando essas feridas não são curadas pelo precioso sangue de Cristo, elas podem nos tornar ressentidos, amargos, estressados e por fim, agressivos em relação às pessoas que dependem de nossa liderança e ajuda. O remédio para estes traumatismos está no fato de confessarmos e crermos que estamos crucificados com Cristo e que a vida dEle em nós, na pessoa do Seu doce Espírito Santo, o Consolador por excelência, nos capacitará a perdoar e amar àqueles que nos ofendem.

Outra verdade que nos ajudará a exercer um ministério que agrade ao Pai é termos a clara consciência de que quando ministramos, o fazemos aos Seus filhos, aqueles que foram comprados pelo precioso sangue de Cristo, que são propriedade exclusiva de Deus e de mais ninguém. O desafio de um líder é muito grande e honroso. Assim como não gostamos que outros disciplinem nossos filhos, precisamos ter muito cuidado ao tratarmos os filhos de Deus. Essa incumbência de serviço e amor às pessoas é da mais alta seriedade e responsabilidade. Não pode ser feito de qualquer jeito, mas sob a influência direta do Espírito Santo.


sonhospossíveis

liderança

capa

comunidade

Em função dessas verdades, devemos sempre ministrar segundo o padrão de Cristo. Motivados pelo amor de Deus. Pois o Senhor não aprova aqueles que são grosseiros e severos com Seus filhos. Ai daqueles que com maus tratos ou abuso de autoridade, ferem o objeto principal do amor de Deus: AS PESSOAS. O ensino de Steve Thompson, em seu livro “Vocês Todos Podem Profetizar” reforça a importância do tema ligado à liderança de pessoas. Ele diz: “Há pessoas que comunicam a Palavra de Deus, mas deixam de comunicar o coração de Deus. Ele não quer destruir ninguém por meio de nenhum dom, principalmente o de profecia – ele deseja edificar as pessoas. É como Paulo falou em sua primeira carta aos Coríntios, ‘o amor edifica’ (1 Coríntios 8.1). Ao ministrarmos profeticamente em amor, as pessoas serão edificadas e não destruídas”. Toda a base de nosso ministério deve ser a mesma de Cristo, conforme profetizou Isaías no capítulo 42.1-3: “Eis o meu servo, a quem sustento, o meu escolhido, em quem tenho prazer. Porei nele o meu Espírito, e ele trará justiça às nações. Não gritará nem clamará, nem erguerá a voz nas ruas. Não quebrará o caniço rachado, e não apagará o pavio fumegante. Com fidelidade fará justiça”. Não quebrar o caniço rachado significa não sermos rudes com aqueles cuja vida foi arruinada no passado. Não apagar o pavio fumegante significa não apagarmos o que restou do que tinha sido, no passado, a vida espiritual da pessoa.

saúde

igreja família

texto e contexto aconteceu

Para sermos como Jesus, temos que ministrar vida àqueles que estejam até mesmo no ponto mais baixo. É um trabalho de resgate que só pode ser feito na dimensão do amor de Deus derramado no nosso coração pelo Espírito Santo (Romanos 5.5). Cuidado! Não permita que as frustrações do dia a dia, o deixem amargo e agressivo. Aproprie-se da capacitação do Espírito Santo a cada manhã, a fim de agir e reagir como Jesus. “Tratai todos com honra, amai os irmãos, temei a Deus, honrai o rei. Servos, sede submissos, com todo o temor ao vosso senhor, não somente se for bom e cordato, mas também ao perverso; porque isto é grato, que alguém suporte tristezas, sofrendo injustamente, por motivo de sua consciência para com Deus. Pois que glória há, se, pecando e sendo esbofeteados por isso, o suportais com paciência? Se, entretanto, quando praticais o bem, sois igualmente afligidos e o suportais com paciência, isto é grato a Deus. Porquanto para isto mesmo fostes chamados, pois que também Cristo sofreu em vosso lugar, deixando-vos exemplo para seguirdes os seus passos, o qual não cometeu pecado, nem dolo algum se achou em sua boca; pois ele, quando ultrajado, não revidava com ultraje; quando maltratado, não fazia ameaças, mas entregava-se àquele que julga retamente.” 1 Pedro 2.17-23. Não desista! Siga em frente! Sua coroa está sendo preparada pelo Pai e naquele dia você a receberá das mãos do Senhor Jesus.

AI DAQUELES QUE COM MAUS TRATOS OU ABUSO DE AUTORIDADE, FEREM O OBJETO PRINCIPAL DO AMOR DE DEUS: AS PESSOAS.

Osmar Misael Dias é pastor na Comunidade da Graça Sede, e Secretário Executivo da Associação Comunidade da Graça. Casado com a pastora Cleonice Dias, tem 2 filhos.

março 2013 | comuna | 23


ShutterStock


capa

AMIGOS FAZEM BEM À SAÚDE REDAÇÃO

C Como é bom um abraço amigo quando você mais precisa! Parece que, num passe de mágica, suas forças são renovadas, as lágrimas são amparadas e o coração é confortado. Esse tipo de amizade faz sua vida mais feliz.

“A simples amizade é a causa, quem sabe, da metade da alegria que se pode ter neste mundo.” C. S. Lewis Estamos vivendo uma época que nos incentiva a estar só: livros de autoajuda, porções individuais de comida, compras on-line, mídias sociais que proporcionam um “falso convívio” com as pessoas, são conquistas do homem moderno. Viver só tornou-se um sinal de independência e suficiência. Não que isso seja ruim em si mesmo, mas, quando esse estilo de vida te isola do mundo e tira tua oportunidade de ser e fazer amigos, ele pode tornar-se um problema.

Dizem os filósofos que morremos sós, mas podemos morrer mais cedo se passarmos sozinhos a vida. Pesquisas atuais mostram que os solitários podem desenvolver pressão arterial alta, doença cardíaca coronária, diminuição da resposta imunológica, depressão, dificuldades no sono, declínio cognitivo e demência. Não bastasse essa preocupante lista, alcoolismo, sedentarismo e obesidade aparecem também como parte dos males de quem vive só. O remédio para prevenir essas enfermidades é manter um círculo de amizades ou estar inserido em algum grupo social. Neurologistas afirmam que as amizades causam um “natural high”. Isso significa que a amizade provoca uma descarga de substâncias produzidas pelo próprio corpo que proporcionam bem estar e alegria. Pessoas com uma boa rede de amigos e confidentes vivem 22% mais tempo do que aqueles que se isolam.


Substâncias como a dopamina, neurotransmissor produzido em uma região do cérebro chamada “circuito do prazer”, são liberadas quando você está em contato com seus amigos. A dopamina é responsável pela sensação de “quero mais”. Rir e se divertir com amigos ativa também a química cerebral e libera endorfina no sangue, fazendo com que os músculos faciais se contraiam, o que provoca uma agradável sensação de relaxamento corporal. A ocitocina também é ativada ao encontrarmos pessoas com as quais temos afinidades. Esse hormônio é responsável pela diminuição dos níveis de estresse e agressividade. Se a pessoa estiver menos estressada e agressiva, será mais fácil se relacionar socialmente e aumentar sua rede de amizades. Um estudo realizado na Austrália revelou que a família é importante, mas sua influência para a saúde não é tão grande como a dos amigos. A explicação para isso estaria no fato de que são eles os nossos maiores incentivadores para nos cuidarmos melhor, parar de fumar ou beber e procurar ajuda médica diante de algum sinal físico importante. Além disso, são os amigos que estão por perto para ouvir e ajudar a enfrentar os momentos difíceis, muitas vezes vividos dentro da própria família. Ainda, segundo o estudo, pouco importa se é uma amizade de longa data ou não. A mensagem central é que manter um senso de sociabilidade entre amigos aparece como fator relevante à sobrevivência. A amizade não se baseia somente na simpatia, mas também na confiança. O amigo é aquele em quem você pode confiar. Porém, é preciso fazer uma distinção: amizade entre companheiros e colegas e amizade verdadeira. Podemos ter muitas amizades, mas somente poucos amigos verdadeiros. Estes seriam aqueles que nunca nos entendem mal e são capazes de transmitir aquela sensação de calor humano, que só a cer-

teza de que temos com quem contar pode nos dar. O laço de amizade pode se fortalecer com momentos felizes e tristes, que ajudam a formar elos baseados em provas de amor e apoio nas dificuldades. A assessora de casamentos Débora Martins Rabelo Matias intensificou sua amizade com uma amiga depois de terminar um relacionamento. “Um momento muito difícil da minha vida foi o término de um namoro de três anos. Foi quando uma amizade me fortaleceu e se fortaleceu. Recebi apoio da minha amiga, hoje uma irmã. Fazíamos caminhadas regadas a muita conversa e sorvete para distrair e amenizar a dor! E a dor passou. Hoje sou casada, feliz e tenho um filho lindo! E essa amizade permanece forte e firme”, contou. A mesma coisa aconteceu com Tiago Mota, jornalista. “Passei por uma desilusão amorosa que me abalou bastante. Fiquei até preocupado, pois estava começando a me isolar das pessoas. Devo a minha recuperação a um grupo de amigos que me incentivou a sair, a estar com eles”, revelou. O verdadeiro amigo é aquele que fala a verdade, nem sempre aquilo que você quer ouvir. No começo pode ser até que você não o compreenda, mas depois descobre o quão importante ele é. Isso foi o que aconteceu com a Danielly Leone: “Minha amiga e eu nos conhecemos quando éramos adolescentes. Mas eu não me dava tão bem com ela até que fomos trabalhar no mesmo lugar. Ficávamos o dia todo juntas e fomos descobrindo uma amizade super bacana. Costumamos dizer que ela é a razão e eu sou a emoção. Ela é aquela amiga que te fala sempre a verdade mesmo que doa. E mesmo que hoje a gente fique dias sem se falar, quando nos encontramos parece que não se passou nem um segundo. É uma amizade simples, onde apenas a presença da outra já basta”, comentou Danielly Leone.

Para aqueles que desejam cultivar uma amizade saudável e duradoura, mas não sabem por onde começar, aqui vão algumas dicas: 1. Passem mais tempo juntos. Se sua vida é corrida e não dá para sair um dia da semana com seu amigo, então telefone, escreva uma carta, um e-mail, as conversas não precisam ser longas. Faça de um jeito que seu amigo saiba que você se lembrou dele. 2. Esteja por perto na saúde e na doença. Quando algum parente do seu amigo falecer, priorize estar no funeral, assim como em momentos alegres como casamentos e festas de aniversários. 3. Inclua seu amigo em sua vida. Compartilhe seus momentos difíceis e alegres com ele. Ele certamente se sentirá parte da sua história. 4. Não entre em competições: “Não vou ligar para ele, porque eu fui o último a ligar!”, “Eu gastei mais no presente dele, do que ele no meu presente”. Em uma amizade verdadeira, esse tipo de coisa não deve importar. Os benefícios da amizade duram mais do que contagem de pontos. 5. Não suspeite mal do seu amigo. Se ele foi grosseiro com você, pode ser porque ele não está tendo um bom dia. Releve, espere passar e depois converse com ele. 6. Não seja melindroso. Pessoas melindrosas têm dificuldade em firmar relacionamentos de amizades, porque sempre estão ofendidos com alguém ou alguma situação. 7. Faça com seu amigo o que gostaria que fosse feito com você. 8. Quem ama algo, prioriza. Então priorize ter amigos.


TER AMIGOS OU SER AMIGO? JOSÉ CÁSSIO MARTINS, PASTOR E PSICÓLOGO

A

Ao ser convidado para escrever sobre amizade saudável, ou o efeito terapêutico de se ter um bom amigo, não pude deixar de reconsiderar o que se tem pensado e dito sobre amizade, ter amigos, coisas assim. Ainda nos lembramos do Roberto Carlos cantando décadas atrás:

"Quero levar o meu canto amigo A qualquer amigo que precisar Eu quero ter um milhão de amigos E bem mais forte poder cantar" Exatamente estas palavras me fizeram ver que parece predominar, nos escritos e nas falas sobre o assunto, a perspectiva de que é bom ter amigos, fazer amigos para que eles sejam nossos amigos. Ou seja, amigo é algo que temos, que possuímos, como uma espécie de propriedade nossa. Mais ainda, que essa propriedade é para nosso uso e desfrute. Assim, uma coisa "de lá para cá". Que tal pensarmos o oposto: sermos amigos. Uma coisa "daqui para lá". Nos dois casos, a amizade verdadeira é terapêutica. Ou seja, tanto para quem tem amigo, como para quem é amigo. Quem tem amigos, quem faz amigos, recebe "terapia", usufrui dela. E quem é amigo, quem se faz amigo, antes de tudo, dá "terapia", produz, distribui terapia. Vemos então que amizade terapêutica é uma estrada de ida e volta. De novo o Roberto Carlos nos ajuda a pensar:

"Eu quero apenas num vento forte Levar meu barco ao rumo norte

E no caminho o que eu pescar Quero dividir quando lá chegar" A amizade é terapêutica quando é dividida, compartilhada. Isto quer dizer algo muito forte de significado: amizade não pode ser comprada, nem cobrada. Nesse caso não será amizade, muito menos terapêutica. Será doença, domínio, abuso, manipulação, exploração. E será doença compartilhada, impingida. É uma coisa "mafiosa": dar para cobrar de volta (e cobrar caro, a preço de vida – ou morte!). Sílvio da Silva Jr. e Aldir Blanc também escreveram sobre amizade compartilhada, em sua tocante música "Amigo é Pra Essas Coisas", enfocando a pobreza, a fome, a solidão, o abandono e o desemprego. Veja este trechinho:

- Muito obrigado, amigo - Não tem de quê - Por você ter me ouvido - Amigo é pra essas coisas - Tá... - Tome um Cabral - Sua amizade basta - Pode faltar - O apreço não tem preço, eu vivo ao "Deus dará" Mas, o que é uma amizade terapêutica, afinal? Podemos pensar, por oposição, numa amizade não terapêutica, que será aquela mencionada acima: doença, domínio, abuso, manipulação, exploração, mendicância, coisa "mafiosa". Amizade terapêutica é amizade saudável. Ela constrói, reata, consolida, apoia, ajuda, acompanha, restaura, conforta, descansa. E vai por aí.


Todas estas palavras têm uma conotação ativa, isto é, voltada para a ação. É isto que Jesus quis mostrar em sua parábola do samaritano. Amizade não é um tema, não é um assunto, uma área de cogitação e estudo, apenas. Se for assim, será inútil, talvez até trágica.

Amizade e amor têm em comum as duas letras iniciais. E isto não é mera coincidência. Podemos dizer que o amor de Deus é que cria a amizade terapêutica. Toda a alegria, bem-estar e satisfação que se tem na amizade veem de Deus, ou não é amizade alguma.

Há mensagens de palavras lindas, com visuais maravilhosos e músicas pungentes circulando na internet. Mas é preciso prestar bem atenção, pois algumas delas não passam de ladainhas poéticas, cogitações platônicas, engodos emocionais. Algumas até têm aquelas frases manipulativas com ameaças veladas: "Não guarde esta mensagem só para você. Mande-a para todos os seus amigos e você vai receber isto e mais quilo. E se não mandar você terá perdido isto e mais aquilo". Muitas delas têm fundo panteísta, gnóstico, "new age".

A Bíblia deixa muito claro que a amizade divina é voltada para o homem alienado, pecador. Ela se dirige a alguém que não a merece, por ser um inimigo. Amizade divina é Sua graça, misericórdia, perdão, salvação. Amizade divina é eficaz e seu resultado maior é a fé. A fé é nossa resposta à amizade divina. Foi por isso que Jesus resumiu toda a lei do Antigo Testamento em:

Para nós, cristãos, a amizade terapêutica tem sinais bem marcantes e fundamentos bíblicos belíssimos. Tudo começa com nossa crença fundamental: Quem criou a amizade foi Deus! Amizade não é mera circunstância ou conveniência humana. Deus é o eterno e maravilhoso autor da amizade. E Ele nunca criou e nunca criará nada doentio, prejudicial.

A amizade é terapêutica quando é dividida, compartilhada. Isto quer dizer algo muito forte de significado: amizade não pode ser comprada, nem cobrada.

"Ame o Senhor teu Deus com todo o seu coração, com toda a alma e com toda a mente. Este é o maior mandamento e o mais importante." Mateus 22:37-38. Essa é a razão de o Senhor chamar Abraão de "meu amigo" (Isaías 41:8; ver também 2 Crônicas 20:7). Esse é o maior elogio que qualquer ser humano pode desejar: ser chamado "amigo de Deus". A mesma ocorrência é citada por Tiago: "(Abraão) foi chamado amigo de Deus" (Tiago 2:23). É o complemento do primeiro elogio. Outro aspecto que não pode ser esquecido é saber se as pessoas são amigas de si próprias. A princípio todos responderiam em coro uníssono: "Sim!". Em geral pensa-se que isto já é o natural, o óbvio. Só que a experiência da clínica psicológica mostra coisa muito diferente. Muitas pessoas não conseguem ser amigas de si mesmas. É mais fácil ser crítico e severo consigo, do que ser amigo. Perdoar a si próprio também é coisa mais rara do que se pensa e do que se tem visto. Há até a alegação de que não podemos ser nossos próprios

amigos, ou mesmo amar a nós mesmos porque nos tornaríamos egoístas, egocêntricos, vaidosos etc. Mas pensando bem, os egoístas, egocêntricos, vaidosos etc. não se amam nem são seus próprios amigos por uma razão simples: eles amam as coisas que têm e se vangloriam disto. Se somos a imagem de Deus, como ensina a Bíblia, como iríamos descuidar-nos, esquecer aquilo que o próprio Deus colocou dentro de nós? É como se fôssemos portadores de um retrato dEle com uma maravilhosa dedicatória e ainda autografada. Concluamos lembrando que Deus nos deixa a amizade como uma tarefa, uma missão, um encargo. Assim sendo, pensemos mais em ser amigos, como Deus fez. E seremos "imitadores de Deus como filhos amados" (Efésios 5:1). A evangelização consiste exatamente em fazer amigos para Deus, em nome de Deus.

Para nós, cristãos, a amizade terapêutica tem sinais bem marcantes e fundamentos bíblicos belíssimos. Tudo começa com nossa crença fundamental: Quem criou a amizade foi Deus! Amizade não é mera circunstância ou conveniência humana. Deus é o eterno e maravilhoso autor da amizade. E Ele nunca criou e nunca criará nada doentio, prejudicial.


AMIZADES QUE CURAM CARLOS BEZERRA JR.

A

Aprendi com meus mentores que uma vida saudável emocional e espiritualmente depende diretamente das pessoas com quem me relaciono e da qualidade dos relacionamentos que desenvolvo. A amizade é uma relação que tem impacto em nossa saúde física, emocional e espiritual. Numa lógica simples – que pretendo explicar melhor – poderia dizer que quanto mais saudáveis forem nossos relacionamentos, mais saudável será nossa vida. A opinião é endossada por vários estudos científicos, que comprovam a relação direta entre saúde emocional e amizade. Quanto melhores e mais profundos os vínculos afetivos que desenvolvermos ao longo de nossas vidas, mais protegidos estaremos de um sem número de doenças. Pesquisas médicas indicam que amizades são fundamentais para a saúde mental e física. Gerald Ellison, diretor do serviço de psiconeuroimunologia do Centro de Tratamento de Câncer da América, em Tulsa, Oklahoma (EUA), diz que sem amizades experimentamos isolamento, solidão, sentimentos associados a doenças. Amigos podem aumentar nossa esperança. E maior esperança está associada a um melhor desempenho do sistema imunológico. Entre os estudos aos quais tive acesso, destacaria três resultados interessantes. O primeiro é da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos. A pesquisa aponta que pessoas que desenvolvem relacionamentos mais significativos ao longo da vida têm níveis mais elevados de oxitocina no sangue. Quando esse hormônio é liberado, os impulsos de lutar ou de fugir, associados ao estresse, são substituídos por uma tendência para unir-se aos amigos e dar carinho. Assim, quanto

mais a convivência é realizada, mais oxitocina é liberada, o que produz um efeito calmante e reduz o estresse. Outro trabalho interessante foi produzido com um grupo de executivos. Os profissionais foram divididos. De um lado, aqueles que mantinham relações significativas de amizade. De outro, os que não as tinham. Os resultados demonstraram que os primeiros tiveram índices até 50% menores de incidência de doenças como depressão, infarto, hipertensão etc. Por último, há ainda uma pesquisa da Universidade de Brasília que aponta que quem tem relacionamentos significativos apresenta melhores condições de defesa emocional em relação a males dos nossos tempos, como depressão e solidão, por exemplo, do que aqueles que não têm grande amigos. A ciência comprova o impacto que os relacionamentos têm na nossa saúde física e emocional. Mas as constatações médicas, na verdade, não são exatamente novidades. A Bíblia também fala muito sobre amizade e seus impactos em nossa vida espiritual. Aliás, Jesus propõe aos seus discípulos uma relação de amizade - como diz o texto de João 15, “Já não vos tenho chamado servos, antes os tenho chamado amigos”. O convite de Jesus ao discipulado é, na verdade, um convite à amizade. Deus se relaciona conosco através da amizade. Porém, quando se fala em relacionamentos saudáveis – que têm influência positiva em nossa saúde física, emocional e espiritual – é preciso que se saiba a que exatamente estamos nos referindo. Não se trata de qualquer amizade. Na verdade, há vários níveis de relacionamentos desenvolvidos entre os homens.


Poderíamos, em nossa reflexão, tipificar três deles. Há o nível do serviço, por exemplo. Que é o que ocorre quando atendemos a quem está passando fome ou doamos sangue a quem necessita, entre tantas outras expressões. Estamos servindo a essas pessoas e essa é nossa interação com elas. Outro nível de relacionamento é o de confraternização. Trata das ocasiões e espaços em que nos encontramos, das festas, dos momentos de lazer, das comemorações, das reuniões públicas etc. E um terceiro nível seria o de influência. Em que a gente é influenciado pela fala, pelo exemplo ou pela maneira de ser de alguém. Absorvemos aquele modelo, nos identificamos com ele por qualquer que sejam as razões. Quando, porém, queremos nos referir a relacionamentos que interferem pra valer em nossa saúde espiritual, física e emocional não nos referimos às relações resumidas a nenhum desses níveis. Essas são formas de interação que não pressupõem intimidade. É necessário haver intimidade para que um relacionamento interfira profunda e intensamente em nossas vidas. E, particularmente, penso que o melhor que podemos ter em termos relacionais depende diretamente da intimidade a que estamos dispostos a desenvolver em nossos relacionamentos. Nesse sentido, pra mim não há nada mais especial de um nível de relacionamento que chamaria de “amizade espiritual”. Lembra-se daquele texto, “Assim como o ferro afia o ferro, o homem afia o seu compa-

nheiro” (Provérbios 27.17)? É disso que estou falando. Esse texto bíblico descreve o verdadeiro sentido da amizade espiritual. Fala de intimidade. Fale de companheirismo. Palavra que tem sido usada tão fora de seu sentido original – no significado etimológico do termo, companheiros são aqueles que compartilham o pão. Na cultura hebraica oriental, alguém a quem se convida à mesa para partilhar o pão é alguém muito íntimo, de muita confiança. Alguém com quem também se pode partilhar segredos. A própria Bíblia trata dois locais da casa como sagrados: o leito – que deve ser sem mácula – e a mesa – onde se partilha o pão. Ao se referir ao amigo como companheiro, o significado de amizade na Palavra torna-se muito mais amplo. Esse novo sentido nos desafia ao nível de relacionamento a que me refiro: a amizade espiritual. Nela a gente convida o outro para dividir nossos pesos e cargas, chama-o para fazer parte dos lugares mais íntimos da nossa vida. Ter amigos espirituais significa ter gente com quem se pode dividir nossos segredos, nossos conflitos mais íntimos, nossas lutas, nossas alegrias. Gente que convidamos para estar no espaço sagrado da nossa intimidade. E essas relações têm impacto direto na nossa saúde espiritual. É delas que nascem nossos companheiros de jugo, de oração, de partilha da vida. Elas são bálsamo e alento nos momentos mais difíceis. Aliás, a amizade espiritual é, sem dúvida, uma das experiências mais especiais a serem vividas nessa área, entre os

seres humanos. Mas como saber se temos amigos espirituais? De modo simples, diria que funciona assim: quando os temos, contamos com pessoas com quem podemos partilhar decisões. É incrível como os valores do mentoreamento e do discipulado estão presentes em todo o Novo Testamento. Em Atos, comprovamos que para tomar a decisão de quem seriam os enviados ao novo campo missionário de Antioquia, os discípulos oravam juntos, partilhavam o pão juntos e juntos escolheram aqueles a quem enviariam. Nesse mundo cada vez mais individualista, parece que as pessoas têm cada vez mais dificuldade em partilhar suas decisões. Preste atenção: pessoas vêm com decisões prontas e nos apresentam. Se concordamos, somos maravilhosos, temos sensibilidade ou discernimento. Se fazemos ponderações, discordamos ou não passamos a mão na cabeça, imediatamente somos acusados de ter falta de visão ou até de fé! A maioria das pessoas perdeu a perspectiva da partilha da decisão. Que é bênção de Deus – a Bíblia fala que entre os vários conselheiros há sabedoria. E é especial podermos ter amigos com quem a gente pode pensar

Ter amigos espirituais significa ter gente com quem se pode dividir nossos segredos, nossos conflitos mais íntimos, nossas lutas, nossas alegrias


alto. Com quem podemos dividir nossas escolhas. Partilha de decisões implica em divisão de ônus e de bônus. Sem isso, não passa de palpite ou conselho. E não há nada mais especial nessa vida do que ter amigos que partilham nossas decisões nesse nível. Amizade espiritual também fala de um nível de relacionamento em que compartilhamos sentimentos e emoções, num processo bem descrito no texto de Paulo aos Romanos (capítulo 15), nos orientando a chorar com os que choram e nos alegrar com os que se alegram. Assim, amizade espiritual é um nível de relacionamento em que dividimos as alegrias mais efusivas e as tristezas mais profundas. Aliás, já reparou como é bem mais fácil termos gente que partilha das nossas tristezas do que das nossas conquistas? Quer um exemplo? Se perder alguém querido, não faltará gente para se lamentar junto com você. Mas, se for promovido, comprar uma casa nova ou trocar de carro, pouquíssimos celebrarão com você. Trata-se de um nível de relacionamento em que a gente experimenta o sentimento do outro e a sua dor dói na gente. Em que a alegria e a conquista alheia nos fazem celebrar como se fossem as nossas. É um nível de relacionamento especial. Porque vai ao ponto de fazer a minha alegria explodir no peito do outro e a lágrima dele escorrer nos meus olhos. Quando chegamos a esse nível, a essa profundidade a gente sente claramente a vida de Deus fluindo entre nós com todos os frutos que isso produz em nossas vidas física, emocional e espiritual.

Por último, quando temos amigos espirituais temos gente com quem podemos dividir confissões e segredos. “Portanto confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados”, dizem as Escrituras em Tiago 5.16. O texto nos estimula, na perspectiva da amizade espiritual, a confessarmos nossos pecados uns aos outros. Interessante que o trecho deixa implícito que, para sermos perdoados, devemos orar ao Senhor. Mas que, para sermos curados, devemos confessar nossos erros uns aos outros. Isso é a amizade espiritual. Amizade espiritual fala de segredo, de intimidade, de confiança mútua, de compreensão, de confissão e de cura. É um tipo de relacionamento em que, quando o outro vem e nos confessa algo, nós assumimos um papel de com ele carregarmos sua carga. E que cargas são essas? A da culpa, da vergonha, do pecado oculto. Por isso é que a amizade espiritual cura. Ela abre espaço para libertação da consciência, perdão dos pecados e para divisão das cargas. Desenvolver relacionamentos nesse nível é uma das mais importantes formas que Deus usa para operar em nós e através de nós. Penso que não haja experiência espiritual mais saudável do que a vivência desses princípios nessa perspectiva. A vida cristã é vivida na perspectiva da amizade espiritual. Deus nos transforma em amigos espirituais para que sejamos seus instrumentos de cura e de amor na vida daqueles com quem partilhamos nossas vidas. Você tem amigos espirituais? Não? Então você ainda não viveu em plenitude uma das melhores

experiências que a espiritualidade cristã pode proporcionar. É como diz uma música do poeta predileto de nossa Comunidade, Adhemar de Campos: “Que bom é ser amigo dos amigos de Deus, ouvir a voz do Pai através do meu irmão. Receber vida, para vida oferecer. Sou feliz na família de Deus”. Tenha amigos espirituais. Seja um amigo espiritual.

Aprendi com meus mentores que uma vida saudável emocional e espiritualmente depende diretamente das pessoas com quem me relaciono e da qualidade dos relacionamentos que desenvolvo. A amizade é uma relação que tem impacto em nossa saúde física, emocional e espiritual.

CARLOS BEZERRA JR., é pastor, médico, deputado estadual e líder do PSDB na Assembleia Legislativa-SP. É casado com Patrícia Bezerra e pai da Giovanna e da Giulianna. Adora ler sobre esse assunto. Mas foi com seu pai que aprendeu o verdadeiro sentido de uma amizade espiritual.


visão

Deus agindo

ponto de vista

U

ma das coisas que nos chama a atenção na Bíblia são os recomeços. E a Comunidade da Graça em Foz viveu isso. O prédio da foto ao lado foi a herança que recebemos de um grupo de irmãos desbravadores e desafiados que um dia decidiram doar suas vidas nessa fronteira. Um salão pequeno, porém, aconchegante e que naquele momento supria a necessidade das famílias que ali se reuniam. No ano de 2005, Deus nos deu a oportunidade de um recomeço. Enviados pelo Pr. Carlos Alberto, os Prs. Roberto e Luciana assumiram a liderança da Comunidade, e a mesma começou a viver uma nova etapa, uma nova fase de sua vida. Havia um grande desafio pela frente: ver a visão implantada em todas as suas etapas da vida da igreja. Muitas foram as lutas, os obstáculos, mas em todos fomos vencedores, pois a cada dia Deus nos mostrava os Seus planos. Unidos em oração, começamos a ver muitas coisas acontecerem. Após três tentativas, conseguimos estabelecer as Células e, com isso, também veio

32 | comuna | março 2013

fundação CG

família

especial

Divulgação

Comunidade da Graça em Foz do Iguaçu /PR

eles andaram com Jesus

Prédio antigo da Comunidade em Foz do Iguaçu

o crescimento do corpo. Que visão poderosa! Muitos ouviram palavras de salvação, conheceram o Autor da Vida, foram transformados, libertos, curados, muitos prosperaram, receberam dons e talentos através da vida na Célula. Em 2006, fomos desafiados pelo nosso amado Pr. Carlos Alberto a ampliarmos o lugar da nossa tenda. Esse desafio veio com tanta força ao nosso coração que passamos a orar especificamente nesse sentido. Sabíamos que o nosso tempo naquele prédio havia chegado ao fim. Enquanto clamávamos para que as portas se abrissem e Deus nos desse a direção para a expansão que nosso pastor havia profetizado, a família foi crescendo! Glória a Deus! O pequeno salão já não comportava mais os sonhos que Deus havia gerado no coração do povo.

Uma etapa foi vencida, as orações foram ouvidas, a resposta chegou e começou o transbordar de Deus. Uma das canções que mais cantamos nesse tempo foi: “Uma nova história Deus tem pra mim...”. Com esse desafio em nossos corações, adquirimos um terreno três vezes maior, apenas a 300 metros de onde estávamos. Desde então, a Comunidade da Graça em Foz do Iguaçu tem vivido uma nova história, temos experimentado o mover sobrenatural de Deus, Sua provisão diária e o viver em total dependência do Senhor e a busca constante por Sua vontade. No dia 18 de julho de 2010, estávamos todos reunidos no nosso culto de ação de graças no novo endereço. Pudemos também contar com a presença de nossos amados Supervisores, Prs. Renato

s


sonhospossíveis

liderança

capa

comunidade

saúde

igreja família

Ao mesmo tempo em que pensávamos em vidas, em Células, em proclamar o reino de Deus, pensávamos em tijolos, cimento, areia, pedreiros e recursos para que a nossa nova casa ficasse pronta. Teríamos assim um espaço ideal, apropriado para abrigar todas as vidas que o Senhor iria nos acrescentar.

O NOVO PRÉDIO

Vista interna do prédio novo da Comunidade de Foz do Iguaçu

e Cristiane, e também os Prs. Osmar e Nice, representando nossa Liderança Nacional, amigos que sempre estiveram ao nosso lado dando todo apoio. Debaixo de uma tenda com muita chuva e frio, juntos pudemos declarar: “Grandes coisas fez o Senhor por nós por isso estamos cheios de alegria.” Salmo 126:1-3.

O HOTEL

Dois meses mais tarde, dia 24 de setembro de 2011, agora com a presença dos nossos líderes internacionais, nossos referenciais, grandes incentivadores e amigos, Prs. Carlos Alberto e Suely Bezerra, inauguramos oficialmente o novo prédio da Comunidade da Graça em Foz do Iguaçu. Um fato que acompanhará nossas vidas para sempre foi o momento em que, ao abrirem-se as cortinas, pudemos ver nosso amado pastor derramar-se em lágrimas, pois, o que os seus olhos viam não era uma placa de inauguração, mas sim a visão que um dia Deus confirmou em seu coração para a Comunidade da Graça. Todos fizeram questão de trazer amigos e familiares para a grande celebração. Um coral com irmãos de nossa Comunidade foi preparado para salmodiar ao Senhor, e em meio a palavras de agradecimento e louvor ao nosso Deus, pudemos nos alegrar, adorar e exaltar o Deus Poderoso. Toda esta jornada foi marcada por muita oração, fé e trabalho. Não foram poucas as lutas, as aflições e dificuldades, mas, assim como o apóstolo Paulo, podemos declarar:

Divulgação

O desafio só estava começando. Tivemos que entregar o prédio para o novo proprietário e, durante um ano, nossas reuniões foram no salão de um hotel da cidade. A cada reunião era um tal de ‘leva o som’ e ‘trás o som’, um monta e desmonta. Estávamos sem um lugar apropriado para nos reunir, mas, mesmo nesta situação, havia grande alegria e o Senhor nos abençoou grandemente. Pudemos ver nesse tempo pessoas sendo acrescentadas à família e a cada reunião o salão do hotel ficava mais cheio. Nos últimos cultos já estávamos como “sardinha em lata”.

Mais um milagre aconteceu. Em 17 de julho de 2011, um dia antes de completar um ano, estávamos já reunidos para o primeiro culto no novo prédio. Ele não estava acabado ainda, mas já podia nos acolher. Lá estávamos nós, debaixo de muita chuva, celebrando ao Deus todo poderoso e reconhecendo que foi a Sua mão que agiu em nosso favor. Nossos Supervisores, Prs. Renato e Cristiane, amigos incansáveis, mais uma vez conosco, nos apoiando, prestigiando a nossa festa e trazendo da parte de Deus uma palavra para os nossos corações. Só mais tarde percebemos que a chuva no dia do culto de ação de graças e no primeiro culto no prédio, era o prenúncio das chuvas de bênçãos abundantes que Deus derramaria sobre nós naquele lugar. Aleluia!!!

texto e contexto aconteceu

Rodrigo, Felipe, Pra. Luciana e Pr. Roberto

março 2013 | comuna | 33


dezembro próximo passado fomos informados que o terreno seria colocado à venda, através de um processo de licitação.

Fachada do novo prédio da Comunidade da Graça em Foz do Iguaçu

“Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.” Romanos 8:37.

O CRESCIMENTO O amor do nosso Deus por Seu povo, aqui em Foz do Iguaçu, foi manifesto em cada momento. É este amor que desejamos que cada morador desta fronteira venha conhecer. Nossas Células tem se multiplicado, desde 2010 o CTL está estabelecido e, através de relacionamentos, podemos ver Cristo sendo formado na vida de cada pessoa que passa a fazer parte de nossa Comunidade. Temos vivido um tempo de muita unidade, Deus tem levantado líderes comprometidos com a visão, homens e mulheres incansáveis, cheios de paixão por vidas, que querem ver toda a nossa região render-se aos pés de Jesus. No final do ano passado, quando toda a liderança estava reunida para ouvir as palavras do Pr. Carlos Alberto, todos,

sem exceção, saíram dali ainda mais desafiados por ver o entusiasmo do nosso pastor ao compartilhar os alvos para 2013, o Ano da Expansão. Esta é a equipe de liderança que Deus tem levantado neste lugar e que vai conquistar estas fronteiras para Cristo. Louvo a Deus todos os dias por cada um deles.

CAMPANHA DO M2 Falta-nos concluir a 2ª fase do nosso prédio, envolvendo as salas para as crianças, banheiros, cozinha, etc. Porém, temos sido surpreendidos a cada dia pelos planos de Deus que são muito maiores que os nossos. Atrás de nossa Comunidade, há um terreno que pertence às Furnas Centrais Elétricas e, desde que começamos a nossa construção, pensamos que seria uma grande bênção poder ter um espaço ainda maior, para futuramente estabelecermos a Fundação Comunidade da Graça e, quem sabe, até o Colégio da Comunidade. Qual não foi a nossa surpresa quando em Equipe de Liderança de Foz do Iguaçu

Supervisores de célula

34 | comuna | março 2013

Reunimos os irmãos, oramos e sentimos paz no coração, aceitando mais este desafio. Ganhamos a concorrência, aliás, não podemos chamar de concorrência, pois Deus nos livrou de todos os nossos adversários. Mais 1.634,15m² foram acrescentados aos 1.800m² já existentes. Pudemos levantar os recursos através de alguns irmãos, pois o pagamento do imóvel foi à vista, e agora poderemos devolver esses valores de forma parcelada a esses colaboradores. Deus é tremendo! Desafiamos o povo com a Campanha do M² e assim todo o povo se comprometeu com este desafio e mais uma vez veremos o nome do Senhor sendo glorificado através desta conquista. Sabemos que isso é só o começo de algo poderoso e maravilhoso que Deus planejou para nós. De uma coisa temos certeza, vocês ouvirão muitos testemunhos acerca do que Deus ainda vai fazer neste lugar, nesta fronteira. Nosso agradecimento a toda a equipe desta maravilhosa revista por nos abrir esse espaço e podermos falar do que Deus tem feito em nossa Comunidade. A Ele seja toda honra, toda glória, todo louvor! Essa é a Comunidade de Foz, nossa casa, o nosso povo, a nossa história... E como sempre diz o Pr. Carlos Alberto: VAMOS JUNTOS, PESSOAL!!!

Testemunho

G

raça e Paz! Meu nome é Carmen Sosa e sou membro da Comunidade da Graça em Foz do Iguaçu. Recentemente fui ao Encontro com Deus ‘Vida Vitoriosa’ com algumas expectativas. Eu queria ter uma experiência mais profunda com Deus e ter mais conhecimento da Bíblia. Porém, o que vivi ali


foi algo sobrenatural, muito além das minhas expectativas. Passei muitos anos da minha vida oprimida por Satanás. Após minha conversão, ele tentou de todas as formas fazer com que eu voltasse atrás no meu propósito de servir a Jesus, porém, não teve êxito. Fui ao Encontro feliz e disposta. Após as ministrações da primeira noite dormi muito bem. No dia seguinte levantei bem também. Mas, após a primeira ministração desse dia, me senti incomodada. Sentia dor de estômago, dor de barriga, crise de tosse, mas permaneci firme. Também sentia sono, apesar de ter dormido muito bem. Eu estava sonolenta e cochilava a todo o momento. Comecei a ouvir uma voz que me falava para eu ir embora, que eu não deveria estar ali, que aquele não era lugar para mim. Deus enviou até mim

a Pra. Luciana e ela me perguntou se estava tudo bem. Olhei no olho dela e via uma luz, uma esperança. Confessei que não estava bem e ela me convidou para orarmos juntas. Mas lá estava eu cochilando novamente. Lembro que ela falou: ‘repete comigo Carmen’, e repeti as orações que ela fazia. No almoço, já estava melhor, mas contei no quarto que não estava bem, pensei mesmo até em ir embora. Quando fomos para a outra ministração, tive os ouvidos e olhos abertos. Dessa vez quem foi pedir ajuda à pastora fui eu, pois havia algo ruim na minha mente. A pastora comentou que eu tinha que me libertar de tudo isso, que isso estava desviando meu foco de Deus. Mais uma vez ela orou por mim e fiquei bem, fiquei leve. Eu estava liberta. Orei muito, orei junto. E cri que o Espírito Santo estava naquele lugar. Não na chácara que estávamos, mas sim em

nosso meio, na vida das pessoas que estavam lá. Eu podia perceber a presença poderosa do Espírito Santo com Seu amor sobre nossas vidas. Em breve teremos mais um Encontro para Mulheres. E convido todas que desejam experimentar o que eu mesma experimentei. Será uma grande oportunidade de provar libertação e o sobrenatural de Deus. Sobre o Encontro? O que posso dizer? FOI A MAIOR EXPERIÊNCIA DA MINHA VIDA!!!

Carmen Sosa e seu marido Germano

março 2013 | comuna | 35


visão

Deus agindo

ponto de vista

eles andaram com Jesus

fundação CG

família

especial

Divulgação

Divulgação

Síndrome Metabólica – Vilã do Século XXI JORGE LUIZ MANTOAN, MÉDICO

E

aí meu amigo e assíduo leitor..., tudo bem?

No mínimo, você achou que eu havia esquecido nossa conversa há dois meses, quando fiz questão de esclarecer a importância do check-up e ainda de forma diferenciada para os meninos e meninas. Mas então... Você fez seu check-up? Ah, não?! Tudo bem! Você acaba de ganhar uma belíssima viagem de ambulância ao resort “Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo” com direito a UTI, banho de sol com pijama no jardim e sete dias de enfermaria. A senha para acessar sua vaga

36 | comuna | março 2013

é: “Estou mal, me leva para o hospital”. E o mais legal: você terá toda comunidade orando por suas férias! Quanto a você que fez, espero que os resultados tenham sido bons, caso contrário, vamos à busca da solução. Afinal, o proposito do check-up é identificar desvios e corrigi-los para termos qualidade de vida nesta máquina maravilhosa que Deus nos deu, chamada corpo humano. Deixe-me ver seus exames! Ah, você já abriu os exames, né espertinho? Tudo bem, já estou acostumado! E, singelamente, está me dizendo que só deu alteração no colesterol, triglicéri-

des, glicemia de jejum e aumentou a pressão no teste ergométrico, só isso! Só isso?! Você queria mais? Um tsunami dentro do intestino? Nessas horas que eu fico me perguntando por que eu não ouvi meu pai e fiz engenharia ou direito! “Só isso” é o que tem mais preocupado os médicos com relação à saúde pública e o termo técnico que cada dia mais se ouvirá é: “Síndrome metabólica”. Esta síndrome compromete a qualidade de vida muito precocemente, trazendo riscos já a partir da quarta década de vida. A coisa é séria e merece atenção e cuidados de nossa parte.

s


sonhospossíveis

liderança

DEFINIÇÃO

capa

comunidade

igreja família

saúde

texto e contexto aconteceu

A Síndrome Metabólica é definida como um grupo de fatores de risco que contribui para o desenvolvimento de diabete mellitos tipo 2 e/ou doenças cardiovasculares.

Doenças cardiovasculares basicamente são:

Diabete mellitos tipo 2:

Infarto do miocárdio, que é a morte de uma parte do coração por falta de circulação e oxigenação. A circulação coronária com suas artérias e veias cuidam do suprimento de sangue e oxigênio para o coração poder trabalhar. O infarto acontece quando essa circulação é obstruída por placas de gordura, colesterol, cheese salada, picanha, torresmo e outros quitutes. O risco será maior ou menor de acordo com o tamanho da área afetada no coração. Mas uma coisa é certa: banho de sol com pijama na Santa Casa.

É a que se desenvolve em pessoas com aumento de peso e mais de 40 anos. A melhor forma de avaliar o aumento de peso é pelo IMC (índice de massa corpórea), obtido pela fórmula:

Acidente Vascular Cerebral (AVC), que é a falta de oxigenação do cérebro por rompimento do vaso (derrame) ou falta de sangue por espasmo. Geralmente por fatores de hipertensão arterial e alteração gordurosa no sangue.

Resultado:

até 24,99 – normal. 25 a 29,99 – acima do peso. acima de 30 – obesidade.

ALTERAÇÕES PARA DIAGNÓSTICO DA SÍNDROME METABÓLICA

TRATAMENTO

Glicose maior ou igual a 100 mg/dl

Colesterol HDL menor ou igual a 40 mg/dl para homem e menor que 50 para mulher

O seu tratamento teve ter como objetivo estimular mudanças no estilo de vida que promovam a redução de peso.

Colesterol LDL maior que 130

Triglicérides maior que 150 mg/dl

Cintura maior que 102 no homem e 88 na mulher (na linha do umbigo)

Pressão arterial maior que 130x85mm. Por exemplo, 140x90 mmHg.

Chega! Até a próxima edição, porque agora eu vou para a academia.

Reduzir peso.

Atividade física aeróbica – pode ser caminhada, 40 minutos por dia.

Check-up anual e avaliação periódica de pressão arterial.

A COISA É SÉRIA E MERECE ATENÇÃO E CUIDADOS DE NOSSA PARTE.

Jorge Luiz Mantoan é pastor na Comunidade da Graça em São Bernardo do Campo e médico ginecologista.

março 2013 | comuna | 37


visão

Deus agindo

ponto de vista

eles andaram com Jesus

fundação CG

família

especial

CreationSwap

Jesus morreu pela nossa redenção LUIS CLAUDIO, PR.

“P

ortanto, dize aos filhos de Israel: Eu Sou o Senhor, e vos tirarei de debaixo das cargas do Egito, e vos livrarei da sua servidão, e vos resgatarei com braço estendido e com grandes manifestações de julgamento.” Êxodo 6.6

O QUE É REDENÇÃO? Há uma música antiga que fala a respeito do homem como caçador de si mesmo. Essa canção descreve bem a realidade do homem sem Deus, que vive uma vida totalmente focada em si mesmo, buscando sua própria satisfação. Dessa forma, ele acaba preso em suas vontades e desejos. Isso domina o homem de tal forma que faz dele um escravo.

38 | comuna | março 2013

Salomão falou a respeito desta busca da satisfação em Eclesiastes. No capítulo dois, após mencionar várias coisas que fez para seu deleite, ele chegou à conclusão de que tudo era perda de tempo. Salomão foi uma vítima de seus próprios desejos – isto é, se tornou um escravo. Salomão experimentou o que vive o homem de nossos dias, que tenta a todo custo alcançar a felicidade, numa busca desenfreada e sem limites pela sua satisfação. E nem percebem que estão presos a isto. O homem, desde a queda, tornou-se um escravo. E, por isso, precisa ser redimido a fim de experimentar verdadeira libertação. Redimir significa resgatar ou ser liberto de um cativeiro ou escravidão. Tem a ver com sermos livres das afli-

ções que as circunstâncias da vida nos impõem, tanto em decorrência dos pecados que cometemos quanto dos pecados que cometem contra nós.

POR QUE PRECISAMOS SER REDIMIDOS? Jesus foi claro quanto à condição do homem sem Deus: “Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado.” (João 8.34). Por ser um pecador por excelência, o homem então é um escravo. O apóstolo Pedro também cita a condição do homem sem Deus: “O homem é escravo daquilo que o domina.” (2 Pedro 2.19).

s


sonhospossíveis

liderança

capa

comunidade

Podemos ser escravos de várias coisas: comida, bebida, sexo, mentira, orgulho, arrogância, nosso corpo, Internet, dinheiro, celular, carro, namoro, filhos, casamento... Enfim, tudo o que nos domina, nos escraviza.

COMO DEUS NOS REDIMIU? Uma coisa é certa: não há como pagarmos o preço pela nossa própria salvação (Salmo 49.7-8). Por isso, Deus providenciou o resgate pelas nossas vidas, enviando Seu filho Jesus Cristo; e através do Seu sangue derramado, garantiu nosso resgate. “Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado.” 1 Pedro 1.18-19 Fomos resgatados – comprados – por um alto preço (1 Coríntios 6.20). Fomos redimidos através do sacrifício vicário de Jesus. Ele pagou o preço pelo nosso resgate: Sua morte pela nossa vida, Seu sacrifício pelo nosso resgate, Seu sofrimento pela nossa liberdade.

QUANTO CUSTA A NOSSA REDENÇÃO? A grande e maravilhosa verdade é que, para nós, a redenção não custa nada; porém, para Deus, custou tudo. Deus, pelo Seu infinito amor, entregou Jesus por nós. Agora, cabe a nós crer em Jesus Cristo como nosso único e verdadeiro Redentor. “Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.” Romanos 3.24

saúde

igreja família

“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie.” Efésios 2.8-9

COMO ISTO SE APLICA A NÓS? Por causa da redenção proporcionada por Cristo, nada mais pode nos prender. O mal até pode nos tentar, mas por não sermos mais escravos, nos tornamos capazes de dizer “não” e recusar a fazer as mesmas coisas que fazíamos antigamente. As tentações continuarão. A decisão de cedermos ou não continua sendo nossa. Mas a capacidade de resistir vem do alto. Por isso, a questão é aprender a confiar em Deus e não mais em nós mesmos. Não podemos ser salvos pelas nossas forças, mas só pela fé em Jesus Cristo, e por Sua graça (Romanos 3.21-26).

DO QUE FOMOS REDIMIDOS? 1. Da maldição da lei Por não obedecermos aos mandamentos (leis) de Deus, estávamos debaixo de maldição. Mas “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro.” Gálatas 3.13 2. Das trevas e dos pecados Sem Deus, andávamos na escuridão. Mas Deus “nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor; em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados.” Colossenses 1.13-14

texto e contexto aconteceu 3. Da nossa natureza carnal A nossa antiga natureza carnal nos impunha suas vontades e desejos. Porém, “os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências.” Gálatas 5.24 4. Do mundo O mundo nos seduzia com toda sorte de prazeres e alegrias. Esse sistema maligno corrompe e escraviza o homem. Mas, através da redenção em Cristo, somos livres de tudo isso e podemos declarar junto com Paulo que “longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo.” Gálatas 6.14

VOCÊ JÁ FOI REMIDO OU AINDA É ESCRAVO? A Bíblia diz para nós nos examinarmos (1 Coríntios 11.28). Devemos ser muito sinceros em nossa avaliação. Isso fará com que tomemos decisões corretas. Não precisamos viver mais como escravos de nossas paixões e desejos. Podemos viver uma vida livre e saudável em Cristo Jesus. Ao buscar a felicidade em Cristo, encontramos a nossa verdadeira liberdade. “E se lembravam de que Deus era a sua rocha, e o Deus Altíssimo o seu Redentor.” Salmo 78.35 Luis Claudio Botelho é pastor de jovens na Comunidade da Graça em São Bernanrdo do Campo. É casado com Adriana e pai de dois filhos.

março 2013 | comuna | 39


visão

Deus agindo

ponto de vista

eles andaram com Jesus

fundação CG

família

especial

Divulgação

Novo nascimento: fator de multiplicação CARLOS ALBERTO ANTUNES, PR.

D

a última edição, ao focalizar alguns dos motivos pelos quais existem Células que não se multiplicam, terminei mencionando um deles que para mim é o crucial: o líder falha em levar os membros do seu grupo a uma verdadeira experiência de novo nascimento. Sem esta experiência, indispensável para que eles não permaneçam debaixo da lei do pecado, não há regeneração e eles nem podem experimentar o Reino de Deus em seus corações. No início, quando ouvem o evangelho e se entregam a Cristo, estão cheios de alegria e entusiasmo, mas quando veem as lutas e tentações, como ainda não estão solidamente alicerçados na Palavra da cruz, acabam vivendo continuamente em tribulações e perdem o desafio inicial de seguir a Jesus e fazer discípulos. Para que os membros da Célula experimentem o novo nascimento, o líder,

40 | comuna | março 2013

ou seus auxiliares precisa explicar, com clareza, paixão e em minúcias, o evangelho completo que nos anuncia não só o perdão dos pecados, mas também a libertação da lei do pecado. Para isso, além da Palavra de Deus, temos como material de ensino as apostilas do Encontro de Vida Vitoriosa, o Formando Discípulos e os livros O Projeto Eterno de Deus (Pr. Carlos Alberto) e Os Feitos Notáveis da Cruz (Pr. Antunes). Alguém que não tenha experimentado a regeneração, através da sua inclusão na morte e na ressurreição de Cristo, não conseguirá viver e praticar os valores da Visão: relacionamento com Deus, com a família, com os irmãos, com os não cristãos e de discipulado; e muito menos se disporá a desenvolver o desafio de cumprir a sua missão de, no futuro, dar a vida por pessoas, evangelizando, fazendo discípulos e liderando Células.

Além do mais, após o novo nascimento, essas pessoas não só precisam passar pelo batismo nas águas, mas também receber o batismo no Espírito Santo, com a ajuda do seu líder e de toda a Célula. Assim sendo, as experiências básicas iniciais para uma vida cristã abundante são: arrependimento e novo nascimento, batismo nas águas e batismo no Espírito Santo: “Jesus respondeu, e disse-lhe: na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus.” João 3.3 “Mas, recebereis o poder do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunha tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da Terra.” Atos 1.8 “E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, cada um de vós seja batiza-

s


sonhospossíveis

liderança

capa

comunidade

do em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo.” Atos 2.38 Se as pessoas que o Senhor enviar às nossas Células não tiverem estas experiências, não serão cristãos plenamente vitoriosos e não se tornarão futuros líderes, o que impedirá totalmente a multiplicação das nossas células. Então, se quisermos discipular vidas, que comprovadamente ainda não tiveram estas experiências, cometeremos a loucura de querer edificar pessoas em desacordo com a planta do Sábio Arquiteto, que é o Senhor Jesus Cristo. Então, o líder, seu auxiliar, ou alguém com experiências e maturidade necessárias, além de encaminhar essas pessoas ao ‘Encontro Vida Vitoriosa’, precisam, antes e depois, sentar com elas fora do encontro da Célula, de preferência individualmente, e abrindo as Escrituras e nossos materiais de ensino, compartilhar, em minúcias e na dependência do Espírito, as maravilhosas notícias do Evangelho de Cristo, começando pelo Projeto Eterno de Deus. Tenho feito assim na Célula que sirvo, de acordo com os princípios da nossa Visão e por isso, neste ano, pela graça de Deus, 10 dos nossos membros cursarão o CTL. Glória a Deus! Quero também compartilhar uma síntese desse poderoso evangelho que tem sido apresentado para os alunos do CTL, para pastores e líderes em geral, e no recente seminário “Renovando a Visão”. O evangelho precisa ser apresentado, de preferência, nesta ordem: 1) O Projeto Eterno de Deus, que encanta as pessoas pela sublimidade do plano original de Deus para suas vidas; 2) O Pecado e suas consequências, mostrando como esta lei maligna degenerou a humanidade; 3) O Sacrifício de Cristo, nos incluindo em Sua morte, ressurrei-

saúde

igreja família

texto e contexto aconteceu

ção e exaltação, para que elas conheçam as imensas riquezas do amor e da graça de Jesus, para salvá-las e transformá-las em novas criaturas. Tudo isso deve ser seguido pelo desafio do arrependimento, da fé e da confissão da Palavra. Só assim as pessoas experimentam o milagre do novo nascimento e voltam ao Projeto Eterno de Deus. O próximo passo é o desenvolvimento através do Trilho de Treinamento (discipulado e ensino), com o desafio de serem futuros líderes, garantindo a multiplicação de nossas Células! O Projeto Eterno de Deus: de acordo com Gênesis 1:26-28, Deus criou o ser humano para ser moralmente semelhante a Ele, refletir a Sua glória, implantar o Seu reino aqui na Terra e gerar, para Ele, uma grande descendência de filhos semelhantes a Jesus. As consequências do pecado na vida humana: o Pecado é uma lei espiritual maligna criada em Lúcifer que fez com que o espírito do homem morresse, sua alma passasse a ser totalmente egoísta, e seu corpo controlado por uma natureza que se tornou inimiga de Deus, rebelde e pecaminosa, que é a natureza carnal (Romanos 7:14-23). O Sacrifício de Cristo: as riquezas da misericórdia de Deus e o seu grande amor por nós O levaram a sacrificar seu próprio filho Jesus, na cruz do Calvário, para nos dar uma poderosa salvação que, além de incluir a remissão (perdão) dos nossos pecados, a cura divina, a quebra de maldições e muitos outros benefícios, também conquistou para nós o milagre da regeneração (João 3:3-6). A Bíblia nos declara que para nos gerar de novo, Deus nos incluiu: • Na morte de Jesus, quando foi aniquilado o pecado, nosso velho ho-

mem egoísta foi com Ele crucificado e fomos despojados da natureza carnal pela circuncisão de Cristo (João 12:32; 2 Coríntios 5:14; Hebreus 9:26; Romanos 6:6 e Colossenses 2:11). •

Na ressurreição de Cristo, quando Ele nos deu um novo coração e um espírito novo, para que pudéssemos ser cheios do Espírito Santo (Efésios 2:1-6; 1 Pedro 1:3 e Ezequiel 36:26-27).

Na exaltação do Senhor, quando Ele nos fez assentar com Cristo nos lugares celestiais e derramou sobre nós o Espírito Santo (Efésios 2:6; Colossenses 3:1-4; Atos 2:33-38 e Efésios 4:7-8).

O Projeto Eterno de Deus restaurado: quando o ser humano, arrependido, crê em seu coração nestas verdades do evangelho de Jesus e as confessa com a boca, ele experimenta o milagre do novo nascimento e o cumprimento do Projeto Eterno de Deus para sua vida. Ele readquire, em Cristo, a semelhança do Senhor, o reino (governo) de Deus se torna visível nele e por isso será muito bem sucedido na multiplicação dos discípulos de Jesus (Romanos 10:9-10; 2 Coríntios 3:18; Atos 11:24 e Mateus 28:18-20).

Carlos Alberto Antunes é pastor na Comunidade da Graça Sede, Diretor do Centro de Treinamento de Líderes, É casado com a pastora Vanda, e é pai de 5 filhos.

março 2013 | comuna | 41


Divulgação

aconteceu

Bezerra Jr. e Patrícia participam de encontro com Barack Obama

O

pastor e deputado Carlos Bezerra Jr. e a vereadora Patrícia Bezerra receberam convite do Senado norte-americano e participaram de encontro entre importantes parlamentares cristãos e o presidente Barack Obama, EUA (na mesma viagem, Bezerra Jr. participou de audiências e reuniões com autoridades mundiais no combate ao trabalho escravo, ver matéria na pg. 10). O evento, tradicional no calendário político dos Estados Unidos, está em sua 61ª edição e marca o início de cada mandato presidencial do país. Parlamentares, ministros e lideranças empresariais e religiosas de mais de 100 países reuniram-se para discutir parcerias e boas práticas legislativas sob perspectiva cristã.

Aniversários mais que especiais

A

Comunidade Sede comemorou 47 anos de vida conjugal dos pastores Carlos Alberto e Suely. Bodas de Jaspe – uma pedra que muitos judeus acreditam ser a primeira pedra fundamental da nova Jerusalém. Mas não parou por aí. A pastora Suely Bezerra também foi a grande homenageada por mais um ano de vida completado no dia 29 de janeiro. Aos nossos pastores, nosso desejo de vida longa e abençoada.

42 | comuna | março 2013


marรงo 2013 | comuna | 43


aconteceu

Acampamento de Jovens

O

mês de Fevereiro foi muito especial para os jovens da Sede. Aconteceram dois acampamentos simultâneos. Um em Valinhos, no Hotel Fonte Santa Tereza, reunindo jovens solteiros. Enquanto isso, em Porto Feliz, casais recém-casados, noivos e namorados desfrutavam da mesma bênção do tema JUNTOS PARA UMA MISSÃO. Os pastores Wagner e Osmar, apoiados pelos amigos Elton, Carmem, Gabriel, Karen, Cauê, Priscila, Guga, Juliane e muitos outros, propuseram temas extraídos do livro de Efésios. Foi pura bênção. Ano que vem tem mais!

Nossas missionárias

O

pastor Carlos Alberto, junto com toda a Comunidade Sede, orou pelas queridas Miriam e Débora Coelho. Além da contribuição que deram no trabalho na Penitenciária Feminina, elas estão engajadas num plano missionário junto à Missão Antioquia, com destino à Bolívia.

FOTOS E COMENTÁRIOS DE QUEM ESTEVE LÁ Amigos preciosos

44 | comuna | março 2013

@fernandestha

Acampamento de Jovens 2013

@super_paulo

Acamps 2013, amigos mais chegados que irmãos. @valentesz


anunciantes

marรงo 2013 | comuna | 45


anunciantes

classificados SHALLON ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE

VENDO PNEUS REMOLD Ótimos preços Até 4 x no cartão

ADMITO EMPREGADA DOMÉSTICA

Com registro (CLT), VT e cesta básica. De 2º a 6º feira - Bairro Guilhermina Esperança (11) 9 9683 9311 marta@ estampariasaojose.com.br

CORRETORA DE SEGUROS - MARLI mrahij@terra.com.br

Escrituração: Contábil, processamento de dados R. Jacirendi, 391 Tatuapé/SP 2296 4658 / 2294 4527 Contato: Clóvis

Milton 9478 4937 Nextel 7832 9068 105*108051

JOTAS REFRIGERAÇÃO

LOJA COMUNA

CONFERÊNCIA 2013

ANUNCIE AQUI

Compre pela internet os produtos da Comunidade da Graça - ótimos descontos e opções de presente! Acesse: www.lojacomuna.com.br

FAÇA SUA INSCRIÇÃO PARA A CONFERÊNCIA INTERNACIONAL 2013 DA COMUNIDADE DA GRAÇA PELO SITE: http://www.comuna.com. br/eventos

Interessados em anunciar na próxima edição: midia@comuna.com.br 11 3588 0575

Geladeira, Ar Condicionado, MicroOndas, Etc Instalação De Ar Split Manutenção Periódica Disponível Orçamento Sem Compromisso 011 2382-0862 97022-0061

46 | comuna | março 2013

2097-3068 99556-4956 www.rahijnunesseguros. com.br



Revista Comuna 37