Page 1

BRAZILIAN NEWSPAPER T H E

B R A Z I L I A N

N E W S P A P E R

ANO I - Nº40 | www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 5 DE JANEIRO DE 2006

De olho na balança

VIOLÊNCIA E PRECONCEITO

Os donos de sites especializados em dietas comemoram as festas de fim de ano em dobro. Depois de tanta comida, é hora de se fazer uma dieta para perder o excesso de peso que chega com as ceias do Natal e do ano novo. Quem não está satisfeito com aquelas gordurinhas na cintura pode emagrecer de um jeito saudável e sem riscos. Saiba como em Saúde 13

Cartada Milionária O mega-empresário Donald Trump pode se candidatar ao cargo de governador de Nova Iorque. Por enquanto ele nega, mas Trump nunca negou o desejo de ser vencedor também na política. Radar National 08

O aumento dos casos de violência envolvendo imigrantes do Brasil está deixando a polícia de Massachusetts em alerta. Uma reportagem especial de Glênio Bongiolo mostra que um brasileiro é preso a cada 36 horas em Framingham. A maioria é detida por dirigir sem Carteira de Habilitação. Em um caso chocante, um homem de 28 anos seqüestrou e estuprou uma mulher na frente do

“Sabe aquela do brasileiro...”. Comediantes famosos no Brasil vão participar de uma série de apresentações nos Estados Unidos. Claudia Rodrigues, a “Marinete” do programa “A Diarista”, será a primeira. Lazer 20

filho de apenas dois anos. No depoimento, ele disse que decidiu cometer o crime porque acreditava ter matado outra mulher durante um desacerto de drogas e sabia que precisava “curtir a vida antes de ser mandado para a prisão”. Histórias como essa acabam aumentando o preconceito contra os estrangeiros nos Estados Unidos. Saibá mais detalhes em Cotidiano 30

Ressaca amorosa Amei e fui abandonado! Parece letra de música sertaneja, mas nas verdade, para muitas pessoas, o fim de um relacionamento é como uma ferida que não se fecha. Amar, ser amada, trair ou ser traído faz parte de uma busca constante pela felicidade e que pode nunca terminar. Comportamento 14

Guia de Imóveis Está a procura de um imóvel no Brasil? Nesta edição você vai encontrar um grande oferta de casas e apartamentos na região de Governador Valadares e São Paulo. Procure em Guia de Imóveis 37

Drogas e álcool na rota do deserto Um relatório da Patrulha da Fronteira mostra que coiotes estão obrigando os grupos de emigrantes a consumirem drogas e bebidas alcoólicas para suportarem a caminhada. O aumento da vigilância e das prisões seriam os motivos que estão forçando os guias a se deslocarem mais rápido no deserto. Desnutridos e desidratados muitos viajantes acabam feridos gravemente ou morrem vítimas de colapsos. Até crianças estão sendo dopadas. O Grupo Beta, que ajuda no socorro a pessoas em perigo, afirma que mais de 500 emigrantes morreram na tentativa de entrar ilegalmente nos Estados Unidos em 2005. Imigração 26

De olho nas brasileiras Um escândalo sexual abalou a credibilidade da imigração britânica. Um funcionário denunciou que os colegas trocavam favores sexuais por vistos mais longos no país. Em um dos casos, a imigrante foi “tão bem sucedida” que conseguiu o direito de permanecer por tempo indeterminado. De acordo com o depoimento, as brasileiras eram as mais bem tratadas. Mundo 07


2 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

PUBLICIDADE


OPINIÃO

ÍNDICE

www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 5 DE JANEIRO DE 2006 |3

EDITORIAL

BRAZILIAN NEWSPAPER T H E

03 ....... OPINIÃO 04-05 BRASIL 06 ....... EUA 07 ....... MUNDO 08 ....... RADAR NATIONAL 12 ....... COZINHA SAUDÁVEL 13 ....... SAÚDE 14 ....... COMPORTAMENTO 16e17 BASTIDORES 18 ....... AGENDA 20 ....... LAZER 21 ....... COMUNIDADE 24 ....... AMERICA EM FOCO 25 ....... COMUNIDADE 26e28 IMIGRAÇÃO 29 ....... ESPORTE 30 ....... COTIDIANO 33 ....... ARTIGO 37 ....... GUIA DE IMÓVEIS 40 ....... GUIA COMERCIAL 42 ....... CLASSIFICADOS CHARGE

Em busca da notícia Todo começo de ano é um horror para quem vive de notícias. Quase não há assunto. Tudo literalmente pára e por mais que se vasculhe a internet ou as páginas de jornais e revistas dá tudo na mesma – falta fatos. A não ser que aconteça alguma tragédia. Há um ano o mundo via perplexo o resultado do tsunami, onde as ondas gigantes deixaram atrás de sí um rastro de destruição e morte. Povoados inteiros foram varridos do mapa sem o menor aviso ou condescendência, e a mídia esteve em alguns dos lugares atingidos para mostrar como está a vida depois de um ano. O que se viu foram pessoas tentando retomar o curso natural das suas existências e para tanto lutam diariamente para reconstruir suas casas ou o que sobrou delas. O que se vê agora foi novamente uma tragédia tomando conta do notíciario nos Estados Unidos com a morte de doze homens numa mina de carvão em West Virginia. E tem minas em West Virginia? Tem sim. Lamentável que se noticiou que os homens que ficaram presos depois de um acidente no interior da mina, estavam todos vivos, para logo em seguida dizer que de fato haviam morrido. É uma péssima notícia para a reputação

www.chargedodia.com.br

dos americanos e o presidente George W. Bush afirmou estar com o coração partido por causa do acidente e das mortes. E por falar em mortes, em 2005 foram mortos em ação cerca de 63 jornalistas no mundo inteiro. É o maior número em dez anos, só no Iraque foram 24 mortos, onde os centros de imprensa são atacados com ferocidade e sem a menor piedade. Até no Brasil ainda se assassina jornalistas, a exemplo de José Cândido Amorim Pinto, da Rádio Comunitária Alternativa, que foi assassinado em julho de 2005 quando chegava ao trabalho, em Carpina, em Pernambuco. Ele foi ameaçado diversas vezes por suas denúncias sobre casos de corrupção e por causa disto foi assassinado. Triste mundo que elimina quem denuncia ou repercute as suas mazelas e contradições e não se cala diante das injustiças. Os poderosos têm medo da imprensa porque ela os expõe de modo implacável e sem medo. Foi a imprensa que denunciou Richard Nixon no escândalo de Watergate – a trama pode ser vista no filme “Todos os homens do presidente” – e não restou a Nixon, que era conhecido por suas mentiras, outro caminho que não a renúncia. Foi a imprensa que expôs as falcatruas e rolos do presidente Fernando Collor de Mello e o resultado todos lembram. Foi a imprensa de verdade que não se calou diante dos desmandos dos governos militares no Brasil e por isso foi censurada. Ficaram famosos os versos de Camões nas páginas de O Estado de São Paulo, que eram publicados cada vez que um censor de plantão derrubava alguma matéria. É importante que todos saibam do verdadeiro papel da imprensa e de que o mundo verdadeiramente civilizado valoriza cada jornal, revista, jornalista e profissional que trás até o público tudo aquilo que pelo gosto de muitos ficaria escondido para sempre. As notícias publicadas e repercutidas nem sempre são agradáveis de se dar, mas são necessárias e importantes para que todos saibam o que de fato acontece. Um bom ano de 2006 a todos os nossos leitores.

B R A Z I L I A N

N E W S P A P E R

DIRETORES Pablo Melo Beatriz Leitzke EDITORES Carlos Viana Karine Porcel JORNALISTAS Juliana Melo Jehozadak Pereira DIAGRAMADOR Carlos Renato Rodrigues ARTE Danilo Lisboa ILUSTRAÇÃO Laércio EQUIPE COMERCIAL Florida Artur Rodrigues Nídia Saba Mario Júnior Massachusetts Edson Zanetti New Jersey Alessandra Poletti Jaqueline Santos Pennsylvania Ronaldo Clementino Georgia Paulo Pinheiro Juliana Pinheiro FOTOS INTERNACIONAIS Reuters Associated Press FOTOS NACIONAIS Agência Estado e Parceiros SERVIÇO DE NOTÍCIAS DO BRASIL Com autorização da Agência Estado National The Brazilian Newspaper is published by BR MEDIA LLC 720 Anderson Ave Cliffside Park - 07010 New Jersey (973) 755-1555 Toll Free 1-866-80-27272 Florida (305) 735-3943 Massachusetts (508) 532-0693 NY - CT - PA e outros estados (973) 954-2340

SUGESTÕES E PAUTAS: news@brmedia.net


BRASIL

4 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

Petrobras aparece como 113ª maior empresa do mundo Por Alana Gandra

Cinco empresas brasileiras foram incluídas no ranking das 500 maiores companhias do mundo do jornal inglês Financial Times, apresentando valor de mercado superior a US$ 130 bilhões. Dentre elas, a que obteve a melhor classificação foi a Petrobras, na 113ª posição, com valor de mercado na data de publicação do ranking (22 de dezembro de 2005) de US$ 74 bilhões. A estatal brasileira do setor de energia ficou 42 pontos acima da segunda empresa brasileira colocada no ranking FT Global, a Companhia Vale do Rio Doce, do setor de mineração, que aparece na 155ª posição. De acordo com o jornal, as maiores empresas do mundo são a General Eletric e a Exxon Mobil. As demais brasileiras relacionadas entre as 500 maiores são Ambev (313ª posição), do setor de bebidas, e os bancos Itaú (324ª) e Bradesco (465ª).

“Acordão” poderá evitar cassações O relator da CPI dos Correios, Osmar Serraglio (PMDB-PR), disse temer um acordão para impedir a cassação de deputados envolvidos no escândalo de compra de votos. Ele afirma que a população deve acompanhar os acontecimentos para evitar mais atos de corrupção. Para o parlamentar peemedebista, os partidos da base aliada têm força suficiente para dificultar o processo de cassação. Segundo o relator da CPI dos Correios, a verdadeira punição aos envolvidos em corrupção acontecerá nas eleições de outubro. Osmar Serraglio ressaltou que o relatório da CPI do Correios apresenta todas as provas de corrupção e que o presidente Lula precisa ler os dados antes de emitir algum comentário.

Aldo não crê em acordo O presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP) disse não acreditar que exista um “acordão” entre partidos para evitar cassações de parlamentares envolvidos nas denúncias de corrupção. “Não acredito e acho muito difícil que

Aldo Rebelo não acredita que exista um “acordão” para evitar cassações de parlamentares.

isso aconteça, seja no Conselho de Ética, onde o voto é aberto, e mais difícil ainda no plenário, de 513 deputados. Não acredito na possibilidade de ´acordão´ nem para a cassação nem para a absolvição de nenhum deputado”, disse. Confrontado com a possibilidade de que a absolvição do deputado Romeu Queiroz (PTB-MG), ocorrida em dezembro, já ter feito parte desse suposto acordo, Aldo Rebelo lembrou que no ano passado ocorreram duas cassações - dos exdeputados Roberto Jefferson (PTB-RJ) e José Dirceu (PT-SP)- e duas absolvições - a de Queiroz e a de Sandro Mabel (PLGO) - e atribuiu os resultados exclusivamente à opinião e ao julgamento dos deputados. Embora não tenha incluído o julgamento de deputados em plenário na pauta do período de convocação extraordinária, o presidente da Câmara garantiu que, se houver uma deliberação do Conselho de Ética sobre alguma processo, e esse processo tiver condições de ser votado, ele próprio tomará a iniciativa de colocá-lo na pauta.

Sindicalistas podem aceitar mínimo de R$ 360 Agência Estado

As centrais sindicais já aceitam uma correção do salário mínimo para algo entre R$ 360 e R$ 365, abrindo mão dos R$ 400 exigidos até o última negociação, antes do Natal, em Brasília. O governo insiste, porém, em fixar o valor de R$ 350 como limite para reajustar o mínimo que entra em vigor em 1º de maio. A próxima rodada de negociação entre governo e representantes dos trabalhadores está marcada para a semana que vem, dia 11, e os sindicalistas adiantam que não há a menor hipótese de um acordo ser firmado caso o Executivo continue sugerindo o valor de R$ 350. “O governo insistiu, na última reunião, que o valor de R$ 350 seria o teto e, no nosso entendimento, esse valor representa o piso”, relatou o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), João Felício. “Não aceitamos o valor de R$ 350 porque essa foi uma proposta lançada pelo governo, sabe-se lá de onde, sem ter sido discutida previamente conosco”, acrescentou, reconhecendo o fato de que a proposta de R$ 350 carrega consigo um aumento real de 11% do mínimo. Na opinião do presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, o Paulinho,

falta “sensibilidade” ao governo para negociar o salário mínimo em valores superiores aos R$ 350. “Isso virou uma conversa de surdos. A orientação que demos aos negociadores, e que é acompanhada pelas demais centrais, é de que não vamos aceitar o mínimo de R$ 350”, afirmou. “Ou o governo passa a ter mais sensibilidade e eleva este valor, ou paramos de vez com essa negociação e vamos debater o assunto com outro interlocutor, os parlamentares do Congresso Nacional”, ameaçou. Além do mínimo maior, os sindicalistas também não abrem mão da correção da tabela do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), que estabelece valores mínimos salariais para a cobrança do tributo e também os valores de dedução. “Não podemos imaginar uma correção menor do que 10% da tabela do IRPF. O governo Lula deve cumprir o compromisso assumido de ajustar a tabela este ano”, cobrou Paulinho. Há espaço no Orçamento, segundo João Felício, da CUT, para o governo promover as correções do mínimo e da tabela do IRPF. Para isso, explicou, bastaria reduzir o superávit primário, o montante de recursos gerados pela União para o pagamento dos juros da dívida pública.


BRASIL

www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 5 DE JANEIRO DE 2006 | 5

Candidatura de Lula à reeleição é dada como certa Agência Estado

O ministro das Relações Institucionais, Jaques Wagner, disse, em entrevista no Palácio do Planalto, que no governo Lula todos já consideram como certa a hipótese da candidatura do presidente à reeleição. Wagner ressaltou, no entanto, que a decisão de disputar o pleito neste ano é pessoal de Lula. “O tempo é dele”, afirmou. Wagner rebateu críticas da oposição ao governo e disse que na campanha eleitoral o povo vai querer comparar projetos do governo Lula com realizações de governos anteriores. “Por isso que eles (da oposição) insistem na tecla da corrupção. Mas até nisso nós combatemos mais”, afirmou Wagner, referindo-se às denúncias de corrupção no governo. O ministro criticou especialmente o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso por ter há seis meses sugerido a Lula não disputar um novo mandato. “Mal tinha começado o processo (da crise), eles (oposição) começaram a expor a vontade que tinham e tem de o presidente não disputar a reeleição”, afirmou. Wagner disse que para Lula, desafios como a disputa

eleitoral são “estimulantes”, porque o presidente gosta de superar dificuldades. “O melhor candidato do PT, eu diria único, é o presidente Luiz Inácio Lula da Silva”, afirmou. A uma pergunta se seria um desastre para o partido uma possível desistência de Lula de se candidatar à reeleição, Wagner respondeu que não. Isto porque, segundo ele, o PT tem condições de superar qualquer episódio.

Para Alckmin, Lula faz jogo de cena

Em marcha lenta: nos próximos dias, o presidente Lula aproveitará para descansar. 2006 promete ser um ano difícil para o possível candidato à reeleição.

O governador de São Paulo Geraldo Alckmin, pré-candidato do PSDB à Presidência da República, disse que vê como certa a candidatura do presidente Lula à reeleição apesar de suas sucessivas declarações de que uma decisão sobre o assunto só será tomada dentro de alguns meses. “Eu não tenho dúvidas de que o presidente vai ser candidato. Isso aí é jogo de cena”, disse Alckmin. O governador insistiu que a decisão do presidente de disputar a presidência pela segunda vez não significa que ele será

capaz de se manter no cargo. “O fato de ele se reeleger, aí é outra história”, disse. Perguntado sobre como seria concorrer com o atual presidente, Alckmin brincou: “Adversário a gente não escolhe”. Em referência à notícia de que o governo federal entra no ano eleitoral com R$ 28 bilhões disponíveis para investimentos, Alckmin disse esperar que o dinheiro não seja aplicado com fins eleitoreiros. “Há uma diferença grande entre investimento e gastança. Em investimento você tem planejamento, você tem custo baixo, você faz de maneira mais econômica, faz mais com menos dinheiro. Outra coisa é gastança. É preciso ter critério.” Ao comentar a postura do presidente de não dar nome aos companheiros de partido que o teriam traído durante entrevista exibida pelo programa Fantástico, Alckmin disse que Lula parece ter aproveitado as tradicionais brincadeiras de amigo secreto de fim do ano para criar um personagem oculto, que seria responsável pelos esquemas do mensalão e do caixa 2 do PT. “Há um traidor mas não se sabe quem é”, ironizou o governador


ESTADOS UNIDOS

6 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

Apenas um mineiro vivo Explosão em mina de carvão na Virgínia deixa 12 mortos e apenas um sobrevivente em estado grave. Comoção e revolta marcou anúncio das vítimas. Por Agências Internacionais

Apenas um sobrevivente. Esse é o saldo da explosão em uma mina de carvão na Virgínia Ocidental. Depois de algumas informações desencontradas e errôneas, que apontavam que 12 dos 13 mineiros desaparecidos continuavam vivos, as equipes de resgate anunciaram que somente um sobreviveu ao acidente, mas está em estado grave. Algumas horas antes do anúncio oficial, as autoridades envolvidas no socorro aos mineiros divulgaram que os homens haviam sido encontrados com vida. O dado, no entanto, era exatamente ao contrário. Ben Hatfield, presidente do Grupo International Coal Inc., proprietário da mina, disse que houve uma falha de comunicação. Por causa de uma explosão na segundafeira na mina Sago, do condado Upshur, 13 mineiros ficaram presos em um túnel. Na noite de terça-feira, foram encontrados os 12 homens presos no subsolo desde às

clarações de Hatfield foram recebidas contrastavam com a alegria vista horas antes, quando um homem entrou na Igreja BatisEsperança e dor ta de Sago, onde famiO anúncio da morte liares dos mineiros redos operários causou alizavam uma vigília, sofrimento e raiva entre gritando “milagre, mios parentes que aguardalagre” e dizendo que os vam ansiosos por notíci12 homens estavam vias. A empresa alega que vos. Os sinos da igreja esperou determinar quais começaram a soar e as mineiros tinham morrido pessoas celebraram. para em seguida desfaAté então, havia zer o mal-entendido, já poucas esperanças de que algumas horas antes haviam informado que Representando o governo Federal, encontrar os homens 12 sobreviveram. vivos já que, segundo Elaine Chao, secretária do Trabalho, Ao saber do engano, informou que as causas da tragédia medições, estava alto demais o nível de os parentes ficaram re- serão averiguadas. monóxido de carbono voltados e alegaram que as autoridades mentiram. Anne Meredith, encontrado dentro do túnel da explosão. filha de um dos operários que morreu, dis- Cada mineiro está equipado com um suprise que pretende processar o grupo. Vírginia mento de ar suficiente para garantir sua soDean, sobrinha de uma das vítimas, tam- brevivência por uma hora. bém acha que “eles mentiram”. As equipes de resgate disseram que acreOs familiares foram surpreendidos pelo ditavam que os mineiros estavam em um desmentido quando comemoravam em bolsão com ar dentro da mina ou em alguigrejas da área a notícia de que seus entes ma área segura. Com a morte, conclui-se estavam vivos. que eles inalaram gases tóxicos. A indignação e a tristeza com que as deO sobrevivente, Randal McCloy Junior, 6:30am. A explosão espalhou gás tóxico pela mina e vitimou os trabalhadores.

de 26 anos, foi levado para um hospital, onde chegou inconsciente e em estado grave. Sua condição foi estabilizada por meio de um tubo respiratório e ele foi transferido para um hospital maior. O International Coal Group diz que ainda não sabe explicar o que causou a explosão.

Governo americano promete investigar acidente

O governo federal prometeu que irá averiguar as “causas da tragédia”. A secretária de Trabalho dos Estados Unidos, Elaine Chao, manifestou pesar pela morte de 12 trabalhadores. “Nossos corações e preces estão com as famílias, os amigos e os entes queridos dos 12 mineiros que pereceram nesta tragédia. Nossas esperanças e orações estão com o mineiro que sobreviveu”, afirmou em comunicado. David Dye, que comanda interinamente a Secretaria de Trabalho para a Saúde e Segurança de Minas, disse que a investigação “avaliará todos os aspectos do acidente e a resposta, inclusive o cumprimento de todas as normas federais de saúde e segurança”. A mina Sago, comprada em março pela International Coal Group, recebeu mais de 200 citações federais e 144 citações estaduais por infrações das normas de segurança em 2005.


MUNDO

www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 5 DE JANEIRO DE 2006 | 7

Oficiais trocavam vistos por sexo com brasileiras Segundo investigações, funcionários de centro de imigração britânico agilizavam pedidos de brasileiras bonitas. Em troca de sexo, eles concediam visto com maior duração. Por Agências Internacionais

Uma denúncia envolvendo imigrantes brasileiras abalou a credibilidade do centro de imigração de Croydon, na Grã Bretanha. Segundo uma entrevista publicada no início da semana no jornal “The Sun”, funcionários do serviço imigratório estariam trocando vistos por favores sexuais. As brasileiras eram as preferidas e as mais visadas pelo esquema. O autor da denúncia, Anthony Pamnani, um antigo funcionário do centro de imigração localizado no sul de Londres, contou que os oficiais usam sua influência e poder para seduzir imigrantes bonitas. Principal centro de emissão de vistos do País, o centro recebe 300 mil pedidos de visto por ano. Pamnani afirmou que as brasileiras eram as “mais bem-tratadas”. Segundo ele, os pedidos das mulheres bonitas eram atendidas “em minutos”, enquanto outras ficavam horas na fila. Ele contou o caso de uma jovem que recebeu a visita de um oficial dos serviços de imigração e se envolveu com ele. Por causa disso, conseguiu um visto ilimitado para permanecer na Grã-Bretanha. “Se um brasileiro e uma brasileira viessem pedir para estender seu visto, o homem conseguiria um ano e a garota dois, mesmo se os dois tivessem o mesmo nível de documentos. A menina só tinha que sorrir, inclinar-se para a frente e ela ficaria mais”, disse Pamnani. O ex-funcionário afirmou que as mulheres feias, no entanto, pagavam pela falta de beleza e eram ridicularizadas. “Eles diziam, ‘ela é horrorosa, vamos mandá-la de volta para casa’”, acusou. “Se uma imi-

grante fosse feia, vários funcionários deixariam suas mesas e iriam rir da sua foto no passaporte. A foto seria copiada e pendurada em uma parede”, relata. De acordo com sua acusação, importantes controles eram ignorados, o que poderia facilitar a entrada de criminosos e terroristas no país. Anthony Pamnani disse na entrevista que deixou o emprego porque não aprovava o comportamento de seus colegas. Ele trabalhou durante quatro anos no centro de imigração e disse que os encontros com imigrantes eram comuns.

Fatos serão apurados O ministério britânico do Interior informou que vai abrir uma investigação sobre a denúncia publicada no site do jornal “The Sun”. “Estas acusações são graves e vou me certificar de que serão investigadas como devem ser”, reagiu o ministro do Interior, Tony McNulty. “Tenho certeza de que os funcionários da Agência de Imigração e Nacionalidade realizam suas tarefas com profissionalismo e integridade”, afirmou. “Há, obviamente, sistemas estabelecidos para que os funcionários apresentem as queixas que possam ter devido a práticas de seus colegas de trabalho e para que levem a questão adiante se sentirem que isso é necessário”, completou. McNulty também disse que o “sistema claro de procedimento” para equipe de imigração coibiria tais ações. Pamnani, no entanto, alegou ter deixado seu emprego no Diretório de Imigração e Nacionalidade porque suas advertências sobre os abusos foram ignoradas por seus superiores e por ter recebido ordens de restringir a entrada de imigrantes da Índia e facilitar a dos europeus orientais. O número de imigrantes brasileiros no Reino Unido vem crescendo muito nos últimos anos e liderando o número de expulsões ao desembarcarem nos principais aeroportos. Segundo estimativas extra-oficiais, mais de 150 mil brasileiros residem hoje em Londres e cercanias.

Estima-se que mais de 150 mil brasileiros vivam em Londres e arredores.


8 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

Trump pode candidatar-se a governador de NY Segundo o senador republicano Joseph Bruno, o bilionário Donald Trump deve se candidatar a governador de Nova Iorque, Bruno afirmou que conversou com Trump, e o magnata demonstrou interesse pela idéia de vir a governar o famoso estado norte-americano. Os assessores do empresário e apresentador se negaram a fazer qualquer comentário sobre a sua possível candidatura.

Para não ir à escola, basta nevar! O inverno na região norte dos Estados Unidos tem lá as suas vantagens. Quando neva muito, as escolas, muitas empresas e o comércio ficam fechados. Para ter um diazinho de folga, crianças e até adultos costumam fazer rituais para “fazer nevar”. “Minha professora me falou para jogar cubos de gelo em uma árvore, mas eu ainda não tentei”, diz Taylor Zelman, 8 anos. Taylor corre em volta da mesa da cozinha cinco vezes e coloca cubos de gelo na privada e puxa a descarga. “Eu quero que neve, eu quero que neve, eu quero que neve”, repete antes de dormir nos dias de inverno. O americano Chris Conti, 24 anos, em seu tempo de colégio, costumava correr em volta da casa apenas de cueca. Depois ele deitava no chão e contava até 30 para “fazer nevar”. A professora de inglês Mary Lou Purdy mantém um globo de neve em sua sala e sempre que passa por ele, o sacode. “É tão bom poder ficar embaixo das cobertas”, disse.

Gays protestam contra plebiscito Os ativistas gays americanos da Gay & Lesbian Advocates & Defenders (Glad) entraram com uma ação na Justiça para tentar barrar a realização do plebiscito cujo objetivo é reverter a decisão judicial que fez de Massachusetts o primeiro e único Estado norte-americano a legalizar o casamento gay. Desde então, cerca de 7 mil gays e lésbicas se casaram no Estado. Outros estados mais conservadores dos EUA correram para aprovar uma proibição constitucional ao casamento gay, o que já foi feito por 19 deles. A consulta popular em Massachusetts deve ser aprovada por 25 por cento dos 200 membros do legislativo estadual este ano em primeiro turno e em segundo turno em 2007. Se a proposta passar, não serão anulados os casamento já realizados.

RADAR NATIONAL

Califórnia aprova lei anti-paparazzi

Uma lei assinada pelo governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, que entrou em vigor no dia 1º de janeiro, diz que os profissionais que cometerem qualquer ato agressivo na tentativa de conseguir uma fotografia/video serão obrigados a pagar os danos da pessoa agredida e a renunciar ao lucro obtido com as fotos tiradas ou videos gravados no momento da agressão. O próprio governador foi vítima da fúria de alguns fotográfos que uma vez chegaram a fazê-lo perder a direção de seu carro em uma estrada da Califórnia.

Cobra de duas cabeças vai a leilão Uma cobra chamada We (Nós), uma albina de duas cabeças, que vive no World Aquarium da cidade de Saint Louis desde 1999, será vendida no eBay. O lance inicial é de US$ 150.000. “É uma cobra espetacular”, disse Sonnenschein, diretor do aquário. A instituição pagou US$ 15.000 pelo réptil, mesmo sabendo que a maioria das cobras de duas cabeças vive apenas poucos meses. Mas We sobreviveu e cresceu. Com quase três centímetros de diâmetro e mais de um metro de comprimento, ela tem um tamanho saudável para sua espécie e pode reproduzir. Cientistas acreditam que We ainda tem uns 10 anos pela frente.


PUBLICIDADE

www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 6 DE JANEIRO DE 2006 | 9


10 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 5 DE JANEIRO DE 2006 | 11


12 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

COLUNA

Disciplinando a rotina Acredito que a Bíblia contém todas as respostas para nossa vida. O que mais me motivou a escrever esta coluna foram as semelhanças que venho encontrando entre a Bíblia e um diferente (e certo) estilo de vida, incluindo o de se alimentar bem. Apesar das dificuldades que encontro todas as semanas para escrever os artigos – pois tenho três crianças, um restaurante para administrar, e, além dos meus afazeres cotidianos, os deveres de esposa e dona de casa como fazer compras, cozinhar, coordenar as atividades escolares dos meus filhos, etc, procuro dedicar uma parte do meu tempo para compartilhar o estilo que adotei. Venho ao longo da vida encontrando a verdade em diferentes áreas, como, por exemplo, a necessidade de manter um certo ritmo para mim e minha família. Quando dei à luz ao meu primeiro filho, mantinha um estilo de vida totalmente desregrado. Não tínhamos hora certa para comer, nem para dormir, nem para levantar; não planejávamos nossas atividades. Vivíamos na cidade de Nova York e, por isso, era muito fácil dormir tarde e acordar relativamente tarde também. Naquela época, já tinha o meu próprio negócio e eu podia iniciar o dia às 10:30 da ma-

nhã e trabalhar até às 8 da noite tranqüilamente. Tive a felicidade e a benção de mudar para fora da cidade. Mudamo-nos para uma área rural onde pudemos matricular nosso primeiro filho (ainda no jardim de infância) numa escola baseada no ensino europeu (esse modelo escolar existe também no Brasil). Nesta época, nos deparamos com uma rotina mais rígida, aconselhada pela escola. A visão principal da escola é que crianças pequenas não devem estar expostas à mídia nem a tantos estímulos. Precisam de uma rotina controlada: levantar cedo, ter hora para comer, dormir, atividades físicas, hora para descanso, ou seja, a rotina dever ser a mesma todos os dias. Hoje, os meus três filhos freqüentam esta escola e pude ver claramente o quanto é importante manter uma vida regrada, principalmente em termos de acordar cedo. Minha avó influenciou minha vida tremendamente quando pequena. O amor

Receita para crianças Em vez de levar seu filho para comer hambúrguer fora de casa, aqui vai uma receita super fácil. Compre carne moída 90% sem gordura, de preferência orgânica. Em uma tigela, misture a carne com sal. Molde um punhadinho de carne em um formato (pequeno) de hambúrguer redondinho e achatadinho. Ligue o forno no “broil” - o “broil” está no seu forno acima da temperatura mais alta. Coloque os hambúrgueres para cozinhar e não esqueça de virar para dourar dos dois lados. Para os adultos, você pode adicionar pimenta preta, temperinho verde, cebolinha cortadinha bem pequeninha para não aparecer na carne. Tenha pão específico para hambúrguer, catchup e pronto. Eu sempre coloco na mesa alguns vegetais, uma salada de tomates cortados, com “boston lettuce” (alface) e couve-flor cozida em banho-maria servida com sal e um pouquinho de manteiga. Não deixe o vegetal cozinhar demais e ficar mole.

que ela tinha por o quanto foi estressante para nossa famímim era palpável! lia. Acordar tarde, dormir tarde, comer Uma das coisas que fora de hora... as crianças ficam confume lembro clara- sas, dá um certo ar de desordem. Existimente era a rigidez am horas que eu e meu marido ficávada sua rotina. Ela se mos perdidos no que fazer, e realmente levantava às 5 da pude ver o quanto é horrível iniciar o dia manhã, o almoço era depois das 10 da manhã. Parece que o servido às 11:30 da dia não rende. manhã e às 3 horas Acabei, portanto, encontrando conforda tarde (em ponto) to neste versículo de Marcos, pois comela passava as roupas. Minha avó teve preendi que para orar às 4 da manhã você uma morte tranqüila, dormindo, sem apre- precisa ir para a cama cedo, ter disciplisentar problemas de saúde, “morte natu- na, fazer sacrifícios e isso inclui abrir mão ral”, como diriam alguns. Acredito que tudo de certas atividades. Quando meus filhos isso foi conseqüpassam das 10 da noite ência de uma roacordados, eles adquitina controlada, “De madrugada, quando rem uma maneira super principalmente no ainda estava escuro, Jesus “grumpi”- chata de ser. que tange a levan- levantou-se, saiu de casa e O maior presente que tar cedo. Creio pode dar ao seu fifoi para um lugar deserto, você também que Jelho e a si mesmo é uma sus não ia dormir onde ficou orando”. vida regrada e disciplià meia noite e se Marcos 1:35 nada. Nada de ficar acordado até tarde, pois levantar às 10 da o descanso anda de manhã. Resolvi escrever sobre “rotina”porque mãos dadas com a saúde. Dormir tarde meus filhos estão de férias nesses últimos só traz desgastes para você e sua família, 10 dias com o recesso do natal. A rotina e isto já foi até comprovado pela ciência. Graça e paz! lá em casa ficou super “relax” e pude ver

Sobremesa para crianças Corte morangos em fatias. Distribua os morangos em copos pequenos de vidro para um visual legal. Salpique um pouco de açúcar em cada copo. Compre uma caixinha ou garrafinha de “heavy cream” e com um batedor manual “wisker” ou em uma batedeira bata o “heavy cream” até obter um creme firme. Adicione, aos poucos, um pouco de açúcar e pronto. O creme fica tipo chantilli – porém, é preferível você fazer o chantilli desta maneira do que comprá-lo pronto, pois você não corre o risco de ingerir os muitos conservantes e outras coisas mais que os enlatados oferecem. Lembre-se: “heavy cream” nos Estados Unidos não é creme de leite. A tradução é a mesma, mas o sabor é bem diferente. Distribua o creme em copos e coloque um pouquinho de morango em cima do creme, formando assim um visual maravilhoso que nenhuma criança irá resistir!

Dica da Semana Criança feliz precisa de atividades infantis e não adultas. Nada de ficar acordado até tarde. Tenha uma vida regrada e disciplinada. Busque mapas de parques estaduais ou federais que contêm trilhas para fazer caminhadas de impacto baixo, médio ou alto. Leve seus filhos para fazerem atividades físicas. Ser mãe é abrir mão de muitos dos nossos desejos e sacrificar nosso querer para prover uma vida de acordo com o ritmo do sol, da natureza e da bíblia, até mesmo para nossos filhos. Desligue a televisão!!!

*Comentários, sugestões e dúvidas para a colunista Luciane Gilan através do e-mail: cozinhasaudavel@yahoo.com


SAÚDE

www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 5 DE JANEIRO DE 2006 | 13

Hora da virada Depois dos excessos do final do ano, nada melhor do abandonar maus hábitos e dar atenção especial à dieta alimentar. O frio não é desculpa para descuidar da saúde e atacar chocolates e outras guloseimas. Por Juliana Melo

Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos entre os grandes sites de dietas mostrou que antes e depois do período de festas aumenta muito o número de pessoas buscando ajuda e informações para re- Depois das festas, peso na consciência e na balança motivam cuperar a forma. Com os dietas e mudanças nos hábitos alimentares. excessos do final de ano, os quilinhos a mais são inevitáveis. Para tecer; engordar pode ser sinônimo de sinal piorar a situação de quem briga com a ba- verde para algumas doenças crônicas que lança, o inverno é o período propício para atrapalham a vida de qualquer um. atiçar aquela “fome de leão” que derruba Segundo a nutricionista Luciana energia para manutenção da temperatura qualquer possibilidade de dieta. Becher, algumas dicas simples podem tra- corporal e isso é um ponto a favor de Mas, afinal, é possível manter a forma zer grandes resultados. “Fazer dieta no quem quer se livrar do peso extra”, afirno inverno? A professora Andréa Gouveia inverno parece bem difícil, mas não é. ma. A profissional explica que praticar diz que sim. Há três anos, ela controla rigo- Nessa época, o organismo gasta mais atividades físicas, buscar alimentos merosamente a alimentação. “Vivia brigando com meu peso, porque não resisto a chocoDICAS PARA MANTER A FORMA NO INVERNO late e outras comidas quentes e calóricas. Resolvi mudar. Sigo uma alimentação con Substitua a manteiga pela margarina  Se não der pra fugir do chocolate, trolada e pratico atividades físicas”, conta. prefira o tipo amargo. Além de ter baixo Em vez de deixar de comer alguns ali Prefira maionese que não contenha teor de gordura, o chocolate amargo é mentos, Andréa prefere experimentar em gema de ovo na composição rico em polifenóis que atuam como pequenas porções. “No frio a gente tem  Evite pizzas que contenham embutiantioxidantes muita vontade de comer coisas apetitosas, dos, bacon e queijos gordos. Prefira as então, eu prefiro ter hábitos saudáveis em  Troque o leite integral que tenham apenas um tipo de queijo e 95% do tempo. Com isso, posso de vez pelo desnatado que levem verduras e legumes na em quando extrapolar e comer um pouco composição  Prefira iogurtes desnatados e de refeições mais calóricas”. queijos brancos (ricota, cottage,  Para massas, prefira molhos à base Cuidar da saúde e conservar o bemmussarela de búfala ou requeijão 0% de tomate àqueles à base de manteiga, estar no rigoroso frio americano, resistinde gordura), tanto para consumo direto creme de leite, leite integral e queijos do à tantas comidinhas e lanches saboroquanto para uso em receitas gordos sos exige determinação e persistência. É  Controle o consumo de gemas de  Consuma frutas e hortaliças (verdumelhor, no entanto, começar a mudar já. ras e também legumes) à vontade, sem ovos, mesmo em receitas culinárias falta, no almoço e jantar, diariamente  Não se deixe enganar! Os produtos Fome de Leão  Exercite-se! Para manter saudável o light, apesar de serem menos No frio, o organismo gasta mais enersistema cardiorespiratório, evitar o calóricos, se consumidos em excesso gia para manter a temperatura do corpo. ganho de peso, e também manter tudo podem se transformar em gordurinhas Por causa disso, necessitamos de 20% a durinho. Faça adaptações das atividaextras também 30% mais calorias do que nos dias quendes praticadas no verão: caminhe na tes. Essa é uma boa explicação para atacar  Em vez de molhos cremosos opte esteira dentro de casa, faça aquele bolo de chocolate, certo? Errado. por molhos de tomate que são ricos hidroginástica ou natação em piscina Algumas pessoas ultrapassam o acréscimo em licopeno que previnem o câncer. aquecida, pratique esportes de quadra calórico e deixam de lado as atividades fíIncremente com ervas naturais e coberta ou danças de salão sicas. A combinação é fatal. Aumento de frescas que também contém compos(Fonte: Instituto de Medicina peso e excesso de gordura no sangue são tos bioativos que reforçam as defesas Biomolecular e Revista Boa Forma) os menores problemas que podem acon-

nos gordurosos e beber muito líquido complementam a lista de hábitos saudáveis nessa época. “Sopas e caldos esquentam e podem ser feitos com alimentos leves, como legumes e folhas, o que deixa a alimentação rica em nutrientes e reforça as defesas naturais do organismo. É importante também praticar uma atividade física e tomar muito líquido, para manter rins e intestinos funcionando e livres de toxinas”, recomenda. Para fugir das calorias, a sopa deve ser enriquecida com carnes magras, legumes batidos em vez de creme de leite ou massas, e pão integral para acompanhar. Luciana explica que tomar chás de folhas é uma boa pedida para quem não tem o hábito de beber muita água. “Você queima calorias, se mantém aquecido e hidratado”. Livrar-se do excesso das festas de Natal e de Ano Novo é importante para manter o bem-estar. Nas primeiras semanas de janeiro, nutricionistas recomendam que se evite alimentos ricos em gordura, como frituras, alimentos industrializados, lanches e doces. Quem abusou da bebida alcoólica tem ainda mais motivos para fugir das refeições gordurosas. Afinal, em função das toxinas ingeridas nesse período, o fígado fica sobrecarregado e tem muito trabalho para metabolizar o resultado de tanta gula.


COMPORTAMENTO

14 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

Amores mal-resolvidos Relacionamentos complicados que terminam inexplicavelmente são responsáveis, na maioria das vezes, por paixões platônicas que resistem ao tempo e aos foras.

maravilhoso, mas não é. Ao perceber que se está alimentando um amor complicado, a pessoa tem que gostar mais de si mesma para interromper esses sentimentos e recomeçar, ou então, um amor que parecia lindo torna-se destrutivo e fonte de angústias que nunca acabam”, enfatiza.

À espera do amanhã

Por Juliana Melo

O publicitário Lúcio Moraes, 36, conserva os sentimentos por Patrícia, uma antiga namorada, há oito anos. No final dos anos 90, ele se mudou para a Califórnia em busca de novas oportunidades de trabalho. Três meses depois da viagem, a relação não resistiu e eles acabaram o namoro por telefone. Até hoje, Lúcio não se conforma com o rompimento e sempre que pode busca notícias de sua amada. “Ligo para a família para saber como ela está, deixo recados em sua página no orkut e mando e-mails dando sinais do que sinto”, conta. Patrícia, por sua vez, está noiva no Brasil e não reage às investidas. “Na maioria das vezes ela me ignora, mas é a única forma que tenho de ficar um pouco mais próximo”. Para Lúcio, a antiga namorada é um “fantasma” que o incomoda, mas que ele não consegue vencer. “Por mais que eu tente me desligar, sempre penso nela; sei que isso me atrapalha, pois não consigo me entregar a uma nova relação como deveria. Gostaria muito que ela estivesse aqui comigo”, afirma. Mas o que leva um amor a resistir por tantos anos? Para a psicóloga Cristiane Pucca, a paixão que Lúcio nutre por Patrícia é um típico exemplo de “amor mal resolvido”. “Histórias que são interrompidas inexplicavelmente podem gerar um misto de ilusão, expectativas, frustração, levando, até mesmo, à depressão”. Tantos sentimentos têm origem na idealização do futuro que não aconteceu. “Costumo brincar que idealização e paixão são mais que parceiros de rima. São também companheiros, sentimentos que caminham juntos e que, às vezes, podem embaraçar o bom senso das pessoas”, explica.

vice-versa, com isso, ficam apegadas a histórias que já passaram, mas que continuam vivas porque são alimentadas diariamente em forma de lembranças e sonhos”, analisa. Há muitas formas de acabar com um “amor mal resolvido”, segundo a psicóloga. “O ideal é que a pessoa enfrente a realidade, procure a pessoa, tente conversar, entender o que aconteceu; percebendo que a vida tomou outro rumo, deve-se levantar a cabeça e seguir em frente. Se isso não for possível, nada melhor do que apaixonar-se novamente. Um novo amor tende a apagar as lembranças do passado e a elevar a auto-estima”, garante.

É preciso resolver

Volta por cima

De acordo com a psicóloga, desligarse de uma paixão exige tempo, alta dose de discernimento para entender o que motivou o fim da relação e superação. O problema é que nos casos dos “amores mal resolvidos” algumas etapas não podem ser passadas. “É preciso compreender para reagir. Esses casos que acabam sem explicação tendem a perdurar por longos anos porque a pessoa não entende o que aconteceu e, muitas vezes, não consegue reinventar o presente porque continua ligada a um passado de muitas expectativas”, opina. A distância física e as carências que acometem os imigrantes agravam o problema. “O cotidiano americano é muito agitado e algumas pessoas não reservam um tempo para cuidar de questões pessoais; limitam-se a ir da casa pro trabalho e

Angélica Bitencourt, 29, se diverte quando lembra da paixão que sustentou por Fábio. Na época que se conheceram, Fábio estava se separando e pronto para viver uma nova relação. Angélica se entregou de “corpo e alma” para aquele que viria a receber o título de “amor de sua vida”. Apesar de estar feliz com ela, Fábio não conseguia se desligar de sua família e entrou em conflito quando colocou na balança sua nova relação, a ex-esposa e os filhos. No meio de tantas dúvidas, ele optou ficar com a família e a deixou a “ver navios”. “Fizemos planos e tínhamos tudo para continuar juntos. De uma hora pra outra ele mudou, ficou três dias sem dar notícias, e quando reapareceu simplesmente disse que não poderíamos continuar, pois tinha que seguir outro caminho. Não fez questão de dar muitas explicações, apenas

sumiu da minha vida”, conta. A enfermeira sofreu, chorou, tentou reatar, tudo em vão. Passou mais de oito meses lamentando o fim da relação, sem disposição para conhecer uma nova pessoa. Um dia acordou e fez um pacto consigo mesma: iria passar uma “borracha” em tudo o que tinha acontecido. “De repente, percebi que tinha jogado um tempão da minha vida pensando em alguém que preferiu se agarrar a uma convenção em vez de ser feliz. Pensei: ele não me merece e segui em frente”. Ela avalia que é preciso saber o momento de interromper a ilusão e enfrentar a realidade. “Tudo foi lindo e poderia ser

A maior dificuldade em combater um “amor mal resolvido” é a esperança de que um dia ele se resolva. Histórias de amor como as contadas nos cinemas, também acontecem na vida real e funcionam como combustível para alimentar desilusões amorosas. A manicure Carlinda Gomes, 41, casouse, teve duas filhas e reencontrou seu primeiro namorado no ano passado, 23 anos depois da última vez que se viram. “Terminamos o namoro porque ele se mudou para Minas Gerais e meus pais não permitiram que eu o acompanhasse”, lembra. Há seis meses, uma tia lhe deu notícias de Pedro, comentando que ele sempre perguntava como ela estava. Prestes a se separar do ex-marido, Carlinda a autorizou a passar seu telefone ao antigo amor. Desde então, reataram o namoro, se encontraram e estão planejando viver juntos. “Nesses anos todos, o amor ficou adormecido, mas não morreu. Tinha certeza que um dia nos reencontraríamos e daríamos continuidade àquela história que foi interrompida subitamente. A sensação é de finalmente estar cumprindo um destino que estava reservado”, fala. Se para alguns a história termina com final feliz, para outros, o fim não é tão romântico. Viver o presente é a alternativa mais segura. “O passado tem que ser mera referência, não deve guiar nossa vida. A gente tem que olhar pra trás, superar aquilo que não saiu como gostaríamos, erguer a cabeça e seguir em frente”, finaliza a psicóloga. “Se lá na frente houver um reencontro, ótimo. O importante é não esperar que isso aconteça, para que não haja frustração”.

Terapia on-line “Essa comunidade é pra quem tem um amor que ainda não foi resolvido”. Se você se identifica com essa frase, o lugar certo para compartilhar sua história, angústias e expectativas é o Orkut (www.orkut.com). Paixões platônicas, intensas e fulminantes são contadas por pessoas de todas as idades e estilos. Analisando a quantidade de membros em cada grupo, chega-se à conclusão que todo mundo viveu ou conhece alguém que tenha vivido um caso de difícil solução. Compartilhar experiências funciona quase como uma terapia. A universitária Veridiana Paiva, 24, acha importante participar dessas comunida-

des para “preservar as amizades”. “Sou apaixonada por uma pessoa há três anos. Meus amigos já estão enjoados das minhas histórias e da minha espera que nunca acaba. Pelo menos no orkut, eu desabafo, leio casos piores que o meu e me solidarizo com pessoas que sabem o que eu passo. E o melhor de tudo: não perco meus amigos, afinal, ninguém merece ouvir quinhentas vezes o mesmo blá-bláblá”, brinca. O maior dos grupos tem 189.350 membros. Há pelo menos quinze comunidades na rede de relacionamentos, específicas para quem tem um “amor mal resolvido”.


PUBLICIDADE

www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 5 DE JANEIRO DE 2006 | 15


16 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

BASTIDORES

Mais uma estrela De acordo com a assessoria de imprensa da Rede Record, Karina Bacchi é a mais nova contratada da casa. A atriz entrará no elenco da próxima novela da emissora, chamada Cidadão Brasileiro, escrita por Lauro César Muniz. O personagem ainda é guardado a sete chaves, mas sabe-se que se trata de um papel desafiador para a atriz e que talvez, exatamente por isso, ela tenha aceitado o novo trabalho. “Cidadão Brasileiro” terá ainda no elenco: Tuca Andrada, Paloma Duarte, Gabriel Braga Nunes e Lucélia Santos.

Atacando de estilista De acordo com o jornal Catalão Sport, o craque Ronaldinho Gaúcho está se preparando para lançar a sua própria marca. A exemplo do Ronaldo, o Fenômeno, que tem a marca R-9, o atacante do Barcelona vai lançar a R-10. Ainda segundo a publicação, o irmão do jogador já acertou com o patrocinador para lançar produtos com a marca, que ainda não tem um logotipo desenhado. A intenção é lançar a marca – já registrada em abril, antes da Copa do Mundo. O primeiro produto a ser colocado no mercado foi a chuteira Gold Tiempo Legend. Como propaganda, ele gravou um vídeo em que acerta quatro vezes o travessão, sem deixar a bola cair no chão.

Dos gramados para os quadrinhos Depois de ganhar o mundo como me-

Record estréia Monk No dia 27 deste mês a Rede Record estréia a premiada série Monk. Serão 12 episódios, no total. O programa narra a vida de Adrian Monk (Tony Shalhoub), atualmente um detetive particular que já foi um bem-sucedido tira da polícia de São Francisco, e se tornou uma lenda por seus métodos incomuns para solucionar os mais complicados casos. Após a trágica (e não solucionada) morte de sua mulher, Monk ficou arrasado e se tornou um

obsessivo compulsivo. Sua desordem psicológica o levou a desenvolver um medo anormal de praticamente tudo: germes, altura, multidão....até mesmo de leite. Tony Shalhoub, que interpreta Adrian Monk, é um dos mais talentosos atores da atualidade e já participou de inúmeros filmes como: Pequenos Espiões, Os Impostores, Segredos do Poder, Homens de Preto, Homens de Preto II e Lua-de-mel a Três.

lhor jogador nos últimos dois anos, Ronaldinho Gaúcho agora será personagem de história em quadrinhos. O anúncio foi feito em entrevista coletiva pelo desenhista Mauricio de Sousa e o craque do Barcelona e da Seleção Brasileira, dia 28 de dezembro de 2005, em Porto Alegre. “Ele tem a combinação que precisávamos de família, personalidade, atitudes e ética, que servem de exemplo para as crianças. Queremos perpetuar Ronaldinho e seus valores, argumentou Mauricio de Sousa. Ao lado do irmão Roberto Assis, que também é seu procurador, Ronaldinho Gaúcho se mostrou emocionado com mais essa conquista em 2005. “Agradeço a Deus por estar recebendo o prêmio de ser lembrado para fazer parte das histórias em quadrinhos. Isso vai me marcar por toda a vida e por diversas gerações, disse Ronaldinho Gaúcho.

Reality Show Macaulay Culkin confirmou que participará de um novo reality show britânico, o Celebrity Big Brother, que reunirá um time de pessoas famosas sob o mesmo teto. Os executivos da TV esperam que o ator revele tudo sobre sua amizade com Michael Jackson durante o programa. Culkin, 25, foi escolhido por causa de sua problemática infância e sua amizade com o pop star Jackson, que foi inocentado de abusar sexualmente de uma criança no ano passado. Macaulay terá como companheiros de programa Dennis Rodman e Anna Nicole Smith. A mansão onde as celebridades estarão hospedadas conta com uma belíssima piscina, que fica dentro da casa, para que eles possam se divertir no local, mesmo em dias de frio.

Rapper no altar

Na passarela do samba… A ginasta Daiane dos Santos pode ser a sensação do carnaval 2006. A gaúcha, salgueirense declarada, está nos planos dos carnavalescos da Portela, Amarildo de Melo e Ilvamar Magalhães. Eles a querem no quarto carro alegórico, que trará negros bem sucedidos, como Milton Gonçalves e Camila Pitanga. Mas, Daiane também poderá estrear na avenida pelo Salgueiro. Desde que soube de seu amor pela vermelho-e-branco, a diretoria da agremiação decidiu convidá-la. Até agora Daiane não recebeu o convite oficial de nenhuma das duas escolas de samba, mas já soube do desejo dos foliões em tê-la na avenida.

Segundo a revista Star, o rapper Eminem já marcou a data do seu casamento com a ex-mulher Kimberley Anne Mathers, com quem tem uma filha, Hailie, de nove anos. De acordo com a publicação, que teve acesso ao convite de casamento, o casal trocará votos nupciais, pela segunda vez, no próximo dia 14, na presença de um seleto grupo de amigos e parentes, nos Estados Unidos. O cantor e Kimberley se casaram em 1999 e se separaram dois anos depois. Agora que se reconciliaram, já estão morando juntos e oficializarão novamente sua união.


BASTIDORES

www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 5 DE JANEIRO DE 2006 | 17

O maior de todos os tempos

Não à Plástica Naomi Campbell nega que tenha se submetido a qualquer tipo de cirurgia plástica ou cosmética, insistindo que sobriedade, exercícios e sua herança etíope são os segredos para seu visual impecável. A supermodelo, de 35 anos, odeia quando ouve rumores sobre como mantém seu rosto e seu corpo intocados pelo tempo, e jura que se trata apenas de recompensa pelo seu modo natural de viver a vida. “Eu me cuido. Não tomo álcool e me exercito duas horas por dia. Não me vejo como uma pessoa deslumbrante e estou farta de ouvir as pessoas dizerem que fiz plástica ou lipo. Não preciso disso. Os negros não envelhecem. Minha avó tem uma genética fantástica. Até hoje, só tem uma ruga”.

Na contagem regressiva para o Oscar

Leandra Leal se casa Será num cartório no sertão de Pernambuco que a atriz Leandra Leal e o músico Lirinha, líder do grupo Cordel de Fogo Encantado, oficializarão a união que já dura quatro anos. O casal ficou noivo no último Natal, sob as bênçãos de Ângela Leal, mãe de Leandra. “Eles se gostam, se dão muito bem. Fico feliz por eles. Leandra e Lirinha se casam no primeiro semestre de 2006, somente no civil, lá em Pernambuco, terra natal dele”, contou Ângela à revista O Fuxico. Segundo a publicação, o casamento será em maio.

Se 2005 já contou com grandes surpresas para a dupla Zezé Di Camargo e Luciano, por conta do lançamento do longa-metragem Dois Filhos de Francisco, esse ano então promete. Os músicos estão na expectativa da chegada do dia 31 de janeiro, quando serão divulgados os cinco filmes para concorrer ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. No elenco do filme dos sertanejos estão talentosos artistas, entre eles Lima Duarte, Paloma Duarte, Ângelo Antônio, Dira Paes e Jackson Antunes.

Érica sofre com o carinho que Júlia dispensa ao marido, André. Nikos chega à Grécia. Safira encontra Giovana e Mateus juntos no quarto. Bia aparece na casa de Katina e Murat. Bia conta a Murat que Cemil não é seu filho. Nikos encontra Taís em boate grega. André fala intimamente com alguém ao telefone. Bia confessa para Murat que ainda o ama. Mônica liga desesperada para Alberto e conta que Toninho sumiu. Alberto vai com a polícia até o cortiço. Toninho é atropelado. Nikos revela para Vitória que Pedro foi assassinado por um pistoleiro brasileiro. Murat resolve não sair de casa. Cemil acha que Mônica e Alberto dormiram juntos. Vitória diz ao juiz que atirou num homem quando criança. Nikos encontra o pistoleiro num bar. Cemil vê Mônica e Alberto juntos.

Steven Spielberg foi eleito o maior diretor de cinema de todos os tempos pelos leitores da revista britânica Empire, vencendo nomes de peso como Alfred Hitchcock e Martin Scorsese. Hitchcock, diretor de Psicose e Janela Indiscreta, ficou com o segundo lugar e Scorsese, que dirigiu O Aviador, Gangues de Nova York, Kundun, Taxi Driver, ficou com o terceiro lugar. O editor da revista, Ian Freer comparou Spielberg aos Beatles dizendo que sua obra tem o mesmo impacto no cinema que teve o trabalho do quarteto de Liverpool na música.

Todos ficam com remorso depois que Pascoal vai embora. Vitória acusa Bia de ter planejado para que ela fosse incriminada. Taís joga charme para o pistoleiro. Cemil descobre que Mônica passou a noite no hospital.

Joana e Felipe saem para a rua para procurar Dudu. Velho Gui e Joana vão para a casa de Elza. Lúcia fala para sua mãe que vai começar a trabalhar de digitadora na casa de

Vítor Lopo. Lopo fala para seu pai que foi a família de Daniel que colocou os grampos em sua casa. Pati fala para Lopo que não vai deixar de namorar Rafa por causa dele. Beatriz liga para Vítor e fala que não vai trabalhar. Dudu explica para Joãozinho que ele foi roubado na maternidade e que a mãe entrou em depressão. Velho Gui se despede de Nininha na casa de Elza. Nininha tenta correr atrás de Velho Gui, mas Pestana não deixa. Elza avisa para Pestana que Joãozinho sumiu. Joana e Felipe estão atrás de Dudu no meio da rua. Diana é ameaçada de morte por um bandido chamado Barroso. Clarice e Daniel conversam sobre o casamento armado com Lopo. Dudu chega na casa de Elza e conhece Nininha, Tita e Zezinho. Elza ameaça bater em Dudu, que insiste em dizer que não é Joãozinho. Dudu explica que trocou de roupa com o Joãozinho para enganar os pais. Pestana e Elza não acreditam. Joãozinho conhece Eduarda, Alice e Inocência. Elas não acreditam que ele é outro gêmeo. Daniel conta para Clarice que Madu é atriz e foi contratada por Lopo para enganá-la. Clarice mostra a mecha de cabelo de Nininha para Daniel, que fica emocionado. Elza pede para Dudu escrever, já que

Joãozinho nunca foi à escola. Joana e Felipe não acreditam que Dudu é Joãozinho. Vitor janta com Beatriz. Ele oferece participação nos lucros para ela. Beatriz fica furiosa, não aceita a proposta e larga Vitor no restaurante. Janice e Clarice falam sobre a mãe. Janice está em crise, piorou do TOC. Lopo está curtindo a despedida de solteiro quando Gerião conta que descobriu de quem é o helicóptero: de Flávio Alencar. Lopo pensa em matar Flávio. Janice confessa para Clarice que piorou desde que descobriu que Daniel está vivo. Janice mente dizendo que não sente mais desejo por Daniel. Lúcia leva bolo para Velho Gui. ALISSON PRODLIK/RECORD

Dudu e Joãozinho se vêem


18 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

 Boates Brazilian City@Gallery Data: Quintas-feiras Música e show com DJ Fábio Soul Local: Gallery Lounge, Gershwin Hotel Endereço: 7 East 27th Street, New York Informações: (212) 8689102 / (718) 932-7169 Site: www.newyorkbrazil.com Noite Brasileira no Café Wha Data: Segundas-feiras Endereço: 115 Mc Douglas Street, New York Informações: (212) 8689102 Site: www.cafewha.com Rio 100 Data: Sextas-feiras Local: Globe Bar & Grill Endereço: 1879 Palmer Ave, Larchmont, New York Entrada: Grátis Informações: (914) 8338600 S.O.B.’s - Sábado de Samba Endereço: 204 Varick Street & West Houston, New York Horário: a partir das 7pm Informações (212) 243-4940 Site: www.sobs.com

 Carnaval II Carnaval Brasileiro em Tampa Pelo segundo ano Tampa Bay terá um tradicional carnaval brasileiro. Diversão garantida!!! Data: 18 de fevereiro Horário: 9Pm às 3Am Local: Cuban Club Endereço: Ybor City Telefone: 727-507-7494 Carnabisado 2006 Abertura oficial do carnaval de Boston Data: 19 de fevereiro Informações: (617) 308-2004 Brazilian Carnaval Vem aí pelo nono ano, O Brazilian Carnaval, com

banda ao vivo, show de samba com a Escola de Samba Unidos da Flórida, shows de dança do Swing Brasil, Nação capoeira e DJ Fred. Data: 25 de fevereiro Horário: 10pm Telefone: 305-949-4830

 Cinema TAM Cine Club - Cazuza (Time never Stops) Evento promovido pela TAM Brazilian Airlines com renda em benefício da Brazilian Mission e Centro Cultural Brasil-USA. Data: 11 de Janeiro Horário: 8pm Ingressos: $10.00 Local: Gablestage at the Biltmore Hotel Endereço: 1200 Anastasia Avenue, Coral Gables Informações: (305) 376-8864  Dança Dancing from the heart A Companhia de Dança “Perpetual Motion Dance Company” de Meg Segreto exibirá seu estilo sofisticado de dança juntamente com os artistas convidados do Thomas Dance Studio, do James Dance Center e da escola de dança Edwin Holland School of Dance. Data: 15 de Janeiro Horário: 3Pm Local: Broward Center Teatro Amaturo Endereço: 201 SW Fifth Avenue - Fort Lauderdale - FL Ingresso: $75 Telefone: 954-462-0222  Exposições Exposição de Deladier Almeida Deladier Almeida é um artista brasileiro que começou a pintar retratos com 5 anos de idade. Trabalhou em agências e seu trabalho veio à público no período em que trabalhou no jornal O Estado de São Paulo fazendo ilustrações de vários políticos. Data: 7 de Janeiro de 2006 Horário: 7Pm às 10 Pm Local: Dharma Studio Contemporary Art Endereço: 3170 Commodore

Plaza – FL Telefone: 305 461-1777 E-mail: dharmastudio@earthlink.net

Endereço: 201 SW Fifth Avenue - Fort Lauderdale Ingresso: $29 - $32 Telefone: (954) 462-0222 Site: www.browardcenter.org

Hélio Oiticica na Exposição “Spectrum” Data: Até 28 de Janeiro Local: Galerie Lelong Endereço: 528 West 26th Street, New York City Informações: (212) 315-0470 Site: www.galerielelong.com

 Humor

Comedy Club 2006 – Cláudia Rodrigues “A Diarista” Abrindo com chave de ouro o primeiro de uma série de shows com grandes humoristas brasileiros, Cláudia Rodrigues, a “Diarista” se apresenta em 12 estados: Georgia, South Caroline, Massachusetts, Florida, Nevada, Pennsylvania, New Jersey, Washington D.C., connecticut e Califórnia Data: 06 a 18 de janeiro Informações: www.braziliancomedyclub.com Addicted...Uma comédia de substância Chocolate, café, a Internet, sexo, drogas e álcool compõem a extensa lista de vícios que Mark Lundholm enfrentou. Addiction é a história inspiradora, divertida e perturbadora de sua recuperação. Esse show de um artista só, revela também alguns outros vícios mais comuns da vida: trabalho, dinheiro, dormir, fazer compras e até golf. Data: 22 à 25 de fevereiro Local: Broward Center Teatro Amaturo

Uma Noite com Whoopi Goldberg Whoopi Goldberg, granhadora de prêmios Emmy, Oscar, Golden Globe e Peoples Choice, iniciou sua carreira em um programa infantil aos oito anos e tornou-se uma das atrizes/ comediantes mais conhecidas da história. Data: 20 de Janeiro Horário: 8PM Local: Broward Center - AuRene Theater Endereço: 201 SW Fifth Avenue - Fort Lauderdale – FL Telefone: (954) 462-0222

 Festas Boston Elétrico

2 dias de pura micareta e música eletrônica em Boston, com DJ Leandro, DJ Didospim, DJ Cláudio, DJ Adilson e bandas Ponto.com e B57. - Data: 7 de janeiro Local: Tabú Endereço: 168 Broadway – Saugus – Rota 1 Norte – Ma - Data: 8 de janeiro Local: Under Bar Endereço: 275 Tremont Street – Boston – Ma Informações: (718) 727-1192

AGENDA

Feijoada Anual da Câmara do Comércio Deliciosa feijoada, caipirinhas e música ao vivo. Compareça e traga sua família. Data: 28 de Janeiro Horário: 12pm Informações: (305) 579-9030 Site: www.brazilchamber.org Canada Fest 2006 Entretenimento gratuito para toda a família. Arte Canadense e americana, comidas típicas e várias atrações. Uma atividade diferente para toda a família!!! Data: 28 de Janeiro Local: Hollywood Beach Broadwalk – FL Telefone: (954) 924-9705

 Festas Rodeio Brasil x USA Segura peão!!! Rodeio Profissional Completo: Montaria em Touro, Prova de 3 Tambores, Laço de Bezerro, Laço em Dupla, Buldog. Data: 14 de Janeiro Horário: a partir de 4pm Local: Arena de Davie Endereço: I-595 West, saída Davie Road South, Davie, FL Ingresso: antecipado $13, na hora $15. Crianças de 3 a 11 anos pagam $8 Informações: (754) 244-7111  Show S.O.B.s Urban Concerts Presents: ?uestlove - Data: 4 de Janeiro Horário: 8pm DJ LeSpam & the Spam Allstars - Participação de Pee Wee Ellis - Data: 6 de Janeiro Horário: 1pm Local: S.O.B.’s Latin Alternative Endereço: 204 Varick Street & West Houston, New York Informações: (212) 243-4940 Grupo Raça Pagode de Inverno Data: 08 de janeiro Local: Club Lido Endereço: Revere – Ma Informações: (508) 304-4623


PUBLICIDADE

www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 5 DE JANEIRO DE 2006 | 19


LAZER

20 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

Rir é o melhor remédio Por Juliana Melo

Os brasileiros terão motivos de sobra para rir muito nos próximos meses. A partir do dia 6 até o final do ano acontecerá uma verdadeira maratona da comédia brasileira em todo País. E o responsável por trazer humor da melhor qualidade para os Estados Unidos é o Brazilian Comedy Club, um festival que levará os melhores humoristas brasileiros para se apresentar em 13 cidades americanas. A abertura do evento ficará sob responsabilidade de Claudia Rodrigues, a “Marinete” do programa “A Diarista”, que vai ao ar todas as quintas-feiras na Rede Globo Internacional. A atriz apresentará o monólogo “Claudia Rodrigues e Você em Conserto” com participação especial de Bena Lobo, filho do cantor e compositor Edu Lobo. O primeiro show está marcado para dia 6 em Marietta, na Geórgia, e o último para dia 18 de Janeiro em São Francisco, na Califórnia. Em entrevista exclusiva ao NATIONAL, Claudia antecipou que o público dará boas gargalhadas com suas personagens, falou sobre o evento e, claro, nos contou alguns episódios de sua vida com muito bom humor. Claudia, você fará a abertura do Brazilian Comedy Club. O que o público pode esperar de sua apresentação aqui nos EUA? Espero que eles estejam esperando dar umas boas gargalhadas num festival como esse! E espero mais ainda que algumas sejam comigo! No espetáculo, o público irá matar as saudades dos personagens Talia (escolinha do Professor Raimundo e Zorra Total – “beijo mooooito”) e de Sirene (“sou pobre mas sou limpinha”, também da escolinha e do Sai de Baixo). E apresento dois personagens inéditos: uma é a Keyla Kelly, que ensina como ter filhos de personalidades famosas e a outra é uma camareira que apanha do marido. As composições dos personagens são minhas e o texto e a direção são de Aloísio de Abreu (um dos redatores finais da Diarista). O espetáculo conta com a participação especial do músico Bena Lobo contracenando em alguns esquetes, apresentando cada personagem ao público com composições suas. Algumas delas estão no seu segundo CD (Sábado) que será lançado em março no Brasil. Quais são suas expectativas em relação a esse evento? Participei do Brazilian Day e nunca pensei em me emocionar tanto. Senti muito orgulho de ser brasileira. E o que mais encanta não é só o fato de ser famoso e ter o trabalho reconhecido pelos brasileiros.

A comediante Claudia Rodrigues, de "A Diarista", estará em cartaz no Brazilian Comedy Club em janeiro

O público pode acompanhar seu trabalho semanalmente no programa A Diarista na Globo Internacional. Há outros projetos em que você esteja envolvida que poderia contar em primeira mão aos nossos leitores? Nesse ano de 2006 a Diarista continua. Vou fazer um espetáculo que espero trazer pra cá em 2007. Gostaríamos que você deixasse uma mensagem ao público brasileiro que vive nos EUA e que tanto admira seu trabalho. Acreditem plenamente que nada, nada mesmo, acontece por acaso. Ele não existe. É preciso buscar o entendimento dos acontecimentos.

Brazilian Comedy Club É porque você realmente “mata” um pouquinho das saudades que os imigrantes sentem do nosso País. A equipe inteira foi recebida com muito carinho. Além de trazer alegria para a comunidade brasileira e também para os americanos, o festival tem um aspecto social importante, que é ajudar o Retiro dos Artistas. Como você avalia essa iniciativa? Maravilhosa. E deve se repetir a cada ano, se possível, a cada semestre. Podemos com a nossa arte-humor, música, dança ajudar em várias causas. Nesse mesmo evento, mestres da comédia brasileira se apresentarão. Quem, na sua opinião, são os principais nomes da comédia brasileira da atualidade? O Chico Anysio na minha opinião é o maior e mais completo ator do Brasil. Tenho admiração por mestres como Lúcio Mauro, e muitas saudades do Francisco Milani e do Rogério Cardoso que me ensinaram muito. Atualmente, conhecidos pelo público, acho o Pedro Cardoso brilhante. A Heloísa Perisse fantástica. Mas estamos em uma boa “safra” de comediantes, alguns ainda não conhecidos pelo público: Maria Clara Gueiros, Alexandra Richter (as duas de Zorra Total), Alice Borges, Cláudio Gabriel, Marcelo Medice (atualmente fazendo o açougueiro em Belíssima), Lucinho Mauro (A Grande Família), Luiz Miranda, Otavio Muller (Sob Nova Direção), e Carlos Nunes de Belo Horizonte. Temos também grandes autores como Aloísio de Abreu, Bruno Mazzeo e Fernando Ceylao. O Brazilian Comedy Club também dará oportunidade para que novos talentos que vivem nos EUA possam participar do evento. O que você acha

dessa chance? Acho estimulante e determinante para a comédia. Ninguém “aprende” a ser engraçado. Ou você nasce com humor ou nunca será comediante. E os concursos e/ou apresentações fazem os que já nasceram, aperfeiçoarem suas técnicas e descobrirem novos caminhos. E os que não, a procurarem outro caminho na arte. Ás vezes, encontrão o humor ao escrevêlo ou dirigi-lo. E já que estamos falando em oportunidades, gostaríamos de saber o caminho que você trilhou para chegar ao reconhecimento do público e da mídia. A arte e o humor que me escolheram. Faço teatro desde os 13 anos de idade. Comecei num curso do colégio e não parei mais. Participei de várias peças, mas nunca sonhei ou pensei em ser profissional. Sou formada em Educação Física e lecionei por três anos, sempre fazendo teatro ao mesmo tempo. Me formei profissional em 1989 e desde então nunca mais parei de trabalhar. Até que me assistiram num espetáculo e me convidaram para fazer TV. Quando comecei na novela CaçaTalentos ainda dava aulas de natação para bebês; até que um dia a produção falou: “precisamos poder contar com você todos os dias” (risos). Algo ou alguém em especial marcou sua carreira? Com todos os atores que já trabalhei aprendo e me inspiro. Em 1996 (já estava na Caça-Talentos) ganhei o I Prêmio do Bom Humor Brasileiro, promovido pelo canal Multishow. Foi um dos prêmios importantes da minha carreira. Como você se sente sendo uma referência na comédia brasileira? Fico muito feliz pelo reconhecimento. Mas só me sinto como referência quando me apontam e dizem “ali, do lado daquela pequenininha” (risos).

Os espetáculos do Brazilian Comedy Club acontecerão em Nova York (NY), Newark (NJ), Danbury (CT), Revere (MA), Hyannis (MA), Las Vegas (NV), Philadelphia (PA), Marietta (GA), Washington (DC), Charleston (SC), Los Angeles (CA), São Francisco (CA) e Deerfield Beach (FL). Comediantes conhecidos farão uma turnê levando o humor e descontração para o público brasileiro. Estão confirmados: Juca Chaves, Chico Anísio, Claudia Rodrigues, Claudia Gimenez, Tom Cavalcanti e Heloisa Perisse. Os bastidores do espetáculo também revelam o compromisso dos organizadores com a arte. O Brazilian Comedy Club vai doar mensalmente uma parte do dinheiro arrecadado com a venda dos ingressos para o Retiro dos Artistas no Rio de Janeiro. Além das apresentações com os grandes nomes da comédia brasileira o clube dará oportunidade a novos talentos que estão espalhados nos Estados Unidos. Para participar, os humoristas devem preencher um formulário que está disponível no site www.braziliancomedyclub.com. Os selecionados farão apresentações durante o segundo semestre de 2006. O Brazilian Comedy Club está sendo organizado pela Big Brazil Cultural Foundation (Adriane Bonato e Andréa Moreira) com a colaboração dos produtores de eventos brasileiros nos Estados Unidos.

Garanta sua presença! Você também pode fazer parte do Brazilian Comedy Club comparecendo aos shows e adquirindo a camiseta do evento. Os ingressos para os shows são limitados e estarão sendo vendidos antecipadamente no site www.braziliancomedyclub.com a partir da próxima semana.


COMUNIDADE

www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 5 DE JANEIRO DE 2006 | 21

A diversidade dos programas de rádio Por Jehozadak Pereira

- Boa tarde. Está no ar o Vem viver! Ou o Show da Tarde, ou o Programa Cristo Salvador, ou o Jesus Glory. Estes são alguns dos programas diários que são apresentados pelo Maestro Wando Resende, pelos pastores e radialistas Gladston Reis e Marlon Reis, e pela apresentadora e locutora Katia Rocha, que vão ao ar pela WKOX 650 AM em Framingham e alcançam quase toda New England – Massachusetts, Rhode Island, New Hampshire, Maine, Vermont e Connecticut, e são ouvidos onde tem brasileiros, e eles estão em todos os cantos. Todos esses – Maestro Wando Resende, Gladston e Marlon Reis e Katia Rocha são veteranos apresentadores e profissionais do rádio. A baiana Katia Rocha – dona de uma das mais belas vozes do rádio brasileiro na América, está nos Estados Unidos há seis anos e no Brasil trabalhou na Transamérica FM em Vitória, na Rede Cidade e na Tropical AM e FM no Pará. Nos Estados Unidos, trabalhou na 1200 AM, na Alfa & Omega, na Rádio Restauracion – todas em Framingham e na 1360 WLYN em Worburn, além de ter apresentado um programa diário na ObjetivaSat FM de São Paulo, que era gerado a partir de estúdios na cidade de Everett, além de gravar comerciais e propagandas, com sua voz inconfundível. Depois de ficar um período do ano passado afastada do rádio, Katia Richa retornou com o programa Jesus Glory, que produz e apresenta, tocando músicas, atendendo ouvintes que viraram seus fãs, além de apresentar outros programas. Katia deixou saudades quando parou de apresentar o programa Cristo em Ação Internacional. É comum perguntas de quando voltará a trabalhar na região de Boston. As igrejas descobriram que ir para o rádio é um modo de estar próximo ao seus fiéis e estabelecer um vínculo de confiança e amizade com uma multidão de ouvintes. Um destes que goza de prestígio e confiança dos seus ouvintes é o pastor José Costa Junior, o pastor Junior, apresentador do programa Vida Nova na AM 1360, que atende muitas pessoas no ar. Uma das peculiaridades do Pastor Junior é orar por quem pede na hora. Ele também presta um trabalho de assistência social e utilidade pública nas duas horas diárias de segunda a sexta-feira, onde as pessoas anunciam venda de carros, aluguel de apartamento, procuram e oferecem emprego, além de mandar os tradicionais abraços e recomendações aos amigos e parentes. Há ouvintes profissionais, que ligam em todos os programas que se sucedem a cada hora. O programa Vida Nova é um dos que estão a mais tempo no ar na região de Boston. Outro programa tradicional é o Hora da Bênção, apresentado pelo casal de pastores Jota e Regina-Pinto Moura. A pastora Regina quando esta apresentando o programa, as linhas que já são normalmente congestionadas, tornam-se ainda mais por causa da quantidade de pessoas, principalmente mulheres que querem trocar uma palavra com a apre-

Pastor Junior - Duas horas diárias de programa, atendendo os ouvintes ao vivo

QUEM É QUEM Pastor Joel Lopes de Assis – diretor da Rádio Atalaia 1330 AM, de Chelsea. Apresenta em dias alternados os programas Conexão Missionária e Momentos com Deus. A programação completa da Rádio Atalaia pode ser ouvida no www.iadm.net. Pastor Alexandre Silva – apresenta o programa A Hora do Milagre às segundas e quartas-feiras, na WLYN 1360 AM. Pastores Paulo e Sandra Tenório – apresentam o programa Eu Creio em Milagres às quartas e sextas-feiras, na WLYN 1360 AM. Pastor Samuel Ribeiro – apresenta o programa Crescendo na Graça, às terças e quintas-feiras, na WLYN 1360 AM. Pastor Silvestre Afonso – apresentador do programa Vida na Palavra, às terças e quartasfeiras na WLYN 1360 AM. Pastor Salmon Silva – apresenta o programa Palavra e Vida, às tercas, quartas e quintasfeiras, na Rádio Atalaia AM 1330. Pastor Carlos Alberto Silva – apresenta o programa Impacto Cristão, de segunda à sextafeira na Rádio Atalaia AM 1330. Pastores Elimar e Érica Gomes-Alves – apresentam o programa Cristo é a Resposta, às segundas, quartas e sexta-feiras, na WLYN 1360 AM.

sentadora, que é psicologa e ouve a todos pacientemente, dá conselhos, ora e orienta quem lhe pede ajuda. Apresentar um programa de rádio pode custar em média US$ 150 por hora, que são cobertos através da venda de cotas de patrocínio, de contribuições dos ouvintes ou pagos integralmente pelas igrejas, o que pode custar cerca de US$ 3 mil por mês, o que faz com que muitos programas não fiquem muito tempo no ar. Muitos programadores para evitar sair do ar, fazem periodicamente teletons, que lhes permitem complementar com as doações os pagamentos mensais. Os programas trazem na sua maioria canções religiosas e é uma maneira de mi-

Maestro Wando Resende - apresentador do programa Vem Viver

Katia Rocha - profissionalismo e talento a serviço do rádio brasileiro na América

norar a saudade que muita gente tem do Brasil, trazendo também palavras de conforto, incentivo e esperança especialmente no inverno onde muitos ficam sem trabalho e um dos modos de passar o tempo é ouvir o rádio. Há também alguns programas seculares com músicas típicas do sul

como o que é apresentado por Manoel Lino aos domingos da 1pm às 5pm. Manoel Lino toca as música preferidas dos seus ouvintes, presta serviços, traz informações da vida cultural de Boston e região e é um dos programas mais ouvidos, embora seja transmitido uma vez na semana.


22 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 5 DE JANEIRO DE 2006 | 23


AMERICA EM FOCO

FOTOS: ALEX STUDIO

AMERICA EM FOCO

24 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

Miranda, proprietário da Barbtour, Fairview, NJ, ofereceu um jantar para comemorar a chegada de 2006. Na foto, o anfitrião posa ao lado das filhas, Kimberly e Krysse, integrantes da banda Teens at Risk.

O casal apaixonado Leia e Léo esperaram o novo ano de branco para trazer muita sorte.

Gleiber Pinho, produtor musical da banda Teens at Risk, Regina Barbosa, dona da Barbtour, e Tião dos Teclados, que animou a festa com a sua música.

A família Costa se reuniu para o Reveillon: Amélia, Vinicius, DJ do grupo Teens at Risk, Bias e Juliana, vilinista da Banda. Carla e Cláudio Brasil estão sempre presentes nos eventos patrocinados pela Bartour. O casal não poderia deixar de celebrar a chegada de 2006 ao lado dos amigos.  DIVULGUE AS FOTOS DA SUA FESTA NEWS@BRMEDIA.NET

Marilene Broeto, Alberto Braga, Vilma Santos e Rosangela Miranda, convidados especiais do Reveillon BarbTour.


COMUNIDADE

www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 5 DE JANEIRO DE 2006 | 25

Mount Vernon: a cidade mais Poços-caldense de NY Por Claudinéia Cardinalli, de Nova York

Para quem é de Poços de Caldas e deseja sentir-se em casa na terrinha do Tio Sam, o refúgio é cidade de Mount Vernon, no estado de Nova York. Andando pelas ruas da cidade é possível encontrar um conterrâneo em cada esquina. Muitos brasileiros escolhem Mount Vernon para morar porque têm amigos, família e trabalho mais fácil de encontrar. Na avenida principal, Gramatan Avenue, há bares, restaurantes, cabelereiros, padaria, agências de viagens e um centro comunitário, tudo brasileiríssimo. Na Lincoln avenue, muito frequentada por brasileiros, também há padaria, bar, acougue, churrascaria e uma danceteria em verde e amarelo. A maioria dos proprietários e funcionários dessas empresas são de Poços de Caldas. Para o dono do acougue e da Churrascaria “Chalana”, Carlos Bastos, que mora em Mount Vernon há 19 anos, a cidade tornou-se uma extensão de Poços de Caldas. “Para mim é a mesma coisa que morar na minha terra natal”. Apesar de Mount Vernon não ter atrativos turísticos, os moradores podem

Pedro Coelho, morador de Mount Vernon há 19 anos e cidadão honorário de Poços de Caldas

comprar roupas e comidas do Brasil, frequentar salões e clínicas de estética. Por isso, a cidade acabou virando referência

de um mercado lucrativo. Não é por acaso que os comerciantes escolheram a cidade para abrirem seus negócios. O cabelereiro Haroldo Ferrari Felisberto, muito connhecido em Poços de Caldas, abriu seu salão em Mount Vernon depois de morar alguns meses em New Jersey porque a maioria de seus antigos clientes moravam lá. “O meu sucesso aqui é devido ao povo da minha cidade que continua me prestigiando nos EUA”. Para Pedro Coelho, que mora em Mount Vernon há 19 anos, os brasileiros, em especial os mineiros, foram para a cidade devido a grande colônia portuguesa que lá vivia. “Acho que era mais fácil encontrar trabalho e o preço do aluguel era mais barato que em cidades como White Plains e Porchester. Acabou que foi virando referência e hoje é uma grande comunidade”. Por conviver há muitos anos com os poçoscaldenses, Pedro foi nomeado pelo prefeito, Sebastião Navarro Vieira Filho e pelo vereador Marcus Togni, como cidadão honorário de Poços de Caldas. É possível encontrar também na cidade um cardápio com lanches que são famosos em Poços de Caldas. No restaurante Brasil

2000 há um churrasquinho de carne, super conhecido no “Boteco do Jacu”, um bar que fica no final da avenida principal de Poços. Para a proprietária Francisca Silva Vilella, essa foi uma forma de prestigiar seus conterrâneos que frequentam seu restaurante. “Ja tive restaurante em outra cidade aqui nos EUA, apesar do pessoal ser muito legal, nada como viver em Mount Vernon. Aqui eu reencontrei amigos que não via há anos e a cidade virou ponto de encontro para nós que somos de Poços de Caldas”. Para Alexssandre Vianna, que vive nos Estados Unidos há 3 anos, “para quem acaba de chegar aqui, não fala inglês e não tem trabalho, o melhor é morar em lugar onde há conhecidos, assim a saudade de casa acaba ficando menor e a adaptação é mais rapida”. Mais uma vez o Brasil registra sua história nos Estados Unidos. Cada comunidade brasileira que nasce neste país, independente do estado ou cidade, é a nossa cultura, nossos costumes, e o nosso povo deixando registrado o que somos, como somos e, para que viemos.


26 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

IMIGRAÇÃO

Mortos passam de 500 no deserto Por Carlos Viana, com agências internacionais

Pelo menos 542 pessoas morreram durante a tentativa de entrar ilegalmente nos Estados Unidos durante o ano de 2005. A informação foi divulgada pelo Grupo Beta, uma organização criada para socorrer viajantes em perigo no deserto ou em áreas remotas da fronteira entre os dois países. Pedro Spinola, presidente do Beta, afirma que na fronteira norte do México morreram 473 pessoas, a maioria devido ao calor forte no deserto entre os estados de Sonora (México) e o Arizona (Estados Unidos). Outras 69 mortes foram registradas na fronteira sul, junto à Guatemala. A maioria morreu por quedas na tentativa de embarcar em trens que cortam a região de Chiapas e seguem até a fronteira americana. No mesmo período e na mesma região, 90 pessoas ficaram mutiladas ao caírem dos vagões em rolamento. “Os números se tornaram tão assustadores que decidimos ajudar os feridos. Todos eles receberam ajuda para conseguirem próteses ou outro tipo de reabilitação que garanta uma vida próxima do nornal”, afirma Spinola.

Outros milhares poderiam ter morrido Criado nos Estados Unidos para ajudar emigrantes em situação de perigo, o grupo Beta apresentou ainda outro recorde que poderia ter se transformado em tragédia. Durante o trabalho de socorro, nas regiões de deserto entre México e Estados Unidos, foram resgatados 5.700 pessoas em situação. Desse total, 1.500 apresentavam ferimentos graves ou que necessitavam de socorro para evitar a morte. As estatísiticas mostram que 475 emigrantes foram socorridos por mês, mais de 15 por dia. Os números foram apresentados durante um encontro que reuniu autoridades americanas e mexicanas para discutir medidas conjuntas sobre como reduzir o número de mortes e feridos na travessia ilegal. Salvador Zamora, agente da Patrulha da Fronteira, que falou pelo governo americano, dis-

O grupo Beta, criado para ajudar emigrantes em situação de perigo no deserto, resgatou cerca de 5.700 pessoas durante o ano de 2005.

se que atualmente 11.200 agentes trabalham no patrulhamento fronteiriço, 10 mil deles no México e o restante nas áreas próximas ao Canadá. Zamora concordou que os patrulheiros trabalham não apenas com o aspecto legal de prender os ilegais, mas com a obrigação de proteger e ajudar aqueles que estejam em situação de perigo. Pelo menos em parte, o representante da Border Patrol tem razão. O sistema de defesa americano na fronteira tem ajudado milhares de pessoas a serem salvas da morte iminente. Camêras, helicópteros e sistemas de telefonia são na maioria das vezes fonte de socorro para pessoas que passam mal, se ferem ou são atingidas por animais venenosos durante a caminhada pelos caminhos do deserto. Nas aeronaves e carros, além de medicamentos, os patrulheiros levam grandes estoques de água e comida que logo são distribuídos entre os emigrantes famintos. Boa parte deles, é abandonada pelos coiotes no meio da travessia e aca-

bam vivendo situações de risco que podem acabar de maneira trágica. “Mais uma vez superamos o número de mortes no deserto”, afirmou Isabel Garcia, advogada e diretora do Centro de Defesa dos Direitos Humanos do Arizona. Falando em nome de outros grupos de defesa dos imigrantes. Garcia culpou a política de imigração americana pelas mortes. “Quando vão entender que mais carros, mais cadeias não vão resolver o problema”, questionou a advogada.

Milhares são presos a cada mês De acordo com dados do governo americano, em apenas três meses de 2005, 20 mil mexicanos foram detidos e levados de volta às cidades de origem. Todos foram incluidos em um programa que incentiva os detidos a serem devolvidos de forma voluntária ao México, recebendo gratuitamente a passagem de volta pra casa. “Sabemos que é melhor o custo de levar essas pessoas até suas casas porque geralmente elas gastaram tudo o que tinham para viajar ilegalmente e não tem como voltar”, disse Zamora da Border Patrol. Com o Programa de Repatriação Voluntária, o governo dos Estados Unidos gastou US15 milhões em 2005.

Viagem pelo deserto é marcada, muitas vezes, por drogas e álcool Para resistir ao esforço de caminhar muitas vezes por vários dias pelo deserto, muitos emigrantes buscam ajuda no álcool e até em drogas de vários tipos. De acordo com depoimentos dados à Patrulha da Fronteira, muitos detidos afirmaram que foram obrigados a fazerem uso de estimulantes para aguentarem a dura jornada de travessia marcada pelo calor

extremo ou pelo frio que chega a temperaturas abaixo de zero em vários meses do ano. O uso de alguns estimulantes permite que o viajante caminhe por muito mais tempo sem sentir dor ou cansaço. Mas, a possibilidade de vencer a distância de forma artificial tem um preço perigoso. Legistas encarregados de fazer autópsias em cadáveres encontrados no deserto afirmam que o uso de estimulantes aumenta as chances de ataques cardíacos em pessoas que já tenham pré-disposição para o problema. Outro risco, ligado ao uso de drogas e estimulantes, é o de um “choque” provocado por um ataque de Diabetes. “É um risco muito sério,especialmente se a pessoa sofre de problemas crônicos de saúde”, adverte Bruce Parks, diretor de justiça do Condado de Pima. Durante um seminário sobre a Imigração Ilegal, Parks confirmou que legistas encontraram sinais de uso de drogas. O representante do Condado, no entanto, não informou em quantos corpos nem o tipo de droga encontrados nas autópsias.

Tequila para vencer o frio e sonífero para crianças

De acordo com especialistas em imigração, o uso de álcool entre os indocumentados no deserto é mais comum do que se imagina. A prática seria usada para vencer as baixas temperaturas da região durante o inverno. O problema, é que ao fazer uso de álcool, o viajante aumenta o processo de desidratação. De acordo com autoridades mexicanas e dos Estados Unidos, o aumento na fiscalização está obrigando os coiotes a se deslocarem com mais rapidez para evitar as prisões. O problema é que boa parte dos grupos de viajantes é formada por pessoas simples que não têm acesso a uma boa alimentação ou a exercícios físicos que permitam superar os obstáculos com facilidade. Ainda de acordo com os dados oficiais, o aumento na fiscalização está levando os traficantes de seres humanos a serem mais ousados em outras áreas. Nos últimos meses, foram registrados vários casos de mulheres que tentaram entrar no país carregando crianças mexicanas como se fossem seus próprios filhos nascidos nos Estados Unidos. As detidas usavam certidões de nascimento falsas. Para evitar que os menores respondessem a algum tipo de pergunta que pudesse revelar o golpe, as crianças foram obrigadas a tomar grandes doses de medicamentos para gripes ou calmantes, o que as deixava em estado profundo de sono. Quando o primeiro caso foi descoberto, os patrulheiros foram alertados e a travessia de crianças passou a ser mais vigiada. Descobertas, a maioria das suspeitas não opôs resistência para contar a verdade. O desejo de entrar nos Estados Unidos, superava até, o respeito pela vida.


IMIGRAÇÃO

www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 5 DE JANEIRO DE 2006 | 27

Ajudar é melhor do que prender os imigrantes

Por Carlos Viana, com agências internacionais

A notícia caiu como uma bomba nos conservadores americanos que defendem as restrições nos serviços públicos aos imigrantes indocumentados. De acordo com uma pesquisa do Bell Policy Center, do Colorado, o estado gastaria perto de US$2.6 milhões para verificar a identidade e os documentos de cada estrangeiro que procurasse algum tipo de ajuda em um órgão público. Ao mesmo tempo, existiria uma economia de apenas US460,606 se os mesmos serviços fossem negados. O custo alto para os contribuintes americanos, quando o assunto é a questão da imigração ilegal, é apontado pelo instituto de pesquisa Um projeto de lei de deputados da Carolina do Sul propõe a como um dos argumentos prisão de todos os imigrantes ilegais apanhados nas mais fortes para que os re- cidades do Estado e o confisco de seus bens. presentantes do Colorado recusem um projeto amplo de do país. No Arizona, por exemplo, uma progem de forma ilegal e perigosa”, escla- Proposta impopular restrições a estrangeiros indocumentados. posta semelhante chegou a ser votada, mas receu o republicano. A possibilidade de que o projeto deve “Este é um projeto que contribuiria foi duramente derrotada em plenário. Analistas políticos afirmam que vai ser rechaçado pela maioria dos representanmuito pouco para resolver a questão dos “Nós fomos encarregados de descobrir ilegais”, afirma Wade Buchanan, presi- ser difícil acreditar que o parlamento es- tes estaduais do Colorado é reforçada, ainos custos e as consequências para os contritadual apoie a proposta de restrição de da, pela impopularidade das medidas condente do Bell Policy. O pesquisador afirbuintes das propostas levadas ao legislativo ma também que o problema da imigra- serviços depois da notícia de que a de- trárias à imigração. Tentativas semelhantes do Colorado, e posso garantir que essa seção ilegal só poderá ser resolvido com cisão tornaria a vida dos moradores e frustradas em outros estados mostram que uma política nacional onde todos os as- mais cara e obrigaria os governantes a os americanos ainda não se esqueceram de ria prejudicial aqui, e em qualquer estado pectos econômicos e humanos sejam res- gastar mais dinheiro público do que se que os estrangeiros sempre foram um pon- americano”, finalizou Buchanan, presidenimaginava economizar. to importante no crescimento da economia te do Bell Policy Center. peitados. A pesquisa sobre o custo dos serviços para os ilegais surgiu depois que um deputado estadual, Dave Schultheis, um republicano, decidiu entrar com uma proposta em que o governo do Colorado purepresentantes da Carolina do Sul propõem ainda que os Apesar dos números que se mostram favoráveis aos desse negar legalmente os serviços básiimigrantes, em alguns estados o sentimento contrário à lehospitais do estado sejam impedidos de receber dinheiro cos de atendimento aos indocumentados. galização vem ganhando adeptos. Na Carolina do Sul, exisdo governo federal destinado a custear tratamentos méPela proposta, apenas serviços de emertem vários projetos de lei contra a presença de estrangeiros dicos para os estrangeiros. Sem dinheiro público, não hagência seriam autorizados. Em outras siindocumentados . Um destes projetos beira o absurdo. veria como atender os indocumentados. tuações, ao requisitar qualquer ajuda de Defendida pelo deputado John Grahan Altman, o parlaum órgão público, o funcionário seria Para conseguir controlar o número de estrangeiros, os mento local analisa a possibilidade de colocar por até cinco obrigado a pedir um documento que legisladores propõem ainda que os policiais estaduais e anos na cadeia todos os ilegais apanhados em cidades do escomprove o status migratório do locais recebam poderes hoje reservados apenas aos agentado. A medida prevê ainda que todos os bens do detido serequisitante. tes federais da imigração. jam confiscados e vendidos. Isso incluíria, além de automóSchultheis afirmou durante uma enTodas essas propostas fazem parte das 80 apresentaveis e casas, até o saldo bancário do imigrante. trevista que decidiu apresentar a proposdas ao longo do ano para coibir a entrada e a residência de Em outro projeto de lei, 17 deputados analisam a posta depois que o Pew Center Hispanic, estrangeiros na Carolina do Sul. Um gransibilidade de acabar com todos os benefícios oferecidos de Washington, e o Center For de número de projetos, em um estado com a trabalhadores que se acidentem durante o exercício da Immigration Studies, também da capium dos menores índices de população imiprofissão. Até mesmo em caso de morte do imigrante, tal federal, declararam que pelo menos grante ilegal. De acordo com o Pew Center não existiria uma compensação legal para a família. entre 200 mil e 250 mil ilegais vivem Hispanica, de Washigton, perto de 34 mil no Colorado. “Nosso estado se tornou Mantendo a tradição de preconceito e perseguição às pessoas indocumentadas viveriam na remenos amigável a estas pessoas porque minorias desde a derrota na Guerra da Independência, os gião. Um dos menores índices do país. elas não pagam impostos e muitas diri-

Aumenta a resistência contra os ilegais


28 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

OPINIÃO

A voz dos ilegais Os imigrantes ilegais têm duas maneiras efetivas para mostrar a importância de sua força de trabalho na América e sensibilizar a opinião pública: podem se reunir num grande protesto, chamando a atenção da mídia mundial, sedenta por notícias desse tipo. Ou fazer uma greve geral, paralisando serviços cruciais para a economia americana. Em ambos os casos, a cobertura da mídia seria garantida. Nos EUA, bastam dez pessoas se reunirem nas ruas, com cartazes e megafones, que as câmeras de TV já correm atrás. A manifestação seria uma forma efetiva de levantar a voz a favor ou contra uma causa, mas isso apenas facilitaria o trabalho dos agentes de imigração. Em relação à greve, um dia sem os imigrantes geraria caos e prejuízos suficientemente grandes para os empresários. Pode ser que os empregadores se tornassem os maiores interessados em defender mensagens em prol dos indocumentados. É possível ter uma idéia das conseqüências desse ato assistindo o fil-

me “Um Dia Sem os Mexicanos”, no qual Sergio Arau ilustrou bem a necessidade de seus conterrâneos na engrenagem do País. Não importa a maneira. Algo tem que

ser feito e uma solução sensata tem que aparecer contra as legislações xenófobas que viraram moda na casa legislativa dos EUA. Me decepciona o fato do presidente se dizer cristão e ter louvado o projeto de lei que pode tornar crime igrejas ajudarem os imigrantes ilegais. Está na hora de alguém mandar uma Bíblia da Nova Versão Internacional para o presidente, que é mais fácil de entender. Talvez a dele esteja faltando algumas páginas. É inacreditável que o assunto imigração tenha tomado as manchetes dos jornais e a incompetência do governo tenha ficado em segundo plano. O País está com o maior dívida da história e querem usar o imigrantes que ainda estão ilegais como principal assunto, quando deveriam reconhecer a contribuição desses trabalhadores esforçados e leais, que pagam impostos e que não podem usufruir dos benefícios que teriam que ter direito. Isso, sem contar que as empresas contratam os indocumentados para continuar existindo.

É mais incrível ainda, que o presidente tenha ordenado escutas ilegais, mas ao mesmo tempo diz que os EUA é um País onde a lei é eficaz. A lei, “famosa lei”, nos EUA, assim como no Brasil, é feita pelos ricos e para os ricos – vide caso Michael Jackson. Os poucos que ousam pensar nas classes menos privilegiadas – também conhecidas como pobres, hispanos, negros, ilegais, correm o risco de serem taxados como terroristas. Afinal, “activist” rima com “terrorist”, não é? Uma lei que obriga 11 milhões a viverem na escuridão pretende calar a voz daqueles que ousarem falar alto e tentar sair da sombra. Essa lei só será mudada no momento em que esses 11 milhões de estrangeiros estiverem unidos e lutando pelos seus direitos. *Eu sou Pablo Melo, brasileiro, e não suporto desigualdade. Que estas palavras um dia possam ser lidas por outros e que, no futuro, os milhões que hoje têm medo, possam respirar o ar da liberdade. Uma liberdade com letras azuis e vermelhas, que possa tremular em suas janelas, causando orgulho a todos.


ESPORTES

www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 5 DE JANEIRO DE 2006 | 29

Situação financeira do Corinthians preocupa Por Cosme Rímoli

Os milhões de dólares da MSI parecem ser mera fantasia. O vice Andres Sanchez confirmou que o clube bancado pela MSI apenas nesta semana pagará a 2ª parcela do 13º de 2005. E a premiação pela conquista do Brasileiro só deverá ser paga na próxima semana. Não há a certeza. “Estou viajando, não posso garantir que dia tudo será pago aos jogadores”, disse Sanchez à rádio Globo. Pressionados pela conquista do tricampeonato mundial pelo São Paulo, os jogadores do Corinthians se reapresentam na quarta-feira depois das férias. A vitória no Brasileiro de 2005 foi importante, mas a pressão é pela conquista da Libertadores que sempre foi grande, só aumentou. Para piorar, a briga entre o presidente Alberto Dualib e o presidente da MSI, Kia Joorabchian, travou as negociações com Ricardinho, Rodrigo, Luís Fabiano, Helton. “Eu preciso de reforços. Já falei para

Flu começa ano com treinos físicos A pré-temporada dos jogadores do Fluminense começou com vários exames clínicos. O goleiro Diego aprovou o início dos trabalhos. “ Esta preocupação com o ser humano é importante. Depois dos últimos episódios, estar em dia com a saúde é fundamental.” O técnico Ivo Wortmann foi apresentado aos atletas e acompanhou todos os exames realizados. Ivo começou as atividades de campo com os jogadores na quinta-feira, em Juiz de Fora. “Vai ser importante aliar a parte física com a técnica para chegarmos num bom nível na estréia contra a Portuguesa, em Édson Passos”, disse o treinador.

O desentendimento entre o presidente do Corinthians, Alberto Dualib, e a MSI está dificultando a negociação de reforços para a temporada 2006.

a diretoria. Pelo menos três jogadores. Teremos várias partidas importantes e o nosso elenco tem de ganhar novas opções”, pede o técnico Antônio Lopes. Só que o vice de futebol, Andres Sanchez, fez questão de avisar que Helton não jogará pelo Corinthians. “Ele recusou nossa proposta no ano passado. Agora não iremos investir nele, não”, garante o dirigente. A diretoria do Sevilla assegura que o Corinthians não fez qualquer proposta por Luís Fabiano. Ricardinho tem uma proposta de R$ 14 milhões do futebol árabe por dois anos. Se for confirmada, não irá voltar ao Parque São Jorge. Se não for, fará um leilão entre entre o Corinthians e Santos. A falta de dinheiro atingiu o lateral Fininho. Ele não recebeu do Vitória e do Juventude, clubes que defendeu por empréstimo em 2005. “Poderia entrar na justiça para brigar pelo meu passe. Mas não vou fazer isso”, confio no Corinthians. A dívida do Vitória é de R$ 34 mil. O Juventude deve a Fininho R$ 9 mil.

São Paulo: Diminuem opções para lateral Por Alfredo Luiz Filho

Com a confirmação do acerto entre Ânderson Lima e São Caetano, o São Paulo vai ficando sem opções para encontrar um substituto de Cicinho para a lateral direita. Tanto que durante a apresentação de Muricy Ramalho o nome de Élder Granja, do Internacional, com quem o treinador trabalhou no ano passado, começou a ganhar força. O presidente Marcelo Portugal Gouvêa também elogiou Granja, mas se mostrava cauteloso. “Entre a disposição de o jogador querer trocar de clube e a contratação existe um longo caminho”, afirmou o dirigente, para quem o time parece não precisar tanto assim de reforços para a temporada deste ano. “Não sei por que vocês ficam cobrando a chegada de reforços. Pra que

reforços em um time que ganhou praticamente tudo no ano passado? A meta é manter a base”, anunciou o presidente. Sobre a renovação de contrato com Amoroso, ele falou pouco – o caso está sendo tratado por Juvenal Juvêncio. “É óbvio que o Amoroso é daqueles que chamamos de fora de série, mas se ele não ficar não sei se precisaremos contratar”, desconversou. Gouvêa também garantiu que vai lutar para que Aloísio permaneça e não se empolgou nem um pouco com a informação de que o Betis abriria mão de Ricardo Oliveira, que está se recuperando de cirurgia no joelho no São Paulo, durante o primeiro semestre. “Temos que ver onde estaremos quando ele estiver recuperado. Vamos aguardar.”

Thiago, filho de Zico, já treina no Fla

O maior ídolo do Flamengo, Zico, agora tem um representante da família no elenco profissional do clube. O meia Thiago, que iniciou a carreira no Fla, está de volta ao Rubro-Negro após ter atuado pelo Coritiba na temporada passada. O jogador, de 22 anos, assinou contrato por dois anos e se apresentou na terça ao clube com o restante do gru-

po, para a realização de exames. “Já estive aqui na base, onde joguei pelo juvenil e pelo time de juniores, e estou muito feliz em voltar. Já existe até uma ansiedade de poder jogar, pois tenho esse sonho de defender o time profissional do Flamengo”, disse Thiago. O fato de ser filho do maior ídolo do

clube não é motivo de preocupação para o meia. Ele já recebeu conselhos do pai e atual técnico da seleção japonesa. “A cobrança é normal e vai existir sempre. Tenho é que treinar e me preparar para poder atuar bem. Conversei com meu pai. Ele me desejou boa sorte e disse que vou ter que trabalhar muito.”

Pedras no caminho da seleção brasileira Por Fábio Amaro

Mesmo se a seleção brasileira entrasse em campo com 8 ou 9 jogadores apenas, durante toda a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, teríamos ainda grandes chances de sermos os campeões mais uma vez. Isso porque sobra talento no Brasil, como há muito não se vê. Com um quinteto fora de série – formado por Ronaldinho Gaúcho, Ronaldo, Adriano, Robinho e Kaká, a seleção apresenta qualidades dificilmente encontradas em qualquer outra equipe do mundo. Sem dúvidas, temos o melhor time, disparado. Agora, se seremos ou não os campeões, daí uma questão sem resposta. Pela própria elaboração da tabela da Copa, onde o Brasil enfrentaria os donos da casa numa eventual finalíssima, percebese, desde já, que uma correnteza forte corre contra o Brasil, antes mesmo de começar o campeonato. A tabela, da forma como foi organizada, é um primeiro indício de possíveis armações, quando tudo e todos temem pela conquista do hexa. Título que seria sensacional para a seleção brasileira, mas não tão interessante para os demais países, para o campeonato em si, para os patrocinadores, e para a própria motivação para as futuras Copas de 2010, 2014, etc... Pois o Brasil, sendo hexa, distanciaria-se muito dos demais, que teriam, no máximo, um tricampeonato, como é o caso da Alemanha. Ou seja, o Brasil se firmaria como um dream team - seis títulos conquistados (o dobro de conquistas do segundo colocado) - e assim, quais seriam as grandes sensações para as Copas seguintes? Resta saber se o futebol, exclusivamente, será o responsável por levar algum time ao título, este ano. Nesse caso, o Brasil leva vantagem, mesmo com a tabela posicionada de forma até mais interessante para os próprios donos da casa. Em resumo, o Brasil tem boas chances de vencer no campo. Já fora dele, talvez não dependa apenas dos nossos craques. Os desafios, nesse caso, seriam outros, que não dependeriam dos dribles e gols do nosso quinteto fantástico. Fábio Amaro é jornalista e escritor, autor do livro “Capas da Copa”.


COTIDIANO

30 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

Criminalidade mancha imagem de imigrantes Por Glênio Bongiolo, de Massachusetts

Uma das piores faces do aumento desordenado do número de imigrantes ilegais no país, é o seu reflexo na criminalidade. Empurrados por uma série de circunstâncias, alguns acabam optando pelo crime como a saída para alcançar as expectativas de sucesso na América. Num dado alarmante, a polícia de Framingham constatou que um brasileiro é preso a cada 36 horas na cidade. A maioria da infrações são relacionadas a indivíduos dirigindo sem carteira de motorista, no entanto, casos mais graves estão começando a se tornar comuns, como o de Evandro Doirado, que sequestrou e estuprou uma jovem em frente do filho por dois dias seguidos; ou como o de um grupo de brasileiros que se envolveu em uma briga de bar, no último fim de semana, na pequena cidade de Maynard. Depois de uma discussão, um rapaz ainda não identificado, atacou outro com uma garrafa, ferindo-o na cabeça. A vítima foi levada ao hospital da região, onde recebeu vários pontos. A diminuição na oferta de emprego, além de uma maior rigidez nas

dar de vida, no entanto, muitos acabam não conseguindo e não suportam conviver com o sucesso daqueles que estão aqui há mais tempo. É aí que surge a idéia ousada de tentar mudar de vida de uma hora para outra, e poder ser reconhecido como alguém represantativo, não como um fracassado. Esta situação acaba aumentando sentimentos de repúdio e xenofobia por parte da sociedade americana. No dia seguinte ao estupro ocorrido em Framingham (veja matéria abaixo), um debate levantado pelo talk show da rádio WRKO 680 AM, mostrou que sentimentos Framingham vem sofrendo com o aumento da de desconfiança e racismo estão criminalidade entre imigrantes. A polícia local constatou florecendo. Vários dos ouvintes que um brasileiro é preso a cada 36 horas na cidade. que ligaram para a rádio associacontratações, que impossibilitam muitos vam diretamente o fato de o crime ter sido indocumentados de trabalhar, são alguns cometido por um imigrante com reflexo dos fatores que podem estar relaciona- de uma degradação moral que estes estaridos ao aumento da criminalidade. Os imi- am provocando. Além disso, cidades como grantes vem para cá na esperança de mu- Framingham já possuem entidades organizadas contra a pesença dos imigrantes.

Crime bárbaro choca O estado de Massachussets ficou chocado com um ato bárbaro de violência, ocorrido na cidade Framingham. O brasileiro Evandro Doirado, 28, atacou com uma faca Roberto Cornejos, no que se supõe uma transação de drogas que saiu errado. Na sequência, sequestrou uma mulher e seu filho de apenas dois anos e

passou os dois dias seguintes a estuprando repetidamente na frente da criança. Em seu depoimento, Doirado afirmou que acreditava ter matado Cornejos, e que queria curtir a vida antes de ser mandado para a prisão. Ele escolheu sua vítima aleatoriamente, e utilizando outra faca, sequestrou uma mulher de 25 anos e seu filho no estacionamento do supermercado Wal-Mart. Doirado dirigiu durante algum tempo pela cidade, parou em vários outros estacionamentos, onde estuprou sua vítima na frente de seu filho. Após algumas horas rodando, o meliante obrigou a vítima a retirar dinheiro de um caixa automático e a forçou a acompanhá-lo ao Motel Pilgrim Sands. Lá, passou a noite abusando da vítima. No dia seguinte, Doirado foi até uma loja de bebidas, comprar cerveja, acompanhado da mulher. Lá, ela conseguiu sussurar ao atendente as palavras “Help Me” e “Pilgrim Sands”. Desconfiado, o vendedor chamou a polícia, que foi até o local e prendeu Evandro em flagrante. Evandro está preso, sem direito a fiança, acusado de vários crimes, entre eles assalto com intenção de matar, sequestro e estupro. Além disso, as autoridades federais de imigração também colocaram um mandato contra Doirado, por desconfiarem que ele se encontra ilegalmente no país. Caso seja liberado pela polícia, será imediatamente detido pela imigração.

Mitos confundem brasileiros É grande a desinformação na comunidade brasileira a respeito de como funcionam as leis americanas. A deportação, grande fantasma para os imigrantes, parece estar esperando qualquer deslize para mandar aqueles que se encontram no país indocumentados. A verdade, no entanto, é menos assustadora, como mostra a entrevista com advogada KRISTINA ROST. O departamento de imigração e o departamento de polícia são estância legais diferentes? Como funciona a relação entre eles? O departamento de imigração e fronteiras é uma entidade federal, já as polícias são agências controladas pelos governos estaduais. Isso significa que são jurisprudências diferentes, que podem vir a trabalhar em conjunto, mas em situações específicas. Caso um brasileiro seja pego dirigindo sem carteira, ele corre o risco de ser deportado? Teoricamente, isto pode vir a acontecer caso ele não compareça a corte. Não existem garantias que as agências de governo mantém sigilo sobre informações como o status imigratório, principalmente nos dias de hoje.

O que acontece quando não se comparece a uma corte? Depende. Geralmente, caso o acusado não compareça, será emitido um mandato de apreensão e aí por diante. Ser apreendido nos Estados Unidos pode levar a uma série de consequências, entre elas aprisionamento e deportação. Caso um imigrante ilegal cometa um crime (como no caso deste estupro), ele deve cumprir pena nos USA, ser deportado para cumprir a pena no país de orígem ou cumprir pena e depois ser deportado? Em termos gerais, ele deverá cumprir pena nos USA e depois ser deportado, mas as circunstâncias variam de caso para caso.


COTIDIANO

www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 5 DE JANEIRO DE 2006 | 31

Sem visto, nada feito! O rigoroso sistema de emissão de vistos no Consulado Americano está atrapalhando os negócios de agências de viagens e os planos dos turistas brasileiros. Não basta ter crédito, tem que ter visto. Por Juliana Melo

Não basta ter dinheiro para curtir as férias nos Estados Unidos. Muitos brasileiros estão escolhendo roteiros alternativos por causa das dificuldades para conseguir o visto americano. Além de irritar pessoas comuns, como Walter Vieira, empresário, que estava programando uma viagem à Orlando com seus dois filhos pequenos, mas teve que cancelar em função de um visto negado, a constatação preocupa as agências de viagens. De acordo com algumas empresas consultadas, as exigências do Consulado Americano estão atrapalhando os negócios de quem vende pacotes turísticos. Alan Rios, agente de viagens em São Paulo, conta que o faturamento da empresa em que trabalha foi 20% menor no final de 2005, em relação ao mesmo período de 2004. “Naquela época, o dólar estava mais alto, mas o visto era concedido mais facilmente. Agora, o dólar está em baixa, mas as viagens para os EUA tornaram-se privilégio de poucos”, afirma. As dificuldades para agendar uma entrevista – que pode chegar a três meses de espera, e as chances de ter o pedido negado fizeram com que muitas agências mudassem o sistema de trabalho. Agora, os pacotes turísticos só são vendidos a quem apresenta o visto no momento em que vai fechar a viagem. “Adotamos esse procedimento para evitar problemas como devolução de dinheiro e cancelamento das reservas”, fala Rios. Segundo o profissional, a orientação a quem pretende viajar aos Estados Unidos é programar o passeio com antecedência de pelo menos quatro meses. “Nunca foi assim, mas agora, ao atendermos um cliente, perguntamos do visto e depois pensamos em finalizar a venda”, explica. Apesar da infinidade de roteiros no exterior, nem sempre quem vê frustrado os planos de viagem escolhe um novo destino. “Há diversos tipos de turista: aquele que quer descansar, conhecer lugares novos e se divertir, e aquele que planeja conhecer um país ou local específico. Para esses, se a idéia é ir pra América, não há nada que o faça mudar de idéia; se ele não conseguir o visto, quem perde somos nós”. Foi o que aconteceu com o empresário Walter que estava com tudo acertado para embarcar no início deste mês para a Disney. “A agência que procurei não tomou esse cuidado de pedir os vistos antes. Fechou o pacote, passou no cartão e pronto. O visto de minha família foi ne-

período econômico difícil não correspondem ao movimento registrado nas empresas de turismo da capital paulista. Os vôos e hotéis estão cheios. Para viajar nas próximas semanas, só fazendo reserva e cruzando os dedos para que o telefone toque a qualquer momento com a informação de que o pagamento pode ser efetuado. A queda do dólar é um incentivo para atrair turistas a viagens internacionais. As facilidades de pagamento, muitas vezes parcelado no cartão de crédito ou cheque, também contribuem para estimular o turismo. De acordo com informações do Banco Central, no primeiro semesFérias frustradas: empresário paulista teve que cancelar viagem com a família para a Disney porque tre de 2005 os gastos dos não conseguiu o visto americano. Destinos concorridos nos EUA estão sendo descartados por turistas turistas brasileiros em terbrasileiros, devido ao rigor do Consulado Americano. ritório estrangeiro somaram US$ 3,04 bilhões, gado e tivemos que cancelar a viagem”, causa do Consulado Americano. Os paum aumento de 73,5% em relação ao conta. Com a desistência, as dores de ca- cotes para as férias de julho, no disputamesmo período no ano anterior. Esperabeça. Walter aguarda há 15 dias a devo- do verão americano, começarão a ser se que em 2006, os números sejam supelução da primeira parcela do pagamento promovidos no próximo mês. A intenção rados. que foi feito no início de dezembro e teve é convencer os clientes a planejarem sua O momento é oportuno para atrair clique entrar em contato com a administra- viagem com tempo suficiente para agendar, dora do cartão de crédito e com a agência passar pela entrevista e tirar o visto. “Para entes que haviam se afastado dos pacotes para cancelar as parcelas programadas ganhar clientes, estamos até mesmo orien- internacionais nos anos anteriores. As para vencer nos próximos meses. Questi- tando-os quanto aos documentos para re- agências esperam um aumento de 30% onado sobre um novo destino, ele é enfá- querer o visto americano, dando toda as- nas vendas de pacotes em relação ao ano tico: “por enquanto, nada de exterior. Va- sistência que estiver ao nosso alcance. Afi- de 2004. A Braztoa (Associação Brasimos ficar por São Paulo mesmo”. nal, garantir um visto é também garantir a leira das Operadoras de Turismo), que reúne 85% das operadoras do país, esMais que deixar os filhos de Walter venda de uma viagem”, completa. timou que até o final do ano passado, chateados, esse momento é apontado pelo setor como crítico. “A maioria dos turistas seriam vendidos 100 mil pacotes de vipensa em Estados Unidos quando planeja Dólar em baixa, agem ao exterior a viajar ao exterior. Se tirar o visto continuar viagens em alta mais do que em 2003. Os turistas brasileiros estão animados Se o Consulado Ametão difícil quanto agora, as agências terão que buscar meios de divulgar outros desti- para viajar ao exterior nos meses de ja- ricano ajudar, os núnos”, avalia o agente Alan Rios. neiro e fevereiro. Muitas agências estão meros têm tudo para Os planos de divulgação dos pacotes com pacotes limitados para oferecer. As aumentar ainda mais turísticos também serão antecipados por reclamações de que o país atravessa um neste ano.

Tratamento diferenciado As agências de turismo sofrem com as regras rigorosas do Consulado Americano. Em muitos casos, os imigrantes ilegais que estão na América entraram com visto de turismo e ficaram no País. Para controlar isso, as autoridades aumentaram o rigor na emissão de vistos. A conseqüência: o setor de agências prejudicado e pessoas que só querem realmente viajar terem seus planos frustrados. Em 2004, o Consulado Americano em São Paulo agendava 500 entrevistas por dia. No ano de 2005, foram agendadas de 850 a 1 mil pessoas por dia. Estima-se que mais de 60% se-

jam requerentes ao visto de turismo. O Consulado já anunciou algumas medidas para agilizar a emissão de vistos nos casos de negócios, mas ainda não há nenhuma mudança para facilitar a vida de turistas brasileiros. Por enquanto, sabe-se que em São Paulo já funciona o serviço de emergência (Hotline) para as pessoas que viajam a negócios ou para tratamento médico. Por meio desse serviço, os solicitantes de vistos podem ser atendidos em duas semanas após o recebimento de suas informações via fax. Atualmente, estão sendo recebidas 75 solicitações do tipo por dia. Os interessados podem enviar seus pedidos

pelo e-mail visasaopaulo@state.gov ou pelo fax (11) 5186-7199. Está prometido para este mês a inauguração do Programa Plus de Vistos de Negócios, que tem como objetivo facilitar as viagens de negócios, dispensando os solicitantes de visto de negócios tanto da entrevista como de agendar atendimento para a renovação desse tipo de visto. Segundo as empresas consultadas, um sistema diferenciado para as agências de turismo seria o ideal. Assim, viajar aos Estados Unidos deixaria de ser um desafio e se tornaria uma viagem como outra qualquer.


PONTO DE VISTA

32 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

Perspectivas para 2006 – parte 2

O que esperar deste ano? Por Jehozadak Pereira

31 de março. O presidente George W. Bush, contrariando a ala conservadora do Congresso e do seu próprio partido, assina a mais ampla lei que beneficia imigrantes da história dos Estados Unidos. A lei favorece todo imigrante que estava no País desde 31 de Janeiro, que tenha um sponsor e que pague uma multa de US$ 1 mil para ter direito a um visto de trabalho válido por três anos, prorrogáveis por igual período. 9 de julho, Berlim. A seleção brasileira goleia a Alemanha por 4x1, e se sagra novamente campeã de futebol, com três gols de Ronaldinho Gaúcho – considerado o melhor jogador da Copa do Mundo de 2006. A seleção brasileira foi melhor em todos os aspectos – melhor ataque, melhor defesa, o artilheiro – Ronaldo com 9 gols, a conquista invicta, e se firma como um dos melhores times de futebol de todos os tempos. 8 de outubro. O prefeito de São Paulo, José Serra é eleito no primeiro turno o novo presidente da república. Serra teve 53,4% dos votos válidos, deixando – na seqüência Lula, Garotinho, Heloisa Helena e outros cinco candidatos para trás.

A campanha do tucano Serra baseou-se na moralidade e foram mostradas cenas dos escândalos que abalaram o governo Lula. Já a Câmara dos Deputados passou pela maior renovação de todos os tempos – cerca de 60% dos deputados eleitos. Bem que estas notícias acima poderiam ser reais e elas são esperadas por muita gente, que se isto acontecesse seria o paraíso na terra. Logo, as perspectivas para 2006 se concretizadas seriam ótimas. Legalização – para quem está na América, o futebol e a política são as coisas que mais mexem com o imaginário do povo. Ano novo, vida nova. Certo? Errado. Ano novo, vida velha. Vida de luta e de labuta, vida de incertezas e de insegurança. O que acontecerá com toda a gente que está aqui trabalhando e lutando por um futuro melhor? Daqui a pouco o inverno acaba e as estações do ano se sucederão numa rapidez impressionante e estaremos no Natal novamente. Do ano ve-

lho restaram as velhas agendas que para nada servirão, as contas que devem necessariamente ser pagas, e as roupas novas logo serão usadas no dia a dia, num círculo vicioso e interminável. Para nós brasileiros será um ano de expectativas. Primeiro por uma lei que beneficie a todos. Depois pela seleção brasileira de futebol que disputará uma nova copa do mundo, desta vez na Alemanha, e a pátria deverá – novamente – vestir as camisas amarelas e calçar chuteiras. Novamente veremos o Mario Zagallo, achando alguma palavra com treze letras e num rasgo de ufanismo dirá que o ano é do Brasil. Se ganharmos a copa do mundo, será a constatação de que realmente somos os melhores do mundo. Se perdermos, logo uma boa desculpa oportunamente aparecerá e ficará tudo por isso mesmo. Na vitória, o técnico Parreira e os jogadores serão os eternos heróis de sempre. Na derrota, o treinador será tachado de burro e idiota, e os jogadores de velhos milionários que estavam interessados somente no dinheiro. No futebol jamais haverá unanimidade, mesmo porque como dizia Nelson Rodrigues, toda unanimidade é burra. E por fim teremos eleição presidencial. Quem será o novo presidente do Brasil? Lula de novo? Será que o nosso povo aguenta um novo governo do PT? Res-

salte-se que o Partido dos Trabalhadores tomou em 2005 a maior e inesquecível lição da sua vida. A de que teoria e utopia não governam jamais. Deixando a política de lado, valorize sua família, seus parentes, seus amigos, tome tempo para passear – trabalhar é importante, mas momentos de lazer e de tranqüilidade também devem constar da sua vida. No verão, pare para tomar um sorvete e bata aquele papo despretencioso com os seus amigos. Na primavera, vá ao Central Park em New York ou no Boston Common ver as flores, ou aproveite algum passeio em alto-mar e vá ver as baleias. Se quiser pode ir pescar, só não esqueça de tirar as devidas licenças. Se quiser arriscar a sorte vá ao Foxwood Casino, ou quem sabe se o seu tempo permitir um bom programa é visitar Atlantic City, ou quem sabe Las Vegas? O bem estar de qualquer ser humano passa necessariamente pelo dinheiro. Com ele pode se fazer e ter quase tudo, sem ele não se pode ter tudo e não fazer quase nada. O dinheiro não compra felicidade, mas ajuda um bocado a ser feliz. Muitos de nós que moramos aqui nos EUA investimos no Brasil, para no dia em que hipoteticamente voltarmos para lá termos onde nos fixar. Uns compram casas e apartamentos, outros compram carros ou investem em terra e gado. Tudo o que se investe em propriedades é certamente dinheiro em caixa numa emergência qualquer. O bem estar de uma família começa forçosamente pela parte financeira, pois sem dinheiro você não vai poder fazer absolutamente nada. Planeje o seu ano a partir do que você ganha. Poupe, não gaste aquilo que não pode gastar. Economize, pois se realmente uma nova lei de imigração for aprovada, você vai precisar de dinheiro para pagar o processo. E será importante que você fale a verdade, com os que estão próximos – e os que não estão também. Seja honesto, não guarde rancor e nem mágoa de ninguém. Busque as melhores oportunidades que você possa ter de trabalho, de amizades, de estudar e de aprender cada vez mais. Tudo isto junto tornará 2006 mais fácil de ser vivido. E que venha a anistia, a conquista da Copa do Mundo, e na política…, bem ai, a história é outra, e que vença o melhor e mais preparado candidato, afinal o Brasil merece sempre o melhor.


ARTIGO

www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 5 DE JANEIRO DE 2006 | 33

Reminiscências

Por que a vida tem que ser assim? Por Jehozadak Pereira

Meu irmão me telefonou tempos atrás para dizer que dois primos haviam morrido num espaço de quatro dias um do outro. Primeiro morreu o Antonio e dias depois a Marta. Há muito não os via. Coisa de mais de vinte e cinco anos. A lembrança que tenho do Antonio é de um jovem, lá com os seus dezenove ou vinte anos, lutando pelo seu espaço na sociedade, e tento puxar na memória a sua fisionomia. Confesso que não lembro, por mais que me esforce para tanto. Embora jovem, o Antonio já era avô. Já com a Marta, a coisa era diferente, mas nem tanto. Certamente não a via a mais de trinta anos e a lembrança que tenho dela é de uma menina simpática e risonha, sempre brincalhona e satisfeita. Nunca mais a vi e mesmo que isto acontecesse teria dificuldade em reconhecê-la adequadamente. Assim certamente se dará com a maioria deles. As lembranças mútuas que temos uns dos outros é a de crianças, para quem não havia tempo difícil, e que qualquer oportunidade de estar juntos, era festa na certa, mesmo que fosse em velórios. Um dos pólos de aproximação, comunhão e convívio são os avós, e quando eles também morrem, tudo invariavelmente se desfaz. Há também os caminhos da vida, com cada um à medida que cresce e amadurece tomando o seu rumo, com interesses específicos que quase nunca são compartilhados. As lembranças, que temos invariavelmente exclui o tempo implacável com cada um de nós. Por isso, é que nos surpreendemos, quando nos encontramos e vemos diante de nós senhores e senhoras, e mais ainda, estamos diante de estranhos, cujas vidas não nos diz respeito em absoluto. A morte tem o condão de nos levar a reflexão profunda, ainda mais quando se trata de pessoas no exercício pleno da maturidade. O Antonio tinha 44 e a Marta 42 anos. E pior é quando pais têm de enterrar seus filhos - devia haver uma lei natural que impedisse pais de enterrarem seus filhos. Logicamente isto não é possível, e sim uma utopia. Em setembro de 2003, perdi meu irmão, Jairo, aos 40 anos, depois de uma longa enfermidade. Além da saudade que fica, há também o desapontamento de não ter feito nada que me aproximasse mais ainda dele. Desapontamento porque a vida nos leva para longe de quem amamos, queremos, prezamos, e muitas vezes não nos permite aproximarmos nunca mais. Nos preocupamos muitas das vezes com nossos pais e o restante da família fica relegado a planos secundários, que os muitos afazeres diários se encarregam de colocar estes interesses em planos longínquos e intangíveis. Quando meu irmão morreu, fiquei pensando nas vezes em que nos falamos, e, sobretudo, nas oportunidades em que não conversamos. Sem dúvida nenhuma perdi com isto. Tempos atrás escrevi a crônica Liguei

pra dizer que te amo, em cima de uma história que presenciei. - Alô pai. - Oi filha. Você precisa de alguma coisa? - Não, pai. Liguei para dizer que te amo e que você é importante para minha vida. - Quero que você saiba disto! Outro dia ouvi esta história e me emocionei junto com a protagonista dela. Pensei logo no meu pai e nas tantas vezes que telefonei para ele e não disse que o amo. Não me sai da cabeça que gestos tão simples e singelos fazem bem para as pessoas – especialmente pais e mães que estão do outro lado do telefone. Sempre haverá um tempo em que todos nós poderemos dizer aos nossos pais e a quem prezamos que os amamos... Muitos de nós ao partirmos dos nossos cantos deixamos para trás nossas histórias de vida e temos de refazer tudo de novo. Já passou por isto? Ou ainda daquele seu amigo dileto ou amiga querida que ficou ou já morreu? Eu tive um amigo assim, que morreu. Quando nos conhecemos, as afinidades eram poucas, mas a paixão pelo Palmeiras, a mesma visão da vida e os problemas em comum trataram de estreitar e iniciar uma amizade que durou anos. Nossas conversas duravam horas e dias a fio. Um assunto nunca se esgotava no mesmo dia e invariavelmente continuava no dia seguinte. Partilhavamos as caronas. Ele no meu jornal e eu no seu carro ao final de cada dia. Aprendi muito com meu amigo e um dia ele disse o mesmo para mim, embora a nossa diferença de anos fosse considerável. Aprendi com ele a ler mais e seletivamente, a dar valor ao profissionalismo, a fazer as coisas de modo que não tivesse de refazê-las de modo algum. Uma das suas frases prediletas era a de que se algo fosse bem feito, o seria para a vida toda. Relembrei com ele uma coisa que meu pai sempre me disse - a de que se preciso recuar e pedir desculpas, não era

vergonha alguma, e sim uma virtude do caráter. Como o passar do tempo ele deixou de ser meu superior para ser de fato meu amigo, e vi que um amigo nunca adula, e sim, fala a verdade o tempo todo, mesmo que esta verdade doa, e se doer é relevada, pois de um amigo às vezes suportamos o jugo. Outro dia ouvi, uma coisa in-

teressante numa palestra da Ludmila Ferber. Amigo é aquele que come um quilo de sal junto com você e não reclama. Uma verdade que já ouvira no passado, e que a mente se encarregara de jogar e deixar escondida num canto qualquer do inconsciente. Algumas vezes este amigo comeu junto comigo uma porção de sal e eu tive a oportunidade de fazer o mesmo com ele. E se precisasse faríamos o mesmo novamente. Muitos são solitários por não ter de fato um amigo ou amiga com quem partilhar as coisas do espírito e da alma, às vezes tão atribuladas com as circunstâncias que nos cercam. Sem contar que cortamos deliberadamente as nossas raízes e nos esquecemos dos pequenos gestos que só uma amizade sincera pode proporcionar. Pais, irmãos, maridos e mulheres, filhos, cunhados e cunhadas, primos, enfim todos aqueles que unidos a nós por laços familiares ou de amizade e que por qualquer motivo deixamos de privar da companhia e com quem passamos anos sem trocar uma palavra sequer. Ou fazemos isto ou então vamos sempre nos perguntar, por que a vida tem de ser assim...


34 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 5 DE JANEIRO DE 2006 | 35


36 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

PUBLICIDADE


GUIA

www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 5 DE JANEIRO DE 2006 | 37

Investidores precisam tomar cuidado com “fleeting” Os governos dos Estados estão tornando as regras mais severas para conter a especulação. Na Flórida, quem compra uma casa não pode fazer a transferência em menos de seis meses. Por Suzana Diniz, de Nova York

Nos últimos anos, os imóveis tiveram grande valorização em vários estados americanos. Muitas pessoas começaram a fazer “fleeting”, a prática de comprar imóveis, reformá-los e vendê-los para ganhar dinheiro em curto espaço de tempo. No sul da Flórida, nos últimos cinco anos, os imóveis dobraram de preço e o “fleeting” disparou. Maria Goretti Ubillus, corretora de imóveis, conta que

Especulação imobiliária tem riscos. Em alguns locais, há regras para combater o “fleeting”

o governo estabeleceu regras para evitar essa prática. “A norma diz que o título da casa precisa ficar no nome do comprador por pelo menos seis meses antes que ele venda a casa”, explica Goretti. “Os bancos emprestam dinheiro para você comprar o imóvel, mas se você resolve vender a casa antes de seis meses, eles não vão emprestar dinheiro para o novo comprador”. Se o comprador tem 20% ou 30% do valor da casa, pode ser que o banco empreste o restante, mas se o financiamento for de 100% existe uma grande chance dos bancos negarem o dinheiro. Essa norma foi estabelecida porque o governo defende que todo cidadão deve ter acesso a um imóvel. “Isso é um alerta. Talvez o comprador precise ficar com o imóvel por pelo menos seis meses antes de revendê-lo”. O “fleeting” pode trazer prejuízo se não houver um planejamento financeiro. Depois de um mês, o empreendedor co-

meça a pagar o mortgage, além de outras despesas. O “closing”, por exemplo, que varia de 4% a 6% do valor da casa, deve ser pago tanto na compra, quanto na venda do imóvel. O “closing” inclui impostos e pagamento de garantias bancárias. “É preciso lembrar que a obra nem sempre termina dentro do prazo planejado, o que gera mais gastos, como o pagamento da mão de obra por vários meses”, ressalta Goretti. O tipo de reforma é importante na hora da valorização do imóvel. Adicionar comôdos sempre valoriza a casa, mas trocar o piso não é visto como uma grande melhoria. “É o que eu chamo de lei da comparação”, explica Goretti. “Posso ter uma casa bem conservada que tenha passado por várias reformas e outra mais antiga que valem a mesma coisa no mercado. O upgrade não significa que a mais conservada vale mais; significa que ela vai ser vendida mais rápido”.


38 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

GUIA


GUIA

www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 5 DE JANEIRO DE 2006 | 39


40 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

GUIA


GUIA

www.nationaltbn.com | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | 5 DE JANEIRO DE 2006 | 41


CLASSIFICADOS

42 | 5 DE JANEIRO DE 2006 | NATIONAL THE BRAZILIAN NEWSPAPER | www.nationaltbn.com

CASA M.VALE 3qt, bh, sl, cz, qtl, gr 1 carro. Financ. Caixa R$110.000,00Ligue: 1-877-223-2990 CDE73

LIMPEZA DE SUPERMERCADOS Precisa-se de pessoas c/ experiencia, carro, carteira de motorista e autorização de trabalho, para trabalhar no Estado de Vermont - Tel: (518) 569-60-98 - Falar c/ Adan.

FAÇO POR ENCOMENDA COMIDA E DOCES BAIANOS: Acarajé, Bobó de Camarão, Vatapá, Moqueca, Caruru, Xixim. Atendo a área de New Jersey. Tel: (973) 522-11-24.

BE YOUR OWN BOSS It’s everyone’s dream, but we are the company that makes that dream a reality. We’re EXIT, one of North America’s fastest growing Real Estate marketing organization and we’re looking for people who want to put themselves in charge. Want to know more about our tried-and-truesuccess system? Just send an e-mail with your name, address, phone number and a brief resume to : joecosta@optonline.net We’ll send you all the details in 48 hours

ROMA’S WIRELESS - Dealer Autorizado: Sprint, T-Mobile, Cingular, Verizon, Nextel, Atell, Liberty. Temos o celular da sua escolha e muitos telefones disponíveis. Visite o nosso site: www.romaswireless.com ou www.wirelesscellphonesales.com - Falar c/ Roma - Tel: 201724-08-12. “Happy Holidays”

VOCÊ TEM DENTES ??? Então…cuide bem deles. Economize ate’ 80% em todo tratamento . Super Plano Dentário!!! Ind.$11,95 / Família $19,95 / Ouro $35 por mês. GRÁTIS: Planos Farmácia -Visão-Quiroprático. Ligue agora (617)718-9531

VENDE-SE LOJA BRASILEIRA EM ASHLAND - MA. Nome da Loja: BRASIL AMERICA. Vendemos produtos brasileiros, fazemos remessas de dinheiro e pagamento de contas. Motivo da venda: mudança. Falar com Angela - Tel: (781) 727-71-35.

IMÓVEIS NA REGIÃO DE GOVERNADOR VALADARES

APARTAMENTO KITINET GRÃ DUQUESA R$50.000,00 Ligue: 1877-223-2990 CDE53

CASA MORADA DO VALE 3 2 quartos, sl, mais dois barracões, escritórios R$85.000,00 Ligue: 1877-223-2990 CDE74 CASA MARIA EUGÊNIA 2 suites, +1 quarto, sl, cp, cz R$82.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDE119 Casa inacabada C/telhado - AÇUCAREIRA - SANTOS DUMONT R$85.000,00. Ligue: 1-877-2232990 CDJ39

KITINET Acamp. vale. Próx shopping R$55.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDE54

03 casas de 2 qtos Lote 520m2 - AÇUCAREIRA SANTOS DUMONT R$150.000,00. Ligue: 1-877223-2990 CDJ40

APTO. ILHA DOS ARAUJOS 3st + 1qt + 1bhsocial, sl/cp com 80 mts, garagem 3 carros, piscina, dce R$400.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDE55

Casa 4 qtos 4 qtos(2 suítes) dem. Dep. Lote 480m2 - CENTRO R$600.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDJ25

APTO. ILHA DOS ARAUJOS 3qt, sl, cp, cz, dce, gr R$70.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDE56

Casa rua D. Pedro II 5 qtos (suíte) - CENTRO R$230.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDJ26

APTO. SÃO PEDRO 3 quartos, bh social, sl, cz, gr R$70.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDE57

Casa de luxo C/3 suítes - CENTRO R$750.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDJ27

APTO. GRÃ DUQUESA 1st, 2qt, sl/ cp, cz R$80.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDE58

Casa Lote 400m2 próx. Democrata - CENTRO R$360.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDJ28

APTO. M. VALE 1st, 2qt, sl, cp, czgrande, gr2 carros R$90.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDE59

Casa 4 qtos (2 suítes) lote 776m2 c/aquecedor solar. Aceita aptos na troca - ESPERANÇA R$220.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDJ32

APTO. ESPLANADINHA 1st + 2qt, sl, cp, cz, gr R$140.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDE60 APTO. ESPLANADA 1st com hidro, 2qt,sl com granito, cp, cz, grelev R$210.000,00. Ligue: 1-877223-2990 CDE61 PRÉDIO V.BRETAS 3 Aptos. cada um. 1st, 3qt, 2sl, cz, Valor total R$470.000,00. Ligue: 1-877-2232990 CDE75 PREDIO V. BRETAS Com duas moradas, tipo Kitinet com gr, 1 andar 2qt sendo um com varanda, sl, cz, .bh social, terraço, cz, disp, um bh, churrasqueira R$140.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDE76 Aptº 3 qtos 3 qtos(suíte). Aceita fin Caixa AÇUCAREIRA - SANTOS DUMONT R$85.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDJ41 Aptº 2 qtos Ótimo local - BAIRRO SÃO PAULO PARTE ALTA R$85.000,00 Ligue: 1-877-223-2990 CDJ48 Aptº de cobertura Luxo, vaga p/3 carros - CENTRO. R$650.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDJ29 Aptº cobertura 4 suítes - CENTRO R$220.000,00 Ligue: 1-877-223-2990 CDJ30 Aptº 2 qtos 2 qtos(suíte) novo acabamento de primeira qualidade próximo Coelho Diniz - GRÃ DUQUESA R$85.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDJ20 Tipo todo em granito 3 qtos(suíte) c/armários lindos, garagem - GRÃ DUQUESA R$180.000,00 Ligue: 1-877-223-2990 CDJ21 Apto Cobertura Possibilidade de transforma-lo em triplex c/3 qtos(2 suítes) armários, vista maravilhosa p/Ibituruna - ILHA DOS ARAUJOS. R$160.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDJ12 Apto Novo 3 qtos(suíte) - ILHA DOS ARAUJOS R$110.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDJ13 Apto BNH 2 qtos 2 qtos (1 c/armário espelhado) reformado - ILHA DOS ARAUJOS R$65.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDJ14

Mansão c/ 4 qtos 4 qtos (2 suítes), piscina. Lote grande - ESPLANADA R$800.000,00 Ligue: 1-877223-2990 CDJ31

Casa 4 qtos 4 qtos(suíte), gar. 2 carros - GRÃ DUQUESA R$250.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDJ19 Casa em 2 lotes sobre pilotis 4 qtos (2 suítes), sala tv. Sala estar, lavabo, copa, cozinha, piscina, jardim, garagem p/6 carros, portas e janelas blindex - ILHA DOS ARAUJOS R$350.000,00 Ligue: 1877-223-2990 CDJ6 Casa excelente 3 qtos 3 qtos (2 suítes c/armários) 2 andares ,próxima igreja católica com acabamento excelente - ILHA DOS ARAUJOS R$250.000,00 Ligue: 1-877-223-2990 CDJ7 Casa 4 qtos(suíte) próxima ao Garfo - ILHA DOS ARAUJOS R$ 200.000,00 Ligue: 1-877-223-2990 CDJ8 Casa excelente 2 pav. 4 qtos(suite), gar. 4 carros, fachada moderna e muito bonita - ILHA DOS ARAUJOS R$260.000,00 Ligue: 1-877-223-2990 CDJ9 Casa 5 qtos, terraço, varandas, piscina - ILHA DOS ARAUJOS R$150.000,00 Ligue: 1-877-223-2990 CDJ10

Casa excelente 3 andares 4 qtos(2 suítes c/banheira hidromassagem), piscina, fogão lenha. (Aceita aptºs menor valor no negócio) - ILHA DOS ARAUJOS R$250.000,00 Ligue: 1-877-223-2990 CDJ11

Casa 3 qtos 3 qtos (suíte), dem. dep - MARIA EUGÊNIA R$110.000,00 Ligue: 1-877-223-2990 CDJ38 Casa 3 qtos 3 qtos (suíte), início bairro. Parte alta - SANTA RITA R$135.000,00. Ligue: 1-877-2232990 CDJ33

Casa 3 qtos 3 qtos (suíte) - SANTA RITA R$95.000,00 Ligue: 1-877-223-2990 CDJ34

Casa laje 2 qtos próxima João Melo - SANTA RITA R$75.000,00 Ligue: 1-877-223-2990 CDJ35

Apartamento cobertura Cem condomínio 3 qtos (suíte) - SANTO AGOSTINHO R$135.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDJ46

Casa 2 pav. 3 qtos(suíte) em construção, parcela pagamento - SANTO AGOSTINHO R$115.000,00 Ligue: 1-877-223-2990 CDJ44

Aptº 2 qtos 2 qtos(suíte) sala-copa ampla, garagem - UNIVERSITÁRIO R$60.000,00. Ligue: 1877-223-2990 CDJ18

Casa 3 qtos 3 qtos(suíte), esquadria blindex e alumínio - SANTO AGOSTINHO R$100.000,00Ligue: 1-877-223-2990 CDJ45

CASA

COMERCIAL

CASA V. BRETAS 2qts, sl, cp, cz, gr 4 car, luxo tem 250 mts de construção R$160.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDE62

SALA - CENTRO Edfício Fabíola em Minas Gerais com b eliodora R$25.000,00 Ligue: 1-877-2232990 CDE50

CASA SÃO PEDRO 1st com hidro , 2qt, 2sl, cp, cz, gr2 carros, qtl, terraço, da fin. caixa econ R$110.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDE63

Sala Edificio fabiola Entre Minas Gerais e Barbara Eliodora R$26.000,00 Ligue: 1-877-223-2990 CDE120

CASA ILHA DOS ARAUJOS 1 suíte, 4qt, sl, cp, cz, pisc R$150.000,00 Ligue: 1-877-223-2990 CDE64

Loja Av. JK. Próx Coelho Diniz. 406 mts R$350.000,00 Ligue: 1-877-223-2990 CDE121

CASA ILHA DOS ARAUJOS 3 qtos, bh social, sl, cp, cz, gr + um qto com bh R$88.000,00 Ligue: 1877-223-2990 CDE65

Loja 2 portas 130m2 (alugada) - AV. JK – S. CRISTÓVÃO R$100.000,00 Ligue: 1-877-223-2990 CDJ37

CASA GRÃ DUQUESA Duas moradas, sl, 2qt, bh social R$120.000,00Ligue: 1-877-223-2990 CDE66

Comercial Av JK. Próx. Coelho Diniz, 14 por 29 fundos,3 lojinhas, ap2 qtos - GOV. VALADARES R$350.000,00 Ligue: 1-877-223-2990 CDE52

BARRACÃO GRÃ DUQUESA Lote 10 por 30 de fundo, casa velha 3qt, sl, cz, bh social, fin. Caixa EconR$80.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDE67

Loja alugada Valor do aluguel R$150,00 - ILHA DOS ARAUJOS R$20.000,00 Ligue: 1-877-2232990 CDJ17

CASA B. LURDES Com 3 suites, sala, cp, cz, gr1 R$120.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDE68

PRÉDIO ÁREA COMERCIAL Av JK. com 2 lojas, alugadas R$758,00, 3 gr ,qtal , um qto, um bn. 1 andar apart com 4 qtos, sendo duas suítes, bh social, sala com três ambtes, sacada av. jk com fino acabto. no granito e tábua corrida + lavabo, cozinha, churrasqueira, salão amplo, dceempre. VILA BRETAS R$480.000,00. Ligue: 1-877-2232990 CDE77

CASA B. BETEL 1st, 2qt, sl, cp, cz, slcp, cz, garagem 3 carros R$90.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDE69 CASA V. IMPERIO 3qt, sl, cp, cz, bh social, grR$68.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDE70 CASA M. EUGENIA 2 ste, +1qto, sl, cp, cz, 2gr, terraço R$80.000,00. Ligue: 1-877-223-2990 CDE71 CASA V. VERDE 3 qt, bh, sl, cp, czR$100.000,00 Ligue: 1-877-223-2990 CDE72

NATIONAL # 40  

Jornal Comunitario nos EUA

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you