Issuu on Google+


F1 2012

Dança das Cadeiras O

s acontecimentos dos últimos GPs desencadearam uma situação que ninguém imaginaria na F1 em 2012. Os bons e constantes resultados de Mark Webber pela equipe austríaca lhe rendeu uma improvável renovação de contrato por mais um ano, e a “chance” de lutar pelo título mundial à frente de Sebastian Vettel. Então, a tão sonhada, disputada e esperada “dança das cadeiras” na F1 em 2012 para a temporada seguinte foi adiada. A renovação de contrato do australiano fez com que o panorama principal das equipes permaneça o mesmo para 2013, pelo menos por enquanto. Tudo isso se afirmava para este ano, visto que o desempenho de Mark Webber foi desastroso perante o companheiro de equipe, e imaginase a provável última temporada do parceiro de Vettel. Mark Webber é a “chave” para desencadear toda a disputa por vaga nas equipes, já que seu nome já era dado como “carta fora do baralho” na Red Bull, provavelmente abrir-se-iam as possibilidades para 2013; talvez nem tanto no time austríaco propriamente dito, já que eles

têm um trabalho com jovens pilotos, o futuro companheiro de Vettel poderia vir de dentro da própria base da equipe; mas certamente teria uma grande repercussão nos outros times. Mas o futuro de vários pilotos está dependendo da posição de Mark Webber: tanto para os jovens condutores da Red Bull, como também par alguns que já estão na categoria. Houve rumores, de que Webber já estaria com os dois pés na Ferrari em 2013; o próprio piloto afirmou ter conversado com a equipe vermelha sobre a possibilidade. O australiano iria para casa nova na temporada seguinte, e faria parceria com o “amigo” Fernando Alonso. Acabou que os planos da Ferrari foram arruinados com a permanência de Webber na Red Bull. E quem “dançaria” se isso tudo fosse confirmado? Felipe Massa. A situação do brasileiro não é nada agradável no time de Maranello. Desde sua volta em 2010, Felipe Massa tem sofrido para conseguir alguma posição digna, isso quanto consegue algo. O brasileiro é outro nome em xeque na dança das cadeiras para 2013. Se Webber fosse para Ferrari, Massa ficaria a pé para o


ano que vêm; pararia de correr, ou aceitaria uma vaga em equipe média se aparecesse? Às vezes, nada melhor que mudar de “habitat” à procura de novas conquistas, ao permanecer na mesma mesmice sem conseguir resultados animadores.



Teste