Page 1

NOSSAS CRIANÇAS

s o h n o S de crian ça

O que eles querem ser quando crescer? Pais e mães revelam como estão cuidando do futuro de seus filhos, suas expectativas e o que passa na cabeça de seus pequenos no mundo de hoje por ANDERSON FERNANDES

D

esde meados da década de 1940, a mortalidade infantil vem diminuindo no Brasil devido às campanhas de vacinação em massa, à disseminação dos antibióticos e, mais recentemente, aos exames pré-natais e campanhas de aleitamento materno. Isso, na prática, representa um aumento da população infantil no Brasil. Psicólogos afirmam que os pequenos de hoje formam a geração Y, ou seja, apta a uma era de informações rápidas, conhecimento ao alcance de um clique e, portanto, de crianças muito mais sábias e conscientes. Para a terapeuta Daniela Freixo de Faria, a partir de uma boa educação em casa a criança estará pronta para enfrentar qualquer eventual problema na sociedade, inclusive o preconceito. “Os pais precisam salientar e deixar bem difundido na formação do filho que o peso, o tamanho, a sexualidade e também a cor da pessoa não a difere das outras. A criança precisa saber que somos todos iguais apesar da aparente diferença”, explica a terapeuta, acrescentando que “elas estão crescendo com uma maior consciência do que é certo e isso deverá apaziguar o preconceito e a falta de respeito”, finaliza Daniela. A seguir, exemplos de como alguns pais lidam com a educação de seus filhos e os preparam para o futuro, além dos sonhos que essas crianças têm.

56 | RAÇA BRASIL


NOSSAS CRIANÇAS

s o h n o S de crian ça

O que eles querem ser quando crescer? Pais e mães revelam como estão cuidando do futuro de seus filhos, suas expectativas e o que passa na cabeça de seus pequenos no mundo de hoje por ANDERSON FERNANDES

D

esde meados da década de 1940, a mortalidade infantil vem diminuindo no Brasil devido às campanhas de vacinação em massa, à disseminação dos antibióticos e, mais recentemente, aos exames pré-natais e campanhas de aleitamento materno. Isso, na prática, representa um aumento da população infantil no Brasil. Psicólogos afirmam que os pequenos de hoje formam a geração Y, ou seja, apta a uma era de informações rápidas, conhecimento ao alcance de um clique e, portanto, de crianças muito mais sábias e conscientes. Para a terapeuta Daniela Freixo de Faria, a partir de uma boa educação em casa a criança estará pronta para enfrentar qualquer eventual problema na sociedade, inclusive o preconceito. “Os pais precisam salientar e deixar bem difundido na formação do filho que o peso, o tamanho, a sexualidade e também a cor da pessoa não a difere das outras. A criança precisa saber que somos todos iguais apesar da aparente diferença”, explica a terapeuta, acrescentando que “elas estão crescendo com uma maior consciência do que é certo e isso deverá apaziguar o preconceito e a falta de respeito”, finaliza Daniela. A seguir, exemplos de como alguns pais lidam com a educação de seus filhos e os preparam para o futuro, além dos sonhos que essas crianças têm.

56 | RAÇA BRASIL


PEQUENO CRAQUE E se o sonho de grande parte das garotas é desfilar e aparecer nas telinhas, os dos meninos é ser ovacionado por uma multidão enquanto chuta a bola em direção ao gol. E assim é João Victor, de 10 anos, que aos quatro aprendeu a ler para poder acompanhar nos jornais as notícias do seu time do coração. “Ele sempre soube o que queria ser. É fissurado por futebol. As pessoas conversam com o João e ficam abismadas frente à tamanha informação que ele tem sobre tudo que envolve esse esporte”, diz a mãe Kátia, extremamente confiante no talento do filho, que apoia sem hesitar. “Ele faz parte de um dos mais im portantes clubes aqui do Rio de Janeiro, mas isso não o impede de ir à escola e estudar corretamente. Ele mesmo tem muita vontade de estudar para quebrar o paradigma de que os jogadores de futebol não são inteligentes.”

SEMEANDO O FUTURO Antes mesmo de sonhar com o que quer ser quando crescer, Thiago de Jesus, de 1 ano e 6 meses, já tem um auxílio para o futuro. Trata-se de uma poupança criada por seus pais, Luis e Rose, que não abrem mão de destinar alguma quantia mensal de suas rendas para os estudos do garoto. “Somos uma família humilde. Nossos pais não tiveram a oportunidade de criar algo parecido para nós, mas queremos fazer isso para o Thiago”, conta o pai. Contudo, engana-se quem acha que essa é uma atitude que dará de mãos beijadas um caminho promissor ao pequeno jovem. “Não queremos que ele se acomode por ter essa garantia em dinheiro. Ela servirá para auxiliá-lo para pagar uma faculdade ou quando realmente for necessário”, complementa Luis. Desta forma, Thiago poderá alçar voo para aonde quer que seus sonhos o levem.

WWW.RACABRASIL.COM.BR

RAÇA BRASIL | 57

Crianças  

Matéria da edição138

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you