Page 18

não são suficientes para atender à demanda de bioenergia e se começam a demandar cada vez mais árvores inteiras para esse propósito, e madeira de qualidade,37 incentivando, assim, a expansão de monocultivos de árvores com fins energéticos na União Europeia, no Canadá, na Rússia, nos Estados Unidos, na América Latina, na África e na Ásia, além de aumentar a pressão sobre as florestas nativas. No Canadá, as exportações de pellets para a Europa cresceram 700% em menos de oito anos até 2010, chegando a quase 1 milhão de toneladas.38 A demanda por pellets na UE supera em muito a oferta doméstica desde 2008, tendo sido importadas mais de três milhões de toneladas métricas em 2011. Os estudos prevêem o uso de pellets principalmente como fonte de cogeração de eletricidade em grandes plantas, e também para uso doméstico.39 No mesmo estudo, estima-se, para o ano de 2020, uma grande expansão de monocultivos de árvores de rápido crescimento no Sul para exportação à União Europeia. Em um dos cenários, prevê-se um total de cerca de 15 milhões de toneladas de pellets, dos quais muitos poderiam estar sendo produzidos no Sul, principalmente no Brasil, no Uruguai, em Moçambique e na África Ocidental.40 Considerando-se os anúncios recentes de empresas Europeias de energia sobre seus planos de biomassa, o dado real pode ser bem mais alto. Quinze milhões de toneladas exigiriam uma área de, pelo menos, 450 mil hectares de plantações, caso fosse de eucalipto para biomassa no Brasil, de curta rotação (2-3 anos), uma produtividade muito maior do que outras fontes.41

37 Ernsting, 2012 38 Briefing: First biofuels, now biomass: is the EU driving another BioMess (http://www.greenpeace.org/belgium/Global/belgium/ report/2011/biomass.pdf) 39 Cocci, 2011 40 Cocci, 2011 41 Com base em informações de André Dorf, diretor da Suzano Renewable Energy, de que se necessitam 30 mil hectares de eucalipto de curta rotação (2 a 3 anos) e rápido crescimento para produzir 1 milhão de toneladas de pellets por ano (http://www.dci.com.br/Suzano-investe--US$-1_3-bilhao-na-producao-de-biomassa7-336378.html)

Troncos inteiros antes de serem transformados em chips de madeira.Autor: Josh Schlossberg. The Biomass Monitor y Energy Justice Network 18 Plantações de árvores no Sul para gerar energia no Norte

Uma nova ameaça para comunidades e florestas  
Uma nova ameaça para comunidades e florestas  
Advertisement