Issuu on Google+

Rainbow Warrior

O novo Guerreiro Por mais de três décadas o Rainbow Warrior tem sido um símbolo da luta por um mundo melhor. Em outubro de 2011, um novo guerreiro chegou para dar continuidade às missões do Greenpeace e à história do lendário navio.


Ă?ndice


A lenda

4

Visão Geral

18

Construção

26

Infraestrutura

36

Resultado

44

Créditos

54


O mito

Ação no mar Desde 1978, os ativistas do Greenpeace têm usado navio protestar e agir contra crimes ambientais, como a caça às baleias e o a


os adaptados, mesmo nas regiĂľes mais remotas como o Ă rtico, para abate de focas.

5


Última missão Em maio de 1985, a tripulação do Rainbow Warrior reti Pacífico, que estava contaminada por substâncias radioativas. Essa foi a


irou os habitantes da Ilha Rongelap, no sul do a última ação do primeiro Rainbow Warrior.

7


Bombardeio No dia 10 de julho de 1985, em Auckland (Nova Zelândia) dou em seguida. A operação matou o fotógrafo português Fernando Pere


), o serviço secreto francês atacou o primeiro Rainbow Warrior, que afuneira, à serviço da organização, e revoltou a comunidade internacional.

9


Fernando Pereira 10 de maio de 1950 – 10 de julho de 1985


“Eu nunca vou esquecer o peso nos meus ombros enquanto carregávamos o caixão do Fernando para fora da igreja. O ataque, em 1985, confirmou que o que eu estava fazendo tinha um significado. O naufrágio do Rainbow Warrior fez com que ganhássemos espaço público e atenção para que o Greenpeace se fortalecesse.”

Peter Willcox, capitão do Rainbow Warrior desde 1978. O novo Rainbow Warrior também estará sob seu comando.

11


Não se afunda um sonho Quatro anos depois do naufrágio do seu antece Greenpeace. O navio de três mastros foi financiado com a indenização rec


essor, um novo Rainbow Warrior deu sequência à história do cebida do governo francês após o ataque à primeira embarcação.

13


Paz contra violĂŞncia Em 1992, o Dalai Lama visitou o Rainbow Warrior teste de armas nucleares no atol de Moruroa, na PolinĂŠsia Francesa, fora


r no Rio, durante a Eco-92. Em 1995, ativistas que protestavam contra o am mais uma vez ameaรงados por soldados franceses.

15


O primeiro Rainbow Warrior

o segundo Rainbow Warrior

29 de abril de 1978 – 10 de julho de 1985

10 de julho de 1985 – 16 de agosto de 2011

O Rainbow Warrior original foi adquirido pelo Greenpeace em 1977. Na época, ele se chamava Sir William Hardy e era usado como navio de pesquisa pelo Ministério da Agricultura e Pesca do Reino Unido. Comprado e remodelado, foi utilizado pelo Greenpeace em suas campanhas até o atentado de 1985.

O segundo Rainbow Warrior foi lançado quatro anos após o naufrágio de seu antecessor. Após 22 anos de campanhas ambientais de sucesso ao redor do mundo, ele foi doado para a ONG Friendship, de Bangladesh. Sua primeira e única visita ao Brasil aconteceu durante a Eco-92, para a abertura do escritório da organização no país.


O novo Rainbow Warrior 14 de outubro de 2011 - ...

É a primeira vez que o Greenpeace constrói um navio totalmente sob medida. O novo Rainbow Warrior foi desenvolvido para ser uma embarcação de alta tecnologia, sustentável e preparado para atender a campanhas ambientais e pesquisas científicas. Sua construção foi possível graças a doações de colaboradores de todo o mundo.

17


O planejamento

Hoje, o Greenpeace p pesqueiro para suas

Berne


precisa de mais do que um velho barco campanhas internacionais

Um novo guerreiro pronto para lutar por um mundo melhor.


Projetado por um engenheiro holandês e construído durante mais de um ano em Berne (Alemanha), o novo Rainbow Warrior é um veleiro único, feito sob encomenda para suas campanhas.


É um veleiro híbrido, alimentado principalmente pela força dos ventos e energia solar

O design inovador do casco permite alta eficiência na navegação, economizando combustível e diminuindo a pegada de carbono

Um heliponto permite que o Greenpeace conduza expedições em água ou no ar


Modernos sistemas de comunicação são capazes de transmitir imagens em tempo real diretamente do alto-mar para todo o mundo

Maior que seus antecessores, transporta mais carga, mais tripulação e oferece mais espaço operacional

Carrega tanques de armazenamento de resíduos e um sistema de purificação de água


Comprimento total: 57,92 m Boca moldada: 11,3 m Calado de projeto: 5,15 m Tripulação: 32 pessoas Área das velas: 1.256 m2 Velocidade utilizando as velas: 14 nós


... uma organização global precisa de um navio à altura de seus desafios


Gdansk

A construção


Do papel para o metal Centenas de placas de metal, cortadas a partir de coordenadas digitais, foram soldadas pelos operĂĄrios do estaleiro localizado na cidade de Gdansk (PolĂ´nia) atĂŠ formar o casco do Rainbow Warrior.


A construção do casco levou a


aproximadamente seis meses


O gigante de metal tem 57,92 m de


e comprimento e 11,3 m de largura


Berne

Os ajustes finais


Depois de pronta a estrutura externa, em Gdansk(Polônia), o casco foi levado até Berne (Alemanha) para a instalação da infraestrutura interna.

Gdansk Berne


A primeira viagem: 1.100 km em 50 horas


Quilômetros de fios foram instalados durante a montag salas de comunicação para a cobertura das campanhas


gem das modernas s em tempo real 41


O Rainbow Warrior navegarĂĄ pelos cantos mais remotos e inĂłspitos do planeta para combater todo o tipo de crime ambiental. Para isso, tem a bordo uma moderna infraestrutura como um pequeno hospital e uma sala de conferĂŞncias para mais de 50 pessoas.


Berne

A estrutura


A nova cor da frota Greenpeace Cada detalhe foi pensado para ser o mais ecológico possível. Inclusive as tintas que foram usadas no casco do novo Rainbow Warrior, que são livres de substâncias tóxicas.

47


Os dois mastros de 54 m de altura suportam 1.29 uso do motor praticamente dispensável. Caso as c desfavoráveis ou em perseguições de barcos de pe pode acionar o seu motor diesel-elétrico.


90 m 2 de vela que tornam o condições climáticas sejam esca ilegais, o Rainbow Warrior


Características verdes • Tratamento biológico de esgoto e de água;

• Central de armazenamento de combustível e de óleos para evitar derr

• Reutilização do calor do motor e dos geradores para aquecer a água e

• Equipamentos inovadores para o tratamento dos gases de escape que • Uso de tinta atóxica na pintura do navio;

• Câmara de reciclagem de águas residuais, eliminando apenas água li • Todos os equipamentos utilizados têm elevado padrão ecológico (IMO


ramamentos;

e as cabines da tripulação;

e reduzem as emissões;

impa ao mar; Tier II)


A história do Rainbow Warrior começa agora…


CrĂŠditos


Equipe de produção e edição: plan p. GmbH, Hamburg Fotos: Oliver Tjaden, Jean Deloffre, Pierre Gleizes, Marcus Meyer, Steve Morgan, Fernando Pereira, Malcom Pullmann, Keith Scott all © Greenpeace, Pedro Armestre © Greenpeace, © Greenpeace Jeff Day V.i.S.d.P.: Michael Pauli Ilustrações: © VSTEP Ship Simulator Extremes and Dykstra & Partners Edição de imagens: Michael Pauli Diagramação: W5 Comunicações Edição brasileira: Coordenação de projeto: Cristina Amorim Tradução: Marina Yamaoka Edição: Leonardo Medeiros

55


O Greenpeace é uma organização global e independente que atua para defender o ambiente e promover a paz, inspirando as pessoas a mudarem atitudes e comportamentos. Investigando, expondo e confrontando crimes ambientais, desafiamos os tomadores de decisão a rever suas posições e adotar novos conceitos. Também defendemos soluções economicamente viáveis e socialmente justas, que ofereçam esperança para esta e para as futuras gerações.


O Rainbow Warrior