Page 14

A14 Economia

DIÁRIO DO SUDOESTE 1º de dezembro de 2016

Queda do PIB no 3º trimestre é a sétima seguida, revela IBGE O PIB de serviços acompanhou o movimento. A queda de 0,6% no terceiro trimestre ante o segundo também foi a sétima seguida. A sequência de quedas na comparação de um trimestre com igual período do ano anterior é a mesma: sete trimestres. No terceiro trimestre, o PIB de serviços encolheu 2,2% ante igual período de 2015. Os investimentos também completaram dez trimestres de queda, na comparação de

Estadão Conteúdo

A queda do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro no terceiro trimestre em relação ao segundo trimestre deste ano (-0,8%) foi a sétima seguida nessa base de comparação, informou nesta quarta-feira, 30, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com o terceiro trimestre de 2015, o PIB encolheu 2,9%, a décima seguida nesse tipo de comparação.

um trimestre com igual trimestre do ano anterior. O recuo da formação bruta de capital fixo (FBCF) foi de 8,4% no terceiro trimestre ante igual período de 2015. Já a queda do PIB da agropecuária no 3º trimestre ante o terceiro trimestre do ano passado (-6,0%) foi a terceira seguida A última vez que o PIB da agropecuária registrou uma sequência de três quedas nessa base de comparação foi em 2009, entre o primeiro e

o terceiro trimestres. Desde o início da série das Contas Nacionais do IBGE, em 1996, essas são as únicas duas sequências de três quedas no PIB agropecuário. O consumo das famílias no PIB também registrou a sétima queda seguida na comparação de um trimestre com igual período do ano anterior, ao encolher 3,4% no período de julho a setembro deste ano contra 2015.

Confiança da indústria avança 0,4 ponto em novembro ante outubro, revela FGV mesmo patamar de julho, o índice segue a tendência de acomodação iniciada em agosto. “A melhora da confiança industrial entre abril e julho teve como protagonistas o ajuste de estoques e a diminuição do pessimismo em relação ao futuro. Ainda que permanecesse baixo em termos históricos, o ICI

Estadão Conteúdo

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) subiu 0,4 ponto em novembro ante outubro, passando de 86,6 para 87,0 pontos, informou nesta quarta-feira (30) a Fundação Getulio Vargas (FGV). Em outubro, o índice havia recuado 1,6 ponto. A instituição avaliou que, ao retornar ao

havia atingido o maior patamar desde o final de 2014. Desde então, no entanto, o índice continua oscilando em torno do nível atingido em julho. O setor aguarda notícias que alterem o ambiente de negócios, ainda bastante desfavorável”, afirmou Tabi Thuler Santos, Coordenadora da Sondagem da Indústria da FGV/IBRE.

Mercado Agropecuário

Indicadores Econômicos BOVESPA

30/11/16

CÂMBIO

30/11/16

DÓLAR COMERCIAL

INDICE BOVESPA Alta: 1,51%

61.906 pontos

Volume negociado: R$ 11,71 bilhões 61.985 61.395 61.559 62.855 60.986 61.906

EURO Var. novembro: +6,18% R$ 3,386 R$ 3,387

Baixa: 0,27% Compra Venda

DÓLAR PTAX (Banco Central)

DÓLAR PARALELO

23/11

24/11

25/11

Ações Petrobrás PN Vale PNA Bradesco PN ItauUnibanco PN Fibria ON Cyrela Realt ON Klabin PN Copel PNB

28/11

29/11

30/11

% +9,14% -3,04% +2,37% +1,96% -7,07% +4,60% -3,14% -2,60%

R$ 16,00 25,55 29,75 35,42 31,01 9,33 16,97 27,77

19.132,42 6.783,79 10.640,30 18.308,48

+0,06 +0,17 +0,19 +0,01

BOLSAS NO MUNDO Dow Jones Londres Frankfurt Tóquio

%

OURO - BM&F 30/11

var. dia R$ 127,00 /grama

-1,55%

IR

DÓLAR TURISMO Var. novembro: +6,63% R$ 3,32 R$ 3,54

Estável Compra Venda

Até 1.903,98 De 1.903,99 até 2.826,65 De 2.826,66 até 3.751,05 De 3.751,06 até 4.664,68 Acima de 4.664,68

Alíquota % 7,5 15 22,5 27,5

Parc. a deduzir 142,80 354,80 636,13 869,36

Deduções: a) Assalariados: 1-R$ 189,59 por dependente; 2 - pensão alimentícia; 3 - contribuição à Prev. Social; 4 - R$ 1.903,98 por aposentado a partir de 65 anos; 5 - contribuições à previdência privada e aos Fapi pagas pelo contribuinte; b) Carne Leão: itens de 1 a 3 mais as despesas escrituradas no livro-caixa.

SELIC/IR IR 2016 - A oitava parcela do Imposto de Renda de 2016

irá vencer em 30/11, com a cobrança de juros Selic de 7,76%. TAXA SELIC 1,22% 1,11%

MÊS Out/16 *Nov/16

TAXA SELIC 1,05% 1,00%

*No mês corrente a Selic é sempre 1,00% Indicadores Econômicos: elaboração da agência Dossiê:Dinheiro. Fone: (41) 3205-5378

Var. novembro: +3,30% R$ 3,54 R$ 3,76

Estável Compra Venda

jun 0,47 0,35 0,40 0,65 0,28 1,69 1,63 2,10 0,26 1,93

jul 0,64 0,52 0,54 0,35 0,64 0,18 -0,39 -0,81 0,37 0,49

ago 0,31 0,44 0,45 0,11 -0,31 0,15 0,43 0,50 0,32 0,29

OUTRAS MOEDAS X REAL Iene Libra esterlina Peso argentino

R$ 0,0299 R$ 4,23 R$ 0,22

US$ 1 É IGUAL A: Iene Libra esterlina Euro

Índice INPC (IBGE) IPCA (IBGE) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV)

out 1,0915 1,0848 1,1066 1,0974

nov 1,0850 1,0787 1,0878 1,0799

dez 1,0712 -

* Correção anual. Multiplique valor pelo fator acima

set 0,08 0,08 0,23 -0,14 0,36 0,20 0,03 -0,03 0,07 0,33

113,62 0,8030 0,9435

out 0,17 0,26 0,19 0,27 0,35 0,16 0,13 0,04 0,34 0,21

nov 0,26 -0,03 -

ano 6,36 5,78 6,38 5,62 5,30 6,60 6,24 6,57 5,65 5,59

12m 8,50 7,87 7,64 7,61 6,64 7,12 7,99 8,43 7,65 6,05

OUTROS INDICADORES set TJLP (%) 7,50 Sal. mínimo 880,00 FGTS (%) 0,5017 UPC 23,16 TAXA SELIC ANUAL: 13,75%

PREVIDÊNCIA

out 7,50 880,00 0,4045 23,29

nov 7,50 880,00 0,4071 23,29

COMPETÊNCIA NOVEMBRO

Venc.: empresas 20/12, pes.físicas 15/12, emp. domésticos 07/12. Atraso gera multa 4% a 100%+juros.

Empresário/empregador

Facultativo

Contribui com 11% sobre o pró-labore, entre os limites de R$ 880,00 (R$ 176,00) e R$ 5.189,82 (R$ 570,88), através de GPS.

Contribui com 20% sobre qualquer valor entre R$ 880,00 (R$ 176,00) a R$ 5.189,82 (R$ 1.037,97), através de carnê.

Autônomo

Assalariados

1) Quem só recebe de pessoas físicas: recolhe por carnê 20% sobre os limites de R$ 880,00 (R$ 176,00) a R$ 5.189,82 (R$ 1.037,97). 2) Quem só recebe de pessoas jurídicas: a empresa recolhe 11% sobre o máximo de R$ 5.189,82 (R$ 570,88) e desconta do autônomo. 3) Quem recebe de jur. e físicas: têm desconto de 11% sobre as jurídicas, até R$ 5.189,82 (R$ 570,88). Se não atingir este teto, recolhe 20%, via carnê, sobre a diferença até R$ 5.189,82. 4) Aut. especial: sobre R$ 880,00, recolhe 5% (donas de casa, Lei 12.470/2011) ou 11% (demais especiais), mas a aposentadoria é por idade

Salários até R$ 1.556,94 de R$ 1.556,95 até R$ 2.594,92 de R$ 2.594,93 até R$ 5.189,82

8% 9% 11%

Empregados domésticos Empregado Empregador Total

Alíquota % 8 a 11 12 20 a 23

R$ mín 70,40 105,60 176,00

R$ máx 570,88 622,78 1.193,66

SALÁRIO FAMÍLIA Salário de até R$ 806,80 Salário de R$ 806,81 até 1.212,64

POUPANÇA, TR Poupança antiga: depósitos até 03/05/12 Nova poupança: dep. a partir de 04/05/12

POUP. ANTIGA Outubro/16 Novembro/16

NOVA POUPANÇA Outubro/16 Novembro/16

ano 6,88 7,57

12 m 8,33 8,35

% 0,6609 0,6435

ano 6,88 7,57

12 m 8,33 8,35

% 0,16 0,14

ano 1,68 1,82

12 m 2,04 2,05

41,37 29,16

Outubro/16 Novembro/16 Período 22/10 a 22/11 23/10 a 23/11 24/10 a 24/11 25/10 a 25/11 26/10 a 26/11 27/10 a 27/11 28/10 a 28/11 1/11 a 1/12 2/11 a 2/12 3/11 a 3/12 4/11 a 4/12 5/11 a 5/12 6/11 a 6/12 7/11 a 7/12 8/11 a 8/12 9/11 a 9/12 10/11 a 10/12 11/11 a 11/12 12/11 a 12/12 13/11 a 13/12 14/11 a 14/12 15/11 a 15/12 16/11 a 16/12 17/11 a 17/12 18/11 a 18/12 19/11 a 19/12 20/11 a 20/12 21/11 a 21/12 22/11 a 22/12 23/11 a 23/12 24/11 a 24/12

POUP ANTIGA 0,6297 0,6582 0,6913 0,6619 0,6851 0,6270 0,6071 0,6435 0,6569 0,6701 0,6474 0,6153 0,6430 0,6867 0,6826 0,6608 0,6650 0,6380 0,6078 0,6451 0,6800 0,6717 0,7003 0,6934 0,6917 0,6437 0,6815 0,7088 0,7095 0,6980 0,6882

POUP NOVA 0,6297 0,6582 0,6913 0,6619 0,6851 0,6270 0,6071 0,6435 0,6569 0,6701 0,6474 0,6153 0,6430 0,6867 0,6826 0,6608 0,6650 0,6380 0,6078 0,6451 0,6800 0,6717 0,7003 0,6934 0,6917 0,6437 0,6815 0,7088 0,7095 0,6980 0,6882

TR 0,1291 0,1574 0,1903 0,1611 0,1842 0,1264 0,1066 0,1428 0,1561 0,1693 0,1467 0,1147 0,1423 0,1858 0,1817 0,1600 0,1642 0,1373 0,1073 0,1444 0,1791 0,1708 0,1993 0,1924 0,1907 0,1430 0,1806 0,2078 0,2085 0,1970 0,1873

CUB PARANÁ Fonte: Sinduscon/PR e Sinduscons regionais R$/m2 SET OUT %m %ano %12m Paraná 1.326,05 1.326,42 0,03 1,59 2,00 Norte 1.384,48 1.384,89 0,03 9,61 9,30 Noroeste 1.371,49 1.372,37 0,06 5,56 6,45 Oeste 1.393,66 1.396,19 0,18 7,15 7,40

SAL. MÍNIMO - PARANÁ Grupo 1 R$ 1.148,40 Trab.s na agricultura. Grupo 2 R$ 1.190,20 Serviços administrativos, domésticos e gerais, vendedores e trab. de reparação.

Investimento LOTES - ATACADO cai 3,1% no 3º trimestre ante 2º trimestre, diz IBGE SOJA - saca 60kg

% 0,6609 0,6435

TR MÊS

ÍNDICES DE INFLAÇÃO Índices em % INPC (IBGE) IPCA (IBGE) IPCA-15 (IBGE) IPC (FIPE) IPC (IPARDES) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV) IPA-DI (FGV) IPC-DI (FGV) INCC-DI (FGV)

REAJUSTE ALUGUÉIS

BASE (R$)

MÊS Ago/16 Set/16

Var. novembro: +6,59% R$ 3,32 R$ 3,56

Estável Compra Venda

Var. novembro: +3,42% R$ 3,5988 R$ 3,6002

Baixa: 0,30% Compra Venda

EURO TURISMO

Var. novembro: +6,78% R$ 3,3961 R$ 3,3967

Baixa: 0,27% Compra Venda

A alta da confiança em novembro foi registrada em oito dos 19 segmentos pesquisados. Além disso, tanto o Índice da Situação Atual (ISA) quanto o Índice de Expectativas (IE) apresentaram melhoras discretas. O ISA aumentou 0,2 ponto e atingiu 85,1 pontos e o IE subiu 0,5 ponto, para 88,9 pontos.

Grupo 3 R$ 1.234,20 Trab. produção de bens e serviços industriais Grupo 4 R$ 1.326,60 Técnicos nível médio. *Valores válidos de maio/2016 a abril/2017

PRAÇA Paranaguá Ponta Grossa Maringá Cascavel Sudoeste Guarapuava

TRIGO - saca 60kg

R$ 80,00 78,00 76,00 75,50 76,00 76,00

SEM -0,6% 0,0% 0,0% -0,7% 0,0% 0,0%

30 d. 3,2% 3,3% 3,4% 3,4% 3,4% 3,4%

32,00 -4,5% 33,50 1,5% Conteúdo 32,50 0,0% 32,50 1,6% 33,50 0,0% 32,50 -1,5%

-1,5% -9,5% -4,4% -4,4% -6,9% -8,5%

MILHO - saca 60kg

Paranaguá Sudoeste Estadão Cascavel Maringá Ponta Grossa Guarapuava

30/1

PRAÇA Curitiba Ponta Grossa Maringá Cascavel

R$ 40,20 39,00 37,80 37,80

SEM 0,0% 0,0% 0,0% 0,0%

3

INDICADORES CEPEA/ESALQ PRODUTO Bezerro (1) Boi gordo (2) Café (3) Algodão (4)

30/11 1.248,21 149,86 535,43 260,77

DIA -0,57% 0,10% -0,79% -0,15%

0 -0 0 4

A Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) caiu 1- preço médio no MS, unidade de 8 a 12 meses; 2 -médi da arroba no ao Estadosegundo de SP; 3 - valor à vista saca 60kg p 3,1% no terceiro trimestre em relação triCapital, arábica, bica corrida, tipo 6; 4 - em pluma, cent/R$ p peso (453 gr), posto SP Capital. mestre deste ano. Os dados foram divulgados pelo Soja, milho e trigo: fonte Dossiê:Dinheiro; Cepea/Esalq: mais informações em www.cepea.esalq.usp.br Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), PREÇO AOnesta PRODUTOR que anunciou quarta-feira, 30, os resultados das 30/1 Produto unidade média var. var. var. F Belt. Pa Contas Nacionais Trimestrais. PR - R$ diária 7 dias 30 dias R$ Na comparação com o terceiro trimestre de 7 SOJA saca 60 kg 70,59 -0,7% 1,1% 4,9% 70,00 MILHO 60 kg 29,83 -0,7%Ainda -4,5% segun30,00 3 2015, a FBCFsaca mostrou queda 0,0% de 8,4%. TRIGO saca 60 kg 34,74 -0,1% -0,6% -1,3% 33,00 3 do o instituto, a taxa de investimento (FBCF/PIB) fiFEIJÃO CAR. saca 60 kg 194,41 0,2% 2,3% -8,6% FEIJÃO PRETO kg 199,36 trimestre -0,3% -3,0% -8,0% cou em 16,5%saca no60 terceiro de 2016. BOI GORDO arroba, em pé 150,30 -0,2% -0,2% -0,1% 148,00 15 A FBCF é akg, operação do 0,3% Contas1,1% Nacionais que SUÍNO vivo 3,78 1,9% 3,40 ERVA MATE arroba 0,8% 0,0% 0,0% futu-1 registra a ampliação da14,71capacidade produtiva FRANGO kg, vivo 2,68 0,0% 0,0% 0,0% ra de uma economia por meio de investimentos corFonte: Sima/Deral/Seab. Os preços nas praças referem-se aos valores “mais comuns” apurados rentes em ativos fixos, ou seja, bens produzidos facMERCADO FUTURO tíveis de utilização repetida e contínua em outros BOLSA DE CHICAGO (CBOT) por tempo superior a um ano 30/1 processos produtivos SOJA - US$cents por bushel (27,216 kg) MILHO - US$cents por bushel (25,4 kg) sem, no entanto, serem efetivamente consumidos Cont. FECH. *DIF. 1 SEM. 1 MÊS Cont. FECH. *DIF. 1 SEM. pelos mesmos. jan/17 1.032,25 -10,25 -0,2% 2,0% dez/16 336,75 0,00 -4,0% mar/17

1.041,25

-9,75

Influências

-0,2%

2,2%

dez/16 jan/17

316,40

-5,30

0,0%

mar/17

348,50

-0,50

-3,0%

TRIGO - US$cents por bushel (25,4 kg)

FARELO - US$ por tonelada curta (907,2kg) -0,3%

dez/16

380,50

-3,50

-5,2%

mar/17 402,75 -6,00 -5,0% 318,30 de -5,90 -0,1% A queda 3,1% dos -0,2% investimentos na margem, *Diferença sobre dia anterior. 1,00 ponto = US$ 0,01 na soja, milho e trigo e US$ 1,00 no farelo após um suspiro de 0,5% no segundo trimestre do BOLSA DE NOVA YORK (NYBOT) 30/1 ano, foi bastante influenciada ALGODÃO pela diminuição das - US$cents/libra peso (0,453 kg) CAFÉ - US$cents/libra peso (0,453 kg) importações fraca Cont.afetada FECH.pela *DIF. 1 SEM. 1 Cont. FECH. de *DIF.bens 1 SEM.de 1 capital, MÊS dez/16 72,46 0,08 de -0,8% dez/16 147,50 -2,40 -4,6% explicou -10,9% economia doméstica, a coordenadora mar/17 71,58 0,28 -0,1% mar/17 150,60 -2,45 -4,5% -10,9% Contas Nacionais do IBGE, Rebeca Palis. *Diferença s/ dia anterior. 1,00 ponto = US$ 0,01 no café e algodão. “É por causa da economia mesmo. A gente teve BOLSA DE MERCADORIAS DE SÃO PAULO (BM&F) 30/1 também no terceiro trimestre um aumento nos juMILHO R$/saca 60 kg kg 60 saca SOJA Fin. Cross Listing - US$ ros reais.FECH. Como os bens de capital têmFECH. bastante fiCont. *DIF. 1 SEM. MÊS *DIF. 1 SEM. Cont. jan/17aumento 37,48 0,07 ju-0,5% -1 -0,2% 2,0% pelo -0,22 22,76 jan/17 nanciamento, são afetados dos mar/17 38,00 0,66 1,0% -0,1% 2,3% 22,96 mar/17 ros reais”, disse-0,21Rebeca, lembrando que o Comitê BOI GORDO - R$/arroba CAFÉ - US$/saca 60 kg (arábica) de Política Monetária (Copom), só voltou a-3,35redunov/16 149,65 0,02 -0,7% -1,6% dez/16 174,10 -6,1% -1 zir a taxa básica de juros em outubro, já no quardez/16 150,27 0,89 -0,9% -1,1% mar/17 179,80 -1,90 -4,8% -1 to trimestre.

Diário do sudoeste 1 de dezembro de 2016 ed 6773  

Edição 6773

Diário do sudoeste 1 de dezembro de 2016 ed 6773  

Edição 6773

Advertisement