Issuu on Google+

❏ Leia as colunas de

ADE

M E S

L A AN

EM RE

Ano I ❑ Nº 9 ❑ Luís Eduardo Magalhães, 7 a 13 de maio de 2011

A

ID

ST

Oeste

AC

Notícias de Luís Eduardo quando elas acontecem estão no site DiariodoOeste.com.br

VI

Sebastião Nery, Luciano Demetrius, Tizziana Oliveira e Rafael Dias ❏ Divergência política

doméstica: vereador quer que jornal e site se retratem

Preço do exemplar em banca

R$ 1,00

Oziel é vice-campeão. De processos no STF Deputado do PDT responde a três processos e três inquéritos e só perde para colega de Santa Catarina AGRONEGÓCIO

UMA MÃE BRASILEIRA

Preparando a maior das Bahia Farm Show S U P E R LO TA Ç Ã O

Presos fazem barulho na visita da cúpula da Segurança CÂMARA

Sem entendimento, Código Florestal ficou para terça-feira LUÍS EDUARDO

Números da meta de vacinação são defasados Tiragem desta edição

5.000 exemplares

JOELMA MARIA PEREIRA, 38 anos, pobre, nove filhos vivos e dois mortos.

RICARDO RODRIGUES DOURADO


2

INFORMAÇÃO E OPINIÃO

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 7 a 13 de maio de 2011

PREZADO LEITOR Vereador quer retratação. Jornal e site não se retratam A propósito das notas com os títulos “Diga-me com quem andas e te direi quem és”, Escolhida a companhia, Cuspindo no prato e Decisão correta, publicadas pelo jornal Oeste Semanal na edição número 8 e reproduzidas no DiariodoOeste.com.br, o vereador Valmor Mariussi (PMDB), enviou à Redação o seguinte ofício, que é reproduzido abaixo tal como escrito: “Ofício/GAB/VER/VJM n° 014/2011. Luís Eduardo Magalhães, em 02 de maio de 2011. Ilustríssimo Senhores Editores do Jornal Oeste Semanal Luís Eduardo Magalhães – Bahia “Prezados Senhores: Por meio deste expediente comunico a Vossa Senhorias que as matérias envolvendo meu nome na edição do número 08 de seu semanário atingiram propositadamente minha honra e da minha família, e que pretendo que Vossa Senhorias retratem o editorial lá acostado onde me desabonam e minha esposa, no site, ligado ao seu jornal no prazo de 48 horas e na próxima edição do semanário. Deixo claro que nunca negociei ou negociaria qualquer cargo para me beneficiar, vez que não é este o meu procedimento, o que é de conhecimento público, e que o fato de minha esposa estar Secretária de Educação não tem qualquer influência minha, senão um pedido de toda a classe dos profissionais de educação e do sindicato dos professores do Município de Luís Eduardo Magalhães, após ter o senhor Prefeito solicitado tal indicação a estes, isto com vistas a trazer melhorias para a educação como um todo, com isto deixo claro que não pretendo e nunca pretendi qualquer secretaria na administração municipal. Meu discurso na tribuna da Câmara Municipal de Luís Eduardo Magalhães não foi furibundo, pois, sempre fui comedido em meus discursos e, inclusive, apesar de incisivo, o discurso não foi nem acalorado, não tendo atacado a equipe do senhor Prefeito ou qualquer outra pessoa que não sejam as pessoas de Emerson Palmieri, Norival Silva e o Senhor Cândido Trilha, sob os quais pesam indícios de envolvimento em desvio de dinheiro público em outros estados e que, não se compreende por que, estão novamente juntos, agora, em Luís Eduardo Magalhães, cuidando de dinheiro público. Para o que também solicito retratação. Atenciosamente, (ASSINATURA) Valmor José Mariussi Vereador PMDB”.

Oeste Semanal e DiariodoOeste.com.br consideram que as notas publicadas não “atingiram propositadamente” a honra do vereador nem a de sua família. Por isso, não têm do que se retratar. Se o vereador e sua esposa não se entendem politicamente, o jornal e o site nada podem fazer além de desejar que o casal tenha boa convivência política. O jornal e o site não conseguem ser ingênuos o suficiente para acreditar que o vereador estava na reunião da comissão de professores com o prefeito, para tratar da indicação da sra. Mariussi para a Secretaria de Educação, somente como companhia. A comissão certamente sabia onde se localiza o gabinete do sr. prefeito no prédio da Prefeitura. Não precisava de guia.

Dos partidos que se aproximaram do prefeito Humberto Santa Cruz apenas dois estão na linha de frente da aproximação do

Publicação da Oeste Comunicação Integrada Ltda. Rua Jorge Amado, 1.327 – Jardim Paraíso – CEP 47.850-000 – Luís Eduardo Magalhães/BA Inscrição municipal 007132/10 CNPJ 12.835.627/0001-41 - Telefone (77) 3628-0686

oestesemanal@diariodooeste.com.br

Sempre que campanhas de imunização se completam, o ministro da Saúde vem a público informar que expressivo percentual do público-alvo foi atingido. Na vacinação contra a gripe não será diferente. Sua excelência certamente proclamará que a meta de 80% foi até superada. Tudo seria ótimo não fossem os algarismos da meta. Se os números Brasil a fora forem similares aos de Luís Eduardo Magalhães, a vacinação e a meta irão para o espaço. O Ministério estimou que Luís Eduardo tem apenas 526 pessoas com 60 anos ou mais. Pelo Censo de 2010 do IBGE, são 1.560, dos quais 839 homens e 721 mulheres. Não é diferença pequena. O número verdadeiro é o triplo do estipulado na meta. Se a vacinação atingir a metade da verdadeira população de idosos de Luís Eduardo, a meta do Ministério terá sido superada em 50%, percentual arredondado que vai desfigurar fortemente o resultado geral do Ministério se a defasagem estiver se repetindo em outros municípios, o que é bem provável.

Tapando o nariz O cheiro nauseabundo que se sente em trecho do percurso Luís Eduardo Magalhães-Barreiras tem endereço de origem: a Mauricéa.

Repórter não é notícia Raul Marques, que foi editor por 12 anos do caderno Seu Dinheiro do Jornal do Commercio do Rio e passou a integrar a equipe deste Oeste Semanal e do site DiariodoOeste.com.br, não entendeu o interesse de folha da praça em fotografá-lo em sessão da Câmara.

Amando, mas nem tanto

chefe do Executivo com as populações dos bairros populares: o PT e o PCdoB. Isso ficou claro nos episódios da invasão e posterior distribuição de lotes a famílias carentes. 

Segundo informa a Assessoria de Comunicação da Prefeitura, o Conselho Municipal de Meio Ambiente reuniu-se na segunda-feira para “reforçar a divulgação da Campanha de Amor à cidade”. Durante a reunião, a secretária Fernanda Aguiar informou aos presentes que os adesivos para quem quiser aderir à mobilização estão disponíveis na Secretaria de Meio Ambiente. Se soube também pela voz de

SÓCIOS-DIRETORES Antonio Calegari / Pedro Callegari

CIRCULAÇÃO Aroldo Vasco de Souza

REDAÇÃO João Penido (editor), Antonio Calegari, Luciano Demetrius Leite, Raul Beiriz Marques, Rafael Dias, Sebastião Nery, Tizziana Oliveira, Henrique Cabelo (fotógrafo e diagramação), Paulo Cezar Goivães (projeto gráfico)

IMPRESSÃO Gráfica F. Câmara Csg 09 – LOTE 03 – GALPÃO 03 – Taguatinga Sul – Distrito Federal – Fone (61) 3356-7654

Quando a presidente Dilma Rousseff escolheu mulheres para o Ministério, com certeza seus maridos ou companheiros não estavam presentes no salão de despacho do Palácio do Planalto.

Engajamento

Números defasados da vacinação contra gripe

PUBLICIDADE Murilo Carvalho (contato)

TIRAGEM* 5 mil exemplares *Tiragem jurada pela editora, comprovável quando da

Fernanda Aguiar que “todos nós viemos para Luís Eduardo Magalhães com o objetivo de trabalhar e que apenas crianças de 11 anos de idade nasceram aqui”. Se soube ainda, agora em intervenção do conselheiro Rildo Luís de Lima, da Associação Comercial de Insumos Agrícolas (Aciagri), que a “a maior prova de amor à cidade é a transferência do título de eleitor para  o município”. Na sequência, o conselheiro Rudelvim Bombarda, do Sindicato dos Produtores Rurais, disse na reunião que “é preciso participar do processo político da cidade para que se ajude na construção da mesma”. Depois dessas sentenças, o Conselho decidiu que a proposta, “agora, é abrir uma discussão com os cidadãos com a seguinte pergunta: Por que você ama Luís Eduardo Magalhães?” Ao final, informa a nota, todas as respostas servirão para a elaboração de uma Carta em homenagem à cidade. Espera-se que os ilustres membros do Conselho de Meio Ambiente, já na próxima reunião, comecem a amar a Cidade estabelecendo plano de plantio de mudas de árvores, principalmente nas ruas centrais. Aí, a campanha de amor a Luís Eduardo começaria a ter sentido. E os ilustres conselheiros justificariam a existência de seus assentos.

José que não é de Alencar O vereador Sidnei Giachini (PRB) quer que o Mercado Municipal passe a se chamar Feira Livre Municipal vice-presidente da República José (de) Alencar. O vereador ficou de corrigir o nome para José Alencar. O vereador bem que poderia encontrar um nome entre os pioneiros da C idade e homenageá-lo. O vice comoveu o País em sua luta contra o câncer, mas não é lá grande escolha. Morreu sem reconhecer filha, ao contrário de Roberto Carlos, o cantor, que, homem que é homem, reconheceu filho que desconhecia e o apoiou. Preferiu a companhia de Pelé, que negou reconhecimento à filha, também vítima de câncer. (Em junho de 2010, o juiz José Antônio de Oliveira Cordeiro, da Vara Cível de Caratinga (MG), reconheceu que a professora aposentada Rosemary de Morais, de 55 anos, é filha de José Alencar. Vivo, o então vice-presidente recusou-se a realizar exame de DNA). Outro parêntese: vale lembrar que a chamada grande mídia rifou essa passagem na biografia do vice quando de sua morte. Era só grande homem, grande político. A mídia adora elogiar poderosos.

impressão do jornal, na Gráfica F. Câmara, a par tir das 23 horas das sextas-feiras e quando do início da distribuição das edições, na Rua Jorge Amado, 1.327 – Jardim Paraíso – Luís Eduardo Magalhães, a par tir das 7 horas da manhã dos sábados. As publicações da Oeste Comunicação – Oeste Semanal e DiariodoOeste.com.br não publicam matérias redacionais pagas sem caracterizá-las como Informe Publicitário. A Oeste Comunicação também edita o site online DiariodoOeste.com.br.


Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 7 a 13 de maio de 2011

CIDADE

3

FOTOS DE RICARDO DOURADO

JOÉSIA, Jaílson (no colo), Gilson. Jaqueline, Nilcélia, dona Joelma com Jéferson no colo, e Jocélia.

Joelma, uma mãe brasileira 38 anos, pobre, nove filhos vivos e dois mortos. Não conheceu a mãe nem o pai. ANTONIO CALEGARI Da Oeste Comunicação oelma Maria Pereira, 38 anos, pernambucana e moradora do Jardim das Oliveiras, 10 meses em Luís Eduardo Magalhães, é mãe desde os 13 anos. Deu à luz 11 filhos – dois morreram e nove estão vivos. “Suspeita” estar grávida do 12º. Diz que chegou a usar anticoncepcional e espera conseguir fazer ligação de trompas. Neste Dia das Mães, o presente que dona Joelma mais deseja são mil blocos para a construção de um cômodo e um banheiro. “Nunca morei em casa de bloco. A vida inteira foi assim, em casa de taipa ou um barraco como esse”, diz, em frente à rústica armação de tábuas, lonas e folhas de alumínio, cobertas por telhas de amianto, onde vive com o marido, José Dilson Franco Diniz, ajudante de entrega de loja de construção, e seis filhos. Dona Joelma, mesmo que pudesse, não pode dar presente do Dia das Mães. Abandonada ainda bebê por Gilvaneide Maria Pereira, foi criada pela avó Enedina Maria Pereira, casada com Sebastião Pereira, o Sebastião do Açúcar. - Disseram que minha mãe fugiu porque o pai batia muito nela - , diz dona Joelma, que nunca encontrou a mãe. “Quando eu morava em Pernambuco, tivemos notícia de que ela tinha ido para São Paulo. Queria encontrá-la, mas não sei nem se está viva”, diz, ainda com esperança de conhecer a mãe.

J

Dúvida. Na conversa, ao mesmo tempo, a incerteza. “Soube também que, ainda em Pernambuco, minha mãe viveu com dois

companheiros. Um deles, que a agrediu, teve a cabeça rachada por uma tijolada. Era uma mulher muito valente, não aguentava agressão de homem, era de reagir, e por isso tenho receio de que pode ter sido morta, diz dona Joelma. Do pai, dona Joelma só sabe que era conhecido como Zé Pequeno.  Dona Joelma, o marido e os filhos não estão entre os 16,2 milhões de brasileiros que vivem em situação de extrema pobreza, mas ficam bem próximos. José Dilson Franco Diniz ganha líquidos cerca de R$ 600,00 mensais que, somados a R$ 134,00 do Bolsa Família, têm que dar para alimentar oito bocas e ainda pagar, religiosamente, prestação de R$ 173,00 do lote de 10m x 20m que uma prima de Joelma, Rosimere Maria Pereira, comprou, depois se desinteressou e lhe repassou. Além dos R$ 900 dados à prima, dona Joelma diz orgulhosamente já ter pago nove prestações do lote. Não sabe dizer quantas mensalidades ainda deve, mas tem a certeza de que ali construirá sua casa de blocos. Jaílson é o mais novo dos filhos de dona

Joelma e José Dilson Franco - A senhora não recebe cesta Diniz. Tem um ano e é alimentabásica ? do com leite da mãe. Jefferson - Estive no Sine (na verdade, a tem dois anos e basta escurecer Secretaria de Trabalho e que ele diz estar com sono. É o Assistência Social, em cujo prérecurso que o pequeno utiliza dio também funciona o Sine) há para antecipar a dose diária de uns três meses, disseram que leite em pó, ralo, que recebe na mandariam alguém aqui para hora de dormir. “Ele finge que verificar minha situação, mas até está com sono para beber logo o hoje não veio ninguém. leite. Depois da única dose diáNo pequeno barraco, de cerca ria, diz para mim que não quer de 5m x 4m, dona Joelma tem dormir, não”, relata a mãe. Três O PAI: José Dilson uma velha geladeira que ganhou latas de leite em pó é o máximo de presente da tia Aurenice de consumo mensal de Jéferson. Maria Pereira. O fogão e a pequena televisão Jaqueline tem seis anos e Gilson, que vive vieram com ajuda de vizinho. No pequeno fugindo, segundo a mãe, e desaparece na hora espaço, três velhas camas, também ganhas, se da foto até ser encontrado pelos irmãos perto de apertam em “quartos” separados por cortiuma fogueira em rua próxima, tem oito anos. nas de pano. “Cabem todos”, garante dona Nilcélia tem 11 anos, Joésia, 14, Jocélia, 16, Joelma. São oito os moradores. Cícero, 18, e Jéssica, 21. As tábuas do barraco foram ganhas da igreOs três mais velhos não moram com os ja católica do Jardim das Acácias, mas os R$ pais. Jocélia é casada, Cícero trabalha 200 da lona usada ainda têm que ser pagos. como ajudante de pedreiro em Luís Na casa de dona Joelma, no setor W5, Eduardo e só aparece em visita e Jéssica quadra 7, lote 7, no Jardim das Oliveiras, apemora em Petrolina. sar da pobreza quase absoluta, não há tristeza. Há esperança. Dos blocos, da melhora ¤ mesa. Dona Joelma do ganho do marido, do futuro dos filhos. diz que eles não ajudam Feliz Dia das Mães, dona Joelma. em casa. Falta comida, dona Joelma?, pergunta o repórter. - Às vezes falta e aí a gente recorre aos vizinhos, pede emprestado. - E a comida, como é? - Arroz e feijão. No começo do mês, compramos um galeto. Quando dá, compramos dois, três reais de gordura, às vezes OS VIZINHOS: Mosaniel Silva Ribeiro e Maria Micilene de uns ossos, para botar no feijão. Souza são sempre solidários com Joelma.


4

AGRONEGÓCIO

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 7 a 13 de maio de 2011 HENRIQUE CABELO

Operários trabalham na construção do restaurante da Bahia Farm Show, que terá lugar para 600 pessoas. Ào lado, o prédio dos banheiros, já construído.

A maior das Bahia Farm Show Números de expositores, público e negócios superarão os de 2010, que já foram excelentes RAUL MARQUES Da Oeste Comunicação Bahia Farm Show deste ano, a ser realizada de 31 de maio a 4 de junho em Luís Eduardo Magalhães, será a maior de todas, tanto em número de expositores quanto em público e volume de negócios. A informação é do diretor-superintendente da Associação dos Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), organizadora do evento, Alex Rasia. “O agrobusiness no Brasil vive um momento muito positivo. Talvez, o melhor de toda a sua história. A Bahia Farm Show já faz parte do calendário de eventos da Bahia, do Brasil. A deste ano será, com certeza, a maior Farm Show que já tivemos”, disse Alex Rasia, também coordenador da feira. De acordo com o diretor-executivo da Aiba, a feira deste ano vai superar os excelentes resultados obtidos no ano passado, que registrou crescimento muito forte em relação a 2009, marcado por uma crise no agronegócio. Alex Rasia informou que em 2010 os negócios atingiram R$ 316 milhões, quantia 47,6% superior aos R$ 214 milhões registrados em 2009; o público foi de 38,5 mil pessoas, número 20% superior ao de 2009; e o número de expositores foi de 150. Neste ano, o número de expositores ficará 15% acima do de 2009, passando de 150 para 170, e o público deve superar 40 mil visitantes. O volume de negócios também deve superar o de 2010. O diretor-executivo da Aiba espera que a Bahia Farm Show deste ano consolide, de vez, a posição alcançada pelo evento como um dos maiores do Brasil no setor. Dele participarão grandes empresas do ramo de máquinas e implementos agrícolas, de fertilizantes, de sementes, concessionárias de veículos, e imobiliárias. Entre as empresas, destacam-se Bamagril, Favoto/Noma, Galvani, GTS Motors, Husqvarna, Iropel, Iveco Mobile, Jacto, Jaraguá Bahia, Jumil, Justi Tratores, Kepler Weber, Land Rota, Lindsay, Maxum, Miac, Missioneira, Montana, Movesa, Marcosa, ogueira, Piccin, Pirelli, Semeato, Sementes Passoita, Stara, Toledo, Turfal, Tatu Marchesan, Valley e Vence Tudo.

A

Restam poucas vagas. Ainda há vagas para empresas ou entidades interessadas em participar da quarta edição da Bahia Farm Show.

De acordo com Alex Rasia, dos 170 expositores, 144 já confirmaram presença, representando mais de 400 marcas diferentes. Outras 24 vagas estão reservadas. “Temos duas áreas vagas”, informou Rasia, assinalando que não há mais estandes disponíveis na área coberta. “As vagas disponíveis são em áreas mistas (parte coberta e parte ao ar livre) e devem ser rapidamente comercializadas”, disse. Sobre os preços dos estandes, Alex Rasia informou que a Bahia Farm Show trabalha com tabela progressiva; os preços oscilam de R$ 2,7 mil a R$ 20 mil nas principais áreas. O consultor comercial do evento, Cavalcante Miranda, acrescentou que há diversos tipos de estandes na feira, cujos preços oscilam conforme a infraestrutura oferecida e o tamanho do espaço. “Há, por exemplo, estandes de 12 metros quadrados, de 192

metros, de 384 metros”, disse. Os estandes que estão em aberto, sem formalização de contrato, segundo Cavalcante Miranda, ficam na área chamada Sebrae, do tipo mista, com parte coberta e outra ao ar livre. Para quem estiver interessado, os contatos com a área de comercialização da Bahia Farm Show podem ser feitos pelo telefone (77) 8802-0683 ou pelo e-mail comercial.brasil@bahiafarmshow.com.br. A área do pavilhão coberto, de 1.800 metros quadrados, é um pontos diferenciais da Bahia Farm Show, segundo os organizadores. Tratase de um projeto executado em alvenaria e com cobertura metálica para abrigar estandes de empresas que demandam menor espaço físico para apresentar seus produtos e serviços. ˘rea de 70 mil metros. A Farm Show terá área de exposição de 70 mil metros quadrados, EDUARDO LENA/NOVA FRONTEIRA

``

O agrobusiness no Brasil vive um momento muito positivo. Talvez, o melhor de toda a sua história. ALEX RASIA

``

com 12 mil metros quadrados de área de plots experimentais, para semeadura. Serão 8.220 metros quadrados de ruas com pavimentação em asfalto e 21.700 metros quadrados com tratamento anti-pó. No Centro da feira, a Praça das Bandeiras terá 6 mil metros quadrados de grama esmeralda e árvores para fazer sombra, além de bebedouros com cobertura e de bancos para descanso para os visitantes. Os sanitários terão acessos amplos, grande área de ventilação, piso frio, reserva hidráulica própria de 10.000 litros, com mictórios, cabines e acessos para deficientes físicos e equipe de limpeza. Um dos destaques da feira é o projeto elétrico, com 6.300 metros de cabos subterrâneos para distribuição em baixa tensão, 32 caixas de distribuição e 192 caixas de passagem equidistantes para facilitar a captação e alimentação de cada estande e 25 postes de iluminação distribuídos pelo parque e pelos estacionamentos. A distribuição hidráulica clorada terá uma rede com 5,7 mil metros e 96 pontos de derivação equidistantes de cada ilha para facilitar a captação para lavagem de máquinas e equipamentos. Alimentação. A parte de alimentação, composta por um restaurante com 600 lugares, uma lanchonete e uma cafeteria dentro do pavilhão coberto terá com link dedicado de acesso a internet. Durante a feira, haverá 22 palestras e seminários. A área de palestras e de suporte está muito bem equipada. O auditório principal terá modernos recursos audiovisuais e capacidade para 108 pessoas. Salas estarão à disposição dos expositores e palestrantes, com capacidade para 10, 24 ou 48 pessoas. Uma central de atendimento ao expositor dará todo suporte necessário aos participantes do evento. Mini-salas de reunião e uma sala com acesso à internet poderão ser usadas como locais para fechamento de negócios. Um posto médico com ambulância e enfermeiros de plantão para atendimento de emergências e primeiros socorros estará em funcionamento, com operação da Secretaria de Saúde da Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães. A segurança será feita por equipe especialmente treinada.


5

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 7 a 13 de maio de 2011

A história da feira A edição de 2011 será a quarta em que a Bahia Farm Show terá marca e nome próprios; o nome completo do evento é Bahia Farm Show Feira Internacional de Tecnologia Agrícola e Negócios. Antes, em 2004, a feira foi realizada como uma franquia da Agrishow. Segundo o site da Bahia Farm Show, foi no evento que ganharam força projetos de

desenvolvimento para a região Oeste, como o Plano Oeste Sustentável, a Rodoagro, a Ferrovia Oeste Leste e o Fundo para o Desenvolvimento Integrado e Sustentável da Bahia (Fundesis). Além da Aiba, esta edição da Bahia Farm Show tem como realizadores a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) e a Fundação de Apoio a Pesquisa e

Desenvolvimento do Oeste da Bahia (Fundação BA). São co-realizadores a Associação dos Revendedores de Máquinas e Implementos Agrícolas do Estado da Bahia (Assomiba), a Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães, o Fundo para o Desenvolvimento do Agronegócio do Algodão (Fundeagro), o Governo da Bahia, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e o Sindicato Rural de Luís Eduardo Magalhães. Banco do Brasil, Bradesco, Banco do Nordeste e Desenbahia serão as instituições financeiras presentes à feira. Participarão do evento empresas de vários

setores, como máquinas e implementos agrícolas; sementes; corretivos, fertilizantes e defensivos; silos e armazéns; equipamentos para irrigação; aviões; veículos utilitários e logística; software e hardware; peças, autopeças e pneus; sacarias e embalagens; equipamentos de comunicação rural; equipamentos de segurança/EPI; ferramentas; bombas e motores; poços artesianos; telas, arames e cercas; construções pré-fabricadas; sistemas de informação; centros de pesquisa e universidades; financiamentos; serviços financeiros e seguros; e revistas e publicações técnicas.

EXPOSITORES QUE JÁ CONFIRMARAM PRESENÇA E SUAS LOCALIZAÇÕES NA FEIRA AIBA F33 Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia - AIBA ABAPA F33 Associação Baiana dos Produtores de Algodão ACELEM P33 Associação Comercial e Empresarial de Luis Eduardo Magalhães. ACCB H45/46 Associação dos Criadores de Gado do Cerrado Baiano. AGRÍCOLA MARÇAL P21 Marçal Com. e Repr. de Produtos Agropecuários Ltda. AGROIMPORT P 09 Agroimport Insumos Agricolas Ltda AGROPECUARIA PAMPEIRA G44 Adel Maria Bes da Rosa ME. AGROSUL-JOHN DEERE D41 a D46 Agrosul Máquinas Ltda. AGROSYSTEM F41 Agrosystem Com. Imp. e Exportação Ltda. AGROTECNOLOGIA P41 Agrotecnologia Serviços e Produtos Ltda. AGS COMÉRCIO P27 AGS Comércio e Serviços Ltda. ARVUS F43 Arvus Tecnologia S.A. ART POÇO SP 13/14 Thiago S.S Quinteiro. ASSOMIBA Associação de Revendedores de Máquinas e Impl. Agrícolas do Oeste da Bahia ATB BALDAN F 21/22 Agri Tillage do Brasil Ltda. ATACADÃO BAIUCHO P24 Comercial de Alimentos Espírito Santo Ltda. AURORA SEMENTES G42 Aurora Sementes Ltda. BALANÇAS AÇORES G33 Mundial Ind. e Com. de Balanças Ltda. BALANÇAS CAPITAL F12 Balanças Mercosul Ltda. BAMAGRIL D23 a D26 Bamagril Barcellos Maquinas Agrícolas Bahia Ltda. BAMAQ C45 Bamaq S/A Bandeirantes Maquinas e Equipamentos. BANCO DO BRASIL C31 Banco do Brasil S.A. BANCO DO NORDESTE F32 Banco do Nordeste do Brasil S.A. BANDEIRANTES CARDANS P25 Trefilação Bandeirantes Ltda. BRADESCO F31 Banco Bradesco BEQUISA P55 Bernardo Química S.A BRDIGITAL P38 Brasil Digital Telecomunicações Ltda. BRASILIA MOTORS A32 Brasília Veículos e Peças Ltda. FORD PISTA TEST DRIVE B Buritis Veículos, Peças e Serviços Ltda . BUSA G41 Busa Indústria e Comercio Máqs. Agrícolas Ltda. CAMPO VERDE - TOYOTA C11/12 S.A. Oeste Comercial de Veículos Ltda. CANAL RURAL C 33A Canal Rural Produções Ltda. CCS CAMINHÕES D11 a D14 CCS Caminhões Com e Serv Ltda. CASALE F15 Casale Equipamentos Ltda. CASAS BAIANA B13 Alice R. de Souza e Cia Ltda. CASA DO CHURRASQUEIRO (Pavilhão Sebrae 08) Casa do Churrasqueiro Ltda. CAMPO TOTAL COMERCIO P02

Campo Total Comércio e Rep. Ltda. COELBA Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia COMIL P 12 Comil Silos e Secadores Ltda. CONFRARIA RESTAURANTE Ida Coritar e Machado Ltda. CUMMINS P 10/11 Cummins Vendas e Serviços de Motores e Geradores Ltda. C.G COM DE PEÇAS 34 C.G Com de Peças para Irrigação e Representação Ltda DESENBAHIA F34 Agência de Fomento do Estado da Bahia DOCE CAFÉ P 49-50 Buena e Cia Ltda. EMBRAER B24 e B26 Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A. FAAHF P 52 Faculdade Arnaldo Horacio Ferreira FABRI MALHAS P 48 Fabri Malhas Ind e Com de Fardamentos Ltda. FALKER AUTOMAÇÃO P 20 Falker Automação Agricola Ltda. EPP FANKHAUSER A34 Fankhauser S/A FAVOTO/NOMA F11 Favoto Implementos Rodoviários Ltda. FAEB/CNA/SENAR C33 Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia FUNDAÇÃO BA F33 Fundação de Apoio a Pesquisa e Desenvolvimento Social do Oeste Baiano FUNDEAGRO F33 Fundação para o Desenvolvimento do Agronegócio do Algodão FLYTOUR BARREIRAS Flytour Barreiras FW MÁQUINAS C43 Fw Máquinas Distribuição e Com. Ltda GALVANI D16 Galvani Ind. e Com e Serviços S.A. GECAL P 03 Gecal Representações e Logística Ltda. GEO AGRI-SANTIAGO E CINTRA C24 Geo Agri Tecnologia Agrícola Ltda. GENIUS F16 Estrutura Zortea Ind. e Com. Ltda. GOLDEN CARGO P 30 / 32 Golden Cargo Transportes e Logística Ltda. GOTEMBURGO B25 Gotemburgo Veículos Ltda. GTS DO BRASIL G31/32 GTS do Brasil Ltda. GTS MOTORS A13/14 GTS Motors Com. de Automóveis LtdaMe. GOVERNO DA BAHIA F34 Governo da Bahia HC PNEUS C23 HC Pneus S.A. HIPER PNEUS F13 Hiper Brasil Distribuidora de Pneus Ltda. HUSQVARNA C46 Husqvarna do Brasil Ind.Com. Produtos para Floresta e Jardim Ltda IDM MÁQUINAS B14 Monique Pizatto Garcia IMAVI B32 Imavi Indústria e Comercio Ltda. IMOBILIÁRIA CAMPOS BELOS P 54 Imobiliária Campos Belos Ltda. IMOBILIARIA CHAPADÃO P18 Imobiliária Chapadão Ltda. INQUIMA P 29 Inquima Ltda. IROPEL G21 a G26 Iropel Comercial Agrícola Ltda. IRRIGABEM CONSULTORIA P 51 Victor de Vasconcelos Nunes Irrigação Ltda.

IRRIGA CERRADO Pavilhão Sebrae 03/04 Irriga Cerrado Com. De Peças e Serviços Ltda. IVECO MOBILE A26 Mobile Com Exp. e Imp. de Veículos Ltda. ITAFÓSB23 Itafós Mineração Ltda. JACTO A23/24/25 Máquinas Agrícolas Jacto Ltda. JARAGUA BAHIA E21 a E26 Jaraguá Bahia Maquinas e Implementos Agrícolas Ltda. JCO FERTILIZANTES P 04 JCO Indústria e Com. de Fertilizantes Ltda. JUMIL G21 a G26 Justino de Morais e Irmãos S.A. JUSTI TRATORES F23 a F26 Justi Comercio e Representações Ltda. GRUPO KEPLER WEBER F14 Kepler Weber Industrial SA. LAND ROTA C13 Rota Premium Veículos Ltda. LAVROBRAS E11 a E16 Lavrobras Comércio e Representações Ltda. LINDSAY C14 Lindsay America do Sul LOTEAMENTO INDUSTRIAL LEM 44 Loteamento Industrial LEM. MARCOSA H36 Marcosa S/A Máquinas e Equipamentos MAXUM E41 a E46 Maxum Máquinas e Equipamentos Ltda. MENDONÇA IMPORTS P 46 Mendonça Importação e Com. Ltda. MIAC H33 e H35 Indústrias Reunidas Colombo Ltda. MICRON PULSAR P 22 Pulsar Tecnologia Ind. Com. Ltda. MINOESTE P53 Mineração do Oeste Ltda. MISSIONEIRA C/26 Missioneira Com Rep. de Produtos Agropecuários Ltda. MONTANA H31/32 Montana Indústria de Maquinas Ltda. MORAES D15 Moraes Equipamentos Agrícolas Ltda. MOTIVA A11/ G46 Motiva Máquinas Ltda. MOVESA A31 Movesa Motores e Veículos do Nordeste Ltda. MULTIFORÇA A36 Multiforça Ind. e Com. Ltda. NITRAL URBANA P 26/28 Nitral Urbana Laboratórios Ltda. NOGUEIRA C42 Nogueira Ind. Com de Impl. Maq. Agrícolas S.A. NORDESTETOPOGRAFIA P 37 Lusten Topografia e Projetos Ltda. PAGÉ P 34 Indústria Pagé Ltda. PAZ PAZZINI P 17 3J Indústria e Com de Facas Ltda. PARAISO MOTORS B15/B16 Paraiso Motors Comércio de Veículos Ltda. PARAISO EMPREENDIMENTOS MOBILIÁRIOS H34 Paraíso Empreendimentos Imobiliários. PECUARIA ROQUE F44 Comércio Agropecuário Roque Ltda. PICCIN F42 Piccin Maquinas Agrícolas Ltda. PETROBRAS B34 Petrobras Distribuidora S.A. PIRELLI C 34 Pirelli Pneus Ltda. PREFEITURA MUNICIPAL DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES C32 PLA MAQUINAS Pla Máquinas Pulverizadoras e

Fertilizadoras Ltda. PLANTU SILOS P 23 Plantu Silos Com. De Maquinas e Impl. Agrícola Ltda. PRIMAVIA A15/16 e A21/22 Primavia Veiculos Ltda. PRIMAVIA PISTA TEST DRIVE C Primavia Veiculos Ltda. PROTEFER P 08 Protefer Produtos para Segurança Ltda. RANDON A12 Nordeste Comercial de Impl. Rodoviários Ltda. RECONTA SEGUROS P 31 Reconta Adm e Corretora de Seguros Ltda. REINKE B33 Reinke e Cia Ltda. RF CONSULTORIA P 43 RF Consultoria em Gestão de Pessoas Ltda. SANAVE B11/12 S.A. Nacional de Veículos Ltda. SACI SOLUÇÕES P 19 Saci Soluções em Amostragem e Coleta de Informações Ltda. SEAGRI F 34 Secretaria da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária do Estado da Bahia SEBRAE/BA PAVILHÃO SEBRAE Serviço de Apoio a Micro e Pequenas Empresa SEMA F34 Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia SEMEATO C21/22 Semeato S.A. Indústria e Comércio SEMENTES OILEMA C41 Condomínio Irmãos Gatto SEMENTES PASO ITA F46 Carlos Alberto Teixeira e Cia. Ltda. SILO PEÇAS P 05 J.Z Mroginski & Cia Ltda. Me SIMBIOSE P42 Simbiose Ind. Com.Fertilizantes e Insumos Microbiológicos SINDICATO RURAL DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES C33 STARA D21/22 Stara S.A. Indústria e Com de Implementos Agrícolas SUDOESTE AGROPECUS P 45 Sudoeste Agropecus Ind. e Com. Ltda. TATU MARCHESAN B41 a B44 Marchesan Implementos e Maquinas Agrícolas Tatu S.A. TECHNICO COMERCIAL C44 Technico Comercial de Equipamentos S.A. TERMAL BRASIL P 36 Zolmira R Flissak ME TOLEDO DO BRASIL G35 Toledo do Brasil Indústria de Balanças Ltda. TOPVEL B21/22 Topvel Tropical Veículos e Peças Ltda. TRAPP B35/36 Metalúrgica Trapp Ltda. TRATORMASTER B31 Tratormaster Tratores, Peças e Serviços Ltda. TURFAL P 35 Turfal Ind. Com de Prod. Biol. e Agroindustrial Ltda. VALLEY G43 Valmont Indústria e Comercio Ltda. VENCE TUDO C15/16 Ind. de Implementos Agrícolas Imp. Exp. Vence Tudo Ltda. WIDITEC P 01 Ind. de Equipamentos Eletro Wisa Ltda. OBS: Não estão incluídos nesta lista os expositores que não confirmaram presença até o dia 30 de abril passado. Fonte: Aiba

DÊ UM TOQUE ESPECIAL EM SEU BANHEIRO. ARMÁRIOS PARA BANHEIRO A PARTIR DE R$ 199,00

Loja 1 - BR 020 - Jardim Imperial

☎ 3628-1823 / 3628-9621 Loja 2 - Centro

☎ 3628-2324 / 3628-8703


6

CIDADE

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 7 a 13 de maio de 2011

Barulho para a cúpula da Polícia ouvir Presos da cadeia de Luís Eduardo fazem protesto durante visita de autoridades da Segurança LUCIANO DEMETRIUS Da Oeste Comunicação m protesto de presos ocorreu na Delegacia de Polícia de Luís Eduardo Magalhães, durante toda a tarde de quarta-feira, 4. Do lado de fora da delegacia ouviam-se gritos e barulho provavelmente provocado por batimentos de canecas ou outros objetos contra as grades. A intenção foi chamar a atenção do secretário de Segurança da Bahia, Maurício Barbosa - que chegara à Cidade às 15 horas, acompanhado de vários integrantes da cúpula das Polícias Civil e Militar do Estado - para as péssimas condições da Delegacia e apresentar reivindicações. A delegacia foi fechada ao meio dia e permaneceu fechada até a noite. Carros da Polícia Militar e da CIPE-Cerrado foram deslocados para a Delegacia. Cerca de duas dezenas de parentes de presos se aglomeraram em frente à Delegacia e pediram melhoria das condições da cadeia e melhor tratamento

U

aos presos. O secretário Maurício Barbosa reuniu-se com o prefeito das 16h às 17h30. Também participaram da reunião o delegado Geral da Polícia Civil, Hélio Jorge Paixão; o corregedor da Polícia Militar, major Moyses Gomes Mustar; o comandante de Operações Policiais, coronel Zeliomar Almeida; o comandante do Policiamento Regional do Oeste Baiano, Coronel Carlos Antonio Menezes da Silva; o coordenador de Policiamento Especializado, Sérgio Natividade; o coordenador regional da Polícia Civil, André Aragão Lima; e o comandante do 10º batalhão de Polícia Militar, tenente coronel Osival Moreira Cardoso. Pelo município, participaram o secretário de Segurança, Ordem Pública e Trânsito, Eder Fior; os delegados civis Rivaldo Luz e José Resende de Moraes Neto; o comandante da CIPE-Cerrado, major Camilo Otávio Alonso Uzeda; o secretário municipal de Esportes, Valtair Fontana, e a advogada Valdete Stresser, presidente da OAB local. Da Prefeitura, o prefeito, o secretário esta-

dual e sua comitiva seguiram para visita à sede da CIPE-Cerrado e à 5ª Companhia da Polícia Militar. O comandante da CIPE-Cerrado, major Camilo Otávio Alonso Uzeda, saiu da reunião para a delegacia de Polícia. Ele deixou a delegacia às 16h50 e, em rápida conversa com jornalistas, informou que os presos fizeram “algumas reivindicações”, e que uma delas – a presença de um juiz, de um promotor e de jornalistas – não fora aceita. O comandante ada disse sobre as demais reivindicações. Saída e volta. Às 17h11, o delegado Rivaldo Luz chegou à Delegacia. Às 17h56, ele saiu com quatro presos algemados, que, cercados por policiais, foram colocados em dois carros da Polícia Militar. O delegado pediu que não fossem tiradas fotos e disse que os presos estavam sendo conduzidos a uma audiência. Conforme informou mais tarde, às 20h19, quando o protesto já havia terminado, três dos presos foram levados ao Forum, para explicar ao juiz o ocorrido nas celas, e um, ferido, foi encaminhado para atendimento

médico no centro de saúde Gileno de Sá. Este preso, Márcio Munis de Souza, retornou à delegacia às 19h21; ele estava com a bermuda manchada de sangue e tinha um curativo nas costas. Os outros três já haviam retornado, as 18h54. Às 20h13, um quinto preso, ferido, foi levado da Delegacia para atendimento no Gileno de Sá. Ele apresentava ferimentos superficiais na região do pescoço, peito e cabeça. Segundo o delegado Luz, o que aconteceu na Delegacia foi um desentendimento entre os internos, fruto de uma rixa antiga entre eles. “Não foi uma rebelião de presos. Ocorre que mais de 20 presos vieram recambiados de Barreiras para Luís Eduardo e alguns deles tinham problemas com internos de nossa Delegacia”, disse. Na quinta-feira, 5, pela manhã, o secretário estadual de Segurança, Maurício Barbosa, vistoriou a Delegacia, acompanhado do delegado geral da Polícia Civil, delegado Hélio Jorge. O secretário reuniu-se com os delegados José Resende e Rivaldo Luz para conhecer de perto os problemas da delegacia. HENRIQUE CABELO

Delegacia de Polícia será ampliada; CIPE-Cerrado ganha área RAUL MARQUES Da Oeste Comunicação A Delegacia de Polícia de Luís Eduardo Magalhães será ampliada. A CIPE-Cerrado, instalada no bairro Santa Cruz, ganhou área de 11,5 mil metros quadrados no Jardim Alvorada, e também será ampliada. O anúncio foi feito na quarta-feira, 4, pelo secretário de Segurança Pública do Estado da Bahia, Maurício Barbosa, e pelo prefeito Humberto Santa Cruz. Os dois se reuniram com integrantes das cúpulas das Polícias Civil e Militar do Estado e do Município. De acordo com Maurício Barbosa, foi acertada uma parceria com a Prefeitura para que seja reformada a parte administrativa da Delegacia, pelo sistema modular, com ampliação da cadeia, que deverá abrigar cerca de 96 presos. “Esta parceria deve servir de exemplo para todos os demais municípios baianos, para a administração pública preocupada com a segurança de suas cidades”, disse Maurício Barbosa. O prefeito Humberto Santa Cruz deu mais detalhes das obras. Ele disse que será construído um anexo à delegacia, com reforma da parte já existente, na qual, além das celas para 96 presos, haverá salas para visitação de advogados e de familiares aos detentos. Humberto Santa Cruz informou que os recursos para a construção do prédio virão do município (50%) e do Conseg-LEM (Conselho Comunitário de Apoio à Segurança), que entrará com os demais 50%. “O governo estadual entrará somente com a parte operacional”, disse. Solução rápida. O secretário estadual de Segurança Pública disse que a reforma da parte administrativa da delegacia possibilita-

rá maior dignidade aos detentos e reduzirá o medo da população com as seguidas fugas. “Temos reunião todos os dias com o governador Jaques Wagner, o que deve acelerar o andamento desta proposta. O sistema modular de construção, segundo Maurício Barbosa, permitirá maior agilidade na aprovação da parceria. “Esta ideia de fazer uma parceria entre município, a população e o governo do Estado foi fantástica e foi um dos motivos que me trouxe aqui. Esta proposta é inovadora”, disse. CIPE-Cerrado. O prefeito Humberto Santa Cruz disse partilhar desta opinião e lembrou que esta proposta é uma das melhores formas de aumentar a sensação de segurança do povo de Luís Eduardo. Ele informou que o município doou à Companhia de Policiamento Especializado Cerrado (CIPECerrado) terreno de 11,5 mil metros quadrados, no Jardim Alvorada. “Este terreno foi doado ao município pelo empresário Antonio Martins. Estamos repassando-o ao Estado para também ampliar as instalações da CIPE-Cerrado, o que vai melhorar a segurança em toda nossa região”, disse. Maurício Barbosa informou que o policiamento especializado do Estado da Bahia terá cerca de 400 novos homens, dos quais 50 na região Oeste, e 11 novas viaturas. Perguntado sobre fugas e rebeliões que têm ocorrido nas delegacias do Estado, inclusive em Luís Eduardo Magalhães, Maurício Barbosa disse que elas ocorrem devido à superlotação no sistema prisional do estado e nas delegacias. “São mais de 6 mil presos em 416 delegacias. São cerca de 8 mil detentos para 20 unidades prisionais. Há necessidade de novas unidades para colocar tanta gente. É uma questão urgente”, disse.

O PREFEITO Humberto Santa Cruz e os secretários Maurício Barbosa e Eder Fior, na inauguração da sede da Guarda Municipal de Luís Eduardo Magalhães.

INAUGURADA BASE DA GUARDA Durante a visita da cúpula da Segurança do Estado a Luís Eduardo Magalhães, na quarta, 4, foi inaugurada a base de operações da Guarda Municipal, localizada na Rua Mato Grosso, no bairro Mimoso I. “A guarda municipal passa a ter uma base e ganha maior participação na comunidade. Tem uma frota com vários carros, entre os quais uma picape S-10 e um EcoSport, além de motos. Em breve, terá mais dois automóveis e quatro novas motocicletas”, informou o prefeito Humberto Santa Cruz.

Participaram da solenidade o secretário de Segurança Pública do Estado da Bahia, Maurício Barbosa; o comandante de Operações Policiais, coronel Zeliomar Almeida; o delegado Geral da Polícia Civil, Hélio Jorge Paixão; o comandante da CIPE-Cerrado, Major Camilo Otávio Alonso Uzeda; o diretor do Departamento de Interior, Edenir Cerqueira de Macedo; o coordenador de Policiamento Especializado, coronel Sérgio da Natividade; e o coordenador regional da Polícia Civil, André Aragão Lima.


Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 7 a 13 de maio de 2011

CIDADE

7

FOTOS DE HENRIQUE CABELO

Em uma retroescavadeira, o prefeito Humberto Santa Cruz acompanha as obras no bairro Santa Cruz; o secretário Sérgio Verri e o prefeito mostram, na planta, as ruas que serão asfaltadas

Mutirão de obras no Santa Cruz Asfaltamento virá em seguida, com a breve liberação de R$ 5,3 milhões pela Caixa Econômica JO‹O PENIDO Da Oeste Comunicação Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães iniciou na segunda-feira, 2, um mutirão de obras no Santa Cruz, o bairro mais populoso e carente da Cidade. Quatro motoniveladoras; um trator com roçadeira ou grade; um rolo compactador “pé de carneiro”; três pás-carregadeiras e 15 caminhões-caçamba começaram a trabalhar no bairro, preparando-o para o asfaltamento, que começará em breve, dependendo apenas da libera-

A

ção de recursos do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (Fnhis), já aprovados pela Caixa Econômica Federal. A previsão do prefeito Humberto Santa Cruz é de os recursos sejam liberados até o fim deste mês. Na primeira fase, que prossegue até esta semana, estão sendo efetuados trabalhos de limpeza de terrenos, com recolhimento de entulhos, roçagem, gradagem e poda de árvores, a cargo de equipe de varrição mecanizada e manual; de operação tapa-buracos, com cascalhamento das principais ruas do bairro; e de terraplanagem, em três frentes no bairro.

Acostamento da BR agora sai, garante engenheiro RAUL MARQUES Da Oeste Comunicação As obras de recapeamento do acostamento da BR 020, no perímetro urbano de Luís Eduardo Magalhães, que vinham sendo proteladas desde o segundo semestre do ano passado, com seguidas interrupções, serão concluídas em breve, garante Rafael Castro Neves, engenheiro residente da Paviservice, empresa responsável pelo serviço. Ele afirmou que as obras estão em fase de conclusão e devem ganhar velocidade nos próximos dias, embora dependam das condições climáticas. “Chuvas e até a umidade do ar são fatores que podem alterar o cronograma da obra” disse. De acordo com o engenheiro, o interesse da empresa é concluir as obras o mais rapida-

mente possível. “Se as condições climáticas ajudarem, a obra será concluída sem problemas”, disse. As obras no acostamento preocupam a Cidade em razão da realização da Bahia Farm Show, de 31 de maio a 5 de junho, que deve atrair cerca de 40 mil visitantes, aumentando enormemente o tráfego na rodovia. A empresa Paviservice vinha protelando a obra, devido ao período de chuvas. Na manhã de quarta-feira, 4, às 11h30, uma máquina motoniveladora e seis operários da Paviservice trabalhavam no patrolamento do acostamento, na altura do km 204 da BR 020, na entrada para o bairro Santa Cruz. Rafael Neves disse que o trânsito intenso é outro fator complicador. Vários caminhões, por exemplo, utilizam o acostamento como

Serão também reparados ou construídos meio-fios, que receberão cal. Para tanto, foi feita licitação e contratada uma empresa que atuará permanentemente no bairro, cuidando da catação de papéis, plásticos e outros materiais jogados nas ruas, e da manutenção dos meio-fios. Já foi feita toda a medição dos meio-fios. O prefeito Humberto Santa Cruz, que acompanhou o início das obras, disse que vem lutando pelos recursos do Fnhis desde 2009, no início de sua gestão. O chamado Fnhis 1, no total de R$ 5,3 milhões, já foi lici-

tado e contratado junto à Caixa Econômica Federal. Neste mês, acrescentou, a Prefeitura apresentará à Caixa o projeto Fnhis 2, no valor de R$ 14 milhões. Os recursos serão aplicados em obras de drenagem e pavimentação no bairro, bem como na entrega de mais 200 casas populares à população local, além das 200 já entregues este ano. “Passadas as chuvas, estamos transformando a cidade num canteiro de obras. Vamos mudar a cara do Santa Cruz “, disse o prefeito.

estacionamento, à frente do Posto 90, que funciona como rodoviária da cidade. Na principal entrada da cidade, ao meio-dia de quarta, 3, oito caminhões estavam parados no acostamento da pista em direção a Barreiras, sem os motoristas nas cabines. É comum este número aumentar consideravelmente entre meio-dia e 13 horas, em função do almoço. O engenheiro informou que a Paviservice está executando a pavimentação em dois lotes. O primeiro vai da divisa de Goiás até Roda Velha, na Bahia, com 135,3 quilômetros de extensão; o segundo vai de Roda Velha até o entroncamento da BR 020 com a BR 135, em Barreiras, com 165 quilômetros. A BR 135 liga o Estado do Maranhão a Belo Horizonte. Já a BR 020 começa em  Brasília e termina em Fortaleza, passando pelos estados de Goiás, Bahia e Piauí. Rafael Neves disse que o sistema utilizado no recapeamento do asfalto é conhecido como tratamento superficial duplo, que consiste, em linhas gerais, na colocação de duas camadas de brita: uma maior e outra menor.

Problemas no acostamento. A rodovia BR 020 apresenta vários problemas em seu acostamento entre o quilômetro 206 e outra entrada da cidade, na direção de Barreiras. Neste ponto, quase em frente ao posto 020, o acostamento, que tem cerca de três metros, apresenta alguns buracos e desnivelamento. É comum encontrar estrias nas margens da estrada e pedaços de borracha que soltam dos pneus dos caminhões. No quilômetro 205, mais problemas de desnivelamento entre a pista já recapeada e o acostamento. Em frente ao Rio das Pedras, o acostamento da pista em direção a Barreiras praticamente some, ficando em três níveis: a pista, uma estreita faixa de brita de cerca de 80 centímetos e uma larga margem de areia, sem qualquer piso. Ao longo da rodovia, a partir deste ponto, várias máquinas motoniveladoras operavam e caminhões descarregavam terra em obras da Prefeitura de Luís Eduardo, segundo informaram operários. Em frente ao Ferro Velho Vila Nova, dois cavalos pastavam soltos, colocando em risco os motoristas.


8

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 7 a 13 de maio de 2011

SEBASTIÃO NERY Um elevador para Minas RIO – O Marechal Lott, ministro da Guerra de Juscelino, era candidato à presidência da República. Último de Carvalho, um dos cardeais do PSD, encarregado de armar no Estado o esquema da campanha, mandou ao Rio, para conhecer e conversar com o marechal, um dos mais poderosos coronéis do pessedismo mineiro. O homem voltou indignado: - Deputado, me desculpe, mas não vou votar nele não. Prefiro votar no Jânio. O velho é quadrado demais. Imagine que, depois da conversa, aliás curta e seca, eu fui entrando num elevador para descer, ele pegou no meu braço e disse: “Por este elevador, não. Este elevador é privativo do ministro. O senhor desce pelo elevador do público”. Deputado, o senhor não acha que foi uma desconsideração comigo? - Não acho não. É exatamente nesse que você deve votar. O Brasil está precisando de um homem que saiba botar cada um no seu elevador. O “coronel” votou em Lott e trabalhou para Lott;

Mineiros Estudo recente do ministério de Minas e Energia, feito pela secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral, batizado de “Plano Nacional de Mineração”, datado de dezembro do ano passado, mostra quanto é danosa e predatória a política de minérios no Brasil. Com números incontestaveis, chegaram a dados que, em outros países, mobilizariam protestos nacionais. Por exemplo: na cadeia produtiva do ferro, a mineração gera apenas 100 empregos por mil toneladas de minério extraído e exportado. Se esse minério fosse beneficiado em mil toneladas de aço aqui, pela siderurgia nacional, geraria 4 mil empregos. Em 2008 foram exportadas 282 mil toneladas de minério de ferro, gerando US$ 16

bilhões transformadas em 170 mil toneladas de aço. Com esse minério exportado e transformado em aço lá fora, chegamos a 680 mil empregos exportados. Isso é verdadeiro crime contra a nação e seu povo.

Aço A maior parte do minério extraído no Brasil e principalmente em Minas Gerais - o maior Estado produtor, responsável por 75% da produção nacional e 15% da produção mundial tem como destino a exportação “in natura”, indo desenvolver a indústria em outros países e gerar emprego e renda mundo afora. Isso é ir na contramão do desenvolvimento nacional. É uma visão ultrapassada exportar minério “in natura” e depois comprar muitas vezes mais caro o mesmo produto transfor-

mado em bobinas de aço. O estudo aponta, ainda, que vamos triplicar nossa extração nos próximos 20 anos. Dentro dessa política, iremos apenas aumentar nossa extração mineral ou vamos criar o “Marco Regulatório do Minério”, defendendo nossa riqueza natural, desenvolvendo nossa indústria, gerando emprego e renda para a população brasileira?

Minério só dá uma safra Empresas exportadoras de minério de ferro “in natura” anunciam hoje lucros estratosféricos, maiores até mesmo que os da Petrobras. Ora, a Petrobras não vende petróleo, vende gasolina, óleos, lubrificantes, entre vários outros produtos, tudo beneficiado aqui dentro, ou seja, gerando emprego, desenvolvendo a indústria nacional, dinamizando nossa economia, tornando-se referência mundial e orgulho nacional. E nós ficamos apenas com o buraco enorme e sem volta dos minérios

Tiradentes O 21 de abril passou. Tiradentes e os inconfidentes imaginaram um novo país, soberano, dono de suas riquezas, senhor de seus atos. Uma nação livre, próspera, nada servil. Por esse sonho, foram perseguidos, presos, julgados e condenados. Venceu o colonizador, perdemos todos nós. A luta era pelo direito do povo da colônia às suas riquezas, ao ouro e seus minerais. O

Código Florestal só na terça Na última quarta-feira não houve acordo sobre temas polêmicos e votaçãoi foi adiada DA AG¯NCIA C˜MARA Após um dia de intensas negociações, na quarta-feira, 4, sem acordo, o presidente da Câmara, Marco Maia, anunciou o adiamento da votação do Código Florestal  para a próxima terça-feira, 10. Marco Maia havia se reunido com o relator do código, deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), líderes de partidos da base e ministros, durante várias horas. No início da noite, foi decidido o adiamento da votação. Marco Maia garantiu, no entanto, que a proposta começará a ser votada na terça, havendo consenso ou não. O presidente da Câmara afirmou que, nos últimos dias, o relatório sofreu várias alterações, e que o prazo de uma semana servirá para que os parlamentares possam se inteirar do texto que será votado em Plenário. “Há um entendimento que nós temos de caminhar para um acordo que possibilite a votação sem que lá na frente se tenha vetos.” Na opinião de Maia, é importante também o avanço na proteção do meio ambiente junto com a garantia da produção dos agricultores.

Ðltimo esforço. Durante as negociações, os ministros do Meio Ambiente, Izabella Teixeira; da Agricultura, Wagner Rossi; e das Relações Institucionais, Luiz Sérgio, foram convocados para tentar fechar um acordo que não houve. “O adiamento é o último esforço para a conclusão de um grande pacto sobre o novo código”, afirmou Luiz Sérgio. O ministro assinalou que o Código Florestal é um tema que envolve parcela significativa da população brasileira e sua negociação não pode promover “vencedor nem vencido”. Luiz Sérgio anunciou para a próxima terçafeira pela manhã uma reunião de todos os líderes da base com os ministros envolvidos no tema Código Florestal em busca de um texto de consenso. O líder do governo, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), admitiu que a maioria dos partidos da base apoia o relatório de Aldo, enquanto que o governo cobra mudanças no trecho relativo às áreas consolidadas (já plantadas) e à recomposição da reserva legal. “A maioria da base está com o relatório”, declarou Vaccarezza após a reunião que

decidiu pelo adiamento. “Há 98% de acordo com o relator, não adianta polarizar em um texto que está quase consensual”, afirmou. Divergências. As divergências entre governo e relator não diminuíram ao longo do dia. Quanto à recomposição da reserva legal, o governo exige que a isenção seja somente para as propriedades de agricultura familiar, prevalecendo a situação de 2008. Para o governo, as demais propriedades, independentemente do seu tamanho, não devem ser dispensadas de cumprir essa exigência. Para Aldo Rebelo, as propriedades com até quatro módulos fiscais deveriam ser incluídas nessa isenção. Outro ponto em que não houve acordo diz respeito à definição da área de preservação permanente (APP) em propriedades já consolidadas, ou seja, desmatadas até julho de 2008. Aldo sugere que esses proprietários sejam obrigados a recuperar apenas 15 metros de vegetação nas margens dos rios de até 10 metros largura. Já para o governo, o benefício deveria estar restrito às propriedades de agricultura familiar.

ouro de outrora é o minério de ferro de agora, quando somos diariamente dilapidados pela simples extração e exportação, fazendo a riqueza de outros países e deixando para nós a poeira do solo e da história A luta de hoje começa pela revisão dos royalties, corrigindo erros em anos e anos de equívocos e submissão. Mas a revisão dos royalties é apenas o primeiro passo nesse processo, que deve destinar a riqueza natural ao financiamento do desenvolvimento nacional, completando o sonho de Tiradentes e acabando com a espoliação em Minas e no Brasil.

José Fernando Ao lado da luta pela criação de um “Marco Regulatório do Minério”, para que ele se transforme numa base industrial do pais, está a luta concomitante e inadiável pela defesa do meio ambiente. Dias atrás, em Belo Horizonte, conversei sobre esses números mineiros e nacionais com o jovem ex-deputado federal José Fernando Aparecido, principal líder do PV (Partido Verde) no Estado e que, com essas duas bandeiras, surpreendeu Minas e o país conseguindo o terceiro lugar na eleição para governador. Apoiado pela brava ex-senadora Marina Silva, com ela tem percorrido o Estado defendendo esse novo elevador para Minas: uma nova política mineral e ecológica. E por isso já é candidato a prefeito da capital no próximo ano. Para fazer de Belo Horizonte um centro e exemplo de luta.

Dupla da moto preta continua agindo DA REDAÇ‹O A dupla de assaltantes que utiliza moto preta Web continua agindo impunemente na Cidade. Na quarta-feira, 4, a empresa de consultoria Projetos Ambientais, no bairro Cidade Universitária, foi invadida pela dupla, que rendeu funcionários e levou dois notebooks. Provavelmente, a mesma dupla invadiu residência na rua Pataxó, no Mimoso III, também na quarta-feira. Jonatan Moraes foi rendido e teve roubada sua moto Honda CG 125 Titan, placa JFZ 2819. Ainda na quarta, o estudante Eloi Cristiano Ardt, 15 anos, foi atacado por dois homens na rua JK, próximo à empresa G-7. Os dois estavam em uma motocicleta Bizz preta e levaram o notebook da vítima.

Arrombamentos. Na terça-feira, 4, foram arrombadas as casas de Cristiane, na rua 25 de Junho, Jardim Paraíso, e de Sérgio Yamamoto, na rua Espírito Santo, no Mimoso II. Foram levados eletrodomésticos.


Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 7 a 13 de maio de 2011

PA Í S

9

Oziel é vice-campeão. De processos Com três processos e três inquéritos no Supremo, deputado pedetista só perde para colega de SC CÂMARA DE DEPUTADOS

DA REDAÇ‹O

ritos (investigações preliminares) foram abertos contra 46 deputados no período deputado Oziel Alves de Oliveira entre 5 de janeiro e 27 de abril de 2011. (PDT-BA) é o segundo parlamentar O site informa que em 48 de todos esses que mais acumula pendências judi- processos e inquéritos, a Justiça identificou ciais este ano no Supremo Tribunal Federal elementos para transformar 23 parlamenta(STF), segundo levantamento feito pelo site res em réus de ações penais, processos que Congresso em Foco. O ex-prefeito de Luís podem resultar na condenação dos acusados.  Eduardo Magalhães só perde para o deputaEm razão da prerrogativa que parlamendo Marco Tebaldi (PSDB-SC), ex-prefeito de tares e outras autoridades federais têm de Joinville, em Santa Catarina. serem julgados na suprema corte do país, a De acordo com o site, Oziel é réu em três maior parte dessas investigações subiu para ações penais, por crime contra a Lei de o STF. Os integrantes da Câmara e do Licitações e de responsabilidade. Ele tam- Senado passam a ter direito ao foro privilebém é investigado em outros três inquéritos, giado assim que são diplomados. Entre os também por crime contra a Lei de Licitações. 54 congressistas com processo no Supremo Já o deputado Marco Tebaldi (PSDB-SC) este ano, 43 não participaram da legislatura está licenciado da Câmara, só tendo cumpri- passada. do o mandato no mês de Lideram a lista dos motifevereiro. Tebaldi não está vos dos processos no longe da política. Ele é o Supremo os crimes contra a secretário Estadual de Lei de Licitações; são 22 Crimes contra Educação de Santa Catarina, tramitando. Em segundo a Lei de mesmo respondendo a cinco lugar vêm os crimes eleitoações penais e a dois inquérirais, com 19 processos. Licitações tos no STF, a maior parte por Entre os crimes pelos quais lideram a lista crime de responsabilidade. respondem os parlamentados processos Oziel de Oliveira continua res estão o de trabalho escraatuando como deputado. vo, lavagem de dinheiro, forcontra Outro dado curioso aponmação de quadrilha ou parlamentares tado pela pesquisa é que os bando, crime contra a liberquatro parlamentares que dade pessoal, apropriação mais acumularam investigaindébita previdenciária, falção no Supremo este ano sidade ideológica e crime exerciam outros cargos públicos até o final do contra o sistema financeiro nacional.  ano passado. Mais processos.A relação das novas investigaLevantamento. O site Congresso em Foco ções no Supremo inclui duas denúncias contra fez o levantamento com base no banco de a deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF). A dados do Supremo Tribunal. Na pesquisa, deputada está com processo de cassação tramificou apurado que 24 processos passaram a tando no Conselho de Ética da Câmara por ter correr contra oito senadores; e que 77 inqué- recebido dinheiro do delator do esquema do

O

mensalão do ex-goverSenadores e partidos. nador José Roberto Lindbergh Farias (PTArruda, Durval Barbosa, RJ) lidera a lista de diz o site Congresso em investigações no Foco. No Supremo, Supremo, segundo o Jaqueline é suspeita de levantamento do site ter falsificado documenCongreso em Foco,. tos quando era sócia da Ele está indiciado em Agropecuária Palma. O seis casos: dois por processo corria no crime contra a Lei de Tribunal Regional Licitações, dois por Federal da 1ª Região crime de responsabili(TRF-1) e subiu para o dade, um por crime Supremo. contra a ordem tribuO levantamento do tária e outro por site detectou que na improbidade relação dos parlamentaadministrativa. res alvos de novas invesLindbergh Farias é extigações há um casal de prefeito de Nova deputados que repreIguaçu. Através de consentam dois estados tato do advogado ao diferentes: Acre e site, o ex-prefeito disse Amazonas. São os depu- OZIEL ALVES DE OLIVEIRA que somente se manitados Antonia Lúcia festará sobre os pro(PSC-AC) e Silas Câmara (PSC-AM). cessos assim que o Supremo o acionar. Antônia Lúcia responde a dois inquéritos, Segundo Lindbergh, todos os processos são um por desacato e outro por crime eleitoral. referentes ao período no qual exerceu o manTambém responde por duas ações penais, dato de prefeito da cidade fluminense. uma por crime eleitoral e outra por peculato. Mas este ano, quem mais tem processos no Antônia Lúcia foi detida pela Polícia Federal STF é o Senador Roberto Requião (PMDBpara explicar a origem de R$ 472 mil que PR). São quatro inquéritos e duas ações foram apreendidos com um homem. A depu- penais, todos por crimes de opinião, como tada respondeu que o dinheiro não seria usado calúnia e difamação. Uma das ações é movida em campanha, mas sim destinado a uma enti- pelo ministro das Comunicações, Paulo dade evangélica no Amazonas, curiosamente Bernardo (PT). estado que o marido representa no Congresso. O site Congresso em Foco apurou também Já contra o deputado amazonense Silas que entre os parlamentares recém-investigaCâmara, veterano do Congresso, no quarto dos pelo Supremo, há representantes de 13 mandato, corre uma ação penal por falsifica- partidos políticos.  Entre os partidos mais ção de documento público, que tramita sob acionados no Supremo, o PT lidera com nove segredo de justiça, e um inquérito, também nomes; o PMDB e o PP têm oito, cada um; o por crimes eleitorais. DEM e o PR têm seis, cada.

A FICHA DO DEPUTADO OZIEL ALVES DE OLIVEIRA NO SUPREMO RAUL MARQUES Da Oeste Comunicação São 8.045 folhas de processos, divididas em 46 volumes e em três ações penais e três inquéritos penais. Com base no levantamento feito pelo site Congresso em Foco, o Oeste Semanal pesquisou na página do Supremo Tribunal Federal (STF) informações sobre os processos contra o deputado Federal Oziel Alves de Oliveira (PDT) e descobriu que todas as ações e inquéritos deram entrada na Corte Suprema da Justiça nos primeiros dias de março passado, originários do Tribunal de Justiça da Bahia e da Justiça Eleitoral, em denúncias formuladas pelo Ministério Público do Estado da Bahia. Como os deputados, assim que são diplomados só podem ser processados em instância superior, as ações vieram para o Supremo. O site do Supremo disponibiliza a pesquisa, bastando digitar, em uma das opções, o nome de uma das partes ou do advogado. Há a possibilidade de descobrir quem é o ministro relator e a última movimentação bem como o andamento da ação. Se o eleitor digitar na janela de busca os nomes “Oziel” e “Oliveira” aparecerão sete resultados. O último da lista é o depu-

tado, já que somente contra este constam crimes eleitorais, de licitações e da chamada legislação extravagante. O resultado do sétimo nome bate com os dados fornecidos peloo site Congresso em Foco. Pelo site do Supremo, constam contra o político as Ações Penais de números 574, 575 e 576, e os inquéritos de números 3.107, 3.108 e 3.109. As ações. A ação penal 574 tem três volumes e 567 folhas. É orginária do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia. Foi enviada ao Supremo em 2 de março de 2011 e tem como assunto Crimes Previstos na Legislação Extravagante e Crimes de Responsabilidade. Foi distribuída para o ministro Celso de Mello na mesma data, através da guia de distribuição de número 2854, sob a chancela de Seção de Processos Originários Criminais. O gabinete do ministro acusa o recebimento em 3 de março passado. A ação penal 575 tem 578 folhas divididas em cinco volumes. Foi distribuída em 3 de março de 2011 e ganhou o mesmo relator que a ação anterior, em distribuição feita em 10 de março. Está como último movimento do processo “concluso ao relator”. Esta ação penal é orginária da

Justiça Eleitoral. Além dos crimes previstos na Legislação Extravagante, há também crimes da lei de licitações no tópico assunto. O número da guia de distribuição que está no site é o de 3.031/2011. Já a ação penal 576 foi despachada pelo ministro para ser examinada para a Procuradoria Geral da República, segundo o site do Supremo, em 17 de março de 2011. Tem 498 folhas divididas em três volumes. O relator desta ação é o ministro Gilmar Mendes, que recebeu o processo através da guia de distribuição 1.781/2011, no mesmo dia da autuação: 2 de março passado. Refere-se aos mesmos assuntos da ação penal 575: crimes previstos na Legislação Extravagante e crimes da lei de licitações. Inquéritos. Só os inquéritos totalizam 76,08% dos volumes de processos que rolam contra o deputado Oziel Alves de Oliveira (PDT). Em folhas, o percentual eleva-se para 79,57%. São 35 volumes e 6.402 folhas. O inquérito 3.107 tem 374 folhas em dois volumes e é originário da Justiça Eleitoral da Bahia. Os assuntos pertinentes ao processo são os mesmos: crimes da lei de licitações e na chamada Legislação

Extravagante. Foi autuado pelo Supremo Tribunal Federal, em 2 de março passado e concluso ao relator, ministro Celso de Mello, no dia seguinte. O inquérito 3.108 é o segundo maior deles. Tem 1.748 folhas em 11 volumes e foi autuado em 3 de março deste ano. É originário da justiça baiana. Foi distribuído ao Ministro Dias Toffoli no mesmo dia, com despacho no dia 9 seguinte, no qual o relator encaminhou o processo à Procuradoria Geral da República. O encaminhamento foi feito, segundo o site do STF, em 10 de março de 2011. A maior ação em trâmite no STF é a de número 3.109. São 4.280 folhas distribuídas em 22 volumes. Também foi autuado e distribuído em 3 de março de 2011. No dia 14 de março, estava “concluso ao relator”, o ministro Joaquim Barbosa. Em 15 de março, foi encaminhado à Procuradoria Geral da República, com vistas no dia 16 do mesmo mês. No dia 21 de março, é marcada a publicação do encaminhamento do processo à procuradoria pelo relator, com data de 18 de março de 2011. Este inquérito 3.109 tem origem na Justiça Baiana. Os Crimes são os contra a lei de licitações e as Leis Extravagantes.


10

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 7 a 13 de maio de 2011

SOCIEDADE TIZZIANA OLIVEIRA tizzianaoliveira@diariodooeste.com.br

Fashion day “Adoro! Produtora de Moda e Cultura” realizou, sábado, 30, no Hotel Saint Louis, o evento Fashion Day. O evento foi conduzido por trilhas especialmente preparadas para o desfile, que teve desfiles das lojas Arte na Rua, Azimute, Feeling, Hortelã e Zhagaia. A Cidade está tentando encaixar-se no mundo da moda, aproximando o público de novas tendências e expondo as coleções outono/inverno. Muita gente bonita conferiu as novidades.  A noite resgatou fortes tendências do estilo hippie-chic, aquele em que se mistura a sofisticação dos brilhos a estilos bem simples, com cinturinhas marcadas, seja na própria modelagem do vestido, seja por cintinhos retrô. As cores cruas e douradas estão em alta. A novidade deste inverno é a cor camelo. O xadrex continua em alta na moda masculina, assim como as cores escuras e militar. Mas o preto é unanimidade no inverno; para variar e quebrar a mesmice, use-o em peças inusitadas, como calças de couro com brilhos e paetês, em saias e em vestidos. A dupla minivestido e blazer curtinho vem para agradar mulheres que não dispensam doses de sensualidade sem perder a elegância. Também aposte nos shortinhos e nos babados discretos. O glamour do dourado ficou por conta dos brincos, colares e pulseiras que unem penas ou folhagens a strass e pérolas, uma combinação que parece ter nascida para ficar junto; assim, ganham ar rústico e romântico. Os cabelos estavam impecáveis, e as maquiagens muito bem feitas.

A

Dupla homenagem Humberto Santa Cruz foi duplamente homenageado na terçafeira, 3, data de seu aniversário. Pela manhã, por funcionários da Prefeitura; à noite, por grande número de amigos e admiradores, no Olavo Nascimento Buffet Bistrot. Humberto Santa Cruz ouviu Parabéns a Você quando chegou com a secretária de Saúde Maira Andrada e recebeu presentes.

ficam com look moderno e exótico. Quem nunca foi muito fã das headbands, aquelas faixas de cabelo que viraram febre nos últimos meses? As penas são a nova opção para variar o penteado, e devem tomar espaço como acessório para os penteados.

Os apreciadores da culinária asiática já podem comemorar, pois o restaurante Yaki Nori começou nesta sexta-feira, 6, a servir almoços, a partir das 11h30. No cardápio destacam-se as culinárias japonesa, chinesa e tailandesa. Neste mês, será inaugurada a Temakeria no Hotel Saint Louis, com música ao vivo e muitas promoções.

Café da tarde O CCAA realizará neste sábado, 7, o café da tarde, em homenagem ao Dia das Mães. Esse ano o café acontecerá no Hotel Solar Rio de Pedras, às 16h. As mamães estão convidadas para uma tarde agradável e diferente, que terá ainda bingo.  

O 15º Baile do Chopp do Novo Paraná será realizado no Clube Aliança, dotado de ótima estrutura, neste sábado, 7. A decoração em estilo alemão e a música, também alemã, irão proporcionar muita descontração e alegria, características desses tradicionais bailes. Vai se apresentar a Orquestra Anuska, vinda de Iporã do Oeste, SC.

Cruzeiro

Acessórios com penas

Mae e filha, Noemia Schmitt e Léia Puton estarão expondo suas obras no Hotel Saint Louis, nos dias da Bahia Farm Show, de 31 de maio a 4 de junho. Elas já participaram de diversas exposições nacionais e internacionais. A mais recente foi em Paris, no Salão Nacional de Belas Artes - Carrousel do Louvre, em 2010.  Agora, elas estão participando do “I Concurso Itamaraty de Arte Contemporânea”, que concederá prêmios de até R$ 20 mil nas áreas de pintura, escultura, fotografia e obras em papel. As obras selecionadas passarão a fazer parte do acervo do Ministério das Relações Exteriores, podendo ser expostas no Palácio Itamaraty e em embaixadas e consulados do Brasil no exterior. Noemia e Léia são proprietárias do Atelier Interarte e pintam também porcelana, gesso, mdf, biscuit, tecido, vidro, além de trabalhar em tecidos em patchwork e customização. Elas dão aulas de pintura de diversas técnicas. As obras estão expostas no site www.atelierinterarte.elo7.com.br. Logo estarão em site próprio, que está em construção, o www.atelierinterart.com.br.

A tendência que estava um pouco tímida agora começa a aparecer de verdade. Eu mesma estou obcecada com as tiaras, clutchs, brincos, pulseiras, faixas, colares, saias e até sapatos de penas. Esses acessórios estão fazendo o maior sucesso, especialmente os que têm penas e plumas. As famosas abusam, e com os acessórios certos,

Ana Paula Tavares Simão, Empresária

Temakeria Saint Louis

15À Baile do Chopp

Noemia e Léia

PING-PONG

O casal Síria e Ademir Ramos fez recentemente, durante cinco dias, um cruzeiro maravilhoso, pela rota Santos, Ilha Grande e Búzios. Síria conta que no primeiro dia houve festa de gala. Uma das principais atrações da festa foi uma peça teatral francesa; houve também diversos shows ao vivo. E a boate estava à disposição de quem quisesse se esbaldar na noite do navio. Em Ilha Grande, houve festa havaiana, animada por dançarinos, com todos os presentes a caráter. No último dia houve a festa do comandante, que era italiano e brindou em cada mesa. 

Três coisas que são necessárias para ser feliz : Amor, saúde e minha família O que você gosta: Viajar O que você odeia: Preconceito Por que sua profissão? Porque adoro interagir com as pessoas Sonho: Morar na praia novamente O que te assusta: Violência Hobbies: Corrida Comida: Arroz, feijão e ovo Bebida: Suco de laranja com cenoura Saudade: Minha família, que mora em Santa Catarina Dinheiro: Um mal necessário Música: Um bom samba Não vive sem... Minha filha   O que não pode faltar em uma viagem: Uma companhia agradável Descreva-se em três palavras: Amor, sinceridade, determinação O que é tecnologia para você? É o futuro O que você gostaria de fazer no futuro? Administrar minha própria pousada na praia.

Homenagem às mães

NOEMIA SCHMITT E LÉIA PUTON

ADEMIR RAMOS E S¸RIA RAMOS

As mães merecem um almoço especial neste domingo, 8. Que tal ir ao Centro de Tradicões Gaúchas Sinuelo dos Gerais (CTG)? Na ocasião será servido um cardápio muito especial e bem próprio para homenagear todas as mamães. Haverá variados tipos de carnes, seguido de um show e da apresentação de danças dos grupos Invernadas Artísticas. Tem tudo para ser um sucesso. Feliz Dia das Mães.


11

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 7 a 13 de maio de 2011

Azimute

Arte na rua

Zhagaia

Hortelã

Feeling

O glamour do dourado ficou por conta dos brincos, colares e pulseiras que unem penas ou folhagens a strass e pérolas, e ganham ar rústico e romântico.

O preto é unanimidade no outono/inverno. Para variar e quebrar a mesmice, muitos lenços e meias para incrementar o visual.

Investiu na dupla minivestido e blazer cur tinho, que chegou para agradar mulheres que não dispensam doses de sensualidade.

A novidade deste inverno é a cor camelo. O xadrex e cores escuras e “militar” continuam em alta na moda masculina.

As cores douradas e cruas se destacam. Cinturinhas marcadas pelo vestido ou por cintinhos retrô, ganham destaque.


12

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 7 a 13 de maio de 2011

GENTE JOVEM RAFAEL DIAS rafaeldias@diariodooeste.com.br

para assistir os jogos do rubro-negro em alguns bares da cidade. No momento, o grupo tem aproximadamente 60 membros. Para  se associar é preciso apenas preencher ficha de inscrição com dados que permitam informar onde o grupo irá se reunir para assistir os jogos. O grupo tem camisetas personalizadas, que podem ser adquiridas com seu fundador e presidente, Marciano Pauletti.

Forró da FASB ESPAÇO OLAVO NASCIMENTO. Vitória Teixeira, Giuiliane Dhamer, Ana e Vanessa Romanavisk, Meghy Fontana, Adriele Marodin, Elisa Schmidt e Bia Frare (frente). Julia Mazini, Pamela Motta, Laura Sartori, Vitoria Maria (fundo).

Noite inesquecível esta de debutante é sempre inesquecível. Para Meghy Fontana, também foi especial. Com familiares e amigos reunidos no Espaço Olavo Nascimento, a noite do sábado, 30, foi de muita animação. Com música de gosto dos convidados e uma excelente variedade de doces e salgados, a noite foi curta e deixou um gosto de quero mais entre os presentes.

F

Zhadok na estrada

Urubu Louco

A banda Zhadok, que conta com excelentes músicos e é a mais antiga da cidade, novamente juntou os instrumentos e partiu para novo destino, desta vez em Irecê, na Bahia. Como já está acostumada a viagens, a banda luiseduardense disse que o deslocamento foi tranquilo. A banda se apresentou no sábado, dia 30, colocando mais um show no currículo e mais experiência na bagagem.

Depois das torcidas de Internacional e Grêmio, agora é a vez da torcida do Flamengo se reunir para organizar viagens e assistir os jogos do clube. Fundada há pouco mais de um mês, a Torcida Uniformizada Urubu Louco tem o objetivo de reunir os torcedores apaixonados pelo Flamengo que moram em Luís Eduardo. O grupo ainda não tem sede, por isso reúne-se

O São João vem chegando e a região é farta de eventos. O Forró Universitário da Fasb (Faculdade São Francisco de Barreiras), promovido pelo bloco Kimarrei,  como já de costume, antecipa o São João, fazendo uma espécie de prévia. Na sexta, 29, as atrações da noite foram as bandas Toinho e CIA e Baião de 2. O campus da Fasb, onde é realizado o evento, contou com grande animação, diz Daniel Kuhn, que esteve presente.  Para quem gosta de um arrasta-pé, a próxima edição do evento vai ocorrer nesta sexta-feira, 13. A atração da noite será a banda Baião de 2 . Ingressos podem ser encontrados na Farmácia Paris e na sede do Bloco Kimarrei, em Barreiras.

Super estreia Thor, a nova adaptação do quadrinhos da Marvel para o cinema, teve sua estreia no dia 29 de abril e bateu de frente com os concorrentes. No Brasil, o filme alcançou a marca de 666 mil telespectadores no primeiro final de semana, ficando com a segunda maior abertura do ano - perdeu apenas para a animação Rio, de Kenneth

Baile do Cowboy 2011 O Baile do Cowboy, tradicional festa realizada em Gurupi, no Estado do Tocantins, teve, no dia 29, sua 19ª edição. Para os apreciadores de sertanejo, um prato cheio. Em Gurupi, considerada uma cidade universitária, moram e estudam vários jovens de Luís Eduardo, entre eles Luiz Gustavo Ariati, Francisco Leite, Thiago Xavier e Joana Joner, estudantes do curso de agronomia da UFT. Todos estiveram no evento. Com as atrações nacionais Zezé di Camargo e Luciano e a Banda Mississipi, a festa foi até o amanhecer. O local foi o Parque de Exposições de Gurupi .

Branagh. Uma boa pedida para os fãs de cinema e dos quadrinhos. No filme, Thor, um guerreiro muito forte, mas arrogante, é banido do reino místico de Asgard para a Terra. Ele se torna um herói quando o vilão mais perigoso de Asgard decide enviar suas tropas para dominar a Terra.

Níver em Goiânia Bastante conhecido na cidade, Murilo Almeida, atualmente morador da capital goiana, completou mais um aniversário, no dia 3. Formado em Publicidade e Propaganda, ele comemorou seu aniversário no dia 30, em um quiosque particular. Compareceram amigos que moram e cursam faculdade em Goiânia e amigos de Luís Eduardo.

Festa na praça O sábado, 30, foi de festa na praça do Jardim Paraíso. A Academia Bella Forma, de propriedade de Monica Lisboa, organizou um grandioso evento. Houve apresentações de professoras de dança e de alunos da própria academia e de professores vindos de outros Estados; do grupo de capoeira da Apae, e da Panty Banda, que encerrou a festa com um show. A novidade ficou por conta da demonstração da modalidade de ginástica Kangoo Jumps. O evento reuniu grande número de presentes. O público pode acompanhar o show por telão. Havia barracas para alimentação, além de a própria praça contar com os recém reformados parquinho, quadra de futebol de areia e quadra de vôlei. Uma cena inusitada: alguns moradores do bairro fizeram churrasco na praça, levando mesas, cadeiras e churrasqueira. Foi um evento bem bairrista, que mostrou a união dos moradores mais antigos do bairro com os mais recentes. Foi uma festa para todos os gostos.

Domingueira Vip

DOMINGUEIRA VIP. Rayana Cavalheiro, Cristiane Saretto, Charles Andrade, Jessica Oliveira, Sâmea Martins, Luana Rambo e Aline Guerra.

PRAÇA JARDIM PARA¸SO. O Casal Matheus Cremonese e Bruna Barcé.

BAILE DO COWBOY. O casal Leonardo Stefanelo e Joana Joner

A Domingueira Vip vem se consolidando no calendário de Luís Eduardo. Organizada por Rogério Honório, já caiu nas graças do público e garante casa cheia. No último domingo, 1º de maio, a domingueira aconteceu no King´s Pub e a animação ficou por conta da recém formada banda Esquema 4, que conta com músicos já renomados na cidade. A banda tocou música de diversos estilos, como axé e forró.

VIBRATION NIGHT. Bianca Redlich e Carol Ferreira


Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 7 a 13 de maio de 2011

Vibration Night A turma do 3° ano do Cemac organizou a Vibration Night. A festa reuniu grande público, maior do que o esperado. Tinha por objetivo arrecadar fundos para

a formatura da turma. Foi uma festa com estilo diferente das promovidas no King´s Pub. Com a animação do DJ Adriano, a festa entrou pela madrugada e teve muita música eletrônica. Destaque para alguns sucessos do passado, sempre de muito bom gosto.

CIDADE

Prefeitura embarga obra irregular da AMMO RAUL MARQUES Da Oeste Comunicação

BAILE DO COWBOY. Mateus Calil e Victor Chaves (frente), Luiz Gustavo Ariati, Francisco Leite, Leonardo Stefanello, Guilherme Calil, Vinicius Sodré, Thiago Jaime e César Ferreira (fundo).

Por ter irregularidades nas obras de reforma e ampliação que vinha realizando em sua nova sede, conforme denunciado pelo jornal Oeste Semanal na última edição, a Associação dos Moradores do Mimoso Oeste (AMMO) teve as obras embargadas pela Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães na quinta-feira, 5. Segundo o secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão de Luís Eduardo, Cândido Henrique Trilha Ribeiro, as obras e reformas foram embargadas por falta de alvará e de técnico responsável. As obras foram um dos motivos que levaram o grupo de idosos Unidos dos Gerais a prestar queixa na delegacia de Polícia Civil e enviar ao Ministério Público um abaixoassinado solicitando investigação sobre irregularidades na administração da AMMO, cujo presidente é o vereador Alaídio Castlho de Moura. Notificação. O secretário Cândido Trilha informou que a AMMO foi notificada no último dia 5 de abril, não atendendo em tempo hábil às solicitações da Prefeitura. ” A área é de uso público, doada pela prefeitura à associação. A AMMO só poderá continuar a obra quando cumprir as exigências técnicas legais. Não se pode deixar uma obra destas

BAILE DO COWBOY. Kellyane Alves e Carol Triaca

ESPAÇO OLAVO NASCIMENTO. Dinossani e Meghy Fontana.

prosseguir em um espaço de utilização pública sem que existam condições para a concessão do habite-se”, disse Trilha. O secretário explicou que pela lei a diretoria da AMMO tem 30 dias para desembargar a obra. O valor total das obras embargadas foi orçado pelo presidente da AMMO em R$ 1 milhão. Pelo projeto, o prédio seria multifuncional, com nova quadra, banheiros ampliados e piso de porcelanato, em algumas dependências, no intuito de transformar a associação em um centro social. O novo prédio também contaria com entrada para deficientes físicos. As obras foram embargadas pela prefeitura por terem sido constatadas irregularidades. A AMMO foi notificada, teve um prazo para responder e não o fez, prosseguindo com a construção. Tanto que em apenas três dias – da apuração da matéria publicada pelo Oeste Semanal à data da publicação impressa – a obra acelerou. Na terça-feira, 26 de abril, quando a equipe do Oeste Semanal lá esteve, por volta das 11h30, antes da reunião na Câmara dos Vereadores, havia no pátio um caminhão, dois carros, areia, brita e um operário com um carrinho de mão. Na quinta-feira, 28, operários estavam trabalhando. Duas colunas frontais do que será a nova sede estavam bem mais altas que no dia 26. Após a publicação da matéria, a obra permaneceu estagnada.

Encontrado morto após briga LUCIANO DEMETRIUS Da Oeste Comunicação

VIBRATION NIGHT. Luma Quadros, Juliano Borges, Diego Lima, Cleyton Rieger e Thamires Silvani

13

O paulista de Adamantina, Dorival de Azevedo, 52 anos, foi encontrado morto, às 5h desta sexta-feira, no pátio da Bunge Alimentos, na BR 242, em Luís Eduardo Magalhães. Horas antes, por volta das 22h30 de quinta-feira, 5, Dorival havia sido levado à delegacia por envolvimento em luta corporal, no pátio do Posto Imperador, na BR 020, com Claudinei de Azevedo, 37. Na Delegacia, os dois foram ouvidos e liberados. Segundo consta no registro de ocorrência da Polícia Militar, a vítima morreu em consequência de forte golpe na cabeça.

A Polícia Militar suspeita que a o ferimento tenha sido causado por golpe de barra de metal ou pedaço de madeira. Policiais militares não descartam que a briga entre Dorival e Claudinei e o assassinato tenham ligação, mas também trabalham com a possibilidade das duas ocorrências serem independentes. A vítima era casada e residia na rua Luiz Nicolucci, Jardim Primavera, em Adamantina (SP). A Polícia Militar recebeu informações de que Dorival de Azevedo era caminhoneiro e que seu caminhão estaria no pátio da Bunge Alimentos. A Polícia Civil negou-se a prestar qualquer informação sobre a ocorrência.

Menor fere um e dá tiros em praça

VIBRATION NIGHT. Nathalia Bortolozzo e Ricardo Meurer

VIBRATION NIGHT. David Gomes, Larissa Ranchel e Édipo Borges

PRAÇA DO JARDIM PARA¸SO. Italo Sônego, Willian Firchhof e Igor Sônego

PRAÇA DO JARDIM PARAISO. Solange Vanni, Gladis Poyer e Tainara Vanni

O menor M. D. S., 17 anos, foi preso na noite de quinta-feira, 5, às 23h, na região Central de Luís Eduardo Magalhães, como suspeito de ter tentado matar Bruno de Araújo de Souza, no bairro de Santa Cruz, e de ter sido o autor dos disparos que assustou freqüentadores e alunos de escolas na Praça da Matriz, por volta das 22 horas. O tiro atingiu de raspão a cabeça de Bruno.

Ele foi medicado no centro de saúde Dr. Gileno de Sá Oliveira e liberado. O menor, que disparou de quatro a cinco tiros na praça, pertenceria a grupo de jovens do Mimoso II que teria rixa com grupo do bairro Santa Cruz. A prisão do menor foi realizada pela Polícia Militar.

M d


14

AGRONEGÓCIO

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 7 a 13 de maio de 2011 HENRIQUE CABELO

Começa a inspeção sanitária municipal Obras de abatedouro em Luís Eduardo começam este mês JO‹O PENIDO Da Oeste Comunicação uís Eduardo Magalhães é o primeiro município do Oeste da Bahia a ter um Sistema de Inspeção Municipal (SIM). A implantação do sistema começou neste mês de abril, com a contratação de dois veterinários concursados, informa o secretário municipal de Agricultura, Jaime Cappellesso. Ele destacou que a implantação do SIM abre caminho para a instalação de indústrias de salame, queijo, iogurte, pescado e, posteriormente, de frigoríficos , em Luís Eduardo. Agricultor desde 1976, com área mecanizada no Paraná, e morador de Luís Eduardo desde 1980, o secretário destaca que o ano de 2011 será marcado também pelo início das obras de um abatedouro privado no município, com capacidade para abater 150 animais por dia, entre bovinos, ovinos, caprinos e suínos. O gerente de Pecuária da Secretaria de Agricultura, Marcos Antônio Tavares de Vargas, informou que o Frigorífico Pedot deve iniciar as obras do abatedouro neste mês de maio. A unidade deverá estar concluída no final do ano.

L

Jaime Cappellesso destacou ainda que a Prefeitura está incentivando a implantação do confinamento da empresa Captar, para engorda de bois. Serão 12.500 cabeças por ano, de 2011 a 2014, totalizando 50 mil bois em quatro anos. - Se não houver problemas na implantação do confinamento, ao final virão os frigoríficos. Dois já estão interessados em se implantar no município, a partir do segundo ano do projeto, quando este estiver com 25 mil cabeças/dia – adianta o secretário. Novas estradas. Jaime Cappellesso informou que para facilitar o escoamento da produção agrícola de Luís Eduardo, o prefeito Humberto Santa Cruz acertou com produtores locais a elaboração de dois projetos de Parceria Público Privada (PPP) para a construção de duas estradas asfaltadas. As duas terão 130 quilômetros, com pedágio, a ser administrado pelos produtores. A primeira é a BA 462, de Novo Paraná a Alto Horizonte, chegando até a BR 242, em Taguatinga, no Tocantins. A segunda é a BA 461, que sai do anel da soja e passa por Bela Vista, também terminando na BR 242. Além destas, está prevista a construção de uma estrada municipal que sai da BR 020, em

Agronegócio lançará campanha pela imagem ZEZEDICAMARGOELUCIANO.UOL.COM.BR

Da Assessoria de Imprensa da Abapa O agronegócio brasileiro vai lançar em breve campanha que pretende atingir todas as classes sociais do País pela valorização do setor e de seu principal agente, o produtor rural. Intitulada de Agro – Movimento pela imagem do agronegócio brasileiro, a campanha foi apresentada durante o Circuito Aprosoja, ZEZÉ DI CAMARGO E LUCIANO par ticiparão da campanha em Rondonópolis. De acordo com Marcelo Duarte, diretor em mídias sociais. Será criado um portal, o executivo da Associação dos Produtores de Agroportal, que está em fase de finalização. Soja e Milho do Estado de Mato Grosso A primeira fase terá a duração de seis (Aprosoja), a campanha tem como objetivo meses e, em seguida, será feita avaliação dos reforçar as percepções sobre a importância resultados para possibilitar novos rumos ao do “agro” para o Brasil e para a vida das pes- projeto. Artistas e celebridades brasileiras, soas; revigorar vínculos emocionais entre o ligadas ou não ao agronegócio, participarão campo e o cotidiano das pessoas; criar agen- da campanha. Zezé di Camargo e Luciano, da positiva permanente junto à opinião Ana Maria Braga e Thaís Araújo dirão a pública e públicos de interesse; e desmontar frase “Eu sou agro” nos anúncios. a agenda negativa em torno do agro. A iniciativa é financiada por entidades e Nos EUA. A campanha Agro é baseada em empresas de diferentes setores do agronegó- campanha semelhante realizada nos cio, como Federação das Indústrias do Estados Unidos e que modificou a imagem Estado de São Paulo (Fiesp), Aprosoja, do produtor rural daquele país. Bunge, Cargill, Associação Nacional de A campanha foi realizada nos EUA em Defesa Vegetal (Andef ), Organização das 2009 e teve seu impacto avaliado em 2010. Cooperativas Brasileiras (OCB), Única, Ao final, a imagem do produtor rural Aboz, Associação Brasileira do Agronegócio mudou completamente junto à população (Abag), Vale Fert, Abrapa, Monsanto e urbana, que passou a enxergar o setor como Bracelpa. A campanha terá anúncios em de extrema importância para a manutenrádio, televisão, jornais e revistas, e também ção e crescimento do país.

JAIME CAPPELLESSO: Servico de Inspeção Municipal abre caminho para novas indústrias.

Luís Eduardo, e vai até a serra existente na divisa com Tocantins, conhecida como linha Timbaúva. Agricultura familiar. Outra ação importante da Secretaria é apoiar o desenvolvimento da agricultura familiar nos assentamentos de Luís Eduardo Magalhães, que vêm ganhando força a cada ano. - A maior suinocultura do município, com mais de 100 matrizes, está no Assentamento Rio de Ondas, o maior deles – afirma Jaime

Cappellesso. O número surpreendeu órgãos estaduais e federais, por ser igual ou maior em comparação com médios e grandes produtores familiares, embora a área ocupada por eles seja de 13.500 hectares, correspondentes a 3% da área total do município, de 405 hectares. Destes 405 mil hectares, 56% estão ocupados, de acordo com levantamento da Universidade de Brasília realizado em 2009. - Nosso município é verde, com mais de 40% da área em reserva – destaca.

Proposto o diagnóstico sobre Agricultura de Precisão JOANA SILVA Do site da Agrishow Realizar um mapeamento inédito sobre o uso da Agricultura de Precisão no Brasil é a proposta apresentada na terça-feira, 3, pelo Comitê Brasileiro de Agricultura de Precisão (CBAP) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e da Rede de Agricultura de Precisão 2 da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), aos representantes das empresas que desenvolvem equipamentos e implementos agrícolas para o emprego da técnica no país. A proposta foi feita durante reunião no Estande do ISOBUS na Agrishow. O coordenador do CBAP, Izaias de Carvalho Filho, e o coordenador da Rede Agricultura de Precisão 2 da Embrapa, Ricardo Inamasu, organizaram a reunião para pedir a colaboração dos representantes das empresas ligadas à Agricultura de Precisão na realização do diagnóstico que pretende levantar quantos produtores empregam a técnica no Brasil, qual o tamanho da área trabalhada, quantidade de equipamentos comercializados pelas empresas, quantidade de máquinas utilizada pelos produtores, como são empregados, mensurar os impactos econômicos do uso da técnica, perspectivas do setor, entre outros dados. De acordo com o coordenador da CBAP, esse levantamento é fundamental para fomentar o Plano Plurianual do Governo Federal (PPA) para o período de 2012/2015, que está sendo discutido e será concluído neste mês de maio. As demandas precisam ser encaminhadas ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão até o dia 28 de maio.

“É preciso que as propostas sejam bem fundamentadas para garantir a defesa e a conquista de recursos para o setor”, enfatiza Carvalho Filho. Para ele, nada adianta o desenvolvimento de tecnologia, gerar inovação se elas não conseguem chegar aos produtores rurais, sejam eles grandes ou pequenos. Levantamento. O líder da Rede de Agricultura de Precisão 2 da Embrapa, Ricardo Inamasu, explicou que o levantamento será realizado imediatamente, por meio de aplicação de questionários que serão enviados aos representantes das empresas do setor, que deverão apontar a quantidade de produtos disponíveis para a agricultura de Precisão. Para Inamasu, ainda há no Brasil divergência conceitual sobre a Agricultura de Precisão, que precisa ser sintonizada. Como será a primeira vez que um estudo deste tipo será realizado no país, Inamasu disse que será necessário uma estratégia para fazer o diagnóstico, como a capacitação dos envolvidos no trabalho. Em outubro, o CBAP pretende organizar um workshop, em Brasília, com a proposta de debater o tema. O evento deverá reunir instituições, ministérios e empresas com o objetivo de avaliar as propostas enviadas ao Ministério do Planejamento e definir questões como a necessidade de um marco regulatório específico e de uma política de desenvolvimento da agricultura de precisão. A iniciativa do levantamento agradou os representantes das empresas ligadas ao setor. Tiago Oliveira, da empresa John Deere, parabenizou a proposta do levantamento, reforçando a necessidade de quantificar primeiro para depois tentar mensurar o mercado da Agricultura de Precisão no Brasil.


ESPORTES

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 7 a 13 de maio de 2011

15

Competições deixam seleção indefinida Time titular de Luís Eduardo Magalhães será confirmado após jogos do Seletivo Amador e da Copa JC Society HENRIQUE CABELO

técnico Reginildo França (Régis) vai aguardar a rodada do Seletivo Amador, no sábado, 7, à tarde e domingo, 8, pela manhã, e da Copa JC Society, no sábado, para confirmar o time que enfrenta Formosa do Rio Preto, pela quarta rodada do Intermunicipal de Seleções do Oeste. O jogo vai ser realizado no Campo da Bunge, às 16h, no domingo. A expectativa de Régis é em torno de possíveis contusões ou desgaste de alguns selecionáveis nos jogos de seus respectivos times. Mas, independentemente da escalação, o treinador adianta que vai atuar com um time ofensivo. “Vou pra cima, vou sair do 4-4-2 e mudar para o 4-3-3”, adianta. O provável time que entra em campo é: Zaroi, Jerrão, Macumba, Júlio e Marquinhos (Deimison); Marcinho, Júnior (Gil) e Herivélton (Alan); Ninho, Radinho e Patrício. As baixas são Nem e Binho Geladeira, que cumprem suspensão automática pela expulsão no empate por 1 a 1, contra São Desidério.

O

Jogadores da seleção de Luís Eduardo treinam no campo da Bunge, local do primeiro jogo da equipe como mandante no Intermunicipal

Vitória desperdiçada no final do jogo LUCIANO DEMETRIUS Da Oeste Comunicação Um gol sofrido aos 42 minutos do segundo tempo evitou a segunda vitória seguida da seleção de Luís Eduardo Magalhães no Intermunicipal de Seleções do Oeste. O empate por 1 a 1, no sábado, 30 de abril, no estádio Teixeirão, em Catolândia, diante de São Desidério, deixa Luís Eduardo na liderança do grupo A com quatro pontos. São Desidério vem a seguir, com um ponto, e Formosa do Rio Preto – devido à perda de pontos por uso irregular de atletas (veja matéria abaixo) - segura a lanterna sem nenhum ponto ganho. No primeiro tempo, São Desidério teve mais posse de bola, ganhou o meio-campo e, com forte marcação, impediu as ações de Luís Eduardo. Apesar do domínio, a equipe treinada pelo técnico Ocival Filho (Val) não chegou com perigo à meta do goleiro Quinho. Para desmanchar o domínio territorial do adversário, o técnico Reginildo França (Régis) fez a primeira substituição antes da primeira meia hora de partida. Aos 28 minutos, tirou Hernandes e colocou Nem em seu lugar.

“A entrada do Nem deu mais mobilidade ao ataque, que sofria com a forte marcação da defensiva de São Desidério”, explicou. E tão logo entrou em campo, Nem foi responsável pelas duas melhores oportunidades de gol da equipe na primeira etapa. Aos 33 minutos, ele rolou para Alan, que recebeu na altura da meia-lua da grande área, mas perdeu o tempo da bola e errou o chute no momento de arrematar. Aos 42’, o próprio Nem, de fora da área, arriscou um chute rasteiro e a bola bateu no pé da trave direita do goleiro Gabriel. No segundo tempo, as duas equipes retornaram dispostas a atacar e com isso o jogo ficou mais ofensivo. A de Luís Eduardo foi beneficiada pela articulação de Nem, que fazia a bola chegar até os atacantes Patrício e Radinho. Tanto é que por meio desta ligação aconteceu o gol de abertura de placar. Aos 27 minutos, numa triangulação no campo de ataque, Patrício livrou-se da marcação e tocou para Radinho que, próximo da grande área, deu passe para Nem, na altura da meialua, chutar no canto inferior direito do goleiro Gabriel, de São Desidério. Dois minutos depois, Patrício saiu para dar lugar a Binho Geladeira. A intenção, segundo

Régis, era dar outra movimentação ao ataque e confundir o adversário. Só que em uma jogada de ataque, aos 32’, em uma rápida troca de passes com Radinho, Binho fez boa jogada na área de São Desidério até ser atingido pelo zagueiro Maurício. Os dois trocaram agressões e foram expulsos de campo. Aos 39 minutos, Nem deixou Luís Eduardo em desvantagem numérica em campo. Em um lance de ataque, ele dividiu a bola com um defensor de São Desidério e cometeu falta no adversário. Irritado com a marcação, já ao chão, ele deu um soco na bola. Como havia levado cartão amarelo ao tirar a camisa na comemoração do gol, foi advertido novamente e expulso da partida. Com um a menos em campo, Luís Eduardo ficou vulnerável, dando espaço para as ações do adversário. Aos 42 minutos, São Desidério empatou em jogada de linha de fundo de Alan. Da direita, ele cruzou para a grande área; a bola passou pela defesa de Luís Eduardo e chegou até Adriano, que, próximo da pequena área, só teve o trabalho de tocar para o fundo das redes. Após o término do jogo, Nem explicou que imaginou um contra-ataque de São Desidério no lance da expulsão. “Eu caí no

lance, fiquei nervoso e pensei que o adversário iria contra-atacar. Eu nem me dei conta de que já tinha um cartão amarelo e quando notei já era tarde demais”, disse.

Ficha do jogo. São Desidério 1 x 1 Luís Eduardo Magalhães Local: Estádio Teixeirão (em Catolândia) Arbitragem: Marco Welb, auxiliado por Vailson Ferreira e Andreilson Santos Plácido, trio da Liga de Barreiras. Quarto árbitro: Adivan Batista (São Desidério). Gols: Nem, aos 27´ e Adriano, aos 42’ do 2º tempo. Cartões amarelos: Bruno, Cássio, Maurício, Herbley, Edilton e Thiago (SD); Alan, Macumba, Júnior, Patrício e Nem (LEM) Expulsões: Maurício (SD); Binho Geladeira e Nem (LEM) São Desidério: Gabriel; Adriano, Leandro, Maurício e Christiano; Léo, Cássio (Lucas) e Thiago; Romeu (Edilton), Bruno (Alan) e Herbley. Técnico: Ocival Filho (Val) Luís Eduardo: Quinho; Jerrão (Ginó), Macumba, Julio e Júnior; Ernandes (Nem), Marcinho, Alan (Rafael) e Ninho; Radinho e Patrício (Binho Geladeira). Técnico: Reginildo França (Régis).

Jogos definem os quatro Comissão pune Formosa do Rio finalistas da Copa JC Society Preto com perda de três pontos DA REDAÇ‹O Os quatro finalistas da Copa JC Society vão ser conhecidos nos oito jogos das duas últimas rodadas a serem realizados no sábado, 7, e domingo, 8, na quadra do JC Society, no bairro Cidade Universitária. Pela segunda rodada, no sábado, 7, ECKW enfrenta o Roma, às 19h; Santa Cruz e Juventus, da chave D, jogam às 21h; pela chave E, Vento em Popa e Pé Quente fazem o primeiro encontro da rodada, às 18h; Milk Shake e Maclarem jogam a partir das 20h.

DA REDAÇ‹O No domingo, 8, a terceira e última rodada da segunda fase terá, pela chave D, Juventus e Roma, às 17h, e Santa Cruz e ECKW às 19h. Pela chave E, Maclarem joga com o Pé Quente, às 18h; Milk Shake e Vento em Popa se enfrentam às 20h. Abertura. Na primeira rodada da segunda fase, no domingo, 1, pela chave D, o Santa Cruz derrotou o Roma por 4 a 2 e o Juventus venceu o ECKW por 4 a 3. Pela chave E, Milk Shake e Pé Quente empataram por um a um e o Vento em Popa passou pelo Maclarem por 3 a 2.

A seleção de Formosa do Rio Preto foi punida com a perda dos três pontos da vitória por 3 a 2 sobre São Desidério, em jogo da segunda rodada do Intermunicipal de Seleções do Oeste, disputado dia 24 de abril. A punição se deu pelo uso indevido de 17 atletas acima de 23 anos, quando, de acordo com o regulamento da competição, cada equipe pode inscrever, por partida, dez atletas com idade até 23 anos e outros dez acima dessa faixa. A decisão aconteceu após reunião da 1ª Comissão Disciplinar da Sodesf na terça-

feira, 3, que julgou denúncia impetrada pela Liga Desportiva de São Desidério. A comissão foi presidida pelo advogado Milton Alberto de Matos Silva, tendo relator João Gualberto da Silva e membro João de Jesus. De acordo com a sentença, a comissão entendeu que houve a publicidade necessária do regulamento da competição e que o mesmo foi aprovado pelos dirigentes das Ligas participantes do campeonato. Além dos três pontos perdidos, a seleção de Formosa do Rio Preto sofreu multa de R$ 100,00, conforme o CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva).


16

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 7 a 13 de maio de 2011

L I N H A S D E ATA Q U E LUCIANO DEMETRIUS lucianodemetrius@diariodooeste.com.br

FOTOS DE RICARDO DOURADO

BATE-BOLA

O CAMPO do bairro Mimoso II, próximo à igreja Adventisa do Sétimo Dia, é o novo palco dos jogos do Seletivo Amador. O local substitui o campo do Ottomar, no Centro, que está em obras para dar espaço a uma praça de lazer.

Visitantes incômodos tuar longe da própria torcida é garantia de resultado positivo. Ao menos é o que mostram os resultados dos jogos do turno da primeira fase do Intermunicipal de Seleções do Oeste. O quadro, incomum no futebol, é comprovado pelos números: nos doze confrontos disputados, os visitantes venceram seis vezes, contra dois empates e quatro triunfos de quem atuou em seus domínios. No grupo D (integrado por Bom Jesus da Lapa, Paratinga e Santa Maria da Vitória), então, jogar em casa é totalmente desaconselhável. Em três jogos, houve um empate e duas vitórias dos visitantes. Dos 40 gols assinalados na competição, 23 (57,5% do total) foram marcados pelos visitantes. Ironicamente, até os pontos perdidos de uma vitória foram os conquistados por um mandante. Foi o caso de Formosa do Rio Preto, que teve invalidados os três pontos da vitória, em seus domínios, sobre São Desidério. E estas duas seleções integram o grupo A que, curiosamente, tem como líder Luís Eduardo Magalhães, que até aqui fez seus dois jogos longe de sua torcida, conquistando uma vitória e um empate. No grupo C, Canápolis seguiu à risca a tendência de superioridade dos visitantes sobre os anfitriões. Na estreia, atuou fora de casa e venceu (2 a 0 sobre Santana). Na primeira partida em seu estádio, levou de 3 a 0 de São Félix do Coribe. A continuar a vantagem de quem joga fora, para os jogos eliminatórios da segunda fase a preferência vai ser pelo jogo de volta distante da sua torcida.

A

Quase lá

Eficiência

Quatro seleções podem se classificar por antecipação na quarta rodada do Intermunicipal de Seleções do Oeste, a ser disputada sábado, 7, e domingo, 8. Pelo grupo A, Luís Eduardo garante seu lugar com uma vitória sobre Formosa do Rio Preto. Um empate é o suficiente para Barra e São Félix do Coribe, pelos grupos B e C, respectivamente, avançarem na competição. No D, Paratinga vai à segunda fase com uma vitória diante de Santa Maria da Vitória.

Barra, Barreiras e São Félix do Coribe têm o ataque mais positivo, com cinco gols cada. A defesa menos vazada é de São Félix do Coribe, com apenas um gol sofrido. O jogo inaugural é entre Portelinha x Vento em Popa, às 16h, no sábado, 7.

Placar Apesar da boa média de gols na competição (3,33/jogo), nenhum resultado elástico foi verificado até aqui. A maior “goleada” foi a de São Félix do Coribe sobre Canápolis por 3 a 0. O resultado por 2 a 1 foi o que apareceu mais vezes (quatro), seguido pelo 3 a 2 (três), 1 a 1 (duas); em apenas uma ocasião aconteceram o 2 a 0, 3 a 0 e 3 a 1.

Balançou As redes balançaram 40 vezes em 12 partidas, o que resulta média de 3,33 gols/jogo. A segunda rodada teve o maior número de gols (17), seguida pela terceira (13) e primeira (10).

Milagre Buritirama (grupo B) e Santana (no C) perderam os dois jogos que disputaram. Sem nenhum ponto ganho, resta-lhes vencer seus dois próximos compromissos e torcer por uma combinação de resultados.

De atleta e técnico a cronista esportivo. Deusdeth Vilas Boas tem as credenciais dentro e fora das quatro linhas para falar e escrever sobre o que mais aprecia: o esporte. Administrador do Esporte do Oeste – blog sobre informações esportivas da região -, ele também coordena a equipe de esportes da rádio Vale, em Barreiras. Otimista quanto à participação esportiva desta parte da Bahia anunciada como próspera economicamente, Deusdeth frisa: “Temos competições o ano todo, e logo, teremos de volta o futebol profissional e certamente outras modalidades para disputar competições estaduais e nacionais”. 1 - Como surgiu o espaço virtual Esporte do Oeste? Com atuação na crônica esportiva há alguns anos, resolvi criar, por meio da internet, um canal de comunicação voltado, exclusivamente, para a divulgação do esporte regional. Comecei, então, a cadastrar, em cada município, pessoas ligadas ao esporte para atuarem como correspondentes e colunistas do site. A idéia saiu do papel e em pouco tempo o site se transformou no principal ponto de encontro dos desportistas da região oeste. 2 - Qual a sua experiência na área esportiva na região Oeste? Sempre tive relação estreita com o esporte. Na infância e adolescência, atuei como jogador de futebol e futsal e mais tarde como técnico de iniciação esportiva. Aos 16 anos ingressei no radio esportivo, comecei como repórter, depois atuei como apresentador e narrador. Já coordenei a equipe de esportes da rádio Barreiras e atualmente dirijo a Equipe de esportes da rádio Vale. Em 1998 encabecei da criação de um time amador no Município de Angical. Em 2005 fui nomeado Diretor de Esportes, Cultura e Lazer da Prefeitura de Angical. Em 2008 lancei o portal Esportedooeste.com.br e em 2009, juntamente com outros colegas, fundamos a

Sem gás A seleção de Santana tem o pior ataque do Intermunicipal de Seleções do Oeste, com

DEUSDETH VILAS BOAS SODESF – Sociedade Desportiva São Francisco, entidade em que exerço o cargo de diretor administrativo.  3 - Qual a sua avaliação do esporte na região Oeste? O que está em alta e o que falta? Com relação ao que está em alta, eu diria que o anseio, cada vez mais forte, das cidades em se inserir no novo contexto do esporte regional. O que falta é comprometimento de alguns gestores com o esporte de suas cidades. Também, está mais do que na hora de termos, novamente, um time profissional na elite do futebol baiano, seja com o Barreiras Esporte Clube ou com uma nova agremiação esportiva. 4 - Diante do que você tem acompanhado no Intermunicipal de Seleções, mesmo sendo prematuro fazer uma análise por ser início de competição, dá pra arriscar favorito (ou favoritos) ao título? Vejo que, passadas as primeiras rodadas, as Seleções de Luis Eduardo Magalhães, Barra, São Felix do Caribe e Paratinga mostraram que estão com um elenco bom e despontam como favoritas ao título. 5 - A mídia esportiva tem espaço na região? Sim, mas os empresários precisam investir na mídia esportiva. Os profissionais da mídia esportiva precisam contar com parceiros fidedignos, pois, só assim teremos um esporte cada vez mais forte.   

apenas um gol em duas partidas. Barreiras e Buritirama têm a defesa mais vazada da competição, com cinco gols sofridos cada uma.

AGENDA E PLACAR FUTEBOL AMADOR Intermunicipal de Seleções Sábado 30/4 Barreiras 3 x 2 Buritirama São Desidério 1 x 1 Luís Eduardo Bom Jesus da Lapa 2 x 1 Santa Maria da Vitória

Roma* 3 x 2 Vento em Popa* Rimacom 1 x 3 Juventus* ECKW* 6 x 0 Galvani Asmeg 2 x 5 Santa Cruz*

Domingo 1/5 Canápolis 0 x 3 São Félix do Coribe

Intermunicipal de Seleções Sábado 7/5 Buritirama x Barra (17h)

Copa JC Society Sábado 30/4 Milk Shake* 6 x 3 Sabor e Arte Pé Quente* 1 x 2 Maclarem*

Domingo 8/5 São Félix do Coribe x Canápolis (15h30) Luís Eduardo x Formosa (16h)

*Classificados à segunda fase

Paratinga x Santa Maria da Vitória (17h) Seletivo Amador Sábado 7/5 Milk Shake x Pé Quente (Santa Cruz, 16h) Portelinha x Vento em Popa (Mimoso II, 16h ) Domingo 8/5 Saqueiro x Massa Bruta (Mimoso II, 8h30) Santa Cruz x Floraes Lea (Santa Cruz, 8h30)


Oeste Semanal - Edição 09