Page 1

31 Diário do Alentejo 25 outubro 2013

Estudo revela que bolachas Oreo são tão viciantes como a cocaína: viciados fazem desmame com pão de rala Estabelecimento prisional de Beja tem 50 prisioneiros a mais: Governo quer colocá-los na mobilidade especial facebook.com/naoconfirmonemdesminto

Castro Verde decreta sete dias de luto após a passagem de José Castelo Branco pela vila Foram momentos de terror os que se viveram em Castro Verde. Esqueçam incêndios, tremores de terra e exibições do Benfica – aquilo a que se assistiu, naquela vila alentejana, foi o verdadeiro cenário dantesco. José Castelo Branco, figura do jet set, marchand, espécie de ser vivo que Darwin nem imaginava que pudesse existir depois de consumir LSD, esteve em Castro Verde com o programa Portugal em Festa, da SIC, que acompanhou a feira. Pessoas em choque confidenciaram à nossa página o pânico vivido durante aqueles dias: «Olhe, foi o nosso 11 de setembro! Só me apetecia jogá-lo para dentro da mina de Neves Corvo e fechar as portas! A gente nem percebia se era homem ou mulher, chamava bicha a tudo o que mexia e a mulher dele tinha a expressividade de um hamster na menopausa… Só lhe posso dizer que ele se cruzou comigo, cumprimentou--me e no final deu-me dois beijinhos… Tinha tanto betume na cara e perfume que fiquei intoxicado. Passei a noite no hospital de Beja a soro. E o pior foi quando me meteram numa sala com a televisão ligada no programa!» – explicou-nos Jorge Alcagoita, residente em Castro. Segundo consta, a catástrofe terá atingido proporções de tal modo graves que a Proteção Civil esteve prestes a decretar o alerta vermelho com receio de que os habitantes não tivessem as vacinas em dia para lidar com a figura do jet set. Já a Câmara de Castro, em comunicado, «decretou 7 dias de luto» e a «proibição da transmissão de mais programas de domingo à tarde com música do diabo».

Historiador revela que Vasco da Gama gostava mais da Vidigueira mas vivia em Sines porque era mais fácil fazer a revisão à caravela Na última edição do “Diário do Alentejo” foi feita uma reportagem sobre Vasco da Gama e o facto do seu legado ser disputado por Sines e pela Vidigueira. A nossa página quis aprofundar este tema e falou com Matias Wikipedia, historiador licenciado pela Universidade de S. Miguel do Pinheiro, com um mestrado em História da Açorda Alentejana, pela Universidade de Faro do Alentejo, que nos revelou detalhes de uma investigação que está a levar a cabo para a sua tese de doutoramento, a realizar no Instituto de Ciências Sociais de Panóias: «É um erro afirmar que Vasco da Gama era mais ligado a Sines ou à Vidigueira. Isso variava com a maré… Sempre que queria fazer a revisão à caravela, era para Sines que ia. Uma vez disseram-lhe que podia fazê-la na praia de Messejana e foi para lá que ele foi… Chegou até a levar a caravela numa carroça da Vidigueira até Messejana, apenas para descobrir que afinal não havia praia, e que o mecânico era um sapateiro. Foi a última vez que o embarrilaram. Foi aí e numa loja dos chineses… De resto, Vasco da Gama fazia uma vida normal, dividindo-se pelos dois sítios: para votar, comprar laranjas, e assistir a uma boa matança do porco, era na Vidigueira; revisão à caravela, ler poemas do Al Berto, comer uma boa chaputa e fazer a hemodiálise, era em Sines.» – concluiu.

Investigação Não confirmo, nem desminto

Inquérito

Cavaco Silva não se lembra do BPN porque come muito queijo de Nisa

Inquérito: Assistiu à tomada de posse de João Rocha como novo presidente da Câmara de Beja?

Mais um exclusivo mundial da Não confirmo, nem desminto, a página de humor do “DA” que, fazendo o 60 Minutes parecer o Prós e Contras, já o habituou a um jornalismo de excelência. Uma investigação realizada pelo nosso enviado especial ao Palácio de Belém revelou, finalmente, o motivo dos esquecimentos de Cavaco Silva – a ingestão excessiva de queijo de Nisa. A confirmação desse facto já nos foi dada por um laboratório científico de Corte Vicente Anes (o mesmo que também concluiu que a melhor maneira de tirar nódoas de azeite era com sangue de girinos), e também pela Dona Coisinha, governanta da presidência, que nos confidenciou: «É rara a noite em que não se levanta e assalta a despensa… O queijo de Nisa não dura mais do que um dia. Ele é pão com queijo, bolo-rei com queijo, Nutella com queijo, marcha tudo! Até os ratos saem de lá chorando!». Mas o problema não termina aqui. Ao que apurámos, Cavaco Silva é recorrentemente encontrado a deambular pelos corredores do palácio evidenciando sinais de confusão e amnésia. Segundo consta, nessas alturas, o presidente não se mbra do BPN, lembra não recoece a sua nhece posa, esesposa, ece-se da quece-se nstituiConstituiçãoo na casa d e b aann h o e até connde o Dufunde te Lima com arte o Lima Duarte.

GUIDA BOM GOSTO, 81 ANOS Pessoa que emoldurou a entrevista de José Sócrates ao Expresso Fui à tomada de posse e achei aquilo um bocado chato. Faltou lá um Sérgio Rossi, uma Rebecca, um José Malhoa, ou alguém que espevitasse aquilo! Podia ter tido a apresentação de uma Serenela Andrade, ou mesmo de um Fernando Mendes… E nem sequer houve oferendas de chouriços e biscoitos, nem prémios de 40 mil euros. Olhe que até uma conferência de imprensa do Vítor Gaspar tinha mais animação.

JORGE PULIDO VALENTE, 58 ANOS Ex-autarca Olá a todos e a todas. Mas houve eleições? Tomada de posse? O que é isso? Não me lembro… (Mensagem enviada através do meu iPad que comprei bué baratinho. Não imprima esta mensagem. Lembre-se das árvores e essas tretas…)

DOLORES FORTE DE PENICHE, 132 ANOS pessoa que atingiu a idade que tem porque bebe um copo de vinho tinto diariamente Assisti e não me sentia tão feliz desde que expulsámos as tropas de Napoleão do nosso País. Foi tudo muito bonito! Pode ser que a nossa cidade evolua e ande para a frente… Isto está tão mau que até me assusta! Faz-me lembrar o tempo em que ainda recebia em sestércios. Mas tenho esperança que isto dê a volta. «Tudo vale a pena quando a alma não é pequena», como me dizia o Fernando Pessoa. Pessoalmente!

Edição N.º 1644  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you