Page 1

A inauguração das instalações da Estig ficou marcada pela polémica. Contudo, tal não se deveu ao facto de ter uma pala que podia ser uma rampa de lançamentos para Space Shuttles, mas sim por terem surgido notícias de que se trataria de um investimento avultado para não ter alunos. Ao que apurámos, o movimento de indignação pelo “esbanjamento de dinheiros públicos”, que surgiu, inicialmente, nas redes sociais rapidamente saltou para os media de Lisboa: “Era imperativo falar nisso. Afinal, tudo o que fica nesse sítio longínquo é jogar dinheiro à rua… Beja é o exemplo do regabofe que desgovernou Portugal! Aeroporto? Escolas? Vai-se a ver e qualquer dia exigem estradas alcatroadas, ou mesmo água potável! O que é que querem a seguir? Máquinas de raio-x e medicamentos? Um chazinho de camomila não resolvia essa dor lancinante no peito? Qualquer dia temos de os deixar votar, não?”, afirmou um blogger e comentador com penteadinho à fosga-se.

31 Diário do Alentejo 23 novembro 2012

dignam-se in a o b is l e media d m beja por haver em projetos tos e investimen aeroporto, como o gua potÁvel a estig e a Á

facebook.com/naoconfirmonemdesminto

Exclusivo mundial: Não confirmo, nem desminto apresenta o primeiro rascunho do orçamento da Câmara de Beja para 2013 Pensava que era só o “Correio da Manhã” que publicava documentos bombásticos? Engana-se, caro leitor. Aqui, na Não confirmo, nem desminto, também fazemos jornalismo de investigação. Neste caso, depois de um suborno a uma secretária com uma caixa de achigãs e um frasco de Channel N.º 6 (comprado nos ciganos), acedemos àquele que é o primeiro rascunho do orçamento para a autarquia bejense, como pode ver em seguida.

Novo filme sobre Florbela Espanca: Poetisa é vampira e apaixona-se por homem que se transforma em rafeiro alentejano em noites de lua cheia Depois do filme “Florbela”, realizado por Vicente Alves do Ó, a sétima arte continua a apostar na história de vida da poetisa nascida em Vila Viçosa. Uma investigação conjunta Cahiers du cinéma/Cinema Melius descobriu que está a ser produzido um filme dedicado à autora destinado a um público mais jovem. A trama desenrola-se em torno do amor proibido de Florbela, uma vampira de uma família

de latifundiários que gere as suas herdades durante o dia e de noite ataca camponeses indefesos, por um rapaz que se transforma num rafeiro alentejano de dois metros nas noites de lua cheia, como se pode ler neste poema exemplificativo da paixão e sofrimento da poetisa: “Deixas-me o coração exangue/não te consigo atacar a goela/ perco a vontade de ingerir sangue/mesmo que seja em cabidela!”. O filme conta com a participação de atores como Nicolau Breyner (no papel de Florbela), de Nicolau Breyner (no papel de primeiro e segundo maridos de Florbela), de Nicolau Breyner (no papel de escrivaninha onde Florbela escrevia) e do ator brasileiro Tony Ramos, que interpretará o papel de rafeiro alentejano, podendo, deste modo, explanar os seus dotes artísticos e capilares.

Inquérito Em Grândola um pescador foi atingido por uma bala de um fuzileiro a um quilómetro de distância. Acredita em coincidências?

BASÍLIO PACÍFICO, 43 ANOS Pessoa que sofre espasmos musculares no céu da boca Depende do ponto de vista! Olhe, no último ano sofri coincidências a sério – levei com aumentos de impostos, comeram-me metade do subsídio de Natal, a minha mulher deixou-me por um moçambicano dotado, o Benfica perdeu o campeonato quando teve cinco pontos de avanço, a minha filha casou-se com um tocador de djambé e o meu gato foi atropelado –, mas continuo a defender que devemos levar as coisas de forma positiva. Agora, saber que o João Pedro Pais vai lançar um novo álbum é algo que não posso admitir!

TEODÓSIO TRINCHEIRA, 38 ANOS Fuzileiro e produtor de medronho Acredito que foi uma coincidência o sacana do pescador estar no caminho da minha bala… Eu a fazer pontaria a uma perdiz e o canalha teve de se debruçar para atar os sapatos? Não há direito! Agora ainda são capazes de me pedir uma idemnização por ter aleijado o senhor. E quem é que paga a bala? E a perdiz para o jantar? Agora, que o fulano teve sorte, isso é mais que certo… Foi uma coincidência feliz não me ter lembrado de usar a bazuca…

VIRGÍLIO VERDEMÃ, 51 ANOS O primeiro pescador em Portugal a ser alvejado pelos fuzileiros Cá para mim não há coincidências, mas sim atos divinos. Eu, quando levei o meu balázio, levava uma vida de deboche: havia noites em que me deitava quase às 23 horas, era menino para beber uma ou duas cervejas por ano e na estrada era capaz de andar a 60 km/h, sempre a abrir… Depois do balázio vi a luz! –Só me apercebi depois que era um paramédico a apontar-me uma lanterna para os olhos. Desde então tornei-me solidário: agora colaboro com o Banco Alimentar, o Banco de Sangue de Ervidel e o Banco de Esperma de Porto Covo.

Ediçao N.º 1596  

Diario do Alentejo

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you