Page 1

Realizou-se no Instituto Politécnico de Beja um filme promocional com a participação de cerca de 2 000 pessoas, entre as quais o humorista Jorge Serafim. A maioria dos participantes foram alunos da instituição que viram com bons olhos esta iniciativa, já que significou a atribuição, a cada um, de créditos suficientes para fazer metade do ano letivo. “Acho bué da bem esta cena do processo de Bolonha, porque basta a gente entrar nestas cenas para fazer bué de cadeiras, e assim. Realmente, o processo Carbonara foi uma ganda ideia e a nossa escola fez bem em aderir. Já a semana passada, tive uma data de créditos só de lavar a carrinha da tuna, LOL! Abençoado sejas, processo Carpaccio!”, afirmou um aluno todo contente.

31 Diário do Alentejo 18 maio 2012

l do ipbeja: a n io c o m o r e filme p ipam porqu ic t r a p s o n u al a crÉditos tÊm direito mitem fazer r que lhes pe ano letivo o metade d

facebook.com/naoconfirmonemdesminto

Cartaz reformulado esteve prestes a ser impresso

Onda de calor: Organizadores equacionaram mudar o nome do I Festival de Chás e Ervas do Mundo para Festival do Ice Tea Os organizadores do I Festival de Chás e Ervas do Mundo, a decorrer até ao dia 20 entre Amendoeira da Serra e Beja, apanharam um susto que os obrigou a repensar o evento: a recente onda de calor que fez com que os alentejanos suassem mais do que Fernando Mendes a correr atrás de um cozido de grão. Segundo apurámos, a temperatura, pouco convidativa à prova de chás, colocou os organizadores de sobreaviso, chegando estes a equacionar a alteração do nome do evento para I Festival do Ice Tea, Panachés e Caracóis, o que acabou por não ser necessário. No certame poderá provar chás de todo o mundo, com destaque para o chá de hortelã da ribeira, chá de peixe do rio, chá com sabor a cobre da Mina de São Domingos, chá de sementes de papoila, chá de torrão de alicante e chá daquele café que o George Clooney bebe.

Clubes da região imitam Benfica e fazem acordos com agências funerárias O Benfica celebrou um acordo com uma conhecida agência funerária, o qual consiste em oferecer aos associados um desconto pelos serviços funerários, bem como a possibilidade de ouvir o hino do clube durante a cerimónia fúnebre. Os clubes da região estão a aproveitar esta dica e começaram a estabelecer acordos com agências locais, que encaram isto como uma grande oportunidade de negócio: “Os adeptos dos clubes locais são cada vez menos, é certo, mas caem que nem tordos, pois já não vão para novos. Antigamente ainda morriam de uma pneumonia por verem os jogos ao frio… Hoje é mais difícil, mas não hão de durar para sempre!”, relatou-nos fonte da agência funerária “Cá te espero”.

Inquérito Como é que festejou o feriado municipal em Beja?

VENÂNCIO TOLERÂNCIA DE PONTO, 35 ANOS Vencedor do concurso de poesia dedicado aos achigãs da barragem do Roxo Da melhor maneira – vesti o meu melhor fato de treino roxo e fiz uma caminhada pelos pontos de interesse da cidade: o Intermarché, o Continente e o LIDL, onde comprei um boião de litro de queijo Quark, que é muito bom para barrar nas tostas e fertilizar os terrenos da minha horta. Antigamente ainda ia à espiga, mas agora deixei-me disso. Diziam que isso dava sorte, mas é mentira: sorte é coisa de “homens sexuais” e de pessoas que não comem carne.

ELISETE HISTAMÍNICO, 58 ANOS Recordista nacional do lançamento da TV 7 Dias Fiquei por casa. As minhas alergias não me permitem sair muito. A minha mãe levava-me à espiga mas eu espirrava mais do que um bezerro preso num monte de feno. É uma chatice isto das alergias! Sou alérgica ao chocolate, à penicilina, ao níquel, à lactose, aos morangos, aos camarões, ao trabalho, ao aloé vera, aos detergentes da roupa de marca branca, ao Malato, ao oxigénio e às receitas do chefe Silva. Tirando isso, sou sã que nem um pero, menos quando tenho ataques epiléticos de cada vez que oiço o Trio Odemira.

Crise: Autarquias da região colocam anúncio nas páginas de “relax” do “Correio da Manhã” para sobreviver Na última edição do “Diário do Alentejo” (para quem não conhece, trata-se do suplemento da Não confirmo, nem desminto) foi notícia o facto de os municípios da região, salvo algumas exceções, demorarem mais tempo a pagar aos fornecedores devido a dificuldades financeiras. E foram essas mesmas dificuldades que levaram algumas das câmaras a recorreram a medidas “extraordinárias” para obterem mais receitas. Segundo apurámos, estas começaram a colocar anúncios no “Correio da Manhã”, na chamada página de “relax”, com mensagens tão sugestivas como: “Autarquia alentejana fogosa retém-te o IMI todinho!! Faço domicílios e assembleias municipais; Município baixo alentejano discreto e musculado chega ao céu com taxa de derrama, atendo em juntas de freguesia abandonadas; Câmara safada ajoelha-se e PDMa-te as áreas de interesse ambiental e patrimonial que tu quiseres, atendo em apartamentos e cabines de voto!”

DOMINGOS DA ASCENSÃO, 67 ANOS Fundador do Coro do Carmo Velho, arqui-inimigo do Coro do Carmo Aiii, foi um dia como outro qualquer!!! Fui mais os meus oito filhos às compras, onde fomos perseguidos pelos seguranças só por sermos da raça cigana. Até parece que os ciganos só fazem mal, mas isso é mentira… Lá por o meu sobrinho de três anos ter puxado fogo a um olival com um lança-chamas, não quer dizer que “sêramos” todos maus… Sou um cidadão exemplar! E fique sabendo que fui assistir à cerimónia de entrega das medalhas e confesso que me desiludiu um pouco: gostei muito mais do livro. Aiiiiiiiiiiiii!!!

Ediçao N.º 1569  

Diario do Alentejo

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you