Page 1

Estudo revela que cerca de metade das empresas da região está com a corda no pescoço, enquanto a outra metade está entre a espada e a parede, com os bolsos rotos, estrangulada financeiramente e sem dinheiro para mandar cantar um cego. Serpa disponibiliza portal do munícipe na Internet. Os seus usuários poderão aceder a vários serviços municipais, apresentar reclamações ou sugestões, jogar sudoku, lançar petições contra a tortura de andorinhas africanas, ir ao Messenger e descarregar o álbum da Ana Sofia Varela.

Diário do Alentejo 10 agosto 2012

notÍcias de rodapÉ

31

Junta de Freguesia de Vila Nova de Milfontes leva idosos à praia em Quarteira porque nunca viram o mar.

facebook.com/naoconfirmonemdesminto

Professores no desemprego: Docentes arranjam trabalho na herdade do Prof. Contratado Safari Park As medidas implementadas pelo Governo – como a fusão de escolas, aumento do número de alunos por turma, revisão curricular e a infeção dos professores com ébola e poliomielite para experiências científicas – estão a lançar docentes para o desemprego. Estima-se que, só na região, 300 professores contratados possam ficar sem trabalho. No entanto, uma investigação conjunta Não confirmo, nem desminto/Ana Avoila/Prof. Pardal descobriu que está a ser construído um empreendimento que poderá albergar todos estes docentes. Falámos com o promotor deste projeto: “Trata-se da herdade do Prof. Contratado Safari Park, uma espécie de Badoca, mas só com professores contratados. No nosso espaço, os visitantes poderão realizar um safari por toda a herdade, durante o qual verão professores a viver em grupo ou isoladamente, a interagir com a natureza, a gozar uma depressão ou a realizar atividades em áreas de projeto… Também teremos um espaço batizado ‘Poço do Concurso’, onde dois professores lutarão até à morte por um lugar no quadro – os docentes poderão usar como arma um esquadro ou um exemplar d’ Os Lusíadas. Destaque ainda para o número aquático em que professores de Matemática e Português farão as mais variadas acrobacias numa piscina cheia de atas, pautas, justificações de falta e relatórios vários – ganha quem utilizar mais truques para evitar a morte por afogamento burocrático! A não perder!”.

Última Hora: Troca de acusações pública entre Pita Ameixa e Mário Simões gera corrida a enciclopédias e dicionários É do conhecimento geral que os deputados Pita Ameixa (PS) e Mário Simões (PSD) têm trocado acusações constantes sobre grandes questões da Humanidade, como a barragem de Alqueva, se o gaspacho alentejano devia levar cebola ou não, ou mesmo se o Benfica devia contratar um defesa-esquerdo ou um ponta de lança. Todavia, a mais recente disputa entre ambos, considerada a mais enigmática de sempre, teve reais consequências para uma parte significativa da população da capital baixo alentejana: uma corrida sem precedentes a dicionários e enciclopédias na biblioteca municipal e livrarias, e muitas horas de espera para consultar dicionários que estão em exposição em grandes superfícies comerciais. Tudo começou quando o deputado socialista afirmou que o atual Governo tinha uma “sanha persecutória contra Beja e o Baixo Alentejo”, acrescentando que as políticas do Governo iriam remeter a região para tempos de “subdesenvolvimento dantesco, mergulhando o Alentejo em rios de lava fervilhante” e que “a este governo apraz tanto o Baixo Alentejo como um militante do CDS rejubila com a Festa do Avante”. Mário Simões já reagiu, pedindo “decoro” a Pita Ameixa, recordando que “a ‘sanha persecutória’ já vinha dos tempos do governo anterior” e que quando “o atual executivo quis introduzir algo de excelsa qualidade – uma política de ‘desdém reacionário’ – o PS votou contra”.

Corte no abastecimento de água: Moradores de montes em Ferreira do Alentejo contratam Moisés para travessia do deserto A Câmara de Ferreira do Alentejo decidiu suspender o abastecimento de água a oito montes do concelho, por considerar que havia situações de abuso no consumo da mesma, como nos explicou fonte da autarquia: “Havia pessoas que usavam a água para regar plantas e dar de beber aos animais. Outros até tinham o desplante de usar a água para um chap chap no bidé. Assim, levam com um garrafanito de cinco litros e já não se safam mal…”. Os moradores dos montes, porém, já se insurgiram contra esta medida: “É claro que nos cria grande transtorno… Já tivemos de contratar Moisés para atravessarmos o deserto para ir buscar água, possivelmente à praia da Mina de São Domingos. Tem ideia do cachet que estas personagens bíblicas pedem? Uma fortuna! E agora, como é que tomamos três banhos de imersão diários? Já não bastava terem acabado com o abastecimento de leite de burra…”.

Inquérito Ferreira do Zêzere está a tentar bater o recorde do Guiness da maior omeleta do mundo. Que recordes do Guiness poderíamos alcançar na nossa região?

RÓMULO EXTRA-VIRGEM, 62 ANOS Mister Lagar de Varas do Fojo 1975 Por mim, devíamos tentar bater o recorde do Guiness da apanha da azeitona deitados. É uma tradição regional… O meu bisavô dedicou-se a isso, bem como o meu avô. O meu pai também se dedicou a essa atividade, mas, como os tempos eram difíceis, teve de arranjar um part-time como decorador de interiores. É uma tradição que está a morrer… O problema é que os mais novos não querem saber disso para nada: só querem jogar playstation e comprar “azeitonas” nas smartshops.

ÁGUA FRESCA ? É JÁ ALI . . . IRMÃ GERTRUDES ENCHARCADA, 55 ANOS Groupie do padre Borga Devíamos fazer o maior toucinho do céu de sempre. A receita é simples e os velhotes do nosso lar podiam ajudar. Só precisamos de 10 000 gemas de ovos e 500 quilos de amêndoas. Os idosos com problemas de memória podiam partir os ovos – em menos de nada esquecem-se das dores nas articulações. Os utentes que sofrem de tremores ficam encarregados de lascar as amêndoas – só precisam de uma faca, uma sala com espaço e óculos de segurança. Com o poder da oração, do trabalho e das reguadas no lombo a coisa fazia-se.

DIONÍSIO BORRACHO, 42 ANOS Columbófilo e apreciador de caracóis de escabeche A região tinha todas as condições para fazer a maior largada de pombos de todos os tempos... Só precisamos de 25 638 pombos para bater o anterior recorde de 25 637. A largada podia fazer-se da praça da República. Além disso, se déssemos alpista fora do prazo aos pombos, também batíamos o recorde de maior descarga intestinal aviária, que pertence às avestruzes do Bangladesh. Assim, matávamos dois coelhos de uma cajadada só… Era só vantagens: fertilizávamos os terrenos e batíamos o recorde de maior réplica de um quadro de Jackson Pollock.

Ediçao N.º 1581  

Diario do Alentejo

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you