Page 1

As obras nas Portas de Mértola estão a deixar os comerciantes com a corda na garganta. Até as lojas dos chineses, que noutros tempos tinham lucros ao nível da EDP, agora já só fazem dinheiro para alimentar a população de Santana de Cambas durante seis anos. Falámos com um preocupado membro da comunidade chinesa: “Temos expeliência em constluções bué glandes. Na China fizemos uma mulalha que faz lemblal o Castelo de Moula, mas em maiolzito. Aplesentamos olçamento – 1/16 avos do valol atual – e tlabalhamos 36 holas pol dia… Nada de molengal. O meu filho quando chegal do infantálio também dá uma ajuda, plonto...”, disse.

31 Diário do Alentejo 27 janeiro 2012

ma chinesa afir e d a id n u m o c r as erminar ob t e d z a p a c que É de mÉrtola nas portas s em trÊs dia

facebook.com/naoconfirmonemdesminto

Nova proposta de orçamento da Câmara de Beja é melhor porque foi entregue em papel cor-de-rosa perfumado A Humanidade pode

d or m i r

desca nsada: a Câmara de Beja está perto de ter um

orç a mento

para 2012. Depois

Querendo aumentar vendas, “Notícias de Beja” recruta Felícia Cabrita para entrevistar figuras polémicas da Bíblia O jornal “Notícias de Beja”, propriedade da diocese local, está a atravessar dificuldades. Os custos de manutenção de uma publicação deste tipo são elevados e as esmolas já não são o que eram, mas o jornal luta pela sobrevivência. Nesse sentido, apurámos que o “Notícias de Beja” vai apostar numa linha editorial mais abrangente – para o efeito decidiram contratar a jornalista Felícia Cabrita, especialista em descobrir assassinos e escândalos. Podemos adiantar que a jornalista já fez uma entrevista exclusiva a Pôncio Pilatos, em que este afirma que “aquela história de lavar as mãos” foi uma exigência da ASAE e que, afinal, ele é que era o “estripador de Lisboa”. Para além disso, o jornal também vai distribuir brindes como as réplicas das 30 moedas de prata recebidas por Judas ou a coleção de 85 DVD dedicados ao tema “A Arte do Macramé com as Irmãs Carmelitas”.

do chumbo e das posições extremadas entre Câmara e Assembleia Mu nicipal, apurámos que o acordo estará para breve, fruto do documento idealizado pelo presidente Pulido

Desportivo de Beja forra paredes do balneário com dívidas para que os adversários tenham pena da equipa

Valente que reproduzimos em seguida.

Inquérito Como viu o ataque informático ao site do “Diário do Alentejo”? CAVACO SILVA, 72 ANOS Presidente da República, pessoa que pede dinheiro emprestado ao motorista para comprar pão pois a reforma não dá para mais Como grande apreciador de informática, acompanhei com todo o interesse e preocupação. Desde o caso das escutas que me apercebi da existência dos “ácaros” informáticos. Tomei logo providências. O meu PC tem uma rede mosquiteira a protegê-lo que tem dado um resultadão: nem vírus, nem “ácaros”, nem mails de penis enlargement.

Apesar da falta de dinheiro e das crises de proporções bíblicas que afetam o clube da rua do Sembrano bi-semanalmente, o Clube Desportivo de Beja continua a imitar as técnicas dos grandes do futebol para intimidar os adversários: depois de o Sporting colocar fotos de elementos das claques em poses agressivas no seu balneário, o Desportivo fez o mesmo ao forrar as paredes só com dívidas do clube, para que os adversários tenham pena da equipa, como nos revelou um traficante de caneleiras ao serviço do clube: “Foi o que conseguimos arranjar para preservar os jogadores. Agora que só recebem em sandes de mortadela e sumos de ananás, achámos que perder por 1 a 0 já é uma vitória. Estamos a pensar abrir os balneários ao público e tornar aquilo numa exposição. São pedaços de história: a fatura mais antiga é referente a um trabalho em que caiaram de branco o Estádio Flávio Santos em 1952”.

LUCÍLIA HÁ QUER, 92 ANOS Compradora do “Diário do Alentejo” desde a primeira edição e leitora da necrologia no iPad

NUNA ROUTER, 31 ANOS Finalista de informática e apreciadora de tofu à brás

Fiquei toda aborrecida, pois o site do “DA” é o que mais visito. Desde que tirei o curso de informática no âmbito do plano tecnológico que me tornei uma especialista. Aqui no lar meti os computadores em rede com os penicos e as algálias. Se o jornal quiser, descubro os bandalhos que fizeram isto. Só preciso do meu “Magalhães” e de arranjar a minha ligação à net por sinais de fumo. Nem eles sabem o que os espera. Não é por acaso que o meu nickname no messenger é CrazyOldBitch.

Eu sou uma dos Anonymous e estou contra este ataque. Ainda se fosse contra uma publicação neoliberal como a revista “Activa” com os seus conselhos de beleza e as dicas de moda reacionárias, pá... Só a fomentar o consumismo nas mulheres, pá. Mulher quer-se com chicha e um bocadinho de buço... Agora vou ali atacar a revista “Lux” – parem de falar do amor do Ronaldo pela Irina, que eu sofro. Ele ama-me a mim, só que ainda não sabe...

Ediçao N.º 1553  

Diario do Alentejo

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you