Issuu on Google+

31 Diário do Alentejo 25 novembro 2011

Última hora

A banda bejense Caracol Blues acaba de lançar o seu primeiro álbum. Numa investigação conjunta com o extinto semanário Se7e, apurámos que vão fazer uma digressão: a primeira parte dos seus espetáculos será da responsabilidade dos Tremoço Funk e dos Pipis Ska.

GNR de Moura guarda azeitonas e aproveita para multar oliveiras mal estacionadas

Mário Simões e Pita Ameixa podem protagonizar nova campanha da Benetton A Benetton lançou uma campanha publicitária sobre o lema “unhate” (ou, em alentejano, não se amofinem) em que líderes mundiais desavindos aparecem aos beijos. A marca italiana está a equacionar lançar uma campanha na região, com o objetivo de pacificar as relações entre dois homens que estão de costas voltadas: os deputados por Beja Pita Ameixa e Mário Simões. Os italianos acreditam que se conseguirem fazer com que os deputados se beijem, sob o lema de campanha “Vá um bêjo, homem…”, Mário Simões poderá começar a

achar o aeroporto de Beja uma boa ideia, e Pita Ameixa passará a achar o Orçamento do Estado uma dádiva divina. Contudo, apurámos que os intervenientes não estão interessados em participar, segundo comunicados enviados para a nossa delegação em Vales Mortos. Ambos dizem que não se beijam porque Mário Simões não quer, e citamos, “apanhar socialismo estatizante desse senhor” e Pita Ameixa prefere beijar um cato, “pois não quer ser contagiado com neoliberalismo disfarçado”.

M Manuel Narra prevê futuro candidato ppara Câmara de Beja a ler borras de café E entrevista à última edição do “Diário do Alentejo”, o presidente da Câmara Em d de Vidigueira vaticinou que o “próximo presidente da Ambaal será o futuro ccandidato da CDU a Beja”. A “Não confirmo nem desminto” descortinou o m método que levou a esta previsão: a leitura de borras de café. Ao que apurámos, o presidente Narra usa a mesma técnica que levou os especialistas a prever o fim d do comunismo na cabeça de Gorbachev ou a descobrir que o Porto ia ganhar o ccampeonato da época passada a duas jornadas do fim. Manuel Narra já sabe o n nome do candidato mas não quis desvendar o mesmo. Apenas desvendámos q que esse nome foi descoberto numa chávena que também revelou que em 2012 h haverá pouco dinheiro, protestos de rua e um novo álbum dos Diapasão.

Inquérito Que balanço faz dos dois anos de Pulido Valente à frente da Câmara de Beja? MIGUEL GÓIS, 32 ANOS Vereador da CM de Beja e agente da Hugo Boss na região Tem sido o melhor mandato autárquico da história dos mandatos autárquicos, verdadeiramente excecional. Pelo menos era o que vinha na Wikipedia. Posso dizer que já lançámos os pilares que prometemos na campanha eleitoral. Nem os romanos fizeram tantos pilares como nós. E aposto que também não fizeram tanto pelo vinho como nós.

HERMENGARDA HERCULANO, 25 ANOS Membro da célula comunista na CM de Beja e mestre em sombras chinesas Foi a pior coisa que aconteceu ao nosso concelho desde que uma serpente assassina esteve à solta e tiveram que soltar um touro da ganadaria Brito Paes para tratar dela, ou lá o que foi… O clima de tensão na câmara é indescritível: há dias em que ligamos o ar condicionado a 23º graus e eles baixam para 22º, os malvados. Já tenho marcas do frio no meu corpo. Qualquer dia só metem descafeinado na máquina do café em vez do lote dourado italiano, só para nos chatear…

A GNR de Moura tem desenvolvido uma operação que pretende proteger um dos bens mais valiosos daquele concelho que é a azeitona. A Operação “Azeitona Segura” já está em marcha, não deixando de estar envolta em alguma polémica, como nos relatou o cabo Jaime Orégãos: “Já tivemos de multar duas oliveiras mal estacionadas. Estavam fora da área delimitada e nem sequer tinham o ticket de estacionamento. Aqui a lei é igual para todos. A oliveira até podia ser prima de uma anona do Presidente da República que isso não interessa, paga como os outros. Também já multámos um trator que ia a abrir, quase a 14 quilómetros por hora, quando só devia ir a 12. Sujeito a atropelar espécies em vias de extinção como o caracol malhado da Polinésia ou a rola lilás de bico magenta”. No resto do distrito, a GNR está a desenvolver outras operações: em Odemira está a começar a “Conquilha Protegida” e em Vidigueira destaque para a “Laranja Livre de Cuidados”.

Ambientalistas protestam pelo mau cheiro em Sines mas não conseguem ir lá manifestar-se porque não se pode com o odor São cada vez mais os habitantes de Sines que se insurgem contra o cheiro que invade a cidade costeira. Os ambientalistas estão revoltados e pretendem manifestar-se contra aquele atentado ambiental, mas estão com muitas dificuldades em deslocar-se até lá. “Fui a Sines e foi horrível! Ainda sinto o cheiro na minha roupa e na pele. Não sei se pode haver reações alérgicas ao mau cheiro, mas a um colega nosso apareceu um dedo mindinho no pescoço. Ele foi ao médico e este disse-lhe que se tratava de uma virose que anda para aí”, afirmou o ambientalista António Paz Verde, que acrescentou: “Aquilo é mesmo horrível, parece que o rio Trancão e o Matadouro de Beja tiveram um filho em Mordor e depois deixaram-no em Sines”.

Nota: Depois da entrevista de Henrique Troncho na última edição deste jornal, realizada por email, o “Diário do Alentejo”, sempre na vanguarda da tecnologia, tem o prazer de informar os estimados leitores de que este inquérito foi realizado através de telégrafo.

ALOÍSIO LIMALHA, 48 ANOS Comerciante nas Portas de Mértola que está a tirar um curso de sobrevivência para fazer face às obras naquela zona Eu nem me apercebi do mandato passar. Aliás, aqui não nos apercebemos de nada, nem dos clientes, nem do dinheiro a entrar na caixa. Há alturas em que faz tanto silêncio nas Portas de Mértola que até já ouvi duas traças a discutir. Agora peço desculpa, mas tenho de ir descalçar estas galochas. Isto das obras é uma chatice, tenho de ir tirar a terra das virilhas…


Edição nº 1544