Issuu on Google+

A introdução de portagens na Via do Infante está a deixar os algarvios à beira de um ataque de nervos. Não se via uma catástrofe tão grande no Algarve desde que o Zezé Camarinha usava cuecas de banho e falava inglês pior que o Mário Augusto. Há residentes no Algarve que já optaram por fazer um pequeno desvio por Portel porque fica mais barato do que pagar portagens. “É um escândal’ o que fazem ao algarvi’. Acho que fica mais em conta comprar uma traineira e ir pelo mar. Porra, que fic’ mesm’ marafad’…”

Doentes cardíacos acompanhados à distância são aconselhados a esfregar o peito com Vicks Vaporub em caso de enfarte O Hospital de Beja é o primeiro no Alentejo a monitorizar doentes cardíacos à distância. Esta inovação permitirá acompanhar dezenas de idosos que vivem sozinhos ou em locais isolados, como é o caso de Ivone Coronária dos Santos: “Foi a melhor coisa que me aconteceu, só tenho a agradecer ao hospital. Estão sempre a ligar-me a perguntar se está tudo bem ou se lhes posso fazer um resumo do episódio do dia anterior da novela ‘Anjo Meu’, porque a enfermeira Laurinda de vez em quando não pode ver. Agora tenho todo o equipamento de que preciso. O meu desfibrilhador ajuda-me porque, para além de me poder salvar a

vida, também dá para aquecer o leitinho antes de me deitar. Às vezes é incómodo receber SMS através do pacemaker, mas parece que tem melhor rede que o telemóvel. Se tenho dores no peito, é só meter o bocal do telefone no peito que é para o doutor auscultar. Passa-se com Vicks Vaporub e fico logo rebiteza. Até já faço os meus próprios ecocardiogramas – só preciso de duas agulhas para malha, um rolo de papel de cozinha e uma bateria de carro. Só é chato quando me telefonam… Por vezes dá-me a sensação de que estou a falar com um palhaço do circo, mas afinal é um médico espanhol a tentar falar português”.

Secretário de Estado dos Transportes só vem explicar situação do aeroporto de Beja se vier dentro da caixa de segurança do Estádio da Luz Sérgio Silva Monteiro, secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, virá a Beja no dia 19 do corrente mês para explicar a política relativa ao aeroporto local. O convite partiu do deputado Mário Simões, o homem que é a favor da eletrificação da linha do comboio de Beja, desde que a mesma se dê a partir do dia 30 de fevereiro. A ideia é juntar deputados, autarcas e instituições regionais com o intuito de discutir o futuro do empreendimento. Contudo, a vinda de Silva Monteiro começa a estar envolta em polémica: uma investigação conjunta com o Circo Victor Hugo Cardinali descobriu que o secretário de Estado está disposto a vir a Beja se estiver dentro da caixa de segurança do Estádio da Luz. A “jaula”, como ficou celebrizada no último derby lisboeta, serviria para se proteger da insatisfação com que poderá ser recebido em Beja. “É uma parvoíce”, referiu Júlio Pista Homologada, “força viva” da cidade. “Estamos chateados, mas o senhor vai ser bem recebido. Só vai ter que passar por duas provas: andar numa passadeira de carvão em brasa e fugir do atirador de facas invisual que arranjámos. Se as explicações que nos der forem boas pode dormir cá numa cama normal em vez da cama de pregos que lhe tínhamos destinado”.

31 Diário do Alentejo 16 dezembro 2011

vios vÃo r a g l a : 2 2 a a portagens n l de santo antÓnio de vila rea s por portel a lago ais barato m a c i f e u q por

Turismo do Alentejo prepara campanha agressiva e já tem slogan: “Ou vens ao Alentejo ou levas uma cajadada nas ventas” Depois da polémica campanha em que era mostrada uma bandeira espanhola içada na praia de Messejana para cativar turistas do país vizinho, a Turismo do Alentejo prepara uma campanha que apelidou de “agressiva”. “Vamos mesmo ameaçar as pessoas. Isto está tão mau que não vai lá com simpatia, mas sim Alentejo disponibiliza moderno com porrada”, relatousistema de transportes -nos fonte de calor da instituição. “O nosso primeiro slogan será ‘Ou vens ao Alentejo ou levas uma cajadada nas ventas’ mas temos outros na calha como ‘Se não vieres cá, lá fora mamas-as’ ou ‘Visite o Alentejo ou enviamos o Trio Odemira à sua casa’”.

Margarida Rebelo Pinto prepara romance sobre Mariana Alcoforado em que o Marquês de Chamilly é como todos os homens: “um estupor” Depois da moda de livros sobre Sá Carneiro registada na mesma altura do ano passado, destaque-se, este ano, a praga de romances históricos dedicados a personagens como a Duquesa de Alorna ou Catarina Eufémia. A autora de best-sellers Margarida Rebelo Pinto lançou um livro sobre Inês de Castro e prepara-se para lançar uma biografia sobre Mariana Alcoforado. A escritora, acusada de, alegadamente (sim, o autor desta página gosta de evitar processos judiciais), se plagiar a ela própria, lançará, em breve, o livro Sei lá, Mariana. Deixamos-vos um excerto: “Mariana era como todas as mulheres, pensando ser capaz de mudar o seu amado. Gostava de fumar e deixar o smartphone em cima da mesa da sua cela no convento, esperando que o Marquês dissesse alguma coisa. Ela sentia saudade do seu cheiro a croissant acabado de fazer. Esperava que mudasse de vida e fugisse com ela para o Rosal. Mariana era como todas as mulheres: ingénua. E o seu amado como todos os homens: um grandessíssimo sacana”.

Comissão de boas-vindas prepara receção ao secretário de Estado

Inquérito Cidade de Beja pode ser reduzida a uma freguesia. Concorda com a medida? MIGUEL RELVAS, 50 ANOS Ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares por vocação e maçon por distração Sim, porque ela é essencial. O nosso país vive dificuldades imensas. Se Beja pudesse, para além das freguesias, fundir todas as rotundas da cidade numa mega rotunda seria ótimo. Representaria uma poupança para cima de 75 euros. Agora, vou ali ser primeiro-min… ah… membro do Governo, é isso. Pronto, já podem parar de vaiar.

NUNO PAIXÃO ASSOLAPADA, 61 ANOS Pessoa que acha que o Livro Verde para a Reforma Administrativa está ao nível do Mein Kampf ou dos livros de José Rodrigues dos Santos

TARCÍSIO AVELÃ TORRADA, 50 ANOS Hacker profissional e virgem de signo e de profissão

Claro que não. É acabar com uma ligação estreita entre eleitores e eleitos. Como é que vai ser? Se querem acabar com juntas e autarcas, quem é que se vai recusar a receber cidadãos na junta? Quem se vai borrifar para o facto do cão da D. Arlete continuar a fazer as necessidades no parque infantil? Só pensam nos números, mas não pensam nas pessoas para quem nos podemos estar nas tintas.

Mas Beja já só tem uma freguesia. Pelo menos no site da Câmara. Entrei lá e alterei aquilo tudo. Foi tão fácil, a password é “CastroeBritostinks”. A nova freguesia vai de Baleizão até Vila Nova de Milfontes e chama-se BejaSexy69. Só é pena que ninguém se tenha apercebido. Para quem quiser provar um bocadinho aqui do Tarcísio, o génio, estou disponível para jantar fora às segundas, terças e sextas. E nos outros dias também.


Edição n.º 1547