Page 5

SÁBADO, 26 DE FEVEREIRO DE 2011

56 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

5

CIDADE

Furtos e roubos aumentam cerca de 10% no verão

Novo delegado é formado também em direito e engenharia química

Novo delegado colocará equipe para trabalhar na rua Roberta Müller

ções concluídas, com mais de 30 prisões”, indagou ele, lembrando que seu trabalho é “bastante opeA chegada da nova racional”. “Se o crime não chefe da Polícia Civil do vem até nós, nós vamos até Rio de Janeiro, Martha ele. Gosto de trabalhar nas Rocha, já começa a refletir, ruas”, completou. também, em Petrópolis. Inicialmente, ele disse Na chamada dança das que irá trabalhar para concadeiras, a 105ª Delegacia cluir as investigações que já de Polícia (DP), no Retiro, estão em andamento, além teve ontem a solenidade de criar um bom relacionamento com outras forças de segurança, como a Polícia Militar Há 10 anos atrás, o e Guarda Municipal para que “todos trabadelegado Maia esteve à lhem em conjunto”. O encontro entre o novo frente da 106ª DP e antigo delegados serviu também para colocar Maia ciente do que está acontecendo na de troca de comando. O cidade. “Ele (delegado Fánovo delegado, Marcelo bio Pacífico) já me passou Braga Maia, que entra no alguns inquéritos que têm lugar de Fábio Pacífico, prioridade, um, inclusive, disse que colocará a equipe com prisão temporária depara trabalhar na rua, além cretada. Mas vamos contide dar prioridade para os nuar em contato durante um crimes mais graves, como tempo”, completou. homicídio, sequestro, asMarcelo Braga Maia salto e tráfico de drogas. é formado em engenhaEle também frisou que ria química e direito. Ele dará continuidade ao trabalho de seu antecessor. O delegado Maia começa Há quase 10 anos, em sua primeira lotaa trabalhar na próxima ção como delegado, Maia esteve a frente segunda-feira da 106ª DP, em Itaipava. E, por não ter ficado por muito tempo na cidade, ele afirmou que ainda irá estudar a crimina- entrou para Polícia Civil, lidade de Petrópolis, mas através de concurso, já para adiantou que seu trabalho delegado. Assumiu a 20ª no município será bem DP (Vila Isabel), no Grajaú, diferente do que ele estava a Delegacia de Homicídios acostumado na 82ªDP (Ma- (Zona Oeste), entre outras ricá), onde esteve a frente unidades do estado. Ele já nos últimos dois anos. “Lá começa a trabalhar na próé outro tipo de criminali- xima segunda-feira. dade. É bem mais pesada. Já Fábio Pacífico asMas quero trazer pra cá os sume uma especializada, recordes que consegui lá. a Delegacia de Meio AmTivemos 120 investiga- biente. robertamuller@diariodepetropolis. com.br

Homem é ferido a golpes de facão Um homem de 43 anos foi internado em estado grave, na noite desta quinta-feira, depois ter sido ferido a golpes de facão durante uma briga. A tentativa de homicídio, como ficou registrado na 105ª Delegacia de Polícia, aconteceu na comunidade 24 de Maio, por volta de

22h. A vítima foi socorrida por vizinhos e levada a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Centro e depois transferida para o Hospital Santa Teresa, onde permanece internado. De acordo com a unidade, ontem, o estado dele era estável. Ninguém foi preso.

O número de roubos e furtos em casas de veraneio aumentam cerca de 10% durante o verão, principalmente nos feriados prolongados, como o Carnaval, seja a estadia na praia ou no campo. Especialistas recomendam tomar alguns cuidados. Para aproveitar ao máximo a festa mais popular do país, é importante que se preste atenção a toda movimentação do lado de fora do imóvel, já que os bandidos costumam utilizar métodos como observar os moradores, em especial, os turistas em suas casas. Para disfarçar, os “olheiros” geralmente pedem alguma coisa para o morador e vão embora. Ainda de acordo com especialistas em segurança, ao chegar de viagem, o visitante nunca deve tirar seus pertences na rua. O mais seguro é descarregar o veículo dentro da garagem para evitar que pessoas estranhas saibam o

que tem nas bagagens. Também não se deve deixar objetos (bolsas, sacolas, óculos, celular) sobre os bancos. Se possível, manter o alarme do veículo sempre acionado, com vidros fechados, mesmo que o afastamento seja por pouco tempo e de pequena distância. Já na casa de veraneiro, é importante que os portões estejam sempre fechados, e objetos (bicicleta, brinquedos e bolsas) sempre em locais de difícil acesso. Além disso, evitar ficar conversando na porta, mesmo que esteja em grupo. Se possível, quando for à praia ou se ausentar da casa de campo, deixar alguém em casa, ou comunicar a ausência a um vizinho de confiança, deixando os contatos, como telefone celular. Deve-se evitar também deixar que as janelas da casa sejam “vitrine” para os objetos de valor no interior da casa, assim como não deixar

jóias e dinheiro dentro do imóvel, mesmo que seja em um cofre. No período da viagem, o ideal é utilizar cofres de bancos ou empresas privadas. Ao retornar a casa, é preciso ter atenção ao entrar. Caso haja algum suspeito, o mais seguro é dar algumas voltas no quarteirão e ligar para a Polícia Militar no telefone 190. Para afugentar os invasores, o visitante deve manter a luz externa ligada durante a noite. Se notar a presença de pessoas suspeitas, ligue imediatamente para o telefone 190. Os “ladrões de ocasião” optam por residências cujo acesso é mais fácil, com menos itens de segurança. Métodos dos bandidos Os assaltantes costumam utilizar mulheres e crianças para observar os moradores, em especial, os turistas em suas casas. Para disfarçar,

esses “olheiros” geralmente pedem alguma coisa para o morador e vão embora. Eles transmitem tudo o que observaram para os ladrões, como o número de hóspedes, o modelo do veículo, se a família mantém o portão aberto, e se tem o costume de ficar conversando na calçada. Os furtos geralmente são praticados por assaltantes de bicicletas, motos ou a pé, sempre acompanhados. Nos assaltos as residências, durante o dia ou a noite, os ladrões armados costumam surpreender os turistas ao pular o muro ou abordar a vítima na chegada ou saída da residência. Em seguida, após recolherem os pertences de maior valor, utilizam o veículo da família para fuga. Preferem furtar ou roubar eletrodomésticos, armas, DVDs, vídeo games, cheques, dinheiro e aparelhos telefônicos.

Prefeito inaugura Núcleo de Justiça Comunitária no Alto Independência Durante a solenidade Mustrangi anunciou a instalação de creche no bairro, ampliação da escola e segunda fase de asfaltamento O bairro Alto Independência, depois de anos sem investimento por parte do poder público, vem recebendo atenção da Prefeitura de Petrópolis. Depois da reativação do Centro de Referência e Atendimento Social (CRAS), da primeira etapa de asfaltamento da via, da realização da primeira Prefeitura Itinerante do município, da implantação de internet comunitária e de cursos gratuitos de informática, inglês e espanhol, o prefeito de Petrópolis, Paulo Mustrangi, inaugurou na noite de quinta-feira, 24 de fevereiro, o Núcleo de Justiça Comunitária e aproveitou para anunciar a implantação de creche, ampliação da escola do bairro e asfaltamento na região. “Muita gente achou que a Guarda Comunitária não daria certo e está funcionando perfeitamente, e agora estamos entregando o núcleo de Justiça Comunitária, que vai ser um instrumento para toda a comunidade resolver os conflitos. Já adquirimos uma casa no bairro para instalar uma creche no Alto Independência que será importantíssima para as crianças e para as mães também poderem trabalhar. Vamos iniciar a segunda fase do asfaltamento e quero anunciar também que a licitação do projeto de ampliação da Escola Rosa, que foi amplamente discutido com a população do bairro, será realizada no mês de março. Nós estamos trabalhando e cumprindo o que prometemos”, declarou o prefeito de Petrópolis, Paulo Mustrangi, que foi bastante aplaudido pela comunidade. De acordo com o secretário de Segurança Pública do Município, Hélio Moura, o Núcleo de Justiça Comunitária faz parte do Pronasci – Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania, iniciativa de enfrentamento à criminalidade no país que articula políticas de segurança com ações sociais. “A Prefeitura de Petrópolis está se fazendo presente em locais que eram esquecidos. Iniciamos com a Guarda Comunitária que proporcionou a Guarda Municipal estar mais perto da comunidade e agora estamos com a Justiça Comunitária. O objetivo do projeto é mediar conflitos e promover melhores relações sociais entre os moradores da região através dos próprios agentes comunitários. É uma resposta rápida e eficiente”, disse Hélio Moura. Agentes comunitários são capacitados O Ministério da Justiça está capacitando 20 moradores

O secretário de Segurança, Hélio Moura e o prefeito, no momento em que inauguravam o Núcleo de Justiça

do Alto Independência como agentes comunitários para agir dentro da comunidade. O agente comunitário vai fazer a mediação quando houver briga de vizinhos, de família e outros casos para tentar resolver a situação e promover a justiça de forma pacífica, antes que se torne um problema de polícia. Quando não conseguir resolver, o agente comunitário vai solicitar o apoio dos profissionais que irão atuar no núcleo. A primeira parte do curso foi realizada de 3 de janeiro até 8 de fevereiro. Já a segunda parte acontecerá de 25 de fevereiro ao dia 3 de março, na própria comunidade.

O Núcleo de Justiça Comunitária vai contar também com uma psicóloga, uma advogada, uma assistente social e uma coordenadora, que estavam presentes na inauguração do projeto, assim moradores da região que elogiaram a iniciativa. “Eu cobro, mas também agradeço quando tenho que agradecer porque sei que o prefeito Paulo Mustrangi está olhando pela nossa comunidade. Esse projeto é muito importante para o bairro. Aqui precisava mesmo porque é muita gente e gente carente. Já temos a Guarda Comunitária, que eu também agradeço ao

prefeito porque chegaram 11 computadores novos esse ano e que é um espaço para todos fazerem seus cursos”, disse a presidente da Associação de Moradores, Maria Rosa Ferreira. A verba liberada pelo Ministério da Justiça para o projeto foi de R$ 325.669,09. O Núcleo de Justiça Comunitária está localizado na Rua Dr. Ângelo Brand, 39, no Alto Independência (pouco antes do prédio da Guarda Comunitária). Assim que a segunda etapa do curso for realizada, os atendimentos serão iniciados.

Diario de Petropolis  
Diario de Petropolis  

Artigos, Colunistas, Cidade, Esportes

Advertisement