Issuu on Google+

Diário

de Petrópolis

Site: www.diariodepetropolis.com.br

56 anos

E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Preço do exemplar: R$ 1,20

Nº 15.822 - Sexta-feira, 15 de abril de 2011

tráfico de drogas

Garibaldi quer novo tipo de cálculo

Petropolitanos são presos no Rio

Após 55 dias, termina greve dos médicos

Fernando Quevedo/O Globo

O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves disse ser a favor da substituição do fator previdenciário nas aposentadorias. Mas o governo ainda não sabe qual será o novo mecanismo de concessão. (Página 4)

A greve dos médicos, que já durava um total de 55 dias, terminou ontem, após reunião entre representantes dos médicos, o presidente do Sindicato, Mauro Peralta (foto) e prefeito Paulo Mustrangi. O governo define aumento em maio. (Página 3)

Dilma quer internet mais rápida

Moradores do Bela Vista pedem solução

A presidente Dilma Rousseff quer que a velocidade de conexão da internet, oferecida no Programa Nacional de Banda Larga (PNBL) seja aumentada. Ela quer a velocidade mínima de 1 megabit. (Página 4)

Falta área de lazer para as crianças, diversas lâmpadas queimadas, poste caindo, buracos pela pista e esgoto a céu aberto. Os moradores da Rua Alberto Pullig, no bairro Bela Vista, já estão cansados de esperar pela ajuda. (Página 9)

Vários casos de Dengue em Cascatinha

Fotos: Alan Alonso

Moradores da comunidade Nova Cascatinha estão apavorados. É que o número de pessoas com dengue ou com suspeita da doença aumenta a cada dia. O presidente da associação de moradores do bairro afirma que já são 40 casos. (Página 5)

Os suspeitos foram pegos quando circulavam em um táxi pela Avenida Dom Hélder Câmara, próximo ao viaduto da CCPL, no Rio de Janeiro

A polícia prendeu na noite da última quarta-feira, na Zona Norte do Rio, um taxista e três homens acusados de serem traficantes em Petrópolis, na comunidade Oswaldo Cruz, conhecida como Canto do Cemitério. O motorista e dois deles foram flagrados com uma mochila onde os PMs encontraram

1.252 cápsulas de cocaína, 189 pedras de crack, um pequeno tablete de maconha e uma trouxinha da droga quando deixavam a Favela do Jacarezinho. Os quatro homens presos foram autuados na 37ª DP (Ilha do Governador) por associação e tráfico de drogas e porte ilegal de arma. (Página 3) Vagner Batista

Dois feridos em acidente na Serra

CNI vai lançar plano para ofertar engenheiros

Um acidente envolvendo três caminhões, na manhã de ontem, na BR040, na descida da Serra de Petrópolis, deixou duas pessoas feridas. A batida interditou meia pista do km 89. Os veículos foram retirados do local por volta de 13h30. (Página 5)

(Página 4)

Nesta edição

esportes

Time do Serrano tem novo técnico Dora Kramer Página 3

Incêndio em restaurante assusta funcionários

O Corpo de Bombeiros já encontrou o incêndio controlado quando chegou ao local. Funcionários da Tech Cable conseguiram salvar três pessoas

Funcionários do restaurante Tradição Mineira, na Rua do Imperador, Centro, precisaram sair pela janela do segundo andar, utilizando uma escada da empresa Tech Cable para fugir de um incêndio. Testemunhas disseram que o

fogo começou por volta de 10h45, na churrasqueira do estabelecimento e a fumaça teria se espalhado rapidamente pelo ambiente. O trânsito no local ficou interditado por uma hora para o trabalho do Corpo de Bombeiros. (Página 5)

A diretoria do Serrano anunciou na tarde desta quinta-feira o nome de Gilson Maciel como o novo técnico da equipe principal. Ele será o comandante do Leão da Serra na Série C do Campeonato Carioca. O novo treinador, de 42 anos, será apresentado hoje, às 14h, na sede do clube. (Página 12)

Silmar Fortes vistoria obras da UBS Quitandinha

(Página 3)


2

56 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

Ponto e Contraponto Antônio Cláudio Gomes

NA ALERJ O deputado estadual Bernardo Rossi apresentou projeto de lei que determina às escolas públicas estaduais a registrarem um breve histórico sobre o patrono que dá nome às unidades de ensino. Mais uma oportunidade para a comunidade escolar conhecer um pouco mais da vida e da obra daqueles que fizeram história. MAIS CRECHES Por falar em Educação, a Prefeitura está ampliando o número de creches no município. Possibilitando assim, que as mães trabalhadoras possam deixar seus filhos em segurança enquanto exercem uma profissão. As Secretarias de Obras e de Educação estão empenhadas neste sentido. PROIBIÇÃO ANACRÔNICA Entrou ontem em vigor uma lei na França que proíbe as mulheres de usarem a burca. A vestimenta remonta aos povos nômades do antigo oriente que tinham que atravessar o calor abrasador do deserto e precisavam se proteger. A idéia de proibir que as pessoas usem símbolos religiosos fere o princípio da liberdade, tão cara aos franceses, e mistura conceitos válidos de um estado laico com a inaceitável supressão das liberdades individuais.

Um segundo turno para brincar com a dor  Demóstenes

Torres

À

tragédia que tanto sofrimento e comoção provocou no Brasil, o Ministério da Justiça reagiu propondo desarmar a população e já começa a campanha. No entender do governo, se o MJ tivesse tomado igual medida há um mês, o assassino Wellington Menezes teria ido a um posto de arrecadação do Realengo e entrado na fila para entregar seu 38 com a numeração raspada e o 32 produto de roubo. Outros bandidos, País a fora, lotariam sedes de entidades, delegacias e quartéis para passar de suas mãos leves para os braços da lei o arsenal que amedronta até a polícia. Apesar de atrasado, o governo federal parte em busca do tempo perdido e conta com o apoio da população para levar espingardas

OS LIMITES Estima-se que a população mundial alcançou os 7 bilhões de habitantes. Cientistas dedicados ao estudo, sobre capacidade máxima de abrigar do planeta, calculam em 13 bilhões de pessoas. Isso, imagino, se fossem bem distribuídos, e, é claro, não acontece. EFEITO ‘DEJA VU’? A novela Amor Revolucionário, que o SBT exibe sobre o período da ditadura militar no Brasil, está causando o maior ‘ti ti ti’. De um lado militares da reserva da Aeronáutica, que acreditam que o folhetim televisivo pode arranhar a imagem das instituições militares e do outro os militantes do movimento tortura nunca mais, que defendem o efeito pedagógico da história. POR OUTRO LADO O nosso glorioso Exército completa 163 anos e o 32º Batalhão de Infantaria Motorizada de Petrópolis comemora a efeméride nesta segunda-feira com uma solenidade. TREM-BALA Os senadores por São Paulo, Marta Suplicy (PT) e Aloysio Nunes (PSDB) debateram ontem pela rádio CBN o trem-bala que ligará a capital paulista à Campinas e ao Rio de Janeiro. A medida provisória que cria o trem-bala foi aprovada esta semana pelo Senado Federal. CISNE COM BICO TUCANO Alguns observadores da cena política consideraram o manifesto de FHC como uma espécie de canto do cisne. De qualquer maneira, traz ao menos uma relevante contribuição ao desafiar os partidos políticos para reatarem a ligação orgânica com a vida da sociedade que representam. NOTA DE PESAR A imprensa petropolitana está de luto com a morte do jornalista Marin de Toledo Melquíades, editor do Diário de Petrópolis por muitos anos. Registro aqui meus sentimentos à família enlutada, bem como a todos os seus colegas, amigos e leitores. A CONTA Depois do feriado da Páscoa vem a conta. Explico: especula-se que o governo vai autorizar o aumento da gasolina logo após o feriado da semana que vem.

 Nelson

Valente

U

ma nova discussão sobre um novo referendo do desarmamento da população. A afirmação foi feita após a entrega de proposta de um novo plebiscito sobre a posse de armas para civis pelo presidente do Senado José Sarney. Se o cidadão fica responsável pela sua própria defesa, fazendo justiça por conta própria, com a privatização do poder de polícia, corremos o risco de uma guerra civil. Não é isso que se deseja – e certamente a solução passa por uma educação de boa qualidade estendida a todos. O plebiscito sobre o desarmamento é demagógico, inócuo, com objetivos imagéticos, factóides, etc. O senador José Sarney tem ciência de que um abismo separa o Brasil legal do Brasil real. Amainada a febre da disputa do Poder, silenciados os empuxos de um amor próprio tantas vezes malignamente ferido, um moço sério causticado, mas não corrompido pela vida, defronta-se com o seu estranho destino. Subordina-se a realizar o impossível, a causar o antagônico, a harmonizar um pobre Brasil real, lastreado pelos reclamos do subdesenvolvimento, pelas glórias entrevistas da sua destinação histórica, às imposições, às contingências do Brasil legal, reverso do primeiro. O que é o Brasil legal? O Brasil legal, juridicamente obsoleto , têm a sua máquina administrativa emperrada e protegida por leis que o eleitoralismo vigorante cedera, uma a uma, aos interesses de classes e grupos. Têm as suas estruturas políticas pulverizadas entre os partidos que lhe formam o

Congresso e que se subdividem - em alas e tendências, internamente divorciadas, mas sempre conformadas nos ultimatos ao Executivo. O povo brasileiro considera a educação como principal fator de mudança na sociedade. Por falta de marketing e a existência de circunstâncias sobre as quais não se tem domínio, como é o caso da segurança e da saúde, a educação passou a uma posição secundária, o que dificulta considerá-la prioridade. Para o leigo, ela deixou de ter a mesma importância de dez ou 15 anos atrás. Entre as reformas preconizadas para a educação brasileira, seria originalíssimo pensar numa estratégia de marketing que valorizasse a vontade política do país, no sentido de dar à educação a precedência que lhe é devida. Só assim, viveríamos novos tempos de esperança, no setor que é fundamental para o nosso crescimento rápido e autossustentado. Os próprios governantes brasileiros reconhecem que, em virtude da incidência de muitos crimes, os governos são obrigados a dedicar grandes somas às polícia e ao sistema judiciário. Melhor fariam, é claro, se pudessem colocar esses recursos para melhorar o atendimento educacional, oferecendo uma solução de raiz, que falta ao Brasil. O exercício pleno da autoridade, que se tem omitido de forma lamentável, e uma ampla campanha de esclarecimento para a população brasileira, sobre o desarmamento, com os seguintes dizeres:Está na hora de mudar isso. A educação é o caminho, antes que o país afunde de vez na ignorância, miséria e violência. De outra forma, estaremos caminhando para o sacrifício de toda uma geração. O governo deveria criar programas de visitas surpre-

Diretor-Presidente e Jornalista responsável: Paulo Antônio Carneiro Dias Subeditora: Jaqueline Gomes

ASPAS

e revólveres. A moda pegou. O governo paulista faz a semana da troca de espadas de plástico por gibis e o Congresso Nacional idealiza o segundo turno do plebiscito do desarmamento, seis anos depois de o eleitor decidir que quer desarmar os criminosos, não o cidadão de bem. Em sua pureza, essas autoridades esperam que PCC, Comando Vermelho e congêneres declarem moratória unilateral e deponham metralhadoras, fuzis, lança-mísseis, granadas. Sendo otimistas, ingênuos, imaginemos que o governo realmente acredita que sociopatas, psicopatas, assassinos em série e outros sinônimos de monstro se apiedem das futuras vítimas. Antes da barbárie, os desumanos colaborariam com a segurança depositando abaixo de um logotipo de ONG as armas que os catapultariam dos recônditos para as manchetes. É de um surrealismo de tal

Não sei como alguém estuda tanto para esquecer o povão

Lula sobre FHC

Contatos com a coluna: antoniocgomes@hotmail.com e no Twitter: @AntonioClaudio7

forma gritante que parece conversa do coelhinho da Páscoa com a Velhinha de Taubaté. Na tragédia carioca, as duas armas passaram por diversas campanhas e continuaram em poder do crime, uma delas havia quase duas décadas. Bondosos, os proprietários das demais vão sair das bocas-defumo, finalmente arrependidos, e doá-las ao governo só porque o ministro quer. Esplanada brinca com a dor, ONG se diverte com os números: seriam 16 milhões de armas no Brasil, 14 milhões sob domínio de civis, mais da metade delas com bandidos. Como chegou a esses dados? Na terra de Rivelino e Anderson Silva, é fácil convencer com chutes. Fecha-se o ciclo. A falta de políticas governamentais se une à ausência de dados no terceiro setor, acobertadas pela leniência integrante da anestesia nos quatro pontos cardeais. De Norte

a Sul, recolhem-se corpos pelas ruas, em cidades de todos os portes. De Leste a Oeste, as drogas retiram os jovens do futuro e os atiram na sarjeta. O tambor que produz o cadáver e a cocaína da qual se faz o crack entram no Brasil pelas fronteiras que a inação mantém abertas para as diversas modalidades de tráfico. Infelizmente, esse horror começa a fazer palestra em sala de aula. Psicopatas, latrocidas e traficantes talvez rejeitem o pedido e não entrem na fila para depor o arsenal, mas têm todos os motivos para esperar pacientemente na seção e votar “sim” ao desarmamento. A Suíça, violentíssima e paupérrima, em plebiscito dois meses atrás, derrotou com 60% dos votos a proposta de desarmar a população. História semelhante à que ocorreu num país tropical riquíssimo e tranquilo.  Procurador de Justiça e senador, Democratas-Goiás

Desarmamento: de novo? Não!

NOVO MURO O novo partido fundado pelo prefeito de Sampa, Gilberto Kassab, nasce com a vocação tucana de ficar em cima do muro. Não quer desagradar nem gregos, nem troianos, ou seja, nem governo e nem oposição, e pode acabar desagradando a todos os dois.

SEXTA-FEIRA, 15 DE ABRIL DE 2011

D

sa às famílias que possuem crianças, campanhas de educação e sensibilização, assim como políticas para limitar o acesso "muito fácil" às armas e às drogas poderiam ser eficazes para reduzir o nível de violência nas famílias e nas escolas. Dar prioridade à prevenção e de criar sistemas e serviços de proteção infantil facilmente acessíveis para as crianças. Na família, na escola, as crianças costumam sofrer diversas agressões - violência física, verbal, humilhações ou ameaças - encobertas por justificativas disciplinares. No caso dos abusos sexuais, costumam ser cometidos por algum membro da família ou por pessoas próximas. Como sobrevivemos nós a um cotidiano tão ameaçador para a vida? Que custo isso nos traz? Estes que morrem nas ruas, nas chacinas, nos assaltos, não são nossos parceiros de guerra? Aceitar que a violência possa ser naturalizada é uma tentativa de diluir o terror que ela provoca, de se submeter aos seus efeitos, e de não se implicar com as possibilidades, mesmo pequenas, de sua transformação. Que a violência aterrorize e que diante de uma cena assim todos pareçam dizer: "já que não é comigo não vou me meter", que a solidariedade desapareça por um risco de se expor a própria vida, a isso já nos acostumamos! Sob as vistas complacentes das autoridades e até mesmo de muita gente fina da nossa melhor sociedade, que acha tudo isso natural numa democracia. O que pleiteiam os educadores e os homens de bom senso é a solução de base, ou seja, escola para todos – educação máxima – a fim de que não se tenha de chorar a impiedosa ação dos marginais, hoje os ver-

IÁRIO DE PETRÓPOLIS 56 anos

Uma publicação da PJ Editora e Gráfica e Jornalística Ltda

Preço do Exemplar 3ª a sábado R$ 1,20 Domingo R$ 1,80 Atrasado R$ 2,50

Assinatura Trimestral Petrópolis R$ 80,00 Rio e outros R$ 160,00

Assinatura Mensal Petrópolis R$ 28,00 Rio e outros R$ 56,00

Assinatura Semestral Petrópolis R$ 152,00 Rio e outros R$ 304,00

dadeiros donos das ruas e favelas das nossas grandes metrópoles. Os assaltos são sucessivos, não se tem garantia de nada, mata-se por qualquer bobagem. Na recente escalada de crimes cometidos no Brasil, nenhum massacre foi mais grave e sangrento do que esse de Realengo/RJ. Pela extensão, o espetáculo macabro avançou um patamar no rol de explosões periódicas de insanidade. Volta e meia, malucos saem atirando contra multidões. Movidos por convicções obscuras. Adolescentes ou adultos desequilibrados, malucos com manias conspiratórias e outras anomalias não são, obviamente, exclusividade americana. Não se encontra em outros países, contudo, nada similar em termos de explosão gratuita de violência assassina. Alguma coisa muito errada, maligna, se esconde nas entranhas da sociedade brasileira. Quando vem à tona, todo o mundo se pergunta como é possível que horrores assim ocorram num país como o Brasil. Professores e colegas também não aquilataram o perigo, mas para isso pode haver uma explicação. No ambiente ferozmente competitivo das Escolas Públicas e Particulares, os alunos são virtualmente forçados a se agrupar de acordo com seu prestígio e seus talentos. O previsível, porém, é que gente muito desajustada no Brasil e sempre consegue acesso desimpedido às armas de fogo. Prefiro fazer uma previsão tristemente óbvia: "Há um grande número de outros garotos por aí que estão acumulando ressentimentos dentro de si, e fora do nosso alcance". Ou seja: vai acontecer de novo.  Professor universitário,

jornalista e escritor

Site: www.diariodepetropolis.com.br E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Diretoria 2246-3807 Assinatura 2246-3807 Publicidade 2237-7849 Classificado 2246-3807 Redação 2235-7165

Rua Joaquim Moreira 106 Centro - Petrópolis - RJ Cep 25.600-000 CNPJ 02.424.864/0001-66

ABRAJORI - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS JORNAIS DO INTERIOR

As opiniões emitidas em artigos assinados não representam, necessariamente, o pensamento do jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores. Da mesma forma, as informações e opiniões nas colunas são de responsabilidade de seus titulares.


DORA KRAMER Réus confessos

R

eportagem de Leandro Colon, publicada ontem (14) no Estado, confirma o que já se intuía: movimentam-se na Câmara as forças do corporativismo com vistas a deixar por isso mesmo o flagrante em vídeo da deputada Jaqueline Roriz recebendo R$ 50 mil do operador e delator do esquema que derrubou José Roberto Arruda do governo do Distrito Federal. Argumentos: primeiro, na época (2006), Jaqueline era deputada distrital e, portanto, se delito houve foi anterior ao atual mandato, o que por si só justificaria o encerramento do caso. Segundo, como a defesa da acusada alega que o dinheiro era destinado a financiamento de campanha e o

56 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

SEXTA-FEIRA, 15 DE ABRIL DE 2011

uso de caixa 2 é prática geral e corriqueira, nenhuma razão haveria para punir alguém que fez o que todo mundo faz. O mais grave nem é o cinismo. É a enorme chance de que esse tipo de argumentação acintosamente infratora acabe mesmo prevalecendo e a deputada Jaqueline Roriz não apenas continue na posse de seu mandato como ainda saia da história como vítima do sistema, cuja correção, nas palavras de sempre, depende de uma “urgente” reforma política. No momento, pelo que propõe o Senado isso seria feito mediante a reserva de uma parte do Orçamento para financiamento público de campanhas. A banalização do malfeito se disseminou de tal maneira que

se perdeu de vez a vergonha. Ao defender Jaqueline Roriz, deputados alegam que, se ela for punida por ato anterior ao atual mandato e se o uso do caixa 2 (admitindo-se como verdadeira a tese da defesa) for considerado motivo de cassação, abre-se um precedente perigosíssimo. Qual o “perigo”? Simplesmente o de a ampla maioria do Legislativo se tornar passível de punição por infrações semelhantes. A fim de evitar o risco, decreta-se que o errado é o correto a fim de se oficializar a impunidade ampla e irrestrita É inacreditável que não percebam que esse tipo de justificativa faz da Câmara um colegiado de réus confessos, no mínimo

do delito de perda completa de autoridade moral para o exercício da autofiscalização no tocante ao decoro. Dão razão, assim, aos que defendem a transferência dessa prerrogativa para o Poder Judiciário. E depois reclamam da “judicialização” da política quando a Justiça intervém em prol da preservação dos mandamentos da Constituição. Se colar - O deputado Tiririca, muito defendido pelos arautos do incontestável, cego, surdo e mudo respeito à escolha do eleitor, em dois meses de mandato contratou amigos no gabinete e usou a verba auxiliar ao exercício do mandato (que foi obrigado a devolver) para pagar estadia de resort em Fortaleza. Em tempo recorde expôs o analfabetismo político dos que votaram nele pensando com isso exprimir protesto à desqualificação do Parlamento. Adaptou-se rápido às deformações da Câmara, onde a palavra de ordem parece ser desfaçatez. O presidente da Casa, Marco Maia, o primeiro-secretário,

3

Eduardo Gomes, e o deputado Romário, assim como Tiririca, precisaram ser duramente criticados para perceber o que naturalmente deveriam saber: que dinheiro público tem dono e requer zelo no uso. Maia e Gomes abriram mão das diárias e passagens e Romário desistiu da viagem oficial à Espanha em meio à qual foi incluído na agenda um jogo entre o Real Madrid e o Barcelona. Não há mérito no recuo, mas sobra demérito no fato de suas excelências optarem por fingir desconhecer regras básicas a fim de se locupletarem todas. Controle social - O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Ophir Cavalcante, enviou um ofício à presidente Dilma Rousseff sugerindo que a Presidência crie um grupo de trabalho exclusivamente para fiscalizar e acompanhar a aplicação de R$ 25 bilhões que o Estado investirá em obras para a Copa do Mundo de 2014. Por ocasião dos Jogos PanAmericanos de 2007 no Rio de Janeiro, o orçamento inicial era de R$ 300 milhões e os gastos finais ultrapassaram R$ 4 bilhões.

CIDADE

Greve dos médicos chega ao fim após 55 dias Fotos: arquivo

Márcio Arruda elogia secretário de Educação O vereador Márcio Arruda (PMDB) elogiou ontem o secretário de Educação, William Campos. Para Arruda, Campos é “uma ilha em um mar revolto”, argumentando que a prefeitura estaria muito melhor administrada se houvesse “uns quatro secretários como ele”. O elogio ao secretário de Educação foi em função do atendimento dado ao vereador, que pediu transporte para mães de crianças especiais levarem seus filhos para uma escola em Nogueira e foi atendido. Uma das queixas dos vereadores em relação à prefeitura é com a dificuldade em conseguir marcar uma reunião com os secretários. Segundo Arruda, William Campos foi “muito atencioso”. “Às vezes não dá para atender ao que foi pedido pelo vereador, mas é preciso ao menos dar uma satisfação”, disse Arruda. O vereador entrou em contato com a Secretaria de Educação e solicitou uma condução que pudesse prestar atendimento às mães de crianças especiais, residentes

Vereador Márcio Arruda

na Rua Bolívia, em Nogueira, que estavam com dificuldade para chegar ao ponto de ônibus e poder levar seus filhos à escola. Uma van foi colocada em serviço atendendo às necessidades. Porém, em um trecho da rua, o veículo está deslizando por ser uma curva em ladeira escorregadia. O motorista da van procurou o vereador em seu gabinete e informou que com o asfaltamento do local a situação será sanada. Na última segunda-feira, o parlamentar indicou ao executivo o asfaltamento de cerca de 20 metros da Rua Bolívia.

Silmar Fortes fiscaliza obras da UBS do Quitandinha O vereador Silmar Fortes (PMDB), presidente da Comissão de Obras e Serviços Públicos da Câmara, visitou na manhã de ontem as obras de construção da Unidade Básica de Saúde, na Rua General Rondon, 400, no bairro Quitandinha, ao lado da Companhia Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep). Acompanhado de diversos integrantes do Movimento “Eu Amo o Quitandinha”, Silmar constatou que o organograma da obra está sendo cumprido e aproveitou para sugerir a criação de espaços internos e externos dedicados à terceira idade. A obra, orçada em R$ 773 mil com recursos do Programa da Rede de Serviços de Atenção Básica de Saúde do Ministério da Saúde, foi iniciada em novembro do ano passado, com previsão de conclusão para setembro deste ano. A Unidade Básica de Saúde do Quitandinha será

composta de quatro consultórios comuns, dois dedicados a área de ginecologia, além de instalações específicas como sala de curativos, vacina, nebulização, farmácia, almoxarifado e local adequado para descarte de material hospitalar. Estão também incluídos neste projeto, banheiros adaptados, rampas, copa, administração e sala de espera. Silmar conversou com o representante da construtora FCK, responsável pela obra, Roberto Antônio Ramires Corea, que explicou ao parlamentar o projeto de esgotamento sanitário da unidade. “O destino do esgoto é de fundamental importância pois se não for devidamente tratado, pode oferecer riscos a saúde pública”, observou o vereador, acrescentando que vai continuar a fiscalizar permanentemente todas as obras no município que tenha recursos públicos municipal, estadual e federal.

Vinicius Henter viniciushenter@diariodepetropolis.com.br

A greve dos médicos terminou ontem, após um total de 55 dias de paralisação no atendimento ambulatorial na rede municipal de saúde. Nesta quinta-feira, representantes do Sindicato dos Médicos se reuniram com o prefeito Paulo Mustrangi, a secretária de Saúde, Aparecida Barbosa, e os vereadores Paulo Igor (PMDB), Wagner Silva (PPS), e João Tobias (PPS). Ficou combinado que, até o fim do ano, será criado o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) da saúde, prevendo o reajuste salarial da categoria, principal reivindicação dos grevistas. No entanto, a decisão de suspender a greve ainda seria decidida ontem à noite em assembleia dos médicos. Até o fechamento desta edição a assembleia ainda não havia terminado, mas a previsão era que a suspensão seria aprovada. Para o presidente do Sindicato dos Médicos, Mauro Peralta, a reunião com o prefeito foi positiva, mas frisou que a categoria permanecerá em estado de greve. “Agora tenho esperança, pelo menos. Acho que ele (prefeito) vai cumprir com o que prometeu. Ele concordou em fazer o PCCS nos moldes do que é pedido pelos médicos”, disse. Também foi suspensa a greve dos médicos dos Postos de Saúde da Família, que estava prevista para começar hoje para fortalecer o movimento grevista.

A clínica de especialidades na Rua Dom Pedro: pacientes reclamavam da falta de atendimento

Nova reunião no dia 5 de maio Além do PCCS, ficou combinado na reunião que os dias parados não serão descontados dos médicos. No dia 5 de maio, haverá nova reunião, e o prefeito dará resposta em relação ao abono salarial para a categoria. Na sessão de ontem da Câmara, o vereador Tobias falou sobre a reunião com o prefeito. “O salário, como todos sabem, está muito baixo. Esse também foi o entendimento do prefeito na reunião. Achei muito importante o prefeito ter voltado ao diálogo, porque quem está sofrendo com a greve é a população”, disse Tobias. Já o vereador Samir Yarak (PSC), que também é médico, não gostou da solução dada para o impasse entre governo e categoria. “Se eu fosse médico que estivesse em greve, sinto muito, mas eu não sairia por essa promessa de que vai ter algo no dia 5 de maio”, argumentou Samir. A greve começou no dia 20 de dezembro e durou 23 dias, sendo interrompida com a tragédia do dia 12 no Vale do Cuiabá e no Brejal. No dia 14 de março, os médicos retomaram a paralisação. Nesta segundo fase, foram mais 32 dias parados. A categoria reivindica o reajuste de R$ 900 para R$ 2,6 mil, criação do PCCS, carga horária de trabalho de 12 horas, um adicional de difícil acesso para postos de periferia; incluindo o Meio da Serra, reciclagem médica, melhores condições de trabalho e respeito aos profissionais.

CPI da Serra investigará novas construções As futuras construções nos municípios da Região Serrana devem seguir novas regras. Essa é a ideia da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), que investiga as causas da tragédia nos municípios afetados pelas chuvas. A CPI vai propor que as ligações de energia, água e telefone de cada uma dessas cidades precisem obter uma autorização da prefeitura para a instalação do serviço. O objetivo será responsabilizar o gestor público por todas as autorizações concedidas em áreas de risco. “Existe uma cultura nos municípios de, muitas vezes, não fiscalizar ou de até mesmo acabar levando os serviços essenciais onde não

poderia ser levado porque a construção já foi feita. É preciso que o poder público tenha instrumentos para prevenir estas construções irregulares e ao não levar energia, água e telefone às residências em área de risco já estamos criando um obstáculo”, afirmou o deputado Marcus Vinícius Neskau (PTB), membro da comissão. Segundo o presidente da comissão, deputado Luiz Paulo (PSDB), existem dois caminhos para que essa sugestão se torne oficial; através de um decreto municipal de cada uma das prefeituras envolvidas, ou através de uma determinação estadual, que passe a valer para cada um dos 92 municípios do Rio de Janeiro.

“Pretendo conversar com o Ministério Público Estadual para que a fiscalização dessa possível determinação não fique nas mãos do executivo local”, disse o presidente. Presente no encontro de ontem, o prefeito de Nova Friburgo, Dermeval Neto, afirmou que tem vontade política e capacidade técnica para colocar em prática esse pedido da CPI. Segundo o líder municipal, essa é uma boa saída para que as áreas de risco não voltem a serem ocupadas. No começo do dia, o secretário estadual de Fazenda, Renato Villela, foi sabatinado pelos parlamentares, que pediram um levantamento comparativo das receitas dessas cidades

entre os anos de 2009, 2010 e 2011. A pesar da provável queda na arrecadação dos municípios afetados pelas chuvas, o secretário garante que a tragédia não refletiu no crescimento da arrecadação de todo o estado. “A arrecadação do estado como um todo tem tido um crescimento razoável em relação aos anos anteriores, mas vamos verificar o levantamento de cada um dos municípios e com esses números em mãos iremos repassá-lo à CPI”, prometeu Villela. O secretário ainda confirmou o empréstimo de R$ 350 milhões, vindo do Banco Mundial, que será destinada somente para a recuperação dos sete municípios destruídos pelas chuvas.


4

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

56 anos

sexta-feira, 15 de abril de 2011

economia André Dusek/ABr

Garibaldi defende substituição de fator previdenciário Carolina Pimentel/ABr

Dilma exige que teles ofereçam internet ainda mais rápida por R$ 35 ao mês Sabrina Craide/ABr

A entrada em vigor do Plano Geral de Metas de Universalização da Telefonia (PGMU) foi adiada por causa de uma determinação da presidenta Dilma Rousseff para que a velocidade de conexão da internet oferecida no âmbito do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL) seja aumentada. O governo estava negociando com as operadoras a oferta de internet com taxa de transmissão de 600 quilobits por segundo (kbps) por R$ 35 ao mês, podendo chegar a R$ 29,90 com a isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Mas a presidenta orientou que a velocidade mínima oferecida seja de 1 megabit por segundo (mbps). Um mbps corresponde a 1.000 kbps. “O que a presidenta falou é que nós não podemos ficar nesse limite mínimo [de 600 kbps], temos que fazer a disseminação rápida do uso da internet, mas, também, temos que nos preparar para dar um salto”, disse ontem o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo. O relatório final do PGMU, que estabelece as metas que devem ser cumpridas pelas operadoras de telefonia fixa para expansão do sistema, deveria ter sido analisado pela diretoria da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) na última quinta-feira (7), mas a votação foi adiada depois de um pedido de vista do presidente da agência, Ronaldo Sardenberg. Na última quar-

ta-feira, a Anatel anunciou o adiamento da data renovação dos contratos de concessão da telefonia fixa e a entrada em vigor do PGMU para 30 de junho. O prazo previsto inicialmente para as mudanças era 1º de janeiro deste ano, mas a data já tinha sido mudada para 2 de maio. Paulo Bernardo disse que as empresas têm condições de cumprir as exigências do governo e que os investimentos devem ser contínuos para aumentar a velocidade da conexão de internet de acordo com a demanda. “As pessoas começam a usar a internet e daqui a pouco começam a reclamar da velocidade. Teremos que ter investimentos para ter velocidades compatíveis”, disse. Segundo ele, a ideia do governo é não permitir a oferta de velocidade de conexão abaixo de 1 mbps. Bernardo lembrou que o governo não vai disponibilizar recursos para as empresas antecipadamente, mas está previsto no acordo que, a cada 18 meses, haverá um acerto de contas entre operadoras e governo. Se as empresas comprovarem prejuízo na operação, serão ressarcidas. Se tiverem lucro, terão que fazer novos investimentos. Segundo o ministro, a Anatel terá que implantar mecanismos para verificar a qualidade e a velocidade que será efetivamente entregue pelas operadoras. “Estamos sendo atendidos de forma bem aquém do que o público gostaria e precisa. A tarefa da Anatel é se preparar para exigir a qualidade”.

CNI lançará um plano para aumentar oferta de engenheiros Daniel Lima/ABr A Confederação Nacional da Indústria (CNI) vai lançar o Plano Nacional de Engenharia para reduzir a evasão e o preenchimento de vagas ociosas nos cursos na área em instituições públicas e privadas do país. A ideia é entregar ao governo até o final do mês um conjunto de propostas com o objetivo de aumentar a oferta de engenheiros no mercado de trabalho. Segundo comunicado divulgado ontem pela entidade, o plano está sendo elaborado pelo Comitê de Engenharia da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), ligada ao Ministério da Educação, com a participação da CNI, por meio do programa Inova Engenharia. Dados da confederação mostram que a evasão nos cursos de engenharia é superior a 50%, sendo que a maioria deixa a faculdade nos dois primeiros anos. Para a entidade, se a economia brasileira

crescer mais de 4,5% ao ano, a oferta desses profissionais ao mercado estará saturada em menos de dez anos. O Brasil, informou a CNI, forma menos engenheiros por ano do que a Rússia, a Índia e a China, integrantes do chamado Brics, grupo que também inclui a África do Sul. De acordo com a confederação, o Brasil forma a cada ano menos de 40 mil engenheiros, enquanto esse número chega a 120 mil na Rússia e a 300 mil na Índia. Na China, o total ultrapassa 400 mil. Na última terça-feira (12), a presidenta Dilma Rousseff, que está em viagem à China, anunciou um projeto de investimento da Foxconn no Brasil, no valor de US$ 12 bilhões (cerca de R$ 18,9 bilhões), na área de tecnologia da informação. Segundo o ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, o investimento deverá gerar 100 mil empregos, entre eles, para 20 mil engenheiros

O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves, defende a substituição do fator previdenciário por outro mecanismo na concessão das aposentadorias. No entanto, o ministro disse que ainda não há uma definição no governo sobre essa troca. O fator previdenciário é um cálculo usado para desestimular o trabalhador a solicitar a aposentadoria de maneira precoce. Com isso, ele contribui por mais tempo, o que influencia a redução do déficit da Previdência Social. A fórmula leva em conta o tempo de contribuição, a idade e a expectativa de vida da população. Quanto mais novo o trabalhador requisitar a aposentadoria somada a uma expectativa de vida alta da população, o valor do benefício será menor. “O governo ainda não tem uma conclusão, um projeto que leve a essa alternativa tendo em vista que o fator previdenciário representa um ganho de R$ 10 bilhões. Eu acredito que

Ministro diz que governo ainda não definiu qual será o novo mecanismo para substituir fator previdenciário

exista alternativa que poupe mais o previdenciário desse sacrifício, que represente o fator, que além do mais, não é muito transparente”, disse após participar do programa de rádio Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da

Presidência da República (Secom) em parceria com a EBC Serviços. Durante o programa, numa referência à música de Chico Buarque de Hollanda, Garibaldi afirmou que o fator previdenciário é a “Geni” do sistema

previdenciário, visto como “maldito” pela maioria dos aposentados. “Todo mundo atira nesse fator. Só espero não ser atingido. Ele não pode ser substituído simplesmente, precisamos achar uma alternativa melhor”, disse.

Ministro espera que cortes no Orçamento não afetem expansão de agências da Previdência no país O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves, espera que o corte no Orçamento do governo federal não afete o plano de expansão de agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A meta do ministério é criar mais 720 agências em dois anos, que custam, em média, R$ 800 mil cada unidade. Garibaldi Alves tentará cortar gastos de custeio

como forma de manter a expansão. “Acredito na sensibilidade da presidenta Dilma Rousseff”, disse, ao participar ontem do programa de rádio Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) em parceria com a EBC Serviços. “Corte é corte. Às vezes, ninguém escapa dele. Estamos procurando uma

forma de escapar de um corte mais severo”, acrescentou. Das 720 agências previstas, 250 estão em construção. Com a redução de 11% para 5% da alíquota de contribuição do empreendedor individual para o sistema de Previdência, o ministro espera a retirada de 500 mil brasileiros da informalidade ainda este ano. A nova alíquota vale a partir do próximo mês.

O valor repassado pelo microempreendedor à Previdência Social cairá de R$ 59,95 (11% do salário mínimo) para R$ 27,25 (5% do salário mínimo). Para entrar no programa, o profissional autônomo deve ter renda anual de até R$ 36 mil, não ser sócio ou titular de outra empresa e ter apenas um empregado contratado recebendo salário mínimo ou o piso da categoria.

Produtores tentam evitar falta de álcool anidro para os consumidores Daniel Mello/ABr

A União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica) distribuiu circular aos seus associados pedindo prioridade na produção do etanol anidro, destinado à mistura com a gasolina. Segundo a entidade, a recomendação busca evitar que falte produto ao consumidor.

A Unica representa as usinas do Centro-Sul do país, responsável por 50% da produção de cana e 60% de etanol. Os preços elevados do etanol hidratado, que não é adicionado à gasolina, levou ao aumento do consumo de gasolina. Por isso, houve aumento do consumo de álcool anidro.

Segundo o presidente do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes (Sindicom), Alísio Vaz, como os estoques têm “pouca folga” e o fornecimento está sendo feito por poucas usinas, pode haver falta momentânea de gasolina. “Alguns postos podem não ser atendidos,

não por falta de produto, mas por causa de gargalos logísticos.” Vaz descartou, no entanto, a possibilidade de desabastecimento generalizado do produto. “O consumidor vai ser atendido.” Ele ressaltou ainda que alguns produtores estão importando etanol anidro para garantir o abastecimento.

em todo o planeta para 1,2 bilhão. “Mais pessoas podem se tornar pobres por causa dos preços altos e voláteis dos alimentos”, alertou Zoellick, em Washington, onde ocorre a partir de hoje a reunião de primavera do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional (FMI). Segundo Zoellick, os preços altos e voláteis dos alimentos são hoje “a maior ameaça aos pobres ao redor do mundo”. Segundo o órgão, as crises recentes em países árabes e muçulmanos do Norte da África e do Oriente Médio contribuíram para a alta nos preços internacionais dos combustíveis e acabaram tendo impacto também no aumento dos preços globais dos alimentos e na estabilidade das nações mais afetadas. “Os preços dos alimen-

tos não foram a causa das crises no Oriente Médio e no Norte da África, mas são um fator agravante”, disse Zoellick, ao afirmar que a inflação dos preços dos alimentos chega a dois dígitos em países como o Egito e a Síria, palcos de revoltas populares recentes. Entre os produtos que contribuíram para a alta dos preços estão milho (aumento de 74% em um ano), trigo (69%), soja (36%) e açúcar (21%). Os preços do arroz, porém, permaneceram estáveis, segundo um relatório do Banco Mundial. Outros fatores que influenciaram a alta recente dos alimentos são problemas climáticos em países exportadores, restrições a exportações em alguns mercados e baixos estoques globais. O Banco Mundial cita ainda entre os fatores que influenciaram a alta dos

preços o aumento do uso de grãos para a produção de biocombustíveis. Entre as medidas sugeridas para combater o problema está priorizar o uso de grãos para a alimentação, em detrimento de biocombustíveis, quando os preços dos alimentos excederem certos limites. Segundo os estudos do banco, os países mais pobres são mais afetados pela inflação dos alimentos do que as nações de maior renda. Outras medidas que poderiam reduzir esse impacto, diz o Banco Mundial, são direcionar mais programas nutricionais e de assistência social para os mais pobres, remover restrições à exportação de grãos e melhorar a capacidade dos países de lidar com a volatilidade, por meio de instrumentos de mercado financeiro, melhores ferramentas de previsão do tempo e mais investimentos em agricultura.

Banco Mundial alerta que alta nos alimentos pode levar milhões à pobreza Da BBC Brasil

Dados apresentados ontem pelo Banco Mundial apontam que novos aumentos nos preços globais dos alimentos podem colocar milhões de pessoas em situação de pobreza extrema. De acordo com o presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, os preços dos alimentos já estão 36% mais altos que há um ano e um novo aumento de 10% colocaria mais 10 milhões de pessoas em situação de pobreza extrema (renda menor que US$ 1,25 por dia). Quando a projeção é de alta de 30% nos preços dos alimentos, o número de pessoas afetadas passaria a 34 milhões. Desde junho do ano passado, 44 milhões de pessoas ingressaram na categoria de pobreza extrema, levando o número de indivíduos que se encontram nessa situação


sexta-feira, 15 de abril de 2011

56 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

5

geral Fotos: Alan Alonso

Cinco pessoas da família da costureira Luciane contraíram dengue

Casos de dengue assustam moradores de Cascatinha Edson Cunha

Moradores de três ruas da comunidade Nova Cascatinha estão apavorados. É que o número de pessoas com dengue ou com suspeita da doença aumenta a cada dia. Segundo o presidente da associação de moradores do bairro, já são 40 casos. Mas, a Secretaria de Saúde afirma que são apenas 15 na região do Cascatinha. Em toda Petrópolis foram notificados 302 casos. Diariamente Carlos Eduardo Souza, presidente da Associação de Moradores da Comunidade Nova Cascatinha, localidade com cerca de 800 famílias, recebe relatos de pessoas que estão com o sintoma da doença. Até a filha dele, de apenas 7 anos, também contraiu dengue. “O pessoal está desesperado. As autoridades precisam fazer alguma coisa urgente”, solicitou. Os números divulgados pelas autoridades não batem com o relatório da população. Só na casa da costureira Luciane de Souza Alves, de 32 anos, que fica na Rua João Esio Caldara, cinco pessoas tiveram a doença. “Eu não sei como contraí a doença, pois nem saí de Petrópolis. Só fui até Corrêas e Alto da Serra”, lembrou. O marido de Luciane, Danilson Pereira Alves, recebeu um laudo da Secretaria de Saúde onde atestava que ele contraiu dengue não reagente. “Esta é a primeira vez que aparecem casos de dengue por aqui. Estou mais tranquila pois estou sendo monitorada uma vez por semana”, assegurou a costureira. Perto dali, na Rua Nélson Ferreira Soares, a aposentada Cely Ferreira Sarandy, de 63 anos, relata três casos de pessoas com dengue: Simone Ferreira, Nelson Vieira Afonso e o neto dela, Jonatan Moreira de Medeiros, de 18 anos. “Alguns vizinhos também estão com sintoma da doença”, garantiu, lembrando que perto de sua casa existe uma plantação de bromélias. Em outra rua, a Joaquim João de Oliveira, os moradores garantem que pelo menos 13 pessoas estão com dengue, entre elas a comerciante Maria Lúcia Nunes, de 42 anos. “Fiquei com o meu bar fechado durante uma semana. Achei que ia morrer”, relatou. Na mesma rua, o filho da aposentada Neuza Ramos, Marcelo Ramos, de 40 anos, precisou receber soro diariamente. “Acredito que estes casos aumentem ainda mais. Não estou vendo ação do governo. É preciso alguém vir

aqui no bairro e realizar uma vistoria”, orientou. Mobilização – O presidente da Associação de Moradores da Comunidade Nova Cascatinha, Carlos Eduardo Souza, está convocando os moradores para uma mobilização no próximo domingo, a partir das 8h, para juntos limparem as ruas do bairro. O objetivo é acabar com possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti. Prefeitura responde - A Secretaria de Saúde informou, por meio da assessoria de comunicação da prefeitura, que são, ao todo, 302 casos de dengue notificados. Deste total, 221 casos de dengue foram confirmados, sendo 97 moradores de fora do município. Dos 205 casos notificados de moradores de Petrópolis, foram confirmados através de exames laboratoriais, 128 casos de dengue, sendo 81 casos de pessoas com histórico de estadia em cidades com incidência da doença e 47 casos de pessoas que informaram não ter viajado. As pessoas que afirmaram não ter estado em outras cidades com incidência da doença são moradores dos seguintes bairros, Meio da Serra, com 22 casos e Cascatinha com 15. Nos bairros Corrêas e Samambaia foram registrados dois casos em cada. Já os bairros Siméria, Alto da Serra, Quitandinha, Madame Machado, Estrada da Saudade e o distrito de Pedro do Rio registraram um caso cada. A Vigilância Sanitária continua atuando no combate à dengue, visitando as residências da cidade, por meio de agentes de saúde que colocam remédio e dão orientações à população. Ainda de acordo com equipes da Vigilância para o combate à doença é necessária a colaboração de toda a população já que a frequência percentual dos locais de reprodução do mosquito transmissor da dengue, 56,6 % são provenientes de depósitos móveis, como vasos e pratos, frascos com plantas, bebedouro de animais, entre outros. Logo em seguida, com 13,2% dos índices vem o lixo e outros resíduos sólidos jogados nas caçambas de lixo ou em vias públicas da cidade. Os buracos nas árvores, as bromélias e outras plantas são incidentes criadouros em 7,9% dos casos. Pneus e outros materiais relacionados, além das calhas, lajes, ralos, sanitários em desuso apresentam a probabilidade de infestação de 5,3%.

Incêndio assusta funcionários de restaurante no Centro Por pouco funcionários do restaurante Tradição Mineira, na Rua do Imperador, Centro, não saíram feridos de um incêndio que ocorreu na manhã de ontem. Para não serem atingidos, alguns precisaram sair pela janela do segundo andar, utilizando uma escada da empresa Tech Cable. Testemunhas disseram que o fogo começou por volta de 10h45, na churrasqueira do estabelecimento e a fumaça teria se espalhado rapidamente pelo ambiente. O trânsito no local ficou interditado por uma hora para o trabalho do Corpo de Bombeiros, que, ao chegar

ao restaurante, já encontrou o incêndio controlado. Oito funcionários estavam no estabelecimento quando o fogo começou. Eles estavam se organizando para abrir o restaurante para o público. Três cozinheiros que estavam preparando o almoço no segundo andar não conseguiram sair pela porta principal como os outros cinco. Funcionários da Tech Cable que estavam próximos ao local viram o que estava acontecendo e conseguiram salvar os três utilizando a escada da empresa. As vítimas conseguiram sair, sem ferimentos, por uma janela.

Taxista e traficantes de Petrópolis são presos no Rio Um taxista de Petrópolis e três homens acusados de serem traficantes na comunidade Oswaldo Cruz, conhecida como Canto do Cemitério, foram presos na noite desta quarta-feira, na Zona Norte do Rio. O motorista e dois homens foram flagrados com uma mochila onde os PMs encontraram 1.252 cápsulas de cocaína, 189 pedras de crack, um pequeno tablete de maconha e uma trouxinha da droga quando deixavam a Favela do Jacarezinho. O outro foi preso com duas armas na comunidade, além de um menor apreendido com uma arma e uma moto roubada. Segundo os policiais que participaram da operação, eles desconfiaram do táxi Corsa branco, placa LPS-8060, de Petrópolis, dirigido por D.C.A., de 41 anos, circulando na Avenida Dom Hélder Câmara, próximo ao viaduto da CCPL. Em uma mochila dentro da mala do veículo, os PMs acharam a grande quantidade de droga. Ainda de acordo com os policiais, eles descobriram que Adriano da Costa, de 37 anos, o B.A., seria o chefe do tráfico de drogas na comunidade Oswaldo Cruz. Ele contou que o trio tinha acabado de deixar a Favela do Jacarezinho e que

pagava R$ 200 ao taxista, que trabalha no ponto da Duarte da Silveira, considerado homem de confiança da quadrilha em Petrópolis, para que ele viesse rotineiramente ao Rio fazer o transporte da droga para a cidade serrana. No veículo também estava Weslem Hilário da Silva, 23, o Zinho. Com informações de B.A. de que em sua casa na comunidade que domina em Petrópolis estariam escondidas armas, os PMs pediram autorização ao comando do batalhão da Maré para seguir para Petrópolis. Com apoio de policiais do 26º BPM (Petrópolis), eles conseguiram prender, na casa do chefe do tráfico, Diogo Serrano Lima de Oliveira, 18, o D.G. Com ele foram encontrados dois revólveres, sendo um calibre 32 e outro 38. O menor D., de 15 anos, foi apreendido com uma moto roubada e um revólver calibre 38. Os quatro homens presos foram autuados na 37ª DP (Ilha do Governador) por associação e tráfico de drogas e porte ilegal de arma. O menor foi autuado na 105ª DP (Petrópolis). Ele será transferido nesta quinta-feira para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), no Rio.

À polícia, B.A. também teria contado que a cocaína era comprada na Favela do Jacarezinho a R$ 5 e vendida a R$ 25 na comunidade. Na embalagem das drogas a cruz de malta e a inscrição Vasco Talibã.

Um dos acusados, Diogo, já havia sido preso pelo Servido Reservado (P2) da Policia Militar de Petrópolis com mais de mil cápsulas de cocaína, também na Comunidade Oswaldo Cruz, mas foi solto porque ainda era menor.

PM apreende 31 cápsulas de cocaína Também ontem, por volta de 23h, um traficante foi preso na Rua 1º de Maio, na Castelânea. Na casa dele foram encontradas 31 cápsulas de cocaína (50 gramas), que estavam escondidas na calha do imóvel. A polícia conseguiu chegar até o criminoso depois de receber uma denúncia anônima informando que duas pessoas estariam traficando na região. Ao chegarem ao local, um dos suspeitos con-

seguiu fugir. Neste momento, os agentes perceberam que M.A., de 25 anos, havia jogado algo no mato. Por estar escuro, nada foi encontrado. Mesmo assim, os policiais seguiram para a casa do homem e, após buscas na residência, encontraram a droga. Ao ser abordado, o traficante tentou entrar em luta corporal com um dos PMs, mas acabou sendo dominado por ele.

Operações nas entradas da cidade Mais uma operação para inibir a entrada de droga na cidade foi montada durante todo o dia de ontem, na BR-040, na altura do bairro Duques. Uma blitz também foi realizada no Pórtico do Quitandinha. Todos os coletivos que vinham do Rio de Janeiro ou de Duque de Caxias eram parados pelos policiais, já que a maioria dos traficantes utiliza este meio de transporte para trazer entorpecente para Petrópolis.

Dois ficam feridos em acidente na Serra Duas pessoas ficaram feridas em um acidente envolvendo três caminhões, na manhã de ontem, na BR-040. A batida aconteceu na descida da Serra de Petrópolis, na altura do retorno do Belvedere. De acordo com testemunhas, um caminhão baú seguia normalmente quando foi “fechado” por uma carreta e acabou batendo na traseira de outra bitrem. Um dos feridos sofreu uma fratura exposta na perna e precisou ser levado pela equipe de socorro da Concer para o Hospital Santa Teresa. Já o outro teve apenas

escoriações e foi liberado. Os feridos estavam na cabine do caminhão baú e ficaram presos às ferragens, ela ainda levava outro passageiro, que não se machucou. Eles não quiseram comentar o ocorrido. Já a carreta que provocou a colisão fugiu do local do acidente sem prestar socorro às vítimas. Os ocupantes da outra carreta não tiveram ferimentos graves. O acidente, que aconteceu por volta de 10h30, interditou meia pista do km 89. Os veículos envolvidos foram retirados do local por volta de 13h30.

Motorista deve ter atenção redobrada Além disso, a Concer informou que o motorista que passa pela rodovia deve ter atenção redobrada no km 84, pouco antes do Túnel do Papagaio, onde uma obra de contenção deixa apenas uma faixa liberada no trecho. Em Areal, um serviço de manutenção do pavimento interdita meia pista do km 34, sentido Rio de Janeiro. Em Duque de Caxias, a aplicação de

revestimento asfáltico causa interdição parcial da pista sentido Petrópolis, na altura do km 121, em frente ao Hospital Moacyr do Carmo. Já entre os municípios de Levy Gasparian e Três Rios, a Concer dá continuidade à recuperação estrutural do viaduto do km 10, o que causa o fechamento temporário de uma das faixas da pista sentido Rio de Janeiro.

A frente do caminhão ficou completamente destruída com o impacto

Operação Calçada Livre multa 17 motoristas Edson Cunha

O comandante da Guarda Municipal, Eliel Silveira, iniciou na última terça-feira a operação Calçada Livre. O objetivo é multar motoristas que insistem em estacionar seus veículos sobre as calçadas. No primeiro dia de operação foram aplicadas 17 multas. Na próxima semana a equipe visitará ruas da Mosela e do Quissamã. A operação Calçada Livre começou na Rua São Sebastião, onde dois carros estavam estacionados com as quatro rodas sobre a calçada e acabaram multados. “Os motoristas têm o péssimo hábito de estacionar sobre as calçadas e com isso os pedestres são obrigados a andar pela rua”, explicou Silveira, alertando que a infração nesse caso é grave.

Ainda na Rua São Sebastião, próximo ao número 282, seis veículos, provavelmente pertencentes a uma oficina mecânica, estavam parados irregularmente, mas para evitar problemas com o pessoal do trânsito, os motoristas acabaram retirando os mesmos. Eliel Silveira lembrou no entanto que tal via não é sinalizada, mas isso não impede que motoristas cometam infrações, como por exemplo parando em portas de garagens. “Onde forem registrados problemas nós iremos atuar”, promete o comandante, que estava acompanhado por mais 6 GMs. Próximo à entrada do BNH do São Sebastião, o pessoal do trânsito da Guarda Municipal multou um caminhão, uma Kombi e uma van,

que estavam estacionadas em local proibido. “A van parou perto do ponto do ônibus e isso prejudica a entrada dos passageiros”, disse Silveira. Além dos moradores do BNH, os alunos do Colégio Municipal João Paulo II também precisam utilizar os espaços para pedestres, o que preocupou ainda mais o comandante da GM. “Imaginem o grande movimento neste local. Se os motoristas não colaborarem pode haver uma tragédia”, acredita. Mas foi na Praça João Augusto Borea que a Guarda Municipal teve mais trabalho. No local foram constatadas diversas irregularidades, como veículos estacionados no ponto de ônibus e alguns na contramão. “Isso não pode acontecer”, explicou Eliel Silveira, orientando os

GMs a pedirem aos proprietários dos veículos que estavam presentes a retirarem os carros. Um comerciante não gostou da ação da GM e reclamou, mas por fim retirou seu carro que estava estacionado em local proibido. Depois do São Sebastião a equipe seguiu para a Ponte Fones, Rua Cristóvão Colombo e Praça Pasteur. O comandante da Guarda Municipal garantiu que a operação Calçada Livre irá continuar ainda esta semana no Quissamã e Mosela, locais onde o número de reclamações sobre carros sobre as calçadas aumenta a cada dia. “A população pode colaborar com a gente. É só ligar para o número 153 e fazer a denúncia”, finalizou Eliel Silveira.


6

56 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

SEXTA-FEIRA, 15 DE ABRIL DE 2011

CIDADE Reunião do Conselho Municipal de Juventude será realizada dia 16 A Prefeitura de Petrópolis, por meio da Coordenadoria da Juventude da Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac), vai realizar a primeira reunião do Conselho Municipal de Juventude amanhã, às 11horas, no Centro de Cultura Raul de Leoni. Durante a reunião serão empossadas as entidades eleitas, que são Juventude do PT, Juventude do PSDB, APES (Associação Petropolitana de Skate), Nação Hip-Hop, Comando da Paz, Casa da Cidadania, PetroGraffiti, APE (Associação Petropolitana dos Estudantes) e Ordem DeMolay.

Em pauta também estarão o Sistema Municipal de Juventude, a Criação das Comissões Especiais e os atuais projetos da Coordenadoria de Juventude. “O Sistema Municipal de Juventude vai permitir verificar as lacunas, o que está faltando para os jovens do município. Será permitida a inscrição de projetos no Plano Municipal que irá virar projeto de Lei após ser votado na Câmara Municipal, contando ainda com a criação do Fundo Municipal para que haja recursos para colocar os projetos em prática”, destacou Yuri Moura, da Coordenadoria da Juventude.

PMP quer aumentar o tempo de permanência do aluno na escola Ascom/PMP

Para aumentar o número de alunos no programa Mais Educação, o secretário de Educação, William Campos, realizou a primeira reunião com pais de alunos e diretores do Liceu Municipal Carlos Chagas Filho. Assim como 41 escolas, a unidade foi contemplada no ano passado com o Mais Educação, que oferece uma série de atividades no contraturno para melhorar o desempenho escolar dos estudantes. Esse ano, com a aprovação do Ministério da Educação à solicitação feita pela Secretaria Municipal de Educação, mais 23 escolas contarão com o programa, totalizando 64 instituições com ensino em horário integral. A reunião, que será realizada em todas as escolas participantes, tratou das questões pedagógicas do programa Mais Educação, das vagas e frequência e ainda da participação da família no processo educacional. “O Mais Educação muda completamente a vida da criança. Eles vão ganhar seis atividades na escola, vão receber alimentação, porque esse programa tem a ver com o horário integral para aumentar o rendimento do seu filho na escola porque vai ser menos tempo à toa, na rua. Por isso, eu vim aqui para pedir a você, pai e mãe, para deixar o seu filho participar do Mais Educação porque só você pode fazer a matrícula para ele poder realizar todas as atividades. Ou ele participa das seis atividades ou não participa de nenhuma”, declarou o secretário de Educação, William Campos. O secretário explicou ainda que, para 2011, a Secretaria de Educação está oferecendo 270 vagas para os alunos do Liceu Municipal Carlos Chagas, que conta com um plano de atendimento escolhido pela escola composto por letramento, para melhorar no desempenho em português; matemática e xadrez, que incentivam o raciocínio lógico e aumentam o rendimento na disciplina; informática, para que eles possam aprender em contato

William Campos realizou primeira reunião com pais de alunos e diretores do Carlos Chagas

com o mundo digital; além de recreação e danças, para aumentar a socialização entre os estudantes. “Aqui em Petrópolis o Mais Educação está chegando agora com o governo Paulo Mustrangi, mas já acontecia em outros municípios do País. O que nós temos visto é que quando a criança participa, a tendência é melhorar o desempenho na escola, e também passa a ter mais disciplina e a respeitar mais em casa. E depois que ele entrar, não vai querer mais sair do programa”, declarou o secretário de Educação, William Campos. Logo após a reunião, que contou com a participação de 212 pais de alunos, 63 inscrições imediatas foram realizadas, além dos 120 alunos que já estavam inscritos. No dia seguinte, as famílias que não fizeram o cadastro no dia da reunião já começaram a procurar a secretaria da escola para fazer a matrícula e garantir uma vaga para o filho no Mais Educação. “Adorei a reunião. Acho que vai ser muito importante para o meu filho participar porque sem esse programa eu não ia ter como pagar um curso para ele”, disse a dona de casa Magali Evangelista da Silva, de 43 anos, mãe do aluno Iago da Silva. “Eu tenho uma filha em

outra escola que já participa do Mais Educação e adora. Agora estou inscrevendo minhas duas outras filhas, uma de 14 e outra de 13 anos, porque é importantíssimo esse incentivo ao aluno. É a melhor coisa que poderiam fazer. Notei que com o programa, a Educação em Petrópolis está melhorando muito”, disse a auxiliar de serviços gerais Fernanda Alcântara de Araújo, de 35 anos, mãe de Raiani e Lariani, do 7º e 6º anos, respectivamente. Mais Educação vai ajudar na melhoraria das escolas Entre as 26 metas da Secretaria Municipal de Educação para 2011 está a ampliação da oferta do Mais Educação e adaptação das escolas para receber os alunos no contraturno, já que o programa tem verba própria para melhoria do espaço dentro das escolas. As unidades contempladas podem escolher até 6 das 39 atividades oferecidas: letramento, matemática, língua estrangeira, laboratório de ciências, vôlei, futebol, futsal, handebol, tênis de mesa, judô, karatê, taekwondo, ginástica, capoeira, dança, hip hop, teatro, grafite, desenho, escultura, pintura, jornal, rádio, fotografia, pintura, desenho, escultura, Com Vida / Agenda 21, horta, recreação, xadrez,

direitos humanos, banda fanfarra, percussão, coral, flauta, cineclube, práticas circenses e promoção da saúde. Programa já existia, mas só no atual governo chegou em Petrópolis Embora o Mais Educação tenha sido criado em 2007 pelo governo federal, apenas no ano de 2009 o programa começou a ser implantado em Petrópolis, com aproximadamente 4 mil alunos em 41 escolas. Em 2010, 4.699 alunos participaram das atividades e estava previsto um aumento de 30% para 2011, mas foi melhor ainda porque a Secretaria de Educação alcançou 7.366 vagas, superior a 50%. Agora haverá um avanço ainda maior com a resposta positiva do MEC para a participação de mais 23 escolas no Mais Educação, totalizando 64. A iniciativa é coordenada pela Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (SECAD/MEC), em parceria com a Secretaria de Educação Básica (SEB/ MEC) e com as Secretarias Estaduais e Municipais de Educação. Sua operacionalização é feita por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Palestras serão ministradas para criadores no Petrópolis Rural Essa edição do Petrópolis Rural vai contar com palestras para criadores que serão realizadas durante todo esse sábado, dia 16 de abril, no Parque Municipal de Petrópolis, em Itaipava. Serão ministradas palestras sobre o cavalo da raça Crioulo e sobre transferência de embrião na equinocultura, que são pontos altos da festa para os criadores. As atuais atrações do Petrópolis Rural são as exposições de gado e também de cavalos, sempre das 8h às 18h. As raças expostas são gado Gir Leiteiro e G a d o J e r s e y, e c a v a l o s Árabe, Crioulo e Quarto de Milha.

Exposições de gado e de cavalo neste fim de semana A III Exposição Interestadual Fluminense de Gir Leiteiro acontece até esse domingo (17). Serão 170 animais da raça Gir Leiteiro que realiza cruzamento com gado leiteiro europeu. O gado dessa raça tem característica para a produção econômica de leite. Já a I Mostra de Gado Jersey Petrópolis será realizada até sábado. A raça Jersey produz leite de qualidade. A mostra contará com 20 animais. Os cavalos também podem ser apreciados nesse fim de semana. A II Expo Árabe Petrópolis acontece até sábado. Serão 50 cavalos da raça

árabe, que é a mais utilizada para enduro equestre e uma das mais belas e versáteis. Haverá provas de montaria e julgamentos de conformação - que verificam a morfologia do animal. Já a I Exposição Cavalo Crioulo Itaipava Ranqueada 2011, que reúne 50 animais com características especiais será realizada até esse domingo, dia 17 de abril, assim como o Provão de Ta m b o r, B a l i z a e Te a m Penning do Campeonato dos Amigos. Essa prova contará com cem cavalos da raça Quarto de Milha, a primeira desenvolvida na América e que corre distâncias curtas com mais rapidez que outras raças.

Parque de Diversão abre hoje A partir de hoje o Petrópolis Rural passa a contar com Parque de Diversão. O parque vai funcionar diariamente, das 15h às 21h, até o dia 1º de maio, último dia do evento e quando acontece a festa do trabalho com show gratuito para a população. Os visitantes podem apreciar também os produtos agroindustriais que estão à venda no Galpão do Produtor e a Feira de Artesanato com produtos confeccionados pelos artesãos de Petrópolis. O Parque Municipal de Petrópolis fica na Estrada União e Indústria, 10.000, no distrito de Itaipava, em Petrópolis. A entrada é gratuita.


SEXTA-FEIRA, 15 DE ABRIL DE 2011

56 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

7

GERAL Maioria dos aeroportos não estará pronta até 2014 Alex Rodrigues/ABr

As obras de ampliação de nove dos 12 aeroportos em funcionamento nas 12 cidades que sediarão os jogos da Copa do Mundo de Futebol de 2014 não deverão ser concluídas até o início do evento. Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), fundação vinculada à Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, a situação é preocupante. A demora nas obras também já motivou críticas do presidente da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Joseph Blatter. De acordo com os responsáveis por uma nota técnica divulgada ontem, em Brasília (DF), considerando-se os prazos médios para elaboração de projetos, obtenção de licenças obrigatórias, realização de licitações públicas e início do serviço, “muito provavelmente não será possível concluir a maioria das obras de expansão dos terminais aeroportuários até a Copa de 2014”. Segundo o Ipea, além dos nove terminais já em operação, o novo aeroporto de Natal (RN), que ainda está em construção, também não deve ficar pronto antes de junho de 2014. De acordo com os técnicos do Ipea, uma obra de infraestrutura em transportes leva em média 92 meses para ficar pronta, ou seja, mais de sete anos. Assim, com base em informações sobre a atual situação de cada aeroporto, fornecidas pela Empresa Brasileira de Infraestrutura

Aeroportuária (Infraero), os técnicos do Ipea estimam que as obras dos aeroportos de Manaus (AM), Fortaleza (CE), Brasília (DF), Guarulhos (SP), Salvador (BA), Campinas (SP) e Cuiabá (MT), todos ainda em fase de elaboração de projeto, não estarão prontas antes de 2017. Nos aeroportos de Confins (MG) e de Porto Alegre (RS), embora o projeto de reforma já esteja pronto, as obras devem demorar cerca de seis anos e meio para serem concluídas. “Para nós, há tempo hábil para que os investimentos necessários em pistas, pátios e nos terminais provisórios sejam feitos até 2014. Nossa preocupação maior é com os investimentos mais complexos, ou seja, nos terminais [permanentes] de passageiros”, afirma o técnico de planejamento e pesquisa do Ipea, Carlos Campos, um dos responsáveis pelo estudo. O aeroporto de Curitiba (PR), diz a nota técnica, teria condições de receber os jogos desde que “tudo dê certo e as obras começassem em janeiro deste ano”. De acordo com o site da Infraero, os projetos de ampliação do pátio e da pista de táxi, apresentados pelas construtoras que disputam o serviço, ainda estão sendo analisados, assim como as planilhas dos projetos de ampliação do terminal de passageiros. Já o Galeão (RJ), que está em obras, encontra-se em uma situação considerada adequada. Mesmo caso de Recife (PE), onde a previsão é de que seja construída apenas uma torre de controle.

Movimento nos hotéis de Petrópolis melhora, mas setor espera campanhas Passados três meses da tragédia que abalou a Região Serrana, a situação do setor hoteleiro de Itaipava, o mais famoso distrito turístico de Petrópolis, começa a dar sinais de recuperação. Os hotéis já receberam muitas reservas para o próximo feriado prolongado, o da Semana Santa. - Mas a gente está precisando que as pessoas venham para cá. O movimento ainda não está grande - disse a gerente executiva do Petrópolis Convention Bureau, Márcia de Paula Francisco, acrescentando que a ocupação, hoje, está em torno de 50%, contra os 80% habituais dessa época do ano - A gente não está crescendo. Petrópolis tem quase cem pousadas legalizadas, das quais cinco estão situadas no Vale do Cuiabá, em Itaipava, área mais destruída pelas chuvas de janeiro. Do total de pousadas e hotéis, 40 são associados ao Convention Bureau. Cada unidade da rede hoteleira tem entre seis e 120 acomodações. O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (ABIH-RJ), Alfredo Lopes, disse que toda vez que ocorre um trauma na imagem das cidades, como o das chuvas na serra fluminense, leva-se um tempo maior ou menor para se recuperar, proporcional ao investimento que é feito em publicidade, propaganda e promoção do destino, informando como estão as coisas atualmente, trazendo novidades e novos produtos. Em fevereiro, a ABIH fez uma campanha de descontos de 50% em mais de 30 hotéis que se associaram à iniciativa: - Deu uma revertida boa. Tanto é que nós já tivemos

Marcelo Fiorini, do Sicomércio, está otimista com a recuperação da cidade

uma ocupação razoável no carnaval naquela região. Ele advertiu, porém, que esse tipo de iniciativa exige manutenção. A Federação de Conventions & Visitors Bureau do Estado do Rio de Janeiro vem buscando obter verba no Ministério do Turismo para dar continuidade à campanha, a exemplo do que foi feito em Angra dos Reis, na Costa Verde fluminense. A cidade foi abalada por fortes chuvas na virada do ano passado, que deixaram mais de 50 mortos. - Se não fizer uma campanha com início, meio e fim, ou seja, de médio prazo, você não vai obter sucesso. E isso exige recursos - disse Alfredo Lopes. O Consórcio Intermunicipal Serra Carioca, integrado pelos municípios de Teresópolis, Petrópolis e Nova Friburgo, apresentou em fevereiro passado ao Ministério do Turismo um plano de recuperação da atividade turística na Região Serrana, avaliado em

R$ 17,8 milhões. O presidente da ABIH-RJ afirmou que, se não houver aporte do ministério, as prefeituras e o governo estadual devem buscar outros recursos para as campanhas promocionais: - Parece-me que, se não for essa verba federal, nós vamos ter dificuldade de fazer uma campanha de promoção. Porque, na realidade, você não está vendendo um produto. Está vendendo um destino, uma cidade. E isso exige investimentos intensos. Confecções aguardam recuperação na temporada de inverno As vendas do chamado comércio forte de Petrópolis, que engloba as malharias da região, ainda não se recuperaram totalmente das fortes chuvas de janeiro, que provocaram mortes e destruição na Região Serrana do Rio. Segundo o presidente do Sindicato das Indústrias de Confecção do município (Sindcon), Addison

Meneses, os empresários locais estão aguardando a chegada do inverno para recuperar o setor. Para ele, os moradores do Rio de Janeiro já têm consciência de que Petrópolis não foi tão atingida pela catástrofe que matou mais de 900 pessoas nos sete municípios afetados: - Mas o pessoal de fora do estado ainda não tem essa noção. Por isso, eu acho que a gente não voltou à plena carga, ao movimento normal dessa época. De acordo com o presidente do Sindcon, as vendas do setor experimentaram, no primeiro trimestre deste ano, retração em torno de 20%. Ele não tem notícias, entretanto, de demissões em função do movimento fraco. - O pessoal está acreditando que vai ter um bom inverno e vai conseguir recuperar (as vendas) - disse ele, alertando que, se as vendas referentes às coleções de inverno permanecerem reduzidas, as indústrias poderão cortar funcionários. Já o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Petrópolis (Sicomércio), Marcelo Fiorini, mostrou-se mais otimista. Para ele, já há uma recuperação bastante significativa: - A gente ainda não está no patamar anterior, mas estamos na faixa de 80% do normal. A coisa não está totalmente normalizada, mas a gente está muito próximo do patamar que costuma funcionar nessa época - afirmou Fiorini, frisando que as expectativas são otimistas. Ele informou, ainda, no comércio da região do Vale do Cuiabá, a mais atingida pelas enxurradas de janeiro, os compradores começaram a voltar.

LIGUE JÁ ÁGUA MINERAL

Pão francês - R$ 5,99kg (somente no balcão)

ENTREGAS EM Rua Fonseca Ramos, 150

Entrega em domicílios

(24) 2231-0587

Rua Epitácio Pessoa, 100 (atrás dos Correios) Centro - Petrópolis - RJ Tel. 2231-2160

2237-1235

Direitos Autorais Registro de Músicas Livros Eventos Culturais Agente: Domingos Capistrano Operando no Mercado a 32 anos

Tels.: (24) 2237-3210 (24) 9832-0327 Petrópolis - RJ (22) 9907-4947 Cabo Frio - RJ

DOMICÍLIO E EMPRESAS QUALIDADE E RAPIDEZ


AVISOS E EDITAIS

8

56 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

sexta-feira, 15 de abril de 2011

cidade

Praça de Cascatinha tomada por entulho

Alan Alonso

Edson Cunha

A cada dia que passa o mato toma conta da Praça Wilson Veiga, na Rua Bernardo Vasconcelos, em Cascatinha. A grande quantidade de entulho e os brinquedos quebrados também enfeiam o local, frequentado por muitas crianças. O local está abandonado. Inaugurada em 26 de setembro de 2004, a Praça Wilson Veiga é uma das opções de lazer dos moradores da Rua Bernardo Vasconcelos e adjacências. Mas no local somente o campo soçaite está em condições de uso pelos atletas dos fins de semana. O acesso à mesa do jogo de damas está completamente tomado pelo mato e o gradil já começa a desaparecer devido a grande quantidade de capim. O lixo é outro problema enfrentado pelos frequentadores da praça. No local se encontra garrafas PET, sacos plásticos e outros tipos de detritos. Já em outra parte da Praça Wilson Veiga, as mesas e os bancos de cimento estão destruídos por vândalos e pelo tempo. No mesmo local, o telefone público (orelhão), que fica em frente ao número 498 da Bernardo Vasconcelos, não está funcionando. O meio-fio também está tomado pelo mato. Sem lixeira, os frequentadores da praça estão jogando o lixo nas calçadas, e na coleto-

Moradores da região de Cascatinha insistem em jogar entulho ao lado da lixeira que serve à comunidade. Já a entrada da Praça Wilson Veiga está completamente tomada pelo mato

ra da via podem ser encontrados todos os tipos de detritos, como restos de obras, sofás velhos, lixo verde e orgânico e madeira. Uma moradora que não quis se identificar, disse que raramente a prefeitura realiza melhorias na praça. “Eu moro aqui há 30 anos e neste perío-

do foram poucas as vezes que eles fizeram cuidar da praça”, garantiu a aposentada. A Companhia de Desenvolvimento esclareceu, por meio da assessoria de comunicação da PMP, que enviará uma equipe ainda esta semana à Praça Wilson Veiga para realizar um levantamento do que

precisar ser feito no local. Com relação ao entulho, a Companhia de Desenvolvimento de Petrópolis volta a lembrar que a Comdep não é responsável pelo recolhimento de entulho e/ou lixo verde, sendo obrigação do próprio morador gerador do entulho, mas para ajudar a população

foi criado o projeto Disque Entulho (2243-7822). Basta o morador ensacá-lo, fazer o agendamento prévio por telefone que a Companhia recolhe gratuitamente até 20 sacos. Para reduzir esse problema, a Comdep lembra que é preciso a ajuda dos moradores. Por conta disso,

a companhia ressalta que os moradores devem denunciar o infrator pelo mesmo telefone, que a equipe do Disque Entulho vai até o local e multa. A Secretaria de Meio Ambiente esclarece que jogar entulho ou lixo verde em vias públicas é crime ambiental sujeito a multa.

AVISOS E EDITAIS MANUTENÇÃO E MELHORIA NA REDE COM INTERRUPÇÃO NO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA Visando prestar um serviço de melhor qualidade, a AMPLA comunica a seus clientes que interromperá o fornecimento de energia elétrica, para possibilitar a execução de obras e melhoramentos da rede, no município de Areal nas seguintes localidades: s 15/04/2011, das 07:00h às 07:30h, Centro: Avenida Amaral Peixoto e adjacências. O restabelecimento de energia poderá voltar antes do horário previsto.

MANUTENÇÃO E MELHORIA NA REDE COM INTERRUPÇÃO NO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA Visando prestar um serviço de melhor qualidade, a AMPLA comunica a seus clientes que interromperá o fornecimento de energia elétrica, para possibilitar a execução de obras e melhoramentos da rede, no município de Petrópolis, nas seguintes localidades: s 18/04/2011, das 09:00h às 16:30h, Fazenda Inglesa: Estrada dos Eucaliptos e adjacências. Das 08:30h às 16:30h, Santa Rosa: Parte da Rodovia Washington Luiz, Rua A, Sítio São Luiz e adjacências. Das 09:00h às 14:00h, Nogueira: Proximidades da Estrada União e Indústria nº 8461, Avenida Flavio Castrioto, Rua Domingos José Martins e adjacências. Das 08:30h às 17:00h, Correas: Proximidades da Estrada Mata Porco e parte da Estrada União e Indústria, Cavalo Baio nº 4.000, Ruas Agost. Goulão, Manoel dos Passos e adjacências. Clientes Especiais: Kleber Fonseca Souza Leite, Marly Azeredo Lopes Índio da Costa e Luciana Nogueira da Costa Menezes.

O restabelecimento de energia poderá voltar antes do horário previsto.

CONDOMÍNIO CABANAS DO MON RECOIN Rua Gal. Marciano Magalhães,1327 – Morin Petropolis – RJ ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA C O N V O C A Ç Ã O Aos vinte e seis dias do mês de abril de dois mil e onze, na sede do MON RECOIN CLUB, sito à Rua Gal. Marciano Magalhães, 1327, Morin, Petrópolis – RJ ficam os Senhores Condôminos convocados para a ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA, a realizar-se em primeira convocação às 18:30 (dezoito horas e trinta minutos) e em segunda e última convocação às 19:30 (dezenove horas e trinta minutos), para tratar da seguinte: O R D E M D O D I A 1) PRESTAÇÃO DE CONTAS DO EXERCICIO DE 01/02/2010 A 31/12/2010, 2) PREVISÃO ORÇAMENTÁRIA PARA O PERÍODO DE 05/2011 A 04/2012, 3) DISCUSSÃO E APROVAÇÃO DE CRONOGRAMA DE OBRAS E COTA DE OBRA. 4) DAR CIÊNCIA SOBRE A EXECUÇÃO DO TAC (TERMO DE AJUSTE DE CONDUTA) – MINISTÉRIO PÚBLICO. 5) ASSUNTOS GERAIS. Petrópolis, 11 de abril de 2011 Paulo Marcio Coelho do Almo Síndico OBS: De acordo com o art. 1335 e inciso III do código civil, somente poderão votar nas deliberações das assembléias e delas participar, estando quite de suas obrigações com o condomínio.

Real Sociedade Portuguêsa de Beneficência em Petrópolis INSCRIÇÃO NO C.G.C.(MF) nº 31.168.370/0001-66 Av. Portugal, 274 - Telefone: 2243-0793 - 2243-0796 - Petrópolis - Estado do Rio de Janeiro CONSELHO DELIBERATIVO CONVOCAÇÃO Nos termos do art. 45 de Estatuto Social, ficam convocados os srs. Conselheiros, inclusive os suplentes, para a reunião ordinária a efetivar-se às 19:30hs, em 1ª convocação, e às 20:00hs em 2ª e última convocação do dia 26 (vinte e seis) de Abril de 2011, em sua Sede Social, à Avenida Portugal, 274 para deliberar a seguinte ordem do dia: 1 - Relatório e Contas da Presidência da Sociedade; 2 - Eleição do Presidente, Vice-Presidente e Conselho Fiscal Petrópolis, 15 de Abril de 2011 Fernando Augusto Ribeiro Presidente do Conselho

SEPULTAMENTO

Cartório de 3º Ofício de Petropolis

Cemitério Municipal

Terceiro Ofício - Petropolis - RJ

Sebastiana Ribeiro, 79 anos, Brejal, 10h Georgina Ribeiro, 74 anos, Bingen, 11h Charles Gromczyk, 86 anos, Itaipava, 11h Linei do Nascimento, 57 anos, Quarteirão Ingelheim, 16h15 Maria Vicente Gomes, 55 anos, Morin, 16h30 Antônio Cortázio Netto, 89 anos, Meio da Serra, 14h Odete Fernandes Campinho, 92 anos, Duchas, 16h

R. do Imperador, 1021 - Centro

Eugênio Benjamin de Castro, 75 anos, Araras, 16h30 Alair de Oliveira Martins, 68 anos, Corrêas, 16h OBS. AS INFORMAÇÕES ACIMA SÃO FORNECIDAS AO DIÁRIO POR FUNCIONÁRIOS DAS SECRETARIAS DOS CEMITÉRIOS,

Pag: 1

Relação do Edital dia 15/04/2011 Acham-se afixados neste cartório, conforme a lei 9492/97, art. 15 $1 - Processo 89.877/99 CGJ/RJ, para serem protestados os títulos de responsabilidade de: Protestar em 18/04/2011 CAIO RODRIGUES DIAS ROMANO DOS SANTOS

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF 11189098792

RUA LUIZ IMBROSI 160 ANEXO

Emissão:28/04/2010

Vencto: 05/05/2010 Cheque Administrativo

Custas

Valor:

Protestar em 18/04/2011

Valor:

120,27 Total

Vencto: 31/03/2011 Cheque Administrativo

Custas

106,39 Total

GIRASSOL BRASIL EDICOES LTDA

13/04/2011

CNPJ / CPF 004817049000192

Valor:

Protocolo 5876

120,27 Cpmf

0,00 Tarifa

14,03 Total

1.944,08

Portador/ Cedente / Sacador

Protocolo

237 - BANCO BRADESCO S A

5848

BANCO SAFRA S/A

13/04/2011

COM E IMP SERTIC LTDA

Número: 475341121 Emissão:23/11/2010

823,36

1809,78

R TERESA 1515 LJ. DUPLICATA MERCANTIL

14,03 Total

341 - BANCO ITAU SA

1.930,05 ou Dinheiro Custas

Protestar em 18/04/2011

0,00 Tarifa

GIRASSOL BRASIL EDICOES LTDA

Número: 0101690101 Emissão:28/02/2011

105,01 Cpmf

Portador/ Cedente / Sacador

R. TERESA, 1515 HIPERSHOPING ABC

Custas

13/04/2011

704,32

003365956000185

DUPLICATA MERCANTIL

Cheque Administrativo

TEREZINHA MACHADO

CNPJ / CPF

F.P. ALMADA ATACADISTA E VAREJ

Vencto: 30/03/2011

5886

809,33 ou Dinheiro Custas

105,01 Total

Protocolo

ELISABETE H SILVA GASTALDEL TEREZINHA MACHADO

Número: 30-04/2010

CONTRATO DE LOCAÇAO

FW IND. E COM. DE PRODUTOS ESCOLARES LTD

Cemitério de Itaipava

15/04/2011

374,30

480,69 ou Dinheiro Custas

106,39 Cpmf

0,00 Tarifa

14,03 Total

494,72

Intimo-os a pagarem ( através de cheque administrativo ou dinheiro com guia de pagamento a ser retirada neste tabelionato ), ou no caso da falta de aceite, comparecer para aceita-lo, ou dar-me as razões por que não o faz. Ficando assim já intimado do respectivo protesto no prazo estipulado na forma da lei. Petropolis, 15/04/2011 João Correia Lima Neto - Escrevente

Há 30 anos o Diário publicava Em sua edição número 2.272, de 15 de abril de 1981, uma quarta-feira, o DIÁRIO publicou os seguintes destaques: - Palestra – A empresa Deca fez uma palestra na tarde anterior, para alunos da Faculdade de Engenharia da UCP. Na mesma, foram feitas demonstrações práticas sobre como utilizar metais sanitários. - Seminário – O seminário Arte e Educação seria realizado no fim daquele mês. Sob patrocínio do Departamento de Educação da Secretaria Municipal, o mesmo se dirigia a professoras que quisessem conhecer novas técnicas de ensino. - Meninos – O projeto “Meninos do Diário”, lançado 15 dias antes, preparou adolescentes para distribuir o DIÁRIO em locais da cidade que ainda não contavam com uma banca de jornais.

Leia e assine o Diário de Petrópolis ( 2235-7165

MISSA DE 7º DIA

Marin de Toledo Melquíades

Rita de Cássia Melo Melquíades, Mariana de Melo Melquíades Cardoso, Maria Raquel de Melo Melquíades e Míriam de Melo Melquíades agradecem sensibilizadas as manifestações de pesar recebidas e convidam para a Missa de 7º Dia a ser realizada no dia 18 de abril (2ª feira), às 18 horas, na Catedral São Pedro de Alcântara.

Seu salva vidas

de bolso.

Está na hora deste papo verde amadurecer. Pesquisa inédita revela os culpados pela degradação do meio ambiente. Confira!

Já nas bancas!

Já nas bancas!

www.diariodepetropolis.com.br

15x10.indd

1

3/24/11

6:07 PM


MOSELA

Na paróquia de São Judas Tadeu a secretaria tem expediente de terça-feira a sexta-feira, de 16h30 às 18h30 e os eventos religiosos podem ser informados pelo telefone 2245 7344. O pároco é o padre Luiz Garcia Mello e o vigário paroquial é o padre Nerel Quirino Damasceno.

56 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

sexta-feira, 15 de abril de 2011

D

iário nos

B

airros Ailson Souza

diarionosbairros@diariodepetropolis.com.br

HOMENAGEM DO DB

9

ALCOÓLICOS ANÔNIMOS Reuniões de hoje 19h: Grupo 27 de Maio, Rua Bingen, 261. 19h30: 28 de Janeiro, Rua Paulo Barbosa, 180, Centro; Amor e Atração, Av. Leopoldina, 596, Nogueira; Bingen, Rua Santa Rita de Cássia, 30, Castrioto; Castelânea, Praça Pasteur, 79; Petropolitano, Rua Santos Dumont, 100.

Parreira de chuchu continua lá Morador lembra pedidos às empresas para poda de vegetação na rede elétrica da Rua Floresta. Três empresas sequer responderam

FOTO: ARQUIVO: CARLINHOS

Carlinhos com os peixes-bois

Parte da turma de Parada

Pescaria rende peixes-bois Foram cerca de 70 quilos e 180 peixes que o Grupo de Parada Angélica pescou no sábado, dia 26 de março, nas Ilhas Cagarras, frontal com Ipanema, no Rio de Janeiro. Eles saíram do quadrado da Urca a bordo da traineira Black Gold, comandada pelo amigo Cabeça e chegaram ao destino apenas às 10h30 por causa do nevoeiro. Entretanto, todo o grupo confirmou que valeu a pena, pois acertaram um bom cardume de olho-de-cão quando quase duzentos deles foram pescados. Integraram o Grupo de Parada Angélica, comunidade do município vizinho de Petrópolis, Duque de Caxias: Carlinhos Celestino (Bar do Celestino), Cláudio (Bola de Gás na Praça Adolpho David), Paulinho (Papelaria), Antonio (Farmácia), Leco (Choperia de Guapimirim), Vinícius (Torre Forte), Vinícius (Achei Festas), Tião (Cestas Básicas), Paulinho (Bar) e Edu (aposentado). A matéria acima estava programada para sair hoje, entretanto, na edição de aniversário do tabloide editado há mais de uma década pelo companheiro Marin de Toledo Melquíades. Quis o destino que ela fosse publicada aqui como forma de homenagem ao amigo que se foi na noite de terça-feira. Mas, para nós que o acompanhamos durante anos no jornalismo petropolitano, fica o registro do grande trabalho que ele deixou, inclusive este, que já estava em suas mãos e direcionada para a edição. Valeu por tudo, Pescador!

O morador Luiz Gorni, da Rua Floresta, ao lado de onde existe uma trepadeira de chuchu sobre a fiação elétrica e cabos telefônicos, lamentou ontem que o problema ainda exista no local. Ele afirmou que já apelou para empresas de serviços públicos, porém até o momento ninguém procurou podar o que ele também chamou de “parreira”.

- Esse mato é uma vergonha para a nossa rua – criticou. – Moro ao lado e cada vez mais ele está chegando na minha janela. Eu mesmo já procurei resolver a situação cortando a vegetação, mas ela cresceu novamente encobrindo o que estava seco. Pensei em repetir a operação, mas precisa de alguém com técnica para exe-

A presidente Miryam Born, da Associação de Moradores e Amigos do Centro Histórico de Petrópolis – AMA Centro Histórico – está reivindicando a volta do plantio de flores no relógio do Campus Barão do Amazonas, da Universidade Católica de Petrópolis – UCP. Para ela, o monumento turístico do local ficou totalmente descaracterizado. - A figura do relógio, como bem diz o nome, era demarcada por flores. O uso de pedras pintadas de branco constituiu uma descaracterização completa do sentido do monumento que integra a paisagem tombada do conjunto

arquitetônico de Petrópolis. Além da desfiguração provocada pela troca de elementos, ou seja, flores por pedras, o mais chocante é a simplificação grosseira e a pobreza de leitura do patrimônio histórico – lamentou. Miryam Born confirmou a esperança de o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN – no uso de suas atribuições, exigir a volta das flores na ornamentação do relógio, conhecido nacionalmente como Relógio das Flores. No caso, segundo ela, o trabalho deve ser ornado pela Companhia do Desenvolvimento de Petrópolis – COMDEP.

cutar este trabalho. Luiz Gorni disse que já apelou para a Ampla – Energia e Serviço – para o Oi Telefonia Fixa, responsável pelos cabos telefônicos e até a Companhia do Desenvolvimento de Petrópolis – COMDEP. Entretanto, nenhuma das três empresas, segundo o morador, sequer deu resposta sobre a execução do trabalho.

O Diário nos Bairros divulgou no dia 3 passado o problema que outros moradores intitularam como “parreira de chuchu” na página exclusiva da Comunidade da Floresta. Na ocasião, moradores citaram ter problemas de energia e a Ampla justificou em seguida que as residências não estavam tendo problemas com a potência.

Associação critica mudança no Relógio das Flores

Ailson Souza

Contornos de jardim agora estão com pedras pintadas

cidade

Bela Vista pede socorro às autoridades Alan Alonso

Edson Cunha

Falta área de lazer para as crianças, muitas lâmpadas queimadas, poste caindo, diversos buracos pela pista de acesso à localidade e esgoto a céu aberto. Os moradores da Rua Alberto Pullig, no bairro Bela Vista, já não têm mais a quem apelar para que tais problemas sejam resolvidos. Segundo eles, diversos pedidos já foram feitos às autoridades. Próximo ao bar do Quinzin, no fim da ladeira da Rua Alberto Pullig, um poste está completamente inclinado, e chama atenção de quem chega à localidade. O emaranhado de fios de energia elétrica, de telefonia e de TVs a cabo também desperta a curiosidade de quem visita o bairro, onde vivem muitas pessoas. Se nada for feito, um veículo um pouco mais alto acabará arrancando todos os fios daquela área, que estão bastante baixos. Na mesma rua, do número 315 até o viradouro do ônibus da linha Bela Vista, quatro lâmpadas estão queimadas e segundo

Desde as chuvas de março, o campo society do bairro Bela Vista está fechado para prática de esportes

os moradores vários pedidos já foram enviados às autoridades, mas até o momento nada foi resolvido. Uma moradora contou que sai para trabalhar à 1h30 e teme por sua segurança. Quem mais sofre são os estudantes e trabalhadores que chegam tarde em casa ou saem para trabalhar muito cedo. “Eu te-

nho medo de passar na rua à noite. Só eu já pedi quatro vezes a troca das lâmpadas”, garantiu a dona de casa Mirian Ferreira de Souza, que mora no local há mais de 20 anos. Outro problema enfrentado pelos moradores, é a falta de espaço para o lazer do fim de semana. O único campo soçaite da lo-

calidade foi atingido pelas chuvas de março e o mesmo está completamente assoreado. “As crianças não podem brincar. Elas são obrigadas a jogar bola na rua, o que pode provocar um acidente. Já enviamos ofício à Comdep, mas não tivemos respostas. Espero que agora algo seja feito”, disse

Carlos Alberto da Conceição, vice-presidente da associação de moradores do Bela Vista, assegurando que só o presidente da entidade, Roberto Carlos Antunes, informou o problema ao Consórcio Águas do Imperador há quatro meses. Mas a preocupação maior dos moradores é quanto ao esgoto a céu aberto que corta a parte de trás das casas que ficam à beira da represa. “Os moradores devem estar bebendo água contaminada”, denuncia Jorge Reis de Oliveira, de 53 anos. O pedreiro lembrou ainda são pelo menos três ligações de esgoto que estão sendo despejadas diretamente na represa. “Quando o tempo fica quente é impossível ficar em casa. Não conseguimos suportar o cheiro”, relatou. Jorge afirmou que tentou desentupir a rede de esgotos, utilizando vergalhões. “A gente faz o que pode, mas está difícil”, explicou, lembrando que o número de ratos e baratas está aumentando na localidade.

Através da assessoria de comunicação, a prefeitura informou que os moradores devem entrar em contato com o número 0800-024-1000 da Secretaria de Obras e solicitar o serviço. O atendimento é realizado em horário comercial de 8h às 18h30. Já a Ampla informa que está programada para a primeira semana de maio a troca do poste localizado na Rua Alberto Pullig, próximo ao bar do Quinzin, no bairro Bela Vista. A concessionária esclarece que o agendamento é necessário, pois será preciso fazer um desligamento programado do fornecimento de energia dos clientes próximos ao local. A distribuidora acrescenta que a Prefeitura Municipal trabalhará em conjunto com a empresa auxiliando no trânsito para que não haja transtornos para a população. Sobre o esgoto que corre a céu aberto, a assessoria de comunicação do Consórcio Águas do Imperador não enviou resposta para dar uma solução ao problema.

Tranqüilidade para a sua empresa

Contabilidade de última geração, sistema avançado de informática Escrita Fiscal – Rotinas Trabalhistas e Folha de Pagamento Sistemática Departamento Jurídico – Direito Cível – Direito Trabalhista Projetos Econômicos – Análise de viabilidade e capacidade de sua empresa – Administração de Bens e Serviços – Corretagem e Administração de Imóveis – Equipe com treinamento especializado Direção Técnica: Márcio Tesch Economista – Corecon 10582 Advogado – OAB/RJ 59.566 Tec. Contab. – CRC/RJ 25.384-0

Rua do Imperador, 772 – Gr 105/106 – Centro Petrópolis – RJ. Tel/Fax: (024) 2231-6212 / 2231-3322


10 56 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

sexta-feira, 15 de ABRIL de 2011

Agenda Cultural INSTITUTO OMAR CARDOSO

HORÓSCOPO Áries - (21/03 a 20/04)

Um obstáculo poderá surgir em seu trabalho que será criado por uma pessoa amiga. Você saberá como contornálo. À tarde, terá uma fase feliz e promissora. Prepare-se para enfrentar uma crise de ciúmes da pessoa amada, devido ao seu forte impulso de aventuras amorosas.

Touro - (21/04 a 20/05)

Dia em que poderá contar com as melhores condições nos negócios, nas especulações e obrigações sociais. Haverá melhoria no campo amoroso e familiar, contudo, cuide para reservar um tempo para ambas às partes.

Gêmeos - (21/05 a 20/06)

Os aspectos astrais indicam relações harmoniosas com o cônjuge, pessoas amigas, vizinhos e familiares. O êxito financeiro, profissional e social, também será evidente. Bom ao amor.

Câncer - (21/06 a 22/07)

Momento em que haverá muita tranquilidade na vida familiar e profissional, com bastante disposição para solucionar problemas. Contudo evite discussões com a pessoa amada, rivais e inimigos. Ótimo para a saúde.

Leão - (23/07 a 22/08)

Para obter boa posição no campo profissional, tudo dependerá de você, aproveite a fase que é ótima. Êxito social, muito romantismo à noite. Boa saúde. O desejo de terminar seu relacionamento amoroso já não estará tão intenso. Momento em que estará de certa forma, relacionado com o seu passado.

Virgem - (23/08 a 22/09)

Momento em que tudo poderá acontecer a seu favor. Ótimas oportunidades de ganhar dinheiro e negócios, pelo esforço no trabalho e pela influência dos amigos. Procure fazer uma viagem curta.

Libra - (23/09 a 22/10)

Boas coisas deverão acontecer hoje para você. Vênus vai lhe dar excelentes chances de conseguir realizar o que pretende, principalmente as que vêm planejando há muito tempo. Bom aos assuntos sentimentais e amorosos.

 Escorpião - (23/10 a 21/11) Tome muito cuidado para que seu crédito e moral permaneçam elevados. Contudo, o fluxo denota sucesso em investigações, pesquisas e na medicina. Aguarde surpresas no seu trabalho.

Sagitário - (22/11 a 21/12)

Imponha um novo ritmo em suas atividades e ficará surpreso com os resultados. Faça planos para esse período. Momento muito feliz aos noivos. Saúde excelente. Sua dedicação será reconhecida e neste período poderá receber uma promoção ou aumento salarial.

 Capricórnio - (22/12 a 20/01) Se necessitar de alguém para ajudá-lo a solucionar problemas e negócios importantes, escolha-o com muito cuidado. A saúde vai melhorar, bem como suas chances em todos os setores.

Aquário - (21/01 a 19/02)

Momento dos mais indicados para mudanças e para solicitar favores de personalidades políticas e militares. Bom fluxo para tratar de questões jurídicos e firmar contratos. Seja romântico.

 Peixes - (20/02 a 20/03) Hoje, você estará com o espírito elevado, traduzindo isso em sua disposição para ser cortês, inteligente e lógico. Aproveite para tratar de assuntos que lhe interessam. Favorável aos jogos, sorteios, loteria e ao amor.

Aposentado Pensionista

INSS

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO TAXAS SUPER ESPECIAIS!

SEM SAIR DE CASA, SEM BUROCRACIA

NÃO TEM CONSULTA SPC E SERASA

Ligue já!

(11) 3504-8484 Crédito somente para aposentados e pensionistas do INSS. Com juros de 2,34% ao mês em até 60meses. Crédito sujeito a margem disponível.

marciosalerno@diariodepetropolis.com.br

Arte

Walter Berner inaugura exposição com trabalhos em aquarela hoje De hoje até o dia 1º de maio a Sala Van Dijk do Centro de Cultura Raul de Leoni apresenta a exposição “Aquarela’s Berner 2011”, do artista plástico Walter Berner. A visitação poderá ser feita de terça a sábado, 13h às 18h, e domingos, 12h às 17h. A mostra traz uma coleção de pinturas em aquarelas de Berner, que apresenta várias obras recentes, destacando não só a técnica em aquarela, mas xilogravura e pastel, através de técnicas aplicadas sobre o papel, com linguagem erudita e abstrata. Berner é artista bastante conhecido em Petrópolis, frequente-

Fotos: Divulgação

As aquarelas de Berner são destaque em mostra no Raul de Leoni

mente mostrando seus trabalhos em galerias e espaços dedicados à arte na cidade, bem

como promovendo cursos em seu ateliê, para interessados em pintura em geral.

Música

Louh Marques faz show especial esta noite no Estúdio S do Quissamã A cantora petropolitana Louh Marques faz um show hoje, a partir de 21h, no Estúdio S, que fica na ‘Curva do S’, no Quissamã. Quem apoia é o projeto Petrópolis Inc. Louh é bem conhecida do público petropolitano, já atuando na área há muitos anos, desde que se apresentava com o nome Louh Janis, uma vez que sua voz tem grande influência da cantora de blues Janis Joplin. Ela está com material novo para mostrar aos fãs do rock e das baladas. Vale uma conferida.

Louh Marques canta hoje no Estúdio S

Teatro

Expectativas de jovens são atração em peça que o D. Pedro apresenta Hoje e amanhã, às 19h30, o Theatro D. Pedro apresenta o projeto “Segura Essa Marimba”. A censura é livre e o ingresso sai a R$ 30. O trabalho narra as histórias vivenciadas em um divertido apartamento em Copacabana, onde cinco jovens compartilham entre si, e com o público,

De graça Lacan, Buñuel e o Surrealismo são temas a serem debatidos no Centro Hoje e amanhã, às 19h30, a Sala Humberto Mauro do Centro de Cultura apresenta “No Escurinho do Cinema com Lacan - O Discreto Charme da Burguesia”, filme traz um jogo surrealista e cheio de arte, onde seis pessoas de classe média se reúnem para jantar, mas são constantemente interrompidos devido a estranhos acontecimentos. Mistura de situações reais da história com os sonhos e devaneios dos personagens. A direção é de Luis Buñuel e, após a exibição do filme, seguem comentários e debates com um psicanalista e um estudioso de cinema, com o público presente. A censura é 14 anos e a entrada, franca.

suas expectativas, seus sonhos, seus medos e dificuldades. Sempre com muito bom

humor experimentam as novidades da conturbada fase entre a adolescência e o desconhecido mundo adulto.

CINE ITAIPAVA Est. União & Indústria, 11.000 - Itaipava RIO – Censura livre – Horários: 15h, 17h e 19h todos os dias, exceto 2ª feira – Sessão extra sexta e sábado, 21h ‘Rio’ é uma aventura cômica em uma das cidades mais lindas do mundo. Blu é uma ararinha domesticada que nunca aprendeu a voar, e vive pacatamente com sua dona e melhor amiga, Linda, na pequena cidade de Moose Lake, Minnesota. Blu e Linda acreditam que ele seja o último de sua espécie, mas quando descobrem a existência de outra arara que mora no Rio de Janeiro, partem em busca da longínqua e exótica terra para encontrar Jade, a única fêmea da espécie. Pouco depois de sua chegada, Blu e Jade são sequestrados por um grupo de atrapalhados contrabandistas de aves. Ingressos: terças e quartas ingresso promocional a R$ 6 para todos (exceto feriados). Preço de ingressos as quintas e sextas - inteira R$ 14 e meia R$ 7. Preço de ingressos aos sábados e domingos - inteira R$ 16 e meia R$ 8. CINE BAUHAUS R. Dr. Nelson de Sá Earp, 89 Shopping Center Bauhaus Centro SALA 1 JOGO DE PODER – Censura 12 anos – com Naomi Watts – Horários: 14h30 Baseado nas memórias de Valerie Plame, uma agente da CIA que teve sua carreira destruída e seu casamento levado até o limite quando sua identidade secreta é revelada por motivos políticos, por um gabaritado jornalista de Washington. Valerie foi a responsável por conduzir a investigação sobre a existência de armas de destruição em massa no Iraque, para justificar a invasão americana ao país. Após seu marido, o diplomata Joe Wilson, escrever um editorial para o The New York Times, sua vida e de seus contatos é colocada em extremo perigo, levando sua carreira à ruína e sua vida pessoal ao colapso. DESCONHECIDO – Censura 14 anos – com Liam Neeson – Horários: 16h30, 18h45 e 21h15 SALA 2 RIO – Censura livre – Horários: 15h, 17h, 19h e 21h Preços: Segunda é dia de cinema. Ingressos a R$ 3 em todas as sessões. Terça a quinta (exceto feriados): Sessões iniciadas até 15h59min Inteira: R$ 10 (meia: R$ 5). Após 16h inteira: R$ 12 (meia: R$ 6). Sexta a domingo e feriados: Sessões iniciadas até 15h59min inteira: R$ 12 (meia R$ 6) Após 16h inteira: R$ 14 (meia R$ 7). Lembrando que estamos com uma promoção de terça a domingo: todas as pessoas pagam meia entrada. TOP CINE HIPERSHOPPING ABC Rua Teresa, 1415 / 2º piso Alto da Serra – Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br SALA 1 RIO – Censura livre – Horários: 14h30, 16h30, 18h30 e 20h3 - 2ª feira – dia 18 – não haverá sessão SALA 2 GNOMEO E JULIETA – Censura livre – Horários: 15h - 2ª feira – dia 18 – não haverá sessão - Em exibição somente até 4ª feira dia 20 Gnomeu e Julieta são anões de jardim cujas famílias são vizinhas e rivais. Um dia eles se apaixonam, para desgosto dos familiares. Para ficarem juntos, eles precisarão en-

frentar diversos obstáculos. AS MÃES DE CHICO XAVIER – Censura 12 anos – com Nelson Xavier – Horários: 16h50 - 2ª feira – dia 18 – não haverá sessão Ruth tem um filho adolescente, que enfrenta problemas com drogas. Elisa tenta compensar a ausência do marido dando atenção total ao filho, Theo. Lara é uma professora, que enfrenta o dilema de uma gravidez indesejada. Estas três mulheres se encontram quando, cada um por um motivo particular, resolvem procurar a ajuda do médium Chico Xavier. VIP’S – Censura 12 anos – com Wagner Moura – Horários: 19h10 - 2ª feira – dia 18 – não haverá sessão - Em exibição somente até quarta-feira, dia 20 Marcelo não consegue conviver com sua própria identidade, o que faz com que assuma a dos outros. Isto faz com que passe a ter diversos nomes, nos mais variados meios, onde aplica seguidos golpes. Um dos mais conhecidos é quando finge ser Henrique Constantino, filho do dono da aviação Gol, durante um Carnaval em Recife. SEM LIMITES – Censura 14 anos – com Bradley Cooper – Horários: 21h - 2ª feira – dia 18 – não haverá sessão - Em exibição somente até 4ª feira dia 20 Eddie Morra sofre de bloqueio de escritor. Um dia, ele reencontra na rua seu ex-cunhado, Vernon, que lhe apresenta um remédio revolucionário que permite o uso de 100% da capacidade cerebral. O efeito é imediato em Eddie, pois ele passa a se lembrar de tudo que já leu, ouviu ou viu em sua vida. A partir de então ele consegue aprender outras línguas, fazer cálculos complicados e escrever muito rapidamente, mas para manter este ritmo precisa tomar o remédio todo dia. TOP CINE HIPERSHOPPING MERCADO ESTAÇÃO Rua Paulo Barbosa, 310 / 1º piso Centro - Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br SALA 1 RIO – Censura livre – Horários: 14h30, 16h30, 18h30 e 20h30 - 2ª feira – dia 18 – não haverá sessão SALA 2 RIO – Censura livre – Horários: 14h30, 16h30 e 18h30 - 2ª feira – dia 18 – não haverá sessão SEXO SEM COMPROMISSO – Censura 14 anos – com Natalie Portman – Horários: 20h40 - 2ª feira – dia 18 – não haverá sessão Adam ainda sente o fato de ter sido chutado por Vanessa, sua namorada por oito meses. Para piorar a situação, descobre que ela é a nova namorada de seu pai, Alvin, um astro da TV. Desejando esquecê-la e seguir em frente, ele fica bêbado e, em seguida, liga para todas as mulheres que tem no celular, no intuito de encontrar companhia. Quem responde o apelo é Emma, uma jovem médica com quem encontrou algumas vezes, anos atrás. Adam vai à casa dela e eles acabam transando. SALA 3 PANICO 4 – Censura 14 anos – com Neve Campbell – Horários: 16h20, 18h40 e 21h - 2ª feira – dia 18 – não haverá sessão Sidney Prescott está de volta a sua cidade natal, Woodsboro, onde sobreviveu a uma série de terríveis assassinatos. Uma vez lá, ela reencontra o xerife Dewey e a jornalista Gale, agora casados, e também a prima Jill (Emma Roberts). Mas enquanto a cidade comemorava o aniversário dos crimes, novos assassinatos começam a acontecer e o retorno de Ghostface, o assassino da máscara, parece ser uma nova realidade para a cidade que novamente entra em pânico.

Filmes na TV LISBELA E O PRISIONEIRO – GLOBO – 15H55 – COM DÉBORAH FALABELLA - Lisbela é uma moça que adora ir ao cinema e vive sonhando com os galãs de Hollywood dos filmes a que assiste. Leléu é um malandro conquistador que, em meio a uma de suas muitas aventuras, chega à cidade de Lisbela. Após se conhecerem, eles logo se apaixonam, mas Lisbela está noiva. BOB ESPONJA: O FILME – SBT – 17H30 – COM DAVID HASSELHOFF - O simpático Bob Esponja e seu melhor amigo Patrick, decidem provar que não são mais crianças e aceitam o desafio de enfrentar todos os perigos para resgatar a coroa de Netuno, que havia sido roubada por plâncton, como parte de um grande plano pela conquista da receita secreta de um sanduíche! MADRUGADA MUITO LOUCA 2 – SBT – 23H – COM JOHN CHO - Maria, a grande paixão de Harold, se mudou para Amsterdã. Então, Kumar convence o amigo a embarcarem para Europa para procurá-la. Já a bordo, Kumar apronta mais uma das suas, o que os faz serem confundidos com terroristas e por isso são presos e levados para Guantânamo. A dupla de malucos conseguirá sair dessa?


SEXTA-FEIRA, 15 DE ABRIL DE 2011

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

56 anos

DIA DO EXÉRCITO J. Teixeira Netto

inovações e pronta para incorporar novos conhecimentos e técnicas ao já consolidado arcabouço de valores, disciplina e hierarquia.

11

A partir da esq. Acadêmicos: Roberto Francisco, o Presidente Joaquim Eloy Santos; a poetisa e acadêmica Carmen Felicetti e o conceituado advogado, poeta e acadêmico Dr. Fernando Costa, em reunião de trabalho no Sodalício.

Gen. Enzo Martins Peri – Cmt.do Exército. EM PETRÓPOLIS Guararapes é o seu berço. Voltaremos aos idos de 1600. Portugal disputando o poder na Europa, mantinha na Colônia mínimo efetivo militar. Difícil notificar, instruir e defender o vasto litoral e o extenso território. Na população, física e culturalmente diferenciada, éramos europeus, africanos e nativos, descendentes e miscigenados. O açúcar valia ouro no velho mundo. De lá veio uma empresa comercial e poderosa esquadra. Inicialmente expulsa, voltou. Conquistou Recife e ficou por mais de 20 anos em Pernambuco. À pequena milícia uniram-se as lideranças locais: o escravo alforriado Henrique Dias, o chefe indígena Poti, Felipe Camarão e o capitão Antonio Dias Cardoso, entre outros. Luta sem tréguas. À doutrina de guerra do bravo e experiente opositor adicionamos práticas de combates e armamentos peculiares. Somamos conhecimentos, inteligência, denodo, coragem e espírito guerreiro.Utilizamos a guerra de movimento e, aliados ao terreno, a surpresa na ação de choque. Mais que tudo, dispúnhamos do forte impulso de solidariedade, anseio de liberdade e sentimento comum de amor à terra. Pela primeira vez, falava-se em pátria. Expulsamos o invasor de Pernambuco. Da união de raças nascia a nacionalidade e, com ela, o Exército Brasileiro. O tempo correu. Hoje, contemplando o passado de glórias e sacrifícios, compreendemos e valorizamos a vida castrense, seu potencial e sua energia. Pusemos labor intenso e aplicada lucidez em cada fase da História. Enfrentamos mudanças e desafios necessários. Olhamos em frente. Construímos, no presente de cada tempo vivido, com descortino e otimismo, o futuro de grandeza, ordem e prosperidade. O século XXI exige respostas rápidas aos prováveis conflitos e uma prontidão eficaz para a oportuna projeção do poder do Estado. Importa uma organização moderna, com suporte tecnológico, flexível, aberta às

Consórcio Nacional POUPEX lança mais grupos de imóveis

OS ANIVERSARIANTES POUPEX ABRIL Dia 16/04 – Álvaro Degani, Éster Rodrigues, Dilma dos Santos Moreira e Marli Pereira da Silva. Dia 17/04 – Fernando Moysés. Dia 18/04 – Renato Bianconi Príncipe e Josiane de C. R. Bittencourt Loos. Dia 19/04 – Nelson Bruck e Margaret Susie Macek A. Silva. Dia 20/04 – Sydney Vieira Braga Filho,Leda da Glória ferreira Alves e Marco Antonio Teixeira Horta e Dia 23/04 - Othilia Verdan Teixeira. A todos, votos de felicidade e progresso da sua POUPEX.

Brasília - A Fundação Habitacional do exército lança mais dois grupos de imóveis, pelo Consórcio Nacional POUPEX. O valor foi ampliado para acompanhar os preços dos imóveis no mercado. A modalidade Imóveis do Consórcio Nacional POUPEX é destinada à aquisição de terrenos, de unidades residenciais e comerciais, construídas ou em construção, e de imóveis rurais.

NOTICIÁRIO ACADÊMICO ELOY VOLTA AO COMANDO – Atendendo a motivos de saúde, apresentados à Diretoria da CASA E CONSELHOS pela Presidente e Acadêmica, Sra. Carmen Felicetti, a nobre APL reconduziu ao nobre cargo o Professor e Acadêmico Joaquim Eloy Gomes dos Santos que, por insistência da própria Carmen Felicetti, Diretores e Conselheiros, aceitou o encargo de completar o mandato da querida amiga. Com T. Neto, Mariana S. Lago e Entidades Militares

“O MUNDO DAS LETRAS PERDE UM GRANDE BALUARTE, ENQUANTO A FAMÍLIA DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

A GRANDEZA DO BRASIL REPOUSA NA TUA LEALDADE DE SOLDADO E CIDADÃO

CHORA A PARTIDA DE MARIN MELQUÍADES PARA A ETERNIDADE DOS IMORTAIS. ADEUS, COMPANHEIRO!”

ESPORTES

Após nova morte em Interlagos, pilotos criam comissão de segurança Diante da morte de mais um piloto no circuito de Interlagos, os pilotos da Stock Car resolveram agir em defesa dos direitos dos profissionais da velocidade. Os condutores anunciaram, nesta quarta-feira, a criação de uma comissão de segurança para o automobilismo brasileiro. A carta divulgada pela entidade deixa claro que o maior desejo dos pilotos, no momento, são as medidas que devem existir para que suas vidas sejam preservadas. Tal mobilização ocorre dez dias depois da morte de Gustavo Sondermann, durante prova da Fórmula Montana. Carta na íntegra: Os pilotos da Stock Car sempre tiveram enorme preocupação com a segurança do esporte e, durante alguns anos, solicitaram à Vicar, organizadora e promotora da Stock Car e a Confederação Brasileira de Automobilismo, melhorias quanto aos autódromos, carros de competição, procedimentos de direção de prova e regulamentos técnicos e esportivos. Agora, a partir de 2011, forma-se oficialmente uma comissão de pilotos para fortalecer esse trabalho em prol de um esporte cada vez mais seguro.

Gustavo morreu no acidente

Através da experiência dos próprios pilotos, a comissão espera trabalhar ainda mais próxima à Confederação Brasileira de Automobilismo visando diminuir os riscos inerentes ao esporte a motor, sugerindo e participando de pontos relevantes para conseguir um de seus objetivos, ou seja, a segurança no automobilismo. A Comissão de Pilotos espera contribuir para implantação de rígidas medidas de segurança, mas também para o crescimento e fortalecimento do automobilismo nacional e, nesse momento tão especial dedica toda a sua solidariedade para a família de Gustavo Sondermann.

Material de cobertura do Maracanã é mais resistente, porém mais caro A nova cobertura do Maracanã, que deve ser anunciada no dia 19 de abril, seguirá o modelo dos estádios alemães da Copa de 2006 e do estádio de La Plata, que será palco principal da Copa América de julho na Argentina. O teto de membrana é considerado de alta tecnologia e um pouco mais caro que o usual. “É uma solução técnica muito boa, mas fica um pouco mais cara que a tradicional, que é feita de telhas metálicas”, explica Flavio D’Alambert, engenheiro que projetou o teto do Engenhão. Para o especialista em coberturas, uma cobertura de membrana (que informalmente é chamada de lona) não deve modificar o desenho do estádio que já foi apresentado para a Copa 2014. “O material é super-resistente, mas precisa de manutenção especializada”, disse D’Alambert. Durante a Copa das Confederações, em 2005, na final entre Brasil e Argentina, o teto do mesmo tipo que deve ser construído no Maracanã vazou em um ponto com a forte chuva. Na ocasião houve um problema de instalação, não da membrana.

Fotos: Divulgação

O Maracanã receberá uma nova cobertura de membrana, formalmente chamada de lona

Cuidado com balões O engenheiro, que trabalha nos projetos de Cuiabá e Fortaleza, lembrou de um cuidado para o qual os responsáveis pela nova cobertura precisam ficar atentos. D’Alambert lembra que em 2008, no Engenhão, que tem cobertura de película de borracha, um balão queimou uma parte do teto do estádio. “Chamamos a empresa americana responsável e em uma semana eles recu-

peraram o telhado. Independemente de quem faça, é preciso ter a garantia de uma manutenção rápida. Na Europa, eles não têm essa preocupação com balões. Não há essa cultura”, afirma o engenheiro. Segundo D’Alambert, o material de membrana não é inflamável, mas queima. “Um balão de 10 metros de diâmetro pode queimar uns 300 m², como aconteceu no Engenhão”.


12

56 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

sexta-feira, 15 de abril de 2011

ESPORTES

Imperial faz estreia em casa pelo Carioca O Imperial Futsal faz hoje seu primeiro jogo em casa pelo Campeonato Carioca da categoria Adulto. O jogo será às 20h30, no Ginásio Belmiro José Sant’Anna, em Corrêas, contra o AD Drogaria Pacheco. A equipe já estreou no campeonato com uma vitória, ao bater o São Cristóvão em casa por 6 a 4 e agora vai buscar mais três pontos no torneio. A equipe entrou em quadra pela primeira vez no campeonato na segunda-feira (4) e teve uma semana e meia para se preparar para este jogo. O treinador da equipe, Ney Marcos, acredita que o período foi importante e que a equipe chega bem preparada para o jogo com a ADDP. “Esse período de treinos foi bem produtivo. O time treinou bem e estamos prontos para esta partida”, afirmou o comandante. Ney já conhece a forma do adversário jogar e por isso preparou a equipe de acordo com o que deve ter pela frente nesta partida. “Nós fizemos um coletivo em cima do que vimos do adversário. Eles jogam mais

Fotos: Divulgação

Gilson Maciel é o novo técnico do Serrano

Comandada pelo técnico Ney Marcos, a equipe do Imperial Futsal faz estreia em casa

atrás então fizemos treinos para saber como nós vamos neutralizar a armação deles”, explicou. O Imperial está, atualmente, na quinta colocação no grupo, três pontos atrás dos dois primeiros colocados, porém com dois jogos a menos. Uma vitória pode colocar os petropolitanos na liderança do Carioca. O Imperial Futsal foi o

campeão do Torneio Início, primeiro título da história da equipe, que foi formada há pouco mais de um mês, a parir da parceria entre o Movimento Esportivo de Petrópolis e a Liga Petropolitana de Desportos. Imperial Futsal: Thiago, Saulo, João, Marcelo, Sequinho, Bananeira, Luizito, Kaufmann, Digão, Matheus (Michel), Dodo e Lucas.

Petropolitano quer dar ritmo aos jogadores As equipes de Sub-11 e Sub-13 do Petropolitano jogarão amistosamente amanhã contra o Anápolis, em Secretário. Os dois times se preparam para o Campeonato Municipal de Futebol de Campo, que será aberto no dia 1º de maio. O objetivo é dar ritmo aos jogadores. As categorias de futsal também se preparam para os torneios oficiais da cidade. O Sub-11, dirigido por Ademilson, enfrentou o mesmo adversário sábado passado e venceu por 3 a 2. O Sub-13, dirigido por Francisco Lima, fará o amistoso para dar ritmo à equipe. Já o Sub-20 que enfrentará o Posse na estreia do Municipal, no domingo, 1º de maio, treinará coletivamente no Estádio Carlos Guinle. A equipe de Sub-20 conta com atletas que atuaram na temporada passada, quando conquistaram o vice-campeonato da categoria, e mais os que conquistaram o título de campeão no Sub17. A comissão técnica é composta por Berg, Chuca e Francisco Lima. “Esta categoria com certeza fará um excelente campeonato”, prevê Délio Kronemberger, vicepresidente de esportes do Petropolitano. Já o Máster, dirigido por Amarildo, joga amistosamente domingo, a partir das 11h30, no Estádio Carlos Guinle, contra uma equipe de funcionários da GE-Celma. O time conta com vários exatletas do Petrô, entre eles Leonardo, Tocantins, Jorginho, Vaguinho, Silmar, Geílton, José Carlos, Rochinha, André

Os jogadores do Petrô ouvem atentamente as explicações

e Biro-Biro. O campeonato nesta categoria também será aberto no dia 1º de maio. Futsal – A equipe de Sub-15 está treinando sob comando do técnico Diego Branco, enquanto o Sub-17, é dirigido por Nahor Júnior. Ambos enfrentarão amistosamente o Corrêas, hoje, a partir das 15h, no Ginásio José Borzino. O feminina treina sábado à noite no José Borzino e não jogará neste fim de semana pelo Intermunicipal de Futsal Feminino, promovido pela Associação de Futsal do Estado do Rio de Janeiro. No seu quinto jogo pela competição, o Petrô venceu no último domingo, a Rua 4 de Futsal, por 8 a 0, mantendo-se invicta. O Fluminense lidera o torneio, seguido por Petrô e o América. No dia 1º de maio, a rodada será no Ginásio José

Borzino e o Petropolitano enfrenta o Fluminense. Olimpíada - No próximo sábado será realizada no Estádio Carlos Guinle, a abertura das Olimpíadas da Escola de Esportes do Petrô, com a participação de alunos das escolinhas internas do clube. Os jogos e as provas se estenderão até julho, mês de aniversário do Petropolitano, quando os participantes das quatro bandeiras, componentes do evento serão homenageados e receberão as premiações alusivas ao centenário do clube. Estão programados jogos e provas de futebol de campo, futsal e atletismo, sempre na sede esportiva, contando também com a participação efetiva dos familiares dos alunos, que estarão torcendo e vibrando pelas vitórias das bandeiras Preta, Branca, Prata e Dourada.

Ficha técnica Jogo: Imperial Futsal x AD Drogaria Pacheco Competição: Campeonato Carioca Adulto Data e hora: 15/04/2011 – 20h30 Local: Ginásio Belmiro José Sant’Anna, Rua Vigário Correia, s/n°, Corrêas Entrada: gratuita

A diretoria do Serrano anunciou na tarde desta quinta-feira o nome de Gilson Maciel como o novo técnico da equipe principal. Ele será o comandante do Leão da Serra na Série C do Campeonato Carioca. O novo treinador, de 42 anos, será apresentado nesta sextafeira, às 14h, na sede do clube. Como jogador, Gilson Cabeção, como era conhecido, teve passagens pelo Grêmio, Figueirense, Goiás, Bahia e Tigres-MEX. Na beira do campo, o novo comandante já teve experiências como auxiliar técnico do Criciúma, Joinville, América-MG, Náutico e este ano estava no Brasil de Pelotas. Agora, Gilson terá a sua primeira chance como treinador. No entanto, Gilson acredita que está preparado para o novo desafio

e faz elogios ao projeto desenvolvido pelo clube. - Aceitei o convite porque acredito que agora estou pronto. Além disso, gostei muito do projeto que me foi apresentado e das pessoas que aqui estão. Minha expectativa é enorme, quero desenvolver um bom trabalho e atingir os objetivos traçados – disse O gerente de futebol do clube, Hingo Hammes, fez elogios ao novo técnico e afirma que ele é o perfil ideal para o momento do Serrano. A apresentação do novo técnico não muda o planejamento do clube para esta semana. Na partida deste sábado contra o Condor, no Rio de Janeiro, Adriano Lancetta comandará a equipe. Gilson Maciel fará a sua estreia diante do América de Três Rios, na última rodada da primeira fase da Terceirona.

Japão vai participar da Copa América A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) foi notificada nesta quintafeira da nova decisão do Japão de participar da Copa América, à qual tinha recusado pelo terremoto e o tsunami do dia 11 de março. O presidente da Conmebol, Nicolás Leoz, “foi notificado desta decisão do Japão”, afirmou o porta-voz do organismo, Néstor Benítez, à

Agência Efe. A seleção japonesa recusou o convite de participar do torneio no dia 4 de abril e, desde então, tinham especulado os nomes de vários possíveis substitutos, entre eles Espanha e Costa Rica. “Tomamos a decisão e tomara que a Copa América seja um motivo de alegria e distração para os japoneses”, disse Benítez.


Diario de Petropolis