Issuu on Google+

Diário

de Petrópolis 57 anos

E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Site: www.diariodepetropolis.com.br

Preço do exemplar: R$ 1,20

Nº 15.967 - Quinta-feira, 6 de outubro de 2011 Divulgação

bancos e correios continuam em greve

População enfrenta filas para pagar contas Alan Alonso

Boatos atrapalham busca por Stefanini A polícia continua à procura da jovem Stefanini Freitas da Conceição, 18 anos, que está desaparecida desde a última sextafeira. Mas, diversas informações falsas sobre o paradeiro da estudante estão atrapalhando as investigações. (Página 5)

Estado abre mais de 3 mil vagas para professores Foram abertas hoje as incrições para o concurso do magistério estadual.Ao todo são 3.321 vagas distribuídas por vários municípios, incluindo Petrópolis, e formação de cadastroreserva para professor I. (Página 7) Andréa Lopes

O movimento foi maior ontem nos caixas eletrônicos por ser dia de vencimento de contas. A greve dos bancários já tem nove dias

Loja Leader na Paulo Barbosa abre suas portas neste sábado Alan Alonso

A loja de departamentos Leader vai ser inaugurada neste sábado, na Rua Paulo Barbosa. As obras que duraram cerca de 4 meses, já estão em fase de acabamento. Cerca de 60 funcionários foram contratados para trabalhar nos departamentos de moda feminina, masculina, calçados, bolsas e acessórios, infantil, cama, mesa e banho e utilidades para o lar.

Começa no próximo dia 15 a já tradicional festa em homenagem a São Pedro de Alcântara, padroeiro de Petrópolis, que acontece nos arredores da Catedral. Padre Jac (foto) apresentou ontem a programação.

agenda Hoje, às 20h, será apresentado “O Vendedor de Sedas” no Theatro D. Pedro. O espetáculo conta a história de um indiano vendedor de sedas. Amanhã, às 20h, também no Theatro D. Pedro, tem “Rindo com o Corpo”, com a Art School Dance Company, estreando seu 9º espetáculo de dança.

Bairros

Anvisa proíbe medicamentos para emagrecer (Página 8)

(Página 5)

(Página 6)

(Página 5)

Festa de São Pedro de Alcântara começa dia 15

Longas filas se formam nos caixas eletrônicos e casas lotéricas em função da greve dos bancários e dos Correios, que ainda não tem data para terminar. O consumidor deve ficar atento, pois mesmo que não receba os boletos de pagamento, as contas devem ser pagas dentro do vencimento para que não haja juros. Para hoje de manhã está prevista uma assembléia geral entre os carteiros de Petrópolis. Já para os bancários ainda não há definição.

Os petropolitanos terão mais uma opção para as compras do Dia das Crianças Ivan Castelo Branco

(Página 7)

O ônibus e a moto só puderam ser removidos após a conclusão da perícia. O trânsito foi desviado

Anuncie no Classidiário. É grátis até 12 palavras n Escreva cada letra ou sinal de pontuação nos quadradinhos n Entre uma palavra e outra, deixe um quadradinho em branco n Preencha com letra de forma bem legível e entregue na sede do Diário

Nome:........................................................................................................................................... Identidade:................................................................................................................................... Endereço:.....................................................................................................................................

Motociclista fica ferido em acidente com ônibus Diego Araújo, de 28 anos, perdeu o controle da motocicleta e chocou-se contra o coletivo, na manhã de ontem, na Rua Hívio Naliato, em Cascatinha. sofreu fratura exposta em uma das pernas e fratura no braço. Houve inversão de mão para a passagem dos veículos no local. (Página 5)

O Instituto do Meio Ambiente – INEA – está colocando placas em toda Reserva Biológica de Araras propagando um número de telefone para denúncias. As placas são grandes e o objetivo principal é alertar os moradores quanto à preservação ambiental, segundo informou o Projeto Araras, ONG atuante na comunidade. (Página 9)

Esportes O elenco do Imperial Futebol se apresentou, no estádio do Corrêas, para iniciar os treinamentos visando a disputa da Série B do Carioca de 2012. O grupo foi apresentado com 20 atletas, sendo 14 profissionais e seis jogadores juniores, que iniciaram o trabalho juntos e depois se dividirão, já que os dois campeonatos acontecem simultaneamente. (Página 10)


2

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

Renovação da lei da moda

Incertezas n André Corrêa

n Fernado Henrique Cardoso

É preciso haver líderes dispostos a redistribuir o poder global Claudio Duarte

P

ara quem já sofreu as consequências de várias crises financeiras internacionais, não chega a ser surpreendente o que ocorre nos países mais desenvolvidos da Europa, contagiados pela crise financeira que tem origem nos menos desenvolvidos da região. No passado recente, Bancos Centrais e ministros de finanças dos primeiros procuravam mostrar que não havia como equiparar a situação de seu país com a tragédia que ocorrera noutro. As situações fiscais não seriam as mesmas, a proporção da dívida com relação ao PIB não era tão grande assim, num caso a dívida interna estava nas mãos de agentes financeiros internacionais e se denominavam em dólares, noutros, ao contrário, eram os poupadores nacionais que emprestavam aos governos locais em moeda do país etc. Mas, quase sempre, havia uma variável crítica: o mutável estado de confiança dos agentes do mercado financeiro internacional. Quando se instalava a desconfiança quanto à solidez das contas fiscais e/ou externas de um determinado grupo de países de alguma maneira correlacionados, os argumentos sobre as diferenças perdiam força. E viravam pó, se surgisse o fantasma do default — da moratória, como se dizia. O receituário do FMI tampouco era atento às diferenças. Exigia sempre mais do mesmo, às vezes não sem alguma razão: ajuste fiscal, reforma patrimonial do Estado etc. Mas fazia ouvidos moucos à demanda por maior regulação do mercado financeiro internacional. Era o que pedíamos à comunidade internacional os que dirigimos os países naquela época de aflições. Reclamávamos maior regulação internacional para conter a especulação contra as moedas nacionais, ou seja: a criação de fundos de socorro maiores e de mais fácil acesso, o fortalecimento da base financeira do FMI e o aperfeiçoamento de suas práticas. Era preciso maior rapidez no atendimento dos países com crise de liquidez e menos “condicionalidades”, ou seja, as imposições restritivas à política econômica e fiscal dos países devedores, pois, se o ajuste fiscal passasse de certo ponto, impediria a retomada de crescimento econômico. Para financiar os novos fundos, alguns de nós relançamos a ideia de uma Taxa Tobin, apesar dos reclamos contínuos dos especialistas quanto aos efeitos desse tipo de imposto. Alguns países emergentes tiveram melhores condições para negociar com o FMI, como foi o caso do Brasil, que havia realizado o Plano Real por sua conta e risco, sem o aval do Fundo. Com o Plano Real, modificamos drasticamente as bases da política fiscal, saneando as finanças da União e as dos estados, impusemos regras severas ao sistema financeiro, seguindo as recomendações de Basileia para controlar a “alavancagem”, isto é, os empréstimos sem uma base adequada de capital próprio nos bancos. Ao mesmo tempo, não descuidamos de, ao privatizar, ampliar a concorrência e manter ativos os instrumentos públicos de crédito no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e no Banco do Brasil, tornando-os aptos a reestruturar empresas nacionais ou localizadas no país. Ao lado disso, desde 1994 até hoje, os diferentes governos sustentaram um aumento constante do salário mínimo real e, a partir de 2000, foi possível criar uma rede de proteção social, da qual as Bolsas Família, iniciadas com nomes diferentes, tornaram-se símbolo de inclusão social, diminuindo a pobreza e reduzindo um pouco as desigualdades. Pela primeira vez, os países mais desenvolvidos sentem as consequências da falta de regulação do sistema financeiro. Olhando agora o que ocorre na economia global, deparamo-nos com uma situação incerta. A regulação financeira proposta nas reuniões do G-20 encontra dificuldades para se efetivar dada a diversidade de interesses nacionais. Cada Banco Central opera como melhor lhe parece. O Fed inunda os Estados Unidos e o mundo com dólares, e faz operações típicas de bancos comerciais sem se preocupar com a ortodoxia. Os responsáveis pelos desmandos financeiros não são punidos, recebem bônus (ao contrário do que ocorreu com o programa brasileiro de saneamento do sistema financeiro, que puniu os banqueiros), e o desemprego não cede porque não há consumo nem investimento. O Banco Central Europeu e o FMI exigem dos países em bancarrota virtual sacrifícios fiscais que impossibilitam a retomada do crescimento e, portanto, a volta à normalidade. As taxas de juros se mantêm próximas de zero, sem previsão de mudança, e as economias não reagem. Na Europa, cada país faz a política fiscal que deseja, não há mecanismos de unificação. O desemprego e o malestar político minam esses países, e a ameaça de default é seu parceiro constante. Desse quadro escapam as economias emergentes, China à frente de todas. Até quando? É óbvio que uma recessão prolongada ou uma grande contração, como diz Kenneth Rogoff, transmitirá às economias emergentes seus maus fluidos pelo conduto do comércio internacional. É preciso, antes que isso ocorra e o desastre seja maior, que haja um entendimento global. Este deveria partir do reconhecimento de que as dívidas de alguns dos países europeus são impagáveis. Com o nome de reestruturação ou outro qualquer, à la Brady, é preciso aliviar já a situação da Grécia, de Portugal e eventualmente da Espanha e da Itália. Suas dívidas internas e externas e a penúria de seus bancos cheios de títulos de qualidade desconhecida não lhes dão alternativas de retomada do crescimento sem uma redução substancial dos valores de seus passivos. Não haverá condições político-morais para proceder a tais reestruturações sem, ao mesmo tempo, distribuir melhor o custo da “socialização das perdas”. O grito de Warren Buffet, seguido por milionários de outros países, mostra o descalabro do Tea Party ao querer impor mais ônus aos mais pobres, com responsabilidade zero na crise. Por fim, ou o euro se derrete pela falta de unificação fiscal, ou esta se faz, ou a União Europeia se encolhe, autorizando alguns de seus membros a desvalorizar e usar outra vez uma moeda nacional. Nada disso pode ser feito sem lideranças políticas fortes, dispostas a redistribuir o poder global e reorganizar suas bases decisórias. Terão força para tanto? Eis o enigma. n Ex-presidente da República

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

O

estado do Rio de Janeiro conta com 10 polos de moda, que agregam cerca de três mil empresas, gerando aproximadamente 51 mil empregos diretos, somente na indústria de transformação, e mais de 90 mil empregos em toda a cadeia produtiva. É um dos setores da economia fluminense que mais gera postos de trabalho e renda. Contudo, para que essa indústria continue a crescer, sendo também uma porta de entrada para a inclusão social, é imperiosa a prorrogação do regime especial de ICMS para a

indústria têxtil, que reduz a alíquota de 19% para 2,5% , cuja validade expira em 2013. Com os incentivos do governo, as empresas pararam de migrar para outras localidades e se fixaram no Rio. A partir da redução tributária, a cadeia da moda - setores têxtil e de confecções de couros, peles, calçados, artefatos e artigos de joalheria, ourivesaria e bijuteria -, que era onerada com alta carga fiscal, ganhou fôlego e passou a se desenvolver de maneira sistemática, proporcionando a formalização de milhares de empregos no estado. No passado, a indústria da moda do estado do Rio chegou a deter 21% do mercado nacional, mas

devido a uma política fiscal equivocada sua participação caiu para menos de 3%. Como resultado desse quadro, as empresas fugiram e os empregos sumiram. A aprovação da chamada ‘Lei da Moda’, em 2003, revitalizou o setor, assegurou a manutenção de milhares de empregos no estado, sobretudo a mão-de-obra feminina. Dados recentes da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) mostram que a indústria da moda fluminense cresceu 130% na última década, inclusive na exportação brasileira, em que respondia por 3,59% e passou para 13,27%. Desde 2006, o estado ocupa a terceira posição no ranking nacional ex-

portador, enquanto os dois primeiros colocados, Santa Catarina e São Paulo, tiveram retração de 52,33% e 20,34%, respectivamente, no mesmo período. O governador Sérgio Cabral já sinalizou que a lei será prorrogada, pois tem a consciência de quão é relevante a manutenção da redução do ICMS, pois permite o fomento da capacidade criativa e produtiva da indústria da moda do estado, bem como promove o desenvolvimento sustentado do setor. Trata-se de uma conquista da qual a sociedade não pode abir mão. n Deputado Estadual , é um dos

criadores da Comissão Especial da Alerj de Acompanhamento da Candidatura do Rio à sede da JMJ

A criação do PSD n Marcos

Coimbra

É

bom que a criação do mais novo partido político brasileiro esteja acontecendo na hora em que a reforma política chega à sua etapa decisiva. A institucionalização do Partido Social Democrata ilustra o que é hoje nosso sistema partidário e mostra como é necessário alterar a legislação que o enseja. A oportunidade é especialmente relevante por ser esse um dos pontos que menos atenção recebeu nas discussões sobre a reforma. Desde quando elas se iniciaram no Senado, logo no começo do ano legislativo, e depois que a Câmara constituiu sua Comissão Especial de Reforma Política, dezenas de tópicos foram considerados, alguns fundamentais e outros completamente secundários, mas quase nada se falou a respeito da legislação partidária. Nela está, no entanto, a raiz de boa parte dos problemas de nosso sistema político. As regras que regulam a criação, a organização e o funcionamento dos partidos são a origem de muitas de suas disfuncionalidades e complicações. Na política, como em qualquer área, a dificuldade de identificar a verdadeira causa de um problema leva ao desenho de soluções inadequadas,

inúteis ou, o que é pior, capazes de provocar males maiores. Fazendo, para ilustrar, uma analogia com a medicina: se alguém tem um problema postural, não será com antibióticos que vai recuperar a saúde. A ênfase na discussão sobre modelos de financiamento (manter as coisas como estão ou passar para um sistema de financiamento público exclusivo) e sistemas eleitorais (adotar alguma forma de voto distrital ou preservar o voto proporcional, com ou sem alterações), deixando de lado a legislação partidária, não é um bom caminho para a reforma política. Ou tratamos as questões partidárias ou teremos novos PSDs amanhã. E, nisso, não há qualquer julgamento de valor sobre o que o prefeito Gilberto Kassab e seus correligionários estão fazendo. Repetindo uma noção do bê-á-bá da ciência política, não existe verdadeira democracia, estável e institucionalizada, sem representação. Seu funcionamento regular implica mecanismos através dos quais os cidadãos escolhem determinados indivíduos para os representar, seja na administração pública, seja na elaboração das leis e na fiscalização dos administradores, i.e. no Executivo e no Legislativo. E não há democracia representativa sem partidos políticos. Nossa atual legislação

partidária, embora alterada por centenas de resoluções, decretos, emendas e outras leis subsequentes, data de 1996 e tem estrutura dependente das que herdamos da ditadura, as Leis Orgânicas dos Partidos Políticos promulgadas em 1965 e 1971. Seu anacronismo pode ser visto em dispositivos como o que proíbe que os partidos façam “treinamentos militares” e “adotem uniformes” para seus membros (se não estivesse em vigor, quem sabe que uniformes os partidos de hoje adotariam). Já tivemos partidos apenas regionais, na República Velha. Passamos anos sem nenhum, no Estado Novo. Entusiasmados com a democracia restaurada em 1945, chegamos a 13 (alguns limitados a um ou outro estado). Os militares impuseram o bipartidarismo (mas tiveram que afrouxá-lo mediante as sub-legendas). E, depois da redemocratização, como costuma ocorrer em países que saem do autoritarismo, soltamos todas as restrições à criação de partidos. Mais, desenvolvemos instrumentos que são verdadeiros convites a que proliferem organizações sem qualquer vínculo real com a sociedade. Satisfeitas algumas rotinas burocráticas (cujo cumprimento sequer é sempre fiscalizado), qualquer uma pode

funcionar, ter acesso a fundos públicos e ao uso gratuito dos meios de comunicação. Seus “líderes” criam feudos e enriquecem. É por isso que temos 28 partidos registrados e 40 pedidos de registro de novos. Que temos mais de mil candidatos a deputado em alguns estados. Que as pessoas comuns não conseguem acompanhar o vai e vem de políticos de um para outro. Que muita gente se confunde e acha que todos são iguais. O PSD foi criado em resposta a algum anseio da sociedade? Preenche um vazio de representação? Nasceu da vontade articulada de um grupo de lideranças, que compartilham uma mesma interpretação do Brasil e acreditam nas mesmas propostas para enfrentar nossos problemas? Ninguém no novo partido, com realismo, diria que sim. Mas como criticar seus responsáveis, se nada mais fazem que jogar de acordo com as regras existentes? Ou será que o PSD é menos legítimo que algumas legendas em ocaso e outras irrelevantes, das quais está se alimentando, talvez para se tornar o terceiro maior partido na Câmara, menor apenas que o PT e o PMDB? O PSD não é um problema de nosso sistema político. É um sintoma. n Sociólogo e presidente

do Instituto Vox Populi

Como nos bons tempos n Mário Neto

D

omingo temos tudo para ter um Fla x Flu como nos bons tempos. Jogo decisivo, o empate não serve para nenhum dos dois, pois ficarão dependendo dos outros resultados da tabela, mais longe dos líderes. Quem perder esse jogo praticamente dará adeus para o titulo de campeão brasileiro, (vai restar a briga pela vaga na Libertadores). Certamente teremos casa cheia, ingressos esgotados no meio de semana e é uma pena que o gramado do Engenhão esteja em péssima qualidade. Soma-se a isso tudo o fato dos dois times serem obrigados a jogar

sem seus melhores jogadores no momento, o Fred e o Ronaldinho, por causa de dois amistosos ridículos da Seleção Brasileira contra a Costa Rica e a seleção mexicana. Mas, cá para nós, o que se pode esperar dessa CBF de hoje? Bom senso? Nem pensar. A direção da CBF não está nem aí para a sua galinha dos ovos de ouro. Tanto faz ou tanto fez se prejudicar os clubes nesta hora decisiva. Vou logo dizendo: favorito nem pensar, mesmo porque os dois times vêm de grandes vitórias, dessas que “levantam cadáveres”. O Flamengo não terá Ronaldinho, Airton, Williams e talvez o Junior Cesar, desfalques importantes,

Diretor-Presidente e Jornalista responsável: Paulo Antônio Carneiro Dias Editora: Jaqueline Gomes

D

mas nesta hora a camisa vale muito. Por sua vez, o Fluminense só não tem o Fred. Em contra partida ninguém sabe o que Abel aprontará desta vez. Jogará “covardemente”, no erro do adversário, como vimos absurdamente contra o Atlético Paranaense (mesmo sabendo que tinha que vencer) ou aquele Abel que, surpreendendo todo mundo, colocou o time Tricolor para frente contra o Santos? Prefiro ficar em cima do muro. Recebi alguns e-mails de torcedores tricolores me perguntando se já não estava na hora do Deco começar uma partida como titular. Claro, considero o meia um fator de desiquilíbrio para o Flumi-

iário de Petrópolis 57 anos

Uma publicação da PJ Editora e Gráfica e Jornalística Ltda

Preço do Exemplar 3ª a sábado R$ 1,20 Domingo R$ 1,80 Atrasado R$ 2,50

Assinatura Trimestral Petrópolis R$ 80,00 Rio e outros R$ 160,00

Assinatura Mensal Petrópolis R$ 28,00 Rio e outros R$ 56,00

Assinatura Semestral Petrópolis R$ 152,00 Rio e outros R$ 304,00

nense nesta reta do campeonato. Abel tem medo (e que tricolor não tem) que ele se contunda novamente. Faz parte do jogo. Em suma: temos todos os ingredientes para assistirmos um Fla x Flu como nos bons tempos. Cada vez mais me convenço de que se a Copa fosse o ano que vem (e não estou vendo as coisas melhorarem para 2014) as chances da seleção brasileira chegar às finais são bem menores do que a maioria pensa. Só escuto o Mano Meneses e grande parte da imprensa dizer que ainda faltam dois anos para a Copa do Mundo. Pois é, há pouco tempo faltavam três. E tudo continua na mesma. Site: www.diariodepetropolis.com.br

E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Diretoria 2246-3807 Assinatura 2246-3807 Publicidade 2237-7849 Classificado 2246-3807 Redação 2235-7165

Rua Joaquim Moreira 106 Centro - Petrópolis - RJ Cep 25.600-000 CNPJ 02.424.864/0001-66

ABRAJORI - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS JORNAIS DO INTERIOR

As opiniões emitidas em artigos assinados não representam, necessariamente, o pensamento do jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores. Da mesma forma, as informações e opiniões nas colunas são de responsabilidade de seus titulares.


DORA KRAMER Sacrossanto ambiente

U

m escândalo não é menos escandaloso por ser local, ainda mais quando se refere a procedimentos assemelhados a episódios federais. O uso criminoso de emendas parlamentares. Um exemplo ocorre na Assembleia Legislativa de São Paulo, onde há um deputado (Roque Barbiere) afirmando e confirmando que “um bom grupo” de colegas vende as emendas a que têm direito para prefeituras e empreiteiras. Se acontecesse no Congresso Nacional já estaria mobilizando indignações. Além do deputado apareceu uma testemunha afirmando que em agosto de 2009 viu um ho-

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

QUINTA-FEIRA, 6 DE OUTUBRO DE 2011

mem entregar ao então deputado, hoje guitarrista, José Antônio Bruno, um maço de notas de R$ 100 dizendo ser “para a emenda”. Ele nega a acusação, mas suspeita que um assessor dele tenha feito parte do esquema. Só aí já são três a confirmar a existência de algo de podre. O caso veio ao conhecimento geral no mês passado, quando o Estado publicou entrevista dada pelo deputado Barbiere a um canal de internet no dia 10 de agosto, denunciando que cerca de 30% dos deputados estaduais de São Paulo vendem emendas. Um promotor de Justiça abriu inquérito, mas a Assembleia e o governo do Estado não se mexeram. Geraldo Alckmin exige,

antes, os nomes dos vendidos. Ou “camelôs”, conforme Barbiere se referiu a eles em nova entrevista em que reafirmou as acusações, anunciou que mandará tudo por escrito ao Conselho de Ética da Assembleia e avisou que sobre casos concretos só fala à Justiça. É um direito dele. Bem como seria um dever da Casa comparada a um “camelódromo”, onde “cada um vende de um jeito, cada um tem o seu preço”, e do governo estadual, de onde sai o dinheiro relativo às emendas ao Orçamento, procurar saber o que de fato se passa. Se há um caluniador à solta ou se há mesmo deputados negociando emendas com prefeituras e empreiteiras.

Essa história de cobrar precisão científica do denunciante é a expressão do velho truque para ganhar tempo a fim de que o caso caia no vazio antes que seja preciso perturbar a paz reinante no sacrossanto ambiente legislativo de maioria tucano-governista. Grave, a denúncia merece atenção. Para ser descartada ou levada adiante. Mas mais grave é a suspeita paralisia de suas excelências ante a possibilidade de a Assembleia de São Paulo estar servindo de valhacouto a vendilhões. Na teoria - Não deixa de ser pertinente e necessária a proposta em preparo na Casa Civil para regulamentação do teto salarial dos servidores federais. A ideia é definir em lei o que seriam exatamente “benefícios” que hoje permitem que em cada um dos Poderes existam salários que ultrapassem o valor legal máximo de R$ 26.700. Com a existência de supersalários principalmente no Judiciário e no Legislativo, a questão central é o destino do projeto em face da situação de gente com poder de pressão hoje aquinhoada com o privilégio.

3

É de se observar se o governo tem um plano para vencer resistências e eficácia à proposta ou se pretende deixar as coisas no terreno das boas intenções e desfrutar dos dividendos políticos. À moda da faxina que foi sem nunca ter sido. Nos autos - Com o argumento de que não se deve alimentar a polêmica a fim de preservar a decisão, foi interditado o debate sobre as funções do Conselho Nacional de Justiça. Além de adiadas duas vezes as sessões do Supremo Tribunal Federal para julgar ação que cassa prerrogativas do CNJ, o presidente do STF e a corregedora Eliana Calmon recusaram convite para falar no Senado. Quando a previsão era de vitória da ação, o Supremo queria votar Depois que a sociedade rejeitou, baixou a lei do silêncio. Depois o Judiciário reclama quando é apontado como um Poder fechado. Recaída - Dilma teve um momento Lula ao dar lições à União Europeia sobre como vencer a crise por meio “do estímulo ao crescimento econômico”.

CIDADE

Baninho e Gil Magno se desfiliam do PSB

Fotos: Alan Alonso

 Vinicius Henter viniciushenter@diariodepetropolis. com.br

Vereadores Samir Yarak e Paulo Igor durante sessão da Câmara

Função da Câmara para a cidade é tema de discussão  Vinicius Henter

A importância da Câmara para a cidade, a função dos vereadores e o que o Legislativo pode fazer para resolver os principais problemas do município foram discutidos na sessão de ontem da Casa. Após o vereador Silmar Fortes (PMDB) cobrar que a Câmara seja mais ativa em relação às cobranças da população, como a licitação para novas empresas de ônibus, o presidente da Casa, Paulo Igor (PMDB), e os vereadores Márcio Muniz (PSC) e Samir Yarak (PSC) argumentaram que “a função de executar é do Executivo, e não do Legislativo”, como disse Paulo Igor. Mesmo sendo da base governista, Paulo Igor admitiu que muitas das reclamações da população em relação a funções da prefeitura acabaram prejudicando a imagem da Câmara na sociedade. Em resposta às críticas de Silmar à Câmara, Paulo Igor sugeriu que os vereadores tranquem a pauta até que a prefeitura abra a licitação para o transporte. - Nós não podemos nos culpar se o Executivo é inerte, é lento. Na ânsia de querer fazer alguma coisa, alguns vereadores querem culpar a própria Casa. E não é assim que as coisas acontecem. Vamos para as ruas, fazer

manifestação nas portar de empresas, impedir que ônibus saiam às ruas, nos juntar à população. O que podemos fazer para as coisas acontecerem? Não vamos votar qualquer projeto do prefeito até que ele faça licitação? – questionou Paulo Igor. Quando Silmar iniciou o pronunciamento em que cobrou ações da Câmara, só havia os vereadores Samir Yarak e Vadinho (PSB) no plenário. - É muito triste esta ausência dos vereadores no plenário. É preocupante. Hoje se discute 15, 19 ou 21 vereadores, mas não é a quantidade, é a qualidade. A gente discute saúde superficialmente, educação superficialmente, transporte superficialmente. Isso me preocupa – disse Silmar. Silmar cobrou audiências públicas para que temas importantes para cidade tenham discussões aprofundadas, mas Samir discordou da proposta. - Já fizemos audiências públicas, mas não adiantou nada. Não somos do Executivo, não somos nós que executamos. Temos que legislar, fiscalizar. Alguma audiência resolveu alguma coisa? Só jogou para a plateia. Se tem que fazer alguma coisa, que se faça uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) – disse Samir Yarak.

Os vereadores Baninho e Gil Magno deixaram ontem o PSB oficialmente. Eles protocolaram o pedido de desfiliação nos diretórios regional e municipal do partido e no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), na Rua Dom Pedro I, no Centro. Os dois dizem que ainda estão conversando com partidos e políticos próximos para definir em que legenda ingressarão, mas o mais provável é que Gil Magno vá para o PHS e Baninho para o PSD, sigla hoje presidida em Petrópolis pelo ex-deputado estadual Ronaldo Medeiros. A data limite para filiação partidária é a próxima sexta-feira (7) para quem for disputar as eleições municipais de 2012. Os dois vereadores estão preocupados com a reeleição no ano que vem, então querem escolher uma sigla que represente mais chances de vitória no pleito do ano que vem. Gil Magno disse não descartar outros partidos, e Baninho admite a possibilidade de ir para o PMDB. - As conversas estão em andamento e devo me filiar em um novo partido na sexta-feira. Não posso ficar em

Os vereadores Baninho e Gil Magno protocolam a desfiliação do PSB no TRE de Petrópolis

coligação sem chance de me reeleger – disse Gil Magno. - Nós estamos conversando, tem uma grande chance (de ir para o PSD). Amanhã (hoje) vou ter uma reunião com o presidente Ronaldo Medeiros. Estou entre o PSD e o PMDB. Amanhã (hoje) já devo ter resposta – disse Baninho. Em abril, Baninho e Gil Magno foram expulsos do PSB pela Executiva muni-

cipal por terem votado, em outubro do ano passado, na eleição da Mesa Diretora da Câmara, em Paulo Igor (PMDB) para presidente, enquanto que o candidato do partido era o vereador Jorginho Banerj (PSB). No mesmo mês, os dois entraram com recurso no diretório regional, que teve efeito suspensivo, então eles continuaram no partido até que o caso fosse julgado, o que ainda

não aconteceu. - Não dava para ficar esperando, preso a um partido com risco do partido não nos dar legenda para as eleições do ano que vem. Esperamos até o último momento, mas não falaram nada – disse Baninho. - O diretório regional não cumpriu o prometido que era nos dar a resposta do caso. Até hoje não julgaram – disse Gil Magno.

Lei municipal que proíbe fumo em pontos de ônibus já vigora Já está em vigor a lei municipal nº 6.896, publicada no Diário Oficial do Município de 29 de setembro de 2011, que proíbe o consumo de cigarros, ou de qualquer outro produto fumígeno, nos pontos de ônibus de Petrópolis. A medida tem como principal objetivo combater o grande número de mortes ocasionadas pelo fumo. Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), cerca de sete não-fumantes brasileiros morrem por dia em decorrência da inalação da fumaça do cigarro. Além disso, sofrem diversos efeitos imediatos, como irritação nos olhos, manifestações nasais, tosse, cefaléia, aumento de problemas alérgicos, principalmente das vias respiratórias, e aumento dos problemas cardíacos, traduzida, em especial, pela elevação da pressão arterial e dor no peito. De acordo com a pesquisa realizada em conjunto com o Instituto de Estudos de Saúde Coletiva da UFRJ, de cada 1.000 mortes por do-

Arquivo

Ponto de ônibus na Rua Paulo Barbosa: fumo está proibido

enças cérebro-vasculares, 29 decorrem da exposição passiva à fumaça do tabaco. A proporção é de 25 para 1.000 quanto às doenças isquêmicas e de 7 para 1.000 mortes por câncer de pulmão. Os óbitos de mulheres são de 1,3 a 3 vezes mais elevados que os de homens. Das 2.655 mortes, 1.601 foram de mulheres. A faixa etária que registra maior ocorrência, tanto em homens quanto em mulheres,

é de 65 anos ou mais. - No caso específico dos pontos de ônibus, as pessoas precisam permanecer na fila, ou mesmo nos abrigos dos pontos, e não tem opção senão fumar passivamente, caso alguém resolva acender um cigarro ao seu lado – disse o vereador Silmar Fortes (PMDB), autor do projeto. Caso não seja cumprida, a lei prevê ao infrator advertência e até multa, a ser es-

tabelecida pelo Executivo. A prefeitura regulamentará a lei num prazo de 60 dias e é responsável por sua fiscalização. Para Silmar, a medida beneficia, notadamente, as grávidas, as crianças e os idosos, bem como todos os demais usuários do transporte público, que permanecem nos pontos e acabam inalando a fumaça em grande quantidade. - A medida é essencial para garantir a saúde pública, mesmo em ambientes abertos e semi-abertos, e minha preocupação é com o bem-estar e a vida saudável da população – disse Silmar. O projeto segue uma tendência global de cerco ao fumo, principalmente pelos males gerados não só aos fumantes, mas também a terceiros, conforme demonstram diversas pesquisas. Em Nova York, por exemplo, a proibição estende-se a todos os parques e praias, sem contar os prédios públicos e ambientes fechados, como bares e restaurantes.


4

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

57 anos

QUINTA-FEIRA, 6 DE OUTUBRO DE 2011

Taruíra

Teatro

O Grupo Taruíra volta a Itaipava No próximo sábado, 08, para uma apresentação para lá de especial: a comemoração de aniversário do Shopping Vilarejo, que completa 18 anos neste mês. O show tem início às 19h, com entrada gratuita.

No mês dedicado às crianças, Petrópolis recebe a comédia infantil “A Fábrica de Chocolate”, que será encenada dia 16 de outubro, às 16h, no Theatro D. Pedro. A peça conta com a participação da ex-paquita Gisele Dellaia.

socialmarise@yahoo.com.br

Alice e Gabriel Vencedora do prêmio Funarte de dramaturgia juvenil em 2005 com poemas de Ulisses Tavares e texto de Jaime Celiberto, a peça “Alice e Gabriel” é um manifesto contra a violência urbana, tendo como pano de fundo uma divertida e comediante história de amor. Temas fundamentais à adolescência como sexo, amizade, internet, preconceito, responsabilidade social, são abordados. O espetáculo, que chega à cidade no dia 11 de outubro, às 19h, no Theatro D. Pedro, tem no elenco os atores: Juliana Paiva (Ti ti ti - Rede Globo), Fernando (Passione e Morde Assopra – (Rede Globo), Thais Belchior (Vidas em Jogo - Rede Record) e o petropolitano Caique Nogueira (Colirio da Capricho e Apresentador da MTV).

0800 No feriado de 12 de outubro, Dia de Nossa Senhora Aparecida, o Museu Imperial terá uma programação especial para o público, principalmente o petropolitano. Além da entrada gratuita para visitação ao palácio – benefício concedido todas as quartas-feiras e último domingo do mês, pelo projeto “O Museu é nosso” –, moradores e nascidos na cidade terão direito a ingresso promocional para uma edição extra do Som e Luz. Também haverá atividades educativas para as crianças.

Música X Poesia No próximo dia 13, o escritor Gerson Valle falará, na Academia Brasileira de Poesia, sobre: “Afinal, letra de música é ou não poesia?”. Na oportunidade, o músico Marco Aureh apresentará uma canção feita em parceria com o palestrante. O evento ocorre às 19h, na Casa Cláudio de Souza.

Gustavo Wider O escritor Gustavo Wider, membro da Academia Brasileira de Poesia e da Academia Petropolitana de Letras lançará, muito em breve, seu novo livro "Cem Crônicas Escolhidas e Mais Algumas", com prefacio de Christiane Michelin. O lançamento acontecera na Casa de Claudio de Souza em data a ser confirmada.

BODAS DE PRATA. Mais uma turma de alunos do Colégio Santa Isabel comemora 50 anos de formatura no Curso Normal. Segundo Vera Abad e Regina Adão, elas se reúnem para uma Missa de Ação de Graças no próximo sábado, 15, Dia do Professor, na Capela do Colégio. A foto foi tirada durante uma excursão de formatura à São Paulo, na Academia Militar das Agulhas.

Ilusionismo em Itaipava O Ilusionista Gustavo Vierini estará realizando três espetáculos no mês de outubro no Shopping Estação Itaipava. Cada espetáculo contará com números exclusivos e novidades diretamente da Argentina. Os espetáculos foram elaborados para que toda a família participe e se encante. Contaremos com a participação exclusiva de Bob - O Bombeiro! As apresentações ocorrem nos dias 12 e 29 deste mês, às 18h, na Estrada União e Indústria - 11.000. Entrada Gratuita. Informações: www.vierini.com.br ou (21) 9442-1629.

HOMENAGEM. Alunos do 1º período de Marketing da Faculdade Celso Lisboa fizeram uma festa surpresa para sua professora, a jornalista petropolitana Carla Coelho, que ministra “Comportamento do Consumidor” e dá aulas quase quatro horas de aula diretas por semana para a turma. Justa homenagem, parabéns!

Pão francês - R$ 5,99kg (somente no balcão) Entrega em domicílios

Rua Epitácio Pessoa, 100 (atrás dos Correios) Centro - Petrópolis - RJ Tel. 2231-2160

Direitos Autorais Registro de Músicas Livros Eventos Culturais Agente: Domingos Capistrano Operando no Mercado a 32 anos

Tels.: (24) 2237-3210 (24) 9832-0327 Petrópolis - RJ (22) 9907-4947 Cabo Frio - RJ


quinta-feira, 6 de outubro de 2011

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

5

cidade

Sem negociação, greve dos Correios continua O Sindicato dos Trabalhadores da Empresa de Correios e Telégrafos do Rio de Janeiro (Sintect-RJ) não aceitou a proposta acordada entre a Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) e o comitê de negociação da categoria e decidiu por manter a greve. De acordo com o secretário do Interior do Sintect-RJ, Leônidas Silva, que atua no Centro de Distribuição de Itaipava, a decisão inclui o município de Petrópolis. Para hoje de manhã está prevista uma assembléia geral entre os profissionais de Petrópolis e, em seguida, um ato de esclarecimento à população acontece em frente ao prédio dos Correios, na Rua do Imperador. O acordo previa, entre outras questões, que os grevistas abrissem mão de receber

o abono de R$ 500 e aceitar o ganho real de R$ 80 a partir do mês de outubro, sendo que a proposta dos grevistas era de receber retroativo ao mês de agosto. - A questão que fez com que rejeitássemos mais o acordo foi a dos dias parados que a empresa quer descontar. Os Correios preferiram gastar mais com a greve do que com o funcionário, já que estão pagando multa e tendo prejuízo. Mas tivemos até avanço, como a garantia de contratação de funcionário – declarou Leônidas Silva. De acordo com ele, 70% do pessoal da área operacional dos Correios em Petrópolis estão em greve. - Agora se aproximou de um milhão de objetos deixados de ser entregues. A empresa diz que apenas 20%

Fotos: Alan Alonso

aderiram, mas tem muita coisa parada. Vamos fazer esse ato, já que a greve vai continuar, para explicar para a sociedade o nosso movimento – declarou. Até o fechamento desta edição, 15 dos 35 sindicatos do país já tinham rejeitado a proposta. Bancários sem previsão para fim da greve A greve dos bancários também continua. Em Petrópolis, 70% da categoria aderiu ao movimento, que completa hoje nove dias. De acordo com o Sindicato dos Bancários de Petrópolis, a greve é por tempo indeterminado devido a falta de apresentação de uma nova proposta por parte dos bancos.

Haverá uma assembleia da categoria e logo após os carteiros fazem protesto na agência central

Movimento maior nos caixas eletrônicos causado pelas paralisações

A socorrista Elisângela não efetuou o pagamento das contas

Quem não se apressou em pagar as contas antes do dia 5 enfrentou filas nos caixas eletrônicos. Ontem, os terminais de auto-atendimento tiveram maior movimento, já que, além de ser uma data muito comum para recebimento de salário e de pagamento de contas, a população está enfrentando duas greves – a dos carteiros e a dos bancários. O servente Roberto Francisco de Souza, de 58 anos, não conseguiu sacar o cheque recebido por um trabalho prestado a uma firma. Como ele não tem conta em banco algum, só pode sacar o valor na boca do caixa. - Não resolvi nada e disseram que eu tenho que esperar o banco sair da greve para

Roberto não sacou o cheque

conseguir o dinheiro. Não sei o que vou fazer se isso continuar – explicou. A socorrista Elisângela Fragoso, de 36 anos, não efetuou o pagamento das contas também pelo fato dos bancos

estarem em greve. - Na terça-feira fiquei muito tempo esperando e hoje fiquei meia hora. Ainda não consegui pagar nada porque dependo de resolver um problema que tive com uma transferência para poder pagar. O que acontece depois? O consumidor é quem paga, com os juros – disse. Mesmo quem não receber os boletos por correspondência, não está isento dos juros e multas, caso deixe de fazer o pagamento até o dia do vencimento. Por isso, é importante entrar em contato com as empresas para requerer a fatura por e-mail, ou código de barras via mensagem de texto no celular ou pagar no próprio estabelecimento comercial.

- Caso entre em contato e não consiga receber o boleto e a empresa aja de má fé, o consumidor não será penalizado e poderá contestar os juros, mas é importante mostrar que está disposto a pagar. Comprovando isso, a empresa não poderá cobrar nada a mais – declarou o coordenador do Procon Petrópolis, Júlio Pesenti Ramos. Em relação às encomendas, o cidadão deverá se dirigir ao Centro de Entrega de Encomendas (CEE), na Mosela, para fazer a retirada do produto. Se não estiver no local, deverá entrar em contato com a empresa que deverá disponibilizar outro meio de entrega, como, por exemplo, por meio de ônibus interestaduais ou intermunicipais.

Colisão entre ônibus e motocicleta fere rapaz Caso Stefanini Freitas: boatos atrapalham Um acidente entre um ônibus e uma moto, na manhã de ontem, deixou uma pessoa ferida na Rua Hívio Naliato, no Cascatinha. Diego Araújo, de 28 anos, perdeu o controle da motocicleta e chocouse contra o coletivo. Ele foi socorrido pelos bombeiros e encaminhado ao Hospital Santa Teresa, onde passou por cirurgia ao longo da tarde. O jovem sofreu fratura exposta em uma das pernas e fratura no braço. Segundo informou a unidade, o quadro dele não apresenta risco de morte e por isso logo após o procedimento ele iria para o quarto. De acordo com informações passadas pela Guarda Municipal, Diego estava em alta velocidade e não possuía carteira de habilitação. Por causa da colisão,

Ivan Castelo Branco

Homens da CPTrans foram ao local para registrar a ocorrência

houve inversão de mão para a passagem dos veículos. O ônibus e a moto só puderam ser

removidos após a conclusão da perícia, procedimento padrão quando existem vítimas.

Boatos com pistas mentirosas envolvendo o desaparecimento da estudante Stefanini Freitas da Conceição, de 18 anos, estão atrapalhando a investigação da polícia. Ontem, segundo o pai dela, o segurança Celso da Conceição, depois de uma ligação feita para a 105ª Delegacia, policiais chegaram a ir até a casa dele confirmar uma falsa informação. Do outro lado da linha, a pessoa avisava que a jovem havia sido encontrada e estaria em casa, no Sítio Monte Florido, na Estrada da Saudade. Em outra denúncia, foi informado que a vítima estava sendo mantida em cativeiro em uma casa na comunidade 24 de Maio. - Tem várias pessoas espalhando diversos boatos mentirosos pela cidade. A especulação está crescendo muito, cada vez mais, e isto

está atrapalhando as investigações. Hoje (ontem) a viatura veio aqui à toa – explicou o pai. Ainda ontem, outra viatura foi até a casa indicada na 24 de Maio, mas não encontrou nada, nem ao menos sinais que alguém havia passado por ali recentemente. A família ainda continua sem saber o que aconteceu com a jovem. Denúncias de suspeitos chegaram à Polícia Militar, mas nenhuma foi comprovada. Stefanini está desaparecida desde a manhã da última sexta-feira. Na ocasião, ela saiu de casa com uniforme da escola Irmã Cecília Jardim, calça jeans clara e bolsa cinza e seguia para o colégio. Para chegar ao ponto de ônibus, ela precisava passar por um caminho deserto. A suspeita é algo tenha acontecido neste trajeto, já que ela não chegou

a embarcar no coletivo. Buscas feitas pelo Corpo de Bombeiros foram realizadas no dia do sumiço da jovem, que chegou a contar com a ajuda de cães farejadores, da Cruz Vermelha, da Guarda Municipal, da Polícia Militar e da Polícia Civil. Alguns objetos pessoais – um brinco, um pincel de maquiagem e um anel – foram encontrados pelo pai e o namorado da jovem no caminho de casa, na primeira curva após uma gruta no Sítio Monte Florido no dia do desaparecimento. Diariamente, a jovem percorria sozinha, aproximadamente 700 metros de casa até o ponto de ônibus, num caminho deserto, sem iluminação pública, cercado por mata fechada e passando em frente a uma construção abandonada, para ir ao colégio.

Loja da Leader será inaugurada no sábado A loja de departamentos Leader, uma das maiores redes varejistas do país, será inaugurada neste sábado em Petrópolis. As obras, em um antigo estacionamento da Rua Paulo Barbosa, que duraram cerca de 4 meses, já estão em fase de acabamento. Ao todo serão, em princípio, cerca de 60 funcionários e todas as vagas já foram preenchidas. A inauguração será a partir das 9h30. Prevista para acontecer apenas no dia 13, com a antecipação, quem ainda não comprou presente de Dia das Crianças para os filhos poderá aproveitar e conhecer o departamento infantil da loja, apenas um dos vários que a Leader possui. Além dele, há também o de moda feminina, masculina, lingerie, calçados, bolsas e acessórios, brinquedos, cama, mesa e banho e utilidades para

A Loja fica na Paulo Barbosa

o lar. A loja funcionará em dois pavimentos e também contará com equipamentos

modernos e escada rolante para garantir acessibilidade, mobilidade, conforto e segurança aos clientes. Com a inauguração em Petrópolis, a Leader passará a contar com pelo menos 46 unidades espalhadas por oito estados. Fundada em 1951, o bazar Leader desenvolveuse até dar origem a uma das maiores redes varejistas do país que, em 2010, fez com que a empresa tivesse um aumento de 17% da vendas em relação a 2009, registrando o maior faturamento entre as lojas do segmento que publicam seus balanços. De carona no crescimento da classe média, os executivos da empresa revelam o desejo de dobrar de tamanho em quatro anos. Somente no ano passado, 7 unidades foram abertas. Já nesse ano, a previsão é de que 15 lojas sejam inauguradas.

Elas acreditam que podem voar, são invisíveis e têm força infinita. Mas ainda precisam de você na hora de se defenderem.

Disque Criança da Alerj

0800 023 0007

www.alerj.rj.gov.br


6

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Agenda Cultural

marciosalerno@diariodepetropolis.com.br

Na TV a cabo INSTITUTO OMAR CARDOSO

HORÓSCOPO Áries - (21/03 a 20/04) ÁRIES Uma fase que poderá beneficiá-lo nas questões pessoais, íntimas e familiares, porque o momento astral o eleva em quase todos os sentidos. Pode demorar, mas conseguirá o que está pretendendo.

Touro - (21/04 a 20/05)

Seja mais otimista, mas em demasia é prejudicial. Portanto, faça tudo dentro de suas reais possibilidades e não se deixe influenciar por pessoas muito falantes. Fará amizades e progredirá profissionalmente.

Gêmeos - (21/05 a 20/06)

Mantenha-se calmo e tranquilo ao invés de ficar nervoso e inquieto por qualquer coisa que possa não lhe agradar. Saiba, pois, que está vivendo uma fase bastante positiva.

Câncer - (21/06 a 22/07)

O sucesso que obtiver será repetido nos próximos dias, pois terá a colaboração de amigos, conhecidos e pessoas bem situadas financeiramente. Fará viagens agradáveis que redundarão em lucros.

Leão - (23/07 a 22/08)

Bons prenúncios. Este dia lhe trará êxito. Não perca tempo com minúcias. Arrisque-se em projetos mais audaciosos mesmo que os outros não acreditem. Com senso e objetividade atingirá sucesso.

Virgem - (23/08 a 22/09)

Bom ganho de dinheiro proporcionado pelo esforço em seu trabalho, negócios iniciados há muito e as funções públicas. Todavia, tome cuidado com perigos de acidentes provocados por produtos inflamáveis e corrosivos.

Libra - (23/09 a 22/10)

Suas possibilidades de êxito estão aumentadas neste dia. Pode conseguir grande progresso em muita coisa agora. Confie nas pessoas que o cercam. Determinação e coragem em tudo o que empreender.

 Escorpião - (23/10 a 21/11) Boas relações com parentes, vizinhos e amigos, poderão ser esperadas para hoje. Pode solicitar favores e necessitar de ajuda para colocar em prática novas ideias. Êxito profissional e financeiro.

Sagitário - (22/11 a 21/12)

Com tato e inteligência, seu êxito será total, nesta fase, principalmente no trabalho e na vida social. Momentos felizes no casamento e no namoro e para tratar de seus interesses financeiros.

 Capricórnio - (22/12 a 20/01) Cuidado com a vida conjugal. Benéfica influência astral para tratar de questões sociais pendentes, para lucrar em negócios iniciados anteriormente e a sua prosperidade profissional. Evite brigas com os inimigos.

Aquário - (21/01 a 19/02)

Trate de seus assuntos pessoais e financeiros com o máximo de cuidado nesta fase, pois qualquer erro poderá lhe acarretar prejuízos. Ótimo para reuniões em família, para fazer novas amizades, para trabalho em equipe e viagens.

 Peixes - (20/02 a 20/03) Indecisão para tomar atitudes. Pensamentos pessimistas, sem razão de ser. Procure animarse. Conte com a compreensão do ser amado. Nervosismo exagerado. Pense mais no que fará hoje.

SINUSITE? cloreto de sódio

Alívio contra a sinusite SINUSTRAT É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO

SINUSTRAT DESCONGESTIONANTE NASAL - Composição: Cloreto de Sódio. Medicamento de Notificação Simplificada RDC Anvisa n° 199/2006. AFE n° 1.00174-0. Indicação: fluidificante e descongestionante nasal. Contraindicação: hipersensibilidade individual aos componentes da formulação. SINUSTRAT DESCONGESTIONANTE NASAL ADULTO - Composição: Cloreto de Sódio.Reg. M.S 1.0174.0034.008-3. Indicação: fluidificante e drenador das secreções nasais e paranasais e redutor da obstrução nasal, em casos de resfriados, rinites e sinusites agudas ou crônicas. Contraindicação: hipersensibilidade individual aos componentes da formulação.

Vodu é tema explorado em dois bons filmes no TCM Se você tem TV a cabo e gosta de filmes de suspense, aproveite para conferir duas raridades, ambas dedicadas ao mundo sombrio da prática do Vodu. Hoje, às 22h, será exibido “I Walked With a Zombie”, de Jacques Tourneur, filme dos anos 40 que, apesar da tradução em Português, “A Morta-Viva”, é bem mais rico em criatividade do que o título leva a imaginar. Em preto-e-branco, “I Walked With a Zombie” conta a estória de uma enfermeira que é contratada para tomar conta da mulher de um rico fazendeiro no Haiti. Só que a moça em questão é vítima de Vodu e não tem vontade própria, sendo um boneco nas mãos de quem a enfeitiçou. Caberá à enfermeira tirá-la do transe, não sem várias reviravoltas e surpresas na trama. Amanhã, mesmo horário e canal, passa “A Serpente e o Arco-Íris”, de Wes Craven, cineasta mais lembrado por

“I Walked With a Zombie”, filme raro de Jacques Tourneur

seus filmes de terror ‘hardcore’, como a série “Hora do Pesadelo”. Mas, aqui, ele se baseia no livro homônimo do antropólogo Wade Harris, que esteve anos no Haiti, estudando a prática do Vodu, e percebendo como governantes locais o usavam para incutir medo na população. São dois filmes inco-

muns e bastante interessantes, sobre um tema não muito conhecido, mas que merece ser pesquisado, até por sua ligação com a política. Agora, só falta o TCM voltar um pouco mais no passado e desencavar “London After Midnight” para os aficionados em pérolas da tela que estão quase esquecidas.

Na cidade

Teatro e dança serão atrações hoje e amanhã no D. Pedro Hoje, às 20h, será apresentado “O Vendedor de Sedas” no Theatro D. Pedro, censura livre, ingressos a R$ 30. O espetáculo conta a história de um indiano vendedor de sedas, que em uma das suas viagens, encontra um acampamento cigano em festa para o casamento de filhos de clãs importantes. O vendedor de sedas se apaixona pela cigana que iria se casar e, fogem pelo mundo afora, assumindo grandes consequências.A realização é do Grupo Darah Rany. Amanhã, às 20h, também no Theatro D. Pedro, tem “Rindo com o Corpo”, censu-

PLANETA DOS MACACOS - A ORIGEM – Censura 12 anos – com James Franco – Horários: 17h20 todos os dias, exceto 2ª feira – Sessão extra sexta e sábado, 21h45 Planeta dos macacos - A origem, combina uma narrativa fantástica com o próximo salto da tecnologia de efeitos visuais, obtendo como resultado um filme com uma textura de ação e emoção inédita. A arrogância do Homem deflagra uma cadeia de acontecimentos que leva os símios a ter um outro tipo de inteligência e a desafiar nosso posto de espécie dominante no planeta. Caesar, o primeiro símio inteligente, é traído pelos humanos e se revolta passando a liderar a incrível corrida de sua espécie rumo à liberdade e ao inevitável confronto com o Homem. COWBOYS E ALIENS – Censura 12 anos – com Daniel Craig – Horários: 15h e 19h25, todos os dias, exceto 2ª feira Em 1873, no Arizona, um estranho sem lembranças chega na desértica cidade de Absolution. A única referência ao seu passado é um misterioso grilhão em um dos seus pulsos. O que ele descobre é que a população de Absolution não gosta de forasteiros, e ninguém na cidade se move sem a permissão do intransigente Coronel Dolarhyde. É uma cidade que vive com medo. Mas Absolution está prestes a experimentar um medo que mal compreende, quando a cidade é atacada por saqueadores do espaço. Avançando com luzes cegantes e abduzindo incautos com velocidade insana, esses monstros desafiam tudo o que os residentes conhecem. Agora, o estranho que eles rejeitaram é a única esperança de salvação. Ingressos: terças e quartas ingresso promocional a R$ 6 para todos (exceto feriados). Preço de ingressos as quintas e sextas - inteira R$ 14 e meia R$ 7. Preço de ingressos aos sábados e domingos - inteira R$ 16 e meia R$ 8.

SALA 1 AMOR A TODA PROVA – Censura 12 anos – Horários: 14h e 18h45 Comédia romântica, estilo amor adolescente.

A dança será destacada amanhã, no palco do Theatro D. Pedro

ra livre, ingressos a R$ 20.A Art School Dance Company estreia seu 9º espetáculo de dança, trazendo ao público, coreografias divertidas que prometem agitar a plateia.

Composto de 20 Bailarinos do Rio de Janeiro e de Petrópolis, a Companhia esteve presente, este ano, no Festival de dança de Joinville. A direção é de Thiago Farinha.

Especial

Bem Cultural se veste de rosa para somar forças

Dia das Crianças conta com eventos na 16 de Março sábado

veu encampar a idéia que é de suma importância não somente para as mulheres, mas para todas as famílias, afinal, a prevenção é o melhor caminho para uma nação Haverá outras atrações no programa hoje, como uma entrevista com os organizadores do Senso Incomum III, que acontece neste domingo na Praça do Sakete, Centro, outra com a banda Tuc-Tuc e ainda outra, com a Associação de Cervejeiros Artesanais de Petrópolis.

Música

Grupo Taruíra se apresenta neste sábado em Itaipava O Grupo Taruíra volta a Itaipava neste sábado, para uma apresentação para lá de especial: a comemoração de aniversário do Shopping Vilarejo, que completa 18 anos neste mês. O show tem início às 19h, com entrada gratuita. O Taruíra não poderia ficar de fora dessa festa. Ao longo dos últimos quatro anos, o grupo estabeleceu fortes vínculos com o shopping, marcando presença constante

CINE ITAIPAVA Est. União & Indústria, 11.000 Itaipava

CINE BAUHAUS R. Dr. Nelson de Sá Earp, 89 Shopping Center Bauhaus Centro

Na telinha

O programa de TV Bem Cultural, produzido e apresentado por Catarina Maul na TV Vila Imperial, canal 19, vai ao ar hoje, a partir de 16h. Todo o cenário foi cuidadosamente preparado e vestido de rosa, para somar forças à campanha de prevenção ao câncer de mama, de cunho mundial. Como em Petrópolis o Outubro Rosa conta com a parceria de várias palestras, shows, eventos, caminhada, entre outras iniciativas, o Bem Cultural também resol-

promoção de terça a domingo: todas as pessoas pagam meia entrada.

nos eventos promovidos no Vilarejo e levando para lá um dos carnavais mais animados da região. No repertório do show estarão composições já consagradas de Maurice Ravel, Pixinguinha e Jacob do Bandolim, passando pela obra de compositores como Tom Jobim, Hermeto Paschoal e Guerra Peixe. Canções de autoria própria, como “A Pasta do Carlinhos”, também vão colocar o público para dançar.

A Rua 16 de Março comemora o Dia das Crianças, neste sábado, com uma série de eventos para a garotada. A Noel Consultoria em Turismo e Eventos e os lojistas participantes do Calendário de Eventos Temáticos convidam as crianças para participar das atrações gratuitas que vão animar a parte da tarde, de 13 às 18 horas, trazendo alegria e encantamento por quem passear pela Rua. De 13h às 17h tem pintura facial e escultura de bolas - grupo de animadores “Algodão Doce” vai dar conta de entreter a garotada ensinando a fazer várias esculturas em bolas de gás, além da pintura facial com desenhos coloridos e divertidos. De 14h às 18h as Bisbilhotecárias vão encantar a criançada com sua presença amorosa e suas histórias interessantes - duplas de bonecas estarão pela Rua 16 de Março distribuindo beijos, abraços e mensagens às famílias. De 15h às 17h tem talentos Mirins do Espaço Cultural Arte na Avenida se apresentam em homenagem ao Dia das Crianças - alunos de Ballet Clássico e Jazz da Profª Aline Starck, alunos de Dança de Rua do Prof. Tiago Farinha e alunas do Curso de Teatro Infantil da Profª Fátima Coutinho se apresentarão em dois horários e locais: 15h na Rua 16 de Março, 349 e 16h30 no número 80.

CONAN, O BÁRBARO – Censura 16 anos – com Stephen Lang – Horários: 16h20 e 21h10 Volta às telas o bárbaro das ‘pulp fictions’ e das histórias em quadrinhos, depois de ter sido encarnado por Arnold Schwarzenegger, no início da década de 80. SALA 2 PREMONIÇÃO 5 – Censura 16 anos – com Tony Todd – Horários: 15h40, 17h30, 19h20 e 21h20 Um homem tem a premonição de que ele e um grupo de colegas de trabalho irão morrer em um grave acidente em uma ponte suspensa. Todos escapam, só que isto vai de encontro ao que a morte previa. Desta forma estranhos eventos acontecem com cada um deles, de forma a matá-los. Preços: Segunda é dia de cinema. Ingressos a R$ 3 em todas as sessões. Terça a quinta (exceto feriados): Sessões iniciadas até 15h59min Inteira: R$ 10 (meia: R$ 5). Após 16h inteira: R$ 12 (meia: R$ 6). Sexta a domingo e feriados: Sessões iniciadas até 15h59min inteira: R$ 12 (meia R$ 6) Após 16h inteira: R$ 14 (meia R$ 7). Lembrando que estamos com uma promoção de terça a domingo: todas as pessoas pagam meia entrada. SALA 2 PREMONIÇÃO 5 – Censura 16 anos – com Tony Todd – Horários: 15h, 17h, 19h e 21h Um homem tem a premonição de que ele e um grupo de colegas de trabalho irão morrer em um grave acidente em uma ponte suspensa. Todos escapam, só que isto vai de encontro ao que a morte previa. Desta forma estranhos eventos acontecem com cada um deles, de forma a matá-los. Preços: Segunda é dia de cinema. Ingressos a R$ 3 em todas as sessões. Terça a quinta (exceto feriados): Sessões iniciadas até 15h59min Inteira: R$ 10 (meia: R$ 5). Após 16h inteira: R$ 12 (meia: R$ 6). Sexta a domingo e feriados: Sessões iniciadas até 15h59min inteira: R$ 12 (meia R$ 6) Após 16h inteira: R$ 14 (meia R$ 7). Lembrando que estamos com uma

Filmes na TV BELAS & MIMADAS – GLOBO – 15H55 – COM ALYSON MICHALKA Duas irmãs gêmeas vão trabalhar na fazenda do pai, que está ameaçada de ser fechada pelo Receita Federal. Elas vão se unir para trabalhar em conjunto e evitar o fechamento.

TOP CINE HIPERSHOPPING ABC Rua Teresa, 1415 / 2º piso Alto da Serra – Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br SALA 1 PLANETA DOS MACACOS – a origem – Censura 12 anos – com James Franco – Horários: 16h10 e 20h50 2ª feira – dia 03 – não haverá sessão CONAN – o bárbaro – Censura 16 anos – com Ron Perlman – Horários: 18h20 2ª feira – dia 03 – não haverá sessão A trama conta a história de Conan, o cimério, e suas aventuras através do continente de Hibórea em busca de vingança pelo assassinato de seu pai e a destruição de sua vila. No elenco estão Jason Momoa, Rachel Nichols, Stephen Lang, Rose McGowan, Bob Sapp, Ron Perlman e Leo Howard. SALA 2 OS SMURFS – Censura livre – Horários: 16h 2ª feira – dia 03 – não haverá sessão Gargamel e seu gato Cruel enfim encontram onde fica a pacata vila encantada dos Smurfs, graças a um descuido de Desastrado. Eles invadem o local, o que provoca uma debandada dos Smurfs. Desastrado segue o caminho errado e, devido a ser noite de lua azul, se vê diante de um portal mágico. Ele, Papai Smurf, Smurfette, Gênio, Ranzinza e Corajoso entram no portal, para escapar das garras de Gargamel. MISSÃO MADRINHA DE CASAMENTO – Censura 14 anos – com Maya Rudolph – Horários: 18h e 20h30 2ª feira – dia 03 – não haverá sessão Lillian vai se casar e convida a amiga Annie para ser sua madrinha. Ela, que enfrenta problemas profissionais e amorosos, resolve se dedicar à função de corpo e alma. Só que, logo no primeiro evento organizado, Annie conhece Helen, uma bela e rica mulher que quer ser a nova melhor amiga de Lillian. As duas logo passam a disputar a proximidade da amiga, assim como o posto de organizadora do casamento e demais eventos pré-nupciais. TOP CINE HIPERSHOPPING MERCADO ESTAÇÃO Rua Paulo Barbosa, 310 / 1º piso Centro - Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br SALA 1 SEM SAÍDA – Censura 14 anos – com Lily Collins – Horários: 14h50, 16h50, 18h50 e 20h50 2ª feira – dia 03 – não haverá sessão Nathan descobre, sem querer e com a ajuda de Karen, que sua foto estava num site de crianças desaparecidas. Desconfiado de seus pais, ele resolve investigar o que poderia ter acontecido, mas de uma hora para outra todos que estão a sua volta começam a morrer e sua vida também está em jogo. Agora, ele enfrenta uma corrida contra o tempo para descobrir quem quer acabar com ele e porquê. SALA 2 PREMONIÇÃO 5 – Censura 16 anos – com Tony Todd – Horários: 15h, 17h, 19h e 21h 2ª feira – dia 03 – não haverá sessão SALA 3 LARRY CROWNE – o amor está de volta – Censura 10 anos – com Tom Hanks – Horários: 16h, 18h20 e 20h40 2ª feira – dia 03 – não haverá sessão Larry Crowne trabalha há anos em uma loja, onde já foi escolhido por nove vezes como o funcionário do mês. Um dia, para sua surpresa, ele é demitido por não ter curso superior. Precisando recomeçar do zero, ele resolve se matricular na faculdade. Um dos cursos que realiza é o de oratório, ministrado por Mercedes Tainot, que está desanimada devido ao desinteresse dos alunos por sua matéria. A vida na faculdade faz com que Larry ganhe novos amigos, mude seu estilo de vida e se aproxime, cada vez mais, de Mercedes.


quinta-feira, 6 de outubro de 2011

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

7

cidade

Wagner anuncia emenda “polêmica” sobre ônibus n Vinicius Henter viniciushenter@diariodepetropolis. com.br

O vereador Wagner Silva (PPS) se pronunciou ontem, na sessão da Câmara, sobre as críticas recebidas do líder do governo na Casa, Márcio Arruda (PMDB), na terçafeira (4). Wagner afirmou que ainda considera Arruda um amigo e que entende que as críticas foram motivadas pela derrota do governo na votação de um projeto de esportes na Câmara na semana passada. Como lembrou Wagner, na votação de uma emenda à Lei Orgânica do Município (LOM) sobre investimentos do município em espaços esportivos privados e o uso privado de espaços públicos, Arruda não conseguiu convencer os demais vereadores a votarem contra uma emenda que determina que cada investimento do município ou cessão de espaços públicos passe pela Câmara. Só Márcio Arruda votou

contra a emenda proposta por Wagner. - O que mais contrariou o Márcio Arruda foi o 12 a 1. Poderia ter sido 14 a 1, se Dudu e Damaceno estivessem na sessão – disse Wagner. O vereador do PPS afirmou ainda que apresentou a emenda para garantir “a transparência desta Casa” e que apresentará novas emendas a projetos do governo. Sem entrar em detalhes sobre a matéria, ele deu a entender que fará proposta para que reajustes de tarifas de ônibus passem pela Câmara, o que hoje não ocorre. - O Legislativo tem que estar seguro do que faz. Eu vou continuar fazendo emendas. Tem até uma que será polêmica sobre os transportes, que vai impedir que ocorra novamente aquele aumento de passagem sem que a Câmara soubesse (em 2010, o reajuste de R$ 2,20 para R$ 2,50 sem os vereadores serem comunicados gerou reclamações na Casa) – disse. Ascom/PMP

3 mil vagas na educação com salários de até R$ 1.646,07 A partir de hoje, professores interessados em integrar o quadro permanente do magistério estadual poderão se inscrever no site www. ceper.rj.gov.br, da Fundação Ceperj (Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio de Janeiro), organizadora do concurso promovido pela Secretaria de Estado de Educação. São 3.321 vagas distribuídas por vários municípios e formação de cadastro-reserva para professor I com carga de 16 horas semanais e para o novo cargo de professor I com jornada de 30 horas semanais. Os vencimentos são de R$ 877,91 e R$ 1.646,07, respectivamente. O edital e seus anexos serão publicados no Diário Oficial do Estado e estarão disponíveis no portal da Fundação. O diretor de Concursos e Processos Seletivos da Ceperj, Marcus São Thiago, lembra que no total de vagas oferecidas estão incluídos os 20% destinados a negros e índios – conforme o Decreto Estadual nº 43.007 assinado

pelo governador Sérgio Cabral – e os 5% reservados aos portadores de deficiência. Ele também alerta os professores interessados no sentido de não deixarem suas inscrições para os últimos dias, evitando possível congestionamento na rede e perda do prazo, que termina em 6 de novembro. O secretário de Estado de Educação, Wilson Risolia, explicou o motivo da criação do novo cargo para professor I com jornada de trabalho de 30 horas semanais: - Serão vagas a serem preenchidas no próximo ano letivo. A medida tem como objetivo fidelizar o professor. O aumento da carga horária vai permitir maior convívio do professor com os estudantes e maior articulação com a comunidade escolar – disse o secretário. As 3.321 vagas estão assim distribuídas: 1.930 para professor docente I com carga de 16 horas semanais, nas disciplinas de Biologia (30), Artes (322), Ciências (129), Espanhol (duas), Filosofia (718), Inglês (89) e Sociologia (640). Educação

Física e História têm cadastro-reserva. Para professor I com carga de 30 horas semanais são 1.391 vagas, nas disciplinas de Física (395), Geografia (525), Matemática (223) e Química (248). Português tem cadastro de reserva. Para participar do concurso, os candidatos precisam comprovar licenciatura plena na disciplina específica e registro no Conselho Regional de Classe. Este concurso público da Secretaria de Educação constará de prova objetiva, a ser aplicada em 18 de dezembro, e avaliação de títulos, cujos documentos deverão ser entregues no mesmo dia. Os exames serão realizados em 12 municípios: Rio de Janeiro, Niterói, Vassouras, Volta Redonda, Nova Iguaçu, São Gonçalo, Duque de Caxias, Belford Roxo, Itaperuna, Campos dos Goytacazes, Petrópolis e Nova Friburgo. Por isso, o candidato, ao se inscrever, deverá optar pelo cargo e pela cidade de sua preferência para futuro exercício e pelo tipo de vaga, apon-

tando se concorre às vagas de ampla concorrência, às reservadas a negros e índios ou às destinadas a pessoas com deficiência. A taxa custa R$ 40 para professor 16 horas e R$ 65 para professor 30 horas, podendo ser pagas em qualquer agência bancária, preferencialmente no Banco Itaú, e obrigatoriamente por meio do boleto específico emitido após o preenchimento da ficha online, sendo o único meio aceito. A inscrição só será efetivada após a instituição bancária confirmar o pagamento da taxa. O diretor Marcus São Thiago também lembra que o candidato deverá se certificar de que sua inscrição foi efetuada pela internet depois de seis dias úteis após o pagamento do boleto bancário. Caso não tenha sido, a pessoa deverá comparecer ao posto de atendimento na sede da Fundação, entre 10h e 16h, levando o boleto pago e a ficha de inscrição impressa. Outra opção é enviar os documentos por fax, para o telefone (21) 2334 7130.

Festa de São Pedro de Alcântara terá início no dia 15 de outubro

Funcionário da Comdep após exame médico e odontológico

Funcionários da Comdep terão atividades de saúde Durante o mês de outubro, os temas qualidade de vida e saúde estarão ainda mais presentes no cotidiano da Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep). Dos 1.362 funcionários, 90% devem aderir às atividades: palestra e exames médico e odontológico. A iniciativa é uma das realizações do setor de assistência social da entidade, com o objetivo de aumentar o bem-estar, a autoestima e o vigor dos colaboradores. Os trabalhos são realizados em parceria com o Hospital Adventista Silvestre, do Rio de Janeiro, que fornece equipamentos, o Ônibus Odontoclínico e os recursos humanos (médicos, enfermeiros e dentistas) para a realização dos atendimentos. A Semana dos Homens acontece entre os dias 3 e 17 de outubro, quando são feitos hemograma completo e exames para medir os níveis de antígeno prostático específico (PSA) no sangue. Para muitos funcionários a campanha da Comdep é a única maneira de estimular a saúde e prevenir doenças. O auxiliar de serviços gerais Vanderlei Alves, 44 anos, é um exemplo. Ele diz que normalmente não vai ao médico ou dentista, “até mesmo pela falta de tempo”. A Semana das Mulheres, que compõe 22% do quadro da empresa, será promovida entre os dias 17 a 20. Elas também terão a oportunidade

de acompanhar na manhã do dia 21 uma palestra a ser realizada em parceria com a Associação Petropolitana de Pacientes Oncológicos sobre prevenção do câncer de mama. - Programas como esse são muito importantes para valorizar e motivar os funcionários. Quando estimulamos a educação, a cultura e o cuidado com a saúde, temos em nosso quadro de recursos humanos pessoas mais criativas e preparadas. São conhecimentos que eles levam para a vida – disse Anderson Juliano, presidente da Companhia. nAssistência Social da Comdep atua há quase três anos Em 2009, a Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis fez um levantamento para identificar o perfil dos funcionários, com o objetivo de melhorar o ambiente de trabalho e, consequentemente, o familiar também. Desde então, atividades de saúde, educação e cultura integram os projetos da entidade. - A saúde é uma das nossas prioridades. Além disso, promovemos aulas de informática, participamos do programa Educação Para Jovens e Adultos (EJA) e, recentemente, criamos um grupo de coral, que tem despertado muito interesse nos colaboradores – comentou Cátia Fernandes Fortes, assistente social da Comdep.

A já tradicional festa em homenagem a São Pedro de Alcântara, padroeiro de Petrópolis, que acontece nos arredores da Catedral, tem início no próximo dia 15. Até o dia 19, quando será encerrada, petropolitanos e turistas vão poder celebrar apreciando os quitutes da culinária de povos responsáveis pela construção da cidade. Ontem, no salão paroquial da Catedral, o Padre Jac (pároco) apresentou a programação do evento. Os coordenadores de algumas das barracas também estiveram presentes oferecendo a degustação de seus produtos. De acordo com o Padre Jac, as comemorações pelo dia do padroeiro sempre existiram, mas a festa ocorre, nesses moldes, há cerca de 10 anos. Ele destacou o empenho de todos os responsáveis por fazer com que a festa venha se tornando, a cada ano que passa, um sucesso. - Tem sido feito um esforço muito grande para que a festa fique cada vez melhor. Todos estão se esmerando na decoração. Nós buscamos representar por cada uma das barracas de comidas típicas, todos os povos que fazem parte da cultura da cidade. Os alemães foram responsáveis pela urbanização, os portugueses pela agricultura, italianos pela indústria, libaneses pelo comércio – exemplificou. Serão nove barracas que servirão pratos típicos das culinárias alemã, portuguesa, libanesa, japonesa, gaúcha,

Andréa Lopes

Na festa de São Pedro de Alcântara, haverá barracas com comidas típicas, com a da Itália

mineira, além de diverlândia, com doces e brincadeiras para as crianças, lanchonete da família, com comidas diversas, e boutique da juventude. Além disso, também haverá sete barracas de artesanato petropolitano. - É difícil saber em números quanto teremos de público, mas todos os anos aumenta

a quantidade de visitantes – exaltou Padre Jac. A entrada é gratuita. Já na próxima segunda começarão a ser montadas as barracas. São Pedro de Alcântara era o santo de devoção da Família Imperial Brasileira. No século IXX, Dom Pedro I requereu ao Vaticano que São Pedro de Alcântara fosse declarado

padroeiro do Brasil, sendo o título concedido pelo Papa Leão XII. Em terreno em Petrópolis, doado pelo Imperador, foi construída a Catedral que leva seu nome. São Pedro de Alcântara nasceu em 1499, em Alcântara, Estremadura – Espanha. Era franciscano. Foi canonizado em 1669, pelo Papa Clemente IX.

Programação Sábado - 15/10 17h - Santa Missa de abertura seguida de benção das barracas. Domingo – 16/10 9h30 – Santa Missa com as crianças da paróquia, celebrada pelo padre Jac (pároco da Catedral); 11h30 – Missa celebrada pelo padre Alexandre Brandão (vigário paroquial) com participação do Coral Municipal de Petrópolis – regência do maestro Paulo Afonso Filho. Após a missa, almoco nas barracas típicas. Segunda-feira – 17/10 8h – Santa Missa; 18h – Funcionamento de todas as barracas; 19h – Santa Missa com participação dos cursilhistas de Petrópolis. Terça-feira – 18/10 8h – Santa Missa; 18h – Funcionamento de todas as barracas;

19h – Santa Missa em comemoração ao Dia do Médico e com a Renovação da Aliança de Amor do Movimento da Mãe Peregrina; 20h – O grupo Petrópolis em Serenata, sob direção de José Lacerda e com apoio da Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis, se apresenta caminhando por toda a festa, passando de barraca em barraca. Quarta-feira – 19/10 – Dia de São Pedro de Alcântara – Padroeiro de Petrópolis 8h – Santa Missa com as crianças da cidade, celebrada pelo Padre Jac. Após a Missa, funcionamento das barracas por todo o dia. 9h30 – Apresentação de Bandas Escolares; 15h – Santa Missa pelos enfermos, celebrada pelo padre Francisco – com coleta para a Oficina de Jesus; 16h30 – Apresentação de Bandas Escolares; 19h – Missa Festiva do Padroeiro presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Filippo Santoro, com apresentação do Coral das Meninas Cantoras de Petrópolis – regência do maestro Marco Aurélio Xavier; 22h – Encerramento dos festejos.


8

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

CIDADE

AVISOS E EDITAIS

Sindicato dos Médicos apoia proibição feita pela Anvisa Fotos:Alan Alonso

O presidente do Sindicato dos Médicos de Petrópolis, Mauro Peralta, considerou positiva a decisão da Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de proibir a produção, a venda e o uso de remédios para emagrecer à base de anfetamina. A medida entrará em vigor após publicação em Diário Oficial da União, tendo os laboratórios um prazo de 60 dias para realizar o recolhimento dos medicamentos nas farmácias e drogarias de todo o Brasil. Estão na lista anfepramona, mazindol e femproporex. Já a sibutramina continuará como medicamento para tratamento da obesidade, mas foram impostas novas restrições. - Concordo plenamente com a proibição porque efeitos colaterais dessas drogas são maiores do que os benefícios. Todos os medicamentos proibidos reduzem o apetite, mas também tiram o sono, induzem ao vício, aumentam a pressão, entre outros efeitos. Na verdade, o que precisa ser feita é uma reeducação alimentar. Já a sibutramina é o que tem menos efeito colateral, mas também não pode ser prescrita para qualquer indivíduo – declarou Mauro Peralta. Embora não seja de res-

MANUTENÇÃO E MELHORIA NA REDE COM INTERRUPÇÃO NO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA Visando prestar um serviço de melhor qualidade, a AMPLA comunica a seus clientes que interromperá o fornecimento de energia elétrica, para possibilitar a execução de obras e melhoramentos da rede, no município de Petrópolis nas seguintes localidades: ‡ 08/10/2011, das 08:00h às 12:00h, Coronel Duarte da Silveira: Rua Coronel Duarte da Silveira nº 700 e adjacências. Cliente Especial: Pedra 90 Confecções Ltda. Das 08:00h às 17:00h, Carangola: Rua Divino Espírito Santo nº 1100 e adjacências. Cliente Especial: Aalborg Industries S/A. Das 08:00h às 08:30h, Centro: Rua Silva Jardim nº 176 e adjacências. Cliente Especial: Associação Faculdades Católicas Petropolitana. O restabelecimento de energia poderá voltar antes do horário previsto.

Diário

de Petrópolis

Há 30 anos era publicado

Em sua edição número 2.315, de 06 de outubro de 1981, uma terçafeira, o DIÁRIO úblicou os seguintes destaques: FÁBRICA PIONEIRA - A Fábrica de Veludo Petrópolis será a primeira tecelagem do Estado do Rio de Janeiro a produzir tecidos de tear (não de malharia) com fibra de elastômero, de alta elasticidade, de famosa marca internacional, destinados à confecção de Jenas ou conjuntos. Elastômero é a fibra considerada o “último grito” em termos de moda, também no Brasil. CAMPANHA DA CVB - Será inaugurada hoje, na Escola Rotary, pelo prefeito Jamil Sabrá, a campanha de acuidade visual que a Cruz Vermelha vai realizar em Petrópolis. Com a finalidade de prevenir os problemas de visão, a campanha contará com a supervisão do departamento de Educação e Saúde da Cruz Vermelha, junto à Secretaria de Saúde do município e será realizada em todas as escolas de Primeiro Grau. PISTA DE ESQUI - A pista de esqui, para muitos um ‘conto de fadas’, para outros, obra que dará a Petrópolis mais divisas, será realizada, para alegria do petropolitano. A Secretaria de Obras e a comdep vão realizar os serviços de drenagem, bem como a parte de segurança da encosta. Está programada para o mês de julho do próximo ano a inauguração do ‘teleférico’.

Saul Maciel acredita que não será necessário o recolhimento dos medicamentos das farmácias

ponsabilidade do Sindicato dos Médicos de Petrópolis, a entidade está publicando nos jornais do município um comunicado a todos os médicos e cidadãos da cidade sobre a decisão da Anvisa. Por enquanto, as farmácias e drogarias ainda não estão proibidas de vender esses medicamentos com prescrição médica. No caso da sibutramina, que necessitava apenas de receituário azul, passou a ter

mais rigor no controle, com receituário azul B2. Provavelmente nesses 60 dias vai acabar o produto nos estabelecimentos que têm estoque desses remédios e nem deve precisar de recolhimento. Ontem (anteontem) eu vendi um, mas é difícil. Só trabalhamos por encomenda – declarou o proprietário da Drogaria Boa Saúde, Saul Maciel. Na Drogaria Galanti, apenas uma cliente havia procurado por

um dos produtos. De acordo com a nota divulgada pela Anvisa, em relação à sibutramina, uma das restrições que será estabelecida é a descontinuidade do uso do medicamento em pacientes que não tiverem apresentarem resultados no período de quatro semanas de uso do produto, mas que somente pode ser usado em determinadas situações e com monitoramento rigoroso.

Grade da Casa Paula Buarque será consertada pela Caixa Ainda não há previsão para o reparo na grade da casa Paula Buarque, na Praça Dom Pedro, atingida por uma árvore que caiu no fim de agosto. De acordo com o gerente geral da Caixa Econômica Federal em Petrópolis, Petrônio Garcia, apesar de ter sido danificada por uma palmeira que estava em via pública, a reforma ficará por conta do banco. O setor de Patrimônio da Caixa, que cuida da manutenção das agências, já autorizou o conserto e, agora, o início do reparo está dependendo da liberação da verba. A queda da Palmeira ainda atingiu um carro que estava estacionado no local. A árvore ficava ao lado do ponto de ônibus em frente à casa e por pouco não atingiu um caminhão da concessionária de energia que trabalhava na região. Segundo testemunhas, estava ventando no momento da queda, mas não o suficiente para conseguir derrubá-la. Para elas, a falta de manutenção provocou o acidente.

A grade foi danificada pela queda de uma Palmeira no mês de agosto e ainda não foi reparada

Logo após a queda, a Palmeira foi retirada pela Comdep. Já o motorista do veículo atingido registrou uma ocorrência na delegacia. Segundo a Companhia de Desenvolvimento de

Petrópolis(Comdep), o laudo técnico apontou que a estrutura da árvore estava saudável e que a mesma não apresentava riscos. A companhia isentou-se de responsabilidade, alegando desastre natural e

por isso, a dificuldade em se realizar o diagnóstico. A Comdep ainda acrescenta que existe um cronograma para a realização dos serviços de corte em todos os bairros do município.

AVISOS E EDITAIS

Cartório de 3º Ofício de Petropolis

06/10/2011

quarta-feira, 05/10/2011

Terceiro Ofício - Petropolis - RJ

Pag: 1

R. do Imperador, 1021 - Centro

Relação do Edital dia 06/10/2011 Acham-se afixados neste cartório, conforme a lei 9492/97, art. 15 $1 - Processo 89.877/99 CGJ/RJ, para serem protestados os títulos de responsabilidade de: Protestar em 07/10/2011

25420880806

RUA CEARA S/N QUADRA 48 LOTE-05

Número: 010102

Cheque

Vencto: 05/08/2011 Cheque Administrativo

Emissão:05/08/2011 Custas

110,58 Total

Protestar em 07/10/2011

Valor:

Cheque Administrativo

PAULO ARTUR WAEHNER

04/10/2011

PAULO ARTUR WAEHNER

3.910,58 ou Dinheiro Custas

13455212786

Número: 000340 Emissão:20/09/2011 Custas

15098

3800,00

RUA BOLIVIA 340 Cheque

105,01 Total

Valor:

Protocolo

ELISETE SIQUEIRA

110,58 Cpmf

0,00 Tarifa

14,03 Total

3.924,61

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF

MARCOS ROGERIO AZEVEDO

Vencto: 20/09/2011

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF

KARIN ROSE GONÇALVES

Protocolo

DOMINGOS CAPISTRANO

15064

DOMINGOS CAPISTRANO

03/10/2011

DOMINGOS CAPISTRANO

1000,00

1.105,01 ou Dinheiro Custas

105,01 Cpmf

0,00 Tarifa

SEPULTAMENTO

14,03 Total

1.119,04

Intimo-os a pagarem ( através de cheque administrativo ou dinheiro com guia de pagamento a ser retirada neste tabelionato ), ou no caso da falta de aceite, comparecer para aceita-lo, ou dar-me as razões por que não o faz. Ficando assim já intimado do respectivo protesto no prazo estipulado na forma da lei. Petropolis, 06/10/2011 João Correia Lima Neto - Escrevente

Cemitério Municipal Delci Alves Gonçalves, 68, Estrada da Saudade, 16h30 Maria das Graças da Silva Chaves, 61 anos, Quitandinha, 11h30 Paulo Telles, 60 anos, Samabaia, 16h30 Orlando dos Santos, 84 anos, Morin, 16h30 Cemitério de Itaipava Anete Dias Cordeiro Vidal, 61 anos, Corrêas, 17h OBS. AS INFORMAÇÕES ACIMA SÃO FORNECIDAS AO DIÁRIO POR FUNCIONÁRIOS DAS SECRETARIAS DOS CEMITÉRIOS,

Leia e assine o Diário de Petrópolis ( 2235-7165


MOSELA Na paróquia de São Judas Tadeu a secretaria tem expediente de terça-feira a sexta-feira de 16h30 as 18h30 e os eventos religiosos podem ser informados pelo telefone 2245 7344. O pároco é o padre Luiz Garcia Mello e o vigário paroquial é o padre Nerel Quirino Damasceno.

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

D

iário nos

B

airros

diarionosbairros@diariodepetropolis.com.br

9

ALCOÓLICOS ANÔNIMOS Reuniões de hoje 19h30: Estrela de Araras, Escola Estadual de Araras; Posse, Estrada União e Indústria, 33.450; São Judas Tadeu, Rua Mosela, Escola São Judas Tadeu; Vista Alegre, Creche de Vista Alegre, Araras; 27 de Maio, Rua Bingen, 261, em frente ao Colégio Cardoso Fontes (19h).

Objetivo é preservar Mata Atlântica

Grupo volta criticar o uso de INEA espalha placas na Reserva Biológica de Araras com objetivo espaço fora dos dias de feira O Grupo Observador da municado: - O mesmo não é de alertar população contra degradação do meio ambiente Comunidade voltou a criticar o seguido pelas autoridades de Desde a semana passada estão sendo instaladas pelo Instituto Estadual do Ambiente – INEA – placas de sinalização em toda a zona de amortecimento da Reserva Biológica de Araras. De acordo com a lei federal 9.985 zona de amortecimento é o entorno de uma unidade de conservação onde as atividades humanas estão sujeitas a normas e restrições específicas, com o propósito de minimizar os impactos

negativos sobre a unidade. As placas possuem alerta indicativos e telefone da Rebio-Araras para dúvidas, esclarecimentos e denúncias quando a população constatar problemas neste sentido. No total 18 placas serão instaladas em Araras, Fazenda Inglesa, Rocio e Vale das Videiras em Petrópolis. Na área de Miguel Pereira as placas serão colocadas em Vila Suzano e Vale das Princesas. A informação é do Pro-

jeto Araras que vem acompanhando o trabalho sobre o meio ambiente na comunidade. A ONG recentemente promoveu o 12º Festival de Limpeza na localidade onde mais de cem toneladas de lixo foram coletados nos cinco dias de realização do evento que contou com o apoio de autoridades, instituições de ensino, moradores, entre outros. Por outro lado, a entidade continua convocando os

moradores para o próximo dia 19 quando o Conselho Comunitário de Segurança de Petrópolis realizará uma reunião na sede do Projeto Araras, no Shopping Estação. O início será às 9h30 e o objetivo é ouvir as demandas da comunidade em relação à segurança do bairro. Vão participar representantes das policias Militar, Civil, Secretaria Municipal de Segurança, Corpo de Bombeiros e Policia Rodoviária Federal.

Coordenador do Projeto Grão Pará agradece pais de alunos e parceiros A participação em grande número dos pais nos jogos de futsal dos alunos do Projeto Social Grão Pará, do Alto da Serra, no Campeonato Municipal de Petrópolis, gerou o agradecimento do coordenador Claudinei Raimundo, o Nei. Ele lembrou da importância da participação em massa dos torcedores contribuindo aos bons resultados que estão sendo obtidos em quadra. Nei aproveitou a oportunidade para também agradecer ao pessoal do setor administrativo da Viação Autobus. Segundo ele, o apoio de Henrique Junior

Nei enfatizou participação de pais e agradeceu Autobus

Ribeiro e Telmo Faccheto cedendo coletivos para o transporte dos atletas nos jogos do Campeonato Municipal, muito contribuem com o desenvolvimento do projeto. Ao encerrar o coordenador citou que o Grão Pará é diferente dos clubes, pois precisa de apoio para a estrutura. Ao lembrar que os alunos também se dedicam com disciplina e respeito ele citou também agradecendo aos parceiros Baltar Piso e Acabamentos, Face a Face, Só Tricolor e a Comissão Municipal de Atuação Comunitária de Petrópolis – COMAC – entre outros amigos que abraçaram a causa.

uso por parte dos feirantes do espaço público fora dos dias da feira livre as terças feiras e sábados. Comparou que a fiscalização no Rio de Janeiro promove seguidamente os chamados choques de ordem punindo os responsáveis praticantes de irregularidades. Cita um trecho do co-

Petrópolis com os feirantes. Eles utilizam o espaço público fora dos horários determinados para transformar o local em depósito a céu aberto com barracas, caixas de produtos, lonas, comercializando mercadorias sem fiscalização, sem higiene e sem arrecadação de impostos.

A moradora Solange de Oliveira Teles, da Comunidade do Amazonas, no Quitandinha, pediu ontem que as autoridades fizessem um estudo com o objetivo de dar mais segurança a travessia das pessoas na BR 040. Citou os constantes riscos de atropelamentos no trecho depois do entroncamento da rodovia com o final da Avenida Ayrton Senna.

O pedido dela foi feito ontem pela manhã quando acabava de atravessar a pista e esperava condução para o centro da cidade no ponto próximo da Casa do Alemão. Lembrou que o fluxo de automóveis é grande na BR 040 com destino a Juiz de Fora e os distritos de Petrópolis. Opinou que a pintura de uma faixa já contribuiria com os pedestres.

Moradora da Amazonas quer segurança na travessia da BR

Morador da Praça Pasteur volta pedir faixa de pedestres no ponto E no final da Rua Saldanha Marinho, na Castelânea, moradores locais continuam pedindo uma faixa de pedestres. Desta vez foi o bombeiro hidráulico Luiz Mário Couto Gonçalves que solicitou a pintura para dar mais segurança na travessia das pessoas, pois, segundo ele, os veículos trafegam ali com velocidade em excesso.

O pedido de Luiz Mário foi feito na tarde de terça feira na Praça Pasteur quando observava os alunos da Escola São Cristóvão atravessar com destino ao ponto do ônibus. Apontava os carros passando e não contribuindo com a travessia dos menores, reforçando o pedido da pintura de uma faixa de pedestres.

ECONOMIA

Rio quer desenvolvimento igual para municípios Dilma diz que Brasil aposta no mercado doméstico n Yara Aquino/ABr

Ao discursar ontem em Sofia, no encerramento do Fórum Empresarial BrasilBulgária, a presidenta Dilma Rousseff falou sobre a crise econômica mundial. Segundo ela, os países desenvolvidos, os mais atingidos pela crie, estão em “encruzilhada”. - Os países desenvolvidos, que não encontraram equilíbrio entre ajustes fiscais apropriados e estímulos necessários para retomar o crescimento de maneira equilibrada, se encontram numa encruzilhada. Muitas vezes, o que provocou a crise é reafirmado e prescrito como terapia - disse, em seu discurso na capital búlgara. Dilma listou fatores que estão ajudando o Brasil a enfrentar este período de turbulência na economia global. Entre eles, a aposta no fortalecimento do mercado doméstico, a expansão do emprego e da renda e o aumento dos investimentos sociais e em infraestrutura. - Apostamos ainda em marcos regulatórios para o

sistema financeiro e bancário brasileiro bastante robustos, com grandes exigências de capital para os nossos bancos - acrescentou a presidenta. Ela assinalou ainda que o Brasil procura sempre reduzir o endividamento em relação ao Produto Interno Bruto (PIB). Dilma destacou a importância da assinatura de um acordo para cooperação econômica entre os dois países. A presidenta disse que o Brasil é uma porta para a Bulgária entrar no Mercosul. E a Bulgária pode ser uma das portas de entrada do Brasil na União Europeia, completou. A presidenta lembrou ao empresários que a Bulgária é um importante produtor de fertilizantes. Por isso, enfatizou, tem condições de se tornar parceiro privilegiado do Brasil nos esforços de elevar a produção agrícola. Ela citou ainda a possibilidade de os dois países firmarem parcerias na utilização da energia nuclear para fins pacíficos. Dilma também comemorou o fato de os jatos da Embraer começarem a operar na Bulgária.

n Alana Gandra/ABr

O governo estadual quer promover o desenvolvimento econômico igualitário garantindo maior dinamismo à economia de municípios situados no entorno da capital, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Julio Bueno, ao comentar o resultado da situação financeira dos municípios fluminenses, medido pelo Anuário de Finanças dos Municípios Fluminenses. Embora os dados da publicação revelem a força da economia do Rio de Janeiro, “ainda tem muita coisa a ser feita”, conforme destacou Bueno. Ele citou especialmente os municípios que têm receita corrente por habitante muito pequena, caso das cidades de São João do Meriti e São Gonçalo. Esses municípios são os últimos do ranking estadual de receitas correntes per capita, tendo alcançado, respectivamente, R$ 687,5 e R$ 655. - O crescimento dessas regiões é uma grande preocupação de todos nós. Na opinião do economista Alberto Borges, editor do anuário, é preciso que haja uma revisão da distribuição dos tributos no país para tornar mais igualitária a partilha de recursos entre União, estados e entre os próprios municípios.

Tranqüilidade para a sua empresa

Contabilidade de última geração, sistema avançado de informática Escrita Fiscal – Rotinas Trabalhistas e Folha de Pagamento Sistemática Departamento Jurídico – Direito Cível – Direito Trabalhista Projetos Econômicos – Análise de viabilidade e capacidade de sua empresa – Administração de Bens e Serviços – Corretagem e Administração de Imóveis – Equipe com treinamento especializado Direção Técnica: Márcio Tesch Economista – Corecon 10582 Advogado – OAB/RJ 59.566 Tec. Contab. – CRC/RJ 25.384-0

Rua do Imperador, 772 – Gr 105/106 – Centro Petrópolis – RJ. Tel/Fax: (024) 2231-6212 / 2231-3322

Júlio Bueno disse que ainda há muito o que fazer nos municípios

- Precisa também que todos os Poderes tenham um olhar especial sobre as cidades mais pobres - avaliou. No caso do Rio de Janeiro, chama a atenção, na opinião do economista, o fato de o entorno da capital ser formado por cidades com baixa capacidade de financiamento. Além dos tributos estaduais e municipais, as cidades contam com recursos transferidos da União, por meio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O fundo é formado por 23,5% da arrecadação da União com o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). - Só que os critérios de distribuição beneficiam as pequenas cidades, porque elas não têm fontes alternativas de

recursos e isso acaba criando distorções - disse Borges. A cidade fluminense de Macuco, na região serrana, por exemplo, recebeu em 2010 um total de R$ 766,50 em recursos do FPM, por habitante. O município tem 5 mil habitantes. Já São Gonçalo, que tem quase 1 milhão de habitantes, recebeu R$ 38,29 per capita. Em relação ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias (ICMS), a Constituição estabelece que 75% devem ser repassados pelo estado de acordo com o valor adicionado das cidades, ou seja, conforme a riqueza gerada pelas empresas existentes no município. Assim, cidades pobres com grande contingente populacional

acabam recebendo menos recursos do que pequenas cidades com um número menor de habitantes, mas que apresentam representatividade industrial. - O que acontece é que o ICMS per capita de Porto Real, no Médio Paraíba, é R$ 6,6 mil, enquanto em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, não passa de R$ 100 - exemplificou o economista. - Porque o recurso é distribuído de acordo com a riqueza gerada. Essas cidades grandes e pobres recebem um FPM proporcionalmente pequeno porque são grandes e não têm ICMS porque não têm grandes empresas. Sobram os tributos próprios. Mas o que tem para tributar nessas cidades? Na avaliação de Borges, essas cidades não têm fontes de recursos capazes de financiar as suas políticas. - São cidades que têm baixa receita per capita, dada à estrutura do nosso sistema tributário. O mais perverso é que todos os indicadores sociais dessas cidades são piores que os das demais cidades do mesmo tamanho delas. Para o editor do anuário, tratam-se de cidades excluídas sob o ponto de vista fiscal e que concentram a população mais necessitada do setor público.


10

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

ESPORTES

esportedp@gmail.com

Fla e Vasco na Copa Cidade de Petrópolis A Petro Sport vai promover a 1ª Copa Cidade de Petrópolis de Futebol provavelmente em dezembro deste ano ou em janeiro de 2012 e a expectativa da vinda de grandes clubes de todo o Brasil anima a diretoria da instituição. Luciano Palito e Leonardo Peccini responsáveis pelo evento estão trabalhando as parcerias para realização da copa. Palito disse que o projeto está sendo apresentado a

várias empresas da cidade e também ao Poder Público e espera concluir esta fase ainda este mês. Os convites já estão sendo encaminhados e clubes como Cruzeiro, Vasco, Flamengo, Fluminense, Olaria, Friburguense, CFZ, Vila Rio, Tigres do Brasil, Sport Juiz de Fora e outros já se mostraram interessados em participar da competição na Cidade Imperial. Inicialmente

12 clubes devem participar do torneio nas categorias Sub-15 e Sub-17. Tendo como sede principal o Cascatinha onde serão realizados os jogos finais, Palito estuda a possibilidade de outros clubes sediarem o evento. Petropolitano, Posse e Corrêas são os preferidos pela organização. Palito explicou que estes clubes de dispõe de campo em excelentes condições e tem vários vestiários o

que possibilita o atendimento a várias agremiações. O evento terá uma semana de duração e toda a parte de alojamento seria feita nas escolas e algumas pousadas da cidade. - Vamos precisar do apoio da prefeitura municipal temos vários exemplos de sucesso, podendo citar a Copa Macaé e a Copa ABS de Futebol. Clubes petropolitanos mostraram interesse na participação

como é o caso do Vera Cruz, Carangola e Posse – explicou Palito. O dirigente espera reunir todas as agremiações em breve para formalizar os convites e fechar os participantes até o final deste mês. Palito fez questão de frisar o apoio já confirmado da secretaria de Esportes que se comprometeu a colaborar com a premiação do evento e a expectativa de conquistar apoio também para

Fotos: Divulgação

Petro Sport organizará competição nos bairros Petro Sport/Inec vai organizar a partir deste mês torneios internos dentro dos núcleos esportivos do Programa Esporte nas Escolas e Esporte nas Comunidades. Pioneiro na questão de responsabilidade social em projetos inseridos dentro das comunidades, o Petro Sport/Inec vem crescendo a cada dia e se tornando uma das referências em projetos de cunho sócio esportivo, onde o esporte é utilizado como grande ferramenta de inclusão e inserção social”. A primeira comunidade a ter implantado o torneio será o Vale do Carangola onde mais de 120 crianças

alojamento e transporte dos atletas das equipes visitantes. - Trata-se de um evento de grande porte que vai movimentar todo o comércio da cidade trazendo cerca de 400 atletas que vão permanecer por sete dias em Petrópolis e gerando renda em todo o comércio local – disse o dirigente, acrescentando que o lançamento oficial do site da Copa deve acontecer nos próximos dias.

vão participar do evento sob o comando de toda comissão técnica e profissionais de educação física do Petro Sport/Inec. Em seguida será realizada pela ordem os torneios no Duarte da Silveira, Boa Vista e Caxambú e para o final do ano todas as comunidades devem participar da 4ª edição da Copa das Comunidades. Para os torneios serão oferecidos medalhas aos vencedores de cada categoria além de lanche para todas as crianças. Os torneios tem o apoio da secretaria de Esportes através do secretario Carlos Alberto Lancetta e toda sua equipe.

Alguns atletas convocados são da categoria Sub-20 que reforçam o elenco do clube que disputará a Segundona da temporada 2012

Imperial Futebol convoca 20 jogadores para a Segundona A diretoria do Petro Sport já está organizando a competição

Time de Petrópolis pega o Botafogo pelo Estadual O Imperial Futsal vai tendo um período um pouco maior para se preparar para o confronto com o Botafogo/Casa de España, o que tem sido encarado de forma positiva pela comissão técnica, já que o jogo terá uma grande importância na briga pela classificação para a segunda fase. O Imperial está empatado na liderança do grupo, com o PEC, 10 pontos, enquanto o Botafogo é o terceiro, com seis. Caso consiga a vitória a equipe petropolitana abre sete pontos de vantagem para os alvinegros, deixando a vaga praticamente garantida. - Esse jogo é muito importante para a gente e a vitória será muito positiva,

mas é um jogo difícil e certamente um empate também não será ruim, já que vamos manter os quatro pontos de vantagem - disse o treinador da equipe Ney Marcos. Ney assistiu ao jogo entre PEC e Botafogo, no último sábado e está trabalhando a equipe em cima da tática do adversário. - Nós temos uma ideia de como eles vão jogar e estamos trabalhando em cima disso. Vamos buscar a vitória mesmo fora de casa - afirmou o treinador. O jogo contra o time alvinegro será na próxima sexta-feira, às 21h, no ginásio do Olaria, no Rio de Janeiro e é válido pela primeira rodada do segundo turno do Campeonato Estadual. Ari Gomes

O elenco do Imperial Futebol Clube se apresentou na tarde desta segunda-feira, no estádio do Corrêas, para iniciar os treinamentos visando a disputa da Série B do Carioca de 2012. O grupo foi apresentado com 20 atletas, sendo 14 profissionais e seis jogadores juniores, que iniciaram o trabalho juntos e depois se dividirão, já que os dois campeonatos acontecem simultaneamente. O treinador do time profissional, Gilson Maciel, conversou com os atletas, o preparador físico Diego Matola mediu o percentual de gordura, peso e altura dos jogadores. Depois fizeram uma corrida leve em volta do campo. Nesta terça-

que estão também o atacante Fidélis, que disputou a última Série C pela ADI e foi um dos destaques da equipe, e os petropolitanos, Brunão, volante, Maycon, meia e o lateralesquerdo Diogo. Na terça-feira, chegou mais um jogador para o elenco, o meia Deivisson, que estava no Rio Grande do Sul. Gilson Maciel se mostra otimista com o início de trabalho. - Estamos começando do zero, temos que nos estruturar e nos ajeitar para ir bem. É bom começar um trabalho novo, já decidindo o que a gente quer, tendo tempo, assim podemos nos preparar para ir mais longe - comentou o treinador.

O grupo que se apresentou com os seguintes jogadores: Goleiro: Jonathan e Jeferson Lateral-direito: Joel e Marcelo (Sub-20) Lateral-esquedo: Raí, Diogo (Sub-20) e Sérgio (Sub-20) Zagueiro: Willian, Bruno Aguiar, Muniz e Douglas (Sub-20) Vo l a n t e : B r u n ã o , Paulista, Diego Faria e Matheus Lino (Sub-20) Meia: Maycon, Rodrigo e Bernardo (Sub20) Atacante: Dudu e Fidélis.

Campeonato de futmesa está confirmado Está confirmada a realização do V Campeonato Brasileiro por equipes de Futebol de Mesa, promovido pela Federação de Futebol de Mesa do Estado do Rio de Janeiro (Fefumerj), junto com a Confederação de Futebol de Mesa (CBFM), no Ginásio José Borzino, de 12 a 15 de

FUTEBOL DE CAMPO

Os jogadores do Imperial Futsal estão treinando para a partida

feira o time voltou a treinar pela manhã. Entre os jogadores apresentados o principal destaque é o centroavante Dudu, que foi o artilheiro da Série C do Carioca neste ano, marcando 18 gols. O jogador chega com a vontade de continuar balançando as redes. - Eu vim para o Imperial por ser um projeto sério e interessante, isso me atraiu para vir para cá. Vamos ter um grupo difícil pela frente, mas nosso time vai bater de frente com esses adversários. Espero continuar a minha boa fase e ajudar o time fazendo gols afirmou Dudu. Entre os atletas de desta-

Os jogos das categorias Sub-15 e Sub-17 que não foram realizados no último domingo, entre o Petropolitano e Posse, estão marcados para o dia 12 de outubro, feriado nacional, a partir das 9h30 no Estádio Luiz Fernando Machado Fagundes. Os confrontos não foram realizados já que houve mudança no horário das partidas, mas os árbitros escalados não foram avisados da mudança. Em comum acordo Posse e Petrô aceitaram alterar a data das partidas.

novembro de 2011. Os representantes da Fefumerj estiveram na sede esportiva do Petrô visitando o Ginásio José Borzino e as suas instalações a fim acertar detalhes a respeito da realização do evento, estando presentes para recepcioná-los o vice-presidente de esportes

do clube, Délio Jorge Kronemberger e o coordenador da modalidade, Luiz Carlos. A Fefumerj já oficiou os botonistas, clubes e federações o convite e a programação da competição que será iniciada no 12 de novembro às 11h com o sorteio dos grupos participantes. Às 13h será

realizada a abertura oficial, com as finais do campeonato estando previstas para o dia 15 de novembro. Os jogos serão realizados pela manhã e à tarde dos dias 12, 13, 14 e 15 de novembro. Após a realização dos jogos finais será efetuada a premiação aos vencedores.


diariodepetropolis