Issuu on Google+

Diário

de Petrópolis 57 anos

E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Site: www.diariodepetropolis.com.br

Preço do exemplar: R$ 1,20

Nº 16.062- Terça-feira, 31 de janeiro de 2012 Alan Alonso

material estava em frente ao MPE

Vazamento de água, entulhos e carros abandonados no Castelânea

Suspeita de bomba traz agentes da Core à cidade Alan Alonso

Água vazando, entulho pelas calçadas e carros abandonados são alguns dos problemas encontrados no bairro Castelânea. Uma equipe do Diário de Petrópolis estará durante toda esta semana na localidade para ouvir reclamações e sugestões dos moradores e comerciantes da região. (Página 8)

agenda Autoridades e especialistas estarão presentes no Museu Imperial nesta quinta, para debater um importante tema para a economia e o turismo do estado. O seminário “Estrada Real e as oportunidades para o estado do Rio de Janeiro” terá como objetivo discutir como esse caminho histórico pode gerar perspectivas turísticas para a região. (Página 6)

bairros Candidatos ao Conselho Tutelar estão esclarecendo aos eleitores o processo de votação nos bairros da cidade. Este ano são dois conselhos – um no centro e outro distrital – porém, os candidatos podem obter votos de um modo geral. Só que tem o seguinte: depois de eleito o membro do distrito não poderá atender denúncias ou pedidos ao eleitor do centro porque não pode sair de sua área de abrangência e vice versa. (Página 9)

Esportes

O agente do esquadrão antibombas utilizou um canhão d’água para romper a caixa, mecanismo que impede a explosão do artefato

Uma caixa de isopor lacrada, deixada em frente ao Ministério Público Estadual (MPE), na Rua Marechal Deodoro, Centro, mobilizou o esquadrão antibomba da Polícia Civil do Rio de Janeiro. Funcionários do MPE desconfiaram do material e acionaram a Polícia Militar por volta das 10h30 de ontem. A área foi isolada até a chegada dos agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) que, após realizarem procedimento padrão, descobriram que não se tratava de bomba. (Página 5)

Falha no sistema operacional faz agência da Caixa fechar as portas

Alan Alonso

Uma falha no sistema operacional, provavelmente em função da chuva que atingiu a cidade na noite do último domingo, fez com que a agência Imperial da Caixa Econômica Federal, na Rua do Imperador, Centro, ficasse com as portas fechadas durante todo o dia de ontem. Os clientes foram encaminhados para outra agência do banco, na mesma rua. A tempestade também causou prejuízos para moradores da cidade que tiveram aparelhos elétricos e eletônicos queimados. A Ampla informou que registrou apenas interrupções pontuais no fornecimento de energia de alguns bairros de Petrópolis na noite de domingo. (Página 7)

Empresas já podem retirar edital para participar da licitação do transporte público de Petrópolis (Página 3)

A agência Imperial da Caixa ficou de portas fechadas ontem, nem os caixas eletrônicos funcionaram Divulgação

Hospital Municipal recebe novos equipamentos para três UTIs Amanhã, o Hospital Municipal Nelson de Sá Earp, um dos principais da rede municipal de saúde da cidade, vai receber novos equipamentos para a montagem de três leitos de UTI - Unidade de Tratamento Intensivo. Eles foram adquiridos pelo governo do Estado do Rio, fruto de emenda parlamentar do deputado estadual Bernardo Rossi (PMDB). (Página 3)

A chuva que caiu sobre a cidade no fim de semana, provocou o adiamento dos quatro jogos das partidas de volta válidas pela semifinal do Campeonato Municipal de Futebol de Campo das categorias Sub-15 e Sub17. O meio campo Breno Leitte (foto) do Secreteário, também não atuou. (Páginas 9 e 10)

Turismo da Experiência será lançado hoje no Museu O HMNSE vai receber os equipamentos por meio de um programa do governo do estado do Rio

Anuncie no Classidiário. É grátis até 12 palavras n Escreva cada letra ou sinal de pontuação nos quadradinhos n Entre uma palavra e outra, deixe um quadradinho em branco n Preencha com letra de forma bem legível e entregue na sede do Diário

Nome:........................................................................................................................................... Identidade:................................................................................................................................... Endereço:.....................................................................................................................................

(Página 7)


2

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

Temas para uma cobertura ampliada n Rolf Kuntz

O

Brasil tornou-se em 2011 a sexta maior economia do mundo, segundo as últimas estimativas, mas é um país com baixo grau de inovação industrial e enorme carência de engenheiros e outros profissionais com formação científica e tecnológica. Esses dados são bem conhecidos, mas foram pouco explorados pela imprensa quando se noticiou a escolha do físico Marco Antônio Raupp para comandar o Ministério de Ciência e Tecnologia. Os jornais mencionaram as queixas de petistas e apontaram a decisão da presidente Dilma Rousseff como sinal de possível mudança nos critérios da administração. Todos noticiaram a reação favorável da comunidade científica e o Globo chegou a publicar, junto da notícia, um minieditorial intitulado “Revolução”. Esse material saiu na sextafeira (20/1). Mas todos poderiam ter feito mais. Faltou ouvir não só cientistas, mas também especialistas em questões de competitividade e desenvolvimento econômico, para mostrar a posição do Brasil em relação a outras grandes economias e, de modo especial, em relação a outros emergentes, conhecidos por seu empenho nas políticas educacionais e de inovação tecnológica. Faltou, em suma, chamar a atenção para o potencial estratégico do Ministério de Ciência e Tecnologia, certamente pouco explorado até agora. Pelo menos até sábado (21/1), a ênfase foi quase toda concentrada num aspecto da decisão: a presidente resistiu às pressões do PSB e do PT. O primeiro pretendia retomar um posto ministerial controlado por vários anos e perdido com a nomeação do petista Aloizio Mercadante. Quanto aos petistas, defendiam a manutenção do ministério sob controle do partido. Ao decepcionar companheiros e aliados, a presidente pode ter dado um passo para mudar os critérios de atribuição de funções na administração federal. Essa hipótese foi mencionada pelos jornais, mas, de modo geral, com cautela. Sob controle Questões pertencentes ao território comum da política e da economia tiveram destaque na mesma semana. O Valor deu manchete, na sexta-feira (20), com a decisão presidencial de suspender a realização de concursos e a nomeação de funcionários até o Congresso aprovar a criação do Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Federais. Em 2011, o déficit do sistema dos servidores chegou a R$ 56 bilhões e superou o do INSS, reduzido para R$ 36,5 bilhões, como havia destacado o Globo, na quarta-feira (18), em chamada na primeira página. Durante a semana, a presidente reuniu-se com grupos de ministros para discutir o contingenciamento de verbas orçamentárias – algo entre R$ 60 bilhões e R$ 70 bilhões, segundo estimativas divulgadas pela imprensa. Foi decidido, no entanto, salvar da tesourada a chamada área social, e assim foi sacramentado o plano de estender as ações de transferência de renda a mais 320 mil famílias. No sábado (21), a Folha de S.Paulo avançou na cobertura, atribuindo à presidente a intenção de apressar os planos de investimento no primeiro semestre, porque o calendário eleitoral impedirá a contratação de obras a partir de julho. Um dos problemas do governo, nesta fase, é conciliar a intenção de investir com a necessidade de manter o orçamento sob controle, para assegurar certo espaço de manobra num quadro de crise internacional. Oportunidade de ouro A própria crise centrada no mundo rico foi assunto de ampla cobertura na semana. Depois de ter rebaixado nove países da zona do euro, na semana anterior, a Standard & Poor’s cortou a nota do fundo de resgate europeu, mas o efeito no mercado financeiro foi pouco sensível. Itália, Espanha e outros países conseguiram lançar títulos e rolar suas dívidas sem muita dificuldade, apesar das mensagens agourentas das agências de risco, cada vez mais desacreditadas. Alguns focos de preocupação permaneceram. A Grécia voltou a negociar com os bancos credores um corte substancial de sua dívida e, no fim da semana, as notícias sobre o assunto eram em geral otimistas, embora qualquer desentendimento ainda pudesse anular os avanços. Projeções atualizadas do Banco Mundial indicaram um ano muito ruim para a economia europeia, com repercussões para os emergentes, incluídos a China e o Brasil. Tudo isso ganhou o devido destaque. A pauta dos dias seguintes deveria incluir um acompanhamento cuidadoso das decisões estratégicas do governo federal, com uma provável definição de prioridades para investimentos. A margem de escolha é necessariamente limitada pelos compromissos em relação à Copa de 2014. A pauta deveria incluir também os desdobramentos da nova encrenca comercial entre Brasil e Argentina. A presidente Cristina Kirchner decidiu apertar o controle das importações e parte importante da conta vai ficar para as empresas brasileiras. Os jornais noticiaram declarações e acusações dos dois lados e a diretoria da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) decidiu mandar uma missão a Buenos Aires para discutir o assunto, atravessando com isso o caminho da ação oficial. Boa oportunidade, sem dúvida, para a imprensa mostrar como anda a diplomacia comercial neste governo.

Fonte: Observatório da Imprensa n Jornalista

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Sem mentira n Cristóvam

Buarque

A

Educação é um processo de acúmulo de conhecimento, não de consumo de aulas. Mas, as salas de aula de nossas faculdades estão parecendo restaurantes, onde se consomem aulas. Pela baixa qualificação dos alunos, o aumento nas vagas do ensino superior não trará o resultado desejado. Elas fracassarão como construtoras de conhecimento de alto nível. A solução não está na volta ao passado elitista, quando raríssimos jovens entravam em faculdades. A solução está no avanço, pelo qual todos que desejem um curso superior tenham tido um Ensino Médio com qualidade e possam cursá-lo com a base educacional que os tempos atuais exigem. Nos últimos 20 anos, o número de vagas no ensino superior cresceu 503%, mas o número de jovens concluindo o ensino médio cresceu apenas 170%, e certamente sem melhora na qualidade. São 2,6 milhões de vagas no ensino superior para 1,8 milhão de concluintes do Ensino Médio. Ao invés de 10 a 15 candidatos por vaga, são 2,3 vagas por candidato. Mesmo considerando a necessidade de vagas para antigos concluintes do en-

sino médio, esta diferença é uma distorção absurda e trará graves conseqüências na formação universitária no Brasil, ficando impossível ter boas universidades e faculdades, pois um bom ensino superior depende de uma boa educação de base. Eliminou-se o elitismo da falta de vagas, mas manteve-se o elitismo econômico e as boas e grátis universidades para os alunos que puderam pagar por boa educação de base. Corretamente, os últimos governos criaram vagas, mas pouco fizeram para que toda criança tenha acesso à escola de qualidade. O governo Lula criou o PROUNI, que paga a mensalidade dos carentes, que, por falta de bom ensino médio, não ingressam nas públicas. Abandonamos a busca da construção de uma elite intelectual, sem destruir o elitismo social. Assim não acumulamos conhecimento, consumimos aulas. Além de mais vagas em faculdades é preciso promover uma formação de qualidade para todos na educação de base. Isso exige uma revolução, não apenas um II Plano Nacional de Educação, possivelmente tão irrelevante quanto o I PNE. Esta revolução só será possível se fizermos da Educação de Base uma questão nacional como já fizemos há décadas com o Ensino Superior.

Esta revolução se faria por meio de uma Carreira Nacional do Magistério e de um Programa Federal de Qualidade Escolar em Horário Integral. Por esta nova carreira, os professores e os servidores da educação seriam contratados por concurso público federal; receberiam um salário mensal de R$ 9 mil, depois de um ano de curso adicional, posterior ao concurso; a estabilidade não protegeria os que não se dedicarem com exclusividade e competência a seus alunos. Esses professores seriam lotados nas mesmas cidades; todas as escolas dessas cidades seriam federalizadas, como hoje se faz com as 300 escolas federais; e todas as escolas teriam prédios bonitos, confortáveis e seriam equipadas com os mais modernos equipamentos da pedagogia, com os quais todos os professores estariam familiarizados. Esta proposta está desenvolvida em detalhes no livro “A Revolução Republicana na Educação”, que pode ser obtido gratuitamente pelo linkhttp://bit.ly/ukvvGJ. Um programa como esse pode ser iniciado de imediato, mas demora a ser implementado em todo o país, sobretudo por falta de recursos humanos em quantidade. A solução é executá-lo por cidades. Pode-se imaginar que o novo quadro de professo-

res incorporaria cem mil professores a cada ano, sendo lotados em 10 mil escolas, em 250 cidades de porte médio, atendendo cerca de três milhões de alunos. A revolução se faria de imediato nessas cidades, e em todo o Brasil levaria 20 anos. Ao longo desse período, o novo sistema de escolas federais iria substituindo o sistema tradicional municipal ou estadual. Ao final de 20 anos o custo total estaria em 6,4% do PIB. Esta revolução foi iniciada no final de 2003, em 28 pequenas cidades, e interrompida antes mesmo de ser implementada. A posse de um novo ministro pode ser o momento para iniciar a execução dessa proposta que em 2003 recebeu o nome de Escola Ideal. Com ela, contaremos todos com uma educação de base qualificada e teremos a possibilidade de um sistema de ensino superior de qualidade, no qual as vagas sejam disputadas sem discriminação social, em vez de oferecidas com discriminação social. Teríamos o bom elitismo, intelectual, com a mesma chance para todos, como no futebol. E sem mentira. Fonte: Jornal O Globo 28/01/2012 n Professor da Universidade de Brasília e Senador pelo PDT/DF

Qual a urgência na Educação brasileira? n Raul Christiano

A

partir de pesquisa realizada pela Diretoria de Acompanhamento e Integração Acadêmica (Daia), da UnB – Universidade de Brasília, constatou-se uma evasão de 34% dos seus alunos entre 2002 e 2006. Nos cursos de ciências sociais e história, esse percentual salta para mais de 60%, enquanto da área de ciências exatas 44% se desligaram no período analisado. Na rede, comentando esses números, o senador Cristovam Buarque, primeiro ministro da Educação do governo Lula, alimentou o debate sobre a necessidade de redefinir o foco governamental sobre a questão educacional. Como na maioria das suas intervenções e interatividade com internautas, o senador defende que o baixo rendimento, apontado como principal motivo da evasão acadêmica, seria revertido com o governo federal priorizando o ensino básico. Durante o governo FHC, o ministro Paulo Renato Souza (Educação) optou claramente em melhorar as condições da escola fundamental, organizando

o sistema de informações educacionais (“refundou” o Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), criando mecanismos de avaliação do aprendizado, institucionalizando novas fontes de financiamento a partir do Fundef – Fundo de Desenvolvimento da Educação e de Valorização do Magistério, universalizando a matrícula de crianças de 7 a 14 anos de idade, avaliando os livros didáticos e elaborando os PCNs – Parâmetros Curriculares Nacionais entre outras medidas. A comunidade das IFES – Instituições Federais do Ensino Superior reagiu à essa orientação e politizou o debate, argumentando que FHC havia abandonado e sucateado as universidades. Em nenhum momento, nessa discussão, houve honestidade por parte dos seus interlocutores, nos partidos de oposição principalmente, em confirmar que o orçamento federal não fora reduzido e que os maiores percentuais sempre foram investidos nas próprias IFES. Para algumas vozes, que se dizem da esquerda brasileira, o governo Lula foi eleito para “salvar a educação pública”, mas não tem conseguido

Diretor-Presidente e Jornalista responsável: Paulo Antônio Carneiro Dias Editora: Jaqueline Gomes

D

resolver minimamente a questão do acesso às vagas públicas de ensino superior. Ainda segundo elas, as políticas apresentadas como “democratização do acesso” apenas têm criado uma cortina de fumaça que esconde o real problema da necessidade de abrir mais vagas, criticando que o ‘Novo Enem’, o ‘SISU’, ‘ProUni’ e ‘Fies’ são drenos de dinheiro público que poderia ser usado para aumentar as vagas nas universidades públicas. Está cada vez mais claro que a questão da Educação no Brasil não se resolve apenas com mais recursos no orçamento do MEC – Ministério da Educação. Nos últimos dez anos, o dinheiro para essa pasta subiu de R$ 19 bilhões para R$ 69 bilhões, mas a qualidade do ensino não acompanhou na mesma proporção, tanto em relação aos números de beneficiados quanto na eficiência da gestão de programas que apresentam falhas contínuas e perdem qualidade. Conforme diretrizes do Reuni – Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais, do MEC, pensando no financiamento como um dos pontos centrais para a mudança profunda da educação e para

iário de Petrópolis 57 anos

Uma publicação da PJ Editora e Gráfica e Jornalística Ltda

Preço do Exemplar 3ª a sábado R$ 1,20 Domingo R$ 1,80 Atrasado R$ 2,50

Assinatura Trimestral Petrópolis R$ 80,00 Rio e outros R$ 160,00

Assinatura Mensal Petrópolis R$ 28,00 Rio e outros R$ 56,00

Assinatura Semestral Petrópolis R$ 152,00 Rio e outros R$ 304,00

que a universidade possa seguir seus caminhos de forma autônoma, cogitam aplicar no mínimo 75% do orçamento no ensino superior. Não prevêem de onde virão os recursos para atender a essa perspectiva, muito menos como Estados e Municípios suportarão as demandas do ensino básico sem outras fontes além do suposto fundo social do Pré-Sal, que seria constituído com 50% de dinheiro carimbado para a Educação. Ora, o debate do financiamento da Educação brasileira em todos os níveis precisa ser priorizado. O senador Cristovam fala em um Ministério da Educação Básica e na federalização do financiamento do ensino básico, apenas para começar a corrigir as distorções do sistema educacional e construir o aprendizado de maneira sólida e com perspectivas melhores. Entre os resultados negativos do ensino superior e a politização das IFES sem caminhos mais concretos, sou defensor intransigente de que a Educação básica seja uma urgência do Brasil. n Professor universitário, escritor

e jornalista. Foi um dos fundadores do PSDB e mantém o blog http://www.raul.blog.br – e-mail: raulchristiano@uol.com.br

Site: www.diariodepetropolis.com.br E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Diretoria 2246-3807 Assinatura 2246-3807 Publicidade 2237-7849 Classificado 2246-3807 Redação 2235-7165

Rua Joaquim Moreira 106 Centro - Petrópolis - RJ Cep 25.600-000 CNPJ 02.424.864/0001-66

ABRAJORI - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS JORNAIS DO INTERIOR

As opiniões emitidas em artigos assinados não representam, necessariamente, o pensamento do jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores. Da mesma forma, as informações e opiniões nas colunas são de responsabilidade de seus titulares.


57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

3

cidade

Licitação: empresas já podem retirar edital Alan Alonso

A partir de hoje, dia 31, as empresas de ônibus de qualquer parte do Brasil interessadas em participar da licitação para a concessão do serviço de transporte coletivo de Petrópolis já podem adquirir o caderno do edital, que contém 1,4 mil páginas com todas as informações e responsabilidade para atuar no município. O documento também estará à disposição na internet, segundo o prefeito Paulo Mustrangi declarou durante a entrevista coletiva cedida na última sexta-feira no Palácio Sérgio Fadel. Para retirar o material, os interessados precisam entregar um CD virgem no se-

tor de licitações da Prefeitura de Petrópolis a partir de hoje, das 10h às 16h, localizado na Avenida Koeler, 260, no Centro. Além disso, foram disponibilizados dois telefones (2246-9021 e 2246-9022) e dois endereços eletrônicos (sadlicita@gmail.com ou charlesrossi@pmp.rj.gov.br) para mais informações. O edital de licitação prevê a concessão do serviço para as 93 linhas de ônibus da cidade sob intervenção. A concessão será em dois lotes, entretanto, a empresa ou consórcio poderá se habilitar para solicitar a realização do serviço para todas as linhas das viações Esperança (um lote) e Autobus e

Petrópolis (outro lote). A previsão é de que o prazo seja de 50 dias de licitação, sendo o período de entrega dos envelopes por parte das empresas interessadas até o dia 20 de março. Desta forma, os usuários das linhas das viações Esperança, Autobus e Petrópolis devem passar a contar com ônibus novos a partir do mês de abril, já que um dos critérios da licitação, segundo o prefeito, será a apresentação do mais rápido prazo de início para execução do serviço. - Quanto menor o tempo, maior a pontuação – afirmou na ocasião. No edital estão inseridas

as informações relacionadas à questão do emprego dos 1,2 mil rodoviários, como a inclusão dos direitos trabalhistas. O valor da taxa de outorga para que o investimento de aproximadamente R$ 6 milhões feito pelo poder público, para garantir o funcionamento das três empresas e também relativo aos impostos devido à Companhia Petropolitana de Trânsito e Transporte (CPTrans) pelas viações, bem como o gasto para a desapropriação de dois terrenos para servirem como estacionamento, garagem e oficina das novas empresas, voltem aos cofres públicos também estão inseridos no edital.

Hospital Municipal Nelson de Sá Earp recebe equipamentos para três UTIs Muitos clientes foram à agência mas não conseguiram atendimento

Agência Imperial da CEF fecha devido a tempestade A tempestade que atingiu a cidade no último domingo, com incidência de raios, fez com que o atendimento na agência Imperial da Caixa Econômica Federal, que funciona na Rua do Imperador, ficasse de portas fechadas durante o dia de ontem, devido a uma falha em seu sistema operacional. Nem os caixas eletrônicos estavam funcionando. A descarga elétrica trouxe prejuízos também a moradores dos bairros Valparaíso, Caxambu, Alto da Serra e Quitandinha, que tiveram aparelhos elétricos e eletrônicos queimados. A Ampla, companhia responsável pelo fornecimento de energia elétrica no município, informou que registrou apenas interrupções pontuais no fornecimento de energia de alguns bairros de Petrópolis na noite de domingo (29), após um forte temporal que atingiu a cidade. A distribuidora acrescenta que só nos 15 primeiros dias de janeiro de 2012 registrou a incidência de 418 descargas atmosféricas na cidade de Petrópolis. Para se ter uma ideia, no mesmo período do ano passado foram registradas 31 descargas na cidade. A concessionária esclarece que está investindo mais de R$ 10 milhões entre os anos de 2011 e 2012 para minimizar os efeitos causados pelos raios, como a instalação de para-raios e conjuntos de aterramento. A distribuidora acrescenta que os clientes que

tenham aparelhos possivelmente afetados por descargas atmosféricas devem se dirigir a uma loja da empresa para ingressar com o pedido de ressarcimento. Antes de 10h, horário de abertura da agência bancária, já estava formada uma grande fila de clientes no local. Sem entender o que estava acontecendo, eles esperaram até serem informados do problema. A direção da Caixa Econômica orientou seus clientes a se dirigirem para sua outra agência, também na Rua do Imperador, onde poderiam ser realizados serviços essenciais como pagamentos e saques. - As pessoas não sabem dar informações corretas. Foi tudo muito confuso. Não conseguirei resolver meu problema hoje (ontem) – disse uma cliente revoltada com a situação, que não quis se identificar. A Caixa informou em nota que: “Em função das fortes chuvas que atingiram a região serrana, no último final de semana, a agência Imperial, situada à Rua Imperador, 149/153, em Petrópolis/RJ, ficou fechada ao público nesta segunda feira (30) devido à interrupção no sistema de comunicação. O público foi direcionado à Agência Petrópolis, situada à Rua Imperador, 745, que funcionou normalmente. O sistema voltou a operar e o autoatendimento foi reaberto, ontem, às 17 horas. A agência funcionará normalmente a partir de hoje”.

PMP e artesãos se reúnem para definir melhorias Os artesãos da Praça dos Expedicionários se reuniram na manhã desta segundafeira (30/01) com o secretário de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac), Luis Eduardo Peixoto, para discutir algumas alterações no funcionamento da feira. O objetivo é caracterizar o local exclusivamente com produtos feitos à mão. Dentre as melhorias, foram definidos o número de 36 barracas em toda extensão da praça, a elaboração de um projeto artesanal/cultural que deve ser entregue ao Estado até março, a colocação de um banheiro exclusivo para os artesãos e a implantação de aventais como parte do uniforme. Para Peixoto, é impor-

tante manter o diálogo e tomar as medidas necessárias para o bom funcionamento da feira. - São esses profissionais que, muitas vezes, recepcionam o turista na nossa cidade e dar a eles melhores condições de trabalho reflete a cultura turística que temos como Cidade Imperial - disse. Já para artesã Eunice Azevedo Ferreira,que há 12 anos trabalha na feira, a medida deve trazer mais conforto tanto aos feirantes quanto aos compradores. - Nesses anos todos, pouca atenção nos foi dada. Éramos discriminados e deixados de lado. Agora temos quem conversa e nos enxerga como empresários - finalizou.

O Hospital Nelson de Sá Earp, um dos principais da rede municipal de saúde, recebe nesta quarta-feira (01/02) novos equipamentos para a montagem de três leitos de UTI - Unidade de Tratamento Intensivo. Eles foram adquiridos pelo governo do Estado do Rio, fruto de emenda parlamentar do deputado estadual Bernardo Rossi (PMDB). A aquisição e cessão de equipamentos para as prefeituras faz parte do Programa de Ampliação e Modernização de Leitos de UTI. A entrega dos equipamentos será feita às 11h, no Palácio Guanabara, sede do governo do Estado. Petrópolis recebe três camas (elétricas), três monitores (equipamentos que acompanham as frequências cardíaca e respiratória, a pressão arterial e outros sinais vitais do paciente), três ventiladores (usados para auxiliar no sistema respiratório dos pacientes), um carrinho (equipamentos móvel com equipamentos necessários para atendimento em uma parada cardíaca) e um desfibriilador (aparelho que identifica e normaliza o ciclo cardíaco normal). As secretarias municipais de Saúde e os hospitais

Ascom PMP

Os novos equipamentos serão entregues amanhã ao Hospital Municipal Doutor Nelson de Sá Earp

ficam incumbidos da tarefa de adequar o espaço físico para receber os equipamentos. Os aparelhos antigos, em bom estado, podem ainda ser aproveitados em enfermarias e ambulâncias. - Hoje, o hospital dispõe de seis leitos de UTI e esses equipamentos vão substituir os antigos. São aparelhos modernos que asseguram mais

tranquilidade aos médicos e garantem melhor atendimentos aos pacientes - aponta Bernardo Rossi. Para o parlamentar é importante incluir Petrópolis em todos os programas estaduais de melhorias em todo o tipo de serviço e atendimento. - Somos quase 300 mil habitantes e a cidade merece toda a atenção que conseguir

- completa. O HMNSE realiza mais de 14 mil atendimentos por mês contando com 532 funcionários entre equipes médicas e de outros setores. O hospital completou 43 anos no dia 15 de janeiro e é referência no atendimento dos petropolitanos residentes no primeiro distrito, cerca de 180 mil pessoas.

Cidade apresenta apenas um caso de meningite por ano desde 2008 De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 1,6 milhão de mortes por ano ocorrem por doenças pneumocócicas (DPS), como a meningite, a pneumonia e a otite, causadas pela bactéria pneumococo. Como prevenção, desde outubro de 2010, o Ministério da Saúde incluiu a vacina contra 10 tipos de pneumococos no Sistema Único de Saúde, aplicandoa gratuitamente nos postos de saúde. A primeira dose é dada aos três meses de vida da criança, a segunda aos sete meses e o reforço é aplicado aos 12 meses. Entretanto, a pesquisa encomendada pela Pfizer sobre vacinação infantil e doenças pneumocócicas revelou que 64% dos brasileiros não vacinaram os filhos por falta de conhecimento. Em Petrópolis, a realidade é bem positiva. A gerente de Imunização da Secretaria de Saúde Alessandra Cardoso estima que 80% das crianças dentro da idade indicada tenham sido vacinadas, embora o fechamento completo ainda não tenha sido concluído. De acordo com a coordenadora de Epidemiologia do Município, Elisabeth Wildberger, nos últimos quatro anos veio sendo registrado apenas um

caso de meningite por ano em Petrópolis. Segundo o Sistema de Informação de Agravos de Notificação, no Brasil, em 2011, foram confirmados 8.676 casos de meningite, sendo 1.570 em menores de 2 anos de idade. Dos últimos 11 anos, o período com a maior incidência de meningite no município foi 2001, com nove casos registrados pelo setor de Epidemiologia da Secretaria de Saúde, seguido de sete casos em 2003, seis casos em 2000, quatro em 2005, três em 2002 e dois casos em 2004 e em 2007. Já em 2006, 2008, 2009, 2010 e até o dia 15 de dezembro de 2011 apenas um caso foi registrado em cada um desses anos citados. - É uma margem considerada abaixo do esperado até porque a meningite é uma doença endêmica (ocorre todo ano). O pneumococo é mias ligado a pneumonia, mas também causa otite que, se não for tratada, pode avançar para uma meningite, que é a inflamação das membranas da meninge (que envolvem e protegem o encéfalo, a medula espinhal e outras partes do sistema nervoso central) – declarou Elisabeth Wildberger, afirmando ainda que dados

sobre otite e pneumonia não exigem notificação compulsória, por isso não há números sobre a incidência das duas doenças. A vacina pneumocócica 10-Valente (conjugada) foi introduzida no calendário básico de vacinação da criança por parte do Programa Nacional de Imunização em outubro de 2010. De acordo com a gerente de Imunização, Alessandra Cardoso, a vacina é contra 10 tipos de pneumococos, bactérias que podem causar doenças como pneumonia e meningite. Em Petrópolis, 3.013 terceiras doses foram aplicadas em 2011. No total de doses, foram 14.806 no município no mesmo período, sem contar com as aplicadas na rede particular. - Ela entrou no calendário para menores de 2 anos. No início teve a sensibilização das mães para que as crianças até essa idade fossem imunizadas no primeiro ano que a vacina entrou no calendário. A partir daí, a vacina passou a ser aplicada em três doses (3 meses, 7 meses e 12 meses da criança) porque já estava regularizada. Conforme estão nascendo, vão recebendo a vacina, pois a mãe é informada pelo médico no pré-natal e

pelo pediatra que acompanha o bebê – explicou. No caso da vacina pneumocócica 10-Valente (conjugada), que protege contra 10 tipos de pneumococos, é encontrada em todos os postos de saúde, PSFs e no Centro de Saúde de Petrópolis. A gerente de Imunização também esclarece que existe a vacina contra pneumococo que protege contra 23 tipos, mas a indicação é especial. - Nesse caso, é para pessoas com receberam transplante de medula, pessoas com Aids, com doenças crônicas, idosos internados por longo tempo. Essa é dose única e depois de cinco anos é dado o reforço, mas tem que ser com muito critério, pedido apenas pelo médico, tanto que precisamos fazer o pedido da vacina para o Rio de Janeiro para que ela seja encaminhada para Petrópolis – alertou. As doenças pneumocócicas são aquelas causadas por pneumococo, como meningite, pneumonia, sepse (infecção na corrente sanguínea), sinusite e otite média. A transmissão se dá de uma pessoa para outra através de gotículas de saliva, quando, por exemplo, as pessoas infectadas tossem ou espirram.


4

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

57 anos

Alexandre Machado

TERÇA-FEIRA, 31 DE JANEIRO DE 2012

Badalando na Nix Club & Lounge...

colunadoalexandre@gmail.com (21) 8341-8558

Curtas

Jéssika Scali e Raiana Kreischer

 O jornalista Antônio Carlos Marques, responsável

pela edição online do Diário de Petrópolis, comemora aniversário hoje!  Em ritmo de compras na Mr. Hugo, da 16 de Março,

Dafinni Lisboa e Thaís Neves.

o arquiteto Alexandre Nogueira.  Pitágoras Muller esteve em Brasília. Foi participar

da reunião do Diretório Nacional do PDT, na sede do partido.

Fotos: L² Studio Fotográfico

Dora Meyer passou alguns dias em Búzios, com familiares. 

Fernanda Castro

 Uma nova edição da Festa Coolstock (que sempre

foi sucesso nas edições anteriores), vai acontecer na casa de shows Tamboatá, no próximo sábado, a partir das 22h.

Dia D Estão de casamento marcado para sábado, às 18h30, na Igreja Luterana, Josiane Dias de Andrade e Sandro Schmidt de Oliveira. A recepção acontece na Quinta do Bosque, com bufê Sandra’s e decoração de Deise Rodrigues. O DJ Felipe Fogel vai comandar o som! Cerimonial a cargo de Alessandra Amaral (leia-se Classe AA).

Estrada Real Entidades representativas do setor de Turismo, empresários do ramo, autoridades municipais e estaduais estarão reunidos no dia 2 de fevereiro, às 14 horas, no Cine Teatro do Museu Imperial, durante o Seminário “Estrada Real e as Oportunidades

Patty Caneca e Su Almeida

Juh Dias

Direitos Autorais Registro de Músicas Livros Eventos Culturais Agente: Domingos Capistrano Operando no Mercado a 32 anos

Leia e assine o Diário de Petrópolis

Tels.: (24) 2237-3210 (24) 9832-0327 Petrópolis - RJ (22) 9907-4947 Cabo Frio - RJ


terça-feira, 31 de janeiro de 2012

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

5

cidade

Suspeita de bomba mobiliza esquadrão à cidade Uma caixa de isopor abandonada na Rua Marechal Deodoro, no Centro, mobilizou a presença do esquadrão antibomba da Polícia Civil na cidade, no início da tarde de ontem. A suspeita de que houvesse um explosivo dentro da caixa foi levantada pelos servidores do Ministério Público Estadual, desconfiados com a presença do objeto, que estava lacrado, em uma das vagas usadas pelos promotores. A Polícia Militar foi acionada por volta das 10h30, e isolou parcialmente a área, enquanto aguardava a chegada dos agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core). Os três agentes do esquadrão antibomba vieram do Rio de Janeiro e chegaram a Petrópolis por volta de 13h. A rua precisou ser totalmente isolada e o trânsito ficou impedido por cerca de 30 minutos. Dezenas de curiosos se aglomeraram para acompanhar o trabalho dos inspetores. A secretária de coordenação do MPE, Adriana Britto, informou que chegou ao trabalho às

9h, e os servidores já estavam alertados sobre a presença da caixa suspeita. - Chegamos e fomos alertados sobre a presença do objeto e que ele estaria ali pelo menos desde às 7h. O tenente do GAP ( Grupo de Apoio a Promotoria) chegou a empurrar a caixa com os pés e pôde perceber que havia um peso dentro dela, o que aumentou as suspeitas. Acionamos a Polícia Militar e eles fizeram o contato com o esquadrão antibomba- explicou a servidora. De acordo com o inspetor da equipe especializada, Helison Britto, em cerca de 90% dos casos as suspeitas acabam não se confirmando. Dessa vez, a situação não fugiu à regra. Após utilizarem o mecanismo padrão, um canhão d’água para romper a caixa, descobriu-se que a suposta bomba não passava de sacos com polpa de frutas e um pedaço de queijo minas. - Apesar da maioria dos casos não se confirmarem, nós sempre trabalhamos com toda a segurança, fazendo o isolamento da área, que é mensurado seguindo

Adiada licitação do espaço onde funciona o Marowil A licitação para o uso do espaço onde funciona o Marowil Rink Bar Ltda., na Praça da Liberdade foi adiada, sem nova data marcada. Ela estava prevista para ser realizada no dia 25 de janeiro deste ano, às 14h, no Palácio Sérgio Fadel, entretanto o aviso de adiamento com data de 24 de janeiro de 2012 somente foi publicado no Diário Oficial do município do dia 27 de janeiro. Segundo a publicação, a medida foi uma determinação do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE). O aviso de licitação havia sido publicado no D.O. do dia 20 de dezembro de 2011, sob concorrência pública de nº 14/11, cujo objetivo era a permissão de uso de bem público por cinco anos do imóvel situado à Praça Rui Barbosa, 27, Centro. O aviso informava que o edital completo poderia ser retirado a partir do dia 26 de dezembro de 2011, também na prefeitura, nos dias úteis no horário de 12h30 às 18h, mediante o fornecimento de uma resma de papel. Em 2004, o TCE instaurou processo para averiguar a licitação do espaço, após

encontrar irregularidades no documento. E, chegou a aplicar multa e solicitar a realização de uma nova licitação ao prefeito que exercia o cargo naquele período. Além disso, estava prevista uma inspeção por parte do TCE no município sobre o caso no início de 2011, mas que acabou sendo adiada. Em janeiro do ano passado, foi publicado no D.O. do município um boletim sobre o contrato de permissão do uso do imóvel entre a prefeitura e o Marowil Rink Bar Ltda., que informava que o contrato de permissão se destinava ao uso de bar e restaurante e autorizava o permissionado a colocar meias e cadeiras no “rink”, deixando 70% do espaço livre e que a presente permissão teria o “prazo de seis meses contatos a partir da data de assinatura do presente termo ou conclusão do processo licitatório”. Além disso, informava ainda que o permissionário pagaria “até o último dia de cada mês vencido, a importância de R$ 6.310,00”, e também “os tributos, tarifas e preços públicos que incidam ou venham a incidir sobre o imóvel”.

Traficantes são presos no Alto Independência Policiais do Serviço Reservado do 26º BPM prenderam ontem dois homens suspeitos por tráfico de drogas que agiam nos bairros Alto Independência e Taquara. Com eles foram apreendidos haxixe, maconha, cocaína e craque (a droga da morte). Uma quantidade em dinheiro também foi encontrada com os dois rapazes. Os policiais chegaram à Rua Cacilda Becker graças è denúncia de moradores da região. No local, os agentes da P/2 foram atendidos pela mãe de um dos rapazes, que já chegou à porta da residência chorando muito. - Ela (a mãe) disse que não agüentava mais a situação – contou um dos policiais. Após conversar com a mulher, que autorizou a entrada dos agentes, os policiais vasculharam o imóvel e encontraram em um quarto uma certa quantidade de drogas e logo em seguida revistaram

G. S. R., de 19 anos que estava com mais entorpecentes no bolso de sua bermuda. Em seguida, conversando com L. A. S. Caetano, de 20, que estava na mesma residência, mas disse morar no Taquara, os policiais seguiram para aquele bairro e encontraram mais drogas e dinheiro. Os acusados de tráfico não reagiram a abordagem da polícia. Com os dois a polícia encontrou 45 sacolés de cocaína, 36 trouxinhas de maconha, 15 pedras de haxixe e quatro pedras de craque. No momento da prisão a dupla estava com R$ 146 em espécie. Ambos foram levados para a 105ª DP (Retiro). Os policiais do Serviço Reservado do 26º BPM fizeram questão de lembrar que é fundamental a população denunciar o tráfico pelo telefone 2242-8005. - É garantido o sigilo. As pessoas não precisam se identificar – disse o policial.

Alan Alonso

Os três agentes do esquadrão antibomba vieram do Rio de Janeiro e chegaram em Petrópolis por volta das 13h de ontem

padrões internacionais, de acordo com o volume. Se houver uma bomba, em 90% dos casos, o canhão d’água desativa o mecanismo e im-

pede a explosão - explicou o policial. Agentes da PM chegaram a informar que toda a mobilização foi motivada

por conta de ameaças que os promotores do MPE estariam sofrendo recentemente, o que aumentou as suspeitas de que houvesse explosivos

no interior da caixa, deixada justamente nas vagas utilizadas pelos servidores. Essa informação, no entanto, foi negada pelo MPE.

Prefeitura entrega ponte e restabelece acesso em Anápolis Após cerca de dois meses de trabalho intenso, a Prefeitura de Petrópolis, por meio da Secretaria de Obras, concluiu as obras na ponte da Rua Adriano Carvalho, em Anápolis. A partir de agora o acesso está normalizado para pedestres e veículos que transitam diariamente pela localidade. - Essa é uma vitória da comunidade. Há muito tempo os moradores desta localidade solicitavam melhorias e a ponte vem de encontro a esse desejo. Melhoramos muito o acesso, com mais segurança e qualidade. Tenho certeza que a população ganhou muito com a reforma deste equipamento – afirmou o prefeito Paulo Mustrangi, que visitou a obra na última quinta-feira, dia 26. A nova estrutura apre-

Ascom/PMP

Prefeito e secretário de Obras vistoriam trabalho na região

senta um piso de concreto e aço totalmente padronizado com aproximadamente 12 metros de extensão, além de um espaço exclusivo para circulação de pedestres. No

entorno, a secretaria adequou todo sistema de captação de águas pluviais e asfaltou cerca de 40 metros das principais vias que dão acesso à ponte.

Para melhorar a segurança dos moradores que transitam pelo local durante a noite, nos próximos dias, a secretaria enviará técnicos do Departamento de Iluminação Pública (DIP) para realizar todos os procedimentos referentes à tubulação de fios e iluminação do trecho. Para o secretário de Obras do município, Stênio Nery, a intervenção melhorou o acesso de veículos mais pesados. - Além de trazer mais segurança para as pessoas que circulam frequentemente pelo local, a estrutura de aço e concreto apresenta uma dimensão maior que a anterior, o que facilita ainda mais o acesso de veículos, junto com pedestres.

Entulhos, carros abandonados e vazamento de água no Sgt. Boening Entulhos espalhados pela calçada, carros abandonados e um vazamento de água logo no início da via. Esses foram alguns dos problemas encontrados por nossa reportagem, na manhã de ontem, na Rua Sargento Boening, na Castelânea. Desses problemas, apenas a questão dos carros abandonados não são passíveis de uma rápida resolução, uma vez que a cidade ainda não dispõe de um depósito para os veículos serem

rebocados. A Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) informa que está providenciando um terreno em regime de urgência para iniciar a remoção das carcaças de veículos abandonados nas vias públicas, a partir da próxima semana. A CPTrans acrescenta que já recebe dados quanto à localização de automóveis abandonados para atender às solicitações tão logo o terre-

no seja disponibilizado. A concessionária Águas do Imperador informou que não recebeu qualquer solicitação relatando o problema, mas que, ainda na tarde de ontem, enviaria uma equipe ao local para avaliar a situação e resolver o problema. Já a Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) esclarece que o Disque Entulho é um serviço oferecido gratuitamente (limite de até

20 sacos) a toda a população, mediante agendamento prévio através do telefone 22437822. Também é possível solicitar o serviço acessando o chat no site da Comdep (www.comdep.com.br). A Companhia ainda solicita aos moradores que disponibilizem o entulho nas calçadas apenas próximo ao horário agendado junto à Companhia, para evitar que o mesmo se acumule em via pública.

Falta sinalização na Praça Pasteur A falta de sinalização e a imprudência de motoristas causa problemas no entorno da Praça Pasteur, na Castelânea. Isso porque, para ter acesso à Rua João Felipe Klippel, motoristas que vêm das Ruas Saldanha Marinho e Cristóvão Colombo, muitas vezes optam pelo menor esforço e, em vez de realizarem o contorno pela Praça, seguem pela contramão. De acordo com os taxistas, essa opção imprudente é constantemente realizada, principalmente por motociclistas, o que aumenta

os riscos acidentes da via. Apesar disso, o taxista Mauro Ribeiro Santos, de 48 anos, diz nunca ter presenciado nenhuma situação grave e afirma que no local já houve uma placa indicando a proibição, mas que há algum tempo ela foi retirada. Para evitar que acidentes possam acontecer, ele sugere. - O ideal é que as pessoas respeitem e façam o contorno ou então que tornassem a rua em mão única, deixando o acesso só para quem desceafirma o taxista.

Para o também taxista Paulo Sérgio Passos, de 51 anos, uma placa sinalizando a proibição ajudaria na resolução do problema. – Todo dia a gente vê o pessoal entrando pela contramão, até mesmo caminhõesinformou ele. Nascido e criado no bairro e há pelo menos 20 anos atuando no ponto da Praça Pasteur, o taxista Renato Amado, de 70 anos, diz não se lembrar de incidentes de maior gravidade na via, mas conta que pequenas batidas e até atropelamentos.

- Tem muita criança que passa por aqui, estudantes da escola aqui da praça, e já houve caso de atropelamento aqui. O ideal seria que o pessoal fizesse o contorno, porque mesmo quando tinha a placa, ela não era respeitada- afirma ele. Por meio da assessoria de comunicação, a Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) garante que não foi responsável pela retirada da sinalização do local, e enviará um técnico para estudar a reinstalação da mesma.


6

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Agenda Cultural

marciosalerno@diariodepetropolis.com.br

Progresso INSTITUTO OMAR CARDOSO

HORÓSCOPO Áries - (21/03 a 20/04) Período de recolhimento, de meditação e de contato com certos conflitos interiores. Será’ bom não forçar as situações nem tentar continuar certas atividades. Procure considerar as limitações do momento, aprendendo a se revigorar com elas.

Touro - (21/04 a 20/05)

Estabilização das novas situações no trabalho. Você poderá agora usufruir de certos benefícios criados nesse âmbito. Conversas importantes com amigos, aumentando sua compreensão e sua vivência emocional.

Gêmeos - (21/05 a 20/06)

Seus projetos pessoais continuarão a se desenvolver de forma positiva, trazendo os primeiros resultados práticos. Momento importante na vida familiar, na qual poderá encontrar um equilíbrio emocional e interior muito profundo.

Câncer - (21/06 a 22/07)

Fase de aumento da energia física e da confiança. A vida profissional começará a se estabilizar, mas logo terá de sofrer reformas. Pequenos conflitos com a pessoa amada e problemas com negócios financeiros.

Leão - (23/07 a 22/08)

Aproveitando suas oportunidades para fazer novas amizades e arquitetar novos planos para ganhar dinheiro, demonstrará ser prático. Esteja atento para uma novidade ou uma visita. Alguma coisa boa vai acontecer.

Virgem - (23/08 a 22/09)

Faça o que puder para aumentar suas amizades ou então, conservar as que já fez no passado. Evite atritos com quem quer que seja a fim de não criar inimigos, declarados ou ocultos. Fluxo favorável para o trabalho, o lar e a família.

Libra - (23/09 a 22/10)

Acautele-se um pouco diante das notícias que ouvir, falsas ou favoráveis. Dia excepcional para a vida amorosa e conjugal. Controle suas despesas domésticas. Esses fatos poderão mudar os seus caminhos.

 Escorpião - (23/10 a 21/11) Período feliz com muitas novidades e atrações, principalmente nos assuntos sentimentais e pessoais. O seu trabalho trará bons resultados bem como os negócios e novas amizades. Não descuide da saúde e não se precipite em nada.

Sagitário - (22/11 a 21/12)

Indícios de êxito nas questões que demandem sigilo, loteria, jogos, esportes e casamento. Dia excelente para resolver um problema financeiro. A coragem e o dinamismo continuarão sendo o seu ponto forte. Abuse deles.

 Capricórnio - (22/12 a 20/01) Sentimentalmente, este será um grande dia. Procure aproveitálo do melhor modo possível. Vida afetiva e conjugal, favorecida. Evite ações judiciais e discussões por dívidas ou créditos.

Aquário - (21/01 a 19/02)

Tome cuidado com a precipitação. Evite o nervosismo, ansiedade e a desconfiança em si mesmo. Acautele-se. As influências não são propícias. Você pode sentir interesse pela filosofia ou religião. Evite hoje, todo tipo de exagero.

 Peixes - (20/02 a 20/03) Hoje poderá elevar-se no plano social, quer pelo que fizer, quer pela colaboração que poderá receber de pessoas amigas e compreensivas. Novos conhecimentos e alegrias estão em perspectiva.

Debatendo oportunidades geradas pela Estrada Real Autoridades e especialistas estarão presentes no Museu Imperial nesta quinta, para debater um importante tema para a economia e o turismo do estado. O seminário “Estrada Real e as oportunidades para o estado do Rio de Janeiro” terá como objetivo discutir como esse caminho histórico pode gerar perspectivas turísticas para a região. A Estrada Real era o caminho que ligava o Rio de Janeiro às Minas Gerais, aberto há mais de 300 anos pela Coroa Portuguesa. Hoje, após sua revitalização, tornou-se um destino turístico reconhecido no Brasil e no exterior. A estrada passa por 199 municípios – 169 em Minas Gerais, 22 em São Paulo e nove no Rio de Janeiro – e tem 1,6 mil quilômetros de extensão. Em 1999, foi criado o Instituto Estrada Real. Suas ações voltadas para o diagnóstico dos potenciais de cada região, com vistas ao desenvolvimento turístico, transformaram o projeto

DOIS COELHOS – Censura 14 anos – com Fernando Alves Pinto – Horários: 19h, de terça a domingo – Sessão extra sexta e sábado, 21h20

Ingressos: terças e quartas ingresso promocional a R$ 6 para todos (exceto feriados). Preço de ingressos as quintas e sextas - inteira R$ 14 e meia R$ 7. Preço de ingressos aos sábados e domingos - inteira R$ 16 e meia R$ 8.

A Estrada Real será tema de debate no Museu nesta quinta-feira

em Programa Estrada Real, apoiado pelo Ministério do Turismo. O Seminário terá participação do prefeito de Petrópolis, Paulo Mustrangi, do diretor geral do Instituto Estrada Real, Baques Vladimir Carvalho Sanna, e do diretor do Museu Imperial, Maurício Vicente Ferreira Jr., além de

secretários e outras autoridades. Com início às 14h, o evento acontecerá no Cine Teatro Museu Imperial, com entrada pelo Bosque do Imperador. Para participar, é preciso confirmar presença pelo telefone (24) 2233-1223 ou pelo e-mail estradarealpetropolis@gmail.com.

Livro ressalta importância das HQs no mundo dos negócios

‘Dicas’ em quadrinhos sobre como gerir seus negócios

cesso – Uma Metodologia de Planejamento em Quadrinhos” (Matrix Editora), mos-

tra por meio de uma história em quadrinhos, que ninguém tem que ser super-herói para vencer no mundo empresarial, e sim, ter um planejamento eficaz. Uma pesquisa divulgada pelo Sebrae em 2010 revelou que mais da metade das empresas não sobrevivem ao quinto ano de vida. Segundo o relatório, algumas das principais causas de mortalidade dessas organizações são a ausência de comportamento empreendedor e de um planejamento prévio. Nesta obra, o autor mostra que para ser um empresário importante no mundo dos negócios não é preciso ser um super-herói, e sim, ter um planejamento eficaz.

Visitas

Especial

Museu Imperial fecha balanço de público

Obra do Berço volta a atender em fevereiro

Exatamente 277.881 pessoas passaram pelo Museu Imperial em 2011. O número, que reúne os dados de visitação ao palácio e o público espectador dos eventos, foi fechado na última sexta, a partir do relatório emitido pelo sistema de bilheteria da instituição. Já a Casa de Cláudio de Souza, inaugurada em julho e pertencente ao Museu Imperial, recebeu 1.710 até o final de dezembro. Apesar de ter sofrido uma redução em relação a 2010, quando foram recebidas 331.347 pessoas, o número é considerado bastante positivo, pois a tragédia das chuvas, em janeiro, reduziu em cerca de 90% a visitação no início do ano. De acordo com o diretor do Museu Imperial, Maurício Vicente Ferreira Jr., “o expressivo número de visitantes comprova que o desejo de visitar o Museu Imperial é maior que o medo provocado pela tragédia do 11 de janeiro”. Na visão da instituição, a ampla visitação em 2011 pode ser atribuída à constante oferta de novas atividades, eventos e exposições, além da capacitação frequente da equipe para atender ao público com qualidade. A expectativa é de que, em 2012, o número de visitantes seja ainda maior.

CINE ITAIPAVA Est. União & Indústria, 11.000 Itaipava

ALVIN E OS ESQUILOS 3 – Censura livre – Horários: 15h e 17h de terça a domingo

Quadrinhos

Ontem comemorou-se o ‘Dia Mundial dos Quadrinhos’. A data foi instituída há 22 anos pela Associação de Quadrinhistas e Cartunistas do Estado de São Paulo, com o objetivo de lembrar que em 1869, nesse mesmo dia, foi publicada a primeira história em quadrinhos brasileira. Embora seja uma data pouco lembrada, é válido ressaltar a importância desse segmento no país e as novidades que surgem a cada dia. Recentemente, o consultor Ted Sinay desenvolveu uma maneira moderna e inteligente para ensinar empreendedores a fazer suas ideias decolarem rumo ao sucesso. O livro “Guia Para o Su-

TOP

A Obra do Berço é uma ação social religiosa organizada e promovida por casais da Paróquia de Santa Clara que tem como meta entregar gratuitamente às mães carentes enxovais para os recém-nascidos da cidade. Diferentemente da maior parte das ações promovidas por igrejas, a Obra do Berço doa enxovais para mães de toda a cidade e não apenas para as moradoras da área de atuação da Paróquia. O grupo, atualmente composto por seis casais, se encontra todas as quintas, de 14h às 16h, na Quadra Poliesportiva da Paróquia de Santa Clara. Para receber os enxovais as mães devem ir até a Paróquia, no horário de atendimento, portando carteira de identidade e carteirinha do Posto de Saúde, compro-

vando que estão realizando adequadamente o Pré-Natal oferecido pelo SUS – Sistema Único de Saúde. Além da entrega dos enxovais, duas vezes por ano as voluntárias promovem um grande chá de bebê coletivo. O evento, assim como os tradicionalmente organizados por gestantes, é composto por convite, brincadeiras entre os convidados e lanche para todos os presentes. Os interessados em participar da Obra do Berço ou fazer doações para a composição dos enxovais pode entrar em contato com as voluntárias às quintas, na Paróquia de Santa Clara, Rua Eugênio Barcelos, s/nº Valparaíso, ou deixar as doações de segunda à sexta na secretaria da Igreja.

Na cidade

Ginástica chinesa e Tai-Chi à disposição em espaços Todas as terças, às 09h30, tem Ginástica Chinesa do doutor Zhuang Yuen Ming. Aulas ministradas pela professora Sônia Pollaco. No Palácio de Cristal, censura livre, aulas gratuitas. Às terças e quintas, de 08h às 09h e de 09h às 10h, tem Tai-Chi-Chuan, uma atividade promovida pelo Programa

de Assistência Integral do Idoso (PAISI) da Secretaria Municipal de Saúde. Professor Rafael Motta da Silva. No Museu Imperial, Pátio da Ala Direita (em caso de chuva as atividades ocorrerem no Pátio Lacombe, Locomotiva). Censura livre, aulas gratuitas. Mais informações: artesguerreiras@gmail.com.

CINE BAUHAUS R. Dr. Nelson de Sá Earp, 89 Shopping Center Bauhaus Centro SALA 1 COMPRAMOS UM ZOOLÓGICO – Censura livre - com Matt Damon – Horários: 14h15 e 16h45

CINE

HIPERSHOPPING ABC Rua Teresa, 1415 / 2º piso Alto da Serra – Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br SALA 1

GATO DE BOTAS – Censura livre – Horários: 15h A HORA DA ESCURIDÃO – Censura 12 anos – com Emile Hirsch – Horários: 17h e 21h 2 COELHOS – Censura 14 anos – com Alessandra Negrini – Horários: 19h SALA 2 ALVIM E OS ESQUILOS 3 – Censura livre – Horários: 14h40, 16h40, 18h40 e 20h40 TOP

CINE HIPERSHOPPING MERCADO ESTAÇÃO Rua Paulo Barbosa, 310 / 1º piso Centro - Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br SALA 1

DOIS COELHOS – Censura 16 anos – com Alessandra Negrini – Horários: 19h15 e 21h20

AS AVENTURAS DE TIN TIM – Censura 10 anos – com Jamie Bell – Horários: 16h, 18h30 e 21h – Indicado ao Oscar 2012

SALA 2

SALA 2

SHERLOCK HOLMES:O JOGO DE SOMBRAS – Censura 14 anos – com Robert Downey, Jr. – Horários: 14h, 16h30, 19h e 21h30

SHERLOCK HOLMES – o jogo de sombras – Censura 12 anos – com Robert Downey, Jr. – Horários: 16h10, 18h40 e 21h

Preços: Segunda é dia de cinema. Ingressos a R$ 3 em todas as sessões. Terça a quinta (exceto feriados): Sessões iniciadas até 15h59min Inteira: R$ 10 (meia: R$ 5). Após 16h inteira: R$ 12 (meia: R$ 6). Sexta a domingo e feriados: Sessões iniciadas até 15h59min inteira: R$ 12 (meia R$ 6) Após 16h inteira: R$ 14 (meia R$ 7). Lembrando que estamos com uma promoção de terça a domingo: todas as pessoas pagam meia entrada.

SALA 3 CAVALO DE GUERRA – Censura 12 anos – com Peter Mullan – Horários: 16h20 duas indicações ao Globo de Ouro 2012 IMORTAIS – Censura 14 anos – com Mickey Rourke – Horários: 19h TUDO PELO PODER – Censura 12 anos – com George Clooney – Horários: 20h50 – Indicado ao Oscar 2012

Filmes na TV PROGRAMA DE PROTEÇÃO PARA PRINCESAS – GLOBO - 16H – COM DEMI LOVATO - Quando a princesa Rosalinda é ameaçada por um ditador do mal determinado a tomar o controle de seu país, ela é levada embora e colocada no programa de proteção para princesas, uma agência secreta que cuida de princesas em perigo ao redor do mundo. Mason, um agente do programa, esconde a princesa Rosalinda em sua própria casa, onde, com a ajuda de sua filha, adota o disfarce de uma adolescente pobre chamada Rosie. O CURIOSO CASO DE BENJAMIN BUTTON – SBT - 23H – COM BRAD PITT - Em 1918, na cidade de Nova Orleans, nasce, em circunstância incomum, Benjamin Button que, pela aparência envelhecida, faz seu pai abandoná-lo em um lar assistencial de idosos. Intrigantemente, o Sr. Button rejuvenesce a cada dia. Ao conhecer Daisy, a paixão invadirá sua alma, porém o conflito entre sua idade cronológica e a aparente pode ameaçar o futuro do romance.


terça-feira, 31 de janeiro de 2012

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

7

geral

Centro de Cultura Raul de Leoni em festa! Ceperj prorroga inscrições para concurso do Iterj Para dar oportunidade aos profissionais interessados, a coordenação geral da Fundação Ceperj (Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio de Janeiro), em sintonia com o Instituto de Terras e Cartografia do Estado do Rio de Janeiro (Iterj), prorrogou, por duas semanas, as inscrições do primeiro concurso promovido por essa autarquia vinculada à Secretaria de Estado de Habitação. Agora, aqueles que querem disputar as 104 vagas para provimento de cargos efetivos de níveis superior, médio técnico e médio e vencimentos de R$ 1.812,40 a R$ 6.338,69 têm prazo para se inscrever até 12 de fevereiro. As fichas poderão ser preenchidas no site www.ceperj.rj.gov.br até as 23h59 desse dia. Com a mudança de data para encerramento das inscrições, também foram prorrogados os dias marcados para a entrega do laudo médico dos candidatos às vagas para pessoas com deficiência até 14 de fevereiro; consulta e impressão do cartão de confirmação de inscrição (CCI) via internet, que poderão ser feitas a partir de 1º de março; e as alterações de dados cadastrais no CCI, nos dias 2 e 3 do mesmo mês. O diretor de Concursos e Processos Seletivos da Ceperj, Marcus São Thiago, informa que ficam mantidas as demais datas constantes do cronograma publicado no edital de abertura, como a aplicação da prova objetiva marcada para 11 de março e a divulgação do gabarito no dia 13. Para os candidatos sem possibilidade de acesso à internet a Fundação Ceperj disponibiliza posto de inscrição presencial que funcionará até 10 de fevereiro em sua sede, na Avenida Carlos Peixoto, 54, térreo, Botafogo, Zona Sul do Rio. O atendimento é feito de segunda a sextafeira, das 10h às 16h. Marcus São Thiago orienta os interessados no sentido de não deixarem as inscrições para o último dia, evitando possível congestionamento na rede e perda do prazo. Ele informa que a organizadora não se responsabiliza por solicitação de inscrição não recebida por qualquer motivo, seja de ordem técnica dos equipamentos, falhas de comunicação, congestionamento das linhas, bem como outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a transferência de dados por procedimento indevido dos usuários.

As taxas de inscrição custam R$ 100 para os cargos de nível superior e R$ 70 para os de níveis médio técnico e médio. Podem ser pagas em qualquer agência bancária e obrigatoriamente por meio do boleto específico disponibilizado após o preenchimento da ficha online. A inscrição só será efetivada após a instituição bancária confirmar o pagamento da taxa. Por isso, o candidato deverá se certificar de que sua inscrição foi efetuada pela internet depois de seis dias úteis após o pagamento do boleto bancário. Caso não tenha sido, a pessoa deverá comparecer à sede da Fundação, entre 10h e 16h, levando o boleto pago e a ficha de inscrição impressa. As 104 vagas oferecidas pelo Iterj, já incluídas as reservadas às pessoas com deficiência, negros e índios, estão assim distribuídas: 55 para a carreira de analista, de nível superior, com quatro cargos e várias áreas de atuação; 24 para nível médio técnico, com dois cargos e diferentes áreas de atuação; e 25 para a carreira de assistente executivo, de nível médio. O vencimento base para nível superior é de R$ 4.229,76, mais Gratificação de Desempenho de Atividade (GDA) máxima de R$ 1.268,93, mais Adicional de Qualificação de R$ 840 para doutorado, R$ 420 para mestrado e R$ 210 para especialização. Assim, a remuneração vai de R$ 5.498,69 a R$ 6.338,69. Para nível médio técnico o vencimento base é de R$ 1.470, mais GDA máxima de R$ 441, mais Adicional de Qualificação de R$ 125, totalizando R$ 2.036. O vencimento base para nível médio é de R$ 1.298, mais GDA máxima de R$ 369,40, mais Adicional de Qualificação de R$ 125, com valor total de R$ 1.812,40. O concurso para todos os cargos constará de duas etapas: prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, a ser aplicada em 11 de março; avaliação de títulos e experiência profissional, de caráter exclusivamente classificatório, cujos documentos devem ser entregues nos dias 9, 10 e 11 de abril. Os exames terão 50 questões para os cargos de nível superior e 40 para os de níveis médio técnico e médio. As perguntas serão do tipo múltipla escolha, com cinco alternativas de respostas, valendo um ponto cada uma. Será considerado aprovado o candidato que obtiver no mínimo 40% de acertos em cada disciplina e 50% em toda a prova.

Foi realizada ontem, pela manhã (30), a solenidade comemorativa dos 35 anos do Centro de Cultura Raul de Leoni na Galeria Van Dijk - sala que abriga a exposição “35 anos de Cultura”. A ocasião contou com a presença do anfitrião, Marco Aurêh, gerente da casa; da chefe de gabinete da prefeitura, Sheila Guimarães, representando o prefeito Paulo Mustrangi; do presidente da FCTP, Gilson Domingos; do secretário de segurança, Hélio Moura; dos projetistas do prédio, os arquitetos Cesare Migliari e Edmundo Lustosa; do diretor de cultura, Arthur Varella, funcionários e de-

Isabela Lisboa

O presidente da Fundação ajudou a cortar o bolo comemorativo

mais artistas. Um dos destaques do café da manhã solene foi o bolo de aniversário personalizado com a identidade visual dos 35 anos do aniversariante. O parabéns foi cantado pelo coral Municipal de Petrópolis, que ensaia no Centro de Cultura Raul de Leoni desde a fundação do prédio. O coral, que é um dos principais coros do Brasil, cantou também três músicas de seu repertório além do hino de Petrópolis. A exposição multimídia “35 anos de Cultura” foi prorrogada até o dia 26 de fevereiro, com visitação de terça a sábado, das 13h às 18h. Entrada Franca.

Turismo de Experiência na Serra Fluminense Valorizar a cultura, a gastronomia e os produtos regionais para promover o turismo como uma experiência memorável para o visitante. Esse é o objetivo do Projeto de Expansão e Marketing do Tour da Experiência, resultado de uma parceria entre o SEBRAE Rio e o Instituto Marca Brasil (IMB), que visa também impulsionar a economia local, envolvendo os empresários do setor turístico. Na próxima semana, será realizada nas cidades de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo uma série de atividades para apresentar oficialmente o projeto ao trade, jornalistas e parceiros. A etapa que se inicia busca surpreender os empresários participantes para conquistar ainda mais adesões. O projeto desenvolve um diagnóstico de cada negócio e auxilia na elaboração de um plano de inovação para que o estabe-

lecimento entre no contexto do local e consiga encantar o cliente. Os empresários e seus funcionários são treinados e recebem um selo atestando a sua participação no projeto. Dessa forma, o visitante é convidado a “experimentar” a cultura local, conhecer sua história e fazer parte dela, deixando de ser apenas um observador e adquirindo um conhecimento cultural sobre o lugar visitado. As atividades iniciam no dia 31 de janeiro, às 9h30min, na cidade de Nova Friburgo. No mesmo dia, às 19h, ocorre o lançamento em Petrópolis. E no dia 1º de fevereiro, às 17h, em Teresópolis. A programação envolve a apresentação do conceito, metodologia e resultados do projeto nos cinco destinos contemplados inicialmente (Região da Uva e Vinho/RS, Belém/PA, Bonito/MS, Costa do Descobrimento/BA e Petrópolis-RJ). “É interessante frisarmos que a

concretização desse projeto na Serra Fluminense se deu a partir da mobilização dos próprios empresários de Petrópolis, que quiseram englobar as cidades ao redor para melhorar o turismo de toda a região”, conta Marisa Cardoso, coordenadora de Turismo do SEBRAE RJ. Ainda faz parte da programação, a participação de empresários de destaque para compartilhar suas experiências como integrantes da Rede Tour. Na parte final do evento, os organizadores vão oferecer experiências típicas da localidade para que os participantes compreendam melhor o conceito e reflitam sobre oportunidades. No caso de Teresópolis, por exemplo, um mestre cervejeiro vai contar a história da cerveja e de seu empreendimento. Depois, os participantes poderão fazer degustação das cervejas artesanais e dos petiscos feitos com cevada.

Daniela Bitencourt, superintendente do IMB, explica que esta etapa deve dar aos empresários e participantes em geral uma ideia de como o turista deve ser impactado ao chegar ao seu destino: “O objetivo do projeto é que o turista seja munido de informações e sensações, que guardará entre as lembranças inesquecíveis. O resultado será turistas satisfeitos e comprometidos em divulgar o destino com base em suas experiências positivas”, finaliza. O projeto - Tour da Experiência é uma rede de empresas, formada pelos participantes do projeto Economia da Experiência, que foi inicialmente desenvolvido na Região da Uva e Vinho, no Rio Grande do Sul, em 2006, o piloto deu certo, e entre 2008 e 2010 foi implantado em mais quatro destinos: Belém/PA, Bonito/MS, Costa do Descobrimento/BA e Petrópolis/RJ.

foto do dia Alan Alonso

O Bem-te-vi esperto resolveu pegar uma “caroninha” no retrovisor de um carro

enquete Você

tem hábito de fazer que tipo de leitura no seu dia-a-dia? Fotos: Alan Alonso

José Paulo de Carvalho, marceneiro de 47 anos. “Leio jornal de cidade e materiais relacionados à minha profissão, como revistas de marcenaria.”

Charles da Silva, protético de 28 anos. “Leio jornais esportivos e notícias relacionadas a Petrópolis.”

Laudemiro de Souza, vendedor de 43 anos. “Geralmente só leio manchetes de jornais nas bancas e de vez em quando pego a bíblia.”

Mário Freitas, bancário de 49 anos. “Leio muito jornal e revistas de atualidades.”

Osmar da Silva, pintor de 62 anos. “Costumo ler jornais de grande circulação e documentos que tragam notícias da nossa cidade.”


8

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

ECONOMIA

Tolmasquim defende multa ao Grupo Bertin Divulgação

n Carolina Gonçalves - ABr

Dívida Pública Federal soma R$ 1,866 trilhão em dezembro n Stênio Ribeiro - ABr

A Dívida Pública Federal (DPF) cresceu 1,79% em dezembro, comparado a novembro, e soma R$ 1,866 trilhão. Houve, portanto, aumento nominal de R$ 32,81 bilhões no último mês de 2011, de acordo com relatório divulgado ontem pela Secretaria do Tesouro Nacional. No acumulado do ano passado, a DPF cresceu 10,17%, o equivalente a R$ 172,3 bilhões. O crescimento da dívida pública no mês passado resultou da emissão de R$ 38,66 bilhões em títulos - dos quais 78,68% com remuneração prefixada - contra resgates de títulos no valor de R$ 25,92 bilhões. Essa operação resultou em uma emissão líquida de R$ 12,74 bilhões em títulos, que se somaram aos R$ 17,49 bilhões pagos em juros no mês para

aumentar a dívida. O aumento do endividamento em 2011 foi resultado das despesas com juros, no valor de R$ 211,52 bilhões, e de menos resgates líquidos de títulos em poder de terceiros, no total de R$ 39,20 bilhões. No geral, os resgates foram de R$ 84,20 bilhões, neutralizados, em parte, pela capitalização de R$ 45 bilhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Na composição da dívida total, 95,54% se referem à dívida interna (DPFi) e 4,46% à dívida externa (DPFe). O Tesouro conseguiu, ao longo de 2011, reduzir a participação percentual da dívida interna, em razão, principalmente, do aumento gradativo da emissão de títulos com remuneração prefixada, enquanto as demais modalidades de correção caíram.

O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, defendeu ontem, no Rio de Janeiro, a punição do Grupo Bertin pelo atraso na implantação da Usina Termelétrica José de Alencar, no Complexo Portuário de Pecém, no Ceará. O Bertin já havia sido multado, no ano passado, pelo atraso, pois a usina deveria estar em funcionamento desde 1º de janeiro de 2011. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) deve definir, nos próximos dias, se vai cancelar a autorização de funcionamento da termelétrica. Movida a gás natural, a usina terá capacidade instalada de 310 megawatts. Tolmasquim disse que encaminhou uma correspondência à Aneel declarando sua posição em relação ao assunto, mas a decisão é da agência. “Acho que é importante a gente respeitar os contratos. Respeitar os contratos significa que se você, gerador, atrasou,

modelo”. Tolmasquim ainda disse que, apesar de não servir como brecha para quebra de contrato por parte dos geradores, a sobra de energia disponível é uma tranquilidade para o país enfrentar cenários de risco como, por exemplo, um período prolongado de seca. Atualmente, o Brasil vende energia que sobra para Uruguai e Argentina. O presidente da EPE também adiantou que a empresa vai entregar ao Ministério de Minas e Energia, até o fim de março, o projeto das linhas de transmissão da Unisa Hidrelétrica de Belo Monte, que está sendo construída no Rio Xingu (PA), que vai usar linhas de corrente contínua para transporte da energia à Região Sudeste, e de corrente alternada ao Nordeste. A empresa de pesquisa também vai encaminhar ao ministério o estudo sobre a inclusão da energia solar nos leilões de energia do país. Tolmasquim explicou que a

Maurício Tolmasquin, da EPE

vai ter uma penalização por isso”. Ele explicou que nem o excedente de energia disponível hoje no país pode servir como justificativa para a quebra de contrato. “Neste momento, há uma sobra de energia, mas no passado, nós já tivemos apertos e poderemos, eventualmente, um dia, precisar desta oferta. Se, a cada momento, por questões conjunturais, você vai abrindo exceções, você fragiliza o

análise está dividida em duas partes. Segundo ele, a primeira avaliação é sobre o potencial de uso da energia solar nas residências e como tornar essa energia atrativa para o consumo. O outro desafio da EPE é simular a participação da energia solar em leilões e avaliar quais os tipos de incentivos, como redução de impostos, que podem ser adotados. “A [energia] fotovoltaica ainda é uma energia cara, mas o preço caiu muito, mais da metade nos últimos dez anos. Do ponto de vista energético, ainda não teria muita razão porque ainda é cara, mas, do ponto de vista tecnológico, de você poder internalizar, no Brasil, essa tecnologia que está crescendo. A gente está fazendo o estudo para [a fonte solar] entrar, mas não onerar muito o consumidor. Se é uma fonte mais cara, você tem que ter justificativa para isso. Tem que ser uma quantidade pequena para não impactar muito o preço, mas que crie uma dinâmica no setor”, explicou Tolmasquim,

AVISOS E EDITAIS

SEPULTAMENTO

CEMITÉRIO MUNICIPAL DOMINGO - 29/01 Roberto Fiess, 78 anos, Cascatinha, 16h José da Silva Barbosa, 66 anos, Alto da Serra, 14h Wilson de Souza, 73 anos, Estrada da Saudade, 16h30 Hermenegildo Ferreira de Souza Filho, 77 anos, Mosela, 16h SEGUNDA-FEIRA - 30/01 Jorge Roberto Webler, 93 anos, Rio de Janeiro, 16h Arthur Napoleão Dias da Silva Neto, 60 anos, Cascatinha, 16h30 Cemitério de Itaipava DOMINGO - 29-01 Pedro Bernardino da Cruz, 67 anos, Corrêas, 11h30 SEGUNDA-FEIRA - 30/01 Nelson Lima de Souza, 86 anos, Pedro do Rio, 11h Maria Francisca de Morais Souza, 80 anos, Carangola, 11h30 Carlos Manoel Corrêa, 48 anos, 11h30, Corrêas OBS. AS INFORMAÇÕES ACIMA SÃO FORNECIDAS AO DIÁRIO POR FUNCIONÁRIOS DAS SECRETARIAS DOS CEMITÉRIOS,

Há 30 anos era publicado

Cartório de 3º Ofício de Petropolis

Em sua edição número 2.405, de 31 de janeiro de 1982, um domingo, o DIÁRIO publicou os seguintes destaques:

31/01/2012

Terceiro Ofício - Petropolis - RJ

Pag: 1

R. do Imperador, 1021 - Centro

Relação do Edital dia 31/01/2012 Acham-se afixados neste cartório, conforme a lei 9492/97, art. 15 $1 - Processo 89.877/99 CGJ/RJ, para serem protestados os títulos de responsabilidade de:

COMANDOS NO INGELHEIN - Os Comandos do Diário verificaram que falta tudo no Quarteirão Ingelhein, principalmente na Rua Madre Francisca Pia. A lama que desce do estacionamento do Serrano entope constantemente os bueiros e qualquer chuvinha alaga o trecho próximo à Fábrica Excelsior. O abastecimento de água é precário e, segundo os moradores, só corre nos canos quando tem jogo no Serrano. OBRAS NA DRENAGEM - A drenagem de esgoto de uma enorme quantidade de servidões petropolitanas, regularizadas ou não, é uma das metas que a Secretaria de Obras pretende alcançar, contando, para isso, com a ajuda dos moradores dos locais necessitados, através do regime de mutirões. Como já vem acontecendo com algumas ruas da cidade, os próprios moradores do local realizam a obra. CANDIDATOS-SURPRESA - Em entrevista exclusiva ao DIÁRIO, a presidente do diretório municipal do PTB, Sonia Collares Moreira, desmentiu sua candidatura à Prefeitura e denunciou a corrupção que envolve a Câmara de Vereadores. Ela também anunciou dois candidatos-surpresa a prefeito pela PTB, garantindo ser este um partido de oposição e não uma ‘sucursal do governo’.

Protestar em 01/02/2012 GTL DISTRIBUIDORA DE PROD ALIM LTD SERVIDAO FORTUNATO BAITELI 228A CASCATINHA

Emissão:30/11/2011

Vencto: 15/01/2012 Cheque Administrativo

Custas

117,81 Total

Protestar em 01/02/2012 MARIELZA SARAIVA DE PAIVA

Valor:

Cheque Administrativo

Custas

122,23 Total

Protestar em 01/02/2012 PATY BLU COMERCIO DE BIJUTERIAS LTDA

Valor:

Cheque Administrativo

Custas

111,91 Total

Protestar em 01/02/2012 RENABELA PRODUTOS NATURAIS LTDA.

Cheque Administrativo

Custas

128,15 Total

Protestar em 01/02/2012 TATIANE DA SILVA DUARTE MARTINS

Valor:

Vencto: 11/01/2012 Cheque Administrativo

Emissão:10/10/2011 122,23 Total

ENZO MASSARO INDUSTRIA COMERCIO REPRESEN

27/01/2012

0,00 Tarifa

14,72 Total

1.035,95

Portador/ Cedente / Sacador

Protocolo

CAIXA ECONOMICA FEDERAL

1849

GOMES ZANELA COMERCIO DE EQUIPAMENTOS DE

27/01/2012

GOMES ZANELA COMERCIO DE EQUIPAMENTOS DE

111,91 Cpmf

0,00 Tarifa

14,72 Total

749,73

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF 002518110000175

Protocolo

237 - BANCO BRADESCO S A

1784

MONAMA INDUSTRIA E COM DE ALIMENTOS LTDA

27/01/2012

MONAMA INDUSTRIA E COM DE ALIMENTOS LTDA

2159,16

2.287,31 ou Dinheiro Custas

128,15 Cpmf

0,00 Tarifa

14,72 Total

2.302,03

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF 10879023635

Valor:

122,23 Cpmf

623,10

Protocolo

033 - BANCO SANTANDER S.A.

1818

ENZO MASSARO INDUSTRIA COMERCIO REPRESEN

27/01/2012

ENZO MASSARO INDUSTRIA COMERCIO REPRESEN

Número: 305002

Custas

Protocolo 1819

735,01 ou Dinheiro Custas

RUA MOSELA,1378 DUPLICATA MERCANTIL

3.521,55

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF 013331675000165

Valor:

14,72 Total

033 - BANCO SANTANDER S.A.

1.021,23 ou Dinheiro Custas

Número: NF-E 1349 Emissão:03/11/2011

Vencto: 05/12/2011

0,00 Tarifa

899,00

RUA DO IMPERADOR, 256 DUPLICATA MERCANTIL

117,81 Cpmf

ENZO MASSARO INDUSTRIA COMERCIO REPRESEN

Número: VE2001 9/10 Emissão:06/04/2011

Vencto: 15/01/2012

27/01/2012

CNPJ / CPF 43048340025

ESTRADA UNIAO E INDUSTRIA 11833 LJ 24 B DUPLICATA MERCANTIL

ALHO OISHII

3.506,83 ou Dinheiro Custas

Número: 306007 Emissão:10/10/2011

Vencto: 11/01/2012

1846

3389,02

ESTRADA UNIAO INDUSTRIA,15191 GALPAO 04 DUPLICATA MERCANTIL

Protocolo

CAIXA ECONOMICA FEDERAL ALHO OISHII

Número: 2073

DUPLICATA MERCANTIL

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF 010898694000180

846,00

968,23 ou Dinheiro Custas

122,23 Cpmf

0,00 Tarifa

14,72 Total

982,95

Intimo-os a pagarem ( através de cheque administrativo ou dinheiro com guia de pagamento a ser retirada neste tabelionato ), ou no caso da falta de aceite, comparecer para aceita-lo, ou dar-me as razões por que não o faz. Ficando assim já intimado do respectivo protesto no prazo estipulado na forma da lei. Petropolis, 31/01/2012 João Correia Lima Neto - Escrevente

MANUTENÇÃO E MELHORIA NA REDE COM INTERRUPÇÃO NO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA Visando prestar um serviço de melhor qualidade, a AMPLA comunica a seus clientes que interromperá o fornecimento de energia elétrica, para possibilitar a execução de obras e melhoramentos da rede, no município de Petrópolis nas seguintes localidades: 03/02/2012, das 10:00h às 16:30h, Independência: Ruas das Azaléas nº 55, Ângelo Joo Brand nº 26 e adjacências. Das 09:00h às 12:00h, Bonsucesso: Vale Bonsucesso e adjacências. Das 09:00h às 16:00h, Araras: Alamedas Augusto Castro, Major Paulo Cesar Campos, Roque X. Lorenza, Ruas Paulo Cesar Campos, Roque Javier Laurenza, Joaquim Crespo Pinho, Paranhos de Oliveira e adjacências. Cliente Especial: David Michael Vetter. O restabelecimento de energia poderá voltar antes do horário previsto.

Pão francês - R$ 5,99kg (somente no balcão)

Entrega em domicílios Rua Epitácio Pessoa, 100 (atrás dos Correios)

Centro - Petrópolis - RJ Tel. 2231-2160


ALTO DA SERRA Hoje é dia de Santo João Bosco, Dia do Hanseniano e da Solidariedade. A secretaria da Paróquia de Santo Antonio, do Alto da Serra, funciona de 2ª feira a sábado de 14h30 às 19h. Agendamentos para batizados, casamentos e outras informações são dadas pelo telefone 2242 4310.

D

iário nos

B

airros

diarionosbairros@diariodepetropolis.com.br

Bagunças noturnas vão acabar Autoridades vistoriam e garantem iluminação de ruas e servidões no Loteamento Cascatinha. Serviço de limpeza já foi executado Vão acabar as algazarras, consumo de tóxicos e até prostituição nas noites dos finais de semana em locais escuros do Loteamento Nova Cascatinha, em Cascatinha. Ruas e servidões que estão sem luminárias públicas serão iluminadas dentro de no máximo um mês, segundo a confirmação de autoridades municipais que estiveram vistoriando o lugar na semana passada. A informação é do presidente Valdemiro Ferreira, o Miro, da Associação de Moradores da Rua Pedro Nava e Adjacências. - O pessoal do departamento de Iluminação da Secretaria de Obras esteve aqui fazendo a vistoria. Os técnicos garantiram que no

máximo em vinte dias ruas e servidões estarão iluminadas. Miro antecipou que serão de seis a sete postes na Servidão Plínio Lédio Monteiro Lago cujos moradores sofrem para chegar e sair de casa a noite, se não bastasse à dificuldade de caminhar. Como também possíveis encontros com marginais. A Rua Pedro Cesário de Souza e a Servidão do mesmo nome também ganharão luminárias públicas. Por outro lado, o líder comunitário da Pedro Nava agradeceu antecipadamente as autoridades municipais pelo anúncio do serviço. Ele também fez um agradecimento a Companhia do Desenvolvimento de Petrópolis – COMDEP – pelo serviço

motoqueiros nas noites do final de semana nas proximidades da Praça Frei Aniceto, no início da Rua Pedras Brancas. - Nosso rio é maltratado. O serviço de capina nas margens precisa ser feito e as pessoas ainda não têm consciência de limpeza – afirmou Maria Lícia. – Jogam lixo e

9

ALCOÓLICOS ANÔNIMOS Hoje 19h: Grupo 27 de Maio, Rua Bingen, 261 Amor e Atração, Avenida Leopoldina, 596, Nogueira. 19h30: 28 de Janeiro, Rua Paulo Barbosa, 180, Centro; Estrela de Araras, Escola Estadual de Araras; Morin, Igreja de Nossa Senhora da Glória; e Petropolitano Rua Santos Dumont, 100, Centro.

Nova queixa de lixo jogado nas calçadas e ruas de Nogueira Concordando com o membro Luiz Carlos Veiga, do Grupo Amigos de Nogueira – sobre o lixo jogado em calçadas do bairro, o morador da Estrada Mineira, Osmar Afonso, disse que o problema não é só nos passeios públicos. - Realmente comerciantes deixam detritos nas calçadas. Mas vemos lixo jogado nas late-

rais das ruas em toda a extensão de Nogueira a Bonsucesso e isto é causado por moradores locais – afirmou. A reclamação de Osmar Afonso foi na manhã de ontem quando embarcava no Terminal Corrêas. Ironizou que não adianta campanhas de conscientização, pois o “povo não tem cultura”.

Relatório do Grão em Grão completou a terceira etapa

Miro em uma das servidões antes do serviço de limpeza

de roçagem feito na Servidão Plínio Lédio e confirmou que com os trabalhos concluídos a comunidade terá

tranquilidade de ir e vir, referindo-se as queixas da marginalidade que são feitas desde o ano passado.

Moradora critica lixo no rio e baderna de motoqueiros Ao lembrar a abordagem de notícias sobre comunidades do Bairro Mosela noticiadas no DB de anteontem, a leitora Maria Lícia Kepp, lembrou ontem que o Rio Mosela que corre paralelo com a principal rua da localidade está precisando de capina e limpeza. Citou também o abuso de

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

até entulhos no leito do rio, quando deveriam armazenar os detritos e deixar em cestas ou esperar a passagem do caminhão coletor que opera com regularidade. A moradora pediu que a Polícia Militar fizesse rondas as sextas feiras, sábados e domingos a noite no final

da Rua Mosela e inicio da Pedras Brancas. Acusou que motoqueiros promovem barulhos acelerando as motos e também gritarias são ouvidas sempre. Esta reclamação já foi feita por moradores no final do ano passado que também pediram o auxilio das autoridades policiais.

Dois almoços no Petrópolis Golf Clube em abril e outubro do ano passado e uma feijoada no Itaipava Country Clube em julho. As promoções foram do Projeto Grão em Grão, da paróquia de Santo Antonio e Santo Agostinho de Nogueira e completam a terceira etapa do relatório de atividades da instituição de 2011. Os eventos tiveram como

objetivo arrecadar fundos para o prosseguimento dos serviços sociais empregados pelo Grão em Grão, conforme a diretora Maria Elisa Cesário Alvim Modiano. Ano passado ela recebeu o prêmio Personalidade Benemérita Feminina de 2011 promovido pelo Padre Jac no Castelo de Itaipava e ofereceu a homenagem aos participantes do Grão.

Os candidatos ao Conselho Tutelar estão informando aos eleitores sobre o processo de votação do próximo dia 12 de fevereiro. Este ano serão dois conselhos, um do centro e o outro distrital. Entretanto os votos podem ser dados aos candidatos de um modo geral, sendo que a prestação de serviços dos eleitos só será em suas áreas de abrangência. Exemplo: O candidato ao Conselho Tutelar Distrital pode ter voto do eleitor dos bairros do distrito sede. Porém,

depois o eleito não poderá atender denúncias ou pedidos de serviços no centro, pois não pode operar fora da sua área de atuação. Com isto, os candidatos estão alertando aos eleitores para votar nos candidatos da sua região e evitar problemas futuros, segundo um grupo de candidatos do centro, reunidos no sábado à tarde próximo ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, na Rua do Imperador.

Candidatos informam processo de votação do Conselho Tutelar

ESPORTES

Sub-15: chuva provoca adiamento de partidas Devido as chuvas que caíram sobre a cidade no fim de semana, todos os quatro jogos das partidas de volta válidas pela semifinal do Campeonato Municipal de Futebol de Campo Sub-15 e Sub-17 foram adiados. Segundo os representantes dos clubes participantes, a Liga Petropolitana de Desportos – LPD – deverá anunciar ainda hoje a data dos novos confrontos. Na última rodada, um dos destaques do Sub-17 foi o craque Breno Leitte, que joga no meio campo do Secretário. O atleta, após o fim do Sub-17, deverá representar o Boa Esperança no Campeonato Municipal de Futebol de Campo Sub-20, que deverá ser aberto no segundo semestre deste ano. As equipes Sub-15 e Sub-17 do Petrô voltam a treinar a partir desta terçafeira no Estádio Carlos Guinle visando a disputa dos segundos jogos das semifinais do Campeonato Municipal de Futebol de Campo que não aconteceram neste domingo devido às chuvas. Os times estão preparados e aguardam com expectativa os dois jogos contra

o Vera Cruz e Secretário sabendo que terão adversários dificílimos. Os comandados de Silmar e Nahor Júnior treinarão durante toda a semana para os jogos que deverão ser marcados pela Liga Petropolitana para o dia, 5 de fevereiro, nos Estádios Sete de Setembro, no Moinho Preto, e no Estádio Hungria Machado, no Vale de Cuiabá.

Fotos: Divulgação

Breno Leitte é meio campo do Sub-17 do Secretário. Já o Petropolitano programou treinos para a semana inteira no Estádio Carlos Guinle. O clube quer a vitória

Tranqüilidade para a sua empresa

Contabilidade de última geração, sistema avançado de informática Escrita Fiscal – Rotinas Trabalhistas e Folha de Pagamento Sistemática Departamento Jurídico – Direito Cível – Direito Trabalhista Projetos Econômicos – Análise de viabilidade e capacidade de sua empresa – Administração de Bens e Serviços – Corretagem e Administração de Imóveis – Equipe com treinamento especializado Direção Técnica: Márcio Tesch Economista – Corecon 10582 Advogado – OAB/RJ 59.566 Tec. Contab. – CRC/RJ 25.384-0

Rua do Imperador, 772 – Gr 105/106 – Centro Petrópolis – RJ. Tel/Fax: (024) 2231-6212 / 2231-3322


10

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

ESPORTES

terça-feira, 31 de janeiro de 2012 esportedp@gmail.com

Oswaldo Cruz vence Torneio Rádio Imperial

UMA FINAL INESQUECÍVEL - Realmente os afortunados que tiveram oportunidade de assistir a finalíssima do primeiro torneio de grand-slam do ano, o Aberto da Austrália jamais esquecerão do incrível e fantástico jogo no qual o sérvio Novak Djokovic teve forças quase sobrenaturais para derrotar por três sets a dois, parciais de 5/7-6/4-6/2-6/7 e 7/5 em incríveis cinco horas e cinqüenta e três minutos. Foi o mais longo jogo de finais da história centenária dos grand-slans e com esse resultado Djokovic mantém a ponta do ranking, sagrando-se tri-campeão do Aberto da Austrália. Foi um baita jogo em que os dois monstros sagrados do tênis mundial, alternavam-se na liderança e faziam troca de bolas, longas, longas depois de mais de cinco horas de jogo, impressionante. Com esse fantástico resultado Djokovic torna-se o quinto tenista a vencer três grand slans consecutivos, igualando-se a feras do tênis de todos os tempos

como Rod Laver da Austrália, Pete Sampras dos Estados Unidos, Rafael Ndal da Espanha e o suíço Roger Federer. E Nadal passa a ter seu recorde negativo de ter perdido três finais de grand-slam, exatamente para o sérvio Novak Djokovic. Coisas do tênis. A final mais demorada até então de um grand-slam, havia sido em 1988 no US Open, quando o sueco Mats Wilander enfrentou ao tcheco Ivan Lendl em jogo que durou quatro horas e cinqüenta quatro minutos. Realmente Djoko terá ainda muitos recordes a quebrar. AZARENKA CAMPEÃ NO FEMININO - Com exibição de gala Viktoria Azarenka derrotou a russa Maria Sharapova na final feminina por 6/3 e 6/0, não dando nenhuma chance para a lourinha jogar. Azarenka com a vitória assumiu a liderança do ranking mundial da WTA, ficando o segundo lugar para Pietra Kivitova da Bielorrusia, Sharapova sobe para a terceira posição

e que levou o maior prejuízo foi a dinamarquesa Caroline Wozniacki que viu seu ranking despencar da primeira para a quarta colocação em um torneio só...... Dureza. TENNIS GOURMET CONFIRMADÍSSIMO - Paulo Areas, Tania, Arnaldo Rippel, Patrícia e ALOISIO programando o retorno do Tennis Gourmet para março em altíssimo estilo, há um a grande possibilidade do grande CHEF KAWASAKI, ser convidado para pilotar a churrasqueira do clube, mas outras novidades acontecerão, principalmente em termos de cardápio..... É só aguardar mais um pouco. DESTAQUE FOTOGRÁFICO - No destaque fotográfico de hoje o simpático trio Serginho, Jorginho Coelho e Jorge Clavery, na super e galáctica churrasqueira da sede social do Petropolitano que a cada semana congrega mais e mais frequentadores, com muita animação.MUITA CHUVA - Muita chuva neste fim de semana, mas ainda assim muita gente prestigiando a Internacional Mesa da Sardinha, como Peter Hjorth, Serginho Hot Dog-Muito bem de preto e branco, Marcelo Carioca, Arnaldo Rippel, Paulo Areas, Arildo, professor Manoel, professor Hugo Cross, Luis Costa e muitos e muitos outros tenistas de bem com a vida.... Fiquem com DEUS, até quinta com mais Notícias do Tênis, lembrando que no mês de setembro nossa coluninha completa 27 anos, sendo um verdadeiro recorde na imprensa.... Show.... l

Aconteceu no último sábado, pela manhã, no Ginásio José Borzino, o Torneio de Futsal, categoria Sub-13, “Rádio Imperial 54 Anos”, com a participação das equipes das comunidades Atílio Marotti, Bataillard, Castelânea e Oswaldo Cruz. Com bastante equilíbrio entre as equipes e num clima de confraternização e muita disciplina foram disputados seis jogos tendo como vencedora do torneio a equipe da Comunidade Oswaldo Cruz. Os resultados dos jogos foram os seguintes: Bataillard 4 x 1 Atílio Marotti, Oswaldo Cruz 3 x 0 Castelânea, Castelânea 4 x 0 Bataillard, Atílio Marotti 4 x 2 Oswaldo Cruz. Disputa do 3º lugar: Bataillard 3 x 3 Atílio Marotti (na decisão por pênaltis, Atílio Marotti 2 x 1) e na final, Oswaldo Cruz 7 x 2 Castelânea. Foram entregues pelo padre Jac, diretor da Rádio Imperial, pelo Secretário de Esportes e Lazer, Carlos Alberto Lancetta, representando o prefeito Paulo Mustrangi, e pelo vicepresidente de esportes do Petropolitano F. C., Délio Jorge Kronemberger, os troféus às comunidades e as medalhas a todos os atletas participantes do evento. O time do Atílio Marotti recebeu de dona Vera Lúcia Kronemberger o troféu de equipe mais disciplinada, enquanto o padre Jac entregou à Castelânea, o troféu de melhor torcida. Ao final do evento foram distribuídos lanches a todas as crianças que participaram dos jogos.

Fotos: Divulgação

Os jogadores de todas as equipes se reuniram no fim do torneio

Dona Vera Kronemberger entregou troféus para os ganhadores

Padre Jac faz a entrega de medalha a um atleta da comunidade


diariodepetropolis