Page 1

Diário

de Petrópolis 57 anos

E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Site: www.diariodepetropolis.com.br

Preço do exemplar: R$ 1,20

Nº 16.205 - Quinta-feira, 26 de julho de 2012 Alan Alonso

governo desiste de votar em agosto

Unimed cria plano para atender as micro e pequenas empresas da cidade

Mudanças nas regras de aposentadorias adiadas Alan Alonso

A Unimed Petrópolis lançou ontem um produto destinado a empresas que possuem a partir de três funcionários e que visa expandir o atendimento médico-hospitalar na cidade. O diretor comercial, Eduardo Dyonisio (foto), afirma que o plano detectou a necessidade de atingir empresas menores. (Página 8)

Lei anti-fumo nos pontos de ônibus não é respeitada (Página 5)

agenda O Festival Sesc Rio 2012 de Inverno prossegue hoje. Às 19h, no Café Concerto do Sesc Quitandinha, tem ‘Viva Raiz – Luhli’. O show celebra o encontro da maturidade artística da cantora, compositora e instrumentista Luhli, com a competência da percussionista internacional Flávia Torga. (Página 6)

bairros Programada para ontem no final da tarde a Procissão de São Cristóvão que percorre ruas dos 2º e 3º distritos completou 54 anos. Organizada por comerciantes, moradores e religiosos, anualmente ela atrai centenas de motoristas que saem do Parque de Exposição de Itaipava onde também é encerrada com a benção dos automóveis e a celebração de missa.

O fim do fator previdenciário está entre as mudanças. Com ele, pessoas se aposentam cedo, mas com um corte brutal no benefício

As mudanças nas regras de aposentadoria, que seriam votadas em agosto no Congresso, foram adiadas em função do calendário de Medidas Provisórias. Além disso, o Executivo também não havia fechado uma proposta única sobre as mudanças. O secretário de Políticas de Previdência Social, Leonardo Rolim, salientou que, nos moldes de hoje, o sistema previdenciário brasileiro é muito parecido com o grego, um dos estopins da crise naquele país. (Página 5)

Taxistas apontam os locais mais críticos no trânsito da cidade

Alan Alonso

O trânsito em Petrópolis é um problema ainda sem solução. Os taxistas, que transitam por toda a cidade, já conhecem os pontos mais críticos e apontam a Rua Coronel Veiga coma a que mais apresenta retenções. Com isso, os profissionais buscam rotas alternativas para tentar andar mais rápido. De acordo com o presidente da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transporte (CPTrans), Rosano Kronemberger, localidades com trânsito crítico, como o trecho citado acima, já estão com projetos em estudo dentro do Plano de Mobilidade. (Página 5)

Dia de São Cristovão é celebrado com missa e benção aos motoristas na Praça Pasteur (Página 7)

A Rua Montecaseros também é considerada como ponto crítico pelos taxistas que evitam passar por ali Divulgação

(Página 9)

Esportes

ONG desenvolve oficinas de arte-educação no Caxambu Oficinas de arte-educação para jovens e aulas de espanhol estão entre as atividades realizadas no Caxambu pela ONG Brasil pela Dignidade, que também é responsável pelo projeto biblioteca de rua para crianças que funciona há 5 anos no bairro. O evento tem como objetivo fazer com que as férias dos jovens e crianças moradores da comunidade ganhe um toque especial. (Página 7)

Arrasadora. Assim foi a estreia da seleção brasileira feminina de futebol nos Jogos Olímpicos de Londres. Forte na defesa, com uma bola parada mortal e um ataque irresistível, o Brasil goleou Camarões por 5 a 0, nesta quartafeira (25). (Página 10)

Comissão da Saúde vistoria maternidade do HAC A associação começa a segunda semana de atividades de férias com as crianças e jovens do Caxambu

Anuncie no Classidiário. É grátis até 12 palavras n Escreva cada letra ou sinal de pontuação nos quadradinhos n Entre uma palavra e outra, deixe um quadradinho em branco n Preencha com letra de forma bem legível e entregue na sede do Diário

Nome:........................................................................................................................................... Identidade:................................................................................................................................... Endereço:.....................................................................................................................................

(Página 7)


2

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

Negociação

Brincando à beira do precipício n Delfim Netto

n Ebenézer

Anselmo

N

o momento em que se começa a falar numa provável candidatura de Lula à sucessão de Dilma Rousseff, convém fazer alguns comentários e colocações. Quais as consequências do governo de um presidente despreparado que exerceu o cargo maior de um país durante dois mandatos consecutivos, ou seja, oito anos? Ao longo deste longo período pode um país, por mais forte que seja suportar os erros cometidos, com suas consequências funestas e predadoras? Quais as consequências de medidas demagógicas extremamente contundentes tomadas por um presidente despreparado e possuidor de uma “herança de desinformação social” marcante, herdada dos meios sindicalistas e de políticos irresponsáveis e corruptos com os quais conviveu e convive? Quais as consequências reais, a médio e em longo prazo, dos atos e omissões de um chefe de governo que nada entende de economia, de administração e que cursou apenas até o terceiro ano primário, e com uma formação moral proveniente de meios políticos grosseiros e inteiramente movidos por atitudes de ódio e revolta contra tudo e contra todos. Acrescente-se a isso um forte viés socialista agravado pelo fato de que seus grandes ícones são homens como Fidel Castro, Hugo Chaves, Evo Morales, Rafael Correa, Che Guevara e outros desse quilate. O total abandono da educação com professores ganhando salário de fome, a péssima qualidade do nosso ensino, que é considerado o pior da América Latina, a maior carga tributária do mundo, a maior taxa de juros do mundo, as maiores taxas bancárias do mundo, o sistema de saúde mais cruel e mentiroso do mundo e seguramente o país mais corrupto do planeta, são alguns dos grandes entraves que o país tem de enfrentar com a máxima urgência. Quem pode negar o que foi dito no parágrafo anterior? “O mais lamentável de tudo é que nem sempre os atos ou omissões de um presidente ignorante, ao longo de oito anos, são perceptíveis de imediato, mas podem se estender por gerações. Quase sempre só se vai descobrir depois a total falta de noção de um presidente, que não sabe como é o mundo e de como interagem suas forças. E quando se descobre isso o tremendo estrago já pode ter sido feito – e custa uma enormidade consertá-lo,” como diz o excelente jornalista, escritor, advogado, administrador de empresas e pintor Mauro Chaves, num artigo n”O Estado de São Paulo”. Prossegue Mauro: “É que a falta de conhecimento básico - geralmente acompanhado de crenças rudimentares - faz com que governantes se tornem verdadeiras esponjas, prontas a absorver, indiscriminadamente, os pleitos dos lobbies de todos os gêneros. Então as decisões ou não-decisões governamentais derivam de pressões descontroladas de grupos de interesse de múltipla espécie, dada a inexistência de um filtro intelectual, provido da necessária massa crítica, que possa selecionar o que, de fato, seja a favor ou contra o verdadeiro interesse da coletividade. A bem da verdade, nada melhor para os defensores de determinados interesses – sejam legítimos ou escusos, representem vantagens pecuniárias ou apenas reproduzam preconceitos ideológicos – do que o vazio intelectual daquele que ocupou e quer voltar a ocupar o mais elevado posto decisório do país. Pois é, justamente, a vacuidade mental de conhecimento e cultura que dá ensejo a atração de ideias discutíveis ou inviáveis para a sociedade – embora palatáveis, quando não rentáveis, para determinados grupos”. Ninguém sabe exatamente qual o preço que pagaremos pelos oito anos de governo Lula. O que se sabe é que o que ele fez e deixou de fazer custará um elevadíssimo preço às futuras gerações. Talvez, o pior de tudo não seja o que ele fez, mas sim, o que deixou de fazer, além dos atos que não teve a capacidade de evitar ou não quis evitar. O futuro do Brasil está à beira do precipício, e, como disse a presidente Dilma na semana passada sobre o excesso de greves que se abate sobre o nosso país, “não se brinca à beira do precipício”. n Membro titular da cadeira 36 da AELB

Quinta-feira, 26 de julho de 2012

C

omo tudo na vida, ideias também amadurecem. Até o Bureau of Labor Statistics dos Estados Unidos mostra que os penduricalhos que fomos aplicando à folha de pagamento somam um terço dos salários (contra um quinto a um quarto nas economias desenvolvidas e emergentes). Mesmo as inexistentes esquinas de Brasília sabem que uma política monetária que manteve a taxa de juros real muito elevada em relação à mundial, combinada com uma política salarial laxista, produziu uma taxa de câmbio real em níveis incompatíveis com a sobrevivência do setor manufatureiro -exatamente o mais sacrificado pelo

diferencial entre os preços internos e externos de fatores de produção básicos (energia elétrica, aço, gás, nafta, custo do capital, inclusive de giro etc.). Todos esses problemas são reconhecidos pelo governo. Nenhum tem solução expedita, mas é inegável que estão sendo atacados com a substituição dos encargos trabalhistas pelo aumento da tributação do valor adicionado da produção, pelo vigoroso aproveitamento da janela criada pela crise mundial para reduzir a taxa de juros real, pela discussão do preço da energia elétrica (falta falar do preço do gás!) e pela política de dar à taxa de câmbio o seu papel de preço relativo, e não de ativo financeiro. Há um problema fundamental que amadureceu. Para acelerar sua

solução talvez seja bom o sinal vermelho de São José dos Campos, onde a General Motors não chegou a um acordo com o sindicato e ameaça desativar sua unidade local e transferir a produção para outras localidades. É o momento de gritar bem alto: "Lembrem-se de Detroit!". Seria bom conversar com a United Automobile Workers (UAW) e aprender o que custou aos trabalhadores e às empresas automobilísticas (à GM em particular) transformarem-se "em fundos de pensão que eventualmente as possuíam". Trata-se de acelerar o projeto que atualiza a CLT -ao que parece, a presidente Dilma Rousseff enviará o texto ao Congresso em breve. Há um singular acordo sobre a sua necessidade. Começa pela posição fir-

me do ilustre ministro João Orestes Dazalen, presidente do TST, para quem "o modelo sindical brasileiro é arcaico e inconveniente (...) porque não permite que os sindicatos negociem diretamente por empresa, mas por categoria". Termina na inteligente sugestão do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, de Acordos Coletivos com Propósito Específico (ACE) com o mesmo objetivo, proposta ao governo desde 2009. De fato, a experiência já está funcionando (é o caso da Mercedes Benz), mas com grave risco jurídico para a empresa. Neste momento de perplexidade das expectativas, esse projeto teria condição de atiçá-las na direção correta... n Ex-ministro da Fazenda e

escreve às quartas-feiras na Folha de S.Paulo - Opinião

Ecos da Rio+20 n Ophir

Cavalcante

De repente, a Rio+20 sumiu do noticiário, o que em parte se explica, pois o evento em si tinha data para acabar. O que não podemos aceitar é que seus resultados, ou não resultados, diretamente relacionados ao "futuro que queremos" (não foi esse o título dado ao documento final do encontro?), sejam jogados no limbo . Na verdade, nuvens negras, tsunamis, terremotos e outras intempéries continuam a pairar sobre as economias das nações desenvolvidas, travandoas e impedindo de brotar uma ideia que seja capaz de as fazer sair do labirinto em que estão, ao menos no curto prazo. Esta situação agravou-se a partir de

2008, com a falência do Lehman Brothers, embora especialistas admitam que remonte aos idos de 1935, quando a banca internacional definiu regras de empréstimos fadadas ao fracasso, comprometendo o sistema e o resto do mundo. O capitalismo chegou a uma nova encruzilhada justo no momento em que o planeta e sua pungente população de 7 bilhões, que precisam do que a natureza lhes dá, se deparam com outra, bem mais difícil de transpor. Onde fica a saída? Para ter um futuro, a humanidade precisa pensar mais como espécie e menos como estados, fronteiras ou ideologias. Precisa ser solidária, pois a fome, esteja ela na Meca do consumo, Nova York, ou no interior do Sudão, é rapidamente compreendida

sem necessidade de intérprete. Como também uma chuva ácida não precisa de passaporte, nem pede licença . A Cúpula dos Povos, criada pelos movimentos sociais e ambientais, prestou uma enorme contribuição ao criticar e apontar as gritantes omissões do encontro, mas ainda corre o risco de se tornar uma Babel, como no mito bíblico, se ficar limitada ao discurso imediatista dos que apostam no fim do mundo iminente. Seu mérito continua sendo o de mobilizar organizações não governamentais representativas para se contrapor às formalidades protocolares e diplomáticas que as Nações Unidas vêm impondo a cada rodada de discussões e postergando decisões cruciais. É inadmissível silenciar

enquanto somente uma alta classe média mundial consegue acesso aos alimentos orgânicos, livres de qualquer substância trans. A despensa planetária, o reservatório de água e as florestas estão sendo esgotados muito rapidamente, exigindo um modelo de desenvolvimento que respeite a dignidade e lhe permita sobreviver com decência. A Rio+20, nesse sentido, deve continuar, ao menos como forma de impulsionar questões ambientais que afinal se sobrepõem e se imbricam com o econômico. Essa tarefa é de todos, uma responsabilidade coletiva que vai afetar nossa maneira de convivência. Não se pode atirar na crise atingindo o homem e tudo aquilo que é essencial à sua vida.” n Presidente nacional da OAB,

“Democracia para mudar” n Wesley Goggi

O

PSDB não é socialista. Há bastante confusão sobre o que significa socialismo. Se por isso se entende ser a favor da justiça social, preocupar-se em combater a miséria, garantir bem estar e cidadania para todos – bem, nesse caso, quem diria que é contra o socialismo? Só que o socialismo real, aquele que vigorou na União Soviética e na Europa Oriental e ainda vigora em Cuba e na China, é uma coisa bem diferente disso. É um regime totalitário, baseado no controle

total da economia pelo Estado e no controle total do Estado por um único partido que diz atuar em nome dos trabalhadores ou do povo. O resultado desses regimes, como se sabe, foi um fiasco do ponto de vista da economia e uma desilusão do ponto de vista da justiça social, porque a ditadura do partido único acabou trazendo de volta toda forma de desigualdade e injustiça. O PSDB é contra toda forma de ditadura, inclusive a ditadura exercida em nome dos trabalhadores. E não acredita, porque a prática mostrou que não dá certo, no controle centralizado da economia pelo Estado.

Diretor-Presidente e Jornalista responsável: Paulo Antônio Carneiro Dias Editora: Jaqueline Gomes

D

Portanto, falando em socialismo real, e não em termos vagos, o PSDB decididamente não é socialista. Tendo claro aquilo que não é, fica mais fácil explicar aos que nos questionam aquilo que de fato é. O fundamental para definir a nossa posição, como vimos, é a crença na democracia. E o que é democracia para o PSDB? Democracia é sinônimo de liberdade. Não só liberdade econômica para empreender, produzir e negociar no mercado. Acima de tudo, liberdade política para informar-se, opinar, associar-se a outros cidadãos livres e participar ativamente das decisões sobre a vida da

iário de Petrópolis 57 anos

Uma publicação da PJ Editora e Gráfica e Jornalística Ltda

Preço do Exemplar 3ª a sábado R$ 1,20 Domingo R$ 1,80 Atrasado R$ 2,50

Assinatura Trimestral Petrópolis R$ 80,00 Rio e outros R$ 160,00

Assinatura Mensal Petrópolis R$ 28,00 Rio e outros R$ 56,00

Assinatura Semestral Petrópolis R$ 152,00 Rio e outros R$ 304,00

cidade, do estado, do país, respeitando as opiniões divergentes e sendo respeitado pelos outros. Democracia como liberdade é nela mesma um valor fundamental – quem já experimentou o medo e a humilhação de viver debaixo da ditadura, como os maiores de quarenta anos experimentaram no Brasil, sabe perfeitamente disso. E, por acreditar na democracia para mudar e vencer o atraso e a injustiça a Juventude da Social Democracia Brasileira está de portas abertas para o jovem que se preocupa em ocupar um lugar ativo no desenvolvimento do seu país. n Secretário nacional da Juventu-

de do PSDB.

Site: www.diariodepetropolis.com.br E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Diretoria 2246-3807 Assinatura 2246-3807 Publicidade 2237-7849 Classificado 2246-3807 Redação 2235-7165

Rua Joaquim Moreira 106 Centro - Petrópolis - RJ Cep 25.600-000 CNPJ 02.424.864/0001-66

ABRAJORI - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS JORNAIS DO INTERIOR

As opiniões emitidas em artigos assinados não representam, necessariamente, o pensamento do jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores. Da mesma forma, as informações e opiniões nas colunas são de responsabilidade de seus titulares.


57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quinta-feira, 26 de julho de 2012

3

cidade

Candidatos falam em ciclovias e vila olímpica Arquivo

n  Vinicius Henter viniciushenter@diariodepetropolis. com.br

O esporte é uma pasta com destaque nos programas de governo dos cinco candidatos a prefeito de Petrópolis. Todos falam que investirão nos equipamentos públicos em ruas, praças e parques para a prática esportiva gratuita. As promessas que mais chamam a atenção nos programas entregues ao Tribunal Superior Eleitoral são de construção de ciclovias, vila olímpica e ginásio municipal em Petrópolis. Os candidatos Paulo Mustrangi (PT), Rubens Bomtempo (PSB) e Alex Dias (PSOL) foram os que prometeram dar início à implantação de ciclovias no município. Dos três, o único a ser mais específico sobre o assunto foi Bomtempo, que disse que irá incluir a proposta no Plano de Mobilidade Urbana e no Plano Diretor de Trânsito e Transportes, prevendo projetos para a criação de ciclovias e ciclofaixas nas principais vias da área central e dos principais bairros, assim como a implantação de bicicletários. Alex também falou que construirá bicicletários. Além das ciclovias, Bomtempo disse que vai construir um ginásio poliesportivo, a Vila Olímpica de

Quadra no bairro Castelânea: a construção de mais quadras em comunidades faz parte da promessa dos candidatos a prefeito

Petrópolis e uma pista de skate para competições oficiais em área do Parque Municipal em Itaipava. Entre os projetos e programas que o ex-prefeito pretende implantar, estão o Projeto Academia ao Ar Livre, o Programa de Incentivo ao Esporte Paraolímpico e, “para estudantes de toda a rede pública”, o Programa de Iniciação Desportiva (PID). Mustrangi afirmou que implantará o Centro Olímpico e Paraolímpico, construirá Fotos: Divulgação

Moradora e comerciantes conversam com o candidato Sabrá

Sabrá ouve solicitações na região de Manga Larga O candidato a prefeito pelo PDT, Nelson Sabrá, visitou a região de Manga Larga, em Itaipava, na última terça-feira. Recebido por amigos na localidade, Sabrá ouviu diversas solicitações, algumas referentes a serviços básicos ainda ausentes no local, como calçamento e iluminação pública. Moradores do bairro, que chega a 1,3 km além do ponto final atual, solicitaram a extensão do itinerário do ônibus que atende a região, bem como a implementação de uma creche em horário integral e um centro de lazer para idosos e crianças do local. Dentro do plano de governo de Nelson Sabrá, já existem capítulos específicos para tratar de cada situação reivindicada pela comunidade, como na situação do

itinerário do bairro, que não atende hoje às necessidades reais dos moradores. Nelson pretende prover o sistema de transportes com linhas de ônibus adequadas para os locais de difícil acesso. Creches em horário integral são parte importante do plano de metas de Nelson Sabrá, que contará com convênios com a diocese e com o Comempe. O candidato a prefeito do PDT enxerga a necessidade das mães que precisam contar com este serviço que possibilita que elas trabalhem tranquilamente. Nelson Sabrá entende da necessidade de cada localidade possuir um centro recreativo, onde crianças e idosos possam aproveitar o tempo livre de forma agradável e garantindo assim qualidade de vida.

Agenda de hoje dos candidatos Nelson Sabrá (PDT)

Corrêas (Corrêas)

10h – Sindicato dos Trabalhadores da Saúde (Centro) 12h – Hospital SMH (Valparaíso) 19h30 – Esporte Clube

Bernardo Rossi (PMDB) 9h – Centro 11h30 – Quitandinha 15h – Duques

o Ginásio Municipal de Esportes, “a ser utilizado pela comunidade”, e vai “confirmar” o credenciamento de Petrópolis como subsede da Copa de 2014 e sede de treinamentos dos jogos olímpicos. Nelson Sabrá (PDT) anunciou que irá apoiar o projeto de criação dos campos profissionais de golfe, em Secretário, bem como todas as iniciativas, privadas e públicas, que tenham por objetivo a inserção de Petrópolis nos

circuitos regionais, nacionais e internacionais de esporte, na Copa do Mundo de 2014 e nas Olimpíadas de 2016. Campeonatos Competições locais têm destaque nos programas para o esporte dos candidatos. Alex Dias prometeu incentivar campeonatos intercolegiais. Bernardo Rossi (PMDB) falou que promoverá campeonatos interbairros. Bomtempo disse que reorga-

nizará e dará mais visibilidade aos Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis (Jeups), valorizando as competições a partir de premiações “mais interessantes” para estimular e ampliar a participação esportiva dos estudantes. Mustrangi prometeu a realização dos Jeups “sem exclusão das escolas municipais e estaduais”. E Sabrá falou que vai apoiar os clubes, colégios e universidades locais no desenvolvimento do esporte amador e profissional.

Quadras Em relação à construção de quadras públicas, Mustrangi disse que vai “continuar reformando e construindo quadras e espaços esportivos nas comunidades que não possuem qualquer área de lazer”. Ainda segundo o prefeito, “deve-se ampliar o mapeamento das áreas esportivas públicas existentes no município e situar as comunidades sem acesso a qualquer espaço esportivo público a fim de definir onde se deve reformar e onde se deve construir espaços esportivos”. Segundo Sabrá, caso eleito, a prefeitura irá requisitar, através do programa federal Mais Educação, as dependências dos clubes, mediante convênios, para a prática do horário complementar, em toda a rede pública. “O aluno permanecerá sob a responsabilidade da escola nos dois turnos: um turno na grade normal, nas escolas, e o outro turno, nas dependências dos clubes e complexos esportivos, cumprindo atividades complementares: arte, dança, esporte, informática, inglês, reforço escolar”. Alex Dias e Bernardo Rossi disseram que irão construir quadras poliesportivas e utilizar as áreas das escolas para práticas esportivas, aos fins de semana, com atividades direcionadas.

Rossi diz que falta de coleta de lixo virou “epidemia” na cidade Bernardo Rossi, candidato a prefeito pela coligação “Juntos para Mudar Petrópolis” (PMDB, PP, PTB, PSC, PSDB, PPS, PRTB, PSL e PRB), afirmou que, em seu governo, os serviços públicos estarão atrelados a um programa de planejamento envolvendo as secretarias afins. - É nítida a falha em gestão em um dos serviços básicos, que é a coleta de lixo. Há meses a cidade vem vivendo com a irregularidade na coleta, e o serviço deficiente atinge desde bairros mais populares a áreas nobres da cidade. Virou uma epidemia. Não existe uma política pública de medicina preventiva sem o correto destino do lixo e nem uma boa visibilidade junto aos visitantes – disse Rossi. – Vamos aplicar as soluções em curto e médio prazos e projetar programas que atendam a cidade em longo prazo, planejando para 10, 20 anos. Em curtíssimo prazo, em janeiro de 2013, a meta é regularizar a coleta. A destinação de lixo hospitalar, a ampliação da coleta seletiva e a desativação do lixão de Pedro do Rio vêm em seguida. No bairro Humberto Ro-

O candidato Bernardo discursa para moradores durante visita ao bairro Humberto Rovigatti

vigatti, onde Bernardo esteve nesta quarta-feira, a coleta de lixo, ao invés dos habituais três dias na semana, caiu para um. - Petrópolis precisa se planejar. É o que fez Três Rios. As 900 indústrias que a cidade conseguiu captar não apareceram da noite para o dia. Elas vieram ao longo de cinco anos e por conta de

uma infraestrutura em urbanização, serviços e formação profissional que a prefeitura proporcionou – apontou Bernardo. Petrópolis conta ainda hoje com coletoras fixas instaladas às margens dos rios, que são tombados e deveriam estar preservados. - Uma prática que foi adotada na década de 90 jus-

tamente porque não se conseguia fazer a correta coleta e que perdura até hoje. Em comunidades de maior dificuldade de acesso, elas são viáveis, mas recolher o lixo diariamente em vias como Bingen e Quitandinha, principais acessos à cidade, é o mínimo a ser feito para dispensar o uso de lixeiras – completou Rossi.

Bomtempo visita Alto Pedro Ivo A extensão da linha de ônibus e melhorias na área de saúde foram as principais reivindicações dos moradores do Alto Pedro Ivo, no Morin, durante a visita do candidato a prefeito Rubens Bomtempo, da coligação “Unidos por Petrópolis – Experiência e Competência Para Voltar a Crescer” (PSB, PR, PC do B, DEM, PV e PT do B), na tarde de terça-feira. - No governo de Bomtempo, nós lutamos para conseguir o ônibus e fomos atendidos. Agora precisamos que o ônibus chegue até lá em cima para atender toda a comunidade – destacou o aposentado César Alves da Silva, de 87 anos. De acordo com o candidato, com algumas melhorias e adaptações, é possível levar

O candidato Bomtempo conversa com morador na campanha

o ônibus até a parte mais alta do bairro. - A comunidade do Alto Pedro Ivo cresceu muito. Hoje existem mais de 50 casas entre o ponto final do ônibus e a parte mais alta. É pre-

ciso dar comodidade a esta população, e foi com este intuito que eu inaugurei a linha de ônibus durante o meu governo – lembrou Bomtempo. Os moradores também se queixaram da área de saú-

de e pediram ao candidato que “olhasse de forma especial para este problema”. Bomtempo garantiu aos moradores que a saúde será prioridade durante o seu governo. Ele também apresentou propostas para melhorias no atendimento, como a criação do programa Mais Consulta. - Vamos comprar a consulta para o atendimento no consultório do médico especialista. A intenção é oferecer quatro mil consultas por mês, aproveitando assim a capacidade já instalada do médico. Será um programa importante para os pacientes que precisarem de especialista – frisou. Outra reivindicação feita pelos moradores do Alto Pedro do Rio foi o retorno do Transbordo do Centro.


4

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

57 anos

QUINTA-FEIRA, 26 DE JULHO DE 2012

“Como uma Deusa”

Emilinha e Marlene

Logo mais, a partir das 20h, a Xdaquestão Produções apresenta o show de Rosanah Fienngo – “Como uma Deusa” no Theatro D. Pedro. “Nem um toque e eu querendo... dizer muito prazer...”. E o país se encantou com a voz e o agudo, uma brasileira com timbre de cantora negra americana.

A música ganha destaque no último fim de semana do Festival Sesc Rio de Inverno em Petrópolis. Amanhã, às 19h, no Sesc Quitandinha, o musical “Emilinha e Marlene – As rainhas do rádio” faz um percurso pela carreira das duas cantoras que emocionavam multidões.

socialmarise@yahoo.com.br

Vinhos, para encerrar o inverno...

Bunka-sai I A Casa de Cláudio de Souza irá participar do festival de cultura japonesa Bunka-sai, que acontece em Petrópolis de 03 a 26 de agosto. Na casa, haverá atividades nos dias 07 e 08, com entrada franca. No dia 07, às 19h, acontece a palestra Haicai e análise da obra “Impressões do Japão”, com o professor Ataualpa Antonio Pereira Filho, presidente da Academia Petropolitana de Educação.

Pelo 4º ano consecutivo, não vão faltar bons motivos para celebrar o encerramento do inverno. Petrópolis, Araras e Itaipava se preparam para receber o IV Serra Wine Week, que acontece de 06 a 16 de setembro. No evento, empreendimentos gastronômicos oferecem vinhos selecionados a preços especiais para seus clientes. Cada restaurante terá uma programação com degustações, palestras e jantares harmonizados, mas a carta de vinhos e os preços são únicos para todos os participantes. O evento, que faz parte do calendário oficial de Petrópolis, a partir do próximo ano será incluído no Calendário Estadual de Eventos. O lançamento Oficial acontece no dia 2 de agosto, às 19h, no Barão Gastronomia.

OS QUERIDOS Jorge Luiz Gerhardt e Célia, atualmente residindo no Rio de Janeiro, completaram 39 anos de união. A comemoração reuniu a família no apartamento do casal. Um brinda à felicidade! (Divulgação)

Mestre cervejeiro Petrópolis acaba de ganhar mais um mestre cervejeiro! O petropolitano Franz Reisky acaba de receber o título de "Malzmeister" pela Câmara de Comércio de Munique e da Bavária Superior. Franz fez o curso na tradicional universidade Doemens Akademie, de Munique. Em breve retornará a Petrópolis, prometendo surpresas!

Bunka-sai II Já no dia 08 de agosto, também às 19h, acontece a atividade “Palestras, leituras de lendas japonesas e apresentação musical”. Na ocasião, alunos do Kumon e do Colégio Japonês de Petrópolis farão uma apresentação de leitura de textos, tradução e conversação com o intuito de despertar o interesse pela língua e cultura japonesas, sob coordenação das professoras Hiroko Mochizuki, Fátima Brasil e Celina A. Vettore Maydana.

DR. CARLOS Dionysio, Diretor de Marcado com o Vice-presidente da Unimed Petrópolis, Dr. Dalmo Jacy Monteiro, no evento de apresentação da Unimed. (E.Leoni)

Unimed promove lançamento A Unimed Petrópolis realizou ontem o lançamento de um novo produto no mercado local. Para isso, a cooperativa reuniu empresários e entidades de classe, em um café da manhã que ocorreu no Duetto’s Café, do Museu Imperial. A iniciativa teve como objetivo estender a assistência médico-

hospitalar, com valores diferenciados, a milhares de colaboradores de micro e pequenas empresas da cidade. Com uma das melhores coberturas médicas da cidade, a empresa tem investido em equipamentos, qualificação profissional e uma rigorosa seleção de novos médicos cooperados.

Direitos Autorais Registro de Músicas Livros Eventos Culturais Agente: Domingos Capistrano Operando no Mercado a 32 anos

Tels.: (24) 2237-3210 (24) 9832-0327 Petrópolis - RJ (22) 9907-4947 Cabo Frio - RJ

O MESTRE CERVEJEIRO Franz Reisky. (Divulgação)


quinta-feira, 26 de julho de 2012

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

5

cidade

Trânsito: taxistas apontam pontos críticos O trânsito tem sido um problema grave em diversas partes do Brasil e do mundo, e Petrópolis não fica de fora. Principalmente nos horários de pico, alguns pontos apresentam sérias retenções deixando os motoristas irritados. Mas quem obrigatoriamente utiliza o carro como ferramenta de trabalho, como os taxistas, já conhece os locais mais críticos e, por isso, procura fugir deles por vias alternativas. Entre os taxistas entrevistados, a Rua Coronel Veiga é unanimidade no que diz respeito às retenções. Segundo eles, a área é uma das mais críticas da cidade mesmo fora do horário de pico. Para não enfrentar o trânsito na localidade, a via preferida é a Avenida Portugal, mais conhecida como Batata-frita. - A (rua) Coronel Veiga e a Praça Pasteur são as piores no horário de pico. Diariamente o trânsito está ruim nesses locais. Quando eu pego um passageiro que precisa ir para a Praça Pasteur, normalmente passo pela (comunidade) 24 de Maio e

Fotos: Alan Alonso

Cláudio está há 9 anos no táxi

Cleber: Cel. Veiga é ruim

Daniel diz que está complicado

desço na (rua) 1º de Maio. Se for para o Quitandinha, passo pela Batata-frita – disse Cleber Fernandes, taxista há 12 anos. - Todas as áreas estão muito críticas porque não tem guarda e ninguém respeita. A gente procura sair fora da Ponte Fones e Coronel Veiga que são locais complicados, mas na (rua) Paulo Barbosa em frente à rodoviária (Terminal Centro) a situação também é muito crítica – declarou

Francisco Freitas, taxista há 43 anos. A Rua Paulino Afonso foi apontada como uma área com trânsito difícil não somente no horário de pico. Os taxistas evitam passar nessa região para não perder tempo, nem dinheiro. - Em frente ao hospital é muito crítico o trânsito, por isso, eu procuro ir pelo Quarteirão Ingelheim, pelo Campo do Serrano e chegar na Mosela – explicou o taxista

que há nove anos está na praça, Cláudio Villa Real. Já para fugir da Rua Nelson Sá Earp, que principalmente no fim do dia apresenta retenções, os motoristas profissionais têm algumas dicas. - A gente procura passar pela Avenida Imperatriz para não precisar subir a antiga João Pessoa e tentar pegar a Avenida 13 de Maio, dependendo do horário, mas realmente está complicado. Até mesmo passar perto da

alguns funcionários recebem abaixo do mínimo – disse ele, pedindo que a classe compareça à próxima assembléia, que também será realizada na sede do sindicato, que fica no Edifício Vitrine, cobertura, 205, no Centro da cidade. A reunião será às 19h30. Atualmente, a categoria conta com 300 trabalhadores no hospital Casa Providência. De acordo com o diretor da unidade, Afrânio Emílio Carvalho, está prevista uma reunião para hoje com os funcionários do hospital para discutir as reivindicações dos profissionais e só após a reunião poderá dar alguma posição sobre o assunto. Por enquanto, o sindicato informou que o serviço está sendo realizado normalmente. A Casa Providência vem sofrendo há semanas também com o setor de maternidade do hospital. No mês passado, o setor, que é conveniado ao SUS, ficou fechado porque os oito profissionais contratados de uma empresa terceirizada que trabalhavam no local pediram desligamento por não aceitarem a proposta de reajuste no salário oferecida pela direção do hospital. Este mês, a unidade conseguiu um novo quadro de médicos.

Enfermagem luta pelas 30 horas semanais de trabalho Depois da publicação em Diário Oficial, semana passada, da lei 6.296/12, que conta com mais garantias para o exercício da profissão de enfermeiro, como, por exemplo, a proibição de plantões superiores a 24 horas ininterruptas, auxiliares, técnicos e enfermeiros, agora, continuam lutando pelas 30 horas semanais de trabalho. De acordo com o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Petrópolis, há 15 anos a categoria luta pela diminuição na jornada de trabalho, mas sem sucesso. - É uma guerra, eles não querem aprovar as 30 horas semanais.Atualmente são 40 horas. Querem, sim, acabar com o regime de plantão, porque há trabalhadores que tem dois empregos, então alegam que eles ficam muito cansados. Com isso, os funcionários precisariam ter apenas um emprego, isso vai ser esmagador para a classe – explicou o presidente José Fernando Assunção. A lei do exercício profissional da categoria abrange três classes: o auxiliar de

entrevistados, Daniel dos Reis Braga, que está há dois anos na profissão.

Outros locais também foram citados

Providência: funcionários ameaçam paralisação Funcionários da Casa Providência, entre eles enfermeiros e auxiliares de serviços gerais, ameaçam fazer uma paralisação no serviço. Segundo o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Petrópolis, há dois anos não é fechado um acordo coletivo para a classe em relação aos salários. Atualmente, segundo a entidade, alguns dos 300 funcionários da categoria na unidade estariam recebendo abaixo do piso mínimo, que é de R$ 746, 56. Por causa disso, eles estão em negociação com a direção do hospital para tentar aumento nos salários dos trabalhadores. Na última segunda-feira, uma assembléia, que contou com a presença de 118 funcionários, foi realizada na sede do sindicato para definir os rumos das negociações. Segundo o presidente da entidade, José Fernando Assunção, foi marcada uma nova data para outra assembléia, no dia 6 de agosto, quando os profissionais decidirão ou não por uma greve. - A assembléia foi muito boa, teve bastante adesão. Se eles (Casa Providência) não se enquadrarem nas nossas reivindicações vamos marcar a data da greve. Não queremos que esta situação continue,

Praça Dom Pedro fica difícil muitas vezes – declarou o taxista mais recente entre os

enfermagem, o técnico de enfermagem e o enfermeiro. De acordo com a Federação Nacional dos Enfermeiros, o trabalho deve ser reconhecido já que “é a única profissão que permanece durante 24 horas junto ao paciente prestando total assistência e provendo a melhoria da qualidade de uma assistência integral, visando ações de promoção, proteção e recuperação da saúde”. novas regras Na sexta-feira, foi publicada no Diário Oficial do Poder Executivo a Lei 6.296/12, de autoria da deputada Enfermeira Rejane. A proposta traz novas regras para a profissão, como a obrigatoriedade da designação de espaço adequado para o repouso da enfermagem nas unidades de saúde, a proibição de plantões superiores a 24h ininterruptas e a normatização, de forma clara e objetiva, da aplicação de medidas mínimas exigíveis para a melhoria das condições de saúde ocupacional dos enfermeiros, por exemplo, desenvolvimento de uma cultura de promoção da saúde no trabalho.

- As avenidas Piabanha e 13 de Maio, a Rua Montecaseros e o Centro estão difíceis. Quando venho do Valparaíso, por exemplo, tenho que sair na Montecaseros ou na Washington Luís, mas as duas ruas estão complicadas. Já quando tenho que levar um passageiro para o Quitandinha, corto pela Batata-frita – declarou Gilberto C. da Rocha, que há dez anos é taxista. - Petrópolis está difícil de andar. Com a mudança na Avenida Piabanha, deixaram o trânsito apenas descendo na Rua 7 de Abril, mas tinha que continuar a mão dupla permitindo subir a (rua) Montecaseros. Para cortar caminho, dependendo do horário e do local que eu levo o passageiro, procuro passar pelo Morro dos Milionários – disse o taxista João Batista. De acordo com o presidente da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transporte (CPTrans), Rosano Kronemberger, localidades com trânsito crítico, como alguns dos trechos citados, já estão com projetos em estudo. - Estamos com Plano de Mobilidade e já temos alternativas para alguns trechos. Já a volta da mão dupla na Rua Montecaseros não vejo como acontecer. A maior dificuldade é a falta de funcionários. Na Praça Pasteur, por exemplo, já tenho agentes para “puxar” o trânsito. Nas Duas Pontes é complicado, pois só vai ser resolvido se houver proibição de tráfego em dois sentidos, mas para isso tenho que melhorar as ruas em volta. Em breve vamos apresentar os projetos – disse.

Novas regras de carga horária bem vistas por caminhoneiros da cidade O Diário de Petrópolis tentou entrar em contato com a Concer, concessionária que administra um trecho da BR040, para saber a posição da empresa em relação à falta de segurança e ao valor do pedágio, mas até o fechamento desta edição não recebemos nenhuma resposta.

n Roberta Müller

robertamuller@diariodepetropolis. com.br

Ao contrário do movimento nacional, em Petrópolis um grupo de caminhoneiros realizou ontem um ato em favor das novas regras de carga horária e descanso estabelecidas pelo Estatuto do Motorista. A legislação foi sancionada recentemente pela presidente Dilma Rousseff e regulamentada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Apesar de alguns sindicatos e associações por todo país estarem lutando pela revogação das resoluções do governo, por considerarem que não há infraestrutura suficiente nas estradas para que a lei seja cumprida, na cidade a maioria dos caminhoneiros acredita que as mudanças estão sim favorecendo a classe e contribuindo para o fim do que eles chamaram de “escravidão” imposta pelas empresas. Entre as novas regras, que já entraram em vigor no mês passado, está a fixação do salário e a obrigatoriedade de o motorista fazer uma parada de meia hora a cada quatro horas trabalhadas, e de 11 horas a cada 24 horas. A profissão tem, agora, também uma jornada de trabalho de oito horas por dia, com no máximo duas extras. Quem descumprir a determinação pode até ser multado pela Po-

Protestos pelo país Jorge Lisboa é representante da Associação dos Caminhoneiros

lícia Rodoviária Federal. Por considerar as medidas um avanço para a categoria, já que, em sua visão, muitos caminhoneiros são explorados pelas empresas e não cumprem as leis trabalhistas, a Associação Brasileira de Caminhoneiros em Petrópolis resolveu organizar um ato, em um posto de gasolina à margem da BR040, que corta a cidade, na manhã de ontem, dia de São Cristovão, o padroeiro dos motoristas. Os caminhoneiros se reuniram com faixas, pediram a permanência das normas, mas também manifestaram reclamando da falta de segurança no trecho e também o valor do pedágio, considerado alto. - Nós entendemos que a lei favorece os caminhoneiros e acaba com o trabalho escravo. Nosso objetivo é fazer

com que o governo mantenha a posição e fiscalize as empresas para que elas cumpram as normas – explicou o presidente da associação, Jorge Lisboa, lembrando que, em relação à BR-040 “é necessário um ponto de apoio para os trabalhadores, mais segurança na rodovia e pedágios mais baratos”. Atualmente, uma carreta com seis eixos, por exemplo, precisa desembolsar R$ 48 toda vez que passa pela cabine do pedágio antes de subir a Serra, por exemplo. De acordo com a associação, Petrópolis tem hoje cerca de mil caminhoneiros. Além dos constantes acidentes, como tombamentos de carretas, eles também reclamam dos crimes ocorridos na rodovia, com assaltos de caminhoneiros, furtos.

Já em outras cidades do país, outros caminhoneiros também protestaram, só que contra as novas normas do Contran. Eles alegaram que “as exigências impostas pela lei são inviáveis e que ninguém está cumprindo o estatuto”. Disseram ainda que não há possibilidade de o motorista cumprir a determinação nas viagens de longa distância, já que não existe uma infraestrutura nas estradas com pontos de apoio para ele”. O Movimento União Brasil Caminhoneiro afirmou que para cumprir as novas exigências de carga horária seria necessário aumentar significativamente o número de motoristas.

Pontos de ônibus: fumantes não cumprem lei O Brasil possui mais de 181 mil leis, muitas delas obsoletas, o que faz com que ninguém saiba ao certo quantas delas foram revogadas e quantas ainda estão em vigor. Além do excesso de leis, a falta de interesse em conhecer a legislação vigente aliado à falta de ações governamentais de reeducação para que a população mude seus hábitos, resulta no descumprimento, e na maioria das vezes, no desconhecimento dessas leis. No ano passado, uma lei proibiu o uso de telefones celulares dentro de agências bancárias, no entanto, uma pesquisa revelou que 80% da população desconhece a proibição. O fim das sacolas plásticas também foi uma lei que “não pegou”. Acostumados às sacolas fornecidas gratuitamente pelos mercados, muitos ainda relutam à adesão do

Passageira fuma em ponto

hábito de utilizar suas próprias sacolas no ato da compra. Em Petrópolis, entrou em vigor em setembro de 2011 a lei criada pelo vereador Silmar Fortes, que proíbe o fumo de cigarro, cigarrilha e charuto nos pontos de ônibus, mas em uma cidade onde aproxima-

damente 45 mil pessoas são fumantes, poucos respeitam a proibição. A professora Marília da Silva se sente incomodada quando fica ao lado de um fumante enquanto a chegado do ônibus. - Quando eu posso até procuro sair de perto, porque incomoda muito. Independente da lei, acho que isso é uma questão de respeito às pessoas que estão em volta. Não sabia da existência da lei antifumo, e ao tomar conhecimento da proibição afirma não tem visto o cumprimento da lei. - Sempre tem alguém fumando perto de mim nos pontos de ônibus. É muito ruim aquela fumaça vindo em cima de mim – disse a dona de casa. No ano passado, a prefeitura informou que iria si-

nalizar todos os pontos de ônibus da cidade para alertar sobre a proibição, no entanto a inexistência dessa sinalização se tornou um argumento para muitos fumantes como o aposentado Adão Jorge, de 66 anos. - Eu nem sabia que não podia fumar aqui. Não tem placa nenhuma avisando. Eu estou em local aberto, por isso achei que não tinha problema – disse enquanto apagava o cigarro, e garantiu que vai passar a respeitar a proibição. Que estava ao lado de Adão agradeceu. - Essa fumaça incomoda muito, ainda mais porque eu sou alérgico. Ás vezes eu até peço para a pessoa sair de perto. Quem for flagrado desobedecendo à lei antifumo está sujeito à advertência e até uma multa.


DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Agenda Cultural

marciosalerno@diariodepetropolis.com.br

Inverno

Tome cuidado com a precipitação. Evite o nervosismo, ansiedade e a desconfiança em si mesmo. Portanto, acautele-se. As influências não são propícias. Ótimas chances, no terre-no profissional e amoroso.

Virgem - (23/08 a 22/09)

Algumas dificuldades na vida social e familiar estão previstas para hoje. Cuide também da saúde, da reputação e principalmente de seu dinheiro, pois está predisposto a gastar a esmo. Ótimo aos estudos, pesquisas, investigações.

Libra - (23/09 a 22/10)

Dia excepcional. Benéfico para amizades e amor. Poderá ainda, ser premiado através do esporte, jogos, sorteios, loterias. Boas chances para competições, recebimento de pre-sentes ou qualquer coisa que lhe traga alegria. Obterá favor de pessoas religiosas.

 Escorpião - (23/10 a 21/11) Não será conveniente aventurar-se em novos negócios. Cuidado com o excesso de gastos. Mantenha-se em suas atividades rotineiras e muitos benefícios receberá em breve. Influência benéfica para a saúde. Os relacionamentos e associações estarão evidenciados em sua vida.

Sagitário - (22/11 a 21/12)

Tudo dependerá de suas próprias ações hoje. Há favorabilidades e desfavorabilidades ao mesmo tempo. Evite atritos com pessoas desconhecidas qual for o motivo. Regular para o romance e bom para os negócios.

 Capricórnio - (22/12 a 20/01) Faça de tudo para aumentar seu círculo de relações e de amigos neste dia. Sucesso no trato com pessoas idosas e crianças, patrões ou empregados e lucros nos negócios relacionados com líquidos, também está previsto.

Aquário - (21/01 a 19/02)

Esmero e capricho demasiados poderão resultar em perda de tempo. Cuidado com o período de escândalo e até de sedução que terá de passar. Faça o que têm a fazer com brevidade. Terá boas chances de passear.

 Peixes - (20/02 a 20/03) Seja mais confiante em si mesmo que conseguirá os melhores resultados, neste dia. Todavia, a fase não lhe será das mais propícias, principalmente com o dinheiro. As perspecti-vas de realização de seus planos serão muito promissoras.

Unir a ciência e a religião ainda é um desafio para os pesquisadores e um assunto considerado inquietante para a maioria das pessoas. Para abordar o tema, a Fraternidade Cósmica Universal convidou o engenheiro Giovane Quadrelli, doutor em Engenharia Elétrica e pesquisador das redes neurais artificiais, para o seminário intitulado “Realidade Quântica”, que será realizado gratuitamente hoje, às 19h45, em sua sede na Rua Maestro Octavio Maul, 1453 (Samambaia - caminho da antiga Florália). Quadrelli adaptará seus conhecimentos da teoria quântica e de paralelos até chegar aos termos por nós

comumente chamados de espiritualidade. Fatos simples do cotidiano, abordados com a propriedade científica da física quântica, onde o observador e o fenômeno estão juntos, provocam a realidade. É através desta teoria que chegamos à ideia de conexão uns com os outros e de que nossas ações e pensamentos impactam o planeta e a sociedade. A Fraternidade Cósmica Universal é uma instituição sem fins lucrativos que discute semanalmente temas abrangentes, buscando uma outra visão de mundo onde os aspectos espirituais estejam presentes. O espaço funciona como um templo universalista, aberto ao diálogo inter-re-

ligioso, científico e filosófico, com a finalidade de aprimorar o ser humano. Toda terça-feira, às 20 horas, e no último domingo do mês, às 10 horas, há palestras com representantes - inclusive internacionais - de várias religiões, seguidas de tratamento espiritual. Nas quintas-feiras, às 19h45, é a vez dos estudos e seminários científico-espirituais. Em agosto, a Instituição completará 9 anos e já prepara sua grade de palestras com representantes do Hinduísmo, da Igreja Católica, do Budismo, Espiritismo e Taoísmo, entre outras religiões. A programação poderá ser acessada pelo endereço www.fraternidadecosmicauniversal.com

Literatura

Poesia petropolitana abrindo caminhos no Sul do país Catarina Maul, produtora cultural e poetisa, segue hoje para para Porto Alegre, no Sul do país, para duas empreitadas poéticas importantes. Às vésperas da Confraria da Poesia Informal completar um ano, fato que ocorrerá no dia 1º de agosto, depois de realizar sete saraus e ter um blog que já conta com mais de 53 mil visitações, o movimento idealizado pela poetisa e nascido em Petrópolis, a principio com oito membros, terá agora um núcleo estabe-

lecido em Porto Alegre, sob coordenação do poeta gaúcho Renato de Mattos Motta. Como o grupo dialoga através do canal do Facebook e sendo Catarina organizadora de vários concursos poéticos a nível nacional, não foi difícil à Confraria se expandir através das cercanias petropolitanas, alcançando seguidores de muitos endereços diferentes, até pelos seus ideais e objetivos, respeitados por todos que buscavam um espaço similar. Hoje, conta com mais de 200

membros, sendo duas dezenas de Porto Alegre, capitaneados por Renato e por outros membros por ele trazidos. Dessa forma, tornando o sonho realidade, o núcleo do Sul realizará nessa sexta feira o seu primeiro Sarau da Confraria da Poesia Informal – RS. Catarina lançará, junto aos amigos e poetas gaúchos, seu livro de poesia “Intensa”. Para conhecer mais do trabalho, informações no blog confrariadapoesiainformal.blogspot.com.bre no canal de youtube CPinformal.

Especial

Grupo de Petrópolis acompanha jornalistas do Brasil Travel News No fim da semana passada Luciane Fortunatto e Marcia de Paula, Assessora de Comunicação e Gerente Executiva, do PC&VB, respectivamente, em parceria com a FCTP, representada pela Gerente de Turismo, Marília Mills, realizaram um Press Trip com jornalistas do Grupo Brasil Travel News, de São Paulo, em uma visitação aos principais atrativos turísticos da cidade. O PC&VB agendou este roteiro sobre Petrópolis, há um mês, para ser publicado na edição de agosto da revista Brasil Travel News, dedicada ao turista, com circulação

em todo o Brasil. Também pertencem ao Grupo, que mantém um escritório em Orlando, a Revista Trading (direcionada a negócios de turismo), Revista Lua de Mel e o Programa TV Travel News, veiculado no interior do Estado de São Paulo, pelo SBT. A programação incluiu visitas à Cervejaria Itaipava, Cerâmica Luiz Salvador, Don Bistrô e Castelo de Itaipava, na sexta, e Casa de Santos Dumont, com Centro Cultural 14 Bis, Museu de Cera, passeio pela Avenida Koeler com seus casarões históricos, Palácio Rio Ne-

gro, conversa com a Princesa Cristina de Bourbon Orleans e Bragança, no Palácio da Princesa Isabel, Mausoléu da Catedral, Palácio de Cristal, Almoço no Grande Hotel Petrópolis, Cervejaria Bohemia e Casa da Ipiranga, no sábado. Na noite de sábado e domingo, as visitantes tiveram programação livre, cujo cronograma já estava parcialmente definido: “Ainda queremos apreciar o Festival de Fondues Racletes e Cremes, no Bordeaux, e fazer uma visita ao Museu Imperial no domingo pela manhã antes de irmos embora”, pretendia a repórter Flavia Lelis.

TOP CINE HIPERSHOPPING ABC Rua Teresa, 1415 / 2º piso Alto da Serra – Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br SALA 1 A ERA DO GELO 4 – Censura livre - animação – dublado – Horários: 14h40, 16h40, 18h40 e 20h40 SALA 2 VALENTE – Censura livre - animação – pré-estréia – dublado- Horários: 14h20, 16h20, 18h20 e 20h20 TOP CINE HIPERSHOPPING MERCADO ESTAÇÃO Rua Paulo Barbosa, 310 / 1º piso

3a feira + do que barato!, exceto feriados . continua a promoção o dia todo; . meia R$ 3,00 / inteira R$ 6,00 * continua a promoção - TODO MUNDO PAGA MEIA a partir do dia 20/7 - 6a feira; . iniciamos a venda antecipada do filme; . Batman – cavaleiro das trevas ressurge; . nos cinemas abaixo: . PETRÓPOLIS – CINEMAXX MERCADO ESTAÇÃO - LEGENDADO . HORÁRIO: 11:00h / 14:20h / 17:35h / 20:50h – 6ª e sábado – dias 27 e 28/7 . HORÁRIO: 14:20h / 17:35h / 20:50h – de domingo a 5ª feira – 29/7 a 02/8 . PETROPÓLIS –TOP CINE HIPERSHOPPING ABC – DUBLADO . HORÁRIO: 14:10h / 17:25h / 20:40h

Filmes na TV VOVÓ...ZONA 2 – GLOBO - 15H55 – COM MARTIN LAWRENCE O detetive do FBI precisa, mais uma vez, se disfarçar de senhora idosa. Desta vez, ele precisa encontrar o suspeito de espalhar um vírus de computador que pode dar aos inimigos do governo acesso a arquivos confidenciais. Para isso, se disfarça de babá e entra na casa do criador do vírus.

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

© Revistas COQUETEL 2012

É formada para a trans- Objeto-símbolo da missão do pronunciademocracia pre- "(?) Quente", filme Fiscaliza a mento sidencial com Patrick Swayze atuação de seus pares, na Justiça ou na Polícia

Veículo de carga Viga, em inglês

Genitor Educadora de crianças ricas

Atração de Lisboa e San Francisco

Prontas para executar uma função

Ácido acetilsalicílico (sigla)

Classe de Alfabetização (abrev.)

365 dias Árvores produtoras do chicle

Mania de doença (?) nuvens: em êxtase Refúgio bucólico da classe média alta

A N O O voto de desempate, pelo efeito

Base do corpo Agradável, em inglês

Grande animal, atração de safáris

"Tinta" com a qual é Proemifeita a tatuagem nência em Setor de provisória objeto ou corpo grandes lojas

O cantor O "é", na Leonardo, linguagem pela natude internet ralidade

(?) e qual: exatamente como Elemento químico cujo símbolo é K

Ressentida; ofendida

O deus do amor na mitologia grega

"Terra", em "Geologia" Estado natal do "rei" Roberto Carlos (sigla)

Amarrar José (?), político do PSDB

Árvores originárias da Região Nordeste Macio (o cabelo) Diretoria (abrev.)

Sandra de Sá, cantora Todos, em inglês

Bebida feita com o suco da maçã

Utensílios como a broxa

Voltar Exército Brasileiro (sigla)

Dígrafo presente em "riacho"

Muhammad (?), ex-pugilista

Cerveja de alta fermentação (ingl.) A duquesa Úrsula de "Cordel Encantado"

BANCO

102

Solução

U R N A

Leão - (23/07 a 22/08)

Palestra sobre realidade quântica na fraternidade cósmica universal

R E S S A L T O

Seminário

6a a domingo e feriados . sessões iniciadas até 15:59h . meia R$ 7,00/ inteira R$ 14,00 . sessões iniciadas após 16:00h . meia R$ 8,00 / inteira R$ 16,00 * continua a promoção - TODO MUNDO PAGA MEIA

C A

Uma fase difícil, em que deverá agir com muita cautela, otimismo, inteligência e vivacidade, para que tudo saia a seu modo. Tome cuidado com os inimigos declarados e cuide da saúde. Ótimo período para conhecer novas pessoas.

Preços: Segunda Feira - Promoção R$ 3 - Terça a quinta (exceto feriados): Sessões iniciadas até 15h59min, inteira: R$ 10. Após 16h inteira: R$ 12. Sexta a domingo e feriados: Sessões iniciadas até 15h59min inteira: R$ 12. Após 16h inteira: R$ 14.

2a a 5a feira, exceto feriados . sessões iniciadas até 15:59h . meia R$ 6,00 / inteira R$ 12,00 . sessões iniciadas após 16:00h . meia R$ 7,00 / inteira R$ 14,00 * continua a promoção - TODO MUNDO PAGA MEIA

E R O S

Câncer - (21/06 a 22/07)

A ERA DO GELO 4 – Censura livre – animação – dublado – Horários: 15h, 16h50, 18h40 e 20h30 SALA 2 O ESPETACULAR HOMEM ARANHA – Censura 10 anos – com Andrew Garfield – Horários: 14h30, 17h30 e 20h45

O R M I T A M P O T A S S A P N O I T E I S

ingressos a R$ 4 (associados Sesc Rio), R$ 8 (estudantes e idosos) e R$ 16 (inteira). E com tinuam as oficinas, a partir de 11h, na Torre e na Biblioteca do Sesc Quitandinha, com vários temas em destaque.

PREÇOS MERCADO ESTAÇÃO / HIPERSHOPPING

SALA 1

A cantora Luhli faz um show especial hoje, acompanhada de percussão

Às 21h, no Teatro deo Sesc Quitandinha, tem ‘Arquitetura do Samba’, terceira parte de uma trilogia dedicada ao samba que a diretora e coreógrafa Andrea Jabor concebe desde 2007, junto à sua companhia. Censura livre,

E AI, COMEU? – Censura 14 anos – com Bruno Mazzeo - filme brasileiro – Horários: 16h50, 18h50 e 20h50

C

Suas possibilidades de êxito estão aumentadas neste dia. Pode conseguir grande progresso em muita coisa agora. Aproveite para colocar em dia seus assuntos pendentes e re-solver uma situação com a pessoa amada. Tome as iniciativas que julgar indispensáveis.

MADAGASCAR 3 – Os Procurados – Censura livre - animação – dublado – Horários: 14h50

H

Gêmeos - (21/05 a 20/06)

SALA 3

C

CINE BAUHAUS R. Dr. Nelson de Sá Earp, 89 Shopping Center Bauhaus Centro Telefone – (24) 2237-1348

O ESPETACULAR HOMEMARANHA – Censura 10 anos – com Campbell Scott – dublado – Horários: 15h, 17h50 e 20h40

D O E T P A A R I T A A M P E O N T T A O S S L I L O

Aproveitando suas oportunidades para mudar, fazer novas amizades e arquitetar novos planos para ganhar dinhei-ro, demonstrará ser uma pessoa prática. Tudo estará bem neste dia e até depois de amanhã. Esteja atento para uma novidade ou uma visita.

Ingressos: promo = terças e quartas ingresso promocional a R$: 6 para todos (exceto feriados).-preço de ingressos segundas, quintas e sextas- inteira R$: 14 e meia R$: 7. -preço de ingressos sabados/domingos e feriados - inteira R$: 16 e meia R$: 8.

SALA 2

A

Touro - (21/04 a 20/05)

E AÍ, COMEU? – Censura 14 anos – com Bruno Mazzeo – Horários: 19h10, de terça a domingo – Sessão extra dias 20 e 21/07, 21h20

O ESPETACULAR HOMEM-ARANHA – Censura 10 anos – com Martin Sheen – dublado – Horários: 20h40

H E G E H O N I A B A O N D N O D M E C A G E R O S A SE D D R A I R R A B

O Festival Sesc Rio 2012 de Inverno prossegue hoje. Às 19h, no Café Concerto do Sesc Quitandinha, tem ‘Viva Raiz – Luhli’. O show celebra o encontro da maturidade artística da cantora, compositora e instrumentista Luhli, com a competência da percussionista internacional Flávia Torga. O repertório de 15 música se nutre das raízes brasileiras para criar um som universal. Censura livre, entrada franca. Às 18h, na Sala Dom Pedro do Sesc Quitandinha, tem ‘Video Dança’, palestra e mostra, uma produção nacional da videodança nos últimos dez anos. A curadoria é do Projeto Dança em Foco. Na ocasião será proferida a palestra ‘Uma Fala sobre a Videodança’, com Luciana Ponso, depois, ‘Introdução `Videodança’, com Leonel Brum. Censura 12 anos, entrada franca.

ERA DO GELO 4 – Censura livre - animação – dublado – Horários: 15h e 17h, de terça a domingo

A ERA DO GELO 4 – Censura livre - animação – dublado – Horários: 14h40, 16h40 e 18h40

D E C I S I V O

Dia dos mais afortunados, receberá boas propostas de negócios ou trabalho, realizará boa parte de seus sonhos, an-seios e desejos, e viverá momentos feliz ao lado da pessoa amada e dos familiares. Os negócios que tem em vista poderão ser realizados com vantajosos lucros.

SALA 1

CINE ITAIPAVA Est. União & Indústria, 11.000 Itaipava Telefone: 2222-3424

B

Áries - (21/03 a 20/04)

Festival Sesc Rio 2012 chega na reta final

E

HORÓSCOPO

Centro - Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br

3/ale — all. 4/beam — hena — nice. 5/sidra. 7/sapotis. 10/corregedor.

INSTITUTO OMAR CARDOSO

E D

57 anos

C C A D B E H I A N C A C R I O PI N A A L

6


quinta-feira, 26 de julho de 2012

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

7

cidade

Comissão de Saúde avalia maternidade do HAC A direção do Hospital Alcides Carneiro (HAC) recebeu na tarde da última terça-feira a visita do vereador João Tobias, presidente da Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores. Ele esteve no hospital para uma vistoria na maternidade e verificou o bom funcionamento do setor. A visita foi marcada pela Câmara dos Vereadores e deveria ser feita pelos membros da comissão, no entanto, somente o vereador João Tobias compareceu ao hospital. - Estou cumprindo o meu papel e pude constatar que o hospital está bem estruturado para atender as gestantes - avaliou.

Dos 23 leitos da maternidade, 17 estavam ocupados. No pré-parto, que conta com cinco vagas, estavam três gestantes e outras três mulheres ocupavam os leitos ginecológicos, setor com capacidade para seis internações. O vereador conversou com as pacientes e constatou que o atendimento transcorria normalmente. - Não houve nenhuma reclamação. Ao contrário, elas relataram estarem sendo bem atendidas - disse. O vereador foi recepcionado pelo diretor técnico do HAC, o doutor Lécio Carneiro, que o informou sobre as adequações técnicas implantadas

na maternidade em caráter provisório para o atendimento da demanda durante os dias em que a maternidade do Hospital Casa Providência ficou sem receber as gestantes. A direção do hospital também aumentou o número de obstetras por plantão, passando de três para quatro, de forma temporária. - Tivemos sim, dias com lotação, mas não poderíamos fechar as portas e tivemos que fazer algumas adaptações para atender as pacientes - explicou. O vereador aproveitou a visita para conhecer as novas instalações onde irá funcionar o setor de cirurgia, que passa por obras.

Ascom/PMP

Vereador João Tobias, que faz parte da Comissão de Saúde da Câmara, com o diretor do HAC

Projeto da ONG Brasil pela Dia de São Cristóvão tem Dignidade conta oficinas celebração com missas A ONG Brasil pela Dignidade, que realiza o projeto biblioteca de rua para crianças há 5 anos no bairro do Caxambu, agora também desenvolve oficinas de arte-educação para jovens e aulas de espanhol num galpão alugado dentro da comunidade do Morro dos Anjos. A associação começa a segunda semana de atividade de férias. O evento tem como objetivo fazer com que as férias dos jovens e crianças moradores da comunidade ganhe um toque especial. Na última semana, além dos membros da ONG Brasil pela Dignidade, estiveram presentes pessoas que toparam doar um pouco do seu tempo para ensinar algo aos participantes do evento e também outras instituições tais como: o Centro de Defesa dos Direitos Humanos (CDDH) com a equipe do Projeto Florescer, a Associação Água Doce do Sertão do Carangola com seus jovens aprendizes e o grupo de tea-

Divulgação

Oficinas de arte são realizadas no galpão alugado no Caxambu

tro Pessoal Aí representado por Pita Cavalcante e Silvio Costa Filho. Até o dia 27 de julho, haverá participação do grupo Filhos da Terra também do CDDH, que fará cartões com elementos da natureza,

artesãos e pessoas da própria comunidade trabalhando em conjunto para ensinar a fazer bijuterias. No dia do encerramento será realizada uma grande exposição dos trabalhos realizados durante as duas semanas.

Prefeitura inicia melhorias na Rua Goiás, em Nogueira Após finalizar o asfaltamento de mais de 1,3 quilômetro da ponte na entrada de Nogueira até a ponte de Bonsucesso, a Prefeitura de Petrópolis, por meio da Secretaria de Obras, iniciou o trabalho de recuperação da Rua Goiás, em Nogueira. O trecho, com cerca de 300 metros, apresentava intensas irregularidades no pavimento, o que fez a Secretaria de Obras tomar as medidas necessárias para ajustar todos os desníveis e padronizar o piso. A conclusão do serviço dará mais tranquilidade as cerca de 50 famílias que circulam diariamente pelo local.

- Os trabalhos continuam pelos distritos. Asfaltamos mais de 1,3quilômetro da via principal de Nogueira, e agora estamos atuando nas ruas vicinais do bairro. Todos os pontos danificados da Rua Goiás vão passar por reformas - destacou o secretário de Obras do município, Stênio Nery dos Santos. Para o morador Diogo Alves, a expectativa é grande. - A comunidade esperava há muito tempo esta intervenção. Era complicado quando chovia, pois a rua se transformava em uma piscina de barro. Os buracos eram fundos e acidentes eram frequentes. Te-

nho a certeza de que quando a obra for concluída, a situação será diferente - disse. Já para o morador Rogério de Oliveira, a pavimentação regular ajudará no dia a dia dos moradores, já que determinados serviços poderão atender a comunidade da forma correta. - A rua era completamente irregular, cheia de buracos. Quando alguém passava mal e havia necessidade de ambulância, era preciso contar com a ajuda dos vizinhos para fazer qualquer tipo de movimentação, pois o veículo não conseguia acessar a rua - lembrou.

O Dia de São Cristovão foi ontem, em 25 de julho, mas para comemorar a data, a igreja localizada na Praça Pasteur, na Castelânea, que recebeu o nome do santo, promoveu festividades em homenagem ao padroeiro dos motoristas em três datas: 21(sábado), 22(domingo) e 25 (quarta-feira). Com barracas de pastel, tortas e cachorroquente, a festa recebeu um grande público e foi encerrada com missa e procissão de carros, seguida da benção feita pelo padre Francisco Montemezzo. O responsável pela organização do evento, Jorge da Costa, disse que a festa foi muito boa e superou as expectativas. - Desde sábado, recebemos em média 800 pessoas mesmo não havendo celebração de missas nem benção de carros no sábado e domingo. Vendemos quase tudo que fizemos, cerca de 1.200 pastéis por dia - disse. O organizador garantiu que o sucesso não foi apenas nas barracas de comidas.

Alan Alonso

Festa contou com barraquinhas montadas na Praça Pasteur

- Tivemos boas vendas no brechó e na barraca do número premiado, em que a pessoa compra um número que é correspondente a uma prenda – explicou. A responsável pelas ações sociais da igreja Irenice Wilbert informou que é possível receber a benção mesmo fora da data. - Para os motoristas que desejarem receber a benção, devem se dirigir a igreja de Santo Antônio e procurar o Padre Francisco, ele recebe os

motoristas aos domingos no Alto da Serra - informou. Comemorações em Itaipava Em Itaipava o dia foi comemorado com a realização da 54° Procissão de São Cristovão no Parque Municipal de Petrópolis. Além da procissão, também foi realizada uma Missa Campal e em seguida ocorreu a Procissão Motorizada pelos distritos de Itaipava, Pedro do Rio, Bonsucesso, Corrêas e Nogueira.

foto do dia Alan Alonso

Esse cãozinho aproveitou o chafariz no Bosque do Imperador para se refrescar na tarde de ontem

enquete Você é a favor da extinção do futebol nas próximas Olimpíadas? Fotos: Alan Alonso

Diogo Lima, 26 anos, técnico de segurança. - Não. O futebol é importante, um dos maiores esportes do mundo não pode ficar de fora.

Maicon Souza, 29 anos, rodoviário. - Acho que não interfere na beleza dos jogos. As pessoas vão continuar assistindo.

Daniel Bunel, 67 anos, aposentado. - Não. Acho que o futebol é um esporte super importante, não pode ser retirado.

Mauro Veras, 50 anos, motorista. - Não. Adoro futebol. É o esporte do povo, irá enfraquecer as olimpíadas.

Fabiano Tinoco, 25 anos, bordador. - Não. Acho que as Olimpíadas não terão mais graça.


8

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quinta-feira, 26 DE julho de 2012

CIDADE

Unimed lança produto para micro empresas Representantes de 20 pequenas e microempresas da cidade, se reuniram na manhã de ontem (25) no Café do Museu Imperial, para conhecer o novo produto apresentado pela Unimed. Entre os empresários estavam representados o Convention Bureau, CDL e o sindicato do comércio varejista (Sicomércio). O produto destinado a empresas que possuem a partir de três funcionários visa expandir o atendimento médico-hospitalar na cidade. Há anos, a Unimed vem atendendo a pessoas físicas e jurídicas e hoje, dispõe de 372 médicos com consultórios particulares, além de um hospital próprio e convênio com mais

três hospitais da cidade, o que o torna o plano de saúde com a maior rede de atendimento em Petrópolis. Ainda assim, o diretor comercial, Eduardo Dyonisio, afirma que o plano detectou a necessidade de atingir empresas menores. -Nós fizemos uma pesquisa de mercado e descobrimos que as 90% das empresas petropolitanas são pequenas ou micros. A partir de então começamos a estudar a possibilidade de formatar um plano que atendesse as necessidades desse público – explicou o diretor. Com o auxílio de consultoria, foi criado um plano empresarial que pode ser regional ou nacional, e que

AVISOS E EDITAIS

EDITAL DE CITAÇÃO Com prazo de vinte dias O MM Juiz de Direito, Dr. (a) Jorge Luiz Martins Alves – Juiz Titular do Cartório da 3ª Vara Cível da Comarca de Petrópolis, RJ, FAZ SABER aos que o presente edital com prazo de vinte dias virem ou dele conhecimento tiverem e interessar possa, que este Juízo, que funciona a Av. Barão do Rio Branco, 2001 CEP: 25680 – 275 – Centro – Petrópolis – RJ Tel.: 24 2231-4877 email: pet03vcic@tjrj.jus.br, tramitam os autos da Classe/Assunto Procedimento Ordinário – Cobrança de nº 000809719.2004.8.19.0042 (2004.042.008151-0), movida por CONDOMÍNIO DO PARQUE RESIDENCIAL PRÍNCIPE DO GRÃO PARÁ em face de ESPÓLIO DE EDIBERTO FERREIRA DE SOUZA E EDIBERTO FERREIRA DE SOUZA JÚNIOR, objetivando CITAÇÃO DE EDIBERTO FERREIRA DE SOUZA JÚNIOR E DOS HERDEIROS DE CLÁUDIO MURILO FERREIRA DE SOUZA E DOS HERDEIROS DE IDALBERTO GIGANTE FERREIRA DE SOUZA. Assim, pelo presente edital CITA Ediberto Ferreira de Souza Júnior e os herdeiros de Cláudio Murilo Ferreira de Souza e os herdeiros de Idalberto Gigante Ferreira de Souza, que se encontram em lugar incerto e desconhecido, para no prazo de quinze dias oferecerem contestação ao pedido inicial, querendo, ficando cientes de que presumir-se-ão aceitos como verdadeiros os fatos alegados, caso não ofereçam contestação. Dado e passado nesta cidade de Petrópolis, aos dezoito dias do mês de agosto do ano de dois mil e dez. Eu, Simone Mendonça Resende – Técnico de Atividade Judiciária – Matr.01/27650, digitei. E eu, José Barbosa Pacifici – Responsável pelo Expediente – Matr.01/6218, o subscrevo

O consultor João Arnaldo Gorz e Eduardo Dyoniosio, da Unimed

Moradores das ruas Alfredo Schilick e Aldo Tamancoldi reivindicam a coleta de entulhos e lixo das vias. Com apenas uma coletora que faz a divisa dos dois trechos, muitos dizem ter problemas frequentes com o serviço enquanto outros culpam os próprios pedestres pela sujeira, mas reclamam do horário em que a coleta está sendo feita, alguns ainda questionam a falta de capina do trecho. A comerciante Paula Gross informou que trabalha na Rua Alfredo Schilick há três anos e que todos os dias a caçamba que a princípio é para o recolhimento de entulhos, está cheia de lixos diversos. - Se houve uma vez que vi a caçamba vazia foi muito, mas a culpa não é apenas da companhia, que pelo que observo passa todos os dias, mas também de alguns catadores de papel e outros materiais que sempre reviram os entulhos depositados no local – informou. O proprietário de uma loja de roupas e morador da Rua Aldo Tamancoldi faz críticas à coleta. - O problema não é a falta da coleta, mas sim os dias que ela falha. Trago o lixo da minha casa e deposito aqui, pois moro mais acima e

se deixar no portão cachorro espalha. Mas os próprios moradores deviam ficar atentos e para de espalhar entulhos em volta da caçamba – disse. Ana Paula Patrício, proprietária de uma loja logo a frente da caçamba, não questiona a coleta, mas sim a falta de capina e limpeza da rua. - Estou aqui há três meses, e houve uma vez em que vi um varredor e acho que nenhuma vez houve capina aqui por aqui, em alguns lugares existe um excesso de mato e lixo jogado pelos próprios moradores. Eles deviam parar e prestar mais atenção, no que estão fazendo com as ruas deste bairro - garantiu. Já na Rua São Sebastião, a moradora Maria José, questiona os pedestres da via. - O grande problema não é a Comdep, mas sim os moradores que parecem não ter educação e fazem da rua um verdadeiro “lixão”, olha lá o muro (mostrou), não há razão para fazer isso, já que lá no inicio há uma coletora – disse. Na Rua Oswero do Carmo Villaça (conhecida como Morro da Oficina), o problema fica evidente, e Marcos Silveira que passava pelo local, no momento criticou. - Desde a última sexta-

Rua Epitácio Pessoa, 100 (atrás dos Correios) Centro - Petrópolis - RJ Tel. 2231-2160

Entulhos e lixo estão amontoados na beira da Rua Alfredo Schilick

feira, não vejo o caminhão passar aqui no Alto da Serra. Mas o morador tem uma parcela de culpa, pois jogam o lixo em qualquer lugar, isso é uma falta de educação tremenda. Pego o meu lixo, separo e levo até a reciclagem, não me custa nada – informou. A Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) informa que promove a conscientização dos moradores quanto ao descarte do lixo e entulho sempre que

possível, solicitando aos mesmos que não os depositem em via pública. Vale ressaltar que o Disque Entulho é um serviço oferecido gratuitamente (limite de até 20 sacos) a toda a população, mediante agendamento prévio através do telefone 2243-7822. Também é possível solicitar o serviço acessando o chat no sítio www.comdep.com.br. Com relação a capina, a Comdep está providenciando uma equipe para atender à Rua Aldo Tamancoldi em breve.

AVISOS E EDITAIS

Há 30 anos era publicado O dia 26 de julho de 1982 caiu em uma segunda-feira e o DIÁRIO não circulou nesta data. SEPULTAMENTO

25-07-2012 Cemitério Municipal Luis Alberto Cláudio, 64 anos, Alto da Serra, 10h Iolanda de Queiroz Fernandes, 85 anos, Meyer- Rio de Janeiro, 11h30 Ítalo Valentim Calory, 82 anos, Bonsucesso, 11h30 Samuel de Aguiar Silveira, 52 anos, (cidade não informada), 15h Manoel Monteiro, 86 anos, Bingen, 15h30 Rubens Silva, 78 anos, Vila Rica, 15h30

Sebastião Inácio de Medeiros, 61 anos, Pedro do Rio, 16h

Entrega em domicílios

funcionários e seus familiares próximos – explicou Gorz. O empresário Francisco José Reis viu a proposta da Unimed com bons olhos e reconheceu a importância do produto. - O plano médico faz parte da nossa estratégia de retenção de mão de obra, principalmente a especializada, já que bons funcionários sempre vão optar por trabalhar em grandes empresas que oferecem benefícios. Para nós, (pequenas empresas), fica caro adquirir um plano para um pequeno número de funcionários. Esse produto vem de encontro aos nossos pedidos- disse o empresário.

Alto da Serra questiona coleta de lixo

Cemitério de Itaipava

Pão francês - R$ 6,99kg (somente no balcão)

Fotos: Alan Alonso

atende e satisfaz os anseios de custo dessa grande fatia do mercado. - Esse novo plano está com um preço bem competitivo. A gente está buscando atender tanto as indústrias quanto o comércio, como as lojas da Rua Teresa por exemplo. O consultor João Arnaldo Gorz contou que a necessidade da criação desse novo plano se deu a partir do crescimento no número de empregos formais e grande demanda de pequenas e micro empresas. - O plano de saúde é um grande diferencial de fidelização e motivação dos colaboradores, visto que ele dá uma maior segurança aos

OBS. AS INFORMAÇÕES ACIMA SÃO FORNECIDAS AO DIÁRIO POR FUNCIONÁRIOS DAS SECRETARIAS DOS CEMITÉRIOS,

Leia e assine o Diário 2235-7165

Cartório de 3º Ofício de Petropolis

Tabeliâo de Protesto

R. do Imperador, 1017 / 1021 - Centro - Petropolis - RJ Telefone: 22420565

Tabelião

Cep. 25620-003

22426363

Listagem de titulos enviados para Edital em em 26/07/2012 Acham-se registrados neste cartório, conforme lei 9.492/97 Art. 15 - Processo 89.877/99 CGJ/RJ, para serem protestados os títulos de responsabilidade de : Sacado

CNPJ/CPF

EUNICE PEREIRA DOS SANTOS

Portador/Cedente/Sacador BANCO SANTANDER (BRASIL) S/A - P

642.888.977-34

SRV FELIPE WILBERGER 11 10/01/2012

10/08/2011

128,15

Total:

INVERSAO COMERCIO DE ROUPAS LTDA

Valor:

21/06/2012

107,43

Total:

Valor:

11.583 25/07/2012 10:48:00

BANCO SANTANDER BRASIL S A

Emissão:

22/12/2010

137,01

Total:

Valor:

30.107,54

Número:

20016439162

Pagamento A

30.244,55

30/07/2012 10:48:00

BANCO SANTANDER (BRASIL) S/A - P

054.574.207-28

11.584

BANCO SANTANDER BRASIL S A

Cédula de Credito Bancário por Indicação

25/07/2012 10:48:00

BANCO SANTANDER BRASIL S A

Emissão:

Cheque Administrativo: Custas :

23/11/2011

134,07

Total:

MAX LIVIO COM DE MAT CONSTRUCAO LTDA

Valor:

5.347,20

Número:

20017737388

Pagamento A

5.481,27

30/07/2012 10:48:00

BANCO DO BRASIL SA

13.972.192/0001-40

RUA TREZE DE MAIO,232

11.603

JOBINVEST FOMENTO MERCANTIL LTDA

Copia Duplicata Mercantil por Indicação

25/07/2012 13:44:00

R.A.FERNANDES MAT.P/CONST 09241980000199

Emissão:

Cheque Administrativo: Custas :

128,15

02/04/2012 Total:

VALE IMPERIAL PROD.ALIMENTICIO

Valor:

1.360,00

Número:

2127C

Pagamento A

1.488,15 BANCO ITAU SA

01.241.666/0001-02

RUA FONSECA RAMOS, 44

30/07/2012 13:44:00 11.575

AUTO POSTO AJAPI LTDA

Copia Duplicata Mercantil por Indicação Cheque Administrativo: Custas :

27/07/2012 14:04:00

BANCO SANTANDER (BRASIL) S/A - P

R BERNARDO PROENCA 93

09/07/2012

884203 - 01

Pagamento A

143.781.307-00

LUCIANO BELO DA ROCHA COELHO

Vencto:

Número:

BANCO SANTANDER BRASIL S A

Cheque Administrativo: Custas :

19/07/2012

162,99

270,42

Cédula de Credito Bancário por Indicação

Vencto:

11.475 24/07/2012 14:04:00

RAPIDO TRANSPAULO LTDA

Emissão:

R DR CARLOS TYLL 120

23/01/2012

27/07/2012 11:13:00

BANCO DO BRASIL SA

11.401.860/0001-53

JOAO VITOR DA SILVA EVANGELISTA

Vencto:

20017161666

RAPIDO TRANSPAULO LTDA

Cheque Administrativo: Custas :

22/02/2011

Número:

Pagamento A

Copia Duplicata Mercantil por Indicação

Vencto:

2.634,22

2.762,37

R TEREZA,1515 16/07/2012

24/07/2012 11:13:00

BANCO SANTANDER BRASIL S A

Emissão:

Cheque Administrativo: Custas :

Vencto:

11.473

BANCO SANTANDER BRASIL S A

Cédula de Credito Bancário por Indicação Vencto:

Protocolo

25/07/2012 09:21:00

CONATRIL IND. ALIMENTOS LTDA

Emissão: 128,15

23/06/2012 Total:

Valor:

4.366,66

4.494,81

Número:

18632/A

Pagamento A

30/07/2012 09:21:00

Intimo-os a pagar ( através de cheque administrativo ou dinheiro, com guia de pagamento a ser retirada neste tabelionato ), ou no caso de falta de aceite, comparecer para aceita-lo, ou dar-me as razões por que não o faz. Ficando assim já intimado do respectivo protesto no prazo estipulado na forma da lei. Petropolis, 26/07/2012


ALTO DA SERRA Hoje é dia de Santa Ana e São Joaquim e Dia dos Avós. A secretaria da Matriz de Santo Antonio, do Alto da Serra, funciona de segunda feira a sábado de 14h30 às 19h. O pároco é o padre Francisco Montemezzo e as informações são obtidas pelo telefone 2242 4310.

D

iário nos

B

airros

diarionosbairros@diariodepetropolis.com.br

Cadastramento também é desafio Presidente de Associação Ferroviária opina sobre dificuldade de remoção das famílias para a volta do Trem da Serra da Estrela O maior desafio para o retorno da linha férrea na Serra Velha da Estrela é o cadastro e a remoção das famílias que construíram casas no trecho de Petrópolis ao Meio da Serra. Ainda existem dezenas de residências construídas praticamente dentro do leito da antiga linha em duzentos metros na direção de Raiz da Serra, já no município de Magé. A opinião é do presidente Antonio Pastori, da Associação Fluminense de Preservação Ferroviária – AFPF. - São quase 400 ocupações ao longo da antiga Estrada de Ferro Príncipe do Grão Pará. Cadastrar todos os moradores e depois removê-los é um trabalho que

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quinta-feira, 26 de julho de 2012

tem que ser feito para a volta do trem – afirma Pastori.

Para ele tem de haver uma grande vontade polí-

tica, pois a remoção é uma prerrogativa dos municípios de Petrópolis e Magé. Segundo ainda o presidente da AFPF as autoridades também têm de demonstrar muita competência. - E isso não me parece tarefa fácil – opinou, ao encerrar. No início da semana o membro Osmar Cabral, do Grupo Amigos de Petrópolis – GAP – confirmou que a verba de R$ 72 milhões já estava no orçamento do Estado para a obra de reconstrução da ferrovia. Lembrou que as reuniões de ferroviários e ferroviaristas continuam sendo promovidas e que no próximo mês o encontro será no Centro Cultural Estação Nogueira com data ainda a ser confirmada.

também é encerrada com a benção dos automóveis e a celebração de missa. A Procissão de São Cristóvão sai do Parque de Exposições de Itaipava, vai até Barra Mansa em Pedro do Rio, volta a Corrêas e pela Estrada Mineira passa por Nogueira, encerrando o itinerário no Parque. Todos

os anos, além do desfile dos automóveis, moradores também são atraídos pela passagem dos carros com o andor de São Cristóvão. PRAÇA PASTEUR – Na Igreja de São Cristóvão, na Praça Pasteur, na Castelânea, a primeira celebração aconteceu às 9h. Outra missa estava progra-

mada para as 19h e logo após a procissão percorrendo as ruas adjacentes do bairro finalizando com a benção dos automóveis em frente à Igreja. Ambas as celebrações foram do pároco Francisco Montemezzo, da Paróquia de Santo Antonio, do Alto da Serra.

O pontilhão ainda permanece. Depois dele são muitas as construções

9

ALCOÓLICOS ANÔNIMOS Hoje 19h: Grupo 27 de Maio, Rua Bingen, 261 Amor e Atração, Avenida Leopoldina, 596, Nogueira. 19h30: 28 de Janeiro, Rua Paulo Barbosa, 180, Centro; Estrela de Araras, Escola Estadual de Araras; Morin, Igreja de Nossa Senhora da Glória; e Petropolitano Rua Santos Dumont, 100, Centro.

Cooperativa de catadores pede o apoio para conquistar a esteira A Cooperativa de Catadores de Material Reciclável D’Esperança continua solicitando a doação de uma esteira para triagem de lixo. De acordo com a presidente Marli Gonçalves, o objetivo é acelerar o serviço de separação que ainda é feito manualmente. Ela voltou a lembrar que com a esteira o serviço renderá pelo menos mais 100%.

Segundo Marli, isto aumentaria não só a renda os cooperados, mas também a quantidade de material reciclado na cidade, pois quanto mais rápida a separação maior a quantidade para a venda. A presidente cita que as empresas compram no mínimo a partir de oito toneladas. Além da esteira, o que ajudaria muito o trabalho seria um carro utilitário – Kombi, Van ou Pick-Up.

Ex-bispo dom Filippo celebra a missa de ordenação no domingo Na ordenação sacerdotal que vai acontecer na tarde do próximo domingo na Catedral São Pedro de Alcântara, a missa será celebrada pelo ex-bispo da Diocese de Petrópolis, dom Filippo Santoro. Ele volta pela primeira vez a Petrópolis depois que foi transferido no início do ano para Taranto, na Itália, onde hoje a arcebispo. Serão ordenados diáconos

dois jovens: Reginaldo Pereira Pinto, nascido na cidade mineira de Tocantins e Guilherme de Almeida Ambrósio, nascido na cidade de Magé – RJ. Além deles, também será ordenado diácono Sebastião dos Santos Coelho, que estava se preparando para o diaconato permanente e quando ficou viúvo e decidiu ser padre. O evento terá início às 15h.

COMAC dá sequência ao projeto São Cristóvão homenageado ontem com procissões no centro e distritos de costura e até monta as roupas Programada para ontem no final da tarde a Procissão de São Cristóvão que percorre ruas dos 2º e 3º distritos completou 54 anos. Organizada por comerciantes, moradores e religiosos, anualmente ela atrai centenas de motoristas que saem do Parque de Exposição de Itaipava onde

Consertos, bainhas, botões, trocas de zíper, ajustes e customização, entre outros serviços. Isto acontece no Projeto Costurando Com Amor que é desenvolvido na Comissão Municipal de Atuação Comunitária de Petrópolis – COMAC. Na sede da entidade foi montado um atelier de costura para atender os participantes dos trabalhos.

A confecção de roupas sob medidas são executadas e a entrega é rápida, segundo os organizadores. O Costurando Com Amor funciona diariamente na sede da COMAC na Rua Visconde de Souza Franco, 590, no centro e as informações podem se obtidas discando o número 4104 1071. A instituição também aceita donativos.

ECONOMIA

Governo desiste de votar mudanças na aposentadoria n

Tranqüilidade

para a sua empresa

Contabilidade de última geração, sistema avançado de informática Escrita Fiscal – Rotinas Trabalhistas e Folha de Pagamento Sistemática Departamento Jurídico – Direito Cível – Direito Trabalhista Projetos Econômicos – Análise de viabilidade e capacidade de sua empresa – Administração de Bens e Serviços – Corretagem e Administração de Imóveis – Equipe com treinamento especializado Direção Técnica: Márcio Tesch Economista – Corecon 10582 Advogado – OAB/RJ 59.566 Tec. Contab. – CRC/RJ 25.384-0

Rua do Imperador, 772 – Gr 105/106 – Centro Petrópolis – RJ. Tel/Fax: (024) 2231-6212 / 2231-3322

•  IBOVESPA -0,14% 52.567 pts •  DOW JONES +0,75% 12.712 pts •  NASDAQ +0,07% 2.865 pts •  DAX +0,25% 6.407 pts •  DÓLAR R$ 2,037 0,342% •  EURO R$ 2,475 +0,223% •  LIBRA R$ 3,158 0,526% •  PETRÓLEO WTI US$ 88,96 +0,520% •  OURO US$ 1.605,70/ onça troy

Célia Froufe/Agência Estado

O governo desistiu de votar no próximo mês as mudanças nas regras de aposentadoria, conforme havia anunciado o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho. “Havia a intenção do presidente da Câmara (Marcos Maia) de votar em agosto, mas em função do calendário de Medidas Provisórias não foi possível avançar nas negociações com o Congresso. Então não há mais previsão de quando será isso”, disse o secretário de Políticas de Previdência Social, Leonardo Rolim. Apesar do problema de calendário citado pelo secretário, ele admitiu que o Executivo também não fechou uma proposta única sobre as mudanças. Além da Previdência, também se debruçam sobre as novas medidas os ministérios da

Fazenda e do Planejamento. “O governo ainda não chegou a um estudo único”, admitiu. O secretário salientou que, nos moldes de hoje, o sistema previdenciário brasileiro é muito parecido com o grego, um dos estopins da crise naquele país. Questionado por jornalistas se o Brasil poderia se tornar a próxima Grécia em razão desse semelhança, Rolim apenas comentou: “este é um ponto”. Rolim, assim como o ministro da Pasta, Garibaldi Alves Filho, defende o fim do fator previdenciário. “As pessoas se aposentam cedo, mas com um corte brutal do fator, que corta 31% do benefício. Não dá para imaginar que é viável as pessoas se aposentarem em média com 54 anos. Em nenhum lugar do mundo isso se sustenta”, argumentou.


10

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quinta-feira, 26 de julho de 2012

ESPORTES

Brasil começa bem em Londres Arrasadora. Assim foi a estreia da seleção brasileira feminina de futebol nos Jogos Olímpicos de Londres. Forte na defesa, com uma bola parada mortal e um ataque irresistível, o Brasil goleou Camarões por 5 a 0, nesta quarta-feira (25), no Millenniun Stadium, em Cardiff, no País de Gales. De quebra, a equipe comandada por Jorge Barcellos assumiu a liderança do Grupo E.

O Brasil tem os mesmos três pontos da Grã-Bretanha, que mais cedo derrotou a Nova Zelândia por 1 a 0. As anfitriãs ocupam o segundo lugar por ter pior saldo de gols. No sábado (28), às 10h30, o Brasil enfrentará a Nova Zelândia. Depois, encerra sua participação na primeira fase diante das donas da casa no dia 31, às 15h45.

Sub-17 do Petropolitano se prepara para o Municipal A equipe Sub-17 de futebol de campo do Petropolitano Foot-Ball Club, sob o comando técnico do Casé, continua realizando seus treinamentos no Estádio Carlos Guinle, procurando a melhor formação para disputar o Campeonato Municipal da categoria, que começa no dia 19 de agosto. O adversário da equipe alvinegra será o Laginha que retorna às atividades esportivas oficiais da cidade. O técnico Casé conta com um elenco totalmente renovado e espera nesta semana ter o grupo definido e com o qual contará para a temporada. No último treinamento realizado no sábado passado,

LESÕES DE QUADRIL NO TENIS - Na coluna anterior falamos um pouco da lesão do labrum, que acabou precocemente com a brilhante carreira do querido Gustavo Kuerten, nosso tenista número 1, hoje vamos ver que a detecção dos problemas não são tão simples assim... O diagnóstico de lesões do quadril nos praticantes do tênis de campo, nem sempre é uma coisa tão simples. Alguns trabalham mostram que o diagnóstico tardio pode ultrapassar mesmo 1 ano, porque normalmente os atletas acabam por tratar de outras patologias associadas, como as dores lombares com irradiação para membros inferiores-lombociatalgia, dores na região da virilha, distensão de adutores, etc. Os testes clínicos podem dar alguns indícios, mas é raro fazer um diagnóstico precoce de lesão labral ou de impacto FEMUROACETABULARFA- O teste de faduri, a sigla refere-se a posição de flexão, adução e rotação interna-dobrado, aberto e rodado para dentro do membro inferior no momento exato do teste é um bom indicativo, mas somente os exames de imagem é que poderão dar os diagnósticos verdadeiramente corretos. A radiografia simples, pode ser um importante exame para diagnosticar o impacto fêmur acetabular e deve-se usar e abusar das diferentes posições dos exames, como de frente, de perfil, posição de rã com as duas pernas abertas, etc, pois os vários ângulos do

no Estádio Carlos Guinle, o vice-presidente de esportes, Délio Kronemberger, juntamente com o técnico Casé, conversaram com os atletas a respeito do Municipal que se inicia em agosto e da importância do time representar bem o clube, salientando que em 2010 e 2011, o Sub-17 foi, respectivamente, campeão e vice-campeão de Petrópolis. Em fevereiro de 2011 o Sub-17 alvinegro conquistou o primeiro título no ano do seu centenário depois de vencer o Carangola por 1 a 0, no Estádio da Amizade, campo da Aalborg, título muito comemorado e que ficou registrado na história do Petrô.

exame serão medidos para certificar-se se a articulação apresenta ou não o impacto do fêmur no acetábulo. Porém nesses casos, o melhor exame seria a ressonância nuclear magnética, na qual poderá se observar exatamente o grau de lesão do labrum, se está destacada ou não da sua inserção e se a lesão apresenta ou não associação com degenerações ósseas cistos ósseos em atletas profissionais o tratamento cirúrgico poderá ser o tratamento indicado e ideal, desde que o tratamento clínico não de resultados satisfatórios por um período superior a seis meses. Hoje somente a correção do impacto fêmuro acetabular e da lesão labral incluindo a sua reinserção com ancoras, a semelhança do que se faz nas lesões tendinosas do ombro é que vai fazer com que o atleta possa voltar a competir de forma adequada. Outras lesões podem acometer os tenistas, com a epicondilite lateral - TENNIS ELBOW - uma das mais freqüentes, outra bem freqüente é a lesão muscular da panturrilha, chamada de tennis LEG. O seu análogo no lado medial do cotovelo acomete mais os tenistas profissionais, em virtude da potencia dos golpes e da prática freqüente do TOPSPIN, um efeito na bola para melhorar o desempenho durante os pontos. Ou seja, muito esforço mesmo. Ótimo dia FIQUEM COM DEUS.

esportedp@gmail.com

Akai conquista 20 medalhas na Copa Paracambi de Karatê Mais uma vez a tão premiada Associação de Karatêdô Imperial (Akai) traz bons resultados para a cidade. Os atletas disputaram domingo (22) a III edição da Copa Paracambi FFKI. Os representantes de Petrópolis conquistaram nada menos que 20 medalhas. O evento contou com a participação de 173 atletas de vários bairros e municípios do Rio de Janeiro, entre eles: Bangu, Maricá, Petrópolis, Duque de Caxias, Tijuca e Rio das Flores. A Akai participou com 16 atletas nas modalidades: Katá (seqüência de movimentos) e Kumitê (luta contra um adversário) e trouxeram nove medalhas de ouro, sete de prata e quatro de bronze totalizando 20 medalhas. A equipe foi formada por 16 atletas: Renan Oliveira (Breno-Rio); João Vitor Oliveira; Ana Caroline Soares; Lorrana Cristina Rosa; Vanessa Wendling; Francisco Paixão; Patrick Theobald; Lucas Alcântara; Maria Claudia do Nascimento; Cauã do Nascimento (Mercadinho

Fotos: Divulgação

Os lutadores de Petrópolis mais uma vez se deram bem em uma competição a nível estadual

Martins/Liquigas); Simon do Nascimento (Mercadinho Martins/Liquigas); João Paulo do Nascimento (Mercadinho Martins/Liquigas); Cristielen Soares; Frederico Beck; Lu-

cas Pedro Gabriel de Souza. Os atletas treinam na Academia VO2 e em diversos projetos sociais com os senseis: Luis A. Silva (presidente

AKAI) e Renan Oliveira. A equipe vem se preparando intensamente para o Campeonato Brasileiro que acontecerá em novembro na cidade de São Paulo.

Poker/PEC é derrotado e agora vai definir a classificação fora de casa O Poker/PEC não conseguiu o resultado que precisava para seguir tranqüilo na reta final da segunda fase da Liga Futsal 2012. O time perdeu para o Atlântico/Apti Uri Erechim por 2 a 0 (Galo e Zico), nesta segunda-feira (23), no Ginásio da UCP, no Bingen. Com o resultado, o time serrano soma quatro pontos no grupo B da Liga Futsal (uma vitória, um empate e duas derrotas). A classificação para a próxima fase da competição será definida fora de casa. No dia 13 de agosto o time enfrenta o Suzano/Penalty e no dia 16 de agosto tem seu último desafio nesta etapa da competição diante do Carlos Barbosa, partidas em que o técnico Paulo Mussalém já estará comandando o Poker/ PEC. A equipe petropolitana buscou o resultado desde os primeiros minutos. Atacando bastante, dominou a primeira etapa e teve duas chances claras de marcar, com Daniel

as condições de conseguir esta classificação – analisou.

Ficha técnica

Edu chegou a defender um gol. O PEC precisa de mais vitórias

Miranda e Daniel. Mas o Atlântico se defendia com muita eficiência. O time gaúcho só incomodou a meta de Rogério uma vez antes do intervalo. O panorama não se modificou muito no segundo tempo, com o Atlântico marcando com rara aplicação e o Poker/PEC atacando sem sucesso. A diferença é que o time gaúcho conseguiu encaixar três contra-ataques. Fez

dois gols e quase conseguiu um terceiro, que Edu salvou em cima da linha. Apesar da derrota, o ala Edu acredita que o Poker/PEC ainda tem condições de conseguir uma das duas vagas do grupo na próxima fase da competição. – São dois jogos muito difíceis, fora de casa. Mas teremos tempo para treinar e ainda vamos contar com reforços importantes. Temos todas

Poker/PEC 0 X 2 Atlântico/Apti Uri Erechim Ginásio da UCP – Bingen Gols: 2ºT: Galo (3min09s) e Zico (19min07s). Poker/PEC: Rogério, Fuste, Augusto, Jaiminho e Fabrício. Entraram: Daniel, Edu, Daniel Miranda, Pedro, Arthur, André e Chico. Técnico: Cupim. Atlântico/Apti Uri Erechim: Baranha, Grillo, Tininho, Gallo e Zico. Entraram: Alemão, Silon, Ernani e Esquerda. Técnico: Cigano. A r b i t r a g e m : Va l d i r Teixeira Filho e Roberto Paganini Marietto, ambos de São Paulo. Cartão amarelo: Zico (Atlântico).

Petrô e Serrano abrem o futsal 2012 As equipes Sub-9, Sub11 e Sub-13 de futsal do Petropolitano Foot-Ball Club continuam treinando no Ginásio José Borzino, preparandose para o Campeonato Municipal, promovido pela Liga Petropolitana de Desportos, e previstos para se iniciarem no dia 18 de agosto. Com a participação, a ser confirmada até do dia 2 de agosto, de seis clubes, Boa Es-

perança, Corrêas, Internacional, Palmeira, Petropolitano e Serrano, este último nas categorias Sub-11 e Sub-13, os torneios encerram o calendário esportivo do futsal do 2º semestre e prometem movimentar os ginásios da cidade com jogos que atraem um grande número de torcedores que aplaudem e torcem pelas crianças que representam suas agremiações.

Para a primeira rodada estão programados os jogos Corrêas x Boa Esperança, Petropolitano x Serrano e Internacional x Palmeira. Os técnicos do Petropolitano, David Damico, do Sub-9, Leonardo do Sub-11 e Francisco Lima, do Sub-13 já têm os seus elencos definidos para os torneios e esperam repetir nesta temporada o excelente desempenho

apresentado nas três categorias no ano passado quando o Sub-11 conquistou o tricampeonato, o Sub-13 o título Municipal, ficando o Sub-9 com o vice-campeonato. O Petrô também conquistou o Troféu Eficiência da modalidade, instituído pela Liga Petropolitana de Desportos e oferecido ao clube que apresentar o melhor desempenho técnico durante a temporada.

Seis cervejas, uma vodka e um energético. Até parece conta de balada. O Grupo Petrópolis nasceu em 1994 e hoje é uma das maiores empresas do setor no Brasil. E estamos só abrindo a conta. Com 4 fábricas, 8 marcas, mais de 20 tipos de produtos e uma produção de dar inveja, vamos crescer ainda mais.

BEBA COM MODERAÇÃO.

www.grupopetropolis.com.br

diariodepetropolis  

artigos, cidade, colunistas, esportes

Advertisement