Page 1

Diário

de Petrópolis

E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Site: www.diariodepetropolis.com.br

Preço do exemplar: R$ 1,20

Nº 15.977 - Quarta-feira, 19 de outubro de 2011

agenda As famosas pantufas do Museu Imperial, em Petrópolis, já ultrapassaram as fronteiras nacionais e foram parar nas páginas de um dos principais jornais do mundo. No último domingo, dia 16 de outubro, elas foram destaque na ‘The New York Times Magazine’, na coluna “9 of a Kind”, ao lado de calçados semelhantes de outros oito museus e centros culturais de diferentes países. (Página 6)

Bairros A festa na Catedral de São Pedro de Alcântara está atraindo fiéis de todos os bairros da cidade e que também fazem parte da programação. Para ontem no início da noite estava confirmada a apresentação do Coral da Matriz de São Sebastião do Indaiá e hoje, dia do padroeiro, vão se apresentar bandas de escolas do município. (Página 9)

Esportes Cerca de 300 alunos da escolinha de futebol do Cascatinha e da comunidade Duarte da Silveira participaram de partidas amistosas no campo do Cascatinha. O evento, organizado pela Inec/Petro Sport fez parte das comemorações pelo Dia das Crianças. (Página 10)

Cidade participa da ABAV e Salão do Turismo Em uma parceria entre a Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis e o Petrópolis Convention & Visitors Bureau, a cidade participará de dois dos mais importantes eventos turísticos do país: a ABAV e o Salão Estadual de Turismo.

57 anos

vítimas das chuvas

Estado vai construir 700 casas para desabrigados Até o primeiro semestre de 2013 serão construídas, pelo governo do estado, 700 casas para os desabrigados na tragédia no início deste ano. Ao todo, são 879 famílias cadastradas no aluguel social em Petrópolis em função do desastre de 12 de janeiro. As outras cerca de 180 famílias deverão optar pela compra assistida ou pela indenização. As obras vão começar em fevereiro de 2012, quando serão levantadas 388 casas e apartamentos na Mosela, no Vale do Cuiabá e em Itaipava. A verba para a construção das casas é do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, mas administrada pelo governo estadual. Estima-se que o montante para a compra dos terrenos e construção das moradias deva passar de R$ 40 milhões. (Página 3)

Petropolitanos enfrentam bancos lotados no primeiro dia pós greve Fotos: Alan Alonso

Depois de 21 dias de paralisação, os bancos voltaram a funcionar normalmente ontem. Com isso, as agências, principalmente da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil, que não fizeram revezamento de abertura durante a greve, ficaram lotadas durante todo o dia. Para compensar os dias parados, todas as agências da Caixa no país vão estender em uma hora o horário de atendimento, iniciando o expediente às 9h, até o dia 4 de novembro. (Página 5)

Coleta seletiva é exemplo para outras cidades (Página 7)

O tempo médio de espera para atendimento nos bancos era de 50 minutos, o que obrigou os clientes a terem a paciência

(Página 7)

Programa de Educação Ambiental chega ao Rio O Grupo Petrópolis deu início oficial ao seu Programa de Educação Ambiental nas unidades fabris do Rio de Janeiro, nos dias 10 e 11 de outubro. O projeto atenderá 2 mil estudantes. (Página 7)

Nesta edição

O trecho ficou sinalizado durante toda a manhã e só foi regularizado às 16h

O presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha e Félix Rosenberg com o prefeito

Carreta tomba em Pedro do Rio e deixa duas pessoas feridas

Inaugurado em Petrópolis o primeiro polo da Fiocruz na Região Serrana

Uma carreta carregada de farinha de trigo tombou na manhã de ontem, no Km 51 da BR-040, na altura de Pedro do Rio. O veículo que seguia no sentido Juiz de Fora invadiu a pista contrária após tombar. Os dois ocupantes da carreta, o caminhoneiro Eliel Nunes e a esposa dele ficaram feridos.

Foi inaugurado ontem em Petrópolis o primeiro polo da Fiocruz na Região Serrana, que vai funcionar no Palácio Itaboraí, no Valparaíso. Durante a solenidade de abertura, foi assinado o acordo técnico científico do projeto modelo de Comunidade Saudável no município.

(Página 5)

Anuncie no Classidiário. É grátis até 12 palavras

Dora Kramer Página 3

n Escreva cada letra ou sinal de pontuação nos quadradinhos n Entre uma palavra e outra, deixe um quadradinho em branco n Preencha com letra de forma bem legível e entregue na sede do Diário

Nome:........................................................................................................................................... Identidade:................................................................................................................................... Endereço:.....................................................................................................................................

(Página 5)


2

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

Reforma Política e Participação Popular

PT e PSDB a caminho de 2014

n Michel Temer

n Marcos

Coimbra

E

nquanto alguns se encantam com as movimentações de Kassab e seus correligionários, achando que representam um “fato novo” relevante no jogo político nacional, o sistema permanece onde sempre esteve. Há 20 anos, não muda (mais tempo que durou a República de 1945 inteira). Desde a crise do governo Collor e a posse de Itamar, a vida política nacional se bipolarizou. De um lado, o PT (e seus satélites), de outro, o PSDB (também com legendas orbitando em seu torno). No restante, lideranças e partidos que avaliam com qual dos dois ficará o poder, a fim de decidir com quem estarão. Um dia, será com um, amanhã, com o outro. (Sem esquecer da extrema esquerda, que será sempre contra tudo e todos). Esse modelo é tão sólido que, nem bem começou o governo Dilma, já se discute qual será o candidato petista e qual o tucano que se enfrentarão em 2014. Há, até, quem faça a mesma pergunta a respeito das eleições de 2018, acreditando que a bipolarização atual chegará aos 30 anos, na hora em que o sucessor do sucessor de Dilma terminar seu mandato. Nas duas últimas eleições presidenciais, essa tendência se acentuou. Em 2006, Lula e Alckmin dividiram mais de 90% dos votos no primeiro turno. Em 2010, Dilma e Serra somaram quase 80%, apesar do “fenômeno Marina”. Ou seja, mesmo havendo a eleição em dois turnos - que deveria encorajar os partidos a lançar candidatos e deixar as composições para o segundo turno -, a bipolarização está se consolidando. Não parece impossível que, nas próximas, surjam terceiras e quartas vias, mas nada indica que as chances sejam altas. Qualquer um vê que o governador Eduardo Campos, por exemplo, tem potencial para uma candidatura presidencial logo em 2014. Mas poucos apostariam nela, pois ele mesmo e seus companheiros de PSB dão mostras de preferir continuar ao lado do PT até o final do governo Dilma – hipótese que seria inviabilizada se tivessem candidato próprio. No máximo, pensa-se em seu nome como opção (desejável por todos, incluindo o PSDB) para a Vice-Presidência. O paradoxo desse cenário é que ele existe apenas no topo do sistema político, sem correspondência efetiva em suas bases e níveis intermediários. Fora da escolha do presidente da República, continuamos a ter um sistema partidário multifacetado, com mais de 20 partidos representados na Câmara (hoje, talvez um pouco menos, pois algumas dessas legendas – as menos significativas – foram esvaziadas pelo PSD). No Legislativo federal, PT e PSDB têm o mesmo tamanho: juntos, elegeram141 deputados em 2010 (27% de 513) e somam 23 senadores (28% de 81). Nos estados, números semelhantes: têm 8 governadores (29% de 27) e 272 deputados estaduais e distritais (25% de 1059). Ou seja, partidos que representam algo perto de um quarto do eleitorado nas eleições legislativas e estaduais, capitanearam as cinco últimas eleições presidenciais e parece que continuarão a polarizar as futuras (até onde conseguimos enxergar). Para 2014, a estratégia do PT é clara: fazer o que estiver a seu alcance para que o governo Dilma seja bem-sucedido. Isso não significa que inexistam tensões e até conflitos na relação entre a presidente e o partido. O Planalto não vai fazer, sempre, tudo que seus líderes e integrantes desejam, e esses não responderão com obediência a cada orientação que vier de lá. Mas, como vimos na sucessão de Lula, chega uma hora em que o PT se ajeita. E vai se acertar, de novo, quando a eleição se avizinhar. Não há nada que um partido que está no poder possa fazer além disso. Quem quer que seja seu candidato, terá que justificar o governo. Se as coisas continuarem a andar bem no país, será fácil. Se não, menos, mas a explicação e a defesa do trabalho feito são inescapáveis. Importa pouco, para esta discussão, se Dilma será a candidata ou se Lula vai voltar. Quem a conhece calcula que ela participará da decisão de forma racional, ponderando o que é mais vantajoso para o partido no médio e longo prazo. O mesmo deverá fazer o ex-presidente. Isso, em outras palavras, quer dizer que a eleição de 2014 não começou para o PT: não precisa formular uma agenda e pode deixar a definição de sua candidatura para quando considerar oportuno. No PSDB, as coisas são mais complicadas. Para convencer o eleitorado de que é preciso mudar, é necessário dizer como e em quê. E mostrar-se minimamente coeso, com uma liderança que expresse essa plataforma. Hoje, os tucanos estão presos à sua eterna discussão de “resgatar o governo FHC”, como se não valorizá-lo fosse o motivo dos insucessos recentes. E continuam sem definir o rosto que terão. Para eles, a eleição já começou. Só que não sabem o que fazer.

n Sociólogo e presidente

do Instituto Vox Populi

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

I

númeras vezes o Congresso tentou votar a reforma política. Nunca com sucesso. O insucesso, contudo, não é derrota da tese de que ela é fundamental para aprimorar as instituições do País. Ao contrário, fortalece a percepção de que devemos buscar meios e modos para manter a mobilização do meio político em relação às mudanças essenciais para melhorar nossas leis eleitorais. Relator da matéria na Câmara dos Deputados, Henrique Fontana fez belíssimo trabalho, assim como o deputado Ronaldo Caiado já o havia feito na legislatura passada. Senadores envolvidos na discussão do tema na Câmara Alta também trouxeram grande contribuição durante a tramitação da proposta naquela Casa. Não lograram êxito devido ao grande número de resistências internas. Especificamente localizadas nas alterações do sistema eleitoral, as dificuldades da reforma política se dão porque esta matéria não está relacionada diretamente à órbita dos partidos políticos, mas ao foco individual de como cada parlamentar avalia a própria experiência no processo eleitoral segundo as regras em vigor. Interesses pessoais se sobrepõem ao aperfeiçoamento das regras das eleições. Apesar dos problemas enfrentados, a Reforma Política não pode parar. Se esses debates não têm sequência, hão

de ter consequência. E uma delas é trazer o povo para dentro dessa discussão, repisando conceitos que já estão inscritos na vida pública brasileira desde a redemocratização. A Constituição Federal de 1988 prevê a democracia representativa, onde o povo delega a deputados e senadores o poder para elaborar leis e auxiliar o Executivo na administração do Estado. Mas também incluiu instrumentos propiciadores da democracia direta. Eis o parágrafo único do artigo 1º: “Todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos dessa Constituição”. A democracia direta é exercida por três mecanismos. O primeiro é a iniciativa popular, pela qual o povo pode apresentar petição deflagradora de processo legislativo e que foi instrumento já utilizado com sucesso recentemente. O segundo é o plebiscito que, com o perdão da obviedade, é a consulta prévia sobre lei aprovada pelo Congresso ou ato administrativo praticado pelo Executivo. O terceiro e último é o referendo, consulta posterior ao povo sobre aplicação de lei já aprovada pelo Legislativo. O plebiscito foi usado para definir a forma e o regime de governo ainda no ano de 1993. E o referendo se tornou palavra comum quando se tratou da questão do desarmamento. Se há dificuldade da reforma política ser realizada pelos representantes do povo, a solução constitucional é caminhar para a democracia direta com os mecanismos constitucionais já previstos desde 1988.

O povo há de ser consultado, por meio de plebiscito, sobre o sistema eleitoral que deseja: se distrital puro ou misto, se lista fechada ou aberta, se voto proporcional ou majoritário (distritão), se financiamento público ou privado. Tudo isso, a meu ver, poderia ser feito na eleição de 2014, quando se elegem presidente da República, governadores, senadores, deputados federais e estaduais. Acrescentar-se-ia a consulta plebiscitária sobre o sistema eleitoral e sobre a forma de financiamento das campanhas. O deputado federal Miro Teixeira, com quem conversei várias vezes sobre reforma política, já fala neste tema da consulta plebiscitária ou referendo há bastante tempo no Plenário da Câmara. Reitero a proposta de fazer a consulta popular no ano de 2014 porque isso elevaria o tom programático das discussões durante a campanha. Deputados e senadores haveriam de discuti-la, elucidá-la, propagá-la, esclarecê-la durante o horário eleitoral e nos encontros diretos com os eleitores. Com isso, não se poderia invocar que o povo ignora os vários sistemas. Os eleitores seriam esclarecidos durante o programa eleitoral e nas discussões sobre as diferentes opiniões e divergentes análises de candidatos e estudiosos. Neste tópico, é claro que a sociedade civil organizada e a mídia especializada colaborariam com grande entusiasmo para ampliar a força desse importante debate, cujo fim último é fortalecer a democracia em nosso País. A consulta é prévia, portanto plebiscitária. O que o plebiscito definiu será levado ao Congres-

so eleito, que deverá viabilizar a reforma (pelo menos o sistema eleitoral e o financiamento público) para ser aplicado na eleição de 2018. Ou seja, tem a vantagem de não aprovar de imediato algo a ser aplicado logo na eleição seguinte. Circunstância, aliás, que tem sido fator impeditivo da reforma política. Não se argumente que há muitos votos a serem dados em 2014, já que o povo está cada vez mais habituado a usar a urna eletrônica e tem demonstrado intimidade com esse meio rápido e eficiente de votar. É certo que na eleição municipal o número de votos é menor (somente prefeito e vereador), mas a temática da disputa municipal sempre dirá respeito à localidade, não a temas nacionais. Temas nacionais devem ser discutidos e pensados numa eleição nacional. Misturá-los poderia gerar efeito perverso para as questões municipais e para a análise adequada das mudanças nas regras eleitorais. Penso que essa é a maneira de resgatar a reforma política como parte da formação de um convencimento amplo para o bem da sociedade. Haveria ainda interação do Parlamento com o povo, ficando enaltecida a posição da Casa de Leis já que é ela quem convoca o plebiscito e, ao final, elabora a norma que regulamenta a vontade popular. Dessa forma, não se poderia falar de insucesso, mas de uma histórica participação popular num processo que diz respeito a todos brasileiros. n Vice-Presidente da República

Juventude em direção perigosa! n Raul Christiano

É

impressão minha ou nos últimos tempos a ocorrência de acidentes de carros, com jovens alcoolizados ao volante, vem aumentando? Como pai de adolescentesjovens normais e habituados a freqüentar baladas, regularmente regadas a bebidas, confesso a minha preocupação com o perigo rondando e já atingindo colegas e amigos próximos deles. Apesar de todos os meus alertas e recomendações, sobre os efeitos do álcool e os perigos de assumir a direção nessas ocasiões, sou atendido em parte, porque se não vou buscá-los no fim do divertimento ou eles deixam de lado a opção por um taxi na volta, muitos dos seus convivas oferecem carona e a chance de acidentes com os meus vem por atalho. Só sei que por de-

creto, puro e simples, fracassarei, fracassaremos. Os jovens são as maiores vítimas da violência no trânsito do país. Segundo dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) a cada ano tem aumentado o número de mortos e feridos devido a acidentes de trânsito entre pessoas de 18 e 29 anos nas estradas e rodovias. Em dados percentuais, as vítimas fatais do trânsito crescem vertiginosamente nos últimos anos, inclusive ocupam espaços maiores na mídia, porque há um sentimento de alerta geral para coibir isso. Especialistas acreditam que a mistura de álcool com direção é o maior vilão dessa triste estatística e que o jovem precisa ter mais consciência nas viagens. Entre 65% e 70% dos acidentes de trânsito houve ingestão de álcool. Se você somar isso ao excesso de confiança do jovem

e de velocidade, o resultado pode ser um acidente. O governador Geraldo Alckmin está anunciando uma importante campanha educativa para colher os frutos da redução do consumo de bebida alcoólica por adolescentes. Assim como fez com o cigarro, o governo paulista quer fechar o cerco contra o consumo de álcool, desta feita controlando a comercialização desbragada de bebidas a quem não tem idade para beber. Resolvi iniciar esta discussão porque estou convencido de que há muitos pais vivendo esse problema. Não deixei para depois da campanha educativa do governo, porque precisamos antecipar em casa a preparação dos nossos filhos para a validade dos recados que estão por vir. Morte prematura, não! Sou pela vida e defendo políticas públicas que protejam a sociedade em

todas as suas faixas etárias. Estou consciente de que preciso fazer a minha parte, porque o Estado não é o meu pai! E essa consciência me atormenta pela aproximação dos fatos relatados e denunciados frequentemente por todas as mídias. Minha apreensão se precipita por causa de um acontecimento recente. Acabo de saber, informado por minha filha, que três amigos seus envolveram-se em acidente grave no último final de semana. E eles não foram os primeiros e muito menos serão os últimos. Há tempo de mudar esse destino, conversando a respeito, além das palavras que substanciam as leis. Os perigos da direção estão em todos os lugares e não vou andar na contramão deles, quando posso alcançar modos preventivos educando! n Jornalista, escritor, poeta e

professor universitário

Novidade não é n Edgar Flexa

Ribeiro

É

grande pena que não se possa transcrever aqui dois documentos da lavra de El-Rei Dom José I, um de 1756 e outro de 1772, sobre o ensino e a educação de seus povos. O mais antigo trata especificamente do ensino da gramática latina. O mais recente aprova um documento equivalente ao que hoje chamamos aqui de Plano Nacional de Educação. Diz Sua Majestade que as então chamadas Escolas Menores, em que “se formam os primeiros elementos de todas as artes e ciências” tinham sido “destruídas” por temerários mestres e direções, que em vez de “ensinarem e pro-

moverem o ensino de seus alunos procuraram distraí-los e impossibilitar-lhes os progressos desde seus primeiros tirocínios”. Pega daí Sua Majestade e reforma o ensino em Portugal, Algarves, e em suas terras d’aquém e d’alem mar. Com riqueza de detalhes fala da formação e seleção dos mestres, dos documentos que devem expressar os resultados de cada aluno, dos princípios gerais que deve reger o ensino e de algumas disciplinas que não poderiam estar ausentes. Honramos nossa herança e tradições. Quem hoje ocupa o lugar que outrora foi de Sua Majestade age de forma parecida. Como El-Rei, o Ministro de Educação, de seu palácio na Esplanada dos Ministérios em Brasília, olha em torno e vê todo o Brasil com a mesma simpli-

Diretor-Presidente e Jornalista responsável: Paulo Antônio Carneiro Dias Editora: Jaqueline Gomes

cidade com que D. José I via seus reinos. E assim somos agora informados em proclamas de que um único exame nacional é a forma mais “democrática” de acesso ao ensino superior: o ENEM, concebido e gerenciado nas entranhas da burocracia educacional. Há certamente confusão entre democracia e dominação, entre e igualdade e uniformidade, ou tentam fazer uma passar por outra. Nesse andar teremos “democraticamente” todos os jovens brasileiros sabendo as mesmas coisas, do mesmo jeito. Bem preparados serão aqueles que responderem às perguntas que o Ministro fizer da forma que o Ministro quiser. Será democrático mesmo? E tem um troquinho: dessa forma enterra-se de vez a famosa autonomia da Universidade, que fica impedida de selecio-

de Petrópolis Diário 57 anos Uma publicação da PJ Editora e Gráfica e Jornalística Ltda

Preço do Exemplar 3ª a sábado R$ 1,20 Domingo R$ 1,80 Atrasado R$ 2,50

Assinatura Trimestral Petrópolis R$ 80,00 Rio e outros R$ 160,00

Assinatura Mensal Petrópolis R$ 28,00 Rio e outros R$ 56,00

Assinatura Semestral Petrópolis R$ 152,00 Rio e outros R$ 304,00

nar os alunos que apresentem melhor condição e vocação para o trabalho que desenvolve. Também as universidades serão apenas, sob o tacão oficial, centros de preparação profissional - e não centros de estudos, pensamento e pesquisa. Em suma: nada contra o Enem, como avaliação do que se está fazendo. Mas esse exame não dá conta de ser a base do que se vai fazer do futuro – se o queremos realmente democrático. Mudando de assunto, sábado passado, dia 15, foi dia do professor. Você viu alguma autoridade, algum ministro, fazer menção a isso? Nem que fosse por interesse eleitoral? Pois é. n Educador, radialista e presidente da Associação Brasileira de Educação- fonte blog do Noblat

Site: www.diariodepetropolis.com.br E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Diretoria 2246-3807 Assinatura 2246-3807 Publicidade 2237-7849 Classificado 2246-3807 Redação 2235-7165

Rua Joaquim Moreira 106 Centro - Petrópolis - RJ Cep 25.600-000 CNPJ 02.424.864/0001-66

ABRAJORI - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS JORNAIS DO INTERIOR

As opiniões emitidas em artigos assinados não representam, necessariamente, o pensamento do jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores. Da mesma forma, as informações e opiniões nas colunas são de responsabilidade de seus titulares.


DORA KRAMER A primeira vítima

G

eralmente atrapalhada e ineficaz, a oposição marcou ontem (18) um ponto em favor da função fiscalizadora que lhe foi atribuída pelas urnas: ouviu reservadamente o policial que acusa de corrupção o ministro do Esporte e propôs à Câmara que o faça publicamente. Os partidos governistas, que participavam de uma sessão em tese convocada para questionar o ministro Orlando Silva, ficaram diante de um desconfortável dilema: aceitar e assumir os riscos decorrentes ou recusar e admitir que a ideia nunca foi esclarecer coisa alguma, mas apenas repetir a cenografia de saudações laudatórias de sempre. Os deputados oposicionistas dizem que João Dias Ferreira, o

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

QUARTA-FEIRA, 19 DE OUTUBRO DE 2011

denunciante, fez um relato consistente e ainda mais abrangente sobre as denúncias. Pode ser e pode não ser, mas por ora a vítima é sempre a primeira atingida: a verdade. Os governistas, assim como o ministro Orlando Silva, desqualificam o “delinquente” (no que não contam novidade), mas não desmontam as denúncias. Portanto, a situação é de palavra contra palavra. E, nesse caso, a maneira transparente de firmar um compromisso com a verdade seria promover a confrontação das palavras. Falou-se muito na sessão de ontem em defesa da democracia. Ao mesmo tempo, os governistas buscavam escapar da sinuca em que foram postos pela oposição insinuando que o

Parlamento não poderia equiparar um ministro a um molambo qualquer. Muito menos a um acusado de corrupção. Incorrem em dois tipos de contradição: agridem o princípio democrático da igualdade dos cidadãos e vários contrariam o próprio comportamento reverente em relação a réus processados por corrupção que estão pontificando por aí. Como tantas outras convocadas para dar a ministros a chance de se defender, a sessão de ontem foi inócua. Orlando Silva mais ouviu (elogios) que falou. A base governista deu sinais de que não pretende abrir espaço ao denunciante, desmontando o discurso do ministro de que não tem nada a temer. Assim é - A presidente Dilma

Rousseff não gostou quando os jornalistas a abordaram sobre as denúncias de corrupção contra o ministro do Esporte. “De novo?” Dilma ficou irritada com a insistência dos repórteres em saber qual era sua expectativa em relação ao depoimento do ministro na Câmara. A presidente cumpre, na África, mais uma etapa do roteiro de viagens nacionais e internacionais montado pelo Palácio do Planalto para atender à “demanda reprimida” durante o período em que Dilma esteve dedicada a atividades internas. A ideia é fazê-la protagonista das boas notícias, mas a vida costuma cobrar contas em aberto. Daí é que a presidente precisa sim, de novo, depois de quatro ministros demitidos por condutas suspeitas, voltar ao assunto que preferia ver encerrado. Refazendo - O acusador do ministro Orlando Silva relata como o dinheiro do Ministério do Esporte era desviado para o PC do B e, em poucas palavras, explica a razão do interesse dos partidos em ocupar a máquina

3

pública. “Você protocola o projeto, passa para análise, depois passa por um diretor no ministério, em seguida vai para o jurídico e aí entra o partido para negociar.” Segundo ele, 20% do valor do convênio vai para os cofres partidários. Só acontece no PC do B? A realidade mostra que a prática de arrecadação de fundos mediante o desvio de dinheiro público para uso particular é geral e consagrada. O que foi o Mensalão? Guardadas as proporções, a mesma coisa. Semelhante até na motivação do denunciante. “Me acharam com cara de mané”, disse Dias Ferreira na entrevista de ontem ao Estadão, na qual relatou que resolveu denunciar o esquema porque ministro e equipe tentaram ludibriá-lo fraudando um documento que o responsabilizava por desvios. José Dirceu e companhia também acharam Roberto Jefferson com “cara de mané”, quando tentaram imputar exclusivamente ao PTB uma série de irregularidades que ocorriam nos Correios.

CIDADE

Desabrigados do Cuiabá terão casas até 2013 Arquivo

 Vinicius Henter viniciushenter@diariodepetropolis. com.br

Cerca de 700 famílias que ficaram desabrigadas após a tragédia das chuvas no Vale do Cuiabá, em janeiro, receberão casas do governo do estado até o primeiro semestre de 2013. Ao todo, são 879 famílias cadastradas no aluguel social em Petrópolis em função do desastre de 12 de janeiro. As outras cerca de 180 famílias deverão optar pela compra assistida ou pela indenização. Em fevereiro de 2012, começarão as obras na Mosela, no Vale do Cuiabá e em Itaipava, onde serão construídas 388 casas e apartamentos. Entre dois e três meses depois, terá início a segunda etapa das obras, no Santa Mônica e em outro terreno de Itaipava. O tempo médio da construção é de um ano, mas em alguns casos pode chegar a um ano e três meses, dependendo da tecnologia utilizada pelas empresas contratadas para a construção. NOVE

EMPRESAS INTERESSADAS Ontem, o subsecretário de Urbanismo da Secretaria Estadual de Obras, Vicente Loureiro, esteve na Câmara, para dar esclarecimentos aos vereadores da Comissão Especial que acompanha as ações do poder público nas regiões atingidas pelas chuvas. Ele afirmou que nove empresas já se mostraram interessados pelo chamamento

nha Casa, Minha Vida. No Vale do Cuiabá, no entanto, os moradores terão espaço para, caso queiram, aumentar suas casas com seus próprios recursos. Questionado sobre a possibilidade de o morador que receber a propriedade decidir vendê-la, Loureiro disse acreditar que não haverá restrição quanto a isso, pois os moradores terão a escritura da propriedade. INDEPENDÊNCIA

Casas destruídas no Vale do Cuiabá, em Itaipava, após a tragédia das chuvas de 12 de janeiro: 879 famílias serão atendidas pelo estado

feito pelo governo no estado – nos primeiros chamamentos, nenhuma empresa apareceu. Hoje, as empresas farão uma vistoria nos terrenos em Petrópolis e, em novembro, apresentarão os projetos. - Estão hoje todas as empresas animadas. Em função das exigências do programa Minha Casa, Minha Vida,

há um teto para o lucro, então o lucro é pequeno, mas a quantidade de casas que as empresas vão construir acaba sendo o mais importante. Nós anunciamos o edital, e incentivamos e estimulamos as empresas. Argumentamos que, com uma boa gestão, dá uma boa margem de lucro – disse Loureiro.

A verba para a construção das casas, que serão doadas ao desabrigados do Vale do Cuiabá, é do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, mas administrada pelo governo estadual. Segundo estimativas de Vicente Loureiro, o montante para a compra dos terrenos e construção das moradias deve

passar de R$ 40 milhões. Na Mosela, serão 140 apartamentos, além de quatro comércios, que serão alugados para pagar despesas do condomínio. Em Itaipava, 120 casas, e no Vale do Cuiabá, 128 casas. Todos os apartamentos e casas terão 45 m2 cada, em acordo com as exigências do programa Mi-

NÃO TERÁ HABITAÇÕES No Alto Independência, bairro em que a prefeitura tinha interesse que fossem construídas habitações, o governo do estado declinou da proposta. Segundo Loureiro, a prioridade dada foi aos distritos, por serem mais próximos do Vale do Cuiabá. No caso da Mosela, ele explicou que o terreno foi uma doação da Secretaria de Patrimônio da União (SPU), então não precisou ser feita a desapropriação da área. Vicente Loureiro admitiu que alguns moradores terão dificuldades em morar em prédio na Mosela. Por isso, ele afirmou que será preciso uma negociação com os moradores. Ele frisou ainda que a intenção é dar uma “solução social” ao problema dos desabrigados, e não uma reparação aos bens materiais perdidos. - Do ponto de vista imobiliário, é muito bom o terreno na Mosela. Mas para quem está acostumado com Itaipava e trabalha lá, talvez não seja tão bom – disse Loureiro.

Paulo Igor diz que PMDB Instituto Júlio Koeler não fará aliança com PT começa a sair do papel  Vinicius Henter

O presidente da Câmara, vereador Paulo Igor (PMDB), afirmou ontem, durante sessão do Legislativo, que não há chances de aliança entre PMDB e PT nas próximas eleições municipais. Um dos motivos da declaração de Paulo Igor foi a exoneração do presidente da Associação Pró Deficientes, Marcelo da Silveira, da Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac), após o presidente da ONG ter se desfiliado do PPS e ingressado no PMDB. O pré-candidato do

PMDB à prefeitura é o deputado estadual Bernardo Rossi (PMDB). O PT petropolitano, no entanto, tem a expectativa que a aliança estadual e nacional com o PMDB inviabilize a candidatura de Rossi, já que o prefeito Paulo Mustrangi é candidato à reeleição. - Para as próximas eleições, não existe acordo. Respeitamos o prefeito Paulo Mustrangi, até porque ele teve 110 mil votos, e queremos que ele faça um bom governo, mas o PMDB tem outros planos, assim como tem o PR, o PSC – disse Paulo Igor. O vereador Dudu

(PSDC), da base governista, criticou a declaração do presidente da Câmara e disse que ainda é cedo para dar afirmações sobre alianças para as eleições do ano que vem. Dudu ainda argumentou que é possível que o ex-presidente Lula busque um acordo para que o PMDB não lance candidato em Petrópolis. - O prefeito (do Rio de Janeiro) Eduardo Paes já falou que vai abrir o vice para um vereador do PT. Será que os interesses do PMDB vão ser mais voltados para a prefeitura de Petrópolis do que para a do Rio? – questionou Dudu.

 Vinicius Henter

O prefeito Paulo Mustrangi enviou ontem para a Câmara o projeto de lei que cria a “Coordenadoria de Estudo Constitucional do Instituto Júlio Frederico Koeler”. Na prática, a coordenadoria apresentará estudos para a criação do instituto, que terá função semelhante à da Secretaria de Planejamento e Urbanismo. O projeto ainda não tem data para ser votado. “Caberá ao Instituto Koeler produzir conhecimento e subsidiar políticas públicas, através da elaboração e implementação de estudos,

pesquisas, planos, parcerias, projetos especiais e urbanísticos, programa de ação e organização de bases de dados e estatísticos e georreferenciado, voltados ao desenvolvimento socioeconômico de Petrópolis”, informou o prefeito na justificativa do projeto. A coordenadoria será composta por quatro membros. Para isso, o projeto prevê a extinção de quatro cargos comissionados na prefeitura. Anexado ao projeto, está um documento assinado pela Frente Pró-Petrópolis, composta por 40 entidades não governamentais, apoiando a iniciativa.

“O nosso querido município carece de uma organização, à imagem de algumas outras já criadas por municípios que o Brasil todo vê como referenciais, que rompa os limites de nosso planejamento impostos pelo ciclo quadrienal de alternância do poder. Aplaudimos a virtude democrática da sucessão de governantes, mas devemos encontrar as formas e os meios de assegurar a continuidade na formulação, implementação e avaliação dos programas e projetos, para além dos insuficientes limites de um quadriênio”, informou um trecho do documento.


4

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

57 anos

QUARTA-FEIRA, 19 DE OUTUBRO DE 2011

Célio Thomaz celiothomaz@celiothomaz.com.br

O chefe do cerimonial, Fernando Costa, o ac. Ângelo Romero, o pres. Joaquim Eloy e o ac. Sylvio Adalberto

Antônio Menrod, o presidente da APL Joaquim Eloy e sua mulher Shirley Meirelles em papo descontraído durante o coquetel pós posse.

Os acadêmicos Ataualpa F. Filho com o acadêmico escritor e consagrado poeta Antônio Menrod, vê-se em destaque na foto o ator Geraldo Torloni, pai de Christiane Torloni e marido da atriz Monah Delacy.

Papo acadêmico no momento do clique, Carmen Felicetti e Antônio Menrod . Também prestigiou a posse o frei ac. Alberto Bechäuser

A APL viveu mais um belo momento – A posse de Ângelo Romero... Na noite do último dia oito aconteceu na Casa de Cláudio de Souza a posse do escritor e poeta Ângelo Lemos Romero Dantas à cadeira número 3 patronímica de Euclides da Cunha cujo novel empossado foi saudado pelo acadêmico Sylvio Adalberto. Dois belos discursos. A cerimônia impecável com cerimonial de Fernando Costa que dispensa apresentações e sob presidência do insigne professor Joaquim Eloy Duarte dos Santos. A decoração e o coquetel de muito bom gosto. Elegância e prestígio. A Academia Petropolitana de Letras prepara-se para os festejos dos 90 anos de lutas e glórias. Parabéns.

Pão francês - R$ 5,99kg (somente no balcão) Entrega em domicílios

Rua Epitácio Pessoa, 100 (atrás dos Correios) Centro - Petrópolis - RJ Tel. 2231-2160

Direitos Autorais Registro de Músicas Livros Eventos Culturais Agente: Domingos Capistrano Operando no Mercado a 32 anos

Tels.: (24) 2237-3210 (24) 9832-0327 Petrópolis - RJ (22) 9907-4947 Cabo Frio - RJ

A acadêmica e professora Carmem Felicetti prestigiou a posse do novo acadêmico Ângelo Romano O novo acadêmico, o poeta Ângelo Romero


quarta-feira, 19 de outubro de 2011

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

5

cidade

Bancos lotados depois da greve de 21 dias Bancos lotados foi o que encontrou quem precisou ir a alguma agência de Petrópolis. Depois da greve da categoria, que durou 21 dias, muitos clientes procuraram, principalmente, a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil – que não entraram no esquema de revezamento - e foram obrigados a ter paciência, enfrentando longas filas. A maioria das pessoas esperava mais de 50 minutos para ser atendida. A data ainda coincidiu com o início de alguns pagamentos, o que piorou a situação. Até o dia 4 de novembro, os bancários da Caixa vão repor a greve com uma hora a mais no expediente, abrindo o banco às 9h. Segundo o gerente Geral da Caixa, Petrônio Garcia, o

problema de superlotação nas agências deverá ser revertida em breve. – Este é um período que as agências já costumam ficar cheias em dias normais, os pagamentos são demorados. E hoje (ontem) foi um dia difícil, mas já fizemos a maioria dos pagamentos, então a situação deve mudar radicalmente nos próximos dias. Mas, o ideal é que, por enquanto, se as pessoas não tiverem nada para resolver urgente, evitem o ir ao banco ou recorram aos terminais de auto-atendimento, as lotéricas ou a própria internet – explicou. Assim como Petrópolis, todas as agências da Caixa no país também terão o horário de atendimento estendido em uma hora para atender aos

Pai de Stefanini: “Não quero que ela vire uma estatística” Com medo da filha desaparecida, Stefanini de Freitas da Conceição, de 18 anos, virar apenas uma estatística da polícia, o pai da estudante Celso da Conceição continua, juntamente com amigos e familiares, distribuindo cartazes com a foto da jovem em estabelecimentos comerciais à procura de pistas que levem a solucionar o caso. De acordo com o delegado da 105ª DP, Marcello Maia, as investigações estão acontecendo em sigilo e os policiais estão verificando as denúncias, mas os boatos ainda atrapalham. - Hoje (ontem) recebemos um telefonema dizendo que ela estaria em Itaipava, enviei um grupo para lá, mas era falso, assim como também já estivemos no Caxambu e outras localidades – declarou o delegado. Já são 19 dias que a jovem está desaparecida. Stefanini mora no Sítio Monte Florido, localizado no Morro Florido, na Estrada da Saudade, e saiu de casa na manhã do dia 30 de setembro para ir à escola. Diariamente, a jovem percorria, sozinha, aproximadamente 700 metros de casa até o ponto de ônibus, num caminho deserto, sem iluminação pública, cercado por mata fechada e

Divulgação

Jovem desapareceu no dia 30

passando em frente a uma construção abandonada, para ir ao colégio. A estudante tem 1,77m de altura, 68 kg, cabelos negros encaracolados, olhos castanhos e pele morena. No dia em que sumiu, Stefanini saiu de casa de manhã usando o uniforme da escola Irmã Cecília Jardim, calça jeans clara e bolsa cinza. Informações sobre o caso podem ser repassadas por meio do Disque-Denúncia pelo telefone 0300 253 1177.

Bombeiros intensificarão vistorias técnicas na cidade O 15º Grupamento do Bombeiro Militar, localizado em Petrópolis, intensificará as vistorias técnicas em estabelecimentos do município para evitar acidentes, como a explosão ocorrida na semana passada num restaurante no Centro do Rio de Janeiro. O comandante do grupamento do município, coronel Simão, esteve ontem, assim como os demais comandantes do estado, em Levy Gasparian, recebendo as novas instruções. Para garantir o funcionamento de bares, restaurantes ou empreendimentos que exijam o uso de gás, o proprietário primeiramente precisa entrar em contato com o Corpo de Bombeiros, que emitirá o laudo com as exigências. Em seguida é realizada a vistoria e, se aprovada, é repassado o certificado. Somente após esse procedimento, pode-se solicitar o alvará à prefeitura.

De acordo com o capitão Pindarilho do 15º GBM, a instrução mais importante para empresas e residências é deixar o botijão de gás na área externa. - Não se pode permitir o confinamento do gás. Do lado de fora, o risco é minimizado. Em caso de escapamento, ligar para o 193 e aguardar até o bombeiro chegar ao local para verificar. Quando chegar em casa ou no restaurante e sentir cheiro de gás, jamais acionar o interruptor, porque acarreta em explosão – declarou o capitão. Outra verificação imprescindível é referente à mangueira que alimenta o botijão. - A troca precisa ser feita de dois em dois anos e estar sempre atento para ver se não há ressecamento, o que pode gerar fissuras causando o vazamento – finalizou.

Devido às condições climáticas, a operação especial para subida de seis carretas de grande porte foi adiada. As carretas subirão a Serra de Petrópolis pela pista de descida, em operação de reversão de pista, que ocorrerá na BR-040 de madrugada. A operação vai interditar o trecho entre os kms 80 (Petrópolis) e 104 para os demais usuários da

rodovia a partir de zero hora do dia 20 de outubro. Durante o trajeto as carretas farão paradas para permitir a reabertura temporária do tráfego. A partir do km 80, o comboio seguirá viagem no sentido Juiz de Fora pela mão normal da rodovia. A operação terá duração aproximada de 2h e não causará interferência na pista de subida da Serra.

Operação amanhã na BR

serviços que ficaram atrasados durante a greve dos bancários. A paralisação dos bancários começou no dia 27 de setembro e chegou a fechar 9.254 agências e vários centros administrativos de bancos públicos e privados em todos os 26 estados e no Distrito Federal. Após acordo alcançado na última segunda-feira, os bancários retornaram ontem ao trabalho na maioria das cidades do país. A Caixa informou que houve atraso em diversos tipos de serviço oferecidos pelo banco, como o pagamento de benefícios como o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e o PIS/Pasep, feito majoritariamente nas agências.

Fotos: Alan Alonso

Os clientes esperaram por mais de 50 minutos na fila para serem atendidos nas agências bancárias

Carreta tomba em Pedro do Rio e motorista ferido é levado para HST Uma carreta bi-trem que transportava farinha de trigo tombou no início da manhã de ontem na BR -040, altura de Pedro do Rio, Km 51, pista sentido Juiz de Fora. Antes de virar e tombar na pista de sentido contrário (Rio de Janeiro), o veículo arrastou-se por cerca de 50 metros. Os dois ocupantes da carreta, o caminhoneiro Eliel Nunes e a esposa dele foram socorridos pela equipe de resgate da Concer - Concessionária que administra a rodovia - e encaminhados ao Hospital Santa Teresa. A mulher teve apenas ferimentos leves e, depois de exames de rotina, foi liberada. Já o caminhoneiro precisou passar por cirurgia, pois sofreu fratura exposta no braço esquerdo, segundo informou a unidade. O acidente ocorreu por volta das 6h30, provocado pelo deslizamento da carga dentro dos contêineres, o que acabou fazendo com que o veículo pendesse. O excesso de velocidade e um desnível na pista também são apontados como prováveis causas, embora no local não houvesse marcas que indicassem a tentativa de

Veículo arrastou-se por 50 metros até virar e tombar na pista

uma freada brusca. Segundo informações da transportadora, cada um dos dois contêineres estava carregado com 22 toneladas, peso inferior à capacidade máxima. A expectativa era

de que a carga, avaliada em R$ 50 mil, fosse recuperada, pelos menos a maior parte dela. O motorista Rafael dos Santos Renato, de 28 anos, morador das proximidades,

acompanhou o resgate. Ele conta que após ouvir um barulho muito alto, foi olhar e percebeu que uma carreta havia acabado de tombar. - O motorista reclamava de muitas dores na cabeça e nos braços, estava totalmente ensanguentado, mas permaneceu lúcido todo o tempo. Ele pedia ajuda para sair das ferragens e rezava. Ele só se acalmou após a chegada do socorro. Já a mulher, tinha só um ferimento leve na cabeça e também estava lúcida - disse ele. O trecho ficou sinalizado durante toda a manhã. Na pista sentido Juiz de Fora, o trânsito fluiu em meia pista, já os motoristas que seguiam no sentido Rio, precisavam realizar o contorno por Pedro do Rio. Um reboque da Concer providenciava, ainda na manhã de ontem, o destombamento do veículo. Por volta das 14h, o veículo já havia sido desvirado, faltando apenas a limpeza da pista para que o trânsito fosse regularizado nos dois sentidos, o que ocorreu por volta das 16h. A Polícia Rodoviária Federal registrou a ocorrência.

Palácio Itaboraí reformado é aberto como 1º polo da Fiocruz na Região Petrópolis passa a abrigar o primeiro polo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) na Região Serrana, que começou a funcionar ontem no Palácio Itaboraí, no Valparaíso. Durante a solenidade de abertura, foi assinado o acordo técnico científico do projeto modelo de Comunidade Saudável no município de Petrópolis. Restaurado, este espaço de reflexão que marca a união da ciência, da cultura e da política no município, por meio do Fórum Itaboraí, abre suas portas na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2011, já com atividades: a exposição Coleção Viva de Plantas Medicinais, a Coleção Entomológica do Instituto Oswaldo Cruz, a mostra Vida de Inseto do Museu da Vida e outra sobre coleta seletiva de lixo. - A Fiocruz tem visão de presença nacional e estabelece relações entre cooperadores, como a que temos com a Universidade Católica de Petrópolis, mas fisicamente é o primeiro fórum da fundação da Região Serrana. Mesmo degradado, o espaço já nos chamava a atenção e começou

a ser pensado por sua referência histórica e afetiva, até por Oswaldo Cruz ter sido prefeito de Petrópolis e patrono da Fundação. A população petropolitana tem que ver esse local como um espaço seu até para que os problemas de saúde e os desastres sejam temas de como construir uma consciência sanitária na sociedade – declarou o presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha, durante a inauguração. A partir do financiamento da Petrobras e do BNDES, foi possível a restauração do Palácio Itaboraí, que será um espaço de conhecimento técnico aberto à população. - Haverá atividades de capacitação, inserção digital, discussões, exposições de biodiversidade vegetal na Mata Atlântica, sempre em contato estreito com a prefeitura, além de videoteca e biblioteca virtual que poderão ser consultadas pela população – disse o diretor do Fórum Itaboraí, Félix Rosenberg. O prefeito de Petrópolis, Paulo Mustrangi, destacou, além da importância histórica do prédio, a interação entre o

Prefeito e presidente da Fiocruz assinam acordo técnico científico

popular e o científico. - É muito interessante porque esse é um espaço que está reunindo a sabedoria popular e a científica na busca de uma orientação para o uso de plantas medicinais. Também será um centro de formação de reflexão sobre temas como a saúde, podendo ser trabalhado sob o viés da sabedoria popular, e um centro de aperfeiçoamento para democratizar essa relação e informação – destacou. Construído em 1892, em estilo eclético para ser residência de verão do engenheiro

italiano Antonio Jannuzzi, o Palácio Itaboraí já sediou o Colégio Americano, a primeira faculdade de direito de Petrópolis, foi residência de verão dos governadores e abrigou quatro órgãos estaduais. A instalação da fundação no município rendeu atualmente o convite para que a instituição integre o Comitê Gestor do Movimento Petrópolis-Tecnópolis. O Palácio Itaboraí está aberto à visitação de segundafeira a sábado, das 9h às 17h. Para visitas em grupo é necessário agendar previamente pelo


6

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Agenda Cultural

marciosalerno@diariodepetropolis.com.br

Curiosidade INSTITUTO OMAR CARDOSO

HORÓSCOPO Áries - (21/03 a 20/04) Com otimismo e entusiasmo conseguirá resultados surpreendentes. Boas chances se evidenciarão no trabalho favorecendo os planos que tem em mente. Confie nos seus familiares, pois eles só lhe darão contentamento.

Touro - (21/04 a 20/05)

Não é conveniente aventurar-se em novos negócios. Cuidado com o excesso de gastos. Mantenha-se em suas atividades rotineiras e muitos benefícios receberá em breve. Uma boa fase astral no próximo período.

Gêmeos - (21/05 a 20/06)

O excesso de desconfiança, quanto o excesso de confiança, podem ser prejudiciais. Pessoas próximas procurarão ajudá-lo de alguma maneira. Sai mais para passeios ou faça uma viagem para distração.

Câncer - (21/06 a 22/07)

Sua atividade zodiacal estará sumamente favorecida no que diz respeito ao seu interesse pessoal. Terá ideias brilhantes. Propício ao amor, a saúde.

Leão - (23/07 a 22/08)

Dia que promete muito sucesso nas viagens, nos negócios, no trabalho e nas novas empresas que fizer. Os amigos estarão disposto a colaborar. Boas notícias.

Virgem - (23/08 a 22/09)

As primeiras horas do dia poderá trazer conhecimentos que ajudarão você a superar qualquer obstáculo que possa surgir. Estará predisposto, alegre e otimista.

Libra - (23/09 a 22/10)

Ótima saúde e bastante capacidade criativa, você terá hoje. Pode fazer negócios, por em prática suas novas ideias e solicitar favores, que será bem sucedido. Favorável as viagens, as amizades e ao amor.

 Escorpião - (23/10 a 21/11) Excelente aos novos empreendimentos e bom lucros na compra e venda de bens móveis e imóveis. Novas amizades poderão alertá-lo em algum sentido. Sucesso em viagens, diversões e na vida romântica.

Sagitário - (22/11 a 21/12)

Seja mais ativo na defesa de seus direitos para não sofrer prejuízos. O fluxo é dos melhores também para tratar de assuntos legais de viagens e para se impor no trabalho. Ótimo ao amor e as questões de dinheiro.

 Capricórnio - (22/12 a 20/01) Tendência aos excessos de prazer, aos amores extraconjugais. Evite tais coisas para não ser prejudicado de um momento para o outro. Elevação de personalidade e das chances gerais. Bom as viagens de recreio.

Aquário - (21/01 a 19/02)

Influência astral que inclinará as mudanças em negócios, de emprego ou até mesmo de residência. O aumento de sua popularidade será evidente, apesar de alguns reveses ou queda. Excelente ao amor, diversões e às viagens.

 Peixes - (20/02 a 20/03) As novas amizades que tem feito ultimamente, hoje se apresentarão de forma agradável e benéfica para você. Por outro lado deve dar mais atenção aos familiares, e a pessoa amada, e até mesmo aos menos afortunados.

SINUSITE? cloreto de sódio

Alívio contra a sinusite SINUSTRAT É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO

SINUSTRAT DESCONGESTIONANTE NASAL - Composição: Cloreto de Sódio. Medicamento de Notificação Simplificada RDC Anvisa n° 199/2006. AFE n° 1.00174-0. Indicação: fluidificante e descongestionante nasal. Contraindicação: hipersensibilidade individual aos componentes da formulação. SINUSTRAT DESCONGESTIONANTE NASAL ADULTO - Composição: Cloreto de Sódio.Reg. M.S 1.0174.0034.008-3. Indicação: fluidificante e drenador das secreções nasais e paranasais e redutor da obstrução nasal, em casos de resfriados, rinites e sinusites agudas ou crônicas. Contraindicação: hipersensibilidade individual aos componentes da formulação.

Pantufas do Museu Imperial são destaque no ‘New York Times’ As famosas pantufas do Museu Imperial, em Petrópolis, já ultrapassaram as fronteiras nacionais e foram parar nas páginas de um dos principais jornais do mundo. No último domingo, dia 16 de outubro, elas foram destaque na ‘The New York Times Magazine’, na coluna “9 of a Kind”, ao lado de calçados semelhantes de outros oito museus e centros culturais de diferentes países. A coluna ressalta que as pantufas são uma forma de conservar os pisos históricos dessas instituições, como é o caso do Museu Imperial. “Elas preservam os pisos de mármore em um dos museus mais visitados do Brasil”, afirma. Para Maurício Vicente Ferreira Júnior, diretor do Museu Imperial, “as pantufas são parte integrante da memória da visita ao Museu e registram momentos de entretenimento durante o

As pantufas do Museu foram destaque na imprensa internacional

processo de conhecimento do acervo exposto na casa do imperador d. Pedro II”. Além do Museu Imperial, são lembradas as pantufas de Maison de Verre (França), Pollock-Krasner

House (EUA), Villa Cornaro (Itália), Sonneveld House (Holanda), Centre Pompidou (França), Abbey Library of St. Gall (Suíça), Rietveld Schröder House (Holanda) e Catherine Palace (Rússia).

Padroeiro

Festa de São Pedro termina na data em que se comemora seu dia A festa de São Pedro de Alcântara termina hoje, mesma data em que se comemora o Dia do Padroeiro de Petrópolis. Às 8h haverá uma missa com as Crianças da Cidade, celebrada pelo padre Jac, na Catedral de Petrópolis. Logo depois, serão abertas as barracas. Às 09h30 tem apresentações de bandas escolares e, às 15h, Santa Missa pelos enfermos, celebrada pelo padre Quinha, seguida de coleta para a Oficina de Jesus. Às 16h30, mais apresentações de bandas escolares. Às 19h, Missa Festiva do Padroeiro, presidida por S. Exa. Revma. Dom Filippo Santoro, Bispo Diocesano de Petrópolis, com participação do Coral das Meninas Cantoras de Petrópolis, sob regência do maestro Marco Aurélio Xavier. Às 22h serão encerrados os festejos.

Ingressos: terças e quartas ingresso promocional a R$ 6 para todos (exceto feriados). Preço de ingressos as quintas e sextas - inteira R$ 14 e meia R$ 7. Preço de ingressos aos sábados e domingos - inteira R$ 16 e meia R$ 8.

SALA 1 UMA DOCE MENTIRA – Censura 10 anos – com Audrey Tautou – Horários: 14h30, 16h30 e 18h30 Comédia romântica à francesa, o que não deixa de ser uma raridade em um mercado dominado por produções americanas. PREMONIÇÃO 5 – Censura 16 anos – com Tony Todd – Horários: 21h Jovens estudantes escapam de acidente fatal, mas a Morte não vai deixar que eles fiquem impunes. SALA 2

O dia de S. Pedro de Alcântara marca o encerramento dos festejos

Lembranças

Jazz & Blues Festival voltará ao palcos da cidade em 2012

Palestra histórica e centenário de um petropolitano ilustre

parte do sucesso do evento à participação da plateia e aos apoiadores. “Encerramos este festival com a certeza de que Petrópolis tem, sim, sede de bons eventos, de cultura e de boa música. Por isso, para a próxima edição, no ano que vem, vamos ampliar a estrutura para poder receber ainda mais público e artistas de peso”, garantiu. Para saber mais sobre o Festival e acompanhar todas as novidades, os interessados podem acessar o site www.petropolisjazzeblues. com.br ou se cadastrar nas redes sociais do evento Facebook e Twitter.

Na cidade

Baile e desfile para terceira idade hoje no Petropolitano Hoje, às 15h, no Petropolitano FC, Rua Roberto Silveira, 82, Centro, tem mais uma edição do Baile da Feliz Idade, com a banda Pássaro de Prata. Trata-se de um tradicional baile direcionado às pessoas acima de 55 anos. Com apresentações

LARRY CROWNE - O AMOR ESTÁ DE VOLTA – Censura 10 anos – com Julia Roberts – Horário: 17h todos os dias, exceto 2ª feira – Sessão extra sexta e sábado, 21h O filme acompanha o amável Larry Crowne, líder nato na equipe da empresa em que trabalhava. Mas a crise bateu à sua porta. Afundado em dívidas e precisando pagar a sua hipoteca, ele precisa voltar a sala de aula para começar uma nova vida. Na faculdade ele se torna parte de uma turma de pessoas que estão na mesma situação que ele, precisando encontrar um futuro mehor. Mas em sua aula de oratória, Larry desenvolve uma paixão inesperada por sua professora Mercedes Tainot, uma mulher que perdeu tanto a paixão por ensinar como a que sentia pelo marido. CONTRA O TEMPO – Censura 12 anos – com Jake Gyllenhaal – Horários: 15h e 19h todos os dias, exceto 2ª feira O filme acompanha o capitão Colter Stevens, que acorda no corpo de um outro homem e descobre que faz parte de uma missão para salvar Chicago de um trem desgovernado. Em uma tarefa que não se parece a nenhuma das que já realizou, percebe que é parte de um experimento do governo chamado “Source Code,” um programa que lhe permite passar pela identidade de outro homem nos últimos 8 minutos de sua vida. Ele tem poucos minutos para descobrir o que irá acontecer com o trem.

CINE BAUHAUS R. Dr. Nelson de Sá Earp, 89 Shopping Center Bauhaus Centro

Especial

O Palácio de Cristal ficou pequeno para o público amante de cultura, de música de qualidade e de improvisação que esgotou os ingressos nos quatro dias do I Petrópolis Jazz & Blues Festival, realizado de 13 a 16 de outubro. O Festival, de formato inédito na cidade, foi organizado pela Promove Arte e Eventos, reuniu grandes nomes dos gêneros no Brasil e também artistas internacionais. Ao finalizar as apresentações, o promotor do Petrópolis Jazz e Blues Festival, Edigar Silva, agradeceu a presença do público e atribuiu grande

CINE ITAIPAVA Est. União & Indústria, 11.000 Itaipava

especiais de bandas locais. A entrada é franca. Também no Petropolitano, às 15h, tem hoje um desfile de Modas de Silvana Coelho, uma parceria com o Projeto Maturidade (Terceira Idade). A censura é livre e a entrada, franca.

Hoje, às 19h, a UCP e o Instituto Histórico de Petrópolis convidam a população para assistir à palestra “A Fazenda da Mandioca do Barão de Lagsdorff”, que será proferida pelo professor Antônio Eugênio de Azevedo Taulois no Salão Nobre da UCP, Rua Benjamin Constant, 213, Centro. Para quem está interessado em História, uma excelente pedida. É bom ressaltar também, já que estamos falando de lembranças, que o centenário do nascimento do dr. Nelson de Sá Earp foi comemorado em maio passado, com uma sessão solene na Câmara de Vereadores. Nelson foi ex-presidente do Legislativo, ex-prefeito de Petrópolis e médico, além de integrante do corpo de associados do Instituto Histórico, além de personalidade expressiva da história do município.

LARRY CROWNE – O AMOR ESTÁ DE VOLTA – Censura 10 anos – com Tom Hanks – Horários: 15h, 17h, 19h e 21h15 Preços: Segunda é dia de cinema. Ingressos a R$ 3 em todas as sessões. Terça a quinta (exceto feriados): Sessões iniciadas até 15h59min Inteira: R$ 10 (meia: R$ 5). Após 16h inteira: R$ 12 (meia: R$ 6). Sexta a domingo e feriados: Sessões iniciadas até 15h59min inteira: R$ 12 (meia R$ 6) Após 16h inteira: R$ 14 (meia R$ 7). Lembrando que estamos com uma promoção de terça a domingo: todas as pessoas pagam meia entrada. TOP CINE HIPERSHOPPING ABC Rua Teresa, 1415 / 2º piso Alto da Serra – Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br SALA 1 O ZELADOR ANIMAL – Censura livre – com Kevin James – Horários: 14h30, 16h30, 18h30 e 20h30 Griffin Keyes tinha um trabalho que era o bicho: ser zelador de um jardim zoológico. Para ele, nada era mais normal do que conviver com leões, elefantes, girafas, ursos e gorilas. Seu problema era com os humanos, mais especifica-

mente, com as mulheres e aí ele teve a ideia de arrumar um trabalho mais respeitável para melhorar a sua situação com elas. Foi a deixa para a bicharada entrar em pânico e querer ajudá-lo a conquistar uma namorada. O detalhe é que eles vão fazer isso “falando” e Griffin não estava preparado para essa surpresa animal. SALA 2 PREMONIÇÃO 5 – Censura 16 anos – com Tony Todd – Horários: 19h e 21h, sexta a domingo, 14 a 16/10 – 15h, 19h e 21h, segunda a quinta – 17 a 20/10 SEM SAÍDA – Censura 12 anos – com Taylor |Lautner – Horários: 17h Nathan descobre, sem querer e com a ajuda de Karen, que sua foto estava num site de crianças desaparecidas. Desconfiado de seus pais, ele resolve investigar o que poderia ter acontecido, mas de uma hora para outra todos que estão a sua volta começam a morrer e sua vida também está em jogo. Agora, ele enfrenta uma corrida contra o tempo para descobrir quem quer acabar com ele e porquê. GIGANTES DE AÇO – Censura 10 anos – Horários: 15h – sexta a domingo, 14 a 16/10 Charlie Kenton é um boxeador que viu sua carreira acabar quando a luta entre humanos foi proibida e, em seu lugar, surgiu o boxe entre robôs. Ele passa a ganhar a vida como um promotor de lutas clandestinas que usa robôs de baixa qualidade. Quando ele se vê no fundo do poço, Charlie e seu filho Max constroem e treinam um novo robô, que se torna um grande lutador e lhes dá a chance de voltar ao topo. TOP CINE HIPERSHOPPING MERCADO ESTAÇÃO Rua Paulo Barbosa, 310 / 1º piso Centro - Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br SALA 1 AMIZADE COLORIDA – Censura 14 anos – com Justin Timberlake – Horários: 15h, 17h, 19h e 21h Jamie é uma jovem recrutadora de Nova York que convence um cliente em potencial a deixar seu emprego em São Francisco para trás e aceitar um emprego na Big Apple. Apesar de haver uma atração mútua, ambos percebem que tudo de que eles estão fugindo é de um relacionamento e decidem se tornar amigos... com benefícios. É o arranjo perfeito – até que eles percebem que não há nada melhor do que estar amarrado. SALA 2 OS TRÊS MOSQUETEIROS – Censura 10 anos – com Milla Jovovich – Horários: 14h50, 16h50, 18h50 e 20h50 O clássico Romance francês Os Três Mosqueteiros que foi escrito por Alexandre Dumas está de volta nas telas dos cinemas, no filme D´Artagnan vai a Paris buscando se tornar membro do corpo de elite dos guardas do rei, os mosqueteiros. Chegando lá, após acontecimentos singulares, ele conhece três mosqueteiros chamados “os inseparáveis”: Athos, Porthos e Aramis. SALA 3 EU QUERIA TER A SUA VIDA – Censura 14 anos – com Ryan Reynolds – Horários: 14h30 e 18h30 Mitch é um solteirão vida boa que deseja se estabilizar. Já Dave anda estressado com a rotina de pai de família e gostaria de um pouco mais de liberdade. Ao terem os pedidos realizados, ambos irão aproveitar o lado bom de ser o outro. Mas o que fazer quando a esposa do amigo quer mais intimidade ou a colega de trabalho pensa estar flertando com o solteiro conquistador? CONTRA O TEMPO – Censura 12 anos – com Jake Gyllenhaal – Horários: 16h40 e 20h40

Filmes na TV O PEQUENO STUART LITTLE – GLOBO – 16H15 – COM GEENA DAVIS Casal adota um ratinho, para fazer companhia ao filho. Só que o bichinho fala e vai se meter em muitas aventuras, além de deixar Snowball, o gato da casa, se mordendo de ciúmes. A VIDA SECRETA DAS PALAVRAS – CULTURA – 22H – COM SARAH POLLEY Mulher de 30 anos, introvertida e solitária, vai passar temporada próximo a uma estação de petróleo. Esta explode e a mulher terá de cuidar, sozinha, de um ferido.


57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

7

cidade Daniel Carvalho

Os estudantes estão se surpreendendo com as atividades

Segundo dia de muita movimentação na SNCT A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia continua um sucesso em Petrópolis. Com 306 atividades programadas para os sete dias de evento, o saldo de visitas chega, agora, a mais de 10 mil pessoas nos diversos locais onde estão ocorrendo. A abertura oficial aconteceu na noite de da última segunda-feira, no Theatro D. Pedro, com apresentação da Companhia de Dança Lúmini. Durante a abertura, o prefeito Paulo Mustrangi falou do comprometimento do município em suprir o atraso tecnológico, ressaltando o investimento nos laboratórios de informática: - até o final deste ano serão 125. Tenho certeza que a nossa cidade está no caminho certo para se tornar uma potencia no setor

tecnológico. A apresentação do Lúmini emocionou a estudante de Publicidade e Propaganda, Josie Lopes. - Nunca vi um espetáculo tão bonito. A técnica de som, luz e tecnologia me envolveu do início ao fim. Parabéns a todos os envolvidos que trouxeram este grupo para Petrópolis - disse. Já na manhã de hoje, os estudantes Felipe Raibolt e André Gualderto se surpreenderam com as atividades da SNCT: - É estimulante aprender assim, são muitas informações interessantes - disse Felipe, e André acrescentou: - É uma forma diferente, que nos dá uma visão melhor sobre assuntos variados - finalizou. Divulgação

Lucas Braga e Luis Felipe Azevedo Sescon mostram a maquete

Senai na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia Com criatividade, alunos e professores do Senai Petrópolis transformaram o estande da instituição na Semana Nacional de Tecnologia, que começou na última segunda-feira e será encerrada nesta quinta-feira (20), em uma das maiores atrações do evento. No espaço, 10 estudantes dos cursos de Elétrica de Manutenção Industrial e Instrumentação Industrial, sob a supervisão de um professor, montaram uma maquete simulando uma usina de reciclagem. Tudo muito simples se não fossem alguns detalhes: na maquete, montada com peças de Lego, tudo se move - da pá mecânica que joga na esteira o material ainda não selecionado à máquina de prensagem. A idéia, segundo o professor Mauro Baltar Alves, foi unir conhecimentos de diferentes áreas em um único projeto. - O Senai se destaca no mercado exatamente por essa formação interdiciplinar. Unimos, em um único trabalho, o Projeto Lego, que desenvolvemos com os nosso alunos no módulo básico, e conhecimentos de elétrica, mecânica, eletrônica e informática - explica ele, lembrando que o trabalho serviu como incentivo para os alunos. - Todos ficaram entusiasmados e o resultado foi muito bom - elogia. À frente da maquete, Lucas Braga, 16 anos, e Luis

Felipe Azevedo Sescon, 17, mostraram desenvoltura. - Nosso desafio era mostrar de que forma a automação pode ser aplicada em uma usina de reciclagem. Mostramos que é possível tornar todo o processo automático, com a ajuda de programas de computador. No trabalho, por exemplo, montamos uma esteira que descarta o produto da cor preta. Num processo real, ela poderia descartar o produto não reciclável - explica Lucas. Luis Felipe vai além e mostra que todos os equipamentos podem ser acionados não apenas manualmente, mas também via celular. - Usando o bluetooth acionamos qualquer uma das máquinas. Tudo graças a uma boa programação - diz, lembrando que o princípio serve para qualquer outra indústria. Otimista, Cláudio Felipe Klippel, 18 anos, aluno do curso de Instrumentação Industrial, diz que todo o esforço para concluir o estudo valeu a pena. - No início cheguei a pensar em desistir. Eu estudava de manhã e tinha aula no Senai todos os dias das 13h às 17h. Mas aos poucos percebi que o conhecimento que estava adquirindo ali poderia fazer uma grande diferença no futuro. Hoje tenho um objetivo: vou concluir esse curso e investir no curso técnico de eletricista industrial - conclui.

Petrópolis participa dos eventos ABAV e Salão Estadual do Turismo Esta semana será intensa para o turismo petropolitano. Em mais uma parceria entre a Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis e o Petrópolis Convention & Visitors Bureau, a cidade participará de dois dos mais importantes eventos turísticos do país: a ABAV e o Salão Estadual de Turismo, com objetivo de fomentar o setor no município. De 19 a 21 de outubro, o 39º Congresso Brasileiro de Agências de Viagens da Feira das Américas – ABAV 2011, no Riocentro (Rio de Janeiro), promete mais uma vez alavancar Petrópolis. Desde 2005, a cidade vem participando do evento com stand próprio.

Segundo May-Lin Falconi, Chefe da Seção de Turismo, da FCTP, este foi um divisor de águas para Petrópolis. “Participar da ABAV, nos possibilita ganhar muito mais visibilidade diante dos operadores e agências de viagem”; afirma. Para ela, outro fator importante reservado para este ano, foi a alteração do congresso que passou de cinco para três dias. “Com esta reformulação, o congresso vai ser mais intenso e direcionado”; acredita. Entre as ações promocionais a serem desenvolvidas no stand de Petrópolis, estão a distribuição de mais de 5 mil sementes de Ipê

Amarelo, árvore símbolo de Petrópolis e a participação de “Santos Dumont” (interpretado pelo ator petropolitano, Sylvio Costa Filho), levando ao público “História, natureza e muito mais”, difundindo o slogan do selo “Petrópolis Imperial, desenvolvido para divulgação da cidade. Para o Salão Estadual de Turismo, que acontece logo após a ABAV (nos dias 22 e 23), Petrópolis estará presente, juntamente com Nova Friburgo, Teresópolis e Cachoeiras de Macacu em um grande stand oferecido pela Secretaria de Turismo do Estado do Rio de Janeiro. O evento será realizado nas areias de Copacabana, em

uma tenda de 3.200 m². Durante o Salão, Petrópolis divulgará a cidade através de apresentações culturais e novas ações promocionais. No sábado, o Coral Municipal de Petrópolis, levará a tradição do canto coral da cidade, prometendo emocionar o público. No domingo, é a vez da promoção de nossos grandes eventos, como o Natal de Luz e Bauernfest. Para divulgação do Natal, um ator se transformará em um lindo anjo, que convidará o público para mais esta edição do evento. Já a Festa do Colono será bem representada pelas Rainha e Princesa Bauernfest 2011.

Coleta Seletiva do município é exemplo para outras cidades Na manhã desta terçafeira (18/10), a Companhia de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) recebeu a visita da assessora da Secretaria de Meio Ambiente e Turismo de Uberaba-MG, no intuito de apresentar todos os mecanismos que fazem da Coleta Seletiva uma experiência bem-sucedida. Segundo a assessora Daniela Jardim, “o prefeito de Uberaba está buscando melhorar o processo de coleta feita na cidade. A prioridade do governo é ampliar e agilizar o trabalho de reciclagem do material, e nada melhor que acompanhar o serviço num município que vem dando certo”. Recentemente, o projeto “Coleta Seletiva” chegou à marca de 500 toneladas de material reciclável recolhido nos bairros que participam do programa (Mosela, Morin e Valparaíso). Isso representa cerca de 35 toneladas por mês de lixo a menos no meio ambiente. Na Mosela - primeiro

Ari Peixoto

A assessora da Secretaria de Meio Ambiente de Uberaba/MG veio conhecer o programa da Comdep

bairro a ter o projeto implantado – o volume de lixo domiciliar diminuiu 10% quando comparado ao período anterior à implementação do projeto. O programa também foi estendido para o Bataillard e as equipes da Comdep registraram mais de uma tonelada de material recolhido em apenas três ações na localida-

de. O diferencial desta ação é que sete catadores receberam parte deste montante para a criação de uma cooperativa. O programa de Coleta Seletiva tem como objetivo principal recolher o lixo diferenciado das residências e encaminhá-lo para os Centros de Inclusão Social (cooperativas), para que o

material seja reciclado e transformado em artesanato (entre outros produtos que podem ser confeccionados com a reciclagem), possibilitando assim o seu reaproveitamento - antes destinado ao aterro sanitário. De acordo com a Comdep, cerca de 80% do lixo doméstico podem ser reciclados.


8

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

economia

Brasil gera mais de 200 mil empregos em setembro milhão. Em agosto foram criados 190.446 postos de trabalho. Com esse resultado, o país criou mais de 331 mil empregos no terceiro trimestre de 2011. No acumulado do ano, o número de postos de trabalho ficou em 2,07 milhões. Durante a divulgação dos dados do Caged no mês passado, o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, disse que o ano deve fechar com a criação de menos de 3 milhões de empregos.

n Roberta Lopes- ABr

O ministro afirmou que outros produtos não terão o IPI aumentado

Mantega nega que Brasil pretenda aumentar IPI n Wellton Máximo - ABr

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, negou ontem que o Brasil pretenda estender as medidas protecionistas, como o aumento do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre automóveis, a outros tipos de produtos. Mantega fez a afirmação em reunião com o ministro de Finanças da Coreia do Sul, Jaewan Bahk, no Ministério da Fazenda. Segundo o secretário de Relações Internacionais da Fazenda, Carlos Cozendey, que acompanhou o encontro, Mantega assegurou ao colega coreano que o aumento do IPI sobre automóveis de fora do Mercosul e do México é temporário e vigorará até dezembro de 2012. Um eventual aumento do prazo de transição para as montadoras que desejem instalar fábricas no Brasil, declarou Cozendey, não foi discutido. - O ministro coreano abordou a questão e Mantega disse que a medida [o reajuste do IPI] não é contra um país ou outro. A empresa que cumprir os requisitos [de 65% de componentes nacionais e se instalar no Mercosul] tem o mesmo tratamento que os produtos nacionais - explicou Cozendey. Durante a reunião, informou o secretário, Mantega manifestou preocupação com as barreiras fitossanitárias que os sul-coreanos têm levantado sobre a carne brasileira. Segundo Cozendey, essas barreiras

contribuem para o déficit comercial do Brasil com o país asiático, que aumentou dez vezes nos últimos cinco anos, enquanto o comércio bilateral cresceu três vezes. Os dois ministros também discutiram o reforço ao Fundo Monetário Internacional (FMI), assunto que dominou as discussões da reunião dos ministros das Finanças do G20, na semana passada em Paris. Mantega pediu apoio ao colega coreano para que o repasse de recursos seja feito por meio de acordos bilaterais. Bahk, informou Cozendey, não se comprometeu a aderir a proposta brasileira. Apenas declarou que pode acompanhar o Brasil se houver consenso. No encontro dos ministros do G20, os países concordaram sobre a necessidade de reforçar o FMI para enfrentar um eventual agravamento da crise econômica atual. Os membros do grupo, que reúne as 20 maiores economias do mundo, divergiram sobre a forma que o aporte ocorrerá. O Brasil e países emergentes sugerem que o repasse de recursos seja feito por meio de acordos entre o FMI e cada país. Diversos países europeus, no entanto, defendem que o Brasil e outros países que emprestaram recursos para o Fundo em 2009 adiem a incorporação desse dinheiro às cotas do fundo, que ocorreria em 2012. Isso obrigaria o Brasil, Japão, a Rússia, Índia, China, União Europeia, e os Estados Unidos a fazer novos aportes.

AVISOS E EDITAIS

O país registrou a criação de 209.078 empregos formais em setembro, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. O resultado foi menor do que o do mesmo período do ano passado, quando foram gerados 246.875 empregos. De acordo com o governo, em setembro, foram contratadas 1,76 milhão de pessoas e demitidas 1,55

Fotos: Divulgação

Luppi estima que o ano feche com aproximadamente 3 milhões de empregos

Ambev inaugura ampliação de filial em Piraí onde foram investidos R$ 160 mi n Julia de Brito- Imprensa RJ

A Ambev inaugurou ontem a ampliação da capacidade produtiva de sua filial localizada no município de Piraí, no Sul fluminense. A fábrica recebeu investimentos de R$ 160 milhões para aumentar em 35% a produção de bebidas. Uma nova linha para confecção de vasilhames de 600 ml e 300 ml foi instalada com capacidade para envasar 60 mil garrafas por hora, além de uma nova área de processamento de cervejas. A linha de latas também recebeu investimentos na produção de inovações de embalagens de 269 ml e 473 ml. Até o fim do ano, a empresa investirá R$ 307 milhões no Estado do Rio de Janeiro. - Este é um investimento muito importante, um investimento de crença no Rio, que demonstra o grande momento que vive o estado e que a pauta econômica fluminense não é monolítica. O Rio vem recebendo uma diversidade enorme de investimentos, e isto é sinal de prosperidade, de justiça social. Hoje, o interior fluminense está cada vez mais forte, seu PIB é superior ao da capital. Isso prova que

A ampliação vai gerar um aumento de 35% na produção de bebidas

estamos no caminho certo - destacou o governador Sérgio Cabral que, junto com o vice-governador e coordenador de Infraestrutura, Luiz Fernando Pezão, o presidente da Ambev, João Castro Neves, o vice-presidente industrial a empresa, Marcio Fróes, e o prefeito de Piraí, Arthur Ferreira, descerrou a placa que oficializou a ampliação da unidade. De acordo com o presidente da Ambev, João Castro Neves, o Rio de Janeiro é atualmente o estado que detém parte expressiva da produção de cervejas da Ambev no país. Ele falou sobre a meta da companhia, que nos pró-

ximos quatro anos investirá ainda mais em inovações, no mercado e, principalmente, no aumento de capacidade das fábricas. - A relação que mantemos com o Estado do Rio é muito antiga e fundamental para a nossa companhia. Foi no Rio de Janeiro que nasceram duas das nossas principais marcas, a Bohemia e a Brahma. Temos no Rio atualmente nossa maior unidade, que fica em Campo Grande, temos a nossa fábrica de garrafas de vidro com operação 100% verde e referência em reciclagem, além de seis centros de distribuição de novos produtos e da nossa unidade de Piraí. Nos-

sos centros de engenharia e desenvolvimento tecnológico nunca trabalharam tanto. Com toda esta força instalada, o Rio de Janeiro é responsável por uma parte expressiva da nossa produção de cerveja no país. Em 2010, a produção do estado foi responsável pela geração de R$ 1,4 bilhão em impostos. Geração de empregos e investimentos em outras unidades do Rio Para a conclusão da expansão da filial Piraí foram gerados 600 novos postos de trabalho, entre diretos e indiretos. No período das obras, mil empregados foram contratados em regime temporário. A filial Piraí é considerada estratégica para a Ambev. Ela atende aos mercados dos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo. Além da filial Piraí, também estão recebendo investimentos as demais unidades localizadas no Rio: Cervejaria Bohemia, em Petrópolis, Filial Nova Rio, em Campo Grande, Ambev Vidros, também em Campo Grande, e as sete CDDs (Centros de Distribuição Direta) do Estado para melhorias na distribuição e vendas.

AVISOS E EDITAIS

Cartório de 3º Ofício de Petropolis

19/10/2011

Terceiro Ofício - Petropolis - RJ

Pag: 1

R. do Imperador, 1021 - Centro

Relação do Edital dia 19/10/2011 Acham-se afixados neste cartório, conforme a lei 9492/97, art. 15 $1 - Processo 89.877/99 CGJ/RJ, para serem protestados os títulos de responsabilidade de: Protestar em 20/10/2011 ACOUGUE NOVA ITAIPAVA LTDA UNIAO E INDUSTRIA 12017

Número: 111151111

CERTIDAO DIVIDA ATIVA

Vencto: a vista Cheque Administrativo

Emissão:10/10/2011 Custas

106,39 Total

Protestar em 20/10/2011 AUTO POSTO THORONCK LTDA

Valor:

Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários e no Ramo Financeiro dos Municípios de Petrópolis e São José do Vale do Rio Preto, inscrito no CNPJ/MF sob o nº 31.168.602/0001-86, Registro sindical nº 103236/57, por seu presidente abaixo assinado, convoca todos os empregados em estabelecimentos bancários dos bancos públicos e privados, sócios e não sócios, da base territorial deste sindicato, para a Assembléia Geral Extraordinária que se realizará dia 21 de Outubro de 2011, às 18h30min, em primeira convocação, e às 19h00min, em segunda convocação, a ser realizado no Auditório do Sindicato dos Bancários, situado à Rua Marechal Deodoro, nº 209 – salas 207 a 210 – Centro – Petrópolis, para discussão e deliberação acerca das seguintes ordens do dia: 1 – Apreciação e deliberação sobre a proposta apresentada para celebração da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria 2011/2012, Convenção Coletiva de PLR, Convenção Coletiva de Trabalho Aditiva e acordos coletivos aditivos à CCT da FENABAN, com vigência para o período 01/09/2011 a 31/08/2012; 2 – Deliberação/ratificação sobre desconto a ser feito nos salários dos empregados em razão da contratação a ser realizada. Petrópolis (RJ), 19 de outubro de 2011. Luiz Claudio Ferreira da Rocha Presidente

Vencto: a vista Cheque Administrativo

Emissão:10/10/2011 Custas

106,39 Total

15628

INMETRO / RJ RJ

17/10/2011

INMETRO / RJ RJ

226,90

Valor:

106,39 Cpmf

0,00 Tarifa

14,03 Total

347,32

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF 004070585000177

Número: 113151113

CERTIDAO DIVIDA ATIVA

Protocolo

701 - PROCURADORIA GERAL FEDERAL

226,90 ou Dinheiro Custas

R GENERAL RONDON 1243

SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS BANCÁRIOS E NO RAMO FINANCEIRO DOS MUNICÍPIOS DE PETRÓPOLIS E SÃO JOSÉ DO VALE DO RIO PRETO – CUT EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF 036198281000186

Protocolo

701 - PROCURADORIA GERAL FEDERAL

15627

INMETRO / RJ RJ

17/10/2011

INMETRO / RJ RJ

447,32

447,32 ou Dinheiro Custas

106,39 Cpmf

0,00 Tarifa

14,03 Total

567,74

Intimo-os a pagarem ( através de cheque administrativo ou dinheiro com guia de pagamento a ser retirada neste tabelionato ), ou no caso da falta de aceite, comparecer para aceita-lo, ou dar-me as razões por que não o faz. Ficando assim já intimado do respectivo protesto no prazo estipulado na forma da lei.

Sepultamentos Terça-feira 18-10-11 Cemitério Municipal Leci Monteiro, 61 anos, Quitandinha, 11h Cemitério de Itaipava Jorge de Carvalho, 70 anos, Nogueira, 16h30 OBS. AS INFORMAÇÕES ACIMA SÃO FORNECIDAS AO DIÁRIO POR FUNCIONÁRIOS DAS SECRETARIAS DOS CEMITÉRIOS

Há 30 anos era publicado O dia 19 de outubro de 1981 caiu em uma segunda-feira e o DIÁRIO não circulou nesta data.

Petropolis, 19/10/2011 João Correia Lima Neto - Escrevente

Tranqüilidade para a sua empresa

Contabilidade de última geração, sistema avançado de informática Escrita Fiscal – Rotinas Trabalhistas e Folha de Pagamento Sistemática Departamento Jurídico – Direito Cível – Direito Trabalhista Projetos Econômicos – Análise de viabilidade e capacidade de sua empresa – Administração de Bens e Serviços – Corretagem e Administração de Imóveis – Equipe com treinamento especializado Direção Técnica: Márcio Tesch Economista – Corecon 10582 Advogado – OAB/RJ 59.566 Tec. Contab. – CRC/RJ 25.384-0

Rua do Imperador, 772 – Gr 105/106 – Centro Petrópolis – RJ. Tel/Fax: (024) 2231-6212 / 2231-3322

Leia o DIÁRIO DIGITAL: www.diariodepetropolis.com.br


MOSELA Na paróquia de São Judas Tadeu a secretaria tem expediente de terça-feira a sexta-feira de 16h30 as 18h30 e os eventos religiosos podem ser informados pelo telefone 2245 7344. O pároco é o padre Luiz Garcia Mello e o vigário paroquial é o padre Nerel Quirino Damasceno.

D

iário nos

B

airros

diarionosbairros@diariodepetropolis.com.br

“Até agora nada de obras” Lideranças e moradores de Itaipava voltam criticar a falta de empenho de autoridades em atender vítimas da tragédia de 12 de janeiro

Continua o drama das vítimas das enchentes que castigaram parte de Itaipava na madrugada de 12 de janeiro passado. Autoridades fazem ainda cadastramento de famílias, entretanto obras anunciadas de casas populares e serviços de prevenção contra inundações não aconteceram até o momento no Vale de Cuiabá, Madame Machado e Gentio. A vice presidente Tita de Azevedo Gomes, da Associação de Moradores e Amigos do Gentio – AMAG – voltou a lamentar a situação ontem. - As autoridades continuam vindo aqui, mas só para escrever nomes em papéis. Obras mesmo não acontecem. Só promessas – afirmou ao lembrar da presença de técnicos o Ins-

tituto Estadual do Ambiente – INEA – e da prefeitura. Por e-mail a ex-moradora do Vale do Cuiabá Thais da Costa Pacheco também lamentou a situação no final da semana. - Só fazem reuniões e anúncios de obras. Perdi minha casa na enchente e continuo morando de favor na casa de uma tia em Pedro do Rio com meus dois filhos – citou num trecho do texto informando que não tem condições financeiras para voltar a ter sua própria residência. Fazendo questão de esclarecer que usou um computador de sua sobrinha para lamentar a situação por escrito, Thais pediu mais empenho das autoridades no sentido de atender as vítimas. O mesmo espera a vice

de Renovação da Aliança de Amor do Movimento da Mãe Peregrina. Hoje que é o dia do padroeiro de Petrópolis a Catedral de São Pedro de Alcântara terá programação desde as primeiras horas da manhã. As 8h será celebrada pelo pároco José Augusto

9

ALCOÓLICOS ANÔNIMOS Reuniões de hoje 19h: Grupo 27 de Maio, Rua Bingen, 261. 19h30: 28 de Janeiro, Rua Paulo Barbosa, 180, Centro; Estrela de Araras, Escola Estadual de Araras; Morin, Igreja de Nossa Senhora da Glória; São José do Itamarati, Matriz de São José; Petropolitano, Rua Santos Dumont, 100.

Futebol de Sabão foi ponto alto da festa no Alto Siméria Três centenas de crianças participaram da festa do sábado passado no centro comunitário do Alto Siméria. O ponto alto do festejo foram as partidas de futebol de sabão quando os menores ao correr atrás da bola escorregavam e provocavam gargalhadas tanto dos colegas quanto do público adulto. A festa foi promovida pela

Associação de Moradores do Alto Siméria – AMAS. Apesar de o evento contar com trezentas crianças a vice presidente Simone Neves disse que se o tempo estivesse melhor o número seria maior. Ela informou que foram distribuídos cachorro quente, algodão doce, bolo, refrigerantes e três palhaços animaram à tarde.

GAPA prossegue tirando os animais das ruas em Itaipava

Projeto de casas populares. Até agora só no papel

presidente da AMAG que vem insistentemente solicitando o apoio tanto do INEA quanto da prefeitura. Outras

lideranças locais também se manifestam desde que ocorreu a tragédia no início do ano.

Festa de São Pedro atrai fiéis de todos os bairros

Fiéis de todos os bairros da cidade estão prestigiando os festejos de São Pedro de Alcântara que estão acontecendo desde sábado na Catedral. Para ontem às 19h estava programada a apresentação do Coral da Matriz de São Sebastião durante a Missa

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Carneiro, o padre Jac, a Santa Missa das Crianças da Cidade com as barracas entrando em funcionamento logo após a celebração. As 9h30 terá início a apresentação de bandas escolares de escolas dos bairros da cidade. A Missa dos Enfermos será celebrada

pelo padre Francisco Montemezzo, da paróquia do Alto da Serra e haverá a coleta para a Oficina de Jesus. As 19h será a celebração da Missa Festiva do Padroeiro presidida pelo Bispo Dom Filippo Santoro. O encerramento dos festejos vai ser às 22h.

Sob os cuidados das diretoras Alessandra Botelho e Rosane de Mattos, do Grupo de Assistência e Proteção aos Animais e Meio Ambiente – GAPA/MA – duas famílias de gatos nasceram na semana passada. Elas estão tendo atenção das duas que informaram ter também o carinho da mamãe gata.

A informação foi dada pelo coordenador de atividades do GAPA/MA Carlos Eduardo da Cunha Pereira. Ele enfatizou que a atenção dada evita assim que mais animais fiquem abandonados pelas ruas. Lembra que na área de atuação da instituição em Itaipava não são vistos bichos ao abandono.

Mostra de reciclados em Nogueira continua com ótima frequência Entra hoje no oitavo dia a exposição do Projeto Procurando Saber no Centro Cultural Estação Nogueira. Trabalhos feitos com materiais recicláveis estão à mostra e foram confeccionados por crianças do bairro e região, sendo que se destaca montagem de locais históricos como a própria estação ferroviária que abriga hoje o CCEN.

O Projeto Procurando Saber vem sendo desenvolvido em Nogueira onde as crianças procuram juntar jornais que, reciclados, fazem a maior parte dos objetos confeccionados como é o caso da estação ferroviária. O evento vai até domingo e pode ser visitado de segunda a sábado de 9h às 18h. O encerramento domingo é às 13h.

CIDADE Fotos: Divulgação

Palhaços participaram da festa que reuniu mais de mil crianças no ginásio do Clube Corrêas

Pet participa de festa para 1,2 mil crianças em Corrêas O craque Petkovic foi uma das atrações da bonita festa que o Esporte Clube Corrêas sediou no último domingo (16) para 1.200 crianças da região. O ginásio de esportes do clube ficou lotado, recebendo crianças de escolas de Corrêas e arredores, que receberam convites antecipadamente e se divertiram bastante com as atrações oferecidas. Ao chegar ao local, Pet, como o ídolo é mais conhecido, distribuiu bolas, autógrafos e camisas de seu novo filme, deixando eufórico todo o público presente. A idéia do evento foi do diretor de esportes do clube, Victor Senra, que pediu a colaboração do comerciante Antônio Mariosa Dias, conhecido no bairro como Tuninho da Farmácia. Este, por

sua vez, foi o responsável por eventos que reuniram, na década de 90, cerca de 10.000 crianças no mesmo clube, sempre no Dia das Crianças e nas vésperas de Natal. Juntos, eles resolveram promover o evento há menos de um mês, e partiram em busca de apoio junto ao comércio de Corrêas para a realização do mesmo. Na chegada ao evento, que começou por volta das 8h, as crianças recebiam lanche, brinquedos, algodãodoce e uma maça. No decorrer da festa, houve sorteio de vários outros brindes, como bolas e até mesmo eletrodomésticos como ferro da pessar roupas e liquidificadores, para as mamães que acompanharam os baixinhos naquela manhã. Uma das crianças

presentes foi premiada com uma bicicleta, também através de sorteio. - Ficamos muito felizes com o resultado obtido. Vamos começar a trabalhar mais cedo ano que vem, para poder receber cerca de cinco mil crianças em outubro de 2012 - disse Victor Senra. A animação do evento ficou por conta do insuperável animador carioca Tio Carlos, que cerca de 20 anos acompanha os eventos realizados por Tuninho da Farmácia. - É um trabalho incrível, que eu faço questão de participar. Só quem conhece o Tuninho sabe o tamanho do seu coração - disse Tio Carlos, que é vereador na cidade do Rio de Janeiro. A festa terminou às 13h, com um show da dupla sertaneja petropolitana João e


10

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

ESPORTES

esportedp@gmail.com

Cascatinha vence no Municipal de Campo Em partida válida pela primeira rodada do returno do Campeonato Municipal de Futebol de Campo nas categorias Sub-15 e Sub- 17 as equipes do Cascatinha/Petro Sport e Posse se enfrentaram neste domingo no Estádio Osório Júnior. Na primeira partida de Sub-15 o time da casa precisava desesperadamente da vitória para continuar com chances de classificação para a fase semifinal. Com isso o técnico Rodrigo Palitinho armou uma equipe bastante ofensiva e logo aos 12 minutos abriu o placar com o atacante Matheus. Dominando o meio de campo comandado pelo volante Mizael o time da casa criou várias oportunidades de gol, já o Posse deu trabalho ao goleiro Felipe Canário que praticou duas grandes defesas ainda no primeiro tempo, mas o placar ficou 1 x 0 para o Cascatinha. No retorno dos vestiários o técnico Luiz Preto do Posse fez algumas modificações e o time partiu para o ataque buscando a vitória e brilhou a

Fotos: Divulgação

Posse e bateu forte para marcar o gol da vitória do Cascatinha. Final de jogo Cascatinha 2 x 1 Posse. nSub-17

dfgsdfgsdfgdsgfsdfgsd

O time de Sub-15 do Cascatinha precisava da vitória e acabou vencendo o Posse por 2 a 1. A equipe almeja agora a classificação

estrela do goleiro Felipe Canário que praticou verdadeiros milagres em duas jogadas do atacante Neném. Já o Cascatinha explora-

va os contra-ataques levando perigo ao gol adversário. Mas quem marcaria seria o Posse em um gol contra do zagueiro Coquinho. Á partir daí a parti-

da ficou equilibrada e o placar de 1 x 1 parecia certo, porém aos nove minutos o técnico Rodrigo Palitinho fez uma alteração que mudaria o jogo.

O técnico promoveu a entrada do atacante e artilheiro da equipe Maguila que em jogada individual em grande velocidade venceu a zaga do

ganhou por 1 a 0 No Sub-17 mais um triunfo do clube de Cascatinha. Em partida bastante equilibrada o time da casa marcou o gol da vitória aos 42 minutos do segundo tempo através do lateral direito Willian Véio. Agora o Cascatinha sobe para oito pontos na tabela e mantém as chances de classificação para as semifinais. Quem estava bastante feliz era o presidente do Petro Sport Luciano Palito. - Precisávamos muito de uma vitória nas duas categorias para começar bem o segundo turno. Trata-se de um campeonato bastante disputado e precisamos somar pontos para conquistar a classificação. Agora vamos em busca de mais vitórias e na próxima rodada vamos enfrentar Laginha (Sub-15) e Secretário (Sub-17) pensando somente na vitória – disse o presidente.

5ª etapa de futmesa é encerrada com sucesso

O evento aconteceu no feriado do dia 12 de outubro no Estádio Osório Júnior, em Cascatinha

Petro Sport realiza festa No dia 12 de outubro o Inec/Petro Sport realizou nas dependências do Cascatinha partidas amistosas entre os alunos da escolinha de futebol do clube e alunos da comunidade Duarte da Silveira onde a instituição implantou seu projeto social esportivo o Esporte nas Escolas/Esporte nas Comunidades. Ao todo cerca de 300 crianças participaram das partidas. O coordenador do progra-

ma esporte nas Escolas/Esporte nas Comunidades Paulinho Barão ressaltou a importância de eventos como este e diz que outras comunidades inseridas no programa também terão torneios internos ainda este ano. - Reunimos um grande número de crianças do programa de responsabilidade social, além das partidas amistosas foi oferecido a todas as crianças lanche após as partidas. Aproveito a oportunidade

para agradecer ao presidente Cleimar Barros que vem apoiando a nossa escolinha e também a Prefeitura Municipal que apóia o nosso projeto social - explicou. Para o mês de novembro serão realizados torneios internos nas comunidades do Caxambú, Vale do Carangola e Grão Pará no Alto da Serra, comunidades que também fazem parte do programa social do Petro Sport/Inec.

Foi realizada domingo, 16 de outubro, a 5ª etapa do Campeonato Municipal de Futebol de Mesa - 12 Toques, que é disputado em seis etapas ao longo do ano, tendo o apoio do Hipershopping ABC. Compareceram seis jogadores se enfrentando no sistema de pontos corridos. Diego Freitas, que vem readquirindo sua forma, venceu a segunda etapa consecutiva e desta vez de forma invicta, assinalou 30 gols em cinco jogos. Bernardo Kochem ficou em segundo lugar, garantindo praticamente o título Municipal da temporada, já que o segundo colocado no ranking Vitor Freitas, não participou. A classificação final ficou assim: 1º - Diego Freitas, 13 pontos; 2º - Bernardo Kochem, 10 pontos; 3º - Luiz Carlos, 7 pontos; 4º - Claudio Novelli, 6 pontos; 5º - Marco Pessoa, 3 pontos e 6º - Adriano Loureiro, 2 pontos. Faltando apenas uma etapa para ser conhecido o campeão Municipal de 2011,

A competição reuniu seis jogadores no Hipershopping ABC

a classificação do ranking é a seguinte: 1º - Bernardo Kochem, 281 pontos; 2º Vitor Freitas, 222 pontos; 3º - Diego Freitas, 212 pontos; 4º - Luiz Carlos, 197 pontos; 5º Marco Pessoa, 181 pontos; 6º - Cláudio Novelli, 148 pontos; 7º - João Pedro, 116 pontos; 8º - Adriano Loureiro, 113

pontos; 9º - Ricardo Lopes, 94 pontos e 10º - Márcio de Souza, 66 pontos. O próximo compromisso dos petropolitanos será neste final de semana, na AABB-Tijuca (RJ), pela 6ª e última etapa do Campeonato Estadual, quando serão conhecidos os campeões estaduais de 2011.

Artur, Fuba, Neuman e Nenen. Entraram: Vinicius, Eduardo, Ronald, Yan, Matheus P, R. Gaucho, Lambari. Treinador Luiz Preto - auxiliar Tuninho e preparador físico - Lilinho. Pelo Sub-17 os times também se enfrentarem em que a equipe da casa também fez o dever de casa e venceu pelo placar mínimo em 1 a 0. Mas não foi fácil pois a equipe do Posse bem postada em campo não deixava espaço para o Cascatinha, com boas trocas de passes a equipe do Posse dominava mas não concluía em gol.

No início do segundo tempo em escanteio veio o gol da vitória do Cascatinha. Daí para frente foram feitas substituições pelo treinador Mirin, mas o gol teimava em não sair, porém a derrota não desanimou em nada o grupo que saiu de campo apenas com a frustração pelo resultado. Atuaram pelo Posse: Luiz Felipe, Silvestre, Belleti, Jorginho, Jonathan, Uri-Gueller, Fernandinho, Dedeco, Marcelo, Douglas e Buiu. Entraram: Pablo, Piu-Piu, Pedrinho, Lucas, Romario, Welington e Maicon.

Posse faz jogo equilibrado

Comemoração na Mesa da Sardinha - Arnaldo Rippel comemorou no último sábado na Internacional Mesa da Sardinha sua eleição com médico do ano de 2012, na foto de hoje os sardinheiros coronel Gustavo, professor Hugo Cross, Tibiriçá Linhares, Gustavinho Medeiros, Carlos Lemos, Arnaldo Rippel e Luis Enéas, só faltou o querido Billie The Milton Lopes, que chegou um pouquinho depois, mas ainda a tempo de saborear um delicioso Black Label......No próximo sábado haverá a comemoração do Dia dos Médicos e a homenagem a Rippel e a doutora Wanda Heloísa será feita no Clube dos Médicos , com presença absoluta e garantida dos profissionais de branco de Petrópolis.

BRASILEIRAS FAZEM VEXAME NO PAN - As três tenistas brasileiras que participaram dos Jogos Pan Americanos, infelizmente mostraram o quanto anda caindo o tênis feminino brasileiro, senão vejamos Ana Clara Duarte, Teliana Pereira e Vivian Segnini não conseguiram ganhar nem mesmo um set em suas três apresentações, Ana Clara atual 317 do mundo foi derrotada por Monica Puig de Porto Rico por dois sets a zero, com parciais de 6/1 e 6/4, já Teliana Pereira que foi bronze nos Jogos Pan Americanos do Rio de Janeiro foi derrotada pela peruana Bianca Botto por 6/1 e 6/2 e a atual número 1 do Brasil, a tenista Vivian Segnini foi derrotada pela mexicana Ximena Hermosa pelo placar de 6/2 e 6/4. Realmente nosso tênis

feminino precisa de muito, muito incentivo para poder ter alguma competitividade, senão seremos sempre derrotados nos primeiros jogos, sem perspectivas maiores para nossas jovens tenistas. HST OPEN - Os jogos do Santa Teresa Open que tiveram encerramento das inscrições ontem com um grande número de interessados terá início no próximo dia 22, com cobertura total de nossa coluninha, certamente excelentes jogos acontecerão na belíssima Academia Locatelli que recebe os tenistas petropolitanos para disputas de jogos individuais em várias categorias, os professores Daniel e Sydnei animadíssimos com o torneio que certamente agitará e muito o tênis petropolitano durante alguns dias.....Sucesso garantido. TENIS GOURMET - E Paulo Areas já agenda para novembro e dezembro as edições finais do Tennis Gourmet 2011, com muitas novidades, uma delas será a noite de massas em homenagem ao Ano da Itália no Brasil e ao Serra Gourmet e uma super comemoração natalina. Acreditamos que o número de frequentadores poderá ter uma redução significativa para melhor andamento do ótimo evento. Encerramento do Tesão Com a última competição que é o futsal, a super Olimpíada Tesão se encerra neste domingo, com grande churrasco de confraternização onde os destaques e vencedores serão devidamente premiados....Sucesso garantido......Ótima semana e até sábado com tudo o que acontece nas quadras petropolitanas, fiquem com DEUS.

Neste domingo jogando pela primeira rodada do returno do campeonato promovido pela Liga Petropolitana de Desportos, as equipes Sub-15 do Posse e Cascatinha jogaram no Estádio Osório Júnior e os donos da casa venceram a partida pelo placar de 2 a 1. Em partida bem disputada mas com a garotada do Posse muito nervosa em campo onde a individualidade não ajudou o conjunto e a derrota acabou bem amarga para a diretoria. Atuaram pelo Posse: Silvio, David, P. Avila, Diel, Oscar, Pimentel, Matheus,

diariodepetropolis  

artigos, cidade, colunistas, esportes

Advertisement