Page 1

Diário

de Petrópolis 57 anos

E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Site: www.diariodepetropolis.com.br

Preço do exemplar: R$ 1,20

Nº 16.047 - Sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

agenda Amanhã, sábado, o Finin d’Tu está convocado a integrar a oficina da Cia da Barrica de São Luís do Maranhão, que acontece no Centro de Cultura Raul de Leoni. Às 18h a Cia parte para a Praça Dom Pedro com muitos folguedos e ritmos populares maranhenses e o Finin d’Tu vai atrás. (Página 6)

bairros

verba para recuperação de rios

Estado libera R$ 30,4 mi para obras em Petrópolis Alan Alonso

Apesar de ser grata pelo serviço de reforma da escadaria da Servidão 520, da Rua Manoel Torres, no Bingen, a presidente Sonia Cristina Furtado, da Associação de Moradores e Amigos da Manoel Torres, lamenta não ter sido ainda atendida na colocação de dois postes e luminárias. Ela também espera a reforma de outra servidão: a 610. (Página 9)

Esportes

As obras de dragagem do rio Santo Antônio já foram iniciadas e vão ter continuação com estes novos recursos liberados pelo estado

A diretoria de esportes do Petropolitano confirmou que os treinos de todas as categorias de base do clube começam a partir da segunda quinzena deste mês. Os trabalhos de desenvolvimento das atividades esportivas no Ginásio José Borzino, no Estádio Carlos Guinle e nas comunidades onde atua com o Projeto de Responsabilidade Social também serão iniciadas. (Página 12)

Pichador é preso pela GM ao ser flagrado por câmeras

Petrópolis vai receber R$ 30,4 milhões, a partir de recursos do Ministério da Integração Nacional, para proteção de talude, parque fluvial (módulos urbanos e recomposição vegetal), reflorestamento e dragagem dos rios Cuiabá, Santo Antônio e Carvão que serão realizadas pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea). A autorização foi assinada ontem vice-governador e coordenador de Infraestrutura do Estado Luiz Fernando Pezão, em Nova Friburgo. (Página 3)

Após denúncias e reclamações, Locanty começa a recolher lixo Fotos: Vagner Batista

Após denúncia publicada na edição de ontem do Diário de Petrópolis, em função de um grande número de reclamações de moradores de diversos bairros da cidade, a Locanty, empresa responsável pela coleta de lixo no município, começou a regularizar o serviço que, em algumas localidades, já se acumulava desde o Natal. A equipe de reportagem voltou aos mesmos locais onde as caçambas estavam abarrotadas e pôde constatar que a empresa recolheu uma boa parte do lixo, mas o problema ainda não foi totalmente resolvido. (Página 5)

CPTrans consegue reverter liminar e proíbe novamente estacionamento nas ruas Teresa e Chile

(Página 5)

Nesta caçamba da Ponte de Ferro ainda restou lixo, pois o caminhão não comportou a quantidade

(Página 5)

Marcelo Ambrósio assume o comando da 105ª Delegacia A 105ª Delegacia de Polícia tem novo comando. O delegado Marcelo Ambrósio assumiu na manhã de ontem o cargo antes ocupado por Marcello Braga Maia. O novo titular atuava como adjunto na Divisão Anti-Sequestro (DAS). Maia assume a Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV). (Página 5)

Comdep limpa encosta na comunidade do Neylor O delegado Marcelo Ambrósio assume a 105ª Delegacia em substituição a Marcello Braga Maia

pçç

(Página 7)


2

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

O mundo como ele é

Vendados por uma estupidez sem tamanho n Edival Lourenço

O

Homo sapiens, essa cereja do bolo do processo evolutivo, apesar de todo orgulho e jactância, não passa de um produto da Natureza, assim como a ameba, o mofo, a formiga, o ipê-roxo, o puma dos prados e tudo o mais quanto é ser vivente que há. Como criatura da Natureza, somos oportunistas. Oportunista aqui no sentido de que só pudemos existir quando a Natureza criou as condições bastantes e necessárias para tal. E vamos deixar de existir quando a fila andar e a Natureza retirar as condições que nos permitem viver e alastrar o nosso processo cultural e civilizatório. Muito antes de nós, os insetos e répteis habitavam este planeta conflagrado pelas intempéries. Havia rompimentos e colisões de placas tectônicas descomunais, com erupções vulcânicas repercutindo por todo o planeta, com alteridades climáticas impossíveis de ser toleradas pelos mamíferos. Havia trombadas de corpos celestes pelo universo afora, com estilhaços resvalando na Terra em toda parte. Inclusive a Lua seria um pedaço da terra que se soltou numa dessas colisões e acabou por acomodar-se num ponto de equilíbrio gravitacional sob influência de nosso planeta. Só para se ter uma ideia, a monumental fragmentação e colisão de placas, cerca de 23 milhões de anos atrás, fez levantar na planície amazônica de então a cordilheira dos Andes. Os rios daquela bacia enorme faziam a captação hidrológica de toda a região e desaguavam no pacífico. Com a muralha geológica que se levantou nesse período, formou-se um enorme lago aos pés dos Andes. Com a água se acumulando incansavelmente e a sucessão de outros movimentos da crosta, os rios acabaram por se arrepender, deram marcha à ré e formaram a bacia amazônica do jeito que a conhecemos, colhendo as águas desde a vertente dos Andes até cair no Atlântico. Os Alpes na Europa e o Himalaia na Ásia são outros exemplos de cadeias montanhosas formadas a partir de colisão de placas tectônicas. Agora imaginemos a devastação que esses fenômenos causavam ao redor do planeta. Diante daquele cenário, o terremoto de Lisboa de 1755, o Tsunami da Indonésia de 2004, e os recentes terremotos do Haiti e do Japão não passariam de espetáculos inocentes para divertir a turminha do jardim de infância. Nessa época, e mesmo muito antes, várias espécies já ocupavam o planeta. As formigas e as baratas, por exemplo. As formigas estão por aí há mais de 100 milhões de anos, descendentes de vespas muito mais antigas, que remontam ao período jurássico. O Homo sapiens moderno, descendente do arcaico, teve seu início há cerca de 200 mil anos. Ou seja, em termos evolutivos acabamos de acontecer. Mas, de 200 mil anos atrás, até há 10 mil, o ser humano sobreviveu como coletor em estilo de vida nômade, correndo das intempéries naturais. Quando as intempéries amenizaram (a Terra reduziu as atividades sísmicas, o clima estabilizou-se consideravelmente, o regime de secas, chuvas, frio, calor resultante das estações do ano ganhou uma rotina mais ou menos previsível), as manadas de humanos nômades começaram a se estabelecer em ajuntamentos e então foi dado início à agricultura e à domesticação de animais. As cidades nasceram, sendo Jericó a primeira murada, no vale do Rio Jordão, Palestina (3.500 a. C. — seria a precursora dos condomínios fechados que são vendidos como a última novidade em moradia?). Desde então inventamos a roda, a religião, a escrita, a literatura, a filosofia, o livro, o antibiótico, a rede mundial de computadores. Descobrimos a cura de várias doenças e o assassinato em massa, a produção e acumulação de riquezas e o exaurimento dos recursos naturais. Estudiosos defendem que a organização social, com a consequente evolução civilizatória, só foi possível graças a uma janela de amenidade climática que se abriu sobre nós nos últimos 10 mil anos. Caso contrário, seríamos ainda grupos coletores correndo abaixo e acima dos predadores e das adversidades do tempo. Dentro da era cenozoica, por intervenção humana abriu-se o período antropoceno, a partir do século XVIII, quando a atividade do Homo sapiens começou a impactar firmemente o clima na Terra e o funcionamento de seus ecossistemas. Naturalmente, não temos noção de quando essa janela de amenidade climática vai se fechar. No entanto, com a nossa intervenção, essa oportunidade evolutiva que a natureza nos deu já vai se fechando rapidamente. Quer pela dizimação dos ecossistemas, quer pelo exaurimento dos recursos naturais, quer pelo excesso de poluição atirada ao espaço que vai retirando de nossa cobertura a camada de ozônio. Apesar de que somos diferenciados das demais espécies pela nossa capacidade intelectual, parece que, quando se trata de preservação da Natureza, somos vendados por uma estupidez sem tamanho. Quando saem as metas de preservação das convenções de sustentabilidade, como a Rio 92 e a Cop 10, os países são unânimes em alegar que para cumpri-las será preciso primeiro acumular mais riquezas. Ou seja, antes de começar a preservar, será preciso estragar um pouco mais. Nesse jogo de empurra, acabaremos por colocar nosso meio ambiente numa condição de descarrilamento, de singularidade total, quando não será mais possível recobrar uma posição minimamente segura. Que iremos um dia morrer como espécie, não tenha dúvidas. Só não precisava era apressar as coisas tanto assim. n

Escritor, autor de Naqueles Morros, Depois da Chuva, Editora Hedra.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

n Delfim Netto

O

observador desprevenido do caótico panorama mundial e das incertezas que este introduziu no que ele supunha ser a “ciência econômica” tem a tendência de fazer desta tábula rasa e procurar a salvação no pragmatismo irresponsável. A crise que estamos vivendo não é uma daquelas ínsitas no particular sistema de economia de mercado, cujo codinome de guerra é “capitalismo”. Foi produzida por uma avalanche do pensamento único, cujo codinome de guerra é “neoliberalismo”, apoiado por Estados corrompidos pelo sistema financeiro internacional.

Quebrou-se, assim, o importante equilíbrio entre a urna e o mercado, que conduz, não linearmente, ao aperfeiçoamento civilizatório da “economia de mercado” -processo este que se renova e se civiliza um pouco mais a cada crise. A economia tem a seu favor o fato de que muitas das suas “escolas” nunca aceitaram a hipótese dos mercados “perfeitos e capazes de se autorregularem”, hipótese esta que produziu a tragédia em que vivemos. E mais. Um punhado de economistas antecipou e chamou a atenção para o que se armava em nome das “inovações financeiras” que iriam “facilitar o desenvolvimento e diminuir os custos de transação”. É hora, portanto, de reafirmar que existem mesmo princípios econômicos e realidades insuperáveis. Por

exemplo, que há uma troca permanente e incontornável entre o consumo maior e o investimento menor no presente em contraposição a um consumo menor e a um emprego menor no futuro. Ou que é uma grande tolice tentar violar as identidades da contabilidade nacional. É preciso reconhecer que não há um modelo de equilíbrio geral do qual se possam extrair recomendações normativas que permitam classificar, “a priori”, como prejudicial ao desenvolvimento econômico qualquer política governamental. É evidente, por outro lado, que não há nenhuma razão para supor que o Estado tenha sempre -e necessariamente- um conhecimento superior da realidade e, logo, que seja dotado da “onisciência” que recomenda sua “oni-

potência” e “onipresença” na economia. Porém, quando se trata de política de desenvolvimento industrial, o Estado pode “contabilizar” melhor os efeitos diretos e indiretos de suas compras. Ele pode “ver” (porque teoricamente pode agregálos) os resultados sociais de uma produção industrial que o setor privado não pode internalizar em seus preços, mas a sociedade recebe como aumento de renda. Não há nada de errado, “em princípio” e “a priori”, contra o benefício ao produtor, desde que seja compensado -no custo das empresas compradorascom créditos do Tesouro gerados pela alta da receita criada pelo valor adicionado da produção interna. n Ex-Ministro da Fazenda

A força da inovação

P

n Murillo de Aragão

ouco antes do ataque japonês a Pearl Harbor, em 1941, a Du Pont se perguntava o que fazer com os produtos que havia desenvolvido para o esforço de guerra que se aproximava. A empresa estava empenhada em produzir matéria-prima para roupas e paraquedas, entre outros usos. No final das contas, o nylon e a lycra resultaram em enormes lucros para a multinacional no pós-guerra, pois serviram para produzir inúmeros bens de consumo. A Du Pont é uma entre as centenas de empresas norte-americanas que demonstram essa imensa capacidade de criar inovação. Nos dias de hoje, talvez o exemplo mais evidente dessa capacidade seja a Apple, assim como, a Microsoft, a IBM e a Xerox. A Apple não deixa de apregoar que seus produtos, mesmo sendo feitos na China, seguem um design elaborado na Califórnia. Muitas das inovações norte-americanas terminam com o carimbo “made

in China” por conta dos custos, mas são produtos inventados nos Estados Unidos. Das firmas consideradas mais inovadoras do planeta, 40% são norteamericanas, seguidas por japonesas, francesas e alemãs, com números relativamente modestos. Enquanto o mundo apregoa a decadência dos Estados Unidos, milhares de empreendimentos desse país ainda produzem inovação. E vai continuar assim por muitos anos. Em 2010, estimava-se que existiam mais de 7 milhões de patentes em vigor no mundo. Quase 30% delas haviam sido solicitadas por empresas norte-americanas, seguidas por japonesas. Hoje, apenas a China ameaça essa supremacia. Mesmo assim, calcula-se que, caso nada mude, somente em 2022 os chineses chegarão a assumir tal liderança. No xadrez mundial, os países têm que oferecer algo que seja consumido pelos demais. Sejam produtos industrializados, serviços ou commodities. O Brasil se destaca no

campo das commodities e até mesmo na exportação de alguns manufaturados. Continuaremos a produzir petróleo e seremos um dos principais exportadores do produto em um planeta que continuará a consumir combustíveis fósseis. No entanto, não podemos prosseguir dependendo das commodities, que, mais dia menos dia, poderão se transformar em bens obsoletos. Uma boa notícia é que em 2011 foram solicitadas mais patentes no Brasil do que no ano anterior. Até o dia 20 de dezembro de 2011, havia 30.617 pedidos, contra 28.052 em 2010. O mesmo sucedeu com o registro de marcas, que ultrapassou a marca de 140 mil solicitações. Apesar de nossos números estarem melhorando significativamente, ainda precisamos ser mais criativos para podermos oferecer mais inovações a outros países. Algumas iniciativas do passado, como a criação da Petrobras, da Embrapa, da Embraer, do CPQD, entre outras empresas no campo público e privado, nos

trouxeram inovação e criatividade. A fórmula deve ser aprofundada, assim como deve ser estimulada uma maior integração entre as empresas, as universidades e os centros de pesquisa. O CNPq tem ampliando o número de bolsistas no Brasil e no exterior, e o programa Ciência sem Fronteiras, lançado no ano passado pela presidente Dilma Rousseff, é um incentivo para que os jovens brasileiros estudem mais e internalizem novas tecnologias. Atualmente, apenas um brasileiro estuda tecnologia na Ucrânia. Já a China tem mais de 40 mil estudantes de pós-graduação naquele país. O novo programa pretende colocar 100 mil brasileiros estudando no exterior até 2014. Trata-se de uma ação excepcional. O Brasil deve usar as oportunidades dos bons momentos para investir na produção de inovação e no estímulo à criatividade. É o caminho para a construção de um país verdadeiramente desenvolvido. n Cientista político

Juventude em direção perigosa! n Raul Christiano

É

impressão minha ou nos últimos tempos a ocorrência de acidentes de carros, com jovens alcoolizados ao volante, vem aumentando? Como pai de adolescentes-jovens normais e habituados a freqüentar baladas, regularmente regadas a bebidas, confesso a minha preocupação com o perigo rondando e já atingindo colegas e amigos próximos deles. Apesar de todos os meus alertas e recomendações, sobre os efeitos do álcool e os perigos de assumir a direção nessas ocasiões, sou atendido em parte, porque se não vou buscá-los no fim do divertimento ou eles deixam de lado a opção por um taxi na volta, muitos dos seus convivas oferecem carona e a chance de acidentes com os meus vem por atalho. Só sei que por decreto, puro e simples, fracassarei, fracassaremos. Os jovens são as maiores vítimas da violência no trân-

sito do país. Segundo dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) a cada ano tem aumentado o número de mortos e feridos devido a acidentes de trânsito entre pessoas de 18 e 29 anos nas estradas e rodovias. Em dados percentuais, as vítimas fatais do trânsito crescem vertiginosamente nos últimos anos, inclusive ocupam espaços maiores na mídia, porque há um sentimento de alerta geral para coibir isso. Especialistas acreditam que a mistura de álcool com direção é o maior vilão dessa triste estatística e que o jovem precisa ter mais consciência nas viagens. Entre 65% e 70% dos acidentes de trânsito houve ingestão de álcool. Se você somar isso ao excesso de confiança do jovem e de velocidade, o resultado pode ser um acidente. O governador Geraldo Alckmin está anunciando uma importante campanha educativa para colher os frutos da redução do consu-

Diretor-Presidente e Jornalista responsável: Paulo Antônio Carneiro Dias Editora: Jaqueline Gomes

D

mo de bebida alcoólica por adolescentes. Assim como fez com o cigarro, o governo paulista quer fechar o cerco contra o consumo de álcool, desta feita controlando a comercialização desbragada de bebidas a quem não tem idade para beber. Resolvi iniciar esta discussão porque estou convencido de que há muitos pais vivendo esse problema. Não deixei para depois da campanha educativa do governo, porque precisamos antecipar em casa a preparação dos nossos filhos para a validade dos recados que estão por vir. Morte prematura, não! Sou pela vida e defendo políticas públicas que protejam a sociedade em todas as suas faixas etárias. Estou consciente de que preciso fazer a minha parte, porque o Estado não é o meu pai! E essa consciência me atormenta pela aproximação dos fatos relatados e denunciados frequentemente por todas as mídias.

iário de Petrópolis 57 anos

Uma publicação da PJ Editora e Gráfica e Jornalística Ltda

Preço do Exemplar 3ª a sábado R$ 1,20 Domingo R$ 1,80 Atrasado R$ 2,50

Assinatura Trimestral Petrópolis R$ 80,00 Rio e outros R$ 160,00

Assinatura Mensal Petrópolis R$ 28,00 Rio e outros R$ 56,00

Assinatura Semestral Petrópolis R$ 152,00 Rio e outros R$ 304,00

Minha apreensão se precipita por causa de um acontecimento recente. Acabo de saber, informado por minha filha, que três amigos seus envolveram-se em acidente grave no último final de semana. E eles não foram os primeiros e muito menos serão os últimos. Há tempo de mudar esse destino, conversando a respeito, além das palavras que substanciam as leis. Os perigos da direção estão em todos os lugares e não vou andar na contramão deles, quando posso alcançar modos preventivos educando! n Jornalista, escritor, poeta e professor universitário. Foi Secretário Particular e Assessor Especial do Ministro da Educação (Paulo Renato Souza). Dirigiu o Programa Bolsa Escola Federal (Governo FHC), Superintendência de Comunicação da CDHU (Governo Geraldo Alckmin) e Superintendência de Comunicação da SABESP (Governo José Serra). Coordenador de Comunicação da Secretaria dos Transportes Metropolitanos. E-mail: raulchristiano@uol.com.br Site: www.diariodepetropolis.com.br

E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Diretoria 2246-3807 Assinatura 2246-3807 Publicidade 2237-7849 Classificado 2246-3807 Redação 2235-7165

Rua Joaquim Moreira 106 Centro - Petrópolis - RJ Cep 25.600-000 CNPJ 02.424.864/0001-66

ABRAJORI - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS JORNAIS DO INTERIOR

As opiniões emitidas em artigos assinados não representam, necessariamente, o pensamento do jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores. Da mesma forma, as informações e opiniões nas colunas são de responsabilidade de seus titulares.


57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

3

cidade

Ascom PMP

Paulo Mustrangi acompanhou o trabalho na manhã de ontem

Prefeitura inicia ação de dragagem em Cascatinha O prefeito Paulo Mustrangi e o secretário de Obras Stênio Nery acompanharam a ação de dragagem do rio Itamarati, na altura do Centro Integrado de Educação Pública (Ciep), no Cascatinha, na manhã de ontem. A operação se deve à elevação do nível pluviométrico do rio, tendo em vista que no início de 2011, próximo ao período de Carnaval, transbordou e afetou algumas residências. Para Mustrangi a limpeza do rio é fundamental para dar tranquilidade aos moradores. - Este trecho apresenta um volume considerável de água, principalmente durante as chuvas. A dragagem é importante porque retira todo o material que obstrui ou atrapalha o fluxo das águas. Estamos realizando a dragagem em diversos pontos da cidade - comentou. Neste primeiro momento a prefeitura realiza o desassoreamento do trecho e reúne o material que deverá ser retirado pelos caminhões da Secretaria de Obras. Concluindo este procedimento o maquinário será encaminhado aos bairros Duarte

da Silveira, Castrioto e Quitandinha, seguindo o cronograma estabelecido pelo órgão municipal. Há cerca de 20 anos morando no local, a professora Ligia Tavarez analisa de forma positiva a dragagem. - Em janeiro de 2011, a chuva fez o rio transbordar. Estamos satisfeitos com o início deste trabalho de prevenção. Assim, podemos ficar mais tranquilos nas próximas chuvas - disse. Assim como o morador Marco Antônio, que resumiu: “Excelente iniciativa”. As intervenções são executadas onde se verifica maior estrangulamento no leito e no curso das águas. Por meio de uma ação em parceria com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), desde setembro a prefeitura acompanha e fiscaliza a dragagem e desassoreamento em algumas regiões da cidade. Recentemente, a dragagem foi feita no entorno do Palácio de Cristal, Praça da Liberdade, Corrêas e Araras. Vale lembrar que a prefeitura continua os serviços no rio Palatinato, que corta a Rua da Imperatriz, em Itaipava e no Vale do Cuiabá. Arquivo

Até ontem, DC afirmou que 42 casas estavam interditadas

Número de desalojados na cidade diminui para 56 A Coordenadoria de Defesa Civil da Prefeitura de Petrópolis informa que desde o dia 1º até o fim da tarde de ontem foram registradas 547 ocorrências (sendo 390 emergenciais e 157 preventivas), sem registro de vítimas. Até ontem, 42 residências estavam interditadas. Segundo a Defesa Civil, o número de pessoas desalojadas diminuiu para 56. Até o momento, 16 famílias estão desabrigadas, sendo duas da Posse; cinco do Retiro; duas de Araras; uma do Duques; cinco da Floresta; e uma do Samambaia. Todas estão sendo assistidas pela prefeitura. Segundo o balanço da Defesa Civil, foram registrados os seguintes tipos de ocorrências pelos distritos: alagamentos (2); ameaças diversas (25); danos a muros (19); danos e afundamentos das vias (11); deslizamentos (317); desmoronamentos (8); deslocamento de blocos (10); infiltrações (15); queda de

árvores (7); rachaduras em edificações (39); risco de deslizamento (26); risco de queda de muro (14); risco de queda de árvore (45); e colapso de estrutura (3). Em ordem, os bairros mais afetados com as chuvas foram Cascatinha (66), Araras (50), Floresta (37), Posse (36), Itaipava (33) e Carangola (32). A Defesa Civil de Petrópolis informa que permanece em estado de atenção, em função do aviso enviado pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), com previsão de pancadas rápidas de chuva à tarde/noite. Todos os órgãos que fazem parte do comitê estão mobilizados para qualquer tipo de emergência. A Defesa Civil funciona em regime de plantão 24 horas com equipes para atender a todos os chamados da população. As solicitações podem ser feitas pelo telefone 199.

Início de obras de R$ 30 mi para Petrópolis é autorizado A autorização para o início de novas obras, como construção de barragens, canalização, implantação de parques fluviais e dragagem na Região Serrana, no valor de R$ 256 milhões, foi assinada ontem durante a visita do vice-governador e coordenador de Infraestrutura do Estado Luiz Fernando Pezão a Nova Friburgo. Para Petrópolis, o investimento é de R$ 30,4 milhões, a partir de recursos do Ministério da Integração Nacional, para proteção de talude, parque fluvial (módulos urbanos e recomposição vegetal), reflorestamento e dragagem dos rios Cuiabá, Santo Antônio e Carvão, que serão realizadas pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea). As próximas ações de médio prazo incluem projeto de controle de inundação e recuperação ambiental, ampliação do Sistema de Alerta de Cheias e o plano de contingência piloto.

Já as ações de médio e longo prazos compreendem obras de controle de inundação e recuperação ambiental, sistema de prevenção e gerenciamento de desastres para o Estado, aquisição de dois radares meteorológicos banda S e modelagem do plano de contingência. As medidas fazem parte de um pacote de ações, que logo após as chuvas tiveram verbas liberadas em caráter emergencial para a primeira etapa, como dragagem dos rios, vistorias e dimensionamento de danos, e agora passarão por licitação. Ao todo, no município, foram retirados 41,625 mil metros cúbicos de sedimentos dos rios Cuiabá, Santo Antônio e Carvão. Segundo o Inea, a etapa atual compreende a aprovação e licenciamento de projetos básicos e empenho de recursos necessários para a recuperação dos principais rios.

Alan Alonso

Entre as ações está a dragagem do rio Santo Antônio

Moradores cobram regularidade na coleta de lixo nos bairros “O serviço prestado nunca foi tão ruim”, afirma a proprietária de um bar no bairro Bela Vista, de 56 anos. “Nós pagamos por um serviço e ele não está sendo feito do modo que precisamos”, reclama o aposentado Carlos Alberto Kreischer, de 63 anos, morador do bairro Capela. O alvo das reclamações é a empresa Locanty, responsável pela coleta do lixo no munícipio. As denúncias sobre a deficiência do serviço já foram feitas por moradores de vários bairros e distritos da cidade, como Cascatinha, Quissamã, Bairro Esperança, Caxambu, 24 de Maio, Castelânea, Floresta, Bingen, entre outros. Em matéria publicada na edição de ontem do Diário, nossa reportagem flagrou o descaso, principalmente no bairro Bela Vista. - Ontem (anteontem) mesmo eles estiveram passando aí recolhendo, quando o lixo já estava invadindo a rua, mas as lixeiras já estão enchendo novamente. Rapidinho o problema volta a ser o mesmo. Se nem na rua principal eles estavam recolhendo, fico imaginando como está a situação na comunidade lá para cima. Fico preocupada porque tenho um bar, aqui vendo salgados e esse lixo atrai ratos, baratas, moscas - destacou a comerciante. Percorremos novamente o bairro e constatamos que todas as caçambas foram parcialmente esvaziadas, provavelmente por conta da capacidade do caminhão utilizado pela empresa, que não deve ter dado conta de recolher todo o acúmulo de lixo provocado justamente pelo descaso da empresa com este e com outros bairros. - Antes o caminhão passava todo dia, às vezes até mais de uma vez. Mas, de uns tempos para cá, isso não vem ocorrendo. Chega a ficar mais de uma semana sem vir aqui recolher o lixo. Se você olhar, as caçambas já estão pela metade. Mais dois ou três dias já vai estar tudo cheio - afirma outra moradora do bairro que, temendo represálias, não quis se identificar. O aposentado Carlos

Vagner Batista

Coletora foi parcialmente esvaziada, segundo moradores. Antes, o lixo invadia a rua, no Bela Vista

Alberto Kreischer, morador do Capela, diz que há cerca de dois meses enfrenta o problema da falta de coleta do lixo no bairro. Curiosamente, após diversas reclamações e matérias veiculadas na imprensa, o lixo também foi recolhido na última quarta-feira. - Mas não é isso o que nós queremos. Não queremos ter que ficar ligando para a empresa ou falando com a imprensa para que o problema seja resolvido. Nós queremos que o serviço de coleta seja feito de forma regular, até porque é um direito nosso, que pagamos as taxas de coleta. Não reclamamos do imposto, mas é preciso ter a contrapartida argumenta o aposentado. Uma das justificativas apresentadas pela empresa para não passar pela Rua Guilherme Kreischer, onde mora o aposentado, é a dificuldade encontrada certas vezes em manobrar o veículo em uma rua estreita, onde carros ficam estacionados nas laterais. - Eles parecem que se prendem em qualquer motivo para não ter que fazer o serviço. Antes passavam todo dia durante a noite. Depois começaram a vir de madrugada, o que motivou a reclamação de um morador por causa do barulho. Desde então, eles pararam de passar

regularmente. Hoje (ontem) a situação está boa, mas em dois, três dias os tambores lotam e o problema volta a ser o mesmo. Além do mau cheiro, muitos ratos, baratas e moscas são atraídos para cá. Tem que existir um horário que seja bom para eles e para nós - declarou o aposentado. A Travessa Damasceno de Freitas, situada na Rua Teresa, também está enfrentando grande quantidade de lixo amontoado, com retalhos de roupas e restos de comida. A denúncia anônima aponta que são os próprios comerciantes da via que são os agentes da ação. Com essa situação, há ainda o aparecimento de animais, como ratos, e o perigo para os transeuntes, pois há óleo escorregadio no local. Locanty pede desculpas Em nota a Locanty esclareceu que “tivemos aumento na demanda no mês de dezembro devido as festas de fim de ano e as chuvas da primeira quinzena de janeiro também contribuíram para atrapalhar um pouco o ritmo dos trabalhos. As atividades, no entanto, já estão sendo normalizadas devido ao remanejamento de equipes e operações diferenciadas e devem ser regulariza-

das nessa semana ainda. O contrato da Locanty com o município de Petrópolis prevê exclusivamente a coleta domiciliar, não sendo responsabilidade da empresa a coleta seletiva e de entulhos. Todos os esforços estão sendo empenhados na solução do problema e na regularização do serviço o mais breve possível. A Locanty pede desculpas pelos transtornos causados à população”. A Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) informou que a coleta de lixo foi normalizada nos bairros Quissamã e Bela Vista no dia 11. E acrescentou que em todo o Bingen a situação está normalizada. Na Vila Guilhermina Kreischer, no Capela, a coleta seria realizada ainda ontem. A Comdep salienta que o volume de lixo coletado teve grande aumento devido ao período de festas, o que demanda mais viagens ao aterro. Por isso, a Companhia se reúne duas vezes ao dia com a diretoria da Locanty, empresa responsável pelo serviço, a fim de que a coleta seja normalizada o mais breve possível. Além disso, a Locanty está em processo de seleção e contratação de novos funcionários, com o objetivo de suprir esta demanda.


4

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

57 anos

Juro que vi Juro que vi o ex-vice-prefeito Henrique Manzani e o vereador Jorginho Banerj batendo um longo papo no calçadão da Rua Irmãos D´Angelo. Juro por Deus que eles não falavam sobre energia nuclear nem sobre comida japonesa. O papo era mesmo sobre política municipal.

O Repórter Edyr Raposo

edyrraposo@ig.com.br

Sem o direito de criticar, nenhum elogio é válido

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Isenção de IPTU O prefeito Paulo Mustrangi assinou as leis 6.929 e 6.930 que irão beneficiar os idosos com a isenção de IPTU e os profissionais autônomos com a retificação do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN).

Carnaval

Coleta de lixo

A Prefeitura, por meio da Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis, convida as instituições da sociedade civil sem fins lucrativos (escolas de samba, blocos carnavalescos, blocos de enredo, clubes, associações de moradores e congêneres), interessadas em participar dos desfiles carnavalescos a apresentarem documentação para se candidatarem ao recebimento de verba através de convênio de subvenção social.

O presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Igor vai cobrar do prefeito Paulo Mustrangi providências para pôr fim ao problema da deficiência no sistema de coleta de lixo, que é alvo de reclamações de moradores de diferentes bairros e distritos da cidade desde o fim do mês passado. Além de pedir providências ao chefe do Executivo, Paulo Igor vai convocar o presidente da Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep), Anderson Juliano, para discutir com vereadores a qualidade dos serviços que vêm sendo prestados pela empresa Locanty.

Trabalho na Comunidade

Ação social

A quinta edição do programa Trabalho na Comunidade chega ao Duques. Entre 9 e 15h, as tendas da Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac) estarão próximas à associação dos moradores do bairro. Quatro barracas oferecerão aos moradores da localidade e redondezas cadastro no balcão de empregos e em cursos profissionalizantes, emissão de carteiras de trabalho, divulgação do Crédito Cidadão e oficinas de artesanato.

Um grupo de Valença (RJ) decidiu prestigiar o município de Petrópolis realizando sua conferência anual na cidade e aproveitaram para realizar uma ação social na comunidade 1º de Maio, em Madame Machado. No local, foram distribuídas 150 cestas básicas aos moradores. A iniciativa contou com o apoio da Prefeitura de Petrópolis, por meio da Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac).

Mudança Os petropolitanos que utilizam o ponto de ônibus localizado no Bosque do Imperador poderão, em breve, ganhar mais conforto. A Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) apresentará o projeto ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) para a mudança do ponto, da calçada em que se encontra, para a praça, em frente. Com a mudança, o tráfego em todo o entorno do Bosque terá sentido inverso. O objetivo é ampliar o espaço ocupado pelo ponto, já que a calçada onde está atualmente não é suficiente para atender ao número de pessoas que utilizam o local.

Cartão Imperial As famílias beneficiadas com o Cartão Imperial já podem comemorar o acréscimo de R$ 15 no valor repassado a partir deste mês. Agora, em vez de R$ 55, o benefício será de R$ 70. Com o aumento, a economia do município passará a contar com um reforço de R$ 446.600 mensalmente, já que os recursos serão utilizados para a compra de produtos perecíveis em 205 pontos conveniados em Petrópolis.

Papelaria Henrique Manzani já está em campanha. Quer voltar para a Câmara Municipal. Manzani é um político da mais alta qualidade

Trânsito A Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) voltará, nos próximos dias, a um assunto que tem afetado a rotina de quem transita pela Rua Teresa e adjacências: a autorização de estacionamento nas ruas Chile e Teresa, que trouxe de volta as retenções ao local. O estacionamento do lado direito destas vias teve sua proibição reforçada pela companhia no dia 5 de dezembro, quando as ruas foram sinalizadas a partir da altura do Hipershopping à Rua Chile. No entanto, uma liminar judicial determinou a permissão do estacionamento ao longo do lado direito da via, o que voltou a sobrecarregar o trânsito no local, especialmente em horários de pico.

Pão francês - R$ 5,99kg (somente no balcão) Entrega em domicílios

Rua Epitácio Pessoa, 100 (atrás dos Correios) Centro - Petrópolis - RJ Tel. 2231-2160

Direitos Autorais Registro de Músicas Livros Eventos Culturais Agente: Domingos Capistrano Operando no Mercado a 32 anos

Tels.: (24) 2237-3210 (24) 9832-0327 Petrópolis - RJ (22) 9907-4947 Cabo Frio - RJ

O período de volta às aulas promete movimentar Petrópolis. O comércio já se prepara para atender a demanda por materiais escolares de todos os tipos. De acordo com o SICOMÉRCIO – Sindicato do Comércio Varejista de Petrópolis, as papelarias da cidade se preparam desde outubro para este período abastecendo os estoques, diversificando as formas de pagamento e estabelecendo horários especiais de funcionamento.

Indenização O Instituto Estadual de Ambiente (Inea) realizou o pagamento das primeiras indenizações às vítimas das enchentes de 12 de janeiro, na sede da Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac). As duas famílias que receberam o cheque optaram pelo pagamento da compensação, ao invés da compra assistida ou unidade habitacional. A avaliação é feita de acordo com as características do imóvel.


sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

5

cidade

Justiça proíbe estacionamento na Rua Teresa Uma decisão do Tribunal de Justiça nesta quinta-feira (12) reverteu a liminar que determinava a permissão do estacionamento ao longo do lado direito das ruas Teresa e Chile, no Alto da Serra. Com isso, a Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) voltará a proibir o estacionamento nestes locais a partir desta sexta-feira (13). De acordo com a decisão, o motivo da liminar tinha por base o possível prejuízo do comércio da região no período que antecedia as festas de fim de ano, quando o volume de compras tem aumento exponencial. No en-

tanto, segundo o Tribunal, a Companhia fica autorizada à remoção das vagas, já que se passaram as comemorações. A proibição do estacionamento no local faz parte de uma série de medidas implementadas pela CPTrans em diversos pontos da cidade, com o objetivo de melhorar o fluxo de veículos. A Rua Teresa, importante polo de compras e via de acesso ao Alto da Serra e bairros adjacentes, teve ainda o fechamento do retorno na altura do Hipershopping ABC. A medida, aplicada em caráter experimental no dia 5 de dezembro, diminuiu as retenções no local, especialVagner Batista

Motos foram colocadas na viatura e levadas para o depósito

PM recolhe oito motos na Rua Barão do Amazonas Policiais do 26º BPM apreenderam na tarde de ontem oito motos na Rua Barão do Amazonas com cerca de dez infrações cometidas. As irregularidades mais comuns foram documentação atrasada, falta de emplacamento e a falta da Carteira Nacional de Habilitação. A operação também agiu na Ponte Branca. Os veículos retidos pelo batalhão serão encaminhados para o depósito do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-RJ), no município de Duque de Caxias. Para reaver suas motos, os proprietários

terão que custear o reboque e as diárias no pátio do Detran e pagar suas respectivas multas e possíveis IPVAs atrasados. - Esse tipo de apreensão acontece constantemente na cidade. Durante a semana apreendemos em média 60 motos. A ação é benéfica. – disse o comandante da operação, subtenente Moreira. O subtenente destacou que nesta semana teve mais retenções de veículos no município, pois o Detran disponibilizou o serviço de monitoramento de veículos da empresa Stop e Log.

Bairro Duques recebe o Trabalho na Comunidade Foi realizada ontem (12/01), no bairro Duques, a quinta edição do projeto Trabalho na Comunidade. Os moradores tiveram acesso ao balcão de empregos, inscrição em cursos profissionalizantes, divulgação do Crédito Cidadão, e puderam, ainda, tirar a Carteira de Trabalho, participar de oficinas de artesanato e se cadastrar no benefício “Tarifa Baixa Renda” (TBR), da Ampla. O evento teve início às 9h e os moradores compareceram em peso ao projeto. O diretor do Departamento de Trabalho, Cláudio Pomin, afirmou que se surpreendeu com a animação da comunidade. - Nesta edição, o Trabalho na Comunidade está acontecendo no coração da comunidade e a Associação de Moradores nos ajudou muito na divulgação. Houve uma grande interação e receptividade da comunidade - avaliou. Com a parceria da Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac) e o Senac, foi oferecida também a inscrição no curso profissionalizante de maquiador, que será realizado a partir do dia 9 de fevereiro e é gratuito. A procura dos moradores foi grande, e quem desejar se inscrever deve comparecer à sede da secretaria,

na Avenida Ipiranga, 544 – Centro. Já na oficina de artesanato, os moradores aprenderam como reutilizar jornais e garrafas PET e transformálos em objetos de decoração e até lembrancinhas para festas. A moradora Manoela Pereira ficou satisfeita. - Acho muito legal, é fácil e fica bonito! Vou decorar minha casa e ensinar para minhas amigas também - disse. Moradores que comprovaram a renda per capita abaixo de meio salário mínimo ou o cadastro em programas do governo e que consomem até 220kw por mês foram contemplados com desconto no Projeto Tarifa Baixa Renda, da Ampla. A comunidade teve uma semana agitada com grande atividade no cadastramento dos moradores no Cartão Imperial e no Bolsa Família. Segundo a presidente da Associação de Moradores, Ivanete Pereira da Paixão, a iniciativa foi ótima: - Divulgamos bastante, e por isso a participação foi grande. Este governo está dando atenção ao bairro, que antes era esquecido comemorou. A próxima edição do Trabalho na Comunidade será no bairro Amazonas, na próxima quinta-feira (19).

mente em horários de pico. - O estacionamento do lado direito destas ruas era irregular, já que não havia vagas. Com a proibição, o trânsito apresentou melhora significativa - analisou o presidente da CPTrans, Roberto Naval. Já nesta sexta-feira, a Companhia voltará a instalar a sinalização que proíbe o estacionamento em toda a extensão do lado direito das ruas Teresa e Chile no sentido bairro. A CPTrans apresentou agravo da liminar com o objetivo de garantir mais espaço para a circulação de veículos na via e melhorar o trânsito em toda a região.

Arquivo

O presidente da CPTrans, Roberto Naval, afirma que a proibição deixa o trânsito mais tranquilo

Guarda Municipal prende pichador que agia em pleno Centro Histórico As câmeras de monitoramento espalhadas pelo Centro Histórico ajudaram a Guarda Municipal a prender em flagrante, na manhã de ontem, um homem que estava pichando prédios públicos na cidade. Outro acusado também estaria presente no momento do crime, mas conseguiu fugir com a chegada dos agentes. O caso foi registrado na 105ª Delegacia (Retiro). Desde 2008 a Guarda vem realizando prisões em flagrante com o auxílio dos equipamentos de segurança. Naquele ano foram quatro prisões; em 2009 três; 2010 uma; 2011 mais uma; e esta recente, em 2012. Nesta, o comandante da Guarda, Eliel Silveira, explicou que os dois homens vinham pichando muros e prédios no Centro quando os

Divulgação

As câmeras de segurança da Prefeitura flagraram os pichadores

agentes observaram a ação deles no Terminal de Transbordo do Centro. A equipe que estava de plantão na rodoviária

teria ido ao local e encontrado um dos suspeitos, que foi preso. Ele responderá pelo crime previsto no artigo 165 da lei nº

9605/98 – “Pichar edificação ou monumento urbano”. O comandante ainda lembrou que as câmeras de monitoramento vêm contribuindo para os agentes da Guarda fiscalizarem o Centro Histórico da cidade. Desde que foram instaladas elas já ajudaram na prisão de arrombadores de loja, em encontrar uma motocicleta furtada, em acidentes e até no monitoramento do trânsito. - Conseguimos ver, por exemplo, quando um caminhão para pra descarregar mercadorias em lugar irregular e enviamos uma viatura para o local. Além disso, elas também nos ajuda a coibir a pirataria, pois conseguimos monitorar onde os criminosos estão vendendo os produtos – explicou.

Marcelo Ambrósio assume comando da 105ª DP Com 48 anos de idade e mais da metade deles dedicado à Polícia Civil, o delegado Marcelo Ambrósio assumiu na manhã de ontem o comando da 105ª DP (Retiro). Antes de chegar à cidade, ele atuava como adjunto na Divisão Anti-Sequestro (DAS). Durante a posse, prestigiada por inspetores e pelo secretário municipal de Segurança, Hélio Moura, o novo titular afirmou que ainda precisará de algum tempo para se inteirar sobre as características da criminalidade no munícipio, mas adiantou que serão feitas poucas mudanças na equipe e elogiou a organização da distrital. - Eu tenho uma equipe com um perfil um pouco mais operacional, mas posso dizer que, por conta das ótimas referências que recebi sobre os policiais que temos aqui, não serão necessárias grandes mudanças - garantiu o novo delegado. Ele será responsável por concluir alguns inquéritos de destaque iniciados ainda no ano passado, como o do desaparecimento da estudante Stefanini Freitas, de 18 anos, e do homicídio do também estudante Carlos Eduardo

Vagner Batista

Marcelo Ambrósio assumiu a 105ª DP no lugar de Marcelo Maia

Lira dos Santos Rampini, da mesma idade, no início do mês passado. - Já tomei ciência de algumas coisas, está tudo sendo passado, mas ainda preciso ler os inquéritos para dar continuidade a essas investigações - afirmou Ambrósio. De acordo com o novo titular, ele já se inteirou minimamente sobre alguns aspectos da criminalidade da cidade, destacando o alto número de ocorrências de violência contra a mulher. Segundo ele, as ações serão principalmente no combate ao tráfico de drogas e roubos. - Na maioria dos lugares esses são os grandes proble-

mas e aqui não é diferente. Sabemos das características do tráfico aqui em Petrópolis, que é o que chamamos de tráfico “formiguinha”. A incidência de roubos é pequena, mas faremos o possível para que se reduza a zero - garantiu, lembrando que será atuante nas operações em campo, a exemplo de seu antecessor – Passei 18 anos trabalhando como detetive. Está no sangue - ressaltou, acrescentando que buscará integrar cada vez mais a Polícia Civil à Polícia Militar, além de outros órgãos de segurança. Há 11 anos atuando como delegado, principalmente em delegacias especializadas, ele

já foi titular da Polinter e de distritais como a 17ª DP São Cristóvão, 36ª DP Santa Cruz, 55ª DP Queimados e 57ª DP Nilópolis. Entre os casos de maior repercussão, ele destaca um. - Em fevereiro do ano passado, quando estava na 17ª DP São Cristóvão, minha equipe foi responsável pela maior apreensão de maconha hidropônica do Brasil, cerca de uma tonelada e meia. Estávamos monitorando um caminhão que trazia a droga do Mato Grosso e conseguimos interceptá-lo no bairro da Penha - lembrou Ambrósio. O antecessor dele, Marcello Braga Maia, deixou o cargo após pouco mais de 10 meses de gestão para assumir a cadeira de titular na Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV). A gestão dele foi marcada por grandes operações policiais e prisões, que fizeram a Polícia Civil ter maior visibilidade e destaque no munícipio. Foi durante seu tempo em Petrópolis que, pela primeira e única vez, os órgãos de segurança cumpriram as metas estipuladas pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), no primeiro semestre de 2011.

Bairro Independência terá coleta de lixo diária A partir da próxima segunda-feira (16), os moradores do bairro Independência terão a ampliação da coleta de lixo domiciliar. O serviço, que é realizado às terças e quintasfeiras e também aos sábados, passará a ser feito diariamente em todo o bairro, a partir das 19h. A medida da Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) visa a atender a uma reivindicação dos próprios moradores.

A coleta diária será feita na região a partir do Parque Cremerie, além das localidades de Serrinha, Taquara e no bairro Mauá. - Houve grande aumento no volume de lixo coletado nesses locais nos últimos meses, especialmente aos finais de semana, quando os detritos se acumulavam. Fizemos reunião com os líderes comunitários, agentes regionais e a Locanty, empresa responsável

pela coleta, para que o serviço fosse realizado diariamente, inclusive aos domingos - explicou o presidente da Comdep, Anderson Juliano. Para Joana D’Arc Silva, moradora do Independência há 31 anos, a maior frequência na coleta significa melhor qualidade de vida para a comunidade. - Se há algo que não podemos reclamar aqui é da coleta, que sempre foi satisfatória.

Mas é muito lixo e as pessoas não colaboram com a limpeza do bairro. Com a coleta diária, vai melhorar bastante - contou a doméstica. Durante toda a semana, funcionários da Comdep estiveram nas comunidades beneficiadas, informando os moradores e solicitando que o lixo seja depositado na coletora o mais próximo possível do horário da coleta, evitando que os detritos atraiam roedores.


57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Agenda Cultural

marciosalerno@diariodepetropolis.com.br

Especial

Touro - (21/04 a 20/05)

Os planos para o futuro deverão causar certas mudanças no seu estado emocional, ou não poderão renovar suas esperanças de uma vida melhor. E’ necessário disporse às mudanças. A organização no trabalho estará favorecida, assim como os relacionamentos.

Gêmeos - (21/05 a 20/06)

Dia em que poderá entrar em choque com pessoas amigas e conhecidos. Evite-as. Por outro lado, o sucesso profissional e amoroso será evidente, bem como as chances de elevar-se socialmente. As questões financeiras estão oscilando.

Câncer - (21/06 a 22/07)

Não é um dia totalmente favorável para tratar de assuntos relacionados com dinheiro, mas muito bom para entabular negócios e obter novos conhecimentos profissionais, para serem postos em prática brevemente.

Leão - (23/07 a 22/08)

Raciocínio rápido, excelente intuição e mente voltada somente para o bem, é o que lhe pressagia o fluxo astral de hoje. Contudo, evite excesso de velocidade ao dirigir e seja mais constante em seus projetos.

Virgem - (23/08 a 22/09)

Não assuma compromissos ou responsabilidade sem antes estudar suas reais condições. Mais energia, otimismo e determinação lhe são recomendados, principalmente se existir algo que esteja atrapalhando os seus planos profissionais.

Libra - (23/09 a 22/10)

Bom fluxo astral para novas empresas e empreendimentos, mas um tanto quanto negativo para novas amizades e para entrar com recursos na justiça. Procure, também, compreender melhor os familiares e a pessoa amada.

 Escorpião - (23/10 a 21/11) Diminuirão os problemas na vida cotidiana, nos meios de transporte e nos estudos, graças a atitudes mais firmes no que toca a esses assuntos. Estímulo positivo para a vida social, e à participação comunitária.

Sagitário - (22/11 a 21/12)

Muita atividade junto aos amigos, mas tendência a se envolver em alguns atritos com eles. Novas oportunidades na carreira profissional através de um empreendimento pessoal ou de uma promoção no trabalho.

 Capricórnio - (22/12 a 20/01) Conte consigo mesmo em tudo que realizar hoje. Os outros irão notar sua tenacidade e persistência podendo lhe tributar o dobro de crédito. No amor, haja com sinceridade. A saúde está favorecida.

Aquário - (21/01 a 19/02)

Evite se aborrecer por pequenas coisas. Dia favorecido no progresso artístico, na popularidade, na melhoria financeira e cultural. Mantenha a serenidade e se possível, procure isolar-se para reabastecer suas energias.

 Peixes - (20/02 a 20/03) Procure a felicidade no terreno espiritual e tudo será mais fácil. Os obstáculos tendem a desaparecer diante do período propício que se inicia agora. O momento é muito feliz com relação aos seus sentimentos com pessoas do sexo oposto.

Amanhã, sábado, o Finin d’Tu está convocado a integrar a oficina da Cia da Barrica de São Luís do Maranhão, que acontece no Centro de Cultura Raul de Leoni. Às 18h a Cia parte para a praça Dom Pedro com muitos folguedos e ritmos populares maranhenses e o Finin d’Tu vai atrás. Mais informações em https://www.facebook.com/ events/214280115310611/ e na página https://www. facebook.com/pages/FinindTu/287278637959928. A Companhia Barrica é um Grupo de artistas formado em 1985, na cidade de São Luís do Maranhão que revigora e evidencia a tradição dos folguedos e das festas populares do Maranhão, apresentando em ruas e praças e palcos da vida a diversidade de ritmos e danças peculiares dos festejos juninos e carnavalescos da cultura maranhense. São 28 artistas, entre ritimistas e dançarinos que

GATO DE BOTAS – Censura livre – Horários: 15h e 17h AS AVENTURAS DE AGAMENON, O REPÓRTER – Censura 14 anos – com Luana Piovani – Horários: 19h e 21h

COMPRAMOS UM ZOOLÓGICO – Censura livre – Dublado – com Matt Damon – Horários: 15h e 17h20, terça a domingo

SALA 2

Ingressos: terças e quartas ingresso promocional a R$ 6 para todos (exceto feriados). Preço de ingressos as quintas e sextas - inteira R$ 14 e meia R$ 7. Preço de ingressos aos sábados e domingos - inteira R$ 16 e meia R$ 8. Tem festa amanhã no Centro da cidade e no Centro de Cultura

irão colorir a cidade . O espetáculo é Carnaval! Apresenta-se sob essa variedade de ritmos e de danças, cantando as liçoes da natureza, num cênico-musical que alia a mímica e o grasnar dos animais, na relação entre os reinos vegetal, mineral e animal, todos na corda bamba do desequilí-

brio da vida simbolizada nas rústicas fantasias e máscaras: trágicas e alegres, de peleja e folia, de choro e riso, de sino e de guizo, tilintando e berrando neste planeta Terra. A produção local é da Companhia SeKreta e o apoio cultural, da Fundação de Cultura e Turismo.

Cinema

Holmes e Watson voltam a aprontar em nossas telas n  Márcio Salerno

Está entrando em cartaz neste final de semana, em alguns cinemas da cidade, “Sherlock Holmes: o Jogo de Sombras”, nova produção do inglês Guy Ritchie, que traz uma releitura de um personagem-chave dos livros policiais, ninguém menos que Sherlock Holmes, o maior detetive do mundo, sempre na companhia de seu fiel amigo e biógrafo, o doutor Watson, a maior criação da carreira literária de Arthur Conan Doyle. Tudo bem que o Holmes e o Watson retratados por Ritchie estão bem longe das aventuras intelectuais escritas por Doyle, inclusive no que se refere ao físico dos atores. Robert Downey, Jr. e Jude Law estão tão distantes dos personagens originalmente descritos que mal dá para acreditar que ambos, o primeiro em especial, sejam mesmo aqueles indivíduos

SALA 1

IMORTAIS – Censura 16 anos – com Mickey Rourke – Horários: 19h40, terça a domingo – Sessão extra sexta e sábado, 21h50

Robert Downey, Jr. e Jude Law são Holmes e Watson

‘clean’, que se aventuram no ‘fog’ londrino ou em charnecas assombradas do interior da Inglaterra para resolver casos que parecem impossíveis. Mas, as coisas mudaram, e todo mundo acha que personagens já estabelecidos têm de mudar também, de acordo com os gostos dos cinéfilos.

Portanto, não se espante ao ver Sherlock Holmes se comportar como se fosse um bêbado de rua, ou brigar como se fosse o incrível Hulk. É apenas um sinal dos tempos. Downey, Jr. esteve no Rio esta semana, para lançar o filme. E o roteiro traz a presença daquele que é considerado o maior inimigo de Sherlock Holmes, o professor Moriarty. Só que este Moriarty só fez uma aparição, mesmo assim apenas tendo seu nome mencionado, no que teria sido o último conto de Holmes, que inclusive teria morrido no mesmo, caso o público leitor não pressionasse Conan Doyle para que este ressuscitasse o personagem, o que foi feito em um livro de contos posterior. E o professor Moriarty... nunca mais apareceu. Mas vale a lenda, portanto... divirta-se com as peripécias de um detetive novo/velho.

ALVIM E OS ESQUILOS 3 – Censura livre – Horários: 14h30, 16h30, 18h30 e 20h30 TOP CINE HIPERSHOPPING MERCADO ESTAÇÃO Rua Paulo Barbosa, 310 / 1º piso Centro - Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br

CINE BAUHAUS R. Dr. Nelson de Sá Earp, 89 Shopping Center Bauhaus Centro

SALA 1

SALA 1

COMPRAMOS UM ZOOLÓGICO – Censura livre – com Martt Damon – Horários: 14h30

AS AVENTURAS DE AGAMENON, O REPÓRTER – Censura 14 anos – com Marcelo Adnet – Horários: 14h20, 16h, 17h40, 19h20 e 21h

IMORTAIS – Censura 14 anos – com Mickey Rourke - Horários: 16h40, 18h50 e 21h10

SALA 2

SALA 2

SHERLOCK HOLMES:O JOGO DE SOMBRAS – Censura 14 anos – com Robert Downey, Jr. – Horários: 14h, 16h30, 19h e 21h30

SHERLOCK HOLMES – o jogo de sombras – Censura 12 anos – com Robert Downey, Jr. – Horários: 14h, 16h20, 18h40 e 21h

Preços: Segunda é dia de cinema. Ingressos a R$ 3 em todas as sessões. Terça a quinta (exceto feriados): Sessões iniciadas até 15h59min Inteira: R$ 10 (meia: R$ 5). Após 16h inteira: R$ 12 (meia: R$ 6). Sexta a domingo e feriados: Sessões iniciadas até 15h59min inteira: R$ 12 (meia R$ 6) Após 16h inteira: R$ 14 (meia R$ 7). Lembrando que estamos com uma promoção de terça a domingo: todas as pessoas pagam meia entrada.

SALA 3 MISSÃO IMPOSSÍVEL: Protocolo Fantasma – Censura 12 anos – com Tom Cruise - Horários: 18h CAVALO DE GUERRA – Censura 12 anos – com Peter Mullan – Horários: 15h10 e 20h30 - duas indicações ao Globo de Ouro 2012

Filmes na TV SUPER ESCOLA DE HERÓIS – GLOBO - 15H40 – COM KURT RUSSELL O jovem Will Stronghold é filho de dois lendários super-heróis, mas parece não ter os mesmos superpoderes quando é mandado para uma escola de super-heróis e é designado para a categoria inferior de assistente. Quando seus poderes afloram, ele deixa o sucesso lhe subir a cabeça, o que pode comprometer a segurança da escola e talvez do mundo. ELE NÃO ESTÁ TÃO AFIM DE VOCÊ – SBT - 23H – COM JENNIFER ANNISTON A romântica Gigi, sempre que leva um fora dos paqueras, prefere acreditar nas desculpas do que perceber que eles não estavam afim dela. Depois de mais uma decepção, ela encontra Alex, seu melhor amigo que, com uma visão realista sobre relacionamentos afetivos, tenta mostrar para ela como a mente dos homens funciona.

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

Música Banda Tokaia é atração na Boate Tamboatá no sábado Reunindo o melhor do rock nacional e da MPB, a petropolitana Banda Tokaia, admirada também pela galera de Portugal – desde que lá se apresentou e fez sucesso nas terras portuguesas –, é a atração da Tamboatá amanhã, às 22h. Junto com a Tokaia, estarão no suporte os residentes DJs Vítor Ventura e Vinícius Magalhães, e a VJ Pupille. Considerado como um dos melhores grupos musicais de Petrópolis, a Banda Tokaia começou sua história na década de 80, mas a profissionalização só aconteceu em 96, quando iniciou a inclusão de composições próprias em suas apresentações. Reconhecida nas noites cariocas (Hard Rock Café, Café Etílico, Nuth e Bastidores), a banda vem se apresentando em várias cidades do estado do Rio de Janeiro, entre elas: Búzios, Angra dos Reis, Niterói, Teresópolis, Niterói, Itaboraí e Rio das Ostras. A bandeira da Tokaia é o pop rock.

www.coquetel.com.br

© Revistas COQUETEL 2011

Atividade física recomendada para grávidas Construiu Base do quadro a Arca

A oitava letra do alfabeto

Tribunal Regional do Trabalho (sigla)

País de origem

Sugerir Assumido como filho

Dar entrada em hospital

Policial, em inglês Paraná (sigla)

Enfermo; acamado Eduardo Suplicy, senador petista

Dispositivo de sistema elétrico

N Cachimbo (bras.) Estrondar; trovejar Sílaba de "crise"

Atua; pratica

Pronome possessivo (fem.)

Confusão extrema

Alimento colocado no anzol

Imita a "voz" do gato

Laço apertado

Habitante do jardim zoológico

Sigla do estado de Rondônia Diferença entre crédito e débito

On (?): conectado

O CD moderno com som e imagem

Selo de qualidade total Etapa da viagem 205, em romanos

Raiva cega

I

D

Passa por filtro

A

4, em algarismos romanos

Hiato de "violão"

O primeiro habitante do Brasil Primeiro casal (Bíb.)

BANCO

69

Solução 3 $ 5 ' 2 2 3 7 2 $ 5 ' 2 6 8 5 $ 2 & , 2 9 $

Agora você terá maiores chances de lucrar inesperadamente através de jogos, sorteios e da loteria. Felicidade amorosa, conjugal e familiar. Não permita que pessoas do seu relacionamento, interfiram na sua vida pessoal.

CINE ITAIPAVA Est. União & Indústria, 11.000 Itaipava

7 ( 5 1 1 7 $ ( & 3 , 7 5 2 $ 1 & $ 0 $ / , , $ / ' , $ , 1 ' 2 ( (

Áries - (21/03 a 20/04)

Uma festa carnavalesca no Raul de Leoni e no Centro

1 7 2 ( ( / $ ( 6 & 5 1 , 2 6 ' $ 9 ' ®

HORÓSCOPO

TOP CINE HIPERSHOPPING ABC Rua Teresa, 1415 / 2º piso Alto da Serra – Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br

3/cop — iso. 4/caos — line — relé.

INSTITUTO OMAR CARDOSO

+ , $ ' 5 2 $ * , 1 $ , 6 7 , & & $

6


57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

7

cidade

Comdep recolhe lixo e fará obras no Neylor Aposentados podem pedir revisão em caso de erros O INSS anunciou a inclusão de mais 168.582 mil aposentados e pensionistas em todo o País na lista de pagamento administrativo sobre a ação de revisão do teto previdenciário. São 41.582 mil pessoas a mais do que o divulgado em agosto do ano passado. Mas segundo o advogado previdencialista Eurivaldo Nevez Bezerra, interessados devem ficar atentos aos acordos oferecidos pelo institutos. Cálculos feitos por ele mostram que, em alguns casos, o valor pago chega a até 20% do que deveria ser recebido. - Os valores que o INSS está propondo, na verdade, na justiça as pessoas podem conseguir valores bem mais altos. Eles estão incluindo pessoas sem ver de onde vai sair este dinheiro. Dinheiro esse que não tem previsão nenhuma para sair – explicou o advogado. Já segundo o INSS, outros 2.788 benefícios em análise ainda podem ser incluídos no pagamento direto, sem que o segurado tenha que recorrer à Justiça. Os casos são avaliados pela Divisão de Revisão de Direitos e Coordenação Geral de Reconhecimento de Direitos da Diretoria de Benefícios do instituto. Para Bezerra, o ideal é

que os aposentados ou pensionistas procurem antes uma ajuda especializada, mas que principalmente não acreditem cegamente no que é informado pelo INSS. - Não é porque o INSS diz que a pessoa não tem algum direito que ela realmente não tem – completou. Segurados que discordarem dos valores podem ainda procurar a Federação das Associações dos Aposentados e Pensionistas (Faaperj), o Sindicato dos Aposentados da Força Sindical ou outra entidade de classe. Por meio de assessoria jurídica gratuita, será possível refazer os cálculos com contadores especializados na área de Previdência Social e atestar se a quantia paga é menor do que a devida. Caso fique confirmado algum erro, o segurado pode pedir revisão das contas no posto do INSS ou procurar diretamente a Justiça. Isso porque a questão já foi julgada pelo Supremo Tribunal Federal. O instituto garante que, a cada lote apurado, a lista para consulta é atualizada no portal do Ministério da Previdência Social, http://www. previdencia.gov.br/. O segurado também é informado da revisão por meio de carta e ligando para a central 135. Divulgação

O encontro aconteceu ontem no auditório da UCP

Paulo Daher pede respeito às vítimas do temporal O administrador diocesano da Diocese de Petrópolis, monsenhor Paulo Daher presidiu na manhã de ontem (12) a abertura da Mostra Luzes e Sombras, cujo objetivo é manter viva a memória da tragédia do dia 12 de janeiro de 2011. Ele pediu que as pessoas sejam respeitadas, pois são seres humanos à espera uma solução e pediu que a Frente Pró Petrópolis cobre das autoridades mais agilidade no processo de construção das casas. No início, o coordenador da Frente Pró Petrópolis, Philippe Guedon comunicou a todos que o presidente de honra da Frente, Dom Filippo Santoro enviou uma mensagem, que foi lida pela professora Josilia Fassbender Barreto do Nascimento. Em sua mensagem, Dom Filippo Santoro lamenta que as famílias, vítimas da tragédia de um ano atrás ainda continuam sofrendo com a falta de moradia digna. Ele afirmou que estará rezando por todas as famílias, da tragédia de 12 de janeiro do ano passado, e por aquelas que neste início de ano sofrem com os problemas causados pela chuva. - Infelizmente, as coisas não andaram como desejava de modo que no Natal de 2011 as famílias que perderam suas casas já tivessem onde morar definitivamente, em local seguro e com condições dignas. Acredito que, superada a lentidão da burocracia e com as autoridades atuando pelo bem comum, estas famílias e tantas outras que passam nes-

te início do ano por dificuldades por causa da chuva, terão suas necessidades atendidas. Estarei pedindo a Deus por cada família e também pelas autoridades públicas do Estado e dos municípios para que atuem pelo bem comum, pelo bem do povo e não por interesses pessoais - afirma Dom Filippo Santoro em sua mensagem. Monsenhor Paulo Daher pediu que os processos fossem agilizados para que as famílias possam receber as casas e sair da condição em que estão. Ele lamentou a lentidão como as coisas estão acontecendo, o que deixa muitas incertezas na população que há um ano espera por uma solução. Lembrando a passagem do Bom Samaritano, que encontrando um homem na rua todo machucado, cuidou dele. Monsenhor Paulo Daher disse que é desta maneira que devemos agir, procurando cuidar uns dos outros, não por interesses, mas, “porque somos irmãos. Sobre a Mostra Luzes e Sombras, o administrador diocesano disse que ela tem uma grande importância social e comunitária. - Estamos vendo a presença de moradores do Cuiabá, muitos perderam suas casas e estão à espera das casas e que esta organização possa cobrar para agilizar o processo. Não adianta dar apenas o abraço às pessoas, o que elas querem é uma solução e isto devemos apresentar.

Uma equipe de 45 funcionários da Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) realizou, nesta quinta-feira (12), a limpeza de uma encosta na Comunidade do Neylor, onde aconteceu deslizamento de terra no início desta semana. A terra removida pela Comdep no local foi o suficiente para encher três caminhões. Em meio ao solo, foi encontrada uma quantidade considerável de entulho, dispensado pelos próprios moradores na encosta: eletrodomésticos, móveis, brinquedos, utensílios e até animais mortos, somaram, junto ao lixo domiciliar, cerca de uma tonelada de detritos, removida em três caminhões. O presidente da Comdep, Anderson Juliano, alerta para os perigos do descarte de entulhos em encostas. - Grande parte do lixo encontrado na Comunidade do Neylor corresponde a entulho,

Daniel Carvalho /Ascom PMP

Funcionários da Comdep trabalharam bastante para limpar o terreno na Comunidade do Neylor

o que pode trazer riscos para a população local. Para evitar que esse problema persista, após a limpeza, vamos fazer um muro de cerca de 1,5m de altura e, sobre ele, colocar

tela, chegando a 3m, para que o lixo não seja descartado em local impróprio”, frisou. Ainda de acordo com o presidente, o serviço do Disque Entulho é oferecido

a toda a população, gratuitamente (até 20 sacos), mediante agendamento prévio através do número 2243-7822 ou no sítio da Comdep (www. comdep.com.br).

Donos de imóveis devem investir na manutenção de marquises, diz Apea A morte de um homem em Magé, na Baixada Fluminense, esta semana, reacendeu a discussão em torno da manutenção das marquises das lojas. A vítima, que era um dos sócios do comércio, foi atingida por uma marquise que caiu. A construção era uma adaptação que foi acoplada, por amarração, à estrutura do estabelecimento. Em Petrópolis, muitas marquises apresentam marcas do tempo, com muito lodo e infiltrações. No caso de Magé, segundo especialistas, a possível causa do acidente foi o excesso de chuva que pesou na construção, provocando a queda. Para o engenheiro Luiz Antônio Amaral, que é presidente Associação

Vagner Batista

Em vários pontos da cidade muitas marquises estão deterioradas

Petropolitana de Engenheiros e Arquitetos (Apea), é necessário que os donos dos imóveis e das lojas invistam na

manutenção para evitar tragédias como estas. - Manter a marquise é barato, porque depois que

cai o prejuízo é bem maior. Em Petrópolis, temos empresas especializadas e técnicos qualificados que podem ser contratados para fazer esse serviço. As marquises são de responsabilidade dos proprietários, mas também é preciso que haja fiscalização do poder público – explicou. Em Magé, o acidente ocorreu na Estrada da Piedade, próximo a estrada do Contorno, no bairro Piedade. Agentes da Polícia Militar informaram que uma outra pessoa ficou ferida levemente. A vítima que morreu foi identificada como Alexandre da Silva, que era um dos sócios da loja, que vende produtos automotivos. O prédio onde ocorreu o acidente é uma construção alugada.

Financiamento deve impulsionar em 7,5% vendas de material de construção O crescimento nas vendas de material de construção foi de 4,5% em 2011, em comparação com o ano anterior, mas abaixo do previsto pela Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco) que era de 5%. Para 2012, a projeção de desempenho no setor é de 7,5% e tem grandes chances de se concretizar devido a nova linha de crédito para aquisição de materiais de construção aprovada esta semana pelo Conselho Curador do FGTS. Em Petrópolis, os proprietários e funcionários do setor estão animados com a decisão, já que as vendas tiveram uma redução neste período de férias e só devem melhorar após o Carnaval. - Nesse mês caem as vendas. As pessoas só compram miudezas ou algumas coisas para a obra que já começou. Acho que esse financiamento vai nos ajudar a recuperar o movimento. Depois de fevereiro melhora porque as pessoas começam a pensar em obra – disse Laércio B. Ponto Medeiros, proprietário da Baltar Pisos e Acabamentos. Ivan Júnior, das Ferragens Montecaseros também acredita no aumento das vendas nos próximos meses e numa impulsão ainda maior por causa do Financiamento de Material de Construção (Fimac FGTS).

- A partir de fevereiro o movimento já vai melhorar e com essa medida será bem melhor, até porque vai ser mais dinheiro circulando na cidade – afirmou. Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), o financiamento será de até R$ 20 mil com juros de 12% ao ano para o consumidor e prazo de amortização de até 120 meses. Ele é destinado para quem tem vínculo empregatício ativo, de acordo com a capacidade de pagamento, independentemente da renda familiar. O início será imediato, sendo, a princípio, com uma verba de R$ 300 milhões, mas poderá aumentar, caso o Conselho ache necessário. Ainda de acordo com o MTE, ele será destinado para reforma, ampliação ou construção de imóveis residenciais, além de instalação de Hidrômetros de Medição Individual, implantação de Sistema de Aquecimento Solar e de itens que visem à acessibilidade, desenvolvimento sustentável e preservação do meio ambiente. O prazo de amortização será limitado a 120 meses, com prestações calculadas pelo Sistema de Amortização Constantes (SAC) ou Tabela Price, ficando a critério do agente financeiro.

Vagner Batista

Comerciantes esperam vender mais com os financiamentos

Para o presidente da Anamaco, Cláudio Elias Conz, que também é membro do Conselho Curador do FGTS e foi autor do projeto, a medida deve ajudar a alavancar o crescimento das vendas de material de construção neste ano, período em que as instituições financeiras poderão ficar mais cautelosas na hora de emprestar dinheiro por conta dos efeitos da crise econômica mundial. A expectativa é de expansão das vendas entre 7% e 8% neste ano. - Estamos muito satisfei-

tos em iniciar o ano já com este benefício que será muito importante para manter o acesso ao crédito, não só para as famílias menos favorecidas, como também para as demais classes de renda. Também será uma medida importante para que o desempenho do setor de material de construção continue sendo positivo em 2012. As pessoas não podem deixar de acreditar no sonho da casa própria por falta de acesso ao crédito ou por não poderem arcar com juros muito altos - completa.


8

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

CIDADE

Moda petropolitana no Rio-à-Porter adianta tendências do inverno 2012

Vereador Baninho visita as obras para conter pedras no bairro

Obras de contenção de pedras no São Sebastião A obra está sendo realizada dentro da mata, em região de difícil acesso O vereador Baninho (PSD) foi procurado por moradores do Bairro São Sebastião para verificar as obras de contenção das pedras que estão colocando em risco as casas das ruas Adão Brand e Capitão Paladini. A obra está sendo realizada dentro da mata, não sendo possível visualizar os trabalhos de fora, necessitando que alguém adentrasse pelo mato para fiscalizar. Na última quarta-feira (11), Baninho esteve presente na obra e observou todo o serviço de contenção. Ficou satisfeito com os resultados já obtidos e comunicou aos moradores, que se tranquilizaram, pois havia boatos de que

a obra estava paralisada, fato este que não era verdade. “Fico feliz de ver que o trabalho está sendo realizado, pois os moradores já sofreram muito com esse problema, mas agora a tranquilidade vai voltar para aqueles que moram na parte de baixo da Rua Capitão Paladini, espero que se conclua o mais rápido possível, pois pelo que vi falta pouco, mesmo com as dificuldades de acesso ao local para se trabalhar e principalmente para levar os materiais e ferramentas, pois é um abismo onde teve que se construir trilhas e colocar os materiais no local através de cordas. A obra está sendo acompanhada pelo engenheiro Carlos, da Tecnosonda, e fiscalizada pelo Estado”, declarou Baninho.

Responsável pela geração de mais de 40 mil empregos, o Polo de Moda de Petrópolis mostra que não é importante apenas para a economia local. Considerado um dos mais representativos polos fluminenses, com 800 indústrias formais e mais de mil e quinhentas lojas, ele, hoje, dita moda. Prova disso é que está participando de um dos mais importantes eventos de moda do país, o Rio-àPorter, salão de negócios oficial do Fashion Rio que vai até esta sexta (13/01). O evento, remodelado, traz, entre as novidades, o endereço: desta vez o palco da bolsa de negócios é a charmosa Casa Firjan da Indústria Criativa, na Rua São Clemente, 213, em Botafogo, no Rio. O palacete tem estilo renascentista, data de 1910 e pertenceu à família Guinle. O Estado do Rio possui 13 polos, ao todo, e mais de 4 mil empresas de confecção. No evento, o Polo de Moda de Petrópolis tem seu espaço garantido em uma das salas do palacete, ao lado de outras conhecidas marcas da moda nacional. Petrópolis está representado por 8 grifes, mostrando a criatividade serrana para a coleção outono/inverno 2012. Além

da Firjan e do Senai Moda e Design, a participação do Polo de Petrópolis também se deve ao apoio do Sebrae, da Prefeitura de Petrópolis e do Centro de Moda e Serviços da Rua Teresa. A plataforma carioca da indústria criativa reúne a melhor seleção nacional com um objetivo: atrair os compradores do mercado da moda para rodadas de negócio e discussões sobre o valor dos processos e da criatividade. “Estamos mostrando uma coleção com detalhes típicos dos anos 60 e 80, como brilho e cortes em linha reta, tudo adaptado aos tempos atuais”, explicou a empresária Letícia Ferro Leonardo, da grife Off Rio, que espera conquistar novos clientes para sua marca. “Hoje trabalhamos com a antecedência exigida no mercado, o que é essencial para este tipo de mercado”, lembra. Trabalhar o inverno brasileiro, além da ampla pesquisa de tendências, é necessário criatividade. Por isso, as oito grifes petropolitanas apontam para um tema único - “Nuvem Cigana” – mas mostram particularidades de suas marcas nas criações dos estilos. A mostra de Petrópolis evidencia um inverno real, pois com

Divulgação

nI

Tricot e malha com rosa e cinza da grife Thiamo

o rigor da estação na serra, fica fácil criar sobreposições, casacos e trabalhar recortes e detalhes. Todos os looks remetem ao frio serrano, mas que podem ocupar qualquer lugar do país, pois fazem conjunto inclusive com saias mais curtas e shorts. Nas araras de cada grife, encontram-se 40 looks em cores como o rosa

mauve, o cinza chumbo, o preto e as terrosas em malhas trabalhadas, pedrarias e misturas sobrepostas de tricot, traduzidos em trabalhos ricos em criatividade. As empresas participantes de Petrópolis são: Artti Rio, Branca Maria, Calabrote, Cola Colorida, Off Rio, Vestire, Thiamo Malhas e Watercolor.

AVISOS E EDITAIS

Cartório de 3º Ofício de Petropolis

13/01/2012

Terceiro Ofício - Petropolis - RJ

Pag: 1

R. do Imperador, 1021 - Centro

Relação do Edital dia 13/01/2012 Acham-se afixados neste cartório, conforme a lei 9492/97, art. 15 $1 - Processo 89.877/99 CGJ/RJ, para serem protestados os títulos de responsabilidade de: Protestar em 16/01/2012 ADAX PROJETOS E INST COMS L ES DAS ARCAS 3180 ITAIPAVA

Emissão:29/11/2011

Cheque Administrativo

Custas

122,23 Total

Protestar em 16/01/2012 ADAX PROJETOS E INST COMS L

Valor:

Cheque Administrativo

Custas

128,15 Total

Protestar em 16/01/2012 RAFAEL ALVAREZ DA COSTA MACHAD

Valor:

Cheque Administrativo

Custas

113,35 Total

Protestar em 16/01/2012

Cheque Administrativo

Custas

113,35 Total

Protestar em 16/01/2012 VAPORTEC SERV.E COM.DE PCS.P/CALDEIRA

Valor:

Emissão:25/11/2011 Custas

128,15 Total

0,00 Tarifa

14,72 Total

1.743,76

Portador/ Cedente / Sacador

Protocolo

341 - BANCO ITAU SA

685

EDAPA ESCOLA A C D A A LTDA

11/01/2012

EDAPA ESCOLA A C D A A LTDA

113,35 Cpmf

0,00 Tarifa

14,72 Total

408,07

Portador/ Cedente / Sacador

Protocolo

001 - BANCO DO BRASIL SA

742

FIACAO ALPINA LTDA

11/01/2012

FIACAO ALPINA LTDA

349,25 ou Dinheiro Custas

113,35 Cpmf

0,00 Tarifa

14,72 Total

363,97

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF 001925770000108

Valor:

128,15 Cpmf

235,90

Número: 002258-2

DUPLICATA MERCANTIL

Cheque Administrativo

11/01/2012

280,00

RUA QUISSAMA, 490 - QUISSAMA

Vencto: 03/01/2012

ACO INOX ARTEX SA

393,35 ou Dinheiro Custas

Número: ALM0277445 Emissão:08/11/2011

Protocolo 733

CNPJ / CPF 11073650740

011292201000126

DUPLICATA MERCANTIL

704,24

1600,89

TRAVESSA LUCIANO CAMAROTA, 39

Vencto: 03/01/2012

14,72 Total

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF

TEXTIL SANTILIZA LTDA

0,00 Tarifa

341 - BANCO ITAU SA

1.729,04 ou Dinheiro Custas

Valor:

122,23 Cpmf

ACO INOX ARTEX SA

Número: 0000033337 Emissão:29/09/2011

Vencto: 25/12/2011

11/01/2012

CNPJ / CPF 010969845000143

RUA CORONEL VEIGA,1130BLOCO 169 APTO 401 DUPLICATA MERCANTIL

ACO INOX ARTEX SA

689,52 ou Dinheiro Custas

Número: 11970A Emissão:29/11/2011

Vencto: 29/12/2011

697

567,29

ES DAS ARCAS 3180 ITAIPAVA DUPLICATA MERCANTIL

Protocolo

341 - BANCO ITAU SA ACO INOX ARTEX SA

Número: 11974

DUPLICATA MERCANTIL

Vencto: 29/12/2011

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF 010969845000143

Protocolo

001 - BANCO DO BRASIL SA

755

LICCAF FACTORING FOMENTO MERCANTIL LTDA

11/01/2012

FUNDICAO PAULO MOURA CGC 29258746000181

1304,68

1.432,83 ou Dinheiro Custas

128,15 Cpmf

0,00 Tarifa

14,72 Total

1.447,55

Intimo-os a pagarem ( através de cheque administrativo ou dinheiro com guia de pagamento a ser retirada neste tabelionato ), ou no caso da falta de aceite, comparecer para aceita-lo, ou dar-me as razões por que não o faz. Ficando assim já intimado do respectivo protesto no prazo estipulado na forma da lei.

Há 30 anos era publicado Em sua edição número 2.390, de 13 de janeiro de 1982, uma quarta-feira, o DIÁRIO publicou os seguintes destaques: PMP RECEBE MÁQUINA - O prefeito Jamil Sabrá recebeu ontem pela manhã uma retroescavadeira, que dispõe de recursos técnicos para a execução de trabalhos de limpeza da cidade. A máquina, adquirida à vista pela PMP, custou aos cofres municipais Cr$ 5.450 mil e deverá entrar em atividade dentro de poucos dias. O presidente da Comdep, Newton Zappala, informou que aquela era uma grande conquista.

SEPULTAMENTO

CEMITÉRIO MUNICIPAL QUINTA-FEIRA 12-01-2012 Martha da Silva Fagundes, 83 anos, Samambaia, 9h Efigênia Maria de Jesus, 70 anos, Corrêas, 11h Olívia Valério Pereira, 69 anos, São Sebastião, 11h José Rosa Neto, 67 anos, Santa Rosa, 11h15 Jayme Leal, 83 anos, Retiro, 14h Walter Teixeira dos Reis, 58 anos, Morin, 15h Aracy Freire Teixeira, 85 anos, Cascatinha, 16h30 CEMITÉRIO DE ITAIPAVA Maria Pereira Correas, 83, Roseiral, 9h OBS. AS INFORMAÇÕES ACIMA SÃO FORNECIDAS AO DIÁRIO POR FUNCIONÁRIOS DAS SECRETARIAS DOS CEMITÉRIOS

NOGUEIRA ABANDONADO - Os Comandos do Diário entraram ontem em ação e, durante todo o dia, estiveram percorrendo o bairro de Nogueira, onde ouviram da população a seguinte frase: “Isto aqui é uma terra de mil problemas e nenhuma solução”. De todos os problemas, os mais destacados foram o total abandono da Praça São Cristóvão, a limpeza pública e o péssimo serviço de coleta de lixo. DEBATE

Petropolis, 13/01/2012 João Correia Lima Neto - Escrevente

- O PMDB discutiu, na sua última reunião, a situação das clínicas em convênio com o Inamps, como instrumentos eleitores e de enriquecimento de minorias que, em troca, tornam-se cabos eleitorais do governo. Foi apresentado um projeto de assistência odontológica, que inclui ampliação do número de postos de atendimento para os bairros da cidade.

Leia e assine o Diário de Petrópolis ( 2235-7165

Chamamento de Credor Estou convocando o portador do : Cheque: nº 002169 Agência: 3403 Conta: 038899-8 Banco: Bradesco Para receber o valor do cheque acrescido de juros. Comparecimento no prazo de 3 dias. Rua do Imperador, 772 sl 10 Centro.

MANUTENÇÃO E MELHORIA NA REDE COM INTERRUPÇÃO NO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA Visando prestar um serviço de melhor qualidade, a AMPLA comunica a seus clientes que interromperá o fornecimento de energia elétrica, para possibilitar a execução de obras e melhoramentos da rede, no município de Petrópolis, nas SEGUINTESLOCALIDADESs16/01/2012, das 09:00h às 12:00h, Alto da Serra: Vila Sossego, Caminho do Ouro, Ruas Tereza, Lopes Trovão e adjacências. Das 13:00h às 17:00h, Valparaíso: Ruas Lopes de Castro, Nereu Ramos e adjacências. Das 09:00h às 16:00h, Retiro: Rua Henrique Dias e adjacências. Cliente Especial: Theóphilo de Azeredo Santos. Das 14:00h às 17:00h, Retiro: Avenida Barão do Rio Branco, Ruas Atílio Marotti, Henrique Dias e adjacências. Das 09:00h às 13:00h, Thouzet: Ruas Teresa, Lopes de Castro, Doutor Thouzet e adjacências. Das 09:30h às 16:00h, Fazenda Inglesa: Estrada da Vargem Grande, Ruas dos Eucalíptos, Pico Couto e adjacências. Das 14:00h às 16:00h, Manga Larga: Rua Jerônimo F. Alves e adjacências. O restabelecimento de energia poderá voltar antes do horário previsto.

de em na for na nh ge e m Se de Ec Ind Ri Bu inv est


MOSELA Hoje é Dia de São Hilário de Poitiers e o Dia Internacional do Leonismo. Na paróquia de São Judas Tadeu a secretaria tem expediente de terça-feira a sexta-feira, de 16h30 às 18h30 e os eventos religiosos como batizados e casamentos podem ser informados pelo telefone 2245 7344.

D

iário nos

B

airros

diarionosbairros@diariodepetropolis.com.br

Medo de escorpião e doença Entulhos, lamaçal, poças d`água e mato continuam no local onde seria construída uma praça em Itaipava. Morador segue reclamando Continuam as reclamações sobre os montes de entulhos, lamaçal, poças d`água e mato alto no local onde seria construída uma praça no início da Estrada Jerônimo Ferreira Alves, em Itaipava. Ontem por email o leitor Carlos Alberto de Assis Abreu somou outra queixa aos moradores do distrito que reclamaram da situação no sábado passado. - Entulho perto de mato atrai escorpiões e as poças d`água insetos – redigiu num trecho da mensagem. – Isto é um perigo. Carlos Alberto informou que passa no local todos os dias para fazer entregas de doces nas estradas da Manga Larga e do Catubira e observa o problema que já faz tempo.

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

- Este local precisa ser limpo e pelo menos planado – opinou. O lugar fica na margem do rio Santo Antônio onde ele desemboca no Piabanha. No local estava sendo construída uma praça com o final de uma ciclovia que teria início na Ponte dos Arcos. O Instituto Estadual do Ambiente – INEA – responsável pela obra abandonou o projeto com um custo de R$ 1 milhão e 500 mil ficando apenas uma placa publicitária do serviço. PASSARELA – Por outro lado, o serviço de iluminação das passarelas de acesso a Manga Larga e Vila Rica continuam recebendo agradecimentos. O último foi da presidente Zilda Damião Freitas, da Associação de

9

ALCOÓLICOS ANÔNIMOS Reuniões de hoje 19h: Grupo 27 de Maio, Rua Bingen, 261. 19h30: 28 de Janeiro, Rua Paulo Barbosa, 180, Centro; Amor e Atração, Avenida Leopoldina, 596, Nogueira; Bingen, Rua Santa Rita de Cássia, 30, Castrioto; Castelânea, Praça Pasteur, 79; Petropolitano, Rua Santos Dumont, 100.

Mensagem do ex-bispo lamenta vítimas sem soluções no Vale Infelizmente as coisas não andaram como desejava de modo que no Natal de 2011, as famílias que perderam suas casas já tivessem onde morar definitivamente, em local seguro e com condições dignas. Acredito que, superado a lentidão da burocracia e com as autoridades atuando pelo bem comum, estas famílias e tantas outras que passam dificuldades neste inicio do ano por causa da chuva, terão suas necessidades

atendidas. Este é um trecho da mensagem do ex-bispo Dom Filippo Santoro, enviado à Diocese de Petrópolis sobre a passagem de um ano da tragédia que abalou os moradores da região do Vale do Cuiabá. Ele, desde o dia 5 passado é arcebispo de Taranto, na Itália, mas continua como presidente de honra da Frente Pró-Petrópolis que trabalha em benefício das vítimas de 12 de janeiro de 2011.

Loja continua campanha da arrecadação de brinquedos

Construída recentemente, passarela ganhou postes com luminárias

Moradores e Amigos da Vila Rica – AMAVIR. O trabalho foi concluído no início do mês

passado pela Companhia de Concessão Rodoviária Juiz de Fora/Rio – CONCER.

A loja Objeto & Tal, do Shopping Itaipava, continua a campanha doe um brinquedo e ganhe 25% na compra de um produto. Os clientes têm até o dia 31 de janeiro de 2012 para fazerem a doação. Os brinquedos arrecadados serão entregues para o Projeto Amigos da Mata, realizado em Secretário que tem como proposta oferecer melhoria na qualidade de vida de crianças, adolescentes e de suas

famílias, através da educação e da preservação ambiental. A diretora da Objeto & Tal, Karine Mayrink lembra que a campanha está sendo realizada em janeiro para que as famílias possam conscientizar as crianças sobre a importância de ao receber novos brinquedos, doar os antigos em bom estado de conservação. Uma cesta está no interior da loja onde os clientes depositam as doações.

O vice-presidente Fioravante Luiz Carvalho, da Associação de Moradores da Comunidade Vitória, reclamou ontem sobre os buracos da Rua Dr. Arthur Cruz. Informou que os carros são obrigados a fazer desvios das aberturas causando risco a quem passa a pé.

- Tem postes sem luminárias que causam mais transtornos ainda no tráfego – emendou. Fioravante disse que liga sempre para as autoridades solicitando o reparo no piso da rua e a colocação de luminárias. Porém, lamentou que ainda não tivesse sido atendido.

Líder comunitária pede obras em servidões da Manoel Torres Comunidade Vitória lamenta Moradores estão cain- casas no horário noturno. mou. – Sobre a necessidade contratada pela prefeitura. buracos na rua e luminárias do nos degraus irregulares As queixas foram feitas dos postes e luminárias na Ela agradeceu a execução da Servidão 610 da Rua Manoel Torres, no Bingen. O motivo é que a escadaria tem buracos, está íngreme e também não tem corrimão. Outro problema é a falta de luminárias na Servidão 520 que dificulta a saída e chegada das pessoas em suas

ontem pela presidente Sonia Cristina Furtado, da Associação de Moradores e Amigos da Manoel Torres. - Já pedi a atenção das autoridades municipais para executar o trabalho na Servidão 610 e até agora continuamos aguardando – infor-

520 já pedi através de ofício e na Secretaria de Obras me informam sempre que está projetado, mas até agora nada. Sonia Cristina lembrou que as escadarias da Servidão 520 estão sendo reformadas por uma empreiteira

do trabalho, lembrando que depois de concluído, os moradores terão mais conforto com os degraus reformados e a colocação de corrimão. - Eles podiam aproveitar a oportunidade e colocar os postes com as luminárias – concluiu.

ECONOMIA

Agricultura dá a volta por cima na Região Serrana Mais importante polo agrícola do estado na produção de hortaliças, floricultura e avicultura, a Região Serrana dá a volta por cima com o apoio do governo estadual, através da Secretaria de Agricultura, e a força do trabalho e união de seus produtores rurais. Desde janeiro de 2011, a Secretaria Estadual de Agricultura está presente nos municípios afetados, com suas equipes e de suas empresas vinculadas, Emater-Rio e Pesagro-Rio, implementando ações emergenciais e de reconstrução das áreas rurais. Cerca de 300 máquinas e equipamentos do programa Estradas da Produção trabalham na desobstrução e recuperação de estradas vicinais para o escoamento da produção e acesso dos moradores. Até o final de dezembro último, quase 10 mil produtores foram beneficiados com a recuperação de 916 quilôme-

tros dessas vias. Além disso, 1.677 hectares produtivos foram reincorporados e 8.854 produtores familiares foram atendidos com o serviço de máquinas no preparo do solo para plantio. Incentivos financeiros não reembolsáveis do Programa Rio Rural, com recursos do Banco Mundial, num total de R$ 9 milhões, beneficiaram no ano passado 1.124 produtores, nos municípios atingidos. Os recursos foram utilizados para projetos emergenciais de retomada da produção. De acordo com o secretário de Agricultura, Christino Áureo, chegam a R$ 70 milhões, de recursos do governo estadual e Banco Mundial, o investimento na recuperação rural da Região Serrana. - Em 2011 foram R$ 27 milhões para a recuperação de estradas vicinais e de mais de 1.500 propriedades rurais. Desse total, R$ 9 milhões foram repassados diretamente

aos produtores para atender a estrutura produtiva. Recuperar estufas, sistemas de irrigação, aquisição de insumos e produtos básicos para o funcionamento da propriedade. Não foi empréstimo, mas recursos a fundo perdido colocado pelo Banco Mundial, através do Rio Rural – explicou. Para 2012, ele ressaltou a previsão de utilização de mais R$ 43 milhões, sendo R$ 27 milhões do Governo do Estado e R$ 16 milhões do Banco Mundial, para avançar nos projetos de reconstrução, priorizando a zona rural principalmente no restabelecimento das estradas vicinais. - A retomada da atividade e a reconstrução das áreas produtivas, em alguns casos em melhores condições, podem ser identificadas nos inúmeros exemplos de superação e vontade de permanecer no setor, personificados por produtores que acreditaram na recuperação - concluiu Christino Áureo.

O governador Sérgio Cabral assinou decreto reduzindo os tempos para a promoção dos praças e suboficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. A medida vai beneficiar de imediato 17.829 militares das duas corporações que poderão antecipar suas promoções em até cinco anos. A partir de agora, um soldado poderá chegar a subtenente em 25 anos. Antes, esse prazo era de 30 anos. O decreto foi pu-

blicado na edição do Diário Oficial desta quarta-feira, 11 de janeiro. Segundo o secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Sérgio Ruy Barbosa, “o decreto é mais um incentivo para a progressão funcional dos bombeiros e policiais militares com ganhos financeiros, e reitera a política do governo do Estado de incentivar a melhoria salarial pelo mérito”. Além disso, poderá representar um esforço or-

çamentário anual de até R$ 75,5 milhões. Na prática, o tempo máximo de serviço efetivo prestado para que um soldado seja promovido a cabo passará de oito para seis anos; de cabo para 3º sargento, de 15 para 12 anos; de 3º sargento para 2º sargento, de 20 para 16 anos; de 2º sargento para 1ºsargento, de 25 para 20 anos; e de 1º sargento para subtenente, de 30 para 25 anos.

n Imprensa/Rj

Promoções de policiais e bombeiros antecipadas Tranquilidade

para a sua empresa

Contabilidade de última geração, sistema avançado de informática Escrita Fiscal – Rotinas Trabalhistas e Folha de Pagamento Sistemática Departamento Jurídico – Direito Cível – Direito Trabalhista Projetos Econômicos – Análise de viabilidade e capacidade de sua empresa – Administração de Bens e Serviços – Corretagem e Administração de Imóveis – Equipe com treinamento especializado Direção Técnica: Márcio Tesch Economista – Corecon 10582 Advogado – OAB/RJ 59.566 Tec. Contab. – CRC/RJ 25.384-0

Rua do Imperador, 772 – Gr 105/106 – Centro Petrópolis – RJ. Tel/Fax: (024) 2231-6212 / 2231-3322


10

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

SEXTA-FEIRA, 13 DE JANEIRO DE 2012

ECONOMIA

Valor mínimo de guia para Previdência é reduzido Oportunidades comerciais entre o Brasil e a China Alana Gandra/ABr

A interação e as parcerias sino-brasileiras firmadas na última década ampliaram a corrente de comércio entre o Brasil e a China de US$ 2,5 bilhões, em 2000, para cerca de US$ 70 bilhões, no ano passado. “Em 11 anos, deu um salto brutal”, disse hoje o diretor da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China (CCIBC), Kevin Tang. ”O clima é muito favorável [para as relações comerciais] entre os dois países e, agora, a gente também vê os investimentos chineses aumentando no Brasil”, declarou. A entidade acaba de abrir um escritório em Salvador (BA), totalizando dez unidades no país, e considera a capital baiana a porta de entrada no Nordeste para novas possibilidades comerciais bilaterais. As exportações brasileiras para a China são lideradas pelas commodities agrícolas e minerais, com destaque para soja, minério de ferro e petróleo “e, eventualmente, alimentos”. Kevin Tang assegurou que esses são setores estratégicos para a China, que tem interesse em investir também nessas áreas no Brasil. Ele lembrou que além dessas áreas, empresas chinesas já estão investindo em distribuição de energia no Brasil e nos setores automotivo e de máquinas e equipamentos voltados, em especial, para a construção civil e o eletroeletrônico. “Porque são áreas onde a indústria chinesa já está mais madura e tem uma presença no mercado internacional relativamente forte”. Com isso, observa-se grande volume de vendas de produtos da China no Brasil

que justifica, segundo o diretor da CCIBC, a instalação de montadoras e unidades fabricantes de máquinas no país. Tang enfatizou que a cidade de Salvador pode significar uma porta de entrada para investimentos chineses no Nordeste. “É a região que mais cresce no Brasil”. Além disso, destacou que o estado é muito rico. Ali estão em funcionamento polos automotivo e petroquímico. A Bahia é forte também nas áreas de logística, mineração e produção agrícola, ressaltou. “Temos aí alguns setores em que a China tem sinergia para investir”. As exportações baianas para a China cresceram 23,23% no ano passado em comparação a 2010, atingindo US$ 1,3 bilhão. As importações feitas da China para a Bahia também mostraram expansão de 27,75% em relação ao ano anterior, somando US$ 553 milhões. A expectativa da Câmara de Comércio e Indústria BrasilChina é que esses números continuem a crescer este ano, apesar das incertezas no mercado internacional. “Apesar de todas as dificuldades, o que a gente está enxergando é que não só o comércio, como os investimentos de empresas chinesas no estado vão se multiplicar, em 2012”. Depois da Bahia, Tang vê oportunidades de negócios entre o Brasil e a China também em Pernambuco, que considera um “mercado estratégico”, com investimentos maciços ocorrendo em petróleo, estaleiro e refinaria, entre outras áreas. Ele citou, ainda, Minas Gerais e o Rio de Janeiro entre outros estados que despertam o interesse dos chineses.

Wellton Máximo/ABr

O valor mínimo de recolhimento para a Previdência Social foi reduzido. Instrução normativa da Receita Federal publicada ontem no Diário Oficial da União diminuiu de R$ 29 para R$ 10 o valor mínimo de preenchimento da Guia de Previdência Social (GPS). Com a decisão, a Receita deu às contribuições previdenciárias o mesmo tratamento que os demais tributos. Atualmente, o valor mínimo do Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf), guia por meio

da qual o contribuinte paga impostos ao Fisco também corresponde a R$ 10. De acordo com o auditor fi scal Mário Pereira Filho, da Divisão de Contribuições Previdenciárias e de Terceiros da Receita, a mudança teve como objetivo apenas padronizar as regras. “Para uniformizar a questão, decidimos reduzir o valor mínimo da guia de recolhimento ao INSS [Instituto Nacional do Seguro Social] para R$ 10”. A alteração, na prática, não terá efeitos para os segurados que contribuem com a alíquota mínima. No ano

passado, o governo reduziu de 11% para 5% a alíquota da contribuição previdenciária para microempreendedores individuais (profissionais autônomos formalizados) e donas de casa de baixa renda. Na pior das hipóteses, esses segurados recolhem R$ 31,10 por mês, o que equivale 5% sobre o salário mínimo, de R$ 622. A instrução normativa também endureceu o tratamento a consórcios que contratam empregados e não pagam a contribuição para o INSS. Agora, a Receita poderá escolher se vai fazer a cobrança de apenas uma

empresa do consórcio ou de todos os sócios. A medida acelera a recuperação do dinheiro e beneficia empregados que prestam serviços a várias empresas de um consórcio e não recebem o INSS. “Até agora, nesses casos, a Receita tinha de cobrar [a dívida] proporcionalmente de cada empresa do consórcio, o que levava tempo. Agora, o Fisco pode escolher sobre quais empresas vai fazer o lançamento”, esclareceu o subsecretário substituto de Tributação e Contencioso da Receita, Fernando Mombelli.

Relatório da OIT destaca país na valorização do salário mínimo Roberta Lopes/ABr

A experiência do Brasil de valorização do salário mínimo foi destacada no relatório Panorama Laboral, da Organização Internacional do Trabalho (OIT). Segundo o relatório, apesar de haver outras referências importantes na América Latina e no Caribe, cabe destacar a experiência brasileira por causa de sua importância no desenvolvimento socioeconômico recente do país. O Brasil adotou, durante o segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, uma política de valorização do salário mínimo que acabou virando lei, em 2011, durante o governo da presidenta Dilma Rousseff. A política foi fruto de um acordo entre sindicalistas, empresários e o governo. A base de cálculo para o salário é a inflação do período anterior mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB) do penúltimo ano. No Brasil, o salário mínimo tem abrangência nacional e, legalmente, nenhum

trabalhador pode receber um subsídio menor. Entre os critérios adotados pela política de valorização do salário mínimo estão fatores como a preservação do poder aquisitivo, medido pelo índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – inflação oficial; e um aumento real baseado no PIB. O relatório afirma que o salário mínimo é um pilar importante do modelo de crescimento com inclusão social, dada a sua referência para a estruturação do mercado de trabalho e para as políticas sociais. Durante os oito anos de governo do presidente Lula (2003 a 2010), o salário mínimo aumentou, em média, 5,8% ao ano, com um incremento real acumulado de quase 60% de acordo com o documento. No mesmo período, o PIB aumentou, em média, 4% ao ano, sendo que o PIB per capita cresceu em um ritmo de 2,3%. O resultado disso, segundo o relatório, foi um crescimento do salário mínimo acima do

Fotos: Divulgação

O mínimo teve maior valorização durante o governo Lula

PIB o que desencadeou efeitos redistributivos importantes e contribuiu para a redução dos níveis de pobreza. Esse crescimento, aponta o relatório, é quase o dobro do observado durante o governo do presidente Fernando Henrique Cardoso (1995 a 2002).

Nesses anos, o crescimento do salário mínimo foi de 3,3% ao ano e o crescimento do PIB de 2,3%; o PIB per capita cresceu 0,8%. Considerando os dois períodos (16 anos), o salário mínimo duplicou em termos reais.

Economia deverá crescer entre 4% a 5% em 2012, prevê Fazenda Daniel Mello/ABr

O aumento do salário mínimo que entrou em vigor no início deste ano vai ajudar a garantir que a economia cresça ao menos 4% em 2012, disse o secretário executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa. O salário mínimo subiu de R$ 545 para R$ 622. Ele citou ainda os cortes na taxa básica de juros promovidos pelo Banco Central (BC), no segundo semestre de 2011, e a desoneração da folha de pagamento, como fatores que estimularão a expansão do Produto Interno Bruto (PIB). “No seu todo, são medidas que entram em efeito gradualmente e promovem uma recuperação do crescimento que nós achamos que ficará na

Barbosa diz que o aumento do mínimo vai impulsionar economia

faixa de 4% a 5%”, declarou após participar de seminário na Fundação Getulio Vargas, na capital paulista. Sobre a inflação este ano, Barbosa disse que a previsão do ministério é que ela não deverá sofrer, como ocorreu em 2011, a influência de fatores que puxaram os preços para cima, como o preço do etanol. “Não deve se repetir este ano, pelo menos na mesma intensidade do ano passado, por exemplo, o aumento de preços do etanol”. O secretário estimou que a inflação fechará o ano em aproximadamente 5%, “como tem sido também indicado nos relatórios de inflação do Banco Central”. Em 2011 o Índice de Preços ao Consumidor Amplo ficou em 6,5%.

Ministro quer reduzir preços das passagens aéreas do turismo interno Jorge Wamburg/ABr

O ministro do Turismo, Gastão Vieira, anunciou que vai se reunir ainda este mês com os presidentes de companhias aéreas do país para discutir medidas capazes de reduzir os preços das passagens nos voos nacionais e, com isso, aumentar o turismo interno, que, às vezes, é mais caro do que o internacional. Uma das ideias do ministro é desonerar o setor, com a redução de impostos e outros custos, para que os preços das

passagens possam diminuir. Outra proposta é incrementar o turismo na chamada baixa temporada, por meio da oferta de pacotes com preços especiais, capazes de incentivar as viagens no período em que hotéis e outros locais de hospedagem têm ocupação reduzida. Segundo Gastão Vieira, tudo isso só depende de entendimento e, por isso, vai chamar as companhias aéreas para conversar, a fim de buscar medidas, “algumas até simples”, que possam baratear as viagens.

Gastão Vieira vai se reunir com companhias aéreas do país


57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

sexta-feira, 13 janeiro de 2012

AMIRP

11

n  NUNCA É DEMAIS LEMBRAR! - APRESENTAÇÃO ANUAL SIP 32º BIMtz – os militares da reserva e pensionistas aniversariantes no mês de janeiro, vinculados à SIP/32BIMtz, a ela devem comparecer ao longo deste mês em curso, para a obrigatória apresentação anual.

RSantos

amirp.petropolis@gmail.com

n  PROPOSTA DE AUMENTO NAS FORÇAS ARMADAS CHEGA À PRESIDENTA - Dilma se mostra ‘sensível’ à reivindicação das tropas (por Marco Aurélio Reis) - Rio - Os comandantes da Marinha, almirante Júlio Soares de Moura Neto, do Exército, general Enzo Peri, e da Aeronáutica, brigadeiro Juniti Saito, encaminharam ao Ministério da Defesa proposta conjunta de reajuste dos soldos dos militares das três Forças para o ano que vem. O anúncio foi feito pelo comandante da Marinha na tradicional mensagem de fim de ano à tropa. Foi a primeira vez, em público, que Moura Neto tratou do tema abertamente. O almirante informou na mensagem que, convencido da “justeza da reivindicação”, o ministro da Defesa levou a proposta à presidenta Dilma Rousseff, que teria se mostrado “sensível às necessidades apontadas”. No comunicado, ele levou esperanças aos militares ao informar que o pedido de aumento foi encaminhado ao governo “com vistas a recuperar as perdas salariais ocasionadas pela inflação, bem como a reduzir o hiato salarial existente entre a remuneração dos militares e a dos servidores da Administração Direta Federal”. Ao aprovar a proposta de Orçamento da União para 2012, o governo assegurou que haverá recursos para as Forças Armadas no desenvolvimento de ações previstas na Estratégia Nacional de Defesa, por meio dos Comandos da Marinha, do Exército e da Aeronáutica. É a folga de caixa vinda dessa rubrica que permitirá aumento dos soldos das tropas, a partir de um remanejamento dos recursos.

Comentando... n  ANIVERSARIANTES AMIRP – dia13 - Waldir de Paula, Angelides da Silva Ennes, Simone Cherem Peixoto da Silva; dia 14 Deise Sueli Fagundes da Rosa; dia 15 - Manoel Ribeiro Filho; dia 16 - Maria Lucia Ribeiro de Oliveira, Vera Lucia de Pinho Fernandes; dia 17 - Armando Sergio Lopes Collares, Ana Carolina Pertot de Oliveira, Leia de Jesus Vasconcelos; dia 18 - Albertina Eckhardt; dia 19 – Maria José Azevedo Ramos. A coluna Vida Militar e a AMIRP parabenizam a todos, desejando saúde e felicidade. n  PASSEIO A MIGUEL PEREIRA - em convênio com a MARETOUR, a AMIRP promoverá, nos dias 16 a 18 de março, um passeio turístico à cidade de Miguel Pereira, RJ, Hotel Fazenda Montanhês. Preço R$ 498,00 por pessoa. Para sócios da AMIRP haverá desconto. Estão incluídos: dois (02) pernoites com café e quatro (04) refeições. Pagamento em até três vezes em cheque, dinheiro ou cartão. Maiores informações com a senhora Deise Sueli na AMIRP.

n  NOSSA GENTE (1) – o cafezinho, após o almoço, é essencial! Afirmam Regina Spíndula, Maria Helena, Peixoto e a esposa Neide.

n  FORÇA AÉREA BRASILEIRA - ORIGEM DO “SENTA A PUA” - DISTINTIVO DO 1º GRUPO DE AVIAÇÃO DE CAÇA - Lá pelos idos de 1940 a expressão “senta a pua” era muito comum. Nos dias de hoje seria equivalente a “manda ver”, “manda brasa”, “senta o cacete” etc., ou seja, era uma gíria que estimulava uma ação. A sua adoção como lema do 1º Grupo de Aviação de Caça, da Força Aérea Brasileira, adveio de seu uso corriqueiro. Foi adotado espontaneamente. Nas missões simuladas de: combate aéreo, interceptação, formaturas, tiro aéreo e terrestre, bombardeio picado, já era usado pelos pilotos. Em terra era linguagem comum entre o pessoal de apoio. Pronto para embarcar para o Teatro de Operações da Itália, com o grito de guerra em todas as gargantas, faltava ao Primeiro Grupo de Aviação de Caça um emblema. Coube ao capitão aviador Fortunato Câmara de Oliveira, desenhá-lo. Apareceu, então, pela primeira vez, a figura atlética do Avestruz do 1º Grupo de Caça.

n  NOSSA GENTE (2) – aniversariante da semana, Deise Sueli, presidente da ANVFEB e relações-públicas da AMIRP, entre os sobrinhos Rayanne e Jerônimo, na confraternização de maio realizada pela AMIRP.

n  FORTES E FORTALEZAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – FORTE DUQUE DE CAXIAS (Forte do Leme) - Praça Almirante Júlio de Noronha – Leme, Rio de Janeiro, RJ - situado num dos mais belos recantos do Rio de Janeiro, no topo do Morro do Leme, construído em 1776, inicialmente chamado Forte do Vigia. Sua história militar está repleta de acontecimentos. Seus canhões atuaram nas revoltas do Forte de Copacabana (1922), do Encouraçado São Paulo (1924), na ação contra o navio mercante Baden (1930), na Revolução de 1932, na Intentona Comunista (1935), no Movimento Integralista (1938), na 2ª Guerra Mundial (1945) e na Intervenção do Cruzador Tamandaré (1955). O passeio no Forte Duque de Caxias (Forte do Leme) compreende uma caminhada ecológica na área de proteção ambiental da Mata Atlântica e uma visita ao sítio histórico do local. Do alto do Morro do Leme, se pode admirar belas e ricas paisagens: praia de Copacabana, a entrada da Baía de Guanabara; os Fortes da cidade do Rio de Janeiro e da cidade de Niterói; Ilhas da Baía de Guanabara; Pedra da Gávea, o Morro Dois Irmãos; Cristo Redentor e a encosta oculta do Pão de Açúcar. Visitação: de terça a domingo, das 9h30 às 16h30. Visitação motorizada: sábados, domingos e feriados com saídas às 10h, 11h30, 13h30 e 15h30 telefones para contato: (21) 3223-5076 e (21) 3223-5000

“Os homens perdem a saúde para juntar dinheiro. Depois perdem o dinheiro para recuperar a saúde, e por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem do presente de tal forma que acabam por não viver nem o presente nem o futuro, e vivem como se nunca fossem morrer... e morrem como se nunca tivessem vivido.” (Dalai Lama)

Qual

enquete

ESPORTES

sua avaliação sobre o projeto que criminaliza o jogo do bicho? Fotos: Alan Alonso

Com gastrointerite, Fred desfalca o Fluminense O Fluminense teve duas baixas no treinamento desta quinta-feira, no hotel Portobello, em Mangaratiba, onde a equipe realiza a pré-temporada. O atacante Fred e o zagueiro Elivélton tiveram uma gastrointerite e ficaram repousando no quarto. O argentino Martinuccio teve o mesmo problema na última

Laerte de Almeida, vendedor ambulante de 48 anos. “Já passou da hora que o jogo do bicho vire crime. Espero que o projeto seja para valer e funcione bem.”

Felipe Araújo, balconista de 23 anos. “Eu vejo esse projeto de forma acertada. O jogo do bicho mexe com coisas ilícitas, se tornando uma verdadeira máfia. O dinheiro que entra nessas apostas também é ilegal.”

quarta-feira, mas trabalhou normalmente nesta quinta. O zagueiro Leandro Euzébio, que havia sido liberado para resolver problemas particulares na última quarta-feira, também voltou aos trabalhos. A primeira parte da atividade contou com um leve trabalho físico. Depois, os jogadores fizeram um trei-

namento tático com campo reduzido. No próximo sábado, o Fluminense realiza o primeiro amistoso da pré-temporada contra o Audax (ex-Sendas). A equipe estreia no Campeonato Carioca no próximo dia 21, contra o Friburguense, mas o técnico Abel Braga deve usar apenas reservas.

Tite é vetado de amistoso Tite até que tentou, mas não vai mesmo comandar o Corinthians no amistoso com o Flamengo no próximo domingo, em Londrina. Ele foi vetado pelo departamento médico nesta quinta-feira,

em função da cirurgia a que se submeteu no último sábado, por conta de uma hérnia inguinal. Os médicos do Timão acharam melhor poupar o treinador da viagem - além do

desgaste da locomação, Tite ainda teria de ficar 90 minutos em pé ou sentado. Ele ainda se recupera da operação. No lugar de Tite, quem comandará o Corinthians será o auxiliar Cleber Xavier.

FOTO DO DIA

Aline Martins, vendedora de 32 anos. “Vejo de forma certíssima a criminalização do jogo do bicho. Essas apostas são ilegais e utiliza o contrabando para vingar.”

Cláudia Rocha, promotora de vendas de 42 anos. “Acho que foi um acerto a chegada desse projeto que criminaliza o jogo do bicho. A aposta é ilegal e o dinheiro que lá existe idem. Antes a cidade era cheia de pontos desse tipo de jogo.”

Diego Arrieta, estudante de 15 anos. “O jogo do bicho é jogo de vício. É válida essa criminalização, pois não contribui em nada com a sociedade.”

O Setranspetro abriu a campanha ‘Ônibus não é boate, não precisa de DJ. Se for ouvir música use o fone de ouvido’. O objetivo é evitar som alto dentro dos coletivos.


12

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

SEXta-feira, 13 de janeiro de 2012

ESPORTES

esportedp@gmail.com Fotos: Arquivos

Este ano a competente diretoria do Petropolitano está investindo em todas as modalidades esportivas, tanto no futebol de mesa, quanto no campo. Clube ainda vai disputar três finais da temporada passada

Treinos do Petrô vão começar neste mês O departamento de esportes do Petropolitano Foot-Ball Club inicia efetivamente a partir da segunda quinzena de janeiro os trabalhos de desenvolvimento das atividades esportivas no Ginásio José Borzino, no Estádio Carlos Guinle e nas comunidades onde atua com o Projeto de Responsabilidade Social. Também o ciclismo, de volta ao Petrô e sob a coordenação do renomado atleta Arthur Castro, inicia a temporada buscando fortalecer ainda mais os esportes amadores do alvinegro. O voleibol, sob a coordenação do Marcelo Olímpio, o Biro-Biro, jogador que, durante toda a sua juventude, conquistou muitos títulos no futebol e no futsal do clube. Atualmente ele está atuando na equipe de Masters, e prevê a participação das equipes em torneios e campeonatos estaduais.

O handebol e o basquetebol, modalidades responsáveis por tantas glórias do Alvinegro, sob a direção da Vanessa e da Fabiana, esperam resgatar os períodos áureos dos dois esportes na cidade, promovendo inclusive competições com times de outras cidades do estado e participando de competições. O basquetebol ostenta o inédito título de octadecacampeão (dezoito vezes) campeão Municipal na época em que a Liga Petropolitana de Desportos conseguia promover campeonatos da modalidade. Já o futebol de mesa, coordenado por Luiz Carlos e contando com um grupo de botonistas entusiastas e dedicados, continuará disputando competições a nível municipal, estadual e nacional. O futmesa é o responsável hoje pelos quatro títulos nacionais conquistados pelo Petrô, sen-

do o último em novembro de 2011, quando se sagrou campeão Brasileiro, Série Prata, da modalidade 12 toques. O futebol e o futsal, duas modalidades totalmente integradas, com Leonardo, Geraldo, Francisco Lima, Rafael, Alex, Silmar, Nahor Júnior, Thiago, Felipe e o David Damico esperam repetir o sucesso obtido pelas equipes na temporada passada com a conquista de vários títulos, culminando com a do Troféu Eficiência de Futsal. Destas equipes saem diversos atletas para times profissionais da cidade e de todo o País, fazendo do Petrô um autêntico clube formador de jogadores profissionais. No futebol, as equipes Sub-15, Sub-17 e Masters continuam em ritmo intenso de treinamentos, aguardando os jogos semifinais e finais relativos ao Campeonato Municipal

de 2011. A Liga Petropolitana de Desportos não conseguiu terminar as competições. O Projeto de Responsabilidade Social, sob a coordenação de Berg e com o apoio efetivo da Unimed Petrópolis, considerado o maior orgulho do clube e modelo de sucesso, continuará atuando em várias comunidades de Petrópolis e também na sede esportiva, propiciando a prática do esporte e do lazer a quatro mil crianças e jovens. - Este ano deveremos apresentar inúmeras novidades, com a intensificação da realização de jogos e torneios entre as comunidades e diversificação dos esportes a serem desenvolvidos – explicou Délio Kronemberger, vice-presidente de esportes do Petropolitano. O levantamento de peso, em parceria com a Prefeitura

Municipal de Petrópolis, deverá iniciar efetivamente as suas atividades no Centro de Referência instalado na sede esportiva do Valparaíso ainda neste mês, sob a coordenação da Secretaria de Esportes e Lazer. - Todas as atividades esportivas do clube serão iniciadas na segunda quinzena de janeiro e apesar das dificuldades e dos obstáculos a serem superados, o clima no departamento de esportes é de bastante entusiasmo e com a expectativa da realização de uma ótima temporada em todos os esportes – acredita Délio. Ele disse ainda que o Petropolitano, depois de viver o ano do centenário marcado por vitórias históricas, inclusive com títulos nacionais no futebol de mesa e outros a nível estadual e municipal nas demais modalidades, resgata

o voleibol e o ciclismo, este último sob a coordenação de Arthur de Freitas Castro, que tantas glórias trouxe para o Brasil no atletismo. - Atualmente ele é o vice-presidente da Federação de Ciclismo e aposta no sucesso do esporte no Petropolitano. Dentro da programação e dos objetivos a serem desenvolvidos e atingidos, o departamento continuará dando toda a atenção na formação das equipes de base do futsal, campo, voleibol, basquetebol e handebol procurando participar do maior número de competições possíveis – contou o vice-presidente. O Projeto de Responsabilidade Social continuará tendo o apoio irrestrito do clube na busca de uma melhoria contínua no seu desenvolvimento tanto nas comunidades quanto na sede esportiva.

Peneira do Imperial Futsal confirmada para o dia 16 A diretoria do Imperial Futsal irá realizar peneira para atletas Sub-20 nos próximos dias 16, 17 e 18 de janeiro, às 15h30, no ginásio do Laginha (Estrada das Arcas, 1920, Itaipava). O clube petropolitano irá disputar o Campeonato Carioca no primeiro semestre e Estadual no segundo. É a primeira vez que a equipe vai disputar esta categoria e os atletas interessados em fazer parte do elenco precisam apenas comparecer nos dias e horário, citados acima, para participar da avaliação que será feita pela comissão técnica. O diretor de futsal do Imperial, Flávio Fiuza, destaca que a criação do time é importante para os atletas da cidade. - Criando o time Sub-20 vamos dar a oportunidade para os atletas petropolitanos disputarem um campeonato de nível estadual. Atualmente é difícil ter essa categoria nos clubes da cidade, por isso

muitos jogadores depois que saem do Sub-17 precisam parar de jogar ou sair de Petrópolis. Agora eles poderão dar continuidade à carreira e não precisarão ir para outras cidades - explicou Fiuza em recente entrevista. Além disso, o diretor afirma que o time do Imperial adulto já possui jogadores que servem de exemplo para os que estão iniciando a carreira agora. - O Douglas e o Vinicius são exemplos de jogadores que começaram jogando muito novos nos times de Petrópolis, nas categorias Sub-11, Sub-13, e chegaram a um time adulto. Hoje os dois são considerados jogadores de alto nível e esses garotos que estão começando podem usar o exemplo deles - afirmou. A comissão técnica do Sub-20, que irá avaliar os jogadores na peneira, é formada pelo treinador Ney Marcos, o preparador físico Alex e o treinador de goleiros Adriano.

Lucas Straub, os gêmeos Fábio e Rafael junto com Délio e sua esposa vera, e Matheus Amorim. Os quatro craques foram do Petrô

Petropolitano é escola de craques Depois de Canalli, Ariel, Carvalho Leite, Milton, todos ex-atletas do Petrô e da Seleção Brasileira de Futebol, o clube tem agora, além do Fábio e Rafael, que de 1998 a 2002 jogaram pelo alvinegro do Valparaíso, ambos atualmente no Manchester United e em 2011 convocados pelo Técnico Mano Menezes para integrarem a Seleção Brasileira, vários outros jogadores O Petropolitano FootBall Club já tem como certa a participação no Campeonato Municipal promovido pela Liga Petropolitana de Desportos nas categorias Sub-11, Sub-13 e Sub-15 e aguarda o término do torneio do Sub-17 referente ao ano de 2011 para viabilizar também a disputa do Municipal Sub-17, caso a Liga Petropolitana o promova. No futsal é certa a participação das categorias Sub-9, Sub-11, Sub-13 e Sub-15 no Municipal que deverá ocorrer somente no segundo semestre.

que atuaram no Petropolitano. Outros que se destacam são Edilson, atualmente defendendo o Corinthians na Copa São Paulo de Júnior, Lucas Straub e Matheus Amorim, os dois últimos em clubes do Sul do País. Muitos outros que participaram das categorias de base do Petrô estão atuando em clubes profissionais do Rio de Janeiro, entre eles o Serrano e o Imperial da cidade.

Alguns atletas do Sub13 do Petrô, campeão invicto municipal e da Copa Zico de Verão já estão atuando em equipes cariocas. - Existe uma preocupação do departamento de esportes do Petropolitano em manter o elenco do Sub-13 visando a disputa do Campeonato Municipal de Sub-15 desta temporada mas infelizmente nem sempre isto é possível, pois na realidade o

atleta com potencial e que tem como meta ser jogador profissional sempre é convidado por clubes que realmente venham a lhe proporcionar meios de atingir os seus objetivos. O Petrô por ser um clube essencialmente amador torna-se desta maneira um formador de atletas para clubes profissionais – disse Délio Kronemberger, vice-presidente de esportes do Petropolitano.

diariodepetropolis  

artigo, cidade, colunistas, esportes

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you