Page 1

Diário

de Petrópolis

E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Site: www.diariodepetropolis.com.br

57 anos

Preço do exemplar: R$ 1,20

Nº 16.119- Quinta-feira, 12 de abril de 2012 Divulgação

Projeto para cidades da região serrana

STF decide hoje sobre interrupção da gravidez de anencéfalos

Estado e União querem tirar moradores de áreas de risco Fernanda Almeida/Imprensa RJ

Com cinco votos a favor e um contra, o julgamento que vai decidir sobre a interrupção da gravidez em casos de anencefalia será retomado hoje. O relator do projeto, ministro Marco Aurélio Mello (foto), foi o primeiro a declarar o voto favorável ontem. (Página 5)

agenda Hoje, às 19h, no Palácio Rio Negro, Av. Koeler, Centro, será lançado o livro “História dos Presidentes – Amor & Ódio nas Eleições do Brasil’, de Walter Diogo. O lançamento é da HD Editorial. Um pouco antes do lançamento haverá um debate no auditório do Rio Negro, cujo tema é ‘Eleições & República’. (Página 6)

bairros Membros da Igreja Metodista Wesleyana Central lembraram ontem do retiro espiritual e da encenação da Vida de Cristo no Domingo de Páscoa. Mais de mil fiéis de delegações de Petrópolis participaram no centro de convenções de Xerém, em Duque de Caxias e se emocionaram com as cenas do ato que, segundo os membros, pareciam realidade. (Página 9)

Esportes

Vice-governador, ministro da Integração Nacional em exercício, secretário Nacional de Defesa Civil e secretário estadual de Obras

Uma reunião ontem entre o vice-governador e coordenador de Infraestrutura, Luiz Fernando Pezão, ministro da Integração Nacional em exercício, Alexandre Navarro, o secretário Nacional de Defesa Civil, Humberto Viana, e o secretário estadual de Obras, Hudson Braga teve como tema a preocupação com as chuvas dos últimos dias. O projeto do governo é retirar os moradores de áreas de risco das cidades da Região Serrana, em troca de pagamento de indenizações, e reflorestamento dos locais. (Página 3)

Iniciada obra de contenção em margem do rio na R. do Imperador Alan Alonso

A prefeitura deu início ontem, em conjunto com a Concessionária Águas do Imperador, às obras para estabilização da margem do Rio Palatinato, na Rua do Imperador. A intervenção teve início cerca de seis meses após o aparecimento da fenda. Os trabalhadores demoliram o revestimento do muro, que possui uma dimensão de 20 metros de largura por seis de altura, que estava danificado por causa das chuvas, no ano passado. Apesar da cratera que havia se formado no local, a Secretaria de Obras ressaltou que não apresenta riscos à população. (Página 5)

Redução das taxas de juros deve aquecer economia em Petrópolis, segundo CDL e Acep (Página 5)

A Secretaria de Obras deu início à execução do projeto, que inclui a reparação em concreto da extensão Arquivo

Aposentados são vítimas de fraudes com o consignado De acordo com o INSS, 3.320 aposentados e pensionistas foram vítimas de golpes com o empréstimo consignado. O advogado previdencialista Eurivaldo Bezerra Neves explicou que os bancos podem evitar o prejuízo utilizando os mesmos critérios usados para os empréstimos comuns, ou seja, um processo mais burocrático. (Página 5)

A Liga Petropolitana de Desportos (LPD), abre no próximo domingo, dia 15 de abril, o Campeonato Municipal nas categorias Sub-13 e Sub-20. É o início da temporada oficial dos clubes amadores de Petrópolis. Matheus Lima (foto) atua no Petropolitano, um dos participantes. (Página 12)

Museu terá horários especiais nos feriados O INSS divulgou esta semana o número de aposentados e pensionistas que foram vítimas de golpes

Anuncie no Classidiário. É grátis até 12 palavras n Escreva cada letra ou sinal de pontuação nos quadradinhos n Entre uma palavra e outra, deixe um quadradinho em branco n Preencha com letra de forma bem legível e entregue na sede do Diário

Nome:........................................................................................................................................... Identidade:................................................................................................................................... Endereço:.....................................................................................................................................

(Página 7)


57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quinta-feira, 12 de abril de 2012

3

cidade

Sérgio Bello / Ascom PMP

Estado e União discutem ações de emergência para o Rio de Janeiro Divulgação

n Imprensa/RJ

As chuvas que caíram nos últimos dias na Região

Samir Yarak: cobranças geraram prevenção do município

Contenção da dengue tem elogios de Samir e Muniz n Vinicius Henter

viniciushenter@diariodepetropolis. com.br

Os vereadores médicos Samir Yarak (PSC) e Márcio Muniz (PSC) elogiaram ontem o setor de epidemiologia do município, por Petrópolis não ter enfrentado, como eles temiam que pudesse acontecer, uma epidemia de dengue neste ano. Samir lembrou que março e abril são os meses mais perigosos, mas o município teve menos que dez casos da doença até agora. Em todo o ano passado, foram 310 casos, sen-

do 147 de pessoas de outras cidades. Para Samir, a cobrança dos vereadores foi fundamental para que o setor de epidemiologia investisse na prevenção desde o fim do ano passado. - Se não tem a prevenção, com certeza isso iria triplicar. Nós denunciamos, e a denúncia teve efeito, e o tempo contribuiu. Em fevereiro, quase não choveu. Fatores de prevenção que contribuíram foram feitos graças às cobranças de todos nós – disse Samir. - Parabéns ao setor de epidemiologia e de combate à dengue que funcionou muito bem – disse Muniz.

Casa aprova requerimento de informação sobre lixo n Vinicius Henter

A Câmara aprovou ontem, depois de três semanas de espera, o requerimento de informação apresentado pelo vereador Silmar Fortes (PMDB), cobrando dados sobre os contratos da prefeitura com a Locanty. A empresa, que coleta o lixo do município, foi denunciada no mês passado por reportagem do programa Fantástico, da TV Globo, que mostrou a cobrança de propina em contratos com hospitais públicos. A prefeitura terá que enviar à Câmara, em até 30 dias, cópias de todos os processos administrativos de contratação de serviços da Locanty, precedidos ou não de licitação. - Eu não sei o tamanho do constrangimento de um requerimento de informação em relação a um problema que foi estampado a nível nacional – disse Silmar, referindo-se à dificuldade da aprovação do requerimento. No dia 21 de março, três dias após a reportagem do Fantástico, Silmar apresentou o requerimento, mas a base governista da Casa aprovou o pedido de vista do líder do governo, vereador Márcio Arruda (PMDB), por quatro sessões. Após o prazo de quatro sessões, a matéria não entrou em pauta, a pedido do presidente da Câmara, vereador Paulo Igor (PMDB), já que havia seis projetos de lei do governo para serem votados em re-

gime de urgência. Por um erro elaboração da pauta dos dias seguintes, a matéria acabou não entrando em votação. Ontem Silmar colheu assinaturas entre os vereadores para que o requerimento entrasse em pauta em regime de urgência. Durante a sessão, Márcio Arruda chegou a criticar Silmar, afirmando que o documento estaria “errado” e que deveria ter sido encaminhado à Comdep, e não à prefeitura. Arruda também disse que Silmar estaria “jogando para a plateia” ao insistir no requerimento. - Qualquer cidadão que solicitar uma informação na prefeitura pode receber a resposta em 15 dias. Em 30 dias aqui, talvez não tenha resposta, mas o senhor quer aparecer em cima de todos nós – disse Arruda, criticando Silmar. - Eu pedi as informações baseado num juramento que fiz aqui, de ser leal à população. Eu, como vereador, respeitando o direito da população à informação, tenho que ter cópia de inteiro teor do processo – disse Silmar, referindo às denúncias contra a Locanty. No decorrer da sessão, Márcio Arruda percebeu que não teria maioria na Casa e mudou de posicionamento, encaminhando o voto favorável ao requerimento, que depois 13 a favor. Dudu (PSDC) e João Tobias (PPS) não estavam presentes na hora da votação.

Serrana foram discutidas em reunião ontem entre o vice-governador e coordenador de Infraestrutura, Luiz Fernando Pezão, ministro da Integração Nacional em exercício, Alexandre Navarro, o secretário Nacional de Defesa Civil, Humberto Viana, e o secretário estadual de Obras, Hudson Braga. O projeto do governo do estado é retirar os moradores de áreas de risco das cidades da Região Serrana, em troca de pagamento de indenizações, e reflorestar estes locais. - A ideia é inspirada no PAC Favelas, que retirou 2.600 famílias das comunidades da Rocinha, Complexo do Alemão e Manguinhos. Depois do pagamento das indenizações, o Estado daria assistência aos moradores para que adquiram residências em locais seguros – afirmou Pezão, destacando que o Governo do Rio já solicitou uma linha de financiamento para implantar o projeto na Região Serrana.

O vice-governador do Rio, Luiz Fernando Pezão: projeto de retirar moradores de áreas de risco

O ministro Alexandre Navarro avaliou como boa a ideia e afirmou que o governo federal está empenhado na ajuda aos estados. - Seguindo orientações da presidente Dilma Rousseff e do ministro Fernando Bezerra Coelho, o Ministério da Integração Nacional disponibiliza toda sua equipe de técnicos para apoiar o estado

na redução dos prejuízos causados pelas chuvas – afirmou Alexandre Navarro. O ministro em exercício, Alexandre Navarro, e o secretário Nacional de Defesa Civil, Humberto Viana, visitaram também o Centro de Operações da Prefeitura do Rio de Janeiro. No local, foram recebidos pelo chefe executivo de Operações, Sávio Fran-

co. Entre outros focos, o centro atua na emissão de informações meteorológicas para líderes comunitários com o objetivo de alertar a população sobre possíveis chuvas. Também participaram da reunião o secretário Estadual de Defesa Civil, Sérgio Simões, e o presidente da Empresa de Obras Públicas do Estado (Emop), Ícaro Moreno.

Prefeitura constrói rede de captação de águas pluviais no Vale do Cuiabá Na manhã de ontem, o secretário de Obras do município, Stênio Nery dos Santos, esteve presente no Vale do Cuiabá para acompanhar de perto a construção da nova rede de captação de águas pluviais que está sendo feita na Estrada do Cantagalo, próximo ao nº 1.853. A medida atenderá a um pedido dos moradores e beneficiará cerca de 100 residências. Ao todo, serão instaladas 150 manilhas com um metro de comprimento por 40 centímetros de diâmetro que farão o direcionamento correto das águas das encostas, beneficiando todas as famílias residentes daquela localidade. De acordo com o secretário de Obras, Stênio Nery dos Santos, o volume de água concentrada na região vinha deixando os moradores preocupados. - Era frequente o acúmulo de água neste trecho, mas a partir de agora os moradores podem ficar tranquilos. Quando construímos uma nova rede,

Alexandre Peixoto / Ascokm PMP

O secretário de Obras, Stênio Nery, acompanha a construção

consequentemente proporcionamos aos moradores uma melhor qualidade de vida – disse. – A prefeitura continua atuando em diversos pontos do bairro, para tornar o Vale do Cuiabá mais seguro, principalmente no período de fortes

chuvas. Desde o incidente de janeiro de 2011, a prefeitura tem mantido diversas frentes de trabalho na recuperação do Vale do Cuiabá. Recentemente, foi construída uma nova rede de captação na Avenida

Ministro Salgado Filho, próximo ao nº 5.600. Ao todo, foram instaladas 60 manilhas com um metro de comprimento por 50 centímetros de diâmetro que farão o direcionamento correto das águas das encostas para o leito do rio, beneficiando todas as famílias residentes daquela localidade. Vale lembrar que o contínuo trabalho da Secretaria de Obras pelos distritos estabeleceu, só no ano de 2011, mais de 300 novas redes de captação de águas pluviais. As principais intervenções ocorreram nas seguintes localidades: Duarte da Silveira, Vale do Cuiabá (com cerca de cinco quilômetros de manilhas), Pedro do Rio, Caxambu, Gentio, Itaipava, Madame Machado, Araras e Nossa Senhora de Fátima (Posse), onde foi feita a recomposição do pavimento e construção de mais de 1.200 metros de rede de captação para águas provenientes das chuvas.

Nota de esclarecimento da Secretaria de Educação A Prefeitura de Petrópolis, por meio da Secretaria de Educação, informa que o desenvolvimento do Programa Um Computador por Aluno (ProUca) está ocorrendo dentro do prazo estabelecido. É importante esclarecer que, antes da recepção das máquinas, as unidades escolares beneficiadas precisaram passar por adaptações logísticas, tais como adequações de segurança e conectividade. Além disso, os notebooks estão passando pelo processo, legalmente exigido, de tombamento. A autarquia municipal esclarece ainda que, conforme anunciado anteriormente pelo prefeito Paulo Mustrangi, as primeiras unidades serão entregues às escolas na primeira quinzena de maio. Um cronograma estabelecido pelo governo municipal garantirá que todas as escolas beneficiadas sejam contempladas até o início do segundo semestre. Vale destacar que, antes de 2009, NENHUMA escola da rede municipal de ensino possuía laboratório de informática e,

hoje, 123 contam com laboratórios do ProInfo, que promovem a inclusão digital em toda a rede municipal. O ProUca faz parte do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) que contempla, entre suas metas, a disseminação do uso pedagógico da tecnologia digital. As ações previstas são inseridas no contexto político-pedagógico de qualificação da educação, construção das competências amplas da cidadania e do desenvolvimento humano. O programa é uma iniciativa do Ministério da Educação financiado com recursos do Programa Nacional de Tecnologia Educacional - ProInfo Integrado - e coordenado pela Secretaria de Educação a Distancia - SEED/MEC. O ProUca pretende criar e socializar novas formas de utilização das tecnologias digitais nas escolas públicas brasileiras, ampliar o processo de inclusão digital escolar e promover o uso e a apropriação pedagógica das novas tecnologias de informação e comunicação como uma nova linguagem.


4

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

57 anos

QUINTA-FEIRA , 12 DE ABRIL DE 2012

Dança Sacra

Almanaque de Petrópolis

Coreografias de jazz, livre, clássico, dança de rua e dança contemporânea expressando mensagens de amor, esperança e serão apresentada durante o 9º Festival de Dança Sacra de Petrópolis nos dias 14 e 15 de Abril, no Theatro D. Pedro. Bailarinos de diversos estados do Brasil, cerca de 500, participam do evento.

O setor de Educação do Museu Imperial lança em abril a nova edição do Projeto Petrópolis, que ficará disponível até o dia 15 de junho. Voltada para escolas públicas e privadas da cidade, a atividade pedagógica trabalha com os alunos temáticas específicas relacionadas à história de Petrópolis.

socialmarise@yahoo.com.br

Elba Ramalho

Poucas & Boas

Amanhã, sexta-feira, a cantora Elba Ramalho estará em Petrópolis para cantar seus grandes sucessos. Dona de uma das vozes mais marcantes do cenário musical brasileiro e com mais de 30 anos de carreira, a cantora apresenta-se às 20h, no Theatro D. Pedro, através do Projeto Circuito Cultural SESI, do Sistema FIRJAN.

 O JORNALISTA Walter Diogo lança nesta quinta, às 19h, no Palácio Rio Negro, o livro História dos Presidentes – amor e ódio nas eleições do Brasil. Uma obra que mistura o melhor do jornalismo com a história do país.

Baile do Imperador A terceira edição do Baile do Imperador, marcada para o dia 15 de Junho, será no Solar de Portugal. O evento beneficente, que visa arrecadar fundos para os programas sociais que eles mantêm na cidade, vão apresentar à sociedade petropolitana vinte debutantes, das quais dez são estudantes da rede municipal de ensino. Essas estudantes e suas mães serão apadrinhadas pelo Rotary Petrópolis e irão receber trajes, maquiagem e penteados, como ocorreu nas duas festas anteriores.

 O MUSEU IMPERIAL bombou na Semana Santa! Recebeu um total de 4.119 visitantes entre sexta-feira e domingo, sendo 3.628 na visitação ao palácio e 491 espectadores do espetáculo Som e Luz. A DIVULGAÇÃO do Dia Mundial da Luta Contra o Câncer foi um sucesso. Em foto para a coluna as apresentadoras Adriana Rinaldi e Olívia Marci e a Presidente da APPO, Ana Cristina Coelho Mattos. (Foto: divulgação)

Alexandre Pires Sábado, 14 de abril, a partir das 15h, os portões do Parque de Municipal de Petrópolis em Itaipava vão estão abertos para receber de volta o maior fenômeno de público de todos os tempos na cidade, Alexandre Pires. Antes da atração principal, que está marcada para entrar no palco às 22h, o público vai de deliciar com a apresentação de Adriano Ribeiro, Banda Pano de Prato, DJ Raul Oliveira, DJ Ronaldo, DJ Tubarão e MC Anitta.

EDUCAÇÃO EM ALTA. A equipe de profissionais da Tutores após horas e horas de reunião. Da esquerda para a direita Fiqueirinha, que ministra oficina de Matemática Financeira, Vanessa Weinem, Economista que ministra o curso de Planejamento Financeiro, Liane Bauer, psicóloga especialista em dificuldade em aprendizagem, Gisele, formada em Letras e especialidade em alunos especiais e com dificuldade na aprendizagem, Carolina Monassa, Administradora e Daniel de Bortolli, tutor de Matemática Fundamental, Médio e Superior. (Foto: divulgação)

“Coisas de Mulher”

Palestra em Búzios

Com texto assinado pela escritora e jornalista Christiane Michelin, “Coisas de Mulher” é uma comédia formatada com um monólogo musicado que propicia um mergulho no cotidiano feminino, destacando situações do dia-a-dia, temperadas com muito bom humor. O espetáculo ocorre no dia 26de maio, às 19h, no Teatro Afonso Arinos, no Centro de Cultura Raul de Leoni.

O cirurgião plástico petropolitano Maurício Baisch confirmou presença na 8ª Jornada de Cirurgia Plástica. O evento, promovido pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, acontecerá em Búzios de 12 a 14 de abril. No primeiro dia do encontro, o cirurgião vai proferir uma palestra sobre o tema “Uso de fio farpado em cirurgia plástica: vantagens e desvantagens”.

Direitos Autorais Registro de Músicas Livros Eventos Culturais Agente: Domingos Capistrano Operando no Mercado a 32 anos

Tels.: (24) 2237-3210 (24) 9832-0327 Petrópolis - RJ (22) 9907-4947 Cabo Frio - RJ

 QUEM TAMBÉM CURTIU o feriadão em Petrópolis foi a atriz Thalita Carauta, a Janete de Zorra Total. Hospedada na casa de familiares, curtiu o sossego da serra e ainda aproveitou para degustar massas em um restaurante famoso, além de parar na Casa do Alemão para fazer um lanche.  MUITO PRESTIGIADO o lançamento do novo livro, “The End”, do escritor petropolitano Leferr, que ocorreu ontem na Casa de Cláudio de Souza. Publicada pela editora Catedral das Letras, a obra completa trata-se de uma trilogia que inclui ainda os livros “Campo de Estrelas” e “Rota 2”.


quinta-feira, 12 de abril de 2012

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

5

cidade

Redução dos juros deve aquecer economia A grande redução das taxas de juros para linhas de crédito pela Caixa Econômica Federal (CEF) e pelo Banco do Brasil (BB) deve aquecer a economia da cidade, uma vez que deve estimular o consumo e a realização de novos investimentos, como acredita a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Petrópolis e a Associação Comercial e Empresarial de Petrópolis (Acep). Anunciada recentemente (9), a medida permite aos empresários obter financiamentos mais acessíveis para investir no próprio negócio, assessorados para terem retorno, além disso, os cidadãos, clientes ou não desses bancos, terão a oportunidade de recorrer ao crédito para pagamento de dívidas ou para a compra de bens. Para o presidente da CDL Petrópolis, Cláudio Mohammad, toda e qualquer

movimentação no sentido da redução de juros, seja para os consumidores ou para as empresas, é muito bem vista pelo setor empresarial lojista. Segundo ele, quando a Caixa Econômica e o Banco do Brasil sinalizam com uma redução tão significativa nas suas taxas de juros para CDC, cartões, cheque especial e crédito consignado isso pode estimular o consumo, mas também pode ajudar os consumidores inadimplentes a regularizarem sua situação e voltarem às compras. Da mesma forma, afirma o empresário, as empresas que precisam de financiamento para antecipação de recebíveis, ou mesmo para capital de giro, encontrarão condições mais favoráveis podendo planejar-se melhor e até pensar em novos investimentos. Facilidade aos

empresários O secretário executivo da Acep, Lédio Ferreira, vê as novas taxas para obtenção de linhas de crédito um meio de recuperação da economia petropolitana. - A situação da cidade não é uma das mais favoráveis, mas não é só Petrópolis, mas em todo o lugar. Por isso, é importantíssima a queda na taxa de juros, assim como a redução da (taxa) Selic. Sem dúvida vai beneficiar as empresas e a pessoa física, e vem para aquecer a economia da cidade e do comércio. Lédio afirma ainda que a associação pretende facilitar o acesso dos empresários aos bancos incentivando novos investimentos para o crescimento das empresas. - Nós fizemos grande parceria com a Caixa, através de um convênio para atender as empresas para que possa haver a programa-

ção dos agendamentos. Isso porque, às vezes, o empresário acaba não procurando o banco, mas, agendando com um grupo na Acep, pode ser mais fácil – declarou Lédio. Taxas A taxa média das principais linhas de capital de giro do Banco do Brasil foi reduzida em 15%. Com a medida, os empresários podem agora financiar seu capital de giro com taxa de juros a partir de 0,96% ao mês. Já os valores das vendas a prazo com cheques pré-datados, duplicatas e cartões de crédito poderão ser antecipados com encargos a partir de 1,26% ao mês. No financiamento de veículos, com crédito préaprovado e sem tarifas embutidas, a queda será de pelo menos 19%. A CEF vai destinar mais de R$ 10 bilhões para o setor. A redução das taxas de juros é de até 88% ao ano, sendo,

por exemplo, do cheque especial de até 65% ao ano, e para crédito, a 40%. Para o crédito consignado e o crédito direto Caixa (CDC), a redução anual será 34%. Somente em Petrópolis, de acordo com o gerente geral Pedro Mattoso, as agências da Caixa estão atendendo de 30 a 40 pessoas físicas por dia, desde o dia 9, quando foi iniciou a queda

das taxas, além de pessoas jurídicas, que são, em média, 15 por dia. O que se espera agora, segundo Cláudio Mohammad, é que as instituições privadas, pressionadas pela concorrência, também sinalizem com reduções nas suas taxas de juros numa atitude saudável para todos, consumidores e empresários.

Taxas de juros Crédito Direto ao Consumidor (CDC) Banco do Brasil - 2,11% ao mês Caixa Econômica Federal - de 2,47% a 3,88% ao mês Financiamento de carros Caixa Econômica Federal a partir de 0,98% ao mês Banco do Brasil - de 0,99% a 2,65% ao mês Cartão de Crédito Caixa Econômica Federal - de 2,85% a 9,47% ao

mês Banco do Brasil - 3% ao mês Cheque Especial Caixa Econômica Federal - de 1,35% a 4,27% ao mês Banco do Brasil - 8,67% ao mês Financiamento de imóveis Caixa Econômica Federal - de 5% a 13,50% ao ano mais TR Banco do Brasil - de 8,90% a 13,918% ao ano

Prefeitura começa obras Decisão sobre aborto de no leito do rio Palatinato anencéfalos fica para 5ª Após cerca de seis meses de reclamações de comerciantes e moradores, a prefeitura deu início ontem, em conjunto com a Concessionária Águas do Imperador, às obras para estabilização da margem do Rio Palatinato, na altura do Shopping Santo Antônio, no Centro. Os trabalhadores demoliram o revestimento do muro que estava danificado por causa das chuvas, no ano passado. Apesar da cratera que havia se formado no local, a Secretaria de Obras ressaltou que não apresenta riscos à população. Toda a reforma está sendo feita com recursos próprios da Prefeitura. Contando com o auxílio de agentes da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans), que realizaram a sinalização do local, a operação mobilizou cerca de 10 funcionários, que utilizaram, ainda, uma retroescavadeira para fazer o deslocamento da estrutura de concreto e retirada do material de dentro do rio. Em seguida, após derrubar o muro - que possui uma dimensão de 20 metros de largura por seis de altura - a Secretaria de Obras deu início à execução do projeto, que inclui a reparação em concreto de toda extensão. De acordo com o comerciante Carlos Henrique Me-

Alan Alonso

Até uma retroescavadeira está sendo utilizada nos trabalhos

deiros, a situação vinha preocupando, já que, segundo ele, corria o risco do muro cair sozinho. Eles também temiam que aquele trecho da rua fosse afetado e prejudicasse o trânsito no local. - Mas agora parece que vai melhorar, começaram a derrubar o muro – completou. Já o secretário de Obras, Stênio Nery dos Santos, explicou que, em novembro do ano passado aconteceu à ruptura de uma das redes de captação de águas pluviais, que ocasionou no aparecimento de irregularidades na margem, o que fez com que a prefeitura vistoriasse diaria-

mente a situação estrutural da via, enquanto um projeto era elaborado. - Uma das redes rompeu-se dentro do muro e causou este problema que já está sendo solucionado. Nossos engenheiros vinham acompanhando de perto as condições do muro e, em paralelo, desenvolvendo projetos com as medidas mais adequadas a serem executadas no local, tendo em vista, também, a complexidade da obra. Agora, vamos trabalhar rapidamente para finalizar a intervenção e tranquilizar ainda mais as pessoas que transitam pela Rua do Imperador - disse.

Aposentados devem ter cuidado com consignado O INSS divulgou esta semana que 3.320 aposentados e pensionistas foram vítimas de golpes com o empréstimo consignado. Segundo a Previdência Social, 15 mil reclamações foram registradas em todo país. O advogado previdencialista Eurivaldo Bezerra Neves explicou que, para os segurados, “é difícil prevenir este tipo de crime” já que tudo acontece dentro das agencias. Mas os bancos podem evitar o prejuízo utilizando os mesmos critérios usados para os empréstimos comuns, ou seja, um processo mais burocrático. Atualmente, é possível conseguir o consignado com mais facilidade e, por isso,

a principal porta de entrada para as fraudes parte do uso e falsificação de documentos pessoais dos segurados. Segundo o INSS, os golpes no consignado podem, também, ser facilitados pela inocência de aposentados que confiam seus dados a terceiros, incluindo, parentes. Mas, normalmente, a vítima não tem culpa de ter caído no golpe. - É complicado o aposentado evitar este tipo de crime, o que ele pode fazer é olhar constantemente o seu saldo, mas isso também não impede que tenham feito um empréstimo em seu nome. Assim que o segurado perceber o golpe, deve ir, imediatamente, à agencia, comuni-

car e protocolar erro e pedir o estorno do que foi descontado. Caso o banco não faça isso em até 24 horas, a vítima pode entrar com uma liminar na justiça para suspender o empréstimo e pedir a devolução do dinheiro e também uma condenação por danos morais – explicou o advogado. De acordo com o jornal O Dia, só no ano passado, 90,48% das ações da ForçaTarefa Previdenciária tiveram origem na utilização de documentos falsos. O empréstimo com desconto direto em folha movimenta hoje no Brasil R$ 120 bilhões. No País, 65 instituições financeiras podem operar esse tipo de empréstimos.

Divulgação

n Agência Estado

Com cinco votos a favor e um contra, o julgamento que vai decidir sobre a interrupção da gravidez em casos de anencefalia será retomado hoje. Os primeiros cinco ministros votaram a favor. Já o ministro Ricardo Lewandowski, último a votar, se disse contrário ao aborto nesses casos. O julgamento começou nesta quarta, 11, no Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília. Ainda faltam os votos dos ministros Carlos Ayres Britto, Gilmar Mendes, Celso de Mello e Cezar Pelluso. O ministro Antonio Dias Toffoli não votará, pois no passado, quando era advogado-geral da União, manifestou-se favorável à interrupção da gravidez no caso de anencéfalos. Lewandowski justificou seu voto dizendo que qualquer decisão nesse sentido “abriria portas para a interrupção da gravidez de inúmeros embri-

O julgamento acabou suspenso e a decisão deve sair ainda hoje

ões portadores de doenças que de algum modo levem ao encurtamento da vida”. Segundo a ministra Cármen Lúcia, “a interrupção não é criminalizável”. Tal opinião complementa o discurso de Luiz Fux, que falou pouco antes e afirmou que “a interrupção da gravidez tem o condão de diminuir o sofrimento da gestante”. O ministro trouxe

dados recentes sobre casos de fetos anencéfalos. A escolha do ministro Joaquim Barbosa foi mais rápida e se deu logo após a formalização do voto de Rosa Weber, ocorrido cerca de uma hora após o retorno da sessão, às 15h, que tinha sido suspensa para o almoço. Marco Aurélio Mello foi o primeiro a declarar o voto.

O Conselho Regional de Corretores Imobiliários do Estado do Rio (Creci) informou ontem que a Chapa 2 ganhou a eleição para o triênio de 2013 a 2016. Manoel Maia será o novo presidente e Fátima Santoro a vice. Os números da eleição serão divulgados hoje. Apenas duas chapas

estavam na disputa, a votação, que foi obrigatória para todos os corretores inscritos no Creci, aconteceu em três pontos da cidade: na delegacia do conselho, no Condomínio Lagos de Itaipava e no cartório do 4º ofício. O corretor de imóveis que não votou será multado

pelo valor da anuidade do conselho, que é de cerca de R$ 400. Este ano estava planejado que urnas eletrônicas fossem utilizadas na eleição, mas o congestionamento em todo o Rio de Janeiro impediu que isso fosse possível. Foram usadas unas convencionais.

Creci: chapa 2 vence eleição

EXIGIR OS SEUS DIREITOS TEM CAUSADO DOR DE CABEÇA? NÓS SOMOS O ANALGÉSICO. 0800 282 7060 w w w. a l e r j . r j . g o v. b r


57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Agenda Cultural

marciosalerno@diariodepetropolis.com.br

Literatura INSTITUTO OMAR CARDOSO

HORÓSCOPO Áries - (21/03 a 20/04) Hoje poderá elevar-se no plano social, quer pelo que fizer, quer pela colaboração que poderá receber de pessoas amigas e compreensivas. Novos conhecimentos e alegrias estão em perspectiva.

Touro - (21/04 a 20/05)

Um obstáculo poderá surgir em seu trabalho que será criado por uma pessoa amiga. Você saberá como contorná-lo. À tarde, terá uma fase feliz e promissora. Prepare-se para enfrentar uma crise de ciúmes da pessoa amada. Gêmeos - (21/05 a 20/06)

Dia em que poderá contar com as melhores condições nos negócios, nas especulações e obrigações sociais. Haverá melhoria no campo amoroso e familiar, contudo, cuide para reservar um tempo para ambas às partes. Câncer - (21/06 a 22/07)

Os aspectos astrais indicam relações harmoniosas com o cônjuge, pessoas amigas, vizinhos e familiares. O êxito financeiro, profissional e social, também será evidente. Bom ao amor. Leão - (23/07 a 22/08)

Momento em que haverá muita tranquilidade na vida familiar e profissional, com bastante disposição para solucionar problemas. Contudo evite discussões com a pessoa amada, rivais e inimigos. Ótimo para a saúde.

Virgem - (23/08 a 22/09)

Para obter boa posição no campo profissional, tudo dependerá de você, aproveite a fase que é ótima. Êxito social, muito romantismo à noite. Boa saúde. O desejo de terminar seu relacionamento amoroso já não estará tão intenso.

Libra - (23/09 a 22/10)

Momento em que tudo poderá acontecer a seu favor. Ótimas oportunidades de ganhar dinheiro e negócios, pelo esforço no trabalho e pela influência dos amigos. Procure fazer uma viagem curta.

 Escorpião - (23/10 a 21/11) Boas coisas deverão acontecer hoje para você. Vênus vai lhe dar excelentes chances de conseguir realizar o que pretende, principalmente as que vêm planejando há muito tempo. Bom aos assuntos sentimentais e amorosos.

Sagitário - (22/11 a 21/12)

Tome muito cuidado para que seu crédito e moral permaneçam elevados. Contudo, o fluxo denota sucesso em investigações, pesquisas e na medicina. Aguarde surpresas no seu trabalho.

 Capricórnio - (22/12 a 20/01) Imponha um novo ritmo em suas atividades e ficará surpreso com os resultados. Faça planos para esse período. Momento muito feliz aos noivos. Saúde excelente. Sua dedicação será reconhecida e neste período poderá receber uma promoção ou aumento salarial.

CINE BAUHAUS R. Dr. Nelson de Sá Earp, 89 Shopping Center Bauhaus Centro

Uma guerra que deu o que falar na Sala H. Mauro

mente a Grécia Antiga, um mundo de imensas galeras de guerra, inesquecíveis

batalhas e feitos de armas, imensas cidades-fortaleza e o lendário Cavalo de Tróia.

Eletrônico

Música ‘house’ ao vivo nesta quinta-feira no MPBar Club Hoje, a partir de 20h, o MPBar Restaurante se transforma num Club & Lounge e recebe o DJ Vitor Ventura e o baterista Rodney Morelli para o Live House Music. A atração principal da noite é o renomado DJ Vitor Ventura. O petropolitano que despertou o inte-

resse pela música em 1994 através do contato com amigos e que atualmente segue a house music e suas vertentes. Rodney Morelli é músico e professor de bateria e percussão. Nascido em Petrópolis, músico profissional há dezenove anos já atuou ao

lado de nomes nacionalmente conhecidos como Danny Carlos e Celso Blues Boy, em gravações de CD´s onde também participaram Djavan, Moraes Moreira, Sandra de Sá e outros. O endereço é Rua Paula Buarque, 999, Parque São Vicente.

Na cidade

Música

Serenata presta homenagem a cantor no Quissamã hoje

Elba Ramalho é a atração desta sexta no D. Pedro

TOP CINE HIPERSHOPPING MERCADO ESTAÇÃO Rua Paulo Barbosa, 310 / 1º piso Centro - Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br SALA 1

FURIA DE TITÃS 2 – Censura 12 anos – com Liam Neeson – Horários: 14h, 16h, 18h e 20h

FURIA DE TITÃS 2 – Censura 12 anos – com Ralph Fiennes – Horários: 15h, 17h, 19h e 21h 2ª feira – dia 09 – não haverá sessão

SALA 2

SALA 2

JOGOS VORAZES – Censura 14 anos – com Jennifer Lawrence – Horários: 14h30, 17h30 e 20h30

RAUL – O Início, O fim e o Meio – Censura 14 anos – Documentário – Horários: 15h20 2ª feira – dia 09 – não haverá sessão

Preços: Segunda é dia de cinema. Ingressos a R$ 3 em todas as sessões. Terça a quinta (exceto feriados): Sessões iniciadas até 15h59min Inteira: R$ 10 (meia: R$ 5). Após 16h inteira: R$ 12 (meia: R$ 6). Sexta a domingo e feriados: Sessões iniciadas até 15h59min inteira: R$ 12 (meia R$ 6) Após 16h inteira: R$ 14 (meia R$ 7). Lembrando que estamos com uma promoção de terça a domingo: todas as pessoas pagam meia entrada. A guerra de Tróia é tema de épico de Wolfgang Petersen

PROTEGENDO O INIMIGO – Censura 14 anos – com Denzel Washington – Horários: 20h40 2ª feira – dia 09 – não haverá sessão

TOP CINE HIPERSHOPPING ABC Rua Teresa, 1415 / 2º piso Alto da Serra – Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br SALA 1 ESPELHO, ESPELHO MEU – Censura livre – com Sean

JOGOS VORAZES – Censura 12 anos – com Jennifer Lawrence – Horários: 17h50 e 20h30 2ª feira – dia 09 – não haverá sessão SALA 3 PEQUENOS ESPÍÕES 4 – Censura livre – com Jessica Alba – Horários: 14h50 2ª feira – dia 09 – não haverá sessão GUERRA É GUERRA – Censura 12 anos – com Tom Hardy – Horários: 16h50 e 18h50 2ª feira – dia 09 – não haverá sessão RAUL – O Início, O fim e o Meio – Censura 14 anos – Documentário – Horários: 20h50 2ª feira – dia 09 – não haverá sessão

Filmes na TV A HERDEIRA DA MÁFIA – GLOBO - 16H – COM KELEY CUOCO Brooke é uma criativa e desajeitada estudante de moda. Mas este é o menor de seus problemas. Seu avô, um poderoso mafioso que ela não conhecia, deixa em suas mãos o controle dos negócios da família. Como se não bastasse, o novo aluno de sua escola, por quem ela se interessa, é um agente do FBI que quer destruir seu recém-adquirido império.

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br O de crianças não deve ser feito no banco dianteiro Cantora de do carro "Mutante"

A ti Anfiteatro no qual se observa uma simulação do céu noturno

Canais estimulados na acupuntura

© Revistas COQUETEL 2012

Segunda maior mineradora do mundo

Pneu sobressalente

Madeira leve de guitarras e baterias Proibido por ser impuro ou sagrado

"The (?)", tabloide inglês

Ajustada; Pode ser combinada pago em até 5 parcelas ao demitido

(?) Bandido, famoso touro de rodeios e da novela "América"

Melhor Proporção (?): é usada na arte

Doente, em inglês

Vale submerso na foz de um rio Diz-se da pressão arterial 12 por 8

(?) e E: as classes pobres (Econ.)

Aquário - (21/01 a 19/02)

 Peixes - (20/02 a 20/03) Momento dos mais indicados para mudanças e para solicitar favores de personalidades políticas e militares. Bom fluxo para tratar de questões jurídicos e firmar contratos. Seja romântico.

Barco de lazer A Cidade dos Exageros e do turismo rural (SP)

A carta do baralho Confirma- indicada ram; legi- pela letra J timaram

Se necessitar de alguém para ajudá-lo a solucionar problemas e negócios importantes, escolha-o com muito cuidado. A saúde vai melhorar, bem como suas chances em todos os setores.

Como Bruna Surfistinha ficou conhecida nacionalmente

Mapa, em inglês (?) dos Sertões: competição de motos, carros e caminhões Comissão Parlamentar de Inquérito

Um projeto para trazer canções dos velhos tempos

Hoje, às 19h, haverá mais uma edição do projeto Petrópolis em Serenata, com uma homenagem ao cantor Mário de Souza Marques Filho(Noite Ilustrada). Nesta última noite de lua cheia, os poetas, os músicos e os seresteiros, percorrerão as ruas do tradicional bairro Quissamã, levando a nossa verdadeira serenata para os seus moradores. O começo é na Rua Francisco Scali, altura do número 44, Quissamã. A censura é livre e o ingresso, franco.

(?) militar: marcou a América Latina nos As casas anos 60 e da taba 70 (Hist.)

"Expedicionária", em FEB

Elba Ramalho é a atração do Sesi Cultural nesta sexta

O projeto Sesi Cultural volta a trazer espetáculos musicais de qualidade à cidade, a partir de amanhã. Sucesso em 2011, o projeto é uma realização do Sistema Firjan – Sesi/RJ em parceria com a Prefeitura de Petrópolis, através da Fundação de Cultura e Turismo. Até dezembro acontecerão 40 grandes atrações da cena artística nacional, mescladas com talentos do universo musical de Petrópolis. A produção local é

da Viva Cultura Planejamento Cultural. Nesta sexta, às 20h, no Theatro D. Pedro, censura 16 anos, ingressos a R$ 20, quem se apresenta é Elba Ramalho, cantando seus maiores sucessos. Uma das vozes mais marcantes do cenário musical brasileiro, com mais de 30 anos de uma carreira, Elba segue firme, levando seu canto maduro e ainda hoje marcado pela originalidade e beleza.

Corpo da alga Grave problema na produção de alimentos (FAO)

BANCO

Você, em "mineirês" "To be (?) not to be: this is the question", frase de Hamlet O maior dos cervos

Preta Gil, cantora brasileira

35

Solução

T R A I T A P L E M E

Ingressos: terças e quartas ingresso promocional a R$ 6 para todos (exceto feriados). Preço de ingressos as quintas e sextas - inteira R$ 14 e meia R$ 7. Preço de ingressos aos sábados e domingos - inteira R$ 16 e meia R$ 8.

SALA 1

De graça

Hoje, às 19h, e sábado, às 17h, o Cine Humberto Mauro do Centro de Cultura Raul de Leoni segue com seu ciclo dedicado aos filmes históricos. A atração é ‘Tróia’, de Wolfgang Petersen, censura 14 anos, entrada franca. Brad Pitt veste uma armadura para dar vida ao poderoso e orgulhoso Aquiles nesta espetacular adaptação da Ilíada. Orlando Bloom e Diane Kruger interpretam os papéis dos lendários amantes cujo amor vai arrastar duas nações para a guerra, Eric Bana é o príncipe que ousa desafiar Aquiles, e Peter O’Toole regressa magistralmente no papel do rei Príamo. O realizador Wolfgang Petersen recria minuciosa-

JOGOS VORAZES – Censura 12 anos – Horários: 15h e 20h, terça a domingo

O LORAX – Em Busca da Trúfula Perdida – Censura livre – com Zac Effron – Horários: 14h40, 16h40 e 18h40 2ª feira – dia 09 – não haverá sessão

C S P O R T E N G T A B U E R I O R T A R I O D A T E I A N O S D O E D A R A M M A P E R I R A A L C E L P G D I C I O

Um livro para conhecer a história dos presidentes do Brasil

retor do Rio Negro, Aluysio Robalinho, do escritor Antonio Torres, da historiadora Bárbara Primo e do psicanalista Pedro Paulo Azevedo. Em tempos de eleições, mesmo que estas eleições não sejam para escolher o presidente, é sempre bom estar atento a respeito do que pensam os cientistas políticos e outros profissionais da área, para saber a quantas anda o fazer político brasileiro, seja lá em que cargo for. Tanto o debate quanto o livro ajudam, neste sentido.

DRIVE – Censura 16 anos – com Ryan Gosling – Horários: 18h, terça a domingo

SALA 2

V E A N S L I T E E S U P A N E U R I D E L A L I T O G U C O A L O S PE R

Hoje, às 19h, no Palácio Rio Negro, Av. Koeler, Centro, será lançado o livro “História dos Presidentes – Amor & Ódio nas Eleições do Brasil’, de Walter Diogo. O lançamento é da HD Editorial. Walter Diogo é jornalista, diretor e editor das revistas ‘Quem é Quem na Economia do Rio’, ‘Cadastro Sindical’ e ‘Roteiro do Poder’. Um pouco antes do lançamento haverá um debate no auditório do Rio Negro, cujo tema é ‘Eleições & República’, com a participação do autor, do di-

CINE ITAIPAVA Est. União & Indústria, 11.000 Itaipava

2/or. 3/ill — map — sun. 5/áurea — tília. 9/blogueira.

A história dos presidentes do Brasil é tema de livro

Bean – Horários: 15h, 17h, 19h e 21h 2ª feira – dia 09 – não haverá sessão

V A B L E T D E

6


quinta-feira, 12 de abril de 2012

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

7

CIDADE Divulgação

Loja onde funcionava a livraria há pelo menos mais de 15 anos

Após 15 anos, livraria espírita fecha as portas A livraria da União Municipal Espírita de Petrópolis – Umep – que funcionava na loja 1 da galeria do Edifício Imperador, no Centro, fechou as portas recentemente. A livraria funcionava no local há pelo menos 15 anos. De acordo com o site da instituição, parte da verba arrecadada com a venda da livraria foi utilizada para a compra do terreno do estacionamento, que funciona ao lado da sede da Umep. Ainda de acordo com a página na internet, o conforto e a tranqüilidade dos que visitam a União Espírita de carro estão garantidos. Com vários livros à disposição dos fregueses, a livraria vendia obras não só para os espíritas como também para praticantes de outras denominações. Agora quem precisar comprar livros espíritas com bom preço pode procurar a outra unidade, a Livraria Sylvio José Karl, que funciona na Rua Casemiro de Abreu, 295/A, Centro, onde também funciona a sede da União Municipal Espírita de Petrópolis. A União Municipal Espírita de Petrópolis, foi fundada

em 22 de fevereiro de 1948 em reunião que aconteceu na sede de outro grande centro espírita de Petrópolis: a União Espírita Allan Kardec. Na ocasião, a UMEP tinha outro nome, o de CEP (Confraternização Espírita Petropolitana). Estavam presentes representantes do movimento espírita não só da cidade, como de todo o Estado. O primeiro presidente foi Wilson Veiga, que ficou no cargo por sete anos. Segundo o site da Umep, o fato de um centro espírita ter sido fundado em outro centro espírita é perfeitamente explicável. Atualmente a União Municipal Espírita de Petrópolis é presidida por Rogério Müller. A CEP foi criada inicialmente para reunir as casas espíritas do município, visando a unificação do movimento espírita. Obviamente, tal empreitada necessitaria de uma sede própria. O endereço onde está localizada a casa (Rua Casemiro de Abreu, 295-A), surgiu a partir de um terreno doado por um grande amigo da denominação, Antônio Fortuna.

Secretaria de Obras começa dragagem de rio em Nogueira Atendendo a um pedido antigo dos moradores de Nogueira, na manhã da última terça-feira (10), a Prefeitura de Petrópolis, por meio da Secretaria de Obras, iniciou o trabalho de dragagem e desassoreamento da confluência do Rio do Calembe com o Rio Piabanha. Concluindo a limpeza do local, a Secretaria encaminhará todo o maquinário para o bairro Bingen, seguindo assim o cronograma estabelecido pelo órgão municipal. De acordo o secretário de Obras, Stênio Nery dos Santos, a contínua limpeza dos rios que cortam o município facilitará consideravelmente a trajetória das águas. - Este trecho apresenta um volume alto de águas durante as chuvas e é por esse motivo que estamos retirando todo o material que possa obstruir ou atrapalhar o fluxo das águas - comentou. Todas as intervenções são executadas onde se verifica maior estrangulamento no leito e no curso das águas. Por

Ascom/PMP

Após a dragagem em Nogueira, o maquinário que está no local será encaminhado ao Bingen

meio de uma ação em parceria com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), desde setembro, a Prefeitura aponta, acompanha e fiscaliza a dragagem e desassoreamento em algumas regiões da cidade. A limpeza já foi feita no entorno

transferidas para terça-feira, dia 24, quando o Museu ficará fechado aos visitantes. Haverá ainda uma apresentação extra do Som e Luz no domingo, dia 22, às 20h. O espetáculo conta a história da família imperial e os principais acontecimentos do Segundo Reinado através de efeitos especiais de iluminação e sonorização. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia - para professores, estudantes e maiores de 60 anos). Para o feriado do Dia do Trabalho, 1º de maio, que será numa terça-feira, a programação será semelhante.

de Cascatinha com a limpeza do Rio Itamarati, na altura do Centro Integrado de Educação Pública (Ciep). Mais de 150 m³ de material foram retirados do leito do rio que, em 2011, transbordou e afetou algumas residências.

Sesc Quitandinha oferece atividades esportivas gratuitas no mês de abril Praticar esportes é fundamental para a saúde de todos. Partindo desse princípio, o Sesc Rio passará a oferecer, em abril, no Sesc Quitandinha, aulas de tai chi chuan, alongamento e caminhadas no entorno do lago. As inscrições para devem ser realizadas no setor de Esporte e Lazer da unidade de terça a domingo, das 9h às 18h. As vagas são limitadas e haverá lista de espera caso as vagas sejam completamente preenchidas. As aulas de Tai Chi Chuan - estilo de arte marcial que funciona também como uma forma de meditação em movimento - serão realizadas às quintas e sábados, de

9h às 10h. O alongamento - atividade de flexibilidade, relaxamento corporal e reavaliação postural - acontecerá às sextas, para a terceira idade, e aos domingos, para público em geral, sempre

No dia 30 de abril, segundafeira, haverá visitação normal, assim como na própria terça. Já na quarta, dia 02, o Museu ficará fechado para manutenção.No domingo, 29 de abril, também haverá apresentação do espetáculo Som e Luz às 20h, com ingressos a R$ 20,00. Nas semanas de ambos os feriados também acontecerão normalmente as apresentações regulares do Som e Luz, às quintas, sextas e sábados, às 20h. Para mais informações sobre a programação do Museu, acesse www.museuimperial. gov.br.

das 9h às 10h. O Clube da Caminhada será realizado às terças e quartas, das 18h às 19h. Todas as atividades são gratuitas. Na unidade, o público também pode desfrutar de

outras atrações como boliche, pedalinho, visitação ao lago e pelos salões do palácio. Mais informações sobre as atividades do Sesc Quitandinha no site www.sescrio.org.br ou pelo telefone 2245-2020.

Polo de diversão em Petrópolis Construído, em 1944, para ser o maior cassino da América Latina, o Palácio Quitandinha é a mais recente das unidades Sesc Rio. O prédio faz referência ao estilo normando, tendência dos grandes cassinos europeus. Foi decorado com inspiração nos cenários hollywoodianos pela cenógrafa e decoradora Dorothy Draper. O Quitandinha é um dos pontos turísticos mais admirados de Petrópolis e do Estado do Rio de Janeiro. Mais conhecido por ter sido um tradicional hotel-cassino e por seus grandes salões, onde na década de 40 fervilhavam as mais concorridas festas, conferências e eventos do Brasil. Após ser adquirido pelo Sesc Rio, o Palácio Quitandinha passou por reformas e hoje funciona como um centro de cultura e diversão para todo o público.

Museu Imperial terá horários especiais nos próximos feriados Para atender melhor aos turistas e petropolitanos que permanecerem na cidade durante os feriados de abril e maio, o Museu Imperial/Ibram/MinC terá uma programação especial. Será oferecida visitação em horários diferenciados, além de apresentações extras do espetáculo Som e Luz. No feriadão de Tiradentes (21, sábado) e São Jorge (23, segunda-feira), o Museu Imperial abrirá para visitação todos os dias, inclusive segunda-feira, quando normalmente está fechado. As atividades internas de limpeza e manutenção serão

do Palácio de Cristal, Praça da Liberdade, Corrêas, na Rua da Imperatriz, Cascatinha e Araras. Atualmente, os serviços concentram-se em Itaipava e no Vale do Cuiabá. Recentemente, a dragagem contemplou os arredores

foto do dia

Arquivo

Hoje completa um ano que o editor do Diário de Petrópolis, Marin Melquíades, morreu. Mas, os ensinamentos e conselhos do jornalista permanecem vivos na redação

enquete você costuma visitar os pontos turísticos da cidade

Daniel Duarte – 59 anos comerciário Moro aqui há 41 anos. Já visitei todos.

Maria José – 59 anos professora Como eu nasci aqui eu já conheço todos. Mas hoje me dia em dia só se for pra acompanhar algum amigo de fora da cidade.

Rafaela – 33 anos auxiliar de vendas Difícil. Eu só costumo ir ao jardim do Museu.

Marcus Salerma - 43 anos empresário Só ia quando eu era criança. Agora não tenho mais tempo.

Fotos: Alan Alonso

Vicentina Rodrigues – 69 anos aposentada De vez em quando eu vou sim. É sempre bom.


8

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quinta-feira, 12 de abril de 2012

nacional

TRF da 2ª Região nega liminar do MPF de suspender Chevron n Nielmar de Oliveira - ABr

O desembargador federal Guilherme Diefenthaeler, da 5ª Turma Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, negou pedido de liminar do Ministério Público Federal (MPF) objetivando a suspensão das atividades das petrolíferas Chevron e Transocean no Brasil. A ação do Ministério Público Federal foi ajuizada na Justiça Federal do Rio de Janeiro e requeria a imediata interrupção de todas as atividades de extração e transporte de petróleo das duas empresas. O descumprimento da ordem, nos termos do pedido, geraria multa diária de R$ 500 milhões para as empresas. A primeira instância já havia negado a liminar e, por conta disso, o Ministério Público Federal apresentou agravo no Tribunal Regional Federal da 2ª Região. A Chevron e a Transocean são acusadas de ter causado um derramamento de 2,4 mil barris de óleo cru no Campo

do Frade, na Bacia de Campos (litoral norte fluminense), em novembro de 2011. Segundo a denúncia do MPF, o dano ambiental teria ocorrido “em razão de operações de perfuração mal executadas”. Em sua decisão, Guilherme Diefenthaeler justificou a sua decisão lembrando que a política energética nacional foi instituída pela Lei 9.478, de 1997, que também criou a Agência Nacional do Petróleo (ANP), para regular as atividades do setor. No entendimento do magistrado, se a liminar fosse concedida, o judiciário estaria substituindo a função da administração pública: “Com efeito, a ANP, agência reguladora para o caso em questão, é quem detém a competência e conhecimento técnico para avaliar a melhor solução cabível, para evitar a ocorrência de acidentes da mesma natureza, bem como a sanção a ser aplicada às rés, sem prejuízo da apuração da responsabilidade, inclusive criminal”, disse.

Acordo vai aumentar proteção a invenções brasileiras no exterior n Alandra Gandra - ABr

Um acordo assinado ontem entre o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi), órgão do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), e o Escritório Europeu de Patentes (EPO) vai facilitar a proteção da criação brasileira. A cooperação prevê troca de documentos de patentes em português e inglês a partir de um sistema de tradução automática disponível no site do parceiro europeu. Como consequência do acordo, assinado na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), o Inpi e o EPO farão road shows pelo Brasil convidando empresas de todos os portes e universidades a protegerem suas patentes no exterior. O presidente do Inpi,

Jorge Ávila, manifestou convicção de que o acordo poderá estimular crescimento ainda maior nos pedidos de patentes de empresas e pesquisadores brasileiros na Europa, que já aumentaram 8,9% entre 2010 e 2011. “A gente ficaria muito contente com esse número crescendo, nos próximos anos, na casa dos 20% a 25% ao ano”. O presidente do Inpi reconheceu que os brasileiros, de modo geral, ainda protegem pouco suas invenções no exterior, em relação ao potencial existente. Por isso, ressaltou que o acordo criará um ambiente cada vez mais simplificado para que criadores e empresários nacionais depositem suas patentes no mercado internacional. “O sistema permite que você, com facilidade, tenha a tradução dos documentos

Vista coletiva adia para próxima semana votação de ICMS único Divulgação

n Mariana Jungmann - ABr

O relator do Projeto de Resolução 72, senador Eduardo Braga (PMDB-AM), leu ontem (11) o seu parecer na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, última instância a analisar o texto antes de ir para o plenário da Casa. No substitutivo apresentado por Braga, fica estabelecida, para todos os estados, alíquota única de 4% do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre produtos importados ou que utilizem mais de 40% de matéria-prima importada durante o processo de industrialização. Após a leitura do parecer do relator, no entanto, foi concedida vista coletiva para a matéria e a votação na comissão ficou adiada para a próxima semana. Os debates em torno da Resolução 72 são polêmicos porque envolvem a chamada guerra dos portos, que consiste na cobrança, por alguns estados, de ICMS menor para produtos importados. Com o imposto menor, esses estados conseguem atrair as matérias-primas importadas para os seus portos, estimulando também indústrias a migrarem para seus territórios. Para o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, que participou da

O relator do projeto, senador Eduardo Braga, leu o parecer na CAE

reunião da CAE, a alíquota única de ICMS sobre importados irá prejudicar o seu estado. “O governo [catarinense] vai perder R$ 950 milhões por ano no seu caixa. Nós perderemos muitos empregos, muitas indústrias sairão e, certamente, nenhuma nova virá nessas condições”, disse após ouvir o parecer do relator. Colombo alegou que a diferença de alíquota cobrada pelo seu estado em relação a outros que adotam o ICMS menor está no incentivo dado às indústrias. Na opinião de Colombo, com alíquota igual para todos os estados a tendência será a concentração das empresas em São Paulo. “A diferença que incentivava era de cerca de 8%, que é o custo

da logística, do transporte, do deslocamento. Agora essa diferença não existe mais. Então, o que as empresas vão fazer? Vão importar pelo porto de Santos, porque o mercado consumidor e transformador está ao lado. Então vai concentrar ainda mais em São Paulo”, ressaltou. O governador de Santa Catarina lamentou ainda que a redução da alíquota entre os estados que cobram mais não seja gradual. Mas, considerou positivo que o relator tenha incluído em seu substitutivo que as novas regras só passem a valer a partir de janeiro de 2013 e não imediatamente. Além de Santa Catarina, os estados de Goiás e do Espírito Santo seriam os mais prejudicados

pela aprovação da matéria, de acordo com o substitutivo de Eduardo Braga. Esses estados, no entanto, são acusados pelos demais entes federados de fomentar uma guerra fiscal, na qual lucram com os impostos, inclusive o ICMS, na revenda interestadual de produtos importados que entraram pelos seus portos. O relator, que também é o líder do governo no Senado, defendeu a alíquota única de 4% como um “razoável meiotermo entre as necessidades do país para controlar a entrada de produtos estrangeiros e a manutenção dos incentivos feitos pelos estados”. Ele reforçou o argumento do governo de que os incentivos aos produtos industrializados prejudicam a indústria nacional. “Ao perdurar o incentivo discriminado e incontrolado às importações, a tendência é que, cada vez mais, se dê preferência ao produto alienígena [importado] em detrimento ao brasileiro”, declarou. Se for aprovada na CAE e depois em plenário, a resolução não precisará seguir para a Câmara dos Deputados porque se trata de matéria de iniciativa exclusiva do Senado. A resolução também não precisará passar por sanção presidencial e seguirá direto para publicação.

MST entrega ao governo pauta do Abril Vermelho n Carolina Gonçalves - ABr

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) entregaram ontem a membros do primeiro escalão do governo, a pauta de reivindicações do Abril Vermelho. O Abril Vermelho é promovido todos os anos, com manifestações e ocupações de fazendas, em várias partes do país, para lembrar o Massacre de Eldorado dos Carajás, ocor-

rido em 17 de abril de 1996, no Pará. As reivindicações dos sem-terra foram levadas aos ministros do Desenvolvimento Agrário (MDA), Pepe Vargas, e da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho. De acordo com documento divulgado pelo MST, “mais de quatro milhões de famílias de trabalhadores rurais estão aguardando terras para produzir e 186 mil famílias estão acampadas, viven-

do em condições precárias, em barracas de lona, na luta pela reforma agrária”. Segundo o movimento, o processo de criação de assentamentos no país está parado. Além de terra, o MST exige a abertura de novas linhas de crédito rural “para que camponeses e agricultores familiares produzam, organizados em cooperativas e com técnicas agroecológicas”. E em relação à educação, o movimento alerta que,

nos últimos dez anos, foram fechadas mais de 36 mil escolas no meio rural. Segundo eles, a educação dos jovens do campo é necessária para evitar a migração para áreas urbanas. Em nota, o MDA informou que ainda vai analisar as reivindicações. Segundo a assessoria do MDA, o encontro do ministro Vargas com os líderes do MST transcorreu em clima de “tranquilidade”.

AVISOS E EDITAIS SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TRANSPORTES RODOVIÁRIOS DE PETRÓPOLIS. BASE: PETRÓPOLIS E SÃO JOSÉ DO VALE DO RIO PRETO. EDITAL DE CONVOCAÇÃO

Pão francês - R$ 5,99kg (somente no balcão)

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA.

Entrega em domicílios Rua Epitácio Pessoa, 100 (atrás dos Correios) Centro - Petrópolis - RJ Tel. 2231-2160

www.diariodepetropolis.com.br Cartório de 3º Ofício de Petropolis

Tabeliâo de Protesto

R. do Imperador, 1021 - Centro - Petropolis - RJ

Tabelião Responsável

Cep. 25620-003

Telefone: 22420565

SEPULTAMENTO dia 11-04-2012 Cemitério Municipal

Domingas Santana da Silva, 103 anos - 14h – Quarteirão Ingelheim Acham-se registrados neste cartório, conforme lei 9.492/97 Art. 15 - Processo 89.877/99 CGJ/RJ, para serem protestados os títulos de Marcus Vinícius Queiroz, 62 responsabilidade de : anos - 11h30 – Duque de Caxias Sacado CNPJ/CPF Portador/Cedente/Sacador Protocolo Oswaldo Vieira de Carvalho, 89 BANCO BRADESCO SA 5.754 EQUIPE FENIX CONSTRUCOES LTDA 12.096.115/0001-00 anos - 14h30 – Quitandinha ESTRADA UNIAO E INDUSTRIA, 9200 LJ F 7 G. T. CORREA ME 10/04/2012 09:31:00Vania Facciolla de Amorin, 49 Copia Duplicata Mercantil por Indicação G. T. CORREA ME anos - 16h30 – Vila Militar Vencto: 28/03/2012 Emissão: 07/12/2011 Valor: 1.258,20 Número: 02110533/6 Cemitério de Itaipava Listagem de titulos enviados para Edital em em 12/04/2012

Cheque Administrativo: Custas :

128,15

Total:

HILTON CARDOSO

1.386,35

IGHOR R DA MOTTA COM ROUPAS EPP

341.480.007-15

ESTRADA UNIAO E INDUSTRIA 22765

IGHOR R DA MOTTA COM DE ROUPAS EPP

Cheque

IGHOR R DA MOTTA COM DE ROUPAS EPP

Vencto:

15/03/2012

Emissão:

Cheque Administrativo: Custas :

117,81

15/03/2012 Total:

Valor:

1.565,50

Número:

900009

José Carlos da Silva, 64 anos - 11h30 - Itaipava 10/04/2012 15:55:00 Maria da Penha Silva Oliveira, 68 anos - 14h30 – Itaipava 5.830

1.683,31

Intimo-os a pagar ( através de cheque administrativo ou dinheiro, com guia de pagamento a ser retirada neste tabelionato ), ou no caso de falta de aceite, comparecer para aceita-lo, ou dar-me as razões por que não o faz.

Ficando assim já intimado do respectivo protesto no prazo estipulado na forma da lei. Petropolis, 11/04/2012

Leia e assine o Diário de Petrópolis ( 2235-7165

OBS. AS INFORMAÇÕES ACIMA SÃO FORNECIDAS AO DIÁRIO POR FUNCIONÁRIOS DAS SECRETARIAS DOS CEMITÉRIOS,

Há 30 anos era publicado O DIÁRIO não circulou no dia 10 de abril de 1982, um sábado.

O SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TRANSPORTES RODOVIÁRIOS DE PETRÓPOLIS, por seu Presidente abaixo assinado, usando de suas atribuições legais e estatutárias, CONVOCA todos os trabalhadores das empresas de transporte de passageiros do setor urbano e de fretamento, de Petrópolis e São José do Vale do Rio Preto,Viação Esperança Ltda, Viação Petro Ita Ltda, Viação Cascatinha Ltda, Transp. e Industrial Autobus S.A, Transp. São Luiz Ltda, Viação Petrópolis Ltda, para Assembléia Geral Extraordinária, que será realizada no dia 17 de abril de 2012, em sua Sede Social, à Rua Souza franco n. 121, Centro, Petrópolis, RJ, às 16:00 horas em primeira convocação, e 17.00 horas em segunda e última convocação, quando, com qualquer número de associados presentes, para analisar, discutir e deliberar sobre a seguinte: ORDEM DO DIA: a) Discussão sobre a contraproposta do SINDICATO DAS EMPRESAS DE TRANSPORTES RODOVIÁRIOS DE PASSAGEIROS DE PETRÓPOLIS – SETRANSPETRO, que será apresentada na MESA REDONDA a ser realizada na D.R.T. de Petrópolis, em 17 de abril de 2012 às 14.00 horas, em resposta à pauta de reivindicações dos trabalhadores, relativa ao período 2012/2013, e remetida ao sindicato patronal, em 27 de janeiro de 2012. b) Autorizar a Diretoria do Sindicato a firmar Acordo Coletivo, Convenção Coletiva ou instaurar Dissídio coletivo, todos de Natureza econômica, social e de condições de trabalho. Petrópolis, 11 de abril de 2012. ___________________________ ANTÔNIO MACIEL FILHO. (Presidente)


SÃO SEBASTIÃO Hoje é dia de São José Moscati e Dia do Obstetra. A secretaria da Igreja de São Sebastião funciona de terça a sexta feira de 15h às 18h. O pároco é o Padre José Rosa de Miranda que atende as capelas de São José, na Rua Olavo Bilac e Nossa Senhora de Fátima, no Siméria.

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quinTa-feira, 12 de abril de 2012

D

iário nos

B

airros

diarionosbairros@diariodepetropolis.com.br

“Ato parecia realidade”

Atores da Igreja Metodista encenaram Vida de Cristo no último dia de retiro espiritual. Peça comoveu público no Domingo de Páscoa Mais de mil pessoas acompanharam a encenação da vida de Jesus Cristo no Domingo de Páscoa realizada pela Igreja Metodista Wesleyana Central, da Rua Benjamin Constant, no centro. O evento foi promovido no último dia do retiro espiritual que reuniu fiéis dos templos wesleyanos de Petrópolis no Centro de Convenções da Igreja, em Xerém, na vizinha Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. A lembrança e a informação do evento foram feitas ontem por membros da Igreja Wesleyana. A idealização do retiro foi do pastor Vitor Cleveland, baseado no trecho da bíblia em que está escrito sobre Deus inspirar

os homens. Sobre a peça os membros consideram como revolucionária para os padrões das igrejas de Petrópolis. Uma cantata escrita por Marisol dos Santos Viana, diretora de teatro e Adriana Carvalhais Andrade, de louvor, mostrou cenas de Jesus Cristo desde o seu nascimento até a ressurreição. O destaque ficou por conta do ator Sérgio Flávio Anunciação Filho, carregando a cruz tomando chicotadas até a crucificação. Outra exibição que chamou a atenção das mais de mil e trezentas pessoas que estavam presentes foi a transformação em realidade do sangue artificial. O retiro contou com a

A presidente Myriam Viana Born, da Associação de Moradores do Centro Histórico – AMA Centro Histórico – pretende reunir hoje à tarde o maior número possível de pessoas para opinar sobre as mudanças no trânsito que vêem acontecendo desde 2004. O encontro será realizado

as 17h em frente ao relógio das flores da Universidade Católica de Petrópolis – UCP – campus Barão do Amazonas. Segundo Myriam Born as mudanças do trânsito na cidade continuam trazendo consequências dramáticas para. A escolha dela quanto ao relógio das flores é para

9

ALCOÓLICOS ANÔNIMOS Hoje 19h: Nogueira, Rua Princesa Leopoldina, 596. 19h30: Bairro Castrioto, Rua Santa Rita de Cássia, 30; Castelânea, Praça Pasteur, 79; Araras, Estrada Bernardo Coutinho, 1.626; e Fazenda Inglesa, Estrada da Fazenda Inglesa, 4.583. No Centro, Rua Paulo Barbosa, 180, 17h e 19h30.

Clube do Alto da Serra faz aniversário com promoção Hoje acontece o baile de aniversário do Clube Musical Euterpe, do Alto da Serra. O evento será animado por Márcio Alves Show e terá início as 18h30 com a previsão de encerramento às 23h. O ingresso é um quilo de alimento não perecível e no intervalo será oferecido ao público presente fatias de um bolo que marcará a promoção.

A realização do evento é de Maria Eliza Barros e terá a participação especial do radialista Laércio Junior que sempre se apresenta nas promoções de Maria Eliza. Ele fará mensagens religiosas, entre outras, ao público presente, segundo a realizadora que adiantou a promoção de outro baile no Petropolitano com data ainda a ser confirmada no Petropolitano.

Departamento de iluminação vai vistoriar Comunidade São Luiz

Ator Sérgio Flávio representou Jesus Cristo na encenação

participação do Coral Vozes do Salém e do Coral de Jovens, ambos contagiando

as pessoas com o repertório gospel em suas apresentações.

reunir o maior número possível de proprietários da Rua Monsenhor Bacelar, próxima do local, que tiveram rachaduras em suas casas provocadas pelo tráfego de veículos pesados em grande número. A líder comunitária convidou profissionais da imprensa da capital que

confirmaram presença. Informou que pretende reunir lideranças de toda cidade com o objetivo de promover um protesto “com relação à mobilidade que muito se agrava, principalmente no Centro Histórico”. Myriam pediu que sejam levados cartazes com frases divulgando a indignidade pública.

O diretor do departamento de iluminação José Francisco, da Secretaria de Obras, informou ontem que vai mandar vistoriar a escadaria número 79 da Rua Orlando José da Silva, na Comunidade São Luiz, no Retiro. A iniciativa dele é por causa da reclamação de fiéis da Igreja Evangélica Novos Horizontes, sobre a escuridão no local que não tem

nem posteamento. O pedido foi feito na semana passada quando os fiéis informaram sobre quedas de pessoas após cultos no templo e que a escadaria também não tem corrimão. Além da igreja, no local existem residências que, segundo os reclamantes, os moradores estão com dificuldades de subirem ou descerem os degraus durante a noite.

Os padres franciscanos continuam com a campanha de combate a hanseníase em Petrópolis, acompanhando o movimento em nível nacional. Folders estão sendo distribuídos em todas as paróquias da cidade com o objetivo de angariar adeptos ao trabalho de divulgação sobre a prevenção e o tratamento da doença.

No trabalho de divulgação é informado que o Brasil é o segundo país do mundo em número de casos apresentando 37.000 pacientes diagnosticados por ano. Na propaganda cita que a hanseníase é uma doença infecciosa causada por um micróbio chamado bacilo do Hansen que atinge não só a pele como também os nervos.

Franciscanos seguem campanha Associação do Centro Histórico faz manifesto hoje sobre trânsito da Hanseníase em toda cidade

CIDADE

CCJ do Senado BB reduz juros para

Tranqüilidade

para a sua empresa

Contabilidade de última geração, sistema avançado de informática Escrita Fiscal – Rotinas Trabalhistas e Folha de Pagamento Sistemática Departamento Jurídico – Direito Cível – Direito Trabalhista Projetos Econômicos – Análise de viabilidade e capacidade de sua empresa – Administração de Bens e Serviços – Corretagem e Administração de Imóveis – Equipe com treinamento especializado Direção Técnica: Márcio Tesch Economista – Corecon 10582 Advogado – OAB/RJ 59.566 Tec. Contab. – CRC/RJ 25.384-0

Rua do Imperador, 772 – Gr 105/106 – Centro Petrópolis – RJ. Tel/Fax: (024) 2231-6212 / 2231-3322


10

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quinta-feira, 12 de abril de 2012

cidade

Rotary Bingen faz evento em homenagem a moradores Rotary Petrópolis Bingen foi inaugurado em 29 de junho de 2010 e desde então vem trazendo benefícios à comunidade, como por exemplo, o auxílio na compra dos instrumentos musicais da Escola Joahaan Noel. O novo evento “Construindo Conhecimento”, foi criado pelos companheiros e propõe levar até a comunidade do Bingen, através de um Espaço Cultural na Escola Joahaan Noel a história das famílias e industrias que contribuíram para a formação e desenvolvimento do bairro. Sabendo mais sobre sua história, o cidadão entende a importância

de cultivar, preservar e desfrutar de toda herança ambiental, histórica, arquitetônica e cultural de seus antepassados. “Construindo o Conhecimento” é um projeto amplo e holístico na formação cultural da comunidade integrando socialmente o passado com o presente para fortalecer o futuro. O Rotary Petrópolis Bingen, no exercício de sua função de servir a comunidade vê neste momento a oportunidade de exercitar o lema de Rotary Internacional 2011/2012, “Conheça a si mesmo para envolver a comunidade”.

No dia 14 de abril, a Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) promove a palestra gratuita “Complexidade e Pertinência da Clínica Psicológica na Atualidade”, a partir das 10h, no Centro Cultural da instituição. Na palestra inédita, a psicóloga Virginia Ferreira, coordenadora do

curso de pós-graduação em Psicologia Clínica com Ênfase nas Perspectivas Breves, abordará o uso da psicologia clínica para enfrentar os desafios do mundo pós-moderno, como depressão, fobias e pânico. Os interessados podem se inscrever pelo email: cpe@ fmpfase.edu.br.

Fase apresenta palestra gratuita de Psicologia

Petropolitanos estão optando por pagar contas em lotéricas Muitos petropolitanos estão fugindo das filas dos caixas eletrônicos para pagarem suas contas em casas lotéricas. Eles garantem que nestes locais o atendimento é bem mais rápido e fácil. A opinião dos entrevistados foi unânime quando o assunto foi referente ao pagamento entre os dois tipos de opções. Uma lotérica que funciona em uma loja do Edifício Imperador, na Praça Alcindo Sodré, na esquina das ruas Paulo Barbosa e Imperador, esteve bastante movimentada durante o dia de ontem. Filas também foram verificadas em outras lotéricas, como no Shopping Estação e no Quartier, ao lado do Theatro D. Pedro. A vendedora Ana Claudia, de 20 anos, conta que só paga as contas em casas lotéricas por determinação de seu patrão. Já o segurança Marcelo

As filas nas casas lotéricas ficam enormes, mas a população acha mais rápido que nos bancos

Arruda, de 37, diz que já é costume. - É um pouco mais rápido e mais vazio. Um aposentado de 72 anos, que se identificou apenas como Orlando, concorda com o fato de nas casas lote-

rias o serviço de pagamento ser bem mais rápido. - Nas agências bancárias fico aguardando um tempão e aqui encontro mais facilidade – garantiu. A babá Juliana Silva, de 21, tem a mesma opinião do

aposentado. - Acho mais rápido. No banco às vezes demora muito. A mesma opinião foi emitida pela cozinheira Elaine Haubrich, que sempre paga as contas nas lotéricas.


quinta-feira, 12 de abril de 2012

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

11

ECONOMIA

Bebidas frias mais caras com aumento do IPI Brasil tem fluxo cambial negativo no início de abril n Kelly Oliveira/ABr

As saídas de dólares superaram as entradas em US$ 396 milhões, na primeira semana de abril, com quatro dias úteis, segundo dados divulgados pelo Banco Central (BC). Desde o início do ano, entretanto, o fluxo cambial é positivo. O saldo negativo do fluxo cambial foi puxado pelo segmento financeiro (investimentos em títulos, ações, remessas de lucros e dividendos ao exterior, entre outras operações), que registrou saída líquida (descontada a entrada de dólares) de US$ 233 milhões. O balanço do fluxo de câmbio é complementado

pelo segmento comercial (operações relacionadas a exportações e importações), que também ficou negativo, com saída líquida de US$ 164 milhões. De janeiro até o dia 5 de abril, o fluxo cambial é positivo em US$ 18,331 bilhões, ante US$ 36,437 bilhões registrados em igual período de 2011. Nos dados preliminares deste ano, o segmento financeiro registrou saldo positivo de US$ 8,562 bilhões, enquanto o comercial apresentou US$ 9,769 bilhões. O BC também informou que as compras de dólares no mercado à vista elevaram as reservas internacionais em US$ 859 milhões, neste mês, até o dia 5.

Operação combate fraudes em declarações do IR n Daniel Lima/ABr

A Receita Federal, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal fecham, em Brasília, o cerco aos contribuintes que fraudam a Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física. Servidores da Receita e da Polícia Federal cumprem mandados de busca e apreensão em Brasília, durante a Operação Marcação Cerrada. Depois, o objetivo é estender a operação para todo o território nacional. De acordo com a Receita, as investigações começaram há um ano, com o monitoramento de 1,5 mil contribuintes que enviaram declarações suspeitas de conter dados falsos para gerar valores elevados de restituição. Entre as despesas fictícias estão gastos com pensão alimentícia, saúde, previdência privada e educação. Com os dados falsos,

esses contribuintes deduziam principalmente os valores do imposto a pagar. A Receita informou ainda que vários envolvidos no esquema são servidores públicos da União e do Distrito Federal. O prejuízo estimado com as fraudes aos cofres públicos deve ser superior a R$ 30 milhões. O padrão utilizado pelos investigados será usado para identificar possíveis fraudes nas declarações de 2012, cujo prazo de entrega começou no dia 1º de março e vai até 30 de abril. Os contribuintes identificados serão obrigados a comprovar as informações constantes na declaração. Caso isso não ocorra, além do imposto devido, poderá ser cobrada multa de até 150% do valor sonegado, além do envolvido ficar sujeito às sanções penais previstas para os crimes contra a ordem tributária.

Cledorvino Belini pediu uma solução ao ministro da Fazenda

Anfavea quer financiamento de automóveis facilitado

n Renata Veríssimo/ Agência Estado

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Cledorvino Belini, disse que o setor solicitou ao ministro da Fazenda, Guido Mantega uma solução na dificuldade de crédito para financiamento de automóveis. Segundo Belini, com o aumento da inadimplência, os bancos reduziram a oferta de crédito para compra de automóveis no varejo. Segundo ele, a participação dos bancos oficiais nesses financiamentos é baixa. Ao ser questionado sobre a resposta do ministro à reivindicação do setor, Belini disse apenas que Mantega “tomou nota”. Para o executivo a conversa foi “muito boa”. O novo regime automotivo também foi discutido na reunião. Segundo Belini, o setor confirmou os investimentos previstos de R$ 22 bilhões até 2014/2015. Segundo ele os investimentos já começaram

a deslanchar, não só no setor de automóveis, mas também no setor de autopeças, que recebeu desoneração tributária no pacote lançado na semana passada. Belini disse que as montadoras ainda estão fazendo as contas dos ajustes necessários para alcançar o desconto do IPI previsto no regime automotivo, a partir de 2013. “Cada montadora tem uma situação diferente. Algumas terão de aumentar o índice de nacionalização”, afirmou. O presidente a Anfavea informou ainda que o setor relatou ao ministro as dificuldade nas vendas de caminhões. Segundo Belini, o reforço e o barateamento das linhas de financiamento do BNDES, também anunciados na semana passada, ajudarão, mas é preciso “dar a partida” na renovação da frota. Belini disse que os frotistas estão evitando comprar novos caminhões, em função dos problemas de abastecimento de diesel no País.

Fotos: Divulgação

n Luciene Cruz/ABr

O aumento do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), previsto para o setor de bebidas frias como forma de compensar a queda da arrecadação tributária incluída na nova versão do Plano Brasil Maior, vai ser repassado ao consumidor, informou ontem o presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas Não Alcoólicas (Abir), Herculano Anghinetti, após reunião com o secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto. “Em 2011, absorvemos o aumento e chegamos ao limite. As indústrias já absorveram parcialmente a alta dos tributos [15%]. O setor não tem como absorver mais um aumento de imposto com redução da margem [de lucro]. Com esse anúncio de aumento que está por vir, a indústria não tem mais capacidade de absorção. [O aumento] Vai ser repassado, criando um círculo vicioso. O aumento de imposto impacta no custo e diminui a venda”, disse. Para compensar a renúncia fiscal de R$ 60,4 bilhões do pacote de estímulo à competitividade industrial anunciado na semana passada, o governo informou que vai aumentar a tributação das chamadas bebidas frias, como águas, cervejas e refrigerantes. Mesmo sem ter o aumento da alíquota definida, a estimativa do representante do setor

Setor vai repassar para o consumidor o aumento do Imposto sobre Produtos Industrializados

é que o impacto do imposto mais alto fique entre 2% e 3% do valor final do produto. Anghinetti disse ainda que, com a nova tributação, investimentos anteriormente previstos de R$ 7,9 bilhões podem ser suspensos. “A gente está buscando a não

alteração da pauta para que não tenha que alterar os preços finais e diminuir a capacidade de investimentos”, destacou o presidente da Abir. O setor reivindica que a tabela de preços das bebidas, sobre a qual incidem tributos, não seja reajustada neste ano.

O aumento desses valores implica maior carga tributária para as indústrias. Em 2010, a Abir e o governo chegaram a um acordo que permitiu o congelamento da tabela usada de base para tributação. Por outro lado, o setor investiu R$ 5,4 bilhões no ano.

Faturamento da indústria de máquinas e equipamentos tem crescimento de 9,9% n Flávia Albuquerque/ABr

O faturamento da indústria de máquinas e equipamentos brasileira foi R$6,4 bilhões em fevereiro, 9,9% a mais do que o registrado em janeiro, de acordo com dados divulgados ontem, pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). Na comparação com fevereiro de 2011, houve crescimento de 6,9%. Segundo o levantamento, em janeiro o setor teve uma retração de 19,6% ante dezembro. No primeiro bimestre do ano, o faturamento ficou em R$ 12,1 bilhões, 7,4% a mais do que no mesmo período do ano passado. Entre os setores, máquinas agrícolas registrou crescimento de 32,8%. Bens sob encomenda cresceu 18,9% e outras máquinas, 5,4%. No sentido contrário aparecem máquinas têxteis (-54,5%), máquinas para plástico (47,9%) e máquinas para madeira (-20,1%). Os dados indicam ainda que a balança comercial teve déficit de US$ 3,1 bilhões no primeiro bimestre de 2012,

24,7% maior do que nos dois primeiros meses do ano passado. Segundo a Abimaq, as exportações tiveram aumento de 9%, resultando em US$ 1,8 bilhões. No mês de fevereiro as exportações somaram US$ 893 milhões, -3,1% sobre janeiro e -0,1% sobre fevereiro de 2011. As importações totalizaram US$ 4,9 bilhões, valor 18,3% superior ao primeiro bimestre de 2012. Em fevereiro as importações chegaram a US$2,4 milhões, com uma queda de -0,8% ante janeiro e 18,8% maior do que em fevereiro do ano passado. Com relação ao emprego, o setor registrou aumento de 0,3% no número de ocupados em fevereiro na comparação com janeiro, o que indica estabilidade. O vice-presidente da Abimaq, Carlos Pastoriza, explicou que o aumento registrado em fevereiro é normal para o período. “Janeiro sempre é o mês mais baixo do ano em decorrência das férias quando a produção diminui”, explicou. Pastoriza comentou a medida do governo anunciada

O setor de máquinas agrícolas foi o que registrou maior aumento

na semana passada que prevê a desoneração da folha de pagamento do setor. Segundo ele, a medida é positiva, mas só resolve 1% do problema. “A desoneração, em termos de custo, é neutra, mas melhora um pouco a competitividade com relação ao produto importado. O custo do importado vai ser 1% maior que o nacional, mas a economia será de uma média de 1% para a indústria brasileira”, disse. Pastoriza ressaltou que é preciso ainda que o governo

mude sua atitude com relação às medidas de defesa comercial. Para o vice-presidente da Abimaq, o governo tem sido lento e ineficaz ao analisar as reivindicações do setor. “Parece que agora o governo está disposto a mudar de postura. Nós não aceitamos esse argumento de que isso é protecionismo, porque todos os países do mundo aplicam defesa comercial”, criticou. A entidade manteve sua previsão de crescimento de 5% no faturamento do ano.

Juros ao consumidor ficam estáveis n Guilherme Amorim/Agência Estado

Mesmo com a redução da Selic promovida pelo Banco Central (BC) em março, as taxas de juros das operações de crédito praticamente não se alteraram naquele mês. No início de março, a autoridade monetária acelerou o passo ao reduzir a taxa básica em 0,75 ponto porcentual, para os atuais 9,75% ao ano. Pesquisa de Juros da Anefac (Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade) aponta, contudo, que as taxas médias para pessoa física de março ficaram no mesmo patamar de fevereiro, em 6,33%

ao mês (108,87% ao ano). Essa taxa mensal é a menor desde o início da pesquisa, em 1995. Já a taxa de juros média geral para pessoa jurídica apresentou uma redução de 0,02 ponto porcentual, de 3,72% ao mês (55,01% ao ano) em fevereiro para 3,70% ao mês em março (54,65% ao ano). Para a Anefac, o aumento da inadimplência em alguns segmentos fez com que diversas instituições financeiras elevassem as taxas de juros de fevereiro para março, nos produtos: cheque especial (8,33% para 8,34%), empréstimo pessoal via bancos (de 3,81% a 3,84%) e empréstimo pessoal via financeiras (de 8,24% para 8,26%).

Das outras linhas de crédito pesquisadas, ficaram estáveis o cartão de crédito rotativo e CDC para financiamento de veículos. Os juros do comércio caíram 0,08 ponto porcentual, para 4,87%. As três linhas de crédito para pessoas jurídicas pesquisadas tiveram juros reduzidos no mês. São elas: capital de giro (2,24% ao mês), desconto de duplicatas (2,78%) e conta garantida (6,07%). Com isso, houve uma redução de 0,54% na taxa de juros média, a menor desde dezembro de 2009. Nos três primeiros meses do ano a redução foi de 3,07 pontos porcentuais: de 57,72% ao ano em dezembro de 2011 para 54,65% ao ano em março.

A taxa de juros média para pessoa física caiu 5,97 pontos percentuais, passando de 114,84% ao ano em dezembro de 2011 para 108,87% ao ano em março de 2012 (redução de 5,20%). Ela acompanhou a trajetória da Selic, que de dezembro até março foi de 11,00% ao ano para 9,75% ao ano, diminuição de 1,25 ponto porcentual, equivalente a uma redução de 11,36%. A expectativa da Anefac é que os juros voltem a ser reduzidos nos próximos meses, diante das sinalizações do Banco Central e das medidas que tanto a autarquia quanto o Ministério da Fazenda vêm promovendo para evitar uma desaceleração forte na economia.


12

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quinta-feira, 12 de abril de 2012

ESPORTES

esportedp@gmail.com Fotos: Arquivos

Basquete: Seleção é ouro no 7º Pan-Americano O engenheiro petropolitano Luiz Costa, de 58 anos, foi um dos integrantes da Seleção Brasileira de Basquete campeã do 7º Pan-Americano na categoria 55 Mais, realizado no último mês no Chile. O evento reuniu seis equipes. Apesar de disputar a competição com apenas dez jogadores, sendo que um voltou ao Brasil antes da partida final, Luiz Costa disse que os atletas já esperavam se dar bem na competição. - Nós estávamos desfalcamos mas mesmo assim sempre acreditamos no título.

Tivemos tranqüilidade durante todos os jogos – explicou o ala. Luizinho, como é conhecido, era o único de Petrópolis e o segundo do estado do Rio que disputou o Pan-Americano. Campeões: Luizinho Costa, Zezinho, Dirceu, Batista, Renato, Ivano, Paulo, Abílio, Fontenelle, Pezão, Zé Brigite e Claudinho. Aluisio e Carioquinha comandaram a Seleção. Agora a Seleção Brasileira se prepara para disputar o Mundial, que acontece em julho de 2012 na Grécia.

Início no Liceu Municipal Luizinho Costa começou no basquete bem cedo, quando ainda estudava no Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio. No mesmo período jogou futebol no Petropolitano e aos 19 anos atuou no basquete do Vasco da Gama entre 1974 e 1976. Já como universitário na Universidade Católica de Petrópolis (UCP), acabou convocado para a Seleção

Universitária. Luizinho também foi vice-presidente de esportes de quadra do Petrô por pelo menos 20 anos. Pelada no Petropolitano Quem gosta de jogar basquete pode comparecer ao ginásio do Petropolitano todas as quartas-feiras das 20h às 22h e aos domingos das 11h30 às 13h30. Basta levar material para atuar na ‘pelada’. Alan Alonso

Luiz Costa exibe a medalha que ganhou no Pan-Americano

Divulgação

RESGATANDO O MELHOR DA MESA DA SARDINHA- Sem dúvida alguma das melhores a iniciativa de Paulo Areas e Aloisio de resgatar as melhores tradições da Internacional Mesa da Sardinha do Petropolitano Foot-Ball Club, com a realização neste sábado de uma super sardinhada para seus fiéis e habituais frequentadores, serão quase uma centena de sardinhas fritinhas para aplacar o voraz apetite de nossos sardinheiros, muitos certamente confirmarão presença como Billie The Milton Lopes, Édson Herzog - presidente do conselho deliberativo do Petropolitano, José Aníbal dos Prazeres - presidente do conselho fiscal, Arnaldo Rippel e Patrícia, Luis Enéas Arrochellas, Carlos Lemos, Serginho Hot Dog, Ricardo Pinto, Serjão, Carlo Zennaro, professor Manoel o Venturoso, professor Hugo Cross, Décio Lôbo, Luis Enéas Arrochellas Correa, China, Marcelo Carioca, Renatão e Renatinho, Celi Coutinho, Peter Hjorth, Mauro Blanc, além evidentemente do Paulo Areas com a Tania e o Aloisio e muitos e muitos outros de bem com a vida, com certeza teremos muitas estórias e histórias após o evento gastronômico e claro contaremos tudo aqui em nossa Coluninha sempre atenta a tudo o que rola. TORNEIO CASA DO ALEMÃO OPEN DE TENNIS - Clube Campestre recebe desde o último dia 9, em suas mui bem cuidadas quadras em Nogueira o Torneio de Tênis patrocinado pela Casa do Alemão dos irmão Marquinhos e João Batista Fontaine muita

gente boa participando, alô Fred aguardamos resultados para a divulgação de como os tenistas estão se portando em mais essa competição. CARNE ASSADA OPEN - Tenistas do Valparaíso se mobilizando para a realização de mais uma edição do Carne Assada Open, depois do Buaerntennis certamente o torneio mais tradicional da cidade, o Carne Assada tem uma fantástica característica, reunir craques e jogadores de menor categoria em duplas parelhas para que a competitividade aconteça, é realizado sempre em um fim de semana evidentemente nas quadras da Avenida Portugal que no ano que vem completam 90 anos e uma super feijoada acontece no encerramento do torneio onde os vencedores da competição recebem suas medalhas e troféus. É isto estamos na expectativa. DESTAQUE FOTOGRÁFICO - Em foto da década de 80 em uma das antigas localizações da Mesa da Sardinha bem me frente às quadras de tênis a presença de uma galera boa que sempre agitou o tênis na cidade, aí estão Antonio Soares, o saudoso Newton Torres Werneck, os italianíssimos Carlo Zennaro e Sérgio Colombo, Alberto Crespo, de pé Nilo Tré, Paulo Sérgio Maldonado Silveira, João Batista Fontaine, Vinícius Soviero, Luis Enéas Arrochellas, professor Hugo Cross e Celinho Silva, inesquecíveis tempos com certeza. Um ótimo dia, fiquem com DEUS e até sábado com mais Notícias do Tênis de Petrópolis, do Brasil e do Mundo....

Os integrantes da comissão técnica e jogadores do Palmeira estão ansiosos para a estreia na Super Liga Futsal em duas categorias

Palmeira pega Teresópolis na estreia da Super Liga Futsal A comissão técnica do Palmeira está contando os minutos para a estreia das categorias de Sub-11 e Sub-13 na Super Liga Futsal 2012. Os jogos serão realizados neste sábado, a partir das 16h, no Ginásio Luiz Vedovani, no Itamarati. Segundo o diretor de futsal do Tricolor do Itamarati, o professor José Carlos Guima-

rães Farah, o Farahzinho, as categorias do clube vem treinando forte desde o início do ano visando a competição. - Nosso objetivo é representar bem Petrópolis na Super Liga, por isso iniciamos os treinos em janeiro. Acredito que temos uma equipe forte, com chances de classificação – explicou o dirigente do Palmeira.

Ainda de acordo com Farahzinho, além da Super Liga Futsal, o Palmeira disputará ainda o Campeonato Municipal em todas as categorias. - O trabalho realizado no Palmeira visa especificamente as competições oficiais. Não estamos aqui para treinar equipes e não disputar nada – explicou, acrescentando que o clube

respeita todos os participantes da competição. O Palmeira estreia na Super Liga Futsal enfrentando o Teresópolis, às 16h, no Sub-11 e às 17h pega a mesma equipe só que na categoria Sub-13. Além do Palmeira e Teresópolis estão na chave o Grajaú e o Duque de Caxias. O torneio reúne 12 clubes.

Campeonato Municipal deverá reunir pelo menos 500 jogadores No próximo domingo, 15 de abril, estão previstos o início dos campeonatos municipais de futebol de campo, Sub-13 e Sub-20 promovidos pela Liga Petropolitana de Desportos (LPD). É o início da temporada oficial dos clubes amadores de Petrópolis. A LPD, Entidade fundada em 1918, consegue com muita dificuldade manter por vários anos seguidos a realização das competições. De acordo com a diretoria do Petropolitano, estão previstos ainda para o 1º semestre, mais três torneios: o da categoria Sub-11 de futebol de campo e o Sub-15 e o Sub-17 de futsal, com apenas quatro participantes em cada um deles. Estes campeonatos começarão na última semana de abril. São aproximadamente 500 atletas que estarão participando dos jogos, defendendo os seus clubes e ajudando a manter viva a chama do esporte amador na cidade. - Acontecerão jogos no Valparaíso, no Alto da Serra, no Moinho Preto, no Itamarati, no Carangola, em Corrêas e no Vale de Cuiabá, e que sempre atraem a atenção e o interesse dos desportistas destes bairros, locais onde a maioria dos atletas e diretores dos clubes participantes dos campeonatos residem ou mantém uma dedicação e entusiasmo pela agremiação de sua preferência – explicou Délio Kronemberger, vicepresidente de esportes do Petropolitano. Pela categoria Sub-13 estão programados os seguintes jogos para este domingo: no Estádio Ernani Duarte - às 08h30 - Corrêas x Ca-

O invicto time de Sub-13 do Petropolitano vem treinando intensamente visando a competição

rangola. No Estádio Álvaro Catão - às 10h - Internacional x Boa Esperança. No Estádio Carlos Guinle - às 15h - Petropolitano x Boa Esperança. O Sub-20, com o Carangola folgando, se inicia com os jogos Corrêas x Vera Cruz, em Corrêas, e Petropolitano x Boa Esperança, no Valparaíso, ambos marcados para às 13h. O jogo entre Petropolitano e o Boa Esperança, marcado para às 11h30, foi alterado de comum acordo entre os dois clubes para se iniciar às 13h. - Como acontece há vários anos, o Petropolitano aguarda com muito interesse a realização dos campeonatos municipais, pois todo o trabalho desenvolvido pelo departamento de esportes nas

categorias de base tem como objetivo, além das ações sociais, a participação com as suas equipes representativas e a integração com os outros clubes amadores de nossa cidade. Temos a certeza que os campeonatos que estão por se iniciarem serão dentro de um clima de muita disciplina e de muita competitividade como os últimos que têm sido promovidos pela Liga Petropolitana de Desportos – finalizou Délio Kronemberger. Sub-20 faz estreia no domingo A equipe Sub-20 do Petropolitano faz sua estreia neste domingo contra o Boa Esperança, no Estádio Carlos Guinle, a partir das 11h30. O time comandado pelo técnico

Nahor Júnior espera começar a competição com uma vitória sobre o forte adversário e para isso vem se preparando durante os treinamentos que estão sendo realizados no Valparaíso. O elenco é constituído basicamente pelos atletas vice-campeões municipais da categoria Sub-17 da temporada de 2011, reforçado por alguns jogadores que já defenderam o clube nas categorias de base, como é o caso do goleiro Igor e do zagueiro Pedro Terra. O apronto final para o jogo de domingo será realizado no próximo sábado, a partir das 11h, no Estádio Carlos Guinle e o técnico espera contar com todo o grupo de atletas inscritos na Liga Petropolitana de Desportos.


2

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

Rio+20: Você sabe do que se trata?

O Brasil e a segurança nuclear n Rômulo Silveira

n Michel Temer

M

ais de 50 chefes de Estado e de governo compareceram a Seul, na República da Coreia, para a segunda Cúpula sobre Segurança Nuclear, no final do mês de março. Esses encontros surgiram há dois anos a partir de iniciativa do presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama. Todas as manifestações de plenário foram no mesmo sentido, quer do chinês Hu Jintao, do russo Dmitri Medvedev, do italiano Mario Monti, do chileno Sebastián Piñera e tantos outros. No fim do século passado, a fragmentação da antiga União Soviética deixou no ar o temor a respeito do controle dos arsenais nucleares. Desde então, outros países adquiriram também essa tecnologia ou estão perto de a controlar. E, sob o impacto do ataque de 11 de setembro de 2001, o mundo passou a ver nova dimensão no terrorismo. O tema preocupa a todos pela capacidade de destruição das armas nucleares, principalmente diante da possibilidade de esses arsenais ficarem ao alcance de núcleos terroristas. A preocupação dos líderes globais é compreensível. O uso de armas nucleares em conflitos mundiais já deixou marcas profundas na humanidade. Nas mãos de terroristas, então, o potencial de dano é inimaginável. Essa foi a preocupação central do encontro. O Brasil, registrei durante a minha fala, é signatário dos principais tratados de controle e não proliferação de armas nucleares. Ratificamos 12 tratados da Organização das Nações Unidas (ONU) e um da Organização dos Estados Americanos (OEA). Nossa consonância é, portanto, absoluta com os países que desejam usar o potencial das pesquisas nucleares apenas para fins pacíficos. Ademais, repudiamos o terrorismo, qualquer que seja a sua manifestação. Ao mesmo tempo que os Estados participantes do encontro em Seul diziam das providências tomadas após a primeira reunião de cúpula, em Washington (2010), esclarecemos que antevimos os riscos da utilização equivocada das pesquisas nucleares quando reconstituímos o Estado brasileiro, na Constituição federal de 1988. Assim é que na nossa Constituição - artigo 21, inciso XXIII - se permite a exploração dos serviços e a possibilidade de instalações nucleares de qualquer natureza, assegurando o monopólio estatal sobre pesquisa, lavra, enriquecimento, reprocessamento, industrialização e comércio de minérios nucleares e seus derivados, desde que para fins pacíficos. E ainda que para tais fins, mediante aprovação do Congresso Nacional. Portanto, há uma guarda extraordinária em relação à eventual atividade nuclear em nosso país. Outro dispositivo da Constituição - o inciso VIII do artigo 4.º - diz que a República Federativa do Brasil se rege por vários princípios, dentre os quais o repúdio ao terrorismo. No particular, ao terrorismo nuclear. O ódio não pode ser instrumento de interferência nas relações internacionais. O terrorismo semeia discórdia, desconfiança, rancor e ódio. Ao fim da Nuclear Security Summit de Seul, conseguiu-se chegar a um documento que efetivamente prega essa utilização exclusivamente para fins lícitos e, de outro lado, condenou qualquer espécie de terrorismo de natureza nuclear. Todos estão cientes da necessidade de meios administrativos e legislativos no sentido de um cuidado extraordinário com o material nuclear. Cuidados e medidas que sejam adotados para tentar evitar até mesmo acidentes, como o grave episódio de Fukushima, no Japão, ocorrido no ano passado. Entretanto, nação pacífica que somos, temos posição ainda mais radical sobre armas atômicas. Defendemos o fim dos arsenais dos países que os detêm. Pode parecer apenas um ideal, mas é muito mais que isso: é a esperança de um mundo sem o medo do desastre nuclear. Hoje, a Rússia e os Estados Unidos são donos de 95% de todo o armamento desse tipo, com capacidade de destruição total de nosso planeta. A simples supressão desses arsenais atômicos facilitaria a busca pela paz mundial. O que sempre preocupa os países é a possibilidade do armamento nuclear e a destruição em massa. Por isso foram alvissareiras as declarações do presidente Barack Obama, na Universidade de Seul, quando, em tom emotivo, disse esperar que seus netos vivam num mundo onde os arsenais nucleares não sejam necessários. Hoje há preocupações com as pesquisas na área atômica da Coreia do Norte e do Irã. Entretanto, devese respeitar a soberania desses países, desde que eles também estejam sob controle de organismos oficiais, como a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), órgão credenciado em todo o mundo para exercer o controle da utilização desse tipo de energia. Pesquisas sobre fontes nucleares de energia não podem servir de pretexto para alimentar discursos belicistas, nem ações que ponham em risco a paz e a tranquilidade geopolítica mundial. Mas é preciso que haja limites para a utilização dessa tecnologia. Já na década de 1960, aliás, nos antecipamos ao risco atômico. Por meio do Tratado de Tlatelolco negociado em 1967, no México - os países da América Latina constituíram-se numa região livre de armas nucleares. No caso do Brasil, admite-se, sob regime de permissão, a comercialização e utilização de radioisótopos para pesquisa e uso médico, agrícola e industrial. Portanto, a medicina, a agricultura e a indústria podem beneficiar-se do uso pacífico da energia nuclear. Verifica-se que já temos essa composição constitucional, que não deriva do desejo do povo ou do governo, mas é uma determinação da própria soberania popular inserida na nossa Lei Maior. O Brasil autoriza a fiscalização da AIEA para controlar as atividades nucleares no País, o que revela a transparência com que agimos nessa matéria. Transparência e responsabilidade hão de ser a tônica e o exemplo para todos os países que utilizam material nuclear. n Vice-Presidente da República

quinta-feira, 12 de abril de 2012

da R. Sampaio

R

ecebi um convite do Diretor da Escola de Direito da FGV no Rio de Janeiro para falar aos alunos sobre a Rio+20. Fui advertido a explicar o porque do nome. A razão era óbvia: eles não tinham vivenciado a Eco 92. Mas eu só percebi o tamanho da falta de informação quando fui convidado para um seleto almoço. A ideia era atualizar os presentes sobre o que acontecerá durante a Rio+20. Moral da estória: estamos às vésperas de um grandioso evento (maior do que a Copa do Mundo no Rio) e a desinformação é geral.

A Rio+20 acontece 20 anos depois da Rio 92. Esta, por sua vez, aconteceu 20 anos após Estocolmo 72. A Rio+20 poderia muito bem ser chamada de Estocolmo+40. O que essas conferências das Nações Unidas têm em comum? Primeiro, a preocupação com a questão ambiental. Segundo, a tentativa de fortalecer os meios (econômico e social) para que as nações alcancem o equilíbrio ambiental. Terceiro, tanto Estocolmo, quanto a Rio 92 produziram uma declaração de princípios que influenciaram leis ambientais em diversos países. Esse sim, o maior legado das conferências que precederam a Rio+20. Os desafios permanecem os mesmos. Os países desenvolvidos manifestando interesse em fortalecer o pilar

ambiental e os em desenvolvimento os meios econômico e social. Mesmo dentro desses dois grandes grupos há divergências. O Brasil ora se alinha aos interesses de uns, ora aos de outros. É contra, por exemplo, uma super agência ambiental. É a favor, por outro lado, do fortalecimento do avanço social e do desenvolvimento econômico. No meio disso tudo, ouvi de um profundo estudioso do assunto: ninguém queria a Rio+20. Não é de se estranhar. Em plena crise financeira, a questão ambiental perde espaço. A batalha se repetirá: de um lado o fortalecimento do pilar ambiental, de outro o dos meios. Não devemos esperar nada de significativo. Afinal, pior do que uma declaração insuficiente mas

aceita, é uma excelente, mas rejeitada. Os desafios da Rio+20 podem ser resumidos a dois pontos: primeiro, conseguir construir consenso sobre um documento; segundo, chamar a atenção do mundo para revisitar os compromissos assumidos em 1992. Mais do que a solução definitiva para os problemas ambientais, a Rio+20 deve ser vista como parte de um processo. Se a ambição for agradar a todos, fracassará. Seu maior legado será no plano nacional. Para o Brasil, pode representar o fomento do debate acerca da eficácia dos instrumentos da sua moderna legislação ambiental. Isso já será bastante. n Doutor em Direito Ambiental

pela Pace Law School em Nova York, Coordenador do Programa em Direito e Meio Ambiente e professor da FGV DIREITO RIO

Chico imortal

n Arnaldo Niskier

S

obre o humorista Chico Anysio, cuja morte todos lamentamos, já se escreveu tudo. Ou quase tudo. Quero contar um episódio, até aqui inédito, do qual fiz parte, e que agora, em homenagem a sua memória, vou revelar. Nosso conhecimento era distante. Ou quase, pois nunca deixei de assistir aos seus shows, sempre de casa lotada. Lembro particularmente de um deles, no antigo Teatro da Lagoa, ao lado do Drive-in, que não sai da minha cabeça. Talvez nunca tenha rido tanto assim, na minha vida. A cena do pau-de-arara, viajando pela primeira vez de avião, é digna de qualquer antologia de humor universal. Da mesma

forma que ele contou, com o seu vozeirão inconfundível, o episódio do atacante do América F.C. (na época, Chico ainda era torcedor do clube de Campos Sales), que perdeu um gol feito, debaixo do travessão, e foi homenageado com um palavrão que lembrava a sua mãezinha. Nos idos dos anos 90, recebi do diretor Maurício Sherman, um mito do rádio e da televisão do nosso país, um telefonema para conversarmos, o que sempre foi um prazer. Pensei que se tratasse de algo referente à Rádio Roquete Pinto, da qual ele era diretor, por minha indicação (aliás, a sua primeira secretária, na emissora, foi Marlene Mattos, que então começava a sua carreira de produtora ao lado da Xuxa). Marcamos um almoço e, sem muito rodeio, o diretor do inesquecível musical “Evita” foi direto ao ponto: “O Chico Anysio quer nos convidar para um chá, na casa dele.

Não sei do que se trata.” Como sempre tive em mente que a “Escolinha do Professor Raimundo”, dada a sua imensa popularidade, poderia ser pretexto para um grande projeto de alfabetização de adultos, em que falhamos até hoje, vibrei com a oportunidade de propor ao Chico uma parceria. Isso ficou só na imaginação. Fomos recebidos pelo Chico na porta da sua residência, em São Conrado. Levou-nos para a sala confortável e serviu um chá, que me deixou desconfiado. Aí veio a notícia ou a sondagem, para ser mais preciso: “Arnaldo, você não acha que está na hora de ter um humorista na Academia Brasileira de Letras? Além do mais, escrevi diversos livros, todos com muito êxito. O que é preciso para realizar esse sonho?” Tomei fôlego, para dar a resposta adequada: “Chico, em primeiro lugar é preciso

ter a vaga. Espero que você não esteja querendo a minha”. Ele riu da resposta e interrompeu o papo para nos apresentar a então esposa, a economista Zélia Cardoso de Mello, com quem depois teria dois filhos. Ela pediu licença e não ficou na sala, dirigindo-se aos aposentos. A conversa prosseguiu em clima ameno e contei para ele como as coisas se passavam (e eram difíceis) na Casa de Machado de Assis. Expliquei que a ABL apreciava o currículo do candidato, suas obras, mas principalmente considerava vital o convívio. Que ele aparecesse mais entre nós, para viabilizar a candidatura. Isso não aconteceu. Hoje, quando sentimos muito a sua morte, existe a certeza de que ele está ocupando lugar de destaque entre os imortais do céu. n Membro da Academia

Brasileira de Letras

A hora é agora

n Delfim Netto

O

avanço físico de apenas 0,1% do setor manufatureiro, principal responsável pelo pequeno crescimento nacional de 2,7% em 2011, acendeu a luz vermelha. Mobilizou o governo não apenas para tomar medidas defensivas de curto prazo, mas para cooptar o setor privado e auxiliá-lo a superar os problemas que afligem a economia brasileira há muito tempo. Emergiu o reconhecimento que temos problemas estruturais e que problemas estruturais se resolvem com reformas estruturais! Os homens levaram 150 mil anos testando e superando muitas formas de organização política. Chegaram à democracia por uma seleção natural cujo processo adaptativo continua. Ela talvez não seja o regime “ideal”, mas seguramente é melhor do que qualquer organização alternativa que eles já tentaram implantar para construir a sua humanidade. É evidente que um regime tão complexo só pode funcionar se bem regulado por uma Constituição legitimamente construída e controlada por um Supremo Tribunal Federal independente. Esse é o “garante” das liberdades

individuais e protege o cidadão dos eventuais abusos do poder incumbente, ou seja, é o “garante” do regime republicano, que o Brasil já construiu. O câmbio não é o culpado por tudo, há ainda o “custo Brasil” O regime democrático tem uma característica: quem pode mobiliza suas forças na defesa dos seus interesses. Os partidos que apoiam o governo (que também obedece a seus próprios interesses e preferências) têm, por construção, o objetivo maior de conquistar mais poder. Para isso usam todos os movimentos permitidos pelo jogo democrático, principalmente o blefe, como vimos há poucos dias na “espuma” que se produziu no Congresso Nacional... Não tenhamos ilusões. No presidencialismo de coalizão que construímos, as “reformas estruturais” dependem, fundamentalmente, da cooptação pelo Executivo de uma segura maioria no Congresso. E esse só se move quando o poder incumbente tem ampla legitimidade e é capaz de pôr em movimento pressões sociais na direção correta por meio do diálogo e do esclarecimento dos eleitores. Há aqui um aparente paradoxo: como é possível que os representantes da sociedade (a Câmara) e dos interesses dos Estados (o Senado) se recusem a fazer as “reformas” pedidas por

Diretor-Presidente e Jornalista responsável: Paulo Antônio Carneiro Dias Editora: Jaqueline Gomes

D

aqueles que os elegeram? A resposta é simples. Ainda que a Câmara e o Senado se apresentem como instituições homogêneas, elas são constituídas por partes heterogêneas, que representam e defendem interesses diferenciados. Cada uma utiliza o princípio do “max-min”: tenta tirar o máximo proveito do mínimo que já conquistaram e continuam tentando ampliá-lo. As “reformas” encontram resistência exatamente porque significam mudanças nas posições relativas das partes heterogêneas. Elas significam uma “redistribuição” das posições conquistadas e às quais se acomodaram. Por que, aparentemente, as reformas a despeito de serem desagradáveis e estressantes agora precisam mesmo ser feitas? Pela simples e boa razão que o processo esgotou-se: não se pode distribuir o que ainda não foi produzido! O “jogo” civilizatório da redistribuição melhorou de forma espetacular a inclusão social, ampliou o mercado interno e funcionou muito bem aumentando a demanda global. Infelizmente, não acompanhamos no mesmo ritmo, e com a mesma disposição, a ampliação da oferta global. Não há mais espaço disponível. O resultado natural é que a diferença entre a demanda e a oferta globais se dissipa, inexoravelmente, num aumento da inflação

iário de Petrópolis 57 anos

Uma publicação da PJ Editora e Gráfica e Jornalística Ltda

Preço do Exemplar 3ª a sábado R$ 1,20 Domingo R$ 1,80 Atrasado R$ 2,50

Assinatura Trimestral Petrópolis R$ 80,00 Rio e outros R$ 160,00

Assinatura Mensal Petrópolis R$ 28,00 Rio e outros R$ 56,00

Assinatura Semestral Petrópolis R$ 152,00 Rio e outros R$ 304,00

interna nos preços dos bens não transacionáveis (os serviços) e externamente, numa ampliação do déficit em conta corrente. Um dos efeitos colaterais muito importantes desse processo foi a imensa valorização da relação câmbio nominal/salário nominal, que é o indicador do câmbio “real”. O gráfico abaixo mostra a relação entre a tragédia do setor de bens de capital e essa variável. É claro que câmbio não é tudo. Há, sim, o famigerado “custo Brasil” que desde o Plano Real está na pauta e avançou apenas alguns milímetros nas últimas duas décadas, enquanto avançamos quilômetros na piora dos preços dos insumos básicos (energia principalmente) e no regressivo (com relação aos cidadãos) e progressivo (com relação ao governo) sistema tributário. Mas nada disso mudou entre 2008 e 2012, a não ser a valorização do câmbio que nos custou um crescimento de 0,1% do setor manufatureiro e nos subtraiu quase 1% do crescimento do PIB. É hora, portanto, de cuidar da emergência, mas não descuidar das reformas. É hora de apoiar e ajudar a presidente na sua batalha para cumprir o que está propondo. n Professor emérito da FEA-USP,

ex-Ministro da Fazenda e Agricultura

Site: www.diariodepetropolis.com.br E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Diretoria 2246-3807 Assinatura 2246-3807 Publicidade 2237-7849 Classificado 2246-3807 Redação 2235-7165

Rua Joaquim Moreira 106 Centro - Petrópolis - RJ Cep 25.600-000 CNPJ 02.424.864/0001-66

ABRAJORI - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS JORNAIS DO INTERIOR

As opiniões emitidas em artigos assinados não representam, necessariamente, o pensamento do jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores. Da mesma forma, as informações e opiniões nas colunas são de responsabilidade de seus titulares.

diariodepetropolis  

artigos, cidade, colunistas, esportes