Page 1

Diário

de Petrópolis

E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Site: www.diariodepetropolis.com.br

57 anos

Preço do exemplar: R$ 1,20

Nº 16.118- Quarta-feira, 11 de abril de 2012 Divulgação

região serrana após chuvas

Queda de juros atrai petropolitanos a agências da Caixa e Banco do Brasil A queda de juros anunciada pela Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil já atraiu os petropolitanos às agências da cidade. Segundo o gerente geral do Banco do Brasil, Ivídio Schweiver (foto), aumentou em 50% a demanda por informação, totalizando 1.393 cidadãos em busca de consultoria. Na Caixa a maior procura tem sido por crédito para capital de giro. (Página 7)

agenda O destaque da área de lazer para este sábado, dia 14, é a presença do cantor Alexandre Pires em Petrópolis, cidade que ele volta pela segunda vez, para apresentar seus sucessos. Pires fará um show a partir de 15h, no Parque Municipal de Petrópolis, Estrada União & Indústria, 10.000, Itaipava. (Página 6)

bairros Usuários de ônibus voltaram a pedir a mudança do ponto do final da Rua Mosela para próximo da Servidão Artur de Carvalho que dá passagem para a Rua Alberto de Oliveira. A parada fica a quase duzentos metros do acesso, obrigando as pessoas a caminharem a distância que, segundo eles, com a troca facilitaria a grande demanda de passageiros a qualquer hora do dia.

Petrópolis foi a que mais recebeu recursos do BNDES Após a tragédia das chuvas de 12 de janeiro de 2011, Petrópolis foi o município da Região Serrana do estado que mais recebeu recursos do BNDES. Foram disponibilizados R$ 51,849 milhões para a cidade, obtidos na linha de crédito que o governo federal criou para socorrer empresas dos municípios brasileiros castigados por desastres naturais, de enchentes e deslizamentos a secas. Já foram desembolsados pelo banco R$ 125,5 milhões para a Região Serrana fluminense. Os outros seis municípios atingidos pelas chuvas de janeiro do ano passado receberam menos que Petrópolis: Nova Friburgo (R$ 37,714 milhões), Teresópolis (R$ 26,368 milhões), Bom Jardim (R$ 5,453 milhões), São José do Vale do Rio Preto (R$ 1,984 milhão), Areal (R$ 1,768 milhão) e Sumidouro (R$ 365 mil). (Página 3)

Parque Natural Municipal de Petrópolis aberto nesta sexta

Ascom PMP - Alexandre Peixoto

O Parque Natural Municipal de Petrópolis, na Avenida Ipiranga, terá a sua primeira fase inaugurada nesta sexta-feira, às 10h. O funcionamento será diariamente, de 7h às 17h (no horário de verão será até às 18h), e a expectativa é que atraia cerca de 100 visitantes por dia. Nesta primeira fase foram feitas a demarcação das trilhas, reformulação do pórtico e pavimentação da entrada até a parte superior do parque com bloquetes intertravados. (Página 5)

IV edição do Petrópolis Rural terá shows (Página 5)

O parque disponibilizará à população duas trilhas para caminhada de dificuldades baixa e moderada, com extensões de 800m e 830m Divulgação

Alan Alonso

(Página 9)

Esportes

A equipe Sub-20 do Petropolitano estreia no Campeonato Municipal de Futebol de Campo neste domingo no Estádio Carlos Guinle, contra o Boa Esperança, a partir das 11h30. O time comandado pelo técnico Nahor Júnior espera começar a competição com uma vitória sobre o forte adversário (Páginas 9 e 10)

A nova encadernadora de livros executa em uma operação todos os processos

O novo presidente da CPTrans, Rosano Kronemberger, deu entrevista coletiva

Editora Vozes faz 111 anos e anuncia novo investimento no parque gráfico

CPTrans anuncia mais ônibus para Boa Vista e adia licitação de radares

Para celebrar seu aniversário de 111 anos, a Editora Vozes apresentou na sede em Petrópolis (RJ), a nova encadernadora de livros, que, através de um processo todo automatizado, executa numa única operação todos os processos, como alcear, vincar capa, dobrar orelha, colar capa, fazer corte de frente e corte trilateral. Segundo o diretorpresidente, frei Antônio Moser, esta nova tecnologia vai aumentar a capacidade de produção.

Em entrevista coletiva, o novo presidente da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans), Rosano Kronemberger Soares, anunciou que desde a tarde de ontem as linhas Boa Vista (511) e Alto Boa Vista (523) passaram a contar com três novos ônibus para suprir a retirada das vans, proibidas de circular. Rosano informou também que a licitação dos radares de velocidade, marcada para o dia 16, foi adiada novamente.

(Página 7)

Anuncie no Classidiário. É grátis até 12 palavras n Escreva cada letra ou sinal de pontuação nos quadradinhos n Entre uma palavra e outra, deixe um quadradinho em branco n Preencha com letra de forma bem legível e entregue na sede do Diário

Nome:........................................................................................................................................... Identidade:................................................................................................................................... Endereço:.....................................................................................................................................

(Página 3)


2

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

Tudo que é sólido desmancha no ar

A “Rio + 20” será mais uma chance desperdiçada n Cristóvam

Buarque

n Gaudêncio Torquato

O

homem e seu ocaso. Esta é uma figura recorrente na obra de Nietzsche, como se pode ler em Assim Falou Zaratustra. Sentado, rodeado de velhas tábuas partidas, sob os últimos raios no poente, o velho profeta, cansado de longa peregrinação, tal como o sol, aguarda a despedida. Abençoando a si mesmo, de olhos fechados, como alguém que dorme, se bem que não dormisse, Zaratustra pensava no que poderia dizer naqueles instantes finais: “Agora eu morro e me extingo, e num relance não serei mais nada; as almas são tão mortais quanto os corpos”. Sopesando as causas que o destruíam, confortava-se com a sensação de que o mesmo fogo que o queimava haveria de dar-lhe vida, eis que dele brotaria a chama do eterno retorno. A imagem do ocaso, sob a perspectiva de reviver a vida anterior, cai bem nesse momento em que um senador da República aproxima-se do poente, depois de emergir, brilhante, sob o sol do meio dia, e despontar como às da veemência política. O senador goiano, Demóstenes Torres, cuja carreira anterior no Ministério Público lhe conferiu a identidade de força moral, é mais um exemplo a constar da galeria que se expande a cada legislatura: a dos perfis solúveis, que se dissolvem quando imersos nas águas impuras da representação parlamentar. Primeiro, cabe lembrar que o senador ainda não foi julgado, aguardando-se, portanto, suas explicações sobre a suspeição que recai sobre o mandato, a partir dos flagrantes de intermediação de negócios captados pela Polícia Federal em telefonemas. Sob essa ressalva, pode-se entender que o caso do senador goiano abre, desde já, um leque de hipóteses, sendo a primeira a de que é cada vez mais movediço o terreno dos caminhantes políticos. Torna-se patente que, nos últimos anos, os organismos de controle da sociedade, a partir do Ministério Público, começaram a focar uma lupa apurada para enxergar desvios e ilícitos cometidos por representantes e governantes. Cerca de 150 parlamentares se submetem a processos no Supremo Tribunal Federal. Um passo avançado em nossa régua civilizatória. Ainda no mesmo compasso de vigilância cívica, os próprios organismos de controle ético das Casas Congressuais, agora sob o olhar atento da sociedade organizada, começaram a acolher com mais vontade os casos conflituosos que lá chegam, resultando, até, em pedidos de cassação de mandato. E mais: um em cada três integrantes dos Conselhos de Ética da Câmara e do Senado está sob investigação no STF. Portanto, o sentimento de punição na esfera política começa a ganhar corpo no meio social. Os perfis intocáveis dos atores se esboroam na corrente que inunda os espaços da política, e cujos sinais se distinguem no arrefecimento das ideologias, na pasteurização partidária, no declínio dos Parlamentos, no desvanecimento das oposições e nos novos circuitos da representação: as associações, sindicatos, federações, grupos de opinião, setores organizados. A multipolaridade da ação política fragiliza a força da representação parlamentar, tornando seus costados mais franqueados ao discurso crítico. A perda de prestígio do político tradicional é visível. A banalização de escândalos e denúncias contribui para esfacelar a imagem do representante. Demóstenes Torres, desse modo, se apresenta como mais um elo da cadeia que puxa figurantes como o ex-presidente da República, Fernando Collor, o ex-governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda e o volumoso conjunto denunciado no processo do mensalão, em julgamento no STF. Outra abordagem que se pode extrair do affaire Demóstenes aponta para a fragilização do discurso oposicionista. Caindo o atirador de plantão das oposições, como era conhecido o ex-líder do DEM, o tiroteio contra o situacionismo perde intensidade. E a própria qualidade do discurso oposicionista remanescente é afetada. Pois os pares, alguns do situacionismo, que lhe prestaram solidariedade, tendem a se fechar em copas. Os mais aguerridos deverão guardar um prazo de quarentena até conseguirem recompor a postura de altivez. Já os Democratas, mesmo sob a imperiosa vontade de se livrarem de seu convívio, caso o senador não se antecipasse no afastamento do partido, registram em sua agenda mais uma página borrada. Seu guerreiro-mor sucumbe. A legenda não terá ânimo para levantar, de imediato, a bandeira da altanaria. Em contraponto, revigora-se a base situacionista, no momento em que as palmas para a mandatária-mor ecoam alto. Dilma alcança 77% de aprovação social. O episódio, porém, estará circunscrito à Câmara Alta, só margeando territórios estaduais e municipais, onde mandatários sejam presos ao “fio do novelo cachoeirístico”. A par do fenômeno da extrema solubilidade que impregna a esfera da representação, na atual quadra política, registre-se a sucessão de eventos com o mesmo enredo que se espraia pelos desvãos da vida institucional, a denotar a extrema dificuldade – quiçá impossibilidade – de se cortar a cabeça do dragão patrimonialista, ainda muito ativo em todas as instâncias federativas. A imbricação entre a coisa pública e o negócio privado, herança ibérica, assume proporções escandalosas apesar dos aparatos tecnológicos montados na atualidade para eliminar o “poder invisível”. Aliás, esta é, na constatação de Norberto Bobbio, mais uma promessa não cumprida pela democracia. Retornemos ao profeta Zaratustra, com sua reflexão de que o encadeamento das causas que o extinguiriam haveria de propiciar-lhe o eterno retorno. O ocaso, por conseguinte, pode se transformar em brilho de novas auroras. Esta é mais uma faceta da política brasileira. Os mortos ressuscitam. O ex-presidente Collor que o diga. Ou, em outros termos, inexistem regras imutáveis na política. Tudo é passível de verificação. A propósito, Marx assinalava em seu Manifesto Comunista: “tudo que é sólido desmancha no ar, tudo que é sagrado é profano”. Consolo para perfis embalados na solidez. n Jornalista, é professor titular da USP, consultor

político e de comunicação Twitter @gaudtorquato

quarta-feira, 11 de abril de 2012

N

o espaço de poucas horas de 2012, a história do Brasil registrou a perda de dois de seus maiores gênios: Chico Anísio e Millôr Fernandes. A morte deles tem a repercussão de um tsunami empobrecendo a cultura do país. Mas essas perdas não aparecerão, quando, no começo de 2013, o Brasil tomar conhecimento de seu desempenho baseado apenas no crescimento da economia. Ao contrário, o que ficará marcado é a renda per capita que aumentará, porque a população brasileira perdeu duas pessoas. Não faz sentido levar a sério um indicador de progresso que mostra a morte de gênios ou de pessoas simples como fato positivo porque aumenta a renda per capta. Ainda pior: se as pessoas fossem assassinadas por bandidos armados, o PIB mostraria um aumento equivalente ao valor das balas. Na civilização do crescimento, a bala que mata uma pessoa aumenta o PIB e a renda per capita. Se no lugar da morte de gênios, considerássemos a destruição de uma floresta, o PIB indicaria um aumento

porque para o progresso uma árvore em pé não tem valor. Ela só é valorizada quando transformada em madeira ou fumaça pela queima de carvão para virar aço. Ao longo de 2012, milhões de pessoas dedicarão suas vidas para cuidar de crianças, de velhos e doentes. Mas, se for voluntária, essa dedicação não entrará na medida do PIB, só valerá se for monetarizada pelo trabalho assalariado. Pela economia, um ato de amor só tem valor se for pago. Ao longo do ano, milhões perderão preciosos dias de vida em engarrafamentos e por estarem presos no trânsito. Ao invés de angústia, da vida desperdiçada, o PIB aumentará porque os carros gastarão mais combustíveis, poluirão ainda mais a atmosfera e, consequentemente, elevarão a temperatura do Planeta, causando as trágicas consequências advindas das mudanças climáticas tão nefastas como todos nós já conhecemos. De acordo com a economia, se um país está em guerra e milhares de soldados morrem o país progredirá porque as armas produzidas aumentarão o PIB e as mortes dos soldados elevarão a renda per capita. Algo está errado em uma civilização que mede seu progresso com base em in-

dicadores tão cínicos e desumanos quanto o PIB e a renda per capita, mas é assim que ele é medido na sociedade consumista dos tempos atuais. No mesmo ano em que o Brasil perde dois gênios, a humanidade se reunirá no Rio de Janeiro, na Cúpula chamada Rio + 20. Durante alguns dias, os presidentes, reis e primeiros-ministros vão discutir o futuro do Mundo. Mas ao invés de pensarem na substituição do PIB, a fim de redefinir o progresso como sendo o caminho para um mundo com mais gênios, produção cultural, florestas, tempo livre para os trabalhadores e trabalho voluntário, eles vão discutir como salvar a economia atual usando recursos renováveis, a chamada economia verde. A “Rio + 20” – a Conferência da ONU, 20 anos depois da ECO 92 - seria o grande momento para a humanidade se encontrar na cidade do Chico e do Millôr, a fim de pensar um novo conceito de progresso na Terra de todos para todos. O Brasil deveria aproveitar a oportunidade para liderar um movimento mundial por esta revisão do propósito civilizatório. Um neoprogresso que leve em conta o valor da cultura, por si, não por sua venda; o valor do trabalho, por si, não pelo salário rece-

bido; que assegure renda ao tempo livre de uma pessoa; um progresso que não inclua a produção, a venda e o uso de armas, seja no crime de rua ou no crime de guerras, como indicadores de avanço civilizatório. Mas, lamentavelmente, não parece ser esse o caminho a ser adotado no Rio de Janeiro. A agenda em preparação não pensa em sugerir uma inflexão no rumo do progresso, nem mesmo uma reflexão no conceito de progresso; apenas a continuação dos mesmos métodos de produção usando novos meios de produção. Parece que será uma chance desperdiçada pela humanidade, pelo Brasil e nossos líderes no mundo. Felizmente ainda é possível uma esperança de que o bom senso prevaleça e os líderes mundiais se comportem como estadistas mundiais e não apenas como políticos locais. Até porque, dessa vez, não teremos Millôr para fazer humor filosófico que nos desperte e distraia ao mostrar o ridículo dos dirigentes; e também não teremos Chico para nos fazer rir, com toda a sua capacidade de dramatizar a hipocrisia dos dirigentes em uma escolinha dos reis do mundo. n Professor da Universidade de Brasília e Senador pelo PDT/DF

“Dívida estadual, pacto federativo e renegociação” n Marcus

Pestana

P

oucos sabem que a estabilização da economia foi um processo longo e cheio de desafios, muito além do simples lançamento da nova moeda – o real. Feita a transição monetária, foi necessária uma ampla reforma fiscal, que teve muitos capítulos. O saneamento e a privatização dos bancos estaduais, o Proer, a Lei de Responsabilidade Fiscal, o programa de desestatização, a política monetária rígida, para compensar a fragilidade fiscal, e a renegociação da dívida dos Estados e dos municípios. Até 1997, o perfil do endividamento de Estados e municípios maiores estava preso a taxas de juros estratosféricos e rolagem no curtíssimo prazo. Eram títulos negociados no mer-

cado (dívida mobiliária) ou Antecipações de Receitas Orçamentárias (AROs), contratadas nos bancos com custos exorbitantes. A dívida contratual com organismos internacionais (Bird, BID, OECF etc.) ou nacionais (BNDES, Banco do Brasil, CEF) era um percentual muito baixo do estoque total de dívida. A política do Banco Central de taxas elevadas de juros para a defesa da moeda nacional – já que a âncora fiscal era frouxa – levou os Estados e os maiores municípios a rolarem parcela crescente dos juros, além da rolagem do principal. Não havia amortização real. A tendência era explosiva e insustentável. Uma verdadeira bola de neve. O cenário exigia uma mudança de atitude. No final de 1997, foi sancionada a Lei nº 9.496/97, que estabelecia as diretrizes para a renegociação da

dívida. Extinguiram-se as possibilidades de Estados e municípios lançarem títulos no mercado e contraírem as operações de curto prazo (AROs). O governo federal assumiu a dívida mobiliária, o estoque de AROs e outras dívidas acumuladas. Consolidou e transformou em dívida contratual, com 30 anos para pagar, com juros variando de IGP-DI+6% a 9%, dependendo do grau de amortização à vista com a venda de ativos. É preciso ficar claro que o governo federal subsidiou os Estados e municípios, já que a Selic, que corrigia a dívida mobiliária e as taxas de juros cobradas pelas AROs, eram muito superiores. Ainda assim, entre 1998 a 2011, a dívida dos Estados saltou de R$ 93,24 bilhões para R$ 369,4 bilhões. Um crescimento de 296,2%. Minas Gerais devia R$ 14,8 bilhões, pagou R$ 29,1 bilhões e ainda deve R$ 58,6

bilhões ao governo federal. Diante de tanta bobagem dita sobre esse assunto, é fundamental clarear que a renegociação de 1997 foi necessária e boa para os Estados, e que o crescimento do estoque de dívida é preponderantemente financeiro. Hoje, a situação se inverteu. O governo federal tem um ganho financeiro inexplicável sobre os Estados. Capta a Selic de 9,5% e empresta a até 14,4%. Isso parece agiotagem. A Câmara dos Deputados instalou uma Comissão Especial para discutir uma nova repactuação da dívida. Isso é fundamental para as finanças estaduais e o equilíbrio federativo. É preciso sensibilizar o governo Dilma, que, a princípio, é refratário à demanda dos Estados e municípios. n Deputado federal

pelo PSDB-MG

Vala e vale muito n Mario Neto

T

em muita gente dizendo, erradamente, digase de passagem, que esse jogo contra o Boca Juniors não vale nada para o Fluminense que, mesmo não vencendo, conseguirá o primeiro lugar no geral, na última rodada contra o Arsenal de Sarandi na Argentina, que está na base do agoniza, mas não morre, nesta Libertadores. Como diz o ditado, “não deixe pra amanhã o que se pode fazer hoje”. Nada melhor do que garantir o primeiro lugar contra um time do quilate do Boca Juniors em casa, diante de mais de vinte mil torcedores. Além do mais, segun-

do o famosíssimo diário argentino Olé, o Tricolor é um dos poucos times sul-americanos que metem medo no time azul e amarelo. O Fluminense está com a faca e o queijo nas mãos, para repetir o feito de 2008, quando chegou à final da competição, aproveitando e muito bem o fato de decidir sempre em casa. Aqui um parênteses: mesmo sem o craque Riquelme, que faz uma falta danada, o Boca não será “uma galinha morta”, como muitos estão dizendo, o que eu considero uma estupidez, fecha parênteses. Abel Braga já escalou a força máxima, aliás, como tinha que fazer mesmo. Pouco interessa no

Diretor-Presidente e Jornalista responsável: Paulo Antônio Carneiro Dias Editora: Jaqueline Gomes

D

momento se o Fluminense vai se classificar ou não para as semifinais da Taça Rio. Graças a alguns erros de “avaliação” e de péssimas atuações durante esse segundo turno, o Tricolor não depende mais dos seus resultados. O que vier na rodada final da Taça Rio no domingo é lucro, ou seja: o Vasco não vencer o Nova Iguaçu em São Januário e o Bangu também o Resende. Será que alguém neste mundo afora ainda acredita em algum tribunal esportivo no Brasil, seja ele qual for? Tirando o Congresso Nacional, não há mais nada tão desmoralizado neste país. Os jornais de ontem estamparam em suas primeiras páginas que os jogadores

iário de Petrópolis 57 anos

Uma publicação da PJ Editora e Gráfica e Jornalística Ltda

Preço do Exemplar 3ª a sábado R$ 1,20 Domingo R$ 1,80 Atrasado R$ 2,50

Assinatura Trimestral Petrópolis R$ 80,00 Rio e outros R$ 160,00

Assinatura Mensal Petrópolis R$ 28,00 Rio e outros R$ 56,00

Assinatura Semestral Petrópolis R$ 152,00 Rio e outros R$ 304,00

Diego Sousa, Wagner, Felipe Bastos e Eduardo Costa serão indiciados (até aí tudo bem) por tentativa de agressão, algumas consumadas. Com isso poderão pegar até 180 dias de suspensão. Aí a porca torceu o rabo e não para de rir até agora. O único jogador neste século que cumpriu a pena toda, graças à inercia dos advogados do Flu e o fato de que o STJD precisava “aparecer” de qualquer maneira (depois deu uma mãozinha ao Corinthians para ser campeão brasileiro) foi o Felipe. NENHUM OUTRO CUMPRIU PENA ATÉ O FINAL. n Jornalistar

Site: www.diariodepetropolis.com.br E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Diretoria 2246-3807 Assinatura 2246-3807 Publicidade 2237-7849 Classificado 2246-3807 Redação 2235-7165

Rua Joaquim Moreira 106 Centro - Petrópolis - RJ Cep 25.600-000 CNPJ 02.424.864/0001-66

ABRAJORI - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS JORNAIS DO INTERIOR

As opiniões emitidas em artigos assinados não representam, necessariamente, o pensamento do jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores. Da mesma forma, as informações e opiniões nas colunas são de responsabilidade de seus titulares.


57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 11 de abril de 2012

3

cidade

Divulgação

Deputados estaduais em visita ao Vale do Cuiabá após chuvas

Comissão da Alerj cobrará intervenções após tragédia A Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj) instituiu ontem, por meio de publicação no Diário Oficial do Estado, uma Comissão de Representação que vai acompanhar o trabalho de recuperação da Região Serrana. A iniciativa é um desdobramento da CPI das Chuvas da Alerj, encerrada em agosto do ano passado, que gerou um documento de mais de 200 páginas que apontou 53 ações, principalmente de prevenção. A Comissão, formada por Bernardo Rossi (PMDB), Marcus Vinícius (PTB) e Luiz Paulo Corrêa da Rocha (PSDB), faz a primeira reunião na quinta-feira (12) e inicia os trabalhos com vistoria em Teresópolis na próxima semana. Sistemas de alerta que apresentaram falhas no temporal que atingiu Teresópolis semana passada e a morosidade na construção de casas para os desabrigados após 13 meses da tragédia de janeiro de 2011 são o foco da Comissão. Iniciamos em Teresópolis, mas a Comissão retornará aos oito municípios atingidos pela tragédia de 2011 – antecipou Luiz Paulo. Para o parlamentar, o documento final da CPI das Chuvas da Alerj é técnico, embasado e apolítico. - As ações previstas ali têm de ser aplicadas e em curto prazo – disse. O relatório final da CPI das Chuvas apontou falta de investimentos em políticas habitacionais que ocasionaram ocupação desordenada de locais de preservação, aliada à conivência do poder

público com uma fiscalização ineficiente e o estímulo de concessionárias de serviços públicos com a prestação de atendimentos que não poderiam ser realizados nesses locais. O documento lista uma série de ações a serem colocadas em prática nos municípios de Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo, São José do Vale do Rio Preto, Areal, Bom Jardim e Paraíba do Sul. - Há um total desinteresse das prefeituras em encontrar locais adequados para a construção de moradias. O déficit habitacional nos oito municípios, considerando as construções em áreas de risco chega a 40 mil unidades, um investimento necessário de R$ 2,4 bilhões. Mas, é preciso começar – afirmou Bernardo Rossi. Para Marcus Vinícius, o parlamento está cumprindo seu papel. - A CPI teve como desdobramento projetos isolados e em conjunto que tratam de prevenção e socorro à possíveis vítimas. Maior controle sobre as concessionárias de serviços públicos já foi aprovado e tramita o Fundo Estadual para Calamidades Públicas (Fecap) que propõe uma reserva de recursos para serem usados em situações emergenciais. A Comissão completa o trabalho da CPI, mas é preciso empenho do poder público – afirmou. A Comissão de Representação é formada ainda por Nilton Salomão (PT), Sabino (PSC) e Rogério Cabral (PSB) que também compuseram a CPI as Chuvas da Alerj.

Vereador quer repúdio ao “descaso” no Cuiabá n Vinicius Henter

Um ano e três meses depois da tragédia das chuvas que atingiu a Região Serrana, o assunto continua gerando reclamações dos vereadores. Na sessão de ontem da Câmara, o vereador Silmar Fortes (PMDB) sugeriu que a Casa aprove uma moção de repúdios aos governos municipal, estadual e federal por causa do que ele chamou de “descaso” com os moradores do Vale do Cuiabá, em Itaipava, região da cidade mais atingida pelo desastre. - É muita insatisfação. É muito triste. Um ano e três meses depois, quase nada foi feito no Vale do Cuiabá. As pessoas não estão se comprometendo com a causa de lá – disse Silmar. O vereador Thiago Damaceno (PP) afirmou que o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) pagará até R$ 25 mil para que os moradores das áreas de risco no Vale do Cuiabá deixem suas casas. Ainda de acordo com Damaceno, R$ 40 mil serão gastos com a demolição de cada casa. - Conheço gente que gostaria de receber esse valor para derrubar, peda-

Arquivo

Petrópolis é a que mais recebeu recursos do BNDES após chuvas Petrópolis foi o município da Região Serrana do estado que mais recebeu recursos do BNDES após a tragédia das chuvas de 12 de janeiro de 2011. Foram R$ 51,849 milhões para a cidade obtidos na linha de crédito que o governo federal criou para socorrer empresas dos municípios brasileiros castigados por desastres naturais, de enchentes e deslizamentos a secas. Já foram desembolsados pelo banco R$ 125,5 milhões para a Região Serrana

fluminense. Os outros seis municípios atingidos pelas chuvas de janeiro do ano passado receberam menos que Petrópolis: Nova Friburgo (R$ 37,714 milhões), Teresópolis (R$ 26,368 milhões), Bom Jardim (R$ 5,453 milhões), São José do Vale do Rio Preto (R$ 1,984 milhão), Areal (R$ 1,768 milhão) e Sumidouro (R$ 365 mil). A linha de crédito do BNDES, batizada de PER Brasil, reuniu R$ 1,5 bilhão, ao unificar recursos do Tesouro, do banco e das duas

linhas de emergência criadas para ajudar empresas de Alagoas e Pernambuco, prejudicadas pelas chuvas de 2010, e da Serra fluminense, no ano passado. Do total de R$ 1,5 bilhão, R$ 300,6 milhões foram para Alagoas e Pernambuco. O estado do Rio recebeu R$ 384,8 milhões, de janeiro a maio de 2011. R$ 305,3 milhões foram emprestados, e outros R$ 170,6 milhões já estão comprometidos. Do total emprestado, 53% (R$ 160,4 milhões) foram para municípios

catarinenses e 41% (R$ 125,5 milhões), para fluminenses. Com isso, o BNDES ainda tem R$ 338,7 milhões disponíveis na linha de crédito. Ao todo, o BNDES emprestou dinheiro para 3.682 empresas de 16 cidades brasileiras. Foram assinados 3.940 contratos. Cerca de 73% dos recursos liberados no PER Brasil foram para microempresas. As pequenas ficaram com 20%. Comércio e serviços concentraram 71% dos empréstimos, e a indústria, 29%. Sergio Bello - Ascom CMP

Usuários das vans e motoristas protestam em frente à Câmara pela volta do transporte alternativo para a Estrada da Saudade

Motoristas de vans protestam contra proibição do transporte alternativo n Vinicius Henter

viniciushenter@diariodepetropolis. com.br

Motoristas de vans fizeram um protesto ontem à tarde pelas ruas do Centro e pela Estrada da Saudade contra a proibição judicial do transporte alternativo em Petrópolis. As dez vans que prestavam o serviço na Estrada da Saudade participaram da manifestação, fazendo um buzinaço até a prefeitura e, depois, em frente à Câmara, onde foram recebidos por uma comissão de vereadores. Além do buzinaço, os motoristas levaram cartazes para o protesto. Usuários das vans também participaram da manifestação. “Van a R$ 1,50 para toda Petrópolis”, “Legalização já”, “Sem van sem voto” e “Comunidade do Boa Vista agradece aos nossos políticos de Petrópolis

por tirarem nossos transportes alternativos” foram alguns dos cartazes exibidos durante a manifestação. Em frente à Câmara, motoristas de vans e passageiros ainda cantaram palavras de ordem. Por determinação da Justiça, a Companhia Petropolitana de Trânsito e Transporte (CPTrans) proibiu que funcione, “irregularmente, o transporte alternativo de passageiros” nos mesmos itinerários que coincidem com os da viação Cidade das Hortênsias. De acordo com decisão da 4ª Vara Cível de Petrópolis de 29 de março, a CPTrans deve penalizar, na forma de multa, os condutores dos veículos. A companhia foi intimada no dia 2 de abril Transporte mais barato As donas de casa Janete das Graças Pires da Silva e

Alessandra da Silva Araújo, moradoras do Alto da Boa Vista, participaram da manifestação. Elas argumentaram que, com as vans, sempre havia transporte na hora que elas precisavam e que os ônibus, além de serem mais caros, demoram a chegar no ponto. Por causa do buzinaço em frente ao Legislativo, os vereadores apressaram o andamento da sessão, que terminou antes das 18h. Após a sessão, os manifestantes foram recebidos pelos vereadores. O presidente da Câmara, vereador Paulo Igor (PMDB), afirmou aos motoristas que o departamento jurídico da Casa analisará a ação que gerou a paralisação do serviço das vans e procurará o prefeito Paulo Mustrangi para buscar a solução para o caso. - Os moradores já se acostumaram com o trans-

porte alternativo, que funcionava por 15 anos. Agora, de uma hora para outra, tiram as vans. O nosso problema é que nós precisamos trabalhar. Todo mundo aqui tem filhos. Nós estamos parados e não estamos trabalhando – disse o motorista da van Paulo Torres, que trabalha no transporte alternativo há 15 anos, durante reunião com os vereadores. Os usuários das vans, que antes pagavam R$ 1,50 para fazer o trajeto, nos ônibus da viação que realiza o itinerário vão desembolsar R$ 2,50. Num mês, um usuário que realizava 40 viagens (ida e volta) na van tinha um custo de R$ 60. Com o ônibus, essa mesma quantidade passará para R$ 100. Num período de 12 meses, a diferença de gasto de passagem de um transporte para o outro será de R$ 480.

Diretores de escolas estaduais participarão de curso de especialização gratuito da MBA Silmar propôs a moção

cinho por pedacinho, sua casa que demorou anos para construir – disse Gil Magno (PSD), argumentando que o valor contribuiria para aumentar a indenização das famílias que terão que deixar suas casas. Damaceno ainda afirmou que, com esse custo para a demolição de uma casa, a reativação do Trem da Serra ficaria muito cara, já que há muitas casas no local por onde passava a Estrada de Ferro Grão Pará.

Os governadores do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e de São Paulo, Geraldo Alckmin, assinaram ontem um termo de cooperação com o Sistema Firjan e a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) para a oferta gratuita do Curso de Especialização Lato Sensu MBA em Gestão Empreendedora – Educação. Custeado pelo Sistema Firjan e Fiesp, o curso será oferecido a partir de maio na modalidade semipresencial pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e beneficiará 1,2 mil gestores do Rio até 2016. A duração total é de 360 horas e a grade curricular conta com 14 disciplinas.

– Qualificar nossos diretores é fundamental, afinal, são eles que estão na ponta, cuidando de escolas com até dois mil alunos – disse Cabral. O objetivo da qualificação é promover formação no uso dos conhecimentos e ferramentas da gestão educacional, institucional e empresarial. Para este ano, estão previstas 200 vagas, que serão preenchidas por diretores recém-nomeados por processo seletivo e os que tiveram bom rendimento no Sistema de Avaliação do Estado do Rio de Janeiro (Saerj). O superintendente de Desenvolvimento de Pessoas, Antoine Lousão, afirmou que o objetivo é formar até

100% dos diretores da rede. A Secretaria de Educação já investe no Programa de Formação Continuada para docentes. Foram 3,5 mil professores em 2011, e a meta é certificar cerca de 10 mil docentes por ano. Durante o curso, os servidores recebem bolsa de R$ 300. Além disso, todos os diretores foram treinados com a ferramenta de Gestão Integrada nas escolas. bônus de R$ 500 No segundo semestre, a Secretaria de Educação pagará auxílio-qualificação para consumo de produtos culturais a cerca de 60 mil professores da rede. O bene-

fício de R$ 500 será concedido por meio de cartão de débito, como aconteceu no ano passado. A secretaria estuda medidas para evitar o uso incorreto do cartão. As mudanças nas regras do auxílio-qualificação devem ser feitas depois que a secretaria concluir a implantação dos cartões para a compra de merenda e material de manutenção nas escolas. – A Secretaria de Educação trabalha por melhorias para a categoria e por qualificação para os professores. Estamos analisando a melhor forma de concedê-lo, mas já temos no orçamento a verba para essa finalidade – disse o secretário de Educação, Wilson Risolia.


4

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

57 anos

QUARTA-FEIRA, 11 DE ABRIL DE 2012

Projeto Petrópolis

Justa homenagem

O setor de Educação do Museu Imperial lança ainda este mês a nova edição do Projeto Petrópolis, que ficará disponível até 15 de junho. Voltada para escolas públicas e privadas da cidade, a atividade pedagógica trabalha com os alunos e temas específicos relacionadas à história de Petrópolis. Este ano o projeto abordará o tema “Ferrovia”.

A Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, por iniciativa dos deputados petropolitanos Bernardo Rossi e Marcus Vinicius concedeu ao juiz Alexandre Teixeira de Souza, titular da Vara da Infância, Juventude e do Idoso da Comarca de Petrópolis.A data de entrega da medalha, a mais alta honraria concedida pelo parlamento estadual, ainda será marcada.

Célio Thomaz celiothomaz@celiothomaz.com.br

STF

Niver e futuro pai !!!

Nesta semana o STF enfrenta dois casos tormentosos. Na quarta, a questão da interrupção da gravidez de fetos anencéfalos. Na quinta, a questão da interrupção da remuneração da poupança nos planos econômicos

Quem aniversariou na última segunda-feira foi o querido e sempre dinâmico economista Cirilo Costa que comemorou a data na intimidade da família, ao lado de sua mulher Ana Paula Amorim que espera a chegada do baby (está no 5º mês) de sua mãe Isis Costa. Nossos parabéns em dose dupla ao futuro papai.

Novo presidente do STF Na semana que vem, dia 19, o ministro Carlos Ayres Britto toma posse como presidente do STF. Será o primeiro sergipano a assumir a presidência da Corte. Veja de onde vieram e se formaram os ministros que já comandaram o Supremo.

7º Dia

Consumo de energia

Hoje as 18 horas a diretoria da OAB-Petrópolis realiza na Igreja do Sagrado Coração de Jesus missa de 7º dia do já saudoso ex-presidente da OAB-Petrópolis, Fernando Mussel. Ele foi um dos grandes presidentes e um dos melhores advogados de Petrópolis.

Serra Velha Alertamos as autoridades que a Serra Velha, o antigo caminho real a qual vultos de nossa história como Dom Pedro II, utilizavam a mesma para vir a Petrópolis está precisando de conservação e manutenção, caso contrário irá acabar. Fica aqui o nosso alerta.

Sérgio aniversariou Quem aniversariou ontem foi o engenheiro Sérgio Luiz de Oliveira. Ele completou cinquenta e quatro anos e comemorou a data ao lado de sua mulher, a advogada Beth Costa de Oliveira e da filha Rachel. Os nossos parabéns !!!

É triste... Nossa cidade está parecendo um grande matagal... É muito triste como existem ruas, praças abandonadas, calçadas, beiras de rios maltratados com matos por todo o lado...Qual será a providência adotada pelo poder público municipal? Estamos aguardando solução !!!

Em recente comemoração os amigos, arquiteto Leandro Esteves, empresário Bruno Naya com o casal Clarice e Tonico Miloski

O consumo de aparelhos em stand by pode representar 12% do consumo doméstico de energia.

Dança Sacra de Petrópolis A coreógrafa e professora Roberta Bertelli, realiza mais uma edição do Festival de Dança Sacra de Petrópolis. A nona edição será neste final de semana, sábado e domingo, a partir das 14h, no Theatro D. Pedro. Estarão participando do momento mais de 500 bailarinos de diversas cidades brasileiras, apresentando 110 coreografias. Roberta é uma profissional de administração de empresa que dedica seu tempo a levar gratuitamente a dança sacra para crianças e adolescentes.

Certo e correto O certo é honrar a sua palavra. É ser grato a quem lhe ajuda, correto com quem você se relaciona e honesto nos seus negócios.

Pão francês - R$ 5,99kg (somente no balcão) Entrega em domicílios

Rua Epitácio Pessoa, 100 (atrás dos Correios) Centro - Petrópolis - RJ Tel. 2231-2160

Direitos Autorais Registro de Músicas Livros Eventos Culturais Agente: Domingos Capistrano Operando no Mercado a 32 anos

Tels.: (24) 2237-3210 (24) 9832-0327 Petrópolis - RJ (22) 9907-4947 Cabo Frio - RJ

As Binatos...Tatiana, Denise e Maria Daniela


quarta-feira, 11 de abril de 2012

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

5

cidade

Parque da Ipiranga será inaugurado na sexta A partir de sexta-feira (13), os petropolitanos passarão a contar com um espaço de lazer e contemplação da natureza em pleno Centro Histórico. O Parque Natural Municipal de Petrópolis, na Avenida Ipiranga, terá a sua primeira fase inaugurada às 10h. O espaço, que conta com 16,7 hectares de área com estágio avançado de Mata Atlântica, disponibilizará à população duas trilhas para caminhada de dificuldades baixa e moderada, com extensões de 800m e 830m, respectivamente, no trajeto de ida e volta. Além disso, o parque oferecerá um amplo espaço de contemplação da natureza, com mesas e bancos disponíveis para refeições e outras atividades. O Parque Natural funcionará diariamente, de 7h

às 17h (no horário de verão, o funcionamento será até às 18h), e a expectativa é que atraia cerca de 100 visitantes por dia. - Neste primeiro momento, estamos disponibilizando uma das trilhas, que estava prevista apenas para a segunda fase, antecipadamente. Nossa equipe contava com pessoal suficiente e conseguimos adiantar essa parte da obra para entregar ainda mais uma opção aos frequentadores do Parque - explicou o secretário de Meio Ambiente, Leandro Vianna. A Prefeitura de Petrópolis optou por dividir em fases a execução das obras, com o objetivo de permitir sua abertura à população o mais breve possível. Investimentos de R$ 300 mil da Prefeitura de Petrópolis e da Câmara de Compensação Ambiental do

Estado do Rio permitiram, na primeira fase, a demarcação das trilhas, reformulação do pórtico e pavimentação da entrada até a parte superior do parque com bloquetes intertravados. Também foi feita a drenagem da via de acesso, limpeza e acerto das trilhas, instalação de pontes e guarda-corpos, isolamento da casa em ruínas e paisagismo. Nas etapas seguintes da obra, com investimento de mais R$ 1,2 milhão, as trilhas serão expandidas e será construída a sede administrativa com café e centro de visitantes, que abrigará atividades de Educação Ambiental e pesquisa. Outra atração será o jardim sensorial, onde todos terão a oportunidade de usufruir da flora por meio dos sentidos, com estímulos às cores, texturas e aromas das plantas.

Arquivo

A primeira fase do Parque Natural de Petrópolis, será inaugurada nesta sexta-feira pela manhã

Licitação dos radares é adiada e sem nova data

Boa Vista conta agora com três novos ônibus

Mais uma vez é adiada a licitação dos radares de velocidade pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). A concorrência estava marcada para o dia 16 de abril, mas, segundo o novo presidente da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transporte (CPTrans), Rosano Kronemberg, novas exigências, que já começaram a ser cumpridas pelo jurídico da empresa, foram feitas pelo TCE. - Foi transferida, mas ainda estamos sem uma nova data. Acredito que nas próximas semanas já será marcada – declarou Kronemberg. No primeiro adiamento, quando a concorrência seria em 5 de março, o TCE afirmou que a companhia teria que estabelecer, no edital,

O presidente da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans), Rosano Kronemberger Soares, concedeu entrevista coletiva ontem sobre a intimação recebida para interceptar as vans que circulavam pela Estrada da Saudade, Boa Vista e arredores e para anunciar que desde a tarde de ontem as linhas Boa Vista (511) e Alto Boa Vista (523) passaram a contar com três novos ônibus. Além disso, afirmou que dentro de 15 dias, a região passará a contar com uma linha interbairros. O espaço que era utilizado pelas vans, agora abriga vagas de estacionamento rotativo. Segundo Kronemberger, a companhia está apenas cumprindo a determinação da justiça. - Nem a prefeitura, nem a CPTrans, nem o prefeito tem como impedir essa decisão. A companhia foi intimada e estamos cumprindo. Onde as vans funcionavam já existia transporte regular. Por já ter sido feito o processo licitatório, não pode fazer uma nova concessão – afirmou. O presidente da Associação dos Proprietários de Transporte Alternativo do Município de Petrópolis (Aptamp) Sebastião Fernandes até o fechamento desta edição afirmou que estava no Rio de Janeiro para tentar na justiça um mandado de segurança para que as vans continuassem com o serviço. A companhia está cumprindo a determinação da 4ª Vara Cível, pois está sujeita a

critérios de reajustamento de preços e o cronograma físicofinanceiro da execução contratual, ficando o dia 16 deste mês como nova data. Na ocasião, o presidente da companhia anterior, Roberto Naval, afirmou que seriam cumpridas todas as exigências. A licitação é para a instalação de 34 radares no município para a prestação de serviços de fiscalização eletrônica de velocidade. As empresas interessadas em concorrer deveriam apresentar a documentação requisitada no edital e a proposta de preço na nova data, às 10h. Até o dia 29 de março, 20 empresas já se interessaram em participar da licitação dos radares de velocidade marcada para o dia 16 de

abril, e novas ainda poderão se candidatar. De acordo com a Companhia Petropolitana de Trânsito e Transporte, todas as interessadas que estão se inscrevendo no processo, além de retirarem o edital, estão fazendo uma visita técnica com os profissionais da companhia nos locais onde serão instalados os equipamentos. A medida serve para que a vencedora não corra o risco de alegar futuramente que não tinha ciência das condições e dos pontos de instalação. Há mais de um ano, os equipamentos instalados no município foram desligados por causa do processo de licitação realizado na administração passada que foi investigado pelo TCE e pelo Ministério Público.

Novidades marcam a IV edição do Petrópolis Rural Começa nesta sexta-feira, dia 13, a partir das 17h, a IV edição do Petrópolis Rural, no Parque Municipal de Petrópolis, em Itaipava. O evento conta com diversas atrações musicais, parque de diversões, além das tradicionais exposições e feiras de artesanato, com toda a programação gratuita. Serão cerca de mil animais de mais de 20 espécies que participarão de competições variadas e ficarão expostas para o público nos 24 dias de evento. Já tradicional no município, o Petrópolis Rural vem se tornando referência no estado como um dos maiores no cenário de eventos agropecuários brasileiro. Para se ter uma ideia, só no ano passado, R$ 10 milhões foram movimentados direta e indiretamente em toda cidade. Para chegar a este número foram contabilizados atendimentos em restaurantes e ocupações em hotéis e pousadas. Além disso, os leilões foram responsáveis por R$ 2 milhões desse montante e os setores de agroindústria e artesanato, R$ 4 milhões. - O evento veio crescendo e agora chega a um patamar que gostaríamos de ter dado desde o início. Estamos preparando uma festa diversificada para toda a população do município e também para os turistas. As expectativas para a quarta edição do Petrópolis Rural são grandes e esperamos que todos gostem da diversidade do evento - contou o secretário de Ciência e Tecnologia, Desenvolvimen-

to Econômico e Agricultura, Robson Cardinelli. Os visitantes poderão apreciar os produtos agroindustriais que estarão à venda no Galpão do Produtor. A Feira de Artesanato vai reunir artigos em madeira, biscuit, bambu, tecido, sisal e outros materiais que compõem diversos trabalhos como luminárias, quadras e tapetes. Todos os produtos são confeccionados por artesãos do município. As exposições reunirão diversas espécies de animais como equinos, bovinos, aves, peixes, lhamas, cisnes, coelhos, entre outros. As competições e leilões de animais prometem agitar o evento. Três espaços foram destinados à alimentação, além de diversas barracas de produtores rurais vendendo produtos originados no município espalhadas por todo o parque. Shows de artistas nacionais prometem agitar o evento Além de apresentação de bandas do município, cinco grandes atrações nacionais devem movimentar o Petrópolis Rural. A abertura do evento contará com a performance dos forrozeiros da

Alexandre Peixoto - Ascom/PMP

O evento terá muitas atrações

Tribo de Gonzaga a partir das 19 horas desta sexta-feira (13). Já no dia 27, os garotos da banda NxZero prometem fazer a festa da galera a partir das 22h. No dia 28 quem comanda a festa é o cantor Arlindo Cruz com muito samba e alegria, também a partir das22h. No dia do Trabalhador, 1º de maio, a atração evangélica Diante do Trono deve lotar o parque a partir das 19h. No dia 04 a banda Jammil e Uma Noites traz o axé para à cidade a partir, e o último dia de show acontece no dia 05 com a apresentação da dupla sertaneja César Menotti e Fabiano, às 22h. As bandas da cidade também vão movimentar o parque. Confira a programação com os shows:

Alan Alonso

As vans estão proibidas de atender as localidades: protestos

multa de R$ 5 mil por omissão e multa pessoal de 20% sobre o valor da causa ao próprio presidente da CPTrans , ou ainda “afastamento do representante legal das funções, tendo em vista que a prisão é medida excepcional”. A ação foi movida pela Viação Petroita e Transportes São Luiz. Novos ônibus Dois novos microônibus serão destinados à parte alta do bairro e um “micrão” atenderá o Boa Vista. Além disso, uma Kombi foi destacada para transportar os passageiros da Matinha pelo corredor até a Estrada sem custos, já que o local não permite o tráfego de veículos grandes. A medida vem para atender as linhas de maior demanda na região da Estrada da Saudade. Os novos ônibus para a região já estão em circulação, e segundo a CPTrans, está beneficiando os cerca de 30 mil passageiros que utilizam o transporte coletivo na localidade. O aumento do número de coletivos também atende à população que utiliza trans-

porte alternativo. Por isso, a CPTrans intensificou a fiscalização nessas localidades. - Com novos ônibus, a população terá mais opções de transporte e, caso haja necessidade, vamos aumentar ainda mais. A companhia cumpre seu papel, que é o de fiscalizar e garantir que a população não fique sem ônibus - explicou Kronemberger. A companhia continuará fazendo a fiscalização das linhas regulares e a contagem dos passageiros que as utilizam. Com os novos coletivos, o tempo de espera entre um ônibus e outro passa de 20 para 15 minutos, segundo informações da CPTrans. O local contará ainda com uma nova linha interbairros em breve. O ônibus Boa Vista-Bingen passará também pelo Alto da Serra e o Quitandinha, facilitando o trajeto até o Terminal Governador Leonel Brizola. - Estudamos os locais onde há maior demanda pelo interbairros. O Boa Vista contará com esse serviço que, sem dúvida, traz mais comodidade ao passageiro - avalia o presidente.

EXIGIR OS SEUS DIREITOS TEM CAUSADO DOR DE CABEÇA? NÓS SOMOS O ANALGÉSICO. 0800 282 7060 w w w. a l e r j . r j . g o v. b r


57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Agenda Cultural

marciosalerno@diariodepetropolis.com.br

Lazer

Sagitário - (22/11 a 21/12)

Momento propício para contato com pessoas conhecidas. Seu poder de concentração e discernimento estará ainda muito favorecido. Mas, provavelmente, problemas ligados a sua saúde poderão interferir, atrapalhando a realização de um ousado projeto pessoal.

 Capricórnio - (22/12 a 20/01) Dia excepcional. Benéfico para amizades e amor. Poderá ainda, ser premiado através do esporte, jogos, sorteios, loterias. Boas chances para competições, recebimento de presentes ou qualquer coisa que lhe traga alegria.

Aquário - (21/01 a 19/02)

Se tiver algum negócio programado para hoje, faça o possível para iniciá-lo na parte da manhã. Bom dia para o amor e as relações familiares. Elevação material a vista. Aptidão para se relacionar com qualquer tipo de pessoas.

 Peixes - (20/02 a 20/03) Tome cuidado com a precipitação. Evite o nervosismo, ansiedade e a desconfiança em si mesmo. É hora de você buscar um ponto de equilíbrio entre sua vida profissional e pessoal. As influências não são propícias.

Filmes na TV UM DIA ESPECIAL – GLOBO - 16H10 – COM MICHELLE PFEIFFER O filme mostra um dia caótico na vida profissional de uma arquiteta e de um jornalista, ambos divorciados, que precisam cuidar de seus filhos em uma ocasião que pode ser decisiva para suas respectivas carreiras. De personalidades marcantes, os dois a princípio se estranham. Mas, depois, se apaixonam.

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

© Revistas COQUETEL 2012

Disputa Vendas Função de fim de extra de estação notas fiscais

Serviço Épico, on-line de lírico ou visuali- dramático zação de imagens de satélites e mapas (ingl.)

Período Momento imensu- da cena rável de Metro tempo (símbolo)

Atividades estatais de assistência que podem ser terceirizadas para ONGs

Mentira, em inglês Conferir (poderes)

A Catsuit se prepara para lançar seu novo trabalho

Literatura

Livro quer conscientizar jovens sobre a internet O livro “Manual do Detetive Virtual – Casos verídicos e dicas para se precaver contra problemas no mundo digital”, do especialista em segurança da informação, Wanderson Castilho, está sendo adotado por escolas, como o colégio Objetivo e acaba de ganhar uma edição atualizada. Na obra, o autor ressalta a importância de conscientizar crianças e jovens sobre uso correto da internet. Segundo ele, o jovem precisa ter limites na internet, para não correr o risco de se meter em encrencas. O especialista também relata no livro outros casos de pessoas que tiveram seus computadores invadidos e até mesmo empresas que tiveram dados sigilosos roubados por concorrente e explica como se proteger desses ataques. Para Castilho, cada vez mais

ESPELHO, ESPELHO MEU – Censura livre – com Sean

RAUL – O Início, O fim e o Meio – Censura 14 anos – Documentário – Horários: 20h50 2ª feira – dia 09 – não haverá sessão

Dia como 12 de outubro, no Brasil

Aline Barros, cantora gospel

Atividade do guardanoturno

(?) falho: erro como o lapso (Psican.) Defesa de réus (?)-parda: suçuarana

Eventos de exibição de produtos Chuva, em inglês

Droga que marcou a geração hippie Doença que gera atos compulsivos (sigla) Flor comum na caatinga

Forma engenheiros militares (sigla)

Estrutura vertical com nome de rua Fator de desgaste de objeto ou veste

Letra com cedilha Pai-(?), oração

Os filmes típicos de Eddie Murphy

Indica o oeste na rosa dos ventos

Ósmio (símbolo) Conjunção alternativa

Série baseada no trabalho forense Através de, em inglês (?) Santa, cidade da Gruta da "O Livro Lapinha (Minas de (?)", Gerais) filme

Pouco profundo Arte, em inglês O francês, para o índio brasileiro

Ampère (símbolo) Inserida de novo no texto (Inform.) Produção criativa Palavras como as ditas ao perdedor

BANCO

Aquela pessoa O Paraíso Terrestre

Abreviatura de "indicativo" (Gram.)

Orígenes Lessa, escritor paulista

A menor divisão do calendário

João (?): instituiu as capitanias (BR)

47

Solução

Um livro que alerta os jovens sobre riscos da internet

as realidades física e virtual tendem a se confundir. Na nova edição, o autor mostra o desfecho do caso da jornalista Rose Leonel, que teve suas fotos em momentos

íntimos com o ex-namorado publicadas na rede por ele, como se ela fosse uma garota de programa, trazendo danos terríveis para a vida real da vítima.

A

Alguma coisa, por mais insignificante que possa parecer, não irá corresponder a sua expectativa. Mas você corresponderá ao seu dever com naturalidade e positivismo; firmeza e perseverança. Desta forma, fará deste dia, um dia muito feliz.

A banda petropolitana Catsuit prepara o lançamento de seu CD mais recente, que acontece no dia 20, no Clube Magnólia, Bingen, a partir de 21h. A Catsuit é uma banda só de mulheres, um trio composto por Letícia Périco, Driely Périco e Taty Braga. Os ingressos antecipados podem ser adquiridos na loja Play Now Games, no Shopping Pedro II. A banda foi formada em agosto de 2008 e se destaca no cenário da música ‘PopRock’ com seus shows, o estilo de cada integrante é tocar e transmitir charme e emoção. Em um ano de banda gravaram um CD (Desejos Ocultos) e um DVD, gravados respectivamente em fevereiro e agosto de 2009.

SALA 1

GUERRA É GUERRA – Censura 12 anos – com Tom Hardy – Horários: 16h50 e 18h50 2ª feira – dia 09 – não haverá sessão

S

 Escorpião - (23/10 a 21/11)

Novo CD da Catsuit será lançado no próximo dia 20

TOP CINE HIPERSHOPPING ABC Rua Teresa, 1415 / 2º piso Alto da Serra – Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br

PEQUENOS ESPÍÕES 4 – Censura livre – com Jessica Alba – Horários: 14h50 2ª feira – dia 09 – não haverá sessão

F M A L A

Com energia mental, com otimismo realizará muito hoje, principalmente no que possa contar com a colaboração de pessoas amigas ou conhecidas. Evite atrasos na execução de tarefas importantes. Não faça promessas que não possa cumprir.

Lançamento

SALA 3

O I

Libra - (23/09 a 22/10)

de com a banda Pássaro de Prata. Trata-se de um tradicional baile direcionado às pessoas acima de 55 anos. Com apresentações especiais de bandas locais. No Petropolitano F.C., Rua Roberto Silveira, 82, Centro. Entrada franca. • Hoje, às 20h30, será apresentada a peça ‘Favela’ no Theatro D. Pedro, censura 12 anos, ingressos a R$ 60 (desconto de 50% para clientes Unimed Petópolis).

JOGOS VORAZES – Censura 12 anos – com Jennifer Lawrence – Horários: 17h50 e 20h30 2ª feira – dia 09 – não haverá sessão

I M E

• O escritor petropolitano Leferr irá lançar seu novo livro, “The End”, na Casa de Cláudio de Souza, pertencente ao Museu Imperial/Ibram/MinC. O evento acontece hoje, às 19h, com entrada franca. O endereço é Praça da Liberdade, 247, Centro. Publicada pela editora Catedral das Letras, a obra completa uma trilogia que inclui ainda os livros “Campo de Estrelas” e “Rota 2”. • Hoje, às 15h, tem Baile da Feliz Ida-

Preços: Segunda é dia de cinema. Ingressos a R$ 3 em todas as sessões. Terça a quinta (exceto feriados): Sessões iniciadas até 15h59min Inteira: R$ 10 (meia: R$ 5). Após 16h inteira: R$ 12 (meia: R$ 6). Sexta a domingo e feriados: Sessões iniciadas até 15h59min inteira: R$ 12 (meia R$ 6) Após 16h inteira: R$ 14 (meia R$ 7). Lembrando que estamos com uma promoção de terça a domingo: todas as pessoas pagam meia entrada.

R I

Fluxos excepcionalmente benéficos para a sua vida em conjunto com outras pessoas, para o trabalho e sua profissão. Evite a precipitação e os gastos supérfluos. Procure se valer deste dia para promover a sua elevação em todos os sentidos.

ACONTECE HOJE

P O R F I A

Virgem - (23/08 a 22/09)

RAUL – O Início, O fim e o Meio – Censura 14 anos – Documentário – Horários: 15h20 2ª feira – dia 09 – não haverá sessão

A

JOGOS VORAZES – Censura 14 anos – com Jennifer Lawrence – Horários: 14h30, 17h30 e 20h30

O

Dia em que sua inteligência se elevará devido ao bom fluxo de Vênus, o seu astro tutor. Contudo procure compreender melhor seus colegas de trabalho bem como os familiares e a pessoa querida.

www.oreiestadevolta.com.br. A censura é 14 anos e os ingressos saem a R$ 30.

R

Leão - (23/07 a 22/08)

Pontos de venda, valores e maiores informações podem ser conseguidas em

D E L E G A R

Livre-se de suas preocupações tomando atitudes positivas para solucioná-las. O dia se apresenta positivo aos negócios arriscados e as empresas precipitadas. Terá bom relacionamento com os filhos. Pratique esportes.

SALA 2

P S I E R A V B I Ç N O O S S S S O O C I D A I I A S

Câncer - (21/06 a 22/07)

SALA 2

O cantor Alexandre Pires promete sacudir Itaipava neste sábado

A R M T A I O R

FURIA DE TITÃS 2 – Censura 12 anos – com Liam Neeson – Horários: 14h, 16h, 18h e 20h

FURIA DE TITÃS 2 – Censura 12 anos – com Ralph Fiennes – Horários: 15h, 17h, 19h e 21h 2ª feira – dia 09 – não haverá sessão

SALA 1

G L E A D O R O N A S N A T O T I N O A Ç A C S E L I L A I G I O N A D

Disposição um tanto quanto precipitada. Tendência ao nervosismo e as ações mais violentas, estão previstas para você. Evite tais coisas para que possa coordenar melhor sua vida. Êxito em assuntos ocultos.

SALA 1

U C S O C O O M E E D

Gêmeos - (21/05 a 20/06)

L

CINE BAUHAUS R. Dr. Nelson de Sá Earp, 89 Shopping Center Bauhaus Centro

TOP CINE HIPERSHOPPING MERCADO ESTAÇÃO Rua Paulo Barbosa, 310 / 1º piso Centro - Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br

O

Hoje poderá tirar proveito inesperado pelas amizades que vier a fazer, realizar boa parte de suas esperanças e desejos de progredir social, profissional e financeiramente. Ótimo ao amor, as diversões e passeios.

Ingressos: terças e quartas ingresso promocional a R$ 6 para todos (exceto feriados). Preço de ingressos as quintas e sextas - inteira R$ 14 e meia R$ 7. Preço de ingressos aos sábados e domingos - inteira R$ 16 e meia R$ 8.

PROTEGENDO O INIMIGO – Censura 14 anos – com Denzel Washington – Horários: 20h40 2ª feira – dia 09 – não haverá sessão

A

Touro - (21/04 a 20/05)

JOGOS VORAZES – Censura 12 anos – Horários: 15h e 20h, terça a domingo

O LORAX – Em Busca da Trúfula Perdida – Censura livre – com Zac Effron – Horários: 14h40, 16h40 e 18h40 2ª feira – dia 09 – não haverá sessão

I

O destaque da área de lazer para este sábado, dia 14, é a presença do cantor Alexandre Pires em Petrópolis, cidade que ele volta pela segunda vez, para apresentar seus sucessos. Pires fará um show a partir das 15h, no Parque Municipal de Petrópolis, Estrada União & Indústria, 10.000, Itaipava. Recordista de público em Petrópolis, com 125 mil pagantes em sua última passagem por aqui, um recorde em sua carreira, o cantor Alexandre Pires retorna à Cidade Imperial, para o show da sua turnê “Mais Além”. Além de Pires, a festa também vai contar com mais animação, comandada pela Mc Anitta, mais a Banda Pano de Prato, Adriano Ribeiro, Dj Tubarão, Dj Haron e Dj Raul Oliveira, que prometem muita adrenalina para abrir o show de Alexandre.

DRIVE – Censura 16 anos – com Ryan Gosling – Horários: 18h, terça a domingo

SALA 2

E

Atritos com parentes, perda de amizades e sistema nervoso um tanto quanto agitado, estão previstos para você neste dia. Aja com perícia e inteligência, que terá um dia razoavelmente bom.

CINE ITAIPAVA Est. União & Indústria, 11.000 Itaipava

N S

Áries - (21/03 a 20/04)

Alexandre Pires volta a sacudir a cidade sábado

D

HORÓSCOPO

Bean – Horários: 15h, 17h, 19h e 21h 2ª feira – dia 09 – não haverá sessão

3/art — eli — éon — lie. 4/rain. 5/totem. 6/across — porfia — saldos. 10/google maps.

INSTITUTO OMAR CARDOSO

G F E N F E R O A L I T E B R A R I C O

6


quarta-feira, 11 de abril de 2012

7

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

geral

Juros baixos elevam movimento no BB e CEF A queda nas taxas de juros cobrados pela Caixa Econômica Federal e pelo Banco do Brasil já começaram a despertar o interesse dos petropolitanos que estão em busca de linhas de crédito. Segundo o gerente geral do Banco do Brasil, Ivídio Schweiver, aumentou em 50% a demanda por informação nas agências de Petrópolis, totalizando 1.393 cidadãos em busca de consultoria. O gerente da Caixa Econômica Federal Pedro Mattoso afirmou que a maior procura no município tem sido por linhas de crédito para capital de giro, no caso de pessoa jurídica, CDC para pagamento de contas, para pessoa física. - O importante é dar uma consultoria para o cliente, orientar onde deve aplicar o dinheiro para poder dar retorno para a empresa dele. Participamos mais da vida da pessoa, porque nos procuram

porque estão com a faculdade atrasada, ou porque tem alguém doente na família, e aconselhamos o que é mais vantajoso – afirmou Pedro Mattoso da CEF. O gerente do BB explicou que todas as taxas já foram ajustadas e que até amanhã (12) serão revistas. - No dia 9 já estavam disponíveis, mas não 100% das linhas de crédito e no dia 12 estarão. A maioria dos empresários está em busca de capital de giro ou antecipação de recebíveis (desconto em títulos). Já pessoa física procura bastante para bens novos, como para financiamento de veículo e para pagamento de dívidas junto ao mercado. O banco está prestando assessoria financeira porque as taxas estão bem mais em conta – disse Ivídio. A taxa média das principais linhas de capital de giro do Banco do Brasil foi redu-

zida em 15%. Com a medida, os empresários podem agora financiar seu capital de giro com taxa de juros a partir de 0,96% ao mês. Já os valores da vendas a prazo com cheques pré-datados, duplicatas e cartões de crédito poderão ser antecipados com encargos a partir de 1,26% ao mês. No financiamento de veículos, com crédito pré-aprovado e sem tarifas embutidas, a queda será de pelo menos 19%. A CEF vai destinar mais de R$ 10 bilhões para o setor. A redução das taxas de juros é de até 88% ao ano, sendo, por exemplo, do cheque especial de até 65% ao ano, e para crédito, a 40%. Para o crédito consignado e o crédito direto Caixa (CDC), a redução anual será 34%. Para conhecer as demais linhas de crédito, clientes e não clientes podem procurar uma das agências dos bancos em Petrópolis para obter mais informações.

Parque gráfico da Vozes recebe novo investimento Investir para aumentar a qualidade e a produtividade. Este tem sido o caminho adotado pela indústria gráfica brasileira e não foi diferente com a Editora Vozes, que na última década está modernizando o parque gráfico para ganhar fôlego no competitivo mercado brasileiro e internacional e manter a tradição de uma das mais antigas editoras e gráficas do país, já que em março completou 111 anos de fundação. Para celebrar mais este aniversário, a Editora Vozes apresentou na sede em Petrópolis (RJ), a nova encadernadora de livros, que, através de um processo todo automatizado, executa numa única operação todos os processos, como alcear, vincar capa, dobrar orelha, colar capa, fazer corte de frente e corte trilateral. Segundo o diretor-presidente, frei Antônio Moser, esta nova tecnologia “vai aumentar a capacidade de produção e, o mais importante, vai oferecer um serviço com qualidade, confiabilidade e agilidade, como sempre foi o diferencial da Vozes”. Este novo equipamento possui a capacidade de produzir até seis mil livros por hora. A Editora Vozes, em 111 anos, responde por mais de 5 mil títulos no seu catálogo, tem 14 distribuidoras e 18 livrarias no Brasil e uma livraria em Lisboa, Portugal. Há dez anos, a administração da Editora Vozes é feita por um sistema colegiado, tendo à frente três diretores: frei Antônio Moser, frei Volney Berkenbrock e frei Ludovico Garmus.

Divulgação

Arquivo

As agências do Banco do Brasil em Petrópolis tiveram uma demanda 50% maior com a medida

Taxas de juros Crédito Direto ao Consumidor (CDC) Banco do Brasil - 2,11% ao mês Caixa Econômica Federal - de 2,47% a 3,88% ao mês Financiamento de carros Caixa Econômica Federal - a partir de 0,98% ao mês Banco do Brasil - de 0,99% a 2,65% ao mês Cartão de Crédito Caixa Econômica Federal - de 2,85% a

9,47% ao mês Banco do Brasil - 3% ao mês Cheque Especial Caixa Econômica Federal - de 1,35% a 4,27% ao mês Banco do Brasil - 8,67% ao mês Financiamento de imóveis Caixa Econômica Federal - de 5% a 13,50% ao ano mais TR Banco do Brasil - de 8,90% a 13,918% ao ano

Resultado da eleição do Creci será conhecido hoje Durante o dia de ontem, foi realizada a eleição do Conselho Regional de Corretores Imobiliários (Creci). Duas chapas estavam na disputa. A votação, que foi obrigatória para todos os corretores inscritos no Creci, aconteceu em três pontos da cidade: na delegacia do Creci; no Condomínio Lagos de Itaipava e no cartório do 4º ofício, onde após uma hora e meia de votação, mais de quarenta corretores já haviam comparecido. O resultado da eleição será divulgado hoje. Fabrício Junqueira foi um dos fiscais no posto do cartório do 4º ofício. -A movimentação está bem tranquila. Não houve nenhum tipo de complicação - afirmou. No Bauhaus Expansão, o fluxo de eleitores foi ainda

Alan Alonso

Votação dos inscritos no Creci aconteceu em três pontos da cidade

maior, já que além daqueles que optam pelo local de votação, todo problema que possa ocorrer nos outros dois pontos são encaminhados para a delegacia do Creci. Este ano estava planejado que urnas eletrônicas fossem utilizadas na eleição, mas o congestionamento em todo o Rio de Janeiro impediu que isso fosse possível. Foram

usadas urnas convencionais. A chapa vencedora assumirá o Conselho no período de 2013 a 2016. - As duas chapas estão muito bem estruturadas. Independente de quem ganhar, com certeza a classe será favorecida – explicou Sérgio Luiz Silvério, fiscal nos postos da delegacia do Creci, no Bauhaus Expansão.

foto do dia Alan Alonso

Nova encadernadora de livros foi apresentada em Petrópolis

A Vozes é responsável por uma fatia do mercado editorial de livros de qualidade, referência em diversas áreas do conhecimento, entre elas, filosofia, sociologia, educação e psicologia. Segundo o diretor-presidente, a editora é referência na formação de uma consciência de cidadania fundada sobre os valores evangélicos. - Nosso objetivo é humanizar para divinizar e divinizar para humanizar - ressalta. Além de obras fundamentais para o meio acadêmico e intelectual, a Editora investe em publicações na

área religiosa, catequese, autoconhecimento e espiritualidade, que tem como um de seus principais autores Anselm Grün. A editora tem duas publicações tradicionais: o Almanaque Santo Antônio e a Folhinha do Sagrado Coração de Jesus, editadas por frei Edrian Pasini A Folhinha é distribuída aos lares brasileiros há 73 anos. A Vozes também possui o Selo Nobilis, uma linha editorial especial que tem o objetivo de publicar obras diferenciadas com uma qualidade superior e alto valor agregado.

Obras inicia a preparação para fechar a cratera entre rio e Rua do Imperador, no Centro

enquete Você costuma substituir refeições por lanches?

Célio Kochem - 52 anos Autônomo Não. Eu sempre almoço.

José Luiz – 66 anos Comerciante Não. Os lanches não são saudáveis.

Felipe Ermenegildo – 27 anos Autônomo Raramente. Só quando não dá mesmo.

Miriam Caires - 44 anos Comerciante Não gosto de pular as refeições. Se eu não almoçar me sinto até mal.

Fotos: Alan Alonso

Alex Freie – 34 anos Motorista Às vezes. Nem sempre dá tempo de parar e almoçar.


AVISOS E EDITAIS

8

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

QUARTA-FEIRA, 11 DE ABRIL DE 2012

ECONOMIA

Produção de petróleo cresce 6,9% em fevereiro CNI prevê “recuperação suave” da indústria 

Kelly Oliveira/ABr

A indústria deve apresentar “recuperação suave” nos próximos meses, segundo avaliação do gerente executivo de Políticas Econômicas da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Flávio Castelo Branco. De acordo com ele, isso será possível porque o quadro internacional é menos incerto atualmente em relação ao segundo semestre do ano passado, a taxa básica de juros, a Selic, está em processo de redução e há medidas de estímulo ao setor. Castelo Branco citou ainda a taxa de câmbio mais desvalorizada, o que ajuda os segmentos exportadores, e a demanda doméstica em alta. Segundo os dados dessazonalizados (ajustados para o período) divulgados ontem pela CNI, o faturamento real (descontada a inflação) da indústria cresceu 1,5%, em fevereiro ante janeiro deste ano, depois de dois meses de queda. Já na comparação com o mesmo mês de 2011, o faturamento registrou queda de 3,3%. Entre os segmentos da indústria, o de veículos automotores apresentou a maior queda de faturamento. Em fevereiro, o segmento registrou redução de 24,2%, na comparação com o mesmo período de 2011. Segundo a CNI, essa dado mostra uma intensificação da retração,

uma vez que em janeiro, em relação ao mesmo período do ano anterior, houve queda de 9,4%. “Foi uma queda bastante expressiva e é a maior de todos os 19 setores que a pesquisa acompanha”, disse o economista da CNI Marcelo de Ávila. Do total de segmentos pesquisados, dez tiveram queda no faturamento, na comparação com o resultado de fevereiro de 2011. Veículos automotores vêm seguido por móveis (-15,2%), refino e álcool (-10,8%), couros e calçados (-10,1%), produtos de metal (-9,3%), outros equipamentos de transportes (-6,4%), borracha e plástico (-4,7%), metalurgia básica (4,5%), minerais não metálicos (-4,1%) e vestuário (-1,2%). Segundo a CNI, o percentual médio da utilização da capacidade instalada (UCI) de todo o setor industrial chegou a 82,1%, em fevereiro, ante os 82,4% janeiro de 2012. Em fevereiro de 2011, esse percentual era 83,4%. As horas trabalhadas cresceram 2,2%, nesse mesmo tipo de comparação. O emprego ficou estável em fevereiro na comparação com o mês anterior. Na comparação com fevereiro do ano passado, o emprego cresceu 0,4%. De acordo com Flávio Castelo Branco, a tendência é moderação no mercado de trabalho do setor.

Divulgação

Sabrina Valle/Agência Estado

A produção de petróleo no Brasil no mês de fevereiro foi de 2,205 milhões de barris ao dia, segundo informou nesta terça-feira a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Houve aumento de 6,9% na produção em comparação com o mesmo mês de 2011 e redução de 1,1% ante o mês de janeiro. A ANP destaca que fevereiro foi o terceiro mês consecutivo que a produção fica acima de 2,2 milhões de barris ao dia. Dois campos iniciaram a produção antecipada em fevereiro em função de declarações de comercialidade: Baúna, com 16,9 mil barris de óleo equivalente por dia (boe/d), e Piracaba, com 9,1 mil boe/d. Ambos são concessões na Bacia de Santos, 100% Petrobrás. A produção de gás natural ficou em torno de 67 milhões de metros cúbicos ao dia, alta de 6,8% sobre fevereiro de 2011 e redução de 5,7% sobre o mês de janeiro. Segundo a ANP, 91,7% da produção de petróleo e gás é proveniente de campos operados pela Petrobras. Perto de 92% da produção de petróleo e 76%

Dois campos iniciaram a produção antecipada em fevereiro em função de declarações de comercialidade

da de gás natural do Brasil foram extraídos de campos marítimos. O campo de Marlim Sul foi o que registrou a maior produção, com uma média de 352,8 mil barris de óleo equivalente/dia (boe/d). Dos 20 maiores campos produtores de petróleo e gás natural, três são operados por empresas estrangeiras: Frade/Chevron (11º lugar), Peregrino/Statoil (12º), e Ostra/Shell (15º). Quatro poços terrestres estão na relação dos 30 com maior produção de gás

natural, sendo dois do campo de Rio Urucu e dois do campo de Leste do Urucu, informou a assessoria de imprensa da agência, em nota. Em relação à queima de gás houve redução de 31,9% em fevereiro (aproximadamente 3,3 milhões de metros cúbicos ao dia) sobre fevereiro de 2011. Em relação a janeiro, a queda foi de 26,8%. Segundo a ANP, os principais motivos para a redução da queima de gás natural foram a interrupção do TLD-BM-

S-9 (teste de longa duração no bloco BM-S-9) e a menor queima em Marlim Sul, em função do período final das atividades de comissionamento da plataforma P-56. Do total de gás natural queimado, 95,4% são oriundos de campos produtores e 4,6%, de testes de longa duração (TLDs) de áreas na Fase de Exploração. Considerando os campos produtores, o aproveitamento de gás natural no mês foi de 95,3%, informou a ANP.

Lucro de bancos cresce 14,5%  Agência Estado

Com R$ 49,4 bilhões de lucro em 2011, os 25 bancos brasileiros de capital aberto somados tiveram um resultado 14,48% maior do que em 2010, de acordo com levantamento feito pela consultoria Economatica. O ganho das instituições financeiras re-

presenta 39,4% do total acumulado por 344 empresas de capital aberto avaliadas, excluindo Petrobrás e Vale. Sem essas duas empresas, o lucro geral das companhias em Bolsa recuou 2,64% em 2011, para R$ 125,6 bilhões. O lucro das duas gigantes juntas foi de R$ 71,1 bilhões, 8,99% maior que em 2010.

Enquanto a Vale teve um crescimento de 25,75% no lucro, a Petrobras teve queda de 5,33% em relação a 2010. Considerando as duas, o lucro das 346 empresas de capital aberto brasileiras foi de R$ 196,7 bilhões, 1,27% maior que em 2010. Dos 23 setores analisados, três fecharam 2011 no prejuízo: fundos, com perda

de R$ 4,1 milhões (em relação a um resultado positivo de R$ 2,2 milhões em 2010), petróleo e gás, que teve R$ 206,3 milhões negativos, ante R$ 579,8 milhões positivos no ano anterior; e papel e celulose, que teve prejuízo de R$ 655 milhões em 2011, contra lucro combinado setorial de R$ 1,9 bilhão em 2010.

AVISOS E EDITAIS

SEPULTAMENTO

CEMITÉRIO MUNICIPAL TERÇA-FEIRA,DIA 10/04/2012 Aparecido Teixeira, 44 anos, Quitandinha, 9h. Adinéia Antunes de Galvão, 51 anos, Roseiral, 10h. Maria da Conceição Barbosa, (a idade não consta no Cemitério Municipal), Cascatinha, 16h30. Joaquim Lopes dos Santos, 77 anos, Siméria, 15h30. Irani de Carvalho Neto da Silva, 59 anos, Cascatinha, 16h30.

Há 30 anos era publicado Em sua edição número 2.459, de 11 de abril de 1982, um domingo, o DIÁRIO publicou os seguintes destaques: ATENÇÃO - Lama, buracos, montes de entulhos, são uma realidade diária enfrentada pelos moradores do Quitandinha, bairro que foi recentemente visitado pelos Comandos do Diário que, hoje, publicam uma ampla reportagem a respeito dos problemas que aquele logradouro vem enfrentado, além de colocar as reivindicações de seus moradores, que não são poucas.

CEMITÉRIO DE ITAIPAVA Ilda Aparecida Magalhães Valle, 63 anos, Vila Rica, 16h. Vilma Cadói de Freitas da Silva, 70 anos, Castelo Manel,11h30. OBS. AS INFORMAÇÕES ACIMA SÃO FORNECIDAS AO DIÁRIO POR FUNCIONÁRIOS DAS SECRETARIAS DOS CEMITÉRIOS,

Cartório de 3º Ofício de Petropolis R. do Imperador, 1021 - Centro - Petropolis - RJ

Tabelião Responsável

Cep. 25620-003

Telefone: 22420565

Listagem de titulos enviados para Edital em em 11/04/2012 Acham-se registrados neste cartório, conforme lei 9.492/97 Art. 15 - Processo 89.877/99 CGJ/RJ, para serem protestados os títulos de responsabilidade de : Sacado

CNPJ/CPF

COSTAVARES MODAS E CONFEC LTDA ME

Portador/Cedente/Sacador

CONFIANCA COMERCIO DE TECIDOS

Copia Duplicata Mercantil por Indicação Vencto:

25/03/2012

103,01

12/01/2012 Total:

CRESCIDINHOS COMER DE ARTIGOS

Valor:

Cheque Administrativo: Custas :

Número:

B0678-02

BANCO ITAU SA

11.143.342/0001-87

5.719

SETTE INDUSTRIA DE ACOS LTDA

Copia Duplicata Mercantil por Indicação 20/03/2012

465,72

568,73

RUA THEREZA, 608 Vencto:

5.751 09/04/2012 00:00:00

CONFIANCA COMERCIO DE TECIDOS

Emissão:

Cheque Administrativo: Custas :

Protocolo

CAIXA ECONOMICA FEDERAL

11.735.506/0001-65

RUA AURELIANO COUTINHO 67 LJ 34

09/04/2012 09:12:00

SETTE INDUSTRIA DE ACOS LTDA

Emissão: 122,23

29/02/2012 Total:

Valor:

963,00

Número:

000180

1.085,23

Intimo-os a pagar ( através de cheque administrativo ou dinheiro, com guia de pagamento a ser retirada neste tabelionato ), ou no caso de falta de aceite, comparecer para aceita-lo, ou dar-me as razões por que não o faz. Ficando assim já intimado do respectivo protesto no prazo estipulado na forma da lei. Petropolis, 10/04/2012

TRANQÜILIDADE

PARA A SUA EMPRESA

Contabilidade de última geração, sistema avançado de informática Escrita Fiscal – Rotinas Trabalhistas e Folha de Pagamento Sistemática Departamento Jurídico – Direito Cível – Direito Trabalhista Projetos Econômicos – Análise de viabilidade e capacidade de sua empresa – Administração de Bens e Serviços – Corretagem e Administração de Imóveis – Equipe com treinamento especializado Direção Técnica: Márcio Tesch Economista – Corecon 10582 Advogado – OAB/RJ 59.566 Tec. Contab. – CRC/RJ 25.384-0

Rua do Imperador, 772 – Gr 105/106 – Centro Petrópolis – RJ. Tel/Fax: (024) 2231-6212 / 2231-3322

SEIS JUDAS - Tradição de mais de 60 anos, a Malhação do Judas foi fraca em Pedro do Rio, este ano. Apenas seis bonecos, nenhum deles com inscrição. Segundo os moradores do local, alguém deve ter acordado bem cedo e retirado as placas com os nomes das vítimas da gozação. Os Judas foram colocados sobre uma marquise e três deles foram incendiados, sem possibilidade de recurso. CERTEZA DA VIDA - “Os tempos não estão muito para festa, mas falar de Páscoa é falar de uma festa que dá ao homem a certeza da vida”, disse frei Clarêncio Neotti, ao enviar sua mensagem de Páscoa à comunidade petropolitana. Para ele, o homem não deve esquecer de seus problemas, mas compreender que a Páscoa tem um sentido que ultrapassa o sentimento humano e suas necessidades biológicas.

Tabeliâo de Protesto

www.diariodepetropolis.com.br


MOSELA Hoje é o dia de Santa Gema Galgani e dia do pastor da Igreja Metodista. Na paróquia de São Judas Tadeu na secretaria o expediente é de terça a sexta-feira de 16h30 as 18h30. Casamentos e batizados e outros eventos religiosos podem ser agendados no telefone 2245 7344.

D

iário nos

B

airros

diarionosbairros@diariodepetropolis.com.br

Usuários pedem mudança Ponto de ônibus do final da Rua Mosela continua distante da servidão de acesso a Comunidade Alberto de Oliveira Alan Alonso

Ao desembarcarem na tarde de anteontem e sob chuva torrencial no último ponto da Rua Mosela, usuários do ônibus reclamaram da parada ficar distante da entrada da Servidão Artur de Carvalho. O motivo da reclamação é que a via é passagem para a Rua Alberto de Oliveira e tem grande número de passageiros que a usam a qualquer hora do dia. - 100% dos usuários que desembarcam aqui são moradores da Alberto de Oliveira e o ponto fica distante. Anteontem, quando descemos do ônibus ficamos todos molhados mesmo com guarda chuva – lembrou ontem pela manhã o morador que se identificou apenas como

Luiz Carlos, dizendo falar em nome de todos os que desceram do coletivo. – As autoridades deveriam colocar o ponto na entrada da Servidão. Desde o final do ano passado moradores do Condomínio do Parque Residencial 29 de Junho – BNH da Mosela – e de ruas, vilas e servidões da Comunidade Alberto de Oliveira pedem a mudança do ponto para próximo a Servidão Artur de Carvalho. O aposentado Manoel Cândido, da Rua Francisco Frederico Mayworm, foi um deles. - Temos que andar quase duzentos metros depois que descemos do ônibus – disse, na ocasião. A Companhia Petropolitana de Trânsito

incentivados a participar com o objetivo de melhorar a condição de vida das pessoas. No blog da associação www.amobataillard.blogspot.com.br os diretores da entidade fazem a divulgação sobre os trabalhos que foram, estão sendo e ainda vão acontecer no bairro. Refere-

9

ALCOÓLICOS ANÔNIMOS Reuniões de hoje 19h: Grupo 27 de Maio, Rua Bingen, 261. 19h30: 28 de Janeiro, Rua Paulo Barbosa, 180, Centro; Amor e Atração, Av. Leopoldina, 596, Nogueira; Bingen, Rua Santa Rita de Cássia, 30, Castrioto; Castelânea, Praça Pasteur, 79; Petropolitano, Rua Santos Dumont, 100.

Comunidade Oswaldo Cruz promove festival de pastéis Está confirmado para o próximo dia 17 de abril o festival de pastéis na Capela de Nossa Senhora Aparecida, na Comunidade Oswaldo Cruz, no Valparaíso. Os organizadores informam que os convites podem ser adquiridos antecipadamente para o evento que será realizado a partir de 16h. A Capela fica na localidade conhecida como Cercadinho.

Já na Matriz do Sagrado Coração de Jesus, na Montecaseros, nos dias 5, 6 e 12 de maio estarão expostos para venda trabalhos manuais que foram confeccionados no “Cursinho que Deu Certo”. Brindes poderão ser adquiridos como presentes para familiares do sexo feminino, cuja renda será revertida para a manutenção da Igreja.

Delegados e comandante da PM hoje na assembléia do Conselho

BNH da Mosela. Maioria dos moradores usa servidão e pedem o ponto próximo dela

e Transportes – CPTrans – desde o final do ano passado tem conhecimento do pedido dos usuários da Alberto de Oliveira sobre a

mudança do ponto do ônibus. Ontem, novamente a empresa foi comunicada sobre a reivindicação dos moradores locais.

Associação do Bataillard continua pedindo participação de moradores A Associação de Moradores do Bataillard – AMOBATAILLARD – continua convocando os segmentos sociais da comunidade para participar dos trabalhos comunitários da instituição. Comércio, instituições religiosas, escolas e residentes de um modo geral estão sendo

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarTa-feira, 11 de abril de 2012

se que a comunidade organizada tem poder de decisão junto a autoridades no sentido de solucionar problemas para facilitar a vida dos moradores. Ainda na ferramenta da internet está a notícia sobre recente reunião com o presidente Lênin Ribeiro

e o secretário geral Alencar Lisboa, da Federação das Associações de Moradores de Petrópolis – FAMPE. No encontro ficou acertado que nomes da diretoria da associação que não estão atuando devidamente serão substituídos devidamente dentro das condições estatutárias.

Os delegados titulares da 105º Delegacia Policial do Retiro, Marco Antônio Ambrosio e da 106º de Itaipava, Antônio Carlos da Rocha, vão estar presentes na assembléia geral ordinária do Conselho Comunitário de Segurança que será realizada hoje. O encontro dos conselheiros está previsto para as 19h, na Casa da Cidadania, na Rua Visconde Sou-

za Franco, no centro. O presidente do Conselho Sérgio Ramos Mattos informou que os temas de hoje serão de rotina com informações sobre assuntos referidos a segurança nos bairros e distritos. Também vai estar presente o tenente coronel Marcus Vinícius Mendonça de Oliveira, comandante do 26º Batalhão da Polícia Militar de Petrópolis.

ITF promove mesa redonda hoje com debates sobre saúde É hoje que acontece a mesa redonda com explanações e debates sobre o tema Fraternidade e Saúde Pública no Instituto Teológico Franciscano – ITF. A iniciativa está incluída no movimento da Campanha da Fraternidade de 2012 da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB – também com o tema Saúde. Estarão participando a

Divulgação

UM POUCO DE HISTÓRIA - Muita gente, inclusive nós reivindicamos a paternidade do tênis do Brasil para Petrópolis, principalmente e isso é certo que a construção da primeira quadra de grama no país, foi aqui na cidade segundo relato da Gazeta Petropolitana de 26 de dezembro de 1896, quem quiser procurar está lá na Biblioteca Municipal, uma notinha dizendo da inauguração de uma quadra de lawn-tennis, iniciativa de diplomatas ingleses, que aqui se estabeleciam principalmente na época de Petrópolis capital do estado e nos períodos de veraneio dos famosos, os ingleses queriam porque queriam praticar o esporte ao qual estavam acostumados em sua terra natal. Primeiras quadras de saibro da história de Petrópolis são as do Tênis Clube de Petrópolis localizadas na antiga Rua 1 de Março, atual Avenida Roberto Silveira, isso mesmo as atuais quadras do Petropolitano FootBall Club, são estruturalmente as mesmas de 1907, quando tivemos a inauguração das quadras de saibro por onde passaram nomes de peso na história do Brasil, como Alberto Santos Dumont, Carolina Nabuco entre centenas e centenas de famosos que no Hotel Cassino alugavam suas quadras para a disputa do esporte branco. Colégios da cidade também possuíam quadras de tênis, imaginem, sendo que uma das mais procuradas era a do Colégio Sion, atual Universidade Católica de Petrópolis na Rua Benjamin Constant. Julio Furquim Werneck, avô de Luis Enéas Arrochellas, foi um dos maiores jogadores da épo-

secretária Municipal de Saúde Aparecida Barbosa, a diretora Eva Cristina Gonçalves da Costa, do Centro de Atenção Psicossocial – CAPS – a mestre de enfermagem Sônia Gonçalves, da Faculdade Arthur Sá Earp Neto – FASE – e o professor do ITF frei Ludovico Garmus. A mesa redonda tem início as 19h30. O ITF fica na Rua Coronel Veiga 550, no centro.

ca, sendo em 1912, o primeiro campeão de tênis de Petrópolis, ele travava desafios históricos contra Ricardo Borghetti, outro craque da época. As quadras do Petropolitano Foot-Ball Club na Avenida Portugal datam de 1923, ou seja devem receber uma baita comemoração no próximo ano quando completam 90 anos e por lá também Furquim Werneck incentivava os que se iniciavam no chamado esporte branco, emprestando raquete e bolas para que conheceram o TENNIS. Uma curiosidade que poucos conhecem ou se recordam que Petrópolis é tricampeã estadual de tênis de campo, competição organizada na década de quarenta e claro, os tenistas do Petropolitano representaram a cidade nos quatro torneios acontecidos, vencendo três das competições, mas sobre essa epopéia comentaremos em outra coluninha para deixar a curiosidade em nossos leitores. Tivemos grandes nomes em nosso tênis de campo que também comentaremos em nossa coluninha principalmente dos últimos quarenta anos com quem tivemos contato direto. E evidentemente não podemos nos esquecer em nossa opinião do principal deles, não só pela categoria, como pelo número de títulos expressivos que teve na carreira, certamente teremos algumas coluninhas para comentar sobre isso, mas daqui vai nossa homenagem ao professor Hugo Anthony Cross, que apesar de octogenário ainda desfila sua categoria quase que diariamente pelas quadras do Petropolitano Foot-Ball Club, na sede social, a FOTO do dia destaca o professor Hugo, que ensinou tanta gente a bater sua bolinha, como Alberto Crespo, Adriana Rattes, Milton Lopes, Carlos Schaeffer, Arnaldo Rippel e centenas e centenas de petropolitanos. Em nossas coluninhas continuaremos não só a comentar a atualidade do tênis, da cidade e do mundo, mas também a história do esporte branco, principalmente na Cidade Imperial, pois muita coisa interessante será dita por aqui. FIQUEM COM DEUS.


10

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 11 de abril de 2012

ESPORTES

esportedp@gmail.com

Sub-20 do Petropolitano estreia no domingo A equipe Sub-20 do Petropolitano faz sua estreia no Campeonato Municipal de Futebol de Campo neste domingo no Estádio Carlos Guinle, contra o Boa Esperança, a partir das 11h30. O time comandado pelo técnico Nahor Júnior espera começar a competição com uma vitória sobre o forte adversário e para isso vem se preparando durante os treinamentos que acontecem no Valparaíso. O elenco é constituído basicamente pelos atletas vice-campeões municipais da categoria Sub-17 da temporada de 2011, reforçado por alguns jogadores que já defenderam o clube, como é o caso do goleiro Igor e do zagueiro Pedro Terra. O apronto final para o jogo de domingo será realizado no próximo sábado, a partir das 11h, no Estádio Carlos Guinle e o técnico espera contar com todo o grupo de atletas inscritos na Liga Petropolitana de Desportos. Clima de expectativas O departamento de esportes do Petropolitano FootBall Club e os seus atletas estão vivendo um clima de muita ansiedade e expectativa aguardando a estreia das suas equipes que disputarão o Campeonato Municipal nas categorias Sub-11, Sub-13 e Sub-20 de futebol de campo. Os técnicos Rafael, Francisco Lima e Nahor Júnior têm praticamente definidos os seus elencos e estão muito confiantes no bom desempenho das suas equipes, esperando repetir o excelente rendimento da temporada passada, ano do centenário do clube, quando

conquistaram vários títulos. O Sub-11, dirigido pelo jovem técnico Rafael, realiza treinos três vezes por semana e aposta na qualidade técnica dos seus atletas para buscar o título da categoria. O certame contará com a participação de apenas quatro clubes: Petropolitano, Boa Esperança, Carangola e Vera Cruz. O Sub-13 tem na experiência do seu técnico Francisco Lima um dos fatores positivos para motivar e incentivar os seus comandados a conseguir um bom êxito na competição. A equipe é a atual campeã invicta da cidade e mantém uma invencibilidade de 27 jogos, contando as partidas realizadas pelo Campeonato Municipal, Copa Light, Copa Zico de Verão e amistosos. Foi também campeão invicto da Copa Zico de Verão. A categoria enfrentou as melhores equipes de base de clubes do futebol profissional do Rio de Janeiro, entre elas, o Fluminense, o Vasco, o Bangu, a Portuguesa, o América, mantendo a sua invencibilidade. O time vem treinando desde fevereiro e conta com um plantel forte, físico e tecnicamente, predominando o elevado espírito de união e determinação do grupo. Participarão do campeonato seis clubes: Petropolitano, Corrêas, Carangola, Boa Esperança, Vera Cruz e Internacional. Quanto ao Sub-20, o Petropolitano levará a campo, os seus atletas vice-campeões da cidade na categoria Sub17 da temporada passada, participando do torneio com mais quatro clubes: Vera Cruz, Carangola, Corrêas e Boa Esperança. Os três certames, Sub-11, Sub-13 e Sub-20, têm Fotos: Ari Gomes

O pivô/ala Sachá é o artilheiro da competição com cinco gols

Imperial/Fluminense está focado no Botafogo/Macaé O Imperial/Fluminense está se preparando para enfrentar, nesta sexta-feira, o Botafogo/Macaé, que é considerado um dos confrontos mais esperados do Campeonato Carioca de Futsal. Os dois times venceram seus quatro jogos e estão empatados na liderança do metropolitano com 100% de aproveitamento. O treinador do time petropolitano, Paulo Mussalem, sabe da importância deste jogo e acredita no potencial de sua equipe. - Este será um jogo difícil, o Botafogo tem um bom time, está disputando a Liga e tem mostrado força, mas o nosso objetivo é conquistar estes três pontos fora de casa e vamos em busca da vitória. Nosso time já cresceu muito e vamos manter o ritmo - afirmou o comandante. Apesar da dificuldade do

jogo o treinador afirma que a postura do time será a mesma de todos os outros jogos. - Independente do adversário nós vamos jogar sempre da mesma maneira seja contra o Botafogo ou qualquer outro time. Nós ganhamos de 10 da ADDP, mas foi porque jogamos sério respeitando o adversário, da mesma forma que vamos enfrentar o Botafogo, o foco é o mesmo -destacou Mussalem. O Imperial/Fluminense está empatado no número de pontos, mas lidera o campeonato pelo saldo de gols. A equipe petropolitana tem o melhor ataque da competição com 20 gols marcados em quatro jogos e tem também o artilheiro do torneio, o ala Sacha, que balançou as redes cinco vezes. O confronto acontece nesta sexta-feira (13), às 20h, no ginásio Tio San, em Niterói.

Divulgação

Muitos jogadores de Juvenil que disputaram o último campeonato da cidade foram inscritos para atuarem na categoria de Sub-20

a data de 15 de abril, domingo, para se iniciarem. Clube Alvinegro destaca o futsal Quanto ao futsal, o alvinegro do Valparaíso, juntamente com o Palmeira, o Corrêas e o Internacional se propuseram a prestigiar a Liga Petropolitana de Desportos, participando do Municipal das categorias Sub-15 e Sub-17. O Petropolitano vem treinando durante a semana e

os técnicos Felipe e Thiago também estão focados nas estréias das suas equipes que acontecerão no dia 28 de abril, sábado, data prevista para o início do torneio. - O departamento de esportes do Petropolitano continua com objetivo de prestigiar a Liga Petropolitana de Desportos e os clubes que se interessam em disputar os campeonatos da cidade. Temos como meta principal dar oportunidade à prática de ati-

vidades esportivas e de lazer em nosso clube, procurando desenvolver o maior número possível e viável de modalidades – explicou Délio Kronemberger, vice-presidente de esportes do Petropolitano. Ele disse ainda que as dificuldades e os obstáculos para realizar estes trabalhos são imensos mas, graças a dedicação e o apoio de todos os que nos ajudam no departamento de esportes, consegue levar a centenas de crianças e

jovens, momentos de alegria e de lazer, colaborando decisivamente na sua formação educacional. - Lamentamos profundamente que são poucas as entidades que prestigiam e participam das atividades esportivas de nossa cidade, não só no futebol e no futsal, mas também nos outros esportes, como o basquetebol, o handebol e o voleibol, para citar apenas alguns deles – finalizou Délio.

Técnico Gustavo Leal completa a 1ª semana à frente do Imperial O novo treinador do time profissional do Imperial, Gustavo Leal, terá sua primeira semana completa de trabalho à frente do elenco. O comandante acredita que tendo mais tempo para treinar poderá fazer com que o time tenha uma evolução já no jogo do próximo sábado. - Neste período nós vamos dar continuidade ao trabalho que o time já vinha fazendo e enfatizar em alguns detalhes como a qualidade em manter a posse de bola - destacou Gustavo. O treinador não esconde que o time está em um momento difícil, mas afirma que o elenco vai sair desta situação sem se desesperar. O Imperial entra em campo no próximo sábado, às 15h, para enfrentar o Angra dos Reis, no Estádio Osório Júnior, campo do Cascatinha. Este será o segundo jogo consecutivo do treinador no comando do time.

Gustavo Leal completa 7 dias à frente da equipe do Imperial que disputa a Série B do Estadual

Inspirados no livro “Meu Everest”, de Luciano Pires, sete petropolitanos irão se aventurar em 20 dias de adrenalina, com início no dia 21 de abril, rumo à montanha mais alta do mundo, o monte Everest. Envolvidos há muito tempo com esportes radicais, o grupo já conquistou as montanhas da Região Serrana, e outras ao redor do mundo, como o Chacaltaya,

com 5.421m de altitude, na Bolívia, o Aconcágua com 6.962m, na Argentina, e enfrentaram uma expedição ao Monte Roraima, em apenas oito dias de viagem. Juntando-se a Rafael, o grupo é composto pelo também triatleta Tadeu Frinzi e pelos experientes esportistas Marcio Lopes, Stefan Reinold, Marlus Werneck, Fabiano Moraes e Gustavo Werneck.

Petropolitanos enfrentam o desafio de subir o monte Everest, no dia 21 Para enfrentar a quantidade inferior de oxigênio, 50% mais baixa que na altitude normal, e os diversos empecilhos que a viagem gera, os atletas intensificaram seus treinamentos com o auxílio dos profissionais especializados da academia Acqua Sports. Cientes dos riscos de letalidade, o grupo optou por não realizar o percurso direto ao cume do monte. Todo percurso foi defini-

do após uma avaliação dos perigos oferecidos pela montanha, entre eles o agravamento do estado de saúde de doenças pouco alarmantes quando em baixas altitudes. Da mesma forma optaram pela escolha de ter o acompanhamento de profissionais e de moradores da região. Com quase todos os ajustes prontos, o início da viagem está programada para 21 de abril e retorno 10 de maio.

diariodepetropolis  

artigos, cidade, colunistas, esportes

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you