Page 1

Diário

de Petrópolis 57 anos

E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Site: www.diariodepetropolis.com.br

Preço do exemplar: R$ 1,20

Nº 16.045 - Quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

polícia procura assassinos

Marceneiro é executado com 13 tiros em Araras

Maurício de Oliveira Peters, de 45 anos, levou cerca de 13 tiros, a maioria deles no tórax e pelo menos dois no crânio na manhã de ontem, na marcenaria onde trabalhava, na Estrada Bernardo Coutinho, em Araras. Ele chegou a ser socorrido com vida por parentes, mas morreu a caminho do hospital. De acordo com uma testemunha, dois homens chegaram ao local caminhando e começaram a disparar várias vezes contra Maurício.O irmão dele foi atingido por um tiro no braço, mas não corre risco de morte. A principal hipótese da polícia é de que o homicídio foi motivado por vingança, pois Maurício tinha passagens pela delegacia e há cinco meses havia sido vítima de um atentado, onde levou cinco tiros. (Página 5)

Petrópolis recebe reforço de geólogos do estado Em vista dos índices de chuvas registrados no estado, o Serviço Geológico do Estado do Rio de Janeiro deslocou seus geólogos para atendimento de ocorrências em 13 municípios. Em Petrópolis, o DRM-RJ deu apoio à Defesa Civil Municipal nos bairros Floresta e Alcobacinha.

Roberta Müller

agenda Durante esta semana, até amanhã, a Fazenda Samambaia hospeda, apoiando o magnífico projeto que coroa o samba nacional, Aluísio Machado, que tem sua biografia sendo escrita pela autora petropolitana Catarina Maul.

Adiada mudança no trânsito da Rua Silva Jardim, Centro, em função da chuva A CPTrans precisou adiar a mudança que seria feita hoje no trânsito da Rua Silva Jardim, no Centro, pois em função da chuva não foi possível fazer a sinalização horizontal na via que voltará a ser em mão dupla

bairros

Esportes

Apesar da crise na economia internacional e da tragédia que atingiu o município no ano passado, a economia de Petrópolis já começa a dar sinais de recuperação, pelo menos em relação às indústrias. De acordo com os Indicadores Industriais do Sistema Firjan, uma alta de 4,2% foi registrada nas vendas reais em novembro de 2011, em comparação com outubro, no Estado do Rio de Janeiro nas indústrias de metalurgia básica (+17,25%), edição e impressão (+14,73%), têxteis (+8,30%) e vestuário (+6,61%). Na análise de 12 meses (de novembro de 2010 ao mesmo mês de 2011), aparece ainda o setor de bebidas com alta de 19,14%. (Página 3)

(Página 6)

(Página 9)

Maurício de Oliveira Peters

Indústrias do município com boas perspectivas este ano

(Página 7)

O número de adoções de cães e gatos na feirinha promovida sábado pelo Grupo de Assistência e Proteção aos Animais e Meio Ambiente – GAPA/ MA – em Itaipava surpreendeu aos diretores. Eles temiam a falta de demanda por causa de temporais que sempre acontecem nesta época do ano, entretanto nove cachorros e quatro felinos já estão em novos lares.

Reprodução

(Página 5)

No setor de bebidas, Petrópolis mantém grandes empresas como a Cervejaria Itaipava Alan Alonso

IBGE prevê que safra será 0,3% maior em 2012 O IBGE realizou, em dezembro, o terceiro prognóstico de área e produção para 2012, segundo o qual a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas para 2012 é estimada em 160,3 milhões de toneladas, superando em 0,3% a safra de grãos constatada em 2011. A 12ª estimativa da safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas indica uma produção de 159,9 milhões de toneladas, superior em 6,9% à safra recorde de 2010 (149,6 milhões de toneladas) e 0,2% maior (348.177 toneladas) que a estimativa de novembro. (Página 4)

Ficha Limpa para alto escalão dos três poderes é regulamentada na Alerj (Página 3)

A diretoria do Petropolitano confirmou para esta sexta-feira a reunião entre todos os integrantes do departamento de esportes do clube. Na oportunidade será definido ainda o calendário de treinos das categorias de base do clube (Página 10)

A Defesa Civil de Petrópolis registrou, até ontem, 503 ocorrências e 39 casas estão interditadas

(Página 3)

A produção de cereais, leguminosas e oleaginosas para 2012 é estimada em 160,3 milhões de toneladas

Novo delegado vai assumir a 105ª DP

Anuncie no Classidiário. É grátis até 12 palavras n Escreva cada letra ou sinal de pontuação nos quadradinhos n Entre uma palavra e outra, deixe um quadradinho em branco n Preencha com letra de forma bem legível e entregue na sede do Diário

Nome:........................................................................................................................................... Identidade:................................................................................................................................... Endereço:.....................................................................................................................................

(Página 5)

P2 apreende mais de 250 cápsulas de cocaína com dois homens na subida da Serra

(Página 5)


2

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

Energia: Fonte de integração do Amapá ao Brasil

n José Sarney

E

m hidreletricidade, energia limpa e inesgotável, o Brasil ocupa no mundo uma posição semelhante à da Arábia Saudita em petróleo. Graças a nossas características hidrográficas e nosso engenho técnico nos últimos 50 anos, mais de 90 por cento de nossa capacidade de geração se baseia em duas coisas gratuitas: a água das chuvas e a força da gravidade. Bacias hidrográficas generosas, com centenas de rios perenes e abundantes, se espalham por grandes regiões cujos regimes de chuvas são bastante diferentes. Quando barrados, constituem grandes lagos, energia potencial estocada que país nenhum possui. Em 1957, o Estado construiu a barragem de Furnas, para garantir o necessário aumento de oferta. Com o esforço e o talento de várias gerações, tudo se aperfeiçoou. Como as chuvas também variam de região para região, o sistema foi interligado por linhas de transmissão, de modo a permitir que um operador central racionalizasse o uso da água disponí-vel em todo o país. Dessa combinação de características eminentemente brasileiras resultava uma altíssima confiabilidade. O Brasil, finalmente, tinha energia barata e segura que assegurasse força suficiente para a política desenvolvimentista iniciada por JK. Mesmo sendo estatal, o setor nunca foi monolítico. Organizou-se em torno de uma holding - a Eletrobrás, criada em 1962 -, cercada por empresas federais, estaduais e até mesmo algumas empresas privadas de menor porte, que continuaram existindo. Entre 1957 e 1995, a capacidade instalada saltou de 3.500 para 55.000 mWh. A palavra racionamento foi parar na memória dos cidadãos mais velhos. Era assim o sistema elétrico brasileiro, até oito anos atrás, quando iniciou-se o processo monetarista de submissão ao ditames do FMI e sua conseqüência natural: o abandono de uma política de investimentos e desenvolvimento efetivos em beneficio do pagamento de superávites primários. Foi neste contexto que se tentou forjar um modelo meia-sola de privatização do setor elétrico, caracterizado por um sistema híbrido e indefinido, meio privado meio estatal, que culminou no drama da crise energética que tanto nos prejudicou. Hoje, o governo federal tem que desatar o verdadeiro "Nó Górdio" da política macroeconômica e financeira herdado. O que torna fundamental a votação das reformas tributária e previdenciária que foram apresentadas ao Congresso. Por outro lado, apesar dos estragos gerados por uma política energética equivocada, herdados do governo anterior, o atual Governo Federal tem planos definidos para recuperar o setor. A então ministra das Minas e Energia, Dilma Rousseff, por exemplo, lançou um programa que levara eletricidade a 1,4 milhão de domicílios da área rural de todo o Brasil que ainda não são ligados a nenhuma rede elétrica. Isto porque a Aneel estabeleceu que, até 2015, todas as localidades brasileiras terão que ter acesso à rede elétrica, bem como metas para cada concessionária de energia. Para atingir este objetivo, a ministra Rousseff informou que será acertada uma parceria entre o governo federal, os governos estaduais e as concessionárias para antecipar o cumprimento dessas metas. Serão necessários investimentos no valor de R$ 6,5 bilhões. Isto mostra que os entendimentos entre o Presidente Lula e os governadores não se restringem apenas a importante questão fiscal, mas envolvem um verdadeiro pacto federativo voltado para a retomada do desenvolvimento, incluindo vários setores estratégicos, como o energético, e o estabelecimento de áreas prioritárias, como é o caso da Região Norte. A região sul do Amapá, o chamado Vale do Jari, felizmente, já sente resultados da mudança de concepção do Governo Federal na área energética. Ela será uma das beneficiadas, com a construção da Usina Hidrelétrica de Santo Antônio, uma redenção econômica para o Amapá que contará com a participação do Grupo Orsa - controlador da Jari Celulose - e a Eletronorte. A Eletronorte construiu, ainda, uma linha de transmissão que liga Macapá a Calçoene, passando pelos municípios de Tartarugalzinho e Amapá, resgatando uma dívida antiga do Governo com aquelas comunidades que tanto careciam de energia elétrica confiável. Porém, necessitamos ainda viabilizar a construção de uma linha de transmissão ligando Calçoene a Oiapoque, objetivando a interligação de todo o sistema que abastece o Estado do Amapá, cujos estudos já estão sendo realizados pela Eletronorte. Mas o importante é percebermos o atual contexto político do Amapá numa perspectiva histórica. A partir de 1943, três momentos foram importantes para o estado na fronteira setentrional: enquanto área não integrada ao cenário nacional, enquanto Território Federal e após a sua transformação em Estado. No primeiro momento, havia a preocupação com a defesa territorial, objetivando garantir o domínio e a exploração do seu potencial natural, envolvendo aspectos geopolíticos e econômicos. Nos demais momentos, houve a diversificação das atividades econômicas, a intensificação do movimento migratório e o aumento da sua população urbana. Hoje, porém, é chegado o momento da consolidação. E isso só será possível através da implementação de uma efetiva infraestrutura que abarque os setores energético, sanitário e de transporte. n Presidente do Senado Federal

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

A inflação: sempre ela n Edgar Flexa

Ribeiro

J

á conhecemos as conseqüências visíveis da inflação. Afinal, vivemos décadas com ela até que, inteiramente fora de controle, ficasse disfuncional e começássemos a combatê-la. Foi árdua a luta. Quanto custou vencer o primeiro tempo, a gente já sabe também. A inflação pode ser medida em índices, e há instrumentos para controlá-la – pelo menos nos números. Mas isso se aplica apenas aos efeitos financeiros, mais imediatos, da inflação. Há outros fatores que precisam ser enfrentados para realmente vencê-la. Uma importante vítima da inflação, a partir do fim dos anos 70, foi a capacidade de

planejar a longo prazo. Uma consequência comportamental da inflação. No plano individual, adotou-se como entorpecente a correção monetária. Lembram dela? Era uma escada que não tinha fim, tentando empatar a evolução da renda com a disparada dos preços. Não levava a lugar nenhum. Mas, no plano geral, planejar em prazos muito longos ficou impossível, ou pelo menos muito arriscado. Não por ser perigoso, mas por ser inútil – não havia horizonte. Isso afetou muito o setor público. Tudo o que demandava tempo, maturação, estudos e planejamento ficou paralisado. No Estado brasileiro existia capacidade e competência. Mas hoje enfrentamos o legado desses mais de 30 anos. É um horror a impotência do setor público. Não é incompetente à toa, sofre até

hoje as conseqüências culturais da inflação desatinada, e não sabe pensar a longo prazo. Pode ter vontades, interesses, objetivos, propósitos imediatos. Mas não tem organização, não tem recursos humanos, não tem instrumentos. É pontual na ação, conduzido pelo que acontece, a reboque de conveniências episódicas. E ainda assim falha. A ação e a atuação do serviço público são erráticas. De dois em dois anos variam, conforme os interesses de plantão. Não há um mínimo de estabilidade para planejar a longo prazo, nem mesmo para formar quadros para fazê-lo. Tudo é efêmero, volátil, descartável. E com a ausência de planejamento conseqüente, e apenas com providências alinhadas sem

critério num PAC desses, grassa a corrupção. Contrata-se um ex-ministro como consultor, o projeto é aprovado, a verba saí, vai-se em frente. E os incomodados que se mudem. Para manter tudo como está, loteia-se o ministério entre a base aliada, e cada um mete a mão como pode e onde pode. Evidentemente, fica sempre um troco. Hoje, por exemplo, pode ser muito mais negócio combater enchente em Pernambuco do que no Rio de Janeiro ou em Minas Gerais. Quem manda cariocas e mineiros não terem o ministro certo? O pior de tudo isso é que em breve corremos o risco de ter quem diga que a culpa é da democracia. n Educador, radialista e presidente da Associação Brasileira de Educação- fonte blog do Noblat

O país das pessoas incomuns n Sandro Vaia

O

Brasil é um país estranho. Sérgio Buarque escreveu que o brasileiro é um homem cordial - no sentido de que age mais com o coração do que com a razão - e logo leram que o brasileiro é uma pessoa gentil, lhana, de fino trato, que é o significado mais corriqueiro e coloquial da cordialidade. Não era esse, naturalmente, o significado que Sérgio Buarque queria dar ao seu “homem cordial”. Na semana passada, escrevi algumas observações no Twitter a respeito das declarações do novo presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Ivan Ricardo Garisio Sartori , sobre as férias de dois meses que a lei concede aos juízes. O desembargador, para defender a lei, disse que “o legislador sempre tem uma razão” e que provavelmente

ao dar dois meses de férias aos juízes estava pensando em preservar “a sanidade mental” deles. No meu comentário eu disse estranhar que num país que de repente se descobriu tão entusiasmado defensor do igualitarismo, ainda existissem defesas tão enfáticas de privilégios de castas e classes especiais. Todos são iguais perante a lei, reza o artigo V da Constituição, mas Orwell já advertia que alguns são mais iguais que os outros. E olha que Orwell falava da sua revolução dos bichos, não das peculiaridades da “igualdade” brasileira. Algum motivo deve haver para que a sanidade mental dos juízes seja mais importante que a sanidade mental dos outros mortais, como os açougueiros, os artistas de cinema, os médicos, os engenheiros, os professores, os jornalistas, os pipoqueiros e todo o resto da atribulada humanidade. Deve haver também um motivo especial para que eles ganhem mais do que

os outros, para que tenham licenças-prêmio de 3 meses a cada 5 anos de trabalho, para que ocupem os prédios mais suntuosos de um país onde 11mihões de pessoas moram em favelas, barracos, palafitas ou outros buracos, para que recebam auxilio-moradia mesmo trabalhando na cidade onde moram, para que tenham tantos carros ou tantos funcionários à disposição, ou para que estejam a salvo das investigações do Conselho Nacional de Justiça, que afinal foi criado, em última instância, para evitar que abusassem do poder. Evidente que no Twitter não há nem espaço para enumerar as últimas e polêmicas discussões que envolveram a instituição do Judiciário, deflagradas, por sinal, interna corporis, pela jurista Eliana Calmon, corregedora nacional de Justiça. Limitei-me a comentar a estranha noção de igualdade que impera em certos círculos num País tão faminto de igualitarismo. Recebi uma resposta de

um interlocutor que contestou o meu comentário dizendo que eu fazia parte “da classe média ressentida”. Não era um interlocutor qualquer, desses que passam o dia disparando interjeições ou espalhando sabedoria pelo Twitter. Era um juiz federal titular de uma Vara do Amazonas, professor, pós graduado, ex-Procurador Federal e ex-Advogado da União. Cordialmente, defendia seus privilégios e os de sua classe, pairando olimpicamente acima do plebeu ressentimento da classe média, que não consegue alcançar, em sua espessa e mesquinha ignorância, a necessidade de que alguns sejam mais iguais do que os outros perante a lei. Descobrimos, afinal, que os juízes, assim como alguns senadores, são pessoas incomuns. n Jornalista. Foi repórter, redator

e editor do Jornal da Tarde, diretor de Informação da Agência Estado e diretor de Redação de “O Estado de S.Paulo”. E.mail: svaia@uol.com.br

O amado rei do livro

n Arnaldo Niskier

T

eremos um ano bastante rico em matéria de cultura. Haverá, em 2012, a comemoração de dois significativos centenários: o do Barão do Rio Branco e o de Jorge Amado, ambos pertencentes à galeria de imortais da Academia Brasileira de Letras. O escritor baiano, pela grande aceitação popular de seus livros, ultrapassou as fronteiras da literatura, tornando-se um dos autores brasileiros que mais tiveram a obra vertida para a televisão e o cinema. É difícil compreender o estilo de Jorge Amado por meio de interpretações sociológicas ou teorias afins: corre-se o risco de não se ter a exata definição da arte do escritor baiano. Também não terá sucesso quem fizer um paralelo entre seus livros e os fatos históricos ocorridos nos períodos em que foram escritos. Esses estudos críticos não levam em conta

a liberdade de criação. Jorge Amado criou um estilo jorgeamadiano, totalmente pessoal, indo muito além de fundamentações teóricas, legando-nos obras inesquecíveis. Cabe aqui um parêntese para falar do crítico Antônio Cândido, cujo livro Formação da literatura brasileira é considerado fonte de referência das mais confiáveis. Apesar de usar os acontecimentos históricos e sociais localizados nos períodos em que as obras foram escritas como critérios críticos para emitir suas opiniões, sobre Jorge Amado ele procurou realçar a força poética dos romances analisados. O que vemos a seguir é uma declaração de amor de Antonio Candido, entusiasmado pela simplicidade do estilo do autor de Jubiabá: “Na nossa literatura moderna, Jorge Amado é o maior romancista do amor, força de carne e de sangue que arrasta os seus personagens para um extraordinário clima lírico. Amor dos ricos e dos pobres; amor dos pretos, dos operários, que antes não tinha estado de literatu-

Diretor-Presidente e Jornalista responsável: Paulo Antônio Carneiro Dias Editora: Jaqueline Gomes

D

ra senão edulcorado pelo bucolismo ou bestializado pelos naturalistas”. Como se vê, trata-se de uma obra que consegue conquistar leitores e críticos com a mesma intensidade. Para Alfredo Bosi, a criação de Jorge Amado teve uma caminhada multifacetada no decorrer dos anos: iniciou com tintas de “romance proletário”, passou por depoimentos líricos, seguiu a cartilha da pregação partidária, se especializou na valorização da região cacaueira e, por fim, se estabilizou na produção de crônicas de costumes provincianos. A obra do escritor baiano, adaptada para a televisão, obteve imenso sucesso de audiência. E um fato adicional engrandece ainda mais essa façanha: depois da exibição de cada uma das novelas, as edições dos livros se sucederam, revelando sinergia muito forte entre as duas mídias. Graças à transposição de seus livros para a televisão, foi revisto o mito, sustentado na época por alguns intelectuais, de que a televisão estragava o gosto

iário de Petrópolis 57 anos

Uma publicação da PJ Editora e Gráfica e Jornalística Ltda

Preço do Exemplar 3ª a sábado R$ 1,20 Domingo R$ 1,80 Atrasado R$ 2,50

Assinatura Trimestral Petrópolis R$ 80,00 Rio e outros R$ 160,00

Assinatura Mensal Petrópolis R$ 28,00 Rio e outros R$ 56,00

Assinatura Semestral Petrópolis R$ 152,00 Rio e outros R$ 304,00

pela leitura ou impedia a sua propagação. Comprovei esse fato em 1995 quando, a pedido do então presidente da ABL, Austregésilo de Athayde, falei pela primeira vez na Casa de Machado sobre a existência de uma nascente literatura eletrônica, fato que hoje se tornou realidade, com a multiplicação de e-books, tablets, Kindles e outros recursos digitais. Nas muitas viagens que fiz ao longo da vida, visitei bibliotecas de várias universidades, onde sempre encontrei versões dos seus romances. Não necessariamente dos 37 livros, mas a maioria deles, nas línguas locais. Foi assim em Seul, em Berkley, em Estocolmo, em Tóquio e em Telavive. Ao lado de Pelé, Amado foi o brasileiro que mais trabalhou pela imagem do país no exterior. Se um é o rei do futebol, o outro pode ser considerado o rei do livro ou da palavra escrita. Um incomparável contador de histórias. n Membro da Academia

Brasileira de Letras

Site: www.diariodepetropolis.com.br E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Diretoria 2246-3807 Assinatura 2246-3807 Publicidade 2237-7849 Classificado 2246-3807 Redação 2235-7165

Rua Joaquim Moreira 106 Centro - Petrópolis - RJ Cep 25.600-000 CNPJ 02.424.864/0001-66

ABRAJORI - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS JORNAIS DO INTERIOR

As opiniões emitidas em artigos assinados não representam, necessariamente, o pensamento do jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores. Da mesma forma, as informações e opiniões nas colunas são de responsabilidade de seus titulares.


quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

3

cidade

Cenário será positivo para indústrias em 2012 A crise europeia prejudicou diversos segmentos da economia e um deles foi o da indústria. Em Petrópolis, ainda houve mais um complicador, que foi a tragédia do início do ano, mas segundo o especialista de Estudos Econômicos da Firjan, Gabriel Pinto, a economia já começa a dar sinais de recuperação, pelo menos no que diz respeito às indústrias. De acordo com os Indicadores Industriais do Sistema Firjan, uma alta de 4,2% foi registrada nas vendas reais em novembro de 2011, em comparação com outubro, no Estado do Rio de Janeiro nas indústrias de metalurgia básica (+17,25%), edição e impressão (+14,73%), têxteis (+8,30%) e vestuário (+6,61%). Na análise de 12 meses (de novembro de 2010 ao mesmo mês de 2011), aparece ainda o setor de bebidas com alta de 19,14%. Esse crescimento se refletiu também na recuperação do ritmo da produção, com maior expansão nos setores de vestuário (9,4%), bebidas (4,5%) e edição e impressão (3,4%). Diante do cenário, essa é uma variação positiva, dando sinais de recuperação e os grandes responsáveis são os incentivos e reduções de impostos, como IOF, IPI, além da redução dos juros. Neste ano de 2012, o mundo inteiro vai sentir, mas o Estado do Rio de Janeiro pode esperar uma boa movimentação

da indústria, o que também impulsionará a economia de Petrópolis – declarou o especialista. Já no quesito produção industrial, o índice registrou uma variação de 0,3%, comparando novembro e outubro de 2011, depois de apontar taxas negativas nos três meses anteriores, com perda de 2,6%, segundo o IBGE, estando na ponta mais uma vez o setor de vestuário (9,4%) e edição e impressão (3,4%), mas retração no têxtil (-13,0%), que inclusive se refletiu na geração de emprego. - Dentro das indústrias de fiação e tecelagem tivemos bastantes demissões e muita rotatividade. Foram 179 homologações e, deste número, 80% foram de postos de trabalho fechados. Isso porque a tecnologia está cada dia mais tirando o emprego do trabalhador – declarou o presidente do Sindicato dos Têxteis, Wanilton dos Santos. Outros setores apresentaram crescimento nos índices de pessoal ocupado, segundo os indicadores da Firjan. Entre eles estão alimentos e bebidas (9,19%), vestuário (8,47%) e edição e impressão (4,21%). Em Petrópolis, de janeiro até novembro de 2011, foram criados, segundo o Ministério do Trabalho, mais 3,3 mil novos empregos. Na indústria do vestuário, foi registrado um índice negativo em 200 postos de traba-

lho no primeiro trimestre de 2011, por causa da tragédia que refletiu no setor. Entretanto, a região vem se recuperando e já está com índices positivos, com 76 empregos. Já metalurgia e indústria de alimentos e bebidas foram as que mais contrataram, apresentando 118 novos postos de trabalho. No setor de bebidas, Petrópolis mantém grandes empresas, como Grupo Petrópolis, Cidade Imperial e voltando a Fábrica da Bohemia. De acordo com o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Petrópolis, Carlos José Machado, a expansão na área vem ocorrendo fortemente em Petrópolis. - A categoria está aumentando e tenho visto muita contratação em algumas empresas como a GE Celma, até pela expansão que teve na cidade, e a Alva Laval Aalborg. Estamos numa fase boa também na produção e vendas, tanto que temos participação nos lucros de algumas empresas e pudemos perceber que bateram metas e algumas até passaram a meta de faturamento – declarou. Para o presidente do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Gráficas de Petrópolis, Alex Palladino Neves, os números da Firjan em relação ao estado se confirmam na cidade. - Estamos tendo um crescimento na área de produção e a empresa tendo serviço está contratando

Fotos: Divulgação

No setor da metalurgia, crescimento também foi percebido na contratação de mão de obra

mais, até mesmo por causa da Bienal que impulsionou o setor. Nosso número de demissão também diminuiu no ano passado em relação a 2010 – explicou referindo a 125 demissões em 2011 e 143 em 2010. Já, segundo Jorge Mussel, presidente do Sindicato do Vestuário de Petrópolis, no município, o setor não apresentou tanta alta como no estado. Ele levantou, além das chuvas de janeiro, o mercado informal como mais um fator que está pre-

judicando o segmento. - Houve um aumento de demissão frente às contratações. O problema é que está havendo uma demanda muito grande por empregados nas empresas de fundo de quintal, só que eles não têm seus direitos, como FGTS, PIS, férias – afirmou. De acordo com os números apresentados pelos Indicadores da Firjan, de uma maneira geral, a manutenção do patamar elevado das vendas reais é resultan-

te tanto do consumo interno como dos recordes de exportações. Para 2012, “a despeito dos benefícios fiscais para o consumo e dos efeitos positivos da política monetária expansionista, espera-se que a piora do quadro internacional arrefeça o ritmo do crescimento observado em 2011. Com base nessa perspectiva e nos resultados apresentados até novembro, é possível projetar um crescimento das vendas reais de 9% em 2011, e de 6% em 2012”, resume o documento.

Regulamentada Ficha Limpa a alto escalão dos três poderes Funcionários da CDL, Sicomércio e da Carlins Plásticos

Campanha de lojistas premia comerciários A Câmara de Dirigentes Lojistas e o Sindicato do Comércio Varejista de Petrópolis sortearam entre os funcionários da Carlins Plásticos, quatro vales-compras no valor de R$ 500,00 cada um, referentes aos prêmios dos comerciários das lojas participantes da campanha Natal Completo, promovido pelas duas entidades. A Carlins Plásticos foi a empresa sorteada entre todas as participantes, uma vez que o cupom contemplado com o automóvel 0 Km não trazia a identificação da loja na qual a consumidora premiada fez as suas compras. Os funcionários sorteados foram: Sônia Regina Jochem de Macedo, que é vendedora; Lúcio Lignel, vendedor; Cesar Chavazzoli, também vendedor e Vera Regina Jochem de Macedo, que trabalha como caixa na loja. Os vales-compras de R$ 500,00 podem ser utilizados nas lojas filia-

das à CDL e ao Sicomércio Petrópolis participantes da campanha Natal Completo. O sorteio foi acompanhado pelo presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Petrópolis, Ernane Corrêa Magalhães e pelo proprietário da loja, Cid Vieira da Silva. A Campanha Natal Completo da CDL e do Sicomércio movimentou mais de 500 empresas da cidade e distribuiu cerca de 700 mil cupons entre os consumidores que fizeram suas compras no período natalino, entre os dias 16 de novembro e 24 de dezembro de 2011. Estiveram presentes ainda ao sorteio na loja Carlins Plásticos, o superintendente da CDL Petrópolis, Abrahão Jorge Thees Bailune, a representante do Sicomércio, Vanda Canedo, e o diretor do Sindicato dos Empregados no Comércio, Antônio Lúcio Danelon.

Número de ocorrências ultrapassa 500 registros A Coordenadoria de Defesa Civil da Prefeitura de Petrópolis informa que desde o dia 1º até o fim da tarde de ontem foram registradas 503 ocorrências, sendo 362 emergenciais e 141 preventivas, sem registro de vítimas. Até o momento, 39 residências foram interditadas. O número de pessoas desalojadas permanece o mesmo, 23, como informou a Defesa Civil. Até o momento, nove pessoas estão desabrigadas e recebendo

assistência da prefeitura. Segundo o balanço da Defesa Civil foram registrados os seguintes tipos de ocorrências pelos distritos: alagamentos; ameaças diversas; danos a muros; danos e afundamentos das vias; deslizamentos; desmoronamentos; deslocamento de blocos; infiltrações; queda de árvores; rachaduras; risco de deslizamento; risco de queda de muro; e risco de queda de árvore.

A Ficha Limpa para o alto escalão da Administração Pública dos três Poderes no Estado do Rio – instituída pela Emenda Constitucional 50/11 – ganhou regulamentação. Foi publicada no Diário Oficial do Poder Executivo, na última terça-feira, dia 10, a Lei complementar 143/12, que define critérios e lista as nomeações submetidas à avaliação prévia. A norma teve origem em proposta assinada pelo deputado Nilton Salomão (PT), aprovada em dezembro pela Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). - Além de frear a nomeação dos ‘ficha suja’, esta norma é um estímulo ao servidor que se dedica e um reconhecimento ao gestor que desempenha bem o seu papel. Eu agradeço o apoio do presidente da Assembleia deputado Paulo Melo e do deputado Luiz Paulo que fez os ajustes necessários ao projeto - salienta Salomão. Na prática, a lei impedirá a nomeação em cargos em comissão da Administração Direta e Indireta de ex-membros de Parlamentos (federal, estadual e municipal) e exgovernadores e vice-gover-

nadores que perderam seus mandatos/cargos. Vedará também os que tenham contra si representações julgadas procedentes pela Justiça Eleitoral – em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão colegiado –, em processo de apuração de abuso do poder econômico ou político e os condenados por diversos crimes, que a norma lista. A Ficha Limpa estadual também vai impedir a nomeação de ex-gestores com contas rejeitadas, entre outros. Para todos os casos, a proibição valerá pelo prazo de oito anos. A vedação se aplica à nomeação nos seguintes cargos: a) Secretários, subsecretários de Estado, Procurador Geral de Justiça, Procurador Geral do Estado, Defensor Público Geral, presidente do Tribunal de Contas do Estado, presidente do Tribunal de Justiça, e conselheiro de Agências Reguladoras; b) Presidentes e vicepresidentes, chefes de gabinete, diretores e superintendentes de órgãos públicos da administração direta e indireta; c) Chefe de Polícia Ci-

vil, titulares de Delegacias de Polícia, comandante Geral da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, comandantes de Batalhões e Quartéis de Polícia Militar e de Bombeiro Militar; d) Reitores e vice-reitores de universidades públicas estaduais; e) diretor-geral, subdiretor-Geral, secretário geral da mesa diretora, secretário-geral de outros setores, presidente de Comissão da Administração, consultoria Parlamentar da Presidência, diretores, diretores de departamento, Procurador Geral, subprocurador-geral, chefes de Gabinete, subchefes de Gabinetes, chefes de Departamentos ou de Setores do Poder Legislativo, bem como, todos os cargos cujo símbolo seja equivalente ao CCDAL-1; f) Cargo, função, emprego, símbolo, de que trata a alínea “e” deste artigo, equivalentes, similares ou semelhantes, ou de igual nível hierárquico do Poder Executivo e do Poder Judiciário, do Ministério Público, Tribunal de Contas e das Agências Reguladoras do Estado;

g) Detentores de cargos de direção e chefia de Órgãos de Controle, Gestão, Fiscalização e Supervisão da Atividade-Fim, bem como os Órgãos Colegiados da Administração Direta, Indireta, autarquias e fundações do Poder Público Estadual. Para a comprovação de aptidão aos cargos nos Três Poderes, o candidato deverá apresentar declaração assinada de próprio punho de que não se enquadra nos impedimentos; certidão da Justiça Federal de inexistência de condenação eleitoral transitada em julgado ou proferida por órgão colegiado; certidão de antecedentes criminais e do órgão profissional a que foi filiado garantindo que não sofreu sanção por infração ético-profissional ou, quando for o caso, do Tribunal de Contas. A Alerj é a primeira Assembleia Legislativa do país que instituiu este tipo de projeto. O PLC que criou o Ficha Limpa foi distribuído às Câmaras municipais dos 92 municípios fluminense para que as mesmas formatem projetos similares.

CPTrans busca reverter liminar

A Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) voltará, nos próximos dias, a um assunto que tem afetado a rotina de quem transita pela Rua Teresa e adjacências: a autorização de estacionamento nas Ruas Chile e Teresa, que trouxe de volta as retenções do trânsito no local. O estacionamento do lado direito destas vias teve sua proibição reforçada pela companhia no dia 5 de dezembro passado, quando as ruas foram sinalizadas a partir da altura do Hipershopping à Rua Chile. No entanto, uma liminar judicial determinou a permissão do estacionamento ao longo deste lado da via, o que voltou a sobrecarregar

o trânsito no local, especialmente em horários de pico. Apesar do aumento no fluxo de pessoas e veículos devido ao período de festas e dos resultados positivos vistos já nos primeiros dias após a mudança, a liminar favorável aos comerciantes locais que solicitavam a autorização para o estacionamento dos dois lados da via foi mantida. Visando reverter a decisão, a CPTrans entrará com pedido de revogação da liminar ao Tribunal de Justiça. - Estamos recebendo várias queixas de moradores do Morin e outros bairros adjacentes, o que comprova que houve piora. Queremos melhorar o trânsito na Rua Teresa e arredores já pensando

Arquivo

Trânsito na Rua Teresa e arredores voltou a apresentar retenções

no período de volta às aulas, quando há um aumento significativo no número de pessoas circulando - explicou o presidente da Companhia, Roberto Naval. O agravo da liminar feito

pela CPTrans aguarda decisão do juiz relator, que pode ratificar a decisão anterior ou autorizar a proibição do estacionamento no local, voltando a abrir espaço para a circulação de veículos no sentido bairro.


4

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

57 anos

enquete O que você achou da medida do Governo Federal de não conceder aumento real para aposentados que ganham acima de um salário mínimo?

Roberto Reis, aposentado de 76 anos. “ Já cheguei a pagar por sete salários e hoje recebo por apenas um. A questão da aposentadoria sempre foi problema no Brasil. Não é problema de partido, e sim de governo.”

Almir Neumann, aposentado de 78 anos “Me aposentei com quatro salários e agora só recebo dois mínimos. É injusta essa medida!”

Cosme Damião Macedo, garçom de 49 anos “Acho uma medida errada. O aumento deveria ser concedido de forma igual tanto para os que ganham um salário mínimo quanto para os que recebem mais de um.”

Irineu Corrêa, aposentado de 85 anos “ O aumento deveria ser concedido de forma igual. O país tem condições de dar mais a nós aposentados.”

Adílson Lambert, aposentado de 66 anos. “ Vi essa medida de forma errada. Me aposentei com seis salários mínimos e hoje recebo o equivalente a 1,5 salário. Sou a favor que haja aumento igual para aposentados de diversas faixas salariais.”

FOTO DO DIA

O pouco que resta do forro do abrigo de ônibus Oscar Weischenck, na Rua Paulo Barbosa, está despencando

Pão francês - R$ 5,99kg (somente no balcão) Entrega em domicílios Rua Epitácio Pessoa, 100 (atrás dos Correios) Centro - Petrópolis - RJ Tel. 2231-2160

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

economia

Em 2012, IBGE prevê safra 0,3% maior que em 2011 A 12ª estimativa da safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas indica uma produção de 159,9 milhões de toneladas, superior em 6,9% à safra recorde de 2010 (149,6 milhões de toneladas) e 0,2% maior (348.177 toneladas) que a estimativa de novembro. A área colhida em 2011, de 48,7 milhões de hectares, apresentou acréscimo de 4,7% frente à área colhida em 2010, e de 39.305 hectares (0,2%), comparativamente à informação do mês passado. As três principais culturas, que somadas representaram 90,3% da produção de cereais, leguminosas e oleaginosas, o arroz, o milho e a soja, responderam por 82,4% da área colhida, registrando, em relação ao ano anterior, variações positivas de 1,7%, 3,5% e 3,3%, respectivamente. No que se refere à produção, o arroz, o milho e a soja mostram, nessa ordem acréscimos de 19,0%, 0,1% e 9,2%. O IBGE também realizou, em dezembro, o terceiro prognóstico de área e produção para 2012, segundo o qual a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas para 2012 é estimada em 160,3 milhões de toneladas, superando em 0,3% a safra de grãos constatada em 2011. A publicação completa da pesquisa pode ser acessada na página www.ibge.gov. br/home/estatistica/indicadores/agropecuaria/lspa. Entre as grandes regiões, o volume da produção apresenta a seguinte distribuição: região Sul, 67,6 milhões de toneladas; Centro-Oeste,56,0 milhões de toneladas; Sudeste, 17,2 milhões de toneladas; Nordeste,14,7 milhões de toneladas; e Norte, 4,3 milhões de toneladas. Comparativamente à safra passada, houve incrementos em todas as regiões: Norte, 7,6%; Nordeste,25,1%; Sudeste, 0,6%; Sul, 5,3%; e Centro-Oeste, 6,7%. Entre os estados, o Paraná liderou a produção nacional de grãos, com uma participação de 19,7%, seguido pelo Mato Grosso, com19,5%, e o Rio Grande do Sul, com 18,5%. Estimativa de dezembro em relação à produção obtida em 2010 Dentre os 25 produtos selecionados, 16 apresentam variação positiva na estimativa de produção em relação ao ano anterior: algodão herbáceo em caroço (72,6%); amendoim em casca 1ª safra (27,3%); arroz em casca (19,0%); batata-inglesa 1ª sa-

fra (13,3%); batata-inglesa 2ª safra(7,6%); batata-inglesa 3ª safra (6,1%); cacau em amêndoa (6,3%); cevada em grão (9,3%); feijão em grão 1ª safra (31,2%); laranja (2,8%); mamona em baga (24,7%); mandioca (7,3%); milho em grão 1ª safra (3,3%); soja em grão (9,2%); sorgo em grão (29,5%); e triticale em grão (25,2%). Com variação negativa: amendoim em casca 2ª safra (39,8%); aveia em grão (7,4%); caféem grão (7,1%); cana-de-açúcar (11,7%); cebola (9,8;feijão em grão 2ª safra(7,4%); feijão em grão 3ª safra (8,2%); milho em grão 2ª safra (4,6%);e trigo em grão (6,5%).

NO (em grão) – Houve incrementos nos dados de produção da aveia (3,9%), cevada (1,8%) e trigo (8,8%). Para o trigo, a mais importante dessas culturas, a produção obtida de 5,6 milhões de toneladas informada em dezembro é 8,8% superior a do mês passado como consequência das novas avaliações de campo, com destaque para o Rio Grande do Sul, que suplantou o Paraná participando com 48,6% da produção nacional contra os 42,7% da safra paranaense.

Estimativa de dezembro em relação a novembro

Nesta terceira avaliação, a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas para 2012 é estimada em 160,3 milhões de toneladas, superando em 0,3% a safra de grãos constatada em 2011 devido aos ganhos esperados nas regiões Nordeste (7,9%), Sudeste (5,0%) e CentroOeste (3,7%) enquanto que a área a ser colhida de 50,0 milhões de hectares cresce 2,7%, tendo em vista que, à exceção do Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul, houve incremento nos demais estados. As informações do prognóstico representam 78,0% da produção nacional prevista enquanto as projeções respondem por 22,0% do valor total. Dentre os produtos analisados para a próxima safra de verão, registram variações positivas na produção o algodão herbáceo (2,2%) e o milho 1ª safra (7,9%). Com variação negativa, amendoim em casca 1ª safra (8,2%), arroz em casca (11,2%), feijão em grão 1ª safra (9,6%) e soja em grão (0,9%). Com relação à área a ser colhida, à exceção do arroz e feijão1ª safra, que apresentam, respectivamente, decréscimos de 8,9% e 4,9%,para os demais produtos verificam-se acréscimos: algodão herbáceo em caroço(0,4%), amendoim em casca 1ª safra (5,0%), milho em grão 1ª safra (9,0%)e soja em grão (2,4%). Algodão em caroço – O terceiro prognóstico da produção de algodão em caroço é da ordem de 5,2 milhões de toneladas, contra 5,1milhões de toneladas obtidas em 2010, indicando um incremento de 2,2%.Dentre os principais produtores destaca-se Mato Grosso, maior produtor, que participa com 50,2% da produção nacional. Arroz – A produção esperada de 11,9 milhões de toneladas é 11,2% inferior à obtida em 2011 e 2,9% menor

CAFÉ (em grão) – A produção de 2,7 milhões de toneladas (44,5 milhões de sacas) teve um acréscimo de 0,1% em relação a novembro. A área total no país reduziu 0,2%, mas o rendimento médio aumentou 1,3%.Minas Gerais, maior produtor brasileiro de café, apresentou um pequeno acréscimo na produção, que totalizou 1,3 milhão de toneladas (22,3 milhões de sacas de 60 kg), considerando as duas espécies em conjunto (arábica e canephora), que representaram 50,0% do total. A área colhida de 1.025.366ha mostrou um decréscimo de 0,3%, enquanto o rendimento médio aumentou 0,3% em relação a novembro. FEIJÃO (em grão) Total – Considerando as três safras, a produção foi avaliada em 3.550.107 toneladas, superior 0,7% em relação ao mês anterior e está assim distribuída: 1.998.737 toneladas da 1ª safra(56,3%); 1.116.488 toneladas da 2ª safra (31,4%); e 434.882 toneladas da3ª safra (12,3%). Comparativamente ao mês passado, o feijão 2ª safra apresentou decréscimo de 0,2% enquanto as produções dos feijões 1ª e 3ª safras registraram acréscimos de 1,2% e 0,7%, respectivamente. MILHO (em grão) Total – A produção do milho em grão, para ambas as safras, totalizou 56,1 milhões de toneladas, mostrando uma variação negativa de 0,2% comparativamente à de novembro. A 1ª safra de milho alcançou 34,2 milhões de toneladas, apresentando um acréscimo de 0,2%, confrontada à estimativa anterior. Para o milho 2ª safra, estima-se uma produção de 21,9 milhões de toneladas, menor 0,9% que a divulgada anteriormente. CEREAIS DE INVER-

Perspectivas para a produção agrícola em 2012

que o prognóstico anterior, devido aos novos números do Rio Grande do Sul. Neste estado, maior produtor, com 65,8% de participação na produção nacional, a produção esperada de 7,9 milhões de toneladas é 4,3% menor que a informada anteriormente e mostra uma retração de 12,1% relativamente a obtida neste ano. Essa nova avaliação amplia em 5,1% a tendência de queda na área plantada, agora avaliada em 1,1 milhão hectares, caindo 10,1% quando confrontada a de 2011. Feijão 1 ª safra – O terceiro prognóstico indica uma produção de 1,8 milhão de toneladas, 9,6% aquém da alcançada em 2011.A área plantada ou a plantar, de 2,2 milhões hectares, apresenta redução de 6,8%. Em relação ao levantamento de novembro houve quedas na área (0,6%) e produção (0,5%). Milho 1ª safra – Esperase uma produção de 36,9milhões de toneladas, maior 7,9% que a de 2011, devido à ampliação de 7,1%na área de cultivo, estimada em 8,2 milhões de hectares, com um rendimento médio 4.483 kg/ha, 1,0% inferior a 2011. Comparativamente ao levantamento anterior, a produção caiu 0,6% devido à queda de 12,9% observada no Rio Grande do Sul. Soja – A produção esperada de 74,2 milhões de toneladas, apresenta uma variação negativa de 0,9% em comparação à registrada 2011, porém acrescida em 0,4% quando confrontada a de novembro. A área a ser colhida (24,6 milhões de hectares) mostra um crescimento de 2,4%, enquanto o rendimento esperado (3.013 kg/ha) apresenta um decréscimo de 3,2%. Café – O IBGE divulga a primeira estimativa de café para a safra nacional a ser colhida em 2012, que totaliza 3.005.336toneladas, ou 50,1 milhões de sacas de 60 kg do produto em grãos beneficiados. O percentual de acréscimo, em relação a 2011, é de 12,5%. A área destinada à colheita é de 2.125.161 ha, 0,8% superior ao ano de 2011. A área total ocupada com a cultura aumenta 0,6%, alcançando 2.360.729 ha. O rendimento médio esperado é de 1.414 kg/ha, 11,6% maior que o obtido em 2011. O aumento previsto na produção, em relação à safra colhida em 2011, é consequência, principalmente, da particularidade que apresenta o café arábica, espécie predominante no país (70%), de alternar anos de altas e baixas produtividades.

Direitos Autorais Registro de Músicas Livros Eventos Culturais Agente: Domingos Capistrano Operando no Mercado a 32 anos

Tels.: (24) 2237-3210 (24) 9832-0327 Petrópolis - RJ (22) 9907-4947 Cabo Frio - RJ

Leia o Diário na Internet www.diariodepetropolis.com.br


quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

5

cidade

Homem é executado com 13 tiros em Araras Alan Alonso

Telefones, drogas e documentos foram levados para 105ª DP

Agentes da P2 apreendem 252 cápsulas de cocaína Agentes do Serviço Reservado (P2) da Polícia Militar apreenderam na tarde de ontem 252 cápsulas de cocaína com dois homens na subida da Serra, na BR-040. De acordo com os agentes, eles estavam em uma motocicleta quando demostraram nervosismo ao ver a equipe. Na abordagem, os policiais acabaram encontrando a droga na mochila de um deles. Os dois, que têm 24 e 25 anos, disseram que são moradores da cidade de Três Rios, das comunidades Jardim Primavera e Jardim Glória, e tinha acabado de ir ao Rio de Janei-

ro para comprar a cocaína. O material teria sido adquirido na localidade conhecida como Barreira do Vasco, por R$ 3 cada cápsula e seria revendida por R$ 10 cada. A operação foi realizada por volta de 14h40. Os homens foram presos em flagrante por tráfico de drogas, na altura do quilômetro 92, e levados para a 105ª Delegacia (Retiro). Nenhum deles tinha passagem pela polícia. Aos policiais militares eles disseram que esta era a primeira vez que desciam ao Rio para comprar drogas e que ela seria revendida na cidade.

Novo delegado assumirá a 105ª DP nesta quinta-feira Após 10 meses a frente da 105ª DP (Retiro), o delegado titular Marcello Braga Maia deixará a cidade para assumir a Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV). A troca de comando será feita amanhã, às 11h. O novo titular da distrital será Marcelo Ambrósio, que atuava na Divisão Anti-Sequestro (DAS). Em carta divulgada à imprensa, Maia declarou-se triste por ter que deixar o município e honrado pelo novo cargo que irá assumir, em uma delegacia especializada, considerada de maior importância. O delegado também destacou o fato de, pela primeira vez, a cidade ter cumprido as metas estabelecidas pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), no primeiro semestre do ano passado, na visão dele, um marco da segurança pública do município. - É com tristeza, mas com a sensação de dever cumprido, que deixo a 105ª DP, após pouco mais de dez meses de gestão. Na sexta-feira, recebi o convite do Dr. Fernandes Reis, novo diretor de Polícia das Delegacias Especializadas, que são as de maior importância, para assumir a DCAV, o que muito me honrou - afirmou o delegado, ressaltando que

Arquivo

Marcello Maia deixa o cargo

o convite foi feito por conta do trabalho apresentado por ele em Petrópolis e em outras distritais que já comandou. - Ele fez questão que eu assumisse essa cadeira, com a missão de dar mais visibilidade a essa delegacia, realizando grandes operações policiaisesclareceu o delegado, lembrando que a DCAV atua em quaisquer crimes cometidos contra menores, seja de forma autônoma, ou auxiliando no trabalho das distritais a frente das investigações dos casos. – Lá combateremos as redes de turismo sexual ainda existentes no Rio, assim como trabalho escravo e outros delitos de maior envergadura - disse ele.

Homem assalta motorista e acaba preso na Castelânea Um homem de 28 anos foi preso, na madrugada de ontem, minutos depois de tentar assaltar um motorista na Castelânea. Segundo a vítima, ele passava pela Rua Cristóvão Colombo e, ao reduzir para passar sobre um quebra-molas, foi abordado por um homem armado, que pediu para que ele parasse imediatamente. O motorista, no entanto, decidiu reagir e arrancou com o carro, já fazendo contato pelo 190 com a Polícia Militar (PM) para informar o ocorrido. Em patrulhamento pela região, a viatura do sargento Mendes e cabo Márcio foi acionada. Os policiais seguiram até o bairro e, próximo ao local da tentativa de assalto

identificaram o suspeito. Segundo os agentes, o homem não esboçou qualquer reação. Ele foi encontrado com um revólver calibre 32 e cinco munições intactas. Conduzido à 105ª DP (Retiro), onde o caso foi registrado, ele foi autuado por porte ilegal de armas. Em levantamento dos seus antecedentes criminais, descobriu-se que o homem já tinha duas passagens pelo crime de assalto a mão armada. Outro revólver de mesmo calibre foi apreendido na última segunda-feira. Este, no entanto, em circunstâncias muito diferentes. Uma mulher de 65 anos solicitou a presença da PM e voluntariamente entregou a arma, que pertencia ao falecido marido.

Um homem de 45 anos foi executado a tiros na manhã de ontem, na marcenaria onde trabalhava, em Araras. Maurício de Oliveira Peters levou cerca de 13 tiros, a maioria deles no tórax e pelo menos dois no crânio. Ele chegou a ser socorrido com vida por parentes, mas morreu a caminho do Hospital Unimed, no Bingen. De acordo com uma testemunha, funcionário da marcenaria, dois homens chegaram ao local caminhando e começaram a disparar várias vezes contra Maurício. O irmão dele foi atingido por um tiro no braço e levado ao Hospital Alcides Carneiro. O crime ocorreu por volta de 9h30. Até a tarde de ontem, as polícias Militar e Civil faziam diligências em busca de suspeitos pela região de Araras. De acordo com o inspetor José Henrique, da 106ª DP (Retiro), onde o caso foi registrado, as testemunhas, dois funcionários, seriam ouvidas ainda na tarde de ontem. Um deles fez a descrição dos suspeitos e participou das diligências junto com a polícia pela região de Araras. Até o fim da tarde de ontem, ninguém havia sido localizado. – O caso está sendo in-

vestigado. Já temos alguns suspeitos - informou o inspetor. O irmão de Maurício teria que passar por cirurgia, já que uma bala ficou alojada no seu braço. Peritos estiveram no local do crime na tarde de ontem. A marcenaria fica na Estrada Bernardo Coutinho, no sentido Vale das Videiras. Segundo relato das testemunhas, os dois autores chegaram ao local caminhando, começaram a fazer os disparos pelas costas da vítima, que conversava com o irmão, e em seguida se aproximaram para efetuar mais disparos. Calmamente, os dois continuaram seguindo a pé. - Segundo as testemunhas, os assassinos estavam de “cara limpa” e usavam bonés, o que dificultou a visualização e fez com que as informações prestadas fossem pouco conclusivas- completou o inspetor. A principal hipótese da polícia é de que o homicídio foi motivado por vingança. Maurício já tinha algumas anotações criminais, por conta dos crimes de receptação e tentativa de homicídio e porte ilegal de armas. Há cerca de cinco meses, ele já havia sofrido um atentado. Ao chegar em casa, na oca-

Reprodução

O marceneiro foi executado enquanto estava trabalhando

sião, ele foi surpreendido com cinco disparos, mas, socorrido a tempo, sobreviveu. Segundo a PM, o marceneiro também tinha envolvimento com roubo de cargas, embora não tenha passagens por esse

crime. O corpo foi removido pelo Copo de Bombeiros, por volta das 16h de ontem. Parentes estiveram ao longo de toda a tarde aguardando no hospital, mas não quiseram comentar o caso.

CPTrans adia mudanças no trânsito na Rua Silva Jardim, no Centro Por causa da chuva que atingiu a cidade ontem, a CPTrans precisou adiar a mudança que seria feita hoje no trânsito da Rua Silva Jardim, no Centro. O presidente da companhia, Roberto Naval, informou ontem que a pista molhada impediu que os funcionários pintassem e sinalizassem a via, que deverá voltar a ser mão dupla. Por enquanto, não há previsão para a rua começar a operar nos dois sentidos, mas se parar de chover os agentes já deverão começar o trabalho no local hoje. O objetivo é desafogar o trânsito em outras áreas próximas àquele trecho e agilizar o trajeto dos motoristas que seguem do Centro para os bairros Esperança (Provisória), Quissamã e Cascatinha e também no caminho inverso. Para os motoristas que costumam utilizar a via, a condição mínima para que a mudança dê certo é o fim do estacionamento. A maioria é a favor da volta da mão dupla. - A lógica é que o trânsito melhore. Quando era mão dupla funcionava bem. Será bom porque é mais uma via

de acesso que teremos. É uma mudança significativa – explicou o taxista Vilmar dos Santos. Com ele também concordou outro colega de profissão, Hilkias Gonçalves. - A tendência é melhorar. Além de ter mais um acesso para os bairros como

Floresta, Quissamã, Bairro Esperança. Pode desafogar o Centro um pouco também. Na Rua Caldas Vianna, vai diminuir aquele afunilamento que acontece - completou. Mas os motoristas ainda estão com dúvidas em relação à mudança. Alguns disseram que o ideal seria carros pe-

sados não trafegarem pelo local. - Pode melhorar se puderem passar apenas os carros. Com ônibus passando por ali vai complicar o trânsito, fora que pela rua ser muito estreita, em mão-dupla, aumenta o risco de acidentes – disse outro taxista Luciano Seabra Leite.

Comércio dividido em relação à medida Já a dona de um Pet Shop próximo ao local, Ina Ferreira, lembrou que a medida será ruim para o comércio. - Como os clientes vão poder parar para deixar os animais aqui? Quando era mão dupla aconteciam mais acidentes. Uma vez um carro veio parar quase aqui dentro. Meu marido, que é engenheiro, também disse que a rua não deverá aguentar o peso de tantos carros e é provável que ela ceda - reclamou. Para o funcionário de uma oficina mecânica Sérgio Luiz, todo comércio será afetado. - Para mim e para os

comerciantes de modo geral será prejudicial. Não vai haver como as pessoas pararem, nem pra realizar uma entrega. Quanto ao trânsito temos que esperar. Quando as aulas voltarem é que poderemos realmente ver se a mudança vai melhorar a circulação. É preciso esperar a hora do sufoco - explicou. Já para Hugo Rodrigues, proprietário de uma loja de artigos para moto, a mudança deverá ser até melhor. - Para a gente não vai ter problema. As motos podem entrar aqui na loja. Muita gente não vem até aqui porque tem que dar a volta, não gosta de passar pela Rua do Túnel. A expectativa

é que nosso movimento até melhore - falou. Com ele também concordou o morador José Carlos de Souza. - Quando era mão-dupla funcionava bem. Acho que vai ser uma boa. Eu, por exemplo, tenho uma filha que as vezes precisa passar por essa rua a noite e é perigoso. Com a mão-dupla, os ônibus poderão passar e ela não precisará andar esse pedaço. Fora que livra as pessoas de terem de passar pela rua do túnel, que está muito ruim. O trabalho do Naval tem que ser enaltecido. Ele está botando a cara e pelo menos tentando melhorar a situação – disse ele.

Seis jovens são presos acusados pelo furto em loja de eletrônicos no ano passado Seis jovens entre 17 e 24 anos foram presos na noite de ontem, apontados como os responsáveis por um furto em uma loja de eletrônicos em dezembro do ano passado. A operação para prender os autores desse crime foi montada pelos agentes do Serviço Reservado (P2) da Polícia Militar, que investigaram o caso por cerca de 50 dias, coletando informações e monitorando os autores. Os acusados foram todos encontrados em suas respectivas casas, cada um de posse de pelo menos um dos materiais furtados. Um jovem de 17 anos, já identificado e que teria participação no crime, ainda não foi localizado. De acordo com um dos

agentes da P2 que participou da operação, ela teve início por volta das 17h. Os policiais foram ao endereço fornecido pela denúncia a casa de um jovem de 17 anos, na Rua Teresa, onde estariam alguns dos objetos furtados. - Chegamos até lá, explicamos a situação a ele, que acabou confessando ter participado do furto. Na casa dele encontramos um Nintendo Wii (vídeo-game). Ele indicou a casa de um dos comparsas, em uma servidão próxima. Lá, encontramos um aparelho Tablet. Fomos indo na casa de cada um deles, encontrando sempre algum material - explicou o policial. Ao todo, foram apreendidos dois tablets, dois vídeo-

games PS2, um Nintendo Wii, um leitor de DVD externo, um Nintendo DS portátil, além de jogos de vídeo-game. Todos os rapazes foram conduzidos à 105ªDP (Retiro), onde foram autuados por furto. O crime ocorreu na madrugada do dia 6 de dezembro do ano passado, em um Cybercafé no Hipershopping ABC, no Alto da Serra. Para ter acesso ao interior da loja, um dos bandidos escalou pelo letreiro na parte externa, o que provocou um amassado, entrando por uma greta estreita da janela. Ele teria quebrado a parede, no local onde a grade de proteção ficava fixada, na parte de dentro. Na época do fato, a proprietária informou que o estabeleci-

mento possuía câmeras, mas que essas ficavam desligadas durante a noite. O shopping também contava com um segurança armado fazendo rondas durante a noite. O fato de ninguém ter percebido a ação, que demandava tempo para ser concluída, causou estranheza na proprietária, que calculava prejuízos de até R$ 10 mil. Segundo a polícia, enquanto alguns bandidos entravam e faziam a limpa na loja, procurando sempre pelos objetos de maior valor, outros ficavam do lado de fora dando cobertura a ação. Além dos artigos eletrônicos, os bandidos também furtaram cerca de R$ 1 mil do caixa da loja.


DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Agenda Cultural

marciosalerno@diariodepetropolis.com.br

Especial

Touro - (21/04 a 20/05)

A elevação de sua inteligência, será evidente nesta fase em que o planeta Mercúrio, está ajudando você. Todavia, deverá evitar atritos e discussões e tudo que possa, de uma forma, prejudicá-lo, física, mental e moralmente.

Gêmeos - (21/05 a 20/06)

Procure levar seus planos por um caminho seguro e tranquilo, pois a fase que se inicia muito o favorecerá neste sentido. Êxito amoroso, em jogos, sorteios e na loteria. Boas notícias virão. A cor da sorte é branco.

Câncer - (21/06 a 22/07)

Dificuldades na vida doméstica e muito mau humor é o que pressagia o fluxo astral para esta fase. Evite as discussões precipitadas e seja mais inteligente que tudo saíra a contento. Procure investir nas pessoas certas.

Leão - (23/07 a 22/08)

Lute pela consecução de suas ideias e objetivos, pois terá a seu favor as influências positivas do planeta Júpiter. Alguém, do seu conhecimento poderá beneficiá-lo, social e financeiramente, nos próximos dias.

Virgem - (23/08 a 22/09)

Dia em que deverá evitar a indecisão e a incerteza, pois poderá deixar de realizar excelentes negócios com ferros, aço, metais, cobre e imobiliários. Tome decisão acertada e saiba defender seus interesses.

Libra - (23/09 a 22/10)

Sucesso em assuntos profissionais, comerciais e financeiros. Procure cuidar também de suas questões familiares, de sua paz espiritual e de sua tranquilidade geral. Será correspondido no amor e no lar.

 Escorpião - (23/10 a 21/11) Sendo este um período dos mais indicados, terá nele boas oportunidades. Aproveite o bom fluxo astral. É um bom período do ano para se definir profissionalmente e para ganhar dinheiro. Estabeleça novos planos de trabalho e terá sucesso. Terá apoio de amigos.

Sagitário - (22/11 a 21/12)

Saiba que agora você está melhor fisicamente e com a mente voltada para uma mais vida saudável. Aproveitando suas oportunidades para fazer novas amizades e para ganhar dinheiro, demonstrará ser prático. Alguma coisa boa vai acontecer.

 Capricórnio - (22/12 a 20/01) Os seus superiores reconhecerão suas qualidades. Faça reivindicações. É um bom dia para os que lidam com eletricidade. Influências positivas de amigos no setor amoroso. Este é um bom momento para você se dedicar a exercícios de meditação.

Aquário - (21/01 a 19/02)

Mente sempre alerta e voltada ao progresso de um modo geral, muita disposição para o trabalho e negócios ou empreendimentos imobiliários e bastante tranquilidade na vida familiar e amorosa está prevista para você hoje.

 Peixes - (20/02 a 20/03) Hoje você estará disposto a ajudar as pessoas do seu círculo social, podendo envolver-se com alguma ocupação que traga uma união mais íntima com o público. O dia revela-se bem direcionado, onde poderá cruzar caminhos.

das escolas cariocas, quiçá o maior, como os escritores tem ouvido de muitos notáveis admiradores onde tem ocorrido a pesquisa para dar vida ao livro. O nome da obra não poderia ser outro: ‘Aluísio Machado – Saudações Imperianas’, pois na vida incomum e rica de acontecimentos do ícone Aluísio, somente uma coisa pode ser previsível, a sua forma de se despedir e encerrar o assunto. Quando Aluísio Machado diz “Saudações Imperianas” é hora de ir embora. A obra será lançada em junho de 2012 em festa no Império Serrano, de acordo com conversa entre a escritora, Maurício Muniz, Aluísio Machado e o presidente da escola, Átila.

Na internet

A ficção científica e as profecias para este ano É bobagem, mas é ‘legal’! Se você gosta de ficção científica e lê inglês, dê uma surfada no io9.com, um site dedicado à FC que é renovado toda semana. Esta semana, como não podia deixar de ser, o assunto é a chegada de 2012 e as várias profecias ligadas ao mesmo. Assim, o io9 faz suas previsões para o ano, de janeiro a dezembro. Tudo começa com a eleição de um pastor evangélico para a presidência dos EUA, conforme o conto ‘If This Goes On’, de Robert A. Heinlein, onde isso realmente ocorre. E segue com o colapso da economia americana, o apocalipse dos zumbis, o doutor Who acendendo a toch adas Olimpíadas, toda a Europa em guerra com a Grã-Bretanha, tal qual

As profecias da ficção científica para 2012

a mini-série ‘Bloody Mary’, de Garth Ennis e Carlos Ezquerra, lançada no Brasil em 1998, até, claro, dezembro e o fim do mundo, segundo as profecias mais.

Ficção é ficção, seja científica ou não, e sua meta é o entretenimento. Portanto, deixe as profecias para lá e se divirta com as possibilidades impossíveis da io9.

No Museu

Aulas gratuitas à disposição nas imediações do Palácio Hoje, de 07h30 às 08h, tem Tai-Chi-Chuan, uma atividade promovida pelo Programa de Assistência Integral do Idoso (PAISI) da Secretaria Municipal de Saúde. Professora Begoña Javares. No Museu Imperial - Pátio da Ala Direita (em caso de chuva as atividades ocorreraõ no Pátio Lacombe – Locomotiva. Censura livre, ingresso franco, Mais informações: gestotaichi@uol.com.br. Hoje, de 08h às 8h30, tem caminhada, uma atividade promovida pelo Programa de Assistência Integral do Idoso (PAISI) da Secretaria Municipal de Saúde. Com Ana Lúcia Habib (fisioterapeuta gerontóloga). No Museu Imperial - Jardins e Pátio. Censura livre, aula gratuita.

GATO DE BOTAS – Censura livre – Horários: 15h e 17h, terça a domingo Ingressos: terças e quartas ingresso promocional a R$ 6 para todos (exceto feriados). Preço de ingressos as quintas e sextas - inteira R$ 14 e meia R$ 7. Preço de ingressos aos sábados e domingos - inteira R$ 16 e meia R$ 8. CINE BAUHAUS R. Dr. Nelson de Sá Earp, 89 Shopping Center Bauhaus Centro SALA 1 OPERAÇÃO PRESENTE – Censura livre – Horários: 14h e 18h30

Municipal de Saúde. Com Ana Lúcia Habib (fisioterapeuta gerontóloga). No Museu Imperial - Jardins e Pátio. Censura livre, aula gratuita.

Festa de S. Sebastião é tema de imagens e palavras Para produzir a obra, Inés viajou acompanhada do jornalista Marcelo Macca e dos fotógrafos André Andrade e José Bassit, rumo a mais de 20 cidades brasileiras para conhecer, sentir e vivenciar o louvor dos devotos dos santos padroeiros. O livro é um documen-

tário de 260 páginas com apuração jornalística e mais de 195 fotos coloridas que registram as diferentes manifestações da cultura popular de vilas e cidades com ricas referências religiosas e folclóricas, além da fé brasileira. O lançamento é da Editora DBA.

AS AVENTURAS DE AGAMENON, O REPÓRTER – Censura 14 anos – com Luana Piovani – Horários: 15h, 17h, 19h e 21h SALA 2 ALVIM E OS ESQUILOS 3 – Censura livre – Horários: 14h30, 16h30, 18h30 e 20h30 TOP CINE HIPERSHOPPING MERCADO ESTAÇÃO Rua Paulo Barbosa, 310 / 1º piso Centro - Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br SALA 1

SALA 2 AS AVENTURAS DE AGAMENON, O REPÓRTER – Censura 14 anos – com Luana Piovani – Horários: 14h20, 16h, 17h40, 19h20 e 21h

MISSÃO IMPOSSÍVEL: Protocolo Fantasma – Censura 12 anos – com Tom Cruise - Horários: 15h50, 18h20 e 20h50

Preços: Segunda é dia de cinema. Ingressos a R$ 3 em todas as sessões. Terça a quinta (exceto feriados): Sessões iniciadas até 15h59min Inteira: R$ 10 (meia: R$ 5). Após 16h inteira: R$ 12 (meia: R$ 6). Sexta

SALA 2

SALA 3 GATO DE BOTAS – Censura livre – Horários: 14h20 e 18h40 COMPRAMOS UM ZOOLÓGICO – Censura livre – Horários: 16h20 e 20h40

Filmes na TV ERAGON – GLOBO - 15H55 – COM JEREMY IRONS Um jovem encontra uma estranha pedra azul, da qual nasce um dragão. Ele passa a ser então o portador de uma dinastia antiga, que foi aparentemente exterminada pelo governante do reino em que vive. Baseado no livro de Christopher Paolini.

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br Marquês de (?), almirante brasileiro

Idêntico; semelhante

Hoje, de 08h30 às 09h30, tem alongamento, uma atividade promovida pelo Programa de Assistência Integral do Idoso (PAISI) da Secretaria

SALA 1

IMORTAIS – Censura 14 anos – Horários: 14h30, 16h40, 18h50 e 21h

© Revistas COQUETEL 2012

Dunga Orgulho; (fut.) presunção Cria de jumento e égua

Fonte de textos Trapo, em inglês

Portão de templos xintoístas

Hoje tem caminhada nas imediações do Museu

TOP CINE HIPERSHOPPING ABC Rua Teresa, 1415 / 2º piso Alto da Serra – Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br

A SAGA CREPÚSCULO AMANHECER PARTE 1 – Censura 14 anos – com Robert Pattinson – Horários: 16h15 e 20h30

Referente a pó Reles; ordinário

Literatura

A festa de São Sebastião, padroeiro da cidade que leva seu nome, no Estado do Rio de Janeiro, reúne um dos grupos de devotos mais tradicionais do Brasil. E por isso, não poderia deixar de ser retratado no livro ‘Festa de Santo’, da artista plástica Inés Zaragoza.

MISSÃO: IMPOSSIVEL 4 - PROTOCOLO FANTASMA – Censura 12 anos – com Tom Cruise – Horários: 18h50, terça a domingo – Sessão extra sexta e sábado, 21h40

Sufixo de "freada" Estrofe de 9 versos

Pena; lástima Admitir; concordar

Registro de reunião Tom Cruise, ator de "A Firma" Indício; vestígio (fig.) Nascido em país do Sudeste Asiático

BANCO

Momento principal da ópera

Vermelho, em inglês Gaivota (bras.)

450, em romanos Verbal (abrev.)

Mar, em inglês Câmara (abrev.)

Doutrina econômica do Governo FHC "Coração" da usina nuclear

(?) Beltrão, atriz brasileira

Pierre (?), estilista da altacostura Castro Alves: o Poeta dos Escravos

Heavy (?), gênero radical de rock "Rico (?) à toa" (dito) Sérgio Brito, ator brasileiro

Substituto do LP (pl.) Odair José, cantor goiano

82

Solução

R E A T O R

veram o segundo lugar. Nesse convívio, foram se tornando parceiros de sonhos e amigos de alma. Catarina Maul, além de pedagoga e produtora cultural, vem desenvolvendo há cinco anos o projeto pedagógico e de pesquisa ‘Brasil Musical’, tendo lançado, através da Secretaria de Educação, em 2011, o livro ‘Brasil Musical – Singela Homenagem ao Samba’, onde Aluísio é homenageado ao lado de 25 bambas. Para o Império e para o Brasil, a comemoração tem valor enorme, pois Aluísio Machado é tido entre os sambistas de todas as gerações como um dos maiores poetas das composições de sambas enredos de toda a história

N E O L I B E R A L I S M O

Prenúncios de melhoria geral. Boa saúde. Felicidade amorosa, alegrias proporcionadas por crianças e lucros através de negócios imobiliários. Tudo que fizer refletirá sobre sua família. Mentalize coisas boas, otimistas e que lhe tragam benefícios.

Durante esta semana, até amanhã, a Fazenda Samambaia hospeda, apoiando o magnífico projeto que coroa o samba nacional, Aluísio Machado, que tem sua biografia sendo escrita pela autora petropolitana Catarina Maul. Na comemoração ao Dia do Samba, durante a Feijoada do Império Serrano, os incontáveis fãs de Aluísio Machado receberam a notícia oficial de que sua vida vai virar um livro através de biografia escrita por Catarina Maul, com pesquisa e produção da mesma com Maurício Muniz, mentor do projeto. Maurício Muniz iniciou a pesquisa nesse ano, quando disputou em parceria com o Aluísio o samba enredo do Império Serrano, onde obti-

CINE ITAIPAVA Est. União & Indústria, 11.000 Itaipava

C A R D I N

Áries - (21/03 a 20/04)

Aluísio Machado terá sua vida contada em livro

D A E R R I A A N E D L R E T A C O J A

HORÓSCOPO

a domingo e feriados: Sessões iniciadas até 15h59min inteira: R$ 12 (meia R$ 6) Após 16h inteira: R$ 14 (meia R$ 7). Lembrando que estamos com uma promoção de terça a domingo: todas as pessoas pagam meia entrada.

3/ati — rag — red — sea. 4/nona — tori. 5/metal. 8/pulvéreo.

INSTITUTO OMAR CARDOSO

E M A N U L V L A O R I A D N G E O C N V I A M S E C N A S T M B O

57 anos

C T A P V I T Ã C O D C O A T E T R C A

6


quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

7

geral

Serviço geológico estadual intensifica trabalho n Imprensa/RJ Em vista dos índices de chuvas registrados no estado, o Serviço Geológico do Estado do Rio de Janeiro deslocou seus geólogos para atendimento de ocorrências em 13 diferentes municípios, com atenção maior para as regiões Serrana e Noroeste do Estado, onde foram montadas bases. Em Nova Friburgo, além do laudo do escorregamento na RJ-116, na altura do Hotel Mury Garden, foram feitas uma série de vistorias, em conjunto com a Defesa Civil municipal, em áreas como região do Hospital São Lucas, Lazareto, Village, São Geraldo, Olaria, Duas Pedras e Varginha, em áreas afetadas pelos deslizamentos de janeiro de 2011. Em Cordeiro, foram feitas vistorias na

RJ-160 e nos bairros Retiro Poético e Santo Antônio. Em Petrópolis, o DRM-RJ deu apoio à Defesa Civil Municipal nos bairros Floresta e Alcobacinha. Na Região Serrana, foram feitos atendimentos também em Santa Maria Madalena (bairro Salvino e RJ-146) e em Trajano de Morais (Visconde de Imbé). Na região Centro-Sul, foram feitos atendimentos em Três Rios (Puris, Monte Castelo, Cidade Nova, Caixa D’Água, Triângulo e Pilões); Paty do Alferes (Centro, Parque Barcelos, Palmares, Monte Alegre, Mantiquera, RJ 117, Maravilha, Pedras Ruivas, Esperança e Recanto); Miguel Pereira (São Jorge e Praça da Ponte) e Paracambi. Na região Noroeste, a equipe se deslocou a Santo Antônio de

Pádua, Laje do Muriaé, Porciúncula e Itaperuna. Com a intensidade de chuvas no Noroeste de sábado para domingo, a equipe do DRM se deslocou no domingo (8/1) para Itaperuna, em vistoria de uma série de pontos de escorregamentos no município, assim como Laje do Muriaé, São José do Ubá e São Sebastião do Alto. Outras equipes atendem em Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis e Sapucaia, na localidade de Jamapará, onde ocorreu deslizamento nesta madrugada, com vítimas fatais. Em decorrência do quadro de previsões metereológicas para os próximos dias e os índices acumulados, o estado de prontidão continua. Os técnicos do DRM-RJ, juntamente com técnicos da De-

fesa Civil estadual, SIMERJ e INEA permanecem acompanhando permanentemente, em tempo real, no Centro Estadual de Gestão de Desastres – CESTAD/SEDEC, a evolução dos índices de chuva em todo o estado. Para os interessados, o Sistema de Alerta do Instituto Estadual do Ambiente - INEA pode ser acompanhado em http://inea. infoper.net, com medições do índice de chuvas e níveis dos rios a cada 15 minutos, em cerca de 55 estações, em todo o estado. Plano de Contingência DRM Em função das chuvas dos últimos dias em diversas regiões do estado, iniciadas no madrugada do Ano Novo, o Serviço Geológico do Estado do Rio de Janeiro – DRM-

RJ atuou de acordo com seu Plano de Contingência, que inclui o monitoramento permanente das condições metereológicas, equipes de prontidão e o deslocamento de equipes de geólogos para atender situações nas quais o protocolo define estados de Atenção ou Alerta, nos municípios do interior. Esta ação preventiva é coordenada pela Secretaria de Defesa Civil, através do Departamento Geral de Defesa Civil Estadual, em parceria com o Sistema de Meteorologia do Estado do Rio de Janeiro (Simerj), o Serviço Geológico do Estado do Rio de Janeiro e o Instituto Estado do Ambiente (Inea), que fazem parte do centro de controle instalado no CESTAD – Centro Estadual de Gestão de Desastres,

na Praça da Bandeira, cidade do Rio de Janeiro. Entre outras providências, o protocolo de atuação, definido em conjunto, estabelece que, quando as chuvas acumuladas em 3 dias (72h), somadas às chuvas de 24 horas previstas pelo SIMERJ, alcançarem 115 mm, o DRM-RJ desloca à região afetada pelas chuvas, antecipadamente, uma dupla de geólogos para repassar informações sobre feições indicativas da possibilidade de ocorrência de escorregamentos generalizados. Em sendo constatada esta possibilidade, a equipe deverá estabelecer uma base de operações no local, para apoio às ações da Defesa Civil, o que já aconteceu preventivamente em Nova Friburgo (2/1) e Itaperuna (9/1).

Sai calendário para pagamento dos servidores O Calendário de Pagamento 2012 dos servidores das administrações direta, indireta, fundações e dos pensionistas do estado foi publicado no Diário Oficial desta segunda-feira (9/1), como anexo da Resolução Conjunta nº 153 da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz). O calendário seguirá o mesmo padrão do ano passado, com antecipação da remuneração de dezembro dos pensionistas

para antes do Natal e antecipação para julho de metade do 13º de quem ganha acima de R$ 950 mensais. Também foi mantido o pagamento da remuneração mensal no primeiro dia útil do mês seguinte para os aposentados, e no segundo dia útil, para os ativos. O primeiro pagamento de 2012 - referente a dezembro de 2011 – foi realizado no dia 2 de janeiro para os servidores aposentados e 3 de janeiro para os ativos. Já os pensionistas receberão o

primeiro pagamento – referente a janeiro de 2012 - de 25 a 31, dependendo do número de inscrição. Quanto ao 13º salário, os servidores ativos, inativos e pensionistas que ganham mais de R$ 950 mensais receberão metade do valor no dia 31 de julho e a outra parcela no dia 19 de dezembro de 2012. Já os servidores que ganham menos de R$ 950 receberão o 13º integral em 31 de julho. Veja abaixo as tabelas:


8

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

ECONOMIA

Vice-governador solicita ajuda federal para o Rio autorizou o início da construção do canal extravasor de Laje do Muriaé com recursos do estado - disse o vice-governador. O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, afirmou que o Governo Federal assumirá a recuperação da BR356, onde o asfalto cedeu. - Serão realizadas obras definitivas em relação a esta estrada, que com o tempo assumiu o papel de dique de contenção. Faremos um profundo estudo hidrológico e iniciar estas providências imediatamente. Não faremos restrição de recursos para a recuperação da estrada, mas ainda não é possível falar em valores - afirmou o ministro. A ajuda que está sendo oferecida pelo estado será complementada pelo Governo Federal. O anúncio foi feito pelo ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, durante a reunião. - Devem ser liberados entre R$ 25 e R$ 30 milhões para estes municípios atingidos pelas chuvas. Nos casos mais críticos, será utilizado o novo sistema de liberação direta, através do cartão de pagamento

n Priscilla Souza/Imprensa RJ

O vice-governador, Luiz Fernando Pezão, se reuniu na tarde de ontem com os ministros dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, da Integração Nacional, Fernando Bezerra, além de prefeitos das regiões Norte e Noroeste do Estado na sede da Prefeitura de Campos dos Goytacazes. Mais uma vez, Pezão reforçou a necessidade de um projeto nacional para minimizar os impactos da chuva, uma vez que os rios que cortam o estado também passam por Minas Gerais e Espírito Santo. - Solicitamos ajuda a ténicos e geólogos da equipe montada pela presidenta Dilma Rousseff para elaborar projetos de canais extravasores e barragens. As nossas estradas estão sendo sobrecarregadas devido a problemas em estradas federais, provocados pelas chuvas. Por isso, pedimos uma linha de recursos para o Governo Federal para manutenção de rodovias estaduais. A prioridade é esperar as chuvas diminuírem para dar início a algumas obras. O governador Sérgio Cabral já

Pezão se reuniu com ministros e prefeitos das regiões atingidas pelas chuvas no Norte e Noroeste do estado para pedir apoio

da Defesa Civil. Nossa visita ao Rio foi motivada por uma orientação da presidenta Dilma e o Governo Federal está à dis-

posição para ajudar no que for necessário - disse o ministro. Pela manhã, Pezão e os ministros fizeram um sobrevoo

pelas regiões atingidas para verificar a situação no momento. Desde a segunda-feira (09/1), Pezão percorre municípios

das regiões Norte e Noroeste Fluminense para constatar necessidades emergenciais de cada um deles.

Estado paga adicional de Inadimplência do férias até esta sexta-feira consumidor sobe 21,5% 40.843 funcionários de outros órgãos em férias, tanto da administração direta quanto da indireta, irão receber R$ 40.032.701,27. Na administração direta, sem contar os professores da Secretaria de Educação, há 22.551 servidores em férias, enquanto na administração indireta o total é de 18.292. O pagamento do adicional de férias de janeiro será o primeiro depósito a ser feito nas novas contas do Bradesco. Quem ainda não abriu sua conta deverá fazê-lo para re-

n Imprensa RJ

A Secretaria de Planejamento e Gestão começou a pagar ontem e segue até 13 de janeiro, o adicional correspondente a um terço de férias para os 111.555 servidores estaduais que estão de férias neste mês. O total a ser depositado é de R$ 79.553.392,85. A maior parte dos servidores em férias no mês de janeiro é da Secretaria de Educação. Ao todo, 70.712 professores vão receber R$ 39.520.691,58. Já os demais

ceber esse pagamento. Os servidores que receberam ontem estão lotados nos seguintes órgãos: Educação, Saúde, Casa Civil, Defensoria Pública, Degase, Proderj, Administração Penitenciária, Ciência e Tecnologia, Desenvolvimento Econômico, Esporte e Lazer, Fazenda, Planejamento e Gestão, Obras, Transportes, Turismo, Vice-governadoria, Suderj, Uerj, Defesa Civil, Cultura, Polícia Civil e Polícia Militar. Os demais servidores vão receber de hoje a 13 de janeiro.

n Agêmcia Brasil

A inadimplência do consumidor brasileiro no ano passado foi 21,5% maior do que em 2010, segundo a empresa de consultoria Serasa Experian. Esta foi a maior elevação anual verificada desde 2002, quando houve um crescimento de 24,7% ante 2001. O valor médio dos débitos não bancários, como cartões de crédito, financeiras e lojas em geral, apresentou uma queda de 17,3% em 2011 ante 2010, passando de R$ 387,55 para R$ 320,63. As dívidas com bancos

tiveram redução de 0,7% e ficaram em R$ 1.302,12, valor ligeiramente abaixo dos R$ 1.311,71 registrados no ano anterior. Já os títulos protestados e cheques sem fundos fizeram o movimento contrário e apresentaram elevação em seus valores médios de um ano para o outro, com altas de 16% e 8,4% respectivamente. Os protestos subiram de R$ 1.183,50 para R$ 1.372,86 e os cheques passaram de R$ 1.254,44 para R$ 1.359,19. No comparativo mensal, o número de pessoas que não honraram suas dívidas caiu 2,5%

em dezembro ante novembro. Se considerado o mesmo mês do ano anterior, o indicador apresentou alta de 13,1%. Segundo os economistas da Serasa, o aumento da inflação reduziu o rendimento do trabalhador e os juros ainda elevados afetaram a capacidade de pagamento do consumidor diante de um endividamento crescente em 2011. Eles destacam que o acúmulo de dívidas, de médio e longo prazos, vem desde 2010, ano em que as condições de crédito e do orçamento do consumidor foram mais favoráveis do que em 2011.

AVISOS E EDITAIS

Cartório de 3º Ofício de Petropolis

11/01/2012

Terceiro Ofício - Petropolis - RJ

Pag: 1

R. do Imperador, 1021 - Centro

Relação do Edital dia 11/01/2012 Acham-se afixados neste cartório, conforme a lei 9492/97, art. 15 $1 - Processo 89.877/99 CGJ/RJ, para serem protestados os títulos de responsabilidade de: Protestar em 12/01/2012

031125461000114

RUA GENERAL RONDON, 23/37

Emissão:31/10/2011

Cheque Administrativo

Custas

Valor:

Protestar em 12/01/2012 AUTOMATOS TECNOLOGIA DE INFORMACAO LTDA

Emissão:30/06/2011 Custas

Valor:

Protestar em 12/01/2012 AUTOMATOS TECNOLOGIA DE INFORMACAO LTDA

Cheque Administrativo

Custas

134,07 Total

Protestar em 13/01/2012 FORTEE QUIMICA COML TRANS DE PROD Q LTDA

Valor:

Vencto:

17/09/2011

Cheque Administrativo

Emissão:17/12/2009 Custas

126,67 Total

Protocolo 455

SHS AGENCIAMENTO DE SOFTWARE LTDA

09/01/2012

SHS AGENCIAMENTO DE SOFTWARE LTDA

134,07 Cpmf

0,00 Tarifa

14,72 Total

8.800,29

Portador/ Cedente / Sacador

Protocolo

237 - BANCO BRADESCO S A

456

SHS AGENCIAMENTO DE SOFTWARE LTDA

09/01/2012

Número: 002601464

0,00 Tarifa

14,72 Total

8.800,29

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF 010791642000100

134,07 Cpmf

Protocolo

SBS CONSULTORIA EM GESTAO ATIVOS LTA

626

BANCO BRADESCO S/A

10/01/2012

BANCO BRADESCO S/A.

31382,22

31.508,89 ou Dinheiro Custas

126,67 Cpmf

0,00 Tarifa

CEMITÉRIO MUNICIPAL Domingo 08-01-2012 Mizael Vieira de Mello, 89 anos, Quarteirão Brasileiro, 14h Ary Alves, 73 anos, Quarteirão Brasileiro, 11h30 Zilda Ladeira Marques Varanda, 98 anos, Centro, 14h30 José Jorge Nunes, 64 anos, Quitandinha, 16h30 Talita de Assis Barreto, 94 anos, Centro, 16h Henrique José da Fonseca Tornaghi, 93 anos, Valparaíso, 15h

ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA EDITAL DE CONVOCAÇÃO Convocamos os Senhores Condôminos para a ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA, que se realizará no dia 31 DE JANEIRO DE 2012 – TERÇA FEIRA – AS 19:00 HORAS, em primeira convocação e, na falta de número legal às 19:30 horas do mesmo dia, em segunda e última convocação, com qualquer número, a todos igualmente obrigando, na sala da Liga Petropolitana de Desportos, na sobreloja do Edifício Arcádia, salas 105/106, Centro, Petrópolis, RJ, a fim de deliberar sobre a seguinte Ordem do Dia: 1-)Discussão para aprovação da prestação de contas referente ao período de 01/01/2011 a 31/12/2011; 2-)Discussão, análise, e aprovação da proposta orçamentária para o exercício de 2012; 3-)Eleição e posse do síndico, conselhos fiscais e consultivo com seus respectivos suplentes para o exercício de 2012; 4-)Obra de reforma externa do prédio: discussão final para análise e aprovação de orçamento para execução da reforma(inicio imediato);aprovaçao de projeto (estético); 5-)Modernização/atualização da convenção condominial: discussão para aprovação do início dos estudos de revisão, em razão da necessidade de adequação a legislação vigente; 6-) Assuntos gerais. Cordialmente, Condomínio do Edifício Arcádia – CNPJ 36.439.478/0001-50 Marcia Thaisen - Síndica Petrópolis, 10 de janeiro de 2012. A ausência dos Srs. Condôminos não os desobrigam de aceitarem como tácita concordância aos assuntos que forem tratados e deliberados!

CEMITÉRIO DE ITAIPAVA

SHS AGENCIAMENTO DE SOFTWARE LTDA

8.785,57 ou Dinheiro Custas

Valor:

618,46

8651,50

RUA PROJETADA 01 USINA SANTA ISABEL CEDULA DE CREDITO BANCARI

14,72 Total

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF 002632835000190

Número: 036129E Emissão:30/06/2011

0,00 Tarifa

8651,50

R. BERNARDO COUTINHO, 2241

Vencto: 30/11/2011

113,35 Cpmf

237 - BANCO BRADESCO S A

8.785,57 ou Dinheiro Custas

134,07 Total

DUPLICATA MERCANTIL

09/01/2012

CNPJ / CPF 002632835000190

Número: 036129F

DUPLICATA MERCANTIL

Cheque Administrativo

BANCO DO ESTADO DO RIO GDE DO SUL S.A

490,39

R. BERNARDO COUTINHO, 2241

Vencto: 30/12/2011

460

603,74 ou Dinheiro Custas

113,35 Total

Protocolo

237 - BANCO BRADESCO S A CAPITAL CABIDES INDUSTRIA COMERCIO

Número: 06662

DUPLICATA MERCANTIL

Vencto: 30/12/2011

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF

AFIFE INDUSTRIA E COMERCIO LTDA

SEPULTAMENTO

14,72 Total

31.523,61

Intimo-os a pagarem ( através de cheque administrativo ou dinheiro com guia de pagamento a ser retirada neste tabelionato ), ou no caso da falta de aceite, comparecer para aceita-lo, ou dar-me as razões por que não o faz. Ficando assim já intimado do respectivo protesto no prazo estipulado na forma da lei.

Petropolis, 11/01/2012 João Correia Lima Neto - Escrevente

Não houve sepultamentos OBS. AS INFORMAÇÕES ACIMA SÃO FORNECIDAS AO DIÁRIO POR FUNCIONÁRIOS DAS SECRETARIAS DOS CEMITÉRIOS,

Há 30 anos era publicado O dia 11 de janeiro de 1982 caiu em uma segunda-feira e o DIÁRIO não circulou nesta data.

MANUTENÇÃO E MELHORIA NA REDE COM INTERRUPÇÃO NO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA Visando prestar um serviço de melhor qualidade, a AMPLA comunica a seus clientes que interromperá o fornecimento de energia elétrica, para possibilitar a execução de obras e melhoramentos da rede, no município de Petrópolis nas seguintes localidades: s 14/01/2012, das 18:00h às 09:00h, do dia 15/01/2012, Centro: Rua Paulo Barbosa nº 200 e adjacências. Cliente Especial: Tere Frutas Comércio de Alimentos e Panificação Ltda. O restabelecimento de energia poderá voltar antes do horário previsto.


MOSELA Hoje é Dia de Santo Higino e Dia do Controle da Poluição por Agrotóxicos. Na paróquia de São Judas Tadeu, na secretaria, o expediente é de terça a sexta-feira de 16h30 as 18h30. Os eventos podem ser agendados no telefone 2245 7344. O pároco é o padre Luiz Garcia Mello.

D

iário nos

B

airros

diarionosbairros@diariodepetropolis.com.br

Cariocas adotam em Itaipava

Número de adoções em feirinha de animais do GAPA/MA surpreende diretores que temiam falta de demanda por causa de temporais Ultrapassou as expectativas o número de adoções de cães e gatos na feirinha de sábado passado, promovida pelo Grupo de Assistência e Proteção aos Animais e Meio Ambiente – GAPA/MA. Foram treze animais adotados, sendo nove cães e quatro gatos, resultado considerado pela diretoria da entidade como um sucesso. A feirinha de adoções foi realizada no estacionamento do Hipermercado Extra, de Itaipava, de 9h às 16h. Na ocasião o coordenador de atividades Carlos Eduardo Pereira, temia o fraco movimento por causa dos veranistas temerem os temporais que nesta época do ano castigam a cidade. Entretanto isto não aconteceu. - Apesar das ameaças de temporais as pessoas compareceram, vindas até do Rio de Janeiro para adotar – es-

creveu, no relatório das adoções. - Tomara que isto seja um sinal de que o ano será muito positivo. Carlos Eduardo lembrou que o GAPA ainda tem dois lindos machos que foram resgatados logo após a passagem do ano na Estrada Philuvio Cerqueira Rodrigues – Itaipava/Teresópolis. Um já foi batizado de Lord, mestiço de pastor que é um excelente animal para companhia e guarda e o outro é o Taurus, pastor branco. Na opinião de Carlos Eduardo ambos devem ter fugido no Ano Novo e ambos já foram vacinados e vermifumigados. Contatos com o GAPA: site: www.gapaitaipava.org. br, pela Facebook www. facebook.com/gapaitaipavaong ou pelo telefone (24)8819.8029.

que hoje se sente privilegiada de ter encontrado o saber no espaço. O morador da Mosela de 77 anos de idade, Manoel Cândido, cita que o CAALL lhe garantiu a oportunidade de continuar aprendendo apesar da idade.

9

ALCOÓLICOS ANÔNIMOS Reuniões de hoje 19h: Grupo 27 de Maio, Rua Bingen, 261. 19h30: 28 de Janeiro, Rua Paulo Barbosa, 180, Centro; Amor e Atração, Av. Leopoldina, 596, Nogueira; Bingen, Rua Santa Rita de Cássia, 30, Castrioto; Castelânea, Praça Pasteur, 79; Petropolitano, Rua Santos Dumont, 100.

Lideranças decidem hoje o manifesto no Vale do Cuiabá Na reunião de sexta feira passada em Madame Machado lideranças comunitárias se dividiram em promover um protesto público em Itaipava amanhã, data que completa um ano a tragédia na região do Vale do Cuiabá. Novo encontro será realizado hoje para que seja tomada uma decisão sobre os rumos do movimento. A informação foi dada ontem

pelo presidente Emerson de Carvalho Souza, da Associação de Moradores de Madame Machado – AMOMM. Ele lembrou que na sexta feira na reunião realizada no Centro Comunitário uns queriam o manifesto público e outros preferiram aderir encontros ou seminários. O encontro de hoje será na Capela do Sagrado Coração de Jesus, na Estrada Ministro Salgado Filho, no Vale do Cuiabá.

Delegados presentes hoje à noite na reunião do Conselho de Segurança Os delegados Marcello Braga Maia, da 105º Delegacia de Polícia e Antônio da Rocha, da 106º, vão estar presentes na reunião de hoje do Conselho Comunitário de Segurança. O encontro será na sede da Associação Comercial e Empresarial de Petrópolis – ACEP – na Rua Irmãos D`Ângelo, 48, 7º andar, com horário previsto de iniciar as 18h30. A confirmação foi feita pelo presidente do Conselho Sérgio RaO pastor branco Taurus. Diretores do GAPA acham que ele fugiu

Alunos lembram da importância do Curso de Informática no CAALL Até hoje alunos formados no Curso de Informática do Centro Amoroso Lima para a Liberdade – CAALL – lembram da importância do ensinamento. A dona de casa Maria Imaculada Corrêa Ferreira diz que chegou ao laboratório sem saber de nada e

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

- Fiquei aqui estudando informática por dois anos e agora é chegada a hora de parar. Fui muito ajudado. Foram dezoito alunos que tiveram mais uma etapa completada em suas vidas no final do ano passado. O Curso de Informática é oferecido

gratuitamente e de acordo com a diretora do CAALL Maria Helena Arrochellas ele faz parte de uma série de projetos desenvolvidos pela instituição. Os interessados em se inscrever podem comparecer no horário comercial na sede da Rua Mosela, 289.

mos Mattos. Ele informou ainda que foram convidados o comandante Geral da Polícia Militar, coronel Erir Ribeiro, a chefe da Polícia Civil Martha Rocha e a coordenadora dos Conselhos, delegada Edna Pinto, porém, até ontem pela manhã ainda não haviam confirmado presenças. O comandante do 26º BPM de Petrópolis, tenente coronel Marcus Vinícius também estará presente na reunião de hoje.

Mais reclamações sobre os ônibus na região de Nogueira Mais um leitor se manifestou ontem sobre a precariedade do transporte coletivo nas linhas de Corrêas e Nogueira. Desta vez foi Luiz Antônio Assumpção Carvalho lembrando que num dia da semana passada ficou mais de uma hora aguardando o ônibus de linha Vila Epitácio/Terminal Corrêas, no ponto final de Bonsucesso.

Luiz Antônio citou que o fato se repete semanalmente e ao ler a notícia do DB de ontem sobre o problema com ônibus no Calembe, afirmou que usuários de todas as linhas da região sofrem com a situação. Como o leitor de ontem Adelmo Luiz da Costa, ele também opinou que “espera as coisas melhorarem com a anunciada licitação para novas empresas na cidade”.

ESPORTE

Juninho assina um novo contrato: ‘Quero títulos’

Divulgação

Juninho Pernambucano ficará mais seis meses no Vasco. O jogador, de 37 anos, que completa nesta temporada seu 19° ano com profissional de futebol, já estabeleceu o novo vínculo com o clube. Depois deste prazo, o Reizinho irá repensar. Ele ainda não definiu o seu futuro — cogita até parar de jogar. Em entrevista coletiva, em Atibaia, nesta terça-feira, o camisa 8 falou sobre os novos desafios no ano. Ele ressalta a importância do retorno do cruzmaltino à Taça Libertadores, título que já conquistou pelo clube em 1998, sendo um dos atletas mais decisivos. Expectativa para 2012 - Deu para sentir que a expectativa do torcedor do Vasco é muito maior do que no ano passado. Afinal, a Libertadores é uma competição que todos gostam de disputar. Começo meu 19º ano como profissional com a mesma vontade de sempre e espero ajudar a equipe a fazer uma grande campanha, conquistando ao menos um título. É um privilégio fazer o que gosto e só tenho a agradecer por ter saúde para estar em campo. Lógico que há dias em

Jogadores do Vasco da Gama treinam forte para a temporada

que o corpo não responde da forma como eu gostaria, mas me recupero com alimentação e descanso e fico pronto para trabalhar. Nesse reinício de temporada o corpo sofre, mas a vontade de jogar é maior. Novo contrato - O Vasco me propôs um ano de contrato, mas preferi seis meses. É um pouco

diferente do acordo que fiz quando voltei em 2011, mas também vai ser por objetivos conquistados. Diria até que é um contrato de risco, porque vou receber se jogar. Mas achei melhor dessa forma, porque me motiva mais. Foi um jeito que me deixou mais liberado, dessa forma consegui jogar o Brasileiro do ano passado. É um tiro curto e vou me dedicar para fazer o melhor.

Tranqüilidade

para a sua empresa

Contabilidade de última geração, sistema avançado de informática Escrita Fiscal – Rotinas Trabalhistas e Folha de Pagamento Sistemática Departamento Jurídico – Direito Cível – Direito Trabalhista Projetos Econômicos – Análise de viabilidade e capacidade de sua empresa – Administração de Bens e Serviços – Corretagem e Administração de Imóveis – Equipe com treinamento especializado Direção Técnica: Márcio Tesch Economista – Corecon 10582 Advogado – OAB/RJ 59.566 Tec. Contab. – CRC/RJ 25.384-0

Rua do Imperador, 772 – Gr 105/106 – Centro Petrópolis – RJ. Tel/Fax: (024) 2231-6212 / 2231-3322


10

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

ESPORTES

esportedp@gmail.com Fotos: Arquivos

Atletas da categoria Sub-9 do Petropolitano voltarão ao treino dentro de alguns dias. Já o presidente do clube alvinegro do Valparaíso posa com integrantes escolhidos em comunidades do projeto

fdgsdfgdsf

Moradores de uma localidade da Castelânea também são atendidos pelo Projeto de Responsabilidade Social, assim como jovens e crianças de uma comunidade do Amazonas, no bairro Quitandinha

O Sub-11 do Petropolitano também vai começar a treinar em breve. E os campeões pelo Sub-17 posam com o troféu e suas medalhas após conquista do Campeonato Municipal de Futebol de Campo

Petrô reúne técnicos das categorias de base Está prevista para o dia 21 de janeiro, próximo sábado, na sede esportiva do Valparaíso, a apresentação das comissões técnicas e dos atletas que irão compor os elencos das categorias Sub-9, Sub-11 e Sub-13 de futsal e Sub-11 e Sub-13 de futebol de campo. As duas equipes de campo se apresentam pela manhã, no Estádio Carlos Guinle, enquanto o futsal, à tarde no Ginásio José Borzino. As equipes Sub-11 e Sub13 de campo, dirigidas por Ademilson e por Francisco Lima, foram, na temporada passada, vice-campeã e campeã invicta, do Campeonato Municipal das categorias.

No futsal, além da conquista do Troféu Eficiência, a modalidade trouxe para o Petrô, os títulos de campeão Municipal Sub-11 e Sub-13 e o vice-campeonato no Sub-9, coroando de êxito, o excelente trabalho desenvolvido pelos membros das comissões técnicas das três categorias: Berg, Francisco Lima, Ademilson, Leonardo, Thiago e Felipe. O clube atualmente utiliza tanto para o campo quanto para o futsal, os mesmos profissionais no comando das equipes de base, método que vêm dando certo, haja visto, os excelentes resultados alcançados pelo clube nas

temporadas passadas. O clube já conquistou do ano de 2001 até a temporada passada, a invejável marca de 45 títulos municipais conquistados e com chances de conseguir mais três títulos referentes à temporada passada, pois é semifinalista nas categorias Sub-15 e Sub-17 e finalista no Master de futebol de campo. - Com apenas a saída do Ademilson, devido a compromissos profissionais, e com o retorno de David Damico, o departamento de esportes, continuará contando com Berg, Francisco Lima, Rafael, Leonardo, Thiago, Felipe, Geraldo, Alex, Silmar, Nahor

Timão: Edilson brilha Agência Corinthians O Corinthians chegou à sua segunda vitória na Copa São Paulo de Futebol Júnior contra o Desportiva (ES). O alvinegro ganhou por 2 a 0, com gols de Jean Teodoro e Leandro. O alvinegro abriu o placar logo aos 7 min. Após cruzamento rasteiro de Denner, Jean apareceu no meio da pequena área e empurrou a bola para o fundo da rede. Aos 36 min, depois de jogada

dentro da área de Cristiano, a bola sobrou para Leandro, que ampliou o placar para o Corinthians. O Timãozinho dominou o primeiro tempo. A superioridade foi tanta que a posse de bola chegou a ser de 81% para o alvinegro. Etapa final Mesmo vencendo por 2 a 0, o Corinthians voltou a todo vapor para o 2° tempo. Aos 20 min, Edílson, de Petrópolis, chutou da interme-

diária e acertou o travessão do goleiro adversário. No último lance de ataque do Corinthians, depois de escanteio cobrado, a bola sobrou na área para Douglas, que chutou forte. O goleiro adversário, porém, salvou o gol em cima da linha. Ontem, o Corinthians enfrentou o Juventus em Jaguariúna. A partida começou às 16h e foi realizada no Estádio Alfredo Chiavegatto. O jogo vale a classificação em primeiro lugar do grupo M.

Júnior e Igor, no futebol – explicou Délio Kronemberger, vice-presidente de esportes do Petropolitano. Ele lembrou ainda que no futsal e no Projeto de Responsabilidade Social, está selecionando, neste último, a exemplo do que ocorreu na temporada passada, crianças e jovens com potencial para integrarem as equipes de competições do clube. - Vários atletas que fizeram parte das nossas equipes representativas foram escolhidos pelos instrutores do Projeto de Responsabilidade Social, inclusive alguns conquistando o título de campeão Municipal – disse Délio.

Responsabilidade Social O retorno das atividades do Projeto de Responsabilidade Social do Petropolitano Foot-Ball Club está previsto para a segunda quinzena de janeiro com algumas novidades que serão apresentadas pelo coordenador geral do projeto, Berg, aos instrutores e aos representantes das comunidades. A reunião está marcada para a sede esportiva, que acontece na próxima sextafeira, 13 de janeiro, a partir das 19h30. O Projeto, criado e implantado pelo departamento de esportes do clube, em parceria e com o apoio

da Unimed Petrópolis, integra hoje várias comunidades de Petrópolis, dando oportunidade às crianças e aos jovens de nossa cidade da prática do esporte e do lazer dentro dos campos e quadras das próprias comunidades. - O projeto, desenvolvido por instrutores do clube, além das suas ações sociais junto aos seus moradores, colabora com o Poder Público, através das solicitações e dos projetos de melhorias e reformas dos espaços das comunidades destinados à prática dos esportes pelos alunos - finalizou.

diariodepetropolis  

artigos, cidade,colunistas, esportes

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you