Issuu on Google+

Diário

de Petrópolis

E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Site: www.diariodepetropolis.com.br

57 anos

Preço do exemplar: R$ 1,20

Nº 16.068- Terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 Divulgação

morte na br-040

Crescimento industrial em 2011 fica abaixo do esperado A indústria de transformação fechou o ano de 2011 com faturamento aquém do registrado em 2010. De acordo com o gerente executivo de Políticas Econômicas da CNI, Flávio Castelo Branco (foto), a concorrência dos produtos estrangeiros e a valorização do câmbio foram os fatores que influenciaram. (Página 8)

agenda Hoje, às 20h30, será apresentada a peça teatral “Favela” no Theatro D. Pedro, censura 12 anos, ingressos a R$ 60. O espetáculo é dirigido por Rodrigo Santana, que narra um dia comum de uma comunidade. Essa Favela é apresentada por Thalita Carauta em quatro personagens que dão humor a essa realidade. (Página 6)

bairros Apenas saibro é colocado no piso da Rua Brigadeiro Lima e Silva, em Pedro do Rio, sendo que toda vez que chove ele é levado pelas águas. Moradores locais estão solicitando o calçamento da via que está em estado precário, prejudicando o tráfego de veículos e até mesmo causando dificuldades de as pessoas andarem a pé. (Página 9)

Caminhão tomba e mata ajudante de caminhoneiro O tombamento de um caminhão carregado com 20 toneladas em bobinas de papel deixou um morto e outro gravemente ferido, na manhã de ontem, no km 52 da pista sentido Juiz de fora da rodovia BR -040, na altura de Pedro do Rio. Arthur Renato de Almeida, de 50 anos, que trabalhava como ajudante de caminhoneiro, foi arremessado para fora do veículo e morreu no local. Já o motorista, Edmilson Pinto Ferreira, de 52 anos, permanece em estado grave no hospital. (Página 5)

Vagner Batista

O caminhoneiro teria perdido o controle na curva em função do excesso de velocidade, e não conseguiu evitar o tombamento do veículo

Contratação na construção civil deve crescer 30% em Petrópolis Arquivo

(Página 3)

Esportes

Inscrições para Ensino Médio Integrado do Dom Pedro II terminam nesta quarta-feira Petrópolis conta com aproximadamente três mil profissionais no setor da construção civil

(Páginas 10)

Em função do feriado do Dia do Gráfico, amanhã não haverá edição do Diário

(Página 3) Ascom PMP

Seis mil pessoas prestigiam o “Esquenta” no Bairro Itamarati O Sub-15 do Vera Cruz não desperdiçou a chance de jogar em casa e surpreendeu o Petropolitano ao vencer por 1 a 0. Com o resultado o time conquistou a vaga na final e vai enfrentar o Carangola que goleou o Posse por 5 a 1. O Sub-17 do Carangola também irá a final. O adversário será o Petropolitano. Lucas (foto) marcou um dos gols.

O setor da construção civil teve uma alta de 7,46% na contratação de pessoal em 2011, segundo dados da FGV. Em Petrópolis, o aumento foi acima do nacional, com 400 contratações, 30% acima do ano anterior. A estimativa do presidente do sindicato no município, José Maria Rabelo, é de que até o fim do primeiro semestre de 2012 já haja um crescimento de quase 30%, mas a cidade ainda esbarra na falta de mão de obra qualificada. Para criar um atrativo para as funções com poucos profissionais qualificados, o sindicato conseguiu aprovar no último dissídio, reajustes que chegaram a 19,73%

O último sábado serviu como aquecimento para o carnaval com o “Esquenta”, realizado no bairro Itamarati, que contou com a presença da bateria da Escola Imperatriz Leopoldinense, do Rio de Janeiro, que subiu a Serra com suas mulatas, puxadores, mestre sala e porta bandeira. Seis mil pessoas prestigiaram o evento organizado pela Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis. (Página 9)

Trânsito lento no primeiro dia da volta às aulas (Página 5)

O prefeito Paulo Mustrangi, que é morador do bairro Itamarati, aplaudiu a bateria da Imperatriz

Anuncie no Classidiário. É grátis até 12 palavras n Escreva cada letra ou sinal de pontuação nos quadradinhos n Entre uma palavra e outra, deixe um quadradinho em branco n Preencha com letra de forma bem legível e entregue na sede do Diário

Nome:........................................................................................................................................... Identidade:................................................................................................................................... Endereço:.....................................................................................................................................


2

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

“As ilhas da fantasia” www.sebastiaonery.com.br

HISTÓRIA DE UMA MENTIRA RIO – 1. “Meu adversário não é o presidente Sarcozy. Nosso verdadeiro adversário são os bancos, é o mundo das finanças”. Quem disse isso não foi um radical candidato do PCF (Partido Comunista Francês) à presidência da França. Foi o moderado François Hollande, do Partido Socialista, disparado à frente nas pesquisas, para 25 mil pessoas, no comício de lançamento de sua candidatura. 2. - “O capitalismo faliu a sociedade, perdeu o senso moral, o compasso moral. Precisamos redesenhar o modelo, parar com a ganância. O setor financeiro está matando a economia real”. Quem falou não foi um sindicalista de extrema esquerda. Foi Sharan Burrow, secretária-geral da Confederação Internacional de Sindicatos”. CAPITALISMO 3. – “O capitalismo está arriscado a falhar porque perdemos a visão das falhas operacionais da gula desenfreada. Estamos dando as costas a uma grotesca piora da desigualdade de renda e intencionalmente continuando a cortar benefícios sociais... Nossas políticas são cada vez mais perniciosas. Alteramos completamente decisões políticas, no maior lance dos lobbies, e permitimos que os interesses financeiros passem por cima dos controles reguladores”. Isso está no “Financial Times”, uma das bíblias do sistema financeiro internacional e foi escrito e assinado pelo economista Jeffrey Sachs, professor da Universidade de Columbia, de Nova York, durante o Fórum Econômico Mundial, o BBB (Big Bordel do Bial), cabaré universal dos bancos, que se reúne uma vez por ano, em Davos, na Suíça.

n José Serra

O

governo brasileiro existe em duas dimensões, duas frequências diferentes. Em uma delas, corre a retórica; na outra, os fatos. As duas programações pouco ou nada têm em comum, mas cada uma serve a um propósito específico. Tomem-se os direitos humanos, que, a presidente anunciou, seriam uma prioridade nas relações internacionais. O discurso continua ali, chiando como um disco velho, mas, na prática, nada mudou em relação ao período pré-Dilma. Na recente visita presidencial a Cuba, não houve um só gesto, uma só manifestação, que revelasse alguma preocupação do governo brasileiro com relação às violações dos direitos humanos na ilha. Violação simbolizada pela morte recente de um prisioneiro político em greve de fome. Nosso governo diz que a cooperação econômica é o melhor caminho para promover mudanças democráticas naquele país. Cooperação que, na prática, tem por objetivo dar sobrevida à ditadura que o PT reverencia e que muitos dos seus integrantes lamentam não poder implantar por aqui. Dizia-se que a ditadura em

n Arnaldo Niskier

A

discussão sobre a sobrevivência do livro impresso está muito acesa. Em parte, é reflexo do que acontece nos países mais desenvolvidos, onde há uma oferta progressiva de ebooks. Aqui entre nós, por enquanto, o crescimento é lento. Em todo o comércio eletrônico nacional, não há mais de 7 mil títulos disponíveis. Para se ter ideia da discrepância dos números, só a Amazon conta hoje com cerca de 950 mil títulos. Há um pormenor que é próprio do mercado brasileiro: o Kindle começou com um gás assustador, mas não pegou por causa do preço, hoje em R$ 800. Pelo dobro, pode-se ter

n Paiva Netto

PREJUÍZO A diferença entre os juros que o governo paga pelos recursos que toma emprestados para comprar as reservas que incidem sobre a dívida interna e os juros que remuneram as reservas internacionais é imensa. Em 2010, o Departamento Econômico do Bradesco avaliou um custo fiscal de R$ 46 bilhões. O custo efetivo de captação foi de 11,83%, enquanto a rentabilidade das reservas foi de 1,9% ao ano. O prejuízo está aí. Dois terços das reservas estão aplicadas em títulos do Tesouro dos Estados Unidos. A diferença entre o custo médio dos passivos do Banco Central e a rentabilidade das reservas internacionais atingiu aquele prejuízo fiscal de R$ 46 bilhões em 2010. É a historia de uma mentira. www.sebastiaonery.com.br - sebastiaonery@ig.com.br

gem aos direitos humanos. Em relação à economia, por exemplo, no chiado do disco velho, o PT continua pregando contra o “neoliberalismo”. Mas, diante da própria incapacidade de resolver o problema aeroportuário, vai privatizar os aeroportos e oferecer o dinheiro subsidiado do BNDES para as concessionárias fazerem os investimentos. Financia calúnias contra o processo de privatização dos anos 90, mas inaugura outra modalidade: a privatização do dinheiro público, como nunca antes na história deste país… Talvez seja esse o tal socialismo para o século 21. Ainda na economia, o governo continua falando em “PAC”, o programa que, na teoria, se destinava a coordenar e acelerar o crescimento. Mas o Brasil tem crescido menos que todos os principais emergentes. O que deveria ser coordenado ficou cada vez mais enrolado, e o que deveria ser acelerado parou ou andou em marcha lenta. Acelerada mesmo, só a propaganda da suposta aceleração. São dois mundos distintos, o da retórica e o dos fatos, mas que caminham paralelamente, cada um com sua função. n Foi governador de São Paulo,

senador, prefeito da cidade de São Paulo, ministro da Saúde e candidato a presidência da republica pelo PSDB.

um equipamento muito mais completo, que serve para navegar na internet, tirar fotos, gravar vídeos etc. O custo benefício é muito mais atraente. Estamos vivendo uma fase de incríveis conquistas tecnológicas, especialmente no campo das comunicações. O que não significa a morte das versões anteriores. Diziam que o rádio acabaria com os jornais; o cinema acabaria com o teatro; a televisão acabaria com o rádio e a internet acabaria com todas as mídias citadas. Na realidade, nada disso aconteceu. Convive-se com todas essas manifestações, embora se saiba que a escala é outra: no facebook há 900 milhões de membros e o twitter abriga 150 milhões de usuários (o youtube tem praticamente tudo). Vivemos uma fase de absoluta perplexidade, mas um homem com a experiência do Boni, por exemplo, afirmou, em lançamento recente, que a

TV aberta tem um longo futuro à sua frente, desde que se renove e passe a programar atrações ao vivo e promover transmissões diretas. Devemos estar atentos a essas peculiaridades, para que nada se perca dessas imensas conquistas. Fala-se muito nos e-books, mas as grandes companhias brasileiras, tipo Livraria Cultura, não passam de 1% do faturamento na venda de livros eletrônicos. Há uma longa caminhada, com um detalhe que me ocorreu na visita feita à Real Academia de Espanha: os autores do seu vocabulário têm 90 mil livros impressos sobre linguística, consultados diariamente. Isso vai desaparecer? Sinceramente, não acreditamos. E a Biblioteca do Congresso Americano? E a da Universidade de Berkeley, onde há uma quantidade enorme de livros brasileiros? Quem preconiza o fim disso tudo, sinceramente, está equivocado.

O que se pode prever é que haja, por muitos e muitos anos, uma coexistência pacífica entre livros de papel e ebooks, como antecipou o escritor Umberto Eco. Segundo ele, somos 7 bilhões no mundo, mas uma parcela ínfima desse total tem acesso aos computadores. Vai demorar muito para mudar esse quadro. Para Umberto Eco, “temos a prova científica de que um livro pode durar 550 anos. Jamais deixaremos de ter, com essas obras, uma relação física, carnal, afetiva. É muito difícil ler “Guerra e Paz” num e-book. De mais a mais, a internet não filtra nada – e esse é um mal.” Estamos certos de que, na nossa geração e possivelmente em muitas outras, ainda viveremos na boa companhia dos livros impressos. n Membro da Academia

Brasileira de Letras

O pequeno Arthur e a inclusão escolar

DÍVIDA INTERNA A verdadeira dívida pública é a interna. Ela ganhou velocidade nos dois últimos governos. Quando Fernando Henrique assumiu, a dívida interna era de R$ 62 bilhões. Ao passar o poder para Lula já era de R$ 687 bilhões. O aumento da dívida interna no governo FHC teve o seu maior montante no fato de a União ter assumido a dívida de todos os Estados brasileiros numa ampla renegociação no pacto federativo. No governo Lula, ao seu final, atingia R$ 1,9 trilhão. Cresceu mais de R$ 1,1 trilhão. E, por cauda dela, o pais pagou, no ano passado, mais de 360 bilhões de juros. O endividamento público para comprar as reservas internacionais teve papel preponderante nesse crescimento. O governo toma dinheiro emprestado no mercado financeiro para comprar dólares destinados às reservas internacionais. Vale dizer, não é uma “riqueza sólida” acumulada, é contrapartida de uma dívida. O economista Marcos Mendes é didático: - “Quando o governo compra dólares, ele aumenta o seu passivo (pelo aumento da dívida interna) e o seu ativo (pela compra de dólares). Significa que a dívida líquida (passivo menos ativo) não se altera.”

exatamente Assad está cooperando com o partido (seus dirigentes deveriam explicar), mas os petistas vêm honrando o compromisso, pois cooperam com Assad para tentar aliviar a pressão internacional contra o tirano. O governo do PT coopera também com o Irã para que o regime dos aiatolás ganhe tempo e se aproxime do objetivo de construir uma bomba atômica. A presidente da República corteja a comunidade judaica com discursos, mas, na diplomacia, ajuda quem sonha promover um novo Holocausto do povo judeu. O PT é muito sensível nos direitos humanos quando lhe convém. Sempre que pode, promove um circo, com a ajuda do governo federal, contra adversários políticos que procuram cumprir a lei. Mas a violência policial nos governos do PT e de aliados do PT é como se não existisse. Quando um governador é aliado do PT, pode mandar a polícia bater à vontade, ferir, lesar, quem sabe matar… Mas, se é de um partido adversário e tem responsabilidades na segurança pública e na defesa da ordem, saiba que os aparatos petistas irão persegui-lo implacavelmente, ainda que faça tudo certo. As duas dimensões e duas frequências diferentes do governo brasileiro não se restrin-

A eternidade do livro impresso

DÍVIDA EXTERNA E no Brasil? A dívida externa brasileira, em novembro de 2011, era de US$ 301,5 bilhões, informa o Banco Central, em nota à imprensa. Já as reservas internacionais, no mesmo período, atingiram US$ 352,1 bilhões. Os números demonstram que as reservas superam nossa dívida externa total. A mentira do governo brasileiro é afirmar que a dívida externa foi paga, como incutiu na mente da imensa maioria da população. Nada mais falso, enganador e mistificador. Segundo o Banco Central, a corrida por dólares no mercado internacional vem gerando a maior expansão da dívida externa brasileira desde a década de 1970: entre 2009 e abril de 2011, a dívida externa brasileira cresceu 42,4%, passando de US$ 198,3 para US$ 300 bilhões. A falácia da quitação da dívida externa não resiste aos fatos. É demagogia barata induzir a sociedade a acreditar que as reservas internacionais quitaram a dívida externa. O fato de as reservas superarem o montante global da dívida não significa que ela foi liquidada. Reservas internacionais servem para garantir confiabilidade da comunidade financeira internacional ante turbulências externas. No caso brasileiro, segundo o Banco Central, o passivo externo bruto alcançou, em 2011, US$ 1,43 trilhão, cerca de quatro vezes mais que o total das reservas internacionais. Nos últimos seis anos, esse passivo foi triplicado, gerado pelo crescente déficit em transações correntes.

Cuba era apenas um instrumento necessário para evitar a volta do capitalismo. Curiosamente, hoje, é a volta do capitalismo que entra na equação para ajudar a manter a ditadura do partido único, que os amigos cubanos do PT defendem e justificam. Além da alegação sobre as mudanças democráticas e da intenção de dar sobrevida à ditadura, outro fator que explicaria a “cooperação” seriam os bons negócios para as empresas brasileiras que venderão bens e serviços para Cuba. Tudo coberto, obviamente, pelos empréstimos do BNDES ao governo cubano, que não costuma ser bom pagador em razão da pobreza fiscal e cambial da ilha. Ou seja, tais empréstimos são candidatos a virar doação dos contribuintes brasileiros, que, se fossem indagados a respeito, provavelmente prefeririam destinar esses recursos a fundo meio perdido para alavancar o desenvolvimento das regiões mais pobres do nosso país, criando também demanda para nossas empresas. Não é demais lembrar que temos o 84º IDH e a 77ª renda per capita do mundo. Na Síria, o Brasil é cúmplice da barbárie praticada contra o povo pelo ditador Bashar Al Assad, que, anos atrás, assinou um acordo de cooperação com o PT. Não se sabe no que

A

história do pequeno Arthur, de 6 anos, é repleta de desafios e superação. A dedicação da família para proporcionar-lhe melhores condições de existência é comovente. O primeiro ano de vida do menino transcorreu dentro de um hospital. “O Arthur não tem um diagnóstico fechado. Ele apresenta um atraso neurológico de causa até agora desconhecida”, revelou a advogada Consuelo Machado à Boa Vontade TV. Ela abdicou da própria carreira para exclusivamente cuidar do filho. Com apoio da equipe médica e de sua avó Ana Nery de Freitas Machado, que é pediatra, Arthur apresentou progresso, de modo surpreendente: “Quando foi verificada a viabilidade de poder ser transferido da internação hospitalar para domiciliar, começaram os preparativos para que ele não sofresse um choque. Não se tratava de um bebê indo para casa, mas de uma criança de praticamente 1 ano, com percepções, saindo de um quarto

onde viveu toda sua iniciante vida para um ambiente totalmente desconhecido. Então, houve a orientação de que ele fosse, aos poucos, passeando pelo corredor, descendo até a porta do hospital e vendo a rua; até o dia em que ele foi colocado numa ambulância UTI, para que pudesse pela primeira vez conhecer a própria casa”, esclarece Consuelo. Com os cuidados médicos e com o amor e incentivo constantes da família, com 3 anos o pequeno Arthur já demonstrava claro desenvolvimento. Sua dedicada mãe recorda: “Para quem não ia andar, falar, era completamente surdo, não ia sentar nem ter controle da própria cabeça... uma criança que já está andando, jogando videogame, brincando, é, de fato, surpreendente”. Em decorrência dessa melhora visível, os médicos indicaram o início da socialização dele. “Inicialmente, com o que eles chamam de atividades extramuros, o Arthur sairia em curtos espaços de tempo para fazer uma sessão de equoterapia [método terapêutico e educacional que utiliza o cavalo] para fazer um passeio próximo, sempre verificando a viabilidade e as condições clínicas dele

Diretor-Presidente e Jornalista responsável: Paulo Antônio Carneiro Dias Editora: Jaqueline Gomes

D

naquele momento. E a frequência numa escola regular na qual o Arthur deveria ser incluído para que se socializasse e pudesse observar e se espelhar nas outras crianças da mesma idade”, relata a advogada. O que parecia algo fácil para a família de Arthur tornou-se mais um desafio. A advogada Consuelo Machado descreve: “Visitei várias escolas e quando optei por uma encontrei uma barreira muito grande. Obviamente, ninguém me deu um documento dizendo que não estava aceitando o meu filho. Eles começaram a postergar, a impor exigências, a dizer que precisavam consultar o advogado da escola, a exigir que eu assinasse um termo de responsabilidade sobre a doença do meu filho. (...) Foi uma situação desagradável, que durou — na minha tentativa de fazer tudo amigavelmente — uns dois meses, até que finalmente notifiquei a escola extrajudicialmente e, em 24 horas, o Arthur estava devidamente matriculado”. Para Consuelo Machado, o medo do desconhecido ainda prejudica a inclusão escolar de crianças deficientes. “O ser humano tem medo de enfrentar aquilo que desconhece.

iário de Petrópolis 57 anos

Uma publicação da PJ Editora e Gráfica e Jornalística Ltda

Preço do Exemplar 3ª a sábado R$ 1,20 Domingo R$ 1,80 Atrasado R$ 2,50

Assinatura Trimestral Petrópolis R$ 80,00 Rio e outros R$ 160,00

Assinatura Mensal Petrópolis R$ 28,00 Rio e outros R$ 56,00

Assinatura Semestral Petrópolis R$ 152,00 Rio e outros R$ 304,00

Conheço histórias de outras famílias que enfrentam a mesma dificuldade. Esse problema tem de ser conversado, discutido, e não pode de forma nenhuma prevalecer ao direito maior que é o melhor interesse da criança: o direito fundamental dele de ter a sua escolarização, a sua permanência na escola e a sua socialização”. O tema requer, há tempos, atenção de toda a sociedade. Da vida do pequeno Arthur podemos tirar lições importantes de amor, determinação e solidariedade. A Legião da Boa Vontade, na capital gaúcha, abriu inscrições para o programa “Cidadão-Bebê”. Dentre os diversos atendimentos, a LBV proporciona às futuras mães instruções sobre saúde e bemestar do bebê, sessões de fisioterapia, oficinas e acompanhamento social. As interessadas devem ligar para (51) 3325-7036. Em Porto Alegre, o Centro Comunitário de Assistência Social, da Legião da Boa Vontade, está localizado na Av. São Paulo, 722 — São Geraldo. n Jornalista, radialista e escritor.

paivanetto@lbv.org.br www.boavontade.com

Site: www.diariodepetropolis.com.br E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Diretoria 2246-3807 Assinatura 2246-3807 Publicidade 2237-7849 Classificado 2246-3807 Redação 2235-7165

Rua Joaquim Moreira 106 Centro - Petrópolis - RJ Cep 25.600-000 CNPJ 02.424.864/0001-66

ABRAJORI - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS JORNAIS DO INTERIOR

As opiniões emitidas em artigos assinados não representam, necessariamente, o pensamento do jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores. Da mesma forma, as informações e opiniões nas colunas são de responsabilidade de seus titulares.


terça-feira , 7 de fevereiro de 2012

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

3

cidade

Construção civil deve crescer 30% na cidade No Brasil, a construção civil teve uma alta de 7,46% na contratação de pessoal em 2011, de acordo com o levantamento realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em parceria com o Sindicato das Indústrias de São Paulo. Em Petrópolis, o setor que conta com aproximadamente três mil profissionais também registrou alta, e bem acima da média nacional. No mesmo ano foram 400 contratações, que, segundo o Sindicato da Construção Civil de Petrópolis, representaram 30% a mais do que no ano anterior. A estimativa do presidente do sindicato José Maria Rabelo é de que até o fim do primeiro semestre de 2012 já haja um crescimento de quase 30%, mas o município ainda esbarra na falta de mão de obra qualificada. - Muitas empresas estão procurando o sindicato porque vão começar obras nos próximos meses e estão em busca de profissionais. Algumas já estão até em andamento e quando aceleraremo trabalho precisarão de mais gente – declarou José Maria, referindo-se a uma obra, já iniciada, de um condomínio residencial no Samambaia que conta com aproximadamente 40 funcionários atualmente, mas a empresa já sinalizou ao sindicato que precisará aumentar o quadro para completar 200 pessoas. De acordo com José Maria, somente hoje chegaram pedidos de empresas por profissionais como: servente, pedreiro, carpinteiro, armador, ladrilheiro e eletricista. Entretanto, para alguns ofícios estão faltando profissionais qualificados. - Estamos tentando par-

ceria para realizar cursos de capacitação, mas ainda esbarramos no quesito escolaridade porque muitos estudaram até a antiga 3ª ou 4ª série. Isso dificulta fazer um curso, até preencher uma ficha. Além disso, como o serviço é pesado, muitos jovens não se interessam pelo ofício. Algumas empresas não conseguem completar todo o quadro somente com funcionários da cidade e acabam recorrendo a outros municípios, como Três Rios. No ano passado foram 51 demissões em janeiro, esse ano já caiu para 49 no mesmo mês, mas muitos já terminam um serviço e vão para outra obra – afirmou. Para criar um atrativo para as funções com poucos profissionais qualificados, o sindicato conseguiu aprovar no último dissídio reajustes que chegaram a 19,73%, bem acima do IPC (Índice de Preço ao Consumidor) do período (julho de 2011), que foi de 6,79%, e também maior do que o índice geral no setor que foi de 8,85%. Os maiores aumentos foram para o grupo I formado por carpinteiro de esquadria, carpinteiro de telhado, eletricista, gasista, bombeiro hidráulico, pastilheiro, pedreiro refratário e montado de torre de elevador, cujo piso foi para R$ 1.161,64. Já os profissionais do grupo II – pedreiro, armador, carpinteiro de forma, carpinteiro serrador, gesseiro, guincheiro, impermeabilizador, marteleiro, pintor, operador de policorte, apontador e almoxarife – estão com o salário de R$ 1.065,06, que é o mesmo valor para auxiliar administrativo na constru-

Fotos:Arquivo

ção civil, um dos mais altos comparando com o mesmo cargo em outras categorias e em outros municípios. Falta de segurança O sindicato ainda enfrenta empresas que desrespeitam a legislação, insistindo em não registrar o profissional e em não oferecer condições adequadas de trabalho. Segundo José Maria, são recebidas, em média, oito denúncias por mês. - A maioria é por falta de carteira assinada, funcionários trabalhando sem equipamento de segurança e situação insalubre, em relação a vestiários, refeitórios e banheiros. Temos encontrado muitos furos das empresas porque elas só pensam em ganhar, mas aí nós entramos com a fiscalização. Trabalhamos sempre em parceira com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) desde 1991 – declarou, e completou. Recentemente, o sindicato foi averiguar uma denúncia no município e constatou irregularidades. – Estivemos num condomínio que está sendo construído na Estrada Petrópolis/Teresópolis (Philúvio Cerqueira) e encontramos funcionários sem botina, sem capacete e o vestiário sem condições de uma pessoa utilizar. Intimamos e vamos voltar daqui a 20 dias para verificar se foi tudo cumprido. O fiscal ainda autuou e multou a empresa porque 15 funcionários estavam trabalhando sem carteira assinada. O problema é que acontece algum acidente, não tem nem direito ao benefício – ressaltou.

Mestre de obras durante o trabalho: crescimento de 30% em 2011 pode se repetir em 2012

Domésticos poderão ter reajuste de quase R$ 100

Colégio Dom Pedro II, no Centro: matrícula no ensino médio é prerrequisito para inscrição

Inscrições para o EMI do D. Pedro II vão até quarta Até esta quarta-feira (8), a Coordenação de Ensino Médio Integrado do Colégio Estadual D. Pedro II receberá inscrições para seu processo seletivo com vista ao preenchimento das vagas de primeiro ano para o ano letivo de 2012. Este prazo foi prorrogado em virtude de uma resolução da Secretaria estadual de Educação (Seeduc) publicada no Diário Oficial do Estado que prevê novas regras de ingresso na modalidade Ensino Médio Integrado (EMI). Como prerrequisito, os candidatos já devem estar matriculados no primeiro ano do Ensino Médio na rede estadual de ensino, impreterivelmente, em qualquer colégio ou ciep, não apenas do município de Petrópolis. Isto significa uma ampliação das possibilidades de acesso a esta modalidade de ensino, visto que, por ser bastante concorrido, o acesso ao curso acabava ficando limitado a quem se matri-

culava apenas no C.E. Dom Pedro II. Como documentos necessários para esta primeira fase, somente o número da matrícula recebido em sua escola estadual de origem e cópia de RG/certidão de nascimento. O curso é resultado de uma nova política do Ministério da Educação, voltada para a busca de alternativas pedagógicas aos modelos de formação profissional em nível médio, tem duração de três anos, em horário integral, e atende a cerca de 150 alunos. Nele os estudantes têm aulas das disciplinas regulares do Ensino Médio e disciplinas do núcleo de formação profissional que convergem conteúdos, habilidades e atitudes profissionais para o desenvolvimento de produtos, a partir de projetos de trabalho em audiovisual. Esses produtos são divulgados em festivais nacionais e nas mídias locais. O EMI de Petrópolis, sediado no C.E. Dom Pedro

II, é na área de Comunicação Social, com ênfase em rádio e vídeo. Em seus quatro anos, o curso vem se destacando em atividades dentro e fora dos muros escolares, como a participação nas três últimas edições da Sessão Vídeo Fórum do Festival de Cinema do Rio BR Petrobras e sessões com debate do projeto Cinema para Todos, da Seeduc, entre outros eventos que visam aprimorar suas vivências profissionais. Além disso, nos últimos dois anos o EMI-Petrópolis realizou, em parceria com o Museu Imperial, a Mostra de Audiovisual, projeto que dá visibilidade à produção de seus alunos e articula saberes na área do audiovisual mobilizando o mercado e produtores/artistas do cinema brasileiro. Para mais informações, os telefones são 2291-1719 e 2291-1706, ou diretamente na coordenação do EMI, no próprio C.E. Dom Pedro II.

Empregadores e trabalhadores domésticos terão muito que negociar este ano. Caso seja aprovado o reajuste salarial para a categoria, que tramita na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), o piso da classe no estado poderá ser o segundo maior do Brasil. O aumento, de R$ 639,26 para R$ 729,58 por mês – quase R$ 100 a mais, é animador para os empregados, mas eles também temem que isso seja um incentivo para as demissões ou a troca de domésticos por diaristas. Por outro lado, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Domésticos de Petrópolis, Irma Aparecida Martins, disse que não há motivos para preocupação. - Todo ano é a mesma coisa, tem sempre essa expectativa por conta do aumento de salário. As pessoas logo ficam com medo de serem mandadas embora, mas isso não ocorre. Os empregados não costumam ser demitidos por conta desse

reajuste. Só que o susto logo passa e volta tudo ao normal. E o aumento pode parecer muito para os patrões, mas não é tão absurdo assim e eles logo se dão conta disso – explicou a presidente do sindicato. Apesar disso, especialistas alertam: empregadores terão que analisar despesas e fazer contas. O novo valor ajustará ganhos e obrigará muitos à negociação, especialmente nos casos de empregadas mais bem remuneradas. Em entrevista ao jornal O Dia, o presidente do Instituto Doméstica Legal, Mario Avelino, disse que quem paga menos que o salário mínimo regional terá que igualar a remuneração. Em janeiro e fevereiro, valerá o antigo piso, R$ 639,26. O novo só deverá entrar em vigor a partir de março. Avelino também explica na reportagem que o empregador que remunera acima do piso tem liberdade para negociar o índice de aumen-

to, desde que não seja menor que o percentual aprovado legalmente para reajuste. Quem paga mais que o regional não é obrigado a aumentar o salário pelo mesmo índice. Pode ser um valor negociado. O Rio de Janeiro foi o primeiro estado a criar um piso salarial para a profissão. Despesas podem ser vistas na internet Para o auxílio, Empregadores podem verificar como ficam as despesas por meio do site do Instituto Doméstica Legal, que tem uma calculadora: http://www.domesticalegal.com.br. Já para a troca, mesmo com profissionais mais bem pagas e valorizadas, o novo valor do piso regional do Rio pode fazer o empregador reconsiderar despesas e trocar doméstica por diarista.

Índice de preços tem queda de 0,30% em dezembro O Índice de Preços do Comércio Varejista (IPCVAmplo) apresentou uma queda de 0,30% em dezembro de 2011. No mesmo período de 2010, houve uma alta de 1,89%. As principais quedas foram registradas nos itens Artigos de Residência (1,39%), Vestuário (-0,98%), Saúde e Higiene Pessoal (0,72%), Despesas Pessoais (0,66%), Manutenção Predial (-0,22%) e Veículo (-0,18%).

Foram coletados 9.930 preços em 180 pontos comerciais da cidade de Petrópolis. O estudo observou as variações de preço de 396 itens de Alimentação, Manutenção Predial, Artigos de Residência, Vestuário, Veículo, Saúde e Higiene Pessoal e Despesas Pessoais. Os produtos que registraram a maior queda foram limão (-20,77%), abacaxi (-16,76%), cenoura (-16,44%) e cebola

(-15,33%). Em compensação, os produtos que mais subiram de preço foram laranja lima (15,98%), banana prata (14,15%) e repolho (7,70%). Em novembro de 2011, o IPCV-Amplo já havia mostrado outra baixa (0,51%). A pesquisa é realizada mensalmente. O estudo foi realizado pelo Sindicato do Comércio Varejista (Sicomércio), em parceria com a Fecomércio-RJ.


4

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

57 anos

TERÇA-FEIRA, 7 DE FEVEREIRO DE 2012

Na Folia Carioca

Alexandre Machado

O empresário da comunicação Armandinho Anache e sua Thereza Cristina passam o Carnaval no Rio de Janeiro, no elegante apartamento de Ipanema. Armando e Thereza são fortes na comunicação nas cidades de Corumbá e Aquidauana, no Pantanal Mato-Grossense. Ela é filha de uma família tradicional do Estado do Rio.

colunadoalexandre@gmail.com (21) 8341-8558

Posse

Curtas  O Restaurante Santo Vinho - Vinho Santo, no Valparaíso, passa a oferecer aos clientes, a opção da Bacalhoada, aos sábados e domingos. E em março, mais novidades...  A professora Maria Eli de Queiroz aniversaria amanhã. No sábado, ela reúne amigos para uma comemoração na Maison Magamez.

Thati Noel Ximenes, Marina Butturini, Paloma Ximenes, Lolo Ayres e Lucas Massari badalando na noite de Itaipava (Foto: L² Studio Fotográfico)

 E amanhã, também comemoram idade nova, Ana Kaye, Thiago Stulpen, Lúcia Navarro e Renato Freixiela.

Tamboatá é show! Considerada uma das melhores bandas de dance music do Brasil, a Celebrare vai tomar conta da noite do Tamboatá, a melhor casa de shows de Itaipava, na sexta-feira, 10 de fevereiro, a partir das 22h. Não vai dar para ficar sentado. O som da banda sempre contagia a plateia. Nos intervalos, o suporte do residente DJ Vinícius Magalhães.

 Elda Lotti e Angelita Werneck preparam novidades no brechó Velho Pirata. Quem quiser conhecer e adquirir produtos de qualidade é só dar uma passada no edifício Carlos Werneck.  A linda atriz Angela Vieira e Miguel Paiva são frequentadores assíduos da delicatessen do Ary, no Shopping Estação Itaipava.  Isabela e Luiz Felipe Francisco estão entre os convidados para o camarote da Cerveja Itaipava e Unidos de Vila Isabel, na Marquês de Sapucaí.  Todos os queijos, chutneys e doces consumidos no restaurante Sr. Tacho, em Itaipava, são fabricados pelas proprietárias Andrea Rosa e Manuela Carreira, no Sítio Jacareirão, em Paraíba do Sul.

No bar do Horto Sábado ensolarado e animado no bar do Hortomercado de Itaipava, reuniu: Raul Luedemann, Fernando Fortes, Paulo Antônio Carneiro Dias, Márcia Goulart com a amiga Rosane, Cel. Anibal Ornelas e senhora, Telmo Otero e a filha Telminha, Terezinha e Jecy Sarmento, vereador Dudu comandando uma mesa e mais e mais... Todos saboreando a cerveja supergelada e o melhor pastel da cidade.

O desembargador Cláudio dell`Orto tomou posse na presidência da AMAERJ (Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro), sexta-feira, em substituição ao desembargador Antônio César Siqueira. A nova administração conta com magistrados de Petrópolis, como os juízes Jorge Luiz Martins Alves e Andréa Maciel Pachá. A Diretoria de Projetos Especiais está entregue ao diligente e atuante desembargador Luiz Felipe Francisco.

Belas: Bianca Bellonia, Fernanda Rocha e Gisana Pereira

Comemoração Eduarda, filha de Aretuza e Juliano Santos, comemorou seus 5 anos, domingo, na casa de festas Spetacollo, em Corrêas. A criançada se divertiu com recreadores e muitas brincadeiras. Eduarda é neta do querido Fernando Fortes.

Diego Schmitt Rocha e Lorena Alves

Direitos Autorais Registro de Músicas Livros Eventos Culturais Agente: Domingos Capistrano Operando no Mercado a 32 anos

Leia e assine o Diário de Petrópolis

Tels.: (24) 2237-3210 (24) 9832-0327 Petrópolis - RJ (22) 9907-4947 Cabo Frio - RJ


terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

5

cidade

Caminhão tomba na BR-040 e deixa um morto O tombamento de um caminhão na rodovia BR -040, na altura de Pedro do Rio, deixou um morto e um ferido na manhã de ontem. Arthur Renato de Almeida, de 50 anos, que trabalhava como ajudante, foi arremessado para fora do veículo e morreu no local. Já o motorista, Edmilson Pinto Ferreira, de 52 anos, foi socorrido por equipes do o Corpo de bombeiros e Concer - concessionária que administra o trecho - e levado ao Hospital Santa Teresa. Ele passaria por cirurgia ao longo de toda a tarde de ontem. O caminhoneiro sofreu diversas fraturas e, segundo a unidade, o estado dele era gravíssimo. O acidente ocorreu no km 52 da pista sentido Juiz de fora, por volta de 8h20. De acordo com a perícia feita pela Polícia Civil, o veículo trafegava a 90 km por hora. O caminhoneiro teria perdido o controle na curva em função do excesso de velocidade, e não conseguiu evitar o tombamento do veículo, que arrastou-se por alguns metros

junto ao guard-rail. O ajudante foi arremessado para fora do carro e, segundo testemunhas, ficou sobre a proteção, morrendo instantaneamente. O corpo só foi removido do local por volta de 13h40. Parte da carga de 20 toneladas em bobinas de papel se espalhou pela pista. O caminhão, que havia saído de Duque de Caxias com destino a Juiz de Fora ocupou quase toda extensão da via e o trânsito correu pelo acostamento. A falta de sinalização no trecho é também apontada como uma das causas do tombamento por um dos diretores da Associação Brasileira de Caminhoneiros (SP), Carlos Alberto Cartucho, de 46 anos. Segundo ele, deveria haver uma placa indicando que a velocidade de segurança para caminhões efetuarem a curva é de 60 km/h. - A sinalização em todo trecho da concessão é precária e por isso acabam ocorrendo acidentes e mortes desse tipo. A via é toda em 90 km/h, mas essa curva tem que ser feita Divulgação PM

A maconha, cocaína e craque foram levados para a 106ª DP

Homem preso por tráfico Um homem foi preso em flagrante por tráfico de drogas dentro do ônibus da linha Caxias/Petrópolis durante patrulhamento de rotina. De acordo com a polícia, o homem identificado como Roberto Júnior Calisto dos Santos foi preso com 155g de maconha, um sacolé de cocaína e uma pedra de crack encontrados numa sacola. Ao perceber a abordagem policial, ele teria ficado muito nervoso e jogou a sa-

cola pela janela do ônibus. A operação ocorreu no último domingo, às 19h25, e foi realiza pela equipe da Patamo comandada pelo terceiro sargento Grosse e composta pelos soldados Anderson e Duque. O homem que informou morar em Rio Bonito foi conduzido à 105ªDP, no Retiro, onde ficou preso. Roberto foi autuado por tráfico de entorpecentes, artigos 33 e 40 da lei nº 11.343/06.

Alto da Serra: fogo assusta Um caminhão pegou fogo no início da manhã de ontem, na Rua Chile, no bairro Alto da Serra. O veículo estava estacionado, carregado com engradados de garrafas de cerveja vazias. O Corpo de Bombeiros foi chamado e conseguiu

conter as chamas. A Companhia de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) compareceu ao local para fazer a limpeza. Uma pane mecânica é apontada como provável causa do incêndio. Apesar do susto, ninguém ficou ferido.

a 60 km. Mesmo assim, não há nenhuma placa indicando. Uma boa sinalização evita até 70% dos acidentes- garante. Outro diretor da Abcam, o caminhoneiro Jorge Lisboa criticou ainda a demora na remoção do corpo do local. De acordo com ele, estava marcada há três meses uma reunião entre as representações dos caminhoneiros, a Concer e a Polícia Rodoviária Federal (PRF), para discutir os problemas do trecho. - A concessionária muitas vezes joga a culpa dos acidentes nos caminhoneiros, dizendo que acontecem com caminhões velhos ou por conta de cargas mal colocadas. Mas não é só isso. A sinalização é péssima. Já marcamos reuniões para discutir o assunto e arrumar uma solução, mas até agora nada. Estamos cansados de esperar - reclama Lisboa. Até o fechamento desta edição a Concer não respondeu sobre as indagações dos caminhoneiros denunciados na matéria.

Frente do caminhão ficou completamente destruída. O ajudante morreu e o motorista está grave

Batalhão da PM de Petrópolis tem chances de entrar em greve a partir de sexta-feira A exemplo dos policiais militares da Bahia, que entraram em greve na última semana, os profissionais do estado do Rio também poderão aderir ao movimento, inclusive agentes de Petrópolis. O assunto já estaria sendo discutido no 26º Batalhão, mas, oficialmente, a corporação preferiu não se manifestar, “pelo menos por enquanto”. No próximo dia 9, uma reunião está marcada na capital fluminense, na Cinelândia, para discutir a participação do estado. Caso seja aprovada, o movimento no Rio começa no dia 10 de fevereiro. Na última sexta-feira, mulheres de policiais cariocas se reuniram no Largo do Machado e seguiram em caminhada para o Palácio Guanabara, sede do governo estadual, onde fizeram um panelaço. A categoria busca melhores condições de trabalho e um aumento de salário. Se a greve no Rio for mesmo deflagrada, o comando da PM precisará solicitar o apoio de policiais de outros estados.

Em uma tentativa de conter a ameaça, o governador Sérgio Cabral afirmou ontem que policiais e bombeiros do estado terão um total de 107% de aumento salarial, somando-se os reajustes dados pelo governo desde 2007 até os que já estão garantidos para 2012 e 2013. Como exemplo da política de valorização dos profissionais das áreas de Segurança Pública e Defesa Civil, Cabral comparou a remuneração básica de policiais e bombeiros em fevereiro de 2012 com a que recebiam antes da atual gestão. – O policial militar, o cabo, o soldado, o sargento, recebiam reajuste ou ganhavam uma gratificação. O nosso governo optou por fazer as duas coisas. A partir do projeto de lei que enviamos na última quarta-feira (01/02) à Assembleia Legislativa e que os deputados estaduais começam a votar nesta semana, o salário base será de R$ 1.669. Com as gratificações que pagamos aos nossos profissionais que estão nas ruas,

que é a grande maioria da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, o salário base de um PM e de um bombeiro será de R$ 2.019. Isso sem falar nos policiais das UPPs que, com gratificação de R$500, recebem R$ 2.169 – afirmou o governador. Cabral disse ainda que, ao investir em uma política salarial consistente, a PM do Rio de Janeiro saltou de um orçamento de R$ 916 milhões em2006 para R$ 2,3 bilhões neste ano de 2012. O governador lembrou ainda que milhares de policiais militares e civis recebem premiação semestral, em dinheiro, ao atingirem metas pré-estabelecidas. – O projeto de lei encaminhado à Alerj vai garantir, em 2012e 2013, um aumento acumulado de 38,8% aos policiais e bombeiros militares, policiais civis e inspetores de segurança e administração penitenciária. Na Polícia Civil, um inspetor está ganhando, de salário base, R$ 2.409. Além disso, nós temos uma política

de premiação, para as duas polícias, que inclui delegado, inspetor, soldado, cabo ou coronel. Começamos com R$ 1.000, R$ 2.000e R$ 3.000 por semestre. Neste primeiro semestre de 2012, vamos pagar, de pendendo da meta atingida, R$ 3.000, R$ 4.500, R$ 6.000 e R$ 9.000 para cada um. No último semestre de 2011, remuneramos quase 20 mil PMs e policiais civis com esta premiação – disse Cabral. n

Greve começou na Bahia

Parte dos policiais militares da Bahia estão em greve desde a noite de terça-feira (31). Neste período, o número de homicídios em Salvador e região metropolitana aumentou 129% em comparação ao mesmo período da semana anterior. Das 21h de terça (31) até as 1h45 desta segunda, foram registrados pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) 89 homicídios.

Trabalho na Comunidade estará no bairro Itamarati O projeto Trabalho na Comunidade chega ao bairro Itamarati. Hoje (07/02), entre 10h e 16h, as tendas da Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac) estarão na Praça do Itamarati. Serão quatro barracas que oferece-

Estudantes voltaram às aulas O trânsito ficou lento na manhã de ontem nas ruas Santos Dumont e Souza Franco, no Centro, no primeiro dia de aula dos mais de 120 mil alunos das escolas da rede pública e particular em Petrópolis. Das escolas municipais, apenas o Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio (campus I e II) e as escolas Pedro Amado e Hercília Moreti não iniciaram as aulas, que vão começar no dia 13 de janeiro porque estão passando por obras estruturais. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, as aulas serão repostas. De acordo com o Censo Escolar 2011, a rede municipal de ensino possui 170 escolas com 42.089 alunos. Além dessas, existem outras 26 escolas que foram municipalizadas com 5.762 estudantes. Parte dos Centros de Educação Infantil retomaram as atividades normais no dia

Vagner Batista

rão aos moradores da localidade e redondezas cadastro no balcão de empregos em cursos profissionalizantes, emissão de carteiras de trabalho, divulgação do Crédito Cidadão e oficinas de artesanato.

Arquivo

Nada melhor do que um telefone para quem, atŽ bem pouco tempo atr‡s, s— podia colocar a boca no trombone. Alunos da rede pública municipal de ensino entram no ônibus

17 de janeiro, com as colônias de férias. Já em relação ao estado, em Petrópolis, aproximadamente 15 mil alunos das 15 escolas estaduais voltarão ontem às aulas. Anteriormente, a Companhia Petropolitana de Trânsito

e Transporte (CPTrans) afirmou que estava se preparando para a volta às aulas, mas o Diário entrou em contato com a assessoria de comunicação para obter mais informações sobre a operação realizada ontem, mas até o fechamento não obteve resposta.

Seu canal direto para fazer denœncias. www.alerj.rj.gov.br


6

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Agenda Cultural

marciosalerno@diariodepetropolis.com.br

Música INSTITUTO OMAR CARDOSO

HORÓSCOPO Áries - (21/03 a 20/04) Dia em que, pela influência e colaboração dos amigos, vizinhos e dos superiores poderá realizar seus desejos. Você deverá receber ajuda proveniente de seu par amoroso ou mais provavelmente, conseguirá sucesso em negócios realizados hoje.

Touro - (21/04 a 20/05)

Esta benéfica influência atingirá diretamente sua capacidade mental, dando mais disposição para entabular e pensar nas novas empresas e especulações que pretende realizar. Favorável a loteria e a sorteios.

Gêmeos - (21/05 a 20/06)

Dia benéfico. A fase é favorável para tudo o que pretenda realizar ou receber. Faça deste dia, um marco de esperança e otimismo. Procure vivê-lo intensamente. Ideal para o amor. Procure viver com equilíbrio, mesmo dentro da agitação da vida diária.

Câncer - (21/06 a 22/07)

Dia negativo, principalmente com a pessoa amada e os assuntos domésticos. Procure compreender as pessoas de mente elevada e se aprimore. Período dos mais difíceis, que acabará superando se confirmar seu otimismo.

Leão - (23/07 a 22/08)

Marte vai favorecer você hoje. Procure desenvolver seu trabalho de modo mais organizado. Bom dia para se destacar sobre os demais. Aplique-se melhor no trabalho, uma vez que você está deixando esta parte importante da sua vida um pouco de lado.

Virgem - (23/08 a 22/09)

Evite o pessimismo e seja mais confiante e empreendedor, hábil e ambicioso, que terá muito sucesso em tudo que fizer hoje. Aumento de vitalidade, da influência pessoal e das chances no amor.

Libra - (23/09 a 22/10)

Dia excepcional. Benéfico para amizades e amor. Boas chances para competições, recebimento de presentes ou qualquer coisa que lhe traga alegria. Obterá favor de pessoas religiosas ou de autoridades.

 Escorpião - (23/10 a 21/11) Ainda um período positivo para o amor, as artes, a criatividade e o trato com as crianças. Melhoria no ambiente de trabalho graças a sua criatividade e versatilidade. Se tiver de pensar em algo mais sério, e para resolver problemas que possam estar lhe afetando, aproveite este período.

Sagitário - (22/11 a 21/12)

Influência favorável para as finanças, contudo, se as coisas não correrem bem pela manhã, esteja certo de que à tarde ou pelo menos a noite, serão mais favorecidos. Possibilidade de ver realizados seus maiores desejos.

 Capricórnio - (22/12 a 20/01) Amigos lhe darão alguns desgostos e a pessoa amada poderá ressentir-se de falta de atenção. Fluxo astral muito benéfico para os negócios atinentes à família e aos meios de transmissão de ideias. Sorte nos jogos.

Aquário - (21/01 a 19/02)

Dia em que terá muita disposição mental e física para trabalhar aos negócios e para tratar de assuntos pessoais. Bastante favorecidos o amor e as novas amizades. Todavia, evite abusos. Seu lado mais prático e realista estará mais evidente hoje.

 Peixes - (20/02 a 20/03) Poupar as suas economias, a fim de conseguir a casa própria que tanto sonha e deseja, será o mais importante a fazer agora. Por outro lado, o fluxo é dos melhores para compra de bens móveis e imóveis e para os estudos.

José Henrique Nogueira lança seu CD na cidade O violonista e compositor José Henrique Nogueira estará lançando, em Petrópolis, o seu CD ‘Caiçara’. O show será realizado no dia nove de março, às 20h, no Teatro Afonso Arinos do Centro de Cultura Raul de Leoni. Os ingressos saem a R$ 20 e R$ 10 (meia entrada – estudantes, professores, classe artística, idosos, portadores de necessidades especiais). O músico, apesar de residir no Rio de Janeiro, tem uma relação muito amistosa e próxima com Petrópolis, pois durante muitos anos foi professor do Colégio Ipiranga e da UCP. Educador musical de conceituadas escolas do Rio de Janeiro há 20 anos, JH Nogueira (José Henrique No-

José Nogueira sobe a serra em março para lançar CD

gueira) apresenta seu novo trabalho, o CD independente ‘Caiçara’ – produção musical de David Ganc - com repertório de músicas autorais e todas elas instrumentais José Henrique Nogueira (violão e voz) realiza seu show acompanhado por Marcos Martins (violão/guitarra) e Felipe Cotta (percussão) e com as participações especiais de Marcílio Lopes (Bandolim do Grupo Água de Moringa); Sandro Guimarães (sax). No show, além de suas composições, JH Nogueira interpreta canções conhecidas do público de compositores como Leon Russel, Cartola e Cazuza, que fizeram parte de sua experiência em espaços culturais e casas noturnas da cidade do Rio de Janeiro.

Teatro

Realidade da favela é tema de peça a ser encenada hoje Hoje, às 20h30, será apresentada a peça teatral “Favela” no Theatro D. Pedro, censura 12 anos, ingressos a R$ 60. O espetáculo é dirigido por Rodrigo Santana, que narra um dia comum de uma comunidade. Essa Favela é apresentada por Thalita Carauta em quatro personagens que dão humor a essa realidade: Clarete, uma vendedora de calcinha barraqueira; Dona Sanatinha, uma pregadora suspeita; Fininho, o chefe da Favela e a sedutora Janete, a radialista que dá dicas de sedução. A peça começa com a favela acordando, como seria num dia qualquer, não fosse uma festa oferecida por Fininho que engrena o espetáculo para um desfecho inusitado das personagens.

A favela dá o tom de peça a ser encenada hoje no D. Pedro

Ilustre

De graça

Palestra sobre a vida do Barão do Rio Branco

Comédia nacional é o destaque na H. Mauro

O Instituto Histórico de Petrópolis (IHP) promove uma palestra no próximo dia 13 de fevereiro, uma segunda-feira, a ser proferida na Casa Cláudio de Souza, Praça da Liberdade, 247, Centro (Silogeu Petropolitano), em homenagem ao centenário de falecimento do maior diplomata que o Brasil já teve. A palestra intitula-se “Barão do Rio Branco – Fatos & História”, e será proferida pelo associado titular do IHP, professor Jerônymo Ferreira Alves Netto. A palestra terá início às 18h30 e promete trazer muitas informações preciosas sobre este brasileiro cuja carreira teve grande importância no Brasil Império

Hoje e amanhã, às 19h, a Sala Humberto Mauro do Centro de Cultura Raul de Leoni apresenta o filme “Quincas Berro D’Água”, uma comédia brasileira. Quincas é um funcionário público cansado da vida que leva. Um dia ele resolve deixar sua família de lado e cair na farra, ganhando fama como Quincas Berro D’Água, o rei dos vagabundos. Quando ele é encontrado morto em seu quarto, sua família resolve apagar os vestígios de sua fase arruaceira e lhe dar um enterro respeitável. Só que seus amigos surgem no local e decidem

CINE ITAIPAVA Est. União & Indústria, 11.000 Itaipava SHERLOCK HOLMES 2 - O JOGO DE SOMBRAS – Censura 14 anos – com Robert Downey, Jr – Horários: 15h, 17h30 e 20h30 de terça a domingo Ingressos: terças e quartas ingresso promocional a R$ 6 para todos (exceto feriados). Preço de ingressos as quintas e sextas - inteira R$ 14 e meia R$ 7. Preço de ingressos aos sábados e domingos - inteira R$ 16 e meia R$ 8. CINE BAUHAUS R. Dr. Nelson de Sá Earp, 89 Shopping Center Bauhaus Centro SALA 1 COMPRAMOS UM ZOOLÓGICO – Censura livre - com Matt Damon – Horários: 14h10 SHERLOCK HOLMES:O JOGO DE SOMBRAS – Censura 14 anos – com Robert Downey, Jr. – Horários: 16h30 e 21h DOIS COELHOS – Censura 16 anos – com Alessandra Negrini – Horários: 19h SALA 2 VIAGEM 2 – A ILHA MISTERIOSA – Censura 10 anos – com Michael Caine – Horários: 14h45, 17h, 19h15 e 21h15 Preços: Segunda é dia de cinema. Ingressos a R$ 3 em todas as sessões. Terça a quinta (exceto feriados): Sessões iniciadas até 15h59min Inteira: R$ 10 (meia: R$ 5). Após 16h inteira: R$ 12 (meia: R$ 6). Sexta a domingo e feriados: Sessões iniciadas até 15h59min inteira: R$ 12 (meia R$ 6) Após 16h inteira: R$ 14 (meia R$ 7). Lembrando que estamos com uma promoção de terça a domingo: todas as pessoas pagam meia entrada. TOP CINE HIPERSHOPPING ABC Rua Teresa, 1415 / 2º piso Alto da Serra – Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br

VIAGEM 2: A ILHA MISTERIÓSA – Censura livre – com Michael Caine – Horários: 14h50, 16h509, 18h50 e 20h50 2ª feira dia 06 não haverá sessão SALA 2 ALVIM E OS ESQUILOS 3 – Censura livre – Horários: 15h, 17h e 19h 2ª feira – dia 06 – não haverá sessão A HORA DA ESCURIDÃO – Censura 12 anos – com Emile Hirsch - Horários: 21h 2ª feira – dia 06 – não haverá sessão TOP CINE HIPERSHOPPING MERCADO ESTAÇÃO Rua Paulo Barbosa, 310 / 1º piso Centro - Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br SALA 1 AS AVENTURAS DE TIN TIM – Censura 10 anos – Horários: 15h10 2ª feira – dia 06 – não haverá sessão, 1 indicação para o Oscar 2012 Vencedor Globo de Ouro 2012 – melhor animação OS HOMENS QUE NÃO AMAVAM AS MULHERES – Censura 16 anos – com Christopher Plummer – Horários: 17h30 e 20h30 2ª feira – dia 06 – não haverá sessão, 5 indicações para o Oscar 2012 SALA 2 FILHA DO MAL – Censura 14 anos – com Susan Crowley – Horários: 15h30, 17h20, 19h10 e 21h 2ª feira – dia 06 – não haverá sessão SALA 3 AS AVENTURAS DE TIN TIM – Censura 10 anos – Horários: 18h 2ª feira – dia 06 – não haverá sessão SHERLOCK HOLMES – jogo de sombras – Censura 12 anos – com Jude Law – Horários: 15h20 e 20h40 2ª feira – dia 06 – não haverá sessão

Filmes na TV

Clássico da literatura brasileira é destaque na Humberto Mauro

levá-lo para uma última farra. Com Paulo José, Marieta Severo, Mariana Ximenes e Vladimir Brichta. A direção é de Sérgio Machado, a censura é 14 anos e a entrada é franca.

Literatura

Biografia de Rihanna chega às livrarias do todo o Brasil Considerada uma das cantoras mais bem-sucedidas da atualidade, Robyn Rihanna Fenty, natural de Barbados, acaba de ganhar a primeira biografia em português. Lançado pela Matrix Editora, o livro “Rihanna – Uma Vida de Sucesso”,conta a história da cantora, abordando desde a infância e início da carreira até os momentos menos conhecidos como a difícil relação com o pai, as brigas em casa, as aventuras com os amigos e todos os altos e baixos da vida pessoal e profissional. Rihanna sempre sonhou

SALA 1

que um dia conseguiria ser uma cantora famosa em todo o mundo. Mas nunca imaginou que esse sonho se tornaria realidade tão cedo. Com apenas 16anos, ela foi a cantora mais jovem a assinar um contrato com a gravadora Def Jam, depois de ter enviado a sua gravação demo para JayZ, presidente da companhia na época. Seu single de estreia, “Pon de Replay”, conquistou a 2ª posição nas paradas musicais dos Estados Unidos e do Reino Unido. Depois disso, a jovem que cantava desde os 3 anos

de idade usando uma escova de cabelo como microfone, não parou mais de ficar nos topos das paradas mundiais. Rihanna voltou para o estúdio para gravar um novo álbum como renomado produtor NeYo. O resultado foi A Girl Like Me, disco de platina nos mercados americano e britânico, e um single –“S.O.S.” – que bateu todos os recordes de vendas até então. A turnê que se seguiu e outros três discos de platina confirmaram a posição de Rihanna como uma das artistas mais badaladas e bem-sucedidas do planeta.

A MOEDINHA DA SORTE – GLOBO - 16H10 – COM SPRENCER BRESLIN - Alex é um adolescente que acha sua vida uma chatice. Em sua cabeça, nada dá certo por causa de seu irmão caçula, Stevie, que, apesar de ter 10 anos, vem arruinando a sua vida. Tudo parecia não ter mais jeito, até o dia em que o desejo de Alex de não ter um irmão caçula é realizado por uma moeda da sorte. A partir daí, tudo muda. Agora ele é filho único, o melhor jogador da escola e namora a líder de torcida. FORÇA POLICIAL – SBT - 23H – EDWARD NORTON - Há anos, a família Tierney, uma verdadeira dinastia de oficiais, dedica-se ao cumprimento da lei. Quando uma batida policial dá errado e quatro policiais são assassinados, um escândalo de corrupção vem à tona, tornando-se a principal manchete dos jornais. No decorrer das investigações, Ray Tierney desconfia que um dos seus familiares possa estar envolvido.


terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

7

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

geral

Museu Imperial abrirá durante o carnaval Promoções em ligações valem só para mesma operadora Para estimular o cliente a realizar ligações entre telefones celulares da mesma operadora, principalmente após a decisão da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) que proporcionará uma economia de até 45% nos gastos dos consumidores até 2014 em ligações de móvel para fixo, as empresas de telefonia estão realizando promoções para não perder espaço. O objetivo também é que haja aumento na compra de novos chips. Em Petrópolis, de acordo com alguns pontos de vendas, a procura por chips já vem sendo alta desde que celulares com quatro chips começaram a ser comercializados na cidade. Por causa de uma premiação da Claro, para incentivar os pontos de venda, o proprietário da banca Imperador, Carlos Henrique Medeiros de Souza, chegou a ganhar um telefone celular por ter sido o local com maior quantidade de chips vendidos no mês de dezembro. - A nossa venda é expressiva. Aqui vendemos o chip da operadora que o cliente quiser e ainda fazemos todo o serviço de cadastramento para facilitar para o cliente. Agora estamos vendendo bem, mas essa procura já vem de um bom tempo – declarou Carlos Henrique. Esse ano, as vendas de janeiro também não sofreram grande alteração na banca Pellegrini, que comercializa os

chips de todas as operadoras. - A venda aumentou muito com a criação de aparelhos com quatro chips, mas agora não houve muita diferença não. Está a mesma coisa – declarou Adriano Félix, proprietário da banca Pellegrini. A vendedora Cláudia de Souza Rodrigues, de 31 anos, afirma que mantém chip de todas as operadoras e que o investimento compensa. - Acabo economizando bem mais porque os clientes ligam de acordo com a operadora deles e eu só ligo também desse jeito. Eu pago mais barato e estou sempre em contato com os meus clientes. Estou sempre atenta. Quando aparece uma promoção nova que vai me ajudar, eu me cadastro – declarou. Em bancas de jornal, um chip pode ser encontrado por R$ 10, o que facilita também a adesão a mais operadoras. Nos últimos quatro anos, as promoções pela disputa de mais espaço já reduziu, em média, 50% do valor por minuto das chamadas. Entre as promoções atualmente estão R$ 0,05 por minuto da Vivo e R$ 0,25 para Tim para chamadas local e de longa distância. Já a Claro a promoção é de R$ 0,21 por uma chamada de até meia hora, tanto local quanto interurbano. A Oi vem oferecendo bônus diários por recarga mensal. Divulgação

O Museu Imperial/ Ibram/MinC estará aberto à visitação durante o carnaval, inclusive na segunda-feira, mas com horários diferenciados. O objetivo é oferecer mais uma opção de lazer e cultura aos petropolitanos e turistas que visitarem a cidade. Na sexta-feira, dia 17 de fevereiro, o funcionamento será normal, das 11h às 18h. À noite, às 20h, acontece o espetáculo Som e Luz, com ingressos a R$ 20 (inteira), R$ 10 (meia) e R$ 5 (petropolitanos e moradores da cidade, mediante apresentação de documento comprobatório). De sábado a terça-feira, a visitação será das 11h às 16h, com fechamento da bilheteria às 15h30. Nesses dias, não haverá apresentação do Som e Luz. Já na Quarta-feira de Cinzas, o Museu estará fechado à visitação devido às atividades de manutenção e limpeza (que, normalmente,

Arquivo

Visitação ao Museu Imperial poderá ser feita até na segunda-feira, mas com horários diferenciados

são realizadas às segundasfeiras). Na sexta-feira (17) e no sábado (18), o público poderá contar ainda com visitas guiadas, já incluídas no

valor do ingresso. Na sexta, o serviço estará disponível nos seguintes horários: 11h, 12h, 13h, 14h, 15h e 16h. Já no sábado, quando o palácio fechará mais cedo, não acon-

tecerá a visita das 16h, sendo a última às 15h. Para mais informações sobre a programação do Museu Imperial, acesse www. museuimperial.gov.br.

ds, e com o coordenador da criação do Instituto, Agnaldo Goivinho. A intenção da reunião é saber a forma como poderá ser implantado o Instituto Koeler e como será a atuação na implementação das políticas públicas do município. Segundo o presidente da Apea, Luiz Antonio do Amaral, a necessidade de ter em Petrópolis Plano Diretor, Plano de Mobilidade Urbana, Plano Municipal de Habitação e Saneamento, Lei de Uso e Ocupação do Solo e outros reforça

a necessidade de uma maior participação dos técnicos na elaboração desses planos. - Sabemos que apesar de termos eleições em outubro próximo, seria também importante saber como pensam os postulantes do cargo a prefeito de Petrópolis uma vez que a continuidade de políticas públicas ainda não é uma regra em nossa sociedade como um todo, e daí a necessidade de envolver a sociedade para que, caso seja vontade dos munícipes, o encaminhamento dessas propostas não parem durante o

pleito eleitoral e seja apoiado pelos que comandarão o Poder Executivo município no próximo ano – declarou. Além dos profissionais da engenharia e arquitetura, foram convidados os membros do Comitê Pró Petrópolis, que no mesmo dia promove às 9 da manhã no auditório da Universidade Católica de Petrópolis um seminário de políticas públicas participativas. A intenção é dar visibilidade aos temas e envolver o máximo a sociedade petropolitana nas discussões que são de interesse geral.

Apea debate sobre Instituto Koeler A Associação Petropolitana de Engenheiros e Arquitetos (Apea) debate hoje a criação do Instituto Koeler em reunião na Câmara de Dirigentes Lojistas de Petrópolis (CDL), a partir das 18h30, com profissionais da área e convidados. Dúvidas relacionadas à criação do instituto serão debatidas com profissionais do Sistema Crea (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura) e CAU (Conselho de Arquitetos e Urbanistas), com a presença do secretário de Planejamento de Petrópolis, Henrique Ahren-

foto do dia Vagner Batista

Programação foi elaborada para receber os novos da faculdade

Fase dá boas vindas aos futuros profissionais Faltando poucos dias para o carnaval é hora de começar o ano letivo em dezenas de escolas e universidades de Petrópolis. Para os dias 06 e 07 de fevereiro, a Faculdade Arthur Sá Earp Neto (Fase), elaborou uma programação especial de boas-vindas a cerca de cem novos alunos dos cursos de Nutrição, Enfermagem e Administração, aprovados no vestibular con-

vencional e no Enem. A programação, realizada nos períodos diurno e noturno, contou com a participação de membros da diretoria e também do corpo docente e funcionários, que abordaram a política e aspectos da Faculdade e dos seus cursos. Nesta terça-feira, os estudantes também visitam as instalações do campus e fazem exercícios de ginástica laboral.

Jeitinho brasileiro aparece no improviso de um novo pé para o banco no Bosque do Imperador. Vamos ver até quando ficará assim

enquete Em

s u a o p i n i ã o , q u a l a i m p o r t â n c i a d e u m a e l e i ç ã o pa r a o c o n s e l h o t u t e l a r ? Fotos: Vagner Batista

Fernando Marco dos Santos, autônomo de 40 anos.

Sílvio Corrêa, missionário de 40 anos.

Onofre Ramos, motorista de 61 anos.

Cristiano Reis, cobrador de 24 anos.

“Não estava sabendo dessa eleição para o conselho tutelar. Nem sei a função de um presidente que atua nessa área.”

“Não sabia que teríamos essa eleição. Confesso que sou desconhecedor da função de um conselheiro tutelar.”

“Acho importante mudar a diretoria de uma área tão importante como o conselho tutelar. Já sabia da existência dessa eleição.”

“Não sabia que haveria eleição para conselho tutelar. Não sou conhecedor das ações de um conselheiro tutelar.”

Giovani Marcelo Bárbaro, empresário de 54 anos. “Estou sabendo que no próximo domingo teremos eleição para o conselho tutelar. Essa é importante principalmente para a juventude, pois terão um líder.”


8

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

ECONOMIA

Governo tem sucesso em leilão de aeroportos Aluguel de imóveis para o carnaval cresce até 20% n Alandra Gandra ABr

O aluguel de imóveis por temporada começou a apresentar alta nas cidades litorâneas do Rio de Janeiro por causa do carnaval. Levantamento feito pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado do Rio de Janeiro (Creci-RJ), divulgado ontem, mostra aumento de 20% no valor dos aluguéis em Paraty, na Costa Verde, e entre 15% a 20%, em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos. Há o caso de estabilidade nos preços em relação ao carnaval do ano passado, o que foi constatado em Angra dos Reis, também na Costa Verde. Ali, o que cresceu foi a demanda por imóveis, onde a expansão chega a 50%. Já na região serrana, devido às chuvas, o preço do aluguel de imóveis para o carnaval chegou a ter redução de até 15%, de acordo com o diretor de Locação do Creci-RJ, Carlos Samuel. Foi o que ocorreu em Teresópolis e Petrópolis. Com as chuvas e o consequente prejuízo à paisagem urbana, a procura pelos municípios da região serrana diminuiu. “Como os aluguéis obedecem às leis de mercado, quanto mais quantidade e menos procura, desce o preço”. Em Petrópolis, a oferta diminuiu 10% para o período. A explicação para o aumento dos aluguéis nas cidades litorâneas está na preferência dos turistas pela praia, de acordo com Samuel. “Nessa época do

ano, a maioria das pessoas procura as praias para passar os dias de férias e o feriado, e a oferta de imóveis não é tão crescente. Então, com o aumento da demanda, os preços sobem”, avaliou. Já na capital fluminense, a procura por imóveis de temporada e o preço dos aluguéis dependem do bairro. Em Copacabana, que concentra 97% da procura por imóveis nesta época, o reajuste ficou em 10%. Na Barra da Tijuca, apesar de não apresentar tradição de aluguel por temporada, a procura por esse tipo de imóvel vem aumentando, do mesmo modo que as ofertas para locação. A previsão do Creci-RJ é que a taxa de ocupação na Barra da Tijuca fique em 90% até o carnaval. Segundo Samuel, a procura tem sido maior nos bairros da zona sul, da zona oeste e também por bairros próximos ao centro da cidade. Já entre a rede hoteleira, a procura segue em ritmo intenso. Pesquisa divulgada pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Seção Rio de Janeiro (ABIH-RJ) mostra que a ocupação está em mais de 80% para o carnaval. No caso dos hotéis, os bairros que apresentam maior procura são Flamengo e Botafogo - ambos com 93,3% de ocupação - e Copacabana e Leme, onde a ocupação está com a taxa de 85,5%. O centro da cidade, devido à proximidade com o sambódromo, apresenta 85% de quartos ocupados.

Fotos: Divulgação

n Flávia Albuquerque - ABr

O ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt, avaliou que o resultado do leilão dos aeroportos de Guarulhos (Cumbica), Campinas (Viracopos) e Brasília (JK), realizado ontem, na sede da BM&F Bovespa, foi expressivo, com ágio de 373% para Guarulhos, 159% para Viracopos e 675% para Brasília. Segundo ele, isso sinaliza que os investimentos no país são seguros e rentáveis, já que foram 11 consórcios habilitados, com investidores nacionais e internacionais. “Todos os vencedores foram muito assertivos, positivos, com lances bastante agressivos, o que demonstrava a vontade e a coragem dos interessados”. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) arrecadou R$ 24.535.132.500 com o leilão, quase cinco vezes os R$ 5,5 bilhões previstos no edital de licitação. A concessão para exploração do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, que tem prazo de 20 anos, foi arrematada por R$ 16.213.000.000, pelo consórcio Invepar – composto pelas empresas Invepar (Investimentos e Participações em Infraestrutura S.A) e Acsa, da África do Sul. O valor da concessão do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), ficou em R$ 3.821.000.000, e foi arrematada pelo consórcio

O resultado do leilão dos aeroportos teve um ágio expressivo, diz ministro

Aeroportos Brasil, composto pela Triunfo Participações e Investimentos (45%), UTC Participações (45%) e Egis Airport Operation (10%). Já o Aeroporto Internacional Presidente Juscelino Kubitschek, em Brasília, foi arrematado por R$ 4.501.132.500, lance feito pelo consórcio Inframerica Aeroportos, composto pelas empresas Infravix Participações SA (50%) e Corporación America S.A. (50%). A partir da assinatura do contrato de concessão, haverá um período de transição de seis meses, prorrogável por mais seis, no qual a concessionária administrará o terminal em conjunto com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Após esse período, o novo controlador assume as operações do aeroporto. A gestão do espaço

aéreo nos terminais concedidos não sofrerá mudanças e continuará sob o controle do Poder Público. Segundo o ministro, a concessão deve ser transferida para o setor privado em maio. As metas de investimento para a Copa do Mundo de 2014 e as multas para aqueles que não entregarem a obra a tempo estão mantidas. “É importante e fundamental que a entrega de obras, não só para a Copa do Mundo, mas para atender à demanda que tem crescido de forma significativa, que a gestão e os serviços prestados pelos aeroportos sejam realmente de qualidade, como está previsto e regulado no contrato”. Quando perguntado sobre como será a relação com Infraero, que tem quase metade do tamanho da empresa que será constituída, o represen-

tante do consórcio Inframérica Aeroportos, José Antunes Sobrinho, disse que o grupo está satisfeito em ter a empresa estatal como sócia. “Até porque o comando dos terminais está na mão da Infraero e seria completamente difícil começar um negócio nessas condições partindo do zero. Não vemos nenhum problema na relação com estatais.” O presidente do consórcio Aeroportos Brasil, Carlo Alberto Butareli, ressaltou que a relação com a Infraero melhora a aprendizagem. E o presidente do Consórcio Invepar-ACSA, Gustavo Rocha, disse que a Infraero detém todo o conhecimento sobre o setor, por isso, a parceria é positiva, com interesses por parte de todos os envolvidos. O presidente da Infraero, Gustavo do Valle, reforçou que a participação de 49% da empresa na parceria não existe para que haja interferência de sua parte na administração dos terminais, mas para manter as receitas da estatal. “Esses 49% representam metade dos dividendos que essas empresas darão de lucro ao longo dos anos. Essa porcentagem faz parte da receita que está prevista para que a Infraero continue existindo mesmo perdendo a receita integral desses três aeroportos”. De acordo com ele, os três consórcios terão a liberdade de administrar os aeroportos da forma como considerarem melhor.

Câmbio valorizado e importações travam o crescimento n Roberta Lopes ABr

A indústria de transformação fechou o ano de 2011 com faturamento positivo, mas aquém do registrado em 2010. De acordo com o gerente executivo de Políticas Econômicas da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Flávio Castelo Branco, a concorrência dos pro-

dutos estrangeiros e a valorização do câmbio foram os fatores que influenciaram o resultado do setor. “[Há uma] grande entrada de produtos importados no mercado brasileiro. A taxa de câmbio favorável faz com que se torne mais barato o produto estrangeiro. Com isso, se retira o mercado do produto nacional”, disse ele. Castelo Branco disse ainda

que a demanda doméstica tem crescido, mas está direcionada para os produtos importados. “A estagnação da indústria reflete esse quadro de mudança internacional do Atlântico Norte [Estados Unidos e Europa] para o [Oceano] Pacífico [países asiáticos, como China e Japão], o que é prejudicial para a indústria. A Ásia é concorrente dos nossos

produtos, não mercado para os produtos brasileiros como são a Europa e os Estados Unidos”, explicou.Ele disse ainda que as medidas adotadas pelo governo para estimular a produção nacional, como Plano Brasil Maior e a redução das taxas de juros, poderão favorecer a indústria, com os resultados começando a aparecer neste início de ano.

AVISOS E EDITAIS

Cartório de 3º Ofício de Petropolis

07/02/2012

Terceiro Ofício - Petropolis - RJ

Pag: 1

R. do Imperador, 1021 - Centro

Relação do Edital dia 07/02/2012 Acham-se afixados neste cartório, conforme a lei 9492/97, art. 15 $1 - Processo 89.877/99 CGJ/RJ, para serem protestados os títulos de responsabilidade de: Protestar em 09/02/2012 HOFF MOVEIS E DECORACOES LTDA RUA OLIVEIRA BULHOES, 438

Número: 1062442411

DUPLICATA MERCANTIL

Vencto: 28/01/2012 Cheque Administrativo

Tranqüilidade

para a sua empresa

Contabilidade de última geração, sistema avançado de informática Escrita Fiscal – Rotinas Trabalhistas e Folha de Pagamento Sistemática Departamento Jurídico – Direito Cível – Direito Trabalhista Projetos Econômicos – Análise de viabilidade e capacidade de sua empresa – Administração de Bens e Serviços – Corretagem e Administração de Imóveis – Equipe com treinamento especializado Direção Técnica: Márcio Tesch Economista – Corecon 10582 Advogado – OAB/RJ 59.566 Tec. Contab. – CRC/RJ 25.384-0

Visando prestar um serviço de melhor qualidade, a AMPLA comunica a seus clientes que interromperá o fornecimento de energia elétrica, para possibilitar a execução de obras e melhoramentos da rede, nos municípios de Petrópolis e São José do Vale do Rio Preto, NASSEGUINTESLOCALIDADESs10/02/2012, das 09:00h às 11:00h, Petrópolis - Quitandinha: Ruas Getúlio Vargas, Pará, Rio Grande do Norte, Acre e adjacências. Das 09:00h às 16:00h, Quitandinha: Ruas Pará, Rio Grande do Norte e adjacências. Das 08:00h às 12:00h, Independência: Rua General Rondon lote 09 quadra 75 e adjacências. Das 09:00h às 16:00h, Nogueira: Estrada do Palmital e adjacências. Das 12:30h às 16:30h, Secretário: Estrada do Cambote, Condomínio das Roseiras e adjacências. Das 09:00h às 11:00h, São José do Vale do Rio Preto - São José: Estrada Silveira da Motta e adjacências. Das 09:00h às 11:00h, Queiroz: Estradas Silveira da Motta, de Contendas e adjacências. O restabelecimento de energia poderá voltar antes do horário previsto.

Pão francês - R$ 5,99kg (somente no balcão)

Entrega em domicílios Rua Epitácio Pessoa, 100 (atrás dos Correios)

Centro - Petrópolis - RJ Tel. 2231-2160

Custas

122,23 Total

Valor:

Protocolo

001 - BANCO DO BRASIL SA

2327

WURTH DO BRASIL PECAS DE FIXACAO LTDA

06/02/2012

WURTH DO BRASIL PECAS DE FIXACAO LTDA

636,49

758,72 ou Dinheiro Custas

122,23 Cpmf

0,00 Tarifa

14,72 Total

773,44

Intimo-os a pagarem ( através de cheque administrativo ou dinheiro com guia de pagamento a ser retirada neste tabelionato ), ou no caso da falta de aceite, comparecer para aceita-lo, ou dar-me as razões por que não o faz. Ficando assim já intimado do respectivo protesto no prazo estipulado na forma da lei. Petropolis, 07/02/2012

Rua do Imperador, 772 – Gr 105/106 – Centro Petrópolis – RJ. Tel/Fax: (024) 2231-6212 / 2231-3322

MANUTENÇÃO E MELHORIA NA REDE COM INTERRUPÇÃO NO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA

Emissão:04/03/2011

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF 011573710000127

João Correia Lima Neto - Escrevente

L e i a o D i á rio n a I n t e r n e t : www.diariodepetropolis.com.br

SEPULTAMENTO

CEMITÉRIO MUNICIPAL DOMINGO- 05/02 José Carlos Morelli, 69 anos, Caxambu,11h Joemir Adanilo da Silva, 44 anos, Boa Vista, 16h30 Francisco Machado de Avellar, 91 anos, Quitandinha, 16h SEGUNDA-FERIA06/02/ Luciano Corrêa de Mello, 96 anos, Estrada da Saudade, 11h Heleno Lopes Neves, 70 anos, Centro, 10h Wânia Bárbara de Aguiar, 30 anos, Quarteirão Brasileiro, 15h Anna Ignez Cardoso Reis, 82 anos, São Sebastião, 16h30 Roberto Castro Ameal, 39 anos, Independência, 15h João Baptista Beghine, 87 anos, Quitandinha, 16h30 Cemitério de Itaipava 05/02 Não houve sepultamento 06/02 Jorge Luiz Cunha, 56 anos, Itaipava, 16h30 OBS. AS INFORMAÇÕES ACIMA SÃO FORNECIDAS AO DIÁRIO POR FUNCIONÁRIOS DAS SECRETARIAS DOS CEMITÉRIOS,

Há 30 anos era publicado Em sua edição número 2.412, de 07 de fevereiro de 1982, um domingo, o DIÁRIO publicou os seguintes destaques: OBRAS NO CAXAMBU - O prefeito Jamil Sabrá deverá assinar esta semana o contrato com a Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis para a primeira etapa das obras de drenagem no bairro Caxambu, que será feita na Rua João Glass Veiga. Segundo o secretário de Obras, Marcelo Iliescu, estas obras solucionarão um dos mais graves problemas da cidade, ou seja, as águas que descem do Caxambu nas chuvas. COMANDOS - Os Comandos do Diário estiveram no bairro Bingen e adjacências, para verificar de perto quais os problemas de infraestrutura que afetam a região. A situação é precária e de total abandono na região, principalmente na localidade da Duarte da Silveira, onde constatou-se que a população já não acredita mais em nenhuma promessa de melhorias na região. GUALTER É CANDIDATO - O secretário de Serviços Públicos, Gualter Salles Santos, deverá deixar o cargo na próxima sexta-feira, para concorrer a uma das sublegendas do PDS que disputarão a sucessão municipal. Gualter deverá ser o único assessor do primeiro escalão do prefeito Jamil Sabrá a se desincompatibilizar, para concorrer a cargo público. O nome de seu sucessor ainda não foi revelado.


ALTO DA SERRA Hoje é dia de Santo Ricardo e Dia do Gráfico. A secretaria da Paróquia de Santo Antonio, do Alto da Serra, funciona de segunda feira a sábado de 14h30 as 19h. O Pároco é o Padre Francisco Montemezzo. As informações sobre batizados e casamentos são pelo telefone 2242 4310.

D

iário nos

B

airros

diarionosbairros@diariodepetropolis.com.br

Esforço e solidariedade Instituição de proteção aos animais de Itaipava ultrapassa fronteiras para atender. Cachorrinho que não andava já está em recuperação O coordenador de atividades Carlos Eduardo Pereira, do Grupo de Assistência e Proteção aos Animais e Meio Ambiente – GAPA/MA – informou que a entidade continua sendo solicitada para atendimentos fora de sua jurisdição em Itaipava. Apesar de nem sempre poder atender, lembrou sobre um acolhimento feito no Carangola no início do mês:

- Recebemos pelo site um pedido de ajuda urgente para filhotes no Carangola, inclusive com um deles que já não andava e também não fazia outros movimentos – lembrou Carlos Eduardo. – Fomos até o local, deixamos ração Pedigree para que a pessoa pudesse alimentar o restante da ninhada e sabonetes para banho para que seja evitada contração de sarna nos animais.

O coordenador do GAPA informou que o cachorro adoentado foi levado para a Clínica Bicharada de Itaipava e que foi diagnosticada a desnutrição profunda. Desde então, o pequeno animai batizado como Steve começou a se alimentar adequadamente e hoje já está se levantando e dando conotação que irá ficar totalmente recuperado. O GAPA promoveu mais

uma feirinha de animais no sábado. O evento foi realizado no estacionamento do Hipermercado Extra onde adoções de cães e gatos foram registrados. Carlos Eduardo esclareceu que os animais resgatados são tratados e ficam improvisados nos lares dos voluntários que ao contrário daqueles “que só se lembram da ONG quando precisam” militam diariamente na árdua tarefa.

Rua de Pedro do Rio só ganha saibro e precisa de calçamento Apenas saibro é colocado no piso da Rua Barbosa Lima Sobrinho, em Barra Mansa, Pedro do Rio, e quando chove ele é levado pelas águas. Com isto, a passagem de carros e até mesmo de moradores locais a pé fica dificultosa e eles estão pedindo que seja feito o calçamento na extensão da via para que o problema tenha fim. - Sempre que chove forte todo o saibro que é colocado para pavimentação acaba sendo levado pela enxurrada que vaza da rede entupida – lamentou a moradora Sandra Mara Oli-

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

terça-feria, 7 de fevereiro de 2012

veira. – Precisamos que seja feito o calçamento com urgência, pois só assim ficaremos livres do problema que sempre acontece. Sandra Mara disse falar em nome dos demais moradores que reclamam da situação diariamente. Informou que vários pedidos já foram feitos as autoridades, inclusive para que seja feita a instalação de luminárias públicas. No final ironizou que até o momento a localidade não foi beneficiada com serviços públicos, mas todos os proprietários já receberam o carnê do IPTU... “reajustado”.

9

ALCOÓLICOS ANÔNIMOS Hoje 19h: Grupo 27 de Maio, Rua Bingen, 261 Amor e Atração, Avenida Leopoldina, 596, Nogueira. 19h30: 28 de Janeiro, Rua Paulo Barbosa, 180, Centro; Estrela de Araras, Escola Estadual de Araras; Morin, Igreja de Nossa Senhora da Glória; e Petropolitano Rua Santos Dumont, 100, Centro.

Moradores da Joaquim Gomes, em Cascatinha, sem atendimento Moradores da Rua Joaquim Gomes dos Santos, em Cascatinha, ficaram sem ônibus e agora estão sem coleta de lixo e entrega de gás. O motivo é que carros ficam estacionados diariamente e impede a manobra de veículos grandes no local. Os proprietários pedem as autoridades do transporte que enviem guardas para impedir que o problema aconteça. - Se as autoridades forem

no local vão constatar o problema. Se multar os infratores, a situação vai ficar normal – disseram, reunidos no final de semana. A Joaquim Gomes dos Santos é transversal com a Rua Paulistano. Os moradores denunciaram ainda que existam proprietários que alugam garagens e deixam os carros na rua, contribuindo com o maior número de veículos estacionados.

Servidão do Caxambu clama por uma luminária pública Desde o dia 23 de dezembro os moradores da Servidão Maria Pinto Serrão, no Caxambu, estão tendo dificuldades de caminhar à noite. O motivo é a falta de uma luminária pública que queimou e apesar da solicitação das pessoas junto ao departamento de iluminação da Secretaria de Obras, até ontem a lâmpada queimada ainda não tinha sido trocada.

Os moradores dizem que desde quando a luminária foi queimada, eles fazem a solicitação para a troca. Por sua vez, no departamento de iluminação da SO ontem pela manhã foi informado que não havia cadastrado o pedido de atendimento. Os atendentes ficaram de entrar em contato com os moradores para que o problema fosse resolvido.

Campanha do Quilo recomeça na Matriz de N. S. do Rosário

A rua em estado precário que morador pede calçamento

Recomeçou a Campanha do Quilo na Matriz de Nossa Senhora do Rosário, no centro. As doações podem ser feitas após as missas das 7h de segunda feira a sábado e aos domingos após as celebrações das 7h, 9h, 11h e 18h30. A secretaria da igreja também recebe os donativos durante a semana no horário de funcionamento de 14h às 17h.

As doações da Campanha do Quilo são feitas nas comunidades carentes as famílias necessitadas na área de abrangência da Matriz. Durante o ano passado centenas de pessoas foram beneficiadas com alimentos e este ano a equipe responsável pelo programa espera atingir também um grande número de necessitados.

CIDADE

Seis mil pessoas prestigiam o “Esquenta”

A ação integrada coibiu o tumulto causado por frequentadores

GGI-M realiza operação na Nelson de Sá Earp O Gabinete de Gestão Integrada Municipal realizou na última sexta-feira (03/02) uma operação de choque de ordem na Rua Dr. Nelson de SáEarp. Após solicitações dos moradores do entorno, as forças de segurança lavraram multas em bares e veículos. A Fiscalização de Posturas da Secretaria de Fazenda multou três bares pelo tumulto causado pelos frequentadores na parte externa e adjacências.O valor é de R$ 3.500 por estabelecimento. Já a Guarda Municipal aplicou 16 multas a veículos e uma amoto por estacionamento irregular em pontos de táxis e nas portarias dosedifícios ao longo da via. Além disso, a Polícia Militar abordou diversos carros e motocicletas, fiscalizando a

documentação dos mesmos e notificando as irregularidades. Na ocasião, os comissários da Vara da Infância e Juventude, a GM e a PM lograram êxito em deter uma adolescente ingerindo bebida alcoólica dentro de um dos estabelecimentos. O menor foi conduzido para a 105ª DP juntamente com o responsável pelo estabelecimento. Segundo o secretário de Segurança, Hélio Moura, “as operações irão continuar para que se mantenha o direito de ir e vir da população, a ordem pública e o bom fluxo do trânsito”, garantiu. Além disso, as badernas não serão permitidas. “Os moradores têm direito ao sossego e as pessoas de passarem pela Rua sem incômodo”, finalizou.

No sábado (04), os petropolitanos tiveram uma prévia do que será o Carnaval 2012 na cidade. A programação pré-carnavalesca “Esquenta” levou ao bairro Itamarati a bateria da Escola Imperatriz Leopoldinense, que subiu a Serra com suas mulatas, puxadores, mestre sala e porta bandeira. Seis mil pessoas prestigiaram o evento, que teve a organização da Fundação de Cultura e Turismo e realização da Prefeitura de Petrópolis. O prefeito Paulo Mustrangi também participou da festa: “O “Esquenta” é sucesso absoluto”, disse. A festa pré-carnavalesca do Bairro Itamarati teve início às 21h, com a apresentação do grupo de pagode Energia Positiva. Eliane da Silva, moradora do Quarteirão Brasileiro, é integrante do fã clube do Energia e marcou presença no show. “Vou passar o carnaval aqui”, anunciou. A Rainha do Carnaval 2012, Hanna Paula, a Princesa Suelen e a Musa Luana embelezaram a festa.

Fotos: Ascom PMP

Gilson Domingos e Mustrangi com integrantes da Imperatriz

O prefeito Paulo Mustrangi, que é morador do bairro Itamarati, aproveitou a festa para reencontrar amigos, como a carnavalesca Vera Baldner, campeã por 10 anos consecutivos na categoria Fantasia de Luxo do tradicional Banho a Fantasia, realizado no Clube Palmeira sempre nos domingos da festa. “Carnaval no Itamarati é com a Vera”, ressaltou o prefeito. A convidada especial da

noite, a Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense, do Rio de Janeiro, iniciou sua apresentação por volta das 23h. Com cerca de 30 integrantes, a bateria foi comandada pelo Mestre Noca e os puxadores Fabinho e Xicão levantaram a multidão. Quatro mulatas da escola também participaram da apresentação, que contou ainda com as presenças do mestre sala Felipe e da porta bandeira Rafaela. O integrante

da bateria, Darlan, ficou impressionado com o tamanho do público do Itamarati. “Isto aqui está muito bom”, falou. A programação continua no próximo final de semana. Na sexta-feira, dia 10 de fevereiro, a partir das 20h, tem apresentação da escola de samba Grande Rio em Corrêas (Praça Luiz Furtado). A abertura fica a cargo da banda Puro Pecado. A programação acontece simultaneamente no Bairro Alto da Serra, com a presença da escola Vila Isabel, na Praça Miguel Couto. A abertura será feita pelo grupo Disciplina, também a partir das 20h. No sábado, dia 11, acontece o tradicional Desfile dos Fantasmas, a partir das 21h, na Rua Bernardo Vasconcellos, no Cascatinha e no domingo, dia 12 de fevereiro, terá matinê de pré-carnaval das 15h às 18h, no Parque Municipal de Petrópolis (Itaipava), com a Orquestra Sambalanço. Toda a programação é gratuita e tem realização da Prefeitura de Petrópolis.

Eleitas musa e rainha gay do carnaval Foram eleitas no fim de semana a Musa e a Rainha Gay do Carnaval 2012, nas quadras lotadas da Escola de Samba Unidos do Oswaldo Cruz e da Escola de Samba Bem-Te-Vi. A Musa é Luana dos Santos, de 21 anos, sambista desde os 4 anos de idade e a Rainha Gay é Gabriela Pelegrini. No bairro Itamaraty, a Imperatriz Leopoldinense fez a festa com belíssimas mulatas e show de mestre sala e porta-bandeira, na praça superlotada, onde esteve presente o Prefeito Paulo Mustrangi. A Musa Luana trabalha numa fábrica de salgados e estuda no Liceu Municipal.

Sua comunidade é a Oswaldo Cruz e desde criança desfilava pela Escola Mirim Cidade Imperial, onde já foi rainha e anos mais tarde Rainha do Carnaval oficial. A Rainha Gay, Gabriela Pelegrini arrancou os aplausos do público e obteve 231 pontos; a segunda colocada foi Dany Dall com 212 pontos e a 3ª foi Gracy Shineider com 190 pontos. Na quadra da Oswaldo Cruz a noite foi animada pelo grupo de pagode “Nosso Pecado” e o baile também foi animado pelo show das mulatas e da bateria da Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense e pelo grupo de pagode

“Nosso Pecado”. A Rainha do Carnaval, Hanna Paula Amaral, e a 1ª Princesa, Suelen Oliveira, recém-eleitas, estavam presentes no baile da Musa. A mesa de jurados foi composta por Alex Keipert (estilista e decorador), Sonia Mendes (destaque do carnaval), Karine Mussel (modelo), Mari Mazini (Gata Verão Petrópolis) e membros da Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis: Marco Aurêh (músico e gerente do Centro de Cultura Raul de Leoni da FCTP) e Kitty D´Angelo (assessora da Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis). Na quadra da Bem-Te-Vi, a bateria da escola deu show e o consa-

grado intérprete Nego fez uma participação especial, ele que é vencedor de cinco Estandartes de Ouro na Sapucaí e atualmente está na Escola de Samba Vila Maria, de São Paulo. A organizadora do Baile Gay, Cris Furtado, homenageou as rainhas vencedoras de 2008, 2009 e 2010. Os jurados foram: Duda Mckferson, Andréia Andreus, Paola Ferrari, Evandro Satiro, Marlan Barros, Gustavo Boeck, Eduardo Muniz, Elmano Henrique, Vinícius Fernandes, Veruska, Nil e Camila Blando. Além das candidatas a rainha, houve a apresentação de vários shows gays com performances de dança e dublagem.


10

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

ESPORTES

Divulgação

SUPER SUCESSO - Presidente Arnaldo Rippel, diretoria alvinegra e os associados que torcem a favor do Petrô, pois sempre tem um espírito de porco, que é do contra, vibrando e muito com o belíssimo Baile do Havaí, acontecido na noite de sábado no alvinegro, muita gente animada, principalmente com o fantástico show da Escola de Samba Império Serrano que caprichou e foi uma atração a mais no baile que mostra o potencial do alvinegro e mais que poderá ser o baile do próximo sábado o fantástico e tradicional Baile do Preto e Branco, que certamente arrastará mais uma multidão aos salões alvinegros. Paulo Areas que ralou muito na organização, não deixou de bater sua bolinha na semana até para dar uma relaxada e estar inteirinho no Baile e assim aconteceu.... Parabéns da Coluninha..... DESTAQUE FOTOGRÁFICO - Na foto de hoje, Mesa da Sardinha em festa com presença dos tradicionais sardinheiros como Luis Enéas Arrochellas, Jorge nascimento, Celinho Thomaz, Gilberto Lopes, José Aníbal dos Prazeres, Antonio Soares, professor Hugo Cross, Ricardo Pinto, Nelsinho Miloski e Arnaldo Rippel. Falar em Mesa da Sardinha esteve movimentadíssima com os belos dias do final de semana. VELOCIDADE NO SAQUE - Os saques mais rápidos do planeta pertencem justamente a tenistas dos Estados Unidos. No masculino Andy Roddick em junho de 2004, sacou a 153 mph, ou seja 246 km/h, enquanto que no feminino Venus Willians sacou a 128.8 mph e mais de 2007, ou seja nada mais nada

menos do que 207 km/h, durante o grand-slam de Roland Garros em quadras parisienses. TIE BREAK - O inventor do tie-break forma mais rápida de terminar os longos jogos de então que acabavam por atrapalhar o televisionamento dos jogos foi o norte-americano James Van Alen, no ano de 1970; COPA DAVIS - O criador da Copa Davis, foi o norte americano Dwight Davis que jogando em duplas ao lado de Holcombe Ward, derrotaram na oportunidade os então poderosos tenistas da Inglaterra no ano de 1900, quando de sua primeira realização na cidade americana de Boston. A Copa Davis inicialmente tinha confrontos entra americanos e inglesas e hoje é uma verdadeira Copa das Nações. RECORDE DE TÍTULOS - O recordista mundial em títulos na Associação dos Tenistas Profissionais e esse recorde acreditamos que não cairá tão cedo, é do tenista norte americano James Scott Connors, o Jimy Connos com 109 campeonatos, ficando na segunda colocação o tcheco naturalizado norte-americano Ivan Lendl, com 94 conquistas ao longo de sua mais que vitoriosa carreira no tênis mundial. Já no feminino a tcheca naturalizada norte-americana Martina Navratilova é a recordista em títulos conquistados com 167, ficando a bela norte-americana Christ Evert na segunda colocação com 154 conquistas. Também acreditamos que sejam recordes difíceis de serem batidos. Uma ótima semana para todos e até quinta-feira com tudo sobre o tênis de campo. Fiquem com DEUS

esportedp@gmail.com

Carangola vence na rodada e fará final em duas categorias O Sub-15 do Vera Cruz não desperdiçou a chance de jogar em casa e surpreendeu o Petropolitano ao vencer o adversário por 1 a 0. Com o resultado o time do Moinho Preto conquistou a vaga na final e vai enfrentar o Carangola que goleou a Posse por 5 a 1. O Sub-17 do Carangola também irá a final, o adversário será o Petropolitano. A equipe do Vera Cruz venceu dez partidas no Campeonato Municipal de Futebol de Campo, perdeu três e empatou uma partida. Na semifinal o Vera Cruz empatou em 0 a 0 com o Petrô no primeiro confronto e venceu o segundo por 1 a 0. Já o Carangola venceu 14 partidas do campeonato e tem ainda os dois artilheiros da competição, Vitor, com 16 gols e Guilherme com 13. Segundo os dirigentes dos clubes o primeiro jogo da final acontece neste domingo, no Estádio Sete de Setembro e o segundo será no Estádio da Amizade, sede da Aalborg. Vera Cruz: Caique; Ferreti, Marquinhos, Deni e Carlos Alberto; Matheus, Igor, Iago e Castro; Pedrinho e Mateus. Técnico: Pelé. Carangola – Gladson; Batata, Gabriel, Jeferson e Arthur;Bingola, Jonatan, Betinho e Vitor; Andrezinho e Guilherme. Técnico: Chuca. Resultados – Carangola 5 x 1 Posse e Vera Cruz 1 x 0 Petropolitano. Vera Cruz perde no Sub-17 A segunda partida da

Aparecido Crack

Com gols de Lucas Bulcão e Alef, o Carangola venceu o Vera Cruz por 2 a 0 e fará a grande final

fase semifinal do Campeonato Municipal de Futebol de Campo Sub-17 aconteceu neste domingo no Estádio da Amizade, campo da Aalborg. O Carangola venceu o Vera Cruz por 2 a 0 e conquistou a vaga para final. Logo aos cinco minutos do primeiro tempo, o ataque do Carangola funcionou e o time da casa quase abre o placar. Cinco minutos depois foi a vez da equipe visitante também assustou o goleiro do time do bairro Divino. Aos 15 minutos outro susto para o goleiro do Vera Cruz, mas atento ao lance ele põe a bola para escanteio. Mas apesar do equilíbrio até os 25

minutos, o jogo continuava no 0 a 0. Mas aconteceu o que a torcida do Carangola esperava. Aos 28 minutos, Lucas Bulcão entra na vaga de um jogador que machucou e sozinho de cabeça abre o placar para o Carangola. O primeiro tempo foi encerrado em 1 a 0 para o Carangola. Já na etapa complementar Rômulo, zagueiro do Vera Cruz cobra falta com perfeição, mas o goleiro do Carangola consegue agarrar. Num lance aos 33, a comissão técnica do time do Divino pede pênalti em um lance, mas acertadamente o árbitro Marcelo Pinto não marca. Aos 35, Alef marca o

segundo gol para o Carangola, tirando as chances do Vera Cruz em tentar uma reação. No fim do confronto, uma confusão entre membros da comissão técnica dos dois times quase estraga a festa. Mas deu Carangola que venceu o Vera Cruz por 2 a 0. Arbitragem: Marcelo Pinto; José Luiz Veloso; e Alexandre Caridade. Destaques O zagueiro Wallace, do Carangola deu um show na zaga, tirando todas as bolas do adversário. O árbitro Marcelo Pinto também atuou com muita regularidade.


diariodepetropolis