Issuu on Google+

Diário

de Petrópolis

E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Site: www.diariodepetropolis.com.br

57 anos

Preço do exemplar: R$ 1,20

Nº 16.039 - Quarta-feira, 4 de janeiro de 2012 Divulgação

prefeitura desapropria dois terrenos

Tesouro faz primeira operação do ano de emissão de títulos públicos O Tesouro Nacional anunciou a primeira operação de títulos públicos brasileiros no exterior de 2012. Os títulos que serão oferecidos terão vencimento em 2021, segundo Arno Augustin (foto). (Página 8)

A partir de amanhã preço do rotativo será R$ 2,50

(Página 3)

agenda O Centro de Cultura Raul de Leoni está se preparando para comemorar os 35 anos de sua fundação, que se deu em 1977, depois que o prédio hoje ocupado pelo mesmo passou por reformas e, no estilo Bauhaus, foi entregue à população. A gerência do local está preparando várias atrações para celebrar (Página 6)

bairros O descaso com o alerta sobre riscos de desabamentos em comunidades de Araras quando os temporais castigam a localidade, foram lamentados ontem pela líder comunitária Lourdes Xavier, a Lourinha de Araras. Ela lembrou que é grande o número de casas em locais de perigo e que as famílias não atendem aos pedidos para saírem. (Página 9)

Novas empresas de ônibus começam a operar em abril

A Prefeitura de Petrópolis já desapropriou dois terrenos no município para garantir que as empresas vencedoras da licitação da concessão das linhas de transporte público da Autobus, Petrópolis e Esperança, possam utilizá-los como garagem, oficina e estacionamento para os novos ônibus. De acordo com o procurador do município, Henry Grazinoli, o edital de licitação sai nos próximos dias e as novas empresas devem estar operando já em abril. (Página 3)

Arquivo

O terreno onde funcionava a antiga fábrica Montreal, em Corrêas, é um dos desapropriados pela prefeitura para servir às empresas

Petrópolis recebe 38 viaturas do estado para Defesa Civil e GM Carlos Magno

Petrópolis ganhou 38 automóveis, sendo 28 Gols e 10 Blazers, dos 88 veículos doados pelo governo do estado para a Região Serrana, para serem utilizados pelas equipes de Defesa Civil e Guarda Municipal. Os veículos são seminovos e pertenciam à Polícia Militar (PMERJ), que teve a sua frota recentemente renovada. Cabral também aproveitou a ocasião para anunciar o lançamento de um pacote de obras para a Região Serrana, no próximo dia 11. Serão construídos 2,2 mil apartamentos pelo programa Minha Casa Minha Vida, com contrapartida do estado em obras de infraestrutura no conjunto habitacional. (Página 3)

Sistema de Alerta de Cheias, do Inea, divulga dados em tempo real na internet

Esportes

A doação foi em Nova Friburgo. O secretário de Segurança, Hélio Moura, representou Petrópolis

(Página 5) Ascom/PMP - Alexandre Peixoto

Chuva gera 277 ocorrências e oito pessoas estão desalojadas Desde o último domingo até o fim da tarde de ontem a Coordenadoria de Defesa Civil da Prefeitura de Petrópolis registrou 277 ocorrências (sendo 222 emergências e 55 preventivas). Oito pessoas estão desalojadas e todas já estão sendo assistidas pela prefeitura. Grande parte das ocorrências refere-se a deslizamentos de terra. O elenco do Imperial se reapresentou na tarde desta segunda-feira, na concentração do clube. Devido a forte chuva que caia em Petrópolis os jogadores não foram a campo e apenas fizeram a aferição da composição corporal. Depois de 10 dias de folga a equipe petropolitana está a um mês da estreia na série B do Carioca, no dia 4 de fevereiro, contra a Portuguesa Carioca. (Página 10)

(Página 3)

Deslizamento de terra arrasta árvores e atinge casarão tombado na Rua Alberto Torres (Página 5)

A maioria das ocorrências é por deslizamento de terra. 80% das solicitações foram atendidas

Anuncie no Classidiário. É grátis até 12 palavras n Escreva cada letra ou sinal de pontuação nos quadradinhos n Entre uma palavra e outra, deixe um quadradinho em branco n Preencha com letra de forma bem legível e entregue na sede do Diário

Nome:........................................................................................................................................... Identidade:................................................................................................................................... Endereço:.....................................................................................................................................


2

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

Dilma, ano 1

Feliz 2012 n Sandro Vaia

n Fernado Henrique Cardoso

N

atal e ano-novo são momentos que convidam à calma, às retrospectivas e aos devaneios sobre o futuro. Não será diferente nesta passagem de 2011 para 2012. Os pregadores de todas as religiões, os arautos das boas novas, desde os políticos até os adivinhadores do futuro, vão insistir no "amai-vos uns aos outros", síntese do que de mais generoso já foi proposto para a humanidade. Outro dia, num casamento, ouvi o celebrante pregar com emoção o amor entre os noivos e as juras de fidelidade eterna. Pensei em silêncio: diante da vida, ele crerá nisso? Acho que sim, e eu também. Cumpra-se ou não à risca o que está ditado como a boa norma, ela não deixa de ser o ponto de referência sem o qual a sociabilidade não tem no que se apoiar e a relação entre as pessoas se dá com tal estranhamento que torna o homem inimigo do homem. Pode até ser assim, mas como anomalia, rejeitada pela "boa sociedade". Essa construção mental - a boa sociedade -, inspirada pela vontade e guiada por valores, pode ser "utópica", mas é condição para uma convivência civilizada. É por isso que, sem cinismo, proclamamos os votos de bom ano-novo. Razões para pessimismo há, de sobra. Mas por que não acreditar que as coisas possam melhorar? Assistimos em 2011 aos Estados Unidos naufragarem na crise financeira e no desemprego. Mas há alvíssaras. Com todo o impasse no Congresso, com os caricatos candidatos do Partido Republicano se digladiando na ignorância, pouco a pouco parece que encontraram um candidato menos ridículo, ainda que "direitoso", Newt Gingrich. Barack Obama, por seu lado, mais retórico do que eficaz, equilibrou-se entre propostas generosas e dificuldades políticas para elas serem aceitas. Cedeu, mas não capitulou. Deixou que o Federal Reserve (Fed) inundasse os mercados de dólares, não tocou nos banqueiros, viu seu prestígio ir ladeira abaixo pela dificuldade de barrar o desemprego crescente, mas parece que capeou o temporal. Torçamos para que as coisas se ajeitem e o ônus da tragédia dos "mercados irracionalmente exuberantes" não recaia apenas no povo mais pobre. A Europa, meu Deus, quase se desmilinguiu. O maior avanço civilizatório posterior à hecatombe da 2.ª Grande Guerra, a Europa dos 17 ou dos 27, esteve à beira de se desfazer, e ainda é possível que surja algum problema pela frente. O euro, símbolo da vontade de unidade europeia, foi duramente golpeado. Os construtores da União Europeia e do Banco Central Europeu acreditaram que um tratado prévio, assinado na cidade de Maastricht em 2002, fosse capaz de ordenar os orçamentos de Estados soberanos. Lá estava estipulado que país algum poderia endividar-se acima de 3% do produto nacional. Pobre engano: Alemanha e França, hoje heraldos da ortodoxia, foram os primeiros países a desobedecer. Como a União Europeia se construiu a partir do princípio de solidariedade, os países ricos transferiram recursos para os mais pobres. Portugal, Espanha, Grécia, Irlanda abriram estradas, "modernizaram-se". Entretanto, nem todos criaram novas fontes produtivas. Agora, com os apertos financeiros, os banqueiros e os governos europeus, que anteriormente encheram esses países de dinheiro, gritam: esses povos "do Sul", esses "mediterrâneos", são irresponsáveis, gastam o que não têm e não querem pagar o que lhes emprestamos. Dureza neles, nada de perdão de dívidas, que levaria à "frouxidão moral". Com isso talvez salvem o euro, mas dificilmente darão saída para o empobrecimento e o desemprego, que necessitam de mais investimentos para ceder. Torçamos para que em 2012 a Europa saia dessa enrascada. A China, por seu turno, grande vitoriosa do último quartel, tornou-se possuidora das maiores reservas de dinheiro do mundo. Investe sem parar e, ao contrário dos europeus e dos americanos, tem o problema de frear lentamente o crescimento baseado em exportações e fazer os chineses consumirem mais e pouparem menos. Belo desafio! Ficam registrados minha torcida e meus votos para que a nova geração que se prepara para assumir o poder continue na linha pragmática da anterior e entenda que o "amai-vos uns aos outros" (que pode ser expresso em linguagem ideográfica e confuciana) implica ampliar o bem-estar dos chineses, mas também colaborar para entendimentos que assegurem a paz entre os povos e o alento em suas economias. Para o Oriente Médio e outros focos mais ardentes do planeta fica a esperança de que a "revolução da primavera" não se perca em novos autoritarismos e fundamentalismos e dela resulte o aumento da pressão para que prevaleçam dois Estados independentes e pacíficos na Palestina e em Israel. Ou pelo menos que o terror atômico não ensandeça a cabeça de algum exaltado líder iraniano ou israelense, comprometendo em definitivo a paz no Oriente Médio. Por outro lado, espero que o delírio do "regime change", que leva a guerras derrotadas de antemão, não embale outra vez as ambições de líderes ocidentais na região. E aqui, na Pátria amada? Por enquanto vamos escapando da derrocada da crise financeira. Mas atenção: o que foi postergado, as reformas (as que vão da porta da fábrica para fora - a tributária, as de flexibilização do mercado trabalhista, as parcerias para acelerar as obras de infraestrutura, etc., sem esquecer a sempre lembrada e pouco entendida "revolução educacional"), está se tornando incontornável, se quisermos realmente competir com os polos mundiais de crescimento. Como poderemos enfrentar tamanho desafio com o arranjo político vigente, baseado em pluralidade de legendas e escassez de partidos e no butim do Estado para permitir o que se está chamando de "governabilidade" num sistema de coalizões entre grupos de interesse? Tenha coragem, senhora presidente, e trate de se livrar do entulho herdado, uma teia de corrupções, clientelismos e conivências. Ou melhor, tenha habilidade e competência política para jogar fora de sua "base" a ganga que parece indispensável, mas pesa menos quando se defronta com uma vontade nacional alimentada com a energia de quem propõe uma agenda nova. É preciso grandeza para dar rumo ao País. São meus votos. Assim como são meus os votos para as oposições oferecerem porto seguro, de paz e de prosperidade, aos que desejam novos caminhos para o País. Eles serão em número crescente na medida em que a inércia governamental prevaleça. A alternância no poder não é apenas uma condição formal da democracia, mas uma necessidade para que as sociedades não se tornem apáticas com a repetição de práticas. Coragem, unidade e competência, são meus desejos para as oposições. Feliz ano-novo. n Ex-presidente da República

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

U

m ano de governo, Dilma está na praia e o Brasil virou a sexta economia do mundo. Vamos comemorar? Vamos, mas com cuidado e um pouco de zelo. Dilma na praia não tem nada demais.Chefes de Estado merecem e precisam tirar férias.Vão dizer que é mesquinharia reclamar dos 650 mil reais usados para reformar a casa da base naval de Aratu onde ela está passando as férias, mas nas repúblicas é assim: a oposição reclama de tudo e é para prevenir-se disso e evitar esse falatório que a maioria dos chefes de Estado, cautelosamente, costuma passar as férias às suas próprias custas. (Aliás, essas chiadeiras não acontecem apenas nas repúblicas.Os espanhóis descobriram agora que sua família real custa

8 milhões e 800 mil euros por ano e os quase 22% de desempregados do país não devem ter gostado muito da notícia. Ainda mais sabendo que o genro do rei andava se metendo em negócios suspeitos). O que tivemos de inesquecível nesse primeiro ano do governo Dilma, além da ascensão do país ao posto de sexta economia do mundo (que os desmancha-prazeres querem atribuir à inflação e ao real valorizado) e à substituição de sete ministros, seis dos quais abatidos por suspeitas do que a Chefe chama de “malfeitos”? Saindo da ressaca de uma farra fiscal de ano eleitoral que fez o País crescer 7,5% , voltamos aos parâmetros usuais, que limitam as fronteiras do nosso crescimento ao padrão dos 3 a 4% ao ano. É mais do que a Europa e EUA em crise, o que seria um consolo se esse número não estivesse abaixo da média de crescimento dos países emergentes, que é com

quem devemos nos comparar. A área econômica do governo tratou apenas de administrar o varejo, aplicando medidas pontuais para evitar a desaceleração da economia , reduzindo impostos sobre alguns itens de consumo e anunciando medidas protecionistas para alguns setores da indústria, correndo o risco de premiar a ineficiência e castigar o consumidor. Na área política, mesmo enfrentando a menor oposição que um governo teve desde a redemocratização, não foi capaz de se livrar da armadilha da chantagem de uma base aliada construída não sobre compromissos programáticos, mas sobre as bases fisiológicas do loteamento das áreas da administração pública. Chegar a sexta economia do mundo e provavelmente a quinta dentro de uns cinco anos, como prevê o ministro Mantega, terá um significado apenas simbólico se isso não vier acompanhado de uma

revolução estrutural que retire o país de um melancólico 84º lugar no Indice de Desenvolvimento Humano. Crescer porque os outros estão encolhendo não é um grande mérito.O Reino Unido tem menos de um terço de nossa população e o PIB que conta, aquele que é medido por habitante, ainda é 3 vezes maior do que o brasileiro.Ser a sexta economia do mundo com 56% dos domicílios não ligados à rede de esgotos não chega a ser motivo de orgulho. Em seu primeiro ano, Dilma impôs um estilo mais sóbrio e recatado do que aquele do seu antecessor.Será bom para todos se nos próximos 3 anos ela trocar de vez o triunfalismo oco pelo trabalho de construir um país que seja o sexto do mundo de verdade. n Jornalista. Foi repórter, redator

e editor do Jornal da Tarde, diretor de Informação da Agência Estado e diretor de Redação de “O Estado de S.Paulo”. E.mail: svaia@uol.com.br

O segundo ano do governo Dilma n Marcos

Coimbra

J

unto com muitas outras coisas, começa hoje o segundo ano do governo Dilma. Ela deve estar satisfeita com o primeiro. Há quem tenha se ocupado, ao longo de 2011, em contabilizar o número de problemas com que ela teve que lidar. A atenção da mídia, por exemplo, foi galvanizada pela estatística das sucessivas “crises” pelas quais passou o ministério. Foram sete demissões e, se dependesse da imprensa, outra meia dúzia teria deixado a Esplanada. Potencialmente mais grave, o governo viveu, ano passado, a ameaça de um solavanco forte na economia. Com a Europa em pandarecos e os Estados Unidos mal das pernas, o comércio internacional se retraiu e diminuiu o dinamismo da economia brasileira. Continuamos a crescer, mas em ritmo menor. Embora muitos comentaristas tivessem se escandalizado quando o Banco Central começou a cortar os juros, a maior parte dos entendidos considera, hoje, que a decisão estava correta. Assim como as

outras medidas que o governo tomou para manter o mercado interno aquecido. Os sinais de que o ano terminou positivamente para a maioria das pessoas são perceptíveis: comerciantes contentes com as vendas de Natal, recordes nas compras de passagens aéreas, confiança dos consumidores em alta. Dilma enfrentou o desafio de administrar a economia brasileira em um ano complicado e se saiu bem. Talvez com razão, seria possível dizer que ela conseguiu isso por ter mantido, no fundamental, a política econômica que herdou de Lula (assim como muitos de seus gestores diretos). Longe de ser algo que desmereça o que o governo fez, a continuidade (mais que natural nesse caso, pois a sensibilidade dos investidores anda aguçada no ambiente de crise e qualquer sugestão de mudança de rota poderia assustálos) era um compromisso de campanha. Para dizer o óbvio, Dilma foi eleita porque as pessoas se convenceram de que era isso que ela faria. Sua prova mais crucial era, no entanto, outra. Suceder um governante muito bem avaliado - considerado, segundo as pesquisas, como “o melhor que o Brasil já teve” pela

maioria das pessoas -, não era tarefa fácil. Mesmo para políticos experientes, seria difícil. Imagine-se para quem estava em começo de carreira. Por mais que as pessoas gostem de Lula, não se percebe que tenham hoje saudade dele como governante. Como Dilma não as decepcionou, não sentem falta do ex-presidente. Ela terminou o ano batendo o recorde de aprovação para presidentes em momento parecido. Nenhum de seus antecessores - Lula incluído -, chegou ao final do primeiro ano de mandato com os números que alcançou na mais recente pesquisa do Ibope, realizada em dezembro. Isso não quer dizer que a população aplauda tudo que o governo faz. Pelo contrário: área por área, a pesquisa mostra como são elevadas as críticas a diversas políticas, como as de saúde e segurança. O importante é o saldo, o resultado a que chegam as pessoas quando põem na balança acertos e erros, sucessos e fracassos, avanços e retrocessos. Dilma está bem porque, para a maioria das pessoas, ela cumpre seu papel, o governo funciona e o país avança. 2012 é um ano de eleições municipais e isso costuma

ser bom para os presidentes. Considerando aqueles para os quais a comparação é possível, foi o que ocorreu com Fernando Henrique e com Lula. FHC terminou seus primeiros doze meses, em dezembro de 1995, com 41% de “ótimo” e “bom” e foi a 47% no final do ano seguinte, de eleição municipal. No segundo mandato, repetiu a tendência, apesar do patamar mais baixo: 16% no final de 1999 e 24% em novembro de 2000. No primeiro mandato de Lula, algo parecido: 42% em dezembro de 2003 e 45% no final de 2004. No segundo: 50% em 2007 e 70% em 2008 (dados sempre do Datafolha). Duas razões: a) o eleitor desloca o foco de sua atenção para o município, escrutinando o trabalho do prefeito e sendo menos rigoroso na avaliação de presidente e governador; b) os candidatos não os questionam (ou os elogiam), preferindo apresentar-se como capazes de trazer benefícios para a cidade pelo “trânsito” que têm em Brasília e na capital. Ou seja: é bem possível que Dilma termine 2012 melhor do que está começando. n Sociólogo e presidente

do Instituto Vox Populi

Novos personagens? n Márcio Pochmann

O

adicional de ocupados na base da nossa pirâmide social reforçou a classe trabalhadora, equivocadamente identificada como uma nova classe média. A centralidade do trabalho, conferida pelo impulso das políticas públicas em pleno ambiente de recuperação econômica dos últimos anos, foi responsável pelo fortalecimento do segmento situado na base da pirâmide social brasileira. Na década de 2000, por exemplo, foram 21 milhões de novos postos de trabalho abertos, sendo 95% deles com remuneração de até 1,5 salário mínimo mensal, capazes de permitir a redução tanto do mar de pobreza existente como do patamar extremo da desigualdade no interior do rendimento do trabalho. Na década de 1990, o Brasil das políticas neoliberais abriu somente 11 milhões de ocupações, sendo 62,5% delas sem remuneração. O adicional de ocupados

na base da pirâmide social reforçou o contingente da classe trabalhadora, equivocadamente identificada como uma nova classe média. Talvez não seja bem um mero equívoco conceitual, mas expressão da disputa que se instala em torno da concepção e condução das políticas públicas atuais. A interpretação de classe média (nova) resulta, em consequência, no apelo à reorientação das políticas públicas para a perspectiva fundamentalmente mercantil. Ou seja, o fortalecimento dos planos privados de saúde, educação, assistência e previdência, entre outros. Nesse sentido, não se apresentaria isolada a simultânea ação propagandista desvalorizadora dos serviços públicos (o SUS, a educação e a previdência social). A despolitizadora emergência de segmentos novos na base da pirâmide social resulta do despreparo de instituições democráticas atualmente existentes para envolver e canalizar ações de interesse

Diretor-Presidente e Jornalista responsável: Paulo Antônio Carneiro Dias Editora: Jaqueline Gomes

D

para a classe trabalhadora ampliada. Ou seja, o escasso papel estratégico e renovado do sindicalismo, das associações estudantis e de bairros, das comunidades de base, dos partidos políticos, entre outros. No final da década de 1970, estudos como o de Eder Sader (“Quando Novos Personagens Entram em Cena”) buscaram destacar que o crescimento econômico da ditadura militar culminou com o novo movimento de ascensão do grande contingente de brasileiros oriundos da transição do campo para cidades. Aquela mobilidade na base da pirâmide social, que havia sido contaminada pela precariedade das cidades e dos serviços públicos, foi capturada pelo novo sindicalismo e por comunidades de base, o que impulsionou a luta pela transição democrática e pelo aparecimento das políticas sociais universalistas. Isto é, a chave do rompimento à longa fase da cidadania regulada predominante no Brasil, como descreveu Wanderley dos Santos (“Cidadania e Justiça”).

iário de Petrópolis 57 anos

Uma publicação da PJ Editora e Gráfica e Jornalística Ltda

Preço do Exemplar 3ª a sábado R$ 1,20 Domingo R$ 1,80 Atrasado R$ 2,50

Assinatura Trimestral Petrópolis R$ 80,00 Rio e outros R$ 160,00

Assinatura Mensal Petrópolis R$ 28,00 Rio e outros R$ 56,00

Assinatura Semestral Petrópolis R$ 152,00 Rio e outros R$ 304,00

Ainda que no cenário derrotista das teses neoliberais vigente atualmente, elas parecem se renovar e ganhar impulso marqueteiro na agenda mercadológica do consumo. Isso torna a agenda das políticas públicas assentadas na centralidade do trabalho desafiada, posto que a força difusora de um conceito equivocado sobre alterações na estratificação social pode levar à dispersão e fragmentação da atuação do Estado. O entendimento correto acerca do impulso ampliado da classe trabalhadora deveria ser acompanhado da transformação dos segmentos sociais emergentes em novos personagens pelas instituições democráticas atuais. Dessa forma, soergueriam os atores protagonistas da contínua luta pelas políticas públicas universais. n Professor licenciado do Institu-

to de Economia e do Centro de Estudos Sindicais e de Economia do Trabalho da Universidade Estadual de Campinas, é presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Site: www.diariodepetropolis.com.br

E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Diretoria 2246-3807 Assinatura 2246-3807 Publicidade 2237-7849 Classificado 2246-3807 Redação 2235-7165

Rua Joaquim Moreira 106 Centro - Petrópolis - RJ Cep 25.600-000 CNPJ 02.424.864/0001-66

ABRAJORI - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS JORNAIS DO INTERIOR

As opiniões emitidas em artigos assinados não representam, necessariamente, o pensamento do jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores. Da mesma forma, as informações e opiniões nas colunas são de responsabilidade de seus titulares.


quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

3

cidade

Novas empresas de ônibus previstas para abril n  Denise Pereira Especial para o Diário

Os usuários do transporte coletivo das linhas de ônibus em intervenção – Autobus, Petrópolis e Esperança – devem contar com duas empresas novas em abril deste ano, como adiantou o procurador do município, Henry Grazinoli, para que, depois de anos, possam contar com um sistema de transporte eficiente. - É uma questão de dias a saída do edital de licitação e, após a data da publicação, as empresas terão 45 dias para apresentar as propostas. Depois disso, se tudo correr bem, poderão assinar o contrato em 15 dias para que em abril já estejam operando. Estamos muito próximo de chegar à conclusão. A licitação será realizada em dois lotes, sendo um para as linhas da Viação Esperança e o outro lote para Autobus e Petrópolis. De acordo com a rerratificação do Ato Justificativo de Outorga de Concessão, o prazo será de 20 anos, podendo ser prorrogado pelo mesmo período. Atualmente, as atuais três empresas operam com 93 linhas, mas com a licitação haverá modificações para atender melhor ao usuário. - Fizemos essa divisão para facilitar e reduzir o valor do investimento das novas empresas – declarou.

A Prefeitura de Petrópolis já desapropriou dois terrenos no município para garantir que as empresas vencedoras da licitação possam utilizálos como garagem, oficina e estacionamento para os novos ônibus. Um dos terrenos, com 44.909,861m², é na antiga fábrica Montreal, na Estrada União e Indústria, em Corrêas, e o outro com 2.967,507m² fica em frente ao Terminal de Itaipava, na Rodovia Philúvio Cerqueira Rodrigues, prédio 40, no 3º distrito. A medida também servirá para evitar uma licitação deserta por falta de espaço para as empresas se estabelecerem, como era a preocupação de diversos participantes da audiência pública realizada no dia 30 de novembro do ano passado. - O que nós estamos fazendo é facilitar a vinda das empresas e a aquisição do local. Depois as vencedoras vão indenizar o município ou por aluguel ou por compra – afirmou. O Decreto nº. 754 sobre a desapropriação do terreno foi publicado no Diário Oficial do município do dia 31 de dezembro considerando a carência de espaços físicos disponíveis com localização adequada para a instalação de garagens e afins para os veículos que irão compor o sistema municipal de transportes e a necessidade de participação do Poder Público

Defesa Civil registra mais de 270 ocorrências A Coordenadoria de Defesa Civil da Prefeitura de Petrópolis informa que foram registradas 277 ocorrências (sendo 222 emergências e 55 preventivas) desde o último domingo, dia 1º, até as 18h de ontem, e cerca de 80% das solicitações já foram atendidas. Apesar da intensidade das chuvas, não houve registro de vítimas. De acordo com o último boletim, encaminhado ontem, oito pessoas estão desalojadas. Todas já estão sendo assistidas pela prefeitura. Os bairros mais afetados com as chuvas: Cascatinha (47 ocorrências), Floresta (21 ocorrências), Araras (20 ocorrências), Roseiral (19 ocorrências), Corrêas (15 ocorrências) e Itaipava (15 ocorrências). Grande parte das ocorrências refere-se a pequenos deslizamentos de terra, residências que apresentam pequenas rachaduras, alagamentos e vistorias preventivas. Os atendimentos estão sendo feitos de acordo com gravidade de cada caso. Segundo o balanço da Defesa Civil, foram registrados os seguintes tipos de ocorrências pelos distritos: alagamentos (1); ameaças diversas (2); danos a muros (13); danos e afundamentos da vias (4); deslizamentos (195); desmoronamentos (4); desplacamento de blocos (3); infiltrações (7); queda de árvores (6); rachaduras (18), risco de deslizamento (8); risco de queda de muro (1); e risco de queda de árvore (14). O Comitê de Ações Emergenciais informa que está em Estado de Vigilância em função da ausência de chuvas. Todos os órgãos que fazem parte do comitê estão mobilizados para qualquer tipo de emergência. Nas últimas 24 horas, o maior volume de precipitação registrado ocorreu na Avenida Barão do Rio Branco, com índice pluviométrico de 29 milímetros. No Itamarati o registro pluviométrico apresentou 24 milímetros. No bairro Inde-

pendência, o volume de chuva chegou a 22 milímetros. O Vale do Cuiabá registrou o segundo menor índice pluviométrico, com 23 milímetros. As informações podem ser aferidas no site do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) – http://inea.infoper. net/inea/. A Defesa Civil funciona em regime de plantão 24horas com equipes para atender a todos os chamados da população. As solicitações podem ser feitas pelo telefone 199. Ações do Comitê Na tarde de ontem, o Comitê de Ações Emergenciais esteve na Rua João de Farias, no bairro Alto Alcobacinha. No local houve um deslizamento de terra que a princípio colocou em risco cerca de 10 residências. A Secretaria de Obras realizou a construção de um pequeno desvio em blocos de concreto na via principal que facilitará o fluxo das águas pluviais e construirá uma nova rede de captação. A Comdep já desobstruiu toda a rua que dá acesso às residências. Para solucionar o problema, o presidente do Comitê, Luis Eduardo Peixoto, conversou com os moradores da localidade e apresentou algumas orientações que eles deverão seguir a partir de hoje, como: não desmatar, pois as árvores e outras vegetações servem para conter os deslizamentos; evitar o plantio de bananeiras, já que elas concentram muita água; antes de construir, deve-se procurar a Prefeitura; e ficar atento a canos de água com vazamento e acúmulo de lixo, que contribuem para os deslizamentos de terra. Outra importante ação que está sendo feita pela Prefeitura de Petrópolis, concentra-se na Rua Brigadeiro Castrioto, no bairro Esperança, próximo ao nº 2.387. Equipes da Comdep estão neste momento realizando a limpeza do barranco, que apresentava um grande acúmulo de lixo.

Fotos:Arquivo

Um dos terrenos desapropriados para funcionar a garagem de uma das novas empresas é na antiga Montreal, em Corrêas

em criar melhores condições materiais para que a licitação alcance seus objetivos para a execução do serviço público de transporte coletivo de maneira mais eficiente e responsável. Segundo a rerratifica-

ção do Ato Justificativo de Outorga de Concessão, o processo para o julgamento das propostas das empresas levará em consideração a combinação dos critérios de maior oferta juntamente com a melhor técnica, seguindo

os termos do edital que será lançado nos próximos dias e que será conduzido pela Comissão Especial de Licitação, nomeada pelo Decreto nº. 753 de 30 de dezembro de 2011. Ela é formada por três membros, entre eles o secre-

tário de Governo, Charles Rossi, e receberá assessoria jurídica da Procuradoria Geral do Município e assessoria técnica da empresa Planum Planejamento e Consultoria Urbana Ltda., contratada para assessorar o município

Petrópolis recebe 38 viaturas entregues pelo governo estadual

Divulgação

n  Guedes de Freitas e Marcelle Colbert/Imprensa RJ

O governador Sérgio Cabral entregou ontem 88 viaturas às prefeituras de Nova Friburgo, Teresópolis e Petrópolis, na Região Serrana, para serem utilizadas pelas equipes de Defesa Civil e Guarda Municipal desses municípios. Os veículos são seminovos e pertenciam à Polícia Militar (PMERJ), que teve a sua frota recentemente renovada. Cabral também aproveitou a ocasião para anunciar o lançamento de um pacote de obras para a Região Serrana, no próximo dia 11. Serão construídos 2,2 mil apartamentos pelo programa Minha Casa Minha Vida, com contrapartida do estado em obras de infraestrutura no conjunto habitacional. No mesmo dia, será anunciada a complementação das obras de contenção de encostas e iniciada a dragagem dos rios de toda a região, com recursos do Ministério das Cidades, no valor de R$ 330 milhões, liberados no final de novembro pelo governo federal. - Queria parabenizar a Defesa Civil do estado, o Corpo de Bombeiros e as defesas civis municipais que souberam agir com rapidez não só aqui como na Região Noroeste Fluminense. O que evitou a morte de pessoas desta vez foi o funcionamento dos alarmes, os comunicados a tempo e os treina-

Hélio Moura foi o representante da Prefeitura de Petrópolis, durante reunião com governador

mentos. Foi um ganho muito importante. Hoje estamos doando estas viaturas seminovas para as defesas civis. Isso é o maior gol que poderíamos dar às defesas civis municipais e também para as guardas municipais que apoiam as operações das defesas civis - afirmou o governador durante a entrega, que teve como representante de Petrópolis, o secretário de Segurança Pública Municipal, Hélio Moura. São 61 automóveis do modelo Gol para as Guardas Municipais e 27 do mo-

delo Blazer para as Defesas Civis destas cidades. Nova Friburgo recebeu 19 veículos, sendo 10 Gols e 9 Blazers; Teresópolis foi beneficiada com 31, dos quais 23 Gols e 8 Blazers; e Petrópolis ganhou 38 automóveis, sendo 28 Gols e 10 Blazers. A nova destinação dos automóveis faz parte do cronograma do Governo de Estado para a renovação da frota da PMERJ. Até março, todos os municípios do Rio de Janeiro, exceto a capital, serão beneficiados. No total, 1.478 viaturas se-

rão convertidas para a nova destinação. Os automóveis entregues ontem fazem parte de um primeiro lote, que conta com 262 carros e irá contemplar outras nove cidades. Nas próximas semanas, viaturas serão entregues às prefeituras de Areal, São José do Vale do Rio Preto, Três Rios, Angra dos Reis, Bom Jardim, Sumidouro, Araruama, Niterói e Magé. Todos os carros, equipados com giroscópio e sirene, foram caracterizados com adesivos e terão uso imediato.

Roberto Naval, da CPTrans

a medida vem ao encontro da necessidade de rotatividade nas vagas do centro, garantindo estacionamento a preço acessível para os petropolitanos. - Foram mais de seis anos de aumento salarial e de serviços como fornecimento de energia, combustível. O reajuste foi necessário para mantermos esse serviço, tão importante para o trânsito na cidade - explicou.

Rotativo sobe para R$ 2,50 a hora

O valor do cartão de estacionamento rotativo da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) passará por alteração amanhã, dia 05. A medida é em decorrência de um decreto municipal que autoriza a mudança no preço, de R$ 2 para R$ 2,50 cada ticket de uma hora. Além disso, o estacionamento da companhia no Centro Histórico (Rua do Imperador, 125) passa ao valor de R$

3/hora a partir de hoje. O objetivo é custear o serviço oferecido pela companhia desde 1998 e estimular a rotatividade no uso de vias públicas para estacionamento. Este é o primeiro aumento no preço do rotativo desde abril de 2005, embora o decreto que estabelece o serviço preveja reajustes anuais no valor cobrado. Para o presidente da CPTrans, Roberto Naval,


4

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

57 anos

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

CIDADE enquete O que você acha que deve ser feito para Petrópolis não sofrer com as chuvas de verão?

Roberto Santos de Oliveira, balconista de 45 anos. “A geração de moradias e mais empregos poderia atenuar essa situação de desastre por causa das chuvas de verão.”

Róbson Mello, analista de sistemas de 28 anos. “O estado deve investir na prevenção de desastres, com o alerta da população em relação aos riscos que a chuva traz.”

Antônio Cosme, radialista de 54 anos. “Os principais pontos que sinto falta é o alerta a população frente aos riscos das chuvas e a arborização de áreas atingidas.”

Gisele da Gama, estoquista de loja de 28 anos. “Falta principalmente a limpeza na cidade e nos bairros. A ausência de verba também prejudica”. Fotos: Alan Alonso

Ana Maria Dias, comerciária de 65 anos. “Falta educação às pessoas e prevenção a novas calamidades.”

FOTO DO DIA

O Parque Municipal, em Itaipava, se transformou em um piscinão após a chuva do fim de semana

Leia o Diário na Internet www.diariodepetropolis.com.br

Pão francês - R$ 5,99kg (somente no balcão) Entrega em domicílios Rua Epitácio Pessoa, 100 (atrás dos Correios) Centro - Petrópolis - RJ Tel. 2231-2160

Direitos Autorais Registro de Músicas Livros Eventos Culturais Agente: Domingos Capistrano Operando no Mercado a 32 anos

Tels.: (24) 2237-3210 (24) 9832-0327 Petrópolis - RJ (22) 9907-4947 Cabo Frio - RJ


quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

5

cidade

Polícia

Polícia combate a pirataria Agentes do Serviço Reservado (P2) da Polícia Militar (PM) apreenderam mais de mil mídias pirateadas na última sexta-feira (30). O homem de 57 anos, que comercializava os produtos falsificados, foi levado a 105ª DP (Retiro), onde foi autuado por crime contra propriedade material. Ele prestou escla-

recimentos e foi liberado. Os policiais chegaram até ele através de denúncias anônimas, que informavam que o homem fazia a venda dos materiais próximo ao Hipershopping ABC, no Alto da Serra. Ao todo, foram apreendidos 623 DVDs, 409 CDs e 121 CDs de jogos do vídeo game Playstation 2.

Traficante preso em Itaipava Um homem de 29 anos foi preso em flagrante na tarde de sexta-feira (30) quando vendia um tablete de maconha para um jovem de 19 anos, na Estrada das Arcas, Itaipava. Policiais Militares (PMs) que faziam patrulhamento pela região desconfiaram da atitude dos rapazes e fizeram a abordagem, encontrando os entorpecentes em revista pessoal. Prosseguindo na ocorrência, os PMs fizeram revistas pela casa do suposto traficante, encontrando mais dois tabletes da droga, ao todo 56 gramas. Os dois foram conduzidos à delegacia. O mais jovem foi autua-

do por uso, enquanto o mais velho ficou detido, autuado por tráfico de drogas. No mesmo dia, atendendo ordens expressas do comando do 26º Batalhão de Polícia Militar (BPM), uma operação em combate ao tráfico de drogas na comunidade do Alto Independência foi desencadeada por agentes do Grupamento de Ações Táticas e do Serviço Reservado (P2), durante a noite. Percebendo a chegada da polícia, dois homens conseguiram escapar ao cerco, deixando para trás uma sacola com 266 cápsulas de cocaína e mais duas trouxinhas de maconha.

Equipe da associação esteve oferecendo os serviços no Calçadão

Pró-Deficiente oferece 56 vagas de emprego este mês Atualmente são oferecidos 56 postos de trabalho para pessoas com deficiência, por meio do balcão de empregos da Associação Pró-Deficiente. São várias áreas de atuação, com destaque para os setores de limpeza, vendas, administração, produção, estoque, entre outras. Somente no ano passado, 137 pessoas com algum tipo de deficiência foram inseridas no mercado e, segundo o presidente da associação Marcelo da Silveira, ao longo dos últimos oito anos, 916 pessoas foram empregadas na cidade, apenas pelo balcão de empregos. Ele estima que cerca de 20% dos 39 mil deficientes que existem na cidade ocupam postos de trabalho, o que faz com que Petrópolis seja o município de maior empregabilidade da Região Serrana para essa parcela da população. Para este ano, o presidente garante que o Balcão de Empregos será realizado de forma constante no Centro Histórico, o que faz com que haja uma aproximação maior das pessoas e amplia a divulgação da existência de vagas no mercado para a pessoa com deficiência. - Todos os dias recebemos solicitação de empregos em nossa sede. Mas ainda encontramos um problema muito grande em nosso município,

que é a falta de acessibilidade. Na região somos a cidade com maior empregabilidade, mas Três Rios, por exemplo, está muito a nossa frente na questão acessibilidade, contando inclusive com secretarias especiais para tratar das questões referentes às pessoas com deficiência. Corrigindo esse problema aqui, conseguiremos colocar muito mais pessoas no mercado- afirma o presidente. Este problema, segundo ele, não só restringe o direito fundamental de ir e vir, prejudicando atividades simples como fazer compras nos pólos de moda da cidade ou simplesmente se deslocar pelas ruas, como também afeta o turismo do município. - Em breve vamos receber grande eventos esportivos no país e Petrópolis, até por ser uma cidade turística, deve estar melhor preparada para receber as pessoas com deficiência. Atualmente não temos a estrutura necessárialamenta. Além dos balcões de emprego que, segundo o presidente, serão cada vez mais constantes, as pessoas interessadas também podem procurar a sede da associação, que fica na Rua Teresa, nº 2.024, Alto da Serra( Em frente ao BNH). O telefone para contato é o 22483136.

Alerta de Cheias divulga dados em tempo real pela internet O Sistema de Alerta de Cheias do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), que tem o objetivo de informar as autoridades e a população sobre a ocorrência de chuvas intensas e inundações graduais que possam causar perdas materiais e humanas, divulga seus dados em tempo real na internet (http://inea. infoper.net/inea/), através do twitter (@alertadecheias) e do facebook (https://www.

facebook.com/pages/AlertaINEA/136494276459610). O sistema conta com 54 estações instaladas em Petrópolis, Macaé, Campos, Italva, Itaperuna, Natividade, Lajes de Muriaé, Santo Antônio de Pádua, Nilópolis, Mesquita, Belford Roxo, São João de Meriti, Duque de Caxias e Nova Iguaçu. Estão em fase de instalação outras sete estações. As estações enviam, a cada 15 minutos, dados sobre

o nível de chuva e/ou dos rios para o Centro de Controle Operacional (CCO) do Inea, no Rio de Janeiro. Estes dados servem de base para os alertas encaminhados via SMS ou e-mail à Defesa Civil de cada município e para pessoas cadastradas. Há quatro tipos de alerta: Vigilância (sem chuvas ou chuvas fracas ou esparsas/nível d´água normal); Atenção (previsão de ocorrência de chuvas

moderadas e fortes); Alerta (registro de chuvas intensas/ nível do rio acima do normal); Alerta Máximo (continuação da chuva/nível do rio em 80% do transbordamento). Qualquer pessoa pode se cadastrar no sistema para receber os alertas. Basta encaminhar um e-mail para os endereços alertainea@infoper. com.br ou alertainea1@gmail. com, incluindo sempre o DDD e a cidade de interesse.

Barranco desliza e casa é atingida por árvore na Rua Alberto Torres A noite de segunda-feira registrou mais estragos por conta da chuva. Um barranco deslizou cerca de 25 metros e atingiu uma residência, na Rua Alberto Torres, Centro. Várias árvores foram arrastadas e uma delas, de grande porte, atravessou os dois banheiros do imóvel. A garagem também foi invadida por uma árvore. De acordo com o proprietário, o artista plástico e escritor Ronaldo Pereira Rêgo, ele já temia que houvesse deslizamento e, por isso, solicitou a presença da Defesa Civil (DC) no local há cerca de um ano para avaliar a situação. Solicitação que, segundo ele, nunca encontrou retorno por parte do órgão. O proprietário conta que estava na parte de baixo do imóvel quando, por volta de 22h, escutou um estrondo muito forte. Ao sair para da casa, ele percebeu o que havia acontecido. - Por sorte ninguém ficou ferido e nenhuma das obras de arte que têm na casa foram danificadas. Tive sorte também quanto ao meu carro, que não estava dentro da garagem. Se estivesse, provavelmente ele teria sido destruído - afirmou o artista plástico, que calcula prejuízos entre R$ 30 mil e R$ 50 mil para as reformas que precisarão ser feitas. Reformas que, aliás, já estavam sendo feitas. Ele conta que adquiriu o imóvel, tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), há três anos e, para o trabalho de restauração, contou com a colaboração da mesma equipe que promoveu

Fotos: Alan Alonso

O barranco acabou atingindo a casa tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional

a reforma do Teatro Municipal. - Essa casa é um patrimônio da cidade e do Brasil, por isso acho que a Defesa Civil deveria ter tomado providências quando fiz a solicitação, há um ano. Eles deveriam ter me dado ao menos uma orientação. O estado tem que ajudar a preservar o próprio patrimônio - reclamou ele, informando que terá que gastar o dinheiro previsto para restauração de um salão, para o conserto dos cômodos atingidos. Durante toda a manhã de ontem, uma equipe do Corpo de Bombeiros permaneceu no local para avaliar a situação e tentar remover a árvore que atravessou o imóvel. O trabalho, no entanto, não pôde ser concluído, conforme argumentou o segundo

tenente Moacyr Fiares. - Realizamos o corte em um dos cômodos, mas não pudemos continuar o serviço com os equipamentos que temos a disposição, pois haveria o risco de causar mais danos estruturais e não poderíamos realizar o trabalho sem o

consentimento do proprietário. Será preciso utilizar o caminhão Munck para erguer a árvore e o corte ser feito sem causar mais danos - explicou o tenente, garantindo que a solicitação do equipamento seria feita de forma imediata à DC.

Jardim Salvador Uma equipe da Companhia de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) esteve ontem na Rua Ary Nogueira, no bairro Jardim Salvador, e desobstruiu a via. Na última segunda-feira uma grande quantidade de terra desceu de uma encosta e fechou o trânsito aos veículos. Homens do Consórcio Águas do Imperador também restabeleceu o fornecimento de água, já que a bomba d’água do bairro foi atingida. Ainda no Jardim Salvador, na altura do número 250 B, outro deslizamento de terra foi registrado, mas os próprios moradores retiraram a terra que desceu de um morro atrás da residência, que foi parcialmente atingida.

Prefeitura age rápido e limpa distritos O vice-prefeito Oswaldo Costa Frias garantiu ontem que 80% dos problemas ocasionados pelas chuvas que caíram no último fim de semana em alguns distritos de Petrópolis já foram solucionados. Ele creditou à eficiência dos serviços ao grande empenho do prefeito Paulo Mustrangi e equipe. Todos os pontos atingidos devem estar limpos até hoje. Para desobstruir as pistas interditadas devidos aos deslizamentos, cortar árvores e realizar serviços emergenciais foram deslocados para as áreas atingidas 80 profissionais de várias secretarias da Prefeitura. - As vias principais dos distritos que sofreram com as chuvas foram limpas rapidamente. As secundárias estamos limpando por etapa – explicou o vice-prefeito, lembrando que as áreas mais atingidas foram Bernardo Coutinho (Araras), Madame Machado e Vila Rica. Já o gerente distrital da

mobilizado para atuar em grandes tragédias. A seriedade com que Paulo Mustrangi tratou as verbas dos governos Federal e Estadual mostra que estamos no caminho certo. Será assim até o fim do nosso Governo – afirmou. Só para a região de Itaipava foram mobilizadas equipes de capina, roçada, varrição e motoristas. Parque Municipal As chuvas provocaram um fato inusitado no espaço de esporte do Parque Municipal de Petrópolis, em Itaipava. O canal que passa no local transbordou e alagou três das seis quadras poliesportivas. O terreno ao lado também está inundado. Apesar da inundação muitas pessoas procuraram o local para curtir o dia de sol. A prefeitura informou que medidas preventivas serão tomadas para evitar futuras inundações. O Parque também está passando por uma grande limpeza. n

O vice-prefeito de Petrópolis Oswaldo Costa Frias: agilidade

Comdep, Carlos Alberto do Vale, contou que todo o efetivo da companhia que atua nos distritos foi deslocado para as áreas atingidas. - Nosso pessoal está direto no local. Temos que entregar tudo limpo para a população – garantiu. Para Oswaldo Costa Frias, apesar da continuidade da chuva, Petrópolis suportou bem o temporal. Ele disse que após o temporal toda a estrutura da prefeitura foi colocada à

disposição da população. - Foram quatro dias de chuva direto. Muitas construções estão em áreas irregulares. Vivemos uma realidade que não se resolve em dois anos - explicou. O vice-prefeito lembrou que por determinação do prefeito Paulo Mustrangi serão construídas casas populares para os moradores do Vale do Cuiabá, Estrada do Gentio e Madame Machado. - Todo o município está


57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Agenda Cultural

marciosalerno@diariodepetropolis.com.br

Aniversário

Câncer - (21/06 a 22/07)

Muita atividade profissional e êxito nos negócios e novos empreendimentos sociais e familiares, estão previstos para você hoje. Ótimo estado mental, o que lhe dará mais rapidez ao ter que tomar decisões importantes.

Leão - (23/07 a 22/08)

Você conseguirá obter os mais propícios resultados, no trabalho, no setor financeiro, social e amoroso. Aproveite. Paz íntima. A lua estará revitalizando as suas energias e envolvendo você em muitas situações interessantes.

Virgem - (23/08 a 22/09)

Dia em que deverá enfrentar alguns obstáculos, em seu lar. Mas se usar de fato a inteligência, conseguirá superá-los com sucesso. Grande necessidade de sair em busca de segurança material para atingir o que deseja.

Libra - (23/09 a 22/10)

Ótima oportunidade no setor comercial, com probabilidade de lucros. Bom também, para assuntos familiares e sentimentais. Sua saúde será bastante boa, o que deverá dar-lhe maior disposição ao trabalho. O seu potencial criativo continua forte.

 Escorpião - (23/10 a 21/11) Dia um tanto quanto agitado para você. Mas, para que tudo saia a contento, deverá tomar uma atitude otimista e inteligente e evitar o nervosismo que de nada adianta. Sucesso junto ao sexo oposto.

Sagitário - (22/11 a 21/12)

Enormes probabilidades de realizar suas mais antigas esperanças. Terá também, aumentos de lucros e muito progresso profissional. Ótimo às novas amizades e ao amor. Você estará buscando descobrir o seu verdadeiro papel na sociedade.

 Capricórnio - (22/12 a 20/01) Novos planos para sua elevação de cargo e de conhecimentos profissionais deverão ser estudados agora. De resto, a influência será ótima para a vida amorosa e familiar e para tratar com amigos e personalidades públicas.

HAPPY FEET 2 – Censura livre – Horários: 14h15 Dia 1º não haverá sessão

Um lugar para celebrar a Cultura faz aniversário em 2012

os pichadores que, de vez em quando, ‘aprontam’ das suas nas paredes locais. Cabe a nós, o povo, portanto, contribuir para, gradualmente, mudar este estado de coisas e valorizar a arte e

a cultura que aqui se produz. E um ótimo lugar para começar a fazer isso é o Centro de Cultura Raul de Leoni. Fique ‘ligado’ nesta Agenda, pois em breve daremos a programação de aniversário.

Ficção científica

Site disseca obra de um escritor inglês ímpar Você curte ficção científica? Lê inglês? Então dê uma olhada em feedblitz@ mail.feedblitz.com, o endereço eletrônico de um site dedicado à obra de J. G. Ballard, falecido em 2010 e um dos grandes artífices do gênero, em sua versão inglesa. Ballard ficou mais conhecido para o grande público através do filme “O Império do Sol”, baseado em uma obra autobiográfica sua, mas antes disso escrevia FC e influenciou um bocado de escritores da fornada ‘cyberpunk’, que surgiu nos anos 80. Autor de livros como “The Drowned World”, “High Rise”, “Concrete Island” e “Crash!”, este último também levado ao cinema por David Cronenberg. J. G. Ballard sempre afirmou que era mais fácil encontrar matéria para seus contos e novelas dentro de uma lata de lixo do que no espaço sideral, e levou este mote às últimas consequên-

A SAGA CREPÚSCULO AMANHECER PARTE 1 – Censura 14 anos – com Robert Pattinson – Horários: 16h15, 18h30, 21h Dia 1º não haverá sessão SALA 2 OPERAÇÃO PRESENTE – Censura livre – Horários: 15h e 17h Dia 1º OS ESPECIALISTAS – Censura 14 anos –com Clive Owen – Horários: 19h e 21h15 Dias 31/12 e 01/01 não haverá sessão Preços: Segunda é dia de cinema. Ingressos a R$ 3 em todas as sessões. Terça a quinta (exceto feriados): Sessões iniciadas até 15h59min Inteira: R$ 10 (meia: R$ 5). Após 16h inteira: R$ 12 (meia: R$ 6). Sexta a domingo e feriados: Sessões iniciadas até 15h59min inteira: R$ 12 (meia R$ 6) Após 16h inteira: R$ 14 (meia R$ 7). Lembrando que estamos com uma promoção de terça a domingo: todas as pessoas pagam meia entrada. TOP CINE HIPERSHOPPING ABC Rua Teresa, 1415 / 2º piso Alto da Serra – Petrópolis

A SAGA CREPÚSCULO – AMANHECER – parte 1 – Censura 12 anos – com Kirsten Stewart – Horários: 19h e 21h Dias 31 e 01 – sábado e domingo – não haverá sessão TOP CINE HIPERSHOPPING MERCADO ESTAÇÃO Rua Paulo Barbosa, 310 / 1º piso Centro - Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br SALA 1 OPERAÇÃO PRESENTE – Censura livre – Horários: 14h40 Dias 31 e 01 - sábado e domingo – não haverá sessão IMORTAIS – Censura 14 anos – Horários: 16h40, 18h50 e 21h Dias 31 e 01 – sábado e domingo – não haverá sessão SALA 2 MISSÃO IMPOSSÍVEL: Protocolo Fantasma – Censura 12 anos – com Tom Cruise - Horários: 15h50, 18h20 e 20h50 Dias 31 e 01 - sábado e domingo – não haverá sessão SALA 3 OS MUPPETS – Censura livre – Horários: 14h Dias 31 e 01 – sábado e domingo – não haverá sessão NOITE DE ANO NOVO – Censura 10 anos – com Michelle Pfeiffer – Horários: 16h, 18h20 e 20h40 Dias 31 e 01 – sábado e domingo – não haverá sessão

Filmes na TV TOY STORY 2 – GLOBO – 15H30 - Woody tenta salvar um brinquedo que vai para um bazar de usados. Porém, ele acaba sendo roubado por um colecionador de brinquedos, que pretende vendê-lo a um museu japonês. Na casa do sequestrador, Woody descobre que o homem foi protagonista de um famoso seriado de tevê, décadas atrás, e conhece os demais integrantes de sua coleção. Enquanto isso, os demais brinquedos partem em uma atrapalhada operação de resgate. J. G. Ballard em frente a uma pintura de Paul Delveaux, que ornava sua casa

cias. Outra grande influência em sua escrita foram as pinturas surrealistas de artistas como Salvador Dali, Paul Delveaux, Man Ray e René Magritte. Ballard ‘viajava’ nas imagens e, a partir delas, criava personagens e situações que ali poderiam se situar.

“Crash” costuma aparecer com uma certa frequência nos ‘sebos’ de Petrópolis e vale a pena conhecer. O site traz várias entrevistas com gente que conviveu com o escritor, além de reportagens e filmes com e sobre o escritor. Também vale uma ‘surfada’.

Especial

Encontros para controlar o peso e manter a saúde

SALVE GERAL – GLOBO – 22H15 – COM ANDREA BELTRÃO - Rapaz de classe média sai com amigos, se envolve em um crime e acaba preso. A mãe, viúva, faz de tudo para tirá-lo do presídio, mas sua esperança pode acabar quando a facção criminosa Primeiro Comando da Capital, ou PCC, inicia uma onda de ataques a policiais da cidade de São Paulo. Baseado em fatos reais que paralisaram a capital paulista em 2006.

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

© Revistas COQUETEL 2012 Indica o Arranhar Oeste na com as rosa dos garras ventos

Os da Acolhedonúmeros Peça essencial de Darth ras; como o 3 armadura Vader (Cin.) receptivas eo5

Frade de (?) logo: ordem expressa francis- despedida cana

Acessório dos piratas em clichês do Cinema

Michelle Obama (EUA) Post scriptum (abrev.)

Decifrar a Sumir (fig.) escrita Exceder o número de pessoas (em um veículo) Ave australiana que não voa Rede, em inglês Que discursa

Prostrado; desanimado (fig.)

Hiato de "boato"

Órgão de inteligência dos EUA

(?) Ribeiro, baixista do Paralamas Rival do Cruzeiro (fut. sigla) Elogios

Barrote para escorar lajes

Aquário - (21/01 a 19/02)

Dia em que fará muitas relações, mas poucas amizades sinceras e leais. Por outro lado, e bom ir se precavendo, pois você entrará em uma fase desfavorável e difícil, mas será passageira. O seu magnetismo vai atrair pessoas do sexo oposto.

 Peixes - (20/02 a 20/03)

Item comum em mesas de escritório

Conexão; união "Mundial", em "OMC"

Estilo de corrida

Demonstração de alegria Domínio

Cavalgar rápido, sem galopar Classe no topo da pirâmide social

Dia em que deverá tomar cuidado com estranhos, novas amizades, vizinhos e pessoas que são de sua inteira confiança. Só viaje se for de muita necessidade para evitar acidente, cuide da sua saúde e evite excessos.

(?) Amin, ex-ditador ugandês Aflição

Peritos em uma atividade (fig.) Radical (abrev.) Trapo, em inglês André (?), tenista mineiro

A dos remédios é indicada na bula Fazenda pública Ferro intermediário para a produção de aço

BANCO

Solução

Controle seu peso e tenha mais saúde

Todas as quintas, às 18h, sextas, às 14h e sábados, às 09h, acontecem reuniões do Vigilantes do Peso. Segundo os responsáveis, não há necessidade de ninguém viver de dieta, mas viver melhor. O Vigilantes do Peso não ensina a fazer dieta. As reuniões semanais

inspiram e ajudam a adotar um estilo de vida saudável para sempre. Uma proposta integrada que enfoca boas escolhas alimentares, hábitos saudáveis, ambiente de apoio e atividades físicas. Assista a uma reunião grátis. Amanhã, portanto, tem

109

um encontro, do qual os interessados podem participar. O endereço é Rua 16 de Março, 415, sala 101, Edifício Fenix, Centro. A partir de 10 anos. Maiores informações sobre adesão e planos de pagamento acesse www.vigilantesdopeso. com.br.

IM

Contenha os seus impulsos de querer fazer tudo de uma vez. Um aspecto restritivo do planeta mercúrio dentro do seu mapa astral revela que você deve precaver-se para não perder o controle emocional.

SALA 1

ALVIM E OS ESQUILOS 3 – Censura livre – Horários: 15h e 17h Dias 31 e 01 – sábado e domingo – não haverá sessão

C A P T A L E R E S

Gêmeos - (21/05 a 20/06)

CINE BAUHAUS R. Dr. Nelson de Sá Earp, 89 Shopping Center Bauhaus Centro

SALA 2

U I N H O L H O A P O R A R A B I C A M L E T E I O D I A D O R S O A R A D R S A A G E M G U S A

Ingressos: terças e quartas ingresso promocional a R$ 6 para todos (exceto feriados). Preço de ingressos as quintas e sextas - inteira R$ 14 e meia R$ 7. Preço de ingressos aos sábados e domingos - inteira R$ 16 e meia R$ 8.

U C H P A O P S V A P C I N E T N T A E L M P E R I P E R O T A D O S

A vida profissional, os negócios, as associações, estarão bastante favorecidos hoje. No amor, você causará uma forte impressão na pessoa amada, uma vez que a sua disposição, está favorável, para deixar claro as suas verdadeiras intenções.

GATO DE BOTAS – Censura livre – Horários: 15h e 17h, terça a domingo

RE

Touro - (21/04 a 20/05)

O Centro de Cultura Raul de Leoni está se preparando para comemorar os 35 anos de sua fundação, que se deu em 1977, depois que o prédio hoje ocupado pelo mesmo passou por reformas e, no estilo Bauhaus, foi entregue à população. Anteriormente, no local, funcionava a antiga Biblioteca Municipal que, a bem da verdade, ainda está lá, no primeiro andar do prédio. A gerência do local está preparando várias atrações para celebrar a data em grande estilo, que devem começar em breve. Dizer que o Centro de Cultura alcançou os objetivos, ou seja, agregar a população petropolitana para desfrutar da Cultura em geral não é bem o caso, uma vez que o prédio, desde que foi inaugurado, costuma ficar às moscas, mas isto não é culpa dos responsáveis nem dos agentes culturais, mas da própria população, que parece não dar muito valor ao fato de haver um centro específico para receber e divulgar cultura na cidade, fora

ROUBO NAS ALTURAS – Censura 10 anos – com Ben Stiller – Horários: 20h30 Dias 31 e 01 – sábado e domingo – não haverá sessão

A

n  Márcio Salerno

GATO DE BOTAS – Censura livre – Horários: 14h30, 16h30 e 18h30 Dias 31 e 01 – sábado e domingo – não haverá sessão

O R A D O R

Pessoas conhecidas, estão dispostas a colaborar com seus projetos. Receberá informações úteis e promissoras. Dia feliz para a vida amorosa. A posição da lua, indica um dia prático para tudo o que deseje realizar.

REDENÇÃO – Censura 16 anos – com Gerard Butler – Horários: 19h, terça a domingo – sessão extra sextafeira, 21h

SALA 1

S EM U P E G R L C O T A R

Áries - (21/03 a 20/04)

CINE ITAIPAVA Est. União & Indústria, 11.000 Itaipava

I

HORÓSCOPO

Centro de Cultura completa 35 anos de existência este ano

Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br

3/idi — net — rag. 4/gusa — loas. 6/erário. 9/pontalete.

INSTITUTO OMAR CARDOSO

O

6


57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

7

cidade

Dois milhões de pessoas devem visitar a cidade n Denise Pereira

Em 2012, o número de feriados prolongados é grande, o que, segundo o diretor de Turismo da Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis, Aníbal Duarte, deve garantir a vinda de dois milhões de turistas e visitantes (voltam no mesmo dia) no município ao longo do ano, alavancando outros setores como a rede hoteleira e o comércio. Ao todo serão dez feriados nacionais - quatro às sextas-feiras, três às terçasfeiras, um na quinta-feira, além do Dia da Confraternização Universal já comemorado em 1º de janeiro e Tiradentes no dia 21 de abril, que será num sábado. Como muitos dos visitantes são do Rio de Janeiro, os feriados exclusivos da Cidade Maravilhosa também favorecerão o mercado em Petrópolis, entre eles estão 20 de janeiro – São Sebastião, padroeiro da cidade (sexta-feira) – e 23 de abril – São Jorge (segundafeira). - Ano passado, muitos feriados foram no fim de semana, e ainda tivemos, num primeiro momento, um esvaziamento por causa da catástrofe. Estamos numa fase de grande recuperação e no

ritmo que estamos, somado a vantagem dos feriados proporcionarem fins de semana prolongados em 2012 e a inauguração de uma série de novos atrativos, o que se quer agora é superar a marca de 2012, chegando a dois milhões de turistas e visitantes – declarou Aníbal, lembrando que em 2009 esse número foi de 1,8 milhão, seguido de 1,93 milhão em 2010. Os números referentes a 2011 ainda estão sendo fechados, mas o diretor de turismo acredita que o município tenha atingido o mesmo patamar de 2009. Segundo o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Petrópolis (Sicomércio), Marcelo Fiorini, o acordo com os funcionários do setor já foi fechado para que o turista possa aproveitar as lojas abertas, mas também garantir os direitos da categoria. - Vindo gente para a cidade vai ser muito bom porque vamos abrir em quase todos os feriados. Será um ganho para a cidade e será a primeira vez que abriremos na maioria dos dias – declarou. Para que os petropolitanos também possam fazer compras durante os feriados ex-

Fotos: Alan Alonso

Marcelo Fiorini, presidente do Sindicato do Comércio

clusivos daqui do município, o acordo prevê a abertura do comércio nos dias 16 de março - Fundação da Cidade de Petrópolis (sexta-feira), 29 de junho – Colonização Alemã (sexta-feira), 20 de novembro - Consciência Negra e Zumbi dos Palmares, válido para Petrópolis e Rio de Janeiro (terça-feira), além dos nacionais, como 21 de abril – Tiradentes (sábado), 7 de setembro – Independência (sexta-feira), 12 de outubro

– Nossa Senhora Aparecida (sexta-feira) e 15 de novembro – Proclamação da República (quinta-feira). Para a rede hoteleira, os feriados prolongados serão uma ótima oportunidade de aquecimento do setor. De acordo com o presidente do Convention & Visitors Bureau, Bruno Wanderley, será uma chance para os turistas ficarem mais tempo na cidade. - O feriado por si só não

se vende. Temos que trabalhar para que as pessoas de outros estados escolham vir para cá diante de tantas opções de veraneio em 2012. Também temos que ter um diferencial para que o carioca suba a Serra. O carioca tende a escolher o seu destino de passeio no estado em cima da hora. Quem fica mais tempo e gera hospedagem é o turista de outro estado que planeja a viagem com antecedência. Se os feriados deste ano não forem trabalhados a partir de janeiro, a tendência é lotar em um e não lotar no outro ou esvaziar os finais de semana anteriores e posteriores. O principal mecanismo para se vender a cidade é ter uma verba estadual e municipal para esta divulgação fora daqui. Porque os hoteleiros sozinhos não possuem subsídios suficientes para isso. De 27 de janeiro a 28 fevereiro, por exemplo, nós vamos ter um evento na Região Serrana, o 1º Circuito Serrano Bier Gourmet, com verba federal capitaneada pelo estado de R$ 3 milhões para divulgação de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo. Acredito que isso vá ajudar a alavancar o nome da cidade em outros estados. E chamar a atenção do carioca e do fluminense

como um todo que tende a ir para a Região dos Lagos no verão – declarou Bruno Wanderley. De acordo com o diretor de turismo da FCTP, o município está trabalhando para estimular a vinda de turistas ao município, com a participação em feiras e salões de turismo voltados para divulgar a cidade e seus atrativos para as operadoras de viagens e para os turistas. Somente no ano passado, foram 14 participações em espaços de comercialização, somado a abertura de novos atrativos para 2012, como Casa Paula Buarque (no antigo chalé da Caixa Econômica Federal), Museu Stephan Zweig, e àqueles implantados em 2011, como Museu de Cera, Palácio Itaboraí, Beer Tour do Grupo Petrópolis e a Casa Cláudio de Souza, que, segundo Aníbal Duarte trarão um grande público para aproveitar Petrópolis. - Só na Abav foram mais de 600 contratos porque não adianta fazer festa somente para a cidade, tem que vender nossos atrativos cultural, natural, tecnológico porque é isso que o turismo faz para o público externo para aumentar o fluxo turístico na cidade – disse.

Compra de material escolar obriga papelarias a contratar funcionários O preço cobrado é o mesmo praticado no ano passado

Preço do combustível se mantém estável nos postos A primeira pesquisa do preço combustíveis realizada esse ano pelo Diário não revelou grandes alterações em relação a última do ano passado, feita há 15 dias. Apenas um dos sete estabelecimentos que integram a apuração apresentou mudanças. No posto Shell da Rua Coronel Veiga, o litro do etanol ficou R$ 0,10 mais caro, sendo vendido a R$ 2,39. A gasolina mais barata seguiu sendo encontrada em um posto sem bandeira da Rua Bingen, onde é vendida a R$ 2,79. Lá, o preço do álcool também é o menor, sendo comercializado por R$ 1,99. Para o primeiro produto, a variação em relação ao maior preço cobrado, R$ 2,89, é de 7,1%. Já para o segundo, encontrado pelo preço mais alto a R$ 2,39, a diferença é de 20%. Com preços inalterados em quase todos os postos, o panorama segue o mesmo Postos Shell - Cel. Veiga Petrobras - Cel. Veiga Sem Bandeira - Cel. Veiga Shell Gal. Rondon Sem Bandeira - Bingen Ipiranga - 13 de maio

na cidade. Ou seja: Aos proprietários de carros flex, que podem ser abastecidos pelos dois combustíveis, continua sendo vantajoso a utilização da gasolina. Isso porque o etanol só representará maior custo benefício ao consumidor se vendido a um preço de até 70% do que é cobrado pela gasolina, algo impossível de ser verificado no município. Também é possível perceber que os postos sem bandeira apresentam valores inferiores para os dois combustíveis em relação aos estabelecimentos bandeirados. Esses, por sua vez, praticam preços quase idênticos, sendo a gasolina vendida pelo preço médio de R$ 2,96 e o etanol à 2,38. Na tabela você confere os preços em cada um dos postos. É bom lembrar que os números são conferidos nas tabelas afixadas na frente dos estabelecimentos. Gasolina

Etanol

R$ 2,94 R$ 2,99

R$ 2,39 R$ 2,39

R$ 2,89 R$ 2,99 R$ 2,79 R$ 2,99

R$ 2,09 R$ 2,39 R$ 1,99 R$ 2,38

Passada a época de Natal e Ano Novo, os pais não terão descanso quanto aos gastos com seus filhos. Janeiro é mês de compra de material escolar e as papelarias da cidade já estão lotadas de pessoas procurando o melhor preço e condições. Um dos locais mais tradicionais de Petrópolis para compra de material escolar, a papelaria Obelisco aposta que nesse mês o movimento aumente cinco vezes já que aulas começam no início de fevereiro. O estabelecimento aumentou o quadro de funcionários em 55%, passando a ter 62 empregados. - Esse início de mês é mais vantajoso para os consumidores, pois encontrarão as lojas mais vazias e terão uma maior atenção dos vendedores. O ideal é adquirir o material escolar dos seus filhos em dezembro, quando a procura é pequena – disse o gerente da Obelisco, Rafael Andrade, que destacou o sistema de pronto entrega.

Papelarias do Centro Histórico registram muito movimento

– A pessoa pode vir à nossa loja e já levar os livros didáticos. A gerência da papelaria Caçula, que aumentou o número de funcionários em 5%, acredita que terá 30% a mais de clientes nessa época. - Para evitar tumulto aconselho o consumidor a vir comprar o material escolar nesse começo de mês. Pode

ser feita também a encomenda via e-mail ou telefone, o que evita grandes filas – alertou o gerente da Papelaria Caçula, Marcelo Godinho. Luísa Oliveira, mãe de duas crianças, relata que há grande facilidade na compra dos novos materiais através da encomenda on-line. - Essa opção de reserva veio facilitar as pessoas que

não tem tempo para ir aos estabelecimentos. Terei menos preocupação nesse começo de ano – disse Oliveira. O Procon-SP faz algumas advertências aos responsáveis que irão às ruas para adquirir os materiais escolares. A primeira dica é procurar os itens com melhor qualidade, sem levar em conta se o produto tem logotipos ou personagens famosos. Outra orientação é exigir nota fiscal da loja, para uma possível troca que deve ser feita em até 90 dias, e evitar comprar produtos em camelôs. O instituto ainda classifica a atitude das escolas definirem o local onde deve ser feita a compra do material ou exigir uma marca específica de um item, como “uma prática abusiva, pois é obrigação da escola fornecer as listas de material escolar aos alunos, a fim de que os responsáveis possam pesquisar preços e escolher o local em que irão adquirir os produtos.”

Estradas: 25% de redução nas mortes A Polícia Rodoviária Federal encerrou nesta segunda-feira, 2 de janeiro, a Operação Fim de Ano. Durante dezoito dias (de 16/12 a 02/01), que compreenderam períodos festivos como Natal e Réveillon, milhares de pessoas viajaram pelas rodovias brasileiras. Ao contrário do período de Natal, que registrou queda em todos os índices, comparados com o mesmo período em 2010 (13% a menos no total de acidentes, 44% a menos no número de vítimas e

redução de 25% nas mortes), o Réveillon foi favorável ao trânsito carioca somente na redução do número de mortes. Registrou-se aumento de 9% no total geral de acidentes e aumento de 66% no total de feridos, mas no número de mortos houve uma considerável redução de 60%, comparando o mesmo período do ano passado com os dias 30, 31 e 01. No ano de 2010 foram considerados os índices dos dias 31, 01 e 02, que também caíram na sexta, sábado e domingo de final de ano.

Em um dia com fortes chuvas pelo estado, as pequenas colisões traseiras acabaram influindo negativamente em nossas estatísticas. Alguns cuidados de condução defensiva básica, como guardar distância de segurança do veículo a frente e maior atenção na direção poderiam evitar esse tipo de acidente. Nestes 18 dias de operação, foram registradas 29 vítimas fatais em acidentes, contra 32 do mesmo período de 2010. O trecho da BR 101 (Rio-Santos), no município

de Angra dos Reis, foi considerado o mais violento, visto que 11 pessoas morreram, o que corresponde a 38 % do total. As colisões frontais contribuíram para esse resultado na região. Em todo Rio de Janeiro, a PRF realizou 1.712 testes de etilômetro, com 13 motoristas autuados e sete presos por embriaguez. As infrações de trânsito cometidas na direção de veículo automotor são uma das principais causas que contribuem para os acidentes.


8

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

ECONOMIA

Novo mínimo deve diminuir inadimplência n Gilberto Costa/ABr

O aumento de R$ 77 no salário mínimo (ganho real de 9,2%) deve levar muitos trabalhadores a colocar em dia as prestações, zerar empréstimos e recuperar o crédito. - Vou usar o aumento para pagar as contas, dívidas, é o que dá para fazer - avalia a auxiliar administrativa Suziane da Silva, 23 anos, que no próximo pagamento receberá R$ 622. - Esse dinheiro só vai servir para uma coisa: pagar as contas que sempre ficam por ser quitadas no final do mês - concorda a panfleteira Fabiana Aguiar, de 29 anos. - Vou usar esse dinheiro a mais para quitar as contas de casa e, se sobrar algum [dinheiro], vou tentar encher a geladeira - confirma o ajudante Luís Carlos Pereira da Silva, 29 anos. As decisões de Suziane, Fabiana e Luiz Carlos em pagar suas dívidas deverão favorecer a diminuição geral da inadimplência que em 2011 alcançou 7,3% dos empréstimos. Se o comportamento dos três for generalizado, haverá um grande benefício para a

economia: cairão os juros ao consumidor, destacam especialistas. De acordo com o economista Carlos Henrique de Almeida, da Serasa Experian, um terço do spread bancário é determinado pela inadimplência. Ele avalia que, com o pagamento das dívidas, haverá uma diminuição da pressão sobre os juros e em abril, um ambiente de taxas menores para o consumidor. “A visão do mercado é que a inadimplência já está chegando no topo”, pondera. Ele não descarta, entretanto, a possibilidade do alto endividamento se perpetuar junto a consumidores de baixa renda. A preocupação é que “embora a inadimplência aconteça em todas as classes de renda, a classe mais baixa, que tomou mais crédito, é a que acaba tendo mais dificuldades para honrar suas dívidas”. Se o padrão for mantido, o mercado financeiro tende a cobrar “prêmio maior” (juros mais altos) em função de riscos maiores. Para o especialista em educação financeira Álvaro Modernell, o aumento do mínimo deveria ser aproveitado

Cerca de 1,8 milhão de EI se cadastraram em 2011 n Agência Brasil

Cerca de 1,8 milhão de empreendedores individuais (EI) foram cadastrados no ano passado, informou ontem o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Em 2012, a expectativa é que o número seja ainda maior, em função das novas regras do limite de enquadramento no Simples Nacional, que foi ampliado em 50%. Além disso, também houve aumento do limite máximo permitido para a receita bruta anual do empreendedor individual. O teto passou de R$ 36 mil para R$ 60 mil Em 2011, as atividades econômicas mais procuradas para o registro de empreendedor individual foram o comércio varejista de vestuário e acessórios; cabeleireiros; lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares; minimercados, mercearias e armazéns; confecção sob medida, de peças do vestuário, exceto roupas íntimas; bares; obras de alvenaria; reparação e manutenção de computadores; fornecimento de

alimentos preparados preponderantemente para consumo domiciliar; e serviços ambulantes de alimentação. Os estados com maior número de inscrições, no decorrer do ano passado, foram São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e Rio Grande do Sul. Já os dez municípios brasileiros com maior número de trabalhadores que aderiram ao Empreendedor Individual foram São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Brasília, Belo Horizonte, Fortaleza, Goiânia, Curitiba, Recife e Campo Grande. O Programa Empreendedor Individual foi lançado em 1º de julho de 2009 com o objetivo de formalizar os trabalhadores que atuam por conta própria. O programa contempla os profissionais com faturamento de até R$ 60 mil por ano – valor atualizado no início de 2011 – e que têm até um empregado contratado com salário mínimo ou piso da categoria. O interessado também não pode ter participação em outra empresa como sócio ou titular.

para quitar dívidas e fazer poupança. Em sua opinião, falta orientação do governo nesse sentido e as pessoas deveriam ser estimuladas a poupar seis a dez meses por ano e, assim, “criar vacinas ao endividamento”. Ele avalia que a oferta de crédito dá poder de barganha, mas o dinheiro poupado favorece o consumidor na negociação. “Além das condições de pagamento, ele negocia preço”, salienta. Na opinião do presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Roque Pellizzaro Jr., “quase 100% do aumento vai para o consumo”. Segundo ele, os consumidores de baixa renda “vão pagar uma continha que ficou para trás”, mas irão gastar o aumento no comércio - especialmente com alimentos, roupas, calçados e com bens duráveis (eletrodomésticos como geladeiras e móveis). Pellizzaro Jr. prevê que, no próximo mês, o consumo no varejo cresça entre 4% e 4,5%, incluindo os gastos com papelarias por causa do retorno às aulas, devido ao novo mínimo.

Luiz Carlos Pereira de Jesus disse que vai quitar as contas da casa e com o que sobrar encher a geladeira

De acordo com dado divulgado ontem pela Serasa Experian, jovens adultos das periferias e moradores da zona rural foram os segmentos da

população cujas consultas ao sistema financeiro para tomada de empréstimo em 2011 mais cresceram (incremento de 3,3% e 3,1%, respectiva-

mente). De cada 100 consultas sobre cadastro financeiro, cerca de 18 foram para jovens da periferia e cerca de 15 para pessoas da zona rural.

Tesouro faz primeira operação do ano de emissão de títulos públicos n Daniel Lima/ ABr

O Tesouro Nacional anunciou a primeira operação de títulos públicos brasileiros no exterior de 2012. Os títulos que serão oferecidos aos investidores estrangeiros em dólares são conhecidos como bônus da República e têm vencimento em janeiro de 2021. A última emissão de título com o mesmo vencimento, segundo o Ministério da Fazenda, ocorreu em julho. Em novembro, o Brasil lançou títulos no mercado externo, mas com vencimento em 2041. O retorno à emissão desse tipo de papéis será liderado pelos bancos BNP Paribas e Itaú BBA. Os títulos serão emitidos nos mercados norte-americano e europeu. Dependendo do sucesso da operação, o Tesouro Nacional poderá fazer as ofertas também na Ásia, após a abertura daquele mercado. Com isso, haverá uma divulgação de resultados ao

Arno Augustin disse que as emissões de títulos do governo no exterior indicam solidez das contas brasileiras

final da emissão nos mercados norte-americano e europeu e o resultado total será anunciado somente depois de concluída a eventual oferta no mercado asiático, informou o Ministério da Fazenda.

O secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, tem dito que as emissões de títulos do governo no exterior indicam aos investidores estrangeiros a solidez das contas públicas brasileiras. Por isso,

ultimamente, o Brasil tem feito emissões qualitativas, com o objetivo de estabelecer, neste momento, parâmetros de taxas para títulos do governo e de empresas no mercado internacional.

AVISOS E EDITAIS SEPULTAMENTO

MANUTENÇÃO E MELHORIA NA REDE COM INTERRUPÇÃO NO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA

03/01/2012 Cemitério Municipal Lygia América do Couto Machado, 65 anos, Castelânea, 9h Edson de Jesus Fortes, 78 anos, Corrêas, 10h Maria Aparecida Lopes, 49 anos, Centro, 11h30 João Ceribelli, 86 anos, Carangola, 16h30 Luiz Corrêa de Sampaio Prado, 83 anos, Bingen, 14h Manoel da Silva Dutra, 66 anos, Mosela, 16h Cemitério de Itaipava Não houve sepultamentos OBS. AS INFORMAÇÕES ACIMA SÃO FORNECIDAS AO DIÁRIO POR FUNCIONÁRIOS DAS SECRETARIAS DOS CEMITÉRIOS,

Visando prestar um serviço de melhor qualidade, a AMPLA comunica a seus clientes que interromperá o fornecimento de energia elétrica, para possibilitar a execução de obras e melhoramentos da rede, no município de Petrópolis na seguinte localidade: 07/01/2012, das 08:00h às 11:00h, Carangola: Rua Divino Espírito Santo e adjacências. Cliente Especial: Aalborg Industries S/A. O restabelecimento de energia poderá voltar antes do horário previsto.

ARMAZÉM DO GRÃO LTDA solicita o comparecimento da Sra. Ana Paula Moura Aguiar, portador da CTPS nº 92609 serie 138 – RJ, na R. João Xavier, 249 GALPÃO 4 – Duarte

Há 30 anos era publicado O dia quatro de janeiro de 1982 caiu em um domingo e o DIÁRIO não circulou nesta data.

Silveira- Petrópolis – RJ, sob pena de caracterização do abandono de emprego previsto no artigo 482 letra I, da CTL.


MOSELA Hoje é Dia de Santa Ângela de Folígno e Dia do Hemofílico. Na paróquia de São Judas Tadeu na secretaria o expediente é de terça a sexta-feira de 16h30 as 18h30. Os eventos podem ser agendados no telefone 2245 7344. O pároco é Luiz Mello e o vigário paroquial Nerel Quirino Damasceno.

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

D

iário nos

B

airros

diarionosbairros@diariodepetropolis.com.br

Alerta desobedecido em Araras

Líder comunitária lamenta que pessoas com moradias em áreas de risco, não saiam de casa durante temporais constantes no verão Líder comunitária há mais de trinta anos em Araras, Lourdes Xavier, a Lourdinha de Araras, lamentou ontem que famílias que moram em áreas de risco não saiam de suas casas com as chuvas que no verão são constantes. Informou que apesar da apreensão com a queda de barreiras, as pessoas ficam nas moradias em perigo e reivindicam residências a serem doadas pelo poder público. - É lamentável que as pessoas se neguem a procurar abrigos ou o apoio de parentes. Moram em casas que estão praticamente penduradas nas encostas e ficam em risco permanente – informou Lourdinha, lembrando de seu trabalho junto com associações de moradores, igrejas, entre outras institui-

ções do segmento social de Araras. Durante as chuvas contínuas desde a madrugada do dia 1º de janeiro e dando apenas uma trégua ontem, Lourdinha disse que foi em casas de áreas de risco pedir que as pessoas saiam. - Tudo em vão. Não adianta. Elas dizem que só saem se a prefeitura der uma moradia para elas, não pensam em suas vidas e principalmente na existência de seus filhos menores – lamentou. A líder comunitária lembrou ainda que até intimação da Defesa Civil sobre interdição das casas não são obedecidas. No final Lourdinha reforçou o anúncio sobre o seu trabalho junto às autoridades procurando a melhoria de

O mesmo grupo de moradoras do Alto da Derrubada que pediu rondas da Polícia Militar a dez dias voltou a insistir na reivindicação ontem. Informaram que a marginalidade continua avançando na comunidade e que as pessoas ficam apreensivas com possíveis

problemas de segurança nas ruas ou até mesmo em suas residências. Reunidas ontem pela manhã na Rua Joaquim Moreira, no centro, as moradores voltaram a lembrar que a viatura da PM sempre passava a noite e durante o dia pela Estrada da Fazen-

9

ALCOÓLICOS ANÔNIMOS Reuniões de hoje 19h: Grupo 27 de Maio, Rua Bingen, 261. 19h30: 28 de Janeiro, Rua Paulo Barbosa, 180, Centro; Amor e Atração, Av. Leopoldina, 596, Nogueira; Bingen, Rua Santa Rita de Cássia, 30, Castrioto; Castelânea, Praça Pasteur, 79; Petropolitano, Rua Santos Dumont, 100.

Começa no sábado as feirinhas de adoções de animais em Itaipava Conforme acontece em janeiro de cada ano o Grupo de Assistência e Proteção aos Animais e Meio Ambiente – GAPA/ MA – confirmou o relatório geral de adoções. Desde que começou a promover eventos em 7 de setembro de 2002, 2.252 animais foram adotados e acompanhados pela instituição com a média mensal de 19,7.

Foram adotadas 987 cadelas, 447 gatas, 521 cães e 297 gatos. No ano passado o GAPA/ MA superou a média histórica atingindo 295 adoções até o dia 17 de dezembro. No próximo sábado começa oficialmente as feirinhas de exposição dos animais deste ano para adoção no estacionamento do Hipermercado Extra, de Itaipava, a partir de 9h.

Usuários reclamam de goteiras em grande número no terminal

Barreiras e moradias em áreas de risco. Descaso com o perigo

vida para as pessoas começando pela Comunidade do Poço dos Peixes, passando

por Santa Luzia, Vista Alegre, Malta até chegar o Vale das Videiras.

da Inglesa, via que corta a localidade. Afirmaram que as rondas intimidavam os baderneiros e que agora eles estão “botando a cara para fora”. - Eles se reúnem sempre nas proximidades da quadra de futebol – informou uma das integrantes do grupo.

Eram três moradoras que compunham o grupo do Alto da Derrubada ontem pela manhã. Elas voltaram a informar que esperam a atenção da Polícia Militar no sentido de voltar a fazer rondas na localidade. O trio pediu para não ser identificado.

Usuários da Viação Esperança reclamavam no início da noite de anteontem nas filas da Rua Dr. Porciúncula, na parte externa da Rodoviária Imperatriz Leopoldina. O motivo eram as goteiras em grande número que faziam as pessoas se mudarem de lugar e, com isto, gerar tumulto na hora do embarque nos coletivos.

- É preciso que as autoridades vejam isso e comprovem o problema – reivindicou o aposentado Vitalino de Oliveira Sobrinho, morador do Moinho Preto. Outras pessoas também se queixaram, inclusive, uma delas mostrando até a blusa molhada pelos pingos das goteiras.

Loja segue campanha de doações Grupo de moradoras volta pedir PMs na Derrubada de brinquedos para Secretário A diretora Carine Mayrink, da loja Objeto e Tal, do Shopping Itaipava, informou ontem pela manhã que mais de mil e-mail`s foram enviados anunciando a campanha Doe Um Brinquedo. O estabelecimento está oferecendo 25% de desconto em produtos aos clientes que fizerem as doações. A iniciativa teve início no dia 23 de fevereiro. Carine lembrou que a cam-

panha praticamente começou ontem por causa das festas de final de ano e até o final da manhã mais de vinte brinquedos já haviam sido doados. Eles serão enviados ao Projeto Amigos da Mata, de Secretário, que envolve menores orientados sobre a proteção ao meio ambiente. As doações podem ser feitas até o próximo dia 31 quando está previsto o encerramento da promoção.

ESPORTE

Fluminense e Vasco terão estreia no Carioca alterado Na tabela divulgada pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), Vasco e Fluminense têm suas estreias marcadas para Volta Redonda. No entanto, o gramado do Estádio Raulino de Oliveira não terá condições de abrigar as partidas e, assim, os dois clubes terão que estrear em outro local. - Infelizmente, devido às fortes chuvas, tivemos que dar uma parada nas obras do

estádio. Dificilmente teremos condições de atender aos jogos da primeira rodada, conforme estava combinado. O mais importante nós já concluímos, que era a preparação e a irrigação propícia do terreno - disse Roberto Carvalho Parente, administrador do estádio, ao site Foco Regional. Roberto deve enviar um documento à Ferj ainda nesta terça-feira para comunicar o fato e pedir que a Federação

encontre um novo local para os jogos. Como o Engenhão receberá Botafogo x Resende, no sábado, e Flamengo x Bonsucesso, no domingo, e São Januário está em reformas, as partidas de Flu e Vasco devem acontecer em Macaé. O Tricolor faz sua estreia diante do Friburguense, no dia 21 de janeiro, enquanto o Vasco pega o Americano, no dia seguinte.

Fla: Alex Silva não aparece Além de Thiago Neves, que aguarda definição sobre sua permanência no Flamengo, Vanderlei Luxemburgo não contou com a presença de outro considerado titular na reapresentação do elenco nesta terça-feira, no Ninho do Urubu. O zagueiro Alex Silva não participou das atividades com os demais companheiros. O camisa 44 ainda não estabeleceu contato com a diretoria para justificar sua ausência. Contratado em julho, o defensor tem contrato com o clube até 2014. O fato não foi bem absorvido por Luxemburgo, o treinador declarou que o episó-

dio não passará ileso. - Deve ter dormido um pouquinho mais ou perdeu o voo. Com certeza vai começar mal a temporada. Com certeza absoluta. A programação foi passada há um mês. Não é legal começar dessa forma. Alguma coisa vai acontecer - afirmou. Outro tema abordado pelo comandante foi sobre a condição física do zagueiro Welinton, que chegou visivelmente acima do peso. No entanto, Luxemburgo não se mostrou preocupado com o fato, afirmando que férias é para isso mesmo, para exageros, ao invés de se cometer abusos.

- Tem mais é que fazer excesso nas férias. O que não pode é durante a temporada. Que eles cheguem gordinhos, que tenham feito bastante badalação, pois a temporada é dura. Temos a disputa da Libertadores, que exige comprometimento e responsabilidade. Agora a cobrança é forte - disse Luxemburgo. - Temos a responsabilidade de manter o Fla em competições de alto nível. É nossa obrigação este ano estarmos na Libertadores novamente. Temos que lutar para ganhar a Libertadores, o Estadual, a competição nacional - finalizou.

Tranqüilidade

para a sua empresa

Contabilidade de última geração, sistema avançado de informática Escrita Fiscal – Rotinas Trabalhistas e Folha de Pagamento Sistemática Departamento Jurídico – Direito Cível – Direito Trabalhista Projetos Econômicos – Análise de viabilidade e capacidade de sua empresa – Administração de Bens e Serviços – Corretagem e Administração de Imóveis – Equipe com treinamento especializado Direção Técnica: Márcio Tesch Economista – Corecon 10582 Advogado – OAB/RJ 59.566 Tec. Contab. – CRC/RJ 25.384-0

Rua do Imperador, 772 – Gr 105/106 – Centro Petrópolis – RJ. Tel/Fax: (024) 2231-6212 / 2231-3322


10

57 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

ESPORTES

esportedp@gmail.com

Ari Gomes

Ari Gomes

O técnico Gilson Maciel conversou muito com os jogadores e falou sobre a importância sobre da competição. O time está treinando forte para começar com o pé direito no Campeonato da Segundona

Imperial já está respirando a Segundona 2012 O elenco do Imperial Futebol se reapresentou na tarde desta segunda-feira (02/01), na concentração do clube. Devido a forte chuva que caia em Petrópolis os jogadores não foram a campo e apenas fizeram a aferição da composição

corporal. Depois de 10 dias de folga a equipe petropolitana está a um mês da estreia na série B do Carioca, no dia quatro de fevereiro, contra a Portuguesa Carioca. O treinador Gilson Maciel lamentou a chuva que

pode atrapalhar a volta do time ao trabalho, porém ele acredita que pelo fato de o elenco ter iniciado a preparação em outubro o elenco já está bem preparado. - Essa chuva atrapalha sim, pois prejudica o plane-

jamento que havíamos feito, neste início de ano temos que definir o elenco que já está praticamente pronto, pois um mês passa muito rápido. Nós começamos o trabalho cedo, o grupo já está bem entrosado e por isso não é tão preocupante

- explicou o treinador. Ele explica que até a estreia pretende trabalhar situações de jogos e fazer alguns amistosos. - Agora eu quero trabalhar a parte tática com o time, ver qual a melhor formação,

colocar para os jogadores algumas situações que vamos encontrar nos jogos para ver a resposta deles. Também vamos fazer quatro amistosos aumentando as dificuldades para ver como o time está - afirmou. Fotos: Arquivos

Comandado por Silmar, o Sub-15 do Petropolitano pensa na semifinal do Campeonato Municipal de 2011. O Sub-17 comandado por Nahor, também quer vencer os dois confrontos da próxima fase

Equipes do Petropolitano voltam aos treinamentos As equipes Sub-15 e Sub17 do Petropolitano, semifinalistas do Campeonato Municipal de 2011, recomeçam os seus treinamentos no próximo sábado, pela manhã, no Estádio Carlos Guinle. O Sub-17, dirigido por Nahor Júnior, luta pelo bicampeonato da cate-

UMA VIRADA DE ANO INESQUECÍVEL - Realmente uma inesquecível noite de Réveillon para um seleto grupo de amigos que comemoraram e muito no salão do grill do Petropolitano Foot-Ball Club, devidamente alugado para o evento já que esse ano a diretoria optou por não realizar a festança que houve no ano passado mas já com a promessa que na virada deste ano estará tudo normalizado. A coordenação foi praticamente a mesma do Tennis Gourmet com Arildo Tallon e Paulo Areas com o fundamental apoio de Serjão, Ricardo Pinto e Aluísio. Tudo esteve perfeito, destaque para o farto buffet , o Mignon que mais uma vez deu show como DJ e os fogos do Serjão-Ricardo que marcaram a noite de festança para a chegada de um ano de muitas esperanças para todos nós petropolitanos e brasileiros. Entre os muitos presentes o presidente do clube Arnaldo Rippel com Patrícia, as esposas dos organizadores, Décio Lôbo tranquilíssimo, professor Hugo Cross e muitos e muitos outros. Parabéns pelo sucesso da festa e um super ano para todos. EM RITMO DE FESTA - Na noite de segunda-feira,

goria e terá no Secretário um adversário muito difícil nas duas partidas da semifinal. O primeiro jogo será no Estádio Carlos Guinle no dia 22 de janeiro, domingo, a partir das 12h30, e o time deverá jogar completo o que não aconteceu durante toda a fase

um desafio inusitado entre o número 1 do mundo e o décimo primeiro, porém com 10 anos de diferença, o jogo entre o argentino Juan Martin Del Potro e Gustavo Kuerten foi de encher os olhos para os saudosistas e para os que acreditam, como nós que Del Potro deverá alcançar neste ano pelo menos o top five da Associação dos Tenistas Profissionais. O jogo faz parte do torneio amistoso Summer Cup, no qual tenistas em atividade e convidados participam em clima de muita confraternização. O brasileiro não fez feio principalmente no segundo set, o primeiro foi vencido por Del Potro por 6/2. A derrota por 7/5, mostrou um pouco do Guga que encantou o mundo e mostrou porque o Manézinho da Ilha chegou a ser o primeiro do Ranking da ATP. E S P E R A N Ç A S PA R A 2012 - Tenistas da cidade com muitas esperanças para 2012, tradicionais torneios como o Carne Assada Open, o BAUERNTENNIS - O torneio mais antigo da cidade do Estado do Rio de Janeiro, considerada a competição mais charmosa de nosso calendário tenístico, neste ano completa sua maioridade 21 anos de absoluto

classificatória da competição, pois vários atletas tinham compromissos que coincidiam com os dias de jogos. O técnico Nahor Júnior e todo o elenco estão confiantes em conseguirem um resultado positivo no primeiro jogo para irem para a segunda partida,

sucesso, os torneios da primavera e verão homenageando ilustres tenistas alvinegros, a Olimpíada Tesão, o circuito UNIMED de Tênis coordenado por Frederico Fras no Clube Campestre de Nogueira e em outras quadras além do mega Torneio Alberto Santos Dumont que está sendo costurado por Arnaldo Rippel com alguns patrocinadores para marcar a passagem do eterno Pai da Aviação pelas quadras da Avenida Roberto Silveira são alguns dos eventos tenísticos que marcarão esse ano de 2012 que está chegando com força total e haja fôlego para acompanhar esse super calendário. RAQUETES MAIS PESADAS PARA MAIS POTÊNCIA NOS GOLPES - Essa é a estratégia do espanhol Rafael Nadal para recuperar o posto de número 1, perdido para Djokovic na última temporada, o espanhol concorda que é uma tentativa arriscada pois não teve muito tempo de adaptação mas vai tentar. Tomara que o Touro Miúra volte com tudo para cima de seus adversários em 2012. Uma ótima semana e um ano cheio de luz para todos. Fiquem com DEUS. Muita Saúde.

em Secretário, no domingo seguinte, necessitando apenas de um empate para enfrentar na final o vencedor de Carangola e Vera Cruz, os outros dois semifinalistas. Quanto o Sub-15, dirigido por Silmar Assumpção, terá o reforço de seis atletas

da equipe Sub-13, campeã invicta do Municipal e da Copa Zico Verão, que serão incorporados ao elenco no próximo sábado. O primeiro jogo da semifinal, contra o Vera Cruz está marcado para o domingo, 22 de janeiro, no Estádio

Carlos Guinle, a partir das 11h, ficando a partida de volta programada para o domingo seguinte, no Estádio Sete de Setembro, no Moinho Preto. O vencedor enfrentará na final, o Carangola ou o Posse, os outros dois semifinalistas. O Poker/PEC pensa no Campeonato Estadual e na Liga Futsal. Para isso a comissão técnica da agremiação contratou novos jogadores e manteve outros bons nomes. Segundo a assessoria do Poker/PEC este ano o clube irá focar sua atenção igualmente em todas as competições que disputar. A boa notícia para o torcedor petropolitano é que o Ala Vander Carioca (foto) continua defendendo as cores do clube de Petrópolis.


diariodepetropolis