Issuu on Google+

POLÍTICA

GOLPE CONTRA MINEIRO IMPEDIU O FIM DA DITADURA EM 1969

Foto Guilherme DarDanhan

O V I S

U L C X

E

SAÚDE Banco de Leite Humano da Maternidade Odete Valadares completa 27 anos de atuação e chama a atenção para a importância da amamentação infantil.

Página 17

CIDADES mais de 7 milhões de brasileiros fazem neste final de semana as provas do enem, em busca de uma vaga na universidade. Saiba quem são eles. Página 8

VeÍCuloS CuloS

ar mais puro

Poluição causada por veículos é considerada infração grave de trânsito no Brasil. Página 21

em entrevista ao Diário de Minas maurício aleixo (3º a esquerda na foto), filho do ex vice presidente Pedro aleixo, revela bastidores do episódio que culminou no impedimento de seu pai tomar posse na Presidência da república, quando da morte do marechal presidente Costa e Silva. Página 3 e editorial

MINAS

ECONOMIA

ipatinga inaugura monumento que marca os 50 anos do massacre de operários na cidade, uma homenagem da Comissão da anistia e referência à história de lutas da classe operária

Contratação para trabalho temporário para as vendas de natal movimenta comércio da capital. Página 5

Página 16

CULTURA Clara Com Bahia Baiana Carla Visi homenageia a guerreira Clara nunes com o álbum Pura Claridade Página 18

Batalha mineira Cruzeiro estremecido com maus resultados e Atlético para lá de Marrakesh.

Página 23


2

DIÁRIO DE MINAS - www.diariodeminas.com DE 26/10/2013 A 01/11/2013

REFORMA AGRÁRIA Presidenta Dilma Rousseff assinou decretos de desapropriação de terras para a reforma agrária. Declaradas de interesse social, somam cerca de 4,7 mil hectares, na Bahia, Sergipe, Tocantins, São Paulo, Santa Catarina e Goiás

Heder Lafetá

Luiz Carlos Bernardes

hederlafetadm@gmail.com

Luzes sobre o passado O Brasil vive um momento singular em sua história. Com números satisfatórios na economia e indicadores sociais que apontam o atendimento de algumas reivindicações históricas da sociedade, em que pese a necessidade de ajustes e o resgate de demandas inadiáveis da população, o país avança, timidamente talvez, no processo de rever a sua história recente. As comissões da verdade, nos planos federal e estadual, são uma das vertentes desse processo. A outra vertente diz respeito às versões que tentam jogar luz sobre os acontecimentos que levaram ao golpe militar de 1964 e seus desdobramentos, que desembocaram em longa noite de arbítrio e discricionarismo de 25 anos. As declarações exclusivas de Maurício Aleixo ao Diário de Minas acerca dos fatos que levaram ao impedimento de seu pai, Pedro Aleixo, tomar posse na vacância do cargo de presidente da República, em 1969, com a doença que acometeu o marechal Costa e Silva, levandoo à morte, inserem-se no painel das revisões necessárias à correção da história, de modo que a verdade restabelecida possa privilegiar o presente momento histórico, fecundando a própria democracia e seus valores, no processo mesmo de seu fortalecimento e sua prática. Enfrentar o passado, no campo social, significa atender a múltiplas releituras de modo a reconstruir acontecimentos e fatos em sua real dimensão, com os efeitos e consequências inerentes em busca das respostas e as transformações necessárias para que eventos danosos não se repitam no futuro, resguardando as gerações, fortalecendo a cidadania e os mecanismos de proteção e defesa da democracia e seus

princípios. Muito se escreveu, e se escreverá, ainda, sobre o golpe de 1964. Cicatrizes ainda abertas pedem novas abordagens, de modo se esclareçam as tramas e as sombras que ainda ocultam fatos e personagens desta história. O Brasil que se constrói hoje sabe que é preciso ajustar contas com a história, de modo a continuar de modo correto a construção do país, da cidadania, da nacionalidade, fortalecendo os princípios fundamentais da brasilidade e abrindo novos espaços para se alcançar os ideais propostos por todos aqueles que lutaram pela liberdade, pelo progresso, por um país justo e equânime, catalisador de esperanças e de sonhos de sua população. A revelação de fatos sobre um dos períodos mais sombrios da história do país contribui para o entendimento dos mecanismos da história e o papel de protagonistas e personagens de todo o enredo. O entendimento do processo faculta a compreensão que atende aos anseios de progresso, mas sem conhecer a história dificilmente a sociedade poderá exercer o seu papel de direcionadora da democracia e do fortalecimento dos seus mecanismos de sustentação e melhoramentos necessários ao seu aperfeiçoamento. Ao revelar o que viu e viveu naqueles anos de chumbo, que se tornaram mais pesados logo após o golpe dentro do golpe que foi a sucessão de Costa e Silva, Maurício Aleixo joga luz sobre as versões que existem sobre os fatos, acrescentando dados que podem ajudar a escrever cenário e ação de um momento conturbado da história. Debruçar-se sobre eles é preciso para a composição fiel da verdade, ainda que tardia.

EXPEDIENTE

Polêmica sobre pré-sal e Petrobras não termina nem no exterior Além da greve de petroleiros e do debate interno entre oposição e governo, a mídia internacional entrou na polêmica sobre a licitação do campo de Libra,o maior do pré-sal. A importante revista alemã “Der Spiegel” deu matéria dizendo que “o Brasil leiloou um tesouro, por uma pechincha.” Mas o jornal norte americano, também de peso internacional, “Wall Street Journal”, mancheteou na direção contrária, afirmando que “o Brasil deu passo em direção ao status dos grandes produtores de petróleo”. Com o leilão, um consórcio formado por multinacionais, as européias Shell, anglo-holandesa e a francesa Total, duas estatais chinesas e a Petrobras, operadora, anuncia que ficará com 30% a 40% do lucro, sem maiores custos. Sabendo-se que a exploração do campo de Libra, que é longe das praias e profundo, custará 1 milhão de reais diários e só se extrairá petróleo de lá daqui a 5 ou 10 anos. Brasil exportador? O “Wall Street Journal”, detalhou, na matéria, que o Brasil ainda é importador de petróleo e que os poços do pré-sal são fundamentais para o plano brasileiro de se tornar exportador. Segundo o jornal americano, o Governo do Brasil teria plano de, com o pré-sal, desenvolver a indústria naval”. Além disso, lembram fontes do governo Dilma, há o projeto recente de aplicar parte da receita com o pré-sal em educação e saúde. E garantindo à Petrobras papel importante na exploração do pré-sal e de outros poços que possam ser des-

Felicitações Agradecemos o envio do jornal Diário de Minas. Felicitamos o Diretor Gera e a todos que contribuíram para o resultado final dessa elevada publicação. Importante veículo de publicidade do nosso estado. Conselheiro Wanderley Ávila Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais

Resgate Cumprimentos pela iniciativa de resgate da trajetória do jornal Diário de Minas. Tenho certeza de que essa iniciativa reafirma a importância da imprensa que esclarece, transforma e consolida a democracia. Ângela Maria Prata Pace Silva de Assis Junta Comercial do Estado de Minas Gerais

Diretor Geral - Heder Martins Lafetá Diretora Jurídica - Cyntia Carneiro Lafetá

Uma publicação da EDMIG EditoraLtda

www.diariodeminas.com diretorgeraldm@gmail.com Tiragem: 25 mil exemplares

Geopolítica. A questão geopolítica ocupa espaço importante no “Wall Street Journal”, ao revelar que “no passado recente, importantes negócios envolvendo empresas da China, nas Américas do Sul e Latina, causaram preocupações nos Estados Unidos”, tanto no governo, quanto em setores empresariais. As preocupações, insinua o jornal, teriam voltado agora com o présal e a presença vitoriosa de duas estatais chinesas no leilão. Mas, importantes analistas americanos e europeus, economistas e empresários, dividem-se sobre os planos chineses na região. Uma parcela deles acha que o principal interesse da China na região é político e o objetivo econômico viria em segundo plano. Outro grupo importante de europeus e americanos acha o contrário. Até porque, para se tornar o primeiro PIB do mundo, entre 2017 e 2020, a China precisa lutar por oportunidades como a do pré-sal. Especialistas internacionais chegam a dizer que a atual “febre” de espionagem dos Estados Unidos, e também da Inglaterra e Canadá, teria como um dos objetivos saber como andam as relações econômicas e avanços chineses em parcerias com países dos vários continentes, inclusive o Brasil. A disputa americana é econômica e geopolítica.

Cartas

hederlafetadm@gmail.com

Av.Álvares Cabral, 1030/sala 206 - Lourdes - BH - MG Diretoria: (31) 3335 3594 Redação: (31) 3274 7413

cobertos. Lembrando-se, como já informamos aqui no DM, que o Brasil já procura o novo combustível, gás de rocha, já tendo encontrado boas reservas.

cyntiacarneiro@yahoo.com.br

Diagramação - Anderson Oliveira andersondiagramador@gmail.com

Jornalista - Matheus Meira matheusmeiradm@gmail.com

Jornalista Estagiária - Marcela Martins

Editor Geral - Nilton Eustáquio da Silva

marcela.martins@yahoo.com.br

redacao@diariodeminas.com

Jornalista Estagiária - Sheila Fernandes

Editor de Cultura - Robhson Abreu

fernandessheila67@yahoo.com.br

robsonabreupqn@gmail.com

Jornalista Estagiário - Ronaldo Souza

Diretor de Arte - Daniel Reis

danielreisdm@yahoo.com.br producaoearte@diariodeminas.com

ronaldopresley@hotmail.com

Executivo de Novos Negócios - Fábio Vincent fabiovincentdm@gmail.com


www.diariodeminas.com - DIÁRIO DE MINAS

DE 26/10/2013 A 01/11/2013

VOTO FACULTATIVO Deputados que estudam proposta de reforma política incluíram o voto facultativo no texto que será enviado ao plenário no mês que vem. Também estabeleceram que o teto para o financiamento de campanha será definido a cada pleito.

Curso da história brasileira poderia ter tomado outro rumo caso a ditatura terminasse em 69

Porque o golpe militar de 64 não teve o seu fim no ano de 1969

■ Luiz Carlos Bernardes ■ “Meu pai foi detido em prisão domiciliar, na casa da minha irmã Heloísa, no Rio, para não assumir a Presidência da República. Ele era vice presidente, quando o então presidente, marechal Costa e Silva morreu.” Assim, com lágrimas nos olhos, o jurista Maurício Aleixo respondeu minha pergunta: “por que seu pai, que era vice presidente, não assumiu com a morte de Costa e Silva. Afinal, este mineiro ilustre, um dos líderes da ex UDN, poderia acabar, em 1969, com o regime militar iniciado em 31 de março de 1964 e que só terminou anos depois, em 1985, com a eleição de Tancredo Neves, do MDB, para a Presidência. Tensão no ar. Com o vazio

mento de um dos idealizadores da candidatura de Euler (N.R., ele era considerado um progressista), o então major Dickson Grael, pai do oficial paraquedista Grael, que esteve para ser preso várias vezes por militares ligados ao regime.” Maurício Aleixo, com quem conversei na última quinta feira à noite, na Assembléia Legislativa, após a importante sessão que comemorou os 70 anos do Manifesto dos Mineiros, reveloume que “muitos oficiais paraquedistas pretendiam ajudar na posse de Pedro Aleixo na Presidência. Planejavam requisitar um avião da Força Aérea e em grupo, levar Pedro Aleixo para tomar posse no Congresso Nacional, em Brasília.” “Mas, na verdade, meu pai foi preso na casa da minha irmã, Heloísa,no Rio, por generais ligados ao regime.Eles lhe disseram que o estavam prendendo porque ele não poderia assumir a Presidência da República, nem com a morte de Costa e Silva. Inclusive porque meu pai era contra

da cadeira presidencial, em pleno regime militar, o clima logo ficou tenso. Maurício Aleixo conta que havia sido lançada a “anticandidatura do general Euler Bentes, contra o também general João Batista Figueiredo. Eu presidia o Partido Democrata Republicano, PDR, idealizado por meu pai. Eu estava no Rio, fui ao apartaação ulg

div Fotos

Pedro aleixo e o manifesto dos mineiros

Foto guilherme dardanhan

o AI 5, Ato Institucional número 5, que reduzia ainda mais as liberdades públicas. Meu pai respondeu-lhes que o então presidente Costa e Silva dizia ser também contra o AI 5. E os militares disseram-lhe então uma frase muito significativa – mas o senhor é um civil. E o presidente Costa e Silva era um militar, um marechal”, disse-me Mauricio Aleixo, sempre emocionado. Telefonema

ImporTanTe.

Mas a situação poderia mudar profundamente, com uma hipótese nova da posse de Pedro Aleixo na Presidência da República. Ainda na casa da filha Heloísa, ele recebeu telefonema de José Maria Alkmin, aliado do governador mineiro Israel Pinheiro, que havia sido eleito diretamente e era adversário do regime militar, ao lado de emedebistas e ex pessedistas importantes como Tancredo Neves, Alckmin e outros. José Maria Alckmin disse a Pedro Aleixo, assim que ele atendeu a ligação, que Israel Pinheiro precisava conversar com ele, com urgência. Pedro disse que sim, que iria atendê-lo. Logo no início da conversa, o g ov e r n a d o r sugeriu a Pedro Aleixo que “viesse rapidamente para Minas Gerais, que você tomará posse aqui, no Palácio da Liberdade. E poderá administrar o país, daqui do nosso es-

maurício aleixo recebe homenagem de dinis Pinheiro, presidente da almg

tado. A Polícia Militar mineira, a melhor do país, vai garantir sua posse e sua gestão presidencial”,informou Israel, ou seja, o plano,estratégico, objetivo, já estava pronto. “Mas, o que eles não sabiam, é que os telefones de ambos, do governador Israel Pinheiro e do meu pai, estavam grampeados. Por isso, ainda que meu pai tentou ir para Minas, conversar com o governador. Mas seu avião oficial teve “problemas” estranhos. Não conseguiu voar. Voltou para a casa da filha e logo depois recebeu telefonema de um militar graduado na estrutura do regime,que lhe disse- “tenho ordens para levá-lo a Brasília. Mas se o senhor garantir que ficará aqui, não o levarei”. Meu pai respondeu-lhe que sim, que ficaria no Rio de Janeiro.” “Mas, ficou no ar a hipótese de meu pai tomar posse no Palácio da Liberdade e exercer a Presidência, ao menos durante um período, a partir de Minas,” segue a entrevista com Maurício

Aleixo. “Nesse meio tempo, eu, que estava em Belo horizonte, fui ao Mineirão assistir ao jogo entre o Atlético, com a camisa da Seleção Brasileira e a Tchecoslováquia. Encontrei-me com o coronel da PM mineira Elos Pires Carvalho, que me disse que a PM estava realmente preparada para garantir a posse do meu pai na Presidência.” “Tivemos então a ideia de procurar um dos locutores do partido, no caso Geraldo José de Almeida, para pedir-lhe que logo após a execução do hino brasileiro, pela banda da Polícia Militar mineira, desse alguns dados sobre a PM, que lhe passamos ali na hora - número de homens, mais de 40 mil, o fato de ser conhecida como a melhor do Brasil, possuir equipamentos modernos e outros. E ele falou, dando uma espécie de recado de Minas aos dirigentes do regime militar.” Já encerrando o emocionado depoimento, Maurício Aleixo diz que conversou com o pai, após o jogo. Mas Pedro

Aleixo lhe disse que, “após refletir, achava melhor evitar o enfrentamento com as forças militares, que aconteceria, se ele insistisse em tomar posse. E se uma mulher de um policial militar ficasse viúva, eu não teria paz de consciência.” Faço-lhe uma última pergunta - Dr Maurício, como entender que muitos dos nossos homens públicos, que assinaram o Manifesto dos Mineiros, tenham ajudado a estruturar o regime de 64? -É uma pergunta original. Tudo se origina em princípios e valores. Onde eles estejam em risco, os espíritos rebelam-se e reagem contra a agressão que se faz acontecer, no mais profundo sentido da dignidade humana e dos valores democráticos. Em 64, os udenistas perceberam que a democracia corria risco e outra vez era necessária a reação, para preservar aqueles princípios. Lamentavelmente, muitos dos que participaram, foram alheios aos valores cultuados pelos democratas e empalmaram o Poder.

3


4

POLÍTICA

DIÁRIO DE MINAS - www.diariodeminas.com DE 26/10/2013 A 01/11/2013

Na China Carlin firma parceria para investimentos bilaterais Duas cidades separadas por milhares de quilômetros de mar e terra. Diferentes em suas origens, histórias, idiomas, rostos, olhares e cores dos seus habitantes. Assim poderia ser vista a relação entre a brasileira Contagem, das Minas Gerais, e Jiaxing, localizada no nordeste da província chinesa de Zhejiang. No entanto, um gesto na última segunda-feira (21) encurtou todas suas distâncias. Bastaram poucas palavras pronunciadas pelos dois prefeitos comunistas, Carlin Moura e Xiao Peisheng, para se perceber que existem entre as duas cidades, muitas similaridades. Uma cerimônia realizada na majestosa sede da prefeitura chinesa tornou-as cidades-irmãs. Jiaxing entrou para a história moderna da China por ter abrigado o primeiro Congresso do Partido Comunista Chinês. Em 1921, depois de serem perseguidos pela polícia política em Shanghai, que fica a 100 quilômetros dali, os delegados foram obrigados a se deslocar para Jiaxing e con-

Foto: Mateus Maia

Câmara deverá votar nesta semana o Projeto da Minirreforma Eleitoral

cluir a reunião inaugural do partido dentro de um barco, sobre as águas de Nanhu (Lago Sul). Já Contagem é conhecida como coração da indústria mineira e com sua população operária é a maior cidade do país a ser governada pelo Partido Comunista do Brasil.

As semelhanças não param aí. Como lembrou Carlin no seu discurso na cerimônia, “nossas cidades têm grandes similaridades na vocação industrial. Ambas possuem localização estratégica, sendo de extrema relevância para o fomento da economia do

Brasil e da China”. O prefeito brasileiro destacou a importância de se firmar parcerias para futuros investimentos nas duas cidades, visando a expansão da vocação industrial que lhes é comum. Moura citou frases do chinês Confúcio e do brasileiro Guimarães Rosa

para falar da importância do aprendizado e ressaltou que a delegação brasileira ali presente viajara até o Oriente “para aprender com a grande nação chinesa e seu povo”. RECEPÇÃO. O prefeito Xiao Peisheng expressou sua fe-

licidade em receber o seu colega Carlin e a comitiva brasileira. Forneceu informações básicas sobre sua cidade, que conta com mais de quatro milhões de habitantes. Ele ressaltou que a presença humana na região remonta a mais de sete mil anos e que a cidade começou a ser construída há cerca de 1.700 anos. Além da vocação industrial, Jiaxing possui muitos atrativos turísticos, com suas belas paisagens desenhadas entre lagos e árvores. No ano passado recebeu 41 milhões de turistas. Um dos principais atributos da cidade é sua localização estratégica, pois fica a 100 quilômetros de Shanghai, Hangzhou e Suzhou, importantes polos chineses. Atualmente já tem relação comercial com mais de 200 países. “O acordo entre nossas cidades abre novos espaços e oportunidades para diversificar investimentos e aprofundar as relações em diversos setores com Contagem e com o Brasil”, afirmou Xiao Peisheng.

Dilma inaugura creche na capital e forma alunos do Pronatec Em sua oitava visita a Minas Gerais este ano, a sexta vez apenas no segundo semestre deste ano, a pesidente Dilma Rousseff, disse durante inauguração da Creche Vila Clóris, em Belo Horizonte, que dar oportunidades iguais às crianças é a prova de que uma nação é civilizada e desenvolvida. Para que o Brasil siga esse caminho, Dilma reforçou a meta de entregar seis mil creches até o fim do próximo ano. Segundo Dilma, investimen-

tos em creche são o primeiro “tijolo” para que o país tenha educação de qualidade. “É aqui que começa aquele menino que vai ser físico nuclear, aquele outro menino que vai ser um grande pesquisador de química, aquela outra menina que vai ser presidenta da República”, disse. Segundo ela, 1.169 pré-escolas de educação infantil foram inauguradas e 3.215 estão em fase de construção. Dilma voltou a dizer que, para ter educação de quali-

dade, será preciso investir na melhoria da remuneração e, principalmente, na formação dos professores. Ela também disse que a sociedade precisa reconhecer a importância desses profissionais. A presidenta ressaltou que isso será possível com a receita que virá do petróleo da camada pré-sal e destacou a lei aprovada no Congresso e o leilão do Campo de Libra no modelo de partilha. A presidente participou da formatura de 1.211 alu-

nos do Pronatec, estudantes de 17 diferentes cursos do Senai, do Senac de Minas e do Colégio Técnico (Coltec) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), ofertados na capital e em cidades da região metropolitana, como Betim, Confins e Sete Lagoas. CRISE NA CAFEICULTURA. O governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, recepcionou a presidente na Base Aérea do Centro de Instru-

ção e Adaptação da Aeronáutica (Ciaar), quando reiterou a preocupação do Governo de Minas com a grave crise que atinge o setor cafeeiro. O governador alertou à presidente que as medidas já anunciadas pelo governo federal ainda não surtiram efeito e que os produtores encontram-se em uma “situação dramática”. Durante o encontro, o governador Antonio Anastasia combinou com a presidente Dilma Rousseff que encami-

nharia a ela um documento expondo o quadro atual da cafeicultura no Estado. Além disso, serão reiteradas as principais solicitações do setor, que abrangem, basicamente, a prorrogação das dívidas e a diminuição da disponibilidade do produto, por meio da aquisição de sacas. “A presidente nos pareceu muita sensibilizada com a situação dos cafeicultores e se comprometeu a avaliar as propostas para o setor”, afirmou Anastasia.


www.diariodeminas.com - DIÁRIO DE MINAS

ECONOMIA

DE 26/10/2013 A 01/11/2013

CAPITAL ESTRANGEIRO u Governo aumenta limite de participação de capital estrangeiro no Banco do Brasil. Decreto presidencial passa de 20% para 30% essa participação. Interessa ao Governo a participação estrangeira no capital ordinário do BB.

Contratação de temporários aquece o comércio da cidade para as vendas de fim de ano

Capital abrirá mais de 9 mil vagas Com a aproximação do fim do ano, cresce a demanda para a contratação de funcionários temporários no comércio de BH. As vagas disponíveis são para vendedores, estoquistas, caixas, promotores, demonstradores, degustadores, repositores, auxiliares de crédito e para call center. O perfil exigido é que o candidato seja maior de 18 anos, que tenha disponibilidade de horário, inclusive em finais de semana e feriados, com ensino médio completo, que seja comunicativo e boa apresentação. Geralmente o período de contratações se inicia em outubro e o contrato se estende até depois do Natal. Segundo estimativa da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), as contratações temporárias para o Natal de 2013 devem apresentar crescimento entre 3% a 4% em relação ao ano anterior, que foi de 9041 vagas. Em BH devem ser abertas 9402 vagas, sendo que a maioria é para vendedor, estoquista e caixa. Muitos trabalhadores se candidatam às

Trabalho temporário oferece para os jovens vagas em diversos setores do comércio da capital

vagas temporárias de olho na efetivação permanente. A expectativa é de que 20% das vagas sejam efetivadas. Já os candidatos que nunca trabalharam veem na contratação temporária uma boa oportunidade para o

primeiro emprego, pois muitas empresas oferecem treinamento para quem não tem experiência. Virginia Figueiredo, Coordenadora do Setor de Educação da CDL/MG diz que o mesmo assim o co-

mércio não consegue suprir toda a demanda das vagas. “No ano passado o déficit foi de 25%, sobraram vagas e os maiores problemas são a falta de qualificação dos candidatos e o fato de se trabalhar

aos fins de semana e feriados”. Das vagas oferecidas, a de vendedor é a mais fácil de ser preenchida. O motivo é a comissão que, incorporada ao salário, proporciona ao trabalhador uma renda razoável. “O fim

de ano é uma época muito boa para as vendas e é uma ótima oportunidade para ganhar um dinheiro a mais”, diz Virgínia. A expectativa é de 20% dos trabalhadores temporários sejam contratados.

Dívidas comprometem renda de belo-horizontinos Pesquisa da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) com 404 consumidores da capital mineira mostra que grande parte dos belo-horizontinos tem renda comprometida com financiamentos ou empréstimos. Dos entrevistados, 46,13% responderam sim quando perguntados se possuem a renda comprometida com financiamentos ou empréstimos. O financiamento do automóvel é responsável pelo comprometimento da renda de 19,4% dos entrevistados, seguido pelo financiamento da casa própria (11,21); cheque especial (6,47%); empréstimo em banco ou financeira (4,74%); crédito consignado (2,59%) e empréstimos

para terceiros (1,72%). Já 53,88% dos consumidores afirmaram que não possuem nenhum tipo de comprometimento da renda com financiamentos ou empréstimos. A pesquisa da CDL/BH também apontou que a maioria dos consumidores da capital mineira (52,56%) não faz nenhum tipo de aplicação financeira. Os entrevistados que afirmaram que fazem aplicações totalizam 47,43%, distribuídos nas seguintes formas: poupança (23,08%); previdência privada (8,12%); fundo emergencial (8,12%); compra de imóveis (4,27%); outros investimentos como título de capitalização e CDB (2,56%) e ações (1,28%). A situação financeira da

maioria dos consumidores da capital mineira está melhor este ano do que em 2012. Para 27,3% a situação melhorou, pois a renda aumentou e 20% se sentem mais seguros no emprego, o que totaliza 47,3%. A situação de 31,11% dos entrevistados continua igual. E para 21,26% dos consumidores a situação está pior pelos seguintes motivos: estão endividados (9,84%); a renda diminuiu (8,25%); estão desempregados (3,17%). Não tinham renda e agora possuem o benefício 0,32% dos entrevistados. Afirmaram que nunca estiveram inadimplentes 40,56% dos entrevistados. Outrop 33,22% estiveram inadimplentes e não estão

5

Fotos: JBReis – PMI

Financiamento e empréstimo são vilões da renda

mais. E atualmente estão inadimplentes 26,22% dos consumidores. Evitam dívidas 67,15% dos consumidores belo-horizontinos. Para 42,86% dos entrevistados, as dívidas são evitadas através de

planejamento financeiro, controlando as contas sem gastar mais do que recebe. 23,81% dos consumidores controlam os impulsos e evitam comprar produtos que não são essenciais. Optam em comprar

à vista para evitar dívidas 0,48% dos consumidores. E 32,86% dos entrevistados não realizam nenhum tipo de controle especifico para não contrair dívidas. Perguntados sobre com qual frequência procuram informações sobre questões financeiras, (39,33%) dos consumidores responderam que às vezes, frequentemente (30,54%); nunca (21,34%) e sempre (8,79%). A maioria dos consumidores (52,84%) prioriza a ordem de pagamento das contas pelo vencimento da fatura. Em segundo lugar são priorizadas as contas básicas de funcionamento da casa, de acordo com 18,78% dos consumidores.


6

ECONOMIA

DIÁRIO DE MINAS - www.diariodeminas.com DE 26/10/2013 A 01/11/2013

Gastos de brasileiros no exterior têm alta em meses de setembro

Brasília – ABr - Os gastos de brasileiros em viagens internacionais chegaram a US$ 2,168 bilhões em setembro, de acordo com dados do Banco Central. É o maior resultado para meses de setembro, na série histórica do BC, iniciada em 1969. No mesmo mês do ano passado, essas despesas ficaram em US$ 1,703 bilhão. De janeiro a setembro de 2013, os gastos somaram US$ 18,937 bilhões, contra US$ 16,339 bilhões. As receitas de estrangeiros em viagens no Brasil chegaram a US$ 505 milhões no mês passado, contra US$ 441 milhões em setembro de 2012. No acumulado até setembro, o resultado ficou em US$ 5,041 bilhões, ante US$ 5 bilhões em igual período do ano passado. Os dados de viagens internacionais estão incluídos na conta de serviços

(transportes, aluguel de equipamentos, seguros, entre outros). No mês passado, houve saldo negativo das receitas e despesas dessa conta, no total de US$ 4,529 bilhões. Nos nove meses do ano, o déficit ficou em US$ 34,812 bilhões. Por sua vez, a conta de serviços faz parte das transações correntes, que são as compras e as vendas de mercadorias e serviços do país com o resto do mundo. No mês, o saldo negativo das transações correntes ficou em US$ 2,629 bilhões, contra US$ 2,599 bilhões em setembro de 2012. De janeiro a setembro, o déficit em conta corrente chegou a US$ 60,416 bilhões, bem maior que o resultado de igual período do ano passado (US$ 34,139 bilhões). Em todo o ano passado, esse saldo negativo chegou a US$ 54,230

bilhões. Além de serviços, nas transações correntes também está incluída a conta de rendas (remessas de lucros e dividendos, pagamentos de juros e salários), com déficit de US$ 406 milhões em setembro e de US$ 26,213 bilhões nos nove meses do ano. A balança comercial (exportações e importações), que também integra as transações correntes, apresentou superávit de US$ 2,146 bilhões em setembro e déficit de US$ 1,608 bilhão no acumulado do ano até o mês passado. O ingresso líquido de transferências unilaterais correntes (doações e remessas de dólares que o país faz para o exterior ou recebe de outros países, sem contrapartida de serviços ou bens) ficou em US$ 161 milhões no mês passado e em 2,217 bilhões de janeiro a setembro deste ano.

Foto: Gold lanches

Gastos no exterior chegaram a US$ 2,168 bilhões em setembro

Senador Renan Calheiros quer votar até o fim do ano autonomia para o Banco Central

Até o fim do ano, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), quer votar o substitutivo do senador Francisco Dornelles (PPRJ) ao projeto que dá autonomia ao Banco Central (BC) – PLS 102/2007. O Brasil é o único país, entre os que adotam o regime de metas de inflação, cuja diretoria de Banco Central não tem mandato fixo. De acordo com o substitutivo em debate na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), o presidente do BC e os diretores da instituição devem cumprir seis anos de mandato, podendo ser reconduzidos uma vez. “Vamos votar ainda este ano. [Esse] é o meu empenho, é o meu compromisso”, disse Renan ao discursar em plenário na sexta-feira (25). Calheiros não descartou a possibilidade de o mandato ficar em qua-

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O presidente do Senado, Renan Calheiros, está empenhado em votar ainda este ano a autonomia do Banco Central

tro anos, com uma possível recondução, em período diferente do período do presidente da República. Pelo substitutivo, a demissão do presidente ou dos diretores do BC pelo presidente da República terá de ser justificada e previamente aprovada pelo Senado, assim como a nome-

ação. Depois de aprovado pelo plenário do Senado, o projeto segue para discussão na Câmara. A proposta, que enfrenta resistência do governo, ganhou força com a divulgação do novo estudo da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) sobre

a situação atual da economia brasileira e as perspectivas para os próximos anos. O documento sugere que os dirigentes do BC tenham mandato com prazo determinado e que somente os membros do Comitê de Política Monetária (Copom) se pronunciem sobre os juros.

“Na minha avaliação, o Brasil já está maduro para esse debate, e não devemos contaminá-lo ideologicamente. A discussão com relação à independência do Banco Central é uma discussão técnica, somente técnica. A principal função de qualquer Banco Central é zelar pela defesa do mais importante patrimônio de uma economia: sua moeda. No momento em que o Banco Central possa, por ausência de autonomia, ser pressionado, ele corre o sério risco de perder respeito e credibilidade dos agentes econômicos”, destacou Renan. Ainda segundo o presidente do Senado, para melhorar o que já está bom, para um projeto nacional de desenvolvimento autônomo e sustentável, é inevitável que o Banco Central, fortalecido, tenha independência e fique imune aos

interesses vindos da esfera política, partidária e governamental ou até mesmo da vida privada. “Um Banco Central independente é a garantia de que a saúde da economia será sempre diagnosticada com olhos técnicos, isentos, descontaminados da miopia apaixonada das circunstâncias.” A Comissão de Assuntos Econômicos promove uma série de audiências públicas para debater a proposta. No mês passado, o texto foi defendido por economistas de bancos como o Credit Suisse e Bradesco. À época, Octavio de Barros, economista-chefe do Bradesco, previu “impacto institucional” semelhante a um Plano Real para a adoção da independência operacional do BC. Segundo ele, o Brasil está maduro em relação ao tema, e a politização em torno dele “já perdeu o sentido”.


www.diariodeminas.com - DIÁRIO DE MINAS

DE 26/10/2013 A 01/11/2013

Mortes de jovens O Senado quer instalar uma comissão parlamentar de inquérito para apurar os casos de violência contra jovens negros no país. Proposta deve ser lida no plenário na próxima semana. De cada dez jovens assassinados, quase oito são negros.

Heder Lafetá hederlafetadm@gmail.com fotos arquivo pessoaL

José Luiz Quadros de Magalhães - Professor da UFMG, PUC-MG e FDSM. Meste e doutor em direito constitucional pela UFMG.

A Constituição brasileira de 1988 e o direito à diferença: rumo à diversidade individual e coletiva. A Constituição brasileira de 1988 nasce em um momento de transição da realidade econômica global. Em 1979 e 1980 chegavam ao poder, nas quatro maiores economias do planeta, governos de perfil conservador mas com um discurso que passou a ser rotulado pela imprensa como "neoliberal". Neste momento víamos o processo, que ainda hoje continua na Europa e EUA em crise, de desmonte acelerado do "Estado de bem-estar social". Este estado se fundava no tripé dos direitos sociais à saúde, educação e previdência, universalizados, públicos e gratuitos, e em uma economia de matriz "keynesiana", onde o estado regulava, planejava e exercia a atividade econômica ao lado do setor privado. Isto se traduzia nas constituições sociais, na existência de dispositivos, capítulos ou títulos na Constituição sobre a "ordem econômica e social". A Constituição brasileira de 1988 nascia "remando contra a maré" neoliberal. A nossa Constituição traz uma grande relação de direitos fundamentais, individuais, políticos, sociais, econômicos e culturais. Uma ordem econômica, que era no texto originário (antes de começar a ser desfigurada pelas emendas liberalizantes) uma fina expressão de um capitalismo social que valorizava as formas de ganho com o trabalho, como o salário (em sentido lato salário, vencimentos e proventos), e o lucro, desde de que advindo da livre iniciativa e livre concorrência; e limitava as formas de ganho sem trabalho (necessárias ao capitalismo) como o juro e a renda (o que pode ser ilustrado pelos dispositivo jamais aplicado e já retirado do texto, de limitação da taxa de juros a 12% ao ano). Nossa Constituição nascia uma Constituição social em um mundo que vivia a realidade de uma nova hegemonia representada pela construção ideológica conservadora "neoliberal". O discurso do capitalismo social e do estado social, hegemônico até a década de 1980, cedia espaço aos projetos de expansão do capitalismo global e financeiro. Por este motivo, a Constituição de 1988 mal acabara de nascer, já sofria ataques, emendas que começavam a reformar o estado social, abrindo espaço para a desregulamentação da economia e a privatização de diversas empresas públicas e sociedades de economia mista. O Estado deixava de regulamentar e exercer atividade econômica. Gradualmente a Constituição Social e Democrática de 1988 transformava-se em uma colcha de retalhos, em um texto repleto de contradições de uma época de transição. As interpretações desta Constituição começavam também a acentuar os aspectos liberais e reduzir os sociais. A Constituição democrática passou a ser defendida por muitos democratas que resisti-

ram ao desmonte de seu texto democrático social. Neste sentido temos uma Constituição Social que passa a ser agora texto de resistência à fúria privatista, que sistematicamente atacava (e ainda continua atacando) direitos sociais, trabalhistas e previdenciários, assim como direitos econômicos do povo brasileiro. Com um pé no passado, representado pelo capitalismo social em crise; com um presente de resistência democrática e luta por novos direitos, a Constituição de 1988 também anunciava uma nova era constitucional: a era da diversidade e do inicio da superação da modernidade uniformizadora. A Constituição Federal de 1988 anunciava o que chamamos hoje de novo constitucionalismo democrático latino-americano, fonte de inspiração democrática para estudiosos do direito constitucional de todo o mundo. Nossa Constituição reconhece o direito a diferença como direito individual e coletivo; assegura o direito dos povos indígenas (originários) e povos quilombolas, abrindo espaço para a construção de um espaço de diversidade individual e coletiva em nosso país. Este processo começa a ocorrer de forma mais acelerada a partir do século XXI, com algumas importantes interpretações constitucionais realizadas pelo Judiciário e por diversos defensores e estudiosos dos direitos de diversidade. Podemos dizer neste sentido, que esta Constituição é um marco para o futuro. Se em parte bebeu na fonte do passado do capitalismo social; se representa resistência democrática no período de desmonte dos direitos sociais e econômicos; a Constituição de 1988 anuncia também o novo que chegou para ficar e avançar: um direito e uma sociedade plural e radicalmente democrática que hoje se expressa de forma radical nas Constituições do Equador (2008) e Bolívia (2009). Existe um grande risco na análise das Constituições da Bolívia e do Equador: analisá-las sob o enfoque da teoria da constituição moderna europeia. Acredito que utilizar as lentes da teoria da constituição europeia moderna inviabilizará enxergar, e logo compreender, o potencial de ruptura com a modernidade presentes nestas constituições, serão apenas mais duas constituições interessantes e diferentes, dentro de um paradigma que não mudou na sua essência. Não é este o potencial destas duas constituições. Elas exigem a construção de um outra teoria da constituição, de uma outra teoria do direito, de uma outra teoria do estado. Elas exigem uma teoria não moderna, não hegemônica, e logo não europeia. Isto, entretanto, será objeto de nossa análise em outro artigo.

Margareth de Abreu Rosa - Graduada em História e Direito pela UFMG e mestre em Ciências Penais pela Faculdade de Direito da UFMG - Professora de Direito Penal e Direito Processual Penal na Faculdade de Direito Promove.

A maioridade penal – redução ou manutenção? A questão da maioridade penal é um dos temas de grande preocupação da atualidade e vem sendo, há muito, discutido entre os setores políticos, jurídicos, econômicos e sociais do país, que pregam uma urgente necessidade de reformulação da legislação vigente, acerca do estabelecimento do limite da responsabilidade penal aos menores de 18 anos. A fixação da maioridade penal em 18 anos não está baseada no critério da capacidade de discernimento do menor, entendendo o legislador que abaixo daquele limite, o menor não possui capacidade de entendimento, fundamento que não acompanha ponderável corrente de representantes do poder político, pois encontram em tramitação 19 projetos de lei, dos juristas e doutrinadores, que lutam pela redução da maioridade penal para os 16 anos. Em consonância com a evolução da sociedade, a legislação alienígena e a recomendação de congressos internacionais que defendem a diminuição do limite da maioridade penal, medida esta já adotada por diversos estados estrangeiros. O atual Código Penal, apreende que o menor de 18 anos não tem discernimento, logo não pode ser submetido ao processo criminal. Essa opção está apoiada em critérios de política criminal, declarando o menor de 18 anos inteira e irrestritamente fora do direito penal , já que “o reajustamento do processo de formação do caráter deve ser cometido à educação, não à pena criminal”. Não obstante, o menor de 18 anos apresenta maturidade suficiente para discernir sobre sua conduta, bem como, aliado a esses fatores, ao receber influência do meio social, em especial dos meios de comunicação, alargou-se o seu horizonte e contribuiu para uma maior ampliação de suas experiências, instruindo-o e moldando-o de acordo com a realidade da época, já que as medidas correcionais estabelecidas no Estatuto da Criança e do Adolescente pouco contribuem na prevenção e/ou redução da criminalidade infanto-juvenil. Ademais, nota-se que o critério biológico utilizado para a orientação do legislador no estudo do comportamento do menor, optando por uma faixa etária para efeitos de aplicação da lei penal e, através dela, fixando a maioridade penal, não é suficiente; pois, para tal, necessário seria avaliar a capacidade de discernimento e/ou entendimento do menor quanto à ilicitude do ato e, partindo dessa assertiva, elaborar a norma jurídica com respaldo em critérios científicos e não de política criminal. Quanto ao aspecto cronológico, devemos considerá-lo como elemento orientador na classificação da imputabilidade, pois é a partir desse fator de natureza essencialmente biológica que iremos associálo ao elemento psicológico, conforme a própria orientação da Exposição de Motivos do Código Penal de 1940 no tocante à epígrafe Da Responsabilidade. Assim, a fixação do limite da idade cronológica, isoladamente, nada pode determinar quanto à imputabilidade do agente, sem que se possa indagar de sua condição psicológica, enfim, de sua maturidade para entendimento do caráter ilícito do fato. Para a fixação da maioridade penal, entendemos necessário o exame dos conceitos de responsabilidade e imputabilidade, para verificarmos se o agente era capaz, ao tempo da ação, de compreender a ilicitude do ato praticado. Responsabilidade significa a necessidade de responder, como membro da comunidade, pelas violações cometidas contra o ordenamento jurídico.

A imputabilidade para HELENO FRAGOSO “é a condição pessoal de maturidade e sanidade mental que confere ao agente a capacidade de entender o caráter ilícito do fato e de se determinar segundo esse entendimento. Em suma, é a capacidade genérica de entender e querer, ou seja, de entendimento da antijuridicidade de seu comportamento”. A capacidade de entender não é simplesmente a atitude do sujeito de saber que suas ações são contrárias às normas, mas sobretudo deve compreender o valor social do ato e que suas ações não sejam prejudiciais às exigências da vida em comum. A Constituição atual, no art. 228, Capítulo VII sobre a rubrica Da Família, da Criança, do Adolescente e do Idoso, considera “penalmente inimputáveis os menores de 18 anos, sujeitos às normas da legislação especial”. Entretanto, a mesma Carta Magna, no art. 14, § 1º, II, c - admite o alistamento eleitoral e o voto facultativo para os maiores de 16 e menores de 18 anos, alterando, assim, o art. 4º do Código Eleitoral de 1965. Aqui, em particular, a Lei Constitucional abriu precedente ao menor de 18 anos, distinguindo-se, destarte, a maioridade eleitoral da maioridade civil e penal. Inovação, mesmo, ocorreu com Código Penal de 1969, no seu art. 32, que fixou o limite da menoridade penal aos 16 anos, condicionando a responsabilidade penal à capacidade de entendimento do menor. A fixação da maioridade penal com base no critério biológico, como ocorre no nosso Direito Penal, incentiva a prática de delitos, pois o menor de 18 e maior de 16 anos, sabendo ser inimputável, se abriga ao pálio da lei para intencionalmente praticar ou ser usado na prática de crimes, ficando isento da aplicação de pena, já que não possui idade cronológica compatível com o rigor da punição. A pena tendo em vista seu caráter repressivo e preventivo poderia intimidar aqueles menores de 18 anos que obrarem com discernimento. Por sua vez, a Constituição Federal, não obstante tenha estabelecido a imputabilidade penal para os menores de 18 anos, deixa margem para que se defenda a fixação do limite da capacidade penal em 16 anos, com a alteração, é claro, do seu art. 228; pois, confere ao menor de 18 e maior de 16 anos o direito ao voto. O critério adotado seria o biopsicológico que associa a idade cronológica à capacidade de entender e querer do menor para fixação da imputabilidade penal, isto é, aos 16 anos o menor seria considerado responsável criminalmente, caso tivesse, ao tempo da ação, capacidade de entender o caráter ilícito do fato. Enfatizamos, contudo, que a redução da responsabilidade penal não implica que devamos submeter os menores ao mesmo tratamento dado aos adultos delinquentes. O menor até 18 anos de idade permaneceria vinculado à jurisdição da Justiça de Menores. Dentro dessa faixa etária, o menor infrator seria processado segundo as normas da lei penal, mas perante o juiz de menores. No caso de condenação, seria obrigatoriamente beneficiado pela diminuição da pena. A fase de execução da pena também estaria vinculada ao juiz de menores. Assim o menor condenado ficaria separado do condenado adulto, respeitandose em tudo os princípios processuais penais constitucionais.

7


8

DIÁRIO DE MINAS - www.diariodeminas.com DE 26/10/2013 A 01/11/2013

CIDADES

DESLIZAMENTOS u Minas Gerais registrou o maior número de deslizamentos de todo o país em 2012, de acordo com o anuário de desastres naturais do Ministério da Integração. O Estado representa 60% de todas as ocorrências. A região com maior número de registros é a Zona da Mata. Fotos: Wilson Dias/ABr

Nesse ano, a maioria dos inscritos já concluiu o Ensino Médio, e tem entre 21 e 30 anos

Conheça o perfil dos brasileiros que neste final de semana farão o exame de acesso para universidades do país

Prova do Enem é aplicada neste fim de semana em todo o Brasil

Na manhã deste sábado milhões de brasileiros estão se preparando para prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Desde que a prova deixou de ser apenas uma forma de avaliar o desempenho dos alunos do Ensino Médio e passou a ter a nota utilizada como critério de seleção no Prouni (Programa Universidade para Todos) e também de diversas universidades públicas, o número de inscrições – e a expectativa dos candidatos – só vem aumentando. Este ano, são 7.173.574 inscritos. Um deles é a estudante Ana Paula Magalhães Ferreira, 17. Essa é a primeira vez que ela faz a prova. Ana está concluindo o Ensino Médio, e vai tentar uma boa nota para entrar no curso de Engenharia Aeroespacial da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A partir deste ano a UFMG vai adotar o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para selecionar seus alunos, abolindo o vestibular próprio. Ana Paula diz que, além da UFMG, vai prestar o vestibular da PUC Minas, para o curso de Engenharia Civil se eu não passar na

federal dessa vez pretendo esperar e tentar novamente ano que vem”, afirma. É o que muitas pessoas acabam fazendo. Este ano, os recém formados não representam a maioria dos candidatos. A maior parte dos inscritos já concluiu o ensino médio (4.052.038) e está na faixa etária de 21 a 30 anos (2.181.084). As mulheres representam 58,5% do total de inscritos. O professor de matemática e proprietário do curso pré-vestibular Pré Absoluto, Rodrigo Cordeiro, afirma que uma das mudanças que veio com o Enem foi a faixa etária de quem se arrisca a tentar entrar numa universidade. “A partir do Enem tenho recebido cada vez mais alunos mais velhos. O Enem é uma prova mais universal, não exige conhecimentos tão específicos quanto os dos vestibulares de antigamente”, analisa. Muitos desses candidatos fazem o cursinho na parte da noite, porque trabalham durante o dia. Rodrigo conta que no seu cursinho a procura é intensa. “Os alunos se dedicam muito, passam

grande parte do dia estudando nas dependências do cursinho. É claro que quem se esforça mais tem mais chances de conseguir uma boa nota”, diz. A estudante Ana Paula concorda, e diz que tentou conciliar as aulas com o estudo para o Enem. Ela diz que ajudou bastante o fato de a escola onde estuda promover uma preparação intensa para a prova. “Recebemos apostilas com exercícios do Enem. Além disso, fizemos aulas no sábado”. Ana Paula acha que o Enem é uma boa alternativa ao vestibular tradicional. “O Enem exige os conhecimentos que os estudantes adquiriram ao longo do ensino médio”. Já para Rodrigo, é muito difícil avaliar qual modalidade é absolutamente mais vantajosa – se o Enem ou o vestibular tradicional. “Há prós e contras. O Enem tem a vantagem de ser uma prova mais fácil, de interpretação”. Segundo o professor, o grande desafio para o candidato é o tempo. “A prova é muito extensa, tem muito texto, e o tempo é insuficiente. O candidato fica cansado. Ao final, já não consegue raciocinar direito”.

15,3% dos candidatos são “treineiros”, pois não concluiram o Ensino Médio

Atendimento especial Alguns candidatos têm ainda outros desafios para conseguir fazer a prova. Ao todo, 162.179 pessoas solicitaram atendimento diferenciado ou específico. Dentre eles, há dez candidatos em classe hospitalar e 90.273 pessoas que guardam o sábado por questões religiosas. Isso significa que eles só iniciam a prova após o pôr do sol de sábado. Também têm atendimento diferenciado as 6.689 grávidas que vão fazer a prova, em especial as 617 que vão ter o bebê em data próxima à da aplicação. O ministério passou a acompanhar de perto

esse grupo depois que uma candidata teve o bebê no banheiro da escola onde fazia a prova, no ano passado. Candidatos com problemas visuais vão receber provas especiais. São 442 provas em braile, para os cegos, e outras 1.647 com letra ampliada, além de 5.849 com a letra super ampliada. Os autistas e os que têm dislexia vão contar com o auxílio de leitores e transcritores. Haverá ainda intérprete de libras e auxílio para transcrição. Aproximadamente 29 mil pessoas solicitaram salas de mais fácil acesso.


CIDADES CIDADES

www.diariodeminas.com - DIÁRIO DE MINAS

DE 26/10/2013 A 01/11/2013

9

Aumenta o tempo que a população gasta para chegar ao trabalho Foto adão dE souZa

■ Instituto de Pesquisa menos de 30 minutos

Econômica Aplicada (Ipea) divulgou pesquisa revelando que 20% dos trabalhadores das regiões metropolitanas brasileiras gastam mais de uma hora por dia no deslocamento de casa para o local de trabalho. A verificação foi feita com base nos dados da Pesquisa Nacional por amostra de Domicílios (Pnad) de 2012, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que indicou piora na situação. Há 20 anos, o índice de trabalhadores que enfrentavam esse problema era de 14,6%. Analisando o conjunto de trabalhadores brasileiros, 10% levam mais de uma hora nesse trajeto e 65% gastam menos de meia hora. "Não se pode esperar que a produtividade, desses trabalhadores seja igual à de um que leva

para chegar ao trabalho, pois é comprometida em razão do desgaste que esse trabalhador tem ao levar muito tempo no ônibus", afirma o técnico de planejamento e pesquisa do Ipea, Carlos Henrique Carvalho. Rio de Janeiro (24,7%) e São Paulo (23,5%) apresentam os maiores percentuais de trabalhadores que perdem mais tempo no percurso. Segundo levantamento do Ipea, Porto Alegre é a cidade onde os trabalhadores gastam menos tempo. Em Belém, o tempo médio passou de 24,6 para 32,8 minutos (elevação de 35,4%); e em Salvador, de 31,2 para 39,7 minutos (crescimento de 27,1%). Aumento no tempo dentro do coletivo. Os traba-

lhadores passaram a gastar 40,8 minutos em 2012.

Pesquisa indica piora no problema para quem mora nas regiões metropolitanas

Antes, gastavam 36,4 minutos. De acordo com o estudo, esse aumento de aproximadamente 12% no período foi três vezes maior que o observado nas regiões não metropolitanas, onde o tempo gasto passou de 22,7 minutos para 23,6 minutos

(elevação de 4,2%). Em Belo Horizonte o deslocamento diário chega a 37 minutos e, 16% da população levam mais de uma hora para chegar ao trabalho, Há duas décadas esse percentual não ultrapassava 11%. “Os ônibus

atrasam muito. Peguei o ônibus 5415 - bairro Suely - de 4h20 e cheguei ao centro às 7h30”, reclama o porteiro Vinícius Vieira, morador de Ribeirão das Neves. A pesquisa destacou que o número de famílias brasileiras com

pelo menos um automóvel ou uma motocicleta ultrapassou a marca de 50%. Em 2012, a proporção chegou a 54%, nove pontos percentuais a mais do que em 2008, quando 45% dos lares tinham um veículo particular.

Brasília Fotos divulgação

Legião de

honra Representando a mais alta honraria da instituição, a medalha Cruz do Empreendedor Black and Gold edição especial dez anos foi concedida às personalidades de destaque histórico no cenário nacional. Lars Grael, o ex-ministro José Delgado e o atual deputado federal Acelino “Popó” Freitas foram agraciados em solenidade na Capital Federal. A empresa Unos Empreendedores recebeu o prêmio Top Qualidade Brasil - selo diamante. A comenda Cruz do Mérito do Empreendedor Juscelino Kubitshek foi concedida aos prefeitos das cidades mineiras de Diamantina, Paulo Célio de Almeida e de Francisco Badaró, Antônio Sérgio Mendes.


10

DIÁRIO DE MINAS - www.diariodeminas.com DE 26/10/2013 A 01/11/2013

MINAS

Água e esgoto u A Copasa vai investir R$ 40 milhões em obras de melhorias e ampliação dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário em 38 cidades nas regiões Sul, Alto Paranaíba, Norte, Central e Metropolitana, dentro do programa Água da Gente.

IPATINGA

Instalação na Praça da Bíblia é homenagem da Comissão da Anistia e referência à história de lutas da classe operária

Ipatinga inaugura monumento em homenagem aos trabalhadores Para homenagear os trabalhadores que vivenciaram o episódio conhecido como “massacre de Ipatinga”, ocorrido há 50 anos, foi inaugurado o “Monumento à Resistência e à Luta dos Trabalhadores”, instalado na Praça da Bíblia, no Centro. A cerimônia contou com o apoio da Prefeitura de Ipatinga. A estátua foi entregue pela vice-presidente da Comissão Nacional de Anistia do Ministério de Justiça, Sueli Bellato, durante visita da Caravana da Anistia ao município. “Desejamos que esse monumento sirva para conhecermos o passado desta cidade e para que possamos construir um futuro melhor, a partir da memória”, disse a representante, durante a solenidade de inauguração. Representando os trabalhadores anistiados, que participaram dos movimentos pela redemocratização do país, o ex-prefeito Chico Ferramenta esteve presente na solenidade. “Esse monumento é um marco para lembrar os 50 anos do massacre. Sem dúvida,

Fotos: JBReis – PMI

Monumento é um marco para lembrar os 50 anos do massacre de operários na cidade

servirá para resgatar a história do município e contribuir para que as futuras gerações possam perceber que houve muita luta para chegarmos aonde estamos”, observou Ferramenta. A obra é de autoria da artista

plástica Cristina Pozzobon, com apoio técnico do arquiteto Tiago Balem. A imagem esculpida em aço revela um “sol ceifado”, para representar, conforme a artista, “a vida, a morte e a luta”. “Minha proposta, durante a concep-

ção deste projeto, foi mostrar que, apesar de toda tristeza, muita gente resistiu e lutou por um país livre de repressões”, explicou a artista plástica. O “Monumento à Resistência e à Luta dos Trabalhadores” faz par-

te do projeto “Trilhas da Anistia”, desenvolvido pela Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, em parceria com a Prefeitura de Ipatinga, a Agência Livre para Informação, Cidadania e Educação (Alice) e a Associação dos Trabalhadores Anistiados de Minas Gerais (Atamig). Participaram da solenidade de descerramento da placa e inauguração do monumento os deputados federais Nilmário Miranda e Leonardo Monteiro, o vice-prefeito de Ipatinga, Alfredo Ramalho, a vereadora Lene Teixeira e o vereador Nilsin da Transnil, além de secretários municipais, vereadores de cidades vizinhas, representantes das famílias das vítimas do “massacre de Ipatinga”, lideranças comunitárias, trabalhadores e populares. Ipatinga é a única cidade do interior mineiro a receber o monumento, que já foi instalado em Curitiba e em Belo Horizonte. No próximo ano, serão contempladas as cidades de Brasília, Rio de Janeiro, Recife, Salvador e Fortaleza.

Voluntários aderem à campanha de doação de sangue Pelo menos 120 pessoas se cadastraram como doadores voluntários durante a campanha de doação de sangue, na última semana. Mobilização, desenvolvida numa parceria entre Prefeitura de Ipatinga, Fundação Hemominas e Unipac Vale do Aço, aconteceu no campus da instituição, no bairro Bethânia. Em oito horas, foram coletadas 84 bolsas de sangue para repor e manter abastecidos os estoques regionais. O resultado foi avaliado como positivo pelos organizadores. Mas a Prefeitura de Ipatinga continua a mobilização por novos doadores. Em junho deste ano, foi reativado o serviço da Agência Transfusional, que funciona no Hospital Municipal Eliane Martins – responsável por captar e acompanhar voluntários para a coleta, realizada na unidade do Hemominas, em Governador Valadares.

Fotos: JBReis – PMI

SERVIÇO As pessoas interessadas em fazer parte do quadro de doadores de sangue de Ipatinga podem procurar o Serviço Social do Hospital Municipal Eliane Martins. O cadastro é realizado diariamente, inclusive nos finais de semana e feriados, de 7h às 19h. A Prefeitura arca com as despesas de transporte e alimentação para os voluntários. Além disso, a legislação trabalhista garante um abono, a cada 12 meses, em caso de doação de sangue voluntária comprovada pelo trabalhador.

Mais informações pelos telefones (31) 3828-5633 ou 3828-5600

SEJA DOADOR Para doar sangue, a pessoa deve ter e estar com boa saúde, idade entre 18 e 65 anos, pesar acima de 50 quilos e não ter tido hepatite após os 10 anos e nem doença de Chagas. O candidato também não pode ter se submetido a exames de endoscopia ou broncoscopia, nem ter feito tatuagem nos últimos 12 meses. O prazo mínimo entre uma doação e outra é de 60 dias para homens e de 90 dias para mulheres.

Farmacêutica da agência transfusional do Hospital Municipal, Monise Silva Fonseca, explica que o total de doações recolhidas na ação deste final de semana ainda é insuficiente para suprir a demanda mensal da unidade hospi-

talar, que demanda cerca de 100 bolsas de sangue por mês. “Todos os tipos sanguíneos são bem vindos. É importante ampliar o nosso cadastro de doadores, uma vez que há prazos entre uma doação e outra e, também, alguns im-

O procedimento é simples e o sangue doado é reposto pelo próprio organismo em até 24 horas

pedimentos temporários”, reforça a farmacêutica. Ela explica que o procedimento é seguro, sem qualquer risco e custo para o paciente. “Hoje, o serviço é realizado todas as quintas-feiras e a Prefeitura de

Ipatinga custeia a alimentação e o transporte do voluntário apto à doação”, pontua. Monise Silva destaca que o procedimento é simples e o sangue doado é reposto pelo próprio organismo em até 24 horas.


MINAS

www.diariodeminas.com - DIÁRIO DE MINAS

DE 26/10/2013 A 01/11/2013

11

CONTAGEM

Prefeitura pavimenta importante via no bairro Bom Jesus

A rua Minas Gerais no bairro Bom Jesus, região do Nacional, está sendo pavimentada pela prefeitura. As obras incluem a construção de sarjeta, meio-fio e devem ser concluídas até o final deste mês, se não houver chuvas fortes. Atendidos pela

atual administração, os moradores reivindicavam esta obra há mais de 20 anos. De acordo com o administrador da Regional Nacional, Renato Barros, a rua Minas Gerais é a via mais extensa do Bom Jesus que não estava pavimen-

tada. “A obra é muito importante, pois é a entrada dos bairros Caiapós, Bom Jesus, Chácaras Planalto e Novo Horizonte. Ganhamos na mobilidade urbana com a interligação destes bairros”, disse. Morador da região há mais de 20 anos, Antô-

nio Alves de Oliveira, comemorou a tão esperada obra. “Para chegar na minha casa tinha que fazer uma longa volta, pois evitava passar na rua Minas Gerais devido à poeira na época de seca e ao barro na chuva. Era um transtorno muito grande,

foi uma luta de toda a comunidade conseguir essa intervenção que vai melhorar bastante a vida da gente”, disse. A aposentada e moradora da rua, Maria Cândida Soares, custou a acreditar na conclusão da obra. “Esperamos há tanto tempo

esse asfalto, pois convivemos com inúmeros problemas. As pessoas jogavam lixo, entulho e até animal morto, o mau cheiro era insuportável. Sem falar nas doenças respiratórias devido à poeira. Nem estou acreditando nisso”, afirmou. Foto: Desiree Dutra

Obra deve ser concluída ainda este mês beneficiando moradores de cinco bairros da regional Nacional

Novo cartão alimentação já está à disposição dos servidores Atendendo a uma reivindicação dos servidores, a Prefeitura de Contagem fez novo contrato para o cartão de alimentação. O secretário de Administração, Irineu Inácio, e o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Frank Sinatra, assinaram contrato para a implementação do cartão alimentação CDL Card. Os cartões já foram entregues e creditados a cerca de 3 mil funcionários da administração direta municipal. O CDL Card substitui o cartão alimentação - Coopelife. A mudança garante a ampliação dos estabeleci-

Foto: Elias Ramos

Cartões vão atender a cerca de 3 mil funcionários

mentos credenciados, bem como a valorização do comércio da cidade que está filiado à CDL. O novo cartão vai contar com mais de 150 estabelecimentos conveniados, incluindo restaurantes, sacolões, açougues e grandes redes, como o Supermercado BH que já

conta com as 16 unidades da cidade credenciadas. Para Irineu Inácio, a mudança irá beneficiar tanto o comércio da cidade quanto os servidores, que tiveram algumas dificuldades com a utilização do antigo cartão. “ Essa é uma forma de mostrar que este gover-

no está aberto ao diálogo e atento às necessidades do servidor e da população, que contará com mais um mecanismo para fazer movimentar a economia na cidade”, disse. Frank Sinatra lembrou que o cartão facilitará a vida do servidor. “Ele poderá entrar no site da CDL, a partir da próxima semana, e trocar a senha e verificar o saldo do cartão, além de fazer sugestões e reclamações”. A expectativa é que mais duas grandes redes de supermercados assinem contrato para aceitar o CDL Card.

Contagem receberá cinco médicos cubanos O município de Contagem receberá, no próximo 31 de outubro, cinco médicos cubanos do Programa Mais Médicos, do governo federal. A chegada dos profissionais estrangeiros faz parte do 2º ciclo do programa, em que a vinda dos médicos ao Brasil é parte de um acordo entre o Ministério da Saúde e a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas). Com isso, a Prefeitura de Contagem amplia o atendimento à atenção básica. Além do Programa Mais Médicos, a prefeitura investe na contratação de novos médicos. Desde que assumiu a gestão, o

atual governo contratou 575 novos profissionais de saúde, dentre eles, 175 da área médica, em diversas especialidades. Além disso, já foram inauguradas três novas unidades de saúde nas regiões da Ressaca e do Nacional, melhorando as condições de trabalho dos profissionais e o atendimento à comunidade. A participação da prefeitura no Programa Mais Médicos reforça ainda mais esse comprometimento com uma das principais demandas da população de Contagem. A expectativa do município é trazer pelo Programa Mais Médicos cerca de 30 médicos.


12

DIÁRIO DE MINAS - www.diariodeminas.com DE 26/10/2013 A 01/11/2013

MOVEL Cresceu o número de horas semanais utilizadas pelos brasileiros para assistir vídeos no laptop. Segundo estudo da Ericsson, foi de 1,4 hora em 2012 para 2,2 horas em 2013, um aumento de 59.

frederico Monte Alto

Somos conectados

frederico@somoscom.com.br

Google nos cinemas ?

fotos reprodução site

Já estão abertas as inscrições para o Google Expert: Training Day, o primeiro treinamento massivo sobre AdWords que será realizado pelo Google em salas da rede Cinemark, simultaneamente em 15 cidades do Brasil. O curso é voltado para profissionais de mídia, marketing, estudantes de publicidade e demais interessados no mercado digital e acontece no dia 12 de novembro. O treinamento combina teoria, exercícios e interatividade e irá acontecer em 15 cidades do País: Salvador, Brasília, Vitória, Belo Horizonte, Uberlândia, Goiânia, Aracajú, Curitiba, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Florianópolis, São Paulo, Campinas, Ribeirão Preto e São Bernardo. O objetivo é estimular a gestão mais eficaz e inteligente de campanhas publicitárias, além de preparar os inscritos para a prova de certificação do Google AdWords, que tem validade internacional. Ministrado por Vince Vader, professor de mídia digital da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), com apoio de especialistas em AdWords, o curso terá duração de seis horas e também contará com a participação de convidados especiais, como Alexandre Otton e Deive Pazos “Azaghâl’, administradores do blog brasileiro de humor e notícias Jovem Nerd. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site http://expertbrasil.withgoogle.com

Facebook Brasil abre 10 vagas de estágio O escritório brasileiro da rede social, localizado em São Paulo, abriu nesta segunda-feira, 21, dez vagas de estágio. As oportunidades são voltadas à área de negócios da companhia e, por isso, é necessário que o candidato seja estudante de Administração, Ciências Econômicas ou Publicidade, Propaganda e Marketing. Metade dos estagiários trabalhará na equipe de relacionamento com pequenas e médias empresas. Os estudantes devem se formar em 2014; e o estágio tem duração prevista de um ano, com chances de efetivação ao fim do processo. É necessário ter inglês avançado ou fluente, e o processo seletivo será composto por testes online, avaliação de competências e entrevistas presenciais. As inscrições estarão abertas na página da http://pessoas.vagas.com.br/vagas/v826387/estagiarios-facebook até 4 de novembro. No site é possível encontrar informações mais detalhadas sobre a vaga e as expectativas da empresa. O início dos estágios está previsto para janeiro de 2014.

Fora do ar O Conar acaba de decidir que a Danone tem que tirar do ar da internet uma campanha em que um garotinho diz que gosta mais do iogurte da marca do que dos próprios pais. A Nestlé acusa a concorrente de desrespeitar a ingenuidade e a incapacidade de discernimento da criança. O Conar considerou a propaganda apelativa diante da ‘frágil capacidade de discernimento da criança”.

As marcas mais valio$as do Brasil Mesmo após ligeiro recuo de 8%, a marca, avaliada em 22,2 bilhões de reais, manteve a liderança do ranking das mais valiosas do país em 2012, de acordo com a consultoria de branding Interbrand. A lista, divulgada prossegue com Bradesco, Banco do Brasil, Petrobras e Skol. O top 5 representa 71,8% do valor consolidado de R$95,9 bilhões entre as 25 marcas brasileiras listadas no estudo. Entre os critérios de avaliação, a consultoria examina o desempenho financeiro dos produtos ou serviços da marca, o papel que a marca desempenha ao influenciar a escolha do consumidor e o poder que a marca possui para comandar um preço premium, ou garantir os lucros da companhia. Veja a lista das TOP 10. Valor: 22,237 bilhões de reais 1º Itaú 2º Bradesco Valor: 15,141 bilhões de reais 3º Banco do Brasil Valor: 12,299 bilhões de reais 4º Petrobras Valor: 10,693 bilhões de reais 5º Skol Valor: 8,497 bilhões de reais 6º Natura Valor: 7,308 bilhões de reais 7º Brahma Valor: 5,088 bilhões de reais 8º Vale Valor: 2,479 bilhões de reais 9º Antarctica Valor: 2,479 bilhões de reais 10º Vivo Valor: 2,118 bilhões

Facebook na política Katie Harbath, diretora para Políticas Públicas do Facebook, foi recebida na terçafeira, 22 de outubro, por Dilma Rousseff em Brasília. Em pauta, como a rede social pode ajudar nas eleições de 2014. Katie também vai se encontrar com Anthony Garotinho e lideranças do PT e do PSDB.

Microsoft na Copa 2014 ? A Microsoft está planejando a criação de uma série de produtos televisivos baseados em jogos do videogame XBox. As atrações serão exclusivas da rede XBox Live e um dos primeiros projetos é sobre o futebol. Trata-se de reality show “Every Street United”, que vai procurar grandes talentos de futebol nas ruas. A atração, ainda em fase de estudo na XBox, terá episódios gravados em oito países diferentes, com foco na Copa do Mundo de 2014, no Rio. Os peladeiros serão caçado nos EUA, Espanha, Holanda, França, Argentina, Brasil, Gana e Coreia do Sul. O programa pode ganhar uma grande final gravada no Brasil, em 2014


CIDADANIA

www.diariodeminas.com - DIÁRIO DE MINAS

DE 26/10/2013 A 01/11/2013

13

DIREITOS HUMANOS u Entre 10 a 13 de novembro o Fórum Mundial de Direitos Humanos debaterá, em Brasília, avanços e desafios da área, com foco no respeito às diferenças, participação social, redução das desigualdades e no enfrentamento à violações de direitos humanos.

Sind-Ute Contagem participa de ato por uma cultura de paz na escola

Violência em Nova Contagem Mais de 300 pessoas participaram, na última quarta-feira, de ato contra a violência e por uma cultura de paz na escola. A mobilização aconteceu em Nova Contagem e contou com a participação do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-Ute Contagem). Entre os presentes estavam trabalhadores e estudantes das escolas municipais Ana Guedes, Ápio Cardoso, Ivan Diniz Macedo, Maria do Carmo Orechio. Também estiveram presentes líderes comunitários e religiosos, como o padre Jorge, da Congregação dos Combonianos, o pastor Divino, do Conselho de Pastores e representantes da Casa de Apoio à Criança de Contagem. Quem abrilhantou o evento foi a fanfarra da Escola Municipal Ápio Cardoso e os estudantes da Escola Municipal Ivan Diniz Macedo, que compuseram a canção “Rap pela Paz”.

Fruto de uma parceria entre o sindicato e as escolas de Nova Contagem, o ato foi motivado pelos vários episódios de violência ocorridos nas escolas da cidade. O objetivo foi o de dialogar com a comunidade, chamando a atenção para a necessidade de todos colaborarem no combate à violência no ambiente escolar. A mobilização também visou cobrar da gestão pública municipal ações de prevenção e combate à violência dentro das escolas municipais. “Há necessidade da construção de políticas públicas que atendam à infância e a juventude da cidade em atividades culturais, esportivas e de atendimento ao menor em situação de risco social como forma de prevenção à violência, ao abuso de drogas, estímulo ao respeito às diferenças e de valorização das atividades escolares”, ressaltou a direção do sindicato.

Foto: Divulgação/SindUte

Protesto de alunos e servidores chamou a atenção da comunidade para a violência nas escolas

O músico e especialista em vinhos convida você e dita as harmonizações do rodízio do Porcão com os vinhos sugeridos pelo artista e muita música em um ambiente agradável a luz de velas e ao som de seu impecável jazz.

música, gastronomia e vinho

Wine Dinner

Dia 01 de novembro, sexta-feira, a partir das 20 horas no Espaço Meet, à avenida Raja Gabáglia, 2985. Reserve já sua mesa: 3293-8787 Consulte o maitre para mais informações

aniversário


14

DIÁRIO DE MINAS - www.diariodeminas.com DE 26/10/2013 A 01/11/2013

TURISMO

MELHOR FILME u O longa Gonzaga - de Pai para Filho, do diretor Breno Silveira, foi escolhido pelo público como o melhor filme da 6ª Mostra de Cinema Brasileiro na Rússia. Superprodução de R$ 12 mi conta histórias de Luiz Gonzaga e de seu filho, Gonzaguinha Lúicia Sebe/Imprensa MG

Participantes do festival em momento de degustação dos pratos preparados para a edição

Aglomerado Santa Lúcia faz bonito em festival gastronômico

Chefs prontos para segunda etapa Gastronomia não quer dizer só pratos requintados. A prova disso foi o festival gastronômico que aconteceu no último sábado no Aglomerado Santa Lucia, também conhecido como Morro do Papagaio. A iniciativa partiu da Secretaria de Estado de Turismo e do Museu de Quilombos e Favelas Urbanos (Muquifu). Chefes de cozinha de restaurantes famosos em Belo Horizonte se sentaram para degustar as receitas produzidas pelos chefs do morro. Ivo Faria, do restaurante Vecchio Sogno, Leandro Pimenta, do The Lab, Frederico Trindade e Felipe Rameh, do Trindade, Henrique Gilberto, do Belo Comidaria e Paula Cardoso, do Haus Muchen. O menu foi composto por uma entrada, três

pratos principais e uma sobremesa. Criatividade e originalidade não faltaram no cardápio. Bruno Silva, morador da comunidade, foi o mestre de cerimônias e apresentou as receitas aos presentes. Wanusa, uma das chefs participantes mostrou sua salada de umbigo de banana, serralha e ora-pro-nobis e o “peixe que não é peixe”, a folha de assapeixe como entrada. Já os chefs Deco, Frederico e Lia ficaram por conta dos pratos principais e ofereceram, respectivamente, galopé, moranga recheada com carne seca e língua recheada ao vinho e banana frita. A sobremesa ficou a cargo da chef Maria de Fátima, um creme chinês com gelatina, abacaxi e chantilly caseiro. No final os participantes

foram brindados com um chá de erva cidreira, manjericão, casca de maçã e canela, preparado por dona Jovem, madrinha do projeto. Felipe Selipe Rameh, chef do Restaurante Trindade diz que aprendeu muito com os chefs do aglomerado. “Me sinto privilegiado de participar de um projeto tão importante, que utiliza a gastronomia como instrumento de transformação social. Essa integração é muito rica para ambas as partes”, diz. A próxima etapa do festival será no dia 2 de novembro, quando os cozinheiros do aglomerado experimentarão as novas receitas criadas pelos chefs, usando os mesmo ingredientes da primeira etapa, depois de um estágio com eles.

Creme chinês com gelatina de abacaxi e chantilly, sobremesa criada pela Chef Maria de Fátima

Um pedaço da “terrinha” que deixará saudade e água na boca A história começou décadas atrás, com dois imigrantes portugueses. Osvaldo Armando Formoso e Casimiro de Paiva Lopes, nascidos na cidade de Paredes da Beira, Norte de Portugal, aportaram no Brasil no ano de 1947. Após trilharem suas vidas pelo ramo hoteleiro, os companheiros lusitanos tiveram a ideia de recriar no Brasil o gosto e a tradição da culinária portuguesa, apresentando um aspecto importante da cultura de Portugal. Grande parte das receitas já estavam em testes e experimentadas na cozinha de um dos seus hotéis, sob o comando da autêntica chef Valeriana Junqueiro, irmã de Osvaldo, recém chegada em terras tupiniquins.

Acervo Verde Gaio

Paredes pintadas em verde e branco com seus azulejos portugueses caracterizam o mais antigo restaurante português de Belo Horizonte

o nome Verde Gaio encantou os belo horizontinos, como o cantarolar daquela pequena ave, distante de casa, como seus fundadores, encheu de poesia a vida daqueles que por ali estiveram. É UMA CASA PORTUGUESA, COM Nascido em 1971 com o propósiCERTEZA. Inspirado em um pás- to de apresentar à cidade de Belo saro típico do Norte de Portugal, Horizonte o melhor da gastrono-

mia portuguesa, o Verde, nome carinhoso atribuído pelos seus clientes e amigos, uniu requinte, tradição e charme. Inicialmente funcionou em um casarão na rua Guajajaras e, posteriormente, em 1990, mudou-se para o seu pouso final, na rua Santa Catarina, em Lourdes. Lugar aconchegante

e harmonioso, o cantinho português era ponto de parada frequente de figuras ilustres da história brasileira, como Elis Regina, Juscelino Kubitschek e vários outros que tiveram a oportunidade e o prazer que só um Bacalhau a Verde Gaio pode proporcionar aos sentidos mais intrínsecos do tempero, da paixão, da irreverência e da história da gastronomia da “terrinha”. FUI CANTAR PARA OUTRO LADO. Durante seus 42 anos de vida, o restaurante foi palco de muitas comemorações, cupido de muitos namoros, casamentos, hospede do tradicional Fado português, ponto de encontro familiar às sextas-feiras, momentos únicos que deixarão saudade e boas lembranças naqueles que tiveram o privilégio de serem acolhi-

dos pela família Formoso e por Everardo Ribeiro, proprietário e genro de seu fundador, Osvaldo Formoso. O cansaço e a saudade já não cabem no peito do velho pássaro, que após uma longa estada distante, deseja retornar para casa. Desta forma, como em um piscar de olhos, Belo Horizonte se despede do pequeno pássaro Verde Gaio, com a boca cheia d’água e os olhos marejados, deseja bons ventos e um bom retorno para casa, o Portugal. Os apreciadores das delícias encontradas ali terão a última oportunidade de contemplar aquele casarão, que dará espaço a mais um arranha céu. O encerramento será no dia 10 de novembro, dia em que o sabor e o aroma se despedirão do grande salão.


www.diariodeminas.com - DIÁRIO DE MINAS

SOCIAL

DE 26/10/2013 A 01/11/2013

15

GERAÇÃO DE VALOR u Os que nada fazem costumam ter inveja dos que se atrevem a sair do lugar, ficam tristes quando esses atrevidos conquistam um novo patamar e na calada da noite, torcem pra que tudo dê errado. Se isso acontece, não poupam críticas dizendo: “Eu sabia que daria errado”; mas se as iniciativas são um sucesso, engolem seco e dizem com um sorriso amarelo: “Eu sabia que daria certo...”

Fábio Vincent fabiovincentdm@gmail.com

Lançamento da

Foto: Divulgação

Festival Bar em

BAR MINAS

“WHAT ABOUT MAG”

em

Na última sexta feira, aconteceu na Galeria CMafra o lançamento de uma nova revista brasileira de moda e arte, feita para colecionadores. “What About Mag”, idealizada pela empresária e blogueira Carol Rache, promete circular entre os mais descolados trazendo assuntos de moda, arte, literatura, fotografia, arquitetura, design, música, cinema e gastronomia. O badalado almoço, brindado com a assinatura do D’artagnan Bistrô, contou com a presença de vips e foi um verdadeiro sucesso! No recheio da revista, um matéria super bacana com o fotógrafo Cícero Mafra contando um pouco do seu trabalho. Leitura agradável e inspiradora.

Entre os dias 7 de novembro e 1º de dezembro vai acontecer a nova edição do Bar em Bar Minas. Serão 80 estabelecimentos participando com petiscos especialmente preparados para o Festival onde você terá a oportunidade de comprar porções a R$ 10,00 (Dez reais) das 18h às 21h na hora do happy hour . Confira mais detalhes no facebook www.facebook.com.br/barembarminas ou no site www.barembar.com.br . As casas que já confirmaram a participação são: Adriano Imperador Água na Boca n Assacabrasa - Bahia n Assacabrasa - Savassi n Bandeirantes Grill -

Maria Antônia Calmon, lança seu Inverno 2014 em sua Calmoni. A camisaria já é comum entre as jornalistas Fátima Bernardes e Sandra Annenberg

n

Cachoira do Campo - MG

Bar e Restaurante Sítio

n

dos Mangais - Florestal MG

Bar Ideal n Beco Restaurante n Bhar Savassi n Boivindo n Chalé da Mata n

Melhores da Comunicação Calmoni

n

n

A blogueira Carol Rache

A revista PQN lançou a quarta edição de seu Anuário PQN das Empresas de Comunicação de Minas Gerais 2013. Este ano, 82 empresas fazem parte do catálogo já considerado pelo setor como um indicador da indústria da comunicação do Estado. O anuário tem versão digital (www. issuu.com/revistapqn/anuariopqn2013), pode ser acessado pelo Facebook (www. facebok.com/pages/Revista-PQN) ou ser adquirido em forma impressa no valor de R$ 9,90. Destaque também para os jornais de bairro da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Para quem busca oportunidade de emprego ou estágio, o Anuário PQN 2013 é uma peça fundamental. Informações: (31) 2127-4651 ou pqn@pqn.com.br

Restaurante n Choperia Albanos n Churrasquinho do Luizinho n Contato Social Grill Contagem -MG n Cortina D’água n Dalva Botequim Musical

Zeca Perdigão com Cristina e Regina Salomão

Savassi n Butiquim Medalhão n Mixido n Oficina d’ Ideias n Paracone - Brasil n Più Pizza e Birra n Rei do Torresmo n Rima dos Sabores n Sakê n Salomé Bar n Tudo na Brasa n Xico da carne Barro Preto n Xico da carne Cidade Nova n Xico da carne - Santa Inês Foto: Rodrigo Tinôco

Fernando Jr, presidente da Abrasel á frente do evento

Tunk Show da linha Premium da Regina Salomão, na Store em Lourdes

Leandro Rallo e as modelos

Dirceu Butiquim Empório Dansk n Enzo Steak House n Exclusivo Choperia n Maria das Tranças -

n

Isabela Grecco e Nolli Mehigi


16

DIÁRIO DE MINAS - www.diariodeminas.com DE 26/10/2013 A 01/11/2013

MODA

WORKSHOP DE TURBANTERIA u Um workshop de turbanteria agita o 7° Festival de Arte Negra, que acontece até domingo, na capital. O workshop começa às 14h e acontece na Funarte, na tenda do OJÁ. Inscrições no local.

Conheça as tendências que vão marcar as estações em 2014

As apostas do inverno do Minas Trend Preview Guilherme Dicosi

Fotos: Agência FotoSite

O Minas Trend Preview de inverno 2014, foi uma semana repleta de sofisticação e tendências, em que as marcas mostraram suas apostas para se tornarem hits entre os fashionistas e consumidores. Todas as tendências evidenciadas no evento você vê nesta página.

Desfile Aurea Prates com tendência floral

Desfile da Gig com tendência grafismo

Desfile E.Store com tendência Transparência

Desfile John John com tendência destroyed

Desfile Lucas Magalhães com tendência midi 2

Desfile Plural com tendência transparência

Marina F. Machado marinafmachado@gmail.com

Marcas de Luxo e Fast-Fashion Nos últimos dias o grande burburinho na moda nacional tem sido sobre a parceria entre a grife italiana de luxo Roberto Cavalli e a C&A, que será lançada no próximo dia 5 em lojas selecionadas da rede. O estilista criou 57 modelos exclusivos imprimindo sua marca registrada de estampas de zebra, leopardo e tigre em vestidos, camisas, calças, entre outras peças. Essa parceria está sendo uma grande aposta da marca para o alto-verão brasileiro. Mas quando começou essa

ideia de associar uma marca renomada de roupas, referência de tendência e estilo com uma marca mais popular? Foi em 2004 quando a sueca H&M, principal rede internacional a firmar essas parcerias, resolveu se unir ao estilista Karl Lagerfeld (também estilista da Chanel e da Fendi - marcas tradicionais de luxo) para criar peças - desejo a preços populares. Isso foi uma revolução no mercado da moda, pois não existia a possibilidade de ter uma rou-

pa ou acessório de uma marca de luxo sem pagar caro por isso. Além disso, essas marcas renomadas conseguiam atingir um público maior e as marcas populares conseguiam criar o desejo de compra nos consumidores, ou seja, é interessante para ambos os lados. Com cada parceria se podia mudar o foco da coleção – da moda conceitual ao glamour, passando pelo clássico ou vintage. Vimos parcerias com marcas como a Lanvin, Marni, Stella McCartney, Comme des

Garçons, Maison Martin Margiela, Viktor & Rolf e Versace, todas sucesso de vendas, com as peças esgotadas em tempo recorde. Aqui no Brasil, a C&A foi a precursora desse tipo de colaboração. As primeiras foram em 2005 com coleções assinadas por Walter Rodrigues, Marcelo Sommer e Raia de Goeye, e a partir daí, nunca mais parou, somando 23 parcerias até hoje. Essas colaborações são poderosas ferramentas de ma-

rketing, e mesmo não representando um grande numero nas vendas anuais da marca, com certeza atraem novos clientes e criam um diferencial entre as concorrentes. No hemisfério norte, a próxima aposta é a parceria entre a H&M e a francesa Isabel Marant, com lançamento previsto para o dia 14 de Novembro. Pelas fotos divulgadas pela assessoria de imprensa da marca, acredito que será um sucesso! Mas quem será o próximo? Alguma ideia?


SAÚDE

www.diariodeminas.com - DIÁRIO DE MINAS

DE 26/10/2013 A 01/11/2013

17

MAIS MÉDICOS u Lei que institui o Programa Mais Médicos foi publicada no Diário Oficial da União, após sancionada pela presidente Dilma Rousseff. Programa tem o objetivo de levar médicos para regiões prioritárias e carentes desses profissionais.

Ao comemorar a data, entidade reforça a importância da amamentação para a criança e para a mãe

Mais um ano do Banco de Leite da Maternidade Odete Valadares O Banco de Leite Humano (BLH) da Maternidade Odete Valadares completa, na próxima terça-feira (29), 27 anos de atuação. Para comemorar a data, Belo Horizonte recebeu, até o último dia 18, o I Congresso do Banco de leite Humano da Região Sudeste. Promovido pela Secretaria Estadual de Saúde, o evento celebrou também as sete décadas de existência do BLH do Instituto Fernandes Figueira, primeira instituição a implantar um banco de leite no país. O foco principal do encontro foi discutir o aleitamento materno e a importância dos bancos de leite humano como uma estratégia de redução da mortalidade infantil. Durante o evento, foi anunciado que aos 12 BLHs e 26 postos de coleta atuais, distribuídos por 12 municípios, vão ser acrescidos mais três bancos (em Governador Valadares, Patos de Minas e Diamantina) e 18 postos, de modo a aumentar a área de atuação da rede em Minas. O leite materno contém todos os nutrientes, anticorpos e vitaminas para o bebê crescer saudável. Até os dois anos de idade, é recomendação absoluta da Organização Mundial de Saúde, sendo que pelo menos até os seis meses a criança deve ingerir apenas o leite materno. De acordo com a Coordenadora do Banco de Leite Humano da Maternidade Odete Valadares, Maria Hercília de Castro Barbosa, a amamentação ainda fortalece o vínculo afetivo entre a criança e a mãe. “Por ser próprio da espécie, o leite materno e o processo de amamentação são importantíssimos para o desenvolvimento do bebê”, explica. Apesar da comprovada importância da amamentação, em todo o mundo só 38% dos bebês recebem apenas leite materno até os

Foto: Arquivo/DM

De acordo com a OMS, praticamente todas as mulheres são capazes de amamentar. Incentivar o aleitamento é uma das funções do Banco de Leite

seis meses de idade. A última pesquisa sobre aleitamento feita pelo Ministério da Saúde, abrangendo todo o país, apontou que 41 % das crianças menores de seis meses recebem alimentação exclusivamente por aleitamento. Apesar de ter tido um avanço nos últimos anos, o país ainda está aquém da recomendação da OMS, que julga ideal que pelo menos 90% das crianças sejam amamentadas até os seis meses. Maria Hercília explica que a

COMO DOAR Toda mãe saudável, com exames laboratoriais negativos, que tenha excesso de leite, pode doar. Basta entrar em contato com o BLH que os profissionais da unidade vão à casa da mulher e ensinam como fazer a coleta e o armazenamento do leite. O BLH também se responsabiliza por buscá-lo. Telefone: (31) 3337-5678 ou (31) 3298-6008 Endereço: Av. do Contorno, 9494, Prado, belo Horizonte

maioria das mães tem vontade de amamentar, mas muitas vezes não conseguem por falta de apoio ou de informação adequada. A coordenadora do BLH afirma que o momento da amamentação é idealizado, e na hora da prática a mulher pensa que é ela quem está fazendo alguma coisa errada. Amamentar é um processo que exige dedicação, esforço e paciência. Para a OMS, apesar de quase todas as mulheres serem capazes de amamentar seus filhos, muitas são desencorajadas e passam a acreditar que os complementos alimentares são as melhores opções. Mesmo uma mãe adotiva pode amamentar o filho. Com o estímulo certo, feito por meio da sucção do bebê, e em alguns casos com a ajuda de medicamentos, o organismo dela passa a produzir

o leite. Algumas vezes, porém, a quantidade obtida não é o ideal. Nesses e em outros casos é possível recorrer a um banco de leite, que, além de dar orientações sobre aleitamento materno, é responsável pela doação de leite humano em condições adequadas para o consumo de crianças necessitadas. As intercorrências do aleitamento materno podem acontecer por motivos diversos, como ingurgitamento (popularmente chamado de “leite empedrado” ), traumas mamilares, relactação e mastite puerperal (inflamação da glândula mamária). Maria Hercília explica que o Banco de Leite não tem o objetivo de substituir o aleitamento materno, muito pelo contrário. Existe um consenso em que os Bancos de Leite e os Hospitais Amigos da Criança, em consonância com os

programas do Ministério da Saúde, foram responsáveis pelo aumento dos índices de aleitamento materno a partir do ano 2000. “O banco de leite oferece às crianças que realmente precisam esse alimento nutricional e também dissemina a cultura da amamentação”, afirma. Além da doação e da coleta de leite, o BLH oferece orientações gratuitas sobre importância do aleitamento e cuidados com a mama. Minas Gerais é um dos Estados com a maior coleta de leite humano. De janeiro até setembro de 2013 foram coletados 7.235 litros de leite, 51% a mais que o volume coletado durante todo o ano de 2012. O número de doadoras também cresceu de 4.695 em 2012 para 6.730 em 2013, volume que beneficiou mais de quatro mil crianças.


18

DIÁRIO DE MINAS - www.diariodeminas.com DE 26/10/2013 A 01/11/2013

CULTURA

MARISA EM BH u Pela 3ª vez, Marisa Monte retorna a BH com sua turnê “Verdade Uma Ilusão”, no Chevrolet Hall (Av. Nossa Senhora do Carmo, 230 São Pedro), dias 01 e 02/11, a partir das 22h. No repertório, canções do CD “O Que Você Quer Saber de Verdade”. A partir de R$ 60,00. Informações: 4003-5588.

Tributo à mineira mais baiana do Brasil reúne Daniela Mercury, Thiaguinho, Péricles, Pinha, Xande de Pilares e Paula Fernandes

Eterna Clara

No ano em que se completa 30 anos de sua morte, acaba de chegar às lojas, pela Sony Music, o mais novo tributo dedicado à guerreira, a eterna Clara Nunes. Dessa vez pela voz possante da baiana Carla Visi. O álbum “Pura Claridade” é repleto de sucessos e algumas canções esquecidas de Clara como “Dia de esperança” (Jorge Smera, 1966) e “Foi ele” (Carlos Imperial, 1969). Apesar de apoiar nos hits da cantora mineira, Carla traz convidados especiais como Daniela Mercury, Péricles, Thiaguino, Pina e Xande de Pilares. Com arranjos assinados por Izaias Marcelo, Pezinho, Didi Pinheiro, Jota Moraes e Rildo Hora, ‘Pura Claridade’ tem produção do mineiro Ricardo Pinheiro. Foi ele que convidou a cantora para o projeto, e também o responsável por escolher uma música de cada um dos 15 álbuns de estúdio de Clara para o repertório. Bom de se ouvir, na abertura e no encerramento, “Pura Claridade” traz composições feitas em saudação à cantora, “Mineira” (João Nogueira e Paulo César Pinheiro, 1975) e “Um ser de luz” (João Nogueira, Mauro Duarte e Paulo César Pinheiro, 1983). Com exclusividade e, ainda sem agenda de shows, Carla Visi conversou com o Diário de Minas e contou como tudo começou neste novo projeto e sobre a sua relação com mineira mais baiana do Brasil, Clara Nunes.

ROBHSON ABREU O que você achou do projeto quando recebeu o convite de fazer este tributo? Achei o projeto lindo, mas tive receio por não ser uma cantora vinculada ao samba. No entanto todos os receios se dissiparam quando coloquei o CD com a seleção das músicas no som do carro. Ricardo Pinheiro estava comigo. Sentia arrepios a cada faixa. Música é emoção. E Clara Nunes tem um repertório maravilhoso. Você já tinha alguma intimidade com a obra de Clara? Sim. Cresci ouvindo minha mãe cantando Clara. Boa parte da emoção vem dessa memória afetiva. Enquanto estudava o repertório, as duas vozes se misturavam em meus ouvidos. Importante salientar que ambas estão desencarnadas, e as datas de passagem são parecidas: Clara dia 2/04/1983. Minha mãe no dia 4/04/2003. Clara Nunes ganhou o título da mineira mais baiana da música popular brasileira. Será essa a sua identificação? Eu amo Minas Gerais e os mineiros. Mas, com certeza, esse carinho não é um privilégio meu. Vocês são gentis com os baianos. Você, uma cantora conhecida pelo Axé, não teve receio dos seus fãs não gostarem deste novo trabalho? Até porque as novas gerações pouco conhecem a “guerreira”. Esse também é o papel do artista, de compartilhar a história da boa música brasileira. E, sinceramente, não acredito que um fã que realmente goste de mim e da minha voz, não goste das músicas de Clara. Elas são eternas. Carla Visi revisita os maiores sucessos de Clara Nunes em tributo para a ‘guerreira’

Você considera este tributo um resgate histórico para a MPB? O disco teve grande cuidado desde a pesquisa até a sua elaboração musical e artística. Houve o envolvimento de muitos profissionais competentes. E isso demonstra o respeito pelo importante trabalho da mineira guerreira que cantou e encantou o Brasil. Quanto tempo levou para Pura Claridade ficar pronto? Ricardo Pinheiro convidou-me para cantar no projeto às vésperas do meu aniversário, em agosto de 2012, quando presenteou-me com a biografia do Vagner Fernandes, “Guerreira da Utopia”. Os arranjos foram feitos e músicos selecionados por Isaías até outubro. Em novembro fui a São Paulo fazer voz guia. Eu gravei a voz definitiva no início de dezembro com praticamente todos os instrumentos gravados. Depois ainda aconteceram os registros dos artistas convidados, mixagem e masterização, em janeiro de 2013. Em fevereiro, produzimos as fotos no Rio de Janeiro e Gê finalizou a capa em março. Como tudo acontece no momento certo, o CD chegou às lojas próximo da data do nascimento dela, início de agosto. Praticamente, todo o repertório tem direitos autorais do ex-marido de Clara, foi difícil convencê-lo a deixar produzir o CD? Imagino que, por causa das homenagens dos 30 anos sem

Divulgação

Clara Nunes, Paulo César Pinheiro tenha sido muito solicitado. Acho natural que ele seja bem criterioso com as liberações. Afinal de contas, estamos falando de Clara Nunes. Interpretar Clara Nunes deve ter sido uma grande responsabilidade. Você está preparada para comparações? As comparações fazem parte da vida de um artista. No entanto, neste caso, Clara é o farol, a luz que nos inspirou. Nós pedimos licença e, humildemente, prestamos a nossa homenagem. “Pura Claridade” tem convidados bem ecléticos, de diferentes segmentos da música. A escolha foi sua? Os convidados foram escolhidos por Ricardo Pinheiro por serem artistas amados pelo povo, assim como foi Clara Nunes. Ela era uma cantora do povo. A cantora que mais vendia discos na época. E todos participaram com muito carinho. Só tenho a agradecer. Porque optar basicamente pelos sucessos de Clara? É o medo de errar? O repertório do disco é resultado de uma pesquisa minuciosa do Ricardo Pinheiro. Temos uma sequência cronológica e uma canção de cada disco de Clara. Tivemos alguns discos onde vários sucessos foram identificados, mas optamos para a música mais representativa daquele trabalho. Em 2013, outros tributos foram feitos para homenagear Clara Nunes, como os das cantoras Mariene de Castro, Valéria de Oliveira e Fabiana Cozza. Em que você acha que Pura Claridade se difere? Cada intérprete possui características bem definidas. O Pura Claridade tem Carla Visi e um repertório de pesquisa. Abrimos o disco com “Mineira”, uma homenagem gravada por João Nogueira em 1975. Depois, temos uma canção de cada disco gravado por Clara. E fechamos com outra homenagem, essa póstuma, que foi gravada por Alcione em 1983. Algumas informações relevantes como disco e ano em que foram gravadas por Clara se encontram no encarte ao lado de cada música. Qual das 17 canções tem mais da Carla Visi? Que escolha difícil... “Ê Baiana” canto para minha baianinha, minha filha Sarah; “Nação” lembra a força e a voz contralto da minha mãe; “Foi Ele” canto sempre para o meu amigo Ricardo Pinheiro; “Dia de Esperança” tem uma mensagem positiva de fé em dias melhores; “Tristeza pé no chão” tem uma beleza triste como o Orfeu de Vinícius, amo as melodias de Paulinho da Viola como em “Coração Leviano”; e, a alegria de “Morena de Angola”... Cada música tem sua história e sua emoção, por isso amo cantar. Alguma sobra do CD pode entrar no DVD ou no show? No estúdio não gravamos outras canções além das que se encontram no álbum, mas, no show temos algumas surpresas como “Feira de Mangaio”, onde mostro a Clara que cantou o Nordeste; “Banho de Manjericão”; “Menino Deus” e “Ijexá”. O show está lindo e algumas imagens do lançamento no Teatro Castro Alves estão disponíveis na Internet.


CULTURA

www.diariodeminas.com - DIÁRIO DE MINAS

DE 26/10/2013 A 01/11/2013

ROTEIRO Foto: Marcos Mesquita

19

Robhson Abreu

Eu Quero

robsonabreu@pqn.com.br

EXCLUSIVA

l ARTE NEGRA

Belo Horizonte recebe até o dia 27/10, a 7º edição do Festival de Arte Negra (FAN). Este ano o tema escolhido foi “Um lugar no mundo: Afroamérica”. O evento é gratuito e promovido pela Prefeitura de Belo Horizonte por meio da Fundação Municipal de Cultura. As atrações incluem artistas representantes de diversas nacionalidades, de diferenciados segmentos: moda, música, literatura, artes visuais, artes cênicas, cinema, gastronomia, negócios e manifestações populares. Hoje, sábado, dia 26, às 21h30 tem “Jogos de Mestres: Neném Esdras e Ezequiel Lima”, no Palco principal do Iphan. Como convidados da dupla: Fabiana Cozza, Vander Lee, Djalma Corrêa, Fabinho Gonçalves, Pablo Dias e Warley Henrique. E amanhã, no encerramento, às 10h tem Cortejo e Missa Conga, com 20 Guardas de Congado na Igreja Santa Efigenia; das 11 às 18h, Mercado de Cultura, na Funarte MG e às 13h grande roda de samba com Acyr Antão. O apresentador receberá grandes nomes do samba de Belo Horizonte, no Palco principal do Iphan. Confira a programação completa pelo http://fanbh.com.br/

l GLOBALIZAÇÃO

Você tem até amanhã, dia 27/10, domingo para visitar a Feira dos Estados e Nações, na Serraria Souza Pinto (Av. Assis Chateaubriand, 809), A programação privilegia o artesanato, as danças tradicionais, grupos folclóricos, moda artesanal, decoração e a culinária regional de diversas localidades. Ao todo 200 expositores representando 25 países como Indonésia, Tailândia, Paquistão, Rússia, África do Sul, Palestina, Marrocos, Síria, Líbano, Dubai, República Tcheca, Itália, China, Tanzânia, Senegal, Costa do Marfim, Áustria, Egito, Japão, Argentina, Equador, Peru, Chile, Espanha, Bolívia e Brasil e 20 estados brasileiros. Hoje e amanhã, das 12h às 22h. Ingressos a R$ 8,00.

l BONECOS

O Palco Brasil, montado no estacionamento do Shopping Del Rey (Av. Presidente Carlos Luz, 3001, Pampulha), segue com uma intensa programação com grandes espetáculos para crianças e adultos. Hoje e amanhã, 26 e 27/11, às 15h e 17h, o evento apresenta show com Armatrux, a banda. O grupo de bonecos é composto por quatro personagens vindos de universos distintos, e uma convidada especial a Pianista Mafalda Jackson. O musical tem a direção e trilha sonora assinada por John Ulhôa do Pato Fu e Bob Faria. No repertório Dancin’ Days, Tenho, Anderle, 4 Cordas, Asaftasardemdoemashemorróidasídem, 5 Letras, Mac Man e Balança Pança. O evento é promovido pela Artbhz. Ingressos a R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia).

l COMÉDIA

Desencontros e possíveis encontros se transformam em matéria-prima para o humor na peça “7 lições para se conquistar um homem (quase) perfeito”. A comédia é dividida em histórias curtas e conta as aventuras de mulheres à procura da felicidade amorosa. No elenco, os atores Alessandro Torino Viggili, Patrícia Lisboa, Patrícia Reis Alvim, Priscila Spinelli, Rafael Neves, além do diretor Fernando Gomes, se desdobram em cerca de vinte personagens que contam, com muito humor e leveza, as cobranças e expectativas geradas sobre as mulheres do século XXI. Teatro da Maço-

naria (Av. Brasil, 478 Santa Efigênia), até 03/11, com sessões às sextas, às 21h; sábados, às 19h e às 21h, domingos, às 20h. Ingressos a R$ 30,00 (inteira), R$ 15,00 (meia) e R$ 15,00 (Postos Sinparc).

l FESTIVAL DAS LUZES

Para trazer luz e prosperidade a Belo Horizonte, o restaurante Maharaj (Rua Paraíba, 523 Funcionários) comemora o Diwali, uma das mais importantes celebrações da Índia, no dia 2/11 com um jantar, a partir das 19h, e, no dia 3 com um almoço, a partir do meio dia. Diwali significa “Festival das Luzes”, e o Maharaj segue a tradição à risca, com fogos de artifícios e ambientes decorados com muitas velas. Assim como na cultura hindu, haverá apresentação da típica dança indiana no estilo Bollywood, com a dançarina Amanda Lopes. Convite a R$ 59,00 (inclui as refeições - bebidas à parte) e couvert a R$ 8,00.

Budweiser, a marca mais valiosa de cerveja do mundo, criou uma edição especial e limitada de garrafas em alumínio para reforçar a plataforma global de música da marca. Com design arrojado, cool e toda na cor vermelha como a marca, a embalagem de 473 ml pode se tornar uma bonita peça decorativa, especialmente para os colecionadores. Onde comprar: Empório da Cerveja (www.emporiodacerveja.com.br) Preço: R$ 10.

SÓ FALTAVA ESSA! Depois das meias, gorrinhos, pingentes e camisetinhas, agora chegou a vez das calcinhas vestirem os iPhones. Tudo para tornar o aparelho mais íntimo e personalizado possível. Chamadas de SmartPants, as calcinhas ficam abaixo da tela, protegendo o botão “home” do aparelho e conferindo um visual descolado ao modelo da Apple. São produzidas em silicone e podem ser encontradas com as mais variadas estampas. E tem para os meninos também! O site oferece cuecas com estampas de caveiras, estrelas ou lisas. Onde comprar: www.lojaimperio.com.br Preço: a partir de R$ 9,67

NO TALO Will.i.am, líder do Black Yead Peas, sempre nos presenteia com hits chicletes em seus trabalhos solos. E não foi diferente de seu novo álbum “Will Power”, O cd composto na corajosa união do hiphop, R&B e música eletrônica, resultando em um som contagioso ao longo de suas 15 faixas, que trazem a participação de ícones da música pop como Justin Bieber, Britney Spears, Chris Brown, Miley Cyrus e Nicole Scherzinger. Destaque para as canções “Scream & Shout” com Britney Spears; That Power com Bieber e This is Love com Eva Simons.O resultado é um cd super dançante, bom para as pistas, para fazer caminhada e para agitar. Onde comprar: Lojas Americanas, Discoplay, Saraiva Preço: a partir de R$ 29,90

PARA OS DESCOLADOS Zapeando pela web achei uma bolsa que vai te fazer pirar! A Turntable DJ. Produzida em couro sintético a peça tem estilo e é super criativa. Traz estampado na parte da frente uma pick up de DJ. O produto é importado, da conceituada marca Wanted e mede aproximadamente 40 x 10 x 32 cm. Onde comprar: www.hmmm.com.br Preço: R$ 149,00

l OPORTUNIDADE

No dia 30 de Novembro, acontecerá o Workshop de História do Teatro Musical Americano, ministrado pela atriz, produtora e professora de Teatro Musical, Suellen Ogando. O módulo terá turmas pela manhã (8h às 13h) e a tarde (15h às 18h). O investimento é de R$ 90,00 até o próximo dia 15/11 e, de R$ 110,00 após essa data. Com o tanto de musicais sendo adaptados para o Brasil, não basta somente dançar, cantar e interpretar, é preciso saber a história do teatro musical também. Inscrições e informações pelo (31) 9745-4888 ou sogando19@hotmail.com

l EXPOSIÇÃO

O Circuito Cultural Praça da Liberdade recebe a exposição “Musas”. Ao todo, 55 estátuas de bronze patinado distribuídas nos jardins do Palácio da Liberdade, no Memorial Minas Gerais Vale e no Museu das Minas e do Metal. O trabalho é do artista plástico belo-horizontino Leopoldo Martins, que expõe pela primeira vez em BH após três anos realizando mostras no exterior. Ele sempre esculpiu animais e agora investe nas silhuetas femininas. A entrada é gratuita. Confira os horários de visitação pelo www.circuitoculturalliberdade. com.br

LIVRO

DÁ O PÉ LORO Uma ótima opção de presente, principalmente para os fãs de um bom vinho ou uma lora gelada, é o abridor e saca rolha papagaio e arara azul. As peças podem também ser utilizadas como enfeites e são confeccionadas em aço inox e plástico. Dá até dó de usar de tão bonitas que são. Onde comprar: Lojas

Multicoisas nos shoppings Preço: a partir de R$ 40,00

PARA OS PÉS A modelo e publicitária Cris Guerra, em parceria com a Amazonas Sandals, acaba de lançar sua linha exclusiva de sandálias. Os modelos foram desenvolvidos por Cris e fazem referências a seus conceitos particulares, de acordo com seu blog de moda “Hoje Vou Assim”. As estampas são voltadas para os temas de poesia, tatuagem delicadeza e humor sendo retratados de maneiras artísticas. Todas as estampas são divertidas e diferentes trazendo em uma delas um spray borrifando corações e já em um outro modelo tem linhas pontilhadas e tesourinhas em meio ao solado, entre outros disponíveis em seu site. Onde comprar: Amazon Sandals Preço: a partir de R$ 38,90

Quando o Talibã tomou controle do vale do Swat, uma menina levantou a voz. Malala Yousafzai recusouse a permanecer em silêncio e lutou pelo seu direito à educação. Mas em 9 de outubro de 2012, uma terça-feira, ela quase pagou o preço com a vida. Malala foi atingida na cabeça por um tiro à queima-roupa dentro do ônibus no qual voltava da escola. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. Mas ela sobreviveu e conta agora sua história no livro “Eu sou Malala”, escrito em parceria com a jornalista britânica Christina Lamb e distribuído pela Companhia das Letras. Onde comprar: Livrarias Leitura,

Saraiva, entre outras Preço: a partir de R$ 22,80


20

DIĂ RIO DE MINAS - www.diariodeminas.com DE 26/10/2013 A 01/11/2013


www.diariodeminas.com - DIÁRIO DE MINAS

DE 26/10/2013 A 01/11/2013

21

Garantia estendida Governo brasileiro padronizou as regras para venda de garantia estendida de produtos. Caso descumpram as regras, as seguradoras que oferecem a garantia estendida pagarão multa que variará de R$ 10 mil a R$ 500 mil.

Veículos com emissão de gases poluentes já podem ser multados ■ Atenção motoristas! Agentes de trânsito estão aptos a penalizar motoristas de qualquer estado, independentemente de haver ou não programa de inspeção veicular. A lei de “combate à fumaça preta”, como está sendo chamada a Resolução nº 452, de 26 de setembro de 2013, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), entra em vigor. A norma obriga os proprietários de quaisquer veículos (motocicletas, carros, caminhões) a estarem mais atentos a manutenções preventivas e periódicas com o intuito de reduzir as emissões de gases. O descumprimento da lei é infração grave e pode acarretar multa e retenção do veículo para regularização, como prevê o art. 213, inciso III do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Segundo o gerente de qualidade do ar do Ministério do Meio Ambiente

418 do Conama. “Agora ninguém pode alegar desconhecimento da regra”, ressalta. "Isso significa que um carro que for de Belo Horizonte, por exemplo, onde não há um programa efetivo de combate à emissão de poluentes, poderá ser multado FOTOs reprOduçãO no Rio de Janeiro, caso seja verificada a emissão acima do que está previsto por lei. A regra vale para todo mundo”, avisa Rudolf, que conclui: “É um complemento imprescindível para o nosso planejae, por isso, se ressentem de mento no combate à não haver o mesmo esforço poluição”. Só é de lamentar que as de outros entes federativos. “Com essa resolução, os autoridades fingem que agentes de trânsito têm a não veem ou não sabem possibilidade de parar o que uma porcentagem carro que for, não interessa importante da poluição a placa de origem, aferir as gerada nos grandes cenemissões daquele veículo e tros urbanos deriva dos exigir que emita de acordo veículos quando ficam com as normas do horas parados em interConama”, explica Rudolf. mináveis filas de transito. Os limites foram fixados Nesse caso deveríamos em 2009 na Resolução nº multar quem?

e Conselheiro do Contran, Rudolf de Noronha, a grande maioria dos estados está lenta na implementação de programas que visam à redução de poluentes pelos veículos. Segundo ele, apenas Rio de Janeiro e São Paulo estão mais avançados na questão

Jorge Gonçalves motores@outlook.com.br

Expectativas e frustrações Nos últimos 4 anos, tem sido relativamente fácil vender carro-zero no Brasil, comparativamente a outros mercados, tais como o americano ou, ainda pior, o europeu.

As concessionárias estão tendo de puxar pela imaginação e pela habilidade para conseguir cativar os clientes No caso americano, a consequência da crise econômica de 2008 levou a que os salários não deem margem para novas aquisições ou até mesmo para a troca do atual veiculo, juntando-se ainda a dificuldade de obter crédito, apesar de o governo Obama ter tomado algumas medidas importantes no sentido de facilitar o crédito especificamente para o setor automobilístico. Na maioria dos países da Europa, além da crise financeira que a região atravessa, existem ainda duas ou-tras dificuldades: a dificuldade do crédito, e o fato de o mercado já há vários anos estar saturado. Em ambos os casos, as concessionárias

estão tendo de puxar pela imaginação e pela habilidade para conseguir cativar os clientes. Duas táticas se têm tornado importantes, por um lado um serviço pós-venda eficiente, e por outro tentar descobrir, entender e suprir todas as expectativas do potencial cliente, mal ele entra na loja. Estas táticas visam uma estratégia maior, que é conseguir a fidelização do cliente, e demandam um maior grau de treinamento e habilidade por parte dos vendedores. Ora, o que tenho observado na maioria das concessionárias que tenho visitado em BH, é que não é isso que acontece. O que observo é muitas vezes o vendedor direcionar o cliente para um produto que não é exatamente o que ele deseja ou necessita. Ou tentar conquistar o cliente apelando para pretensas qualidades que muitas vezes o carro não possui, como é o caso de algumas versões que as montadoras chamam de "esportivas" ou de "aventureiras off-road", quando na realidade nada mais são que carros normais com uns adesivos a mais. No Brasil, o mercado ainda está numa fase ascendente de vendas aquecidas, então, estes e outros assuntos ainda não estão na ordem do dia das concessioná-rias. Mas vão estar, mais ano menos ano, pois essa é a ordem natural. E, quem for na frente vai levar vantagem. FOTO divulgaçãO

IPI reduzido pode ser prorrogado ■ O ministro do Desen- desoneração deveria ter- Automotores estiveram volvimento, Indústria e minar em dezembro, mas no Ministério da Fazenda Comércio Exterior, Fer- os empresários querem para tratar do regime esnando Pimentel, disse que que vá até março. pecial de IPI para o governo tende a máquinas agrícolas. A desoneração deveria concordar com a O presidente da entiprorrogação da re- terminar em dezembro, dade, Luiz Moan, dução do Imposto disse que o setor automas os empresários sobre Importação motivo não apresen(IPI), pleiteada pela querem que vá até março tou sinais de crise, indústria automotiva. mas há descompasso O ministro ressaltou, no Na terça-feira (15), entre o ritmo de produção entanto, que o assunto representantes da Asso- e as vendas, o que no enainda será estudado pelo ciação Nacional dos Fa- tender dele justificaria a Ministério da Fazenda. A bricantes de Veículos prorrogação.


22

MOTORESVEÍCULOS & CIA

DIÁRIO DE MINAS - www.diariodeminas.com DE 26/10/2013 A 01/11/2013

Futuro dos motores 1.0 é turbinado ■ Hoje, apesar de serem os mais baratos do Brasil, os carros populares (1.0) já não atraem tanto os consumidores. Com maior poder aquisitivo, e principalmente por falta de boas opões entre os "mil", eles estão optando por modelos com motorização maior. Mas isso pode mudar a curto prazo. Uma nova geração de propulsores "mil", com apenas três cilindros, promete ser a injeção de ânimo que faltava ao segmento. A nova tecnologia só traz vantagens, permitindo elevar o desempenho, e reduzir ainda mais o consumo e as emissões. Atualmente, apenas os compactos 1.0 Kia Picanto e Hyundai HB20, ambos com 80 cv, são ofertados exclusivamente nessa configuração. A VW lançou o seu novo motor tricilíndrico flex (82 cv), mas apenas na versão Bluemotion do Fox. Até a chinesa JAC anunciou neste mês que terá tecnologia semelhante equipando o fu-

FOTO FOrd divulgaçãO

Motor Ford ecoBoost 1.0 Turbo com 125 Cv

turo compacto nacional. essa nova geração de mo- segmento voltar a A fabricação começará tores ganhará força nos crescer", prevê Sergio no fim de 2014, em Ca- próximos anos e fará o Habib, presidente da JAC maçari (BA). "O programa de incenA tendência é que os 1.0 três tivo à indústria [InovarAuto] propõe a redução cilindros turbinados, capazes de da carga tributária para entregar mais de 100 cv, sejam empresas que desenvolverem tecnologias de uma alternativa aos atuais redução do consumo. 1.5 e 1.6 aspirados Por isso, acredito que

Motors do Brasil. Ford, Chevrolet e Peugeot também prometem lançar seus motores de três cilindros no país, todos preparados para receber um turbo. Mais potentes, essas versões virão em seguida, substituindo motores 1.4 e 1.6, por exemplo. De acordo com as montadoras, a

renovação dos motores "mil" deverá ser completa até o fim de 2016. A nova geração de motores 1.0 de três cilindros já foi concebida para receber sistemas sofisticados, como o comando variável de válvulas, que distribui melhor o torque (força). Assim, basta um pouco mais de pressão no acelerador para recuperar o pique em situações onde propulsores convencionais pediriam reduções de marchas. E, com a ajuda do turbo, o torque é maior que o de muitos motores 1.6, aparecendo em baixas rotações. E o mais importante: gasta pouco combustível, podendo atingir um consumo médio de cerca de 20 km/l de gasolina - ou seja, o equivalente ao de modelos híbridos (movidos a combustível e eletricidade). O mesmo vale para os níveis de emissões. Voltaremos a este tema na próxima semana, detalhando algumas das características tecnológicas mais relevantes.

Nissan revela protótipo de relógio inteligente FOTO nissan divulgaçãO

■ Seguindo a irreversível tendência das montadoras em projetar carros cada vez mais "inteligentes" - talvez para, de alguma forma, tentar compensar as dificuldades dos condutores? - a Nissan pretende ser a primeira fabricante de automóveis a criar um relógio inteligente concebido especificamente pensando em condutores de veículos Nissan. O protótipo de Relógio Nissan Nismo será o primeiro relógio inteligente a ligar o motorista ao automóvel, disp onibi lizando-l he dados biométricos em tempo real, passíveis de seu veículo através das • Recolher dados biométricos • Receber mensagens melhorarem o desemleituras com as médias de do condutor por um monitor personalizadas da Nissan no penho e a eficiência do velocidade e consumo de de ritmo cardíaco; automóvel. condutor. combustível; • Ligar-se ao automóvel O Relógio Nismo tamEntre as funcionali- • Aceder à telemática do utilizando uma aplicação do bém irá monitorizar e dades, se destacam: veículo e aos dados de smartphone através de classificar o desempenho desempenho na estrada; Bluetooth Low Energy; • Monitorizar a eficiência do

social do utilizador no Facebook, Twitter, Pinterest e Instagram através do soware de propriedade da Nissan denominado Social Speed. No futuro a Nissan pretende expandir as funcionalidades para incluir monitorização de:

• ECG (Electrocardiograma) medir os intervalos do ritmo R-R do coração e identificar fadiga precoce; • Onda cerebral EEG (Electroencefalograma) – monitorizar os níveis de concentração e as emoções dos condutores e ajudá-los a concentrarem-se; • Temperatura da pele registar a temperatura interior do corpo e os níveis de hidratação Gostou da ideia? Então

saiba que já é possível atualmente ter quase as

mesmas informações na tela do seu smartphone ou tablet, independente da marca e modelo do automóvel. Para o conseguir basta adquirir uma conexão padrão ODB2, que vai se conectar com a central electronica do seu carro via cabo USB ou interface Bluetooth, e baixar um dos vários aplicativos disponíveis na App Store ou no Google Play.


DIÁRIO DO ESPORTE DIÁRIO DO ESPORTE

www.diariodeminas.com - DIÁRIO DE MINAS

DE 26/10/2013 A 01/11/2013

ATLÉTICO

Luiz Carlos Bernardes

Vivo na competição foto Bruno Cantini

deram um presente inesperado Vitória sobre o Flamengo dá sinais que o Galo ainda para o torcedor, a vitória com divai incomodar no Brasileiro reito a gol de “videogame”. ■ De olho na competição internacional que será realizada em dezembro, o Atlético ainda esboça reação na reta final do Campeonato Brasileiro. Com uma série de desfalques ocasionados por lesões e suspensões, o técnico Cuca vem enfrentando dificuldades em escalar o time. O que surpreende, e ao mesmo tempo enche de alegria o torcedor, é a dedicação e a vontade dos jogadores que entram com a missão de manter o ritmo da equipe. O jogo contra o Flamengo foi um grande exemplo de empenho e garra. Com 14 desfalques, os reservas e os garotos da base

Com as chances de rebaixamento bem distantes da porta atleticana, o pensamento dos jogadores está no Marrocos. “Agora, batida a meta, podemos focar um pouco mais no Mundial. Temos até dia 9 de dezembro para nos prepararmos e viajarmos tranquilos”, comentou o artilheiro Jô. O Galo estréia sua participação no Mundial, no dia 18 dezembro, em Marrakesh. Pelo Brasileiro, o Atlético enfrenta o Botafogo, em partida disputada no Rio, dia 26, às 18h30. Após ganhar do rival, o Galo terá seu último desafio antes do Mundial, vencer o Botafogo e melar o sonho carioca de título.

lucas Cândido é a prata atleticana e esperança futura do clube para as próximas temporadas

CRUZEIRO

Sem mais vacilos Queda de rendimento preocupa cruzeirenses dentro e fora de campo ■ Uma sequência negativa e muito aquém do que os torcedores, jornalistas e matemáticos previam. Em quatro partidas, foram três derrotas e uma vitória magra diante do Fluminense. O Cruzeiro ressuscitou o São Paulo, perdeu para o arquirrival Atlético e deu ânimo para o Coritiba. Acontecimentos impensáveis para aquele time que vinha massacrando o adversário e batendo recordes seguidos.

“Faltam oito rodadas e estamos nove pontos à frente. Não sei quantas vezes isso aconteceu no campeonato de pontos corridos, é uma vantagem grande. Tem de estar alerta, cuidar de tudo. Não tem acomodação, zona de conforto. Vamos cuidar do time, para que a gente chegue muito forte. O campeonato é dificílimo e as derrotas acontecem”, disse Marcelo Oliveira. Restando 24 pontos a serem disputados, o Cruzeiro terá que reverter a má fase e buscar segurar os nove pontos que o separam do vice-líder, Grêmio. Sorte ou coin-

foto Washington alves/viPCoMM

Dagoberto é uma das peças mais importantes do elenco cruzeirense na temporada

cidência, a Raposa agradece os tropeços do seu rival direto e vem mantendo boa distância e vantagem, que em poucas rodadas pode se resultar em título. O pró-

ximo desafio do time Azul é o desesperado e trabalhoso Criciúma. O jogo será realizado no sábado, às 18h30, no Mineirão, válido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

AMÉRICA

América entra em campo com a missão de ganhar em casa e brigar pelo G4 ■ Os altos e baixos da equipe americana no decorrer do Campeonato Brasileiro da série B, apimentaram ainda mais a briga para o acesso à elite do futebol brasileiro. Restando sete rodadas para o término da competição, o time do Horto vem imprimindo uma boa sequência de jogos e demonstrando um futebol consistente, fato que não ocorria há pouco tempo atrás. Mudanças técnicas foram

efetuadas e várias trocas de comando realizadas. Peças importantes também chegaram para garantir a retaguarda, como foi o caso de Flávio Lopes. O América também perdeu sua estrela, Rodriguinho, que foi para o, em crise, Corinthians. O objetivo do Coelho é retornar à elite do futebol nacional, e para isso acontecer, não pode vacilar nas próximas partidas, principalmente nas duas que irá disputar em casa, contra o Paysandu, 29,

23

foto afC/Carlos Cruz

e ASA, 1º de novembro. A retrospectiva americana no Independência não é favorável, mas os atletas adotaram outro discurso. “Precisamos de confiança. O torcedor não pode deixar de acreditar na gente. Que eles depositem esse apoio, mesmo sabendo que não conseguimos bons resultados em casa. Nosso objetivo está perto de ser alcançado e a ajuda deles é fundamental nesta sequên- Bady é a aposta e alternativa para o espaço deixado cia”, disse Alessandro. pelo camisa 10 rodriguinho

Pra quem não sabia, a corrupção está muito forte também no futebol Depois de ser acusado dezenas de vezes de corrupto, inclusive por dirigentes do Galo e do Cruzeiro, o ex presidente da Confederação Brasileira de Futebol – CBF-, Ricardo Teixeira, agora fora do poder futebolístico, decidiu fugir do Brasil temendo ser preso. Mesmo sabendo que nossa Justiça costuma ser lenta, até pelo número de recursos que nossas leis prevêem – até 10 -, Ricardo Teixeira recorre ao pequeno país chamado Andorra, que se nega a conceder-lhe asilo, digamos, político... São muitas as histórias envolvendo Ricardo Teixeira, que teria aprendido as lições da corrupção no futebol com o genro João Havelange, que presidiu dominou - a CBF por décadas. E depois fez o mesmo na Fifa. São muitas as formas de um dirigente de entidade de futebol enriquecer. Entre elas, negociações de contatos de transmissão de jogos, com TVs e rádios, a comercialização das grifes da seleção brasileira, a convocação de jogadores para nossa seleção, tarefa em geral considerada dos técnicos, mas que muitas vezes tem o “dedo” de dirigentes. E quando estes “craques”, depois de atuarem na gloriosa seleção canarinho, são vendidos para o exterior, dirigentes que os indicaram recebem uma porcentagem. Os exemplos de corrupção no futebol são muitos. Agora, que nos preparas para a copa do mundo, e estádios estão sendo – ou já foram - construídos ou reformados, haja grana para as empreiteiras. Numa das próximas colunas trataremos da roubalheira nas arbitragens.


24

DIÁRIO DE MINAS - www.diariodeminas.com DE 26/10/2013 A 01/11/2013

Força total

foto Bruno Cantini

Diego Tardelli está de volta ao time titular de Cuca. O jogador esteve de fora cumprindo suspensão pelo terceiro cartão amarelo e é o trunfo para o ataque atleticano. Página 23

www.diariodeminas.com

foto Washington alves/viPCoMM

A LUTA CONTINUA

CRUZEIRO

Willian ficou famoso pelo bigode estiloso e pela coleção de gols que anotou pela Raposa. Na reta final do Brasileiro, o atacante terá a missão de voltar a marcar e ajudar o time a conquistar de vez o seu terceiro título. Página 23


Diário de Minas edição 43812