Issuu on Google+

ITABUNA-BAHIA, 11 de abril de 2012 - Nº 2.901 Ano XII - SITE www.diariobahia.com.br - E-MAIL redacao@diariobahia.com.br - R$ 0,70

Porto Sul terá novas audiências públicas Encontro discute educação no trânsito entre taxistas

O Governo da Bahia e o Ibama chegaram ontem a um entendimento para a realização de seis novas audiências públicas para discutir o projeto do Porto Sul. As novas audiências deverão acontecer no �inal do mês de maio, uma por dia, nos municípios de Uruçuca, Itacaré, Itajuípe, Coaraci, Barro Preto e Itabuna. O governo baiano avalia que os novos encontros com as comunidades reforçarão a proposta de transparência do projeto, que foi pautado nos princípios democráticos e transparentes, desde sua concepção. Em 29 de outubro, o IBAMA realizou uma audiência pública no Centro de Convenções de Ilhéus, para apresentação dos estudos de impacto ambiental do projeto Porto Sul. O evento - pontuou na ocasião o superintendente do Ibama na Bahia, Célio Costa Pinto - foi o maior já realizada no estado, com 3.788 pessoas assinando a lista de presença, 25 cidades representadas, 270 inscritos para questionamentos sobre o projeto e 13 horas de duração.

A construção do Porto Sul representa não apenas a oportunidade de dotar o interior do estado de uma grande estrutura de transportes, mas também a chance de viabilizar novas políticas públicas para a região. O avanço que o Porto Sul representa, através de sua conexão com a Fiol, é extremamente positivo para a logística de escoamento da produção agro mineral da Bahia. É um projeto que vai integrar a Bahia e o Brasil, criando um novo eixo de desenvolvimento. “O Governo do Estado respeita a decisão da justiça e está comprometido a participar das novas audiências públicas com a mesma disposição democrática com que dialogou na audiência realizada em outubro do ano passado. Vamos esclarecer, novamente, todos os pontos que forem levantados. O Porto Sul é um projeto prioritário para a Bahia, por isso, não mediremos esforços para viabilizar e agilizar a implantação desse empreendimento”, a�irma o secretário da Casa Civil, Rui Costa.

A Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (Settran) e a Coordenadoria de Educação para o Trânsito de Itabuna iniciaram segunda-feira, o Encontro de Quali�icação e Segurança no Trânsito, que vai até o dia 13. A atividade tem a participação de cerca de 580 taxistas e ocorre pela manhã, com reuniões às 9 e às 10 horas, na sede da Settran, que �ica no bairro Lomanto Júnior. De acordo com a coordenadora da área de Educação de Trânsito da Settran, Elessandra Bispo, o encontro tem o tema “Pare, pense e mude” e foca o comportamento humano no trânsito, propondo uma re�lexão sobre as condutas inadequadas. Segundo especialistas, essas condutas respondem por 90% dos acidentes. Na palestra, Elessandra enfatiza a importância da gentileza para a amenização das tensões e ressalta a importância da família para apresentar as vias urbanas também como um espaço de convivência.

O trabalho educativo faz parte da fase �inal e obrigatória para o recebimento do alvará concedido pela Secretaria aos taxis da cidade, tendo em vista o cumprimento da etapa de vistoria veicular e documental realizada no mês de março. O secretário Wesley Melo enfatiza a importância do trabalho, que conta com a aprovação dos motoristas. Para Elias Braz Nascimento, taxista itabunense, é fundamental buscar promover uma maior harmonia no trânsito. “Essas palestras não apenas rea�irmam nossa responsabilidade como pro�issionais e cidadãos, mas também nos alertam para a importância da tranquilidade que devemos ter para vivermos numa cidade mais segura”, avalia. O trabalho de educação para o trânsito, que desenvolve ações preventivas norteadas pelo Programa Trânsito Grapiúna Cidadão, ainda é dirigido a escolas, pedestres e condutores em geral.

Mulher executada por homens encapuzados O município de Itaju do Colônia, foco de con�litos entre índios e fazendeiros pela posse da terra, foi palco de um assassinato no início da tarde de segunda-feira. Homens encapuzados atiraram em duas mulheres, as irmãs Maria Santos Oliveira, 33 anos, e Odília, 30 anos. Com um tiro na cabeça, Maria morreu na hora, enquanto que Odília foi levada para o Hospital de Base, em Itabuna. O caso, que ocorreu na zona rural, está investigado pelas Polícias Civil e Federal. P. 7


12

PUBLICIDADES | Itabuna-BA, quarta-feira, 11 de abril de 2012


Diario Bahia 11-04-2012