Issuu on Google+

1

CATEDRAL DE NOTRE-DAME

Hist贸ria da Cultura das Artes --- professor: Fernando Gameiro Diana Pronto 10潞I 18-4-2012


2 A arquitectura gótica surgiu em França a partir da evolução da arquitetura românica. Surgiram elementos como o arco em ogiva e a abóbada de cruzaria, tornando-se as principais características deste estilo arquitetónico.

INDICE

Introdução……………………………………… 1 Desenvolvimento………………………… ……3 e 4 Conclusão……………………………………… 4 Bibliografia……………………………………... 5

História da Cultura das Artes --- professor: Fernando Gameiro Diana Pronto 10ºI 18-4-2012


3 3. 2.questão A arte gótica apresentava-se como “louvor de Deus e dos Homens”.

Permitia a ligação da terra ao céu em que a catedral era a representação máxima da arquitetura religiosa da época. Foi então necessário recorrer a novas técnicas arquitetónicas, bem como a um sentido estético novo e a alterações das estruturas formais. Assim os pináculos e agulhas simbolizavam o pensamento teológico dos intelectuais da época que diziam que cada pessoa participava na luz que era Deus. Cada pessoa recebia e transmitia iluminação divina, daí as catedrais permitirem a entrada da luz através dos vitrais que “enchia o interior das pessoas de grande espiritualidade”. No interior de uma catedral a verticalidade conduzia a pessoa crente em Deus à afirmação, à inteligência divina. Os elementos arquitetónicos na arte gótica surgem com uma intenção religiosa e não como uma intenção artística. 2. a) A catedral de Notre-Dame representa a perfeição da arte gótica. A construção iniciou-se em 1163 que foi sofrendo modificações tendo-se prolongado até meados do século XIV. A planta: A planta é em cruz latina do tipo basilical com cabeceiras viradas para este e o corpo principal está dividido em 5 naves. O transepto é dividido em 3 naves quase tão largas como o corpo principal. A cabeceira é complexa e dela fazem parte o altar-mor, o coro e por trás o deambulatório. O exterior: No exterior pode-se observar a existência de contrafortes e arcobotantes que servem de suporte. Os arcobotantes são duplos como forma de reforçarem os apoios laterais e neutralizar as pressões devidas ao peso das abóbadas e ao vento devido à altura da catedral. As paredes são finas e têm enormes vitrais e rosáceas. As laterais são constituídas por 4 níveis de abertura, as arcadas a nave central, a galeria, o trifório e as janelas clerestóricas História da Cultura das Artes --- professor: Fernando Gameiro Diana Pronto 10ºI 18-4-2012


4 As torres sineiras ficam adossadas ao transepto elevando-se em relação ao cruzeiro. As torres terminam em telhado cónico e prolongam-se em pináculos e agulhas. No exterior da catedral observa-se uma fachada que mostra a verticalidade que se pretendia através da arte gótica, também se podem observar vários arcos ogivais no sentido ascendente principal. A fachada: Na fachada oeste o portal é triplo. Apresenta três níveis horizontais e é dividida em três zonas verticais pelos contrafortes

ligeiramente

proeminentes

que unem em verticalidade os dois pisos inferiores e reforçam os cunhais das duas torres. Os portais da catedral são compostos por esculturas de santos católicos. Têm ombreiras com arquivoltas ogivais onde se acentuam os gabletes, ou seja são empenas decorativas de forma triangular que servem de moldura e remate aos portais da catedral. Ao nível intermédio desta fachada encontra-se uma rosácea de 13 metros de diâmetro, localizada ao centro, encaixada entre os contrafortes e ladeada por janelas gémeas. O interior:

No interior é possível observar as abobadas e os arcos em ogiva que permitiram a construção de abobadas de cruz ficando as forças que exerce sobre os pilares e paredes mais distribuídas. Através das nervuras estruturais dos arcos em ogiva, as forças são desviadas para os pilares de sustentação que são fasciculados.

Como conclusão podemos dizer que a Catedral de

Notre-Dame de Paris é um dos templos religiosos em estilo gótico mais antigos da França e representa a perfeição da arte gótica. Foi a primeira a beneficiar de arcobotantes duplos. História da Cultura das Artes --- professor: Fernando Gameiro Diana Pronto 10ºI 18-4-2012


5

4. Bibliografia: http://pt.wikipedia.org/wiki/Catedral_de_Notre-Dame_de_Paris

Meirelles, Ana e Cambotas, Manuela – História da Cultura e das Artes 2ª parte, 10º Ano, Porto Editora,

História da Cultura das Artes --- professor: Fernando Gameiro Diana Pronto 10ºI 18-4-2012


catedral de notre-dame