Issuu on Google+

agosto_2012

|

gratuita

|

ano_1

|

nยบ_8


2 boom festival 2012

Nota positiva | agosto


editorial 3

O transe de agosto

C

om costas de verão e noites de lua cheia, a Nota Positiva decidiu largar a calçada lisboeta por uns dias para mergulhar no mundo da cultura livre, ecológica e psicadélica do Boom Festival, o maior festival independente realizado em Portugal. Mas chamar-lhe festival soa a pouco, porque o Boom, acima de tudo, é a experimentação e a prova de que há sistemas – e poemas – alternativos onde não existem hambúrgueres, cotoveladas, nem correrias sisudas no metro. Alinhados com a natureza, o ser e o estar no Boom tornam possível – através da harmonia, respeito pelo ambiente, música e dança, perfor-

mances, conferências e discussão política e, sobretudo, da beleza – uma vida de notas positivas ao minuto. Partilhamos algumas dessas notas e valores libertados durante a 15ª edição do festival, onde estiveram presentes, nos dias de lua cheia de agosto, cerca de 30 mil pessoas de 102 países. E porque não são precisos motivos para celebrar a natureza, esta é a forma que encontrámos para dizer que pode haver um pouco de Boom todos os dias, em todos os lugares. Sejam felizes!


4 boom festival 2012

Nota positiva | agosto


5 _Equipa de Reportagem Texto | Rute Barbedo | rutebarbedo@sombravertical.pt Fotografias | Diana Chaves | dianachaves@sombravertical.pt Rua da Cintura do Porto de Lisboa, Arm. 1, Loja 3 | 1200-109 Lisboa +351 21 886 93 17 | +351 96 649 22 54


6 boom festival 2012

Nota positiva | agosto


7


8 boom festival 2012

Boom! O mundo parou

Nota positiva | agosto


9

e desceu à terra A chegada à Herdade da Granja, entre as idanhas nova e velha, em ano de Boom Festival faz-se com uma questão: é um festival ou uma aldeia na linha do paraíso? O quadro é o de uma comunidade que encontrou a solução para viver em extâse contínuo à sombra do amor. Leem-se a lua cheia e o céu estrelado e ouve-se a batida, ao longe, a chamar a tribo para a dança sem intervalo.


10 boom festival 2012 Terreno de detalhes para bocas abertas, o espaço Sacred Fire é um bosque de sobreiros, luzes, cogumelos, morangos e borboletas. Os candeeiros são alimentados a energia solar e os ouvidos ao som do jazz, dub, afro-beat e música étnica.

N

uma cidade, o que a compõe são as ruas e as traves-mestras. Numa aldeia, são as pessoas. E é isso que marca o Boom, porque todos os que ali vão – este ano, foram cerca de 30 mil pessoas de 102 países –, querem muito dar as mãos. Nota positiva | agosto


11


12 boom festival 2012

Nota positiva | agosto


13 O Boom começou por ser uma festa de trance, mas alargou-se para toda uma cultura do bem-estar. Já vai na sua 15ª edição e hoje é o maior festival sem patrocínios realizado em Portugal, dedicado à cultura psicadélica e à natureza. Sem conversa fiada. Podemos caminhar descalços sem pisar copos de plástico – e se, por algum acaso, tropeçarmos num objeto estranho, apanhamo-lo e deitamo-lo ao lixo. Se por outro acaso sentirmos sede, alguém nos oferecerá uma fatia de melancia fresca. Se, ainda, por um terceiro infortúnio, tivermos pó nas sobrancelhas, uma alma colorida passará para nos borrifar com água. No Boom acredita-se e as coisas acontecem.


14 boom festival 2012

O Dance Temple é a meca psicadélica dos boomers. É aqui que, sob o sol ou a lua e com vaporizadores que ajudam a hidratar os corpos, a tribo se junta descalça para levantar pó nas batidas do trance progressivo, psicadélico ou dark.

Nota positiva | agosto


15 A harmonia cola-se facilmente ao corpo e, por isso, o Boom mantém uma marca de respeito em todo o mundo (ainda que muitas vezes seja alvo de notícias de cariz negativo, relativas ao uso e comercialização de substâncias ilícitas ou a comportamentos de excesso). O festival já

arrecadou diversos prémios na área da sustentabilidade e um convite da ONU para fazer parte de um projeto que visa promover a consciência ambiental junto do grande público. Novidades deste ano? 25 por cento do recinto foi movido a energias renováveis, reaproveitou-se óleo vegetal usado nos geradores, trataram-se as águas residuais e as casas de banho compostáveis mantiveram-se com a frescura da natureza durante todo o festival.


16 boom festival 2012

e o boom continua...

Abandonar a Herdade da Granja no último dia do festival é ir com um pedaço de Boom nas pernas. Aqui não se diz adeus. Por isso, com o mesmo espírito com que chegaram, muitos dos boomers pedem boleia até casa – seja ela em Espanha ou na Alemanha –, companhia para o After Boom (a celebração after para os incansáveis e resistentes) ou simplesmente amigos. O mural dos pedidos e desejos é aberto. Nota positiva | agosto


17

Para o bem-estar do corpo e da mente, o equilíbrio com a natureza passa por todos os pontos que possamos imaginar. Por isso, há acupuntura, ioga, coca-cola orgânica, fruta e legumes, há dança e música até à aurora. Há esculturas de bambu e painéis solares. Há bebés passeados entre elefantes de pedra e oliveiras que pingam estrelas. São 150 hectares de realidade que mais parecem utopia. De vez em quando é preciso isso: parar o mundo para descer à terra.



Nota Positiva