Page 1

PrĂŞmio Benchmarking

ANO III


PatrocĂ­nio

Apoio Institucional

Auditoria


PREMIAÇÃO DO BENCHMARKING SAÚDE: mais de 300 convidados, entre empresários e gestores, compareceram na noite dedicada aos melhores da saúde baiana


coquetel foi realizado no espaรงo unique eventos, na avenida tancredo neves - centro financeiro de salvador


APRESENTAÇÃO VENCEDORES Arquitetura Hospitalar pág. 09 EMPRESA DE Home Care pág. 11 Empresa de T.I. pág. 13 Empresário do Ano pág. 15 Executivo do ano pág. 17 Gestor Público pág. 19 Hospital Dia pág. 21 Hospital Filantrópico pág. 23 Hospital Privado (interior do estado) págs. 25 – 27 Hospital Privado de Pequeno e Médio Porte págs. 29 – 31 Indústria de Gases Medicinais pág. 33 Laboratório de Análises Clínicas pág. 35 - 37 Medicina de Grupo pág. 39 Operadora de Autogestão págs. 41 – 43 Saúde Ocupacional pág. 45 Seguradora pág. 47 Serviço de Diagnóstico por Imagem págs. 49 – 53 Serviço Financeiro pág. 55 Serviço de Oftalmologia pág. 57 Serviço de Oncologia pág. 59 AÇÃO SOCIAL pág. 61 SUSTENTABILIDADE pág. 63

PRÊMIO BENCHMARKING pág. 65 MEMORIAL pág. 71 CONTATOS pág. 78


Troféus ‘ouro’, ‘prata’ e ‘bronze’ foram entregues a todos os 65 vencedores


prÊmio Benchmarking

S

er referência em sua área de atuação sempre vai ser um desafio para quaisquer segmentos da economia. Para quase todos eles, definir os parâmetros de escolha dos melhores implica sempre gerar controvérsias – por mais transparentes e perfeitas que essas regras se proponham a ser. Nesses três anos de existência, o Prêmio Benchmarking Saúde perseguiu incessantemente a definição de balizadores justos, que pudessem ajudar a eleger, com equilíbrio, cada um dos concorrentes a um prêmio que se consolidou pelo ineditismo, seriedade e caráter transformador. Nem sempre, claro, esses processos agradarão a todos. Afinal, toda e qualquer escolha representa também uma exclusão. Ciente disso, nosso desafio continuará sendo ampliar a capacidade de escutar o mercado – algo que sempre buscamos ao longo dessa trajetória, mas, que, como tudo na vida, pode ser aperfeiçoado. Além do tradicional encontro que realizamos com os principais atores da premiação – indicados, comissão julgadora e seus staffs, marcado para o início de 2014 – queremos estabelecer um canal direto de comunicação com o trade de saúde baiano, através do e-mail sugestoes@benchmarkingsaude.com. br. A intenção é disponibilizar esse espaço para insights, dicas e alertas que nem sempre são manifestados, seja por falta de uma provocação ou por simplesmente não ter havido um espaço mais intimista com essa especificidade.

Estamos convictos de que um projeto dessa envergadura não se constrói apenas com elogios. Precisamos nos reinventar a cada edição do prêmio. Algumas ações já estão previstas, como estimular ainda mais a acuidade dos jurados na análise dos cases – no próximo ano, além da versão digital, o documento será impresso e enviado a todos os jurados. Principal bússola do processo de votação, o documento é também uma preciosa ferramenta de troca de informações com o mercado. É, em última instância, o verdadeiro benchmarking do setor, na medida em que cada um dos participantes se dispõe a partilhar publicamente suas estratégias e realizações. Votar não é fácil, principalmente quando se trata de um processo relativamente novo, provocador. Felizmente, estamos em uma curva ascendente de maturidade. Os vencedores eternizados nesta obra são o maior exemplo disso. Até 2014.

Reinaldo Braga Publisher


Arquitetura Hospitalar | PROTÉCNICA

Tânia BARROS (sócia-fundadora da Protécnica)


PROXIMIDADE COM OS CLIENTES, ATUALIZAÇÃO E CRIATIVIDADE NA PRODUÇÃO DE PROJETOS

A

tualização constante, equipe especializada e imersão profunda nas demandas do setor médico -hospitalar são os segredos do sucesso da Protécnica, empresa referência na área de arquitetura hospitalar há cerca de 15 anos. O reconhecimento do trade de saúde da Bahia com projetos inovadores e adequados às necessidades de cada cliente resultou no troféu prata do Prêmio Benchmarking na categoria Arquitetura Hospitalar. Em 2012, a Protécnica realizou vários projetos importantes no estado, a exemplo do Complexo Médico Hospitalar especializado em oncologia do Grupo Delfin, que abriga o primeiro cíclotron privado do Nordeste, em Lauro de Freitas – Região Metropolitana de Salvador. Outro case de sucesso foi o projeto arquitetônico da sede do Instituto de Olhos Freitas, que ocupa um andar inteiro do Edifício Mundo Plaza, localizado no bairro do Iguatemi, centro financeiro e comercial da capital baiana. No interior, o destaque vai para a maternidade Stela Gomes, em Feira de Santana, segunda maior cidade do Estado.

mentos ou tratamentos. Entre as estratégias para a preparação da equipe especializada em arquitetura hospitalar, a sócia-fundadora explica que os arquitetos fazem especialização na área, roteiros de visitas, cursos de atualização e participam de palestras no Brasil e em outros países. “Estamos absorvendo mais três arquitetos que, apesar de já trabalharem na área hospitalar, não tinham especialização. Agora estão fazendo”, declara Tânia.

“Somos uma equipe multidisciplinar. Estamos sempre atualizados nas questões das normas, desenvolvimento tecnológico, lançamento de novos materiais e sempre com esse domínio na área médica”, observa a sócia-fundadora da Protécnica, Tânia Barros. Segundo ela, é preciso interagir de forma bastante intensa com as instituições de saúde a fim de entender as mudanças de suas necessidades a partir da chegada de novos medicamentos, equipa-

Além do Prêmio Benchmarking, a equipe da Protécnica comemora a recente conquista da Láurea de Gestão Hospitalar dos Países de Língua Portuguesa do Conselho Consultivo da Conferência de Gestão Hospitalar dos Países de Língua Portuguesa. “Divido este reconhecimento com a equipe, com amigos, familiares e clientes que todos os dias me dão grandes oportunidades de aprender mais”, finaliza Tânia.

A humanização – preocupação cada vez maior das empresas do setor médico-hospitalar – é um dos principais cuidados nos projetos de arquitetura elaborados pela Protécnica. A empresa se dedica a executar trabalhos que promovam bem-estar aos pacientes e colaboradores, tanto na parte plástica, com materiais e estruturas esteticamente agradáveis, quanto no conforto e segurança. “Desenvolvemos o projeto de uma clínica popular para atender pacientes de baixa renda, que, ao final da obra, se assemelhou a um projeto de alto luxo – apesar do orçamento baixo. Trabalhamos com um projeto simples, mas com foco no bom gosto”, explica Tânia.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

“Estamos sempre atualizados nas questões das normas, desenvolvimento tecnológico, lançamento de novos materiais e sempre com esse domínio na área médica” Tânia BARROS, sócia-fundadora da Protécnica

11


Empresa de Home care | VITALCARE

Gestores da Vitalcare acreditam que s贸 um grupo bem integrado pode atender as expectativas dos seus clientes


Erik Salles

CRESCIMENTO SÓLIDO E INVESTIMENTO EM PESSOAS

A

o completar 20 anos de prestação de serviços de excelência reconhecidos pelos seus clientes, a Vitalmed, que levou o troféu prata do Prêmio Benchmarking 2012 na categoria Empresa de Home Care, através da sua subsidiária, a Vitalcare, investe em constantes inovações, estrutura e equipes. Os resultados do planejamento estratégico da instituição têm sido muito positivos com pesquisas que registram 97% de satisfação geral no serviço de atendimento domiciliar da empresa.. Para o diretor médico da empresa, João Maltez, além dos treinamentos com todos os profissionais, os números demonstram que a melhoria dos processos, os fluxos operacionais e as rotinas de trabalho estão superando as expectativas de clientes e sendo reconhecidos pelo mercado especializado em saúde. “O investimento em pessoas é a tônica do Vitalcare, afinal o atendimento feito por cada membro da equipe que traduz a identidade do serviço. Evoluímos e crescemos sempre, mas sem perder o foco na humanização e no acolhimento”, evidencia Cláudia Dórea, gerente médica. Ao mesmo tempo em que a Vitalcare prepara seus colaboradores para se atualizarem em relação às novas técnicas em seus respectivos setores, há treinamentos voltados para as áreas de comunicação e relacionamento interpessoal e orientações para que eles saibam lidar com as diversas situações respeitando as particularidades de cada cliente. De acordo com a gerente médica do serviço, as assistentes

sociais recebem um cuidado especial já que contribuem de forma decisiva para a melhor interação entre o domicílio do paciente e a equipe multidisciplinar. Ao estabelecer uma relação estreita, ambas as partes podem contribuir de maneira significativa para uma melhora do paciente, exercendo bem o seu papel. A Vitalcare também investe em infraestrutura com equipamentos, softwares de gestão e logística para manter seu ritmo de crescimento que alcançou a marca dos 40% nos últimos dois anos. A empresa administra uma frota de 74 veículos, dentre eles 27 ambulâncias UTI’s, 17 de resgate, dois de suporte básico e três unidades polivalentes. A Central de Controle Operacional (CCO) possui um sistema de despachos informatizado, redes de acompanhamento de tráfego em tempo real, unidades com GPS, sistema de prontuário eletrônico, além de canais de comunicação com unidades móveis, gravação digital e automática. Os associados desfrutam da tecnologia avançada Logicmove que permite um atendimento eficiente com total controle, segurança e modernidade.

“Evoluímos e crescemos sempre, mas sem perder o foco na humanização e no acolhimento” Cláudia Dórea, gerente médica da Vitalcare

O cuidado com as famílias dos pacientes – importante aliada no tratamento dos doentes – é mais um diferencial do Vitalcare. “Os familiares têm papel importante e decisivo na condução dos casos, juntamente com a equipe multidisciplinar”, destaca Maltez. “Nosso trabalho não se resume a cuidar, mas também a ensinar a cuidar, dando suporte ao familiar cuidador para lidar com o doente com segurança e tranquilidade”.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

13


Empresa de T.I. | MEDICWARE

ANDRÉ SILVEIRA (DIRETOR EXECUTIVO DA MEDICWARE) E MARCELO KUTTER (DIRETOR COMERCIAL)


PIONEIRISMO E EXPANSÃO DE SOLUÇÕES OTIMIZADAS

O

pioneirismo e a inovação no desenvolvimento das soluções integradas de gestão para a área de saúde fizeram com que a MedicWare Sistemas vencesse pela terceira vez consecutiva o Prêmio Benchmarking Saúde, na categoria Empresa de T.I.. Desde 1994, quando iniciou o caminho de sucesso, sendo a primeira empresa brasileira a desenvolver um sistema de gestão para saúde em Windows, a MedicWare evolui de forma consistente, acompanhando as necessidades das instituições da área por soluções acessíveis, ágeis e seguras na gestão das informações. “Hoje estamos entre as quatro maiores empresas de desenvolvimento de softwares de gestão em saúde no Brasil. O reconhecimento dos principais players do mercado da área de saúde, através da premiação, referencia nosso crescimento”, avalia o diretor comercial da empresa sediada na capital baiana, Marcelo Kutter. A MedicWare mantém investimentos destinados ao seu crescimento contínuo, com índices acima de 30% em 2012. Atualmente, já são mais de 270 clientes em todo o Brasil. “Estamos sempre em contato com as demandas de mercado e pesquisando novas tecnologias. Nossos principais desafios estão relacionados a essa constante busca da vanguarda em relação à qualidade das nossas Soluções”, destaca o diretor executivo da MedicWare, André Silveira. Para conseguir manter a rotina de apresentação das soluções inovadoras para a área de saúde como o SmartHealth, SmartClin, SmartRis, SmartLab, SmartDoctor e SmartLab Express, a MedicWare também fez grandes

investimentos em estrutura e recursos humanos, com expertise em vários segmentos. “Tivemos um crescimento de 40% no número de profissionais, tanto na área de desenvolvedores como na área de atendimento e equipe de suporte. Investimos também na qualificação deles e isso foi decisivo para melhorar o atendimento aos nossos clientes. Fisicamente, ampliamos nossa estrutura com uma nova sede, mais moderna e confortável”, observa Kutter. O diretor executivo da MedicWare pontua os desafios da equipe responsável por manter a companhia em evolução. Segundo Silveira, o uso de ferramentas integradas na web e conectadas à dispositivos móveis, como tablets e smartphones, serão uma tendência entre os clientes que buscam agilidade, segurança da informação e qualidade nos serviços prestados. “Cada vez mais o uso de ferramentas voltadas à conectividade serão usadas para dar mais mobilidade para usuários e médicos”, adianta o executivo. A MedicWare mantém escritórios em Natal, Maceió, Recife, Belo Horizonte, Brasília, Vitória, Rio de Janeiro e São Paulo. Recentemente, a empresa ampliou sua atuação para região Centro-Oeste, além dos estados do Piauí, Maranhão e Ceará. “Somos uma empresa genuinamente baiana com atuação nacional. Representamos a força do nosso estado no setor e nosso projeto de crescimento para 2013 e 2014 é da ordem de 30% a 35%”, prevê Kutter. Na Bahia, os gestores da MedicWare comemoram a conquista de um importante cliente, o Hospital Português, que passou a utilizar as soluções desenvolvidas pela empresa de T.I. em 2013.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

“Nossos principais desafios estão relacionados a essa constante busca da vanguarda em relação à qualidade das nossas Soluções” André Silveira, diretor executivo DA MEDICWARE

15


Empresรกrio do ano | Delfin Gonzalez

Delfin Gonzalez (PRESIDENTE DO GRUPO DELFIN)


LIDERANÇA CONSOLIDADA EM UM MERCADO EM FRANCO CRESCIMENTO

R

eferência não apenas pela sua carreira como profissional de saúde, mas também pelo espírito empreendedor, o presidente do Grupo Delfin, o médico Delfin Gonzalez Miranda, desde a infância demonstrava talento para os negócios e aura de vencedor. Baiano, nascido em Salvador, mas calmonense de adoção, Delfin chegou a trabalhar como office boy e professor para ajudar na criação dos quatro irmãos. Os empregos também o ajudaram a pagar o curso de medicina, concluído em 1977. Depois de seis anos atuando na medicina, Delfin foi o primeiro empresário a disponibilizar exames de ressonância magnética fora do ambiente hospitalar, além de ter sido pioneiro na incorporação do equipamento de ultrassonografia com Dopller Convencional, em 1990. Sobre medicina de imagem, Delfin explica que não era uma área bem aceita pela classe médica. “Diziam que era modismo, que eu estava assumindo um risco que não valeria a pena. Mas eu acreditei no potencial da especialidade, achei que era um campo que se abria”, recorda. Atualmente, a rede possui nove clínicas de medicina diagnóstica com atuação na região Nordeste e faturamento anual na ordem dos R$ 120 milhões. Excelência como empreendedor que foi ratificada em 2013, quando o executivo Delfin Gonzalez conquistou o troféu ouro pelo terceiro ano consecutivo na categoria Empresário do Ano, do Prêmio Benchmarking. Dentre as realizações do empresário, Delfin colocou em funcionamento, em Lauro de Freitas

(BA), o primeiro cíclotron privado das regiões Norte e Nordeste. Com um investimento total de aproximadamente R$ 60 milhões, a Biofármaco, unidade industrial do Grupo Delfin, tem capacidade de produzir até 350 doses diárias de FDG – principal radiofármaco utilizado nos exames de PET-CT. Além da produção das doses diárias de FDG, a Biofármaco também abrigará um centro de pesquisa para o desenvolvimento de novas moléculas e compostos. Em 2012, o Grupo inaugurou uma nova clínica de diagnóstico por imagem em Natal, no Rio Grande do Norte. Já em 2013, realizou reformas no serviço de Bioimagem do Hospital São Rafael (NSR) – administrado pela Delfin desde 2005 – e montou a nova Bioimagem e Medicina Nuclear do Hospital Português, também administrada pelo Grupo. No HSR, o setor passou por uma completa reforma, ganhou uma ressonância magnética de alto campo e elevou o número de equipamentos deste tipo. Já a unidade do Hospital Português passou por um completo processo de modernização e incorporou equipamentos avançados à tradicional assistência da unidade. O Grupo Delfin também participou pela primeira vez da Hospitalar – maior feira/fórum de Saúde das Américas –, realizada no mês de maio de 2013, em São Paulo. Na ocasião, o público pode conhecer de perto o Mamamóvel – projeto que leva o diagnóstico do câncer de mama em áreas remotas, em parceria com governos. Sonho antigo do empresário, o projeto possui cinco unidades e já beneficiou 117 municípios nordestinos.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

“Diziam que era modismo, que eu estava assumindo um risco que não valeria a pena. Mas eu acreditei no potencial da especialidade, achei que era um campo que se abria” Delfin Gonzalez, sócio-fundador do Grupo Delfin, sobre o pioneirismo na implantação em larga escala do serviço de diagnóstico por imagem na bahia

17


Executivo do ano | Eduardo Queiroz

Eduardo Queiroz (Superintendente DE SAÚDE DA Santa CASA DE MISERICÓRDIA)


SIMPLICIDADE, EXPERIÊNCIA E RESPONSABILIDADE NA GESTÃO DE PESSOAS

S

uperintendente de Saúde da Santa Casa de Misericórdia da Bahia desde 2011, Eduardo Queiroz acredita que o seu sucesso que lhe rendeu o troféu ouro do Prêmio Benchmarking na categoria Executivo do Ano, pelo segundo ano consecutivo, está ligado à forma como cultiva relacionamentos e consegue entender os anseios dos seus públicos. “Busco na simplicidade a forma de conduzir o direcionamento das soluções das equações por vezes consideradas impossíveis”, analisa o gestor. Há 15 anos na área de saúde, o pernambucano começou a trabalhar aos 16 anos e aos 21 já era gerente em uma concessionária de veículos. A passagem da rotina com números, negociações financeiras e análises de custos para a área de saúde é classificada pelo executivo como uma “metamorfose”. “A partir do momento que comecei a gerir pessoas, bem como toda a organização geral de uma estrutura voltada para a cura de pacientes, senti o peso da responsabilidade. Mas tive muita inspiração para seguir o caminho sempre com atitudes maduras”, reconhece Queiroz. Ele também acredita que seus cargos anteriores no setor financeiro lhe deram embasamento para interpretar de forma pragmática o desempenho de uma organização de saúde. O executivo conhece de perto todas as etapas da gestão de uma das mais importantes instituições de saúde no Estado, formada por dois hospitais, quatro unidades de emergência, três centros médicos, uma escola de enfermagem e

cinco mil colaboradores. “A gestão começa na ponta, ou seja, no atendimento, na qualidade e produtividade dos serviços e na gestão de riscos. Todo dia temos algum novo aprendizado. É observar as tendências e buscar se antecipar a elas”, acredita Queiroz, que faz questão de registrar os nomes de vários colegas que tiveram papel importante em sua trajetória na Santa Casa, dentre eles a atual provedora Lise Werckele e o mordomo diretor da saúde, Roberto Sá Menezes, além de voluntários. A lista ainda inclui a equipe de colaboradores do Hospital Santa Izabel, da Maternidade de Referência Professor José Maria de Magalhães Neto, além do provedor licenciado da Santa Casa, José Antônio Rodrigues Alves e do superintendente administrativo-financeiro, Augusto Soares. A responsabilidade da administração da Santa Casa da Bahia, fundada em 1549, também é reconhecida pelo executivo. “Temos a obrigação de semear e produzir ideias que ajudem a materializar a tão desejada perenidade, principalmente devido a relevância dos serviços prestados a população, seja no âmbito do SUS, seja para a Saúde Suplementar”, garante Queiroz. A instituição manteve como essência ao longo dos seus 454 anos a prestação de serviços assistenciais aos mais carentes, além das ações de ensino e pesquisa.

“TODO dia temos algum novo aprendizado. É observar as tendências e buscar se antecipar a elas” Eduardo Queiroz, superintendente de saúde da Santa Casa de Misericórdia

Para o futuro, o gestor planeja estratégias para a manutenção do crescimento da instituição. Estão previstos investimentos em qualificação profissional, na renovação de estrutura e nas especialidades que sustentem o pilar principal da Santa Casa: a ação social.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

19


Gestor Público | JORGE SOLLA

JORGE SOLLA, SECRETÁRIO DE SAÚDE DO ESTADO DA Bahia


Divulgação

Negociação e experiência na administração da saúde

C

om um perfil negociador e experiência na execução de projetos ligados à área de saúde pública, o secretário de saúde do Estado, Jorge Solla, traça uma trajetória de sucesso à frente da pasta que comanda desde 2007. Vencedor do troféu ouro do Prêmio Benchmarking 2012 na categoria Gestor Público, ele acredita que o maior desafio na administração do sistema de saúde do Estado é buscar ter mais possibilidades para atender novas demandas que surgem a cada dia. “É uma tarefa que demanda um perfil de negociação e articulação de esforço para integrar diversos atores do Sistema Único de Saúde e fazer o máximo com o pouco de recursos disponíveis para a saúde pública”, analisa o gestor. Solla reconhece a importância da longa experiência atuando na área de saúde pública na academia e no governo. Ele relembra cada uma das suas passagens nas Secretarias de Saúde do Estado e de Vitória da Conquista, nos anos 90; da coordenação de residência médica na UFBA, do doutorado concluído em paralelo a atual gestão e do trabalho realizado no Instituto de Saúde Coletiva. O chefe da pasta de Saúde do Estado faz uma avaliação positiva do legado que deixará para a população. “A marca mais forte que deixaremos é a ampliação do acesso com o crescimento do SUS na capacidade de acolher o cidadão e resolver os seus problemas”, registra Solla. Ele também elenca cada uma das realizações da Secretaria de Saúde do

Estado da Bahia (Sesab) desde o início do governo de Jaques Wagner que vão desde a entrega de cinco hospitais, até a criação de 1.300 leitos, 900 postos com recursos Federal e Estadual, a realização do primeiro concurso para médicos em 15 anos, a contratação de seis mil servidores, entre outras. Na esteira do desenvolvimento do sistema de saúde público no Estado, o secretário também vem mantendo parcerias importantes com o mercado de saúde privado na Bahia. “Temos que quebrar uns tabus. Temos tido uma parceria muito positiva com o setor privado com bons resultados para os dois lados, a exemplo do Hospital do Subúrbio”, afirmou Solla. A unidade foi a primeira construída através Parceria Público-Privada no Brasil. “Além disso, estamos recuperando instituições privadas que se não fossem a atuação do poder público não estaria funcionando”, reflete o gestor, que lista as recentes contribuições dadas pelo governo estadual para evitar o fechamento de instituições como o Hospital da Bahia, Hospital Salvador, Hospital Espanhol, Hospital Agenor Paiva, Hospital Evangélico e o Hospital Alaíde Costa, todos localizados em Salvador. No interior da Bahia, o secretário planeja e executa reformas em hospitais nas cidades de Vitória da Conquista, Ilhéus, Seabra, Jequié, Feira de Santana, Juazeiro e Camaçari. “Não podemos deixar de destacar a prioridade que o governador Jaques Wagner tem dado para a saúde. Mais do que dobramos os recursos nesta área na Bahia e isso possibilitou a melhora da rede”, pontua.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

‘‘A marca mais forte que deixaremos é a ampliação do acesso com o crescimento do SUS na capacidade de acolher o cidadão e resolver os seus problemas” Jorge Solla, secretário de saúde do estado da Bahia

21


Hospital Dia | ITAIGARA MEMORIAL

Equipe do Itaigara Memorial: humanização no atendimento é um dos pontos fortes do serviço oferecido no hospital


SEGURANÇA E QUALIDADE NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS RESULTAM EM CRESCIMENTO SÓLIDO

O

Itaigara Memorial Hospital Dia foi desenvolvido para ocupar uma lacuna no setor hospitalar baiano no final dos anos 90 e tornou-se referência na realização de procedimentos cirúrgicos de pequeno e médio porte. Com uma filosofia de atendimento que tem como essência a aplicação de rigorosos protocolos de segurança, a unidade do grupo Brasil Memorial S/A Empreendimentos e Participações conquistou ao longo de quinze anos no mercado a credibilidade dos clientes. A instituição, situada no bairro do Itaigara, em Salvador, teve pelo terceiro ano consecutivo o reconhecimento do trade de saúde baiano ao receber o ouro no Prêmio Benchmarking na categoria Hospital Dia. A equipe qualificada e preparada para o atendimento de procedimentos de baixa e média complexidade sem a necessidade de pernoite promove bem-estar e conforto aos usuários. “Buscamos sempre superar as expectativas dos nossos pacientes, médicos e fontes pagadoras. Tratamos cada cliente como único, priorizando sempre sua segurança”, declara o diretor superintendente do Itaigara Memorial, Fábio Brinço. Os números das pesquisas de satisfação refletem o resultado de um trabalho cuidadoso em todos os setores da instituição. Mais de 95% dos clientes avaliam como positiva as áreas de hotelaria, enfermagem e anestesia do Itaigara Memorial. A humanização no atendimento é um dos pontos fortes do serviço oferecido no hospital. As estruturas da instituição são preparadas para

oferecer menos estresse aos pacientes, a assistência é personalizada e a agilidade nos procedimentos proporciona um retorno mais rápido ao convívio familiar. Para os médicos, além da segurança no maior controle do paciente e com menores riscos de infecção hospitalar, o modelo de hospital dia do Itaigara Memorial melhora a qualidade da sua jornada de trabalho com aumento da produtividade. Atualmente, a instituição conta com uma infraestrutura composta de 40 apartamentos individuais, três enfermarias, sete salas de cirurgia, duas salas de pequena cirurgia, cinco salas de exames (Gastro Hepato), dois centros de recuperação pós-anestésica e 15 consultórios de várias especialidades. No entanto, em breve, estes números devem ser alterados. “Iniciamos as obras da nova unidade do serviço Gastro Hepato, no Caminho das Árvores [bairro localizado próximo aos centros financeiro e comercial de Salvador], que resultará em um crescimento de nossa capacidade em 75%”, contabiliza Brinço.

“Tratamos cada cliente como único, priorizando sempre sua segurança” Fábio Brinço, diretor superintendente DO ITAIGARA MEMORIAL

Outro grande plano de expansão do hospital dia também está previsto para os próximos anos. A nova unidade deverá funcionar na Avenida Luiz Viana Filho, conhecida como Paralela, um dos principais vetores de crescimento da capital baiana. Ela contará com 30 apartamentos individuais, duas enfermarias, sete salas de cirurgia e um centro de recuperação pós-anestésica, além de sete consultórios, agregando uma capacidade de mais de 50 mil atendimentos por ano entre procedimentos e consultas.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

23


Hospital Filantrópico | HOSPITAL SANTA IZABEL

MÔNICA bEZERRA (diretora ADMINISTRATIVA E DE MERCADO DA santa CASA DE misericórdia DA Bahia), Eduardo Queiroz ( superintendente DE SAÚDE) e ricardo madureira ( diretor médico)


GESTÃO INOVADORA E PLANEJAMENTO CONFIRMAM REFERÊNCIA EM UNIDADE HOSPITALAR

A

tradição de mais de quatro séculos do Hospital Santa Izabel aliada a um investimento permanente na modernização de equipamentos e instalações resultaram em uma instituição referência nacional em cardiologia, reabilitação cardíaca, neurologia, oncologia, otorrinolaringologia, reumatologia e ortopedia. A aplicação de uma gestão que privilegia princípios éticos e filosóficos fez com que a empresa levasse o ouro no Prêmio Benchmarking na categoria Hospital Filantrópico. Ícone da atuação pioneira da Santa Casa de Misericórdia da Bahia, o hospital geral de alta complexidade atende mais de duas mil pessoas por dia entre usuários do Sistema Único de Saúde, beneficiários dos principais planos de saúde e pacientes particulares. “Nosso foco para o Hospital Santa Izabel é a manutenção do status de hospital referência em cardiologia clínica e cirúrgica para crianças e adultos, bem como na cardiologia intervencionista (hemodinâmica). Queremos ampliar o reconhecimento da comunidade com referência aos serviços de neurologia clínica e cirúrgica, oncologia clínica e cirúrgica e ortopedia e especialidades afins”, prevê o superintendente de Saúde da Santa Casa de Misericórdia Eduardo Queiroz. Em 2012, a unidade expandiu as instalações, avançou as obras do Instituto Baiano do Câncer (IBC), já em pleno funcionamento, adquiriu novos equipamentos tecnológicos capazes de realizar diagnósticos precoces e detalhados, além de cirurgias menos invasivas. De

acordo com Queiroz, quase trinta projetos de investimento envolveram a melhoria de estrutura de serviços como o de Radioterapia e de Bioimagem com o PET-CT, gama câmara, tomógrafo de 128 canais, ecocárdio portátil, além de novos leitos de UTIs Neuro Clínica, Cardiológica e de Pediatria Clínica, que deverá dobrar o número de procedimentos cirúrgicos cardiológicos para o público infantil. “Estamos finalizando um momento importante que foi a aquisição de novas tecnologias. E em paralelo, uma série de melhorias no back -office, entre estruturas de apoio e administrativas. Estamos com o processo de revisão dos nossos guidelines e pathways, bem como construindo novos”, revela. Segundo ele, essa série de intervenções, não só ajudam a profissionalizar e fortalecer a gestão, como contribui para consolidar a cultura de avaliação de desempenho. Queiroz lembra que o Corpo Clínico do hospital, que adotou o modelo da assistência humanizada na relação entre médicos, pacientes e familiares, também participa das decisões institucionais, a exemplo do planejamento estratégico, gestão técnica assistencial e elaboração do conjunto de protocolos multiprofissionais. Certificado em 2012 pelos ministérios da Educação e da Saúde como Hospital de Ensino e Pesquisa, o Hospital Santa Izabel é o principal centro formador de saúde da Bahia com 105 vagas anuais de residência médica, 270 de estágio, 100 de internato médico, além de convênio com sete instituições de ensino superior.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

“Nosso foco para o Hospital Santa Izabel é a manutenção do status de hospital referência em cardiologia clínica e cirúrgica para crianças e adultos” Eduardo Queiroz, superintendente de saúde da Santa de Misericórdia

25


Hospital Privado interior do Estado | SAMUR

Lúcia Dórea (Gestora de Negócios), Sebastião Castro (Presidente do Conselho) , Josane Andrade (Gestora do setor de qualidade) e Josué Figueira (Diretor administrativo)


Tradição, modernização e humanização no atendimento

A

o oferecer um atendimento de excelência no interior da Bahia, há mais de 40 anos, o Hospital Samur ajudou a promover a descentralização da saúde de qualidade longe da capital. Através da ética, profissionalismo, humanização, integração com a comunidade e inovação, o hospital, sediado em Vitória da Conquista, conquistou novamente o primeiro lugar do Prêmio Benchmarking Saúde, em 2012. “Por termos ganho o prêmio no ano passado, tivemos a motivação ainda maior para trabalhar este ano. Buscamos, através de capacitações e programas motivacionais, estimular nossos colaboradores e mostrar a importância que eles têm para o sucesso do Hospital”, observa Josana Andrade, gestora da qualidade do Samur. Ela explica que a vocação pedagógica e os cursos de aperfeiçoamento aplicados pelo hospital, junto aos colaboradores, ajudam a mantê-los atualizados constantemente sobre as novidades do setor. “Incentivamos os colaboradores a participar de cursos de aperfeiçoamento e especializações”, salienta Josana. “Para isso, mantemos convênios com as principais universidades e cursos técnicos da região”. O Hospital Samur, que foi pioneiro na região do Sudoeste baiano na obtenção da certificação ISO, está em constante desenvolvimento. Depois de montar um moderno Centro de Imagem e Hemodinâmica, um serviço de excelência em oncologia certificado pelo ISO e de conquistar uma certificação ambiental, a unidade, que atende

serviços de alta complexidade e possui a maior UTI da região, com 12 leitos, prevê novos investimentos. “Estaremos inaugurando nos próximos meses um serviço de Radioterapia e uma UTI neonatal. E, até o final de 2014, pretendemos estar com o hospital totalmente certificado”, adianta a gestora da qualidade da instituição. Ao mesmo tempo em que investe em equipamentos, infraestrutura e certificações que padronizam o atendimento tornando-o mais seguro e eficaz, o Hospital do Samur também trabalha com a humanização. Os pacientes da unidade recebem um cuidado especial de enfermeiros e colaboradores. “Estamos trabalhando a humanização do hospital através de capacitações e palestras”, reflete Josana. Com a implantação do setor de Gestão da Qualidade, a unidade passou a dispor de um planejamento estratégico definido, além de uma Política da Qualidade, mapeamentos e descrições dos processos. Segundo a gestora, o controle maior através dos indicadores de qualidade e um programa de gerenciamento de riscos impactam diretamente nos resultados e na satisfação dos clientes.

“Até o final de 2014, pretendemos estar com o hospital totalmente certificado” Josana Andrade, gestora da qualidade DO HOSPITAL SAMUR

O hospital ainda promove atividades que envolvem os moradores de Vitória da Conquista, como a campanha contra o câncer de mama, que acontece anualmente. “Participamos também de feiras locais com informações sobre saúde e apoiamos uma ação de boas práticas no trânsito junto ao Detran”, conclui Josana.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

27


Hospital Privado interior do estado | HOSPITAL SANTA HELENA

UTI e setor cirĂşrgico do Hospital santa helena: A unidade ĂŠ uma das mais bem equipadas do interior da bahia


Divulgação

ALTA COMPLEXIDADE E HUMANIZAÇÃO NO ATENDIMENTO AOS PACIENTES

A

o oferecer uma estrutura completa para a prestação de serviços em saúde de alta complexidade fora de Salvador, o Hospital Santa Helena, que faz parte do Grupo Santa Helena, promove mais conforto e segurança ao seu público, especialmente formado pelos moradores de Camaçari e municípios vizinhos. A unidade, que já tem mais de 20 anos de história, conquistou o troféu prata do Prêmio Benchmarking na categoria Hospital Privado do Interior. Os investimentos da instituição em resolutividade e em estrutura resultaram na inauguração, em 2012, de uma emergência cuja capacidade de atendimento chega a 500 pessoas/dia. A unidade conta também com um Núcleo de Cardiologia, um serviço de hemodinâmica, além de uma UTI e centro cirúrgico com capacidade de realizar cirurgias complexas. “Transformamos o nosso serviço de emergência em um setor que acolhe e realiza o atendimento de qualquer complexidade. Temos a retaguarda do centro cirúrgico, da hemodinâmica e da UTI para oferecer um atendimento mais rápido para os pacientes”, explica a gestora do Hospital Santa Helena, Ana Paula Lima. Desde 2008 no cargo, ela destaca os serviços prestados nas áreas de pediatria, ortopedia e obstetrícia da instituição que é formada por uma equipe de cerca de 270 colaboradores e mais de 100 médicos. No setor cirúrgico, a estrutura do hospital vem oferecendo serviços de alta complexidade para os moradores da Região Metropolitana de Salvador. “Investimos e hoje temos um

centro cirúrgico totalmente equipado para fazer cirurgias de tórax e neurocirurgias”, contabiliza Ana Paula. O Hospital Santa Helena adotou, desde outubro de 2012, um novo fluxo de atendimento na emergência baseado em pesquisas e experiências de diversas instituições no Brasil adaptadas ao perfil do público local. “Criamos um fluxo em que os pacientes são selecionados e orientados por gravidade”, ressalta Ana Paula. Ela garante que o novo modelo agiliza o atendimento dos pacientes menos graves e, ao mesmo tempo, possibilita um maior cuidado aos mais graves, que são atendidos com maior atenção. A tecnologia também tem sido uma estratégia usada pelo hospital para garantir a rapidez e a segurança de seus pacientes. Os sistemas digitalizados e pulseiras com código de barras para os internados, junto com o lançamento automático das solicitações médicas para ao setor de farmácia, agilizam o processo de atendimento. Além destes avanços, estão em fase de conclusão os projetos em automação das áreas de rouparia e nutrição. Na estrutura física, um novo setor de internação está em construção e elevará para 84 a atual oferta de leitos que é 64.“Todo nosso investimento visa garantir um atendimento emergencial de alta resolutividade sem que o paciente precise enfrentar o trânsito para chegar em Salvador, reflete Ana Paula, que completa: “O tempo imprescindível e decisivo para salvaguardar vidas por isso a importância de um serviço como este neste local”.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

“Transformamos o nosso serviço de emergência em um setor que acolhe e realiza o atendimento de qualquer complexidade. TEMOS A RETAGUARDA do centro cirúrgico, da HEMODINÂMICA E DA UTI” Ana Paula Lima, gestora do Hospital Santa Helena

29


Hospital Privado de pequeno e médio porte | HOSPITAL JORGE VALENTE

EQUIPE DO HOSPITAL JORGE VALENTE APOSTA EM TECNOLOGIA E MODELO ASSISTENCIAL PRÓPRIO EM BUSCA DA EXCELÊNCIA


TRADIÇÃO E MODERNIDADE COMO PILARES DE UM ATENDIMENTO DE SUCESSO

É

com um ambiente acolhedor e um corpo clínico especializado em prestar um atendimento mais próximo aos seus pacientes, que o Hospital Jorge Valente se destaca no quesito humanização. Criado em 1976, a instituição foi a primeira no Estado a receber a certificação concedida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) no nível máximo e padronizou seus processos para garantir qualidade e segurança aos seus públicos. A tradição e modernidade são encaradas como pilares da gestão do vencedor do Prêmio Benchmarking na categoria Hospital Privado de pequeno e médio porte. “Nossa unidade conta com uma imagem consolidada e reconhecida entre pacientes como referência de assistência segura na área de saúde”, defende a diretora técnica do Hospital Jorge Valente, Eliane Noya. Com uma estrutura que conta com 150 leitos e equipes técnicas integradas e qualificadas, a unidade dispõe de equipamentos de última geração para o atendimento em várias áreas como na emergência, nas unidades de tratamento intensivo e semi-intensivo e no centro cirúrgico. Além disso, o Hospital Jorge Valente usa um modelo assistencial que se tornou referência por possibilitar um menor tempo possível de internação e maior resolutividade. “Trabalhamos com uma equipe de médicos hospitalistas que definem continuamente a conduta integral a ser adotada em cada caso. Ele é o gestor do internamento do paciente”, explica a diretora. Ainda de acordo com ela, neste modelo, os profissionais interagem com

a equipe multidisciplinar, especialistas, internados e seus familiares promovendo mais segurança e qualidade no atendimento. Outras medidas institucionais adotadas para aprimorar a assistência hospitalar pela unidade tem sido a desospitalização mais rápida, que gera segurança e conforto, além da implantação de um Núcleo de Qualidade e Segurança (NQS). “Estamos investindo cada vez mais na desospitalização precoce do paciente através da continuidade da assistência no domicílio do paciente adulto ou pediátrico sob supervisão de uma equipe multidisciplinar, o “Home Care”, uma tendência mundial”, garante Eliane. Ela também explica que o NQS, junto com o estabelecimento de um Painel de Controle de Indicadores, permite a comparação dos resultados com padrões de excelência estabelecidos mundialmente e contribui para a segurança dos pacientes. Depois da recertificação no nível máximo da ONA em 2012 e do crescimento no número de atendimentos mensais, uma média de 10 mil, a diretora técnica adianta que os próximos investimentos. “Precisamos crescer, isso é um fato. O projeto arquitetônico vai ser concluído ainda neste ano de 2013 e o início de sua execução está previsto para o próximo ano”, revela Eliane. Eles investirão também na implantação de uma nova marca com desenho moderno e novas cores. Além disso, um MBA corporativo de Gestão em Serviços de Saúde está em andamento e foi planejado visando o aprimoramento da equipe de gestores e melhoria contínua dos resultados.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

“Nossa unidade conta com uma imagem consolidada e reconhecida entre pacientes como referência de assistência segura na área de saúde” ELIANE NOYA, DIRETORA TÉCNICA DO HOSPITAL JORGE VALENTE

31


Hospital Privado DE Pequeno e Médio porte | HOSPITAL AEROPORTO

CLARISSA PAIVA, BRÁULIO BRANDÃO E DÉBORA ANDRADE (DIRETORES DO HOSPITAL AEROPORTO)


TECNOLOGIA E PROFISSIONALIZAÇÃO PROMOVEM EXPANSÃO DE DEMANDA

S

ituado em um dos locais que mais cresce na Região Metropolitana de Salvador, no limite entre a capital baiana e o município de Lauro de Freitas, o Hospital Aeroporto vem se preparando para ampliar sua capacidade de atendimento e acolher a nova demanda de pacientes dos municípios vizinhos e de turistas. “Devemos estar começando no final de 2013 a realizar as mudanças na parte da estrutura física, de pessoal e na filosofia de atendimento em busca da excelência no mercado”, declara Alfonso Manoel Carvalho, gestor executivo da unidade que conquistou a prata do Prêmio Benchmarking na categoria Hospital Privado (Pequeno e Médio porte). Com as obras, a previsão é que o hospital de pequeno porte, que hoje pode atender até 200 pessoas por dia na emergência e 300 no setor ambulatorial, dobre sua capacidade e ascenda em sua classificação de porte. A gestão do Hospital Aeroporto também tem desenvolvido estratégias junto aos colaboradores e equipes médicas a fim de atender o rápido e espontâneo crescimento da procura pelos serviços prestados pela unidade. “Existe um trabalho da diretoria que se preocupou em trazer novos funcionários e prepará-los para que eles prestem um excelente atendimento e fidelizem nossos clientes”, observa o gestor. Além da profissionalização da administração, Carvalho também faz questão de ressaltar as atividades realizadas com a estrutura humana da instituição, como cursos, treinamentos e palestras, com o objetivo de promover um atendimento humanizado.

Apesar de ser classificado como um hospital de pequeno porte, por conta da sua capacidade de operação, o Hospital Aeroporto tem toda a estrutura de qualquer hospital de grande porte e equipe médica bastante qualificada para a prestação de serviços de alta complexidade. “Temos todas as condições de prestar atendimento de emergência por conta dos nossos equipamentos, UTI e setor cirúrgico pronto para realizar procedimentos de pequeno e grande porte. O paciente não precisa sair daqui para nada”, pontua Carvalho. A unidade possui quatro recepções externas para os setores ambulatoriais, internação, bioimagem e emergência, além de 81 leitos que incluem a UTI, apartamentos, unidades de operação clínica e enfermarias. A Unidade de Internação Cirúrgica de alta complexidade conta com salas modernas capazes de realizar serviços de Fisioterapia, Laboratório de Análises Clínicas, Serviço de Transfusão de Sangue, Centro de Anatomia Patológica, Anestesiologia, entre outras. Os equipamentos de ponta adquiridos pelo Hospital Aeroporto também dão mais segurança, agilidade e qualidade aos procedimentos realizados. A unidade conta com uma ressonância magnética nuclear de 1,5T, um tomógrafo multislice, um aparelho de hemodinâmica, um sistema de radiologia digital e PACS. “Somos um hospital novo. Temos dez anos e estamos sempre buscando nos adequar a toda tecnologia tanto na parte de equipamento, quanto em torno de atendimento pessoal”, considera Carvalho.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

“Devemos estar começando no final de 2013 mudanças na parte da estrutura física, de pessoal e da filosofia de atendimento em busca da excelência no mercado” Alfonso Manoel Carvalho, gestor executivo DO HOSPITAL AEROPORTO

33


Ind煤stria de Gases Medicinais | White Martins

Orlando Amorim (Gerente regional de neg贸cios da whte martins)


Marcelo Santana

Instituição centenária e líder na América do Sul

C

riada em 1912, a White Martins ostenta, além dos cem anos de história, o fato de ser a maior empresa de gases industriais e medicinais da América do Sul. Liderança que contempla o mercado de saúde baiano, onde atua há cerca de 40 anos. E todo esse percurso foi celebrado recentemente com a conquista pela terceira vez consecutiva do troféu ouro do Prêmio Benchmarking na categoria Indústria de Gases Medicinais. Segundo o gerente regional de negócios da White Martins, Orlando Amorim, trata-se de um importante reconhecimento, já que a indicação foi feita a partir de pesquisas realizadas com as principais lideranças do setor hospitalar do Estado. “Nossa liderança na Bahia é fruto de um amplo trabalho que a White Martins vem realizando nas regiões Norte e Nordeste há cem anos”, declara Amorim, frisando que a empresa não poderia se limitar às regiões Sul e Sudeste. Visão que demonstra entrosamento com o atual momento de fortalecimento da economia do Nordeste, que é considerada a maior fronteira de oportunidades do país. “Em sua trajetória, a White Martins não mediu esforços para oferecer ao mercado baiano tecnologia de ponta, confiabilidade no abastecimento e produtos com alto padrão de qualidade”, completa o executivo. Investimento em novas unidades, equipe formada por profissionais altamente qualificados, segurança nas operações, capilaridade logística e excelência nos serviços são algumas das condições consideradas fundamentais para manter a liderança no mercado, segundo Amorim. Para isso, a White

Martins abraça como filosofia a necessidade de continuar investindo na qualificação técnica dos colaboradores e no desenvolvimento de soluções inovadoras e competitivas para atender as demandas internas e externas de diversos setores como o das indústrias alimentícia e siderúrgica, polos petroquímicos, os segmentos de clientes de pequeno consumo e o médico-hospitalar. “Acima de tudo isso, está o foco contínuo em nossos clientes, pois as suas necessidades são o que direcionam nossas estratégias de negócios e nossa determinação em melhorar sempre”, destaca. A White Martins, representante na América do Sul da Praxair, um dos maiores grupos do mundo no setor de gases industriais, também foi a primeira indústria do Brasil a ter autorização de funcionamento da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para produção de gases medicinais com grau farmacêutico. Para isso, em 2008, a empresa iniciou seus investimentos nas áreas operacionais e realizou benchmarking nos EUA e Europa para que os produtos e serviços continuassem sendo entregues aos clientes, seguindo os critérios de segurança e qualidade. De acordo com Amorim, os gases medicinais da White Martins passaram a ser entregues com controle de lote, novos rótulos, bula, certificado de qualidade e um sistema exclusivo de rastreabilidade.

“A empresa não se limitou a apostar somente nos estados das regiões Sul e Sudeste” Orlando Amorim, gerente regional de negócios DA WHITE MARTINS

O respeito de várias gerações e a credibilidade por conta de uma trajetória marcada por uma renovação constante são conquistas que a empresa deve preservar para o futuro. “Continuaremos investindo e aprimorando o atendimento aos clientes, com qualidade, transparência, segurança e confiabilidade”, prevê o gerente regional de negócios.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

35


Laboratório de Análises Clínicas | LEME

MARLA CRUZ (DIRETORA E SÓCIA) E THOMAZ CRUZ (FUNDADOR)


Leogump Carvalho

Na vanguarda da Medicina Laboratorial

C

omemorando 40 anos de fundação e exibindo uma história marcada pela confiabilidade dos serviços prestados em Medicina Diagnóstica, o LEME conquistou, pela segunda vez, o troféu ouro do Prêmio Benchmarking na categoria Laboratório de Análises Clínicas. “Reconhecimento que traduz a imagem que conseguimos construir ao longo dos anos, não só com o público, mas também com os líderes de opinião e da área de saúde”, comenta o endocrinologista Thomaz Cruz, fundador do laboratório.

A primeira unidade do LEME na Clínica São Lucas, no bairro do Garcia, em Salvador, tinha o objetivo de atender à crescente demanda de exames hormonais. Atualmente, o centro de análises clínicas possui dez unidades distribuídas estrategicamente nos bairros de Alphaville, Barra, Brotas, Canela, Costa Azul, Garibaldi, Itaigara, Itapuã, Pituba e Vilas do Atlântico (Lauro de Freitas), e uma unidade no bairro de São Caetano, voltada para as classes C e D. Ainda na década de 80, a empresa iniciou um plano de expansão, ampliando suas instalações e sua cartela de serviços que, no decorrer do tempo, passou a abranger todos os tipos de exames laboratoriais. O laboratório realiza mais de 900 exames e também oferece o serviço de coleta domiciliar, para os clientes que buscam comodidade e praticidade em sua rotina. Através do Padrão LEME de Atendimento, o laboratório estabelece um modelo de excelência de atendimento para suprir às necessidades e expectativas do cliente em um tempo mínimo. “Todo este cuidado começa

no processo de admissão dos colaboradores. Ao ser admitido, o colaborador passa pelo Treinamento de Integração Leme, e só é encaminhado para as unidades de atendimento quando estiver apto, com no mínimo 60 dias”, elenca Marla Cruz, diretora e sócia do LEME. Primeiro centro de análises clínicas do Norte e Nordeste a receber a certificação de Qualidade ISO 9002, em 1998, o LEME conquistou o Certificado do Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos (PALC), em 1999, conferido pela Sociedade Brasileira de Patologia Clínica (SBPC). Selos que atestam a excelência da marca também em relação à atuação no campo acadêmico, através da participação em pesquisas médicas e científicas nacionais e contribuindo para que os outros laboratórios se ajustassem a esta realidade. De acordo com Thomaz Cruz, “as certificações e acreditações ajudam a estar sempre em melhoria contínua”. No campo acadêmico, o LEME possui o Núcleo de Pesquisa Avançada, onde, de acordo com Marla, realiza exames para várias pesquisas de mestrado, doutorado e pós-graduação na UFBA. “Possuímos também um Programa de Qualificação Profissional que a partir de critérios objetivos seleciona colaboradores que terão 50% da formação acadêmica ou da pós-graduação custeada pela empresa”, completa. Na vanguarda da Medicina Laboratorial e com a confiabilidade da classe médica, o centro promove atividades relacionadas ao bem-estar e à motivação dos usuários e colaboradores, através do lançamento, em 2010, do Programa de Qualidade de Vida do Grupo LEME, chamado LemeVida.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

“Em nossa busca contínua por satisfação, investimos cada vez mais em outras fontes de informações e novas frentes de atuação” Thomaz Cruz, fundador do LEME

37


Laboratório de Análises Clínicas | LABCHECAP

Maurício Bernardino, Josemar Fonseca e Marcelo Bernardino (Sócios do labchecap): laboratório foi pioneiiro na criação de unidade especializada no atendimento ao público infantil


VALORIZAÇÃO DO CAPITAL HUMANO PARA UM ATENDIMENTO DE EXCELÊNCIA

O

Labchecap, Laboratório de Análises Clínicas que completa 30 anos em 2013 de prestação de serviços de excelência em suas 21 unidades localizadas em Salvador e Região Metropolitana, recebeu com alegria o troféu prata do Prêmio Benchmarking deste ano. “Agradecemos o reconhecimento do nosso trabalho pela comissão julgadora do prêmio. Nosso foco é seguir melhorando e investindo na nossa região”, declara o diretor executivo da empresa Maurício Bernardino.

Os investimentos em tecnologia resultam em maior precisão e alto padrão de qualidade dos serviços do Labchecap. A sede da rede, o Núcleo de Tecnologia Laboratorial, localizado no bairro do Imbuí, em Salvador, concentrou os serviços administrativos e impulsionou o processamento de cerca de 500 mil exames de análises clinicas por mês nas unidades. Além disso, a empresa foi a primeira do Norte/Nordeste a adotar o uso de uma das mais modernas plataformas de automação laboratorial do mundo, a WorkCell, que oferece mais qualidade e segurança aos exames.

A filosofia de gestão da rede de laboratórios entende que o capital humano, que ocupa a linha de frente do atendimento, é estratégico no sucesso dos resultados e um dos pilares da humanização. A preparação da equipe envolve treinamentos, imersão dos colaboradores no planejamento estratégico da companhia, uma forte cultura de valorizar e fidelizar funcionários, além de ações que fortalecem o relacionamento com os clientes.

As certificações também são objeto de investimentos da rede. O Laboratório tem a Certificação ISO 9001:2008, concedido pela Bureau Veritas Certification, e participa do Programa Nacional de Controle da Qualidade (PNCQ) da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas (SBAC). “As certificações atestam, confirmam a qualidade instituída na organização e garantem a perpetuação da qualidade já exercida”, reconhece o diretor executivo.

Dentro da política do Labchecap de humanizar a sua relação com os clientes, priorizamos um cuidado com a infraestrutura, que é preparada valorizando o conforto e a segurança, para reduzir o estresse do cliente nas unidades. “Colocar o cliente no centro é um pilar das nossas estratégias e temos registrado altos índices de satisfação e fidelização” declara Bernardino que adianta: “Para os próximos anos, traremos propostas completas e integrais para a necessidade dos clientes”.

Em 2013, o Labchecap inova mais uma vez ao inaugurar uma nova unidade no bairro da Pituba, centro de Salvador, com estrutura, decoração e funcionários preparados para o atendimento especializado para o público infantil. Com a credibilidade da parceria com o Seimi, empresa referência no setor de imunização e infectologia, a unidade laboratorial oferece serviços diferenciados no mercado baiano como o resultado de exames de urgência em até 4 horas, a vacinação e o furo de orelha.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

“Colocar o cliente no centro é um pilar das nossas estratégicas e temos registrado altos índices de satisfação e fidelização” Maurício Bernardino, diretor executivo DO LABCHECAP

39


Medicina de grupo | PROMÉDICA

eraldo moura costa (diretor mĂŠdico), tereza valente (diretora-presidente) e wigberto Azevedo (coordenador de medicina preventiva)


TECNOLOGIA E VISÃO MULTIDISCIPLINAR RESULTAM EM BEM-ESTAR PARA OS CLIENTES

T

ecnologia, equipe qualificada e uma filosofia que busca a todo o momento o bem-estar dos pacientes são os segredos da trajetória de sucesso da Promédica, empresa que presta serviços no mercado de saúde suplementar há 44 anos, e que levou o bronze do Prêmio Benchmarking, na categoria Medicina de Grupo. “Contamos com uma imagem consolidada, que reflete a solidez da empresa, o que muito nos orgulha. A responsabilidade social da Promédica pode ser traduzida como coerência ética nas ações e relações com a sociedade”, comenta a diretora-presidente da instituição, Tereza Valente. A estrutura montada por meio da rede própria verticalizada da instituição, distribuída em seis centros em Salvador, junto com a adoção do prontuário eletrônico único para pacientes, centraliza as informações e promove agilidade e segurança ao atendimento. Os clientes também contam com centro de fisioterapia e com o Datalab, uma rede de laboratórios de análises clínicas com equipamentos de alta tecnologia, localizada nos bairros da Graça, Pituba, Garibaldi, Cidade Baixa, Iguatemi, Brotas, Imbuí, além dos municípios de Lauro de Freitas e Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador. “Trabalhamos com a técnica de química seca e com uma central de processamento automatizada, com rastreamento das amostras. Estes elementos são modernos e possibilitam uma qualidade ainda maior ao nosso trabalho”, salienta a presidente da Promédica.

A medicina preventiva, um dos pilares da Promédica, é planejada e incentivada entre seus pacientes. “Desenvolvemos uma série de programas para orientar e conscientizar os beneficiários para adoção de estilo de vida saudável, como programas validados e monitorados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), sem custos para os nossos clientes”, sustenta Tereza. Atuando pioneiramente na área de reprodução humana, com programas para gravidez de alto risco, curso para gestantes e planejamento familiar, a Promédica também desenvolve iniciativas que promovem resultados a médio e longo prazo, como o Grupo de Diabetes, Serviço de Tratamento de Obesidade e programas de prevenção ao câncer de colo de útero, mama e próstata. No caso do Programa de Gerenciamento de Doenças Crônicas, a taxa de redução das internações dos pacientes monitorados após um ano de trabalho tem alcançado percentuais em torno de 30%. Com 600 colaboradores e uma média de 200 mil atendimentos por mês entre consultas, exames, procedimentos ambulatoriais e internações, a Promédica lançará em 2013 novos produtos a serem comercializados para planos empresariais. “Os novos planos, destinados a Salvador e Região Metropolitana, oferecem diferencial no atendimento para que clientes e beneficiários desfrutem de qualidade e segurança dos nossos serviços”, adianta a diretora-presidente. Atualmente, a empresa conta com mais de mil clientes corporativos e mais de 100 mil usuários.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

“Contamos com uma imagem consolidada, que reflete a solidez da empresa, o que muito nos orgulha” Tereza Valente, Diretora-presidente da Promédica

41


Operadora de AutoGestão | PLANSERV

Ana Cristina Santos (assessora da Coordenação Geral), Ângela Nolasco (coordenadora de Promoção da Saúde), Sônia Carvalho (coordenadora-geral), Vitório Tibiriçá (coordenador de Relacionamento com os Beneficiários), Conceição Riccio (coordenadora adjunta da Coordenação Geral) e Neli Gomes (coordenadora de Contas)


EQUILÍBRIO FINANCEIRO E AMPLIAÇÃO DA REDE OTIMIZAM ASSISTÊNCIA

A

gestão inteligente do Planserv, capitaneada pela coordenadorageral Sônia Carvalho, transformou o órgão – que hoje injeta R$ 90 milhões todos os meses no setor de saúde suplementar na Bahia – em referência no mercado. Com pouco mais de 470 mil beneficiários, o segundo maior plano de saúde do Norte-Nordeste levou o troféu ouro pela terceira vez consecutiva no Prêmio Benchmarking na categoria Operadora de Autogestão. “O Planserv é um caso de sucesso. Desde 2007, foram tomadas medidas gerenciais para otimizar o desempenho da assistência. A segurança financeira fez mudar a relação dos prestadores de serviços com o Planserv, que passou a se impor como um grande plano e negociar melhores condições contratuais”, analisa a coordenadora. A solidez na assistência e o equilíbrio financeiro atraíram novos beneficiários, 35 mil nos últimos cinco anos, e ampliou em 66% o número de prestadores de serviço de excelência em seis anos. “Os resultados chegam na razão exata da qualidade do gasto. Passamos a pagar rigorosamente em dia os valores compatíveis com o mercado, o que vem motivando o interesse de novos prestadores ingressarem na rede”, garante Sônia. O recadastramento de usuários e a revisão completa na base de dados dos beneficiários para confirmar vínculos familiares e empregatícios também foram estratégias utilizadas pelo órgão para gerenciar seus gastos e manter a qualidade do serviço. Segundo

a coordenadora, a tecnologia é um aliado importante para ajudar nesta tarefa. “Implantamos a identificação biométrica para impedir fraudes e garantir o atendimento de excelência para quem tem direito” destaca. Os meios digitais dão celeridade na aprovação e controle das mais de 6 milhões de autorizações de atendimento liberadas até o primeiro semestre de 2013 e no controle de contas, através de auditoria. As solicitações de exames são feitas pelo sistema Top Saúde Web de forma automática e em tempo real. “Antes, todo o sistema de autorização se apoiava em pedidos via fax, que geravam demora e dificuldades de controle. Agora, os nossos procedimentos são autorizados automaticamente. Aperfeiçoamos o acesso e a oferta de serviços”, compara Sônia. Outra preocupação da atual gestão do Planserv é em prestar um serviço de excelência sem sobrecarregar a mensalidade que é calculada com base no salário de cada um dos beneficiários. “Não temos fins lucrativos e por isso, revertemos todos os recursos arrecadados para o melhor atendimento” sentencia a coordenadora. O Planserv planeja ações para ampliar ainda mais a rede de prestadores para o interior do Estado. Desde 2009, o órgão credenciou unidades em todas as macrorregiões da Bahia; Salvador e Região Metropolitana, Feira de Santana, Juazeiro, Vitória da Conquista, Ilhéus, Alagoinhas, Paulo Afonso, Barreiras e Teixeira de Freitas.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

“A segurança financeira fez mudar a relação dos prestadores de serviços com o Planserv, que passou a se impor como um grande plano”

Sônia Carvalho, coordenadora-geral do Planserv

43


Operadora de AutoGestรฃo | PETROBRAS

Carlos Alberto Ribeiro de Figueiredo (Gerente geral da Regional Norte-Nordeste dos Serviรงos Compartilhados da Petrobras)


ÉTICA E CREDIBILIDADE NO RELACIONAMENTO COM OS PÚBLICOS

C

om um modelo de gestão próprio que valoriza a ética e a transparência no relacionamento com seus públicos, junto com a credibilidade da marca Petrobras, a Assistência Multidisciplinar em Saúde (AMS) levou o troféu prata do Prêmio Benchmarking na categoria Operadora de Autogestão. Para o gerente geral da Regional Norte-Nordeste dos Serviços Compartilhados da Petrobras, Carlos Alberto Ribeiro de Figueiredo, as pesquisas de satisfação entre os beneficiários – 88% deles recomendariam a operadora como plano de saúde – já demonstravam o sucesso da AMS. “Esta premiação foi específica para o mercado da Bahia, mas temos atuação destacada nas demais regiões do país. Estamos entre as melhores operadoras de saúde do mercado brasileiro, atingimos a maior faixa de pontuação do Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS) da Agência Nacional de Saúde”, registra.

Inúmeras iniciativas visando à qualidade de serviços foram adotadas pela AMS ao longo do ano de 2012. Na Bahia, a rede teve o acréscimo de 108 novos prestadores e o Programa de Atenção Domiciliar foi expandido para o interior do Estado. Já em Salvador e Lauro de Freitas, o projeto piloto de Assistência Pré-Hospitalar implantado há dois anos foi mantido. “Hoje, os pacientes contam com um serviço de parecer de especialista, uma segunda opinião, e com um novo modelo de Benefício Farmácia, que promove a entrega dos medicamentos no domicílio do paciente. Além disso, disponibilizamos para todos os empregados um aplicativo com todos os

credenciados para a instalação em tablets e smartphones”, conta Figueiredo. Além da satisfação dos usuários dos 18.809 credenciados, estabelecimentos de saúde e profissionais no Brasil – 2.197 apenas na Bahia – as pesquisas apontam que 63% dos usuários consideram que a operadora supera suas expectativas. “Os resultados evidenciam a trajetória da gestão de Recursos Humanos da Petrobras em atender às novas expectativas dos empregados e o esforço dos profissionais que atuam na AMS. Eles também nos motivam para os desafios futuros e sustenta a nossa posição de ser a empresa dos sonhos para a maioria dos jovens brasileiros”, observa o gerente. O futuro se mostra promissor para a maior empresa brasileira, criada em 1953. A Companhia se prepara para o grande desafio de sua história ao realizar projetos estratégicos do pré-sal e do Plangás que deverão otimizar os processos de modo a tornar as equipes mais ágeis. Para a Bahia, a AMS implantará um novo Centro de Serviços Especializado. “O novo Centro terá novas tecnologias e será capaz de gerar ganhos de eficiência e produtividade ao longo de toda a cadeia de serviço, além de aumentar, ainda mais, a satisfação dos públicos de interesse”, revela Figueiredo.

“Estamos entre as melhores operadoras de saúde do mercado brasileiro” Carlos Alberto Ribeiro de Figueiredo, gerente geral da Regional Norte-Nordeste dos Serviços Compartilhados da Petrobras

Os planos da companhia presente em 25 países incluem investimentos de US$ 236,7 bilhões em seu Plano de Negócios 2013-2017. A Petrobras também tem como meta ser uma das cinco maiores empresas integradas de energia do mundo até 2020.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

45


Saúde Ocupacional | SH BRASIL

RAIMUNDO PINHEIRO (DIRETOR MÉDICO DO GRUPO SANTA HELENA), VERA LÚCIA SOUZA(SÓCIA DIRETORA), CHRISTIANE MACEDO (DIRETORA DE MERCADO) E ELÁDIO GALDINO VILELA (SÓCIO SUPERINTENDENTE)


INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E OUSADIA EM EXPANSÃO PELO PAÍS

A

tenta aos principais interesses empresariais no que diz respeito à saúde ocupacional – agilidade, tecnologia, sustentabilidade e segurança técnica e digital – a SH Brasil, empresa que pertence ao Grupo Santa Helena, vem tendo destaque no mercado brasileiro. O reconhecimento obtido junto ao trade de saúde da Bahia, que deu o terceiro troféu ouro do Prêmio Benchmarking na categoria Saúde Ocupacional, aconteceu ao mesmo tempo em que a instituição promove um plano de expansão dos seus negócios para além das fronteiras nordestinas. “Fomos procurados por empresários e agora estamos em franca expansão para outros estados, como Rio de Janeiro e São Paulo, com a governança em saúde empresarial”, adianta a diretora de mercado do Grupo, Christiane Macedo. A SH Brasil acompanha 72 mil trabalhadores em cinco estados do Nordeste através de um software integrado de atendimento digital. Outro diferencial do serviço prestado é a integração de todas as etapas necessárias para a obtenção do atestado de saúde ocupacional pelo trabalhador em apenas um local, diminuindo a necessidade de deslocamentos e, consequentemente, o impacto na jornada de trabalho do colaborador que vai fazer seus exames. “Trabalhamos de forma integrada e desta forma o colaborador pode fazer até os doze procedimentos, a depender da sua ocupação, em metade de uma jornada de trabalho e no outro dia ele obterá o laudo através da internet”, assegura Raimundo Pinheiro, diretor técnico do Grupo Santa Helena.

Com todas as informações na nuvem, a SH Brasil não trabalha com prontuários físicos em papel. “Todas as nossas avaliações são eletrônicas. Estamos neste processo há cinco anos. Hoje as empresas precisam de rapidez e segurança técnica e eletrônica. Temos tudo armazenado em três lugares diferentes, inclusive em Portugal”, garante Pinheiro. Para os empresários, um produto pioneiro implantado na instituição de serviço de saúde ocupacional tem se mostrado bastante vantajoso por promover a diminuição dos gastos das empresas com absenteísmo e com o Fator Acidentário Previdenciário (FAP). Com a Governança em Saúde Empresarial, a SH Brasil faz um mapeamento dos funcionários e identifica seus problemas de saúde para trabalhar com medicina preventiva. “Os empresários estão enxergando que a saúde ocupacional traz uma redução de custos para a empresa. Em um grupo de grande porte, nossa meta é diminuir em 20% os gastos no primeiro ano, além do FAP, cuja redução pode ser de 4 a 5%”, analisa Christiane. As certificações também são utilizadas como estratégias pela SH Brasil. A ISO 9001:2008 em processos da Saúde Ocupacional, a certificação digital para documentos médicos e a certificação Certisign para o sistema de dados ajudam na segurança ao padronizar os protocolos de atendimento. “Estamos focados em prestar o serviço de qualidade com uma equipe técnica e processos automatizados e as certificações nos garantem isso”, pontua a diretora de mercado do grupo.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

“Fomos procurados por empresários e agora estamos em franca expansão para outros estados, como rio de janeiro e são paulo” Christiane Macedo, diretora de mercado do Grupo Santa Helena

47


Seguradora | Bradesco Saúde

Márcio Coriolano (Presidente da Bradesco Saúde e da Mediservice)


Divulgação

Hegemonia e excelência garantem reconhecimento

L

íder no mercado de saúde suplementar no segmento de planos e seguros coletivos, a Bradesco Saúde, e sua controlada Mediservice, ambas integrantes do Grupo Bradesco Seguros, contabilizam cerca de 70 mil empresas como clientes no Brasil e atendem mais de quatro milhões de beneficiários – 343 mil deles apenas na Bahia. Os números do conglomerado que venceu pela terceira vez consecutiva o Prêmio Benchmarking Bahia, na categoria Seguradora, demonstram a amplitude dos serviços prestados em todo país. São mais de 80 mil médicos que atendem em mais de 2,5 mil hospitais e 12,5 mil clínicas no país. Apostando em produtos que atendem aos diferentes perfis de empresas, com custos competitivos e diversos benefícios, o conglomerado registrou em 2012 um faturamento de R$ 9,9 bilhões, 19,8% maior do que no ano anterior. “A Bradesco Saúde está sempre atenta à qualidade dos serviços que oferece. Para proporcionar sempre o melhor a seus clientes, é fundamental revisar e atualizar todos os procedimentos, com o objetivo de fortalecer a eficiência e ser referência em produtos e serviços, de acordo com os mais elevados padrões”, expõe o presidente da Bradesco Saúde e da Mediservice, Márcio Coriolano. A seguradora foi a primeira operadora de saúde brasileira acreditada nos padrões da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) com nota máxima, nível 1. A Bradesco Saúde foi acreditada pelo Consórcio Brasileiro de Acreditação (CBA), representante exclusiva da Joint Comission Internacional (JCI) no Brasil. Na busca pela excelência da prestação de

serviços e satisfação dos clientes, a Bradesco Saúde também investe em modernas ferramentas para a gestão integral de saúde. Em serviços como o Bradesco Saúde Concierge, lançado em 2008, que oferece comodidade e tranquilidade para mais de 100 mil clientes em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Salvador, o índice de satisfação dos usuários alcançou índices de 93%. De acordo com o presidente da Bradesco Saúde e da Mediservice, é preciso perceber as necessidades específicas dos produtos por grandes ou por pequenas e médias empresas. “Nas grandes empresas, já há uma cultura estabelecida sobre a importância de se contratar, além do seguro-saúde, de vida e planos de previdência para funcionários. É um mercado maduro. As pequenas e médias empresas estão, cada vez mais, contratando estes benefícios como uma política de retenção de talentos. Focamos em ações para atrair cada vez mais o interesse dessas empresas”, reflete Coriolano. A Bradesco Saúde contabilizou ao final de 2012 mais de 602 mil beneficiários provenientes de PMEs em todo o Brasil. Para o ano de 2013, a previsão de crescimento também é mantida, sobretudo nas regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste, onde a companhia ampliou seu mercado em respectivamente 26,9%, 13,9% e 20,8%, em 2012. “Estas regiões vivem uma expansão econômica fundamentada na confirmação de importantes cenários: o aumento da renda das famílias, a incorporação das classes C e D ao consumo, o crescimento da formalização do emprego e a necessidade de retenção de mão de obra pelas empresas”, contextualiza Coriolano.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

“É fundamental revisar e atualizar todos os procedimentos, com o objetivo de fortalecer a eficiência e ser referência em produtos e serviços” Márcio Coriolano, presidente da Bradesco Saúde e da Mediservice

49


Servi莽o de Diagn贸stico por Imagem | DELFIN IMAGEM

Maria Olivia Gonzalez (diretora administrativa da Delfin Imagem)


QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL, TECNOLOGIA DE PONTA E TRANSPARÊNCIA CONFIRMAM SUCESSO

L

istada como uma das maiores empresas de diagnóstico por imagem do país, certamente a maior do nordeste, a Clínica Delfin conquistou, pelo terceiro ano consecutivo, o troféu ouro do Prêmio Benchmarking Saúde Bahia 2012, na categoria Serviço de Diagnóstico por Imagem. “Esse é o reconhecimento do trabalho sério de uma equipe que busca cada dia mais atender às necessidades dos nossos Clientes”, declarou Maria Olivia Gonzalez, diretora administrativa da Clínica Delfin. Considerado o “Oscar” do setor médico-hospitalar na Bahia, o evento homenageou os principais gestores e instituições da saúde baiana que se destacaram durante o ano de 2012. Sustentado nos pilares transparência, tecnologia de ponta e qualificação profissional contínua, o negócio iniciado pelo médico Delfin Gonzalez, em 1979, foi o primeiro a disponibilizar exames de ressonância magnética fora do ambiente hospitalar, além de ter sido pioneiro na incorporação do equipamento de ultrassonografia com Dopller Convencional, em 1990. Atualmente, o Grupo Delfin possui nove unidades de medicina diagnóstica com atuação no Nordeste e faturamento na ordem dos R$ 120 milhões. Preocupação constante com o cliente e com todas as questões que os envolvem, como qualidade do atendimento, precisão diagnóstica e variedade de serviços também são questões apontadas por Maria Olivia Gonzalez para o sucesso do Grupo. “O conjunto destes fatores é o que certamente nos levou

a este reconhecimento. É com muita alegria que nós recebemos essa premiação, mas isso também aumenta a responsabilidade em continuar oferecendo um serviço cada dia melhor”, completa Maria Olivia Gonzalez. Em relação aos desafios do mercado, para a gestora, no atual contexto econômico, o grande desafio para manter-se líder é seguir uma regra básica: “‘fazer mais com menos’, sem deixar de lado os alicerces da nossa empresa”, lembra. E para continuar sendo referência em Diagnóstico por Imagem, responde com apenas uma palavra: “trabalho”. Para tanto, nos últimos anos, algumas ações consolidaram a posição da marca no mercado nordestino, como o início das atividades do primeiro cíclotron privado das regiões Norte e Nordeste – a Biofármaco, unidade industrial e centro de pesquisa que contou com investimento de aproximadamente R$ 60 milhões, localizada no município de Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador. O Grupo também inaugurou, em 2012, uma nova clínica de diagnóstico por imagem em Natal, Rio Grande do Norte. Já em 2013, a Delfin esteve pela primeira vez no evento que reúne anualmente as maiores empresas do setor médico-hospitalar do país. A Hospitalar, maior feira/fórum de Saúde das Américas, em São Paulo. Representado pelo presidente Dr. Delfin Gonzalez, a empresa levou ao evento o Projeto de Rastreamento do Câncer de Mama, através de uma das cinco unidades móvel personalizada – o Mamamóvel.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

“Esse é o reconhecimento do trabalho sério de uma equipe que busca cada dia mais atender às necessidades e expectativas dos nossos Clientes” Maria Olívia Gonzalez, diretora administrativa da Delfin Imagem

51


SERVIÇO DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM | DIAGNOSON a +

Divulgação

Nova unidade Diagnoson a +, localizada no bairro da Pituba: exames de imagens e análises clínicas em um único lugar


INTEGRAÇÃO VISANDO O CONFORTO EM MEDICINA DIAGNÓSTICA

N

a busca por um atendimento descomplicado em medicina diagnóstica, o Grupo Fleury promoveu a integração de duas marcas em uma nova unidade, a Diagnoson a+, localizada no bairro da Pituba, em Salvador (BA). A equação, que antes de tudo trará benefícios à população, somou a tradição dos 28 anos de história da Diagnoson – maior laboratório especializado em diagnóstico por imagem –, com o prestígio da a+ Medicina Diagnóstica, que chegou ao mercado há dois anos para aprimorar a utilização de serviços laboratoriais, de imagem e outras especialidades diagnósticas. Segunda colocada no Prêmio Benchmarking na categoria Serviço de Diagnóstico por Imagem, a empresa conquistou a credibilidade e o respeito de clientes e do trade de saúde da Bahia. “Nosso compromisso é com o conforto da população de Salvador, oferecendo praticidade no atendimento por meio da complementariedade dos serviços. Com a integração e criação da nova unidade Diagnoson a+, passamos a oferecer aos clientes todos os exames, sejam de imagem ou laboratoriais, em um único lugar”, explica o Diretor Executivo de Negócios do Grupo Fleury, Paulo Pedote. O ponto de partida para a integração da Diagnoson e da a+ foi a reunião do que as duas marcas têm de melhor na área de diagnóstico. A Diagnoson é uma das clínicas mais avançadas em diagnóstico por imagem e conta com um corpo clínico altamente qualificado. A a+ Medicina Diagnóstica tem ampla expertise em exames laboratoriais, bem como uma

plataforma de marca nacional, focada em um atendimento acolhedor, descomplicado, ágil e moderno. O local escolhido para abrigar a nova unidade foi o atual prédio da Diagnoson, que está passando por uma ampliação e reforma para dobrar sua capacidade de atendimento e oferta de exames de imagem. Apesar de ser uma empresa recente, a a+ Medicina Diagnóstica nasceu grande. Traz na bagagem a consolidação de cerca de 90 laboratórios regionais distribuídos estrategicamente pelos estados da Bahia, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul. Na Bahia, a a+ tem 16 unidades na capital baiana e uma no município de Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador. Além disso, a marca leva a assinatura de excelência do Grupo Fleury, que está entre as maiores e mais respeitadas empresas de Medicina e Saúde do Brasil. Com 87 anos de existência, o Grupo é reconhecido pela comunidade médica e opinião pública em virtude da excelência em serviços ao cliente, inovação e qualidade técnica. Hoje, o Grupo conta com seis diferentes marcas de medicina diagnóstica, cerca de 11 mil profissionais, entre os quais mais de 1,7 mil médicos.

“Com a Diagnoson a+ passamos a oferecer aos clientes todos os exames em um único lugar”

Paulo Pedote, Diretor Executivo de Negócios do Grupo Fleury

O crescimento sólido da a+ está ligado também aos valores defendidos pela empresa. O atendimento acolhedor e moderno oferece a melhor experiência aos pacientes. Ao mesmo tempo, a participação em campanhas de voluntariado, as ações sustentáveis e o estímulo para adoção de hábitos saudáveis por parte dos colaboradores e clientes promovem qualidade de vida e bem-estar.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

53


Serviço de Diagnóstico por Imagem | MULTIMAGEM

José antonio barbosa (presidente do grupo meddi)


SATISFAÇÃO DOS COLABORADORES E INVESTIMENTO EM EXPANSÃO

A

perfeita união entre uma equipe qualificada e a implantação de tecnologia de ponta em todas as suas unidades é responsável pelo reconhecimento da Multimagem, unidade do Grupo Meddi especializada na realização de exames de imagem, no Prêmio Benchmarking. A instituição, que levou o troféu bronze na categoria Serviço de Diagnóstico por Imagem, avança pelo interior do Estado e região Nordeste. “Construímos, estrategicamente, uma capilaridade muito grande que consegue atender todas as demandas do Estado. Estamos em dez cidades da Bahia e já temos planos para a instalação em 2014 de uma unidade em Pernambuco. Será o primeiro passo para expandirmos nossa expertise pela Região Nordeste”, adianta o presidente do Grupo Meddi, José Antonio Barbosa. Atualmente, cerca de 800 colaboradores compõem a equipe do Grupo Meddi, que investiu nos últimos dois anos R$ 20 milhões em novas unidades em Vitória da Conquista; na Cidade Baixa, em Salvador; em Ilhéus e mais recentemente em Petrolina (PE), além da expansão da sua unidade em Feira de Santana. Cinco novos equipamentos de ressonância magnética também foram adquiridos, o que permite ao Grupo Meddi se orgulhar de possuir o maior arsenal de ressonâncias magnéticas do Norte e Nordeste do Brasil, com cerca de 20 equipamentos em funcionamento, tendo a previsão de realizar um total de 100 mil exames de ressonância na Bahia em 2013. A satisfação dos funcionários da empresa é uma meta dos gestores. O presidente do Gru-

po Meddi afirma que é preciso criar ações que façam o profissional ter orgulho do local onde trabalha, que ele se sinta adaptado à função e que desenvolva suas atividades laborais com alegria e prazer. “O mais importante não são os equipamentos, são as pessoas. Buscamos talentos em cada cidade que estamos e os valorizamos”, garante Barbosa. O grande diferencial da Multimagem está na preocupação constante em qualificar cada vez mais seus colaboradores. Através do Centro de Recursos Humanos, os novos funcionários do Grupo passam por um laboratório de qualificação para o atendimento, onde todos os detalhes são observados. “Nosso desafio é capacitar pessoas não só para operar equipamentos, mas para cuidar bem dos nossos clientes”, explica Barbosa. A seleção para a montagem da equipe para as clínicas do interior do Estado é feita na própria cidade. Os escolhidos passam treinamentos em Salvador ou Feira de Santana. “Quando retornam às suas cidades para atuarem nas unidades, os novos colaboradores levam a cultura da empresa para o seu cotidiano de trabalho,” afirma. O gestor não deixa de pontuar as transformações nos municípios que recebem uma nova unidade. “Quando chegamos a cidades de pequeno e médio porte, melhoramos a economia local, transformamos o padrão de qualidade dos serviços de saúde e geramos empregos, com profissionais com alto grau de capacitação”, reconhece. “Estamos nos lançando no mercado no Nordeste, que é muito atraente. Queremos ultrapassar as divisas baianas”, finaliza Barbosa.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | bAHIA 2012

‘‘Estamos nos lançando no mercado do Nordeste, que é muito atraente. Queremos ultrapassar as divisas baianas” josé antonio barbosa, presidente do meddi

55


Serviço financeiro | DESENBAHIA

Marcelo Oliveira (Diretor de operações)


FOMENTO ECONÔMICO COM A INTERIORIZAÇÃO DO CRÉDITO

E

m 2012, a Desenbahia, Agência de Fomento do Estado da Bahia, destinou 20% de sua liberação total, R$ 550 milhões, somente para o setor de saúde. A participação substancial do segmento nos financiamentos da estatal que recebeu o troféu ouro do Prêmio Benchmarking na categoria Serviço Financeiro tem crescido ao longo dos últimos anos e a expectativa é que o setor tenha um incremento de 100% dos recursos nos próximos dois anos. “Os empresários não têm desperdiçado a oportunidade da melhoria do mercado no Nordeste e da Bahia. Temos tido no segmento de saúde uma atuação destacada e contribuímos de maneira decisiva, sobretudo, na interiorização do crédito de saúde”, destaca o diretor de Operações da Desenbahia Marcelo Oliveira. Com um planejamento estratégico que apoia os segmentos do comércio, indústria e serviços, a Desenbahia planeja liberar R$ 1 bilhão em financiamento, por ano, até 2016. “Entendemos que não temos a rapidez de oferecer o giro que a maioria das empresas precisa e por isso nos voltamos para os projetos. Nenhum dos bancos comerciais oferece nossas condições, sobretudo ao setor de saúde, que nós sabemos que não tem uma margem muito grande e cujos empresários precisam de um tempo maior e de mais volume para seus financiamentos”, justifica Oliveira. Ele também explica que tem investido bastante em projetos por entender que há uma carência maior nessa área na Bahia. A agência baiana de fomento econômico, que disponibiliza em seu site (http://www.de-

senbahia.ba.gov.br/) um simulador de financiamento, cobra juros de 4% ao ano, ou nos casos de aquisição de equipamentos importados sem similar no mercado brasileiro de 5,5% ao ano. Os prazos dos clientes podem chegar a 12 anos com até três anos de carência, no entanto, a vida útil do aparelho a ser adquirido pelo empresário é um fator limitador para o tempo. A Desenbahia, que fica sediada em Salvador, vem desempenhando um importante papel de apoiar os empreendedores no interior da Bahia. “Estamos gerando desenvolvimento sustentável no Estado e ao fazer isso no segmento de saúde contribuímos para melhoria da qualidade de vida do cidadão que passa a dispor de serviços melhores, próximos de casa e com menos custos”, reflete o diretor de operações, que continua: “Acreditamos que os movimentos de fortalecimento do setor de saúde da Bahia vão durar muito tempo e estaremos ao lado dos empresários”. Recentemente, a agência tornou-se a única instituição autorizada a trabalhar com os recebíveis do Planserv – plano de saúde suplementar voltado para servidores estaduais e seus familiares. “É um grande diferencial, porque muitas vezes o hospital se depara com um problema de garantia com as empresas financeiras e com essa autorização dos recebíveis conseguimos utilizar este meio como mitigador do risco. Por conta disso, temos feito um volume de opções razoáveis beneficiando titulares e seus dependentes”, conclui Marcelo Oliveira, um dos responsáveis por conseguir o convênio com o Planserv quando era diretor de Desenvolvimento de Negócios.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

“Temos tido no segmento de saúde uma atuação destacada e contribuímos de maneira decisiva, sobretudo, na interiorização do crédito de saúde” MARCELO OLIVEIRA, DIRETOR DE OPERAÇÕES DA DESENBAHIA

57


Servi莽o de oftalmologia | INSTITUTO DE OLHOS FREITAS

M么nica Freitas (s贸cia-fundadora e diretora superintendente do instituto de olhos Freitas) e Marcelo Freitas (diretor-presidente)


COMPROMISSO E INOVAÇÃO CONSTANTES DÃO CREDIBILIDADE AO SERVIÇO

É

na dedicação em busca de técnicas modernas e que promovam um tratamento das doenças oculares de forma precisa e segura que a equipe do Instituto de Olhos Freitas vem conquistando, há 22 anos, credibilidade no mercado de saúde. O reconhecimento dos serviços prestados entre os clientes e o trade do setor na Bahia renderam a instituição o ouro no Prêmio Benchmarking de 2012. A empresa que investe em tecnologia e humanização do atendimento se compromete em respeitar as necessidades e promover o bem estar dos seus pacientes. “Nosso foco constante é em inovação. Os gestores têm a convicção de que é preciso buscar as melhores tecnologias e colocá-las a serviço do diagnóstico precoce e de tratamentos mais precisos e seguros”, pontua a sócia fundadora e diretora superintendente do Instituto de Olhos Freitas, Mônica Freitas. Ela assegura que a equipe tem uma rotina de treinamentos em busca da renovação continuada para excelência no atendimento.

Na avaliação do sócio fundador e diretor-presidente do Instituto de Olhos Freitas, Marcelo Freitas, 2012 foi um ano importante para a instituição por conta do início do projeto de reformulação dos seus espaços, com a transferência da unidade ambulatorial e diagnóstica para o Edifício Mundo Empresarial Plaza, localizado na região do Iguatemi, bairro que abriga os setores comercial e financeiro de Salvador. “Esta mudança nos permitiu o deslocamento estratégico da instituição, para

uma área de maior afluxo comercial na cidade. Temos um espaço mais confortável e atrativo para o nosso público”, observa Freitas. Quantos aos serviços, a fundadora do Instituto evidencia as inovações no setor cirúrgico no último ano. “Destacamos o grande avanço tecnológico nas cirurgias de catarata com a aquisição do Equipamento de Laser LenSx que possibilita a realização de importantes etapas operatórias com maior precisão e reprodutibilidade. A incorporação do Laser à cirurgia da catarata juntamente com as Lentes Intraoculares de Alta Tecnologia torna os resultados refrativos – maior independência dos óculos – mais precisos”, detalha. Já o diretor presidente, ressalta os desenvolvimentos nos tratamentos em outras doenças oculares. “O setor de glaucoma desenvolveu novas abordagens cirúrgicas minimamente invasivas e eficazes. E no departamento de Cirurgia Refrativa, usamos as mais novas tecnologias para a realização dos exames pré-operatórios e para a execução das cirurgias de miopia, hipermetropia e astigmatismo”, detalha Freitas. Ainda segundo ele, o uso do Laser de Femtosegundo nas Cirurgias Refrativas e de Ceratocone adicionou maior segurança e mais precisão aos resultados. O compromisso em melhorar os seus serviços faz parte do plano estratégico empresa para 2013. A unidade hospitalar, o Hospital do Olho, será reformulada e oferecerá mais conforto para o pacientes que necessitem realizar cirurgias oculares.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

“Os gestores têm a convicção de que é preciso buscar as melhores tecnologias e colocá-las a serviço do diagnóstico precoce e de tratamentos mais precisos e seguros” Mônica Freitas, sócia-fundadora do Instituto de Olhos Freitas

59


Serviço de Oncologia | Núcleo de Oncologia da Bahia

Eduardo Moraes, Ivana Nascimento, Érico Strapasson, Maria Lúcia Batista, Eldsamira Mascarenhas, Gildete Lessa e Clarissa Mathias (médicos sócios do NOB)


Acolhimento como aspecto diferencial no tratamento oncológico

D

epois de mais de duas décadas de fundação, através de uma das mais importantes equipes médicas do Brasil, o Núcleo de Oncologia da Bahia (NOB) conquistou, pelo segundo ano consecutivo, o troféu ouro do Prêmio Benchmarking Saúde na categoria Serviço de Oncologia. Atuando de forma transdisciplinar, a instituição realiza mais de oito mil consultas nas unidades localizadas no bairro de Ondina, na capital baiana, e em Lauro de Freitas, cidade da Região Metropolitana de Salvador. Além disso, o NOB está presente no Núcleo de Prevenção do Centro Médico do Hospital da Bahia e é responsável pelo setor de oncologia do Hospital Português, ambos sediados na capital baiana.

sultado é visível tanto nos pacientes, quanto nos familiares, que se sentem mais seguros e confiantes. “Não há mais como haver distância entre médico e paciente”, defende a oncologista.

Um suporte completo que envolve consultas e tratamento quimioterápico é colocado à disposição dos pacientes através de um corpo de especialistas em várias áreas. De acordo com Gildete Lessa, uma das fundadoras do NOB, junto com as oncologistas Clarissa Mathias e Maria Lucia Batista, o aspecto mais importante da instituição é o acolhimento ao paciente, para que ele se sinta cuidado não somente do ponto de vista físico, mas também no aspecto mental e espiritual. Alinhado a essa filosofia, o NOB mantém o Grupo de Apoio e Ajuda Mútua Bem Viver, que visa justamente promover o equilíbrio psicossocial dos pacientes e seus familiares com ações implementadas através de palestras e atividades lúdicas, a exemplo de oficinas de artes, sessões de musicoterapia, teatroterapia e pilates. Segundo Clarissa Mathias, o re-

A clínica promove diversos eventos científicos nacionais e internacionais. Além disso, participa de estudos das indústrias farmacêuticas internacionais no Centro de Pesquisa Clínica. De acordo com Ivana Nascimento, sócia e responsável por estudos genéticos, a tradição e a atuação na fronteira do conhecimento geram credibilidade e reconhecimento à clínica. “O mais importante, entretanto, é crescer com ética e respeito ao paciente”, afirma a oncogeneticista. Após começar a oferecer o serviço de tratamento de hepatites, através do Núcleo de Tratamento para Hepatites (NTH), em 2012, e de prevenção e tratamento bucal, o NOB inicia um ousado plano de expansão de sua expertise fora da Bahia. Em 2013, a instituição abrirá o Núcleo de Oncologia de Sergipe (NOS), em parceria com a Cemise, maior clínica sergipana de diagnóstico por imagem.

A padronização das estruturas e do atendimento, através de protocolos seguidos por instituições em todo o Brasil, promove a segurança de pacientes e funcionários em todas as unidades. Em 2012, o NOB teve sua qualidade certificada através da Organização Nacional de Acreditação (ONA). “Todos os nossos procedimentos são padronizados, o que traz segurança e minimiza qualquer chance de falha”, justifica o oncologista e diretor de qualidade do NOB, Erico Strapasson.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

“O aspecto mais importante é o acolhimento do paciente e de toda família que participa do tratamento oncológico” Gildete Lessa, sócia fundadora do Núcleo de Oncologia da Bahia (NOB)

61


aÇÃO SOCIAL | SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DA BAHIA

Licia Maria valente (Coordenadora dos centros de educação infantil), Lise Weckerle (provedora da santa casa de misericórdia da bahia) e miriam márcia tourinho santana (coordenadora de projetos sociais)


Leogump Carvalho

TRADIÇÃO E RESPONSABILIDADE SOCIAL GARANTEM RECONHECIMENTO

C

om 464 anos, a Santa Casa de Misericórdia da Bahia soma diversas ações sociais que ajudam milhares de pessoas carentes todos os anos no Estado. A estrutura administrativa e profissionalizada com mais de 5 mil funcionários diretos, que permite a realização de projetos nas áreas de saúde, educação, cultura e assistência social, foi responsável pela conquista do ouro do Prêmio Benchmarking na categoria Ação Social. Para a empresária e titular do cargo de provedora da Organização Social, Lise Weckerle, a instituição promove qualidade em saúde, conforto e bem-estar aos pacientes. Uma das principais ações da Santa Casa em 2012 foi a ampliação da presença no Bairro da Paz, localizado na periferia de Salvador, com o Espaço Avançar. A iniciativa promove formação profissional para a cozinha, costura, salões de beleza, informática, construção civil, entre outros. O espaço também conta com um Balcão de Justiça e Cidadania e com o Programa de Protagonista Juvenil, com parceria do grupo Neojibá, uma banda sinfônica formada por 86 crianças e jovens. “Quando tomei posse na Provedoria da Santa Casa, assumi a responsabilidade de assegurar e manter o trabalho de ação social, cuja importância e magnitude só percebi quando tive de responder aos desafios diários”, reconhece Lise. O ano de 2012 registrou também um aumento expressivo da área de Voluntariado da Santa Casa da Bahia. Atualmente,

225 voluntários fazem parte do grupo formado desde 2005, que organiza e qualifica as ações da instituição. Na área Cultural, a Santa Casa mantém o mais visitado museu da Bahia – Museu da Misericórdia – e um Centro de Memória, com documentação registrada como Memória Mundo, pela Unesco. No maior e mais tradicional cemitério de Salvador, a instituição disponibiliza o Circuito Cultural do Campo Santo. A população carente também conta com serviços de saúde da Santa Casa. A clínica infantil da Pupileira, em Nazaré, as oficinas de primeiro emprego, os encontros e sessões musicais no Hospital Santa Izabel e o reconhecido projeto de contadores e ouvidores de histórias já beneficiaram centenas de pacientes internados em doze instituições de saúde da capital baiana. Dezenas de crianças com cardiopatias e problemas oncológicos também são acolhidas no hospital e seus acompanhantes são recebidos na Casa de Saúde de Criança Solange Fraga, que oferece estrutura para abrigar os familiares dos pacientes. “Passo a passo continuamos expandindo nossas atividades com planejamento, perseverança e envolvimento do corpo multiprofissional”, declara Lise, que adianta: “Queremos fazer muito mais”. Em todas as áreas da Santa Casa é possível registrar recentes avanços com destaque para as obras de reforma e ampliação do Hospital Santa Izabel, a reestruturação do Cerimonial Rainha Leonor, a nova sede Escola de Formação Técnico Profissional Rosa Gattorno, dentre outras iniciativas.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

“Quando tomei posse na Provedoria da Santa Casa, assumi a responsabilidade de assegurar e manter o trabalho de ação social” Lise Weckerle, PROVEDORA DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DA BAHIA

63


Sustentabilidade | LEME

Marla Cruz (Diretora e s贸cia do LEME)


Baldivieso Ivan

GESTÃO COM FOCO EM COMPROMISSO AMBIENTAL

C

om práticas de gestão sustentáveis que abraçam questões ambientais, sociais e econômicas, o Laboratório LEME promove uma série de ações que reforçam o compromisso com o desenvolvimento social e a preservação do meio ambiente. As medidas vão além do que preveem as obrigatoriedades legais e, com essa filosofia empresarial, o LEME levou o troféu ouro do Prêmio Benchmarking na categoria Sustentabilidade. “A cultura da sustentabilidade na empresa contribui para a conscientização dos colaboradores que recebem treinamentos e palestras, que por sua vez repassam aos clientes. Acreditamos que assim estamos contribuindo para que as pessoas tenham atitudes mais conscientes e para a melhoria da consciência coletiva”, defende a diretora e sócia do LEME Marla Cruz. Em 2000, a empresa iniciou um programa de implantação de requisitos das normas ambientais e, quatro anos depois, tornou-se a primeira organização do segmento de saúde a conquistar a Licença Ambiental pelo CEPRAM/CRA. Recentemente, o LEME inaugurou três novas unidades inteiramente pensadas dentro dos conceitos de responsabilidade ambiental, nos bairros de Alphaville, Barra e Costa Azul. De acordo com Marla, as unidades foram projetadas para minimizar possíveis impactos ambientais. “Nossa preocupação vai desde o descarte apropriado dos dejetos e materiais da obra até os brindes responsáveis ambientalmente oferecidos nos lançamentos das unidades”, diz a diretora. Os espaços internos possuem sensores de energia elétrica e ar condicionados com gás eco-

lógico (que não emitem CFC – clorofluorcarbonos), os vidros refletivos mantêm o espaço iluminado e a temperatura, economizando energia. Nos banheiros, foram instalados vasos sanitários econômicos com sistema dual flux, além do uso de bacias sanitárias com caixa acoplada, que reduzem o consumo de água, e computadores que consomem 25% a menos de energia. A decoração utilizou móveis de madeira de reflorestamento (MDF, madeira maciça e laminado). “Toda a idealização do projeto foi cuidadosamente estudada. Os colaboradores foram treinados na utilização dos equipamentos da unidade, bem como para atuarem como agentes multiplicadores das questões ambientais, repassando o conhecimento”, completa Marla. O LEME também atua com projetos nas questões socioambientais em comunidades vizinhas. Através do planejamento estratégico, o laboratório agiu de maneira mais ampla e fez com que o Projeto de Responsabilidade Social tivesse como escopo o voluntariado voltado para a educação na saúde. Assim, o Programa Sementes do Leme, segundo Marla, foi construído tendo como premissa básica a assistência às organizações públicas sem fins lucrativos da área de saúde, através da disseminação de conhecimentos com foco em gestão e ações de educação para a saúde que permitam a melhoria do desempenho das organizações atendidas. A ideia, de acordo com Marla, surgiu como meio de expandir a relação de cuidado que permeia a essência do negócio. “Também é desejo que mais empresas de saúde abracem esta causa e invistam em responsabilidade social”, finaliza a diretora.

PRÊMIO BENCHMARKING SAÚDE | Bahia 2012

“Estamos contribuindo para que as pessoas tenham atitudes mais conscientes e para a melhoria da consciência coletiva” Marla Cruz, diretora e sócia do LEME

65


O Oscar

da Saúde da Bahia Cerimônia da terceira edição do Prêmio Benchmarking Saúde Bahia foi realizada no espaço Unique Eventos, no dia nove de maio de dois mil e treze.


Fotos: Ivan Baldivieso

1

3

2

4

1- Mônica Freitas e Marcelo Freitas (Instituto de Olhos Freitas), Ruy Cunha (DayHorc) e Carlos Eduardo (Oftalmodiagnose) – respectivamente, ouro, prata e bronze na categoria Serviço de Oftalmologia. 2- Sebastião Castro (Hospital Samur) e Ana Paula Lima (Hospital Santa Helena) foram os vencedores na categoria Hospital Privado (interior do estado). 3- Presidente da Ahseb, Ricardo Costa (centro). 4- Orlando Colavolpe (COT) em seu discurso de agradecimento pelo primeiro lugar na categoria Serviço de Ortopedia. 5- Marcelo Oliveira (Desenbahia) e representantes do Banco do Brasil e Santander: ouro, prata e bronze.

5

6

6- Efigênia Vieira (SOS Vida – ouro na categoria Home Care), João Maurício Maltez e Cláudia Dórea (Vitalcare – prata). 7- Coquetel de premiação foi realizado no Espaço Unique Eventos.

7

67


8

8- O secretário de Saúde Bahia, Jorge Solla, que foi eleito Gestor Público do Ano no Prêmio Benchmarking Saúde. 9- Diretor executivo do Grupo Criarmed (Revista Diagnóstico/Prêmio Benchmarking Saúde), Reinaldo Braga, com a provedora da Santa Casa de Misericórdia da Bahia, Lise Weckerle.

9 10

10- Marcelo Kutter (Medicware – tricampeã na categoria Empresa de TI), Hemídio Martins (MV – prata ) e Humberto Guimarães (Totvs – bronze). 11- Magno Teles (Amil), Tânia Condurú (Golden Cross) e Eraldo Costa (Grupo Promédica) – respectivamente, primeiro, segundo e terceiro lugares na categoria Medicina de Grupo).

11

12- Christiane Macedo (SH Brasil) e Marla Cruz (Sol Saúde Ocupacional). 13- Alfredo Grosso (Planserv), Janete Bastos (Petrobras) e Rogério Lima (Camed) foram os vencedores na categoria Autogestão.

12

14- Os mestres de cerimônia Olga Goulart e Alessandro Timbó. 15- Clarissa Mathias (NOB), Vanuza Amorim (AMO) e Cristina Cagliari (Cehon) – respectivamente, os melhores serviços de Oncologia da Bahia.

13

14

15


16

17

18

19

16- Mariléa Souza, superintendente de Gestão de Rede Bahia e Sergipe da Bradesco Saúde, recebeu o prêmio Benchmarking Saúde (categoria Seguradora), juntamente com o superintendente de Produção da Bradesco, Gilvan Barros. 17- Maria Olívia Gonzalez (Grupo Delfin), Antônio Borba (Fleury) e Flávio Freitas (Multimagem) foram premiados na categoria Serviço de Diagnóstico por Imagem com a distinção ouro, prata e bronze. 18- Delfin Gonzalez (Grupo Delfin), tricampeão na categoria Empresário do Ano, segundo seus próprios pares. 19- Fábio Brinço (Itaigara Memorial), Alexandre Pustilnik (Instituto Cárdio Pulmonar) e Ruy Cunha (DayHorc) foram os eleitos na categoria Hospital Dia. 20- O secretário de Administração do Estado da Bahia, Manoel Vitório, também prestigiou o evento, que reuniu os principais empresários do trade de saúde da Bahia. 21- O superintendente de Saúde da Santa Casa de Misericórdia da Bahia, Eduardo Queiroz (centro), ladeado por Ricardo Madureira, diretor médico do Hospital Santa Izabel, e Mônica Bezerra, diretora administrativa do HSI.

20

21

22

22- Marla Cruz, diretora médica do Laboratório Leme, recebeu prêmio inédito na categoria Sustentabilidade pelas ações da empresa ao longo de 2012.

69


30

31

30- Ação promocional da Helicia, que colocou um helicóptero dentro da Unique Eventos. 31- Orlando Amorim (White Martins – grande vencedora na categoria Gases Medicinais), Karina Pontes (Air Liquide) e Christiane Resende (Linde). 32- (De frente) O casal Maisa Domenech (CNS) e Alfonso Carvalho (Hospital Aeroporto) com o staff da MV Sistemas. 33- A Belle Mundi Turismo foi uma das patrocinadoras do Benchmarking Saúde Bahia. 34- Verônica Diniz – diretora comercial do Grupo Criarmed – e Daiane Coelho, da Belle Mundi Turismo.

32

33 Realização

patrocínio

a Revista dos Líderes da saúde do brasil

auditoria

34


71


MEMORIAL Prêmio Benchmarking Saúde 2012 Bahia

Conheça a metodologia, o ranking dos vencedores e a pontuação obtida por cada um dos indicados em todas as categorias do Prêmio Benchmarking Saúde Bahia, edição 2012


MEMORIAL Prêmio Benchmarking Saúde 2012 Bahia

AÇÃO SOCIAL

ARQUITETURA HOSPITALAR

EMPRESA DE HOME CARE

EMPRESA DE TI

fase 01 | COMITÊ JULGADOR fase 01 | COMITÊ JULGADOR Empresários e executivos de instituições e entidades representativas do segmento médico-hospitalar da Bahia, assim como líderes de associações de classe e as principais lideranças de seguradoras e operadoras de planos de saúde, foram convidados para compor a comissão julgadora. No total, o comitê foi formado por 76 membros, representantes de pelo menos uma das 25 categorias em disputa no Benchmarking Saúde.

73


METODOLOGIA O Benchmarking Saúde chega a sua terceira edição, elegendo as empresas e gestores que se destacaram em 2012. A avaliação foi feita pelo próprio trade de saúde baiano, através de voto secreto com base nos critérios de Inovação, Credibilidade, Novos Investimentos e Visibilidade de Mercado. Os três candidatos com maior pontuação, somando todos os critérios foram eleitos vencedores em sua categoria – primeiro, segundo e terceiro lugar. Em caso de empate, a decisão final tem como base a pontuação obtida nos critérios Inovação e Credibilidade.

EMPRESÁRIO DO ANO

EXECUTIVO DO ANO

GESTOR PÚBLICO

fase 02 | DIVULGAÇÃO Com o objetivo de garantir a transparência do processo de avaliação, ações dirigidas por e-mail marketing divulgaram todas as informações relativas ao Benchmarking Saúde, como a lista completa dos integrantes do comitê julgador e das empresas representadas por cada um deles. A Revista Diagnóstico também promoveu um encontro com representantes de todos os indicados com a intenção de apresentar a metodologia e os critérios de avaliação.

HOSPITAL DIA


MEMORIAL Prêmio Benchmarking Saúde 2012 Bahia

HOSPITAL FILANTRÓPICO

HOSPITAL PRIVADO (Grande Porte)

HOSPITAL PRIVADO (Interior do Estado)

HOSPITAL PRIVADO (Pequeno, Médio Porte)

Fase 03 | OS INDICADOS A Revista Diagnóstico elaborou um pré-lista com até seis nomes por categoria, sugeridos por uma comissão de notáveis, integrada por dirigentes de classe, consultores, formadores de opinião e profissionais do trade de saúde. Também coube a essa comissão a escolha do prêmio especial, que elegeu, nesta edição, a Biofármaco como destaque Brasil.

75


CRITÉRIOS Inovação Deverão ser avaliadas as empresas e gestores que se destacaram por ações de empreendedorismo, projetos de gestão e/ou governança e iniciativas afins que os fizeram modelo a ser seguido em 2012. Peso 100.

INDÚSTRIA DE GASES MEDICINAIS

Credibilidade Trata-se do posicionamento da empresa ou gestor diante do mercado (relação com fontes pagadoras/ prestadores/ fornecedores) bem como suas práticas de assistência e segurança médica dentro de sua área de atuação. No caso de empresas ou profissionais fora desse escopo, a exemplo de serviço financeiro e empresas de TI, foi levado em conta fatores como ética, pontualidade e compromisso com os seus diversos stakeholders. Peso 100.

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS

MEDICINA DE GRUPO

OPERADORA DE AUTOGESTÃO

fase 04 | VOTAÇÃO Os vencedores do Benchmarking Saúde foram escolhidos através de votação no site www.benchmarkingsaude.com.br/bahia. Para garantir a segurança do processo, cada membro do comitê julgador teve acesso ao sistema por meio de login e senha exclusivos, expirados automaticamente após a avaliação. O sistema não permite que os jurados avaliem as categorias em que suas próprias instituições concorrerem. Todo o processo foi auditado pela PwC.


MEMORIAL Prêmio Benchmarking Saúde 2012 Bahia

SAÚDE OCUPACIONAL

SEGURADORA

DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

SERVIÇO DE OFTALMOLOGIA

77


CRITÉRIOS Novos investimentos Refere-se a novas unidades, ampliação de serviços e investimentos em novas tecnologias executados ao longo de 2012. Peso 50.

SERVIÇO DE ONCOLOGIA

Visibilidade de mercado Esse critério foi usado para avaliar o desempenho obtido pelos candidatos ao prêmio através de seus investimentos em marketing, publicidade e comunicação corporativa. Peso 30.

SERVIÇO DE ORTOPEDIA

SERVIÇO FINANCEIRO

SUSTENTABILIDADE


COMISSÃO JULGADORA Aderval Gomes – Perfil Gestão Empresarial Agnaldo Bahia – Nove Consultoria Alberto Serravale – Bahia Home Care Alex Gomes – Linde Alexandre Guerra – Oftalmoclin Alfonso Carvalho – ADM Consultoria Alfredo Martini – Hospital São Rafael Alice Petersen – Image Memorial Ana Paula Lima – Hospital Santa Helena Anderson Veloso – Labaclen André Lavigne – Alclin André Wermann – Santa Casa Itabuna Antônio Brito – Instituto de Olhos Freitas Antônio Carlos Borba – A + / Fleury Álvaro Nonato – Hospital Português Bráulio Brandão – Hospital Aeroporto Cássia Maria Araújo de Souza – Semol Cícero Andrade – Tecnosp/Fenaess Cristiane Saturnino – Air Liquide Cristina Cagliari – Cehon David Lessa – Dinatec Delfin Gonzalez – Grupo Delfin Débora Mariele – Instituto Cárdio Pulmonar Eduardo Borges – Rede Labforte Eduardo Queiroz – Hospital Santa Izabel Eunivaldo Diniz – Febase Fábio Brinço – Itaigara Memorial Fernando Rodrigues – Hospital da Bahia Genaldo Vargas – Hospital Sagrada Família Gildete Lessa – Núcleo de Oncologia da Bahia Hélio Cruz – Diagnoson Hérika Pedroza – Hospital Semed - Camaçari Iracema Brandão – Hospital Emec Iracema Félix – Banco Santander Jairo Simões – Ortoped João Grossini – MV João Soares – Grupo CAM Jorge Bagdêve – Banco do Nordeste

Jorge Calabrich – Uniday Jorge Oliveira – Grupo Promédica Jorge Solla – Secretaria de Saúde da Bahia José Alberto Muricy – Muricy Consultoria José Antônio Barbosa – Grupo Meddi José Antônio Rodrigues Alves – Secretaria Municipal de Saúde Júnior Magalhães – Clínica Cato Laura Queiroz – Hospital Santo Amaro Laura Ziller – Hospital São Rafael Lilian de Alencar – Grupo Leme Lúcia Dórea – Hospital Samur - Vitória da Conquista Maísa Domenech – ADM Consultoria Marcelo Britto – Ahseb Marcelo Kutter – Medicware Marcelo Simões – Oftalmodiagnose Marcos Domingues – QualiVida Mariléa Souza – Bradesco Saúde Maurício Bernardino – Labchecap Mauro Adan – Grupo Santa Helena Mônica Bezerra – Hospital Santa Izabel Neide Machado – Cassi Nelson Pestana – AMO Onildo Oliveira Filho – LABO - Vitória da Conquista Osvaldo Viana – Camed Priscila Wiederkehr – Vitalcare Raimundo Correia – Sindhosba Ricardo Costa – Ahseb Ricardo Galvão – Totvs Ricardo Nóbrega – White Martins Roberto Sá Menezes – GACC Rosalvo Coelho – Hospital Evangélico Rose Caribé – DayHorc Sérgio Colavolpe – COT Sônia Carvalho – Planserv Tânia Condurú – Golden Cross Tereza Veloso – Norclínicas / Intermédica Wilson Franchi – Hapvida Zênia Araújo – Conamed

79


CONTATOS a+ Diagnoson R. Pernambuco, 14, Pituba – Salvador – BA CEP: 41830-391 | Telefone: (71) 2104-2000

Laboratório Leme Av. Araújo Pinho, 490 – Canela, Salvador – BA CEP: 40110-150 | Telefone: (71) 3338-8500

Bradesco Saúde Av. Estados Unidos, 26, 1º andar – Comércio, Salvador – BA CEP: 40010-020 | Telefone: (71) 3327-7318

Medicware R. Agnelo Brito, 90 – Federação, Salvador – BA CEP: 40170-100 | Telefone: (71) 3617-1176

Delfin Imagem Av. Antônio Carlos Magalhães, 442 – Itaigara, Salvador – BA CEP: 41830-000 | Telefone: (71) 3351-8062

Multimagem Avenida Manoel Dias da Silva, 675 e 677 – Pituba, Salvador – BA CEP: 41830-000 | Telefone: (71) 2108-9999

Desenbahia Av. Tancredo Neves, 776 – Caminho das Árvores, Salvador – BA CEP: 41820-020 | Telefone: (71) 3103-1000

Núcleo de oncologia Av. Adhemar de Barros, 123 – Ondina, Salvador – BA CEP: 40170-110 | Telefone: (71) 4009-7070

Hospital do Aeroporto R. Edvaldo Santos Leite, 2028 – Lauro de Freitas – BA, CEP: 42700-000 | Telefone: (71) 3288-8100

Petrobras Av. Prof. Magalhães Neto, 1450 – Pituba, Salvador – BA CEP: 41810-012 | Telefone: (71) 3402-5257

Hospital Jorge Valente Av. Anita Garibaldi, 2135 – Ondina, Salvador – BA CEP: 40170-130 | Telefone: (71) 3203-4333

Planserv Av. Antonio Carlos Magalhães, s/n, 4º andar – Iguatemi, Salvador – BA CEP: 41280-000 | Telefone: (71) 3273-4300

Hospital Samur Av. Yolanda Fonseca, 480 – Jurema, Vitória da Conquista – BA CEP: 45023-030 | Telefone: (77) 2102-8334

Promédica Av. Tancredo Neves, 450, Ed. Suarez Trade, 27º andar – Caminho das Árvores, Salvador– BA CEP: 41820-020 | Telefone: (71) 3271-9100

Hospital Santa Helena Av. Concêntrica, 9 – Camaçari de Dentro, Camaçari – BA CEP: 42809-051 | Telefone: (71) 3622-7555 Hospital Santa Izabel Praça Conselheiro Almeida Couto, 500 – Nazaré, Salvador – BA CEP: 40050-410 | Telefone: (71) 2203-8444 Instituto de Olhos Freitas R. Jequié, 4 – Rio Vermelho, Salvador – BA CEP: 41940-580 | Telefone: (71) 3330-6100 Itaigara Memorial R. Altino Serbeto de Barros, 119 – Itaigara, Salvador – BA CEP: 41830-907 | Telefone: (71) 3453-8500 Labchecap Avenida Luís Viana, 2212 – Imbuí, Salvador – BA CEP: 41720-200 | Telefone: 0800 709 9000

Protécnica Rua Rio Trobogi, 320, casa 6 – Piatã, Salvador – BA CEP: 41650-295 | Telefone: (71) 9107-0578 Secretaria de Saúde da Bahia Av. Luís Vianna Filho, 400 – CAB, Salvador – BA CEP: 41745-002 | Telefone: (71) 3115-4199 SH Brasil Rua Dr. José Peroba, 349 – Stiep, Salvador – BA CEP: 41770-900 | Telefone: (71) 3622-7555 Vitalmed Av. Tancredo Neves, 148 – Caminho das Árvores, Salvador – BA CEP: 41820-020 | Telefone: (71) 2202-8686 White Martins Rodovia Salvador – Feira, s/n – Alta Alegre, Feira de Santana – BA CEP: 41310-450 | Telefone: 0800 709 9000


Book Benchmarking Saúde | 2012 Publisher/Diretor Executivo Reinaldo Braga | reinaldo@grupocriarmed.com.br Diretora Comercial Verônica Diniz | veronica@grupocriarmed.com.br Textos Adalton dos Anjos Eduardo César Fotos e Tratamento de imagens Roberto Abreu Diagramação Cacá Ponte Impressão Gráfica Santa Bárbara Distribuição Map Express Realização

a Revista dos Líderes da saúde do brasil

Criarmed Marketing de Saúde, Av. Centenário - 2411, Ed. Empresarial Centenário, salas 203/204 | Chame-Chame | CEP: 40.155-150 | Salvador-BA Tel.: (71) 3183-0360 www.benchmarkingsaude.com.br ® Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução parcial ou total do conteúdo desta publicação sem a expressa autorização do Grupo Criarmed.


R

Prêmio Benchmarking Saúde 2013 Bahia  

As empresas, instituições e gestores que foram modelo para o mercado

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you