Issuu on Google+

%HermesFileInfo:A-1:20100730:

JULIO MESQUITA 1891 - 1927

EDIÇÃO DE 0H15

30 DE JULHO DE 2010 R$ 2,50* ANO 131. Nº 42654

RUY MESQUITA Diretor

estadão.com.br

SEXTA-FEIRA Divirta-se Trilhas musicais Um festival e outros programas de jazz pela cidade

59 103

peças de teatro

lugares onde comer e beber

Atração. O guitarrista John Stein toca em SP

Caderno2 Tom épico Estreia hoje Uma Noite em 67, que revive o último Festival da Record

Animação. O japonês Ponyo mantém a técnica tradicional. PÁG. D5

OFÍCIO DAS LETRAS

HÉLVIO ROMERO/AE

Procuradoria investiga Tuma e Mercadante

A prova de fogo do Rodoanel Motorista dirige-se ao Trecho Sul do Rodoanel por caminho clandestino: com acessos inacabados, sem radares e com pontos cegos de telefonia celular, via receberá caminhões redirecionados da Marginal Pinheiros e das Avenidas Bandeirantes e Roberto Marinho.

A Procuradoria Regional Eleitoral em SãoPaulovaiinvestigarousodeservidores pagos pelo Senado na campanha do candidatoaogoverno de SãoPauloAloizio Mercadante (PT) e na do candidato à reeleição ao Senado Romeu Tuma (PTB), revelado ontem pelo Estado. A lei eleitoral e as normas internas do Senado proíbem que os senadores usem seus assessores para fins eleitorais. Em nota, Mercadante negou qualquer irregularidade. NACIONAL / PÁG. A4 ● Ficha

Limpa

A lei que veta candidatura de políticos condenados pode atingir 338 nomes. O Estado mais atingido é São Paulo, com 46 impugnações. NACIONAL / PÁG. A6

METRÓPOLE / PÁG. C1

Uribe ‘deplora’ declaração de Lula O presidente colombiano, Álvaro Uribe, criticou o presidente Lula por ter qualificado a crise entre Colômbia e Venezuela meramente como um “conflito verbal”. Em nota, Uribe disse que “deplora” o fato de que Lula, com quem afirma ter “cultivado as melhores rela-

ções”, tenha se referido à crise “como se fosse caso de assuntos pessoais”. Para Uribe,Lulaignoraa“ameaça”querepresenta a presença de guerrilheiros das Farc na Venezuela. O brasileiro não quis comentar. Presente à reunião da União Sul-Americana de Nações (Una-

sul) para abordar a crise, o chanceler da Colômbia, Jaime Bermúdez, disse que não tinha “grandes expectativas” sobre o encontro, convocado pela Venezuela, e que seu país não recuaria da denúncia de que o governo de Hugo Chávez apoia as Farc. INTERNACIONAL / PÁGS. A13 e A14

AFP

Em nota, presidente colombiano critica o brasileiro por ter qualificado a crise entre Venezuela e Colômbia como mero ‘conflito verbal’ “(Lula) ignora a ameaça que representa, para a Colômbia e o continente, a presença de terroristas das Farc na Venezuela” Álvaro Uribe, PRESIDENTE DA COLÔMBIA

RINASCITA NAZIONALE

Lucro da Vale sobe 344% e vai a R$ 6,6 bi ECONOMIA / PÁG. B12

Infecção mata 6 vezes mais que o trânsito VIDA / PÁG. A18

Na França, mãe admite ter matado oito filhos INTERNACIONAL / PÁG. A14

Bruno e mais sete são indiciados por homicídio METRÓPOLE / PÁG. C5

WASHINGTON NOVAES O perde-ganha ambiental Quem perder a corrida por tecnologias de energias “limpas” e renováveis pode ver comprometido seu lugar na economia mundial. ESPAÇO ABERTO / PÁG. A2

7 8 9 10 11 12

Gasto em ano eleitoral reduz superávit

‘Passageiro’ vai chefiar agência de transportes

A disparada dos gastos do governo federal e dos Estados para viabilizar obras em ano eleitoral fez com que o superávit primário (economia para pagar juros da dívida), acumulado em 12 meses até junho, caísse para R$ 67,368 bilhões, ou o equivalente a 2,07% do PIB. O resultado fortalece a percepção de que a meta de superávit primário de 3,3% do PIB só será atingidase foremabatidos osinvestimentos do PAC. ECONOMIA / PÁG. B1

O presidente Lula decidiu nomear para a diretoria da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) Jorge LuizMacedoBastos,queresumiu aoEstado seu currículo no setor: “Tenho experiência como usuário”. A nomeação deBastos,diretordeumtimedebasquete, é uma forma de compensar o peemedebistaHélioCosta,candidatoaogoverno de Minas, pela demissão de Carlos Custódio, ligado ao ex-ministro, da presidência dos Correios. NACIONAL / PÁG. A9

VISÃO GLOBAL Obama e o racismo Aindaémuitocedoparapodersefalar sobreraçalivrementenosEUA,escreve Matt Bai. INTERNACIONAL / PÁG. A16

Berlusconi: palácio à venda

O premiê italiano pôs à venda por US$ 600 milhões palácio na Ilha da Sardenha célebre por festas polêmicas. INTERNACIONAL / PÁG. A14

NELSON MOTTA Mundo bizarro Os ficcionistas estão em pânico. É cada vez mais difícil criar histórias e personagens originais que possam surpreender os leitores. NACIONAL / PÁG. A11

Tempo na capital Sol e calor, 27˚ Máx. sem previsão 15˚ Mín. de chuva HOJE: 184 PÁGINAS (4 DE CLASSIFICADOS) * VER TABELA NA PÁGINA A3

ESTADO SOB CENSURA HÁ 364 DIAS. PÁG. A12

NOTAS & INFORMAÇÕES

Confundindo o público e o privado Os senadores e outros políticos privatizam bens públicos. PÁG. A3


A2 Espaço aberto %HermesFileInfo:A-2:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

PUBLICAÇÃO DA S.A. O ESTADO DE S. PAULO

Fundado em 1875

Av. Eng. Caetano Álvares, 55 - CEP 02598-900 São Paulo - SP Caixa Postal 2439 CEP 01060-970-SP . Tel. 3856-2122 (PABX) Fax Nº (011) 3856-2940

Julio Mesquita (1891-1927) Julio de Mesquita Filho (1927-1969) Francisco Mesquita (1927-1969) Luiz Carlos Mesquita (1952-1970)

O perde-ganha na área do clima ✽ ●

WASHINGTON NOVAES esmo com a Serra Gaúcha aindatraumatizadapelodesastreclimático de poucos dias atrás e o Nordeste brasileiro sem meios para enfrentar o drama de Alagoas e Pernambuco, é surpreendente a quase nenhumaimportânciaqueacomunicação brasileira deu às terríveis dimensões da mais recente tragédia das enchentes na China:117milhõesdepessoasatingidas em 27 províncias, 8 milhões de pessoas desalojadas, 645 mil casas derrubadas, mais de 700 mortos e perto de 350 desaparecidos, 7 milhões de hectares de cultivos comprometidos, perdas de US$ 37 bilhões. A mesma perplexidade advém da leitura do noticiário sobre a dificuldade de, no plano mundial, se chegar a um acordo para reduzir as emissões de gases poluentes que contribuem para mudanças climáticas. Na semana passada, o governo norteamericano, por exemplo, desistiu de tentar aprovar agora no Senado sua proposta de legislação que permitiria estabelecer metas nessa área. Tão complicada está a negociação no plano global que a Convenção do Clima já está propondo um plano de emergência que permita, pelo menos a 143 países signatários,prorrogaravigênciadoProtocolo de Kyoto, que expira em 2012. Ao mesmo tempo, um grupo de 21 consultores da ONU sugere criar uma taxa para as emissões de aviões e navios, setor em que mais cresce o problema (5% ao ano). E ainda que se consiga avançar, será preciso que a prorrogaçãosejahomologadapelosParlamentosdospaíses(paraqueahomologação permitisse a entrada em vigor do Protocolo de Kyoto foram necessários oito anos). Mas se essa prorrogação não ocorrer, ficarão ameaçados dispositivos como os do Mecanismo do Desenvolvimento Limpo (MDL),quepermitemaumaempresa poluidora num país financiar em outro país projetos que reduzamemissões–eabateraredução no seu balanço nacional; ou o que permite a um país que tenha reduzido suas emissões além da cota que lhe cabe (caso daRússiaeoutrasnaçõesdaantiga área socialista, que sofreram umprocessodedesindustrialização) negociar uma cota com outro país e ser remunerado. Entra-se aí no terreno financeiro, que envolve altas importâncias.Noanopassado,asincertezas quanto ao protocolo levaram o mercado de certificados

M

de carbono a baixar ainda mais o valormédiodecadaumparapouco mais de US$ 15 (já esteve em US$80).Emesmocomumaquedade38%novalortotaldosnegóciosnesseâmbito,eleaindaesteve em US$ 20,6 bilhões. Não é o único ângulo que assusta o mercado financeiro: no recente Fórum Global da Mídia em Bonn, uma das maiores resseguradorasdomundo,aMunich Re,lembrouquede1980a2009osdesastres climáticos no mundo passaram de uma média de 400 por anoparamaisde800–enquanto os chamados desastres naturais (tsunamis, terremotos, erupções vulcânicas) se mantiveram abaixo de 100 por ano –, relatou Cláudio Ângelo na Folha de S.Paulo (30/6). E com isso o panorama está muito difícil para o setor de seguros. A complexidade não está ape-

Quem perder a corrida por energias renováveis comprometerá seu lugar na economia mundial

José Vieira de Carvalho Mesquita (1959-1988) Julio de Mesquita Neto (1969-1996) Luiz Vieira de Carvalho Mesquita (1959-1997)

Américo de Campos (1875-1884) Nestor Rangel Pestana (1927-1933) Plínio Barreto (1927-1958)

Convite à reflexão energia por unidade de produto em 40% a 45% até 2020. E mesmo hoje o país contesta a Agência Internacional de Energia, que o aponta como o maior consumidor de energia no mundo – 2,252 bilhões de toneladas de petróleo equivalentes em 2009 (com carvão – 70% do total –, gás, energia nuclear e hidrelétrica), ante 2,170 bilhões dos EUA. E o Brasil? Afinal, somos o quarto maior emissor do planeta, com 1,9 bilhão de toneladas de carbono equivalentes em 2008 (mais de 10 toneladas por habitante/ano), das quais 58% em consequência de desmatamentos,mudançasnousodo solo e queimadas. E pretendemos, com nossas “metas voluntárias”, reduzir em 40% o que seriam as emissões previstas para 2020 (2,7 bilhões de toneladas). Mas se as emissões de carbono percapita no Estadode São Paulo caíram entre 1997 e 2007, a intensidade energética por unidade de produto industrial aumentou 26% (Ricardo Abramovay e Danilo Igliori no Valor Econômico de 2/6). É bom cuidar. As questões da competiçãoemfunçãodetecnologias,mudançasclimáticasesetores afins estão tão agudas que já invadiram até o domínio das históriasemquadrinhos.Naedição de 22 de junho deste jornal, a tira de Frank e Ernest mostra-os ao lado de uma placa de sua empresa (Cia. Petrolífera F & E), com um advertindo o outro: “Sinto dizer isso, mas nossa empresa está indo para o buraco.”

nas aí. Ao mesmo tempo que as negociaçõescontinuamempacadas, é inegável certa aflição dos países industrializados em relação à corrida por tecnologias de energias “limpas” e renováveis. Quem perder a corrida aí pode ver comprometido seu lugar na economia mundial. Tanto que os ministros de Energia da GrãBretanha, do Meio Ambiente da Alemanhae daEcologia daFrança assinaram conjuntamente artigonojornalFinancialTimesadvertindo que a União Europeia ✽ (UE) precisaampliar suasmetas JORNALISTA de redução de emissões de gases E-MAIL: WLRNOVAES@UOL.COM.BR se quiser competir com a China, o Japão e os EUAnessa corrida. Até aqui a UE se dispõe a SINAIS PARTICULARES reduzir 20% (calculados sobre as emissões de 1990) até 2020 – e 30% se os demais países aceitaremessametamaior.Está implícito no raciocínio que basicamente se acredita que tecnologias serão capazes de resolver grande parte do problema – e não a redução pura e simplesdeemissões,quepoderia custar mais caro. Portudoisso,acordosbilaterais que antes pareceriam inviáveis também se concretizam. EUA e Rússia, por exemplo, assinaram tratado que deverá permitir um avanço de ambos os países no campo das energias “limpas”. Ele inclui troca de informações que levem a reduzir as emissões de carbono e perdas de energia nos sistemas elétricos. A Rússia acha que poderá ganhar US$ 80 bilhões por ano com o acordo (The Boston Globe, 22/7). Já a China vai implantar sistema doméstico de comércio de emissões, com a intenAnita Malfatti no CCBB-Rio çãodereduziraintensidadede

✽ ●

ALMIR PAZZIANOTTO PINTO rocuro conservarme otimista. A experiência sugere, todavia, receber com reservas os projetos de governo divulgados pelos candidatos à Presidência da República. Descreio de palavras mágicas, com as quais se tenta iludir a realidade. Afinal, alguém já se perguntou sobre o significado, para o homem comum, da vitória de um ou de outra? Que benefícios poderiam alcançarlugarejosremotos,ignorados pelo sistema de saúde, onde faltam escolas, professores e livros, não há água tratada e canalizada, o sanitário é a fossa ou o arbusto, o sabonete, a escova dental e o papel higiênicosão produtos de luxo e a economia rasteja no terreno infecundo da subsistência? Quando os eleitores dos grandescentrossentirem desejo de pesquisar a página Cidades no portal do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), observarão – atônitos, perplexos – o número de municípios espalhados pelo País sem agência bancária, onde permanecem zerados os indicadores de mão de obra ocupada ou empregada. Quemedidas objetivas deverão aguardar, nos próximos quatro ou oito anos, os moradores de Cruzeta, Encanto, Zé Doca, Belágua, Chupinguará, Zabelê,Bodó,Acaicá, Barro Du-

P

LOREDANO

ro, Alvorada do Gurgueia e de centenasde outraspequenascomunidades cujos nomes pululam na pitoresca onomástica do nosso interior distante? Não há, porém, necessidade de extensa caminhada para se perceber que a miséria econômica e política não é problema restrito a paragens remotas como a Vila do Baião Grande, situada no município de Tupanatinga, no interior de Pernambuco, onde famílias sobrevivem em extrema penúria. No entorno das capitais, ou do Distrito Federal, o quadro é alarmante e se manifesta por meio do desemprego, do subemprego, do trabalho precário, de crianças pedintes, de meninas prostituídas, do tráfico de drogas – e na crescente espiral da violência, da qual ninguém se encontra a salvo.

A análise do perfil dos candidatos com chance de vitória gera mais perguntas que respostas São situações para as quais os governantes somente despertam quando alguma catástrofe mata, mutila e destrói, para logo caírem no esquecimento, ofuscadasporprojetos miliardários, de forte apelo popular, como promoção da Copa do Mundo de 2014, a construção de fantásticos estádios, a implantação do trem-bala, a transposição do Rio São Francisco. Milhões de eleitores não têm acesso a jornais, revistas e livros.Satisfazem-se com asnotícias transmitidas pelo rádio, pela televisão, o que é pouco para se conservarem informados do que se passa na Praça dos Três Poderes, em Brasília, e nosgovernos estaduais.Voltados para as áreas de forte densidade eleitoral, os governantes entregam ao sabor da sorte aqueles que vivem à margemdaeconomia, tratados como párias políticos. A análise do perfil dos pretendentes ao Palácio do Planalto com chance de vitória gera mais perguntas do que respostas. José Serra iniciou-se na vida pública presidindo a União Nacional dos Estudantes (UNE) e usou da palavra no trágico comício de 13 de março de 1964, organizado para apoiar as reformas de base defendidas por João Goulart. Foi o princípio do fim do governo, interrompido pelo golpe do dia 31. Após o exílio retornou a São Paulo, filiou-se ao MDB e integrou o governo Franco Montoro. Hoje no PSDB,deseja aPresidênciadaRepública. Disputou o cargo com Lula nas eleições de 2002 efoi derrotado. Elegeu-se pre-

feito de São Paulo, mas deixou de sê-lo para ganhar a corrida para o governo do Estado. A candidata do PT-PMDBPDT-CUT não ostenta folha equivalente de serviços. Dilma Rousseff surgiude forma repentina nos altos escalões da vida pública. A adolescente assustada, mostrada na internet, cedeu lugar à matrona de aspecto sóbrio, detalhadamente produzida, determinada a assumir as responsabilidades que lhe deseja conferir o presidente Lula. Marina Silva participa de atividadespolíticasdesde o ingresso na Comissão Pastoral da Terra (CPT), em Rio Branco, capital do Acre. Conhece a pobreza e a região amazônica. Enfrenta, entretanto, as deficiências do Partido Verde, o que lhe reduz as possibilidades de sucesso. Ao comparar o desempenho doscandidatos, fica-me asensação de que José Serra carrega a disputa como quem paga penitência. Marina Silva transmite a ideia de se encontrar investida de missão divina. Lembra-me um pouco Madre Tereza de Calcutá. Não creio que baste para fazê-la vencedora. Já Dilma Rousseff entregou-se à luta. Tem como cérebro e chefe do seu estado-maior o presidente Lula, cuja popularidade não encontra paralelo na História recente. E ainda conta com a ajuda do Bolsa-Família, formidável instrumento de captação de votos. Osdadosestãolançados.Dentro de poucas semanas teremos o novo presidente. O mandato é de quatro anos. Com alguma competência, permanecerá oito. Se for bom negociante, provavelmente fará o sucessor. Dada a fragilidade do Poder Legislativo, quem chefia o governo, controlando a “máquina” e detendo a chave do Tesouro, tem chance de instituir algo como uma dinastia partidária. Voluntariamente, ninguém abre mão do poder. Por sinal, o MinistériodeAssuntosEstratégicoselaborou o “Plano Brasil 2022”, quepressupõe opredomínio petista até 2026. O momento é de crise moral e exige profunda reflexão. Aqueles que leem e analisam têm responsabilidade redobrada. O iletrado e o indiferente devem ser convidados a meditar sobre o significado do voto e a compreender que do resultado das eleições depende o futuro da criança, do jovem, da família, do trabalhador, do empresário. Quecada cidadão seja combativo militante e saia a campo, pois é o caminho para melhorar oPaís eaprimorarademocracia. ✽ ADVOGADO. FOI MINISTRO DO TRABALHO E PRESIDENTE DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO

Fórum dos Leitores CAMPANHA ELEITORAL Abuso demais

Assessores pagos pelo Senado estão trabalhando para senadores, pedindo votos e coordenando suas campanhas (29/7, A1). Só nos ocorre uma pergunta: se a falta de decoro é motivo para cassação de mandato, falta de honestidade e de vergonha na cara não seria motivo para pena muito mais grave? Realmente, se o Brasil fosse um país sério, essas “excelências” (sic) seriam sumariamente cassadas e condenadas por lesarem (roubarem) o erário. Mas estamos no “país da mãe joana” e aqui os que deveriam ser representantes do povo são é de si mesmos e se acham no direito de usar os bens públicos em benefício próprio. Até quando o povo vai ter de suportar tanto abuso? SILVANO CORRÊA scorrea@uol.com.br São Paulo

Cada vez pior

O Congresso brasileiro é considerado o mais caro do mundo, até comparado aos de EUA, Espanha e Inglaterra. Nossos congressistas, além de remunerações astronômicas, têm uma série de outros privilégios e, não bastasse isso, ainda temos notícias de senadores utilizando a máquina do Senado para fazer campanha política, como é o caso do senador Aloizio Mercadante. Isto é um desrespeito à sociedade. MARCO ANTONIO MARTIGNONI martignoni@indusval.com.br São Paulo

Concorrência desleal

Políticos que disputam a reeleição e se utilizam de funcionários públicos para promover suas campanhas deviam ser expressamente proibidos e impedidos des-

sa prática imoral e aviltante. São 33 os senadores que se estão beneficiando dessa manobra desleal e egoísta, que usurpa o erário e alimenta exclusivamente interesses particulares. Não raras vezes a imprensa livre publica atos desabonadores praticados por políticos inescrupulosos, devidamente comprovados. Depois reclamam da péssima imagem que têm perante a população.

bobagens e idiotices proferidas pelos políticos e candidatos? ANDRÉ L. DE OLIVEIRA COUTINHO arcouti@uol.com.br Campinas

Bolsa-presídio

Estarei vendo pelo em ovo ou há uma relação intencional direta entre ela e o voto dos detentos?

FRANCISCO ZARDETTO fzardetto@uol.com.br São Paulo

CLÉA M. CORRÊA cleacorrea@uol.com.br São Paulo

Resolução do TSE

JUSTIÇA Celso Daniel

A respeito da resolução (antidemocrática) do TSE quanto a limites para a cobertura jornalística, proibindo trucagem, montagem e recursos que possam ridicularizar candidatos, partidos políticos ou coligações, tenho uma pergunta: será que o TSE vai proteger a população quanto às mentiras,

Não consigo acreditar que o júri de Celso Daniel foi adiado para depois das eleições. O que é isso, companheiros do Judiciário?! Chegamos a este ponto? M. CRISTINA DA ROCHA AZEVEDO crisrochazevedo@hotmail.com Florianópolis

CENSURA Um ano

O Estado completará a inacreditável marca de um ano sob censura. Um triste e lamentável retrocesso na consolidação da democracia, defendida com todas as letras por um jornal de conduta transparente no noticiário do dia a dia há 135 anos. Uma vergonhosa nódoa que macula o renascer do direito de informar com liberdade o que se passa na frente e atrás das cortinas da política do País. Mordaça que cala (por ora), mas não dobra a verdade nua e crua. Censura nunca mais! J. S. DECOL decoljs@globo.com São Paulo

APOSENTADOS Sindicalismo de ‘resultados’

O desconto do aposentado em fa-

vor dos órgãos sindicais não tem base legal. O INSS erra ao fazê-lo e assume a responsabilidade pela devolução; e poderá ir regressivamente contra aqueles a quem o dinheiro foi creditado. Pela lei, o desconto só poderá ser feito se o aposentado autorizar por escrito; não havendo autorização expressa, o desconto é ilegal. Os órgãos sindicais já recebem as contribuições assistencial e confederativa, que somam milhões, mais o “imposto sindical” (sindicato, federação, confederação, centrais sindicais e Ministério do Trabalho e Emprego), que soma outros milhões, pois o trabalhador é obrigado a dar um dia de salário todo mês de março. O imposto, de origem fascista, foi criado pela Constituição de 1937 e perdura até hoje. Todos ganham, menos o trabalhador, que só perde. Segundo o jornal O Globo, até o fim do ano o valor projetado de descontos é de R$ 252 milhões. FRANCISCO ANTONIO DE OLIVEIRA


%HermesFileInfo:A-3:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Conselho de Administração Presidente

Membros

Aurélio de Almeida Prado Cidade

Fernão Lara Mesquita, Francisco Mesquita Neto, Júlio César Mesquita, Patricia Maria Mesquita e Roberto C. Mesquita

Notas e Informações A3

Opinião

Informação

Administração e Negócios

Diretor de Opinião: Ruy Mesquita Editor Responsável: Antonio Carlos Pereira

Diretor de Conteúdo: Ricardo Gandour Editor-Chefe Responsável: Roberto Gazzi

Diretor Presidente: Silvio Genesini Diretor de Mercado Leitor: João Carlos Rosas Diretor Financeiro: Ricardo do Valle Dellape Diretora Jurídica: Mariana Uemura Sampaio

estadão.com.br A versão na Internet de O Estado de S. Paulo

Notas & Informações

Confundindo o público e o privado Senadores estão usando dinheiro do contribuinte para suas campanhas eleitorais. Cerca de 1.100 funcionários de gabinetes, pagos pelo Senado, estão em atividade nos Estados, nos escritórios políticos de candidatos. Dos 53 senadores em busca de votos, 33 ampliaram o quadro de servidores de confiança entre julho de 2009 e julho deste ano e a maior parte desse pessoal foi mandada para fora de Brasília, para trabalhar junto às bases. Quem não contratou mais pessoal também transferiu servidores. Assim, senadores e outros políticos já dispõem, na prática, de financiamento público de campanha, embora por vias tortas. Essa distorção é possível porque os parlamentares não observam uma clara distinção entre suas funções públicas e seus interesses

particulares. Como as normas deixam espaço para a confusão, recursos do Tesouro acabam sendo usados pelos políticos tanto para o trabalho institucional quanto para os objetivos estritamente pessoais e partidários. Só em julho, segundo reportagem publicada no Estado, 53 assessores foram realocados para os “escritórios de apoio” de vários senadores, incluídos os candidatos Marcelo Crivella (PRB-RJ), Renan Calheiros (PMDBAL), Heráclito Fortes (DEM-PI), Marconi Perillo (PSDB-GO) e Paulo Paim (PT-RS). Desde fevereiro, 175 foram transferidos. Dois senadores por São Paulo, Aloizio Mercadante (PT) e Romeu Tuma (PTB), estão usando o trabalho de servidores do Senado em seus escritórios na capital paulista. Mercadante alega usar somente o serviço de um motorista de confiança, com ele há 20 anos, mas o jornal tem recebido

material de campanha enviado por sua assessora de imprensa paga pelo Senado. O argumento da acumulação de funções parlamentares e da atividade de campanha é geralmente usado pelos candidatos. A separação entre os campos talvez seja difícil em algumas circunstâncias, mas a diferença entre a função institucional e o trabalho políticoeleitoral, incluída a maior parte dos contatos com as bases, não envolve nenhum mistério. Parlamentares federais e estaduais misturam as duas atividades não só quando transferem servidores para ajudar em campanhas. A promiscuidade é parte do dia a dia, ao longo de todo o mandato. Escritórios políticos são mantidos nas cidades de origem, com verbas pagas como compensação por despesas no exercício da atividade parlamentar. O contribuinte custeia, portanto, funcionários, imóveis e meios de transporte usados para o atendi-

O combate aos cartéis mbora a Constituição de 88 garanta expressamente o amplo direito de defesa e afirme enfaticamente que todo cidadão é inocente até julgamento contra o qual não cabe recurso, conselheiros do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e membros da Secretaria de Direito Econômico (SDE) e da Secretaria de Acompanhamento Econômico (Seae) decidiram que podem revogar essas duas garantias fundamentais que a Constituição consagrou como cláusulas pétreas. E o mais espantoso é que fizeram questão de formalizar o desconhecimento da Carta que prometeram cumprir, a ponto de terem lançado um documento no qual os absurdos que defendem são endossadas por 27 autoridades federais – entre elas, o ministro da Justiça. A iniciativa dos principais dirigentes do Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência (SBDC) foi justificada em nome do aumento da eficiência no combate à formação de trustes e cartéis. O documento, que foi divulgado durante a reunião da Estratégia Nacional de Combate a Cartéis (Enacc), propõe que as empresas acusadas de abuso do poder econômico sejam obrigadas a publicar a notícia como “fato relevante” na imprensa. O texto recomenda que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) cobre a publicação sempre que a SDE instaurar um processo administrativo para investigar atuação anticompeti-

E

frama@uol.com.br Campinas

COPA 2014 Inaceitável

O Pensamento Nacional das Bases Empresariais (PNBE) vem a público manifestar-se terminantemente contra a construção de um novo estádio na cidade de São Paulo com recursos dos governos. Gastar dinheiro público com algo evidentemente supérfluo é um crime contra a sociedade e, especialmente, contra centenas de milhares de cidadãos que não têm moradia, saneamento básico, saúde e educação de qualidade, hospitais, etc. Mesmo um empreendimento privado seria um desperdício, pois temos estádios como o Morumbi, que serve para jogos de futebol e eventos perfeitamente bem. Estranho e temerário o tremendo poder que a entidade mundial do setor ad-

tiva no mercado, como venda casada de produtos, prática de dumping, criação de obstáculos ao acesso de concorrentes a novas tecnologias e combinação de preços. O documento também pede que a CVM passe a exigir a adoção de “programas de prevenção de infrações à ordem econômica por parte de companhias com oferta pública de ação”. Com isso, além de ter de publicar um fato relevante sobre uma acusação da qual ainda não possa se defender, a empresa seria obrigada a promover um treinamento interno de seus funcionários. As autoridades antitruste

Um texto absurdo e arbitrário cujo destino mais lógico só pode ser a lata do lixo querem ainda que os acionistas das companhias abertas sejam informados e alertados a respeito das acusações de abuso de poder econômico feitas contra elas. A CVM, que é vinculada ao Ministério da Fazenda, não dispõe de uma regulamentação específica sobre fato relevante, pois não faz sentido publicá-lo quando o processo ainda está no começo. Mesmo assim, a SDE, que é vinculada ao Ministério da Justiça, decidiu provocar a discussão com o objetivo de pressionar o órgão controlador do mercado de capitais a adotá-la. A ideia da SDE e do Cade é que a simples possibilidade de queda dos papéis na bolsa, causada pela divulgação de um fato relevante, acabaria inibindo os exe-

quiriu, a ponto de impor aos países onde jogam seleções exigências tão rigorosas na construção de estádios, isenção de impostos para os jogos da Copa e atividades correlatas, alto preço para o uso de imagens dos jogos, até por simples botequins, entre outros absurdos. A Fifa apropriou-se – e o usa em seu benefício – de um esporte que quase todos os povos do mundo contribuíram para tornar tão popular, privatizou a paixão pelo futebol. Tendo em vista que estamos num país ainda carente de serviços básicos para a população, posicionamo-nos contra um novo estádio, respaldando a posição do governador do Estado, pelo respeito ao erário e às prioridades sociais para uso dos recursos. PERCIVAL MARICATO, primeirocoordenador-geral, e MARIO ERNESTO HUMBERG, segundo-coordenador-geral do PNBE marioernesto.humberg@cl-a.com São Paulo

mento de interesses privados. É preciso insistir neste ponto, nem sempre lembrado pelos cidadãos: o cidadão só é agente público no exercício de uma função institucional. Isso vale para o parlamentar. Quando um senador ou deputado vai ao Butão em missão oficial, cabe ao Senado, isto é, ao Tesouro, custear as despesas de sua viagem. Quando ele sai a passeio ou para visitar sua base eleitoral, sua atividade é particular. Essa distinção foi esquecida, ou desprezada, quando parlamentares gastaram passagens de avião para turismo – até no exterior – ou para beneficiar parentes e amigos. Houve escândalo quando alguns críticos decidiram discutir o assunto. A imprensa divulgou histórias assustadoras, parlamentares apresentaram justificativas grotescas e houve no Congresso um ensaio de moralização. Mas uma confusão semelhante ocorre no dia a dia, quando o político

usa recursos públicos para servir a seus interesses partidários e eleitorais. Por definição, partidos são entes privados de direito público. É preciso prestar atenção aos dois adjetivos – privado e público – presentes nessa caracterização. A mesma qualificação vale para os detentores de funções nos órgãos da República. Quem disputa uma eleição age em nome pessoal ou de um grupo, mas, em qualquer caso, representa interesses particulares – de um indivíduo, de um sindicato, de um movimento ideológico, de um setor de atividade e, naturalmente, de um partido. A disputa eleitoral ocorre no espaço público e segundo regras públicas, mas os concorrentes são privados. Ao desprezar essa distinção, senadores e outros políticos privatizam bens públicos, apropriando-se de recursos bancados pelo contribuinte para outras finalidades. O eleitor é espoliado antes da posse dos eleitos.

Modernização no campo cutivos – que recebem ações como salário indireto e bônus de produtividade – de adotar práticas anticompetitivas. Para os autores dessas propostas, que as discutiram com todos os dirigentes dos órgãos do SBDC, além de representantes da Polícia Federal, do Departamento Nacional de Proteção do Consumidor, do Departamento Nacional de Proteção e Defesa Econômica, da Agência Nacional do Petróleo, da CVM e do Ministério Público Federal, durante a reunião da Enacc, é preciso “fazer as empresas sentirem no bolso o custo de serem processadas por infração à ordem econômica”. Essa medida é pedagógica apenas na aparência. Na prática, ela revela uma aversão à iniciativa privada – que já se tornou habitual no governo Lula – econfiguraumaviolênciajurídica. Se as empresas acusadas de formação de cartel e de abuso dopodereconômico comprovarem sua inocência e não forem condenadas, órgãos como a SDE e o Cade ressarciriam os prejuízos materiais e morais que causaram? Atualmente, 151 executivos de empresas estão sendo investigados por práticas anticompetitivaspelaSDE.Desde a primeira condenação, que data de outubro de 1999, 40 já foram considerados culpados de conduta antieconômica. Como vários outros documentos do mesmo gênero produzidospelo governo,quese caracterizampelaaversão àiniciativa privada e pela tentativa de supressão de garantias fundamentais, este também deve ter a lata do lixo como destino.

“Como eu (e os brasileiros) pago o salário do ‘seu’ Alexandre, será que podia emprestar o motorista para me ajudar nuns afazeres, já que ele é tão confiável?” MARIA TEREZA MURRAY / SÃO PAULO, PERGUNTA AO SENADOR ALOIZIO MERCADANTE terezamurray@hotmail.com

“Quem diria! Uns ‘cumpanhero’ vão pra iniciativa privada...”

comida dos brasileiros é uma das mais baratas do mundo e isso se deve não a controles de preços ou a quaisquer truques do governo, mas aos ganhos de eficiência na produção, acumulados durante muitos anos. A capacidade produtiva se traduz em poder de competição e isso explica o aumento das vendas brasileiras de alimentos para todos os mercados. Um novo estudo de economistas da FGV apresenta um balanço das lavouras de grãos e oleaginosas e fibras – sendo as mais importantes as de arroz, feijão, milho, soja, trigo e algodão. A principal novidade mostrada no trabalho é o aumento da participação das lavouras e da silvicultura no valor bruto da produção agropecuária. Essa participação cresceu de 45% para 75% entre o censo rural de 1995-96 e o de 2006. A da pecuária bovina diminuiu 38%, para 20%.O peso do item “outros” passou de 19% para 5%. A mudança é explicável pela combinação de dois fatores, a variação do produto físico e a dos preços nacionais e internacionais, associada em grande parte à demanda cada vez maior de grandes mercados emergentes, como a China. Mas o estudo mostra também uma considerável diferença entre os ganhos de eficiência das lavouras e os da pecuária, naquele período. Entre as safras de 1995-96 e a de 2005-2006, a área plantada com os produtos analisados aumentou 24,2%, enquanto a produção cresceu 95,9%. Os produ-

A

tores têm colhido volumes crescentes, expandindo em proporção muito menor a ocupação de terras. Essa tendência continuou nos últimos anos, no período não coberto pela pesquisa. Na safra 2002-2003, foram colhidos 2.805 quilos por hectare plantado com aqueles produtos. Na deste ano (2009-2010), a produção por hectare chegou a 3.100 quilos. Houve um aumento de 19,1% na produção total e uma variação de apenas 7,7% na área plantada. Detalhes como esse são geralmente ignorados ou menosprezados quando se associa a crescente produção agrícola à ocupação

A agropecuária continua sendo a principal fonte de receita de divisas para o Brasil crescente de terras e à devastação de florestas e outros biomas. Ignorância e má-fé não são componentes novos do discurso ecologicamente correto. No período coberto pelo estudo a produtividade da pecuária cresceu muito menos, segundo tabela do Fórum Nacional Permanente da Pecuária de Corte, mencionada na pesquisa. A taxa de abate – relação entre os animais abatidos e o total do rebanho – passou de 20,2% em 1996 para 20,5% em 2006. Mas seria preciso acrescentar três detalhes a esses dados: 1) nos anos 80 a pecuária de corte ganhou produtividade mais velozmente que as lavouras e isso explica o aumento das exportações de carne a partir daquele período. Outras

Avenida Engenheiro Caetano Álvares, 55 6º andar, CEP 02598-900 Fax: (11) 3856-2920 E-mail: forum@grupoestado.com.br

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR TEMA DO DIA

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL:

Candidatos têm de ir a todos os debates?

3.074

Maioria dos leitores do blog Radar Político acha que sim; para eles, tema central tem de ser propostas ● “Todos sem distinção devem participar. Assim o eleitor saberá quem tem projetos para melhorar a situação do País.” WALTER EDUARDO SATAS

GUTO PACHECO / SÃO PAULO, SOBRE A PORTUGAL TELECOM daniguto@uol.com.br

“Barbaridade!” ROBERTO TWIASCHOR / SÃO PAULO / SOBRE UM ANO DA CENSURA AO ‘ESTADÃO’ rtwiaschor@uol.com

criações, como a de frango, também já se haviam tornado internacionalmente competitivas quando chegaram os anos 90; 2) os preços relativos da carne continuaram caindo e isso se refletiu no aumento do consumo. Isso resultou, em parte, da redução do tempo necessário para o abate; e 3) a pecuária nacional é uma das mais competitivas e barreiras comerciais são o principal obstáculo à expansão das exportações. O novo estudo da FGV confirma a importância das mudanças tecnológicas, em grande parte produzidas pela Embrapa, e da modernização da agropecuária. Mostratambémaperdadeparticipação da chamada agricultura familiar nas produções analisadas. Mas o próprio conceito de agricultura familiar tem utilidade limitada para a análise do desenvolvimento da agropecuária. Propriedades exploradas porfamíliaspodem seraltamente eficientes, se as atividades foremapoiadas comfinanciamento adequado e tecnologia. As propriedades ligadas ao agronegócio – por meio de contratos com indústrias, por exemplo – são uma prova bem conhecida desse fato. Falatório ideológico e distribuição de dinheiro para grupos orientados politicamente produzem muito ruído, mas seus efeitos são muito pequenos, quando medidos em termos de toneladas de alimentos. A agropecuária continua sendoaprincipal fonte dosuperávit comercial brasileiro. De janeiro a junho, o agronegócio acumulou um excedente de US$ 28,9 bilhões, 7,2% maior que o de um ano antes.

● “Acho que não. Como são feitos, os debates servem apenas pra pôr na roda o líder das pesquisas, que vira alvo dos outros.” HÉLIO JACINTO PEREIRA

● “Todos os candidatos a presidente, não só três, deveriam falar com oportunidades iguais. Somos ou não uma democracia?” DANIEL BELARMINO

As cartas devem ser enviadas com assinatura, identificação, endereço e telefone do remetente e poderão ser resumidas. O Estado se reserva o direito de selecioná-la para publicação. Correspondência sem identificação completa será desconsiderada. Central de atendimento ao leitor: 3856-5400 – falecom.estado@grupoestado.com.br Central de atendimento ao assinante Capital: 3959-8500 Demais localidades: 0800-014-77-20 www.assinante.estadao.com.br Classificados por telefone: 3855-2001 Vendas de assinaturas: Capital: 3950-9000 Demais localidades: 0800-014-9000 Central de atendimentos às agências de publicidade: 3856-2531 – cia@estado.com.br Preços venda avulsa: SP: R$ 2,50 (segunda a sábado) e R$ 4,00 (domingo). RJ, MG, PR, SC e DF: R$ 3,00 (segunda a sábado) e R$ 5,00 (domingo). ES, RS, GO, MT e MS: R$ 5,00 (segunda a sábado) e R$ 6,50 (domingo). BA, SE, PE, TO e AL: R$ 6,00 (segunda a sábado) e R$ 7,50 (domingo). AM, RR, CE, MA, PI, RN, PA, PB, AC e RO: R$ 6,50 (segunda a sábado) e R$ 8,00 (domingo) Preços assinaturas: De segunda a domingo – SP e Grande São Paulo – R$ 64,90/mês. Demais localidades e condições sob consulta.


A4 %HermesFileInfo:A-4:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Nacional

estadão.com.br Siga. Veja as últimas notícias da política no Twitter twitter.com/politica_estado

No tribunal

Eleições

PSTU pediu ao TSE que seu candidato, Zé Maria, participe no dia 5 do debate presidencial na TV Bandeirantes MARCIO FERNANDES/AE

Sucessão. Portaria dos procuradores eleitorais auxiliares em São Paulo Sérgio Monteiro Medeiros e Paulo Thadeu Gomes da Silva pede que seja aberto procedimento para apurar se senadores do PT e do PTB cometeram eventual infração à Lei Eleitoral

Procuradoria apura uso de servidor na campanha de Mercadante e Tuma Roberto Almeida / SÃO PAULO Felipe Recondo / BRASÍLIA

AProcuradoriaRegionalEleitoral em São Paulo vai investigar o uso de servidores pagos pelo Senado nas campanhas do candidato a governador Aloizio Mercadante (PT) e do senador RomeuTuma(PTB), que disputa a reeleição. A prática foi revelada ontem pelo Estado. Portaria assinada pelos procuradores Sérgio Monteiro MedeirosePauloThadeuGomesdaSilva pede que seja aberto procedimento para apurar se Mercadante e Tuma cometeram “eventual infração”àLeiEleitoral.Asuspeita é de que os servidores flagrados pelo Estado nos escritórios políticos dos candidatos tenham praticadocondutavedadaaagentes públicos, ao colaborar com as candidaturas à custa do erário. Areportagem de ontemdoEstado, anexada à portaria do MinistérioPúblico,revelouque Tuma tem 15 assessoresem uma casa na Vila Mariana, zona sul da capital. Mercadante mantém 16 emumescritórionaVilaMadalena, zona oeste. Entreosfuncionários,o motorista de Mercadante, Alexandre Ramos Fonseca, costuma leválo a compromissos de campanha. E anteontem, um assessor de Tuma, Marcelo Ferreira Chagas, dava expediente no escritório político do candidato para “dar suporte de informática”. AreportagemdoEstadoconstatou ainda que 33 dos 53 senadores que disputam as eleições aumentaram o número de servidores de confiança em seus gabinetes e depois os transferiram para os Estados. Só nos últimos 23 dias,desdeoiníciooficialdacampanha,53assessoresforamrealocados, segundo dados do Senado, para os escritórios de apoio dos parlamentares. Enquadrados. A tropa de cabos

eleitorais pagos com dinheiro públicoqueossenadoresmontaram nos Estados pode configurar abuso de poder político, mas a dificuldade de enquadrar os parlamentares é resultado de confusão feita propositalmente

Direção da Casa recua e desiste de comentar episódio ● A direção do Senado fez circu-

lar na manhã de ontem que divulgaria nota oficial para contestar a reportagem do Estado, que apontou a existência de uma tropa de cabos eleitorais remunerados pela Casa deslocados para os Estados para servir aos senadores candidatos. No meio da tar-

pelos próprios políticos. A Lei Eleitoral veda a utilização de servidores do Poder Executivo nas campanhas.Não trata especificamente dos servidores do Legislativo. Impede apenas queosparlamentaresusem“materiaisouserviços”custeadospelo Congresso sem previsão regimental durante a campanha. Mais específico que a lei, o ato da Mesa Diretora do Senado que autorizou os senadores a manter escritórios de apoio nos Estados veda aos servidores atividades distintasdas ligadasao mandato: “No escritório de apoio, somente poderão ser mantidas ou desenvolvidasaçõesligadasaoexercício do mandato de seu titular.” “Em tese pode-se alegar que há abuso de poder político”, afirmou o ex-ministro do TSE TorquatoJardim.“Masnãoháprecedentessobre isso.A lei sóse refereaservidoresdoPoderExecutivo. Não trata do Legislativo.” O presidente do TSE, Ricardo Lewandowski, disse apenas que a corte analisaria o caso após representação contra esses parlamentares.“Seessadenúnciachegar ao TSE, vamos tomar uma posição.Masprecisamos serprovocados”, afirmou.

ANDRE DUSEK/AE-28/7/2010

Base. Funcionária do escritório de Adelmir Santana diante de banner do parlamentar

O QUE DIZ A LEI

O

artigo 73 da Lei Eleitoral (nº 9504/97) proíbe: “ceder servidor público ou empregado da administração direta

ou indireta federal, estadual ou municipal do Poder Executivo, ou usar de seus serviços, para comitês de campanha eleitoral de candidato, partido político ou coligação, durante o horário de expediente normal, salvo se o servidor ou empregado estiver licenciado; autoridade, ou utilização indevida de veículos ou meios de comunicação social, em benefício de candidato ou de partido político”

de, a determinação da assessoria já não era a mesma. No fim do dia, o Senado preferiu a reserva e nada divulgou. O Estado apurou que a direçãogeral do Senado entendeu que a versão original concebida como resposta “seria um recibo”. A ideia de assessores do presidente José Sarney (PMDB) era registrar a existência da proibição – no regimento interno – ao uso de funcionários em campanhas. O texto foi rejeitado para evitar melindrar senadores.

Assessores não têm atividade eleitoral, afirma Mercadante O candidato petista ao governo de São Paulo, senador Aloizio Mercadante (SP), enviou uma carta ao Estado na qual afirma que não usa funcionários do Senado em sua campanha. Segundoele,omotoristaAlexandreRamos Fonseca, só o leva, exclusivamente,paraatividadesrelacionadas com o exercício de seu

Em casa

mandato parlamentar. “Ele não me acompanha nas atividades de caráter eleitoral (carreatas, comícios e eventos), mas continua me atendendo na capital paulista para a realização de todos os serviços referentes ao meu mandato como senador. Alexandre é meu motorista há quase 20 anos e tem minha

UM QG DE APOIO A MENOS DE 5 KM DO CONGRESSO Senador do próprio DF, Adelmir Santana agora concorre a deputado federal e conta com 29 funcionários lotados em seu escritório político Ana Paula Scinocca BRASÍLIA

A

menos cinco quilômetros do Congresso, o senador Adelmir Santana, do DEM do Distrito Federal, abriga uma tropa de 29 servidores pagos com dinheiro do contribuinte para ajudá-lo em atividades parlamentares em sua base política – no caso, o próprio DF.

Candidato a deputado federal, Adelmir, que dispõe de um amplo gabinete no Senado, onde de fato se desenrola o grosso da atividade parlamentar, preferiu abrigar seus funcionários em um conjunto de salas na Asa Norte. Mesmo com dois gabinetes a curta distância um do outro para trabalhar, os servidores de Adelmir “sumiram”. Na tarde de quarta-feira, os 29 funcionários do senador

não deram expediente no local. A reportagem do Estado esteve no escritório de apoio pouco depois das 15 horas, horário em que apenas quatro pessoas despachavam na sala comercial localizada na Asa Norte. “As pessoas não ficam aqui. Todo mundo trabalha na rua. Eles (os funcionários) só aparecem aqui quando tem uma reunião de campanha ou algo marcado”, afirmou uma atendente que preferiu se iden-

tificar apenas como “Maria”. De acordo com dados oficiais do Senado, Adelmir deveria ter 12 funcionários trabalhando em seu gabinete no Senado e outros 29 no escritório político. Nenhum deles, porém, é autorizado a fazer campanha. Para isso, teriam de ser exonerados. ‘Falta de recursos’. Filha de Adelmir e coordenadora da campanha do senador à Câmara dos Deputados, Cynthia Bruneto disse ontem que ninguém ainda foi contratado para a campanha por falta de recursos.Segundo ela, apenas voluntários e familiares têm ajudado o senador. Ela assegurou que nenhum dos funcionários lotados no escritório político ou no gabinete têm autorização para fazer campanha. “O fato de eles não estarem no escritório não significa que estão fazendo campanha”, argumentou. “Ninguém tem autorização para trabalhar na campanha.” Cynthia admitiu que alguns dos funcionários do senador ajudam de forma voluntária. “Mas só fora do horário de expediente, geralmente de fim de semana”, ressaltou. A inauguração oficial do comitê de campanha de Adelmir estava prevista para ontem. Mas foi adiada para a semana que vem. “A campanha está bem modesta. Tudo muito caseiro”, disse. Ela anotou que as recentes denúncias envolvendo o ex-governador José Roberto Arruda (sem partido) – no conhecido escândalo do “mensalão do DEM” – afastaram os empresários das doações de campanha no Distrito Federal. “A Caixa de Pandora (nome da operação da Polícia Federal que desmontou o esquema) assustou”, ressaltou. “Essa campanha está sendo diferente. Muito de casa em casa, de porta em porta.”

ENTREVISTA

Márlon Reis, presidente da Abrampe

‘Punição a transgressores pode chegar à cassação do mandato’ Moacir Assunção

pe), Márlon Reis critica a utilização de servidores do Congresso por senadores em campanha.

Presidente da Associação Brasileira dos Magistrados, Procuradores e Promotores Eleitorais (Abram-

● Como o sr. viu o caso noticiado

total confiança. Para as atividades de campanha, são contratados outros motoristas”, afirma Mercadante. O senador comentou a atuação de sua assessora de imprensa, Silene dos Santos. “Quanto a Silene dos Santos, ela exerce exclusivamente atividades relacionadas ao meu mandato de senador,nãoatuandoemnenhumatarefadacampanhaeleitoral.Aoenviar e-mails com minha agenda, ela apenas atendeu a pedidos da imprensa”, ressaltou.

“A matéria desconsidera ainda que todo e qualquer parlamentar tem um escritório político em seu Estado. Tenho um escritório nacapitalpaulistadesdeoprimeirodiademeumandato.ÉnoEstado que recebemos lideranças políticas e onde estão os 10,5 milhões de eleitores a quem tenho de prestar contas. Recebo diariamente centenas de e-mails, cartas e telefonemas com demandas, propostas e reivindicações. E procuro responder e encaminhar aquilo que é de minha res-

pelo Estado de que senadores usam assessores nos Estados para fazer campanha eleitoral?

A legislação eleitoral foi alterada para aumentar as punições. A Lei 9.840 e a reforma eleitoral aprovada no ano passado aprofundam essas questões. Usar recursos ou agentes públicos em benefício próprio é absolutamente proibido. A lei diz expressamente que servidores não podem fazer campanha.

ponsabilidade”, afirmou Mercadante. “As minhas responsabilidades como senador continuam durante e depois da campanha.” Sabatina. Apesar das explicações, o senador usou o motorista doSenadonaquarta-feira,nodeslocamento entre o Shopping Higienópoliseolocalemque pegou um helicóptero para a Baixada Santista. No shopping, Mercadante participou como candidato de sabatina promovida pelo site UOL e pelo jornal Folha de S.

● A que penas os transgressores estão sujeitos?

Eles podem responder a ações que preveem penas muito duras, podendo chegar à cassação dos mandatos. ● Como a sociedade pode agir?

As pessoas devem denunciar à Justiça Eleitoral e à Justiça comum transgressões como estas, ao mesmo tempo que cobram a punição dos seus autores.

Paulo. Na Baixada, seguiu para compromissos de campanha. O Estado também não solicitou a agenda de Mercadante, que foi mandada por iniciativa de sua assessoria. A reportagem tem guardados 11 e-mails de Silene dos Santos, enviados entre o dia 6dejulho,iníciooficialdacampanha,eodia20.Todossãoreferentes à agenda como candidato. O Estado procurou a assessoria do senador Romeu Tuma (PTB),masatéofechamentodesta edição não obteve resposta.


%HermesFileInfo:A-5:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Nacional A5


A6 Nacional %HermesFileInfo:A-6:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Destaque no portal @

Ceará

Eleições

O Tribunal Regional Eleitoral no Ceará condenou os deputados estaduais José Teodoro Soares (PSDB) e Artur José Vieira Bruno (PT) por propaganda eleitoral antecipada. A multa é de R$ 5 mil para cada

Entrou no ar ontem o site Ficha Limpa, com informações de todos os candidatos (estadao.com.br/e/fichalimpa)

É o controle de qualidade possível. A partir dele pode começar a acontecer uma transformação até de mentalidade. Firma-se o princípio de que gente suspeitanãopode representara população na Câmara e no Senado. Há um consenso de que o eleitor deve fazer a sua parte na hora da escolha do candidato. É verdade, mas de qual eleitor falamos? Por enquanto daquele bem informado, engajado e que acompanhou os lances da aprovação da lei. O chamado “público em geral” é despertado para os temas que estão na pauta das candidaturas presidenciais, elas é que puxam o debate. Só que os candidatos a presidente da República não parecem preocupados com isso. Em tese deveriam ser eles os maiores interessados no assunto Congresso, já que um deles será eleito e terá como primeiro desafio firmar uma posição sobre a relação do Legislativo com o Executivo, há muito torta, promíscua, desarticulada, não republicana, pois há submissão e, portanto, subversão do princípio do equilíbrio entre os Poderes. Mas passam ao largo dessa agenda. É de se perguntar se para eles as coisas es-

DORA KRAMER ✽ ●

dora.kramer@grupoestado.com.br

Controle de qualidade

T

odo mundo fala de ficha limpa, ficha suja, a vida pregressa dos candidatos a deputado e senador caiu na boca do público e no momento está nas mãos dos Tribunais Regionais Eleitorais decidir sobre o destino de cerca de 3 mil pedidos de impugnação. Em seguida será a vez de o Tribunal Superior Eleitoral examinar os recursos e logo o Supremo Tribunal Federal será chamado a se pronunciar sobre a constitucionalidade da lei de iniciativa popular aprovada pelo Congresso em maio, impondo como pré-requisito de elegibilidade a inexistência de sentenças condenatórias por tribunais.

Em toda parte se fala sobre a natureza das “fichas”, menos na agenda dos candidatos à Presidência da República. Quem em algum momento renunciou a mandato eletivo para escapar das punições legais e, assim, preservar os direitos políticos também fica inelegível. Uma mudança e tanto nos meios e nos modos da política. Se a lei for considerada constitucional – e tudo leva a crer que será, pois dos 11 quatro já se pronunciaram a favor –, o Brasil terá dado início a uma reforma “de base” na política. Ou seja, de dentro para fora (do Congresso) e de baixo para cima. Ainda que a Justiça venha a demorar, o presidente do TSE, Ricardo Lewando-

wski, já alertou para a possibilidade de alguns perderem tempo e dinheiro insistindoem concorrer, poismesmo eleitos os irregulares poderiam ficar sem os mandatos. Não se trata de algo trivial, bem como não é corriqueira a mobilização de

Um bom tema para debate dos candidatos presidenciais seria o modelo do novo Congresso organizações não-governamentais e de entidades civis, como a Ordem dos Advogados e associações de magistrados na vigilância aos pretendentes a representantes populares no Poder Legislativo.

Ficha Limpa pode atingir pelo menos 338 candidatos O Estado que mais tem candidatos atingidos pela dispositivo é São Paulo, com 46 pedidos de impugnação, entre eles o do ex-prefeito Paulo Maluf

ODED GRAJEW PRESIDENTE DO INSTITUTO ETHOS

“A lei, que veio para ficar, está pegando e vai pegar. Já está cumprindo seus efeitos e por isso estamos vendo uma chuva de impugnações de gente que jamais poderia se candidatar”

feira o órgão paulista lança seu terceiro e último edital de candidatos enquadrados na Lei da Ficha Limpa. O segundo Estado com mais candidaturas ameaçadas é o Maranhão,com40. Candidatoàreeleição,o deputado ZequinhaSarney (PV), conseguiu ter a candidatura deferida pelo TRE, mas a Procuradoria vai recorrer. Na ocasião, Zequinha afirmou, em nota, que votou a favor da Lei da Ficha Limpa e que sua

vai apoiar Dilma Rousseff porque essa é a decisão do seu partido, o PSB. Quando desistiu da candidatura à Presidência da República o fez em atendimento a uma decisão do partido. Contra a vontade. Em cena. É a quinta vez que o venezuelano Hugo Chávez ameaça cortar a venda de petróleo para os Estados Unidos. Agora – careca de saber que isso não acontecerá – diz que cortará se a Colômbia atacar a Venezuela por influência dos EUA. Exige gestos amistosos por parte do novo presidente colombiano, Juan Manuel Santos, cansado de saber que é exatamente isso que ocorrerá em seguida à posse, em 7 de agosto. Apostas. Palpita o meio diplomático: se Dilma Rousseff ganhar a eleição, o ministro das Relações Exteriores será o embaixador Antonio Patriota; se o presidente eleito for José Serra, o embaixador Sérgio Amaral comandará o Itamaraty.

Nenhum candidato se inscreve no site de transparência

Total:

338 impugnações 20

6

AC

● Até as 19h30 de ontem, ne-

8

RR

AM

AP

16

PA

7

40

PI

7

TO

RO

23

MT GO

DF

BA*

31

SC

AL SE

9

7

16 46**

11 PR RS

3

ES

SP

JOAQUIM RORIZ (PSC)

PE

2 RN 5 PB

MG

MS

6

CE

12

13

*Não informou **A Procuradoria paulista irá divulgar mais um edital de impugnações na segunda-feira

MÃO SANTA (PSC)

MA

0

25

IVO CASSOL (PP)

HERÁCLITO FORTES (DEM)

ZEQUINHA SARNEY (PV)

RJ*

RONALDO LESSA (PDT)

6

14 PAULO MALUF (PP)

nhum candidato a cargo eletivo havia se inscrito no portal da Ficha Limpa (www.fichalimpa.org. br ou www.fichalimpaja.org.br), que pretende ser um cadastro positivo de candidatos ficha-limpa. Organizado pela Articulação Brasileira de Combate à Corrupção e à Impunidade (Abracci), o site foi lançado em São Paulo e Brasília para reunir os políticos que se comprometem a, uma vez inscritos no portal, permitir a total transparência de suas campanhas, inclusive com nomes de doadores e valores de doação. Não há uma expectativa do número de inscritos porque a iniciativa é nova, mas os organizadores esperam que os candidatos à Presidência da República sejam os primeiros a se cadastrar.

INFOGRÁFICO/AE

(DEM). A condenação que levou ao pedido de impugnação de MãoSanta, noentanto,foianulada pelo Tribunal de Justiça do Piauí. Cabe agora ao TRE avaliar a candidatura dos três. Sem temor. Em Alagoas, o exgovernador Ronaldo Lessa (PDT)éoprincipalnomeenquadrado na Ficha Limpa. Mas ele não teme.“Se eunão pudesse ser candidato,nãoteria mecandidatado, caso contrário estaria co-

metendo estelionato eleitoral.” Até ontem à noite, os TREs indeferiram, de acordo com levantamento do Estado, 14 candidaturas com base na Lei da Ficha Limpa – 4% das impugnações propostas pelas procuradorias. São sete casos em Minas Gerais, três no Espírito Santo, dois no Ceará, um no Paraná e um em Santa Catarina, Estados onde os julgamentos estão em curso e os números podem aumentar. São Paulo não julgou nenhum

STJ avaliza candidatura do tesoureiro de Dilma BRASÍLIA

Presidente interino do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e integrantedoTribunalSuperiorEleitoral (TSE), o ministro Hamilton Carvalhido afastou provisoriamente o risco de o tesoureiro da campanha da petista Dilma Rousseff (PT) ser impedido de disputar uma cadeira de deputado federal por São Paulo. Carvalhidosuspendeuosefeitosdedecisão judicial que poderia levar à

inelegibilidade do ex-prefeito de Diadema José de Filippi Júnior. “Defiro a cautela de urgência, parasuspenderosefeitosdoacórdãoquedecretou,alémdoressarcimento aos cofres públicos, a perdadafunçãopública,asuspensãodosdireitospolíticoseopagamento de multa civil equivalente aodanoaoeráriopúblico,afastando especialmente a inelegibilidade”, determinou Carvalhido, em decisão ainda não publicada,mas já disponível no site do STJ.

Calçados Giannini Linha Masculina Social e Esportiva Em Cromo Alemão e Pelica. Feitos à mão.

fotos ilustrativas

A Lei da Ficha Limpa, pelas mãos das procuradorias eleitorais em todo o País, pode atingir pelo menos 338 candidatos, entre eles nomes fortes da política nacional. O prazo final para julgamento dos pedidos de impugnação é dia 5 de agosto, mas os TREs já começaram a indeferir registros de candidatura. OEstadoquemaistemcandidatos atingidos pela lei é São Paulo, com 46 pedidos de impugnação. EntreelesestáododeputadoPaulo Maluf (PP), que tenta a reeleição.AProcuradoriaEleitoralconsiderouqueodeputadofoicondenado por decisão colegiada e está inelegível. Cabe recurso. Por meiodesuaassessoria,Malufafirmou que “confia na Justiça”. A lista em São Paulo ainda pode aumentar, já que na segunda-

● Chuva de impugnações

condenação foi por propaganda irregular em 2006. “Em nenhum momento meu nome foi impugnado por conduta que comprometa o meu passado político.” Minas aparece com 31 nomes ameaçados de impugnação, e Rondônia, com 25 postulantes subjudice.AProcuradoriaRegional Eleitoral de Rondônia enquadrouosprincipaisnomesdacorrida eleitoral do Estado. Entre eles, dois candidatos a governador – o ex-senador Expedito Júnior (PSDB)eJoãoCahulla(PPS),quedisputaareeleição–alémdeIvoCassol(PP),queconcorreaoSenado. ExpeditoJúniorfoicassadopelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e teve os direitos políticos suspensos por oito anos. Para sua defesa, porém, a lei não pode retroagir. No Piauí três dos principais candidatos ao Senado estão na mira:Mão Santa (PSC),Wellington Dias (PT) e Heráclito Fortes

Obreiro. Ciro Gomes anunciou que

BALANÇO

5

Roberto Almeida Lucas de Abreu Maia

tão bem assim ou se não pensam que um Parlamento melhor é possível.

R. Afonso Brás, 878/884

Tel.:

3842-7887

www.calcadosgiannini.com.br

pedido,assimcomooutros16Estados consultados pela reportagem. “A lei, que veio para ficar, está pegando e vai pegar. Aliás, já está cumprindo seus efeitos e por issoestamosvendoumachuvade impugnaçõesdegentequejamais poderia se candidatar”, disse o presidente do Instituto Ethos, Oded Grajew. O Ethos integra o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, que criou a FichaLimpa. / COLABORARAM MOACIR ASSUNÇÃO e RICARDO RODRIGUES

No TSE, Carvalhido participou do julgamento ocorrido em junho, no qual a corte concluiu que a Lei da Ficha Limpa se aplicaa todos os candidatos nas eleiçõesdesteano,inclusiveaospolíticos que foram condenados antes de a norma ter entrado em vigor. Pela lei, quem é condenado por um órgão colegiado está impedido de se candidatar. FilippifoicondenadopeloTribunal de Justiça de São Paulo em maio. O tribunal concluiu que ele deveria devolver valores aos cofresda Prefeitura de Diadema, quecontratousem licitação oescritóriodeadvocaciadoex-deputado Luiz Eduardo Greenhalgh. O TJ decidiu que Filippi deveria perder os direitos políticos. Emsuadecisão,Carvalhido citou artigo da Lei da Ficha Limpa segundo o qual o tribunal poderá suspender a inelegibilidade sempre que existir plausibilidade no pedido. Mas a lei também estabelece que se a condenação for mantida serão desconstituídos o registro ou o diploma do político no caso de ele ser eleito.


%HermesFileInfo:A-7:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

Eleições

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

}

Enquete Você acha que todos os candidatos devem participar de debates? (estadao.com.br/e/enquete)

Evento com apoio estatal tem propostas radicais Reunidos em Brasília, agricultores defendem a adoção de um limite para o tamanho das fazendas, medida que atingiria 50 mil propriedades no País Marcelo de Moraes / BRASÍLIA

Enquanto a candidata petista Dilma Rousseff diz que não vai tolerar ações ilegais do Movimento dos Sem-Terra (MST) se for eleita presidente da República, o governo federal patrocina evento de outra entidade de trabalhadores rurais que defende a limitação da propriedade de terra no Brasil, entre outras medidas radicais para o setor. Caixa Econômica Federal, PetrobráseBancodoNordestedestinaram R$ 270 mil como patrocínio para a organização do 2.º Festival Nacional da Juventude Rural, que está sendo realizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), em Brasília. O evento, em seu documento final, defende e cobra do governoapoioparaaaprovaçãodoPlebiscito Popular pelo Limite da PropriedadedaTerra.CoordenadopeloFórum Nacional pelaReforma Agrária e Justiça no Campo – composto por 54 entidades, incluindo Contag e MST – o plebiscitoseráuma mobilizaçãonacionalentre 1 e 7 de setembro em prol da aprovação de uma emenda constitucional que coloca na lei limites para a propriedade de terra no País. Na prática, a proposta é a mais radical já apresentada pelos gru-

● Verba liberada

R$ 270 mil

Foi o valor do patrocínio da Caixa Econômica Federal, Petrobrás e Banco do Nordeste para a realização do 2º Festival Nacional da Juventude Rural, organizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag)

posdetrabalhadores rurais e, segundo previsões do próprio Fórum Nacional, afetaria cerca de 50 mil propriedades, incluindo mais de 6 mil em São Paulo, que estariamacima dolimiteproposto pelos defensores do projeto. O documento final do Festival Nacional da Juventude Rural, que já foi entregue ao ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, e ao ministro da Secretaria Geral da Presidência, Luiz Dulci, abraça a ideia e pede o apoio do governo à realizaçãodo plebiscitoeaoestabelecimentodeuma normaconstitucional que fixe essa limitação da propriedade. “O Poder Executivo deve empenhar-se politicamente junto ao Congresso Nacional visando a apresentação e aprovação de emendaconstitucionalque estabeleça o limite máximo da propriedade da terra no Brasil em 35 módulos fiscais, como um dos

critérios para o cumprimento da Função Social da propriedade”, diz a carta do evento. Módulo fiscal é uma referência usada pelo Instituto Nacional de Reforma Agrária (Incra) e varia de tamanho conforme a região do País, ficando entre cinco e 110 hectares. Dilmanãorecebeuodocumento, mas se encontrou com a Contag no dia 13, quando lhe foram repassadas as propostas de interesseda entidadepara osetor rural. Na quarta-feira, o presidente da entidade, Alberto Broch, fez discurso em frente ao Ministério da Educação defendendo a continuidade do governo Lula. “Não queremos partidarizar essadiscussão. Até porqueomovimento pelo limite da propriedade de terra não começou agora, mas lá atrás, em 2000”, explicaosecretárionacionaldePolítica Agrária da Contag, William Clementino. “Se estivéssemos criando tudo nesse momento, poderiaatéser feita essaassociação.Masestamosfazendoaconstrução de convencimento da sociedadeemtorno daideia hábastante tempo.” Clementino não vê problemas no fato de a Contag receber patrocínios ou assinar convênios com órgãos do governo federal para bancar eventos. Todas as despesas feitas com esses recursos federais são auditadas.”

Nacional A7


A8 Nacional %HermesFileInfo:A-8:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Eleiçþes

}

Campanha na web @

Rio de Janeiro

Depois de 200 milhĂľes de acessos no YouTube, autor do ‘Dilma Boy’ filia-se ao PT (estadao.com.br/e/dilmaboy)

O candidato a deputado federal Anthony Garotinho (PR) afirmou ontem que a Dilma Rousseff vai participar de sua campanha no Rio. No Estado, o PT apoia a reeleição de seu adversårio SÊrgio Cabral (PMDB)

Ciro declara apoio tĂ­mido a Dilma Obrigado a desistir da disputa, deputado do PSB nĂŁo participarĂĄ do comando da campanha, mas diz que seu entusiasmo pode aumentar com o tempo Vera Rosa / BRASĂ?LIA

CELSO JUNIOR/AE

Sem esconder a falta de entusiasmo com a campanha presidencial, o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) formalizou ontem o apoio Ă  candidata do PT, Dilma Rousseff, mas foi cauteloso em relação Ă  sua entrada na equipe dilmista. Em uma hora e quinze minutos de conversa com Dilma, durante o almoço, Ciro disse que jĂĄ trabalha por ela “intensamenteâ€? no CearĂĄ. NĂŁo demonstrou, porĂŠm, interesse em participar de comĂ­cios fora das fronteiras de seu Estado, ao menos por enquanto. “Na medida em que as minhas preocupaçþes com o futuro do PaĂ­s forem se incorporando, eu incrementarei o meu entusiasmo e nĂ­vel de engajamentoâ€?, avisou o ex-ministro da Integração. Dilma, por sua vez, garantiu que Ciro terĂĄ o papel que quiser na campanha e o encheu de elogios. “Dei a ele absoluta liberdade para fazer o que quiser. Eu o tenho em alta contaâ€?, afirmou a candidata do PT. “Ciro ĂŠ uma pessoaque eugostariadeterperto de mim.â€? Foi o primeiro encontro entre os dois desde que o deputado, pressionado pela cĂşpula do PSB, tevede desistirda disputaao Planalto para que Dilma fosse ungida como Ăşnica candidata da base aliada, a pedido do presidente Luiz InĂĄcio Lula da Silva. Ciro gravarĂĄ mensagem de apoio Ă  ex-ministra da Casa Civil

â—? Ciro Gomes antes e depois de deixar a disputa presidencial

EM 23 DE ABRIL

ONTEM

“O Lula estĂĄ navegando na maioneseâ€?

“O meu partido tomou a decisĂŁo de retirar a minha candidatura e de apoiar a ministra Dilma. NĂŁo sei por que remanesce alguma dĂşvida jĂĄ que, naquele momento declarei que seguiria e acataria o meu partidoâ€?

“NĂŁo me peçam para ir Ă  televisĂŁo declarar o meu voto, que eu nĂŁo vou. “Sei lĂĄ, vai ver viajo, vou virar intelectual. Vou fazer outra coisaâ€?

“Eu fiquei bastante triste com a posição que meu partido tomou. Acho que foi uma posição erradaâ€?

“Minha sensação, agora, ĂŠ que o Serra vai ganhar esta eleição. Dilma ĂŠ melhor do que Serra como pessoa. Mas Serra ĂŠ mais preparado, mais legĂ­timo, mais capaz, inclusive, de trair o conservadorismo e enfrentar a crise que conheceremos em um ou dois anosâ€?

“A democracia brasileira perdeu a oportunidade de ampliar o debate, a discussĂŁo. Mas eu amo a democracia e, numa democracia, nĂŁo sĂŁo as opiniĂľes individuais que devem prevalecer, Deve prevalecer a vontade da maioriaâ€?

Em comĂ­cio, Lula ataca ‘elite’

Em comĂ­cio realizado ontem em Porto Alegre, o presidente Lula atacou a elite brasileira: â€œĂ‰ mesma elite que levou GetĂşlio a dar um tiro no coração, que matou

Jânio Quadros e fez João Goulart a renunciar.� Ao seu lado, estavam os petistas Tarso Genro, candidato ao governo gaúcho, e Dilma Rousseff, candidata ao Planalto.

“Sabe os aloprados do PT que tentaram comprar um dossiĂŞ contra os tucanos em 2006? Veremos algo assim de novo. Vai ser uma merdaâ€?

“Quanto ao meu engajamento, na medida em que as minhas preocupaçþes com o futuro forem incorporadas, vou incrementar o meu entusiasmoâ€?

para o horĂĄrio eleitoral, que estreia em 17 de agosto, mas nĂŁo se sabe quando sua imagem aparecerĂĄnapropaganda de TV. Coordenador da campanha do governador do CearĂĄ, Cid Gomes (PSB),que ĂŠseuirmĂŁo,o deputadogarantiuqueDilmaterĂĄpalanque reforçado no Estado. “VocĂŞ acha que se chegar lĂĄ uma pessoa como a Dilma, de

quem sou amigo hå tantos anos, companheiro,admirador,eudeixaria de recebê-la?. Em nenhuma circunstância�, respondeu o deputado, ao ser questionado se recepcionarå Dilma no Cearå. Naestreiadacampanha,quandoacandidaturadeCiroagonizava, a petista causou mal-estar no PSB ao visitar Fortaleza, reduto político do deputado.

Apesar de declarar aval a Dilma, Ciro nĂŁo deixou de dar uma estocada na cĂşpula do PSB por obrigĂĄ-lo a desistir do pĂĄreo. “Considero que o meu partido tomou uma posição erradaâ€?, insistiu. “A democracia perdeu a oportunidadedeampliar odebate,mas, comoeu amoademocracia, digo que nela nĂŁo sĂŁo as opiniĂľesindividuais quedevempre-

valecer.Deveprevalecer avontade da maioria.� A equipe de Dilma gostaria que Ciro, dono de língua afiada, integrasse o comando da campanha petista. Seria mais um para blindar a candidata e atacar o adversårio do PSDB, JosÊ Serra. AtÊ agora, no entanto, o deputado não demonstrou disposição para a tarefa. Mesmo assim, Dilma só diri-

giu afagos ao ex-ministro. Sem citar o escândalo do mensalĂŁo, elaafirmouqueCiroajudoumuito o governo, sobretudo “ao longo de 2005â€?, quando estourou a crise. “Somos muito parecidos e, da minha parte, nĂŁo hĂĄ mĂĄgoaâ€?, observou Dilma. Indagado se havia saĂ­do “diferenteâ€? do encontro, ele ironizou: “NĂŁo, a minha gravata ĂŠ a mesma.â€?

$KOCIKPCçãQFGWOCETKCPçC FGHKEKGPVGHíUKECXCKNQPIG 'QGQWTGCKUOGPUCKUEQOQUGW ECTVãQ+KRGTECTFGCLWFGC$$&' COWFCTQHWVWTQFGOKNJCTGU FGETKCPçCUFGHKEKGPVGUHíUKECU

No dia da estreia da petista na TV, PT estimula debate sobre Farc Partido vai participar do 16.º Foro de São Paulo, instância da esquerda da AmÊrica Latina, que ainda discutirå controle da mídia João Domingos / BRAS�LIA

No dia da estreia do programa eleitoral dos candidatos à Presidência – 17 de agosto –, o PT vai jogar a candidata Dilma Rousseff em mais uma polêmica envolvendo a suposta ligação do partidocomasForçasArmadas Revolucionårias da Colômbia (Farc). Não bastasse isso, os petistas vão entrar tambÊm em outro debate que Dilma afirma abominar: o controle social dos meios de comunicação. Nesse dia, 16 petistas, entre eles o deputado JosÊ Eduardo Martins Cardozo (SP), um dos principais coordenadores da campanha de Dilma, estarão em Buenos Aires para participar da aberturado16.º Forode SãoPaulo – a instância cuja meta Ê a socialização da AmÊrica Latina e do Caribe. O documento preparatório do encontro de Buenos Aires, ainda em sua versão em espanhol, afir-

ma que Êpreciso fazer o controle social da mídia. E diz que o resultado do pleito presidencial no Brasilinfluenciaråtodooprocesso eleitoral na AmÊrica do Sul e no Caribe, notadamente na Argentina no ano que vem. Por isso,pregaaeleiçãodeumcandidato de esquerda. Os principais idealizadores do Foro, criado em 1990, foram o hoje presidente Luiz Inåcio Lula da Silva e o ex-deputado Plínio de Arruda Sampaio, que disputa a Presidência pelo PSOL. Lula decidiu convocar partidos de esquerda da AmÊrica Latina e do Caribedepois dereceber avisita, em sua casa, em São Bernardo, do então presidente de Cuba, Fidel Castro. Representantes das Farc estiveram nesse Foro, realizado em São Paulo, fazendo com que a guerrilha aparecesse como uma das fundadoras da instância esquerdista, assim como o ExÊrcito de Libertação Nacional, ambos da guerrilha colombiana. Pesquisas. O tucano JosÊ Ser-

ra decidiu explorar essa suposta ligação do partido de Dilma Rousseff com as Farc. Tem insistido no tema, amparado por pesquisas qualitativas que aponta-

Lula volta a negar licença para atuar na campanha Elder Ogliari PORTO ALEGRE

FDSLWDLVHUHJL}HV

/LJXH PHWURSROLWDQDV  GHPDLVORFDOLGDGHV HIDoDSDUWHGHVVDKLVWyULD

O presidente Luiz InĂĄcio Lula da Silvanegouontem,emPortoAlegre, que vĂĄ se licenciar do cargo para ajudar a campanha de sua candidata, Dilma Rousseff (PT). “O presidente precisa governar atĂŠ 31 de dezembro e ainda agir como se o fosse atĂŠ Ă s 10 horas (do dia 1.Âş de janeiro), quando quem for eleito for homologado pelo Congressoâ€? afirmou.

“AĂ­, sim, estarei de licença paraoutrascampanhas.MasnĂŁotenho pensado no que fazer depois porque tenho muita coisa para fazer atĂŠ o dia 31â€?, complementou, sem dar pistas do rumo que tomarĂĄ quando deixar o cargo. Lula cumpriu uma agenda com vĂĄrios compromissos durante o dia e tinha um comĂ­cio previstopara anoite, noGigantinho, acompanhado de Dilma e de Tarso Genro, candidato do PT ao governo do Estado.

riam para possĂ­veis prejuĂ­zos eleitorais Ă  petista caso consiga deixar no eleitor certa desconfiança quanto Ă  ligação com a guerrilha terrorista. O assunto foi trazido Ă  campanha pelo vice de Serra, Ă?ndio da Costa (DEM). O secretĂĄrio executivo do Foro, Valter Pomar, da ala mais Ă  esquerda do PT, afirmou que as Farc nunca participaram dessa instância das esquerdas da AmĂŠricaLatina edoCaribe.“Ospartidos de esquerda latino-americanos estĂŁo implementando estratĂŠgiasquecombinamluta eleitoral e luta social. A maioria desses partidos apoia, na ColĂ´mbia, o PĂłlo DemocrĂĄtico Alternativo, que jĂĄ disputou duas eleiçþes presidenciaisâ€?, argumentou. As Farc,navisĂŁodele,preferemconduzir a guerrilha. O ex-vereador Edson AlbertĂŁo (PSOL), de Guarulhos, um dospoucosqueassumemabertamente ter contatos com as Farc, lamentou que o PT tenha decidido rejeitar a participação de grupos como as Farc no Foro de SĂŁo Paulo. “Eu nĂŁo concordo com isso. É uma inflexĂŁo Ă  direita, discriminatĂłria e odiosa a um grupo que definiu sua forma de luta nĂŁo porque quis, mas porque foi obrigado a issoâ€?, disse.

Dilma tem 22% das intençþes de voto no Rio Grande do Sul, contra 46% de JosĂŠ Serra (PSDB) e 8% de Marina Silva (PV), segundo o Datafolha. “Tem gente que quer me tirar da campanha, que nĂŁo quer que eu participe, eu acho que tenho obrigação de participar, vou escolherquemvaisermeucandidato, minha candidata, e aĂ­ eu direi para vocĂŞs um diaâ€?, afirmou Lula, ao final do discurso de 34 minutos para cerca de 900 pessoas no centro de Porto Alegre. Em coletiva, ele sugeriu que a imprensa e seus adversĂĄrios o ajudem a comparar quem fez mais investimentos no Estado entreosgovernosdos 25anosanteriores e o dele, em oito anos.


%HermesFileInfo:A-9:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

Eleições

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

}

Distrito Federal A Procuradoria Regional Eleitoral pediu ontem a retirada das placas de propaganda institucional do governo do Distrito Federal. A Lei Eleitoral proíbe publicidade institucional nos 3 meses que antecedem às eleições

Nacional A9

Disputa pelo País Saiba quem são os candidatos ao governo nos Estados e no Distrito Federal (estadao.com.br/e/estados) FOTO ESPORTE SITE

Lula põe diretor de basquete em agência Ligado ao PMDB, novo diretor da ANTT diz conhecer transportes como ‘usuário’ Leonardo Goy João Domingos BRASÍLIA

Depois de adiar por um mês e meio a demissão de Carlos Henrique Custódio da presidência dos Correios, para não desagradar ao peemedebista Hélio Costa, candidato ao governo de Minas pelo PMDB, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou ontem a fazer afagosao senador, dono de um importante palanque para a petista Dilma Rousseff. Lula decidiu nomear para a diretoria da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) Jorge Luiz Macedo Bastos, cuja experiência no setor é resumida pelo própria em uma singela sentença. “Tenho experiência como usuário”, admitiu ele ao Estado. A nomeação de Bastos é uma forma de compensar Costa e o PMDB de Minas e do Rio pela

demissãode Custódio. Ele é ligado a Costa e a Wellington Salgado, que ocupou a vaga de senador do primeiro, enquanto ele foi ministro das Comunicações. Bastos foi assessor parlamentar dos dois. Era uma espécie de faz-tudo: cuidava da agenda e vigiava as nomeações políticas de agrado dos dois aliados do presidente. Ao mesmo tempo, Bastos encontrava tempo para ser também diretor do Universo BRB, time de basquete de Brasília que pertencia a Salgado. A indicação mantéma influência de Costa na ANTT. Bastos ● Fiscalização

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) analisa em agosto a PEC 43/07, que autoriza o Legislativo a convocar dirigentes de agências reguladoras para prestar contas de suas atividades.

Em quadra. Bastos (último à direita) durante jogo do time Universo BR, com Wellington Salgado (segundo a partir de esquerda) foi escolhido para substituir Francisco de Oliveira Filho, sobrinho do ex-ministro, que deixou a agência em fevereiro. Concessões. A ANTT é uma

agência que tem atribuições importantes dentro do Estado brasileiro. Cabe a ela regular as concessões de rodovias e de ferrovias, por exemplo. É essa agência que calcula o valor dos pedágios das rodovias federais concessionadas. Além disso, ainda está encarregada do leilão do projeto do trem-bala que ligará São Paulo, Campinas e Rio. Mesmo reconhecendo que tem a experiência dos usuários

quando o assunto é transporte, Bastos acredita que isso não significa que ele não possa ser diretor da ANTT. “Trabalho em projetos de infraestrutura na administração pública”, afirma. “Acho que estou capacitado para ser diretor da agência. Já há bastante técnicos no corpo da agência.” O nome de Bastos terá de ser submetido ao crivo da Comissão de Infraestrutura do Senado e também ao plenário da Casa, antes de ser confirmado pelo governo. Desde o primeiro mandato, o o presidente Lula é criticado por causa das indicações políticas para as agências regulado-

ras criadas durante o governo Fernando Henrique. Na própria ANTT, foi indicado como diretor, no ano passado, Ivo Borges Lima, que era assessor do senador Gim Argello (PTB-DF) e tesoureiro do partido no Distrito Federal. Telecomunicações. Até o fim do ano alguns cargos importantesainda ficarão vagos. Na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), vence em novembro o mandato de presidente de

Ronaldo Sardenberg. Sardenberg permanecerá ainda como conselheiro da agência, o que deve levar o governo a escolher um outro presidente entre os demais conselheiros: Emília Ribeiro – ligada ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) –, João Rezende e Jarbas Valente. O mandato do quinto conselheiro da Anatel, Antonio Bedran, termina no mês de novembro, mas é provável que ele seja reconduzido ao posto.


A10 Nacional %HermesFileInfo:A-10:20100730:

Eleições

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

}

“É um desrespeito de um assessor presidencial se dirigir desta forma a quem tem uma biografia centenas de vezes superior a sua”

Radar Político Tucanos reagem à Marco Aurélio Garcia, que chamou Serra de ‘troglodita de direita’ (estadao.com.br/e/direita)

Paulo Renato de Souza SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DE SP PAULO GIANDALIA/AE PAULO PINTO/AE

Serra: ‘Esquerda tem de defender direitos humanos’ Tucano diz que não teria confiado em Ahmadinejad, acusado de perseguir e torturar oposicionistas, e fala da aproximação entre Dilma e Chávez Carolina Freitas AGÊNCIA ESTADO

● Central de boatos

O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, definiu-se ontemcomoumpolíticodeesquerda, em resposta a PETISTAS que o classificaram como “um troglodita de direita”. E contra-atacou: “Uma coisa é certa: quem se acha de esquerdatemdeserdefensordedireitoshumanos.Eunãoteriaconfiado em Ahmadinejad”, referindo-se ao presidente do Irã. A afirmação foi feita durante sabatina realizada pelo canal Record News e o portal R7 – na qual o tucano ainda acusou a adversária petista Dilma Rousseff de fugir do debate, atacou o MST e prometeu, se eleito, “dar uma enxugada no desperdício”. Sobre programas de governo, disse que o seu “não terá trololó nem firulas” e que virá “em forma de metas, como um milhão de novas vagas no ensino técnico e 154 policlínicas”. Serra reagiu com vigor ao ser mencionada a crítica do assessor da Presidência Marco Aurélio Garcia, que o chamou de troglodita. “Troglodita de direita é quem apoia o Ahmadinejad, que está matando mulheres a pedradas”. Segundo o tucano. Garcia “é de direita, totalmente, não

JOSÉ SERRA CANDIDATO DO PSDB À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

“Não se debatem temas. Hoje tem um mecanismo que é uma central de boatos, que espalha coisas, e uma atitude de ofendido quando você diz algo que todo mundo sabe que é verdade” “Uma coisa é financiamento de campanha, a outra é tirar dinheiro no banco para encaminhar votações. São fenômenos diferentes” “Eu vou dar uma enxugada no desperdício. Tem excesso de cargo comissionado. Cargo em comissão significa nomear uma pessoa que não fez concurso e pode não ter nenhuma capacidade para a função. Boa parte deles é emprego político”

tem nada de esquerda. Falar de esquerda é falar em direitos humanos,empolíticasefetivamente populares, de curto, médio e longo prazo, não no jogo de grupos econômicos”. E foi além: “Defender o maior juro real do mundo não é ser de esquerda,defenderamenor taxa

de investimento governamental do mundo em desenvolvimento não é ser deesquerda, defender a maiorcargatributária domundo em desenvolvimento também não é ser de esquerda”. Aofalar da rival DilmaRousseff, começou com uma acusação implícita, sem citar seu nome: “Háumafugadodebate,nãoapenas física, mas também de ideias”. Em sua opinião, “não se debatem temas, hoje tem uma central de boatos, que espalha coisa, é uma atitude de ofendido quando você diz alguma coisa que todo mundo sabe que é verdade”. Mais adiante, aproximou-a do presidente venezuelano Hugo Chávez: “Chávez já declarou voto em Dilma. Chávez é dilmista e o PT é chavista”. Desperdício. Em outro momen-

to, advertiu que um de seus planos é reduzir a máquina pública. “Vou dar uma enxugada no desperdício. Tem excesso de cargo comissionado”.Edeuumaexplicação a respeito dessas funções: “cargoem comissãosignificanomear uma pessoa que não fez concurso e pode não ter nenhuma capacidade para a função. Boa parte é emprego político”. O candidato tucano também ironizou o MST: “Se eles fossem pela reforma agrária, estariam

Orientação. Para Serra, se o MST fosse pela reforma agrária “apoiaria Plínio e o PSOL” apoiandooPlíniodeArrudaSampaio, do PSOL, que foi exilado por ser relator do projeto pela reforma agrária. Ele é o patriarca dessa reforma.” Garantiu que, eleito, faria novos assentamen-

toseatuariaparaaumentaraprodutividade dos que já existem. “Hoje você tem muitos assentamentos cujos proprietários vivem de cesta básica.” Falou também sobre a política

Marina critica ‘fisiologismo’ das alianças de PT e PSDB Segundo a candidata do PV, os dois partidos precisam conversar mais e pensar no Brasil, não em composições Jair Aceituno ESPECIAL PARA O ESTADO BAURU

A candidata do PV à Presidência, Marina Silva, afirmou ontem que o PT é vitima do fisiologismo do PMDB e o PSDB tem o mesmo problema em relação ao DEM. As duas legendas, segundo ela, precisam “conversar mais” e pensar no Brasil, não em composições. Quantoàsuacandidatura,destacou que procurou fazer uma aliança modesta, mas programática e coerente, com a qual pretende chegar ao Palácio do Planalto. “Não estamos com as aliançastradicionais,aqueles velhos caciques políticos, que

TRE precisará helicóptero para eleição em MT CUIABÁ

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso usará helicóptero para chegar a 8.730 eleitores em eleiçãosuplementarmarcadapara 5 de setembro para eleger prefeitoevice-prefeito deSanto Antônio de Leverger. O município tem 14.071 eleitores, mas só 5.341 votam na zona urbana. O restantevotaemtrês localidadesda zona rural de difícil acesso. De acordo com levantamento realizado e divulgado pelo TRE, enquanto o custo médio por voto na zona urbana é de R$ 3,25, o da área rural atinge R$ 19,51. Na eleição suplementar, o TRE estima gastar R$ 45.760. O candidato eleito cumprirá o restante do mandato do prefeito cassado,que tinhasido eleitoem 2008. / FÁTIMA LESSA, ESPECIAL PARA O ESTADO

quandosobemnopalanquejásomam 500 anos de política velha. Pessoas que, se a gente for ver seus discursos de cinco, dez anos atrás, era inimaginável que um dia estivessem juntas.” Marina disse que pretende chegaraogovernocomoumaopção, a exemplo de quando se elegeu para o Senado, no Acre, com apenas 3% nas pesquisas, contra dois fortes adversários que pontuavam alto. “Eles tinham jornal, rádio e televisão para falar bemdeles emal demim.”Segundo a candidata do PV, tanto naquela época quanto agora, as grandes coligações “colocaram oeleitor no anonimato”,aodecidirem quem seria o candidato de oposição e o de situação. “Alguns nem querem ir a debates e sóesperam o votodopovo no dia 3 de outubro”, cutucou. Numa entrevista para um canal de TV de Bauru, a presidenciável não se furtou a falar sobre temas ligados aos gays. Afirmou que,porconvicçãoespiritual,en-

EDER AZEVEDO/CIDADE DE BAURU

que adotaria quanto ao salário mínimo: “Será o melhor possível.” E detalhou: “Se Deus quiser, vai continuar aumentando nos próximos oito anos, no mesmo ritmo do governo Lula.”

dam de posição, dizendo que são contra”, ressaltou. E argumentou que, mesmo assim, sempre fez campanhas para candidatos que apoiam as teses dos gays, como Marta Suplicy em São Paulo e Fernando Gabeira, no Rio. Pastores. Marina teve reu-

Compromisso. Marina em Bauru (SP): ‘Sempre vou dizer quais são minhas posições’ tendequecasamentoéumsacramento para homem e mulher e, assim, contrária ao casamento gay. Mas disse defender o direito à herança e plano de saúde com-

partilhado e os respeita como a qualquer ser cidadão. “Eu sempre vou dizer com todatransparência quaissãoasminhas posições. Acho que é um

desrespeito à comunidade gay aqueles que, num fórum com eles,levantamsuasbandeiras,dizem que são favoráveis e, num outrofórum,com religiosos,mu-

niões com pastores evangélicos de toda a região e percorreu veículos de comunicação da cidade. À tarde visitou o Hospital de Recuperaçãode LesõesLábio-Palatais da USP, também conhecido como Centrinho, inaugurou a Casa de Marina e caminhou pelo calçadão do centro da cidade. Acandidataencerrouaprogramação com um comício – o primeiro realizado na cidade na atual campanha eleitoral. Ela esteve acompanhada pelos candidatos a vice-governador de São Paulo, Rogério Menezes, e ao Senado, Ricardo Young. Em todas as entrevistas, a candidata poupou o presidente Lula e, numa delas, repetiu seu bordão. “Agora que o povo perdeu o medo de votar em ‘Silva’, pode continuar votandoem‘Silva’,masem Marina.”


O ESTADO DE S. PAULO

Eleições

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

}

Nacional A11

“Se o Estado continuar com queda de homicídios, no final do ano poderemos chegar perto dos países desenvolvidos”

BALANÇO

Fabio Feldman (PV)

de eleitores estão registrados no Estado de São Paulo, maior colégio eleitoral do País

30 milhões

CANDIDATO AO GOVERNO DE SÃO PAULO HÉLVIO ROMERO/AE

NELSON MOTTA

O coronel e os babalaôs

D

ia e noite, minuto a minuto, são postadas na internet notícias do mundo inteiro, das mais dramáticas e trágicas às mais frívolas e bizarras. Os ficcionistas estão em pânico. É cada vez mais difícil criar histó-

rias e personagens originais que possam surpreender e emocionar os leitores. Que tal a americana que deu o seu bebê para adoção e, 14 anos depois, rastreou o filho em sites de relacionamento, e, sem dizer que era sua mãe, sedu-

ziu-o, comeu-o e foi presa? Quem acreditaria nesse dramalhão pornô? Mas é apenas um episódio de “a vida como ela é” na internet, que deixaria Nelson Rodrigues embasbacado. Mesmo com as licenças do realismo fantástico latino-americano, é difícil

criar uma ficção que supere o coronel boçal e paranoico que toma o poder na Venezuela, se acredita um novo Bolívar, e quer libertar a América Latina do Império e torná-la uma imensa Cuba. Mas só consegue quebrar o seu país e fazer o mundo rir com suas bravatas. No novo episódio, a pedido do companheiro Fidel, clarividentes babalaôs cubanos consultam os orixás e advertem o coronel de que a única forma de reverter a sua queda de popularidade e a perda da maioria parlamentar nas próximas eleições é fazer um descarrego nos ossos de Simon Bolívar. O coronel manda exumar o Libertador, sob a suspeita de que ele não teria morrido de tuberculose, mas envenenado. Pelo Império, por supuesto. Mas o Império tem mais o que fazer e ignora o coronel, que fica ainda mais

furioso. Nem um ficcionista delirante, ou um babalaô doidão, ousaria imaginar os Estados Unidos invadindo a Venezuela e torrando bilhões de dólares e milhares de vidas para roubar o seu petróleo, só o coronel: “Mas não vamos estar sozinhos na luta, tenho certeza de que Cuba e Nicarágua estarão conosco.” O Império vai tremer de medo, terão que reavaliar seus planos. O coronel ruge: “Pátria, socialismo ou morte!” Ao lado de Maradona, que, como ele, pensa com os pés, rompe relações com a Colômbia, mas são os venezuelanos que pagam a conta. E o coronel continua sua bizarra revolução, com o petróleo que vende ao seu maior inimigo. O Império paga em dia.

Acéfala, Fiesp fica fora dos debates eleitorais Com empresariado dividido entre Serra e Dilma e com Paulo Skaf tentando o governo do Estado pelo PSB, entidade sequer preparou propostas Patrícia Campos Mello

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), principal entidade do empresariado paulista, sumiu do cenário eleitoral. A entidade não terá nenhumdebate ou encontro público com os candidatos, não dispõe de datas para receber os presidenciáveis e nem vai entregar propostas para os candidatos. Por enquanto, o único projeto é a entrega de propostas depois daeleição,paraopresidente eleito, no dia 8 de novembro. A Confederação Nacional da Indústria (CNI) e a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) já promoveram debates e encontros com os presidenciáveis. “De todas as eleições que presenciei, nunca vi aFiesp tão pouco engajada como agora, não há envolvimento em torno de uma candidatura presidencial”, disse aoEstado um destacadointegrante da Fiesp. Para alguns empresários, isso mostra a menor relevância política da Fiesp de hoje,depois de, no passado,a entidade ter influenciado inúmeras eleições. Lembram, também, a força do então presidente da Fiesp, Mario Amato, que afirmouem1989que800milempresários iriam deixar o País se

AYRTON VIGNOLA/AE-27/6/2010

ESTADAO.COM.BR

O candidato do PSDB ao governopaulista,GeraldoAlckmin,definiu ontem o Estado de São Paulocomo“umexemplo paraoPaís

min disse que o valor é necessário para manter a qualidade do serviço. Admitiu que poderá rever a localização de algumas praças, mas lembrando que é preciso respeitar os contratos. Econtra-atacou:“Se comanovapistadaImigrantesjátemcongestionamento, imagina se não a tivéssemos feito.” A nova pista, segundo ele, só pôde ser feita graças à parceria com a iniciati-

va privada. “Não houve investimentode dinheiro público”,ressaltou. Lembrou, ainda, a necessidade de outras obras, como a continuidade do Rodoanel, e a reforma de estradas vicinais, “que não têm pedágios”. E criticou o modelo de concessão do governo federal, que seria a causa de estradas ruins, como a Regis Bittencourt, que “continua sendo a rodovia da morte”.

JOSÉ RICARDO RORIZ COELHO DIRIGENTE DA FIESP

“Convocar debate (entre candidatos) não é muito útil, eles vão ficar fazendo proselitismo, falando para a mídia, e não discutir propostas”

Lula ganhasse a eleição. Muitos acusam Paulo Skaf, que se licenciou da presidência daentidadeparaconcorreraogoverno de São Paulo pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), de terusadoaFiespparaganho político e, agora, deixá-la “acéfala”, comodisseoconsultorempresarial e ex-deputado federal Emerson Kapaz. “O envolvimento diretodePauloSkafcomocandidato ao governo desmobilizou a liderança da entidade, a Fiesp ficou acéfala”, diz Kapaz, que se candidatou à presidência da federação em 1992. Skaf deixou-a no fim de maio para concorrer ao governo pelo PSB e foi substituído pelo empresário Benjamin Steinbruch, que ali trabalha apenas meio período. Skafnãoquisdarentrevistasobre a Fiesp. Segundo ele, por estar licenciado da presidência,

Alckmin vê na segurança pública de SP “um exemplo para o País’ André Mascarenhas

empresariais – muitos apoiam o candidato do PSDB à presidência, José Serra, mas uma grande parte vai votar na candidata do PT, Dilma Rousseff, porque quer continuidade. “As pesquisas estão muito apertadas, ninguém quer se posicionar.” A assessoria da Fiesp afirma que a entidade não está nem mais nem menos engajada do

que emoutras eleições. E diz que cancelou um evento de entrega de propostas aos candidatos ao saber que ele seria realizado no mesmo dia do debate da CNI. José Ricardo Roriz Coelho, diretor de competitividade, afirmou que as áreas técnicas da entidade estão preparando material com a posição da indústria e contactando as campanhas, para entregar depois da eleição. “Convocar debate não é muito útil, eles vão ficar fazendo proselitismo, falando para a mídia, e não discutir propostas”, diz. O Movimento Brasil Eficiente, composto por várias entidades, organizou um evento para apresentar propostas de reforma tributária e de corte de gastos públicos. O candidato a vice na chapa de Serra, Índio da Costa, foi convidado, mas acabou não indo, após polêmica de suas declarações ligando o PT às Farc. Participaram o cineasta Luís Carlos Barreto, como empresário próximo ao PT, e Rodrigo Maia, presidente do DEM. Carlos Schneider, coordenadordaorganização,criouoMovimento por achar pouco eficiente cadaentidadescriarsuaspropostas, muitas vezes conflitantes. “É menos eficiente quando a Fiesp faz uma coisa, a CNI outra, a Fierj outra”, diz Schneider.

● Sem polêmica

” noque se refere asegurança pública. “O Estado é um case mundial” de redução de homicídios, afirmou o ex-governador, na sabatina UOL/Folha de S. Paulo. O País,segundoele,temhoje24homicídios para cada 100 mil habi-

Apatia. Entrada de Skaf na disputa desmobilizou a liderança da entidade, diz empresário não é apropriado falar dela. Atualmente, o candidato do PSB tem2%dasintençõesdevotoparaogovernodeSãoPaulo,segundo pesquisa do Ipesp realizada entre 9 e 11 de junho. Ele está em quartolugar,atrásdeGeraldoAlckmin (PSDB), com 50%, Aloizio Mercadante (PT) com 17% e Celso Russomanno (PP) com 12%. “A maioria da Fiesp está

com o Alckmin, pouca gente vai votar no Skaf porque é difícil um empresário se identificar com o programa do Partido Socialista Brasileiro”, observa um diretor da entidade.

tantes, enquanto São Paulo tem 10,7. “E em junho reduzimos para 8,8. Tem Estados com 50, 60, inclusive administrados pelo PT”, alfinetou, comentando que “isso é uma guerra” que se “tem de todo dia vencer”. Ainda sobre segurança pública, Alckmin prometeu construir Centros de Detenção Provisória para esvaziar as cadeias – e assim deixar os delegados mais li-

vres para investigar. “São Paulo será o primeiro Estado brasileiro a não ter um preso sequer nas cadeias. Será tudo em Centros de Detenção Provisória”. Mencionou ainda a criação de um “Poupatempo da Polícia Civil”, cujas atribuições não especificou.

Divididos. Segundo outro integrante da Fiesp, a entidade está muito “apática” e um dos motivos é a divisão dentro das hostes

Pedágios. Defendendo os pre-

çoscobrados nospedágios,Alck-

Estado não será passado para trás, diz petista O candidato do PT ao governo de São Paulo, Aloizio Mercadante, disse ontem em Araçatuba que, se eleito, o Estado vai entrar naguerra fiscal. “Não vamos deixar nosso Estado ser passado para trás como aconteceu nos últimos anos, quando o interior perdeumuitas indústrias para o Mato Grosso do Sul.” Apósparticiparde umacarreata pelas ruas da cidade em um jipe, Mercadante caminhou pelo calçadão comercial, posou para fotos e deu entrevistas. Ao comentar a tática de sua campanha, de enaltecer a gestão do presidente Lula, o petista voltou a atacar o PSDB. “Eles continuam escondendo o Fernando Henrique Cardoso porque não têm o que falar sobre o governo dele. Imagino que ele esteja muito aborrecido com isso.” / CHICO SIQUEIRA, ESPECIAL PARA O ESTADO


A12 Nacional %HermesFileInfo:A-12:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

FOTOS: MARCOS DE PAULA/AE

Exercício militar foca proteção do pré-sal Operação Atlântico 2 mobilizou 10 mil homens das 3 Forças durante 12 dias Bruno Boghossian ITAPEMIRIM (ES)

Depois de simulações que incluíram uma operação de resgate em uma plataforma de petróleo, um desembarque-surpresa no litoral capixaba e a ocupação estratégica do arquipélago de Fernando de Noronha, termina hoje o maior exercício conjunto já realizado pelas Forças Armadas – o primeiro com foco na defesa dos poços da camada pré-sal. Por 12 dias, cerca de 10 mil homens do Exército, da Marinha e da Aeronáutica enfrentaram situações de ameaça criadas especialmente para a Operação Atlântico 2 em uma área que vai do litoral paulista ao arquipélago de São Pedro e São Paulo (1.010 km a nordeste de Natal). A região, que faz parte da chamada Amazônia Azul, foi escolhida por abrigar portos estratégicos, usinas nucleares e reservas gigantescas de petróleo. “A defesa da Amazônia Azul deveria se transformar em uma ● Balanço

“A operação atendeu plenamente seu propósito, mas mostrou que o Brasil tem vulnerabilidades que demandam decisões políticas”, diz o comandante dos Fuzileiros Navais, Dias Monteiro

das prioridades da Nação. Se nós confirmarmos a magnitude das reservas de petróleo na camada pré-sal, o Atlântico Sul passa a ser uma área de interesse dos grandes atores globais”, avalia o comandante-geral do Corpo de Fuzileiros Navais, almirante de esquadra Álvaro Augusto Dias Monteiro. Em um dos exercícios, um grupo de mergulhadores de combate da Marinha usou cordas para descer rapidamente de um helicóptero Super Puma sobre a plataforma P-43 da Petrobrás, na Bacia de Campos, com o objetivo de prender terroristas e resgatar reféns com vida. No centro de operações montado no Rio, comandantes monitoravam cada ação a distância e orientavam a reação dos criminosos com equipamentos de videoconferência. As Forças Armadas também simularam cenários de ameaça aos campos de petróleo do Sudeste – rapidamente protegidos por navios prontos para reagir a ataques de forças hostis – e o desembarque de tropas no arquipélago de Fernando de Noronha, cuja ocupação imediata é considerada essencial para a defesa do território brasileiro. Fuzileiros. Durante a Operação Atlântico 2, o Corpo de Fuzileiros Navais assumiu a responsabilidade por parte das ações

Amazônia Azul. Mobilização militar abrangeu do litoral paulista ao arquipélago de São Pedro e São Paulo, a 1.010 km de Natal que exigem movimentação ágil e precisa. Nas primeiras horas da manhã do dia 23, seis carros anfíbiosdesembarcaram rapidamente na Praia de Itaoca, litoral sul do Espírito Santo. Em pouco tempo, um grupo de fuzileiros percorreu quase 7 quilôme-

tros e derrotou sequestradores que haviam tomado uma cooperativa de pesca na região. “O Corpo de Fuzileiros Navais é uma tropa muito peculiar por sua característica expedicionária, que permite atuar fora de suasbases e em condições auste-

Desembarque na praia vira atração no ES ITAPEMIRIM (ES)

Na manhã da sexta-feira da semana passada, quando dirigia seu Gol 96 à beira da Praia de Itaoca, em Itapemirim, no sul do Espírito Santo, o motorista Marco Antônio de Souza deci-

diu parar por alguns minutos para observar o gigantesco navio de desembarque de carros de combate que se aproximava da areia. “Parecia que aquele monstro ia invadir a praia e encalhar. Nunca tinha visto uma coisa da-

quelas”, contou. Pouco depois, ele e outros curiosos viram o navio Mattoso Maia estender sobre a praia uma enorme rampa, por onde desembarcaram toneladas de equipamento e dezenas de fuzileiros navais que participavam

dos exercícios conjuntos das Forças Armadasno litoral sul capixaba. Atração. O vaivém de embarcações, helicópteros e carros militares virou atração para muitos dos 35 mil habitantes locais, que

ras”, explica o comandante Dias Monteiro. “Como as tropas são leves, o deslocamento e a ocupação rápidos são típicos dos fuzileiros.” Ao fim do exercício, o Ministério da Defesa pretende avaliar em detalhes a capacidade de in-

só tinham visto operações de batalha pela TV.Além disso, milhares de pessoas também aproveitaram os serviços do hospital de campanha montado no município – o mesmo que foi emprestado ao Chile depois do terremoto deste ano. A estrutura atende os militares feridos durante a operação e é utilizada para avaliar a capacidade de mobilização dos militaresem situações reais de comba-

Promoção para viajar em agosto

Saídas todos os sábados e domingos

Hotel Casablanca categoria turística, localizado no centro. Incluídos nos preços: Passagem aérea ida e volta + 7 noites de hospedagem com café da manhã diário + transporte aeroporto/hotel/ aeroporto + assistência da equipe CVC. Passeios: Pelas principais praias e pontos turísticos da cidade + festa noturna com show típico na Barraca Tôa-Tôa + transporte gratuito para a praia e para o centro da cidade.

10x sem juros e sem entrada.......................

55,80 reais

Total R$ 558, Preço para saídas 7, 8, 28 e 29/agosto.

‘Estado’ está sob censura há 364 dias

Pertinho de Porto Seguro (apenas 30 minutos do aeroporto) na paradisíaca praia de Santo André, em Caraíba. Praia privativa de águas mornas e calmas, piscinas com mais de 1.000 m2, 2 quadras esportivas, fitness center, spa completo, recreação, kids club, variada culinária em 4 excelentes restaurantes e bar da piscina e apartamentos com decoração em estilo colonial.

Pacote com café da manhã 10x sem juros e sem entrada....................... Total à vista R$ 798, Preço para saídas 7, 14, 21 e 28/agosto.

Pacote com meia pensão 10x sem juros e sem entrada.......................

79,80 reais 99,80 reais

Atendimento nas lojas diariamente, das 9 às 20 horas, nos shoppings, das 10 às 22 horas, ou no seu agente de viagens. São Paulo Capital: Paraíso ...............................2146-7011 Aclimação.......................... 2362-7780 Alphaville............................4191-9198 Anhanguera-Extra.............. 3831-1312 Aricanduva Shop. ............. 2728-2626 Brooklin .............................5532-0888 Campo Limpo Shop. ...........5513-8484 Center Norte Shop. ........... 2109-2611 Central Plaza Shop. . .........2914-3355 Eldorado Shop. ................. 3815-7878 Fradique Coutinho.............3596-3470 Faria Lima ......................... 3031-3106 Hiper Davo São Miguel...... 2058-1662 Ibirapuera Shop. ..............2108-3500 Jabaquara-Pão de Açúcar .... 5015-7933 Jaçanã-Sonda....................2243-2020 Jardim Sul Shop. ..............2246-0444 João Dias-Extra .................5851-0035

Light Shop. .......................3255-5323 Market Place Shop. ..........2135-0777 Morumbi Shop. ................. 2146-7200 Morumbi Open Center..........2364-9890 Pátio Higienópolis Shop. ......3667-8622 Pacaembu.......................... 2691-9521 Penha Shop. .....................2135-0700 Plaza Sul Shop. ................. 2105-7600 Praça da Árvore....................... 2577-0507 Pte. Rasa-Hiper Negreiros.....2046-2668 Raposo Shop. ...................2109-0199 Santa Cecília..................... 2367-2853 Santa Cruz-Shop. Metrô ......5571-7100 São Judas ..........................2858-0599 Shopping D ........................3313-8340 SP Market Shop................. 2103-1900 Tatuapé - Apucarana .........2093-2093 Vila Carrão-Sonda.............2362-8978 West Plaza Shop.................2117-2888

Grande São Paulo: Diadema Shop. .................4057-8600 Guarulhos-Bonsucesso .....2498-6022 Guarulhos Shop. ...............2425-0533 Osasco Plaza Shop............3652-3600 Osasco Shop. União.......... 3652-1600 Ribeirão Pires....................4828-1868 Santo André-Centro........... 2191-8700 Santo André Shop. ABC .....2105-6100 S.B.Campo-Prestes Maia.....4330-0966 Suzano Shop. ....................2148-4600 São Paulo Interior: Araraquara - Shop. Lupo.........3322-7676 Araras - Leme ....................3554-7800 Bragança Paulista .............4034-3020 Campinas - Barão Geraldo.....3249-0232 Campinas - Cambuí ........... 3254-2733 Campinas-Centro ...............2102-1700 Campinas-Extra Abolição.........3271-2004

Campinas Shop. ...............3229-8899 Galleria Shop. Campinas......3206-0343 Campinas-D.Pedro Shop. .... 3756-9939 Campinas – Shop. Prado .... 3276-3680 Caieiras ............................. 4442-3114 Ibitinga .............................. 3341-8210 Indaiatuba......................... 3318-1000 Itapevi - Shopping ..............4143-7979 Itapira................................ 3813-2426 Itapetininga....................... 3373-2144 Itupeva-Outlet Premium..... 4496-7111 Ituverava............................ 3839-1210 Jaboticabal Shop. ............3203-3008 Jaú Shop. ..........................3622-0288 Jundiaí Paineiras Shop. ......3395-3688 Limeira Shop. .................. 3404-8899 Marília Aquarius ................2105-3888 Matão ................................ 3382-2771 Mogi Mirim ........................3814-6060

Piracicaba .........................3433-9066 Piracicaba Shop. .............. 3413-5557 Praia Grande-Litoral Plaza....3491-8000 Plaza Shopping Itu ............ 4022-7275 Ribeirão-Novo Shop. . ...... 2101-6400 Ribeirão Preto-Centro ....... 3289-1011 Rio Preto-Centro.................2137-5910 Rio Preto Shop. .................3121-1450 Rio Preto-Plaza Avenida .... 2137-0070 Rio Preto - Praça Shopping .....3212-8112 Salto ..................................4602-2022 Santa Bárbara-Tivoli ........3626-5553 São Carlos - Centro ...........3307-7180 São Carlos-Iguatemi..........3307-8686 S.J Campos-Center Vale Shop. ...2139-6700 S.J. Campos-Centro...........2139-9540 Sumaré ............................. 3883-8888 Taubaté Shop. .................. 3411-5000 Taquaritinga ......................3253-3909 Vinhedo ............................3876-3788 Litoral Plaza Shop ............. 3491-8000

Prezado cliente: preço publicado por pessoa com hospedagem em apto. duplo saindo de São Paulo. A oferta de lugares é limitada e as reservas estão sujeitas a confirmação. Preços, datas de saídas e condições de pagamento sujeitos a reajuste e mudança sem prévio aviso. Oferta válida para compras até um dia após a publicação.

te. Durante as operações, os militares estendem o atendimento médico gratuito à população local, com clínicas odontológicas, pediátricas, oftalmológicas e laboratórios. “Há uma carência por alguns desses serviços no município, então aproveitamos para oferecê-los aos moradores”, afirma a encarregada pelo hospital, a capitã de corveta Carla Marcolini. / B.B.

Brás Henrique / RIBEIRÃO PRETO

Costa Brasilis Resort

Total à vista R$ 998, Preço para saídas 7, 14, 21 e 28/agosto. Preços para voos exclusivos Webjet, malha 9732.

O REPÓRTER BRUNO BOGHOSSIAN VIAJOU A ITAPEMIRIM A CONVITE DA MARINHA

Ex-prefeito suspeito de desvio é preso

Porto Seguro Pacote de 8 dias, 7 noites

tegração das três Forças em operações conjuntas.

Acesse cvc.com.br

Desde o dia 29 de janeiro, o Estado aguarda uma definição judicial sobre o processo que o impede de divulgar informações a respeito da Operação Boi Barrica, pela qual a Polícia Federal investigou a atuação do empresário FernandoSarney.Apedidodoempresário, que é filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), o jornal foi proibido pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ-DF) em 31 de julho do ano passado de noticiar fatos relativos à operação da Polícia Federal. No dia 18 de dezembro, Fernando Sarney entrou com pedido de desistência da ação contra o Estado. Mas o jornal não aceitou o arquivamento do caso. No dia 29 de janeiro, o advogado Manuel Alceu Affonso Ferreira apresentou ao TJ-DF manifestação em que sustenta a preferência do jornal pelo prosseguimento da ação, para que o mérito seja julgado.

A Polícia Civil de Bebedouro prendeuontemtemporariamente, por cinco dias, o ex-prefeito deViradouroJoséLopesFernandes Neto. O prefeito estaria envolvido em desvio de dinheiro público usado para manutenção da frota da prefeitura, por meio denotasfiscaisfrias,emitidasentre 2004 e 2006. O empresário Fernando Felício, também com prisão temporária decretada pela Justiça, se apresentou à tarde na Delegacia de Bebedouro. O promotorIvanCintraBorgesiniciou a investigação, em sigilo, há um ano e meio, e há um mês instaurou inquérito. Até agora, segundo ele, mais de 100 notas fiscais frias foram encontradas. Segundo Borges e o delegado Maurício Vieira Silva, que preside o inquérito, o esquema envolve empresários dos setores de peças e de mecânica de várias cidades, entre elas RibeirãoPreto,SãoJosédoRioPreto, Catanduva e Bebedouro. As notas fiscais frias, de consertos outrocasde peçasdos carrosoficiais de Viradouro, tinham valores superfaturados ou eram emitidas sem execução dos serviços. OprefeitoeFelícioteriamdividido a maior fatia do dinheiro público desviado.


%HermesFileInfo:A-13:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Internacional

A13

estadão.com.br Blog. Vende-se dentadura de Winston Churchill blogs.estadão.com.br/radar-global

Mal-estar. Um dia depois de o presidente brasileiro anunciar intenção de ajudar no diálogo entre Bogotá e Caracas, governo colombiano o critica por tratar crise como caso de ‘assuntos pessoais’ e ‘ignorar a ameaça’ que as Farc representam para a região

Uribe ‘deplora’ declaração de Lula PRESIDENCIA/AFP

Ruth Costas

Por meio de uma nota oficial de sua presidência, o colombiano Álvaro Uribe criticou ontem o presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, por ter tratado a crise entre Bogotá e Caracas como “um caso de assunto pessoal”. No comunicado, um meio pouco comum para a comunicação entre os dois países, Uribe diz que “deplora” a visão de Lula sobre o caso. “O presidente da Colômbia deplora que o presidente Lula, com quem temos cultivado as melhores relações, refira-se a nossa situação com a Venezuela como se fosse um caso de tema pessoal”, diz a nota. Segundo o texto, Lula mostra, com suas declarações, que ignora “a ameaça que representa para a Colômbia eocontinenteapresençadosterroristas das Forças Armadas Revolucionárias (Farc) na Venezuela”. As críticas vêm à tona um dia depois de Lula oferecer os bons ofícios do Brasil para resolver a crise bilateral, conversandocom o líder venezuelano, Hugo Chávez, e o presidente eleito da Colômbia, Juan Manuel Santos (Uribe deixará o cargo dia 7). Na quarta-feira, em Brasília, Lula havia opinado que o conflito entre Bogotá e Caracas era só “verbal” e era necessário ter “paciência”e“calma”atéodia7.“Fa-

Irritação. Uribe é saudado por partidárias em evento de empresários na capital colombiana ● Críticas

ÁLVARO URIBE LÍDER COLOMBIANO, EM NOTA

“O presidente da Colômbia deplora que o presidente Lula se refira a nossa situação com a Venezuela como se fosse um caso de assunto pessoal”

lam em conflito. Mas ainda não vi conflito. Eu vi conflito verbal, que é o que nós vemos mais aqui nessa América Latina”, afirmou. Há uma semana, ele também de-

fendeu que as Farc são um problema apenas da Colômbia. Ontem, a Presidência brasileira recusou-se a responder às críticas (mais informações nesta página). As Farc já chegaram a controlar um quarto dos municípios colombianos,masnosúltimosanos foramacuadaspeloExércitopara rincõesisoladoseregiõesdefronteira. O paradoxo é que deixaram de ser uma grande ameaça para a segurança interna na Colômbia, massetornaramumgraveproblema de política externa. A primeira crise diplomática recente entre Bogotá e Caracas

ocorreu em 2004 quando Rodrigo Granda, o “chanceler” da guerrilha, foi sequestrado na Venezuela por ordens da inteligência colombiana. Em 2008, a Colômbiabombardeouumacampamento das Farc no Equador – o que quase terminou em uma guerra com os vizinhos. Na semana passada, apenas 16 dias antes de deixar o cargo, Uribe levou à Organização dos Estados Americanos (OEA) fotos, mapas e vídeos que provariam a presençadosguerrilheirosnaVenezuela. Foi a iniciativa que levouChávezaromperrelaçõesdi-

plomáticas com Bogotá. “O objetivo de Uribe era conscientizar a região de que os guerrilheiros estão cruzando as fronteiras e ele precisa de cooperação para resolver o problema”, disse ao Estado Julie Massal, do Instituto de Estudos Políticos e Relações Internacionais da Universidade Nacional da Colômbia. “Lula mostrou que não entendeu esse recado e foi isso que irritou o governo colombiano.” Até no Brasil há indícios de ação das Farc. Em maio, a Polícia Federal desarticulou uma base da guerrilha em Manaus. Em 2006, a CPI do tráfico de armas no CongressoapontouaColômbiacomo o destino de parte das rotas ilegais que passavam pelo Brasil. E, em 2002, o traficante Fernandinho Beira-Mar foi preso na selva colombiana, onde negociava com o guerrilheiro Negro Acácio. ParaocientistapolíticocolombianoJuanGabriel Gómez-Albarello, irritou Uribe o fato de Lula ter “subestimado” o conflito entreCaracaseBogotá,masobrasileiro ainda pode ajudar a mediar o conflito com a Venezuela se conquistar a confiança de Santos. “Uribe é impulsivo e costuma ter reações agressivas exageradas. O novo presidente já demonstrou que pretende adotar uma posição mais conciliadora” diz Gómez-Albarello. “Para ele a oferta de ajuda brasileira talvez seja interessante.” / COM EFE, REUTERS E AFP

Presidente não responderá à declaração Rafael Moraes Moura BRASÍLIA

Oporta-vozdaPresidência,MarceloBaumbach, disse ontemque o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não vai responder às críticas do colombiano Álvaro Uribe. “O presidente Lula já tomou conhecimento dessas declarações e não considera apropriado que se responda a esse comunicado”, afirmou Baumbach. “Lula já declarou em várias oportunidades que lamenta a situação que se criou entre a Colômbia e a Venezuela.” Questionado sobre a simpatia do presidente brasileiro pelo venezuelano Hugo Chávez, Baumbach respondeu que Lula “já manifestou em várias oportunidades a sua disposição para contribuir para o diálogo e para a mediação do impasse”. Sobre a relutância do governo brasileiro em considerar as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia(Farc)umgrupoterrorista, o porta-voz disse que “não é o presidente que tem que se pronunciar a respeito disso”.


A14 Internacional %HermesFileInfo:A-14:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

JOSÉ JÁCOME/EFE

Unasul quer cúpula presidencial sobre crise Chanceleres propõem que presidentes analisem posições de Colômbia e Venezuela QUITO

A reunião da União Sul-Americana de Nações (Unasul) terminou na noite de ontem sem um acordo para solucionar a crise diplomática entre Venezuela e Colômbia. Em meio à falta de consenso, os representantes da Unasul pediram à presidência rotativa da entidade – ocupada pelo Equador – que convoque uma cúpula de presidentes, o mais rápido possível, para que os chefes de Estadoanalisem as diferentes posições apresentadas na reunião de ontem. Ao resumir as discussões, o chanceler equatoriano, Ricardo Patiño, afirmou que não foi possível chegar a um acordo por causa dasamplasdivergênciasdoschanceleres Jaime Bermúdez, da Colômbia, e Nicolás Maduro, da Venezuela. Mas destacou a importânciade elesterem se sentado na mesma mesa. Ele acrescentou queaconvocaçãodacúpulaeadata serão definidas pelo presidente equatoriano,RafaelCorrea,eosecretário-geraldaUnasul,oex-presidente argentino Néstor Kirchner. “Esperamos que ocorra nas próximas semanas.” Patiño disse que, por causa das divergências, não chegaram a acordo sobre um mecanismo de “verificação” da denúncia de Bogotá de que cerca de 1.500 guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia(Farc)serefugiamemterritório venezuelano – acusação que levou a Venezuela a romper relações diplomáticas com o país vizinho na semana passada. Após a reunião de quatro horas,BermúdezacusouaVenezuela de impedir um consenso sobre um mecanismo de cooperação que impeça a presença de guerrilheiros colombianos em outrospaíses.Segundoochanceler colombiano, os participantes da reunião haviam chegado a um texto preliminar que incluía dis-

tintos aspectos, mas no último minuto a Venezuela decidiu que não aceitava o texto. Ao desembarcar em Quito, o chancelercolombianotentouesvaziar o encontro, afirmando que não tinha “grandes expectativas”sobreacapacidade de acúpula produzir resultados práticos. Bermúdez chamara a atenção para a ausência na reunião dosecretário-geraldaUnasul,assim como ao fato de alguns paísesteremenviadovice-chanceleres – como é o caso do Brasil, representado pelo secretário-geraldoItamaraty, AntônioPatriota. O chefe da diplomacia colombiana disse ter escutado “de vários países” que a reunião de ontem no Equador não era “conveniente”. Ele indicou ainda que a Colômbia não recuaria nas denúncias de que as Farc atuam livremente na Venezuela e voltaria a exigir que Caracas entregue os guerrilheiros. O chanceler venezuelano, por sua vez, prometeu apresentar

Impasse. Representantes dos países-membros da Unasul reunidos em Quito: falta de consenso sobre solução para disputa aos 12 integrantes da Unasul “um plano e uma metodologia” para consolidar a paz em território colombiano. Maduro manteveotomduroeculpouexclusivamente Bogotá pela violência: “O Estado colombiano é o único que produz essa guerra, ameaça seusvizinhoseabandona seuterritório.” As denúncias sobre a presença das Farc na Venezuela voltaram a ser negadas pelo chanceler de Caracas.“Exercemosplenasoberania sobre os 2.219 quilômetros defronteira quetemoscomaCo-

PARA LEMBRAR A Unasul já instituiu uma comissão internacional de investigação em 2008. O objetivo era apurar o massacre na província boliviana de Pando, cometido contra partidários do presidente Evo Morales. Na ocasião, 18 bolivianos foram mortos e dezenas ficaram feridos. O inquérito concluiu que o episódio foi um “crime con-

tra a humanidade”. Mas a investigação internacional só foi possível porque o governo boliviano patrocinava a iniciativa. Um inquérito internacional sobre a presença das Farc na Venezuela também teria de receber o aval do governo de Caracas – o que é improvável. A Unasul só adota decisões por consenso.

REUTERS e AP

Bolívia NANO CARTEGENA/AP-21/1/2006

XAMÃ QUE ‘DEU POSSE’ A EVO É PRESO COM COCAÍNA Religioso que abençoou boliviano em cerimônia aimará, em 2006, é pego com 240 kg da droga LA PAZ

V

alentín Mejillones, o sacerdote aimará que abençoou a possedopresidenteboliviano, Evo Morales, em 2006, foi preso com 240 quilos de

cocaína líquida juntamente com um casal de colombianos. Deacordocomodiretordo departamento antinarcóticos da polícia boliviana, coronel Félix Molina,o sacerdote foidetido na noite de terça-feira em sua casa, em El Alto, na Grande La Paz,

Por US$ 600 milhões, Berlusconi põe à venda palácio na Sardenha RINASCITA NAZIONALE

Segundo jornal, premiê italiano já não se sente seguro no local, onde paparazzi fotografaram festas com modelos Jamil Chade CORRESPONDENTE / GENEBRA

Com a popularidade no ponto maisbaixodeseu mandato,oprimeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, interrompeu sua agendanos últimosdiasparatratar de um assunto pessoal: colocar à venda seu palácio na Ilha da Sardenha. Célebre pelas festas com jovens em topless, a mansão está sendo negociada por US$ 600milhões. Xequesárabes e magnatas russos já considerampagarafortunapelacasa, conhecida como Villa Certosa. Berlusconi disse aos agentes imobiliários que já não se sente seguro no local depois das fotos tiradas de suas visitantes por paparazzi no ano passado. A notíciafoidivulgadapelojornalmilanês Il Sole 24 Ore. O primeiro-ministro vive um inferno astral. Sua taxa de aprovação é de 39% e ele rompeu com seu principal aliado, o ex-fascista Gianfranco Fini – o que lhe deixou sem a metade da ampla

lômbia”, assegurou Maduro. “Viemos expor e denunciar as agressões do governo que está de saída na Colômbia e vamos propor ideias para que se possa retomar o caminho da paz justa”,explicou ovenezuelano.Bermúdez respondeu atacando a “ingerência” venezuelana. O chefe do Comando Sul das Forças Armadas dos EUA, general Douglas Fraser, disse ontem que “não há razão para duvidar” das denúncias apresentadas pelo governo Álvaro Uribe. / EFE,

Extravagância. Villa Certosa: 6 piscinas, 1 teatro e boates maioria que tinha no Parlamento. A crise começou com os escândalos sexuais, quando Fini cobroudogoverno“maismoralidade” e criticou o estilo de administração do premiê. Seguiramse derrotas importantes no Legislativo e escândalos de corrupção que envolveram dois de seus

ministros, que acabaram renunciando. O jornal italiano garante que a separação de Berlusconi da atriz Veronica Lario foi um dos motivos também da venda da casa. Sua família, temendo a invasão de privacidade, passou a evitar o local.“Há uma semana, o premiê

Bênção. Sacerdote participa da posse de Evo em 2006

forte cheiro de produtos químicos que exalava da casa fez com que os vizinhos acionassem as autoridades. O sacerdote de 55 anos participou da posse do segundo mandato de Evo, em um rito andino celebrado no maior tempo arqueológico da Bolívia. Mejillones tem o título de amauta, o maior líder espiritual da religiosidade andina. O vice-presidente boliviano, Álvaro García Linera, fez questão de ressaltar que o sacerdote não foi escolhido por Evo para a cerimônia de posse, mas pelos religiosos andinos. “Não importa quem seja, a pessoa que cometeu irregularidades deve se submeter à lei”, disse García. /AP

processando cocaína e vestindo suas roupas cerimoniais. O filho do sacerdote e um casal de colombianos ainda não identificado pela polícia estavam no local do crime. “Fui enganado pelos colombianos, não tenho nada a ver

comisso.Fizumfavoraeles.Disseram que iam fazer pastilhas de ervas e pomadas”, declarou o acusado.Mejillonesafirmouainda que alugou a residência para o casal de colombianos. Segundo a polícia, a cocaína foi avaliada em US$ 300 mil. O

pediu-me para vender Villa Certosa”, afirmou ao Il Sole 24 Ore Claudio Giuntoli, agente imobiliário.

Mãe confessa ter matado 8 bebês e choca a França

Projeto polêmico. O comprador ficará com 80 hectares de um terreno com duas praias privadas, 4 mil metros de construção, lagos artificiais, seis piscinas e um teatro, alémde verdadeiras boates. O terreno havia sido adquirido nosanos80peloprimeiro-ministro. Mas o projeto levou dezanosparaseraprovadopelas autoridades locais. Quando Berlusconi conseguiu o aval para construir seu palácio,em1993,nãotinha dinheiro suficiente. Naquele mesmo ano, entrou para a política e só alguns anos depois começaram as obras. Logo a casa se transformou no local preferido da família Berlusconiparapassarsuasférias de verão. Tony Blair, expremiê britânico, e vários outros líderes europeus foram convidados ao local, que acabou ganhando status de paláciodogoverno.Em 2006,Berlusconi decidiu reformar o local,emumaobraqueteriacustado US$ 12 milhões. A casa, porém, foi palco da visita da jovem Noemi Letizia, a quem a imprensa atribuiu um romance com o premiê, que tem 74 anos. Pouco antes, garotas que tomavam solquasesemroupa, foramfotografadas numa das piscinas da mansão.

Andrei Netto CORRESPONDENTE / PARIS

Um dos crimes mais bárbaros da França tem agora um autor confesso: Dominique Cottrez, de 47 anos, auxiliar de enfermagem e moradora do vilarejo de Villersau-Tertre, a 150 quilômetros de Paris, admitiu à polícia ter sufocadoatéamorteoito recém-nascidos, aos quais dera à luz ao longo de 11 anos. Os infanticídios foram descobertos depois que as duas primeiras ossadas foram encontradas pelo novo proprietáriodaresidênciaemqueDominique vivera. Osdetalhesdoepisódiocomeçaram a ser revelados pela polícia na noite de terça-feira, depois de um dia inteiro de buscas no antigo e no atual imóvel da autora confessa dos crimes. Segundo a Procuradoria da República de Douai, cidade vizinha ao vilarejode600habitantes,Dominique afirmou que as gestações ● Motivo do crime

A hipótese de negação de gravidez – distúrbio psiquiátrico que afeta 1 em cada 600 gestações – não foi evocada pela autora dos crimes, mas será alvo de perícia psiquiátrica.

ocorreram entre 1989 e 2006 ou 2007, e não eram do conhecimento do marido, Pierre-Marie Cottrez, carpinteiro e vereador do vilarejo. As investigações começaram no sábado, quando os dois novos moradores da casa cuidavam do jardim da residência. Durante os trabalhos,doissacosplásticosforamencontrados,nos quaisestavam duas ossadas de recém-nascidos. Acionada, a polícia iniciou as verificações. “Ouvida em testemunhonaterça-feira, Dominique,filhadosproprietários,reconheceuseramãedosdoisrecémnascidos encontrados no jardim e indicou aos investigadores que outros cadáveres encontravamse na garagem de sua atual casa”, disse Eric Vaillant, procurador do caso. Ao procurador, a autora dos homicídios tentou justificar seus atos, praticados após ter sofrido um primeiro parto difícil. “Ela explicou que não queria mais filhos e não queria consultar um médico para pedir meios de contracepção”, afirmou Vaillant. A Procuradoria da República deve acusar Dominique por homicídio doloso (intencional)demenorde 15anos.Omarido dela foi libertado ontem, mas ainda corre o risco de ter de responder à Justiça.


%HermesFileInfo:A-15:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Internacional A15

Arizona detém 37 em atos pró-ilegais Estado interpreta que decisão federal que barra parte de lei anti-imigrante, que entrou em vigor ontem, não impede ações policiais Denise Chrispim Marin

0 km

MURO

190

POSTOS DE FRONTEIRA

N

ARIZONA

NOVO MÉXICO

Numa queda de braço com a Casa Branca, o Arizona aplicou ontem sua nova lei estadual de imigração e enfrentou fortes protestos durante todo o dia. O polêmico xerife Joe Arpaio, que comanda a polícia na capital do Arizona, Phoenix, teve de suspender a varredura de suspeitos de imigração ilegal, que havia programado para ontem. Pelo menos 37 manifestantes foram presos. O governo do Arizona entrou ontemcomuma apelaçãocontra a decisão da juíza federal Susan Bolton, tomada na quarta-feira, de bloquear os artigos mais controvertidos da lei. A republicana Jan Brewer, governadora do Estado, acusou a Casa Branca de não honrar a sua responsabilidade de regular e combater a imigração ilegal. “A imigração ilegal é uma crise em andamento que o Estado do Arizona não criou e com o qual o governo federal se recusa a lidar.” Entre os advogados locais, entretanto,a interpretação corrente foi de que a iniciativa da juíza não impede que a polícia venha a abordar suspeitos de imigração ilegal para verificar a documentação. Esse é o passo que, em seguida, pode levar à prisão,

ONDE FICA

CALIFÓRNIA

CORRESPONDENTE/ WASHINGTON

Phoenix Yuma

T Tucson

Sonoita S

Nogales GOLFO DA CALIFÓRNIA

MÉXICO

Área População total Imigrantes ilegais Ilegais na força de trabalho Língua falada

Douglas

295.254 km2 6,5 milhões 500 mil 10% Inglês (72%) Espanhol (21%) INFOGRÁFICO/AE

aplicação de multa e deportação dos que não comprovarem residência legal no país. “A lei não foi invalidada. A decisão da juíza Susan Bolton apenasacabacom aobrigaçãodo policial (por dever de ofício) de abordar qualquer suspeito. Se o fizer, ele terá de mencionar em relatório quais os critérios da suspeita de que aquela pessoa era imigrante ilegal”, explicou ao Estado o advogado Philippe

Martinet, de Phoenix. “Não foi à toa que o primeiro processo aberto contra essa lei foi movidoporum policial de origemlatino-americana.” Ontem, o xerife Arpaio, que se qualifica como o “mais durão da América” e promove na cidade uma ação policial de “tolerância zero”,reconheceu quenão poderia prender nenhum imigrante ilegal por causa dos protestos –, mas não da decisão da Justiça Federal.Pelo menos quatro centenas de manifestantes se concentraram diante da sede do governo do Arizonas e bloquearamas vias dasprincipais delegacias de polícia de Phoenix. “Eu não estou tentando me confrontar com nenhum juiz (com a varredura programada)”, afirmou ontem a jornalistas. “Eu estou tentando fazer o público entender que nós estamosaplicandoleis contrao tráfico de pessoas e sanções contra o emprego ilegal.” Em paralelo, os boicotes no restante do país contra produtos do Arizona continuam em vigor, assim como o apelo para que músicos cancelem apresentações no Estado. A Associação de Hotéis do Arizona estima em US$ 12 milhões o prejuízo com o cancelamento de 40 encontros de negócios na cidade.

LEI EM XEQUE 1

TIMOTHY A. CLARY/AFP

1. Nova York. Grupos americanos pró-imigração e simpatizantes marcham na Ponte do Brooklyn contra a lei que criminaliza a imigração ilegal no Estado do Arizona 2

DARREN HAUCK/EFE

3

4

Estado dispensa documento para porte de arma ● A adoção da lei de imigração

no Arizona, ontem, coincidiu com a permissão, também estadual, para que qualquer cidadão acima

de 21 anos tenha direito de portar uma arma de uso pessoal sem necessidade de autorização legal. O porte de arma só fica proibido em lugares públicos, como escolas e restaurantes. Os Estados de Alasca e Vermont já haviam adotado legislação semelhante. A lei foi aprovada em abril pelo Congresso estadual, graças à

pressão da governadora do Arizona, a republicana Jan Brewer. O mesmo tipo de permissão tinha sido vetado mais de dez vezes durante o governo da democrata Janet Napolitano, entre 2003 e 2009. Atualmente, Janet é a secretária de Segurança Nacional do governo de Barack Obama. / D. C. M.

2. Phoenix. Manifestante é detida durante protesto na capital do Arizona

3. Los Angeles. Protesto em estádio

ADAM LAU/AP

SETH WENIG/AP

4. Nova York. Ato no sul de Manhattan


A16 Internacional %HermesFileInfo:A-16:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

estadão.com.br

VISÃO GLOBAL

Radar Global. Veja no blog os links das notas blogs.estadão.com.br/radar-global

A era Obama e a questão do racismo Apesar de os americanos terem eleito um presidente negro, ainda é muito cedo para poder se falar sobre raça livremente e sem temor nos EUA

cial na nossa sociedade: intolerância e hipersensibilidade, flagrantes distorções e moralismo. Sob alguns aspectos, a eleição de Obama parece ter confundido ainda mais o debate. Alguns conservadores brancos podem não sentir mais nenhum arrependimento pelo legado racial do país agora que um homem negro está sentado no Salão Oval. Mas grupos defensores dos direitos civis ainda discutem sobre como combater o racismo numa nação governada por um presidente que tem sobrenome africano. Al Sharpton, que se consi-

ele nasceu. Mas, como presidente, o instinto de Obama, muito por causa da irritação de líderes negros mais velhos, tem impedido qualquer discussão mais longa sobre animus ou identidade racial (foi Biden, não o presidente, que falou pelos dois quando, recentemente, afirmou que não acredita que o movimento Tea Party tem bases no racismo). Obama fez comentários ásperos quando da prisão do seu

FARRELL/AE

✽ ●

MATT BAI THE NEW YORK TIMES

e Tom Wolfe tivesse decidido escrever A Fogueira das Vaidades tendo como cenário a Washington moderna, uma farsa sobre vidas e raças em colisão, ele não poderia ter feito algo melhor senão inventar a insólita história de Shirley Sherrod. Shirley, uma funcionária pública negra que trabalhava numa agência do Departamento de Agricultura na Geórgia, ficou instantaneamente célebre na semana passada por causa de um discurso que proferiu numa convenção da National Association for the Advanced of Colored People (NAACP), em que abordou a evolução da sua posição na questão da raça. Um blogueiro conservador fez circular um vídeo editado em que Shirley supostamente sugeria que se recusara a ajudar um agricultor branco (algo que o agricultor desmentiu). A partir daí, Shirley foi repudiada pela NAAC e seu nome foi explorado pelos comentaristas de direita. Ela foi demitida e depois readmitida, até, finalmente, rece-

S

ber um telefonema presidente Barack Obama. Sob muitos aspectos, a traumática experiência de Sherrod seguiu um padrão familiar na vida americana, em que qualquer pessoa que se manifeste sobre o tema raça corre o risco de atrair a indignação pública e humilhação. Talvez esperássemos que a eleição de um presidente negro de algum modo tornaria essa questão menos sensível e volátil, da mesma maneira que a eleição de John F. Kennedy parece ter apaziguado tensões entre os católicos americanos e o establishment protestante do país. Diálogo. Mas como os eventos da se-

mana passada deixaram claro, apenas a presença de Obama não nos livrará de um diálogo racial. Se a campanha de Obama tinha como lema “a esperança”, então de algum modo, era a esperança de um diálogo mais nuançado. Um momento revelador ocorreu em 2007, quando o então senador Joe Biden, resumindo a atração de Obama como negro, condescendentemente descreveu-o como “íntegro” e “articulado”. Um tipo de comentário que, em outra ocasião e se fosse um outro líder negro, teria levado Biden à ruína. Obama, em vez disso, tratou o caso com indiferença, afirmando que ne-

A história que Roosevelt escreveu Papéis incluem carta do pai de Kennedy questionando guerra ✽ ●

SAM ROBERTS THE NEW YORK TIMES

m mês após os nazistas invadirem a Polônia, em 1939, Joseph P. Kennedy, embaixador americano em Londres e pai de um futuro presidente, manifestou sérias dúvidas a respeito “da guerra idealista”contraHitler.“Nãoconsigopercebernenhumautilidadeemtodomun-

U

Websfera

do na Europa quebrar e deixar o comunismo tomar conta”, escreveu Kennedy a Marguerite LeHand, secretária pessoal do presidente Franklin D. Roosevelt. “Estou convencido de que a economia da Alemanha teria cuidado de Hitler muito tempo atrás se ele não tivesse tido a chance de levantar toda hora esta bandeira.” “Mas, evidentemente, não podemos falar isso em voz alta.”

O melhor da internet

BLOOMBERG

Seguradoras lucram com soldados mortos Um pacote chegou para Cindy Lohman por correio, uma semana depois que seu filho Ryan morreu no Afeganistão, aos 24 anos. A correspondência trazia uma espécie de talão de

cheques e uma carta da seguradora a serviço do Departamento de Veteranos, cujo texto alertava que ela tinha direito a US$ 400 mil. Seis meses depois, ao tentar usar as folhas, não conseguiu. Descobriu que o dinheiro depositado em uma conta corrente “para sua conveniência” não estava disponível. Ficava à disposição da seguradora, que investia o dinheiro nas aplicações mais lucrativas. “É um traição. Existe algo mais baixo que isso?”, disse Cindy. Mais de mil americanos já morreram em combates no Afeganistão.

nhuma desculpa era necessária. No ano seguinte, escolheu Biden como seu vice. Ao seguir esse caminho, Obama parecia indicar um novo paradigma para a discussão envolvendo o negro e o branco – uma discussão em que a figura pública pode usar da linguagem fora dos limites e paradigmas definidos e esperar ser julgada num contexto mais amplo. Em outras palavras, a promessa de campanha de Obama não foi de uma sociedade pós-racial onde ninguém mais repararia na cor da sua pele; mas uma sociedade onde você pode falar sobre raça, independente da sua cor – sem ser chamado automaticamente de racista. Mas a esperança de que a eleição de Obama poderia, num passe de mágica, fazer desaparecer a tensão das últimas décadas, esvaneceu, enquanto o NAACP e o Tea Party trocavam acusações sobre raça. Líderes negros descobriram que não podemos ainda abordar questões legítimas sobre racismo sem ser acusados de “racista”. E uma grande parte do movimento do Tea Party que está simplesmente irritado com os gastos do governo acha que na opinião pública, o racismo ainda está ligado a seus mais radicais elementos anteriores à Guerra da Secessão. E então temos o caso de Shirley Sherrod, que parece ter reunido todos os elementos familiares à disfunção ra-

dera um líder negro da geração de Obama, argumenta que muitos de seus colegas mais velhos estão preocupados com os manifestantes do Tea Party e não se concentram nas oportunidades que surgiram com o governo. “Algumas pessoas estão habituadas a combater o poder, em vez de usar o poder para vencer”, disse ele. “Você não conquista o controle da Casa Branca, dois governadores e o Departamento de Justiça e depois começa a discutir com pessoas carregando cartazes.” Por que, na era Obama, não avançamos para além desse velho e enfadonho debate? Uma razão talvez seja o fato de que o próprio Obama procura evitar o assunto. O presidente está atolado numa crise econômica miserável que coloca em perigo o controle do poder pelo seu partido; os assessores da Casa Branca não querem que ele se distraia com um debate que pode parecer supérfluo para muitos americanos. E para esses conselheiros, talvez, o apelo de Obama entre os eleitores brancos como um político birracial tem sido ajudado pelo fato de ele não falar muito a respeito disso. Antes de ingressar na vida política, Obama escreveu extensamente sobre sua identidade racial numa autobiografia. Quando candidato à presidência, assediado pela controvérsia sobre comentários racistas de seu pastor, o reverendo Jeremiah Wright, pronunciou um discurso muito ponderado, mas menos pessoal, sobre os rancores e suposições raciais que permeiam as duas culturas, branca e negra, em que

A carta de Kennedy é um dos nove documentos divulgados na quarta-feira pelos Arquivos Nacionais em Washington, e faz parte de um acervo de cartas, minutas e notas relativas à presidência deRoosevelt queserádivulgadoembreve. David S. Ferriero, diretor dos arquivos nacionais, disse que o restante dos documentos, que pertenceram a Grace Tully, a última secretária de Roosevelt, deverá ser divulgado em novembro. Os papéis incluem uma lista de leis fundamentais para a recuperação; uma recomendação para promover o coronel George C. Marshall; uma nota de congratulações de Mussolini depois da eleiçãodeRoosevelt, em1932;eumacarta de Lucy Mercer Rutherford, com a qual Roosevelt teve um caso. “Pode-se perceber realmente o processo mental de Roosevelt”, disse Robert W. Clark, supervisor da Biblioteca Presidencial Franklin D. Roosevelt, em Nova York, que faz a revisão dos documentos. “Ele nunca escreveu memórias, não era o tipo de pessoa dada a reflexões. Isso mos-

traqueeletomavainstintivamentedecisões que sabia ser adequadas para a melhoria do país e do mundo.” Quando Roosevelt pediu conselho ao general John J. Pershing , que comandara as Forças Expedicionárias Americanas na 1.ª Guerra, sobre a promoção de Marshall, Clark observou: “Ele está essencialmente à procura de uma pessoa específica, para, quando for necessário, contactá-la.” Um bilhete enviado aHarry Hopkins sobre os programas de obras públicas mostra que tudo o que ele fazia estava inter-relacionado: o uso defardos dealgodãopara fazer roupa de trabalho, para sustentar os preços dos produtos agrícolas, o que por sua vez colocaria dinheiro no bolso das pessoas e melhoraria a economia. “É o rascunho da história”, segundo Clark. Depois de cinco anos de negociações e uma legislação especial, todos os 5 mil documentos de Tully foram doados à Biblioteca Roosevelt pelo Grupo SunTimes Media. A carta de Kennedy foi o presságio de

amigo, o professor Henry Louis Gates Jr, e depois realizou a famosa “cúpula da cerveja”. Mas, dentro da Casa Branca, suas incursões no debate, num momento em que procurava concentrar a atenção pública na reforma da saúde, foram consideradas um erro desastroso. Temor. Talvez a relutância do pre-

sidente reflita os perigos enfrentados por qualquer presidente que represente uma minoria americana – o medo de ser considerado, mesmo que injustamente, chauvinista ou provinciano. Para o historiador Robert Dallek, biógrafo de John F. Kennedy, qualquer que tenha sido o efeito que Kennedy provocou nas atitudes dos americanos com relação ao catolicismo, ele se consolidou não pela sua eleição em 1960, mas pela crise dos mísseis com Cuba em 1962. Foi a partir desse momento, diz o historiador, que Kennedy provou que podia ter a confiança dos americanos para proteger o interesse nacional como um todo – um julgamento que se estendeu, talvez, para os católicos americanos em geral. Visto dessa maneira, talvez Obama não seja apenas um presidente escravo da crise financeira, mas um líder negro também em busca de seu momento definidor como presidente. As conflagrações continuam, enquanto nós aguardamos. / TRADUÇÃO DE TEREZINHA MARTINO

✽ É JORNALISTA

seu desprezo pela guerra, e pelo futuro da democracia – comentários que, juntamente com seus esforços para conseguir uma reunião de conciliação com Hitler, o obrigaram a renunciar aocargo deembaixador em 1940. “Osbritânicosestãopartindoparaesta guerra que odeiam, mas com a determinação de combater até pôr fim a ela”, escreveu Kennedy. “Ainda não sei se poderão conseguir aquilo pelo qual estão combatendo.” Em uma carta, Mussolini manifestouem1933suaadmiraçãoporRoosevelt e a esperança de que pudessem se reunir para “discutir os importantes problemas do mundo em que EUA e Itália estão mutuamente interessados”. E referiu-se às relações “cordiais e amistosas” entre os dois países, manifestando a confiança de que se tornarão mais fortes. / TRADUÇÃO DE ANNA CAPOVILLA

✽ É JORNALISTA

Rodrigo Cavalheiro BBC

MSNBC

Mercado indeniza criança por difamação

Tonga reforça tropas da Otan no Afeganistão

Um menino de 6 anos acusado Tonga, país da Polinésia, mandade tentar roubar um pacorá a pedido da Grã-Bretate de batatas fritas em nha 275 soldados ao um supermercado da Afeganistão. TrataIrlanda ganhou se de uma espécie uma indenização de aluguel. Tonga FORAM PAGOS EM receberá dos britâde R$ 17,2 mil por UM LEILÃO PELA difamação. De acornicos US$ 4 miDENTADURA DE do com o jornal irlhões no primeiro CHURCHILL landês Irish Times, ano. O premiê local FONTE: EFE em junho do ano passadisse estar feliz por do, ele foi puxado pelo braajudar, já que o Afeganisço pelo funcionário enquanto tão “parece mais seguro que o fazia compras com sua mãe. Iraque”.

R$ 41 mil

THE NEW YORK TIMES

HÍDRICAS

884 milhões

de pessoas no mundo não têm água potável, algo que este mês passou a ser um direito humano

2,6 bilhões

não têm saneamento básico. A falta destes serviços mata 2 milhões de pessoas por ano FONTE: EFE

Boda muda tráfego aéreo em Nova York Por 12 horas, nenhum avião voará abaixo dos 2 mil pés em Nova York no próximo fim de semana. A razão não é um encontro de chefes de Estado, mas um casamento. Mais exatamente, o de Chelsea, filha da secretária americana de Estado, Hillary Clinton, e do ex-presidente Bill Clinton. O objetivo da proibição, das 15 horas de sábado às 3 horas de domingo, é garantir a segurança dos convidados e, por tabela, afastar os paparazzi.


Internacional A17

%HermesFileInfo:A-17:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Advogado de iraniana condenada desaparece Parentes de Mostafaei foram presos para obrigar que responsável pela defesa de condenada à morte por apedrejamento se entregue ao governo FACUNDO ARRIZABALAGA/EFE

CAIRO

A Anistia Internacional acusou o governo do Irã pelo sumiço de Mohammad Mostafaei, advogado de Sakineh Mohammadi Ashtiania, a mulher condenada à morte por apedrejamento por adultério. Ele está desaparecido desde sábado e, segundo a Campanha Internacional pelos Direitos Humanos no Irã, sua mulher e cunhado foram presos no mesmo dia “como medida de pressão para que ele se entregue”. Mostafaei, advogado especialistaemdireitoshumanos,defendeu outras 13 pessoas condenadas à morte por apedrejamento no Irã, das quais 10 estão em liberdade, e ofereceu-se voluntariamente para cuidar do caso de Sakineh. A mulher de 43 anos foi condenada por manter “relações ilícitas” com dois homens após a morte do marido e teria confessadooadultérioapósreceber 99 chibatadas. Acondenaçãoganhoudestaque após o advogado denunciar em seu blog algumas das irregularidades do processo, provocando on-

va de pressionar Mostafaei a se entregar. Mostafaei escreveu em seu blog pouco depois do primeiro interrogatório na prisão de Evin quefoiquestionadosobreadefesa de criminosos jovens e alertou que poderia ser preso a qualquer momento, de acordo com a Anistia.Mostafaeieoutrosadvogados lançaram em 2008 uma campanha contra a execução de jovens condenados, pedindo para a abolição da pena de morte. Prisões do regime. O porta-

Apedrejada. Iraniana protesta na região central de Londres da de apoio internacional à sua cliente. No sábado, o advogado foi interrogado na prisão de Evin. Depois disso, parentes e amigosnãoouvirammaisnenhuma notícia sobre onde ele está. “O paradeiro de Mostafaei é desconhecido desde que foi liberado

doprimeirointerrogatório nosábado”, afirma a Campanha Internacional pelos Direitos HumanosnoIrã.Segundoogrupo,autoridades iranianas prenderam a mulher do advogado, Fereshteh Halimi, e o irmão dela, Farhad, nosábadonumaprováveltentati-

voz da Campanha Internacional pelos Direitos Humanos no Irã, Hadi Gaemi, disse que “ao trabalhar para evitar o apedrejamento de sua cliente, Mostafaei não quebrou nenhuma lei”. Ele disse ainda que a mulher e o cunhado do advogado não têm envolvimento com as ações em defesa dos direitos humanos e são reféns do regime iraniano. Segundo o jornal espanhol El País, a presidente do Comitê Internacional contra a Execução e o Apedrejamento, Mina Ahadi, disse que os parentes de Mostafaei estão detidos na prisão de

Evin e serão libertados em troca do advogado desaparecido. AAnistiaInternacionaldizainda que o filho de Sakineh, Sajjad Qaderzadeh,de 22anos,foipressionado pelo governo a não dar maisentrevistas.Seucelularpermanecedesligadoeojovemcompareceuao serviços de inteligência pelo menos duas vezes na semana passada. Sakinehfoiinterrogada epressionada a revelar o nome dos envolvidos na campanha por sua libertação. Autoridades iranianas queriamsaberquemeramaspessoas que estavam em contato com a família dela e como a foto dela chegou até a imprensa. A imagem hoje é usada como símbolo da luta por direitos humanos no país. O abaixo-assinado virtual pela libertação da iranianatemmais de140milassinaturas, entre elas a do ex-presidentebrasileiroFernandoHenrique Cardoso e do cantor Chico Buarque.Naquarta-feira,opresidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que interceder junto ao governo de Teerã pela libertação de Sakineh seria uma “avacalhação”. /AP e THE GUARDIAN

O presidente afegão, Hamid Karzai, afirmou ontem que o vazamento de documentos secretos da guerra no Afeganistão pelo site WikiLeaks foi “irresponsável”. Segundo Karzai, a divulgação dos arquivos coloca as vidas dos afegãos em perigo.

Segundo a organização de defesa dos direitos humanos Human RightsWatch, Sakinehfoicondenada em 2006 por ter “relações ilícitas” com dois homens depois da morte de seu marido. A Justiça sentenciou a mulher a 99 chibatadas. Em setembro do mesmo ano, porém, durante o julgamentodeumhomemacusado de matar o marido de Sakineh Mohammadi Ashtiani, outro tribunal reabriu o caso de adultério com base em eventos que teriam ocorrido antes da morte dele. Apesar de voltar atrás na confissão feita sob coerção, Sakineh foi condenada. A morte por apedrejamento foi sentenciada muitas vezes depois da Revolução de 1979. Foi oficializada no Código Penal do país em 1983. Até 1997, pelo menos dez pessoas foram mortas por ano. O ex-presidente moderado Mohammad Khatami conseguiu reduzir a aplicação da punição, mas a sentença voltou a serusadaporMahmoudAhmadinejad. Hoje, 24 iranianos aguardam a execução por apedrejamento. As mulheres são enterradas até o busto e homens atiram pedras pequenas o bastante para não matar de uma vez. Homens são enterrados até a cintura, com os braços livres para que possam se defender. A lei islâmica prevê a morte por apedrejamento para condenados por assassinato, estupro, assalto à mão armada, tráfico e adultério. / AP

ALEJANDRO ERNESTO/EFE

CUBA

Após fim de greve, Fariñas deixa hospital O dissidente cubano Guillermo Fariñas (foto), que passou mais de quatro meses em greve de fome para pedir a libertação de presos políticos doentes, retornou ontem para sua casa, após receber alta do hospital onde estava internado. Fariñas, que ainda precisará de acompanhamento médico, disse que quer retomar suas atividades como jornalista. VENEZUELA

Governo confisca fazenda de dono de TV Perla Jaimes, advogada do empresário e sócio da TV Globovisión Guillermo Zuloaga, afirmou ontem que soldados venezuelanos tomaram o controle de uma fazenda de seu cliente. De acordo com a advogada, a ação faz parte de uma “campanha de vingança” do presidente Hugo Chávez contra Zuloaga.

Irã diz estar disposto a parar de enriquecer urânio a 20%

CORRESPONDENTE / NOVA YORK

Aprincipalautoridadedoprograma nuclear iraniano confirmou ontem que o Irã está disposto a suspender o enriquecimento de urânio a 20%, conforme exigem as potências ocidentais. Apesar do ceticismo da comunidade internacional, a iniciativa pode servir para a retomada das negociações com o regime de Teerã. “Temos repetido que

Segundo o Código Penal Islâmico, o crime por adultério é provado pela confissão ou o testemunho de quatro homens (ou três mulheres e dois homens). O artigo 105 prevê ainda que, se não conseguir as testemunhas necessárias, o juiz – que são todos homens no Irã – podem condenar à morte por apedrejamento seguindo os seus “instintos” com as provas documentais da traição. Existe ainda uma punição no Código Penal que prevê 99 chicotadas para quem foi infiel. Dois dos cinco juízes que deliberaram sobre o caso de Sakineh Mohammadi Ashtiani disseram que não havia como ter certeza de sua culpa.

Karzai diz que arquivos expõem afegãos

TEERÃ

Gustavo Chacra

Pena pode ser ditada com base em ‘instintos’

AFEGANISTÃO

Apedrejamento é comum no país desde 1979

Apesar de ceticismo de EUA e aliados, iniciativa pode servir como primeiro passo para a retomada de negociações

PARA ENTENDER

continuamos com o enriquecimento de urânio a 20% por necessidade”, disse Ali Akbar Salehi, diretor da Organização de EnergiaAtômicadoIrãementrevista a uma rede de TV. “Se nossas necessidades de combustível nuclear forem garantidas por outros meios, estamos dispostos a fazer uma revisão.” Nos últimos dias, os iranianos têm dado sinais de que querem voltar a negociar, usando como base o acordo de troca de 1.200 kg de urânio a baixo enriquecimento por combustível nuclear, firmado com Brasil e Turquia. Na época do acordo, dois obstáculos foram apontados pelo sexteto, formado pelos cinco membros permanentes do Conselho deSegurança daONUmaisaAle-

IMPASSE ● Declaração de Teerã Presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, e premiê turco, Recep Tayyip Erdogan, assinam em maio com o líder iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, acordo para troca de urânio por combustível nuclear para reator de pesquisas médicas do Irã ● Mais sanções Conselho de Segurança da ONU aprova, em junho, quarta rodada de sanções contra o programa nuclear iraniano. Apenas Brasil e Turquia, membros rotativos, votam contra. Líbano se abstém

manha. Primeiro, a quantidade total era suficiente em outubro, mas os iranianos haviam enriquecido mais urânio até maio, quando anunciaram o acordo com Brasil e Turquia. O segundo entrave era a relutância dos iranianos em suspender o enrique-

cimento. Sem acordo, o CS aprovouem junhoaquarta rodada de sanções contra o Irã, apesar dos votos contrários de brasileiros e turcos. Salehi acrescentou que, se receber “respostas positivas” daoferta,oIrãpoderiaimediatamente estabelecer um cronograma para negociações. O presidente iraniano, MahmoudAhmadinejad, declarou que esse diálogo deveria incluir outros países, mas não especificou quais. O Departamento de Estado afirmouque oIrã costumaenviar sinais contraditórios, mas os EUA estão sempre dispostos a negociar uma saída para a questão nuclear iraniana. Antes de Salehi dar as declarações, o chanceler turco, Ahmet Davutoglu, tinha dito queos iranianos estão dispostos a suspender o enriquecimento de urânio. Segundo o sexteto, o Irã busca com seu programa nuclear desenvolver armas atômicas. O regime de Teerã afirma que seu programa tem fins energéticos.

Árabes apoiam diálogo direto Israel-palestinos NOVA YORK

A Liga Árabe declarou ontem que apoia negociações diretas entre palestinos e israelenses desdequeopresidentedaAutoridade Palestina, Mahmoud Abbas, concorde. A entidade também enviou uma carta ao presidente dos EUA, Barack Obama, delineando preocupações dos palestinos. Abbas mostra-se relutante em negociar com o primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu. O líder palestino afirma que quando receber garantiassobreaaceitaçãodasfronteiras de 1967 e o congelamento da construção de assentamentos, irá imediatamente para as negociações diretas. Netanyahu diz estar aberto a negociações e celebrou o apoio dado pela Liga Árabe. Em comu-

nicado, o premiê afirmou que, “por meio de negociações diretas, um acordo de paz pode ser alcançado rapidamente”. Deacordo como premiêisraelense, Abbas não deveria impor precondições para negociar. Sem entrar na discussão das fronteiras, Netanyahu apenas diz que suspendeu temporariamente a construção de assentamentos na Cisjordânia. O premiê rejeita o congelamento definitivo nas expansões. O objetivo dos EUA, agora, é convencer Abbas a sentar-se para negociar com Netanyahu. Segundo o jornal israelense Haaretz, o presidente de Israel, Shimon Peres, da oposição, teria enviado um representante para convencer assessores de Abbas a não entrar em negociações com o premiê. As partes não confirmaram o encontro. / G.C.


A18 %HermesFileInfo:A-18:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Vida

estadão.com.br Leia. Acidentes com animais peçonhentos crescem 33% estadão.com.br/saude

/ AMBIENTE / CIÊNCIA / EDUCAÇÃO / SAÚDE / SOCIEDADE

Saúde. Segundo a Sociedade de Terapia Intensiva do Rio, autora do levantamento, há deficiência no ensino da medicina – terapia intensiva não faz parte do currículo da graduação. Outro estudo indica que só um terço dos médicos sabe reconhecer a doença

Infecção generalizada mata 6 vezes mais que acidentes de trânsito no País Clarissa Thomé / RIO

No Brasil, mortes por sepse – termo médico para infecção generalizada – superam em seis vezes os óbitos no trânsito. Anualmente, 220 mil pessoas morrem da doença, uma reação exacerbada do organismo à infecção, enquanto acidentes entre veículos mataram 34.597 em 2008, de acordo com a última estatística disponível no Sistema de Informações de Mortalidade do Ministério da Saúde. A comparação entre os dados foi feita pela Sociedade de Terapia Intensiva do Estado do Rio ● Relato

MOYZES DAMASCENO PRESIDENTE DA SOCIEDADE DE TERAPIA INTENSIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

“O médico aprende por conta própria, e muitas vezes o trabalho numa emergência ou UTI (Unidade de Terapia Intensiva) é o seu primeiro emprego.” PAULO VITOR/AE

deJaneiro(Sotierj),quepela primeira vez promove um congresso dedicado ao tema. O encontro termina amanhã. “O assunto preocupa porque há uma deficiência muito grande no ensino da medicina”, disse Moyzes Damasceno, coordenador de terapia intensiva do Hospitalde Clínicasde Niterói e presidente da Sotierj, que critica a formação oferecida pelas faculdades.“A terapiaintensiva,especialidade dos médicos que atuam em UTIs, não faz parte da grade curricular das faculdades de medicina.” Pesquisa do Instituto LatinoAmericano da Sepse (Ilas), realizada com 917 médicos de 21 hospitais brasileiros, mostrou que apenas 27% sabem reconhecer a doença, provocada por uma reação do organismo a uma infecção – as toxinas liberadas pelo sistema imunológico para combater bactérias ou vírus são tão potentes que acabam atacando também órgãos vitais como rins, coração, pulmão e cérebro. Foi o que aconteceu por duas vezescomo mineiroRicardoCota do Álamo Júnior, de 12 anos. Ainda recém-nascido, contraiu pneumoniaqueevoluiuparasepse. “Os médicos demoraram para perceber. Ele teve hemorragia

O CAMINHO DA SEPSE

PARA LEMBRAR

l O paciente contrai infecção por bactéria, vírus ou parasita. O organismo tenta se defender

Modelo morreu em 20 dias

1ª FASE

2ª FASE

Não há risco de vida. Muitas vezes o paciente tenta se tratar em casa

3ª FASE

A infecção começa a tomar o organismo e a doença evolui para sepse grave

Sem tratamento adequado, o paciente desenvolve a forma mais grave da doença: o choque séptico

SINTOMAS

SINTOMAS

SINTOMAS

l Febre

l Desorientação

l Taquicardia

l Mau

l Queda acentuada da pressão arterial l Os rins falham e o paciente para de urinar l A sonolência evolui para estado de coma

funcionamento dos rins e cérebro l Dificuldade de urinar l Sonolência l Início de desidratação

l Aumento

da frequência respiratória l Tosse ou secreção (se for infecção pulmonar)

FONTE: MOYZES DAMASCENO, PRESIDENTE DA SOCIEDADE DE TERAPIA INTENSIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

cerebraledepoisdesenvolveuhidrocefalia”, conta a mãe, Adriana Álamo. No início do ano, Ricardo voltou a ser internado, por complicações provocadas pela hidrocefalia.Contraiupneumonia esepse. “Dessa vez era um hospital melhor, com profissionais bem preparados, que agiram prontamente. Ele só está comigo por causa desses médicos”. Desde 2005, o Ilas encabeça

no Brasil a campanha mundial Sobrevivendo à Sepse. Faz parte do trabalho arregimentar centros médicos, que têm seus funcionários treinados e passam a abastecero Ilas comdados sobre a doença. Segundo o último relatório da instituição, de abril, 48,7% dos pacientes com sepse grave e 65,5% dos com choque séptico morrem no Brasil. No mundo, essas taxas estão em 23,9% e 37,4%, respectivamente.

A modelo Mariana Bridi, de 20 anos, morreu em janeiro do ano passado depois de travar uma batalha dramática contra a sepse. A jovem, que foi duas vezes finalista do Miss Mundo, desenvolveu uma infecção urinária, que evoluiu para choque séptico. Na tentativa de salvála, os médicos amputaram as mãos e pés da modelo. Em vão. Ela morreu depois de 20 dias de internação.

INFOGRÁFICO/AE

Padronização. “O desafio é pa-

dronizar a forma de tratar a sepse”, diz Damasceno. O protocolo prevê o tratamento precoce com antibiótico e um conjunto de condutas a ser adotado logo que o paciente é internado – chamado de “pacote seis horas”. “Nesse momento, o médico precisa medir o nível de ácido lático do paciente, que é um indicador de desidratação. Também tem de colher sangue e uri-

na, para a cultura, que vai indicar a bactéria que causou a infecção. E, o mais importante, dar a primeira dose do antibiótico”, descreve o médico. De acordo com dados do Isla, o índice mundial para o tratamento precoce com antibióticos é de 67%, enquanto no País é de 46,5%. A adesão dos hospitais ao “pacote seis horas” é ainda menor – 9% no Brasil e 13% no restante do mundo.

Últ im Ve a op nd or as tun no id loc ade al. .

Venha assistir, aprender e experimentar o melhor da cozinha brasileira no Grand Hyatt São Paulo, dias 30 e 31/7 e 1º/8. PROGRAMAÇÃO: SÁBADO, DIA 31 Aulas 11h - COZINHA SEM VERGONHA: GALINHA DE CABO A RABO Mara Salles, Neide Rigo e Ana Soares 11h30 - NA ROTA CAIÇARA SULISTA Carla Pernambuco 15h - OLEODIVERSIDADE BRASILEIRA – DO BURITI AO PATAUÁ Roberto Smeraldi, Roberta Sudbrack e José Barattino

17h - O TRATAMENTO DO PEIXE Mara Salles 17h30 - MINAS, DA TRADIÇÃO À TÉCNICA Elza Nunes e Felipe Rameh de Paula 18h30 - TAPEAR À BRASILEIRA Sergio Torres

Degustações 11h - CAFÉ: faça seu próprio blend (a lógica para compor uma “bebida pessoal”) – Ensei Neto 14h30 - VINHO: degustação às cegas de vinhos da Serra Gaúcha, da Campanha, de Santa Catarina e de Pernambuco – Manoel Beato (Fasano) 16h30 - CERVEJA: cerveja em barril – Roberto Fonseca

Palestras

15h30 - O CRU E O CRU Helena Rizzo

15h - A CONSTRUÇÃO DA BRASILIDADE Carlos Alberto Dória

16h30 - BRASPACHO, MOQUECA DE CARNE-SECA E OUTRAS INVENÇÕES Maurizio Remmert

17h - O SERVIÇO À BRASILEIRA David Hertz

18h30 - VINHO: vertical de Pizzatto Merlot – José Luiz Pagliari

Para aulas, palestras e degustações acesse

Realização:

Patrocínio:

www.paladardobrasil.com.br

Para almoços e jantares, ligue (11) 2838-3222. Vagas limitadas.


%HermesFileInfo:A-19:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

PLANETA

}

RARO

Solução. O ecociclo recolhe lixo reciclável em ruas estreitas cionário para recolher o material e depositá-lo em dois ecopontos para que, à noite, o lixo seja retirado por um caminhão. Construído pela prefeitura, o ecociclo custou cerca de R$ 3 mil e sua caçamba tem capacidade para carregar até 80 quilos.

Só 1/3 dos centros para idosos está em ordem Maioria das instituições de referência para a saúde das pessoas com mais de 60 anos no País sofre com a falta de profissionais especializados Fabiane Leite ENVIADA ESPECIAL BELO HORIZONTE

Estudo concluído no fim de 2009 pelo Ministério da Saúde aponta que, dos 150 centros de referência para a saúde do idoso existentes no País, apenas 50 estão nos moldes preconizados pela pasta. Segundo Luiza Maia, coordenadora de Saúde do Idoso do ministério, a principal limitação doscentros,cujacriaçãofoiinduzida por uma portaria de 2002, é a falta de profissionais capacitados,entremédicosgeriatrasegerontologistas (profissionais de diversas áreas habilitados para as questões do idoso). AsituaçãoémaisgravenoNorte e no Nordeste, onde a pasta

Envelhecer não é motivo para pânico, diz especialista de Internacional de Geriatria e Gerontologia, o francês Alan Franco, pediu que governos, gestores públicos, sociedade civil e

indivíduos não entrem em pânico com as perspectivas de envelhecimento global, mas busquem uma mudança de paradigmas. “Antes o médico via o paciente idoso uma, duas, três vezes e ele morria. Agora você terá de fazer um acompanhamento”, declarou na abertura do congresso. A saída é fazer prevenção e compensar as perdas.” / F.L.

decidiu capacitar 500 profissionais. Atualmente, 70% dos idosos no País – cerca de 14 milhões de pessoas – dependem do Sistema Único de Saúde (SUS) e 25% deles têm problemas importantes de saúde ou estão acamados. “Precisamos de pessoal bem

● O secretário-geral da Socieda-

Prefeitura de Jaboticabal cria programa de ‘bolsa adoção’ Brás Henrique CORRESPONDENTE / RIBEIRÃO PRETO

A partir de janeiro, a prefeitura

de Jaboticabal, região de Ribeirão Preto, colocará em prática o projeto Auxílio Temporário à Adoção, ou “bolsa adoção”. Pelo

Leia. Ursa resgata filhote de rede de pesca no Alasca estadão.com.br/planeta EFE

Bicicleta faz coleta seletiva no centro de São Vicente

no município, que funciona desde 2004. Os caminhões passam uma vez por semana em cada bairro e recolhem 150 toneladas de material reciclável por mês. O ecociclo vai circular diariamente pelo centro de São Vicente, das 9 às 17 horas, com um fun-

estadão.com.br

O zoológico de Stuttgart, na Alemanha, registrou o nascimento de Tibor. O potro, de uma espécie rara que só vive em cativeiro, possui as pernas listradas como as de uma zebra. MÁRCIO PINHEIRO/PMSV

Com uma caçamba em forma de caravela – símbolo da primeiracidade do País –, São Vicente, no litoral paulista, lançou ontem o ecociclo, uma bicicleta que ajudará na coleta seletiva nas ruas estreitas do centro do município. “Nosso centro comercial é muito movimentado e, com as ruas estreitas, o caminhão da coleta cria problemas no tráfego”, explica Márcio Papa, presidente da Companhia de Desenvolvimento de São Vicente(Codesavi),órgãoresponsável pela coleta seletiva

Vida A19

UNESCO

BIODIVERSIDADE

SEM AGROTÓXICO

Galápagos sai da lista de lugares ameaçados

Governo pretende ampliar proteção

Shopping ganha feira de produtos orgânicos

A retirada do arquipélago de Galápagos da lista da Unesco de patrimônios naturais em perigo, anunciada anteontem em Brasília, foi bastante criticada por entidades internacionais. “A retirada da lista de bens ameaçados desse lugar único no planeta e de importância mundial para a humanidade é prematura”, disse ontem Julia Marton-Lefèvre, diretora da União Internacional para a Conservação da Natureza. As 58 ilhas do arquipélago de Galápagos estão situadas no Oceano Pacífico e foram inscritas na lista de Patrimônios Mundiais em 1978. Em 2007, foram incluídas entre os bens em perigo por causa do “turismo crescente” e outros impactos ambientais.

O governo federal planeja ampliar a proteção aos animais ameaçados de extinção para 26% das espécies até o final do ano. Hoje o porcentual é de 3%. Dono da maior biodiversidade do mundo, o Brasil tem 629 espécies ameaçadas de extinção. De acordo com o diretor de Biodiversidade do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Marcelo Marcelino, um plano de ação definirá as estratégias. “O plano cria um calendário de ações e condições para avaliar o que está sendo executado.” A meta é ter um plano de ação para todas as espécies ameaçadas até 2014.

O Continental Shopping, em Osasco, passa a receber aos sábados, das 9 às 15 horas, uma feira de produtos orgânicos (foto). O projeto colocará à venda hortaliças e frutas plantadas sem o uso de produtos químicos, cultivados em Caucaia do Alto e Ibiúna. /ANDREA

dos para assistir principalmente vítimas de demências, recebam todos os idosos fragilizados – porexemplo,portadoresde múltiplos problemas de saúde. Além disso, destacou Luiza, é preciso que os centros estejam integrados à rede de saúde. A maioria deles, diz ela, é ligada a universidades e a seus hospitais, muitos deles fechados para o atendimentoamplo.A responsabilidade da instalação e manutenção dos centros é de Estados e municípios. Diante do envelhecimento acelerado da população, Luiza defendeu que a área tenha tanta importância no SUS quanto as ações contra a aids. “Todos os Estados brasileiros têm 7% de população idosa”, destacou. Carência. O presidente da So-

VIALLI e REJANE LIMA, com EFE

Faça a sua parte

Planeje as compras de alimentos, especialmente perecíveis. Assim você reduz o desperdício de comida em casa e economiza dinheiro.

JOSE LUIS DA CONCEIÇÂO /AE–2/10/2005

Estatística. No Brasil, 6,6% das pessoas têm mais de 65 anos

formado, que não veja as questões de saúde do idoso como algo normal, coisa da velhice”, disse Luiza durante o 17.º Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia, em Belo Horizonte. A pasta promete modificar a políticapara queoscentros,cria-

ciedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, João Carlos Barbosa Machado, defendeu que as principais especialidade médicas se capacitem para assistir o grupo etário, principalmente as pessoas com restrições físicas. Hoje, 26% da população brasileira tem até 14 anos e só 6,6% possui 65 anos ou mais. Em 2050, idosos serão 22,7% e adolescentes, 13,1%, segundo o IBGE. No Brasil, 72% dos idosos

têmalguma dificuldadepara realizar tarefas e 15% têm limitações para coisas básicas, como comereir aobanheiro.“Sefôssemos atender só os mais frágeis, considerando o padrão da Organização Mundial da Saúde de 1 geriatrapara cada 563idosos,necessitaríamos de 5 mil a 8 mil, disseMachado.Atualmenteexistem em torno de 900 geriatras e 290 gerontologistas. SegundoMachado,hádesinteresse de estudantes de medicina

programa, parentes das crianças que estão em uma das três instituiçõesdo município ou famílias substitutas receberão mensalmente entre meio e um salário mínimo por até dois anos para fazerem a adoção. O programa foi criado pelo prefeito José Carlos Hori (PPS),

queépaiadotivoeatuouemabrigos para crianças e adolescentes. Segundo ele, a primeira intenção é fazer com que pessoas do laço sanguíneo – os próprios pais, tios, irmãos mais velhos ou avós – cuidem das crianças. “Em instituições, a criança cresce bem fisicamente, mas mal emo-

cionalmente, pois só aprende a dizer ‘tio’, e não ‘pai’ ou ‘avô’.” Cerca de 80 crianças poderão ser beneficiadas pelo programa. Parentes ou famílias substitutas podem optar pelo auxílio em dinheiro, mas o valor deve ser destinadoexclusivamente àsnecessidades das crianças. Eles

porcausa daausênciadadisciplina, não obrigatória, nos currículos. “Todos os médicos vão lidar com idosos, exceto a pediatria. Umobstetra,se erraremumprocedimento, pode causar à mulher a incontinência urinária que ela terá quando envelhecer.” A REPÓRTER VIAJOU A CONVITE DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE GERIATRIA E GERONTOLOGIA

também podem receber a ajuda em outras formas, como ter uma casa para morar isenta de aluguel enquanto estiverem inseridos no programa. A prefeitura vai reservar R$ 500 mil do orçamento de 2011 para construir 15 unidades habitacionais para esses casos.


A20 Vida %HermesFileInfo:A-20:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

MARCOS SÁ CORRÊA ✽ ●

blog: marcossacorrea.com.br

Patrimônio da regionalidade

O

Parque Nacional do Iguaçu está em rota de colisão comseutítulo dePatrimônioNaturalda Humanidade. Aposta essa reputação em mesas avulsas, que o acaso juntou neste mês em Brasília, a capital dos desencontros. Numa rodada, o governo afia a língua para convencer a comissão da Unesco, instalada na cidade, de que o parque vai bem, obrigado. Há queixas contra ele nos relatórios técnicos que precederam o encontro. Eles lamentam, para começo de conversa, a

afobação para bater recordes de visitaçãoanoapósano,emprejuízodaconservação da fauna e da flora. Mas, até aí, a Garganta do Diabo fala mais alto. O título continuaria no papo, se não tivesse chegado a Brasília, pouco antes da comissão, mais uma proposta para reabrir a Estrada do Colono, cortando ao meio a floresta do Iguaçu. À Unesco se creditou, nove anos atrás, o empenho do governo brasileiro para interditar depressa a estrada, com o Exército e a Polícia Federal. A ideia de reabri-la se apresentou no Ministério do Meio Ambiente pela mão

dodesembargadorÁlvaroEduardo Junqueira. O Tribunal Regional Federal da 4.ª Região o encarregou de promover a conciliação entre o parque e seus tradicionaisinvasores,emvezdejulgaroprocesso. E ele passou a cuidar disso pessoalmente. Com a conciliação em marcha, o projeto, que era assunto de políticos locais, ganhou padrinho federal. E mudou de estilo. A reabertura da estrada agora é chamada de “restauração”. Dispensa a força e a coreografia da luta armada que usou para ocupar o parque em 1997 e 2001. Mas ainda não perdeu ao ar de

fato consumado. Semanas atrás, os municípios paranaenses ouviram do desembargador, emassembleia, asugestãodequesecontentassem com uma estrada “mais ecológica”. Imediatamente, materializouse o projeto de Estrada Ecológica, assinada pelas associações de municípios do oeste e do sudoeste do Paraná. OdeputadoparanaenseAssisdoCouto(PT),dequebra,apresentounaCâmaraoprojeto delei 7.123,quecria a“Estrada-ParqueCaminhodoColono”.Vai relatá-looutrodeputadoparanaense,oengenheiro Eduardo Sciarra (DEM) – que, como sócio da construtora CRE, tem um pé na Cataratas S/A, a empresa que explora legalmente os serviços turísticos terceirizados no Iguaçu. E agora outro pé na informalidade. Iniciativa “histórica”. A estrada-par-

que é um atalho para a entrada no parque de concessionários que se credenciam, sobretudo, como detentores da “memória dos prisioneiros”. Em outras palavras, da lenda que atribui aos colonos gaúchos e catarinenses a iniciativa “histórica” de rasgar na selva o tal caminho, aberto em terras da União pelo go-

PAULO VITOR/AE

Falta órgão para punir uso abusivo de cobaias Penas para quem descumprir lei, criada há um ano, são duras, mas não há fiscalização Afra Balazina ENVIADA ESPECIAL/NATAL

Um ano depois de a Lei Arouca ter sido regulamentada, ainda não está definido quem punirá cientistas e instituições que não utilizarem animais de forma ética em suas pesquisas. A lei, criada em 2008 para regraraexperimentaçãoanimal,teve sua regulamentação publicadaemjulhode 2009.Otextoprevê,porexemplo,quecadaexperimentousará o mínimoindispensável de animais, e que se deve poupá-losde sofrimento. Ostes-

tes que possam causar dor devem ser feitos com sedação. A legislação inclui penalidades duras. A instituição pode receber multa de R$ 5 mil a R$ 20 mil, ser interditada temporariamente ou em definitivo e sofrer com a suspensão de financiamentodefontesoficiais.Jáopesquisador pode levar multa entre R$ 1 mil e R$ 5 mil, sofrer suspensão temporária e até ser proibido de pesquisar com animais. Porém, até agora não está claro quem vai controlar a questão. “Neste momento, não sabemos quem vai punir”, admite o médi-

Descaso

ELEITOS PELA ONU FICAM SEM PATROCÍNIO Estudantes brasileiros que venceram concurso mundial não têm verba para ir a convenção Carolina Stanisci ESPECIAL PARA O ESTADO

E

scolhidos entre centenas de jovens para participar do comitê organizador da

conferência Global Model United Nations, da ONU, de 14 a 18 de agosto, dois universitários brasileiros vivem o drama de não conseguir custear o preço da passagemparaoevento,emKuala Lumpur, capital da Malásia.

verno estadual. Isso, na década de 1950. Portanto, no mínimo 11 anos depoisdodecreto queinstituiuo parque. Mas trunfo histórico nunca falta, como ensinou o historiador Sérgio Buarque de Holanda em Visões do Paraíso. Arisco mesmo é o futuro. E ele escapa pelas frinchas do projeto, que fala em calçar os 17,6 quilômetros do caminho de terra com lascas de basalto, para que o piso irregular obrigue os veículos a trafegar em baixa velocidade. Garantindo, portanto, “a travessia segura da fauna”. Mas, por via das dúvidas, manda cortar todas as árvores a 1,5 metro da pista, “para evitar acidentes”. Indica “ônibus elétricos” nos passeios turísticos, sem dar a menor pista de onde pretende encontrá-los. Enumera15investimentos.Nãoapresenta um só custo. Cabe inteiro em menos de dez páginas, apesar da fartailustração. Dá para atravessá-lo, de ponta a ponta, em minutos. Se cair nasmãos daUnesco, ogoverno brasileiro terá muito o que explicar à comissãodoPatrimônioNaturaldaHumanidade.

Regras. Lei que regula experiências com animais prevê sedação em caso de testes doloridos

CRONOLOGIA 10 de outubro de 2008

Dezembro de 2009

Promulgação Entra em vigor a Lei Arouca, que estabelece as normas para o uso científico de animais.

Representantes São indicados os 28 conselheiros, representando ministérios, sociedades científicas e de proteção a animais.

15 de julho de 2009 Concea Decreto regulamenta a lei e institui Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (Concea).

Fevereiro de 2010 Coordenador O pesquisador da Fiocruz Renato Cordeiro é nomeado coordenador do conselho.

A estudante de Ciências Sociais da USP Juliana Moura Bueno, de 20 anos, e o aluno de Relações Internacionais da PUC-RJ João Pedro Lacerda de Sá Teles, de21,foram chamadosapós rigorosa seleção. Mais de 500 jovens de todo o mundo participarão do fórum, mas só 28 como parte do comitê organizador. Osuniversitáriostiveramtreinamento na sede da ONU, em Nova York, em junho, e foram instruídospela entidadeaprocurar patrocínio em seu país. Há um mês e meio buscam, sem sucesso, instituições para ajudálos. Yvonne Acosta, responsável na ONU pelo evento, diz que “em casos como esses pedimos aos participantes que consigam os fundos”. Ainda assim, ela tentalevantaraverba.“Édifícil,por-

que o Brasil fica longe da Malásia, e as passagens são caras.” “Mandamos mais de 50 e-mails”, diz Juliana. “Sempre ouço nossos governantes e empresários dizendo que apostam nos jovens, mas o que vi até agora foi um total e completo descaso.” Na USP, o pedido de Juliana foi encaminhado à pró-reitoria de graduação, mas não foi respondido. As companhias aéreas sugeriram que eles buscassem nos sites tarifas mais baratas. O Santander afirmou que só dá bolsas para programas com “universidadesconveniadas”.O MEC disseque nãohá“previsãolegal”para esse tipo de ajuda e o Ministério das Relações Exteriores, que não há previsão orçamentária. “Nãoimagineiqueseriatão di-

PSICOLOGIA

Maselko, da Universidade Temple, da Filadélfia (EUA), usou dados de mil bebês de 8 meses observados nos anos 1960 e entrevistas feitas com eles 34 anos depois. / AFP

SXC

co Marcelo Marcos Morales, que integra o Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (Concea). O Concea, criado para controlar a experimentação animal do País, passou a existir oficialmente em dezembro do ano passado efazpartedo MinistériodeCiência e Tecnologia (MCT). Morales, que é pesquisador da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), deu uma conferência sobre a Lei Arouca ontem durante a 62.ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

Carinho na infância reduz estresse de adulto Os bebês que recebem grande quantidade de carinho da mãe se tornam adultos menos estressados e ansiosos, segundo estudo publicado no Journal of Epidemiology and Community Health. A pesquisa também observou que os bebês que não receberam carinho materno ou receberam uma quantidade média tinham os mesmos níveis de ansiedade aos 35 anos. A equipe liderada pela psicóloga Joanna

Pesquisadores espanhóis afirmam que a modificação da rigidez da membrana celular dos linfócitos T, glóbulos brancos que atuam na imunidade a doenças, pode reduzir o grau de infecção pelo HIV e até impedir sua entrada nas células. O trabalho, publicado na revista Chemistry and Biology por cientistas de várias instituições do país, como a Universidade do País Basco, foi feito em culturas de células em laboratório. / EFE

Paz. Os ativistas pelos direitos dos animais estão mais calmos nesta edição da SBPC. No evento de 2008, eles fizeram muitos protestos e chegaram a jogar tintavermelhanuma pesquisadora. Morales vê com naturalidade a falta de brigas neste ano. “Estamos no mesmo lado, discutindo um ponto de equilíbrio. Sou um protetor dos animais, lutei para queumaleifossecriadapara protegê-los”, ressalta. Ele defende o incentivo ao uso de métodos alternativos na pesquisaquando possível, masacredita que será praticamente impossível deixar de usar cobaias. “Podemos reduzir, mas testes com animais e seres humanos são importantes.” CLAYTON DE SOUZA/AE

Decepção. Juliana pediu ajuda a mais de 50 instituições fícilassim.Fomosescolhidospela qualidade do nosso currículo, já participamos de simulações da ONU”, diz João, que estuda

com uma bolsa integral do ProUni.A passagemparaKuala Lumpur custa cerca de US$ 2,5 mil dólares (R$ 4,4 mil).

HISTÓRIA

para descobrir uma ligação entre Atlântico e Pacífico pelo noroeste do Canadá. / REUTERS

THE CANADIAN PRESS/AP

FIES

Comprovação prévia de matrícula é dispensada

SAÚDE

Modificação celular pode bloquear HIV

Ele explicou que a lei apenas “indica”osresponsáveispelotrabalho,citandoos“órgãosdosMinistérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, da Saúde, daEducação,daCiênciaeTecnologia e do Meio Ambiente, nas respectivas áreas de competência”. Segundo ele, o assunto terá de ser discutido no Concea. O conselheiro acredita que a fiscalização não ocorrerá em todos os biotérios (locais onde são criados e mantidos animais que serão usados como cobaias). “Vai ser (fiscalizado) por denúncia. Por exemplo, uma universidade denuncia para o conselho queexisteum problema. Então o conselho vai procurar os órgãos competentes”, afirma.

Descobertos destroços de navio do século 19 Arqueólogos canadenses descobriram os destroços de um navio que pode ter sido o descobridor da Passagem do Noroeste, via marítima acima do Círculo Polar Ártico. Eles afirmam que o HMS Investigator está em boas condições, 150 anos após ter sido abandonado. Ele foi o navio britânico enviado em busca de duas embarcações que faziam parte da expedição lançada pela Marinha Real em 1845

Mudanças nas regras do Fundo de Financiamento da Educação Superior (Fies) vão permitir que o aluno assuma um compromisso com instituição de ensino somente após a inscrição no Fies. O novo formato, publicado ontem no Diário Oficial, determina que a comprovação da matrícula passe a ser feita somente na validação dos documentos na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição. Antes, a comprovação tinha de ser apresentada no momento da inscrição do Fies.


O ESTADO DE S. PAULO %HermesFileInfo:X-3:20100730:

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

A21

O DIA DOS PAIS VEM AÍ. SURPREENDA COM UM SAMSUNG S3500 DESBLOQUEADO + CHIP CLARO

SAMSUNG E2120 CLARO CARTÃO

• Câmera digital integrada de 2,0 MP • Rádio FM • MP3 player

• MP3 player • Rádio FM

10X DE

Nos cartões de crédito (1+9) Total a prazo R$ 175,00 A vista R$ 149,00

17,50

• Câmera digital integrada de 2,0 MP • Rádio FM • MP3 player

10X DE

29,20

(2) Período da promoção: 19/7 a 19/8/2010. Consulte o regulamento completo nas lojas participantes. Voucher de desconto válido somente para aquisição de um modelo Nokia, cujo valor ao consumidor seja maior do que 149,00, durante o período da promoção.

10X DE

LG GB230 CLARO CARTÃO

27,90

Nos cartões Extra (0+10) A vista R$ 279,00 cada

Nos cartões de crédito (1+9) Total a prazo R$ 292,00 A vista R$ 249,00

NOKIA 2680 CLARO CARTÃO RECARGA R$ 12

RECARGA R$ 22

RECARGA R$ 7

• Câmera digital integrada VGA • Rádio FM • Viva-voz

10X DE

Nos cartões de crédito (1+9) Total a prazo R$ 175,00 A vista R$ 149,00

17,50

CONSULTE O REGULAMENTO EM WWW.CLARO.COM.BR

Promoção não cumulativa, com restrições e intransferível válida para novas ativações de pessoa física de 15.07.2010 a 15.08.2010, limitada a uma ativação por CPF. Quem já é cliente também pode participar mediante taxa de adesão. Os benefícios poderão ser concedidos por até 12 meses. Bônus de minutos válidos para ligações locais para outro Claro de mesmo DDD . Recarregue e ganhe Torpedos para envio nacional de acordo com o valor da recarga. O limite de bônus de voz para as ligações recebidas é de R$ 20,00 mensais. Recebendo 1 minuto de ligação, você ganha R$ 1,00. O limite de bônus para cada minuto de ligação realizada e tarifada depende da oferta escolhida pelo cliente, sendo o limite mensal de até 60, 600 e 900 minutos de bônus, com limite diário de até 6, 30 ou 45 minutos de bônus, de acordo com a recarga mínima mensal de R$ 7,00, R$ 12,00 e R$ 22,00, respectivamente. As ofertas só poderão ser alteradas a cada 30 dias, de acordo com o regulamento da promoção. Os bônus e torpedos são válidos no mês de concessão. Os reais adquiridos como bônus não são válidos como recarga. Verifique condições da oferta, utilização dos bônus e mais informações em www.claro.com.br ou ligue 1052.

MOTOROLA EM25 DESBLOQUEADO + TIM Chip • Câmera digital integrada 1,3 MP • Rádio FM • MP3 player Nos cartões Extra (0+10) A vista R$ 249,00 cada

10X DE

24,90

SAMSUNG E2210 TIM INFINITY PRÉ • Câmera digital integrada VGA • Rádio FM • Bluetooth

10X DE

21,20

Nos cartões de crédito (1+9) Total a prazo R$ 212,00 A vista R$ 180,00

NOKIA 1661 TIM INFINITY PRÉ • Rádio FM • Viva-voz

10X DE

80

12,

Nos cartões de crédito (1+9) Total a prazo R$ 128,00 A vista R$ 109,00

LG KP570 TIM INFINITY PRÉ • Touch screen • Câmera integrada 3,0 MP • Bluetooth

Fotos meramente ilustrativas

10X DE

46,50

Nos cartões de crédito (1+9) Total a prazo R$ 465,00 A vista R$ 396,00 cada

Promoção Nova Infinity: Os clientes Infinity Pré ou Infinity Controle poderão optar pela duração do benefício: 3 meses ou 1 ano a partir da data de adesão. Clientes Infinity Pós receberão o beneficio por 3 meses a partir da data de adesão. Para participar, clientes dos planos Infinity Pré, Infinity Controle e Infinity Pós devem cadastrar a Promoção ligando *223 do seu TIM ou através do site TIM. Clientes Infinity Pré / Controle na opção Promoção Nova Infinity R$ 0,25 por 3 meses: nos estados da AC, BA, DF, ES, GO, MG, MS, MT, RJ, RO, SC, SE, SP e TO, a adesão custa R$ 5,90; nos estados do AL, AM, AP, CE, MA, PA, PB, PE, PI, PR, RN e RR: a adesão custa R$ 6,90. Clientes Infinity Pré ou Infinity Controle na opção Promoção Nova Infinity R$ 0,25 por 1 ano: nos estados da AC, BA, DF, ES, GO, MG, MS, MT, RJ, RO, SC, SE, SP e TO, a adesão custa R$ 17,90; nos estados do AL, AM, AP, CE, MA, PA, PB, PE, PI, PR, RN e RR: a adesão custa R$ 19,90. Todas as taxas de adesão serão descontadas dos créditos de recarga do cliente Infinity Pré / Controle. Novos Clientes Infinity Pós podem aderir a esta promoção gratuitamente. Para atuais clientes dos estados de SP, RJ, ES, MG, SC, BA, SE, AC, RO, MT, MS, TO, GO e DF a adesão custa R$ 5,90 e para atuais clientes dos estados do PR, AM, RR, AP, PA, MA, PI, CE, RN, PB, PE e AL a adesão custa R$ 6,90. O período de contratação dessa promoção é de 11/7 a 31/8/2010. As taxas de adesão poderão ser alteradas a qualquer momento a critério da TIM, com aviso prévio. Para mais informações, consulte o regulamento nas lojas TIM, acesse www.tim.com.br ou ligue do seu celular para *144 ou para 1056.

Compre aqui SAIBA COMO PARTICIPAR NAS LOJAS OU NO SITE WWW.TORCIDAEXTRA.COM.BR (1)

Televendas: 4003-0363

(1)Verifique sempre se a cidade de onde você está falando permite ligações sem o código de operadora, ligando diretamente 4003-0363. Capitais e regiões metropolitanas: 4003-0363 – custo de uma ligação local + impostos. Demais localidades: 0XX11 4003-0363 - custo de uma ligação interurbana para São Paulo (capital) + impostos.

Período da Promoção: 10/6/2010 a 2/8/2010. Sorteio pela Loteria Federal dia 7/8/2010. Consulte regulamento completo nas lojas participantes e no site www.torcidaextra.com.br. A cada R$ 60,00 em compras, efetivamente pagas com o cartão Extra, e que contenha um produto SEARA, sendo que o produto SEARA a granel participa a partir de embalagem única de 1 kg, o cliente receberá, no cupom não fiscal, um código alfanumérico de 19 posições para participar da promoção. Promoção válida exclusivamente para as lojas físicas EXTRA HIPERMERCADOS, EXTRA SUPERMERCADO E EXTRA FÁCIL. Número para envio do SMS: 49210. ****O SMS é tarifado pela Operadora de Telefonia Celular no importe de R$ 0,31 + imp/ msg. O código alfanumérico também poderá ser cadastrado no hotsite www.torcidaextra.com.br. **Prêmio total no valor de R$ 501.428,56, líquido de Imposto de Renda, vinculado a Título de Capitalização emitido pela Sul América Capitalização S.A. - SulaCap. CNPJ 03.558.096/0001-04. Processo SUSEP 15414.000741/2009-42. A aprovação deste Título pela SUSEP não implica, por parte da Autarquia, em incentivo ou recomendação a sua aquisição, representando, exclusivamente, sua adequação às normas em vigor. O consumidor poderá consultar a situação cadastral de seu corretor de capitalização, no sítio www.susep.gov.br, por meio do número de seu registro na SUSEP, nome completo, CNPJ ou CPF. ***Os prêmios “Viagem a Punta del Este” e “Reportagem em revista de celebridade” serão oferecidos aos sorteados diretamente pelas empresas responsáveis pela promoção (SEARA e EXTRA), e não estão vinculados à premiação no valor de R$ 501.428,56, referente ao Título de Capitalização. Medicamentos, armas e munições, fogos de artifício ou de estampido, bebidas alcoólicas, fumo e seus derivados, conforme o artigo 17 da Circular SUSEP nº 376/2008, não dão direito a participação nesta Promoção. As Drogarias Extra, Serviços de Recarga de Celular e Garantia Estendida não participam da Promoção Bolada Extra. A quantidade total de prêmios é válida para todas as lojas físicas participantes da promoção Bolada Extra.

Não são todos os produtos que estão disponíveis nas lojas Extra Hipermercados e Extra Eletro, podendo variar de acordo com o estoque ou sortimento de cada loja. Consulte a loja mais próxima.

PRESENTE EXTRA.


A22 %HermesFileInfo:X-4:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

ZTE N290 VIVO PRÉ • Tela touch screem • TV digital • Câmera digital 2,0 MP • MP3 player

NOKIA 2330 VIVO PRÉ • Câmera digital integrada VGA • Rádio FM

(2) Período da promoção: 19/7 a 19/8/2010. Consulte o regulamento completo nas lojas participantes. Voucher de desconto válido somente para aquisição de um modelo Nokia, cujo valor ao consumidor seja maior do que 149,00, durante o período da promoção.

Nos cartões de crédito (0+12) Total a prazo R$ 154,80 A vista R$ 129,00

12X DE

39,90

12X DE

12,90

Nos cartões de crédito (0+12) Total a prazo: R$ 478,80 A vista R$ 399,00

MOTOROLA EM28 VIVO PRÉ • Câmera digital integrada 1,3 MP • Rádio FM • MP3 player

12X DE

NOKIA 1661 VIVO PRÉ

19,90

• Rádio FM • Viva-voz

3X DE

Nos cartões de crédito (0+3) A vista R$ 99,00

00

33,

R$60

Nos cartões de crédito (0+12) Total a prazo: R$ 238,80 A vista R$ 199,00

Utilização para fixo limitada a 10% do valor do Bônus. Adesão de 23/3/10 a 30/9/10 (limitada a estoque) para Vivo Pré, mediante cadastro e pagamento de taxa única de R$17,90 (promocionalmente R$11,90). Promocionalmente a recarga de R$12 concederá bônus de R$200 até 30/9/10. Consumo do bônus total limitado a R$ 20 por dia nas recargas de R$35 ou mais, e a R$15 por dia nas recargas de R$12, R$18 e R$25, independente da quantidade de recargas realizadas. Consulte o regulamento em www.vivo.com.br Oferta de aparelho válida para o Estado de SP (limitada ao estoque) e sujeita à permanência mínima de 12 meses (conforme condições contratuais). Aparelhos GSM Vivo só funcionam com Vivo Chip. Consulte sobre disponibilidade dos serviços GSM em sua cidade. Imagens meramente ilustrativas. Preços sujeitos a alteração conforme a tabela da operadora.

• Câmera digital integrada VGA • Rádio FM • MP3 player

Nos cartões Extra (0+18) A vista R$ 299,00 cada

NOKIA X3 DESBLOQUEADO

SONY ERICSSON F305 DESBLOQUEADO + OI Chip

SAMSUNG M2310 DESBLOQUEADO

• Câmera digital integrada 3,2 MP • MP3 player • Rádio FM

• Câmera digital integrada 2 MP • Rádio FM • MP3 player Nos cartões Extra (0+18) A vista R$ 399,00 cada

18X DE

16,61

18X DE

17

22,

18X DE

27,72

Nos cartões Extra (0+18) A vista R$ 499,00 cada

LG GB230 DESBLOQUEADO + TIM Chip • Câmera digital integrada 2 MP • Rádio FM • MP3 player Nos cartões Extra (0+18) A vista R$ 299,00 cada

18X DE

16,61

Fotos meramente ilustrativas.

*Promoção válida de 30/7/2010 a 8/8/2010 ou enquanto durarem os estoques dos produtos anunciados nas lojas físicas do Extra Hipermercados e Extra Eletro. As ofertas aqui indicadas não são válidas para as lojas EXTRA FÁCIL, EXTRA SUPERMERCADO ou ainda para a loja virtual www.extra.com.br. CONDIÇÕES: (I) ELETRO: todos os produtos da categoria ELETRO, com exceção de NOTEBOOKS, ÁUDIO e VÍDEO, poderão ser pagos em até 18 (dezoito) parcelas, sem a aplicação de juros, exclusivamente nos cartões Extra, iniciados pelo número 527407 e 515740, dentro do período acima indicado. As parcelas serão debitadas, via fatura, na próxima data de vencimento do cartão do cliente, após a efetivação da compra. (II) ÁUDIO, VÍDEO E NOTEBOOKS: todos os produtos das categorias NOTEBOOKS, ÁUDIO e VÍDEO poderão ser pagos em até 18 (dezoito) parcelas, sem a aplicação de juros, exclusivamente nos cartões Extra, iniciados pelo número 527407 e 515740, dentro do período acima indicado. As parcelas serão debitadas, via fatura, na próxima data de vencimento do cartão do cliente, após o dia 1/10/2010. Após a data acima, todas as condições de preço e condição de pagamento voltam ao normal. Garantimos a quantidade mínima de 5 unidades de cada produto por loja em que ele esteja disponível. Pagamento a vista poderá ser realizado em dinheiro e outros cartões de crédito e débito aceitos nas lojas. Consulte as condições destes meios de pagamento diretamente nas lojas. Para melhor atender nossos clientes, não vendemos por atacado e reservamo-nos o direito de limitar, por cliente, a quantidade dos produtos anunciados. Promoção não cumulativa com outras promoções vigentes na data ou ainda com descontos de parceiros e vales-compra. Para pagamento com quaisquer cartões de crédito ou débito, estes deverão estar válidos e vigentes no momento do pagamento. Consulte as condições para pagamento com cheque diretamente no Serviço de Atendimento ao Cliente. Fica ressalvada eventual retificação das ofertas aqui veiculadas. SAC: 0800 724 4870/Ouvidoria: 0800570011.

E TEM

MAIS: Compre aqui (1)

(1)

Televendas: 4003-0363

Verifique sempre se a cidade de onde você está falando permite ligações sem o código de operadora, ligando diretamente 4003-0363. Capitais e regiões metropolitanas: 4003-0363 – custo de uma ligação local + impostos. Demais localidades: 0XX11 4003-0363 - custo de uma ligação interurbana para São Paulo (capital) + impostos.

Ofertas válidas de 30/7/2010 a 1/8/2010 ou enquanto durarem os estoques. Após essa data, os preços voltam ao normal. Verifique a disponibilidade dos produtos na loja mais próxima. Garantimos a quantidade mínima de 5 unidades de cada produto por loja em que ele esteja disponível. Para melhor atender nossos clientes, não vendemos por atacado e reservamo-nos o direito de limitar, por cliente, a quantidade dos produtos anunciados. Planos de pagamento nos cartões de crédito: em 3X (0+3) sem juros, 12X (0+12) com encargo mensal de 2,92% e anual de 41,25% e 10X (1+9) com encargo mensal de 3,05% e anual de 43,41% (planos válidos somente para os produtos anunciados nestas condições) nos cartões MasterCard, Visa, Diners Club, Aura, Redeshop (crédito), Credsystem, Cabal e cartões Extra. As parcelas serão debitadas na data de vencimento do cartão de crédito do cliente. Planos de pagamento nos cartões Extra: em 10X (0+10) sem juros e 18X (0+18) sem juros (planos válidos somente para os produtos anunciados nestas condições), somente nos cartões Extra. Pagamento a vista pode ser feito em dinheiro, cheque, cartão de débito ou com os cartões de crédito MasterCard, Diners Club, Visa, Redeshop (crédito), American Express, Aura, PoliCard, Total (aceito somente nas lojas de Campinas), Sorocred (aceito somente nas lojas de Araraquara, Campinas, Carapicuíba, Itatiba, Itu, Mauá, Mogi das Cruzes, São Carlos, Sorocaba, Baixada e em todas as lojas Extra Eletro) e Vale Shop. No site www.extra.com.br, as ofertas e formas de pagamento podem ser diferenciadas. Consulte condições para pagamento com cheque na loja. Fica ressalvada eventual retificação das ofertas aqui veiculadas.

Ofertas válidas para as lojas Extra Hipermercados e Extra Eletro de São Paulo.

Não são todos os produtos que estão disponíveis para as lojas Extra Hipermercados e Extra Eletro, podendo variar de acordo com o sortimento de cada loja.


B1 %HermesFileInfo:B-1:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Ganho extraordinário Lucro da Vale sobe 344% no 2º trimestre e chega a R$ 6,6 bi

INDICADORES DÓLAR EURO BOVESPA

Pág.B14

Pág. B12

VAR. (%) 1 0,51 1 0,35 1 0,22

COTAÇÃO R$ 1,7610 R$ 2,3050 66.953.83 pontos

Estratégia de venda Amazon lança versão mais barata e sem fio do seu e-reader Kindle, que custa R$ 139

Pág.B16

MARCOS DE PAULA/AE-9/3/2010

Economia & NEGÓCIOS

estadão.com.br

Gastos do governo em ano eleitoral derrubam o superávit primário Recursos economizados para o pagamento de juros da dívida acumulados em 12 meses, até junho, caíram para R$ 69,368 bilhões Edna Simão / BRASÍLIA

A disparada dos gastos do governo federal e dos Estados para viabilizar obras em um ano eleitoral fez com que o superávit primário (economia para pagamento de juros dívida), acumulado em 12 meses até junho, caísse para R$ 69,368 bilhões ou o equivalente a 2,07% do Produto Interno Bruto. Esse resultado fortalece as apostas de que a meta de superávit primário de 3,3% do PIB só será atingida com o abatimento de investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Dados divulgados ontem pelo Banco Central (BC) apontam que o superávit primário acumulado em 12 meses até janeiro totalizou R$ 73,344 bilhões ou 2,31% do PIB. No decorrer do ano, no entanto, o ajuste fiscal foiafrouxadoparaampliarinvestimentos e a economia recuou

para R$ 69,368 bilhões (2,07% do PIB), mesmo com o forte aumento da arrecadação. OchefedoDepartamentoEconômico do BC, Altamir Lopes, admitiu que esses números são influenciados pelo período eleitoral,masacorrelaçãoentreeleições e o resultado fiscal é cada vez menor. Segundo Lopes, a tendência é de que a meta de 3,3% seja cumprida por causa da perspectiva ● Efeito eleições

R$ 69,3 bi

é o superávit do governo acumulado em 12 meses até junho

2,07%

é a porcentagem do resultado em relação ao PIB

ALBERTO CÉSAR ARAÚJO/AE–12/7/2009

de aumento das receitas e acomodação do ritmo das despesas no segundo semestre – por conta das restrições pré-eleitorais e fim do processo de reestruturaçãode carreirasdo serviçopúblico. “Há o compromisso já manifestadopelosecretáriodoTesouro (Arno Augustin) de que vai atingir os 3,3% do PIB e esse é o posicionamento do governo”, frisou Lopes. Abaixo da expectativa. O economista da consultoria Tendências, Felipe Salto, acrescentou que o superávit primário em junho veio bem abaixo de sua expectativadeR$ 3,9bilhões.Pelos dados do BC, a economia para pagamento de juros no mês passado somou R$ 2,059 bilhões, o pior resultado para junho desde 2003. “As despesas estão altas e a atividade está se arrefecendo e issoafetaasreceitas.Estouman-

Aposta. Meta só será atingida com abatimento de obras do PAC tendo minha previsão de que a meta de superávit primário não será cumprida”, disse Salto. A gastança é também nítida nas contas dos governos regionais – inclui Estados e municípios – que registrou superávit de R$ 1,7 bilhão no mês passado, o mais baixo desde junho de 2006.

Esse resultado foi puxado pelos governos estaduais, que, para ampliar investimentos em ano eleitoral, reduziram para R$ 985 milhõesacontribuiçãoparaogoverno federal – o valor mais baixo para o mês desde junho de 2003. No semestre, o superávit pri-

Para apreciar a melhor seleção de vinhos você só precisa de um mouse e de um saca-rolha.

Vinho argentino Latitud 33º Cab. Sauvignon/ Malbec 750 ml

Vinho Salton Classic Cab. Sauvignon/ Merlot ou Tannat 750 ml

Vinho chileno Gran Tarapacá Cab. Sauvignon/ Carmenère ou Merlot 750 ml

18,98

11,98

29,98

Acesse ery.com.br www.sondadeliv rtas em casa. e receba suas ofe

Desvalorização cambial deixa dívida líquida estável

Pág. B3

Visite as adegas nas lojas Sonda ou peça seus vinhos pelo site.

Vinho português Porca de Murça Douro Tinto 750 ml

Vinho italiano Linda Donna Bardolino 750 ml

Vinho italiano Contarini Prosecco Brut 750 ml

20,90

14,98

21,90

Vinho português Periquita Tinto 750 ml

18,98

ABC • ÁGUA BRANCA • BOAVISTA SHOPPING • CIDADE DUTRA • EDGAR FACÓ • JAÇANÃ • MARIA CÂNDIDA • PARQUE DA MOOCA • PENHA • POMPÉIA • SÃO JOSÉ DOS CAMPOS • TATUAPÉ • TREMEMBÉ • VILA CARRÃO • VILA RIO Ofertas válidas até 08/08/2010 ou enquanto durarem nossos estoques. Ofertas válidas somente para as lojas acima. GARANTIMOS A QUANTIDADE MÍNIMA DE 10 UNIDADES POR LOJA. Para prestarmos melhor atendimento, nos reservamos o direito de limitar, por cliente, a quantidade dos produtos anunciados. São proibidas a venda e a entrega de bebidas alcoólicas a menores de 18 (dezoito) anos (art. 81, II do Estatuto da Criança e do Adolescente). APRECIE COM MODERAÇÃO. Fica ressalvada eventual retificação das ofertas veiculadas. Fotos meramente ilustrativas. Aceitamos os seguintes vales-alimentação: SABESP Supermercado - Top Premium - IMPORTANTE: VR Alimentação, Sodexho Pass Alimentação, Ticket Alimentação, Visa Vale Alimentação, Planvale Alimentação, Verocard, Sorocred e Bônus Alimentação: aceitamos só na modalidade CARTÃO ELETRÔNICO.

APRECIE COM MODERAÇÃO

7 8 9 10 11 12

mário somou R$ 40,105 bilhões (2,36% do PIB) e ficou ligeiramente acima dos R$ 35,255 bilhõesapuradosno mesmoperíodo do ano passado – período em que o país ainda sofria os impactos da crise financeira mundial. O superávit primário do governo central no período foi de R$ 24,767 bilhões nos seis primeiros meses do ano, ligeiramente acima dos R$ 20,949 bilhões, influenciado pelo aumento de mais de 70% dos investimentos. Os governos estaduais também colocaram o pé no acelerador e ampliaram suas despesas. O superávit primário dos Estados somouR$ 13,966bilhõesno semestre,o pior resultadopara o período desde 2006.

Vinho argentino Nieto Senetiner Reserva Cab. Sauvignon/ Merlot ou Bonarda 750 ml

24,98

Vinho português Costa do Pombal Tinto ou Rosé 750 ml

15,98

Vinho italiano Lambrusco Dell’ Emilia D’vero Branco ou Rosso 750 ml

7,98


B2 Economia %HermesFileInfo:B-2:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

CELSO MING celso.ming@grupoestado.com.br

Remadores fora do ritmo

A

atadoCopomontemdivulgada não conseguiu desfazer o curto-circuitoprovocadopelasuaguinada bruscanacondução da política de juros. Primeirovamosfalardoproblemae, depois, das consequências. Dentro do regimedemetasdeinflaçãoéessencial queasexpectativasdosagenteseconômicos (empresários, banqueiros, consultores) estejam alinhadas com as do BancoCentral.Éoqueopresidentedo Fed (o banco central americano), Ben Bernanke, chama de condução de um barco a remo com patrão. Os remadorescoordenamosmovimentosdeacordo com as cantadas do patrão. É só assim que alcança eficiência no deslocamento do barco em direção à chegada. Os dois principais documentos pelos quais o Banco Central martela as remadasdomercadosãoasatasdoCo-

pom (que saem oito dias depois de cada reunião) e o Relatório de Inflação (divulgado quatro vezes por ano). Ocorre que a ata da reunião anterior e o último Relatório de Inflação apontaram para a manutenção do aperto monetário. Quem leu esses documentos e ouviu as entrevistas dosdiretores do Banco Central entendeu que o aperto dos juros seria mantido ou, até mesmo, intensificado. Mas a reunião doCopomdodia23mostrouqueoBanco Central mudou sua política em direção à redução da dose dos juros básicos. Quem foi surpreendido (e parece ter sido amaioria) ficou desarvorado. Houve quemcriticasseoBancoCentralpelacondução esquizofrênica de sua política, que aponta para um lado e vai para o outro; portersetornadorefémdojogoeleitoral; e por ter perdido, em final de governo, o que possuía de autonomia operacional... Aexplicaçãoparaocurto-circuitopare-

TRAJETÓRIA DA SELIC l Evolução dos juros básicos ao ano 14,0 13,0

10,75%

12,0

21/JUL

11,0 10,0 9,0 8,0 10/DEZ 21/JAN 2008 2009

27/JAN 2010

FONTE: BANCO CENTRAL

INFOGRÁFICO/AE

cemaisprosaica.Éque,destavez,empouco mais de uma semana, as condições externas e internas mudaram drasticamente.A recuperação da economia dos países ricosfoirevertida;EstadosUnidoseEuropa voltaram a mergulhar na crise; e Ber-

nanke,emseudepoimentonoCongresso americano, descreveu um quadro desoladorapontodeiniciarapreparaçãodaopinião pública para novo despejo de recursos no mercado para evitar o abismo. No Brasil, muitos setores estão atolados em estoques;a atividade industrialestá desacelerando;eosindicadoresdepreçosprojetam para este mês inflação negativa. Tudo isso aconteceu quase de repente, sem dar tempo para reverter a formação das expectativas. O presidente do Banco Central,HenriqueMeirelles,bemquepassou declarações um tanto cifradas na TV, pelas quais advertia que o Copom não toma decisões apenas com base no que já aconteceu,mastambém eminformações que ficam disponíveis somente no dia da reunião. No entanto, declarações à imprensa não têm o mesmo peso do que o que está escrito nos documentos oficiais. A ata restringe-se a apontar o quadro que serviu de referência para a decisão. Em nenhum momento explica por que houveo curto-circuito no jogo das expectativas e, assim, os remadores trabalharamcomvelocidadediferentedaqueestavanasintençõesdasautoridadesmonetárias. Ficou a impressão que o Banco Central errou no diagnóstico anterior e que nãofoicapazde reconhecerisso.Se tivesseditoquearealidademudouemquestão dedias sem terdadotempo parapreparar a opinião pública, não continuaria sendo alvo de tantas críticas. (Veja a Opinião.)

OPINIÃO ● Falha

de comunicação

Se o Banco Central (BC) está convencido de que a boa comunicação com o público e a política de formação de expectativas são essenciais para a eficácia do regime de metas; e se sabe que a economia global opera em novo ritmo, sujeita a mudanças bruscas capazes de alterar a condução da política monetária em poucos dias, então, o atual sistema de comunicação do BC é inadequado. ●

Como mudar?

Não pode a comunicação com o mercado e com os formadores de preços se limitar a dois documentos que nem sempre captam a volatilidade da economia: o Relatório de Inflação, que sai a cada três meses, e a ata do Copom, que sai apenas a cada 44 dias. Declarações informais feitas na TV podem ajudar, mas não têm a mesma força. Não são instrumentos eficientes para a condução das expectativas, especialmente quando o jogo muda de repente. Talvez a melhor maneira de responder a alterações assim sejam comunicados feitos por diretores em ocasiões especiais, no site do BC.

Transforme custo em investimento. Faça as publicações legais da sua empresa no caderno Economia & Negócios do Estadão.

Editorial econômico

Opinião

Fatos do momento voltam ao radar do Copom

O aniversário e a reforma do Novo Mercado

Sem discutir a decisão – que nos pareceu acertada – do Comitê de PolíticaMonetária(Copom)deelevarataxa Selic de 0,50 ponto porcentual (p.p.), em lugar do 0,75 p.p. previsto, a leitura da ata em que foi tomada essa decisão nos traz diversas novidades. Sem dúvida, como disse o sócio-diretordaRCConsultores,FabioSilveira,aata procuraexplicarpartedoerro de análise da ata anterior, na qual o superaquecimento, de três meses, da economia foi projetado para o ano. Merece destaque o fato de o Copom, que costuma avaliar tendências de longo prazo, sem privilegiar fatos domomentonassuasdecisões,terintroduzido a expressão “na margem”, que não fazia parte do seu vocabulário. Assim, mostrou-se mais sensível do que no passado a um fato recente, como a queda dos índices de inflação depois da 151.ª reunião, de junho, que avalia como tendência duradoura. Na ata, as autoridades monetárias procuram anunciar que o ciclo de aperto monetário está na sua fase final diante da evolução da conjuntura, deixandoaberta,porém,apossibilidade de voltar a acionar uma política monetária restritiva, se novos fatos se impuserem. Nessanovavisão,destaca-searedu-

✽ ●

çãodosíndicesdeinflação,easautoridades monetárias notam que as expectativas em relação à inflação respondem mais rapidamente às decisões da política monetária. As perspectivas para a evolução da atividadeeconômicadomésticacontinuam favoráveis, embora com maior moderação. No terreno da economia internacional nota-se que, apesar da lentidão da recuperação da economia norte-americana, das dúvidas sobre a dívida soberana de alguns países da Europa e de uma queda no dinamismo da China, há um recuo dos níveis de risco. Essa é uma visão que pode parecer ainda otimista, e o texto da ata parece justificar essa dúvida quando reconhece que “a demanda doméstica se apresentarobustaemgrandepartedevido aos efeitos de fatores de estímulo como o crescimento da renda e a expansão docrédito. Além disso,estímulos fiscais e creditícios foram aplicados nos últimos trimestres e deverão contribuir para a consolidação da expansão da atividade”. Não nos parece ruim que as autoridades monetárias levem em conta fatoresnovosdaconjunturaparatomar suas decisões, o que talvez justificaria que o Copom voltasse a se reunir a cadamêsparamelhoraferirasmudançaseconômicas.Narealidade,asautoridades monetárias têm a difícil tarefa de prever o longo prazo sem ignorar a situação presente.

ANA NOVAES

O

Novo Mercado (NM) da BVMF-Bovespa completará dez anos em dezembro. Seu sucessoémotivo deorgulho do mercado de capitais brasileiro e os númerosfalam por si.Após umcomeço muito tímido,quando nos seus três primeirosanosapenasduasempresasaderiram a este segmento, a partir de 2004 teveinícioasuaarrancada.Praticamentetodasasempresasqueabriramocapital o fizeram neste segmento. Em dezembro de 2005 eram só 17 companhias, com um valor de mercado de R$ 78 bilhões, ou 9,2% do total da Bolsa, e um volume financeiro diário de R$ 133 milhões. Em junho de 2010 eram 106 companhias listadas (23% do total), com capitalização de R$ 550 bilhões (27% do mercado) e 32% do volume financeiro diário da Bolsa de São Paulo (R$ 1,6 bilhão do total de R$ 5 bilhões). Em paralelo a esse desenvolvimento, várias companhias do NM passaram a ter a estrutura de capital pulverizada, istoé,elasnãotêm umacionista ougrupode acionistasque,isoladaouconjuntamente, detêm mais de 50% das ações com direito a voto. Já são mais de 50 companhias sem controle definido no NM.Esteéoembriãodasfuturascorporações brasileiras, tal como existe nos mercados de capitais acionários mais

desenvolvidos. Para ilustrar o ponto, Steven Jobs, da Apple, começou detendo 100% das ações que hoje, em grande parte, estão nas mãos do mercado. Na medidaemquemais recursossãoexigidosdascompanhiasporcontadodesenvolvimento tecnológico ou de projetos cada vez mais intensivos em capital, é de esperar que o fenômeno da dispersão do controle passe a predominar. Anossaleiqueregeassociedadesanônimaséde1976,épocaemquepredominava o controle familiar das companhias. A qualidade dessa legislação é indiscutível,masapós35 anosalgumaslacunas começam a surgir, em particular noquedizrespeitoàrealidadedascompanhias de controle disperso. Para preencher esse vácuo e aprimorar a governançadascompanhiasdoNM,aBolsa está promovendo uma reformulação das regras do regulamento deste seguimento,quepoderáseconcretizarnodia 6 de agosto, se um terço dessas companhias não votar contra a proposta. Emlinhasgerais,ospontosmaiscontroversos são: 1) a obrigatoriedade da criação de um comitê de auditoria, eleitopeloconselhodeadministração,com aparticipaçãodepelomenosumconselheiro independente (observe: a regra exigeapresençadepelomenosumconselheiro independente neste comitê. Quanto aos demais membros, são eleitos pelo conselho, mas não necessariamente dentre os membros do conselho);2)oaumentodonúmerodeconselheiros independentes de 20% para 30%; e 3) a mudança mais importante, no entender da autora, a obrigatorieda-

de de realizar uma oferta pública para a aquisição de todas as ações no mercado quando um grupo de acionistas adquirir 30% das ações de uma companhia, oferecendo o maior preço pago pelo acionistaadquirentenos12mesesanteriores. Esse último ponto preenche uma lacuna da Lei das Sociedades Anônimas que prevê o pagamento ao acionistaminoritáriode80%dopreçorecebido pelo controlador quando este aliena o controle, mas não tem dispositivoparaocasoemqueocontroleéadquirido diretamente no mercado. A Bolsa escolheu o padrão europeu, pelo qual a aquisição de 30% presume o controle. Assim,seumgrupodeacionistasadquire 30% de uma companhia, ele deve estender a oferta aos demais acionistas. A exigência do Comitê de Auditoria e de um número maior de conselheiros independentes é salutar para as empresas de capital disperso, pois diminui o conflitoentreaadministraçãoeosacionistas dispersos. Essas propostas podem não ser bem recebidas pelas companhiasdecontroledefinido.Aproposta da Bolsa não permitiu flexibilidade nestes pontos controversos e será uma pena se no dia 6 o desenvolvimento do mercadoacionáriodoPaíslevarumcartão vermelho ao não aprovar o novo regulamento do Novo Mercado. ✽ SÓCIA DA GALANTO CONSULTORIA LTDA., É CONSELHEIRA DE COMPANHIAS DO NM (AS IDEIAS AQUI EXPOSTAS SÃO DA AUTORA E NÃO DEVEM SER ASSOCIADAS ÀS COMPANHIAS A QUE ELA ESTÁ VINCULADA)

Panorama Econômico JOÃO SICSÚ

ERENICE GUERRA

JAMES BULLARD

DIRETOR DO IPEA

MINISTRA-CHEFE DA CASA CIVIL

PRESIDENTE DO FED DE ST. LOUIS

“... Não há nenhum cenário de alta da inflação preocupante para os próximos seis meses.”

“Tenho quase certeza que até semana que vem teremos a definição dos construtores (de Belo Monte) e dos fornecedores.”

“Com taxa zero prolongada, podemos ficar emaranhados num resultado deflacionário no estilo japonês por vários anos.”

INDÚSTRIA ARGENTINA

Corte no fornecimento de gás já dura 2 meses A Argentina chega ao segundo mês de cortes quase que totais do fornecimento de gás para a indústria. A trégua dada pelo clima, que apresentou dias menos frios na última semana, não foi suficiente para liberar mais gás à produção. E as próximas semanas ameaçam com temperaturas baixas, o que vai complicar a situação. A recuperação da

economia somada à falta de gás provoca um rombo nas contas públicas. Os subsídios que o Estado paga ao setor energético para manter as tarifas baixas e compensar a escassez de hidrocarbonetos e combustíveis aumentaram quase 72% no primeiro semestre de 2010 ante igual período de 2009 e chegaram a US$ 2,13 bilhões, segundo levantamento da consultoria Ferreres & Associados. O aumento foi de U$S 886 milhões.

TREM-BALA

“Há tempos que não se vendia tanto (no primeiro semestre) nos supermercados. E o segundo semestre, tradicionalmente, é mais aquecido.” Sussumu Honda PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE SUPERMERCADOS

DIVULGAÇÃO–22/7/2010

Os interessados na concessão do Trem de Alta Velocidade (TAV) questionaram, em sessão pública para esclarecimentos do edital, a viabilidade de se cumprir os índices mínimos de nacionalização. Representante da Mitsui do Brasil, que lidera o consórcio japonês, indagou sobre a possibilidade de flexibilização dessa exigência. O técnico

● Contas

no azul

A inadimplência das empresas brasileiras tem maior recuo em seis anos

Conteúdo nacional pode ser flexibilizado

9% da ANTT Roberto David afirmou que, caso haja a comprovação de que a indústria nacional não está apta, o governo pode livrar o concessionário do cumprimento de um porcentual mínimo de conteúdo nacional.

foi o recuo da inadimplência no primeiro semestre de 2010 na comparação com o mesmo período do ano anterior

7,2%

foi o recuo em junho deste ano


%HermesFileInfo:B-3:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Dívida fica estável com ajuda do câmbio Crescimento da economia e desvalorização de 3,5% do real no ano mantêm relação dívida/PIB

EFEITO ELEITORAL l Aumento dos gastos com investimentos impede crescimento da economia do governo para pagamento de juros

Acumulados em 12 meses

Valores mensais

EM BILHÕES DE REAIS

EM BILHÕES DE REAIS

(EM % DO PIB)

19,789

73,344 (2,32%) 70,681 (2,20%)

70,685 (2,13%)

70,375 (2,14%)

16,184

69,368 (2,07%)

0,859

Mesmo com a expansão dos gastos em ano eleitoral, a dívida líquida do setor público ficou praticamente estável no mês passado graças à desvalorização cambial de 3,5% no ano e ao efeito do crescimento econômico. Pelos dados divulgados ontem pelo Banco Central, a relação dívida/PIB fechou junho em 41,4%, o equivalente a R$ 1,385 trilhão. Em janeiro, a dívida correspondia a 41,5% (R$ 1,317 trilhão). A tendência, segundo o chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Altamir Lopes, é de que não haja variação neste mês. Mas o resultado vai depender do comportamento docâmbio.Para cada1%de variação do câmbio, há um impacto contrário de 0,11% na relação dívida/PIB. Para o fim do ano, no entanto, a estimativa do BC foi mantida em 39,4%. A relação dívida/PIB é um dos indicadores considerados pelos economistas para avaliar a capacidade de pagamento do

País. Também tem ganhado atenção dos analistas a relação dívida bruta/PIB, que teve forte crescimento nos últimos meses por causa da capitalização de mais de R$ 100 bilhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Emjunho,arelaçãodívidabruta/PIB chegou a 60,1% ou R$ 2,010 trilhões. Mas esse número,conforme estimativa de Altamir, deve recuar para 59% do PIB no fim deste ano. As estimativas para a trajetória da dívida pública consideram a hipótese de que o País cumpriráa metade 3,3%de superávit primário neste ano, o que ainda é uma dúvida por causa dos elevados gastos do governo. No mês de junho, por exemplo, a economia feita para pagamento de juros da dívida somou R$ 2,059 bilhões, o pior resultado para o mês desde 2003. Esse número foi influenciado pela disparada dos investimentos não só pelo governo federal como também pelo estadual. Os governos regionais, apesar de terem feito um superávit pri-

0

JAN 2010

FEV

MAR

ABR

MAI

JUN

JAN 2010

FEV

MAR

Consolidado do setor público 81,713

Governo central (Tesouro Nacional, Banco Central e Previdência Social)

Adriana Fernandes Eduardo Rodrigues BRASÍLIA

As empresas do Grupo Eletrobrás e outras estatais de energia ganharam reforço extra da equipeeconômicaparagarantir osinvestimentosprevistosnoProgramade AceleraçãodoCrescimento (PAC). O Conselho MonetárioNacional (CMN)aprovouontem aampliação, de R$ 11 bilhões paraR$20 bilhões.dolimitefixado pelo governo para as estatais concederem como garantia bancária nos financiamentos de grandes projetos de energia. O limite adicional de R$ 9 bilhões vai garantir as obras das usinashidrelétricasdeBeloMonte, Santo Antônio, Jirau e de linhas de transmissão de energia do Rio Madeira. O teto teve de ser ampliado com o aumento da participaçãodasestataisnosprojetos. As empresas enfrentavam dificuldade para fechar os contratos de financiamento com os seus parceiros privados. “O limite tinha se esgotado. Por isso, a necessidade de aumentá-lo para contemplar esses projetos”, disse o chefe da asses-

BRASÍLIA

De olho no mercado bilionário de remessas internacionais de valores por pessoas físicas, que mais do que duplicou no Brasil nosúltimosoitoanos,a america-

MAI

JUN

EM BILHÕES DE REAIS

Governos estaduais

1,820

60,677

35,255

40,105 0

24,767 20,949

17,246

14,142

13,966 -1,015

2008

2009

2010

2008

2009

2010

2008

2009

2010

FONTE: BANCO CENTRAL

● Otimismo

ALTAMIR LOPES CHEFE DO DEPARTAMENTO ECONÔMICO DO BANCO CENTRAL

“Houve aumento dos investimentos em quase todas as esferas do governo.” “Estamos distantes da meta, mas acredito no cumprimento. Devem se verificar resultados melhores daqui para frente.”

nanciamento às empresas do grupo, para projetos incluídos no PAC para geração e transmissão de energia, passou de R$ 12,042 bilhões para R$ 12,119 bilhões até 2012. A necessidade de ampliaçãonummontantepequeno mostrou que todo o volume permitidojá foicomprometido e que a partir de agora qualquer outro projeto novo exigirá um aumento mais expressivo do limite de endividamento. Segundo Jeferson Bittencourt,70%dosR$77milhõesadicionais serão destinados à CompanhiaHidrelétrica doSão Francisco (Chesf) para a construção

Western Union vai abrir bancos no País Objetivo do banco dos EUA, que também terá corretora, é aproveitar boa fase do mercado de remessa doméstica

ABR

Resultado das empresas estatais

EM BILHÕES DE REAIS

na Western Union Company foi autorizadapeloConselhoMonetárioNacional (CMN) a criarum banco e uma corretora de câmbio no País. O grupo americano tem planostambémdeselançarcomforça no mercado de remessas domésticas de dinheiro. A companhia, que já atuava no Brasil por meiodeumaparceriacomoBanco do Brasil (BB), planeja abrir 3 mil pontos no território nacional nos próximos quatro a cinco anos para aproveitar um merca-

2008

2009

-0,621 2010 INFOGRÁFICO/AE

mário de R$ 1,7 bilhão, fizeram a menor economia desde junho de 2006. “Houve aumento dos investimentos em quase todas as esferas de governo”, afirmou Lopes. Estatais. As empresas esta-

tais, após contribuírem com um resultado positivo de R$ 1,392 bilhão em maio, voltaram a ficar no negativo no mês passado. O déficit primário foi de R$ 387 milhões. No acumulado do ano, esse resultado negativo foi de

R$ 621 milhões, ou o equivalente a 0,04% do PIB. A meta de primário das estatais corresponde a 0,20% no ano. “Estamos distantes da meta, mas acredito no cumprimento. Devem se verificar resultados melhores daqui para frente”, frisou o chefe de Departamento do Banco Central. O resultado aquém das expectativas no semestre se deve principalmente ao déficit de R$ 1,967 apurado pelas empresas estatais federais no primeiro semestre. Já as

CMN dá mais R$ 9 bi para infraestrutura Esse é o limite adicional fixado pelo governo para que estatais deem como garantia bancária nos projetos de energia

2,059

62,535 (1,92%)

DIDA SAMPAIO/AE–23/4/2010

soria econômica doTesouro Nacional, Jeferson Bittencourt. As estatais de energia podem oferecer garantias em sociedades de propósito específico (SPEs) para investimentos do PAC até o limitedasuaparticipaçãonoempreendimento. Ou seja, se a empresa tem 10% da SPE, esse é o limite máximo de garantias que ela pode oferecer no financiamento do projeto. O CMN aprovou também outro voto que amplia em R$ 77 milhões o limite para as empresas do Grupo Eletrobrás tomarem crédito no sistema financeiro. Com a ampliação, o limite de fi-

1,430

-0,216

Resultado primário por semestre, de janeiro a junho Edna Simão / BRASÍLIA

Economia B3

Usina. Dinheiro vai para obras como Belo Monte, no Xingu da subestação de Camaçari 4, na Bahia. Os 30% restantes serão destinadosàEletronorte,noprojeto da linha de transmissão Jorge Teixeira - Lechuga (AM).

Para tomarem crédito nos bancos e oferecerem garantias nos financiamentos, as estatais estão sujeitas a limites impostos pelo CMN. Esse controle, exis-

do em plena expansão. De acordo com dados do Banco Central, as chamadas remessas unilaterais somaram US$ 2,86 bilhões, considerando os valores recebidos e enviados para outros países, enquanto o volume em2009 chegou a US$ 6,13 bilhões.

nas remessas domésticas, entre cidades e Estados diferentes. Segundo o chefe do Departamento de Organização do Sistema Financeiro do Banco Central, Luiz Edson Feltrim, a empresa vai abrir lojas e também correspondentes bancários para ter uma forte atuação no varejo. “Eles querem atuar com alta capilaridade em todo o País. Ficar na

Vantagem. Os brasileiros que

moram no exterior geralmente precisam localizar agências de bancos que atuam no Brasil para enviar ou receber recursos de familiaresnoPaís.Comotemagências no mundo todo, a Western Union leva vantagem nesse quesito, facilitando as transações. Alémdisso,acompanhiaaposta no crescimento da renda dos brasileiros para ganhar espaço

● Estratégia

LUIZ EDSON FELTRIM CHEFE DO SETOR DE ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA FINANCEIRO DO BC

“Eles querem atuar com alta capilaridade em todo o País.”

companhias ligadas aos governos estaduais tiveram um superávit de R$ 1,341 bilhões no período e as municipais, de R$ 5 milhões. A economia para pagamento de juros da dívida do setor público consolidado de junho também foi influenciada pelos gastos com juros, que somaram R$ 15,680 bilhões. Com isso, o déficit nominal (receita menos despesas, incluindo gastos com juros) foi de R$ 13,621 bilhões.

tente desde 2001, é semelhante ao que existe para os Estados e municípios e tem como objetivo evitar aumento descontrolado doendividamentocapazdecomprometer as contas públicas. A Eletrobrás planeja investir em 2010 cerca de R$ 9 bilhões. A aceleração dos investimentos da estataljácomprometeameta fiscal fixada pelo governo para as empresas estatais, de 0,2% do ProdutoInternoBruto(PIB).Essa é a contribuição das estatais para o cumprimento da meta de 3,3% do PIB para todo o setor público como um todo. Como os gastos com investimento são considerados despesas para o cálculo do superávit primário das contas públicas, o aumento dessas despesas acaba tornando mais difícil o cumprimento da meta. Pelo decreto de programação orçamentária, a Eletrobrás tem que fazer um superávit no ano de R$ 1,6 bilhão.

rua”, afirmou. A proposta ainda precisa da aprovação do presidente da República. A mesma percepção de negócio levou o BB a pedir autorização ao Fed, o banco central americano, para operar com residentes nos EUA. Em abril, o pedido foi aprovado, permitindo à instituição abrir agências no território americano – com potencial de 1,5 milhão de brasileiros. Ao contrário do Western Union, porém, o BB planeja adquirir uma instituição americana para aproveitar uma estrutura já existente. No foco estão os estadosmaishabitadosporbrasileiros, como Nova York, Nova Jersey, Flórida e Massachusetts. / E.R. e A.F.


B4 Economia %HermesFileInfo:B-4:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Alta da inflação já não preocupa o BC Ata da última reunião do Copom assume discurso mais afinado com o Ministério da Fazenda e sinaliza proximidade do fim do aperto monetário SERGIO NEVES/AE–5/7/2010

Fabio Graner Fernando Nakagawa

BRASÍLIA

Análise: José Paulo Kupfer

O Banco Central abandonou o discurso duro sobre os riscos de a atividade econômica provocar descontrole inflacionário. Na ata da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) da semana passada que justificou a redução do ritmo de alta da taxa Selic para 0,5 ponto porcentual, o colegiado assumiu discurso mais afinado com o do Ministério da Fazenda e sinalizou ao mercado que o fim do ciclo de aperto monetário está próximo. ParaoBC, aeconomia játrabalha em ritmo menos intenso de crescimento e deve seguir em compasso mais calmo do que o do primeiro trimestre, o que reduz a possibilidade de a inflação fugir da meta de 4,5% em 2011 e 2012, horizonte no qual a política monetária está atuando. “São decrescentes os riscos para a consolidação de um cenário inflacionário benigno e se circunscrevem ao âmbito interno... É plausível afirmar, entretanto, que os fatores de sustentação dessesriscos mostram desaceleração na margem”, diz o Copom. “Há sinais de que a economia temse deslocadopara umatrajetória mais condizente com o equilíbriodelongoprazo”,acrescenta a autoridade monetária. As projeções do BC para o IPCA, o índice oficial de inflação, para 2011 e para o primeiro semestre de 2012 caíram e estão em geral próximas da meta de 4,5%, o que conforta o Comitê. Apósmesesfalando em“aquecimento” da economia e enfatizandoodescompassoentre oferta e demanda, o BC redirecionou o foco, cuja palavra-chave passou a ser “acomodação”.

Instrumentos para formar expectativas são poucos e lentos

E

Recado da ata. Para o BC, comandado por Meirelles, economia brasileira cresce de forma mais equilibrada

COMO O BC VÊ A ECONOMIA ● Inflação

Reduziram-se os riscos para concretização de cenário inflacionário benigno; riscos são decrescentes

Mostra moderação, especialmente para pessoas físicas

Crédito

do, continuar a agir de forma a evitar que incertezas detectadas em horizontes curtos, ainda que menores do que as anteriormenteobservadas,propaguem-separa horizontes longos.” “Coragem”. Para o professor

Cenário externo. Além do no-

voquadrointerno observado peloCopom,aavaliação daconjunturainternacionaltambémfoirevista. Agora, o colegiado vê recuperação mais lenta do chamado G-3 (Estados Unidos, Europa e Japão) e passou a considerar que ocenárioexterno“passou arevelar um viés desinflacionário”, ou seja, o Brasil estaria importando uma inflação mais baixa. Apesar de enxergar um quadro mais favorável para a evolu-

Dados mais fracos da indústria e comércio, além da alta de estoques em setores industriais, evidenciam acomodação da economia

Projeções de inflação do Banco Central para 2011 e primeiro semestre de 2012 se reduziram e estão em geral ao redor da meta de 4,5%

ção dos preços, o Copom argumenta que o objetivo da nova alta dos juros foi intensificar esse processo de queda da inflação. “Apesar das alterações favoráveis à dinâmica da inflação tanto

no quadro interno quanto no externo, prevaleceu entre os membros do Comitê o entendimento de que competiria à política monetária potencializar os efeitos dessas mudanças e, nesse senti-

de economia da USP Fabio Kanczuk,o Copom está sendo “corajoso” ao avaliar uma melhora do cenário para a inflação. Ele reconhece que os dados dos últimos dois meses, tanto da inflação como da atividade econômica, vierambemmelhores doque no início do ano, mas não acredita que essa mudança seja permanente. “O BC, com base nesses dados, interpreta que o jogo mudou. Eu discordo. Acho que a inflação vai voltar e os juros estão baixos”, diz Kanczuk. Apesar de discordar, ele não desqualifica a decisão.“OBCestásendocorajoso e isso é bom. Discordo da visão deles, acho que eles vão errar, mas o quadro econômico não é óbvio”, afirma o professor, que também não vê politização da decisão. “Acho que ele realmente não enxerga mais tanto perigo inflacionário.”

Relatório já indicava ‘sinais de reversão’, diz BC

– já havia sido previamente sinalizada no Relatório Trimestral de Inflação, divulgado em junho. Ou seja, a autoridade monetária tentou sutilmente jogar para o mercado a conta da surpresa sobre a decisão. Na ata publicada ontem, o Comitê de Política Monetária (Copom)afirmou quearecente queda das projeções de inflação “vai ao encontro da visão expressa no último Relatório de Inflação”, documento em que o BC já

observaria “sinais de reversão” dospreços.Mas analistaseconômicosrechaçam atese. De fato, o relatório divulgado 20 dias antes da reunião, foi interpretado pelo mercadocomomaisumelemento do discurso duro da autoridade monetária sobre os riscos da atividade econômica elevada. “Aparentemente, os documentos anteriores foram extremamente conservadores e rigorosos, o que criou uma percepção diferente daquela que o BC

Fernando Nakagawa Fabio Graner BRASÍLIA

Para rebater críticas de parte do mercado, que alega ter sido pega desurpresa comadecisão de ele-

Crescimento

Economia tem se deslocado para trajetória condizente com equilíbrio de longo prazo; perspectiva para atividade econômica segue favorável, mas em ritmo menos intenso

Indústria e comércio

var em0,5 pontoporcentual a taxa Selic na semana passada, o Banco Central defendeu na ata divulgadaontemqueaperspectiva de mudança no ritmo de alta do juro – que vinha sendo mais forte, em 0,75 ponto porcentual

Capacidade instalada

Segue elevada, mas também mostra acomodação ●

Mundo

Cenário externo apresenta viés desinflacionário, com principais economias (Estados Unidos, Europa e Japão) com recuperação mais lenta do que se esperava ●

Perspectivas

Contradição entre ata e relatório irrita analistas Segundo especialistas, relatório do fim de junho apontava alto risco para inflação; ata mostrou preocupação menor Leandro Modé

A maior crítica de economistas de mercado à ata da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) divulgada ontem é o tom contraditório em relação ao Relatório de Inflação publicado no fim de junho. Em conversas com analistas nos últimos dias, integrantes do Banco Central (BC) têm rebatido os ataques. No relatório, cuja redação terminounodia18dejunho(adivulgação foi no dia 30), o BC escreveu, por exemplo, que “o balançoderiscosrelacionadosàspers-

pectivas de inflação evoluiu desfavoravelmente desde a divulgação doúltimo relatório (publicado em 31 de março)”. Em outras palavras, o risco de aceleração da inflação era maior em junho do que em março. Na ata de ontem, a autoridade monetária faz afirmação totalmente distinta. “Desde a última reunião (do Copom, em 8 e 9 de junho), reduziram-se os riscos à concretização de um cenário inflacionário benigno, no qual ainflação seguiria consistente com a trajetória de metas”. Ou seja, o risco de a inflação fugir da meta era menor no dia 20 de julho do que nos dias 8 e 9 de junho. Oque,afinal,teria mudadoentre os dias 18 de junho (data em que o relatório terminou de ser escrito) e a realização do Copom – exatamente um mês depois – que justificasse a redução do rit-

mo dealta da taxa básica dejuros (Selic)? A visão da autoridade. O BC tem apresentado aos especialistas várias explicações. A principaldelasdizrespeitoàfortedesaceleração da atividade econômica,expressapelosindicadoresdivulgadosapósapublicaçãodorelatório de inflação. O argumento da autoridade monetária é o de que, no segundo trimestre, a economia brasileira cresceu transitoriamente abaixo do potencial – um movimento exatamente contrário ao que ocorreu no primeiro trimestre, quando chegou a estar superaquecida, na visão do BC. Essa acomodação entre abril e junho é explicada pela retirada dos estímulos fiscais concedidos pelo governo – sobretudo o IPImenorparaaaquisiçãodeveí-

culosautomotores – epelos efeitos iniciais do aperto monetário implementado pelo BC a partir de fevereiro. No fim daquele mês, a autoridade aumentou os depósitoscompulsóriosdosbancos – o que, na prática, equivale a uma elevação do juro. A isso se somam as incertezas em relação ao cenário externo, principalmente sobre a expansão da economia dos Estados Unidos – além das dúvidas que já existiam acerca da recuperação da atividade na Europa. OBCtambémtemargumentado que o estouro da crise global provocou mudanças na forma de atuação das autoridades monetárias no mundo. A ideia é reagirrapidamenteaosprimeirossinais de mudança de cenário. Na visão da autoridade monetária, como a economia internacional ainda está bastante volátil, essas alterações súbitas devem ocorrer com frequência. A explicação não convence a todos.Umanalistaquepedeanonimato reclama. “Para entender o que o BC vai fazer com o juro, terei de ler jornais, em vez de acompanhar os relatórios de inflação e as atas do Copom.”

● Previsão

O economistachefe do Banco Safra de Investimento, Cristiano Oliveira, afirmou que o fim do ciclo de ajustes para cima dos juros, que o BC vem adotando desde abril, está muito próximo.

ra irrealista esperar que a atada reunião do Copom que, na semana passada, decidiu elevar os juros básicos em 0,5 ponto dissolvesse o mal-estar que a decisão ajudou a instalar no mercado. A ata se empenha em convencer que os indicadoresda atividadeeconômica e da evoluçãodospreços entraramem fase deacomodação,numambienteemqueasituaçãoexterna permanece incerta. Mas parece não ter alcançado o objetivo: os relatórios privados, disparados logo após a divulgação da ata, em boa maioria, consideraram fracos os argumentos do Copom. É possível que tenha faltado uma explicação para a reviravolta nas análises do próprio BC entre a divulgação do “Relatório de Inflação”, de junho, com indicações muito claras de que a economia encontrava-se aquecida, e a decisão do Copom, em julho, apoiada em númerosde uma acomodação. Podeter faltado também uma oferta menos tímida de projeções para o futuro próximo. Essas ausências foram interpretadas e, de fato, revelam uma posiçãodefensiva da parte do BC ante os efeitos produzidos pela decisão do Copom nas expectativas de mercado. Se desta vez as reações foram mais fortes, nãoé aprimeira, emtempos recentes, queBC e mercado divergem. Em março, pouco antes e depois da reunião em que o Copom manteve a taxa Selic vigente, numa decisão apertada, algo do tipo já havia ocorrido. Uma minoria tem atribuído essas intercorrências a contaminações políticas. Mas muito mais provável é que o processo de coordenação de expectativas pelo BC, inerente ao sistema de metas de inflação, mais de dez anos depois de sua introdução, esteja merecendo passar por ajustes. Além de menos transparente do que alguns de seus congêneres, o aparato brasileiro de coordenação de expectativas dispõe de poucos e lentos instrumentos para formar expectativas. Diante de um mundo econômico tão volátil, sobretudo depois da crise de 2008, o BC dispõe apenas de um relatório trimestral sobre a situação da economia e de uma ata a cada 45 dias, com as razões de sua decisão, para se desempenhar de tarefa tão complexa. Mundo afora os BCs têm quebrado a antiga regra de ouro. Falam, cada vez mais, além das atas. ✽ É COLUNISTA DO ESTADÃO.COM

julgava mais adequada”, disse o superintendente do Banco Banif,Rodrigo Trotta. Oeconomista-chefe da Ativa Corretora, Arthur Carvalho, afirmou que na ata divulgada ontem o BC “escolheu apenas ressaltar os indicadores que corroboravam o seu cenário mais róseo”. Enquanto isso, afirma, o mercado de trabalho, “não foi mencionado como fator de risco”. Além do eventual erro do BC na comunicação com o merca-

● Cenário

do, muitos economistas têm a sensação de que pode ter havido equívoconaleituradedadoseconômicosequeaatividadeeconômica ainda é fonte importante de risco para a inflação. Maso BCjá encontradefensores nos bastidores do governo. Fontesdaequipeeconômicaavaliam que as reclamações do mercado estão mais ligadas às perdas obtidas por apostas erradas do que por uma falha de comunicação do Copom.

Debate

A ata convenceu? José Marcio Camargo Para o sócio da RC Consultores Fábio Silveira, o BC deve elevar a Selic em 0,25 ponto na próxima reunião, e parar por aí.

Sim

Houve uma mudança importante no cenário interno e no externo, entre o primeiro e o segundo trimestre, e a ata sugere exatamente isso. O ritmo de crescimento mundial desacelerou. Com o fim dos incentivos fiscais, a economia brasileira também desacelerou. ✽ECONOMISTA DA OPUS GESTÃO DE RECURSOS

José Francisco Lima Gonçalves

Não

Dá a sensação de que alguém errou em algum momento, sem que fique muito claro do que se trata. Uma coisa é a economia desacelerar, outra é o IPCA convergir para o centro da meta no prazo relevante. ✽ ECONOMISTA-CHEFE DO BANCO FATOR


%HermesFileInfo:B-5:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

IGP-M recua para o menor nível no ano

PERDA DE FÔLEGO Variação mensal do Índice Geral de Preços- Mercado (IGP-M) 1,2 1,0 0,8

Derrubado pela queda dos preços das matérias primas industriais, índice sobe apenas 0,15% em julho, após aumento de 0,85% no mês passado

NO ANO

EM 12 MESES

5,85

5,79

0,6 0,4 0,2

0,15%

0

Márcia De Chiara

A inflação de julho medida pelo Índice de Preços Mercado (IGP-M) da Fundação Getúlio Vargas (FGV) teve uma forte desaceleração em relação a junho e fechou o mês no menor nível do ano. O indicador, que baliza o reajuste de vários contratos, como os de aluguel, encerrou o mês com alta de 0,15%, após ter subido 0,85% em junho, iniciado 2010 com alta de 0,63% e ter ficado durante vários meses do primeiro semestre em torno de 1%. “Houveumadesaceleraçãogeneralizada”, afirma o coordenador de Análises Econômicas da FGV, Salomão Quadros. Dos trêsindicadores quecompõem o IGP, dois deles, o Índice de Prelos por Atacado (IPA) e o Índice Nacional da Construção Civil (INCC) tiveram forte perda de fôlego de junho para julho e o Índice dePreçosao Consumidor (IPC)se manteve no terreno negativo. O IPA, que responde por 60% do IGP, encerrou julho com alta de 0,20%, após ter subido 1,09% em junho. Na análise de Quadros, o forte recuo dos preços do bens industriais, que tinham subido 1,39% em junho e terminaram julho com aumento de 0,18%, foi o principal responsável pela desaceleração do IPA. Os preços dos bens industriais perderam 0,92 ponto porcentual de junho para julho e o IPA, 0,89 ponto no mesmo período. O fôlego menor dos bens industriais reflete, na opinião de Quadros, o quadro incerto da economia mundial que pode entrar em compasso de espera. O efeito da valorização do real em relação ao dólar é neutro, já que o câmbio não apresentou grandes oscilações no período. Quadros ilustra o movimento de preços de algumas matérias primas. A cotação da celulose, por exemplo, que tinha subido

Ipea amplia em um ponto a alta do PIB em 2010 Ricardo Leopoldo

O Sensor Econômico, apurado pelo Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea) junto a entidades do setor produtivo, apontouqueamedianadasprevisões para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para esteanosubiude 5,5%entremarço e abril para 6,5% no bimestre maio e junho. ParaainflaçãomedidapeloÍndice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano, as projeções avançaram de 5,2% para 5,5%.As projeções para a taxabásicade juros, aSelic, paradezembro passaram de 11% para 11,5%. As instituições ouvidas pelo Ipeatambémdestacaramum aumento das projeções de alta dos investimentos para este ano, poissubiram de13% nolevamento feito entre março e abril para 15% na pesquisa realizada de maio a junho. Houve também umarevisãoparacima naestimativa da geração de postos de trabalho formais apurados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), de 1,5 milhão para 1,55 milhão. A projeção da taxa de câmbio ao final de 2010 é de que ele atinja R$ 1,82, um pouco menor que a estimativa anterior (R$ 1,83). A pesquisa mostra também um avanço nas estimativas para as exportações em 2010, que subiram US$ 175 bilhões para US$ 180 bilhões. Mas as previsões para as importações ficaram estáveis em US$ 160 bilhões. Quantoaoinvestimentopúblico, a perspectiva é de atinja neste ano entre 3% e 3,5% do PIB. Se forem incluídos os dispêndios de Estados e municípios, pode chegar a 5% do PIB.

7,59% em junho, aumentou 1,15% em julho. O polipropileno, por sua vez, derivado do petróleo,cujascotaçõesestãoestagnadas, teve deflação de 2,50% em julho. Tinha subido apenas 0,21% em junho. O INCC, que responde por 10%doIGP-Memvinhaemtrajetória ascendente nos último meses, foi outro que tropeçou neste

mês. O indicador terminou julho com alta 0,62% e desaceleração de 1,15 ponto porcentual em relação a junho. Os resultados das variações de preços dos materiais e da mão de obra perderam o ímpeto de alta neste mês, apesar do forte aquecimento da construção civil. Jáo IPC, que pesa 40% no IGP, registrou deflação pelo segundo

-0,2 -0,4 -0,6

JUL 2009

JAN 2010

FONTE: FGV

mês seguido. Em julho, o IPC tevedeflaçãode0,17%,apóstercaído 0,18% em junho. “Dois meses consecutivos de deflação no IPC era algo que não ocorria desde

JUL INFOGRÁFICO/AE

2006”, observa Quadros. Ele , lembra que naquele ano a inflação despencou e o IGP-M fechou 2006 com variação de apenas 3,83%.

Economia B5

Na opinião do economista, os últimosresultadosdosindicadores de inflação ainda não permitem traçar prognósticos sobre o comportamento da inflação para os próximos meses. “O cenário ainda é incerto para o segundo semestre”, pondera. Nesse cenário, ele considera fatoresclimáticosquepodem interferir nos preços agrícolas com a chegada do período de entressafra,especialmente nascarnes (aves e bovinos) e nos grãos. Além disso, não se sabe ao certo até que pontoo recuo dos preços dascommodities nomercado internacional como reflexo da crise enfrentada pelas economias desenvolvidas deve continuar. Também amaioroferta decrédito e aumento do emprego e da renda devem sustentar o consumo. “É o momento de se reavaliar o processo inflacionário.”


B6 Economia %HermesFileInfo:B-6:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

PAULO LIEBERT/AE–25/1/2010

Juro subsidiado faz BNDES dobrar financiamentos Volume de crédito para comprar máquinas e equipamentos aprovado pelas linhas Finame cresce 130% em um ano e chega a R$ 59 bilhões Alexandre Rodrigues / RIO

Os juros subsidiados do Programa de Sustentação do Investimento (PSI), que completa este mês um ano sob críticas por causa do custo fiscal para o Tesouro Nacional, fizeram mais do que dobrar o número de operações e o volume de financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para bens de capital. O volume de crédito do BNDES aprovado pelas linhas Finame, para a aquisição de máquinas e equipamentos, alcançou R$ 59 bilhões entre julho de 2009 e junho deste ano. Nos 12 meses anteriores ao lançamento do PSI, a Finame havia aprovado R$ 25,6 bilhões. Embora o valor médio dos empréstimos tenha subido ligeiramente, de R$ 250 mil para R$ 264 mil, na comparação entre os dois períodos o número de operações aumentou muito mais: 118%. “O PSI mais do que dobrou a Finame. E o lado positivo disse é quefoiextremamentepulverizado. O volume aprovado cresceu um pouco mais, 130,8%, do que o de operações, mas os números indicam que os incentivos do PSI estimularam mais empresas a buscar financiamento para comprar máquinas e antecipar seusinvestimentosparacriar ca-

OS RUMOS DO PSI ● Prazo prorrogado: Inicialmente previsto para terminar em dezembro do ano passado, o PSI foi prorrogado até o fim deste ano, mas os juros anuais foram elevados de 4,5% para 5,5% a partir deste mês. ● Investimento: Com a crise, a taxa de investimento caiu para 16,9% do PIB. Este ano, já subiu para 18%. O objetivo do BNDES com o crédito subsidiado do PSI é recuperar o nível pré-crise, de 19%, e elevar a taxa para 22% nos próximos anos.

● Exportação: Além de financiar a aquisição e produção de máquinas e equipamentos por meio das linhas Finame, os juros subsidiados do PSI também foram aplicados para operações de exportação de bens de capital e inovação. ●

Liberações: Dos R$ 59 bilhões já aprovados pela Finame desde julho de 2009, R$ 39,1 bilhões já foram liberados. Do total de operações, 97% foram aprovadas sob as condições do PSI (juros de 4,5% ao ano).

Modernização do campo. Recursos da Finame financiaram a compra de máquinas agrícolas pacidade”,disseaoEstadoClaudio Bernardo de Moraes, superintendente da área de Operações Indiretas do BNDES. Por meio da Finame, o BNDES financia a compra, a venda e a produção de máquinas e equipamentos de fabricação nacional por operações indiretas, intermediadas por bancos comerciais. É mais usada por pequenas emédiasempresas.Comolançamento do PSI em julho de 2009, os juros das linhas Finame foram reduzidos de 6% (TJLP) para 4,5% ao ano. O programa foi prorrogado até o fim deste ano, mas os juros na maioria das mo-

dalidades foram reajustados para 5,5% este mês. A diferença entre as taxas do PSI e a TJLP é coberta pelo Tesouro, que concedeu empréstimos de R$ 180 bilhões ao BNDES entre 2009 e 2010. Como capta no mercado com base na Selic (10,25%), o Tesouro aumenta a dívida pública. Para Moraes, apesar do efeito colateral, o aumento da Finame mostra que o PSI cumpre o objetivo: antecipar investimentos e aumentar oferta para evitar inflação. “É uma política acertada, na minhavisão,apesar de muitocriticada por causa do custo. Só es-

tamos vendo o lado do custo e não do benefício”, diz o superintendente do BNDES. “Um setor que vem se destacando no financiamento de máquinas é o de alimentos. Há muitas empresas desse segmento se identificando com nichos de classe C, D e E, cujo consumo aumenta.” Segundo Moraes, a participação do BNDES no financiamento das vendas de máquinas no País subiu de 34% para cerca de 40% com o PSI. No setor de transportes, chega a 60%. “Todos os indicadores mostram que o PSI foi decisivo para elevar o investimento na economia e pa-

ra a recuperação da indústria de bens de capital, muito afetada com a crise. Em março de 2009, antes do PSI, o uso de capacidade no setor estava em 65%. Em março de 2010, já estava em78%. A carteira de encomendas subiu de 8,8 semanas para 12,6.” SegundoaAssociaçãoBrasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), o setor ainda está 11,6% abaixo da produçãoanterioràcrise.No entanto, a entidade atribui boa parteda recuperação de mais de15% acumulada este ano ao PSI. Moraes diz que o BNDES também registrou aumento na procura

de fabricantes de máquinas interessados em se credenciar para vender por meio da Finame. “Chegamos a ter mais de 1.500 empresas na fila.” Mais da metade dos recursos da Finame nos últimos 12 meses foram para o setor de transportes, principalmente para vendas de caminhões. Segundo Bernardo, os juros mais atraentes estimularam a renovação de frota de transportadoras e de outros segmentos,como ônibus,máquinas agrícolas e até o aéreo. Trip e Azul usaram cerca de R$ 400 milhões da Finame para comprar cinco aviões da Embraer.

O MERCADO RECONHECE QUEM GANHA O PRÊMIO DE MÍDIA ESTADÃO. O prêmio que marca a carreira do mídia. Estão abertas as inscrições para o prêmio mais importante do mercado de comunicação do País. Se você é estudante ou profissional de mídia, inscreva sua monografia ou seu case. Para mais informações sobre inscrições, ligue 3167-0020.

REALIZAÇÃO:

APOIO:

COORDENAÇÃO:


%HermesFileInfo:B-7:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Petrobrás é a maior devedora da Caixa

Economia B7

Este anúncio tem caráter meramente informativo

Certificados de Recebíveis Imobiliários da 137ª Série da 2ª Emissão da

Novo empréstimo de R$ 2 bilhões eleva para 4% a participação da estatal petroleira na carteira de crédito da instituição financeira Fernando Nakagawa BRASÍLIA

● Sem concentração

Com o novo empréstimo de R$2 bilhões, a Petrobrás dispara na posição de principal devedor da Caixa: a estatal já tem cerca de 4% de toda a carteira de crédito do banco. Nos concorrentes, a posição do maior devedor é bem menor, em torno de 1%. O vice-presidente de controle e risco da Caixa,Marcos Vasconcelos, rechaça a preocupação com a concentração com a justificativa de que a Petrobrás tem baixo risco. O dirigente afirma também queaoperaçãonãoafetaacapacidade da Caixa de oferecer créditopara outrosclientes, comomicro e pequenas empresas, já que o banco tem fôlego para até R$ 110 bilhões em novos financiamentos. Deacordocomoúltimo balanço da Caixa, o maior devedor tinha em 31 de março dívida de R$ 3,6 bilhões ou 2,64% de todos os financiamentos. Somados os R$ 2 bilhões do novo crédito, o porcentual salta para pertode 4%. O nível é muito superioraoobservadonaconcorrência. No Itaú, o maior devedor tinha na mesma data dívida de R$ 1,69 bilhão ou 1% da carteira. No Bradesco, o maior cliente concentrava R$ 2,38 bilhões ou 1,1%. No balanço do também estatalBancodoBrasilnãoháinformação quanto ao maior devedor. “Aconcentração(domaior devedor) está em um patamar considerado normal”, afirmou Marcos Vasconcelos. Apesar de não

MARCOS VASCONCELOS

Repsol prepara abertura de capital no Brasil Nicola Pamplona / RIO

A petroleira espanhola Repsol anunciou ontem que estuda abrir o capital de sua subsidiária brasileira, com o objetivo de levantar recursos para os pesados investimentos projetados para suas operações no País. A ideia é realizar uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na BM&FBovespa, caminho já utilizado pela OGX, do grupo de Eike Batista, e em estudo pela HRT Oil/Gas, também nacional. A Repsol projeta investimentos entre US$ 10 bilhões e US$ 18 bilhões no desenvolvimento das reservas de petróleo descobertas no Brasil, algumas delas no pré-sal da Bacia de Santos. A companhia vinha estudando a venda de parte dos ativos para levantar o capital, mas decidiu testar o mercado acionário antes de optar pela venda. “Não faria sentido vender parte da nossa unidade sem antes ir aomercado”,disseodiretoroperacional da companhia, Miguel Martinez.“Nós esperamos queo aumentode capital realmente financie a Repsol Brasil para cobrir os investimentos necessários para desenvolver todas as nossas propriedades no País.” O processo só deve ser iniciado após concluída a capitalização da Petrobrás, que deve concentrar as atenções do mercado financeironeste terceiro trimestre, disse o executivo em entrevista para divulgar lucro de € 523 milhões no segundo trimestre de 2010. O valor é 60% superior ao do mesmo período de 2009. Exxon. Outra petroleira que di-

vulgou balanço ontem – o lucro de US$ 7,5 bilhões no segundo trimestre –, a Exxon anunciou que perfurará um terceiro poço no pré-sal da Bacia de Santos no quarto trimestre deste ano. A companhia é operadora da concessãoBM-S-22,aosuldasdescobertas gigantes da Petrobrás na região, como Tupi e Guará.

VICE-PRESIDENTE DA CAIXA

“A concentração está num patamar considerado normal. A Petrobrás é uma empresa de baixíssimo risco.” “Se o mercado de capitais estiver bom, grandes empresas liquidam os empréstimos, o que faz com a concentração caia.”

demonstrar preocupação, o dirigente argumenta que a Petrobrás é uma empresa de baixíssimo risco e a concentração pode cair rapidamente.“Se o mercado de capitais estiver bom, grandes empresas tomam recursos em outros segmentos e liquidam os empréstimos, o que faz com que a concentração caia”, diz. O presidente da Austin Rating, Erivelton Rodrigues, avalia como muito elevado o peso do maior devedor da Caixa. “Não é comum ter 4%. Mas é necessário observar que a Petrobrás é uma empresa de risco baixo e não tem problemas financeiros em seu histórico”, diz. Operação comercial. Vasconcelos rebate as críticas de que a operação de empréstimo da Petrobrás seria inadequada por envolver dois entes federais. Na visão de críticos, o empréstimo é questionável porque, ao envolver duas instituições controladas pelo governo federal, pode mascarar eventuais interesses ou condições que não seriam re-

produzidas no mercado. O vice-presidente da Caixa rechaçaateseao afirmarqueaoperação foi fechada sob condições comerciais adequadas, já que o crédito com grande empresa tem baixo risco e conta com um juro avaliado como razoável. “A ponderação entre a margem de lucro e risco é positiva porque o risco perto de zero compensa a margem que é mais estreita se comparado aos empréstimos no varejo”, cita. Aconcessãodonovoempréstimo à Petrobrás é encarada pela direção da Caixa como uma operação alinhada com o plano de abocanhar uma fatia maior do segmento de grandes empresas. Segundo Vasconcelos, o banco temrecursossuficientesparaentrar com mais força nesse setor sem prejudicar clientes menores. “Não há nenhum tipo de concorrência entre clientes para tomar crédito com os recursos disponíveis.Atualmente,temosfolga entre R$ 100 bilhões e R$ 110 bilhões para novos empréstimos”, disse o vice-presidente. Ele também esclarece que empréstimos como o concedido à Petrobrás usam os chamados recursos livres, aqueles que não têm destinação específica e podem ser repassados para qualquer tipo de financiamento e cliente. É uma situação distinta do dinheiro disponível para, por exemplo,ofinanciamento da habitação ou saneamento básico – operações que contam com recursos que vêm de uma fonte específica e só podem ser usados para esses fins.

No montante total de

R$ 53.593.548,15 Lastreado em Créditos Imobiliários cedidos por

Coordenador Líder

Agente Fiduciário

Assessor Legal


B8 Economia %HermesFileInfo:B-8:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

JOSÉ LUIS DA CONCEIÇÃO/AE–22/2/2010

Menos inadimplência. O presidente do Santander, Fábio Barbosa,atribuiamelhoradosresultados no crédito à retomada dos empréstimos para pequenas e médias empresas. Após uma reestruturação na área, que levouaumencolhimentodaliberação de recursos de 7% nos três primeiros meses do ano, o segmento voltou a crescer e teve expansão de 4,7% no segundo trimestre. O banco está contratando 500 gerentes para atuar no

segmento. As taxas de inadimplência, para atrasos superiores a 90 dias, ficaram em 6,6% no padrão IFRS, abaixo dos 7% do primeiro trimestre. Foi o terceiro período consecutivo de quedas. “Economia forte significa inadimplênciamenor”, dizBarbosa. Porcausa da melhora no índice de calotes, o banco não fez provisões adicionais para devedores duvi-

dosos (conhecidas como PDD) no segundo trimestre. O total de provisões caiu 17,6%, de R$ 2,490 bilhões, para R$ 2,048 bilhões. A analista de bancos da corretora Ativa, Laura Lyra Schuch, destaca que o Santander parece ter resolvido o problema no crédito para pequenas e médias empresas e agora pode apresentar taxas maiores de crescimento.

“Acreditamos que banco está prontopara sebeneficiar da conjunturamacroeconômicafavorávelparaaevoluçãodesuasoperações de crédito”, diz Laura. O Santander deve abrir mais de 100 agências no Brasil até o fim do ano. A meta do banco para 2010 era abrir entre 120 e 150 unidades, mas até agora só seis foram abertas, segundo Barbosa.Nospróximos4anos,oobjetivo é inaugurar 600 agências. Segundo Barbosa, a meta das agências para 2010 foi definida logo após a oferta de ações que o bancofezemoutubrodoanopassado, quando captou R$ 14,1 bilhões. A demora em abrir as unidades até agora ocorreu por causa da procura de locais adequados, aluguéis e contratação de funcionários. O banco está em processo de integração de suas operações com o Banco Real, adquirido em agosto de 2008. O Santander vai aproveitar a Fórmula 1, evento do qual é patrocinador, para mudar a rede de agências do Real, que vão passar a ter a marca Santander. As agências já estão sinalizadas internamente com a cor do banco espanhol, o vermelho, mas por fora ainda têm a marca do banco comprado. Na semana da Fórmula 1, em novembro, as fachadas externas serão mudadas e a marca desaparece. O Santander fechou o primeiro semestre com 2.097 agências noBrasil e1.491postosdeatendimentos.Oscaixaseletrônicossomaram 18.117 unidades. No período,foramabertas260milcontas correntes e emitido 1 milhão de cartões de crédito.

responsável pela folha de pagamento dos servidores, mas, de acordo com representantes da entidade, o processo caiu em uma “zona cinzenta” dentro do BC, já que se passou mais de um mês e não há posicionamento. No dia 10 de junho, a Federação Interestadual dos Servidores Públicos Municipais e Estaduais do Acre, Alagoas, Amapá,

Amazonas,Bahia,Maranhão,Minas Gerais, Paraná, Piauí, Roraima,Sergipe eTocantins(Fesempre) fez a denúncia à Secretaria de Direito Econômico (SDE) do Ministério da Justiça. Doze dias depois,aSDEencaminhouosdocumentos ao BC, para investigação,eaoConselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), para conhecimento.

Pelo despacho da secretaria, caberia ao BC identificar e aplicar sanções para os casos de infração às regras de concorrência no setor. O advogado da Fesempre, Vicente Bagnoli, destacou que a disputa entre BC e Cade não está em questão. Na petição, elereclamadofatodequeodocumentodaSDEcirculoupordiversos departamentos do BC sem

que a autoridade monetária tenha apresentado um posicionamento. “O silêncio (...) traz insegurança jurídica aos servidores públicos (...) e para a sociedade em geral.” O BC informouque o processoestásobanálisedaDiretoria de Normas e que, como se trata de um princípio constitucional,aspartestêm amploacesso ao documento. / CÉLIA FROUFE

Lucro do Banco Santander cresce 70% em 12 meses Pelas normas contábeis do País, lucro foi de R$ 1 bilhão no 2º trimestre; participação no resultado mundial do grupo subiu de 18% para 22% Altamiro Silva Junior

O Banco Santander Brasil anunciou lucro líquido de R$ 1,766 bilhão no segundo trimestre no padrão contábil internacional IFRS, com crescimento de 9,5% quando comparado com o mesmo período do ano passado, e de 0,2% em relação ao trimestre anterior. Considerando as normas contábeis brasileiras, o lucro foi de R$ 1,002 bilhão entre abril e junho, uma expansão de 70,5% em 12 meses. A participação do Brasil no resultadomundialdo banco saltou de 18% para 22%, o que faz o País caminhar para tornar-se o de maior lucro dentro do grupo já nopróximotrimestre. Comacrise na Europa e o fraco desempenho da economia espanhola, a participação da Espanha no resultadodo banco caiu de 27% pa-

● Diferenças

R$ 1,766 bi

foi o lucro líquido pelo padrão contábil internacional IFRS

R$ 1,002 bi

foi o lucro do Santander entre abril e junho

ra 22%, igualando-se à do Brasil. Enquantoosganhosaquiaumentam,os resultadosemoutrospaíses apresentam quedas. O lucro no Brasil no segundo trimestreficoudentro doprevistopelos analistas. Odestaque foi aexpansãodas operaçõesde créditodobancoespanhol.Nosúltimos trimestres, o crescimento do crédito vinha ficando aquém das expectativas e abaixo dos

Federação de servidores reclama de demora em denúncia contra BB BRASÍLIA

Advogados da entidade responsávelpeladenúnciacontraoBanco do Brasil (BB) sobre monopólio de concessão de crédito con-

signado protocolaram ontem no Banco Central (BC) de São Paulo umapetição solicitandoinformações sobre o andamento do caso. O BB estaria impondo exclusividade aos órgãos em que é

concorrentes como Bradesco e Itaú Unibanco. O Santander fechou junho com carteira de crédito de R$ 146,5 bilhões, expansãode4,7%anteotrimestreanterior e de 9,2% em 12 meses. O crédito com desconto em folha de pagamento foi um dos que mais cresceram, com expansão de31,1%.Ofinanciamentoimobiliário teve aumento de 29,6%. Menos calotes. Barbosa comemora queda na inadimplência


O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Economia B9

FMI alerta para crescimento do superávit chinês Relatório do Fundo aponta para a necessidade de o governo tomar mais medidas para estimular o consumo doméstica, como fortalecer o yuan LIU JIN/AFP

de muito das exportações. Estimular o consumo doméstico, ao contrário,“reduzirá adependência da China da demanda externaeprotegerámelhorsuaeconomia de turbulências nos mercados internacionais”, diz o FMI. A China deu enorme impulso à demanda doméstica com seu programa de estímulo para combateros efeitos da crise financeira, resultando em um aumento nasimportaçõesdematérias-pri-

maseequipamentosparaabastecer o boom da construção. Como resultado, o superávit em conta corrente – a medida mais ampla para sua balança comercial – caiu acentuadamente, alcançando4,5%doProdutoInterno Bruto no primeiro trimestre deste ano, menos da metade do nível mais alto de quase 11% do PIB, em 2007. Para a China assegurar que seu superávit comercial continuará a cair será preciso “um exercício excepcionalmente complicado no planejamento macroeconômico” que “vai exigir ação concertada em múltiplas frentes”, diz o FMI. Apesar de a China ter dado alguns passos na direção correta, incluindo um relaxamento de sua moeda emrelação aodólar,“amassacrítica dereformaspolíticasque serão necessárias para realizar essametaainda nãoestá totalmente adequada”, avalia o Fundo. O FMI afirmou que o governo da China discorda da avaliação, defendendo que o crescimento rápido, aumento de salários e reformasjá implementadas vãoassegurar que o superávit em con-

Câmbio. O relatório também diz que a China precisa ajustar sua moeda, que apesar das promessasoficiaisdemaiorflexibilidade, até agora mudou muito pouco. “A atual desvalorização é contraproducente e age como força contrária ao aumento do consumo privado”, diz o relatório. “Uma moeda mais forte ajudará a elevar o poder de compra doméstico, elevar a parcela de rendimento do trabalho e reorientar os investimentos para os setores que servem o mercado doméstico”. A China contestou a análise afirmando acreditar que o yuan está agora “muito mais perto do equilíbrio do que nunca”. / DOW JONES NEWSWIRES

64 anos e estava com saúde debilitada por conta de um tumor no cérebro. Ele estava internado na Clínica São Vicente, na Gávea. Carneiroseformouemeconomia na UFRJ e fez cursos de pósgraduação na FGV, onde foi aluno de Mário Henrique Simonsen, e na Universidade Vanderbilt. Foi vice-presidente da Finep e participou de conselhos de administração de diversas empresas, além de fóruns internacionais. É autor de diversos livros e trabalhos acadêmicos so-

bre economia. “Eleestavaempleno vigor. Na últimavezemqueestivemosjuntos, antes de ele cair em coma, ele me disse ‘eu quero é viver’”, recordou o economista Edmar Bacha, gestor do IEPE/CdG. Segundo Bacha, um dos planos de Carneiro era dar continuidade a um trabalho recente sobre regulaçãofinanceiranosEstadosUnidosesuasimplicaçõesparaoBrasil, agora que a reforma nos mercadoamericanofoi implementada pelo governo local.

Carneiro tinha forte relação com a escola de economia da PUC-Rio, que ajudou a fundar. Foi professor da instituição por mais de 30 anos, antes de se aposentar, em 2008. “Ele foi mentor e professor de várias gerações de economistas no Rio de Janeiro desde meados da década de 70. “No campo mais pessoal, devo a ele a profissão que tanto me motiva e encanta”, comentou o ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga, sócio-fundador da Gávea Investimentos.

PEQUIM

O superávit comercial da China está prestes a inchar novamente caso o governo não tome mais medidas para estimular o consumo doméstico, como permitir que a moeda se fortaleça. O alerta foi feito pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), em sua análise anual da economia do país. A avaliação da equipe do FMI reflete as crescentes preocupações entre alguns economistas e autoridades de que a mudança emdireçãoaumpadrãomaissustentável de crescimento da economia global possa cessar, já que o pior da crise está passando e os países retornam aos negócios normalmente. Algumasdasconclusões dorelatório – incluindo a alegação de queamoedadaChinaestá“substancialmente” desvalorizada – foram reveladas pelo FMI no início da semana. O fato do relatório ter sido publicado integralmente hoje tambémindicaumamelhorianorelacionamentoporvezesconturbado entre a China e o FMI. A Chi-

Apoio. Estímulo do governo impulsiona indústria da construção naimpediu apublicação daanálise do ano passado, que só foi completadadepoisqueoFMIdesistiu de chamar a moeda chinesade“fundamentalmentedesalinhada”. Dependência. O debate sobre política cambial é apenas parte da discussão sobre a direção geral da economia chinesa, com o governo da China e o FMI concordandoqueopaísaindadepen-

ta corrente continue a cair, para cerca de 4% do PIB nos próximos anos. Os líderes do G-20 concordaram, em sua última reunião em junho,quereduzirosuperávitcomercial de países como China e o déficit comercial de países como Estados Unidos são fatores que devem ajudar o crescimento da economia global a ser mais rápido e com base mais ampla.

PARA ENTENDER O Fundo Monetário Internacional publicou, pela primeira vez desde 2006, um relatório completo sobre a economia da China. O informe, cujas grandes linhas foram reveladas nos últimos dias, foi feito pela missão de avaliação da economia chinesa dentro do artigo IV da carta do FMI, que prevê consultas anuais entre o Fundo e seus membros. A publicação desse documento, que julga globalmente de maneira elogiosa as medidas tomadas pelas autoridades de Pequim para permitir que a China enfrente a crise, significa que o governo chinês deu sua autorização, ao contrário do ano anterior. A última publicação de um informe do FMI sobre as consultas do artigo IV foi feita em outubro de 2006. Tais discussões não tiveram lugar nem em 2007 nem em 2008.

Memória DIONÍSIO DIAS CARNEIRO ✽1946 - 2010

Economista Dionísio Carneiro morre no Rio RIO

Faleceu ontem no Rio o economistaDionísioDiasCarneiro,colaborador do Estado, que parti-

cipou da fundação do departamento de economia da PUC-Rio edo InstitutodeEstudosde Política Econômica da Casa das Garças (IEPE/CdG). Carneiro tinha

Nos últimos anos, Carneiro dedicava-seao IEPE/CdG eàGalanto Consultoria, especializada em análises macroeconômicas e governança corporativa. Escrevia colunas regularmente para o Estado. Carneiro deixa três filhos e uma neta. “Os seus alunos,amigos,sóciosecolaboradores carregarão para sempre a lembrançade competência,amizade, e retidão de seu professor e amigo”, lamentou a equipe da Galanto, em nota./ NICOLA PAMPLONA e FERNANDO DANTAS


B10 Economia %HermesFileInfo:B-10:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO Rua da Consolação, 753 - Centro - 01301-910 - São Paulo - SP Fone: (11) 3017-9300 - Fax (11) 3231-1745 - http://www.cremesp.org.br

HSBC Corretora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. CNPJ/MF nº 58.229.246/0001-10 - NIRE 35.300.138.767 ATA DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA 1) - DATA: 30 de abril de 2010. 2) - LOCAL: sede social, na Av. Brigadeiro Faria Lima, nº 3064, 2º andar, Itaim Bibi, na cidade de São Paulo, Estado de São Paulo. 3) - HORÁRIO: 10 horas. 4) - “QUORUM”: Acionista da companhia representando mais de 2/3 (dois terços) das ações ordinárias com direito a voto. 5) - CONVOCAÇÃO: por edital publicado no Diário Oficial do Estado de São Paulo, edições de 21/04/2010 (página 66), 23/04/2010 (página 192) e 24/04/2010 (página 129) e no jornal “O Estado de São Paulo “, de São Paulo (SP), edições de 21/04/2010 (página B7), 23/04/2010 (página B17) e 24/04/2010 (página B8), com a seguinte ordem do dia: “1. Tomada das contas dos administradores, exame, discussão e votação das demonstrações financeiras relativas ao exercício social findo em 31 de dezembro de 2009. 2. Destinação do resultado do exercício e distribuição de dividendos. 3. Reeleição da Diretoria e fixação dos honorários . 6) - COMPOSIÇÃO DA MESA: Amanda Costa Alves de Loiola – Presidente. Carla Dias Alves Anastácio – Secretária. 7) DELIBERAÇÕES TOMADAS: 7.1 - Por unanimidade de votos, foi aprovada a lavratura desta ata em forma de sumário, na forma do Artigo 130 - Parágrafo Primeiro, da Lei nº 6.404, de 15.12.76. 7.2 - Aprovada por unanimidade de votos a dispensa de presença dos auditores, na forma da faculdade conferida pelo Artigo 134, parágrafo segundo, da Lei nº 6.404, de 15.12.76. 7.3 - Aprovado por unanimidade de votos, sem reserva e com a abstenção dos impedidos legalmente, o Relatório da Diretoria, Balanço Patrimonial, Demonstrações Financeiras, Notas Explicativas e Parecer dos Auditores, referentes ao exercício social findo em 31.12.2009, documentos publicados no Diário Oficial do Estado de São Paulo, edição de 02/03/2010 (Caderno Empresarial 2, volume 120, número 39, páginas 08 a 10) e no jornal “O Estado de São Paulo”, edição conjunta de 01/03/2010 (páginas B8, B9 e B10). O lucro líquido do exercício, no valor de R$ 82.761.447,09, acrescido do saldo existente na conta de “Lucros (Prejuízos) Acumulados” em 31/12/2008, no valor de R$ 283.060.950,71, diminuídos os valores referentes à transferência para reserva estatutária, na ordem de (R$ 110.000.000,00), bem como o valor de (R$ 173.060.950,71) utilizado para aumento de capital, ambas deliberações tomadas na Assembleia Geral Ordinária realizada em 30 de abril de 2009, resulta num total de R$ 82.761.447,09, o qual teve a seguinte destinação: Reserva Legal: R$ 4.138.072,32; Dividendos: R$ 19.655.843,68, a serem pagos aos acionistas até 03/05/2010, sendo R$ 19.648.640,21 pagos ao acionista majoritário HSBC Finance (Brasil) S.A.; Reserva Estatutária para manutenção de margem operacional: R$ 58.967.531,09. 7.4 Aprovada, por unanimidade dos presentes, a reeleição dos atuais membros da Diretoria, da seguinte forma: ANDRÉ GUILHERME BRANDÃO, brasileiro, divorciado, bancário, residente e domiciliado na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Avenida Brigadeiro Faria Lima, nº 3.064, 4º andar, portador da carteira de identidade RG nº 15.322.477-0-SSPSP, inscrito no CPF/MF sob o nº 091.534.908-60 – Diretor-Presidente; VIERI ERMANNO BRACCO, italiano, casado, economista, residente e domiciliado na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Avenida Brigadeiro Faria Lima, nº 3.064, 4º andar, portador da cédula de identidade de estrangeiro RNE nº W 151999-S, Delegacia da Polícia Federal, inscrito no CPF/MF sob o nº 118.033.868-51 - Diretor; GILBERTO POSO, brasileiro, casado, bancário, residente e domiciliado em São Paulo (SP), na Avenida Brigadeiro Faria Lima, nº 3.064 – 6º andar – Itaim Bibi, portador da carteira de identidade nº 11.207.237-9 SSP/SP, inscrito no CPF/MF sob o nº 111.359.768-21 - Diretor, SYLVIO BITTENCOURT ROCHA PINTO JUNIOR – brasileiro, casado, administrador de empresas, residente e domiciliado em São Paulo (SP), na Avenida Brigadeiro Faria Lima, nº 3.064, 2º andar, portador da carteira de identidade nº 13.129.708-SSP-SP, CPF nº 114.870.068-45 – Diretor; e ALVARO JORGE FONTES DE AZEVEDO, brasileiro, casado, economista, residente e domiciliado na cidade de Curitiba, Estado do Paraná, na Travessa Oliveira Bello, nº 34, 2º andar, portador da carteira de identidade nº 05759709-8, IFP-RJ, inscrito no CPF/MF sob o nº 809.204.977-72 – Diretor, todos com mandato até a realização da Assembleia Geral Ordinária de 2013. 7.5 – Aprovada por unanimidade de votos a fixação dos honorários da Diretoria, com vigência no prazo de gestão, no valor de R$ 280.000,00 (duzentos e oitenta mil reais) globais, mensais. Nota 1: Abstiveram-se de votar os impedidos por Lei. Nota 2: O Conselho Fiscal não foi instalado por não ter sido requisitado pelos senhores acionistas a sua instalação. 8) ENCERRAMENTO: Nada mais havendo a tratar, o Sr. Presidente encerrou os trabalhos desta Assembleia Geral Ordinária, lavrando-se a presente Ata no livro próprio, que vai assinada pelo Sr. Presidente, por mim, Secretária, pelos acionistas da Companhia e Diretor presentes. 9) RELAÇÃO DOS PRESENTES: Amanda Costa Alves de Loiola – Presidente. Carla Dias Alves Anastácio – Secretária. HSBC Finance (Brasil) S.A. – Banco Múltiplo, representado por seus Diretores: Henrique Zarif Frayha e Walter Oti Shinomata. André Guilherme Brandão – Diretor. Certifico que a presente Ata é cópia fiel da transcrição às páginas nºs 37 e 38, do Livro de “Atas de Assembleias Gerais” nº 4.

EDITAL CENSURA PÚBLICA EM PUBLICAÇÃO OFICIAL - PENA DISCIPLINAR APLICADA AO MÉDICO DR. JORGE LUÍS MERINO CASTRO – CRM/SP: 103.766. O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, no uso das atribuições conferidas pela Lei n.º 3268/57, regulamentada pelo Decreto n.º 44.045/58, consoante Acórdão n.º 5.233/2.009, exarado nos autos do Processo Ético-Profissional n.º 6.986-037/06, vem executar a pena de “CENSURA PÚBLICA EM PUBLICAÇÃO OFICIAL”, prevista na alínea “c” do artigo 22 do aludido diploma legal, ao médico Jorge Luís Merino Castro – CRM n.º 103.766, por infração aos artigos 2º, 4º, 124 e 142 do Código de Ética Médica (Resolução CFM n.º 1.246/88). São Paulo, 30 de julho de 2.010.

Dr. Mauro Gomes Aranha de Lima 1º Secretário

Dr. Luiz Alberto Bacheschi Presidente

DECLARAÇÃO DE PROPÓSITO Akihiro Nishida, japonês, casado, segurador, portador da cédula de identidade RNE nº V425303-2, inscrito no CPF/MF sob o nº 231.817.988-35, residente e domiciliado na cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, com endereço comercial na Rua Cubatão, nº 320, 15º Andar, Paraíso, Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, declara sua intenção de atuar como procurador no Brasil, para os fins do art. 146, da Lei nº 6.404 de 15 de dezembro de 1976, do sr. Toshiyuki Hanazawa, japonês, casado, segurador, portador do passaporte japonês nº TH 3654431, residente e domiciliado em Tóquio, Japão, com endereço comercial em 26-1, Nishi-Shinjuku, 1-Chome, Shinjuku-Ku, Tóquio, 160-8338, Japão, que será eleito para compor o Conselho de Administração da Marítima Seguros S.A., declarando ainda que preenche as condições estabelecidas no art. 3º da Resolução CNSP nº 136, de 07 de novembro de 2005. Esclarece que, nos termos da regulamentação em vigor, eventuais impugnações à presente declaração deverão ser comunicadas diretamente a Superintendência de Seguros Privados SUSEP, no endereço abaixo, no prazo máximo de quinze dias, contados da data desta publicação, por meio de documento em que os autores estejam devidamente identificados, acompanhados da documentação comprobatória, observado que o declarante poderá, na forma de legislação em vigor, ter direito a vista do respectivo processo. São Paulo (SP), 30 de julho de 2010 Akihiro Nishida SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS Coordenação-Geral de Registros e Autorizações - CGRAT Avenida Presidente Vargas, 730 - 9º andar - Rio de Janeiro - RJ, CEP 20071-900

AVISO DE LICITAÇÃO - ORIGEM SEDES - CONCORRÊNCIA PÚBLICA NACIONAL Nº 20100005-Acordo de Empréstimo Nº IG Nº 566393000 1) O Estado do Ceará solicitou um empréstimo do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (doravante denominado “BIRD”), no montante de US$ 46.000.000,00 (quarenta e seis milhões de dólares) para o financiamento do Projeto de Desenvolvimento Econômico Regional do Ceará: Cidades do Ceará – Cariri Central e pretende aplicar parte dos recursos em pagamentos decorrentes do contrato para construção da obra de requalificação da área central de Farias Brito, no município de Farias Brito no Estado do Ceará. A licitação está aberta a todos os Concorrentes oriundos de países elegíveis do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento - BIRD. 2) A COMISSÃO CENTRAL DE CONCORRÊNCIAS, em nome da SECRETARIA DAS CIDADES-, doravante denominado “Comprador”, solicita propostas fechadas de Concorrentes elegíveis para o fornecimento dos Bens e Serviços referidos no Item 1 acima e descritos nas Especificações Técnicas (Anexo VI do Edital). 3) O Edital poderá ser adquirido gratuitamente em meio magnético na Comissão Central

São Paulo (SP), 30 de abril de 2010.

de Concorrências no seguinte endereço: Central de Licitações do Governo do Estado do

Carla Dias Alves Anastácio Secretária

Ceará, Av. Dr. José Martins Rodrigues, nº 150, Bairro Edson Queiroz, CEP. 60811-520 Fortaleza – Ce, email ccc@pge.ce.gov.br, fax (85) 3101.6622 ou pela internet no endereço

SECRETARIA DA FAZENDA JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO CERTIFICO O REGISTRO EM: 20/07/10 SOB O NÚMERO: 251.117/10-8

www.seplag.ce.gov.br. Caso o licitante optar pela aquisição do Edital em meio magnético deverá fornecer 01 (um) CD virgem. Os interessados poderão obter maiores informações no mesmo endereço. A empresa interessada em participar da presente licitação que obtiver gratuitamente o Edital pela internet deverá formalizar o interesse de participar através de

KÁTIA REGINA BUENO DE GODOY SECRETÁRIA GERAL

comunicado expresso diretamente à Comissão Central de Concorrências, através do e-mail ccc@pge.ce.gov.br ou através de fax (085) 3101.6622, informando os seguintes dados: Nº do Edital, Nome da Empresa, CNPJ, Fone, Fax, E-mail, Pessoa de Contato.

CNPJ nº 78.876.950/0001-71 – Companhia Aberta

4) As propostas deverão ser entregues na Comissão Central de Concorrências na Central de

FATO RELEVANTE Pagamento de Dividendos e Juros sobre o Capital Próprio A CIA. Hering (“Companhia”), comunica aos Senhores Acionistas, que conforme deliberação tomada em Reunião do Conselho de Administração realizada em 28 de julho de 2010, foi aprovada a distribuição de dividendos e juros sobre o capital próprio, a serem pagos a partir de 17/08/2010, através da instituição depositária Banco Itaú S.A., observado o que segue: (i) Valor dos Dividendos: R$ 17.628.225,22 (dezessete milhões, seiscentos e vinte e oito mil, duzentos e vinte e cinco reais e vinte e dois centavos), correspondente a R$ 0,325 por ação, declarados com base na antecipação do resultado do exercício de 2010, e que deverão ser considerados para fins de cálculo do dividendo mínimo obrigatório do exercício de 2010. (ii) Valor dos Juros Sobre o Capital Próprio: R$ 9.492.121,27 (nove milhões, quatrocentos e noventa e dois mil, cento e vinte e um reais e vinte e sete centavos), correspondente a R$ 0,175 por ação, com base no balanço levantado em 30/06/2010. Os referidos juros sobre o capital próprio serão imputados aos dividendos obrigatórios a serem distribuídos pela Companhia referente ao exercício de 2010 e estarão sujeitos à incidência de imposto de renda na fonte de acordo com a legislação vigente, exceto para os acionistas comprovadamente isentos ou imunes. Farão jus aos dividendos e juros sobre o capital próprio os acionistas que se encontrarem inscritos no registro da Companhia no dia 28/07/2010. Dessa forma, a partir de 29/07/2010, inclusive, as ações da Companhia estão sendo negociadas na condição “ex” dividendos e “ex” juros sobre o capital próprio. Blumenau (SC), 30 de julho de 2010. Frederico de Aguiar Oldani Diretor de Finanças e de Relações com Investidores

Toda segunda no Estadão. Bem-vindo ao comportamento digital. Tendências em tecnologia e últimos lançamentos.

Licitações do Governo do Estado do Ceará, Av. Dr. José Martins Rodrigues, n º 150, Bairro

ENERGO AGRO INDUSTRIAL LTDA. –

CNPJ: 43.667.427/0001-50

Projetos Energo Pantano – I a XXIV (Sociedades em Conta de Participação) Edital de Convocação dos Titulares de Certificados de Participação em Reflorestamento (CPRs) Ficam os Srs. titulares de Certificados de Participação em Reflorestamento dos Projetos Energo Pantano - I a XXIV (“CPRs”), na qualidade de sócios participantes das respectivas sociedades em conta de participação (“SCP”) a se reunirem no dia 12 de agosto de 2010, às 8 (oito) horas em primeira convocação e às 8 (oito) horas e 30 (trinta) minutos com qualquer quorun, na sede da Energo Agro Industrial Ltda., sócia ostensiva da SCP (“Sócia Ostensiva”), localizada na cidade de Guarulhos, Estado de São Paulo, na Avenida Antônio Bardella, nº 525, para deliberarem acerca da seguinte ordem do dia: (i) venda de todos os ativos florestais, aqui entendidos como árvores “em pé”, existentes no imóvel Fazenda Pântano e Lageado, identificado pela matrícula de nº 16221, ficha 1, livro 2 do 1º Serviço Registral Imobiliário do município e comarca de Ribas do Rio Pardo, Estado de Mato Grosso do Sul, que sejam de propriedade das SCPs; e (ii) mediante a prévia conclusão das operações de venda referidas no item (i) acima, encerramento e liquidação das SCPs. Os titulares de CPRs deverão apresentar o referido título a fim de legitimar a respectiva participação na reunião ora convocada. Guarulhos, 29 de julho de 2010. - Cláudio Bardella - Diretor.

DECLARAÇÃO DE PROPÓSITO Toshiyuki Hanazawa, japonês, casado, segurador, portador do passaporte japonês nº TH 3654431, residente e domiciliado em Tóquio, Japão, com endereço comercial em 26-1, Nishi-Shinjuku, 1-Chome, Shinjuku-Ku, Tóquio, 160-8338, Japão, declara sua intenção de compor o Conselho de Administração da Marítima Seguros S.A. e que preenche as condições estabelecidas nos arts. 3º e 4º da Resolução CNSP nº 136, de 07 de novembro de 2005. Esclarece que, nos termos da regulamentação em vigor, eventuais impugnações à presente declaração deverão ser comunicadas diretamente a Superintendência de Seguros Privados SUSEP, no endereço abaixo, no prazo máximo de quinze dias, contados da data desta publicação, por meio de documento em que os autores estejam devidamente identificados, acompanhados da documentação comprobatória, observado que o declarante poderá, na forma de legislação em vigor, ter direito a vista do respectivo processo. São Paulo (SP), 30 de julho de 2010 Toshiyuki Hanazawa SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS Coordenação-Geral de Registros e Autorizações - CGRAT Avenida Presidente Vargas, 730- 9º andar - Rio de Janeiro - RJ, CEP 20071-900

Porto Seguro S.A. Companhia Aberta - CVM nº 01665-9 CNPJ nº 02.149.205/0001-69 NIRE nº 35.3.0015166.6 Código ISIN nº BRPSSAACNOR7 Alameda Ribeiro da Silva, 275, 1º andar - 01217-010 - São Paulo, SP

FATO RELEVANTE A Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), em atendimento ao disposto na Instrução CVM nº 358/02 e na Instrução CVM nº 384/03, comunica aos seus acionistas e ao mercado que o Conselho de Administração da Companhia, em reunião realizada no dia 29 de julho de 2010, aprovou a rescisão do Contrato de Prestação de Serviços de Formador de Mercado (Market Maker) celebrado em 04 de dezembro de 2008 com a Ágora Corretora de Títulos e Valores Mobiliários S.A., sociedade por ações com sede na Capital do Estado do Rio de Janeiro, na Praia de Botafogo, nº 300, salas 601 e 301 parte, inscrita no CNPJ nº 74.014.747/0001-35, rescisão esta que se efetivará dentro de 30 dias a contar desta data. O objetivo da Companhia é permanecer sem os serviços de formador de mercado para avaliar adequadamente os resultados deste tipo de serviço em comparação aos custos envolvidos. Por fim, a Companhia informa que em 28 de julho de 2010 existiam 327.641.730 (trezentos e vinte e sete milhões, seiscentas e quarenta e uma mil, setecentas e trinta) ações ordinárias de sua emissão, sendo 98.056.648 (noventa e oito milhões, cinquenta e seis mil e seiscentas e quarenta e oito) ações em circulação no mercado (free float). Atenciosamente, São Paulo, 29 de julho de 2010 Porto Seguro S.A. Alexandre Peev Diretor de Relações com Investidores

Companhia de Gás de São Paulo - COMGÁS Companhia Aberta C.N.P.J./M.F. nº 61.856.571/0001-17 - N.I.R.E. 35.300.045.611

Aviso aos Acionistas Comunicamos aos senhores Acionistas que, de acordo com deliberação aprovada na Assembléia Geral Extraordinária realizada em 28/07/2010, a Companhia de Gás de São Paulo COMGÁS procederá, em 30/07/2010, ao pagamento do valor do resgate das ações preferenciais Classe B de emissão da Companhia, nos termos do disposto no parágrafo 4º do artigo 5º do Estatuto Social da COMGÁS, de acordo com as seguintes condições: 1. O valor total do resgate das ações preferenciais Classe B de emissão da Companhia é de R$ 24.246.646,26 (vinte e quatro milhões, duzentos e quarenta e seis mil, seiscentos e quarenta e seis reais e vinte e seis centavos), equivalente a 99,5% (noventa e nove inteiros e cinco décimos percentuais) do respectivo preço de emissão, sem correção monetária, correspondente a R$ 34,790398326439 por ação. 2. Instruções quanto ao crédito do valor do resgate: 2.1. O crédito correspondente será feito de forma individualizada a cada acionista detentor de ações preferenciais Classe B de emissão da COMGÁS, em 30/07/2010; 2.2. Os acionistas terão seus créditos disponíveis de acordo com o domicílio bancário fornecido ao Banco Itaú S.A. - Instituição Depositária de Ações, a partir da data acima determinada; 2.3. Aos acionistas cujo cadastro não contenha a inscrição do número do C.P.F./C.N.P.J. ou a indicação de Banco/Agência/ Conta Corrente, os valores somente serão creditados a partir do 3º dia útil, contado da data da atualização cadastral nos arquivos eletrônicos do Banco Itaú S.A., que poderá ser efetuada através de qualquer agência da rede ou através de correspondência dirigida à Gerência de Serviços de Ações e Debêntures - Avenida Engenheiro Armando de Arruda Pereira, 707 - 7º andar - Torre Eudoro Villela - Jabaquara CEP 04344-902 - São Paulo - SP; 2.4. Os acionistas usuários de custódia fiduciária terão o crédito efetuado conforme cadastro fornecido à Bolsa de Valores; 2.5. Locais de Atendimento: Agências do Banco Itaú S.A. abaixo indicadas e demais agências autorizadas a prestar serviços aos acionistas, no horário bancário. São Paulo - Rua Boa Vista, 176 - Subsolo Rio de Janeiro - Rua Sete de Setembro, 99 - Subsolo Belo Horizonte - Av. João Pinheiro, 195 - Subsolo Porto Alegre - Rua Sete de Setembro, 746 - Térreo Curitiba - Rua João Negrão, 65 - Sobreloja Salvador - Av. Estados Unidos, 50 - 2° andar Brasília - SCS Quadra 3 - Edifício Dona Ângela, 30, Bloco A, - Sobreloja. São Paulo, 28 de julho de 2010 Roberto Collares Lage Diretor de Finanças e de Relações com Investidores

Edson Queiroz, CEP 60.811-520 Fortaleza-Ce até às 09:30 horas do dia 31 de agosto de 2010, acompanhadas de Garantia de Proposta no valor de R$ 56.000,00 (cinquenta e seis mil reais) e serão abertas às 09:30 horas do mesmo dia, na presença dos interessados que desejarem assistir a cerimônia de abertura. 5) O Concorrente poderá apresentar proposta individualmente ou como participante de um “Joint-Venture” e/ou Consórcio. Procuradoria Geral do Estado, em Fortaleza, 27 de Julho de 2010. MARIA BETÂNIA SABOIA COSTA - VICE PRESIDENTE DA CCC

O Serviço Social do Comércio – Administração Regional no Estado de São Paulo, em obediência à Resolução nº 1.102/2006, de 20 de fevereiro de 2006, publicada no Diário Oficial da União em 23 de fevereiro de 2006, seção III, torna pública a abertura da seguinte licitação:

SECRETARIA DA FAZENDA COORDENADORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE SUPRIMENTOS E ATIVIDADES COMPLEMENTARES Comunicamos que se acha aberta, nesta Secretaria da Fazenda, licitação na modalidade Pregão Eletrônico NCC nº 56/2010, do tipo Menor Preço, para Contratação de Prestação de Serviço para Reforma e Adequação dos Sanitários e Copas do Prédio Sede, a ser realizada por intermédio do sistema eletrônico de contratações denominado “Bolsa Eletrônica de Compras do Governo do Estado de São Paulo”, cuja abertura está marcada para o dia 13/08/2010, às 09:00 horas. Os interessados em participar do certame deverão acessar a partir de 03/08/2010, o site: www.bec.sp.gov.br, mediante a obtenção de senha de acesso ao sistema e credenciamento de seus representantes. O Edital da presente licitação encontra-se disponível no site www.e-negociospublicos.com.br.

Saiba todos os segredos e dicas de como beber e comer bem.

Toda quinta no Estadão.

AVISO DE LICITAÇÃO

CONVITE – O 086/2010

O Guia mudou de nome., mas continua garantindo bons programas para a semana toda. Divirta-se.

Toda sexta no Estadão.

1. Objeto: CT – O 086/10 – Convite para execução de sistema de transporte vertical e horizontal de cargas e equipamentos no teatro da unidade SESC Santos. 2. Instrumento Convocatório: de 2ª a 6ª feira, das 9h30 às 12h45 e das 13h45 às 17h, na avenida Álvaro Ramos nº 991 – São Paulo – Capital – Gerência de Contratações e Logística, ou através da Internet no sítio www.sescsp.org.br. 3. Data da entrega do envelope de proposta comercial: CT – O 086/10 às 17h do dia 05 de agosto de 2010.


%HermesFileInfo:B-11:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Economia B11

Alemanha tem o menor desemprego em 18 anos Número de trabalhadores sem emprego também cai na França; confiança de executivos e consumidores da zona do euro chega ao nível mais alto em 27 meses FABIAN BIMMER/AP–14/11/2008

Andrei Netto CORRESPONDENTE / PARIS

Depois da boa recepção pelo mercado financeiro dos testes de estresse do setor bancário, a União Europeia comemorou ontem a melhora das estatísticas de desemprego em suas duas maiores economias. Enquanto a Alemanha registrou em julho seu 13.º mês consecutivo de aumento do mercado de trabalho, alcançando o menor porcentual de desemprego desde 1992, a França reverteu a recente tendência de aumento, com melhora de 0,3%. As estatísticas reforçaram o otimismo de Bruxelas, refletido também no índice de confiança doschefes deempresas e de consumidores da zona do euro, que atingiu seu nível mais elevado em 27 meses. Entre os dados positivos, a informação mais relevante foi a redução do desemprego na Alemanha, que em julho recuou a 7,6% da população ativa, melhor índice obtido pelo país em 18 anos. Em junho de 2009, a taxa atingia 8,3%. Com a criação de 20 mil novos empregos, o país conta agora com 3,2 milhões de trabalhadores sem vagas, segundo o Escritório Federal do Trabalho. Para Holger Schäfer, economista do Instituto Econômico

Resultados na indústria também são positivos ● Os resultados da indústria na

Europa no segundo trimestre também têm animado os especialistas do bloco. Nas últimas semanas, várias empresas anunciaram resultados acima do esperado. É o caso da alemã Volkswagen e da francesa PSA PeugeotCitroën. No setor aeronáutico, a Dassault Systèmes dobrou seu lucro no primeiro semestre. A recuperação chega a setores atingidos pela crise. É o caso das indústrias químicas de base e de pesquisa. Na Alemanha, a Basf anunciou lucro de € 1,18 bilhão no segundo trimestre. Na França, a Sanofi-Aventis também registrou alta de 61,2% de lucro no período, com € 1,7 bilhão. / A.N.

Fim do túnel. Resultados da indústria de automóveis, como a Volks, animam especialistas IW Köln, de Colônia, o momento é, em termos gerais, promissor, mas o país enfrenta problemas com o desemprego de longa duração e ainda precisa avançar mais.“Aevoluçãoémuito positiva, mas com um desemprego de 7,6% a Alemanha ainda está longe do pleno emprego, que pode-

Lula dá pontapé inicial em obra de transmissão no Paraguai Ariel Palacios CORRESPONDENTE BUENOS AIRES

O presidente Luiz Inácio Lula da SilvadesembarcahojeemAssunção,capitaldoParaguai,parapar-

ticipar da cerimônia de início das obras da construção de uma linha de transmissão de energia elétrica de 500 quilowatts que unirá a cidade de Villa Hayes com a hidrelétrica de Itaipu. Lu-

ríamos estimar em 4%.” A melhoria do mercado de trabalho também foi registrada na França, segunda maior economia da Europa. Em julho, o número de desempregados caiu 0,3%, com a abertura de 8,6 mil vagas, segundo o Ministério do Trabalho. O país conta agora

com2,69milhões detrabalhadores sem emprego. A boa notícia, porém, não é completa, porque nosúltimos12mesesodesempenho do mercado ainda é negativo: aumento de 6,9% do desemprego. “Ficamos satisfeitos, mas não baixaremos os braços. Vamos continuar a melhorar”, ga-

rantiu a ministra da Economia, Christine Lagarde. Segundo ela, omercadodetrabalhoestápróximodaestabilizaçãoedeve começar a melhorar com constância a partir deste segundo semestre, com mais crescimento. Ootimismodos dirigentes políticos também foi reforçado pe-

laterá um encontroinicial com o presidenteFernandoLugonoaeroporto internacional Silvio Petirrossi e depois participará com o colega paraguaio - da cerimônia de lançamento da obra da linha elétrica A construção da linha, de 330 quilômetros de extensão,épartedeumacordobilateral assinado há um ano no qual o Brasil prometeu que a obra se-

ria feita “sem custos para o Paraguai”. A construção da linha, de US$ 400 milhões, será executada por Itaipu. O financiamento será feito com as verbas do Fundo para a Convergência Estrutural do Mercosul (Focem). O Brasil é o principal fornecedor das verbas do Focem. O chanceler paraguaio, Héctor Lacognata, afirmou ontem

que durante a breve visita de Lulaosdoispresidentesnãoassinarão acordo bilateral algum. Cimento. Ainda em Villa Hayes

osdois presidentes tambémparticiparão do lançamento da pedra fundamental da construção da fábrica de cimento Yguazú S.A., investimento conjunto da brasileiraCamargoCorreaeapa-

larevelaçãodoIndicadordeSentimentoEconômico(ESI)daComissãoEuropeia,ontem,emBruxelas. Segundo o levantamento, a confiança de empresários e consumidorescontinuaamelhorar na zona do euro. Oresultado é puxado pela Alemanha (mais 4 pontos) e pela França (2,6 pontos), mas se reproduz em toda a zona do euro (2,3 pontos) – com exceção da Espanha.SegundoBruxelas,oíndice éo mais positivodesde marçode2008eomomentoémarcado por “mais otimismo sobre a situação econômica geral e por umareduçãosignificativadostemores sobre o emprego na Alemanha e na França”. As notícias repercutiram ontem nas bolsas. No mercado de câmbio, o euro chegou ao nível mais elevado desde 10 de maio, a US$ 1,31. Segundo a consultoria Exane BNPParibas,osdadospodemindicar uma retomada mais sólida do crescimento. “A elevação da atividade na zona do euro, típica de uma fase de retomada, se explica pela necessidade das empresas de voltar a investir, após uma pausa de dois anos e meio”, afirmam os experts do banco, citando setores como semicondutores e informática, que reiniciam um processo de aquisição de equipamentos para atender à demanda por produção.

raguaia Concret-Mix. O investimento (US$ 100 milhões) será o maior realizado pelo Brasil no Paraguai. Esse volume equivale a 25% dos atuais investimentos feitos por empresasbrasileirasemterritórioparaguaio. A previsão é que a fábrica produzirá 400 mil toneladas no primeiro ano de funcionamento e 600 mil toneladas no segundo.

INFORME PUBLICITÁRIO

Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção

Vendas de materiais de construção com IPI reduzido cresceram 20% nos últimos 14 meses Produtos representam 25% do mix de uma loja e ajudaram setor a recuperar patamar de crescimento

S

egundo o balanço interno da Anamaco (Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção), entidade que representa as 138 mil lojas de material de construção no país, sobre a redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) no varejo do setor, as vendas dos produtos beneficiados com a redução do imposto cresceram 20% nos últimos 14 meses. Os itens representam 25% do mix de uma loja de material de construção. A medida está em vigor desde 1º de abril do ano passado e vigora até dezembro. Nas lojas, dos produtos desonerados, o cimento foi o que mais teve procura, com crescimento de 25% no volume de vendas. Em segundo lugar, vem o segmento de tintas, com aumento de 23% no volume de vendas, seguido por revestimentos cerâmicos (19%), argamassas (15%) e metais sanitários (12%). Para a Anamaco, a redução foi uma das principais responsáveis pela recuperação do setor. “Iniciamos 2009 com uma retração nas vendas de 12% no primeiro bimestre e só começamos a melhorar esse índice depois que a desoneração foi implementada”, explica Cláudio Elias Conz, presidente da entidade. Segundo ele, na prática, a desoneração reduziu os preços dos produtos em torno de 8,5%. “Quem sentiu mais os efeitos da medida foram os consumidores de menor poder aquisitivo, que geralmente fazem mais pesquisas de preço e optam pelos produtos mais em conta. Para quem estava construindo uma

casa popular (em torno de R$ 40 mil ), o benefício significou uma economia de aproximadamente R$ 1,5 mil ou a construção de um banheiro”, completa. De acordo com a entidade, os efeitos da redução do IPI só passaram a ser sentidos pelo setor dois meses após o anúncio da medida.“No início, as lojas tiveram de trabalhar com preços médios, porque os estoques ainda estavam com mercadorias antigas (a redução não valeu para os estoques e o giro das mer-

cadorias do setor é de 60 a 90 dias). Em contrapartida, o consumidor já estava solicitando o desconto no balcão”, explica Conz. “No nosso caso foi um pouco diferente do estímulo aos demais setores porque as reformas têm que ser planejadas, nem que seja minimamente. Ninguém entra em uma loja de material de construção e por, mais bonito que seja o piso ou por mais argumento que o vendedor tenha, compra por impulso. Por outro lado, essa característica contri-

buiu para que a venda de outros produtos sem IPI reduzido crescessem. É aquele pensamento: já que vou trocar o metal sanitário, vou aproveitar para trocar o piso, para pintar o banheiro. Foi assim que a redução do IPI para os principais produtos do setor auxiliou nesta recuperação de vendas”, completa. O varejo de material de construção fechou o ano de 2009 com crescimento de 4,2% sobre 2008 e faturamento histórico de R$ 45,04 bilhões. “Além da desoneração, outros fatores importantes para este desempenho foram: o aumento efetivo da renda da população (segundo o IBGE 27 milhões de pessoas migraram das classes D e E para a classe C nos últimos anos), os programas habitacionais e as obras para a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de

2016”, declara Conz. Para ele, a manutenção da desoneração do IPI para materiais de construção até o final do ano vai ajudar a manter o setor aquecido. “Antes da decisão do governo ser anunciada, estávamos passando por um período de antecipação de compras, principalmente nos 30 dias anteriores ao anúncio, o que estava causando desconforto e até a previsão de falta de produtos. No entanto, a prorrogação possibilitará que as construtoras planejem melhor as suas obras e que os programas habitacionais em desenvolvimento não pressionem os nossos preços ou causem desabastecimento”, explica o presidente da Anamaco. A entidade prevê para 2010 um crescimento de 11% sobre 2009.

Termômetro Anamaco Sobe

Termômetro

Com base no estudo

Desce

Já na comparação

A pesquisa também

mensal da Anamaco,

entre junho de 2010

realizado em parceria com o

O presidente da Anamaco, Cláudio Elias Conz, foi um dos interlocutores do setor junto ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo de prorrogação do IPI para o setor. Conz é membro do Grupo de Avanço da Competitividade e do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República.

sobre junho de 2009, o de-

indicou que os lojistas estão muito otimistas. Segundo o estudo, 62%

Ibope Inteligência, a entidade

sempenho foi 6,5% superior. De

anunciou que o varejo do

janeiro a junho, o segmento de

dos lojistas apontam que haverá

setor apresentou queda de

material de construção cresceu

aumento de 10% a 20% no

5,5% no mês de junho sobre

8% sobre o mesmo período do

volume de vendas de materiais

maio de 2010.

ano passado.

de construção no mês de julho.


B12 Economia %HermesFileInfo:B-12:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

PRODUZIDA PELA:

Mercados ✽

Cenário: Denise Abarca

Mercado vê na ata que juro não deve subir além de setembro

E

nquanto os economistas das instituições financeiras discutiram os argumentos do Comitê de Política Monetária (Copom) na ata divulgada, ontem, para justificar a alta de 0,50 ponto porcentual da Selic, a 10,75% ao ano, o mercado de juros fez uma leitura pragmática do documento, reforçando as apostas de que o ciclo de aperto monetário está prestes a terminar, se é que já não acabou neste mês. O texto teve um tom mais otimista em relação ao cenário prospectivo para a inflação, confor-

AE Broadcast da Agência Estado: Líder em informação financeira em tempo real. Assine: atende.ae@grupoestado.com.br

me previsto, mas sem força para imprimir oscilação relevante aos juros de curto prazo, que desde a manhã rondaram a estabilidade. As taxas de longo prazo, que avançaram na sessão matutina, zeraram os ganhos à tarde após o impacto do megaleilão de títulos prefixados do Tesouro Nacional. O juro para outubro de 2010 ficou em 10,71% ante 10,72% na véspera; para janeiro de 2011 encerrou em10,80%, de10,83% anteriormente; e para janeiro de 2014manteve-se em 11,97%. A ata mostrou que o Copom está mais otimista sobre a diminuição dos riscos para a concretização do cenário benigno da inflação. Na curva de juros, para setembro, cresceu a probabilidade de uma alta derradeira da Selic de 0,25 ponto, que divide espaço com a apostade manutenção doatual nível,enquanto aprojeção deelevação de 0,50 ponto ficou bastante enfraquecida. A Bovespa subiu pelo 9º dia consecutivo, somando ganhos de 7,40% no período. O Ibovespa avançou 0,22%, aos 66.953,83 pontos,amparadoem açõesdeempresasligadasao consumoeconstrução. No câmbio, o dólar caiu 0,51%, a R$ 1,7610 no balcão.

Ações

29.7.2010

CURVA DE JUROS TEM LEVE AJUSTE APÓS ATA l Taxas de curto e longo prazos terminam quase estáveis EM PORCENTAGEM

DI OUTUBRO 2010 (%)

DI JANEIRO 2014 (%)

DI JANEIRO 2011 (%)

1,0 0,8 0,6

11,97 10,71 10,80

0,4 0,2 0 -0,2 -0,4 28 9H JUL ONTEM

18H

No mundo

Resumo das Operações Realizadas Descriminação Lote Padrão

Negócios

Nº de Títulos

Part. (%)

Valor (R$)

Part.(%)

308.077

8.280.532.800

63,75

5.197.209.244,00

93,61

Concordatárias

1.220

1.720.700

0,01

8.385.262,00

0,15

Mercado a Termo

1.078

5.084.384

0,04

77.404.468,74

1,39

Opções de Compra

63.525

226.014.450

1,74

196.014.205,00

3,53

Mercado Fracionário

11.390

1.863.932

0,01

8.622.967,55

0,16

387.331

12.989.903.191

100,00

5.551.788.225,11

100,00

Total Geral

Maiores altas (%)

Ações mais negociadas Valor em R$ mil

Vale Petrobras Usiminas Bmfbovespa Telemar

PNA PN PNA ON PN

N1

699.869 286.861 237.656 213.641 201.940

N1 NM

Natura ON EDJ Cyrela Realt ON Lojas Renner ON Ecodiesel ON Rossi Resid ON

Maiores baixas (%) 4,4 4,2 3,8 3,4 3,4

Telemar ON Brasil Telec PN Telemar N L PNA Telemar PN Braskem PNA N1

8,1 5,0 5,0 4,9 3,6

AÇÃO DO DIA

FRASE

Paranapanema dispara com oferta da Vale

FÁBIO SILVEIRA

Nº de negócios

“Ata do Copom procura explicar parte do erro de análise do documento anterior. Houve exagero nas projeções de crescimento no início do ano e a ata coloca bem esta questão. BC deve elevar Selic em 0,25 ponto em setembro, a 11,0% ”

Paranapanema ON subiu 7,59% após a Vale anunciar oferta pública de ações (OPA) para comprar até 100% dos papéis ON da empresa, que produz cobre. O preço é de R$ 6,30 por ação, 8,6% acima do dia anterior.

Ampla Energ Embratel Par Embratel Par Pro Metalurg Sergen Tectoy Tectoy Telebrás Telebrás

ON ON PN PNB PN ON PN ON PN

7 3 2 11 14 104 64 85 503

(COTAÇÕES EM R$ LOTE DE MIL)

Quant. de Título

Abert.

Mín.

6.000.000 300.000 400.000 47.900.000 8.300.000 329.900.000 3.271.600.000 288.600.000 3.996.200.000

1,53 10,50 11,50 0,25 1,63 0,08 0,07 1,70 1,53

1,53 10,50 11,38 0,25 1,63 0,07 0,07 1,66 1,50

Máx.

1,55 11,39 11,50 0,26 1,88 0,08 0,08 1,74 1,54

Méd.

Últim.

1,54 11,09 11,47 0,25 1,67 0,07 0,07 1,70 1,52

1,55 11,39 11,38 0,25 1,82 0,07 0,08 1,74 1,51

Var. Fech. Compra Venda

+2,0 -0,8 +1,6 +11,0 +14,3 +3,0 -0,7

1,50 10,00 10,55 0,25 1,63 0,07 0,07 1,72 1,51

1,55 11,42 11,30 0,26 1,82 0,08 0,08 1,74 1,52

(COTAÇÕES EM R$ POR AÇÃO)

Abc Brasil Abnote Aco Altona Aços Vill Aes Elpa Aes Tietê Aes Tietê Alfa Financ Alfa Invest Alfa Invest Aliansce All Amer Lat Alpargatas Amazônia Ambev Ambev Amil Anhanguera B2w Varejo Bahema Banese Banestes Banrisul Battistella Battistella Bematech Bicbanco Bmfbovespa Bombril Br Brokers Br Malls Par Br Propert Bradesco Bradesco Bradespar Bradespar Brasil Brasil Telec Brasil Telec Brasilagro Bráskem Bráskem Brasmotor Brf Foods Brookfield Cacique Cambuci Cc Des Imob Ccr Rodovias Celesc Cemar Cemig Cemig Cesp Cesp Cesp Cetip Cia Hering Cielo Cobrasma Coelba Coelce Comgás Confab Contax Contax Copasa Copel Cosan Cosan Ltd Coteminas Coteminas Cpfl Energia Cr2 Cremer Cruzeiro Sul Csu Cardsyst Cyre Com-ccp Cyrela Realt Dasa Daycoval Dimed Direcional Doc Imbituba Drogasil Dufry Ag Duratex Ecodiesel Ecorodovias Elekeiroz Eletrobrás Eletrobrás Eletropar Eletropaulo Emae Embraer Energias Br Energisa Energisa Equatorial Estacio Part Estrela Eternit Eucatex Even Eztec Fab C Renaux Fer Heringer Ferbasa Fibria Fleury Forja Taurus Fosfertil Fras-le Gafisa Generalshopp Gerdau Gerdau Gerdau Met Gerdau Met Globex Gol Gp Invest Gpc Part Grazziotin Grendene Gtd Part Guarani Guararapes Guararapes Habitasul Helbor Hoteis Othon Hypermarcas Ideiasnet Ienergia Ienergia Igb S/A Iguatemi Inds Romi Indusval Inepar Inepar Inepar Tel Inpar S/A Iochp-maxion Ishares Bova Ishares Csmo Ishares Mobi Ishares Smal

PN ON PN ON ON ON PN PN ON PN ON UNT PN ON ON PN ON UNT ON ON ON ON PNB ON PN ON PN ON PN ON ON ON ON PN ON PN ON ON PN ON ON PNA PN ON ON PN PN ON ON PNB ON ON PN ON PNA PNB ON ON ON PN ON PNA PNA PN ON PN ON PNB ON DR3 ON PN ON ON ON PN ON ON ON ON PN ON ON PN ON DR3 ON ON ON PN ON PNB ON PNB PN ON ON PN UNT ON ON PN ON PN ON ON PN ON PN ON ON PN PN PN ON ON ON PN ON PN ON PN DR3 ON PN ON PN ON ON PN PNA ON PN ON ON ON PNA ON ON ON PN ON PN ON ON ON CI CI CI CI

Nº de negócios N2 263 EJ NM 27 18 24 5 136 470 6 4 4 NM 41 N2 2.320 N1 148 213 95 1.416 NM 759 N2 218 NM 992 3 7 26 N1 421 12 321 NM 43 N1 63 NM 6.144 66 NM 390 NM 794 NM 64 N1 193 N1 8.476 N1 6 N1 2.579 NM 8.057 179 1.570 NM 8 N1 20 N1 1.941 3 NM 3.901 NM 2.952 28 29 NM 34 NM 956 N2 13 MB 3 N1 263 N1 2.814 N1 9 N1 4 N1 1.281 NM 70 EDJ NM 610 NM 9.935 27 3 40 35 N1 552 8 73 NM 561 N1 1.343 NM 2.093 79 4 26 NM 996 NM 5 NM 65 N1 4 NM 32 NM 17 NM 9.371 NM 1.234 N1 110 7 NM 11 7 NM 35 34 NM 730 NM 2.309 NM 1.040 5 N1 1.944 N1 1.290 5 N2 1.505 32 NM 1.691 NM 1.031 5 3 NM 51 NM 31 11 NM 89 N1 76 NM 456 NM 210 3 NM 89 60 NM 4.465 NM 307 47 703 N1 25 NM 8.532 NM 81 N1 414 N1 6.553 N1 11 N1 1.694 15 N2 1.453 91 54 4 NM 405 MB 6 NM 435 58 5 15 NM 263 9 NM 1.462 NM 32 26 53 26 NM 382 NM 186 N1 18 ES 69 ES 246 76 NM 672 NM 255 502 2 61 7

Quant. de Título 90.100 71.900 3.300 114.000 500 269.700 290.400 1.800 500 1.700 83.700 1.861.900 184.900 2.968.000 22.500 253.500 228.900 80.900 611.300 400 800 13.400 878.800 42.400 746.300 50.100 64.200 16.503.800 10.100 315.800 297.900 200.500 120.800 4.023.500 6.200 766.200 4.004.100 72.000 669.100 12.700 111.800 1.827.300 6.000 1.907.800 1.363.300 4.300 69.800 15.900 446.200 5.500 1.000 111.800 1.006.600 3.200 400 677.900 25.400 606.300 6.459.500 650.000 300 8.800 8.400 399.000 1.700 1.680.100 168.400 297.300 882.300 83.400 1.200 39.600 276.200 2.300 50.000 400 15.100 14.600 5.287.600 329.000 644.400 3.700 8.600 36.000 35.800 59.200 699.500 58.969.600 779.300 3.300 827.300 321.400 600 560.900 64.100 2.267.400 437.300 2.500 3.300 53.600 5.800 21.200 105.800 123.000 475.200 190.700 18.000 94.800 100.500 2.163.800 67.600 32.600 266.500 40.400 5.962.600 238.200 172.600 4.267.300 4.700 567.300 11.000 530.600 177.100 109.300 1.900 92.600 37.000 694.700 50.500 2.200 20.100 121.400 110.000 1.501.400 33.200 116.000 310.000 23.500 99.400 147.700 16.500 81.700 297.800 906.700 1.406.600 247.300 325.900 600 203.900 3.100

Abert. Mín. 13,51 13,51 15,25 15,23 32,50 31,30 0,74 0,73 44,75 44,75 18,10 18,05 21,10 21,00 3,40 3,40 7,28 7,14 6,17 6,15 11,84 11,83 16,10 15,93 7,90 7,70 0,62 0,59 163,22 163,01 190,35 188,20 15,18 15,18 27,46 26,75 32,36 31,81 56,50 56,50 22,00 22,00 5,88 5,72 14,79 14,76 0,83 0,82 0,84 0,84 9,20 9,16 13,95 13,76 12,89 12,79 8,50 8,29 6,90 6,85 26,00 25,75 13,95 13,85 25,74 25,30 32,10 31,83 36,29 36,29 36,89 36,81 29,84 29,56 16,09 15,71 12,13 11,44 9,25 9,24 11,00 10,90 13,50 13,00 0,94 0,93 23,90 23,22 8,85 8,59 5,46 5,00 2,64 2,55 5,65 5,65 39,84 39,56 34,00 33,97 9,30 9,20 19,43 19,39 26,21 26,08 19,15 18,81 25,90 24,50 26,05 25,32 14,60 14,40 55,00 54,10 15,41 15,23 0,26 0,25 34,00 34,00 27,58 27,44 36,38 35,90 5,03 5,01 29,01 29,00 23,04 23,00 25,84 25,11 38,59 37,90 25,00 24,80 19,38 18,80 4,45 4,30 4,60 4,58 39,71 39,71 5,34 5,30 18,03 17,78 10,39 10,38 8,73 8,60 10,85 10,80 23,60 23,60 16,50 16,16 8,60 8,55 62,51 61,00 12,59 12,30 1,20 1,20 34,50 34,40 141,00 139,50 18,57 18,35 0,87 0,87 10,50 10,26 11,00 11,00 22,22 22,22 26,79 26,66 46,05 46,05 36,69 36,46 7,05 7,00 10,90 10,86 35,20 35,04 1,70 1,70 8,70 8,55 16,68 16,44 20,21 20,10 0,84 0,82 8,41 8,40 6,60 6,60 7,98 7,84 9,24 9,06 0,28 0,28 7,78 7,58 11,90 11,80 28,23 27,31 20,27 20,00 5,14 5,05 15,10 14,82 4,10 4,02 12,99 12,88 9,00 8,75 19,00 18,67 25,95 25,48 25,88 25,30 31,61 31,21 14,00 14,00 23,34 23,15 6,84 6,72 0,89 0,89 12,98 12,89 7,92 7,81 0,28 0,26 4,24 4,13 70,00 70,00 59,80 59,80 6,95 6,43 13,62 13,62 1,13 1,12 22,80 22,09 2,99 2,94 0,56 0,55 0,40 0,37 7,00 6,93 34,99 34,51 12,30 12,05 7,90 7,71 4,93 4,80 5,20 5,05 0,43 0,42 3,10 3,05 18,90 18,54 66,50 65,95 28,74 28,54 19,63 19,49 61,83 61,52

Máx. 13,90 15,40 32,90 0,75 45,98 18,35 21,38 3,57 7,35 6,34 12,00 16,23 7,90 0,64 164,98 191,00 15,61 27,71 32,64 56,90 22,01 5,88 14,98 0,85 0,92 9,30 14,20 13,05 8,64 6,98 26,20 14,20 25,80 32,51 36,96 37,40 30,20 16,55 12,23 9,25 11,20 13,56 0,95 23,96 8,87 5,80 2,74 5,70 40,35 34,04 9,30 19,58 26,45 19,20 25,90 26,36 14,70 55,33 15,48 0,26 34,00 27,70 36,50 5,12 29,95 23,36 25,84 38,89 25,42 19,99 4,60 4,69 40,36 5,34 18,10 10,60 8,73 11,00 24,60 16,66 8,98 65,80 12,59 1,22 35,00 144,00 18,78 0,91 10,57 11,00 22,50 27,00 46,82 37,11 7,20 11,00 35,38 1,75 8,70 16,70 21,10 0,84 8,54 6,73 8,05 9,44 0,29 7,79 11,99 28,48 20,44 5,18 15,40 4,10 13,29 9,20 19,09 26,12 25,88 31,87 14,70 23,90 6,90 0,92 12,98 8,24 0,28 4,29 72,90 61,00 6,95 14,17 1,13 22,99 3,00 0,56 0,40 7,00 34,99 12,70 7,99 5,00 5,25 0,43 3,14 18,99 66,81 28,74 19,74 61,83

Méd. 13,87 15,37 32,49 0,74 45,43 18,18 21,18 3,45 7,27 6,16 11,89 16,13 7,75 0,61 163,74 189,72 15,41 27,40 32,10 56,80 22,00 5,80 14,90 0,83 0,89 9,24 13,97 12,94 8,33 6,91 25,95 13,99 25,55 32,11 36,47 37,13 29,92 15,98 11,74 9,25 11,00 13,20 0,94 23,55 8,73 5,46 2,66 5,69 39,88 34,00 9,22 19,51 26,33 19,04 24,92 25,98 14,55 54,80 15,40 0,25 34,00 27,55 36,25 5,08 29,67 23,00 25,56 38,15 25,17 19,66 4,56 4,63 40,10 5,32 17,89 10,48 8,64 10,89 24,08 16,36 8,60 62,75 12,41 1,22 34,51 140,05 18,59 0,89 10,40 11,00 22,42 26,86 46,31 36,75 7,05 10,94 35,23 1,71 8,57 16,66 20,84 0,83 8,43 6,64 7,98 9,29 0,29 7,69 11,89 27,83 20,25 5,11 15,05 4,08 13,07 8,92 18,91 25,81 25,41 31,61 14,53 23,59 6,84 0,90 12,93 8,09 0,26 4,20 71,62 60,04 6,89 13,85 1,13 22,55 2,98 0,56 0,38 6,94 34,72 12,40 7,89 4,90 5,12 0,42 3,11 18,83 66,46 28,57 19,61 61,64

Últim. 13,80 15,40 32,50 0,74 45,98 18,35 21,38 3,56 7,29 6,34 11,95 16,18 7,78 0,60 163,01 189,80 15,36 26,75 32,11 56,90 22,01 5,82 14,90 0,85 0,88 9,29 14,00 12,86 8,29 6,90 25,76 13,95 25,64 32,19 36,96 37,15 29,90 15,86 11,49 9,25 11,20 13,01 0,95 23,50 8,80 5,80 2,73 5,67 40,20 34,04 9,20 19,52 26,40 18,99 24,50 26,36 14,48 55,33 15,41 0,25 34,00 27,70 36,19 5,08 29,80 23,00 25,39 38,10 24,90 19,87 4,60 4,69 40,28 5,32 17,92 10,60 8,64 11,00 24,60 16,45 8,60 65,80 12,44 1,22 35,00 141,00 18,45 0,90 10,49 11,00 22,50 27,00 46,30 37,11 7,09 11,00 35,20 1,75 8,70 16,70 21,00 0,82 8,40 6,73 8,00 9,27 0,29 7,65 11,99 27,55 20,04 5,15 15,18 4,07 13,19 8,99 18,95 25,88 25,40 31,87 14,70 23,88 6,86 0,89 12,89 8,11 0,27 4,16 72,90 61,00 6,95 13,76 1,12 22,85 2,98 0,55 0,38 6,94 34,75 12,60 7,99 4,92 5,10 0,42 3,12 18,99 66,50 28,54 19,74 61,66

Var. Fech. Compra Venda +2,4 13,80 13,90 +1,6 15,40 15,48 +1,9 30,15 32,88 +1,4 0,74 0,75 +3,9 40,10 44,79 +2,1 18,20 18,35 +1,8 21,38 21,39 -0,3 3,47 3,57 +0,1 7,13 7,30 -2,2 6,17 6,35 +1,3 11,75 11,95 +1,3 16,10 16,18 +1,0 7,71 7,78 -3,2 0,60 0,61 -0,1 163,01 163,99 -0,3 189,00 189,80 +0,7 15,25 15,49 -1,3 26,75 27,00 -0,7 32,01 32,11 +2,5 54,50 57,50 -8,3 22,01 22,50 -1,2 5,76 5,82 +1,5 14,81 14,90 +6,3 0,81 0,85 +4,8 0,88 0,89 -1,0 9,20 9,29 14,00 14,09 +0,5 12,86 12,88 +1,1 8,28 8,49 +0,9 6,88 6,90 -0,9 25,76 26,08 13,81 13,95 +0,2 25,64 25,65 32,11 32,19 +0,6 36,02 36,95 +0,5 37,11 37,15 - 29,90 30,00 -1,5 15,71 15,86 -5,0 11,48 11,49 -1,4 8,31 9,25 +1,9 10,62 11,20 -3,6 13,01 13,04 0,93 0,95 -1,1 23,45 23,50 8,71 8,80 +5,8 5,31 5,80 +4,2 2,65 2,73 -0,4 5,67 5,70 +1,2 39,95 40,20 +0,2 33,80 34,15 -0,4 9,00 9,30 +0,7 19,44 19,52 +0,8 26,39 26,40 -1,6 18,86 18,99 -1,8 24,01 24,99 +2,6 26,30 26,36 -0,8 14,48 14,60 +4,4 55,00 55,33 +0,4 15,41 15,43 0,25 0,26 +0,7 33,03 33,99 -0,3 27,65 27,74 +0,7 36,00 36,20 +2,0 5,08 5,09 +2,7 29,80 29,90 22,77 23,00 -1,0 25,02 25,39 -0,6 37,92 38,10 +0,6 24,88 24,90 +1,2 19,53 19,87 +0,2 4,32 4,60 +5,2 4,62 4,72 +1,4 40,03 40,28 -0,2 5,25 5,32 -0,4 17,76 17,92 +3,6 10,30 10,59 -0,9 8,50 8,64 +1,4 10,85 10,95 +4,2 24,60 24,61 16,20 16,45 +0,6 8,60 8,98 -1,1 62,10 65,11 -1,7 11,11 12,45 -0,8 1,20 1,22 - 34,50 35,00 +0,4 140,00 141,50 -0,2 18,45 18,47 +3,4 0,89 0,90 +0,3 10,42 10,49 -0,1 10,82 11,32 +1,0 22,40 22,50 +1,1 26,83 27,00 - 45,30 +1,7 37,11 37,14 -0,4 7,02 7,10 +1,1 10,99 11,00 - 35,03 35,20 1,70 1,75 +0,3 8,55 8,70 +1,2 16,58 16,70 +1,9 20,10 21,00 -2,4 0,82 0,84 -1,2 8,40 8,44 +2,0 6,60 6,73 +2,3 7,97 8,00 -0,3 9,26 9,27 0,28 0,30 -1,5 7,65 7,75 +0,8 11,80 11,99 -1,7 27,51 27,55 +1,0 20,04 20,33 +0,2 5,03 5,17 +0,3 15,18 15,32 -0,2 4,03 4,07 +1,6 13,10 13,19 -0,6 8,00 8,99 18,80 18,95 +0,3 25,75 25,88 +0,9 25,22 25,50 +0,9 31,50 31,87 +5,0 14,70 14,85 +2,5 23,74 23,88 +0,1 6,86 6,89 -1,1 0,89 0,90 -0,8 12,84 13,37 +4,9 8,11 8,18 -3,6 0,26 0,27 -1,4 4,16 4,17 +4,1 71,51 72,90 +1,7 56,00 60,99 -0,7 6,70 6,95 +1,5 13,76 13,84 -0,9 1,11 1,16 +1,1 22,80 22,85 +0,7 2,96 2,98 0,55 0,56 0,37 0,38 -0,9 6,94 6,97 +0,1 34,27 34,75 +2,9 12,60 12,63 +1,1 7,90 7,99 +0,6 4,82 4,92 -1,0 5,10 5,12 -2,3 0,42 0,43 +1,3 3,12 3,13 +1,6 18,91 18,99 +0,5 66,50 66,55 +0,3 26,50 +1,2 17,00 21,20 +0,5 61,65 62,00

ÍNDICES

PONTOS

Ibovespa IBRX 50 IBRX 100 ISE – Sustentabilidade ITEL – Telecom IEE – Energia Elétrica INDX – Setor Industrial IGC – Governança ITAG – Tag Along Ibovespa Fut.Jun. (BM&F)

66.953,83 9.182,01 20.985,47 1.961,82 1.351,72 24.636,66 10.390,33 7.011,51 9.167,76 67.300,00

DIA% MÊS% ANO%

0,22 0,04 0,01 -0,47 -3,35 0,73 0,28 0,33 0,46 0,40

9,88 10,71 10,13 6,05 -1,98 2,31 9,21 11,58 13,56 9,56

NEGÓCIOS REALIZADOS Nº de negócios Itausa Itausa Itautec Itauunibanco Itauunibanco J B Duarte J B Duarte Jbs Jereissati Jhsf Part João Fortes Julio Simoes Karsten Kepler Weber Klabin S/A Kroton Laep Le Lis Blanc Light S/A Lix Da Cunha Llx Log Localiza Log-in Lojas Americ Lojas Americ Lojas Marisa Lojas Renner Lopes Brasil Lupatech M G Poliest M.diasbranco Magnesita Sa Mangels Indl Marambaia Marcopolo Marcopolo Marfrig Marisol Merc Brasil Merc Brasil Merc Invest Metal Iguacu Metal Leve Mills Minerva Minupar Mmx Miner Mpx Energia Mrv Multiplan Multiplus Mundial Mundial Natura Net Odontoprev Ogx Petróleo Ohl Brasil Osx Brasil P.Açúcar-cbd Panamericano Parana Paranapanema Pdg Realt Petrobrás Petrobrás Pettenati Pibb Pine Plascar Part Porto Seguro Portobello Positivo Inf Profarma Providencia Randon Part Randon Part Rasip Agro Rasip Agro Recrusul Rede Energia Redecard Renar Renova Rodobensimob Rossi Resid Sabesp Santander Br Santander Br Santander Br Santanense Santos Brp Sao Carlos Sao Martinho Saraiva Livr Schlosser Schulz Seb Sid Nacional Slc Agrícola Sofisa Souza Cruz Springs Sul America Sultepa Suzano Papel Tam S/A Tecnisa Tecnosolo Tecnosolo Tegma Teka Telefonica Telemar Telemar Telemar N L Telesp Telesp Tempo Part Tim Part S/A Tim Part S/A Tivit Totvs Tractebel Tran Paulist Trisul Triunfo Part Tupy Ultrapar Unipar Unipar Uol Usiminas Usiminas Vale Vale Vivo Vivo Weg Whirlpool Wilson Sons FONTE: BOVESPA

ON PN ON ON PN ON PN ON PN ON ON ON PN ON PN UNT DR3 ON ON PN ON ON ON ON PN ON ON ON ON ON ON ON PN ON ON PN ON PN ON PN PN PN PN ON ON ON ON ON ON ON ON ON PN ON PN ON ON ON ON PNA PN PN ON ON ON PN PN CI PN ON ON ON ON ON ON ON PN ON PN PN PN ON ON UNT ON ON ON ON PN UNT ON UNT ON ON PN PN PN UNT ON ON PN ON ON UNT PN PNA PN ON ON PN ON PN DR3 ON PN PNA ON PN ON ON PN ON ON ON PN ON ON ON PN ON PNB PN ON PNA ON PNA ON PN ON PN DR3

N1 N1

25 5.733 3 N1 163 N1 9.732 4 40 NM 1.851 350 NM 1.377 8 NM 25 6 134 N1 1.365 N2 47 1.431 NM 98 NM 1.432 8 NM 4.231 NM 323 NM 107 114 4.552 NM 160 NM 4.020 NM 25 NM 263 83 NM 8 NM 214 N1 19 5 N2 8 N2 609 NM 1.900 40 9 13 9 57 8 NM 64 NM 147 208 NM 3.276 NM 302 NM 3.274 N2 752 NM 21 20 640 EDJ NM 3.870 N2 1.346 NM 178 NM 3.906 NM 307 NM 23 N1 5.990 N1 241 N1 50 N1 2.718 NM 3.487 2.830 10.282 7 40 N1 14 133 NM 540 NM 57 NM 314 NM 7 NM 64 N1 6 N1 1.015 11 12 114 3 NM 5.641 NM 84 N2 9 NM 37 NM 3.256 NM 748 N2 28 N2 104 N2 5.782 3 N2 22 NM 3 NM 408 N2 231 8 7 N2 12 9.183 NM 213 N2 121 1.019 NM 186 EB N2 523 46 N1 1.649 N2 1.765 NM 57 112 43 NM 18 57 4 4.551 10.774 1.036 27 461 NM 107 602 3.121 NM 12 NM 197 NM 483 N1 461 NM 76 NM 33 EG 10 N1 643 N1 6 N1 128 N2 95 N1 1.354 N1 9.938 N1 7.749 N1 23.320 74 3.572 ED NM 144 8 9

ADRs (US$) MÍN.

MÁX.

ÚLT.

Bolsas internacionais

Petrobrás PN Itaú Unib. PN Vale PN Bradesco PN Gerdau PN

31,91 22,61 24,55 18,8 14,99

31,44 0,03 22,3 -0,54 24,11 0,12 18,52 -0,16 14,72 0,20

Sócio-diretor da RC Consultores

Índices da Bolsa NEGÓCIOS REALIZADOS

O euro avançou em relação ao dólar e ao iene ontem em Nova York, após dados mostrarem que a confiança das empresas e dos consumidores europeus cresceu em julho e atingiu o maior nível desde março de 2008, puxada principalmente

pela melhora no humor do setor industrial, que apresentou um aumento no volume de encomendas durante o período. O euro subiu 0,78% ante o dólar, para US$ 1,3090, mas chegou a tocar US$ 1,3107 - o maior nível em quase doze semanas na comparação com a moeda norteamericana. Em relação ao iene, o euro teve alta menos acentuada, de 0,20%, para ¥ 113,77.

Euro sobe e supera US$ 1,31 em Nova York

-2,38 -3,98 -3,17 -0,52 -13,36 1,27 3,69 3,42 4,03 11,24

0,22%

IBOVESPA EM PONTOS

66.953

67.000

VAR. (%)

FONTE: AE

66.800

Commodities

66.600 66.400 66.200 66.000 65.800 65.600

31,31 22,01 24,05 18,32 14,55

29

22/7

Alumínio Chumbo Cobre Estanho Níquel Zinco

ONTEM

DIA ANTERIOR

2.103,00 2.032,00 7.260,00 19.600,00 20.700,00 1.997,00

2.068,00 2.017,50 7.165,00 19.525,00 20.405,00 1.955,00

1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1

NY-D Jones NY-Nasdaq NY-SP500 ADR B Titan Londres Frankfurt Paris Milão Tóquio Xangai Madri Hong Kong

PONTOS

DIA

VARIAÇÃO (%) MÊS ANO

10.467,16 2.251,69 1.101,53 32.577,99 5.313,95 6.134,70 3.651,91 21.096,97 9.696,02 2.648,12 10.659,50 21.093,82

-0,29 -0,57 -0,42 -0,30 -0,11 -0,72 -0,50 0,07 -0,59 0,55 0,15 0,01

7,09 0,38 6,75 -0,77 6,87 -1,22 11,68 -7,85 8,08 -1,83 2,84 2,98 6,07 -7,23 9,24 -9,25 3,34 -8,06 10,41 -19,19 15,07 -10,72 4,79 864,40

(COTAÇÕES EM R$ POR AÇÃO)

Quant. de Título 14.300 4.398.800 300 127.100 4.959.100 321.000 308.000 1.583.800 3.035.000 1.835.700 4.200 42.300 4.000 2.725.600 1.289.200 15.900 27.055.300 33.800 568.100 32.300 4.401.100 139.700 28.300 110.600 2.114.400 146.900 2.143.000 26.500 124.100 2.482.000 2.300 114.200 15.200 2.400 8.800 313.500 1.399.100 44.900 3.300 1.500 48.000 494.400 4.600 657.900 162.400 2.494.700 3.986.600 128.200 1.559.500 307.000 27.300 122.700 1.327.400 1.312.700 553.100 115.800 3.545.500 60.300 2.400 2.337.700 141.500 68.900 11.127.100 3.432.300 2.404.400 10.324.200 2.100 19.600 11.700 253.300 288.300 75.900 138.600 12.400 79.700 1.200 979.000 4.700 67.400 163.800 400 2.305.000 385.800 4.900 45.100 2.091.100 213.100 590.900 6.471.900 3.176.800 1.400 13.400 700 106.200 143.500 6.800 3.600 106.700 4.872.100 281.100 455.300 369.100 314.400 646.300 207.000 989.100 530.000 89.400 299.900 389.600 32.900 285.600 700 2.290.500 7.739.500 228.800 20.700 115.900 928.600 276.900 4.221.100 2.101.200 377.900 229.800 96.000 142.600 79.900 4.500 127.500 12.600 923.500 27.100 366.100 4.511.800 3.991.200 16.374.400 77.900 790.800 214.700 31.700 28.900

Abert. 12,80 12,96 45,30 30,20 39,59 0,08 0,08 8,52 1,39 2,97 12,04 8,50 3,96 0,35 5,15 14,45 0,89 9,24 21,62 3,40 8,84 24,93 7,60 11,06 14,60 22,00 52,94 26,10 20,93 0,17 39,00 11,60 8,45 1,03 7,66 10,05 17,67 3,26 15,00 13,45 0,47 0,38 30,50 15,50 6,95 0,39 11,56 21,38 15,66 33,78 21,40 1,48 1,59 42,70 18,69 16,10 18,55 46,00 529,99 60,59 8,94 8,60 6,26 18,15 31,64 27,84 5,60 91,45 10,75 3,45 20,30 1,68 17,61 16,00 6,18 9,21 11,43 0,41 0,37 0,91 13,45 25,42 0,83 14,26 13,84 15,62 35,30 0,24 0,20 23,10 2,80 15,94 16,40 15,30 34,61 3,83 32,79 29,01 29,61 14,65 4,14 76,50 4,37 15,22 4,86 16,36 28,93 9,30 1,10 0,80 14,52 0,43 39,40 35,46 27,43 48,11 35,70 38,70 3,92 7,26 4,95 18,30 134,17 22,80 46,90 6,30 6,07 14,11 88,92 0,75 0,59 8,90 55,20 53,46 49,00 42,80 107,26 48,32 17,52 3,50 22,99

Mín. 12,40 12,73 45,30 30,00 38,88 0,08 0,08 8,43 1,39 2,93 11,90 8,25 3,92 0,35 5,03 14,15 0,87 9,05 21,38 3,40 8,63 24,18 7,33 11,00 14,50 21,85 52,79 25,90 20,93 0,16 39,00 11,60 8,45 1,03 7,66 9,95 17,15 3,06 14,64 13,00 0,46 0,38 30,50 14,65 6,84 0,37 11,47 20,76 15,25 33,29 21,40 1,43 1,52 42,50 18,31 16,04 18,35 44,35 521,01 57,25 8,69 8,44 6,19 17,95 31,28 27,63 5,55 91,14 10,70 3,36 20,11 1,60 17,60 16,00 6,18 9,21 11,07 0,40 0,37 0,88 13,45 25,10 0,81 14,25 13,30 15,55 34,41 0,23 0,19 22,83 2,74 15,94 16,40 15,30 33,33 3,73 32,40 29,01 29,36 14,24 4,11 76,50 4,33 15,20 4,81 16,28 28,40 9,30 1,08 0,79 14,52 0,43 39,40 31,70 25,53 44,96 35,11 37,31 3,72 7,03 4,87 18,18 130,57 22,65 46,74 6,11 5,90 14,00 87,77 0,73 0,59 8,89 53,12 51,40 48,26 42,46 107,26 46,59 17,50 3,46 22,87

Máx.

Méd.

Últim.

Var. Fech. Compra Venda

12,89 12,98 45,30 30,40 39,60 0,08 0,09 8,64 1,55 3,03 12,04 8,50 4,16 0,36 5,17 14,58 0,90 10,00 21,83 3,50 8,97 24,93 7,67 11,20 14,82 22,07 55,00 26,40 21,25 0,18 39,06 11,98 8,58 1,04 7,85 10,10 17,75 3,33 15,23 13,50 0,47 0,39 32,00 15,50 7,00 0,40 11,69 21,42 15,69 34,29 21,55 1,48 1,65 44,73 18,88 16,32 18,61 46,50 535,00 60,70 8,94 8,60 6,29 18,44 31,72 27,95 5,66 92,00 10,84 3,47 20,65 1,70 17,83 16,20 6,50 9,37 11,43 0,41 0,38 0,93 13,45 26,01 0,85 14,35 13,84 15,97 35,60 0,24 0,21 23,46 2,80 16,50 16,90 15,63 34,88 3,89 33,00 29,36 29,90 15,18 4,42 78,39 4,45 15,50 4,90 16,65 29,27 9,40 1,16 0,82 14,72 0,47 39,82 35,79 27,49 48,83 35,70 38,70 3,92 7,26 5,02 18,30 134,45 22,90 47,74 6,38 6,10 14,20 89,10 0,75 0,61 8,98 55,98 54,46 49,30 43,06 110,00 48,32 17,89 3,50 22,99

12,67 12,86 45,30 30,19 39,27 0,08 0,08 8,54 1,47 3,00 11,95 8,30 3,99 0,35 5,08 14,36 0,88 9,47 21,59 3,49 8,81 24,50 7,46 11,09 14,63 21,97 54,21 26,10 21,07 0,17 39,02 11,84 8,50 1,04 7,70 10,03 17,33 3,15 14,89 13,33 0,47 0,38 31,80 14,87 6,92 0,39 11,60 20,98 15,41 33,72 21,50 1,45 1,60 43,89 18,51 16,14 18,49 45,63 528,29 58,49 8,78 8,50 6,23 18,16 31,45 27,79 5,61 91,43 10,74 3,42 20,43 1,66 17,76 16,19 6,33 9,29 11,22 0,40 0,37 0,89 13,45 25,52 0,83 14,32 13,51 15,78 34,83 0,23 0,20 23,15 2,76 16,40 16,47 15,46 34,01 3,85 32,79 29,28 29,69 14,75 4,29 77,42 4,40 15,40 4,87 16,43 28,84 9,33 1,11 0,80 14,70 0,45 39,53 33,38 26,09 46,38 35,43 37,96 3,84 7,13 4,95 18,22 132,17 22,76 47,12 6,29 6,00 14,10 88,34 0,74 0,60 8,93 54,28 52,67 48,71 42,74 109,04 47,17 17,75 3,49 22,90

12,78 12,98 45,30 30,27 39,43 0,08 0,08 8,56 1,41 2,99 11,90 8,25 4,16 0,36 5,04 14,30 0,87 9,60 21,80 3,49 8,90 24,75 7,40 11,04 14,57 21,90 54,48 26,40 21,19 0,18 39,05 11,85 8,50 1,04 7,85 10,03 17,28 3,10 15,23 13,49 0,47 0,38 32,00 15,50 6,97 0,38 11,59 20,80 15,35 33,36 21,50 1,44 1,61 44,57 18,52 16,20 18,48 46,00 535,00 58,47 8,72 8,44 6,24 18,00 31,28 27,74 5,66 91,40 10,84 3,41 20,39 1,67 17,80 16,20 6,45 9,37 11,40 0,41 0,38 0,89 13,45 26,01 0,82 14,35 13,55 15,94 34,94 0,24 0,20 22,85 2,79 16,40 16,90 15,60 33,94 3,73 32,79 29,36 29,65 15,18 4,35 78,00 4,44 15,40 4,89 16,42 28,99 9,33 1,16 0,82 14,72 0,47 39,82 32,36 25,84 45,60 35,40 37,95 3,84 7,03 4,87 18,27 131,00 22,70 47,74 6,36 6,10 14,00 88,70 0,74 0,60 8,96 53,12 51,90 48,40 42,52 109,20 46,61 17,89 3,50 22,89

-0,1 12,55 12,78 +1,0 12,94 12,98 -0,7 45,10 45,70 +0,2 29,91 30,27 +0,1 39,30 39,43 0,08 0,09 -11,1 0,08 0,09 +1,4 8,50 8,56 +4,4 1,41 1,46 +2,7 2,99 3,00 -1,2 11,80 12,00 -2,3 8,25 8,34 +1,5 4,00 4,16 0,35 0,36 -1,6 5,04 5,05 -0,9 14,15 14,30 -2,2 0,87 0,88 +3,9 9,06 9,60 +2,0 21,69 21,80 +2,6 3,31 3,49 +2,8 8,85 8,90 +0,2 24,75 24,77 -1,1 7,37 7,47 +0,4 10,92 11,04 +0,1 14,57 14,58 +0,9 21,90 21,97 +3,8 54,48 54,65 25,95 26,40 +1,2 21,15 21,19 +5,9 0,17 0,18 +0,1 39,05 39,47 +0,6 11,85 11,90 +2,4 8,37 8,50 -1,0 0,99 1,03 +1,2 7,67 7,85 -0,3 10,00 10,03 -1,8 17,26 17,28 -4,9 3,06 3,10 +0,9 14,64 15,25 +3,5 13,30 13,49 +2,2 0,45 0,47 -2,6 0,37 0,38 +3,2 30,50 32,00 14,70 15,50 +1,6 6,88 6,97 -2,6 0,37 0,38 +2,1 11,56 11,59 -1,7 20,80 20,81 -0,3 15,32 15,35 -0,7 33,36 33,72 +0,5 21,40 21,50 -2,7 1,41 1,49 +3,9 1,57 1,61 +4,4 44,54 44,59 +0,1 18,39 18,52 +0,6 16,20 16,30 +0,2 18,45 18,49 +2,2 44,36 46,00 +0,3 530,00 540,00 -3,1 58,40 58,47 -1,6 8,71 8,72 -0,7 8,44 8,50 +7,6 6,24 6,25 -1,6 18,00 18,09 -0,7 31,27 31,28 -0,2 27,73 27,74 +0,2 5,55 5,75 -0,1 91,40 91,50 +0,9 10,70 10,84 -1,7 3,40 3,41 +0,4 20,30 20,39 -0,6 1,67 1,68 +1,1 17,68 17,80 +1,3 15,84 16,20 +4,4 6,40 6,45 -0,7 9,11 9,41 +0,9 11,39 11,40 0,40 0,41 +2,7 0,37 0,38 -1,1 0,89 0,90 +1,2 11,15 13,40 +2,9 26,01 26,02 -1,2 0,81 0,83 +0,7 14,35 14,40 -1,1 13,55 13,68 +3,4 15,94 15,95 -1,2 34,82 34,94 0,23 0,24 0,19 0,20 -0,6 22,85 22,98 +3,0 2,61 2,77 +2,6 16,38 16,40 +3,0 16,70 17,01 +2,0 15,41 15,60 -0,3 33,85 33,94 -0,3 3,70 3,92 - 32,45 32,80 +0,2 29,36 29,45 +0,9 29,60 29,67 +3,3 14,78 15,18 +5,8 4,33 4,35 +2,5 77,95 78,00 +2,1 4,44 4,45 +1,9 15,40 15,49 -0,2 5,00 5,25 +0,1 16,42 16,45 +0,6 28,90 28,99 +1,9 9,31 9,35 +8,4 1,13 1,16 +2,5 0,80 0,82 +1,5 14,50 14,72 +6,8 0,46 0,47 +1,6 39,33 40,49 -8,1 32,36 32,50 -4,9 25,82 25,84 -5,0 45,60 45,74 -1,1 35,40 35,47 -0,3 37,52 37,95 3,81 3,84 -1,3 7,03 7,10 -1,8 4,87 4,89 -0,1 18,19 18,27 -2,6 131,00 131,90 -0,2 22,52 22,70 +1,9 47,30 47,74 +1,0 6,04 6,36 +0,2 5,91 6,00 -0,7 13,65 14,30 +0,2 88,02 88,70 0,74 0,75 +1,7 0,59 0,60 -0,1 8,90 8,96 -3,4 53,12 53,34 -2,0 51,83 51,90 -0,9 48,40 48,48 42,51 42,52 +1,1 109,20 109,97 -3,2 46,61 46,69 +1,0 17,80 17,89 +1,2 3,51 3,54 22,11 22,90

Mercado Futuro DI de 1 Dia (contrato = R$100.000,00; cotação = Taxa) Contr.

Contr.

Preço

Preço

Vencto.

Aberto

Negoc.

Mín.

422.200 190 391.466 128.735 1.236.34 153.150 151.974 70.035 3.521.04 484.805 196.324 33.570 661.754 57.790

10,610 10,625 10,670 10,760 10,790 10,940 11,100

Ago10 Set10 Out10 Nov10 Jan11 Abr11 Jul11

Último Máx.

Preço

Ajuste

10,630 10,630 99.919,86 10,640 10,640 99.042,51 10,730 10,710 98.197,96 10,770 10,770 97.401,85 10,840 10,800 95.692,51 10,980 10,940 93.224,61 11,200 11,150 90.711,47

Dólar Comercial (contrato = US$50.000,00; cotação = R$/US$1.000,00) Contr.

Contr.

Preço

Preço

Último

Aberto

Negoc.

Mín.

Máx.

Preço

Ajuste

Ago10 353.064 353.270 1.758,0 1.771,5 1.759,0

1.761,23

Vencto.

Set10 388.374 72.290 1.771,0 1.783,5 1.771,0 1.773,76 Out10 17.920 300 1.785,0 1.795,0 1.786,0 1.786,21 Nov10 4.930 0 0,000 0,000 0,000 1.798,50 Dez10 4.035 0 0,000 0,000 0,000 1.811,24 Jan11 39.905 190 1.828,0 1.828,0 1.828,0 1.826,01 Fev11 25 0 0,000 0,000 0,000 1.839,67 Abr11 5.440 0 0,000 0,000 0,000 1.866,61

Ibovespa (contrato = cotação a futuro x R$1,00; cotação = pontos do índice) Contr.

Contr.

Preço

Preço

Último

Aberto

Negoc.

Mín.

Máx.

Preço

Ajuste

111.459 70.060 66.885 67.795 67.300 10.525 1.120 68.100 68.600 68.200 10.835 530 69.100 69.500 69.100 70 0 0 0 0 535 0 0 0 0 80 0 0 0 0

67.268 68.113 69.095 70.164 72.218 74.504

Vencto.

Ago10 Out10 Dez10 Fev11 Jun11 Out11

Moedas Dólar (em R$) DIA

19/7 20/7 21/7 22/7 23/7 26/7 27/7 28/7 29/7

DÓLAR

COMERCIAL PARALELO TURISMO Compra Venda Compra Venda Compra Venda

1,785 1,772 1,784 1,758 1,757 1,764 1,768 1,768 1,759

1,787 1,774 1,785 1,760 1,759 1,765 1,770 1,770 1,761

1,840 1,830 1,860 1,840 1,830 1,800 1,840 1,830 1,830

1,960 1,960 1,960 1,960 1,960 1,950 1,9400 1,950 1,940

1,850 1,777 1,760 1,740 1,733 1,747 1,737 1,750 1,773

0,51%

EM REAIS

1,910 1,887 1,873 1,877 1,880 1,867 1,890 1,870 1,880

1,790 1,785 1,780 1,775 1,770 1,765 1,760 1,755 1,750

1,761

22/7

29

FONTE: AE

Câmbio (R$)

Conversão US$ 1/NY

Dólar americano 1,000 Dólar australiano 1,1102

1 EURO/ 1 LIBRA/ EUROPA LONDRES

R$ 1/ BRASIL

1,3079

1,5612

0,5679

1,4521

1,7333

0,6305

Dólar canadense 1,0359 1,3549 0,7646 1,000 Euro Franco suíço 1,0413 1,3619 86,91 113,67 Iene

1,6172

0,5882

1,1936 1,6256 135,68

0,4342 0,5913 49,35 0,3637

Libra esterlina

0,6406 0,8378

1,000

Peso argentino

3,9370

5,1492

6,1462

2,2357

Peso chileno

523,55 684,75

817,34

297,30

Rublo

30,179

47,114

17,137

39,471

AS MOEDAS NA VERTICAL: VALOR DE COMPRA SOBRE AS DEMAIS

Dólar americano Dólar australiano Dólar canadense Euro Franco suíço Iene Libra esterlina Peso argentino Peso chileno Rublo Yuan

COMPRA

VENDA

1,7635 1,5905 1,7042 2,3088 1,6939 0,0203 2,7551 0,4477 0,0034 0,0584 0,2602

1,7643 1,5918 1,7053 2,3100 1,6950 0,0203 2,7567 0,4484 0,0034 0,0585 0,2604

FONTE: BC

FONTE: BC

Falênciaserecuperaçãojudicial ● São Paulo

Falências Gislaine Cavalcanti da Silva contra Assinantes Guias e Listas Publicidade Ltda. R. Antônio de Barros, 2.658 – 1ª V. Falências. Jamef Transportes Ltda. contra Vallmarg Confecções Ltda. R. da Paz, 1.240 – 1ª V. Falências.

Escala 7 Editora Gráfica Ltda. contra Winparts Comércio Indústria Importação e Exportação Ltda. Al. Barão de Limeira, 1.011 – 2ª V. Falências. Vedagol Sistemas em Vedações Ltda. - EPP contra Investcorp Financial Administração de Bens e Participações Ltda. R. Ampelio Dionisio Zocchi, 64 Parte 2 – 1ª V. Falências.


%HermesFileInfo:B-13:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Mercados

Economia B13

O melhor da

informação financeira online e em tempo real

Agronegócios junho de 2009. Desta vez, os motivos foram as vendas dos Estados Unidos na semana, de quase um milhão de toneladas, o dobro do esperado por analistas, e a redução na estimativa da safra mundial. O Conselho Internacional de Grãos baixou sua projeção em mais 13 milhões de toneladas e agora espera produção de 651 milhõesde toneladas no ciclo 2010/11. A quebra nasafradaRússiapermitirá queosEstadosUnidos exportem quatro milhões de toneladas a mais no período, ou 64 milhões de toneladas, segundo expectativa da entidade.

Análise: Ana Conceição

Café atinge maior preço em 5 semanas

O

café arábica atingiu o maior preço em cinco semanas na Bolsa de Nova York, ontem, sustentado por compras de especuladores. O contrato setembro- o mais negociado - fechou em173,05 centavos de dólar por libra-peso, um aumento de 3,37%. A desvalorização da moeda norteamericanaante o euro ajudouas bolsasde commodities em geral, já que torna os produtos negociados em dólar mais baratos para os importadores. Os fundamentos do mercado do grão seguem os mesmos e incentivam as compras. Embora o Brasil, maior produtor mundial, esteja colhendo uma grande safra, a oferta de café de boa qualidade é pequena neste momento. Em Chicago, depois de dispararem na véspera, as cotações do trigo continuaram a subir. O contrato setembro ganhou 1,95% e fechou em US$ 6,2750 por bushel. É o maior preço desde

Mai11

522

170,00 168,00 166,00 164,00

22/7

29

44 21,08

21,20

21,08

21,08

Preço

Ajuste

Vencto.

Contr. Aberto

Contr. Negoc.

Preço Mín.

Preço Máx.

Último Preço

Ajuste

Set10 Dez10 Mar11 Set11

16.414 12.456 1.550 1.177

2.934 195,60 206,40 204,85 3.384 193,10 202,00 201,20 0 0,00 0,00 0,00 123 193,00 201,90 201,70

204,70 201,20 204,50 201,70

Jul10 Ago10 Set10 Out10 Nov10 Dez10

3.447 2.127 1.854 22.670 648 131

800 677 72 2.935 222 28

85,20 85,40 85,80 86,72 87,00 87,05

85,53 86,29 86,60 87,35 87,62 87,35

85,34 85,74 85,95 86,90 87,04 87,05

85,39 85,66 86,00 86,83 87,04 87,05

Soja (contrato = 27 toneladas; cotação = US$/60 Kg) Último

Máx.

Preço

Ajuste

Vencto.

Contr. Aberto

Set10 Nov10 Jan11 Mar11

13.007 4.324 758 324

213 19,93 154 20,90 32 22,05 0 0,00

20,15 21,10 22,28 0,00

19,93 21,04 22,25 0,00

19,94 21,00 22,15 21,32

Set10 Nov10 Mar11 Mai11

10 528 242 2.853

CEAGESP

Jabuticaba

Fortuna A .........................Cx K 25,00/27,00 Fuck´s A ............................Cx K 22,00/25,00 Margarida A ....................Cx K 22,00/25,00 Avocado A .............................Cxt 17,85/19,85 Quintal A ..........................Cx K 25,00/27,00

Kiwi Estrang.

Abacaxi

Laranja

0 0,00 10 23,80 10 22,70 218 22,10

0,00 23,80 22,70 22,25

0,00 23,80 22,70 22,20

23,89 23,90 22,70 22,21

....................................................Kg 11,62/14,44 Jaca

.......................................................Kg 0,90/1,00 Chileno .................................Cxt 31,75/34,82 Nova Zelândia ..................Cxt 45,00/50,00 Kiwi Nacional

...................................................Cxt 19,82/21,82

Ameixa Estrang.

Americana ...............................Kg 8,43/10,01 Espanhola .................................Kg 5,22/5,92

Pérsia A (9/10 Dz) ..............Cx M 31,21/33,21 Pérsia B (13/15 Dz) ...........Cx M 26,21/28,21 Pérsia C (18/24 Dz) ...........Cx M 21,21/23,21

Banana

Terra ............................................Kg 1,53/1,64 Maçã ............................................Kg 2,12/2,37 Ouro ..............................................Kg 1,73/1,95 Prata Mg ......................................Kg 1,58/1,68 Prata Sp .......................................Kg 1,53/1,62 Nanica Climat. ..........................Kg 0,95/1,05 Cajú

A ..............................................Eng 10,17/10,54 B .................................................Eng 8,17/8,40

Limão

Taiti A (21/27 Dz) ............Cx M 36,79/38,50 Taiti B (32/38 Dz) ...........Cx M 29,97/31,68 Taiti C (40/45 Dz) ...........Cx M 24,58/26,28 Maçã Estrang.

Red Del 80-163 Frutos ...........Kg 3,01/3,31 Granny Smith 80-162 Frutos .Kg 2,42/2,67 Maçã Nacional

Cereja Estrang.

Fuji 80-150 Frutos ..................Kg 2,48/2,63 Fuji 163-175 Frutos ..................Kg 2,09/2,32 Gala 80-150 Frutos .................Kg 2,28/2,44 Gala 163-175 Frutos ..................Kg 1,86/2,12

...................................................Kg 20,81/24,73

Mamão

Coco Verde

Formosa A ....................................Kg 1,16/1,27 Formosa B ................................Kg 0,87/0,98 Havaí 12 Frutos .........................Kg 1,42/1,52 Havaí 15 Frutos .........................Kg 1,46/1,55 Havaí 18 Frutos .........................Kg 1,46/1,56 Havaí 21 Frutos .........................Kg 1,24/1,33 Havaí 24/28 Frutos ..................Kg 1,03/1,10

Carambola

.....................................................Cxt 7,07/8,50

...........................................Cem 104,83/119,78 Figo

A ..................................................Cxt 9,04/9,96 B .................................................Cxt 7,04/7,96 Fruta Do Conde

9/10 Frutos ............................Cxt 19,92/21,91 12 Frutos ...............................Cxt 15,96/17,45 15 Frutos ................................Cxt 12,74/14,23 18 Frutos ..................................Cxt 9,52/11,02 Goiaba

Vermelha 9 Frutos ................Cxt 6,79/7,62 Vermelha 12 Frutos .............Cxt 6,78/7,62 Vermelha 15 Frutos ..............Cxt 6,78/7,62 Vermelha 18 Frutos ..............Cxt 4,94/5,62 Branca 9 Frutos ....................Cxt 4,75/5,36 Branca 12 Frutos ...................Cxt 4,75/5,36 Branca 15 Frutos ...................Cxt 4,75/5,36 Branca 18 Frutos ...................Cxt 3,08/3,69

6 8 73 5

Manga

Hadem 9 Frutos .......................Kg 3,47/3,71 Hadem 12 Frutos ....................Kg 3,54/3,79 Hadem 15 Frutos ....................Kg 2,71/3,00 Hadem 18 Frutos ....................Kg 2,07/2,32 Palmer 9 Frutos .......................Kg 2,17/2,45 Palmer 12 Frutos ....................Kg 2,17/2,46 Palmer 15 Frutos ......................Kg 1,76/1,95 Palmer 18 Frutos ......................Kg 1,34/1,49 Tommy Atkins 12 Frutos ........Kg 1,73/1,93 Tommy Atkins 15 Frutos .......Kg 1,35/1,47 Tommy Atkins 18 Frutos ........Kg 1,10/1,20

FECH. AJUSTE VAR.%

1,61 0,79 1,02 0,89

MÍN.

MÁX.

39,27 39,43 39,51 40,05

FECH. AJUSTE VAR.%

39,27 39,41 39,59 40,00

39,27 39,41 39,59 40,00

1,11 1,05 1,05 1,09

Brasil Extra A ............................Kg 4,12/4,33 Brasil Extra ...............................Kg 3,39/3,78 Brasil Especial ..........................Kg 2,65/2,85 Rubi Extra A ..............................Kg 3,83/4,14 Rubi Extra .................................Kg 3,25/3,45 Rubi Especial ............................Kg 2,75/2,99 Benitaka ......................................Kg 3,70/4,17 Red Globe .................................Kg 4,74/5,24 Thompson .................................Kg 7,00/8,22

Azedo A ...............................Cx K 15,95/17,25 Azedo B ................................Cx K 12,83/14,11 Azedo C ...............................Cx K 10,07/11,09 Doce 8 Frutos ....................Cxt 10,00/10,66 Doce 10 Frutos ....................Cxt 10,00/10,66 Doce 12 Frutos ........................Cxt 7,01/7,34 Doce 15 Frutos ........................Cxt 5,01/5,34 Melância

Redon/Comprida Graúda .......Kg 0,91/1,01 Redon/Comprida Média .........Kg 0,71/0,81 Redon/Comprida Miúda .......Kg 0,53/0,61

Uva Estrang.

Crinsson ....................................Kg 7,00/8,29 Moscatel ....................................Kg 5,85/6,10 Thompson .................................Kg 8,30/8,94 Red Globe .................................Kg 7,35/7,93

Melão

Amarelo 6/7 Frutos ...........Cx 16,56/17,86 Amarelo 8/9 Frutos ............Cx 15,98/17,26 Amarelo 10/11 Frutos .........Cx 14,02/15,20 Amarelo 12/14 Frutos ..........Cx 11,50/12,67

Mercado Atacadista Secretaria do Abastecimento e Ceagesp Preços em R$ Abóbora

Mexerica

Rio A .....................................Mcx 22,52/23,76 Rio B .......................................Mcx 18,52/19,52 Rio C ......................................Mcx 14,76/15,76 Comum ......................................Kg 6,36/7,36

Japonesa .....................................Kg 1,35/1,40 Seca ..............................................Kg 1,27/1,37 Moranga .....................................Kg 0,72/0,80 Paulista ..................................Sc 17,47/19,29

Nectarina Estr.

Abobrinha

Espanhola ................................Kg 4,20/4,56 Americana ..............................Kg 8,00/10,65

Brasileira Extra Aa .........Cx K 23,15/26,02 Brasileira Extra A .............Cx K 17,34/19,50 Brasileira Extra ................Cx K 12,29/14,30 Italiana Extra Aa ............Cx K 35,82/39,90 Italiana Extra A ..................Cx K 27,51/31,14 Italiana Extra ....................Cx K 20,13/22,98

Morango

NesPêra

5x5 Frutos .........................Cxt 46,64/50,00 5x6 Frutos ..........................Cxt 36,64/40,00 6x6 Frutos ..........................Cxt 28,00/30,00 7x6 Frutos ............................Cxt 19,81/22,26 (4 Cumbuca ) ......................Cxt 18,94/21,44

Alcachofra

Graúda .......................................Cb 3,79/3,99 Média ...........................................Cb 2,81/3,01 Miúda ...........................................Cb 1,83/2,03

Pêra Estrang.

0,5804 0,5738 0,5848 0,6128 0,6139 0,6077 0,6399 0,6036 0,5806 0,5708 0,6008 0,6301 0,6127 0,6313

TR/Poupança Índice

MÊS

ANO

12 MESES

TR (1º/7) Poupança (1º/8)

0,1151 0,6157

0,30 3,87

0,35 6,57

INSS Mês de competência: Julho Trabalhador assalariado e doméstica*

8% 9% 11% 12%

AUTÔNOMO (BASE EM R$)

ALÍQUOTA

De 510,00 a 3.416,54

20%

VENCTO. NEGOC.

MÁX.

MÍN.

MÁX.

FECH. AJUSTE VAR.%

Set. 4 Nov. 1.862 Jan./11 1.320 Mai. 817

1.735 1.725 1.745 1.733

1.738 1.755 1.772 1.765

1.741 1.741 1.747 1.747 1.765 1.765 1.754 1.754

MÁX.

FECH. AJUSTE VAR.%

80,68 76,80 74,98 75,60

80,68 76,91 75,21 75,80

0,14 0,64 0,48 0,39

VENCTO. NEGOC.

Set. Nov. Jan./11 Mar.

398 59 14 14

MÍN.

MÁX.

144,75 146,25 147,60 147,60

147,45 148,70 149,75 149,75

1,58 1,51 1,44 1,56

146,35 147,70 148,80 148,80

R$/ARROBA, A PRAZO

MÉDIO

MÍN. MÁX.

Araçatuba (SP)

84,33

84,00 85,00

Barretos (SP)

84,67

84,00 85,00

Bauru/Marília (SP)

84,73

84,00 85,00

Campo Grande (MS)

76,56

76,00 78,00

Cuiabá (MT)

80,05

80,00 80,50

Dourados (MS)

79,10

78,00 80,00

Goiânia (GO)

84,25

84,00 85,00

Presidente Prudente (SP)

82,00

81,00 83,00

Noroeste do Paraná (PR)

79,40

79,00 80,00

79,67

79,00 80,00

As principais notícias e cotações do agronegócio, análises e tendências de mercado no Brasil e no mundo estão na Agência Estado.

PREÇOS AO PRODUTOR Soja R$/SACA DE 60KG

MÉDIO

MÍN.

Norte do Paraná

35,30 36,75 35,96 32,33 35,35 34,76

35,30 36,00 35,00 31,50 33,00 32,50

Ponta Grossa (PR) Passo Fundo (RS) Rio Verde (GO) Triângulo Mineiro Rondonópolis (MT)

MÁX.

35,30 37,00 36,50 34,00 37,00 37,00

Cerrado (MG) Sul de Minas Gerais Noroeste do Paraná (PR) Zona da Mata (MG) Garça (SP)

MÉDIO

MÍN.

MÁX.

314,55 306,93 290,63 301,00 293,33

310,00 300,00 282,50 295,00 290,00

320,00 310,00 292,50 305,00 295,00

Salsa Salsão

Torta Extra Aa ...............Cx K 45,34/50,34 Torta Extra A .....................Cx K 35,17/40,17 Torta Extra ......................Cx K 25,00/30,00 Feijão Corado

Extra ..................................Cx K 36,33/42,66 Especial ............................Cx K 25,00/30,00 Gengibre

..............................................Cx K 20,42/23,34 Extra A ..............................Cx K 26,24/30,36 Extra ...................................Cx K 18,06/20,59 Especial ..............................Cx K 13,29/14,94 Jiló

Redondo Extra Aa ............Cx K 37,07/41,18 Redondo Extra A ..............Cx K 27,70/31,31 Redondo Extra ...............Cx K 20,66/23,04 Mandioca

Graúda ................................Cx K 14,00/15,00 Média .....................................Cx K 11,07/12,07 Miúda ......................................Cx K 8,34/9,34 Mandioquinha

Extra Aaa ..................................Kg 3,20/3,53 Extra Aa ......................................Kg 2,53/2,83 Extra A .........................................Kg 1,92/2,15 Maxixe

.............................................Cx K 40,00/50,00 Pepino

Extra Aa ......................................Kg 1,00/1,09 Extra A .......................................Kg 0,75/0,84 Extra ...........................................Kg 0,57/0,66

Pimentão

INPC (IBGE) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV) IPA-DI (FGV) IPC-DI (FGV) IPC (FIPE) IPCA (IBGE) INCC - (FGV) CUB (Sinduscon) ICV - Dieese

NO ANO 12 MESES

0,15 -

3,38 5,85 5,48 6,18 3,64 3,10 3,09 5,62 5,22 3,22

4,76 5,79 5,07 4,89 4,93 4,85 4,84 6,48 5,77 5,58

* NOVA SÉRIE EM MARÇO/2007

A PAGAR (R$)

De 102,00 a 693,48

Vencimento 16/8. O percentual de multa a ser aplicado fica limitado a 20%, mais taxa Selic.

IPC-FIPE

1,0579 -

IPCA (IBGE)

-

INPC (IBGE) ICV-DIEESE

Fatores válidos para contratos cujo último reajuste ocorreu há um ano. Multiplique o valor pelo fator.

Índices VALOR

DIA%

MÊS% ANO%

10,63 10,64 13,22 1,490

0,71 0,00 -1,71 0,00

3,10 5,03 -2,00 22,13

CDB (32/22) CDI Capital de Giro Hot money

23,03 23,43 8,54 -1,97

Fator da TR

Indicadores UNID.

IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV)

Assine AE Agronegócios, sua melhor safra de informações. Grande São Paulo (11) 3856-3500 Outras localidades 0800 011 3000 atende.ae@grupoestado.com.br www.ae.com.br.

.................................................Dzmc 8,93/11,10 Coentro

Manjericão

Extra ..................................Dzmc 17,03/19,24 Especial ..............................Dzmc 11,93/14,12

Alface

Couve

Macarrão Curta Extra Aa Cx K 61,17/66,89 Macarrão Curta Extra A Cx K 48,12/55,32 Macarrão Curta Extra .Cx K 29,48/34,48

Extra .....................................Dzmc 8,41/9,47 Especial .................................Dzmc 6,33/7,12 Primeira ...............................Dzmc 4,51/5,32 Bruxelas Extra .........................Pct 3,10/3,60

Verduras

Mercado Atacadista Secretaria do Abastecimento e Ceagesp Preços em R$ Acelga

Couve Flor

Extra .........................................Eng 6,45/6,80 Especial ...................................Eng 4,93/5,28 Primeira ..................................Eng 3,40/3,74

Erva Doce

Extra ........................................Eng 8,80/9,42 Especial ....................................Eng 7,14/7,76 Primeira ..................................Eng 5,52/6,07

Agrião

Extra ......................................Eng 15,59/16,77 Especial ................................Eng 12,57/13,67 Primeira ..................................Eng 9,51/10,61 Alface

Americana Extra ...............Eng 11,78/13,20 Americana Especial ...........Eng 9,57/10,57 Americana Primeira ............Eng 8,38/9,36 Crespa Extra .........................Eng 7,99/8,85 Crespa Especial ...................Eng 6,33/7,04 Crespa Primeira ....................Eng 4,43/4,77 Romana ....................................Eng 6,91/8,43 Lisa Extra ...............................Eng 10,21/11,13 Lisa Especial ..........................Eng 8,25/8,87 Lisa Primeira .........................Eng 6,25/6,87

Extra ....................................Dzmc 11,18/13,17 Especial ................................Dzmc 8,63/9,63 Primeira ..............................Dzmc 6,59/7,59 Escarola

Extra .........................................Eng 8,14/8,83 Especial ....................................Eng 6,13/6,66 Primeira ..................................Eng 4,38/4,67 Espinafre

Beterraba C/Fol

Extra .......................................Eng 10,29/11,29 Especial ...................................Eng 8,29/9,29 Primeira ..................................Eng 6,29/7,29 Brócolos

Extra ....................................Dzmc 19,39/21,41 Especial ............................Dzmc 14,48/16,21 Ninja ......................................Eng 10,73/13,33

Escarola

Grande ......................................Kg 4,20/4,50 Média ..........................................Kg 3,20/3,50 Pequena .....................................Kg 2,20/2,50

Hidropônica ........................Eng 10,40/11,40

Anchovas

Agrião

Hidropônico ........................Eng 12,25/13,47

Rúcula

Grande ......................................Kg 4,50/5,00

Hidropônica ........................Eng 15,66/17,44

Bagre A.salgada

Diversos

Betarra

.......................................................Kg 3,50/4,00 .........................................................Kg 1,75/2,00

Mercado Atacadista Secretaria do Abastecimento e Ceagesp Preços em R$ Alho Estrang.

Bonito

........................................................Kg 2,20/2,50 Camarão

Argentino Tipo 7 ..................Kg 12,25/12,84 Argentino Tipo 6 ...................Kg 10,75/11,67 Argentino Tipo 5 .....................Kg 8,84/9,84 Chines ........................................Kg 8,00/9,00

Ferro Primeira ....................Kg 15,00/16,00 Ferro Terceira .......................Kg 11,00/12,00 Rosa Médio ..........................Kg 31,00/32,00 Cambeva

.......................................................Kg 6,00/7,00 Cascote

Gobo

Batata

Corvina

Extra ............................................Mc 3,71/4,41

Comum Especial ...................Kg 0,85/0,95 Comum 1a./2a. ........................Kg 0,52/0,62 Comum Especialzinha .........Kg 0,52/0,62 Benef.comum Especial .........Kg 0,81/0,91 Benef.comum 1a./2a. .............Kg 0,53/0,61 Benef.comum Especialzinha ........................................................Kg 0,51/0,61 Benef.lisa Especial ....................Kg 1,00/1,10

Grande ......................................Kg 4,20/4,50 Média ..........................................Kg 3,20/3,50 Pequena .....................................Kg 2,20/2,50

Hortelã

.......................................................Mc 2,30/2,75 Louro

......................................................Mc 2,50/3,00

.......................................................Mc 6,00/7,00

Mercado Atacadista Secretaria do Abastecimento e Ceagesp Preços em R$ Abrotea

Com Casca ...........................Sc 63,62/65,00 S/Casca ..................................Sc 96,90/98,62

Milho Verde

Aspargo

Pescado

Amendoim

Extra ......................................Dzmc 8,29/9,62 Especial ................................Dzmc 6,01/7,01 Primeira ..............................Dzmc 4,08/4,98 Extra ......................................Dzmc 9,18/10,12 Especial ...............................Dzmc 7,29/8,23 Primeira ...............................Dzmc 5,41/6,35 Pão De Açúcar Extra .....Dzmc 11,49/12,69 Pão De Açúcar Especial Dzmc 9,29/10,29 Pão De Açúcar Primeira .Dzmc 7,19/8,19

.......................................................Mç 2,07/2,27 Crespa Hidropônica ...........Eng 10,01/11,21 Lisa Hidropônica ..................Eng 10,01/11,21 Mimosa Hidropônica ...........Eng 10,01/11,21 Romana Hidropônica ......Eng 10,30/11,30

Branco Médio ......................Cx 42,92/43,92 Branco Pequeno .................Cx 38,63/39,63 Branco Extra Embalado ......Bd 5,02/5,20 Vermelho Extra ...................Cx 49,33/50,33 Vermelho A ...........................Cx 48,19/49,19 Vermelho B .........................Cx 45,56/46,56 Codorna .......................................Cx 1,70/1,80

Extra ....................................Dzmc 11,82/12,61 Especial ..............................Dzmc 9,43/10,22 Primeira ...............................Dzmc 7,39/8,13

Alho Porro

Almeirão

.......................................................Mc 4,02/4,91 Branco/Verde Extra .....Dzmc 18,86/21,80 Branco/Verde Especial .Dzmc 14,43/16,15 Branco/Verde Primeira Dzmc 10,66/12,22

Chicória

Vagem

Extra ............................................Sc 8,23/9,15 Especial ......................................Sc 5,52/6,44 Primeira ....................................Sc 3,87/4,44

Canjica

.......................................................Pct 2,13/2,41 Mostarda

.............................................Dzmc 10,85/13,02 Nabo

Extra ..........................................Mc 3,58/4,06 Especial ......................................Mc 2,73/3,06 Primeira ....................................Mc 2,07/2,38 Orégano

.........................................................Mc 2,61/3,11 Palmito

Pupunha .....................................Pc 8,14/9,14 Rabanete

.................................................Dzmc 9,28/11,55

Repolho

Quiabo

Cebolinha

Liso Extra Aa ..................Cx K 59,48/66,97 Liso Extra A .....................Cx K 41,40/47,87 Liso Extra ...........................Cx K 27,28/33,75

Extra ...................................Dzmc 10,87/12,57 Especial ..............................Dzmc 9,00/9,90 Primeira ..............................Dzmc 6,40/7,29

Liso Extra ................................Eng 6,23/7,97 Roxo Extra ..........................Eng 13,95/15,95 .............................................Dzmc 13,52/16,09

Grande ...................................Kg 12,00/14,00 Médio .........................................Kg 8,00/9,00 Pequeno ....................................Kg 6,00/7,00 Manjuba Salmão

Grande ..................................Kg 25,00/26,00

Minas Gerais Graúda ..............Kg 1,52/1,65 Minas Gerais Média .................Kg 1,52/1,65 Minas Gerais Miúda .................Kg 1,32/1,42 Roxa Graúda ..............................Kg 1,73/1,84 Roxa Média ................................Kg 1,73/1,84 Roxa Miúda ................................Kg 1,53/1,63

Pescada

Cebola Estrang.

Argentina Graúda ...................Kg 1,70/1,80 Argentina Média ......................Kg 1,70/1,80 Argentina Miúda ........................Kg 1,51/1,61 Coco Seco M.pipoca Estran

Grande .....................................Kg 9,00/10,00 Média .........................................Kg 7,00/8,00 Pequena ....................................Kg 4,00/5,00 Goete Grande ...........................Kg 3,75/4,00 Goete Média ..............................Kg 3,20/3,50 Goete Pequena ........................Kg 2,80/3,00 Maria Mole Grande ...............Kg 4,20/4,50 Maria Mole Média ..................Kg 3,20/3,50 Maria Mole Pequena .............Kg 2,20/2,50 Tortinha ....................................Kg 2,75/3,00 Porco

Grande ......................................Kg 5,50/6,00

.................................................Sc 38,86/40,00 Milho Pipoca

Robalo

..................................................Kg 24,00/26,00

.................................................Sc 42,00/45,00

Rúcula

Linguado

Cebola

.................................................Sc 38,88/40,00

Catalonha

.........................................................Kg 1,75/2,00

.......................................................Kg 5,00/6,00

........................................................Kg 1,70/1,80

Moiashi

Extra ..................................Dzmc 15,70/17,14 Especial ............................Dzmc 12,40/13,40 Primeira ............................Dzmc 9,59/10,59

DATA PERÍODO

UFIR Out./00 R$ 1,0641 UFESP 2010 R$ 16,42 UFM-SP 2010 R$ 96,33 UPC Jul. a Set. R$ 21,86 SAL. MÍN. Julho R$ 510,00 FGTS Julho 0,3056% SELIC* Junho 0,79% * Incide sobre valor nominal do débito. Há, ainda, multa de 0,33% ao dia, limitada a 20% sobre o valor nominal. Para pagto. da 4ª cota e da 1ª, 2ª e 3ª em atraso, até 30/7 os juros da Taxa Selic são de 2,54%.

Salário regional paulista O piso salarial tem três faixas , R$ 560, R$ 570 e R$ 580, de acordo com a atividade profissional (a lista das atividades por faixa está na Lei estadual de nº 13.983/10 em 10 de março de 2010, que vale a partir Abril, para pagamento em Maio/10) e não se aplica a trabalhadores que têm piso definido por lei federal, convenção ou acordo coletivo de trabalho nem a servidores públicos, aposentados e pensionistas.

28/7 29/7 30/7 31/7

FATOR

DATA

0,01230948 0,01222885 0,01211952 0,01209578

1º/8 2/8 3/8 4/8

FATOR

0,01207247 0,01205012 0,01212979 0,01224239

DI - Over DATA

VALOR

DIA%

MÊS%

ANO%

26/7 27/7

10,64 10,63

0,0401 0,0401

0,6976 0,7380

5,0148 5,0569

28/7

10,63

0,0401

0,7380

5,0569

29/7

10,63

0,0401

0,8188

5,1411

Imposto de Renda na fonte BASE DE CÁLCULO (R$)

Até 1.499,15 De 1.499,16 até 2.246,75 De 2.246,76 até 2.995,70 De 2.995,71 até 3.743,19 Acima de 3.743,19

ALÍQUOTA

PARCELA A DEDUZIR

– 7,5 15 22,5 27,5

Isento 112,43 280,94 505,62 692,78

Deduções: R$ 150,69 por dependente; pensão alimentícia integral; contribuição ao INSS. Aposentado com 65 anos ou mais tem direito a uma dedução extra de R$ 1.499,15 no benefício recebido da previdência.

Maiores por Rentabilidade mês(%) Referenciado DI 3,81 FI Refer Brb Lider 30 Dias DI 2,18 Mb Master Ref DI Lp FIF* 2,05 Mb Super Ref DI Lp FIC* 1,33 FI Banestes Vip DI Refer Lp 0,89 Vic Fg 2 Cred PrIV FI Ref Renda Fixa 9,91 Caixa FI Master III RF* 9,82 Caixa FIC Selecao RF* 9,05 Mb Matic Renda Fixa Lp FIF* 8,86 Mb Especial RF Lp FIC* 3,09 FI R Fixa Brb Executivo Fundos de Curto Prazo 0,82 Bram FI Curto Prazo 0,82 Tebe Curto Prazo FICFI 0,82 Rt Enterprise Curto Prazo FI 0,82 Santander FI Curto Prazo 0,82 Federal Curto Prazo FI Multim. Multiestratégia 816,37 FI Multim Exclusivo Prev Itatins* 56,5 Infinity Platinum FI Mult* 16,79 FI Multimerc Cred PrIV Mero* 14,08 Mocastland FI Multim Cred PrIV* 13,71 Sparta Trends FI No Exter. Multim* Multim. Juros e Moedas 2,99 Ffie FI Mult Cred PrIV* 2,61 FI Rio Bonito Multimerc Cred. Priv.* 2,54 Rt Comp 6 FI Multimercado* 1,77 Btg Pactual High Yield Plus FI Multi* 1,61 Opus Macro Srv Master FI Multi* Ações Livre 24,27 FI Ações Proprietario 10* 23,55 Mercaante FI De Ações* 22,04 Jpp FIA* 20,08 Vinci Prioritario FI Ações* 19,51 Profit 180 FI Ações*

15,00 13,00 16,00 14,10 8,00 16,00 13,50 16,50

Fonte: AE Broadcast

Extra .....................................Eng 15,93/16,93 Especial .................................Eng 12,93/13,93 Primeira ..................................Eng 10,12/11,12

Ervilha

MÁX.

14,00 12,80 15,00 12,80 7,50 15,00 12,00 15,38

146,20 0,58 147,75 0,48 148,95 0,40 148,95 0,40

Cenoura C/Folha

(250 Gramas) ..........................Pct 2,38/2,86

MÍN.

14,46 12,82 15,59 13,53 7,75 15,30 12,73 15,38

Boi Gordo

Triângulo Mineiro

Maduro Extra Aa ......................Kg 1,57/1,74 Maduro Extra A ..........................Kg 1,16/1,28 Maduro Extra .............................Kg 0,91/1,01 Salada Extra Aa ........................Kg 1,57/1,72 Salada Extra A ..........................Kg 1,10/1,25 Salada Extra ............................Kg 0,83/0,93 Caqui Extra Aa .........................Kg 1,94/2,14 Cereja Extra Aa .......................Kg 2,79/3,07

Cogumelo

MÉDIO

FECH. AJUSTE VAR.%

Tomate

Cenoura

Cará

MÍN.

Extra Aa .............................Cx K 27,70/32,06 Extra A ................................Cx K 19,67/22,15 Extra ....................................Cx K 14,58/16,55

Extra A ................................Cx K 18,32/20,48 Extra .....................................Cx K 13,07/15,15

Extra Aa .............................Cx K 17,43/18,80 Extra A .................................Cx K 13,39/14,77 Extra .....................................Cx K 9,46/10,70

Niagara Extra A .........................Kg 3,51/3,71 Niagara Extra ............................Kg 3,10/3,31 Niagara Especial .....................Kg 2,64/2,89 Itália Extra A .............................Kg 4,06/4,41 Itália Extra ................................Kg 3,32/3,67 Itália Especial ...........................Kg 2,66/2,94 Centenial Extra A .....................Kg 4,71/5,21 Centenial Extra .......................Kg 3,23/3,64 Isabel Extra ...............................Kg 2,60/2,80

0,66 1,15 1,44 1,49

Chuchu

Verde Extra Aa ...................Cx K 11,00/11,95 Verde Extra A ......................Cx K 8,30/9,25 Verde Extra ............................Cx K 5,61/6,57 Vermelho Extra Aa ........Cx K 30,85/35,43 Vermelho Extra A .........Cx K 22,47/26,08 Vermelho Extra ...............Cx K 16,50/18,75 Amarelo Extra Aa .........Cx K 28,22/34,80

Uva

173,05 3,38 173,75 3,21 173,50 3,12 172,85 2,95

VENCTO. NEGOC.

Beterraba

Murcot A (8/10 Dz) ........Cx M 37,74/39,74 Murcot B (11/12 Dz) ........Cx M 32,74/34,74 Murcot C (13/15 Dz) ..........Cx M 27,61/29,61 Poncam A (8/10 Dz) .....Cx M 38,00/40,00 Poncam B (11/12 Dz) .....Cx M 32,50/34,50 Poncam C (13/15 Dz) ....Cx M 27,00/29,00

VENCTO. NEGOC.

Out. 39 80,60 81,11 Dez. 3.846 76,25 77,44 Mar./11 841 74,60 75,80 Mai. 58 75,60 76,28

R$/SACA DE 60KG

* Vermelha Extra Aa ....Cx K 25,98/29,45 * Vermelha Extra A ........Cx K 19,20/21,80 Cambuci Extra Aa ..........Cx K 35,17/40,00 Cambuci Extra A ............Cx K 25,33/30,16 Verde Americ Extra Aa Cx K 23,38/26,41 Verde Americ Extra A ...Cx K 17,05/19,60 Verde Americ Extra .........Cx K 12,49/14,14

Tangerina

FECH. AJUSTE VAR.%

Café Arábica

Pimenta

.................................................Cxt 30,00/35,00

FECH. AJUSTE VAR.%

Set. 8.040 166,45 174,60 173,05 Dez. 2.296 167,40 175,40 173,75 Mar./11 649 167,60 175,00 173,50 Mai. 250 167,00 174,25 172,85

Conserva Extra ...............Cx K 25,00/30,00 Conserva Especial .........Cx K 18,00/20,00 Conserva Primeira .........Cx K 12,00/15,00 Japonesa Extra ..............Cx K 35,00/40,00 Japonesa Especial .......Cx K 25,00/30,00 Japonesa Primeira .......Cx K 18,00/20,00 Extra Aa ..............................Cx K 14,09/15,91 Extra A .................................Cx K 10,40/11,40 Extra .........................................Cx K 7,17/8,17

Roma

FECH. AJUSTE VAR.%

-

MÍN.

Berinjela

Americano .................................Kg 5,93/7,51 Espanhol ...................................Kg 4,29/4,54

ALÍQUOTA (%)

Até 1.040,22 De 1.040,23 a 1.733,70 De 1.733,71 a 3.467,40 * Empregador

MÁX.

......................................................Cxt 9,46/11,28

Pêssego Estran.

Reajuste do aluguel (Agosto) Jul.

SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO

MÍN.

1.311 574,80 581,00 577,30 577,30 1,19 651 527,10 532,40 527,80 527,80 0,25 595 513,00 518,00 513,90 513,90 0,57 62 491,80 496,40 492,30 492,30 -0,08

Quincam

Batata Doce

MÁX.

2.250 2.289 2.286 2.286 2.157 2.197 2.197 2.197 2.132 2.179 2.179 2.179 2.154 2.179 2.185 2.185

EM DÓLARES POR TONELADA

Amarela Extra Aa ...........Cx K 28,66/32,52 Amarela Extra A .............Cx K 21,57/24,14 Amarela Extra ...................Cx K 15,77/17,85 Rosada Extra Aa .............Cx K 20,45/22,39 Rosada Extra A ..................Cx K 15,61/17,31 Rosada Extra .....................Cx K 10,89/12,70

Danjou .................................Cx P 52,12/57,05 Pack's Triumph ...............Cx P 51,47/56,57 Red Bartelet ...................Cx P 65,00/70,00 William's ...........................Cx P 57,63/62,89

MÍN.

Set. 1.257 Dez. 1.051 Mar./11 471 Mai. 91

Norte do Paraná Passo Fundo (RS) Sudoeste do Paraná Sorriso (MT) Chapecó (SC) Rio Verde (GO) Triângulo Mineiro

Açúcar – Londres

Caipira Extra Aa ...............Cx K 23,06/25,16 Caipira Extra A ...................Cx K 18,17/20,16 Caipira Extra .......................Cx K 13,13/15,21 Comum Extra Aa .............Cx K 15,61/17,48 Comum Extra A ................Cx K 11,58/13,13 Comum Extra .......................Cx K 8,74/9,90 Japonês Extra Aa ...........Cx K 38,77/43,77 Japonês Extra A .............Cx K 27,43/32,21 Japonês Extra ..................Cx K 19,62/22,43

Inflação (%) 0,8406 0,7739 0,7950 0,8330 0,8942 0,8780 0,8702 0,8839 0,8508 0,8409 0,8811 0,9105 0,8930 0,9216

19,49 19,50 3,29 18,55 18,51 1,31 17,60 17,58 0,34 16,83 16,83 -0,24

Inhame

Legumes

VENCTO. NEGOC.

EM CENTS DE US$ POR LIBRA-PESO

19,67 18,68 17,79 17,06

EM DÓLARES POR TONELADA

39,07 39,17 39,30 39,76

0,66 0,73 0,52 0,42

Mogiana (SP)

Ovos

Branco Extra ........................Cx 46,63/47,63 Branco Grande ....................Cx 45,24/46,24 Branco Grande Embalado ......Bd 4,41/4,7

Sardinha

Congelada Grande ................Kg 2,80/3,00 Congelada Média ...................Kg 2,20/2,50 Tilápia

.......................................................Kg 3,50/4,00

Fundos

TR/TBF/poupança (%) 0,800 0,0734 0,0844 0,1122 0,1133 0,1072 0,1392 0,1031 0,0802 0,0704 0,1003 0,1295 0,1121 0,1306

1,95 1,93 1,83 0,00

Out. 15.618 18,95 Mar./11 6.060 18,30 Mai. 336 17,53 Jul. 551 16,78

Café – Londres

10 16 9 41

Set. 2.970 2.996 3.064 3.030 3.046 Dez. 632 3.022 3.085 3.056 3.071 Mar./11 89 3.052 3.103 3.075 3.090 Mai. 52 3.080 3.118 3.091 3.106

EM CENTS DE US$ POR LIBRA-PESO FECH. AJUSTE VAR.%

FECH. AJUSTE VAR.%

EM CENTS DE US$ POR BUSHEL

Ago. Set. Out. Dez.

FECH. AJUSTE VAR.%

Suco de Laranja – NY

Óleo de Soja – Chicago

Suas Contas 15/7 a 15/8 16/7 a 16/8 17/7 a 17/8 18/7 a 18/8 19/7 a 19/8 20/7 a 20/8 21/7 a 21/8 22/7 a 22/8 23/7 a 23/8 24/7 a 24/8 25/7 a 25/8 26/7 a 26/8 27/7 a 27/8 28/7 a 28/8

MÁX.

EM CENTS DE US$ POR LIBRA PESO

MÁX.

1.019,501.028,001.026,751.026,75 987,50 995,00 992,75 992,75 981,00 990,00 988,00 988,00 994,50 996,00 995,50 995,50

Maracujá

Lima

Atemóia

R$ 23,37 a R$ 32,06Cx/Kg

Ajuste

8/10 Frutos ...........................Cxt 16,35/17,68 12 Frutos ...............................Cxt 12,90/14,18 15 Frutos ..................................Cxt 10,01/11,16

Fresca ...................................Cxt 15,00/18,00

Em Alta: Chuchu extra AA

Último Preço

Baia A (7/10 Dz) ...............Cx M 27,98/29,25 Baia B (11/13 Dz) ...............Cx M 23,82/25,17 Baia C (14/15 Dz) .............Cx M 19,82/20,98 Lima A (10/13 Dz) ...........Cx M 24,53/26,09 Lima B (14/15 Dz) .............Cx M 20,14/22,18 Lima C (18/21 Dz) ..............Cx M 16,16/17,20 Pêra A (10/13 Dz) ...............Cx M 21,71/22,76 Pêra B (14/15 Dz) ..............Cx M 18,25/19,25 Pêra C (18/21 Dz) ..............Cx M 14,39/15,39 Seleta A (8/10 Dz) .........Cx M 34,00/35,00 Seleta B (11/13 Dz) ..........Cx M 30,00/31,00 Seleta C (18/21 Dz) .........Cx M 26,00/27,00

Havaí A Graúdo ...........Cem 281,48/301,48 Havaí B Médio ............Cem 230,57/250,57 Havaí C Miúdo .............Cem 180,57/200,57 Pérola A Graúdo ........Cem 413,54/434,34 Pérola B Médio ...........Cem 360,20/379,91 Pérola C Miúdo ..........Cem 310,29/330,00 Acerola

R$ 14,01 a R$ 10,66/Cxt

Preço Máx.

..................................................Cxt 26,51/30,12

Mercado Atacadista Secretaria do Abastecimento e Ceagesp Preços em R$ Abacate

Ago. Set. Nov. Jan./11

MÍN.

R$/SACA DE 60KG

MÁX.

Algodão – NY

621,00 630,00 627,50 627,50 654,50 660,50 659,50 659,50 679,00 689,50 683,00 683,00 688,25 688,25

Café – NY

EM CENTS DE US$ POR BUSHEL

VENCTO. NEGOC.

Preço Mín.

Graviola

Frutas

Em baixa: Maracujá Doce

Contr. Negoc.

393,75 0,77 406,50 0,74 414,00 3,82 420,75 3,57

MÁX.

Out. Dez. Mar./11 mai.

MERCADOS FUTUROS Soja – Chicago VENCTO. NEGOC.

Último

Preço

393,75 406,50 414,00 420,75

MÍN.

VENCTO. NEGOC.

*Contratos de setembro/2010

Máx.

Mín.

399,00 411,00 418,50 425,50

MÍN.

MÍN.

EM LIBRAS ESTERLINAS POR TONELADA

162,00 160,00

Preço

Preço

390,25 402,75 415,00 420,50

VENCTO. NEGOC.

Milho

Cacau – Londres FECH. AJUSTE VAR.%

Açúcar – NY VENCTO. NEGOC.

Mín.

Contr.

0,79 0,98 0,95 0,00

EM CENTS DE US$ POR LIBRA-PESO

Preço

Negoc.

88 22 6 7

Set. 23 Dez. 11 Mar./11 9 Mai.

173,05

Contr.

Contr.

Dez. Mar./11 Mai. Jul.

3,37%

174,00

Negoc.

Aberto

291,20 295,30 293,30 293,30 286,00 287,70 287,30 287,30 281,20 287,50 286,90 286,90 283,40 285,90

EM CENTS DE US$ POR BUSHEL VENCTO. NEGOC. MÍN. MÁX.

172,00

Contr.

Vencto.

16 8 39

Milho – Chicago

EM CENTS/US$ POR LIBRA–PESO

Aberto

(contrato = 450 sacas; cotação = R$/60kg)

Set. Out. Dez. jan./11

VENCTO. NEGOC.

COTAÇÕES DO CAFÉ EM NY

Vencto.

Milho

E M CENTS DE US$ POR LIBRA-PESO FECH. AJUSTE VAR.%

EM CENTS DE US$ POR BUSHEL

Boi Gordo (contrato = 330@; cotação = R$/@)

(contrato = 100 sacas; cotação = US$/saca)

Cacau – NY

EM DÓLARES POR TONELADA VENCTO. NEGOC. MÍN. MÁX.

Trigo – Chicago

BM&FBOVESPA

Café Arábica

Farelo de Soja – Chicago

SK&C

29/7/2010 dia(%) ano(%) PL(R$ mm) Cota(R$) 0,04 0,04 0,03 0,04 0,04

7,74 6,40 5,45 5,43 5,57

43.890,65 22.654,29 4.401,69 247.729,40 24.925,03

11,29 148,11 42,63 8,49 1,09

0,04 0,04 0,04 0,03 0,03

14,53 13,87 13,09 11,64 7,14

29.949,62 29.940,12 4.624,39 3.446,26 25.881,12

2,42 2,21 32,42 65,20 2,69

0,04 0,04 0,04 0,04 0,04

5,12 5,13 5,13 5,13 5,14

182.060,88 511.084,03 1.406.615,56 3.502.565,10 2.630.087,97

2,20 35,66 10,74 3,17 42,31

0,03 7,66 -1,10 -0,15 1,57

830,49 39,13 14,78 11,34 -19,44

329,94 2.132,76 14.537,36 125.585,58 3.632,38

26,66 1,12 114,78 1,69 0,65

0,44 -0,08 0,16 0,07 0,06

8,56 1,43 8,62 2,30 6,70

17.748.209,81 55.838,39 36.990,93 71.599,49 36.480,06

1,25 1,01 4,37 1,02 106,70

-1,44 -0,37 3,94 -0,48 -0,45

13,61 -39,22 5,47 24,32 27,86

18.829,77 113,61 4.851,67 420,23 71.341,32 1376317,34 249.997,94 124,32 97.538,70 1,28

Maiores por Patrimônio Referenciado DI BB Top DI FI Refer DI Lp* Santander FI Refer DI Bram FI Refer DI Rubi Itaú Referenciado DI FI HSBC FI Referenciado DI Lp Renda Fixa Caixa FI Master RF L Prazo* Bram FI RF Caixa FIC Personal RF L Prazo* Caixa FI Master PeRF RF Lp* Caixa FIC Executivo RF L P* Fundos de Curto Prazo BB Cp Administ Supremo FICFI BB Top Cp 2 FI Curto Prazo BB Cp Administrativo Dif FICFI BB Cp Administ Absoluto FICFI BB Cp 50 Mil FICFI Multim. Multiestratégia FIC FI Multimc Petros Master* Safra Global FI Mult Cred PrIV* FIC FI MultimPetros Moderado* Select 1 FIC FI Multi. Prev.* Fprf2 Albatroz FI Multim Prev* Multim. Juros e Moedas Ffie FI Mult Cred PrIV* Ogx 63 MultimCredito Privado FI* FI Multim Petros Credito Privado* Perf Fix Ib Multimerc FI* Capital Perf Fix Ib Mult FIC* Ações Livre Geração L. Par FIA* Tempo Capital Principal FI Aç* Bird Fdo Invest Aç Invest Exteri* Geração FIA Programado* CsHG Beta 14 FIC FI Ações*

dia(%) mês(%) ano(%) PL(R$ mm) Cota(R$) 0,04 0,04 0,04 0,04 0,04

0,8 0,85 0,83 0,84 0,81

5,31 21.010.288,25 5,37 18.126.409,76 5,22 15.470.396,59 5,26 14.328.619,45 5,14 8.521.557,05

8,00 66,37 3,81 74,23 12,26

0,04 0,04 0,04 0,04 0,04

0,77 0,85 0,74 0,78 0,7

5,06 20.852.090,33 5,33 11.412.021,04 4,80 10.910.631,43 5,12 8.290.007,04 4,49 8.288.596,03

9,64 10,52 7,24 1,21 8,44

0,02 0,04 0,04 0,04 0,04

0,48 0,82 0,77 0,73 0,73

2,75 5,15 4,83 4,53 4,54

17.320.265,57 8.543.293,47 5.812.869,28 4.566.646,59 4.158.390,86

2,22 1,07 1,89 3,55 2,78

0,04 0,04 0,04 0,02 0,02

0,85 0,79 0,79 1,23 1,24

5,54 5,19 5,45 8,65 8,94

10.956.147,02 8.185.925,81 4.319.944,93 3.954.448,97 3.472.812,69

4853,46 5441,94 3,80 2,97 6,21

0,44 0,04 0,04 0,04 0,03

2,99 0,8 0,98 0,65 0,61

8,56 5,35 6,15 5,13 4,83

17.748.209,81 5.259.983,29 2.805.945,25 2.177.686,24 2.030.615,85

1,25 13,43 3,70 255,39 245,26

1,00 -0,20 -0,65 1,25 -0,01

10,17 9,21 -0,68 9,47 2,87

1,40 -4,48 4,51 -3,98 6,56

2.457.179,63 1.026.260,05 965.139,94 899.600,37 757.162,66

58,20 126,03 1015,88 1,77

19,52


B14 %HermesFileInfo:B-14:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Negócios

estadão.com.br Aviação. Pantanal aumenta número de cidades atendidas economia.estadão.com.br

Mineração. Resultado é o primeiro divulgado pela empresa após a mudança da metodologia de cálculo dos preços do minério de ferro, que passaram a ser reajustados trimestralmente; faturamento da mineradora no período teve um crescimento de 72,5%

Lucro da Vale sobe 344% e chega a R$ 6,6 bilhões no segundo trimestre ED FERREIRA/AE-9/10/2007

Nicola Pamplona / RIO

O aumento no preço do minério de ferro impulsionou os resultados financeiros da Vale, que anunciou ontem um lucro de R$ 6,635 bilhões no segundo trimestre. O valor é 344,2% superior ao registrado no mesmo período do ano anterior. O crescimento reflete a recuperaçãodepreçosevolumesvendidos após a crise financeira mundial, que teve efeitos devastadores nos negócios da mineradora – que chegou a fechar minas e demitir funcionários na virada de 2008 para 2009. O resultado do segundo trimestrefoioprimeirocomimpactodanova metodologia de cálculo dos preços do minério, que prevê reajustes trimestrais. O primeiro reajuste nesse novo modelo foi promovido em abril e, segundo a companhia, o preço de venda no segundo trimestre foi 41,95% superior ao registrado no primeiro trimestre. O novo preço do minério provocou um impacto positivo de R$ 4,501 bilhões na receita da companhia,que fechouotrimestre em R$ 18,981 bilhões, alta de 72,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. Já o aumento das vendas contribuiu comR$1,523bilhão.“Essesresultados refletem a crescente demandaglobal porminériose metais, custos operacionais sob controleeos nossosesforços para aumentar a produção”, comentou a companhia. As vendas de minério de ferro epelotascresceram26,7% noperíodo. A empresa, porém, vê si-

Cai a participação da China nas vendas da empresa ● A Vale vem experimentando

uma expressiva redução de sua dependência ao mercado chinês. Segundo o balanço divulgado ontem, a China foi responsável por 27,2% da receita bruta da companhia, uma queda superior a 10 pontos porcentuais com relação aos 37,6% registrados no mesmo período do ano anterior. A mudança foi provocada, segundo a empresa, por um aumento expressivo nas vendas para a Europa e para a América do Sul, que hoje são responsáveis por 23,4% e 19,5%, respectivamente, da receita da companhia. Em comunicado distribuído ao mercado, porém, a empresa diz esperar a retomada do envio de minério às siderúrgicas chinesas no quarto trimestre, por conta da redução dos estoques locais.

Curto prazo. Empresa prevê desaceleração, depois de quatro trimestres de crescimento da produção industrial global ● Cifras bilionárias

R$ 9,54 bi

é o lucro da Vale no primeiro semestre, alta de 104% em relação ao mesmo período de 2009

R$ 17,72 bi

era a dívida líquida da mineradora em junho

nais de desaceleração econômica no curto prazo. “Durante os últimosquatro trimestres,aprodução industrial global cresceu acima de 10% ao ano, taxa não sustentável ao longo do tempo. Assim, o início de um período de desaceleração é um fenômeno esperado”, avaliou, em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Projetos. A companhia infor-

mou ainda ter entregue, desde

janeiro, três dos sete projetos previstos para este ano: uma expansão de 20 mil toneladas por ano em Carajás, a mina peruana defosfatode BayóvareaCompanhia Siderúrgica do Atlântico. No período, concluiu ainda a aquisição da Fosfértil, responsávelpor uma queda de 44% no caixa da companhia, que fechou o trimestre em US$ 6,235 bilhões. Os investimentos, segundo a companhia,levamemconsideração a necessidade de redução da

dependência que a companhia temdomercadoasiático,responsável por 47% de sua receita no segundo trimestre. Descontadas as aquisições, a empresa investiu US$ 2,375 bilhões no trimestre. A Vale informou ainda que fechoujunhocomumadívidalíquida de US$ 17,724 bilhões, cifra 42,55% superior aos US$ 12,433 bilhões registrados em abril. A companhia fechou o trimestre com uma geração de caixa medi-

Mineradora faz oferta de R$ 2 bi pela Paranapanema Acordo está condicionado à adesão de detentores de pelo menos 50% mais uma ação da Paranapanema Mônica Ciarelli / RIO

AValeanunciouontemumaoferta pública de até R$ 2 bilhões para a compra da Paranapanema, líder na fabricação de cobre refinadonoBrasil.Ointeressedamineradora brasileira pelos ativos

da Paranapanema é antigo. Em 2008, a Vale chegou a confirmar negociações para arrematar o principal ativo da companhia: a Caraíba Metais, que respondia sozinha por 70% do faturamento da Paranapanema. O negócio, porém, não saiu do papel e a Caraíbaacabouincorporada àParanapanema em 2009. Em nota, a mineradora informou que só tem interesse em levar a operação à frente caso consiga, no mínimo, 50% mais uma ação da empresa, porcentual que a colocaria como controla-

dora da Paranapanema. Ofundo depensão dosfuncionários do Banco do Brasil (Previ) é hoje o maior acionista da companhia, com 24% do capital, seguido pelo braço de participações do BNDES (17%) e o fundo de pensão dos funcionários da Petrobrás (Petros), com 12%. Em junho, o presidente da Previ, Ricardo Flores, admitiu que a fundação estava interessada em vender sua participação. Ontem, a companhia afirmou apenas que vai avaliar a oferta. Além da fabricação de cobre, a

Suzano investe US$ 1,3 bi para entrar na área de energia renovável DIVULGAÇÃO

Empresa inicia em 2013 a produção de insumo para fabricação de biomassa, com a meta de abastecer o mercado europeu André Magnabosco

O grupo Suzano vai diversificar suaatuaçãocom um investimento de US$ 1,3 bilhão em uma nova companhia, a Suzano Energia Renovável. A estratégia, anunciada ontem, é ambiciosa: o novobraçodogrupocontroladopela família Feffer quer ser a maior fabricante mundial de pellets de madeira, insumo usado na produção de biomassa para geração de energia. O objetivo é abastecer entre 5% e 15% do consumo do produto no mercado europeu até o fim da próxima década, quando a

Biomassa. Empresa fornecerá pellets de madeira na Europa produção deve atingir 5 milhões detoneladasde pelletsdemadeira.As primeiras unidades produtivas serão inauguradas entre 2013 e 2014 na Região Nordeste, com capacidade de 3 milhões de toneladas do produto. Segundo

aSuzano,hánegociações emcurso para garantir o escoamento de 90% desse volume inicial. Do valor de investimento anunciado ontem, US$ 800 milhões serão aplicados até 2014, enquanto outros US$ 500 mi-

companhia tem outras duas subsidiárias: a Eluma, que beneficia o insumo produzido pelo grupo, e a Cibrafértil, que atua no mercado de fertilizantes. A Vale informou que a oferta incluiu cinco plantas industriais, sendo uma da Caraíba Metais, três da Eluma e uma da Cibrafértil. Prêmio. O preço por ação ordi-

nária a ser pago no leilão marcado para 10 de setembro pela Vale será de R$ 6,30, correspondendo a um prêmio de 22,4% sobre a média ponderada pelo volume

lhões serão usados na segunda fase do projeto, entre 2018 e 2019. A previsão é que o negócio fature inicialmente US$ 480 milhões por ano, o equivalentea 20% da atual receita anual da Suzano Papel e Celulose. Ao fim da expansão, a expectativa é que a receitadaSuzanoEnergiaRenovável salte para US$ 800 milhões. Comando. O novo negócio será comandado por André Dorf, que atuava como diretor executivo de Estratégia, Novos Negócios e Relações com Investidores da Suzano. “Existem atualmente poucas empresas focadas nesse segmento, e o mercado precisa de fornecimento sólido”, afirmou o executivo, justificando a criação da empresa. Segundo Dorf, o objetivo é minimizarosaportes daSuzano Papel e Celulose na nova empresa. Ele disse que a segunda fase de investimentos poderá ser financiada pela geraçãodecaixadaprópriaSuzano Energia Renovável.

dos preços de fechamento dos pregões dos últimos 90 dias. A“Este preço é superior ao preço por ação apontado no laudo de avaliação da Paranapanema”, diz a nota da mineradora. ● Ex-gigante

A Paranapanema já foi um dos maiores grupos empresariais do País, reunindo 73 companhias. Mas, atolada em dívidas, foi vendida em 1996 para um consórcio liderado pela Previ.

da pelo Ebitda de R$ 10,434 bilhões, valor 202,6% superior ao registrado no mesmo período do ano anterior, refletindo o melhor desempenho da receita. No acumulado do semestre, o lucro da Vale somou R$ 9,541 bilhões, alta de 104,9% em relação ao mesmo período do ano anterior. A empresa informou ainda que fechou o trimestre com uma projeção de reservas de petróleo e gás de 210 milhões de barris de óleo equivalente.

AValejustificouaoferta citando planos de se transformar a médio prazo em uma das principais produtoras de cobre do mundo, utilizando a refinaria da Paranapanema para o tratamentodocobreproduzidopelamineradora em seus projetos. Para Pedro Galdi, analista da corretora SLW, a Vale vai precisar fazer investimentos mais pesados para conseguir agregar valor às suas operações de cobre. Segundo ele, seriam necessários “pelo menos cinco Paranapanema” para conseguir atender à produçãojá prevista em projetos de expansão. O analista pondera, porém, que a compra pode acelerar os planos de crescimento do grupo em fertilizantes.

Lucro da Usiminas cresce 3% no segundo trimestre Empresa teve lucro líquido de R$ 347 milhões entre abril e junho, ante os R$ 335 milhões do mesmo período de 2009 A Usiminas teve lucro líquido de R$ 347 milhões no segundo trimestre deste ano, o que representaumaaltade3%nacomparação com o montante registrado no mesmo período de 2009, de R$ 335 milhões. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortizações) saltou 526%, de R$ 139 milhões para R$ 872milhões,namesmacomparação. A margem Ebitda ficou em 24,3%, contra 5,8% do segundo trimestre do ano passado. Os dados divulgados ontem mostramaindaqueaempresateve receita líquida de R$ 3,587 bilhões, alta de 49%. O resultado

financeiro apontou uma despesa de R$ 128,861 milhões, contra cifra positiva de R$ 539,585 milhões em igual período de 2009. A empresa prevê investimentos totais de R$ 3,2 bilhões para 2010. Para 2011, o presidente da Usiminas, Wilson Brumer, diz que a previsão é de R$ 2,7 bilhões, sem considerar os aportes em mineração e na expansão da capacidade produtiva. Segundo Brumer, os investimentos vão possibilitar a agregação de valor de US$ 3 bilhões à companhia. Brumer reiterou que a oferta pública inicial de ações (IPO) da MineraçãoUsiminasnãoocorrerá no curto prazo, afirmando queaprioridadeemrelaçãoàempresa era abusca de umparceiro. Em junho, a Usiminas anunciou a criação da Mineração Usiminas e que a Sumitomo terá 30% de participação na empresa. / CHIARA QUINTÃO e LUANA PAVANI


%HermesFileInfo:B-15:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Negócios B15 DARIO PIGNATELLI /REUTERS–14/9/2006

TIM busca sócio para comprar fatia da Telefônica Executivos da Telecom Italia chegaram a recorrer ao governo brasileiro pedindo ajuda para encontrar um investidor local Karla Mendes / BRASÍLIA

A TIM está à procura de um sócio brasileiro para se fortalecer frente aos gigantes que estão se formando no mercado brasileiro e se livrar do problema da participação cruzada da Telefônica na Vivo e na Telecom Italia, que controla a TIM no Brasil. O anúncio da compra do controle total da Vivo pelo grupo espanhol só ocorreu há dois dias, mas, prevendo que esse imbróglio teria de ser resolvido a qualquermomento,executivositalianos procuraram o governo há cerca de seis meses, dizendo que estavam à procura de um sócio brasileiro, mas ainda não “tinham esse empresário”, segundo uma fonte do setor. Segundo a fonte, foram feitas tentativas com investidores do segmento de construção civil, mas a estratégia não foi bem-sucedida devido à preocupação dos empresários de entrar em umaárea queexige capital intensivo. O governo brasileiro já avisou que não vai injetar dinheiro

● Controle

46,18%

é a participação da Telefônica na Telco, que, por sua vez, controla 24,5% da Telecom Italia

24%

é a participação da TIM no mercado brasileiro de telefonia celular

com Italia. Sem um investidor brasileiro no radar que pudesse capitalizar e tornar-se sócio da TIM, uma das opções seria a entrada da francesa Vivendi, que adquiriu no fim do ano passado a GVT. Desta forma, o novo grupo que se formaria poderia ofertar no Brasil pacotes convergentes de telefonia fixa, móvel, banda largaeTVporassinatura,competindo, assim, com Oi, Telefônica e o grupo Net/Embratel/Claro. Restrições. Apesar de fontes

na TIM. “A TIM tem de resolver sozinha”, disse a fonte. Segundoela,qualquer possibilidade de recebimento de recursos de bancos oficiais – do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Banco do Brasil ou Caixa, por exemplo – está descartada. Uma das estratégias da Telecom Italia para manter suas operações no Brasil, segundo essa fonte, é recuperar a posição perdida na holding italiana em abril de2007,quando aTelefônica adquiriu 46,18% da Telco que, por sua vez, controla 24,5% da Tele-

do governo darem como certa a aprovação pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel)dacompra da parteda Portugal Telecom (PT) na Vivo pela Telefônica, sob a ótica de que “ninguém está sumindo do mercado” e que o que houve foi apenasuma“trocadecadeiras”, fontes do mercado garantem que os concorrentes não agirão pacificamente, sobretudo o empresário mexicano Carlos Slim, dono da Claro e da Embratel. O que se fala no mercado é que, ao adquirir o controle total daVivo,aTelefônicateriadeven-

Oi reverte prejuízo e lucra R$ 444 milhões no 2º trimestre Empresa diz que, mesmo com entrada da Portugal Telecom, processo de simplificação societária continua suspenso Sabrina Valle / RIO

Depois de anunciar na quartafeira a entrada da Portugal Telecom (PT) em seu bloco de controle, a Oi informou que seu lucro líquido somou R$ 444 milhões no segundo trimestre de 2010, revertendo o prejuízo de R$ 146 milhões registrado no mesmo período do ano passado. No primeiro trimestre, o lucro havia sido de R$ 496 mi-

lhões. O diretor de Finanças e Relações com Investidores da Oi, Alex Zornig, atribuiu a queda de cerca de R$ 50 milhões no lucro da empresa entre o primeiro e o segundo trimestres à alta de juros da economia, que elevaram as despesas financeiras da empresa. Segundo ele, a velocidade do aumento dos juros está maior do que a velocidade da redução de dívida da companhia. “A despesa financeira subiu pois a taxa de juros no Brasil subiu”, afirmou, em conferência sobre os resultados. A dívida líquida da Oi diminuiu 3,2% no segundo trimestre, para R$ 20,9 bilhões, en-

Telefônica prevê sinergias de até € 3,9 bi com a Vivo Previsão anterior de ganhos com a integração entre a empresa e a Telesp era bem menor, de € 2,8 bilhões MADRI

A espanhola Telefônica espera conseguir entre € 3,3 bilhões e € 3,9 bilhões em sinergias com a união entre a Vivo, maior operadora celular do Brasil, e a Telesp, concessionária fixa de São Paulo. Em conferência com analistas, Santiago Fernández Valbuena disse que a compra gerará sinergias “significativas”, acrescentado que o negócio permitirá “capturar o potencial do mercado brasileiro”. A previsão anterior, divulgada durante as negociações da fatia da Portugal Telecom (PT) na Vivo, era de € 2,8 bilhões. Na quarta-feira, os espanhóis anunciaram a compra de 30% da Vivo, que pertenciam aos portugueses, por € 7,5 bilhões. Segundo documento enviado à Comissão Nacional do Mercado de Valores, da Espanha, os ga-

nhosvirão desinergiasoperacionais da união entre as empresas, benefícios de integração do modelo operacional e sinergias financeiras e fiscais. Valbuena afirmou que espera finalizara compra da Vivoem setembro, com a aprovação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Depois disso, a Telefônica planeja lançar uma oferta de cerca de € 800 milhões pelas ações ordinárias da Vivo que não pertencem à Brasilcel, joint venture criada com a PT. A Brasilcel tem 60% da operadora celular. Ontem, a Telefônica também ● Resultados

16%

foi o crescimento da receita da Telefônica na América Latina no segundo trimestre, para € 6,44 bilhões

3,2%

foi a queda da receita da empresa na Espanha no mesmo período, para € 4,69 bilhões

quanto sua receita líquida apresentou alta de 1,3%, comparada ao mesmoperíodo de 2009, atingindo R$ 7,394 bilhões. Os investimentos da empresa caíram 52,6% no segundo trimestre, ficando em R$ 446 milhões. De acordocom comunicado, a empresa tem buscado otimizar o uso da rede combinada daOi e da Brasil Telecom, adquirida em 2008, para aumentar a capacidade sem investimentos adicionais este ano. Estrutura societária. Zornig

preferiu ontem focar no balanço e não entrar em detalhes sobre a entrada da PT na Oi, anunciada na véspera. No entanto, adiantou que o processo de sim-

divulgou resultados mundiais. Seu lucro líquido cresceu 16% no segundo trimestre, impulsionado pelo aumento da receita na América Latina, que compensou o enfraquecimento do mercado espanhol. O lucro líquido da companhia aumentou para € 2,12 bilhões, acima das previsões dos analistas, de € 1,92 bilhão. Segundo o analista da ING Georgios Ierodiaconou, os lucros da companhia são sólidos, especialmente na América Latina e na Europa. Segundo ele, o crescimento orgânico da Telefônica na América Latina está forte e seu desempenho no Brasil e na Colômbia é especialmente encorajador. O lucro operacional antes da depreciação e amortização subiu 4%, para € 5,79 bilhões no segundo trimestre, enquanto a receita total aumentou 9%, para € 15,12 bilhões. A receita da empresa na América Latina cresceu 16% no segundo trimestre, para € 6,44 bilhões no período, graças ao aumento de assinantes na região e a uma receita maior, que foi impulsionada pelo enfraquecimento do euro em relação às principais moedas da América Latina. Na Espanha, a receita da companhia caiu 3,2%, para € 4,69 bilhões, e aumentou 14%, para € 3,79 bilhões, na Europa. / DOW JONES E EFE

Participação. A Telefônica é dona de 46,18% da holding Telco, que controla a Telecom Italia

PARA LEMBRAR

Aquisição ‘uniu’ Telefônica e Telecom Italia A entrada do grupo espanhol Telefônica na composição societária da Telecom Italia – dona da TIM – ocorreu em abril de 2007, por meio da compra da totalidade das ações da Olimpia por uma no-

va empresa, a Telco, constituída só para permitir a operação. A Olimpia detinha 17,99% das ações da Telecom Itália e passou a deter 23,6%. A AG, que era dona de 5,6% das ações, aumentou sua participação para 28,1%. Ao fim do processo, a Telco passou a deter 23,6% das ações ordinárias da Telecom Italia e, em março de 2008, aumentou sua participação para 24,5%.

der sua participação na Telecom Itália. Quando essa operação ocorreu, há três anos, a restrições imposta pela Anatel era de que o grupo espanhol não poderia atuar no Conselho de Admi-

nistraçãodaTelecomItalia.Oórgão também exigiu a acesso às atas das reuniões para verificar se a empresa não estaria interferindo na gestão da TIM no Brasil.Especialistasporém,questio-

plificação societária da empresa continua suspenso, mesmo com os planos de entrada da PT na companhia. A simplificação da complexa estrutura societária do grupo, com a formação de uma única classe de ações (hoje são sete) era vista pelo mercado como uma das oportunidades que a Oi teria pela frente com a chegada dos portugueses. “Quando não foi aprovada a simplificação societária, dissemos que a coisa estava suspensa por tempo indeterminado. Então a entrada da Portugal Telecom não muda essa decisão”, afirmou o executivo. São Paulo. Zornig também afirmou que a união da Vivo com a operadora de telefonia fixa Telesp – que será feita agora, após o acordo da PT de vender sua participação na operadora celular para a Telefônica – significará para a Oi o fortalecimento de

Minoritários vão pagar a conta, dizem analistas ● Os controladores da Oi foram

namaeficáciadomecanismo, sobretudo agora, quando a Telefônica não terá mais de compartilhar a Vivo com os portugueses. A Anatel ainda precisa analisar a documentação que será enviada pelas empresas. Se o órgão reguladordeterminarqueaTelefônica terá mesmo de sair da Telecom Italia, a grande dificuldade, segundo consultores do setor, seria encontrar quem estaria disposto a investir na TIM. “A TIM tem crescido no segmento pré-pago em pequenas e médiasempresas,mastemperdido no pós-pago e em lucratividade. O fato é que ela cresce perdendovalorde clientes. Eo endividamento da Telecom Italia é alto. Para atrair investidores, não é tão fácil”, analisa um experienteanalistadosetor.ProcuradapeloEstado,aTIMnãosemanifestou sobre o assunto.

que a redução da dívida e o valor estratégico da parceria com a PT não são razões convincentes para o aumento de capital pelo baixo valor corrente. A instituição também prevê que os minoritários não vão subscrever as ações para o aumento de capital. “Os maiores beneficiados serão os controladores, que conseguirão R$ 4,7 bilhões dos R$ 8,4 bilhões pagos pela PT”, avaliaram Rizwan Ali e Miguel Garcia. Para a analista Luciana Leocadio, da Ativa, a operação ainda possui questões sem esclarecimentos e sem benefícios óbvios para os acionistas da Oi. /

os principais beneficiados com a operação que permitiu a entrada da Portugal Telecom (PT) na companhia, na avaliação de analistas de mercado. Em linhas gerais, eles avaliaram que a PT pagou caro para ingressar no controle da companhia e que a conta do negócio, assim como em operações anteriores da Oi, recairá sobre os acionistas minoritários. O Deutsche Bank considerou

LUCIANA COLLET E BETH MOREIRA

um concorrente no mercado de São Paulo. “É um grande concorrente”, afirmou, lembrando que em conjunto as duas passarão a ven-

der pacote de serviços integrados. “Fica mais difícil tirar os clientes da Vivo.” Zornig, ressalvou, porém, que hoje a Oi já conquista poucos clientes da Vivo.


B16 Negócios %HermesFileInfo:B-16:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

FATO RELEVANTE CLAYTON NETZ

Colaboração Denise Ramiro denise.ramiro@grupoestado.com.br Felipe Vanini felipe.vanini@grupoestado.com.br

clayton.netz@grupoestado.com.br

O belga Pylos Group mira em imóveis corporativos epoisdeanalisaraentrada em mercados emergentes, como os da China, Índia e Vietnã, a incorporadora imobiliária belga Pylos Group, especializada no nicho de imóveis corporativos, escolheu o Brasil para sua primeira incursão fora da Europa. Formado em direito e economia, o presidente da Pylos, o executivo Vincent Boutens, com passagem pela DTZ, gigante americanadosetor,acabadesetransferir de mala e cuia com a mulher e doisfilhosparaSãoPaulo, ondeespera residir nos próximos três anos. O desafio que trouxe Boutens ao Brasil é gerar negócios no valor de R$ 100 milhõesatéofinalde2010.Nospróximos quatro anos, o belga pretende aumentar a marca para R$ 250 milhões. Segundo Boutens, a taxa de crescimento acelerado da economia brasileira, somada ao pequeno número de incorporadoras imobiliários focadas exclusivamente no segmento corporativo, tornou o Brasil o mercado mais promissor. “Bruxelas, com uma população de 1 milhão de habitantes, tem 12 milhões de metros quadrados de escritórios construídos”, diz Boutens. “A capital paulista tem cerca de 12 milhões de habitantes e apenas 7 milhões de metros quadrados de escritórios construídos.” Inicialmente, a Pylos disponibilizou R$ 20 milhões para a aquisição de imóveis no Brasil e já conta com oito projetos em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília em análise. “O País estádiantedeumaumentomuitoforte de demanda por imóveis comerciais, com a realização da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016”, diz Boutens. Outra linha de negócios em que a empresa tem ex-

MARCIO FERNANDES/AE

D

RECEITA SAUDÁVEL

€ 15,1 bi

foi o faturamento apurado pelo grupo francês Sanofi-Aventis no primeiro semestre deste ano. Trata-se de um ganho de 4,3% sobre o resultado de 2009

SAÚDE

Hospital São Luiz prepara expansão da rede no País

Meta. Boutens prevê negócios de R$ 100 mi com imóveis corporativos em 2010 pertise e pretende ganhar espaço por aqui é a construção de empreendimentossob encomendaparagrandes corporações, como a Tetra Pak e a Michelin, que estão entre seus clientes europeus. Formada à época da crise financeira de 2001, por Boutens e seu sócio Edward de Nève, a Pylos assumiu, desde sua fundação, o rumo que muitas construtoras brasileiras acabaram adotando para reduzir custos, com a subcontratação de empreiteiras especializadas e a reparticipação de contratos entreinvestidores de cadaprojeto. “Todo nosso poder de fogo está na obtençãodenovosnegócios,enãonaadministração de uma folha extensa de pagamento”, diz Boutens. Com essa estratégia, a Pylos já conseguiu negócios no valor de € 750 milhões em nove anos.

Sua operação na Europa, por exemplo, conta com apenas 20 funcionários. A subsidiária brasileiraseguirá amesma linha, sendo composta por cinco executivos. Um dos profissionais recrutados pela Pylos é o arquiteto Sergio Negro, com experiência na consultoria imobiliária Colliers International e ex-presidente da Newmark Knight Frank, que comandaráaoperaçãobrasileira,nocargo de CEO. Para se firmar no mercado brasileiro, a Pylos aposta no aumento da demanda por construções alinhadas aos conceitos de sustentabilidade, um nicho em que já atua há alguns anos. “Quase todososimóveisqueentregamosnaEuropaadotamessatecnologia”,afirmaBoutens. “No Brasil esse é um campo ainda praticamente inexplorado.”

O Hospital e Maternidade São Luiz, com três unidades na capital paulista, quer levar o seu logotipo para outras praças do País. A rede de hospitais está realizando um estudo de viabilidade em oito cidades, entre elas Santos e Campinas, em São Paulo, Brasília (DF), Salvador (BA), Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS). “A partir de 2011, definiremos por quais cidades iniciaremos o nosso processo de expansão”, diz Franklin Bloedorn, diretor de operações do São Luiz. Segundo ele, está aí a razão de o hospital ter bancado um merchandising na novela Passione, da Globo, mostrando para todo o Brasil as instalações da mais nova unidade da rede, o Hospital Anália Franco, na Zona Leste, inaugurada em 2008. Enquanto costura o projeto de expansão, o hospital está investindo R$ 32 milhões na modernização e ampliação da unidade do Itaim, que ganhará 56 novos leitos, um acréscimo de 37% em sua atual capacidade. E-COMMERCE

Privalia investe no Facebook para aumentar vendas O Privalia, clube de compras espanhol com 1,5 milhão de clientes cadastrados no Brasil, inaugura hoje um perfil na rede social Facebook para oferecer seus produtos aos internautas. A ideia do Privalia é que as vendas aumentem em torno de 30% com a utilização do novo canal, que servirá apenas como vitrine: para realizar a compra, o cliente ainda precisará visitar o site da empresa. “O Facebook é uma ferramenta que permite interatividade com os in-

ternautas”, afirma André Shinohara, presidente do Privalia no Brasil. “Pelo Facebook, os clientes podem indicar produtos e pedir opinião a outros internautas, por exemplo.” AVIAÇÃO

Real forte e emergentes vitaminam a Pluna A desvalorização do dólar frente ao real e o maior poder aquisitivo da classe C, que facilitaram o acesso de um grande número de consumidores a viagens internacionais, além da inauguração de novas rotas no sul do País, estão turbinando o desempenho de pequenina Pluna, a companhia aérea uruguaia. No primeiro semestre, a empresa transportou 59 mil passageiros, um crescimento de 63% sobre o mesmo período do ano anterior. O ritmo continuou acelerado nas férias de julho: na primeira quinzena do mês, as 6 mil passagens emitidas para seus quatro destinos na América do Sul – Montevidéu, Assunção, Buenos Aires e Santiago do Chile, representaram um crescimento de 97% . HOTELARIA

Taxa de ocupação cresce na capital paulista A taxa de ocupação dos hotéis paulistanos chegou a 66,3% no primeiro semestre deste ano, um resultado 13,6% superior ao obtido em igual período de 2009, de acordo com a SP Turis. O preço médio das diárias também melhorou, atingindo R$ 201, cerca de 2% a mais do que o praticado no ano passado, e nada menos de 55% a mais que em 2004. Os dados mostram que a hotelaria de São Paulo teve um desempenho excelente, considerando-se que o break even da atividade é obtido com uma ocupação inferior a 30%. Com 42 mil leitos, a capital paulista abriga o maior parque hoteleiro da América Latina. No ano passado, a cidade recebeu 11,3 milhões de turistas (dos quais 1,6 milhão eram estrangeiros), que geraram uma receita de R$ 8,5 bilhões.

Amazon lança versão mais barata do Kindle Por US$ 139, Kindle Wi-Fi quer competir com e-readers da Sony e da Barnes & Noble, além de combater a preferência do consumidor pelo iPad AP

Ana Freitas

A Amazon lançou uma versão mais barata e sem fio de seu e-reader, o Kindle. A empresa aposta no novo preço – US$ 139 – para aumentar a demanda pelo aparelho e melhorar suas chances na guerra de preços de e-readers, nas quais entram os leitores de livros eletrônicos da Sony, da Barnes & Nobles e até o iPad, da Apple. O Kindle Wi-Fi se conecta à internet por meio de redes sem fio, mas não tem conectividade 3G, como as versões anteriores do aparelho da Amazon. O maior varejista online do mundo e líder do mercado de e-readers também revelou a terceira geração do Kindle clássico, 21% menor e 15% mais leve que a versão anterior. Mesmo com a evolução, o preço se manteve o mesmo: US$ 189. A Amazon, ao contrário da Apple – que afirmou ter vendido 3,3 milhões de iPads desde o lançamento –, não revela números. Masdisse queas vendasdoKindletriplicaramdepoisqueoaparelho teve o preço reduzido, de US$ 259 para US$ 189, e que seus livros virtuais estavam vendendo mais que os de papel. As fabricantes de e-reader entraram numa disputa pelo mercado, reduzindo os preços, desde que a Barnes & Noble baixou o preço do seu Nook para US$ 199, o que fez com que a Amazon baixasse em seguida o preço do Kindle para o valor atual. A ideia é competir com o iPad – que, mesmo não sendo essencialmente um leitor de e-books, acaba atingindo o público que quer livros digitais. O alto preço

Corte. Amazon quer que Kindle conquiste leitores casuais ● Estratégia

JEFF BEZOS PRESIDENTE DA AMAZON

“Por US$ 139, se você vai ler na beira da piscina, tem gente que gasta mais do que isso em um maiô e óculos de natação”

JAMES MCQUIVEY ANALISTA DA FORRESTER

“A Amazon está certa ao dizer que chegou para ficar neste mercado de aparelhos”

do iPad, que não sai por menos de US$ 499 em sua versão mais modesta, não parece ser um problema para os consumidores. Leitores casuais. Quando o Kindle foi lançado, em 2007, o CEO da Amazon, Jeff Bezos, disse que era um aparelho para quem viajava muito ou lia muitos livros ao mesmo tempo. Ho-

je, com o corte de preços, ele parece esperar que seu e-reader atinja também leitores casuais. “Por US$ 139, se você vai ler na beira da piscina, tem gente que gasta mais que isso em um maiô e óculos de natação”, disse, na coletiva de lançamento dos novos Kindles. “A Amazon está certa ao dizer que chegou para ficar neste mercado de aparelhos”, destaca o analista da Forrester, James McQuivey. Apesar dos pedidos de consumidores por um Kindle com tela colorida e sensível ao toque, Bezos disse que não vê isso acontecendo. As tecnologias atuais de tela sensível ao toque fazem a tela ficar muito reflexiva e brilhante, o que pode atrapalhar a leitura. / COM AGÊNCIAS


C1 %HermesFileInfo:C-1:20100730:

INCLUI CLASSIFICADOS

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Caso Bruno

Cumbica

Último fim de semana

Goleiro indiciado por homicídio, sequestro e mais três crimes

Passageiros reclamam de falta de posto da Vara da Infância

A partir de 2ª, Memorial do Imigrante ficará fechado por um ano para reformas

Pág. C5

Pág. C6

Pág. C8

O ESTADO DE S. PAULO

VALERIA GONÇALVEZ/AE–23/4/2007

Metrópole www.estadão.com.br

HÉLVIO ROMERO/AE

Obras. Operários trabalham num trecho da estrada aberta há 4 meses

Rodoanel terá prova de fogo com mais caminhões Apontado como opção à Bandeirantes e à Marginal do Pinheiros, Trecho Sul ainda tem acessos inacabados e sinalização provisória Rodrigo Burgarelli Eduardo Reina

Apontado como alternativa para os caminhões proibidos na Marginal do Pinheiros e nas Avenidas Bandeirantes e Jornalista Roberto Marinho a partir de segunda-feira, o Trecho Sul do Rodoanel deve receber pelo menos mais 33 mil veículos de carga por dia, segundo cálculos da Prefeitura e de especialistas. Mas ainda está inacabado. Quase quatro meses após a inauguraçãoem1ºdeabril,oTrecho Sul tem três alças de acesso em construção, sinalização provisóriaemalgunslocais,iluminação feita só com gerador a diesel

e radares em implantação. Além disso, já ganhou quatro acessos clandestinos, que são um risco aos motoristas. Concebidoparaserumaviaexpressa,éclassificadocomo rodovia radial de classe zero, onde acessos aos bairros do entorno não são permitidos. Entretanto, areportagemflagrounestasemana aexistência de quatro acessos ilegais. Na pista sentido Trecho Oeste, altura do km 39, na região de Itapecerica da Serra, os veículos chegam a fazer fila em horários de pico no acesso clandestino. Na última terça-feira, por volta das 17 horas, em 20 minutos mais de 50 carros utilizaram a passagem para entrar no Trecho

Sul, inclusive uma viatura da Polícia Rodoviária Estadual. Num canteiro de obras no km 37, tábuas sobre a lama permitem o tráfego de carros e motos entre o Rodoanel e ruas de Itapecerica da Serra. Três quilômetrosadiante háoutraligação provisória numa área em construção. No km 54, na altura de Parelheiros, zona sul da capital, existeumaquartapassagemclandestina. É um acesso para os moradores do bairro, que entram no Trecho Sul e usam um retorno operacional mais à frente para chegar rapidamente à capital. Usuáriossequeixamda sensação de insegurança, agravada principalmente pelo fato de os celulares não funcionarem per-

CET terá 11 radares para multar motos na Marginal do Tietê Equipamentos fazem leitura de placas. Restrição na pista expressa começa na 2ª, ainda sem multas Para fazer a fiscalização do bloqueio de motocicletas nas pistas expressasdaMarginaldoTietê, os agentes da Companhia de Engenhariade Tráfego(CET) e os policiais do Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran) terão o apoiode11radarescomsistemade leituradeplacaautomática,segundo informou a companhia. Atualmente, 2.450 agentes de trânsito atuam em toda a capital paulista. De segunda-feira até o dia 15 deagosto,arestriçãoseráeducativa, sem multas. Mas, passado esse período, quem circular nas faixas expressas será multado em R$ 85,12 e receberá quatro 7 8 9 10 11 12

pontos na carteira. Com 23,5 quilômetros de extensão em cada sentido, a Tietê recebe diariamente 350 mil veículos. Desse total, são 70 mil caminhões e 45 mil motos.

Segundo a CET, já foram realizados vários testes com esses radarespistolas,queforamaprovados – falta apenas a compra. A licitação para aquisição ainda não foi lançada.

Recuo. Em março, a Secretaria Municipal dos Transportes havia informado que a fiscalização ao cumprimento da restrição na Marginal do Tietê seria feita por meio de radares em formato de pistola. Eles devem ser manipulados por um agente da CET, que o aponta para as motocicletas.

23 de Maio. Apesar de prometi-

● Alternativa

O motorista que vai do interior para a Baixada Santista pode seguir pela Marginal do Tietê, Avenida do Estado e Rua das Juntas Provisórias, até o complexo Anchieta-Imigrantes.

da há vários meses, também não há definição sobre restrições para a circulação de motos na Avenida 23 de Maio. A Prefeitura estava esperando aabertura das pistas da Marginal para restringir o tráfego de motos no trecho entre o antigo prédio do Detran, no Ibirapuera, e o Vale do Anhangabaú. A CET informouqueaindaavaliaodesempenho da motofaixa da Vergueiro para oficializar a medida.

feitamente em vários trechos ao longodos61,4quilômetrosdeextensão das pistas que unem o Trecho Oeste ao complexo Anchieta/Imigrantes. A falta de sinal impede também que os rastreadores funcionem. Com isso, vários motoristas de caminhões preferem evitar a estrada, apesar de a Polícia Rodoviária Estadual garantir que nesse período de operação foram registradas apenas cinco tentativas de roubo – nenhuma de carga. DadosdaAgênciadeTransportes do Estado de São Paulo (Artesp)mostramque, emabrildeste ano, o volume diário de tráfego no Trecho Sul foi de 62,9 mil veículos – 36,8 mil de passeio e 26,1 mil de carga. Esse volume cresceu em junho para 68,6 mil veículos – 44 mil de passeio e 24,6 mil de carga. E a expectativa é que aumente ainda mais. Anteontem, após anúncio pela Prefeitura de que os cami-

nhões serão proibidos de circularem algumasvias dacapital entre as 5 e as 21 horas de segunda a sexta-feira, as transportadoras voltaram a se queixar das condições de trafegabilidade no Trecho Sul. Pelo menos três alças de acesso ainda estão em obras na autopista. Uma na intersecção com a Rodovia dos Imigrantes, onde funciona uma alternativa provisória para quem vai em direção a São Paulo vindo de Mauá. Outra alça incompleta está no cruzamento com a Via Anchieta, onde o acesso ao Rodoanel para quem vem do litoral só é feito pela pista local. A terceira ligação em obras fica na Avenida Papa João XXIII, em Mauá. Nesse local, grande parte do viaduto de acesso à avenida está incompleto. Há cavaletes e cones pelas vias laterais e em um trecho existe apenas uma pista para o tráfego. A reportagem flagrou um engarrafamento no fim da tarde.

● Na inauguração

ALBERTO GOLDMAN GOVERNADOR, EM 1º DE ABRIL

“Temos alguns viadutos para serem terminados e isso pode levar de 30 a 60 dias. No entanto, os que já existem permitem a ligação do Trecho Oeste até a saída para a Anchieta”

Tudo pronto. A Secretaria de Estado dos Transportes informou, em nota, que as obras do Trecho Sul “estão concluídas”, assim como o sistema de iluminação.Eque“nãoháacessoclandestino”. Sobre as entradas nos kms 37 e 39, alega tratar-se “de um trecho de dois quilômetros emobras para conclusãode marginal, dando acesso aos bairros lindeiros”. “Esse trecho será fe-

PRESTE ATENÇÃO...

1.

A partir de 2ª. Caminhões não vão poder circular entre 5h e 21h, de segunda a sexta-feira, pela Marginal do Pinheiros e pelas Avenidas dos Bandeirantes e Jornalista Roberto Marinho.

2.

Motos. Não poderão

mais circular na pista expressa da Marginal do Tietê, também a partir da próxima semana. chadoapósaconclusãodosserviços”, acrescenta. No km 40, onde a reportagem flagrou outro acesso clandestino, a justificativa é de que há “obras de implantação das bases da Polícia Rodoviária do Sistema de Ajuda ao Usuário (SAU), que estão sendo executadas entre as pistas e não interferem na trafegabilidade”. O órgão garantiu ainda que o acesso no km 54 foi fechado por barreiras de concreto – que já foram derrubadas por moradores da região, como constatou a reportagem. Os radares, diz anota, são operados pela Polícia Rodoviária em pontos alternados. E o sinalde celular,segundo aSecretaria, é de responsabilidade das “companhias do setor”.


C2 Cidades/Metrópole %HermesFileInfo:C-2:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

ALÔ, SÃOPAULO

Cheia 25/7 (22h37)

PREVISÃO PARA HOJE EM SÃO PAULO Sol e calor sem previsão de chuva

27° 15°

0mm

Nova 10/8 (0h08)

Probabilidade de chuva

0%

MANHÃ

28°/32°

Aracaju Belo Horizonte Brasília Boa Vista Belém Campo Grande Cuiabá Curitiba Florianópolis Fortaleza Goiânia João Pessoa Macapá

24°/27°

Abaixo de 19°

Votuporanga

Franca

18°/25°

28° 15°

0mm

DOM 1/8

25° 16°

5mm

SEG 2/8

20° 15°

15mm

16°/27°

0%

Ribeirão Preto

S. J. do Rio Preto

18°/31°

18°/27°

80%

Araraquara 14°/31°

90%

Presidente Prudente 19°/32°

Bauru

Piracicaba

17°/27°

Sol/chuva Sol Sol Sol/chuva Sol/chuva Sol Sol Sol Sol Sol Sol Sol/chuva Sol/chuva

Sábado Domingo

28° 16° 33° 17° 25° 16°

NO

Sorocaba

São Paulo 15°/27°

15°/28°

Serra

SO

Guarujá

Itapeva

Santos

12°/28°

L

30 Sexta

4h15 11h49 17h06 22h41

16°/26°

16°/26°

Nublado

0,5m

S

18°/28°

Parcialmente nublado

SE

19°/28°

Iguape

Céu claro

www.estadao.com.br/sms

Pancadas de chuva

Chuva

1,3 0,2 1,3 0,4

31 Sábado

1 Domingo

2 Segunda

4h39 12h26 17h36 22h56

5h 13h04 18h02 23h13

5h26 13h54 18h36 23h34

1,2 0,3 1,2 0,4

Chuva com trovoadas

1,1 0,4 1,1 0,5

Painel na Liberdade: Grafiteiro inaugura exposição na galeria Choque Cultural, no dia 14, chamada SEMPRE

Titi Freak aprendeu a desenhar no bairro da Liberdade, na região central, onde nasceu e cresceu. A mania até hoje não passou. A arte acima foi feita por ele na Rua Rocha Pombo, há 3 meses, e é um exemplo do que ele mais gosta em São Paulo: os painéis nos “bairros de grafiteiros”.

Cena da Cidade

“O negócio é andar pela cidade como se fosse uma grande galeria. Uma dica para achar os melhores trabalhos é saber onde os grafiteiros vivem. No Cambuci, por exemplo, você encontra grafites de osgemeos, Vitche e de artistas estrangeiros. Em Santana, há obras do Zezão, Binho e Presto. E na Liberdade está a maioria dos meus trabalhos. Uma coisa que eu gosto de fazer num domingo é sair pedalando, tomando uma cerveja de bairro em bairro e observando toda essa arte nas ruas.” / RODRIGO BURGARELLI

São Paulo Reclama

Moro no Morumbi há muitos anos e sempre fico sabendo sobre os constantes assaltos na região até que, no dia 17/7, por volta das 20 horas, saí de minha casa com meu marido e mais um casal de amigos e quase fomos vítimas de um arrastão na Rua Francisco T. Carvalho, o conhecido “ladeirão”. Essa rua liga a Avenida Giovanni Gronchi à Avenida Morumbi e passa pelo meio da Favela Paraisópolis. Quase no final da ladeira há uma lombada eletrônica, onde os carros reduzem a velocidade. Nesse dia, um homem apontou uma arma para nós, mas conseguimos sair dali sem sofrer nada, por sorte. Ligamos para polícia, no 190, para relatar o que estava ocorrendo. Disseram que, como não sabíamos o nome da rua, apesar de darmos todas as referências, não podiam fazer nada! Pediram para ligarmos para a delegacia do Morumbi. Só conseguimos relatar o caso muito tempo depois, quando os marginais já deviam estar bem longe dali. Não entendo por que tiraram um posto policial que havia no final dessa rua, já que é um lugar perigoso e um acesso importante para os moradores do bairro à Avenida Morumbi e à Marginal do Pinheiros. MARIA CRISTINA G. TEIXEIRA / SÃO PAULO A Polícia Militar (PM) informa que os fatos apontados estão sendo considerados em seu planejamento operacional. O local citado é atendido pela 5ª Companhia do 16º Batalhão de PM Metropolitano (BPM/M) com programas de policiamento como o radiopatrulhamento, policiamento com motocicletas, além da Força Tática. Alerta que a comunidade pode auxiliar por meio do Disque PM(0800-0555190), do Disque Denúncia (181), do Fale Conosco (www.policiamilitar.sp. gov.br) e, em caso de emergência, pelo telefone 190.

Moro na Avenida Miruna, Indianópolis, há 56 anos. Apesar da mudança no perfil do bairro nestes últimos anos, meus vizinhos e eu estamos surpresos e decepcionados com a instalação de um comitê eleitoral de um candidato no local. De um dia para o outro foi construída uma estrutura fora dos padrões permitidos, em ferro e lona; a casa e a calçada foram pintadas de verde e amarelo; acabaram com a visão que eu tinha do exterior de casa; e ainda agora me sinto insegura, pois a estrutura instalada pode ser escalada, dando direto para os dormitórios. O pior é que nenhum comércio da região apresenta uma propaganda tão grande! Parece que a Lei da Cidade Limpa não vale para políticos. De nada adiantou argumentar com os responsáveis. Nós, moradores, não temos mais a quem recorrer, pois a Prefeitura, apesar dos diversos chamados feitos ao 156, nada fez até hoje!

EDUCAÇÃO PÚBLICA Vaga só para uma das filhas

Tenho filhas gêmeas que já completaram 5 anos e, desde o início deste ano, tento em vão vaga para elas numa pré-escola. No ano que vem, elas vão para a escola totalmente despreparadas. Isso me entristece, pois meus direitos e os delas não estão sendo respeitados. Já fui pedir ajuda ao Conselho Tutelar, que disse para eu esperar, mas até quando? Moro na Rua Jaime Mainhani, na Brasilândia, e a escola mais próxima seria a Escola Municipal de Educação Infan-

ANA CRISTINA MARUCA / SÃO PAULO

Loterias 23.044 15.598 77.471 60.979 73.348

A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Coordenação das Subprefeituras informa que, após realização de vistoria ao endereço citado, encaminhou ofício relatando o problema ao Tribunal Regional Eleitoral, para que as devidas providências sejam tomadas pelo órgão, conforme legislação federal. Ressalta a importância da população na realização de denúncias pelo telefone 156, pelas Praças de Atendimento das subprefeituras ou pelo site da Prefeitura http://sac.prefeitura.sp.gov.br/.

PROPAGANDA POLÍTICA Degradação do bairro

A quem recorrer?

1˚ Prêmio 2˚ Prêmio 3˚ Prêmio 4˚ Prêmio 5˚ Prêmio

MEL DEMAIS Moradores da Rua do Lavradio, no centro do Rio, estão assustados com o enxame que apareceu no local. Eles reclamam a falta de ajuda dos bombeiros para retirar a colmeia ● FABIO MOTTA/AE

Informe-se

As cartas devem ser enviadas para spreclama.estado@grupoestado.com.br, pelo fax 3856-2940 ou para Av. Engenheiro Caetano Álvares, 55, 6˚ andar, CEP 02598-900, com nome, endereço, RG e telefone, e podem ser resumidas

DENÚNCIA EM VÃO

FEDERAL Nº 04470

til (Emei) Cel. José Canavó Filho. Tenho dois protocolos de lá. Eu tinha conseguido vaga numa creche para elas, mas tive de tirá-las, porque na creche não havia porta nos banheiros. Elas ficavam com vergonha e choravam todos os dias. Sei que deveria ter denunciado essa situação. Hoje só peço a colaboração do secretário de Educação ou do setor responsável. CLEIDE MARIA DA SILVA SANTOS / SÃO PAULO

28/7/10

MILIONÁRIA Nº 04461 1˚ Prêmio 2˚ Prêmio 3˚ Prêmio 4˚ Prêmio 5˚ Prêmio

83.488 42.773 34.723 57.431 76.637

26/6/10 R$ 1.000.000.00 R$ 32.000.00 R$ 27.000.00 R$ 14.300.00 R$ 12.720,00

QUINA Nº2358

29/7/10

Quina (Acumulou)

R$ 3.339.101,42

LOTOFÁCIL Nº552 29/7/10 Cinco apostadores acertaram as 15 dezenas e vão receber R$ 300.996,01 01 03 04 05 06

Quadra (134)

R$ 3.742,64

Terno (8.570)

R$ 83,59

08

10

12

13

17

Blogs. Leia mais notas no blogs.estadao.com.br/cem-anosatras/

71

20

22

23

24

25

11

39

44

49

28/7/10 R$ 21.564,27

Quadra (6.489) 03

10

R$ 432,01 11

39

9e0

A leitora esclarece: A escola ligou. Consegui vaga só para uma das gêmeas, mas e a outra?

R$ 21.815.376,29

Quina (91)

RODÍZIO: NÃO PODEM CIRCULAR NO CENTRO EXPANDIDO, DE 7H ÀS 10H E DE 17H ÀS 20H, CARROS E CAMINHÕES COM PLACAS DE FINAIS

Há um Século

MEGA SENA Nº1200 Sena (1)

CORPO DE BOMBEIROS: 193 OU WWW.CCB.POLICIAMILITAR.SP.GOV.BR POLÍCIA MILITAR: 190 OU WWW.POLICIAMILITAR.SP.GOV.BR POLÍCIA CIVIL: 197 OU WWW.POLICIA-CIV.SP.GOV.BR DISQUE-DENÚNCIA: 181 (SP) OU (011) 3272-7373 SPTRANS: 0800-771-0118 (BILHETE ÚNICO E CARTÃO FIDELIDADE) ITINERÁRIOS DE ÔNIBUS: 156 DEFESA CIVIL: 199 PROCON: 151 SABESP: 195 AES ELETROPAULO: 0800-727-2196 COMGÁS: 0800-011-0197

A Diretoria Regional de Educação da Freguesia do Ó-Brasilândia informa que as duas filhas da leitora sra. Cleide ocupam, respectivamente, as posições de nº 1 e 2 da lista de candidatos cadastrados na região escolhida pela família. Esclarece que as crianças serão matriculadas tão logo surjam as vagas. Os responsáveis poderão consultar a situação de suas filhas por meio do Portal da Educação (http://www.portalsme.prefeitura.sp.gov.br) ou por listagem afixada em qualquer escola do mesmo distrito ou setor.

ATENÇÃO: O quadro abaixo não deve ser usado para a conferência oficial das loterias. Dependendo do horário dos sorteios e do fechamento de edição, alguns resultados podem estar defasados. Confira os resultados oficiais no site www.caixa.gov.br

R$ 250.000,00 R$ 22.000,00 R$ 12.000,00 R$ 11.000,00 R$ 10.320,00

0,9 0,5 1,0 0,6

18°/27° 21°/30° 14°/26° 13°/22° 12°/22° 10°/13° 19°/27° 15°/23° 15°/23° 7°/18° 8°/17° 15°/21° 16°/32° 12°/23° 13°/28° 19°/36° 11°/22° 26°/33° 10°/13° 19°/31° 17°/31° 12°/23° 22°/26° 5°/6° 15°/18° 21°/35° 25°/29° 12°/22° 20°/30°

Volume de chuva (mm) Probabilidade de chuva (%)

Eu amo este painel!

Titi Freak passeia pelos muros e paredes de SP

0 Assunção +6 Atenas +5 Barcelona +5 Berlim +5 Bruxelas Buenos Aires 0 -1,5 Caracas -2 Chicago +5 Estocolmo +5 Genebra Johannesburgo +5 Lima -2 Lisboa +4 Londres +4 Los Angeles -4 Madri +5 México -2 Miami -1 Montevidéu 0 Moscou +7 Nova York -1 Paris +5 Roma +5 Santiago -1 Sydney +13 Tel-Aviv +6 Tóquio +12 Toronto -1 Washington -1

15°/25°

Litoral

Receba por sms a previsão de onde você está

Fuso Mín./Máx.

21°/29° 24°/34° 22°/29° 23°/35° 15°/27° 21°/35° 22°/30° 20°/35° 15°/32° 23°/29° 25°/29° 22°/35° 18°/28°

NE

15nós

O

Ubatuba

Cananeia Interior

Sol/chuva Sol/chuva Sol Sol Sol/chuva Sol Sol/chuva Sol Sol Sol/chuva Sol/chuva Sol Sol

N

17°/27°

18° 10° 20° 10° 20° 11°

Maceió Manaus Natal Palmas Porto Alegre Porto Velho Recife Rio Branco Rio de Janeiro Salvador São Luís Teresina Vitória

23°/29° 14°/26° 11°/26° 22°/31° 24°/33° 19°/28° 19°/36° 13°/25° 17°/27° 22°/31° 15°/31° 22°/28° 24°/33°

Mín./Máx.

TÁBUA DE MARÉS: Porto de Santos

19°/25°

Ourinhos

32° 14° 33° 14° 32° 15°

Hoje

Tempo

10°/18°

15°/28°

S. J. dos Campos

PRÓXIMOS DIAS

Mín./Máx.

C. do Jordão

Campinas

15°/26°

Crescente 16/8 (15h14)

Poente 17h44

NOITE

NO MUNDO

Tempo

19°/23°

SÁB 31/7

TARDE

NAS CAPITAIS

Acima de 32°

PRÓXIMOS DIAS EM SP O sábado é um dia de sol e calor. O tempo muda no domingo com a chegada de uma frente fria. Na capital

Minguante 3/8 (2h00)

Nascente 6h43

Volume de chuva

54

56

30 de julho de

1910 O "Financial Times" publica um telegramma dando conta do protesto feito pelos lavradores de diversos Estados do Brasil contra o projecto da elevação da taxa cambial de 15 para 16 dinheiros.

estadão.com.br

SERVIÇO: O Estado publica diariamente as loterias. Fique atento ao número e à data de realização dos sorteios.

DUPLA SENA Nº884 Sena (Acumulou)

09

14

23

27

Sena 2.˚ sorteio (0) Quina (48) Quadra (3.019)

16

21

23

27/7/10 R$ 7.449.839,89

43

47

R$ 0,00 R$ 3.875,09 R$ 58,67

31

37

43

LOTOMANIA Nº1057 28/7/10 20 acertos (Acumulou) R$ 1.632.328,72 12 21 23 34 35 37

38

41

44

57

62

65

68

81

83

84

86

90

93

96


%HermesFileInfo:C-3:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Cidades/Metrópole C3

Caminhão da Prefeitura joga lixo em córrego Subprefeitura de M’Boi Mirim, na zona sul, estuda punição administrativa para prestadora de serviço; funcionários responderão por crime ambiental Tiago Dantas / JORNAL DA TARDE

Umcaminhão a serviçoda Subprefeitura de M’ Boi Mirim foi flagrado ontem à tarde jogando entulho em um córrego no Campo Limpo, zona sul de São Paulo. Na segunda-feira, entrouem vigor lei que aumentou de R$ 500 para R$ 12 mil a multa por descarte irregular de lixo. Desde então, fiscais da administração já registraram oito casos, entre eles o do veículo da terceirizada. Segundo a Prefeitura, o caminhão foi apreendido e o motorista e seu ajudante foram levados parao48˚DistritoPolicial (Cidade Dutra), onde seriam autuadosporcrimeambientalemultados em R$ 12 mil. A Secretaria de Coordenação das Subprefeituras estuda aplicar medida administrativa contra a empresa dona do veículo, já que a infração ocorreuquando elaprestava serviço para a Prefeitura. Outros dois casos semelhantes foram registrados ontem de madrugadanazonasul.Motoris-

tas de um caminhão do tipo caçamba e de um veículo de passeio foram detidos jogando lixo em uma rua de Parelheiros. Ao longo do dia, a Prefeitura distribuiu multas também em Itaquera e São Miguel Paulista, na zona leste,e naLapa, zona oeste, onde foram registrados três casos. Cerca de sete toneladas de entulho foram apreendidas, segundo estimativadaSecretariadas Subprefeituras. Nem todo o lixo apreendido era formado por restos de material de construção. Em um dos casos da Lapa, dois comerciantes da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) e um carroceiroforamdetidoslargando caixotes e restos de frutas e legumes na Rua Mofarrej, na Vila Leopoldina, zona oeste da capital. O trio foi autuado por crime ambientalnaDelegaciadoMeioAmbiente, na Consolação, centro. Blitze. Os oito flagrantes de ontem são resultado de uma operação contra o descarte irregular

TIAGO QUEIROZ/AE–6/10/2009

AS NOVAS REGRAS ●

Opaulistanoterámaistempopara comer o tradicional pastel de feira durante o almoço. A partir de semana que vem, as barracas de pastéis e caldo de cana poderãofuncionaratéas 13h30.Anunciadaontem,aexpansãonohorário foi acertada entre a Prefeitura e o Sindicato dos Feirantes. Paraosfanáticos porpastéis, o novo horário é recebido com alívio. “É sagrado comer pastel na feira. Antecipava o meu horário

de almoço para chegar antes das 12h30”, afirma o bancário Douglas de Souza, de 37 anos. As barracas de legumes, verduras e peixe terão meia hora a mais para a comercialização. O horário de funcionamento das feiras estava limitado entre 7h30 e 12h30 desde janeiro, por determinaçãodoprefeitoGilberto Kassab (DEM), para evitar o acúmulodelixo nas ruas.O novo decreto mantém o limite de 14 horasparaoensacamentodassobras.APrefeitura atribuía aolixo

Veículos

A regra também prevê a apreensão dos veículos dos infratores até o pagamento das multas. ●

Crime

O infrator é indiciado por crime ambiental e pode responder ao processo em liberdade. ●

Ruas

Concessionárias de serviços públicos que executam obras nas ruas e não retiram o entulho serão multadas em R$ 2 mil.

Sujeira. Após nova lei, foram 8 flagrantes de irregularidades de lixo montada pela Secretaria das Subprefeituras, com o apoio da Secretaria de Serviços, da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), da

Guarda Civil Metropolitana e das Polícias Militar e Civil. Cada uma das 31 subprefeituras identificou os pontos e os horários onde o descarte irregular

Feiras da capital ganharão mais meia hora Luiz Guilherme Gerbelli

Multa

A multa para quem for flagrado jogando lixo na rua é de R$ 12 mil. Antes, era de R$ 500.

das feiras uma das razões para as enchentes. Os pasteleiros também comemoraram a ampliação em uma hora.Para eles, opico nasvendas ocorre depois do meio-dia. “Era bem difícil cumprir o horário antigo. A gente tinha que desligar o fogoquandováriosclientesesperavam pelo pastel”, diz a feirante Elisa Chinen, multada uma vez por descumprir o decreto. Somente na feira da Rua Barão de Capanema, zona sul, há cinco barracas de pastéis. Em média,

com o novo horário, elas planejamvendercemunidades amais, das500jácomercializadas.Seessa projeção for estendida para as 900 feiras da cidade, serão 450 mil pastéis a mais diariamente. Faturamento. Dona de uma

barraca de verduras, a feirante Sueli Araújo de Oliveira, de 54 anos,calculaqueseu faturamento caiu 50% por causa da restriçãode horário. “Nesses30minutosextras,vouconseguir aumentar o lucro”, avalia.

de entulho acontecia com frequência. Os dados foram passados para os fiscais montarem a força-tarefa. Uma operação semelhante, feita entre 18 e 26 de

Mesmo com a extensão no período de comercialização, o Sindicato dos Feirantes espera ganhar mais meia hora para a desmontagem das barracas. “Estamos preocupados com a saída de todos os caminhões. O prazo atual continua bem apertado para os feirantes que têm barracas no meio da feira”, afirma o presidente do sindicato, José Torres. A nova regulamentação prevê suspensão para barracas autuadas excessivamente. As multas por atraso (R$ 6,95) e por não recolhimento de lixo (R$ 250) vão continuar valendo. De janeiro a junho, foram emitidas cerca de 1.200 multas na cidade.

fevereiro, terminou com 31 autuações e 22 veículos apreendidos. Na época, quem era flagrado jogando lixo na rua era multado em R$ 500. Descarte. A Secretaria das Sub-

prefeituras informou que móveis e eletrodomésticos velhos devem ser jogados fora durante as operações cata bagulho realizadas periodicamente pelas 31 subprefeituras da cidade. Já os restos de construção civil podem ser levados a um dos 36ecopontosdacidade,querecebem até um metro cúbico de entulhoporhabitante,o equivalente a uma caixa d’água de mil litros. Há ainda a possibilidade de contratar caçambas regularizadas. Segundo a Prefeitura, o descarte irregular de lixo pode ser denunciado de forma anônima nas praças de atendimento das subprefeituras,pelo telefone156 ou pelo site da Prefeitura (sac. prefeitura.sp.gov.br). Nesse mesmo endereço é possível saber os locais onde estão instalados os ecopontos.

WERTHER SANTANA/AE

Ampliação. Horário estava limitado desde janeiro


C4 Cidades/Metrópole %HermesFileInfo:C-4:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

JOSE PATRICIO/AE

Arrastão em prédio da Chácara Klabin

Assalto termina com um morto na Vila Clementino

Com controle da garagem e metralhadoras, bandidos invadiram e roubaram 6 apartamentos Camilla Haddad JORNAL DA TARDE

Moradores do condomínio Green Park, na Chácara Klabin, zona sul de São Paulo, viveram uma hora de terror anteontem, durante o sétimo arrastão do ano na cidade de São Paulo. Treze homens com metralhadoras, pistolas e uma espingarda calibre 12 invadiram seis apartamentos após entrar no prédio em uma Pajero, com o controle remoto da garagem. Não houve prisão. O edifício alvo da quadrilha fica a cerca de 50 metros de um postoda Polícia Militar. Durante a ação foram levados, em dinheiro, US$ 15 mil, € 5 mil e R$ 2 mil, além de celulares, joias e vários relógios de grife, entre eles um Rolex. Assustada com a presença dos ladrões, uma mulher de 44 anos, empregada de um dos imóveis, foi agredida com vários chutes nacabeça.Elafoiencontradacaída em um dos elevadores. A maioria dos condôminos foi ameaçada de morte e ficou refém em um único apartamento. Outras vítimas permaneceram na garagem. “Era uma rapaziada de cara limpa, com 20 e 30 anos. Eram muito violentos, trouxeram meu sobrinho para dentro do apartamento, vasculharam tudo atrás de joia”, contou um morador. Na versão de um funcioná-

rio, os assaltantes chegaram ao prédio exatamente às 20h40 da noite de terça-feira em dois carros com vidros escuros. Os homens da quadrilha se passaram por moradores. Depois deentrar pela garagem, parte do grupo foi até a guarita onde rendeu o porteiro com uma pistola, obrigando o funcionário a deixar a garagem aberta. O primeiro morador rendido foi pego por um suspeito de olhos verdes. Em depoimento na delegacia, a vítima disse que foi levada por cinco ladrões até seu imóvel, onde estavam sua mãeeseutio.Todosforamameaçados de morte e tiveram relógios e dinheiro levados. Outros reféns foram trazidos ao mesmo imóvel e ficaram sob a mira de uma metralhadora.

Agressões. Edifício invadido: empregada ficou ferida e condôminos sofreram ameaças trar. Uma outra moradora afirmou que um vizinho teria perdido o controle da garagem. Segundo a polícia, o prédio tem três elevadores e o de serviço atende duas unidades, enquanto o social atende uma, pri-

vativa. Cada apartamento tem cerca de 200 metros quadrados. O condomínio, de acordo com a polícia,nãotemsistemademonitoramento e o portão da garagem é aberto com o controle remoto, que tem um sistema de

identificação da unidade condominial. Por essa razão, a polícia concluiu que o controle usado pelos ladrões pertencia a um apartamento do local. O caso foi registrado no 6.º Distrito Policial (Cambuci).

19,

90 PORCELANATO LONDON CONCRET

Reforma o piso,Brasil.

Estranho. Um advogado de 38

anos chegou a dizer que notou algo estranho antes de entrar no prédio, mas acreditou “que fossealgo desua cabeça”efoirendido após estacionar. Com espingarda na mão, ladrões levaram a vítima até seu apartamento onde estava uma empregada. O advogado teve a pasta levada com R$ 2 mil, celulares e um relógio. As vítimas contaram ainda que durante a ação era possível ouvir gritos e que os assaltantes se comunicavam por rádio e pareciam nervosos. Um suspeito que seria o líder dava indicações deondecadasuspeitodeveriaen-

União entre condomínios. Re-

portagem na quarta-feira mostrou que 20 mil moradores de 98 prédios da região se uniram para elaborar um projeto de segurança.Segundooidealizador, Jurandir Nascimbeni, crimes como

roubos e furtos de carros e assaltos a pedestres na porta dos condomínios tiveram redução de 80% desde a criação do projeto, em abril do ano passado. Foramgastos R$ 6 mil por prédio para implementar o sistema, que tem parceria com as Polícias Civil e Militar e conta com câmeras de segurança que também gravam a parte externa dos condomínios, giroflex que servem para alertar moradores quando háalgoerradoesensoresnosmuros e fundos dos condomínios, entre outros aparelhos. De acordo com Nascimbeni, o condomínio alvo de arrastão anteontem está no perímetro do bairro, mas não faz parte dos prédios que integram o projeto. “Os moradores nem foram nas reuniões.” Segurança. Sem se identificar, dois moradores da Chácara Klabin disseram à reportagem que o bairro precisa ter mais segurança. “Tem muita coisa a fazer. Arrastões violentos como esse não podem ser tolerados”, afirmou um deles. / C.H.

45X45 cm, cx 1,58 m2, E

m2

PORCELAN ESMALTA

31,

90 m2

REVESTIMENTO HA BLANCO OU PERLA

29,1x58,4 cm, cx 1,36 m

RETIFICAD

39,

REVESTIMENTO

DIAMANTE BRANCO 90 Brilhante ou Acetinado, 3

Área é a 2.ª com mais assaltos a condomínios Estudo sobre roubos em condomínios no Estado de São Paulo mostra que a Vila Mariana, da qual faz parte a Chácara Klabin, na zona sul, é o segundo bairro com mais ocorrências do tipo na capital paulista. Em primeiro lugar fica Pinheiros, na zona oeste da cidade. Os dados foram obtidos após aCoordenariadeAnáliseePlanejamento (CAP), da Secretaria da Segurança Pública, analisar 317 casos registrados no Estado entre 2005 e 2009. No ano passado, a pasta criou uma delegacia especializada em arrastões em condomínios. Depoisdisso,14dos21casosnacapitalforamesclarecidospelospoliciais do Departamento de InvestigaçõessobreoCrimeOrganizado (Deic).

● Dois pedestres foram baleados de raspão ontem durante um tiroteio entre um policial militar e dois assaltantes, na Vila Clementino, zona sul. Segundo a polícia, a dupla tentou assaltar o policial militar – que estava à paisana – por volta das 13h40, na Rua Pedro de Toledo. Um dos ladrões foi atingido e morreu. O outro conseguiu fugir. Uma arma calibre 38 foi apreendida. Duas pessoas que passavam pelo local foram baleadas de raspão e levadas para o Hospital São Paulo, também na zona sul. Segundo a Assessoria de Imprensa da Polícia Militar, elas passam bem. O caso foi registrado no 16º Distrito Policial (Vila Clementino).

m2

cm, cx 1,10 m2, Extra

RETIFICADO

49,

90 PORCELANATO BIANCO

Venha correndo aproveitar!

m2

60x60 cm, cx 1,44 m2

PORCEL POL

Pagueem10x semjurosou24x iguaisnoCartãoTelh *2

*3

Ofertas válidas para todas as lojas Telhanorte do Estado de São Paulo (exceto Preside OSVALDO PRADDO/AGÊNCIA O DIA

Música para lembrar Rafael

Irmãos são acusados de matar pai e irmã

A atriz Cissa Guimarães participou de homenagem ao filho Rafael Mascarenhas, ontem, no Túnel Acústico, onde ele morreu atropelado. “Tudo isso aqui é para ele e não para mim. Ele não era só meu. Ele era de todo mundo. Muito obrigada”, afirmou a atriz.

Motivo, segundo polícia baiana, seria herança de R$ 25 milhões; crime ocorreu na fazenda da família em Barreiras Tiago Décimo SALVADOR

Um patrimônio estimado em R$ 25 milhões que ficaria como herança é o motivo apontado pela Polícia Civil da Bahia para o assassinato do fazendeiro Guerino Kieling, de 62 anos, e da filha dele, Lisi Kieling, de 37, no dia 14, na fazenda da família em Barreiras, extremo oeste da Bahia.

De acordo com o delegado Vivaldo Luz, os mandantes do crimesãoosdoisfilhosdofazendeiro,CelsoeNilso Kieling. Elesnegam as acusações. A polícia chegou aos suspeitos depois de prender dois homens que confessaram ser os autores dos homicídios. Damião Bispo da Silva e Roberto Carlos Gomes contaram como as vítimas foram mortas e apontaram os irmãos como mandantes. Celso e Nilso teriam pago R$ 3 mil de adiantamento e oferecido outros R$ 500 mil em máquinas agrícolas pelos assassinatos. De acordo com os executores, a mãe dos irmãos, Leonilda Maria Kieling, foi poupada a pedido dos supostos mandantes.


O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Cidades/Metrópole C5

ALEX DE JESUS/O TEMPO

Bruno é indiciado por 5 crimes na morte de Eliza Outras sete pessoas também vão responder por homicídio, sequestro, ocultação de cadáver, formação de quadrilha e corrupção de menores Eliane Souza ESPECIAL PARA O ESTADO BELO HORIZONTE

O ex-goleiro do Flamengo Bruno Fernandes foi indiciado porhomicídio, sequestro e cárcere privado, ocultação de cadáver, formação de quadrilha e corrupção de menores. Concluído ontem pela Polícia Civil de Minas, o inquérito sobre o desaparecimento da examante de Bruno, Eliza Samudio, tem oito volumes e cerca de 1,6 mil páginas. Se condena-

TE

Extra

19,

do por todos os crimes, o atleta pode pegar no mínimo 18 e no máximo 51 anos. Também foram indiciadas pelos mesmos crimes sete pessoas: Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão; Flávio Caetano de Araújo; Wemerson Marques de Souza,oCoxinha;DayaneRodriques do Carmo Souza, mulher de Bruno; Elenilson Vitor da Silva; Sérgio Rosa Sales; eFernanda Gomes de Castro. O ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, foi indiciado por homicídioqualificado,formaçãodequa-

22,

PORCELANATO RAPOLANO CREAM OU WHITE

90

ROSSINI 90 PORCELANATO SNOW OU MOZART ICE

45x45 cm, 1,44 m2, Extra

m2

m2

45x45 cm, 1,22 m², Extra

drilha e ocultação de cadáver. Naopinião do delegadoEdson Moreira, chefe do Departamento de Investigação de Homicídios (DIHPP), não há dúvidas de que Bruno é o mandante. Cabelo. No presídio de Conta-

gem, Bruno raspou a cabeça nesta semana e os agentes prisionaisqueimaramo cabelodoatleta na sua frente, para garantir que não fosse usado em exames de DNA. O goleiro se recusa a fornecer material para o teste. Outros seis homens presos por

29,

90 m

2

REVESTIMENTO ANTARTIDA

2

30x60 cm, cx 1,43 m , Extra

Contagem. Goleiro teve os cabelos raspados no presídio envolvimento no caso também tiveramacabeçaraspada, segundo a Secretaria de Defesa Social. Na manhã de ontem, Bruno e os outros suspeitos foram levados ao DIHPP para que a polícia coletasse as impressões digitais, procedimento preparatório paraoindiciamento.Aaçãofoicriti-

29,

REVESTIMENTO

BIOT OU CONCORD 90 Bege ou Gray, 33x47 cm, m2

2

cx 1,57 m , Extra

cada pela advogada Cintia Ribeiro, representante da Ordem dos Advogados do Brasil em Minas (OAB-MG). Para ela, a coleta era desnecessária. O único suposto envolvido que não foi levado ao departamento foi o primo adolescente do goleiro. Por ter menos de 17

anos, seu processo está separado e ele aguarda julgamento pelo Juizado da Criança e do Adolescente de Contagem. Pai. Na manhã de ontem, o pai de Eliza, Luiz Carlos Samudio, esteveno DIHPPe disseestarsatisfeito com o trabalho da polícia.Eleafirmouque pretendeentrar com ação contra o governo do Rio, por acreditar que o Estado não deu proteção adequada à modeloapósasprimeirasdenúncias contra o goleiro. O pai de Eliza disse ainda que vai processar o defensor de Bruno,ÉrcioQuaresma,pelas declarações de que a modelo pode estar viva e por ter incluído a jovem como testemunha no processoreferente aosequestroelesão corporal – no qual ela é vítima – no Rio. Ele quer ainda que o Flamengo deposite em juízo o dinheiro que o clube supostamente deve a Bruno – cerca de R$ 1 milhão em salários atrasados, segundo o advogado do jogador.

PMs ‘highlanders’ vão a julgamento por decapitar deficiente HÉLVIO ROMERO/AE

NATO ADO

AVANA A

m2, Extra

PORCELANATO ESMALTADO

34,

20,

61

37,

REVESTIMENTO

NEBIA ACETINADO 90 29,1x58,4 cm, cx 1,36 m ,

90

2

m2

RETIFICADO

Extra

m2

PORCELANATO ESMALTADO

m2

PORCELANATO CANYON

Várias Cores, 60x60 cm, cx 1,42 m², Extra

37,

90 m2

PORCELANATO ATLÂNTICA

Várias Cores, 23x67 cm, cx 1,06 m2

39,

PORCELANATO VANCOUVER

90 60x60 cm, cx 1,44 m , m2

2

Extra

PORCELANATO ESMALTADO

O

2,5x57

39,

REVESTIMENTO GLACIER

OU GLASS WHITE OU 90 WHITE BONE m2

Brilhante, 30x60 cm, cx 1,42 m2, Extra

39,

90 m2

RETIFICADO

O

, Extra

PORCELANATO ESMALTADO

RETIFICADO

DO

49,

hanorte.

ente Prudente).

59,

60x60 cm, cx 1,44 m2, Extra

SAC

GRANDE SÃO PAULO

(11) 4004-2444 DEMAIS REGIÕES

0800-729-2444

60x60 cm, cx 1,44 m , Extra

PISO BIOT BEGE OU

OU CONCORD 90 GREY MD2 BIANCO

PORCELANATO POLIDO

LANATO LIDO

2

47,

90 m2

3171-1000

m2

47x47cm, cx 1,35 m2, Extra

PORCELANATO NASCAR

Camurça, 60x60 cm, cx 1,44 m2, Extra

59,

90 PORCELANATO DOMUS MARBLE m2

60x60 cm, cx 1,44 m2, Extra

RETIFICADO

PORCELANATO POLIDO

47,

90 m2

PORCELANATO BOTTICINO

60x60 cm, cx 1,44 m², Extra

Transporte. Policiais estavam em presídio da zona norte

PORCELANATO POLIDO

69,

90 PORCELANATO DOMUS WHITE m2

60x60 cm, cx 1,44 m2, Extra

PORCELANATO POLIDO

Preços líquidos a vista, já com desconto. Fotos apenas para efeito ilustrativo. Promoção válida para preço e condições de venda de 30/07/2010 à 08/08/2010 ou enquanto durarem os estoques. Garantimos os estoques necessários em todas as lojas e depósito central com uma quantidade inicial mínima de 10 unidades ou 100m2. Dado aos excepcionais descontos nos produtos em promoção reservamos o direito de limitar por pessoa as quantidades por unidade correspondente dos produtos anunciados. Produtos por m2: 50m 2, produtos por peça: 5 peças e produtos por litro: 180L. Garantimos a necessidade em quantidades normais de construção do cliente. *1: Pagamentos em cheques: Consulte os planos progressivos da financeira. TC: R$ 12,00 . *2: Plano 10x sem juros: 10 parcelas iguais para compras a partir de R$ 500,00 efetuadas com o Cartão de crédito Telhanorte MasterCard ou Aura, sendo o vencimento da primeira parcela debitada na fatura subseqüente a compra e as demais a cada 30 dias na fatura do cartão Telhanorte. Parcela mínima de R$ 50,00. *3: Plano 24x (0+24) iguais exclusivamente no cartão Telhanorte Mastercard ou Aura, sendo o vencimento da primeira parcela debitada na fatura subseqüente a compra e as demais a cada 30 dias na fatura do cartão Telhanorte, com taxa de juros de 1,99% a.m. + IOF 0,13% = 2,12% a.m. Plano válido apenas para compras efetuadas com o Cartão de crédito Telhanorte MasterCard ou Aura. Parcela mínima de R$ 20,00. *4: Consulte Regulamento nas lojas. Consulte o Custo Efetivo Total (CET) no stand de crédito. Para entregas em domicílio, consulte a tabela de frete.

PARANÁ

RIO

Incêndio em abrigo de crianças mata uma funcionária e uma menina de 1 ano

Polícia prende cinco no Morro do Salgueiro

Duas pessoas morreram no iní- de risco, retiradas das famílias cio da noite de anteontem em por ordem da Justiça. Uma das consequência de incêndio num cinco mães sociais tomava conabrigo em Almirante Tamanda- ta dos meninos quando o fogo ré, na região metropolitana de começou. Policiais que atendeCuritiba. Uma menina de aperam a ocorrência afirmaram nas 1 ano ficou carbonizaque ele foi provocado, da e a funcionária de provavelmente, por uma empresa terceium curto-circuito. rizada da prefeitura Um menino teria CRIANÇAS Cacilda de Oliveira chutado uma bola ERAM ATENDIDAS Nogueira, de 44 contra uma lâmpaNO ABRIGO QUE anos, morreu enda e o fogo comePEGOU FOGO NO quanto era atendida çou no forro de maPARANÁ numa unidade de saúdeira. As pessoas só de. O laudo apresenta perceberam o incêndio como causas queimaduras quando partes do forro em na face, insuficiência respirató- chamas começaram a cair e se ria e inalação de gás carbônico. alastrar pelas divisórias, que Um policial civil também preci- também eram de madeira. A sou de atendimento médico. menina de 1 ano que morreu Segundo a prefeitura, no abrigo estava em um quarto cujo teto estavam crianças em situação desabou.

16

PORCELANATO POLIDO

PORCELANATO POLIDO

PORCELANATO POLIDO

90 PORCELANATO DOMUS COTTON m2

PORCELANATO VÁRIOS MODELOS

RETIFICADO

Cinco pessoas foram presas ontem em uma operação contra o tráfico de drogas no Morro do Salgueiro, na Tijuca, zona norte do Rio. Cerca de 70 homens, um helicóptero e um carro blindado foram acionados, mas os criminosos não reagiram. O secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, disse na quartafeira que a próxima favela a ser ocupada pela Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) é na Tijuca, também na zona norte. SÃO PAULO

Jovem atingido por bala perdida passa bem O rapaz de 16 anos atingido por uma bala perdida em São Paulo passa bem. Ele foi baleado no tórax durante uma tentativa de assalto na Rua 2 de julho, no Ipi-

ranga, zona sul da capital paulista. Na troca de tiros, que ocorreu na tarde de anteontem, um ladrão morreu e dois policiais militares ficaram feridos. INTERIOR PAULISTA

Ciclovia vai ligar Sorocaba a Votorantim Começou ontem a construção de uma ciclovia de 1,7 quilômetro que vai ligar Sorocaba a Votorantim, no interior paulista. A obra, da prefeitura de Votorantim, vai custar R$ 352 mil – parte da verba é do governo federal – e deve ficar pronta até o fim de setembro. A interligação faz parte de um projeto maior, de levar a ciclovia até Itu e Salto. Em Votorantim, há planos de construir 15 km de ciclovias. Em Sorocaba, os ciclistas já contam com 60 km de pistas – a segunda maior rede urbana do País, atrás do Rio. Outros 40 km serão construídos em dois anos.

Os quatro são acusados de pertencer a grupo de extermínio; previsão é de que sentença saia durante madrugada Elvis Pereira

O julgamento de quatro policiais militares acusados de matar Antonio Carlos da Silva Alves em8de agostode2008 começou ontemàs10h no FórumdeItapecerica da Serra, na Grande São Paulo. A vítima,portadora dedeficiência mental, foi decapitada, teve as mãos decepadas e sofreu um corte na barriga em forma de cruz. O crime ocorreu no Jardim Capela, zona sul de São Paulo. A previsão era de que o encerramento ocorresse de madrugada. Foram levados a júri popular pelo crime o sargento Moisés Alves dos Santos, o cabo Joaquim Aleixo Neto e os soldado Rodolfo da Silva Vieira e Anderson dos Santos Sales. Eles pertenciam ao 37.º Batalhão da Polícia Militar de São Paulo e fariam parte de um grupo de extermínio que fi-

TORTURA

Justiça nega liberdade para ex-procuradora

cou conhecido como Highlanders, alusão ao filme em que guerreiros imortais cortavam as cabeças de seus inimigos. O caso veio à tona com os assassinatos de Roberth Sandro Campos Gomes, de 19 anos, o Maranhão, e Roberto Aparecido Ferreira, de 20, o Bebê. Ambos foram decapitados em 30 de maio de 2008. Os corpos foram encontrados em um terreno em Itapecerica. Os PMs são acusados de obrigar menores infratores a roubar para a organização. Quem desobedecia era morto. Quatro corpos foram encontrados decapitados em Itapecerica. No relatório das investigações, em 2009, a Polícia Civil indiciou 14 PMs pela morte de três dos quatro decapitados. Todos ficaramdetidosnoPresídioMilitarRomãoGomes, zonanorte da capital. Nove continuam presos. O promotor Vitor Petri afirmou que o soldado Rodolfo tinha o coronel Eduardo Félix, comandante da Tropa de Choque, como“padrinho”eporissogozava de regalias no batalhão. O coronel não foi ao julgamento.

nada. Não cabe recurso, mas o advogado da procuradora aposentada pode fazer um novo pedido.

Os desembargadores da 4.ª CâMANAUS mara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio negaram nesta Polícia prende 28 semana, por unanimidade, os por roubo de carros dois pedidos de liberdade da A Polícia Civil de Amazonas procuradora aposentada Vera prendeu ontem 28 acusados de Lucia de Sant’anna Gomes (foparticipar de uma quadrilha esto). Ela foi condenada a 8 anos pecializada em roubos de care 2 meses de prisão em regime fechado por torturar uma meni- ros em Manaus e Parintins. Os carros preferidos pela quadrilha na de 2 anos que estava sob sua eram Toyota Hilux, Fiat Strada guarda provisória. Nas duas e Honda Civic. Além de ações, a procuradora alega roubo de veículo, o que reúne os requisitos pagrupo é suspeito de ra responder ao processo clonar documentos em liberdade, porque é com apoio de dois desprimária e possui resipachantes do Departadência fixa. Na decisão, mento Estadual de Trâna relatora Gizelda Leisito (Detran) e de tráfitão Teixeira disse que co de entorpecennão vê qualquer tes. As investigaconstrangimento ções começaram ou ilegalidade na há seis meses. prisão da condeFABIO MOTTA/AE-13/5/2010


C6 Cidades/Metrópole %HermesFileInfo:C-6:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

EPITACIO PESSOA/AE

Pais sofrem para embarcar filhos em Cumbica Sem posto da Vara da Infância no aeroporto, passageiros que precisam de autorização têm de seguir até o centro de Guarulhos Ana Bizzotto

Quem precisa de autorização de viagem para os filhos e chega ao Aeroporto Internacional de Cumbica desprevenido pode se preparar para enfrentar transtornos. O aeroporto mais movimentado do País não tem posto da Vara da Infância e da Juventude, o que obriga os passageiros a ir até a Vara de Guarulhos, no centro da cidade. Cerca de 15 pedidos são atendidos por dia no local. Neste mês, até segunda-feira, foram 244 – 47% do total de processos da Vara no período. Além dos funcionários que atendemaopúblico,háum servidor que trabalha especificamente com autorizações de viagem, o que corresponde a 80% de seu trabalho. Segundo a juiza auxiliar da Vara, Andrea Trigo, a demanda aumentou muito desde que a Resolução 74 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) entrou em vigor, em abril de 2009. Ela obriga o pai ou mãe que viajar sozinho com os filhos a assinar a autorização na frente de

umtabelião,paraqueaautenticidade seja reconhecida. A Vara funciona de 12h30 às 19 horas, em dias úteis. Ontem, já na primeira meia hora de funcionamento, várias pessoas aguardavam na fila. A doméstica Delfina Oliveira, de 38 anos, foi uma das primeiras a ser atendidas e conseguiu autorização às 15h30 para viajar com o filho de 17 anos

QUANDO PROCURAR A VARA DA INFÂNCIA ●

Autorização judicial

Necessária quando o menor de 12 anos viajar desacompanhado em território nacional; um dos genitores ou responsáveis legais pelo menor de 18 anos não puder autorizar a viagem ao exterior; quando o menor viajar para outro país acompanhado somente de estrangeiro residente ou domiciliado no exterior. A Vara da Infância e Juventude fica na Rua João Gonçalves, 208/212, centro de Guarulhos. O telefone é (11) 2409-3851.

Falecimentos Sophia Sarbouk Chehin – Dia 28, aos 94 anos, era viúva de Badih Assad Chehin. Deixa filhos, netos e bisnetos. O enterro foi no Cemitério da Consolação. Violette Der Matossian – Aos 81 anos. Deixa filha, irmãs e sobrinhas. O enterro foi no Cemitério e Crematório Memorial Parque Paulista. Maria José Vilar Heck – Aos 78 anos, era viúva. Deixa os filhos Maria das Graças, Maria Cristina e Jorge. O enterro foi no Cemitério de Congonhas. Aurina Alves Pereira – Aos 46 anos. Filha de Matilde Gomes de Oli-

eo atualmarido.ElamoranaBélgicaeveio passarférias emMarabá, onde o adolescente mora com o pai. Após embarcar para Paris na terça, fizeram escala em Guarulhos, onde a imigração os impediu de seguir viagem. Por causa das diferenças de horário entre as Varas de Guarulhos e de Marabá, não conseguiram resolver o problema em um dia.

Viagens nacionais

Adolescentes de 12 a 18 anos não precisam de autorização para viajar desacompanhados. Menores de 12 anos necessitam de documento original com foto para circular com responsável que comprove parentesco ●

Viagens internacionais

Quando o menor de 18 anos viajar acompanhado de apenas um genitor, o outro deve assinar autorização com foto atual do filho e reconhecer firma

Transtorno. Delfina, o marido e o filho do primeiro casamento: 2 dias para embarcar “Como a companhia aérea não informou da necessidade de autorização do pai, eles acabaram pagando todas as despesas”, conta Delfina, que ficou hospedada duas noites com a família em um hotel de Guarulhos. “Agora deu certo. Mas seria bom se tivesse a Vara no aeroporto. Resolveria mais rápido.” Já a vendedora autônoma Ligia Batista, de 43 anos, teve de encarar despesas de hotel no aeroporto e táxi até a Vara. Ela, que mora há 20 anos em Miami, veio passar férias com o filho de 8 anos, cujo pai está desaparecido. Na hora de voltar, foi barrada. “Tenhoaguardaprovisóriadele, e com essa mesma documentação consegui viajar em agosto, quando já havia a nova resolução. Dá vontade de chorar”, diz Ligia, que calcula ter gastado R$

500. “Acho absurdo. Se fosse um estranho, mas sou a mãe. Já perdi o voo das 3h45. Se fosse no aeroporto, talvez conseguiria pegar o de meio-dia.” Estrutura. Até 1996, havia um posto da Vara da Infância no aeroporto, onde trabalhavam voluntários. Segundo Daniel Issler, juiz titular da Vara de Guarulhos que atualmente é juiz auxiliardapresidênciadoCNJ,oposto foi fechado por não ter juiz. O

● Lá tem

No aeroporto de Brasília há um posto da Vara da Infância e Juventude do Distrito Federal. Em 2009, de 5.964 autorizações de viagem concedidas pela Vara, 3.857 foram no aeroporto.

EstatutodaCriançaeAdolescente determina que autorizações só podem ser assinadas por ele. “A comarca de Guarulhos, com 1,5 milhão de pessoas, tem uma Vara com um juiz. Já é uma situação-limite pelo volume de serviço e quantidade de servidores. Se fosse ter mais Varas, a prioridadeseriacriar umasegunda e até uma terceira. Teria de ter um aporte maior de recursos humanos e materiais, especialmentedejuízes,que,infelizmente, não tem.” Segundo Issler, a demanda é maior nas férias e cresceu com a resolução,mas“nãojustificadeslocar um juiz para o aeroporto diantedasnecessidadesdapopulação”.“Situaçõesderisco,crianças privadas dos direitos, abandonadaseintimidadassãoprioridade”, destaca o juiz.

Para publicar anúncio fúnebre: Balcão Iguatemi – Shopping Iguatemi 1a - 04, tel. 3815-3523 / fax 3814-0120 – Atendimento de 2ª a sábado, das 10 às 22 horas, e aos domingos, das 14 às 20 horas. Balcão Limão – Av. Prof. Celestino Bourroul, 100, tel. 3856-2139 / 3857-4611 / fax 3856-2852 – Atendimento de 2ª a 6ª das 9 às 19 horas. Só serão publicadas notícias de falecimento/missa encaminhadas pelo e-mail falecimentos@grupoestado.com.br, com nome do remetente, endereço, RG e telefone

veira, era casada com Abel Gomes Ferraz. Deixa filhos. O enterro foi no Cemitério Parque dos Girassóis.

nevides – Aos 77 anos, era casado com Adélia Ferreira de Sá e Benevides. Deixa filhos e netos.

Tania Maria dos Santos Gonçalves – Aos 42 anos. Filha de Carlos dos Santos e Maria José Ventura dos Santos, era casada com Rinaldo Francisco Gonçalves. Deixa filhos. O enterro foi no Cemitério Parque dos Girassóis.

Flavio Campos da Silva – Dia 29, aos 76 anos, era casado com Maria Cecília Amorim Campos da Silva. Deixa os filhos Flávio Augusto, Patrícia Helena, Guilherme e Daniela, noras, genros, netos e bisnetos. O corpo foi trasladado para o Crematório da Vila Alpina.

Wagner de Moraes – Dia 28, aos 82 anos, era casado com Maria de Lourdes Grael de Moraes. Deixa filhos e netos. O corpo foi transladado para o Crematório da Vila Alpina.

Aarão Campos – Aos 73 anos. Deixa esposa, filhos e netos. O enterro foi no Cemitério e Crematório Memorial Parque Paulista.

Dr. Clovis Marcello de Sá e Be-

Armindo Pinto da Silva – Aos

70 anos, era casado. Deixa os filhos Manoel, Maria, Regina, Oswaldo, Sueli e Fernando. O enterro foi no Cemitério de Congonhas. Silvestre Brito de Jesus Nogueira – Aos 35 anos, era solteiro. Deixa três filhos. O enterro foi no Cemitério Jardim Parque dos Ipês. MISSAS Maria Thereza Ribeiro de Barros Granato – Hoje, às 18 horas, na Igreja Santo Inácio de Loyola, na Rua França Pinto, 115, Vila Mariana (2º aniversário). Clícia Ferreira Alves – Hoje, às 19 horas, na Igreja do Colégio São Luís Gonzaga, na Avenida Paulista, 2.378 (1º aniversário). Yolanda Calle Pereira – Amanhã, às 12 horas, na Igreja São Gabriel, na Avenida São Gabriel, 108, Jardim Paulista (7º dia). Maria Célia Penteado Rodrigues dos Santos – Amanhã, às 12h15, na Igreja São Domingos, na Rua Caiubi, 164, Perdizes (7º dia). Eugênia Catharina Briguenti

A Sociedade Beneficente de Senhoras Hospital Sírio-Libanês comunica, com muito pesar, o falecimento, em 28 de julho, do

Dr. Eduardo Carone Filho O sepultamento ocorrerá hoje - 30/07/2010 às 9 horas no Cemitério Congonhas Rua Ministro Álvaro de Souza Lima, 101

Dr. Eduardo Carone Filho (Ducho) É com muita tristeza que nos despedimos do amigo, companheiro de trabalho e símbolo dos mais altos valores humanistas com quem tivemos o prazer de conviver por tantos anos. Manifestamos toda nossa solidariedade à sua esposa Yole, ao filho Pedro e toda família. Reizinho, Soninha, Chap, Marcelão.

Professor humanista, mas de matemática Luiz Eduardo Cerqueira Magalhães não era um professor convencional. Formado em Física,sempre lecionouMatemática para alunos do Ensino Médio. Quando tornou-se diretor

do Colégio Santa Cruz – onde fez carreira –, mesmo sendo da área de exatas, apostou em aprofundar o caráter humanista da escola, pois achava que a formação deveria ser crítica e para toda a vida. Pelo conhecimento que tinha de poesia brasileira, muitos acreditavam que ele ensinava Literatura. Criouoteatro,quetambémservia de palco para debates, e aulas de ética e cidadania. Com1,90 m de altura e vozeirão, o apelido de Eduardão pegou logo que entrou na escola, ainda bem jovem, e persistiu por anos. Dia 26, aos 75 anos.

Bender – Amanhã, às 17 horas, na Igreja São Gabriel, na Av. São Gabriel, 108, Jardim Paulista (7º dia).

Mauro Gorenstein– Dia 1º, às 10 horas - Q 191 - Sep. 50 - S A (Matzeiva).

Geraldo Barros Silva Júnior – Hoje, às 19h30, na Igreja Nossa Senhora do Carmo, na Rua Brás Cubas, 163, Aclimação (7º dia).

Henryk Gartner – Dia 1º, às 10 horas - Q 395 - Sep. 164 - S R (Matzeiva).

José Alberto Botelho Marinho – Hoje, às 20 horas, na Igreja São Judas Tadeu, na Avenida Jabaquara, 2.682, Jabaquara (7º dia). Carlos Henrique Godinho – Amanhã, às 10h30, na Igreja Nossa Senhora do Brasil, na Avenida Brasil, Jardim América (7º dia). CEMITÉRIO ISRAELITA DO BUTANTÃ Peisach Nulman – Dia 1º, às 9h30 - Q 402 - Sep. 178 - S R (Matzeiva).

Jaime Cohen – Dia 1º, às 10 horas - Q 325 - Sep. 35 - S O (Matzeiva). Saul Derner – Dia 1º, às 10h30 - Q 376 - Sep. 76 - S R (Matzeiva). Mariam Rywka Szpigel – Dia 1º, às 10h30 - Q 407 - Sep. 113 - S R (Matzeiva). Moises Mishel Altarac Levy – Dia 1º, às 10h30 - Q 408 - Sep. 148 S R (Shloshim). Perola Chapiro Martini – Dia 1º, às 10h30 - Q 404 - Sep. 126 - S R (Shloshim).

O marido João, os filhos Lucas e Tomás, os pais Sônia e Sérgio e a irmã Liliana da nossa sempre amada e inesquecível

MÔNICA REGINA LINO PIRES CONSIGLIO

agradecem o apoio, carinho e amizade que receberam neste último ano e convidam para a Missa de Um Ano que será realizada na próxima segunda feira 02/08, às 19:30hs na Paróquia de São João Bosco, Rua Cerro Corá, 2101 - Alto da Lapa - S.P.

A Família da querida

Consternado com o falecimento de seu ilustre membro, ocorrido na segunda, dia 26, nesta Capital, o Conselho Superior do Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo comunica a realização, no dia 1º de agosto de 2010, 20 , às 19:30 horas, horas, no Teatro Teatro do Colégio Santa Cruz, sito à Rua Orobó, Orobó, 277 - Alto de Pinheiros Pinheiros - São Paulo Paulo - SP, SP, da missa de 7º (sétimo) dia do educador emérito

HELENA VIEIRA DE CAMPOS BICUDO

PROFESSOR LUIZ EDUARDO CERQUEIRA MAGALHÃES

comunica com pesar seu falecimento ocorrido nesta Capital em 29 de julho de 2010.

A família do inesquecível

PAREN BAZARIAN Agradece a solidariedade recebida por seu falecimento, e convida para a missa do 7º dia no dia 01 de Agosto às 11hs na Catedral Armênia na Av Santos Dumont, 55.


%HermesFileInfo:C-7:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

a

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

e

autos.

empregos.

o

imóveis.

Cidades/Metrópole C7

oportunidades.

Para anun ciar

Classificados (11) 385

SÃO PAULO

CENTRO

ZONA OESTE

3 DORMITÓRIOS

Vendem-se APARTAMENTOS

HIGIENÓPOLIS

TERRENOS

ZONA NORTE SERRA DA CANTAREIRA Sobr3ds(1ste), lar, 4vg, R$320mil (11)3208-3993 / 6694-8715

Oportunidade. Terreno com 259m². Ótima Topografia. Plano. Ideal p/ Incorporação. Vale Conferir. ZCPa Cód. 431944 Fone: 3169-7000.

ZONA SUL JD PAULISTA Sobr.Coml.140m²ac, 2 grs, 3 sls Prox.J.E.Lima, Excel. Ponto, conf. RA206276F:3076-1444 Cr20363j www.abyarabrprontos.com.br

ALPHAVILLE E TAMBORÉ

Casa Condom., vista p/ o mar 5 stes, pisc. priv., churr., solarium, escrit. definitiva☎(13)9784-4979 (13)7810-2538/ ID96*12568

Galpão na Marginal Tietê, esquina Rua Ricardo Cavatton. Vendo ou Alugo Á.T. 4.745m² Á.C 2.262m² Tratar c/ Dr. Oliveira. ☎ (11) 4195-2323/ (11) 8586-9999 1 ZAP id. CTS7A08C

VL LEOPOLDINA Prédio Comercial com Excelente Infraestrutura. Conjunto com 43m²AU. Ideal para Investidores. Localização Privilegiada. ZM-3a Cód.432583 Fone: 3882-4000 Financie até 60% com o Itaú.

INTERIOR E OUTRAS LOCALIDADES

Vendem-se

CASAS / APARTAMENTOS

CASAS / APARTAMENTOS

ALPHAVILLE 02 Excelente Residência com 327m²Construídos em 560m² de Terreno. 4Dormitórios (2Suítes). Ambientes bem Distribuídos. 4Vgs. Alameda Tranquila. Oportunidade. Cód.430752 Fone: 4134-8444

ESTRELA DO NORTE - SP Oportunidade (moradia+trabalho). Sobrado + comércio, 3dorms, 1vg. ☎(18)9702-3290/3528-6614

SANTA BRANCA SP R$45.000 Vendo casa 300m² terr., 2 dorms, sala, podendo ser p/ comércio. ☎ (12)3953-1161/ (12)8119-8379/(12)8134-9112

TERRAS E FAZENDAS

COMERCIAIS

MOEMA Jurupis 900, Cob. Duplex, 200mts, 4 vagas, lazer total . Direto c/ propr. R$ 1.250 milhão ☎(11)33616694/ (11) 8259-1953

TERRENOS 18 DO FORTE

Alugam-se

PANAMBY Maravilhoso Apartamento c/ Fino Acabamento em 215m²Úteis. 4Suítes. Decorado com Extremo Bom Gosto. Terraço com Vista p/ o Clube. Ótima Segurança. ZCP-a Cód.425842 Fone: 3745-6000 Financie até 80% com o Itaú.

APARTAMENTOS

R$1.779.480 Excelente Terreno com 988m². Possível Ampliar Agregando Outros Lotes Vizinhos. Oportunidade. Código 432160 Tel.:4134-8444

Faz. 54alqs., sl leite B, 3 currais, coch, 1 casa sede, 3 casas de col., 10 piq. de braquiaria, várias nasc, 28km da cidade, asfalto, 1,5mt fte p/ asf. R$30.000/ alq. Propr. (12)3132-2918/9757-1926

GUARATINGUETÁ-SP Oportunidade! B. Rocinha. Faz. c/ 110alqs., terra vermelha, topogr. baixa, margeada na divisão por 2 rios, excel. p/ pecuária, excepcional p/ reflorestamento. C/72% de aproveitamento p/ plantio. Docts. 100%. R$16mil o alq. Francisco. ☎(11)9990-2241/ 2197-1297

CHÁCARAS E SÍTIOS

ARAÇARIGUAMA Vende-se Terreno em Condomínio Industrial. Lote com 20.205m². Amplos Incentivos Fiscais. Km54 da Rod. Castello Branco. ZUPI-1 Código:358787 Tel.:4134-8444.

1 DORMITÓRIO MOEMA R$1.400 semi-mobil., sala, banh, coz. armários, lazer, garagem, c/ prop ☎9987-7538/ 2276-8431

ZONA OESTE 4 DORMITÓRIOS OU MAIS

A L T O PINHEIROS

D E

R$15.000 4suítes, alto padrão. C/propr.Sandra (11)8447-1922

5.000m²,com todo conforto p/ morar,lago c/nascente. Wilson ☎(11) 2453-5230 / 7890-3743

GRANJA VIANNA Parque das Artes-964m²á.t. ,371m²á.c.,6dorms.(3stes.),closet,hidro,escrit.,churrasq.R$800mil Ref.CA1453☎4612-2599.Veja mais detalhes no site!

Alugam-se

OSWALDO CRUZ - SP

Galp.1500m²át.1200m²ác. R.Trona Constanzo,10 (11)3227-4289

Vendem-se e alugam-se

PANAMBY

Bosque privativo com 15.000m²

Creci J-961- ZM-3a

Apartamento exclusivo, 2 suítes com opção de mais 1 dormitório, living para 3 ambientes, pé-direito duplo, mezzanino, linda vista. Lazer total. 3 vgs. R$ 890.000. Cód. 348669 FINANCIE ATÉ 80%

3745-6000

www.coelhodafonseca.com.br

ITAIM

Localização nobre - R$ 850.000

FINANCIE ATÉ 80%

3677-5000

www.coelhodafonseca.com.br

Creci J-961 - ZM-3b

Apartamento ensolarado, 150m² privativos com excelente distribuição, 3 dormitórios (suíte), amplo living, cozinha planejada. Reformado. 2 vgs. Cód. 48460

PANAMBY

Excelente planta c/ 124m² úteis

FINANCIE ATÉ 80%

www.coelhodafonseca.com.br

Creci J-961- ZM-3a

Ambientes amplos, 4 dorms. (suíte), bela vista, coz. planejada, muito bem conservado. Andar alto. Lazer total. 2 vgs. Baixo valor de condomínio. Negocia valor. R$ 450.000. Cód. 111617

COMERCIAIS

COTIA Galpão Aluga-se - km 26 Rap. Tavares. em cond. fech. alto padrão, 800m² padrão Consid pé dir. 9mt. , c/ Prop. Creci 9431-8 ☎ (11) 9982-3142 tarde/ 3083-6141

☎(11)4122-9933

Chác., 1000m², 300m.do asfalto, 100%plana, próx. à rio de pesca. Entr. $$990 (facilit.) + mensais de R$120. Dir. c/ propr. Levamos até local grátis. ☎(11)2367-8031

MONTE SANTO - MG

R$320.000 3250m², plano. ☎(11)2192-8758/ 9171-0317.

09/10 3.8G, gasol. 5 portas, prata. Cond. exclus. p/ esta unid. Chassi A00256. Faça TEST DRIVE e ganhe um BRINDE!

☎(11)4122-9933

TANABI - SP (SERINGUEIRA) Sítios 10/20 alqs, c/seringueira, 75.000/alq., e também mudas seringueira. (17)9135-7625/ 3275-1958 www.heveabrasil.com

R$58.000 07/07 branco, Fachini. (11)9990-3215/4529-7390

NEGÓCIOS E SERVIÇOS CARTA CRÉDITO CONTEMPLADA IMOB.

☎(11)4435-9933

GRAND C4 PICASSO PAJERO TR4 10/11 Prata e preta. Pronta entrega. Cond. espec. p/ linha Mitsubishi. Faça TEST DRIVE e ganhe um BRINDE!

☎(11)4435-9933 PAJERO TR4 10/10 MT, preta e branca. Pronta entrega. Cond. exclus. p/ esta unidade. Faça TEST DRIVE e ganhe um BRINDE!

☎(11)4122-9933

GOLF TECH 1.6 09/10, com teto. Apenas 26.000 Km. Confira! ☎ (11) 4435-9933.

PASSAT VARIANT R$82.000 08/08 2.0, prata, final 4, 26.800km, cambio autom., (11)7618-9821/ 3278-1067 HC

C30 L200 TRITON 3.2

R$67.990 08/09 2.0 prata, mec. Confira! ☎ (11) 4122-9933.

10/10, D AT, prata, preta ou vermelha. Cond. especiais. Confira! Faça TEST DRIVE e ganhe BRINDE.

OUTLANDER

MB 1113 84/84 trucado,munck20T. R$100 mil,motor novo.Ót.Est. (11)91238730/ 8548-7909/ 2296-1322

OUTLANDER 2.4 10/10 4cc. Gas. Prata. Pronta entrega. Cond. exclus. p/ esta unidade. Chassi A01028. Faça TEST DRIVE e ganhe BRINDE especial.

☎(11)4122-9933

LAURA MASSAGEM Relaxante, anti-stress. 8131-7571

Suítes aquecidas (11)5083-1486 www.spacomandala.com.br

MASSAGEM RELAX TÂNTRICA

Torno Rodero p/usinagem de rodas de trens 4m barr.; Torno Vertical p/fazer furo nas rodas; Torno Vertical placa 800mm;Torno p/ desbaste rodas de trens; 01 Prensa p/destacar Rodas; Medidor de rolo p/cabos desembobinador p/ bobinas até 1,5Ton. (11)91238730/ 8548-7909/2296-1322

COMUNICADO DE EXTRAVIO A empresa, IT MIDIA SA, CNPJ nº 02.053.099/0002-04, IE nº 115.606.540.118, comunica o extravio dos Formulários de Notas Fiscais, modelo1A, números 16574, 16808, 16821, 17107, 17108, 17692, 18428, 18434, 18435, 18465, 18515, 18630, 18973 e 132 (série 2).

LICENÇA CETESB GP Oliveira Blocos ME torna público que requereu a Cetesb a licença prévia para a atividade de fabricação de blocos de cimento na Rua Antonio Cardoso Nogueira 800 - Vila Chica Luiza - Jaraguá Cep: 05184-000 São Paulo/SP

MB 2418 6X4 TRAÇADO

95/96 Bx Km. Temos Vários. Tratar ☎ (11) 4583- 8700 h/c 1 ZAP id. CTR7A08F

Arquitetura, Engenharia e Design. Projeto, construção, reforma e topografia.Email:o-bras@hotmail. com ☎(19)3237-3262

COBERTURAS DE POLICARBONATO

Toldos e cortinas. ☎(11)46473507/(11)9756-3884 ou site www.aguiacoberturas.com.br

MÁQUINAS GRÁFICAS Roto Impressoras Profana e Rotorussa 800mm 6cores.(11)91238730/ 8548-7909 / 2296-1322

MOTO NIVELADORA

Volvo G-720 ano 2001 Tratar ☎ (19)3544-1685/(19)35515399/(19)9275-7525

TORNOS AUTOMÁTICO Traub A25 e TB 60 e Laminadora de rosca Cavor 30 toneladas. ☎ (11)4425-7021

TRATORES DE ESTEIRA

D6D 1 Unidade Ano 80. Tratar ☎ (19)3544-1685/(19)35515399/(19)9275-7525

OUTRAS OPORTUNIDADES SUCATA PLÁSTICA Vendo PC, ABS, Nylon, PEAD, PP, etc. Bragança Paulista ☎ (11)40339651/ 9621-0310 Tr. Kleber

SERVIÇOS PROFISSIONAIS SERVIÇOS DE LIMPEZA

DETETIVES 1 A A ACTIVA DETETIVES Investigações Conjugais Empresa (11)3259-7758/3259-4826 24h

AGÊNCIA LÍDER DETETIVES Investigações de alto padrão. At. 24hs. (11)3864-2997 sigilo total.

EMPRESAS E PARTES SOCIAS

FÁBRICA VENDO Interior - SP, produtos alimenticios, 22 anos de mercado, ramo de sobremesas. ☎ (14)3624-2496

Piscinas e terrenos. Fernando

☎(11)4611-0370

RELAX / ACOMPANHANTES

À SECRETARIA DA FAZENDA Eu, Roberta Ferreira de Souza R G : 3 0 1 3 5 7 7 9 - 1 , CPF:285176998-74, venho por meio desta, informar o extravio da terceira via do meu pedido de isenção de ICMS sob o número GDOC: 51 092-68 9461/2008. Expedido em 29/08/2008

ABANDONO EMPREGO Conforme artigo 482 Letra I da CLT convocamos o Sr. Josué Gonçalves da Silva, portador da CTPS 94956 série 00102-SP, a comparecer ao trabalho no prazo de 3 dias, o seu não comparecimento caracterizará abandono de emprego. Hosptecnica Com. Médico Hospitalar Ltda.

ABANDONO EMPREGO Conforme artigo 482 Letra I da CLT convocamos o Sr. José Andrade de Souza, portador da CTPS 81963 série 0108-SP, a comparecer ao trabalho no prazo de 3 dias, o seu não comparecimento caracterizará abandono de emprego. Hosptecnica Com. Médico Hospitalar Ltda. Conforme artigo 482 Letra I da CLT convocamos o Sra Thais Silva Mariano, portador da CTPS 64723 série 0352-SP, a comparecer ao trabalho no prazo de 3 dias, o seu não comparecimento caracterizará abandono de emprego. Hosptecnica Com. Médico Hospitalar Ltda.

ABANDONO DE EMPREGO Conforme artigo 482 Letra I da CLT convocamos Leonardo Oliveira portador da CTPS 13276 série 287 a comparecer ao trabalho no prazo de 3 dias. O não comparecimento caracterizará abandono de emprego. DESMONTAMAQ DESMONTAGENS INDUSTRIAIS LTDA ME

ABANDONO DE EMPREGO Conforme artigo 482 Letra I da CLT convocamos Adelia Gonçalves dos Santos RG 17.161.203-6 a comparecer ao trabalho no prazod e 3 dias. O não comparecimento caracterizará abandono de emprego Maria Irene Detogni

ACACIA M.FOTOGRAFICO AICHA LOIRA ATIVA C/ACESS. Belíssima submissa liberal c/beijo gregr Ac Cart 5531-7327 Brooklin

AILA MULATA NOTA 10

AKEMI JAPONESINHA Flat(11)3869-3545/8398-0695

ALINE 21A E TAMY MESTÇA Alto nível 7014-5541 px Paulista

Ponto de Coleta Z.Oeste, exc. ponto em franco desenvolvimento. ☎(11) 9955-4645/3976-1215

ALLAN MASSAGISTA 20A.

Aviso aos anunciantes

Linda equipe, ótimas instal., discreto, todos C.C., estac. c/ manob. Próx. Paulista. ☎ (11)3085-4747

A CLINICA 4 VIP 5084-8890 Veja site 4vip...elegância, discrição, a.nível! Equipe Selecionada!

ABRAÇO TÂNTRICO Mass. c/exper. 97003568 Carla

ADRIANA MASSAGEM

R$120 - Santana ☎ 6182-8632

BABI UNIVERSITÁRIA TX$100 Massagem com algo+ 28014763

BRUNA E CAROL 3284-1245 Massagem relaxante completa.

CARIBE CLÍNICA Nova equipe e novas instalações. Suítes com Ar. ☎(11)3085-4747

LOJA ROUPAS SHOPPING TABOÃO

AMANDA 22A. OLH CLAROS

Amb. disc. c/ belas mass. p/Srs exec. Todos cc. Estac. 5531-4499

CLÍNICA MAYTREIA

’’ A To p d a s C l í n i c a s ’’ . ☎ (11)2219-2865/(11)2061-2011

CLUB DE SWING Danceteria Shows Reservados Labirinto Cinema, p/Adeptos e Inic. Al. dos Pamaris 160 Moema F:(11) 5531-4067 Consulte nosso site!!

DOUTORA OYAMA “A 1ª DO BRASIL”

ANA MASSAG. ANTI STRESS

Tradição desde 1970! Lindas massagistas. Massagem Relax, Massagem Tântrica e Massagem Tailandesa. A equipe TOP de São Paulo. Magníficas instalações, salas modernas, luxo, elegância e requinte em todos os detalhes. Relax sem igual! Visite nosso site. Vila Mariana, c/ estacionamentos.

ANDRE LINDÍSSIMO

DYANA MASSAG 7266-5990

Flat Jds. c/ site. (11)6457-6688 Morena compl. c/ local Liberdade ou hotel motel at vip! 3207-7414 Local discreto ☎(11)5539 0970

☎(11)5572-7286

MERCADO + LANCHONETE

P/eles e casais. (11)6688-2660

Quer vir p/ interior-SP? Excelente oportunidade! Ótima localização, há 3 anos funcionando, completo. ☎(18)9702-3290/3528-6614

ARETHA SEIOS FARTOS 1,75

OPORTUNIDADE * * POÇOS DE CALDAS - MG

Bela garota liberal R$ 200 (24hs)

BIA NAMORADINHA *****

Vendo SPA completo. Tratar ☎(35)3715-1827 C/ Cristina

GRAZY 100% MIGNON

rainha do anl 9605.7963 Moema

Tx.$100 mas. c/finaliz. compl. At. amb.aquec. Mt. Trianon 28014763

Liberal Flat Moema 7959-2415

BEATRIZ(BIA)11/7600-6860

☎(35)9131-4808

BRUNA MULATA *****

Ótima local, excel clientela. Edson ☎(19)8131-9954/3406-8677

CAREN AFRODITA 6CM

PASSO LOJA

CARLA

PADARIA - AMERICANA/SP

Auto peças e acessórios Exc. localiz. R$ 29.000, ac. carro quitado. ☎ (11)9296-8470/ 5661-8612

QUIOSQUE

Fogo de enlouquecer 3287-2380 +1 japonesa linda L/M 38062117

Belíssima massagista superluxo, 37a, Moema$300 11.8417-8057

CLÁUDIA MASS PROFUNDA

Ativa/Passiva. 2 relax Paulista

EU E ELAS NEW Totalmente reformado. A melhor de SP há 38 anos. veja site. após 14h

☎(11)3209-2756

ISATHERAPY ZEN 3532-2347 Relaxante/terap.corpory/Ayurvétic

JULIANA MASSAGEM RELAX Tailand.c/algo+ lc.disc.96265123

LEILA TERAPEUTA Prostática-Pamplona 6316-7530

MASSAG. CLÁSSICA - R$60 4mãos $120.Tatuapé 2093-0194

R$210.000,00 Em Universidade Osasco +-13mil alunos, muito movimentado “Lanches, saladas de fr utas e derivados de milho “☎(11)3608-4176/ 9121-5230

Bambuterap bjo grg 1188805527

**Belo dote**☎(11)8521-1056

ESOTERISMO

Relax c/belas massag!Discr, Cartão,est, tb domingo☎5083-9657

DUPLA LÉSBICAS FOGOSAS!

SELECIONO GAROTAS PARA HOMENS DE FINO TRATO

ASTRO VIDENTE PATRICIA c/seus poderes ela lhe ajudará a desvendar tudo o que ocorre em sua vida, através da vidência na água e búzios Não cobro consulta meu lema é caridade 3313-4298

DEPILAÇÃO MASC. OU MASS C/ relaxamento, discr 3271-0182

DIEGO ATIVO 26 ANOS

loira e morena língua quente acess fantasia C/C 5531-0581 Brooklin

FLÁVIA LOIRA OL.AZUIS Sul.ExMiss Tx350(11)9393-8631

GAROTOS MASTER BOYS 24H

MIRELA MASS.PROVOCANTE E relax. At.part.6640-3608 V.site

NEW BANGKOK

Maior de 18 anos, para Casa de Massagem. Salário R$1.000,00 Semanais. ☎(11)7117-9809

SOL E EQUIPE

TRAGO AMOR DE VOLTA!

Privê! Hotel/Mot(11) 2977-4474

C/30 anos experiência,trago pessoa amada manso e apaixonado. ***louco por vc comprove*** 100%garantido (11)2225-3736

Ativas e passivas. Amb. discreto Brooklin. ☎ (11) 5543-8287

KEIKO - PRAZER GARANTIDO!

TOQUE TÂNTRICO

MÁQUINAS E MOTORES COMPRESSOR DE AR

Sem decepção!!(11)3112-0024 C/Giros Indianos, toques quentes

MICHELLY FOGOSA! LOIRA + Luisa/Maira S nº48 f 3288-8828

MORENA SARADA ESTILO CAPA D. REVISTA

Eu, Roberta de Souza RG:30135779-1, CPF: 285176998-74, venho por meio deste informar o extravio da segunda via do meu pedido de isenção de IPI sob o número de processo: 13807006137/2008-08. Expedido em 18/08/2008

26791472/72354710 V.Mariana

PATRÍCIA “COROA C/ FOTOS” PAULA 35A. LOIRA GAÚCHA $70 mass/b.grgo(11)2275-7668

SABRINA - JACK - JADE Trio louca por sacanagem. 69 explicita. an. giratorio, loucura por prazer 5594-6919 loc/hot/mot Alta Pressão/Silenciado Ingersol 900x350 Montado em MB 2418 6X4 95/95 (11)4583-8700 HC

SAMARA LOIRINHA 19A

EXTRUSORAS

SANDRO - MASSAGEM ?

Extrusoras Refenhauser 75mm e 40mm, p/filme c/cabeçote giratório alta dens. ☎(11)9123-8730/ 8548-7909/2296-1322

Discreto, Bonito, 30a. 9736-4561

STEPHANY NEGRA 23A

Utilacril Com. e montagem acrílicos Ltda ME sito a Rua Cidade de bagda 456 Vl Sta catarina SP Cnpj 72.722.424/0001-70 IM 2190578-9 declara o extravio do livro de registro de recebimento de impressos fiscais e termos de ocorrencias mod. 57

GRÁFICA VENDE:

TATIANA TRAVESTI

COMUNICADO

MÁQUINA EMBALADORA

VIVI ROSTO NOTA10 E BBUM

DROGARIA MIX LTDA - CNPJ: 04. 946.306/0006-09 comunica o extravio das notas fiscais nº 12230 até 12264 - preenchidas.

R$55.000,00 Flow Pack - mod. MEGA PACK III. Novíssima, ano 2009 com garantia. Ac. troca ☎(11)4638-1655/7731-5746

YOKO JAPONESINHA INIC.

Tipografia e Off-Set.(Completa) Tratar c/Claudio (11)4742-6681

GRUPO GERADOR 450 KVA, Stemac 220/380 Cummins/ WEG - 650 h. R$86 mil. Jorge ☎ (11) 5611-4435/7721-9918

Marcia Sexy Relax. ☎7630-3001

MARI TÃNTRICA 9711-6142

Dedos atrevidos. (11) 3715-8631

Carinhosa 82231546 prx Paulista

A 1/2 OFICIAL DE MECÂNICA A DIESEL M/F Com exp. em motores à diesel p/ trabalhar prox. Zona Norte. CV para olivia@alphapiso.com.br

AJUDANTE DE COZINHA Dia/noite, região da lapa. ☎(11)7869-7692/2368-0265

ASSIST. ADMINIST. Curso Sup., Inglês avançado. Exp. Rotinas adm. Domínio Pacote Office. Sigla “ASS” Para trabalhar Barueri.CVp/: selecao@tilibra.com.br

E

morena bronzeada, cabelos longos, s. e dot. gde bjo lga. (Augusta) 11/3151-5162, 8655-2380

ENFERMEIRO (A) GESTOR

VITOR (11) 6807-8863

Clínica Gde Porte,c/tradição contrata c/exp,foco áreas ADM e COML CV para:vagasdiretoria@gmail.com

Lek sarado direto de Floripa(SC). Nota1000! At.Casais 7088-8842 18a s/ decepção(11)3105-9065

YUMI CARINHOSA CP. PERF.

empregos

A BELLA PAULISTA

CLÍNICA EM MOEMA

Simpática e Elegante!3532-2092

Direto de Floripa(11) 6807-8863

COMUNICADO

Equipe alto nível, instalações 5*. Discreto, todos C.C, c/manobrista. ☎(11)5533-5030 / 5561-0126

AC.GABRIELA LINDA!!

AO MINISTÉRIO DA FAZENDA SRF - SRRF/8°

A empresa DESMONTAMAQ DESMONTAGENS INDUSTRIAIS LTDA ME CNPJ 08.887.923/0001-19 comunica o extravio da carteira profissional do ex-funcionário Erick Batista Paula NRº CTPS 0041211 serie 321 SP

A AERO CONGONHAS

elegante, H/M (11)2837-6301

LAVANDERIA VENDO

Ponto comercial e instalações loja em funcionamento fatur. mensal R$45mil aluguel R$6500 valor ponto R$130mil ID 11*49554 ☎(11)7741-3638/2592-9815

☎(11)5533-6955

Promoção de inverno!!! *Equiperenovada *Lindas garotas *Suítes climatizadas. Av. dos Carinas 439 ☎(11) 5044-2044

AC MAYUMI NISSEI LINDA

Corpo Nota 1000 ☎ 7166-4130

☎(11)9446-9576

1º Mundo. Tudo em um só lugar... Homens finos se cuidam aqui!! Massagens Anti-stress, Depilação, Limp/pele, Cabel, Drenagem Linf, Reflexologia, Podologia, Hidro,Saunas e Shiatsu c/profissionais qualificadas, além de modernas salas de atend c/várias opções, Galeria/fotos informatizada, “caffeteria”, Cyber,SLTV, Jd Inv, Big estac fech/Coberto c/manobs, lavag.,C.C.,Taxis etc. The best in Brazil! Site francebel. 2ª/6ª 11/22 sab 11/20hs.Campo Belo-Aerop. “ Dia do Noivo com promoções! “

CLÍNICA CARINAS

www.massagemtantricabrasil.com

COMUNICADOS

A ABIGFRANCEBEL ESTILO E CLASSE!!

Universitárias (11)3759-0921

R$130 Catarinense! 9185-8185

Vendo excelente galpão industrial em Itatiba, com 5.200m² Á.C. e 10.000 m² Á.T. Garantia de renda de 1% ao mês. Valor do Imóvel. R$7.000.000,00. Tr. c/ Sandra.

RELAX / CLÍNICAS

ABATA + YUMI + KELY

☎(14)9794-2475 MASSAGEM IMÓVEL P/ TÂNTRICA Suítes aquecidas (11)5081-2700 INVESTIDOR

4mãos.reg.Tatuapé ☎3536-2125

COMUNICADO

☎(11)4122-9933

08/08 Prata, apenas 22.000 km. ☎ (11) 4435-9933.

E equipe c/técnicas especiais! 24h

ABANDONO EMPREGO

ECLIPSE GT 3.8

☎ (11)

CRIS TERAPEUTA 5539-4179

Form senac.5585-2063 Iara

R$98.990 09/10 Flex, automática. ☎ (11) 4122-9933

08/09 NOVA. 0KM, gasolina, prata, 267 cv, autom., com teto, couro, completo. Neste fim semana cond. exclus. p/ linha Mitsubishi. VENHA CONFERIR AGORA!

CLÍNICA TERAPÊUTICA E ESTÉTICA

MASSAGEM PROFISSIONAL

PAJERO SPORT

R$55.000 07/08 2.0 Couro, automática, sensor de ré☎ 78951430/5081-5672 c/ Patricia

20 vacas paridas 20 litros de leite cada. 30 vacas prenhas amojando. Vendo qualquer quantia. (16)3372-1937/(16)8159-1837

10/10, AT. Autom. Diesel. Preta. Pronta entrega. Condições exclusivas neste fim semana. Faça TEST DRIVE e ganhe um BRINDE!

☎(11)4435-9933

TUCSON GL

GIROLANDA E 3/4

PAJERO SPORT

Vendo carta. Crédito R$ 115mil. Vendo por R$ 40mil. Parcela mensal do consórcio R$ 1300. Dir prop (11)9988-8113

08/09 Exclusive. Prata. Apenas 23.000 Km. Estado de 0 Km. ☎ (11) 4435-9933.

MÁQUINAS

O Extra Hipermercados CNPJ 01. 545.828/0012-40, relata o extravio da impressora fiscal - Autorização ECF 102663637, equiptos ZPM, Modelo ZPM/2ECF LOGGER - N° de Fabricação ZP030703173 N° de Ordem CX.33 “

CONSTRUÇÃO E SERVIÇOS

MASSAGEM 4 MÃOS

At. c/ Mass oriental 3532-2423

G GERENTE DE CONTRATOS C/carteira Ativa de Clientes, c/exper. ramo de transportes Rodoviários de Cargas e Construção Civil. Enviar CV: transmalog@uol.com.br

P

" De acordo com o art. 5º da CF/88 c/c art. 373-A da

PIZZAIOLO

CLT, não é permitido anúncio de emprego no qual haja

M/F. P/ trabalhar em Atibaia. Hélio (11)7545-4733/4411-9242

referência quanto ao sexo, idade, cor, situação familiar, ou qualquer palavra que possa ser interpretada como fator discriminatório, salvo quando a natureza da

ESTADÃO

96/96 R$95mil c/ tanque de 15. 000lts ou vdo separadamente. (15)7834-8520/3411-1448

COMUNICADO

ARQUITETURA

10/11, AT. Flex. Autom. Preta. Pronta entrega. Cond. excl. neste fim semana. Faça TEST DRIVE e ganhe um BRINDE!

AVISO AOS ANUNCIANTES De acordo com a Lei Estadual Nº 13.817, artigo 1º, ficam os anúncios de veículos automotores publicados nos jornais, revistas, periódicos e outros meios de divulgação, obrigados a trazer em seu "corpo" os valores, individualizados, correspondentes aos bens colocados à venda.

VW 35300

R$116.990 08/08 Gasol., prata, c/ teto. ☎ (11) 4122-9933

1.500m² terr., em cond fech., alto padrão. Escritura em dia. C/ represa. Tratar ☎(19)3254-5460/ (19)9206-7808 direto prop

PIRACICABA - STA RITA

91/91 c/ tanque de 15.000lts R$75mil ou vdo separadamente. (15)7834-8520/3411-1448

PAJERO FULL

BOITUVA

IGUAPE

VW 14210

VW 5-140 BAÚ

PAJERO SPORT

08/09 Autom., diesel 4435-9933.

R$130.000 1dorm., cond. baixo, ☎(11)3326-3531/ 8986-4518

10/10 AT, diesel, preta. Pronta entrega. Cond. exclus.p/ esta unid. Chassi F010939. Faça TEST DRIVE e ganhe um BRINDE!

Sítio 5alq,13represas (psicultura), 4casas, murado, infra completa. ☎(18)9702-3290/3528-6614

L200 TRITON

CAXINGUI

PAJERO DAKAR

Sítio c/estrutura de haras. Propr. ☎(11)5908-0143/ 9541-8214

☎(11)4435-9933

PARI

☎(11)4435-9933

84/84 C/Carroceria, R$15mil. Ótimo Estado ☎(11)9123-8730 (11)8548-7909/(11)2296-1322

ZONA SUL

1 DORMITÓRIO

10/10 0km, 17 pneus novos, rebaixada ☎ (16)3835-4205/ 8137-7778

BANDEIRANTE

COMERCIAIS

ZONA LESTE

PRANCHA 4 EIXOS

JUQUITIBA

08/09 Blindada nível III A, cor prata. Apenas 5.000 km. Impecável. Confira! ☎ (11) 4122-9933 e 4435-9933.

R$30.000 Terreno plano de 1. 000m², cond.fech, asfaltado. ☎(11) 9600-0328/ 3721-8969

99/99 R$140mil c/carreta tanque 30.000lts, vdo separamente. 15)7834-8520/3411-1448

PAJERO FULL HPE

Vendem-se CASAS / APARTAMENTOS

MB LS 1632

Loteamento p/ chácaras terrenos de 1.000 à 2000m² ☎(15)7834-8520/3411-1448

CLS 350

GRANJA VIANA E RAPOSO TAVARES

10/11 Prata e preta. Pronta entrega. Cond. exclus. Neste fim semana faça TEST DRIVE e ganhe BRINDE especial.

ALUMÍNIO

Alugo Galpão 1450m², 7,90mt pé dir., piso fabril, área de escrit, portaria e segurança no local. Próx. a Rodovia Castelinho Tr. c/proprietário, Sr. Fausto ou Luis (11)89655310/2081-6362

TERRENOS

ZONA SUL

ZONA OESTE

SOROCABA

OUTLANDER 3.0 GT V6

GUARATINGUETA SP

Vendem-se e alugam-se

4 DORMITÓRIOS OU MAIS

3745-6000

JUQUEHY

Alugam-se

SAÚDE

Bosque de São Francisco. Cobertura 4vgs, 4dorms (sendo 2stes), 10% de sinal em 4 mensais; 10% em 4 semestrais. Saldo em 240 meses SAC. ☎(11)8545-5915/ 4029-2046

CASAS

Terreno 2614,27m²; ± 600m praia, c/ mat. CRI; ótimo p/ Cond/Hotel/Pousada; R$ 1200/m²; ☎(11)5599-4471 à tarde

R$550.000 3ds (1st), 4vg, + dep., 117m², lazer, 9175-4979 Dir. prop.

JAGUARÉ

Vendem-se

JUQUEHY

PIQUERI

4 DORMITÓRIOS OU MAIS

Edif Sobre as Ondas. 1 dorm., reform.ado e mobiliado mobiliado, ☎(11)3472-3333 c/ Raquel

TERRENOS

ZONA OESTE

3 DORMITÓRIOS

GJÁ PITANGUEIRAS

VL N. CONCEIÇÃO

COMERCIAIS

MORUMBI

R$156.800 Sala para 2 ambientes c/terraço, opção de suíte, 2 por andar, ótima cozinha. Vagas livres, empreendimento com lazer total. Opções de financiamento. Ver Apto 42 Bloco 1, na Av. Giovanni Gronchi 3757 x Rua Manoel Antônio Pinto. ☎ 3050-3322. Fotos www.pateomorumbi.com.br

APARTAMENTOS

PROPRIEDADES RURAIS

ATIBAIA - SP

2 DORMITÓRIOS

MORUMBI

Vendem-se

ZONA SUL

Vendem-se

☎(11)3094-1044

R$172.000 Sala para 2 ambientes c/terraço, suíte, 2 por andar, ótima cozinha. Vagas livres, lazer total. Opções de financiamento. Ver Apto 21 Bloco 2, na Av. Giovanni Gronchi 3757 x Rua Manoel Antônio Pinto. ☎ 3050-3322. Fotos www.pateomorumbi.com.br

CENTRO Loja (18m² c/mezanino+estac.) R. Conde de Sarzedas, 141/147. ☎(11)3106-2129/9283-6667

Vendem-se

FLAT R$80.000 Flats a partir deste valor para compra e venda em toda SP, 1a3 dts e cob. dentro/fora do pool. Empresa especializada desde 1988.

Salão c/ mezanino, 350m², 8 vgs, edifício de alto padrão Av. Angélica. (11)9985-7863/3825-1777

CASAS

ACLIMAÇÃO

HIGIENÓPOLIS

R$650.000 3dorms(1sts).+ dep. de emp, vaga. Totalmente reformado c/ 148m²á.ú. Dir. c/ prop. (11) 9703-2253/3826-3042

ZONA SUL

LITORAL

5-2001

atividade, pública e notoriamente, assim o exigir."

V VENDEDORES (AS) EXT Empr em expansão na área hospitalar admite c/ exp. p/todo Brasil CV selecao.21@hotmail.com


C8 Cidades/Metrópole %HermesFileInfo:C-8:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

TUTTY HUMOR ✽ ●

tutty.vasques@estadão.com.br

BAPTISTÃO/AE

A república dos estatutos!

P

arecequenagafieiradeu certo! Diz lá em seus estatutos musicados por Billy Blanco “dance a noite inteira, mas dance direito” – e ai de quem “abusar daumbigadade maneirafolgazã,prejudicandohojeobomcrioulode amanhã”. Resta saber se esse gênero de ética da malandragem é capaz de impor respeito ao ambiente selvagem dos estádios de futebol no Brasil. A partir de agora, o torcedor que continuar a se comportar feito animal nas arquibancadas “será devidamente censurado e, se continuar, vai pras mãos do delegado” – olha o breque! Reza o tal Estatuto do Torcedor

● Sem bundalelê

Vice-armário

Em defesa do cantor Latino, que vai responder a processo por abuso sexual contra uma menina de 13 anos, deve-se dizer que, ultimamente, ele tem andado muito mais com a turma da Lucília Diniz do que com fãs adolescentes.

Que diabos o presidente do PSDB, Sérgio Guerra, quis dizer com “o Michel Temer é um guarda-roupa que ninguém quer”? Será que todo mundo resolveu sair do armário em Brasília?

JOSE PATRICIO/AE-27/8/2009

● Briga indigesta

que não pode mais quebrar, bater, atirar (ainda que pro alto), xingar, empurrar, cuspir na cara, chutar o balde, quebrar o pau, soltar pum, jogar saco de xixi no careca lá embaixo... Se der certo, o Brasil poderá, assim, deestatutoem estatuto,irtomandovergonha na cara. Viriam por aí, não necessariamente nessa ordem, os manuais de boa conduta dos políticos, das polícias, dos presidentes da CBF, dos sem-terra, dos apresentadores de programas vespertinos na TV, dos atendentes de telemarketing, dos motoristas de táxi, dos goleiros do Flamengo... Com cinco mandamentos genéricos em prática, a gente faz um país!

Quem encontrar a mala da Lucélia Santos por aí, favor comunicar à American Airlines. A companhia aérea deve estar pagando todos os seus pecados por extraviar a bagagem da atriz num voo Nova York-Rio. Bem feito, né?

Nananinanão!

Só o que faltava Cientistas americanos concluíram que a solidão mata mais que cigarro e álcool. Pior ainda quando o sujeito fuma e bebe justamente porque está só.

Sim, senhora! Ciro Gomes desistiu de criar caso com Dilma Rousseff. Não reclamou nem da comida no almoço que a candidata lhe ofereceu ontem em Brasília. Parece que a Patrícia Pillar está por trás disso!

Será? Com Maradona desempregado e o São Paulo praticamente sem técnico, são boas as chances de um acordo entre as partes.

Felipe Massa está arrependido! Nunca mais vai fazer aquilo na pista. Nem adianta os mecânicos da Ferrari insistirem naquele papo de que, para ser homem de verdade, precisa dar passagem três vezes para um colega da equipe. O piloto não cai mais nessa.

estadão.com.br Tutty Vasques escreve todos os dias no portal, de terça a sábado neste caderno e aos domingos no Aliás

FELIPE RAU/AE-17/2/2008

Gastronomia

‘PALADAR’ E OS SABORES DO PAÍS Evento reúne chefs brasileiros e estrangeiros e terá, até domingo, aulas e degustações

A

Revitalização. Fachada e telhados serão restaurados; prédio vai ganhar anexo e parcerias do governo devem ampliar acervo

Memorial do Imigrante fica aberto até domingo Depois, museu passará um ano fechado ao público para reforma Vitor Hugo Brandalise

Este é o último fim de semana neste ano para curtir o acervo do Memorial do Imigrante, localizado na Mooca, zona leste da capital. O museu – que celebra a memória da imigração em São Paulo – fechará as portas na segunda-feira, para passar por obras de restauro que devem durar 12 meses. A reabertura está prevista para agosto de 2011. Com o restauro, orçado em R$ 5,2 milhões, fachada e telhados do Memorial serão totalmente refeitos e o espaço será adaptado para receber pessoas com deficiência. O complexo – que ocupaosprédios da antigaHospedaria dos Imigrantes, construída entre 1886 e 1888 – também vai

ganhar um auditório para 150 pessoas,construídoem salashoje ociosas do conjunto. As obras começam semana que vem. Outra novidade será a criação de um café-restaurante – que terá cardápio especial, com pratos típicos das diferentes culturas – e uma loja, também com temática da imigração. Além de reforma estrutural, um novo projeto museológico ficará pronto até dezembro. “A ideia é tornar o museumaisinformativoeinterativo”, diz o secretário de Estado da Cultura, Andrea Matarazzo. Criado em 1998, o Memorial do Imigrante guarda cerca de 800 livros sobre pessoas de diversos países que vieram viver em São Paulo, além de centenas de passaportes, cartas, fotografiaseobjetosdeusopessoal.Cer-

PARA LEMBRAR Tombado pelo patrimônio histórico, o Memorial do Imigrante funciona onde, na virada dos séculos 19 e 20, hospedavam-se por até oito dias os recém-chegados a São Paulo. Lá, recebiam atendimento médico, alimentação e ajuda para conseguir emprego. Na década de 30, uma reforma no prédio deu à fachada detalhes neoclássicos. ca de 500 registros de história oral – gravações em áudio e vídeo realizadas pela equipe do museu – ajudam a compor a história da imigração no Estado.

Não será necessário transportar os documentos para outros prédios enquanto durar o restauro. Na nova fase, haverá também espaço para falar de brasileiros que moram no exterior. “Será um museu mais ‘bilateral’. Vamos explorar todo o processo da imigração, não só o que já passou,maso que aindaestá acontecendo”, conta a historiadora Claudinéli Ramos, coordenadora da Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico da Secretaria da Cultura. “E o acervo também seráampliado comqualidade. As comunidades serão ouvidas, para entendermos o que é representativo das culturas.” Pesquisas. Enquanto durar o restauro, a pesquisa aos registros de imigrantes continuará disponívelnainternet(www.memorialdoimigrante.org.br), ou pelo telefone (11) 2692-1866, ramal 224. Para quem quiser consultar pessoalmente listas de desembarque e microfilmes de documentos, o melhor é buscar os dois totens de pesquisa na SubprefeituradaMooca(RuaTaquari, 549) – disponíveis já a partir do dia 2. O atendimento será de segunda a sexta, das 13h às 17h.

lex Atala,doD.O.M., Edinho Engel, do Amado, e Helena Rizzo, do Maní, são alguns dos chefs renomados que compareceram ontem à 3.ª edição aberta ao público do Paladar – Cozinha do Brasil, no Hotel Grand Hyatt, no Brooklin,zona sul deSão Paulo. O evento vai até domingo e tem como tema principal alguns ingredientes da cozinha nacional, como as ervas amazônicas, as carnes de caça e frutas diversas. Participam 30 chefs, de todas as partes do País. De Araxá, Minas Gerais, vem a doceira Gasparina de Resende, que bateumpapocomochefpâtissier Fabrice Lenud, da Douce France. Ela defenderá o doce feito no tacho. Do exterior, vem o americano Frederick Schilling,especialistaemchocolate, que está produzindo na Bahia. Ele vai passar as téc-

Um bom passeio para o pós-férias As férias estão acabando, mas o inverno, não. Aliás, diz a previsão do tempo que as temperaturas vão começar a cair mesmo a partir de domingo. Talvez seja o momento de dar uma chance a Campos do Jordão, a queridinha de sempre do inverno paulista. Seja para tomar um drinque na Vila Capivari, comer um doce alemão no Bia Kaffee (www.biakaffee.com.br), visitar o Palácio da Boa Vista (reservas pelo 12-3662-1122) ou caminhar pelos jardins do Auditório Cláudio Santoro, onde acontece o Festival de Inverno da cidade, Campos oferece qualquer coisa, menos monotonia.

MG MS N 120

São Paulo Campos PR

RJ

do Jordão

OCEANO ATLÂNTICO

Distância de SP: 195 km Melhores vias: Ayrton Senna e Floriano Rodrigues Pinheiro Pedágio: R$ 16,80

Dica: O trânsito é o principal problema de Campos do Jordão nesta época do ano. O melhor a fazer é deixar o carro no hotel ou em um dos estacionamentos do centro.

ÇÕES UNIDAS, 13.301. ATÉ DOMINGO. R$ 30 A R$ 105. (11) 2838-3222

Paladar - Cozinha do Brasil 2010. Encontro de chefs

DICAS

Deu preguiça? Escolha os ‘dois em um’

ONDE FICA

SP

GRAND HYATT SÃO PAULO. AV. NA-

Campos do Jordão, SP RICARDO GUIA CASTELFRANCHI

0 km

Serviço

TIAGO QUEIROZ/AE

Programa de Férias (Cidades a até 300 km que valem a visita) POR QUE VALE A PENA?

nicas da elaboração de um chocolate gourmet num clima quente como o baiano. Durante os três dias, os inscritos poderão participar de palestras, degustações, jantares e almoços. Haverá ainda troca de experiência entre a plateia e palestrantes. Entre os destaques, uma aula sobre galinha,ministrada pelas chefs Mara Salles, do Restaurante Tordesilhas, e Ana Soares, da Rotisseria Mesa III, além danutricionistaepesquisadora Neide Rigo. Também é imperdível a degustação de café comqueijos mineiroscoordenada por Ensei Neto, consultor em marketing e qualidade de cafés especiais.

Desvendando a cerveja Para quem quer saber como é o processo de elaboração de uma cerveja, o tour pela fábrica da Baden Baden custa R$ 10 e dá direito a degustação de chopes. É preciso agendar pelo 12-3664-2004.

Sempre tem aquela noite em que dá preguiça de sair do hotel para jantar. Se você puder fazer uma boa refeição por lá mesmo, por que não? Na pousada La Villette (www.lavillettepousada. com.br), o Le Foyer é famoso pelas fondues de queijo. O Toriba (www.toriba.com.br) tem dois restaurantes, o Pennacchi e o Toribinha. Já o Charpentier, de culinária internacional, pertence ao Hotel Frontenac (www.frontenac.com.br) e fica perto da Vila Capivari. No Grande Hotel (www.grandehotelsenac.com.br), o Araucária tem uma carta de vinhos com mais de 160 rótulos.

DICAS DE COMPRAS Malhas Shoppings Cadji, Market Plaza e Aspen Mall têm diversas opções de lojas

Chocolate Os doces Das Senhoritas (www.dassenhoritas.com.br) são vendidos em loja própria no bairro dos Mellos

Na internet DICAS: CAMPOSDOJORDAO.INF.BR GUIA: CAMPOSDOJORDAO.COM.BR PREF.: CAMPOSDOJORDAO.SP.GOV.BR


D1 %HermesFileInfo:D-1:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010 ANO XXIV – Nº 8077

Teatro

Literatura

Animação

Sérgio Britto reencontra Suely Franco em Recordar É Viver

Ronaldo Correia de Brito volta ao conto em Retratos Imorais

A beleza de Ponyo

Pág. D6

Pág. D7

Pág. D5

Caderno2 estadão.com.br

DIVULGAÇÃO

WILSON SANTOS/CPDOC JB /DIVULGAÇÃO

ERA DOS FESTIVAIS

O documentário Uma Noite em 67, que estreia hoje, recupera em detalhes a noite de encerramento do Festival da Record de 1967, o mais emblemático dos encontros de música ocorridos no País. Pág. D4

7 8 9 10 11 12


D2 Caderno2 %HermesFileInfo:D-2:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

DIRETO DA FONTE SONIA RACY

Colaboração Débora Bergamasco debora.bergamasco@grupoestado. com. br Gilberto de Almeida gilberto.almeida@grupoestado.com.br Marilia Neustein marilia.neustein@grupoestado. com. br Paula Bonelli paula.bonelli@grupoestado. com. br

estadão.com.br/diretodafonte

Malhar e comprar O Clube Pinheiros construirá uma passagem subterrânea ou uma passarela com ligação direta para o Iguatemi Shopping.Essaéuma antigareivindicação dos frequentadores que, para ir ao centro de comprasvizinho, têmque atravessar trecho escuro.

Malhar e comprar 2 O caminho partirá de um novo estacionamento, com 860 vagas e três pisos. A obra é para ajudar a desafogar o já lotado pátio do centro esportivo, com 36.500 associados. A nova construção ficará na esquina da avenida Faria Lima, onde será aberta nova portaria. As obras já foram aprovadas peloconselho doclubeeestão sob avaliação da Prefeitura.

Calculadora Tentando chegar a uma equação para finalizar e/ou regularizar imóveis vendidos pela Bancoop, Pedro Dallari reuniu-se ontem com ao menos sete advogados representantes de adquirentes.

Ecos do Pan

JR DURAN

A Procuradoria da República do Rio instaurou nesta semana inquérito civil público para investigar um contrato feito na época dos Jogos Pan-Americanos entre a Camargo Corrêa e o Ministério do Esporte. Há suspeita de custo excessivo na construção do Complexo Esportivo Deodoro. No contrato inicial, foram previstos gastos de R$ 76, 8 milhões. No fim, a obra saiu por R$ 119,8 milhões.

Café com arte Quando o Teatro Municipal de São Paulo for reaberto, o café passará a funcionar diariamente – e não só em dias de espetáculo. Aliás, será servido almoço. E o projeto de mobiliar o local com trabalhos dos Irmãos Campana sairádo papel. Serábancado pela Votorantim Metais.

Lugar para todos

POLAROID ••• Juliana Imai teve seu dia de “Tomb Raider”: em ensaio com carrão e helicóptero. Tudo para campanha Daslu Verão.

AtéLuAlckmin foiparao Joelma. Com equipe própria, planeja percorrer o interior sem o marido. 1

FOTOS PAULO GIANDALIA/AE

1

MARINA MALHEIROS

Na frente

Discutiu-se um desconto na dívidaresidualqueseriarateadapeloscooperados.Enquantoisso,aBancooptentariaviabilizar recursos ou transferir empreendimentos não terminados para outra construtora.

● O Minc está em festa. É que os Pontos de Cultura foram tema de matéria no The Guardian. Título? Pontos de Cultura: o que o Brasil pode ensinar sobre arte para a Grã-Bretanha.

Gira mundo

● Leoni e Pitty vão compor músicas inéditas para a trilha sonora do longa-metragem Muita Calma Nessa Hora.

Nos tempos de ministra, entre um embate e outro com o governo,MarinaSilvabrincava com Henrique Meirelles, presidente do Banco Central: “Ei, Meirelles, e pensar que já fui seu dirigente”. Frisando há quanto tempo, ele chegou a responder: “De 1962 a 1964, na Juventude Estudantil Católica”.

● Abre, sábado, a mostra Keith Haring–Selected Works na Caixa Cultural da Paulista.

2

Sandra Cinto lança o livro Imitação da Água no Instituto Tomie Ohtake. Domingo.

2 ● Acontece hoje, na Heaven, a festa All Beats. Nas picapes, os DJs Hadji e Alan Liao.

A história está na biografia de Marina. Será lançada dia 9.

● O Atelier Gourmand promove, hoje, aula sobre culinária preventiva contra o câncer, em parceria com a Lapinha Spa.

Mamãe, eu quero Quem não chora não mama. Após reclamações do PSDB, Quércia colocou fotos de Alckmin e Serra em seu site. 3

Tapete voador Miguel Jorge se prepara para chefiar, no início de outubro, nova missão comercial no Oriente Médio. Com cerca de 100 empresário, visitará Arábia Saudita, Catar e Kuwait.

● As teenagers fãs do trio Jonas Brothers estão em campanha no Twitter. Querem que Lu Alone abra o show do grupo no Estádio da Portuguesa. Em novembro.

1. Luiz Felipe Lampreia fez noite de autógrafos do livro O Brasil e os Ventos do Mundo. 2. Lenir Lampreia na Livraria Cultura 3. FHC também esteve por lá. Quarta-feira.

● Está saindo do forno O Samba Vai, novo disco de Mario Adnet. Será lançado, dia 8 de setembro, no Teatro Tom Jobim, Rio.

3

Alfazema Flávia Sampaio, namorada de Eike Batista, fechou nova parceria para o Beaux, espaço debeleza que está montando no Rio: Amal Hanafi, marroquino responsável por luxuosos spas espalhados pelo mundo. Abre em setembro.

● Suplicy quer atingir até as crianças. Lança na Flip, dia 7, cartilha explicando o Renda Básica de Cidadania, em quadrinhos feitos por Ziraldo.

1. Abilio Diniz , Rafaela e Geyze foram prestigiar 2. Ana Maria Diniz, Claudia Pirani e Heloísa Gouvêia pela abertura do espaço Anacã Corpo e Movimento. 3. René Fernandes e Renata Amaral na inauguração, quarta.

● Interinos: Débora Bergamasco, Gilberto de Almeida, Marilia Neustein e Paula Bonelli.

AGORA NO SHOPPING CIDADE JARDIM.

SHOPPING

C I DA D E J A R D I M S H O P P I N G .CO M . B R

CIDADE JARDIM


%HermesFileInfo:D-3:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Caderno2 D3

Cinema. Festival

FORÇA TAREFA DOS EUA ATERRISSA EM VENEZA País participa com cinco filmes na competição oficial TERESA ISASI/DIVULGAÇÃO

Luiz Zanin Oricchio

Lope, de Andrucha Waddington, fora de concurso, e o curta-metragem O Mundo É Belo, de Luiz Pretti, na mostra paralela Horizontes:aelesseresume a participação brasileira no 67.º Festival de Veneza, que começa dia 1.º de setembro. Na mostra Venezia 67, na qual os participantes concorrem ao Leão de Ouro, nada. Aliás, um único representante latino-americano está presente no concurso principal do mais antigo festival de cinema do mundo – o chileno Post Morten, de Pablo Larraín. Todo o restante é formado por norte-americanos (seis títulos), europeus (italianos, sobretudo, com quatro concorrentes) e alguns asiáticos. A seleção de Veneza segue assim tendência esboçada nos últimos anos, sob a batuta do diretor Marco Müller. A mostra concentra esforços em alguns nomes conhecidos,

Lope. Longa de Andrucha Waddington está fora de concurso que dão prestígio a um festival, como Sofia Coppola, filha de papa Francis Ford, que estará no Lido com seu Somewhere. Outro americano cult é Vincent Gallo, sempre promessa de polêmica e escândalo, que concorre com Promises Written in Water. Gallo é conhecido por filmes como Brown Bunny, que chocou Canneshá alguns anoscom uma lon-

ga cena de sexo oral. Diga-se o que se quiser, tem talento. Eles são a ponta talvez mais expressiva da alentada delegaçãoamericana, composta decinco títulos apenas no concurso principal. Considerando que a mostra tem 22 concorrentes, seis não é número baixo. Pelo contrário. Ainda mais quando se pensa que o time da casa – a

Itália – entra com apenas quatro participantes. La Pecora Nera, de AscanioCelestino, La Solitudine dei Numeri Primi, de Saverio Costanzo, Noi Credevamo, de Mario Martone, e La Passione, de Carlo Mazzacuratti, são os concorrentes locais. A escolha não se deu sem discussões, como é praxe no país. Até a véspera da divulgação debatia-se se o filme de PuppiAvati, Una SconfinattaGiovinezza, iria para a competição, como desejava o veterano diretor, ou para uma exibição fora de concurso, como propunha a direção de Veneza. Criou-se impasse. Resolvido de forma radical: Avati não vai de uma forma e nem de outra. Viu-se excluído do festival, ou excluiu a si mesmo, ainda não se sabe. Se polêmicas antes, durante e depois nunca faltam ao festival italiano, Veneza 2010 chega com algo que pode, de fato, ser considerado inovador na estrutura da sua mostra Horizontes, da qual participa o brasileiro Luiz Pretti. Ela agora abriga “novas tendências” do cinema mundial, sem discriminação de formatos, suportes ou gêneros. Dela participam tanto longas quanto curtas-metragens, sejam documentários, obras de ficção ou animações. Justo: o cinema é um só.

OS CONCORRENTES ●

Black Swan: De Darren Aro-

nofski (EUA) ● La Pecora Nera: De Ascanio Celestino (Itália) ● Somewhere: De Sofia Coppola (EUA) ● Happy Few: De Antony Cordier (França)

dorchenko (Rússia)

raín (Chile)

Promises Written in Water: De Vincent Gallo (EUA) ● Route to Nowhere: De Mon-

te Hellman (EUA) ●

Balada Triste de Trompeta: De Álex de la Igle-

sia (Espanha)

(Itália)

● Venus Noire: De Abdellatif Kechiche (França) ● Post Morten: De Pablo Lar-

La Solitudine dei Numeri Primi: De Saverio Costanzo ●

Silent Souls: De Aleksei Fe-

Barney's Version: De Ri-

chard J. Lewis (Canadá) Noi Credevamo: De Mario Martone (Itália) ● La Passione: De Carlo Mazzacuratti (Itália) ● 13 Assassins: De Takashi Miike (Japão) ● Potiche: De François Ozon (França) ● Meek's Cutoff: De Kelly Rei●

chardt (EUA) ● Miral: De Julian Schnabel (EUA, Canadá, Itália) ● Norvegian Wood: De Ahn Hung Tran (Japão) ● Attenberg: De Attina Rachel Tsangari (Grécia) ●

Detective Dee and the Mistery of the Phanton Flame: De Hark Tsui (China) ● Drei: De Tom Tykwer (Alemanha)

Guilherme ilherme de Faria Fa Faria Obra Gráfica 17 de julho a 29 de agosto de 2010 De Terça a Domingo, das 9 às 21h CAIXA Cultural São Paulo Praça da Sé, 111 São Paulo – SP Lançamento do Catálogo, Visita Guiada com o Curador CEP 01001-001 e o Artista e Demonstração do atelier de litografia Tel.: (11) 3321 4400 www.caixa.gov.br/caixacultural ENTRADA FRANCA

14 de agosto de 2010, sábado, às 11h


D4 Caderno2 %HermesFileInfo:D-4:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Cinema. Estreia WILSON SANTOS/CPDOC JB/DIVULGAÇÃO

✽ Crítica:

UMA NOITE EM 67 Direção: Renato Terra e Ricardo Calil. Gênero: Documentário (Brasil/2010, 85 minutos). Censura: Livre.

Luiz Zanin Oricchio ✪✪✪ BOM

O sentido profundo daquele show de tom épico

O

Roda Viva. Chico Buarque e o MPB4 ficaram em 3º lugar na final do festival que, sob a ditadura, virou cenário de uma disputa ideológica

ERA UM, ERA DOIS, ERA CEM E MUITOS MAIS NA

RODA VIVA Uma Noite em 67, de Renato Terra e Ricardo Calil, traz de volta o histórico encerramento do Festival da Record Luiz Carlos Merten

Emabril,osdiretoresRenatoTerra e Ricardo Calil já haviam falado com o Estado, superexcitados com a escolha de seu documentário Uma Noite em 67 para abrir a etapa paulista do É Tudo Verdade. O maior festival de documentários do País foi uma vitrine e tanto para o filme que surgiu como desdobramento da monografia de conclusão docurso de Comunicação de Terra, em 2003. Ele se debruçou sobre a era dos grandes festivais de música, nos anos 1960/70. Decidido a fazer um longa documentário, chamou seu amigo jornalista, Calil. Trabalharam cinco anos no projeto, ganharam apoio da Videofilmes e da TV Record, que abriu seu arquivo. Quatro meses e meio mais tarde Uma Noite em 67 está chegan-

do aos cinemas, depois de passar pelos festivais de Ouro Preto e Paulínia. É o tipo do filme que levantaopúblicoeTerraeCaliljá seacostumaramaverespectadores exaltados – e eufóricos com o queparamuitos ainda é uma novidade. Uma Noite em 67 dirige seu foco para a noite de encerramento do Festival da Record de 1967, talvez o mais emblemático dos festivais de música ocorridos no País. Algo decisivo ocorreu naquela noite. O Brasil vivia sob uma ditadura e o palco virou cenário de uma disputa ideológica. A guerra da canção

estadão.com.br Trailer. Veja trechos de Uma Noite em 67 estadão.com.br/e/d4

✽ Depoimento

Lauro Lisboa Garcia

Caetano deu o estalo na cabeça do garoto: eu vou, por que não?

P

ara um garoto de 12 anos recém-mudado de São Paulo para o interior, a ditadura militar, a censura e todo aquele clima de terrorsópesoumaisnadécadade1970,na volta à capital. Mas é incrível lembrar como, mesmo com o controle abusivo da informação, sem quenemamaisdesvairadaficçãocientíficachegasse a sonhar com internet, nós, os mais interessados–outsiders queouviam“músicalouca” naquele mundinho de maioria silenciosa e inculta –, tínhamos acesso a tanta coisa interessante. Sentíamos intuitivamente que uma revolução cultural popularemodernaestavaeclodindo.Naquelareta final dos anos 1960, o rádio, em contraste com a

de protesto com a guitarra elétrica, símbolo da dominação imperialista, que Gilberto Gil usou em Domingo no Parque. Colocar guitarra elétrica na MPB era considerado de direita. Os artistas de raiz, contrários à guitarra, eram de esquerda. Houve um clima de radicalismo – um Fla-Flumusical,comodefineCalil. “Não quisemos fazer um filme didático, mas trabalhar o emocional, entregando ao público um documentário que as pessoas precisam completar.” E elas completam–ecomo!Quatromúsicas dominavam a competição – Ponteio, Domingo no Parque, Roda Viva e Alegria, Alegria. “Até hoje elas polarizam as opiniões. Tem gente que reclama por que Alegria, Alegria não ganhou, ou Roda Viva,” O público que viveu a épocaagradece aos diretoresportrazê-la de volta. Os jovens, porque

política, era um território musical democrático (a ditadura do mau gosto veio com os execráveis anos 80) e a TV Record era movida a boa música. Assistíamos aos programas de Elis Regina e Elizeth Cardoso com nossos tios, vibrávamos com Roberto Carlos e a jovem guarda (e os discos dos Beatles, Rolling Stones e Mamas & Papas dos nossos primos). Sintonizando emissoras distantes, sentíamos o impacto de A Triste Partida (Patativa doAssaré),comLuizGonzaga,compartilhávamos o gosto por Ataulfo Alves e outros sambistas de nosso pai e as canções românticas de Silvio Caldas e outras grandes vozes que enterneciam nossamãe.AomesmotempohaviaMichael Jackson (moleque como a gente), Stevie Wonder, Four Tops para fortificar uma infância musical feliz. Quando Chico Buarque apareceu arrepiando com Roda Viva naquele III Festival da Record

o filme os projeta num mundo que não conheceram. “Tem gente que vem falar com a gente chorando, no final”, diz Calil. Emboraodesfechosejaconhecido,o formato é de thriller, com direitoasuspense.“DanielaThomas deu um retorno muito interessante”, conta Calil. “Ela considerou o filme hitchcockiano.” Renato Terra avalia que essa reação decorre de uma característicadopróprio filme.“Nãomontamos o filme (com Jordana Berg) visando a esse efeito, mas para expressar as diferenças entre as pessoas em cena. Havia ali concepções diversas de música, comportamento, política. Isso gera um confronto, suspense.” Terra considera um privilégio ter feito o filme com apoio da Videofilmes. “Tínhamos o (Eduardo)Coutinho,oJoão(MoreiraSalles), grandes documentaristas, que discutiam com a gente, davam sugestões, questionavam nossas escolhas e isso muitas vezes nos levava a fortalecer ainda maisoquequeríamos.”Osdiretores já foram sondados para levar Uma Noite em 67 ao Festival de Roterdã. “Não fechamos nada, masacholegal.Essesartistaspossuem grandeza, têm uma carreira internacional, há demanda pelo filme.” O público aplaude Dzi Croquettes em cena aberta nos cinemas que exibem o outro documentário. Aplaudirá Uma Noite em 67? “Acho que sim”, diz Terra. “São filmes que provocam orgulho,fortalecemacidadania. Mostram do que somos capazes.”

MARCOS ARCOVERDE/AE

no palco do Teatro Paramount, que era um verdadeiro barril de pólvora naquela noite?

Eu estava muito nervoso de ter que entrar depois de todo o drama que aconteceu com o Sérgio Ricardo. Eu achei um erro ele ter mudado o arranjo. Ele apresentou a música antes e não foi bem aceita. Quando o Blota Júnior anunciou, o Sérgio já entrou no palco debaixo de vaias.

Eu disse pra ela: ou a gente arrebenta ou se dá mal. Aquilo parecia uma corrida de cavalo e nós éramos os cavalos. Você entrava paraserjulgado.Aspessoasparavam na rua para cobrar e dizer que apoiavam ou não a música.

Edu Lobo. Parceria com Capinan é moderna até hoje

● Por que aquela noite ficou tão marcada na música nacional?

● E o que você conversava com a

O jeito que as coisas foram colocadas pela imprensa tornaram o festival muito chamativo. Fala-

Marília Medalha no camarim?

Na madrugada de ontem, na festa de lançamento do filme, no Studio SP, o Cérebro Eletrônico apresentou temas próprios e releituras (que poderiam ter sido mais ousadas) das finalistas Alegria, Alegria, Roda Viva, Domingo no Parque e Ponteio. / L.N.

em 67, já gostávamos dele e de Nara Leão por causa de A Banda. Ausente naquele ano em que até Pixinguinha teve música concorrendo,Geraldo Vandré já tinha nos comovido com Disparada, nainterpretaçãopungentedeJairRodrigues.Guitarrase batucadas,iê-iê-iê esamba-canção, soule baião já faziam parte do nosso universo sonoro. Então veio a confirmação quando Gilberto Gil veiocomDomingono Parque,umadasmaisperfeitas canções brasileiras, e Caetano Veloso com Alegria, Alegria. Para um já apaixonado por música aquilo bateu como o êxtase do primeiro prazer sexual solitário: é isso! Alguma coisa acontece no meu coração. Eu vou, por que não? Por que não? Eu quero é mais. Chega de caretice. Pode parecer ingênuo, mas desde então (de-

pois entendendo o significado catártico de Ponteio e Roda Viva naquele contexto histórico, sem a pretensão de “derrubar governos”) não concordo muito com os ícones da música brasileira – que fizeramanossacabeça– quandoelesminimizama importânciaeaforçadesuascançõessobreocomportamento do público jovem naquele momento. GileMutantesemparelhandorockebaião,com aquela letra repleta de imagens, ação e fatalidade, encaixando-se perfeitamente na melodia – aquilo significavamaisqueumasimplescanção,eracinema,eraliteraturaemmovimento.Paraumadmirador precoce de Edgar Allan Poe, portanto sem a menor paciência para engolir Proust no futuro, o poderdeconcisão docompositoreraimpactante. Outras canções maravilhosas, como A Estrada e oVioleiro(SidneyMiller),domesmofestival,eMorro Velho (Milton Nascimento), de outro, em 1967, provocaram reações semelhantes naquele garoto porsuas histórias. Caetanofez outras canções melhores do que Alegria, Alegria, mas aquela introdução e aquela guitarra (dos argentinos Beat Boys), mais a atitude progressista e provocativa dele, peiCaetano Veloso. Impacto com o uso tando as convenções além da música, deu o estalo, da guitarra em Alegria, Alegria acendeu o botão vermelho. Eu fui. Por que não?

“AQUILO PARECIA UMA CORRIDA DE CAVALO” ● Como foi a experiência de subir

● Cerebral

s diretores de Uma Noite em 67, Renato Terra e Ricardo Calil, não eram nascidos quando as paixões musicaisepolíticasferviamnoTeatro Record Centro, o antigo Teatro Paramount, lá na Avenida Brigadeiro Luis Antonio. Não eram nascidos, mas hoje admiram os protagonistasdaquelaaguerridabatalhamusical-ideológicatípicadosanos60–ChicoBuarque, Edu Lobo, Gilberto Gil e Caetano Veloso. Correndo por fora na lista de admirações, SérgioRicardo,o“vilão”danoite,que,implacavelmente vaiado por seu Beto Bom de Bola, quebrou o violão e atirou-o sobre a plateia. Aqueleseramtempos,parecemdizerosdiretores, quando um festival de música popular podiaatrairaatençãodopúblicodeumamaneira tão fervorosa quanto uma partida final de CopadoMundo.Oclimaeramesmodeantagonismoeaquiloqueestavaprogramadoparaser apenas “um bom show de TV”, segundo um dosseusidealizadores,SolanoRibeiro,deixousegostosamenteinvadirpelaspolêmicasdoperíodo.Pontoparaosdiretoresque,emboranão tenham vivido a época, foram sensíveis às suas contingências históricas. Quaiseram?Duasemespecial,einterligadas. Primeiro, a insatisfação com a ditadura militar instaurada em 1964 e, em 67 se encaminhando para o acirramento, o que aconteceria no ano seguinte.Segundo,acontrovérsiaentreacultura“genuinamente”brasileiraeaaberturaparaa música pop internacional. O público dos festivais,universitárioemsuamaioria,eratodocontra o regime: as músicas de protesto, com seu tom épico e letras contestatórias veladas, falavam em nome desse público. Daí o favoritismo de Ponteio, de Edu Lobo e Capinam, com sua alegoria revolucionária. Já o segundo tema era um tanto mais controverso. Podia-se dizer, naquela época, que a guitarra elétrica era emblema do “imperialismo norte-americano”. Mas a originalidade com que Caetano, com seu Alegria,Alegria,eGil,comDomingonoParque,anunciavam a fusão de linguagens era tão fascinante quanto uma canção revolucionária. Dequalquerforma,essesdoisgruposdecanções – Ponteio e Roda Viva de um lado, Alegria, Alegria e Domingo no Parque de outro – assinalam os pontos de cisão da música brasileira, dividindo-a entre os puristas de esquerda e os adeptos do diálogo com o pop. A seguir, os primeirosseriamchamadosde“velhoseultrapassados”, embora tivessem 20 e poucos anos de idade; os outros, Gil e Caetano, dariam início ao tropicalismo, linha evolutiva da MPB sob as bênçãos da vanguarda estética brasileira (entre eles os Campos brothers e maestros como Julio Medaglia e Rogério Duprat). NumanoemqueGlauberRochalançavaTerra em Transe e Zé Celso montava O Rei da Vela, aquele “simples show de TV”, encenava toda a paixão e todo o drama de um país cindido. É muitobomqueofilmetenhacaptadoessesentido profundo daquela noite de 1967.

vam do tropicalismo, das guitarras elétricas, do Gil, do Caetano, como se eles fossem os novos. E de mim e do Chico como se a gente fosse os velhos. Uma besteira, eu adoro Domingo no Parque.OCaetanotem muitasmúsicas melhores que Alegria, Alegria, mas era o momento. Ponteio foisuperexposta, masvou cantálaatémorreremshows.Umfestival como aquele não faria mais sentido hoje. / LUCAS NOBILE

VIOLÃO QUEBRADO FEZ HISTÓRIA ● Sérgio Ricardo assistiu ao fil-

me no início da semana, no Rio. Admite que foi difícil. Entrou para a história sua reação. Diante das manifestações do público que vaiava Beto Bom de Bola, ele perdeu o controle, quebrou o violão e o jogou na plateia. “Achei bacana que eles (os diretores) mostrem o clima antes da minha ex-

plosão.” São cerca de seis minutos que contextualizam o gesto sem necessidade de palavras. O mais importante é o que vem antes. Paulo Machado de Carvalho, diretor da Record, confessa que o festival era uma armação. “E eu estava sendo sincero”, diz o artista. O público, no final da sessão no Rio, foi solidário com ele. Foram momentos de intensa emoção para o cantor e compositor que se prepara para retomar a carreira como diretor, com A História de Joana/João, baseado no poema de Drummond. / L.C.M


%HermesFileInfo:D-5:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Caderno2 D5

Cinema. Estreias

MIYAZAKI

PONYO – UMA AMIZADE QUE VEIO DO MAR Nome original: Gake no ue no Ponyo. Direção: Hayao Miyazaki. Gênero: Animação (Japão/2008, 101 minutos). Censura: Livre.

E AS CHAVES DO MUNDO MÁGICO ✽ Crítica: Luiz Carlos Merten ✪✪✪✪ ÓTIMO

Pergunte a John Lasseter e a seus colaboradores na Pixar. Quem é o maior animador do mundo? Não sem modéstia, pois a Pixar tem revolucionado a chamada ‘oitava arte’, eles responderão – Hayao Miyazaki. O autor japonês possui um imaginário muito rico e, em plena era da computação gráfica, ainda gosta de empregar técnicas tradicionais para contar suas histórias mágicas. A de Ponyo – Uma Amizade Que Veio do Mar é das mais belas. Há tempos que a distribuidora PlayArte vinha prometendo a estreia de Ponyo. Ela ocorre justamente nesta semana em que São Paulo abriga o Anima Mundi, festival de animação que traz

ao País, e à cidade, pérolas produzidas por animadores de todo o mundo. São muitos filmes premiados – com o Oscar e importantes prêmios dos maiores festivais do mundo. Por outra feliz coincidência, Ponyo estreia no momento em que o circuito está aquecido por outros grandes lançamentos de animação(leia, aolado, texto sobre Toy Story 3, Shrek para Sempre e Mary e Max). Você poderá comparar técnicas, histórias ou simplesmenteviajar nas diferenças entre filmes que têm em comum a qualidade. Até o novo Shrek, tão maltratado pela críti-

estadão.com.br Vídeo. Veja trailer do filme em estadão.com.br/e/d5

DIVULGAÇÃO

Em tempos de Anima Mundi, autor japonês encanta com o belo Ponyo

Técnica. Em época de animações computadorizadas, Ponyo mantém a técnica tradicional, com coloridos exuberantes ca – seria o menos interessante da série –, precisa ser resgatado, porque é bom, e certamente melhor que o 2. Por falar em diferenças, Ponyo se relaciona com Procurando Nemo, um dos mais belos filmes da Pixar. Relaciona-se, mas não tem muito a ver. Quando Nemo estreou, o próprio Lasseter contou ao Estado como a Pixar havia desenvolvido programas especiais de computação para recriar na tela o mundo submarino. Não apenas as cores, mas as distorções que a água produz na perspectiva precisaram ser levadas em conta. A técnica de Ponyo parece mais simples – e neste sentido o filme é mais ‘infantil’ –, mas o co-

lorido é deslumbrante e enche os olhos. Nemo contava a história de um peixinho que atravessava o oceano em busca do filho. Ponyo conta a história dessa peixinha que um garoto encontra encerrada numa garrafa. Ele a liberta e ela vira menina, mas, ao fazêlo, ameaça o equilíbrio do mundo. Seu pai, um feiticeiro que controla o oceano, vai tentar resgatar a filha, em seu formato humano. Ponyo fala de família, afeto. É complexo. A crítica norteamericana Lisa Shwarzbaum acertou ao dizer – não contem ao pessoal da Disney, que distribui Miyazaki nos EUA, mas ele encontrou as chaves do mundo mágico.

ANIMAÇÃO DE AUTOR & MAINSTREAM ● Marcos Magalhães, um dos

diretores do Anima Mundi, gosta de dizer que as imagens em animação retratam além da realidade. É essa consciência que move os animadores modernos. Mesmo quando filmam para crianças, eles querem retratar a realidade, falando para adultos. O próprio Walt Disney começou como um artista de vanguarda antes de criar seu império por

meio de filmes para a família. O que filmes como Toy Story 3, Shrek para Sempre e Ponyo fazem é incorporar a vanguarda – e concepções autorais – ao mainstream. Mary e Max – Uma Amizade Diferente é mais alternativo, mas não é menos bom. Essa discussão sobre se a animação é um gênero adulto é muito interessante. Anima uma das melhores partes de Jogo de Cena, quando a entrevistada provoca o diretor Eduardo Coutinho justamente porque ela ama Procurando Nemo e ele é reticente ao encanto do filme ‘para crianças’. / L.C.M.

DIVULGAÇÃO

PHILLIP NOYCE, FELIZ DA VIDA COM SUA HEROÍNA Para o diretor, Angelina Jolie faz toda a diferença em Salt ✽ Crítica: Luiz Carlos Merten ✪✪ REGULAR

PhillipNoycevirouumbomamigo da Mostra. Anos atrás, ele aqui esteve para apresentar Geração Roubada, sobre crianças aborígines separadas dos pais, na Austrália dos anos 1930. Depois, dirigiu um dos episódios de Bem-Vindo a São Paulo. Noyce fez sua autocrítica na entrevista que deu ao Estado. Disse que havia sido um bom soldado em Hollywood, na guerra do cinemão pelos corações e mentes do público de todo o mundo. Em Geração Roubada, usou as mesmas armas para fazer um thriller político.

Noyce voltou a ser um bom soldado de Hollywood. Estreia hoje Salt, seu thriller estrelado por Angelina Jolie. Em Cancún, no México, onde a Sony exibiu o filme para jornalistas de todo o mundo, Noyce achou graça quando o repórter fez a observação. Retrucou: “O filme foi formatadopara Angelina,mas comporta observações interessantes sobre a identidade das pessoas. Acho que nunca chegamos a conhecer completamente quem quer que seja. E quando aplicamos rótulos, em geral somos reducionistas”. O rótulo de ‘soldado’? Ele ri, porqueorepórtercaptoua‘mensagem’. O que havia de tão atraente em Salt? “Angelina. É uma das mulheres mais belas do

mundo. E já era atriz premiada (com o Oscar, por Garota, Interrompida) quando virou heroína de ação. Com ela, você tem a segurança de criar personagens densas, que fujam ao unidimensional.” Salt era um projeto de Tom Cruise, que o astro trocou por Encontro Explosivo. Veio da cúpula da Sony a proposta – por que não transformar o herói de Tom numa heroína de Angelina? “Se fosse Tom, o espectador com certeza já teria visto essas cenas de ação”, diz Noyce. “Angelina faz toda a diferença.” A perseguição inicial é eletrizante. Angelina minimizou os dublês, salta de carros em alta velocidade, voa numa moto, bate e arrebenta, tudo muito bem filmado (e montado). Foi difícil?

SALT Direção: Phillip Noyce. Gênero: Ação (EUA/2010, 100 minutos). Censura: 14 anos.

ATRIZ ACABA DE GANHAR UMA BIOGRAFIA ● Angelina Jolie conseguiu ser

Ação. Atriz minimizou dublês e filmou saltando de carros

estadão.com.br Vídeo. Veja trailer do filme em estadão.com.br/e/d5

“São cenas que exigem planejamento. Depois, coordeno as equipes, mas, no final, tudo volta para mim. É puro animatronics.” Salt é um típico thriller de paranoia, mais próprio da era

George W. Bush do que de Barack Obama. Envolve um plano russo para invadir os EUA. Absurdo? Na mesma semana em que Noyce e Angelina exibiam Salt no México, uma espiã russa era desmascarada nos EUA. Noyce defende-se. “O fato de seremrussos não significanada paramim. Meu paitrabalhou na espionagemdoExército. É umuniverso que me fascina desde criança. O que me interessa é a máscara que o espião usa.”

tema de uma biografia, não-autorizada, a cargo de Andrew Morton. Ele não costuma escrever sobre celebridades comuns. Escolhe famosos que encontraram modos de sacudir o mundo – Lady Di, Madonna, Monica Lewinsky. O que qualifica Angelina a fazer parte desse grupo? A linhagem hollywoodiana, a extrema beleza, a fase gótica, as tatuagens, Billy Bob, heroína, sadomasoquismo, bissexualidade, beijos incestuosos no irmão, a mágica transformação, seis filhos, um gênio no controle da imagem. E uma destruidora de lares. No livro, uma ex-babá da estrela diz que seu pai, Jon Voight, era um homem com uma intensa sexualidade e que a filha herdou isso dele, não da mãe. / JANET MASLIN / NEW YORK TIMES (TRAD. TEREZINHA MARTINO)


D6 Caderno2 %HermesFileInfo:D-6:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Teatro. Destaques GUGA MELGAR/DIVULGAÇÃO

Família. Texto tem humor, mas também melancolia

O NOSSO TRISTE AMOR DE ONTEM Sérgio Britto e Suely Franco voltam a atuar juntos em Recordar É Viver, no Rio, a partir do dia 4

Sérgio Pedro Corrêa de Britto já foi um rapaz tímido, que estudou medicina só para satisfazer os pais e que demorou para confiar no próprio taco como ator. Suely Franco Mendes sempre foi despachada, brincava de ser atriz desde criança e, quatro décadas antes de encarnar a doce Dona Benta, fez babar muito marmanjo como uma das Certinhas do Lalau. A amizade entre os dois atores começou em 1962, quando trabalharam juntos pela primeira vez na TV (no Grande Teatro Tupi) e no teatro (na estreia de O Beijo no Asfalto, escrita por Nelson Rodrigues especialmente para o Teatro dos Sete, da

qual Sérgio fazia parte com Fernanda Montenegro e Fernando Torres, entre outros). Quatro anos depois de Outono e Inverno, peça do autor sueco Lars Norén em que foram dirigidosporEduardoTolentino,oencontro se dá de novo, a partir do dia4, em Recordar É Viver, no palco do teatro II do Centro CulturalBancodoBrasildoRio,eleaos 87 anos recém-celebrados, e ela, aos 70, e novamente com a direção do fundador do Grupo Tapa. Mais uma vez, Sérgio Britto e SuelyFrancovivemmaridoemulher na velhice às voltas com o azedume que pode marcar a vida emfamília.Na segunda,elesconversaram com o Estado. Estão contentes, impactados pelo texto de estreia do jornalista Hélio

SEM ATORES, CANADENSE INVENTA UM NOVO TEATRO Maria Eugênia de Menezes

É sem nenhum ator em cena que o diretor Denis Marleau constrói o espetáculo Os Cegos, que o Sesc Pinheiros recebehoje, amanhã e domingo. A partir deprojeções, a montagem da companhia UbuTheatre,deMontreal,reproduz no palco os rostos dos atores,elimina suapresença física,e colocaempautaospróprioslimites entre o que é e o que não é teatro. Sentado em cima do palco, na penumbra, o público deve acompanhar de perto a agonia de um grupo de 12 cegos. Perdi-

dos em uma floresta, eles não sabemqueseu guiaestámorto,caído no chão, e acreditam que ele ainda voltará para buscá-los. A produção, que passou pelo Festival Internacional de Teatro deSãoJosédoRioPretonasemanapassada, retomaemnovachave a fábula simbolista escrita por Maurice Maeterlinck, em 1889. Em entrevista ao Estado, o diretor canadense conta que não se preocupa em definir seu trabalho como teatro e defende que, sem a interposição da presença dos atores, o espectador estará ainda mais livre para se projetar

Sussekind, trazido por Tolenti- em fazer quanto tenho num Beno, e à vontade em meio ao res- ckett. Eu chego igual, desprevetante do elenco: quatro atores nido, desarmado”, explica. com metade de sua idade. “Depois de ganhar seis prê“Estoumaisuma vezcomSue- mios, um exagero, pensei: O que ly como um casal que briga. Só fazer? Beckett é o auge do teaque agora as britro... Então desci gas são mais direum pouco. Estou tas!”, diz Sérgio. numa situação ELE AOS 87 ANOS, “AmaneiradeToconfortável,depoELA AOS 70 E lentino dirigir é derescolheroque especial,eletrabafazer. Mas já lutei COM O ÂNIMO lha junto com o muitoparanãofaRENOVADO gente”, complezerbesteiranamimenta Suely. nha carreira. Fiz o Parao ator,há 65 anosna ativa, menor número possível.” é uma forma de se esvaziar de Acasa édeuma famíliadeclasBeckett, depois da aplaudidíssi- se média carioca. Alberto e Ana ma atuação em A Última Grava- têm três filhos adultos. O caçula, ção de Krapp e Atos Sem Palavras Henrique, dramaturgo preten1. “A peça é apaixonante, o texto sioso e fracassado, não trabalha, é danado. Tenho tanto prazer vive à custa dos pais, e preocupa

e se reconhecer no texto. ● Você define o espetáculo como uma fantasmagoria tecnológica. Por quê? Você acredita que o próprio espectador é imerso nessa experiência fantasmagórica?

Esse subtítulo evoca as experiências do físico belga Robertson, que inventou o fantascópio no fim do século 18: uma espécie de lanterna mágica que projetava figuras fantasmagóricas que se moviam dentro de criptas obscuras. Maurice Maeterlinck, que falava constantemente da recordação nas suas primeiras obras, interessava-se muito por esses jogos pré-ótica do cinema. Em suas anotações, esse aspecto era frequentemente mencionado. Eu queria fazer justamente um jo-

go entre essa noção ilusionista e as novas tecnologias de hoje. ● Como e por que você pensou em montar o texto dessa maneira, a partir de projeções? Você acredita que esse formato materializa, de certa maneira, a própria concepção simbolista de Maeterlinck?

Maeterlinck joga com sensações sutis e abre questões metafísicas sem solução. Além disso, implicitamente, ele põe em pauta a questão da representação: como mostrar em cena a espera existencial desses 12 cegos em uma floresta escura? O simbolismo de Maeterlinck coloca coisas muito concretas, baseadas em uma verdadeira humanidade, em uma espécie de privação da alma.

CELULARES E ESTEREÓTIPOS NA ROOSEVELT ✽ Crítica: César Augusto ✪✪ REGULAR

ipóteses para o Amor e a Verdade é um espetáculo realizado pelos Satyros, texto de IvamCabraleRodolfo Garcia Vázquez, com direção de Vázquez. Um dos pensamentosqueembasamoespetáculo aparece, logo no início, na fala de um dos personagens: “Eu posso criar minha própria realidade.” Parece que, com o intuito de questionar ou reforçar a ideia sobre o real e o virtual que cerca o homem,adireçãousoualgunsrecursostecnológicos,porassimdizer, como o telefone celular (os atores ligam para pessoas da plateia antes, no saguão, e durante a peça), webcam e uma tela de pro-

H

jeção (o público vê os atores em cena e também na projeção). Essas ferramentas não seriam desnecessárias,namedidaemquedizem menos do choque entre as realidades, do confronto entre o caos interno dos personagens e o caos externo do mundo, do que a própria dramaturgia propõe? O texto é fragmentado de modo que as histórias se entrecruzam. Assim, muitos personagens não se encontram, outros sim, e esserecursoapoiaosentidocaóticoentreomundointernodospersonagenseoexterno.Essesembates, em algumas cenas, partem de clichês, como na cena da enfermeira que cuida de uma senhora, aparentemente com Mal de Alzheimer, de modo sempre solícito, mas que, ao final, acaba por matarasenhora.Épossívelperceber, desde o começo, que isso vai acontecer. Isso parece ocorrer muito em função da opção por

a mãe por seu quadro depressivo. É um representante da chamada “geração canguru”: tem 30 anos, mas não consegue saltar para fora e pavimentar o próprio caminho, talvez pelo excesso de amor que recebe em casa. O pai é complacente. “Tem tempo!”, pondera, quando cobram iniciativa do filho. A namorada de Henrique, Bruna, é vivida por Isabel Cavalcanti, atriz que dirigiu Sérgio fazendo Beckett e agora curte os ensaios com o companheiro de ofício. Otextotemhumor,masétambém melancólico, e emociona. “Nãoé umStrindberg, umIbsen, é Brasil!”, resume Sérgio. “Como é que alguém pode envelhecer tanto?”, pergunta a personagemdeSuely Franco,apontando

MARCELO MAFFEI/DIVULG.

HIPÓTESES PARA O AMOR E A VERDADE Espaço dos Satyros Um (70 lug.). Praça Roosevelt, 214, 3258-6345. 6ª a dom., 21h30. R$ 10. Até 8/8.

OS CEGOS Sesc Pinheiros (70 lug.). R. Paes Leme, 195, 3095-9400. Hoje, 21h e 23h; sáb., 18h, 20h e 22h; dom., 16h, 18h e 20h. R$ 20. Até 1º/8.

STÉPHANIE JASMIN/DIVULGAÇÃO

Roberta Pennafort / RIO

Cegos. Espectador mergulha na experiência da morte ● Você acredita que a experiên-

cia do teatro se mantenha mesmo sem a presença de atores em

zas, opacos e vazios, indicando, assim, qual dos dois entre os noivos não ama, saindo do campo do emblema e indo para o campo da descoberta de si mesmo. Tiago Leal passa a precariedade necessária a esse personagem que se investiga com o desejo de se saber, deixando mais humano o estereótipo. Outros personagens flutuam entre essas duas pontas, uns mais próximos ao clichê, ao valor unilateral, outros com alguns momentos dialéticos. Signos. No que diz respeito à

Hipóteses. Não atores ou atores com pouca experiência umainterpretaçãodesnecessariamentemelodramática, oque acabapordeixaraenfermeiraóbviae unilateral em vez de compô-la em dúvida, entre o sim e o não de sua verdade enclausurada. Em contrapartida, em outra cena, o embate parte de um personagem queconseguefugirdomaniqueísmo,da antítese básica entre sim e

não.Felício, umgerente de firma, não sabe se gosta de homem ou de mulher, ou melhor, o que sabe é que sente prazer e felicidade na relação sexual com ambos os sexos. Porém, seu grande salto para oabismo sedáquando elediz que substituiua mãe no “posto de observação”,na igrejada cidade,paraverquemestácomosolhoscin-

interpretação, incluir não atores, ou atores com pouca experiência, requer astúcia para dirigir o olhar do espectador, como Bresson faz, que, dependendo do caráter do que se quer dizer, pode funcionar. No entanto, seja ator ou não ator, o palco pareceserimplacável. Se tudono teatro é signo, mesmo um palco vazio, será que aos não atores não pode faltar, eventualmente, um arcabouço técnico e cultural que dêmunçãoaeles paraoenfrenta-

a debilidade do marido. “A única coisa que fica mais bonita com o passar do tempo é o passado”, ele diz numa briga, em resposta à obsessão da mulher por olhar slides antigos, de quando os filhos eram pequenos. Há alguns anos, Sérgio reclamava que não havia papéis para atores de sua idade. Chegou a encomendar a Domingos Oliveira dois textos, que deram origem aos sucessos Sergio 80 (2006) e Jung e Eu (2003). Hoje, vivendo um homem pelo menos 15 anos mais jovem do que ele, assiste aos colegas Fernanda Montenegro, Cleyde Yáconis e Leonardo Villar na novela Passione (o papel de Villar foi escrito por Silvio de Abreu para Sérgio, mas ele não cedeu à exigência da Globo para abandonar o programa na TV Cultura Arte com Sérgio Britto). “Aprendi a procurar os papéis. Tudo que fiz de melhor no teatro, fui eu que produzi. Ano que vem, vou fazer O Canto do Cisne, do Chekhov, um velho ator que conversa com o camareiro.”

cena? Onde lhe parece estar essa fronteira entre o que é e o que não é teatro? Quais são as questões instauradas pela ausência de atores em cena?

Criei esse espetáculo no museu de arte contemporânea de Montreal. Nunca me perguntei se isso era teatro ou não. Tentei inventar uma forma que iria colocar em órbita toda a forma poética do texto, a voz mais próxima de seus abismos, suas sensações. Essa experiência me fez refletir sobre essa graça que pode se operar mesmo sem a presença do ator e que ainda assim não é cinema. Existe um verdadeiro encontro do espectador com uma dramaturgia, uma poética e um tipo de presença que se refere a ele mesmo, a sua própria posição, a sua solidão.

mento e a expressão das matizes do ser humano? Diante disso, se os personagens são homossexuais, homofóbicos, prostitutas, nerds, gigolôs, apresentadora de TV, gerente de loja, enfermeira; se eles estão no submundo, à margem, ou inseridos no que se considera modelar, parece não importar exatamente. Os Satyros parecem tentar romper e transpor a questão dos emblemaserótulos,aindaquefaçamusodeles,osquaismuitasvezesestigmatizamqualquerserhumano, a fim de investigar princípios que (des)norteiam a todos. Se, como diz Bachelard, “o homem é o ser entreaberto” e se, segundoRilke,“asobrasdeartenascem sempre de quem afrontou o perigo, foi até o extremo de uma experiência, até o ponto que nenhumserhumanopodeultrapassar”, talvez os Satyros tenham conseguido deixar a porta para o perigo entreaberta, vislumbrando as “hipóteses” de sobrevivência aos desencontros de quem tenta buscar o amor e a verdade.


%HermesFileInfo:D-7:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO MÚSICA-1

PLANETA TERRA ANUNCIA ATRAÇÕES A organização do Planeta Terra confirmou as primeiras atrações deste ano. A quarta edição do festival receberá as bandas americanas Smashing Pumpkins, Pavement, Girl Talk 3rd band, Yeasayer e Of Montreal, os ingleses do Hot Chip e os franceses do Phoenix. Assim como no ano passado, o evento ocorrerá no Playcenter, com dois palcos e um público estimado de 20 mil pessoas. A edição deste ano está marcada para 20 de novembro. Os ingressos co-

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

meçam a ser vendidos no domingo, pelo tel. 4003-5588 e em diversos pontos de venda. O primeiro lote custará R$ 160 (R$80, meia-entrada); o segundo, R$ 180 (R$ 90, meia); o terceiro, R$ 200 (R$ 100, meia); e o último, R$ 220 (R$ 110, meia). Um erro da Tickets For Fun, empresa que controla a venda de ingressos, disponibilizou temporariamente entradas para o festival na manhã de anteontem. As vendas já foram suspensas e recomeçam oficialmente no dia 1.º de agosto. Os ingressos que já foram comprados são válidos. Mais informações no site www.planetaterra.com.br.

MÚSICA-2

SANTANA LANÇA DISCO EM SETEMBRO O guitarrista mexicano Carlos Santana e o produtor Clive Davis se uniram novamente para lançar novo disco, com data marcada para o dia 21 de setembro, no mundo inteiro. A informação foi divulgada ontem pela Sony Music. No álbum Guitar Heaven: The Greatest Guitar Classics of All Time, Santana e Davis revisitarão clássicos do rock. Com o disco, os dois disseram pretender conquistar “novas gerações”. Whole Lotta Love, do Led Zeppelin, Can’t You Hear

Literatura. Lançamento

ESCRITA QUE NASCE DE

IMAGENS FORTES O escritor Ronaldo Correia de Brito, que estará na Flip, volta ao conto em Retratos Imorais, com 22 histórias reais Antonio Gonçalves Filho

Vencedor do prêmio São Paulo de Literatura no ano passado, o escritor e médico cearense Ronaldo Correia de Brito participa no dia 5 de uma mesa sobre a escritura fabular contemporânea na Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), autografando a seguir seu novo livro, RetratosImorais. Voltandoao gênero conto que o consagrou, após lançar há dois anos o romance Galileia, Correia de Brito lida desta vez com um universo diferente dos livros que o identificaram como o grande renovador da literatura nordestina (Faca, O Livro dos Homens). São 22 contos divididos em três distintos segmentos, elegendo mães, homens e tipos desajustados que escapam à categorização. O que une todos eles é o fato de terem sido inspirados por imagens fortes. Nãose tratade simplesilustração, mas de evocação, que transcende o nível emocional para ganhar o intelectual. O primeiro conto, Duas Mulheres em Preto e Branco, recorre, por exemplo, ao caótico universo fotográfico do canadense Robert Polidori, que provocou polêmica ao fotografar vítimas do furacão Katrina mortas em suas camas. Polidori é radical: não existe ficção mais estranha que a realidade. O conto de abertura comprova a tese de Polidori: a de que a realidade constrói paradoxos tão gritantes quesetorna impossível entendê-la. Nele, duas médicas histéricas discutem, trocam insultos por causa de uma traição, partem para a agressão, abjuram a ética profissional, bebem como gambás e o autor conclui, como o cineasta Peter Cohen, que “há solenidade na ruína”. Em síntese: trata-se de uma “arquitetura da destruição” esse relacionamento conturbado que custou ao autor longos anos de construção. Aliás, como quase todos os contos. “Desta vez quis publicar um livro em que os contos não guardassem unidade e até coloquei

ARNALDO CARVALHO/AE - 4/5/2005

RETRATOS IMORAIS De Ronaldo C. de Brito. Alfaguara, R$ 33,90

Inspirado. Autor adota fotos, filmes e telas como referências

TRECHO

“E

xpulsam-me do Paraíso. Ganharei o pão... com o suor... ...de meu próprio rosto... A cidade que atravesso a pé é como as cidades que vislumbramos em janelas de trens, pela última vez. Heráclito e o rio que não para de fluir. Quando voltar algum dia, se voltar, serei outro. Terei esquecido vocábulos e sotaques. Igual a um cego, a memória buscará cheiros que me guiem por antigas sensações.” datas para evidenciar a distância entre eles”, diz o escritor. Algumas narrativas são de 30, 35 anos atrás e foram reescritas entre um plantão e outro do médico, que segue a tradição de Chekhov, Guimarães Rosa e Pedro Nava, grandes autores de jaleco branco. É o caso do conto Romeiros com Sacos Plásticos, sugerido pelas fotos dos romeiros de Juazeiro do Norte pelo francês Patrick Bogner. Correia de Brito, claro, conhece a realidade

cearense melhor que Bogner – ele é do sertão do Inhamuns –, mas emerge das fotos a visão epifânica dos detalhes captados peloolharestrangeiro.Comomédico, ele observa corpos e paisagens com olhar de entomologistaemuitosdoscontossãosugeridos por tatuagens, fotos, gravuras, desenhos e filmes. Há uma profusão de citações no livro. No entanto, prevalece nele a questão ética que assombra os médicos: quem salvar numa emergência? As mulheres se dão melhor nessa história. Os homens dos contos não passam de crápulas repulsivos e muitos, revela Correia de Brito, são replicantes de modelos reais. “Registrei suas histórias pois os relatos de pacientes se perdem, mas, mesmo ao falar desses tipos, busco sempre o poético de uma situação, talvez como o irlandês Colm Tóibin em Mães e Filhos (nove contos sobre a presença/ausência das mães).” De fato, um dos contos mais comoventes encerra mãe e filho numa ilha deserta, ele um faroleiro e ela uma cega sanfoneira, ambos condenados ao isolamento, à solidão e à morte por falta de combustível na ilha. É um dos melhores momentos desses Retratos Imorais.

Me Knockin, do Rolling Stones, Smoke On the Water, do Deep Purple, e Little Wing, de Jimi Hendrix são algumas das composições que farão parte do disco. Coproduzido por Santana e Davis e com alguns temas produzidos por Matt Serletic e Howard Benson, no álbum, Santana e Davis também contaram com a participação de artistas convidados como Chris Cornell, Jacoby Shaddix, Scott Stapp, Gavin Rossdale, Bill Ortiz e Jeff Cressman. Aos 63 anos, em toda sua carreira, Carlos Santana já vendeu mais de 90 milhões de cópias de discos em todo o mundo. / EFE

Caderno2 D7

MÚSICA-3

VISUAIS

MÉDICOS DE JACKSON SEM ACUSAÇÕES

BIENAL DO MERCOSUL ANUNCIA CURADOR

Os investigadores que analisam a morte de Michael Jackson decidiram anteontem não apresentar acusações contra sete médicos que trataram o cantor, informou o escritório do procuradorgeral Jerry Brown. O médico pessoal de Jackson, Conrad Murray, se declarou inocente do homicídio involuntário na morte do cantor. As autoridades concluíram que Murray ofereceu a Jackson uma mistura de sedativos, com um anestésico, que provocou a morte. / EFE

O colombiano José Roca será o curador-geral da 8.ª Bienal do Mercosul, prevista para ocorrer entre os meses de setembro e novembro de 2011, em Porto Alegre. Ele, que foi um dos cocuradores da 27.ª Bienal de São Paulo, em 2006, tem 47 anos e trabalha entre Bogotá (Colômbia) e Filadélfia (EUA). Roca já dirigiu o programa artístico do Banco de La República em Bogotá e atualmente é diretor artístico do festival de artes gráficas Philagrafika 2010.


D8 Caderno2 %HermesFileInfo:D-8:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Astral

AQUÁRIO 21-1 a 19-2

Apesar dos esforços pessoais que você fez até aqui, faltou considerar o estado atual do mundo, que joga a escanteio tudo que as pessoas fazem. Este é um momento em que assuntos maiores se sobrepõem aos menores.

VIRGEM 23-8 a 22-9

A qualquer momento se tornará necessário, imprescindível até, que você diga a verdade. Contudo, não espere que isso melhore a situação do dia para a noite, na verdade isso só aumentará a complexidade de tudo.

SAGITÁRIO 22-11 a 21-12

Resistir ao inevitável é uma tolice, mas ainda que pareça óbvio afirmá-lo, na prática até pessoas que se destacam pela sua inteligência cometem essa tolice. Cuide para não ser você uma delas, siga o fluxo da vida.

PEIXES 20-2 a 20-3

Da fé ao conhecimento direto e real, este é o movimento atual da história humana. Não é fácil essa passagem, porque a fé criou muitas ilusões e dogmas, que na prática são quase impossíveis de ser superados.

Quando tudo corre às mil maravilhas, nada é mexido. É proverbial, em time que ganha não se mexe. Porém, é necessário mexer e reinventar-se e para isso acontecem os dissabores e contrariedades, para você mudar.

Passatempos Sudoku

3

1

9 6

1 2

3

2 5

6 3 5 8

Solução

4

"$%$

5 6 8

9 7

4

3

% ( ' $ ) & " ! #

2 9 7

Para jogar: Preencha com números de 1 a 9 os quadrados pequenos, as linhas verticais e horizontais. Não repita. &

Nível Fácil

$ & " ( ! # % ) '

O ciúme é uma realidade mentirosa, o verdadeiro paradoxo. É realidade porque não dá para dizer o contrário desse sentimento. É mentiroso porque baseia sua intensidade em suspeitas e histórias mal contadas.

ESCORPIÃO 23-10 a 21-11

As demoras provocam ansiedade, mas pior seria se essas não acontecessem. Pense que as demoras acontecem porque o destino está em constante processo de aprimoramento. Você comeria um fruto que não estivesse maduro?

# ) ! % " ' ( & $

Lourenço Mutarelli

GÊMEOS 21-5 a 20-6

LEÃO 22-7 a 22-8

' # % " $ ) ! ( &

Quadrinhos

Inúmeros erros prendem sua atenção, mas é melhor não proferir críticas precipitadas, porque o momento é confuso e intenso o suficiente para essas palavras se tornarem problemas maiores daqueles que se desejaria evitar.

É de suma importância concluir o que foi iniciado. Porém, mais importante ainda é preservar a flexibilidade necessária para mudar de rumo se as circunstâncias se tornarem propícias e outros assuntos surgirem.

& $ ) # ( ! ' " %

Hojenão é um dia comumdentro de um período históricoque também distada normalidade.No meio desituações estranhas e pressentimentos inquietantes, o melhor a fazer é tomar atitudes estranhas também, fugindo da lógica que mandaria todo mundo continuar existindo como se a normalidade fosse protetora e incentivadora do bem-estar que todossomosdestinadosaexperimentarem nossobelo,porémassustado, planeta azul. Perante as adversidades, emanem boas vibrações. Perante a angústia, atualizem a alegria infantil, relacionem-se com os acontecimentos como se fossem brincadeiras. Perante a inveja, a cobiça eo ódio, enxerguem osinvejosos, cobiçosos e odientos com tolerância e compaixão, como se fossem condenados a prisões perpétuas.

TOURO 21-4 a 20-5

CAPRICÓRNIO 22-12 a 20-1

! " ( & ' % # $ )

Hoje não é um dia comum Marte e Urano em oposição; Lua que míngua será Vazia até 17h43, horário de Brasília.

Emoções criam necessidades e estas precisam de alimento para ser mitigadas. As pessoas que consideram as emoções experiências de baixa categoria acabam ficando desnutridas num âmbito muito importante da vida.

( % $ ) # " & ' !

astro@0-quiroga.com

LIBRA 23-9 a 22-10

Assuntos que outrora foram inaceitáveis para você hoje em dia fazem parte da realidade cotidiana. Isso deve dar a você uma dimensão mais realista do processo de vida, sem o qual você não progrediria de forma alguma.

) ' # ! & ( $ % "

✽ ●

CÂNCER 21-6 a 21-7

Quem infunde temor é porque não sabe ganhar o respeito das pessoas, sentese intimamente incapaz de fazer algo que conquiste o apreço espontâneo do mundo social. O respeito vale muito mais do que o temor.

" ! & ' % $ ) # (

QUIROGA

ÁRIES 21-3 a 20-4

8 9 7 3

Palavras Cruzadas Diretas

Minduim Charles M. Schulz

O melhor de Calvin Bill Watterson

© Revistas COQUETEL — www.coquetel.com.br

Frank & Ernest Bob Thaves Folga; Peças Item de segurança Cravo, obrigatório giratórias repouso em do moinho Revestida pimenta prédios de vento com capa e nozmoscada (Hist.)

Ser como Cidades com fontes a Sininho de águas usadas para (Lit. inf.) fins medicinais Umedecer Braço, em inglês

Atividade do setor secundário (Econ.)

Estádio da Portuguesa de Desportos (fut.)

Navegador português

Rural; agreste Anselmo (?), cineasta de "O Pagador de Promessas"

Robert Taylor, ator Mais longe

D

Combustível de reatores (símbolo)

Animal híbrido estéril

El (?), fenômeno climático que diminui o número de peixes no Pacífico

Presunto defumado (bras.)

A saia dos anos 60 Afluente do Reno Fiel aos compromissos

Relativo à região das costas (Anat.)

Ácido ribonucleico (abrev.)

Estrutura mental de um Pedra de moinho indivíduo (Psican.) (pl.)

Arruinados (patrimônios) (?) David: cenário de acordos de paz nos EUA

O destino da nave Apolo 11, em 1969 Tipo de gola de blusas de inverno

El. comp.: ar, em "aeronave" Empregar Continente de origem da banana

Cuidadoso Poema lírico grego

Divisão métrica da palavra 2a vogal

Classificação social do incesto Antônio Olinto, escritor brasileiro

Recruta Zero Mort Walker

Dois dos Evangelistas (Bíblia)

Decímetro (símbolo)

A parte sonora de um filme

M

Invólucro feito de folha-deflandres Bismuto (símbolo)

à 3/aar — arm. 4/camp — niño. 6/duarte — psique. 7/canindé. 11/dilapidados.

BANCO

SOLUÇÃO C V A D C A D E D I N C Z E N O D I J O

ES P E A N S C A M P U A D L A E A M L O S E A Ã O

P S I Q U E P E R O C I O

F I A R N D E D A G U A S T R T E R N A I D A A E R R O U L A B S D I O M A T

E I A S R T A M A L N E C M IN I N A D O S O T R UL E S A R A M L AT A B I E U S

Turma da Mônica Mauricio de Sousa

● Bem pensado

“Para que uma obra de arte seja realmente bela, é preciso que nela o autor se esqueça de si mesmo e me permita esquecê-lo.” François Fénelon


%HermesFileInfo:D-9:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Direitos Autorais. Debate

ECAD REDIGE DOCUMENTO CONTRA PROJETO DE LEI Para órgão, texto do MinC é “perigoso” e dobra limitações a direito do autor ECAD/DIVULGAÇÃO

Jotabê Medeiros

Levado ao olho do furacão pelo debate em torno da nova Lei dos Direitos Autorais (LDA), o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição de Direitos Autorais (Ecad) avisa: vai enviar sua própria proposta de reformulação para o Ministério da Cultura. A revisão da LDA está em fase de consulta pública até 31 de agosto, recebendo contribuições e sugestões. A direção do Ecad informou que, em 2009, distribuiu R$ 318 milhões em direitos autorais de execuçãopúblicamusical,“beneficiando mais de 81.250 artistas, entre eles compositores, intérpretes e músicos”. O Ecad existe há 33 anos (dos quais 12 anos sob adireçãodaadvogadaGloriaBraga, formada pela Uerj e pós-graduada em Gestão de Empresas pela PUC-RJ). O escritório não alivia os críticos: o compositor Tim Rescala, por exemplo, que disse que o órgão é uma “caixapreta”, foi processado. O Estado conversou ontem com Gloria Braga, superintendente-executivadoEcad.Segundo ela, o nó do direito autoral no Brasiléo fatodemuitos usuários de música (rádios, TVs e estabelecimentos comerciais) não pagarem às entidades arrecadadoras. No ano passado, informa o Ecad, R$ 33 milhões deixaram de ser pagos por rádios. ● O anteprojeto do governo de revisão da Lei de Direitos Autorais não tem nenhum lado positivo, em sua opinião?

O projeto tem alguns pontos positivos. Por exemplo: não havia na lei o tempo de prescrição do direito autoral, o tempo para o autor reclamar seus direitos. A nova lei prevê que prescreve em 5 anos. Havia sim algumas coisas para serem sanadas, mas não era necessária uma nova legislação. Na verdade, o que está embasando essa proposta do governo são mudanças conceituais. A lei atual atende plenamente aos interesses dos compositores, apesar de estar sendo demonizada. Por exemplo: o argumento de que teria de ser modernizada para contemplar os novos usos. Mas o Ecad já possui sites que nos pagam regularmente. O que o MinC pretende, sob o pretexto de modificar a lei? ● O que o MinC pretende?

Minimizar o direito do autor, possibilitando que a população em geral possa ter acesso. Mas quem tem que possibilitar o acesso da população aos bens culturais é o Estado, com políticas públicas, e não os autores. ● A lei é abrangente, trata das diferentes áreas da cultura. Por exemplo: na literatura, a sra. deve saber que, no Brasil, raros autores recebem. Talvez uma exceção seja Paulo Coelho...

ÓRGÃO REBATE INFORMAÇÃO DE IVETE ● O Ecad rebateu ontem declara-

ção de Jesus Sangalo (Caderno 2 de sábado), agente da cantora Ivete Sangalo, de que o que ela recebe de direitos autorais é “ridículo”. Segundo o Ecad, nos últimos 5 anos, a cantora recebeu quase R$ 2 milhões em direitos de autor e conexo. No ano passado, no entanto, Ivete saiu do topo das listas – o Escritório informou que a cantora se encontra no 44º lugar no ranking em 2009. / J.M.

lanços, as auditorias, as tabelas de preços, estão disponíveis. E também é fiscalizado pela Receita Federal e pelo INSS. Acabamos de receber uma premiação, da revista IstoÉ Dinheiro, o prêmio de Responsabilidade Social. É uma entidade que paga regularmente seus impostos. ● O governo também diz que o Ecad funciona por meio da coerção, dos processos judiciais. Dizem que vocês têm um exército de 80 advogados.

Temos agentes credenciados em todo o Brasil. O número é menor que 50 escritórios contratados. Nós estamos aqui defendendo os interesses dos compositores, dos músicos. Se alguém viola o seu direito, nós advertimos. Se mesmo assim continua infringindo, nós vamos à Justiça. É isso que os compositores esperam da gente. Hoje temos mais de 400 mil usuários de música cadastrados e somente 1% desse universo tem cobrança judicial. A nossa cobrança é amigável. Mas, quando não tem solução... O Estado publicou um artigo excelente do músico Marlos Nobre que ressalta esse trabalho sério. ● Mas ele também fala que o projeto prevê a extinção do Ecad. E não tem nada disso na lei.

Gloria Braga, 12 anos à frente do Ecad. “É um retrocesso” O nó fundamental é o desrespeito ao direito do autor, e o maior problema é a inadimplência. Se o governo quer ajudar, que resolva o problema. Temos associações e estruturas políticas para tratar de nosso direito de autores. Intervir nisso é um retrocesso histórico. ● Qual será então a proposta do Ecad?

A nossa análise é uma análise global, atenta para as questões conceituais da legislação. As mudanças propostas são muito perigosas para toda a sociedade. Toda lei já possui limitações ao direito do autor, mas esse anteprojeto aumenta, quase dobra, cria outras situações de limitação, abre um precedente muito grande. As licenças nãovoluntárias, por exemplo. Eles

dizem que não se aplicam à música, mas isso não está na redação. E mesmo para outras áreas é absurda. Se você é um autor de livros, o presidente da República vai poder dispor da sua obra. Abre brecha para tudo. ● Os críticos do Ecad apontam para uma gestão pouco transparente do órgão. Por exemplo: recebi cópia de um contrato do Ecad com a TV Globo que recomenda que os termos do contrato não sejam tornados públicos...

Isso é uma figura jurídica que existe nos contratos, para proteger aquele que está pagando os direitos. É comum acontecer isso, mas nas associações há cópias, tem como se informar. O Ecad é fiscalizado por qualquer pessoa que entrar no nosso site, todas as informações, os ba-

Mas os artistas estão sentindo isso pela forma como está proposto. O texto fala em obrigação de se criar suas próprias associações. Além do mais, essas associações musicais e as das obras audiovisuais devem se apresentar juntas, não podem aparecer sozinhas. E que, se a gente não resolver isso em seis meses, o ministério decidirá. Isso é intervenção. O direito autoral no Brasil é uma conquista progressiva dos autores e compositores de mais de 70 anos, e o Ecad só existe há 33 anos. Está ali, trabalhando como uma empresa qualquer, e de repente sofre uma demonização. Mas nós vamos participar (da consulta pública do anteprojeto de lei), não há porque não fazer isso. Nossa posição não foi levada a sério nos eventos que o MinC fez nos últimos 2, 3 anos. Mas vamos enviar um documento maior. Queremos que o MinC veja com tranquilidade nossa posição e nossa discordância.

PARA ENTENDER 1. Reforma ‘vaza’ Em novembro do ano passado, o Estado antecipou o texto do anteprojeto do governo. A notícia repercutiu ruidosamente no 3.º Congresso de Direito de Autor e Interesse Público – projeto previa a criação de um órgão público, o Instituto Brasileiro do Direito Auto-

ral (IBDA) para fiscalizar as associações arrecadadoras;

da Copa do Mundo.

3. 2. Demora na redação Em março, o governo anunciava para abril o início da consulta pública do novo projeto de lei que modificava o direito do autor. Mas o texto só chegou a público pouco antes do início

Aperfeiçoamento Reunidos em congresso no Itaú Cultural, artistas declaram apoio ao projeto do MinC, mas sugeriram pequenas modificações: entre elas, a supressão do artigo que prevê licenças não-voluntárias.

Caderno2 D9


D10 Caderno2 %HermesFileInfo:D-10:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

9,2 milhões

SEM INTERVALO KEILA JIMENEZ ✽ ●

de votos recebeu a 11ª edição do Meus Prêmios Nick, do canal Nickelodeon, na primeira fase de votação, para a escolha de finalistas

keila.jimenez@grupoestado.com.br

Ainda no Viva, estreia dia 12 a sé-

KIKO CABRAL/DIVULGAÇÃO

● ‘Em Londres, hoje, antes do Se-

Corinthians terá canal na TV paga

nho Groisman no Twitter sobre o fato de ter visto no mesmo dia o namorado de Madonna e a banda de rock

Missão Impossível: é assim que

V

mercado está chamando a tentativa de alguns canais – pagos e abertos – de comprar da Record os direitos do Pan-americano de Guadalajara, em 2o11.

Conversas envolvendo o evento existem, mas as negociações estão paradas. Alexandre Raposo, presidente da Record, está afastado por alguns dias por conta de uma cirurgia. Conhecido como uma espécie

SBT (4) 6h00 7h00 9h00 12h45 13h15 13h45 14h15 15h00 16h00 17h00 18h00 19h05 19h30 20h15 21h15 22h15 22h20 23h10 1h45 2h30 3h15 4h15 5h15

Jornal Do Sbt - Manhã Carrossel Animado Bom Dia & Cia Série - Chaves Série - Arnold Série - Eu, A Patroa E As Crianças Novela - Pérola Negra Novela - Esmeralda Novela - As Tontas Não Vão Ao Céu Casos De Família Programa Do Ratinho Boletim De Ocorrências Sbt Brasil Novela - Uma Rosa Com Amor Aventura Selvagem Boletim De Ocorrências Novela - A História De Ana Raio E Zé Trovão Tela De Sucessos - Os Infiltrados Jornal Do Sbt - Noite Série - Dois Homens E Meio/ Two And A Half Men Tele Seriados I - Série: Divisão Criminal/ The Closer Tele Seriados II - Série: A Paranormal / Medium Tele Seriados III - Série: Família Soprano/ The Sopranos

GLOBO (5) 5h00 Telecurso Educação Básica Tecendo o Saber 5h15 Telecurso Profissionalizante 5h35 Telecurso Ensino Médio 5h50 Telecurso Ensino Fundamental 6h05 Sagrado 6h07 Globo Rural

de Vale a Pena Ver de Novo da TV paga, em seu pouco tempo de vida o canal Viva tem, curiosamente, no seu top five de audiência, dois programas de humor: Sai de Baixo, que é líder, e Chico Total, quarto programa mais visto, seguido pelo seriado Mulher.

Festa estranha com gente esquisita Um nerd virgem (George Sauma), uma evangélica com vocação para urologia (Karen Coelho) e um malandro que promete nunca mais fazer sexo após a morte do pai (Silvio Guindane). Esses são os esquisitíssimos irmãos de Open Bar, série de humor que estreia dia 29 de agosto, no Multishow.

Guia. TV 5h00 Novo Telecurso Prof. 5h10 Novo Telecurso - Ensino Fundamental 5h30 Novo Telecurso - Ensino Médio 5h45 Telecurso Tec 6h00 Tecendo O Saber 6h30 Telecurso Tec 6h45 Novo Telecurso - Ensino Fundamental 7h00 Novo Telecurso - Ensino Médio 7h15 Novo Telecurso Prof. 7h30 Repórter Eco (2ª Exibição) 8h00 O Pequeno Urso/ Pingu 8h30 Vila Sésamo 9h00 Tchibum Tv 9h15 Baú De Histórias 9h45 Super Fofos 10h00 Cantigas De Roda/ Dora, A Aventureira/ Pequeno Bosque Ilustrado 10h30 Escola Pra Cachorro 10h45 As Aventuras De Piggley Winks 11h15 Cocoricó Na Cidade 11h30 Princesas Do Mar 12h00 Arthur 12h30 Doug 13h00 Zoboomafoo 13h30 O Mundo Secreto Dos Jardins O Mundo Das Águas 14h00 Pequeno Bosque Ilustrado/ Minúsculos / Shaun, O Carneiro 14h15 Dora, A Aventureira 14h45 Vila Sésamo 15h15 Super Fofos 15h30 Cocoricó Na Cidade 15h45 Escola Pra Cachorro 16h00 Camundongos Aventureiros 16h30 Arthur 16h45 Minúsculos/ Bandeiras Do Mundo/ Shaun, O Carneiro/ Um Minuto No Museu 17h00 Castelo Rá-Tim-Bum 17h30 Doug 18h00 Confissões De Adolescente 18h30 Arquivo Zack 19h00 Login 20h00 Contos De Fada - Os Três Porquinhos 21h00 Jornal Da Cultura ((av)) 21h35 Metrópolis 22h00 Provocações - Marina Person 22h30 Doctv Iv - Morro Do Céu 23h30 Cine Brasil - O Homem Pode Voar 1h00 Zoom (2ª Exibição) 2h00 Login (2ª Exibição) 3h00 Univesp Tv

rie Brava Gente.

pultura encontrei Jesus’ Sergi-

em aí a TV Corinthians. Em negociação avançada com todas as operadoras de TV paga – Embratel e TVA saem na frente – o canal pago do Timão tem previsão de lançamento para outubro e será pay-per-view. Os assinantespagarão em média R$ 5,90 para terem acesso à programação, que trará novidades do clube relacionadasafutebol, amistosos,transmissão de campeonatos de categorias de base, como também a cobertura de outras modalidades envolvendo o Corinthians, como o basquete. Mesmo ficando de fora de grandes transmissões como o Brasileirão, a TV Corinthians poderá ser oferecida como completação dos pacotes de PPV de futebol da TV paga.

CULTURA (2)

O seriado com Eva Wilma e Patrícia Pillar, por sinal, foi vendido para a China, cliente de sucessos da Globo como A Escrava Isaura, O Clone (Macau) e Da Cor do Pecado (Tianjin TV).

Levando a sério o título de canal de esportes radicais, o canal pago Woohoo está construindo uma pista de skate em sua sede no Rio. A novidade envolve um projeto social com crianças carentes. Busão do Brasil é o nome da música-tema do reality homônimo da Band, que será interpretada pela garota-propaganda do patrocinador do programa, o Guaraná Antártica: a onipresente Cláudia Leitte. Continua rendendo na produção do Domingão do Faustão o fato de o apresentador ter chamado, no ar, domingo, alguém de sua equipe de “imbecil”. Tem gente chateada.

O documentário O Assassinato de Jean Charles fez a audiência do Discovery Channel (coprodutor da atração) subir 173%, deixando o canal em sexto lugar em ibope no horário na TV por assinatura.

Cultura: 2182-3000; SBT: 3236-0111; Globo: 3131-2500; Record: 2184-4000; Rede TV!: 3306-1000; Gazeta: 3170-5757; Band: 3131-1313; ; Rede Vida: (17)3355-8432. Esta programação e

informações são de responsabilidade exclusiva dos canais e podem ser alteradas à última hora.

6h25 7h15 8h08 8h13 9h41 9h44 12h00 12h45 13h15 13h45 14h35 15h55 17h36 17h40 18h10 19h00 19h15 20h15 20h55 22h05 23h05 23h45 0h25 1h40 2h20 4h40

Bom Dia SP Bom Dia Brasil Radar Mais Você Globo Notícia I TV Globinho SPTV - 1ª Edição Globo Esporte Jornal Hoje Vídeo Show Vale a Pena Ver de Novo Sinhá Moça Sessão da Tarde - O Guardião 2 - O Retorno das Minas do Rei Salomão Globo Notícia II Malhação ID Escrito Nas Estrelas SPTV - 2ª Edição Ti-ti-ti Jornal Nacional Passione Globo Repórter Separação?! Jornal da Globo Programa do Jô Som Brasil Intercine - Fogo Contra Fogo/ Os Produtores Corujão

RECORD (7) 6h30 7h20 8h30 9h30 12h00 14h30 16h30 18h15 19h00 20h10 21h15 22h15 23h15 0h15 1h15

Direto Da Redação São Paulo No Ar Fala Brasil Hoje Em Dia Record Notícias Tudo A Ver Todo Mundo Odeia O Chris Série Os Mutantes SP Record Jornal Da Record Csi Investigação Criminal- Série Ribeirão Do Tempo Câmera Record Monk - Série - 6ª Temp. - Inédita Programação Iurd

REDETV! (9) 5h00 8h30 9h00 11h15 12h00 12h57 13h00 14h00 14h03 15h00 17h07 17h10 18h10 19h45 21h00 22h00 0h00 0h30 2h00 3h00 5h00

Ig. Mundial da Graça de Deus Leitura Dinâmica - 1ª Edição Manhã Maior RedeTVEsporte TV Kids - TWF "Luta Livre de Polegares"/ Super Onze/ Ilha dos Desafios Imbra Ig. Universal do Graça de Deus Imbra Interligado A Tarde é Sua Imbra Ig. da Graça, Nosso Programa TV Kids - Pokémon/ Super Onze/ Pokémon/ Luzes, Drama, Ação! TV Fama RedeTVNews Pânico na TV - reprise Leitura Dinâmica Programa Amaury Jr. Super Papo Igreja da Graça , Nosso Lar Super Papo

GAZETA (11) 6h00 8h00 8h20 8h40 9h00 13h10 14h00 17h50 18h00 19h00 20h00 22h00 22h15 23h45 0h05 0h15

Ig. Universal do Reino de Deus Bestshop TV Gazeta Shopping Gazeta Imóveis Manhã Gazeta TV Culinária Mulheres Gazeta News Gazeta Esportiva Jornal da Gazeta Ig. Universal do Reino de Deus Super Esporte Bestshop TV Gazeta Imóveis Gazeta Shopping Bestshop TV

BANDEIRANTES (13) 7h00 Primeiro Jornal 7h30 Band Kids / Sp 8h00 Band Kids - As Aventuras De Jimmy Neutron / Os Cavaleiros Do Zodíaco / Os Castores

9h15 10h00 11h15 12h30 13h00 14h15 14h35 15h00 15h20 16h00 17h15 18h50 19h20 20h25 20h50 22h00 23h15 0h15 0h50 1h35 2h50

Pirados / Ei Arnold! Quase Anjos Dia Dia Jogo Aberto Jogo Aberto / Sp Sp Acontece Lassie Um Hóspede Do Barulho Família Dinossauro Popcorn Tv Márcia Brasil Urgente Brasil Urgente / Sp Jornal Da Band Show Da Fé Vídeonews Busão Do Brasil - Estréia Tribunal Na Tv Família Soprano Jornal Da Noite A Noite É Uma Criança Espaço Vida Vitoriosa

MTV (32) 8h00 8h30 9h15 10h00 11h00 11h30 12h30 12h45 13h00 14h00 15h00 15h30 16h00 17h00 17h30 18h00 19h00 20h00 21h00 21h05 21h45 22h00 22h30 23h30 0h00 0h15 0h35 1h30

Mtv Lab Bandas - Neil Young Mtv Lab Now Mtv Lab Radio Mtv Lab Freak Andy M. Show Top 10 Notícias Mtv 15 Minutos Acesso Mtv Comédia Mtv Furo Mtv Mtv Lab Playlist True Life Scrap Mtv Especiais Mtv Top 10 Acesso Mtv Show Mtv Drops Colírios Mtv Lab Sap 15 Minutos Furo Mtv Programa A 2 Peak Season Noticias Entrevista Badalhoca 16 And Pregnant Quinta Categoria

REDE VIDA (34) 8h00 8h25 8h30 9h00 10h00 10h30 11h00 11h30 11h55 12h00 12h20 12h30 13h00 14h00 14h30 15h00 17h00 17h30 17h50 18h00 18h20 18h30 19h00 19h10 20h00 20h30 21h00 21h30 22h15

Páginas Difíceis da Bíblia O Santo do Dia Novena do Perpétuo Socorro Missa de Aparecida ((av)) Filhos do Pai Eterno Mãe dos Aflitos Hora de Brincar Este é o meu Brasil Terço Bizantino O Terço Doloroso O Pão Nosso Jornal da Vida Caminhos da Comunidade Novena do Perpétuo Socorro Hora de Brincar Medalhão Persa ((av)) Filhos do Pai Eterno Encontro com Cristo Terço Bizantino O Terço Doloroso O Pão Nosso JCTV ((av)) Momentos de Reflexões Missa no Santuário da Vida (av) Filhos do Pai Eterno Brasil, é Isso Frente a Frente Dom Antônio Jornal da Vida (av) Tribuna Independente (av) SJRP/SP 23h45 Terço Bizantino 23h50 Medalhão Persa (av)

TV SÉCULO 21 6h00 6h05 6h35 7h05 7h20 7h30 7h45 8h30 9h00 9h05 11h30 11h40 11h55

Hora da Consagração O Terço Semeando Vida Meu Senhor e Meu Deus Palavras Que Não Passam Diário de Oração Santa Missa Coração de Criança Hora da Consagração Você Pode Ser Feliz A Associação Precisa deVocê Disk Shop Por Um Brasil Mais Cristão

13h30 14h00 14h30 15h00 15h30 16h00 16h30 17h00 17h30 18h00

CONTROLE NA MÃO

18h30 19h00 21h30 22h00 22h30 23h00

Kaiak Extremos Geleia do Rock Reclame Viagem Sem Fim De Cara Limpa Dr. Drew: Sexo Papai e Mamãe Rock Estrada No Caminho Experimente: Dead Lovers e Supercordas Intercâmbio TVZ Extremos Vai Pra Onde? Bastidores Ser Humano

NATIONAL GEOGRAPHIC

Marina Person no Provocações

Tamanho Único: Bárbara Paz

Câmera Record filma sucuri

Cultura/ 22 h

GNT/ 22h30

Record/ 23h15

12h00 12h30 13h00 14h00 14h30 16h30 16h40 17h00 17h30 17h45 17h55 18h00 19h00 19h15 20h00 21h00 21h30 22h00 22h30 23h30

Século News Disk Shop Século 21 Esporte Disk Shop Mulher.Com A Associação Precisa de Você Disk Shop Ateliê na TV Oração da Tarde Meu Senhor e Meu Deus Hora da Consagração Caminhos da Fé Disk Shop Sócios na Fé Mix 21 Igreja no Brasil Deus Abençoe Sobriedade Sim Arquivo 21 Madrugada de Bênçãos

TV PAGA ANIMAL PLANET 12h00 Aves do Paraíso 13h00 Whale Wars - Defensores de Baleias 14h00 Animal Planet Ao Extremo 15h00 Desperate Wild Wives 16h00 Monstros do Rio 17h00 Animal Planet Ao Extremo 18h00 Whale Wars - Defensores de Baleias 19h00 Noite 19h30 60 Encontros Mortais 20h00 Criaturas Titânicas 21h00 O Encantador de Cães 22h00 Noite

AXN 12h00 14h30 15h00 16h00 17h00 18h00 19h00 20h00 21h00 22h00

O Desafio da Lei AXN Flix N. C. I. S. Friday Night Lights Criminal Minds Las Vegas Law & Order: Criminal Inte C. S. I. Miami N. C. I. S. Friday Night Lights

CANAL BRASIL 12h05 12h50 14h30 15h30 16h00 16h30 19h00 20h30 21h00 21h30 22h00

Eliane Copacabana Clipe Brasil Curta na Tela Zoombido Olga Olhar da História Curta na Tela Pelas Tabelas O Som do Vinil Sessão Interativa

DISCOVERY 12h00 Sem Corte e Sem Censura 13h00 Mythbusters: Os Caçadores de Mitos 14h00 O Segredo das Coisas 14h30 Grandes Destruições

15h00 16h00 17h00 18h00 19h00 20h00 20h30 21h00 22h00 23h00

Rituais de Fé A Grande Vencedora À Prova de Tudo Mythbusters: Os Caçadores de Mitos Sem Corte e Sem Censura O Segredo das Coisas Grandes Destruições S.O.S. Construção Guerra de Mecânicos Assombrações

ESPN BRASIL 9h00 Mitsubishi Outdoor: Blumenau / SC 9h07 Limite, O Melhor da Velocidade 10h00 Pontapé Inicial - (av) 11h30 Sportscenter - (av) 12h30 Bate-Bola: 1ª Edição - (av) 14h00 Copa do Brasil - Vt- 1º Jogo da Final - Santos x Vitória 16h00 Prévia Do Campeonato Inglês 16h30 Tênis Internacional: Torneio De Gstaad 18h30 Bate-Bola : 2ª Edição - (av) 20h00 Futebol No Mundo 21h00 Campeonato Metropolitano De Futsal: 2º Jogo Da Final Corinthians x Palmeiras (av) 22h45 Social Clube 23h00 Sportscenter - (av) 0h00 Vamos Correr! 0h30 Pontapé Inicial 2h00 Sportscenter

FILM & ART 12h00 13h00 13h30 14h00 16h00 18h00 19h00 20h00 21h00 22h00 22h30 23h00

Visões do Espaço Mulheres da Música Destination Art O Rio Selvagem, de Curtis Hanson Aposta Mortal 99 Duos / Al Andalus 4 Imperadores e 1 Rouxinol Direto do Actors Studio Tess of the D'Urbervilles That Mitchell and Webb Look 2ª Temp. That Mitchell and Webb Look 2ª Temp. The Sessions

HBO 11h40 13h30 15h30 17h30 19h15 21h00 22h50

One Tree Hill Glee Mais Estranho que a Ficção Shrek Terceiro Os Simpsons Os Simpsons Bones Os Simpsons Os Simpsons Glee Uma Noite no Museu

GNT

Mais Do Que Você Imagina Gente De Sorte A Terra Vista De Cima Adrenalina 2: Alta Voltagem Segurança De Shopping Um Faz De Conta Que Acontece Surpresas Do Amor

LIV 12h00 14h30 15h00 16h00 17h00 18h00 19h00 20h00 21h00 22h00

Confidencial Rumo ao Estrelato Charmed Dawson's Creek Judging Amy Extreme Makeover: Reconstrução Total Charmed Dawson's Creek Judging Amy Judging Amy

MAX 11h40 13h25 15h15 17h00 18h35 20h20 22h15

Tribos do Destino Meu Caso Com O Imperador O Grande Dia Wonderful Days Malditas Aranhas! O Visitante Atrizes

MAX PRIME 12h30 14h30 16h15 17h45 18h15 20h00

FOX 12h00 13h00 14h00 16h00 18h00 18h30 19h00 20h00 20h30 21h00 22h00

Preso 14h30 GNT Fashion 6:00 15h00 The Oprah Winfrey Show 16h00 Mulheres no Cinema: O Desejo de Emma 18h00 Os Detetives da Comida: Food Investigators 18h30 Romance em Hollywood: Model Partners 19h00 Happy Hour :Sexta Livre 20h00 The Oprah Winfrey Show 21h00 GNT. Doc Mulher em Fases 22h00 Superbonita: Megahair 22h30 Tamanho Único

22h00 23h45

Nômade Morcegos A Saga Dos Vikings Max Stuff Frankfurt Internatio nal Autoshow 2009 Rede De Corrupção O Justiceiro Em Zona De Guerra Operação Delta 3 Resident Evil 3: A Extinção

MGM 12h35 Horas de Desespero 14h35 O Segredo de Brokeback Mountain 17h00 Kalifornia 19h10 Ray 22h00 O Senhor das Armas

MULTISHOW

12h00 Magros vs Obesos Programa 4 13h00 Happy Hour 14h00 Superbonita: Cabelo Sempre

12h00 As 5 Mais Votadas No Site 12h30 Lugar Incomum 13h00 Urbano

12h00 13h00 14h00 15h00 16h00 17h00 17h30 18h00 19h00 20h00 21h00 22h00

Planeta Inexplorado Obras Incríveis NatGeo Wow! A Bíblia do Diabo Os Enigmas da Grande Esfinge O Mundo do Vinho O Mundo do Vinho Flagrantes da Vida Selvagem Zona de Perigo NatGeo Wow! Mayday! Desastres Aéreos Os Segredos das Pirâmides da China

SONY 12h00 13h00 14h00 15h00 16h00 17h00 18h00 18h30 19h00 19h30 20h00 21h00 22h00 23h00 23h30

America's Next Top Model The Real Housewives of Atlanta Ghost Whisperer Medium Beverly Hills 90210 Felicity Will & Grace Everybody Loves Raymond Seinfeld According to Jim Ghost Whisperer Ghost Whisperer Medium 30 Rock Scrubs

SPORTV 8h00 Sportv News (av) 9h00 Treino Da Fórmula 1 - Gp Da Hungria - 2ª Treino (av) 10h30 Redação Sportv (av) 11h30 É Gol!!! (av) 12h00 Supercopa De Futebol Júnior Semifinal (av) 14h00 Arena Sportv (av) 16h00 Supercopa De Futebol Júnior Semifinal (av) 18h00 Sportv Tá Na Área (av) 18h30 Copa São Paulo De Vôlei Final (av) 20h50 Pré-Jogo (av) 21h00 Campeonato Brasileiro - Série B - Portuguesa x São Caetano (Rede)/ Vila Nova x Coritiba (SP e PR) - (av) 23h00 Sportv News (av) 6h00 Treino Livre Da Fórmula 1 - GP Da Hungria (av)

TCM 12h00 13h00 14h00 16h55 19h00 19h40 20h00 21h00 22h00

O Vôo da Águia Pioneiros, Os Volta ao Mundo em 80 Dias, A Mister Roberts Três Patetas, Os Três Patetas, Os Viajantes do Tempo, Os O Vôo da Águia Mad Max

TELECINE ACTION 12h05 14h05 15h55 17h45 19h40 22h00 23h50

Chamado 2, O Braddock - Supercomando Duelo De Gigantes (2007) Torturado Homens Perigosos Morte E A Vida De Bobby Z, A Zombies

TELECINE CULT 11h50 13h30 16h00 17h45 19h35 22h00

Ama-me Com Ternura Asas Caminho Para Guantanamo Janis Corpo Que Cai, Um Rei Da Paquera, O

23h35 Excêntrica Família De Antonia, A

TELECINE LIGHT 11h25 Homens Brancos Não Sabem Enterrar Programa Animal Aliens Estão Entre Nós, Os Ao Entardecer Vida Num Só Dia, A Corra Que A Polícia Vem Aí 2 1/2 22h00 Entrando Numa Fria Maior Ainda 13h30 15h05 16h45 18h45 20h25

TELECINE PIPOCA 12h05 13h50 16h00 18h15 20h05 22h00 23h45

Bolas Em Pânico Bom Filho À Casa Torna, O Velozes e Furiosos Inverno Profundo Arraste-me Para O Inferno Mistério Das Duas Irmãs, O Crepúsculo

TELECINE PREMIUM 12h25 14h00 15h55 18h00 20h05 22h00 23h55

Amante, O Garota Ideal, A X-men Origens: Wolverine Contador De Historias, O Hotel Bom Pra Cachorro, Um Eu Te Amo, Beth Cooper Jean Charles

TNT 12h30 Hollywood One On One 13h00 Ricky Bobby - A Toda Velocidade 15h15 Miss Simpatia 2: Armada e Poderosa 17h30 Penetras Bons de Bico 20h00 As Loucuras de Dick e Jane 22h00 Dias Incríveis

UNIVERSAL CHANNEL Y11h00 13h00 14h00 15h00 16h00 17h00 19h00 20h00 21h00 23h00

Janela Secreta House Law & Order: SVU Law & Order Medical Detectives Janela Secreta Law & Order: SVU House O Homem da Casa Greek

WARNER 12h00 13h00 14h00 15h00 18h30 19h00 20h00 20h30 21h00

Two and a Half Men Friends Third Watch Um Domingo Qualquer Friends Two and a Half Men Two and a Half Men The Big Bang Theory O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei

INFANTO-JUVENIL CARTOON 12h00 12h30 13h00 13h30 14h00 15h00 16h00 17h00 20h00 22h00 22h30 23h00

Battle Force 5 Bakugan Ben 10 Ben 10: Fuerza Alienígena Tom y Jerry Las Sombrías Aventuras de Billy y Mandy ¿Scooby Doo dónde estás? Ben 10 Cine Cartoon Shorts! Las aventuras de Tom y Jerry ¿Scooby Doo dónde estás?

DISCOVERY KIDS 12h00 12h30 13h00 13h30 14h00 14h30 15h00 15h30 16h00 16h30 17h00 17h30 18h00 18h30

Dinotrem Toot & Puddle Hi-5 (Austrália) Will e Dewitt Franklin Martha Fala Sid, o Cientista Garota Supersábia Milly e Molly Lazytown T2 Hi-5 (Austrália) Backyardigans Princesas do Mar Angelina Ballerina: Os Seguintes Passos

19h00 19h30 20h00 20h30 21h00 21h30 22h00 22h30 23h00 23h30

WordWorld Peixonauta Mister Maker Mecanimais Toot & Puddle Willa e os Animais Backyardigans T3 Lazytown T2 Garota Supersábia Martha Fala

DISNEY CHANNEL 12h00 Disney - Phineas e Ferb 12h30 Hannah Montana & Miley Cyrus - Show: O Melhor dos Dois Mundos 14h00 Disney Os Feiticeiros de Waverly Place 14h30 Hannah Montana 15h00 Hannah Montana 15h30 Sunny Entre Estrelas 16h00 Jonas 16h30 Zack & Cody: Gêmeos a Bordo (Double episode) 17h30 Zapping Zone 18h00 Disney - Phineas e Ferb 19h30 Disney - Phineas e Ferb (Nerds of a Feather double episode) 20h00 Starstruck: Meu Namorado É uma Superestrela (Conta tudo) 22h00 High School Musical

DISNEY XD 12h00 Kid vs Kat 12h30 Fairly Odd Parents 13h00 The Adventures of Sharkboy and Lavagirl 15h00 Open Season 17h00 Kid vs Kat 17h30 Fairly Odd Parents 18h30 L.O.S.E 19h00 Pucca 19h30 Spliced 20h00 Fairly Odd Parents 20h30 Zeke and Luther 21h00 Merlin 22h00 The Adventures of Sharkboy and Lavagirl

NICKELODEON 12h00 12h30 13h00 13h30 14h00 14h30 15h00 15h30 16h00 16h30 17h00 17h30 18h00 18h30

Ei Arnold! Um Maluco No Pedaço Um Maluco No Pedaço Alf, O Eteimoso Alf, O Eteimoso Jeannie E Um Gênio Kenan & Kel Castores Pirados Ei Arnold! Jeannie E Um Gênio Alf, O Eteimoso Um Maluco No Pedaço Super Fofos O Pequeno Reino de Ben e Holly

TV RÁ TIM BUM 12h00 12h15 12h30 12h40 12h50 13h00 13h15 13h30 13h40 13h55 14h10 14h20 14h30 14h45 15h00 15h10 15h40 16h10 16h45 17h15 17h45 18h15 18h30 19h00 19h10 19h20 19h30 19h45 20h00 20h05 20h15 20h30 21h00 21h30 22h00

1,2,3 Agora é Sua Vez X-Tudo Os Caça Livros Os Reciclados Anabel Carrinhos Escola de Princesinhas Kiara Os Ecoturistinhas Simão e Bartolomeu Show do DJ Cão De Onde Vem? Pequenos Cientistas Tchibum TV Passeio Animal Glub Glub Qual é, Bicho? Rá Tim Bum Castelo Rá-Tim-Bum Ilha Rá-Tim-Bum Baú de Histórias Cocoricó Vila Sésamo Os Caça Livros Os Reciclados Kiara Carrinhos Escola de Princesinhas Brasil Futebol Clube Show do Dj Cão Cocoricó 2009 Mundo da Lua Castelo Rá-Tim-Bum Ilha Rá-Tim-Bum Cambalhota

Filmes na TV

O clássico imperfeito de Hitchcock Luiz Carlos Merten O Guardião 2 – O Retorno às Minas do Rei Salomão 15H55 NA GLOBO (The Librarian Ii: Return To King Solomon’s Mines). EUA, 2006. Direção de Jonathan Frakes, com Noah Wyle, Gabrielle Anwar, Bob Newhart, Jane Curtin, Olympia Dukakis, Erick Avari.

Noah Wyle volta ao papel de Flynn Carsen e, nesta segunda aventura, recebe pergaminho que identifica com o selo do Rei Salomão. Antes que o herói possa se inteirar do conteúdo, o pergaminho é roubado. Wyle vai atrás e descobre que é um mapa para as lendárias minas. Não espere nada especial, mas para uma Sessão da Tarde pode ser OK. Reprise, colorido, 102min.

Loucademia de Polícia 5 22H NA REDE BRASIL (Police Academy 5 – Assignment Miami Beach). EUA, 1988. Direção de Alan Myerson, com Bubba Smith, George Gaynes, G.W. Bailey, David Graf, Michael Winslow, Marion Ramsey.

No quinto filme da série, o chefe George Gaynes recebe uma homenagem em Miami, mas seu rival G.W. Bailey vai fazer de tudo para tumultuar a cerimônia. Chega a ser incrível como uma série dessas – mistura de besteirol com pastelão à base de cenas já vistas – conseguiu chegar ao sétimo episódio. Ela já era ruim ao surgir e só foi piorando, mas o público nunca deixou de rir com os desastrados policiais da loucademia. Pode ser que o cartaz de hoje – ontem passou o 4 no horário – não seja o pior de todos, mas chega perto. Reprise, colorido, 87 min. Os Infiltrados 23H10 NO SBT (The Departed). EUA, 2006. Direção

de Martin Scorsese, com Leonardo DiCaprio, Matt Damon, Jack Nicholson, Mark Wahlberg, Martin Sheen, Ray Winstone, Vera Farmiga, Alec Baldwin.

A terceira e melhor das quatro – até agora – parcerias do diretor Scorsese com o astro Leonardo DiCaprio transpõe para os EUA um thriller de Hong Kong, de 2002, Internal Affairs, de Andy Lau. A história trata de policial atormentado pelo passado do pai e que se infiltra numa quadrilha. Os criminosos também infiltraram um de seus integrantes na delegacia. Vencedor dos Oscars de melhor filme, direção, roteiro adaptado (William Monahan) e montagem (Thelma Shoonmaker, repetindo o troféu que também ganhou por Touro Indomável, do próprio Scorsese). Reprise, colorido, 152 min.

O Homem Pode Voar 23H30 NA CULTURA Brasil, 2006. Direção de Nelson Hoineff.

Documentário que reconstitui a

trajetória do jovem Alberto Santos Dumont, contando como ele foi o primeiro homem a voar e como o aeroclube da França reconheceu a proeza, considerada o marco inicial da aviação – mas os norte-americanos contestam as primazia de Santos Dumont para tentar impor os irmãos Wright como os grandes pioneiros da conquista dos ares. Reprise, colorido, 75 min. Colheita Maldita 2 0H10 NA REDE BRASIL (Children of the Corn II: The Final Sacrifice). EUA, 1992. Direção de David F. Price, com Terence Knox, Paul Scherrer, Ryan Bollman, Christie Clark, Rosalind Allen.

No segundo filme da série, crianças de uma comunidade agrícola do Estado norte-americano de Nebraska continuam matando os adultos. Como observa Leonard Maltin em seu guia de filmes, ninguém sabe por que eles matam, mas a dúvida cruel é outra – por que o horroroso cartaz da Rede Brasil foi feito? Dizer que o filme

é ruim é quase elogio. É muito pior. Não apenas este, mas o anterior, que lhe deu origem, apresentam pouca ou nenhuma semelhança com a história de Stephen King. Reprise, colorido, 68 min. Intercine 2H20 NA GLOBO

A Globo exibe o preferido do público entre – Fogo Contra Fogo, de Michael Mann, com Al Pacino, Robert De Niro, Val Kilmer, Jon Voight, Ashley Judd e Natalie Portman, que Martin Scorsese considera um dos grandes filmes de Hollywood nos anos 1990, sobre policial que move implacável perseguição a ladrão high tech; e Os Produtores, de Susan Stroman, com Nathan Lane, Matthew Broderick, Uma Thurman, Will Ferrell e Roger Bart, versão musical da cultuada comédia Primavera para Hitler, de Mel Brooks, sobre a pior peça do mundo, ainda por cima humanizando Adolf Hitler, que vira o maior sucesso na Broadway.

TV Paga Marnie – Confissões de Uma Ladra 3H05 NO TELECINE CULT (Marnie). EUA, 1964. Direção de Alfred Hitchcock, com Tippi Hedren, Sean Connery, Diane Baker, Martin Gasbel, Louise Latham.

A ‘obra-prima doente do mestre do suspense’, como a definiu François Truffaut, é um dos filmes mais belos – e tristes – da história do cinema. Analisado com as ferramentas que a psicanálise fornece, fica ainda melhor. Tippi Hedren faz mulher que rouba para se compensar da frigidez sexual, com origem num trauma de infância. Sean Connery a força ao casamento e, numa cena memorável, a vulnerável Marnie lança seu grito desesperado por socorro, para que o marido a ajude. Hitchcock era um perfeccionista que queria controlar cada centímetro da tela. As imperfeições do cartaz da TV paga contribuíram, e muito, para a aura do filme. Reprise, colorido, 129 min.


%HermesFileInfo:D-11:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Caderno2 D11

Arte, Cultura e Lazer

Teatro

O Guia mudou de nome., mas continua garantindo bons programas para a semana toda. Divirta-se.

JULHO

Toda sexta no Estadão.

E.CO - COLETIVOS FOTOGRÁFICOS LATINO-AMERICANOS E EUROPEUS A mostra reúne a produção fotográfica de 20 grupos de artistas da América Latina e Europa. Estão representados, entre outros coletivos, Cia. de Foto (Brasil), Documentography (Reino Unido), Nophoto (Espanha), Odessa (França), Ostkreuz (Alemanha), Sub.Coop (Argentina) e Terraproject (Itália). Curadoria: Claudi Carreras

até 29/08 Piso Flávio de Carvalho - Rua Vergueiro, 1.000 - 3397.4002 terças a sextas, das 10h às 20h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h. Visita monitorada - agendamento pelo fone 3397.4036.

Shows e Espetáculos de Arte

0800-118220 Para a programação completa visite www.sescsp.org.br

Informações sobre estas e outras atividades no SESC OSASCO UNIDADE PROVISÓRIA - INÍCIO DAS ATIVIDADES 31 DE JULHO E 1º DE AGOSTO, A PARTIR DAS 9h GRÁTIS

MÚSICA

TEATRO

BICHOS DO BRASIL Música, dança e bonecos retratam o ambiente da mata. Com a Cia. Pia Fraus. Dia 31/7, 11h

vincere (itA, FrA, 2009)

ZETTI Vivência e bate-papo com o atleta sobre futebol e sobre sua história na Seleção Brasileira e grandes clubes paulistas. Dia 31/7, 12h

De Marco Bellochio. Consulte dias e horários das sessões

As FolHAs do cedro

PEQUENO CIDADÃO Show com Arnaldo Antunes, Edgard Scandurra, Antonio Pinto e Taciana de Barros. Dia 1/8, 11h Marcelo Negrão

Texto e direção Samir Yazbek. Com a Companhia Teatral Arnesto nos Convidou. Sex. e sáb., 21h. Dom., 18h

CinesesC

INFANTIL

tocA o Filme!

JArds mAcAlÉ O cantor apresenta músicas que compôs para trilhas de cinema. Dia 31, 20h santo andré

Vila Mariana

trios brAsileiros

os cegos (cAn) Texto Maurice Maeterlinck. Concepção e realização Denis Marleau. Como grupo canadense UBU. Qui., 21h. Sex., 21h e 23h. Sáb., 18h, 20h e 22h. Dom., 16h, 18h e 20h Pinheiros

regrA de trÊs Dia 30, 20h Pinheiros

Orquestra Mágica, Bichos da Mata e Espaço de Aventuras. Qua. a dom. itaquera

instrumentAl sesc brAsil

mArcel powell (violão) Dia 2, 19h

espetáculo

Consolação

mãos de vento e olHos de dentro

EL GRAN CIRCO CARNAVAL Ao som de tambores, a trupe apresenta números circenses finalizados em um show aéreo. Com Nau de Ícaros. Dia 31/7, 16h BAILE DO SIMONAL Max de Castro e Wilson Simoninha fazem uma releitura das músicas de Wilson Simonal. Ingressos antecipados. Dia 31/7, 20h Livre para todos os públicos

SANDRA PIRES, MARCELO NEGRÃO, SHELDA E MAURÍCIO Bate-papo e jogo exibição de voleibol de areia. Dia 1/8, 13h LUIZ TATIT O compositor, intérprete e violonista apresenta repertório de seu novo álbum ‘Sem Destino’, composto de canções inéditas. Dia 1/8, 17h

Não recomendado para menores de 10 anos.

Não recomendado para menores de 12 anos.

Com ÓcTrombada. Dom., 15h30 Vila Mariana

ESPORTES

clube do pedAl vidA Texto e direção Marcio Abreu. Com Companhia Brasileira de teatro. Sex. e sáb., 21h. Dom., 19h30 santana

Manutenção Preventiva e Melhorias na Bicicleta . Com Roberto Lima, do grupo Pedal Serrano. Dia 31, 15h30 iPiranga

cenA esportivA

esporte pArAolimpico Bate-papo com atletas e técnicos do esporte paraolimpico sobre as dificuldades, diferenças e curiosidades, com demonstrações da modalidade. Dia 31, 13h

policArpo QuAresmA Texto Lima Barreto. Direção Antunes Filho. Sex. e sáb., 21h. Dom.,19h Consolação Não recomendado para menores de 14 anos

Não recomendado para menores de 16 anos

santana Não recomendado para menores de 18 anos.

especiAl musicAl

movimento violão - Jorge cAbAllero Curadoria Paulo Martelli. Direção Flávio Rodrigues e Fabíola Braga. Dia 31, 19h

Artes visuAis • cinemA • culturA digitAl • dAnçA • esporte • literAturA • meio Ambiente • músicA • teAtro • lAzer • educAção em 32 unidAdes no estAdo de são pAulo.


D12 Caderno2 %HermesFileInfo:D-12:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

IGNÁCIO DE LOYOLA BRANDÃO

SEGUNDA-FEIRA LÚCIA GUIMARÃES MATTHEW SHIRTS

TERÇA-FEIRA ARNALDO JABOR

QUARTA-FEIRA ROBERTO DAMATTA

QUINTA-FEIRA LUIS FERNANDO VERISSIMO

SÁBADO MARCELO RUBENS PAIVA MARIA RITA KEHL

SEXTA-FEIRA IGNÁCIO DE LOYOLA BRANDÃO MILTON HATOUM

DOMINGO LUIS FERNANDO VERISSIMO JOÃO UBALDO RIBEIRO DANIEL PIZA

Conversas de porta de igreja

D

omingodemanhãe aspessoas foram chegando para o café no hotel mostrando indícios da festa da noite anterior. Um grupo de mais ou menos 80 amigos de Ricardo Ramires se deslocou para Goiânia por conta do casamento dele com Fabiana. No avião, na ida, uma senhora passou mal,acomissária-chefepediuummédico, apareceram dois, um jovem e um senhor. O jovem era bonitão, cheio de charme, e a mulher, ao meu lado, não aguentou: “Acho que vou passar mal também!” Na volta, comentávamos que muitos poderiam passar mal, porque havia a bordo uns 20 médicos de diferentes especialidades, amigos do Dirceu Ramires, pai do noivo, que tinha levado seu grupo, todos formados na primeira turma da Santa Casa de São Paulo. Gente divertida e bem-humorada. Porém, ninguém passou mal. Nocafédamanhã,sonados,lembrávamos as conversas de espera na igreja de São João Bosco, enquanto a noiva não chegava, misturados todos os padrinhos e convidados. Alguém puxou assunto, voltando à infância e às latas de Toddy. De repente, todos, de diferentes idades, tinham uma lembrançaligadaaoachocolatado.Achoa palavra achocolatado curiosa, um

neologismo. Quanto eu era pequeno, dizia-se simplesmente chocolate e nada mais. Uma das mais jovens à mesa dizia que ela era pequenina e a mãe comprava uma lata de Toddy enorme. A lata vinha para a mesa, todos se serviam, e então a mãe tampava e colocava sobre uma cadeira.Eraosinal paraamenina sentar-se sobre a lata, que servia de banquinho, para que ela alcançasse a mesa. Márcia,minhamulher,tinhaoutramemória. As latas do achocolatado traziam soldadinhos de chumbo dentro. As pequenas, apenas um. As maiores, vários. Então, o que eles faziam, ela, a irmã Carla e o irmão Eduardo, conhecido como o Bom? Todas as manhãs, tomavam, tomavam, tomavam, se encharcavam de Toddy, a lata logo acabava, o pai comprava outra, contente porque as crianças estavam se alimentando bem. Quando a nova lata chegava, Márcia e Eduardo abriam, despejavam tudo numa panela, recolhiam os soldadinhos de chumbo, devolviam o pó à lata. Iam brincar. No dia seguinte, Toddy, Toddy, Toddy, para a lata terminar rapidamente. O pai nunca desconfiou. Veioentão à minha cabeça, maisvelho que sou (minha infância foi nos anos 40), que meu pai alternava, uma lata de Toddy,depoisumpacotedeumchocolate meio amargo, mais barato (seria o do padre?). Assim que o Toddy chegava à

mesa, meu irmão Luis e eu abríamos sôfregos a fim de apanhar o cupom que dava direito a uma minixícara. Colecionávamos cupons até completarmos o miniaparelho de chá, que era um primor. Parecia mais coisa de menina, mas era tão bonito o aparelhinho, que ninguém resistia.Poranos aqueleconjuntodechá existiuemnossacasa,depoissumiu,ninguém sabe onde foi. As latas de Toddy tinham outra utilidade em casas pobres. Bastava levá-las

Juliana lembrou do tio que tinha um costume, o de fuçar as casas dos amigos e parentes ao funileiro (ainda existem?) e ele as transformava em uma bela caneca para o leite da manhã, para beber ou ferver água. Nós meninos apanhávamos as latas, fazíamos dois furos, colocávamos um arame que servia como alça e com umaveladentro,tínhamoslanternaspara brincar à noite nas ruas escuras. Maistardeapareceramoutrosachocolatados, o Vic Maltema, que desapareceu, o Ovomaltine, sofisticado e caro. Quandoo Ovomaltinechegavaaofimda lata, empedrava e era necessário colocar leite quente e bater bem, até tudo se dissolver. Primeira vez que vi Ovomaltine na vida foi em 1963, quando passei pela

Suíça e era um caipirão. Havia uma espécie de lanchonete numa pracinha em Montreux, experimentei, gostei, tomei quatro. Não enjoei por pouco. Já Márcia tem outra recordação, a lojinha junto à fábrica, na Via Dutra. A família, a caminho de Arraial do Cabo, tinha aquela parada obrigatória. Hoje, ao que eu saiba, somentealanchoneteStopvendeoOvomaltine batido e doce. Ali, na manhã goianense, lembramos de Donata e Alê que observaram tudo atentamente, afinal estão a um mês do casamento deles. Ficamos de olho para ver se Renata, loira e linda, se empenhariapelobuquê,elanemseimportou.Nossaansiedadeeradevidoaocheck-out,estávamosapreensivos,ademoraeraimensa. Mas ainda houve tempo para Juliana contar a história de um tio muito engraçado, que tinha um costume, o de fuçar casasdosamigoseparentes.Chegavapara visitar e fazia um roteiro que incluía todos os cômodos da casa. Abria armários, guarda-roupas, cômodas, criadosmudos, gavetas, numa curiosidade incontida. Fuçava, olhava, mexia em cuecas, meias, calcinhas, sapatos, olhava tudo, nada escapava. Uma vez, na casa de um amigo não tão íntimo, ele deu a escapulida à noite, observou tudo. Foi dormir. No café da manhã, ouvi marido e mulher conversando a ela reclamando queháumtempãonãoencontravadeter-

minado objeto. O que teria acontecido? Perdido, levado por alguma empregada? O quê? Um mistério. Então, o tio de Juliana entrou na conversa: – O que a senhora procura é assim, assim? – Sim? Como sabe? – Está no alto do seu guarda-roupa, bem ao fundo, embrulhado num papel azul com um barbante dourado. Já levantando, lembramos todos que naigrejatinha sidoumabela cerimônia, casamentos tocam todo mundo, mesmo os solteiros renitentes e empedernidos, Fabiana estava linda, Ricardo emocionado, claro. Na hora do buquê, as mulheres acharam que houve parcialidade, proteção. Fabiana jogou o buquê direto nas mãos da cunhada dela. No jogo do amor vale tudo. Comidos os bemcasados, fomos para o hotel e ali rememoramos, prometendo, cada um de nós, que, ao voltarmos ao Hotel Nobile, chegaremos à recepção com uma hora de antecedência para o check-in e duas horas para o checkout. Pensar que cheguei às 13 e só me deram um quarto às 16 horas. Mas o casamento valeu, as histórias também. E a costelinha ao molho agridoce e o risoto de pequi valem uma ida ao La Place, o restaurante do hotel

Cinema. Estreia

UM DRAMA E NOVO OLHAR

UM NOVO CAMINHO Direção: Philippe Godeau. Gênero: Drama (França, 2009, 106 minutos). Censura: 14 anos.

O diretor Godeau e o ator Cluzet falam de dependente que tenta se recuperar Luiz Carlos Merten estadão.com.br Trailer. Veja trechos de Um Novo Caminho estadão.com.br/e/d12

DIVULGAÇÃO

Emjaneiro, orepórter doEstado havia se encontrado, em Paris, com o diretor Philippe Godeau e o ator François Cluzet, durante o Rendez-Vous du Cinéma Français, promovido pela Unifrance. Depois,GodeauveioaoBrasil,durante o Festival Varilux, justamente para mostrar sua estreia como diretor, no filme estrelado por Cluzet. Godeau tem décadas de estrada, mas até aqui era produtor – de filmes autorais, como

Tratamento. A dependência do álcool anima a discussão sobre reaprender a se comunicar os de Jaco Van Dormael, ou de ‘mercado’, como a série Largo Winch,comopersonagemdoscomics. O primeiro Largo Winch saiu em DVD no País. O segundo está em produção, atualmente. OfilmedeGodeaueCluzetcha-

ma-se Le Dernier Pourla Route, no original. No Brasil, virou Um Novo Caminho. É o que tenta trilhar o personagem de Cluzet. Logo na abertura, ele está saindo de casa. Parece que está indo embora – um divórcio? –, mas na verdade é

um alcoólatra que está se internando para se desintoxicar. Ocinemacontoumuitashistóriasde alcoólatras desdeque Farrapo Humano, de Billy Wilder, comRayMilland,ganhouosprincipais Oscars de 1945. Godeau e

Cluzet basearam-se num livro de Hervé Chabalier. “Estava muito feliz nas minhas funções de produtor e distribuidor. Não pensava em dirigir, nunca foi um desejo. Quando comprei o livro de Hervé, tentei vários diretores,

Paulo Coelho de volta às origens. Num relato franco e surpreendente, Paulo Coelho revela como uma crise de fé o levou a uma nova viagem para se reconectar ao mundo e encontrar um caminho de renovação espiritual. Ao longo de uma jornada por três continentes, ele sai do seu isolamento, se despindo do orgulho e se abrindo à amizade, ao amor, à fé e ao perdão, sem medo de enfrentar os desafios inerentes à vida. “O Aleph marca a volta de Paulo Coelho às origens, especialmente em obras como O Diário de um Mago e O Alquimista, que revelam seu fascínio pela busca espiritual.” O Estado de S. Paulo

R$ 24,90 • 256 páginas • www.sextante.com.br

mas eles tinham visões muito diferentes da minha. Enquanto isso,participava do roteiro e nunca me envolvi tanto com a escrita. François (Cluzet) começou a dizer que eu devia dirigir e resolvi ousar. Foi uma das melhores experiências da minha vida.” O que essa história de um dependente do álcool tem de diferente? “Não é a clássica história derecuperação.Philippeinvestigaatristezademeupersonagem, que tem origem na morte da irmã, que ele provoca, indiretamente. A clínica não é um porto seguroe,nofinal,elenãotemcerteza de nada. Nem de estar recuperado”, diz Cluzet. “A discussão sobre a linguagem é rica e é diferente. Um Novo Caminho é menos sobre um dependente do que sobre um homem que reaprende a se comunicar. Neste sentido, todas as etapas da construção do personagem foram valiosas. É um dos meus trabalhos maissólidos”,dizoatordeOCiúme, o Inferno do Amor Possessivo, de Claude Chabrol.

ALCOOLISMO VISTO SOB TOM SÓBRIO Um Novo Caminho foi a “tradução” encontrada no Brasil para Le Dernier pour la Route, filme de Philippe Godeau. Poderia, sem prejuízo,servertidoparaalgocomo “A Saideira”, não fosse o empenhomoralizantecomfrequência embutido na temática do alcoolismo.Eisso,diga-se,numfilme bastante límpido, que trata o problema do álcool sem qualquer viés moral, e o vê como um problemadedependênciaquímica e psicológica. Sobretudo como algo ligado à disfunção afetiva, como comprova a história de Hervé (François Cluzet) que tem tudo para ser feliz, mas destrói-sepelabebedeiracontumaz. Internado, ele irá conhecer uma mocinha problemática, bem mais jovem e complicada do que ele. O filme mostra o tratamento e os dramas pessoais emtom documental,bemdespojado e isento. Nem por isso é menos envolvente. Beneficia-se da mãosegura do diretor e, sem que isso pareça contraditório com o tema, a sobriedade de François Cluzet, ator de muitos recursos expressivos,queutilizacomeconomia. / L.Z.O.


O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Jogou a toalha

Campeã incansável

Perdido no espaço

Diretoria do São Paulo já não espera o título da Libertadores

Aos 34 anos, Maurren Maggi sonha competir até 2016

Massa se contradiz sobre deixar Alonso o ultrapassar de novo

Pág. E2

Pág. E4

Pág. E3

Esportes POPSTAR

ATTILA KISBENEDEK/AFP

E1 %HermesFileInfo:E-1:20100730:

estadão.com.br

Futebol

THIAGO HENRIQUE/FUTURA PRESS-19/7/2010

NEYMARCORRE MUITOTAMBÉM FORADECAMPO Craquenãotemtempodeaproveitarosmomentosdealegriaoulamentar osdetristezatamanhaa agitaçãodesuavida foradosgramados Fábio Hecico Sanches Filho SANTOS

Perderpênalti comcobrançaousada,comcavadinha,edepoisenfrentar a ira da torcida, com xingamentos e as primeiras vaias, não são frutos de uma má fase de Neymar.Com propostamilionária de clubes europeus, como os ingleses West Ham e Chelsea e uma agenda repleta de compromissos, a cabeça do garoto de 18 anos é um turbilhão e vai além das quatro linhas em 2010. A evidência do atacante em sua grande temporada no futebol o transformou em personagem principal para muitos eventos. Em sete meses, ele viu sua imagem envolvida em muitos pontos, de simples compras em lojas chiques da Oscar Freire, a capa de revistas de moda. Neymar virou um popstar. Andar de helicóptero, como ontem pela manhã, virou a forma de evitar cansativos deslocamentos. Há 10 dias, esteve em Barueri para lançamento de quadra da CSU. Enfrentou enorme tumulto, como no Shopping Aricanduva, no lançamento de seu boneco, ao lado de Paulo Henrique Ganso. A dupla também posou para fotos da revista RG Vogue, em cliques sexy. Dançaram SingleLadies,deBeyonce,emcomercialda patrocinadora do clube, gravaram filme publicitário para a Nike e serviram de modelo no lançamento do uniforme santista. Neymar mostrou fôlego, ainda, em palco do Rio, no qual dançou com Vagner Love em show do Revelação e ainda apareceu em alguns programas de auditório, sempre brincando, dançando, se divertindo. Um dia após uma noite atípica na Vila Belmiro, com grande repercussão sobre o pênalti des-

ESPECIALISTAS EM LUDIBRIAR O GOLEIRO

Atacante fica triste com as primeiras vaias dos santistas ● Neymar era um dos jogadores

mais elogiados do País nos últimos dias antes da Copa. Agora, é um dos mais cobrados também. Bastaram algumas más atuações, o jejum de sete jogos sem gol e o suposto interesse na transferência para a Europa para que passasse a dividir opiniões. No primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil, contra o Vitória, quarta-feira à noite, na Vila, ele viveu duas situações distintas. Primeiro, a de herói ao marcar o gol de peito, abrindo o marcador, e, depois, a de vilão ao perder pênalti sofrido por ele e desperdiçado ao cobrar com cavadinha. “Neymar entrou triste no vestiário. Ele é um menino que tem coração e sentiu a perda do pênalti. Confesso que eu não cobraria daquele jeito, porque não tenho a mesma facilidade”, disse o meia Marquinhos, ontem à tarde, resumindo como o garoto estava após as primeiras vaias. O meia entrou em campo determinado a ajudar o companheiro, que passou a ser perseguido pela torcida. “Disse que iria dar uma força para ele se recuperar.” / S.F.

Vida de estrela. Com a agenda lotada, o santista Neymar, de 18 anos, se desloca de helicóptero para chegar aos eventos perdiçado diante dos baianos do Vitória, Neymar acordou cedo, sem muito tempopara atristeza. Ontem, pouco depois das 8 horas, o garoto retomava os compromissos de sua agenda repleta de compromissos. Entrouemumestúdionobairro da Barra Funda, na capital, e lá ficou por mais de cinco horas, gravando comerciais para uma

campanhapublicitáriadeinúmeros produtos da Panasonic, com quem tem contrato de um ano de duração. Teve pouco tempo para almoçar e, em seguida, embarcou em um helicóptero que o levou de volta a Santos. Esse vai se tornando meio de transporte constante no corre-corre diário do jovem ídolo. Ontem, foi a solução encontrada para que ele

não se atrasasse à reapresentação dos jogadores aotécnico Dorival Júnior, às 15h30, no CT Rei Pelé. Foi apenas um treino regenerativo. No fim da tarde, Neymar já estava em outro estúdio, desta vez em Santos, para uma sessão de fotografias para publicidade em revistas e jornais. “Abalado ele não ficou, mas sentiu. Exatamente num jogo

em que ele foi o melhor em campo, fazendo o primeiro gol, sofrendo o pênalti, em uma de suas jogadas típicas, um grupo de torcedores resolveu ofendê-lo com xingamentos e vaiá-lo. Juninho (como é chamado em família e pelas pessoas mais próximas) foi criado e formado no Santos e não merece esse tipo de tratamento”, afirmou Júnior Pedro-

so, designado pelo empresário Wagner Ribeiro para assessorar Neymar fora do futebol. Ele acompanhou Neymar nas gravações e o pai do jogador que foi ao consulado dos Estados Unidos tirar visto para poder assistir à estreia do filho na seleção brasileira, no amistoso do dia 10 de agosto, em Nova Jersey, diante dos Estados Unidos.

1976

2001

2006

2010

O checo Panenka inovou na cobrança

Djalminha, pelo La Coruña

O francês Zidane ousou na final da Copa

Loco Abreu fez a festa do Uruguai

PARA LEMBRAR

‘Cavadinha’ foi criada por checo em 1976 Neymar não tem o apelido de louco, como Abreu, e ainda não teve o mesmo brilho nos

7 8 9 10 11 12

gramados que Djalminha, mas imita os dois na hora de bater pênaltis. A tal cavadinha, condenada por muita gente, foi criada por Antonín Panenka, em 1976. E começou com sucesso. Atleta da seleção da Checoslováquia, Panenka mostrou o novo estilo ao mundo na decisão

da Eurocopa de 1976. Após empate com a Alemanha Ocidental, o campeão sairia nos pênaltis. Panenka foi o último a cobrar – e inovou na hora de bater, para assombro dos torcedores. Título e festa dos checos. São poucos os que arriscam uma cobrança com o estilo

imortalizado por Panenka. Demorou para que alguém repetisse tal ousadia. No Brasil, Djalminha foi um dos pioneiros – ou, ao menos, um dos mais conhecidos pela “cavadinha”. O ex-jogador de Guarani e Palmeiras, entre outros, dificilmente errava tal cobrança.

Até o francês Zinedine Zidane ficou marcado pelo estilo. Na final da Copa do Mundo de 2006, ele não só desferiu uma cabeçada no italiano Materazzi, mas também deu susto em todos os torcedores por sua perfeita cobrança de penalidade com cavadinha.

No Mundial da África, a ousadia ficou por conta de Loco Abreu. O uruguaio bateu o pênalti decisivo que colocou o Uruguai nas semifinais. Antes, ele já havia dado o título carioca ao Botafogo com uma cobrança parecida contra o Flamengo.


E2 Esportes %HermesFileInfo:E-2:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

AnteroGreco

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

O peso do pênalti

N

antero.greco@grupoestado.com.br

eymar tem pouco tempo de carreira e já virou centro de algumaspolêmicas. A maisrecente surgiu anteontem, por causa da gaiatice com que bateu – e perdeu – pênalti contra o Vitória. A falha em momento decisivo fez com que se transformasse em personagem do jogo. Vilão, claro. Moleque, irresponsável, imaturo foram alguns adjetivos desencavados para classificar sua tentativa frustradadeenganarLee comuma cavadinha sutil. O goleiro do time baiano não caiu na conversa e fez defesa fácil. Não condeno Neymar nem vou engrossaro corodosque oconsideram um caso de máscara precoce e irreversível. Noto nesse rótulo desejo inconsciente de ver uma promessa de craque quebrar a cara, só para se ter o gostinho de dizer “Nãofalei?Não valianada”.Oumal-dis-

farçada reação de dor de cotovelo. Ao contrário, torço para que todo dia surja um candidato a astro – e que a maioria, senão todos, se torne realidade. A alegria de acompanhar futebol, pra mim, está nos jogadores habilidosos, aqueles que nos fazem sonhar. Ou será que vivemos numa era em que se deve incensar os brucutus preocupados em atingir canelas e maltratar a bola? A mediocridade é que deve dar o tom? Neymar tentou ser diferente, e esse é um dos aspectos que moldam o caráter de quem foge da média e procura driblar o lugar-comum. Teve êxito em outras ocasiões – lembram do pênalti que fez Rogério Ceni cair sentado? – e foi incensado.Dessavez,errouadoseedesperdiçou chance de aumentar a vantagem do Santos, que vencia por 1 a 0. Oepisódiopodefuncionar comolição emvezdeserencaradocomoprovadefinitiva de que enveredou pelo caminho torto da prepotência. Derrapadas aprimoram pessoas inteligentes e talentosas. E, até prova em contrário, o rapaz tem essas qualidades. Sem contar que, aos 18 anos, todos somos meio tontos. Não é diferente com Neymar. Trata-se de um garoto em fim de adolescência que,deumahoraparaoutra,seviucerca-

dodeatenção. Pormaior quesejao equilíbrio a guinada mexe com a cabeça. A máscara muitas vezes é só uma etapa da vida. Tenho amigos médicos extraordinários que, no começo da carreira, desfilavam com estetoscópio penduradonopescoço.Puraexibição.Tropeço até hoje em jornalistas que se acham o máximotãologocomeçamaverseusnomes nas reportagens ou ao serem reconhecidos na rua porque aparecem na tevê.Felizmente,comotempo,grandeparte percebe que a recompensa pelo valor do que fazem virá pela dedicação, pelo currículo, e não por símbolos externos. Então, ficam seguros e a máscara cai.

Neymar errou na tentativa de surpreender goleiro do Vitória, mas não precisa ser repudiado Neymar pode estar nesse processo. Antes de condená-lo à vala dos casos perdidos, vale a pena investir. Ele precisa da convivência com gente bem intencionada, com bom senso, que o ajude a melhorar. Pessoas que possam aconselhá-lo a ser sério, sem ser sisudo, leve sem ser leviano. Não se deve podar a iniciativa, a criatividade, mas apontar

alternativas. Por exemplo: Neymar surpreenderia Lee se tivesse batido com força, no canto. Seria uma bela molecagem,justamente porqueogoleiro esperava o toquinho. Não se descarta assim diamante bruto. Se resultar num falso brilhante, não há como driblar um zagueiro implacável: o tempo. Esse cuida de dar dimensão exata para tudo. Dias difíceis. O São Paulo entrou

em parafuso desde a parada para a Copa. Os recentes resultados ruins no Brasileiro (3 derrotas, 1 empate) se refletiram no desempenho de quarta-feira no Beira-Rio. O time de Ricardo Gomes foi confuso e medroso contra um Inter sóbrio e ousado.A derrota por 1 a 0 foi café pequeno, e houve jogador tricolor que comemorou por considerar tarefa fácil anular a vantagem. Na teoria, sim; não na prática. Ou o São Paulo reencontra já seu jogo ou tchau Libertadores. Hoje está mais para despedida. Pior a emenda? Massa afirmou:

“Quando eu disser que sou o 2º piloto, não irei mais correr.” Não precisa dizer; a Ferrari já falou por ele.

Futebol

São Paulo entrega os pontos e mira Dunga Diretoria não crê mais no título da Libertadores e ex-técnico da seleção volta a ser cogitado para substituir Ricardo Gomes

Tinga é o trunfo colorado para a decisão do Morumbi

Giuliander Carpes

● Agora está confirmado: Tinga

ENVIADO ESPECIAL PORTO ALEGRE

poderá atuar contra o São Paulo na segunda partida da semifinal da Libertadores. O volante, que marcou um gol na final de 2006 entre os dois times, já quase não sente mais dores musculares na coxa direita. Ontem o jogador fez apenas trabalho de recuperação física no Beira-Rio e Celso Roth deve deixá-lo de fora do Gre-Nal de domingo pelo Brasileiro. Tinga será o trunfo do treinador no Morumbi. O comandante colorado conta com a cadência que o volante costuma dar ao meio-campo para permanecer bom tempo com a posse de bola no jogo de volta da semifinal e não incorrer no mesmo erro do São Paulo, que recuou demais anteontem. / G.C.

Adiretoria são-paulina nãoficou nada satisfeita com a atuação do time na derrota (1 a 0) para o Internacional, anteontem, no Beira-Rio. O presidente Juvenal Juvêncio ficou particularmente descrente que a equipe de RicardoGomes possaserecuperar depois de partida em que se limitou a ficar na defesa. Já são cinco jogos seguidos sem vitória e a atuaçãodeontemfoiamplamente criticada nos bastidores. O dirigente do clube teria dito que a equipe “foi covarde” em reunião informal que a direção tricolor teve logo após a partida, nohotelemqueadelegaçãoestava hospedada em Porto Alegre. Mais uma vez, o nome de Dunga esteve na pauta. Se o presidente são-paulino já tivesse convencido o técnico a assumir imediatamente o comando do time, o Gomes teria sido demitido. Juvenal, costurando apoio em Brasília para uma reviravolta do

Morumbi na Copa de 2014, não teve tempo de encontrar Dunga na passagem pelo Rio Grande do Sul. Nos próximos dias, o técnico vai para a Itália, com a família, passar férias. Oex-técnicodaseleçãonãoes-

Ricardo Gomes se defende. Pe-

Paulo Galdieri

Bruno César ainda não jogou um clássico contra o Palmeiras, mas diz sentir que o peso do jogo é diferente. E se inspira nas artimanhas do treinador rival para vencer. Para o meia do Corinthians, uma vitória no jogo de maior rivalidade do futebol paulista vale muito. E vale até usar de malandragem para isso.

CONVICÇÃO BRUNO CÉSAR Artilheiro do Corinthians

“Num clássico você tem de estar ligado o tempo todo” É nesse quesito que o meia usa o exemplo de Felipão. O treinador é sempre muito participativo, ainda mais quando a partida é importante. E não se exime de, por exemplo, jogar

Mãos na massa. Lula deixou sua marca no hall da fama do Beira-Rio e viu de perto as obras de reforma do estádio do Inter

la primeira vez desde que está no São Paulo, há mais de um ano, o técnico se eximiu de alguma responsabilidade. Disse que não pretendia ver o time tão recuado no Beira-Rio. “Não era essa (de recuar) a orientação. Tivemos um primeiro tempo medíocre”, reclamou Ricardo Gomes, subindo o tom um pouco mais do que costuma. “Na segunda etapa, já estivemos um pouco mais próximos do São Pauloque queremos.Vamosmelhorar.Otorcedorpodetercerteza quevamos reverter este resultado no Morumbi. Será um jogo totalmente diferente.” Se não for, o técnico se despede do clube, mesmo que a direção não contrate um substituto imediatamente. Capitão irritado. Rogério Ceni também ficou bastante incomodado com a atuação da equipe. O goleiro costuma ser um termômetro do que pensa a diretoria sobre a equipe . Quando o capitão faz reclamações públicas, os dirigentes logo interpretam que algo não vai bem para os lados do CentrodeTreinamento da Barra Funda. “Jogamos muito mal contra o Inter, não demos um chute a gol”, disse o capitão são-paulino, que fez boa partida e reclamou muito dos companheiros, principalmente depois do gol. O zagueiro Alex Silva teve opinião um pouco diferente: “Acho que não merecíamos ter tomado o gol. Fizemos uma partida praticamente perfeita na defesa.” Já foram vendidos 38.920 ingressosparaojogodevolta,quinta-feira, no Morumbi. Não há mais bilhetes para os visitantes.

Malandragem de Felipão vira estímulo para corintiano Bruno César pretende usar artimanhas do técnico rival para ajudar seu time a ganhar o clássico de domingo, no Pacaembu

CELSO JUNIOR/AE

tá disposto a entrar em fogueira logo contra o Inter, time pelo qual torce e ainda tirando o emprego de um amigo pessoal, Ricardo Gomes, companheiro de seleçãobrasileira noiníciodadécada de 90. Prefere dedicar-se à família no momento, principalmente porque seu pai está com a saúde debilitada.

uma segunda bola dentro de campo para esfriar o jogo, se isso for favorecer seu time. “O Felipão é malandro. Num clássico você tem que estar ligado o tempo todo. Aí entra a malandragem mesmo”, diz Bruno César. Com seis gols, ele é um dos artilheiros do Brasileiro. Para chegar a essa condição, diz não ter medo de arriscar o chute, seja de onde for, o que lhe rendeu um apelido. “Me chamam de chuta-chuta.” Com a mudança de comando, Bruno se diz um pouco receoso. “É complicado (a mudança de técnico) mas o jeito é dar continuidade e fazer com o Adílson o que já fazia com o Mano.”

Lula visita o Beira-Rio e libera verbas Elder Ogliari PORTO ALEGRE

No final da manhã de ontem, o presidenteLula participoudecerimôniadeliberação definanciamento para obras urbanas de PortoAlegre, voltadas para a Co-

Kléber: bater rival vai animar o Palmeiras Bruno Winckler

Kléber voltou bem ao Palmeiras após o recesso da Copa do Mundo. Já marcou duas vezes e tem contribuído para os gols dos companheiros. O atacante sabe, no entanto, que qualquer coisa que faça em prol do time contra o Corinthians terá mais peso que toda uma temporada. O ídolo palmeirense confia na vitória contra o rival, o que representaria, na sua visão, uma mudança de rumo para o time, dez pontos amenos queo líder Corinthians. “O resultado a gente nunca consegue prever, mas posso garantir um time aguerrido e com

pade2014, saneamento ehabitação popular, e também de duplicação de rodovias no Estado. No início da tarde, foi ao Beira-Rio descerrar a placa alusiva ao início das reformas da obra do estádio do Inter para a Copa de 2014. NoBeira-Rio,opresidentevoltou a defender a promoção da Copa de 2014 pelo Brasil. Numa resposta aos que criticam o investimento,opresidentecomparou os mundiais de 1950, também organizado pelo País, e o próximo. “Eu fico pensando: se no tempo em que a gente só ti-

muita vontade de vencer. Sabemos que podemos reduzir a vantagem deles.” Kléber busca a segunda vitória nesta volta aoclube e,por consequência, a primeira de Felipão em seu retorno também. “Não tem como mensurar o valor de uma vitória nesseclássico, mas o pessoal sabe da importância dos três pontos para o treinador. Daria uma tranquilidade a mais para o Felipão trabalhar.” OatletaressaltaofatodeoPalmeiras estar se distanciando dos líderes.Ealerta.“Nóstemosfalado muito em conseguir vaga para a Libertadores, mas, se a gente não acordar, não vai dar tempo. Vamos fazer de tudo para vencer e subir na tabela”, falou. “Por mais que todos tenham um poucodepaciênciapeloiníciode trabalho, ninguém gosta de perder um jogo como esse. As cobrançassempresãoenormes.Eavitória daria moral ao grupo.”

nha café para exportar a gente fezaCopa, porque nãopodemos fazer a de 2014, quando o Brasil estará perto de ser a quinta economia do mundo?”, perguntou. Cercado por dirigentes do Inter e alguns jogadores, como Tinga, Kleber, Bolívar e Sandro, Lula mostrou-se triste pelo Brasil ter perdido da Copa de 2010, mas recorreu ao ditado “Deus escreve certoporlinhastortas”paramanifestar esperanças para o próximo mundial.“Se agente nãopode ganhar 2010 é porque Deus sabe que não podemos perder 2014”.

Melhor na tv ● FUTEBOL CAMPEONATO BRASILEIRO SÉRIE B Portuguesa x São Caetano e Vila Nova x Coritiba

21h / SPORTV Icasa x Guaratinguetá

21h / PAY-PER-VIEW CAMP. METROPOLITANO DE FUTSAL 2º jogo da final Corinthians x Palmeiras

21h / ESPN BRASIL ●

AUTOMOBILISMO

FÓRMULA 1 2º treino do GP da Hungria

9h / SPORTV


%HermesFileInfo:E-3:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

Esportes E3

Grand Prix REGINALDO LEME

Quando vai cair a ficha?

S

e a Ferrari, neste momento, ainda sente orgulho do que feznoGP daAlemanha éporque quem a dirige não está à altura da imagem criada pelo comendadorEnzoFerrari.Nãoestoudesprezando antecedentes da F-1, a maioria delesnaconta-débitodaprópriaequipe italiana, embora outras tenham jogado sujo da mesma forma ao longo da história. O fato é que da forma co-

mo aconteceu no GP da Alemanha eu nunca tinha visto até hoje. Também não tínhamos no passado acesso a diálogos tão esclarecedores. Ouvimos, primeiro, a reclamação de Alonso fazendo pressão para que a equipe desse uma ordem a Felipe. Depois, veioaordem, muitoclara, embora como cuidadodenãousarumaexpressãocomprometedora. O que a gente não conhece–mas aFIAtemgravado– étudoo que

se passou entre a pressão de Alonso e o golpefinal napalavra doengenheiro Rob Smedley. Por exemplo: quantas vezes o engenheirodoFelipeprecisoudaromesmo recado antes de entrar no rádio daquela forma pausada e pedindo confirmação ao piloto de que a mensagem havia sido bem entendida? Na época de Rubinho com Schumacher era mais fácil aceitar. Todo mundo sabia que foi Schumacher quem montou o staff técnico e tinha toda a equipe nas mãos. Quando Rubinho saiu, a situação seria mantida com Massa e Schumacher sempre que necessário. Mas apenas uma vez, em Indianápolis, houve troca de posições no pit stop, sendo que na Malásia a equipe permitiu Massa chegar em 5.º, comSchumacherem6.º.Desdeaaposentadoria do alemão, as regras na equipe eram outras. Cansei de ouvir do pessoal da Ferrari que jogo de equipe só existiria na reta final da decisão do título. Isso se confirmounacorridafinalde2007–Felipeabriumãodeumavitóriaemcasapara garantir o título a Raikkonen. No ano seguinte, na China, penúltima do ano, Raikkonenentregou o 2.º lugar a Massa, que estava na briga com Hamilton.

Nada a reclamar. Este é o único caso em que se pode entender o jogo de equipe. Mas a Ferrari tem no seu histórico uma coleção de atitudes antiesportivas. OpróprioNiki Lauda,que domingopassado definiu o episódio como “uma vergonha”,recebeuestamãozinhadaFerrari quando dividia a equipe com Clay Regazzoni em 1975 porque tinha perdido o campeonato anterior para Emerson Fittipaldi (McLaren) ao ter permitido bri-

Uma punição drástica para salvar o campeonato. A FIA deve isso à F-1 ga aberta entre os seus dois pilotos. A Lotus também tinha a mesma política, e em 78, prejudicou Ronnie Peterson ao começar muito cedo a favorecer Mario Andretti,queterminouoanocomocampeão. Ironicamente Peterson morreria naquele ano. Em outros casos que me lembro, semprefazendoexceçãoàFerrarideSchumacher, o jogo de equipe acontecia já perto da decisão do título. A grande maioria na última corrida do ano. Casosde exceção,

em que o trabalho de equipe é aceitável. Em outros, abominável. Neste de Hockenheim, indefensável. Por mais que a Ferrari se defenda com base na pontuaçãodeAlonsoeFelipenocampeonato (ainda faltam nove corridas). Ou, pior ainda, tentando negar que as palavras cuidadosamente calculadas do engenheiro Rob Smedley significavam uma ordem. Recebie-mailsdebrasileirosqueassistiam à corrida na TV ou mesmo em Hockenheim,emcompanhiadofilho, e que sentiram naquilo um estímulo à desonestidade. Só espero que os homens da Ferrari não demorem muito para compreender o tamanho do prejuízo causado para uma marca criada à imagem da bravura, da garra. Jogaram fora uma chance de ouro de fazer o mundo ver uma vitória histórica de um piloto que, exatamente um ano atrás,tinhasofridoumgravíssimoacidente e, graças ao apoio recebido da Ferrari, voltava ao topo.Se não perceberem por si mesmos, esperoque eles venham a sentir o peso do erro com uma punição drástica do Conselho Mundial. A FIA deve isso à Fórmula 1.

Fórmula 1 FRED DUFOUR/AFP

MASSA ENTRE O DESEJO E A REALIDADE Piloto reafirma que corre para vencer, mas no fundo sabe: se receber ordem da Ferrari, terá de deixar Alonso passar Livio Oricchio ENVIADO ESPECIAL BUDAPESTE

Felipe Massa não poderia ser mais objetivo, ontem no circuito Hungaroring, em Budapeste, ao responder o que acontecerá se domingo,noGPdaHungria,estiver liderando, na frente do companheiro de Ferrari, Fernando Alonso. Há cinco dias, no GP da Alemanha, Massa desacelerou para o espanhol vencer a prova. “Aqui ganho eu.” Falou de bate pronto, como se esperasse a pergunta. A maioria não acredita. A Ferrari não mudaria sua política, em especial por que agora Alonsoentrounaluta pelotítulo. Possui 123 pontos diante de 157 do inglêsLewis Hamilton,da McLaren, o líder do Mundial. Semblante abatido, barba por fazer,olhardistante,visivelmente atingido com o profundo desgaste experimentado domingo no circuito de Hockenheim. Esse era o retrato de Massa, ontem, na pista húngara. Antes de aten-

CONTRADIÇÃO FELIPE MASSA Piloto da Ferrari

“É difícil falar ponto por ponto daquilo que aconteceu, não vale a pena. Vale a pena pensar para a frente e eu sei o que faço, o que é melhor para a minha carreira” “O dia que eu me sentir segundo piloto eu paro de correr” der a um batalhão de repórteres, foi ao hospital do circuito cumprimentar um a um o pessoal queo resgatoudocockpitda Ferrari acidentada, há um ano, e o corpo médico. Massa disse estar consciente da impressionante reação da torcida brasileira, que literalmente o excomungou. É provável que o desgaste eviden-

te venha dessa noção. Diante da destruição da sua imagem no Brasil, você deixaria Alonso passar de novo, atenderia a ordem da Ferrari?, questionou o Estado. “A gente tem de pensar em muitas ocasiões. Em 2007 ajudei a equipe ser campeã e fiquei contente, apesar de chateado de não vencer no Brasil. Euseioque estoufazendo agora, sei a minha direção, depende muito das ocasiões”, afirmou Massa. O piloto não respondeu o que lhe foi solicitado. O que aconteceria se ele não deixasse o Alonso passar foi outra dúvida da imprensa. “É difícil falar ponto por ponto daquilo que aconteceu, não vale a pena. Valeapena pensarpara afrentee eu sei o que faço, o que é melhor para minha carreira.” E emendou: “O dia que eu me sentir segundo piloto eu paro de correr.” A imagem da Fiat, banco SantandereShell,parceirasdaFerrari,ficou muitoarranhada,principalmente no Brasil, com a ordem da equipe em Hockenheim. Você discutiuo fato coma Ferrari? “Tenho de fazer o trabalho visando o melhor para mim como piloto e brasileiro.” Mais uma vez Massa não respondeu. AmesmapolíticamanteveFernandoAlonso,omaiorbeneficiado, como sempre, que se esqui-

Vem mais por aí. Alonso e Massa chegam ao circuito de Hungaroring: expectativa, domingo ● Chuva, hoje

Os treinos livres em Budapeste começam com previsão de chuva, o que não deve ocorrer amanhã, na importante classificação, por causa da quase impossibilidade de se ultrapassar no circuito.

vou da polêmica. “No aeroporto havia muitos fãs, aqui também e o importante é que voltamos a terumcarro competitivo.”Disse não se importar com tudo o que estão falando. “Voltei para casa, domingo, na Suíça, não tenho internet,faziacalor,fiqueinapiscina pensando no GP da Hungria”,

Jogo Rápido SÉRIE B

SELEÇÃO

Dodô estreia na Lusa contra o São Caetano

Mano muda preparador físico e de goleiros

O atacante Dodô (foto), recuperado de lesão, pode ser a novidade da Lusa contra o São Caetano, às 21 horas, no Canindé. Os times lutam para chegar ao G-4. Também hoje, pela 11ª rodada: Icasa x Guaratinguetá e Vila Nova-GO x Coritiba.

O técnico seleção brasileira, Mano Menezes, passou quase todo o dia de ontem na sede da CBF, no Rio, junto com o presidente Ricardo Teixeira. Na reunião, ficou decidido que Carlinhos Neves (ex-São Paulo) será o novo preparador físico e Francisco Cersósimo (Grêmio), o novo preparador de goleiros. Eduardo Maluf foi sondado para o cargo de diretor de seleções. A equipe médica, liderada por José Luis Runco. será mantida. O presidente do Santos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, será o chefe da delegação no jogo contra os EUA, em 10 de agosto, em New Jersey. PIERVI FONSECA/AGIF

ÁFRICA DO SUL

NÚMEROS NIC BOTHMA/EFE

7

dias é o período que Ronaldinho Gaúcho ficará sem treinar no Milan, recuperando-se de problema muscular na perna esquerda. Amanhã e domingo os italianos jogam torneio com Arsenal, Lyon e Celtic.

2a0 Depois do futebol, o surfe Na Cidade do Cabo, que abrigou a semifinal Holanda x Uruguai na Copa (3 a 2 para os europeus), o surfista sul-africano Greg Emslie venceu ontem a Cold Water Classic, válida como etapa do WQS

foi a vitória da Juventus sobre o irlandês Shamrock Rovers, no jogo de ida da terceira fase eliminatória da Liga Europa. O brasileiro Amauri anotou os dois gols. O Liverpool também fez 2 a 0 no Rabotnicki, da Macedônia, fora de casa.

desdenhou o espanhol. A Ferrari está tão segura de que voltou à luta pelo Mundial que no GP da Bélgica, em SpaFrancorchamps, dia 29 de agosto, estreia um carro com ainda mais modificações estruturais que o apresentado em Valência, dia 27 de junho.


E4 Esportes %HermesFileInfo:E-4:20100730:

O ESTADO DE S. PAULO

SEXTA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2010

ENTREVISTA CLAYTON DE SOUZA/AE

MAURREN MAGGI Medalha de ouro olímpica no salto em distância

‘ESTOU PENSANDO EM COMPETIR ATÉ 2016’

Disposição. Maurren diz que já recuperou 95% da sua forma física

Atleta também pretende disputar o Pan de 2011 e os Jogos de 2012 Valéria Zukeran

A disputa do Festival de Velocidade e Saltos, hoje, na reinauguração do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP), em São Paulo, será importante para o futuro de Maurren Maggi nos próximos meses. A atleta diz que se conseguir um bom desempenho hoje pensará seriamente em participar da etapa de Londres da Liga Diamante. Maurren voltou a competir no começo do mês, nove meses depois de uma cirurgia no joelho direito para curar a lesão que prejudicou sua participação no Mundial de Berlim. Ganhou o Meeting de Ávila, Espanha, com a marca de 6,36 m. Agora, a atleta se preparar para suas principais competições a longo prazo: os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara e a Olimpíada de Londres. ● Voltar a competir no Brasil no

Centro Olímpico foi sua ou dos administradores do local?

Foi a união do útil ao agradável. Queria competir então eles sugeriram que eu inaugurasse a pista antes do Campeonato Brasileiro Sub-23. Vou ser a cobaia (risos), falar para eles (atletas) se a pista está boa ou não.

● Depois da medalha de ouro na Olimpíada você fez um pedido por melhorias nas áreas de treino em São Paulo. Sente que seu pedido está sendo atendido? O Centro Olímpico (recém reformado) terá condições de abrigar treinamentos de alto nível?

O Centro Olímpico está em uma área central de São Paulo. E podendo treinar lá, aqui (o Complexo Constâncio Vaz Guimarães) será ser fechado para reforma e teremos duas pistas de alto nível. Hoje não temos nenhuma. Aqui eu treino improvisada, com tapete. Mesmo assim gosto e, depois de tudo reformado, volto para casa.

METAS DA SALTADORA

título. Maurrem quer o tri no ● Como foi o processo de recupe-

Pan-Americano de Guadalajara

ração de sua contusão?

É mais difícil voltar de cirurgia do que depois de um tempo parada. Tive de começar do zero com uma perna só. Mas graças à Deus estou treinando super bem. Estou 95% da minha forma física, estrutura muscular, mas minha cabeça está 100% para saltar.

4

olimpíadas. A atleta espera

● Como você está planejando o restante do ano?

ou outra que vai fazer.

● Se você fizer 6,60 m você irá a Londres (na Liga Diamante)?

Tudo depende de eu voltar a saltar porque eu não tinha planejamento para voltar este ano Eu estou pronta antes do tempo. Não fiz base, estou voltando de cirurgia. Estava pensando em voltar a tempo de fazer uma base (em novembro) para 2011. Quando faço me sinto bem, forte, confiante para o ano inteiro.

● Mas, e agora?

Ahh. Dá. Uma marca como essa me daria segurança. Londres é um lugar que eu adoro competir. Sou super fã do Jonathan Edwards e a gente se fala quando estamos lá.. Antes da Olimpíada ele disse que minha marca (do salto) estava um pouco longa. Disse para ele esperar, que a marca tava ótima (risos, porque meses depois foi medalha de ouro).

estar em Londres e no Rio ● Você tem acompanhado a Liga Diamante?

Tenho sim.

fora das pistas me fazem ter vontade de ficar dentro dela.

● Durante o processo você che-

● Mas você acha possível estar

gou a fraquejar?

competitiva?

● O pessoal (do salto em distância) não tem feito resultados muito expressivos...

Em nenhum momento. Estou pensando até em 2016! Não dá desânimo. Hoje tenho 34, vou estar com 40, mas os períodos

Competitiva não sei, mas se estiver em condições não sei porque não estar de fora. Se puder saltar, vou saltar.

Mas é um ano neutro (sem Olimpíada, Mundial ou Pan-Americano). Em relação a resultado você sabe sempre que tem uma

Para cada ano eu coloco sempre um objetivo em relação a marcas e acho que se tiver oportunidade, quero competir mais no Brasil agora que eu estou bem, ● Quer dizer que atuar no exte-

rior tá fora dos planos?

Não. Se eu saltar bem eu vou. Eu tenho sido chamada para disputar a Liga Diamante mas seria muito ruim colocar a cara à tapa sem saber como eu estava. Não estou com ritmo de competição. Quero me garantir, entrar na prova com cabeça boa (hoje) para poder mostrar meu trabalho e continuar viajando para a Europa. Quero muito poder mostrar meu trabalho lá fora.

● O projeto é começar a competir já pensando no Pan do ano que vem e nos Jogos de Londres?

Meu objetivo é o Pan do ano que vem, onde vou buscar o tricampeonato. Estou certa que depois de uma base – faz dois anos que não consigo – posso ir bem.

Atletismo

São Paulo ganha 1ª pista para atletas de alto nível

Alessandro Lucchetti

São Paulo um dia sonhou receber os Jogos Olímpicos, mas só agora deixa a Idade da Pedra em termos de instalações esportivas. Será inaugurada hoje, no

Centro Olímpico do Ibirapuera, aúnicapistapaulistanaapropriada para atletas de alto nível. O secretário municipal de Esportes, Lazer e Recreação, ValterAntonio daRocha,nãoescondeu a satisfação por poder inaugurar a pista pioneira. “Os atletas vibram com a expectativa de poder treinar num lugar capaz de receber grandes competições. Isso é muito satisfatório”. A cidade, no entanto, precisaria de no mínimo quatro pistas paraatenderàdemandaatual,se-

São Paulo ganha a pista de atletismo mais rápida do mundo. A Recoma se orgulha de ter realizado esta obra.

Made in Germany

PISO APROVADO

MÃO DE OBRA CERTIFICADA

SHOWROOM RUA BENTO DE ANDRADE 412 JARDINS I SÃO PAULO I SP

gundo a ex-jogadora de basquete Magic Paula, que hoje ocupa o cargo de diretora do Centro Olímpico do Ibirapuera. Mas o número pode ser ampliado em breve. Se a reforma na pista do Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães for feita com eficiência, em dezembrode2012,acidadeviverásituação inédita: terá duas pistas de atletismo de primeira linha. Precariedade. A situação do complexo vizinho ao Ibirapuera,

CLAYTON DE SOUZA/AE

Interditadas. Piscinas do Constâncio Vaz Guimarães tem prazo de 16 meses, mas a SecretariaEstadual deEsporte, LazereTurismoafirma quepretende encurtá-lo.

Paula fez mágica também na reforma do Ibirapuera Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP) Ibirapuera

São Paulo inaugura a nova Pista de Atletismo do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP). Com Certificado Classe 1 da IAAF (Associação Internacional das Federações de Atletismo), está apta a abrigar grandes competições nacionais e internacionais. O Estádio Olímpico de Berlim, palco do último Mundial de Atletismo, quando USAIN BOLT bateu os recordes mundiais dos 100, 200 e 4 x 100 metros rasos, tem o mesmo piso Regupol AG, fabricado pela empresa alemã BSW, representada com exclusividade no Brasil pela Recoma, responsável por toda a obra, incluindo a reforma externa do COTP. A Recoma sente-se honrada em participar ativamente do desenvolvimento do esporte brasileiro.

TEL [11] 3882-8111 FAX [11] 3887-3860 NOVO SITE: www.recoma.com.br

Ex-jogadora de basquete é responsável por ampla reforma no local e fala das dificuldades para concretizar a obra bee

Centro Olímpico do Ibirapuera é o primeiro a ter condições de receber grandes eventos. Cidade pretende fazer mais três

porém, está longe da ideal. A pista do Constâncio Vaz Guimarães foi reformada pela última vezem2003eapresentaumestado lastimável. Segundo a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), a validade de um piso desse tipo expira em 5 anos. Para se ter uma ideia do estado deplorável de conservação, era impossível fixar no solo os blocos de largada das provas de velocidade. Nas competições, era necessário que um atleta ficasse sentado, sustentando com os pés cada bloco, para que os velocistas pudessem partir. A pista foi interditada para uma reforma geral do complexo. O início das obras foi prometido para agosto de 2009, mas só vai ocorrer na próxima segunda-feira,apósuma sériede atrasosprovocados por demora nas licitações eembargos judiciais.A obra

Prestes a deixar a diretoria do Centro Olímpico, Paula, que ganhou o apelido de Magic graças a seus passes bem calculados e belas cestas, também pode se orgulhar de ter feito mágica nas dependências do complexo. O trabalho para deixar a pista de atletismo em condições adequadas, por exemplo, foi bastante complicado. “Foi uma caminhada que duroudois anos. Oraasituação emperrava por causa da alta do dólar, ora por causa da baixa’’, recorda Paula. “Fazíamos a licitação e depois o valor em reais não correspondia ao do material im-

portado. Criávamos aquela expectativa de ‘agora vai, agora vai’, mas sempre faltava alguma coisa.’’ Alto nível. A pista a ser entre-

gue hoje vai ser utilizada apenas por atletas de alto nível. Atletas comuns terão de procurar outro lugar para se exercitar. “Não vamos abrir para outros usuários. Sei que vou receber críticas por isso, mas queremos que a pista dureporumbomtempo’’,justifica Paula. A vida útil de uma pista como a do Centro Olímpico é de cerca de cinco anos. Ela vai substituída pelo ex-judoca Henrique Guimarães , que terá muita coisa para fazer, prevê a diretora. “Precisamos agora fazer a reforma das arquibancadas, que já está em fase de licitação. Teremos ainda uma sala para realização de exames antidoping’’, conta. / A.L.

Abandono geral. Os problemas do Constâncio Vaz Guimarães, inaugurado em 1957, não se restringem ao atletismo. Com goteiras, o Ginásio do Ibirapuera deu vexame internacional durante o Mundial feminino de basquete de 2006. A piscina do complexo também foi interditada. Alvo de críticas, o diretor do centroesportivo,Eduardo Anastasi, defende-se como pode. Segundo ele, 3 mil litros de água vazavamdiariamentepelosencanamentos decrépitos. “Prefiro ser criticado por fechar a piscina a ser processado por improbidade administrativa”. Mas ele garantequeadiretoriaestáserecuperandoolocal.“Em2006,quando assumi, havia cerca de três mil usuários do complexo. No ano passado, tivemos mais de dez mil”, diz Anastasi.

Piso é o mesmo em que Bolt bate recordes O valor do investimento na pista do Centro Olímpico foi de R$ 4,3 milhões.Opiso,fabricadonaAlemanha, é o mesmo do Estádio Olímpico de Berlim, onde Usain Bolt estabeleceu os recordes dos 100m e 200m rasos. A pista é a única de São Paulo que recebeu a distinçãodeClasse1daIAAF(AssociaçãoInternacionaldasFederaçõesde Atletismo).Parateressachancela,uma série de exigências deve ser cumprida: tipo de piso;instalaçãode gaiolapara arremessos e lançamentos; tábuas de impulsão e encaixe do salto com vara. O Centro Olímpico só não terá um Mundial adulto porque ainda não possui acomodação para espectadores. / A.L.