Page 1

%HermesFileInfo:A-1:20100807:

JULIO MESQUITA 1891 - 1927

RUY MESQUITA Diretor

EDIÇÃO DE 0h15

7 DE AGOSTO DE 2010 R$ 2,50* ANO 131. Nº 42662

estadão.com.br

SÁBADO Estadinho

C2+música

Sabático

Vilões em ação Eles dominam a cena em Meu Malvado Favorito

Popular e erudito Francis Hime, Fábio Zanon e Nelson Ayres falam sobre concerto

O enigma da poesia Ferreira Gullar e seu novo livro, Em Alguma Parte Alguma

JULIEN WARNAND/EFE

Ibope mantém diferença de 5 pontos a favor de Dilma

Esportes De molho. Kaká deixa hospital na Bélgica onde teve o joelho operado

Chávez envia representante à posse na Colômbia O presidente eleito da Colômbia, Juan Manuel Santos, toma posse hoje, mas, antes mesmo de assumir o comando do país, já havia começado a negociar a recomposição das relações diplomáticas com a Venezuela e o Equador, informa a enviada especial Tânia Monteiro. Via portador especial, ele encaminhou carta a Hugo Chávez e Rafael Correa convidando-os para a cerimônia de posse. O governo venezuelano informou ontem que o chanceler chavista Nicolas Maduro vai à festa da posse, em Bogotá. Para Santos,oacenosignifica queaVenezuela quer negociar o reatamento com o novo governo. INTERNACIONAL / PÁG. A19

Petista aparece com 39% das intenções de voto, contra 34% do tucano, que lidera no Sul do País Pesquisa do Ibope feita para o Estado e a TV Globo, encerrada horas antes do primeiro debate entre os presidenciáveis, aponta Dilma Rousseff (PT) com 39% das intenções de voto, cinco pontos porcentuais à frente do tucano José Serra (34%) – a margem de erro é de dois pontos, para cima ou para baixo.O resultadoé o mesmo da pesquisa do Ibope realizada uma semana antes. Marina Silva (PV) é a preferida de 8%. A rejeição ao tucano atinge 24%, contra 19% de Dilma. Ela lidera por 38% a 28% entre eleitores com renda fami-

Robert Crumb na Flip. PÁG. S5

8%

é a intenção de voto na candidata do PV, Marina Silva

Em crise, Venezuela compra mais alimentos brasileiros

liar de até um salário mínimo. Na faixa decincosaláriosoumais, apetistaaparece com 40%, e Serra, com 36%. O tucano vai melhor no Sul do País, onde lidera por 42% a 34%. O Ibope também mediu a expectativa de vitória – para 47%, a petista será eleita, e 32% apostam em Serra. NACIONAL / PÁG. A4

● O governo da Venezuela aumentou a

compra de alimentos brasileiros para conter o desabastecimento no país, a pouco mais de um mês da eleição. Só a venda de açúcar subiu 700% no primeiro semestre ante igual período de 2009. Nos mercados subsidiados pelo governo, costuma faltar todo tipo de produto básico. INTERNACIONAL / PÁG. A18

WERTHER SANTANA/AE

Festa por Adoniran Concebida para surpreender, apresentação de bailarinos simula o ‘Trem das Onze’ para celebrar Adoniran Barbosa, na Estação da Luz.

Durante a pane, Gol priorizou voos fretados METRÓPOLE / PÁG. C6

‘Síndrome da falta de celular’ já afeta usuários

METRÓPOLE / PÁG. C7

VIDA / PÁG. A26

Muda perfil imobiliário de SP

‘Carreira de Kaká correu risco’

Salário médio inicial sobe 27% em sete anos

A falta de terrenos e os entraves legais estãomudando operfil imobiliário em São Paulo. Pela primeira vez, a Região Metropolitana (as cidades do ABCD, alémdeOsasco eGuarulhos)estáconcentrando mais lançamentos do que a

Kaká quase encerrou a carreira por ter atuado com lesão na Copa do Mundo, disse um dos médicos que participaram da cirurgia no joelho esquerdo do jogador, na Bélgica. O médico da seleção, José Luiz Runco, negou o risco e

ECONOMIA / PÁGS. B1 e B3

capital. No caso dessas cidades, 30% dos compradores são paulistanos que resolvem migrar. Os imóveis chegam a custar até 30% menos que na capital. Para urbanistas, a tendência piora os deslocamentos. METRÓPOLE / PÁG. C1

YOANI SÁNCHEZ Só resta a sombra do líder O regresso de Fidel Castro, em vez de despertar o temor que faz tremer até os bravos, desperta, quando muito, terna compaixão.

MARIA RITA KEHL Educação sentimental Mais que qualquer escritor, a geração de meninos compositores dos festivais de MPB fez a educação sentimental de quem tem hoje mais de 50.

AMIR KHAIR Justiça tributária O Brasil precisa reduzir as disparidades tributárias. Quem ganha até dois salários mínimos paga 49% em tributos e, acima de 30 salários, 26%.

INTERNACIONAL / PÁG. A20

C2+MÚSICA / PÁG. D16

ECONOMIA / PÁG. B2

7 8 9 10 11 12

afirmouqueocolegaquis“tirarproveito” de ter operado Kaká. PÁGS. E1 e E2 Ricardo Gomes. O técnico não teve

o contrato renovado com o São Paulo. O clube procura substituto. PÁG. E3

Tempo na capital e 22˚ Máx. Sol diminuição 8˚ Mín. de nuvens 120 PÁGINAS (26 DE CLASSIFICADOS) * VER TABELA NA PÁGINA A3

ESTADO SOB CENSURA HÁ 372 DIAS. PÁG. A16

Com ajuda de alimentos, persiste a inflação zero ECONOMIA / PÁG. B4

NOTAS & INFORMAÇÕES

A desmoralização do Enem O vazamento de dados de candidatos confirma que pouca coisa funciona bem na educação. PÁG. A3


A2 Espaço aberto %HermesFileInfo:A-2:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

PUBLICAÇÃO DA S.A. O ESTADO DE S. PAULO

Fundado em 1875

Av. Eng. Caetano Álvares, 55 - CEP 02598-900 São Paulo - SP Caixa Postal 2439 CEP 01060-970-SP . Tel. 3856-2122 (PABX) Fax Nº (011) 3856-2940

Julio Mesquita (1891-1927) Julio de Mesquita Filho (1927-1969) Francisco Mesquita (1927-1969) Luiz Carlos Mesquita (1952-1970)

José Vieira de Carvalho Mesquita (1959-1988) Julio de Mesquita Neto (1969-1996) Luiz Vieira de Carvalho Mesquita (1959-1997)

Social-democrata, mas nem tanto

A amizade e seus desafios

✽ ●

✽ ●

RICARDO VÉLEZ RODRÍGUEZ firma o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em entrevista sobre o seu mais recente livro (No poder, o PT virou social-democrata – O Globo, 1.º de agosto de 2010), que falta debate político nestas eleições. Considera ele que os candidatos ficaram presos aos marqueteiros e, portanto,aos índicesoscilantes de Ibope. Concordo. A atual campanha sofre de um marasmo de bom comportamento, imposto em parte pela esdrúxula legislação eleitoral para as comunicações, que impede que críticas se façam, pela mídia, aos políticos de plantão e aos candidatos. O marasmo decorre, de outro lado, do excessivo pudor do candidato da oposição à Presidência para pôr o dedo na ferida dos descaminhos do governo Lula. Felizmente,após a indicação do deputado federal Índio da Costa para vice na chapa oposicionista, explicações começaram a ser cobradas da candidata oficial e o discurso de José Serra revestiu-se de caráter mais incisivo. Os partidos da base aliada e o governo têm sabido explorar, por sua vez, os obstáculos que a Lei Eleitoral coloca ao debate livre das ideias, usando e abusando da ampla gama de recursos para impedir que ele ocorra. É tanto o melindre com o cipoal de disposições que uma espécie de censura prévia se instalou na mídia, como mecanismo autoimposto pelos comunicadores que não querem ter problemas com a Justiça. Apesar de tudo isso, jornais continuam a informar, corajosamente, à sociedade. Lembremos que O Estado de S. Paulo está já há mais de um ano sob censura, pelo fato de ter informado sobre as non sanctas atuações de um filho do presidente do Senado. Na entrevista, o ex-presidente exagerou na sua benevolência para com o PT, considerado por ele um partido social-democrata. Ora, aqui começam as minhas discrepâncias com o autor. Em primeiro lugar, lembremos que a essência da social-democracia (segundo os pensadores que definiram os seus contornos, notadamente Edward Bernstein, Norberto Bobbio e Anthony Giddens) consiste em três pontos: reconhecimento da economia de mercado, reconhecimento das instituições do governo representativo e valorizaçãodo papel do Estado como incentivador da economia e das políticas públicas na área social.

A

Se levarmos em consideração os programas de governo emanados dos quadros petistas, bem como as decisões tomadas pelosgestoresoficiais da economia brasileira, poderemos perceber, claramente, os seus preconceitos com relação à economia de mercado, passando a defenderumpatrimonialismoeconômicopuxadopelo Estado empresário. O cerne da questão consiste no conjunto de medidas tomadas para fazer do BNDES a grande locomotiva do desenvolvimento financiado com recursos públicos, que são aplicados sem controle da sociedadeefavorecendosetores empresariais amigos do rei, fato que levou a jornalista Miriam Leitão (Lendo o passado, O Globo, 1.º deagosto de2010)a prever tempos difíceis de volta da corrente inflacionária, de forma seme-

O PT é mais um partido a serviço do velho socialismo estatizante e patrimonialista

de. Esses fatos revelam um típico empreendimento de índole patrimonialista, que põe os recursos públicos a serviço do enriquecimento de uma parcela da população, com feroz punição tributária e inflacionária sobre a restante. No que tange às instituições do governo representativo, se analisarmos a atuação do presidente da República e dos seus partidos da base aliada, notadamente do PT, veremos que tudo temsido feito paradescaracterizar a representação, desvalorizando sistematicamente o Congresso,bemcomo olivre funcionamento da oposiçãoe a legislação eleitoral. Começando por esta última, impressiona a desfaçatez com que o presidente atual faz campanha em prol da sua candidata, utilizando claramentea maquinariaoficial e alegando que o faz apenas “nas horas vagas”. O Legislativo, por seulado, durante o longoconsulado lulista ficou literalmente emperrado com a discussão de medidas provisórias com que o Executivo o entulhou. Longe estamos, com certeza, do ideário social-democrata, que preza as instituições do governo representativo e o respeito, pelo Executivo, à legislação vigente. O PT, em conclusão, contrariando a opinião de Fernando Henrique Cardoso, não é tãosocial-democrata comooexpresidente acha. É mais uma agremiação a serviço do velho socialismo estatizante e patrimonialista.

MIGUEL REALE JÚNIOR izia Cícero que a amizade é antesdetudoconfiança. Para que a relação entre duas pessoas se aprofunde o pressuposto é ver com simpatia o outro no seu modo de ser. Do contrário, há uma distância impeditiva de vir a prosperar o afeto. Essadistâncianão existenumarelação de igualdade, na qual cada um se torna solícito em face do outro, que se transforma não apenas na pessoa a ser conhecida, mas compreendida. Essa solicitude, que consiste na disponibilidade de compreender e de se fazer compreendido, abre espaço para confidências. Cada qual deve sentir-se não apenas livre para se confidenciar, mas disposto a ouvirconfidênciasdooutro,numa relação dialogal. E ao fazerem confidências, com o desprendimento para compreender,acabamporcompreendera si mesmos. Consagra-se, então, aconfiançaemclimadecumplicidade, presidido por um sentimento mútuo de lealdade. Todos nós temos alguma satisfação no que se realiza, uma ponta de orgulho do que se é. Mas, recorrendo novamente a Cícero, cabe lembrar o seu alerta: “Os resultados da lisonja são maiores frente àquele que se lisonjeia a si próprio” – pois quanto mais alguém se ufana de si próprio, mais distante resta da realidade, por vezes negativa, e se faz suscetível ao elogio fácil. Assim,umamigodeveenalte-

D

lhante a como ela emergiu do último ciclo autoritário, puxada pela locomotiva sem controle da gastança oficial. De outro lado, a falta de claridade em face da utilização de recursos da Caixa Econômica Federal na capitalização da Petrobrás, fato noticiado amplamente pelos jornais, deixa um rastro de sombras sobre a lisura na utilização desses recursos. Tudo foi feito de afogadilho, para garantir as obras do pré-sal, sem quetivesse mediadoum de- ✽ bate aberto no Congresso Na- COORDENADOR DO CENTRO DE PESQUISAS ESTRATÉGICAS DA UNIVERcional a esse respeito. Isso paranão falar da escanca- SIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA rada generosidade do atual go- E-MAIL: RIVE2001@GMAIL.COM verno com as organizações sindicais e os mal chamados “movimentos sociais”, SINAIS PARTICULARES com repasses milionários de recursos públicos para todos eles, sem que tivesse sido garantida a prestação de contas à sociedade, por meio do Tribunal de Contas da União. E isso para não falar, também, da compulsão estatizante que animaacriaçãode maisempresas pelo governo. Ora, cabe indagar se essasmedidassãotípicas políticas públicas de uma agremiação social-democrata ou se não estamos em face de um socialismo predatório como os do século 20, que instaura a burocracia estatalcomogestoradaeconomia, de costas para a defesadosinteresses doscidadãos, beneficiando apenas uma minoria de empresários espertos e de amigos que se chegaram à sombra doEstado, edeixando ao reO novo presidente da Colômbia sabe que tem um vizinho barulhento lento o grosso da socieda-

cer o outro, mas apenas quando este efetivamente o merece, pois o elogio gratuito só engana eé pura hipocrisia. Como consequência da confiança, da lealdade, surge como ingrediente da amizade a obrigação de aconselhar.Masestedeverdedarconselho compreende até mesmo dizer algo que venha a desagradar? Se não cabe cativar amigo lisonjeando, deve-se, no entanto, camuflar a verdade, por exemplo, deixandode denunciarao amigo a situação ridícula que esteja a viver? Cumpre sonegar a verdade e não arriscar a quebrar a amizade em vista do potencial desgosto da revelação? Em suma, é melhor dourar a pílula, omitindo-se, para não perder o amigo? A meu ver, a amizade exige que se abra mão até mesmo dela para dizer a verdade àquele que muitas vezes não a pretende ou-

Ela é rara entre homens públicos, pois a conquista e o exercício do poder levam à simulação...

vir ou não compreenderá, na situação em que se encontra, o ato de desprendimento e de sinceridade do amigo conselheiro. Na mesma linha de ponderação,valelembraraexpressãolatina “sou amigo de Platão, mas mais amigo da verdade”, critério a ser ponderado na hipótese de caber ou não a crítica pública a amigo que claudica no exercício de cargo público, em conduta nociva ao interesse geral. O que fazer: omitir-se ou agir em favor do interessedopaís?Deve-semanipularaverdadeparaprotegeroamigo das críticas justas ou cumpre ser mais amigo da verdade? Na realidade, é-se amigo da verdade e também de Platão ao se falar a verdade, pois talvez o amigo reconheça o erro e, aomesmotempo,nãosedeiLOREDANO xa de atender ao interesse público. Umdesafio,quepõeàprova a confiança e a fidelidade que caracterizam a amizade, surge no momento em que o amigo cai em desgraça, por uma infelicidade financeira ou moral. Nesse instante, faz-se um teste da amizade, pois o falso amigo se afasta para não se contaminar ou para não se revelar próximo de quem é, por exemplo,acusadodaprática defatosocialmentereprovável.Aamizadeimpõesacrifícios. Assim, desde que a açãonãoatinjaoamigo diretamenteouoseumínimoético, deve ele ser solidário, sem que tal signifique aprovação do desvio praticado. Cumpre, também, indagar: a amizade como solidariedadejustificaquesepratiquem atos ilegais para favo-

Américo de Campos (1875-1884) Nestor Rangel Pestana (1927-1933) Plínio Barreto (1927-1958)

recer o amigo? Até onde se pode sairdalinhacorretaparanãoprejudicar ou para auxiliar um amigo? A amizade deve compreenderacumplicidadeparaajudaindevida?Háodeverdesercondescendente a ponto de dar proteção a um amigo para que consiga restarimpunediantedosatosilegais praticados? Em juízo o amigo não pode silenciar sobre o que sabe, mas fora dele não está obrigado a denunciar. A omissão é uma forma da mentira, mas é justificável guardar silêncio sobre o que se sabe, não dando notícia de fato ilícito à polícia, tocado pelo sentimento de afeição. Se dois amigos desejam a mesma mulher ou buscam as mesmashonras,esóumpodesercontentado pelo destino, como preservar a amizade? Por vezes, a vida coloca frente a frente amigos na concorrência pelo poder econômico ou político, em confronto apenas desfeito com a renúnciadeumaoobjetivopretendido. Na disputa pela mesma mulher, os gêmeos Esaú e Jacó, no romance de Machado de Assis, apaixonam-sepor Flora.Não havia lugar para os dois e só a desistência de um apaziguaria a guerra a que o destino pôs fim pela morte de Flora. Mas, além da renúncia, há outro caminho possível: a disputa deve ser franca, para impedir o surgimentodoódio.Estasolução nãoé fácil. Mais fácil,infelizmente, é a transformação da amizade em ódio, em ressentimento. Por isso, é rara a amizade entre homenspúblicos,poisaconquistae o próprio exercício do poder levam à simulação, ao disfarce. Quando se está para conquistar ou a exercero poder, existe o medo de perdê-lo em face, especialmente, dos amigos. E não pode havermedonaamizade,poismedo é o inverso da confiança. Aamizadetem,portanto,diversas forças contrapostas: medo, desconfiança e, a mais frontal, a inveja, pois inveja não é querer ter o queo outro tem,mas querer que o outro não tenha o que tem, na lição de Melanie Klein. São vários os desafios da amizade. Quem tem amigos sabe o quanto vale superar desafios parasolidificaraamizade.Recordo Camus: “Só quem ama a si próprio pode amar ao próximo” – desde que se acautele contra a lisonja. Em suma, só ao amar a si mesmo se é capaz da coragem de ser amigo e de respeitar os limites éticos que a experiência da amizade carrega, para em nome dela não poupar críticas e em facedahonestidadenãodarindevida proteção a um amigo. ✽ ADVOGADO, PROFESSOR TITULAR DA FACULDADE DE DIREITO DA USP, MEMBRO DA ACADEMIA PAULISTA DE LETRAS, FOI MINISTRO DA JUSTIÇA

Fórum dos Leitores PRESIDENCIÁVEIS NA BAND Extrema delicadeza

Como eleitor e cidadão brasileiro, fiquei decepcionado com o debate promovido pela Band. Não sei se foi engessamento por parte da emissora ou da assessoria dos candidatos, pois o que se viu foi uma delicadeza extremada dos dois principais concorrentes. Entendo que os brasileiros precisavam ouvir, com firmeza e em detalhes, o que a candidata do governo tem a dizer sobre o envolvimento do PT com as Farc e com o MST e sobre o programa de governo com relação à liberdade de imprensa e todas as formas de comunicação. Ninguém abordou esse tema! Por quê? Foi medo de enfrentar a petista? Medo por quê, se ela estava tremendo e gaguejando? Foi uma pena! JOÃO MAGRO VENTURA joaomv@terra.com.br São Paulo

Gagueira

Ser gaga não é demérito. A gagueira é uma patologia de linguagem. Não pode nem deve ser usada pejorativamente para desqualificar quem quer que seja. SILVIA MACHI silviaoller@ig.com.br São Paulo

Debate da carochinha

Debate enfadonho, com números cheios de botox citados pela candidata oficial, plagiando o “cara”, dando como realizadas obras não executadas em infraestrutura, educação, saúde, segurança x drogas importadas dos amigões, etc., apesar da alta arrecadação. Ninguém falou sobre mensalão, reformas tributária, eleitoral, do Judiciário e outras que interessam ao eleitor, não feitas pelo “cara”, que manda no Legislativo.

Ela deu ênfase aos 14 milhões de empregos criados (que eu duvido). Mas empregos são criados pela iniciativa privada e mais seriam se a carga tributária fosse racional. O governo só criou boquinhas para os cumpanheros sindicalistas e políticos, pagos por nós. Se eleita, também vai discursar, viajar e palpitar sobre o que acontece em outros países, para fugir dos problemas internos? MÁRIO A. DENTE dente28@gmail.com São Paulo

Modelo ultrapassado

Os debates na TV estão cada vez mais desinteressantes. Os candidatos vão preparados para dizer o que querem, e não o que lhes é perguntado. E quando são instados a aprofundar o tema mentem com a maior cara de pau em assuntos que deviam ser tratados com o maior rigor e seriedade.

Partida provinciana

o glorioso Tricolor Paulista e o combativo Colorado gaúcho ao debate dos presidenciáveis. Não perdeu muito. O modorrento confronto só foi quebrado por algumas pedaladas démodés de Plínio de Arruda Sampaio, cuja notória inteligência parece haver sido enterrada sob os escombros ideológicos dos anos 60. O que causou mais espécie foi a absoluta irrelevância a que os candidatos e os próprios jornalistas relegaram os temas internacionais e as desastradas intervenções do governo brasileiro no campo das liberdades públicas e dos direitos humanos em suas relações com os outros países, como, por exemplo, a ameaça global – e, por evidente, aos brasileiros – que hoje representam as ditaduras de Coreia do Norte e Irã. Enfim, o futebol da Libertadores preponderou sobre uma partida provinciana.

Como esperável, nosso “homem cordial” preferiu o embate entre

AMADEU R. GARRIDO DE PAULA amadeugarridoadv@uol.com.br São Paulo

Sem falar no horário em que vão ao ar, 22 horas, quando mais da metade da população trabalhadora já se recolheu. Enfim, os debates seguem um modelo retrógrado e ultrapassado, pouco esclarecem o eleitor que espera ver o compromisso de seu candidato e sai decepcionado com o rumo que as questões tomam. Para um país como o Brasil, atrasado na alfabetização, esquecido dos governos nos temas mais importantes, como saúde, segurança, transportes e moradia, resta votar no menos pior, naquele que demonstrar maior capacidade de administrar e mais comprometimento com os serviços essenciais. IZABEL AVALLONE izabelavallone@yahoo.com.br São Paulo

Audiência

As pesquisas de audiência mostram que o debate entre quatro candidatos à Presidência realizado pela TV Bandeirantes teve um pico de audiência de 5,5 pontos, enquanto o jogo de futebol São Paulo-Inter de Porto Alegre, no mesmo horário, obteve 28,5 pontos. Esse resultado é o retrato fiel do eleitor brasileiro que elegeu e reelegeu o sr. Lulla da Silva presidente e este ano elegerá, sem sombra de dúvida, a sra. Dilma Rousseff. O que não entendo é como a Bandeirantes pôde marcar um debate desses sabendo que no mesmo horário se realizava um jogo de futebol cujo vencedor seria o finalista da Taça Libertadores. Qualquer pessoa semilúcida sabia de antemão que o resultado de audiência não poderia ser diferente. Além do mais, o primeiro debate é o mais morno de todos, pois a “ficha” das eleições


%HermesFileInfo:A-3:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Conselho de Administração Presidente

Membros

Aurélio de Almeida Prado Cidade

Fernão Lara Mesquita, Francisco Mesquita Neto, Júlio César Mesquita, Patricia Maria Mesquita e Roberto C. Mesquita

Notas e Informações A3

Opinião

Informação

Administração e Negócios

Diretor de Opinião: Ruy Mesquita Editor Responsável: Antonio Carlos Pereira

Diretor de Conteúdo: Ricardo Gandour Editor-Chefe Responsável: Roberto Gazzi

Diretor Presidente: Silvio Genesini Diretor de Mercado Leitor: João Carlos Rosas Diretor Financeiro: Ricardo do Valle Dellape Diretora Jurídica: Mariana Uemura Sampaio

estadão.com.br A versão na Internet de O Estado de S. Paulo

Notas & Informações

A desmoralização do Enem Os fatos não confirmam as repetidas declarações do presidente Lula de que o ministro da Educação, Fernando Haddad, é um dos mais competentes membros de sua equipe. O vazamento dos dados pessoais de 12 milhões de alunos que se submeteram às três últimas edições do Enem é mais uma confirmação de que pouca coisa funciona bem na área de educação. Informações que deveriam ser mantidas em sigilo foram expostas no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) com acesso livre. Trata-se de falha grave. Em primeiro lugar, porque resultou no desrespeito ao direito à inviolabilidade de informações pessoais previsto pela Constituição, no capítulo das garantias fundamentais, e em uma viola-

ção das leis que disciplinam a segurança no processamento de dados pessoais em órgãos públicos. E, em segundo lugar, porque o episódio expõe os alunos a investidas de criminosos, uma vez que os dados vazados constituem um verdadeiro maná de informações para estelionatários e até sequestradores. Com o CPF, o RG e os nomes dos pais de uma pessoa é possível a prática de uma série de delitos – da confecção de documentos falsos à abertura de empresas fictícias e contas bancárias. “O criminoso comete os crimes, mas consegue ficar com o nome limpo, enquanto o estudante que prestou o Enem pode ficar com o nome sujo”, diz o delegado Eduardo Gobetti, do Deic. Como o regulamento do Enem é taxativo, comprometendo-se a resguardar o sigilo das informações sobre os candidatos, o vazamento é a pá de cal na desmoralização daquele que já

foi um dos mais respeitados mecanismos de avaliação escolar do País. Decorrentes da inépcia do MEC, os primeiros problemas do Enem começaram em 2009, com as dificuldades enfrentadas pelos candidatos para se inscrever pela internet no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que permite usar as notas do exame no vestibular das universidades federais. Em seguida, houve o vazamento da prova dois dias antes de sua realização, que obrigou o MEC a elaborar um novo teste, a um custo de R$ 30 milhões, e desorganizou o calendário das universidades. Quando o teste foi finalmente realizado, o MEC divulgou o gabarito errado. Na fase de matrículas, o Sisu falhou mais uma vez e o MEC não conseguiu distribuir as vagas das universidades federais com transparência, a ponto de ter matriculado quem não tinha média. O Sisu também não publicou a nota de vários alunos que fizeram o

Um debate amistoso primeiro debate entre os candidatos a presidente da República, transmitido pela TV Bandeirantes, surpreendeu pelo tom amistoso com que se trataram os participantes – mas isso não bastou para vencer a monotonia do encontro e muito menos para atrair a atenção do grande público. Os quatro candidatos que participaram do debate trataram de problemas que são praticamente consensuais na agenda política atual – saúde, segurança pública, educação e infraestrutura. Foi uma discussão sem ataques pessoais, jogadas ensaiadas de marketing e frases feitas destinadas a causar impacto na audiência eleitoral. É certo que foram evitadas as questões polêmicas – aquelas que poderiam ter levado a críticas mais contundentes entre os competidores. Talvez por isso o debate tenha permanecido no nível da argumentação racional, e não do apelo emocional. Há que se reconhecer que houve um certo amadurecimento da disputa eleitoral, preocupando-se os candidatos mais em discutir a realidade vivida pela população do que em produzir efeitos pirotécnicos, à moda dos marqueteiros. Como não poderia deixar de ser, Dilma Rousseff e José Serra polarizaram o debate. Mas Marina Silva e Plínio de Arruda Sampaio não ficaram à margem do encontro. Os dois candidatos com baixa colocação nas pesquisas de intenção de voto tiveram espaço e oportu-

O

nidade de defender suas ideias. É claro que traquejo, desenvoltura e naturalidade no diálogo foram percebidos mais naqueles com grande experiência em disputas eleitorais – caso do candidato José Serra. Não houve, porém, momento algum em que qualquer dos debatedores tivesse sido nocauteado. Ao contrário de muitas expectativas, a figura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva esteve quase inteiramente fora do debate. Durante os cinco blocos do debate, o nome Lula foi mencionado apenas duas vezes – pela candidata Dilma Rousseff, é claro. Deve-se isso,

Se alguém do público ansiava por ver um show de body combat, deve ter-se frustrado de um lado, à estratégia do candidato tucano de não confrontar – mesmo quando aponta gargalos críticos e deficiências de sua administração – um governante recordista em popularidade, e, de outro lado, à estratégia da candidata situacionista de afirmar-se com personalidade política própria, e não como simples projeção de seu líder. A candidata Dilma Rousseff enfatizou as conquistas socioeconômicas do governo, a criação de 14 milhões de empregos, o enfrentamento dos efeitos da crise econômico-financeira internacional e a recuperação da atividade produtiva – dando como exemplos o ressurgimento da indústria naval e a expansão da construção ci-

ainda não caiu na mente da maior parte da população.

nal para ser campeão. É preciso mudar esses regulamentos.

CARLOS BURGI carlos.burgi@terra.com.br São Paulo

OLYMPIO F. A. CINTRA NETTO ofacnt@yahoo.com.br São Paulo

Ética concorrencial

Simplesmente indecente a ética concorrencial da Globo, transferindo importante jogo para o horário do debate presidencial. DÉCIO CURCI deciocurci@aasp.org.br São Paulo

LIBERTADORES Regras do futebol

Quem não é aficionado por futebol não vai entender. Competindo pela Taça Libertadores da América na quinta-feira, o São Paulo venceu por 2 x 1, e perdeu. O Internacional perdeu, continua na competição e vai jogar a fi-

MORUMBI Caveira de burro

Enterraram uma caveira de burro no Morumbi. Os são-paulinos não dormem ao se lembrarem do Once Caldas, do Cruzeiro e do Internacional. Para piorar, hoje é o próprio estádio vetado para os jogos na próxima Copa. Gáudio para os colombianos, mineiros e gaúchos. Mas, quem sabe, não seria praga rogada por Leivinha, com aquele golaço de cabeça em 1971 anulado pelo “indefectível” Armando Marques, sob a vista e as gargalhadas do alto comando tricolor? JOÃO BOSCO PETRONI jbpetroni.adv@uol.com.br São Paulo

teste. Para usá-la no vestibular, eles tiveram de recorrer à Justiça. Por fim, foram identificadas falhas na correção das provas, a ponto de um estudante que fez uma redação de somente quatro linhas ter tirado uma nota boa. Por causa da série de confusões provocadas pela incompetência do MEC, o Enem de 2009 teve uma abstenção de 40% dos inscritos – a maior já registrada desde sua criação, em 1998. Com o vazamento dos dados pessoais dos candidatos dos três últimos exames, o Enem perdeu a pouca credibilidade que ainda lhe restava. Acuado, Haddad, que já devia ter investido há muito tempo na modernização do sistema de informática do MEC, anunciou uma auditoria no Inep. A atual diretoria do órgão está no cargo há alguns meses, pois a anterior foi demitida depois do fiasco do Enem de 2009. A desorganização do Enem é ape-

nas um dos aspectos do fracasso do governo Lula no campo da educação. Esse governo teve oito anos para tentar melhorar a qualidade do ensino fundamental e médio e fracassou. O MEC também perdeu tempo com a demagogia da democratização do ensino superior e expandiu as universidade federais com base em critérios mais políticos do que técnicos. Recentemente, sob a justificativa de estimular os programas de serviços à comunidade e evitar que o próximo governo “acabe” (sic) com o Programa de Educação Tutorial (PET), que tem por objetivo qualificar os melhores alunos da graduação, o MEC baixou duas portarias que o desfiguram inteiramente. Interpelado duramente por professores e alunos durante a reunião da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, em Natal, Haddad prometeu rediscutir as mudanças e revogar as portarias.

Superávit imaginário vil. Já o candidato José Serra procurou mostrar que as atuais conquistas socioeconômicas só foram possíveis graças a bases institucionais implantadas antes de 2002, como o Plano Real e outros avanços obtidos no governo Fernando Henrique. Suas críticas mais fortes ao governo atual recaíram sobre as deficiências da infraestrutura e do sistema de saúde – em especial a extinção dos mutirões de cirurgias, instituídos quando foi ministro da Saúde. Conseguiu provocar um certo desconforto na candidatagovernista, quando se referiu à falta de apoio do atual governo às Apaes e outras instituiçõesda sociedadecivilde proteçãoàspessoas portadorasdedeficiências – que hoje representam, no Brasil, um contingente populacional de 30 milhões. Mas o tom amistoso do debate se manteve até nos raros disparosdefarpas.Foiquando, por exemplo, Plínio de Arruda Sampaiodisse que agora se sabia por que José Serra tem a fama de hipocondríaco: “É que ele só fala em saúde.” No mesmo horário do debate da TV Bandeirantes houve a transmissão, pela TV Globo, da semifinal do Campeonato LibertadoresdaAmérica,entreInternacional e São Paulo. Como era deesperar, o futebol ganhou da política por 28 pontos de audiênciaa 5,5, emmédia. De qualquer forma, espera-se que nos próximos debates entre os presidenciáveis se repita a fórmula: bom nível de discussão, temas importantes e uma atuação dos candidatosquenãofaçaostelespectadores dormirem.

“Parabéns, Inter, mesmo com um a menos jogou atacando. De fato, a melhor defesa é o ataque” JUDISNEY TADEU E BARROS ALBUQUERQUE / SARAPUÍ, SOBRE A ELIMINAÇÃO DO SÃO PAULO DA COPA LIBERTADORES DA AMÉRICA PELO COLORADO judao_leiteiro@hotmail.com

“O que é isso, Juvenal?!”

udo indica que o governo está escondendo o jogo com relação às contas públicas. O secretário do Tesouro, Arno Augustin, afirma categoricamente que o setor público (União, Estados, municípios e empresas estatais) cumprirá a meta de superávit primário de 3,3% do PIB. O ministro Guido Mantega, porém, já deixou entrever que podemos não chegar à “meta cheia”. Isso pode significar que, nos últimos meses de 2010, ou seja, decorrido o período eleitoral, o governo fará o arranjo que lhe parecer mais conveniente para disfarçar o descumprimento da meta. Para muitos analistas, a dúvida está em saber que tipo de casuísmo contábil o governo vai colocar em prática este ano. Se a economia estivesse crescendo no mesmo ritmo do primeiro trimestre, a arrecadação poderia amenizar o problema, mas essa saída é cada vez mais improvável. Embora os últimos números não tenham sido divulgados, o Tesouro já admite que, com o relativo desaquecimento da economia, a arrecadação federal deixará de bater recordes a cada mês, como vinha ocorrendo. Pela mesma razão, as receitas dos Estados e municípios tenderão a ser menores, o que se refletirá em sua contribuição para o superávit. Se desse lado a situação não é tão confortável como o governo desejaria, as despesas correntes tomaram o espaço das disponibilidades para investimento, especialmente no to-

T

cante às empresas estatais. Previa-se que as empresas sob o controle do governo apresentassem, em termos primários, um saldo positivo de 0,20% do PIB (R$ 7,04 bilhões) em 2010, mas o que se verifica é que, no primeiro semestre, elas apresentaram um déficit de R$ 1,96 bilhão, correspondente a 0,12% do PIB, que dificilmente será revertido, se obedecidos seus cronogramas de investimentos. Segundo dados do Ministério do Planejamento, as estatais investiram R$ 37,9 bilhões no primeiro semestre, uma expansão de 27% com relação aos primeiros seis meses de 2009.

O desafio é adivinhar qual será o truque contábil para ocultar a frustração da meta Mas o grosso deve ser gasto na segunda metade do ano, uma vez que os investimentos das estatais, apesar desse grande aumento, só alcançaram 40% da dotação orçamentária de R$ 94,4 bilhões. O Grupo Eletrobrás, por exemplo, investiu R$ 1,7 bilhão nos últimos seis meses, mas a intenção é acelerar os seus investimentos, que poderão somar R$ 9 bilhões até o fim do ano, não se sabendo se isso inclui as aventuras internacionais que a estatal planeja. Uma forma de driblar esse obstáculo seria excluir a Eletrobrás das contas do setor público, a exemplo do que já foi feito com a Petrobrás. Assim, não se teria de cortar fundo nos investimentos para cumprir a meta ou chegar próximo dela. O

governo tem ainda outros truques na cartola. Um deles seria abater da meta de superávit 0,9 ponto porcentual do PIB, taxa que, alegadamente, corresponderia a um excesso de investimentos no PAC. Outra opção seria usar os recursos do Fundo Soberano do Brasil (FSB). Um dos sustentáculos do FSB, como anunciou o governo, seria um superávit nominal das contas públicas (receitas menos todas as despesas, inclusive juros). Acontece que, em termos nominais, o setor público apresenta um déficit de 3,02% do PIB nos últimos 12 meses terminados em junho. Esses expedientes, portanto, pertencem ao reino da imaginação. O economista Raul Velloso, especialista em contas públicas, tem razão para ser cético. Sua estimativa é de que o superávit primárioficará em2% doPIBeste ano, taxa muito próxima da que se verificou nos últimos 12 meses (2,07% do PIB), se não houver um fator extraordinário – como foi no ano passado a apropriação contábil, para efeito do cálculo do resultado das contas públicas, dos depósitos judiciais, e este ano pode ser o FSB.Vellosoconsideraque o governo, se achar que essa taxa é muito baixa, poderia reduzir os investimentos,elevandoosuperávit primário para 3% do PIB. Isso, porém, é altamente improvável em um ano eleitoral. O governo, por certo, vai dar um jeito de maquiar as contas públicas. Retornar à estabilidade fiscal, de modo a garantir o crescimento sustentável, permanecerá como desafio para o seu sucessor.

Avenida Engenheiro Caetano Álvares, 55 6º andar, CEP 02598-900 Fax: (11) 3856-2920 E-mail: forum@grupoestado.com.br

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR TEMA DO DIA

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL:

Serra e Dilma evitam ataques no 1º debate

2.739

Com tucano na defensiva, petista nervosa e Marina apagada, Plínio brilha com propostas ‘radicais’

OSCAR ROLIM JÚNIOR / ITAPEVA, IDEM rolimadvogado@ibest.com.br

● “O debate foi morno. Dilma e Serra pouco falaram de propostas, Marina pareceu a mais sincera e Plínio foi mordaz.”

“Brasil, país politizado e culto: futebol, 28 pontos no Ibope; debate político, 5,5. Atual governo justificado”

● “Plínio foi o dono da noite. Só ele foi autêntico, sincero e as críticas ao bate-bola dos outros candidatos foram excelentes.”

HUMBERTO DE LUNA FREIRE FILHO / SÃO PAULO, SOBRE A PREFERÊNCIA DO TELESPECTADOR hlffilho@gmail.com

● “É inédito na história política ver duas mulheres capazes e dois senhores experientes dialogar diferenças sem baixaria.”

ELVIRA AKCHOURIN DO NASCIMENTO

LÚCIA FARIAS

AFONSO DAMASCENO

As cartas devem ser enviadas com assinatura, identificação, endereço e telefone do remetente e poderão ser resumidas. O Estado se reserva o direito de selecioná-la para publicação. Correspondência sem identificação completa será desconsiderada. Central de atendimento ao leitor: 3856-5400 – falecom.estado@grupoestado.com.br Central de atendimento ao assinante Capital: 3959-8500 Demais localidades: 0800-014-77-20 www.assinante.estadao.com.br Classificados por telefone: 3855-2001 Vendas de assinaturas: Capital: 3950-9000 Demais localidades: 0800-014-9000 Central de atendimentos às agências de publicidade: 3856-2531 – cia@estado.com.br Preços venda avulsa: SP: R$ 2,50 (segunda a sábado) e R$ 4,00 (domingo). RJ, MG, PR, SC e DF: R$ 3,00 (segunda a sábado) e R$ 5,00 (domingo). ES, RS, GO, MT e MS: R$ 5,00 (segunda a sábado) e R$ 6,50 (domingo). BA, SE, PE, TO e AL: R$ 6,00 (segunda a sábado) e R$ 7,50 (domingo). AM, RR, CE, MA, PI, RN, PA, PB, AC e RO: R$ 6,50 (segunda a sábado) e R$ 8,00 (domingo) Preços assinaturas: De segunda a domingo – SP e Grande São Paulo – R$ 64,90/mês. Demais localidades e condições sob consulta.


A4 %HermesFileInfo:A-4:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Nacional

@

Blog Radar Político

Eleições

Assista à íntegra do primeiro debate presidencial deste ano (estadao.com.br/e/debateintegra)

estadão.com.br

Sucessão. Candidata tem 39% das intenções de voto e tucano, 34%, repetindo resultado da pesquisa anterior do Ibope, encomendada pelo ‘Estado’ e pela Rede Globo; tucano vai melhor no Sul – onde lidera por 42% a 34% – e 46% acreditam que a vitória será da petista

Ibope mantém a vantagem de 5 pontos para Dilma sobre Serra Daniel Bramatti

Pesquisa Ibope/Estado/TV Globo encerrada horas antes do primeiro debate entre os candidatos aponta vantagem de cinco pontos porcentuais para a petista Dilma Rousseff (39%)nas intenções devoto para a Presidência sobre o tucano José Serra (34%). Os índices dos dois principais concorrentes são exatamente os mesmos da pesquisa Ibope feita uma semana antes. A candidata do PV, Marina Silva, é a preferida de 8% dos eleitores. Os adversários de Dilma, somados, têm 42%das preferências – nenhum dos chamados “nanicos” chegou a 1% das mençõesdosentrevistados. Paravencerno primeiroturno, umcandidato precisa ter mais votos do que a soma dos obtidos pelos adversários. Em um eventual segundo turno entre Dilma e Serra, a ex-ministra da Casa Civil venceria por 44%a39%seaeleiçãofosserealizada hoje. Avantagemdacandidatapetista é de oito pontos porcentuais na pesquisa espontânea ( 25% a 17%)–aquela emque osentrevistados manifestam sua intenção devotoantes deleralista decandidatos. O universo de indecisos ainda alcança 44% na pesquisa espontânea.

A CORRIDA ELEITORAL l Evolução dos candidatos à Presidência nas últimas pesquisas Ibope EM PORCENTAGEM

ROUSSEFF (PT)

40

34 % JOSÉ

35

30

SERRA (PSDB)

25

20

15

8 % MARINA

10

SILVA (PV)

5

confirmaque Serraperdeuavantagem que tinha em junho no eleitorado feminino. Agora, os dois principais candidatos estão empatados entre as mulheres (35% para Dilma e 34% para Serra). No segmento masculino, a candidata do PT está 10 pontos à frente (43% a 33%). Na divisão do eleitorado por regiões, os candidatos tiveram apenas variações na margem de erro desde a pesquisa anterior. Dilma tem 46% no Nordeste, contra 27% de Serra, No Norte, ela vence por 40% a 33%. O candidato do PSDB e ex-governador de São Paulo vai melhor no Sul, onde lidera por 42% a 34%. No Sudeste, há um empate – ambos têm 35% das intenções de voto. Os cruzamentos do Ibope por faixa de renda mostram que Dilma alcança seu melhor índice no eleitorado mais pobre – 44% de preferências entre os que têm renda familiar mensal de até um salário mínimo. Já Serra alcança o resultado mais alto entre os que ganham acima de cinco salários mínimos (40%).

DIA 21

DIA 3 JUNHO

DIA 30

DIA 5 AGOSTO

DIA 30 JULHO

O voto nas diferentes regiões EM PORCENTAGEM

SERRA

Segundo turno

DILMA

MARINA

Sudeste

Sul

50

50

45

45

40

40

35 35

35 30

46

35

25

25

20

20

15

15

10

8

0 DIA 3 JUNHO

21

30

30 JULHO

0

34

Rejeição 25 18

0 DIA 3 JUNHO

21

30

Nordeste

Norte/Centro-Oeste 50

46

40

35

35

30

27

25

15

15

7

0 DIA 3 JUNHO

21

30

30 JULHO

0

5 AGOSTO

40

cesso de sua candidata do que os de Serra: 84% de quem declara voto na petista prevê sua vitória, enquanto apenas 67% dos serristas acreditam que ele será eleito. Marina Silva (PV) tem 8% das intenções de voto, mas apenas 2% dos eleitores acreditam que ela vencerá a eleição. Mais da metade dos eleitores da senadora (54%) acha que Dilma sairá vitoriosa, 20% deles apostam em Serra, e só 16% acreditam na eleição de sua própria candida-

Marina

47 28 19

10

8

5 0 DIA 3 JUNHO

21

30

30 JULHO

0

ÓTIMO

BOM

REGULAR

2

2

RUIM/

PÉSSIMO

5 AGOSTO

FONTE: IBOPE

Programas sociais. No quesito rejeição, o ex-governador de São Paulo aparece com 25%. Outros 18% dizem que não votariam na candidata do PT de jeito nenhum. Marina tem índice de rejeição menor: 12%, próximo ao dos “nanicos” Plíni0 de Arruda Sampaio (PSOL), Zé Maria (PSTU), Rui Costa Pimenta (PCO), Ivan Pinheiro (PCB) e José Maria Eymael (PSDC). A rejeição a Dilma é menor no

Serra

Avaliação do governo Lula

33

25 20

5

5 AGOSTO

Dilma

30

20

10

30 JULHO

45

40

12

5 0

5

50 45

Serra

Dilma

10

5 AGOSTO

41

42

30

Eleitor petista está mais confiante que tucano Mais eleitores continuam apostando na vitória de Dilma Rousseff (PT) do que na eleição de José Serra (PSDB) em outubro. Para 46%, a petista será a próxima presidente, enquanto 31% acreditam que o tucano será o sucessor de Lula no Palácio do Planalto, segundo o Ibope. Há uma semana esses percentuais eram de 47% e 32%, respectivamente. O favoritismo de Dilma é reflexo do fato de que seus eleitores estão mais confiantes no su-

0 % OUTROS

0

5

Geografia do voto. A pesquisa

39 % DILMA

MARGEM DE ERRO DE 2 PONTOS PORCENTUAIS PARA MAIS OU PARA MENOS

EVOLUÇÃO NAS ÚLTIMAS PESQUISAS

● Dados

técnicos

Análise: José Roberto de Toledo

O Ibope entrevistou 2.506 eleitores, em 173 municípios brasileiros, de 2 a 5 de agosto. A pesquisa foi registrada no TSE sob o número 21697/2010

Caça a ‘inatingíveis’ marca fase final da campanha

E

stá cada vez mais difícil para a campanha de Dilma Rousseff (PT) mostrar, ao eleitorado que ainda não sabe, que ela é a candidata de Lula. Desdemeados de junho,segueimóvelo quarto de “inatingíveis”, os 25% de eleitores que desconhecem quem o presidente apoia ou citam outro nome que não o da petista. A “caça” a esse eleitorado, por todos os candidatos, caracteriza a última etapa da campanha. E o meio que lhes resta para tentar atingi-lo é a TV, seja através dos debates e entrevistasexclusivasemprogramasjornalísticos,seja, emúltima instância,via propaganda compulsória a partir de 17 de agosto. Os “inatingíveis” são majoritariamente do sexo feminino, têm menos de 24 anos, não passaram das primeiras séries do ensino fundamental, moram na periferia das metrópoles e no Nordeste. Isso não exclui a existência de “inatingíveis” homens e de outras regiões. O que esta pesquisa Ibope mostra é que, sem aumentar o grau de conhecimento sobre sua relação com Lula nesse segmento do eleitorado, dificilmente Dilma conseguirá ir além dos cinco pontos de vantagem sobre José Serra (PSDB). Por isso é difícil compreender por que Dilma só citou o nome de seu patrono depois de transcorrida uma hora e meia do debate da Band, na quinta-feira à noite, quando a audiência já havia caído a menos da metade. Para Serra, os “inatingíveis” também são prioritários. Mas sua preocupação não é em conquistá-los, e sim em mantê-los. Nada menos do que 31% dos eleitores de Serra não sabem que Dilma é a candidata de Lula. Se descobrirem, o tucano corre o risco de ver uma transfusão direta de seu percentual de intenção de voto para o da petista. Paracomplicar a vida deSerra, nada menos doqueumterço dos“inatingíveis” sãobeneficiários diretos ou moram com alguém que é usuário de pelo menos um dos programas sociais do governo Lula. ✽ É JORNALISTA ESPECIALIZADO EM USO DE ESTATÍSTICAS

INFOGRÁFICO/AE

Nordeste, onde 13% descartam a possibilidade de votar nela. Serra é menos rejeitado no Sul, onde 16% afirmam que não votariam nele de jeito nenhum. No eleitorado beneficiado pelo principal programa social do governo, o Bolsa-Família, a exministradaCasa Civiltem vantagem superior à de sua média nacional.Ela aparececom 44% nesse segmento. Serra, por sua vez, conquista

ta. Há ainda 19% de eleitores que não têm palpite sobre quem será o presidenciável eleito. A maior parte desses está indecisa sobre em quem vai votar para presidente em outubro. Em rodadas anteriores, a expectativa de vitória foi um termômetro da intenção de voto. O crescimento das apostas em Dilma foi um prenúncio do aumento dos percentuais da petista na pesquisa seguinte. Sob esse aspecto, a estabilidade dos percentuais de quem acha que a petista será eleita são uma boa notícia para Serra. Mas fazer campanha contra as expectativas é mais difícil, principalmente na hora de arrecadar recursos./ J.R.T.

31% das preferências na parcela que recebe o benefício governamental. Os atendidos direta ou indiretamente pelo Bolsa-Família são 27% dos entrevistados pelo Ibope. A pesquisa revela que cerca deumterçodapopulaçãoébeneficiado por algum programa do governo, entre eles o Luz Para Todos, o Programa Universidade para Todos (Prouni) e o Minha Casa, Minha Vida.

Se podem influenciar o voto para presidente, não há evidência de que os programas sociais elevem a simpatia pelo partido governante. Entre os eleitores que recebem o Bolsa-Família, a parceladesimpatizanteséamesma que no restante da população. Preferência partidária. A pesquisa revela que o PT é o partido preferido de pouco mais de um

Governo Lula mantém taxa de aprovação de 75% A pesquisa Ibope/Estado/TV Globo mostra que, a menos de dois meses das eleições, o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva é considerado ótimo ou bom por 75% dos eleitores. Apenas 4% dos brasileiros veem a administração do País como ruim ou péssima. A nota atribuída ao presidente, em uma escala de zero a dez, é de 7,9. Já o desempenho pessoal de Lula é aprovado por 85%. A taxa de aprovação ao presidente é o dobro da obtida por

seu antecessor, Fernando Henrique Cardoso, quando faltavam menos de seis meses para o término do governo. Em julho de 2002, FHC era aprovado por 41% e desaprovado por 51%, segundo pesquisa Ibope feita na época. Reduto. Os moradores do Nor-

deste, onde a candidata governista, Dilma Rousseff, obtém seus melhores resultados eleitorais, são os que mais bem avaliam o atual governo (81%) e o

quarto dos brasileiros. Em segundolugarnorankingdesimpatizantes aparecem, empatados, PSDB e PMDB, com 6%. O PSB, que governa Estados importantes como Ceará e Pernambuco, é a legenda preferida de apenas 1% dos brasileiros – mesmo índice alcançado por PC do B, DEM e PDT. Os eleitores sem preferência partidária são maioria absoluta: 53% do total.

presidente (91%). Nada menos do que 43% dos nordestinos dão nota 10 à administração de Lula. No Sul, apenas 17% da população avalia a gestão da mesma forma. Entre os eleitores mais pobres, com renda familiar de até um salário mínimo, a aprovação ao desempenho pessoal do presiente Lula chega a 90%. Para 56% dos entrevistados, as oportunidades de emprego no Brasil melhoraram nos últimos dois anos. Para 68%, houve melhora no poder de compra no mesmo período. Em relação ao item segurança pública, a parcela descontente é maior: 35% consideram que a situação piorou, e 32% afirmam que houve melhora./D.B.


%HermesFileInfo:A-5:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

Sテ。ADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Nacional A5


A6 Nacional %HermesFileInfo:A-6:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Eleições

}

Entrevistas @ Os comentários e impressões dos presidenciáveis sobre o debate (tv.estadao.com.br) MARCOS BRANDÃO/OBRITONEWS

Dilmistas e serristas alardeiam ‘dividendos’ Para seus aliados, tucano venceu debate; entre petistas, candidata se recuperou no final No dia seguinte ao primeiro debatedos presidenciáveis, petistas comemoravam o fato de Dilma Rousseff não ter se saído tão mal, enquanto os tucanos destacavam que a adversária deJosé Serra caiu nas armadilhas jogadas pelo candidato. EmSão Paulo, Dilmarebateu a fala do adversário, segundo quem não se pode fazer campanha “olhando pelo retrovisor”. “Acho extremamente confortável e estranho, porque a pessoa alega experiência. Foi ministro porduasvezes,inclusivepoderoso ministro da área econômica.” A petista deixou claro que não abrirá mão de citar o nome do presidente Lula na campanha. Durante o debate, usou o termo “nosso governo” e praticamente não falou no nome de Lula. “Falei ‘nosso governo’, posto que não sou presidente, mas não vi mudança nenhuma. Não pensem que vou abrir mão disso.” A candidata do PV, Marina Silva, lamentou, em São Paulo, que

o debate tenha sido polarizado entre Serra e Dilma. “Na prática, oqueficouclaroalifoioconfronto”, avaliou. Ela lamentou ironias do candidato do PSOL, Plínio de Arruda Sampaio, que a chamou de “ecocapitalista” e de “Pollyana”. “Isso não me atinge. Não me preocupo com rótulos e sim com o mérito das questões.” Tantoostucanosquantoospetistasfizerammediçõescomgrupos de eleitores para diagnosticar o desempenho dos candidatos. No cinco grupos feitos pelo PSDB, Serra saiu-se melhor. O PT disse que em suas qualitativascaptouresultadoneutro.Serra se sobressaiu em alguns pontos, mas Dilma recuperou nos dois últimos blocos. O candidato tucano havia treinadoperguntas,seguiuaorientação dos marqueteiros no começo do debate, mas depois alçou voopróprio.Resolveu,porexemplo, falar das Apaes depois de visita a entidade em Minas. “Serra se saiu muito bem no

EPITACIO PESSOA/AE

Um dia depois. Serra fez campanha ontem na Bahia; Dilma assinou compromisso com projeto ‘Presidente Amigo da Criança’

Band fica atrás de Globo, Record e SBT no Ibope

três debates presidenciais realizados pela Bandeirantes. Em 2002, a emissora atingiu 8,7 pontos e, em 2006, a média ficou em 3,3. Como cada ponto significa cerca de 55 mil domicílios, ao todo mais de 1,8 milhão de tevês estavam sintonizadas no jogo de futebol, enquanto somente 165 mil assistiam ao debate entre os candidatos à Presidência. / ANA

nal da Taça Libertadores entre São Paulo e Internacional na noite de quinta-feira, a TV Globo superou a audiência da Bandeirantes, que realizou o primeiro debate dos presidenciáveis no mesmo

horário. De acordo com o Ibope, a média da Globo ficou em 33 pontos, em medição feita na Grande São Paulo. A Band registrou apenas 3 pontos, ficando atrás também da Record – com 11 pontos durante a exibição da novela Ribeirão do Tempo – e do SBT – com 9 pontos na transmissão do programa Boletim de Ocorrências e da novela Ana Raia e Zé Trovão. Foi a pior marca dos últimos

PAULA GARRIDO

debate.Pôdeexporseus planos e seu programa. Mostrou preparo”, disse o candidato ao governopaulistaGeraldoAlckmin.Para o ex-governador mineiro Aécio Neves “Serra demonstrou de forma muito clara que está mais preparado”.“Dilmafeza tentativadetrazerodebateparaopassado, que naturalmente não interessa a ninguém.” No principal aliado do PSDB,

o DEM, a avaliação é de que não houve “nocaute” por parte de Serra. O presidente do DEM, Rodrigo Maia, disse que “o resultado do debate é nulo”. Maia não compareceu ao encontro, o que alimentou os rumores da má fase na relação entre ele e Serra. “Fui convidado, mas não podia ir”, disse, alegando reunião de trabalho. Para o deputado, “o desempenhodaDilmanãofoide-

sastroso e Serra foi melhor que ela”. Segundo o deputado José CarlosAleluia(DEM-BA),“acandidata do PT não consegue ter sequência,mudade assuntosem quehajaconcordânciaentrepergunta e respostas”. O prefeito paulistano, GilbertoKassab,elogiouotucano.“Serra pôde demonstrar mais uma vez que é diferenciado em relação aos demais candidatos.”

● Com a transmissão da semifi-

Já os petistas comemoraram o desempenho. “Dilma estreou comvitória.Elademonstrousinceridadee conhecimento”, disse o presidente do PT e coordenador da campanha, José Eduardo Dutra. Na visão dele, Serra fugiu de temas importantes. “Quem passou meses dizendo que ia ganhar de goleada voltou pra casa derrotado, porque fugiu das questões centrais do debate”. O PT não admite abertamente, mas a estratégia de Dilma de evitar citar o nome de Lula foi discutida. O líder do governo na Câmara, Candido Vaccarezza (PT), afirmou, ao fim do debate: “OLulaeraaDilmaaquinodebate. A Dilma era o Lula e o governo. O Serra era a oposição.” Segundo ele, caso a petista citasse Lula muito Serra certamente aproveitaria para criticá-la por não caminhar sozinha. Um dirigente disse: “Ela não é uma oradora brilhante, não empolga, mas mostrou que é um quadro político consistente.”


%HermesFileInfo:A-7:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

Eleições

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

}

Calendário @ Confira todos os debates já marcados em todo o País (estadao.com.br/e/temporada)

O dia seguinte EUCLIDES OLTRAMARI JR

Virtual. Na caminhada, foram 60 seguidores; na web, são 15 mil

PLÍNIO BOMBA NO TWITTER Candidato do PSOL vira celebridade na internet e comemora seu desempenho no debate Flávia Tavares

nquantoospresidenciáveis que aparecem como favoritos nas pesquisasdisputam o título de vencedordodebate dequintafeira na TV Bandeirantes, Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) não tem dúvidas: ele foi o vitorioso. Sua popularidade, ao menos cibernética, deu um baita salto e ele conseguiu se colocar como grande novidade no

E

cenário – uma novidade com 80 anos de vida e 52 de vida política. “Plínio foi a palavra mais citada no mundo no Twitter. Nem entendo muito bem o que é isso”, empolga-se o candidato. “Só sei que é muito compensador.” Numa caminhada pelo centro de SãoPaulo, ontem, Plínio recebeu manifestações de admiração pelo seu desempenho no encontro com os oponentes. Mas o número de pessoas que o seguiram de fato, em carne e osso, ficou na média de 60 pessoas. O que disparou mesmo foram os seguidores virtuais de Plínio. Na quarta-

feira, ele tinha cerca de 9 mil. Ontem, até o fechamento da edição, já passava de 15 mil. “O bom é que é tudo rapaziada, né?”, ele se envaidece. E é, mas é uma rapaziada que brinca com a idade do candidato, de forma irônica, embora geralmente carinhosa. “Estou ciente disso, é parte do jogo. Todos têm direito à expressão,massintoqueamaioria dos comentários foi mesmo de apoio.” A alegria de Plínio por ter alcançado o topo dos tópicos maispopulares doTwitterdurante o debate poderia ser esfriada se ele visse os números absolutos. De acordo com a consultoria E.Life, entre as 10h de quinta e o meio-dia de ontem, 35.627 mensagens mencionavam o candidato. Dilma Rousseff teve 107.554 menções; José Serra, 67.184; e Marina Silva, 51.263. Por que ele chegou ao topo, então? “O Twitter mudou recentemente os critérios do ranking,passandoaincluir tópicos que tenham um ‘boom’ repentino, que sejam novidade e tenham volume de referências”, explica Alessandro Lima, presidente da E.Life. “Boom repentino” é tudo que Plínio quer ouvir. “Vamos saber só nas próximas pesquisas se esse apoio na internet vai se converter em votos. Mas estou muito satisfeito com a repercussão, porque eu não queria jogar números, queria discutir ideias”, diz. Porvia dasdúvidas, paramanter a ascendente nas adesões na web, Plínio voltou a twittar um vídeo, produzido em abril. A primeira frase: “Twitter, my friends”.

Nacional A7


A8 Nacional %HermesFileInfo:A-8:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Eleições

}

Blog do Toledo @ As palavras mais repetidas pelos presidenciáveis durante o debate (blogs.estadao.com.br/voxpublica)

Imprecisões marcam confronto na TV Dilma inflou reajustes do salário mínimo e Serra criticou redução de deficientes em classes especiais, que se deu por imposição constitucional CLAYTON DE SOUZA/AE – 5/8/2010

Lígia Formenti / BRASÍLIA Marta Salomon / BRASÍLIA Nicola Pamplona / RIO Lucas de Abreu Maia/SÃO PAULO

Durante o debate de quintafeira na TV Bandeirantes, tanto a candidata do PT, Dilma Rousseff, quanto o tucano José Serra cometeram deslizes e apresentaram dados imprecisos para sustentar suas teses. Dilma, por exemplo, inflou os índices do aumento do salário mínimo naera Lula. Serra criticou a redução de deficientes em classes especiais no atual governo – algo que ocorreu por imposição constitucional. Ao responder a uma pergunta do candidato do PSOL, Plínio de Arruda Sampaio, acerca das conquistas sociais do governo Lula, Dilmaafirmouqueosaláriomínimo teve, nos últimos sete anos, “aumento de 74% acima da inflação”. De acordo com dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), contudo, o acréscimo ficou 20 pontos porcentuais abaixo disso: 54%. No governo Lula o mínimo subiu deR$ 200 em janeiro de 2003 para R$ 510 este ano. A inflação acumulada (INPC) no período foi de 66%. O INPC é usado pelo Dieese para calcular o aumento realdosaláriomínimo,poisreflete os preços das mercadorias para as famílias mais pobres. Apaes

A queda de 87% para 39,5% das matrículas de pessoas com deficiências em escolas e classes especiais nos últimos dez anos foi apontada por Serra como suposta discriminação do governo Lula em relação às associações de pais e amigos dos excepcionais, as Apaes. Aredução,porém,foiacompanhada pelo crescimento das matrículas de alunos com deficiências em escolas regulares. A mudança teve ritmo mais acelerado nos últimos cinco anos, mas não

IIndústria naval

Debate. Serra e Dilma se cumprimentam: mutirões de saúde foram tema de discussão é uma política do atual governo. Está prevista na Constituição de 1988 e na Lei de Diretrizes e Bases da Educação de 1996, sancionada pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso. Também é prevista por convenção da ONU sobre a defesa dos direitos das pessoas com deficiência. “A declaração do candidato Serra é apelativa e desinformada”, reagiu o ministro da Educação, Fernando Haddad. De acordo com dados do MEC, os repasses do Orçamento para alunos com deficiência aumentaram nos oito anos de governo Lula, de R$ 47 milhões, em 2003, para R$ 219,9 milhões, neste ano.

Análises

Debate ainda é o melhor remédio Dora Kramer

Q

uem se saiu melhor no debate – eis a questão, cuja resposta depende do critério usado para o julgamento. No quesito figura mais vistosa em cena Dilma Roussef venceu, bem como Plínio deArruda Sampaio arrebatou primeiro lugar em matéria de desenvoltura, Marina Silva confirmou-se imbatível em elegância de expressão verbal, mas José Serra foi de longe o mais “presidente”, com domínio absoluto sobre o conteúdo dos assuntos debatidos e a forma de apresentá-los. Não há sequer termos de comparação, é a constatação do óbvio até pelas diferenças de carreira, trajetória e experiência entre os qua-

Regras precisam mudar para aprofundar temas João Bosco Rabello

O

dos mutirões adotados por Serra quando ministro da Saúde. Em vez das quatro doenças contempladas no formato inicial – varizes, próstata, catarata e retinoplastia –, a política previa mutirões para 90 cirurgias. Era uma forma, como dizia o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, de“sairdo populismo sanitário.” Osnúmeros,noentanto,mostraramquemudançatrouxeresultados bem aquém do esperado. No caso da catarata, em 2002, foram realizadas 309 mil cirurgias e, em 2005, 314,9 mil. No ano em que a novapolíticafoi implantada,elas caíram para 175 mil.

debate da TV Bandeirantes sinalizou claramente para a necessidade de mudança em regras e conceitos. Sem sorteio prévio de temas, por blocos, para que seja possível aos candidatos um mínimo de tempo para abordagem mais profunda de problemas específicos do País, irá prevalecer a má lógica da superficialidade, que premia os menos preparados e submete o espectador/eleitor a uma análise estrita da performance de cada um. Em tal contexto, acontece o que se viu na Bandeirantes, tarde da noite: o franco-atirador, Plínio de Arruda Sampaio, virou a grande sensação, não pela seriedade como candidato, mas pela galhofa com que tratou o pró-

“Estão reduzindo nossos alunos por uma questão ideológica”,insistiuodeputado Eduardo Barbosa (PSDB-MG), presidente da Federação Nacional das Apaes. “O MEC faz a defesa da inclusão radical e, com isso, corta recursos para nossas estruturas:acreditaque aescolacomum daria conta, mas é mentira.” Mutirões

Outro tema de discussão entre Serra e Dilma foram os mutirões desaúde. Otucano defendeusua retomada, enquanto a petista disse discordar dessa modalidade de atendimento, por não considerá-la uma “política estrutu-

tro concorrentes à Presidência da República. Ocorre que para ganhar eleição não basta ser o melhor, é preciso conquistar o racional e tocar no emocional das pessoas para convencê-las de que será capaz de ser o melhor para elas. Isso nem sempre guarda relação com atributos de qualificação. No último debate de 2002, por exemplo, era evidente a superioridade qualitativa de José Serra sobre Luiz Inácio da Silva. Mas o eleitor queria votar em Lula e dali a dois dias assim o fez de acordo com a percepção de que encarnava seus desejos naquele momento. E agora, qual é essa demanda, continuidade? Serra não desmontou o atual governo, mas apontou falhas de procedimentos importantes, enquanto Dilma puxou para si as realizações entendidas como positivas. O problema é que para explicar isso usava termos como “oligopolizados” e “spread” sem explicar do que se tratava. O importante no debate da Band foi que houve o encontro face a face entre os candidatos e isso se deu de maneira civilizada e até proveitosa não obstante asregras que buscamevitar apossibilidade de imprevistos. O debate entre candidatos ainda é o que melhor há na campanha para o cotejo do eleitorado e a prio debate, caricaturando os adversários e propondo o impossível, como a ocupação simultânea das cidades e do campo. Plínio, que se expôs todo o tempo como o candidato discriminado pelos demais, embora submetido às mesmas regras, mostrou nas suas intervenções que a injusta acusação aos colegas e entrevistadores fazia todo o sentido: ele não deveria mesmo ser levado a sério. Nem foi ali com esse objetivo. Saiu como o ente folclórico de um debate cujas regras e formato impedem que se conheça as ideias de cada candidato. Não obstante, resta a performance dos outros três. Nesse aspecto, a realidade confirmou as expectativas: Dilma mostrou-se insegura, Serra desenvolto, e Marina sem rumo, ora flertando com Dilma, ora com Plínio e ora com Serra. Nesse contexto, a realidade eleitoral leva o espectador a se fixar em dois candidatos: Serra e Dilma. O primeiro surpreendeu a adversária em dois momentos: quando a flagrou desinformada sobre o governo do qual participou - no erro do governo Lula em tirar recursos dos deficientes físicos -, e quando rechaçou definitiva-

rante”. Oprogramacriado pelogoverno para substituir mutirões de saúde,porém, nãoatingiu oobjetivo esperado, segundo análise feita por integrantes do próprio Ministério da Saúde. Diagnóstico, datado de março deste ano, mostraqueoprogramanão trouxeo aumentoplanejado de cirurgias,não melhorou acesso da população aos serviços nem trouxe redução das filas de espera. Batizada de Política Nacional de Procedimentos Cirúrgicos Eletivos de Média Complexidade, a ação foi lançada em 2006 com a promessa de ser uma versão aprimorada e mais segura

O avanço da indústria naval será um dos trunfos da campanha de Dilma. O tema foi levantado pela petista em pergunta a Serra, no terceiro bloco do debate. O objetivo é criticar as importações de plataformas de petróleo pelo governo FHC. “Não é possível voltar àquela política realizada no governo anterioremqueseimportavamplataformas e navios de Cingapura e da Coreia. As famílias coreanas e deCingapuraagradeciam.Agora, as famílias brasileiras é que não tinham emprego”, disse Dilma, em suas considerações finais. Defato,houvecrescimentoexpressivo nas contratações da indústria naval brasileira na década: em 2000, com a maior parte dos estaleiros fechados, o setor empregava pouco mais de mil pessoas. Em 2009, fechou o ano com 46,5 mil trabalhadores. Serra disse apoiar a política de crescimento do setor, mas observou que o Brasil é ainda importador de peças para navios. “Se eu chegar lá, vou fazer uma política de aumentodeproduçãodessaspeças”, afirmou. Reportagem do Estado mostrou que o índice final de nacionalização das plataformaséequivalenteaodogoverno Fernando Henrique, uma vez que não houve grande desenvolvimento tecnológico no setor.

exclusão de nanicos sem representação no Congresso, indispensável ao andamento dos trabalhos. Dilma sobreviveu e saiu com uma vantagem: nos próximos três até a eleição só pode melhorar, tantos foram os erros de desempenho. Nervosa, insegura, começou olhando durante sete segundos para a câmera sem perceber que deveria começar a falar, ficou quase de costas para o telespectador, não conseguiu dizer o que precisava no tempo regulamentar, foi prolixa, “numérica” em excesso e o sorriso confiante que a abandonou no segundo bloco não voltoua aparecer. Bem vestida, penteada e maquiada, mas antipática, sobressaltada e fora d’água. Plínio foi o tempero que dá gosto e Marina não tem bossa suficiente para fazer o papel de coqueluche. O candidato do PSOL pode tomar o lugar dela na preferência dos alternativos e, infelizmente para Lula, é mais duro com o governo que todos os caciques e índios da oposição juntos porque fala com autoridade _ “quem fez o programa de reforma agrária do Lula fui eu” _ de petista de raiz.

● Foco

Os mutirões continuam recebendo aporte federal. A diferença é que o Ministério da Saúde quer que Estados e municípios levantem as filas, programem as cirurgias e requisitem recursos para fazer o trabalho.

“Um trabalhador não pode errar, umamulher também não pode” “Serei a presidenta que vai completar o Sistema Único de Saúde” “O que me move não é um projeto pessoal, é a realização de sonhos de milhões de brasileiros” Dilma Rousseff

“O Brasil vem avançando passo a passo. Sempre jogo pelo Brasil. Sempre procurei dar ideias” “Saúde, educação e segurança são como três órgãos do corpo humano” “Nós fizemos muitas conquistas, que não foram parte de apenas um governo” José Serra

“A proteção das árvores, a defesa do meio ambiente e o saneamento básico fazem parte de uma mesma equação” “Eu sei como é ficar na fila como indigente, eu sei o que é um péssimo atendimento de saúde” “Essas eleições servirão para que sejamos capazes de assumir que ainda temos muito a fazer” Marina Silva

✽ É COLUNISTA DO ‘ESTADO’

mente a tentativa de recorrer à desconstrução do governo Fernando Henrique para afirmar o de Lula. "Na platéia você (Dilma) tem o seu principal assessor, Antonio Palocci, que no Ministério da Fazenda elogiava Fernando Henrique todos os dias". Serra esteve bem, mas não brilhante. Dilma conseguiu se superar sem o Lexotan que sugerira a seu oponente. Acabou bem avaliada por não ter uma performance desastrosa. Marina fez jus aos 8% que a mantém na campanha desde o início. Em síntese, performances televisivas levam a um debate insatisfatório no conteúdo e conspiram para uma decisão baseada em superficialidades. O depoimento de um adolescente, de 16 anos, que assistiu a todo o debate resume ao que leva esse tipo de formato: "A Dilma é muito sem sal; o "coroa (Plínio) é sensacional; o Serra é sério demais, e a Marina parece uma filha de Maria". ✽ É DIRETOR DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

“Se a gente quer viver numa democracia, temos de enfrentar com coragem a desigualdade” “Saúde pra cá, saúde pra lá. Se não socializar a saúde, não tem solução para a saúde” “Aqui (no debate) o bem deve ser feito e o mal deve ser evitado. Isso não quer dizer nada” Plínio de Arruda Sampaio


%HermesFileInfo:A-9:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

Eleições

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

}

RESULTADO

42% dos internautas que participaram da enquete disseram que Plínio de Arruda Sampaio se saiu melhor no debate da Band

Nova enquete

Nacional A9

@

Você mudaria seu voto em função do debate? Acesse e participe (estadao.com.br/e/enquetedebate)

Dilma gasta R$ 4,5 mi com programa de TV Serra tem despesa de R$ 1,2 milhão com serviços prestados por terceiros e Marina empenha R$ 1,1 milhão com publicidade impressa MARCIO FERNANDES/AE

Eugênia Lopes / BRASÍLIA.

A dez dias do início da propaganda eleitoral na TV e no rádio, a presidenciável do PT, Dilma Rousseff, gastou R$ 4,5 milhões na confecção de seus programas e R$ 2 milhões com a criação de sua página na internet. Isso representa mais da metade do que o comitê da candidata arrecadou até agora: um total de R$ 11,6 milhões. Esses gastos estão na prestação parcial de contas divulgada ontem pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Principal adversário de Dilma, o tucano José Serra arrecadou R$ 3,6milhões. Foi menosque os R$ 4,6 milhões coletados pela candidata do PV, Marina Silva. Desse valor, pelo menos R$ 1 milhão foi doado pelo vice de sua chapa, o empresário Guilherme Leal, o candidato mais rico do País, com fortuna declarada de R$ 1,2 bilhão. Assim como a petista, a maior despesa de Marina até agora foi com a produção de programa de rádio e TV – R$ 1.325.835,90. Ao contrário de Dilma e de Marina, Serra não gastou até agora um

● Caixa de campanha

R$ 11,6

milhões é o total arrecadado pela campanha presidencial da candidata do PT, Dilma Rousseff

R$ 4,6

milhões foi quanto a candidata do PV, Marina Silva, amealhou de contribuições

R$ 3,6

milhões é montante que o comitê do tucano José Serra levantou até agora para financiar sua campanha

Marina. Como a petista, maior despesa da candidata do PV é com programas de TV: R$ 1,3 milhão centavo com os programas de TV e rádio. Obrigatoriedade. Neste ano, a

grande novidade na prestação parcialdecontaséobrigatoriedade do envio pelos bancos para o TSE dos extratos eletrônicos da movimentação da conta bancária eleitoral dos candidatos e dos comitês financeiros.Os extratos

serão enviados mensalmente à JustiçaEleitoralapartirdapróxima quarta-feira. Dessa forma, o TSE poderá confrontar os dados enviados pelas campanhas com o extrato bancário. A maior despesa declarada por José Serra foi com serviços prestados por terceiros – R$ 1.281.289,22.Nestemesmoquesito, o comitê financeiro de Dilma

declarou ter pago R$ 1 milhão a prestadores de serviço. Já Marina usou R$ 1 milhão para pagar serviços prestados por terceiros e mais R$ 1.107.730,00 com publicidade impressa. Osegundo maior gasto dopresidenciável tucano na campanha foi com transporte e deslocamento: R$ 654.932,75. Dilma teve despesa de R$ 558.188,43

com transporte. Marina não declarou nada. Totais. Os três principais candidatos à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva arrecadaram até agora R$ 19,8 milhões. Dilma já gastou R$ 9,5 milhões. As despesas de Serra somaram R$ 2,5 milhões e as de Marina R$ 3,4 milhões.

A previsão de gastos da petista é de R$ 157 milhões, enquanto a de Serra chega a R$ 180 milhões. O orçamento de Marina é mais modesto: a ex-ministra pretende gastar R$ 90 milhões em sua campanha. Dos nove candidatos à Presidência, quatro declaram à Justiça Eleitoral não ter arrecadado nada para suas campanhas. São eles: Ivan Pinheiro (PCB), José Maria Eymael (PSDC), José MariadeAlmeida(PSTU)eRuiCosta Pimenta (PCO). Levy Fidelix (PRTB) informou ao TSE ter receita de R$ 1 mil. Já Plínio de Arruda Sampaio declarou ter recebido R$ 35.040. Nesta primeira prestação parcial, os candidatos não são obrigados a revelar os nomes de doadores. Quando entregou as contas ao TSE, no início da semana, aassessoriada campanhade Marina revelou que a candidata do PV foi financiada basicamente pelo sistema financeiro: 80% dos recursos vieram de pessoas jurídicas – destes, a maior parte veiodebancos.Asegundaprestação de contas dos presidenciáveis será divulgada pela Justiça Eleitoral no dia 6 de setembro.

Todo sábado no Estadão.


A12 Nacional %HermesFileInfo:A-12:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Eleições

}

Paraná

Rio Grande do Sul

Inelegível, o ex-ministro José Dirceu participa hoje do lançamento da candidatura de seu filho, Zeca Dirceu (PT), à Câmara

As lideranças do DEM declararam apoio à candidatura de José Fogaça ao governo do Estado e de Germano Rigotto ao Senado, ambos do PMDB. Mas continuam apoiando o tucano José Serra para a Presidência DIDA SAMPAIO/AE

Palanque Um giro pelas campanhas eleitorais BRASIL1

Promessa demais, criatividade de menos Depois de um mês de campanha oficial, aliados de Dilma Rousseff comemoram a liderança nas pesquisas e o fato de a candidata não ter derrapado no primeiro debatepresidencial,comoesperava a oposição. Tucanos se preocupam com o desempenho de José Serra no Sudeste,

mas exaltam o desempenho do ex-governador no confronto com os adversários e apostam na estratégia de manter a saúde no centro da discussão. Dos dois lados, no entanto, há uma constataçãocomum: a criatividadeestá em baixa. O padrão das campanhasse repete:viagens pelo País, comícios, discursos repetitivos, promessas vagas e aposta total na propaganda de TV. “Faltou uma ideia nova”, resumiu o ex-governador Moreira Franco (foto), do PMDB pró-Dilma, que assistiu ao debate no estúdio da Bandeirantes. “Fica tudo meio sem-graça.” DIDA SAMPAIO/AE

Luciana Nunes Leal

BRASIL2

PARANÁ

SANTA CATARINA

Efeito Plínio

Saia justa

Sob nova direção

ARQUIBANCADA

O estilo contundente e irônico de Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) no debate da Band irritou o PV, surpreendeu o PT e animou o PSDB. Os verdes não gostaram de o ex-deputado ter igualado Marina Silva a José Serra e Dilma Rousseff, quando a candidata verde tenta se apresentar como terceira via. Os petistas não sabem como reagir às provocações do velho companheiro de partido. E os tucanos, preocupados em levar a campanha para o segundo turno, torcem para que a estratégia de Plínio mude o voto de simpatizantes mais radicais do PT, “saudosos da campanha de 1989”.

Candidato a vice de José Serra, Índio da Costa é esperado hoje em Jacarezinho, para lançamento das candidaturas de Abelardo e Pedro Lupion (DEM). Pai e filho são dissidentes da aliança dos democratas com o PSDB de Beto Richa e fazem campanha para Osmar Dias (PDT), aliado de Dilma Rousseff.

O deputado João Matos assumiu o comando do PMDB catarinense, em substituição a Eduardo Moreira, ameaçado de expulsão. Na segunda-feira, aliados de Dilma se reúnem com o candidato a vice Michel Temer. Tentam minar a ala do partido que se aliou a José Serra.

“Vim a São Paulo ver o jogo (Internacional x São Paulo). Dilma ainda tem quatro debates e jogo só tem um. Sou Colorado fanático.”

BRASIL3 RIO

Espectador frustrado Diz Cesar Maia (DEM) sobre o confronto na Band: “Eta debatezinho de nada. Nem forma, nem conteúdo. Sobrou pouco.”

Assunto incômodo Grupos defensores da descriminação do aborto fizeram carta aberta cobrando dos presidenciáveis que “enfrentem o tema, sem tentar sair pela tangente.”

BETO ALBUQUERQUE DEPUTADO (PSB-RS)

JEFFERSON BOTEGA/AG RBS

COLABORAÇÃO: VERA ROSA, EVANDRO FADEL e BRUNO BOGHOSSIAN

ENTREVISTA

Márcio Lacerda, prefeito de Belo Horizonte (PSB)

‘Disputa PT-PSDB é maléfica ao País’ GUALTER NAVES/AE

Ele encarna o fenômeno ‘Dilmasia’ em Minas, com voto no tucano Anastasia para governador e em Dilma para a Presidência

● O discurso continuidade versus mudança nas gestões estadual e federal não parece ser o maior dilema e contradição das campanhas do PT e do PSDB?

Malu Delgado ENVIADA ESPECIAL

Eduardo Kattah BELO HORIZONTE

Em sua primeira experiência política no Executivo municipal, Márcio Lacerda (PSB), que comanda Belo Horizonte graças à aliança entre PSDB e PT, encarna o fenômeno “Dilmasia” em Minas Gerais. Ele declarou o voto a Antonio Anastasia (PSDB) para o governo estadual e em Dilma Rousseff (PT) para a Presidência. Nesta entrevista ao Estado, ele evita críticas abertas a Hélio Costa (PMDB), mas defende a continuidade do governo Aécio Neves. Para o prefeito, o PSB não é um partido contraditório, pois fez parte do governo Aécio em Minas e do governo Lula. ● O sr. foi eleito a partir da aliança de Aécio Neves (PSDB) e Fernando Pimentel (PT), que nestas eleições estão em campos opostos. Sua eleição significou uma confluência de projetos. Eles se separam agora neste pleito?

Minha candidatura teve na sua formulação uma ação não só do Aécio e do Pimentel, mas também do Ciro Gomes, com o conhecimento do presidente Lula. Havia uma visão de um possível desdobramento futuro dessa confluência, de pessoas com pensamentos convergentes. Penso que a reação extremada do PT nacional gerou, digamos, no PSDB daqui, uma agressividade que provocou o distanciamento. Me arrisco a dizer que, se o PT nacional tivesse sido simpático a essa iniciativa, Pimentel poderia ter sido candidato a governador pelo PT com apoio do Aécio. Deveremos ter confluência de projetos no futuro que podem até conduzir ao rearranjo do campo partidário. ● Isso esbarraria na criação de um novo partido no futuro?

É difícil me arriscar a fazer projeções desse tipo, mas o País precisa disso. O fato é que essa disputa entre PT e PSDB de São Paulo tem sido maléfica para o País. O comando político do PT hoje está em São Paulo. ● A reação do PT paulista contra a aliança com o PSDB não se estendeu a todos os Estados, como se vê em Minas Gerais?

dual. Portanto, gostam do Aécio e gostam de Lula. Pelas pesquisas, tanto Lula quanto Aécio têm capacidade igual de transferência de votos em Minas.

Igual. ‘Apoiamos continuidade lá e cá. Não há contradição’

QUEM É ✽ Eleito prefeito da capital mineira em 2008 graças ao apoio do então governador Aécio Neves (PSDB) e do exprefeito Fernando Pimentel (PT) , o empresário Márcio Lacerda – hoje em seu primeiro mandato executivo – é aliado do ex-ministro Ciro Gomes, com quem trabalhou no governo federal como secretário-executivo do Ministério da Integração Nacional

A realidade é que existiam várias alianças entre PT e PSDB não só em Minas, mas em outros Estados. Pela importância de Minas e pela projeção do Aécio, como provável candidato à Presidência, é que talvez tenha gerado essa reação do PT. E a própria disputa interna do PT, porque o Pimentel não era e não é tão próximo desse grupo paulista. Estamos falando de passado. A pergunta favorita de jornalistas para mim nos últimos dois anos era: quem você apoiará nas próximas eleições. Me perguntaram mais de mil vezes. Agora, a pergunta é: como você ficará nos palanques? ● E mais uma pergunta: o sr. aparecerá em programas eleitorais do Aécio/Anastasia e da Dilma?

Se eu for convidado a gravar para o Anastasia eu farei, e se for convidado a gravar para a Dilma eu farei também. Meu partido apoia o Anastasia aqui (coligação estadual) e a Dilma lá (coligação nacional). ● Qual sua opinião sobre o termo Dilmasia?

Na realidade não existe um movimento organizado para isso. Existe um grande número de prefeitos, principalmente das cidades menores, que tiveram muito apoio tanto do governo federal quanto do governo esta-

Para nós do PSB está muito tranquilo. Apoiamos a continuidade lá e cá. Não há contradição no nosso discurso. Isso é um problema deles (PT e PSDB). Não é do PSB. Lógico que todo governo tem falhas, necessidade de aprimoramentos. No PSB estadual, na discussão com o Anastasia, colocamos questões que achamos que podem ser aprimoradas na gestão do Estado. Acho que com a vitória do Anastasia nós teríamos a chance de um governo estadual mais à esquerda. ● O PT alega que a entrada de Patrus Ananias na campanha do Hélio Costa mostra que Minas pode investir mais no social, revivendo essa carga da esquerda do PT e se confrontando com a ideia “neoliberal” do PSDB.

Chamar o Aécio de neoliberal quando o Estado tem uma empresa de saneamento e uma de energia elétrica estatais, com ações disputadas nas bolsas do mundo, é absurdo. Agora, por outro lado, você vê no governo Lula uma dificuldade imensa de falar em concessões, de falar em PPPs (parcerias públicoprivadas). Por que o edital de concessão da BR 040 em Minas Gerais e da BR 116, que era para 2009, não saiu até hoje? Não tem explicação. Eu não vou fazer crítica ao governo Lula. Estive lá (no governo federal), tenho várias opiniões, mas não vou falar. Assim também como eu não quero criticar o discurso do Anastasia ou do Hélio Costa. Eles têm lá suas razões e suas visões. Mas eu acho que o Aécio fez um excelente governo, resgatou a autoestima do mineiro. E os indicadores sociais avançaram muito no governo dele, embora possa se avançar mais nesta questão humanista. ● A entrada do Patrus Ananias no processo não mudou esse jogo, já que ele é essa figura mais humanista?

Certamente. Ele defende isso com um tom quase messiânico, é muito apreciado por várias alas da sociedade. Diria que a presença do Patrus na chapa reforçou as possibilidades, mas há pessoas e alas do PT que não votarão (na chapa PMDB-PT). Estou falando de gente que eu

conheço e com as quais convivo dentro da prefeitura. ● Seu colega Ciro Gomes, ao criticar a aliança do PT- PMDB, disse que há um “roçado de escândalos no partido”. O sr. vê semelhanças entre esse PMDB nacional e o de Minas?

Não me cabe julgar pessoas

nem condutas. No PMDB tem muita gente boa. Há algum tempo, conversando com o Hélio Costa, eu disse que não é fácil montar um governo. Você tem de combinar bons técnicos de origem empresarial e pessoas com matizes políticos e partidários. Eu vi no Aécio o talento para fazer isso. Foi o meu caso e o

de vários secretários. Aécio soube delegar, cobrar e respeita as pessoas. Disse ao Hélio que não acredito que o PT com o PMDB tenham quadros suficientes para montar um bom governo. Teriam de buscar pessoas fora dos seus quadros. Não queria fazer julgamentos (do PMDB), mas.... Bom, deixa pra lá.


A14 Nacional %HermesFileInfo:A-14:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Eleições

}

Voto no exterior

100 candidatos

O número de eleitores brasileiros que residem no exterior aumentou mais de 130% da última eleição, em 2006, para as eleições deste ano, segundo balanço do TSE

pelo menos, prevê TSE, devem ter o registro barrado com base na Lei da Ficha Limpa

TRE dá aval a todos os fichas-sujas do MA Nenhum candidato no Estado foi impugnado com base na nova lei Wilson Lima ESPECIAL PARA O ESTADO SÃO LUÍS

Apesar de terem condenações transitadas em julgado, todos os fichas-sujas se livraram da

impugnação de suas candidaturas no Maranhão. No Estado, de 634 pedidos de registros de candidatura, 59 foram impugnados pelo Tribunal RegionalEleitoral. Nenhum por aplicação da Lei da Ficha Limpa.

ONGs fazem manual da doação responsável Moacir Assunção

Empresas que pretendem colaboraroujácolaboramcomcandidatosepartidosnas eleiçõespassaram a ter um manual para agir de forma ética nesta ação, vista como uma das mais elementares formas de corrupção no País. O Instituto Ethos e a TransparênciaInternacional lançaramaedição2010dapublicaçãoResponsabilidade Social das Empresas, que orienta as doações eleitorais, sem incorrer na troca de favores ou em jogos de pressões sobre candidatos a cargos públicos e legendas. “Ofinanciamentoeleitoraldeveriaserdiscutidosempreeintegrar as principais preocupações

200.392

FORA DA DISPUTA

dacidadania.Asdoaçõesnaseleições são as principais fontes de corrupção no País e, quando umaempresadoavaloresdesproporcionaisaumcandidato,podemos ter certeza de que aguarda algo em troca”, afirmou o presidente do Ethos, Oded Grajew. Apublicação,quetemsidodistribuída a entidades empresariais e empresas, traz, a partir de um estudo do cientista político e professor da Unicamp Bruno Speck, uma discussão sobre o financiamento público ou privado e o custo das eleições. Segundo o professor, as eleições custam em média R$ 4,6 bilhões e os partidos recebem cerca de R$ 190 milhões por ano do Fundo Partidário. O restante

Nomes como os do ex-governador Jackson Lago (PDT), que teve o mandato cassado em abril do ano passado, e do deputado Sarney Filho (PV), condenado a pagar multa no TRE maranhense por propaganda eleitoral irre-

vemdofinanciamentodeempresas privadas e, em menor escala, de pessoas físicas. “Oestudo demonstra que ninguém consegue se eleger no Brasilse não contar com recursos de empresas”, explicou Grajew. A publicação mostra, também, quem são os maiores doadores de campanhas eleitorais no País, com dados de 2006. Comparando a lista dos maiores doadores de campanha com a lista das mil maiores empresas do Brasil segundoarevistaExame,osorganizadores constataram que 486 destas mil doam recursos nas eleições. As empreiteiras, com 25,4%, empresas de bens de consumo, com 12,4%, de siderurgia e metalurgia, com 12,1%, e os bancos, com 8,3%, são os setores que mais doam para as campanhas. A publicação, que não é vendida, está disponível gratuitamente no portal do Ethos (www.ethos. org.br).

gular em 2006, escaparam de ter seus registros impugnados. Os juízes maranhenses entenderam que a Lei da Ficha Limpa contraria dois princípios constitucionais: o art. 5˚, segundo o qual “a lei penal não retroagirá, salvo para beneficiar o réu” e o art.16–“aleiquealteraroprocesso eleitoral entrará em vigor na data de sua publicação, não se aplicandoàeleiçãoqueocorraaté um ano da data de sua vigência”. “Os juízes entenderam que inelegibilidade é pena e eu não concordo com isso”, afirmou a procuradora eleitoral do Maranhão, Ana Carolina da Hora Höhn. “Candidatura não é direi-

69.937 2002

86.360

2006

2010

FONTE: TSE

to adquirido.” Ela vai recorrer de todos os processos envolvendo fichas-sujas . Estelionato. Dos 303 candidatos que pediram registro de candidatura no TRE do Tocantins, o candidato a deputado estadual Abraão Lima(PPS) teve sua soli-

● Impugnados

Só 2 candidatos a deputado tiveram o registro indeferido pelo TRE do Pará com base na Lei da Ficha Limpa: Roselito Soares e Nadir Neves. Eles anunciaram que pretendem recorrer ao TSE.

citação indeferida, por unanimidade, pelos juízes, por ter sido condenado em crime de estelionato. No entendimento do TRE, contudo, o indeferimento se deve ao fato de que legislação anterior à Lei da Ficha Limpa já previa impugnação em situação semelhante. Outras sete impugnações foram determinadas pelo tribunal. Em todos os pedidos analisados, o TRE optou pela não-aplicação da Ficha Limpa. Segundo os juízes, a nova lei, se aplicada agora, desobedeceria ao princípio da anualidade. / C O L A B O R O U JOCYELMA SANTANA, ESPECIAL PARA O ESTADO


O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Nacional A15

STF pode soltar presos estrangeiros Ministros decidirão caso a caso se acusados de cometer crimes fora do Brasil aguardarão em liberdade julgamento de extradição Mariângela Gallucci Vannildo Mendes BRASÍLIA

Estrangeiros acusados de cometer crimes fora do Brasil, como o ex-ativista italiano Cesare Battisti, poderão ficar em liberdade enquanto aguardam o julgamento dos pedidos de extradição feitos por governos de outros países. Na quinta-feira, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), responsáveis por decidir sobre as extradições, discutiram a possibilidade de serem adotadas,após aprisão, medidas alternativas como o monitoramento

eletrônico e a apreensão de passaporte. Hoje, a regra é que o extraditando fique preso durante todo o processo. Mas há alguns casos complexos que duram anos e a manutenção do estrangeiro por tanto tempo na cadeia, além de causar transtornos para as autoridades, pode ser desnecessária. Além do monitoramento eletrônico e da apreensão do passaporte, outra opção poderá ser a prisão domiciliar, na qual o acusado permanece em casa, mas sob a vigilância da polícia. A prisão domiciliar já foi determinadaem outros processos deextradição, como do general para-

guaio Lino Oviedo e do colombiano Padre Oliverio Medina. Essas saídas alternativas deverão ser adotadas para resolver um problema da Polícia Federal, que não tem onde manter esses estrangeiros presos e no passado enfrentou uma série de incidentes. O mais famoso de todos envolveu a cantora mexicana Gloria Trevi, que engravidou quando estava na carceragem da PF à espera do julgamento de seu processo de extradição. Os integrantes do Supremo discutiram as medidas alternativas depois que o presidente do STF, Cezar Peluso, recebeu um ofício da Polícia Federal pedin-

do que, ao determinar a prisão de um extraditando, o relator do processo especifique que o acusado deve ser encaminhado a um estabelecimento dos sistemas penitenciários estaduais. Masduranteareuniãodequinta-feira ministros observaram que o processo de extradição é ● Processo

O Supremo Tribunal Federal autorizou em novembro do ano passado a extradição do italiano Cesare Battisti, acusado de quatro assassinatos. A decisão final cabe ao presidente Lula

de competência federal. Diante do surgimento de novas medidas de controle de presos, como o monitoramento eletrônico, concluíram que analisarão cada situação. Transferências. Há hoje no

Brasil73presos aguardandoaextradição. Entre eles, Battisti. Condenado à prisão perpétua na Itália em processos nos quais foi acusado de envolvimento com assassinatos na década de 70, Battisti foi preso em abril de 2007 por ordem do Supremo. De lá para cá mudou várias vezes de carceragem. Em junho de 2007, o então relator do processo no

Juiz proíbe Dantas de movimentar fundo A Justiça Federal em São Paulo determinou que réus da Operação Satiagraha não movimentem fundos que foram desbloqueados nos Estados Unidos. A decisãofoitomada pelojuizMarcelo Costenaro Cavali, substituto da 6.ª Vara Criminal Federal, especializada em ações sobre lavagem de dinheiro e crimes financeiros. O juiz fixou multa de R$ 1 milhão em caso de desobediência, além de enquadramento criminal e eventual decretação de prisão preventiva. Cavali ordenou que o dono do GrupoOpportunity,DanielDantas, a irmã dele, Verônica Dantas, e o presidente do Banco Opportunity, Dório Ferman, e re-

presentantes da instituição se abstenhamderealizarmovimentações de valores em nome da offshore Tiger Eye Investments. Esses recursos estavam bloqueados nos EUA até o mês passado.Ontem,oMinistériodaJustiça informou que o Departamento de Justiça americano comunicouoDepartamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI) que a Corte de Apelação do Distrito de Columbia cancelou o bloqueio dos valores mantidos por envolvidos na Satiagraha em instituições naquele país. Os recursos haviam sido bloqueados em dezembro de 2008 pelo juiz John D. Bates, da Corte Distrital de Columbia, com base

STF, Celso de Mello, determinou a transferência da Penitenciária da Papuda, no DF, para a carceragem da Superintendência da PF em Brasília. Mello tomou a decisão após ter recebido a reclamação de que agentes penitenciários teriam agredido o italiano na Papuda. Emagostodomesmoano,Battisti pediu que o STF determinasse sua transferência para a Polinter no Rio, alegando “gravíssimos constrangimentosilegais”. Opedido foi negado. Em julho de 2008, o ministro Cezar Peluso determinou sua transferência para a Papuda, onde continua preso.

emsolicitaçãodeassistênciajurídica por motivo penal, solicitada pelo governo brasileiro. A solicitação de assistência foi fundamentada em decisão de bloqueio imposta pelo juiz Fausto de Sanctis, titular da 6.ª Vara. A corte de Columbia, no entanto, entendeu que o bloqueio nos EUA no interesse de um Estado estrangeiro somente poderia ser concedido quando fundado em sentença transitada em julgado. Segundo o Ministério da Justiça, a decisão foi tomada a partir de umaanálise“sobrequestõesprocessuais do caso em questão, não havendo qualquer exame de mérito sobre o pedido”. “É uma vergonha o governo brasileiro não acatar decisão de uma corte estrangeira competente”, reagiu o criminalista Antonio Sérgio de Moraes Pitombo, que defende o Oportunity. “A decisão judicial é absolutamente ilegal. Tenho que recorrer contra algo que não existe.”


A16 Nacional %HermesFileInfo:A-16:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Supremo vai reformar gabinetes Além de propor aumento de seus salários, que podem chegar a R$ 30,6 mil, ministros decidem ampliar salas do tribunal Mariângela Gallucci / BRASÍLIA

Depois de propor a elevação de seus salários para cerca de R$30,6 mil, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) querem melhorar as instalações da corte. Os integrantes do STF, que hoje despacham em gabinetes com área média de 385 metros quadrados, vão trabalhar em escritórios com 100 metros quadrados a mais. A obra foi discutida durante uma reunião administrativa, convocada pelo presidente do STF, Cezar Peluso, na noite de quinta-feira, na qual os ministros também resolveram propor um reajuste de 14,8% nos próprios salários. A ampliação dos gabinetes será possível depois que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) deixar as dependências do STF. Hojeoórgãoqueexerceocontrole externo do Judiciário funcionaem umprédio doSupremo batizado de anexo 1. A ideia é que o CNJ mude para o edifício onde está instalado atualmente o Tribunal Superior

DIDA SAMPAIO/AE – 19/11/2009

● Contas

R$ 30.675

O presidente da Associação dos Juízes Federais (Ajufe), Gabriel Wedy, disse ontem que “há uma grande inquietação na carreira” por causa de atrasos na reposi-

outras categorias de servidores. “Já ganharam revisão de subsídios.Osjuízes équeestãoháquasequatroanossemreceber reposição. Acredito que houve má vontade do Congresso.” O presidente da Ajufe disse que “oenviodapropostaaoCongresso é uma vitória histórica da magistratura federal brasileira”. Mozart Valadares, presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), observou que “toda adequação de subsídios de ministro abre polêmica”. Segundo ele, o projeto trata de perdas que a magistratura sofre

desde 2007 e inclui projeção da inflaçãopara 2010. “Não vejo nada de anormal. É justo, constitucional e compatível com a imensa carga de trabalho dos juízes.” Valadares destacou que a última proposta de adequação havia sido apresentada em fins de 2006 pela ministra Ellen Gracie. “No ano passado, o ministro Gilmar Mendes, na presidência do Supremo, encaminhou proposta de reposição de 14%, mas deram 10%.Agora o STF aprovou projeto relativo a 14,79%. É simplesmenteuma recuperaçãodas perdas.” FAUSTO MACEDO

R$ 446

milhões é o impacto anual desse reajuste no orçamento do Judiciário da União

Obras. Cezar Peluso, presidente do STF; tribunal afirma não saber ainda quanto será gasto vai para o edifício-sede, onde está instalada a sala da presidência. Por sua vez, o ministro que deixa a presidência vai para o gabinetequeficou vago no anexo2. Essa mudança custa em média

R$ 200 mil, segundo informações do tribunal. O STF afirma que ainda não tem estimativas de quanto será gastocoma ampliaçãodos locais de trabalho dos ministros e com

Juízes defendem reajuste de ministros Não é aumento, é recomposição de perdas, diz o presidente da Ajufe sobre a proposta do Supremo

a instalação de mais um gabinete.Aoperaçãoserácomplexa.Para dar mais espaço para os gabinetes, seções do tribunal que hoje funcionam no anexo 2 serão transferidas para o prédio onde

Aumento. Além dos gabinetes maiores,osministros doSTFdecidiram na última quinta-feira encaminharumprojetoparareajustar os próprios salários dos atuais R$ 26.723 para R$ 30.675. Para chegar ao porcentual de 14,79%, o STF se baseou no Índice de Preços ao Consumidor Aplicado (IPCA). O porcentual projetado para este ano é de 5,2%. Esse valor foi somado ao IPCA dos últimos meses de 2009 e ao corte de 4,6% feito pelo Congresso no último reajuste proposto pelo Supremo. O projeto será encaminhado na próxima semana ao Congresso junto com a proposta orçamentária de 2011. O impacto anual só no Judiciário da União será de R$ 446 milhões. Mas haverá um impacto indireto considerável. Como o salário do Supremo é o teto do funcionalismo público, toda vez que é dado aumento aos ministros há um efeito em cascata em todo o serviço público, inclusive nos Estados.

é o salário reivindicado pelos ministros do STF para 2011

Eleitoral (TSE). E o TSE mudará para a sua nova sede, que deverá ser entregue no final deste ano e foi projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer. A obra no Supremo não será simples. Um gabinete a mais de ministro será instalado para acabar com os gastos que ocorrem todas as vezes que um ministro assume a presidência do tribunal e o outro deixa de ser presidente. Atualmente, quando um ministro toma posse como presidente, ele sai de seu gabinete, que está localizado no anexo 2, e

ção salarial da toga. Wedy defendeu a iniciativa do Supremo Tribunal Federal (STF) que, em sessão administrativa, aprovou anteprojeto de lei que trata da revisão de subsídios mensais da magistratura. A proposta prevê a reposição dasperdasinflacionáriascombase no IPCA. O índice será de 14,79%, o que vaielevarparaR$30,6milosvencimentosdeministrodo STF,te-

to do funcionalismo, hoje fixado em R$ 26,7 mil. O reajuste vai refletir em todos ossegmentosdaJustiça–aConstituição estabelece escalonamento a partir do que ganham os ministrosdoSTFatéchegaràprimeira instância. O impacto financeiro no Judiciário da União será de R$ 446 milhões por ano. “Não se trata de aumento, esse índice é recomposição das perdas inflacionárias”, anota Wedy.

“A Constituição determina revisão geral anual de subsídios da magistratura. É mandamento constitucional. Isso foi feito para evitar os supersalários, os absurdos que existiam antes de 2005. Na Espanha e em Portugal juízespararam.AquinoBrasilsomos contra qualquer medida nessa direção, mas existem setoresnacarreiraqueestão cogitando parar.” Ele não teme efeito cascata nas

está instalado hoje o Conselho Nacional de Justiça.

‘Estado’ está sob censura há 372 dias Desde o dia 29 de janeiro, o Estado aguarda uma definição judicialsobre o processo que o impede de divulgar informações a respeito da Operação Boi Barrica, pela qual a Polícia Federal investigou a atuação do empresário Fernando Sarney. A pedido do empresário, que é filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), o jornal foi proibido pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ-DF) em 31 de julho do ano passado de noticiar fatos relativos à operação da Polícia Federal. No dia 18 de dezembro, Fernando Sarney entrou com pedido de desistência da ação contra o Estado. Mas o jornal não aceitou o arquivamento do caso. No dia 29 de janeiro, o advogado Manuel Alceu Affonso Ferreira apresentou ao TJ-DF manifestação em que sustenta a preferência do jornal pelo prosseguimento da ação, para que o mérito seja julgado.

Bem-vindo ao comportamento digital. Tendências em tecnologia e últimos lançamentos.

Toda segunda no Estadão.


A18 %HermesFileInfo:A-18:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Internacional

estadão.com.br Blog. Fotos relembram 65 anos da bomba de Hiroshima blogs.estadão.com.br/olhar-sobre-o-mundo

Dependência. Único país da América Latina sob o risco de enfrentar retração econômica este ano, Venezuela aumenta importações de produtos básicos do Brasil para frear desabastecimento; projeções indicam que a inflação pode chegar à casa dos 40% em 2010

Perto de eleição, Chávez recorre ao Brasil para conter falta de comida AYRTON VIGNOLA/AE

Renato Andrade / BRASÍLIA Patrícia Campos Mello

Crise entre Caracas e Bogotá favorece produtos do Brasil

ENVIADA ESPECIAL A CARACAS

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, vem aumentando a compra de alimentos do Brasil para evitar uma escalada do desabastecimento no país. Faltando 50 dias para as eleições parlamentares de 26 de setembro, a pauta de exportações brasileiras para o vizinho evidencia, em números, a estratégia adotada por Caracas e reforça os sinais de deterioração da economia venezuelana. Os “Mercales”, mercados comunitários instalados por Chávez, estão tomados por produtos brasileiros. O frango, por exemplo, é quase todo importado do Brasil. Todos os produtos são subsidiados e há enormes filas nos dias em que chega carne e frango. “As duas coisas acabam assim que chegam”, disse a atendente de um Mercal da favela de Antímano. De janeiro a junho, a venda de produtos, como carnes congeladas, animais vivos, açúcar e café, lideraram a lista de exportações brasileiras para a Venezuela. De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, esses produtos responderam por 37% de tudo o que o Brasil exportou para os venezuelanos no primeiro semestre. A venda de gado vivo subiu 84% na comparação entre o que foi vendido nos primeiros seis mesesde2010eovolumecomercializado na primeira metade do ano passado. No caso do açúcar, o aumento é ainda mais impressionante. O volume exportado cresceu quase 700% no período. Único país da América Latina que pode amargar uma retração

● O Brasil é um dos principais

mercados nos quais a Venezuela aposta para suprir a queda na importação de produtos colombianos. No primeiro trimestre deste ano, as vendas da Colômbia para o país vizinho, principalmente de alimentos, caíram quase 75% em relação ao mesmo período do ano passado. A troca comercial entre Brasil e Venezuela foi de US$ 4,19 bilhões em 2009 – com um superávit brasileiro de US$ 3,6 bilhões. Mas este ano, nos primeiros seis meses, já cresceu 7% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Desabastecimento. Prateleiras de mercado em favela de Caracas estão praticamente vazias, sem alimentos básicos

OS MAIS VENDIDOS EM PORCETAGEM DO TOTAL

2007

NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2010

1.º

Automóveis

10,64

2.º

Aparelhos celulares

8,71

3.º

Carne de galinha congelada

4,12

4.º

Bovinos vivos

4,00

5.º

Vans

2,95

1.º

Bovinos vivos

2.º

Carne de galinha congelada

7,85

3.º

Açúcar de cana em bruto

7,38

4.º

Carne de boi congelada

4,99

5.º

Café não torrado em grão

2,82

13,98

FONTE: MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR (MDIC)

econômica este ano, a Venezuela tem enfrentado uma diminuição nos investimentos e na produção de petróleo – sua princi-

INFOGRÁFICO/AE

pal fonte de receita –, além de umadisparadadospreços.Projeçõesindicam que ainflação pode chegar este ano à casa dos 40%,

GUERRA AO TERROR

PARAGUAI

para a realização de exames e submissão a eventuais tratamentos de quimioterapia. Segundo a ministra, o presidente não tem restrições e pode seguir com sua rotina com normalidade. O médico Alfredo Boccia explicou que o linfoma foi detectado por acaso após a operação e se encontra em um estado inicial. Lugo retomou ontem suas atividades oficiais, participando de um ato público. Lugo, que havia sido submetido a uma cirurgia na próstata no início do ano, assumiu o cargo em 15 de agosto de 2008 e finalizará seu mandato em 2013.

Parceria. Lula e Chávez assinam acordos em Caracas

Novo chefe da Al-Qaeda Lugo é diagnosticado Ex-diretor de ONG de Mandela recebeu viveu 15 anos nos EUA com câncer linfático ‘diamantes de sangue’ de Naomi Campbell O saudita Adnan Shukrijumah, Os médicos do presidente do Jeremy Ratcliffe, ex-diretor da ONG sul-africana Fundo Nelson Mandela para a Infância, confirmou ontem que recebeu três diamantes brutos da modelo britânica Naomi Campbell (foto) e os entregou para a polícia da África do Sul. Em depoimento no julgamento do ex-presidente da Libéria Charles Taylor, no Tribunal Penal Internacional, em Haia, Naomi disse que recebeu diamantes após um jantar de caridade, em 1997. Ela afirmou que não sabia a origem das pedras nem se o doa-

dor havia sido Taylor. Ratcliffe disse que aceitou os diamantes da modelo porque temeu que ela pudesse infringir a lei se os tirasse da África do Sul. “Naomi sugeriu que os utilizasse em benefício do Fundo Nelson Mandela, mas eu lhe disse que não queria envolver a entidade em nada que pudesse ser ilegal”, afirmou Ratcliffe, reconhecendo que, após pensar melhor, decidiu ficar com as pedras.

Eleições. A escassez e a alta dospreçosdealimentossãoperigosas para Chávez por causa da proximidade das eleições. Quem mais sofre com o problema é a população mais pobre, base eleitoral do líder venezuelano.SegundoaCâmaradeComércioeIndústriaVenezuelano-Brasileira, os exportadores brasileirosdeprodutosbásicostêmrecebido até pagamento adiantado, enquantooutros setores enfrentam atrasos. Tudo para que não falte frango em ano eleitoral.

presente na cerimônia, afirmou que a lei preocupa, mas há esperança de que ela não seja aprovadaemsegundaturno.“Nestemo-

AYRTON VIGNOLA/AE

LIBÉRIA

zuelano, costuma faltar todos os tipos de produtos básicos: manteiga, margarina, óleo, papel higiênico e maionese. Uma das indústrias locais fabricantes de óleo, a Empresas Diana, foi nacionalizada por Chávez e, agora, suas fábricas têm faixas com os dizeres “Feito no socialismo”, na entrada.

Fiesp teme perseguição contra o setor privado

CARACAS

pamentos e desapropriar obras de construtoras que atrasem ou suspendam trabalhos. Um executivo da Odebrecht,

Disparada. Os dados sobre as exportações de café e milho em grãosãodoisbonsexemplosdessa trajetória. Em 2007 e 2008, o Brasil não vendeu um grão sequer de café para os venezuelanos. No ano passado, o produto já apareceu em 15.º lugar na pau-

ta de exportações, respondendo por 1,01% do total vendido para Caracas. Na primeira metade deste ano, ele ocupava a quinta posição, o equivalente a 2,82% da pauta. No caso do milho em grão, o comportamento é ainda mais simbólico. Não há registro de venda do produto entre 2007 e 2009.Esteano,entretanto, omilho em grão já ocupa a nona posição. Em termos de volume, isto representa 117,8 mil toneladas embarcadas para a Venezuela. Ao mesmo tempo, a venda de automóveisecelularesdesapareceu. No topo da lista em 2007, com vendas respondendo por 19,4% do total exportado para a Venezuela naquele ano, estes dois produtos simplesmente sumiram da pauta na primeira metade de 2010. Nos mercados subsidiados montados pelo governo vene-

mento, não há atraso de pagamentos”, afirmou a empresa. Sobreareportagemde quintafeira, informando que aBraskem mudou seus planos no país, o diretor-superintendente da empresa na Venezuela, Sergio Thiesen, confirmou que um projeto foi adiado e os investimentos de outro,reduzidos.Ele, porém,explicou que as mudanças são uma adequação a uma nova realidade domercadoeadiferençasdeparticipação dos venezuelanos em um dos projetos. “Queremos ficar na Venezuela”, disse. A Braskem disse que comprará US$ 500 milhões em nafta dos venezuelanos e venderá US$ 100 milhões em resinas plásticas, mas não anunciou investimentos diretos no país. O vicepresidente da unidade de negócios internacionais, Roberto Ramos, disse que não há registro de atrasosoudefaltadecomprometimento de Caracas. / P.C.M

Lula reforça estímulo a investimentos na Venezuela O presidente Luiz Inácio Lula da Silva garantiu ontem a seu colegaHugo Chávez queosempresáriosbrasileirostêmconfiançapara investir na Venezuela. “Apesardaspreocupaçõescomaestatização de empresas brasileiras, queria falar da confiança que os empresários brasileiros têm cada vez que os convido para ir à Venezuela tratar de projetos”, disseLula,em referênciaàreportagem publicada na quinta-feira peloEstadosobreaLeideLicitações, aprovada pela Assembleia Nacional venezuelana, que permitirá a Caracas confiscar equi-

depois de registrar 27% em 2009. Tradicional importadora de alimentos, a situação venezuelana se agravou ao longo dos últimos anos em razão das constantesintervençõesdogovernochavista.Umlevantamento feitopeloEstadosobreocomportamentodasexportaçõesbrasileiraspara a Venezuela, de 2007 até o primeiro semestre de 2010, revela um movimento claro de aumento da venda de alimentos em detrimentodeprodutosmanufaturados,comoautomóveiseaparelhos de telefonia celular.

que viveu por 15 anos nos Estados Unidos, tornou-se chefe de operações da Al-Qaeda, segundo informou ontem a imprensa americana. A CNN afirmou, citando o agente especial do FBI, Brian LeBlanc, que Shukrijumah é extremamente perigoso por conhecer os EUA. O saudita teria percorrido o país de trem pouco antes dos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001. REUTERS

Paraguai, Fernando Lugo, disseram ontem que foi detectado nele um linfoma maligno cancerígeno. O diagnóstico foi realizado depois de uma cirurgia, na quarta-feira, após a biópsia de um gânglio removido da virilha. A ministra da Saúde do Paraguai, Esperanza Martínez, disse que Lugo passará por tratamento no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, com a equipe que atendeu a candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff. O exbispo deve chegar a São Paulo nas próximas 48 horas

João Paulo Charleaux

O clima de incerteza para os investimentosbrasileirosnaVenezuelacausaumapreocupação cada vez maior na Federação das Indústriasdo Estadode São Paulo(Fiesp),que vêuma “perseguição agressiva e insistente contra osetorprivado”porpartedopresidentevenezuelano,HugoChávez. DeacordocomodiretordoDepartamentodeRelaçõesInternacionais e Comércio Exterior da Fiesp, Roberto Giannetti, Chávez está “criando uma enorme insegurança para os investimentos estrangeiros, não somente os brasileiros”. Uma das maio-

res preocupações da Fiesp é com a nova lei que ameaça estatizar osbens deempreiteirasque atrasem suas obras. “Imagine o que vai acontecer se uma construtora brasileira diminuir o ritmo do trabalho porque não recebe em dia do governo. Quem vai fazer negócios em um mercado como esse?” ● Diplomacia

O presidente Chávez disse que poderá rejeitar o recém-nomeado embaixador dos EUA em Caracas. Larry Palmer criticou duramente o governo e as Forças Armadas venezuelanos

HAITI

Rapper Wyclef Jean se candidata à presidência O cantor de hip-hop Wyclef Jean (foto) registrou sua candidatura à presidência do Haiti e disputará as eleições de 28 de novembro. O rapper, que não vive no país há quase 30 anos, representa a chamada “diáspora haitiana”, nome dado ao conjunto dos 800 mil haitianos que residem nos Estados Unidos e podem ter um papel importante para tirar o Haiti da crise humana após o terremoto de janeiro, que deixou mais de 230 mil mortos.


%HermesFileInfo:A-19:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Chanceler venezuelano vai hoje à posse de Santos Presença de Nicolás Maduro e do presidente do Equador, Rafael Correa, na cerimônia indica aproximação do novo presidente colombiano

● O ESTADO NA COLÔMBIA

Tânia Monteiro ENVIADA ESPECIAL / BOGOTÁ

O presidente eleito da Colômbia, Juan Manuel Santos, toma posse na tarde de hoje, mas, antes de assumir o comando do

país, obteve o primeiro grande êxito na retomada das relações diplomáticas com a Venezuela de Hugo Chávez e o Equador de Rafael Correa. A Venezuela anunciou que o chanceler NicolásMaduroestaránafestadeposse, em Bogotá. A futura chanceler colombiana,MaríaAngelaHolguín,ex-embaixadoranaVenezuelaeconhecida pelas boas relações com Chávez, teve a missão de levar formalmente uma carta-convite aos dois presidentes. Depois de

convidarCorrea,Holguín sepreparavaparafazeraentregaaChávez,quandoovenezuelanoanunciou o corte das relações diplomáticas entre os dois países, no dia 22 de julho. O decisão de Santos de enviar convites especiais a Chávez e Correadespertou ciúmesnopresidente da Bolívia, Evo Morales, que passou a exigir tratamento semelhante. Evo, como os presidentes dos demais países, foi convidado para a posse por meio dasembaixadas,comoétradicio-

Jantar. O presidente brasileiro,LuizInácio LuladaSilva,criticado pelo presidente colombiano Álvaro Uribe por tratar a crise diplomática entre Venezuela e Colômbia “como uma questão pessoal”,foiontemànoiteaojantar em homenagem a Uribe. Na saída, ele disse “ter 100% de certeza”dequeVenezuelae Colômbiareatarão asrelações diplomáticas. Uribe deixa a presidência com 75% de aprovação. Santos assume o governo às 15 horas locais (13 horas de Brasília),emuma solenidade na Praça Bolívar. Pela manhã, participará de uma outra cerimônia, com um rito indígena. O policiamentonacidadefoireforçado.Segundo o governo colombiano, o Exército colocou 18 mil homens nas ruas – 4 mil estarão concentrados na segurança da cerimônia da posse.

● O Brasil pode mediar a crise?

‘Afinidades ideológicas não devem interferir na relação entre Estados’ Ruth Costas

bia reatar as relações com a Venezuela?

O novo vice-presidente colombiano, Angelino Garzón, começou a carreira política no Partido Comunista, da mesma forma que o líder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Alfonso Cano. Hoje, o ex-sindicalista condena a guerrilha. Considera-se de centro-esquerda e deve ser um dos principais interlocutores do presidente direitista Juan Manuel Santos com Caracas.

É crucial construir acordos contra grupos armados ilegais e nos parece importante a declaração que Chávez fez há alguns dias dizendo que a guerrilha não tem sentido na Colômbia, que precisa se desmobilizar. Santos dará continuidade à política de segurança democrática (de Álvaro Uribe), mas, ao mesmo tempo, trabalharemos pelo caminho da “prosperidade democrática”, que inclui a busca da cooperação entre todos os governos da região.

● Qual a estratégia para a Colôm-

FERNANDO RUIZ/EFE

Em organismos internacionais, nos quais estão presentes o Brasil e a Colômbia, diversos países da região podem ajudar a construir um entendimento. Afinidades partidárias ou ideológicas dos presidentes não devem interferir na relação entre Estados. ● Cano pediu que o novo governo dialogue com as Farc. A possibilidade é descartada?

Otimismo. Angelino: em busca de cooperação

DIDA SAMPAIO/AE

nal. Comoo convite especial não foi expedido, Evo avisou que não estará presente à cerimônia.

ENTREVISTA

Angelino Garzón, vice-presidente colombiano

Internacional A19

Santos não fechou as portas à paz, mas foi enfático em dizer que as Farc devem libertar, sem condições, todos os sequestrados, abandonar o terrorismo e o recrutamento de crianças. As Farc têm de ser capazes de pedir perdão para a população pelo dano que causaram. Se derem esses sinais, haverá todas as condições para um processo de paz e reconciliação.

Regressiva. Segurança é reforçada para a posse em Bogotá

Uribe leva Chávez a tribunal internacional BOGOTÁ

Jaime Granados, advogado do presidente colombiano, Álvaro Uribe, que deixará o cargo amanhã, apresentou ontem uma denúncia contra o presidente da Venezuela,Hugo Chávez,noTribunal Penal Internacional (TPI) de Haia, na Holanda, e um processo contra a Venezuela na Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH). Em março de 2008, Uribe já havia feito uma ameaça semelhante. Após o bombardeio colombiano a um acampamento das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) no Equador, Uribe prometeu levar Chávez ao tribunal sob acusação de genocídio.

Qualquerindivíduo, organização ou país pode denunciar alguém para o TPI, que costuma ser bastante rigoroso na hora de aceitar um caso – de quase 3 mil apresentados até hoje, apenas cincoforamacolhidospelotribunal e transformados em investigações até agora. Segundo alguns analistas, o problema é que, ao investigar as Farc na Venezuela, o TPI pode tambémoptarporumainvestigaçãosobrecrimescometidosdentroda Colômbia – há vários pedidos atualmente para que isto ocorra.Já aCIDHémenos seletiva na triagem dos processos. Um exemplo disso foi a condenação do Chile, em 2001, depois que o paísproibiuo filmeA ÚltimaTentação de Cristo.


A20 Internacional %HermesFileInfo:A-20:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

estadão.com.br

VISÃO GLOBAL

Radar Global. Veja no blog os links das notas blogs.estadão.com.br/radar-global

Um breve panorama da corrupção estatal Alguns políticos aparentemente tiveram sucesso com seu comportamento ilegal no funcionalismo público; outros chegaram bem próximos disso nos EUA ✽ ●

RUSS BUETTNER THE NEW YORK TIMES

advogado de Rod Blagojevich pediu aos jurados, na semana passada, que inocentassem seu cliente das acusações de corrupção, em parte porque o extrovertido ex-governador de Illinois seria estúpido demais para pôr em prática os esquemas criminosos dos quais está sendo acusado. “Não se pode dizer que ele seja uma das pessoas mais espertas”, afirmou aos jurados o advogado Sam Adam Jr. Esta é uma forma inovadora de defesa, embora não totalmente sem precedentes. A corrupção no funcionalismo público é um assunto muito divulgado ultimamente – como o próximo processo de ética da Câmara contra o deputado democrata Charles B. Rangel, de Nova York, e a acusação formal de quebra de ética contra a deputada democrata Maxine Waters, da Califórnia. Portanto, será interessante analisar o caso de alguns políticos que aparentemente tiveram sucesso com seu comportamento ilegal, e outros que chegaram bem próximos disso. O simpático secretário de Estado de Illinois, Paul Powell, não estava sendo suspeito de crime algum quando morreu em um quarto de hotel, em 1970. Ao investigarem as circunstâncias de sua morte, os agentes federais descobriram dinheiro em toda parte, nos lugares frequentados por Powell: centenas e milhares de dólares

O

em caixas de sapatos, sacolas de boliche e no cofre do seu escritório. Acredita-se que o político recebia comissões até de empregados – entre elas, US$ 200 mil em moedas. “Todos os dias ou todas as semanas, ele costumava descer até o subsolo do Capitólio e confiscar montes de moedas das máquinas de comida”, disse Kim Long, autor de The Almanac of Political Corruption, Scandals and Dirty Practises (O almanaque da corrupção, dos escândalos e das práticas sujas na política). William Hale Thompson foi prefeito de Chicago de 1915 a 1931, uma era marcada por Al Capone e pela Lei Seca. Filho de pais ricos, ele morreu

Agora, em vez de causar temor, Fidel desperta compaixão ✽ ●

YOANI SÁNCHEZ THE NEW YORK TIMES

O

Cuba. Seu reaparecimento surpreendeu um povo que espera, com desespero cada vez maior, as reformas anunciadas por seu irmão Raúl. Enquanto alguns fantasiam a respeito do seu retorno, outros estão ansiosos com o que acontecerá agora. O retorno de uma figura famosa é um tema familiar na vida e também na ficção – como demonstram Dom Quixote, Casanova ou Juan Domingo Perón.

Websfera

cky, conhecido como “Honest Dick”, desapareceu em 1888, pouco antes de descobrir-se que havia se apropriado de US$ 150 mil em dinheiro público. “Ele escreveu para a mulher durante um ano e depois suas cartas cessaram totalmente e agora seus amigos, que devem estar a par do caso, o declararam morto”, noticiou o jornal The New York Times em 1890. Há ainda o caso de David Friedland, um senador do Estado de New Jersey, que desapareceu após simular um acidente fatal durante um mergulho, em 1985, enquanto esperava a condenação por fraude. Em 1988, ele foi descoberto e posto na cadeia nas Maldivas, um arquipélago no Oceano Índico, onde havia construído uma cadeia bem-sucedida de lojas de artigos de mergulho, e ficou preso durante cerca de 9 anos do total da sentença de 15. “Ele foi realmente muito bem-sucedido”, disse um investigador federal. “Se tivesse decidido viver com discrição, é possível que ainda estivesse vivo.” Obviamente, nem todos os funcionários que são investigados são acusados, e nem todos os que são acusados são considerados culpados. Os promotores costumam ser muito cautelosos na classificação dos casos. Michele Hirshman, ex-diretora da unidade de corrupção no governo, do escritório do procurador de Nova York no Distrito Sul, disse que tratava de casos que revelavam a persistente traição da confiança do público. Ela acrescentou que os promotores costumam enfrentar desafios consideráveis para colher provas nestes casos, em que precisam da colaboração de pessoas de dentro do governo para apurar as motivações dos envolvidos. Descobriu-se que Powell, o funcionário de Illinois que mantinha o dinheiro em caixas de sapatos, não ocultava suas motivações, embora seus crimes foram descobertos somente depois de sua morte. “Só existe uma coisa pior do que um político derrotado”, disse certa vez. “É um político derrotado e quebrado.” / TRADUÇÃO DE ANNA CAPOVILLA ✽

Em Cuba, só resta a sombra do líder máximo

regressodeFidelCastro à vida pública depois de uma ausência de quatro anos está provocando emoções conflitantes em

em 1944, deixando um patrimônio avaliado por seu advogado em US$ 150 mil. Mas quando agentes do Estado abriram duas caixas de depósito nos cofres de um banco em seu nome encontraram US$ 1,5 milhão em dinheiro, o equivalente a aproximadamente US$ 18,6 milhões hoje. Evidentemente, nenhum panorama da corrupção pública seria completo sem uma breve escala em New Jersey. Harold G. Hoffman, ex-governador de New Jersey que morreu em 1954, teve uma carreira em grande parte impoluta na política. Mas, aparentemente, mergulhou no crime perto do fim. Hoffman deixou à filha uma carta, pa-

ra ser aberta depois da sua morte, na qual revelou com detalhes uma vida de corrupção, como a apropriação indébita de US$ 50 mil por mês quando era inspetor do Departamento de Veículos, e US$ 300 mil de um banco. Ele afirmou que sempre alimentara a esperança de devolver o dinheiro e pediu à filha: “Faça o que você sabe que deve ser feito.” Entre os políticos apanhados nas malhas da Justiça, alguns escaparam de consequências mais graves renunciando simplesmente ao cargo. James John Walker, conhecido como Jimmy, demitiu-se do cargo de prefeito de Nova York em 1932 para não ser destituído da função e não enfrentar um possível indiciamento por corrupção. Spiro Agnew, vice-presidente de Richard Nixon, renunciou em 1973 no meio de uma investigação federal de suborno e extorsão. Ele embolsara dezenas de milhares de dólares em comissões enquanto governador e diretor administrativo do governo do Estado em Maryland. Obrigado a deixar o cargo, ele não contestou a única acusação de sonegação de impostos. Foi condenado a 3 anos em liberdade não vigiada, multado em US$ 10 mil e seguiu em frente, tornando-se um bem-sucedido consultor de negócios. Outros escaparam da mão da Justiça quase literalmente. James Williams Tate, tesoureiro do Estado de Kentu-

Entretanto, o outro tema familiar é o do desapontamento – dos que descobrem que a pessoa que retornou não é mais a que partiu, ou pelo menos como era lembrada. Frequentemente uma sensação de desespero envolve os que insistem em voltar. Fidel Castro não é exceçãoaesteproblema inerenteàsreedições. O homem que apareceu nos festejos do Dia da Revolução, na semana passada, não se parecia absolutamente com o soldado forte que entregara o cargo ao irmão em julho de 2006. O velho que gaguejava, com as mãos trêmulas, era uma sombra do líder militar de perfil grego que, enquanto um milhão de vozes gritava seu nome na praça, perdoava vidas, anunciava execuções, proclama-

O melhor da internet

va leis sobre as quais ninguém havia sido consultado e declarava o direito dos revolucionários de fazer a revolução. Embora mais uma vez esteja vestindo a camisa militar verde-oliva, pouco restou do homem que costumava dominar a programação da TV horas a fio, mantendo as pessoas em transe do outro lado da tela. Ogrande orador do passadoagora encontra um público de jovens em um pequeno teatro e lê para eles um resumo de suas mais recentes reflexões, que a imprensajá publicou.Em vezde despertar o temor que faz tremer até os bravos, ele desperta, quando muito, uma terna compaixão. Ao dirigir-lhe uma pergunta, uma jovem repórter pediu: “Posso dar-lhe um beijo?” Onde está o abismo que por tantos anos nem mesmo os mais corajosos ousavam transpor? Um sinal significativo de que o retorno de Fidel Castro aos microfones não foi tão bem como devia, é que seu próprio irmão se recusou a reiterar, em seu mais recente discurso no Parlamento, o sombrio prognóstico do ex-líder de uma catástrofe nuclear que começará quando osEUAlançaremumataquemilitarcontra a Coreia do Norte ou o Irã. Muitosanalistasressaltaramqueohomem que era conhecido como líder máximo não está qualificado para avaliar os inúmeros problemas de seu país. No entanto, ele volta o olhar para a palha no olho do vizinho. O esquema é familiar, comsuasdiscussões dos problemasambientaismundiais, oesgotamentodoca-

FARRELL/AE

É COLUNISTA

pitalismocomosistemae, maisrecentemente, as previsões de uma guerra nuclear. Outros percebem um velado descontentamento em sua aparente indiferença a respeito do que está ocorrendo em Cuba. No entanto, este pensamento esquece a máxima: Mesmo que ele não censure, se César não aplaude, as coisas vão mal. É impensável que Fidel Castro não tenha conhecimento da fome de mudança que está devorando a classe política cubana: seria ingênuo acreditar que ele aprove o que está acontecendo.

te 50 anos, por este único homem. Por que ele não fica tranquilamente em casa e nos deixa trabalhar, pensam alguns, embora não ousem sussurrar a pergunta. Já começamos a lembrá-lo como algo pertencente ao passado, o que é uma maneira nobre de esquecê-lo. Muitos estavam dispostos a perdoar seus erros e fracassos. Eles o haviam colocado numa espécie de pedestal cinzento da história do século 20, captando seu rosto no seu melhor momento, juntamente com os mortos ilustres. Mas seu repentino reaparecimento frustra estes esforços. Ele voltou a exibir, sem qualquer pudor, suas enfermidades e a anunciar o fim do mundo, como para nos convencer de que a vida depois dele carecerá de propósito. Nas últimas semanas, ele, que outrora foi chamado “o único”, “o cavalo” ou simplesmente “ele”, nos foi apresentado despido de seu carisma cativante. Embora tenha voltado ao noticiário, foi confirmado: Fidel Castro, felizmente, jamais retornará. /

Imprevisível. Durante anos, muitas vi-

das e sua sobrevivência dependeram dos gestos destas mãos, do modo como ele levanta as sobrancelhas ou do tique das suas orelhas. Os observadores de Fidel agora o veem como uma pessoa imprevisível, e muitos temem que o pior possa acontecer se ele achar que deveinvestircontraos reformistasdiante das câmeras da televisão. Talvez seja por isso que esta espécie impaciente de novos lobos não queira atiçar a ira do antigo comandante, que está prestes a completar 84 anos. Algunsquepretendiamintroduzirmudanças mais radicais agora se agarram às suas esferas de poder, à espera de sua próxima recaída. Enquantoisso,osqueestãopreocupados com a sobrevivência do “processo” estão alarmados com o perigo que seu óbvio declínio apresenta para o mito da revoluçãocubanapersonificada, duran-

TRADUÇÃO DE ANNA CAPOVILLA

✽ É ESCRITORA QUE VIVE EM CUBA, AUTORA DE UM BLOG NO SITE WWW.DESDECUBA. COM/GENERATIONY E, ENTRE OUTROS PRÊMIOS, RECEBEU O MARIA MOORS CABOT, DE 2009

Cristiano Dias

DER SPIEGEL

THE GUARDIAN

WALL STREET JOURNAL

Cidade de Lahore é alvo preferido do Taleban

Tâmaras de Israel são boicotadas no Ramadã

EUA negociam acordo nuclear com Vietnã

PIOR PAÍS DO MUNDO

Por que o FBI declarou guerra à Wikipédia?

A cidade de Lahore sempre foi berço da elite intelectual do Paquistão. Agora, a cidade tornouse o alvo preferido do Taleban. A violência fez Ahmed Rashid, um dos mais conhecidos escritores paquistaneses, cujos livros são obrigatórios nas esco-

O mundo islâmico achou uma nova forma de atingir Israel em razão do bloqueio a Gaza. Líderes muçulmanos convocaram um boicote às tâmaras israelenses durante o Ramadã – a fruta é tradicionalmente consumida no mês sagrado muçulmano.

O governo dos EUA começou a negociar com o Vietnã um acordo nuclear que permitiria ao país enriquecer urânio. O anúncio irritou muitos congressistas, que acreditam que o caso pode enfraquecer a posição americana no caso iraniano.

Top 5 dos Estados falidos:

O FBI exige que sua logomarca seja retirada da Wikipédia, que pode sofrer “punições”. Robert Quigley diz que a pressão da polícia federal dos EUA só pode ser uma confusão entre Wikipédia e WikiLeaks, que vazou arquivos sobre a guerra afegã.

las militares dos EUA, perder as esperanças de que os insurgentes islâmicos possam ser derrotado.

THE ATLANTIC WIRE

1 2 3 4 5

Somália Chade Sudão Zimbábue República Dem. do Congo

FONTE: FOREIGN POLICY


%HermesFileInfo:A-21:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Internacional A21 estadão.com.br

ENCHENTES NO PAQUISTÃO

Veja mais fotos KHALID TANVEER/AP

Resgatados. As piores enchentes da história do Paquistão afetaram pelo menos 14 milhões de pessoas e destruíram 650 mil casas. A temporada de chuvas está na metade e o governo teme que o impacto seja ainda maior

ASIF HASSAN/AFP

Desabrigados. Criança espera por doação de alimentos e remédios

REUTERS

Destruição. A catástrofe, uma das maiores no país, deixou 1.500 mortos. O presidente Ali Zardari não visitou as regiões atingidas

MOHAMMAD SAJJAD/AP

Ajuda. Cerca de 30 mil soldados distribuem alimentos para as vítimas

ENTREVISTA

Mohammad Mostafaei, advogado de Sakineh Ashtiani

‘Lula trai os iranianos ao não falar das violações’ Jamil Chade CORRESPONDENTE / GENEBRA

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva “desrespeita” o povo iraniano ao tratar o líder Mahmoud Ahmadinejad como um amigo e não cobrar de forma concreta mudanças na situação dos direitos humanos no país. O alerta é do advogado Mohammad Mostafaei, que defendia a iraniana Sakineh Ashtiani condenada por adultério em Teerã. Na semana passada, o advogado de 36 anos fugiu do Irã para a Turquia depois de ter sido interrogado. Ontem, Mostafaei falou ao Estado por telefone. Ele havia sido levado para um centro de detenção nas proximidades de Istambul. Ontem foi liberado e deve seguir viagem na próxima semana para a Norue-

ga. Abaixo, os principais trechos da entrevista: ● O que o sr. acha da maior aproximação entre o presidente Lula e Ahmadinejad?

(Risos). Isso é mesmo curioso. Claro que agradecemos o gesto de Lula de oferecer asilo a Sakineh. Mas o que posso dizer é que Lula tem o dever de falar de direitos humanos com Ahmadinejad. O problema não é apenas das famílias iranianas. É da humanidade. Lula trai os iranianos ao não falar das violações. É ainda um desrespeito ao povo iraniano tratar Ahmadinejad como um amigo e não cobrar mudanças na situação dos direitos humanos no país. ● Mas o governo brasileiro diz que tratou do caso de Sakineh

com as autoridades iranianas.

Não sei. Não posso dizer até que ponto isso foi tratado de forma séria. ● O sr. conseguiu fugir do Irã.

Qual será seu futuro?

Já fui autorizado a deixar o centro de refugiados e agora estou sob proteção diplomática. Tudo indica que devo ir para a Noruega. Quando sai, me senti muito aliviado. Mas quando estava a caminho do hotel, funcionários de uma missão diplomática europeia me pararam e disseram que seria muito arriscado me deixar num hotel. Agora, sob proteção diplomática, estou bem. Temo por minha família que ficou no Irã e minha mulher, que continua detida para me forçar a retornar ou me silenciar.

QUEM É MOHAMMAD MOSTAFAEI ADVOGADO IRANIANO

✽ Defensor dos direitos humanos e crítico do sistema judiciário iraniano, fugiu do Irã após ser interrogado no dia 23 na prisão de Evin sobre o caso de sua cliente Sakineh Ashtiani.

● Como está a situação dos direitos humanos hoje no Irã?

O Irã tornou-se uma grande prisão. A situação é desesperadora e o mundo precisa saber disso. Os problemas e violações são

profundos. A economia vai mal e os problemas sociais são cada vez mais evidentes. A tortura contra quem ousa falar contra o governo é imediata. Muitos estão deixando o Irã. Só na Turquia são 4 mil refugiados iranianos. Há centenas de pessoas inocentes nas prisões, sem ter quem as defenda. Essa repressão intensificou-se nos últimos meses. É um cenário desesperador.

crever a verdade. Sem a liberdade de expressão, nunca saberemos o que de fato ocorreu. ● Teerã insiste em dizer que as sanções da ONU não estão surtindo efeito e apenas a população sofre. Qual sua avaliação?

É certo que é a população que sofre. Mas, entre aqueles que tem consciência, sabemos que sofremos por culpa do governo, e não por culpa das sanções.

● O que o sr. sugere para mudar

a situação do Irã?

Precisamos de liberdade. O governo precisa se abrir e não manter apenas relações com o Brasil e a Turquia. Precisamos construir e aceitar um novo diálogo com a Europa e outros parceiros. Internamente, precisamos dar liberdade aos jornalistas. Muitos estão presos por es-

● O que o sr. sabe sobre o futuro de Sakineh?

Não sei muito. A Corte Suprema não aceitou reabrir o caso, o que é um sinal péssimo. Agora, só a pressão internacional pode salvá-la. Só a pressão de outros líderes poderá impedir que a executem. Por isso, apelo a todos que continuem a protestar.


A22 %HermesFileInfo:A-22:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Vida

estadão.com.br

/ AMBIENTE / CIÊNCIA / EDUCAÇÃO / SAÚDE / SOCIEDADE

Leia. Gelo de lua de Saturno alimenta anel do planeta estadão.com.br/ciencia

Educação. Rede de escolas de informática e idiomas oferece bolsa de estudos para atrair estudantes e cria armadilha no contrato, cobrando mais pelo material didático do que pelas aulas. Também usa nome do MEC e de empresas, como a Dell, para fazer propaganda

Microcamp entra na mira do MPF Carlos Lordelo ESTADÃO.EDU

Motivado por sucessivas reclamações contra a rede Microcamp, o Ministério Público Federal estuda ajuizar ação civil públicaparaqueaempresamude a forma de abordar candidatos a cursos como de informática e de idiomas oferecidos pela rede. A medida também visa a obrigar União e Estados a fiscalizaros chamados cursos livres. Só em 2009, a Fundação Procon-SP registrou 436 reclamações contra a rede – um aumento de 385% ante 2008. Hápelomenostrêsanos,funcionários da central de atendimento e de unidades da Microcamp usam o nome do Ministério da Educação (MEC) e de empresas como Microsoft e Dell para fazer propagandadeseuscursoslivrese técnicos. Mas não é da competência do MEC reconhecer esses cursos–atribuiçãodassecretariasestaduaisdeEducação–,eascompanhias negam manter parceria que não seja comercial com a rede. “AsreclamaçõescontraaMicrocamp estão aumentando de formareiteradae,pior,impune”,afirma o procurador regional dos Direitos do Cidadão em São Paulo,

‘Parceiras’ negam relação que não seja comercial ● As cinco empresas de tecnolo-

gia da informação identificadas como parceiras em materiais promocionais e no site da Microcamp – Intel, Microsoft, Dell, Adobe e Corel – afirmam não manter com a Microcamp qualquer relacionamento que não seja comercial. As companhias têm respaldo na Lei da Propriedade Industrial para interpelar judicialmente a empresa de cursos. A Microsoft, por exemplo, afirma “não reconhecer” a Microcamp como uma parceira e diz que a rede “não tem autorização para fazer qualquer referência de parceria com a companhia em suas comunicações”.

JeffersonAparecidoDias,queanalisaocaso.Levantamentofeitopela Secretaria Estadual de Educação a pedido do Estado mostra que apenas 15 das 97 unidades da MicrocampemSãoPaulotêmcursos técnicos autorizados.

presa, onde o consumidor acaba por assinar contrato de prestação de serviços e aquisição de livros – o que, na prática, é uma armadilha, sem possibilidade de devolução dos produtos e previsão de multapararescisãodocontratorelativo ao curso. Coma“bolsadeestudos”,oaluno paga cerca de R$ 160 por mês, valor que “inclui” o material didático.SóqueaMicrocampnãoconsideraoslivroscomopartedomaterial didático – e sim o computador e a impressora, por exemplo. Os vendedores também não avisamque,nocontrato,amensalidade é composta por dois valores – R$ 32 referentesao curso eR$ 128, do material. O curso tem duração de24ou25meses,dependendoda unidade. Uma cláusula no contrato estabelece que apenas o curso pode ser cancelado, e a multa é de 15% sobre o valor das parcelas não pagas. Mas a coleção de livros precisaserpagaintegralmente.Umadesistência no 12.º mês, por exemplo, geraria uma multa de R$ 62,40 (15% sobre as 13 parcelas de R$ 32) e uma dívida de R$ 1.664, referente às 13 parcelas de R$ 128. A estudante Tamara Lopes da Silva, de 17 anos, matriculou-se num curso de webdesign numa unidadeemItaquera,zonalestedacapital.Frequentoutrês mesesese arrependeu. “É uma porcaria”, diz. Além de ter de dividir o computador, ela não gostou do nível das aulas. “Quando fui cancelar, soube que teria de pagar R$ 3 mil de material.” Não houve acordo e, desdeentão,aempresaameaçacolocar a mãe de Tamara (fiadora) no SPC. “Mandam mensagem de celular, carta e ligam para o serviçodela”,dizagarota,quetrabalha durante o dia e estuda à noite numa escola da rede pública estadual.

SERGIO NEVES/AE

Prejuízo. Tamara Lopes da Silva com a mãe, Mariza Alves Lopes: ‘Curso é uma porcaria’, diz

Procurada pela reportagem, a Microcamp negou fazer propaganda enganosa, reafirmou a “importância” da parceria com a União Municipal dos Estudantes(Umes) deSão Paulo e garantiu que seu curso técnico de nível médio em informática é “reconhecido” pelo Ministério da Educação (MEC) – pela legislação, só cabe ao ministério reconhecer cursos de graduação de instituições de ensino superior. Informou ainda que não vai mu-

dar seu contrato de prestação de serviços e de aquisição de livros. “Para obter o reconhecimento do MEC, a Microcamp cumpriu uma série de exigências do governo em relação ao seu curso técnicoeminformática”,dizaassessoria de imprensa da rede, em nota. Por telefone, o presidente da Microcamp, Eloy Tuffi, disse que a Microsoft está elaborando a coleção de livros da empresa. “É a nossa grande parceira”, disse. A Intel dá cursos gra-

tuitos para os mil melhores alunos da rede e expede os diplomas. A Dell, além de fornecedora de computadores, abre as portas para visitação e estágios. A Adobe e a Corel são parceiras “porque dão descontos absurdos”. Segundo a empresa, seus profissionais de vendas recebem “exaustivos treinamentos” e são orientados a falar, entre outras coisas,dasparcerias.Questionado sobre o motivo de a Microcamp oferecer a “verba educativa” para qualquer pessoa que ligue ou vá a uma unidade, Tuffi afirma que “alguns operadores de telemarketing são induzidos ao erro”. “Se você aparecer lá eles vão te dar promoção. O negócio deles é ganhar comissão.”

Sindicato teme vazamento de dados do Enade

O site que disponibiliza as médias das instituições no Enade é considerado frágil. O diretor de uma faculdade de São Paulo especializada em tecnologia explicou que as médias de cada instituição são disponibilizadas em um documento facilmente alterável. “No Enade, é uma tabela simples, um PDF”, diz ele, que preferiu não se identificar. Márcio Nunes, diretor da Certisign – empresa de segurança da

informação – explica que poderiam até trocar o arquivo todo. Segundoele,dadoscomoosgeridos pelo Inep deveriam contar com certificação digital, que impede acesso fácil aos documentos. “O grau de segurança em cada sistema está ligado ao valor que se dá a suas informações.” Segundo a Agência Brasil, a auditoria interna no Inep para apurarovazamentodeveserconcluída em 30 dias.

● Problemas

120 mil

alunos estudam em 146 unidades da Microcamp no País

718

é o número de reclamações que o Procon recebeu contra a Microcamp de janeiro a julho. É uma média de 3 por dia

Paulo Saldaña ESTADÃO.EDU

Depois do vazamento dos dados de 12 milhões de inscritos nas úl-

‘Bolsa’. Parceria firmada com a

União Municipal dos Estudantes Secundaristas (Umes) permite que funcionários da rede acessem o cadastro de alunos e ex-alunos de escolas de ensino médio da capital. Num telefonema, os estudantes são informados que foram “sorteados”paraganharuma“bolsa de estudos” em alguma unidade da escola. Segundo o Procon-SP, a oferta docursoportelefonefuncionacomo “mero atrativo” para a venda dematerialdidáticonasededaem-

timas três edições do Exame Nacionaldo Ensino Médio (Enem), o sindicato que representa as faculdades e universidades particulares de São Paulo volta suas atenções à avaliação de alunos do ensino superior. A preocupação do Semesp é que as mesmas

fragilidades apareçam também noExameNacionaldeDesempenho de Estudantes (Enade). O Presidente do Semesp, Hermes Ferreira Figueiredo, afirmou que as consequências de uma falha no sistema podem atingir estudantes e universida-

Empresa reafirma que MEC reconhece curso

des. “Caso ocorra com o Enade um vazamento como esse, há a possibilidade de macular indevidamente uma instituição”, diz. O Enade faz também é organizadopelo InstitutoNacionalde Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), assim como o Enem.


%HermesFileInfo:A-23:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Vida A23

BREVE LANÇAMENTO - PINHEIROS

VEM AÍ O 1º APARTAMENTO VERSÁTIL NA PLANTA E NO CONCEITO.

Cultura Inglesa

FNAC

Shopping Iguatemi

Estação Pinheiros

Estação Faria Lima

Parque do povo

Shopping Eldorado

Jockey Club

Foto aérea de Pinheiros

Shopping Iguatemi - A

1.500 m

Edifício Cultura Inglesa - A

250 m

Shopping Eldorado- A

600 m

Estação Faria Lima - A

400 m.

FNAC - A

Parque Villa-Lobos - A

750 m

3 km.

CONTE COM O PRIVILÉGIO DE VIVER PRÓXIMO AO MELHOR DA CIDADE

2 Dorms (1 suíte)

68 e 70 m² 1 ou 2 vagas

Incorporação e Administração

OR

EI C N O C

TO

LIVPAINNDG IDO EX

PARA MAIS INFORMAÇÕES, ACESSE:

R. Ferreira de Araújo, 1000 - Pinheiros INFORMAÇÕES:

AD INOV

www.versatillepinheiros.com.br

(11) 3067-0000

Incorporação e Construção

Futura comercialização

Arquitetura: Jonas Birger - Decoração: Patricia Anastassiadis - Paisagismo: Martha Gavião. Futuras vendas da LPS Brasil Consultoria de Imóveis S.A. - Rua Estados Unidos, 1971 - Jardim América - CEP 01427-002 - São Paulo-SP. Fone: (11) 3067-0000 - www.lopes.com.br. CRECI/SP n° J-19585 - Secovi: 955. O empreendimento será comercializado após registro do Memorial de Incorporação conforme Lei Nº 4.591/64. Fotos ilustrativas com fins de localização.


A24 Vida %HermesFileInfo:A-24:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

SERGIO NEVES/AE–4/8/2010

Conto causa polêmica nas escolas estaduais Alunos do 3º ano do ensino médio receberam seleção de melhores textos literários com obra erótica do escritor Ignácio de Loyola Brandão Fábio Mazzitelli JORNAL DA TARDE

Alguns professores da rede estadual de São Paulo e parte dos pais de alunos questionam a distribuição de um livro de contos com um texto erótico a estudantes do ensino médio. O texto contém palavrões e expressões obscenas. O conto Obscenidades para uma Dona de Casa, de autoria do escritor Ignácio de Loyola Brandão – colunista do Estado –,fazpartedolivroOsCemMelhores Contos Brasileiros do Século, lançado em 2000. Nele, uma dona de casa solitária detalha cartas obscenas que recebe de um amante. No contexto da narração, o autor escreve palavrões e termos chulos. Uma professora de língua portuguesa que trabalha no Capão Redondo, zona sul de São Paulo, dissequenãoconseguiumaistra-

‘Livros dão chance para que a escola eduque’ ● O livro Os Cem Melhores Contos Brasileiros do Século faz parte do Programa Apoio ao Saber que destina anualmente, desde 2008, três títulos literários para alunos do ensino fundamental 2 (6º ao 9º ano) e ensino médio. De acordo com a secretaria estadual de Educação, o livro foi distribuí-

do apenas aos estudantes do 3º ano do ensino médio. A coletânea reúne autores como Machado de Assis, Clarice Lispector, Guimarães Rosa, Dalton Trevisan, Lygia Fagundes Telles, Hilda Hilst, entre outros autores cujos textos são frequentemente utilizados em exames vestibulares. A pasta afirma que “textos literários que retratam a sexualidade e outros aspectos da vida são oportunidades previstas na lei para que a escola exerça sua função de ensinar e educar”.

‘Moral boba’. Para Brandão, pais e professores devem estar abertos à discussão balhar depois que o livro chegou àsmãos dosalunos. A professora afirma não se sentir capaz de abordar a sexualidade presente no conto com os estudantes. Em outro colégio estadual, um pai já teria protestado ao saber do livro. Em Guarulhos, um

funcionário público ameaçou levaraquestãoaoMinistérioPúblico. De acordo com a Secretaria Estadual de Educação, a obra, quefazpartedoprograma governamentalApoioao Saber,foi distribuída somente para alunos do últimoanodoensinomédio –es-

tudantes entre 16 e 17 anos – e é adequada para esta faixa etária. Além da seleção de contos, foram dados aos alunos mais dois livros: Casa de Bonecas, de Henrik Ibsen, e o poema O Canto Geral, de Pablo Neruda. “As escolhas não podem ser

feitas por catálogo ou por títulos, é preciso uma leitura integraldaobra”,afirmaMarisaLajolo,doutoraem Letraseprofessora do Mackenzie. No ano passado, a rede estadualjá foi questionadapelaescolhadelivros e,depois de umasin-

dicância interna, excluiu cinco obras das salas de aula. “O que me preocupa nessas reações é que você começa a ter um espírito censor que não é o mais importante e que, no limite,inviabilizaousodetextoscontemporâneos”, afirma.

va as coisas. E aquilo que eu lia deixava de ser erotismo ou pornografia para ser vida.

ra eu entender o que é vida, o que é o amor, o que é o sexo, a honestidade, a sinceridade, o que é a verdade. Me fez ver que a vida tem vários aspectos e você não pode proibir porque mais cedo ou mais tarde as pessoas vão descobrir. Não se pode fazer do sexo uma coisa monstruosa e pecaminosa porque aí você pode conduzir para desvios da personalidade.

bem humorado, que fala da solidão feminina, da sensualidade. Ele é muito engraçado e foi adotado em várias escolas. Já houve essa atitude em algumas escolas, cartas isoladas de alguns pais. Pouquíssimas escolas tiveram a atitude de condenação, de proibição, de repressão. Acho maravilhoso ter sido adotado (pela rede estadual de São Paulo).

● Você chamaria de conto pornográfico?

● Para você não há objeção em

● No que te ajudou?

Ajudou na minha formação, pa-

Não, não. É um conto inclusive

Não vejo nenhuma objeção

em relação a isso. Cabe à consciência e à formação do professor. Se ele também é obtuso, não vai rever nada. Se ele é um professor aberto, tudo bem. Ele que converse com os alunos sobre o que é vida. Esses meninos estão lendo o caso Bruno, vendo um ídolo deles, jogador de futebol, fazendo orgias com as moças e mandando matar. Isso é que é pornografia e não a história da solidão de uma mulher que procura na sensualidade uma maneira de libertação.

ENTREVISTA

Ignácio de Loyola Brandão, escritor

‘É preciso deixar essa coisa boba de moral para pensar na vida’ Autor do conto Obscenidades para uma Dona de Casa, o escritor Ignácio de Loyola Brandão defende o uso da obra na escola. ● O que você pensa da reação de

alguns pais e professores em

relação ao seu conto ser trabalhado na escola?

Eu, com 12 anos, lia Jorge Amado. Meu pai era católico, apostólico, romano. Li tudo com a maior liberdade, conversava com o meu pai, e ele me explica-

● Então pode cumprir um papel educativo na sala de aula?

Tem um caráter educativo. Agora, o pai e a mãe têm que ser abertos para a discussão das coisas. Pai, o que é isso? Mãe, o que é isso? Você tem de deixar de lado essa coisa boba de moral para pensar em termos de vida.

usar o conto na sala de aula?


A26 Vida %HermesFileInfo:A-26:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

PLANETA

}

CENTENÁRIO

ONU lança década de combate à desertificação

CÓDIGO FLORESTAL

Agricultura critica nova proposta do MMA

Vidas secas. Desertificação ameaça produção de alimentos e abrigam 2,1 bilhões de pessoas. Além disso, um terço das plantações cultivadas hoje tem sua origem em terras secas. Desertos também são base para criação de metade do gado do mundo. O lançamento da década no

Leia. Recuperar florestas ajuda a capturar mais carbono estadão.com.br/planeta MALTE CHRISTIANS/EFE

EDUARDO NICOLAU/AE–11/10/2007

A Organização das Nações Unidas lança no Brasil, no dia 16, a Década das Nações Unidas para os Desertos e a Luta contra a Desertificação (UNDDD,nasiglaeminglês).Adécada de eventos, de 2010 a 2020, busca traçar um plano de ações para combater a desertificação. Segundo a ONU, a conversão do solo em terras secas pode levar à degradação deaté44%dossistemasdecultivo em todo o mundo. Estudos recentes indicam que terras secas somam até 41,3% das superfícies de terra

estadão.com.br

A tartaruga Leopold, das Ilhas Seychelles, comemorou ontem seu aniversário de 100 anos. É o animal mais longevo do zoológico de Hamburgo, na Alemanha, onde vive.

Brasil será em Fortaleza, durante a abertura da Conferência Internacional Clima, Sustentabilidade e Desenvolvimento em Regiões Semiáridas. No mesmo dia, será feito o lançamento internacional em Nairóbi, no Quênia.

O ministro da Agricultura, Wagner Rossi, afirmou que é contrário à ideia de uma nova proposta para alterar o Código Florestal. Anteontem, a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, afirmou que o governo federal pretende enviar um novo projeto de Código Florestal ao Congresso, para substituir o polêmico texto apresentado pelo deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP). “Estou satisfeito com o projeto apresentado pelo deputado Aldo Rebelo à comissão especial da Câmara dos Deputados” disse o ministro. Ele criticou uma possível interferência do governo na questão. “O Congresso Nacional é o órgão próprio para tomar essas decisões.”

“O projeto de Código Florestal compatibiliza o aumento da produção de alimentos com o respeito ao ambiente” Wagner Rossi MINISTRO DA AGRICULTURA

ACIDENTE AMBIENTAL

Massa de asfalto vaza em represa Um acidente na Rodovia Washington Luiz (SP-310), na madrugada de ontem, causou o vazamento de 31 mil litros de massa de asfalto (piche) e obrigou as autoridades ambientais de São José do Rio Preto, a 440 km de SP, a interromper a captação de água de uma das represas de

O funcionário público Renato Pianta, de 38 anos, teve dez telefones celulares ao mesmo tempo.Todoshabilitados.Hojemantém três, de operadoras diferentes: um para se conectar à internet, outro para ver TV e o terceiro para se comunicar por rádio. Ele nunca fica desconectado: dorme com os aparelhos ligados e já interrompeu uma viagem de metrô para comprar um novo carregador ao perceber que a bateria de um deles estava descarregando.“No trabalho não é permitido ficar em redes sociais ou verTV, massempre douumjeitinho. Não fico sem celular. Cansei de descer do ônibus no meio do caminho, quando percebo que esqueci os aparelhos”, diz. A tecnologia dá margem a tais comportamentos. Mas, em alguns casos, a falta do celular causa angústia, palpitação, desconforto.Éanomofobia–daabreviação de “no mobile”, “sem celular” em inglês.

ANNA LUCIA SPEAR KING PSICÓLOGA

“A angústia de ficar sem o celular e as palpitações podem ser sinal de um transtorno de ansiedade por trás.” “A terapia ajuda a entender o que está se passando e a desfazer o comportamento. A pessoa aprende a lidar com o que sente na crise de angústia.”

Asíndromeatinge53%daspessoasqueutilizam atelefoniamóvelnaGrã-Bretanha, segundolevantamento de 2008 com 2.163 pessoas pelo Instituto YouGov. Os homens (58%) estavam mais suscetíveis à angústia da desconexão que as mulheres (53%). E metade relatou que nunca desligavaocelular e9%disseram sentir “profunda ansiedade” quando ficam sem o aparelho.

SIQUEIRA, ESPECIAL PARA O ESTADO

Faça a sua parte

No trabalho, desligue o ar condicionado meia hora antes do fim do expediente e durante o almoço: a sala permanecerá climatizada.

Convênio que abandonou doente fechará Fabiane Leite

Necessidade de ficar conectado o tempo todo pode ser sinal de um transtorno de ansiedade; psicólogos estudam o fenômeno ● Angústia contemporânea

GUSTAVO PORTO e CHICO

PAULO VITOR/AE

Tecnologia gera ‘síndrome da falta de celular’ Clarissa Thomé / RIO

abastecimento do município, de 450 mil habitantes. Equipes dos bombeiros e da Defesa Civil montaram barreiras de contenção no córrego e na represa, mas não evitaram o corte do fornecimento. Por volta das 13 horas de ontem, milhares de moradores começaram a ficar sem água em suas casas. / ANDREA VIALLI,

NoBrasil não háestatísticasobreo transtorno,mas aUniversidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) criou um serviço pioneiro para pesquisa e atendimento de pacientes com sintomas da nomofobia: o Laboratório de Pânico e Respiração, do Instituto de Psiquiatria, coordenado pelo professor Antonio Egidio Nardi. “Todos temos dependência do conforto e da comodidade das novas tecnologias. O problema é quando aparece um comportamento patológico, semelhante ao da pessoa dependente da droga ou do álcool”, explica a psicóloga Anna Lucia Spear King, que defendeu tese de doutorado sobre o tema. Segundo ela, angústia de ficar sem o celular pode ser sinal de um transtorno de ansiedade. “É como aquela pessoa que tem o hábito de lavar as mãos o tempo todoe, quandoseinvestigaafundo, descobre-se que ela tem transtorno obsessivo compulsivo.” Anna Lucia diz que pacientesrelatamquetêmmedodepas-

Ligado. Renato Pianta teve dez celulares ao mesmo tempo sar mal e não conseguir pedir socorro. “Muitos têm o número do médicoedaambulânciaregistrados para discagem rápida.” É o caso da farmacêutica G.V., de32anos,quesetratou parasíndrome do pânico. “Eu tinha dois celulares,deoperadoras diferentes, para garantir que sempre estaria em área de cobertura. Na época eu não tinha ouvido falar em nomofobia, mas hoje reco-

nheço os sintomas”, diz. O tratamento inclui entrevista com psicólogos e psiquiatras e terapia cognitiva comportamental. Onde encontrar INSTITUTO DE PSIQUIATRIA DA UFRJ. AVENIDA VENCESLAU BRÁS, 71, BOTAFOGO, RIO. 쏢 (21) 2295-3499

O plano de saúde de São Caetano do Sul, Grande São Paulo, que abandonou pacientes internados em seu hospital terá a licença cassada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Clientes do convênio Di Thienne, que tem 8.045 usuários, poderão mudar em até 30 dias para outros planos sem ter de cumprir carência. Mas o valor da mensalidade poderá mudar. Mesmo quem tem contratos antigos, anteriores a lei dos convênios, de 1998, poderá trocar de plano.Mas os usuários que ainda tinham carências a cumprir no planoDiThienneterãoderespeitar o prazo remanescente. O plano estava sob intervenção da ANS desde junho. Porém, no início de julho, ao menos 19 pacientestiveramde ser removidos do Hospital São Caetano, da mantenedoradoplano,parahospitais públicos, após a direção da unidade abandonar o local. Segundoaprefeitura,nãohaviamedicamentos suficientes para a continuidade de tratamentos. De acordo com a agência, a intervenção, que culminará na liquidação extrajudicial da agência e cassação da licença, ocorre “por causa de anormalidades econômicas, financeiras e administrativas graves, que colocavam em risco a continuidade do atendimento à saúde”. Informações podem ser obtidas no Disque ANS: 0800-701 9656.

PAULO VITOR/AE-3/8/2010

Bebê de ‘hospital amigo’ mama por mais tempo Selo é conferido pela OMS e pelo Unicef às instituições com programa de incentivo ao aleitamento RIO

Bebês que nascem em instituiçõescertificadas comoseloHospital Amigo da Criança são amamentados por mais tempo e de forma mais adequada, aponta pesquisa do Ministério da Saúde. O credenciamento é conferi-

do pela OMS e pelo Unicef aos hospitais com programas de incentivo ao aleitamento. Segundo o levantamento, feito em 2008 e divulgado agora, 71,9% dos bebês nascidos em hospitais credenciados mamaramna primeira horadevida, enquanto nas outras maternidades esse índice foi de 65,6% – uma diferença de 190 mil crianças. Entre os bebês com menos de 1 ano nascidos em instituições “amigasda criança”, 79,3% ainda mamavam no dia da pesquisa. Entre crianças de outros hospitais, a taxa era de 75,8%.

CIÊNCIA

● Mudanças

FRANZ NOVAK CHEFE DO BANCO DE LEITE DO INSTITUTO FERNANDES FIGUEIRA

“É preciso mudar a cultura da instituição. Todos devem estar imbuídos do espírito de incentivar o aleitamento.”

RELIGIÃO

Esponja-marinha e seres humanos compartilham quase 70% dos genes Cientistas australianos sequenciaram os genes de uma espécie de esponja-marinha que vive na Grande Barreira de Corais da Austrália, o maior recife de coral do mundo, e descobriram que esse animal invertebrado e os seres humanos compartilham quase 70% dos genes. Um grande número desses genes

No País, só 335 hospitais se enquadraram nos quesitos para receber o selo – entre eles, política de aleitamento, ajudar as mães a amamentar meia hora após o

encontrados em ambas as espécies estão ligados a doenças como o câncer. A descoberta, feita por pesquisadores da Universidade de Queensland, pode levar a avanços em pesquisas sobre o câncer e também sobre as células-tronco. O estudo, publicado na revista Nature, demorou cinco anos para ser realizado. / AFP

BAZ RATNER/REUTERS

Museu de Israel mapeia monoteísmos O Museu de Israel inaugurou uma exposição (foto) que liga a

parto, baixo número de cesáreas e não responder a processo. Beneficiada. A operadora de telemarketing Cristiane dos Santos Cabral, de 26 anos, enfrentou 20 horas de trabalho de parto até o nascimento de Bruna. Exausta, a recompensa de Cristiane veio logo depois: a bebê foi amamentada menos de uma hora depois denascer. “Foi maravilhoso. A enfermeira veio me ensinar como fazê-la pegar o peito. Recebi todo o suporte. E ela suga com tanta força”, impressionou-se Cristiane. / C.T.

religião à arqueologia, ao trazer objetos como uma pintura sobrevivente das Cruzadas, mostrada pela primeira vez, que traz Jesus, João Batista e Maria. Também pode ser vista uma casa de banhos usada pelo rei Herodes, reconstruída com os pilares, ladrilhos e mosaicos originais. Para o curador Michal Dayagi-Mendels, alguns objetos da mostra confirmam trechos da Bíblia, enquanto outros a desmentem. / REUTERS

Boa experiência. Cristiane dos Santos Cabral segura Bruna

ESTADOS UNIDOS

Schwarzenegger apoia casamento gay O governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, e o procurador-geral do Estado, Jerry Brown, deram apoio, ontem, ao retorno imediato do casamento entre pessoas do mesmo sexo, defendido pelo juiz Vaughn Walker, que considerou a proibição, instituída após plebiscito, inconstitucional. Opositores da decisão querem que a proibição

permaneça até que o apelo de Walker seja julgado por instâncias superiores. / AP RIO

Menina com agulhas e prego no corpo tem alta A menina de 1 ano e 5 meses que estava internada com duas agulhas e um prego no corpo recebeu alta do Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias (RJ). Os objetos foram retirados e ela passa bem.


B1 %HermesFileInfo:B-1:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Desaceleração Taxa em 12 meses do IPCA até julho é a menor desde janeiro

INDICADORES DÓLAR EURO BOVESPA

Pág.B4

Pág. B10

VAR. (%) 1 0,34 1 0,57 1 0,46

COTAÇÃO R$ 1,7600 R$ 2,3370 68.094.76 pontos

Aposta em fertilizantes Roger Agnelli, da Vale, cobra da Petrobrás definição sobre concessão de mina de potássio

Pág.B12

WILTON JUNIOR/AE-7/7/2009

Economia & NEGÓCIOS

estadão.com.br

Salário inicial sobe 27% em sete anos Rendimento médio, já descontada a inflação, sobe de R$ 651 para R$ 829, mas alta apenas recupera perdas ocorridas em 2002 Raquel Landim

Os brasileiros que entram hoje no mercado de trabalho ganham 27% a mais que no início do governo Lula. O salário médio dos trabalhadores formais (com carteira assinada) recém-admitidos subiu de R$ 651,5 em janeiro de 2003 para R$ 829 em junho deste ano. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, e foram corrigidos pelo Índice Nacional de Preços do Consumidor (INPC). O ajuste compensa as perdas provocadas pela inflação e torna os valores comparáveis. Os salários médios iniciais estão entre os mais baixos da economia, porque incluem jovens com pouca experiência e pessoas que estavam desempregadas. É uma ótima notícia que a remuneração desse grupo tenha crescido, mas a vantagem não é tão significativa quanto parece. Emoutubrode2001,umtrabalhador recém-contratado recebia R$ 835. Os salários iniciais, portanto, apenas recuperaram os patamares do início da década.

Chanel

Queda de salário. Em 2002 –

La Perla

um ano de crise e inflação em meio aos temores que o Partido dos Trabalhadores (PT) assumisse o poder – os salários despencaram. “Houve uma recomposição do valor real do salário graças ao crescimento sustentado da economia entre 2004 e 2008”, disse o economista da LCA Consultores, Fábio Romão. “Mas é natural que a renda cresçamaisdevagarqueoemprego”, observou Romão. A recuperação do poder de compra dos salários estimula o consumoe ajudaa manter o bom desempenhoda economia brasileira,mesmoem meioà criseglobal. Mas traz preocupações com a inflação, porque pode pressionar os custos das empresas. Pirataria. Segundo especialis-

tas,afaltade mão deobraqualificada já provoca “pirataria” no mercado de trabalho, com empresas oferecendo salários mais altos e “roubando” funcionários dos concorrentes. Outros fatores também explicamocrescimentodaremuneração inicial dos brasileiros: os sucessivos reajustes do salário mínimo, os generosos aumentos concedidos ao servidores públicos, e o maior poder de barganha dos sindicatos nas negociações. “Poucosrecebemsaláriomínimo,maséumareferênciaimportante na economia, que pressiona as menores remunerações”, explica o professor da Universidade de São Paulo (USP), José Pastore. “Além disso, os reajustes do setor público têm sido mais altos que nas empresas. Esses dois mercados se comunicam”, completou Pastore. Em termos reais (descontada a inflação), o salário mínimo saltou de R$ 304 em dezembro de 2002 para os atuais R$ 510 – uma alta de 67,8% durante o governo Lula. Ascentraissindicaisestãopropondo elevar o mínimo para R$ 570 em 2011. Construção civil paga mais do que emprego em indústria

Pág. B3

7 8 9 10 11 12

S H O P P I N G C I DA D E JA R D I M

MODA + CULTURA Hermès Louis Vuitton

Tiffany & Co.

Giorgio Armani

Ermenegildo Zegna

Rolex

Salvatore Ferragamo

Carolina Herrera

Montblanc

Longchamp

Bonpoint

Lacoste Fogal

Furla Sony Style

Nespresso

Cris Barros

Mixed

Daslu

Spicy

Richards

Gant

Huis Clos

Apple H. Stern

Zara

LEGO

Trousseau Osklen

Livraria da Vila

Tania Bulhões

Casa do Saber

L’Occitane

Calvin Klein Jeans

Jogê

Reinaldo Lourenço

Animale

Mundo do Enxoval Mickey Home

Kopenhagen

Accessorize

Isabella Giobbi

Cinemark Prime

Centauro Concept Store Reebok Sports Club

Kate Moss fotografada por Emma Summerton. cidadejardimshopping.com.br


B2 Economia %HermesFileInfo:B-2:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

CELSO MING celso.ming@grupoestado.com.br

De gole em gole

S

aúde! Nada melhor do que um bom vinho para espantar o frio que tem feito nas últimas semanas. O consumo anual, de dois litros por pessoa, ainda é modesto por aqui, mas vem crescendo. Neste ano deverá ser 10% mais alto do que em 2009. O diretor de curso da Associação Brasileira de Sommeliers, Arthur Azevedo, atribuioaumentodeinteressepelabebida adois fatores.Oprimeiro foi adivulgação de pesquisas mostrando que uma tacinha por dia “faz bem pro coração”. Ooutrovemládetrás.Temavercoma aberturado mercadointerno,em 1991, pelo governo Collor. Mas é preciso ligaresseavançocommudançasdehábitosdeconsumo,queestãoassociadasà ascensão da classe média. O Liebfraumilch, vinho branco alemão,aindahojeencontradonossuper-

mercados,foioprimeiroaserconsumido em massa pelas camadas emergentes do Brasil. Depois dele vieram outros produtos alemães, nem sempre de boa qualidade, embalados naquelas famigeradas garrafas azuis. Mas, em seguida, o paladar do consumidor brasileiro médio ficou mais exigente e, assim, foi aberta a porteira para vinhos mais bem cuidados, da Europa, do Chile, da Argentina, dos Estados Unidos,daAustráliaeatédaÁfricadoSul.São produtos que vêm conquistando o brasileiro não só pela qualidade, como também pelo preço. Hoje é possível encontrar vinhos honestos na faixa dos R$ 20. As estatísticas do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) mostram que a venda de rótulos nacionais cresceu 12% em apenas dois anos: 2008 e 2009. Entre os importados, no mesmo período, o aumento foi bem menor, de 4%. A valorização do real e a crise econômica da Europa, onde

ENCHENDO A TAÇA l Importação de vinhos e espumantes EM MILHÕES DE LITROS

50,9

65,1*

60,8

57,9

59,1

2007

2008

2009

39,1 40,9

2004

2005

2006

2010

*Estimativa FONTE: IBRAVIN

INFOGRÁFICO/AE

os estoques vêm se acumulando, estão derrubando ainda mais os preços. São fatoresquedeverãopuxarsubstancialmente as importações até o final do ano. Somentenoprimeirosemestre,elasaumen-

taram33%quandocomparadasaoprimeiro semestre de 2009. Nadamenosque85%dosvinhosproduzidos no Brasil são do tipo “vinho comum” ou “vinho de mesa”, que no passado contribuíram para afastar o consumidor em consequência da baixa qualidade. Mas esse perfil está mudando. Desde 2000,ascentenáriasvinícolasgaúchasestão se modernizando, trabalhando com cepas selecionadas, e têm obtido produtosbemmelhores,especialmentenaclasse dos espumantes. Empresas de Santa Catarina e do Vale do São Francisco também estão apostando na qualidade. Além das condições climáticas nem semprefavoráveis,umdosmaissériosdesafios do setor é derrubar a elevada carga tributária, que encarece o produto ao nível do insuportável. As avaliações feitas peloInstitutoBrasileirodePlanejamento Tributário (IBPT) dão conta de que 54,73%dopreçodovinhonovarejocorresponde a impostos. Apesardesseseoutrosobstáculos,aestratégiadoinvestimentonaqualidadepareceestar dandocerto.Noiníciode julho, uma degustaçãofeita por 40 especialistas emLondresselecionouoitorótulosbrasileiros da uva Merlot entre os dez melhores do mundo. Outro bom exemplo está nacrescenteaceitaçãodosespumantesfabricadosnoSuldoPaís,cujasvendaspraticamente dobraram entre 2004 e 2009. /COLABOROU ISADORA PERON

CONFIRA l

Evolução do IPCA

ACUMULADO EM 12 MESES 5,4 5,2 5,0 4,8

4,60%

4,6 4,4 4,2 4,0

JUL 2009

JUL 2010

FONTE: IBGE

INFOGRÁFICO/AE

Aí está a perda de força da inflação. Foi de zero por cento em junho e de 0,01% em julho. O principal fator que empurrou a inflação para baixo foi a redução dos preços dos alimentos, situação que não se repetirá no resto do ano. Os preços dos alimentos dispararam nos primeiros meses do ano pelo excesso de chuvas. Agora, estão voltando ao normal. ● Como ficam

os juros

A principal consequência dessa inflação mais baixa é a perspectiva de redução dos juros. É mais provável que o Banco Central não aumente a Selic na reunião de 1º de setembro.

Transforme custo em investimento. Faça as publicações legais da sua empresa no caderno Economia & Negócios do Estadão.

Editorial econômico

Opinião

Os consumidores estão otimistas e a indústria sabe

Sugestões para justiça tributária

No seu documento de consulta anual com o Brasil, o Fundo Monetário Internacional (FMI), que prevê um crescimento de7,1%doPIB,estima que em 2010 o consumo doméstico aumentará 9,1% e o consumo público, 8,3%. Essas previsões justificam que o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec) de julho, na sondagem do Ibope e da Confederação Nacional da Indústria(CNI),tenhaaumentado 1,8% em relação a maio. Esse índice, que orienta as indústriasnaprogramaçãodassuasatividades, atingiu seu pontomais altodesde dezembro de 2008, o que parece contradizer a visão do Banco Central (BC) de um forte recuo da atividade no segundo semestre. A sondagem leva em conta uma sériederespostasparticularmenteinteressantes para justificar o otimismo dos consumidores e que orientam a evolução da produção industrial. Quase metade dos consumidores (43%) acredita que a inflação não aumentará,e37%,queaumentarámoderadamente,oquelevaaumcrescimentopositivode1,3%doíndicedeexpectativarelativaàinflação.Issocoincide comaavaliaçãodamaioriadoseconomistas que preveem uma pequena alta da inflação só no final do ano.

✽ ●

Na expectativa sobre o desemprego, 45% das respostas dizem que ele nãovaiaumentare21%,queaumentará,oquelevaaumcrescimentopositivo de 4,4% do índice. Quanto à expectativa da renda pessoal, 36% acreditam num aumento e 56%, que ela vai permanecer igual – e seu índice acusa um crescimento de 2,9%. O índice da situação financeira dos entrevistados apresenta crescimento de 0,8%, e o do endividamento, um aumentode3,1%.Essaéumainformação particularmente interessante, uma vez que se sabe que o endividamento imobiliário aumenta. Mas a informaçãodoBCemrelaçãoàpoupança veio confirmar um saldo recorde em julho. O único índice que apresenta recuo (de 0,5%) é relativo às intenções de comprasdebensdemaiorvalor,oque se pode explicar pelas economias que as famílias tendem a fazer na previsão da necessidade de renovar seus equipamentosdomésticosquandoreceberem a residência que acabam de comprar. Mesmo assim, os dados divulgados pela Anfavea ontem mostram que, em julho, a venda de automóveis foi recorde. Uma sondagem pode ter seus resultados modificados pelos fatos. É apenas o retrato momentâneo das opiniões, que dependem da evolução da conjuntura. Porém, a indústria a leva em conta na programação da sua produção.

AMIR KHAIR

O

Brasil precisa avançar na redução das disparidades de renda, riqueza e tributária. Quem ganha até 2 salários mínimos(SM) paga49% emtributos,e, acima de 30 SM, 26%. Para acelerar o desenvolvimentoeconômico esocial, o sistematributáriodeveriaseguirquatro vias:reduçãodacargatributária;aumentodaprogressividade;elevaçãodaparticipaçãodostributosdiretos;edesoneração dos tributos indiretos de consumo popular. Seguem sugestões que podem contribuir para esses objetivos. ● Queda da carga tributária (CT). De 1970a1993,aCTgirou emtorno de 25% do PIB. A partir daí cresceu 0,7 ponto porcentual do PIB ao ano, atingindo 33,3% em 2005. Em 2009 foi de 33,7% e neste ano pode voltar ao nível de 2008, de 34,4%. A CT sobe em períodos de crescimentoeconômico.Alémdeacompanhar a evolução do PIB, há vários anos há maior eficiência da arrecadação, em razão da informatização e da integração de sistemas e cadastros, o queelevaaCT.Assim,parafazê-lacairé preciso reduzir a alíquota de impostos comooICMS,Cofins,IPIeISS,tributos indiretos responsáveis por 40% da CT. ● RegulamentaroImpostosobreGrandes Fortunas (IGF) com desoneração do INSS das empresas. O potencial de

arrecadação do IGF é elevado. Estudo do FMI (Global Stability Report, de setembro de 2008) estimou que no mundoariquezaatingiuUS$190trilhõeseo PIB, US$ 48 trilhões, ou seja, quatro vezes o PIB. Como o Brasil tem uma das piores distribuições de renda do mundo,éprovávelqueessarelaçãopossaser superior a essa média. Assim, uma alíquotamédiade0,5%paraoIGFpoderia dar uma arrecadação de 2% do PIB a ser usada integralmente para permitir a redução do INSS das empresas. ● Desonerar os produtos da cesta básica. Os tributos federais já foram em grande parte reduzidos; resta o ICMS dos Estados. A desoneração aumenta o poder aquisitivo, e eleva o consumo reprimido de outros produtos, compensando a perda aparente de arrecadação. ● Elevar alíquota do imposto sobre heranças. A herança é tributada pelos Estados, com alíquota de 4% (inferior ao cobrado internacionalmente, que pode superaremalgunspaísesa50%).Representasó0,6%daarrecadaçãoestaduale 0,05%doPIB.Conjugando progressividade e elevação de alíquota, será possívelampliar aarrecadaçãodessetributo. ● Alíquota máxima do ISS de 3%. As alíquotas do ISS variam de 2% a 5%, e a mais comum é a última, que é elevada. Reduzi-lapara3%nãodeverácausarperdadearrecadação,poisreduziriaainformalidade, a sonegação e a guerra fiscal. ● Elevar a alíquota superior do Imposto de Renda Pessoa Física. O País tem uma das mais baixas alíquotas superioresdomundo: 27,5%.A maioriadospaísesadotaalíquotassuperioresemtorno

de 40% e mínimas abaixo da brasileira. ● Eliminar o teto de contribuição do INSS com desoneração nas empresas. O sistema previdenciário é baseado no regimederepartição,quepressupõesolidariedadeentreseusparticipantes.Issosóvaleparaosqueganhamabaixodo teto. Acima dele, a solidariedade se inverte. Para os que ganham até o teto a alíquota média é de 8,9% sobre o rendimento. Acima do teto, cai para 5,7%. RendimentosdeR$10milpagam3,2%e deR$20mil,1,6%.Asugestãoéeliminar otetocomolimitedecontribuição,mas não de benefício, tornando o sistema maissolidário.Oacréscimodearrecadação permitiria desonerar em 2,3 pontos porcentuais o INSS das empresas. ● Estabelecer a alíquota-padrão do ICMS em 15% e a máxima, em 20%. O ICMSéomaiorresponsávelpelaregressividadetributáriaerespondepormetadedaCTsobreoconsumo.Suaalíquota mais geral é de 18%, que passaria para 15%, e a máxima varia de 25% a 30%, e passaria a 20%. Os Estados não perderão recursos, pois deverá ocorrer redução da sonegação e da informalidade e maior crescimento econômico, além das vantagens que já estão vindo com a implantaçãodanotafiscaleletrônicaea escrituração fiscal e contábil digital. A melhor distribuição do ônus tributário na sociedade beneficia a todos pelos frutos do desenvolvimento econômico e social que produz. ✽ MESTRE EM FINANÇAS PÚBLICAS PELA FGV E CONSULTOR

Panorama Econômico GUIDO MANTEGA

FÁBIO BARBOSA

BARACK OBAMA

MINISTRO DA FAZENDA

PRESIDENTE DA FEBRABAN

PRESIDENTE DOS EUA

“A economia brasileira não tem uma pressão de demanda. Falavam que estava superaquecida... Não é verdade.”

“A economia vai demandar mais financiamento de infraestrutura (de longo prazo) do que de consumo.”

“O caminho rumo à recuperação não é uma linha reta. Alguns setores recuperam-se mais rápido do que outros.”

CENÁRIO

Goldman Sachs rebaixa previsão para os EUA Os economistas do Goldman Sachs rebaixaram a previsão para o crescimento do PIB dos EUA para 1,9%. A previsão anterior era uma expansão de 2,5%. Eles mantiveram a previsão de que o crescimento anual do PIB no segundo semestre deste ano ficará em 1,5%. Liderada por Jan Hatzius e Ed McKelvey, a equipe de economistas do Goldman

Sachs prevê que o Federal Reserve reaja ao desemprego elevado com “mais uma rodada de afrouxamento monetário não convencional”, que incluiria compras de ativos. ENERGIA

Dardanelos pode atrasar início de operação A entrada em operação da usina hidrelétrica de Dardanelos, em Mato Grosso, prevista para janeiro, poderá sofrer atraso de-

“Não existe discriminação na concessão de financiamento para empresas de diversos setores da economia. Atendemos projetos de vários segmentos produtivos.” Luciano Coutinho PRESIDENTE DO BNDES

pois que a empresa responsável pela linha de transmissão que integrará a unidade ao sistema não entregou a obra no prazo prometido.

NILTON FUKUDA/AE–21/5/2009

A indústria brasileira da carne de frango pediu maior acesso ao mercado do Egito, onde enfrenta barreiras tarifárias e não tarifárias. Uma das restrições levan-

o leque

O Fundo de Pensão do Banco do Brasil quer investir mais no mercado imobiliário

R$ 3 bilhões

EXPORTAÇÃO DE FRANGO

País pede maior acesso ao mercado egípcio

● Ampliando

tadas pelo setor é o veto à importação de cortes ou partes de frango in natura. O período de validade dos produtos industrializados e congelados também é outro assunto a ser resolvido com o Egito.

é quanto a Previ quer investir no setor nos próximos seis anos

5%

é a fatia que a Previ quer desses ativos na sua carteira de investimentos; hoje ela tem 3%


%HermesFileInfo:B-3:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Economia B3

Construção paga mais que indústria Salário médio dos recém-contratados pelas construtoras chegou a R$ 888 em junho; aumento é de 35,2% em relação ao início do governo Lula Raquel Landim

A construção civil está pagando melhor os trabalhadores iniciantes do que qualquer outro setor da economia, incluindo a indústria. Em junho deste ano, o salário médio dos profissionais recém-contratados pelas construtoras atingiu R$ 888. A indústria pagou R$ 858 e o setor de serviços, R$ 872,5. Em relação ao início do governo Lula, o salário médio dos empregados com carteira assinada admitidosnaconstruçãocivilsubiu 35,2%. Em janeiro de 2003, estava em R$ 657, enquanto um operário iniciante na indústria recebia R$ 704. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, e consideram apenas os trabalhadores formais. Fábio Romão,economistadaLCAConsultores,pondera que ainformalidade é maior na construção, logo os baixos salários podem não estar sendo considerados. “Omercadoestámuitoaquecido na construção civil pela falta de mão de obra qualificada”, diz odiretorderelaçõescapitaletrabalho do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sintracon) de São Paulo, Antonio de Sousa Ramalho Junior. A agricultura registrou o melhor reajuste para os recém-contratados entre todos os setores: 41,1%. A remuneração da área agrícolaainda é bastanteindexadaaosaláriomínimo,masossalários ainda são os piores: R$ 600. Barganha. Os trabalhadores têm hoje de um poder de barganhasignificativonahoradenegociar salários. “Os resultados das campanhas salariais deste ano serão muito bons”, acredita o coordenador de relações sindicais do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócio Econômicos (Dieese), José Silvestre Prado de Oliveira. Ele estima que, em 2010, quase 100% das negociações salariaisvãopelomenosreporainflação. Até hoje, 2007 foi o melhor ano para os trabalhadores, com 97% das negociações repondo a inflação e 88% com ganho real. A construção civil, cuja data-base é maio, obteve ganho real pelo sexto ano consecutivo. De acordo com o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Sérgio Nobre, a categoria adotou a política de elevar os salários iniciais, para inibir a rotatividade. Nos últimos oito anos, os metalúrgicos acumularamganhorealde23%, mas aalta chegou a 32% no piso da categoria. Com as autopeças, o ganho real é de 18%, enquanto o reajuste real do piso chegou a 37%. Segundo o economista-chefe daConfederaçãoNacionaldaIndústria (CNI), Flávio Castello Branco, os reajustes estão compatíveis com a recuperação da produção. “Até o momento não detectamos uma pressão forte de custos vinda dos salários.”

Mudança de emprego garante aumento de salário ● Em 11 de fevereiro deste ano,

a mineira Silvania Gondin deixou a fabricante de cadeados Papaiz para trabalhar na MercedesBenz. “Foi uma mudança maravilhosa na minha vida.” Ela não tem reclamações do antigo empregador, mas está ganhando praticamente o dobro. O salário subiu de R$ 1.050 para R$ 1.800. A Mercedes-Benz contratou 500 funcionários para sua unidade em São Bernardo do Campo, na primeira metade deste ano, para atender à alta demanda de caminhões do mercado. Com a renda adicional, ela realizou o sonho da casa própria com apenas 26 anos. “Peguei dois empréstimos no banco e deixei de morar de aluguel.” / R.L.

EM RECUPERAÇÃO Salário médio dos trabalhadores no momento da contratação* 900

Variações no governo Lula

Reajustes dos salários iniciais dos trabalhadores R$ 815,6

850 800 750 700 650 600 JAN 2000

MAI 2010

SALÁRIOS EM REAIS POR SETOR

JAN. 2003

MAI. 2010

VARIAÇÃO

POR REGIÃO

JAN. 2003

MAI. 2010

Indústria

704,4

858,7

21,9%

Constr. Civil

656,8

888,9

Comércio

578,2

Serviços Agropecuária

VARIAÇÃO

Norte

546,6

759,4

38,9%

35,3%

Nordeste

502,6

702,3

39,7%

726,7

25,7%

Sudeste

733,9

871,2

18,7%

727.4

873,5

20,1%

Sul

580,0

773,8

33,4%

425,7

600,8

41,1%

Centro-Oeste

567,8

738,9

30,1%

*Salários médios reais corrigidos pela inflação do período FONTE: CAGED/MTE – ELABORAÇÃO: LCA

INFOGRÁFICO/AE


B4 Economia %HermesFileInfo:B-4:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Inflação freia de novo em julho: 0,01% Queda nos preços de alimentos e bebidas mantém o IPCA praticamente estável e fica abaixo das expectativas dos analistas TIAGO QUEIROZ/AE-17/5/2005

Glauber Gonçalves Alessandra Saraiva

EVOLUÇÃO IPCA

RIO

A inflação ficou praticamente estável no mês de julho, forçando novas revisões para o resultado do ano. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que serve como parâmetro para o cálculo da meta inflacionária do governo, registrou leve alta, de 0,01%, em relação a junho, com uma contribuição decisiva do setor de alimentos e bebidas, cuja queda de preços surpreendeu analistas. De acordo com os dados divulgados ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), A taxa em 12 meses do IPCA até julho, de 4,6%, foi a menor desde janeiro deste ano, de 4,59%. Segundo a coordenadora de Índices de Preços do instituto, Eulina Nunes, este foi o terceiro freio consecutivo na taxa acumulada em 12 meses – uma “boa notícia” para o cumprimento da meta. Na avaliação do consultor Fábio Romão, da LCA Consultores, o grupo de alimentos e bebidas teve uma queda superior à esperada em junho e julho. “Isso fez que o mercado reduzisse suas projeções de inflação para este ano, de algo em torno de 6% para um patamar próximo a 5%”, afirmou. Carlos Thadeu de Freitas, exdiretor do Banco Central, acredita, porém, que o índice próxi-

0,8 0,7

0,5 0,4 0,3 0,2 0,1 0,0

Apesar do desaquecimento da economia no segundo trimestre deste ano, a população brasileira mantém os planos de continuar indo às compras. Em julho, o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor(Inec) medidopela Confederação Nacional da Indústria (CNI) cresceu pelo terceiro mês consecutivo e chegou a 116,8 pontos. Em comparação a junho, o in-

JAN 2010

JUL

INFOGRÁFICO/AE

FICHA TÉCNICA Destaques de altas e baixas de preços no IPCA de julho, segundo o IBGE ● Tomate -23,90% ● Batata-inglesa -13,33% ● Açúcar cristal -9,48% ● Artigos de vestuário -0,04% ● Remédios -016% ● Frutas 1,13% ● Carnes 0,33% ● Energia elétrica 1,17% ● Ônibus urbano 0,38% ● Ônibus interestaduais 1,27%

Reajustes. Energia elétrica, no grupo habitação, é um dos itens que registraram alta em julho, junto com transportes e saúde mo a zero não representa uma tendência. “Isso é uma questão pontual, uma acomodação”, disse o economista. “No segundo semestre, a demanda fica mais aquecida, mas a inflação deve fechar o ano um pouco abaixo das expectativas.” Destaques. Os alimentos “in natura” foram destaque entre

dicador que avalia o sentimento do consumidor em relação aos fatores que influenciam sua disposição para adquirir novos bens e serviços aumentou 1,8%. Segundo a entidade, a pontuação alcançada em julho foi a segunda maior da série histórica do Inec, atrás apenas da obtida em dezembro do ano passado, quando o índice chegou a 117,2 pontos. “Embora a indústria tenha diminuído o ritmo de expansão da

os preços pesquisados pelo IBGE, em especial o tomate, que teve queda de 23,90% em julho. No primeiro trimestre, os preços desses alimentos subiram muito por causa de problemas climáticos que reduziram a oferta. Agora, os preços começam a cair. “Podemos dizer que os alimentos ainda não ‘devolve-

ram’, por assim dizer, no IPCA, tudo que subiram no início do ano”, afirmou Eulina Nunes. Ela não descartou a possibilidade de uma continuidade de taxas negativas em alimentos e bebidas no curto prazo, mas ressaltou que não há como fazer previsões certeiras sobre o comportamento dos preços, que são muito voláteis e in-

fluenciáveis pelo clima. Além de alimentos e bebidas, tiveram queda em julho os grupos vestuário (0,04%)e educação (0,03%). Entre os itens que registraram alta, estão habitação (0,54%), afetado pela aumento da energia elétrica; transporte (0,08%), puxado pelo elevação dos preços de transporte urbano; e saúde e

produção nos últimos meses, os consumidorescostumam enxergar o cenário econômico de modo diferente do empresariado”, avaliou o economista da CNI, Marcelo Azevedo. De fato, o crescimento do Inec em julho na comparação com o mêsanterior foicausado pelaexpansão de quase todas as variáveis que compõem o indicador. Os consumidores entrevistados se mostraram mais otimistas em relação à inflação, cuja pontuação evoluiu 1,3%, além de estarem mais satisfeitos com a sua situação financeira, com melhora de 0,8%.

ção à renda pessoal aumentaram 2,9% no mês, assim como a perspectiva sobre o emprego, que cresceu4,4%.“Odesaquecimentoda indústriaeda economia como um todo não afetou a renda e o emprego das famílias. Esseambiente somadoao sentimento de que a inflação está sob controle levou o Inec a um patamar próximo do recorde já

registrado, e deve continuar melhorando até o fim do ano”, afirmou Azevedo. Segundo o documento da CNI, todas as variáveis estão acima das suas respectivas médias históricas,mensuradasdesdedezembro de 2007. Ainda assim, o indicadordejulhotrouxepelosegundo mês seguido uma queda na propensão à compra de bens de maior valor, com queda de 0,5%. “Oqueentendemoséquehouve uma antecipação do consumo destes bens, como automóveis e eletrodomésticos, no primeiro trimestre do ano, quando os incentivos tributários ainda estavam emvigor”, acrescentao economista.

Renda e emprego. Da mesma forma, as expectativas em rela-

Para Mantega, real não pode se valorizar muito FABIO MOTTA/AE

Ministro da Fazenda diz que valorização da moeda reflete economia sólida, mas o governo procura coibir abusos

● Perspectiva positiva

A pesquisa foi realizada com 2 mil pessoas entre 23 e 27 de julho, em parceria com o Ibope Inteligência. “A perspectiva para o segundo semestre é bastante positiva", disse Marcelo Azevedo.

ção cairia após um choque de oferta de alimentos no começo do ano. “Devemos terminar o ano com inflação sob controle e com o maior crescimento talvez da história recente do País”, disse. “Não precisa ser exatamente o centro da meta, tem de estar próximo do centro”, afirmou o ministro, projetando inflação entre 5% e 5,2% ao final de 2010. O ministro previu alta do PIBde 7%em 2010 edissepreferir ser mais modesto em sua estimativa do que o Banco Central, que projeta 7,2%.

Máquina nova. Mantega acionou o botão na Casa da Moeda como a redução do IPI ou a criação do IOF sobre compras do BancoCentralnomercadodedólares. “Estamos conseguindo atingir o objetivo de dar mais estabilidade ao real, mas continua comoumamoedaflutuante”, declarou. Inflação. O ministro da Fazenda também afirmou que a inflação deve terminar o ano sob controle, mesmo que fique fora do centro da meta, e se disse muito satisfeito com o resultado o IPCA divulgado pela manhã pelo IBGE, de 0,01% em julho (ler acima). “A economia brasileira não

● Moeda e preços

GUIDO MANTEGA MINISTRO DA FAZENDA

“Estamos conseguindo atingir o objetivo de dar mais estabilidade ao real, mas continua como uma moeda flutuante” “A economia brasileira não tem inflação de demanda. A realidade mostrou que nós tínhamos razão”

teminflaçãodedemanda.Arealidade mostrou que nós tínhamos razão”, disse, referindo-se à previsão do governo de que a infla-

BNDES. Mantega voltou ontemadefenderopapeldoBanco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para ajudar o País a venceracrisefinanceirainternacional de 2008 e afirmou que o manifesto publicado nos principais jornais do País anteontempor entidades empresariais a favor do banco é prova da importância de sua política de financiamentos (ler mais sobre o BNDES na página B8). Nas últimas semanas, o banco tem sido alvo de fortes críticas por causa de repasses de R$ 180 bilhões recebidos do Tesouro, e por conceder financiamentos com taxas que, na prática, configuram um subsídio ao setor produtivo. “Não sei por que alguns resolveram criticar o BNDES, mas a resposta está aí, o manifesto de vários empresários, dezenas e dezenas de empresários, que vêm a público dizer o quanto foi importante o BNDES ter atuado no País”, declarou.

cuidados pessoais (0,31%). Alta de juros. O fato de a taxa

oficial de inflação estar próxima da estabilidade em julho pode fazer com que o Banco Central interrompa o atual ciclo de aumento da taxa básica de juros (Selic), prevê o superintendente de economia e pesquisa da Fecomércio/RJ, João Carlos Gomes. “Não há indicações que sustentem mais uma alta. Vemos uma acomodação da atividade econômica e indicadores bastante confortáveis”, avalia. Romão, da LCA, acredita que um fim do ciclo de aumento da Selic por parte do Copom seja poss[ível, apesar de a previsão da consultoria ser de aumento de meio ponto porcentual na taxa de juros básica. “A atividade econômica no País vai evoluir de forma mais modesta”, diz. Já Freitas avalia que o aumento da taxa de juros deve ser de 0,25 ponto porcentual. “O Banco Central já deu sinal na última ata do Copom de que deveria diminuir o ritmo”, prevê o ex-diretor do Banco Central.

Venda de imóvel novo em São Paulo cai 46% em maio Secovi atribui queda a uma reação de mercado à forte expansão de abril e diz que vendas voltaram a crescer em junho

Sabrina Valle / RIO

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou ontem que há uma inevitável valorização do real frente a outras moedas. “O realsevalorizouaolongodotempo, pois reflete uma economia sólida, mas não podemos permitir exageros”, disse Mantega, após acionar o botão de uma nova linha de produção de última geração para impressão de cédulas, na Casa da Moeda, no Rio. “Temos que admitir uma certa valorização, mas procuramos coibir abusos.” Durante inauguração de novo maquinário, o ministro afirmou que a valorização do real reflete a pujança da economia brasileira e lembrou que a moeda já é a segunda mais negociada internacionalmente no mercado futuro, perdendo apenas para o dólar. Ele acrescentou que há uma tendência de desvalorização de outras moedas no mundo. No Brasil, segundo Mantega, o governo está satisfeito com o resultado nos últimos quatro ou cinco meses das medidas para evitar a volatilidade da moeda,

ABR 2009

FONTE: IBGE

Consumidores continuam otimistas, diz pesquisa CNI Eduardo Rodrigues / BRASÍLIA

0,01%

0,6

Márcia De Chiara

A venda de imóveis novos na Região Metropolitana de São Paulo caiu 46,3% em maio na comparação com abril, aponta a pesquisa doSecovi-SP.Emmaioforamcomercializadas 4.149 unidades, na comparação com 7.728 imóveis vendidos no mês anterior. A região abrange a capital paulista e 38 municípios. “Houve uma acomodação na venda de imóveis em maio”, observaoeconomistachefedaentidade, Celso Petrucci. Ele explica que esse recuo já era esperado e que não se trata de uma reversão na tendência de crescimento do mercado imobiliário. O motivo de retração, diz o economista, é que em abril foram feitos muitos lançamentos e, normalmente, o ritmo de vendas é mais intenso nomêsemqueoempreendimento é lançado. Apesar de Petrucci não ter os dadosfechados de junho,eleressalta que a queda é pontual e as vendas voltaram a crescer em junho porque houve muitos lança-

● Os mais negociados

1.657

moradias de dois dormitórios foram vendidas na Região Metropolitana de São Paulo em maio ou 39,9% do total

1.417

imóveis de três dormitórios ou 34,2% do total foram comercializados em maio

mentos. Nas suas contas, o primeirosemestredoanodeverá fechar com aumento entre 15% e 20% nas vendas na comparação com igual período de 2009. Emmaio,amaiorparte dosnegóciosfechados(53%)foideimóveis localizados fora da capital paulista, enquanto a cidade de São Paulo foi responsável por 43% das vendas. Mais uma vez, os imóveis de dois dormitórios foram a estrela do mês. Em maio, foram vendidos 1.657 moradias com dois quartos ou 39,9% do total escoado no mês. A vice-liderança nas vendas ficou com imóveis de três dormitórios (34,2% ou 1.417 unidades). Já as moradias de maior valor, isto é, os imóveis de quatro dormitóriosresponderam por 18,1% dos negócios fechados no mês, com 70% localizado na capital.


B6 Economia %HermesFileInfo:B-6:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Acerto de diferenças do INSS aguarda definição Reajuste das faixas de contribuição havia sido feito com base no aumento de 6,14% dado aos aposentados, que saltou para 7,72% e mexeu com os valores Edna Simão BRASÍLIA

● Confusão

O governo federal ainda quebra a cabeça para definir como vai cobrar dos trabalhadores a contribuição previdenciária adicional por causa da confirmação, emjunho, do reajuste de 7,72% das aposentadorias acima de um salário mínimo. Também está sendo debatido como será o ressarcimento daqueles que acabaram pagando à Previdência um valor maior do que deveriam. Os técnicos da Receita ficaram responsáveis por definir regrasparacompensarostrabalhadores e cobrar as dívidas, em valores retroativos a janeiro. Segundo a assessoria de imprensa do Fisco, ainda não há data para divulgaroregulamento.Pelomenos por enquanto, segundo a Receita, não há estimativa oficial doquedeverá ser devolvido eco-

6,14%

era o porcentual que vinha sendo aplicado desde janeiro tanto nas aposentadorias quanto nas faixas da contribuição previdenciária

7,72%

é o porcentual aprovado pelo Congresso e confirmado por Lula

brado dos contribuintes. O impacto, no entanto, será diferenciado no bolso dos brasileiros com carteira assinada. Toda confusão começou com a edição de uma medida provisória, em dezembro do ano passado, estabelecendo um reajuste de 6,14% dos benefícios previdenciários acima do mínimo. Desdejaneiro,tantoasaposenta-

Banco do Brasil compra mais um banco fora do País João Domingos / BRASÍLIA

O Banco do Brasil vai anunciar na segunda-feira a compra de mais uma instituição financeira internacional. Antes do anúncio oficial, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o presidente do BB, Aldemir Bendine, vão se reuniremSão Paulo como presi-

dente Luiz Inácio Lula da Silva. Em abril, o BB adquiriu o Banco da Patagônia, da Argentina, e uma rede de 154 agências. Foi o primeiro passo para internacionalização do banco, estratégia que ficou mais agressiva no segundo mandato de Lula, depois da crise internacional de 2008 e do crescimento da instituição

doriasquantoas faixasda contribuição previdenciária foram calculadas com base nesse porcentual. No Congresso, esse valor saltou para 7,72%, o que foi confirmado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A alteração, além de ter causado um gasto adicional de R$ 1,6 bilhão para bancar a diferença porcentual do período de janeiro a junho, também promoveu nova revisão do teto de contribuição e faixas intermediárias, o que vai impactar novamente os cofres públicos. Com a mudança, pagam uma alíquota de 8% os trabalhadores que recebem até R$ 1.040,22. As pessoas com salário de R$ 1.040,23 a R$ 1.733,70 contribuem com 9% e os que recebem entreR$1.733,71eR$3.467,40pagam 11%. Antes, as pessoas com salários até R$ 1.024,97 contribuíam com 8%, as que recebiam entre R$ 1.024,98 a R$ 1.708,27

pública no mercado interno. O Estado apurou que uma das negociações do BB se desenrolava no mercado dos Estados Unidos desde o fim do ano passado. Segundo informações de assessores de Lula, o mercado americano tem hoje cerca de 700 pequenos bancos à venda, o que facilita as negociações de compra eincorporação porbancosfinanceiramente saudáveis de países emergentes. BB Money. Em maio, a subsidiária americana do BB recebeu autorização do Federal Reserve

DIDA SAMPAIO/AE–19/5/2010

com 9% e as que ganhavam de R$ 1.708,28 a R$ 3.416,54 com 11%. Na avaliação de técnico do governo, o impacto para o contribuinte não será expressivo. Por exemplo: quem recebia até R$ 1.030 e pagava uma alíquota de 9% (R$ 92,70) acabou mudando para uma faixa onde a tributação é menor, de 8%. Terá de ser ressarcido em R$ 61,30 – valor acumulado desde janeiro, sem contabilizar a inflação do período. Mas existe situação contrária, em que o trabalhador ficou com uma dívida com o governo. É o caso de alguns trabalhadores que ganham o teto e pagam uma alíquota de 11%. Como o teto de contribuição passou de R$ 3.416,54 para R$ 3.467,40, o valor que deveria ter sido repassado aos cofres públicos saltou de R$ 375,81paraR$381,41.Ostrabalhadoresquetinhamessaremuneraçãoterão derepassar àPrevidência Social mais R$ 5,56 ao mês, o queacumuladoemseismesessoma R$ 33,57 – sem considerar a inflação do período. Apesar de não haver mudança na contribuição previdenciária patronal, que é de 20% sobre a folha de salários, a revisão dos valores já preocupa o setor empresarial. A correção pode causar custos adicionais, pois o departamento pessoal das empresas terão de fazer ajustes nos cálculos para encaminhar as informações à Receita.

Conta. Reajuste a aposentados provocou mudanças na tabela

(Fed, banco central americano) para prestar serviços de remessa financeira no país. Com isso, na prática,oBBfoiautorizadoaoperar nos EUA, o que permitiu destravar a estratégia de negociar a compra de um pequeno banco. Os assessores do presidente nãoinformaram onome da instituição em negociação nem se foi mesmo no mercado dos EUA queacomprafoiconcluída.Argumentaram que a negociação e a operação de compra são sigilosas porque precisam atender às exigênciadas agências reguladoras do mercado financeiro.

Desde que foi autorizado a operar nos EUA, por intermédio da BB Money Transfers, o Banco doBrasil passou a oferecer serviçosfinanceirosbásicos comodepósitos, investimentos e cartões de crédito a brasileiros e latinoamericanosque residem no país. O serviço da BB Money Transfers é chamado de “BB Remessa”, com uma vantagem inédita no mercado americano: crédito imediato na conta do beneficiário. Ao enviar a ordem de pagamento, a conversão do valor de dólares para reais é automática, a taxa de câmbio informada na

hora e o dinheiro depositado na conta no Brasil em segundos, inclusive nos fins de semana. Basta que o beneficiário tenha conta corrente no BB. Reunião com Lula. O encontro

de Mantega, Bendine e Lula será na segunda-feira, pela manhã, no escritório da Presidência em São Paulo, que fica num prédio doBB, na Avenida Paulista com a Rua Augusta. Quando o banco comprou o Patagônia, que continua a operar com esse nome, o presidente da República também foi previamente avisado.


%HermesFileInfo:B-7:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

Sテ。ADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Economia B7


B8 Economia %HermesFileInfo:B-8:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Oferta maior de crédito amplia PIB, diz BNDES Estudo mostra que entre 2004 e 2009, o aumento de crédito para o consumo das famílias foi responsável por 27% do crescimento do PIB Alexandre Rodrigues / RIO

A expansão do crédito para pessoa física no Brasil nos últimos seis anos deu mais do que um empurrãozinho ao crescimento da economia. Um estudo inédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) concluiu que, entre 2004 e 2009, o aumento dos financiamentos para o consumo das famílias foi responsável por 27% do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB). Issosignificaque,semocrescimento médio anual de 22,6% do crédito para as famílias registrado no período, a taxa média de expansão do PIB de 4% dos últimos seis anos teria sido de apenas 2,9%. Em 2004, o crédito para pessoa física representava 7% doPIB.Noanopassado,essaproporção era de 14,7%. O crédito pessoal, principalmente consignado, os financiamentos para automóveis e o leasing(majoritariamente deveículos) foram as modalidades que mais influenciaram no aumento dopesodos empréstimosnaeco-

Para analistas, juro em alta não corta expansão do crédito ●A retomada da trajetória de alta

da taxa básica de juros da economia (Selic) este ano não interromperá a expansão do crédito para as famílias no País, avaliam analistas e operadores desse mercado. No entanto, apontam outros fatores que serão responsáveis pela desaceleração do crescimento. Segundo o Erivelto Rodrigues, da Austin Rating, a expansão do crédito para pessoa física desacelerou no último ano, mas não pa-

Fernando Scheller

O presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, disse ontem que a política de juros subsidiados para garantir o investimento durante a crise financeira internacional será mantida até o fim deste ano. “Essa não é uma política somente do BNDES, mas também do governo”, disse Coutinho. “Os juros, queeram de4,5% aoano, já subiram para 5,5%.” Na quinta-feira, diversas entidades da classe empresarial, capitaneadas pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas

Média da taxa de crescimento anual de crédito EM PORCENTUAL PARA PESSOA FÍSICA ENTRE 2004 E 2009

nomia. Elas representaram dois terçosdetodoo crédito concedido entre 2004 e 2009. O modelo desenvolvido pelos pesquisadoresdaÁreadePesquisaEconômica doBNDES GilbertoBorça JúnioreLeandroCoutinhocorrelacionou o volumeemprestado a pessoas físicas com o

● Importância

LUCIANO COUTINHO PRESIDENTE DO BNDES

“Um processo prematuro de encolhimento do BNDES sem o crescimento (dos empréstimos) no setor privado será punitivo para a expansão do investimento no País” “O Brasil não vai se desenvolver se não investir fortemente, se não criar capacidade na frente da demanda. A economia só cresce se (o setor privado) investir e criar capacidade produtiva”

crescimento da massa salarial, as taxas de juros e o índice de confiança do consumidor em São Paulo. Crescimento. Embora a aumen-

to da renda tenha sido o principal fator para o aumento do consumo das famílias, o trabalho in-

22,6 24,8 35,9 13,6 16,3 56,9 26,8 4,6 20,9 8,3 20,3 24,0

Crédito para pessoa física (total) Crédito pessoal (total) Crédito pessoal consignado Crédito pessoal exceto consignado Aquisição de Veículos Leasing para pessoa física Financiamento Imobiliário Aquisição de outros bens Cartão de crédito Cheque Especial Cooperativas Outros

Evolução do crédito a pessoa física

Evolução da taxa de juros EM PORCENTUAL AO ANO

EM PORCENTUAL DO PIB

14,7

15

Crédito pessoal

Crédito consignado

79,1 13

11

44,4 9

41,4 27,2

7

5

2004

2009

FONTE: BNDES

BNDES manterá juro subsidiado até o fim do ano, diz Coutinho Presidente da instituição diz que redução de taxas, instituída na crise e elogiada por associações, seguirá por alguns meses

rou de crescer. “Os bancos emprestam para pessoa física, apesar do risco mais alto, porque os spreads são maiores. Não vejo nenhuma possibilidade de contração nos próximos anos.” Para o economista, a carteira de financiamentos para pessoas físicas dos bancos deve crescer de 15% a 18% este ano, apesar das três altas consecutivas que elevaram a Selic de 8,75 % ao ano para 10,25%. Rogério Estevão, superintendente da área de pessoa física do Santander, tem opinião parecida. Para ele, o segmento deve crescer em torno de 15% ao ano daqui para frente. / A.R.

CRÉDITO EM ALTA

dica que o acesso ao crédito contribuiu com pouco mais de um terço da alta de 62,5% das vendas do varejo entre 2004 e 2009. Como o consumo das famílias contribuiu com 3,1 pontos porcentuais do crescimento anual de 4% da economia no últimos seis anos, o estudo conclui que a ex-

2004

2009

2004

2009

INFOGRÁFICO/AE

pansãodo crédito respondeu sozinho por 1,1 ponto porcentual dessa taxa. Otrabalhoapontaosurgimento do crédito consignado como um dos principais fatores de ampliação do acesso ao crédito e redução dos juros, com redução do risco de inadimplência. A moda-

MARCIO FERNANDES/AE

xa de Juros de Longo Prazo (TJLP), de 6% ao ano. O dinheiro oficial, porém, é captado com base na Selic. SegundooBNDES,aparticipação da instituição no financiamento de longo prazo no Brasil cresceu de 30% para 39,6% entre 2008 e 2009. Coutinho já defendeu em diversas ocasiões que a participaçãodobanconaconcessãodeempréstimos aosetorprodutivo é reflexo dos juros altos ainda praticados no País. Comoo custodacaptação ainda muito alto – após três altas seguidas desde maio, a taxa Selic está hoje em 10,75% ao ano –, o presidente do BNDES diz que os bancos privados têm dificuldade a oferecer dinheiro barato para o setor produtivo. “Sem contar a Caixa e o BNDES, a participação no sistema bancário em financiamentos acima de cinco anos ainda é muito diminuta.” Paraqueessarealidademude,defende Coutinho, a taxa Selic tem que se equiparar à TJLP.

Taxas. BNDES é ‘antídoto’ contra juros altos, diz Coutinho Críticas externas. A revista bri-

e Equipamentos (Abimaq), saíram em defesa das políticas do BNDES,que teveseu caixa reforçado pela entrada de R$ 180 bilhões vindos do Tesouro, repassados ao banco com base na Ta-

tânica The Economist dedicou uma reportagem nesta semana à onipresençadobanco de fomento na economia brasileira, com críticos das políticas adotadas classificando a instituição como

“jurássica”. A reportagem também assinala que o homem mais rico do Brasil, o empresário Eike Batista, considera o BNDES o “melhor banco do mundo”. Ontem,duranteevento emSãoPau-

lo, o presidente da instituição classificou o texto da Economist, de “mal informado” e “calcado em matérias brasileiras mal informadas”. Apesar de o banco ter liberado

lidade vem crescendo 35,9% ao ano desde 2005 e possibilitou aos consumidores trocardívidas mais caras por taxas menores. A taxa média de juros dos contratos consignados estava em 27,2% ao ano no fim de 2009, 40% abaixo da média das outras modalidades de crédito pessoal. A participação do cheque especial no total do crédito a pessoas físicas caiu de 7,1%, em 2004, para 3,4% no ano passado. Já a do crédito consignado quase dobrounomesmo período,respondendo por 23% do total em 2009. Taxa baixa. “A relação entre crédito para pessoa física e PIB ainda é baixa no Brasil em relação a muitos países. O brasileiro não fazia dívidas porque tinha um nível baixo de renda. Com a mobilidade social dos últimos anos,ele passouademandarprodutos que antes não estavam em seu horizonte, como automóvel”, disse Fernando Puga, chefe da Área de Pesquisa do BNDES. Puga assinalou que estabilidade monetária, formalização do trabalhoeredução dodesemprego formaram o cenário favorável à expansão do crédito, que se manteve durante a crise. Ele e os autores do estudo acreditam que o crédito continuará crescendo nos próximos anos, mas em ritmo menor a partir deste ano devido ao crescimento da parcela da renda dos brasileiros já comprometida. Para o BNDES, o vetor da expansão se deslocará do crédito pessoal para o imobiliário, cuja expansãovem seacelerandodesde 2007.

até R$ 18,5 bilhões para os setor decarnes–oqueévistopelomercado como parte de uma estratégiadetransformar MarfrigeJBSFriboi em referências mundiais no setor –, Coutinho negou que o BNDES eleja setores preferidos para liberar financiamentos. Segundo o presidente do banco de formento, os repasses para os gigantes do setor de carnes ocorreram por conta de uma situaçãoimpostapelacrise econômica: “O setor frigorífico passou por um ciclo de investimento muito forte, o que criou uma capacidade ociosa muito altas e gerou problemas estruturais.” Ele afirmou, entretanto, que o fato de algumas empresas de pequeno e médio porte terem ficado de fora dos repasses a juros subsidiados do banco reflete as exigências da instituição para a liberação de recursos. “Se o BNDESapoiasseempresasaltamentecomprometidasouatéimpedidas legalmente, faria o papel de hospital”, afirmou. O presidente do banco de formentodissetambémqueas estatísticasdoBNDESmostramtambém que não existe tratamento especial aos frigoríficos, dizendo que 50% dos recursos liberados pela instituição têm o setor de infraestrutura como destino.


O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Economia B9

Economia dos EUA corta 131 mil empregos Mais demissões dos contratados para o censo e menos admissões no setor privado em julho acentuam fragilidade do mercado de trabalho americano Denise Chrispim Marin CORRESPONDENTE/ WASHINGTON

Em mais um sinal do ritmo lento de recuperação econômica, os Estados Unidos cortaram empregos pelo segundo mês seguido em julho, com mais demissões de funcionários contratados para o censo e um aumento menor que o previsto da contratação no setor privado. Foram fechados 131 mil postos de trabalho no mes passado, informou ontem o Departamento de Trabalho. A taxa média de desemprego ficou em 9,5% em julho – o mesmo porcentual de junho, que atinge 14,6 milhões de trabalhadores americanos. Na semana passada, os EUA já haviam se defrontado com o crescimento de apenas 3% no Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro semestre. O porcentual foi considerado baixo demaisparasustentarumaretomada mais vigorosa do consumo interno e a queda do desemprego. Trata-se de um quadro que preocupasensivelmenteogoverno do presidente dos EUA, Barack Obama, que se prepara para aseleiçõeslegislativasdenovembro deste ano. O Departamento de Trabalho insistiu ontem que o setor privado americano conseguiu gerar

JUSTIN SULLIVAN/AFP

630mil postosde trabalhodesde janeiro, quando a taxa de desemprego estava em 9,7%. Também acentuou como positiva a criação de 71 mil vagas em julho. Entretanto, os dados mostraram que, além dos 14,6 milhões de desempregados no país, 3,6 milhões mostraram-se sem ânimo para procurar trabalho.

Análise: Steve Mattews

Mercado de trabalho incerto não significa segunda recessão

A

Setores críticos. Os dados de

julho apontaram que a crise ainda se faz presente com força nos setores financeiro, de serviços e de construção civil que, somados, fecharam 41 mil postos de trabalho em julho. Segundo o economista Gary Burtless, do Brookings Institute, cerca de 25% da mão de obra da construção civil está atualmente desempregada. Além de ter sido afetado diretamente pela crise do subprime, em 2008, o setor vivenciou exagerada expansão entre meados da década de 90 e 2006. O resultado é um estoque de imóveis bem acima da demanda atual do mercado.“Atendência éderecuperação mais rápida da indústria manufatureira, que responde mais facilmente à retomada do consumo, que da construção civil”, afirmou Burtless. Grupos críticos. Os dados do

Departamento de Trabalho

Quadro atual. Taxa desemprego é de 9,5%, ou 14,6 milhões de trabalhadores mostraram ainda que o desemprego atacou mais gravemente alguns dos principais grupos de trabalhadores do país em julho. Enquanto a taxa manteve-se abaixo da média para trabalhadores brancos (8,6%) e asiáticos (8,7%), os porcentuais foram e mais elevados para negros e latino-americanos, com 8,6% e 8,7%, respectivamente. Por faixa etária, os adolescentes foram os mais atingidos,

com 26,1%. Christina Romer, antes de anunciar sua renúncia ao cargo de presidente do Conselho de Economistas da Casa Branca (mais detalhes abaixo), destacou o fato positivo de, em julho, o emprego na indústria manufatureira ter crescido pelo sétimo mês consecutivo. Foram criadas 36 mil vagas no setor no mês - quase a metade dos 71 mil postos criados no setor privado.

● Pressão

O Comitê de Mercado Aberto do Fed pode anunciar alguma medida na terça-feira.

recuperação “débil e incerta” do mercado de trabalho não significa que a economia esteja retornando a uma recessão e pode, pelo contrário, refletir ganhos de produtividade, disse o economista Robert Hall, da Universidadede Stanford, que dirige uma comissão do National Bureau of Economic Research encarregada de datar os ciclos econômicos. Os gastos de capital, que foram adiados durante a recessão estão impulsionando a produtividade, e a curto prazo, elimina a necessidade de novos trabalhadores no chão da fábrica e nos escritórios. Para outro membro da comissão, o economista de Harvard James Stock, há indicações de que novas vagas em breve serão abertas. “As empresas adiam os investimentos por um longo tempo e isso é coerente com o boomdosgastos decapital.Domesmomodo, as horas semanais de trabalho estão quase nos níveis anteriores à recessão, o que é sinal de que o emprego deve crescer num futuro próximo.” / TRADUÇÃO DE TEREZINHA MARTINO

✽ É JORNALISTA DA BLOOMBERG

LARRY DOWNING/REUTERS-22/10/20-09

Chefe da assessoria econômica de Obama decide renunciar Christina Romer disse que vai deixar o cargo e retornar à função de professora universitária na Califórnia WASHINGTON

A presidente do Conselho de Consultores Econômicos (CEA, na sigla em inglês) do presidente Barack Obama, Christina Romer, informou que vai renunciar ao cargo e retornar à função de professora na Universidade da Califórnia, em Berkeley, a partir de 3 de setembro. Romer é o segundo membro da administração Obama a deixaraequipe.Anteriormenteodiretor de Orçamento da Casa Branca, Peter Orszag, também renunciou. A conselheira afirmou que está voltando para sua cidade para que o seu filho mais

novo possa iniciar o ensino médio lá. Com 51 anos, Romer era uma dasmaioresdivulgadorasdoprograma econômico de Obama, e cumpria bem essa missão, em parte por causa da sua sinceridade e de seu jeito direto de falar. O cargo, comentou ela em uma entrevista ontem, “definitivamente era tão difícil quanto eu achei que seria”. “Eu nunca imaginei que teria tanto contato com o presidente”, acrescentou Romer. “Se alguém tivesse me dito que eu encontraria o presidente todos os ● Candidato

Entre os candidatos à sua sucessão de Christina Romer na presidência do CEA aparece Austan Goolsbee, que está afastado da Booth School of Business, da Universidade de Chicago.

OCDE vê freio na expansão da economia global Andrei Netto / PARIS e Jamil Chade / GENEBRA CORRESPONDENTES

Saída. Christina Romer é o segundo membro a deixar a equipe dias, eu nunca teria acreditado.” Um dos maiores desafios da conselheira era explicar porque sua previsão de que o pacote de estímulosfiscaisdeObamamanteria o desemprego abaixo de 8% semostroudemasiadamenteotimista. O desemprego está agora em9,5%.“Eucertamenteesperava que estivesse mais baixo. A economia mundial se deteriorou entre novembro de 2008, quandoasestimativasiniciaisforam feitas, e o momento em que nós assumimos, em 21 de janeiro de 2009”, comentou. Nos bastidores da Casa Bran-

ca, Romer teve alguns atritos com Lawrence Summers, que também é conselheiro de Obama e ex-presidente da Universidade de Harvard e ex-secretário do Tesouro. Mas ontem ela disse que “se alguém tivesse dito que Summersseriaum dosmeusmelhores amigos, eu nunca teria acreditado. Mas ele é”. Romer tem sido citada como uma possível sucessora de Janet YellencomopresidentedoFederalReservedeSanFrancisco.Yellen foi nomeada para o posto de vice-presidente da diretoria do Fed. / DOW JONES NEWSWIRES

A economia global chegou a um pico de atividade em junho e já está desacelerando, segundo a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE). Indicadores Compostosdivulgadosontem,emParis, apontam que o ritmo decrescimento perde força em economias desenvolvidas, como EstadosUnidos,Europa,CanadáeJapão, mas também entre emergentes, como China e Brasil. Entreosmaiores,segundoaorganização, a exceção é a Alemanha. Segundo o estudo, a tendência de redução do ritmo de crescimento já é clara na França, na Itália, na China e na Índia. Nos Estados Unidos, no Japão e na Rússia, o crescimento começa a perder intensidade. E no Reino Unido foi registrado um pico na atividade, situação semelhante à brasileira. “Há sinais fortes de

que há um pico no crescimento emergente também no Brasil e no Canadá”, adverte o relatório. Para o economista Nadim Ahmad, chefe de Contas Nacionais da OCDE e um dos autores do estudo, a tendência não é grave. “Não se trata de uma parada do crescimento,masdeumadesaceleração. Estamos longe de registrarcrescimentonegativono horizonte de seisa oito meses.” Ahmad vê possíveis relações entre aperdadevigor,ofimdosprogramas de estímulo à economia e, no caso da Europa, da implantação de programas de austeridade, mas reiteraque os fatores são múltiplos e variam de país a país. “No Brasil, a taxa básica de jurosfoielevadaeháumadesaceleração no comércio exterior. No que diz respeito aos juros, por exemplo, trata-se de uma clara iniciativa do governo, que se preocupou em reduzir o ritmo de crescimento”, afirmou. Os indicadores da OCDE reforçam a perspectiva de que a retomada global será lenta e, acima de tudo, desigual. O melhor exemploéaEuropa,ondeestatísticas reveladas esta semana por França, Alemanha, Reino Unido, Itália e Espanha reforçaram a tesede queo ritmo de crescimento deverá variar de país para país.


B10 Economia %HermesFileInfo:B-10:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

PRODUZIDA PELA:

Mercados ✽

Cenário: Denise Abarca

Bovespa cai 0,46% na sessão, mas avança 0,86% na semana semana terminou com um forte movimento de aversão ao risco, que castigou as ações, commodities e moedas de países emergentes. Havia na quinta-feira um mau presságio sobre o relatório do mercado de trabalho(payroll)nos EUA, que foidivulgado ontem, mas o documento veio bem pior do que se imaginava. Quase nada se salvou: o saldo negativo de 131 mil vagas em julho foi mais do que o dobro do corte previsto (60 mil postos); houve

A

AE Broadcast da Agência Estado: Líder em informação financeira em tempo real. Assine: atende.ae@grupoestado.com.br

revisão para baixo no fechamento de vagas de junho, de 125 mil para 221 mil; e a taxa de desemprego só ficou estável em 9,5% por causa do efeito desalento, quando os trabalhadores desistem de procurar emprego.Osdadosdeempregofecharam uma sequênciadeindicadores fracos da economia dos EUA ao longo da semana, o que só fez aumentar a expectativa de uma ação mais efetiva do Federal Reserve (BC americano) na próxima terça-feira, ao final do encontro de política monetária, no sentido de reanimar a atividade. Em Wall Street, os Índices Dow Jones e Nasdaq recuaram 0,20%. No Brasil, a Bovespa perdeu 0,46%, aos 68.094,76 pontos; na semana/mês subiu 0,86%; mas no ano ainda cai 0,72%. O dólar cedeu ante o euro, mas subiu em relação ao real, saindo pela primeira vez no mês do patamar de R$ 1,75. A moeda avançou 0,34% ante o real, para R$ 1,760 no balcão. Na semana/mês, apura alta de 0,28% e, no ano, de 0,98%. Somado ao payroll fraco nos EUA, o IPCA de julho perto de zero (+0,01%) e com núcleos bem comportados sustentou os juros em baixa pela manhã, mas as taxas terminaram perto da estabilidade. O juro para janeiro de 2010 fechou em 10,78%.

Ações

6.8.2010

BOLSAS CAEM NO MUNDO TODO l Dados fracos de emprego nos EUA geram aversão ao risco EM PORCENTAGEM

FTSE-100 (PONTOS)

IBOVESPA (PONTOS)

DOW JONES (PONTOS)

1,5 1,0 0,5

10.653

0

5.332

-0,5

68.094

-1,0 -1,5 -2,0 -2,5 -3,0 6 6H AGO ONTEM

10H 10H30

14H30

17H

No mundo

Resumo das Operações Realizadas Descriminação Lote Padrão

Negócios

Nº de Títulos

Part. (%)

Valor (R$)

Part.(%)

293.223

6.585.249.380

38,48

4.407.718.862,00

92,77

Fundos e Certificados

1.455

10.038.990.110

58,67

34.168.401,28

0,72

Mercado a Termo

1.176

8.117.890

0,05

45.534.476,65

0,96

Opções de Compra

66.367

273.356.130

1,60

209.174.746,80

4,40

Mercado Fracionário

8.558

2.020.996

0,01

5.999.144,09

0,13

375.452

17.111.574.106

100,00

4.751.033.880,31

100,00

Total Geral

Maiores altas (%)

Ações mais negociadas Valor em R$ mil

Vale Petrobras Bmfbovespa Itauunibanco Ogx Petroleo

PNA PN ON PN ON

N1 EJ NM ED N1 NM

507.339 326.506 231.894 174.013 163.947

GOL PN N2 LLX Log ON NM Redecard ON ED Itauunibanco PN Brasil ON NM

Maiores baixas (%) 3,8 1,9 1,3 1,2 1,1

B2w Varejo ON Souza Cruz ON ED Duratex ON EJ Lojas Renner ON Lojas Americ PN

7,3 4,5 3,5 3,0 2,9

AÇÃO DO DIA

FRASE

Queda no lucro da B2W desvaloriza papéis ON

ARIADNE VITORIANO

A ação ON da B2W caiu 7,30% e liderou as perdas do Ibovespa, após a divulgação do balanço financeiro do segundo trimestre, que revelou lucro líquido de R$ 5 milhões, queda de 67% ante igual intervalo de 2009.

“A possível volta da inflação ou uma deflação mais fraca em alimentos e vestuário deverá fazer com que o IPCA acelere em agosto ante a modesta alta em julho. Nos próximos meses, os alimentos devem subir”

Economista da Rosenberg & Associados

Índices da Bolsa NEGÓCIOS REALIZADOS Nº de negócios

Embratel Par Pro Metalurg Tectoy Tectoy Telebrás Telebrás

PN PNB ON PN ON PN

3 62 41 33 101 613

(COTAÇÕES EM R$ LOTE DE MIL)

Quant. de Título

Abert.

Mín.

600.000 649.300.000 683.600.000 293.100.000 668.100.000 4.020.000.000

11,99 0,26 0,07 0,07 1,56 1,50

11,80 0,26 0,07 0,07 1,50 1,46

Máx.

12,00 0,29 0,08 0,08 1,56 1,51

Méd.

Últim.

11,97 0,28 0,07 0,08 1,53 1,48

11,80 0,26 0,07 0,08 1,51 1,47

Var. Fech. Compra Venda

+2,0 +4,0 -12,5 -2,6 -2,6

11,39 0,26 0,07 0,07 1,51 1,46

11,80 0,27 0,08 0,08 1,53 1,47

(COTAÇÕES EM R$ POR AÇÃO) Abc Brasil Abnote Aco Altona Aços Vill Aes Elpa Aes Tietê Aes Tietê Alfa Financ Alfa Financ Alfa Invest Alfa Invest Aliansce All Amer Lat All Amer Lat All Amer Lat Alpargatas Amazônia Ambev Ambev Amil Anhanguera B2w Varejo Bahema Banestes Banestes Banrisul Battistella Bematech Bic Monark Bicbanco Bmfbovespa Bombril Br Brokers Br Malls Par Br Propert Bradesco Bradesco Bradespar Bradespar Brasil Brasil Telec Brasil Telec Bráskem Bráskem Brasmotor Brf Foods Brookfield Cambuci Cc Des Imob Ccr Rodovias Celesc Cemar Cemig Cemig Cesp Cetip Cia Hering Cielo Cobrasma Coelba Coelce Coelce Comgás Comgás Confab Contax Contax Copasa Copel Copel Cosan Cosan Ltd Coteminas Cpfl Energia Cr2 Cremer Csu Cardsyst Cyre Com-ccp Cyrela Realt Dasa Daycoval Direcional Doc Imbituba Drogasil Dufry Ag Duratex Ecodiesel Ecorodovias Elekeiroz Eletrobrás Eletrobrás Eletropaulo Eletropaulo Emae Embraer Energias Br Energisa Energisa Equatorial Estacio Part Estrela Eternit Eucatex Even Eztec Fab C Renaux Fer Heringer Ferbasa Fibria Fleury Forja Taurus Fosfertil Fras-le Gafisa Generalshopp Gerdau Gerdau Gerdau Met Gol Gp Invest Gpc Part Grazziotin Grendene Gtd Part Guarani Guararapes Habitasul Helbor Hercules Hoteis Othon Hypermarcas Ideiasnet Ienergia Ienergia Igb S/A Iguatemi Inds Romi Indusval Inepar Inepar Inepar Tel Inpar S/A Iochp-maxion Ishares Bova Ishares Brax Ishares Mobi Ishares Smal Itausa Itausa Itauunibanco Itauunibanco

PN ON PN ON ON ON PN ON PN ON PN ON ON PN UNT PN ON ON PN ON UNT ON ON ON PN PNB PN ON ON PN ON PN ON ON ON ON PN ON PN ON ON PN ON PNA PN ON ON PN ON ON PNB ON ON PN PNB ON ON ON PN ON ON PNA ON PNA PN ON PN ON ON PNB ON DR3 PN ON ON ON ON ON ON ON PN ON PN ON DR3 ON ON ON PN ON PNB PNA PNB PN ON ON PN UNT ON ON PN ON PN ON ON PN ON PN ON ON PN PN PN ON ON ON PN PN PN DR3 ON PN ON PN ON ON PNA ON PN PN ON ON ON PNA ON ON ON PN ON PN ON ON ON CI CI CI CI ON PN ON PN

N2 30 Nº NMde negócios 54 8 21 ED 7 411 600 8 3 3 4 NM 86 N2 5 N2 4 N2 1.954 N1 134 62 57 1.621 NM 647 N2 228 NM 5.251 26 EJ 18 EJ 7 N1 1.094 32 NM 10 3 N1 44 NM 12.581 7 NM 191 NM 976 NM 57 ED N1 615 ED N1 9.386 N1 3 N1 1.826 NM 6.698 37 558 N1 24 N1 1.834 5 NM 5.178 NM 3.987 30 NM 49 NM 1.440 N2 12 MB 3 N1 76 N1 1.996 N1 1.418 NM 273 EDJ NM 332 NM 4.217 8 2 32 204 4 120 EJ N1 745 6 26 NM 201 N1 11 N1 1.975 ED NM 3.344 169 4 NM 918 NM 19 NM 30 NM 55 NM 18 NM 11.859 NM 662 N1 23 NM 2 12 NM 56 25 EJ NM 1.783 NM 542 NM 1.312 3 N1 1.009 N1 1.228 ED N2 16 ED N2 3.109 35 NM 2.976 NM 1.580 4 4 NM 175 NM 22 20 NM 109 N1 46 NM 298 NM 121 20 NM 247 55 NM 3.513 NM 38 23 838 N1 19 NM 5.811 NM 17 N1 466 N1 6.599 N1 1.896 N2 2.458 228 25 20 NM 26 MB 3 NM 4.093 12 9 NM 19 45 74 NM 3.690 NM 194 17 49 26 NM 246 NM 25 N1 2 20 182 183 NM 932 NM 248 494 6 14 7 N1 10 N1 6.339 ED N1 92 ED N1 9.985

Quant. 29.500 de Título 66.900 3.000 134.000 700 204.600 163.100 27.200 600 300 400 61.100 1.100 1.500 765.100 42.000 512.000 28.400 318.200 148.000 103.100 2.589.500 6.100 16.400 20.600 277.900 150.600 16.000 180 110.000 17.353.000 6.000 262.700 840.800 200.300 265.400 4.869.600 36.500 491.600 2.441.500 9.900 219.000 21.700 1.158.500 6.000 2.206.100 1.661.600 27.000 52.500 624.800 2.900 1.200 45.900 900.000 584.900 135.000 161.300 3.030.400 110.000 400 14.500 61.200 8.100 28.300 378.000 42.400 17.400 91.000 10.600 590.100 1.409.600 102.700 2.400 481.700 1.900 9.000 33.900 178.400 5.723.200 268.900 28.100 200 103.000 131.700 5.800 1.037.900 4.145.800 1.104.300 700 448.800 387.100 2.800 1.511.100 41.000 1.935.100 546.300 1.400 4.200 58.400 4.500 30.100 103.900 71.400 476.700 114.000 42.000 162.000 34.700 1.555.100 13.300 20.300 468.000 20.700 3.292.500 27.800 222.300 4.593.000 543.600 1.306.900 197.100 61.600 404.500 21.700 16.000 4.529.900 4.600 1.900 34.400 246.000 830.000 2.599.800 240.000 58.000 525.000 20.300 221.300 10.500 3.200 25.700 248.200 2.893.600 858.800 296.800 428.120 19.000 50.050 2.210 13.000 3.260.500 148.500 4.555.400

14,45 14,24 Abert. Mín. 15,75 15,75 30,98 30,00 0,75 0,73 44,00 44,00 18,55 18,26 21,86 21,72 3,98 3,97 3,54 3,47 7,35 7,25 6,45 6,19 11,85 11,75 4,30 4,30 3,10 3,10 16,47 16,47 8,05 7,78 0,62 0,61 160,64 158,00 185,10 182,80 17,81 17,00 28,14 27,57 32,10 30,20 53,11 53,00 6,10 6,08 6,17 6,00 15,30 15,27 0,89 0,85 9,28 9,14 600,00 600,00 15,00 14,70 13,21 13,00 8,52 8,52 6,93 6,85 25,99 25,23 13,84 13,51 25,47 25,10 31,59 31,50 38,02 38,02 39,00 38,70 29,80 29,66 15,23 15,15 11,24 11,22 11,22 11,22 13,75 13,55 0,93 0,92 23,96 23,38 9,03 8,88 3,19 3,01 6,12 5,93 40,05 39,60 34,19 33,99 9,49 9,49 19,49 19,40 26,06 25,95 26,15 25,60 15,00 14,70 56,41 56,00 15,60 15,50 0,25 0,25 34,35 34,35 28,30 28,00 28,02 28,02 34,50 34,50 36,14 36,14 5,09 5,07 29,40 29,00 23,00 22,85 25,34 25,16 36,10 36,10 39,25 39,02 24,86 24,20 19,90 19,65 4,91 4,85 41,14 40,81 5,30 5,30 18,39 18,15 8,98 8,80 11,19 11,00 23,85 23,10 16,86 16,42 9,30 9,21 12,20 12,20 1,19 1,18 36,25 35,99 148,90 148,90 17,90 17,21 0,86 0,86 10,48 10,40 11,14 11,12 22,68 22,68 27,22 27,11 33,30 31,15 34,10 32,98 7,03 6,97 11,59 11,39 38,49 37,00 1,80 1,80 9,05 9,05 17,33 17,28 20,85 20,85 0,90 0,85 8,85 8,60 6,70 6,50 7,90 7,69 9,92 9,64 0,31 0,31 8,11 7,79 11,90 11,52 29,30 28,85 20,21 20,02 5,13 5,04 16,24 16,02 4,12 4,10 12,56 12,31 9,10 9,00 19,59 19,30 26,70 26,28 32,50 32,00 23,35 23,10 7,10 6,99 1,06 1,02 13,37 13,37 7,82 7,75 0,26 0,26 4,28 4,23 77,01 76,99 7,99 7,40 14,55 14,30 0,42 0,41 1,14 1,14 22,82 22,10 3,04 3,01 0,57 0,56 0,39 0,39 6,95 6,95 32,70 31,50 12,80 12,52 8,00 8,00 4,79 4,60 5,00 4,90 0,44 0,43 3,25 3,19 19,34 19,10 67,35 67,05 42,60 42,60 19,03 19,00 61,85 61,55 12,53 12,52 12,53 12,46 29,38 29,16 37,72 37,70

14,48 Máx. 16,07 30,98 0,75 46,20 18,55 21,91 4,00 3,54 7,35 6,45 11,85 4,30 3,15 16,81 8,05 0,62 160,64 187,00 17,81 28,28 32,47 54,28 6,20 6,17 15,79 0,90 9,28 600,00 15,00 13,46 9,00 7,13 26,10 13,87 25,53 31,90 38,75 39,45 30,34 15,36 11,45 11,32 13,96 0,93 23,98 9,09 3,19 6,12 40,36 34,20 9,60 19,55 26,36 26,26 15,00 57,50 15,85 0,26 34,35 29,09 29,30 35,00 36,70 5,18 29,40 23,19 25,54 36,40 39,85 25,25 20,49 5,00 41,52 5,30 18,39 8,98 11,20 23,94 16,95 9,68 12,40 1,21 36,60 151,29 17,90 0,87 10,90 11,14 23,00 27,45 35,00 34,10 7,10 11,70 38,49 1,82 9,10 17,79 21,50 0,90 8,90 6,75 7,90 9,96 0,34 8,18 11,90 29,70 20,97 5,13 16,69 4,15 12,65 9,15 19,80 26,96 32,77 24,25 7,29 1,07 13,99 7,98 0,26 4,54 77,01 7,99 14,55 0,44 1,20 22,82 3,15 0,58 0,41 7,00 32,70 13,00 8,00 4,79 5,00 0,45 3,33 19,49 67,88 42,63 19,06 61,85 12,69 12,71 29,55 38,45

14,27 Méd. 15,89 30,11 0,74 45,13 18,35 21,82 3,98 3,49 7,32 6,32 11,80 4,30 3,12 16,68 7,84 0,62 159,13 183,44 17,15 27,97 30,97 53,18 6,11 6,00 15,72 0,87 9,21 600,00 14,80 13,36 8,99 7,03 25,68 13,82 25,30 31,68 38,75 39,00 30,06 15,18 11,32 11,30 13,72 0,93 23,58 8,97 3,03 6,06 40,03 34,09 9,52 19,50 26,26 25,92 14,93 56,99 15,63 0,25 34,35 28,43 28,86 34,51 36,60 5,13 29,40 22,96 25,34 36,40 39,64 24,70 19,89 4,86 41,07 5,30 18,21 8,87 11,00 23,32 16,60 9,50 12,30 1,19 36,20 150,09 17,41 0,87 10,64 11,12 22,87 27,32 33,34 33,31 7,00 11,54 37,35 1,81 9,06 17,56 21,45 0,87 8,70 6,63 7,75 9,89 0,33 7,95 11,59 29,39 20,40 5,09 16,29 4,11 12,46 9,09 19,54 26,57 32,43 23,98 7,18 1,04 13,38 7,85 0,26 4,44 77,00 7,63 14,43 0,43 1,17 22,38 3,05 0,57 0,39 6,98 31,93 12,81 8,00 4,73 4,93 0,44 3,24 19,19 67,50 42,63 19,05 61,66 12,58 12,62 29,46 38,20

14,28 Últim. 16,07 30,85 0,75 46,20 18,40 21,75 4,00 3,50 7,35 6,44 11,84 4,30 3,15 16,66 7,88 0,61 159,92 183,10 17,08 27,85 30,59 54,28 6,10 6,10 15,55 0,87 9,25 600,00 14,80 13,38 8,99 7,10 25,39 13,82 25,48 31,80 38,75 38,91 30,34 15,16 11,37 11,32 13,75 0,93 23,46 9,00 3,01 6,08 39,80 34,00 9,60 19,55 26,29 26,00 15,00 57,10 15,68 0,26 34,35 29,09 29,20 35,00 36,70 5,15 29,40 23,00 25,50 36,40 39,65 24,50 20,00 5,00 40,95 5,30 18,22 8,91 11,03 23,42 16,78 9,68 12,40 1,21 36,36 150,99 17,29 0,87 10,84 11,12 23,00 27,45 33,15 33,36 7,00 11,63 37,00 1,81 9,10 17,79 21,50 0,89 8,76 6,75 7,75 9,90 0,34 7,98 11,60 29,60 20,02 5,12 16,17 4,10 12,54 9,15 19,44 26,55 32,50 24,20 7,29 1,07 13,38 7,98 0,26 4,54 77,00 7,90 14,40 0,42 1,15 22,25 3,06 0,56 0,41 7,00 32,00 13,00 8,00 4,78 4,96 0,43 3,25 19,49 67,70 42,63 19,00 61,55 12,69 12,66 29,55 38,35

Var. -1,2 14,25 14,39 Fech. +1,7 Compra 16,01 Venda 16,07 +0,8 29,61 30,90 +1,4 0,74 0,75 +6,9 43,05 46,69 +0,2 18,37 18,40 -0,2 21,75 21,82 +0,8 3,74 4,00 3,47 3,50 +1,4 7,14 7,38 -0,5 6,20 6,45 -0,1 11,75 11,85 +1,2 4,19 4,35 -0,9 3,06 3,15 +0,5 16,61 16,66 -0,1 7,80 7,88 -1,6 0,61 0,62 -0,7 158,12 159,92 -2,1 183,10 183,40 -2,4 17,08 17,19 -1,1 27,85 28,19 -7,3 30,41 30,59 -1,3 52,50 54,29 -0,2 6,03 6,15 6,00 6,10 +0,3 15,43 15,55 -3,3 0,87 0,88 -0,3 9,15 9,25 - 550,00 599,00 14,61 14,80 +0,5 13,37 13,38 -0,2 8,71 9,00 +2,3 6,97 7,10 -1,5 25,23 25,39 -0,1 13,82 13,86 25,41 25,48 +0,2 31,79 31,80 -1,1 38,75 39,30 -0,9 38,91 38,97 +1,1 30,23 30,34 -0,5 15,15 15,24 +0,4 11,33 11,37 +0,2 11,28 11,32 -0,6 13,74 13,75 0,91 0,93 -1,6 23,45 23,46 -0,6 8,99 9,00 -4,4 3,01 3,10 -0,3 6,01 6,08 -0,9 39,77 39,80 -0,6 33,90 34,08 +1,2 9,35 9,60 +0,3 19,54 19,55 +0,1 26,18 26,29 -0,9 25,91 26,00 14,70 15,00 +1,2 57,00 57,10 -0,8 15,65 15,68 +4,0 0,24 0,25 +0,4 33,01 34,25 +3,0 28,21 29,09 +2,8 29,20 29,22 +1,4 31,01 35,00 +0,5 36,11 36,70 +1,0 5,11 5,15 +0,2 29,00 30,00 - 23,00 23,15 +1,0 25,30 25,50 36,10 36,40 +0,4 39,55 39,65 -1,8 24,47 24,50 -0,4 20,00 20,08 -0,8 4,86 5,09 -1,0 40,81 40,95 5,29 5,30 -0,4 18,15 18,22 -0,8 8,75 8,91 +0,3 10,85 11,03 -2,6 23,40 23,42 -1,0 16,50 16,78 +2,2 9,35 9,73 12,20 12,49 1,18 1,21 +0,3 35,95 36,45 +1,4 - 150,99 -3,5 17,29 17,30 0,86 0,87 +4,2 10,80 10,85 -4,8 11,00 11,45 +0,4 22,87 23,00 +0,3 27,35 27,45 +0,2 32,21 34,40 +0,7 33,15 33,36 6,97 7,00 -0,5 11,56 11,64 -2,2 37,00 37,10 -1,6 1,81 1,82 9,05 9,15 +0,9 17,43 17,79 +6,2 20,35 21,50 +1,1 0,86 0,89 -1,8 8,76 8,80 +0,7 6,50 6,75 -0,5 7,68 7,75 +0,3 9,80 9,90 +3,0 0,32 0,33 -1,8 7,91 7,98 -1,7 11,55 11,80 +0,3 29,55 29,60 -1,1 20,02 20,98 -0,2 5,05 5,12 -0,8 16,06 16,17 4,09 4,11 -0,5 12,50 12,54 +0,1 9,10 9,15 -1,6 19,35 19,44 -1,4 26,53 26,55 -1,0 32,50 32,59 +3,8 24,20 24,21 +1,3 7,18 7,29 -2,7 1,03 1,07 13,13 13,98 +1,7 7,85 7,98 0,25 0,27 +6,3 4,53 4,54 - 75,66 77,00 +1,5 7,05 7,96 -0,3 14,13 14,40 0,41 0,43 +1,8 1,15 1,16 -2,5 22,25 22,28 -1,3 3,02 3,06 0,56 0,57 +2,5 0,40 0,41 +0,7 6,98 7,00 -0,6 31,80 32,00 +1,6 12,50 13,00 7,85 8,00 -0,2 4,68 4,78 +0,2 4,90 4,96 0,42 0,43 -1,5 3,21 3,25 +2,0 19,20 19,49 -0,5 67,31 67,70 40,01 -2,3 19,20 21,20 -1,3 61,67 +0,3 12,50 12,69 +0,6 12,65 12,66 +1,0 29,29 29,55 +1,2 38,31 38,35

ÍNDICES

PONTOS

Ibovespa IBRX 50 IBRX 100 ISE – Sustentabilidade ITEL – Telecom IEE – Energia Elétrica INDX – Setor Industrial IGC – Governança ITAG – Tag Along Ibovespa Fut.Jun. (BM&F)

68.094,76 9.353,20 21.355,14 1.980,19 1.366,39 25.249,67 10.411,59 7.089,30 9.210,34 68.370,00

DIA% MÊS% ANO%

-0,46 -0,30 -0,35 -0,48 -0,37 0,09 -1,08 -0,14 -0,09 -0,62

0,86 1,09 0,96 -0,24 0,12 1,53 -0,28 0,10 -0,58 0,83

NEGÓCIOS REALIZADOS Nº de negócios J B Duarte J B Duarte Jbs Jereissati Jhsf Part João Fortes Julio Simoes Kepler Weber Klabin S/A Kroton Laep Le Lis Blanc Light S/A Lix Da Cunha Lix Da Cunha Llx Log Localiza Log-in Lojas Americ Lojas Americ Lojas Marisa Lojas Renner Lopes Brasil Lupatech M G Poliest M.diasbranco Magnesita Sa Mangels Indl Marambaia Marcopolo Marcopolo Marfrig Marisol Merc Brasil Merc Brasil Merc Invest Metal Iguacu Metalfrio Mills Minerva Minupar Mmx Miner Mpx Energia Mrv Multiplan Multiplus Mundial Mundial Natura Net Nord Brasil Nord Brasil Nutriplant Odontoprev Ogx Petróleo Ohl Brasil Osx Brasil P.Açúcar-cbd Panamericano Panatlantica Parana Paranapanema Pdg Realt Petrobrás Petrobrás Pettenati Pibb Pine Plascar Part Porto Seguro Portobello Positivo Inf Profarma Pronor Providencia Randon Part Randon Part Rasip Agro Recrusul Redecard Renar Renova Rodobensimob Rossi Resid Sabesp Sanepar Santander Br Santander Br Santander Br Santos Brp Sao Carlos Sao Martinho Saraiva Livr Schlosser Sid Nacional Slc Agrícola Sofisa Souza Cruz Springs Sul America Sultepa Sultepa Suzano Papel Tam S/A Tarpon Inv Tecel S Jose Tecnisa Tecnosolo Tecnosolo Tegma Teka Telemar Telemar Telemar N L Telesp Telesp Tempo Part Tim Part S/A Tim Part S/A Tivit Totvs Tractebel Tran Paulist Triunfo Part Tupy Ultrapar Unipar Unipar Uol Usiminas Usiminas Vale Vale Vivo Vivo Weg Whirlpool Wilson Sons FONTE: BOVESPA

ON PN ON PN ON ON ON ON PN UNT DR3 ON ON ON PN ON ON ON ON PN ON ON ON ON ON ON ON PN ON ON PN ON PN ON PN PN PN ON ON ON ON ON ON ON ON ON ON PN ON PN ON PN ON ON ON ON ON PNA PN PN PN ON ON ON PN PN CI PN ON ON ON ON ON PNA ON ON PN ON PN ON ON UNT ON ON ON PN ON PN UNT UNT ON ON PN PN ON ON PN ON ON UNT ON PN PNA PN ON PN ON ON PN ON PN ON PN PNA ON PN ON ON PN ON ON ON PN ON ON PN ON PNB PN ON PNA ON PNA ON PN ON PN DR3

NM NM NM N1 N2 NM NM NM NM NM EDJ NM NM NM NM NM NM N1 N2 N2 ES NM

NM NM NM NM NM NM N2 EDJ NM EDJ NM N2 MA NM NM NM NM ED N1 N1 N1 N1 NM EJ EJ N1 NM NM NM NM NM N1 N1 ED NM NM N2 NM NM NM N2 N2 N2 N2 NM ED NM N2 NM N2 ED NM EB N2 N1 ES N2 ED NM NM EDJ NM

NM NM NM NM N1 NM N1 N1 N1 N2 N1 N1 N1 N1 ED NM

11 29 4.153 31 139 12 25 471 1.456 227 1.838 12 1.633 4 11 3.458 475 63 108 7.452 115 3.599 14 215 412 41 229 24 28 7 386 2.165 6 7 53 3 480 6 105 225 318 2.615 1.382 3.084 349 47 24 559 3.365 1.999 3 14 5 490 10.104 145 22 3.667 609 4 15 399 4.903 3.928 13.628 18 60 29 206 213 9 574 3 4 31 8 668 4 3 2.646 43 7 16 2.672 437 5 16 20 2.768 12 3 77 176 65 3.572 177 157 1.846 51 603 10 75 1.207 2.088 12 5 122 16 17 106 63 1.140 3.127 541 40 524 88 777 4.096 6 482 663 580 24 27 739 18 691 28 1.367 5.372 3.883 13.468 7 2.205 174 16 15

-0,72 -2,19 -1,47 0,41 -12,42 3,79 3,91 4,57 4,51 13,01

0,46%

IBOVESPA EM PONTOS

68.094

68.600 68.400

O cobre fechou em queda na Comex, divisão de metais da bolsa mercantil de Nova York, afetado pelo fato de os números fracos do mercado de trabalho divulgados ontem nos EUA terem alimentado temores de que a demanda pelo metal seja

prejudicada. O contrato de cobre para entrega em setembro caiu US$ 0,105, ou 0,3%, fechando em US$ 3,3430 por libra-peso. Já o ouro beneficiou-se da busca dos investidores por ativos de risco mais baixo e fechou em alta na Comex. O contrato com vencimento em dezembro subiu US$ 6,00, ou 0,5%, encerrando a sessão em US$ 1.205,30 por onça-troy.

ADRs (US$) MÍN.

MÁX.

ÚLT.

Bolsas internacionais

Petrobrás PN Itaú Unib. PN Vale PN Bradesco PN Gerdau PN

33,70 21,97 25,31 18,49 15,56

33,29 -0,95 21,85 0,88 25,05 -0,83 18,40 -0,27 15,22 -2,12

Metais divergem ante emprego fraco nos EUA

32,91 21,56 24,87 18,14 15,11

FONTE: AE

Commodities

68.200 68.000 67.800 67.600 67.400

6/8

30/7

VAR. (%)

Alumínio Chumbo Cobre Estanho Níquel Zinco

ONTEM

DIA ANTERIOR

2.219,00 2.170,00 7.435,00 20.475,00 22.075,00 2.128,00

2.203,00 2.185,00 7.400,00 20.475,00 21.860,00 2.097,00

1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1

NY-D Jones NY-Nasdaq NY-SP500 ADR B Titan Londres Frankfurt Paris Milão Tóquio Xangai Madri Hong Kong

PONTOS

DIA

VARIAÇÃO (%) MÊS ANO

10.653,56 2.288,47 1.121,64 33.180,11 5.332,39 6.259,63 3.716,05 21.084,47 9.642,12 2.658,39 10.651,10 21.678,80

-0,20 -0,20 -0,37 -0,61 -0,62 -1,17 -1,28 -1,03 -0,12 1,44 -1,74 0,59

1,79 2,16 1,50 0,85 1,82 0,59 0,86 -6,14 1,41 -1,49 1,82 5,07 2,00 -5,60 0,30 -9,31 1,10 -8,57 0,79 -18,88 1,44 -10,79 3,09 891,14

(COTAÇÕES EM R$ POR AÇÃO)

Quant. de Título 340.000 367.000 3.445.400 113.000 237.400 8.500 100.900 11.894.500 1.102.100 270.800 27.157.100 5.100 534.300 600 14.900 4.033.100 236.600 38.600 166.300 5.956.400 45.900 913.500 9.800 107.100 10.192.000 77.100 87.800 12.600 28.000 8.000 293.100 1.542.200 1.300 11.000 41.400 14.000 4.936.100 1.900 207.700 161.400 2.510.200 3.097.800 897.100 2.489.600 1.103.100 32.600 42.400 1.588.400 962.800 1.681.200 300 1.700 2.100 468.900 8.764.100 33.200 5.600 1.260.200 319.500 400 97.900 667.600 4.369.600 2.731.100 11.196.700 9.400 16.730 16.800 701.500 160.000 9.400 114.700 300 3.600 34.600 1.800 603.700 600 5.800 1.793.200 193.300 1.300 21.800 1.740.800 135.100 7.500 346.600 647.900 1.128.700 15.100 500 193.600 59.800 11.000 1.841.100 174.000 270.400 418.800 44.900 257.000 17.000 97.000 426.600 1.361.200 16.600 25.000 18.300 33.500 34.900 30.200 297.900 367.700 1.779.000 445.500 19.600 151.000 209.500 996.600 6.449.600 6.900 143.200 377.500 80.100 53.700 114.100 269.100 67.000 9.738.700 15.400 303.300 2.259.200 1.592.800 11.527.000 800 1.054.800 84.000 36.600 66.000

Abert. 0,08 0,09 8,37 1,37 2,98 11,65 8,32 0,40 5,05 13,70 0,87 9,87 21,75 4,40 3,28 9,34 24,18 8,23 11,40 14,80 21,90 54,89 29,39 21,13 0,18 42,00 12,20 8,08 1,00 8,00 9,70 17,34 3,00 15,70 13,84 0,45 0,45 9,95 15,70 7,27 0,39 13,17 21,89 15,25 32,03 21,32 1,51 1,82 45,51 22,70 48,00 56,02 2,01 16,90 18,60 46,22 537,00 56,99 8,90 17,79 8,80 6,36 17,96 33,75 29,20 5,80 92,90 10,82 3,65 21,10 1,64 18,15 15,45 1,93 7,50 9,68 11,72 0,42 0,85 25,39 0,84 14,90 14,02 15,36 35,61 2,75 0,24 0,20 22,75 16,70 17,45 16,53 35,24 7,50 30,00 15,90 4,20 76,60 4,64 16,33 5,20 5,84 16,90 29,12 10,40 0,32 9,74 1,13 0,78 15,25 0,60 30,98 25,29 46,25 34,93 38,85 3,80 7,94 5,45 18,30 125,88 23,30 48,10 6,55 15,09 93,00 0,82 0,69 9,94 52,30 50,63 50,26 43,80 111,58 44,80 18,70 3,41 22,50

Mín. 0,08 0,08 8,21 1,37 2,94 11,65 8,13 0,39 5,01 13,25 0,85 9,55 21,34 4,40 3,28 9,15 24,08 8,13 10,99 14,20 21,90 52,70 28,65 20,98 0,17 40,30 12,10 8,08 1,00 8,00 9,40 17,25 3,00 15,10 13,41 0,45 0,41 9,74 15,40 7,20 0,39 13,17 21,76 14,98 31,60 21,32 1,50 1,74 45,28 22,36 48,00 56,00 2,00 16,50 18,42 45,67 522,04 56,33 8,66 17,79 8,53 6,31 17,32 33,28 28,94 5,65 92,11 10,82 3,52 21,00 1,60 18,10 15,45 1,92 7,05 9,68 11,52 0,40 0,85 25,23 0,81 14,25 13,90 15,03 34,92 2,74 0,23 0,19 22,52 16,35 16,75 16,50 35,10 7,40 29,86 15,63 4,00 73,75 4,60 16,05 5,20 5,20 16,77 28,92 10,00 0,32 9,64 1,12 0,77 15,25 0,56 30,55 24,81 46,25 34,93 38,51 3,71 7,81 5,36 18,30 120,61 23,11 48,10 6,35 14,70 92,38 0,79 0,67 9,69 50,86 49,85 50,20 43,77 110,31 44,04 18,25 3,35 22,50

Máx.

Méd.

Últim.

0,08 0,09 8,45 1,41 2,99 11,70 8,32 0,41 5,05 13,83 0,88 9,90 21,75 4,40 3,28 9,50 24,79 8,30 11,40 15,10 22,34 54,89 29,40 21,20 0,20 42,35 12,25 8,99 1,05 8,08 9,70 17,48 3,05 15,70 14,00 0,46 0,45 10,00 15,89 7,38 0,41 13,69 23,00 15,39 32,45 22,98 1,64 2,03 46,51 22,80 51,89 62,99 2,01 17,13 18,98 46,50 537,00 57,47 8,99 18,00 8,80 6,40 17,96 33,90 29,45 5,80 93,80 11,00 3,65 21,15 1,65 18,57 15,73 1,93 7,54 9,93 11,87 0,42 0,86 25,94 0,85 14,90 14,02 15,36 35,76 2,80 0,24 0,20 23,07 16,70 17,45 16,80 35,84 8,48 30,42 16,47 4,24 77,42 4,73 16,58 5,40 5,84 17,06 29,64 10,40 0,34 9,75 1,14 0,79 15,69 0,62 31,11 25,39 47,01 35,79 38,98 3,83 8,10 5,52 18,34 125,90 23,43 49,51 6,55 15,10 94,15 0,82 0,72 9,98 52,96 51,09 50,85 44,28 111,58 45,24 18,70 3,45 23,08

0,08 0,08 8,32 1,38 2,96 11,66 8,16 0,40 5,03 13,32 0,87 9,82 21,50 4,40 3,28 9,37 24,49 8,22 11,17 14,63 22,06 53,54 28,75 21,07 0,19 41,99 12,17 8,48 1,01 8,07 9,49 17,34 3,01 15,68 13,70 0,45 0,43 9,87 15,54 7,29 0,40 13,42 22,53 15,18 31,74 22,44 1,56 1,92 45,83 22,52 49,96 57,71 2,00 16,84 18,71 46,23 530,54 57,03 8,74 17,92 8,54 6,36 17,56 33,59 29,16 5,69 93,31 10,97 3,58 21,12 1,63 18,35 15,62 1,92 7,19 9,80 11,70 0,41 0,86 25,62 0,82 14,39 13,95 15,19 35,37 2,76 0,23 0,19 22,73 16,49 16,89 16,56 35,25 7,92 30,18 15,95 4,05 75,00 4,65 16,35 5,27 5,50 16,97 29,34 10,02 0,33 9,66 1,13 0,77 15,52 0,59 30,79 25,05 46,71 35,52 38,76 3,77 8,01 5,46 18,34 122,28 23,21 48,51 6,38 14,98 93,41 0,81 0,70 9,72 51,65 50,35 50,52 44,01 110,98 44,35 18,41 3,40 22,51

0,08 0,09 8,33 1,41 2,99 11,65 8,22 0,40 5,01 13,30 0,86 9,55 21,60 4,40 3,28 9,50 24,65 8,29 11,05 14,30 22,34 52,70 28,65 21,00 0,19 42,35 12,20 8,70 1,04 8,08 9,54 17,25 3,05 15,60 13,60 0,45 0,42 9,74 15,89 7,37 0,39 13,18 22,51 15,25 31,85 22,98 1,64 1,86 45,61 22,47 51,89 57,99 2,00 16,90 18,64 46,50 533,00 57,30 8,66 18,00 8,65 6,35 17,80 33,52 29,09 5,65 93,50 11,00 3,55 21,15 1,64 18,55 15,68 1,92 7,10 9,93 11,78 0,41 0,86 25,90 0,85 14,25 13,95 15,30 35,76 2,80 0,24 0,20 22,83 16,50 16,75 16,80 35,20 8,20 30,39 16,39 4,02 74,00 4,73 16,05 5,20 5,49 17,05 29,45 10,02 0,34 9,75 1,14 0,77 15,69 0,61 30,76 25,10 46,50 35,79 38,76 3,75 8,03 5,42 18,34 121,27 23,31 48,73 6,50 15,00 92,81 0,81 0,69 9,69 51,64 50,50 50,58 44,08 110,98 44,40 18,30 3,45 22,55

Var. Fech. Compra Venda -0,7 +1,0 -0,9 +1,0 -0,8 -1,7 -2,3 -3,5 -0,8 +12,8 -1,2 +1,9 +1,6 +0,6 -2,0 -2,9 +1,1 -3,0 -0,5 -0,2 +11,8 -0,8 -0,8 +7,4 +5,1 -1,0 -1,5 -1,5 -1,4 -2,2 -6,7 -2,6 +1,1 +1,0 -1,2 +2,4 -0,4 -0,5 +6,9 +7,9 +4,5 -0,7 +10,4 -3,4 +1,5 -0,9 -0,6 +0,6 +0,2 +0,7 -2,4 +2,9 -1,1 +0,3 -1,1 -0,8 -1,2 -4,2 -0,3 -1,9 -0,2 -0,6 +1,4 -0,6 -4,0 -6,0 -0,4 +0,7 -2,4 +1,3 +1,2 -1,8 -0,4 +0,1 +0,3 +1,8 -0,1 -4,2 +0,6 -0,1 +18,8 -0,2 +2,4 -3,1 -4,5 +1,1 -1,3 -2,6 -5,2 +1,0 +1,1 -3,7 +0,5 +1,8 -1,3 +2,9 +1,7 +0,1 -0,4 -0,8 +0,2 -0,4 -0,5 +0,4 -1,5 +0,2 -3,7 -0,4 +1,9 -2,0 -0,2 +2,5 +1,5 -0,4 -1,8 -1,6 -0,1 -0,4 -0,8 -0,8

0,08 0,08 8,30 1,39 2,95 11,65 8,16 0,39 5,01 13,26 0,85 9,55 21,44 3,40 3,28 9,50 24,54 8,27 10,91 14,30 22,30 52,70 28,15 20,99 0,18 40,85 12,20 8,50 0,99 8,00 9,53 17,25 2,92 15,36 13,60 0,45 0,42 9,74 15,50 7,35 0,38 13,18 22,51 15,23 31,85 22,35 1,52 1,86 45,61 22,47 45,10 55,11 1,90 16,60 18,60 45,90 521,00 57,30 8,66 15,00 8,65 6,35 17,80 33,52 29,08 5,63 93,50 10,87 3,55 21,00 1,60 18,26 15,50 1,92 6,90 9,46 11,70 0,40 0,86 25,81 0,83 14,25 13,70 15,18 35,44 2,74 0,23 0,19 22,83 16,50 16,10 16,68 35,20 7,80 30,17 16,10 4,01 74,00 4,62 16,05 5,10 5,35 16,97 29,28 10,05 0,32 9,60 1,12 0,78 15,35 0,55 30,76 25,10 46,25 35,00 38,76 3,73 8,00 5,42 18,25 121,01 23,18 48,61 6,42 15,00 92,81 0,79 0,69 9,45 51,40 50,40 50,43 44,08 110,50 44,38 18,26 3,41 22,55

0,09 0,09 8,33 1,41 2,99 11,70 8,22 0,40 5,02 13,30 0,86 9,94 21,60 4,50 3,34 9,52 24,65 8,29 11,05 14,31 22,34 52,80 28,65 21,00 0,19 42,35 12,24 8,70 1,04 8,08 9,54 17,26 3,05 15,50 13,62 0,46 0,43 10,00 15,89 7,37 0,39 13,19 22,59 15,25 32,00 22,98 1,62 1,89 45,80 22,53 51,90 58,00 2,80 16,90 18,64 46,50 533,00 57,35 8,69 24,50 8,70 6,39 17,83 33,59 29,09 5,70 93,89 11,00 3,57 21,15 1,64 18,55 15,68 2,00 7,10 9,94 11,78 0,41 0,87 25,90 0,85 14,68 13,95 15,30 35,76 2,85 0,24 0,20 22,84 17,00 16,75 16,80 35,50 8,20 30,39 16,40 4,02 74,35 4,73 16,33 5,49 5,49 17,05 29,45 10,29 0,35 9,72 1,14 0,79 15,69 0,61 30,85 25,15 46,50 35,79 38,95 3,75 8,03 5,46 18,34 122,00 23,31 48,84 6,50 15,10 93,00 0,81 0,70 9,69 51,65 50,50 50,58 44,09 110,99 44,40 18,30 3,45 23,10

Mercado Futuro DI de 1 Dia (contrato = R$100.000,00; cotação = Taxa) Contr.

Contr.

Aberto

Negoc.

Mín.

Máx.

413.337 9.080 1.229.89 8.550 137.924 1.695 50.745 3.215 3.690.00 304.245 215.400 29.145 704.573 55.055 62.586 155 1.487.77 228.885

10,620 10,690 10,740 10,750 10,770 10,920 11,140 11,350 11,520

10,640 10,750 10,740 10,780 10,800 10,970 11,200 11,400 11,600

Vencto.

Set10 Out10 Nov10 Dez10 Jan11 Abr11 Jul11 Out11 Jan12

Preço

Preço

Último Preço

Ajuste

10,633 99.280,70 10,709 98.437,86 10,740 97.636,76 10,770 96.848,40 10,780 95.940,89 10,960 93.455,74 11,190 90.933,12 11,350 88.265,55 11,590 85.771,17

Dólar Comercial (contrato = US$50.000,00; cotação = R$/US$1.000,00) Contr.

Contr.

Preço

Aberto

Negoc.

Mín.

Máx.

Set10 533.808 253.065 1.762,0 Out10 26.468 595 1.775,0 Nov10 5.780 885 1.788,0 Dez10 4.035 4.000 1.800,0

1.772,5 1.783,5 1.795,0 1.800,0

Vencto.

Preço

Último Preço

Ajuste

1.770,0 1.768,21 1.782,0 1.780,35 1.795,0 1.792,30 1.800,0 1.804,34

Jan11 Fev11 Abr11 Jun11 Jul11

39.850 25 5.440 900 10.430

6.575 1.813,0 0 0,000 400 1.860,5 0 0,000 0 0,000

1.821,5 0,000 1.861,0 0,000 0,000

1.821,0 1.818,52 0,000 1.831,9530 1.861,0 1.858,47 0,000 1.885,96 0,000 1.900,20

Ibovespa (contrato = cotação a futuro x R$1,00; cotação = pontos do índice) Contr.

Contr.

Preço

Preço

Último

Aberto

Negoc.

Mín.

Máx.

Preço

Ajuste

Ago10 106.601 79.550 67.830 68.900 68.370 Out10 13.405 465 69.100 69.550 69.100 Dez10 11.465 255 70.000 70.500 70.100 Fev11 70 0 0 0 0 Jun11 760 0 0 0 0 Out11 80 0 0 0 0 Dez11 250 0 0 0 0

68.320 69.171 70.153 71.235 73.314 75.644 76.871

Vencto.

Ouro (contrato = 250g; cotação = R$/g) Núm.

Contr.

Preço

Preço

Último

Negoc.

Negoc.

Mín.

Máx.

Preço

Ptos.

14 72,000 72,500 72,500

0,97

7

Var.

Moedas Dólar (em R$) DIA

27/7 28/7 29/7 30/7 2/8 3/8 4/8 5/8 6/8

DÓLAR

COMERCIAL PARALELO TURISMO Compra Venda Compra Venda Compra Venda

1,768

1,770

1,840

1,9400

1,737

1,890

EM REAIS

1,768 1,759 1,753 1,749 1,757 1,757 1,752 1,758

1,770 1,761 1,755 1,751 1,759 1,759 1,754 1,760

1,830 1,830 1,820 1,830 1,820 1,850 1,790 1,800

1,950 1,940 1,940 1,940 1,940 1,950 1,940 1,940

1,750 1,773 1,777 1,780 1,787 1,697 1,693 1,693

1,870 1,880 1,883 1,890 1,870 1,870 1,831 1,857

1,760 1,759 1,758 1,757 1,756 1,755 1,754 1,753 1,752 1,751

0,34%

1,760

30/7

6/8

FONTE: AE

Câmbio (R$)

Conversão 1 EURO/ 1 LIBRA/ US$ 1/NY EUROPA LONDRES

Dólar americano 1,000 Dólar australiano 1,0890

R$ 1/ BRASIL

1,3276

1,5948

0,5682

1,4457

1,7366

0,6187

Dólar canadense 1,0274 0,7532 Euro Franco suíço 1,0388 85,54 Iene

1,3640

1,6384

0,5838

1,000 1,3791 113,56

1,2012 1,6566 136,41

0,4280 0,5902 48,60

Libra esterlina

0,6271

0,8325

1,000

0,3563

Peso argentino

3,9320

5,2201

6,2706

2,2341

Peso chileno

514,75

683,38

820,90

292,47

Rublo

29,797 39,558

47,518

16,930

AS MOEDAS NA VERTICAL: VALOR DE COMPRA SOBRE AS DEMAIS

Dólar americano Dólar australiano Dólar canadense Euro Franco suíço Iene Libra esterlina Peso argentino Peso chileno Rublo Yuan

COMPRA

VENDA

1,7558 1,6131 1,7066 2,3317 1,6909 0,0206 2,8021 0,4464 0,0034 0,0588 0,2594

1,7566 1,6141 1,7076 2,3329 1,6920 0,0206 2,8039 0,4473 0,0034 0,0590 0,2595

FONTE: BC

FONTE: BC

Falênciaserecuperaçãojudicial ● São Paulo

Maio, 77, Cj 106 – 1ª V. Falências.

Falências Santana Factoring Fomento Comercial Ltda. contra Dalcosta Formaturas Comércio e Serviços Ltda. - ME. R. Edeia, 227 – 1ª V. Falências. Editora Jornal da Manhã Ltda. contra WSP Comunicação e Publicidade Ltda. R. 24 de

Recuperação judicial RD Indústria e Comércio de Roupas e Acessórios Ltda. R. Baronesa de Itu, 42 –1ª V. Falências. Empório Chiappetta Ltda. R. Antonio dos Santos Neto, 135 – 2ª V. Falências.


%HermesFileInfo:B-11:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Mercados

Economia B11

O melhor da

informação financeira online e em tempo real

Agronegócios com realizações de lucro depois da disparada acimade8% davéspera, após aRússia proibiras exportações de grãos até o final do ano. O contrato com vencimento em dezembro, o mais negociado, fechou com queda de 7,36%, para US$ 7,5525 por bushel. Na semana, contudo, o preço do cereal ainda acumulou alta de 8,8%. Vários analistas vinham advertindo que os preços não refletiam a real situação do mercado. A oferta de trigo no mundo é adequada e não há risco de desabastecimento, apesar da quebra da safra no Leste Europeu.

Análise: Ana Conceição

Corte de vagas nos EUA faz café cair 1%

A

s cotações do café fecharam com queda,acompanhandoumrecuogeneralizado nos mercados de commodities, queficaram nadefensivaapósmás notícias no mercado de trabalho dos Estados Unidos. O governo norte-americano informou um corte de 131 mil vagas em julho, o dobro do esperado.Ospreços tambémseguirampressionados pelas boas condições climáticas na maior parte das regiões produtoras de café do Brasil, maior exportador mundial, que permitiram o avanço da colheita. Na Bolsa de Nova York,o contratosetembrodo grãocedeu 1,45%, para 167,40 centavos de dólar por libra-peso. Na semana, o ativo recuou 4,79%. Outro mercado pressionado pela perda de empregos nos Estados Unidos foi o de cacau, onde o contrato com vencimento em setembro caiu 3,44%, para US$ 3.006 por tonelada. Em Chicago, as cotações do trigo despencaram

Set11

Contr.

Contr.

Preço

Preço

Último

Vencto.

Aberto

Negoc.

Mín.

Máx.

Preço

Ajuste

Set10 Dez10 Mar11 Set11

10.287 12.944 1.552 1.370

1.498 526 4 7

197,00 193,10 199,05 196,00

203,50 199,90 199,05 196,00

199,25 195,50 199,05 196,00

199,50 195,60 195,90 196,00

Milho

COTAÇÕES DO CAFÉ EM NY

Contr.

Contr.

Preço

Preço

Último

Vencto.

Aberto

Negoc.

Mín.

Máx.

Preço

Ajuste

Set10 Nov10 Jan11 Mar11 Mai11

12.127 4.208 890 449 637

397 450 267 397 60

20,45 21,60 22,75 22,00 21,80

20,56 21,70 22,90 22,20 21,90

20,46 21,65 22,85 22,00 21,80

20,46 21,65 22,78 22,00 21,80

168,00 166,00 30/7

6/8

22,33

3.226 2.348 23.794 882 185

299 340 3.976 79 16

86,30 86,10 86,93 87,10 87,45

86,65 86,70 87,50 87,50 87,71

86,30 86,20 87,04 87,10 87,45

86,35 86,17 87,01 87,25 87,18

Preço

Preço

Último

Vencto.

Aberto

Negoc.

Mín.

Máx.

Preço

Ajuste

Set10 Nov10 Mar11

10 559 277

0 0,00 2 24,47 1 23,51

0,00 24,50 23,51

0,00 24,47 23,51

24,41 24,47 23,51

Jaca

Carámbola

.....................................................Cxt 6,98/8,30 Cereja Estrang.

...................................................Kg 21,97/24,96 Coco Verde

.............................................Cem 99,78/114,72 Figo

A ................................................Cxt 9,70/10,70 B ...................................................Cxt 7,41/8,41 Fruta Do Conde

9/10 Frutos ...........................Cxt 18,76/21,20 12 Frutos ...............................Cxt 17,02/19,02 15 Frutos ................................Cxt 13,02/15,02 18 Frutos .................................Cxt 9,47/10,94 Goiaba

Vermelha 9 Frutos ................Cxt 6,68/7,68 Vermelha 12 Frutos .............Cxt 6,67/7,67 Vermelha 15 Frutos ..............Cxt 6,67/7,67 Vermelha 18 Frutos ..............Cxt 4,55/5,46 Branca 9 Frutos .....................Cxt 5,10/6,10 Branca 12 Frutos ....................Cxt 5,10/6,10 Branca 15 Frutos .....................Cxt 5,10/6,10 Branca 18 Frutos ....................Cxt 3,34/4,10 Graviola

.................................................Cxt 28,02/33,02 Jabuticaba

...................................................Kg 10,92/13,30

Ago. Set. Out. Dez.

7 10 4 38

MÍN.

41,40 41,57 41,75 42,00

Melância

.........................................................Kg 1,09/1,19

A ...............................................Eng 9,43/10,43 B ................................................Eng 7,36/8,36

0,38

1.053,501.053,50

VENCTO. NEGOC.

Contr.

Cajú

1

0,41

0,51

Kiwi Nacional

.................................................Cxt 21,58/24,46

Melão

Baia A (7/10 Dz) ...............Cx M 28,28/29,56 Baia B (11/13 Dz) .............Cx M 24,26/25,54 Baia C (14/15 Dz) ..............Cx M 20,10/21,30 Lima A (10/13 Dz) ...........Cx M 25,40/26,65 Lima B (14/15 Dz) .............Cx M 20,38/21,87 Lima C (18/21 Dz) .............Cx M 17,06/18,06 Pêra A (10/13 Dz) .............Cx M 22,83/23,88 Pêra B (14/15 Dz) ................Cx M 18,81/19,81 Pêra C (18/21 Dz) ..............Cx M 14,65/15,65 Seleta A (8/10 Dz) ..........Cx M 31,00/33,00 Seleta B (11/13 Dz) .........Cx M 26,00/28,00 Seleta C (18/21 Dz) ..........Cx M 21,00/23,00

Amarelo 6/7 Frutos ............Cx 16,41/17,83 Amarelo 8/9 Frutos ............Cx 16,18/17,80 Amarelo 10/11 Frutos .........Cx 13,68/14,93 Amarelo 12/14 Frutos ...........Cx 11,29/12,51

Lima

Espanhola .................................Kg 4,06/4,51 Americana ...............................Kg 9,33/11,66

Pérsia A (9/10 Dz) ..........Cx M 34,50/36,50 Pérsia B (13/15 Dz) .........Cx M 29,80/31,80 Pérsia C (18/24 Dz) ........Cx M 25,09/27,09

Nectarina Estr.

Danjou ................................Cx P 52,33/57,46 Pack's Triumph ..............Cx P 54,80/59,95 William's ...........................Cx P 57,69/63,65 Rocha ................................Cx P 45,00/50,00

Amarela Extra Aa ..........Cx K 24,98/27,82 Amarela Extra A .............Cx K 18,53/20,92 Amarela Extra ..................Cx K 13,30/15,30 Rosada Extra Aa ................Cx K 21,12/23,61 Rosada Extra A ................Cx K 14,82/16,80 Rosada Extra .....................Cx K 10,68/12,32 Berinjela

Conserva Extra ...............Cx K 25,00/30,00 Conserva Especial .........Cx K 18,00/20,00 Conserva Primeira .........Cx K 12,00/15,00 Japonesa Extra ..............Cx K 30,00/35,00 Japonesa Especial ........Cx K 22,00/25,00 Japonesa Primeira .......Cx K 18,00/20,00 Extra Aa ..............................Cx K 16,37/18,78 Extra A ...................................Cx K 10,72/12,11 Extra .......................................Cx K 7,45/8,45

Roma

.................................................Cxt 35,00/40,00

Formosa A ...................................Kg 1,27/1,39 Formosa B .................................Kg 0,98/1,09 Havaí 12 Frutos .........................Kg 1,87/1,99 Havaí 15 Frutos ........................Kg 1,95/2,08 Havaí 18 Frutos .........................Kg 1,95/2,08 Havaí 21 Frutos .........................Kg 1,56/1,68 Havaí 24/28 Frutos ..................Kg 1,28/1,39

Murcot A (8/10 Dz) ........Cx M 36,77/39,05 Murcot B (11/12 Dz) .........Cx M 31,85/34,71 Murcot C (13/15 Dz) .........Cx M 26,19/28,19 Poncam A (8/10 Dz) .......Cx M 37,38/39,75 Poncam B (11/12 Dz) ......Cx M 33,26/35,26 Poncam C (13/15 Dz) ....Cx M 28,63/30,63

Manga

Niagara Extra A .......................Kg 3,77/4,00 Niagara Extra ............................Kg 3,21/3,41 Niagara Especial .....................Kg 2,68/2,88 Itália Extra A .............................Kg 4,13/4,45 Itália Extra ................................Kg 3,52/3,77 Itália Especial ............................Kg 2,87/3,18 Centenial Extra A ...................Kg 5,00/5,60 Centenial Extra ......................Kg 4,00/4,60 Brasil Extra A ..........................Kg 4,54/4,77 Brasil Extra ................................Kg 3,92/4,13 Brasil Especial ........................Kg 3,28/3,49 Rubi Extra A ..............................Kg 4,14/4,45 Rubi Extra .................................Kg 3,47/3,70 Rubi Especial ..............................Kg 2,85/3,11 Benitaka ...................................Kg 4,08/4,54 Red Globe ..................................Kg 6,05/7,45 Thompson .................................Kg 6,97/8,24

Azedo A ................................Cx K 16,57/18,21 Azedo B ...............................Cx K 13,03/14,66 Azedo C ...................................Cx K 9,95/11,16 Doce 8 Frutos .........................Cxt 7,27/8,00 Doce 10 Frutos .......................Cxt 7,27/8,00 Doce 12 Frutos .......................Cxt 5,27/6,00 Doce 15 Frutos ......................Cxt 3,27/4,00

Batata Doce

Americano ................................Kg 8,52/11,19 Espanhol ..................................Kg 4,60/4,85

Tangerina

Maracujá

Graúda ......................................Cb 4,39/4,89 Média ..........................................Cb 3,41/3,89 Miúda ...........................................Cb 2,43/2,92

Pêssego Estran.

Mamão

Hadem 9 Frutos .......................Kg 4,10/4,51 Hadem 12 Frutos ...................Kg 4,09/4,50 Hadem 15 Frutos ....................Kg 3,19/3,60 Hadem 18 Frutos ....................Kg 2,34/2,74 Palmer 9 Frutos ......................Kg 2,40/2,59 Palmer 12 Frutos ...................Kg 2,40/2,59 Palmer 15 Frutos .......................Kg 1,87/2,11 Palmer 18 Frutos ......................Kg 1,40/1,59 Tommy Atkins 12 Frutos ........Kg 1,77/1,97 Tommy Atkins 15 Frutos .......Kg 1,42/1,56 Tommy Atkins 18 Frutos ........Kg 1,15/1,26

Alcachofra

NesPêra

Pêra Estrang.

Fuji 80-150 Frutos ..................Kg 2,68/2,85 Fuji 163-175 Frutos ..................Kg 2,28/2,50 Gala 80-150 Frutos ..................Kg 2,53/2,71 Gala 163-175 Frutos .................Kg 2,13/2,33 Golden 80-150 Frutos ..........Kg 2,60/2,80 Golden 163-175 Frutos .........Kg 2,20/2,40

Brasileira Extra Aa ........Cx K 29,48/33,53 Brasileira Extra A ...........Cx K 22,40/25,66 Brasileira Extra ................Cx K 16,36/18,54 Italiana Extra Aa ............Cx K 33,77/37,72 Italiana Extra A ...............Cx K 26,34/29,84 Italiana Extra .....................Cx K 18,73/21,85

Comum ......................................Kg 4,83/5,83 Caminho Real .........................Kg 6,00/7,00

Red Del 80-163 Frutos ..........Kg 3,06/3,32 Granny Smith 80-162 Frutos .Kg 2,62/2,90 Maçã Nacional

Abobrinha

Morango

Maçã Estrang.

0,32 0,29 0,31 0,29

Japonesa .....................................Kg 1,39/1,49 Seca ..............................................Kg 1,23/1,35 Moranga .....................................Kg 0,73/0,84 Paulista ..................................Sc 16,87/18,40

Rio A .....................................Mcx 23,13/25,00 Rio B .......................................Mcx 19,13/20,13 Rio C ........................................Mcx 16,13/17,13

Taiti A (21/27 Dz) .............Cx M 35,80/37,73 Taiti B (32/38 Dz) ..........Cx M 30,90/32,83 Taiti C (40/45 Dz) ...........Cx M 25,93/27,85

Limão

41,39 41,53 41,71 42,12

Mercado Atacadista Secretaria do Abastecimento e Ceagesp Preços em R$ Abóbora

Mexerica

5x5 Frutos .........................Cxt 48,00/50,00 5x6 Frutos ..........................Cxt 38,00/40,00 6x6 Frutos ..........................Cxt 28,00/30,00 7x6 Frutos ..........................Cxt 18,00/20,00 (4 Cumbuca ) ......................Cxt 14,49/16,30

FECH. AJUSTE VAR.%

Legumes

Redon/Comprida Graúda ......Kg 0,93/1,03 Redon/Comprida Média .......Kg 0,73/0,83 Redon/Comprida Miúda ......Kg 0,53/0,63

Laranja

MÁX.

41,62 41,39 41,70 41,53 41,90 41,71 42,44 42,12

Beterraba

Extra Aa ............................Cx K 25,29/28,93 Extra A ..................................Cx K 16,30/18,18 Extra .....................................Cx K 11,97/13,75 Cará

Uva

Extra A .................................Cx K 15,58/17,58 Extra ......................................Cx K 11,19/12,79 Cenoura

Extra Aa ........................................Kg 1,01/1,12 Extra A .......................................Kg 0,75/0,85 Extra ...........................................Kg 0,57/0,66 Chuchu

Extra Aa .............................Cx K 32,12/36,35 Extra A ................................Cx K 22,44/26,14 Extra ....................................Cx K 15,83/17,90 Ervilha

Torta Extra Aa ..................Cx K 44,51/49,51 Torta Extra A ....................Cx K 34,51/39,51 Torta Extra .......................Cx K 24,80/29,51 Feijão Corado

0,8508 0,5806 0,8409 0,5708 0,8811 0,6008 0,9105 0,6301 0,8930 0,6127 0,9216 0,6313 0,8226 0,8253 0,8223 0,8616 0,5914 0,8976 0,6173 0,9031 0,6227 0,8989 0,6186 0,8527 0,5925

TR/Poupança MÊS

TR (1º/8) 0,0909 Poupança (1º/9) 0,6157

ANO

12 MESES

0,40 4,48

0,42 6,11

INSS Mês de competência: Julho Trabalhador assalariado e doméstica* SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO

8% 9% 11% 12%

AUTÔNOMO (BASE EM R$)

ALÍQUOTA

De 510,00 a 3.416,54

20%

MÁX.

Out. 10.756 18,04 Mar./11 3.900 17,75 Mai. 334 17,00 Jul. 388 16,30

725,75 755,25 758,00 732,75

725,75 755,25 758,00 732,75

-7,64 -7,36 -7,33 -7,57

VENCTO. NEGOC.

MÍN.

MÁX.

FECH. AJUSTE VAR.%

Set. 2.509 2.179 2.297 2.193 2.193 -4,32 Dez. 2.562 2.098 2.190 2.106 2.106 -3,39 Mar./11 1.488 2.082 2.157 2.090 2.090 -3,24 Mai. 326 2.096 2.170 2.105 2.105 -2,86

VENCTO. NEGOC.

MÍN.

MÁX.

FECH. AJUSTE VAR.%

Out. 32 83,65 84,83 Dez. 3.902 79,45 80,71 Mar./11 910 77,80 78,85 Mai. 195 78,24 78,91

84,40 80,23 78,81 79,05

84,40 80,23 78,81 79,05

0,24 0,21 1,04 1,04

EM CENTS DE US$ POR LIBRA-PESO FECH. AJUSTE VAR.%

18,60 18,33 18,24 18,12 17,92 17,95 17,34 17,16 17,18 16,62 16,45 16,45

0,22 0,84 1,06 1,17

VENCTO. NEGOC.

Set. Nov. Jan./11 Mar.

332 98 8 8

MÍN.

MÁX.

143,45 145,30 146,75 146,75

146,05 147,60 148,75 148,75

MÁX.

FECH. AJUSTE VAR.%

539,80 -0,99 497,30 -0,44 491,10 0,16 481,60 0,48

VENCTO. NEGOC.

-

MÍN.

MÁX.

FECH. AJUSTE VAR.%

Set. 4.260 165,25 171,35 167,85 Dez. 1.056 166,85 172,45 169,05 Mar./11 226 168,00 172,00 169,00 Mai. 4 167,50 169,30 167,80

167,40 -1,18 168,70 -1,17 168,45 -1,08 167,80 -1,27

MÉDIO

MÍN. MÁX.

Araçatuba (SP)

86,00

86,00 86,00

Barretos (SP)

86,33

86,00 87,00

Bauru/Marília (SP)

86,30

85,00 87,00

Campo Grande (MS)

77,33

77,00 78,00

Cuiabá (MT)

81,00

81,00 81,00

Dourados (MS)

80,00

79,00 81,00

Goiânia (GO)

85,67

85,00 86,00

Presidente Prudente (SP)

84,20

83,00 85,00

Noroeste do Paraná (PR)

80,67

80,00 81,00

Triângulo Mineiro

80,56

80,00 81,00

FECH. AJUSTE VAR.%

143,50 146,20 146,80 146,80

144,00 -1,68 145,70 -1,02 146,80 -1,41 146,80 -1,41

Fonte: AE Broadcast

As principais notícias e cotações do agronegócio, análises e tendências de mercado no Brasil e no mundo estão na Agência Estado.

VENCTO. NEGOC.

Set. Nov. Jan./11 Mar.

697 621 385 18

PREÇOS AO PRODUTOR Soja R$/SACA DE 60KG

MÉDIO

Norte do Paraná

36,60 38,78 37,14 33,69 36,61 35,60

Ponta Grossa (PR) Passo Fundo (RS) Rio Verde (GO) Triângulo Mineiro Rondonópolis (MT)

R$/SACA DE 60KG

EM DÓLARES POR TONELADA MÍN.

MÁX.

FECH. AJUSTE VAR.%

1.708 1.730 1.719 1.725

1.756 1.775 1.760 1.764

1.718 1.718 -1,26 1.740 1.740 -1,14 1.732 1.732 -0,74 1.730 1.730 -0,69

MÍN.

MÁX.

36,50 36,70 38,00 40,00 36,20 38,00 32,50 34,50 33,80 39,00 35,20 36,00 Assine AE Agronegócios, sua melhor safra de informações. Grande São Paulo (11) 3856-3500 Outras localidades 0800 011 3000 atende.ae@grupoestado.com.br www.ae.com.br.

Cerrado (MG) Sul de Minas Gerais Noroeste do Paraná (PR) Zona da Mata (MG) Garça (SP)

MÉDIO

MÍN.

MÁX.

310,00 302,92 285,00 295,13 290,00

308,00 300,00 280,00 290,00 288,00

312,00 310,00 290,00 300,00 292,00

Jiló

Agrião

Escarola

Amendoim

Camarão

Redondo Extra Aa .........Cx K 40,64/45,40 Redondo Extra A ............Cx K 30,86/35,63 Redondo Extra ................Cx K 22,25/25,77

Extra ......................................Eng 15,49/16,57 Especial ................................Eng 12,52/13,52 Primeira ................................Eng 9,77/10,77

Extra .......................................Eng 9,39/10,32 Especial ....................................Eng 7,42/8,36 Primeira ..................................Eng 5,39/6,33

Com Casca ............................Sc 61,43/64,05 S/Casca ....................................Sc 91,17/93,62

Mandioca

Alface

Espinafre

Graúda ................................Cx K 14,00/15,00 Média .....................................Cx K 11,07/12,07 Miúda ......................................Cx K 8,34/9,34

Americana Extra ...............Eng 12,83/13,75 Americana Especial ..........Eng 10,30/11,20 Americana Primeira ............Eng 8,57/9,52 Crespa Extra .........................Eng 8,76/9,88 Crespa Especial ...................Eng 6,58/7,58 Crespa Primeira ....................Eng 4,59/5,59 Romana ....................................Eng 7,95/9,15 Lisa Extra .............................Eng 11,08/12,04 Lisa Especial ..........................Eng 8,45/9,44 Lisa Primeira .........................Eng 6,03/7,03

Extra ..................................Dzmc 12,07/13,43 Especial ..............................Dzmc 9,49/10,37 Primeira ...............................Dzmc 7,29/8,17

Comum Especial .....................Kg 0,91/1,02 Comum 1a./2a. ........................Kg 0,54/0,62 Comum Especialzinha ........Kg 0,54/0,63 Benef.comum Especial .......Kg 0,88/0,98 Benef.comum 1a./2a. ............Kg 0,52/0,62 Benef.comum Especialzinha ..Kg 0,53/0,62 Benef.lisa Especial ....................Kg 1,10/1,20

Ferro Primeira ....................Kg 15,00/16,00 Ferro Segunda .....................Kg 13,00/14,00 Rosa Grande ......................Kg 37,00/40,00

Mandioquinha

Extra Aaa ...................................Kg 3,18/3,53 Extra Aa ......................................Kg 2,56/2,81 Extra A .........................................Kg 1,87/2,10 Pepino

Caipira Extra Aa .............Cx K 27,40/30,43 Caipira Extra A .................Cx K 19,65/22,89 Caipira Extra ......................Cx K 13,60/15,71 Comum Extra Aa ...........Cx K 22,73/25,74 Comum Extra A ..............Cx K 18,03/19,95 Comum Extra ....................Cx K 13,25/15,39 Japonês Extra Aa ...........Cx K 35,00/39,18 Japonês Extra A ..............Cx K 26,58/30,11 Japonês Extra ...................Cx K 19,55/21,98 Pimenta

* Vermelha Extra Aa .......Cx K 31,14/35,15 * Vermelha Extra A .......Cx K 22,84/26,14 Cambuci Extra Aa ...........Cx K 36,97/41,23 Cambuci Extra A ............Cx K 26,62/30,81 Verde Americ Extra Aa Cx K 24,08/27,69 Verde Americ Extra A ..Cx K 18,00/20,00 Verde Americana Extra Cx K 13,49/15,29 Pimentão

Verde Extra Aa ...................Cx K 12,21/13,37 Verde Extra A ....................Cx K 9,66/10,66 Verde Extra ...........................Cx K 7,02/8,02 Vermelho Extra Aa .........Cx K 35,18/38,02 Vermelho Extra A ...........Cx K 28,26/31,63 Vermelho Extra ..............Cx K 21,44/23,44 Amarelo Extra Aa .........Cx K 33,34/40,44 Quiabo

Liso Extra Aa ...................Cx K 54,31/60,99 Liso Extra A ........................Cx K 36,17/41,17 Liso Extra ...........................Cx K 21,22/25,50 Tomate

Maduro Extra Aa .......................Kg 1,70/1,88 Maduro Extra A .........................Kg 1,31/1,44 Maduro Extra ..............................Kg 0,99/1,11 Salada Extra Aa ........................Kg 1,74/1,91 Salada Extra A ..........................Kg 1,30/1,42 Salada Extra ............................Kg 0,96/1,07 Caqui Extra Aa .........................Kg 2,92/3,25 Cereja Extra Aa ......................Kg 3,49/3,88

Alho Porro

Extra ......................................Dzmc 7,62/8,28 Especial ...............................Dzmc 5,69/6,69 Primeira ..............................Dzmc 4,08/4,66 Almeirão

Extra ......................................Dzmc 9,14/10,17 Especial .................................Dzmc 7,17/8,12 Primeira ..............................Dzmc 5,30/6,24 Pão De Açúcar Extra ......Dzmc 11,86/13,19 Pão De Açúcar Especial .Dzmc 9,49/10,49 Pão De Açúcar Primeira Dzmc 7,32/8,32 Aspargo

Hortelã

.......................................................Mc 2,29/2,72 Louro

......................................................Mc 2,50/3,00 Milho Verde

Extra ........................................Sc 12,07/12,92 Especial ...................................Sc 10,07/10,92 Primeira .....................................Sc 8,07/8,92 Mostarda

.............................................Dzmc 12,00/15,00 Nabo

Extra ............................................Mc 4,31/4,71 Especial .....................................Mc 3,46/3,82 Primeira ....................................Mc 2,66/3,02 Orégano

......................................................Mc 2,48/2,95 Palmito

Pupunha .....................................Pc 8,14/9,14 Rabanete

.......................................................Mc 6,00/7,00 Beterraba C/Fol

Extra .......................................Eng 10,64/11,29 Especial ..................................Eng 8,64/9,29 Primeira ..................................Eng 6,64/7,29 Brócolos

Extra ...................................Dzmc 22,41/24,16 Especial ............................Dzmc 18,35/19,69 Ninja .......................................Eng 9,04/10,96

Extra ..................................Dzmc 17,96/19,74 Especial ..............................Dzmc 14,01/15,16 Primeira ...........................Dzmc 10,70/11,84 Repolho

Liso Extra ................................Eng 7,10/8,70 Roxo Extra ...........................Eng 13,27/14,75 Rúcula

.............................................Dzmc 16,99/19,88 Salsa

Catalonha

......................................................Mc 3,96/4,90

.................................................Dzmc 9,38/11,55

Salsão

Cebolinha

Branco/Verde Extra ......Dzmc 16,82/18,96 Branco/Verde Especial Dzmc 13,39/14,62 Branco/Verde Primeira Dzmc 10,83/12,04

Extra ....................................Dzmc 10,35/11,26 Especial ................................Dzmc 8,61/9,34 Primeira ..............................Dzmc 6,46/7,37

Manjericão

Cenoura C/Folha

.......................................................Mç 2,07/2,27

Extra ......................................Eng 13,43/14,43 Especial ................................Eng 10,62/11,62 Primeira ..................................Eng 8,45/9,45

Alface

Batata

Canjica

........................................................Kg 1,70/1,80 Cebola

Minas Gerais Graúda ..............Kg 1,22/1,30 Minas Gerais Média .................Kg 1,22/1,30 Minas Gerais Miúda ..................Kg 1,02/1,12 Roxa Graúda ..............................Kg 1,45/1,55 Roxa Média ................................Kg 1,45/1,55 Roxa Miúda ................................Kg 1,25/1,35 Cebola Estrang.

Argentina Graúda ...................Kg 1,80/1,90 Argentina Média ......................Kg 1,80/1,90 Argentina Miúda ......................Kg 1,60/1,70

Cambeva

.......................................................Kg 6,50/7,00 Cascote

.........................................................Kg 1,75/2,00 Corvina

Grande ......................................Kg 4,30/4,50 Média ..........................................Kg 3,30/3,50 Pequena .....................................Kg 2,75/3,00 Dourado

Grande ......................................Kg 7,00/8,00 Garoupa

....................................................Kg 15,00/16,00 Linguado

Grande ...................................Kg 12,00/13,00 Médio .........................................Kg 8,00/9,00 Pequeno ....................................Kg 6,00/7,00 Mandi

.......................................................Kg 3,75/4,00 Manjuba

Coco Seco

.......................................................Kg 5,50/6,00

..................................................Sc 36,88/38,00

Merluza

Ovos

.......................................................Kg 8,00/8,60

Branco Grande Embalado ...Bd 4,61/4,93

Mexilhão

M.pipoca Estran

.................................................Sc 38,86/40,00 Milho Pipoca

.................................................Sc 42,00/45,00 Ovos

Branco Extra .........................Cx 45,17/46,17 Branco Grande ...................Cx 44,03/45,03 Branco Médio ......................Cx 42,79/43,79 Branco Pequeno ................Cx 38,92/39,92 Branco Extra Embalado ........Bd 5,05/5,17 Vermelho Extra .................Cx 48,93/49,93 Vermelho A .........................Cx 47,93/48,93 Vermelho B ............................Cx 46,13/47,13 Codorna .......................................Cx 1,73/1,80

Pescado

Limpo .....................................Kg 15,00/16,00 Mistura

........................................................Kg 0,90/1,00 Olho De Boi

....................................................Kg 17,00/18,00 Salmão

Grande ..................................Kg 25,00/26,00 Pescada

Grande .....................................Kg 9,50/10,00 Média .........................................Kg 7,50/8,00 Pequena .....................................Kg 4,75/5,00 Amarela ................................Kg 15,00/16,00 Goete Grande ...........................Kg 3,75/4,00 Goete Média ..............................Kg 3,30/3,50 Goete Pequena ........................Kg 2,75/3,00 Maria Mole Grande ................Kg 3,30/3,50 Maria Mole Média ..................Kg 2,75/3,00 Maria Mole Pequena .............Kg 2,75/3,00 Tortinha ....................................Kg 2,30/2,50

.................................................Dzmc 9,65/11,25

Crespa Hidropônica ............Eng 10,01/11,21 Lisa Hidropônica .................Eng 10,01/11,21 Mimosa Hidropônica ...........Eng 10,01/11,21 Romana Hidropônica ......Eng 11,00/12,00

Coentro

Agrião

Extra ...................................Dzmc 17,45/19,76 Especial ............................Dzmc 13,03/14,76

Hidropônico ........................Eng 12,36/13,58

Couve

Hidropônica ........................Eng 10,40/11,40

Grande ........................................Kg 4,75/5,00 Média ...........................................Kg 3,30/3,50 Pequena ....................................Kg 2,30/2,50

Macarrão C Extra Aa .....Cx K 42,01/46,86 Macarrão CExtra A .........Cx K 31,63/36,48 Macarrão Curta Extra ...Cx K 22,40/26,68

Extra .......................................Dzmc 8,15/8,97 Especial ..............................Dzmc 6,06/6,90 Primeira .............................Dzmc 4,00/4,86 Bruxelas Extra .......................Pct 2,70/3,20

Rúcula

Anchovas

Hidropônica .........................Eng 16,10/17,88

Média ..........................................Kg 4,30/4,50

Verduras

Couve Flor

Mercado Atacadista Secretaria do Abastecimento e Ceagesp Preços em R$ Alho Estrang.

Bagre A.salgada

Grande ......................................Kg 7,00/8,00 Média .........................................Kg 4,50/5,00 Pequena ....................................Kg 3,50/4,00

Argentino Tipo 7 ..................Kg 11,84/12,84 Argentino Tipo 6 ..................Kg 9,84/10,84 Argentino Tipo 5 ....................Kg 7,84/8,84 Chines ........................................Kg 8,50/9,00

Limpo ......................................Kg 12,00/13,00 Betarra

Tilápia

Vagem

Extra A ...............................Cx K 23,26/25,94 Extra ...................................Cx K 18,05/20,09 Especial ................................Cx K 14,16/15,76

Extra ........................................Eng 7,90/8,24 Especial ...................................Eng 5,87/6,25 Primeira ...................................Eng 3,35/3,75

Reajuste do aluguel (Agosto)

INPC (IBGE) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV) IPA-DI (FGV) IPC-DI (FGV) IPC (FIPE) IPCA (IBGE) INCC - (FGV) CUB (Sinduscon) ICV - Dieese

NO ANO 12 MESES

-0,07 0,15 0,22 0,34 -0,21 0,17 0,01 0,44 0,53 0,14

3,31 5,85 5,71 6,54 3,42 3,27 3,10 6,09 5,78 3,36

4,44 5,79 5,98 6,49 4,36 4,68 4,60 6,67 5,93 5,21

* NOVA SÉRIE EM MARÇO/2007

A PAGAR (R$)

De 102,00 a 683,31

Vencimento 16/8. O percentual de multa a ser aplicado fica limitado a 20%, mais taxa Selic.

IPC-FIPE

1,0579 1,0598 1,0468

IPCA (IBGE)

1,0460 1,0444 1,0521

INPC (IBGE) ICV-DIEESE

Fatores válidos para contratos cujo último reajuste ocorreu há um ano. Multiplique o valor pelo fator.

Índices VALOR

DIA%

10,69 10,65 13,32 1,480

0,68 0,09 0,00 0,00

CDB (31/21) CDI Capital de Giro Hot money

MÊS% ANO%

0,19 5,13 -1,26 21,31

23,73 23,55 9,36 -2,63

Fator da TR

Indicadores UNID.

IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV)

DATA PERÍODO

UFIR Out./00 R$ 1,0641 UFESP 2010 R$ 16,42 UFM-SP 2010 R$ 96,33 UPC Jul. a Set. R$ 21,86 SAL. MÍN. Agosto R$ 510,00 FGTS Agosto 0,3628% SELIC* Julho 0,86% * Incide sobre valor nominal do débito. Há, ainda, multa de 0,33% ao dia, limitada a 20% sobre o valor nominal. Para pagto. da 5ª cota e da 1ª, 2ª, 3ª e 4ª em atraso, até 31/8 os juros da Taxa Selic são de 3,40%.

Salário regional paulista O piso salarial tem três faixas , R$ 560, R$ 570 e R$ 580, de acordo com a atividade profissional (a lista das atividades por faixa está na Lei estadual de nº 13.983/10 em 10 de março de 2010, que vale a partir Abril, para pagamento em Maio/10) e não se aplica a trabalhadores que têm piso definido por lei federal, convenção ou acordo coletivo de trabalho nem a servidores públicos, aposentados e pensionistas.

5/8 6/8 7/8 8/8

FATOR

DATA

0,01225520 0,01218505 0,01211821 0,01213645

9/8 10/8 11/8 12/8

FATOR

0,01205573 0,01221555 0,01222585 0,01216092

DI - Over DATA

VALOR

DIA%

MÊS%

ANO%

3/8 4/8

10,64 10,64

0,0401 0,0401

0,0803 0,1205

5,2678 5,3100

5/8

10,64

0,0401

0,1607

5,3523

6/8

10,64

0,0401

0,2009

5,3946

Imposto de Renda na fonte BASE DE CÁLCULO (R$)

Até 1.499,15 De 1.499,16 até 2.246,75 De 2.246,76 até 2.995,70 De 2.995,71 até 3.743,19 Acima de 3.743,19

ALÍQUOTA

PARCELA A DEDUZIR

– 7,5 15 22,5 27,5

Isento 112,43 280,94 505,62 692,78

Deduções: R$ 150,69 por dependente; pensão alimentícia integral; contribuição ao INSS. Aposentado com 65 anos ou mais tem direito a uma dedução extra de R$ 1.499,15 no benefício recebido da previdência.

15,70 13,40 16,20 14,40 10,50 16,00 13,50 16,50

R$/ARROBA, A PRAZO

Café Arábica

Café – Londres

MÁX.

14,83 13,40 15,30 13,20 7,50 15,00 12,00 15,60

Boi Gordo

EM DÓLARES POR TONELADA MÍN.

MÍN.

15,11 13,40 15,88 13,84 8,75 15,42 12,80 15,60

Norte do Paraná Passo Fundo (RS) Sudoeste do Paraná Sorriso (MT) Chapecó (SC) Rio Verde (GO) Triângulo Mineiro

Açúcar – Londres

Inhame

ALÍQUOTA (%)

Até 1.040,22 De 1.040,23 a 1.733,70 De 1.733,71 a 3.467,40 * Empregador

MÍN.

Crinsson .....................................Kg 7,18/8,44 Thompson .................................Kg 7,98/8,70 Red Globe ..................................Kg 7,43/7,85

Inflação (%) Jul.

Índice

3.006 -3,50 3.035 -3,28 3.062 -2,98 3.078 -2,78

Suco de Laranja – NY

Uva Estrang.

Extra ...................................Cx K 39,13/42,66 Especial ..............................Cx K 31,25/34,75

Set. 4.876 2.976 3.132 3.004 Dez. 2.141 3.005 3.153 3.035 Mar./11 1.135 3.032 3.104 3.062 Mai. 146 3.049 3.134 3.078

MÉDIO

Mogiana (SP)

Chicória

Extra .......................................Eng 10,33/11,56 Especial ...................................Eng 8,36/9,19 Primeira ...................................Eng 6,51/7,35 Erva Doce

Extra ...................................Dzmc 12,83/15,20 Especial .............................Dzmc 9,68/10,65 Primeira ..............................Dzmc 7,68/8,65

Escarola

Mercado Atacadista Secretaria do Abastecimento e Ceagesp Preços em R$ Abrotea

Atum

Diversos

Médio ..........................................Kg 7,50/8,00 ......................................................Kg 3,75/4,00 Berbigão

......................................................Kg 2,50/3,00

Porco

Grande ......................................Kg 4,30/4,50 Robalo

..................................................Kg 27,00/28,00 Sardinha

Fresca Grande ..........................Kg 1,40/1,50 Tainha

.......................................................Kg 3,75/4,00

Cacão

Traíra

Congelada Grande .................Kg 5,70/6,00

Médio .........................................Kg 5,50/6,00

Fundos

TR/TBF/poupança (%) 0,0802 0,0704 0,1003 0,1295 0,1121 0,1306 0,1118 0,0648 0,0718 0,0909 0,1167 0,1221 0,1180 0,0920

789,00 812,00 780,00 777,00

Mercado Atacadista Secretaria do Abastecimento e Ceagesp Preços em R$ Acelga

Suas Contas 23/7 a 23/8 24/7 a 24/8 25/7 a 25/8 26/7 a 26/8 27/7 a 27/8 28/7 a 28/8 29/7 a 29/8 30/7 a 30/8 31/7 a 31/8 1º/8 a 1º/9 2/8 a 2/9 3/8 a 3/9 4/8 a 4/9 4/8 a 4/9

727,00 755,25 772,25 733,00

0,44

EM CENTS DE US$ POR BUSHEL

Contr.

Terra ............................................Kg 1,69/1,82 Maçã ...........................................Kg 2,07/2,30 Ouro ..............................................Kg 1,77/1,95 Prata Mg ......................................Kg 1,58/1,68 Prata Sp .......................................Kg 1,45/1,62 Nanica Climat. ..........................Kg 0,95/1,05

FECH. AJUSTE VAR.%

FECH. AJUSTE VAR.%

EM CENTS DE US$ POR LIBRA-PESO FECH. AJUSTE VAR.%

EM CENTS DE US$ POR LIBRA PESO

MÁX.

1.059,0 1.059,0 0 0 1.039,0 1.039,0 Set. 9 1.029,501.038,50 0 0 1.033,5 1.033,5 Nov. 98 1.023,001.035,00 0 0 Óleo de4Soja – Chicago Jan./11 1.036,501.039,501.039,501.039,50 Ago.

Ago10 Set10 Out10 Nov10 Dez10

MÍN.

R$/SACA DE 60KG

MÁX.

Algodão – NY MÁX.

Café – NY

EM CENTS DE US$ POR BUSHEL

MÍN.

EM LIBRAS ESTERLINAS POR TONELADA FECH. AJUSTE VAR.%

Out. 1.417 536,90 550,90 539,80 Dez. 607 495,00 505,10 497,30 Mar./11 320 488,00 497,60 491,10 mai. 144 478,00 486,20 481,60

MERCADOS FUTUROS Soja – Chicago VENCTO. NEGOC.

Ajuste

Banana

R$ 45,00 a R$ 50,00/Cxp

0,00

Preço

Americana ..............................Kg 8,42/10,00 Espanhola ................................Kg 5,55/5,94

Em Alta: Pera Estrang. Rocha

0,00

Último

Ameixa Estrang.

R$ 19,26 a R$ 17,88/Eng

0,00

15 17 2 2

VENCTO. NEGOC.

Milho

Cacau – Londres

MÍN.

VENCTO. NEGOC.

*Contratos de setembro/2010

Máx.

8/10 Frutos ...........................Cxt 16,96/19,12 12 Frutos ................................Cxt 12,81/14,87 15 Frutos .................................Cxt 9,66/10,84

Set. Dez. Mar./11 Mai.

172,50

172,00

Preço

Atemóia

1,45%

170,00

Mín.

Fresca ..................................Cxt 23,00/25,00

302,60 0,17 295,90 0,17 295,90 0,17 293,90 0,96

150 407,00 420,00 420,00 420,00 0,48 38 420,00 433,00 433,00 433,00 0,70 9 430,00 440,50 441,00 441,00 0,97 11 436,50 446,75 448,00 448,00 1,19

VENCTO. NEGOC.

174,00

Preço

Acerola

Dez. Mar./11 Mai. Jul.

VENCTO. NEGOC.

Contr.

Havaí A Graúdo ..........Cem 283,72/303,72 Havaí B Médio ............Cem 233,76/253,76 Havaí C Miúdo .............Cem 183,76/203,76 Pérola A Graúdo ........Cem 376,33/396,33 Pérola B Médio ...........Cem 327,68/346,41 Pérola C Miúdo ...........Cem 275,51/295,51

302,60 295,90 295,90 293,90

EM CENTS DE US$ POR LIBRA-PESO

Negoc.

Abacaxi

303,00 296,50 296,50 294,00

Açúcar – NY

Contr.

Fortuna A .........................Cx K 25,00/28,00 Fuck´s A ...........................Cx K 25,00/30,00 Margarida A .....................Cx K 18,00/20,00 Avocado A ...............................Cxt 16,13/18,13 Quintal A .........................Cx K 25,00/30,00

299,80 295,00 293,50 294,00

EM CENTS DE US$ POR BUSHEL VENCTO. NEGOC. MÍN. MÁX.

178,00

Aberto

Mercado Atacadista Secretaria do Abastecimento e Ceagesp Preços em R$ Abacate

21 5 32 1

Milho – Chicago

176,00

Vencto.

Frutas

Set. Out. Dez. jan./11

EM CENTS/US$ POR LIBRA–PESO

Soja (contrato = 27 toneladas; cotação = US$/60 Kg)

(contrato = 450 sacas; cotação = R$/60kg)

Em baixa: Rúcula Hidropônica

0

E M CENTS DE US$ POR LIBRA-PESO FECH. AJUSTE VAR.%

EM CENTS DE US$ POR BUSHEL

Boi Gordo (contrato = 330@; cotação = R$/@)

(contrato = 100 sacas; cotação = US$/saca)

CEAGESP

5

Cacau – NY

EM DÓLARES POR TONELADA VENCTO. NEGOC. MÍN. MÁX.

Trigo – Chicago

BM&FBOVESPA

Café Arábica

Farelo de Soja – Chicago

SK&C

Maiores por Rentabilidade mês(%) Referenciado DI 0,22 Vic Fg 2 Cred PrIV FI Ref 0,22 Western Asset DI Max Ref FI 0,21 Bradesco FI Ref DI Cred Priv Lp Maxim 0,21 Plural Capital Yield FI Refer DI 0,21 Bradesco FI Refer DI Premium Renda Fixa 0,34 Real FI Renda Fixa Angelim 0,34 Unibanco Master FI RF Ima B 5 0,33 Rbcapital FI R Fixa Pet Credito PrIV* 0,33 Bnb FI R Fixa Setor Publico Previd 0,31 Trindade Previdênc RF Cred PrIV FI Fundos de Curto Prazo 0,2 Bradesco Corporate FIC FI Cp 0,2 Itaú Corp Curto Prazo FICFI 0,2 Itaú BBA Icarus Curto Prazo FICFI 0,2 Nor II Curto Prazo FICFI 0,2 Real FIQFI Cp Nederland Conservador Multim. Multiestratégia 5,64 Mocastland FI Multimerc Cred PrIV* 5,38 FI Multimerc Extreme V* 4,62 FI Multim Mercfin Estrategia* 4,4 Opportunity Rebeca FIC FI Multim* 4,27 Opportunity Infinity FIC FI Multim* Multim. Juros e Moedas 0,84 Gama FI Mult Cred PrIV (unica)* 0,41 Fm2 FI Multimerc Credito Privado* 0,4 FC FIC FI Multimerc Credito Privado* 0,39 Fm1 FI Multim Credito Privado* 0,39 Fcp FIC FI Multim Cred Privado* Ações Livre 55,84 Geração Futuro FIA Supernova* 6,11 Virginia FI Em Ações Iq* 5,85 FI Em Ações Pv 114* 5,62 Structure XIII FIA* 5,51 Mercaante FI De Ações*

6/8/2010 dia(%) ano(%) PL(R$ mm) Cota(R$) 0,04 0,05 0,04 0,04 0,04

5,85 5,70 1,34 3,55 5,39

24.990,27 3.465.523,42 25.374,97 105.946,81 2.029.162,93

1,09 2090,59 1,01 1,04 4,91

0,15 0,21 0,12 0,13 0,14

5,59 6,98 6,25 7,49 7,54

31.014,46 347.586,01 40.523,10 48.911,58 1.020.503,62

280,95 1,31 106,25 1,42 40,62

0,04 0,04 0,04 0,04 0,04

1,03 5,22 5,23 5,25 5,27

10.099,47 41.811,95 86.073,36 50.400,75 68.039,41

1,01 31,04 637,51 24,53 212,79

4,71 4,58 0,17 0,62 0,60

21,06 -21,48 -20,84 -10,73 -8,10

136.550,75 22.621,94 1.159,54 22.780,61 7.377,25

1,83 7,36 0,61 1,22 1,06

0,01 0,04 0,04 0,04 0,04

-0,22 -0,35 -0,47 -0,47 2,81

0,53 -0,12 0,10 0,27 0,18

141,71 -17,98 0,55 -15,35 -33,62

300.402,20 1145466,37 112.913,65 1,00 305.064,23 1,00 385.068,34 1,00 41.125,26 1,03 9.465,60 1.387,02 100.108,95 1.115,77 4.650,69

6,14 139,80 100,55 74,38

458,91

Maiores por Patrimônio Referenciado DI BB Top DI FI Refer DI Lp* Santander FI Refer DI Bram FI Refer DI Rubi Itaú Referenciado DI FI HSBC FI Referenciado DI Lp Renda Fixa Caixa FI Master RF L Prazo* Bram FI RF Caixa FIC Personal RF L Prazo* Caixa FI Master PeRF RF Lp* Caixa FIC Executivo RF L P* Fundos de Curto Prazo BB Cp Administ Supremo FICFI BB Top Cp 2 FI Curto Prazo BB Cp Administrativo Dif FICFI BB Cp 50 Mil FICFI BB Cp Administ Absoluto FICFI Multim. Multiestratégia FIC FI Multim Petros Master* Safra Global FI Mult Cred PrIV* FIC FI Multim Petros Moderado* Select 1 FIC FI Multi. Prev.* Fprf2 Albatroz FI Multim Prev* Multim. Juros e Moedas Ogx 63 MultimCred Privado FI* FI Multim Petros Credito Privado* PeRF Fix Ib Multimerc FI* Capital PeRF Fix Ib Mult FIC* Btg Pactual Multistrat FI Multim* Ações Livre GerAção L. Par FIA* Tempo Capital Principal FI Aç* Bird Fdo Invest Aç Invest Exteri* GerAção FIA Programado* FIA Bov 114*

dia(%) mês(%) ano(%) PL(R$ mm Cota(R$) 0,04 0,04 0,04 0,04 0,04

0,16 0,21 0,2 0,2 0,2

5,57 5,64 5,47 5,51 5,40

21.184.746,84 18.103.739,64 15.358.989,27 14.252.355,25 8.464.929,48

8,02 66,54 3,82 74,41 12,29

0,04 0,04 0,04 0,04 0,03

0,16 0,21 0,15 0,16 0,14

5,31 20.824.983,19 5,59 11.372.160,66 5,04 10.893.569,17 5,37 8.274.317,14 4,72 8.272.569,10

9,67 10,55 7,26 1,21 8,46

0,02 0,04 0,04 0,04 0,04

0,12 0,2 0,19 0,18 0,18

2,90 5,40 5,07 4,77 4,76

0,05 0,04 0,05 0,13 0,12

16.370.489,91 8.636.925,79 5.261.592,44 4.197.463,42 4.106.156,92

2,22 1,08 1,90 2,79 3,55

0,17 0,17 0,15 -0,06 -0,09

5,82 10.950.526,23 5,45 6.681.950,30 5,72 4.331.118,59 8,88 3.954.116,55 9,15 3.479.454,32

4866,25 5455,46 3,81 2,98 6,22

0,04 0,05 0,03 0,03 0,05

0,17 0,21 0,17 0,16 0,09

5,61 6,48 5,40 5,09 5,51

5.213.961,47 2.814.509,34 2.162.484,71 2.018.460,11 1.854.394,18

13,46 3,71 256,04 245,86 3,05

0,67 0,75 -0,83 0,36 0,20

1,93 -0,33 -2,3 1,17 1,34

4,18 -3,54 5,42 -1,65 5,94

2.524.162,95 1.040.302,07 973.533,04 913.854,74 763.646,02

59,79 127,26 1024,71 1,81

228,29


B12 %HermesFileInfo:B-12:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Negócios

estadão.com.br Balanço. Lucro da Light tem redução no segundo trimestre http://economia.estadao.com.br/

Em evento no Rio, Roger Agnelli, presidente da mineradora, reafirma intenção de criar no País uma nova empresa na área de fertilizantes, que nasceria da união dos ativos adquiridos da Bunge e da Fosfértil, com capacidade para até 7 milhões de toneladas/ano

Vale critica Petrobrás por demora em definir concessão de mina de potássio Mônica Ciarelli/RIO

Investimentos em fertilizantes colocaram em lados opostos as duas maiores empresas brasileiras: a Vale e a Petrobrás. Ontem, o presidente da mineradora, Roger Agnelli, fez duras críticas à demora da estatal em definir se pretende ou não renovar a concessão da mina de potássio de TaquariVassouras, em Sergipe, que vence em 2017. Segundo ele, a Vale aguarda há três anos uma resposta sobre a concessão. Para tentar acelerar o processo, Agnelli chegou a enviar cartas ao presidente da Petrobrás, José Sérgio Gabrielli. Mas, não recebeu resposta. “É até uma questão educação”, reclamou. E completou: “Depois não nos cobrem que não tem investimentosem potássiono Brasil.” Procurada, a direção da Petrobrás não havia se manifestadoaté o início da noite deontem. Em abril, o então ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, reclamou que a Vale não ex● Cobranças

ROGER AGNELLI PRESIDENTE DA VALE

“Vamos tocando os projetos até a hora em que ele (José Gabrielli, presidente da Petrobrás) achar que tem de dar uma resposta.” “Depois não nos cobrem que não tem investimentos em potássio no Brasil.” “A Petrobrás tem de prover o fornecimento para as térmicas e, às vezes, suspende ou interrompe o fornecimento (para outros clientes).”

ploravatodo o potencial da mina entregue à companhia pela Petrobrás. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva também já defendeuumaparceria entre aVale e a Petrobrás para aumentar a produção de fertilizantes. Segundo Agnelli, a Vale precisadeumadefiniçãosobreTaquari-Vassourasparadecidirsecoloca em prática seus planos de ampliação da mina. “Vamos tocando os projetos até a hora em que ele (Gabrielli) achar que tem de dar uma resposta”, afirmou, após participar do seminário Brasil Competitivo – Estratégias e Desafios, promovido pela agência Standard & Poor's. Apesardoarsenal voltadocontra Gabrielli, o presidente da Vale minimizou o impacto para a mineradora da estratégia da Petrobrás de priorizar o fornecimentodegásnaturalparasasusinas termelétricas. De acordo com o executivo, a Vale não é prejudicada porque seu foco em fertilizantes não é em nitrogenados, mas em potássio e fosfato. “A Petrobrás tem de prover o fornecimento para as térmicas e, às vezes, suspende ou interrompe o fornecimento (para outros clientes)”, relatou. A Vale tem apenas uma pequena mina oriunda da Bunge que produz nitrogenados. Nova empresa. Não é a primeira vez que Agnelli e Gabrielli se colocam em lados opostos. Em 2009, durante o anúncio de parceria entre as duas companhias para a exploração de um bloco de petróleo e gás natural na Bacia do Espírito Santos, Agnelli manifestou interesse em investir, junto com a Petrobrás, na exploração de blocos na camada pré-sal. Mas recebeu um freio de Gabrielli ainda durante o evento. “Não há essa possibilidade”,

FABIO MOTTA/AE–5/12/2008

Espera. Roger Agnelli, da Vale, chegou enviar cartas ao presidente da Petrobrás, mas não obteve nenhuma resposta afirmou o presidente da estatal na ocasião. No evento de ontem, o presidentedaValerevelouquevaipropor a criação de uma empresa de fertilizantes, que nasceria da união dos ativos comprados da Bunge no Brasil e da Fosfértil. A companhiateriainicialmente capacidade de produção para seis a setemilhões detoneladasde fosfato. A intenção no futuro é incluir também o projeto Bayóvar, no Peru, que tem previsão para chegar a 7,9 milhões de toneladas até 2015. “É um desejo antigo de todos

os acionistas, uma planta é do lado da outra, uma mina é próxima da outra.Há muitas sinergiasentre as duas empresas e é positivo para todos”, disse, Em maio, a Vale concluiu a compra do controle da Fosfertil, após adquirir fatias que pertenciam à Bunge, Yara, Heringer e Fertipar. Numlancesimultâneo,amineradora comprou ainda ativos da Bunge Fertilizantes. Os investimentos totais somaram US$ 4,7 bilhões. Como a Fosfertil é listada em bolsa, a intenção da Vale é que a nova empresa, que se chamará Vale fertilizantes, também

Muda de cana rende US$ 200 mi à Syngenta DIVULGAÇÃO

Empresa negocia contratos com diversas empresas interessadas em usar nova tecnologia para o plantio Gustavo Porto RIBEIRÃO PRETO

A Syngenta negocia uma carteira de US$ 200 milhões de possíveis acordos para a comercialização da tecnologia Plene de mudas de cana-de-açúcar com 18 grupos sucroalcooleiros do País, afirmouontemMárcio Farah,gerente-geral do projeto desenvolvido pela multinacional, durante a divulgação do primeiro contrato de venda, assinado com a Usina Guaíra, em Ribeirão Preto (SP).

Tecnologia. Plantio de cana com mudas de 4 centímetros Alegando cláusulas de confidencialidade, Farah não revelou quais são as empresas envolvidas na negociação. A Syngentarevistou para cima

ainda a perspectiva de gerar uma receita anual de R$ 300 milhões com a tecnologia, feita em 2008, época do lançamento da Plene, e informou que o faturamento de-

Origem da carne ainda não é totalmente identificada

A certificação da carne é objeto dedisputa jurídica promovida pela presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Kátia Abreu, contra a campanha “Carne Legal”, do Ministério Público. A campanhapede que o consumidorverifique a origem da carne e evite comprar gado vinculado ao desmatamento, à grilagem de terra ou ao trabalho escravo. A senadora classificou de “farsa” os acordos do Ministério Públicoparaaregularizaçãofundiária,ambientaletrabalhistadapecuária na Amazônia. Dados oficiais mostram que 70% da área desmatada ilegalmente desde 1995 na região virou pasto. O Estado teve acesso à defesa

Sistema não consegue certificar toda carne da Amazônia; campanha do Ministério Público é atacada por senadora Marta Salomon / BRASÍLIA

Osistemaderastreamentodogado (Sisbov) ainda não permite identificaraorigemdetodaacarne produzida na Amazônia, informou o Ministério da Agricul-

tura. A região já detém mais de 35% do rebanho bovino do País. Segundooministério, aexpectativa é completar até o fim do ano o rastreamento do gado no Pará, atualmente restrito a cerca de100milpropriedades no Estado, por meio do projeto “Boi Guardião”. O Sisbov, que deveria permitir o rastreamento de todo o rebanho nacional, está limitado aos produtores que exportam para mercados que exigem carne certificada, basicamente a partir de nove Estados.

ve saltar para US$ 650 milhões anuais até 2020, quando o sistema deverá estar consolidado no Brasil. Para isso, além dos recursos destinadosàpesquisa, amultinacional investiu R$ 60 milhões na construção de uma unidade de processamento e produção de mudasdecana-de-açúcaremItápolis (SP), cujo início de operação está previsto para abril do ano que vem. A tecnologia, desenvolvida no Brasil, consiste no tratamento e da comercialização de gemas de canaquepossuemcercade4centímetros cada, ao contrário das mudastradicionais,normalmenteplantadasquando atingem pelo menos 40 centímetros. As pequenas mudas são tratadas contradoençasepragasetêmcertifi-

da campanha “Carne Legal” apresentada pela Advocacia-GeraldaUnião (AGU).Odocumento sugere que a senadora Kátia Abreu está pregando a desobediênciaà lei.“Afirmarque aidentificação da origem do gado não éfeita (ou que não deve ser feita) é afirmar que todo esse conjunto de leis deva ser descumprido”, afirma o documento. ● Cenário

Sistema de rastreamento de gado deveria estar implantado integralmente até o fim do ano, segundo exigência do BNDES, sócio de grandes frigoríficos. Dificilmente, meta será cumprida.

seja listada na Bolsa de Valores de São Paulo. Amazônia. A Petrobrás tem

também a concessão de reservas de potássio em Nova Olinda do Norte, no Amazonas, descoberta na década de 80 mas ainda sem produção. A estatal retomou estudos sobre o assunto após a disparada dos preços dos fertilizantes. No mercado chegou-se acogitar umacordo entre Petrobrás e Vale para exploração do mineral. Aestatalcontratouestudotécnico para contribuir na tomada

cado de garantia de pureza obtido em das principais instituiçõesde pesquisa emcana do País – o Instituto Agronômico (IAC) e a Ridesa. Com as mudas menores, há uma série de reduções de custos para as usinas, como a utilização deapenasumaplantadeira decanadepequenoporte,desenvolvida em parceria com a fabricante norte-americana de implementos agrícolas John Deere. Cultivo. Outra redução de custos virá do uso da cana que está em áreas reservadas para a produção de mudas para a colheita e produção de açúcar e álcool. “Só na usina, nós teremos entre 600 e 700 hectares de cana que são reservados para uso em mudas e que agora poderão ser processados, pois as mudas já virão da fábricaparaocultivo”,disseEduardo Junqueira, sócio-diretor da Usina Guaíra.

Na ação apresentada à Justiça, a presidente da CNA diz que a campanha do Ministério Público “induz o consumidor a buscar por uma certificação de origem da carne que não existe”. A AGU insiste que a rastreabilidade do gado é objeto de lei aprovada no Congresso em 2009. A lei (12.097)prevêqueorastreamento ocorreria por meio de marcações no gado, das guias detrânsito animal e de notas fiscais. Esse sistema deveria estar implantado integralmente até o fim do ano, relata a AGU, com base em exigência do Banco Nacional deDesenvolvimento Econômico e Social (BNDES), sócio de grandes frigoríficos. Segundo oEstadoapurou, essa expectati-

de decisão sobre o futuro da jazida. Na última vez em que falou em público sobre o assunto, Gabrielli afirmou que ainda não havia definição sobre o que fazer. Enquanto isso, a companhia decidiu retomar investimentos em fertilizantes nitrogenados, com o anúncio de quatro novas fábricas incluídas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Com investimentos projetados em US$ 5,7 bilhões, as unidadesvãoampliaracapacidade de produção de nitrogenados das atuais 1,1 milhão para 2,9 milhões de toneladas ao ano.

PARA ENTENDER De acordo com a Syngenta, a tecnologia de mudas desenvolvida pela empresa tem capacidade de elevar a produtividade de uma lavoura em até 15 toneladas – atualmente, a produção média varia de 90 toneladas a 100 toneladas de cana por hectare –, além de reduzir custos de plantio em 15% frente às opções tradicionais, que variam de US$ 2.600 a US$ 2.800 por hectare. Segundo a empresa, a tecnologia Plene acarreta menor compactação no solo, pois dispensa o uso de grandes equipamentos, permitindo o plantio direto das mudas de cana em solos onde é feita a rotação de cultura com a soja.

va dificilmente será cumprida. Em entrevista, Kátia Abreu insistiuquea maioriados produtores rurais da Amazônia não está com as propriedades regularizadas do ponto de vista ambiental ou fundiário. Segundo ela, frigoríficos e produtores vêm sendo pressionados a assinar acordos com o Ministério Público “que não serão cumpridos”. Os acordos, chamados de Termos de Ajuste de Conduta, são resultado do boicote de grandes redes de supermercado à compra da carne produzida em áreas desmatadas ilegalmente. Em junho de 2009, o boicote atingiu a carnede11frigoríficose20fazendasdegadoprocessadospeloMinistérioPúblico Federal do Pará.


%HermesFileInfo:B-13:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Acusado de assédio, CEO da HP renuncia Executivo foi acusado de assédio sexual, e investigações descobriram ‘violações das normas de conduta empresarial’ da empresa NOVA YORK

O presidente da Hewlett-Packard(HP), Mark Hurd, renunciou ontem, em meio a uma investigação de assédio sexual que encontrou problemas éticos. O inquérito concluiu que não houve violação da política contra assédio sexual da empresa, “mas descobriu viola-

ções das normas de conduta empresarial da HP”. A diretora financeira da HP, CathieLesjak,assumiráinterinamente a presidência, mas disse que não quer ser efetivada no posto. Ela trabalha na empresa há 24 anos e comanda a área financeira desde janeiro de 2007. Hurd, de 53 anos, ingressou na HP em abril de 2005 como presi-

dente da companhia. Ele passou aacumular a presidência do conselho em setembro de 2006. Antes disso, foi presidente da NCR, fabricante de caixas eletrônicos. “Com o progresso da investigação, eu percebi que houve casos em que eu não agi de acordo com as normas e princípios de confiança, respeito e integridade que eu havia adotado na HP e

que me guiaram em toda a minha carreira”, disse Hurd em comunicado. Hurd levou a empresa a uma reformulação, aumentando o lucro através de aquisições e reduzindo custos. Robert Ryan, integrante independente do conselho, procurou deixar claro que a renúncia de Hurd não está relacionada à performance da empresa. Ryan apontou que “a diretoria deliberou amplamente sobre o assunto. A empresa reconhece o considerável valor de Hurd e sua colaboração nos últimos cinco anos, que nos levou a uma posiçãodeliderança nosetor.Eletrabalhou incansavelmente para melhorar o valor da HP e nós apreciamos muito seus esforços. Ele está deixando a empresa nas mãos de uma equipe de executivos muito talentosos”.

Agência dos EUA defende internet neutra

LOU DEMATTEIS/REUTERS

Negócios B13

US$ 1,2 bilhão. Resultado. A HP também disse que os resultados do terceiro trimestre fiscal vão superar as expectativas, com a empresa elevando sua previsão para o ano. Na noite de ontem, após o fechamento do mercado, as ações da empresa recuavam 9,78%, para US$ 41,77, depois de terem caído 0,11% no pregão regular. A HP também divulgou dados preliminares informando que os lucros no trimestre encerrado no dia 31 de julho foram de cerca de US$ 1,08 por ação, com receita de US$ 30,3 bilhões. Em maio, aempresa havia projetadopara o trimestre um lucro de US$ 1,05 a US$ 1,07 por ação, com receita entre US$ 29,7 bilhões e US$ 30 bilhões. Os resultados oficiais deverão ser divulgados em 19 de agosto. / DOW JONES E AP

Fora. Mark Hurd resolveu deixar comando da empresa Nos últimos anos, a HP fez várias aquisições importantes, como a da empresa de serviços de tecnologia EDS, em maio de 2008, por US$ 13,9 bilhões, e a da fabricantedecelulares inteligentes Palm, em abril deste ano, por

OBRAS BRAS INICIADAS

Edward Wyatt THE NEW YORK TIMES

ALTO

DA

Perspectiva artística da Piscina com Raia, Coberta e Climatizada

Venha viver a apenas 300 metros da futura estac¸a˜o do metroˆ Adolfo Pinheiro da L Linha inha 5 -L -Lila´s. ila´s. Um terreno de esquina com apenas uma torre e mais de 20 itens de lazer: Piscina com raia coberta cob erta e climatizada • F Fitness itness center • Quadra Q uadra esportiva coberta cob erta • Brinquedoteca

4

Melhorias à vista

APARTAMENTOS DE

E 3 D O R M I T O´ R I O S 1 2 4 E 1 0 1 m2 PRIVATIVOS

Já contando com muitas facilidades, a região receberá uma série de melhorias:

Pq. Severo Gomes

ão Dia s

o Av .J

R

r. A

ôn nt

io

R.

.

o Sã

Jo

dit ne Be

ias

er. .V Av

o ar Am

iniz éD Jos

Sã o

nto

It u

R.

Be

D ão

to an .S Av

Futura Estação

de

uis lL ne ro

so ro

e nd

o .C

r Ba

Co

2.

Jo

Futura Estação

O que é neutralidade de rede.

Grandes empresas de banda larga querem cobrar das empresas de conteúdo uma taxa para que suas informações sejam acessadas de forma mais rápida pelos usuários. Isso daria uma vantagem competitiva, mas acabaria distorcendo o mercado de internet, prejudicando principalmente empresas iniciantes

Clube Hípico de Santo Amaro

o

lia

s

.E

om

.C R

ur rz Za

Mapa de acesso sem escala

Av .

PRESTE ATENÇÃO...

O que está em jogo.

Extensão da Av. Rober to Marinho até a Rod. dos Imigrantes.

Extensão da Av. Chucri Zaidan até a Av. João Dias.

R

1.

V VISTA ISTA

Um novo Alto da Boa Vista e uma nova oportunidade para voceˆ.

Foto oto ilustrativa

CAPOVILLA

Hoje, na internet, todo conteúdo tem o mesmo tratamento dos provedores, independentemente de sua origem.

BOAA

R.

Julius Genachowski, presidente daComissãoFederaldeComunicações dos Estados Unidos (FCC, na sigla em inglês), afirmounaquinta-feiraqueconsidera “inaceitável” que os provedoras de internet ofereçam uma transmissão mai rápida para empresas de conteúdo dispostas a pagar por isso. “Todo acordo que não preserva a liberdade e a transparência da internet para consumidores e empreendedores será inaceitável”, disse Genachowski. Suas observações responderamàs notícias de que o Googlee a Verizon estariam perto de concluir um acordo que prepararia o caminho para a Verizon oferecer performance melhor para a empresa de conteúdo que estiver dispostaa pagar. Asduas companhias não quiseram comentar a possibilidade de um acordo. Muitos puristas da internet acreditam que um sistema que incluiumaespéciedepedágiopara um roteamento mais rápido de determinados conteúdos infringeanormahámuitoestabelecida de uma neutralidade de rede, segundo a qual nenhuma forma de conteúdo será favorecida. Entretanto, um tribunal federal derecursos determinou emabril que a FCC não tem autoridade para regulamentar como os provedoras administram seus sistemas. Nas últimas semanas, a FCC tentou negociar seu próprio acordo em uma série de reuniões privadas com um grupo de grandes companhias de serviços e conteúdo da internet, incluindo a Google e a Verizon, a fim de garantir total neutralidade. Mas a agência cancelou uma sessão marcada para quinta-feira depois das notícias sobre as conversaçõesentre Googlee Verizon. EdwardLazarus,chefedeequipe de Genachowski, que convocou as reuniões, disse em um comunicado que a iniciativa “foi produtiva em várias frentes, mas não produziu uma estrutura firme para preservar a transparência e a liberdade da internet de forma a impulsionar a inovação, os investimentos, a liberdade de expressão e a escolha do consumidor”. / TRADUÇÃO ANNA

Futura linha 5 - Lilás do Metrô

Perspectiva artística do Living do Terraço do apartamento de 124m2 privativos

RUA CORONEL LUI´S BARROSO, 370 - ESQUINA COM A RUA PADRE JOSE´ DE ANCHIETA. L IGUE : 11 23 6 4 - 7125 - w w w . e s s e n c i a b o a v i s t a . c o m . b r Vendas:

Financiamento:

Incorporação, Construção e Vendas:

www.lucianowertheim.com.br Fernandez Mera Negócios Imobiliários - Av. Brigadeiro Luís Antonio, 4.910 - Jd. Paulista - CEP 01402-002 - São Paulo - SP - Tel.: (11) 3066-1000 - Creci 5.425-J - www.fmera.com.br. Abyara Brokers - Av. República do Líbano, 1.110 - Ibirapuera - São Paulo - SP - CEP 04502-001- Creci: 20.363-J.Tel.: (11) 3888-9200. www.abyarabr.com.br. Luciano Wertheim Empreendimentos Imobiliários - Rua Tabapuã, 627 - 10º andar - Itaim Bibi - CEP 04533-012 - Tel.: (11) 3165-3400 - São Paulo - SP. Creci 19381-J. Incorporação registrada sob o R-1, matrícula nº 362.743, no 11º Cartório de Registro de Imóveis da Capital em 11/11/2009. A Luciano Wertheim não é responsável pelas informações públicas das melhorias previstas aqui citadas.


B14 Negócios %HermesFileInfo:B-14:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Facebook evidencia limitações do Google Orkut, rede social do gigante das buscas, começa a perder terreno até no Brasil Gustavo Chacra CORRESPONDENTE NOVA YORK

Líder absoluto em buscas na internet, o Google ficou para trás nomercadodesitesderelacionamentos e já tem planos de mais uma vez tentar bater de frente com o Facebook e o Twitter. O temor da empresa é que esta nova iniciativa possa terminar em derrota como no caso do Buzz, lançado neste ano e conhecido apenas por invadir os contatos dos usuários do Gmail. Basicamente, o Google terá que fazer o inverso do que ocorre no setor de buscas na internet.Nesta disputa,o Googletenta se defender do crescimento dos rivais Bing, buscador da Microsoft, e Yahoo. Nos sites de relacionamento, é o Google que precisa correr atrás, apesar de ter largado na frente com o Orkut há seis anos. E, até hoje, muitos se questionam como o Google perdeu esta batalha. O Orkut foi criado um mês antes do Facebook, em janeiro de 2004. Na época, existiam outros no mercado, como Friendster e o MySpace. A diferença é que o Orkut foi desenvolvido na Goo-

gle, uma gigante da internet. Qualquer usuário da rede podia abrir uma conta. O Facebook teve um início mais elitista. Seu fundador, Mark Zuckerberg, era estudante de Harvard.Nosseus primeirosmeses, o site visava apenas os alunosdauniversidade,comosefosseumafraternidade virtual, conformedescreve BenMezrich,autor de um livro sobre a história do Facebook. O segundo passo de Zuckerberg foi ampliar o acesso ao seu site para outras estudantes de outrasuniversidadesdaelite,como Princeton, MIT e Stanford. Depois,oFacebookfoiabertopara alunos de qualquer instituição educacional. Bastava ter um email terminado em “edu”, de educação, para acessar. O golpe final foi permitir que qualquer usuário da internet ingressasse ● Líder na rede

O Facebook tem mais de 500 milhões de usuários ativos, e 50% deles visitam o site todos os dias. Em média, cada usuário do serviço de rede social possui 130 amigos

Sindicato dos Lojistas do Comércio de São Paulo, por seu Presidente, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Estatuto e pela Legislação Sindical vigente, convoca os integrantes da categoria que representa para a Assembleia Geral Extraordinária a ser realizada dia 11 de agosto de 2010, às 10h30, em primeira convocação, e às 11h00, em segunda convocação, em sua sede social, na Rua Coronel Xavier de Toledo, 99 - 2º andar, a fim de deliberar sobre a seguinte Ordem do Dia: a) Negociação Coletiva relativa ao período de 01/09/2010 a 31/08/2011, com a entidade representativa da categoria profissional dos comerciários da Capital; b) Negociação Coletiva relativa ao período de 01/09/2010 a 31/08/2011, com as entidades representativas das categorias profissionais diferenciadas, nas respectivas datas-base; c) Discussão e aprovação da contribuição assistencial/confederativa e da submissão de eventuais controvérsias/divergências em virtude de sua cobrança aos procedimentos de mediação. Apenas terá direito a voto a empresa que estiver em dia com suas obrigações sindicais e que designar representante que efetivamente integre a sua Diretoria ou pertença ao quadro de funcionários, cujo cargo ou função deverá constar da respectiva Procuração. Ruy Pedro de Moraes Nazarian - Presidente. São Paulo, 07-08-2010. Sindicato dos Lojistas do Comércio de São Paulo, por seu Presidente, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Estatuto e pela Legislação Sindical vigente, convoca os integrantes da categoria que representa para a Assembleia Geral Extraordinária a ser realizada dia 11 de agosto de 2010, às 11h30, em primeira convocação, e às 12h00, em segunda convocação, em sua sede social, na Rua Coronel Xavier de Toledo, 99 - 2º andar, a fim de deliberar sobre a seguinte Ordem do Dia: a) Autorização para a Diretoria do Sindicato deliberar e adotar as respectivas providências visando a propositura de ações para declaração incidental de inconstitucionalidade de dispositivos de leis e de decretos do Município de São Paulo que exigem convenção coletiva para o trabalho aos domingos e feriados, bem como para a adoção de medidas judiciais em face da Portaria nº 1.510 de 21/08/2009, do Ministério do Trabalho e Emprego e, também em relação a outras medidas do mesmo Ministério que possam redundar em prejuízo da categoria dos lojistas do comércio de São Paulo; b) Outros assuntos de interesse geral. Apenas terá direito a voto a empresa que estiver em dia com suas obrigações sindicais e que designar representante que efetivamente integre a sua Diretoria ou pertença ao quadro de funcionários, cujo cargo ou função deverá constar da respectiva Procuração. Ruy Pedro de Moraes Nazarian - Presidente. São Paulo, 07-08-2010.

A UNIDUTO LOGÍSTICA S.A. torna público que requereu à CETESB a Licença Prévia para a implantação de sistema de transporte, concentração, distribuição e exportação de combustíveis líquidos, composto de dutovia que transporá os municípios de Analândia, Anhembi, Araras, Barueri, Botucatu, Caieiras, Cajamar, Campinas, Carapicuíba, Cordeirópolis, Corumbataí, Cosmópolis, Cotia, Cravinhos, Cubatão, Descalvado, Embu, Franco da Rocha, Guarujá, Hortolândia, Iracemápolis, Itapecerica da Serra, Itupeva, Jundiaí, Leme, Limeira, Louveira, Luiz Antônio, Osasco, Paulínia, Piracicaba, Pirassununga, Rio Claro, Rio das Pedras, Saltinho, Santa Bárbara d’Oeste, Santa Cruz da Conceição, Santa Gertrudes, Santa Rita do Passa Quatro, Santos, Serrana, São Bernardo do Campo, São Paulo, São Simão, Sumaré e Vinhedo, de terminais a serem localizados em Anhembi, Botucatu, Caieiras, Guarujá, Paulínia, Santa Bárbara d’Oeste e Serrana, de porto fluvial a ser localizado em Anhembi e de instalação portuária “offshore” (monoboia) a ser localizada no Guarujá mediante a apresentação de Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental, e que nos termos da Deliberação Consema nº 34/2001, encontra-se aberto prazo de 45 (quarenta e cinco) dias, a contar desta data, para solicitação de Audiência Pública à CETESB, a qual deverá ser protocolada ou enviada por carta registrada, postada no prazo acima definido e dirigida ao Departamento de Avaliação de Impacto Ambiental DAIA/TA, Av. Prof. Frederico Hermann Jr. 345 - prédio 12 - 1º andar - Alto de Pinheiros - CEP: 05489-900.

ROSSI RESIDENCIAL S/A CNPJ nº 61.065.751/0001-80 – NIRE nº 35.300.108.078 Companhia Aberta – Registro CVM nº 01630-6

ATA DA REUNIÃO DA DIRETORIA Data, hora e local: 28 de junho de 2010, às 8:00 (oito) horas, na sede da sociedade situada nesta capital na Avenida Major Sylvio de Magalhães Padilha nº 5.200 – Edifício Miami – Bloco C – Conjunto 31 – Jardim Morumbi. Presença: Totalidade dos membros da Diretoria. Mesa: Heitor Cantergiani – Presidente. Palmarino Frizzo Neto - Secretário. Deliberação: Aprovação da abertura de uma filial da Sociedade situada na Cidade de Cuiabá, Estado do Mato Grosso, na Rua Manoel da Costa Granja nº 452 – sala 102 – Jardim América – CEP 78060-634, com o capital destacado de R$ 1.000,00 (mil reais), autorizando-se todas as providências necessárias à formalização da medida nos setores fiscal, previdenciário, trabalhista e outros. Encerramento: Nada mais havendo a tratar, o Presidente deu por encerrada a reunião, da qual foi lavrada a presente ata que, lida e aprovada, foi assinada por todos os diretores presentes. aa) Heitor Cantergiani – Presidente. Palmarino Frizzo Neto - Secretário. Heitor Cantergiani – Diretor Superintendente. Cassio Elias Audi – Diretor Financeiro e de Relações com Investidores. Leonardo Nogueira Diniz – Diretor Comercial. Renato Gamba Rocha Diniz – Diretor de Engenharia. Palmarino Frizzo Neto – Diretor Jurídico. A presente é cópia fiel extraída do livro próprio da sociedade. São Paulo, 28 de junho de 2010. (ass.) Heitor Cantergiani – Presidente; Palmarino Frizzo Neto – Secretário. Secretaria da Fazenda. Junta Comercial do Estado de São Paulo. Certifico o registro sob o nº 248.113/10-0 em 16/07/2010. Kátia Regina Bueno de Godoy – Secretária Geral.

DIA DOS PAIS BALCÃO IGUATEMI

Tels.: 3815-3523 EXCEPCIONALMENTE NESTE DOMINGO DIA 08/05 NÃO HAVERÁ EXPEDIENTE

O ESTADO DE S. PAULO

no Facebook. Nestemomento,oOrkutjádominava o mercado brasileiro. O problema é que, nos EUA, quase ninguémsabiada existência desse site de relacionamentos, até hoje descrito pelo New York Times como “um Facebook para brasileiros”, que são mais de 50% dos usuários. Nas universidades americanas,estudantesbrasileirosprecisavam explicar para os americanoso queeraoOrkut. E,aos poucos, também começaram a convencer amigos brasileiros a trocarem o site de relacionamentos do Google pelo do Facebook. “O Facebook foi um sucesso porque ele começou do topo da hierarquia social”, escreveu Charles Petersen na New York Review of Books. Da mesma forma que nos EUA, o Facebook ingressou no Brasil pela elite e aos poucos começouadominaroscomputadores dos jovens – e também dos pais deles – da classe média alta de São Paulo e do Rio. Apesar da liderança,oOrkut ficouparacendo ultrapassado, já que não dava para incluir amigos estrangeiros. Os brasileiros voltando de temporadas na Europa e nos EUA preferiram manter nos seus contatos os amigos feitos no exterior. Com o Orkut, restrito quase apenas a brasileiros e indianos, isso seria impossível. Obstáculo. A invasão brasileira

no começo da história do Orkut deixou irritados americanos que não conseguiam entender o que as pessoas falavam. Na comunidade da Universidade Columbia no Orkut, por exemplo, estudantes americanos reclamavam que não entendiam o que os outros membros – brasileiros – diziam. No Twitter, um fenômeno similar tem ocorrido, como no “Cala Boca Galvão”. Os brasileiros, nos últimos meses, dominaram diversas vezes os “trending topics”.Estrangeirosquenãoentendem português reclamavam naprópriaredequeestavamfrustrados por terem ficado de fora.

SEBASTIEN NOGIER/REUTERS

Avanço. Mark Zuckerberg criou, em seu dormitório de Harvard, a maior rede social do mundo

Empresa costuma reagir rápido aos seus fracassos Renato Cruz

O Google mostrou, nos últimos dias, que consegue reagir rápido a projetos que não dão certo. Nesta semana, a empresa cancelou o Wave, ferramenta de colaboração online que, quando foi lançada, há um ano, tinha a pretensão de ser um substituto do correio eletrônico. O Wave se mostrou complicado demais para a maioria dos usuários,esua adoçãoficouabaixo do esperado. Eric Schmidt, presidente da companhia, che-

gou a dizer: “Nossa política é a de tentarmos. Comemoramos nossosfracassos.Estaéuma empresa onde é absolutamente OK tentar algo com bastante empenho, não ter sucesso, aprender e aplicar o que foi aprendido em alguma coisa nova”. A empresa informou que planeja usar a tecnologia do Wave em novos projetos. No mês passado, o Google anunciou o fimde outro produto que causou bastante barulho no seu lançamento. A gigante da internet deixou de vender, nos Es-

tados Unidos, o Nexus One, único celular inteligente projetado pela própria empresa. Oaparelhoeraofamoso“Google Phone”, discutido por vários meses pelos blogs de tecnologia antes mesmo de chegar ao mercado. Apesar das resenhas favoráveis, o modelo de negócios escolhido pelo Google, de vendas diretas ao consumidor, via internet, de aparelhos sem subsídio, não deu certo. Os consumidores não conseguiam conhecer o Nexus One pessoalmente nas lojas, e as vendas ficaram abaixo do esperado. Apesar disso, o software Android,desenvolvido pelo Google e usado no Nexus One, é um sucesso, sendo adotado por vários fabricantes de telefones celulares.

Tokio Marine Brasil Seguradora S.A. CNPJ nº 60.831.344/0001-74 - NIRE nº 35.300.035.321 Ata das Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária, Realizadas, Cumulativamente, em 29 de Março de 2010. Data, Hora e Local: Aos 29 dias do mês de março de 2010, às 9:00 (nove) horas, em nossa sede social, na Rua Sampaio Viana, nº 44, 1º andar, Paraíso, nesta Cidade e Estado de São Paulo. Presenças: Compareceram, identificaram-se e assinaram o Livro Próprio de Presença os acionistas da Companhia, representando mais de 2/3 do capital votante, conforme verificado pelas assinaturas lançadas no Livro de Presença dos Acionistas, bem como, o Sr. Paulo Sérgio Miron, Contador, CRC 1SP173647/O-5, na qualidade de Auditor Independente, representando a PRICEWATERHOUSECOOPERS Auditores Independentes. Convocação: Conforme Editais publicados no Diário Oficial do Estado de São Paulo nos dias 19, 20 e 23/03/2010 e no jornal particular “O Estado de São Paulo” nos dias 19, 20 e 22/03/2010, com a seguinte ordem do dia: Da Assembleia Geral Ordinária – 1) Exame, discussão e votação do Relatório de Diretoria, Balanço Patrimonial e Demonstrações Financeiras referentes ao exercício encerrado em 31/12/2009; 2) Destinação do Lucro Líquido do exercício encerrado em 31 de dezembro de 2009, pagamento de dividendos; 3) Deliberação sobre pagamento de Juros sobre o Capital Próprio apurados no exercício de competência 2009; Da Assembleia Geral Extraordinária – 1) Fixação da Remuneração da Diretoria para o ano de 2010; 2) Outros assuntos de interesse da Sociedade. Constituição da Mesa: Assumiu a presidência dos trabalhos o Sr. Akira Harashima, que convidou o Dr. Agnaldo Libonati para secretariá-lo. Deliberações: O Senhor Presidente declara aberta a Assembleia Geral Ordinária, comunicando que estavam sobre a mesa, para exame dos senhores acionistas, cópias do Relatório da Diretoria, Balanço Patrimonial, Demonstrações Financeiras, Parecer Atuarial e Parecer dos Auditores Independentes, referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2009, conforme publicados nas edições do Diário Oficial do Estado de São Paulo e no jornal particular “ O Estado de São Paulo” de 25 de fevereiro de 2010. Iniciando o conclave, com o item “1” da Ordem do Dia, por unanimidade dos presentes e com a abstenção dos legalmente impedidos foram aprovados, sem reservas, o Relatório de Diretoria, Balanço Patrimonial e Demonstrações Financeiras, acompanhados de Parecer Atuarial e Parecer dos Auditores Independentes, referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2009. Passando ao item “2”, o Senhor Presidente esclareceu que a Assembleia deveria manifestar-se sobre a destinação do lucro líquido apresentado pelas demonstrações financeiras, na importância de R$ 3.132.126,71 (três milhões, cento e trinta e dois mil, cento e vinte e seis reais e setenta e um centavos), já deduzido da parcela referente aos Juros sobre o Capital Próprio. Lembrou então, que no Relatório da Diretoria publicado pela imprensa e na forma estabelecida no Artigo 32 do Estatuto Social, fora proposta a seguinte destinação para o lucro líquido apurado: a) R$ 563.333,55 (quinhentos e sessenta e três mil, trezentos e trinta e três reais e cinquenta e cinco centavos) para Reserva Legal, à razão de 5% (cinco por cento) sobre o valor do lucro, antes da dedução dos Juros sobre o Capital Próprio; b) R$ 2.568.793,16 (dois milhões, quinhentos e sessenta e oito mil, setecentos e noventa e três reais e dezesseis centavos) para Constituição da Reserva Estatutária. Esclareceu, ainda, o Senhor Presidente que foram provisionados Juros sobre o Capital Próprio, a favor dos senhores acionistas no valor de R$ 8.134.544,22 (oito milhões, cento e trinta e quatro mil, quinhentos e quarenta e quatro reais e vinte e dois centavos), devidamente registrado em conta representativa do Passivo Circulante, valendo-se do disposto no “caput” do Artigo 9º da Lei nº 9.249/95, que prevê essa possibilidade, limitando, entretanto esses juros à variação “pro-rata die” da TJLP – Taxa de Juros a Longo Prazo. Comunica também o Senhor Presidente, que os Juros sobre o Capital Próprio apurado nas condições acima descritas, foram imputados aos dividendos nos termos da referida Lei, em seu Artigo 9º, Parágrafo 7º, ficando assim demonstrado o valor atribuído aos acionistas a título de Juros sobre o Capital Próprio, no total de R$ 8.134.544,22 (oito milhões, cento e trinta e quatro mil, quinhentos e quarenta e quatro reais e vinte e dois centavos). Posto em discussão o item “3” da Ordem do Dia, que previa a deliberação sobre pagamento de Juros sobre o Capital Próprio, apurados no exercício de competência 2009, o Senhor Presidente comunicou que a Diretoria da Sociedade, em reunião realizada em 30/12/2009 aprovara proposta para pagamentos dos Juros sobre o Capital Próprio, apurados nos termos da legislação vigente, inclusive para os acionistas domiciliados no exterior. Informou que os valores globais disponibilizados, a partir do dia 15/04/2010, para pagamento a esse título alcançaram a importância de R$ 8.134.544,22 (oito milhões, cento e trinta e quatro mil, quinhentos e quarenta e quatro reais e vinte e dois centavos) e que foram observados todos os requisitos e determinações da legislação pertinente, fazendo-se necessária a homologação desse ato pelos senhores acionistas presentes. Após os esclarecimentos de praxe, foi aprovado por unanimidade, o pagamento dos Juros sobre o Capital Próprio aos acionistas, nos termos propostos pela Diretoria. Ato contínuo, os acionistas presentes, comunicaram seu interesse em utilizar o seu direito do crédito referente ao Juros sobre o Capital Próprio para aumento do capital social da Sociedade, solicitando para tanto que a Diretoria da Sociedade convoque Assembleia Geral Extraordinária para os devidos fins. Danto continuidade ao conclave, tendo em vista o atendimento às Resoluções CNSP nº 118 e 143, Circulares SUSEP nº 234 e 249 e de acordo com a Carta Circular SUSEP/DECON/GAB nº 05/06 de 29/03/2006, ratifica-se que o Sr. Marcelo Goldman, na qualidade de Diretor Executivo Técnico de Massificados, é o diretor designado como responsável técnico, diretor responsável pelo registro de apólice e endossos (emitidos e cosseguro aceito) e pelas relações com a SUSEP e o Sr. Toshiaki Suzuki, na qualidade de Diretor Executivo Financeiro, é o diretor designado como responsável pelas áreas administrativo-financeira e contabilidade, responsável pelo controle de lavagem de dinheiro em cumprimento ao disposto na Lei nº 9.613 de 03/03/1998 e também pelos controles internos da Sociedade. Como ninguém manifestou o desejo de tomar a palavra, o Senhor Presidente declarou encerrada a Assembleia Geral Ordinária e aberta a Assembleia Geral Extraordinária, informando que se achava presente número legal de acionistas, mantendo-se a mesma mesa. Posto em discussão o item “1”, quanto à fixação da remuneração da Diretoria, atendendo ao disposto no Artigo 18 do Estatuto Social, pediu a palavra o Senhor Presidente, procurador da acionista “Tokio Marine & Nichido” para propôr que, no exercício de 2010, a remuneração global que os diretores dividirão entre si, de comum acordo, seja limitada a R$ 2.828.000,00 (dois milhões e oitocentos e vinte e oito mil reais) anuais, soma esta dividida e paga mensalmente entre os mesmos. Posta em votação, a proposta alcançou aprovação unânime. Seguindo-se ao item “2” da pauta, como nada mais havia para ser tratado e como ninguém manifestou o desejo de usar a palavra, o Senhor Presidente declarou encerrados os trabalhos dessa Assembleia, lavrando-se no livro próprio a presente ata, que vai assinada por todos os presentes. Declaração: Declaramos, para os devidos fins, que a presente é cópia fiel da Ata lavrada no livro próprio e que são autênticas, no mesmo livro, as assinaturas nele apostas. São Paulo, 29 de março de 2010. Agnaldo Libonati - Secretário da Mesa; Diretores da Sociedade: Toshiaki Suzuki Diretor Executivo Financeiro; Marcelo Goldman - Diretor Executivo Técnico de Massificados. JUCESP - Reg. 277.065/10-0 em 30/07/10. Kátia Regina Bueno de Godoy - Secretária Geral.

Aditamento de edital: Em cumprimento ao disposto no edital de convocação do pleito eleitoral a ser realizado nos dias um, dois e três de setembro de dois mil e dez, para renovação da diretoria executiva e conselho fiscal, efetivos e suplentes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Itu, regularmente publicado através do jornal O Estado de S.Paulo, em sua edição do dia três de agosto de dois mil e dez, à página B10, na forma do exigido pelo artigo 54, parágrafo único, do estatuto social em vigor, a Coordenação Eleitoral faz publicar a relação das chapas inscritas e devidamente registradas para participarem do pleito: Chapa Um - “A Força do Servidor no Sindicato” - Diretoria Executiva Efetiva: Presidente: José Flaminio Leme; Secretaria Geral e de Imprensa e Comunicação: Geraldo Tubias Filho; Secretaria de Finanças e Administração: Juarez Ferreira da Silva; Secretaria de Relações Sindicais e Aposentados: Marlí Pereira Palmério; Secretaria de Assuntos Jurídicos: Elizeu Rodrigues da Silva; Secretaria de Formação Profissional, Educação, Esporte e Cultura: Jurací Rodrigues de Chaves; Secretaria de Saúde do Trabalhador e Proteção ao Meio Ambiente: Almir Horschutz de Moraes; Suplentes: Mauricio Franco, Waldemir de Jesus Molemberg, Morgana Bertolucci, Dalmario Marques dos Santos, José Benedito Ferreira, Ana Carlini, Valdeci Roberto do Amaral; Conselho Fiscal Efetivos: Sebastião Paulo de Oliveira, Nivaldo Donizete Rota, Vanderson Luiz Calzavara; Suplentes: Sueli Garcia, Paulo Roberto de Souza Freitas, Rosilena Ferreira Silva; Chapa Dois - Diretoria Executiva Efetiva: Presidente: Mercedes Batista Genebra; Secretaria Geral e de Imprensa e Comunicação: Sergio Luiz Machado; Secretaria de Finanças e Administração: Milton Tasca Junior; Secretaria de Relações Sindicais e Aposentados: Alequissandro Santos Ribeiro; Secretaria de Assuntos Jurídicos: Carlos Alberto dos Santos; Secretaria de Formação Profissional, Educação, Esporte e Cultura: Ana Lucia de Lima e Silva Pinsdorf; Secretaria de Saúde do Trabalhador e Proteção ao Meio Ambiente: Joaquim Francisco Cardoso; Suplentes: Antonio Carlos Rodrigues, Antonio Jair Brok Junior, Gilson Aparecido de Lima, Marco Antonio de Souza, Jean Carlos Surean, Sonia Regina da Silva Simeão, Wilson Simeão da Silva; Conselho Fiscal - Efetivos: Aparecida Roberto do Valle Leite, Eva Martins, Francisco Luis de S. Freitas Junior; Suplentes: Sonia dos Santos, Rosival Almeida Lima. Informa que a Chapa Dois “Democracia Já - Sindicato para Todos” teve sua inscrição pleiteada e aceita as quinze horas do dia cinco de agosto de dois mil e dez. Fica aberto o prazo de três dias para a propositura de impugnações contra candidaturas ou chapas concorrentes, na forma do disposto no estatuto social, em seu artigo cinqüenta e sete. Itu, 07 de agosto de 2010. Claudio Aparecido dos Santos - Coordenador Eleitoral.

Toda sexta no Estadão.

Saiba todos os segredos e dicas de como beber e comer bem.

Toda quinta no Estadão.


%HermesFileInfo:B-15:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Negócios B15

Renovação da GM chega aos veículos Administrada por executivos de fora da indústria automobilística, GM disputa mercados antes desprezados pela montadora JOHN F. MARTIN/EFE-30/7/2010

David Welch BLOOMBERG NEWS SOUTHFIELD, MICHIGAN

PARA ENTENDER

A General Motors estuda incluir novos modelos em sua linha de veículos, entre os quais uma nova picape de médio porte e uma versão estendida de sua minivan europeia, de acordo com pessoas informadas sobre o processo. Opresidentemundial da companhia, Ed Whitacre, pediu à sua equipequeexplorasseapossibilidade de adicionar alguns modelos aofuturo portfólio da empresa. Ele quer que a equipe de produtos da GM pense em carros menores para a marca Chevrolet, orientados para o público mais jovem, e num grande sedã de luxo para a Cadillac, bem como numa minivan e numa picape de tamanho médio, disseram fontes que pediram para não ser identificadas. Os projetos estão emestudoepodem nãoserfabricados, disseram as fontes. A tentativa feita por Whitacre para preencher alguns buracos na linha de produtos mostra o quanto a GM mudou desde a recuperação judicial do ano passado. Administrada por nomes de fora da indústria, que preparam uma oferta de ações inicial, e livre de restrições históricas impostas pelo custo, a nova empresa pode agora pensar na produção de modelos antes desprezados pela montadora de Detroit. “A nova administração pode olharparaaempresasobumanovaperspectiva”,dizRebecca Lindland,analistadaIHSAutomotive, empresa de pesquisas de Lexington, Massachusetts. “Há uma considerável parcela do mercado aberta para a disputa. Faz sentido considerar a fabricação de produtos como estes.” Em junho, Whitacre nomeou

Governo detém 60% das ações No ano passado, a crise financeira internacional acelerou um processo de degradação que se abatia sobre a General Motors há alguns anos e obrigou a companhia a pedir concordata (processo chamado de Chapter 11 nos EUA). Para evitar a falência, o governo americano colocou cerca de US$ 30 bilhões na empresa, e tornou-se seu maior acionista, com 60% de suas ações. Agora, o governo prepara o início de uma oferta pública (IPO) dessas ações. O presidente da GM, Ed Whitacre, afirma que quer todos os IPOs de Washington vendidos o mais rápido possível para ajudar a tirar o estigma de a empresa ser propriedade do governo. Carro na tomada. Uma das grandes apostas da GM é o elétrico Volt, modelo dirigido em julho pelo presidente Barack Obama Stephen Carlisle como vice-presidente de planejamento global de produtos, respondendo diretamente ao presidente. Desdeentão,Whitacretempedido à equipe da gerência que explore ideias de produtos para ver se a empresa é capaz de encontrar novos segmentos e aumen● Resultado

Para sobreviver, a GM promoveu grande reestruturação nos EUA com fechamento de fábricas e corte de trabalhadores. No primeiro trimestre, obteve lucro de US$ 1,2 bilhão.

tar as vendas no longo prazo. Pat Morrissey, porta-voz da GM, não comentou a informação. A empresa deixou de fabricar sua última minivan, a Uplander, em 2008, após concluir que o consumidor está mais interessado nos utilitários esportivos, ou SUVs. Neste ano, os consumidores compraram 266 mil minivans, segmento dominado por Chrysler, Toyota e Honda. A GM não está pensando numa minivan no estilo americano tradicional. A empresa estuda a possibilidade de ampliar o tamanho de sua van Zafira, vendida naEuropa.Este modelo éproduzido a partir da plataforma do

Construcard cresce e anima setor de materiais

carro compacto Cruze. “A minivan que eles pensam em fabricar seria o fruto de uma estratégia repensada”, afirma Jim Hall, diretor da 2953 AnalyticsInc.,firmadeconsultoria de Birmingham, Michigan. Picape média. A GM se dedi-

cou menos à nova minivan do que aos outros projetos que pensa em implementar. A empresa consideratambémumnovoproduto no segmento das picapes de médio porte. A GM oferece atualmente o Chevrolet Colorado e o GMC Canyon, carros cuja produção deve ser encerrada em 2012. A montadora pensa em fa-

bricar um novo modelo com basenuma picape vendida em mercados emergentes. O Brasil, terceiro maior mercado da marca, está desenvolvendo para a matriz em seu centro de engenharia em São Caetano do Sul (SP) uma picape média inédita. O mercado de picapes pequenas e médias é atualmente um segmento em dificuldades. As vendas caíram 5,6% nos sete meses do ano, enquanto as vendas totais aumentaram 14,8%, de acordo com a Autodata Corp., Nova Jersey. A GM, que só perde para a Ford na venda de picapes, detém 12,5% do mercado de veículos pequenos dessa categoria,

dominado pela Toyota, que este ano conquistou 42% das vendas. Outro desafio é produzir uma picape que seja barata o bastante para atrair os compradores, disse Hall. A Colorado é vendida a partir de US$ 16.765, ou apenas US$ 580 a menos do que o preço da Silverado, mais completa. Muitos compradores optam pelomodelo maiorpor causada pequena diferença entre os preços. AGMexploratambém apossibilidade de lançar um maior número de carros orientados para osjovens,umnovoSUVcompacto e um sedã grande e estiloso para concorrer com o Ford Taurus./TRADUÇÃO DE AUGUSTO CALIL

Informe Publicitário

“Vamos melhorar o ambiente para todos nós com esta parceria”, afirmou o Coronel da PM, Álvaro Camilo

JOSE PATRICIO/AE–29/7/2010

Número de cartões se multiplicou por seis em dois anos e o meio de pagamento representa até 8% das vendas

Jaime Tomas Ramos, vice-presidente; Arthur Boiajian, diretor secretário; Gilberto Yogui, diretor tesoureiro; José Augusto Viana Neto, presidente; Coronel Castro, da PM; Salim Zugaib, presidente da ABETA e Ruberval Ramos Castello, diretor 2º secretário, durante a fala do Coronel Álvaro Camilo

Fernando Scheller

O Construcard, cartão de débito com limite pré-aprovado da Caixa Econômica Federal, passou por um “boom” nos últimos dois anos. O número de cartões em circulação no mercado foi praticamente multiplicado por seis entre junho de 2008 e junho de 2010 – hoje, são 484 mil plásticos liberados para uso em 45 mil lojas credenciadas em todo o País. O meio de pagamento, embora existente há cerca de uma década,ganhou fôlego com a transformaçãodoempréstimoemcartãodedébito.Desde então,ocréditoliberadopara comprademateriais de construção e de móveis planejados subiu de R$ 800 milhões, há dois anos, para os atuais R$ 4,5 bilhões. “O Construcard pode comprar tudo que venha a valorizar os imóveis. Por isso, a cozinha planejada também está incluída”,explicaMárioFerreira,superintendente nacional de clientes de média e alta renda do banco. “Emitimos,em média,30 milnovos cartões por mês.” Outro atrativo da modalidade de pagamento, afirma o superintendente da Caixa, está na redução da burocracia. De acordo com Ferreira, qualquer pessoa pode pedir o Construcard na agência – munida de documentos pessoais e de comprovantes de renda, a liberação sai em cercade 40minutos. Para ter acesso ao produto, é necessário também abrir uma conta na Caixa, da qual as parcelas serão debitadas ao longo do contrato. Varejo. De acordo com revende-

dores de materiais de construção, a modalidade de pagamento

Débito. Fortuna, da Dicico, oferece Construcard a clientes ganhaespaçono varejo.Issoporque o comerciante não tem riscos – o dinheiro é depositado na conta da loja pela Caixa no seguinte ao da compra. No caso da Dicico, que tem 44 lojas de materiais de construção em São Paulo, o Construcard já representa 8% das vendas totais. Na Castilho, o meio de pagamento já representa metade das vendas feitas a crédito, segundo o gerente financeiro Gerson Kühn. Segundo Cláudio Fortuna, diretor de marketing da Dicico, a ordem na rede é incentivar o clienteausaromeiodepagamen● Comparação

Financiamento de reformas:

1,75%

é o juro do Construcard; nos outros bancos, a taxa inicial mais baixa é a do Bradesco, de 1,89%

48 meses

é o prazo para pagamento no Itaú, Bradesco e Santander

to: “É vantajoso para o consumidor. A taxa de juros (1,75% ao mês + TR) e o prazo (60 meses, incluindo carência de seis meses) são mais melhores do que as outras opções do mercado.” Modalidades. Ao contrário de outros produtos da Caixa, a versão que mais cresce do Construcard não tem caráter social: o valorliberado paragastos estárelacionado à renda do cliente. O Construcard “clássico” usa recursos da poupança, mas existe também uma versão “popular”, com uma reserva de R$ 1 bilhão destinadaafamílias debaixarenda, com dinheiro do FGTS. O juro é subsidiado – vai de 4,5% a 8,16% ao ano –, e as maiores vantagens são para a população mais pobre. Entidadesdosetordaconstrução, como Anamaco e Abramat, dizem que a liberação do dinheirosubsidiadoestáaquémdoprometido. Segundo Cláudio Elias Conz, presidente da Anamaco, somentecerca de 10% dodinheiro prometido já chegou ao mercado. “Essa linha tem um papel extraordinário para quem ganha até dez salários mínimos.”

A segurança é um tema que faz parte do cotidiano de todos os brasileiros. No intuito de colaborar para tornar a sociedade cada vez mais segura, o CRECISP promoveu, na última segunda-feira, uma palestra sobre “Prevenção Primária: fator importante na segurança pública”, ministrada pelo Coronel Luis Carlos de Castro Junior, Diretor de Polícia Comunitária e Direitos Humanos da Polícia Militar de São Paulo. O palestrante deu um panorama geral da estrutura da Polícia Militar no Estado de São Paulo, explicando o funcionamento de cada departamento e o papel de cada um como promotor da segurança pública. O ponto mais ressaltado e discutido foi a questão da segurança primária, da prevenção como fator primordial para evitar a proliferação da violência em nossa sociedade e da educação comunitária como base para uma mudança de atitude de todos. Segundo ele, “a todo tempo nós cuidamos dos efeitos. Chegou a hora da união em questão da sociedade e do poder constituído, de nós começarmos a enfrentar as causas, senão nós ficaremos sempre

na briga do gato e do rato, vamos sempre ficar correndo atrás do prejuízo. A prevenção primária é de suma importância. Se nós fizermos uma boa prevenção, nós não teremos o delito”. Coronel Castro falou da importância de passar estas informações aos corretores de imóveis, por representarem um grande segmento da sociedade. “Eles estão presentes nos 645 municípios do Estado de São Paulo. Nós temos a expectativa de que eles levem estas informações à população de maneira geral, ou seja, é mais um braço em questão da sociedade atrelado a essa situação de segurança pública cidadã, com a participação de todos”, completou. Ao final do evento, o Comandante Geral da Polícia Militar, Coronel Álvaro Camilo, assinou, perante todos os presentes, um protocolo de intenções em que se comprometeu a promover um ciclo de palestras sobre segurança nas sedes do CRECISP em todo o Estado de São Paulo. Trata-se de uma parceria entre as duas entidades para orientar os corretores de imóveis sobre como agir para evitar a criminalidade tanto durante a sua atuação profissional

quanto como cidadão, agindo de forma preventiva e disseminando as informações em toda comunidade. “É uma via de duas mãos na promoção da segurança: a polícia dando as orientações e os corretores de imóveis trazendo informações sobre as regiões em que atuam à Polícia Militar. A informação é a matéria prima do trabalho de inteligência desenvolvido pela polícia. Nós acreditamos que vamos melhorar o ambiente para todos nós, para o cidadão de uma maneira geral, no Estado todo, com essa parceria”, ressaltou o Coronel Camilo. Durante o evento, realizado na sede do CRECISP, estiveram presentes diversos corretores de imóveis, conselheiros, delegados e diretores do Conselho. “Esta parceria é um sonho antigo do CRECISP e da Polícia Militar. Iremos realizar um grande trabalho a partir da assinatura deste protocolo. Os nossos representantes, os corretores de imóveis, repercutem tudo o que é oferecido pelo Conselho para a sociedade e com a questão da segurança não será diferente”, comentou José Augusto Viana Neto, presidente do Conselho.

Expediente

No dia 27 de agosto, não haverá expediente na sede do CRECISP e nas Delegacias SubRegionais e Seccionais por conta do Dia Nacional do Corretor de Imóveis. A Diretoria aproveitará a data para reunir funcionários e corretores que participam de Comissões e Grupos de Trabalho para debates e definição de metas e ações futuras do CRECISP. Para facilitar o atendimento aos requerentes de estágio, informamos que o atendimento está sendo feito somente nas 5 Delegacias Seccionais e 21 Regionais. À sede, somente estará destinada a inscrição definitiva.


C1 %HermesFileInfo:C-1:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Aviação

‘Tour verde’

Boulevard

Gol preferiu manter voos fretados e cancelar regulares

Turismo cresce 30% em SP e até árvores viram atração

Serviços entregam de cuecas a bolos e pães caseiros na casa dos paulistanos

Pág. C6

Pág. C7

Pág. C8

EPITACIO PESSOA/AE

Metrópole estadão.com.br

Moradores buscam conforto mais em conta, na página C3 }

URBANISMO. Mudança de vida

CLAYTON DE SOUZA/AE

Paulistanos trocam capital por ‘nova’ região: ABCDOG

Prefeitura aposta em incentivos para reverter tendência ● O limite de verticalização já foi

atingido em 12 dos 91 distritos de São Paulo. A Prefeitura espera agora que a Operação Urbana Lapa-Brás volte a estimular investimentos do mercado imobiliário na capital paulista. O projeto prevê incentivos para a construção de prédios para cerca de 400 mil novos moradores no entorno do eixo ferroviário.

Formada por municípios do ABCD, além de Osasco e Guarulhos, ela desbancou SP em vendas nos cinco primeiros meses deste ano Diadema. Imóveis custam até 30% menos que na capital Rodrigo Brancatelli Rodrigo Burgarelli

“Venha morar no melhor condomínio-clube de São Paulo, com 60 mil m², infraestrutura completa de transporte e lazer.” O anúncio, em um folheto de uma grande construtora, peca por não informar um detalhe: o tal empreendimento não fica em São Paulo, mas em Osasco, a 30 quilômetros da Praça da Sé. É apenas um exemplo de um fenômeno que está mudando a dinâmica de

7 8 9 10 11 12

toda a Região Metropolitana e causando discussões entre urbanistas, empresários e vereadores: São Paulo está se mudando para os seus vizinhos. Por causa da falta de terrenos e entraves na legislação municipal, a capital vê uma tendência inédita. Até o ano passado, São Paulo sempre concentrou a maioria dos lançamentos imobiliários – na pior das hipóteses, a capital registrava 70%, 60% das vendas, enquanto a Região Metropolitana registrava, no máximo, 40%. Nos cinco primeiros

meses do ano, segundo dados do Sindicato da Habitação (Secovi),abalançase inverteupelaprimeira vez na história. Cerca de 53% das vendas de lançamentos estão na Região Metropolitana – principalmente Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Osasco e Guarulhos, área conhecida agora pelas suas iniciais: ABCDOG. Barato. São Paulo atualmente responde por menos da metade, com 47%. No mercado do ABCDOG, 30% dos compradores

sãopaulistanosqueresolvemmigrar para essas cidades. Os imóveischegamacustaraté30%menos que na capital – um apartamento novo de dois dormitórios em São Paulo vale em média R$

220 mil, enquanto em Santo André o preço cai para R$ 150 mil. Ainda assim, o mercado vem ganhando muito dinheiro na Região Metropolitana, porque as leissãomaispermissivasemrela-

● Falta de terrenos

JOÃO CRESTANA PRESIDENTE DO SINDICATO DA HABITAÇÃO (SECOVI)

“O preço em São Paulo é mais caro mesmo, por causa da

carência de terrenos disponíveis. Muitas vezes as regras de ocupação nessas outras cidades, no ABCDOG, são mais favoráveis. Permitem construir mais.”

ção a tamanho dos apartamentos e altura dos prédios. Para urbanistas, no entanto, a tendência só piora os deslocamentos – no ABCDOG a oferta de empregos, a infraestrutura de transporte público e as opções de lazer são muito menores do que na capital. Isso causa ainda mais congestionamentos e aumentaa poluição. Jáasempresas de mercado imobiliário utilizam esses dados para pressionar os vereadores da capital a revisar o Plano Diretor e afrouxar as atuais restrições de construção.


C2 Cidades/Metrópole %HermesFileInfo:C-2:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

ALÔ, SÃOPAULO

22° 8°

0mm

Crescente 16/8 (15h14)

Probabilidade de chuva

0%

MANHÃ

28°/32°

Aracaju Belo Horizonte Brasília Boa Vista Belém Campo Grande Cuiabá Curitiba Florianópolis Fortaleza Goiânia João Pessoa Macapá

24°/27°

Abaixo de 19°

Votuporanga

Franca

12°/28°

0mm

SEG 9/8

26° 11°

0mm

TER 10/8

18° 13°

2mm

9°/24°

0%

Ribeirão Preto

S. J. do Rio Preto

11°/30°

11°/29°

0%

Araraquara 9°/29°

40%

Presidente Prudente 10°/29°

Bauru

Piracicaba

10°/26°

Sol/chuva Sol Sol Sol/chuva Sol/chuva Ensolarado Ensolarado Sol Sol Sol Ensolarado Sol/chuva Sol/chuva

Hoje Domingo Segunda

24° 12° 28° 12° 33° 16°

NO

Sorocaba

São Paulo 8°/22°

9°/24°

Serra

Fuso Mín./Máx.

19°/28° 24°/33° 23°/30° 21°/34° 7°/20° 19°/32° 22°/26° 14°/29° 13°/28° 21°/28° 23°/30° 23°/35° 17°/24°

-1 Assunção +6 Atenas +5 Barcelona +5 Berlim +5 Bruxelas Buenos Aires 0 -1,5 Caracas -2 Chicago +5 Estocolmo +5 Genebra Johannesburgo +5 Lima -2 Lisboa +4 Londres +4 Los Angeles -4 Madri +5 México -2 Miami -1 Montevidéu 0 Moscou +7 Nova York -1 Paris +5 Roma +5 Santiago -1 Sydney +13 Tel-Aviv +6 Tóquio +12 Toronto -1 Washington -1

NE

15nós

O

Ubatuba

L

12°/22° SO

Guarujá

Itapeva

Santos

7°/19°

14°/24°

7 Sábado

1h49 7h23 14h23 20h08

12°/23°

12°/23°

Receba por sms a previsão de onde você está

Céu claro

www.estadao.com.br/sms

Nublado

Parcialmente nublado

1,5m

S

Iguape

Litoral

SE

16°/31°

Cananeia Interior

Sol/chuva Sol Sol/chuva Sol Sol Sol Sol/chuva Sol Sol Sol/chuva Sol/chuva Sol Chuvoso

N

10°/21°

18° 3° 30° 4° 23° 6°

Maceió Manaus Natal Palmas Porto Alegre Porto Velho Recife Rio Branco Rio de Janeiro Salvador São Luís Teresina Vitória

22°/27° 10°/23° 13°/28° 24°/31° 24°/33° 8°/28° 18°/30° 6°/18° 8°/20° 22°/33° 15°/32° 21°/27° 22°/34°

Mín./Máx.

TÁBUA DE MARÉS: Porto de Santos

8°/22°

Ourinhos

30° 6° 31° 7° 32° 11°

Tempo

3°/16°

10°/23°

S. J. dos Campos

PRÓXIMOS DIAS

Mín./Máx.

C. do Jordão

Campinas

9°/22°

Cheia 24/8 (14h05)

Poente 17h47

NOITE

NO MUNDO

Tempo

19°/23°

27° 8°

TARDE

NAS CAPITAIS

Acima de 32°

Na capital

Nova 10/8 (0h08)

Nascente 6h38

Volume de chuva

PRÓXIMOS DIAS EM SP O domingo dos pais é de sol e frio ao amanhecer. Outra frente fria chega na terça-feira.

DOM 8/8

Minguante 3/8 (2h00)

PREVISÃO PARA HOJE EM SÃO PAULO Sol e diminuição de nuvens. Frio ao amanhecer

Pancadas de chuva

Chuva

1,1 0,1 1,5 0,4

8 Domingo

9 Segunda

10 Terça

2h15 8h04 15h08 20h49

2h39 8h45 15h51 21h24

2h58 9h26 16h26 21h58

1,2 0,0 1,5 0,3

Chuva com trovoadas

1,3 -0,1 1,6 0,2

1,4 -0,1 1,5 0,2

10°/23° 24°/34° 13°/28° 16°/21° 14°/22° 7°/14° 20°/28° 17°/27° 8°/23° 6°/21° 8°/19° 15°/22° 16°/41° 14°/21° 9°/26° 20°/36° 13°/21° 25°/31° 8°/11° 24°/40° 16°/27° 16°/20° 18°/26° 4°/16° 6°/13° 24°/39° 23°/28° 9°/22° 19°/31°

Volume de chuva (mm) Probabilidade de chuva (%)

Twittadas da semana “Alguma receita para o frio? São Joaquim, nevando. Floripa, quase!” GUSTAVO KUERTEN / EX-TENISTA QUARTA

“Meu apartamento está tão gelado que ficar do lado dedentro da geladeira é melhor!”

“O melhor do debate está no Twitter. Desliguei a televisão”

RAFAEL CORTEZ / HUMORISTA DO

FEIRA (DURANTE O DEBATE ENTRE OS

‘CQC’. NA QUARTA-FEIRA

CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA)

“Galera,quemligouoar-condicionado? Que frio é esse?” FÓRMULA 1. ONTEM (TAMBÉM RECLA-

“Filmagens na minha rua. A casa da Clô é vizinha. Acho que vou fazer uma ponta em ‘Passione’”

MANDO DO CLIMA)

WILLIAM BONNER / APRESENTADOR

RUBENS BARRICHELLO / PILOTO DE

JR DURAN / FOTÓGRAFO. NA QUINTA-

DO ‘JORNAL NACIONAL’. NA QUARTAFEIRA (REFERINDO-SE À NOVELA DAS

“Já imaginou daqui a algum tempo os estudantes todos em casa interagindo com seus professores via web? Ir à escola, só para o baile de formatura”

OITO DA REDE GLOBO)

QUINTA-FEIRA (NUM DEVANEIO

“Palavras até me conquistam temporariamente, mas atitudes me ganham ou me perdem para sempre”

SOLTO SOBRE O FUTURO

DEBORAH SECCO / ATRIZ. NA QUARTA-

DA EDUCAÇÃO NO MUNDO HI-TECH)

FEIRA (FILOSOFANDO SOBRE RELACIO-

TOM CAVALCANTE / HUMORISTA. NA

Cena da Cidade

DO ALTO Registro da cobertura do Edifício Martinelli, na região central da capital paulista ● DANIEL TEIXEIRA/AE

NAMENTOS)

São Paulo Reclama RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE

CONTROLAR Medidas divergentes

Direitos e deveres Sou médica há 25 anos e, em julho, fui obrigada a dispensar uma paciente prepotente, que se gabava de ter curso superior de Direito e que exigia um atendimento médico diferente do praticado por mim. Nós, profissionais, ficamos cada vez mais acuados e somos ameaçados pela frase: “O CRM (Conselho Regional de Medicina) saberá disso.” Disso o quê? Que me recusei a fazer um atendimento que não daria a menor condição de criar um vínculo saudável? Onde é que está a tão antiga relação médico-paciente? Será que se tornou uma relação de compra e venda ditada pelo Código de Defesa do Consumidor? SYMARA DE ANGELIS TRIVELLATO / SÃO PAULO O Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) informa que recebe denúncias relacionadas ao exercício da Medicina, apura os fatos e julga os profissionais médicos. Sobre a relação médico-paciente, o Novo Código de Ética Médica prevê, de acordo com o disposto no inciso XIX, Princípios Fundamentais: “O médico se responsabilizará, em caráter pessoal e nunca presumido, pelos seus atos profissionais, resultantes de relação particular de confiança e executados com diligência, competência e prudência” e que “a natureza personalíssima da atuação profissional do médico não caracteriza relação de consumo” (inciso XX). Acrescenta que “o médico exercerá sua profissão com autonomia, não sendo obrigado a prestar serviços que contrariem os ditames de sua consciência ou a quem não deseje, excetuadas as situações de ausência de outro médico, em caso de urgência ou emergência, ou quando sua recusa possa trazer danos à saúde do paciente (inciso VII). Portanto, explica, considerando a busca do melhor relacionamento entre médico e paciente, essa relação deve ser baseada estritamente em uma relação de confiança.

Loterias FEDERAL Nº 04472 1˚ Prêmio 2˚ Prêmio 3˚ Prêmio 4˚ Prêmio 5˚ Prêmio

71.686 27.064 59.227 58.525 43.144

Informe-se

As cartas devem ser enviadas para spreclama.estado@grupoestado.com.br, pelo fax 3856-2940 ou para Av. Engenheiro Caetano Álvares, 55, 6˚ andar, CEP 02598-900, com nome, endereço, RG e telefone, e podem ser resumidas

Para evitar problemas, antes de fazer a inspeção veicular, levei o meu carro para fazer uma revisão, entretanto, ele foi reprovado. O limite de opacidade era de 1,31 e ele obteve 1,55. Levei-o ao fabricante para que fossem feitos os reajustes. O automóvel ficou na revendedora para que a regulagem fosse feita e eles o levariam à Controlar para que fosse refeita a inspeção. Para minha surpresa, dessa vez, o limite de opacidade foi de 2,3. Ora, se tivessem dado esse limite na primeira inspeção, o carro teria sido aprovado. Não entendo como os limites de opacidade podem ter sido alterados de forma tão significativa num espaço de dois dias. CLAUDIO CAVALCANTE / SÃO PAULO A Assessoria de Comunicação da Controlar esclarece que a lei determina que o limite a ser adotado no procedimento de inspeção dos veículos a diesel é preferencialmente o informado pela montadora. Porém, explica, caso haja dúvi-

da em relação ao modelo do motor ou do veículo, a legislação faculta que se utilize o limite-padrão estabelecido pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). Portanto, alega, ambos os procedimentos realizados no veículo estão amparados por lei. Ressalta que esse esclarecimento já foi prestado ao dono do veículo pelo Atendimento ao Cliente.

ZONA LESTE Ruas esburacadas

O leitor comenta: Essa resposta é vaga e parece uma desculpa. A responsável que me atendeu prometeu enviar as tabelas da montadora e uma mensagem esclarecendo, em detalhes, o motivo das medidas divergentes. Aguardo uma explicação técnica e detalhada até hoje. Por que a Controlar só usou o padrão do Conama na segunda inspeção? Por causa disso, fui obrigado a gastar dinheiro com outra revisão e tive o transtorno de ficar dois dias sem carro, o qual o utilizo para trabalhar. Além de tudo isso, o limite estabelecido pela montadora, no caso do meu carro, está indicado em um selo na porta do motorista e é diferente do indicado no relatório de reprovação da Controlar.

ROBERTO JOSÉ CORONEL / SÃO PAULO

Peço que façam urgentemente o recapeamento da Avenida Barreira Grande, na zona leste. O trecho da Avenida Sapopemba até a Avenida Porfírio da Paz também está em péssimas condições de uso, trazendo estresse e prejuízo para quem circula pela região.

4/8/10 R$ 250.000,00 R$ 22.000,00 R$ 12.000,00 R$ 11.000,00 R$ 10.320,00

MILIONÁRIA Nº 04461 1˚ Prêmio 2˚ Prêmio 3˚ Prêmio 4˚ Prêmio 5˚ Prêmio

83.488 42.773 34.723 57.431 76.637

26/6/10 R$ 1.000.000.00 R$ 32.000.00 R$ 27.000.00 R$ 14.300.00 R$ 12.720,00

QUINA Nº2365

6/8/10

Quina (Acumulou) Quadra (77)

R$ 421.134,33 R$ 3.906,63

Terno (5.148) 41

47

64

66

LOTOFÁCIL Nº554 5/8/10 Dois apostadores acertaram as 15 dezenas e vão receber R$ 808.008,00 01 02 03 04 06

R$ 83,47

09

13

14

17

19

72

20

21

22

24

25

MEGA SENA Nº1202

4/8/10

Sena (Acumulou)

R$ 4.311.607,33

Quina (63)

R$ 19.441,55

Quadra (4.195) 08

09

R$ 417,10 11

48

53

60

Há um Século 7 de agosto de

A Secretaria de Coordenação das Subprefeituras informa que as ruas citadas receberão vistoria técnica de agentes da Superintendência de Usinas e Asfalto (SPUA), para analisar a necessidade dos serviços de recapeamento ou reparos de manutenção. Explica que a escolha de quais vias serão recapeadas com prioridade se dá de acordo com as solicitações da população pelo SAC da Prefeitura (156 e Portal) e praças de atendimento, de indicações técnicas da Secretaria de Transportes por meio da CET e da SPTrans, além de um estudo do Laboratório de Mecânica de Pavimentos da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP).

ATENÇÃO: O quadro abaixo não deve ser usado para a conferência oficial das loterias. Dependendo do horário dos sorteios e do fechamento de edição, alguns resultados podem estar defasados. Confira os resultados oficiais no site www.caixa.gov.br

CORPO DE BOMBEIROS: 193 OU WWW.CCB.POLICIAMILITAR.SP.GOV.BR POLÍCIA MILITAR: 190 OU WWW.POLICIAMILITAR.SP.GOV.BR POLÍCIA CIVIL: 197 OU WWW.POLICIA-CIV.SP.GOV.BR DISQUE-DENÚNCIA: 181 (SP) OU (011) 3272-7373 SPTRANS: 0800-771-0118 (BILHETE ÚNICO E CARTÃO FIDELIDADE) ITINERÁRIOS DE ÔNIBUS: 156 DEFESA CIVIL: 199 PROCON: 151 SABESP: 195 AES ELETROPAULO: 0800-727-2196 COMGÁS: 0800-011-0197

1910 Tendo o governo dos Estados Unidos consultado a China sobre a Conferencia Internacional de Haya, em que se tratará de regulamentar a cultura, venda e exportação do ópio, o governo chinez respondeu que não estaria prompto para se representar na Conferencia antes de novembro. O projecto abrange 14 artigos e penalidades uniformes para todos os paizes.

estadão.com.br Blogs. Leia mais notas no blogs.estadao.com.br/cem-anosatras/

SERVIÇO: O Estado publica diariamente as loterias. Fique atento aos números e à data de realização dos sorteios

DUPLA SENA Nº887 Sena (Acumulou)

11

17

24

25

Sena 2.˚ sorteio (1) Quina (97) Quadra (3.359)

01

02

03

6/8/10 R$ 8.784.945,20

28

31

40

LOTOMANIA Nº1059 4/8/10 20 acertos (Acumulou) R$ 2.889.969,65 04 05 15 30 38

R$ 318.899,42 R$ 2.465,72 R$ 67,81

39

41

48

52

53

57

58

63

65

78

29

85

88

92

95

97

37


%HermesFileInfo:C-3:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Cidades/Metrópole C3

Urbanismo. Mudança de vida FELIPE RAU/AE

Preço baixo e conforto atraem jovem Recém-casados ou famílias com crianças são a maioria dos novos moradores do ABCDOG ABC. Thais e Alexandre pretendem mudar de casa em 2012 Apesar de já serem regiões urbanizadas e desenvolvidas, as cidades do ABCDOG ainda atraem ospaulistanosembuscadaquali-

Mercado culpa ‘rigidez’ do Plano Diretor Especialistas ligados ao mercado imobiliário são unânimes em atribuir a migração de paulistanos para o ABCDOG às regras rígidas do Plano Diretor e da Lei de Zoneamento de São Paulo – normas que regem o desenvolvimento urbano ao determinar limites de crescimento em diferentes bairros. Segundo essa visão,alegislaçãonãocontribuipara que as pessoas morem perto dos locais onde trabalham, o que aumenta os problemas de deslocamento na cidade. De acordo com Luiz Paulo Pompéia, diretor da Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp), essas leis diminuíram bastante o aproveitamento das áreas valorizadas de São Paulo, que são hoje bem menos verticalizadas do que poderiam ser. “ O limite para construção em algumas áreas hoje é quasemetade do que há alguns anos, e isso encareceu bastante o preço dos terrenos na cidade”, diz. Para João Crestana, presidentedoSindicato daHabitação (Secovi), as restrições criaram um paradoxo. “Há vazios urbanos em São Paulo impossíveis de se trabalhar, principalmente nas áreas centrais e perto dos trilhos. Enquanto esses espaços ficam vazios, as pessoas têm de morarlonge porque nãohá alternativa acessível na capital”, afirma.Segundoele,asincorporadoras que atuam no ABCDOG apenas espelham a demanda. Já o arquiteto e urbanista Nabil Bonduki, relator do projeto do Plano Diretor na Câmara Municipal, considera que o problema dos vazios urbanos é, na verdade, um problema de gestão. “As leis criaram mecanismos que permitem controlar o processo de verticalização, mas eles não estão sendo usados devidamente. Era prevista uma revisão do Plano em 2006, por exemplo, e também a existência de operações urbanas que estimulassem a ocupação de certas áreas, mas grande parte disso não saiu do papel”, diz. / R.B. e R.B.

PRÓS E CONTRAS ●

Trânsito

O tráfego local nas cidades do ABCDOG pode até ser menos carregado que o paulistano, mas, em compensação, o trajeto diário aumenta bastante para quem trabalha em São Paulo. ●

Preço dos apartamentos

Fora da capital, os imóveis chegam a custar até 30% menos – por isso, pode ser uma boa chance para adquirir apartamento em prédios com área de lazer, fitness e outras mordomias. ●

Serviços

Enquanto essas cidades já têm uma boa rede de serviços básicos, como supermercados e shoppings, é em São Paulo que se concentram os shows, cinemas, shoppings de alto padrão, peças teatrais e eventos culturais de grande porte.

dade de vida que não conseguem achar em São Paulo – como ruas mais tranquilas, trânsito menos pesado e prédios com piscinas e

quadrasesportivasapreçosacessíveis. Tudo isso, claro, sem o inconvenientedemorarmuitolonge da família ou do trabalho.

Foi por motivos como esses queoanalista desuporte Alexandre Regi Lozei, de 25 anos, decidiutrocarseuapartamentonaVi-

la Prudente, zona leste, por outro recém-construído no Bairro Campestre, na divisa de Santo André com São Caetano do Sul. Ele diz que o fator que mais o atraiu foi o custo-benefício. “É umcondomínio-clube, comárea de fitness e tudo, e ainda assim o metroquadradoébemmaisbarato do que em São Paulo.” Um apartamento de três dormitórios no prédio de Lozei custa, em média, R$ 220 mil. O empreendimento oferece playground, quadra, duas piscinas com cascata artificial, duas saunas, três salões e duas praças internas com fontes d’água. A distância do trabalho não o incomoda. Ele trabalha em Pinheiros, na zona oeste, e calcula que seu trajeto diário vai aumen-

tar em apenas 10 minutos. “Lá a qualidade de vida está bem melhor. Tem menos trânsito, mais infraestruturadeeducaçãoehospitais de qualidade”, diz. O apartamento ainda não está finalizado, mas ele quer se mudar para lá em 2012 – para quando está marcado seu casamento com Thais Caes Molina, de 21 anos. Para Róbson Toneto, diretor de Vendas da incorporadora MBigucci, o casal representa o perfil dos novos moradores dos bairroscadavez maisverticalizados na região do ABCDOG. “São pessoas de bairros adjacentes a São Paulo. Muitas são recém-casadas ou têm filhos pequenos e querem prédios com área de lazer”, explica. / RODRIGO BRANCATELLI e RODRIGO BURGARELLI


C4 Cidades/Metrópole %HermesFileInfo:C-4:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

SERGIO CASTRO/AE-16/12/2009

Principais ruas comerciais vão ter ‘bico’ da PM Kassab quer ampliar convênio em que policiais de folga trabalham no combate a ambulantes 25 de Março. Policiamento reduziu roubos em 37% no centro Tiago Dantas

O número de policiais militares que fiscalizam o comércio ambulante da capital paulista durante a folga deve aumentar no próximo mês. O prefei-

SEGURANÇA

Brinquedos infláveis passam a ter restrições A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) publicou regras de segurança para brinquedos infláveis de grande porte. Os fabricantes e empresas que alugam os brinquedos têm um ano para fazer as adaptações. As normas foram criadas porque, há dois anos, acidentes provocaram a morte de duas crianças em uma festa em Curitiba. Não se pode, por exemplo, acionar os brinquedos quando o vento atingir 44 km/h. ADMINISTRAÇÃO

Kassab anda pelas ruas e recebe críticas Durante uma caminhada de quase uma hora pelas ruas do centro de São Paulo, o prefeito Gilberto Kassab (DEM) ouviu reclamações de camelôs e motoboys, posou para fotos e deixou o trânsito ainda mais complicado. “Deixa ‘nóis’ trabalhar!”, gritou o camelô Renato Santos, de 36 anos. “Libera as motos na Marginal”, pediu um motoqueiro. O prefeito respondeu com acenos e sorrisos. URBANISMO HÉLVIO ROMERO/AE

Lojistas correm para pôr faixa antitrombada No primeiro dia de fiscalização da lei que exige sinalização em portas transparentes e vitrines, comerciantes improvisaram faixas ao notar a presença de agentes das 31 Subprefeituras. A lei foi sancionada pelo prefeito Gilberto Kassab (DEM) em maio e entrou em vigor anteontem. Muitos lojistas reclamaram de falta de informação. CRIME ORGANIZADO

Quadrilha assalta banco com viatura roubada Cerca de dez homens armados levaram R$ 200 mil de uma agência bancária em Ibirarema, a 395 quilômetros de São Paulo. Antes, eles invadiram uma delegacia, renderam os policiais e, então, metade da quadrilha seguiu para o banco em uma viatura roubada da Polícia Civil. Um dos ladrões levou também a farda de um PM. Todos fugiram e a viatura foi abandonada em Tarumã. A polícia analisa imagens de câmeras da delegacia. JUSTIÇA

Ex-delegado é solto depois de quatro meses O Tribunal de Justiça de São Paulo concedeu anteontem habeas corpus ao ex-delegado seccional de Itapetininga, no interior de São Paulo, José Antonio Vieira Ramos. Ele vai aguardar julgamento em liberdade. Ramos foi preso em 6 de abril durante a Operação Usurpação da Polícia Federal. Ele é acusado de formação de quadrilha, concussão e peculato. Segundo a PF, o delegado participava de esquema de coação a prefeituras e organizadores de eventos para a venda de serviços de segurança. A Corregedoria da Polícia Civil também o investiga.

to Gilberto Kassab (DEM) afirmou, ontem à tarde, que planeja aumentar o valor pago aos PMs pelo dia de trabalho da Operação Delegada (conhecida como “bico oficial”) e expandir o programa para todas

as ruas com comércio intenso. Hoje, cerca de 4 mil policiais patrulham vias da Sé, no centro, Santana,zona norte,Santo Amaro e Vila Mariana, zona sul, Lapa e Pinheiros, zona oeste, e recebem R$ 113 por dia. A cidade tem

cerca de 25 mil policiais militares que podem aderir à operação, que reduziu cerca de 37% a ocorrência de crimes de roubo e furtonocentro,segundoaSecretaria da Segurança Pública. A comparação é entre junho e

julho de 2009 e 2010 nas Ruas Aurora, Santa Ifigênia e Timbiras. “A operação melhorou o comércio, trouxe mais segurança e tranquilidade para os consumidores”, avaliou Kassab. “Vamos continuar sendo muito duros com o comércio irregular”, disse o prefeito, sem revelar o nome de ruas que receberão o projeto. “Os resultados da operação têm se mostrado muito eficientes”, disse o governador Alberto Goldman (PSDB). “Se for acompanhadode operaçõesurbanísticas e de saúde, pode mudar de vez regiões como o centro.” Informalidade. Outro objetivo

da Operação Delegada é evitar que os PMs trabalhem como seguranças particulares. O “bico” não-oficialéproibidopelacorporação. “(Na operação) o policial tem um complemento na sua

renda, trabalhando fardado, armado e com segurança”, afirmouocoronelÁlvaroBatistaCamilo, comandante-geral da PM. Quem adere ao “bico oficial” pode trabalhar até dez dias por mês para a Prefeitura, em turnos de oito horas. Somados aos 15 dias em que entra na escala da PM,emturnosde12horas,opolicial tem com cinco dias para ficar em casa. Pelo menos outras 12 cidades do Estado procuraram a PM para fazer parcerias semelhantes, entre elas Santo André, São Caetano do Sul e Ribeirão Pires, no ABC paulista, Bertioga e Santos, no litoral, e Bauru e São José do RioPreto,nointerior.“As prefeiturasprecisamfazerleisquepossibilitem a Operação Delegada, como São Paulo fez, e temos de ver se os policiais estão dispostos a trabalhar”, diz Camilo.


O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Cidades/Metrópole C5

EVILAZIO BEZERRA /O POVO–9/8/2005

Furto do BC: cabeleireira pega 160 anos de prisão Irmã de mentor do maior ataque a banco da história é condenada a pena quatro vezes maior; R$ 164 milhões foram levados há 5 anos de Fortaleza Marcelo Godoy

Cinco anos depois do furto de R$ 164 milhões do Banco Central de Fortaleza (CE), a Justiça Federal aplicou a maior pena a um acusado no caso: 160 anos de prisão para a cabeleireira Geniglei Alves dos Santos. Ele é acusada de lavar parte do dinheiro levado no

maior ataque da história do País a um banco. Outros cinco réus também foram condenados pela lavagem. A sentença do juiz Danilo Sampaio foi divulgada anteontem. A pena da cabeleireira é 4,4 vezes maior do que a recebida por seu irmão, Antônio Jussivan Alves dos Santos, condenado a 36 anosdeprisão comoumdoslíde-

res da quadrilha que planejou e praticouocrime.Issoocorreporque as penas para lavagem são mais duras do que as para o furto e formação de quadrilha. Somadas, as condenações dos seis réus chegam 281 anos de prisão. Eles eram acusados de comprar 19 veículos e sete imóveis com o dinheiro furtado – a perda dos bens foi decretada pelo juiz.

por causa da participação direta no furto. A maioria dos acusados delavagemécompostadeparenteseamigosdos acusadosdofurto ao Banco Central – a Polícia Federal diz ter recuperado R$ 50 milhões do que foi furtado, R$ 19,8milhõesemdinheiroeosrestante em bens móveis e imóveis. Semiaberto. Enquanto os acu-

Túnel. Ladrões cavaram 75 metros para chegar ao banco A defesa vai recorrer das condenações. “Elas são desproporcionais. O Maníaco do Parque não recebeu uma pena tão grande”, afirmou o advogado Elizeu

Minichillo, que defende Jussivan e outros réus do caso. Ao todo, cerca de 150 pessoas estãosendoprocessadasporcausa da lavagem de dinheiro e 36

sados de lavagem ainda estão sendo julgados, os ladrões que participaramdiretamentedofurto já foram condenados. Mais do que isso: três deles já receberam nos dois últimos meses o direito de cumprir o que lhes resta de pena no regime semiaberto. É o caso de Marcos França, que confessou suas participação na escavação do túnel de 75 metrosusados peloscriminosos para invadir a caixa-forte do Banco Central. Ele já cumpriu mais de um sexto da pena, o que lhe permitiu receber o benefício. França era primário ao ser preso. Recentemente,eleeoutroacusado no caso– José Almeida Santana – se recusaram a fugir do presídioemque estavamnoCeará – mais de 20 detentos escaparam. “Eles querem sair pela porta da frente”, afirmou Minichillo. França e outros acusados foram beneficiados ainda pela decisão recente do Tribunal Regional Federal (TRF) da 5.ª Região de reduzir as penas dos acusados de furto e quadrilha. França havia recebido 47 anos de prisão do juiz Danilo Sampaio, da 11.ª Vara Federal de Fortaleza. O TRF reduziu-lhe a pena para 19 anos. Jussivan, o irmão da cabeleireira, teve a pena diminuída em 13 anos – de 49 para 36 anos. Outros dois chefes do grupo – Lucivaldo Laurindo, o Torturado, e Moisés Teixeira da Silva, o Cabelo – tiveram suas condenações de 47 e de 17 anos transformadas em 11 e 15 anos, respectivamente. “Quem participou do furto não pode ser acusado de lavar o dinheiro ao gastar o que furtou”, afirmou o advogado. Ocorrido entre os dias 5 e 6 de agosto de 2005, o furto foi investigado pela PF. Os agentes federais concluíram que policiais de todo o País extorquiram cerca de R$ 30 milhões dos bandidos – um deles, Luis Fernando Ribeiro, foi sequestrado e morto por policiaisapesardesuafamíliapagar o resgate. O destino de R$ 80 milhões ainda é desconhecido. / COLABOROU JOSMAR JOZINO

Advogada é morta e polícia investiga cliente DIVULGAÇÃO

Adriana. Namorado ferido A advogada criminalista Adriana Souza dos Reis, de 33 anos, foi mortacom três tiros, anteontem à noite, em uma emboscada na Estradado Rosário, que liga Mairiporã a Franco da Rocha, na Grande São Paulo. A polícia investigaseum dosclientes davítima está envolvido no crime. O namorado da advogada, um vendedor de 40 anos que dirigia o carro dela, levou um tiro no tórax, mas sobreviveu. Adriana era separada, tinha umafilha de12anos emorava em Sorocaba, no interior. Ela trabalhavacomoadvogadocriminalistaAdemar Gomes, conhecido no meio criminal por participar de casos de repercussão nacional. Naquarta-feira ànoite,aadvogada recebeu o telefonema de umsupostocliente.SegundoGomes, o homem teria dito que um colega havia sido preso em Franco da Rocha. Ela e o namorado seguiram para a cidade, mas não acharam o cliente. No caminho, o homem teria ligado e marcado umencontronaEstradadoRosário.Lá, havia três homens em um carro, que atiraram na advogada e no namorado e fugiram.


C6 Cidades/Metrópole %HermesFileInfo:C-6:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Pane da Gol poupou voos fretados Em quatro dias, empresa cancelou 10% dos 6.630 voos regulares; no mesmo período, deixou de realizar 4,1% dos 288 fretamentos HÉLVIO ROMERO/AE-2/8/2010

Bruno Tavares

Dados do tráfego aéreo nacional revelam que a Gol priorizouo cancelamento de voos regulares, em vez dos fretados, na tentativa de contornar a crise de falta de tripulação desta semana. A escolha favorecia a empresa e uma parcela de passageiros. Mas, para especialistas do setor, isso colaborou para os transtornos registrados nos aeroportos entre 31 de julho e o último dia 3. A onda de atrasos e cancelamentos de voos da Gol foi iniciada no sábado e só começou a ser revertida na terça-feira. Nesses quatro dias, conforme números obtidos pelo Estado, a companhia tinha programado 6.630 movimentos (pousos ou decolagens) de voos regulares, dos quais 640 (10%) tiveram de ser cancelados. No mesmo período, a Gol previa realizar 288 movimentos de fretados. Deixou de realizar 12, ou seja, 4,1%. O exemplo mais nítido dessa opção da empresa ocorreu na segunda-feira,noaugedacrise.Naquele dia, a previsão era de que os aviões da Gol efetuassem 1.589 movimentos no País. Desses,155 deixamde ocorrer. Aprogramação de fretados também eraelevada: 77chegadas e65partidas, 142 movimentos no total. ● Aviso de atraso

Cumprindo decisão judicial de 2008, a Gol deve informar sobre atrasos e cancelamentos duas horas antes do voo, sob pena de multa diária de R$ 50 mil. A decisão vale para todas as empresas.

BALANÇO ● Números de movimentos (pousos ou decolagens) da Gol no período de fim de férias afetados pelo problema Dia

28 de julho 29 de julho 30 de julho 31 de julho 1º de agosto 2 de agosto 3 de agosto

Regulares Regulres Fretados Fretados totais cancela- totais cancelados dos

1.707

22

14

0

1.709

71

19

4

1.722

101

18

0

1.435

168

96

6

1.447

155

142

1

1.740

203

30

5

1.720

114

20

0

Dona de sistema, Lufthansa nega pane na empresa ● Provedora do sistema NetLine/

Crew, que organiza a escala de tripulação da Gol, a empresa alemã de tecnologia Lufthansa Systems nega que o programa tenha dado qualquer sinal de mau funcionamento nas últimas semanas. Em nota oficial, a empresa afirma que a Gol não reportou nenhum problema técnico e diz que o programa foi configurado de acordo com as exigências da companhia brasileira. O NetLine/Crew é usado por mais de 40 empresas aéreas e foi adotado pela Gol em junho. É programado para levar em conta variáveis como necessidade de malhas aéreas, obrigações contratuais da empresa e horários de preferência da tripulação. A Lufthansa dá o suporte técnico, mas alterações são por conta da Gol. / NATALY COSTA

Indenização. Empresa gastaria mais com passageiros de voos charter porque taxa de ocupação supera 90%; no regular é 65% Registros oficiais mostram que, nessa data, um movimento de fretado da Gol foi cancelado. Férias. Os voos fretados são fre-

quentesnasférias. Comosão“fechados” com antecedência, costumam transportar mais passageiros do que um voo regular e terelevadataxadeocupação.Enquantoalotação deumvoo regular no País hoje gira em torno de 65%, entre as grandes companhias, a taxa de ocupação de um voo charter chega a 90%. As con-

figurações dos aviões também são distintas. Os voos regulares da Gol são realizados em jatos comcapacidade paraaté 178passageiros. Os fretados da empresa transportam 230 pessoas. “Esses cancelamentos deveriamobedecerlimites, queaprópria empresa deveria estipular para evitar se queimarno mercado e desagradar seus clientes”, avalia Respício do Espírito Santo Júnior, presidente do Instituto Brasileiro de Estudos Estratégicos e de Políticas Públicas em

Transporte Aéreo. Segundo ele, a escolha da empresa está ligada aos contratos já firmados com agênciasdeviagens.“Osvoosfretados já estão pagos, enquanto nos regulares a empresa vai captando clientes aos poucos.” O especialista reconhece que, até certo ponto, é mais fácil para a companhia realocar passageiros de voos regulares do que fretados. “Mas isso tem de ser muito bem orquestrado, para que uma parcela dos passageiros não seja prejudicada e para que não

acarrete multa”, assinala. Na quarta-feira, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) anunciouqueaGoldevesermultada em cerca de R$ 2 milhões pelos cancelamentos de voos. A empresa foi ainda impedida de realizar fretamentos por tempo indeterminado. “Estáclaroquehouveumaproteção a um grupo de passageiros”,dizoengenheiroaeronáutico Jorge Leal Medeiros, professor da Escola Politécnica da USP.“Oscontratosdevoosfreta-

dos costumam prever multas muitomaioresemcasodecancelamento do que para um passageiro comum”, avalia. A Gol diz que, por não serem regulares e estarem em minoria namalha,ocancelamento de fretados causa mais transtorno aos passageiros, uma vez que eles não podem ser acomodados em outros voos. Além disso, argumenta, os fretados costumam ter como destino locais que não têm operações regulares, como Bariloche, na Argentina. DIVULGAÇÃO/WORDLE

País tem 4 dos 20 aeroportos que mais crescem Pesquisa mostra que o carioca Santos Dumont, por exemplo, teve a segunda maior alta do mundo no ano passado Jamil Chade CORRESPONDENTE / GENEBRA

Abarrotados, os aeroportos brasileiros estão entre os que mais ganham passageiros no mundo. O Santos Dumont, no Rio, registrou a segunda maior alta do mundo em 2009. Entre os 25 que mais cresceram estão ainda os

terminais de Belo Horizonte (17.º), Brasília (19.º) e Salvador (20.º). Cumbica saltou da 62.ª posição entre os maiores do mundo em 2008 para ser hoje o 54.º maior aeroporto em termos de passageiros. Os dados são do Conselho Internacional de Aeroportos, que divulgou um mapeamento completo de 1.350 locais pelo mundo. Enquanto a crise mundial fez o tráfego internacional de passageiros cair 2% em 2009, a entidade constatou que aeroportos de países emergentes continuam emplenaexpansãoeinvestimentos são necessários para dar con-

Falecimentos Maria de Lourdes Fontoura – Aos 91 anos. Deixa a filha Raimunda. O enterro foi no Cemitério Vila Nova Cachoeirinha. Nair Ziccardi – Dia 5, aos 91 anos, era solteira. Filha de Pascoal Ziccardi e Margarida di Rienzo Ziccardi. Deixa os irmãos Rita, Nice, Walter, cunhada e sobrinhos. O enterro foi no Cemitério do Araçá. Ivone José Hakime Taiar – Aos 83 anos. Deixa os filhos Ione, Alberto e Abdalla Júnior, netos, genro e noras. O enterro foi no Cemitério São Paulo. Edina Velloso de Aguiar – Aos 74 anos, era solteira. O enterro foi no Cemitério e Crematório Metropolitano Primaveras. Ester de Oliveira Muraro – Dia 4, aos 66 anos. Deixa filho e neto. O enterro foi no Cemitério e Crematório Memorial Parque Paulista. Maria Eliza da Silva – Aos 65 anos, era casada com Lourenço Fernandes da Silva. Deixa dois filhos. O enterro foi no Cemitério e Crematório Metropolitano Primaveras. Maria Ivonete da Silva Coelho – Aos 64 anos, era viúva de João Raimundo Coelho. Deixa os filhos Marcelo e Claudia Rosa. O enterro foi no Cemitério da Paz. Elisete de Fatima Gonçalves – Aos 56 anos, era divorciada. O enter-

ta do novo fluxo de pessoas e manter os serviços. Entre os 25 aeroportos que mais crescem, todos estão em países emergentes e metade na China. Apenas 38% dos aeropor-

tosnomundoregistraramcrescimento de fluxo de passageiros. Em 2009, 22,3 milhões de pessoas passaram por Cumbica, 6% acima do volume de 2008. Em apenas três anos, o aeroporto internacional de São Paulo recebeu 3 milhões de pessoas a mais.

● Ranking

Congonhas. Já o Aeroporto de

88 milhões

de passageiros passaram pelo aeroporto de Atlanta (EUA), o mais movimentado. Londres, em segundo lugar, registrou 66 milhões de usuários.

Congonhas, na capital, vem sofrendo uma contração. Em 2007, ano em que ocorreu a tragédia da TAM com 199 mortos, era o 89.º maior terminal do mundo, com 15,3 milhões de passageiros. Mas fechou 2009 com 13,6 milhões, na 98.ª posição.

Os assuntos da semana Os atrasos nos voos da Gol e os ataques contra a Rota foram os assuntos mais comentados nesta semana no perfil do caderno no Twitter. Também chamaram a atenção o frio e a neve no Sul do País. A Gol alegou que falhas de sistema e problemas com a jornada de trabalho das tripulações obrigaram o cancelamento de voos e causaram atrasos de sábado até anteontem.

Para publicar anúncio fúnebre: Balcão Iguatemi – Shopping Iguatemi 1a - 04, tel. 3815-3523 / fax 3814-0120 – Atendimento de 2ª a sábado, das 10 às 22 horas, e aos domingos, das 14 às 20 horas. Balcão Limão – Av. Prof. Celestino Bourroul, 100, tel. 3856-2139 / 3857-4611 / fax 3856-2852 – Atendimento de 2ª a 6ª das 9 às 19 horas. Só serão publicadas notícias de falecimento/missa encaminhadas pelo e-mail falecimentos@grupoestado.com.br, com nome do remetente, endereço, RG e telefone

ro foi no Cemitério Parque dos Girassóis. Iskendar Soubhie – Aos 89 anos, era casado. Deixa os filhos Salema e Rochane. O enterro foi no Cemitério de Congonhas. Dr. Celso de Mello Almada – Aos 84 anos. Filho de Francisca Alves Lima Almada e Fraterno de Mello Almada, era casado com Lays Lazzaro de Mello Almada. Deixa as filhas Maria Lucia e Mariangela. O enterro será hoje, às 11 horas, no Cemitério do Morumbi. Joaquim Guilherme Scharlack – Aos 82 anos. Deixa filhos e netos. O enterro foi no Cemitério e Crematório Memorial Parque Paulista. Guilhermino Correia de Barros – Aos 79 anos, era casado com Catarina Reis de Barros. Deixa os filhos Daniel, Dorival e Dimas e netos. O enterro foi no Cemitério Jardim Vale da Paz.

Professora criou nova forma de alfabetizar Áurea Musa, depois que se formou na escola normal, prestou concurso para professora do Estado, mas não esperava ser escolhida para lecionar para alunos da turma de alfabetiWagner Medeiros Moura – Aos 52 anos. Filho de Antonio Medeiros Moura e Victoria Derci Peluso Moura. Deixa os filhos Antonio Carlos e Priscila. O enterro foi no Cemitério da Quarta Parada. MISSAS

Olivo Pucci – Dia 6, aos 68 anos, era casado com Maria Helena Pucci. Deixa filhos, o jornalista Olivo Pucci Filho e Aline Pucci e netos. O enterro será hoje, às 12 horas, no Cemitério de Congonhas. Expedito Gamarano da Cunha – Aos 61 anos. Filho de Joventino Francisco da Cunha e Maria Paulina da Silva, era casado. Deixa os filhos Sergio e Simone. O enterro foi no Jardim Vale da Paz.

Lêda Eliza Braga de Carvalho – Hoje, às 15 horas, no Santuário Nossa Senhora de Fátima, na Avenida Dr. Arnaldo,1831 (1 mês). Odilla Dedecca Dinelli – Hoje, às 16 horas, na Igreja Sagrado Coração de Jesus, na Avenida Morumbi, 8.825, Brooklin (6º aniversário). Thereza de Jesus Marques de Almeida Prado (Therezinha) –

zação. Tinha receio de como controlaria crianças de 6 e 7 anos – achava que a única saída seria ser rígida, o que, na sua visão, não seria produtivo. Para tentar uma alternativa, criou um método próprio de alfabetização. Preenchia a lousa com figuras – que ela mesma desenhava. A abelha era associada à letra “A”, o barrigudo ao “B” e assim por diante. O grau de dificuldade aumentava, mas tudoerafeitoemtomdebrincadeira e as crianças não notavam.Ainda deu aulasparaadultos e estrangeiros. Dia 2, aos 97 anos. Hoje, às 17 horas, na Igreja Nossa Senhora Mãe do Salvador (Cruz Torta), na Avenida Professor Frederico Hermann Júnior, 105, Alto de Pinheiros (7º dia). Evany Sallum Julien – Hoje, às 18 horas, na Igreja Assunção de Nossa Senhora, na Alameda Lorena, 665-A, Jardim Paulista (7º dia). Luisa Serafino Cambiaghi – Hoje, às 18 horas, na Capela Santa Cruz, na Rua Voluntários da Pátria, 2.678, Santana (7º dia). Nair Gebara Eid – Amanhã, às 11 horas, na Catedral Metropolitana Ortodoxa, na Rua Vergueiro,1.515, Paraíso (1º aniversário).

Antônio José de Toledo Piza – Hoje, às 15 horas, na Igreja Nossa Senhora do Carmo, na Rua Brás Cubas, 163, Aclimação (7º dia). Ubirajara Ohl de Souza – Hoje, às 16 horas, na Capela do Colégio Sion, na Avenida Higienópolis, 983, Higienópolis (7º dia). Ophelia de Quadros – Amanhã, às 16 horas, na Igreja São João de Brito, 868, Brooklin (100º aniversário de nascimento). CEMITÉRIO ISRAELITA DO BUTANTÃ Victoria Alegre Lereah – Amanhã, às 10 horas - Q 231 - Sep. 51 S M (Matzeiva). Aaron Carmona – Amanhã, às 10 horas - Q 405 - Sep. 122 - S R (Shloshim). Sura Krybus – Amanhã, às 10h30 - Q 332 - Sep. 12 - S O (Shloshim). Rachel Grinberg – Amanhã, às 10h30 - Q 253 - Sep. 62 - S L (Matzeiva).

Grete Feder – Amanhã, às 11 horas - Q 252 - Sep. 73 - S L (Matzeiva). Masea Steinberg Leibovitch – Amanhã, às 11 horas - Q 331 - Sep. 60 - S O (Matzeiva). Milton Susyn – Amanhã, às 11 horas - Q 404 - Sep. 88 - S R (Matzeiva). Shabetay Katarivas – Amanhã, às 11 horas - Q 327 - Sep. 57 - S O (Matzeiva). Julio Casoy – Amanhã, às 11 horas - Q 377 - Sep. 49 - S R (Matzeiva). CEMITÉRIO ISRAELITA DO EMBU Sissy Diga – Amanhã, às 12 horas - Q 17 - Sep. 48 - S B (Matzeiva). CEMITÉRIO ISRAELITA DA VILA MARIANA Pava Lichtenstein Luz – Amanhã, às 12 horas - Q 14 - Sep. 4-B Rua: 01 (Matzeiva).


%HermesFileInfo:C-7:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Cidades/Metrópole C7 CLAYTON DE SOUZA/AE

Turismo cresce 30% e SP já tem até ‘tour verde’ Sesc Consolação criou roteiro para observar árvores do bairro; passeios ecológicos também serão feitos em outros locais

O turismo em São Paulo cresceu 28,6% no primeiro semestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2009. O levantamento, divulgado ontem, é do Observatório do Turismo da Cidade de São Paulo, núcleo de estudos e pesquisas da São Paulo Turismo (SPTuris), empresa municipal de promoção turística e eventos. E não falta inovação para o setor faturar ainda mais: os tours verdes são cada vez mais comuns na cidade. “De forma pontual, tivemos um grande evento a mais, que foi a etapa da Fórmula Indy. Um grandeexpoenteequetrazdeslocamento muito grande de turistas”,dizLuizSales,diretordeTurismo e Entretenimento da SPTuris, referindo-se à corrida realizada na região do Anhembi no fim de semana de 14 de março. “Também ocorreram, em fevereiro,doisshows internacionais: Beyoncé e Coldplay.” Mas há outras justificativas. “Há um dado estrutural: a força que tem o turismo de São Paulo”, ressalta Sales. “Como tem um pilar muito sólido que é o mercado de negócios, feiras, viagenstécnicasemissõesempresariais, tende a sentir um pouco menos uma crise financeira. Afinal, não é lazer, não é supérfluo.” Ele lembra que, nos últimos cinco anos, vem sendo realizada uma campanha para que esse turista de negócios aproveite tam-

Amor pelas plantas revolucionou a vida de designer ● À frente de uma das iniciativas

de passeios verdes está a designer Juliana Gatti Pereira, de 29 anos. Ela começou a notar mais as árvores há quatro anos. Com o olhar de designer, Juliana conseguia identificar nuances em cada uma das espécies que encontrava. “Eu conseguia perceber a arquitetura das copas e o desenho das folhas.” Ela resolveu estudar Botânica na USP e, para complementar, fez curso de paisagismo e jardinagem e mergulhou nos livros sobre árvores. Então veio a mudança na vida profissional. Ela fez curso de empreendedorismo social e abriu uma empresa sustentável, a Árvores Vivas. Foi a transformação da paixão em negócio. Entre os produtos ecológicos que oferece, estão os passeios verdes. / M.C.

bém o que a cidade tem a oferecer, ficando um dia a mais. “Isso vem dando resultado”, garante Sales. “Tanto que a cidade que antes era vista como fria, cinza e dura, hoje se transformou em um lugar de cultura efervescente. É uma nova imagem.” Por último, há um terceiro fator importante a ser considerado: no ano passado, por causa do cenáriodecrisemundial,pratica-

mente não houve crescimento em relação ao anterior (2008). “O importante é que não registramos queda, e isso mostra que o turismo de negócios sente menos as crises”, explica Sales. Os números divulgados se referem à arrecadação do Imposto SobreServiços(ISS)comoturismo e à Ocupação Hoteleira. De janeiro a junho deste ano, a arrecadação do setor somou R$ 76,3 milhões, um recorde. Em relação ao mesmo período do ano passado, o crescimento foi de 28,6%.Somenteemjunho,aarrecadação de ISS somou R$ 13,86 milhões, contra R$ 10,89 milhões no mesmo mês de 2009 (27,2% a mais).

Ecológico. Juliana ensina as crianças a fazer broches com folhas

ÁRVORES COMUNS NA CAPITAL PAULISTA SERGIO CASTRO/AE–11/3/2009

Turismo verde. Um filão que

cresce na cidade é o de passeios ecológicos. Na Vila Buarque, região central, o Sesc Consolação criou um roteiro turístico por 24 árvores do bairro. “Aprendemos coisas que no dia a dia nem reparamos nas árvores”, diz Silene Amorim Monteiro, animadora cultural do Sesc. Depoisdospasseios, queocorreram em junho, o Sesc produziu guias com a localização das espécies mapeadas. O material é procurado por pessoas que agora fazem o passeio sozinhas. O Sesc já encomendou o mapeamento das árvores da Praça Roosevelt. Entre o fim de setembro e o início de outubro, a entidade fará tours verdes com os alunos do Colégio Caetano de Campos. A empresa Árvores Vivas também oferece os tours, realizados

● Quaresmeira Paulistana, tem florada duas vezes por ano – entre março e abril e no início da primavera. Encontrada, por exemplo, na Avenida 23 de Maio

pécies mais comuns na cidade. Há várias no canteiro da Avenida Dr. Arnaldo, na Consolação, centro

Guapuruva

A semente em formato de ficha deu origem ao apelido de ficheira. Encontrada na Marginal do Pinheiros ●

Pata-de-vaca

É uma das mais encontradas na cidade. As flores se parecem com orquídeas. As da Avenida Paulo VI estão floridas

Manacá-da-serra

● Tipuana Nativa da Bolívia, é uma das es-

As flores desabrocham brancas e mudam de cor, adquirindo tons violáceos. É conhecida como nataleiro porque floresce perto do Natal. Já a frutificação ocorre no outono

em parques como o da Luz, da Água Branca e Buenos Aires, e em bairros como Perdizes e Higienópolisenaregiãocentral.Segundo sua proprietária, a designer Juliana Gatti Pereira, de 29

anos, os grupos de turistas verdes são heterogêneos. Cada um tem de sete a 20 pessoas. Em um dos roteiros, as crianças fazem broches com folhas para conhecer a diferença entre as

Homenagem

Jacarandá-mimoso

TIAGO QUEIROZ/AE –21/9/2009

Edison Veiga Marici Capitelli

Nativa da Argentina e da Bolívia, é muito confundida com o ipê por causa da cor de suas flores

espécies. “Estimulo o toque, esse contato físico com as árvores”, afirma. Durante os passeios, os guias mostram curiosidades das plantas e dão informações históricas e científicas.

WERTHER SANTANA/AE

FLASH MOB LEMBRA ADONIRAN, 100 ANOS Promovido pela SPTuris e pela CPTM, espetáculo com 30 bailarinos na Estação da Luz surpreendeu o público e lembrou sucessos do compositor Ana Bizzotto

A

pesar de ter sido anunciadanaTV, aapresentação que homenageouontemocentenário de Adoniran Barbosa, no saguão da Estação da Luz, centro de São Paulo, surpreendeu até quem chegou com antecedência para assisti-la. Inspirada na flash mob – reunião rápida e espontânea em local público, geralmente organizada por jovens –, começou pontualmente ao meio-dia, mas de forma inusitada e camuflada. Um mendigo entrou sorrateiramentenosaguãoparapediresmolas e chegou a assustar algu-

maspessoas.Mas,empoucossegundos, uma conhecida voz surgia do além e anunciava: “Essa é a minha maloca!” A partir daí, todos se deram conta de que o pedinte fazia parte do espetáculo que acabara de começar. Trinta bailarinos, misturados ao público com roupas comuns, surgiam de todas as partes e entravam no círculo de espectadores que rapidamente se formou. Ao som dos principais sucessos docompositorpaulista,elescantaram,dançaramelogoconvidaram o público a acompanhá-los. A coreografia terminou com a formação de um grande vagão humano,aosomdeTremdasOnze. Tudo em apenas dez minu-

tos, encerrados com aplausos e umaexplicaçãosobreahomenagem ao sambista. “Foi curtinho, mas gostoso. Valeu por uma eternidade”, disse a dona de casa Maria Aparecida Paes, de 63 anos. Assim como ela, a costureira aposentada Juracy Pedrosa, de 69 anos, adora dançar e foi até a Luz especialmente para ver o espetáculo. Ela chegou a segurar a bolsa ao ver o bailarino-mendigo, mas pouco depois foi a primeira a entrar na dança. “Morei no Jaçanã e ia à estaçãodetremquandotinhafilmagem com o Adoniran. Quem estava lá de curioso eles chamavam para participar”, lembra. Jáomotoristaaposentado Pe-

Samba. Apresentação de dez minutos teve participação de artistas em roupas cotidianas dro Araújo, de 69 anos, passava por acaso pela estação e decidiu entrarao ouvir a música. Ele não sabia dizer quem foi Adoniran e muito menos que ontem ele faria 100 anos. “Mas as canções eu conheço desde moleque.” PromovidopelaSãoPauloTu-

rismo (SPTuris) e a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), o espetáculo foi elaborado pela coreógrafa do Instituto de Artes do Brasil, Nanah Pereira. “A ideia era mesmo surpreender as pessoas e convidá-las a se juntar ao grupo para

dução, espancamento e estupro. Em entrevista ao Estado, a delegada titular, Rosmary Correia, defendia que mulher entende muito mais o problema de outra mulher do que o homem. Segundo ela, numa delegacia convencional havia constrangimento na hora dos detalhes, principalmente no caso de crimes sexuais. “Agora vai aumentar o número de mulheres dispostas a dar queixa, diminuindo assim a sensação de impunidade dos agressores. É o caminho maiscurtoparaapuniçãodoscriminosos”, disse. O primeiro boletim de ocor-

rência registrado na delegacia foi um caso de sedução, logo pela manhã, às 9h25. Uma menor de 16 anos de idade foi seduzida pelo namorado da mãe. O segundo caso foi o de uma jovem de 26 anos, bancária, que apresentava escoriações pelo corpo e um hematoma no olho. O agressor foi o companheiro, com quem vivia havia nove meses. "Sem dizer nada, ele me bateu na cabeça e deu socos em todo o meu corpo", relatou. O caso mais grave registrado no dia da inauguração foi o de uma criança de 4 anos, estuprada por um rapaz desconhecido,

transformar a intervenção em uma grande festa”, diz Nanah. Filha de um maestro e uma cantora de rádio que trabalharam com o compositor, ela tirou do próprio acervo o material sonoro. “Tenho gravações originais de discos e da voz dele.”

Arquivo Estado Há 25 anos

Delegacia da Mulher começa a funcionar

Rose Saconi

A

primeira delegacia de Polícia de Defesa da Mulher foi inaugurada em 7 de agosto de 1985, no centro de São Paulo. Criada no governo Franco Montoro, surgiu a partir de protestos de mulheres que lutavam contra o descasocomqueoPoderJudiciário e os distritos policiais lidavam com os casos de violência doméstica e sexual nos quais a vítima era do sexo feminino. No primeiro dia de funcionamento, os primeiros casos registrados foram relacionados a se-

● Sucesso

A repercussão da iniciativa foi tão imediata que delegacias foram inauguradas em todo o País. Hoje, somente o Estado de São Paulo tem em funcionamento 126 unidades.

de apenas 16 anos. 500 casos. No final do expedientedoprimeirodia de atendimento da Delegacia da Mulher, um total de 500 mulheres tinham feito consultas e prestado queixa. A maioria já sofria agressões, mas, por vergonha e constrangimento,nuncahaviaprocurado uma delegacia comum.

estadão.com.br Blog. Saiba o que acontecia há um século no blogs.estadao.com.br/cem-anosatras


C8 Cidades/Metrópole %HermesFileInfo:C-8:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

TUTTY HUMOR ✽ ●

Mal comparando ● Ninguém é de ferro

Amigos de Eike Batista estão tentando convencê-lo a aplicar parte do caminhão de dinheiro que vai ganhar com a venda de sua fatia na MMX na compra do palácio que Silvio Berlusconi pôs à venda na Sardenha. Esse rapaz só pensa em minério de ferro, petróleo, gás, ouro, navio... Precisa se divertir um pouco, caramba!

tutty.vasques@estadão.com.br

Pureza indestrutível

A

cantora Sandy anda espalhandoporaíque estápraticando boxe e falando palavrãopradedéu. Emvão! Pode até jurar que já cuspiu no chão e nem assim conseguirá convencer a todosdeque nãoémaisvirgem,estigma que a acompanha desde pequenininha e que, para fãs apaixonados, nem o casamento aplacou. É por isso que, na contramão de suas colegas de show biz, a irmã do Júnior precisa fazerumesforço danadona mídiapara dar uma descabelada na sua imagem de Barbie-Xororó. Na próxima segunda-feira, ela estreia passo importante nesse senti-

do, mordendo levemente a língua no canto da boca para quem cruzar com seu olhar safado nas bancas de revista. Sandy posou pra capa da Nova vestida paramatar, emvisualinspirado na garota de programa interpretada por Audrey Hepburn no filme Bonequinha de Luxo. “Vemcomigo, vem!”– pareceprovocar o(a) leitor(a). Fez tudo como manda o figurino da mulher fatal: caprichou no rímel e no batom, deixando braço, ombro e pescoço nus em sequência de arrepiar. Sabe que, se nem assim conseguir arranhar sua mística de debutante, só posando nuapara a Playboy. Virara melhor amiga da Preta Gil também pode ajudar.

BOULEVARD

}

Um motivo a mais para o ministro Guido Mantega se orgulhar de sua filha: a do ex-prefeito Rudolph Giuliani não está citada em nenhum dossiê e, no entanto, foi pega afanando maquiagem numa loja de cosméticos de Manhattan.

Nada a ver Não faz o menor sentido imaginar que aquele problema no púbis de Kaká já vinha sobrecarregando o joelho que o jogador operou na quintafeira. Isso é coisa de gente que só pensa naquilo – ô, raça!

Clima de decisão

TASSO MARCELO/AE

● Satisfação garantida

O turista que subir a Serra Gaúcha hoje em busca de neve não corre o risco de perder a viagem: está chovendo artista no Festival de Gramado! Não é nada, não é nada...

Quem tentou assistir ao debate dos presidenciáveis e à semifinal da Libertadores, zapeando o tempo todo entre a Globo e a Bandeirantes na noite de quinta-feira, ficou com a sensação de ter testemunhado os piores momentos das duas atrações. Foi bom pra você?

Marolinha de fogo

MARCOS MÜLLER/AE

Já tem economista de plantão dizendo por aí que esses incêndios na Rússia vão chegar ao Brasil. O governo garante que vem por aí, no máximo, uma fumacinha.

estadão.com.br Tutty Vasques escreve todos os dias no portal, de terça a sábado neste caderno e aos domingos no Aliás

ACHADO

NA MESA

Na Guatemala, dizem que basta tocar uma das bonecas da roda e as preocupações desaparecem.

A cerveja americana é nova no Brasil e tem o rótulo feito pelo renomado Ralph Steadman.

ONDE: GABINETE DE CURIOSIDADES, RUA IAIÁ, 74, ITAIM. PREÇO: R$ 75 (A RODA)

ONDE: WWW.TARANTINO.NET.BR. PREÇO: A PARTIR DE R$ 14

Cuecas. Xavier não perde tempo com compras ‘chatas’

De vinho a cueca, as assinaturas inusitadas

Moda O maiô com o rosto de Michael Jackson no tempo dos The Jackson 5 é uma homenagem da grife infantil Fábula ao cantor.

Produtos antes vendidos apenas em mercados e lojas chegam mensalmente às portas de SP

ONDE: FÁBULA, SHOPPING MARKET PLACE, RUA DR. CHUCRI ZAIDAN, 902. PREÇO: R$ 126

Sacola verde

EPITACIO PESSOA/AE

A proposta é moda sustentável com estilo: de bolsa de couro vegetal feminina (foto) a jaqueta masculina feita com lona de caminhão.

Valéria França

Na tentativa de atender cada vez mais às necessidades do consumidor, os serviços por assinatura se especializaram e estão desenvolvendo pacotes inusitados. Hoje é possível, por exemplo, ter a casa sempre florida e a adega abastecidasemprecisar sepreocupar em passar no mercado. E quem determina a quantidade e a frequência do serviço é o assinante. Entre as possibilidades de serviço, a grande novidade – e sucesso entre homens solteiros que moram sozinhos – é a assinatura de cueca. Em duas semanas, o serviço conquistou 120 clientes, entre eles, o publicitário Daniel Xavier, de 26 anos. “Comprar cueca é muito chato. Eu só repunha as da gaveta quando estavam esgarçadas. Daí, comprava de ‘baciada’. Depois, todas ficavam velhas ao mesmo tempo”, explica. Ele assinou o plano básico, de R$ 49, que dá direito a duas cuecas a cada dois meses. Mais do que se livrar de uma obrigação, Xavier recorre a esse e a outros serviços por assinatura para economizartempo.“Otrânsitodacidadeéruim.”OpublicitáriotambémassinaaNetMovies,serviço de entrega de DVDs.

Nãohácustode frete nemprazo para a devolução dos filmes. O plano mais simples, de R$ 15,90, dá direito a quatro filmes por mês. Ao se cadastrar, o assinante escolhe os DVDs preferidos em uma lista de 20 mil títulos. Também estabelece a ordem de prioridade que gostaria de recebê-los.A NetMovies ainda dis-

ponibiliza gratuitamente o acesso a 1,5 mil títulos hospedados nositeaté setembro.Depoisdessa data, vai cobrar pelo serviço. Nostalgia. Atriz e mãe de três filhos pequenos, Luciana Sapia Franco, e sua sócia, Diana Sales, ambas de 30 anos, montaram no ano passado uma padaria artesa-

nal, a Confraria Santa Bárbara. De lá, saem pães integrais, de meio quilo, de sabores variados. Tem de grãos, castanhas, nozes com passas, curcuma (açafrão daterra)e cacau.“Tambémaceito sugestões dos clientes e algumas receitas são personalizadas”, diz Luciana. Receber quatro pães em casa por mês sai por

R$ 65. Ao pedido podem ser adicionados bolos, geleias, biscoitos e granolas. Tera casaflorida custa mais. A Florencanto cobra R$ 120 para entregar arranjos pequenos (30 centímetros de altura) de gérberas e rosas, entre outras espécies, quatro vezes por mês. O cliente escolhe o tipo.

EPITACIO PESSOA/AE

Vinho. Para quem faz questão de ter a adega sempre bem abastecida, a Sociedade do Vinho tem um plano mínimo de assinatura de quatro garrafas por mês, que chegam a custar no máximo R$ 156. Os rótulos e a origem variam de acordo com o mês. “A ideia é levar o cliente a experimentar bebidas do mundo todo”, diz Dario Taibo, diretor da empresa. Em agosto, o vinho é o Sibaris, do produtor chileno Undurraga, safra 2008. Na caixa são entregues dois Cabernet Sauvignon e dois Chardonnay. Junto, o assinante recebe uma revista com cursos, novidades e viagens temáticas.Outra vantagemdaassinaturaéopreço:comoaSociedade do Vinho importa direto do produtor, os vinhos são vendidos com um preço no mínimo 20% menor que no varejo.

Produtos integrais. As sócias Diana e Luciana fazem pães e bolos em padaria artesanal

ONDE: CUECAS. WWW.CUECAEMCASA.COM, DVDS. WWW.NETMOVIES.COM.BR E WWW.BLOCKBUSTERONLINE.COM.BR FLORES. WWW.FLORENCANTO.COM.BR PÃES. CONFRARIA SANTA BÁRBARA, TEL.: (11) 3297-4247. VINHOS. WWW. SOCIEDADEDAMESA.COM.BR

ONDE: AMAZÔNIA VITAL, RUA IAIÁ, 38, ITAIM-BIBI. PREÇO: R$ 155 (BOLSA)

Baixou As liquidações e os bazares continuam. A polo masculina Ecko, que custava R$ 199, está por R$ 99. Os descontos chegam a 50%. Os preços das roupas de cama e banho da Trousseau baixaram até 40%. Símbolo da grife Sarah Chofakian, a sandália Madame Juliette (foto), que custava R$ 798, sai por R$ 558,60. A coleção de Juliana Jabour tem 70% de desconto. Na Tecdec, há 1,5 mil modelos de tecidos até 30% mais baratos.

ECKO. TEL.: (11) 5181-4476. ATÉ DIA 20. JULIANA JABOUR, TEL.: (11) 3081-3235. DE 11 A 15. SARAH CHOFAKIAN. TEL: (11) 30813164. ATÉ DIA 22. TROUSSEAU. WWW. TROUSSEAU.COM.BR, ATÉ DIA 31. TECDEC. TEL.: 0800-770-0748. ATÉ DIA 31.

Retrô Os óculos vintage, iguais aos encontrados em brechós, são novos, resultado da parceria entre a grife masculina Zapälla e a Ótica Ventura. ONDE: ZAPÄLLA, SHOPPING CIDADE JARDIM, TEL.: (11) 3552-3110. PREÇO: R$ 380


D1 %HermesFileInfo:D-1:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010 ANO XXIV – Nº 8085

Resgatedo maestro

Só na provocação...

Suburbanos?

Caixa reúne as gravações do austríaco Carlos Kleiber

Rainha do neosoul, o fenômeno Erykah Badu chega no dia 29

Fomos ver o Arcade Fire lançar The Suburbs em Nova York

Pág. D7

Págs. D9 e D11

Pág. D6

C2+música estadão.com.br

LUCAS JACKSON/REUTERS PAULO LIEBERT/AE

Osesp gravou concertos de Francis Hime, com Fábio Zanon como solista, e Nelson Ayres. Reunimos os três para conversa no local da gravação, a Sala São Paulo. Pág. D8

POPULAR E ERUDITO

LADO A LADO CASAS EM CONDOMÍNIO FECHADO JUNTO À SERRA DO JAPI, EM JUNDIAÍ. • Trilhas ecológicas para caminhadas* • 5 lagos* • Horta com estufa* • Árvores frutíferas* • 50.000 m2 de área de preservação permanente* • Minifazendinha com animais*

Foto do local

3 e 4 dormitórios • 120 e 173 m 2 privativos - ÚLTIMA FASE DE VENDAS VISITE CASAS DECORADAS A 25 minutos de São Paulo - Rod. Dom Gabriel Paulino Bueno Couto, Km 67,5. Acesso pela esquina da Rua Antônio Lucato com a Av. Luiz José Sereno - JUNDIAÍ. R

od

ov

ia

Coordenação de Vendas: A

an

gu

Incorporação e Construção:

www.nature2.com.br

nh

era .9 Av

Informações:

de

Ju

lh

0800 603 2020

Para morar. Para viver.

o

*Os condôminos adquirentes do empreendimento Nature Village, bem como os futuros adquirentes do empreendimento Nature 2, terão direito ao uso da área de preservação permanente (APP), objeto de “Instituição de Servidão de Uso”, registrada junto à matrícula nº 110.927 do 2º Oficial de Registro de Imóveis de Jundiaí/SP e conforme normas estabelecidas na convenção do condomínio. Incorporadora Responsável: Queiroz Galvão Nature Etapa 2 Desenvolvimento Imobiliário Ltda. - Av. Juscelino Kubitschek, 360 – 13º andar – CEP: 04543-000 – São Paulo - SP. Central de Atendimento: Fernandez Mera Negócios Imobiliários - Av. Brigadeiro Luís Antonio, 4.910 – CEP: 01402-002 - São Paulo – SP. Creci 5.425-J. www.fmera.com.br. Memorial de Incorporação registrado sob nº R.9 da matrícula nº 110.927 do 2º Oficial de Registro de Imóveis da comarca de Jundiaí, em 18/09/2009. Mapa de acesso sem escala.

7 8 9 10 11 12


D2 C2+música %HermesFileInfo:D-2:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

DIRETO DA FONTE SONIA RACY

Colaboração Débora Bergamasco debora.bergamasco@grupoestado. com. br Gilberto de Almeida gilberto.almeida@grupoestado.com.br Marilia Neustein marilia.neustein@grupoestado. com. br Paula Bonelli paula.bonelli@grupoestado. com. br

estadão.com.br/diretodafonte

Curriculum vitae A quem critica a nomeação de Eduardo Artur Rodrigues Silva, novo diretor de operações dos Correios empossado por Lula segunda-feira, vai aqui sua experiência. Sob a bênção incondicional deRoberto Teixeira, compadre do presidente da República, ele foi, durante seis meses de 2008, conselheiro e presidente da VarigLog. Saiu da empresa em outubro do mesmoano, não sem antes viabilizar a constituição, em São Paulo, da cargueira Master Top Linhas Aéreas (MTA).

Ecos do debate Indio da Costa, o vice de José Serra, saiu de hospital do Rio, onde estava internado, para assistir in loco ao debate da Band, anteontem. E para lá voltou de helicóptero assim que o evento acabou. Sentado na plateia na área reservada aos tucanos, do lado esquerdo, Indio não desgrudou do BlackBerry. Abasteceu seu Twitter com provocações a Dilma Rousseff: “Dilma gagueja em suas respostas”, postou. Também gripa-

díssimo, José Eduardo Dutra, presidente do PT, segurou a tosse enquanto pode até que saiu do estúdio para se recuperar. A produção chegou a oferecer-lhe ajuda médica, que foi prontamente recusada. Se os dois fizeram um esforço para estarem lá, o mesmo não aconteceu com Quércia e Aloysio Nunes Ferreira. Antes do debate começar, foram flagrados pela coluna combinando de sair antes do fim. “Em casa vejo melhor”, disse Nunes Ferreira. O que de fato aconteceu. Entre os convidados, despercebida,

Mayara, filha de Marina Silva. Quem prestou atenção, no entanto, fez logo a relação: bela e maquiada, ela é uma versão jovem da mãe. Ao lado de Guilherme Leal, no espaço reservado aos verdes, acompanhou cada fala de sua candidata com entusiasmo. Os petistas, aliás, ocuparam o lado direito da plateia. Incluindo aí o aliado Paulo Skaf, cujos assessores faziam questão de frisar que ele havia sido convidado por Dilma. Assim que chegou no estúdio, ao lado de sua mulher, Monica, Serra foi recebido por Aécio

Neves. O ex-governador mineiro encostou as mãos nos braços do correligionário e cochichou em seu ouvido: “Relaxa, seja quem você é”. Ao fim do segundo bloco, Guilherme Afif só tinha uma preocupação. “Quanto está o jogo do São Paulo?” Questionado pela coluna onde ele preferia estar se no estúdio da Band ou no estádio do Morumbi, o vice de Alckmin apontou para a arena: “Eu preferia estar nesse jogo”. Marisa Letícia e sua inseparável nora Marlene representa-

Companhia aérea esta que tem como acionistas Jorge Augusto Dale Craddock e AnnaRosa Pepe BlancoCraddock, sogros de Tatiana, filha de Silva, conhecido como Coronel Artur.

FOTO JUAN GUERRA/AE

E não é que a empresa está dando certo?

$$$$$$$

Em contrapartida, o governo aplicaráUS$229,3milhões.O totaldeinvestimentonaáreasomará US$ 737 milhões.

Do coração Debora Duarte minutos antes de estrear Adorável Desgraçada. Quinta.

Amanda Acosta, no teatro Cultura Artística.

Tom Zé, fiel torcedor do Timão, compôs um hino só para celebrar o centenário do Corinthians. Estará no livro o Corinthians – 100 Anos de Paixão.

Xodó de mago

A certificação foi restabelecida dia 26 de julho.

GilbertoGilcantavaemSaintJulien,naFrança,estasemana,quando chamou ao palco um convidado ilustre da plateia: Paulo Coelho,quedeucanjacomEuSóQuero um Xodó, de Dominguinhos.

Cetro e coroa Lula vai dar de cara quintafeira, em Divinópolis, MG, com Débora Lyra, a nossa Miss Brasil 2010. Amoçapedirá a bênção do presidente antes de viajar para Las Vegas, onde disputará, dia 23, o concurso Miss Universo.

Entre os ilustres que apareceram por lá, Fernando Meirelles assistiu, pela primeira vez, a um debate ao vivo. E foi também prestigiar a filha Cacá Meirelles, que é fotógrafa da campanha de Marina. Depois do debate Carlos Eduardo, 18, neto de Plínio de Arruda Sampaio estava exultante. “Meu vô é o assunto mais comentado do Twitter”. Ele tinha razão. PAULA BONELLI

Após longa espera, o governo de São Paulo conseguiu esta semana mais US$ 507,7 milhões aprovados pelo Senado. São operações decréditoexternoparainfraestrutura, meio ambiente e gestão.

Curriculum vitae 2

A MTA hoje tem direito a operar cobiçadas frequências de voos para EUA, Colômbia e Equador e foi vencedora, em julho,delicitações paratransporte de carga dos Correios deSãoPauloaSalvadoreRecife no valor de mais de R$ 36 milhões. Mesmo ela tendo protestos e com sua certificação suspensa pela Anac por falta de segurança.

ram Lula. Passaram o debate na plateia, sentadas ao lado de Marta Suplicy.

Ela merece

Karin Rodrigues no monólogo de Leilah Assumpção.

Da plateia, Fábio Assunção aplaudiu o diretor Otavio Müller.

ANA CAROLINA RALSTON

ANA CAROLINA RALSTON

A cidade agradece. O Conpresp deu o OK e a Biblioteca Mário de Andradeteráopaisagismoexterno completamente reformado.

ANA CAROLINA RALSTON

Direto da Flip Wendy Guerra, escritora cubana, está impaciente. Quando perguntada sobre a política da ilha, desconversa agressivamente. E faz questão de esclarecer que não tem nada em comum com Yoani Sanchéz: “Ela é uma blogueira, eu sou uma autora”. E acrescenta: “Ela não seria nada fora de Cuba. O lugar dela é lá”. Figura esperadíssima da 8ª edição da festa, Azar Nafisi se acabou em fazer compras... na farmácia. É que autora iraniana está gripada. William Kennedy já tem programação para depois da Flip. Foi convidado pa-

Sonia e Fernão Bracher em almoço durante a Flip. Quinta.

ra jantar, na próxima terça, na casa de Hector Babenco. O cineasta venceu a disputa dos direitos autorais de Ironweed, do autor, com ninguém menos que David Lynch, em 1987. Na ocasião, Kennedy disse ao brasileiro que não cedeu a Lynch porque o cineasta queria colocar uma televisão nos olhos dos

personagens – ideia que o irritou profundamente. Collum McCann andava por Paraty indagando as pessoas sobre “nomes próprios de brasileiros de classe média”. Pesquisa para um futuro romance. Ao contrário da mulher, Isabel Allende, William Gordon te-

Wendy Guerra, na Pousada da Marquesa.

Amyr Klink e Dom João de Orleans e Bragança.

ve seu ataque de estrela. Pediu que seu crachá de acompanhante fosse trocado por um “de escritor”.

para Petrópolis onde conhecerá a casa que foi de Elizabeth Bishop para escrever um artigo para o The Guardian.

William Boyd é um autor independente. Além de alugar a própria casa para se hospedar com a família em Paraty, o escritor africano já programou viagem

A direção da Flip pediu para Ciro Lilla, da Mistral, vinhos sul americanos de alta qualidade para servir aos convidados. Entre os escolhidos, Viña Montes

(Chile) Catena (Argentina) e Vallontano (Brasil). Um desafortunado parou o carro em lugar proibido em Paraty. Além de multa, ganhou um bilhete especial escrito: “Parado na porta da casa do prefeito”. MARILIA NEUSTEIN


%HermesFileInfo:D-3:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

C2+m/Ouvido Absoluto

NA PRÓXIMA EDIÇÃO

C2+música D3

DIA 14/8 ROBERTO MUGGIATI JAZZ

CLAUDIA ASSEF

& ELETRÔNICA

A Orquestra Sinfônica Brasileira apresenta a Série Safira 2010.

DPZ

E

no minimalista Richie Hawtin, que também toca na festa. Rave que virou festival, a Kaballahestá marcadapara 25 de setembro e vai levar à fazenda Cana Verde, também em Itu, a banda canadense de rock eletrônico Crystal Castles, que eu adoro, além de outros nomes legais, comoaduplaPig&Dan(daInglaterra), Timo Maas (Alemanha) e Claude Vonstroke (EUA). Entre os festivais que vêm por aí, deve rolar replay do Smirnoff Experience, que ano passado trouxe os ótimos James Murphy & Pat Mahoney, John Tejada, Yatch e Derrick Carter. Enquanto o pessoal da vodca não confirma nada, um novo evento, o Fourfest, já anunciou um nome de peso: vai trazer um dos melhores projetos que fundem música eletrônica e rock do planeta, o Caribou. Tocado pelo canadense Daniel Snaith,oCariboulançou esteano Swim, um disco lindo e de personalidade forte. Apenas o show de Snaith já valeria o ingresso (de R$ 70 a R$ 120), mas a organização deve confirmar outra atração internacional em breve. O Fourfest

LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS

nquanto os festivaisSWUePlaneta Terrabatalhampela atenção – e pela grana – do público mais ligado em rock, os fãs de música eletrônica que quiserem ver atrações bombásticas no Brasil neste segundo semestredevemficarédeolhona programação de clubes e raves. Quem tem saudade do Skol Beats e de outros megaeventos eletrônicos que sumiram do calendário brasileiro agora deve prestar atenção à grandes baladas a céu aberto. As raves de hoje se profissionalizaram e passaram ainvestirnumadiversidadeenorme de artistas em seus line-ups. Dois bons exemplos são a Tribaltech, que rola em 21 de agosto, e a XXXperience,marcadapara14de novembro. Ambas vão transformar a Fazenda Maeda, em Itu (tambémlocaldoecléticoSWU), em festivais de música eletrônica com espaço para várias tendências. Destaque para o rei da house Derrick Carter (na Tribaltech) e, na XXXperience, para o celebrado Calvin Harris, novato quando comparado ao veterano do tech-

setodososnomesmaisimportantes do mundo eletrônico pra cá, além de ter figurado em revistas como um dos clubes mais bacanasdoplaneta.Nospróximosmeses,quemgostade batidaseletrônicas de qualidade deverá ser atraído pela casa noturna da Barra Funda, que promete abrirnovaárea,apóslonga reforma. Eu mesma não vou perder a apresentação de Jeff Mills (17 de setembro), um dos nomes mais importantesehistóricosdotechno mundial. Além dele, o D-Edgetemnaprogramação Green VelNo escurinho dos cluvet (27/8), Derrick bes. Se você não está Carter(20/8) e Hennemumpoucoa fim rikSchwarz(26/11), de enfrentar as entre uma lista multidões dos enorme de gringrandes eventos, gos. Já no novato mas faz questão Lions, que abriu dedaraosseusouviemfevereiro,odesdos um pouco de distaque é a apresentaCARLINHOS MÜLLER/AE cotecagemgringa,osclução da dupla Optimo, em bes de São Paulo não vão deixá-lo 10 de setembro. Na Bela Vista, o na mão neste segundo semestre. HotHotcomemoraumanodeviA maratona de boas atrações da com os ótimos Sascha Funke começa hoje, com o set do incrí- (27/8),daAlemanha,obelgaAerovel Dimitri From Paris na Pink plane (9/10), e a bombástica Faze Elephant. Nunca fui ao clube pa- Action (16/10), banda de disco rapoderrecomendar,masjáviDi- music formada pelos irmãos inmitritocaralgumas vezes eposso gleses Simon e Robin Lee. dizer que vale muito a pena. É um Ou seja, tão cedo não vai faltar mestre na arte de misturar velha- desculpa boa para sair de casa. rias e timbres bem festivos de house. ✽ Ao longo de seus sete anos de CLAUDIA ASSEF É AUTORA DO LIVRO SãoPaulo,oD-Edgejátrouxequa- E DO BLOG TODO DJ JÁ SAMBOU ocorre dia 27 de outubro, no Clash Club, em São Paulo. Ainda entre os festivais, vale o ingresso o Natura Nós About Us, que vai trazer, finalmente, a dupla francesa Air ao Brasil. Desde que Nicolas Godin e Jean-BenoîtDunckelsejuntaram para fazer música, em 1995, não há playlist sofisticado de música eletrônica sem o Air. O Natura Nós ocupará, dias 16 e 17deoutubro,aChácara do Jóquei, em São Paulo, e ainda tem no cardápio Snow Patrol, Jamiroquai, Céu e Bajofondo.

Com Nelson Freire, um dos maiores pianistas da história da música brasileira.

L

De Jeff Mills a Air, o segundo semestre de 2010 promete

Amanhã, 17h

Roberto Minczuk, regência Nelson Freire, piano

Shostakovich Lady Macbeth de Mtsenk, Três peças

SSOS INgRetAdOS eSgO

Beethoven Concerto para piano nº4 em Sol maior, Op. 58

Santoro Sinfonia nº 9 - “Brasília” (Homenagem a Francisco Mignone)

SALA SÃO PAULO

Música. Show

NO MIS, A MIÚDA CENA DE REIKJAVIK Amúsica islandesa não serepete. Onúmerodebandasétãopequeno que cada uma parte em busca de uma sonoridade distinta. É nessaondaqueSindriMárSigfús-

Villa-Lobos Bachianas Brasileiras nº 9

PRóxIMA APReSeNtAçÃO 12 de setembro, domingo, 17h

son (foto), que toca hoje às 19h30 no Museu da Imagem e do Som (Av. Europa, 158, 2117-4777, R$ 80), sob o nome artístico de Sin Fang Bous, pesquisou o seu rock

com tendências eletrônicas. Seu discoClangour,de2009,trazcanções meditativas na moda do indierockatual,masdiferentesdas de seus amigos. Mesmo assim,

não deixam de ter características nórdicas:transmitemumasensação plácida de conforto, como a de vestir suéter num dia frio. Sigfússon dividirá a programação com Sóley, parceira de outros projetos. As atrações do festival Rojo@Nova,quemisturaartesvisuais com música, seguem na semana que vem com os esperados shows de Fuck Buttons e Chicks on Speed. / ROBERTO NASCIMENTO

Arutunian Concerto para trompete em Lá bemol maior

Roberto Minczuk, regência Alison Balsom, trompete

Berlioz Sinfonia Fantástica, Op. 14 Patrocinador exclusivo da Série Safira:

Ingressos a partir de R$ 39. Vendas na bilheteria ou pela Ingresso Rápido (4003-1212). Programação sujeita a alteração. Acesse www.osb.com.br e confira a temporada 2010 completa. Descontos: 50% para terceira idade, estudantes, portadores de necessidades especiais e menores de 21 anos, mediante comprovação. Informações: 3522-7100

Apoio cultural: Vendas:

Apoio:

Apoio institucional:


D4 C2+música %HermesFileInfo:D-4:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Benefícios exclusivos para: *

PRÉ-VENDA DE 10/8 A 25/9 20% DE DESCONTO PARCELAMENTO EM ATÉ 3 VEZES


O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

C2+música D5

UMA MÃE, UMA FILHA, 3 POSSÍVEIS PAIS. E UMA VIAGEM INESQUECÍVEL POR UMA ILHA PARADISÍACA.

PELA PRIMEIRA VEZ NO BRASIL, APRESENTADO POR

musicalmammamia.com.br copatrocínio

apoio

realização

w w w. t i c ke t s f o r f u n . c o m . b r 4003-5588

Av. Brigadeiro Luís Antônio, 411 - SP

SUJEITO A TAXA DE CONVENIÊNCIA

VENDAS A GRUPOS: 11 2846-6232 * Benefícios exclusivos para portadores de cartões de crédito emitidos pela American Express® Membership Cards e Banco Bradesco S/A, não incluindo cartões de débito, co-branded ou cartões de crédito emitidos por parceiros Bradesco. O desconto de 20% é limitado à pré-venda. Parcelamento sujeito aos critérios de aprovação do emissor do cartão. Os benefícios legais são cumulativos com qualquer desconto comercial. Vendas limitadas a 8 ingressos por CPF. Classificação etária: livre. Menores de 12 anos acompanhados dos pais ou responsáveis.

www.mamma-mia.com


D6 C2+música %HermesFileInfo:D-6:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

C2+m/Hits da

Semana TOPDVDs

Em DVD, emo com tecla sap

TOPCDs

TOP5TUBE

1. Kanye West - ‘Power’

1.

Roberto Nascimento

2.

O sucesso internacional da banda de emo alemão Tokio Hotel deve-se à estratégia bilíngue de seu último disco. Para a juventude nacional de franjas tingidas, tendências melancólicas e um certo horror a aulinhas de inglês, a banda gravou uma versão em alemão. O resto da garotada pode curtir o cantor Bill Kaulitz (foto)em takes gravados em inglês. Humanoid chegou ao segundo lugar da Billboard europeia e à 16.ª colocação na parada internacional de rock. O DVD da turnê, acompanhado do disco, foi lançado recentemente no Brasil. Resta saber qual língua os fãs mais assíduos referem para extravasar a angústia teen.

3. 4.

Humanoid City Tokio Hotel

1.

Beyond the Lighted Stage Rush A Todo Volume Jimmy Page, Edge (foto) e Jack White

2.

Live in Canada Paul McCartney

8. 9.

Ao Vivo O Rappa

5.

8. 9.

Em África Ao Vivo Mart’nália

10. This Is It

O excelente rock eletrônico do músico canadense que vem ao Brasil em outubro.

Taking Chances Celine Dion

3. Bobby Hebb - ‘Sunny’

Lady Gaga

7.

Elas Cantam Roberto Carlos Vários

2. Caribou - ‘Odessa’

Jonas L.A. Jonas Brothers

4. The Fame Monster

6.

6.

My Words Justin Bieber

3.

Stones in Exile Rolling Stones

5.

7.

360˚ Live at Rose Bowl U2

O rapper volta ao centro das atenções com o novo vídeo, uma obra conceitual que lembra uma pintura renascentista.

O cantor da clássica ode a uma mulher apaixonante morreu nesta semana.

Emoções Sertanejas Roberto Carlos Aphrodite Kylie Minogue

4. Robert Plant ‘Angel Dance (official)’

Glee: The Power of Madonna Glee cast

Nova do lendário vocalista do Led Zeppelin. O disco, Band of Joy, sai em setembro.

Revanche Fresno

5. U2 - ‘New Song #2 Torino’

Maria Gadú Maria Gadú

A banda ensaia uma nova canção para o retorno de Bono, que teve problemas nas costas.

10. Música de Brinquedo Pato Fu (foto)

Michael Jackson FONTE: LIVRARIAS CULTURA, FNAC, DA VILA E SARAIVA

FONTE: LIVRARIAS CULTURA, FNAC, DA VILA E SARAIVA

TOBIAS SCHWARZ/REUTERS

FOGO, CATARSE, MELANCOLIA Arcade Fire, com novo álbum, faz show grandioso no Madison Square Garden, com efeitos orquestrais e eletrônicos LUCAS JACKSON/REUTERS

Lauro Lisboa Garcia NOVA YORK

Parece que o mundo resolveu decretar que é hora de o Arcade Fire virarumasuperbanda,mas oseptetocanadense(sediadoemMontreal)já se revelou grande, por diversos bons motivos e em vários sentidos, desde o álbum de estreia, Funeral (2004). O crescimento natural de músicos de arrojado talento veio com Neon Bible (2007), que só fez aumentar sua popularidade. Seguindo a lógica, a banda não provoca surpresa nesse sentido, só confirma a tendência, com o ótimo terceiro álbum, The Suburbs, que chegou às lojas e sites americanos na terça-feira e que a Universal lanca no Brasil no fim do mês. Anteontem, o grupo fez o segundo de dois shows no Madison Square Garden, em Nova York, com transmissão ao vivo via You Tube, dirigida por Terry Gilliam. Como os brasileiros já puderam constatar em 2005 no TIM Festival, as canções introspectivas da bandaganhamvultoaovivo,crescem em tom épico, catártico. E claro que faz diferença ver um show deles num lugar de porte médio (como foi o de 2005 numa tenda do Reading Festival na Inglaterra) e num ambiente de arena, como este agora. Apesar de ter centenas de lugares vagos na arquibancada, eles atraíram um público considerável. A música do Arcade Fire é por natureza grandiosa, com efeitos

Agora é mega. O guitarrista Richard Parry (à dir.) e o cantor Win Butler: mesclando canções mais significativas de três discos orquestrais e eletrônicos, mas não chega a ser festiva. Dá pra levantaropunho e pular,principalmente na segunda metade do roteiro, mas nada disso supera o teor melancólico das melodias profundase letras contundentes. Antesdelestocou abanda Spoon, que também já passou pelo Bra-

Passagem de Som A SENSAÇÃO

UM CASO DE MATURIDADE POP: ARCADE Direto de Chigago, EUA. Na momentânea capital da música pop-rock-indie-dance do mundo só se fala em duas coisas: no Lollapalooza e no show do Arcade Fire no Lollapalooza. O famoso megafestival americano, na mesma cidade que tem pouco mais de duas semanas foi realizado o emergente Pitchfork Festival, desde ontem e até amanhã está enfileirando ao vivo o que mais é fala-

do na música jovem: Lady Gaga, a volta dos Strokes, a volta do Soundgarden, o megahíper Green Day, o moderno XX e dezenas de outros nomes. Mas nada tem criado tanta expectativa, parece, do que a apresentação deste domingo do grupo canadense Arcade Fire, exatamente na semana do lançamento mundial de seu terceiro disco, o faladíssimo The Suburbs (foto). O disco novo do septeto de Montreal, que estreou no pop com um álbum “pra cima” chamado Funeral (2004), já era campeão de audiência de blogs e sites desde que vazou na internet, há alguns dias. Agora que está oficializado, então...

sil, mas não fez falta, como continuanãofazendo.Emaisumabanda esforçada de som derivativa. Arcade é outra coisa. Se realmente virou (ou está para virar) mega,foisemfazerconcessõesao consumismo que aborda em cancões do novo álbum. Com arranjos vigorosos e performances im-

pressionantes, a banda abriu o roteiro com a convidativa Ready to Start, fazendo as estruturas do ginásiotremeremjánasegundacanção, Neighborhood #2 (Laika), de Funeral. Em campanha de ajuda aoshaitianos,ogruponãopoderia deixar de tocar Haiti (também do primeiro álbum), pré-terremoto.

Mesclando as canções mais significativas e impactantes dos três discos - como Empty Room, Crown of Love, Intervention, The Suburbs, Neighborhood #1 (Tunnels), Rebellion (Lies), Wake Up -, com elementos que às vezes lembramNeilYoungeàsvezesremetem a New Order, a banda já con-

seguiriagrandesefeitospelascancões em si, muitas cantadas em cororitualístico.Além disso, descer até o meio do público, como fez o vocalista e guitarrista Win Butler por três vezes, é sempre atitude de previsível comoção. A banda não mudou muito na formação instrumental - incluindo acordeon e violinos - nem no estilo, fundindo rock, folk e discretos efeitos eletrônicos, mas soa mais rock’n’roll. Há quem tenha comparado The Suburbs com OK Computer, do Radiohead, por coincidência (ou não), o terceiro álbum de cada banda. Pelo menos na melancolia, há uma certa semelhança. Há lindas cancões, versando sobre o consumismo, o tédio e a nostalgia da infância, temas reflexivos sobre o universo do subúrbio americano (que é o inverso dos garotos pobres dos subúrbios brasileiros). Nacontramão de uma sériede convenções do mercado musical (já desde o início), o Arcade Fire realizou em grande estilo mais umálbumconceitual,nomomentoemqueageraçãoMP3jáconsagrou a descartabilidade da canção avulsa. The Suburbs também saiu em vinil por aqui e com oito variações de capas em CD. Se a intenção era causar impacto visual ao expor o conjunto dos discosnasvitrines,vemdaíumadesilusão. Aqui, como no resto do mundo, as lojas de CDs viraram raridades: muitas fecharam, outras ficaram só na versão virtual. Isso também é profundamente melancólicoparaquemaindagosta de manusear discos. estadão.com.br Áudio. Ouça trecho da faixa Ready to Start no site estadão.com.br/e/d6

Lúcio Ribeiro

SHOWS NO BRASIL:

de pedida, sempre.

O QUE VER NA MARATONA

Calvin Harris (festival XXXperience, Itu, em novembro)

Tem sequência a lista de shows imperdíveis do agitado calendário nacional deste segundo semestre, que começou nesta coluna Passagem de Som da semana passada. The Twelves (SWU, Itu, em outubro)

Dupla do Rio de Janeiro (digo mais, de Niterói) de música eletrônica que impõe incrível marca a hits conhecidos de outras bandas. É a chamada "apropriação de música alheia", mas com classe e qualidade. Ao vivo, tocando até instrumentos, o Twelves é gran-

O produtor, DJ, guitarrista e compositor escocês Calvin Harris, diz que criou a disco. É bom nas picapes, é bom com banda. É bem relacionado com o indie, com o eletrônico, com o hip hop inglês e com a Kylie Minogue. Um show deste sujeito merece ser visto, sempre, seja na capital ou em Itu. Queens of the Stone Age (SWU, Itu, em outubro)

Show dos mais aguardados no País desde que a banda teve passagem turbulenta apenas

REPRODUÇÃO

maior número de garotas e com maior número de surfe na plateia do rock mundial. Vai ser em Itu, no ‘nosso’ Woodstock do século 21. Girl Talk (Planeta Terra, em SP, novembro)

entre os cariocas, no Rock in Rio 2001. Josh Homme é um certo deus do rock há algum tempo. Excelente guitarrista estilo grunge do deserto, toca em algumas bandas boas, produz outras tantas. E faz, com o QOTSA, o show visto pelo

Já atração passada do finado Tim Festival, o produtor e DJ americano Gregg Gillis teve sua primeira passagem pelo Brasil subaproveitada. Girl Talk tem duas virtudes: pegar muitas músicas conhecidas (ou quase) e transformá-las em uma só, e sua. E chamar um monte de garotas bonitas da plateia para se juntar a ele no palco e dançarem como se não houvesse amanhã.


%HermesFileInfo:D-7:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

C2+música D7

C2+m/Críticas BRITPOP

ERUDITO DIVULGAÇÃO

O maestro que curtia o silêncio João Luiz Sampaio

KLEIBER: COMPLETE RECORDINGS FOR DEUTSCHE GRAMMOPHON VÁRIAS ORQUESTRAS DG/Universal Preço: R$ 199 ●●●● ÓTIMO

É comum que a morte de um artista seja seguida da criação deuma mitologia em torno de sua vida, ressignificando – e às vezes obscurecendo – o seu trabalho. No caso do maestro austríaco Carlos Kleiber (1930-2004), que ainda emvida viu a criação em torno de si de um universo rico de lendas e causos, o caminho bem que poderia ser o inverso. Ele cresceu na Argentina, para onde o pai, o lendário maestro Erich Kleiber, fugiu durante o nazismo. De volta à Europa,foiconquistando espaçoemdiversas casas de ópera da Alemanha. Logo, vieram os convites para assumir algumas delas. E ele disse não. Ao longo de todaacarreira, atuou apenascomo convidado,condicionando suas apariçõesa cachês altos e grandes quantidades de ensaios. Ainda assim, ficou conhecido pelos cancelamentos constantes. Herbert Von Karajan brincava que Kleiber só regia “quando a geladeira de casa ficava vazia”. Outro colega, Claudio Abbado, foi menos ácido. “Há vários níveis de compreensão de uma obra”, disse certa vez ao New York Times, “mas é certo que ninguém conhece uma partitura tão bem como Kleiber.” A mesma dinâmica estabelecida com as orquestras Kleiber mantinha com as gravadoras.Recusou-seaassinarcontratos de exclusividade e, segundo um produtorda toda poderosa DeutscheGrammophon,mesmoquandotodasascondições exigidas lhe eram fornecidas, não

OUÇA TAMBÉM ● SUGAR AND SPICE Artista: Basia Bulat. Álbum: Heart of My Own. Gravadora: Rough Trade. Preço: a partir de US$ 9,98 (www.amazon.com)

haviagarantianenhumadequeeleapareceria para trabalhar. Por conta disso, foram poucas as gravações deixadas por ele – e elas agora são reunidas em uma caixa de 12 CDS da Deutsche Grammophon. Revelam, de cara, o repertório pequeno, que se limitava, em grande medida,àsobrasparaasquaisopaitinhadeixado interpretações de referência (Freud teria se divertido...). De Beethoven, as sinfonias n.º 5 e 7; de Brahms, a sinfonia n.º4;deSchubert,aterceiraeaoitava.Na ópera,OFrancoAtirador,deWeber,Tristão e Isolda, de Wagner, La Traviata, de Verdi, e O Morcego, de Strauss. E só. Os compassos iniciais da Quinta de Beethoven; o senso de humor com que cria as cenas no Morcego; as texturas orquestrais no Brahms; a riqueza de coloridos que extrai da partitura de Verdi; o approach quase camerístico no Tristão e Isolda, em especial no que diz respeitoao tratamento dasvozes. São muitos os momentos geniais identificados aolongodos discos que compõem a caixa. Mais importante, porém, é notar os elementos comuns às suas interpretações – e o mais evidente deles é o senso de arquitetura com que se aproxima das obras. Há um cuidado extremo com o detalhe, com cada passagem, que passa por suas escolhas de tempo – e isso de alguma maneira dialoga com uma percepção mais ampla, que apresenta a peça como um todo integrado. A mitologia em torno de sua carreira é interessante porque fez dele um caso raro – viveu à parte da indústria e, ainda assim, é uma de suas estrelas mais festejadas. Por que tamanho talento musical optou por se afastar da música é algo que apenas ele – talvez – poderia explicar. De certa forma, como diz o jornalista e musicólogo inglês Norman Lebrecht, ele foi o grande não-maestro – seus cancelamentos e os projetos que deixou pela metade ficam na mente de sonho do ouvinte. Não deixa de ser um exercício divertido. No entanto, melhor – por que não? – ouvir aquilo que de fato existiu. É pouco, mas bastante.

INDIE ARIEL PINK’S HAUNTED GRAFFITI

RPA & THE UNS RPA & THE UNITED NATIONS OF SOUND.

BEFORE TODAY

EMI

4AD Records

Preço: R$ 30

Preço: R$ 60, em média

●● REGULAR

●●● BOM

Richard Ashcroft, Pop mutante de ex-Verve, brada: Ariel Pink reabilita “Eu sou neguinha” o velho softrock

E

m meados do ano 2000, Richard Ashcroft (foto) chegou para seu show no palco principaldo V Festival,na Inglaterra, em uma limusine, com fraque, cartola, comitiva reluzente. Parecia um clone de Dudley Moore no filme Arthur. Era o auge do ex-cantor do Verve. Aquele tempo de opulência passou, e a mais recente banda de Ashcroft, RPA & The United Nations of Sound, mostra o cantor símbolodobritpopmaispianinho,menos estreloso e melancólico. Parece fascinado pelo universo do R&B e do hip-hop americano,enãoéporacaso: o CD foi parcialmente gravado em Los Angeles, e produzido por No ID, pioneiro do rap de Chicago (que trabalhou com Jay-Z).Rimasmalucasearranjos de cordas (feitos por Benjamin Wright, que produziu as cordas em Off the Wall, de Michael Jackson). Também tem a mão de uma lenda da Motown, Reggie Dozier, que trabalhou com o Outkast e com Marvin Gaye. Misture ainda o guitarrista de Mary J. Blige, e se tem a medida da esquisitice. Ashcroft, que se esmerou naquele tipo de desamparo branquelo do pop britânico, fica bizarro rapeando em músicas como How Deep Is Your Man?(de vez emquando, ainda por cima,pintaumassobioàEnnioMorricone). É chocante! / JOTABÊ MEDEIROS

N

ormalmente, revivals têm a pretensão de voltar a pontos altos da cultura pop. Na contramão disso, um fenômeno interessante vem ocorrendo desde o ano passado: a reabilitação de sons dos anos 80 que, se dependesse da crítica, permaneceriam enterrados no mesmo cemitério das ombreiras e das calças semibag. São aqueles timbres de guitarra e de sintetizador que abasteceram tanto a invasão britânica do new pop quanto o softrock. Compositor maníaco, conhecido por suas fitas lo-fi e seus primeiros discos de pop mutante pelo selo Paw Tracks, do Animal Collective, Ariel Pink chega a um público maior com Before Today. Um álbum que, a despeito da ironia de Pink nas letras, bebe no softrock, com tudo o que isso implica: negritude desbotada, solos de guitarra emasculados, teclados açucarados e muito, muito falsete nos vocais. A graça de Before Today está no modo como Pink costura esses elementos do passado com uma sensibilidade atual, fazendo com que tanto um fã de Chicago quanto um de Sulfjan Stevens consigam se divertir com seu rock pop ácido e ultramelódico. / GUILHERME WERNECK


D8 C2+música %HermesFileInfo:D-8:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

C2+m/Entrevista Lucas Nobile

Na tarde da última quinta-feira, o Estado reuniu, na Sala São Paulo, os pianistas e compositores Francis Hime e Nelson Ayres, e o violonistas Fábio Zanon, que lançam na próxima semana disco gravado com a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp). Com Concerto para Violão, de Hime – que tem Zanon como solista –, e Concertino para Percussão e Orquestra, de Ayres, os dois compositores, reconhecidos por seus trabalhos de faceta mais popular, voltam a fazer incursões na música clássica, invadindo a mesma seara percorrida no passado pelos mestres Radamés Gnattali, Heitor Villa-Lobos, Cláudio Santoro, Guerra Peixe. Na conversa, eles falam do processo de composição e do pêndulo cada vez mais comum entre popular e erudito.

POP E ERUDITO Francis Hime, Nelson Ayres e Fábio Zanon falam da composição dos concertos e apostam que eles podem emocionar os amantes do popular PAULO LIEBERT/AE

Zanon: E muito acadêmico. Eles faziam uma prova de aptidão e apareciam 70 violonistas concorrendo para o curso de música e o pessoal tocava violão por cifras, ninguém lia música. A partir do momento em que o violonista começou a se preparar, o preconceito acabou. Hoje, o que o Brasil exporta de música clássica? É violão, é a área em que a gente é referência. Hime: A tendência é desenvolver uma literatura do violão brasileiro que foi interrompida durante um certo tempo. Zanon: A gente não tinha concertistas de violão até aparecerem Turíbio Santos e Barbosa Lima. Antes, havia um pessoal híbrido, como o Garoto. Concertista de violão é uma coisa que surgiu nos anos 1960. O Duo Abreu, o Geraldo Ribeiro. Outra particularidade do Brasil, como o violão, é a percussão. Origem do concerto do Nelson.

Hime: É mesmo? Em que ano? Ayres: Em 1969. Mas fui estudar arranjo e nessa história você acaba caindo no erudito, né? Nos Estados Unidos eu comecei a escrever algumas coisas que não era nem jazz nem música brasileira. Eram fugas para quarteto de saxofone, música de câmara. De volta ao Brasil, comecei a gravar e a coisa do arranjo nunca mais me largou. ✽ FÁBIO ZANON: Um dos maiores violonistas clássicos do século 21, relançou recentemente suas gravações da obra completa de Villa-Lobos para violão-solo. Venceu o concurso Tárrega, na Espanha, em 96.

✽ NELSON AYRES: Pianista, compositor e arranjador do grupo Pau-Brasil, é um dos fundadores, ao lado de Cyro Pereira, da Orquestra Jazz Sinfônica. Primeiro aluno brasileiro a estudar em Berkeley, em 1969.

✽ FRANCIS HIME: Pianista e compositor, coleciona parceiros como Chico Buarque, Vinicius de Moraes, Geraldo Carneiro, Edu Lobo e Paulo César Pinheiro. Fez trilhas de filmes antológicos nas décadas de 60 e 70.

Hime: O Brasil tem essa coisa da mistura que aparece na música de uma maneira muito definida. ✽

Crítica: João Marcos Coelho ✪✪✪ BOM

Trio é dono de rica usina musical

C

oncertos para violão contam-se nos dedos da mão; e os para percussão são aindamaisraros.Porisso,émuitobem-vindo o CD da Osesp que registra pela primeiravezdoisconcertosparaestessolistas,escritos por Francis Hime e Nelson Ayres. Suas notáveis carreiras os alçaram ao nível do que poderíamos chamar de música brasileira, sem adjetivos,

A BAHIA DE TODOS OS SONS E RITMOS Hoje e amanhã, entre o palco e as poltronas do Teatro Paulo Autran,noSescPinheiros,vaiseformar um paredão sonoro. E não se trata de alguma banda que se imponhameramente porsuaatitudediantedo públicooupordecibéiselevados.Fala-sede umfenômeno vindo de Salvador, bati-

Zanon: Você tem de relevar o fato de estar lidando com um superdotado. Mesmo a gente, que tenta tocar violão direito, ficava de olho esbugalhado vendo o Raphael.

Ayres: Sou de 1973 e não deixavam entrar com o violão na escola. Era muito ortodoxo.

Ayres: Desde os 16 anos, com o meu primeiro conjunto, sempre me interessei pela combinação dos instrumentos, pelo arranjo. E acabei, assim como o Francis, indo para os Estados Unidos, só que fui para Berkeley, fui o primeiro aluno brasileiro a ir para lá.

Hime: Foi escrito de 1988 até 94, passei seis anos com o violão debaixo do braço e o Raphael ficava me botando pilha. Eu dizia: “É muito difícil o concerto.” Ele respondia: “Não, pode escrever que eu garanto.” Fui desenvolvendo as ideias e acabei o concerto, ele chegou a tocar alguns trechos em shows, seis meses antes de morrer. Depois que ele morreu, cheguei a mostrar para outros violonistas, como o Duo Assad. Foi até curioso, eu não sabia de uma história, que eles me falaram: “Você fez o concerto que o Tom queria fazer.” Até que uns quatro anos atrás eu mostrei o concerto para o (John)

O Raphael tinha uma técnica, principalmente para a música popular, absurda. Tem diferença para você, Francis, ver seu concerto tocado hoje por um violonista clássico?

Zanon: A USP começou o curso em 1986, fui da primeira turma (risos).

Hime: Comecei na música clássica, estudando piano desde os 6 anos. Depois tomei gosto pelo piano popular. E por meio do encontro com o Vinicius (de Moraes) acabei embicando na carreira de música popular, até que no fim dos anos 1960 fui para os Estados Unidos, estudar trilhas de filmes, principalmente com o Lalo Schifrin e o Paul Glass, que escrevia muitas trilhas para Hollywood e peças de música clássica. A partir desse contato passei a escrever umas peças de câmara e a esboçar minha primeira sinfonia. Voltando ao Brasil, embiquei direto na minha carreira de música popular e somente realmente voltei a me interessar por música erudita profissionalmente na década de 80. Essa área se situa na intersecção da popular e a erudita.

O concerto foi originalmente escrito para Raphael Rabello, não?

Zanon: Ele foi gentil. Realmente, é um concerto grande. Poder prestar essa homenagem ao Raphael é uma tocha bem pesada de carregar.

Nas décadas de 70 e 80 o violão foi praticamente banido da universidade clássica, a USP ficou sem curso durante um período. Hoje isso mudou muito.

Vocês são compositores genuinamente populares. Como se deu a ligação de vocês com a música clássica a ponto de culminar neste disco?

Sobre essa intersecção, nomes como Villa-Lobos, Radamés Gnattali, Cláudio Santoro, Guerra Peixe e Léo Peracchi mostraram isso no passado. Como eles serviram de inspiração para vocês trilharem esse caminho?

Neschling e ele disse: “Olha, eu tenho um cara que vai tocar isso de forma sensacional.”

zado de Orkestra Rumpilezz, que, por aliar o estudo musical meticuloso à pegada e à emoção, relembra a todos desavisados que a música baiana vai muito alémdosparaquedistasdaindústria de massas do carnaval. Com disco homônimo lançado no ano passado, a banda capi-

taneada pelo maestro Letieres Leite, com 15 instrumentos de sopro e cinco de percussão, chegaaSão Pauloincensada por elogios de grosso calibre. Os mais rasgados, como os disparados em matéria publicada em fevereiro pelo Estado, “desde os anos 60-70 não se faz um disco instrumental tão denso, tão verdadeiro quanto esse”, partem de Ed Motta, que subirá ao palco com a orquestra. Assim como no CD,ele interpretaráumacomposição de Letieres, Balendoah,

pois combinam a sofisticação erudita no artesanatocriativocomaacessibilidadeepulsocaracterísticos das músicas populares. Hime,ricausinadebelasmelodias,mergulhano universo popular jobiniano em seu concerto para violão. A excelente escrita recebe uma leitura formidável de Fábio Zanon. No geral, um rigoroso corte & costura diminuiria o concerto dos seus atuais 37 minutos para pouco menos de 20, sem prejuízos essenciais. Já Ayres se arrisca mais no Concertino para Percussão e Orquestra. Ele mesmo escreve no folheto do CD que quis fugir do ‘exótico’ e ‘dos ritmos brasileiros’. Fez isso na primeira versão, mas depois, ‘ao passar lixa grossa aqui e ali para aparar alguns excessos’, enfiou a fórceps um frevo na metade final de “Untcha-Untcha”. Logo ele, especialista no gênero, transformou-o em corpo estranho neste concerto. Mas uma lixa grossa conserta isso rapidinho.

além de um tema seu, Aláfia. O Rumpilezz apresentará os temas de seu álbum, revelando toda a originalidade de Letieres Leite, criador do som mais revolucionário e bonito feito na Bahia desde Dorival Caymmi. “Existe em Salvador a preservação da cultura rítmica baiana fora da academia. Os terreiros são verdadeirasuniversidades.Énisso que eu me debruço para compor.Existe ainfluência da matriz africana, de um DNA que está lá”, explica Letieres. / L.N.

Ayres: Da primeira vez que o John (Neschling) fez música, digamos, popular foi com a Banda Mantiqueira e a Mônica (Salmaso), um concerto de fim de ano. Eu ajudei o John a fazer os contatos com a banda e a formatar o concerto. De repente ele falou: “Você não quer escrever um concerto pra percussão?” Acho que ele pensava que ficaria algo popular, bem brasileiro. Quando comecei, pensei: é uma solução um pouco óbvia. Quis fazer um negócio que não tivesse formas brasileiras. Decidi usar instrumentos clássicos de percussão de uma forma clássica. Eu, quando escrevo, penso que os músicos têm de se divertir, já é metade da batalha ganha. Se os caras tocam com empolgação, o público sente isso também. Vocês acham que as gravações desses dois concertos vão atingir os ouvidos de quem conhece o trabalho popular de vocês?

Zanon: Acho que da mesma forma que você tem a intersecção dos gêneros, tem a do público. Existe muita gente interessada em música instrumental, não importa o gênero. Acho que essa intersecção está cada vez mais forte. É algo que o Lucas falou, que remete ao Radamés Gnattali, que foi uma pessoa que enfrentou muito nariz empinado para fazer o que fazia. Hime: O nariz é cada vez menos empinado. Eu me lembro quando escrevi essa minha primeira sinfonia, na década de 1980, eu levava o projeto para os maestros, mas eles não diziam de cara que não gostavam, mas eu sentia. Hoje é mais fácil (risos).

ROMILDO DE JESUS/AE

Letieres Leite. “Terreiros são verdadeiras universidades”


%HermesFileInfo:D-9:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

C2+música

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

2

O COQUETEL

SONORO DE

ERYKAH Premiada com dois Grammys, a cantora mostra seu novo CD no Credicard Hall, no dia 29, em meio a polêmica sobre nudez em público. Pág. D11

La Badu. “Cinema, dança, palco: não costumo separar as artes”

C2+música D9

MUSACCHIO & IANNIELLO/REUTERS


D10 C2+música %HermesFileInfo:D-10:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Astral LIBRA 23-9 a 22-10

Melhor será que você permita a oscilação de humores e a alternância de circunstâncias aparentemente afortunadas com outras negativas. Melhor seria que você não preferisse nem umas nem as outras, mas que fluísse.

As dúvidas podem ser chatas, mas têm o benefício de criar alternativas que de outro modo seriam inimagináveis. Por isso, se beneficie com as dúvidas em vez de tentar superá-las com uma firmeza artificial.

LEÃO 22-7 a 22-8

ESCORPIÃO 23-10 a 21-11

O mais importante da atualidade é concentrar sua atenção nos pequenos assuntos cotidianos, já que é nesses que se pode operar uma grande transformação. Os hábitos viciosos podem ser substituídos por outros, virtuosos.

É propício contra-arrestar com firmeza espiritual o avanço desenfreado do materialismo, pois, apesar de numericamente superior não resiste ao tempo, supremo mistério com que a Vida se manifesta. Sem temor, com puras intenções, evitando causar dano a quem quer que seja, de palavras verdadeiras, mas não agressivas, com serenidade e sem misturar-se em picuinhas ou mesquinharias, combatendo a tentadora cobiça, tomando atitudes benevolentes e compassivas, sem enganar ninguém, que os seres humanos de boa vontade pratiquem a bem-aventurança em seus círculos de influência. Apesar de o mundo parecer perdido e com força para anular o que a alma sabe ser correto, algo maior está em marcha, que não pode ser impedido por nada nem ninguém.

GÊMEOS 21-5 a 20-6

VIRGEM 23-8 a 22-9

Agora a decisão já está tomada e nada fará você voltar atrás, os desejos imperam e indicam o caminho da urgente realização. Por enquanto, sua alma corre atrás dos desejos, mas chegará o dia em que isso se inverterá.

Antes de adquirir novos objetos observe os que você já possui e tente perceber se você os utiliza devidamente, ou se por acaso grande parte desses só ocupa espaço e tempo, sem dar em troca a facilidade prometida.

MÚSICA-1

MÚSICA-2

CINEMA

Passatempos

BLACK EYED PEAS FAZ 9 SHOWS NO BRASIL

PAULÍNIA RECEBE ORQUESTRA JOVEM

DARÍN: HOMENAGEM AQUI NO BRASIL

Sudoku

O grupo norte-americano Black Eyed Peas anunciou as datas de nove apresentações no Brasil. Em outubro, a turnê The E.N.D. World Tour passará por Fortaleza (Ceara Music Festival - Marina Park, dia 15), Recife (Jockey Club, 17), Salvador (Parque de Exposições, 19), Brasília (Est Mané Garrincha, 22), Rio (Praça da Apoteose, 24), Belo Horizonte (Mega Space, 26) e Porto Alegre (Est. Fiergs, 29). Em novembro, Florianópolis (Arena Show, dia 1.º) e São Paulo (Estádio do Morumbi, 4). Em São Paulo, os ingressos começam a ser vendidos dia 17. No Rio, dia 20. Mais informações e o preço das entradas no site www.blackeyedpeas.com.

Hoje, às 20 h, o Theatro Municipal de Paulínia recebe a Orquestra Jovem das Américas em mais um concerto da série internacional. Criada em 2001, a orquestra é integrada por cerca de cem jovens de mais de 20 países das Américas. Integram o conselho artístico da orquestra nomes como Martha Argerich, Cristina Ortiz, Roberto Minczuk, Nelson Freire, Philip Glass e Yo-Yo Ma. No programa desta turnê, Bernstein (trechos de West Side Story) e Beethoven (Concerto para violino Op. 61), com regência de Juan Felipe Molano e Ilya Gringolts, no violino. Os ingressos custam de R$ 30 a R$ 90. Mais informações pelo tel. (19) 3933-2140.

O ator argentino Ricardo Darín receberá homenagens durante a 5.ª Mostra de Cinema de Direitos Humanos na América do Sul, que ocorrerá em 20 cidades do Brasil entre novembro e dezembro, informou ontem a organização do festival. / EFE

2 9

6 4

Marta Machado lança hoje, às 14h30, na Sala Multiuso do Santander Cultural (Rua 7 de Setembro, 1.028), o livro e o audiolivro Tudo o Que Você Queria Saber Sobre Comercialização de Filmes Nacionais e não Tinha a Quem Perguntar.

6 2

8 8 2

5

7 3 5

4 8

6 8 6

5 4

Solução

9 1

1

7 1 3 6 2 5 4 8 9

2

Para jogar: Preencha com números de 1 a 9 os quadrados pequenos, as linhas verticais e horizontais. Não repita. 6002464

6 4

Quando você confiar mais em seu taco do que na presunção de que tudo deve dar certo apenas porque você pensa positivo, então e somente então começará a dar passos firmes na direção de um avanço significativo.

4 9 5 8 1 7 6 3 2

5 9

5

COMERCIALIZAÇÃO DE FILMES EM LIVRO

PEIXES 20-2 a 20-3

Tudo pressiona para que as pessoas substituam a competição pela colaboração mútua, porém, ainda ninguém sabe muito bem como é o procedimento. Esta época de insegurança é chata, mas sinaliza as conquistas futuras.

6 8 2 9 4 3 5 7 1

Quadrinhos

3

LITERATURA

Procure evitar os desvios e interferências, preservando-se no caminho de acordo com tudo que foi combinado, cumprindo seus compromissos e obrigações. Isso aliviará bastante a situação, que se desenha complicada.

SAGITÁRIO 22-11 a 21-12

Nível Fácil

7 8

AQUÁRIO 21-1 a 19-2

Nunca pretenda conhecer uma pessoa completamente, porque a vida interior é uma experiência íntima que não pode ser compartilhada em toda sua extensão ou intensidade. Só alguns detalhes podem ser revelados e nada mais.

8 2 6 7 5 1 3 9 4

Todas as complicações que ocorrerem serão convites para você as superar com atitudes eficientes e práticas. A todo momento pense no que você pode fazer para melhorar a situação e não no quanto essa situação é complicada.

9 3 7 4 8 6 1 2 5

Vênus ingressa em Libra e faz oposição a Urano e Júpiter, quadrando Plutão; a Lua míngua em Câncer.

TOURO 21-4 a 20-5

5 4 1 2 3 9 8 6 7

A firmeza espiritual

Às vezes haverá sorte, mas também acontecerá desgraça em alguns momentos. Se você não consegue mentalmente aceitar este vaivém, então continuará dependendo do mesmo para conseguir realizar seus objetivos.

1 5 9 3 7 8 2 4 6

astro@0-quiroga.com

CAPRICÓRNIO 22-12 a 20-1

3 6 4 5 9 2 7 1 8

Chegou a hora em que as pessoas que anteriormente só colocavam problemas em seu caminho começam a enxergar a realidade e se dispõem a fazer acordos realistas. Chegou a hora de iniciar um verdadeiro e objetivo avanço.

2 7 8 1 6 4 9 5 3

QUIROGA ✽ ●

CÂNCER 21-6 a 21-7

ÁRIES 21-3 a 20-4

2

Palavras Cruzadas Diretas

Minduim Charles M. Schulz

O melhor de Calvin Bill Watterson

© Revistas COQUETEL — www.coquetel.com.br

Frank & Ernest Bob Thaves Dois países africanos onde se fala português Rápido; veloz

Lugar para ancorar navio

Dar uma (?): pressionar (bras.) Molha Elíptico o jardim

Entidade de ação social da CNBB que assiste gestantes e crianças até 6 anos

Ruínas; destroços

D Origem Moléculagrama (Quím.)

Reverendo (abrev.) Quitado Alvo da ação penal

Sérgio Toledo, cineasta brasileiro Alvo da revista feminina

Hopi (?), parque de São Paulo

Planta como o ipê Editores (abrev.) Fidalgo português, foi pioneiro do ciclo do gado da economia brasileira

Caixa com tampa arredondada Loja em que se compram galinhas

Seguro obrigatório de veículos (sigla)

Nova (?), capital indiana

Pesar pela ausência do ente querido É tóxico para o ser anaeróbio (símbolo)

O

Dar trabalho 1, em algarismos romanos

Prefixo de "prefácio": anterioridade

Ao (?) livre: a céu aberto

Ampère (símbolo)

Tipo de cosmético para o rosto

Dentro, em inglês (?) Arafat, líder do povo palestino

Cidade em que ocorre a Flip Aeronáutica (abrev.) Alar

BANCO

(?) Post, cineasta

Deus egípcio com cabeça de íbis (Mit.)

Primeira vogal (?) queridos: pessoas amadas

O que o rico faz à toa (dito) Lítio (símbolo)

Ç

Unidade de medida de energia

2/in. 3/ted. 4/hari. 5/dpvat. 6/célere — yasser. 10/antirrugas. 12/dedicatórias.

Recruta Zero Mort Walker

Robert Taylor, ator dos EUA Benicio (?) Toro, ator Mensagem que acompanha o autógrafo (pl.)

SOLUÇÃO C R I A N Ç A

AD

P A S T O R A L

D D O U E R P A R A E H U D A P R A V I A A T Y O A A S T E S O E T O R

E R A R U R G I AS TI

R O E V G O A I D D E E L A I N

“Um povo ignorante é um instrumento cego de sua própria destruição.” Simón Bolivar

C O R E N E L S E I T R V O E S O R C I A U P A I A R R T E E L D I C

● Bem pensado

A A N G M O L A E C G A B O A V E R D D E

Turma da Mônica Mauricio de Sousa


%HermesFileInfo:D-11:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

C2+m/Entrevista

C2+música D11

BODE HELM/DIVULGAÇÃO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

A ARTE TOTAL DE ERYKAH Jotabê Medeiros

Rainha do neosoul diz que o sentido da arte é a provocação, e fala de sua admiração por Jodorowsky, cultura egípcia e pelos misteriosos “crop circles”

O fenômeno Erykah Badu é constante e consistente. Muito antes de Macy Gray e Lauryn Hill, ela já era chamada (e rejeitava o rótulo) de Rainha do Neosoul. Em 1997, veio ao Brasil para o Free Jazz Festival – ano em que ganhou o mundo com o álbum Baduizm, que rendeu 2 Grammys e três milhões de cópias. Mas o fenômeno Erykah Badu não é sereno. Enfrentou um tornado de críticas este ano ao lançar o videoclipe da música Window Seat, de seu mais recente disco, New Amerykah Part Two: Return of the Ankh. No clipe, ela caminhava entre transeuntes pelo Dealey Plaza, em Dallas, onde vive e onde John Kennedy foi assassinado, tirando a roupa peça por peça. Ao final, caía nua após o estampido de um tiro. A polícia a indiciou, Erykah (nascida Erica Wright em 1971) canta seu coquetel de R&B, soul, jazz, blues e hip-hop em São Paulo, no Credicard Hall, no dia 29. ● O que lembra do Brasil de 1997?

Lembro que encontrei um amigo que não via há muito tempo. Lembro dos restaurantes, da comida, do sabor, da arquitetura, dos edifícios, dos rostos das crianças. Do show, não lembro nada. ● E como foi gravar um disco no míti-

co estúdio Eletric Lady, onde Jimi Hendrix gravava?

Já gravei músicas lá em três ocasiões, sinto como se fosse minha casa agora. É um lugar onde a presença da música se faz sentir com força, é muito especial. ● O que você propunha com o clipe

de Window Seat, gravado no Dealey Plaza, onde John Kennedy foi assassinado?

Foi uma coisa chocante. Estava tentando criar um diálogo a partir de um fato que prende a atenção das pessoas desde 1963. Era uma tentativa de falar às pessoas sobre a questão do medo, caracterizado pela religião, pela filosofia, pela política, pela escola. Propunha o diálogo pelo choque, de um jeito que é tradicional na linguagem da arte. E foi o que eu fiz. O assassinato de Kennedy é algo que tem grande impacto até hoje, emocionalmente, fisicamente. E eu fui de fato assassinada no mesmo local. Claro que o que fiz foi chocante, mas concordem ou não, é uma forma de questionar sentimentos de raiva, de frustração. Acho que é essa a função da arte, provocar, e gosto de usar minha plataforma de cantora com projeção no show biz para repartir, para conscientizar as pessoas. ● Como artista consciente, o que você pode dizer dessa primeira fase da administração Obama?

Não tenho nada a dizer. O que sei é que ele está no mesmo sistema, e ainda não tem noção do que o povo precisa de fato. Admiro o controle e a autoconfiança dele, acredito que tem boas intenções. Mas está distante daquilo que os seres humanos de fato precisam para terem dignidade. ● Você acaba de fazer um filme, Bobby Zero, com Mos Def...

Não, não rodamos ainda, não está pronto. ● Mas sempre esteve ligada ao cinema, não? O que pensa dessa relação entre música e imagem?

Yabadabadu. Mística e romântica, está na linha de frente das cantoras com total liberdade artística Vim do teatro, me lembro de atuar desde os 3 anos. É desafiador, funciona como uma liberação para mim, me faz sentir viva. No cinema, todas as emoções estão presentes. Adoro escrever, atuar, dirigir. Não costumo separar as artes, para mim a música, a dança, o palco, a atuação, é tudo parte da arte. É assim que me construo. ● Quais diretores você admira?

Woody Allen. E Francis Ford Coppola. Também admiro a criatividade de Steven Spielberg. Ah, Ron Howard, adoro Ron. Gosto do estilo de Christopher Nolan. Gosto muitíssimo de Michael Gondry. Tenho também grande admiração por Barbra Streisand, personalidade fascinante. Ah, e Alejandro Jodorowsky. Eu o conheci em Paris, onde ele vive, e o convidei para meu show! Ele é demais. A capa do meu disco, a

mulher pintada, é um conceito artístico de Jodorowsky, cheio de símbolos. ● Ali também há referência à cultura

egípcia, não?

Tenho alto nível de interesse em cultura egípcia. Entendo alguma coisa dos símbolos, há muita informação ali sobre espiritualidade. Mas gosto especialmente dos grafismos, do fato de que aquela cultura concebeu uma espécie de linha do tempo da evolução do ser humano. Sinto grande fascínio por símbolos, como aqueles Crop Circles, por exemplo, que surgem nas plantações agrícolas da Inglaterra, com seus padrões geométricos, certos memes. Ninguém sabe como se formaram, há quem diga que é a irrigação, outros que são feitos por aliens, ou que é a própria natureza. Mas eu tenho um bom sentimento em relação a tudo aquilo. Que mágico

que é! E eles têm ritmo, adoro. ● Na sua página do MySpace, você se define como “uma garota analógica num mundo digital”. Mas também é das artistas mais ativas nas redes sociais. Não é um paradoxo isso?

É um paradoxo. Embora eu tenha desenvoltura com o mundo digital, eu vivo de sonhos reais. Aprendi a me divertir nas redes sociais porque elas permitem boas conversas, muita troca sobre arte, sobre visuais. Mas gosto de instrumentos analógicos antigos, como o theremin. Sim, é verdade que os computadores podem emular o som desses instrumentos, mas não sua frequência, as emoções. E é óbvio que os seres analógicos vão sobreviver à tecnologia. Sabe por quê? Porque foram desenhados para isso, para sobreviver.

DIVULGAÇÃO

AS VIAGENS MÍSTICAS DE PHAROAH SANDERS

DISCOGRAFIA ● Ascension

Estreia de Pharoah no grupo de Coltrane, O disco é considerado uma das obras primas do free jazz.

O bamba do free jazz vem para duas apresentações Roberto Nascimento

Pharoah Sanders integra a velha guarda do novo jazz. Aos 69 anos,o saxofonista temproduzido pouco, mas seus solos, forjados em uma época explosiva da músicaimprovisada,aindadesequilibram em discos de jazzistas contemporâneos. Pharoah vem ao Brasil este mês para apresentações nos dias 21 e 22, no Sesc Pompeia. Ao seu lado estarão Guilherme Granado e Maurício Takara, expoentes do rock vanguardista local, e o ótimo trompetista Rob Mazurek, do duo jazzístico Chicago Underground. A combinação é interessante, e se cada um seguir a própria linha, teremos uma mescla explosiva de rock experimental com jazz moderno. “Não faço ideia do que iremos tocar”, conta Pharoah em entrevista ao Estado , por telefone, de sua residência em Los Angeles. “Nós nunca conversamos sobre essas coisas. Se eu tiver vontade de dançar, é o que vou fazer.”

Pharoahfezescolanosprimór- blues,nos discosdeJohn Coltradios do free jazz, nos anos 60, ne. Recuperado de um vício em época em que regras se desfize- heroína alguns anos antes, Colrame improvisos se empilharam trane despira o seu som de todas emespessascamadas desom. Li- as peripécias harmônicas que vres de qualquer estrutura har- ajudara a propagar na década anmônica, músicos embarcavam terior. Buscava a divindade atraemgrandesvooscriativos.Oúni- vés da música. Pharoah tocou no co limite era a duração da fita de disco Ascension e tornou-se um registro. “Se você escutar os mú- pupilo. “Quando eu trabalhava sicos daquela época, vai perce- com John, ele nunca dizia nada. ber que mudaSe eu resolvesse ram a música patocar Parabéns, ra o desgosto de “SE EU RESOLVESSE não havia problemuitos. Eu tenma, pois era isso TOCAR PARABÉNS tei. Talvez tenha o que eu tinha sido extremo dedentro de mim NÃO HAVIA mais, mas não denaquele momenPROBLEMA” sisto, pois é o únito. Ele aceitava co jeito que sei faas pessoas pelo zer as coisas.” que elas eram. Ponto. Ele não Ferrell Sanders, de Little Rock me contratou porque eu tinha Arkansas,recebeuseunomeexó- técnica ou isso e aquilo mais. tico na orquestra (Arkestra) de Ele me contratou porque gostaSun Ra, que o batizou de Pha- va de mim como pessoa. E qualroah de acordo com a estética quer som que eu tocasse estava egípcia do grupo. Mas seus solos bom para ele.” chamaram atenção pela sonoriO resultado foi uma vertente daderíspida, feita com sopros de espiritualizada das inovações de alta pressão e uma boa dose de Ornette Coleman, Albert Ayler,

● Journey in Sachidananda

Colaboração com Alice Coltrane após a morte de John, As jam sessions dos dois buscam a paz interior. ● Karma

A faixa The Creator Has a Master Plan mostra uma das faces mais suaves da música de Pharoah. O tema é meditativo e ele o canta como mantra.

Espiritual. Pharoah Sanders toca com fervor gospel Cecil Taylor e Sun Ra. As improvisações eram longas. Alternavam entre um carnaval endoidecidode solosemeditações carregadas de uma áurea mística semelhante ao gospel. Indicavam uma volta do jazz às raízes do delta blues. “O blues é simplesmente um sentimento. Não há como defini-lo com uma série de

notas”, explica Pharoah. “Portanto,quandotoco,nãotocomúsica. Toco o meu eu.” Após a morte de Coltrane, em 67, Alice Coltrane, sua mulher, e Pharoah se aprofundaram no jazz rarefeito e espiritual que o saxofonista deixara, trabalhando temas de filosofias orientais em álbuns como Journey in Sachida-

nada e Karma. O outro grande do free jazz, Albert Ayler, chamou Pharoah de filho na santíssima trindade de saxofonistas da época. (Coltrane era o pai e o próprio Ayler, o espírito santo). Mas Ayler seguiu seu próprio caminho.“Tive achance de tocarcom olegadodele,mas continueibuscando o meu som”, disse.


D12 C2+música %HermesFileInfo:D-12:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Guia. Cinema ESTREIAS 400 Contra 1 – Uma História do Crime Organizado ★★

Brasil/2009, 98 min. Drama. Dir. Caco Souza. Com Daniel de Oliveira, Daniela Escobar. Conta a origem do Comando Vermelho a partir da história de William, que vai preso na Ilha Grande nos anos 70. Lá, tem contato com presos políticos, tentativas de fuga e confrontos com policiais. 18 anos. Anália Franco, Belas Artes, Bourbon, Bristol, Central Plaza, Frei Caneca Unibanco Arteplex, Interlagos, Interlar Aricanduva, Jardim Sul, Kinoplex Itaim, Kinoplex Vila Olímpia, Marabá, Metrô Itaquera, Metrô Santa Cruz, Pátio Paulista Playarte, Reserva Cultural, Santana Plaza, Shopping D, SP Market.

O Estranho em Mim ★★★

Das Fremde in Mir, Alemanha/2008, 99 min. Drama. Dir. Emily Atef. Com Susanne Wolff, Johann von Bülow e Maren Kroymann. Jovem casal tem seu primeiro filho, mas ela parece não ter instinto materno e entra em depressão, o que pode ser uma ameaça para o próprio filho. 14 anos. Cine Bombril, Cine Sabesp, Espaço Unibanco, Frei Caneca Unibanco Arteplex.

Meu Malvado Favorito ★★★

Despicable Me, EUA/2010, 92 min. Animação. Dir. Pierre Coffin e Chris Renaud. Gru precisa recuperar o seu posto de vilão mais malvado, roubado por Vector. Para isso, ele decide roubar a Lua. Mas três meninas órfãs, que precisam de seus cuidados, podem acabar com o plano. Livre. DUBLADO: Anália Franco (3D), Boavista, Boulevard Tatuapé, Bourbon (3D), Bristol, Butantã, Campo Limpo (3D), Center Norte, Central Plaza (3D), Cidade Jardim (3D), Cine Tam (3D), Eldorado (3D), Frei Caneca Unibanco Arteplex (3D), Iguatemi (3D), Interlagos (3D), Interlar Aricanduva, Jardim Sul (3D), Kinoplex Itaim (3D), Kinoplex Vila Olímpia (3D), Lapa, Marabá (3D), Market Place (3D), Metrô Itaquera (3D), Metrô Santa Cruz (3D), Metrô Tatuapé (3D), Pátio Higienópolis (3D), Pátio Paulista Cinemark (3D), Penha, Plaza Sul, Santana Plaza (3D), Shopping D (3D), SP Market (3D), Villa-Lobos (3D), West Plaza.

A Origem ★★★★★

Inception, EUA-Reino Unido/2010, 148 min. Ação. Dir. Christopher Nolan. Com Leonardo DiCaprio, Marion Cotillard, Ellen Page. Dom Cobb, espião industrial capaz de entrar no sonho das pessoas, recebe uma missão especial: implantar uma ideia na mente do herdeiro de uma grande empresa. A tarefa exige uma viagem por vários níveis do subconsciente. 14 anos. DUBLADO: Anália Franco, Boavista, Bourbon, Campo Limpo, Central Plaza, Interlagos, Interlar Aricanduva, Jardim Sul, Metrô Itaquera, Metrô Santa Cruz, Metrô Tatuapé, Penha, Santana Plaza, Shopping D, SP Market. LEGENDADO: Anália Franco, Boulevard Tatuapé, Bourbon (Imax), Bristol, Center Norte, Central Plaza, Cidade Jardim, Cine Tam, Eldorado, Frei Caneca Unibanco Arteplex, Iguatemi, Interlagos, Jardim Sul, Kinoplex Itaim, Kinoplex Vila Olímpia, Marabá, Market Place, Metrô Santa Cruz, Metrô Tatuapé, Pátio Higienópolis, Pátio Paulista Cinemark, Plaza Sul, Santana Plaza, Shopping D, SP Market, Villa-Lobos.

Quando Me Apaixono ★★★

Then She Found Me, EUA/2010, 139 min. Comédia. Dir. Helen Hunt. Com Helen Hunt, Colin Firth e Matthew Broderick. April está passando por tempos difíceis: o marido a abandonou, a mãe adotiva faleceu e a mãe biológica decidiu ser uma excêntrica apresentadora de TV. 12 anos. Bourbon, Frei Caneca Unibanco Arteplex, Reserva Cultural.

Reflexões de um Liquidificador

★★★ Brasil/2010, 80 min) – Comédia. Dir. André Klotzel. Com Selton Mello, Ana Lúcia Torre e Germano Haiut. A dona de casa Elvira começa a

CLASSIFICAÇÃO DOS FILMES

★ ruim | ★★ regular | ★★★ bom | ★★★★ ótimo

DIVULGAÇÃO

ouvir vozes em sua cozinha – e descobre que o liquidificador está falando com ela. Ao mesmo tempo, precisa lidar com o sumiço do marido. 16 anos. Espaço Unibanco.

O Pequeno Nicolau ★★★★

Le Petit Nicolas, França/2009, 91 min. Infantil. Dir. Laurent Tirard. Com Máxime Godart, Valérie Lemercier e Kad Merad. Conta a história de Nicolau, um menino que tem medo de ser ignorado pelos pais quando suspeita que eles esperam um outro bebê. Livre. DUBLADO: Shopping D. LEGENDADO: Belas Artes, Espaço Unibanco, Reserva Cultural.

EM CARTAZ 15 Anos e Meio 15 Ans et Demi, França/2008, 97 min. Comédia. Dir. François Desagnat e Thomas Sorriaux. Com Daniel Auteuil, Juliette Lamboley e François Damiens. O cientista Philippe Le Tallec tem de retornar à França para cuidar da sua filha adolescente, a quem não via há muitos anos. 14 anos. Belas Artes.

Ponyo – Uma Amizade que Veio do Mar ★★★★

Gake no ue no Ponyo/Ponyo on the Cliff by the Sea, Japão/2008, 101 min. Animação. Dir. Hayao Miyazaki. A peixinha dourada Ponyo cria uma grande amizade com o garoto Sosuke. Para passar mais tempo com ele, resolve se tornar humana. 10 anos. DUBLADO: Anália Franco, Bourbon, Interlar Aricanduva, Jardim Sul, Kinoplex Vila Olímpia, Pátio Paulista Playarte, Plaza Sul, SP Market. LEGENDADO: Bristol, Santana Plaza.

Aproximação ★★★★ Disengagement, Alemanha-Itália-Israel-França/2007, 115 min. Drama. Dir. Amos Gitai. Com Juliette Binoche, Liron Levo, Jeanne Moreau. Após a morte de seu pai, Ana decide tentar encontrar a filha, que abandonou quando era adolescente. 12 anos. Belas Artes.

O Bem Amado ★★ Brasil/2010, 110 min. Comédia. Dir. Guel Arraes. Com Marco Nanini, José Wilkero. Na cidadezinha de Sucupira, o prefeito corrupto Odorico Paraguaçu faz de tudo para que alguém morra e inaugure o cemitério local, grande obra de seu mandato. 12 anos. Anália Franco, Boavista, Bourbon, Bristol, Central Plaza, Cidade Jardim, Cine Bombril, Cine Tam, Eldorado, Frei Caneca Unibanco Arteplex, Iguatemi, Interlagos, Interlar Aricanduva, Jardim Sul, Kinoplex Itaim, Kinoplex Vila Olímpia, Market Place, Metrô Itaquera, Metrô Santa Cruz, Metrô Tatuapé, Pátio Higienópolis, Pátio Paulista Cinemark, Penha, Santana Plaza, Shopping D, SP Market, Villa-Lobos.

Brilho de uma Paixão ★★★★ Bright Star, Austrália-França-Reino Unido/2009, 119 min. Drama. Dir. Jane Campion. Com Abbie Cornish, Ben Whishaw. Garota se apaixona pelo poeta John Keats. 12 anos. Bristol, Cine Uol Lumière, Gemini, Metrô Santa Cruz, Metrô Tatuapé.

Cartas para Julieta ★★

Letters To Juliet, EUA/2010, 105 min. Romance. Dir. Gary Winick. Com Amanda Seyfried, Gael García Bernal e Vanessa Redgrave. Em viagem à Itália, Sophie ajuda senhora a reencontrar o amor. 10 anos. Gemini, Kinoplex Itaim.

Dzi Croquettes. Ironia e inteligência para driblar a ditadura Tatuapé, Bourbon, Bristol, Center Norte, Central Plaza, Cidade Jardim, Eldorado, Iguatemi, Jardim Sul, Kinoplex Itaim, Kinoplex Vila Olímpia, Marabá, Market Place, Metrô Santa Cruz, Pátio Higienópolis, Pátio Paulista Cinemark, Plaza Sul, Villa-Lobos.

O Escritor Fantasma ★★★★ The Ghost Writer, Alemanha-EUA/2010, 128 min. Drama. Dir. Roman Polanski. Com Ewan McGregor, Pierce Brosnan e Tom Wilkinson. Escritor é contratado para redigir as memórias do primeiro-ministro da Inglaterra. 12 anos. Belas Artes, Espaço Unibanco, Gemini.

A Fita Branca ★★★★

Das Weisse Band – Eine Deutsche Kindergeschichte, Alemanha-Áustria-França-Itália/2009, 144 min. Drama. Dir. Michael Haneke. Com Christian Friedel, Ernst Jacobi, Leonie Benesch. No ano de 1913, uma pequena cidade da Alemanha começa a presenciar estranhos eventos. 16 anos. Belas Artes.

Flor do Deserto ★★★ Desert Flower, Alemanha-Áustria-Reino Unido/2009, 120 min. Drama. Dir. Sherry Horman. Com Liya Kebede, Sally Hawkins e Craig Parkinson. Conta a trajetória da modelo Waris Dirie, desde a infância sofrida na Somália até a carreira de sucesso. 14 anos. Reserva Cultural.

O Grão ★★★ Deixa Ela Entrar ★★★

Let The Right One In, Suécia/2008, 114 min. Terror. Dir. Tomas Alfredson. Com Kåre Hedebrant, Lina Leandersson, Per Ragnar. A vida de um garoto maltratado pelos colegas de escola muda quando ele conhece a nova moradora do seu prédio. O problema é que a menina é uma vampira. 16 anos. Bourbon.

Dzi Croquettes ★★★ Brasil/2009, 110 min. Documentário. Dir. Tatiana Issa e Raphael Alvarez. No período da ditadura, o grupo de dança formado por homens que usavam vestidos e sapatos de salto, confrontou a repressão. 10 anos. Belas Artes, Frei Caneca Unibanco Arteplex, Reserva Cultural.

Encontro Explosivo ★★★ Knight and Day, EUA/2010, 110 min. Ação. Dir. James Mangold. Com Tom Cruise, Cameron Diaz, Maggie Grace . A solitária June se interessa por Ray, um homem que conheceu em um avião. Mas ela descobre que ele é um agente secreto e é forçada a segui-lo em uma viagem pelo mundo – e tentar sobreviver às suas missões. 14 anos. DUBLADO: Central Plaza, Interlagos, Interlar Aricanduva, Metrô Tatuapé, Shopping D, SP Market. LEGENDADO: Anália Franco, Boulevard

Brasil/2007, 88 min. Drama. Dir. Petrus Cariry. Com Nanego Lira, Leuda Bandeira e Luís Felipe Ferreira. Perpétua sente que a morte se aproxima e decide preparar seu neto para a separação. 10 anos. Frei Caneca Unibanco Arteplex.

Hanami – Cerejeiras em Flor

★★★★ Kirschblüten – Hanami, Alemanha–França/2008, 127 min. Drama. Dir. Doris Dörrie. Com Elmar Wepper e Hannelore Elsner. Trudi fica sabendo que seu marido Rudi tem pouco tempo de vida. Mas, sem contar nada, ela decide fazer com que Rudi aproveite com alegria o tempo que lhe resta. Um incidente muda o curso da história. 14 anos. Frei Caneca Unibanco Arteplex.

Os Homens que Não Amavam as Mulheres ★★★

Män Som Hatar Kvinnor, Suécia/2009, 152 min. Suspense. Dir. Niels Arden Oplev. Com Michael Nyqvist, Noomi Rapace. Dupla investiga o desaparecimento de uma garota, ocorrido há 36 anos. 16 anos. Belas Artes.

Ilha do Medo ★★★★

Shutter Island, EUA/2009, 148 min. Drama. Dir. Martin Scorsese. Com Leonardo DiCaprio e Mark

Ruffalo. Detetive viaja até um hospital psiquiátrico – em uma ilha – de onde uma perigosa assassina fugiu. 16 anos. Belas Artes.

A Jovem Rainha Vitória ★★★

The Young Victoria, EUA-Reino Unido/2009, 100 min. Drama. Dir. Jean-Marc Vallée. Com Emily Blunt, Rupert Friend, Paul Bettany. Vitória assume o trono da Inglaterra e tem de enfrentar uma crise constitucional e lidar com seus sentimentos. 10 anos. Reserva Cultural.

Mademoiselle Chambon ★★★

França/2009, 101 min. Drama. Dir. Stéphane Brizé. Com Vincent Lindon e Sandrine Kiberlain. Jean é um pai de família que tem uma vida tranquila. Mas isso muda quando ele se vê atraído pela professora de seus filhos, Mademoiselle Chambon. 12 anos. Reserva Cultural.

Mary e Max – Uma Amizade Diferente ★★★

Mary and Max, Austrália/2009, 93 min. Animação. Dir. Adam Elliot. A amizade entre Mary, uma menina solitária de oito anos, e Max, um homem de quarenta anos que vive sozinho em Nova York. Livre. Belas Artes.

Medos Privados em Lugares Públicos ★★★★ Coeurs, França-Itália/2006, 120 min. Drama. Dir. Alain Resnais. Com Sabine Azéma e Lambert Wilson. As carências e fantasias secretas de um grupo de personagens, entre eles um corretor de imóveis apaixonado por sua colega de trabalho. 16 anos. Belas Artes.

As Melhores Coisas do Mundo

★★★★ Brasil/2009, 107 min. Drama. Dir. Laís Bodanzky. Com Francisco Miguez, Caio Blat, Paulo Vilhena e Denise Fraga. Garoto passa por experiências e confusões típicas da adolescência. 14 anos. Frei Caneca Unibanco Arteplex.

Uma Noite em 67 ★★★★

Brasil/2010, 85 min) – Documentário. Dir. Renato Terra e Ricardo Calil. Relembra a final do 3º Festival de Música Popular Brasileira da TV Record, realizado em 1967. Livre. Bourbon, Cine Bombril, Cine Uol Lumière, Espaço Unibanco, Frei Caneca Unibanco Arteplex.

Um Novo Caminho ★★★

Le Dernier Pour la Route, França/2009, 106 min) – Drama. Dir. Philippe Godeau. Com François Cluzet, Mélanie Thierry. Hervé é internado em uma clínica de reabilitação, devido à dependência alcoólica. Lá, ele se apaixona pela jovem Magali. 14 anos. Belas Artes, Cine Uol Lumière, Reserva Cultural.

O Preço da Traição ★★★

Chloe, Canadá-EUA-França/2009, 99 min. Drama. Dir. Atom Egoyan. Com Julianne Moore, Liam Neeson e Amanda Seyfried. O relacionamento de Catherine e David vai bem, até que ela passa a suspeitar de que o marido a trai. 16 anos. Cine Segall, Gemini.

Predadores ★★

Predators, EUA/2010, 107 min. Ficção Científica. Dir. Nimród Antal. Com Adrien Brody, Alice Braga. Militar que está em um planeta estranho precisa liderar grupo de pessoas pelas florestas perigosas, enquanto são caçados por alienígenas. 16 anos. Interlar Aricanduva. LEGENDADO: Bristol, Butantã, Marabá.

O Profeta ★★★★

Un Prophète, França/2009, 155 min. Drama. Dir. Jacques Audiard. Com Tahar Rahim, Niels Arestrup. Malik é condenado a seis anos de prisão e, na cadeia, começa a bolar seus próprios planos. 18 anos. Espaço Unibanco, Reserva Cultural.

À Prova de Morte ★★★

Death Proof, EUA/2007, 114 min. Ação. Dir. Quentin Tarantino. Com Kurt Russell, Sydney Tamiia Poitier, Zoe Bell e Rosario Dawson. Dublê psicopata usa um carro indestrutível para perseguir e assassinar. 14 anos. Belas Artes, Bristol, Espaço Unibanco.

A Saga Crepúsculo: Eclipse ★★

The Twilight Saga: Eclipse, EUA/2010, 135 min. Romance. Dir. David Slade. Com Kristen Stewart, Robert Pattinson, Taylor Lautner. Bella precisa fazer escolher entre ficar com seu verdadeiro amor, o vampiro Edward, ou conservar a amizade com o lobisomem Jacob. 12 anos. DUBLADO: Anália Franco, Boavista, Butantã, Campo Limpo, Center Norte, Central Plaza, Interlagos, Interlar Aric., Itaim Paulista, Marabá, Metrô Itaquera, Metrô Santa Cruz, Metrô Tatuapé, Penha, Plaza Sul, Shopping D, SP Market, West Plaza. LEGENDADO: Boulevard Tatuapé, Central Plaza, Interlar Aricanduva, Jardim Sul, Market Place, Santana Plaza, Villa-Lobos.

Salt ★★

EUA/2010, 100 min. Ação. Dir. Phillip Noyce. Com Angelina Jolie, Chiwetel Ejiofor e Liev Schreiber. Agente secreta da CIA é acusada de ser espiã russa. Agora, tem uma nova missão: escapar de seus inimigos e provar sua inocência. 14 anos. DUBLADO: Boavista, Campo Limpo, Eldorado, Interlar Aricanduva, Kinoplex Vila Olímpia, Lapa, Metrô Itaquera, Metrô Tatuapé, Penha, Shopping D, SP Market. LEGENDADO: Anália Franco, Boulevard Tatuapé, Bourbon, Bristol, Center Norte, Central Plaza, Cidade Jardim, Cine Tam, Eldorado, Frei Caneca Unibanco Arteplex, Iguatemi, Interlagos, Jardim Sul, Kinoplex Itaim, Kinoplex Vila Olímpia, Marabá, Market Place, Metrô Santa Cruz, Pátio Higienópolis, Pátio Paulista Cinemark, Plaza Sul, Santana Plaza, Villa-Lobos.

O Segredo dos seus Olhos ★★★ El Secreto de sus Ojos, Argentina-Espanha/2009, 127 min. Drama. Dir. Juan José Campanella. Com Ricardo Darín. Detetive investiga crime ocorrido há 25 anos. 14 anos. Belas Artes, Gemini.

Sempre Bela ★★★★ Belle Toujours, França-Portugal, 70 min. Drama. Dir. Manoel de Oliveira. Com Michel Piccoli e Bulle Ogier. Inspirado no livro de Joseph Kessel, retoma os personagens Henri Husson e Séverine Serizy do longa ‘A Bela da Tarde’, de Luís Buñuel. 14 anos. Frei Caneca Unibanco Arteplex.

Shrek para Sempre ★★★ Shrek Forever After, EUA/2010, 93 min. Animação. Dir. Mike Mitchell. Shrek percebe que, ultimamente, tem sido um ogro muito inofensivo. Para reaver seu porte assustador, ele resolve firmar um acordo com o duende Rumpelstiltskin. Livre. DUBLADO: Anália Franco, Boavista, Boulevard Tatuapé, Bourbon, Butantã, Campo Limpo, Center Norte (3D), Central Plaza, Eldorado (3D), Iguatemi, Interlagos, Interlar Aricanduva (3D), Itaim Paulista, Jardim Sul, Lapa, Marabá, Market Place, Metrô Itaquera, Metrô Santa Cruz, Metrô Tatuapé, Pátio Paulista Cinemark, Penha, Plaza Sul (3D), Santana Plaza, Shopping D, SP Market, Villa-Lobos, West Plaza. LEGENDADO: Center Norte (3D), Interlar Aricanduva (3D), Eldorado (3D), Market Place.

Solo ★★★ Brasil/2009, 72 min. Drama. Dir. Ugo Giorgetti. Com Antonio Abujamra. Homem de meia idade reflete sobre a cidade de São Paulo e o mundo atual – lugares nos quais se sente deslocado. Livre. Espaço Unibanco.

Todo Poderoso: O Filme Brasil/2010, 90 min. Documentário. Dir. Ricardo Aidar e André Garolli. O filme celebra os 100 anos do Corinthians. Livre. Cine Bombril.

Toy Story 3 ★★★★ EUA/2010, 113 min. Animação. Dir. Lee Unkrich. Quando o jovem Andy vai para a faculdade, decide doar seus brinquedos para uma creche. Livre. DUBLADO: Anália Franco, Boulevard Tatuapé, Butantã, Center Norte, Central Plaza, Eldorado, Interlagos, Interlar Aric., Itaim Paulista, Jardim Sul, Kinoplex Vila Olímpia, Market Place, Metrô Santa Cruz, Metrô Tatuapé, Pátio Higienópolis, Pátio Paulista Cinemark, Penha, Plaza Sul, Santana Plaza, Shopping D, SP Market, Villa-Lobos.

Tudo Pode Dar Certo ★★★ Whatever Works, EUA/2009, 92 min. Comédia. Dir. Woody Allen. Com Larry David, Evan Rachel Wood, Ed Begley Jr. e Patricia Clarkson. Boris é um velho mal-humorado e acostumado a insultar as pessoas. Mas isso muda quando ele resolve abrigar uma menina de 21 anos em sua casa. 14 anos. Espaço Unibanco, Gemini.

Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo ★★★★ Brasil/2009, 71 min. Drama. Dir. Marcelo Gomes e Karim Aïnouz. Construido de forma experimental, usa imagens em formatos variados para contar a história de um geólogo que faz uma viagem de trabalho, enquanto relembra seu amor. 14 anos. Espaço Unib., Frei Caneca Unibanco Arteplex.

Vincere ★★★★ Itália-França/2009, 128 min. Drama. Dir. Marco Bellocchio. Com Giovanna Mezzogiorno, Filippo Timi e Fausto Russo Alesi. Ida Dalser é deixada por seu marido, Benito Mussolini, que desaparece durante a I Guerra Mundial. Quando o reencontra, descobre que ele tem outra família. 16 anos. Cinesesc.

Cine. Salas. Horários Esta programação é de responsabilidade exclusiva dos exibidores e pode ser alterada à última hora. Confira pelo telefone antes de sair de casa + = também e menos = não haverá sessão

-CINECLUBES E SALAS ESPECIAIS ★ Centro Cultural Banco do Brasil (70 lug.). R. Álvares Penteado,112, Centro. 3113-3651. Grátis e R$ 4. O Melhor de Russ Meyer. Filmes e horários variados. ★ Cine Segall - Museu Lasar Segall (100 lug.). R. Berta, 111, V. Mariana. 5574-7322. De R$ 5 a R$ 10.Kick Ass - Quebrando Tudo - 18a. - 17h00. O Preço da Traição - 14a. - 15h00 / 19h20. ★ MIS (185lug.). Museu da Imagem e do Som de São Paulo. Av. Europa, 158, Jd. Europa. 2117-4777. R$ 4. Rojo Nova - Cultura Contemporânea. Filmes e horários variados. ★ Cinemateca Brasileira - Sala Petrobrás (110 lug.), Sala BNDES (210 lug.). Lgo. Senador Raul Cardoso, 207, V. Clementino. 3512-6111. Grátis e R$ 8.Fábrica de Sonhos: 100 Anos de Cinema e Psicanálise (IPA). Filmes e horários variados. IV Jornada Brasileira do Cinema Silencioso Filmes e horários variados. AUGUSTA, PAULISTA E JARDINS ★ Belas Artes R. da Consolação, 2.423, Cerq. César. 3258-4092. De R$ 8 a R$ 16. ● 1 (293 lug.). 400 Contra 1 - 18a. 15h00 / 17h00 / 19h00 / 21h00. ● 2 (245 lug.). Mary e Max - 12a. - 14h00. 15 Anos e Meio - 16a. - 16h00 / 18h20. O Segredo dos Seus Olhos - 12a. - 20h30 / 23h00.● 3 (163 lug.). Um Novo Caminho - 14a. 14h00 / 20h30. Dzi Croquettes - 10a. 16h00 / 18h20 / 22h40. ● 4 (154 lug.). Aproximação - 12a. 15h40. Os Homens Que Não Amavam as Mulheres - 16a. 18h10. A Ilha do Medo - 16a. - 21h10.● 5 (97 lug.). A Fita Branca - 12a. 14h00. O Escritor Fantasma - 14a. - 16h50. Cineclube: Da Vida das Marionetes 19h20. Medos Privados em Lugares Públicos 21h30.● 6 (88 lug.). O Pequeno Nicolau 14h10 / 18h20. À Prova de Morte - 16a. - 16h00 / 20h20. ★ Bristol - Playarte Av. Paulista, 2.064. 3289-0509. De R$ 15 a R$ 27. ● 1 (444 lug.). A Origem - 14a. - 12h20 / 15h15 / 18h10 / 21h05 / 23h59. ● 2 (144 lug.).Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 13h00 / 15h00 / 17h00 / 19h00 / 21h00 / 23h00. ● 3 (144 lug.). Ponyo - L. - 13h00 / 15h10 / 17h20 / 19h30 / 21h40 / 23h50. ● 4 (177 lug.). 400 Contra 1 - 18a. - 14h00 / 16h00 / 18h00 / 20h00 / 22h00 / 23h59. ● 5 (133 lug.). Predadores - 14a. 14h10. Encontro Explosivo - 14a. - 16h20. À Prova de Morte - 16a. - 21h10 / 23h30. Brilho de Uma Paixão 12a. - 18h35. ● 6 (242 lug.). Salt - 14a. - 13h00 / 15h05 / 17h10 / 19h15 / 21h20 / 23h25. ● 7 (115 lug.). O Bem Amado - 12a. - 12h30 / 14h45 / 17h00 / 19h15 / 21h30 / 23h45. ★ Cine Bombril Av. Paulista, 2.073. 3285-3696. De R$ 16 a R$ 18. 4ª R$ 12. Sessão Folha: De R$ 5 a R$ 10. Poltronas numeradas. ● 1 (300 lug.). O Estranho em Mim - 14a. 14h30 / 16h50 / 19h10 / 21h20. ● 2 (100 lug.). O Bem Amado - 12a. - 14h00 / 21h50. Todo Poderoso: O Filme - 100 Anos de Timão - L. 16h00 / 20h00. Projeto Folha: Uma Noite em 67 - L. 18h00. ★ Cinesesc (326 lug.). R. Augusta, 2.075, Jd. Paulista. 3087-0500. De R$ 8 a R$ 12.Vincere - 16a. - 19h00 / 21h30. 14º Festival de Cinema Judaico - 14h30 / 16h30. ★ Espaço Unibanco R. Augusta, 1.475, Cerq. César. 3288-6780. De R$ 12 a R$ 18. 5ª R$ 8. ● 1 (268 lug.). Uma Noite em 67 - L. 14h00 / 16h00 / 18h00 / 20h00 / 22h00. ● 2 (240 lug.). O Estranho Em Mim - 14a. 14h40 / 17h00 / 19h20 / 21h40. ● 3 (189 lug.). Tudo Pode Dar Certo 12a. - 14h00 / 18h00 / 22h00. O Escritor Fantasma 12a. - 15h40 / 19h40. Sessão Cinéfila: Mostra Cena África - 12h00.

★ Espaço Unibanco R. Augusta, 1.470, Cerq. César. 3287-5590. De R$ 12 a R$ 18. 4 (107 lug.). Á Prova de Morte - 16a. -14h40 / 17h00 / 19h20 / 21h40. ● 5 (51 lug.). O Pequeno Nicolau - L. 14h00 / 16h00. Solo - L. 17h50. Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo - 14a. 19h30. O Profeta - 18a. - 21h10. ★ Gemini Av. Paulista, 807. 3289-3566. De R$ 14 a R$ 16. ● 1 (379 lug.). Tudo Pode Dar Certo - 14a. - 14h10 / 19h50. O Preço da Traição - 16a. - 16h00. Cartas Para Julieta 17h50 / 21h40.● 2 (379 lug. ). Cartas Para Julieta 14h30. O Segredo dos Seus Olhos 16h40. Brilho de Uma Paixão 19h00. O Escritor Fantasma 21h20. ★ Reserva Cultural Av. Paulista, 900. 3287-3529. De R$ 13 a R$ 20. ● 1 (190 lug.). 400 Contra 1 - 18a. 13h20 / 15h10 / 17h00 / 18h50 / 20h40 / 22h30.● 2 (161 lug.). A Jovem Rainha Vitória - 10a. 13h25. A Flor do Deserto - 14a. 15h20. Quando Me Apaixono 17h40 / 19h40 / 21h35 / 23h35. ● 3 (120 lug.). O Pequeno Nicolau - L. 13h40 / 15h30 / 19h30. Dzi Croquettes - 10a. - 17h20 / 21h20 / 23h30. ● 4 (110 lug.). Medemoiselle Chambon - L. - 13h00. Um Novo Caminho - 14a. - 15h00 / 17h05 / 19h10. O Profeta - 18a. - 21h15 / 23h55. CENTRO ★ Marabá Av. Ipiranga, 757, Centro. 5053-6881. De R$ 9 a R$ 16. ● 1 (430lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. L. - 13h00 / 15h00 / 17h00 / 19h00 / 21h00. ● 2 (122 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 12h30 / 14h30. Encontro Explosivo - 14a. - 19h15. Predadores - 14a. 21h30. Eclipse - dub. - 14a. - 16h30. ● 3 (133 lug.). 400 Contra 1 - 18a. - 12h45 / 14h45 / 16h45 / 18h45 / 20h45.● 4 (161 lug.). Salt - 14a. - 12h55 / 15h00 / 17h05 / 19h10 / 21h15. ● 5 (176 lug.). A Origem - 14a. - 14h40 / 17h35 / 20h30. BAIRROS ★ Cine Sabesp (271 lug.). R. Fradique Coutinho, 361, Pinheiros. 5096-0585. De R$ 16 a R$ 18. 4ª R$ 12.O Estranho em Mim - 14a. 16h00 / 18h00 / 20h00 / 22h00. Antes Que o Mundo Acabe - 10a. - 14h00. ★ Itaim Paulista Av. Marechal Tito, 7.579. Itaim Paulista. 2571-7649. De R$ 4 a R$ 8.● 1 (187 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. 14h00. Eclipse - dub. - 14a. - 16h10 / 18h40 / 21h00. ● 2 (161 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 13h00 / 15h00 / 17h00 / 19h00 / 21h00. ★ Kinoplex Itaim R. Joaquim Floriano, 466, Itaim Bibi. 3131-2006. De R$ 18 a R$ 23. 3D De R$ 26 a R$ 29. Poltronas numeradas. ● 1 (187lug.). 400 Contra 1 - 18a. - 14h50 / 17h20 / 19h30 / 21h40 / 23h45. ● 2 (161 lug.). Salt 14a. - 13h00 / 15h00 / 17h10 / 19h20 / 21h30 / 23h40. ● 3 (184 lug.). Cartas Para Julieta - 10a. - 14h00 / 19h00. Encontro Explosivo - 14a. - 16h30 / 21h35 / 23h55. ● 4 (158 lug.). O Bem Amado - 12a. - 13h50 / 16h10 / 18h30 / 21h00 / 23h30. ● 5 (321 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. - 14h40 / 16h50 / 19h00 / 21h10 / 23h20.● 6 (319 lug.). A Origem - 14a. - 14h50 / 17h50 / 20h50 / 23h59. ★ Cine UOL Lumière - Playarte R. Joaquim Floriano, 339, Itaim Bibi. 3071-4418. De R$ 15 a R$ 19.● 1 (195 lug.). Brilho de Uma Paixão 16a. - 13h30 / 21h00. Um Novo Caminho - 14a. 16h00 / 18h30. ● 2 (170 lug.). Uma Noite em 67 - L. 13h00 / 15h30 / 17h30 / 19h30 / 21h30. SHOPPINGS ★ Anália Franco - UCI R. Regente Feijó, 1.739, Tatuapé. 2164-7790. De R$ 11 a R$ 17. (*) 3D De R$ 19 a R$ 23. 2ª R$ 6. ● 1 (382 lug.). A Origem - 14a. - 13h25 / 16h25 / 19h25 / 22h30. ● 2 (308 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 12h00 / 15h00 / 18h00 / 21h00 / 0h00. ● 3 (242 lug.). Shrek para Sempre - dub. - L. - 13h00 / 17h45 / 19h50 / 21h55 / 0h00. Eclipse - dub. - 14a. - 15h05. ● 4 (120 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 13h00 / 15h25 / 17h50. Encontro Explosivo - 14a. - 20h15 / 22h35. ● 5 (132 lug.). O Bem Amado - 12a. - 12h30 / 14h50 / 17h10 /

19h30 / 21h50 / 0h05. ● 6 (239 lug.). Ponyo - Uma Amizade que Veio do Mar - dub. - L. - 12h10. Salt 14a. - 14h25 / 16h35 / 18h45 / 20h55 / 23h05. ● 7* (418 lug.). Meu Malvado Favorito 3D - dub. - L. 12h00 / 14h05 / 16h10 / 18h15 / 20h20 / 22h25. ● 8 (295 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 13h05 / 15h10 / 17h15 / 19h20 / 21h25 / 23h30. ● 9 (203 lug.). 400 Contra 1 - 18a. - 13h50 / 15h55 / 18h00 / 20h05 / 22h10. ★ Boavista R. Borba Gato, 59, Santo Amaro. 5547-6060. De R$ 8 a R$ 14. ● 1 (183 lug.). Meu Malvado Favorito dub. - L. - 13h45 / 15h40 / 17h40 / 19h40 / 21h40. ● 2 (330 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 14h30 / 17h20 / 20h15. ● 3 (118 lug.). Salt - dub. - 14a. - 15h00 / 17h00 / 19h00 / 21h00. ● 4 (95 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 14h50 / 16h50 / 18h50. Eclipse dub. - 14a. - 20h45. ● 5 (95 lug.). O Bem Amado 12a. - 13h40 / 21h45. Shrek Para Sempre - dub. - L. 15h50 / 17h50 / 19h50. ★ Bourbon - Espaço Unibanco R. Turiaçu, 2.100, Pompeia. 3673-3949. De R$ 16 a R$ 20. 4ª R$ 12. 3D R$ 22 a R$ 24. (*)Vip.● 1 (213 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. - 13h30 / 15h30 / 17h30 / 19h30 / 21h30 / 23h30. ● 2 (202 lug.). Salt - 14a. - 13h00 / 15h00 / 17h10 / 19h20 / 21h30 / 0h00. ● 3 (202 lug.). Shrek Para Sempre dub. - L. - 14h00 / 16h00 / 18h00 / 20h00 / 22h00 / 0h00. ● 4 (213 lug.). 400 Contra 1 - 18a. 13h20 / 15h30 / 17h40 / 19h50 / 22h00 / 0h00. ● 5 (202 lug.). A Origem - 14a. - 15h00 / 18h00 / 21h00 / 0h00. ● 6 (202 lug.). A Origem - 14a. - 14h00 / 17h00 / 20h00 / 23h00. ● 7 (122 lug.). O Bem Amado - 12a. 14h20 / 16h40 / 19h00 / 21h20 / 0h00. ● 8 (121 lug.). Ponyo - dub. - L. - 13h10 / 15h00 / 17h00. Encontro Explosivo - 14a. - 19h20 / 21h30. Napoli... Napoli... Napoli - 16a. 23h40. ● 9 (122 lug.). Quando Me Apaixono - 12a. 14h40 / 17h00 / 19h20 / 21h50 / 0h00. ● 10* ( 62 lug.). Uma Noite em 67 - L. 14h00 / 16h00 / 18h00 / 20h00 / 22h00. Sessão Especial: Deixa Ela Entrar - 16a. - 0h00. ★ Bourbon - Espaço Unibanco Imax (327 lug.) R. Turiaçu, 2.100, Pompeia. 3673-3949. De R$ 22 a R$ 34. Um Mar de Aventuras 3D - L. - 11h00. A Origem - 14a. - 13h00 / 15h50 / 18h40 / 21h40. ★ Butantã - Playarte Av. Prof. Francisco Morato, 2.718, Butantã. 5053-6938. De R$ 10 a R$ 14.● 1 (220 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 13h00 / 15h00 / 17h00 / 19h00 / 21h00. ● 2 (211 lug.). Shrek Para Sempre dub. - L. - 12h00 / 14h00 / 16h00 / 18h00 / 20h00 / 22h00. ● 3 (140 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 12h05 / 14h20 / 16h35. Eclipse - dub. - 14a. - 18h50. Predadores - 14a. - 21h30. ★ Campo Limpo Estr. de Campo Limpo, 459 , 2º Piso. 5512-7596. De R$ 7 a R$ 14. (*) 3D De R$ 9 a R$ 18. ● 1 (238 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 14h00 / 15h45 / 17h30 / 19h15 / 21h00. ● 2 (298 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 15h30 / 17h15 / 19h00. Eclipse dub. - 14a. - 21h00. ● 3* ( 354lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 13h00 / 15h00 / 17h00 / 19h00 / 21h00.● 4 (356 lug.).A Origem - dub. - 14a. - 15h00 / 17h45 / 20h30. ● 5 (328 lug.).Salt - dub. - 14a. 15h00 / 17h00 / 19h00 / 21h15. ★ Center Norte - Cinemark Trav. Casalbuono, 127, V. Guilherme. 2252-2395. De R$ 14 a R$ 25. ● 1 (325 lug.).Shrek Para Sempre 3D dub. - L. - 11h15 / 13h20 / 15h30 / 17h40 / 19h50. Legendado 22h00 / 0h05. ● 2 (256 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 11h00 / 13h10 / 15h20 / 17h30 / 19h40 / 21h50. Eclipse - dub. - 14a. - 0h00. ● 3 (260 lug.). Salt - 14a. - 12h30 / 15h00 / 18h10 / 21h20 / 23h40. ● 4 (224 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 11h10 / 13h40 / 16h10. Encontro Explosivo - 14a. - 18h55 / 22h10. ● 5 (316 lug.). A Origem - 14a. - 13h00 / 16h05 / 19h10 / 22h20. ★ Centerplex Lapa R. Catão, 72, Lapa. 4005-9080. De R$ 8 a R$ 14. ● 1 (291 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 14h00 / 16h15 / 18h30/ 20h40. ● 2 (151 lug.). Shrek Para

Sempre - dub. - L. - 13h00 / 15h00 / 17h05 / 19h00 / 21h00. ● 3 (151 lug.). Salt - dub. - 14a. - 14h20 / 16h30 / 18h45 / 21h15. ★ Central Plaza - Cinemark Av. Dr. Francisco Mesquita, 1.000, Ipiranga. 2914-7859. De R$ 11 a R$ 23. ● 1 (320 lug.). A Origem - 14a. - 11h05 / 14h00 / 17h10 / 20h10 / 23h15. ● 2 (361 lug.). Salt - 14a. - 11h15 / 13h35 / 16h00 / 18h30 / 21h00 / 23h30. ● 3 (152 lug.). Shrek Para Sempre dub. - L. - 12h50 / 15h00 / 17h15 / 19h25. Eclipse 14a. - 21h35 / 0h15.● 4 (118 lug.). Encontro Explosivo - dub. - 14a. - 13h05 / 15h30. Legendado 18h00 / 20h40 / 23h10. ● 5 (151 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. 11h20 / 13h50 / 16h20. Eclipse - dub. - L. - 19h00 / 21h40 / 0h25. ● 6 (98 lug.). O Bem Amado - 12a. 11h25 / 13h55 / 16h25 / 18h55 / 21h25 / 0h00. ● 7 (270 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 11h30 / 13h40 / 15h50 / 18h10 / 20h30 / 23h00. ● 8(266 lug.). 400 Contra 1 - 18a. - 12h15 / 14h25 / 16h35 / 18h50 / 21h20 / 23h40. ● 9 (278 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. - 11h00 / 13h10 / 15h20 / 17h40 / 19h50 / 22h00 / 0h10. ● 10 (486 lug.). A Origem 14a. - 11h40 / 14h45 / 17h50 / 21h10 / 0h20. ★ Cidade Jardim - Cinemark - Salas Bradesco Prime Av. Magalhães de Castro, 12.000. 3552-1800. De R$ 37 a R$ 49. ● 1 (127 lug.). Salt - 14a. - 14h00 / 16h20 / 18h50 / 21h20 / 23h40. ● 2 (97 lug.). A Origem 14a. - 14h30 / 17h40 / 20h50 / 0h00. ●3 (72 lug.). Encontro Explosivo - 14a. - 14h10. A Origem - 14a. 17h40 / 20h50 / 0h00. ●4 (82 lug.). O Bem Amado 12a. - 12h10 / 14h40 / 17h10 / 19h40 / 22h05. ★ Cidade Jardim - Cinemark Av. Magalhães de Castro, 12.000. 3552-1800 De R$ 18 a R$ 29.(*) 3D De R$ 25 a R$ 28. ● 5(181 lug.). Salt - 14a. - 12h40 / 15h00 / 17h25 / 19h45 / 22h10. ●6 (219 lug.). A Origem - 14a. - 14h05 / 17h15 / 20h20 / 23h30. ●7*(274 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. - 12h00 / 14h20 / 16h30 / 18h40 / 21h00 / 23h10. ★ Eldorado - Cinemark Av. Rebouças, 3.970, Pinheiros. 2197-7470. De R$ 15 a R$ 27. ● 1 (372 lug.). A Origem - 14a. - 11h40 / 14h50 / 18h10 / 21h20 / 0h20. ● 2 (265 lug.). Salt 14a. - 11h10 / 13h25 / 16h00 / 18h20 / 20h40 / 23h00. ● 3 ( 265 lug.). A Origem - 14a. - 11h00 / 14h00 / 17h10 / 20h20 / 23h30. ● 4 (265 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 12h50 / 15h10 / 17h30 / 19h40 / 21h50 / 0h00. ● 5 (265 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. 13h10 / 15h50 / 18h30. Encontro Explosivo - 14a. 21h10 / 23h40. ● 6 (265 lug.). Salt - dub. - 14a. 11h50 / 14h20 / 16h40 / 19h00 / 21h30 / 23h50. ● 7 (187 lug.). O Bem Amado - 12a. - 12h30 / 15h00 / 17h25 / 19h50 / 22h20. ● 8 ( 297 lug.). Shrek Para Sempre - 3D dub. - L. - 11h05 / 13h15 / 15h30 / 17h50 / 20h00. Legendado 22h10 / 0h25. ● 9 (297 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. - 12h00 / 14h10 / 16h30 / 18h50 / 21h00 / 23h10. ★ Frei Caneca Shopping - Unibanco Arteplex R. Frei Caneca, 569, Cerqueira Cesar. 3472-2365. De R$ 16 a R$ 20. 4ª R$ 12. 3D R$ 22 a R$ 24. ● 1 (268 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. 14h00 / 16h00 / 18h00 / 20h00 / 22h00. ● 2 (234 lug.). A Origem - 14a. - 15h00 / 18h00 / 21h00. ● 3 (181 lug.). Salt - 14a. - 14h50 / 17h10 / 19h30 / 21h50. ● 4 (103 lug.). Uma Noite em 67 - L. 14h30 / 16h40 / 20h10 / 22h00. Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo - 14a. 18h30. ● 5 (103 lug.). O Bem Amado 12a. - 14h00 / 16h00 / 19h40 / 21h50. O Grão - 10a. 18h00. ● 6 (125 lug.). O Estranho em Mim - 14a. 14h00 / 16h00 / 18h00 / 20h00 / 22h00.● 7 (103 lug.). As Melhores Coisas do Mundo - 14a. - 14h00. 400 Contra 1 - 18a. 16h00 / 18h00 / 20h00 / 22h00. ● 8 (103 lug.). Antes Que o Mundo Acabe - 10a. 14h20.Hanami - Cerejeiras em Flor - L. 16h20. Sempre Bela - 12a. 18h40 / 20h10. Dzi Croquettes - 10a. 21h40. ● 9 (125 lug.). Quando Me Apaixono - 12a. 14h40 / 17h00 / 19h20 / 21h40. ★ Iguatemi - Cinemark Av. Brig. Faria Lima, 2.232, Jd. Paulistano. 3815-8713. De R$ 18 a R$ 29. Poltronas numeradas.

● 1 (266 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. 12h35 / 14h50 / 17h10 / 19h20 / 21h30 / 23h40. ● 2 (129 lug.). Encontro Explosivo - 14a. - 15h00 / 17h25 / 19h55 / 22h15. Shrek Para Sempre - dub. - L. - 10h50 / 12h40. ● 3 (131 lug.). O Bem Amado - 12a. - 10h55 / 13h20 / 15h50 / 18h20 / 20h50 / 23h20. ● 4 (140 lug.). A Origem - 14a. - 12h20 / 15h30 / 18h40 / 22h00. ● 5 (140 lug.). A Origem - 14a. - 11h30 / 14h40 / 17h50 / 21h00 / 0h10. ● 6 (172 lug.). Salt 14a. - 11h50 / 14h10 / 16h30 / 18h50 / 21h10 / 23h30. ★ Interlagos - Cinemark Av. Interlagos, 2.255, V. Inglesa. 5565-2570. De R$ 10 a R$ 15. (*) 3D De R$ 18 a R$ 21. ● 1 (201 lug.). Salt - dub. - 14a. - 11h50 / 14h15 / 16h35 / 19h00 / 21h45 / 0h00. ● 2* (294 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. - 11h05 / 13h20 / 15h40 / 18h00 / 20h20 / 22h30. ● 3 (207 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. L. - 12h00 / 14h20 / 16h30 / 18h45 / 21h00 / 23h20. ● 4 (208 lug.). A Origem - 14a. - 13h05 / 16h05 / 19h15 / 22h20. ● 5 (161 lug.). Shrek Para Sempre dub. - L. - 11h40 / 13h50 / 16h00. Encontro Explosivo - dub. - 14a. - 18h10 / 20h40 / 23h30. ● 6 (201 lug.). 400 Contra 1 - 18a. - 13h00 / 15h10 / 17h30 / 19h50 / 22h15. ●7 (212 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 11h20 / 14h30 / 17h40 / 20h50 / 23h50. ● 8 (197 lug.).Toy Story 3 - dub. - L. - 11h00 / 13h40 / 16h10 / 18h40. Eclipse - dub. - 14a. - 21h40. ● 9 (125 lug.). O Bem Amado - 12a. - 11h30 / 14h10 / 16h40 / 19h10 / 21h50. ● 10 (119 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 12h40 / 15h00 / 17h10 / 19h20 / 21h30 / 23h40. ★ Interlar Aricanduva - Cinemark Av. Aricanduva, 5.555, Aricanduva. 3444-2564. De R$ 10 a R$ 22. ●1 (176 lug.). 400 Contra 1 - 18a. 13h10 / 15h25 / 17h40 / 19h55 / 22h00 / 0h10. ● 2 (177 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 11h55 / 14h00 / 16h05. Encontro Explosivo - dub. - 14a. 18h10 / 20h35 / 23h05. ● 3 (192 lug.). Salt - dub. 14a. - 11h00 / 13h25 / 15h40 / 18h00 / 20h15 / 22h30. ● 4 (133 lug.). Eclipse - dub. - 14a. - 14h50 / 17h30. Legendado 20h05 / 22h40. Ponyo - dub. - L. - 12h20. ● 5 (134 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 11h30 / 13h50 / 16h20 / 19h00. Predadores - dub. - 14a. - 21h25 / 23h55. ● 6 (206 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. L. - 12h30 / 14h35 / 16h40 / 18h45 / 20h55 / 23h15. ● 7 (117 lug.).Shrek Para Sempre - dub. - L. - 13h00 / 15h00 / 17h05. Eclipse - dub. - 14a. - 19h10 / 21h45 / 0h20. ● 9 (178 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 11h15 / 14h15 / 17h15 / 20h25 / 23h25. ● 10* (520 lug.). Shrek Para Sempre - 3D dub. - L. - 11h35 / 13h45 / 16h15 / 18h35. Legendado 20h45 / 23h00. ● 11 (239 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 12h15 / 15h15 / 18h20 / 21h20 / 0h15. ● 12 (237 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 11h10 / 13h15 / 15h30 / 17h35 / 19h40 / 21h55 / 0h00. ● 13 (189 lug.). O Bem Amado - 12a. 12h45 / 15h05 / 17h25 / 20h00 / 22h25. ● 14 (268 lug.). Salt - dub. - 14a. - 12h00 / 14h30 / 16h45 / 19h05 / 21h35 / 23h45. ★ Jardim Sul - UCI Av. Giovanni Gronchi, 5.830, Morumbi. 2164-7711. De R$ 15 a R$ 20. (*)3D De R$ 21a R$ 24. 2ª R$ 6. Poltronas numeradas.1* (249 lug.). Meu Malvado Favorito 3D - dub. - L. - 12h05 / 14h10 / 16h15 / 18h20 / 20h25 / 22h30. ● 2 (165 lug.). Eclipse - 14a. - 17h40. Encontro Explosivo - 14a. - 13h00 / 15h20 / 20h20 / 22h35. ● 3 (191 lug.). Ponyo - dub. - L. - 15h45. Shrek para Sempre - dub. - L. - 13h40 / 18h00 / 20h05 / 22h10. ● 4 (239 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 13h30 / 16h30 / 19h30 / 22h30. ● 5 (228 lug.). Salt - 14a. - 12h40 / 14h50 / 17h00 / 19h10 / 21h20 / 23h30. ● 6 (228 lug.). 400 Contra 1 - 18a. - 13h35 / 15h40 / 17h45 / 19h50 / 21h55 / 0h00. ● 7 (177 lug.). Toy Story 3 dub. - L. - 13h55 / 16h20 / 18h45. Eclipse - 14a. 21h10 / 23h50. ● 8 (165 lug.). A Origem - 14a. - 12h00 / 15h00 / 18h00 / 21h00 / 0h00. ● 9 (413 lug.). A Origem - 14a. - 12h00 / 15h00 / 18h00 / 21h00 / 0h00. ● 10 (191 lug.). O Bem Amado - 12a. - 13h10 / 15h30 / 17h50 / 20h10 / 22h30. ● 11 (235 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 13h20 / 15h25 / 17h30 / 19h35 / 21h40 / 23h45. ★ Kinoplex Vila Olímpia R. Olimpíadas, 360, V. Olímpia, 3131-2006. De R$ 18 a R$ 23. (*)3D De R$ 26 a R$ 29. (*) VIP De R$ 37 a R$ 49. ● 1 (125 lug.). 400 Contra 1 - 18a. - 14h40 / 16h50 / 19h00 / 21h10 / 23h20. ● 2 (125 lug.). Salt -

dub. - 14a. - 14h30 / 18h50. Shrek para Sempre dub. - L. - 16h40. Encontro Explosivo - 14a. - 21h30 / 23h55. ● 3 (144 lug.). O Bem Amado - 12a. - 19h00 / 21h20 / 23h50. Ponyo - dub. - L. - 14h00. Toy Story 3 - dub. - L. - 16h20. ● 4* (176 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. - 14h10 / 16h30 / 18h40 / 20h50 / 22h50. ● 5 (189 lug.). A Origem - 14a. - 14h20 / 17h20 / 20h20 / 23h20. ● 6* (98 lug.). Salt - 14a. 14h50 / 17h00 / 19h10 / 21h30 / 23h40. ● 7* (98 lug.). A Origem - 14a. - 15h00 / 18h00 / 21h00 / 23h59. ★ Market Place - Cinemark R. Dr. Chucri Zaidan, 920, V. Cordeiro. 3048-7405. De R$ 15 a R$ 28. Poltronas numeradas. ● 1 (201 lug.). Encontro Explosivo - 14a. - 12h00 / 14h25 / 17h05 / 19h30 / 22h00 / 0h25. ● 2 (369lug.). A Origem - 14a. - 11h15 / 14h20 / 17h30 / 20h40 / 23h50. ● 3 (261 lug.). Salt - 14a. - 11h40 / 14h00 / 16h20 / 18h40 / 21h00 / 23h20. ● 4 (180 lug.). Toy Story 3 dub. - L. - 13h20 / 15h50 / 18h20. Eclipse - 14a. 20h50 / 23h35. ● 5 (180 lug.). Shrek Para Sempre dub. - L. - 12h50 / 15h00 / 17h20 / 19h40. Legendado 21h50 / 0h15. ● 6 (217 lug.). Meu Malvado Favorito 3D dub. - L. - 11h00 / 13h05 / 15h15 / 17h25 / 19h35 / 21h45 / 0h05. ● 7 (134 lug.). O Bem Amado - 12a. 11h05 / 13h25 / 15h40 / 18h05 / 20h30 / 23h00. ● 8 (219 lug.). A Origem - 14a. - 12h15 / 15h20 / 18h25 / 21h30. ★ Metrô Santa Cruz - Cinemark R. Domingos de Morais, 2.564, V. Mariana. 3471-8070. De R$ 13 a R$ 25. ● 1 (210 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 12h00 / 14h20 / 16h40 / 19h00 / 21h15 / 23h40. ● 2 (202 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 12h55 / 15h00 / 17h20 / 19h30. Eclipse - dub. - 14a. - 21h40 / 0h20. ● 3 (268 lug.). Salt - 14a. - 10h55 / 13h10 / 15h40 / 18h00 / 20h30 / 23h00. ● 4 (206 lug.).A Origem - 14a. - 11h30 / 14h40 / 17h50 / 21h00 / 0h10. ● 5 (203 lug.). O Bem Amado - 12a. - 11h10 / 13h30 / 16h00 / 18h30 / 21h05 / 23h35. ● 6 (206 lug.). Salt - 14a. - 11h50 / 16h30 / 19h10 / 21h30 / 0h00. Brilho de Uma Paixão - 16a. 14h00. ● 7 (260 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. - 10h50 / 13h00 / 15h20 / 17h40 / 20h00 / 22h15 / 0h25. ● 8 (230 lug.). A Origem - dub. - 14a. 11h00 / 14h10 / 17h10 / 20h20 / 23h30. ● 9 (173 lug.). 400 Contra 1 - 18a. - 12h50 / 14h50 / 17h15 / 19h40 / 22h00 / 0h15. ● 10 (345 lug.). A Origem - 14a. 13h05 / 16h10 / 19h20 / 22h20. ● 11 (206 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 13h20 / 15h50 / 18h20. Encontro Explosivo - 14a. - 20h50 / 23h20. ★ Metrô Boulevard Tatuapé - Cinemark Rua Gonçalves Crespo s/n, Tatuapé. 2295-4006. De R$ 10 a R$ 16. ● 1 (251 lug.). Meu Malvado Favorito dub. - L. - 11h10 / 13h40 / 16h00 / 18h10 / 20h40 / 23h10. ● 2 (240 lug.). Salt - 14a. - 12h35 / 14h55 / 17h15 / 19h35 / 21h55 / 0h20. ● 3 (373 lug.). A Origem - 14a. - 11h20 / 14h30 / 17h40 / 21h00 / 0h10. ● 4 (240 lug.). Shrek para Sempre - dub. - L. - 12h50 / 15h00 / 17h10. Eclipse - 14a. - 19h20 / 22h00. ● 5 (193 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 11h00 / 13h30 / 16h20. Encontro Explosivo - 14a. - 19h00 / 21h30 / 0h00. ★ Metrô Itaquera - Cine Box Av. José Pinheiro Borges, s/nº, Itaquera. 4005-9050.De R$ 9 a R$ 14. 3D De R$ 19 a R$ 21.● 1 (427 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 15h15 / 18h15 / 21h15. ● 2 (395 lug.). Shrek para Sempre - dub. - L. 14h20 / 16h30 / 18h40 / 20h45.● 3 (322 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. - 13h00 / 15h00 / 17h00 / 19h00 / 21h10. ● 4 (294 lug.). Salt - dub. 14a. - 14h30 / 16h50 / 19h15 / 21h30. ● 5 (315 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 14h00 / 16h00 / 18h00 / 20h10.● 6 (164 lug.). O Bem Amado - 12a. 14h10 / 16h25 / 18h45 / 21h00. ● 7 (208 lug.). Eclipse - dub. - 14a. - 13h10 / 15h50 / 18h35 / 21h20. ● 8 (254 lug.). 400 Contra 1 - 18a. - 14h50 / 17h15 / 19h30 / 21h40. ★ Metrô Tatuapé - Cinemark Av. Radial Leste, s/nº, Tatuapé. 2092-9237. De R$ 10 a R$ 23. ● 1 (273 lug.). Meu Malvado Favorito 3D dub. - L. - 11h30 / 13h40 / 15h50 / 18h00 / 20h10 / 22h20. ● 2 (149 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 11h20 / 13h45 / 16h15. Eclipse - dub. - 14a. - 18h40 / 21h15 / 23h50. ● 3 (116 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. -


O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Guia. Teatro ESTREIAS Adorável Desgraçada Monólogo sobre mulher de meia idade cuja vida foi marcada pela repressão. Quando recebe a visita de uma amiga moderna, ela reflete sobre si mesma. De Leilah Assumpção. Com Débora Duarte. Dir. Otávio Müller. 70 min. 14 anos. Teatro Cultura Artística Itaim (303 lug.). Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 1.830, 3258-3344. 6ª, 21h30; sáb., 21h; dom., 18h. R$ 60/R$ 70. Até 3/10..

Nó de Cachorro Um rapaz se passa por médico para tratar de um problema de fertilidade de um casal, de olho na paciente. De Ivan Jaf. Concep. Nelson Xavier. Dir. Beto Bellini. Com Débora Graça, Marauê Carneiro. 90 min. 14 anos. Teatro Bibi Ferreira (312 lug.). Av. Brig. Luiz Antônio, 931, 3105-3129. 6ª e sáb., 21h30; dom., 20h. R$ 40/R$ 50. Até 29/8.

Guia. Visuais Jovem obcecado pela morte conhece senhora apaixonada pela vida. A amizade improvável muda a vida de ambos. De Colin Higgins. Dir. João Falcão. Com Glória Menezes, Arlindo Lopes e outros. 110 min. 12 anos. Tuca (672 lug.). R. Monte Alegre, 1.024, Perdizes, 3670-8455. 6ª e sáb., 21h30; dom., 19h. R$ 30. Até 26/9.

EM CARTAZ O Grande Inquisidor Um cardeal da Inquisição espanhola interroga um homem a quem se atribuem milagres e que se crê ser a reencarnação de Jesus Cristo. Adaptado de uma parábola do livro ‘Os Irmãos Kamarazov’, de Fiódor Dostoiévski. Texto e dir. Rubens Rusche. Com Celso Frateschi e Mauro Schames. 55 min. 14 anos. Teatro Ágora (88 lug.). R. Rui Barbosa, 672, Bela Vista, 3284-0290. 6ª e sáb., 21h30; dom., 20h. R$ 30. Até 12/9.

As Meninas

REESTREIA Ensina-me a Viver

C2+música D13

Três jovens dividem um quarto em um pensionato de freiras durante a ditadura militar. Baseado no romance de Lygia Fagundes Telles. Adapt. Maria Adelaide

Amaral. Dir. Yara de Novaes. Com Clarissa Rockembach, Sílvia Lourenço, Luciana Brites e outros. 85 min. 14 anos. Viga Espaço Cênico (80 lug.). R. Capote Valente, 1.323, 3801-1843, metrô Sumaré. Sáb., 21h; dom., 18h. R$ 30. Até 26/9.

A Noite dos Palhaços Mudos Uma dupla de palhaços mudos invade uma organização secreta – uma seita que prega a morte de todos os palhaços – para recuperar um nariz roubado. Baseada nos quadrinhos do cartunista Laerte. Concep. e atuação Cia. La Mínima. Dir. Alvaro Assad. 60 min. 12 anos. Teatro Cleyde Yáconis (288 lug.). Av. do Café, 277, 5070-7018. Sáb., 21h; dom., 19h. R$ 30. Até 29/8.

Alechinsky – 40 Anos de Colaboração com Peter Bramsen

Guignard e o Oriente: China, Japão e Minas

A mostra reúne cem litografias do belga Pierre Alechinsky vindas do Atelier Clot, em Paris (França), pertencente a seu parceiro Peter Bramsen. Suas obras têm cores fortes e apresentam narrativas que remetem a histórias em quadrinhos. Instituto Tomie Ohtake. Av. Brig. Faria Lima, 201, 2245-1900. 11h/20h (fecha 2ª). Grátis. Até 7/9.

As influências da arte oriental na obra de Alberto da Veiga Guignard (1896-1962) podem ser vistas em pinturas que retratam paisagens brasileiras, como igrejas coloniais de Minas Gerais. Instituto Tomie Ohtake. Av. Brig. Faria Lima, 201, Pinheiros, 2245-1900. 11h/20h (fecha 2ª). Grátis. Até 29/8.

Dez Anos do Clube de Fotografia Organizada por Eder Chiodetto, a exposição tem 55 obras de fotógrafos como Maureen Bisilliat, Luiz Braga e Thomaz Farkas. MAM. Pq. Ibirapuera. Portão 3. Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, 5085-1300. 10h/17h30 (fecha 2ª). R$ 5,50 (dom., grátis). Até 29/8.

Keith Haring – Selected Works As formas simples e coloridas do artista norte-americano, influenciadas pela pop art e pelo grafite, estão expostas em 94 obras. São serigrafias, gravuras e litografias feitas entre 1982 e 1990 em que bonecos andróginos coexistem com pirâmides e discos voadores. Caixa Cultural. Conjunto

Nacional. Av. Paulista, 2.073, 3321- 4400. 9h/21h (dom., 10h/21h; fecha 2ª). Grátis. Até 5/9.

Ouros de Eldorado: Arte Pré-Hispânica da Colômbia Peças do acervo do Museo del Oro, de Bogotá, revelam as avançadas técnicas de metalurgia e ourivesaria desenvolvidas pelos povos pré-hispânicos, que habitavam o atual território da Colômbia. São 290 peças. Pinacoteca do Estado. Pça. da Luz, 2, Luz, 3324-1000. 10h/17h30 (fecha 2ª). R$ 6 (sáb., grátis). Até 22/8.

Novelo Cinco irmãos se reencontram na sala de espera de um hospital. Eles acabam de saber que um homem está na UTI – e que ele pode ser o pai que abandonou a família. Texto de Nanna de Castro. Dir. Zé Henrique de Paula. Com Alexandre Freitas, Fabio Câdor e outros. 90 min. 12 anos. Teatro Sérgio Cardoso. Sala Carlos Magno (144 lug.). R. Rui Barbosa, 153, 3288-0136. 6ª, 21h30; sáb., 21h; dom., 19h. R$ 20. Até 15/8.

Guia. Infantil TEATRO A Casa Mágica Duas crianças, Alegria e Tristinho, moram na mesma rua, mas vivem de maneiras bem diferentes. Dir. Tatyana Dantas. 50 min. Rec. da produção: livre.Teatro Maria Della Costa (374 lug.). R. Paim, 72, Bela Vista, 3256-9115. Sáb., 17h30. R$ 20 (amanhã, desconto de 50% para o pai). Até 7/9.

João e Maria Duas passarinhas famintas contam uma versão nordestina sobre os irmãos que se perdem na floresta. Cia. Le Plat Du Jour. Com Bebel Ribeiro. 50 min. Rec. da produção e do Divirta-se: a partir de 3 anos.Teatro Jardim São Paulo (371 lug.). Av. Leôncio de Magalhães, 382, Jd. São Paulo, 2959-2952. Sáb. e dom., 16h. R$ 18. Até 3/10.

O Poeta e as Andorinhas A vida e a obra do escritor Oscar Wilde serviram de inspiração para a montagem adaptada e dirigida por Paulo Ribeiro. 60 min. Rec. da produção: a partir de 11 anos. Rec. do Divirta-se: a partir de 6 anos.Teatro Imprensa (449 lug.). R. Jaceguai, 400, Bela Vista, 3241-4203. Sáb., 16h. Grátis. Até 28/11.

Os Saltimbancos Um jumento, um cachorro, uma gata e uma galinha partem para a cidade grande. Dir. Paolino Raffanti. 50 min. Rec. da produção e do Divirta-se: a partir de 2 anos.Teatro Ruth Escobar (380 lug.). R. dos Ingleses, 209, Bela Vista, 3289-2358. Sáb., 17h30. R$ 25 (R$ 10, antecipado). Até 7/11.

ESPECIAL Teatro & Contato O projeto conta com a peça ‘Guarda-Roupa de Histórias’ (sáb. e dom., às 16h) e jogos de carta e tabuleiro, com o grupo Pocilgas & Cia. Há também quitutes saudáveis, como o pirulito de frutas. Rec. da produção: livre.Teatro Augusta (302 lug.). R. Augusta, 943, Cerq. César, 3151-4141. Sáb. e dom., a partir das 14h30. Teatro: R$ 20; jogos, R$ 5/R$ 20. Lanche: R$ 2/R$ 12. Até 31/10.

Cine. Salas. Horários 12h55 / 15h00 / 17h10 / 19h15. Encontro Explosivo dub. - 14a. - 21h20 / 23h40. ● 4 (184 lug.). A Origem - 14a. - 12h10 / 15h10 / 18h10 / 21h10 / 0h10. ● 5 (107 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 11h00 / 13h10 / 15h15 / 17h20 / 19h25 / 21h30 / 23h35. ● 6 (103 lug.). O Bem Amado - 12a. - 12h00 / 14h20 / 16h40 / 19h10 / 21h35 / 0h00. ● 7 (189 lug.). Salt dub. - 14a. - 11h45 / 16h20 / 18h35 / 20h50 / 23h05. Brilho de Uma Paixão - 16a. - 14h00. ● 8 (252 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 11h10 / 14h10 / 17h15 / 20h15 / 23h15. ★ Morumbi Cine TAM Av. Roque Petroni Junior, 1.089, Brooklin. 5189-4656. De R$ 16 a R$ 18. 4ª R$ 14. 3D De R$ 24 a R$ 26. ● 1 (248 lug.). O Bem Amado - 12a. - 13h10 / 15h20 / 17h30 / 19h40 / 21h50 / 0h00. ● 2 (207 lug.). A Origem - 14a. - 15h00 / 18h00 / 21h00 / 0h00. ● 3 (246 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. 14h00 / 16h00 / 18h00 / 20h00 / 22h00 / 0h00. ● 4 (227 lug.). Salt - 14a. - 13h00 / 15h10 / 17h20 / 19h30 / 21h40 / 0h00. ★ Pátio Higienópolis - Cinemark Av. Higienópolis, 646, Higienópolis. 3823-2875. De R$ 16 a R$ 27. ● 1 (113 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. 11h00. Encontro Explosivo - 14a. - 16h10 / 18h30 / 23h10. 14º Festival de Cinema Judaico - 14h00 / 21h00. ● 2 (116 lug.). Salt - 14a. - 12h20 / 14h40 / 17h05 / 19h20 / 21h40 / 0h00. ● 3 (110 lug.). A Origem - 14a. - 13h40 / 16h40 / 19h50 / 23h20. ● 4 (96 lug.). O Bem Amado - 12a. - 12h40 / 15h00 / 17h40 / 20h10 / 22h40. ● 5 (208 lug.). A Origem - 14a. 11h50 / 14h50 / 18h00 / 21h10 / 0h10. ● 6 (217 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. - 11h10 / 13h15 / 15h25 / 17h30 / 19h40 / 21h55 / 0h05. ★ Pátio Paulista - Cinemark R. Treze de Maio, 1947, Arco 501, Paraíso 3262-4065. De R$ 14 a R$ 27. ● 1 (216 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. - 11h00 / 13h20 / 15h35 / 17h50 / 20h10 / 22h30. ● 2 (214 lug.). A Origem 14a. - 12h45 / 15h50 / 19h05 / 22h10. ● 3 (214 lug.). A Origem - 14a. - 12h45 / 15h50 / 19h05 / 22h10. ● 4 (214 lug.). Encontro Explosivo - 14a. - 11h20 / 13h50 / 16h20 / 18h50 / 21h20 / 0h00. ● 5 (214 lug.). Salt 14a. - 11h50 / 14h20 / 16h50 / 19h15 / 21h50 / 0h15. ● 6 (178 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 15h00 / 19h50. Shrek Para Sempre - dub. - L. - 12h50 / 17h35 / 22h20 / 0h35. ● 7 (158 lug.). O Bem Amado - 12a. 13h40 / 16h10 / 18h40 / 21h30 / 0h30. ★ Pátio Paulista - Playarte R. Treze de Maio, 1.974. Paraíso. 5053-6934 . De R$ 8 a R$ 14. ● 1 (265 lug.). 400 Contra 1 - 18a. - 13h00 / 15h00 / 17h00 / 19h00 / 21h00. ● 4 (186 lug.). Ponyo - dub. - L. - 14h20 / 16h30 / 18h40 / 20h50. ★ Penha R. Dr. João Ribeiro, 304, Penha. 2091-6300. De R$ 9 a R$ 14. ● 1 (120 lug.). O Bem Amado - 12a. - 13h35 / 21h45. Shrek Para Sempre - dub. - L. - 15h45 / 17h45 / 19h45. ● 2 (92 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 14h15 / 16h30. Eclipse - dub. - 14a. - 19h00 / 21h40. ● 3 (166 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 14h45 / 16h45 / 18h45 / 20h45. ● 4 (172 lug.). Salt - dub. - 16a. 15h10 / 17h10 / 19h15 / 21h15. ● 5 (260 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 13h30 / 15h30 / 17h30 / 19h30 / 21h30. ● 6 (332 lug.). A Origem - dub. - 14a. 14h30 / 17h20 / 20h15. ★ Plaza Sul - Playarte Pça Leonor Kauppa, 100. - Jd. da Saúde. 5073-8642. De R$ 12 a R$ 22. ● 1 (140 lug.). Ponyo - dub. - L. 12h10 / 14h20 / 16h30. Eclipse - dub. - 14a. - 18h40 / 21h20. ● 2 (263 lug.). Shrek Para Sempre - 3D dub. L. - 12h00 / 14h00 / 16h00 / 18h00 / 20h00 / 22h00. ● 3 (140 lug.). Salt - 14a. - 13h10 / 15h15 / 17h20 / 19h25 / 21h30. ● 4 (140 lug.). A Origem - 14a. - 12h20 / 15h15 / 18h10 / 21h05. ● 5 (140 lug.). Toy Story 3 dub. - L. - 12h45 / 15h05 / 17h15. Encontro Explosivo - 14a. - 19h30 / 21h45. ● 6 (234 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 13h00 / 15h00 / 17h00 / 19h00 / 21h00. ★ Santana Parque Shopping - UCI R. Conselheiro Moreira de Barros, 2.780 - Lauzane Paulista. 3131-2211. De R$ 11 a R$ 15. (*) 3D De R$ 19 a R$ 21. 2ª R$ 6. ● 1 (327 lug.). A Origem - 14a. -

13h10 / 16h10 / 19h10 / 22h10. ● 2 (167 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 13h25 / 15h30 / 17h35 / 19h40 / 21h45 / 23h50. ● 3 (140 lug.). Toy Story 3 dub. - L. - 13h00 / 15h25 / 17h50. O Bem Amado 12a. - 20h10 / 22h30. ● 4* (217 lug.).Meu Malvado Favorito - 3D - dub. - L. - 12h00 / 14h05 / 16h10 / 18h15 / 20h20 / 22h25. ● 5 (217 lug.). Ponyo - Uma Amizade que veio do Mar - dub. - L. - 12h35. Salt - 14a. - 14h45 / 16h55 / 19h05 / 21h15 / 23h25. ● 6 (140 lug.). Shrek para Sempre - dub. - L. - 12h00 / 16h45 / 21h30. Eclipse - 14a. - 14h05 / 18h50 / 23h35. ● 7 (167 lug.). 400 Contra 1 - 18a. - 13h50 / 15h50 / 17h50 / 19h50 / 21h50 / 0h00. ● 8 (327 lug.). A Origem - dub. - 14a. 12h20 / 15h20 / 18h25 / 21h25.

18h40 / 20h50 / 23h10. ● 2 (220 lug.). Salt - dub. 14a. - 11h45 / 14h05 / 16h30 / 18h50 / 21h10 / 23h30. ● 3 (327 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. 11h10 / 13h10 / 15h20 / 17h30 / 19h40 / 21h50 / 0h00. ● 4 (260 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 12h50 / 15h55 / 19h00 / 22h05. ● 5 (131 lug.). O Bem Amado - 12a. 11h40 / 14h15 / 16h40 / 19h10 / 21h40 / 0h10. ● 6 (116 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 11h00 / 12h55 / 15h00 / 17h10. Eclipse - dub. - 14a. - 19h20 / 22h00. ● 7 (116 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 13h00 / 15h30. Encontro Explosivo - dub. - 14a. - 18h10 / 20h40 / 23h15. ● 8 (211 lug.). A Origem - 14a. - 11h05 / 14h10 / 17h20 / 20h30 / 23h40. ● 9 (240 lug.). A Origem 14a. - 11h05 / 14h10 / 17h20 / 20h30 / 23h40.

★ Shopping D - Cinemark Av. Cruzeiro do Sul, 1.100, Ponte Pequena. 3326-9171. De R$ 12 a R$ 23. ● 1 (246 lug.). A Origem - 14a. - 11h00 / 14h05 / 17h10 / 20h20 / 23h30. ● 2 (291 lug.). Salt - dub. - 14a. - 11h50 / 14h20 / 16h40 / 19h00 / 21h20 / 23h40. ● 3 (298 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. - 11h40 / 13h55 / 16h20 / 18h35 / 20h50 / 23h10. ● 4 (351 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 12h40 / 15h45 / 18h50 / 22h00. ● 5 (219 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 12h40 / 15h45 / 18h50 / 22h00. ● 6 (183 lug.). 400 Contra 1 - 18a. 11h30 / 13h50 / 16h10 / 18h25 / 20h40 / 23h20. ● 7 (231 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 11h05 / 13h10 / 15h20 / 17h30 / 19h40 / 21h50 / 0h00. ● 8 (130 lug.). O Pequeno Nicolau - dub. - L. - 14h00. Shrek Para Sempre - dub. - L. - 11h20 / 15h50 / 17h55 / 20h00. Eclipse - dub. - 14a. - 22h10. ● 9 (116lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 13h00 / 15h30 / 18h10. Encontro Explosivo - dub. - 14a. - 21h10 / 23h50. ● 10 (146lug.). O Bem Amado - 12a. - 12h50 / 15h00 / 17h50 / 20h30 / 23h00.

DIADEMA ★ Praça da Moça - Playarte R. Manoel da Nóbrega, 712. 4044-5573. De R$ 12 a R$ 16. 3D R$ 20 a R$ 22.● 1* (391 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. - 13h00 / 15h00 / 17h00 / 19h00 / 21h00. ● 2 (197 lug.). Shrek Para Sempre dub. - L. - 12h00 / 14h00 / 16h00 / 18h00 / 20h00. ● 3 (198 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 14h00 / 16h15 / 18h30. Encontro Explosivo - dub. - 14a. - 20h45. ● 4 (211 lug.). Eclipse - dub. - 14a. - 13h25 / 16h05 / 18h45. Predadores - dub. - 14a. - 21h25. ● 5 (211 lug.). Salt - dub. - 14a. - 13h00 / 15h05 / 17h10 / 19h15 / 21h20. ● 6 (252 lug.). 400 Contra 1 - 18a. - 13h30 / 15h30 / 17h30 / 19h30 / 21h30. ● 7 (261 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 12h20 / 15h15 / 18h10 / 21h05.

★ SP Market - Cinemark Av. das Nações Unidas, 22.540, Jurubatuba. 5686-2595. De R$ 12 a R$ 24. ● 1 (163 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 12h30 / 15h00 / 17h30. Eclipse - dub. - 14a. - 19h40 / 22h20. ● 2 (156 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 13h00 / 15h30. Encontro Explosivo - dub. - 14a. - 18h10 / 20h50 / 23h30. ● 3 (383 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 11h00 / 14h10 / 17h20 / 20h30 / 23h40. ● 4 (254 lug.). A Origem dub. - 14a. - 11h00 / 14h10 / 17h20 / 20h30 / 23h40. ● 5 (128 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 13h40 / 16h00 / 18h30 / 20h40 / 22h50. Ponyo - dub. - L. 11h20. ● 6 (127 lug.). O Bem Amado - 12a. - 11h45 / 14h15 / 16h45 / 19h20 / 21h45 / 0h15. ● 7 (227 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 12h40 / 14h50 / 17h10 / 19h30 / 21h50 / 0h00. ● 8 (328 lug.). Salt dub. - 14a. - 12h00 / 14h20 / 16h40 / 19h00 / 21h30 / 23h50. ● 9 (328 lug.).Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. - 11h40 / 14h00 / 16h20 / 18h40 / 21h00 / 23h20. ● 10 (160 lug.). 400 Contra 1 - 18a. - 11h05 / 13h20 / 15h40 / 17h50 / 20h00 / 22h10. ● 11 (282 lug.). A Origem - 14a. - 11h50 / 14h55 / 18h00 / 21h10 / 0h20. ★ Villa-Lobos - Cinemark Av. das Nações Unidas, 4.777, Alto da Lapa. 3024-3851. De R$ 15 a R$ 27. ● 1 (271 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. - 11h30 / 13h50 / 16h10 / 18h30. ● 2 (105 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 12h30 / 15h00 / 17h25 / 19h50. Eclipse - 14a. - 22h15. ● 3 (129 lug.). A Origem - 14a. - 12h20 / 15h30 / 18h40 / 21h40. ● 4 (163 lug.). A Origem - 14a. - 11h40 / 14h40 / 17h40 / 20h50 / 23h50. ● 5 (163 lug.). Salt - 14a. 13h15 / 15h45 / 18h00 / 20h25 / 22h55. ● 6 (129 lug.). O Bem Amado - 12a. - 11h35 / 14h00 / 16h20 / 19h00 / 21h20 / 23h40. ● 7 (122 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 12h00 / 14h10 / 16h15. Encontro Explosivo - 14a. - 18h25 / 21h10 / 23h30. ★ West Plaza - Playarte Av. Francisco Matarazzo, s/nº, Barra Funda. 5053-6935. De R$ 12 a R$ 16. ● 1 (175 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. 12h00 / 14h00 / 16h00 / 18h00 / 20h00 / 22h00. ● 2 (170 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 13h00 / 15h00 / 17h00 / 19h00. Eclipse - dub. - 14a. - 21h00. GRANDE S. PAULO BARUERI ★ Shopping Tamboré - Cinemark Av. Piracema, 669 (Km 22 da Rod. Castelo Branco). 4193-1826. De R$ 13 a R$ 25.● 1 (163 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 11h50 / 14h00 / 16h20 /

EMBU ★ Cine Embu Plaza R. Domingos de Paschoal, 190, Centro. 4241-8623. De R$ 5 a R$ 10.● 1 (174 lug.). Shrek Para Sempre dub. - L. - 13h00 / 15h00 / 17h00. Predadores - dub. 14a. - 19h00 / 21h00. ● 2 (161 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 13h00 / 14h50 / 16h50. Eclipse - dub. - 14a. 18h45 / 21h00. GUARULHOS ★ Internacional Shopping - Cinemark Rod. Presidente Dutra, km 230 2425-0636. De R$ 11 a R$ 15. (*) 3D De R$ 19 a R$ 21. ● 1 (254 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 12h45 / 15h50 / 19h00 / 22h10. ● 2 (362 lug.). Salt - dub. - 14a. - 13h15 / 15h45 / 18h05 / 20h30 / 22h50. ● 3 (265 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 11h55 / 14h05 / 16h15 / 18h35 / 20h55 / 23h15. ● 4 (435 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 11h40 / 14h50 / 18h00 / 21h10 / 0h30. ● 5 (435 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 11h40 / 14h50 / 18h00 / 21h10 / 0h30. ● 6* (407 lug.).Shrek para Sempre 3D - dub. L. - 11h00 / 13h10 / 15h20 / 17h30 / 19h40 / 21h50 / 0h00. ● 7 (407 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. L. - 11h20 / 13h30 / 15h40 / 17h50 / 20h10 / 22h30. ● 8 (202 lug.). O Bem Amado - 12a. - 12h00 / 14h30 / 17h00 / 19h30 / 22h00 / 0h20. ● 9 (202 lug.). A Origem - 14a. - 12h05 / 15h25 / 18h30 / 21h40. ● 10 (202 lug.). Mary & Max - 12a. - 14h00. Salt - dub. - 14a. 16h20 / 18h55 / 21h15 / 23h40. ● 11 (202 lug.). Shrek para Sempre - dub. - L. - 11h30 / 13h50 / 16h00. Predadores - dub. - 14a. - 18h10 / 20h40 / 23h10. ● 12 (202 lug.). 400 Contra 1 - 18a. - 11h10 / 13h40 / 16h10 / 18h40 / 21h00 / 23h30. ● 13 (202 lug.). Ponyo dub. - L. - 12h15. Shrek para Sempre - dub. - L. 14h35 / 16h45 / 18h50. Encontro Explosivo - dub. 14a. - 21h05 / 23h35. ● 14 (202 lug.). Shrek para Sempre - dub. - L. - 12h40 / 15h00 / 17h10. Eclipse dub. - 14a. - 19h25 / 22h15. ● 15 (185 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 12h10 / 14h55 / 17h40. Eclipse - dub. 14a. - 20h15 / 22h45. ★ Bonsucesso Shopping Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, 429, Pimentas. 6484-9300. DeR$ 7 a R$ 10. ● 1 (181lug.). Salt dub. - 16a. - 13h00 / 15h10 / 17h20 / 19h30 / 22h00. ● 2 (178lug.). O Bem Amado - 12a. - 13h50 / 16h10 / 18h40 / 21h20. ● 3 (178lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 13h00 / 15h00 / 17h00 / 19h00 / 21h00. ● 4 (178lug.). Eclipse - dub. - 14a. - 14h00 / 16h40. Encontro Explosivo - dub. - 14a. - 19h20 / 21h40. ● 5 (167lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 14h10. Predadores dub. - 14a. - 16h30 / 19h00 / 21h30. ● 6 (168lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 13h50 / 15h50 / 17h50 / 19h50 / 21h50. ITAPEVI ★ Centerplex Shopping - R. Leopoldina de Camargo, 260, Centro.

4005-9080. De R$ 5,50 a R$ 12. ● 1 (172 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 16h00 / 18h00. Encontro Explosivo - dub. - 14a. - 20h30. ● 2 (172 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 14h30 / 16h30 / 18h30 / 20h40. MAUÁ ★ Mauá Plaza Shopping Av. Antonia Rosa Fioravante, 3.270 - Lj. 127. 4519-4099/4444. De R$ 8 a R$ 14. 3D R$ 8 a R$18. ● 1 (297 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 13h45 / 15h35 / 17h25 / 19h15. A Origem - dub. - 14a. 21h15. ● 2 (297 lug.). Salt - dub. - 14a. - 14h00 / 16h00 / 18h00 / 20h00 / 22h00. ● 3 (228 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 14h00 / 15h45 / 17h30 / 19h15 / 21h00. ● 4 (294 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 14h30 / 17h15 / 20h00. ● 5 (297 lug.).Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. - 13h00 / 15h00 / 17h00 / 19h00 / 21h00. MOGI DAS CRUZES ★ Centerplex - Mogi Shopping Center Av. Ver. Narciso Yague Guimarães, 1.001, Socorro. 4005-9080. De R$ 8 a R$ 14. ● 1 (154 lug.). A Origem - 14a. - 14h50 / 17h50 / 20h50. ● 2 (154 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 15h00 / 17h10 / 19h20 / 21h20. ● 3 (232 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 13h15 / 15h20 / 17h30 / 19h40 / 21h40. ● 4 (96 lug.). Salt - 14a. - 14h40 / 16h50 / 19h00 / 21h30. OSASCO ★ Kinoplex Supershopping Osasco Av. dos Autonomistas, 1.828. 3131-2006. De R$ 9 a R$ 16.(*) 3D R$ de 18 a R$ 22. 2ª R$ 7. ● 1 (248 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 14h30 / 16h40 / 18h50 / 21h00. ● 2 (165 lug.). 400 Contra 1 - 18a. 15h00 / 17h10 / 19h20 / 21h40.● 3 (165 lug.). O Bem Amado - 12a. - 18h50 / 21h10. Toy Story 3 - dub. - L. 14h10 / 16h30. ● 4 (166 lug.). Salt - dub. - 14a. 14h50 / 17h00 / 19h10 / 21h20. ● 5 (459 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 15h00 / 18h00 / 21h00. ● 6* (337 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. - 13h20 / 15h30 / 17h30 / 19h30 / 21h30. ● 7 (248 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 14h20 / 16h30 / 18h40. Eclipse - dub. - 14a. - 20h50. ★ Osasco Plaza R. Antonio Agu, 300. 3682-3621. De R$ 8 a R$ 14. Sessão Pipoca: R$ 6. ● 1 (191 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 11h30 / 13h30 / 15h30 / 17h30 / 19h30 / 21h15. ● 2 (136 lug.). Salt - dub. - 14a. - 11h30 / 13h30 / 15h30 / 17h30 / 19h30 / 21h30. ● 3 (192 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 11h30 / 13h30 / 15h30 / 17h30 / 19h30. Predadores - dub. - 14a. 21h30. ● 4 (120 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 13h45 / 16h15. Eclipse - dub. - 12a. - 18h30 / 21h15. ★ Shopping União de Osasco - Cinemark Av. dos Autonomistas, 1.400 3651-9280/3684-0151 De R$ 11 a R$ 17. (*) XD De R$ 22 a R$ 27. ● 1* (362 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. - 12h30 / 14h50 / 17h15 / 19h45 / 22h10 / 0h30. ● 2 (147 lug.). Salt - dub. - 14a. - 11h30 / 14h00 / 16h30 / 19h00 / 21h30 / 0h00. ● 3 (147 lug.). O Bem Amado - 12a. 11h50 / 14h30 / 17h10 / 19h50 / 22h20. ● 4 (191 lug.). A Origem - 14a. - 12h00 / 15h15 / 18h35 / 21h50. ● 5 (191 lug.). 400 Contra 1 - 18a. - 11h20 / 13h40 / 16h00 / 18h25 / 21h00 / 23h30. ● 6 (140 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 12h50 / 15h00 / 17h20 / 19h40. Eclipse - dub. - 14a. - 22h00. ● 7 (140 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 11h05 / 13h30 / 16h10 / 18h50. Encontro Explosivo - dub. - 14a. - 21h20 / 23h50. ● 8(247 lug.). Salt - dub. - 14a. - 13h10 / 15h40 / 18h10 / 20h40 / 23h10. ● 9 (247 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 11h40 / 13h50 / 16h20 / 18h45 / 21h10 / 23h40. ● 10 (356 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 11h10 / 14h20 / 17h30 / 20h50 / 0h10. SANTO ANDRÉ ★Grand Plaza Shopping - Cinemark Av. Industrial, 600. 4979-5078. De R$ 12 a R$ 22. ● 1 (245 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. 11h00 / 13h00 / 15h10 / 17h20 / 19h30 / 21h50 / 0h10. ● 2 (152 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 11h15 / 13h40 / 16h20 / 18h50. Encontro Explosivo - dub. - 14a. 21h20 / 23h50. ● 3 (152 lug.). Shrek Para Sempre dub. - L. - 12h50 / 15h00 / 17h10 / 19h20. Eclipse dub. - 14a. - 21h35 / 0h20. ● 4 (203 lug.). A Origem -

dub. - 14a. - 12h00 / 15h05 / 18h10 / 21h15 / 0h15. ● 5 (203 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 11h25 / 13h50 / 16h00. A Origem - dub. - 14a. - 18h10 / 21h15 / 0h15. ● 6 (203 lug.). A Origem - 14a. - 13h05 / 16h05 / 19h10 / 22h15. ● 7 (203 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 11h40 / 13h30 / 15h40 / 17h50 / 20h00 / 22h10. ● 8 (152 lug.). 400 Contra 1 - 18a. 13h20 / 15h50 / 18h00 / 20h10 / 22h25. ● 9 (152 lug.). O Bem Amado - 12a. - 12h25 / 14h50 / 17h25 / 19h50 / 22h20. ● 10 (203 lug.). Salt - dub. - 14a. 12h15 / 14h35 / 16h55 / 19h15 / 21h40 / 0h05. ★ Multiplex ABC - Playarte Av. Pereira Barreto, 42, Santo André. 5053-6936. De R$ 12 a R$ 22.● 1 (207 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 13h00 / 15h00 / 17h00. Eclipse - dub. 14a. - 19h00. Encontro Explosivo - 14a. - 21h45. ● 2 (205 lug.). 400 Contra 1 - 18a. - 13h15 / 15h15 / 17h15 / 19h15 / 21h15. ● 3 (217 lug.). Salt - 14a. - 13h10 / 15h15 / 17h20 / 19h25 / 21h30. ● 4 (217 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. - 12h00 / 14h00 / 16h00 / 18h00 / 20h00 / 22h00. ● 5 (206 lug.). A Origem - 14a. - 12h20 / 15h15 / 18h10 / 21h05. SÃO BERNARDO ★ Extra Anchieta - Cinemark R. Garcia Lorca, 301, Km 15,5 da Rod. Anchieta. 4362-4706. De R$ 11 a R$ 22. (*) 3D De R$ 19 a R$ 22 . ● 1 (137 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 11h20 / 13h50 / 16h20. Encontro Explosivo - 14a. - 18h50 / 21h20 / 23h50. ● 2 (143 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 12h55 / 15h00 / 17h25. Eclipse - dub. - 14a. - 19h50 / 22h40. ● 3 (235 lug.). Salt - dub. - 14a. - 11h10 / 13h30 / 15h50 / 18h15 / 20h35 / 22h55. ● 4* (292 lug.). Meu Malvado Favorito - 3D dub. - L. - 11h30 / 14h00 / 16h10 / 18h30 / 20h50 / 23h10. ● 5 (264 lug.). A Origem - 14a. - 11h40 / 14h50 / 18h00 / 21h10 / 0h15. ● 6 (224 lug.). A Origem - 14a. - 11h40 / 14h50 / 18h00 / 21h10 / 0h15. ● 7 (162 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 12h20 / 14h30 / 16h50 / 19h10 / 21h30 / 23h45. ● 8 (110 lug.). O Bem Amado - 12a. - 13h00 / 15h35 / 18h20 / 21h00 / 23h30. ● 9 (167 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 11h00 / 14h05 / 17h10 / 20h15 / 23h20. ★ Metrópole - Playarte Pça. Samuel Sabatini, 200, São Bernardo. 5053-6937. De R$ 10 a R$ 14. ● 1 (117 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 12h05 / 14h20 / 16h35. Predadores - 14a. - 21h30. Eclipse - dub. - 14a. - 18h50. ● 2 (214 lug.). Shrek Para Sempre - dub. - L. - 12h00 / 14h00 / 16h00 / 18h00 / 20h00 / 22h00. ● 3 (290 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 13h00 / 15h00 / 17h00 / 19h00 / 21h00. SUZANO ★ Centerplex - Shopping R. Sete de Setembro, 555 - Arco 99, Centro. 4005-9080. De R$ 8 a R$ 14. ● 1 (211 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 14h40 / 17h35 / 20h30. ● 2 (212 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 14h25 / 16h30 / 18h55 / 21h00. ● 3 (208 lug.). Shrek Para Sempre dub. - L. - 15h00 / 17h05 / 19h15 / 21h15. ● 4 (174 lug.). Salt - dub. - 14a. - 14h50 / 17h15 / 19h25 / 21h30. ● 5 (174 lug.). Eclipse - dub. - 14a. - 15h00 / 17h50 / 20h40. CAMPINAS ★ Box Cinemas R. Jacy Teixeira de Camargo, 940, Campinas Shopping. (19) 3268-2288 / 4005-1717. De R$ 6 a R$ 20. 3D R$ 21. ● 1 (427 lug.). A Origem - 14a. - 15h10 / 18h10 / 21h10. ● 2 (395 lug.). Shrek para Sempre dub. - L. - 14h20 / 16h30 / 18h40 / 20h45.● 3 (322 lug.). Meu Malvado Favorito 3D - dub. - L. - 13h00 / 15h00 / 17h00 / 19h00 / 21h05. ● 4 (294 lug.). Salt dub. - 14a. - 14h40 / 16h50 / 19h15 / 21h30. ● 5 (315 lug.). 400 Contra 1 - 18a. - 14h50 / 17h15 / 19h30 / 21h40. ● 6 (164 lug.). O Bem Amado - 12a. - 15h30 / 18h20 / 20h50. ● 7 (208 lug.). Eclipse - dub. - 14a. 13h10 / 15h45 / 18h30 / 21h15. ● 8 (254 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 14h00 / 16h00 / 18h00 / 20h10. ● 9 (122 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 13h40. Predadores - dub. - 14a. - 16h45 / 19h05 / 21h25. ● 10 (132 lug.). Encontro Explosivo - dub. - 14a. - 13h50 / 16h20 / 18h50 / 21h20. ★ Galleria Rod. D. Pedro I, km 131,5. (19) 4005-9040. De R$ 5a

R$ 15. ● 1 (230 lug.). Salt - 14a. - 13h40 / 15h40 / 17h40 / 19h40 / 21h40. ● 2 (230 lug.). A Origem 14a. - 13h20 / 16h10 / 19h00 / 21h50. ● 3 (227lug.). Shrek para Sempre - dub. - L. - 13h30 / 15h30 / 17h30. A Jovem Rainha Vitória - 10a. - 19h20 / 21h35. ● 4 (227 lug.). O Bem Amado - 12a. - 14h10 / 16h30 / 19h10 / 21h30. ● 5 (270lug.). Meu Malvado Favorito 3D - dub. - L. - 14h00 / 16h00 / 18h00 / 20h00 / 22h00. ★ Shopping Iguatemi - Cinemark Av. Iguatemi, 777, FEAC. (19) 3251-1122. De R$ 12 a R$ 21. ● 1 (271 lug.). Salt - 14a. - 11h40 / 14h00 / 16h20 / 18h40 / 21h00 / 23h20. ● 2 (269 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 11h05 / 13h20 / 15h30 / 17h40 / 19h50 / 22h00. ● 3 (269 lug.). A Origem 14a. - 12h10 / 15h20 / 18h30 / 21h40. ● 4 (270 lug.). Shrek para Sempre - dub. - L. - 13h00 / 15h10 / 17h20 / 19h30. A Origem - 14a. - 21h40. ● 5 (321 lug.). Meu Malvado Favorito 3D - dub. - L. - 12h00 / 14h10 /16h30 / 18h50 / 21h10 / 23h30. ● 6 (409 lug.). A Origem - 14a. - 11h10 / 14h20 / 17h30 / 20h40 / 23h50. ● 7 (223 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 13h50. Encontro Explosivo - dub. - 14a. - 16h25. Legendado 19h00 / 21h30 / 0h00. Cine Materna - 11h00 ● 8 (223 lug.). O Bem Amado - 12a. - 12h30 / 15h00 / 17h25 / 19h55 / 22h20. JUNDIAÍ ★Maxi Av. Antonio Frederico Ozanãn, 6.000. 4521-6069.De R$ 13 a R$ 15. ● 1 (236 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. 14h10. Eclipse - dub. - 14a. - 16h30 /19h00. Predadores - 14a. - 21h30. Mary e Max - 12a. - 11h00. ● 2 (248 lug.). Shrek para Sempre - dub. - L. - 13h30 / 15h30 / 17h25 / 19h20 / 21h15. ● 3 (248 lug.). O Bem Amado - 12a. - 14h30 / 19h10. Encontro Explosivo - 14a. 16h50 / 21h20. ● 4 (248 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 14h40 / 16h40 / 18h40 / 20h40. ● 5 (341 lug.). A Origem - 14a. - 14h20 / 17h15 / 20h15.● 6 (229 lug.). Salt - 14a. - 13h50 / 15h50 / 17h50 / 19h50 / 21h50. ● 7 (245 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 13h40 / 15h40 / 17h40 / 19h40 / 21h40. LITORAL SANTOS ★Praiamar Shopping - Cinemark R. Alexandre Martins, 80. (13) 3231-2889. De R$ 9 a R$ 20. ● 1 (235 lug.). Shrek para Sempre - dub. - L. 13h50 / 15h50 / 18h00 / 20h00. Predadores - 14a. 21h50. ● 2 (215 lug.). O Bem Amado - 12a. - 15h00 / 17h20 / 19h40 / 22h00. ● 3 (228 lug.). Encontro Explosivo - 14a. - 14h00 / 16h25 / 18h45 / 21h05. Cine Materna - 14h00. ● 4(399 lug.). A Origem - 14a. 15h20 / 18h20 / 21h30. ● 5 (172 lug.). 400 Contra 1 18a. - 14h20 / 16h20 / 18h30 / 20h40. ● 6 (171 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 14h10 / 16h30. Encontro Explosivo - dub. - 14a. - 18h50. Eclipse - 14a. - 21h15. ● 7 (325 lug.). Meu Malvado Favorito 3D - dub. - L. 15h10 / 17h30 / 19h50 / 22h05. ● 8 (245 lug.). A Origem - dub. - 14a. - 14h50 / 17h50 / 20h50. ● 9 (289 lug.). Salt - 14a. - 14h30 / 16h40 / 19h10 / 21h20. ● 10 (237 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 14h40 / 16h50 / 19h00 / 21h10. GUARUJÁ ★Cine 3 Ferry Boat's Plaza Pça. das Nações Unidas s/n. (13) 3348-4415. De R$ 6 a R$ 10. ● 1 (323 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 16h45 / 18h30 / 20h15 / 22h00. ● 2 (162 lug.). Shrek para Sempre - dub. - L. - 16h30 / 18h15 / 20h00. Encontro Explosivo - 14a. - 21h45. ● 3(158 lug.). Toy Story 3 - dub. - L. - 16h15 / 18h20. Predadores - 14a. - 20h30 / 22h30. ★ Cine La Plage Av. Marechal Deodoro da Fonseca, 885, Centro. Loja 230(13) 3355-9057. De R$ 6 a R$ 12. ● 1 (128 lug.). Shrek para Sempre - dub. - L. - 15h40 / 17h40 / 19h40. Eclipse - 14a. - 21h30. ● 2 (129 lug.). Encontro Explosivo - 12a. - 16h30 / 18h50 / 21h15. ● 3 (143 lug.). Meu Malvado Favorito - dub. - L. - 15h00 / 17h00 / 19h00 / 21h00. UBATUBA ★ Cine Porto (155 lug.). R. Milton Holanda Maia, 61, Praia do Itagua. (12) 3833-2066. De R$ 8 a R$ 10. 4ª R$ 4. ● 1 (155 lug.). Shrek para Sempre - dub. - L. - 16h20.Eclipse - 14a. 18h40 / 21h00.


D14 C2+música %HermesFileInfo:D-14:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

SEM INTERVALO KEILA JIMENEZ ✽ ●

● ‘Me

falaram que leram que eu estou indo para A Fazenda ... Estou ???’ De Fernando Muylaerte,

Globonega criseemudança noMaisVocê

brincando no Twitter com a escalação do elenco do reality da Record

Ti-ti-ti está recuperando a audiência na faixa das 7 da Globo: registrou na noite de quinta-feira média de 32 pontos de ibope.

E

SBT (4) 6h00 7h00 12h45 13h15 13h45 14h15 19h05 19h30 20h15 21h15 22h15 22h20 23h10 1h00 2h45 3h30 4h15 5h00

Série - Chaves Sábado Animado Série - Chaves Série - Arnold Série - E, A Patroa E As Crianças Programa Raul Gil Boletim De Ocorrências Sbt Brasil Novela - Uma Rosa Com Amor Supernanny Boletim De Ocorrências Novela - A História De Ana Raio E Zé Trovão Cine Belas-Artes - Então Vem O AmorTele Seriados Série: Sobrenatural/ Supernatural Ataque De Risos I Série: Elas E Eu Ataque De Risos II Série: Raja Ataque De Risos III Série: Um Maluco No Pedaço Ataque De Risos IV Série: Cory Na Casa Branca

GLOBO (5) 6h05 6h25 6h50 7h15 7h40 8h05 9h35 9h55 11h55 12h00 12h45 13h15 13h45 14h35 16h07 16h11 18h10

Globo Educação Globo Ciência Globo Ecologia Globo Universidade Ação TV Globinho Turma da Mônica GP de Vôlei Feminino - Brasil x Japão Hannah Montana SPTV - 1ª Edição Globo Esporte Jornal Hoje Estrelas Sessão de Sábado: O Grande Dragão Branco Globo Notícia Caldeirão do Huck Escrito nas Estrelas

de flores da personagem Clô (Irene Ravache) em Passione está entre os itens de decoração mais procurados pelo público na Central de Atendimento ao Telespectador (CAT), da Globo.

Sônia Braga foi convidada para participar do Programa do Jô na segunda-feira. Para abalar, já tem eleito um modelito verde e acessórios de Antônio Bernardo.

A partida São Paulo X Inter, pela Libertadores da América, também garantiu bom ibope à Globo: alcançou média de 33 pontos no horário, prejudicando o debate de presidenciáveis da Band, que ficou com 3 pontos.

Novidade do mês, o DVD de Roque

Meu motorhome A repórter Mila Burns e o cinegrafista Francisco Quinteiro, do Planeta Brasil, da Globo Internacional, são os entrevistados do Altas Horas de hoje. No papo com Serginho Groismann, a dupla, que mora em um motorhome nos EUA, conta muitas histórias desta temporada da atração.

Guia. TV 4h40 Novo Telecurso - Ensino Médio Revisão Da Semana 5h45 Telecurso Tec - Revisão Da Semana 7h00 Tecendo O Saber - Versão Para O Professor 7h30 Via Legal 8h00 Nossa Língua 8h30 Almanaque Educação II Comunicação Digital 9h00 Campus 10h00 Cultura É Currículo 10h15 Educação Financeira - Como Planejar A Aposentadoria e Conquistar A Independência Financeira 10h30 Super Fofos 10h45 Dora, A Aventureira 11h15 Cocoricó 11h30 Pink Dink Doo 12h00 Arthur 12h30 As Aventuras De Piggley Winks 13h00 Invenções 13h30 Minúsculos/ Shaun, O Carneiro 13h45 Animatv - A Princesa Do Coração Gelado 14h00 O Mundo Redondo De Olie 14h30 Miss Spider 15h00 Vila Sésamo 15h30 Cocoricó Na Cidade 15h45 Escola Pra Cachorro 16h05 Camundongos Aventureiros 16h30 Arthur/ Minúsculos/ Shaun, O Carneiro 17h00 Castelo Rá-Tim-Bum 17h30 Doug 18h00 Ao Ponto 2010 (Estreia) 18h30 Almanaque Brasil (2ª Exibição) 19h00 Manos E Minas 20h00 Vitrine - Ana Paula Padrão 21h00 Jornal Da Cultura 21h30 Viola, Minha Viola 22h30 Zoom 23h30 Blues - Uma Viagem Musical Vermelho, Branco E Blues 0h30 Mp3 - Música Para O Terceiro Milênio 1h30 Manos E Minas (2ª Exibição) 2h00 Mosaicos - A Arte De Adoniran Barbosa (2ª Exibição) 3h30 Radiola (2ª Exibição)

velas em Dinossauros e Robôs, próxima trama das 7 da Globo, de Walcyr Carrasco.

Brega? A nada discreta luminária

DIVULGAÇÃO

CULTURA (2)

Cissa Guimarães voltará às no-

foi o crescimento da base de assinantes da TV por assinatura este ano em comparação ao mesmo período de 2009

keila.jimenez@grupoestado.com.br

ntre os boatos de que sua produção poderá voltar para São Paulo, que o programa será encurtado e vai trocar de direção, o Mais Você, da Globo atravessa uma de suas piores fases de audiência. Segundo medição do Ibope na Grande São Paulo, a atração de Ana Maria Braga fechou o mês de julho com média de 7 pontos, a mais baixa do programa desde 2004. A luz vermelha acendeu na Globo depois que a atração, há algum tempo empatando em audiência com o Fala Brasil, da Record, começou a perder durante alguns momentos para a concorrência. Procurada, a Globo, por meio de sua assessoria de imprensa. nega que o Mais Você possa voltar a ser gravado em São Paulo.

França, entre os dias 22 e 24.

13,1 %

Santeiro foi mais do que editado para caber nos discos do box . No entanto, o megacorte não teve a participação de diretores e roteiristas do folhetim.

O programa Papo de Mãe, de Mariana Kotscho, renovou contrato com a TV Brasil por 18 meses. Na fase de últimos ajustes de luz, o game O Ultimo Passageiro, que estreia no dia 22 na RedeTV!, terá ao todo 18 câmeras: 9 dentro do estúdio G, o maior da emissora, e 9 fora, em provas externas.

Busão do Brasil já assusta a direO Sportv vai exibir com exclusividade o Torneio Internacional de basquete Villeurbanne, que acontecerá na

ção da Band: os boletins diários do reality não chegam nem à casa do 1 ponto de audiência.

Cultura: 2182-3000; SBT: 3236-0111; Globo: 3131-2500; Record: 2184-4000; Rede TV!: 3306-1000; Gazeta: 3170-5757; Band: 3131-1313; ; Rede Vida: (17)3355-8432. Esta programação e

informações são de responsabilidade exclusiva dos canais e podem ser alteradas à última hora.

19h00 19h15 20h15 20h55 22h00 23h00 0h50 2h55

SPTV - 2ª Edição Ti-ti-ti Jornal Nacional Passione Zorra Total Supercine. Filme: O Invisível Altas Horas Uma Família da Pesada

RECORD (7) 8h30 9h30 12h00 13h00 14h30 15h00 17h00 21h15 22h00 23h15 0h15 1h00

Fala Brasil Especial Hoje Em Dia Record Notícias Esporte Fantástico Tudo A Ver Cine Aventura - O Professor Aloprado O Melhor Do Brasil Jornal Da Record Legendários Show Do Tom Lipstick Jungle, Selva De Batom - Série Programação Iurd

Mtv Lab Br Especiais Mtv Mtv Debate 16 And Pregnant Show Mtv - Vma 2010 Show Mtv - Black Eyed Peas Top Top Mtv Fiz Na Mtv Colírios Capricho 15 Minutos 15 Minutos Scrap Mtv It Mtv Mtv Sports Tome Conta Do Brasil Comedia Mtv Infortúnio Fudêncio E Seus Amigos Quinta Categoria Programa A Dois Badalhoca Didiabólico MTV Na Pista Lobotomia

REDE VIDA (34)

REDETV! (9) 6h00 Super Papo 7h00 Avant Midia 8h00 Associação Família Debaixo da Graça 8h15 Igreja Presbiteriana 8h45 Vitória em Cristo 10h40 Casa Publicadora 11h10 Vitória em Cristo 12h00 Helifly - Voz da Verdade 12h30 Assembléia de Deus 13h00 Interligado 14h00 Avant Midia 14h30 Pague Menos 15h00 Super Papo 15h35 Apeoesp 15h45 Campeonato Brasileiro Séria B Náutico x Sport 18h05 Brothers 19h45 TV Fama 20h55 RedeTVNews 21h55 Good News 22h10 Amaury Jr. Show 23h45 UFC - Sem Limites 0h45 Interligado 2h00 Bola de Neve 2h30 Super Papo 3h00 Igreja da Graça, Nosso Lar 5h00 Super Papo

GAZETA (11) 6h00 Igreja Universal do Reino de Deus 8h00 Bestshop TV 9h45 Gazeta Shopping 10h25 Bestshop TV 11h00 Gazeta Imóveis 12h00 Auto Shop TV 13h00 Bestshop TV 19h00 Jornal da Gazeta 19h30 Bestshop TV 20h00 Igreja Universal do Reino de Deus 22h00 Gazeta Shopping 22h30 Bestshop TV

BANDEIRANTES (13) 7h00 Infomerciais - Local 9h45 Grand Prix De Vôlei Feminino Brasil x Japão 12h00 Vitória Em Cristo 13h00 As Aventuras De Jimmy Neutron 13h15 Max Steel 13h40 Os Cavaleiros Do Zodíaco 14h00 Família Dinossauros 14h20 Sessão Livre - Coccon 16h30 Popcorn Tv 17h00 As Av. De Jeff Corwin 17h40 E24 18h50 Brasil Urgente / SP 19h20 Jornal Da Band 20h25 Show Da Fé 20h50 Cqc - Reap. 22h00 Busão Do Brasil 22h10 Cine Clube - A Missão 0h15 Show Business 1h00 The Shield 2h00 Cine Privé - O Colar Mágico 4h00 Espaço Vida Vitoriosa

MTV (32) 8h30 9h30 10h00 10h30

11h00 12h30 13h00 14h00 15h00 15h30 16h00 17h00 18h00 19h00 19h15 19h30 20h00 20h30 20h45 21h00 22h00 22h15 22h30 23h30 00h30 00h45 1h00 1h30

8h00 8h30 9h00 10h00 12h00 12h30 13h00 13h30 14h00 14h30 15h00 17h00 17h30 19h00 21h00 21h30 22h00 23h00 23h50

TV SÉCULO 21 6h00 6h05 6h35 7h05 7h20 7h30 8h30 9h00 9h05 11h30 11h55 12h00 13h00 13h30 14h30 15h00 15h05 16h30 17h00 17h15 17h30 18h00 18h30 19h00 20h00

Hora da Consagração O Terço Clip Meu Senhor e Meu Deus Disk Shop Arquivo 21 Disk Shop Hora da Consagração Você Pode Ser Feliz A Associação Precisa deVocê Por Um Brasil Mais Cristão Caminhos da Fé Especial Século News Sócios na Fé Disk Shop Hora da Consagração Vida e Saúde Disk Shop Meu Senhor e Meu Deus Deus nos Fala Disk Shop Semeando Vida Arquivo 21 Evangeliza Show Meu Desejo é a Vida do Meu Povo 20h30 Ecclesia 21h30 Mulher.Com 23h30 Especial Século News

TV PAGA ANIMAL PLANET 12h00 13h00 13h30 14h00 14h30 15h00 15h30

Mtv Lab Now Mtv Lab Metalblog Mtv Lab Coletivo Mtv Lab Tecoapple

Fazendo Esperança Novena do Perpétuo Socorro O Rio Celebra (av) Campeonato Feminino - São Judas Tadeu x E.C. São Bento (av) Filhos do Pai Eterno Jornal da Vida Frei Jorge da Paz com a Palavra do Senhor SIMPI Novena do Perpétuo Socorro Kerigma Missa no Santuário Mãe de Deus (av) Especial Missa no Santuário do Divino Pai Eterno (av) Trindade - GO Camp. Paulista 2ª Div. Primeira Camisa x Desportivo Brasil (av) Filhos do Pai Eterno Ponto de Encontro Cultural Projeto Candelária Grandes Momentos Ed Costa Medalhão Persa (av)

16h00 17h00

Planeta Violento: Inferno Noite: Hienas 60 Encontros Mortais Testemunha Animal: Morte em South Park Testemunha Animal: Por um Fio Vídeos Divertidos do Animal Planet Vídeos Divertidos do Animal Planet Os Sobreviventes: Um Novo Dia Esquadrão Canino: Trabalho de Equipe

17h00 19h00 21h30 22h00 22h30 23h00 23h30

CONTROLE NA MÃO

Se Joga ! Top TVZ Tira Onda Cilada: Festa de Casamento De Cara Limpa As Gostosas e os Geeks Papo Calcinha

NATIONAL GEOGRAPHIC 12h00 Icebergs: Alerta Global 13h00 A Bordo do Costa Serena: Prova 14h00 14h30 15h00 16h00

Ao Ponto: nova temporada

Nova série de Jamie Oliver

Estreia a série Spartacus

Cultura/ 18 h

GNT/ 19 h

GloboSat HD/ 23 h

17h00 18h00 18h30 19h00

18h00 Testemunha Animal: Morte em South Park 18h30 Testemunha Animal: Por um Fio 19h00 O Encantador de Cães: Bam Bam 20h00 Os Sobreviventes: Um Novo Dia 21h00 King Kong (Longa) 23h30 Vídeos Divertidos do Animal Planet

8h45 9h15 9h45 10h45 12h40 14h45 15h00

AXN 12h00 Mr. Holland - Adorável Professor 14h30 AXN Flix 15h00 Law & Order: Criminal Intent 16h00 Castle 17h00 Lost 18h00 Flash Forward 19h00 Ultravioleta 21h00 Hulk

CANAL BRASIL 12h00 Sangue Latino - León Ferrari 12h30 Espelho: Comemoração do Programa 100˚ 13h00 Zoombido: Benito di Paula 13h30 O Som do Vinil: Fernanda Takai, Onde Brilhem os Olhos Seus - Parte 02 14h00 Coisas pelas Quais Vale a Pena Viver: Roteiros 14h30 Maratona Curta na Tela 16h00 Apolônio Brasil - Campeão da Alegria 18h05 O Auto da Compadecida 20h00 Curta na Tela: Mauro Shampoo - Jogador, Cabelereiro e Homem 20h30 Cinejornal 21h00 Pampulha ou a Invenção do Mar de Minas 22h30 Curta na Tela: Vaidade 22h42 h Curta na Tela: TPM - Tensão Pré-Matrimonial 23h00 Seleção Brasileira: A Ilha da Morte

DISCOVERY 12h00 13h00 14h00 15h00 16h00 17h00 18h00 19h00 20h00 21h00 22h00 23h00

A Supercâmera: Cobras e Sumô Hora Zero: O Rei da Cocaína Narcosubmarinos S.O.S. Construção Guerra de Mecânicos Ideias para Salvar o Planeta: Filtro Atmosférico Sacrifício Humano: Sexo e Morte Desaparecidos: O Longo Caminho de Casa Monstros do Rio: Boca-de-jacaré Monstros do Rio: Devorador de Homens Monstros do Rio: Devoradores de Carne O Índice da Maldade: Mentes Delirantes

ESPN BRASIL 8h00 Social Clube 8h15 Planeta Expn : X-Treme Tv

17h00 17h30 19h30 20h30 21h30 22h00 23h00 23h07

Planeta Expn: Mundo 2 Rodas Prévia do Campeonato Inglês Futebol no Mundo X Games: Dia 3, Parte 2 Supercopa Da Alemanha: : Bayern De Munique x Schalke 04 - (av) Abre O Jogo : Amistoso Internacional - (av) Amistoso Internacional : Manchester City x Valencia - (av) Vamos Correr! Campeonato Russo: Krylia Sovetov x Lokomotiv Planeta Expn Sportscenter Sábado - (av) O Brasil Da Copa Do Brasil Loucos Por Futebol Mitsubishi Cup: Mafra / SC Sportscenter Sábado

FILM & ART 12h00 Direto do Actors Studio Mark Ruffalo 13h00 Tess of the D'Urbervilles Eps. 2 14h00 That Mitchell and Webb Look 2ª Temp. Eps. 5 14h30 ThatMitchell and Webb Look 2ª Temp Eps. 6 15h00 Os Mistérios do Inspetor Lynley Um Grande Resgate - 1 e 2 17h00 A tetralogia completa de: O Anel do Nibelungo O Ouro de Rin, de Richard Wagner 20h00 The Best of The Tony Awards 2010 21h00 Life on Mars Temporada 1 22h00 Wallander Mastermind

FOX 12h30 15h00 17h30 19h00 20h00 22h00

Planeta dos Macacos O Terminal White Collar Glee O Amor é Cego Norbit - Uma Comédia de Peso

GNT 12h00 Nigella Express: Salvação na Despensa 12h30 Que Marravilha!: Maria Clara e César 13h00 Mulheres da Lei: Uma Mulher Perfeita 14h00 Marília Gabriela Entrevista: Dra. Fabíola Minson 15h00 Justa Causa 16h00 Na Casa dos Trinta 18h00 Supernanny: Família Johnson 19h00 Jamie Oliver e a Revolução da Comida 20h00 Nosso Planeta, Nossa Casa 21h00 Diário do Olivier: Fazenda São Francisco 21h30 Tamanho Único 22h00 GNT Fashion 22h30 Alternativa - Saúde 23h00 Saia Justa: Especial 8 anos

HBO

11h05 Encontro de Amor 13h00 Ashes To Ashes 14h00 Especial Cannes 2010: Glamour e Cinema de Autor 14h35 Temple Grandin 16h35 Ele Não Está Tão a Fim de Você 18h55 Amigos, Amigos Mulheres à Parte 21h00 A Verdade Nua e Crua 22h45 Satisfaction 23h45 A Casa de Vidro

LIV 11h00 13h30 14h00 15h00 16h00 17h00 18h00 19h00 20h00

Desaparecidas Rumo ao Estrelato Life Unexpected Mercy Parenthood The Tudors Judging Amy Once and Again Extreme Makeover: Reconstrução Total 21h00 Extreme Makeover: Reconstrução Total: Ginyard 22h00 Nas Profundezas do Mar Sem Fim

MAX 11h40 12h35 14h15 16h00 18h10 20h05 22h00 23h55

Projeto Alzheimer MIB - Homens de Preto Bolt - Supercão Shine a Light A Onda Motoqueiro Fantasma O Melhor Amigo da Noiva Temos Vagas 2: A Primeira Diária

MAX PRIME 11h15 Cyborg Cop 3: Resgate Espetacular 13h00 Agente 86 - Bruce e Lloyd Fora de Controle 14h15 Virando o Jogo 16h30 Reação Colateral 18h15 Treze Fantasmas 20h00 O Justiceiro em Zona de Guerra 22h00 30 Dias de Noite

MGM 12h50 Velozes e Furiosos 14h50 Um Jogo, Uma Vida 17h00 Bridget Jones: No Limite da Razão 19h00 A Onda dos Sonhos 21h00 Films and Stars at the Festival Cannes 2010 22h00 + Velozes + Furiosos

MULTISHOW 12h30 Bastidores 13h00 Melhor Prêmio De Todos Os Tempos Da Última Semana 13h15 Tira Onda 13h30 Conexões Urbanas 14h00 Operação S2 14h30 Nalu Pelo Mundo 15h00 TVZ Experimente 16h00 Não Conta Lá em Casa 16h30 Lugar Incomum

20h00 21h00 22h00 23h00

de Evacuação Obras Incríveis: Helicóptero Guindaste Obras Incríveis: Autobahn Expedição Shark: O Primeiro Tubarão Desafios Mortais: Ataques Fatais Destino Aventura: Brasil Água de Rio e Água de Mar A Volta ao Mundo em 52 Semanas A Volta ao Mundo em 52 Semanas: Preso em Cabo Verde Desafios Mortais: Ataques Fatais Planeta Inexplorado: Marrocos Máfia: A Comissão A Máfia Britânica: Glasgow Mega Máquinas: BMW

SONY 12h00 13h00 13h30 14h00 15h00 16h00 17h00 18h00 19h00 20h30 21h00 22h00 23h00

America's Got Talent Community Sonidos 90210 Melrose Place Ghost Whisperer Os Simuladores Los Caballeros Las Prefieren y Brutas Buchanan's Forever: Sting Sonidos - Zeca Baleiro, Fresno e Capital Inicial America's Next Top Model Top Chef Masters Saturday Night Live

SPORTV 10h00 Mundialito Futebol De Areia Brasil x Eua (av) 11h00 Mundialito Futebol De Areia Portugal x Argentina (Ao Vivo) 12h00 Torneio Internacional Masculi no De Basquete - Brasil x Venezuela (av) 14h00 Zona De Impacto (Inédito) 15h00 Sportv Tá Na Área (av) 18h00 Pré-Jogo (av) 18h30 Campeonato Brasileiro De Futebol - Botafogo x Atlético-Mg (Menos Est. RJ) (av) 20h30 Troca De Passes (av) 21h30 Sportv Repórter (Inédito) 22h30 Sportv News (av) 23h00 Sportv Combate - Ufc 117 (In.)

TCM 12h00 13h00 14h00 15h00 16h55 19h40

A Bela e a Fera Bonanza Combate Sangue por Glória Três Homens em Conflito Rollerball - Os Gladiadores do Futuro 22h00 The Who: Live At Kilburn 23h10 Império do Sol

TELECINE ACTION 11h25 13h20 15h05 16h45 18h35 20h30 22h00

Na Sombra do Crime Mercenário Pesadelos Mortais Testemunha do Silêncio + Velozes + Furiosos Cloverfield - Monstro Missão Impossível 3

TELECINE CULT 11h45 13h45 16h05 17h40 20h00

Raposa do Espaço Cortina Rasgada Vingança no Coração Onde os Fracos não têm Vez Inimigo Público Nº 1: Instinto de Morte 22h00 Inimigo Público Nº 1 - Parte 2

TELECINE LIGHT

12h55 14h40 16h15 18h25 20h10

Amor ou Amizade Adolescentes Malvadas Onde Mora o Coração O Sabor da Magia Uma Coisa Nova: As Surpresas do Coração 22h00 Despachado para a Índia 23h55 Com o Pé na Estrada

TELECINE PIPOCA 12h20 14h15 16h15 18h00

Ainda mais Apimentadas Ela é a Poderosa Fim dos Tempos Faça o que Eu Digo, não Faça o que Eu Faço 19h55 A Múmia: Tumba do Imperador Dragão 22h00 A Vida Secreta das Abelhas

TELECINE PREMIUM 12h30 Arrasta-me para o Inferno 14h30 Aprendendo a Ser Mau 15h38 h Hollywood On Set - Monstros Vs. Alienígenas 16h05 Corrida Mortal 18h05 Quebrando Regras 20h15 Dragonball Evolution 22h00 Tá Rindo do Quê?

TNT 12h45 14h45 17h15 17h45 19h50 22h00

Aprovados O Virgem de 40 Anos TNT + Filme O Detonador Contra o Tempo Falcão Negro em Perigo

UNIVERSAL CHANNEL 12h30 13h00 14h00 15h00 16h00 17h00 18h00 19h00 20h00 22h00

What's On Greek Psych Psych Law & Order Law & Order Law & Order Brothers & Sisters Gritos Mortais House

WARNER 12h00 14h00 17h30 21h00 0h30

21h00 Willa e os Animais: O Show deve Continuar / Willa vai Acampar 21h30 Hi-5 - Austrália 22h00 Backyardigans 22h30 Lazytown: Surpresa de Aniversário 23h00 Garota Supersábia: Vovó É Prefeita / Tobias, o Bon zinho 23h30 Martha Fala: Martha Treina o Cachorro/Martha É Talentosa

DISNEY CHANNEL 11h00 Irmão Urso 13h00 Nem que a Vaca Tussa 14h30 Jake Long da Disney, O Dragão Ocidental 15h00 101 Dálmatas 17h00 Jake & Blake 17h30 Zack & Cody: Gêmeos a Bordo 18h00 Hannah Montana 18h30 Os Feiticeiros de Waverly Place 19h00 Jonas 19h30 Boa Sorte, Charlie! 20h00 Carros 22h30 George, O Rei da Floresta 2

DISNEY XD 12h00 12h30 13h00 13h30 14h00 14h30 15h00 15h30 16h00 16h30 17h00 19h00 19h30 20h00 20h30 21h00 21h30 22h00 22h30 23h00

NICKELODEON

Jurassic Park 3 Matrix Batman Begins Diamante de Sangue O Grande Truque

12h00 13h00 14h00 14h30

INFANTO-JUVENIL

15h30 16h30 17h30 18h30 19h00 21h00 21h30 22h00

CARTOON 12h00 12h30 13h00 14h00 15h00 18h00 20h00 23h00

Herói 108 Johnny Test Garfield Twisted Whiskers Votatoon Cine Cartoon Garfield Garfield

DISCOVERY KIDS 12h00 12h30 13h00 13h30 14h00 14h30 15h00 15h30 16h00 16h30 17h00 17h30 18h00 18h30 19h00 19h30 20h00 20h30

Kid vs. Kat Mistureba Pucca Os Padrinhos Mágicos Zeke e Luther Uma Banda Lá em Casa Kid vs. Kat Kick Buttowski: Um Projeto de Dublê Clube dos Caça-Monstros Homem de Ferro Vira-Lata Liga dos Supermalvados Kid vs. Kat Kick Buttowski: Um Projeto de Dublê Phineas e Ferb Uma Banda Lá em Casa Zeke e Luther Os Padrinhos Mágicos Phineas e Ferb Vira-Lata

Mister Maker Lazytown Extra: Limpeza! Sid, o Pequeno Cientista Toot & Puddle: Otto Vence o Medo do Escuro / O Grande Cozinheiro Puddle Roary, O Carrinho de Corrida Dinotrem Mecanimais Angelina Ballerina: Os Seguintes Passos Garota Supersábia: Um Supercastigo / Exército de Ratos Martha Fala: Oh, Não!/ Adeus, Martha Princesas do Mar: A Desculpa/ A Corrida Milly e Molly: O Presente de Natal / Robusto Os Amigos do Sunny Patch da Miss Spider Princesinha T1 e: Eu Não Gosto Do Outono/Eu Não Quero Pegar Piolho Word World Peixonauta: O Caso dos Cachorrinhos / O Caso das Areias Escaldantes Mister Maker Mecanimais

I-Carly Big Time Rush Karkú, Uma Galera Atrevida Manual de Sobrevivência Escolar do Ned The Naked Brothers Band Drake & Josh Zoey 101 I-Carly Donkey Xote I-Carly Zoey 101 Um Desatino do Destino

TV RÁ TIM BUM 12h00 12h50 13h00 13h15 13h30 13h40 13h55 14h10 14h20 14h30 14h45 15h00 15h10 15h40 16h10 16h45 17h15 17h45 18h15 18h30 19h00 19h10 19h20 19h30 19h45 20h00 20h05 20h15 20h30 21h00 21h50 22h00 22h28 22h30 22h55 23h00

Teatro Rá-Tim-Bum Cantigas de Roda Cocoricó Escola de Princesinhas Isso Disso Abelhinhas Física Divertida Papel das Histórias Cineminha Pequenos Cientistas Juro Que Vi Traçando Arte Glub Glub Qual é, Bicho? Rá Tim Bum Castelo Rá Tim Bum Ilha Rá Tim Bum Glub Glub Cocoricó Vila Sésamo Papel das Histórias Os Reciclados Física Divertida Juro Que Vi Escola de Princesinhas Isso Disso Traçando Arte Cocoricó na Cidade Mundo da Lua Teatro Rá-Tim-Bum Cantigas de Roda Cambalhota h Gravidez e Maternidade Rá Tim Bum Gravidez e Maternidade Bambalalão

Filmes na TV

O encanto especial de Cocoon Luiz Carlos Merten Cocoon 14H20 NA BAND (Cocoon). EUA, 1985. Direção de Ron Howard, com Don Ameche, Jéssica Tandy, Hume Cronyn.

Um dos primeiros filmes dirigidos por Howard e um grande sucesso de público. Conta a história de velhinhos que descobrem a fonte da juventude numa piscina energizada por alienígenas. Possui um encanto do especial. Parte dele vem do elenco de veteranos. Programa encantador, senão memorável. Reprise, colorido, 118 min.

Newt Arnold, com Jean-Claude Van Damme, Donald Gibb, Leah Ayres, Norman Burton, Forest Whitaker.

Assim como Cocoon foi um dos primeiros êxitos do diretor Ron Howard, O Grande Dragão Branco também estourou na bilheteria, consagrando Jean-Claude Van Damme. O astro belga das artes marciais faz lutador que participa de torneio de vida ou morte. As cenas de ação são muito bem coreografadas e Van Damme, em princípio de carreira, exibe uma forma invejável. O curioso é a participação de Forest Whitaker, que já havia recebido seu prêmio de interpretação em Cannes (por Bird, de Clint Eastwood). Reprise, colorido, 92 min.

O Professor Aloprado

O Grande Dragão Branco

15 H NA RECORD (The Nutty Professor). EUA, 1996. Direção de Tom Shadyac, com Eddie Murphy, Jada Pinkett, James Coburn, Larry Miller, David Chappelle.

14H35 NA GLOBO (Bloodsport). EUA, 1987. Direção de

O remake da comédia clássica de Jerry Lewis, nos anos 1960, man-

tém o conceito – a livre adaptação de O Médico e o Monstro, de Robert Louis Stevenson –, mas não se propõe a ser, como o filme anterior, uma virulenta psicanálise do matriarcado na sociedade norte-americana. Eddie Murphy faz professor balofo que toma poção e vira sedutor sem caráter. Sem ser 10, a comédia diverte, moderadamente. Tanto, que deu origem a uma série. Reprise, colorido, 95 min.

Loucademia de Polícia 7 22 H NA REDE BRASIL (Police Academy: Mission to Moscow). EUA, 1994. Direção de Alan Metter, com George Gaynes, Michael Winslow, David Graf, Claire Forlani.

No sétimo filme da série, a fórmula já estava esgotada e os recrutas da loucademia repetem gags visuais e verbais no automático. Falta uma história e as piadas articulam-se em torno da ajuda que os policiais norte-americanos devem prestar a seus colegas russos, após a derrocada do

império soviético. Para não dizer que é tudo ruim, a beleza de Claire Forlani sempre ajuda. Reprise, colorido, 97 min.

des atores, belas cenas e uma trilha – de Ennio Morricone – deslumbrante. Apesar disso, algo falta. Reprise, colorido, 125 min.

ção independente. O título não deixa dúvida. Vem romance aí. Reprise, colorido, 98 min. O Exército de Cinco Homens

O Invisível A Missão 22H10 NA BAND (The Mission), Inglaterra, 1986. Direção de Roland Joffe, com Robert De Niro, Jeremy Iron, Ray Mcanally, Aidan Quinn, Cherlie Lunghi, Ronald Pickup, Chuck Low, Liam Neeson, Bercelio Moya, Sigifredo Ismare, Asuncion Ontiveros, Alejandrino Moya, Daniel Berrigan.

Muitos críticos até hoje se perguntam como este filme ganhou a Palma de Ouro? Para início de conversa, não estava pronto e era considerado um work in progress. A história passa-se na época das missões jesuíticas, na fronteira entre Paraguai, Argentina e Brasil. Aí se defrontam um mercador que quer escravizar s índios um religioso que defende os silvícolas, mas quer escravizar a alma deles (com a intenção de salvá-las). O filme tem gran-

23 H NA GLOBO (The Invisible). EUA, Canadá, 2007. Direção de David S. Goyer, com Justin Chatwin, Margarita Levieva, Marcia Gay Harden, Chris Marquette.

Thriller sobrenatural sobre homem que é atacado e quando retoma a consciência está no limbo, perdido entre vivos e mortos. O que ocorreu com ele? Não espere grande coisa. A credencial é a participação da boa atriz Marcia Gay Harden. Reprise, colorido, 97 min. Então Vem o Amor 23H10 NO SBT (And Then Came Love). EUA, 2007. Direção de Richard Schenkman, com Vanessa Williams, Kevin Daniels, Eartha Kitt , Michael Boatman.

Mulher bem-sucedida, e mãe solteira, resolve investigar quem doou o esperma para sua produ-

0H25 NA REDE BRASIL (The Five Men Army). EUA, 1969. Direção de Don Taylor e Italo Zingarelli, com Peter Graves, James Daly.

Durante a revolução mexicana, irlandês misterioso forma exército de cinco homens para combater por conta própria. O formato é de spaghetti western, mas o resultado não vale grande coisa. Reprise, colorido, 105 min. O Colar Mágico 2 H NA BAND (The Click – In the Heat of the Click). EUA, 1997. Direção de Brian Rudnick, com Scott Coppola, Robert Donovan, Gabriella Hall, John Lazar.

O aparelhinho estimulador da libido do dr. Fez cai nas mãos de duas aventureiras que buscam o colar mágico – e cujos poderes são também afrodisíacos. Sexo + sexo = Cine Privê. Reprise, colorido, 87 min.


%HermesFileInfo:D-15:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

C2+música D15

Arte, Cultura e Lazer AGOSTO

Shows e Espetáculos de Arte Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 1830 Televendas: (11) 3258 3344 Vendas on line: www.culturaartistica.com.br

AGOSTO

Av. Tiradentes, 676. Tel.: 3326 3336/3326 1373/3326 5393 Fax: 3326 2006 e-mail: artesacra@sp.gov.br http://wwww.artesacra.sp.gov.br Terças a sextas, das 11h às 18h. Sábados, domingos e feriados, das 10h às 19h.

MAGNELLI Retrospectiva apresenta 64 obras do italiano Alberto Magnelli (1888-1971), realizadas entre 1912 e 1969.

Até 12/09

MAC USP Ibirapuera - Pavilhão Ciccillo Matarazzo, 3º piso - 11 5573.9932 Terça a domingo das 10h às 18h

mam

AGOSTO

Entrada gratuita

DEZ ANOS DO CLUBE DE COLECIONADORES DE FOTOGRAFIA O curador do Clube de Fotografia do MAM-SP, Eder Chiodetto, é responsável pela curadoria da exposição que comemora o aniversário dessa iniciativa, na Sala Paulo Figueiredo, trazendo todas as 55 obras que fizeram parte do Clube desde sua criação.

MÚSICA NO MCB

AGOSTO

AGOSTO

02/07 a 19/09 Parque do Ibirapuera, Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº - Portão 3 Terça a domingo e feriados. Bilheteria das 10h às 17h30. Visitação das 10h às 18h

RECITAL DE PABLO ROSSI

Apresentações musicais gratuitas de qualidade num cenário encantador: o terraço do Museu da Casa Brasileira, defronte a seu jardim de 6.600 metros quadrados.

Piano Obras de Frédéric Chopin e Robert Schumann

Domingos, às 11h

29/08 (única apresentação)

Av. Brig. Faria Lima, 2705 - Jd. Paulistano - Fone: 3032-3727 Domingos, às 11h Gratuito Visitas orientadas: 3032-2564 Site www.mcb.org.br

Av. Morumbi, 4077- Fone: (11) 3742-0077 - Domingo às 11h30 Capacidade do auditório: 107 lugares Venda antecipada de ingressos por telefone Estacionamento com manobrista no local

Entrada franca até o dia 10 de fevereiro. Ingresso: R$ 5,50 Sócios do MAM, crianças até 10 anos e adultos com mais de 65 anos não pagam entrada. Site: www.mam.org.br

Hong Kong Sinfonietta Yip Wing-Sie Regência Colleen Lee Piano 14 e 16 de agosto, 21h

Sala São Paulo

A orquestra que já acompanhou Luciano Pavarotti, Itzhak Perlman e Pinchas Zukerman vem pela primeira vez ao Brasil apresentando concertos para piano de Chopin e Prokofiev, além de sinfonias de Schumann e Shostakovich. Informações e vendas: (11) 3258 3344 Programação sujeita a alterações Classificação etária: livre Preço especial para estudantes com até 30 anos, 30 min antes do concerto: R$ 10

www.culturaartistica.com.br PATROCÍNIO


D16 C2+música %HermesFileInfo:D-16:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

MARIA RITA KEHL

SEGUNDA-FEIRA LÚCIA GUIMARÃES MATTHEW SHIRTS

TERÇA-FEIRA ARNALDO JABOR

QUARTA-FEIRA ROBERTO DAMATTA

QUINTA-FEIRA LUIS FERNANDO VERISSIMO

SÁBADO MARCELO RUBENS PAIVA MARIA RITA KEHL

SEXTA-FEIRA IGNÁCIO DE LOYOLA BRANDÃO MILTON HATOUM

DOMINGO LUIS FERNANDO VERISSIMO JOÃO UBALDO RIBEIRO DANIEL PIZA

Educação sentimental

“E

u era feliz? Não sei. Fui-o outrora, agora.” (Fernando Pessoa) Seosonhorealizadesejos,oquelevaalguéma sonharcom períodos difíceis do passado? Na Interpretação dos Sonhos, Freud formula a pergunta apenas para apresentar suaconclusão:“Naquelestemposduros eu possuía algo melhor que tudo: a juventude.” Paradoxal, o desejo de juventude. Só a desejamos depois de perdê-la para sempre. “Tenhosaudadesdocorpojovem”, dizCaetano,nopresente,aoentrevistador do documentário Uma Noite em 1967 que lhe pergunta se tem saudades da época dos Festivais da MPB. “Só sinto falta daquela alegria que vinha do corpo.” Caetano é o único que confessanostalgia.Osoutroscompositores,entrevistadosnofilmequeestreou em São Paulo na semana passada, não falamcom saudadesdos festivais da TV Record. “Eu estava apavorado naquela final”, revela Gilberto Gil. “Não sei como as câmeras captaram a imagem daquele fantasma que eu era no palco.” Chico Buarque, aos 23 anos, sentia-se velho diante dos baianos por conta do smoking careta

que tinha alugado para usar no palco. E EduLobo,ovencedordanoite, trazlembrançasdeumafaseangustiada:“Naquele tempo eu viviapreocupado. Não sabia se ia dar certo na carreira de compositor.” A tenra idade pesa. Ofilme deRicardo Calil e RenatoTerratem sidobem recebido por quem tem hoje mais de 50 anos. Desperta saudades. E assombro: de onde surgiu aquela espantosa geração de meninos compositores? Como explicar a concentração de poetas e músicos talentosos revelados nos quatro grandes festivais, desde a Excelsior de 1965 até o primeiro da Globo, em 1968? Eles fizeram, mais que qualquerescritor, aeducação sentimental da minha geração. Pena que Uma Noite em 1967 seja um documentário tão preguiçoso. Tendo em mãos o precioso arquivo da última noite do festival daquele ano, os diretores contentaram-se em intercalar as cenas gravadas ao vivo no Teatro Paramount em São Paulo com as entrevistas atuais concedidas por músicos, organizadores e jornalistas presentes na premiação. Faltam informações sobre o evento, como, por exemplo, o nome dos outros finalistas e das outras canções concorrentes. Entre 12 selecionados, o

filme concentra-se nos 5 vencedores, maisacenacompletadomassacrepúblico de Sérgio Ricardo, politicamente incorretíssimo para os padrões atuais. Nãohánenhumapesquisasobreosfestivais anteriores, sobre o Brasil da época, sobre de onde vieram os vencedores de 67. De que fontes brotaram as águas que explodiram em tamanha fervura?

Nunca mais a TV exibiu uma mistura tão bem-sucedida e tão inesperada de genialidade Mas as imagens da época têm o mérito de revelar como estamos distantes da década de 1960. Tudo era um pouco mais pobre, mais chinfrim, muito mais improvisado e também mais vivo e espontâneo do que o que veio a seguir. A plateiaquelotavaoteatroalémdoslimites de segurança era indomável. Os aplausos e principalmente as vaias eram captados por um microfone pendurado pelo fio sobre as cabeças do público. A qualidade do som era sofrível; as canções, os arranjos e a interpretação, empolgantes. Nunca mais a televisão brasileiraexibiuumamisturatãobem-sucedidaetão inesperada de genialidade,dian-

te da qual o espectador contemporâneo nem liga para a precariedade da técnica. E como os corpos eram diferentes! Todos magérrimos sem nunca ter passado por uma academia. Ombros estreitos, braços finos. Magreza da idade. Quem se importava com isso? A plateia parecia estar ali para fazer política onde ainda não era proibido. Tudo era pretexto para se marcar posição. Tratava-se de apoiar com fervor a melhor “música de festival”. A vencedora Ponteio, de Edu Lobo e Capinam, trouxe a combinação perfeita para empolgar o público. “Era um, era dois, era cem”: diante da multidão o violeiro deve dizer logo o que tem pra contar. Chegou seu momento. O tom desafiador, a alegoria sobre “a morte ao redor, mundo inteiro”, o desejo de “ver o tempo mudado” – e mais a viola como objeto perdido, evocado pelo “quem me dera agora” do refrão: tudo fazia de Ponteio o meio ideal para promover um gozo estéticoepolítico,dentrodoslimitestolerados pelo regime e pela direção da TV Record.AvitóriadePonteiopareciaarealização do “dia que virá” aqui e agora, transmitida ao vivo pela tevê. Arevelaçãomaisimportantedodocumentário é que, na verdade, nada era tão

espontâneoquantoparecia.Assimcomo a passeata nacionalista contra o uso da guitarra na MPB foi organizada pela própria emissora como estratégia de marketing para promover o festival, o diretor Paulo Machado de Carvalho Filho revela em entrevista que também as vaias e a radicalização da torcida nas finais foram planejados para fazer da disputa um grande acontecimento. Era uma estratégia selvagem de marketing. Nós éramos osfigurantesvestidosdeleõesnaarena romana armada pela direção artísticadaemissora–verdadeirosinocentes úteis da incipiente indústria do espetáculo no Brasil. Então, a partir de 1968 a TV se profissionalizou e a Globo acabou com a farra. Como se prenunciasse o AI-5, que calou e exilou os melhores artistas, a emissora que viria a se tornar a queridinha dos militares engessou o formato, nos solenes e tediosos Festivais Internacionais da Canção. Que mesmo assim nos deram a belíssima Sabiá. Mas desconfio que Chico e Tom não precisavam do pretexto de nenhum festival para compor a mais bela canção do exílio que o País já mereceu.

Teatro. Em Cartaz

LONGE DAQUI

AS FOLHAS DO CEDRO Teatro do Sesc Vila Mariana. Rua Pelotas, 141, telefone 5080-3147. 6ª e sáb., 21 h; dom., 18 h. R$ 20. Até 22/8.

As Folhas do Cedro, de Samir Yazbek, nos 130 anos da imigração libanesa ✽ Crítica: Jefferson Del Rios ✪✪✪ BOM

agia, palavra fácil, mas é o que ocorre quandooelenco de As Folhas do Cedro deixa lentamente o palco. No curto espaço da representação, o tempo se alonga para acolher a imigração libanesa ao Brasil que, em 2010, comemora 130 anos, e, dentro dela, o destino de uma família. Se a hipótese da presença de fenícios na Amazônia antes dos portugueses e espanhóis não está confirmada, ela serve como “maktub”, expressão árabe para “está escrito”. Porque séculos mais tarde, os habitantes da mesma região

M

no Oriente Médio chegariam ao local em condições dramáticas. Não eram navegantes, mas pequenos artesãos, agricultores e vendedores no geral. Sempre espanta que grupos humanos de culturas tão diferentes como as do Oriente tenham se fixado ali, e vencido, em circunstâncias tão desafiadoras. Em Tomé-Açu, Pará, por exemplo, viveu o menino japonês Flávio Shiró hoje um pintor brasileiro de expressão internacional. Há mais: judeus, alemães e os árabes da ficção de Milton Hatoum. O texto de Yazbek e sua tradução cênica prestam tributoaos que seafastaram da terra natale, no caminho, se desgarraram dos seus e de si mesmos. Guardaram sempre a nostalgia da paisagem antiga, os usos e costumes do Líbano mítico dos cedros milenares. A imigração é

FERNANDO STANKUNS/DIVULGAÇÃO

E AQUI MESMO

Encanto e autoridade cênica. Marina Flores e Hélio Cícero: carga dramática em boas mãos sempre um acontecimento gra- tempo, gosta dessa existência ve, uma violência aos que a ela ou a toma como pretexto para recorrem. Os sinais ficam, e é abandonar a mulher e filhas. deles que a peça fala. Mas o passado manda notícias, e Um libanês deixa a família em eleterá pelafrenteaesposarepuSãoPauloeseemdiada a cobrar sobrenha nos connhos e tradições fins brasileiros quesedespedaçaUM TRIBUTO onde o governo ramdesdeumaalAOS QUE SE militar construía deia no Líbano. a rodovia TransaFilhode libaneAFASTARAM DE SUA mazônica, projeses, Samir YazTERRA NATAL to incompleto bek embaralha o desde os anos 70. jogo ao mostrar O local propicia negócios duvi- dados pessoais e ficção a partir dosos, dinheiro suspeito, prosti- da imigração. Há, de um lado, a tuição e violência. Este homem, crônica familiar na dramatizabanal e enigmático ao mesmo ção de vidas anônimas, e de ou-

Paulo Coelho de volta às origens. Num relato franco e surpreendente, Paulo Coelho revela como uma crise de fé o levou a uma nova viagem para se reconectar ao mundo e encontrar um caminho de renovação espiritual. Ao longo de uma jornada por três continentes, ele sai do seu isolamento, se despindo do orgulho e se abrindo à amizade, ao amor, à fé e ao perdão, sem medo de enfrentar os desafios inerentes à vida. “O Aleph marca a volta de Paulo Coelho às origens, especialmente em obras como O Diário de um Mago e O Alquimista, que revelam seu fascínio pela busca espiritual.” O Estado de S. Paulo R$ 24,90 • 256 páginas • www.sextante.com.br

tro a observação do desenraizamento, choques culturais e flashes da história recente (a ditadura militar). O enredo ao pretender um painel amplo – mas um épico sem heróis – dilui os personagens e deixa forçada a informação sobre a repressão militar. Não se sabe qual a profissão e a psicologia do protagonista. Se ele é um negociante ou um técnico que crê na rodovia. Igualmente fica no ar se é apenas um colecionador de mulheres ou um ser atormentado por horizontes impossíveis. Dramaticamente, o melhor dele é a angústia subentendida.

Neste momento, a dramaturgia de Yazbek tem um verdadeiro achado ao introduzir como narradora a filha que nunca conviveu com o pai. Na suas intervenções explicativas e nos diálogos imaginários com o grande ausente, a obra atinge pungência e força poética. Seguro da escrita e das emoções a transmitir, o dramaturgo, ele mesmo, coloca sua obra no palco, e o resultado é excelente. Detalhes sutis do imaginário libanês são introduzidos em cena através dos sotaques, expressõesárabes, cores, objetose abela música de Marcello Amalfi queremetem aoOrienteeàAmazônia. A cena de chuva é a síntese eloquente de um espetáculo emotivo com um elenco exato. Os papéis episódicos ou fragmentados, difíceis de conduzir, estão bem delineados por Rafaella Puopolo, Douglas Simon e Mariza Virgolino. Especial encanto é dado pela menina Marina Flores, simbolizando a infância entre adultos contraditórios. Já a carga dramática profunda está em boas mãos. Hélio Cícero emprestaao imigrante contraditório sua autoridade cênica e adequação física. Um ator a se respeitar. Daniela Duarte vence o desafio interpretativo de ser a estrangeira a falar português com dificuldade e uma mulher quelutamesmo emtotal desvantagem.GabrielaFlores,com porte altivo e contida emoção, traça o círculo da memória e do afeto. Sugere ao público a compreensão e o agradecimento que devemos aos libaneses e a todos os imigrantes que o bonito espetáculo homenageia.

ESTREIA VENCEDORA DO PRÊMIO CULTURA INGLESA Maria Eugênia de Menezes

A peça Piscina (Sem Água) não tem personagens fixos ou falas predeterminadas. Escrita pelo inglês Mark Ravenhill, trata de temas intrincados como os limites da arte ou a fragilidade das relações, e foi com essa estrutura que conquistou a última edição do prêmio Cultura Inglesa. Assinada por Felícia Johansson, a montagem abre temporada hoje no Teatro Cultura Inglesa de Pinheiros. Em cena, a diretora busca uma concepção quase coreográfica para revelar a história de uma artista plástica que sofre um acidente durante uma festa. Em coma, ela tem seu

PISCINA (SEM ÁGUA) Teatro Cultura Inglesa. R. Dep. Lacerda Franco, 333, 3814-0100. sáb., 21 h; dom., 18 h. R$ 30

corpo manipulado pelos convidados e se torna, ela própria, uma obra de arte. No palco, atores movimentam painéis onde são projetadas cenas do processo de transformação da artista. É a primeira vez que Piscina (Sem Água) é apresentada no Brasil. A trama, que estreou em Londres em 2006, sucede Shopping and Fucking, texto que rendeu notoriedade a Ravenhill e foi encenado em 40 países.


O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Bolt, enfim, perde uma

Esporte bilionário

Ricardo Gomes cai

Após 2 anos, o fenômeno das pistas perde invencibilidade

UFC domina mercado das artes marciais misturadas

São Paulo ouve torcida e decide trocar o treinador após queda na Libertadores

Pág. E6

Pág. E5

Pág. E3

LEONARDO SOARES/AE–5/4/2010

E1 %HermesFileInfo:E-1:20100807:

Esportes estadão.com.br

O drama de um craque

‘KAKÁ TEVE CARREIRA AMEAÇADA’ ERIC VIDAL/REUTERS

Terreno de 16.575 m 2 com 11.000 m 2 de puro lazer 18 itens de lazer para toda a família PRÓXIMO AO PARQUE VILLA-LOBOS

Perspectiva ilustrada da piscina

Condições de pagamento imperdíveis e seu imóvel entregue em 1 ano.* Ato**  

30/60/90/120 dias do contrato**

32 mensais 1ª- em 20/11/2010**

R$ 11.407,20  

R$ 11.420,00

R$ 914,00

Parcela intermediária em 20/7/2011**

Parcela financiamento em 20/9/2011**

Preço de venda**

R$ 56.529,00

R$ 428.135,80

R$ 571.000,00

4 e 3 dorms. • 121 m

2

Entregue equipado e decorado.***

Piscina coberta • Piscina adulto com bar • Churrasqueira e for no de pizza • Family space • Sala de ginástica

Recuperação. Kaká deixa hospital amparado por muletas

Médico e assistente que fizeram a cirurgia em Kaká dizem que meia correu riscos ao ter jogado a Copa da África com dores e provocam irritação em Runco, da seleção Jamil Chade Wagner Vilaron

A artroscopia pela qual passou Kaká na quinta-feira, na Bélgica, setransformou em polêmica ontem. O médico responsável pela cirurgia, Marc Martens, e sua assistente,KristelDereyke,afirmaram que o jogador não deveria ter jogado a Copa da África. E foram além ao dizer que Kaká correuriscodeteracarreiraencerrada. “A situação esteve por um fio”, observou Dereyke. As afirmações dos integrantes da equipe médica belga provocaram desconforto ao médico da seleçãobrasileira, JoséLuizRunco, que acompanhou o atleta na campanha brasileira no Mundial. “Ou foi uma colocação exageradado colega ouele quer tirar proveito de estar operando alguém como Kaká. Não sei se ele (Martens) está acostumado com 7 8 9 10 11 12

isso”, afirmou Runco. “O Kaká não jogou na sua normalidade, até porque estava havia três meses sem jogar e tivemos só duas semanas para realizar trabalho específico com o jogador. Ele nunca esteve em suas condições ideais, e isso não foi negado.” O meia da seleção e do Real Madrid deixou o hospital ontem.Aprevisãoédequearecuperação da cirurgia na cartilagem dojoelho esquerdo o deixe longe do futebol por até quatro meses. Na capital espanhola, o atleta seguirá a recomendação de repousoabsoluto para, depois, submeter-sea intensa rotina de sessões defisioterapia.Kakánãofoiautorizado a viajar para o Brasil.

• Salão de festas adulto com espaço gour met

V isite o novo modelo decorado Av. Mofarrej, 275 - V ila Leopoldina Tel. (11) 3834-3599 • www.jardimleopoldina.com.br

Vendas:

Realização e Construção:

Realização e Vendas:

Rossi Consultoria de Imóveis Ltda. – Rua James Joule, 65 – Torre Sul – 4º- andar – Brooklin Novo – São Paulo-SP – 04576-080 – Tel. (11) 5501-7900 – Creci J-20.006-5. Abyara Brokers Intermediação Imobiliária – Av. República do Líbano, 1110 – Ibirapuera – 04502-001 – São Paulo-SP – Tel. (11) 3888-9200 – Creci/SP 20.363-J – www.abyarabr.com.br. Delforte Empreendimentos Imobiliários S.A. – Creci J19971; Acer Consultores em Imóveis S.A. – Creci 19368J; Frema Consultoria Imobiliária S.A. – Creci 497J – Av. Indianópolis, 618 – CEP: 04062-001 – São Paulo-SP; Tel. (11) 5586-5600 – www.delfortefrema.com.br. A Incorporação imobiliária do empreendimento JARDIM LEOPOLDINA foi registrada sob nº- 32, na Matrícula 62.323, do 10º- Oficial de Registro de Imóveis de São Paulo-SP,

A discussão entre os médicos europeus e Runco

Pág. E2

em 21/9/2007. Mais informações bem como a minuta de instrumento particular de compra e venda estão à disposição dos interessados no estande de vendas. Sujeito a alteração sem prévio aviso. *Entrega prevista para julho de 2011. **Os valores apresentados acima são válidos para os 6º- e 7º- andares, da Torre Bem-Te-Vi, para apartamentos de finais 3 e 4. ***As áreas comuns serão entregues equipadas e decoradas.


E2 Esportes %HermesFileInfo:E-2:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

O drama de um craque EFE/JULIEN WARNAND

Alta. Kaká deixa hospital onde passou por cirurgia

‘KAKÁ CORREU RISCOS DURANTE O MUNDIAL’ Jamil Chade CORRESPONDENTE GENEBRA

Kaká correu o sério risco de encerrar sua carreira por ter jogado com uma grave lesão na Copa do Mundo da África do Sul. A declaração foi dada ontem por Kristel Dereyke, uma das pessoas que participaramdacirurgiadobrasileiro. Em entrevista ao Estado, por telefone, de Antuérpia, na Bélgica, a especialista confirmou que Kaká estará 100%. Segundo Dereyke, a carreira do brasileiro ficou por um fio. “Jogar com dores é algo muito arriscado. Mas, nesse caso, foi ainda pior, pois o jogador não sabia da gravidade da lesão. A dor ficou, então, insuportável. Toda sua carreira esteve seriamente ameaçada. Nosso temor era de que a lesão tivesse chegado a um estágioirreversível.Porissodecidimosfazeraoperaçãoimediatamente”, disse a assistente. O médico que operou o jogador, Marc Martens, confirmou ao jornal espanhol Marca que o risco de Kaká encerrar a carreira

Médico e assistente que operaram o brasileiro dizem que situação esteve por um fio, mas garantem que o meia da seleção e do Real Madrid vai voltar 100% ao futebol por conta da lesão era real. A clínica, porém, não comentou a atuação dos médicos da seleção brasileira que estiveram com o jogador por mais de um mês. Na quinta-feira, Kaká foi submetido a uma artroscopia para

corrigir um problema na cartilagem do joelho esquerdo. O jogador, que saiu de muletas ontem, da Bélgica, admitiu estar triste, mas garantiu que trabalharia duro para voltar a jogar bem. O meia do Real Madrid contou que, depois da Copa, saiu de férias também sem saber da gravidade da lesão. “Achava que me recuperaria nas férias. Mas, depois dos exames, vimos que era grave”, disse. Kaká explicou que “já sentia dores antes da Copa, mas não sabia que era grave”. A recomendação dos médicos é para que o craque não caia na tentação de voltar aos gramados antes do tempo previsto. “Serão pelo menos três ou quatro meses sem jogar”, disse, confirmando que o jogador não está autorizado nem a viajar ao Brasil nesse período. Ontem, Kaká confessou que não tinha ideia de que o problema era tão grave. A explicação para o tempo de recuperação é o fato de a região operada – a cartilagem – não ser irrigada pelo sangue,oquedificultaareabilitação. O jogador brasileiro recebeu autorização para viajar ainda on-

O MARTÍRIO DO CRAQUE Lesão meniscal e cartilagem inflamada O atleta submeteu-se a um dos procedimentos mais frequentes* da ortopedia: a artroscopia, que permite o diagnóstico e o tratamento de lesões da articulação. A cirurgia consiste na introdução de um artroscópio**, pelo qual se pode observar todas as estruturas internas do joelho, como meniscos, cartilagens e ligamentos. No caso de Kaká, também raspou-se a cartilagem do joelho para corrigir a inflamação no menisco***

Duração da cirurgia: 40 minutos

ARTROSCÓPIO

Tempo de recuperação: 3 a 4 meses Na primeira etapa do processo de recuperação, Kaká terá de repousar até que o joelho apresente condição de ser submetido à fisioterapia e à preparação física

INSTRUMENTO CIRÚRGICO

* Só nos EUA são realizadas mais de 1,5 milhão de cirurgias por ano ** Sistema óptico de lentes rodeado por feixes de fibras ópticas *** A principal função do menisco é distribuir e amortecer o peso do joelho

Caso não deu sinais de ser grave, discorda ortopedista ● Kaká não correu risco de en-

cerrar a carreira por ter disputado a Copa, de acordo com o ortopedista esportivo do Hospital das Clínicas André Pedrinelli. Apesar de não estar em plenas condições de jogo, o atleta não apresentou sinais para preocupação maior. “Ele não aguentaria correr como correu se estivesse com tanta dor, correndo perigo de uma contusão grave”, explicou. O fisiologista Turíbio Leite de Barros, que tratou de Kaká no começo da carreira quando o jogador era do São Paulo, acredita que a equipe médica da seleção brasileira deveria ter feito uma análise mais detalhada do estado clínico do meia. “É difícil avaliar de longe, mas o quadro merecia uma avaliação melhor”, comentou. / ANA PAULA GARRIDO

INFOGRÁFICO/AE

tem e, em um jato privado, viajou da Bélgica para Madri no final da tarde. Mas a clínica do cirurgião Marc Martens, principal responsável pela operação, o proibiudefazerviagensmaislongas pelos próximos meses. Receio. Dereyke revelou que Kaká hesitou em ser operado, já quesabiaqueperderiatodooprimeiro semestre. “Foi difícil para Kaká tomar a decisão de ser operado.Masexplicamosqueacirurgia era necessária. Sem ela, ele simplesmente não aguentaria a

dor em algumas semanas e não conseguiria jogar”, disse a especialista. “Vimos que ele sofreu durante a Copa”, contou. Dereyke apontou que jogadores como Maldini e Vieri também sofreram do mesmo problema. “O segredo, agora, é repouso absoluto. A tentação que terá é de dizer que já está bem. Mas, mesmo sem dor, terá de aguardar.Aínãopassaránunca mais por uma segunda cirurgia e voltará 100%”, explicou a especialista. Com 28 anos e tendo sido

a terceira maior transferência da história do futebol – R$ 150 milhões–,atrás de CristianoRonaldo e Zinedine Zidane, o brasileiro ainda não justificou no Real o valor de sua negociação. Atuou em 25 partidas na Liga, com apenas oito gols.

possibilidade de corte?

Desde que ele tenha o acompanhamento certo, com fisioterapia adequada, não vejo nenhuma complicação.

Leia o Estadão no Ipad. Saiba como em: estadão.com.br/celular/ipad

ENTREVISTA JOSÉ LUIZ RUNCO Médico da seleção brasileira ACOMPANHOU A EQUIPE DURANTE A COPA DO MUNDO DA ÁFRICA DO SUL

‘Ele não jogou no sacrifício’

JOGO A JOGO DO MEIA NO MUNDIAL

● O médico belga Marc Martens, que operou o joelho de Kaká, disse que ele não deveria ter disputado a Copa do Mundo. O que o senhor achou dessa colocação?

Ou foi uma colocação exagerada do colega, ou ele quer tirar proveito de estar operando alguém como o Kaká. Não sei se ele (Martens) está acostumado com isso. Fizemos um ótimo trabalho com ele em Curitiba. Jamais colocaríamos a carreira

Kaká fez grande esforço para jogar a Copa. Ficara sem três me-

● Mas o Kaká chegou a afirmar

que nunca escondeu que sentia dores. Em algum momento ele jogou a Copa do Mundo no sacrifício?.

O Kaká não jogou na sua normalidade, até porque ele estava há três meses sem jogar, e tivemos apenas duas semanas para realizar um trabalho específico com o jogador. Ele nunca este-

ve em suas condições ideais, e isso não foi negado. O que sei é que ele chegou à seleção muito mal, por causa do problema muscular, e nós trabalhamos muito e conseguimos colocá-lo em condição de jogo. E pôde ser colocado na posição de um atleta de destaque em algumas partidas. ● Em algum momento o senhor

conversou com o Kaká sobre a

Conversamos abertamente sobre isso. Em dado momento da preparação, falamos que se ele não apresentasse uma recuperação boa seria cortado. Mas nos últimos dias antes da Copa ele evoluiu muito bem. ● E pelo que o senhor conhece

da situação do Kaká, como será o futuro dele? Ele tem condições de manter a alto desempenho?

● E o problema da pubalgia, que

tanto foi comentado durante o Mundial da África do Sul?

Falaram tanto disso e nunca existiu a questão do púbis. O que o Kaká teve foi um problema no músculo adutor da coxa. Nada de pubalgia.

15/6 (Coreia)

21/6 (C. do Marfim) Deu dois passes para

28/6 (Chile)

2/7 (Holanda)

Esteve melhor fisicamente e deu passe para um gol

Fez algumas boas jogadas, lutou, mas não evitou revés

Esforçou-se, mas estava mal fisicamente

Jogador fez esforço para estar na Copa, mas decepcionou Almir Leite

de qualquer atleta em risco. .

ses sem atuar pelo Real Madrid por conta de uma contusão, que os espanhóis diziam ser uma pubalgia e ninguém na seleção bra-

os gols, mas foi expulso

sileirasepreocupou emdesmentirouesclarecer–ontem,omédico José Luís Runco disse que o problema, na realidade, era no músculo adutor da coxa. O fato é que jamais o jogador esteve em condições físicas ideais. O craque passou boa parte do tempo pré-Mundial treinando

separadamentedogrupodejogadores. Foram horas e mais horas em tratamento. Nos amistosos contra Zimbábue e Tanzânia foi visível a preocupação em se poupar. Tudo inútil. Veio a Copa e o futebol de Kaká não apareceu. Sua atuação na estreia contra a Coreia do Norte foi apagada.

Movimentou-se um pouco mais e fez boas jogadas contra a Costa do Marfim, mas acabou expulso por atingir um adversário. Ganhouumperíododedescanso, não enfrentou Portugal e pôdeseprepararmelhorparaoduelo de oitavas de final. Contra o Chile, fez sua melhor atuação na

África do Sul. Correu, tabelou, concluiu jogadas. No jogo da eliminação contra a Holanda, fez bomprimeirotempoedepoissucumbiu, como todo o time. Durante toda a Copa, porém, praticamentenãose viuas arrancadas características de Kaká. Agora, sabe-se por quê.


%HermesFileInfo:E-3:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Esportes E3

Taça Libertadores DIVULGAÇÃO SITE DO SÃO PAULO F.C.

PRESSÃO DA TORCIDA DERRUBA R. GOMES Diretoria admite que ouviu a opinião dos são-paulinos para tomar a decisão. Nome do novo técnico está em discussão Giuliander Carpes

A diretoria do São Paulo rendeuseaos apelos da torcidaedispensou Ricardo Gomes. O seu contratoterminavaao fimdaparticipação do clube na Taça Libertadores e, mesmo após a vitória de anteontem sobre o Internacional (2 a 1), os são-paulinos pediram a saída do técnico. “Nós temos outros canais de comunicação, e não se trata da imprensa, que nos indicavam a insatisfação do torcedor com o Ricardo Gomes”, admite o vice-

VOZ DA ARQUIBANCADA CARLOS A. BARROS E SILVA Vice-presidente do São Paulo

“Temos de fazer algo para tentar ganhar os títulos que a torcida deseja”

presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. “O Ricardodeixouaquiumaimagemmuito positiva. Mas a questão não é tão simples. Precisávamos de resultados para manter a situação, e eles não vieram. Temos de fazeralgumacoisaparatentar conquistar os títulos que a torcida deseja.” A voz das arquibancadas, que a cúpula são-paulina nem sempre costuma dar ouvidos, deixou osdirigentes numasituaçãodelicada. Não há um nome de consenso na direção do clube. As opções de fácil acesso no mercado não convencema todos os cartolas. Já treinadores que agradam têm contratos em vigor e multas rescisórias pesadas. Os preferidos de Juvenal Juvênciosão Dunga eAbel Braga. O primeirojáouviuoprojetodoclube e gostou. Mas o presidente teria de dar um “carteiraço” em seus aliados. Eles não acreditam que o estilo duro e disciplinador doex-técnicodaseleçãobrasileiracombinecomafilosofiadoclube. Já Abel Braga tem contrato com o Al-Jazira, dos Emirados Árabes, e uma multa contratual quepassadosR$2milhões.“Não temos intenção de pagar multa para ninguém”, avisa Leco. Aí, aparecem as sugestões dos diretores.Ecadaumasuscitaciú-

Despedida. Ricardo Gomes abraça o capitão Rogério Ceni ao deixar o Centro de Treinamento do São Paulo, na tarde de ontem me e desconfiança dos colegas de direção. Sérgio Soares, por exemplo. O diretor de futebol João Paulo de Jesus Lopes não suporta a ideia e veta o negócio com o técnico do Santo André. Sobraram nomes com pouca bagagem, mas com identificação com o São Paulo. Leonardo, que começou a carreira no Milan na temporada passada, Silas – fez boa temporada no Avaí e está em crise no Grêmio – e até Toninho Cerezo, que atualmente treina o Sport.Afaltadeconsensoemperra as negociações, além das multas rescisórias dos técnicos empregados. Leonardo espera um convite para ser coordenador da seleção brasileira. “Na realidade, pode ser qualquer um. Não temos negociação encaminhada com nenhum pro-

Polícia tem de conter euforia dos fãs na chegada do Inter DIEGO VARA/AG RBS

Cerca de 300 colorados provocam correria no aeroporto. Time folga no Brasileiro e viaja para o México amanhã à noite Elder Ogliari PORTO ALEGRE

Cerca de 300 torcedores recepcionaram os jogadores do Internacional no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, ontem, em clima de festa e euforia pela classificação do time à final da Taça Libertadores e para o Mundial deClubes. O time conseguiu chegar à decisão mesmo com a derrota por 2 a 1 para o São Paulo, na quinta-feira, no Morumbi, porque havia vencido o primeiro jogo por 1 a 0, no Beira-Rio. Na tentativa de se aproximar dos ídolos, os torcedores chegaram a provocar uma onda de empurrões, que só não virou tumulto porque policiais militares formaram um cordão de isolamento para os atletas passarem. Alguns não chegaram com a maior parte da delegação porque ficaram em São Paulo tratando do visto para jogar a primeira partida da final no México, contra o

Melhor na tv ● FUTEBOL

Susto. Festa entre torcida e atletas quase acaba em tumulto Chivas, na próxima quarta-feira. Entre os mais animados coma perspectiva do título sul-americano, o atacante Alecsandro, autor do gol que garantiu a vaga na final,dissequeacada diavai conquistando o apoio do torcedor, algo que traçou como objetivo no início do ano, quando tinha sua presençano time contestada por parte dos colorados. O volante Sandro, que terá de trocar a convocação para a seleção pela decisão da Libertadores, mostrou-se satisfeito com a perspectiva de se despedir do clubegaúchocom umtítulo con-

tinental. Depois da Libertadores, vai jogar no Tottenham, da Inglaterra. Substituto de Tinga. Expulso

no jogo contra o São Paulo, Tinganão viaja para oMéxico. Otécnico Celso Roth vai escolher o substitutoentre osvolantesWilson Matias e Glaydson ou o meia Giuliano. Como o jogo contra o Santos, pelo Campeonato Brasileiro, foi adiado (seria amanhã), o Inter poderá dedicar o fim de semana aos treinamentos. A viagem para Guadalajara está prevista para a noite de domingo.

Brasiliense x Vila Nova-GO

● TÊNIS

16h10 / PAY-PER-VIEW São Caetano x Guaratinguetá

ATP 500 Final

21h / PAY-PER-VIEW

20h / BANDSPORTS / SPORTV2

MUNDIALITO DE AREIA Brasil x EUA

WTA TOUR Semifinal - Copenhagem

10h / SPORTV

11h / BANDSPORTS

Portugal x Argentina

11h30 / SPORTV

● GOLFE

CAMPEONATO BRASILEIRO Botafogo x Atlético-MG

AMISTOSO INTERNACIONAL Manchester City x Valencia

PGA TOUR Terceira rodada

18h30 / SPORTV (exceto RJ)

15h / ESPN BRASIL

17h45 / ESPN

Guarani x Avaí

SUPERCOPA DA ALEMANHA Bayern de Munique x Schalke

18h30 / PAY-PER-VIEW CAMPEONATO BRASILEIRO SÉRIE B Náutico x Sport

12h40 / ESPN E ESPN BRASIL

16h10 / REDETV!

GRAND PRIX FEMININO Brasil x Japão

Paraná x Coritiba, Figueirense x Icasa, ASA x Bahia e

VÔLEI

10h / GLOBO / BAND EUA x Alemanha

14h15 / SPORTV2

BASQUETE

TORNEIO INTER. MASCULINO Brasil x Venezuela

12h / SPORTV

fissional”, diz o vice-presidente são-paulino. Sobrou para Milton Cruz. O

São Paulo vai demorar para encontrar uma solução. Mas ainda precisase recuperarnoCampeonato Brasileiro, em que ocupa apenas a 9.ª colocação, mas só três pontos à frente do 17.º. O encarregadodecomandaraequipe amanhã, na Arena da Baixada, diante do Atlético-PR, é Milton Cruz. “O São Paulo tem bom plantel, provou isso contra o Inter”, garante o otimista auxiliar. estadão.com.br Vídeos e opinião. Assista às explicações de Leco e Cruz esportes.estadão.com.br

Hernanes não se despede do técnico, mas vai hoje ao CT ● A despedida de Hernanes do

São Paulo foi mesmo contra o Inter. O jogador nem apareceu no clube no dia seguinte à vitória (2 a 1) que custou a eliminação da equipe na Taça Libertadores. O volante nem pôde dar adeus ao técnico Ricardo Gomes, que conversou com os jogadores sãopaulinos pela última vez no início da tarde. Hernanes, que chorou pela primeira vez em nove anos de clube após a partida contra o Inter, ficou muito chateado com

a eliminação. Foi liberado pela direção tricolor para descansar, se recompor e se preparar psicologicamente para atuar por cinco anos pela Lazio, da Itália, a partir da próxima semana, depois de servir a seleção brasileira no amistoso de terça-feira contra os Estados Unidos. O jogador passou o dia incomunicável. Só à noite assegurou que hoje pela manhã passa no Centro de Treinamento da Barra Funda para conversar com os companheiros. O São Paulo anunciou oficialmente somente ontem a transferência. Mantém os valores sob sigilo, mas a Lazio conta que pagou “apenas” € 11 milhões (R$ 25 milhões). / G.C.


E4 Esportes %HermesFileInfo:E-4:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Boleiros

SEGUNDA-FEIRA PAULO CALÇADE

MARCOS CAETANO

O futebol e as palavras

C

omofaçoháoitoanos,estou na Flip, em Paraty, me deliciandocomaspalestrasepolindo um pouco o vocabulário. O homenageado desta edição da festa literária éGilberto Freyre, nosso original,irrequieto,provocativoe,acima de tudo, genial sociólogo: o homem que melhor pensou e explicou o Brasil. E que fez isso com um texto que o coloca entre os maiores escrito-

res que já tivemos. Num dos painéis, discutiu-se sua obra Ingleses do Brasil, que abordavaainfluênciabritânicaemnossa cultura.Maisdoqueisso,procuravamostrar como um povo com tamanha tradição colonizadora muitas vezes se permitiu reinterpretar seus próprios valores e tradições à luz do que encontrava nos trópicos. Entre os legados dos ingleses paranós–e,maistarde,denósparaeles– está, evidentemente, o futebol.

TERÇA-FEIRA LUIZ ZANIN

QUARTA-FEIRA DANIEL PIZA

Qualquerum quetenhatidoaoportunidade de conviver com um tio ou um avôfãdovelho esportebretãosabereconhecer a origem de palavras hoje corriqueirascomo córnerebeque – mastambém de outras que vão se esvanecendo comopassardasgerações,comocentrefór, centeralf, alf e quíper. Essas palavras deixam clara a influência britânica sobre o futebol do Brasil e do mundo. Inventado por eles, o esporte que amamos e reinventamos chegou aqui com goalkeepers,backs,center-halfs,centreforwards, halfs e wings. Na Argentina, até hoje o árbitro é chamadode referi(referee)eoimpedimento de orsai (offside). Coisas da linguagem, mas, acima de tudo, coisas que mostram o quanto o mundo se move através da mistura de influências. O reverso desse jogo de espelhos de colonizadores e colonizados é a maneira pela qual os ingleses passaram a chamar um chute de um ângulo impossível, depois que Ronaldinho Gaúcho deixou boquiaberto o goleiro (quíper) Seaman ao cobrar aquela falta (foul) nas quartas de final da Copa de 2002. “Do a Ronaldinho’’ (fazer um Ronaldinho), é a expres-

SÁBADO MARCOS CAETANO

DOMINGO UGO GIORGETTI

são que muitos súditos da rainha usam, desdeentão,paratentarexplicarumchuteinexplicável.Nomundodaspalavrase expressões do futebol, ninguém soube meexplicaraindaporquediaboschamamosde“chilena’’umajogadaquenemos chilenos chamam dessa maneira... Vez por outra, um amigo brasileiro quevaivivernumpaísestrangeiro,como eu vivi na Argentina, vem me pedir dicas de como se adaptar à outra realidade. “Vá a um jogo de futebol!’’, aconselho.

O futebol pode ser deliciosa maneira de compreender melhor o mundo que nos cerca Gilberto Freyre se servia de qualquer coisa para entender o comportamento social: anúncios de jornal, correspondênciaconsular, bulas de remédios, garrafadascaseiras,cançõespopulares eassimpordiante.Eletambémsoubeenxergarnofutebolagrandemetáforado nosso país mestiço, sim, graças a Deus. E, indiscutivelmenteinfluenciadopelobrilhante sociólogo, Mário Filho deu forma ao seu O Negro no Futebol Brasileiro,

livro que resgatou e deu a verdadeira dimensãoaopapeldonegronoesporte que nos apaixona. Da mesma maneira que antes de Gilberto Freyre a miscigenação era apontada por muitos como a principal causa do nosso atraso, antes do livro de Mário Filho não era difícil ouvirmos frases como esta: “Perdemos aCopade1950porqueBarbosaeBigode,ambos negros,falharamnosegundo gol do Uruguai’’. O sociólogo mostrou que a mistura de raças forjou um paísmelhor,enquantoojornalista,bebendona fontedo mestre, colocouno papel o que o mulato Garrincha e o negroPelémostraramaomundocom aconquistadascopasde1958e1962.É por isso que, de certa maneira, O Negro no Futebol Brasileiro é o nosso Casa-Grande & Senzala de chuteiras. Épossívelvermuitacoisaesportivamente bela num campo, como, por exemplo,odueloeletrizantequeInter e São Paulo fizeram quinta-feira. Mas o esporte que nos foi legado pelos ingleses também pode ser uma maneira –deliciosamaneira–decompreendermos melhor o mundo que nos cerca.

Campeonato Brasileiro JF DIORIO/AE–18/5/2010

Santos usa marketing por Ganso e Neymar Presidente anuncia plano ousado para manter revelações por mais um ano, mas admite perder Robinho e Wesley Sanches Filho ESPECIAL PARA O ESTADO SANTOS

O Santos está próximo de concluir plano de marketing para tentar manter Neymar e Paulo HenriqueGansonoclubeporpelo menos mais um ano. O projeto passa pela exploração da imagem das principais estrelas do time, o que representaria uma importantefontederenda.Arevelaçãofoifeitaontempelopresidente Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro, que admitiu preocupação em perder o meia Wesley e também disse não passar de um sonho ter Robinho novamente. Luís Álvaro não se aprofundou as explicações sobre o que vai ser feito para segurar NeymareGanso.Alegouquenosúltimosdiasas atenções doclube estiveram voltadas para a conquista da Copa do Brasil. Questionado sobre Robinho, o dirigente foi objetivo ao reco-

CONFIANÇA NO FUTURO LUÍS ÁLVARO RIBEIRO Presidente do Santos

“Se o Wesley ganhar a Libertadores, o valor oferecido hoje será dinheiro de pinga” nhecer que não acredita que o ManchesterCity emprestenovamente o atacante ao Santos. “Eu me despedi dele ainda no Barradão(estádiodoVitória, ondeoSantos garantiu a taça na quarta-feira) com um até breve’’. A preocupação de Luís Álvaro, no momento, é tentar convencer Wesley a adiar por um ano o projeto de ir jogar Europa. “Quando o jogo do Barradão terminou, dei um abraço forte e paternal em Wesley, e disse que ele é um dos símbolos do novo Santos, porque, depois de ter saído desacreditado e sob apupos da

Ronaldo, longe do ideal, anuncia volta contra o Avaí, dia 15 Apesar de visivelmente acima do peso, atacante vem treinando bem e deve atuar por 45 minutos em Florianópolis Fábio Hecico

Ronaldo está contando nos dedos o dia para voltar a jogar pelo Corinthians.Feliz,apesardevisivelmenteacima do peso, o Fenômeno fez questão de anunciar em seu Twitter quando volta. “Galera, boa tarde. Já treinamos hoje (ontem, pela manhã). Não vou jogar contra o Flamengo (amanhã). A ideia é voltar contra o Avaí. Abraços.” Seu retorno será, portando, daqui a uma semana, dia 15, em Florianópolis, após 98 dias tratando de lesão muscular na panturrilha direita. “A evolução (do Ronaldo) foi boa nessas duas semanas, mas precisamos ter alguns cuidados. Vamosver selevamosparaparticipar de 45 minutos contra o Avaí”, afirmou o técnico Adílson Batista. “Vamos trabalhar para que ele esteja em condição, que

consiga suportar tudo aquilo que achamos ser importante.” O jogador vem trabalhando forte. No treino de ataque contra defesa, quinta-feira, por exemplo,deuumbailenozagueiro reserva Renato e fez belos gols. Mas segue mostrando cansaço no fim das atividades, pelo longo período de inatividade. Porisso,équemdeterminaquandonão aguenta mais. Comgesto, diz a hora de parar. Treinando sempre com agasalhos e casacos para perder mais líquido e, consequentemente,peso,nãoesconde, contudo, a vontade de estar em campo. Seu último jogo foi no dia 9 de maio, no Pacaembu, na estreia do Brasileiro. Em cobrançadepênalti,garantiuavirada sobre o Atlético-PR, por 2 a 1. “Estou otimista. Essa lesão que tive é complicada, mas estou bem melhor e vamos ver se dá para jogar a próxima partida”, disse à Band. Roberto Carlos faz coro para a voltadoamigo.“Umjogadorúnico no mundo. Quando pega mano a mano, pode estar 200 quilos acimadopesoquesemprevai para cima, dribla e chuta”, disse.

torcida, voltou e deu a volta por cima. E que, por isso, ainda não é a hora de ele sair’’, contou o dirigente. Luís Álvaro considera legítimaavontade domeiadesetransferirparao WerderBremen(Alemanha) ou Benfica (Portugal), queoferecemsaláriomuitosuperior ao do Santos. Mas acha que a transferênciaagoraseriaprecipitada. “Quando são apresentados números europeus, é natural queojogadorfiquetentado’’,disse o presidente. “Nossa missão é mostrar que, se ele ganhar a Libertadores, a Olimpíada com a seleção,seráainda maisvalorizado e esse valor oferecido hoje será como dinheiro de pinga. Não que ele beba’’, brincou. Ogerente defutebol,Paulo Jamelli,disseanteontemqueoSantos recebeu apenas a proposta de € 6,5 milhões (cerca de R$ 15 milhões) do Werder por Wesley. Recusou por ser bem inferior à multa de € 10 milhões para clubes do exterior. Napróximaquinta-feira,opresidente do Benfica, Luís Felipe Vieira virá à Vila Belmiro. O que se comenta em Portugal é que apresentará proposta irrecusável por Wesley.

Despedida provocativa. O go-

leiro Felipe deve defender o Braga, de Portugal. Mas garante que suahistórianoCorinthians–rescindiucontratoanteontem–aindanãoacabou.Com193jogos pelo clube, o ex-camisa 1 divulgou nota agradecendo à torcida e dandoum“atébreve”.Nodiscurso de despedida, voltou a cutucar o presidente Andrés Sanchez, seu desafeto. “Penso que nada, muito menos ninguém, é eterno. Por isso, deixoaqui o meu ‘atébreve’, pois confesso queespero voltar avestir este manto sagrado, se um dia o clube não for mais gerido pelas pessoas que lá estão.” Quando usa o plural, é porque também mostra descontentamento com o diretor Mário Gobbi. Para a torcida, agradecimento. “À imensa nação corintiana, agradeço pelo constante apoio e carinho que tiveram comigo desdeaminha chegada em 2007.”

De saída. O meia Wesley deve acertar com o português Benfica ou o alemão Werder Bremen

Felipão se irrita com a demora da Traffic Rivaldo, contratado pela empresa, ainda não está com a documentação pronta. E o treinador já queria escalá-lo amanhã Daniel Akstein Batista

Doisjogadoresforamapresentados ontem no Palmeiras, mas apenas um poderá enfrentar o Goiás amanhã, no Serra Dourada. E o técnico Luiz Felipe Scolari não está nada contente com isso. Enquanto o atacante Luan, que veio da França, já está pronto para atuar, o volante Rivaldo, ex-Avaí,aindanão está coma documentação regularizada. Felipão esperava contar com Rivaldo em Goiânia e se decepcionou ao saber que seus planos fracassaram. “Estou começando a me irritar com certas coisas”, falou. “Eu já ia utilizar o Rivaldo (como titular).” ● Jogos de hoje.

O Guarani recebe o Avaí, às 18h30, em Campinas, em busca da 1ª vitória após a parada da Copa. Também hoje, jogam Botafogo e Atlético-MG, no Engenhão. O zagueiro Réver estreia no time mineiro. WERTHER SANTANA/AE

Ovice-presidenteGilbertoCipullo teve de explicar o porquê da demora em acertar os documentos do volante. “O Rivaldo veio pela Traffic e teve um problema no recolhimento das taxas. É normal que ele (Felipão) fique irritado, mas foi um caso único”, contou. “Já a negociação do Luan foi direta entre Palmeiras e Toulouse, por isso já está tudo acertado.” Rivaldo nem treinou ontem com os novos companheiros. Já o atacante foi a campo e ganhou elogios do treinador. “Gostei da primeira impressão que ele causouquandoconversamos portelefone.Elemostroumuita vontade de jogar aqui. E gostei do trabalho dele em campo.” Os reforços, óbvio, prometeram muito empenho e amor ao novo clube. “Vou trabalhar para ser campeão e fazer história aqui”, disse Rivaldo. “Estou feliz demais de voltar ao Brasil. Sonhoatéemirpara aseleçãobrasileira”, falou Luan. O zagueiro Fabrício, que se desligoudoFlamengo,éaguardadoparasegunda-feira.Aapresentação oficial de Valdívia também será durante a semana. Ontem,oMilanavisou queRonaldinho Gaúcho seguirá na Itália até o ano que vem. Mas o Palmeiras ainda sonha com ele.

CLASSIFICAÇÃO V

E

D

1º Fluminense 26 12 8

PG

2

2 10

2º Corinthians

J

25 12

1

8

3º Internacional 20 12 6

2 4

4

4º Ceará

20 12

5

5

2

4

5º Avaí

19 12

5 4

3

5

6º Cruzeiro

19 12

5 4

3

3

7º Santos

18 12

5

3 4

3

8º Flamengo

17 12 4

5

3

2

9º São Paulo

15 12 4

3

5

1

15 12

6

3

3 0

10º Botafogo

7 4

SG

3

11º Palmeiras

15 12

3

6

3

12º Guarani

15 12

3

6

3 -4

13º G. Prudente

14 12

3

5 4

14º Vitória

14 12

3

5 4

-2 -2

15º Vasco

14 12

3

5 4

-3

16º Atlético-PR

13 12 4

1

7

-7

17º Goiás

12 121

3

3 6

-7

18º Grêmio

-3

12 12

2

6 4

19º Atlético-MG 10 12

3

1 8 -8

20º Atlético-GO

2

2 8 -71˚

8 12

■ Vaga na Libertadores ■ Sul-Americana ■ Rebaixamento

13ª RODADA Hoje 18h30 18h30

Botafogo x Atlético-MG Guarani x Avaí

Amanhã 16h00

Corinthians x Flamengo

16h00

Goiás x Palmeiras

16h00

Ceará x Atlético-GO

16h00 18h30

Grêmio x Fluminense Atlético-PR x São Paulo

18h30

Vasco x Vitória

18h30

Cruzeiro x Prudente

A definir: O jogo Santos x Inter foi adiado.


%HermesFileInfo:E-5:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Esportes E5

Lutas JEFF CHIU/AP

UFC cresce e se torna negócio bilionário Modalidade domina o mercado das artes marciais misturadas e faz grande sucesso nos Estados Unidos Wilson Baldini Jr.

ESPORTE EM ASCENSÃO

1 bilhão

de dólares vale a marca UFC atualmente, de acordo com a revista Fortune

ENVIADO ESPECIAL/ OAKLAND

O UFC (Ultimate Fighting Championship)terásua117.ªedição hoje, em Oakland, Estados Unidos. A modalidade de luta, que domina 90% do mercado do MMA (Mixed Martial Arts – Mistura de Artes Marciais) no mundo, se transformou em um produto bilionário desde 2001, quando Dana White, um ex-instrutor de ginástica aeróbica, resolveu,juntodedoisirmãos,amigos de infância, pagar US$ 2 milhões pela marca. Hoje, segundo a revista Fortune, o UFC vale mais de US$ 1 bilhão. Tudo começou em 1993, época em que a família Grace resolveu provar que o jiu-jitsu, esportedifundidopelomundopelopatriarca Helio Grace (morto em 2009), era superior que as demais modalidades de lutas. Por intermédiodeRoyce Grace,venceutrêsdasquatroprimeirasedições. O início quase sem regras provocou combates violentos, o que fez vários estados norteamericanos a proibirem a prática do então “Vale-Tudo”. Com a compra de Dana White, presidente do UFC,o esporte se preocupou mais com a integridade dos atletas, ganhou credibilidade e se transformou em uma febre nos Estados Unidos e em todo o mundo. A programação de hoje será vista por mais de 430 milhões de domicílios em 147 países, com transmissão ao vivo em 19 línguas, com 13 câmeras e uma cen-

430

milhões

de domicílios de 147 países devem assistir à programação de hoje à noite, segundo estimativa dos organizadores do evento

Rivalidade. O paranaense Anderson Silva (E.) e o americano Chael Sonnen se desentenderam em entrevista: os dois lutam hoje tenadeprofissionais especializados na transmissão. A pequena Oakland, com cerca de 415 mil habitantes, espera arrecadar US$ 13 milhões com o evento, queserá na moderna OracleArena.Muito dodinheiroseráproveniente da venda de produtos licenciados pela marca UFC. Camisetas,bonés,bonecosdosluta-

dores, casacos, DVDs, pôsteres assinados pelos atletas, cards, cinturões e moedas são alguns dos itens negociados com os fãs, que cada vez mais se espalham pelo planeta. De proibido a febre. Nos Esta-

dos Unidos, pelo pay-per-view, são vendidos mais de 6 milhões

de pacotes por ano – nos quais são englobados os 12 eventos programados. Antes proibido ematé49estadosnorte-americanos,porcausadaextremaviolência nas lutas, atualmente o UFC já despertou interesse no Canadá, na Inglaterra, na Irlanda, na Austrália e nos Emirados Árabes, que já organizaram etapas

Brasileiros brilham e ganham prestígio e fama nos EUA

do UFC. A Alemanha vai ser sede ainda neste ano. A França negocia a compra dos direitos de transmissão. Força. O Brasil possui 22 dos

150 lutadores do UFC. A transmissão é do Canal Combate, da Globosat, que conta com cerca de 40 mil assinantes, que pagam

OS CAMPEÕES ● ●

País tem lutadores top na competição. Hoje quatro estarão em ação, em Oakland, com destaque para Anderson Silva OAKLAND

Royce Gracie, Wanderlei Silva, Minotauro, Minotouro e Demian Maia; Pedro Rizzo, Marco Ruas,MuriloBustamante eMau-

rício Shogun; Lyoto Machida e Gabriel Napão Gonzaga. Não se trata de uma equipe de futebol. Esses são alguns dos lutadores brasileiros que fizeram sucesso na história de 17 anos do UFC (Ultimate Fighting Championship). As inúmeras vitórias e conquistas levaram esses atletas a ganhar notoriedade nas cidades norte-americanas semelhante ao que conseguem Kaká, Ronaldo e Ronaldinho Gaúcho nos campos europeus. A ponto

de a edição 117 do UFC, em Oakland, Califórnia, ter quatro brasileiros contra quatro norteamericanos nos principais duelos, que terão início às 19 horas (23 horas de Brasília). O paranaense Anderson Silva defende o cinturão dos médios (até84 quilos) euma invencibilidadede11combatesnoUFCcontra o norte-americano Chael Sonnen, no duelo principal da noite, com previsão de cinco roundes. Se vencer Sonnen, An-

Leve (até 70kg)

Frankie Edgar (EUA)

Meio-médio (até 77 kg)

Georges St-Pierre (CAN) ●

Médio (até 84kg) –

Anderson Silva (BRA) ●

Meio-pesado (até 93kg)

Mauricio Shogun (BRA) ●

Pesados (acima de 93kg)

Brock Lesnar (EUA)

derson deverá ter como próximo adversário o também brasileiro Victor Belfort. “Vamos ver primeiro como será a luta de sábado(hoje)”,disseaoEstadoDana White, presidente do UFC.

R$ 40 por mês para ter 24 horas delutas.Hoje,às23horas,oSporTV passa ao vivo o UFC 117, que teráaparticipação dequatro brasileiros nas quatro principais lutas. Destaque para Anderson Silva, paranaense, que há quatro anos é o campeão dos médios (até 84 quilos). / O REPÓRTER VIAJA A CONVITE DO UFC

Dana quer analisar a postura de Anderson, muito criticada na vitória sobre o brasileiro Demian Maia em Abu Dhabi, em abril. Apesar de apontado como o melhor lutador do UFC em todas as categorias, Anderson deixou a desejar em sua última luta, ao menosprezar Demian Maia, o que não agradou aos fãs do UFC. Entre os meio-médios (até 75 quilos), Thiago Alves encara Jon Fitch, enquanto Ricardo Almeida terá pela frente o lendário Matt Hughes. Outro destaque é a presença do peso pesado Junior dos Santos, o Cigano, que vai enfrentar RoyNelson.UmavitóriadeCigano o colocará como desafiante oficial do título mundial. / W.B.Jr.

Vôlei de Praia

Juliana e Larissa buscam hoje marca histórica Dupla brasileira pode igualar recorde de títulos em etapas do Circuito Mundial, pertencente às americanas Walsh e May Valéria Zukeran

AduplabrasileiraJulianaeLarissa pode entrar para a história hoje. Se vencerem as semifinais e a decisão do Grand Slam da Polô-

nia de vôlei de praia, em Stare Jablonki, igualam a marca de 35 títulos de Misty May-Treanor and Kerri Walsh no Circuito Mundial, As americanas são as recordistas de triunfos. Juliana afirma que se deu conta da possibilidade de atingir o recorde há pouco tempo. “Acho que começamos a ver que isso erapossívelnoiníciodo mêspassado, quando ultrapassamos a marca de Adriana Behar e Shelda, de 31 medalhas de ouro”, diz.

Larissa ressalta que a conquista deve ser obtida a custo de muito sacrifício. “Nós nos dedicamos muito, abdicamos de muitas coisas da nossa vida particular em prol do esporte. Isso acaba sendo uma consequência.” Para Juliana, será uma honra igualar uma dupla que serviu de referência no início da carreira e é responsável por alguns momentos marcantes da história da parceria das brasileiras, formada em 2004. “Em 2005, veio o

NATAÇÃO

NÚMEROS

FIVB

A caminho do topo. Juliana e Larissa lutam pelo 35º título

nosso primeiro título em um jogo inesquecível contra Walsh e May em Acapulco, México. Foi aquele confronto que durou 1h40 e levamos um set a 40 a 42. Saímos da quadra direto para o atendimento médico, mas aquelavitóriaéumainspiraçãoatéhoje”, lembra. “Mas tivemos muitos outros, como cada partida quedefiniuosnossosquatrotítulosmundiais.Nãotempreçopassar por emoções como essas”, complementa Larissa. Além do recorde de vitórias, a dupla brasileira também persegue o pentacampeonato no Circuito Mundial. Faltam cinco etapas para o fim da temporada.

Jogo Rápido SÉRIE B

Clássicos regionais definem a liderança

Phelps vai à 4ª final do Campeonato Americano

O Coritiba defende a liderança isolada da Série B do Brasileiro contra o Paraná Clube, às 16h10, no campo do adversário. O time tem 24 pontos e está um ponto na frente do Náutico, que encara o Sport, no Estádio dos Aflitos, no clássico pernambucano. Para assumir a liderança, o Náutico precisa somar três pontos e torcer para o Coritiba não vencer. Um duelo paulista ocorre no ABC, com São Caetano e Guaratinguetá, às 21 horas. Outros jogos: 16h10 – Figueirense x Icasa, ASA x Bahia e Brasiliense x Vila Nova. Ontem, duas partidas: Bragantino 2 x 0 Icasa, América-MG 2 x 1 Duque de Caxias.

Michael Phelps pode levar seu quarto ouro no Campeonato Americano, que está sendo realizado em Irvine, na Califórnia. Na disputa por mais uma vaga no Pan-Pacífico, o nadador fez o melhor tempo nos 200m medley, com 1m59s13. ALEX GALLARDO/REUTERS

GRAND PRIX

GINÁSTICA DIVULGAÇÃO

As atletas Jade Barbosa (foto), Daniele Hypolito, Letícia da Costa, Gabriela Soares, Juliana Chaves Santos e Janaina Braz da Silva ajudaram o Flamengo a se sagrar campeão brasileiro após o clube ficar três anos em 2.º lugar. Desta vez, o vice-campeonato ficou com o Cegin, do Paraná.

encontro de colecionadores de camisas de futebol será realizado hoje, das 10 horas às 17 horas, no Museu do Futebol, no Estádio do Pacaembu. A entrada é aberta ao público.

R$ 7

milhões por ano é quanto ganhará o alemão Müller, destaque na Copa, após renovar contrato com o Bayern de Munique. O jogador fica até 2015 no clube, que acertou logo a situação do meia para evitar assédio de outros times.

Flamengo leva título brasileiro por equipes

Brasil bate Taiwan e pega Japão A seleção brasileira feminina de vôlei estreou com vitória em busca do 9º título do Grand Prix. Ontem, bateu Taiwan por 3 sets a 0 (25/15, 25/19 e 25/12), em São Carlos. Hoje, enfrenta o Japão, às 10 horas. TASSO MARCELO/AE -19/2/2009


E6 Esportes %HermesFileInfo:E-6:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Atletismo

Bolt perde invencibilidade de 2 anos Americano Tyson Gay quebra sequência do campeão olímpico e mundial de 14 vitórias seguidas nos 100 metros ESTOCOLMO

Tyson Gay acabou ontem com uma invencibilidade de dois anos e 14 provas do campeão olímpico e mundial Usain Bolt ao levar a melhor na disputa dos 100 metros da Liga Diamante em Estocolmo, Suécia. O americano cruzou a linha de chegada em primeiro lugar com o tempo

de 9s84, contra 9s97 jamaicano. Bolt admitiu que não fez uma boaprova etermerecido aderrota. “Meus primeiros 10 metros foram horríveis”, avaliou. “Não tinhapotência.Nada.Asduaslargadas queimadas me perturbaram, mas Tyson estava em melhor forma, mais bem preparado.” Foi justamente em Estocolmo que o campeão olímpico e mundial havia sofrido seu último revés, para o compatriota Asafa Powell, há dois anos. O supercampeão admitiu ter seus limites. “Não sou imbatível e o que aconteceu aqui prova isso”, disse Bolt. O velocista, no entanto, logo retomou seu jeito

falastrão, afirmando que era bom os adversários aproveitaremparavencê-loesteano,“porque no próximo não vai acontecer,por ser anodecampeonato”. Gay, claro, comemorou a vitória, mas foi realista ao reconhecerque seu adversário “não estava 100%” em termos físicos. Durante a temporada, Bolt chegou

NIKLAS LARSSON/AP

a se poupar em algumas provas por causa de uma contusão no tendão de Aquiles. “Mal vejo a horadevencê-loquando eleestiver em sua melhores condições. Ele sabe quais são seus limites neste momento, porque seu objetivo era permanecer invicto neste ano, não bater recordes.” Salto com vara. A brasileira Fa-

bianaMurer ficouemterceirolugarnosaltocom vara,comamarca de 4,51 metros. O resultado manteve a atleta na liderança do ranking da competição. A vitória foi da russa Svetlana Feofanova, 2,71 metros, seguida da alemã Silke Spiegelburg, 4,61 metros.

TEMPO VENCEDOR

9s84

foi a marca de Gay ontem

Cena rara na Suécia. Usain Bolt é superado por Tyson Gay

Sua oportunidade de morar no melhor com sofisticação e exclusividade.

Um empreendimento conceitual, com muito estilo e lazer.

47a 258 m

2 LANÇAMENTO

VISITE DECORADOS

Studio / Loft / Duplex Coberturas especiais perspectiva ilustrada da cobertura duplex - final 2

Lazer diferenciado com quadra de squash e piscina climatizada.

06 min. de Congonhas, 05 min. da Berrini e 08 min. do Ibirapuera.

Um estilo de vida dinâmico e intenso e uma identidade sedenta de novas experiências. Low-profile, antenado e exigente. Sky tem tudo isso e foi escolhido para você.

Empreendimento Perenidade na locação do imóvel.

conceitual e serviços pay per use.

superfacilitadas, 30% até as chaves.

Wi-Fi no térreo e infraestrutura para automação.

Condições de pagamento

Visite decorado com 1 dormitório

Studio / Loft / Duplex

47a 258 m

Alta demanda por apartamentos de 1 e 2 dormitórios.

2 A franca expansão do Campo Belo, a proximidade com o Aeroporto, o acesso fácil à Berrini, a procura por empreendimentos diferenciados, aliados à garantia e solidez EZTEC, fazem do Sky a certeza de ganhos sem precedentes.

Plantas únicas, especiais e diferenciadas.

RUA EDSON NO MELHOR DO CAMPO BELO

Máxima rentabilidade para seu investimento. Sua oportunidade de investimento segura e lucrativa.

11 5093-7881 eztec.com.br/sky

VENDAS:

VENDAS, Realização e Construção:

Rua Edson, 510 - A melhor rua do Campo Belo Central de Atendimento Abyara Brokers: Av. República do Líbano, 1110 - São Paulo - SP Fone: 3888-9200 - www.abyarabr.com.br - Diariamente até às 21 h. CRECI: 20.363-J. Central de Atendimento EZTEC: Av. Juriti, 267 - São Paulo - SP - Fone: 5056-8308 - Diário 24 horas - www.eztec.com.br - CRECI: 5677-J. Sky - Empresa Incorporadora: Treviso Incorporadora Ltda., CNPJ 09.061.475/0001-62. Memorial de Incorporação registrado junto ao 15º Cartório de Registro de Imóveis da Capital, sob nº R-2 na matrícula 200.164, em 18/06/2010. Perspectiva com sugestão de decoração. Móveis e utensílios são de dimensões comerciais e não fazem parte do contrato.

w w w. e z t e c . c o m . b r


o c i t á Sab S1

%HermesFileInfo:S-1:20100807:

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010 ANO I – Nº 22

O ESTADO DE S. PAULO

UM TEMPO PARA A LEITURA

estadão.com.br

WILTON JUNIOR/AE

O CLARO ENIGMA DA POESIA

Às vésperas de completar 80 anos, o poeta maranhense Ferreira Gullar, que se apresenta hoje na Festa Literária Internacional de Paraty, fala sobre seu novo livro, Em Alguma Parte Alguma, e diz que sua arte consiste em “buscar lucidez em algo que parece loucura”. Pág. S4

Quadrinhos No princípio era o traço Robert Crumb debate a sua versão do Gênesis na Flip

Pág. S5

Biografia Espelho do irreal Estudo discute o fantástico na obra de Vladimir Nabokov

Pág. S3

7 8 9 10 11 12


S2 sabático %HermesFileInfo:S-2:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Prosa de

Sábado SILVIANO SANTIAGO silviano.santiago@estadao.com.br

arte da minha vida profissional se passou no estrangeiro. Nos simpósios internacionais, acostumei-me a perceber o modo como a América Hispânica era sobreposta à América Latina, obrigando a língua portuguesa e a cultura brasileira a se afirmarem solitariamente. Talentoso discípulo de Octavio Paz, Gustavo Krause repete a identidade equivocada no prefácio de Ficando para Trás (Rocco; tradução de Nivaldo Montingelli Jr; 336 págs.; R$ 54), coletânea de ensaios sobre o desenvolvimento sustentável, organizada por Francis Fukuyama em 2005 e que agora sai por aqui, cujo subtítulo diz o essencial: “Explicando a crescente distância entre a América Latina e os Estados Unidos.” Krause assevera que a América Latina está “unida por uma língua, uma história, um conjunto de tradições e pela cultura”. Hoje, as novas gerações desfazem o défi-

P

Babel

Nos ensaios de fundo econômico, os números e os dados estatísticos, que dizem mentir menos que as palavras, reforçam o já convincente modo descritivo erudito, emprestandolhe características de terreno minado pelo parti pris propício à tese única, a da distância crescente entre o sucesso ao Norte e o fracasso ao Sul, cujo intuito se esclarece na conclusão. Nesta, com a ajuda do melhor estilo leninista, se ousa propor aos latino-americanos “O que fazer”. O receituário da coletânea pressupõe boas políticas econômicas, reformas institucionais, atenção à política (ou ao populismo, caso se aclare o subtexto) e, finalmente, políticas sociais inteligentes. As políticas macroeconômicas responsáveis, alerta Fukuyama, são o melhor antídoto contra o populismo que apenas “oferece soluções de curto prazo que na verdade pioram as perspectivas a longo prazo dos pobres”. Não teria sido aconselhável que o modo descritivo adotado pelos expositores perdesse o equilíbrio herdado do Consenso de Washington (1990), para acolher e analisar de modo contrastivo os extremos que, depois da implosão das torres gêmeas e da guerra no Iraque, coexistem nas duas regiões do subcontinente americano? Por que é que, quando se fala da escravidão africana no subcontinente, se minimizam as alusões ao racismo na América do Norte e se maximizam os horrores do regime como “defeito de crescimento” na América Latina? Por serem pouco nuançados em matéria de contrastes, a maioria dos ensaios de Ficando para Trás se apresenta como o avesso de filmes também tendenciosos e monocromáticos, como Dogville (2003) e Manderlay (2005), do dinamarquês Lars Van Trier. Aprende-se com a cara de um, se se sabe que ela é o focinho dum outro.

CARLINHOS MÜLLER/AE

CARA DE UM, FOCINHO DE OUTRO

cit identitário. Alavancados pela esperança do Mercosul, os jovens pesquisadores universitários hispânicos e brasileiros transitam com conhecimento pelas duas línguas europeias nacionais e as várias indígenas e africanas, pelas histórias locais concorrentes, pelos conjuntos distintos de tradições, perfazendo, aí sim, uma única história, em muito semelhante à dos Estados Unidos, onde são as diferenças que saem em busca da afirmação identitária. Isso significa que as “fronteiras políticas, as disputas incontáveis, as barreiras geográficas e os eventos aleatórios” estejam sendo minimizados, embora ainda existam e pipoquem. Este é, por exemplo, o caso do contencioso entre Colômbia e Venezuela. Ao tomar como referência o discurso expositivo, o crítico de formação literária percebe como a incontestável erudição dos ensaístas se vale do modo descritivo para encaminhar ao leitor, no tocante ao ideal de desenvolvimento sustentável, dados sobre os extremos opostos dos Estados Unidos e da América Latina. Desenvolvimento é definido como forma de progresso material a ser alcançado “com políticas macroeconômicas prudentes”, de que é exemplo o governo dos presidentes Lula e Kirchner. O objetivo do modo descritivo é o de tornar evidente uma crescente “lacuna” entre as duas regiões, a ser preenchida pelo discurso científico consensual da maioria dos expositores. Pela monocronia, o saber científico ideologiza o teor das competentes contribuições acadêmicas que, se aplicadas ao pé da letra, tornariam perfectível o desempenho latino. Os fatores que “não explicam a lacuna” são imputados a estudiosos divergentes, como o argentino Tulio Halperin Donghi, ou ausentes ilustres, como o americano Jeffrey Sachs.

Se a metodologia calcada em contrastes deve ser, pois, elogiada, já que conduz o leitor-aprendiz ao pleno conhecimento das diferenças que o constituem sem que delas se tivesse dado conta, deve ser, no entanto, relativizada caso o encaminhe para a ideia de modelo superior de desenvolvimento, a ser imitado. Somos mais bem construídos por pedagogia que incentiva a rejeição a modelo dado como consensual por uma das partes. Pela atitude crítica precoce seremos, na idade madura, melhores construtores do saber e da ação democráticos. A estrita obediência a qualquer modelo dado como superior inibe a experimentação e a criação que existem de modo latente em todo ser ou grupo humano carente de aperfeiçoamento. Durante as guerras da Independência levadas a cabo por Simón Bolívar, o pensador venezuelano Simón Rodríguez (1769-1852) escreveu nosso futuro: “Ou inventamos ou erramos.” O organizador do volume nos leva a descobrir que a Argentina é a nação da América Latina que “tem menos desculpas para ser subdesenvolvida”. O adeus ao pensamento tendencioso dos competentes analistas de Ficando para Trás é dado pelo elenco das razões positivas que não justificam o malogro dos vizinhos. Aquele país está em zona temperada (e não tropical), tem recursos agrícolas abundantes e acesso ao comércio internacional. Não começou como império escravagista e por isso tem poucos conflitos étnicos. Os imigrantes são quase todos europeus “e não muito diferentes dos que se estabeleceram na América do Norte”. Trouxeram consigo instituições europeias. A receita é boa; o bolo, no entanto, solou no forno apenas morno dos pampas. “Don’t cry for me Argentina!”, canta Evita Perón com a voz de Madonna.

Mais vendidos

RAQUEL COZER raquel.cozer@grupoestado.com.br

MERCADO

FICÇÃO

NÃO FICÇÃO

Ediouro quer apresentar ‘nova cara’ até o fim do mês

1.

1.

Há dois meses acumulando função de publisher da Nova Fronteira e da Agir, Leila Name corre para apresentar até o fim do mês a “nova cara” dos selos do grupo Ediouro – a meta é,depoisdaBienaldoLivro,mostrarumdesenho do que cada marca do grupo passará a publicar. “Temos pressa de concluir um projeto editorial. O grupo vai bem e queremos

passar essa informação ao mercado”, disse à coluna. Por enquanto, o que o mercado viu foienormeexpansão,comacompradeeditoras, seguida de indefinições e da saída de nomes como Izabel Aleixo (Nova Fronteira) e Paulo Roberto Pires (Agir e projetos especiais). O último revés foi o pedido de demissãodeCarloCarrenho,nestasemana.Atéme-

ses atrás, ele era publisher da Ediouro e da Thomas Nelson. Como os títulos do grupo estão sendo redivididos entre os selos e os quesairãocomoEdiourosãoincógnita,ocarro-chefedogrupotinhasaídodocomandode Carrenho, que estava só com a Thomas Nelson. Em Paraty para a Flip, de folga, disse que se dedicará ao Publishnews, do qual é dono.

RELIGIÃO

HISTÓRIA

Ateísmo “simplista”

Musas do teatro musical

O livro sobre o qual Terry Eagleton fala hoje na Flip, Reason, Faith and Revolution, já tem dono no Brasil. Assim como Why Marx Was Right, sai pela Nova Fronteira em 2011. Em Reason..., que reúne aulas ministradas na Universidade de Yale, o crítico cultural materialista questiona o racionalismo defendido por Richard Dawkins e Christopher Hitchens, avaliando como “simplista” o radicalismo com que defendem o ateísmo.

A Imprensa Oficial do Estado de São Paulo prepara para outubro o livro Grandes Vedetes do Brasil, com verbetes biográficos sobre 41 mulheres que fizeram a história do teatro musical brasileiro desde o século 19, pontuando sua relevância social e artística. O prefácio é de Silvio de Abreu.

Como se fosse Teerã A iraniana Azar Nafisi (foto), outra convidada do evento literário, levou um susto ao ouvir o estalido de bombinhas com as quais as crianças brincavam na praça do centro histórico de Paraty, perto da Flipinha. “Puxa, nasci em Teerã, as pessoas não deviam ficar estourando coisas perto de mim.”

* Envolvida na luta pela libertação da iraniana Sakineh, condenada à morte por apedrejamento, Nafisi admite que gostaria de poder falar menos de política e mais de literatura. Não por acaso, a autora, que vive em Washington, agora escreve o livro Republic of Imagination, sobre como a literatura “pode ser o lar de quem não tem mais um lar”.

3. 4.

5. 6.

INTERNET S. J. STANISKI/DIVULGAÇÃO

SUSTO 1

2.

SUSTO 2

Amor, mas só no papel A Bienal do Livro destacou em seu material de divulgação três mesas do Salão de Ideias sobre o livro digital, um dos temas da edição. Uma delas pegou Ana Maria Machado de surpresa. Anunciada em debate sobre “o romance fora da página”, que questionaria “para onde vai a subjetividade do escritor e do leitor”, a autora disse que não era bem assim – falará, sim, sobre amor e literatura, mas nada de digital. A organização informou que o material seria corrigido.

Todos os livros do mundo O Google pode não ter ainda digitalizado todos os livros do mundo, como prometeu, mas divulgou o que, segundo a empresa, é a quantidade de títulos existentes: 129.864.880. Sem confiar na catalogação do ISBN, preferiu coletar dados de fontes como livrarias, catálogos nacionais e fornecedores comerciais (explicação em http://bit. ly/googleb). Resta ver quem checará a conta. ASSÉDIO

Conteúdo digital Escritores como Marcelo Rubens Paiva vêm sendo sondados por editoras que formarão um pool com a Livraria Cultura para o lançamento de suas obras em conteúdo digital. Como não sabem ainda de que modo negociar os direitos, os autores pretendem se reunir para tratar do assunto.

EXPEDIENTE EDITORA EXECUTIVA: LAURA GREENHALGH. EDITOR: RINALDO GAMA. EDITOR ASSISTENTE: JOÃO LUIZ SAMPAIO. REPÓRTERES ESPECIAIS: ANTONIO GONÇALVES FILHO, LUIZ ZANIN ORICCHIO, UBIRATAN BRASIL. REPÓRTER: RAQUEL COZER. REDATORAS: MARIA DA GLÓRIA LOPES, REGINA CAVALCANTI. DIRETOR DE ARTE: FÁBIO SALES. EDIÇÃO DE ARTE: ANDREA PAHIM. EDITOR ASSISTENTE DE ARTE: JAIRO RODRIGUES. DESIGNER: ADRIANA LAUDARI

7.

8. 9.

10.

QUERIDO JOHN Nicholas Sparks Novo Conceito (Última 1º/14 semanas) A CABANA William P. Young Sextante (Última 2º/101 semanas) A ÚLTIMA MÚSICA Nicholas Sparks Novo Conceito (Última 4º/8 semanas) A BREVE SEGUNDA VIDA DE BREE TANNER Stephenie Meyer Intrínseca (Última 3º/8 semanas) O SÍMBOLO PERDIDO Dan Brown Sextante (Última 6º/34 semanas) A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS Markus Zusak Intrínseca (Última -/1 semana) DIÁRIOS DO VAMPIRO VOL. 4 L.J. Smith Record (Última 5º/3 semanas) LUA AZUL - VOL. 2 Alyson Noël Intrínseca (Última 9º/6 semanas) A BATALHA DO APOCALIPSE Eduardo Spohr Verus (Última –/1 semana) DIÁRIO DE UM BANANA Jeff Kinney Vergara & Riba (Última 10ª/11 semanas)

2. 3.

4. 5. 6. 7. 8.

9.

10.

O ALEPH Paulo Coelho Sextame/GMT (Última -/1 semana) COMER, REZAR, AMAR Elizabeth Gilbert Objetiva (Última 1ª/121 semanas) MENTES BRILHANTES, MENTES TREINADAS Augusto Cury Academia de Inteligência (Última 2º/7 semanas) O EFEITO SOMBRA Deepak Chopra Lua de Papel (Última 3º/7 semanas) MÚLTIPLA ESCOLHA Lya Luft Record (Última 4º/13 semanas) O MONGE E O EXECUTIVO James C. Hunter Sextante (Última 9º/269 semanas) MENTES PERIGOSAS Ana Beatriz Barbosa Silva Fontanar (Última -/77 semanas) GUIA POLITICAMENTE INCORRETO DA HISTÓRIA DO BRASIL Leandro Narloch Leya Brasil (Última 6º/28 semanas) POR QUE OS HOMENS AMAM AS MULHERES...? Sherry Argov Sextante/GMT (Última 7º/50 semanas) NUNCA DESISTA DE SEUS SONHOS Augusto Cury Sextante/GMT (Última -/129 semanas)

FONTE: INFORMESTADO. PERÍODO DE VENDA: DE 27 DE JULHO A 1º DE AGOSTO. LOJAS FÍSICAS: CULTURA, DA VILA, FNAC, LASELVA, MARTINS FONTES, NOBEL, SARAIVA. INTERNET: CULTURA, DA VILA, FNAC, LASELVA, MARTINS FONTES, NOBEL, SARAIVA, SUBMARINO


%HermesFileInfo:S-3:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

sabático S3

Ensaio Em trabalho que mistura biografia e análise, Michael Maar investiga o fascínio provocado pela escrita do autor russo Vladimir Nabokov e flerta com a difícil relação entre vida e arte

SPEAK, NABOKOV Autor: Michael Maar Editora: W.W. Norton (Importado, 256 págs., US$ 24)

REPRODUÇÃO

MAGO MISTERIOSO E ENCANTADOR tarde o seu subconsciente o aprovisionou com o título e o tema de uma trama que se THE NEW YORK REVIEW OF BOOKS tornou a sua obra-prima? E se foi esse o caso, isso nos diz algo importante sobre o mais notá- escritor? O leitor é que decide. velcaracteAs pessoas, na obra de Nabokov, particurística da larmente os narradores, com frequência obra de fic- atravessam o espelho da realidade cotidiação de Vla- na para entrar num mundo onde tudo o que dimir Na- se conhece se transforma num instante de bokov é a intuição estática ou, de vez em quando, de de exceder terror avassalador. Em Speak, Nabokov, a realida- Marr qualifica este fenômeno como “expede. Num riência da água-viva”, inspirando-se numa dos seus muitos pronunciamentos sobre a história de 1935, Torpid Smoke, em que o arte da literatura, o autor disse que “exis- personagem principal, um jovem e sonhatem três pontos de vista a partir dos quais dor imigrante vivendo em Berlim, sente um escritor pode ser considerado: como que “como a luminosidade da água e a sua um contador de histórias, como um profes- vibração atravessa uma água-viva, assim sor e como um mago. Um grande escritor também tudo atravessava seu ser mais ínticombina os três”. Certamente ele se inse- mo e essa sensação de fluidez se transfigure em todas as categorias. ra em algo como uma segunda visão”. Nabokov (1899-1977) nos conta uma hisExiste um outro modo, descrito numa história maravilhosa e nos ensina muitas coi- tória de 1926, Terror. Nela, o narrador, um sas sutis e intrincadas, torna tudo verdadei- poeta,visitandouma“cidadeaoacaso”,saido ramente mágico. Mas quando vamos além seu hotel uma certa manhã, depois de várias da superfície dessa fascinação por sua obra noites sem conseguir dormir, e repentinanosencontramos nummundo estranho,em- mente vê o mundo “tal qual ele é realmente”. bora familiar. Seu estilo de prosa singular “Minha linha de comunicação com o mundo faz com que o mundo cotidiano brilhe, le- se rompeu, eu estava só, o mundo estava só, e vando o leitor, como num passe de mágica, a essemundonãotinhasentido.(...)Viohorror um terreno que conhece – ainda que não se de um rosto humano. Anatomia, distinções sinta à vontade dentro dele. sexuais, a noção de pernas, braços, roupas – O mundo que a ficção de Nabokov nos issotudo tinha sido abolidoe diantedemimo apresenta é um estratagema de linguagem. que havia era algo muito simples... não uma E o que alguns deploram nele é a negação da criatura, porque esse também é um conceito liberdade imaginativa, dessa liberdade fan- humano, mas alguma coisa que passava diantasiosa do leitor para imaginar e criar um te de você.” O fato de Terror ser escrito num mundo todo seu a partir do material ofereci- estilo simples, sem “engenhosidade”, sugere do pelo escritor. A versão fantástica daquilo para Maar um “tom autobiográfico”. Seu moque Nabokov nos oferece, para esses leito- delo é The Lord Chandos Letter, escrito em res desencantados, é um anestésico preme- 1902 por Hugo von Hofmannsthal: “Em resuditado, uma forma de mo, este é o meu caso: encurralar essa esponperditotalmenteacapa** taneidade palpitante cidade de pensar ou faPouco importa se os que é a essência da realar coerentemente sodesejos dos personagens lidade ou, pelo menos, bre qualquer coisa.” Panasceram para exorcizar raMaar,estaé“umachadessa versão da realidade a ser encontrada na ve para o horror por trás sensações vividas pelo ficção em prosa. da luz trêmula – o outro ficcionista no mundo real O tema do fantástiextremo da experiência co, da repentina transda água-viva”. ** figuração do familiar, é A tese de Speak, Nalevantado no livro de Michael Maar, Speak, bokov é de que a base filosófica do trabalho Nabokov. Em Bluebeard’ s Chamber, Maar do autor é o gnosticismo, atingido por meio realizou uma grande investigação sobre as de uma leitura de Schopenhauer. O elemenfontes da perene e traumática sensação de to que define o gnóstico é a resposta à quesculpa de Thomas Mann, enquanto em The tão do mal na criação. Como pode haver Two Lolitas fez um trabalho genial de pes- tamanha monstruosidade no mundo se um quisa ao descobrir um espalhafatoso, mas deus bom o criou? A resposta gnóstica é de bastante significativo, conto publicado na que não há apenas um criador, mas dois – Alemanha em 1916 por um jovem escritor, além do deus verdadeiro, há o demiurgo, Heinz von Lichberg, intitulado Lolita, que que barra a humanidade em seu caminho também fala de uma paixão desesperada de embusca do propósito da verdade. É ocarceum homem de meia-idade por uma garota. reiro que nos aprisiona. E apenas a fuga da Maar não foi tão grosseiro a ponto de acu- prisão do corpo leva a alma à luz. sar Nabokov de plágio, mas levanta a quesSe aceitamos a noção de que Nabokov cotão: Nabokov teria lido a história de Lich- mo artista, e possivelmente também como berg, a história ficou na sua memória e mais homem,acreditava que nossomundo éfruto

Visão singular. Nabokov, em foto de 1967: influência de Schopenhauer e textos de tirar o fôlego em suas páginas amorosas

JOHN BANVILLE

A

do trabalho de um enganador monstruoso, então é preciso reconhecer que muito do que em sua ficção parece calculado e irritantemente irreal é, na verdade, perfeitamente realista e profundamente sério – e que o universo nabokoviano é um campo de batalha no qual o artista-criador é como um Jacó preso em uma luta sem-fim com o demôniocriador que nos comanda. Trintaanosapósamortede Nabokov,estamoslivresparaperceberapresençaextraordinária dos desejos – em especial do tema da ninfeta e uma preocupação frequente com o sexo–emtodaasuaficção.Omaisimpressionantesobre ameninadeLolita,escreveMaar, nãoéquetenhaantecessoresmas,sim,sucessores, uma vez que uma moça posando de adulta é um fenômeno recorrente no cânone nabokoviano. O escritor teria reagido violentamente contra qualquer pessoa que sugeri-

ria a existência em sua vida dos desejos de seuspersonagens.Aindaassim,omaisinocente adepto da teoria da diferenciação entre a pessoa que sofre e a mente que cria vai se perguntar sobre a presença constante de sexo, culpa e terror na obra de Nabokov. No final das contas, porém, não é da nossa conta quetipode demôniopessoalele poderiaestar exorcizando com sua obra. Ao considerar sua vida, o que realmente deveria importar para nós são os livros, de tirar o fôlego em suas descrições amorosas, suas luzes e sombras, e nas armas mágicas de um grande encantador.

posito dos bons e dos maus livros (falo dos livros como obras de arte literaria), a respeito dos livros que ficam como a respeito dos livrosquepassam,acritica manifesteasmesmas hesitações, as mesmas incompreensões e os mesmos erros tecnicos de apreciação. Lolitaé, nesseparticular, umromanceexemplar – como Manon, como Madame Bovary, como Ulysses, como O Primo Basilio, como a Recherche, como O Amante de Lady Chatterley, como todos esses livros que desgostaram os inimigos (pelo menos em palavras) do adulterio, da crua realidade, dos vicios inconfessaveis, de todas as manifestações daquela “tragica beleza das tempestades humanas”, de que falava Pierre Trahard. Sempre haverá um promotor publico, com o nome predestinado de Pinard, para acusar Madame Bovary; sempre haverá um diretor de correios para impedir a circulação do Ulysses; sempre haverá os imbecis encarregados do policiamento dito moral das bibliotecas. Assim, os melhores criticos cometeram com Lolita o mesmo erro que os seus predecessores haviam cometido com O Primo Basilio ou com O Amante de Lady Chatterley, o mesmo erroqueoseditoresnorte-americanoscometeram com o livro de Nabokov: julgaram-no, como acentuava posteriormente o autor, não pela sua maneira de tratar o tema, mas pelo tema em si mesmo, isto é, desejaram

inconscientemente (e é realmente Freud quem explica essas coisas) eliminar a Literatura, como atividade do espirito. Se, para admitir Lolita entre as grandes criações literarias, fôr necessario que o critico sinta pelo menos algumas tendencias humbertianas, entãoteríamosde desconfiarde todososfervorosos admiradores de Proust, entre os quais, creio eu, aquele confrade se inscreve; e se, para amar Manon (atenção! é ao livro quemerefiro!),for precisoque oleitor tenha um pouco da vocação de Des Grieux... É facil ver aonde conduz esse tipo de raciocinio, prova de que as preocupações moralizantes, por respeitaveis que sejam, nada têm a fazer na critica de literatura. O que importa saber é se Lolita, como criação literaria, acrescenta alguma coisa ao genero romanesco e se o seu autor alcançou o plano em que se situam os grandes escritores, se ele pode ser incluido naquela galeria ideal em que a posteridade colocou os Flaubert e os Prévost, os Eça de Queiroz e os Joyce. É evidente que sim. (...)

/ TRADUÇÃO DE TEREZINHA MARTINO

✽ JOHN BANVILLE É ESCRITOR, AUTOR, ENTRE OUTROS, DE O MAR (NOVA FRONTEIRA, TRADUÇÃO DE MARIA HELENA ROUANET), VENCEDOR DO MAN BOOKER PRIZE EM 2005

Do Suplemento Literário 7.11.1959

MORAL? IMORAL? Publicação, no Brasil, de Lolita foi saudada com entusiasmo pelo caderno, que classificou o romance, escrito em inglês e lançado em 1955, de “obra-prima”

WILSON MARTINS

Os criticos mais sisudos, quero dizer, aqueles escritores que são mais sisudos do que criticos, ainda estão-se perguntando se devemounãoincluirLolitaentreasobrasliterarias e Vladimir Nabokov entre os grandes nomes do romance universal (...). Chega a serdesalentadorque,em cadageração,apro-

✽ O SUPLEMENTO LITERÁRIO CIRCULOU NO ESTADO ENTRE 1956 E 1974. FOI MANTIDA AQUI A ORTOGRAFIA ORIGINAL DO ARTIGO.

estadão.com.br Leia a íntegra deste texto estadão.com.br/e/s3

O CRÍTICO NO JORNAL No projeto do SL feito por Antonio Candido, o nome do crítico paulista Wilson Martins (1921-2010) era o primeiro a aparecer na lista de colaboradores da parte fixa do caderno. Autor de obras de peso como A História da Inteligência Brasileira, Martins teve sólida carreira acadêmica – lecionou por 26 anos em Nova York –, porém se considerava, acima de tudo, um crítico literário de jornal.


S4 sabático %HermesFileInfo:S-4:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Capa Depois de pouco mais de uma década sem publicar novo volume de poesias e às vésperas de completar 80 anos, Ferreira Gullar lança Em Alguma Parte Alguma e reafirma que não procura pelos poemas: “São eles que me aparecem” TOMAS RANGEL/DIVULGAÇÃO

ainda este ano pela Casa da Palavra. Sobre tantos acontecimentos que vêm transformando 2010 em um ano excepcional, Ferreira Gullar falou ao Sabático. ● Essa será sua terceira participação na Flip,

agora sobre a importância de sua obra.

Sim, estive na primeira edição, em 2003, e voltei três anos depois para participar de uma mesa sobre escritores exilados ao lado do poeta palestino Mourid Barghouti. E foi nessa Flip que eu disse uma frase que se tornou famosa. Discutíamos sobre a tensa relação de Israel com a Palestina quando observei que os dois lados argumentavam de forma convincente. O problema é que isso resulta em uma guerra sem-fim. Foi quando, para exemplificar minha opinião, contei um caso familiar de quando tive uma discussão boba com minha companheira, Cláudia (Ahimsa, poeta que conheceu em 1994), mas que ficou tão acalorada a ponto de ela decidir não ir mais ao cinema. Foi embora e me deixou cheio de razão mas muito triste. Nesse momento do debate, eu disse a tal frase: “Não quero ter razão, quero é ser feliz” (risos). ● Isso provocou muita agitação?

Foi algo que empolgou de tal maneira a ponto de, durante a sessão de autógrafos, um leitor se aproximar e dizer que acabara de ligar para a namorada e encerrar uma briga com ela. Para isso, ele repetiu a mesma frase. E, anos depois, minha companheira me presenteou com uma caneca, comprada no comércio popular, com os mesmos dizeres. Ou seja, tem gente ganhando à minha custa. ● Você vive um momento muito inspirado pró-

ximo dos 80 anos, não?

Confesso que não penso muito nisso, quero dizer, no fato de atingir essa idade. Não me sinto como um homem de 80 anos, pois ainda tenho muita agilidade física (ando veloz na rua, a ponto de meus amigos reclamarem), continuo brigador, meu pensamento se mantém ativado, ainda desfruto dos acontecimentos do mundo. Assim, a velhice não está muito presente. Só pretendo parar quando estiver bem senil, babando na gravata. ● A idade também não influencia o ato de es-

crever poesia?

Por enquanto, não, embora eu não saiba se vou escrever mais poesia. Não procuro pelos poemas – eles que me aparecem, que me espantam. O processo só funciona assim comigo. O último, Abduzido, foi escrito em um hotel de São Paulo e fazia meses que eu não produzia nada. É imprevisível. ● Qual seria o ponto em comum nos poemas

de Em Alguma Parte Alguma?

A questão da linguagem, cuja forma usual é ultrapassada. Já começa no primeiro poema, chamado Fica o Dito pelo Não Dito, ou seja, são versos apresentados de uma forma totalmente diferenciada daquela pensada pelo poeta. A poesia aqui se coloca no limite entre o que se pode dizer e o que não se consegue dizer. ● Isso significa que você não pretende mais

modificar a linguagem, como fez em A Luta Corporal, mas trabalhá-la em seus limites?

UMA AVENTURA PARA CAPTURAR COISAS QUE NÃO EXISTEM

Sim, buscar lucidez em algo que parece loucura. Sou um poeta que passou a vida mudando, cada livro resultou em algo diferente. Todos têm um fio condutor, mas são muito diferentes. A Luta Corporal é muito diferente de Dentro da Noite Veloz que, por sua vez, difere de Poema Sujo, que pouco tem a ver com Na Vertigem do Dia. Uns têm um modo sinfônico, outros lembram mais música de câmara. ● Por falar em Poema Sujo, você voltou algu-

UBIRATAN BRASIL ENVIADO ESPECIAL PARATY

primeiro livro de poesia, A Luta Corporal, Ferreira Gullar bancou do próprio bolso, em 1954. “Também fui a duas livrarias do Rio de Janeiro e pedi que deixassem lá, esperando que alguém comprasse”, relembra. “Na primeira, venderam três dos cinco exemplares, mas, na outra, não saiu nada, pois colocaram os volumes na prateleira das obras esportivas, junto com livros de artes marciais.” Dito isso, ele solta uma gargalhada, manifestação cada vez mais constante – próximo do 80º aniversário (10 de setembro), o poeta vai comemorar a data com o lançamento do livro Em Alguma Parte Alguma, que chega 11 anos depois da publicação de Muitas Vozes, ambos pela editora José Olympio. Longos períodos de abstinência (Barulhos, o penúltimo, foi lançado em 1987) não o preocupam – Gullar gosta de repetir que é o

O

poema que escolhe o momento de nascer. compor e que dali por diante só seria possí“É preciso uma causa, algo que me provo- vel se repetir, algo definitivamente contráque um espanto”, explica. E o novo conjun- rio à sua índole criativa. to de versos chega em uma época especial: Corteja, assim, o concretismo, propõe o Gullar venceu, no último dia de maio, o Prê- neoconcretismo,volta-se ao cordel embusca mio Camões, um dos mais prestigiosos da do verso limpo e espontâneo até que, em língua portuguesa. E hoje à tarde, a partir 1975,quandovivianoexílioemBuenos Aires, das 17h15, participa de uma mesa especial da o temor de morrer é transformado em uma 8.ª Festa Literária Internacional de Paraty, compulsão criativa que o impele a escrever, onde vai conversar sobre sua obra com Sa- com uma linguagem intensíssima, o Poema muel Titan Jr., professor da USP. Também é Sujo, considerado por Vinicius de Morais a personagem da exposição de fotos de To- mais importante obra poética brasileira já más Rangel, que flapublicada. E por que grou escritores em seu “Sujo”? Porque expres** ambiente de trabalho, sa um desabafo e ex“Não quero ter razão, como mostra a imagem põe as vísceras em forquero é ser feliz”, disse que ilustra esta página. ma de poesia. ele em uma acalorada Um tema que certaNostrabalhosseguinmente constará no detes, Gullar dirigiu suas discussão; a frase caiu bate da Flip é a proposatenções para a morte, em “domínio público” ta de desintegração de mas sem fazer dela molinguagem que acomtivodeangústiaexisten** panha o trabalho de cial.EmAlgumaParteAlseus versos desde A Luta Corporal. O tam- guma, ele explora temas diversos, desde o bém poeta e tradutor Ivo Barroso obser- cosmosatéas artesplásticas,áreaquetransivou certa vez que Gullar, depois de passar tacom tranquilidade, como criador e crítico; por todos os processos formais – do soneto dedica versos, aliás, a amigos queridos como camoniano ao poema em prosa, do verso os artistas Iberê Camargo e Amílcar de Caslivre ao pré-concretismo – verifica, de re- tro. Agora, prepara um livro com suas colapente, que esgotou suas possibilidades de gens, Zoologia Bizarra, que deve ser lançado

ma vez a Buenos Aires depois do exílio?

Somente uma vez, em 2006. Não viajo de avião e, naquele ano, com o lançamento do Poema Sujo na Argentina, um amigo me convenceu a ir mas alugando um carro confortável, com chofer. ● E como foi o reencontro com a cidade?

Fui ao prédio onde vivi, olhei para o 5.º andar onde ficava meu apartamento, tirei fotos na frente do edifício. A porta, a calçada, tudo continuava idêntico, mas o que mais me tocou foi descobrir que não havia nenhuma marca minha lá, são apenas paredes e portas. A amargura daqueles dias está estampada no poema. Buenos Aires continua parte de mim, nela eu me revejo. Mas a cidade não tem nada comigo, eu é que tenho a ver com ela. ● Poema Sujo nasceu de um momento de

urgência, quando você temia morrer no exílio. Acredita que poderá escrever outro poema tão extenso?

Dificilmente. Ele surgiu por conta de um momento. O poema é uma invenção, não existe antes de ser feito. A poesia é uma espécie de aventura para capturar coisas que não existem. Até mesmo João Cabral de Melo Neto, que buscava a objetividade do verso, criou um estilo próprio ao da sua voz.

Arranjo. “Cada obra resultou em algo diferente. Umas têm modo sinfônico, outras lembram música de câmara”, explica


O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

sabático S5

Flip O quadrinista norte-americano Robert Crumb participa hoje, ao lado do amigo e colega de ofício Gilbert Shelton, de uma das mesas-redondas mais disputadas do evento, na qual discutirá sua versão do Gênesis, disponível no Brasil TASSO MARCELO/AE

HUMOR AUTÊNTICO E PELO AVESSO RAQUEL COZER ENVIADA ESPECIAL PARATY

arem, por favor, disse Robert Crumb, na manhã de ontem, ao se aproximar da salanaqualenfim falaria aos jornalistas em Paraty – algo que até dois dias antes a organização da Flip temia que ele nunca chegasse a fazer. Tentar caretas ou levantar o dedo do meio para os fotógrafos que o cercavam na entrada, na tentativa de evitar registros, havia surtido o efeito inverso (foram as fotos preferidas por todos ali), então o cartunista precisou reclamar. A questão é que Crumb sorri quando está desconfortável, numa espécie de reação reflexa, de modo que os outros demoram a entender quando é hora de deixá-lo em paz. Hoje, às 19h30, ele participará de uma das mesas mais concorridas desta edição, com o pai dos Freak Brothers, seu amigo Gilbert Shelton – que, como ele, é um dos nomes centrais das HQs underground dos anos 60. Os dois chegaram da França com suas respectivas mulheres, a cartunista Aline e a agente literária Lora Fountain, na terça pela manhã, mas quase não se viu Crumb. Shelton circulou à vontade, sempre de calça jeans com suspensórios, mas o criador do Mr. Natural deu parcos sinais de vida. Anteontem, foi passear de barco e almoçar na ilha do Catimbau com seu mesmo figurino básico de personagem de quadrinhos: calça ecamisasocial, chapeuzinhoàmoda antigae casaco preto. E passou longas horas “meditando” na pousada, nas palavras de Aline. Como o trabalho mais recente do artista, a versão ilustrada do Gênesis, saiu no Brasil no ano passado, duas editoras trataram de arrumar material para sua passagem pela Flip. A Conrad, que tem quase toda a obra dele por aqui, preparou uma edição de capa dura de Meus Problemas com as Mulheres, que reúne cartuns do título homônimo em inglês e outros feitos de 1964 a 1991. A Desiderata fez nova edição do Kafka de Crumb, biografia com texto de David Zane Mairowitz, publicada em 2006 pela Relume-Dumará. O próximo trabalho inédito está previsto para 2011. A princípio, se chamará Drawn Together, e reunirá histórias feitas em parceria

P

REPRODUÇÕES

No limite. Crumb com sua mulher Aline Kominsky (acima): assédio intenso de fotógrafos na coletiva irritou o cartunista, que também tem Meus Problemas com as Mulheres e Kafka editados no Brasil (desenhos ao lado)

com Aline Crumb – inclusive aquelas que, feitas para a New Yorker, foram publicadas em português pela revista piauí. Crumbnãogostadedarentrevistasporque jornalistasperguntamsempreasmesmascoisas, é o que ele diz. Não teria nem vindo ao Brasil não fosse uma forcinha “das sras. Shelton e Crumb”, que, dispostas a sair da rotina, o convenceram a pegar o avião. “Vim de classe executiva, foi legal. Estou me divertindo à beça”,disse,irônico,aosrepórteresinteressados em detalhes. “Se pudesse escolher, iria para um lugar onde fosse anônimo. Sou melhor em observar que em ser observado.” É verdade que Crumb é bom em reparar em pessoas e situações para depois ilustrá-las, mas também é curioso observá-lo. O quadrinista é o ranheta menos ranzinza de que se

tem notícia. Reclama de tudo, do governo, da música dos dias de hoje, do assédio do púplico, do barulho (Aline e ele acharam o povo brasileiro, até onde foram dados a conhecêlo, em Paraty, um tanto “inquieto”), só que cada uma de suas frases de efeito vem acompanhada por uma sacudida de ombros, aquele sorriso por ato reflexo e a famosa franzida na testa para evitar que os óculos lhe escorreguem pelo nariz. Um ator não faria melhor, mas ninguém duvida de que seja autêntico. Não é sempre que Aline consegue arrastálo para fora da vila onde os dois vivem desde os anos 80, no sul da França. No ano passado, por exemplo, ao viajar para a Índia, achoumelhordeixaromaridoemcasa.“Adorei tudo por ali, mas ele teria morrido”, disse ela ao Sabático, na quarta-feira. Ele até sabe

se virar sozinho, conta a mulher – depois de 25anos entrefranceses, sabeda língua osuficiente para conseguir comida e sobreviver, “E agora ele está com uma secretária, uma amiga minha, americana. Além do mais, todo mundo na cidade o conhece e o protege.” Crumb diz ainda não ter se acostumado com a ideia de que quadrinhos hoje são vistos como arte ou literatura. Acha “bizarro” participar de um evento como a Flip e estranha o boom nas vendas de HQs. “Quadrinhos não foram feitos para se levar a sério, me assusta ver isso acontecer”, diz. Mas não reclama, e por isso aceita fazer tudo isso que detesta – viajar, dar entrevista, dar autógrafo vez por outra, quando alguém o pega de surpresa. “É algo economicamente muito viável, e é também por isso que estamos aqui.”

O FUTURO É VIRTUAL, O PROBLEMA É REAL Livro digital inspira debate sobre autoria e hábito de leitura entre Peter Burke, Robert Darnton e John Makinson

ANTONIO GONÇALVES FILHO ENVIADO ESPECIAL PARATY

ois historiadoresdamesma geração, o inglês Peter Bur- ke, de 73 anos, e o americano Robert Darnton, de 71 anos,discutiram anteontem sobre o futuro do livro na era digital, antes que o último participasse, ontem, pela manhã, de um debate com um historiador mais novo, o inglês John Makinson, de 54 anos, CEO da Penguin Books. O diagnóstico não foi nada animador para os leitores de livros físicos. Antes que todas as traças do planeta se unam para destruir os livros de papel que restam, o leitor do futuro já estará se comportando como naqueles antigos filmes de ficção onde ninguém mais lia, apenas consultava telas. Para Darnton, essa será uma imagem real e inevitável, o que vai trazer não só uma mudança na relação entre leitor e autor como a diluição do mesmo num oceano de anônimos. Não que Darnton considere de todo negativa essa diluição. A autoria, como lem-

D

brou no debate, é uma questão burguesa, que surge paradoxalmente com a censura aos livros na república das letras do Iluminismo francês. Era, então, um mundo sem direitos autorais, em que o privilégio de publicar não pertencia ao autor de um texto, mas aos reis, que decidiam o que o cidadão das ruas podia ou não ler. Um livro não recomendado circulava, então, como uma obra pirateada, levando autor, editor e vendedor às galeras, o que equivalia à sonegação total de direitos. Os americanos querem fazer o mesmo no século 21. As empresas internéticas pretendem que a concessão dos direitos autorais seja eterna para não pagar royalties a quem eles pertencem, lembra Darnton, que sugere com entusiasmo a formação de um movimento contra os lobistas da sonegação. Responsável pelos 14 milhões de livros da valiosa Biblioteca da Universidade Harvard, Darnton revelou que não usa o Kindle. Tampouco Peter Burke conhece alguém que tenha lido Guerra e Paz em sua versão digital. Na biblioteca de Babel online, Tolstoi perde para Dan Brown e quem vai acabar perdendo com isso é o leitor do futuro. Burke, reforçando o pessimismo de Darnton, anteviu essefuturo como um tempo emque as criançasque aprenderam aler natelado computador vão pular de uma página para outra como quem ultrapassa uma barreira, fazendo da literatura uma corrida de obstáculos. Burke, em outro exercício de futurologia,

acha que o papel do livro vai diminuir em comparação com outros meios de comunicação. Sobreo conhecimentoenciclopédico digital, lamenta que leitores se entreguem cegamente a ele, embora considere que os equívocos da Wikipédia possam despertar o espírito crítico dos usuários, contribuindo para o advento de um novo gênero que substitua a enciclopédia surgida no Iluminismo. Em todo o caso, tanto Burke como Darnton lembraram que, no fim do século 15, quando o livro apareceu, também ocorreu um fenômeno parecido, desorganizando o mundo da escrita, depois reorganizado. Na manhã de ontem, a discussão tomou outro rumo. Darnton, que acompanhou a digitalização do acervoda Bibliotecade Harvard pelo Google, considera, de fato, que essa transferência para o mundo virtual se compara à passagem dos manuscritos para o texto impresso no fim do século 15. Com uma diferença fundamental: o texto virtual poderá eclipsar novamente a questão da autoria. O historiador lembra que, antes do advento dos direitos autorais, os livros eram escritos na França pré-revolucionária como num processo de bricolage, em que cada autor aproveitava do outro o que tinha de melhor, apropriando-se de trechos inteiros sem o mínimo sentimento de culpa. Num mundo que vê 1 milhão de novo livros surgindo a cada ano, pode-se imaginar o que essa collage vai significar no ciberespaço. O livro impresso, lembra Darnton, pode não

desaparecer, mas o jeito de ver o mundo sim. Também por isso, Darnton discordou da intenção dos dirigentes do Google de cobrar pelas cópias digitais do acervo. Menos apocalítptico e mais integrado que Darnton, Mackinson acha que o declínio das vendas do livro físico é inevitável e que o armazenamento digital da informação poderá trazer benefícios para o leitor do futuro, acenando com a interação entre meios eletrônicos como uma nova forma de ver e ler o livro. Darnton concorda com ele nesse sentido, lembrando que os livros digitais de história já remetem o leitor para documentários em vídeo e sons. Há, evidentemente, uma preocupação: a de que todo esse acervo desapareça por força da dinâmica do mercado. Softwares envelhecem rápido eempresas vão à falênciacom muitafacilidade. A conservação de um acervo digital é ainda precária. Para quem o leitor vai reclamar se um livro for adulterado ou sair do ar misteriosamente do seu e-reader? Já se fala em livro por assinatura, como os canais de TV, mas Mackinson duvida que venha a ser o sistema dominante. O futuro é virtual, mas o problema é real. estadão.com.br Leia mais sobre a Flip no blog blogs.estadao.com.br/flip


S6 sabático %HermesFileInfo:S-6:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Literatura argentina POESIA HEREGE Autor: Evaristo Carriego Tradução: Liliana Reales e Claudio Cruz Editora: Universidade Federal de Santa Catarina (70 págs., R$ 15)

mo do real e, ao mesmo tempo, banhado por certa irrealidade. O próprio Borges avisa que esse retrato se deve muito à sua imaginação, mais que ao testemunho dos fatos: “Acreditei, durante anos, que tinha crescido num subúrbio de Buenos Aires, um subúrbio de ruas perigosas e de ocasos visíveis. A verdade é que cresci num jardim, atrás de grades com lanças, e numa biblioteca de inumeráveis livros ingleses”. No entanto, o menino intelectual, em meio aos livros da biblioteca paterna, sonha com duelos e valentias dos compadritos e gaúchos armados com suas facas. Ouvia ao longe as seis cordas da guitarra.

VERSOS PIONEIROS DO ARRABAL PORTENHO Poesia de Evaristo Carriego abriu espaço a vozes periféricas

N

ão é culpa de Evaristo Carriego ter passado à posteridade como personagem de Jorge Luis Borges. O poeta Carriego teve existência breve e real. Nasceu em 1883 na província de Entre Rios e cedo a família se mudou para Buenos Aires. Os Carriego moravam no bairro suburbano de Palermo, assim como os Borges, de quem foram vizinhos. Em vida, Carriego publicou apenas um livro de versos – Missas Hereges, em 1908. Morreu de tuberculose, em 1912, e, no ano seguinte, saiu o livro póstumo La Cancion del Barrio. Em 1930, Borges lhe dedicou um estudo, Evaristo Carriego, no qual analisa a obra e faz especulações sobre o homem e seu mundo. No Brasil, conhecemos Carriego através dessa obra de Borges. E é tudo. Ou era, até a publicação deste pequeno e precioso Poesia Herege, com organização e tradução de Claudio Cruz e Liliana Reales. O miolo do livro é uma seleta com 11 poemas de Carriego. Antes deles vem o texto Apresentando Carriego, de Claudio Cruz. E, após os poemas, o estudo de Liliana Reales, Leitura de uma Leitura de Borges: Evaristo Carriego. A ideia do livro, claro, é iluminar a persona de Carriego e tirá-la um pouco da poderosa sombra que lhe faz Borges. O poeta tem importância em si e não apenas porque virou objeto de estudo de um grande escritor, um dos maiores do século passado. Ele teria sido, no quadro da literatura do país vizinho, o primeiro a representar literariamente o “arrabal portenho”. Ou seja: os bairros populares, os valentões, as mulheres “que deram mau passo”, os desafios de guitarra e faca, as milongas e o tango, então nascente. Borges se interessa por esse universo, em especial em sua fase mais nacionalista. Esse mundo está presente em contos famosos como O Homem da Esquina Rosada. E está, de maneira orgânica e vital, em Carriego, por mais de uma razão. Primeiro, porque o modelo do arrabal adotado por Evaristo Carriego era Palermo, onde também morava a família de Borges. Aliás, o pai de Borges foi amigo do au-

tor de La Canción del Barrio. Segundo porque, como descobre, a partir de Palermo pode olhar o mundo, de maneira mais ampla. Esse bairro de Palermo, tanto imaginário quanto real, constitui o ponto central da obra do poeta. Está não apenas no que talvez seja o mais famoso desses poemas, A Alma do Subúrbio, mas em O Guapo, A Surra, No Bairro, O Beco de Nossa Casa, Voltaste, A Costureirinha que Deu Aquele Mau Passo, Uma Surpresa, e outros que fazem parte da edição. Trata-se de uma seleção refinada, que busca o melhor de Carriego, versos expoentes em uma obra que, de acordo com Claudio Cruz, pagou preço alto ao modernismo hispano-americano, o que relativizaria seu valor estético aos olhos de hoje. Há, no entanto, esse núcleo duro na obra de Carriego que vale ainda a pena ser lida ainda hoje, como testemunho das “vozes periféricas” ou como exemplo das “culturas subalternas”, revalorizadas nos dias de hoje, com a relativização dos cânones.

Tomo estranho. Esse sonho com o distan-

LOREDANO

LUIZ ZANIN ORICCHIO

Gente. O próprio Borges diz que Carriego

demorou a encontrar sua voz. Quando o fez, falou como ninguém da sua gente e da realidade à sua volta. Essa voz, dizem os críticos, foi encontrada a partir de El Alma del Arrabal, seção de Missa Herege composta de onze poemas entre os 47 que compõem o único livro publicado em vida. A essa voz, Borges foi sensível. A ponto de levá-lo a produzir um ato crítico que ressoa até hoje. As motivações para esse ato crítico podem ser discutidas – Liliana Reales encontra em Carriego a ressonância de um tema caro a Borges: o culto à coragem. Algo típico nas manifestações do gaúcho argentino, que perde espaço em sua inserção social no processo de modernização da Argentina do final do século. Da economia agropastoril para a industrialização, do deslocamento do campo para a cidade, o personagem viril assimila-se ao marginal urbano. Seu campo de atuação seria o arrabalde portenho, que ganha assim uma localização no imaginário do continente americano comparável à do sertão brasileiro e ao Velho Oeste dos Estados Unidos. São localizações não apenas geográficas, mas sobretudo simbólicas e emblemáticas, com suas funções de abrigo aos mitos fundadores da nacionalidade. Dessa forma, é natural que Borges dê início ao seu Carriego pela descrição do espaço onde vive o poeta. Palermo de Buenos Aires é o primeiro capítulo do livro e tentati-

va de buscar as raízes do bairro. Fundado por um italiano oriundo da capital da Sicília, Palermo deve seu nome a esse procedimento não de todo incomum – aquele que emigra substitui seu sobrenome pelo da cidade de origem e, dessa forma, a leva consigo para a terra estrangeira. Esse tal de Domenico, ou Dominguez Palermo, teria chegado àquela área por volta de 1605 ou 1614. Borges descreve o nascimento mítico do bairro em páginas que subordinam o factual ao espírito poético, num procedimento de sobreposição de imagens que ele mesmo define como “cinematográfico”. Para concluir: “Palermo era uma despreocupada pobreza”. Emerge na imaginação do leitor esse bairro humilde, de casas baixas, pátios de tipo espanhol, as esquinas, os valentões, as mulheres oprimidas e ocupadas em casa com seus filhos e trabalhos de costura. Um ambiente tão próxi-

te, com o marginal, o levou a Evaristo Carriego – como conta seu biógrafo James Woodall (Jorge Luis Borges – O Homem no Espelho do Livro, Bertrand Brasil) para decepção dos seus pais, Jorge e Leonor, que esperavam tema mais nobre para as preocupações do filho. Ao contrário do que fez com outros escritos da época, Borges permitiu que seu Evaristo Carriego fosse republicado ao longo de toda a sua vida. Está incluído em suas Obras Completas. Isso significa que tinha apreço por um livro que, do ponto de vista formal, é considerado um Borges “menor” por alguns críticos. É, como escreve Woodall, um tomo estranho, cheio de defeitos, que hesita entre o jornalismo, a crítica e o pitoresco urbano. Mas não será justamente esse formato heteróclito que dá ao Carriego de Borges parte do seu encanto? Em todo caso, ao estudar Evaristo Carriego, Borges enfrentava alguns problemas de sua própria trajetória. Um deles, em particular: como conciliar o tom local e suas aspirações de universalidade? Essa talvez esteja na origem da mais bela página do estudo, acrescentada em 1950 – Prólogo a uma edição das Poesias Completas de Evaristo Carriego. Nela, Borges imagina um Carriego sonhando com Dumas e pensando com inveja em algum outro lugar, a Europa talvez, Paris, suas festas, suas mulheres, seus escritores. A vida estaria sempre em outro lugar, pensava aquele autor “jovem, orgulhoso, tímido e pobre, e se acreditava desterrado da vida” em seu subúrbio portenho. Borges pensa que Carriego estava imerso nessa triste meditação ção quando ouve ao longe “um rasgado de laboriosa guitarra”; vê pela janela as casas baixas de Palermo e a rua, na qual o compadrito Juan Muraña passa e toca o chapéu em cumprimento a alguém. Muraña que, na véspera, havia marcado a navalha o rosto de um desafeto, o chileno Suárez. Vê um velho carregando um galo de rinha, a lua no quadrado do pátio. Carriego compreende então que o universo estava todo lá, em Buenos Aires, em Palermo, em 1904. Naquele momento, conclui Borges, Carriego é Carriego. E pode escrever seu barrio e sua gente. Borges pensava Borges, através de Carriego.

LIBELO E TRATADO SOBRE A REPÚBLICA Facundo, obra fundadora, constroi uma rara interpretação da geografia física e humana da América Latina EDUC.AR/DIVULGAÇÃO

MIRIAM GÁRATE

escritor argentino Domingo Faustino Sarmiento (18111888) alega em Recordações da Província (1850), mescla de genealogia familiar, autobiografia, narrativa de formação e desagravo público, ter sido gestado ao mesmo tempo que a nação: “Nasci em 1811, no nono mês depois do 25 de maio, e meu pai havia aderido à revolução, e minha mãe palpitava todos os dias com as notícias sobre os progressos da insurreição americana”. Jogos retóricos e narcisismo à margem (Sarmiento seria celebrizado em mais de uma caricatura com o apelido de Don Yo durante o exercício da presidência), há um componente de verdade no enunciado. Inclusive, a ordem dos termos talvez devesse ser alterada: uma parte significativa da tradição literária e do pensamento social argentinos nasceram com Sarmiento, com a matriz interpretativa e o estilo delineados em livros como Facundo (1845), Viajes (1849), Campaña en el Ejército Grande (1852). Principalmente com Facundo, misto de libelo e “tratado” sobre o passado, presente e futuro da república, escrito durante o exílio chileno (Sarmiento emigra em 1840 como consequência dos reiterados conflitos com os representantes de Rosas, “tirano” no poder ao qual ele se opõe).

O

A cuidada edição de Facundo ou Civilização e Barbárie lançada pela Cosac Naify é extremamente oportuna num ano de efemérides em Hispano-América (bicentenário da Emancipação de Argentina, Chile, Venezuela e México, centenário da Revolução mexicana). Evoca, tal como o livro de Sarmiento pretendia fazer com a “sombra” de Facundo, sombras ainda operantes no imaginário argentino, instigando renovadas reflexões sobre esse texto canônico. Os “bárbaros” mudaram de nome ao longo dos séculos 19 e 20: para Sarmiento e a geração romântica foram o indígena e o gaúcho; mais tarde, com o advento do aluvião imigratório foram os italianos, espanhóis, judeus e turcos recém-chegados à Argentina (Lugones e o nacionalismo conservador); em meados do século 20, os “cabecitas negras” vindos do interior do país; hoje, os habitantes de favelas como “Fuerte Apache”, os “piqueteros”, os “cartoneros”, os “bolitas” (bolivianos) e peruanos em busca de subempregos. A sociedade sofreu mudanças; a visão cindida e excludente impressa na superfície visível do texto sarmientino como instrumento de compreensão permanece quase intacta. Daí o interesse das leituras de Facundo que, ao invés de aderir a essa superfície, tornaram produtivas suas contradições e tensões internas, aquelas interpretações que o problematizaram, que o leram a contrapelo restituindo sua dimensão polêmica: Martínez Estrada, Borges, Rivera, Piglia, entre os escritores; Jitrik, Halperín Donghi, González Echevarría, novamente

Sarmiento. Diversidade de gêneros e propósitos no livro publicado em 1845 Piglia (responsável por um instigante prólogo nesta nova edição), entre os críticos. A diversidade de gêneros e propósitos do Facundo foi recorrentemente assinalada: texto inclassificável, híbrido, inicialmente publicado como folhetim, concebido como panfleto na luta contra Rosas. Mas simultaneamente história política e social dos albores da república, exame das origens e desdobramentos do caudilhismo, biografia de um deles (o riojano Facundo Quiroga, assassinado em 1837), ensaio de geografia física e humana, catálogo de tipos nacionais, formulação de uma proposta estética para as letras argentinas, projeto de governo para o futuro da nação. Ordenando esse emaranhado discursivo

no qual desponta com frequência o fictício, uma dicotomia cara ao paradigma ilustrado-evolucionista vigente ao longo do século 19: civilização e barbárie. Trata-se de um antagonismo vinculado a vários outros: cidade/campo, letrado/gaúcho-indígena, norma escrita/direito consuetudinário, república/tirania, exército/montoneras. Todavia, a cada passo a ordem pretensamente instaurada pelo texto é transtornada, se desdiz, revela no âmago do termo legitimado seu avesso (afirma Piglia: o livro não obedece às normas de verdade que postula). Certamente algumas das características apontadas, somadas à disposição dos três grandes núcleos de Facundo (geografia, população e costumes do pampa; biografia de Quiroga enquanto instância representativa de forças transindividuais; guerra social e tirania de Rosas) evocarão para mais de um leitor brasileiro a arquitetura de Os Sertões. Essa relação não passou inadvertida desde a primeira edição em português de Facundo, empreendida por Monteiro Lobato em 1923. O leitor brasileiro tem a chance, graças a esta nova edição, de tirar da sombra esse texto ainda vivo no que ele tem de mais fecundo – suas contradições – e de estabelecer nexos com outras obras congêneres. A cuidada tradução de Sérgio Alcides, o posfácio de Foot Hardman e as notas biográficas que acompanham o livro, o auxiliarão na tarefa. ✽ MIRIAM GÁRATE É PROFESSORA DA UNICAMP, AUTORA DE CIVILIZAÇÃO E BARBÁRIE NOS SERTÕES (MERCADO DE LETRAS)

FACUNDO OU CIVILIZAÇÃO E BARBÁRIE Autor: Domingo Faustino Sarmiento Tradução: Sérgio Alcides Editora: Cosac Naify (512 págs., R$ 55)


%HermesFileInfo:S-7:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

sabático S7 DIVULGAÇÃO

Resenha O PRÍNCIPE Autor: Nicolau Maquiavel Tradução: Maurício Santana Dias Editora: Penguin-Companhia (176 págs., R$ 19,50)

O NASCIMENTO DA ÉTICA DO POLÍTICO Há cerca de 5 séculos, O Príncipe marca o imaginário social metade – por assim dizer – do que nos sucede depende da fortuna. “Fortuna” inclui aqui o infortúnio – a sorte, o acaso, em sum milênios de filoso- ma, o que não está em nossas mãos. O máfia, só dois filósofos ximo que conseguiremos, com muito emquebraram as frontei- penho, será controlar a outra metade. Paras da academia para ra isso, teremos de mostrar valor, que ele que seus nomes geras- chama virtù. Usamos a palavra italiana, sem adjetivos conheci- que significa “virtude”, justamente pordos de todos, até de que é o contrário do que costumamos chaquem não sabe quem mar de virtude. Sua virtù nada tem de moeles foram: Platão e ral. Aqui começa o problema. Enquanto esMaquiavel. Todos ouvi- távamos só na estatística, no fifty-fifty formos falar em amor platônico ou em pessoas tuna vs. ação planejada e deliberada, tudo maquiavélicas. Não interessa que os especia- bem. Mas quando Maquiavel diz que, para listas se irritem porque Maquiavel não foi reduzir o quinhão da fortuna, o homem maquiavélico; o fato é que ele, como Platão, tem de ser um autêntico “vir” (a palavra latina para varão, macho), ele conclui que deixou uma marca no imaginário social. O Príncipe, que em breve completará não poderá seguir a moral cristã. Passemos à segunda questão. Muitos, 500 anos, tem características notáveis. Primeira: é livro facílimo de ler. Segunda: diz o autor, trataram de Estados ideais e apesar disso, não há acordo sobre o que reis justos, mas tais entes não existem ou quer dizer. Lemos com facilidade e não não subsistem. Para tratar de “coisas que prestem”, falará dos Estados reais e de cotemos certeza do que mo funcionam. Seu caele pretende. Talvez pítulo 15 é citado coporque, terceira carac** sempre mo a certidão de nasterística, parece con“Fazer o bem cimento da ciência potradizer o resto da vique possível, e usar lítica: em vez de discuda e obra do autor. do mal só quando tir como as coisas deMaquiavel foi um dos veriam ser, pensar cochefes da República necessário”, aconselha mo realmente são. de Florença, passou o texto do florentino Não é fortuito que seanos escrevendo uma ja Fernando Henrique grande obra republica** Cardoso – cientista na – os Discursos – mas somente se tornou um dos maiores político, que por coincidência já foi chapensadores da história devido a um livro mado de príncipe da nossa sociologia – curto que redigiu em poucas semanas, ba- quem redija o prefácio, ao qual se segue nido da cidade, com o fim de agradar aos uma introdução de Antony Grafton, que novos senhores de uma Florença monár- tem por única falha, a meu ver, ignorar a quica. Por isso nos perguntamos o que é ótima bibliografia que não foi escrita em O Príncipe: é um livro de apologia à mo- inglês: Max Weber, Merleau-Ponty, Claunarquia ou uma sátira cáustica? Sustenta de Lefort e, dos brasileiros, Newton Bigque os fins justificam os meios ou mostra notto. De toda forma, essa tradução fluena essência da política? Contradiz o políti- te há de concorrer com a edição, muito co e pensador republicano ou nutre, com bem cuidada, que temos do Príncipe pela editora Martins Fontes. ele, uma secreta harmonia? Para o leitor, não haveria problema em Vamos às questões principais do Príncipe. Concentro-me em duas. A primeira é a Maquiavel afirmar que muito de nossa viconvicção de Maquiavel, segundo a qual da escapa a nosso controle, nem que preRENATO JANINE RIBEIRO

E

Caminhando com A Filha do Pecado Neste Romance, o autor Carlos Gomes conta a história de um peregrino que conclui o Caminho da fé, depois de muitas tentativas. Em uma delas ele conhece a jovem Priscila, que sofreu as injustiças do poder. A cada trecho do caminho, o peregrino se comove com a história de Priscila e resolve partir para uma investigação particular. A investigação revela coisas incríveis sobre o passado da Jovem. A ajuda interminável do peregrino deixa este romance com um final surpreendente. O livro está sendo comercializado na Bienal do Livro pela Editora Scortecci na Avenida I com a rua M.

E-mail:

carlosgomescgf@hotmail.com

Recorte, cole, descubra, desenhe! Em formato gibi, o Estadinho é diversão garantida.

Todo sábado no Estadão.

tenda fazer ciência e não moral. O começo de cada uma de suas duas teses é tranquilo. O que choca são as consequências. Primeira: como controlar o máximo possível de nossa vida política? Será que “os fins justificam os meios”? Consultei o Google: só em português, essa expressão aparece 16.500 vezes junto a seu nome. O curioso é que Maquiavel nunca disse isso. Daí a segunda consequência: ele teria aconselhado os príncipes a mentir, fazer o mal, faltar à palavra, sistematicamente. Contudo, diz ele, o príncipe deve fazer o bem sempre que possível, e usar do mal só quando necessário. O que dá a Maquiavel a fama de amoral é essa dupla ressalva: não fazer o bem sempre, mas quando possível. Sua análise do poder, que é uma festa para a ciência, é uma preocupação para a moral – a tal ponto que em inglês um dos nomes do diabo, Old Nick, derivaria de seu prenome Nicolau. Como controlar nosso destino, como reduzir o quinhão da fortuna? Não há questão mais atual. No penúltimo e vital capítulo do livro, o autor explica. Há dois tipos de homem, o cauteloso e o impetuoso. Certas épocas requerem cautela (rispetto), outras, impetuosidade. O ideal seria o homem adaptar-se à conjuntura. Este seria o homem prudente: na época se dizia que “o

homem sábio (vir sapiens) dominará os astros”, isto é, a fortuna. Isso se lê na medalha de Afonso V de Aragão. O “vir sapiens” é o homem prudente com virtù. Maquiavel exorta o príncipe: deve ser plástico, mutável, bom quando possível, mau se necessário, mas, sobretudo, cauteloso ou açodado conforme a ocasião. Se Cesar Borgia perdeu, foi porque não soube mudar quando os tempos assim o exigiram. O problema é que essa plasticidade do príncipe é quase impossível. Daí, um horizonte trágico: por mais que tentemos governar as circunstâncias, podemos perder. Maquiavel está na origem da “ética do político”, diferente da ética do cidadão privado, que FHC citava tanto na presidência da República e que foi teorizada por Weber. Mas o notável no pensador florentino é que, sabe ele, essa ética não é a dos resultados, a do sucesso. Pode resultar em fracasso – como no caso de Cesar Borgia. Nem por isso a política é menos nobre. Ser político não é só vencer. É saber fazê-lo com virtù – capacidade, ação deliberada e, também, uma certa honra. Talvez O Príncipe seja o mais belo elogio da política. ✽ RENATO JANINE RIBEIRO É PROFESSOR TITULAR DE ÉTICA E FILOSOFIA POLÍTICA DA USP

Maquiavel. Livro curto, redigido – em poucas semanas de 1513 – com o propósito de agradar aos governantes


S8 sabático %HermesFileInfo:S-8:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Música Em novo livro, o pianista e musicólogo americano Charles Rosen destrói a noção de que entender uma composição clássica de concerto exige muito conhecimento. Basta “simplesmente gostar dela quando você a ouve”, garante

MUSIC AND SENTIMENT Autor: Charles Rosen Editora: Yale University Press (Importado, 146 págs., US$ 24)

CARLOS GARCIA RAWLINS/REUTERS

O PRAZER DA FRUIÇÃO ESPONTÂNEA JOÃO MARCOS COELHO

osto, mas não entendo. Essa é uma resposta recorrente quando pergunto a alguém se curte música clássica. O sujeito ergue de imediato uma muralha preconceituosa que, no entanto, não foi criada nem é cultivada por ele. O gueto da música clássica perversamente isola qualquer recém-chegado à sala de concertos, ergue uma hostil floresta de rituais esotéricos e palavras estrangeiras indigestas. E reforça a impressão de que “explicadores” e muita leitura/pesquisa/cursos são necessários para se “entender um pouquinho que seja” a chamada “grande música de concerto”. O pianista norte-americano Charles Rosen já estreou mundialmente obras de Igor Stravinski, Elliott Carter e Pierre Boulez a pedido dos próprios compositores. Escreveu de 1970 para cá muitos livros, mas ao menos três seminais para a compreensão da música: O Estilo Clássico, Formas – Sonata e A Geração Romântica. E agora, do alto de seus 83 anos, tem uma opinião firme sobre a questão. A tal ponto que escreveu o recémlançado livro Music and Sentiment só para enterrar esta verdadeira propaganda enganosa que cerca a música clássica. “Entender a música não é resultado da memorização de um código esotérico. Vários aspectos da música, é claro, beneficiam-se de um longo estudo, mas capturar o seu significado emocional ou dramático ou é imediato, ou requer apenas que a gente se familiarize com ela. Entender a música no sentido mais básico significa simplesmente gostar dela quando você a ouve. É verdade que a música nãofamiliar precisa ser ouvida algumas vezes e de fato requer certa dose de boa vontade para arriscar-se em novas sensações.” Rosen extermina o preconceito e nos convida a uma maravilhosa viagem pela música entre os séculos 18 e 20. “É raro que seja necessário um conhecimento especializado para a fruição espontânea, que é a razão da existência da música.” Junto o prefácio à conclusão, onde ele cita o poeta italiano Giacomo Leopardi afirmando, nos anos 1820, que “o princípio da música e de seus efeitos não pertence à teoria do belo, mas é assunto de cheiros, gostos e cores, e assim por diante... por isso não surpreende que ani-

G

mais tenham tanto prazer quando ouvem música”. Essa identificação da arte da música com a arte de cozinhar e a alquimia dos perfumes, diz Rosen, “implica que a música atende aos mais básicos e menos intelectuais instintos humanos”.

lizou mesmo. “A música tem o poder de ilustrar sentimentos e despertar emoções em quem a ouve.” Entretanto, vivenciar um sentimento na vida é diferente de vivenciar o mesmo sentimento representado por uma obra musical, anota Rosen: “Nossa admiração pela arte da representação provoca um Técnica. Portanto, gostamos, mas não sa- efeito de distanciamento.” E dá um exembemos explicar o porquê. Nessa altura, Ro- plo definitivo: “Ao ouvir a Lacrymosa, do Résen nos convida para o curso de sete pales- quiem de Verdi, gostamos de nossa dor.” tras feitas em 2002 na Universidade de InO núcleo de Music and Sentiment explica diana, agora transformado neste livro bre- de modo convincente por que Wagner conve e extraordinário: “O conhecimento espe- segue sustentar por 45 minutos a represencializado pode nos recompensar e permitir- tação da paixão erótica no Tristão, por nos compreender por que temos prazer exemplo, enquanto Mozart não consegue em ouvir o que gostamos mais; pode tam- prolongar por mais do que alguns minutos bém nos esclarecer sobre como a música o dueto de Don Giovanni e Zerlina. Não é age sobre nós para proporcionar prazer.” deficiência de Mozart: manter a alta voltaNuma linguagem precisa e muitas vezes gem por mais de meia hora estava além das técnica, o pianista recorre a exemplos musi- técnicas musicais disponíveis, diz Rosen. cais para identificar as radicais mudanças “O erotismo de Mozart é bem diferente e nos métodos de representação durante dois menos devasso que o de Wagner.” séculos. Faz, assim, uma história do estilo A música é essencialmente um pobre sisdos séculos 18 ao 20. Mas não pense que a tema de comunicação, “precisamente porprofusão de exemplos musicais ou o jargão que tem um vocabulário bastante fraco e técnico impedem a leitumal definido, apera. Ao contrário, mesmo sar de possuir uma quem não sabe ler músisintaxe e gramática ** “A obra musical atende ca entende o que ele diz e muito ricas. É evifica com vontade de redente a fraqueza aos mais básicos e correr a gravações das dos elementos indimenos intelectuais obras para sacar suas tiraviduais da música instintos humanos”, das argutas, rigorosas e como portadores que iluminam de modo de significado, sua escreve o especialista inédito peças tão batidas ambiguidade e im** como um noturno de precisão: os motiChopin, a Kreisleriana de vos, as harmonias, Schumann, sonatas para piano de Beetho- podem ser facilmente mal interpretadas ven, os quartetos de cordas e sinfonias de quando fora de contexto”. Naufragam quaHaydn e Mozart, a Salomé de Strauss, a Tos- se sempre as investigações sobre música e ca de Puccini ou o Wozzeck de Berg. sentimento porque subestimam a ambiguiExaminar como o sentimento é represen- dade do vocabulário musical e exageram tado é mais importante do que colocar um sua precisão, argumenta Rosen. Afinal, crachá em seu significado, diz Rosen. “Não qualquer um razoavelmente familiarizado vou colocar nomes nos sentimentos”, avisa com a música sabe que uma peça é triste, já no prólogo. “Leitores que esperam en- grave, majestática, jocosa, apaixonada, líricontrar o que se supõe que devam sentir ao ca, atormentada, tranquila, ameaçadora. ouvir uma determinada peça ficarão desa- No cinema, sabemos perfeitamente quanpontados. Mas felizmente isso é quase sem- do a música descreve situações de dor ou pre óbvio: há músicas tristes e outras ale- alegria, de amor ou de esperança. gres.” A música é muito mais precisa nesRosen foge dos lugares-comuns. Consideses assuntos do que a linguagem, diz citan- ra tolice discutir se Beethoven foi clássico do Mendelssohn, autor da frase. Não se po- ou romântico. Ele foi clássico na medida em de pedir, em termos puramente musicais, a que se apegou à tradição ferrenhamente; e alguém que se encontre conosco amanhã romântico ao injetar uma altíssima voltaàs 16 horas em um local determinado. gem dramática em suas obras. “A originalidaO filósofo grego Pitágoras, por exemplo, de dos compositores dos anos 1830 é que, ao quando quis acalmar um grupo de amigos delinear um sentimento, eles aplicam uma exaltados demais, pediu aos músicos que to- nova concepção de intensidade que altera a cassem algo austero – e a música os tranqui- própria natureza dos sentimentos.” No caso

do piano, os instrumentos do século 18 não permitiam violentos contrastes dinâmicos possíveis a partir de 1830 por causa de aperfeiçoamentos técnicos. No século 20, o ouvinte já não sente o grau preciso de tensão harmônica, porque o referencial tonal está se desfazendo. O timbre o substitui como liga na fixação do significado musical. “As consequências para a representação do sentimento foram sérias”, alerta Rosen. Desde a Salomé de Richard Strauss, em 1905, “a representação tradicional começa a ser substituída pela ação direta nos nervos do leitor ou ouvinte”. “Depois de extravagâncias de poder afetivo da música como este, ficou difícil representar uma simples emoção como a inocente e descomplicada felicidade.” Rosen avança pelo século 20 até atingir a cena contemporânea. “Olhando-se a segunda metade do século 20 ainda parece caótica devido a todas as ideologias competindo entre si: classicismo neotonal, romantismo neotonal, estilo dodecafônico ortodoxo, serialismo de Darmstadt, minimalismo, neoclassicismo, e assim por diante.” Não se arrisca a um juízo mais objetivo, mas aposta que “em uma ou duas décadas teremos uma ideia de que partes destes dogmatismos permanecerão sedutoras e coerentes”. “A representação do sentimento não é igualmente eficiente em todas essas correntes rivais, mas está presente em todas.” A última é talvez a página mais surpreendente do livro. Rosen adverte que “precisamos ser humildes para lembrarmos a nós mesmos que o poder da música em nossas sensibilidades depende muito menos da composição do que da execução”. A bola está com os intérpretes, e não com os criadores. Lembra a justeza da frase de Leopardi, segundo a qual uma bela melodia mal cantada proporciona pouco prazer, e uma lamentável melodia interpretada com perfeição provoca enorme prazer. Trocando em miúdos: não adianta nada programar música da melhor qualidade, se ela é mal tocada. As duas frases finais de Music and Sentiment precisam ser levadas à risca pelos músicos atuais: “Quanto mais profunda for nossa experiência da música, mais esperaremos dos intérpretes, que devem criar mais do que apenas um som agradável. Devem comover-nos iluminando e destacando o que é mais significativo na partitura musical.” ✽ JOÃO MARCOS COELHO É JORNALISTA E CRÍTICO MUSICAL, AUTOR DE NO CALOR DA HORA (ALGOL)

Ao ar livre. Apresentação da Orquestra Jovem Simon Bolívar em Caracas, sob a batuta de Gustavo Dudamel (2009): intérpretes mais importantes que os criadores


%HermesFileInfo:Ca-1:20100807:

CLASSIFICADOS

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

1.7 85

Ofe r nes tas de te c Au ade tos rno

Índice AUTOMÓVEIS Alfa Romeo ..................................PÁG.– Audi ...............................................PÁG.2 BMW................................................PÁG.2 Chevrolet .....................................PÁG.2 Chrysler .......................................PÁG.6 Citroën .........................................PÁG.6 Dodge ............................................PÁG.6 Fiat .................................................PÁG.6 Ford ..............................................PÁG.6 Honda.............................................PÁG.8 Hyundai ........................................PÁG.9

autos

7 8 9 10 11 12

na internet: zap.com.br a e i o u

Jaguar ..........................................PÁG. – Jeep .............................................PÁG. 9 Kia ..................................................PÁG. 9 Land Rover ..................................PÁG. 9 Mercedes-Benz ..........................PÁG. 9 Mitsubishi ...................................PÁG. 9 Nissan ..........................................PÁG.10 Peugeot .......................................PÁG.10 Renault .......................................PÁG.10 Subaru..........................................PÁG.10 Suzuki ..........................................PÁG.10 Toyota ..........................................PÁG.10 Troller...........................................PÁG. –

Volkswagen ...............................PÁG.12 Volvo ............................................PÁG.13 Outras marcas ..........................PÁG.13 Raridades ....................................PÁG.13 Blindados ...................................PÁG.13 Seguros, negócios e consórcios ...............................PÁG.14 Aluguel e veículos especiais ....................................PÁG.14 Caminhões e ônibus ...............PÁG.13 Motos............................................PÁG.14 SERVIÇOS .................................PÁG. –

Paraanunciar

(11)3855-2001


2

%HermesFileInfo:Ca-2:20100807:

a e i o u

Autos

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

OFERTAS EM DESTAQUE PAJERO SPORT HPE 3.5

R$79.990

08/09 V6 4X4 Preta Automática Gasol *Top de Linha* Impecável! *Temos outra Sport HPE Prata* ☎(11)2526-9000

AUDI A3 1.8

R$68.000 02/03 Blindagem, preta, revisada. Tr. c/ Jamil. ☎(11)7872-2612/ 3077-1158 10/11 P. entrega R$289.000,00 11 5645-3000 / 3058-888 11 3372-8888

R$81.990

R$96.990

10/10 Preto 4X4 Automático Completo *Único Dono* Couro Baixa Km Computador de Bordo RLL *Na Garantia de Fábrica* ☎(11)2526-6000

GRAND VITARA

09/10 V6 232CV Preto *Carro Diretoria* Automática Top Linha Xenon Teto Solar *Baixa Km* ☎(11)2526-6000

X6

ASTRA 2.0

05/06 Preta, 4.4, Blindada de Fábrica, R$149.000,00. Plantão sab e dom. ☎ (11) 4122-8222

09/10 50 preto, 11.000km, 407cv, tv bi turbo, est 0km, oport., _____ Autostar BMW 5645-3000 _____ 3058-8888 R$350.000,00

R$30.800 06/07 SD Advantage,Flex ,Preto,Completo, Unico Dono,Financio,F:3675 0655

☎(13)3222-4141 10/11 preta pronta entrega R$449.000,00 11 5645-3000 / 3058-888 11 3372-8888

02/02 aut $26.800. 3871-2196.

R$98.990

PATHFINDER LE

R$95.990

07/08 4.0 Preta Automática *Top de Linha* Airbag Freios ABS Bancos em Couro, Banco Motorista Elétrico . Teto Solar *Imperdível!* ☎ (11) 3845-2866

X6 X DRIVE 50I R$370.000 09/10 8cc, prata, 9 0 0 0 k m . Tr a t a r c / Pa u l o . (19)3541-4000/(19)8177-2600

08/09 preta int. cinza 3.500km R$260mil Stern (11) 3085-5005

535 GT

R$27.000 06/07 branco, ótimo estado.5061-9776/ 8682-2255

Z3

R$105.000 09/09 Cinza S-TRONIC 23Mkm Compl+ RD17+200cv Fone: 3896-2222/3062-8018

☎(11)4122-8222

ASTRA ELEGANCE

Z4

☎(11)3089-4444

BLAZER 2.4

AGILE

07/08 Flex, Cinza, Completo, ABS, 2 anos garantia, R$ 43.500, novo. Financiamos. Troca c/troco.

R$37.500 10/10 LTZ, compl. + bco couro, MP3, ABS, piloto aut. ☎(11)2772-1733 c/ Fernando.

10/10 Temos Azul e Preta, a partir de R$ 399.000, 8 CC, Twin Turbo, Ar Dig. 4 Zonas, I-Drive, OKM, 555 CV *Garantia Fábr. a Pta Entrega*

ASTRA Z4 2.0

A3 SPORTBACK

R$25.700 05/06 2P, Prata, compl., impec. part. ☎5522-4363 R$31.900 04/05 Cinza,HB,4 Porta,Fone:3030 1500

A3 SPB 2.0T 09/10, Limited Edition, Preta, 367HP, R$239.000,00. Plantão sáb. e dom. (13) 3222-4141

ASTRA ADVANTAGE

X5M 09/10 preto modelo novo estado 0km, oportunidade ! 5645-3000 / 3058-8888 R$199.000,00

550I

ASTRA ADVANTAGE

00/01 3.0 prata, 231cv, _____ 21.000km aut ___________ carro de colecionador, impecavel. Autostar BMW 5645-3000 / 3058-8888 R$ 110.000,00

335IA CABRIOLET 10/11 Lançamento _____ R$342.400,00 11 3058-8888 / 3372-8888 11 5645-3000

R$85.800 07/08 FSI, preta, top de linha, km 48.000. ☎ (11) 21415833

CR-V EXL 2.0

X5 SECURITY

X5M

A3 1.8

R$92.500 07/08 FSI, preta, teto/ couro Km 34.000. ☎ (11) 21415833

OUTLANDER 3.0 V6

335 IA

06/06 manual, prata, 30mkm originais. Tirado em Jan/2007. Novíssimo.R$37mil. ☎ (11)81430909/7818-0155/4153-9905

A3 SPB 2.0T

Para anunciar nesta seção ligue (11) 3855-2001

07/08 Preto *Top de Linha* Automático Airbag Freios ABS RLL Imperdível! *Temos outro 2009 com Teto* ☎(11)3845-2866

330I MOTORSPORT

CLASSIFICADOS

06/07 prata, 156cv, 4.000km est.okm, único dono, Autostar BMW 5645-3000 3058-8888 _____ R$129.900,00

07/07 R$ 15.200,00 L. Inicial. Será vendido (4ªf) 11/agosto às 9h. Visit. (3ªf). (05) Astra divs. veícs. anos e mods. Veja as fotos: www.veiculosbancos.com.br Infs. ☎(11) 5586-3000

☎(11)2100-0800 C20 R$32.000 93/93 Motor Maxon 4cc diesel, chassi longo.Tratar: ☎ (13)3494-3859/(13)9712-6627

550I R$210.000 08/09 Top Prata 367cv Completa Novíssima c/ 6. 300km 3896-2222/3062-8018

A4 1.8 R$22.000 97/97 compl., ar, dh, te, prata, 4pts, ☎(11) 9566-9680/ 5575-1859/ 9707-9008 Marco

A4 1.8 T

550I

03/03 R$23mil +23x R$ 1.250, preta, (mult-tronic), top de linha, estado de 0Km. Aceito troca! Tr.: ☎ (11)8509-7888/(11)2606-2044

R$205.000 08/08 4.8 sport, na garantia, 367CV, cambio volante, (11)5573-8064 hc 8115-2255

A4 1.8 T

09/10 sport edition preto ______ blindado Autostar 2.500km ___ Autostar BMW 5645-3000 _____ 3058-8888 R$265.000,00

03/03 Prata R$46. 9156-0409

A4 2.0 T R$142.000 08/09 FSI, 214HP, preto, rd 19” do A5, km 15.000 ☎ (11) 2141-5833

A4 2.4 R$40.000 02/02 Tip tronic, prata, compl., + teto, couro, ú.dº, part (11)9983-8150/ 4191-2587

A4 2.8 R$19.000 95/95 Prata,autom., 1ºdono, 98mkm. Impecável. ☎ (11)9398-7428/(11)5533-1741

A4 3.0 05/05 prata, completo, v6 ____ oportunidade Autostar BMW 3058-8888 / 5645-3000 ____ R$70.000,00

A4 AVANT R$150.000 09/09 2.0, T FSI, 214CV, preta, km 6.900 ☎ (11) 2141-5833

550IA

750 09/10 Unique, 0km, cinza, entrada R$244.000, + 10X R$24.668. Sujeito a aprovação. Plantão sab e dom. ☎(13)3222-4141

☎(11)4122-8222 750I 09/10 preta 3.600km R$ 480 mil. Stern. Telefone: (11) 3085-5005

750I 09/10 preta 150km = OKM. R$ 480 mil. Stern. F:(11) 3085-5005

M3 R$240.000 08/08 Prata, 8000Km, Tr. ☎ (11)3816-0007 ou 7711-9601.

M3 R$255.000 07/08 mec COUPÉ Preta Teto Fibra de Carbono Gar. de Fábrica 8.500km F: 3896-2222

A6 3.0 R$245.000 09/10 TFSI, Sport, prata top de linha, Km 2.000. ☎ (11) 2141-5833.

M3 CABRIO 08/09 0km, preta, entrada R$179.500, + 10X R$18.147,00 sujeito a aprovação. Plantão sab e dom. ☎ (11) 4122-8222

Q5 09/10 2.0, turbo, branca, completa, 1.800km, R$230mil. Tratar c/ Fabiano ☎ (11)7653-6674/ 2618-4877

TT 01/02 Preto, 180CC Novo!!! R$85.000 ☎ (11) 9122-6736

☎(13)3222-4141 M5 08/09 Okm, preta, entrada R$190.000,+ 10X R$19.209,00. Sujeito a aprovação. Plantão sab e dom. (13) 3222-4141.

☎(11)4122-8222

120IA 10/11 Pronta entrega _____ R$130.000,00 Autostar BMW ___ 11-5645-3000 11 3058-8888 / 3372-8888

M5 R$265.000 08/08 V10, Preta, 25Mkm., Tr. ☎ (11)3816-0007 ou 7711-9601.

M6 06/06 grafite 25.000km compl. R$280mil Stern (11)3085-5005

130IA

X1

10/10 P/ entrega cond esp. R$210.900,00 11 3372-8888 / 3058-8888 11 5645-3000

320I 10/11 50% entrada, saldo 24x taxa 0,99AM R$ 112.500,00 ____ 11 3058-8888 / 3372-8888

10/11 4CC Tração Integral OKM Importação Oficial c/ Gar. de Fábrica. A partir de R$ 121.000. C/ e S/ Blindagem. *Pronta Entrega*

☎(11)3089-4444 X1 28 325 R$26.500 95/95 preta, autom, completa, = 0km! . Recém revisada ☎3832-2565/9738-8704

325I R$140.000 08/09 Prata Completa 218cv Super Nova 13. 900km 3896-2222/3062-8018

09/10, azul, bx km, 6cc 258cv Idrive, est 0km Autostar BMW 5645-3000 / 3058-8888 R$185.000,00

X5 09/10 M, Okm, azul, entrada R$222.500,+ 10X R$22.495,00. Sujeito a aprovação. Plantão sab e dom. (11) 4122-8222.

☎(13)3222-4141

325I 05/06 prata,completo, Blind NIII 51.000km, R$103.000 autostar 23444444 56453000 38255929

325IA 10/11 P/ entraga cond esp. R$196.500,00 Autostar BMW ___ 11 3372-8888 11 5645-3000/ 3058-8888

X5 09/10 blind. de fábrica_____ R$467.000,00 11 5645-3000 / 3058-888 11 3372-8888

X5 4.8 SPORT 328IA R$32.900 97/98 ú.dono, prata, todas revisões em concessionária, licenc. 2010. Financio/ Troco. ☎(11) 3554-1112/ 7868-7275 acesse www.studiocarro.com.br

08/09 endrurance, preto, 7lug, tv e dvd, 355cv. Autostar BMW 3058-8888 / 5645-3000 R$249.000,00

X5 4.8 SPORT 05/06 20.000km R$ 170mil prata Stern. Fone:(11) 3085-5005

Todo sábado no Estadão.


CLASSIFICADOS %HermesFileInfo:Ca-3:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

Sテ。ADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Autos

a e i o u

3


4

%HermesFileInfo:Ca-4:20100807:

a e i o u

Autos

Sテ。ADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

O ESTADO DE S. PAULO

CLASSIFICADOS


CLASSIFICADOS %HermesFileInfo:Ca-5:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

Sテ。ADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Autos

a e i o u

5


6

%HermesFileInfo:Ca-6:20100807:

a e i o u

Autos

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

L200 TRITON 3.2

PALIO ELX 1.4

PALIO

OFERTAS EM DESTAQUE R$125.990

PAJERO SPORT HPE 3.5

R$95.990

09/09 R$ 16.100,00 L. Inicial. Será vendido (4ªf) 11 de agosto às 9hs. Visit. (3ªf). (30) Palio divs. veícs. anos e mods. Veja as fotos: www.veiculosbancos.com.br Infs. ☎(11) 5586-3000

R$27.500 08/09 Flex, Preto,Completo , ac/Troco e Financio ate 60x F:3682 2151

PALIO CELEBRATION II R$23.300 08/08 Completo, 4P. Preto, 30mkm. ú.dono, só hoje!!! ☎ (11) 2142-7300 C/Claudio 09/09 *Blind NIIIA* TB Diesel Cinza Automática Top de Linha *Único Dono, Apenas 16mKm* Temos Prata AT sem Blindagem ☎(11)5696-9444

PALIO CITYMATIC R$13.900 01/01 semi automático, 4p, branco, rds, trava, úd. ☎ (11)4347-0255/(11)7846-9943

06/07 R$9500,00 vermelho 4 p, vidro, trava, alarme.Tr c/ Adriana ☎(11)2293-4380/8609-4805 09/09 V6 prata, completa ___ 13.000km R$89.000 autostar 23444444 56453000 38255929

CAPTIVA

MERIVA MAXX

VECTRA HATCH

R$34.900 07/07, preto, completo. Aceito troca e financio. Tratar. ☎ (11) 2903-4545

R$41.900 08/09, prata. GT, mec, ab2, roda. Troca e financio. Tratar. ☎ (11) 2903-4545

ZAFIRA

08/09 V6 preto, 4x2 __________ mais completa único dono, ____ revisada, Autostar BMW ____ 5645-3000 2344-4444 ____ R$82.000,00

MERIVA PREMIUM

MONTANA

ZAFIRA

CAPTIVA SPORT

R$25.000 06/07 Prata compl., 1.8 (11)9638-1174/3625-1391

02/02 aut. teto, blind., 79.000 km F: 9986-8999

MONTANA CONQ

ZAFIRA

R$85.000 10/10 prata. ☎(11)4678-1374/9715-7653

CAPTIVA SPORT R$77.500 08/08 azul met. SWD 2.4, 11mkm, garantia até set./ 2011. Impecável. Celso hc (11)3225-0222/res.5579-7699

R$35.900 08/08 cinza easy tronic, completa top de linha ún dono F:3487-4650/7194-3847

R$26.500 08/08 Ú.dono, compl. preta, flex, estado de 0km Ver: R. Estados Unidos, 1700(Trav. R. Augusta)Até às 17h.(11)7486-8322

R$32.000 03/04 8v, gás, automático, dh, ve, banco de couro ☎(11) 3168-4660/ Tr. c/ Liliam

02/02 aut. teto, blind., 79.000 km F: 9986-8999

ZAFIRA ELEGANCE

MONTANA CONQ

R$35.900 04/05,Prata,,Completo,Revisado c/ Garantia ac troca,Financio,F:55369966

09/09 R$ 12.000,00 L. Inicial. Será vendido (4ªf) 11 de agosto às 9h. Visit. (3ªf). (20) Celta divs. veícs. anos e mods. Vejas as fotos: www.veiculosbancos.com.br Infs. (11) 5586-3000

08/08 1.4, prata, ar, dh, couro, cambio automatizado. Ideal para pessoas c/ deficiência na perna esquerda. C/ a adaptação de embreagem manual R$30.000. ☎ (11)9905-8793/(11)4774-3406 1 ZAP id. TD58A02R

ZAFIRA ELITE 2.0

CELTA LIFE

OMEGA GLS

0 9 / 1 0 4 Po r t a s , P r e t o , 1 1 . 900km,VV,LT,DT, Estado Okm,Consulte: 5538-5000.

R$12.500 94/94 azul, 2º d. , álcool/GNV. Impecável. Ac. troca. ☎(11)9653-0868/2359-3040

CELTA LIFE

PRISMA

07/08 Cinza Metalico,Flex,VV,LT,DT,Ótimo Estado,Consulte: 5538-5000

R$30.990 09/09, prata, 1.4, compl. Final 3. Confira! ☎ (11) 3499-6444/3813-3355 c/ João

CELTA SPIRIT

PRISMA

ZAFIRA ELITE 2.0

R$22.800 07/07 flex, 1.4, prata Tratar 7817-5929/3845-4134

R$40.000 06/06 teto,som no volante,couro,aut, top,7 lug ☎(11)9938-1432/2952-9741

CELTA

R$20.000 08/08 Prata,4p,VE, TE, CD, LDT 9993-7607/4411-9644

CELTA SPIRIT 1.0 R$21.900 09/09 Prata, flex, úd, +acess. 5083-4896/7860-7917

CELTA SPIRIT 1.0 07/07 Flex, preto, 4pts c/ar.Revis. R$20.000.00 F:(11)2954.8589

CELTA SPIRIT 1.0 R$19.800 06/07 Vermelho, 2p, údª, ar cond., 45mKm, particular. ☎(11)8199-7758/8199-7758

CELTA SUPER 1.4 R$18.000 05/05 Prata, Ótimo estado ☎(11)8558-5665 Daniel

CORSA 09/09 R$ 18.200,00 L. Inicial. Será vendido (4ªf) 11 de agosto às 9hs. Visit. (3ªf). (30) Corsa divs. veícs. anos e mods. Veja as fotos: www.veiculosbancos.com.br Infs. ☎(11) 5586-3000

CORSA R$26.600 08/09 MAXX 1.4 Flex Preto DH/VE/CD/TT/LT Troco/finan Ate 60x f:3682 2151

PRISMA MAXX 10/10 prata,1900km. $22mil + dív. (11)3876-9970/9211-2999

S10 R$36.500 99/99 prata CD 4x4 Diesel, motor/câmbio na garantia, ú.d.(11)5032-1448/9910-2500

R$25.500 08/09 Celebration, prata, compl, 2 pts 19mkm ú dono(11)3719-2097/9719-8035

PUNTO ELX R$33.900 08/09 1.4 ,Preto,Completo,Revisado c/ Garantia,ac Troca,Financio,F:5591 0140

R$27.000 04/05 Flex, 81mkm, ar, DH, trio el., prata, ú. dono, pns novos (11)7205-6832/ 3553-5196

PA L I O W E E K ADVENTURE LOCKER R$48.900 09/10 prata, 25mkm, compl. novo, ☎(11)2967-6537

STILO

STILO CONNECT

R$26.800 06/07 cinza, ☎ (11)7101-7021/(11)3966-0747

UNO 09/09 R$ 13.200,00 L. Inicial. Será vendido (4ªf) 11 de agosto às 9hs. Visit. (3ªf). (20) Uno divs. veícs. anos e mods. Veja as fotos: www.veiculosbancos.com.br Infs. (11) 5586-3000

☎(11)2100-0800 ECOSPORT FREESTYLE 06/06 1.6, flex, preto, completo, nova, ótimo preço. Inter Japan. ☎ 3648-4900

ECOSPORT XLS 1.6 R$31.900 05/06 1.6 Flex, Azul,completo,ac Troca,Financio,F:2102 0999

06/07 1.8, flex, prata, comp. couro, rds, 2 anos garantia $34.500, nv. Financiamos Troca c/troco

PALIO FIRE 1.0 PA L I O W E E K ADVENTURE

R$23.900 05/05 1.3 Flex, ar, direção hidr., trio, preto, Igual novo! Part. ☎2293-0481 /9988-6178 R$37.500 08/08,Flex,Cinza,Compl,58.000Km,F:3077 1500

R$19.990 06/07, preto, final 3. Confira! Tr. ☎ (11)3499-6444/ 3813-3355 c/ João R$15.600 04/04 2p, 54mKm azul, som. ☎5054-2840/9909-1523

STRADA FIRE 1.4

PUNTO ELX

COURIER

R$31.000 08/08 1.4, preto, 38mil km,couro. Horacio 55725108/ (11)8945-7665

SIENA 08/08 R$ 15.100,00 L. Inicial. Será vendido (4ªf) 11/agosto às 9h. Visit. (3ªf). (05) Siena divs. veícs. anos e mods. Veja fotos: www.veiculosbancos.com.br Infs. ☎(11) 5586-3000

R$23.000 06/07 ú.d, part. p/ Part. ☎(19)3256-3276 9613-6936

☎(11)2100-0800

ECOSPORT

STILO SPORTING DUALOGIC R$49.000 08/09 prata, compl. + teto, 22mkm, único dono ☎ (11)8612-9103/ 3831-3252

07/07 Aut gas prata-completa 44000km R$42.500,00 Autostar Kia 11-5643-3800

ECOSPORT XLS 1.6 R$28.600 05/05 Flex, Preta, completo (+) rodas, pneus novos. ☎(11)6787-8060/ 5922-2066

ECOSPORT FREESTYLE

ECOSPORT XLT 1.6

R$47.000 09/09 XLT 1.6 Preta 12mkm, semi nova, ac proposta (11)5531-3828/9109-8211

R$56.000 10/11 0km, licenc., prata, couro, completíssima Part. ☎(11)9933-9659/5681-7352

C4 R$73.900 08/09 Granpicasso, prata, teto panoramico, único dono. F: (11) 3827-1200

C4 PALLAS EXCLUSIVE R$52.000 08/08 comp + banco couro, 9000km, Roberto ☎96158778 2212-9094 8750-9074

C4 PICASSO GLXA 08/09 Prata 2.0, Aut. Completo *Ú.Dona* R$63.990 Impecável!

☎(11)2526-6000

XSARA

R$15.600 02/02 Hatch, 4pts, preto, completo, revis. ☎92015395/5093-9925 Particular R$13.490 00/01 Azul, pneus novos. Nova! ☎ (11) 7834-8249.

XSARA PICASSO GLX R$39.500 08/08,Prata,AT,27. 000KM,Fone:3740 1500

XSARA PICASSO GLX 08/08 1.6, flex, prata, completo, couro, 2 anos garantia R$38.900, novo. Financiamos. Troca c/troco.

☎(11)2122-0600 GRAND CARAVAN LX

R$22.900 01/01 Preta, 4cc, c o m p l e t a ( - ) a r. Tr a t a r. ☎ (11)9398-7428/(11)5533-1741

R$26.800 98/99 3.8 4x4 verde, nova, ☎(11)2949-2398

DURANGO SLT R$33.000 98/99 Imp., 5.2. Partic., preta, 8V, Magnum, 4p., 7 lugares, 4x4, aut., piloto aut. Tratar

☎(13)3467-6499

09/09 prata 0km(17)3542-7444

R$40.000 01/01 2.8 diesel, único dono.Impecável. C/ Rubens ☎(11)4153-5422/9666-4826 07/08 preto 28mk 5042-2277

PT CRUISER CLASSIC

VECTRA ELEGANCE

R$46.000 08/09 prata, couro ☎(11) 2592-8042 /9942-1079

PT CRUISER LIMITED R$45.000 08/08 Prata, 3500km☎(71)2102-9632

☎(71)8103-0602

PT CRUISER LIMITED VECTRA ELEGANCE

09/10 SD, flex, prata, EIT-6265, completo, 11.550km, R$51.900. ☎ 4196-4444

07/08 Preta Completa Morumbi R$46.500

BRAVA HGT R$13.900 02/02 1.8 Vinho, compl. 8021-4491/4642-6741

DOBLO CARGO 1.8 R$28.000 06/06 Branco, 8V, flex, lic.2010, 98mkm, úd ☎ 38853688 ramal 25/ 9473-7377

DUCATO R$66.000 05/05 Ambulância UTI, 130MKM. Motor/câmbio/suspensão ok☎ 2806-0068 ID1*35996

DUCATO DT 2.8 04/04 Teto alto,branca,rodoviário, ót. estado, R$48mil Antonio ☎ (11)2909-8531 HC 9598.4775

IDEA ADVENTURE

☎(11)2122-0600

R$51.900 09/10 Automático, preto, dualogic, 7.400Km F: (11) 3827-1200

PT CRUISER LIMITED 07/07 Preto. Top linha. Impecável. R$50mil. (11)5535-0444 hor com 8128-0201/3272-0409

CORSA SED 1.0

SEBRING LX

VECTRA EXPRESSION R$41.900 08/09, prata. SD, mec, ac. troca e fin. ☎(11)2903-4545

MERIVA MAXX R$37.900 08/08 1.8 ,Prata, Completo,Revisado c/ Garantia,ac Troca,Financio, F:5536 9966

08/08 1.8, flex, cinza, completo. 2 anos de garantia R$36.900, novo. Financiamos. Troca c/troco

PALIO FIRE

☎(11)2100-0800 SIENA ELX

RAM CD

VECTRA EXPRESS

MERIVA MAXX

10/10 Preto, Economic, 4 pts, c/ 2.700 kms, ar, dir., vids.travs. Super Novo! (11) 7834-8249.

☎(11)2100-0800

S10 CD

R$19.800 02/03 Prata, 4pts, ar, dir, trio. 9900-0479/2021-0539/

98/99 GNV $10.800 9997-3349

R$15.000 01/01 preto, 104mkm. originais, 4pts., 80CV, direção e v i d r o s , ú n i c o d o n o . Tr a t a r ☎(11)6904-4996/ 5524-0269

06/07 1.6, flex, preto, completo, 2 anos de garantia R$37.500, novo. Financiamos. Troca c/troco.

07/08 Preta Completa R$43.500 Morumbi

08/08 AT, preta, DXF-8546, completo, 66.897km. R$39.900,00. ☎ 4196-4444

CORSA HATCH 1.0

CORSA WAG GL 1.6

ZAFIRA EXPRESSION

PT CRUISER

05/06 $30mil, prata, completo ☎ (11)9142-1090

R$15.500 02/02 MPi , verde, gasolina. Tratar (11)7874-5927/ ☎(11)4702-6530h.coml.

PALIO ELX

ECOSPORT FREESTYLE

R$24.900 05/06 CE 1.4 Vermelho,Completo,Revisado c/ Garantia ,ac Troca,Financio,F:5591 0140

DAKOTA 2.5

R$41.800 05/06 2.4 Gas, Preto,Completo,Cab Dupla, financio Super Nova F:3675 0655

CORSA 1.8

08/08 Preto. Ar,dh,couro,roda scorro 16’. sensor Ré, som pionner c/ Bluetooth, vidro/trava elétr. Impecável. 20mkm R$28.300 ☎(11)3887-8459/8177-6299

☎(11)2100-0800

S10 ADVANTAGE

R$17.800 98/99 Azul m., autom. completo + couro, novíssimo ☎ (11)3865-1863/8499-2077

CORSA HATCH MAXX 1.0

R$29.900 08/08 1.4 Flex,Preta,completo, revisado com Garantia,ac Troca,Financio,F:5536 9966

STRADA

08/08 1.4, flex, vermelho, vidros verdes, 2 anos garantia R$31. 900, novo. Financ. Troca c/troco.

XSARA BREAK

R$32.000 05/05 Turdo Diesel 4x4. ☎ (11)3578-5351/ 9661-7700

R$40.500 07/08, preto. SD, mec. Troca e fin. ☎ (11) 2903-4545

R$21.000 03/03 gasol., DH, Ar, prata. 7231-6220/ 3765-2065

C3 GLX

SIENA ELX

S10

SUBURBAN LTZ

CORSA

08/08 flex, preto, compl., autom, couro, 2 anos garantia R$48.900, novo. Financiamos. Troca c/ troco

PALIO FIRE

R$33.000 08/09 13mkm, 1.4, 8V, bco de couro, som original, ar cond, vidro elétrico, preto. Impécavel! ☎(11)5051-1086/9868-3175

PALIO FIRE

10/10 V6 FLEX Azul Safira Top de Linha Autom *Apenas 600Km = 0Km* Na Garantia de Fábrica **Consulte, Temos Várias Opções de Seminovos Mitsubishi** ☎(11)5696-9444

PALIO EDX

CAPTIVA

R$26.500 05/06 Preta, flex, completa, 1º dono, 38mkm.☎ (11)9398-7428/(11)5533-1741

PUNTO ELX

PALIO ADVENTURE R$19.000 01/01 azul, PL final 09, carro de mulher. F:3112.0628/ 8548-1198 Sonia/Joel

PALIO WEEK ELX

CLASSIFICADOS

03/03 V6, 24V, Prata, novíssimo, couro, Aut c/ trip tronic, trio, Som orig c/ disq 6CD, a.bag, Piloto, Bcos elétr c/ aquec, Ar cond., Painel em radica, ve c/Kit Confort. O melhor custo beneficio. R$ 35mil Francisco (11) 8539 8000 / 4191 0944

IDEA ADVENTURE R$43.100 08/09 compl., ú.d., Locker,som de fábrica 30mkm ☎(11)3833-9080 / 9900-4340

IDEA ADVENTURE R$42.900 08/09 locker, verde, completa, 22.000km. Impecável 2779-6936/ 7121-0122

IDEA ELX VECTRA GLS

C3

R$19.000 00/00 Autom. e piloto, 2ºdono, cinza, placa 8, ót. manut. ☎(11)3836-6947 hc. Lapa

09/10 glx 1.4 flex prata-completo 30000km R$34.900,00 Autostar Kia 11-5643-3800

VECTRA GT

C3 EXCLUSIVE

09/10 Preto,Completo,Mecanico, ac/Troca,Financio,Super Novo F:3675 0655

R$29.000 07/08 1.4 Flex,Cinza,AC/DH/TRIO/ABD/AL ac/Troca,financio Até 60x F:3682 2151

09/10 1.4, flex, cinza, completo. 2 anos de garantia R$38.900, novo. Financiamos. Troca c/troco

☎(11)2100-0800

IDEA ELX

R$34.000 07/07,1.4,Prata,Compl,F:3740 1500

IDEA ELX

☎(11)2100-0800 MERIVA MAXX R$35.000 07/07 ú.dona, preta, c/ cd 30mkm ☎ (11)9135-5594/ 5061-0324

C3 EXCLUSIVE

VECTRA GT R$45.000 08/09 Preto, automático, 2.900km. Igual OKM! Partic. ☎(11)9950-1173/3256-5996

R$30.900 06/07 1.4 Flex,Completo,Revisado c/Garantia , ac Troca,Financio,F:5591 0140

06/07 1.6, flex, preto, completo, couro, 2 anos garantia $32.900, novo. Financiamos. Troca c/troco

VECTRA GT MERIVA MAXX R$34.900 07/07, revis., c/ gar, 1.8, compl. Ac. troca e fin. ☎ (11) 5586-5555 - www.tsusho.com.br

R$43.900 08/09, 25.000km, completo, revis., c/ garantia. Aceito troca ou financio. Tratar ☎ (11) 5586-5555 - www.tsusho.com.br

LINEA T-JET

☎(11)2100-0800

R$51.900 09/09 Preto, interior caramelo, rodas, som. F: (11) 3827-1200

C3 EXCLUSIVE R$24.200 05/05 1.6 top + abs. Financio e aceito troca. ☎ (11) 3554-1112/ 7868-7275 acesse www.studiocarro.com.br

Ford EcoSport 0KM

Ford Focus Sedan 0KM

GLX 2.0L - CAT. PDC1

1.6L - CAT. ETA1

Modelo

2011 TRANSMISSÃO AUTOMÁTICA

COBRIMOS QUALQUER OFERTA A VISTA AR CONDICIONADO, DIREÇÃO HIDRÁULICA, COMPUTADOR DE BORDO, VIDROS ELÉTRICOS COM UM TOQUE PARA CIMA/BAIXO COM ANTI-ESMAGAMENTO, ESPELHO RETROVISOR E TRAVAS COM COMANDO ELÉTRICO.

SEMINOVOS MIX

SEM ENTRADA EM AtÉ 60X - REVISADOS E COM GARANTIA!

Acesse já:

A VISTA

w w w. m i x v e i c u l o s . c o m . b r

ANÚNCIO VALIDO NA DATA DE PUBLICAÇÃO. COBRIMOS QUALQUER OFERTA EM FORD OKM DESDE QUE COMPROVADAATRAVÉS DE ANÚNCIOS DE 07/08/10 A 08/08/10. VEICULOS ANUNCIADOS NA COR SÓLIDA. CONSULTE NA CONCESSIONÁRIA PLANOS SEM ENTRADA E SALDO EM ATÉ 60 VEZES PARA VEÍCULOS SEMINOVOS. CRÉDITO SUJEITO AAPROVAÇÃO. TIR E CETA CONSULTAR. GARANTIA DE 03 MESES OU 3.000KM VÁLIDA PARA MOTOR E CÂMBIO DOS VEÍCULOS SEMINOVOS ANUNCIADOS. RESERVAMO-NOS O DIREITO À CORREÇÃO DE POSSÍVEIS ERROS DE DIGITAÇÃO. FOTOS ILUSTRATIVAS. ESTOQUE REFERENTE A 06/08/2010.


CLASSIFICADOS %HermesFileInfo:Ca-7:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

Sテ。ADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Autos

a e i o u

7


8

%HermesFileInfo:Ca-8:20100807:

Autos

a e i o u

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

CLASSIFICADOS

F1000 SUPER

F250 TROPICAL R$77.000 04/05 Oferta!!! Prata, XLT,compl+Duplo DVD, 80mkm.☎ (11)5589-1733/(11)9975-3182

FIESTA 09/09 R$ 16.000,00 L. Inicial. Será vendido (4ªf) 11/agosto às 9h. Visit. (3ªf). (15) Fiesta divs. veícs. anos e mods. Veja as fotos: www.veiculosbancos.com.br Infs. ☎(11) 5586-3000

ACCORD R$43.000 06/06 prata, úd., couro,xenon 8149-3315/2877-2000

ACCORD EX R$16.500 97/97 prata, aut, compl + couro, 2ª D, 4 pns novo. Ac. troca. (11)9653-0868/2359-3040

ACCORD LX R$41.900 05/05,AT,Preto,Compl,51.000Km,F:3077 1500

CITY

FIESTA

10/10 LX, autom, 0km. R$ 56mil (11)8199-9912/ 2667-9912

R$24.600 07/08 preto, completo (-)ar, 44mkm, ☎2676-2423

CITY

FIESTA SEDAN 1.6 08/08 Flex, Preto, compl. Paguei R$29.000 Vendo R$5.000+35X R$1.200. Ac. proposta! Partic. ☎ (11)5078-9387/(11)9384-4424

S0508

R$26.000 86/86 Diesel, toda ref o r m a d a . Tr a t a r c o m J a s o n ☎(11)8611-6788/3975-8478

09/10 EXL, automático, preto, 2. 600 Km, top de linha, oportunidade, garantia de fábrica. Honda SP Japan ☎ 2179-7000

CHEGOU A LINHA FORD 2011.

QUER SE DAR BEM? CORRA PARA UM DISTRIBUIDOR FORD.

FOCUS GHIA-SEDAN R$36.000 06/07 Prata, teto, Aut. (11)3582-6507/8326-7966 Part

FOCUS GLX R$23.000 02/03 2.0,mec, comp, prata.☎3976-2510/9131-4963

FOCUS HATCH 07/08 1.6, flex, preto, completo, 2 anos de garantia R$31.500, novo. Financiamos. Troca c/troco.

CIVIC EX R$16.000 99/99, aut., prata ☎(11)4193-3056/ 9914-3725.

CIVIC EXS R$67.000 09/09 Preto, placa final 7, 26mkm, part. Sem troca ☎ (11) 9300-8460/ 4521-3465.

CIVIC EXS

☎(11)2100-0800 FUSION

06/07 top de linha, prata, 42. 000km. Inter Japan 3648-4900

R$85.000 09/10 prata, V6, 5000km., único dono. Tratar ☎(11)2909-9699

R$29.500 05/06, prata, mec, completo. Troca e financio. Tratar. ☎ (11) 2903-4545

CIVIC LX

FUSION 09/10 V6 branco perol ______ 13.000km, mais compl. + tela gps, único dono.Autostar BMW _____ 5645-3000 / 2344-4444 ___ R$92.000,00

FUSION

CIVIC LX

R$57.900 08/08 2.3, cinza, completo (-) teto, c/ 5.400 kms. Novíssimo! ☎ (11) 7834-8249.

05/06 azul impecável, revisado com garantia, aceito troca. R$29. 990,00. Honda SP Japan ☎ 2179-7000

FUSION SEL R$52.900 08/08 Preto, teto solar, bco. couro F: (11) 3827-1200

CIVIC LX

KA 08/09 R$ 15.000,00 L. Inicial. Será vendido (4ªf) 11 de agosto às 9hs. Visit. (3ªf). (05) Ka divs. veícs. anos e mods. Veja as fotos: www.veiculosbancos.com.br Infs. ☎(11) 5586-3000

04/04 preto, completo, Troco/ Financio, rev. c/garantia. DOT-5075. SP Japan Honda ☎ 2179-5005

KA | 1.0L 2011

PREÇO DE NOTA FISCAL DE FÁBRICA CAT. KBC1

FIESTA ROCAM SEDAN 1.0L 2011

R$ 35.900 COMPLETÃO

+ TRAVAS ELÉTRICA AS DAS PORTA AS + ALARME + ABERTURA E FECHAMENTO GLOB BAL DAS POR RTAS + ABERTURA ELÉTRICA DO POR RTAMALAS NO PAINEL + CONTROLLE REMOTO COM ABER RTURA DAS S PORTAS, PORTA-MA ALAS E BOT OTÃO LOCALIZADOR + TRAVAMENTO O/ RETRAVAMENTO AU UTOMÁTICO DAS PORTAS A 15 KM/H + REVISÃO PREÇO FIXO FORD 4 X R$ 36

CAT. SBB1 CAT

+ AR--CONDICIONADO + DIR REÇÃO Ç HIDRÁULICA + VIIDROS ELÉTRICOS DIANTEIROS COM 1 TO OQUE PARA BAIXO +T TRAVAS ELÉTRICAS DAS PORTAS + ALARME A + REVISÃO PREÇO FIXO FORD 4 X R$ 41

KA 1.0 R$22.900 08/09 Flex,Preto AC/ TE/ALARME,Troco Financio Ate 60x F:3682 2151

CIVIC LX 03/03 cinza, impecável, financio, troca, rev. c/garantia. oferta!! SP Japan Honda ☎ 2179-5005

KA 1.0 R$26.500 08/09 prata completo dvd ☎3831-6617/9162-1915

KA GL 1.0 07/07 Ú.dono. 17mKm. Preto, perf. estado. R$18mil ☎2421-4876

MONDEO GHIA R$27.500 02/02 Novo, preto, aut + teto + couro, 2º dono. Ac troca. ☎(11)9653-0868/2359-3040

MUSTANG GT

CIVIC LX R$22.700 02/02 1.7 automático, novíssimo. Financio e aceito troca. ☎ 3554-1112/78687275 www.studiocarro.com.br

CIVIC LX R$22.000 01/01 aut prata compl impec9620-6617/2976-9249

94/95, Branco, Conversível, V8, R17, R$56.000 Tratar ☎ (11) 2914-3122/ 7696.2814 HC

CIVIC LX

MUSTANG GT CALIFÓRNIA

CIVIC LX

09/09 Branco, Conversível R$169.000 ☎ (11) 9122-6736

RANGER R$22.000 98/99 placa final 3, preta, ótimo estado. Particular ☎(11)9314-9263/3284-3813

RANGER LIMITED R$50.000 05/05 CD, 4x4., preta, diesel. Tratar (14)3815-1303/ (14)9775-0341

R$16.800 99/99 79mkm, mec, òt est (11)8141-6459/5052-0844 R$18.000 99/99 Aut, azul,completo, final 7.farol milha, 2air bags, Partic 3567-0687/7837-3666 1 ZAP id. CT68A02O

CIVIC LXL R$32.900 05/05, AT, completo, 130CV, revisado, c/ garantia. Aceito troca ou financio. ☎ (11) 5586-5555 - www.tsusho.com.br

RANGER XL CD R$49.500 08/08 4x4 Turbo Diesel 3.0 ar, dh, cobrimos qq oferta

FIESTA ROCAM HATCH 2011 1.0L 20

FIESTA ROCAM OCAM HA HATCH ATCH 2011

1.0L

R$ 31.900

R$ 27.900

CAT. FFBC1

CAT. FAB1

ARCON CIONADO + ARCONDI HIDRÁULICA Ç + DIREÇÃO + VIDROS ELÉTRICOS DIANTEIROS COM E PARA BAIXO 1 TOQUE + TRAVAS ELÉTRICAS DAS PORTAS E + ALARME + REVISÃO PREÇO FIXO FORD 4 X R$ 41

+ ALARME E TRAVAS DE SÉRIE + ALA ARME DE MANUTENÇÃO Ç PROGRAMADA + SIS STEMA DE DIAGNÓSTICO DE EMISSÃO DE POLU UENTES + TRAVAMENTO AUTOMÁTICO DAS PORTAS A 15 KM/H + BOTÃO DE ABERTURA DO D PORTA-MALAS NO PAINEL + RODAS S DE AÇO 14” COM CALOTAS INTEGRADA AS + BANCO DO MOTORISTA COM REGULAGEM DE D ALTURA + REVISÃO PREÇO FIXO FORD 4 X R$ 41

COMPLETÃO

☎(11)4128-1500

R$56.900 09/10, Cab., dupla, revis., c/ gar. de fábrica, completo. Ac., troca ou fin. Tratar ☎ (11) 5586-5555 - www.tsusho.com.br

CIVIC LXS 08/09, automático, 17 500 km, couro, final 8, cinza flex F: 78409947 / 9986-5932

CIVIC LXS R$56.500 08/08 Flex,AT,Verde,Compl,Fone:3030 1500

CIVIC LXS

RANGER XLT R$34.500 07/07 3.0 turbo eletronic, cab. simples, 4x4, prata. ☎ (11)9342-8465/ 5056-8062

08/08 preto, impecável, troco/financ. 16mil km, estado 0km. SP Japan Honda 2179-0955

RANGER XLT CS R$27.900 99/99 4x4,preta,ú.dono (11)7812-4281/2304-1025

PREÇO DE NOTA FISCAL DE FÁBRICA BRICA

CAT. PDA1

+ MOTOR 2.0L FLEX + AR-CONDICIONADO + TRAVAS E VIDROS ELÉTRICOS + COMPUTADOR DE BORDO + DIREÇÃO Ã ELETRO-HIDRÁULICA Á + DUPLO AIRBAG + FREIOS ABS COM EBD E CBC + RODAS DE LIGA LEVE 16” + TEMPORIZADOR DOS FARÓIS + CD MP3 PLAYER COM RDS E ENTRADA AUXILIAR

ECOSPORT FREESTYLE | 1.6L 2011

TAXA

0%

24

KA | 1.0L 20111 K

NOVO FOCUS SEDAN | 2.0L 2011

ES

RANGER XLT

MES

R$ 54.900 CAT. ETA1

+ AR-CONDICIONADO + DIREÇÃO Ç HIDRÁULICA + VIDROS, TRAVAS E RETROVISORES ELÉTRICOS + FARÓIS DE NEBLINA + COMP PARTIMENTO EXTRA NO PAINEL REFRIGERADO + TRAVAMENTO AUTOMÁTICO DAS PORTAS A 15 KM/H+ RO R DAS DE LIGA LEVE 15” + REVISÃO PREÇO FIXO FORD 4 X DE R$ 41

CAT. KBC1

Confira neste e caderno

AVISO AOS ANUNCIANTES De acordo com a Lei Estadual Nº 13.817, artigo 1º, ficam os anúncios de veículos automotores publicados nos jornais, revistas, periódicos e outros meios de divulgação, obrigados a trazer em seu "corpo" os valores, individualizados, correspondentes aos bens colocados à venda.

ESTADÃO

ZONA NORTE AVANTE FREGUESIA DO Ó ......... 3933-7000 SONNERVIG NORTE ................... 2971-7171 SONNERVIG SANTANA............... 2223-2000 ZONA LESTE AVANTE SÃO MIGUEL................ 2030-7000 MIX RADIAL LESTE ................... 2603-4000 MIX TATUAPÉ ............................ 2090-4711 SANDRECAR MOOCA................. 2602-1800

SOUZA RAMOS PENHA .............. 2643-8001 CENTRO FREI CANECA CONSOLAÇÃO ..... 3017-2888 MIX RIO BRANCO ...................... 3363-3600 SANDRECAR CAMBUCI.............. 3385-1800 ZONA OESTE CAOA ANHANGUERA ................. 3909-4400 FORTE CEASA ........................... 3839-3000

FORTE SUMARÉ ........................ 3670-2100 SONNERVIG PACAEMBU............ 3871-8000 SUPERFOR BUTANTÃ ................ 3723-5000 SUPERFOR LAPA ....................... 3613-9000 SUPERFOR PINHEIROS .............. 3069-1800 ZONA SUL CAOA IBIRAPUERA .................... 5053-3000 CAOA JOÃO DIAS ...................... 5643-3600 CAOA MORATO .......................... 3749-4400

LEMAR JABAQUARA ................. 5593-0033 LEMAR VILA MARIANA ............. 5087-1112 SANDRECAR SANTO AMARO ..... 5682-3500 SONNERVIG SUL........................ 2066-1000 GRANDE SÃO PAULO CAOA OSASCO........................... 3699-8000 FREI CANECA GUARULHOS........ 2423-8800

MIX ALPHAVILLE....................... 4166-7800 SONNERVIG RAPOSO................. 4617-9300 ABCD MIX SÃO CAETANO DO SUL ....... 4224-9000 SANDRECAR SANTO ANDRÉ...... 4979-3000 SANDRECAR S.B. DO CAMPO .... 4126-3000 SANDRECAR MAUÁ ................... 4512-8888 SUPERFOR DIADEMA ................ 4072-7700

Promoção “Quem tem está se dando bem” (válida até 1/9/2010 ou enquanto durarem os estoques). Ka 1.0L 2011 (cat. KBC1) com preço de nota fiscal de fábrica. Fiesta Rocam Hatch 1.0L 2011 (cat. FAB1) a partir de R$ 27.900,00 à vista. Fiesta Rocam Hatch 1.0L 2011 (cat. FBC1) a partir de R$ 31.900,00 à vista. Fiesta Rocam Sedan 1.0L 2011 (cat. SBB1) a partir de R$ 35.900,00 à vista. EcoSport 1.6L Freestyle 2011 (cat. ETA1) a partir de R$ 54.900,00 à vista. Focus Sedan 2.0L 2011 (cat. PDA1) a partir de R$ R$ 61.620,00 à vista ou financiado com taxas de 0% a.m. - 0% a.a., 50% de entrada, 24 parcelas de R$ 1.341,21 na modalidade CDC com 30 dias de carência para pagamento da 1ª parcela, inclusão de tarifas, custos e impostos (IOF). Valor total a prazo: R$ 62.999,10. Custo Efetivo Total (CET), calculado em 4/8/2010, a partir de 0,35% a.m. - 4,32% a.a. através do Programa Ford Credit. Garantia de 1 unidade em estoque por catálogo anunciado. Valores para pintura sólida e frete incluso. Estas ofertas não abrangem seguro, acessórios, documentação e serviços de despachante, manutenção ou qualquer outro serviço prestado pelo distribuidor. Revisão Preço Fixo Ford para 10.000 km ou 6 meses: Ka 1.0L 2011 (cat. KBC1) em 4 vezes de R$ 36,00; Fiesta Rocam Hatch 1.0L 2011 (cat. FAB1) em 4 vezes de R$ 41,00; Fiesta Rocam Hatch 1.0L 2011 (cat. FBC1) em 4 vezes de R$ 41,00; Fiesta Rocam Sedan 1.0L 2011 (cat. SBB1) em 4 vezes de R$ 41,00; EcoSport 1.6L Freestyle 2011 (cat. ETA1) em 4 vezes de R$ 41,00. As revisões devem ser executadas conforme o período ou quilometragem indicada, prevalecendo o que ocorrer primeiro. A Revisão Preço Fixo Ford de 6 e 12 meses contempla mão de obra gratuita. Para as demais revisões (18 a 36 meses), a mão de obra já está incluída nos valores da tabela para todos os modelos. Consulte o manual de garantia para a identificação da composição de cada revisão e dos mais de 60 itens verificados gratuitamente. Os veículos Fiesta e EcoSport equipados com motores 1.0L ou 1.6L gasolina não incluem troca de filtro de combustível para as revisões de 6, 18 e 30 meses ou 10.000, 30.000 e 50.000 km (quilômetros), ou o que ocorrer primeiro. As peças trocadas nas revisões possuem uma garantia de 12 meses, exceto em casos de desgaste e/ou mau uso das mesmas. Para verificação da composição de cada revisão e Distribuidores Ford com Box Rápido Motorcraft, consulte www.ford.com.br e/ou SAC 0800-703-3673. O total do valor parcelado em 4 vezes é igual ao valor à vista. Imagens somente para fins ilustrativos. www.ford.com.br


CLASSIFICADOS %HermesFileInfo:Ca-9:20100807:

CIVIC LXS 08/08 automático, preto, flex, impecável, rev. com garantia, a/c troca, 18mil km. SP Japan Honda 2179-0955

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

9

CIVIC LXS

CR-V

CR-V EXL

CR-V LX

CR-V LX

SANTA FE

SPORTAGE

C180

08/08, automático, prata, flex, rev. com garantia, impecável, 26mil km. SP Japan Honda 2179-2288

R$57.990 07/08,AT,Flex,Compl,Prata,23.400KM,F:3740 1500

10/10 OKM Preto/Prata Completíssima A Pronta Entrega CONSULTE-NOS Fone:3030-1500

08/09 4x4 Preta Completa / Teto Km 20.000 R$88.000 Morumbi

08/08 4x2, AT, prata, EDP-6284, completo, 62.293km. R$71. 900,00. ☎ 4196-4444

08/08 automática, preta, impecável, R$71.990,00 com garantia, aceito troca/ financio. Honda SP Japan ☎ 2179-7000

R$82.000 07/08 7lugs. prata, ú. dono, 30mkm. ☎(11)3898-1419

10/10 cod.p.177 completa. aut. R$68.900,00 financ.em ate 60x kia autostar f:(11) 3055-5555

R$35.000 00/00 compl,excel estado, prata. Ac.troca (-) valor. ☎(11)7101-7021/3966-0747

CIVIC LXS

CIVIC LXS 08/08, automático, preto, flex, revisado com garantia, a/c troca, financiamento, 22mil km. SP Japan Honda 2179-2288

a e i o u

CIVIC LXS

R$48.500 07/07 Licenc. 2010. Prata, ún.dono, 36mkm. Particular. Tr. com César ☎(11)9277-0602

CIVIC LXS

Autos

R$53.000 07/08 Automático1.8, couro, flex, prata, impecável, 40mKm, part. ☎(11)3721-4262

CIVIC LXS 07/07 1.8, Preto, Completo, Couro, 2 anos de garantia R$ 50.500, novo. Financiamos.Troca c/troco.

☎(11)9986-3898

R$61.900 08/09 Preta, aut., banco couro. F: (11) 3827-1200

C180 CLASSIC R$29.500 99/99 Prata, completa, único dono, original Partic. ☎(11)4785-1466 / 8473-5112

☎(11)2122-0600 CR-V LX CR-V R$77.500 08/08 Preta,,Impecavel,Revisado c/ Garantia ,ac Troca, Financia, F:2102 0999

CR-V LX R$71.900 08/08 Prata, completa, rodas.F: (11) 3827-1200

08/08 4x2, preta, 11mil km, rev. com garantia, troco/financio, impecável. SP Japan Honda ☎ 2179-5005

SPORTAGE FIT R$26.500 04/04 Aut., prata, compl. + rodas. Urgente!!! Francisco 4244-8570/7838-7557

FIT EX 09/09 automático, preto, impecável, revisado com garantia. Aceito troca e financio. Honda SP Japan. ☎ 2179-7000

CIVIC LXS R$46.500 07/08 MT, prata. CALTABIANO POMPÉIA Fone: (11) 3670-4500

TUCSON GL

☎(11)2100-0800

CIVIC LXS

CIVIC LXS

CR-V

R$56.900 07/08,AT,Flex,Compl,Preto,30.500Km, F:3077 1500

R$43.500 06/07,MT,Compl,Cinza,50.500KM,F:3077 1500

R$58.900 05/05 2.0 Blindada,Preto,Compl,Fone:3030 1500

TUCSON GLS R$67.000 09/10 preta, aut., 12mkm 9919-7717/3741-0077

09/10 2.7 Aut V6 prata-0km ___ emplacada Top de linha ____ R$84.900,00 Autostar Kia ___ 11-5643-3800

C180 K 06/07 Preta 23.000km Completa R$75.000 Colombia

SPORTAGE LX

TUCSON GLS 08/09 2.0 Preto *Top de Linha* Autom Airbag ABS Teto RLL *Na Garantia de Fábrica* R$70.990, BRABUS BAND (11)3845-2866

R$57.000 07/08 Prata, automática, 1º dono, 4cc, 29mkm. ☎ (11)8223-9754/(11)5533-1741

☎(11)2122-0900 C200 KOMPRESSOR

TUCSON GLS R$64.000 08/08 V6, preta, top + antivandalismo, 28mkm. Partic. ☎(11)8415-3012/3034-3455

FIT EX 05/06 automático, cinza, rev. com garantia, financio, aceito troca, impecável. SP Japan Honda ☎ 2179-5005

TUCSON GLS R$54.800 08/08 2.0, 16V, autom, piloto, abs, ar digital, 83mkm, carro de estrada, bem conservado, todas revisões na Hyundai ☎3511-3485/8098-1211 Neilor

JEEP

FIT EX 1.5 R$31.000 06/06 113mkm, ú. dona, bom estado, dourado, bco couro, aut, ve, ar cond., dir, (19)3262-1441/(11)8102-7474

FIT EXL 09/09, AT, prata, rev. com garantia, impecável, oportunidade, 9mil Km. SP Japan Honda 2179-0955

DEFENDER 110 CSW R$46.000 09/09 270mkm, todas revisões a cada 10mkm em concessionária, branca, completa. couro, final 7. Impecável ☎(11)9213-3502/3758-5110 1 ZAP id. CTU7A0QM

DEFENDER 130 10/10 à partir de R$124.000,00 autostar land rover ___________ (11) 3372-7777 / 2344-4444

GRAND CHEROKEE 06/06 preta, 5.7,completa ___ 44.000km, revisada R$79.000, autostar 23444444 56453000

08/09 preta 3.000km. R$ 140 mil. Stern. Telefone: (11) 3085-5005 06/06 Prata Dud-1433 34. 0000km Avantgard / Único Dono R$77.000 Morumbi

R$23.800 98/98 Nunca bateu, 4pneus novos, original, preta, ☎(11)4164-3568/ 6192-2186 05/05 Preta, 3.7 - V6 Blind. NIII R$52.000 ☎ (11) 9122-6736

☎(21)9840-7163 C200 TOURING C200K

CHEROKEE

CHEROKEE SPORT

09/09 c/ grade da Avantgard, 4p, preta, compl., ú. dono, 2.800km, = 0km, R$108mil à vista. Propriet.

DEFENDER 90 CSW 98/98 HardTop, bx km, $45mil ☎(11)9856-3333/5054-1433

DISCOVERY 06/07 HSE preto com bege ___ diesel, tdv6, único dono DVD teto mais completa, 5645-3000 2344-4444 R$135.000,00

☎(11)2122-0600 C63 AMG

10/10 preta, 80km ☎ (17) 3542-7444/8115-5555

C63 AMG FIT LX 10/10 MT, prata, completo, 3mil km, estado de 0km. Oportunidade. SP Japan Honda 2179-2288

FIT LX R$37.900 08/08 1.4 Flex,Mt,Preto,Completo,1 ano de Garantia,ac Troca,F:5591 0140

08/08 Touring prata 14.000km R$ 280 mil. Stern. (11) 3085-5005

BONGO 10/11 cod.k.173 imperdivel R$52.400,00 financ.em ate 60x kia autostar f:(11) 3055-5555

CARENS 10/11, 0Km, 7 lugares, somente R$ 69.400, ac. troca. R. Matias Aires, 206 ☎3266-7782

DISCOVERY

CL 65 AMG

06/07 HSE TDV6 preto, diesel, com DVD e GPS, único dono, revisada Autostar Land Rover 5645-3000 / 2344-4444

CLASSE A 160 CLASSIC

DISCOVERY

R$25.000 04/04 preta, úd. T. outras(11)3858-0001/7372-1631

04/04 R$56mil V8, preto,2tetos, novo ☎ 3812-5520/9612-8820

CLASSE A 160 CLASSIC

DISCOVERY 3HSE V8 R$103.000 06/06 53.000Km, prata, excelente estado. Partic. (11)8366-1144/(11)7877-5011

DISCOVERY 4

FIT LX R$37.900 07/08 1.4 Flex ,Prata,Completo,1 ano de Garantia,ac Troca,Financio,F:5591 0140

CERATO 10/11, 0Km, a partir de R$ 49. 900, manual, pronta entrega. R. Matias Aires, 206 ☎3266-7782

08/09 preta 1.300km ún. dono R$ 610mil. Stern. F: (11) 3085-5005

10/10 SE 3.0 lançamento motor 3.0 diesel 245 cv!! reserve o seu. à partir de R$215.000,00 ____ autostar land rover __________ (11) 3372-7777 / 2344-4444

R$19.500 02/03 Prata, Mec. ☎ (11)7541-2479/3849-6696Part

CLASSE A 190 CLASSIC R$16.950 01/01 Semi-autom., couro, cinza, 66.500Km, nova! (11)3083-5383 HC/9995-7874

CLASSE A 190 ELEGANCE R$25.000 03/03 prata, aut, excel (11)3858-0001/7372-1631

CLK320 R$49.800 01/01 prata, km 70. 000☎ (11) 2141-5833

DISCOVERY S FIT LX R$31.900 06/07 mec., dourado, compl. 9992-5823/2836-5632

CERATO 10/11 cod.e.201 completo R$49.900,00 financ. em ate 60x kia autostar f:(11) 3055-5555

06/06 preto, v6,revisada _____ 45.000km R$94.500,autostar 23444444 56453000

CLS 350 08/09 MERCEDES blindada nível III A, cor prata. Apenas 5.000 km. Impecável. ☎ (11) 4435-9933.

FIT LX 06/07 Cvt,Prata,completo,com 1 ano de garantia,ac/Troca,Finan,Super Novo F:3675 0655

FREELANDER 2 CERATO 09/10 Novo aut preto 0km _____ emplacado R$59.900,00 _____ Autostar Kia 11-5643-3800

FIT LX

PICANTO

06/07 prata, impecável, 19. 500Km, revisado com garantia, ac/ troca. Honda SP Japan. 21797000

10/11, modelo novo, 0Km, manual e autom, pronta entrega, ótimo preço. R. Matias Aires, 206 ☎3266-7782

10/10 “S” 0km à par tir de R$115.900,00 entrega imediata autostar land rover __________ (11) 3372-7777 / 2344-4444

CLS 63 AMG 08/09 preta 9.000km. R$330mil Stern Telefone: (11) 3085-5005

E63 AMG 09/10 preta 5.000km completa. R$400mil Stern (11)3085-5005

FREELANDER 2 10/10 SPORT edição limitada! R$129.000,00 - ____________ autostar land rover _________ (11) 3372-7777 / 2344-4444

GL500

FREELANDER 2

ML500

08/09 Se Verde 08/09 Completo R$110.000 Morumbi

06/06 Preta bx km 11 99832888

07/08 Preta Edr-0221 34.000km Completa R$250.000 Colombia

FIT LX R$29.900 05/05 CVT ,Verde,Completo, 1 ano de Garantia,ac Troca ,Financio,F:5591 0140

FIT LX R$28.900 05/05 Cinza,Cambio,Mecanico,Super Conservado,ac Troca,Financio F:2102 0999

PICANTO 10/11 cod.j.218 top. mec. ____ R$32.900,00 financ. em ate 60x kia autostar f:(11) 3055-5555

☎(11)2122-0900 R$365.000 08/09 Preta, 20mkm, 1º dono, Importação Oficial. ☎ (11)9992-6357/(11)5533-1741

PICANTO 10/11 cod.j.268 top. aut. _____ R$37.900,00 financ. em ate 60x kia autostar f:(11) 3055-5555

ML63 AMG

☎(11)2122-0600 FREELANDER SE

ML63 AMG 08/09 Prata Ebb-9984 8.500km V8 510cv Único Dono R$350. 000 Colombia

09/10 preto, se, blindada _____ R$168.000. autostar F23444444 30688580

FIT LX 03/04 CVT,Dourado,Completo,Revisado c/ Garantia,ac/Troca,Finanancio,temos Varios F:3675 0655

PICANTO

SORENTO

FIT LX MT

☎(11)2122-0900

10/11 Novo varias cores 0km ___ a patir R$34.900,00 Autostar Kia 11-5643-3800 10/11, 0Km, novo modelo, xenon + camera de ré, completo, pronta entrega, ac. troca. R. Matias Aires, 206 ☎3266-7782

R$46.900 08/09, compl, revis c/ gar. Aceito troca ou fin. ☎ (11) 5586-5555 - www.tsusho.com.br

S500 FREELANDER SE 07/07 cinza,int preto,um dono. R$79.000 autostar 23444444 56453000 38255929

RANGE ROVER R$250.000 08/08 Vogue, Preto, TDV8, 280HP, Diesel, 27Mkm., (11)3816-0007 / 7711-9601

RANGE ROVER SORENTO 10/11 cod.s.356 top. aut. R$115.900,00 financ. em ate 60x kia autostar f:(11) 3055-5555

R$250.000 08/08 Vogue, Preta c/bege, gasol., rds. mod 2010, TV dig., 23Mkm., (11)3816-0007 / 7711-9601

FIT LX MT

RANGE ROVER

R$36.900 06/07 1.4 Cinza,completo,1 ano de Garantia,ac Troca,Financia F:5591 0140

04/04 verde, interior tundra ___ impecável, revisada R$98.000 autostar F23444444 30688580

05/05 Prata, Blind. NIII G-5 R$235.000 ☎ (11) 9122-6736

S65L AMG 09/09 preta 1300km int. conhaq. R$650mil Stern(11)3085-5005

SL500 02/02 Impecável, prata, 28mkm, capota elétrica, retrai 13’’, modelo novo V8, 5L, 360HP, sens. dist., susp. intelig., comp. bordo, sist. keyless-go. R$229.000. Tratar ☎ (11)3816-6669 h.c. ou e-mail: europhotostudio@terra.com.br

SL65 AMG 08/09 prata 10.000km completa R$ 610mil Stern(11)3085-5005

SLK200 06/07 Prata, único dono, nova. R$134.000 (11)9122-6736 Part.

SORENTO 10/11 cod.s.253 completa. aut. R$96.900,00 financ. em ate 60x kia autostar f:(11) 3055-5555

FIT LXL R$48.900 09/09 MT,1.4,Dourado,Compl,Fone:3030 1500

FIT LXL R$53.900 08/09 AT,Flex,Compl,Prata,18.700km,F:3077 1500

FIT LXL R$36.900 06/07 Mec ,Cinza,Completo,1 ano de Garantia, ac Troca,financia F:5591 0140

SORENTO 10/11 Novo varias cores 0 km ___ a partir R$96.900,00 Autostar Kia 11-5643-3800

S L K 2 0 0 RANGE ROVER HSE KOMPRESSOR R$160.000 08/09 Prata, R$238.000 07/08 Sport, Turbo Diesel, preta, completa impecável! ☎(11)9492-0093 Tr. Alexandra

800km☎(71)2102-9632

RANGE ROVER SPORT

SLK200 KOMPRESSOR

10/10 lançamento __________ à partir de R$279.000,00 ______ autostar land rover __________ (11) 3372-7777 / 2344-4444

R$164.000 08/09 Prata ú.d nunca bateu ☎(12)9111-1000

☎(71)8103-0602

SLK230

SORENTO EX 08/08, 3.8, Prata, Completo, Couro, ABS, 2 anos garantia R$77.500. Financ. Troca c/troco.

RANGE ROVER SPORT

NEW CIVIC LXS 08/08 FLEX Prata Autom Compl Couro Ú.Dono 20mKm R$53.990 RAKKI SUZUKI (11)2526-6000

NEW CIVIC LXS R$45.500 06/07 aut + couro ☎(11)2704-4571/7872-5025

☎(11)2100-0800

08/08 prata,35.000km se, _____ blindada. R$210.000 autostar 23444444 56453000 38255929

SOUL 10/11, 0Km, manual e autom, todos os modelos a pronta entrega, novo preço, Venha Conferir. R. Matias Aires, 206 ☎3266-7782

R$80.000 97/97 Conversível, branca, cap elétr, 29mkm, ú.dono, Linda! R$ 80mil (à vista) Propriet.

☎(21)9840-7163

SLK230 KOMPRESSOR R$75.000 97/97 branca, conversível, 2º d. com manual. Ac. troca. ☎(11)9653-0868/2359-3040

RANGE ROVER VOGUE

10/10 branca/bege, TDV8. 0km ☎ (17) 3542-7444/8115-5555

AZERA R$68.900 08/09 Preto, v6, 12. 500Km, bco. couro, automático. F: (11) 3827-1200

RANGE ROVER VOGUE SOUL 10/11 cod.u.153 top. ____ R$65.900,00 financ. em ate 60x kia autostar f:(11) 3055-5555

AZERA R$61.000 08/08 Preto,9.500km ú.dono. (11) 5090-0711 hc part

AZERA 3.3 V6 08/09 Único dono, 18.000km. R$68.000 ☎(11)9122-6736

RANGE ROVER VOGUE SPORTAGE 10/10, 0Km, ABS, autom, somente R$ 68.900. R. Matias Aires, 206 ☎3266-7782

I 30

09/10 preta, TDV8. 100km ☎ (17) 3542-7444/8115-5555

86/86 Prata Autom Teto Piloto Aut. Excelente Estado(11)9983 1997

SANTA FE SPORTAGE 10/10 cod.p.198 top. aut. ____ R$71.400,00 financ.em ate 60x kia autostar f:(11) 3055-5555

L200 TRITON V6 FLEX 0KM

3.5 205CV 4X4 AT R$102.578 MITSUBISHI MOTORS

190-E

R$52.400 09/10 completo, 8 air bag, bco couro, teto solar, prata. ☎(11)2824-6439/8220-4730 R$83.900 08/08 Prata, aut., 2.7, V6, completa, air-bag, abs, rll, dvd. Al. Xingu, 926 - Alphaville/Barueri F: (11) 4134-6000

10/10 lançamento __________ à partir de R$385.000,00 ______ autostar land rover __________ (11) 3372-7777 / 2344-4444

280-S 86/86 Azul claro (11)8411-4235

300-SE 91/92 nova, 43m/m, preta-tipo limusine, super completa F: (11) 9986-1984 c/ Antonio

B200 R$80.000 08/08 14mkm,úd, prata11)3858-0001/7372-1631

BRABUS

MORUMBI

2526-9000 AIRTREK R$58.900 07/08 Preto e prata, 4x4, automática, bco. couro, rodas. F: (11) 3827-1200


10

%HermesFileInfo:Ca-10:20100807:

Autos

a e i o u

ECLIPSE GT 3.8 08/09 0KM, gasolina, prata, 267 cv, autom., com teto, couro, completo. Neste fim semana condições. exclus. p/ linha Mitsubishi. VENHA CONFERIR AGORA!

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

PAJERO SPORT HPE 08/09 3.5 V6 4X4 Gas Prata Aut Compl RLL CD R$79.990 *Temos Outras Opções em Sport HPE 09* BRABUS NAÇÕES(11)5696-9444

307 FELINE

SANDERO EXPRESSION

R$32.500 06/07 Sedan 2.0 AT Preto,Completo, ac/ Troca/Financio Até 60x F:3682 2151

R$33.000 09/10 1.6 Flex,Preto AC/DH/VE/TE/ALARME Troco,financio Até 60x F:3682 2151

307 GRIFFE

SANDERO EXPRESSION

PAJERO SPORT HPE 08/08 Diesel, automát. Apenas 46.000 Km ☎ (11) 4122-9933.

☎(11)4122-9933 R$66.300 07/07 Diesel, 4X4, Au t o m á t i c a , P r a t a . To p . ☎ (11)7101-7021/(11)3966-0747

L200 OUTDOOR

06/07 Automática, 68.000 km ☎ (11) 4122-9933.

307 PRESENCE

PAJERO SPORT HPE 06/07 3.5 V6 4X4 *Blind NIIIA* Preta Gasol Autom Ú. Dono *Revisada com Garantia* R$71.990, *Temos opções em Sport HPE* BRABUS NAÇÕES(11)5696-9444

PAJERO SPORT SE L200 OUTDOOR HPE R$67.500 08/08 Top.4x4, preta (19)3273-1128/(19)7808-5457

L200 SAVANA R$75.000 08/08 vermelha,4X4 tb.diesel, compl, 14mkm, ú dono. (11)7874-5927/4702-6530h.c.

R$39.000 03/03 Preta, 6 CC, 79.000km, estado de nova, placa final 5. ☎(11)5549-5166 Sérgio

PAJERO TR4 10/10 0km, flex, preta, mecânica. Pronta entrega. Cond. espec. p/ linha Mitsubishi. Faça TEST DRIVE e ganhe um BRINDE!

09/10 1.6, preto, completo, teto, rds, 2 anos de garantia $47.900, novo. Financiamos. Troca c/troco

☎(11)4435-9933

07/07 *Top Linha* Verde Autom Airbag ABS Couro RLL R$70.990 BRABUS BAND (11)3845-2866

PAJERO TR4

10/10 Diesel e flex, automática. Condições imperdíveis somente neste final de semana. Faça TEST DRIVE e ganhe um BRINDE.

08/09 Mecan. Apenas 33.000 KM ☎ (11) 4122-9933.

☎(11)2100-0800

L200 TRITON 08/08 AUTOMÁTICA, DIESEL. Confira! ☎ (11) 4435-9933.

05/06 Preto Dsc-9033 45. 000km Mec / Couro R$30.000 Morumbi

R$31.900 06/07 Feline,Cinza,Automatico,Impecável,ac Troca,Financio,F:2102 0999

08/08 AT, preta, DVJ-8294, completo, 23.984km. R$76.900,00. ☎ 4196-4444

PAJERO TR4 R$44.900 08/08 Preta, único dono, flex, completa, 67mkm, couro ☎(11)3832-4045hc

PAJERO TR4 08/08 aut flex preta-completo 24000 km R$49.900,00 Autostar Kia 11-5643-3800 07/08 2.0 131CV FLEX *Blind NIIIA* Prata Aut Compl+Acessórios *Apenas 36mKm* R$73.990

☎(11)5696-9444 PAJERO TR4 R$34.900 06/07, autom., cinza, linda. ☎50813370/ 99732249 R$40.000 05/05 52mkm, top de linha, aut, prata, couro, completo. (11)9990-0953/3085-0900 1 ZAP id. TD38A03K

08/09 V6 4X4 Cab.Dup Prata Gas Aut *Completíssima* R$82.990 BRABUS MORUMBI 11.2526 9000

L200 TRITON HPE 3.2 CD R$94.900 08/08 Preta, automática, diesel. Tratar ☎ (11)91234666 / (11) 5533-1741

LIVINA SL 09/10 1.8, flex, preto, comp., aut. 2 anos de garantia $ 48.900, nv. Financiamos. Troca c/troco

☎(11)2100-0800 MURANO R$99.900 07/08 SE, preto, teto solar, ú. dono F: (11) 3827-1200

☎(11)4435-9933 OUTLANDER 3.0 GT V6 10/11 Várias cores. Pronta entrega. Cond. exclus. Neste fim semana faça TEST DRIVE e ganhe BRINDE especial.

SENTRA 09/09, 2.0, prata, couro, único dono, bom preço. R. Augusta, 1314

☎(11)3283-1000

☎(11)4122-9933 OUTLANDER 3.0 GT V6 08/08 Apenas 26.000 km. Confira! ☎ (11) 4122-9933.

SENTRA S R$37.000 07/08 cinza, mec, comp. bordo, ún.dono, Paula. ☎(11)7757-0672/4168-3085

SENTRA S 07/08 aut cinza completo 7500km R$41.900,00 Autostar Kia ____ 11-5643-3800

TIIDA

OUTLANDER 3.0 V6

R$37.500 08/08 1.8S Cinza,Completo, ac/Troca Financio até 60x F:3682 2151

07/08 Preto 4X4 Aut Completo *20mKm* Novíssimo! R$83.990, BRABUS NAÇÕES(11)5696-9444

PAJERO DAKAR 10/10 AT, diesel, preta. Pronta entrega. Cond. exclusiva p/ esta unidade. Chassi F010939. Faça TEST DRIVE e ganhe um BRINDE!

TIIDA R$39.990 07/08, prata. SL, automático, teto, couro, top de linha. Confira!!! ☎ (11) 3499-6444/ 3813-3355 c/ João

☎(11)4122-9933 PAJERO FULL

206 1.6

06/07 prata, completa _____ 42.000km, R$76.000 revisada, autostar F 23444444 56453000

R$22.500 05/05 Flex,ar, dh, prata, 5pts, U.dono. (11)8258-7000

PAJERO FULL GLS

R$31.990 07/08 1.6 Cinza,Compl,Fone:3030 1500

07/08 3.8 Gasol Preta Autom Couro Airbag ABS Farol de Milha RLL *Impecável!* R$107.990 *Temos outra Prata*

☎(11)3845-2866 PAJERO FULL HPE R$160.000 09/09 3.2 diesel, retirada em out/09, 8mKm, preta, GPS, câmera ré, DVD, teto solar, top, ú.dona. Particular. ☎ (11)50529056/5052-0174/9175-3968

206 FELINE 206 PRESENCE R$26.800 07/08 1.4 Flex,Prata,4 Portas,Completo, Rev C/ Garantia,Financio, F:3675 0655

206 PRESENCE R$19.300 06/06 1.4 Flex ,Prata AC/DH/VE/TE/ALARME ac/Troca,Financio até 60x F:3682 2151

PAJERO GLS 3.0 R$27.000 99/99 Bca. Ac.troca. ☎(11)5827-0044/8044-0027

PAJERO SPORT 10/11 LANÇAMENTO LINHA 2011. AT. Flex. Autom. Preta. Pronta entr. Cond. excl. fim semana. Faça TEST DRIVE e ganhe um BRINDE!

206 SENSATION R$23.900 08/08 1.4, Flex, 4pts, compl 5522-6955/7734-6304

206 SOLEIL R$16.500 03/03 1.0, 16v, compl, prata 7269-7053/3542-3027

206 SW ESCAPADE

☎(11)4435-9933 PAJERO SPORT 09/10 preta, diesel, semi-nova, 28mkm, aut ☎(11)3392-5757/ 9166-7969 www.miltforte.com.br

PAJERO SPORT 09/10 preto, 7.700km, flex, único dono , est 0km, Autostar Volvo 3217-6666 5645-3000 ____ R$95.000,00

PAJERO SPORT R$45.000 02/02 turbo diesel, compl., preta, pneus novos, ☎2747-5616/7129-8766

R$28.500 06/07,Prata,Compl,F:3740 1500

207 XR 1.4 08/09 completo, prata, estado zero. R$ 30.500 (11)8263-1757

307 R$53.000 09/10 2.0., HB, aut., teto, 0km, na concessionária, licenc. Ac.troca. Part. 8122-3536

307 R$43.800 08/09 1.6 Flex ,Hatch,Mec,Prata,comp+Teto impecável 6.000Km,ac/Troca 3675 0655

PAJERO SPORT R$26.300 99/99 aut+couro nova 60mKm 22190749/92519594

PAJERO SPORT 3.0 99/00 Preta, Gas.4X2 GLX Aut. R$28.000 ☎(11)9122-6736

307 R$33.800 06/07 SD 2.0 Automatico,Preto,Completo, Top de linha ,Financio F:3675 0655

PAJERO SPORT HPE 10/10, diesel, aut, 4x4, realmente impecável, top de linha, ocasião. R.Augusta,1314 Collection

☎(11)3283-1000

PAJERO SPORT HPE 08/09 cinza, diesel, 28.000km mais completa, aut, único dono est.0km Autostar BMW _____ 5645-3000 / 2344-4444 ____ R$89.900,00

IMPREZA 97/98 a 2010. Compramos todos os modelos de Subaru Impreza. Garage Loves Subar u (11)3062-2050/3082-6680 www.garagesubaru.com.br

RENAULT R$15.200 03/04 ar + t.e. Vermelho, ú. dono, 2pts, ót. estado. Part ☎(11)7746-9747/3742-7180

LOGAN PRIVILEGE 1.6 R$27.900 07/08, completo, 28. 000km, revisado c/ garantia. Aceito troca ou financio. Tratar ☎ (11) 5586-5555 - www.tsusho.com.br

GRAND VITARA 0KM

R$79.990

IMPERDÍVEL! MT

MASTER H2L2 R$84.000 08/09 Preta,15Lug. comp., ú.d, estepe Okm. Placa cinza ☎(11)9652-9088/5562-1110 R$55.000 08/08 revest.madeira. ☎(11)9185-0403/5585-0916

MASTER L2H2 R$63.000 08/08 revest.madeira. ☎(11)9185-0403/5585-0916

307 FELINE R$34.000 07/07 compl., bco couro, ú.dono, pneus novos, revis. em concess., bem conserv. 82729944/3266-7070 Eduardo

Nações Unidas Jardim Europa

2526-6000 2526-7000

GRAND VITARA 09/10 2.0 4X4 Autom Prata *Top de Linha* Couro Ún. Dono*Apenas 4.600Km=0KM* R$78.990

MEGANE R$36.800 07/08 SD 1.6 Flex,Preto,Completo,com 22.000 km ac/Troca, Finan f:3675 0655

☎(11)5696-9444 SWIFT HATCH MEGANE DYNAMIQUE 2.0

OUTLANDER 2.4 10/11 LANÇAMENTO LINHA 2011. Preta e prata. Pronta entrega. Cond. exclus. neste fim semana. Faça TEST DRIVE e ganhe um BRINDE.

55.900,

52.900,

Por R$

de R$

97/98 a 2010. Compramos Subar u. Garage Loves Subar u (11)3062-2050/3082-6680 www.garagesubaru.com.br

PAJERO TR4

PAJERO TR4

L200 TRITON 3.5

de R$

FORESTER

04/04 Furgão, ú.dono, nunca bateu, excel. estado,c/85.000Km originais.Tr.Francisco (11)32083833/ 3207-2764/ 9768-0093

MASTER L1H1 L200 TRITON

Cod.U 101.01

307 PRESENCE

CLIO AUTHENTIC

L200 TRITON

08/09 cinza-completo 34.000 km R$39.000,00 Autostar Kia ___ 11-5643-3800

BOXER

L200 TRITON

R$79.900 08/08 Preta, gasol, 27mkm 3106-2686/ 9939-7829

SANDERO STEPWAY

R$22.300 03/03 Aut.Cinza, 2ºd. Completa. C/ manual,2ªchave. Linda. Part (11) 2239-4997 hc

L200 SPORT HPE

R$95.000 08/09 7.500Km,, preta, top, gasol., roda 22, cap. marít, filme ☎9609-5559/4643-3087

53.900,

49.900,

Por R$

R$26.500 08/09 compl,prata, 23mkm 8694-9852/3168-9551

SCÉNIC RXE

09/10 Autom. Apenas 8.000 Km ☎ (11) 4122-9933.

☎(11)4122-9933

de R$

R$37.000 07/08 preto , aut., RLL 17, tip., gar., 38mkm. 9635-0369

MEGANE DYNAMIQUE 2.0

R$9.000 95/95 82mkm, aut., verde, ar, bom estado, ipva pago, gasol. ☎5051-2123/9154-2274

07/07 SEDAN Preto Mec Compl Couro Único Dono *Baixa Km* R$36.990, *Oportunidade!* RAKKI SUZUkI (11)2526-6000

BANDEIRANTE

MEGANE GRAND TOUR

BANDEIRANTE

08/08 1.6 FLEX Preto Completo AR DH RLL CD Impecável! R$37.990, BRABUS NAÇÕES(11)5696-9444

R$40.000 98/98 Carroceria madeira, d.h. ☎ (19)3388-1568 www.editorasjuridicas.com.br 93/93 Perua,Super equipada!! T. outros modelos(11)3936-1314 www.renatodastoyotas.com.br

BANDEIRANTE JIPE 01/01 21mkm R$68 9156-0409

34.900,

32.900,

Por R$

Cod.J 218.01

307 SEDAN PAJERO TR4

L200 TRITON

Sem Juros

☎(11)2122-0600

L200 SAVANA

08/08 Apenas 35.000 Km ☎ (11) 4122-9933.

+ 24 meses

Cod.E 201.01

R$38.000 07/07 Prata, novo, tip, couro, teto, ar dig. doc ok, 35mkm, údª(11)2347-2020/ 8255-5492

L200 OUTDOOR

Entrada

CLASSIFICADOS

ofertas validas até 09/08/2010 ou term. dos estoques , planos mediante aprovação do agente financeiro. entrada de 50% e saldo em 24 meses s/ juros validos somente para Cerato


CLASSIFICADOS %HermesFileInfo:Ca-11:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

Sテ。ADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

Autos

a e i o u

11


12

%HermesFileInfo:Ca-12:20100807:

a e i o u

Autos

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

CAMRY

COROLLA XEI

AMAROK

FOX 1.0

FOX 1.6

FUSCA

R$129.000 10/11 Preta, 3.5, V6, 0Km. CALTABIANO POMPÉIA Fone: (11) 3670-4500

R$34.900 05/05, revisado, AT, c/ garantia de 06 meses. Aceito troca e financio. Tratar ☎ (11) 5586-5555 - www.tsusho.com.br

10/11 cd, 4x4, prata, highline, pronta entrega. R$119.490,00. ☎2179-0707

10/10 GII, Okm, pintura metálica com direção hidráulica, 2portas, módulo trend, já emplacado com IPVA 2010 total pago. R$31. 690,00. Cristhian ☎ 2179-3312

09/10 plus completo flex ____ R$34.500,00 preto 4.p _______ km 12.500 kia autostar ____ f:(11) 3055-5555

R$12.500 86/86 Único dono, manual, NF, álcool. ☎ (11) 99841517/ 4229-5140

CAMRY 10/11 Okm, 2011, top de linha, prata, ótimo preço, pronta entrega. Inter Japan ☎ 3648-4900

FUSCA 65/65 Motor e Documentos Ok! Para Restaurar. Valor R$5mil. Part. (12)3666-2174/(12)9791-1051

CAMRY 10/10, 0Km, preto, mod. novo, melhor preço em Toyota. R. Augusta, 1314 Collection

☎(11)3283-1000

CAMRY 00/00 preta 3.0 2º dono compl. bancos couro com manual + multi mídia ótimo estado! R$35 mil part 3876-1948 ou 7766-3430 Decio

COROLLA XEI R$18.500 00/00 aut., 2º dº, rds, revisado, CD, Manual (11) 44365671 / 9786-8676 sr Werner

COROLLA XEI 1.8 R$59.900 08/09 Flex, aut., prata, compl., fn, abs, air-bag, som, couro, pil., rll. Al. Xingu, 926 - Alphaville/Barueri F: (11) 4134-6000

AMAROK 10/11, okm, á partir de R$119,490, 4x4. Não compre s/ consultar. Venha fazer um teste drive. Confira! ☎ (11)3813-3355

FOX 1.0 10/10 GII, Okm, pintura metálica com direção hidráulica, 4portas, módulo trend, já emplacado com IPVA 2010 total pago. R$32. 800,00. Fernando Reis ☎ 21792312

CAMRY XLE

FOX 1.6 PLUS

GOL

R$25.500 05/05 Flex, 4pts, prata, única dona, 90mkm, revisado, pneus, bat e amortecedores novos. (11)4192-1318/7335-5232

09/09 R$ 17.000,00 L. Inicial. Será vendido (4ªf) 11 de agosto às 9hs. Visit. (3ªf). (30) Gol divs. veícs. anos e mods. Veja as fotos: www.veiculosbancos.com.br Infs. ☎(11) 5586-3000

FOX CITY 08/09 4 Portas,Cinza metalico,33.000km,DH,VV,LT,DT,Ótimo Estado,Consulte: 5538-5000.

CAMRY XLE R$94.900 08/09, prata, automático, úd, 13.500km. Oportunidade!!! Tratar ☎ (11) 2903-4545

BORA COROLLA XEI 1.8 R$31.400 04/04 16V, gasol, 4P autom, azul, 2ºdono 2672-2787

R$58.980 10/10, preto, okm, pronta entrega. Confira!!! Tratar ☎ (11) 3819-5435

R$16.500 99/99 aut,couro,prata 98mkm 8118-3389/2910-3895

COROLLA XLI CAMRY XLE R$74.900 07/07 Prata, 29. 000Km, v6, aut. CALTABIANO POMPÉIA Fone: (11) 3670-4500

R$57.900 10/11, preto, okm. MT. Pronta entrega. Aceito troca ou financio. ☎ (11) 5586-5555 www.tsusho.com.br

COROLLA 03/03 a 2010 Compramos Corolla. Consulte-nos. CALTABIANO POMPÉIA Fone: (11) 3670-4500

COROLLA 03/03 Compro Corolla, todos os modelos de 2003 a 2010. Conc. Toyota Inter Japan. ☎ 3648-4900

R$40.900 07/08, bege, mec. Ac., troca e fin. Tr. ☎ (11) 2903-4545

COROLLA R$19.000 01/01 completo, automático, prata, completo. (11)7874-5927/4702-6530h.c.

COROLLA GLI R$64.900 10/11, preto e prata, okm. AT. Pronta entrega. Aceito troca ou financio. ☎ (11) 5586-5555 www.tsusho.com.br

COROLLA SE-G R$69.900 09/10, revisado, c/ gar, de fábrica, 10.900km. Aceito troca e financio. Tratar ☎ (11) 5586-5555 - www.tsusho.com.br

FIELDER R$44.900 07/08, revis., c/ gar., 6 meses. Ac., troca ou fin. ☎ (11) 5586-5555 - www.tsusho.com.br

FIELDER R$41.500 07/07 Autom, prata, 34mkm, ótimo estado, revis ok ☎(11)8431-7209/ 3473-8599

FIELDER 07/07 aut, prata, couro, toda revisada. R.Augusta,1314 Collection

☎(11)3283-1000

FIELDER COROLLA SE-G R$63.900 08/09 Aut. flex, prata. CALTABIANO POMPÉIA Fone: (11) 3670-4500

COROLLA SE-G R$64.900 08/09 Aut. flex, preto. CALTABIANO POMPÉIA Fone: (11) 3670-4500

COROLLA SE-G

R$40.500 06/07 Prata, aut., couro. CALTABIANO POMPÉIA F: (11) 3670-4500

FIELDER R$38.000 06/06 gasol., preta, 62mkm., placa final 6. Partic. ☎(11)8217-2828/4009-2468 hc

FIELDER R$36.900 06/06 AT, Preto,Completo,Revisado com Garantia,ac Troca,Financio,F:5536 9966

08/09 prata, automático, flex, top de linha Inter Japan 3648-4900

COROLLA SE-G 08/09 Cinza Eel-6846 25.000km Completo / Revisado R$ 64.900 Morumbi

FIELDER XEI 07/08 R$43mil (19)9730-7459

HILUX CD 04/05 4x4 $50mil tr 3687-6980

☎(11)2122-0600 COROLLA SE-G R$48.900 07/08, revisado, c/ garantia de 06 meses. Aceito troca ou financio. ☎ (11) 55865555 - www.tsusho.com.br

HILUX CD SR R$79.000 10/10 - março 2.7, aut., gasol., preta, 3.700km.Partic. ☎(12)3645-1454/9725-1625

HILUX CD SRV R$121.900 10/10, okm, preta. AT, 4x4, pronta entrega. Aceito troca ou financio. ☎ (11) 5586-5555 www.tsusho.com.br

COROLLA SE-G R$33.000 04/04 aut., 61mkm, compl. 8198-7391/ 3258-0139

COROLLA SE-G 03/03 automático, pouco uso, compl. + couro, metálico, raridade, ☎(11) 3673-7039

COROLLA XEI R$73.900 10/11, preto e prata, okm. 2.0. Pronta entrega. Aceito troca ou financio. Tratar ☎ (11) 5586-5555 - www.tsusho.com.br

HILUX CD SRV R$83.000 08/08 Preta, 23mKm, úd, mec. 4x2 ☎(11)9635-0369

HILUX CD SRV 3.0 R$62.000 04/05 Preta, 4x4, turbo, completa, único dono. ☎ (11)4347-0255/(11)7846-9943

HILUX SRV 10/10, Cabine dupla, automática, top de linha, ótimo preço, confira, pronta entrega Inter Japan. ☎ 3648-4900

HILUX SRV 10/10, 0Km, cab. dupla, 4x4, turbo diesel, autom, Ocasião. R. Augusta, 1314 Collection

COROLLA XEI 10/11, 2.0, Flex, 0Km, completo, pronta entrega, ótimo preço. R.Augusta, 1314 Collection

☎(11)3283-1000

COROLLA XEI 10/11 0km, 2.0, flex, ótimo preço, confira, pronta entrega Inter Japan ☎ 3648-4900

COROLLA XEI 10/10, flex, autom, mod. novo, couro, piloto. garantia total de fabrica. R.Augusta, 1314 Collection

☎(11)3283-1000

☎(11)3283-1000

HILUX SRV

06/06, cab.dupla, 4x4 turbo diesel, preta, autom, nova, Ocasião. R.Augusta, 1314 Collection

☎(11)3283-1000

HILUX SW4

R$149.000 10/10 Prata, v6, 4x4, aut., 0Km. CALTABIANO POMPÉIA F: (11) 3670-4500

HILUX SW4 R$156.900 10/10, prata, okm, turbo diesel. Pronta entrega. Aceito troca ou financio. ☎ (11) 5586-5555 - www.tsusho.com.br

COROLLA XEI R$59.900 09/10, 3.100km, flex, compl, revis., c/ gar de fábrica. MT. Aceito troca e financio. ☎ (11) 5586-5555 - www.tsusho.com.br

HILUX SW4 10/10, 0Km, turbo diesel, 4x4, ótimo preço. R. Augusta, 1314

☎(11)3283-1000

COROLLA XEI R$64.900 09/10 Flex, aut., cinza, couro. CALTABIANO POMPÉIA F: (11) 3670-4500

COROLLA XEI R$63.900 09/10, compl, revis, c/ gar, de fábr. AT. Aceito troca ou financio. ☎ (11) 5586-5555 www.tsusho.com.br

COROLLA XEI

HILUX SW4

10/10 Top de Linha, diesel, 4wd, 4x4, 7 lugares, pronta entrega, ótimo preço. Inter Japan 3648-4900

RAV4 R$100.900 10/10, preta e prata, pronta entrega. Aceito troca ou financio. ☎ (11) 5586-5555 www.tsusho.com.br

RAV4

R$63.500 09/10 AT,Prata,18. 000 KM,F:3740 1500

10/10 Top de linha, 4wd, teto. Pronta entrega. Inter Japan ☎ 3648-4900

COROLLA XEI

RAV4

R$53.900 08/09, c/ teto revis., c/ gar de fábr. MT. Troca e fin. ☎ (11) 5586-5555 - www.tsusho.com.br

10/10, 0Km, autom, 4x4, teto, novo mod., melhor preço em Toyota. R. Augusta, 1314 Collection

COROLLA XEI

☎(11)3283-1000 RAV4

R$83.900 08/08, preta, automático, completa. Aceito troca e financio. Tratar. ☎(11)2903-4545

R$55.900 08/09, completo, revisado, c/ gar de fábr. AT. Aceito troca e fin. ☎ (11) 5586-5555 www.tsusho.com.br

RAV4 R$39.900 02/02, completo. AT, revis., c/ garantia. Aceito troca ou financio. ☎ (11) 5586-5555 www.tsusho.com.br

COROLLA XEI R$58.900 08/09, cinza, aut., completo. Aceito troca e financio. Tratar. ☎ (11) 2903-4545

COROLLA XEI 06/06 Mec. Azul metál. Ún dono, 55mkm. Compl+couro. R$34mil. ☎(11)7895-2460/4701-1155

COROLLA XEI R$38.900 05/06 Automático, prata, couro. CALTABIANO POMPÉIA Fone: (11) 3670-4500

AMAROK 10/11 cd, 4x4, 0km, azul, top de linha, pronta entrega R$120. 990,00. ☎2179-2323

09/10 Vermelho,DH,VV,LT,DT,Estado Okm,Consulte: 5538-5000.

FOX PRIME 1.6

BORA 08/08 cinza 25.000km R$ 42 mil automático Stern(11)3085-5005

FOX ROUTE

CROSSFOX R$49.690 10/11, preto, okm, mod.novo, pronta entrega. Confira! Zamora VW. ☎ (11) 3813-3355

FOX 1.0

COROLLA XLI

FOX 1.0

09/10 Geração 2, prata, baixa km, total flex, R$ 5mil de Entrada + 41x R$ 1.181,38 ☎ (11)20637302/ (11) 9615-1069

COROLLA XEI 1.8

R$36.990 10/11, preto, okm, ar., dh, trio elétr, mod., novo. Ipva grátis. Confira!!! ☎ (11) 3819-5435

GOL 1.0 10/10 GV, Okm, limpador e desembaçador no vidro traseiro, ve, te, e módulo trend já emplacado com IPVA 2010 total pago. R$29. 590,00. Acácio ☎ 9512-7797

R$98.900 08/09,preto,Compl,23.200 Km,F:3077 1500

R$29.700 07/08 1.0 Prata,4 portas, Garantia de um bom negocio,ac Troca,Financio F:2102 0999

GOL 1.0 04/04 Vermelho,VV,LT,DT,AL,Consulte: 5538-5000.

FOX 1.6 10/11, preto, okm, ar, kit trend, à partir de R$38.990, Confira!!! Tratar ☎ (11) 3813-3355

FOX TREND R$30.000 09/09 ar, dh, trio, 4pts, 29mkm 9446-7885/2414-2238

GOL POWER R$21.500 03/04 1.6, flex, comp l e t o , p r a t a . I m p e c á ve l ☎ (11)2101-9006 horário coml.

CLASSIFICADOS


CLASSIFICADOS %HermesFileInfo:Ca-13:20100807:

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

GOL POWER 1.6

JETTA

PASSAT 2.0 T

POLO SEDAN

TIGUAN

XC 90

R$40.590 10/11, preto, okm, ar cond, dh, trio elétrico. Confira!!! Tratar ☎ (11) 3819-5435

R$75.000 08/09 Prata 2.5, ú. dono, 6mKm =0km, particular, completo+couro+teto, automático ☎(11)8337-3377/4700-2633

R$99.990 10/10, preto, okm. 200CV. Pronta entrega!! Tratar ☎ (11) 3813-3355

99/99 Azul 1.8 Vidro, dh, bc couro, som, alarme. Docs. pendentes. R$14.000 ☎(11)5012-7609

10/10 0km, 2.0T, prata, couro, rodas 18”, tip no volante R$113. 984,00. Pronta Entrega. ☎21793322

05/05 2.5T prata,revisada ___ 38.000km, R$79.000 autostar 23444444 38255929 56453000

POLO SEDAN 1.6

JETTA

08/08, Flex, preto, couro, rodas, sem detalhes. R.Augusta, 1314

08/09 prata, teto, 18.000km, R$70.000 autostar 23444444 56453000 38255929

GOL RALLYE 1.6 05/05 Cinza Metalico,DH,Rodas,VE,TE,Ótimo Estado,Consulte: 5538-5000.

POLO SEDAN 1.6

08/09 10.000km, preto, único dono, R$87.000. ☎2179-3322

07/08 Flex, Preto, Completo, Rodas, 2 anos garantia R$ 35.500, novo. Financiamos.Troca c/troco.

JETTA

GOL TREND

R$59.900 07/08 Preto, 2.5, 170CV, aut., ar, dh, ve, te, al, rll, couro, som. Al. Xingu, 926 - Alphaville/Barueri F: (11) 4134-6000

R$30.700 08/09 1.6 Flex Verm. AC/DH/VE/TE/AL, Troco/Finan. Ate 60X F:3682 2151

PASSAT 2.0 T R$68.000 07/07 FSI, 20mKm, prata. ☎3884-1344 Fernando

PASSAT CC 08/09 8.000km, preto, teto solar, único dono, R$163.000,00. ☎2179-0805

10/10 0km, 2.0T, azul, interior bege, top de linha, park assist. R$128.918,00. Pronta Entrega. ☎2179-8080

TOUAREG 09/10 V6, 0km, prata, keyless acess, 280cv, 4motion, R$207. 760,00 (consulte oferta especial) ☎2179-3322

09/10 FLEX Prata Mec Compl Único Dono Couro Computador Bordo Sensor Ré RLL R$52.990 RAKKI SUZUkI (11)2526-6000

POLO SPORTLINE

JETTA 07/07 2.5,Cinza Metalico,23. 000km,DH,AR,Trio Elétrico,Rodas Aro18,Veículo Muito Novo,Consulte:5538-5000

GOLF GT

PASSAT VARIANT R$70.000 07/07 2.0T, prata, úd, 51mkm, 9109-1412/3862-5366

R$39.000 08/09 1.6, Preto, completo,17mkm,flex. ☎ (11)8223-9754/(11)5533-1741

PASSAT VARIANT

SANTANA 2.0

05/06 2.0 FSI Highline Preto Aut *Top de Linha* Teto R$54.990,

R$49.000 09/09, flex, prata, 14mkm part. ☎(11) 6410-4440

GOLF SPORTLINE 08/09 preto, 1.6, c/ teto solar, único dono, c/ DVD, R$46 mil. ☎ 7860-0589 c/ Guilherme.

GOLF TECH 1.6 08/09, com teto. Apenas 26.000 Km. Confira! ☎ (11) 4435-9933.

JETTA VARIANT R$62.500 08/08 Preta, ún.dona, s/ detalhes, 66mkm ☎ (11) 3085-6655 hc/(17)9121-3078

KOMBI R$16.000 94/94 - 9,7 m³, Baú, modelo Elma Chips, branca, ☎(12)3941-7512/ 9719-4139

☎(11)2526-6000

POLO 1.6

R$44.990 10/11, okm, ar cond, dh. CD player, pronta entrega. Confira!!! Tr. ☎ (11) 3813-3355

98/98, branca, Gasolina / Gás (11) 5611-9953 / 5612-4855

NEW BEETLE 10/10 Sedan, 2.5, 0km, preto, 170 HP, taxa 0,99% com entrada de 50%. R$75.890. ☎2179-0707

R$68.540 09/10, azul, okm. 2.0, teto solar, aut. Consulte plano especial fin!!! ☎ (11) 3813-3355

SAVEIRO SUPER SURF 03/04 1.6,Prata,DH,VE,TE,Rodas,Banco de Couro,Consulte: 5538-5000.

POLO 1.6 R$35.900 08/09 SD,1.6 Preto,Completo, Revisado c/ Garantia,ac Troca,Financia F:5591 0140

POLO 1.6 R$47.500 08/08 2.0,AT,Prata,C/ Teto,F:3740 1500

R$33.990 07/07, preto, final 3, completo. Confira! Tratar ☎ (11) 3499-6444/3813-3355 c/ João

PARATI 1.8

POLO 1.6

NEW BEETLE JETTA 10/10, okm, 170CV, à partir de R$75.890, Confira!!! Tratar ☎ (11) 3813-3355

R$12.800 97/97 verm, 87mKm, ú.dona 3085-0478/4484-4176

05/05 FLEX Preto Compl Apenas 44.500Km R$27.990 Imperdível! RAKKI SUZUkI (11)2526-6000

PASSAT 1.8T

POLO HATCH 1.6

R$18.000 98/99 prata, ótimo est. ☎ (11) 2309-9752/8559-4989

08/09 Prata,DH,AR,VE,TE,Ótimo Estado,Consulte: 5538-5000.

09/09 preto, 2.500Km 2.800Km, varios acessorios est.0km _____ Autostar MINI 5645-3000 / 2344-4444 R$110.000,00

10/10, BMW, OKM, P.E. Blind. NIJIIA até Magnum 357 c/overlap. R$ 134.000. O maior site de veículos Blindados!!! ( autoblin.com.br )

550I

R$235.000 08/09 TOP Prata Completíssima 367cv NOVA 13. 000km 3896-2222/3062-8018

MUSTANG SHELBY 500 MUSTANG SHELBY 500

SPACEFOX

C30

08/09 Cinza Metalico,DH,AR,VE,TE,Espelho Eletrico,AL,Ótimo Estado,Consulte: 5538-5000

10/10 - 2.0 - mod. novo, varias cores a partir de R$79.900 ___ autostar volvo 38255929 23444444 56453000

SPACEFOX CONFORTLINE

V40 2.0

R$33.500 06/07 Flex, ú.dº , mp3, preta. 8244-2279/ 3023-3851

R$25.000 00/00 aut, verde, 2º dº couro, 4 pneus novos. Ac. troca. ☎(11)9653-0868/2359-3040

R$115.590 10/10, branca, okm, 2.0T. 200CV, banco couro, roda 18, park assist, pronta entrega. Confira! Zamora VW.☎(11)3813-3355

XC 60

TIGUAN

XC 60

10/10 0km, 2.0T, cinza, pacote Offroad, R$102.528. Pronta Entrega. ☎2179-2323

10/10 TOP prata,completa ____ 2.000km, R$165.000 autostar 23444444 30688580

10/11 varias cores, a partir de R$138.500.autostar F 38255929 23444444 56453000

R$90.000 05/06 4x4 top de linha,Prata,ot estado ☎(11)44722266 / 9986-9786 tr wilson

COMPRO SEU BLINDADO

HILUX SW4 D

comproblindado@hotmail.com (11)3221.9000/(11)7314 9929

10/10 prata, NIIIA 0km. Pronta entrega. Aceito troca ☎(11)48155063/(11)7865-6035

MONTANA SPORT

08/09 GPS, 1000km, top+ kit ford racing 640HP. ☎(11)9986-8999

PORSCHE 911 R$730.000 10/10 0Km licenciado, Preto metalico,Turbo, cambio PDK Tr. ☎ (11)3816-0007 ou 7711-9601.

PORSCHE 911 09/09 TB preta int. verm. 3500km R$590mil Stern (11) 3085-5005

PORSCHE 911 R$490.000 07/07 Turbo, Preto c/int. caborno, 8.000Km, Tr. ☎ (11)3816-0007 ou 7711-9601.

PORSCHE 911 R$300.000 04/04 4S Cabriolet, Preto, 2capotas, 14MKm, Tr. ☎ (11)3816-0007 ou 7711-9601.

PORSCHE BOXSTER S 10/10 Vermelho, cambio PDK, 3000Km, Tr. ☎ (11)3816-0007 ou 7711-9601.

04/05 prata 15.000km Bl.Cart. R$200mil Stern.(11)3085-5005

A4 1.8 T AVANT 04/04, 3A. Blindagem Jordan Prata, tiptronic, blind. perfeita, veic. s/ruídos. Financ. em até 60 meses. Plantão Sáb. até 14hs. F: 5093-4543/ 7878-4807

A4 2.8 AVANT R$19.800 97/97 preto, 75Mkm. Lindo ☎50813370/ 99732249

C30 2.0 07/08 Mecânico, Preto c/couro, bege, 22.000km. Blindado Armor R$80.000,00. Intercar Vocal. ☎ 3047-2500 / 3065-5000

CAMRY 10/11 Okm, 2011, preto, top de linha, nível III-A, ótimo preço. Inter Japan ☎ 3648-4900

R$98.000 10/10 0KM, prata, NIJ NIIIA, 4 anos gar, carro Pronto ☎(11) 3742-4052/ 9360-8181.

NEW BEETLE R$37.000 01/01 Preto, autom. c/teto☎9919-7717/3741-0077

OUTLANDER 10/10 GT, 0km, prata, compl. Em expos. NIJ IIIAm 4 anos gar. R$166mil. Blindamos seu veículo ☎(11)3742 4052/9360-8181.

PAJERO FULL GLS 3.5 R$21.000 98/98 exc. estado, vidros p/ reparos. Part. Dr. Pedro ☎(11)9980-3884 / 3044-2884

PAJERO TR4 10/10 NIII-A prata, 0km ac/trc Pronta entrega (11)4815-5063/ 7865-6035

PAJERO TR4 04/04 Preta Comp/Aut/Couro 4x4 Blindado R$ 35.000 Morumbi

☎(11)5548-3355 AEROWILLYS 67/67 Todo original, troco/finan. w w w. p a u l o a n t i g o s . c o m . b r ☎(11)2304-2790

CAYENNE TURBO

07/08 prata c/terrac. Blind.Cart R$340mil Stern(11)3085-5005

CAYENNE TURBO 06/06, blind. Cart. 18.000km. R$ 260mil Stern. F:(11)3085-5005

CAYENNE TURBO 07/08 verde/bg Bl. BSS 22mkm R$340mil Stern (11)3085-5005

CIVIC LXS R$105.000 09/09 prata, NIII-A, 0km. Pronta entrega. Aceito troca. (11)4815-5063/7865-6035

CLC 200K R$108.000 09/09 Aut. prata Km 5.100 (Blind. BSS). ☎ (11) 2141-5833

PASSAT 2.0 FSI R$49.000 05/06 azul, aut., Exc. estado. Part. ☎(11) 8579-5913/ 7737-5674 / 4787-7572.

PASSAT 2.0 FSI R$62.000 06/06 Preto, automático, Tec Pró NIIIA, 52mkm. ☎ (11)9992-6357/(11)5533-1741

PASSAT VARIANT

CARGO 2322 CHASSIS R$80.000 94/95 Branco, Motor 0km/todo revisado na garantia (19)7809-4392/(19)3843-6428

CARGO POLIGUIND. DUPLO R$96.000 98/98 mod. 1622 (11)5514-6702/(11)9991-1345

CHARGER RT

R$71.000 05/06 Vanderléia. Várias unid., 3ºeixos 15,40 x 2,60 x 2,90m ☎(41)3071-4050/99369622 ou www.epvveiculos.com.br

75/75 215CV, Chrysler tipo Dodge , p l a c a p r e t a . R $ 7 5 m i l . ☎(18)9799-7641/3281-1784

CHEVETTE SL R$25.000 76/76 (11)22951390/(11)9745-0444 Foto: www.autoantique.com.br

CHEVROLET FLEET LINE 51/51 impecável, troco/financio. Site: www.pauloantigos.com.br ☎(11) 2464-0144

CIVIC EX 95/95 aut., cinza azulado, teto solar, piloto autom., manual, m²(11)8224-9707/5575-1068

CORCEL DE LUXE R$8.500 81/81 único dono, verde, raridade Ac troca por Saveiro. ☎9165-1580/3384-4058

FIAT 1.100 R$35.000 58/58 (11)22951390/(11)9745-0444 Foto: www.autoantique.com.br

FISSORE 65 65/65 Mec., Ap 1.6, ótimo estado, financio, (11) 2464-0144 Site: www.pauloantigos.com.br

FUSCA - ITAMAR R$35.000 94/94 Ok, nunca rodou prata, coleção ☎(11) 96885656/4158-5656 Id 9*7374

FUSCA ITAMAR R$25.000 93/94 - 2.900km, branco, p/ coleção ☎(11)96885656/4158-5656 Id 9*7374

CARRETA BAÚ RANDOM

CARRETA PORTA CONTAINER 04/05 12 pinos, Fachini, ót. est. ☎(17)3524-1111/ 9775-1938

CARRETA SILO METALESP 01/01 30m³, Engata Trucado e Toco, Rodagem 1.100 X22. R$65mil . Herman ☎ (15) 9705-9886 ID 96*69134 / (15) 3292-2233.

CARRETA SILO RANDOM 07/07 26m³, ót. estado. R$90mil Herman ☎ (15) 9705-9886 ID 96*69134 / (15) 3292-2233

CARRETA TANQUE 2 eixos Cap. 24m3 (06 bocas) GOTTI 83, com pneus R$ 28.000

☎(19)9748-8409

CARRETAS BASCULANTES

03/03 Noma; Metalpi 91/91, G u e r r a 8 8 / 8 8 . Tr a t a r ☎(11)3991-5148/ 9127-2525

CARRETAS BAÚ 83/83 a 1997 com 02 eixos. Tr. ☎(11)7857-1397 CARRETAS CARGA SECA 94/94 a 2008 Porta container. Tratar ☎(11) 7857-1397

CARRETAS ESPECIAIS Prancha pivotada/hidro 2, 3 eixos com plataforma de 9/13m x 3m larg. Randon. TR 11.7748.8204

RAV4

FUSCA TURBO

R$145.000 09/10 Preta, 0Km, pronta entrega. CALTABIANO POMPÉIA Fone: (11) 3670-4500

83/83 prata lindo (11)99868999

CARRETAS SIDER 91/91 a 2004 02 e 03 eixos ☎(11)7857-1397

GURGEL X 12

CAV. MEC. SCANIA P124

06/06 2.0 FSI, preto, NIII, compl, já financiado. Part. 8507-2919

SPORTAGE 09/10 OK 3A Blindagem Jordan. Preta, 4cc, financio veic. e blind. Plantão sáb. até 14hs. F: 50934543/ 7878-4807

SPORTAGE

R$6.900 81/81 Bem novo, raridade 5522-6955/7734-6304

IMPALA IMPALA SS

TIGUAN

JEEP WILLYS

09/09 2 unid: preta/cinza OK Cart. R$ 430mil. Stern(11)3085-5005

10/10 preta, 0km, R$158mil. blindado NIJ IIIA 4a. gar., carro pronto vários SUV’S ☎(11)3742 4052/ 9360-8181.

R$34.000 57/57 (11)22951390/(11)9745-0444 Foto: www.autoantique.com.br

COROLLA ALTIS

TOUAREG V6

48/48 todo original, 4 CC, 4 x 4, troco, fin., ☎ (11) 2304-2790, Site: www.pauloantigos.com.br

09/10 0km, prata, keyless acess, 280cv, 4motion, Blindado NIIIA 21mm, R$260.000,00 (consulte oferta especial) ☎2179-2323

06/06 360, 6x4 - placa ANJ 1755. De R$ 195mil - Por R$145mil. ☎ 2090-1600

R$48.000 62/62 6cil.,mec., 4portas, s/ colunas, ótimo estado ☎(11)5505-0783/ 8938-3137 66/66 V8, automática, s. nova, troco, fin., ☎ (11) 2304-2790 www.pauloantigos.com.br

R$129.900 10/11, 2.0. BLIND. DANGUARD. NIIIA. Aceito troca ou financio. ☎ (11) 5586-5555 www.tsusho.com.br

CAMINHONETES

R$14.000 79/79 (11)22951390/(11)9745-0444 Foto: www.autoantique.com.br

09/10 OK 3A Blindagem Jordan. Preta, 6cc, 4x4, financio veic. e blind. Plantão sáb. até 14hs. F: 5093-4543/ 7878-4807

CLS 63 AMG

Truck, Cav, Toco, Traç, todas marcas. Novos e usados. Cred. R$243mil, entr+60xR$2.740. F(11)4971.6887/ 9537.5866

BRASÍLIA

62/62 perfeito estado, financio. w w w. p a u l o a n t i g o s . c o m . b r ☎(11)2464-0144

☎(11)3377-7000

94/94 Pipa, bombeiros, limpa fossa - Toco e Truck apartir de $55mil(16)3945-1250 Ver foto:www.trevocaminhoesstz.com.br

Ford Transit,Bongo e outras. Cred. R$81mil, entr+60xR$903,00. F(11)4971.6887/ 9537.5866

DAUPHINE

R$65.000 05/06 completíssimo, NIII, ú d, preto. 82mkm, pneus novos.(11) 7846-1619/5525-2400

94/94 Pipa, bombeiros, limpa fossa - Toco e Truck apartir de $55mil(16)3945-1250 Ver foto:www.trevocaminhoesstz.com.br

CAMINHÕES

10/10, NIIIA, OKM. Temos Ecotec 2.4 Prata 2010 à partir R$ 119. 000. Blind. indicada Chevrolet. Fin.60X. Avaliamos bem seu usado. Temos outros ( truffi.com.br )

PASSAT 2.0

Vende-se e aluga-se. Tratar (16)3916-2391/(16)9115-8877

CAMINHÕES

CAPTIVA AWD

☎(11)2122-0600

CAMINHÃO BETONEIRA

CAMINHÕES

JETTA VARIANT 10/10 preto NIII-A 0km. Pronta entrega. Aceito troca. ☎(11)4815-5063/7865-6035

Pg Dodge 950, Dakota/00,sítio 2,6ha+3lancha (11)9611-0589

Acerte no preço e qualidade. 10 anos experiência! Recuperação de vidros de qualquer marca. Parabrisa e Vigia R$690 cada, Portas e Fixos R$490 cada. Seguro (opcional) contra quebra de vidros no processo. Consulte vidros novos. www.qualyblindagem.com.br

R$99.900 08/09 Blind Security Preta ÚDono 16mKm Na Garantia (11)3221.9000/(11)7314 9929 10/10 c/ teto, prata NIII-A 0km Pronta entrega. Aceito troca. (11)4815-5063/7865-6035

CAMINHÃO 6X4 - COMPRO

VIDRO DELAMINOU ??? A QUALY RECUPEROU!!

JETTA VARIANT

R$32.000 05/05 1.8, prata, NIIIA. Ac. troca. ☎ (11)4815-5063/ 7865-6035

745I

03/04 e 05. Carga Seca, Bobineiro e Porta container. Tratar ☎ (11)7857-1397

HILUX CD SRV

JETTA VARIANT

☎(11)3377-7070

BITREM

R$53.000 06/07 Único dono, preto, 32mkm, Truffi, todos os vidros 0km. ☎ (11)3228-8070 hc/(11)9316-0404 Particular.

NEW BEETLE

08/09 GPS, 1000km, top+ kit ford racing 640HP. ☎(11)9986-8999

SAVEIRO TREND

TIGUAN

MINI COOPER S

VOYAGE CONFORTLINE R$32.900 10/11 Prata 1.6, 4p, completo + CD Player, MP3. Gil. ☎(11)7024-0884/4414-2632

FUSION SEL

JETTA 2.5

08/08 preto, revisado 15.000KM r$98.000 autostar 23444444 56453000 38255929

10/11 G5, CS, 0km, ar, trio, prot. pronta entr, $34900. 5042-2277

KOMBI STD

JETTA

R$25.500 06/06 Preta, compl, couro, úd. estado de 0km Ver: R. Estados Unidos,1700(Trav. R. Augusta), até 17h. (11)7486-8322

90/90 C/Balão 8m³. R$ 125 Mil. F. (16)3242-3023 www.izildocaminhoes.com.br

MASERATI

MINI COOPER S CLUBMAN

SAVEIRO SPORTLINE

GOLF SPORTLINE R$54.490 10/11, prata, okm, ar cond, cd player, rd. 16, pronta entrega. Confira!!☎(11)3819-5435

R$26.000 05/06 Cinza ótimo estado! ☎(11)9616-6976

R$40.990 10/11, preto, 1.6, okm, ar cond, direção hidráulica. Confira!!! Tratar ☎ (11) 3813-3355

BETONEIRA MB 2225

O maior site de compra, venda e serv. de blindados. (11)2507 5480 www.compreblindado.com.br

07/07 preta int.verm. 5.000km R$ 1.600mil Stern. (11)3085-5005

MINI COOPER S VOYAGE

COMPRE BLINDADO

JETTA

118I

13

02/03 branca,N-III,Overlap.Impec. R$56mil F:9937.5808 Mario

10/10 prata 0km, NIJ IIIA, Carro pronto. ☎ (11)3742-4052/ 9360-8181

05/05 QUATTRO preto, blindado único dono couro bege 8.500km est.0km AutostarBMW _____ 5645-3000 2344-4444 _____ R$315.000,00

a e i o u

FRONTIER XE CD

R$91.000 06/06 Prata,O’Gara. ☎(11)9636-1717/3256-8135

R$5.000 06/06 Rosa, Fapinha, estado de zero. (11)8411-4235

09/10 prata, turbo, bx km _____ mais completo, Autostar BMW 3058-8888 5645-3000 _____ R$112.000,00

07/07 Teto, Bi-xenon, couro,úd, 65mkm R$52.000. 5042-2277

GOLF GT

BUGGY FERRARI 599 FIORANO

POLO SPORTLINE

JETTA

PORSCHE CAYENNE TURBO

TIGUAN

☎(11)2100-0800 09/10 1.6, flex, prata, EIR-5418, completo + teto, 22.980km. R$44.900,00. ☎ 4196-4444

R$120.000 04/04 gas. Tratar c/ Denise ☎(11)4615-4245

R$399.000 08/09 (Janeiro/ 2009) Preto, interior chumbo, importação oficial, potência 500HP, 6.600Km F: (11) 7812-2334/ (11) 5643-0816

☎(11)3283-1000

PASSAT 2.0 T

PORSCHE CAYENNE S

Autos

CAV. MEC. SCANIA P124 06/06 360, 6x4 - placa ANJ 1769. De R$ 195mil - Por R$145mil. ☎ 2090-1600

JEEP WILLYS

LADA LAIKA R$15.000 95/95 (11)22951390/(11)9745-0444 Foto: www.autoantique.com.br

CAV. MECÂNICO MB 1728 S 04/04, 4x2, Placa DBC 4491 De R$115mil - Por R$90mil. ☎ 2090-1600

M. BENZ 500SE COROLLA ALTIS

TR 4

10/11 preto NIII-A. Pronta entrega. Ac. troca. ☎ (11)4815-5063/ 7865-6035

R$42.500 05/06 Prata,automática, 4x4, NIIIA, 40mkm. ☎ (11)9992-6357/(11)5533-1741

COROLLA SE-G

TR 4

R$40.000 04/05 Cinza, automático, Ogara Hess NIIIA, 40mkm. ☎ (11)9992-6357/(11)5533-1741

10/10 Flex 0km graf Blind NJ IIIA, carro pronto. (11)3742-4052/ 9360-8181 blindamos seu veíc.

COROLLA SE-G

X1 2.8

09/10 aut NIII-A preto 0km pronta entrega. Ac. troca. ☎ (11)4815-5063/7865-6035

COROLLA XEI R$115.000 10/11 0km 2.0 preto, blindado NJ IIIA carro pronto, blindamos o seu. Gar 4 anos ☎(11)3742-4052/ 9360-8181.

COROLLA XEI R$37.900 04/04, AT. BLIND. NIIIA, revis., c/ gar de 06 meses. Aceito troca ou financio. Tratar ☎ (11) 5586-5555 - www.tsusho.com.br

01/01 Scânia R124 420 (6X4) Bug Leve c/Randon 3-Eixos Reta 1998 c/Rampa Hidráulica. R$ 230 Mil. Fone: (16) 3242-3023 Site:www.izildocaminhoes.com.br

OPEL KADETT RALLYE

DELIVERY 8150

R$30.000 69/69 (11)22951390/(11)9745-0444 Foto: www.autoantique.com.br

PICK UP FORD F100 10/11, 6CC, Tração Integral, OKM, I-Drive, Dir. Assis., Volante Multif. 258CV. A partir de R$ 199.000 C/ e S/ Blindagem. *Pta Entrega*

☎(11)3089-4444 X5 4.8 08/09 preta blindada completa. R$ 320mil. Stern(11)3085-5005 09/10 preta 18.000km Blind. BSS. R$ 340mil. Stern(11)3085-5005

COROLLA XEI

R$12.000 76/76 4CC. Bom est. (11)8122-8933/5044-4764

PUMA GTS

☎(11)3377-7070

ADICIONE SEGURANÇA

R$115.000 09/09 EXL prata, blindada, compl. 15mKm. ☎ (11)8162-6718/2627-7539hc

Blindagem completa 3 anos de garantia e manutenção. Em SP, RJ e MG desde 1999.

E350 ☎(11)4787-0102

BLINDAGEM EXECUTIVE PREÇOS À.P. R$18MIL

04/04 Preta Completa Blindado 45.000km Morumbi

Desenvolvida p/todos os veículos e homologada pelo Exército. Solução ideal contra assaltos em sinal e sequestros relâmpagos. Melhor custo benefício. Leve, completa e resiste à impactos 22, 6.35, 32, 7.65, 38, 380, 9, .40, 45, 12. Saiba tudo qualyblindagem.com.br

☎(11)2122-0600

☎(11)5548-3355

E350 09/10 preta, 7mkm Blind .Ogara ☎ (17) 3542-7444/8115-5555

FREELANDER HSE

F 12000 TOCO CHASSIS

R$66.000 01/01 Branco. ☎ (11)4023-3160/(11)8155-8191

F12000 F14000

75/75 amarelo, conversível, motor novo. Placa do ano.R$27.500 ☎(11)5012-6088/8257-1188

R$63.000 87/87 Poli duplo. Também 10 caçambas novas. ☎(11)5673-1345/7809-8353

ROLLS ROYCE

FORD 1215 96/96 a 2000, Toco e Truck Sider ☎(11)7857-1397

82/82 Modelo Silver Spirit, branco, um dos melhores do Brasil, do mesmo colecionador nos últimos 13 anos. Console central c/geladeira, 2 TV’s, mesas e porta bebidas retráteis. Tratar

R$16.500 72/72 4p. (11)22951390/(11)9745-0444 Foto: www.autoantique.com.br

FORD CARGO 1521 R$110.000 03/03 Único dono. ☎(11)2431-3590 Tratar Rodrigo

FORD CARGO 1618 87/87, Toco c/baú, motor na garantia, 800km, único dono, manual, nunca bateu, 6 pneus novos + 2 recapados sem uso. Tratar c/ Francisco ☎ (11)3208-3833/ 3207-2764/ 9768-0093

FORD CARGO 2630 01/01 c/ caçamba 2009 c/ serviço. ☎ (11) 8708-0441 c/ Ilton ou 3904-1922 c/ Fernanda

CR-V

R$299.000 09/10 Avantgarde, prata KM 4.300 (Blind. Blindarte N-III). ☎ (11) 2141-5833

87/87 80.000 Km Originais, Raridade. R$ 90 Mil. (16) 3242-3023 www.izildocaminhoes.com.br

PUMA GTS -1600

COROLLA XEI 10/11 Okm, lançamento 2011, novo motor 2.0, nível III-A, preto, ótimo preço. Inter Japan ☎ 36484900

F 11.000 COMBOIO BOZZA

R$38.000 95/95 azul, carroceria, p r o n t o p a r a t r a b a l h a r. ☎ (11)8343-1830/(11)4667-1091 hc. 2ªf à sábado, tratar c/ Marco

VW TL Anuncie grátis seu veículo no mais consultado site de Blindados da Internet. ( www.autoblin.com.br )

R$74.500 07/07☎ (19)34226868 ID: 129*1310

77/77 conversível, amarelo, aprovado em inspeção veicular, original. (11)8224-9707/5575-1068

☎(11)3335-5050

“AUTOBLIN O MAIOR SITE DE BLINDADOS”

CONJUNTO PRANCHA

R$110.000 52/52 6cil., 4portas, preta, impecável, placa preta ☎(11)5505-0783/ 8938-3137

88/88 réplica MB, 2 cap., 6 CC, impec., fin., ☎(11) 2304-2790, www.pauloantigos.com.br

X5 4.8 R$119.900 10/11, 2.0. BLIND. DANGUARD. NIIIA. Aceito troca ou financio. ☎ (11) 5586-5555 www.tsusho.com.br

MERCEDES 220

PHOENIX PAGODA

COROLLA XEI R$115.000 10/11 0km 2.0 preto, blindado NJ IIIA carro pronto, blindamos o seu. Gar 4 anos ☎(11)3742-4052/ 9360-8181.

R$25.000 80/80 (11)22951390/(11)9745-0444 Foto: www.autoantique.com.br

***M Ú L T I P L A*** LOCAÇÃO DE CARRETAS

FORD CARGO 4331 R$98.000 03/03 Prata, Leito (11)3683-2818/7857-6125

Diversos Furgões e Siders 2/3eixos. Só Pessoa Jurídica. Minimo 4 meses.Tratar F:(11)2954.8589

FORD F-350

AGREGA-SE

GUINCHO VW.8120/8150

Kombis, Fiorino e utilitários para região do ABCD e Grande São Paulo, contrato registrado em cart ó r i o . Tr a t a r c o m M a r c i o . ☎(11)4414-2632/6617-0776

GUINCHOS PLATAFORMA

AGREGA-SE Truck 14T, Carretas e Bitrens. Carregamento em Mauá. Cargas p/ S. Paulo Int. S P (11)7802-9805 (11)4361-3675/Id 121*114207.

A P A C H E RODOVIÁRIO 03/03 OF 1721 R$145.000 site: www.mapavendadeonibus.com.br Londrina - PR. ☎ 0800-4005500 / (43) 3339-2112

R$36.900 99/00 No chassis (11)9231-7115/(11)5513-6565 C/garantia. Plataf. c/asa ou lança. $80 a $135mil (11)3858-3996 Empresa renovando frota, ótimo estado. Pronto para trabalhar. Leo/Fabio. ☎(11)5585-2880/ (11)7882-4844/(11)7815-0467

HR - BAÚ 08/08, Ún. dono, novíssima. R$ 47 Mil. F: 9453.1333 Id. 82*34486

IVECO 5013 BAÚ TURBO 06/07 $60mil 42mkm. Troco auto (11)2204-6353/9872-5455

IVECO DAILY 09/09 R$ 15.000,00 L. Inicial. Será vendido (4ªf) 11/agosto às 9h. Visit. (3ªf). Veja as fotos: www.veiculosbancos.com.br Infs. ☎(11) 5586-3000

IVECO EUROCARGO 230E 24

BASCULANTE TOCO 00/00 acima, p/ zona sul. Alugase(11)2345-6255/2346-3022

BAÚ

09/09 Truck, OKM, c/IPVA pago R$140.000. Aceito troca. Tratar Carga Pesada F(11)2021.4000

IVECO EUROTEC 05/06 Batido, funcionando. ☎(34)3662-1779 hc

04/04 marca Facchini, ano 2004, 26 pallets. Ótimo estado de conservação. R$ 45.000,00 s/ pneus (35) 3292-8071 (35)9916-9383

IVECO MICRO-ÔNIBUS

BAÚ RANDON

IVECO STRALIS 380

03/04 15mts compr.rebaixado R$60.000,00. F:(11)2954.8589

BAÚS SIDER 10,40mts. Transportadora vende URGENTE. Somente o lote com 6 unidades. F(17)9628.3900

R$49.800 00/00 16lugares, branco. Tratar (15)9124-1623/ (15)2105-7031 ID 129*3681 R$177.000 07/07 Cav. mecân., perf. estado, só trab. na Cegonha. (11)2965-0073/(11)9930-9281

IVECO STRALIS 420 CV R$258.000 08/08 0km, 6x4 (a faturar). (16)8167-4656 Marcelo


14

%HermesFileInfo:Ca-14:20100807:

a e i o u

MB 94/94 a 1999 Diversos modelos. ☎(11)7857-1397 MB 1218 TOCO

R$65.000 94/94 carroceria de madeira,☎(11) 2958-1133 1 ZAP id. CT28A048

MB 1318 04/04 Toco, Baú R$85mil Fotos: www.caminhaosb.com

☎(17)3531-1441

MB 1518

88/88 truck, reduzido, Raridade! $75mil. ☎(11)2924-0572/(11) 9295-1693

MB 1620 08/08 com Munck 16 ton. e carroceria R$ 210.000,00 Tratar ☎ (11)2914.3122/ 7696.2814 HC

MB 1620 CHASSI 97/97 R$80mil.F(11)3622.4845

MB 1622 03/03 truck, baú 9mts., amarelo. ☎(11)3934-0008 hc Antônio

Autos SCANIA 112

VW 23250

VW 8.150

FAZER 250

R$52.000 81/82 4x2, revisado (12)3608-4723/(12)9703-5669

R$250.000 05/05 munck c/MADAL 4 hidrául. e 2 mecânicas, carroc. 8 mts. Sr.José ☎(13)78086047/3742-5592 ID 80*23360

08/08 $79.000. F: 2215-9016

R$6.500 07/07 - 2º dono, azul, de tabela. Tratar ☎ (11)34228886/ (11)9583-1999

SCÂNIA 112 HS R$80.000 89/89 Manoel ☎(11)2704-4571/7872-5025

SCÂNIA 112 HW 360 R$110.000 91/91 branca, nova, toco(17)3423-2854/8115-6368

SCANIA 124 R 360 6X2

VW 5.140 BAÚ VUC

“COMPRO” 2009 até 0km. Tratar ☎(44)9973-9995/3266-2424

07/07 R$65.000. F: (11) 22738177, www.civcaminhoes.com.br

SCANIA P 124 R$160.000 01/01 6X4, Plataforma. Nunca puxou Cana !!! ☎ (11)7550-7421/(11)4696-3772

SCÂNIA P 124 420 (6X4) 08/08 Plataforma, 86.000 Km Originais. Gaiola Cana. R$ 290 Mil. Fone: (16) 3242-3023 Site:www. izildocaminhoes.com.br

SCANIA R124 420 4X2

SIDER FACCHINI

00/00 200mkm orig. 3 anos de uso n bateu.Azul R$108mil ☎ (11)9781-5001/(11)4656-4917

R$45.000 99/99 reto/rebaix. 15m até 2001.(41)9936-9622/30714050 www.epvveiculos.com.br

MB 1933 AXOR

SPRINTER 310 FURGÃO R$30.000 98/98 Longa. Partic ☎(11)2936-4773/9770-8810

SPRINTER BAÚ

95/95 $85.500 financ. ac.carro (11)4173-3676 (11)8654-3191

R$45.000 98/98 Branca, ótimo estado, 2ºd. Paulo. (11)91058027/6984-9426/2338-6815

MB 1938

SPRINTER FRIGORIFICA

R$125.000 01/01 Revisado, perfeito estado, pronto p/ trabalhar. (12)7850-9309/(12)3884-2552

R$58.500 04/04 Longa Teto Baixo Equip Termo King Ótimo Estado (11)3672-8219 ou 9979-3322 hc

MB 2220

TANQUE 15M³/30M³

83/83 a 85 na caçamba, ótimo estado! A partir de R$55mil. Tr. ☎ (19)3854-1259/(19)9251-7908

Ano 90, para água potavel. Paulo. ☎(11)2030-2529/2058-2111

MB 2418 6X4 TRAÇADO

95/95 30m³. Div. 10/5/10/5 s/ pneus. (11)7715-2794/ (11)2041-6970 ID 30*18920

TANQUE GOTTI TANQUE RANDOM 92/92 30m³. Div. 10/5/5/5/5 C/ pneus. (11)7715-2794/ (11)2041-6970 ID 30*18920

TOCO CARROCERIA 95/96 Bx Km. Temos Vários. Tratar ☎ (11) 4583- 8700 h/c 1 ZAP id. CTS7A0AQ

MB 2423 K (6X4)

05/05 acima p/ Vl Prudente ☎ (11)2345-6255/ 2346-3022

VM 260 BAÚ TRUCADO 07/07 várias unid. ID 8*73015/ (34)9992-1938/3232-1935.

06/06 C/Equipamento Bombeiro (Agribomba) Gascom 15.000 Lts. R$ 225 Mil. F. (16)3242-3023 www.izildocaminhoes.com.br

VOLVO - N12 - 400

MB 2638 BASCULANTE

R$160.000 03/03 Único dono, rodas e tanque alumínio. + outros anos/modelos.(11)9631-9677/ 3911-8827/ID55*21260*106

00/00 $150mil.F(11)3622.4845

MB 608 CHASSI LONGO 80/80 conservadissimo. Troco ☎(11) 3901-6492 / 9974-6513

MB 608D BAÚ ISOTÉRMICO

87/87 basculante traçado. Ligue ☎(11) 4606-2345 / 9801-9503

VOLVO FH 12 380 4X2

VOLVO FH 12 380 4X2

R$42.000 84/84 branco, Part. Ac/isotérm. HR-hyundai/Guia.Pgo dif.Insp.2010 ok.(11)9612-3662

R$125.000 98/99 Ún. dono,rodas e tanque de al. +outros anos/ modelos. Paulo (11)9631-9677/ 3911-8827/ID55*21260*106

MB 712 C - BAÚ

VOLVO N10

R$62.000 00/00 Docs Ok, manut. ok. 9134-2146/2712-4105

Turbo II, Ano 88 e MB 608 Ano 85. Tratar Fabio ☎ 4781-1043 HC

MB 712C ELETRONIC R$60.000 98/99 baú, branco, 60mkm. ú.d. (11)5549-8311 hc

MB AXOR 3340 6X4 R$198.000 06/06 0km. ☎(16)8167-4656 Marcelo

MB L 1318 TOCO R$60.000 88/88 Chassi 7,10m. único dono. Paulo (11)39118827/(11)9631-9677/ ID55*21260*106

MB L 1620

VOLVO NH 12 380 4X2 01/01 Golbertroter, impecável. Raridade! $145mil. ☎(11)29240572/(11) 9295-1693

VOLVO NL 10 340 CAV MEC R$100.000 95/95 Câmbio manual, c/ 300mKm orig.,tração 6x2 ☎(11)3768-6033/7854-9764

VOLVO NL 12 95/95 C/serviço, 4x2. Excelente estado. Tr.: ☎(11)2199-4888 hc.

VOLVO NL 12 360 EDC

R$125.000 05/05 Truck, Chassi (11)3683-2818/7857-6125

96/97 C/ serviço. Ótimo estado, 4x2. Tratar: ☎ (11)2199-4888 hc.

MB L 1620 (6X2)

VOLVO NL 12 360 GOLD

03/03 Carroceria baixa, impecável. R$ 125 Mil. (16)3242-3023 www.izildocaminhoes.com.br

R$105.000 98/98 4x2 (11)4136-1483/(11)9912-0559

VOLVO NL 340

MB L 1620 BASCULANTE

R$80.000 93/93 4x2 c/equipto hidraulico ☎ (15)3244-1044

05/05 (6x2) Único Dono. R$ 150 Mil. F:(16) 3242-3023 www.izildocaminhoes.com.br

MB L 1625 94/94 R$ 40.000 L. Inicial. Será vendido (4ªf) 11/agosto às 9h. Visit. (3ªf). Divs. veícs. anos e mods. Fotos:www.veiculosbancos.com.br Infs. ☎(11) 5586-3000

VOLVO VM 23.240 05/05 Será vendido (5ªf) 12/ agosto às 9h. em Caçapava/SP. Visit. (4ªf). Divs. veícs. anos e mods. Fotos: www.guariglia.com.br Infs. ☎(12) 3654-1000

VOLVO VM 260

MB L 2217 PIPA 12.000LTS

R$135.000 06/06 C. aberta, Leito (11)3683-2818/7857-6125

89/89 R$90mil.F(11)3622.4845

VOLVO VM 260 TRUCK

MB L2638 04/04 Ótimo preço. Carroc. cana (19)3493-1051/(15)9787-4948

07/07 Chassi, Único Dono *Promoção R$133.000* 2438-1820 www.jacuicaminhoes.com.br

MB L608D

VOLVO VM 310

R$21.000 76/76 Carroceria, verde, 4 pneus novos, com Tacógrafo☎ (11) 5631-0100

MB LB 2325 BASCULANTE 92/92 R$95mil.F(11)3622.4845

MB LS 1634 R$150.000 05/05 4X2, 2ºd, branca c/ serviço(13)3219-1778

MB LS 1935 94/94 C/serviço, 4x2, Excelente estado. Tr.: ☎ (11)2199-4888 hc.

MB LS 1938 TANQUE

R$130.000 99/00 c/ carreta tanque 30.000L , úd. Nilton ☎(67)3668-4580/9130-2266

MB SPRINTER CARROCERIA R$33.500 98/98 65mkm originais, údono☎(11)3841-9552 hc 1 ZAP id. CT28A04Y

MICRO NEOBUS 03/04 Thunder R$ 15.000,00 L. Inicial. Será vendido (4ªf) 11/ agosto às 9h. Visit. (3ªf). Divs. veícs. anos e mods. Veja as fotos: www.veiculosbancos.com.br Infs. ☎(11) 5586-3000

MICRO ÔNIBUS MB 608 R$29.500 84/84 Carroc Caio, 25 lugs (11)2693-2038/8016-1419

MICRO VOLARE R$120.000 08/08 De auto escola c/faixa e pedais. Troco por Caminhonete S-10 ou Hilux

☎(14)3326-3171

MICRO VOLARE A 6

01/01 banc nova,24lugs.$49mil (11)2693-2038/8016-1419

MICRO VOLARE MARCOPOLO 09/10 e 10/10,de $127a199mil (16)3722-0411/(16)7811-0673 Rep.Fábrica. www.rodalivre.com.br

ÔNI URB/ROD/MICRO 00/01 Ap.55mil (11)8161-2255

ÔNIBUS URBANOS MB/VW OH 1621 2001 R$55.000,00

07/07 Cav.Toco c/bomba p/caç. R$133mil www.caminhaosb.com

☎(17)3531-1441

VW 11.140 BAÚ

89/89 Em bom estado. Tratar ☎ (11) 3887-4113

VW 12180 R$60.000 00/00 Toco c/Baú de 6,5mt. ☎(11)3223-5577

☎(11)8083-7168

VW 13180 COMBIO

07/07 Worker Comboio Gascom Pressolub Blindado. R$ 195 Mil. F: (16) 3242-3023 www.izildocaminhoes.com.br

VW 13180 PIPA 07/07 Worker C/ PIPA 8.000 Lts. R$ 145 Mil. F.(16) 3242-3023 www.izildocaminhoes.com.br

VW 14.150 POLI R$73.000 96/96 Poli simples, Fachinni, único dono. Tratar: ☎ (13)3494-3859/(13)9712-6627

VW 14140 89/89 limpa fossa 12mts. R$80 mil (13)3251-1988/ 9741-7425

VW 14170 BT/ 12140 95/95 a 1998 Toco e Truck Sider. Tratar ☎ (11)7857-1397

VW 15.180 08/08 Constelation c/Cabine auxiliar, Toco carroceria. R$125mil Fotos site: www.caminhaosb.com

☎(17)3531-1441

VW 16.170

94/94 R$ 30.000 L. Inicial. Será vendido (4ªf) 11/agosto às 9h. Visit. (3ªf). Divs. veícs. anos e mods. Fotos:www.veiculosbancos.com.br Infs. ☎(11) 5586-3000

VW 16.200 99/99 R$ 30.000 L. Inicial. Será vendido (4ªf) 11/agosto às 9h. Visit. (3ªf). Divs. veícs. anos e mods. Fotos:www.veiculosbancos.com.br Infs. (11) 5586-3000

VW 16210 R$140.000 88/89 Truck c/ Munck HG 20.000 ☎ (11)37820886/3783-1123 00/00 a 2007 Várias Carrocerias. * * RENOVAÇÃO DE FROTA * * *Consulte outros modelos* ☎(11)3760-5553/9916-8438 ☎(11)9616-6976

VW 16220 SIDER 97/97 R$80 mil (19)3268-9988

VW 17.220 04/05 Será vendido (5ªf) 12/ agosto às 9h. em Caçapava/SP. Visit. (4ªf). Divs. veícs. anos e mods. Fotos: www.guariglia.com.br Infs. ☎(12) 3654-1000

VW 17220 1

ZAP id. BL68A00D

ÔNIBUS ALPHA

00/00 guindaste 20 ton 05 R$200mil Ac. troca ☎ (35)99847772/ 9932-0520/ 3425-1580

96/97 $50mil (11)3686-7494

VW 18310

ÔNIBUS VW 15.180

02/02 a 2005. De R$85mil à R$105mil. Grandiesel ☎ (11)2914-5666/ 2609-2235/ 7807-0628/ 30*19341

05/05 Poliguindaste Sim. Placa DBL0098. De R$125mil - Por R$90mil. ☎ 2090-1600

VW 19320 CONSTELATION

R$155.000 08/08 Grandiesel ☎ (11)2914-5666/ 2609-2235/ 7807-0628/ 30*19341

VW 23.250 BAÚ ÔNIBUS VW 15.180 EOD 06/06 32 lug. V21, vip, 4x2, Placa DBL-0254 De R$140mil - Por R$85mil. ☎ 2090-1600

ÔNIBUS VW 17210 R$150.000 06/06 Urbano, carr. Comil, mod. Isvelto. Tratar Bruno (61)7811-4027/(12)3604-6110

☎(12)9171-7050

PORTA CONTAINER 20’ 85/85 3 eixos, randon/croni, s/ pneus R$16mil (13)3219-1778

VW 35300

SCANIA G380 6X2

MB 1720 TRUCK CHASSI

MB 1935 CAVALO

R $ 1 4 0 . 0 0 0 0 4 / 0 4 Tr a t a r ☎(14)3622-0636/9613-3075 98/98 Financiamento total Tratar Carga Pesada F(11)2021.4000

95/95 cavalo $9mil+parc.ac.carro(11) 4173-3676/8654-3191

R$145.000 07/07 Grandiesel ☎ (11)2914-5666/ 2609-2235/ 7807-0628/ 30*19341

VW 26220 CAÇAMBA

R$153.000 01/01 ú.dono. Ót.est (11)9953-4342/2446-2840

R$170.000 02/03 Ún. dono. +outros anos/modelos, rodas de al. Tratar c/ Paulo.(11)9631-9677 / 3911-8827 / ID 55*21260*106

MB 1630

O ESTADO DE S. PAULO

SÁBADO, 7 DE AGOSTO DE 2010

05/05 R$ 70.000 L. Inicial. Será vendido (4ªf) 11/agosto às 9h. Visit. (3ªf). Divs. veícs. anos e mods. Fotos:www.veiculosbancos.com.br Infs. ☎(11) 5586-3000

Saiba todos os segredos e dicas de como beber e comer bem.

Toda quinta no Estadão.

VW 7100 R$44.900 98/98 baú 6,20m ☎9883-9295/2916-8416

VW 8.120 GUINCHO Plataforma TMA 0505. ☎(11)7839-6699/7830-9356 Marcelo/(11)7729-4589 Flavio

☎(11)2144-7272

VW 8150 DELIVERY R$75.000 07/07 Branco, 130mkm no chassis, ☎ (11) 9166-6360/(11)2949-7205

VW 8150 PLATAFORMA

BUELL ULYSSES R$32.000 08/08 1.200cc., laranja, 1.900km., ún.dono. Nova. (11)3641-0626/(11)9824-5162 (19)3834-9822 hor.coml. Jorge

CB HORNET 600F STD PRETA

VW TITAN 18310

CBR 1000 HRC

VW15180 ESPARGIDOR 2008 Constelation C/ Espargidor LDA Hidrostático Inox.6.000 Lts. R$ 265 Mil. F. (16)3242-3023 www. izildocaminhoes.com.br

R$25.900 08/09 Pt, úd, pont.esport.☎ 3078-0000/7761-5800

CARTA CONTEMPLADA

R$56.900 09/10 *Com Power* (11)3221.8355/6655-8553 HC

R$27.000 06/07 Preta semi nova . A c e i t o c o n t r a o f e r t a ☎ (13)3261-5911/(13)9175-9443

R$250.000 Entr. R$19.000 + transf. dívida ☎(11)6188-5182

YAMAHA VMAX

COMPRO A VISTA

VULCAN CLASSIC 900

YAMAHA XT 660 R

98/98 prata R$26.8 9156-0409 R$17.500 05/05 2º dono, 8mkm = 0km. Part. ☎(11) 7191-0197

HONDA LEAD 110CC PRETA

R$119.800 08/08 branco, 40mkm, asa delta, úd, ☎(11)2911-0944/7851-5729

03/03 C/ carreta tanque ano 90, 25.000lts., 5 bocas. R$ 85mil + transf. Estudo troca. (11)29464687/ 7816-3945 ID30*30187

FAZER 600 N

YAMAHA R1 0KM OFERTA!

SUZUKI BOULEVAR M800

R$32.300 10/10 Zero km. ☎(11)7897-5610/5079-8999 R$41.900 07/07 Bca/vm/pt, úd. (11)3078-0000/7761-5800

R$5.930 10/10 Zero Km. ☎(11)5079-8999/ 6841-3480

KAWASAKI NINJA - ZX6 93/93 15 MIL. (11) 7880-3305

KAWASAKI ZX 11 CBR 600 RR R$42.900 08/08 Pt 4500km,úd, ☎(11) 3078-0000/7761-5800

R$22.000 93/93 vermelha, 18000milhas, estado de 0km. 5061-9776/ 8682-2255

Consórcio contemplado ou não ☎(11) 4102-4252/7485-3018 www.consorciometro.com.br

CONSORCIO CONTEMPLADO

CLASSIFICADOS PLANO ÚNICO - CRÉDITO IMOBILIÁRIO Prazos de pagamento 100 e 125 meses. Crédito garantido - 24, 36 ou 48 meses. Lances mensais nos planos de 36 e 48 meses. S/ compr. de renda e s/ fiador. ☎(11)3875-1619/ 9859-1399 Albatroz Corretora

R$320.000 Quero R$ 37mil e pcs R$2.480 ☎ (13) 9724-4594/ (11)3811-4719

COTA CONTEMPLADA IMÓVEL 09/09 promoção imperdível R$ 29.990,00 sendo 50% de entrada e o saldo em 12X sem juros. Plantão neste domingo das 10 ás 15hrs F: 5096 - 7000 www.studiokawasaki.com.br

1ªAB CONSÓRCIO Compro e Vendo (11) 3222-5355 www.consorcioweb.com.br

AB ADQUIRO CONSÓRCIO (11)3858-2029/9622-3446

CBX 250 TWISTER

SHADOW 750

ADQUIRO CONSÓRCIO

R$7.900 08/08 Vermelha, c/ doc. ☎(11)5079-8999

R$26.900 08/09 1600km,pt, impec☎3073-0977/7761-5800

Pago à Vista!! Mesmo em atraso. ☎(11)3405-0647/9973-1699

Crédito R$93.800. Entrada R$29. 500 + 98 x R$864,99. Marcio, ☎(11)5564-4059/8339-4253

COTAS CONTEMPLADAS

TRAILER

Auto/Caminhão/Imóvel. www. acheiacota.com.br. 2076-0508

Tenho 3 Unidades, bom estado! (12)3666-2174/(12)9791-1051

O Estado de SP em PDF - Sabado 07082010  

Popular e erudito Francis Hime, Fábio Zanon e Nelson Ayres falam sobre concerto estadão.com.br Concebida para surpreender, apresentação de b...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you