Page 1

da

NEWSLETTER MENSAL

MADALENA

Foto: Chlorus

Exclusive interview with

CAMPEÃ NACIONAL Manila ' s Rising Sun

Edição nº 52 - Janeiro 2017


da Nesta edição

e muitos +


Destaques do mês

'01

MADALENA CAMPEÃ

'17

A abrantina Madalena Silva integrou a equipa da Associação Académica da Universidade do Minho, que se sagrou Campeã Nacional Universitária na disciplina 4x50m Estilos, título enriquecido com novo Record Nacional. Madalena foi ainda medalha de prata nos 200m Estilos, 4x50m Livres e bronze nos 50m Mariposa. A competição em piscina curta disputou-se no complexo do Sport Algés e Dafundo, no dia 4 de Dezembro.

Uma semana depois e ao serviço do Sporting Clube de Braga, seu novo clube, Madalena participou no Campeonato Nacional de Juniores e Seniores, de piscina curta. Na competição disputada no Funchal, de 9 a 11, Madalena alcançou os seguintes resultados: 50m Bruços 7ª - 34.33 100m Bruços 9ª - 1:16.90 200m Estilos 7ª - 2:24.79 400m Estilos 6ª - 5:07.04

p. 3


Santinho Mendes

'01

NA GALA DOS CAMPEÕES

'17

Santinho Mendes marcou presença no dia 10 de Dezembro, na Gala dos Campeões, organizado pela Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting. O evento, realizado no Estoril, visou premiar os Campeões Nacionais.

NUNO PEDRO NA AFL O abrantino Nuno Pedro integrou a lista vencedora das eleições para a Associação de Futebol de Lisboa, realizadas no dia 9 de Dezembro, com o resultado histórico de 100% dos votos. Nuno Pedro, vogal da Direcção, referiu ao blog Desporto em Abrantes, ter sido "um convite que muito me honrou". Recorde-se que a Associação de Futebol de Lisboa é a maior associação do país.


Nacional de Juvenis em Futsal

'01

PATOS ASSUSTAM BENFICA

'17

A equipa de juvenis do Clube Desportivo "Os Patos" perdeu pela margem mínima (2-3), na recepção ao Sport Lisboa e Benfica, no jogo a contar para a 9ªjornada da Zona Sul, do Campeonato Nacional de Juniores B (Juvenis). A partida disputou-se no dia 3 de Dezembro, no Pavilhão Municipal do Pego.

ANDRÉ FERREIRA 3º NOS DISTRITAIS O abrantino André Ferreira (primeiro a contar da direita), alcançou o terceiro lugar no Campeonato Distrital de Juniores de Ténis de Mesa. A competição disputou-se no fimde-semana de 10 e 11 de Dezembro, na Marinha Grande. O atleta representa o Sporting Clube de Tomar.


Luís Mota vence

'01 Luís Mota, da Casa do Benfica em Abrantes (ao centro, na foto), foi o grande vencedor do Trail de Abrantes, disputado no dia 10 de Dezembro, na distância de 100 km. O atleta fez o tempo de 10h00m34s, com uma vantagem de 15 minutos para o segundo classificado. Em femininos, vitória para Manuela Pinto (O Mundo da Corrida), com 14h38m14s. Na versão estafeta de quatro elementos, a formação abrantina Branquinhos do Pedal terminou na 2ª posição. Participaram na competição 231 atletas: 99 individuais. 28 em estafetas de 2. 104 em estafetas de 4.

TRAIL DE ABRANTES

'17


Um Trail que se fez

'01

SOLIDÁRIO!

'17

Hugo Miguel foi um dos participantes no Trail de Abrantes, disputado no dia 10. Percorreu os 100 kms em 14h14m22s. No final, os elogios "à organização que esteve 5 estrelas e que me proporcionou o reencontro com pessoal que já não via há imenso tempo, a todo o pessoal dos postos de abastecimento pela simpatia para com os atletas, aos amigos pelo incentivo e preocupação, aos BTTistas que passaram por mim para me darem mais uma força (esqueceram-se foi da massagem prometida). Se tivesse forças batia palmas a todos vocês." Hugo foi um entre muitos exemplos de atletas que juntaram a corrida à solidariedade. No caso de Hugo Miguel, graças ao apoio do Instituto Óptico, conseguiu angariar 1€ por cada km percorrido, cujo valor irá reverter para o Centro de Acolhimento Temporário Casa de S. Miguel.

CANOAGEM TERMINA NOS PATOS? A secção de canoagem está suspensa no CD "Os Patos". A informação foi avançada pelos pais de um atleta e confirmada no dia 10 de Dezembro pelo até aqui responsável pela secção, João Laia. Ao blog Desporto em Abrantes, Hélder Rodrigues, Presidente da Direcção, afirmou que "o clube está neste momento a tentar encontrar uma solução que permita assegurar a continuidade. Para já a actividade está suspensa devido à falta de técnico qualificado, uma vez que João Laia decidiu sair, seguindo o caminho dos anteriores técnicos e directores. Continuaremos a envidar esforços, por forma a reverter esta situação." Termina assim um longo ciclo, recheado de títulos regionais, nacionais e internacionais, que culminaram com a ida de Francisca Laia aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.


As lesões mais frequentes no Basquetebol e o que fazer?

CRÓNICA

'01

'17

O basquetebol é um dos desportos mais praticados, cerca de 11% da população mundial joga basquetebol, números de acordo com a Federação Internacional de associações de Basquetebol (FIBA). O basquetebol é um desporto tanto fisicamente como mentalmente exigente. Caracteriza-se por períodos intermitentes de alta intensidade num contexto de um evento de endurance, movimentos de corrida rápida com frequentes mudanças de direcção aceleração e desaceleração. Tecnicamente este desporto é considerado um desporto de não contacto, no entanto as interacções físicas são frequentes entre jogadores das equipas opostas em que Cumps, Verhagen, Meeusen (2007) e Caine (2010) chegam a considerar um desporto de semicontacto. Segundo Caine num estudo sobre a causa das lesões no basquetebol o contacto entre jogadores chega a ser responsável por 52.3% das lesões relacionadas com os jogos masculinos e 46.0% nas jogadoras femininas. Tipos de lesões

Tânia Santo

Lesões agudas (traumáticas) acidente com uma casualidade directa. Normalmente entorses (lesões ligamentares) são as mais comuns lesões agudas. Praticantes ao nível escolar sofrem cerca de 37.1% de entorses, sendo que os jogadores profissionais apenas 27.8%. Outras lesões comuns são os estiramentos e contusões musculares. As lesões associadas a repetição dos movimentos resultam de recorrentes microtraumatismos, onde não existe um movimento definido como causador da lesão. Um atleta sofre uma lesão por repetição quando existe um desconforto que causa dor e/ou rigidez ao nível dos músculos e articulações, durante ou após um jogo (Junge, Engebretsen, Alonso, Renström, Mountjoy, Aubry, Dvorak, 2008). Estas lesões representam cerca de 12.8% a 37.7% das lesões sofridas sendo a mais comum nos jogadores de basquetebol a tendinites, em particular, a do tendão rotuliano (Caine, 2010). Localização das lesões mais frequentes No basquetebol são necessários saltos repetitivos, corrida, mudança de direcção rápida, razões pelas quais os membros inferiores são mais afectados que os membros superiores no que se refere a lesões. Assim sendo os membros inferiores sofrem cerca de 46.8% a 68.0% das lesões; enquanto a cabeça e o pescoço cerca de 5.8% a 23.7%; os membros superiores 5.6% a 23.2% e a coluna e anca sofrem cerca de 6.0% to 14.9% das lesões (Caine, 2010). As lesões mais comuns nos membros inferiores são ao nível do joelho 12.0% e tornozelo 28.8% . Tornozelo A aplicação de gelo após uma entorse, assim como a aplicação de ligadura para realizar contensão/suporte articular é o mais recomendado. Após a lesão, esta deve ser contida através do uso de suporte elástico de tornozelo, preferencialmente a pé elástico, de acordo com a minha experiência. O tratamento de fisioterapia nestas lesões depende do grau da lesão, assim como o prognóstico de recuperação. Joelho Das lesões de joelho mais comuns destaca-se o Jumper's knee e as lesões do ligamento cruzado anterior (LCA). Jumper’s Knee ou em português joelho de saltador afecta a porção proximal do tendão rotuliano e é responsável por cerca de 70% das lesões do tendão rotuliano. Esta condição pelo excesso de uso tem início lento e progressivo. Está associada a intensidade de treino, performance do salto e a dinâmica entre o joelho e o tornozelo. Esta condição afecta mais os jogadores com predomínio de jogo aéreo, mas todos podem estar sujeitos a esta lesão, que provoca dor, edema e diminuição da capacidade funcional do joelho. A aplicação local de gelo, e tratamentos de fisioterapia podem ajudar na recuperação e diminuir a recorrência desta lesão. A lesão do LCA é uma lesão grave que pode limitar os jogadores por uma época. É descrita como uma lesão de não contacto em cerca de 65.2% das lesões dos homens e 80.1% das mulheres. Esta lesão requer frequentemente intervenção cirúrgica e recuperação com fisioterapia posteriormente. O treino proprioceptivo e o fortalecimento muscular podem ser opções para minimizar estas lesões.


Jornadas de História Local

'01

DEBATERAM O DESPORTO

As XIV Jornadas de História Local, realizadas no dia 2 de Dezembro, numa organização da Palha de Abrantes - Associação de Desenvolvimento Cultural, terminaram com a temática do Desporto. Em ano de centenário de Abrantes, José Martinho Gaspar, da organização, passou em revista alguns dos marcos que fizeram a história do desporto no concelho. No painel de oradores tomou a palavra Orlando Marchão, partilhando os vários papéis que teve no desporto (jogador, treinador, dirigente, pai de jovens praticantes). Luís Silvério e Hélder Rodrigues, presidentes do Sporting Clube de Abrantes e CD "Os Patos", respectivamente, evidenciaram a diversidade de modalidades no clube, ao longo dos anos, no primeiro caso, e o crescimento do futsal e canoagem, no segundo caso, com os naturais constrangimentos e desafios que daí resultam. Fechou o painel Luis Valente, Chefe da Divisão de Desporto da autarquia, que fez o balanço da oferta de infraestruturas colocadas ao serviço da comunidade, nos últimos anos.

SELECÇÃO DISTRITAL EM ABRANTES

A Selecção Distrital Sub16 Femininos realizou no dia 29 de Dezembro, no Rossio ao Sul do Tejo, um jogo de preparação com a equipa de infantis do Núcleo Sportinguista de Alferrarede. Recorde-se que integraram o grupo de trabalho várias atletas de Abrantes: Beatriz Branco (CP Pego), Filipa Matos, Laura Lavrador (CA Ouriense) e Maria Bernardo (Sport Abrantes e Benfica), além da Seleccionadora Ana Pereira.

'17


FinAbrantes apoia o

'01

DESPORTO

'17

Teve lugar no dia 5 de Dezembro, no auditório do Estádio Municipal de Abrantes, a assinatura dos contratos programa, relativos à medida de Desporto. Foram apresentadas 32 candidaturas, tendo sido aprovadas 31 (menos quatro que no ano passado). Maria do Céu Albuquerque, presidente da autarquia, agradeceu o trabalho dos presentes, enquanto dirigentes associativos: "Quero que levem daqui uma mensagem positiva, de estímulo, mas também de reconhecimento e agradecimento pelo trabalho que todos fazem." "O papel da autarquia é, em primeiro lugar, ajudar a actividade desportiva de formação, porque é aquela que forma as pessoas. E, depois, ter uma oferta diversificada para que a experimentação das modalidades possa acontecer", afirmou. Total apoiado: €192.105,60 (ligeiramente acima do valor do ano transacto) Desporto Federado: €182.267,50 31 colectividades/clubes 18 modalidades diferentes 51 equipas de desportos colectivos (934 atletas) Desporto individuais (417 atletas) Actividades Lúdicas: €9.838,10 12 colectividades (750 praticantes de diversas modalidades) 12 modalidades: Atletismo; Futebol (escolinhas e veteranos); Voleibol; Hóquei em Patins; Ciclismo/BTT; Ginástica/Zumba; Equitação; Paintball; Pedestrianismo; Animação desportiva.

FOTO DO MÊS - DEZEMBRO

Escolha dos leitores, com 72 votos.

Nº 52 Janeiro 2017  

Newsletter Desporto em Abrantes

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you