Page 1

Ano XXII - Edição 127 Especial Drupa 2012 • Resultados do TransPromo Multicanal • Ewaldo Leme e o Governo Digital

drupa 2012 Ano XXII - Edição 127 - R$ 12,90

Revista Desktop

preview completo do que será mostrado em Düsseldorf

fespa Brasil

transpromo multicanal

governo digital

Mimaki assegura participação na FESPA Brasil 2013

Hamilton Terni Costa analisa evento e os cases apresentados

Ewaldo Leme revela como o Fisco caminha para o digital


AgfA grAphics

Menos é Mais com

:Azura

Gerando muito menos resíduos e desperdícios, a chapa :Azura, livre de substâncias químicas, torna sustentável o processo de impressão desde as primeiras etapas, indo além da utilização do papel certificado e tinta ecologicamente correta. Ela elimina as diversas variáveis do processo, resultando em uma operação mais simples, estável e previsível, resultando em mais produtividade. Você economiza custos na compra de químicos e no descarte dos resíduos e, principalmente, minimiza o impacto ambiental, com uma forte redução no consumo de água e energia. Com tantos benefícios para o seu bolso e ao meio ambiente, a chapa :Azura é a mais utilizada hoje no mundo e agora 100% fabricada no Brasil! Recicle suas ideias. Utilize chapa sustentável. Agfa Graphics marketinggs.br@agfa.com www.agfa.com.br Tel.: 11-5188-6444 ISO 14001 . ISO 9001 . OHSAS 18001

Se todos exigirem, todos ganham e o planeta agradece.


O lugar onde suas ideias e nossas soluções se encontram

Inspiração começa aqui. Se você está procurando novas oportunidades para desenvolver seu negócio de impressão, software e serviços para otimizar seus investimentos, ou a mais recente tecnologia inovadora de impressão digital, você vai encontrar tudo isso com Canon & Océ na Drupa 2012. Com as ideias de nossos clientes e portfólio incomparável de produtos e serviços, estamos em uma posição única para ajudar você a tirar proveito das tendências do mercado em mudança e impulsionar seus negócios. Visite nosso stand na Drupa 2012 – Hall 8a / C06-1. A Canon do Brasil estará presente com seus representantes, caso deseje agendar previamente a sua visita, envie um e-mail para faleconosco@cusa.canon.com

Localize nosso stand pelo celular! Baixe um leitor de QR code e fotografe o código ao lado.

www.canon.com.br


EDITORIAL

Ismael Guarnelli

Editor da Revista Desktop

mais uma

drupa A Drupa da impressão digital; a Drupa do inkjet; a Drupa da ecologia; a Drupa da mobilidade. Seja qual for a denominação que você quer usar, a Drupa 2012 será, definitivamente, um evento em que a indústria gráfica encontrará o mundo da eletrônica e do digital. Um evento em que as novas soluções de hardware e seus respectivos softwares abraçarão as novas tecnologias de portabilidade, otimizando seus recursos para o mundo gráfico. Tablets, celulares e smartphones passam a ser, assim, instrumentos de envio, recepção, aprovação, verificação e gestão de conteúdo - em qualquer lugar do mundo! A Drupa 2012 também será a Drupa da customização. A chamada “geração Z” desponta, exigindo uma comunicação dirigida e, mais do que isso, flexível, para que estes deixem de ser consumidores passivos e tenham a liberdade de customizar seus produtos e objetos de desejo. Como a indústria gráfica pode se adaptar a isso? Creio que a Drupa 2012 dará parte das respostas, pelo menos, no que tange à oferta de hardwares para tal fim. A nova geração de impressoras digitais inkjet chegam mais velozes e com maior qualidade. As tintas mudam de perfil e comprovam que, ao lado da customização, a nova indústria também tem que estar preparada para ser sustentável. Enfim, para quem acha que a Drupa 2012 será “mais do mesmo”, irá se surpreender. Podemos não ter uma grande novidade (o sr. Benny Landa, criador da Indigo, diz o contrário), mas certamente este evento marcará, uma vez mais, um novo caminho para nossa indústria.

Tutoriais: a Desktop apresenta para você os ícones que ilustram a revista e facilitam sua leitura. Conheça mais sobre eles ao lado. Divirta-se e boa leitura.

15m

Ícones de Download, Tempo de execução dos tutoriais e Matérias que vão para web, respectivamente. Dificuldade de execução dos tutoriais: fácil, médio e difícil, respectivamente.


EXPEDIENTE / índice Desktop Publishing Editorial Ltda. Rua Madre Maria Basília, 237 - 13300-003 - Itu - SP Tel.: 11 4013-7979 - Fax: 11 4013-7977 E-mail dtp@dtp.com.br - www.dtp.com.br

08 10

DIRETOR e editor chefe Ismael Guarnelli - dtp@revistadesktop.com.br

CONSELHO EDITORIAL Anderson Goes, Bruno Schrappe, Carlos Pinheiro Júnior, Carlos Samila, Claudio Gaeta, Eduardo Pereira, Fernando Maia, Ismar Miranda, Jorge Gasula Mir, Luiz Seman, Márcio Ribeiro, Nazareth Darakdjian, Osvaldo Cristo, Paulo Amaral, Salvador Sindona, Rafael Sanchez, Wilson Vieira.

16

Zeh.Design

Jean-Frédéric Pluvinage - jean@revistadesktop.com.br

TRATAMENTO de IMAGEM

22

Felipe Zacharias - felipe@photopro.com.br

ILUSTRADOR Getulino Pacheco - getpac@revistadesktop.com.br

28

Web Guilherme Keese - guikeese@dtp.com.br

DIRETOR COMERCIAL

35 36

Ismael Guarnelli - dtp@revistadesktop.com.br

DIRETORA FINANCEIRA Vivian Stipp - vivian@revistadesktop.com.br

COORDENAÇÃO de EVENTOS

Cláudia Menezes - claudia@revistadesktop.com.br

ASSINATURAS Mariana Camargo - (11) 4013-7979 assinatura@revistadesktop.com.br

MARKETING marketing@revistadesktop.com.br

IMPRESSÃO e Tiragem IGIL 11 4813-8696 15.000 exemplares

Bruno Mortara destaca como a computação em nuvem (Cloud Computing) pode auxiliar a indústria gráfica.

opinião

• Indústria unida pela valorização da comunicação impressa, por Fabio Mortara.

especial drupa

• Confira um preview completo do que será mostrado em Düsseldorf nesta edição especial de DESKTOP NA DRUPA.

editorial drupa

• Drupa Mobile: quem poderia imaginar que o conceito de entretenimento dos dispositivos de comunicação móveis chegaria ao universo gráfico?

38

gerenciamento de cores

40

Workflow

44

digital

62

no papel

70

toque final

Sandra Keese - sankeese@revistadesktop.com.br

CURSOS e EVENTOS

normatização

• Governo Digital, por Ewaldo Leme.

INTERNACIONAIS Jack Davis - USA Helder Generoso - Austrália

Gerenciamento de Cores

• O evento TransPromo Multicanal e a venda de soluções, por Hamilton Terni Costa.

COLABORADORES André Lopes, Bruno Cialone, Bruno Mortara, Clovis Castanho, Demósthenes Galvão, Ewaldo Leme, Fernando Mayer, Fabio Mortara, Flávio de Andrade Costa, Irineu Jr., José Donizete de Melo, Luíz Seman, Marcelo Copetti, Marcelo Lopes, Marcos Araújo, Mario Navarro, Paulo Stucchi, Pedro Bueno, Ricardo Minoru Horie, Ricardo Polito, Tonie R. V. Pereira, Rolf Hinrichs, Vitor Vicentini, Wilson Caldana.

mercado

• Especial FESPA: Mimaki assegura participação na FESPA Brasil 2013

• Marcelo Copetti revela o i1 Pro 2, lançamento da X-Rite que significa a revolução do espectrofotômetro para a indústria.

PROJETO GRÁFICO Jornalista e diagramador

fique de olho

PERIODICIDADE BIMESTRAL Edição nº 127, abril/maio - Ano XXII - ISSN 1806-6240

Imagens As imagens utilizadas em tutoriais são de total responsabilidade de seus autores

a revista desktop é uma Drupa MEDIA PARTNER e trará artigos técnicos da feira em suas páginas.


colaboradores Alexandre Keese

Kauê Luz

Um dos principais especialistas em Photoshop na América Latina, é consultor, criador do Grupo PhotoPro, organizador do Photoshop Conference.

Formado em Publicidade, Kauê é especialista em tratamento de imagens e pós-produção com o Photoshop. Dirige o Estúdio Luz e, também, sua empresa, a Estúdio de Imagem.

AC Espilotro

Leonardo LUz

Formado em Comunicação Visual pelo Mackenzie, Espilotro especializou-se no uso criativo do Photoshop. Atualmente, trabalha na área de Design e Criação e é um dos diretores da A2 Publicidade.

Fotógrafo consagrado no Brasil, com prêmios nacionais e internacionais. Está à frente do Estúdio Luz, um dos maiores do interior de São Paulo.

Bruno Mortara

Marcio negherbon

Reconhecidamente um dos maiores técnicos e conhecedores de processos gráficos do Brasil. Também é diretor da empresa Prata da Casa.

Vencedor do Adrenalina Pura em 2007, Marcio trabalha no birô de imagens Meca, da gráfica Impresul de Porto Alegre (RS).

ewaldo leme

Marcelo Copetti

Especialista em TI Fiscal e sócio proprietário da ACE BR Software, empresa especialista em Gestão e desenvolvedora de Sistemas Integrados para Gestão Empresarial.

Diretor da Easycolor e colaborador da Desktop. Especializou-se em fluxos de controle de cores e calibração de dispositivos em ambiente gráfico.

Fabio Mortara

Marcelo Lopes

Presidente do Sindigraf São Paulo, Abigraf Nacional e da PaperExpress, uma das empresas pioneiras em Impressão Digital no Brasil.

Designer premiado nacional e internacionalmente, é diretor da empresa Merchan-design e atual diretor de projetos da ADP- Associação dos Designers de Produto.

Getulino Pacheco

osvaldo cristo

Ilustrador que iniciou seu trabalho usando técnicas de pintura tradicionais, especializou-se em arte vetorial e, hoje, ministra cursos de Illustrator e também é ilustrador da Revista Desktop.

Há vinte anos na indústria gráfica, trabalhou na Auto-Gráfica, na Heidelberg do Brasil e, atualmente, atua na Hewlett-Packard como Gerente de Prévendas para impressoras de alto desempenho na América Latina.

Hamilton Terni

Ricardo Minoru

Consultor gráfico há mais de 35 anos e diretor da AN – Agência de Negócios. É criador, coordenador técnico e professor de Gestão Estratégica do curso de Pós-Graduação Gestão Inovadora da Empresa Gráfica na Escola Senai Theobaldo De Nigris.

Conhecido especialista em aplicativos gráficos, Ricardo Minoru realiza consultorias em gráficas e editoras. É autor de diversos livros sobre softwares gráficos.

Irineu DE CARLI JR

Vinícius Amaral

Consultor Profissional Apple Macintosh, trabalha com a plataforma há mais de 20 anos, atendendo empresas e particulares em todo Brasil.

Formado pelo Senai em Artes Gráficas e especialista em Pré-impressão, Sistemas Web e pós-graduado em Gerenciamento de Projetos pela FGV. É autor do DVD InDesign & XML e consultor e desenvolvedor de projetos de diagramação automatizada.

Jean PLUVINAGE

Vitor Vicentini

Diagramador da Revista Desktop. Autor, junto com Ricardo Minoru, do primeiro livro no Brasil e no mundo sobre criação de revistas digitais para iPad e outros tablets.

Consultor e especialista em softwares de préimpressão. Vitor é autor de livros na área e consultor da Adobe em InDesign. Escreve periodicamente para a Revista Desktop com dicas sobre InDesign.


Hoje as gráficas precisam equilibrar suas ações para atender tanto às pequenas tiragens quanto aos impressos mais complexos. Isto exige flexibilidade no acerto. Com a combinação de sistemas digitais e offset você estará preparado para realizar qualquer tipo de trabalho. Nosso portfólio possibilita o melhor dos dois mundos, oferecendo em um único fornecedor todas as soluções que você precisa.

Heidelberg do Brasil Av. Alfredo Egídio de Souza Aranha, 100 • Bloco B • 12º Andar • 04726-170 • São Paulo • SP Tel. 11 5525-4500 • Fax 11 5525-4501 • atendimento@heidelberg.com • www.br.heidelberg.com


fique de olho

Arjowiggins Creative Papers incorpora marcas renomadas A Arjowiggins Creative Papers incorporou à Linha Plus, sua principal linha de produtos, as conhecidas marcas Rives, Pop´Set e Keaykolour, além de trabalhar com a gama Curious Collection. Os produtos já estão disponíveis nos principais distribuidores de papéis. Após a reestruturação no final do ano passado, a unidade da América Latina passou a adotar a mesma política comercial e identidade visual do Grupo Arjowiggins da Europa. Com isso, as marcas que eram importadas por uma distribuidora do grupo no mercado brasileiro, agora voltam a fazer parte do portifólio da empresa. “Dessa forma, a distribuição desses papéis tem uma maior cobertura para atender melhor a demanda nacional,” concluiu Cynthia Cadrobbi, gerente de marketing de Creative Papers. Apesar de as marcas já serem conhecidas no mercado, a empresa fez questão de trazer novidades. Acompanhando as tradicionais texturas Linear, Design e Tradition, a linha Rives cresceu com mais quatro novas texturas: Dot, Basane, Shetland e Tweed. E a textura Tradition ganhou cores fortes (Le Noir, Le Rouge e Le Bleu) na versão 250g/ m2. Já o Rives Tradition Bright White está disponível em 400g/m2, ideal para embalagens. Já a linha Rives Sensation oferece melhor printabilidade aos projetos, devido a uma camada de coating adicionada à superfície do papel. Por sua vez, a Keaykolour combina o requinte de um papel feito artesanalmente com detalhes em flocos dourados (Particles Sunshine) ou prateados (Particles Moonlight) ou parecidos com neve (Particles Snow). Aliada a essa apresentação natural-chique está o alto percentual de fibras recicladas na composição do papel (25% fibras pós-consumo). A grande novidade desse lançamento é a linha Pop´Set composta por cores vivas e cítricas (Citrus Yellow, Lime Tonic, Cosmo Pink, Infra Violet e Riviera Blue), acompanhando a tendência mundial da moda. Já as cores intensas desta linha (Black, Hot Brown e Ultra Red) estão disponíveis em 400g/m2. Já a gama Curious Collection traz novidades nas cores metálicas com novas referências, os tradicionais papéis vegetais (Curious Translucents) e a maciez da linha Curious Touch. O grande lançamento está na linha SKIN,

papéis com uma superfície super diferenciada devido à camada de coating. Todos os papéis incorporados na Linha Plus estão disponíveis no formato 70 x 100 cm.

www.arjowiggins.com.br

Arjowiggins Creative Papers é uma das melhores da indústria da comunicação A Arjowiggins Creative Papers recebeu o prêmio “Melhores Fornecedores da Indústria de Comunicação”, na categoria “Papéis para impressão de materiais promocionais” com marca Color Plus, em uma pesquisa realizada pela revista Negócios da Comunicação junto aos seus 18 mil assinantes, na sua maioria, profissionais de agências de publicidade, de gráficas e designers. O prêmio foi entregue no dia 12 de março para Ronald C. Dutton, diretor comercial da divisão de Creative Papers para a América Latina, durante encontro com os executivos da revista. Dutton dividiu a alegria de mais uma conquista com a ‘família Arjowiggins’. “A cada novo reconhecimento do mercado, a expectativa cresce e, consequentemente, a cobrança sobre nós. Vamos seguir em frente buscando novas conquistas, com muita competência e determinação, para oferecer produtos de alta qualidade e com um alto nível de eficiência aos nossos clientes.” Os papéis Color Plus fazem parte da Linha Plus que está incorporando marcas renomadas e com novos papéis para melhor atender o mercado nacional.

www.arjowiggs.com.br


Stephan Plenz visita o Brasil Stephan Plenz, membro do conselho diretor da Heidelberg, visitou o Brasil no último mês de março. Plenz conheceu gráficas do Sul do Brasil e, também, empresas de São Paulo. Encerrando sua viagem, o executivo alemão participou, ao lado de Dieter Brandt, presidente da Heidelberg América do Sul, da inauguração da instalação da coladeira Eurobind PRO na Edições Loyola, a primeira máquina do gênero nas Américas. “Estou feliz com os resultados obtidos no Brasil e com a nova instalação na Loyola. Entendo que esta será a primeira de outras instalações que acontecerão no Brasil, graças ao trabalho da equipe que temos aqui”, disse Plenz.

equipamentos, tecnologia e ecologia estão convergindo. “A Agfa endossa totalmente esse documento, que reconhece nossos esforços contínuos para oferecer soluções à indústria gráfica. Não apenas produtos e serviços, mas soluções que estimulem a responsabilidade ambiental em todos os níveis de produção”, disse Dominiek Arnout, vice-presidente da Agfa Graphics. Ele prossegue: “O que vale para a indústria gráfica, também é válido para todas as outras indústrias no que tange ao impacto ambiental. Mas, se cada um assumir sua parte de responsabilidade, a indústria gráfica pode se tornar mais e mais sustentável”, disse. Passos seguintes - Segundo a Agfa, o próximo passo no estudo e levantamento de dados sobre sustentabilidade no setor gráfico é analisar o ciclo de vida dos componentes (LCA). Ou seja, o relatório Environmental Impact of Print: Analyzing an Industry será apenas o começo.

www.agfa.com.br

Ricoh lança nova logomarca global

Agfa lança novo relatório de impacto ambiental na impressão A Agfa anunciou o lançamento de um novo relatório ligado à sustentabilidade. Desta vez, o documento versa sobre o impacto ambiental nos processos de impressão. Chamado de Environmental Impact of Print: Analyzing an Industry, o documento foi escrito e produzido pelo Flemish Institute a pedido da Agfa Graphics, e aborda itens como emissão de carbono (PCF) e reciclagem dos mais recentes modelos de CtP Agfa. Todo o relatório foi produzido com base no princípio ecologia e benefícios econômicos. Para sua execução, fábricas da Agfa foram analisadas, observando-se os índices de PCF em processos de produção de diferentes tipos de chapas. Os melhores resultados foram observados nos modelos mais modernos de CtP, segundo nota da Agfa sobre o assunto, mostrando que, nas gerações atuais de

A Ricoh anunciou o lançamento de sua nova logomarca mundial. Além do tradicional logo vermelho e branco, agora, sob o logotipo convencional da Ricoh, virão os dizeres: imagine. change. O objetivo, segundo a empresa, é expressar a presença e a evolução da marca em todo o mundo. A nova mensagem reflete uma mudança geral para os serviços da Ricoh, que pode ser claramente observada na expansão do portifólio de produtos e soluções da companhia, incluindo soluções de MDS (Managed Document Services) e outras soluções avançadas. A Ricoh também destaca, com a nova logomarca, a filosofia centrada nos seus clientes: avançar com novas ideias e novas formas de melhorar a vida do cliente, impulsionados sempre pela inovação.

www.ricoh.com.br


mercado

inPrima Centro investe em Morgana DigiCreaser, comercializada pela Diginove

Entre os destaques da DigiCreaser, o supervisor ressalta itens como agilidade, produtividade e confiança. “Ainda falta muito conhecimento dos operadores para trabalhar especificamente com impressão digital. Uma coisa é falar de tinta sobre o papel, outra, é pensarmos em qualidade em todas as etapas da produção. Por isso, optamos por equipamentos de qualidade para todas as aplicações, e, no vinco, optamos pela Morgana”, disse.

www.inprima.com.br

VP Laser investe em 2ª Horizon SPF 200A Silvane Salamoni, diretora da Diginove, e João Castro, da InPrima A unidade do Centro de São Paulo da InPrima, especializada em impressos digitais, otimizou sua divisão de acabamento com uma vincadeira Morgana DigiCreaser, comercializada no Brasil pela Diginove. A gráfica, localizada da Rua Santo Amaro, no coração da capital paulista, possui um parque gráfico composto por suas impressoras HP Indigo (modelos 5000 e 5500) e, em 2011, realizou vários investimentos para atualização e modernização de sua linha de produção. Na área de vinco, a opção pela DigiCreaser foi baseada, segundo seu diretor José Antonio Pasquale, na confiabilidade que a marca possui no exterior, nos casos de sucesso de instalação no mundo e no Brasil, e, também, no fato de a marca ser uma das homologadas pela HP para uso com suas impressoras digitais. “A Morgana possui muito reconhecimento lá fora, são máquinas bem construídas”, afirma José Antonio, para quem o acabamento se tornará o grande diferencial das gráficas. “Os equipamentos de impressão digital estão mais ou menos equalizados, então, o diferencial fica para o acabamento bem-feito, com qualidade”, afirma, justificando o investimento na solução de vinco da fabricante inglesa. Para João Castro, supervisor de impressão da InPrima Centro, o grande destaque da Morgana é sua tecnologia de vinco voltada para o digital. “O impresso digital é diferente do offset. Se não houver cuidado, o toner quebra, porque a tinta no digital não penetra no papel. Não adianta ter uma impressão de qualidade se há muita perda no acabamento, se não há qualidade”, afirma João.

No mercado desde 2002, a VP Laser especializou-se na produção de vários modelos de impressos flexográficos, o que incluem os chamados “bobinões”, como são conhecidos os extratos de conta de telefone. “Estava pesquisando equipamentos e li sobre a Horizon em uma revista. Então, contatei o Fernando, representante da Ferrostaal em Minas Gerais, e começamos a negociação em janeiro de 2010”, disse Marco Antonio Faria, diretor da VP Laser. Assim, a gráfica implantou a Horizon SPF-200A, que realiza trabalhos de grampo e alceamento com velocidade de 4500 revistas/hora. Neste ano, a VP Laser já concretizou um segundo investimento, também em equipamento da linha Horizon: uma segunda SPF-200A. “Estamos nos preparando porque boa parte de nossa produção é sazonal e nossos prazos são curtos”, disse Marco Antonio. O novo equipamento já está em operação e, hoje, a VP Laser atende todo o território nacional, incluindo São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco.

www.vplaser.com.br


Revista DESKTOP

Guy Gecht, CEO da EFI, diz que 2012 é o ano do Brasil

Gráfica Ilusão investe em impressora UV Agfa :Anapurna

Em sua primeira visita de negócios no Brasil, Guy Gecht, CEO da EFI, anunciou que 2012 é o ano do Brasil para a companhia fabricante de produtos consagrados no segmento de impressão e gráfico, entre eles, os RIP Fiery e as impressoras de grande formato com tecnologia UV EFI Vutek. Segundo Gecht, em 2011, os esforços da companhia estiveram concentrados no mercado Ásia-Pacífico, sobretudo na China. Agora, é a vez do Brasil. “O Brasil responde por cerca de 40% do mercado latino-americano e tem um potencial enorme. Olimpíadas e Copa do Mundo de Futebol tornarão o Brasil o centro das atenções e, certamente, o país viverá um novo momento. E estamos atentos a isso”, anunciou Gecht. Além disso, o CEO da EFI deu uma palhinha sobre algumas novidades que a empresa mostrará na Drupa. Entre as novidades, estarão novos modelos da linha EFI Vutek para diferentes mercados (incluindo pequenas gráficas ou empresas que estão iniciando seus negócios), novas parcerias para a linha Fiery, e ferramentas para gerenciamento remoto de impressão – sobretudo, a partir de dispositivos móveis, como tablets. Gecht também reforçou a aquisição da Cretaprint pela EFI. A empresa, especializada na tecnologia de impressão em produtos cerâmicos, ampliará o portifólio de produtos da companhia. “Temos que nos mover para onde aponta a tecnologia. A tecnologia norteia o mercado, e nós temos que nos mover para onde o mercado aponta. É como o vento. E temos que estar preparados para as mudanças”, afirmou Gecht. Em 2011, a EFI foi a empresa que mais investiu em tecnologia e pesquisa no setor, e fechou o ano como a segunda empresa com maior crescimento no Vale do Silício (EUA), atrás apenas da Apple. Perguntado sobre o futuro da indústria de impressão e do papel, Gecht afirmou, com convicção, que o negócio “impressão” não se limitará à mídia papel. “Há uma série de outras aplicações. Tecidos e cerâmicas, materiais para decoração, sinalização. O papel nunca acabará, mas certamente suas aplicações mudarão em virtude do uso da mídia eletrônica”, disse.

A Gráfica Ilusão torna-se mais uma empresa do ramo de grandes formatos a fazer parte do grupo de usuários da tecnologia UV inkjet Agfa. Através de uma negociação com a Fotobrás, revenda Agfa de São Paulo, a gráfica, também sediada na capital paulista, adquiriu um equipamento :Anapurna Mw, tornando-se mais uma empresa que aposta na tecnologia UV para diversificar seus trabalhos com base na possibilidade e flexibilidade de se imprimir sobre vários tipos de mídias, desde materiais rígidos até flexíveis. A Gráfica Ilusão começou como um negócio pequeno, porém, em pouco tempo, expandiu sua produção e ampliou sua carteira de clientes. Segundo Luciano Gabriel, gerente de compras da Ilusão, um dos passos decisivos para o crescimento envolveu o investimento em tecnologias Agfa. “A empresa deu um salto para crescer depois da compra de uma Agfa :Accuset 1000 vendida pelo senhor Paulo de Tarso, que, hoje, é representante comercial da Fotobrás. Aliás, o senhor Paulo de Tarso foi a primeira pessoa a acreditar em nós e, agora, demos o passo adiante, adquirindo com ele a :Anapurna”, disse Luciano. Atualmente, a Gráfica Ilusão tornou-se especializada em impressão offset UV com foco no segmento de PDV (ponto de venda), contando com três impressoras (duas manroland e uma Heidelberg), e soluções para impressão lenticular. Segundo Luciano, a negociação com a Fotobrás transcorreu tranquilamente, já que a relação entre a empresa e a gráfica é sólida. “Precisávamos de uma plotter UV para impressos lenticulares maiores. Escolhemos a :Anapurna porque foi a melhor opção, além do atendimento que transcorreu sem problemas do início ao fim da negociação.” Verde – Outro fator que levou a Gráfica Ilusão a optar tela tecnologia :Anapurna foi a sustentabilidade. A empresa já possui projetos de reciclagem de resíduos e componentes, e, nesse contexto, a :Anapurna foi a escolha mais natural. “O UV é sustentável e nos oferece a possibilidade de atendermos tanto a grandes pedidos, como a pequenos. Agora, fazer poucas peças para ambientação de gôndola, por exemplo, ficou mais fácil devido ao tamanho que o equipamento imprime”, analisa Luciano.

www.efi.com

www.graficailusao.com.br

11


mercado

Edições Loyola instala 1ª Eurobind PRO das Américas Localizada no bairro paulistano do Ipiranga, a tradicional gráfica Loyola entrou para a história da atuação mundial da Heidelberg ao se tornar a primeira gráfica nas Américas a instalar a coladeira Eurobind PRO, indicada para processos de acabamento de livros em escala industrial e que conta com 36 instalações em todo o mundo. Habituada a trabalhar com altos volumes, a Loyola abriu suas portas para executivos da Heidelberg e para a imprensa, que visitou a instalação e conferiu a inauguração oficial do equipamento. “Temos 80% de nosso parque composto por soluções Heidelberg, mas sempre estamos atentos às necessidades de se investir. Há dois anos compramos uma nova dobradeira, e, no ano passado, um CtP, ambos de marca Heidelberg. Agora, demos o passo seguinte com a nova coladeira”, enfatizou Ryad Adib Bonduki, diretor industrial da Loyola. Prestigiando o evento, também estiveram presentes Dieter Brandt, presidente da Heidelberg para a América do Sul, e Stephan Plenz, membro do conselho diretivo da Heidelberg Alemanha, além de Alexandre Machado, gerente de produto para o setor de acabamento da Heidelberg Brasil. A Eurobind PRO da Loyola, com mais de 200 m2 de estrutura, foi montada em quatro semanas, e conta com alta tecnologia para finalização de materiais encadernados. Entre os destaques está o menor tempo de acerto (segundo a Heidelberg, é o equipamento mais veloz do mercado), velocidade de 6 mil livros/hora, acerto e setagem de máquina totalmente automatizados e vários monitores interligados, que permitem o acesso a dados e ajustes em diversos pontos do equipamento; Oferece flexibilidade para trabalhar com diferentes volumes (incluindo intercalamento de Jobs mais urgentes sem necessidade de parar a produção) e, também, flexibilidade de se trabalhar com cola PUR (fria) ou hot melt, trocando os parâmetros com apenas um apertar de botão. Ainda, quanto ao sistema de cola, a aplicação PUR conta com sistema volumétrico, o que significa que se trata de um sistema hermeticamente fechado com bico aplicador preciso. A Eurobind PRO tem ainda quatro estações de fresa, controle eletrônico de imagem e código de barras, e sistema de transporte de capa com servo-motor.

A operação é controlada pelo Post Press Manager, que possui interface MIS e que envia relatórios de dados aos operadores.

www.loyola.com.br

Manuel Maria se junta à equipe da Heidelberg Desde que anunciou a parceria com a Ricoh para o segmento de impressão digital, a Heidelberg do Brasil está investindo para capacitar sua equipe técnica e de vendas para dar suporte a esse novo mundo em que penetra a empresa, até então, habituada com o universo offset. Em março, a Heidelberg anunciou que Manuel Maria, que atua no mercado gráfico há mais de dez anos, assume o posto de supervisor de vendas de impressão digital da empresa. Na verdade, Manuel retorna à casa, já que trabalhou na Heidelberg entre os anos de 2002 e 2004. Com o objetivo de oferecer aos clientes um melhor suporte na implantação das tecnologias em impressão digital, o executivo retorna à empresa acreditando que a Heidelberg está em uma posição única para crescer neste mercado: “As gráficas já confiam nos equipamentos, consumíveis e serviços para impressão em offset da marca. Agora, os clientes podem contar com esta mesma parceria também em impressão digital”, afirma Manuel. O departamento conta também com o especialista em aplicações Willians Von Dentz, e está sob responsabilidade de Leonardo Rodrigues, gerente de pré-impressão e impressão digital da Heidelberg do Brasil.

www.br.heidelberg.com


Revista DESKTOP

Julio Dantas (ex-Xerox) assume diretoria comercial da Pitney Bowes Semco Julio Dantas (ex-Xerox) foi anunciado como o novo diretor comercial e de novos negócios da Pitney Bowes Semco. O executivo terá como desafio desenvolver novos negócios com as soluções easyTracking e pbSecure, que foram lançadas no início de 2012 no Brasil, além de manter a liderança da empresa no mercado gráfico transacional com o fornecimento de soluções de acabamento e gerenciamento da produção de documentos em alto volume. Com sua extensa experiência no mercado transacional gráfico, Julio desenvolverá negócios para a linha de impressoras de alto volume de produção em jato de tinta da Pitney Bowes – Intellijet.

Em 2011, a Pitney Bowes anunciou a contratação de Fábio Neves, outro executivo com passagem pela Xerox, como seu novo CEO para o Brasil. Inédito no Brasil, o easyTraking é uma solução digital para rastreamento de documentos, objetos e cash-to-order, que reconhece formulários pré-impressos e digitaliza dados em tempo real (time stamp). Além de automatizar o fluxo de trabalho com documentos transacionais das organizações, o easyTraking elimina a necessidade de scanners e a entrada de dados manuais, reduzindo a chance de erros nos tradicionais processos e gerando ganho de escala e economia financeira. Já o pbSecure é uma solução que protege e verifica a autenticidade de diferentes tipos de documentos. O pbSecure habilita a verificação online do conteúdo em documentos físicos, evitando adulteração e fraude.

LIVROS COM CONTEÚDOS ATUAIS E INÉDITOS

À venda em www.loja.photopro.com.br e http://loja.bytestypes.com.br

13


mercado - especial fespa brasil 2013

Mimaki Brasil assegura participação na Fespa Brasil 2013

Sobre a FESPA Fundada em 1962, a FESPA é uma federação sem fins lucrativos de associações comerciais e uma organizadora de exposições e conferências para a indústria de impressão digital e serigrafia. O duplo objetivo da FESPA é promover a serigrafia e imagem digital e compartilhar conhecimentos sobre serigrafia e impressão digital com seus membros em todo o mundo, ajudando-os a aumentar seus negócios e aprender sobre os últimos desenvolvimentos em suas indústrias de rápido crescimento. As organizações-membros da FESPA incluem 26 Associações Nacionais distintas na Europa, e 10 Associações na Austrália, China, Índia, Japão, Coreia, México, Nepal, Filipinas, Tailândia e Sri Lanka

www.fespabrasil.com.br

A Mimaki Brasil, filial da tradicional fabricante japonesa de impressoras digitais de grande formato para diferentes tipos de aplicação no segmento de comunicação visual, industrial e têxtil, anunciou que estará presente na Fespa Brasil 2013, que acontece de 13 a 16 de março, no Expo Center Norte, São Paulo. A empresa irá expor, num stand de 216 m2 (C18) localizado na Avenida C, sua linha atual de equipamentos de impressão e recorte, sublimação e UV, bem como os lançamentos previstos para 2012, sendo eles: a primeira máquina com tecnologia látex de impressão com uso de tinta branca (JV400LX); um equipamento de 3,20 de largura de impressão, com preços competitivos de tinta e máquina (SWJ400) e uma impressora com uso de tinta SUV (JV400SUV). “A Mimaki Brasil tem apresentado um grande crescimento, tanto em vendas como em sua estruturação, e a participação na FESPA só vem a fortalecer nossa marca. É grande nossa expectativa pelo evento, uma vez que iremos apresentar uma série de lançamentos. Temos certeza do sucesso da feira e do retorno que a FESPA nos proporcionará, comercial e institucionalmente”, afirma Danilo Ribeiro, gerente comercial da Mimaki Brasil. A Fespa Brasil 2013 acontece em paralelo à ExpoPrint Digital Latin America 2013, e tem organização e promoção da APS Feiras e Eventos e FESPA Internacional.

Temos certeza do sucesso da feira e do retorno que a FESPA nos proporcionará, comercial e institucionalmente

Os próximos eventos da FESPA:

• FESPA Brasil 2013, de 13 a 16 de março, São Paulo, Brasil • FESPA 2013, de 25 a 29 de junho de 2013, Londres, Inglaterra


Gerenciamento de cor

Marcelo Copetti

i1 Pro 2 A X-Rite lançou o i1 Pro 2. Ele é a re-evolução do espectrofotômetro para a indústria. Vocês verão, nesta matéria, que ainda temos muito o que evoluir no Gerenciamento de Cores. E este é um passo À frente de tudo o que conhecemos no mercado. Gráficas (pré-impressão, impressão, digital), sinalização, fotografia: Todos se beneficiarão com as novas opções!


Revista DESKTOP

O espectrofotômetro é hoje uma necessidade em toda a indústria em que a cor tem importância. Seja a gráfica, têxtil, automotiva, pintura imobiliária, alimentícia, e tantas outras. A indústria gráfica tem agora um equipamento que trará um novo tempo no controle de todo o seu processo. O i1 Pro 2 traz novos conceitos e recursos que permitirão novos passos à frente. Eye-One Pro e o seu caminho O Eye-One foi lançado em 2001 e, desde então, se tornou o padrão da indústria para medição de cores e calibração de monitores. A Gretag Macbeth, empresa suíça e fabricante do Eye-One, mostrou, naquela época, que era possível ter um equipamento robusto e fácil de usar. Não é à toa que se transformou na maior base instalada do mundo. Em 2006, quando houve a fusão da X-Rite e da Gretag Macbeth, ele se manteve como opção da X-Rite, preterindo o Pulse. Por uma série de razões tecnológicas e de marketing, o Eye-One resistiu ao enfrentamento direto. O Eye-One (normalmente abreviamos para i1 por uma similaridade de som entre a palavra “Eye” e “I” em inglês) se manteve como a melhor opção no mercado. Em abril de 2011, a X-Rite nos espantou com o lançamento do i1 Profiler, um software para criação de ICC que prometia revolucionar a qualidade e precisão dos ICCs gerados. Hoje, vemos que eles realmente estavam certos. Em junho do mesmo ano, eles lançaram um novo colorímetro, o Eye-One Display Pro. Revolucionário nas suas ideias, e com uma precisão ainda não igualada no mercado, trouxe uma série de melhoramentos e recursos novos. Agora, em abril de 2012, recebemos a nova geração do espectrofotômetro: Eye-One Pro 2. O objetivo é o mesmo:

balançar o mercado com os seus novos recursos, seu novo desenho, e com a sua precisão ainda maior. Ele veio para abrir portas para o futuro e mostrar que ainda temos muito a fazer no Gerenciamento de Cores. Novo partamar de precisão Um dos principais objetivos da X-Rite era aumentar a precisão. Neste novo equipamento, tudo foi redesenhado, inclusive a parte óptica. Primeiramente, o equipamento trabalha agora com duas fontes de luz diferentes. Uma lâmpada de tungstênio e outra LED para emissão de luz ultravioleta. Assim, é possível realizar medições com as duas lâmpadas e compará-las. O maior vilão da redução da precisão nas medições desses equipamentos é a sujeira e a poeira. Por isso, a placa de calibração tem uma proteção, e um vidro de proteção da lente evita que a sujeira entre na parte óptica. Esse vidro pode ser retirado para ser limpo, facilitando a manutenção do equipamento. Outro avanço é a tecnologia para calibração através de comprimento de onda (verde) que realiza uma checagem automática do equipamento, identificando pequenas alterações em relação ao sensor e fazendo as correções automaticamente. E quando a alteração é tão grande que não pode ser ajustada, avisará que o equipamento precisa ser recertificado. Com ou sem filtro UV? Esta sempre foi uma pergunta feita por todos que precisam de um espectrofotômetro. Para cada caso há uma solução. Há diferentes opiniões entre fabricantes de equipamentos, softwares e especialistas. Eu mesmo escrevi sobre o assunto na Desktop 117. Mas esse é um assunto obsoleto. O i1 Pro 2 traz para o dia a dia os novos padrões de iluminação definidos pela ISO 13.655. Esses novos modos são definidos como M0, M1 e M2 (se você não os conhece, fique tranquilo, este será o assunto da próxima edição). O M0 (chama-se “M” zero) é o padrão atual de mercado e do i1 Pro, com lâmpada de tungstênio e sem o filtro UV. O M1 é uma nova condição de medição para o padrão D50, calculado a partir de duas medições diferentes. O M2 é o terceiro modo de iluminação, filtrando a luz ultravioleta, e também é calculado a partir de duas medições.

17


18

Revista DESKTOP

O i1 Pro 2 trouxe melhorias específicas, a primeira delas é o uso de duas lâmpadas Assim, não haverá mais necessidade de questionar se o seu equipamento deverá ter ou não filtro UV. Sinalização A área de sinalização vem crescendo rapidamente no mundo inteiro e é uma das que mais podem tirar proveito do uso de espectrofotômetros para criar ICCs de suas diferentes mídias, para trabalhar sempre com a cor correta. Isso evita problemas com clientes que não concordam com o resultado do material. O i1 Pro 2 trouxe melhorias específicas para as suas necessidades. A primeira delas é o uso de duas lâmpadas e os modos de iluminação identificados anteriormente. Esses modos trarão mais simplicidade na compra de equipamentos, pois não haverá dúvidas se deve-se comprar com filtro UV ou não, e também não será necessário comprar dois equipamentos para adquirir ou não o filtro UV. Outra melhoria é o acabamento do equipamento e da mesa de medição com alumínio, tornando-o mais resistente ao ataque de solventes que fazem parte da maioria das tintas utilizadas nesta área. Ainda mais fácil de usar A facilidade de uso é outro ponto forte do i1 Pro 2. Com vários recursos novos ele vai surpreender. Indicadores visuais - Indicadores visuais (com LED) mostrarão o status do i1 Pro 2 para o usuário ser guiado através do processo de medição. Sensor - Um novo sensor permitirá ao i1 Pro 2 detectar sua posição e, assim, utilizar targets com amostras de cores menores e evitar erros de leituras durante as medições. Dessa forma, o uso será quase que livre de erros de medições, evitando que linhas tenham que ser medidas novamente e que impressões de baixa resolução (normalmente encontradas em sinalização) tenham que ser refeitas, pois o i1 Pro 2 utilizará o sensor como critério junto com seu algoritmo de identificação de cores. Esse será o adeus às leituras intermináveis e ponto a ponto para diversos targets.

Mesa de leitura - A mesa de leitura trará uma régua “flutuante”que dará a altura certa para a medição e é resistente a solventes. Beamer - Um novo suporte para o i1 Pro 2 irá facilitar o posicionamento para calibrações de projetores. Esse mesmo suporte também poderá ser usado em conjunto com tripés de câmeras fotográficas, facilitando, assim, o uso por fotógrafos em diversas ocasiões. Adaptador para monitor - O adaptador para ajustar o i1 Pro 2 no monitor foi completamente redesenhado, tornando seu uso muito mais fácil e intuitivo. Medição da luz ambiente - Para criação de perfis ICC de saída e monitoramento da luz ambiente, permitindo que o monitor se ajuste de acordo com a intensidade luminosa no ambiente. i1 Profiler atualizado O software de criação de ICC também teve recursos adicionados a essa nova versão, que será gratuita para os usuários que já possuam o i1 Profiler. Já para os usuários de i1 Match, há o caminho de atualização que deverá ser verificado junto ao distribuidor da X-Rite. Compensação do branqueador ótico - Com o uso de diferentes modos de iluminação do i1 Pro 2 (Mo, M1 e M2), o novo i1 Profiler permitirá a sua compensação com uma precisão nunca antes atingida. Essa função somente estará dispoível para o software com i1 Pro 2, pois o i1 Pro não possui a capacidade de iluminar o impresso com duas fontes de luz diferentes. Otimização dos ICC - O i1 Profiler será capaz de otimizar o ICC de acordo com a luz ambiente, imagens ou, ainda, cores especiais. O maior avanço está na otimização de acordo com a luz ambiente. Essa otimização não tem como objetivo a criação de ICC de alta precisão. Ela visa melhorar a representação de cores em ambientes como galerias de arte e exposições fotográficas, que possuem iluminação diferente e podem ter suas impressões ajustadas de acordo com a iluminação local,


Revista DESKTOP

aumentando, assim, a sensação do visitante de ver o que realmente o artista quer transmitir. Controles avançados de geração do preto - A geração do preto trará recursos para aumentar a economia de tinta nos ICCs de saída. Ponto branco - O ponto branco do ICC, ou a simulação da cor do papel (substrato que esteja sendo impresso), poderá ser editado, fazendo um ajuste fino nessa simulação. Isso é um recurso muito usado por usuários avançados. Uso de outros targets - O uso de outros targets foi melhorado para aceitar targets provenientes de outros aplicativos, como o ProfileMaker, usando a importação de referências no modelo CGATS, ou, ainda, definindo um número de linhas e colunas. Medição de cores especiais - Utilizada para simulação de cores em situações mais críticas que requerem alta precisão. Uma nova mesa automatizada A mesa para medição automatizada, chamada de iO, foi adaptada para o uso do novo i1 Pro. Suas cores mudaram para o preto e alumínio. O suporte para o i1 Pro 2 agora é compatível também com o i1 Pro. Inicialmente, a mesa permitirá a medição apenas no modo de iluminação M0. Já as outras condições de medição serão adicionadas pela X-Rite até o final de 2012. Compatibilidade Uma grande preocupação da X-Rite era a compatibilidade do novo i1 Pro 2 com toda a base de aplicativos existentes no mercado. Então, foi criado um modo de compatibilidade que permitirá aos aplicativos enxergarem o i1 Pro 2 como i1 Pro. Reduzindo, assim, os problemas de muitos aplicativos mais antigos. É importante salientar que, no modo de compatibilidade, ele responderá como i1 Pro, não possuindo as novas funções ou modos de iluminação. Hoje, o i1 Pro usa apenas o modo M0. Uma boa relação de medições foi estabelecida pela X-Rite entre os dois modelos (intra-intruments agreement) para que os resultados com os dois equipamentos sejam os mais próximos possíveis.

Diferentes soluções

O novo i1 Pro trará três diferentes soluções. i1 Basic Pro 2 - A melhor solução para os usuários que necessitam de um espectrofotômetro para leituras espectrais. O i1 Profiler terá as funções de calibração de monitor, projetor e controle de qualidade. Acompanha o Pantone Color Manager para gerenciar as suas bibliotecas de cores. i1 Photo Pro 2 - A solução certa para fotografia. As funções desse pacote auxiliam os profissionais que trabalham tanto na captura, como na impressão. As funções de calibração de monitor, projetor e controle de qualidade são somadas às capacidades de criar ICC para câmeras digitais profissionais (que fotografam em formato RAW) com o mini ColorChecker Classic e impressoras RGB (impressão sem RIP e diretamente do driver do fabricante). Acompanha o Pantone Color Manager para gerenciar as suas bibliotecas de cores. i1 Publish Pro 2 - A solução para pré-impressão, impressão e usuários avançados. O pacote Publish é o mais completo de todos. Ele permite a criação de ICCs para câmeras digitais (que fotografam em formato RAW) com o mini ColorChecker Classic, monitores, projetores, impressoras RGB/CMYK e CMYK + 4 (até oito cores, sendo CMYK e outras quatro cores especiais). Acompanha o Pantone Color Manager para gerenciar as suas bibliotecas de cores. Controle de qualidade - O controle de qualidade está presente em todos os pacotes acima. Ele é ideal para verificar a precisão atingida pelos dispositivos envolvidos. Para o monitor, pode-se rastrear quando será necessário recalibrá-lo. Para as impressoras, pode-se verificar se a calibração foi feita com sucesso e, também, se uma prova entregue por um fornecedor realmente está calibrada pelo padrão ISO 12.647.

www.facebook.com/marcelo.copetti www.marcelocopetti.blogspot.com twitter/marcelocopetti

19


Porque investir em contratos Em 2011, só no Brasil, a Heidelberg firmou mais de 60 contratos de manutenção. A grande demanda indica que esse número deve dobrar em 2012, especialmente entre as gráficas grandes e médias.

Essa é mais uma prova de que a indústria gráfica bra- 2. Trabalhar com alta qualidade e custos de manutensileira passa por um processo único de modernização ção previsíveis. e, principalmente, de melhorias contínuas de efici- Considerando o interesse cada vez maior dos ência e ganhos de produtividade. O gerenciamento clientes na prevenção de gastos não previstos e nas diversas finalidades de custos se tornou dos contratos de manuuma peça fundamen“O gerenciamento de custos se tornou tenção, durante a drupa tal no quebra-cabeça 2012 a Heidelberg terá da competitividade e, uma peça fundamental no quebragrande foco no setor em muitos casos, este cabeça da competitividade e, em de serviços - e no Brasil ponto se tornou um fator chave para a so- muitos casos, este ponto se tornou um montou uma equipe de fator chave para a sobrevivência.” consultoria que deverá brevivência. cobrir todo o territóPara garantir ao clienrio nacional, aproveite a disponibilidade do seu parque gráfico e uma produção estável, é necessá- tando cada visita para tirar todas as dúvidas a respeito dos contratos, que podem ter periodicidade rio focar em dois importantes pontos: 1. Garantir a produtividade através de equipamentos de um a três anos e oferecem inúmeras vantagens que produzam sem paradas inesperadas; ao mercado:


Systemservice News

de manutenção Heidelberg Contratos com cobertura de todo parque gráfico, da pré-impressão ao acabamento; Cabeçote laser de equipamentos Suprasetter gratuito e com cobertura de até sete anos dentro do contrato de manutenção; Equipe treinada nas fábricas da Heidelberg

Além destas vantagens, a Heidelberg tem a maior estrutura de pós-venda do mercado, com mais de 100 técnicos espalhados pelo Brasil e um call center, localizado em São Paulo, para atender todas as demandas dos clientes Heidelberg. A empresa disponibiliza também um canal direto para os clientes que desejam conhecer mais sobre as possibilidades de contrato de manutenção ou queiram agendar a visita de um representante: contratos.servicos@heidelberg.com.

Alemanha para o desempenho destas tarefas; Manutenções preventivas baseadas no número de impressões / ano de cada equipamento; Suporte telefônico aos clientes e operadores em caso de falhas; Acesso remoto ao equipamento via internet; Horas de manutenção corretiva ilimitadas inclusas no pacote de serviços; Descontos de até 15% na aquisição de peças originais Heidelberg; Garantia extra de três meses para peças originais adquiridas em contratos de manutenção; Preços de hora técnica diferenciados para o cálculo dos contratos de manutenção; Relatórios de manutenção para o total controle

Mácron: manutenção preventiva garante eficiência e agilidade Investir em prevenção é essencial para a gráfica, e o contrato de manutenção da Heidelberg traz segurança e garante o pleno funcionamento das máquinas. Nosso foco exige um alto fluxo produtivo e qualidade máxima na impressão, por isso acreditanmos e investimos em manutenção preventiva. Contar com este sistema é mais um diferencial da Mácron e isto reflete na eficiência e agilidade do nosso trabalho. Além desse serviço de prevenção, utilizamos processos ecologicamente corretos e apostamos no desenvolvimento de nossos colaboradores.

do cliente; Possibilidade de orientação aos técnicos do próprio cliente para etapas de manutenção, reduzindo assim

Felipe Salles Ferreira, gestor de planejamento estratégico da gráfica Mácron.

o preço final do contrato; Aumento da vida útil e do valor de revenda do equipamento; Redução no tempo de acerto entre os trabalhos.

Para mais informações, por favor, entre em contato pelo telefone 11 5525-4577 (peças) ou 0800 940 9008 e 4005 9008 (serviços) ou pelo e-mail atendimento@heidelberg.com


normatização

Bruno Mortara

Imprimindo na nuvem? Bruno mortara destaca como o cloud computing pode auxiliar a indústria gráfica

Computação em nuvem, ou cloud computing, é um dos temas mais quentes entre as tecnologias de informação e comunicação (TICs), e está sendo observada de perto por todos os segmentos da indústria e serviços. Organizações e indivíduos estão ansiosos por armazenar e processar dados em suas nuvens e acessar seus aplicativos e informações a partir de qualquer lugar. Acredita-se que, uma vez que as informações importantes ficam na nuvem, isso deve reduzir custos, riscos e dar eficiência à vida das pessoas e das empresas. O setor de comunicação gráfica também está de olho na computação nas nuvens, e alguns analistas acreditam que esse elemento pode dar ao setor um novo respiro de competitividade, diminuindo custos, aumentando a eficiência e dando às aplicações e informações presença global. Os novos serviços devem dar rentabilidade aos provedores proprietários de nuvens, mas os lucros virão somente com escala e volume de serviços, e isso também não é garantido. Apesar do enorme sucesso dos serviços em nuvem, muitas vezes não há nenhuma garantia de lucratividade para estas empresas, vide o caso das prestadoras de serviços Facebook e Google, cujas rentabilidades, a longo prazo, não estão

garantidas, mas continuam definindo expectativas gloriosas para o mercado. De certa forma, é irrelevante neste momento se o Facebook, com sua demanda de 60 mil servidores, ou o Google, com mais de um milhão de servidores, sobreviverão a longo prazo. Essas empresas são relevantes na medida em que elas demonstram como praticar serviços e criaram o modelo de nuvem. Com uma infraestrutura grande o suficiente, é possível suportar inúmeras aplicações e serviços, mas que podem ter seus próprios modelos de negócios altamente especializados e localizados. Para o negócio de impressão gráfica há interessantes oportunidades, apesar da necessidade de processamento e banda suficientes para a transmissão dos enormes arquivos de alta resolução e o pesado gerenciamento e transformações de cores, ou imposições, ou simulações, ou aplicações de dados variáveis. Porém, os proprietários das nuvens asseguram que os softwares e utilitários são sempre atualizados, contando com um pequeno exército de programadores focados em manter seus serviços competitivos. O fato de que o proprietário da nuvem tenha que arcar com estes custos é o que faz muitos analistas ficarem céticos em relação à rentabilidade destes modelos de serviço a longo prazo.


Revista DESKTOP

Espera-se que a nuvem provoque um incremento de impressões distribuídas, perto do ponto de uso final O que é a nuvem? Pode-se compreender a computação em nuvem pelo tipo de implementação. Há diferentes implementações, conforme veremos a seguir: Self-service sob demanda: serviços de computação, tais como processamento e armazenagem, podem ser fornecidos automaticamente (provisionados), monitorados e gerenciados por usuários individuais, quando necessário, sem intervenção humana ou de interação com cada provedor de serviço; Acesso à rede expandido: serviços de computação são entregues a dispositivos heterogêneos em redes padrão; Agrupamento de recursos: recursos de TIC são compartilhados entre várias aplicações e usuários de uma forma não-dedicada; Elasticidade rápida: recursos de TIC podem ser ampliados ou reduzidos de forma rápida e de acordo com a demanda. Para os usuários, os recursos fornecidos parecem ilimitados pois percebem que podem obter qualquer quantidade de qualquer recurso a qualquer momento; Serviço com métrica e medição: o uso de recursos de TIC é monitorado para cada aplicação e usuário, fornecendo relatórios que retroalimentam os aplicativos, dando eficácia e rentabilidade, além de percepção de customização pelo usuário final. Modelos de serviços em nuvem A computação em nuvem é oferecida em diferentes configurações, composta de camadas empilhadas de hard­ ware e software, com modelos de serviço diferentes para cada camada, compondo um ambiente de TIC moderno: Software como Serviço (SaaS): aplicações são entregues como um serviço aos utilizadores finais, normalmente através de um navegador na web; Plataforma como Serviço (PaaS): um desenvolvimento, aplicação e plataforma de implementação são entregues como um serviço para desenvolvedores que usam a plataforma para construir, implantar e gerenciar aplicações;

Infraestrutura como serviço (IaaS): servidores, armazenagem (storage), hardware de rede e outros recursos de computação chave são fornecidos como um serviço para o consumidor implantar e executar seu software; Certamente veremos, na próxima Drupa, implementações de distribuição de serviços e produtos gráficos e produção fragmentada, com suporte baseado em nuvem, especialmente no modelo SAAS. Tipos de nuvens Computação em nuvem é implantada como comunidade privada ou como instalações de acesso público, ou ainda, em configurações híbridas: Nuvem privada: infraestrutura de nuvem e serviços são fornecidos para o uso exclusivo de uma única organização; Nuvem comunitária: infraestrutura de nuvem e serviços são compartilhados por organizações com interesses e preocupações comuns (associações, entidades de classe, ONGs); Nuvem pública: infraestrutura de nuvem e serviços de propriedade de um provedor de serviços em nuvem são disponibilizados para as organizações públicas ou múltiplos inquilinos em uma base compartilhada; Nuvem híbrida: infraestrutura de nuvem e serviços são uma composição de duas ou mais nuvens (comunitária, pública ou privada) que permanecem entidades únicas, mas são usadas em conjunto para satisfazer as necessidades do usuário. Alavancando negócios com a nuvem Para a indústria gráfica, a nuvem deve criar novos modos de comunicação, determinados pelos consumidores. Espera-se que a nuvem, aliada ao rápido crescimento do uso de smartphones, provoque um incremento de impressões distribuídas, perto do ponto de uso final. Já existem empresas no setor das artes gráficas explorando a nuvem. A Quark, por exemplo, está trabalhando

23


24

Revista DESKTOP

com a IBM para oferecer relatórios de pesquisa dinâmicos para o setor financeiro. A IBM fornece várias ferramentas para agilizar os processos de análise de investimento, juntamente com a publicação para Web, tablets ou dispositivos de impressão. O FileNet Content Manager, da IBM, gerencia todos os materiais de pesquisa e também integra as ferramentas de mídia social. É acessado através de uma interface do Word. De acordo com a IBM, os clientes estão tendo ganhos de produtividade da ordem de 75% na publicação e uma redução nos custos de personalização de conteúdo de 80%. Outros interessados em publicações, os provedores de conteúdos, estão lançando serviços baseados na nuvem para empresas clientes, um trampolim para ofertas de conteúdos mais ambiciosos para os consumidores. Essas empresas podem alavancar seus modelos de assinaturas para criar novas oportunidades para a mídia ligada a diferentes opções de entrega. A nuvem também apoia as empresas que oferecem serviços terceirizados, tais como edição, layout, gerenciamento de cores e pré-impressão, além de publicar as funções associadas. É só se lembrar do caso emblemático do provedor de impressão Lulu.com . O papel dos fabricantes Há um movimento de população de nuvens com conteúdos, liderados por super-corporações como a Virgin Media. No entanto, as pequenas empresas também estão subindo seus conteúdos para a nuvem, o que facilita sua relação com seus fornecedores. Isso exige um conhecimento dessas novas tecnologias e de empresas que prestam serviços para o negócio global de artes gráficas. Todos estão interessados em desenvolver conhecimentos e competências em torno da nuvem, mas relativamente poucas empresas pequenas ou médias conseguem fazer isso sozinhas. Alguns fabricantes têm uma visão mais arrojada que outros. A HP tem, hoje, a visão mais ousada do que a nuvem pode fazer para o mundo da impressão. Além de ser um dos maiores fabricantes do mundo gráfico, a HP considera a nuvem estratégica para seus clientes. A Heidelberg tem em projeto oferecer a família de software Prinect com a funcionalidade de SAAS (Software as a Service). Esperam-se novos anúncios da Heidelberg na Drupa. A HP está construindo uma infraestrutura de hardware e software para fornecer a desenvolvedores de aplicativos os recursos

disponíveis na sua rede global na nuvem HP IPG (Indigo Printing Group). Esta nuvem tem APIs abertas, conexão com outras nuvens para dar aos clientes Indigo a máxima flexibilidade, seguindo o modelo da Apple, voltados especificamente para o negócio gráfico. Nuvens e o mundo gráfico Assim como a HP, a Ricoh também tem interesses que transcendem seu departamento de artes gráficas. A Ricoh está lançando os serviços gerenciados Managed Document Services (MDS) para todos os setores em que atua, não somente para clientes da indústria gráfica. A rede MDS utiliza o modelo de nuvem para oferecer funções escaláveis para as empresas clientes. Para a indústria gráfica, a Ricoh tem o NowPrint, um sistema web-to-print hospedado, vendido sob licença da nowdocs, um desenvolvedor de web-to-print e tecnologias de gestão associadas para o setor de documentação.

A tecnologia web-to-print se tornou fundamental para qualquer cadeia de fornecimento de mídia impressa e se adéqua como uma luva para residir na nuvem.

Além do interesse pelas novas soluções, o principal argumento é comercial e irrefutável: receber o pagamento adiantado. O processo de negócio, iniciado pelo cliente, se dá com a escolha do produto, seu conteúdo e o pagamento; Somente depois acontece a produção. Não há necessidade de financiar o cliente com matéria-prima ou mão-de-obra. No modelo web-to-print, o negócio é simplificado, especialmente pelo papel que a nuvem tem de domínio intermediário de conteúdos e trocas de informações de produção e comercial. A experiência dos clientes é, em geral, melhor do que no modelo convencional e, além do mais, com tecnologias como JDF, é possível garantir a automação de processos. Uma gráfica do Reino Unido, Precision Printing, processa mais de 35.000 pedidos diariamente, que entraram via sistema web-to-print. O valor médio do pedido é de 3 libras. Para ser rentável com um modelo web-to-print com valores médios tão baixos é preciso que haja automação máxima e que os trabalhos entrem prontos para impressão.


Revista DESKTOP

PrintMe, para impressão em rede distribuída através da Internet. O PrintMe e os modelos de computação em nuvem são ideais para o controle de operação de impressão remota, de modo que a impressão possa ocorrer perto do cliente final.

Fig. 1 • A solução de portal web-to-print da EFI, Digital Storefront, é modelo de sucesso na indústria gráfica. Fluxos de trabalho web-to-print O grande interesse nessa tecnologia é fruto do imenso esforço que os fabricantes têm feito para implementar os portais (web-to-print) com os sistemas de fluxo de trabalho (workflow). No mercado mundial, as indústrias gráficas que adotaram o modelo de web-to-print descobriram que há soluções voltadas para auxiliar os consumidores que entram pela porta virtual da gráfica, e soluções para atender clientes corporativos, B2B. No entanto, ao integrar o fluxo de trabalho com o portal web-to-print, a indústria descobre que isso torna a vida mais fácil não só para entrada de trabalhos como também para a cobrança, controles fiscais, tudo isso como benefício da automação. Os principais fornecedores de soluções na nuvem têm observado a adesão cada vez maior de empresas interessadas no uso da nuvem, o que sugere um movimento de terceirização, bem como um modelo alternativo para empresas que utilizam software e utilitários baseados em nuvem. A escolha da solução depende do tipo de negócio, as habilidades internas em TI e as necessidades de seus clientes. O portal EFI Digital Store Front (DSF) é o web-to-print mais disseminado do mercado. É oferecido nos modelos hospedado ou comprado. Quando adquirido, os clientes podem desenvolver a sua própria loja e todos os passos de negócio e, no modo hospedado, os serviços podem ser públicos, privados ou em versões híbridas de nuvem. A EFI está fazendo um enorme esforço para consolidar sua posição de líder nesse mercado. Além do EFI Digital Store Front, ela recentemente reintroduziu o conceito

Ferramentas na nuvem Ferramentas móveis baseadas em nuvem estão começando a aparecer no mercado gráfico. A Agfa introduziu recentemente o Arkitex Eversify, uma ferramenta em nuvem no modelo SaaS que automatiza a distribuição de jornais para dispositivos móveis, convertendo os arquivos em código HTML5, acessível para telefones e tablets de todos os modelos. Isso só é possível porque o HTML5 separa estilo e conteúdo, de forma que seu código é independente do dispositivo final de leitura. Para a Agfa, é a aplicação que ajuda a convivência do suporte papel com o eletrônico. No entanto, a Agfa tem muito chão a percorrer antes que possa alcançar a EFI ou a HP. A EFI, particularmente, tem uma vantagem em computação em nuvem, pois, além de QSD e PrintMe, tem parcerias de TI com inúmeras organizações. Empresas como a Xerox, um cliente de longa data da EFI, ainda estão planejando sua atuação de computação em nuvem, e o mercado acredita que a EFI fará parte deste novo cenário. O XMF Print Centre A Fujifilm também tem sido ativa no cenário de computação em nuvem, com suas fazendas de servidores próprios na Alemanha, EUA e Japão. A empresa utiliza esta infraestrutura para fornecer serviços de impressão de fotolivros e anunciou, recentemente, uma versão do seu fluxo de trabalho XMF baseada em nuvem, executado exclusivamente na nuvem. O fluxo, XMF Print Centre, é totalmente hospedado e os clientes da empresa gráfica não têm preocupações de TI, servidores, redes etc, oferecendo serviços de fluxo de trabalho e web-to-print, e isso abre novas possibilidades que veremos provavelmente em demonstração na Drupa deste ano. Como vimos anteriormente, o web-to-print é a extensão lógica de qualquer fluxo de trabalho. Isso permite que gráficas ampliem seus mercados para qualquer lugar do planeta, desde que haja um acesso à Internet. A ideia é que um sistema hospedado diminui as dores de cabeça de um sistema local. O suporte técnico de quem

25


26

Revista DESKTOP

hospeda (versões, bugs, backups etc) pode ser um pouco exagerado. Teremos que experimentar tais sistemas e a qualidade dos serviços de atendimento, suporte e prestações como confiabilidade e disponibilidade (tempo de permanência no ar). Para a EFI, o fluxo de produção parece apenas o começo. Na nuvem, a empresa tem a oportunidade de alavancar seus produtos MIS, Monarch, Pace e PrintSmith, posicionados respectivamente para grandes, médias e pequenas empresas. Hoje, a maior parte dessas tecnologias é utilizada fora da nuvem.

Fig. 2 • A Fujifilm espera uma grande adoção do seu fluxo de trabalho e portal XMF Print Centre. Os entraves das nuvens Para as aplicações de artes gráficas, onde os arquivos são muito grandes e os prazos pequenos, o custo da infraestrutura é particularmente importante, tornando vital acertar a amplitude da banda de rede para as exigências da aplicação. O sucesso da empreitada depende dos recursos disponibilizados pelas gráficas na infraestrutura como redes, hubs, roteadores e, principalmente, na banda da conexão com a Internet. Além do mais, o modelo hospedado em nuvem se baseia na confiança em um provedor de serviços externo de TI. Compreender as oportunidades da computação em nuvem é a parte mais difícil quando se entra nesse negócio. Os fornecedores de soluções de grandes formatos e impressão comercial, como Agfa, Fujifilm, HP e EFI, têm grande interesse em mover soluções, aplicações e

novos negócios para a nuvem, e todos veem o ambiente como um lugar para distribuir, modificar, especificar e arquivar trabalhos a serem impressos. Para esses fabricantes, os gráficos e empresários do setor ainda têm muita dificuldade de entender novos conceitos de TI como Software como Serviço (SaaS), computação em nuvem, web-to-print e extensões de fluxo de trabalho em outras áreas do negócio (MIS, portal, provas virtuais remotas etc). Conclusões É impossível saber o custo que a indústria da comunicação gráfica terá ao terceirizar suas aplicações de TI, que é essencialmente do que se trata a nuvem. Terceirização é uma progressão natural para serviços digitais, mas é apenas uma opção, não uma necessidade. O serviço que a Fujifilm oferece, com hospedagem e gerenciamento de infraestrutura, custa no pacote básico (para até 50 transações por mês, com dados ilimitados e armazenamento incluído) cerca de R$ 1.000,00 por mês, com incrementos de R$ 700,00 a R$ 1.000,00, dependendo da quantidade de transações. O custo do NowPrint da Ricoh é cerca de R$ 1.000,00 por mês, para até 300 transações, ou R$ 450,00 para o serviço básico, NowPrint ASAP, para até 100 transações por mês e as transações podem incluir mais de um documento. O preço é bastante flexível, permitindo aos clientes mudar de categoria, dando flexibilidade de uso e de custos. A mensagem final é clara: a computação em nuvem facilita novos modelos de negócios que podem agilizar os processos. Ofertas de serviços baseados em nuvem devem dar aos clientes uma maior flexibilidade de serviço, sem o peso extra de precisar desenvolver aplicações de TI na empresa gráfica. Esperamos ver na próxima Drupa uma grande oferta de produtos, soluções e fluxos de trabalho, além de serviços de web-to-print. Tudo isso integrando desde o pedido, produção automatizada com JDF, cobrança e expedição integradas ao MIS da empresa. Será, portanto, uma ótima oportunidade de repensar os atuais modelos de negócios e criar novos produtos e serviços para atrair os atuais e também os novos clientes para as gráficas!

bmortara@pratadacasa.com.br


A direção para vencer

Equipamentos Softwares Cursos Consultoria

Luiz Razia, nosso novo campeão Sentimos orgulho quando assistimos alguém tão dedicado e talentoso vencer um Grande Prêmio como o da Malasia na GP2.

São Paulo Região Sul Miami - USA

Isso não apenas associa a nossa marca a um campeão mas também leva a bandeira do nosso país ao lugar mais alto do pódio.

T +55 11 2915 0544

Como Razia, a Coralis é apaixonada pelo que faz. E é por isso que acreditamos que com garra e conhecimento forma-se um time campeão.

www.coralis.com.br Lider em soluções para gerenciamento de cores.


opinião

Fabio Arruda Mortara

Presidente do Sindigraf - SP e da Abigraf Nacional

indústriaunida pela valorização da comunicação impressa O dia 21 de março de 2012 já pode ser considerado um marco para a cadeia produtiva do papel e da comunicação impressa no Brasil. Na referida data, presidentes e dirigentes de 19 entidades de classe de âmbito nacional, representativas do setor, reuniram-se na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), na capital paulista, para renovar o compromisso com a Campanha de Valorização do Papel e da Comunicação Impressa (CVPCI). Criada em 2010, com o slogan “Imprimir é dar Vida”, a iniciativa conta atualmente com 26 entidades signatárias. No encontro do dia 21, entretanto, ficou claro que esta realidade começa a mudar. Todos os presentes concordaram sobre a necessidade de que seja dada continuidade à campanha, em nova fase, com a participação ativa de todas as entidades. Na ocasião, foi criado um Grupo de Trabalho (GT), para que novos conceitos e ações para a campanha sejam formulados. Os próximos passos para a consolidação da campanha deverão ser dados neste mês de abril. Um dos aspectos consensuais da reunião foi a necessidade de que a valorização do impresso se faça cada vez mais presente na sala de aula. Para o presidente do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira de Celulose e Papel (BRACELPA), José Luciano Penido, a lógica é a de que, ao levarmos informações corretas sobre a sustentabilidade de nossa cadeia produtiva às crianças e jovens em formação, reduziremos o risco de sedimentação de conceitos equivocados nas novas gerações. Acreditamos que, somente dessa forma, poderemos reverter a preocupante disseminação da ideia de que o papel é algoz das florestas nativas. Como bem lembrou o publicitário Dalton Pastore, presidente do Fórum Permanente da Comunicação (FORCOM), esse importante meio tem servido de escada fácil para quem procura

vender uma imagem “ecologicamente correta” sem se preocupar com um real aprofundamento em torno da questão da sustentabilidade. Por isso, além de informar corretamente a opinião pública, a CVPCI deverá também, neste novo momento, resgatar algumas características importantes do papel. Não podemos nos furtar de lembrar, por exemplo, que o estímulo à leitura nos meios eletrônicos não parece ser um caminho acertado para que nossos filhos e netos tomem gosto pelos livros. Como bem lembrou meu amigo Vitor Paulo de Andrade, da Associação Nacional dos Distribuidores de Papel (ANDIPA), quando uma criança vai para o tablet ou computador, ela acaba sendo muito mais estimulada pelos recursos visuais e sonoros do que pela leitura. Não se trata, entretanto, de combater os meios eletrônicos. Nosso objetivo é mostrar, apenas, que, para algumas funções, o impresso é tão – ou mais – eficiente do que as outras mídias. Afinal, nos parece óbvio que o leitor de livros impressos retém muito mais informações do que o leitor de mídias eletrônicas. Além de todos esses importantes aspectos, que serão trabalhados nos próximos meses por um Grupo de Trabalho criado exclusivamente para definir novos caminhos e ações para a campanha, a reunião do dia 21 de março ressaltou, acima de tudo, a importância da união do nosso setor na defesa dos valores culturais, sociais e sustentáveis da comunicação impressa, através de seus múltiplos canais. Olhar nos olhos de cada um dos 19 dirigentes presentes na ocasião, em uma movimentada manhã de quarta-feira em São Paulo, só reforçou a convicção de que, juntos, temos muita força. Mas esse foi apenas o primeiro passo dos muitos que virão. Seguiremos unindo esforços para que a nossa luta chegue às ruas, às casas e às escolas, para que, aí sim, façamos a diferença.

fmortara@paperexpress.com.br


AFEIGRAF

2 Conferência a

ABRO

6a Conferência

20 e 21 de setembro de 2012

WTC Convention Center | São Paulo | Brasil A visão globalizada do setor gráfico

The globalized vision of the graphic sector La visión globalizada del sector gráfico

Realização Realization Realización

Organização e Promoção

Organization and Promotion Organización y Promoción

www.trendsofprint.com.br


opinião

Hamilton Terni Costa

O evento transpromo multicanal e a venda de soluções Hamilton terni costa destaca o evento transpromo multicanal e os seus resultados

Terminamos de realizar o evento TransPromo Multicanal, neste começo de abril, com a presença de um público basicamente composto por usuários finais, em especial das áreas bancárias, de seguros e financeiras. Na apresentação constaram cases da Ford, via Laborprint, sobre marketing direto feito pela Rapp Collins; evolução do case Bradesco via BMK; como construir transpromo pela Valid, citando o case do Banco do Brasil e as novas interfaces com os smartphones; e, por fim, os cases da Mapfre e os controles on-line de mensuração de respostas aplicados nas campanhas do Bradesco, ambos pela agdirect. Permeando os cases, tivemos as colocações de Pat McGrew, evangelista dessas aplicações e extraordinária apresentadora da HP, e de Victoria Cashion, suporte global da Pitney Bowes. Com a clara intenção de educação de mercado, maior difusão dessas tecnologias e o estimulo ao avanço na sua utilização por parte das empresas, nesse caso de

forma especial no setor bancário e de seguros, não deixou de ser estimulante a constatação de que o transpromo não somente começa a ser efetivamente utilizado como traz resultados importantes e significativos. Além disso, eventos como este também nos estimulam ainda mais no desenvolvimento de comunicações que sirvam de orientação às empresas gráficas que estão buscando a forma de oferecer uma gama mais ampla de serviços, de soluções a clientes. Tanto assim que, no segundo semestre, e na continuidade de nossa parceria com a APS, teremos um evento de marketing de cross-media mostrando como oferecer plataformas e serviços de marketing aos clientes em uma integração de papel e mídias digitais. E aqui fica o ponto que queríamos ressaltar dentro do que pudemos debater no evento de TransPromo, e que também permeia esse aspecto de transformação


Revista DESKTOP

das empresas: a capacidade de venda de soluções aos clientes, ou, em outras palavras, a capacidade de se fazer uma oferta de valor que satisfaça necessidades latentes dos clientes. O interessante na discussão sobre como foi o desenvolvimento dessas aplicações transpromo, no Bradesco, Banco do Basil e em cases como Mapfre, foi a observação de dois pontos comuns. Primeiro, a forma de abordagem dos fornecedores gráficos na relação com os clientes. Ao invés de somente se aterem em buscar mais pedidos e novas cotações, houve a preocupação de buscar, dentro dos clientes, os gerentes que necessitam gerar negócios para suas áreas e, para isso, necessitam de novas ideias e sugestões que lhes ajudem a atingir objetivos de negócio. Em segundo lugar, detectar – ou ser detectado por eles - aqueles que podemos chamar de líderes de projeto ou de “loucos”, segundo expressão usada no evento. Pessoas que percebam o potencial dessas aplicações e movem montanhas na organização para ajudar a implantá-las e fazê-las funcionar. Por suposto que nem sempre vamos encontrar esse perfil de pessoas em todos os clientes, o que muitas vezes dificulta a venda dessas ideias, em especial nas organizações complexas, mas não devemos deixar de procurá-las e instigá-las se efetivamente querem trazer resultados com inovação. Mas, por outro lado, se não tivermos uma abordagem de venda que busque conhecer mais a fundo o negócio do cliente, seus objetivos de negócio, seus problemas efetivos e cultivarmos relacionamentos mais amplos, jamais encontraremos essas pessoas e, possivelmente, não passaremos dos relacionamentos com as áreas tradicionais de compra e especificação e de produção de serviços gráficos. Tive em mãos uma pesquisa realizada agora em fevereiro, encomendada pela Canon Europeia, com mais de 400 decisores e compradores de produtos gráficos, agências de propaganda e organizações na Europa sobre a importância do impresso nos seus compostos de marketing, e que será distribuída durante a próxima Drupa. Tivemos a chance de debater essa pesquisa no Encontros ANconsulting de Impressão Digital, que realizamos trimestralmente. Nesse evento, realizado em março, junto com três empresas em crescente utilização do digital (Centrográfica, Flor de Acácia e iPressnet), o resultado desse levantamento mostrou, por um lado, que o material

impresso continua a ter um papel importante no composto mercadológico dessas empresas, assim como a constatação que sua utilização em conjunto com os meios digitais incrementa os resultados das campanhas. Por outro lado, mostrou também que esses clientes querem ter mais informações de seus fornecedores gráficos sobre as utilizações das novas tecnologias, em especial as que permitem produções justo a tempo e customização de mensagens. Essa questão, na pesquisa, foi mostrada como uma oportunidade para os gráficos. Parte de nossa discussão no encontro foi até quanto o fornecedor de serviços gráficos deve efetivamente educar seu cliente sobre essas tecnologias, o que parece adequado, haja vista o próprio evento de transpromo anteriormente citado. Mas, quanto esse fornecedor também deve mudar sua abordagem, para ultrapassar as barreiras de simplesmente atender a requisitos de compras e partir para conhecer o seu cliente e as pessoas que fazem acontecer o negócio do cliente? Ao entender seus reais problemas, como aumento de faturamento, melhor comunicação com seus mercados, diminuição de custos de processos, entre outros, que se possa apresentar soluções para esses problemas com essas e outras novas tecnologias. Para mim, portanto, além de educar, é preciso entender para oferecer. No fundo, foi o que vimos no evento transpromo: crescemos juntos com os clientes e construímos valor conjuntamente ao proporcionar inovações para eles e para nós e se nossa abordagem fugir dos parâmetros há muito estabelecidos no setor: esperar pela demanda ao invés de gerá-la. Essa mudança está em nossas e em suas mãos. O que você está esperando para vender soluções e gerar mais demanda? Hamilton Terni Costa é diretor geral da ANconsulting, (www.ansconsulting.com.br), consultoria líder no mercado gráfico latino-americano em estratégia e desenvolvimento de negócios, com clientes no Brasil, outros países da América Latina e Estados Unidos. É também co-autor do livro "TransPromo - Oportunidades Mercadológicas em Documentos Transacionais" e um dos coordenadores do curso de Pós-Graduação Gestão Inovadora da Empresa Gráfica na Faculdade Senai Theobaldo De Nigris, onde ministra a matéria de Gestão Estratégica.

hterni@anconsulting.com.br

31


opinião

Ewaldo Leme

governo digital ewaldo leme revela como o governo caminha para o mundo digital, incluindo uma presença fiscal cada vez mais eficaz em operações empresariais de formato eletrônico Já faz algum tempo que acompanhamos o governo se movimentar em todas as estâncias (Federal, Estadual e Municipal) no caminho do mundo digital. Só no ano de 2011, foram arrecadados mais de um trilhão de impostos. O ritmo das mudanças está nos transformando em aprendizes novamente: as empresas, além do espírito empreendedor e do conhecimento técnico, precisam de gestão e tecnologia para atender a todas as necessidades administrativas e alcançarem o sucesso desejado. Os fiscos buscam obter, constantemente, informações sobre todas as operações empresariais em formato eletrônico, ou seja, eles já estão digitais e, a cada dia que passa, a “presença fiscal” é mais efetiva em nossas operações, lembrando que até 2014 todas as empresas estarão enquadradas no SPED. Este ano ainda entra em vigor o SPED SOCIAL (SPED-FOLHA), além da Manifestação do Destinatário da Nota Fiscal Eletrônica modelo 55 (NT 2012/002). O que nos resta é, através de ações assertivas, diminuir os riscos fiscais, porque são com estas medidas que o governo instala seus projetos multidisciplinares, como foi também no caso do Segmento Editorial com a implantação do RECOPI (Sistema de Reconhecimento e Controle das Operações com Papel Imune) em São Paulo, já que cerca de 80% do produto imune é produzido, comercializado e distribuído por empresas instaladas neste estado, sendo que já foi publicado no Diário Oficial da União, no dia 9 de abril, o credenciamento ao RECOPI NACIONAL para os estados da Bahia, Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, a partir de 1º de Outubro de 2012. Hoje, a habilidade no uso da tecnologia para se obter informações e analisá-las, sintetizá-las, interpretá-las e “Comunicá-las” é imprescindível. Mais importante do que possuir tecnologia é fazer bom uso dela. Temos que compreender a exata dimensão das dificuldades geradas pelas mudanças nas regras de negócio

e do esforço necessário para atender ao SPED, e que a aderência a ele é muito maior que a simples adaptação do sistema de gestão às novas exigências do Fisco. É uma evolução compulsória de processos, com prazos de entrega, que impactam a gestão tributária e fiscal da empresa, mudando as suas regras de negócio e a sua forma de contabilizar os impostos e apurar o seu lucro. Infelizmente, os dados da realidade nos mostram que várias empresas retificaram a entrega do ECD (Escrituração Contábil Digital), e muitas outras retificaram também os arquivos de EFD (Escrituração Fiscal Digital) e mais de 70% terão que retificar o EFD Contribuições (Ex EFD PIS COFINS), no intuito de corrigir algo que veio a ser conhecido ou esquecido depois da entrega dos arquivos ao SPED. Implantamos, atualmente, várias soluções na área de TI fiscal, com clientes utilizando Sistemas de Gestão Integrados (ERP) de mercado global, nacional, local e até desenvolvidos internamente, e sabemos que se trata de uma tarefa complexa e dispendiosa adaptar o ERP para as diversas obrigações acessórias, e ainda garantir que as informações armazenadas na sua Base de Dados permanecerão exatamente como foram entregues ao Fisco. Então, concluo que o melhor é buscar conhecimento, parcerias, capacitando o pessoal envolvido dentro da empresa e se antecipar às novidades que o Fisco nos reserva, submetendo os arquivos do SPED a uma verificação que pode detectar problemas antes que o Fisco as identifique, conciliar a informações contábeis e fiscais, porque o PVA (Programa Validador da Escrituração Fiscal Digital) não detecta várias situações em que a empresa será obrigada posteriormente a fazer retificações, gerando custos desnecessários. Ewaldo Leme é especialista em TI Fiscal e sócio proprietário da ACE BR Software, empresa especialista em Gestão e desenvolvedora de Sistemas Integrados para Gestão Empresarial com excelência em obrigações fiscais.


SoluçõeS GRáficaS PaRa PRé-imPReSSão Provas de impressão, agora no seu navegador O Remote Director é uma solução de prova virtual que permite aos clientes de empresas gráficas acessarem remotamente suas provas usando seus próprios computadores e navegadores comuns de Internet, independente do lugar onde estejam.

Principais recursos Solução toda baseada em browsers comuns de Internet (FireFox, Safari e Chrome) Uso e operação extremamente simples Vários recursos de medição e anotações nas provas Simulação de condição de impressão Suporte à calibração de monitores por meio de dispositivos de medição Suporte à cores Pantone Controle de versionamento e de comparação entre os ciclos de prova Solução pode ser comprada (instalação local) ou alugada (uso do servidor web do fabricante) Redução de custos de produção e de entrega das provas impressas Redução do tempo de aprovação do projeto

A solução para seus problemas com PDF Principais recursos Conversão de arquivos nativos de Office e PS em PDFs adequados para pré-impressão e impressão digital Preflight e correções automatizadas Homologação e certificação de acordo com normas ISO PDF/X Edição de elementos de página Imposição de páginas e nesting Gestão e conversões entre espaços de cor Correções de delimitadores de página Comparativo visual de diferentes versões de PDFs Processamento de múltiplos arquivos em lote Combinar e reorganizar páginas de um ou vários documentos PDF Redimensionamento e reposicionamento de elementos de página de PDFs Embutimento de fontes e conversão de textos em curva Gestão de camadas

Soluções inteligentes para aplicações gráficas

(11) 3044-5006 vendas@starlaser.com.br www.starlaser.com.br


Sistema Automático para o Controle de Papel Imune da ACE BR.

Porque tudo que é muito importante e requer total controle, merece estar nas mãos de especialistas.

O.RECOPI é a solução da ACE BR, empresa desenvolvedora de Sistemas para Gestão Empresarial, com excelência em obrigações fiscais. É um sistema fácil de instalar, fácil de usar, completo, totalmente automático, pois opera sem intervenção humana e integra-se a qualquer ERP disponível no mercado. Realiza:

Quem usa:

Extração de dados e elaboração de demonstrativos de estoque e transmissão à SEFAZ, contendo as informações sobre aquisições, utilizações imunes ou não, saldos em estoques, destinações, resíduos, perdas, recebimentos ou envios para industrialização. Além disso, realiza diversas operações, como exemplo, o retorno de papel simbólico e a remessa por conta e ordem, o que garante sua aplicabilidade na Indústria Fabricante de Papel, além da Gráfica e da Editora.

“Escolhemos o O.RECOPI da ACE BR, pois foi a empresa dentre as quais pesquisamos, que demonstrou maior conhecimento na questão de obrigações fiscais. Utilizamos o sistema há 2 anos, e desde então, realizamos todas as operações de forma rápida e segura, com a garantia que estamos cumprindo na íntegra as exigências fiscais impostas.” Marcelo Cavalcante Gerente de TI da Editora Moderna

11 3019 1399 www.acebr.com.br comercial@acebr.com.br


caderno especial

drupa 2012

Portabilidade, inkjet, automação, conversão. Seja qual for seu conceito sobre ela, a Drupa 2012 chega repleta de novidades. Confira um preview completo do que será mostrado em Düsseldorf nesta edição especial de DESKTOP NA DRUPA.


EDITORIAl drupa

Jean-Frédéric Pluvinage

Drupa Mobile Quem poderia imaginar que um dia o conceito de diversão e entretenimento (e, claro, utilidade) dos dispositivos de comunicação móveis chegaria ao universo gráfico? Pois é isso que, entre outras coisas, esta Drupa mostrará em Düsseldorf.

sistemas, novos módulos que permitem não somente enviar arquivos inteiros para impressão, como também monitorá-los, conferir seu status, realizar correções, comentários, fazer aprovações, visualizar todo o fluxograma de sua gráfica mesmo estando a centenas de quilômetros de distância, gerir e direcionar fluxos de produção para este ou aquele equipamento mais ocioso etc.

Certamente vocês já ouviram a expressão “levar trabalho para casa”. Mas, se depender dos novos sistemas de gerenciamento de workflow e gestão gráfica, os empresários do setor poderão levar trabalho também na mala de viagem. Pode ser que isso não agrade muita gente, mas é certo que a Drupa 2012 será a Drupa da interatividade, mobilidade e do acesso e compartilhamento de dados a partir de, virtualmente, qualquer localidade. Então, se você é daqueles que fica maravilhado quando passa o dedo e mexe nos recursos do iPad, ou já usa seu blackberry para acessar e-mails e trabalhar, saiba que o portifólio de novidades para acesso e gerenciamento de dados gráficos será enorme na Drupa. Praticamente todas as grandes e médias fabricantes de equipamentos lançará, como “adicional” aos novos

Só isso? Claro que não. A Drupa mostrará uma profusão de dispositivos e sistemas para envio e monitoramento remoto de conteúdo, explorando a tão comentada nuvem, ou cloud, que representa a nova tendência de armazenamento remoto (e virtual) de conteúdo produzido para internet. Mas não será tudo. Haverá muito espaço para novos hardwares de impressão, impressão digital toner e inkjet, e acabamento. As offsets tendem a se tornar mais flexíveis no que tange ao formato e mais automatizadas e rápidas no que se refere ao sistema de impressão. Como muitos já previram, a Drupa também mostrará um foco especial no segmento de embalagem. Também será a Drupa em que despontarão novos e consolidados modelos de impressoras digitais inkjet. Provavelmente, os incrementos principais serão qualidade e velocidade, num balanço perfeito. Na área de acabamento, destaque para os sistemas voltados para as necessidades dos impressos digitais. E isso é só o começo. A seguir, a Revista Desktop preparou uma prévia toda especial do que algumas das principais empresas do mercado irão mostrar na Drupa. Tome nota, porque essas soluções marcarão o futuro da indústria gráfica nos próximos anos.


expoprint. com.br

A MAIOR FEIRA GRÁFICA DA AMÉRICA LATINA THE LARGEST EVENT OF THE GRAPHIC ARTS INDUSTRY IN LATIN AMERICA EL MAYOR EVENTO DE LA INDUSTRIA GRÁFICA EN AMÉRICA LATINA

TRANSAMÉRICA | SÃO PAULO | BRASIL

16 A 22 DE JULHO DE 2014 JULY 16TH TO 22ND • 16 AL 22 DE JULIO

Inscreva-se on-line: www.expoprint.com.br Link "Quero Visitar"

Ao efetuar o seu cadastro gratuito, você ainda recebe informações sobre o mercado gráfico e as novidades dos expositores da ExpoPrint.

Register online: www.expoprint.com.br Link "I Want to Visit"

Making your free register, you'll receive information about graphic market and the news from the ExpoPrint exhibitors.

Inscríbase vía online: www.expoprint.com.br Link "Quero Visitar"

Al hacer su inscripción gratuita, sigue recibiendo información acerca del mercado gráfico y las noticias de los expositores de ExpoPrint.

Visite-nos na Drupa Stand EN 1-03 Entrada Norte

ASSOCIADOS AFEIGRAF | AFEIGRAF MEMBERS | ASOCIADOS AFEIGRAF

APOIO ENTIDADES | ENTITIES SUPPORT | APOYO ENTIDADS

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE FORMULÁRIOS, DOCUMENTOS E GERENCIAMENTO DA INFORMAÇÃO

APOIO INTERNACIONAL | INTERNATIONAL SUPPORT | APOYO INTERNATIONAL

REALIZAÇÃO | REALIZATION | REALIZACIÓN

ORGANIZAÇÃO E PROMOÇÃO | ORGANIZATION AND PROMOTION | ORGANIZACIÓN Y PROMOCIÓN


Gerenciamento de cor DRUPA

Ricardo Minoru Horie

GMG PRoduction suite Empresa alemã continua a expandir seu portifólio de produtos ao desenvolver sistema de workflow e de gerenciamento de cores para o segmento de grandes formatos

A GMG, mundialmente reconhecida por suas soluções de provas de cores, apresentou na edição espanhola da FESPA, que ocorreu no final de fevereiro em Barcelona, seu mais novo produto: o GMG ProductionSuite. De acordo com a empresa, trata-se de uma solução que permite sua entrada no segmento de impressão em grandes formatos para os que buscam alta qualidade e produtividade máxima. De acordo com Ian Scott, diretor geral da GMG, adentrar no mercado de grandes formatos é um passo lógico na visão estratégica da empresa. “Com recursos de reprodução aperfeiçoada, cores Spot e opções poderosas de edição, pretendemos oferecer nosso know-how para as empresas deste segmento”, afirmou Ian.

O novo produto é modular e oferece uma gama completa de recursos e funções. Ele é composto de módulos de edição, RIP, SmartProfiler e PrintStation, sendo compatível com mais de 800 modelos de impressoras. O modelo de licenciamento permite instalações personalizadas que variam de uma configuração baseada num único computador, um RIP e funções para controlar uma ou duas impressoras, até mesmo fluxos de trabalho mais complexos compostos por múltiplos usuários e plataformas diferentes (Mac OS e Windows), RIPs e impressoras. Segundo Paulo Monteiro, gerente de negócios para América Latina, “o mercado de Large Format Production está em expansão e a GMG está satisfeita por poder oferecer uma nova ferramenta de trabalho para esse


Revista DESKTOP

segmento, tão carente no que diz respeito a soluções integradas de controle de processo e de uniformidade de cor. Com o GMG Production Suite, a GMG se diferencia da concorrência que, em sua maioria, oferece apenas um software de RIP ou de controle de cor, e vai além, ofertando uma solução completa para todo o processo produtivo de impressão digital de grande formato, desde o sign até mesmo o têxtil e serigrafia digital.” “O sistema é tão abrangente que o cliente pode preparar o arquivo na pré-impressão, ripar, gerenciar as cores e também gerenciar o acabamento, com uma única solução integrada de software”, complementa Monteiro. Módulo de edição O GMG ProductionSuite Editor é o módulo de edição e central da suíte. De interface bastante simples e intuitiva, oferece acesso visual a todos os dispositivos de impressão do ambiente de produção para grandes formatos. Um dos destaques é o recurso que calcula automaticamente o fator de escalonamento de impressão, já que as imagens são editadas diretamente no formato final. Esse módulo calcula também a quantidade necessária

de ilhós. Ele tem a capacidade de editar diretamente conteúdos de arquivos nos formatos PDF, PSD e AI, além de perfazer ações de preflight. Módulo RIP O GMG ProductionSuite RIP funciona em background, de forma independente do módulo de edição. Ele oferece um interessante recurso de softproof do material ripado com possibilidade de medição de densidades e cargas de tinta, além de visualização em separação de cores. Módulos SmartProfiler e PrintStation Esse módulo usa perfis de cores e recursos de calibração de dispositivos de impressão para produzir resultados semelhantes em modelos de impressoras diferentes. O recurso de destaque deste módulo (em conjunto com o GMG FlexoProof ) é o processamento de cores spot que podem ser reproduzidas com mais precisão usando as tintas e gamuts das impressoras compatíveis. O produto é representado no Brasil pela Starlaser e estará sendo demonstrado no stand da GMG na Drupa 2012 (B25 do pavilhão 4).

Povareskim: novas soluções Da Redação A Povareskim estará na Drupa representando a tecnologia nacional, e apresentando, como maior destaque, a nova solução MaxColor, que complementa a suíte MaxPro que conta, ainda, com os aplicativos MaxPro RIP (rasterização), MaxPro (trapping e criação de máscaras de recorte) e MaxStep (ferramentas automáticas e interativas para criar repetições). O MaxColor trabalha com o princípio de substituir cores do padrão CMYK por cores especiais, resultando numa economia maior no consumo de tinta, e cores mais vibrantes. Trata-se de uma solução ideal, sobretudo, para o mercado de embalagens. Outro destaque da Povareskim na Drupa será o Metallic PRO, que produz

separações de cores especiais de forma automática e consistente. O usuário tem a opção de gerar uma separação com tinta branca (para impressão em materiais metálicos) ou uma separação com tinta prata (para impressão em materiais brancos). Uma vez que as imagens foram convertidas, a opção de visualização metálica dá ao usuário o efeito metálico no monitor. A visualização metálica simula, na tela, a combinação da tinta branca sob o substrato metálico, fornecendo uma visão precisa de como o material será impresso. Os ajustes podem ser feitos com a intensidade de reflexão da luz e do ângulo, simulando vários ângulos visuais.

www.povareskim.com.br

39


workflow Drupa

eCalc Software participa de sua 4ª Drupa focando tecnologia nacional Empresa brasileira de inteligência de software para gestão gráfica participa pela quarta vez da Drupa para mostrar sua suíte de aplicativos e anuncia dois lançamentos mundiais

O eMining permite visualizar o trabalho de uma gráfica A eCalc, empresa brasileira com sede em São Paulo, especializada em tecnologias para gestão inteligente da indústria gráfica, arruma as malas para sua quarta Drupa. Trata-se de uma das empresas nacionais com mais participações no evento mundial de artes gráficas, que acontece de 3 a 16 de maio, em Düsseldorf, Alemanha. Segundo seu diretor, Tiago Silva, a eCalc não somente mostrará as tecnologias já consagradas e em operação em clientes de todo o Brasil, América Latina e África, como prepara dois lançamentos exclusivos para a Drupa. “Será nossa quarta participação na Drupa, e estaremos focados em mostrar a inteligência de software brasileira para os clientes gráficos de todo o mundo. Nosso objetivo é ampliar nossa base de instalações tanto no Brasil, onde já contamos com parceiros fortes no setor gráfico e em outros setores, como ainda em outros países. Temos parceiros muito fortes em países da América do Sul e África. Creio que essa Drupa marcará, definitivamente, a internacionalização da marca e imagem eCalc”, disse Tiago. Novidades A eCalc Software prepara duas novidades para a Drupa. Na feira, a empresa mostrará sua nova solução chamada eBI, que engloba duas aplicações: o eMining e o eStrategy.

O eMining é o novo sistema baseado em Business Intelligence (BI), o que permite, a partir de um dashboard (uma única tela centralizadora de dados), que os clientes e administradores visualizem qualquer informação de todo o trabalho de sua gráfica, incluindo itens como consumo, expedição, funcionamento de maquinário, equipamentos ociosos e produtividade, gastos, faturamento etc. O princípio é relativamente simples. Uma vez que a gráfica possua, instaladas em seu servidor, as ferramentas de gestão eCalc (EasyCalc, eGraf, Express, ePlan e outras), a nova ferramenta simplesmente captura, trata e centraliza esses dados numa única tela. A partir dela, os usuários podem optar por visualizar os dados de forma simplificada e resumida, ou obter maiores informações simplesmente clicando em hyperlinks. “É uma forma inovadora e extremamente simples de gestão. Com esse novo produto, não há como o gráfico não obter uma visão transparente e extremamente simples das informações de sua empresa, detectar erros e planejar investimentos futuros”, afirma Tiago. E, em se falando de tecnologia para planejamento de futuros investimentos, a eCalc anuncia, como sua segunda grande novidade para a Drupa, o eStrategy, um novo sistema de análise através de indicadores predefinidos e customizáveis. Operando de modo integrado com a primeira solução, e também baseado em Business Intelligence, o novo aplicativo de gestão possui arquitetura dinâmica e interface customizável e simples para que o gestor ou gráfico possa ter uma visão ampla e simples da produtividade em cada um dos setores de sua gráfica. Cada item pode ser ranqueado em nível de prioridade de acordo com a preferência do gestor, que pode, ainda, organizar uma lista de itens


Revista DESKTOP

e escolher, entre as várias seções existentes no software, apenas aquelas que se adaptam à realidade de sua gráfica e de suas prioridades. Outro destaque da nova ferramenta é a possibilidade de se gerar gráficos de desempenho, realizar processos de gestão - análises e tomadas de decisão - baseados em indicadores, e recorrer a um display que é automaticamente atualizado, sem qualquer necessidade de input de dados (por exemplo, assim que uma OS entra na produção e o trabalho é enviado para um determinado equipamento, o sistema lê e atualiza automaticamente essa nova informação). “Com essa visão ampla e transparente, o cliente ficará totalmente seguro sobre quais são os pontos em sua gráfica que merecem atenção, onde é necessário investir. Não há, no mundo, um software tão fácil e centralizado como este que estamos lançando”, afirma Tiago. “Os dados com que trabalhamos já existem normalmente em qualquer empresa. O que fizemos foi criar uma ferramenta simples para visualização desses dados num único painel.” Portifólio Além dos softwares de administração e gestão, a eCalc Software também levará para a Drupa sua linha tradicional e já consagrada de produtos. Destaque para o EasyCalc, que flexibiliza as operações de cálculo gráfico, procurando e localizando a melhor rota de produção com o menor custo; o eGraf, uma ferramenta de inteligência de execução de orçamentos a partir de qualquer localidade, via internet, e verificação do status de produção, sem a necessidade de se instalar softwares para isso; o Express, um sistema para administração financeira que possui total integração com os outros módulos de aplicativos eCalc e que permite compartilhar informações do banco de dados da gráfica entre os diferentes setores; e o ePlan, um módulo de planejamento e controle de produção que trabalha a partir dos dados (OS) inseridos no EasyCalc, a partir dos quais operacionaliza a geração de tarefas a serem executadas em cada uma das máquinas da gráfica, evitando acúmulo de produção num determinado equipamento, e gerindo, com inteligência, a divisão produtiva, eliminando gargalos. A eCalc também disponibiliza o aplicativo eClient, um sistema CRM que controla e monitora o relacionamento entre gráfica e cliente, incluindo gerenciamento da equipe de vendas e registro de contatos. Todos os sistemas eCalc dispõem de uma solução para criação automática de relatórios customizáveis, que podem ser emitidos por qualquer uma das ferramentas. Chamada de Relat, permite, ainda, geração de gráficos estatísticos que ilustram e complementam as informações compiladas. “Será nossa maior Drupa e estaremos esperando os clientes brasileiros, latino-americanos e de todo mundo para conhecer a tecnologia brasileira na gestão gráfica”, disse Tiago.

www.ecalc.com.br

41


digital Drupa

Especial Drupa

Digital

Do inkjet com qualidade otimizada, até a customização total e flexível, a Drupa mostrará a nova geração de impressoras digitais, e mais, como estas podem se integrar ao mundo offset.


Revista DESKTOP

Agfa

imprimir diretamente sobre tecidos usando tinta base d´água).

Agfa anuncia novidades para

O terceiro modelo da série :Jeti apresentado na Drupa será a

a Série :Anapurna e :Jeti

:Jeti 3020 TITAN, cuja configuração inclui 36 cabeçotes de im-

Num mundo em que se discute a diminuição drástica do

pressão, padrão CMYK mais branco, arquitetura plana (opcional

papel impresso, a Drupa apresenta a reunião entre o digital e

para trabalho com rolo), e área de impressão máxima de 3x2

o impresso, mostrando que o mercado está preparado para

metros. A velocidade é de 226 m2/hora e, caso seja necessá-

imprimir mais do que nunca. Hasteando a bandeira da impres-

rio, pode sofrer upgrades para incremento de velocidade ou,

são, a Agfa anuncia para a Drupa novos modelos de suas já

ainda, adição de novas cores.

consagradas linhas :Anapurna e :Jeti, confirmando a marca da

O quarto e último modelo :Jeti é a :Jeti 3020 TITAN FTR com 48

empresa como uma das maiores provedoras de impressão em

cabeçotes e seis cores. Conta com sistema rolo a rolo e formato

grande formato e impressão UV do mercado mundial.

de 3x2 metros. A largura do rolo é de 3,2 m.

:Anapurna - Da família :Anapurna, a Agfa anuncia a nova :Ana-

Leopard - Talvez uma das principais novidades da Agfa na

purna M2540 FB, que conta com arquitetura plana (flatbed),

Drupa seja a impressora :M-Press Leopard, um equipamento

padrão de impressão seis cores mais tinta branca, cabeças

UV para trabalhos em grandes formatos com operação semiau-

KM 1024 que geram pontos de 12 picolitros e alta resolução

tomatizada e indicada para produção industrial.

para trabalhos que necessitam de reprodução de detalhes em

Com alta qualidade, possui 64 cabeçotes CMYK com tec-

formato máximo 2,56x1,56 metros.

nologia Agfa UPH2 de 10 a 16 picolitros, área de impressão

O sistema de transporte da mesa conta com oito zonas de

de 1,60x2,60 metros, 55 zonas de vácuo para fixação dos

vácuo para fixação de mídias com até 80 kg. Outro modelo

substratos à mesa, e alimentação frente e verso através de 23

apresentado pela Agfa na Drupa será a :Anapurna M2050, que

pinos de registro.

se destaca por ser um equipamento híbrido, que pode traba-

Impressão Comercial - E o que a Agfa levará de novo para

lhar tanto com mídias flexíveis quanto rígidas. Também possui

o mercado de impressão comercial? Durante a Drupa, a Agfa

padrão seis cores mais branco, suporta formato de até 2,05x3

anunciará o lançamento de uma nova geração de chapas :Azura,

metros e tem velocidade estimada em 53 m /hora. Destaque,

chamada de :Azura CX125 COU (Clean-out Unit), que permite

ainda, para a alta resolução do equipamento (720x1440 dpi).

reduzir o consumo de goma e está encaixada dentro dos con-

:Jeti - Imprimir não significa, somente, pensar em papel ou

ceitos ecológicos da companhia. A Agfa também irá anunciar a

mídias como lonas, vinis etc. Hoje, o universo da impressão

nova versão do :Apogee 8, que agora suporta o padrão 64 bits,

abre novos horizontes, e a Agfa mostra um pouco disso com as

traz otimizações para imposição digital de imagens e, também, o

novidades da linha industrial :Jeti.

novo módulo :Apogee StoreFront, baseado no princípio “nuvem”

2

Na Drupa, estará exposto o modelo :Jeti 1224 HDC FTR, que traz arquitetura plana (opcional para trabalho com rolo de até 2,40 metros de largura), configuração CMYK mais tinta branca, tecnologia de impressão com gotas variáveis, adequando a qualidade às necessidades dos clientes e permitindo a execução de trabalhos que necessitem de resolução mais fina, e sistema de cabeçotes com 20 unidades com tecnologia Ricoh 4gen. A velocidade da :Jeti 1224 HDC FTR está estimada em 100 m2/hora e o formato de mídia é de 1,22x2,44 metros. Utiliza tinta Agfa Anuvia. Ainda da série :Jeti, a Agfa mostrará a :Jeti 3324 Aquajet PRO, que tem velocidade de 65 m2/hora, 24 cabeças de impressão com tecnologia Spectra Série Especial base d´água, e que dispensa qualquer equipamento adicional de cura para trabalhos que usem mídias fora do padrão papel (no caso, a grande vantagem da :Jeti 3324 Aquajet PRO é a possibilidade de se

Página inicial do :Apogee StoreFront baseado em Cloud Computing

45


digital Drupa

(cloud) e voltado a aplicações e-commerce e web-to-print, facili-

no setor de acabamento, que lançará uma nova geração de

tando a realização de upload e armazenamento de dados online.

fechadoras e coladeiras automáticas para caixas da linha CM

Sua ferramenta Online Editor permite que clientes criem ou

– 580c / 780c / 1050c.

editem seus documentos através de settings de fácil compre-

HP - No hall 4, estará uma das principais parceiras da Alpha-

ensão e uso.

print, a HP, que promete, para esta Drupa, novidades como

Jornais - A Agfa anuncia novos modelos de CtP para o mer-

a HP Indigo 10000 para formato 75x53 cm; HP Indigo 30000,

cado de jornais, que costumeiramente trabalha com grandes

que tem foco na alta produtividade; HP Indigo 5600, que co-

volumes. A empresa lançará na Drupa o CtP :Advantage N PL

bre o formato 33x48 cm e tem velocidade de 90 páginas/mi-

HS de alta velocidade, e o modelo :Advantage N TR HS, ambos

nuto; HP Indigo 7600, que cobre o mesmo formato, mas tem

com capacidade de gravar 350 chapas/hora. No evento, a Agfa

velocidade maior: 160 páginas/minuto; e HP Indigo W7250,

realizará demonstrações do :Advantage N PL HS operando com

com largura de 33 cm e velocidade de 320 cm (CMYK). Outra

a chapa :N94 VCF.

linha HP que contará com lançamentos será a família inkjet,

Além disso, os novos CtPs apresentam novo design, e têm capa-

que terá os modelos HP T230 (400 folhas/minuto); HP T360

cidade para gravar dois paletes de 3000 chapas através de um

(800 folhas/minuto); e HP T410 (800 folhas/minuto, porém,

cassete adicional e funcionamento totalmente automatizado. Na

com largura de mídia maior, de 42 polegadas).

área de workflow, a Agfa anuncia o :Arkitex Eversify, que integra

Com tecnologia látex, a HP também lançará a Designjet

dados de impressão de jornais e dispositivos móveis.

L26500, que conta com recurso para impressão frente e verso

www.agfa.com.br

com 1200 dpi de resolução, durabilidade externa de até 3 anos sem laminação, impressão feita em uma série de substratos, inclusive tecidos, seis cores e 1,55m de largura de impressão; e L28500, para impressão frente e verso com 1200 dpi de resolução, durabilidade externa de até 3 anos sem laminação, impressão feita em uma série de substratos, inclusive tecidos, seis cores e 2,64m de largura de impressão. Conta com velocidade de até 70m² /hora. Kodak – No hall 5, a Alphaprint estará ao lado da Kodak, de quem representa sistemas de pré-impressão, com destaque para o novo CtP Magnus 800 e o CtP entry-level Achieve; nova geração de chapas sem processamento Sonora XP; chapas Kodak Trillian SP; versão 6 do sistema Prinergy e o InSite PrePress Portal 6.5. EFI – Com a EFI, a Alphaprint mostrará a nova geração da EFI Vutek QS para largura de até dois metros, e a nova linha EFI Vutek GS3250LX, com tecnologia híbrida (plana e rolo a rolo). Para impressos flexíveis com entrada por rolo, o destaque será

alphaprint

a Rastek R3225.

novidades em todos os lugares

Outros – No hall 6, a Alphaprint estará ao lado da Océ com as

Com um amplo portifólio de representadas e parcerias,

novidades Color Stream 3700, nova geração de impressoras

Alphaprint destaca lançamentos que chegarão ao Brasil

P&B, a impressora VP 6000 Ultra, e as novas ImagePress 6010 /

após a Drupa 2012

7010 (linha de impressoras coloridas da Canon).

Apesar de não ter um stand da Drupa, a Alphaprint, umas

Também estará nos stands das parceiras Wohlenberg /

das principais representantes de fabricantes de soluções

Bauman, que lançará as guilhotinas formato 76, 92, 132 e

gráficas do Brasil, estará na Drupa prestigiando suas tradicio-

168, uma linha de automação de corte que usa ganhos de

nais e novas representadas. No hall 3, o destaque irá para a

produtividade na linha de corte e acondicionamento. E

Guangming (stand D73), nova parceira da Alphaprint focada

novos sistemas de encadernação automáticos Paktek, que


Revista DESKTOP

lançará a fechadora de cartucho GM 650; Esko, com as novas

durst

mesas Kongsberg XN24, XE10, XP24 e XP44; Duplo e seus

ao vivo e em grande formato

destaques DC - 745 (CPM, RTM, OSM x 2, ODF), DC - 745 + IFS;

Símbolo de solidez e consistência na área de tecnologia de

DPB -500 PUR e DBMi System; GMC com seu novo PrintNet;

grandes formatos industrial, Durst vai para a Drupa e sela

Purple Magna com as dobradeiras ZYHD660 / ZYHD660B e

sua maior participação no evento gráfico mundial

ZYHD780; JMD e as costuradeiras inéditas Cordoba, Modulo,

A Durst estará apostando alto na Drupa 2012. A fabricante de

Bat Fold, Metro Line e SAB Line.

equipamentos de grandes formatos industriais marcará presen-

A Alphaprint também terá profissionais nos stands da Yoco,

ça na maior feira gráfica mundial, confirmando o maior stand da

Kohman, Guk, Petratto, SCS, CMC, Emmerci, Samed, Meccano-

história da companhia no evento.

tecnica e Gronhi.

Em 500 m2, no stand C60, hall 6, a Durst mostrará, funcionando

www.alphaprint.com.br

ao vivo e em tempo real, sua tecnologia de impressão que inclui modelos de alta produtividade e versões com tecnologia de impressão UV.

day brasil

Destaques - O primeiro destaque da Durst na Drupa será a

Blanquetas e impressão digital

Rho P10, uma série de impressoras industriais de alta produção

Day Brasil irá mostrar na Drupa suas soluções para im-

com tecnologia inkjet que traz, como coração de seu sistema,

pressão offset e digital

os cabeçotes de impressão Quadro Array que geram gotas de 10 picolitros, o que torna a série Rho P10 ideal para impressão de trabalhos que exijam alta qualidade.

O Grupo Day Brasil apresentará seus produtos e suas soluções especiais para o segmento gráfico e impressão digital. No

Rho P10 com tecnologia inkjet

stand de 86 m², localizado no Hall 3 – B74, a Printec, que faz parte do Grupo Day Brasil, apresentará novidades em desen-

A resolução anunciada pela Durst é de 1000 dpi, com o opcio-

volvimento de blanquetas para impressão offset. A Printec

nal de se trabalhar com versões light dos tons cyan e magenta

conta com presença internacional nos territórios da América

(light cyan e light magenta).

Latina, Estados Unidos, Ásia e Europa.

Outro destaque da Rho P10 é a possibilidade de se trabalhar

Em relação à forte parceria com a HP, que completa três anos, o

com uma grande variedade de mídias, desde substratos flexí-

Grupo Day Brasil mostrará os diferenciais do mercado de impres-

veis até rígidos. Isso inclui tábuas, metais, acrílicos, PVC e mídias

são digital, que utilizam tinta com tecnologia UV e látex – menos

para impressão na área de sinalização backlight, têxteis e vinis.

poluente e agressiva aos operadores e ao meio ambiente.

A série Rho P10 engloba os modelos Rho P10 200/250 e Rho P10

A participação do Grupo Day Brasil visa demonstrar o potencial

320R, todas elas são versões UV cuja variação fica na largura de

de suas soluções em artes gráficas, além de identificar novas

mídia (2, 2,5 e 3,20 metros, respectivamente), e na possibilidade

oportunidades de negócios e de clientes. Para isso, a empresa

(opcional) de se trabalhar na configuração rolo a rolo.

irá estreitar seu relacionamento, tanto com os novos parceiros,

“A Durst reuniu seus 75 anos de experiência no mercado para

quanto com os fabricantes dos produtos que comercializa em

fazer da Drupa 2012 sua maior e melhor Drupa. A tecnolo-

todo o País há mais de 45 anos.

gia das impressoras Durst já é consagrada no exterior, e já

www.daybrasil.com.br

deu mostras de seu sucesso também no Brasil. Estaremos

47


digital Drupa

esperando os clientes brasileiros e latino-americanos de braços abertos, para que eles possam ver, de perto e em funcionamento, a tecnologia da série Rho P10”, disse Flavio Hirata, diretor da Durst Brasil. Label - Lançada na Label Expo Chicago 2010, a série Tau ganhará um novo modelo na Drupa 2012. Trata-se da Tau 330, que conta com largura de impressão de 330 mm e velocidade superior a 48 metros lineares/minuto. Configurada no

VUTEk GS3250r da EFI

padrão CMYK, com tinta branca e duas tintas especiais (laranja e violeta) opcionais, a Tau 330 é indicada para aplicações no segmento de impressão de etiquetas e rótulos, que requerem

impressão de grandes formatos – impressões de 200cm,

um gamut maior de cores, assim como impressão com tons

320cm e 500cm – como pôsteres, a EFI apresenta impressoras

mais definidos e imagens de alta qualidade.

a jato UV da VUTEk, incluindo a VUTEk GS5000r, que traz maior

Outro destaque do equipamento é seu sistema de impressão.

produtividade, imprimindo até 288m²/hora. Para impressão de

A Tau 330 conta com resolução de impressão de 720x360

320cm, a VUTEk GS3250 imprime em rolo ou em plano com

dpi e cabeçotes Xaar 1001, resultando em uma resolução

tintas UV até 223m²/hora. Já a VUTEk QS3250r, imprime apenas

aparente de 1000 dpi.

em rolo, mas também de forma econômica, com 172m²/hora.

www.durst-online.com

A EFI terá ainda a nova impressora têxtil, por sublimação de cor, a VUTEk TX3250r, que fornece impressões decorativas em tecidos com efeito real a uma velocidade de impressão industrial.

efi

Nesse segmento, a VUTEk GS3250LX pode imprimir em rolos e

como o vento

plano, assim como em películas mais espessas com tintas UV,

Em visita ao Brasil, em março, Guy Gecht, CEO da EFI,

sem danificar o tecido, devido ao calor e ao processo de cura

destacou que o país é a ‘bola da vez’ dentro da estratégia

de luz fria LED. Na feira americana SGIA, o equipamento foi

da empresa. E mais: disse que o foco da EFI é compreender

considerado o “Produto do Ano”, de acordo com especialistas.

as necessidades do mercado e se mover como o vento,

As impressoras contam com elevada qualidade de impressão

fornecendo soluções de que os clientes precisam

no caso de produtividade por meio do novo ProServidor Fiery

Este ano (2012) será o ano do Brasil para a EFI. Essa foi a afir-

XF, que foi otimizado para o processamento ultrarrápido de

mação do CEO da empresa, Guy Gecht, em visita ao Brasil. E o

imagens com opções de softwares adicionais, apoio técnico

que isso tem a ver com a participação da EFI na Drupa?

e manutenção. Para impressões de nível primário, na área de

Segundo Gecht, a companhia está preparada para observar o

publicidade, a EFI apresenta também a Rastek, uma impressora

movimento do mercado, o qual, segundo ele, muda como o

econômica, plana ou de rolo, com quatro cores + branco, tintas

vento. E mais: é esse movimento que norteia os investimentos

solventes ou de UV e até 165cm de largura de impressão. Uma

dos clientes e, por sua vez, as tendências são norteadas pelo

máquina que imprime em vasta paleta de substratos a uma

desenvolvimento tecnológico.

qualidade elevada.

Se o Brasil é o mercado da vez para a EFI, as tendências tecno-

Impressão de etiquetas e embalagens - No que se refere à

lógicas abraçadas pela companhia poderão ser conferidas na

impressão inkjet, a EFI apresentará a Jetrion 4900, que imprime

Drupa 2012. É lá que a EFI deixará transparecer, em seu stand,

etiquetas e embalagens em 21cm de largura de impressão e

sua visão sobre o mercado, e o que tem a oferecer, em nível de

37m/min. O equipamento tem quatro cores + branco e mais

tecnologia, para atender à demanda de seus clientes.

de 1000dpi de resolução. Imprime com tintas UV em materiais

Basicamente, de acordo com o que foi divulgado pela EFI, a

absorventes e não absorventes a uma qualidade superior.

participação da Drupa terá como áreas os sistemas de gerencia-

Impressão em cerâmica - Neste ano, a EFI adquiriu a empresa

mento de impressão, soluções web-to-print e novas tecnologias

espanhola Cretaprint, fabricante líder de mercado de máquinas

para impressão industrial e na área de comunicação visual.

de impressão a jato para telhas e produtos cerâmicos. A tecno-

Impressão em Grandes Formatos - Para os sistemas de

logia de impressão e os modelos Cretaprinter e Cretacompact


Revista DESKTOP

imprimem em 70cm ou 112cm de largura com até oito

Verificação de cores - Com a versão 4.5.3, a Colorproof XF ofe-

cabeças de impressão e serão apresentados no estande da EFI

rece novas funcionalidades para a precisão de cores, segurança

através de exemplos de impressão.

de processo e qualidade de saída de verificações digitais. Com o

Soluções Web-to-Print - Com Digital StoreFront, DSF, as gráficas

suporte de tintas brancas, a solução de saída oferece campos de

podem operar em portais digitais e obter pedidos de impressão

aplicação como, por exemplo, adesivos para veículos.

de todo o mundo. As empresas também podem colaborar com

www.efi.com

a sua gráfica através da webshop e salvar de forma documentada. Mais de 3000 empresas da indústria da impressão e edição trabalham em todo o mundo com o Digital StoreFront. Graças

epson

ao suporte aos padrões JDF e XML, o DSF pode se comunicar

ecologicamente amigável

com sistemas de fluxo de trabalho de produção compatíveis,

Epson ratifica sua postura ecologicamente responsável,

especialmente com EFI Printsmith, Pace, Monarch e Radius.

foca em soluções não-agressivas com a nova impressora

Fazem parte desse novo pacote de soluções os aplicativos:

SureColor SC-S30600 e aponta estratégias futuras

PrintSmith: um software de gerenciamento para empresas gráficas de até aproximadamente 20 funcionários. Pace: um software de gerenciamento universal para médias empresas de 20 a 100 funcionários, que controla e administra os pedidos através de todas as máquinas de produção, desde o primeiro nível através da impressão até o processamento contínuo e o envio. Com módulos adicionais, é possível se especializar em gráficas de impressão digital, serigrafia, flexografia ou de grandes formatos. Monarch: é o Workflow Management System (sistema de gerenciamento de fluxo de trabalho) ilimitado, expansível, modular, para grandes gráficas. Com Monarch, há o planejamento, o controle e o monitoramento da produção de jornais, catálo-

Nova Epson SureColor SC-30600

gos, suplementos, livros, assim como trabalhos de impressão de cada tipo em impressoras de offset rotativo, de offset de

O mercado de impressão e, nesse contexto, o mercado de

impressos, de rotogravuras e de embalagens.

grandes formatos, têm se adaptado às novas demandas ecoló-

Radius: software de gerenciamento modular que foi especial-

gicas nos meios de produção.

mente desenvolvido para a impressão de embalagens flexíveis,

As exigências e a fiscalização da mídia e da sociedade fazem

etiquetas e cartão de todo o tipo. Desde os cálculos através do

com que as empresas que atuam nesse segmento se mexam e

processamento de pedidos, a transferência e monitoramento

ofereçam soluções cada vez mais amigáveis ao meio ambiente

de dados de produção, cálculos posteriores e contabilidade,

e aos operadores.

assim como a aquisição e armazenamento, o software oferece

A Epson já havia dado indicativos de qual seria o seu foco de

funções para grandes gráficas de embalagens.

mercado nos anos vindouros quando lançou a GS 6000. Agora,

Alphagraph: é um software de gerenciamento para impresso-

confirma sua estratégia de focar no segmento de grandes for-

ras, que possui mais de 6000 instalações e trabalha em todo o

matos com impressoras robustas e de tecnologia não-agressiva

mundo. A empresa Alphagraph foi adquirida em dezembro de

ao meio ambiente com a nova SureColor SC-S30600, um equipa-

2011 pela EFI.

mento com largura de 162.6 cm, ideal para produção de mídias

Servidor RIP - Com mais de 1,7 milhão de RIPs Fiery comercia-

para comunicação visual ou comunicação em pontos de venda.

lizados, a EFI apresenta a nova versão do sistema Fiery 10. Além

Possui arquitetura de alimentação por rolo e pode trabalhar com

disso, o servidor Fiery XF é utilizado como RIP de alto desem-

grande flexibilidade de mídia, o que significa imprimir tanto em

penho para a impressora VUTEk e será destaque nas apresenta-

papel e lona, como em PVC, filme, papéis fotográficos e outros

ções de produtos.

substratos comumente usados no mercado de sinalização.

49


digital Drupa

Sua tecnologia de impressão inclui, ainda, o sistema micropie-

esko

zo para produção de 29.4 m /hora, dependendo do modo de

esko suite 12

impressão. Já a resolução máxima é de 1440x1440 dpi.

Lançamento na Drupa representa a maior atualização da

Tinta – A SureColor SC-S30600 usa a família de tintas Epson

suíte de softwares Esko

2

UltraChrome GS2 e uma nova geração de cabeçotes TFP. O diferencial fica por conta da nova formulação da tinta amarela (yellow) que assegura maior brilho e vivacidade aos impressos. A nova tinta também possui formulação que elimina completamente qualquer emissão de odores, dispensando sistema de ventilação adicional. Quanto ao consumo de energia, dentro do conceito ecológico, a Epson desenvolveu a SureColor SC-S30600 com o sistema Energy Star para obter menor consumo enérgico. Foco - Segundo Minoru Usui, presidente da Seiko Epson, “a Epson está confiante de que nosso compromisso, de oferecer aos clientes soluções únicas e suporte, os ajudarão a aumentar sua produção e também seu segmento de impressão industrial. Nos próximos poucos anos, minha meta é dobrar nossa participação no segmento de grande formato, e otimi-

A Esko preparou, para a Drupa 2012, uma das maiores atualiza-

zar nossa presença no segmento de impressão industrial em

ções em sua família de softwares, tudo compactado na nova

quatro vezes”, disse.

Esko Suite 12, que será mostrada com detalhes no stand da

Para tanto, a Epson mostrará na Drupa 2012 sua nova linha de

companhia – A23, no hall 8B.

impressoras UV e sua nova família SurePress “X” para impressão

As novidades introduzidas na Esko Suite 12 vão ao encontro

digital de etiquetas. A SurePress “X” é o codinome da linha que

dos novos desafios e mudanças do mercado no que se refere a

estreará no mercado fazendo com que a Epson passe a atuar

gerenciamento de cores, fluxo de produção, layout e design.

em segmentos até então inéditos para a companhia (além de

Entre as novidades, pode-se citar o aprimoramento dos recur-

etiquetas, sinalização, segmentos têxteis etc).

sos de visualização 3D dos layouts, o novo Web Center 12, que

Também estreará na Drupa a SurePress SL-D3000, equipa-

permite uma pré-visualização completa e detalhada do layout

mento focado em impressos que necessitam de alta qualida-

da embalagem para detecção de erros e ajustes, e o novo Co-

de com tecnologia de rápida secagem, ideal para impressão

lor Engine 12, nova ferramenta para controle apurado de cores.

sob demanda de imagens fotográficas e cartões.

A seguir, confira um pouco mais sobre as novidades da nova

Na área de tintas, a Epson anuncia novos desenvolvimentos para

versão da família de ferramentas de produção e gerencia-

suas linhas inkjet e dye, que passarão a suportar, de modo otimi-

mento Esko.

zado, uma gama maior de aplicações em diferentes produtos.

Bernard Zwaenepoel, vice-presidente sênior do segmento

Na Drupa, pela primeira vez, a Epson mostrará uma linha

de softwares da Esko, afirma que as novidades da Suite 12

completamente nova de cabeçotes baseada na tecnologia

seguem as tendências e necessidades atuais dos usuários.

micropiezo que será incorporada à série SurePress “X”.

“Nosso clientes nos reportaram uma incrível demanda por

Tecidos e StylusPro - Estreando na área de impressão têxtil, a

soluções que agilizassem seus trabalhos, ao menor custo

Epson anuncia a aquisição de 50% da ForTex, uma das líderes

possível. Tentamos atender a toda complexidade do mercado

no desenvolvimento de tintas para impressão digital em teci-

de embalagens nessa nova versão.”

dos e químicos. Já na linha Stylus Pro, a Epson anuncia novos

Zwaenepoel complementa: “profissionais de embalagens

modelos que cobrem os formatos de 24 a 64 polegadas, aten-

procuram soluções de workflow que sejam realmente rápidas,

dendo às demandas dos segmentos de provas, baixas tiragens,

permitam com que atendam às necessidades do mercado, e

sinalização, prototipagem e embalagem.

asseguram consistência de cores. Eles ficarão impressionados

www.epson.com.br

com a Suite 12.”


EXPO GF 2012

NA EXPO BARIGUI

DE

35 A

OUTUBRO

VENDIDO

3

VENDIDO

13

VENDIDO

7

VENDIDO

VENDIDO

VENDIDO VENDIDO

3

VENDIDO

VENDIDO

Informações: (041) 3023-4979 (041) 9923-9343


digital Drupa

Aplicações 3D – Entre os destaques da nova suíte estão

ferramentas para controle e reprodução otimizada de cores

atualizações para todos os carros-chefes da Esko, incluindo o

para o segmento de embalagens.

ArtiosCAD, ArtPro, PackEdge, DeskPack e Studio, todos combi-

Studio 12 – Agora, o Studio 12 da Esko possui tecnologia

nando poder de edição com interatividade e integração com

otimizada para manipulação tridimensional dos layouts de

ferramentas de gerenciamento de cores e automação.

embalagem. O novo Studio Toolkit combina todos os compo-

Talvez, algo que chame logo de cara a atenção daqueles que

nentes necessários para criação e visualização de arquivos de

forem até a Drupa para conhecer as novidades da Esko seja as

embalagens numa mesma plataforma. Via ArtiosCAD, o novo

ferramentas 3D da suíte. Elas permitem, agora, uma experiência

Studio potencializa os recursos para aplicações tridimensionais.

verdadeiramente realista de visualização de layout e gráficos

Já com o Studio Designer 12, inserido no ArtPro, PackEdge e

em ambiente tridimensional.

DeskPack, múltiplos componentes de um arquivo de embala-

Colaboração – Baseada na conexão Internet, a nova Suite 12

gem podem ser visualizados conjuntamente ao mesmo tempo

permite a criação de fluxos de trabalho colaborativos através,

em que estão sendo criados.

por exemplo, da possibilidade de se acessar dados de um

Por sua vez, com o Store Visualizer 12, usuários podem montar

trabalho, visualizá-los e realizar comentários via conexão com

mockups 3D de seus layouts e, mediante a escolha de alguns

dispositivos móveis.

cenários predeterminados (gôndolas de farmácia, supermer-

Nesse contexto, destaque para o Web Center 12, uma nova

cado etc), podem inserir esses layouts tridimensionais num

ferramenta de gerenciamento criada especificamente para

ambiente real de compra, visualizando, assim, como a embala-

o mercado de embalagens que opera de forma totalmente

gem se comportará ao lado de outros produtos ou como ela se

integrada ao Artios CAD. Segundo a classificação da própria

destacará para o consumidor final.

Esko, o Web Center 12 é uma ferramenta Web-to-Production,

Criação – A Esko atualizou totalmente sua suíte de softwares

ou seja, usa a conectividade da Internet para criar um portal de

de criação e edição de layouts. E não poderia ser num momen-

acesso ou envio de dados e interação entre clientes, designers

to mais especial. Em 2012, a empresa comemora 20 anos do

e gráficas graças à tecnologia Automation Engine.

ArtPro. Por isso, ele, ao lado do PackEdge e DeskPack recebeu

Um exemplo dessa funcionalidade é a possibilidade de se

otimizações, incluindo novos recursos que permitem a inser-

executar automaticamente atualizações de dados de um

ção em fluxos de trabalho híbridos, ou seja, pode-se dar saída

determinado projeto sem qualquer intervenção do operador

em impressoras offset, digitais, flexográficas, rotogravuras etc.

– o sistema “lê” qualquer alteração de parâmetro e executa os

A integração com o Adobe Illustrator também foi otimizada,

ajustes necessários no layout automaticamente.

principalmente no que se refere ao DeskPack. Por exemplo, a

O Web Center 12 também funciona como uma espinha dorsal

nova ferramenta Step and Repeat permite o uso, inclusive, de

do sistema ArtiosCAD Enterprise, que permite o compartilha-

marcas de produção e tiras de controle inteiramente dentro

mento de todos os parâmetros de um determinado job de

do Illustrator.

embalagem – incluindo design e especificações de dobra e

Por sua vez, o ArtiosCAD 12 também traz novidades. Por exem-

corte – entre vários setores da produção.

plo, os painéis de design estrutural podem ser marcados de tal

Automation Engine 12 – O Automation Engine 12 represen-

forma que a ferramenta de conteúdo dinâmico do Illustrator

ta o novo nível (máximo) de interação entre produtos Esko já

identifica o painel. A Esko anunciou a disponibilidade comer-

oferecido ao mercado. Na verdade, ele reúne sob uma mesma

cial da Suite 12 para junho.

plataforma as aplicações de workflow Esko BackStage, Nexus e

Hardware – A Esko anunciou, ainda, que lançará um novo

Odystar. O que isso significa em termos práticos? Por exemplo,

modelo da mesa de recorte digital Kongsberg. Os visitantes

o Automation Engine 12 possui a tecnologia de processamento

da Drupa conhecerão a Kongsberg XN que, como uma das

PDF nativo do Odystar. Além disso, o novo aplicativo é totalmen-

principais novidades, integra a suíte i-Cut, que inclui o i-Cut

te escalonável, possui alto grau de automação de configurações

Automate para automação do processo de corte de mídia,

e tarefas e interconectividade por meio do padrão JDF.

e o i-Cut Vision Pro, ferramenta que amplia a flexibilidade no

Color Engine 12 – Especificamente para gerenciamento de

uso das mídias. A nova mesa também incorpora o sistema

cores, a Esko anunciou o Color Engine 12, que possui supor-

AutoFeeder (para entrada de mídia) ou unidade Roll-Off, para

te ao novo Pantone LIVE e oferece um pacote completo de

trabalhos com entrada por rolo.


Revista DESKTOP

Outro destaque da Kongsberg XN é o sistema de facas

de 4a geração, compatível com uma nova formulação de tinta

MultiCUT-HP, que, segundo a Esko, oferece três vezes mais

líquida (ElectroInk) e que suporta folhas de formato próximas ao

produtividade e consistência, ao mesmo tempo que opera

B2 (70,7 X 50 cm).

com consumo menor de energia. A nova Kongsberg XN pode

A HP Indigo 10000 Digital Press oferece produtividade de até

trabalhar com formatos pequenos (1680 x 1270mm), até for-

3.450 folhas A4 por hora, impressas em cores, e é endereçada

matos maiores (2210 x 6550).

para o segmento comercial e promocional. Suporta folhas de, no

www.esko.com

máximo, 75 X 53 cm / 29.5 X 20.9 polegadas. O modelo 30000 é destinado para o mercado de cartonagem e suporta substratos de até 600 microns de espessura.

hp

Já a 20000 é alimentada por bobina de substratos e foi desen-

hp indigo

volvida para o mercado de embalagens flexíveis, sendo capaz

Empresa apresentou em Israel

de imprimir sobre substratos de 10 microns com uma área de

suas novidades para a Drupa

impressão de 29 X 43 polegadas (73.6 X 110 cm). A exemplo do modelo 30000, conta também com uma unidade inline de aplicação de primer, o que permite o uso de substratos padrões desenvolvidos para impressão analógica. “Estas máquinas nos aproximam do mercado de offset. Representam o que os empresários gráficos esperam da HP Indigo, mas num formato maior”, afirmou Alon Bar-Shany, vice presidente e gerente geral da divisão HP Indigo. Evolução em três cores e com enobrecimento - Uma interessante implementação tecnológica para redução de custos

HP Indigo 10000 Digital Press

e aumento de performance deu origem a três novo modelos de impressoras. Trata-se do recurso EPM (Enhanced Production

Apesar de já possuir uma extensa linha de modelos de impres-

Mode), que equipa a HP Indigo 7600, 5600 e W7250 e permite

soras digitais que cobrem praticamente todos os segmentos de

que as impressoras utilizem-se apenas das tintas Ciano, Magenta

produtos gráficos, a HP reuniu dezenas de jornalistas e centenas

e Amarelo para produzir impressos, usando estas três cores para

de clientes na cidade de Tel Aviv, Israel, sede do departamento

compor as áreas de preto e sombras.

de pesquisa e desenvolvimento da divisão HP Indigo, para

O EPM pode ser ativado para produzir impressos nos quais

anunciar que dez modelos serão acrescidos ao seu portifólio e

esse recurso possa ser aplicado sem afetar a qualidade, já que o

apresentados na feira alemã.

gamut de cores reproduzidas é reduzido em torno de 10%. A HP

De acordo com números fornecidos pela própria empresa, ao

estima que 30% dos impressos comerciais podem ser produzi-

redor do planeta, a HP contabiliza atualmente mais de 6.000

dos com esse recurso sem perda perceptível de qualidade.

HP Indigo, 10.000 HP Latex e 60 Inkjet Web Press. Além disso, já

De maneira geral, com o EPM ativado, as impressoras se

investiu mais de US$ 1 bilhão em pesquisas e desenvolvimento

tornam, em média, 33% mais rápidas. A 7600 passa a produzir

nestes equipamentos.

160 ppm; a 5600, 90 ppm ; e a W7250, 320 ppm coloridas e

“Estamos alimentando uma transformação da indústria gráfica

960 ppm em uma cor. Este recurso também foi implementado

do analógico para o digital”, disse Christopher Morgan, vice-

nos modelos 10000, 20000 e 30000.

-presidente sênior para a divisão de soluções para negócios

Outro recurso destacado foi a possibilidade de aplicação de

gráficos da HP. “Nossas novas soluções digitais atingem em cheio

recursos de segurança, verniz localizado e efeitos de relevo, além

o mercado de impressão e são capazes de suprir as exigências

de uma nova tinta blacklight para aumentar a qualidade de

mais difíceis dos prestadores de serviços gráficos ao redor do

fotografias em tons de cinzas.

mundo“, complementou Morgan.

A 7600 e W7250 estarão disponíveis para serem comercializadas

Modelos HP Indigo para grandes formatos - Um dos desta-

na Drupa 2012, enquanto que a 5600 já está pronta para ser

ques do evento foi o anúncio de uma nova linha de produtos

comercializada.


digital Drupa

Uma possibilidade interessante oferecida pela HP é que os

aplicativos que podem ser integrados na maioria dos equipa-

modelos 5500 e 7500 podem ser transformados, respectiva-

mentos e fluxos de trabalho.

mente, em modelos 5600 e 7600. Isso pode dar, ao investidor de

Novidades para impressão em grandes formatos - Na linha

modelos anteriores, uma tranquilidade de que os modelos que

HP Scitex de área de impressoras inkjet de grande formato, as

possui hoje possam, no futuro ,ser modernizados e se manterem

novidades são a tinta branca e o automatic loader disponíveis

competitivos, protegendo seu investimento. Mais mídias ho-

para os modelos HP Scitex FB7500 e FB7600 Industrial Presses,

mologadas pela HP Indigo também foram apresentadas pela

além de uma nova versão do HP SmartStream Production

Sappi, Avery Dennison, Mitsubishi e ArjoWiggins Graphics.

Analyzer, que permite um monitoramento automático para as

Linha inkjet industrial - Três modelos da linha de jato de tinta

impressoras da linha HP Scitex.

industrial sofreram implementações. Os recém-apresentados HP

www.hp.com.br

T410 e HP360 oferecem 25% a mais de produtividade que seus modelos anteriores (respectivamente HP T400 e HP350), chegando a produzir 266 metros de impressos por minuto. Já o modelo

kodak

HP T230 atinge 133 ppm tanto em cores quanto em PB.

Yellow changes everything

Isto graças à uma nova tecnologia de cabeças de impressão e

Kodak revela soluções inteligentes de imagem direciona-

tintas pigmentadas baseadas em nanotecnologia que oferecem

das para profissionais de impressão na Drupa 2012

maiores velocidades, sem alterar a qualidade. O objetivo da HP, além de aumentar a produtividade dos provedores de serviços gráficos, é permitir que eles expandam seus mercados e segmentos de atuação, como, por exemplo, produção de livros, marketing direto, além do transpromocional. Os modelos HP T360 e HP T410 devem estar disponíveis a partir do terceiro trimestre deste ano, assim como os upgrades dos modelos HP T350 e HP T400. Já o modelo HP T230 e seu upgrade a partir da HP T200, a partir do 4o trimestre de 2012. A HP também anunciou a disponibilidade imediata de novas mídias e opções de acabamento compatíveis com esta linha de impressora. O Utopia Inkjet gloss media, desenvolvido pela Appleton Coated, é indicado para impressão de malas-diretas e produtos editoriais. Já a linha ColorPRO aumentou com as novas opções de papéis revestidos desenvolvidos pela Sappi. Na parte de opções de acabamento inline para as impressoras HP Color Inkjet Web Press, a Müller Martini anunciou um módulo de acabamento para livros que estará disponível na Drupa.

Kodak apresenta suas novidades para a Drupa durante roadshow por todo o Brasil

HP Print Module Solutions - Outra novidade, que despertou bastante o interesse dos presentes no evento, foi a solução da

A Kodak é líder quando o assunto é evolução e transformação

empresa que permite a impressão de elementos variáveis sobre

da indústria gráfica, oferecendo tecnologias de impressão e

impressos produzidos analogicamente em equipamentos offset.

produção digital para que seus clientes possam lucrar e crescer

A solução HP Print Module Solutions é modular e composta

em seus negócios.

com cabeças de impressão de tecnologia inkjet acopladas na

Na Drupa 2012, a Kodak vai demonstrar, no Pavilhão 5, stand

saída de impressoras offset para adicionar elementos de pági-

F09-1, seu compromisso contínuo com a indústria e seus

na variáveis como textos, imagens e gráficos. Disponíveis em

clientes, revelando dez novas soluções digitais e mais de trinta

opções coloridas ou monocromáticas, a solução tem produti-

soluções com parceiros que permitem às gráficas oferecerem

vidade de até 266 metros por minuto e vem acompahada de

novas aplicações e implementar sua eficiência operacional.


Revista DESKTOP

“A indústria tem passado por drásticas mudanças desde a

laser para gravação de sleeves para o segmento flexográfico. A

Drupa 2008, e nós temos nos dedicado cuidadosamente a

solução envolve ainda um pacote de consumíveis criados para

ouvir e entender os desafios de nossos clientes”, afirma Chris

trabalhar de forma otimizada e em prazos mais curtos.

Payne, diretor e vice-presidente de marketing da Kodak para

Outra novidade será o CtP KODAK ACHIEVE All-in-One, sistema

Negócios Comerciais. “O portifólio de soluções e serviços Ko-

que facilita, para as gráficas de mercados emergentes, a adoção

dak otimizam a entrega de imagens, com alto valor agregado,

da tecnologia CtP térmica Kodak e suas tecnologias de chapas.

aos nossos clientes gráficos, auxiliando no crescimento de

- Nova suíte de ferramentas para gerenciamento de workflow,

seus negócios. Quem visitar o stand da Kodak na Drupa po-

incluindo o KODAK PRINERGY 6, KODAK INSITE PrePress Portal

derá ver como a empresa pode auxiliar no desenvolvimento

e o App para dispositivos iPad. Também apresentará as novas

de seus negócios, de forma a tornar-se bem-sucedido através

versões do KODAK COLORFLOW Software e do KODAK PREPS

do caminho digital”.

para imposição digital. Essas soluções auxiliarão os clientes a au-

Os destaques da participação da Kodak na Drupa 2012 são:

mentarem a consistência e automação de sua produção, criando

- A nova KODAK PROSPER 6000XL com velocidade de mil

fluxos de trabalho digitais ou mesmo híbridos.

pés por minuto, em quatro cores, que oferece volumes de

- Nova chapa KODAK SONORA XP sem processamento oferece

impressão mensal de até 160 milhões de páginas A4. Gráficas

a qualidade top de linha a que os clientes Kodak estão habitu-

comerciais, transacionais e editoras poderão se beneficiar da

ados, juntamente com a consistência e a confiabilidade de que

máquina de impressão digital inkjet, comprovadamente a

o impresso final apresente alta qualidade de cor e imagem, sem

mais rápida do mercado.

uso de processadoras ou químicos. Isso oferece mais uma opção

- A nova KODAK PROSPER S30 para produção de até 3 mil pés

de trabalho com CtP que remove custos operacionais e reduz

por minuto, apresenta o sistema mais veloz da indústria, para

qualquer tipo de impacto ambiental.

aplicações de impressão híbrida. O dispositivo capacita gráficas

- Nova KODAK Intelligent Prepress Manager 2.0, a próxima

rotativas offset a aumentar o potencial de lucros, oferecendo

geração de serviços de interconectividade que permite que se

mais aplicações com conteúdo de impressão digital.

obtenha mais produtividade, qualidade e eficiência na etapa

- A tecnologia KODAK inkjet Stream impulsiona a nova im-

de pré-impressão. Esse novo sistema baseado em app para

pressora TIMSONS T-Press. Desenvolvida como parte do Pro-

dispositivos móveis dá aos clientes a flexibilidade e conveniência

grama Kodak’s Inkjet Technology Partnerships, a impressora

de gerenciar seus sistemas de pré-impressão a qualquer hora e

TIMSONS T oferece uma inigualável produtividade, funcionali-

em qualquer lugar, a partir de um smartphone ou qualquer outro

dade e custo-benefício para a impressão de livros totalmente

dispositivo móvel.

digital, melhorando o modelo de negócios para impressores

Além de tudo isso, o stand da Kodak na Drupa incluirá esta-

de livros e editoras.

ções de aplicação para impressão comercial e embalagem,

- O novo Programa de Avaliação de Papéis e o sistema opcional

onde os visitantes poderão aprender um pouco mais sobre

Image Optimizer Station oferecem aos gráficos a liberdade

como podem desenvolver seus negócios com as soluções

de imprimir usando tecnologia inkjet em uma quantidade de

Kodak. O conhecido espaço K-Zone Theater trará apresen-

substratos sem precedentes. Clientes podem escolher os papéis

tações para parceiros estratégicos, experts da indústria,

pré-qualificados pela Kodak ou tratar quaisquer papéis para

representantes de produtos e clientes.

opções de aplicação mais flexíveis.

Somando-se a isso, o stand da Kodak apresentará soluções de

- Aos novos efeitos dourado, perolizado e pink neon da quinta

mais de trinta parceiros, oferecendo conjuntamente tecnologias

unidade de impressão da nova geração da KODAK NEXPRESS e

líderes do mercado e o expertise para criar soluções otimizadas

melhorias na Plataforma NEXPRESS SX foram adicionados, ainda,

para clientes de vários mercados.

a possibilidade de se trabalhar com revestimento UV ou forma-

“A Drupa é um evento-marco para a Kodak e para a indústria. A

tos maiores de impressão. Esses desenvolvimentos possibilitam

tecnologia apresentada no stand da Kodak estará voltada aos

aos usuários expandir sua oferta de produtos e aumentar seu

mercados a que atendemos – impressão comercial, publicação

potencial de lucros com impressão digital.

e embalagem – e marcam tendências para os anos que virão”,

- O novo KODAK FLEXCEL Direct System que introduz o inovador

destacou Payne.

sistema de baixo consumo energético e alta qualidade de

www.kodak.com/go/drupa


digital Drupa

Mimaki

As outras impressoras planas UV da Mimaki expostas na Drupa

Mimaki investe em tecnologia látex

são a UJF-3042FX e a série Mimaki JFX. A UJF-3042FX imprime

Seguindo os passos da HP, a japonesa Mimaki anuncia na

diretamente em materiais com até 5 cm de espessura, com uma

Drupa lançamento da impressora a látex JV400-160 LX

qualidade de impressão de até 1440 x 1200 dpi e a cura LED de grande eficiência energética. Enquanto isso, a JFX apresenta uma impressão de elevada precisão a grandes velocidades. RIP – Ambas as novidades utilizam o RasterLink6, o RIP fácil de utilizar da Mimaki que permite aplicar três camadas de tinta numa passagem com branco e tintas coloridas. E oferecem uma impressionante velocidade de impressão sem comprometerem a qualidade. Entre outros benefícios incluem-se um sistema de circulação da tinta branca, que evita sedimentação dos pigmentos, e função de recuperação do bico, que repõe temporariamente a qualida-

JV400-160LX será apresentada com demonstrações ao vivo

de de impressão caso surjam problemas de manutenção.

www.mimakibrasil.com.br Na área de grandes formatos, talvez uma das maiores novidades da Drupa 2012 fique a cargo da japonesa Mimaki, fabricante de equipamentos industriais que, durante o evento, lançará seu

océ

primeiro modelo com tecnologia de impressão a base látex.

Production printing

Localizado no hall 9, o stand C21 da Mimaki apresentará, com

A Océ, agora uma empresa do Grupo Canon, foca impressão

demonstrações ao vivo, a nova impressora JV400-160LX, que,

digital para produção na Drupa com novos lançamentos

além do padrão CMYK, também apresenta a nova tinta látex

Miolos de livros, impressos coloridos em tiragens altas que

branca. O modelo une-se à versão JV400-130LX e, de acordo

necessitem de velocidade e produção. Esses serão alguns dos

com as espeficações da nova tinta látex da Mimaki, necessita

focos da Océ, agora empresa do Grupo Canon, na Drupa 2012.

de baixa temperatura para cura, rápida secagem e oferece

E não serão poucas as novidades.

suporte para larguras de até a 1.6 metro.

A primeira delas será a ColorStream 3700 Twin, um equipamento

A tecnologia de impressão da JV400-160LX está configurada

com velocidade de 75 a 100 m/min, disponível nas versões mo-

sobre o sistema micropiezo, que gera gotas de 4 picolitros para

nocromática ou de 5 a 6 seis cores, e que conta com tecnologia

reprodução de detalhes finos em imagens artísticas, e não emite

Multi Dot, que permite cálculo e variação do tamanho do ponto

odores. A resolução máxima anunciada pela Mimaki para o novo

para impressão de áreas mais detalhadas, traçados, gradações

equipamento é de 900x900 dpi. A velocidade está estimada pela

tonais etc. Sua resolução máxima é de 1200 dpi.

Mimaki em 18 m2/hora.

O segundo modelo que estará em destaque na Drupa será

UV – Outra tendência do segmento de impressão em grandes

o JetStream 4300, um equipamento monocromático que,

formatos em escala industrial também será representada, com

na Drupa, será apresentado juntamente com a solução book

novidades, no stand da Mimaki na Drupa.

folder da Manroland. Indicado para produção de livros.

A empresa anuncia o lançamento da JV400-130SUV, que

Compacta e produtiva, a JetStream 1900 é a terceira novidade

mescla tecnologia solvente e UV de alta durabilidade. O equi-

da Océ para a Drupa. Voltada aos segmentos transacionais,

pamento tem configuração plana e sistema UV-LED High Gap.

mar­keting direto e até mesmo jornais, o equipamento tem

A nova versão High Gap (HG) consegue imprimir objetos com

padrão CMYK, velocidade de 127 metros/minuto, alimentação

até 15 cm de altura. A JV400-130SUV será exposta juntamente

por rolo, resolução de 600x480 dpi e, assim como a Color­

com a UJF-3042HG.

Stream 3700, possui tecnologia de modulação de ponto para

Elas oferecem múltiplas combinações de tinta, como seis cores

reprodução de áreas mais delicadas com maior qualidade.

mais branco e transparente, mas também uma funcionalidade

Flex - A Océ também lançará na Drupa a ColorStream 1000

de aplicação automática de primário.

Flex, um equipamento flexível e de alta produtividade para


Revista DESKTOP

aplicações transpromocionais. Colorido, o equipamento

“Na Drupa, gráficos de todo o mundo querem encontrar

conta com tecnologia Océ CustomTone para produção e

soluções que garantam o sucesso em seus mercados. Nossos

reprodução de cores Spot, e também pode ser usada na

mais recentes lançamentos incluem a globalização de nossos

produção de livros e manuais. Suas especificações incluem

softwares, disponíveis agora em vários idiomas, e que oferecem

até 1515 folhas/minuto (P&B) ou 168 A4/minuto.

aos usuários ferramentas mais eficazes para fazer seus negócios

Outro lançamento será a ColorStream 3500, que, juntamente

crescerem”, disse Elly Perets, vice-presidente de vendas e marke-

com os modelos JetStream 3000 e JetStream 4300 encerram as

ting da Pageflex.

novidades Océ para a Drupa.

Além do suporte à tecnologia dos dispositivos móveis, a

www.oce.com.br

Pageflex também demonstrará suas novas soluções para comunicação personalizada em vários tipos de mídia, incluindo vídeo ou marketing multicanal.

pageflex

www.pageflex.com

internacional Na Drupa, Pageflex busca ratificação de sua marca internacionalmente

ricoh a maior drupa

A Ricoh, que selou uma parceria comercial com a Heidelberg, vai para a Drupa com a maior estrutura de seu histórico de participação no evento

Ricoh Pro C901 Sem dúvidas, a Drupa é a vitrine para qualquer marca ou tecnologia no setor gráfico. Sabedora disso, a Pageflex, fabricante

Mundialmente, a Ricoh ficou conhecida por selar um acordo

de soluções em software para inserção e edição de conteúdo

comercial com a Heidelberg. Contudo, a gigante japonesa,

variável criativo em impressos digitais, confirmará sua atuação

fabricante de impressoras digitais, já possui um mercado sólido

mundial na Drupa 2012. Localizada no stand A02, hall 4, a em-

em vários países e, na Drupa, mostrará um pouco da tecnolo-

presa mostrará as novas versões de sua linha de produtos, que

gia que marcou seu pioneirismo.

inclui o iWay 6, com novos recursos, como suporte a vários idio-

No hall 8, a Ricoh mostrará uma solução que une soft­wares e

mas; o Pageflex 8.0, um pacote que inclui vários produtos da em-

hardwares para aplicações de impressão digital. Na área de work-

presa que, agora, pode ser encontrado em dez idiomas, como

flow, a empresa apresentará o TotalFlow, que possui, em linhas

holandês, francês, alemão, português (o que é uma excelente

gerais, cinco áreas de aplicações:

notícia para os brasileiros), polonês, russo e chinês; e a tecnolo-

Capture - Que inclui o Digital StoreFront, um aplicativo base-

gia Pageflex Server Customization, um engine que trabalha de

ado em internet que serve como uma plataforma de comuni-

modo integrado com o iWay 6 e permite a criação de templates

cação através de um portal Web para upload e download de

para documentos personalizados, incluindo portais na web.

dados; doc-Q-manager, uma ferramenta para gerenciamento

E, como esta Drupa parece ser mesmo a Drupa dos tablets, a

de dados indicado a gráficas rápidas ou outras empresas que

Pageflex anunciou que várias de suas ferramentas podem ser

tenham fluxos de impressão digital; o InfoPrint Manager, uma

usadas em tablets e dispositivos móveis para criação de conte-

solução escalonável que permite o gerenciamento de tarefas

údo personalizado, aprovação e impressão.

pré, durante e pós-impressão; e o InfoPrint ProcessDirector,


digital Drupa

uma ferramenta que permite a criação de tarefas automáticas a partir de um único centro de controle. Prepare – Centrada na entrada de dados, inclui soluções como o DirectSmile, aplicativo para uso criativo de conteúdo variável, mesclando imagens e fontes; Elixir DesignPro Tools, um pacote que inclui ferramentas para design de layouts e campos variáveis; Elixir Opus, software para personalização de documentos; GMC Inspire para uso de dados variáveis de forma mais rápida e simples; InfroPrint Font Collection para controle sobre o layout dos documentos; InfoPrint Manager, entre outras soluções. Manage – Focada no gerenciamento de conteúdo, envolve as aplicações Ready4Print para gerenciamento de grandes volu-

em impressos digitais. No caso, o destaque ficará para a nova

mes de dados, StreamServe Persuasion, para gerenciamento de

Scodix Digital Press, uma impressora inkjet de realce digital

comunicação cruzada, Micro Press, uma solução customizável

que imprime o avançado PolySENSE Scodix, um polímero de

de gerenciameto de cores, e outras.

alto brilho e durabilidade que permite uma impressão muito

Output – Para gerenciamento de saída de impressão, envolve

semelhante à aplicação de uma lente transparente sobre o

o InfoPrint Manger, InfoPrint ProcessDirector, Mapping Suite

impresso, proporcionando diferenciação do impresso para

XPS (que integra a produção de campos variáveis e a posterior

o prestador de serviços de impressão, aos clientes e seus

saída impressa), e o Micro Press.

produtos. Fazem parte dessa linha de produtos os modelos

Impressão digital - Na área de impressão digital, a Ricoh

Scodix S74 PRO, Scodix S74 e Scodix S52.

mostrará os equipamentos Ricoh Pro C901 e a Pro C751,

Segundo Renato Moccagatta, diretor da T&C, no meio do ano

ambas impressoras para folhas soltas que serão demons-

a empresa já contará com um modelo Scodix instalado em

tradas ao lado da InfoPrint 5000, modelos top de linha para

seu showroom. Toda a linha está baseada no conceito Digital

produção de impressos transacionais e transpromocionais

Enhancement (Sofisticação digital de impressos), apresentan-

com conteúdo variável.

do uma nova tecnologia de impressão digital concebida para

A Ricoh Pro C901 é um equipamento colorido com velocida-

revolucionar o processo de comunicação impressa, através da

de de 90 páginas/minuto, controlador EFI Fiery, resolução de

potencialização dos sentidos do consumidor, seja através da

1200x1200 dpi, e é ideal para processos que exijam robustez

visualização focada ou do tato.

e grandes volumes de impressão digital com personalização e

Através da tecnologia Digital Enhancement, elimina-se a ne-

variação de dados. Já a Ricoh Pro C751 tem velocidade de 75

cessidade de chapas de impressão, moldes, produtos químicos

páginas/minuto, resolução de 1200x4800 dpi, e suporte a mídias

e solventes, sem emissão de poluentes ou resíduos, e reduz

de até 300 g/m .

o consumo global de energia. Trata-se de uma nova tecnolo-

www.ricoh.com.br

gia jato de tinta de alta resolução que permite revestimento

2

seletivo de espessura e padronagem variável, permitindo a impressão on-demand inclusive com dados variáveis.

T&C

Mais digital - Uma das maiores representadas da T&C, a

T&C vai para a DRUPA com sUAS representadas

Dainippon Screen lançará uma série de novidades na área de

A T&C, uma das principais representantes de soluções gráficas

impressão digital e workflow, entre elas, o Equios Universal

do Brasil, levará à Drupa 2012 um grupo de executivos para

Workflow, que possibilita uma total automação de todos os

atender ao público brasileiro que percorrerá os corredores do

processos desde o envio dos dados até a saída e o processo

Messe Düsseldorf.

de acabamento.

A empresa, sediada em São Paulo e com atuação em todo

No que se refere a equipamentos, a Screen anuncia o lança-

o território nacional, aproveitará a Drupa para anunciar uma

mento de quatro novos modelos. O primeiro será a Truepress

nova parceria com a companhia israelense Scodix, que lança-

Jet SX, que conta com tecnologia inkjet, alimentação por folhas

rá no evento uma nova tecnologia para aplicação de relevo

e suporta aplicação de dados variáveis, a lado de outros dois


REALIZAÇÃO E ORGANIZAÇÃO:

EXPO

CENTER

NORTE

FESPA BRASIL 2013

DE 13 A 16 DE MARÇO DE 2013 EXPO CENTER NORTE | SÃO PAULO

SIGA-NOS TWITTER.COM/FESPABRASIL

WWW.FESPABRASIL.COM.BR

Mais que uma feira de negócios, a FESPA Brasil reunirá soluções incríveis que irão agregar valor à sua empresa. Explore as novidades, lançamentos e novas tecnologias com os principais fornecedores do mercado. • Acesso direto aos tomadores de decisão • Programa educacional com conteúdo de alta qualidade • Presença de especialistas internacionais, tratando de assuntos complexos relativos ao mercado • Mais que uma feira, um evento completo com soluções para a comunidade de impressão digital • Experiência e conhecimento de dois líderes do mercado de organização de eventos


digital Drupa

modelos da linha, a Truepress Jet520ZZ e a Truepress Jet 520.

Outra novidade anunciada pela Xeikon é que, com o lança-

Outra grande novidade da Screen será uma nova tecnologia,

mento da nova família 8000, todos os modelos duplex da

que tem nome provisório de Variable Front-end Service, que usa

empresa (5000 e 6000) passam a estar padronizados pela pla-

princípio pay-per-use que permite a criação de dados variáveis

taforma da Xeikon 8000. Além disso, usuários da Xeikon 6000

em um navegador da web usando tecnologia de armazenamen-

podem realizar upgrades para atualizar seus equipamentos

to em nuvem.

para o modelo 8600.

CtP - A Screen também lançará novos modelos de CtP na Dru-

A Xeikon anunciou também que todos os seus equipamentos

pa. O novo PlateRite HD 8900Z possui tecnologia térmica para

passam a contar com recurso LED, usado na família 8000. Isso

formato oito páginas e velocidade estimada em 67 chapas/

permite que se atinjam resoluções de até 1200 dpi e se obtenha

hora a 2400 dpi.

alta qualidade, ideal para impressos comerciais que necessitam

Um segundo modelo lançado na Drupa será o PlateRite

de fidelidade de cores e precisão e nitidez em traçados e textos.

FX1524 Flexo/Letterpress CtP, que traz possibilidade de operar

Tal recurso também otimiza a impressão de tons sólidos em

com retícula estocástica (Flexo Dot) e está focado no segmento

áreas chapadas.

de embalagens. Sua resolução é de 4800 dpi (máxima).

Particularmente, tanto o modelo 8500, quanto 8600, oferece

www.tecshopping.com.br

um significativo aumento de velocidade. O modelo Xeikon 8500 pode atingir velocidade de até 160 páginas A4/minuto; já o modelo 8600 oferece velocidade de 195 páginas A4/minuto.

xeikon

Além disso, os três modelos (incluindo a Xeikon 8800) incorpo-

impressão digital, um novo patamar

ram a tecnologia X-800 Digital FrontEnd.

Xeikon expande sua família de impressoras digitais e leva

A Xeikon anunciou que as três novas impressoras terão de-

portifólio para a Drupa 2012

monstrações ao vivo na Drupa. A Xeikon 8800 estará rodando trabalhos personalizados de marketing direto, e os outros dois modelos (8600 e 8500) serão exibidos imprimindo trabalhos que necessitam de alta qualidade para diferentes tipos de aplicação na área da comunicação impressa. Embalagens - A Xeikon também anunciou na Drupa o lançamento da Folding Carton Suite. Segundo a empresa, esse pacote de aplicações é composto por cinco elementos: tecnologia de impressão, substratos, fluxo de trabalho, toner e soluções de acabamento. Toda a suíte de aplicativos foi desenvolvida tendo como centro a família Xeikon 3000, voltada ao mercado de embalagens, com capacidade de imprimir em gramaturas de até

A Xeikon participará da Drupa 2012 mostrando um portifólio

350 g/m2, possui arquitetura com entrada por rolo com largura

ampliado e totalmente novo de impressoras digitais para diver-

de 20 a 51,6 cm.

sos tipos de aplicação.

Entre os destaques da Folding Carton Suite estão opções de mí-

Os primeiros lançamentos farão parte da família de equipa-

dias com as quais se pode trabalhar na Xeikon 3000 (entre essas

mentos para atender ao mercado de baixas tiragens e alta

mídias, encontra-se M-real, Iggesund, Stora Enso, International

qualidade, a qual passará a contar com três novos modelos: a

Paper e Sappi, todas dispensando qualquer tipo de tratamento

Xeikon 8500, 8600 e 8800, indicados para as áreas transacio-

especial), suporte à tecnologia X-800 Digital Front End construí-

nal (por permitirem alta produtividade), impressão editorial,

da sobre a plataforma Adobe APPE RIP, ferramentas para imposi-

impressão em baixas tiragens e sob demanda, impressão de

ção digital e ferramentas para gerenciamento de cores.

malas-diretas e fotolivros.

Quanto à tecnologia de toner, o pacote de soluções abrange a

Os novos modelos vêm com nova tecnologia de toner TOM

tecnologia Xeikon QA-I Toner, criada para a indústria de rótulos.

(Toner Optimization Mode), que, segundo a Xeikon, reduz o

Tecnologia de impressão - A Xeikon demonstrará na Drupa

consumo de toner em até 50%, reduzindo o custo das gráficas.

2012 a tecnologia Quantum, que reúne o melhor do processo


Revista DESKTOP

eletrofotográfico de impressão usando como base o toner que,

VLF – A BasysPrint anunciou, ainda, o lançamento na Drupa

por sua vez, é formulado sem água ou componentes voláteis,

2012 da versão VLF (Very Large Format) de seu CtP, que com-

agressivos ao meio ambiente. Outro destaque a tecnologia de

preendem as versões manual, semi-automática e totalmente

impressão que a Xeikon estará mostrando a Drupa é a possibili-

automática, que resultam nos modelos VLF M, VLF SA e VLF

dade de se trabalhar com vários tipos de substratos com baixo

MCA, respectivamente. Contam com resolução de 2400 pdi,

consumo de toner e excelente custo-benefício.

suporte ao formato 1485x2100 mm e nova tecnologia flEXpo

“Muitas pessoas podem perguntar por que escolhemos essa

(Flexible Exposure) que assegura maior qualidade e consistên-

tecnologia. Durante os últimos anos, estudamos a evolução da

cia na exposição das chapas.

tecnologia de impressão bem de perto, e qualidade de impres-

Particularmente, o modelo VLF MCA conta com sistema multi-

são é essencial para a Xeikon. Nossa conclusão foi a de que os

-cassete para entrada e saída totalmente automatizadas de

clientes estavam abrindo mão de qualidade para atingir um

chapa sem qualquer intervenção manual, sendo ideal para grá-

patamar melhor de custos através da tecnologia inkjet. Com

ficas que trabalham com altos volumes e alta produtividade.

a nossa tecnologia Quantum, nós conseguimos oferecer uma

www.xeikon.com

alternativa para que eles atinjam esse objetivo, rodando a altas velocidades e produzindo alta qualidade de saída”, afirmou Wim Maes, CEO da Xeikon.

xerox

Parceria - Durante a Drupa, a Xeikon anunciou a parceria

foco no fornecimento de tecnologia

com a Kodak, através da qual o Kodak Prinergy foi escolhido

A presença da Xerox na Drupa 2012 vai focar no fornecimento

para fazer parte do sistema Xeikon FlexX, um novo CtP para o

de tecnologias e serviços para tornar o negócio das empresas

segmento flexográfico.

gráficas mais lucrativo.

Dessa forma, usuários da nova plataforma de gravação de

“Para a Xerox, a Drupa 2012 vai ajudar as empresas gráficas a

chapas para o segmento flexo poderão se beneficiar de

encontrar meios de aproveitar as vantagens do crescimento

ferramentas para imposição digital, automação, trapping,

da demanda por impressos produzidos digitalmente”, afirmou

rasterização, suporte à tecnologia de retículas e conectivida-

Jeffrey Jacobson, presidente da divisão Global Graphic Com-

de do Prinergy.

munications da Xerox.

CtP de nova geração - Incorporada pela Xeikon, a empresa

“Nós estamos constantemente de olho no mercado para ofe-

belga BasysPrint também estará na Drupa 2012 mostrando sua

recer novas formas de ajudá-los a serem lucrativos em seus

nova geração de sistemas CtP com tecnologia de gravação UV

negócios gráficos, seja em soluções de hardware, software e

para chapas convencionais.

suporte de consultoria. Além disso, o nosso stand representa

As novidades são a UV-Setter 460x e 860x, que oferecem reso-

a visão que queremos tornar realidade para as empresas gráfi-

lução de até 2400 dpi, arquitetura plana para vários padrões de

cas todos os dias”, complementou Jeffrey.

tamanho – 200x200 mm a 680x830 mm para o modelo 460x, e

Com um stand localizado no pavilhão 8b, um dos destaques

940x1150 mm para o modelo 860x.

da empresa será o modelo de impressora de tecnologia

Possuem sistema duplo de abastecimento de chapas, o que

inkjet, CiPress 500 Production Inkjet System, que foi anuncia-

permite que duas chapas possam entrar em processamento

da em 2011 e estará disponível comercialmente.

ao mesmo tempo, e velocidade de 145 chapas/hora.

A solução usa 14 cabeças de impressão por cor CMYK, 56 no

Além disso, os equipamentos da série UV-Setter possuem

total, com tecnologia Piezo e 880 nozzles cada, com capacida-

flexibilidade quanto à possibilidade de atualização, permitindo

de de disparo de 39.000 jatos por segundo.

upgrades de versões manuais até totalmente automatizadas.

Um recurso único da Xerox, ao menos por enquanto, é que o

Ambos os modelos vêm, agora, com sistema Dynamic Auto-

equipamento usa tintas sem água. Os grânulos de tinta poli-

focus, que elimina qualquer variação criada pelas ondulações

merizada são derretidos e ejetados diretamente no papel.

das chapas e assegura foco perfeito em toda superfície de

Dessa forma a CiPress 500 pode usar papel comum e sem tra-

gravação. Através do novo sistema de monitoramente remoto,

tamento prévio, como é o mais comum em outras soluções

operadores podem monitorar e controlar o status de seu CtP a

de impressão inkjet industriais.

partir de móbiles como smartphones e tablets.

www.xerox.com.br

61


no papel Drupa

Especial Drupa

No Papel

Você acha que nada de novo pode ser criado no mercado offset? Então, está redondamente enganado. Veja o que a Drupa 2012 guarda para esse segmento, entre suporte a baixas tiragens, automação e consistência.


Revista DESKTOP

ferrostall

aproveitar esse cenário como uma oportunidade única, e aten-

Mudanças

der um mercado onde grandes e pequenos vão criar demanda

2012 começou com mudanças para a Ferrostaal. Após sua

de investimento em tecnologia”, completa Richard.

aquisição pelo Grupo MPC, a empresa se prepara a Drupa

(11) 5522-5999

2012. O diretor Richard Möller explica novidades da corporação e expectativas para o evento na Alemanha Após o anúncio, em janeiro, da nova diretoria e reestruturação

goss

interna, a Ferrostaal confirma sua aquisição pelo Grupo MPC.

para todos os mercados

As negociações, que já vinham sendo realizadas desde novem-

A Goss, tradicional fabricante de rotativas mostrará

bro de 2011, foram consolidadas no início do mês de março.

novidades para os segmentos de impressão comercial,

O grupo alemão tem 165 anos de história e atua nas áreas de

embalagem e jornal

construção naval, fundos de investimentos, comercialização de aço, de máquinas e equipamentos em diversos segmentos. O novo diretor-geral de operação, Richard Möller, avalia a nova etapa como muito positiva para a corporação. “A atual fase de mudança em todos os aspectos da empresa tem nos motivado bastante. As transformações proporcionam um engajamento ainda maior de nossa equipe, o que, sem dúvida, deve refletir positivamente em nosso atendimento ao cliente. Estamos tranquilos, pois o Grupo MPC é conceituado e sólido, e deve não só atuar como investidor, mas ter uma participação mais efetiva desenvolvida a partir de sua experiência em outros setores. Para o mercado, tal mudança deve ser imperceptível. Diferentemente dos ajustes internos, que devem sim otimizar e aproximar ainda mais nosso contato com nossos clientes. Além disso, claro que estamos felizes em retornarmos à nossa origem alemã, devemos comemorar isso em breve na Drupa”, explica Richard Möller. Drupa 2012 - A participação da Ferrostaal na Drupa será mar-

A Goss International anunciou uma série de novidades para

cada pela presença de vários profissionais divididos entre os

a Drupa 2012. A tradicional fabricante de rotativas mostrará

stands das empresas-parceiras da companhia.

novidades para os segmentos de impressão comercial, emba-

“Considerando que a feira ainda norteia significativamente as

lagem e jornal.

decisões futuras no setor e que é o melhor lugar para a apre-

Entre as novidades está a M-600, uma rotativa que debuta em

sentação de tendências, todas as nossas representadas estarão

nova versão, que cobre as necessidades do formato 16 pági-

com muitas novidades em seus stands”, explica Richard.

nas e adiciona novos recursos para maior automação graças a

Como já é tradicional também, a Ferrostaal contará com um

dispositivos como Autoplate (para troca totalmente automa-

navio localizado estrategicamente de frente para a feira para

tizada de chapas), DigiRail (que suporta ajustes automáticos

receber e hospedar os seus clientes. O navio deste ano, o Aqua

de precisos de tinteiro), Automatic Transfer e alimentadores de

Rosa, é o navio mais moderno do mundo e está totalmente

alta velocidade. Também suporta ajuste automático para até 18

preparado para dar boas-vindas aos brasileiros .

padrões de dobra.

Em razão do crescimento da economia em relação aos demais

Embalagem - As novidades da Goss para a Drupa não param

países, a expectativa da Ferrostaal é encontrar ainda mais

por aí. No segmento de embalagens, a empresa apresentará a

visitantes brasileiros na feira este ano.

nova Sunday Vpak, uma alternativa às impressoras com tecnolo-

“O Brasil vive um momento favorável como potencial para

gia sleeve que oferece um sistema inovador da Goss.

qualquer setor. O mundo está percebendo isso e sabemos que

Entre os destaques, está sua alta lineatura e sofisticada tecno-

ainda há muito espaço para desenvolvimento aqui. Temos que

logia de retículas, podendo se trabalhar tanto com retículas

63


no papel Drupa

FM quanto estocásticas. Outro destaque fica por conta da

Ao todo, a participação da Heidelberg no maior evento gráfico

qualidade de reprodução de áreas de sólidos (cores chapa-

será dividida em sete setores-chave: produção, impressão

das) graças a essa mesma tecnologia de retículas.

verde, web-to-print, baixas tiragens, aplicação de diferenciais

É um equipamento flexível que permite alterações automáticas

usando verniz e efeitos especiais, futuro da impressão de em-

de parâmetros mesmo com o processo de impressão em anda-

balagens e atualização.

mento, oferece alta produtividade (a Goss estima a velocidade

Speedmaster - A principal e mais tradicional linha de impres-

da máquina em 457 metros/minuto), e conta, ainda, com ver-

soras da empresa ganhará novidades. Trata-se da Speedmaster

sões variadas de acordo com a largura (190,5 cm e 104,1 cm).

SX, que inova em recursos e produtividade.

Nova plataforma Magnum - Para o segmento de jornais,

Segundo a Heidelberg, o novo equipamento está posicionado

onde possui forte atuação, a Goss anunciou novidades para

num nível intermediário, ou seja, visa atender à demanda de

sua linha Magnum, que incluem um novo modelo de simples

gráficas rápidas com altos volumes de serviço e que necessi-

circunferência Magnum HPS para até 70 mil impressos/hora e

tam de mais produção e, ainda, gráficas de mercados desen-

adicionais como automação e flexibilidade.

volvidos que sofrem constantemente pressão pela questão

Possui arquitetura com castelos no padrão H, facilitando o

custo e preço.

acesso a componentes e agilizando a troca de chapas e papel.

Em linhas gerais, pode-se afirmar que ela expande o conceito

Como novidade, também traz otimizações no sistema de

já presente no lançamento da Speedmaster CX 102 (2010), que

tensionamento que permite o transporte mais confortável e

já vendeu mais de mil unidades de impressão no mundo todo.

estável do papel, da entrada até a saída.

Impressão digital - Outro importante anúncio se refere à

Inicialmente, segundo a Goss, a Magnum HPS estará disponível

expansão e aprofundamento da parceria com a Ricoh. A

nos padrões 546, 560 e 578 mm.

Heidelberg anuncia para a Drupa a família Linoprint, que nada

Ainda, para o segmento de jornais, mas também capaz de

mais é do que o novo “guarda-chuva” sob o qual se posiciona

trabalhar em processos semi-comerciais, a Goss anunciará a

as novidades ligadas ao universo digital introduzido pela Ricoh.

Colorliner CPS, conceituada pela própria fabricante como um

Basicamente, as novidades consistem nas impressoras digitais

cavalo de batalha.

Ricoh com “roupagem” Heidelberg – comercialmente vendidas

Pode se adaptar para acomodar os formatos 4x2 ou 6x2, tem

como Linoprint.

velocidade estimada de 90 mil páginas/hora, e é flexível o suficiente para trabalhar de modo mesclado nos padrões coldset, heatset ou mixado.

www.gossinternational.com

heidelberg descubra heidelberg Com o tema Discorver HEI, Heidelberg vai à Drupa para mostrar fluxos de trabalho híbridos, novos modelos de impressoras e ampliar sua participação no universo digital Tradicionalmente, a Heidelberg faz a lição de casa. A fabricante alemã se sente mais à vontade do que nunca na Alemanha e apresentará o maior stand da Drupa 2012, ocupando um pavi-

Linoprint C901, que opera com o sistema Prinect Digital Print Manager

lhão inteiro (hall 1). E não é para menos. A fabricante anunciou que apresentará em Düsseldorf cerca de 60 novidades, tudo sob

Na Drupa, a fabricante alemã irá expor a família Linoprint C,

o tema Discover HEI. Os últimos anos têm sido agitados para

composta pelos modelos Linoprint C901 e Linoprint C751,

a Heidelberg, tradicional fabricante de tecnologias offset que

operando com o sistema Prinect Digital Print Manager, que

anunciou, seguindo uma tendência mundial, uma parceria com

oferece uma integração total entre o fluxo de trabalho de

a japonesa Ricoh para entrada no segmento digital

impressão tradicional (offset) com o digital.


Revista DESKTOP

Para tanto, incorpora todas as ferramentas necessárias para

O PDC-SX também detecta erros de registro através de uma

gerenciamento de produção, tais como aplicação e geren-

marca especial e de um sistema de detecção frente e verso

ciamento de dados variáveis, settings para configurações de

para verificação de registro e qualidade.

acabamento (incluindo o uso de tecnologias de acabamento

Todos os dados são informados por meio do KID (Komori

inline), entre outras. Além disso, o sistema Prinect Digital Print

Info-Services Display), um display que exibe vários parâme-

Manager permite integração com outros sistemas digitais,

tros e status de impressão.

como Canon, Kodak, HP e Xerox.

Embalagem - A Komori organizará um local de apresenta-

Segundo Christian Compera, chefe do setor de Impressão

ções dedicado às novidades para o setor de embalagens. Em

Digital da Heidelberg, “a nova família Heidelberg Linoprint C

exibição, estarão a Lithrone G40 e, também a nova Lithrone

representa a expansão do nosso portifólio digital. Integrando

GX40 Carton Press. A nova máquina é equipada com sistema

esses modelos ao sistema Prinect, ofereceremos aos nossos

H-UV, tem formato de 41 polegadas, sistema non-stop deli-

usuários um grau inigualável de flexibilidade na produção de

very, troca totalmente automática de chapas e pode imprimir

trabalhos impressos”, afirmou.

sobre substratos cartonados de diferentes gramaturas. Tem

www.br.heidelberg.com

padrão seis cores e, na Drupa, será mostrada com sistema de impressão PQA-S. Outra novidade será a Enthrone 29P, que será lançada inter-

komori

nacionalmente na Drupa. Está disponível nas configurações

Komori ondemand

de até cinco unidades, e pode acomodar o formato máximo

Komori vai para a Drupa e foca em inteligência de

de 20-7/8 x 29-17/32 polegadas. A velocidade está estipula-

impressão e baixa tiragem

da pela Komori em 13 mil folhas/hora. Ao lado da Enthrone,

“Nós acreditamos que a Drupa será o ponto de virada para nossa

a Komori também lançará, no evento, a Lithrone A37 para

indústria”. Com essa afirmação, Kosh Miyao, COO da Komori

formatos A1, porém, voltada ao mercado asiático.

America, definiu a importância da Drupa 2012 para a fabricante

Impressão digital - Depois de tantas fabricantes de offset

de offsets japonesa. Como poderemos ver, o slogan da Komori

aderirem à impressão digital (fabricando ou representando

para a Drupa, Komori OnDemand, resume bem as novidades

soluções), a Komori anunciou que, na Drupa, apresentará dois

que serão vistas no stand da empresa, representada no Brasil

novos protótipos de sua nova impressora digital inkjet. Os

pela Gutenberg.

equipamentos estarão disponíveis em duas configurações:

No evento, a Komori demonstrará a integração de seu sistema

alimentação por folha e rotativa.

de impressão baseado em inteligência artificial KHS-AI, sistema

www.gutenberg.com.br

de secagem rápida e cura H-UV para viabilizar tiragens mais rápidas e menores. Serão duas impressoras offset (Lithrone 29 cinco cores e Lithrone

manroland

G40P oito cores) equipadas com sistema KHS-AI e o sistema de

lenda

gerenciamento de cores K-ColorSimulator operando no stand

Com nova estrutura organizacional, Manroland destaca

em tempo real, mostrando o conceito de “offset on demand”.

soluções offset para embalagem, impressão comercial e

A Lithrone G40 estará equipada, ainda, com sistema de troca

grandes formatos na Drupa 2012

de chapas Asynchronous Automatic Plate (A-APC) que permite

Reviravoltas e várias notícias sobre sua estrutura organizacio-

que se troquem todas as chapas em somente 75 segundos, e

nal marcaram a Manroland no ano passado. Mas a lendária

o sistema Inline Print Quality Assessment (PQA-S), que realiza

fabricante de impressoras offset e rotativas vai para Düssel-

inspeção da qualidade de impressão em ambos os lados da

dorf mostrar sua força e anuncia várias novidades em seu

página impressa.

stand na Drupa 2012.

E através do sistema H-UV e do PDC-SX (Spectral Print Density

Localizada no stand D27, hall 6, e sentindo-se em casa na

Controller), os operadores podem realizar medições de densida-

Alemanha, a Manroland dividirá sua participação entre solu-

des e cores automaticamente, usando como referência uma bar-

ções para embalagens, impressão comercial e soluções para

ra de cores posicionada em qualquer posição vertical da folha.

workflow e automação.

65


no papel Drupa

Na área de embalagens, a fabricante alemã mostrará a

manugraph

impressora Roland 708LV com novo recurso InlineFoiler, que

hiline express

resulta num consumo de até 55% em processos de lamina-

Manugraph lança nova rotativa na Drupa 2012

ção, ao lado de novidades para aplicações de revestimentos

A Manugraph anunciou o lançamento da nova Hiline Express

em linha para aplicação de efeitos especiais e enobrecimento

na Drupa 2012. Em seu stand (E-80-01, hall 6) a empresa india-

de impressos, e uma ferramenta inteligente e automática de

na, representada no Brasil pela Ferrostaal, mostrará com desta-

preset para ajuste de cores e economia de tinta em processos

que a nova tecnologia de rotativa que tem capacidade para 45

de impressão de embalagens.

mil impressos/hora e conta com configuração em torre 4/4.

Para gerenciamento de qualidade dos impressos, a Manro-

Um dos diferenciais, que serão revelados na Drupa, sobre a nova

land mostrará seu sistema de inspeção de cores e registro

rotativa Hiline Express, são os três rolos distribuidores de tinta

formado por várias câmeras posicionadas nos equipamentos,

para ampliar a uniformidade de impressão e aumentar a qualida-

que capturam, comparam e analisam os dados dos impressos

de. O diâmetro máximo da bobina é de 1270 milímetros.

para a manutenção de constância na qualidade.

(11) 5522-5999

Os visitantes poderão, ainda, ver de perto soluções tradicionais da empresa, como a impressora meia-folha Roland 500 e a de médio formato Roland 700, bem como soluções

müller martini

especiais para formatos Zero B e 3B Plus. Além disso, na área

Müller martini digital

de impressoras folhas soltas, a Manroland mostrará, ainda, a Roland 900 operando à velocidade de 16 mil folhas/hora com mídias de grandes formatos. Impressão comercial - Na área de impressão comercial, as novidades da Manroland para a Drupa incluem o sistema LEC-UV de cura de impressos mais veloz e com menos gasto energético, uma nova solução de impressão híbrida com tecnologia inkjet, e o sistema AutoPrint Smart que, combinado com a tecnologia DirectDrive, permite controle de qualidade de impressão durante o processamento dos trabalhos, em tempo real. Para impressão em grandes volumes, no formato até 64 páginas, a empresa mostrará a impressora Roland 900XXL e seu novo sistema de console de controle com interface intuitiva e de fácil operação. E, para aqueles que quiserem ver de perto, e em funcionamento num ambiente real, as tecnologias da linha XXL da Manroland, a empresa estará organizando visitas técnicas à planta de Offenbach. Experimentar uma nova parceria - “As pessoas que passarem pelo nosso stand poderão observar claramente que as

É a tendência e, possivelmente, nenhuma fabricante offset

soluções offset Manroland ajudarão suas empresas a enfren-

poderá ficar de fora. A Drupa 2012 mostrará a impressão digital

tar os desafios e atender às demandas atuais do mercado

madura e pronta para atingir novos mercados. Nesse âmbito, a

de impressão. Trazemos os mais inovadores produtos para a

Müller Martini anuncia várias novidades que integram o univer-

área offset e, através de nossa nova estrutura, nossos clientes

so da impressão offset, digital e acabamento.

poderão experimentar um novo tipo de parceria com a Man-

A Müller Martini abraça a impressão digital e suas vertentes,

roland”, enfatizou Alfred Rothlaender, presidente da divisão

segundo o CEO da companhia, Bruno Müller. “Na Drupa, iremos

offset da Manroland.

apresentar inovações em todas as linhas de equipamentos que

www.manroland.com.br

irão atender às necessidades do mercado de hoje”, afirma Müller.


13 a 16 de março de 2013 Expo Center Norte | Pavilhão Azul São Paulo | Brasil

ExpoPrint Digital:

O calendário de eventos latino-americano acaba de

• Transpromo

receber uma nova feira: ExpoPrint Digital, que nasce

• Mala-Direta de Alta

da parceria entre a Digital Image & Print e a ExpoPrint. Uma grande notícia para o mercado.

Relevância • Dados Variáveis • Impressão Sob Demanda • Baixas Tiragens • Grandes Formatos

Os fornecedores ganham um evento mais focado em impressão digital, de grandes formatos a dados variáveis, com um público altamente profissional. Os empresários compradores ganham um lugar para encontrar as melhores marcas reunidas, com

• Web-to-Print • Outsourcing • Soluções de Acabamento

completa infraestrutura para concretizar negócios. Acesse o site e saiba mais sobre esse grande evento.

w w w. e x p o p r i n t d i g i t a l . c o m . b r

• Embalagens • Rótulos • Digital Publishing

Visite-nos na Drupa. Entrada Norte Stand EN 1-03

• Softwares REALIZAÇÃO :

ASSOCIAÇÕES:

ORGANIZAÇÃO:


no papel Drupa

“Oferecemos soluções que irão equipar os nossos clientes tanto para a impressão offset como para digital, permitindo-lhes atender às exigências do mercado atual e do futuro. Os nossos sistemas modulares são construídos com tecnologia de ponta e oferecem o mais alto nível de proteção de investimento.” Ao todo, segundo a empresa, serão dez novidades expostas no stand. A primeira delas é a impressora rotativa offset VSOP, focada no segmento de embalagens. Destaque para o menor tempo de acerto e qualidade de impressão, que será mostrada ao lado de um sistema lançado da feira alemã para expedição de jornais e malas-diretas. Para o segmento editorial, a Müller Martini mostrará sua nova tecnologia para produção de livros capa dura e photobooks, com integração aos processos digitais, assim como uma nova

sensor duplo e auto-limpeza automática. Através desse sistema,

grampeadeira com inserção inline. Juntamente, com a enca-

é possível verificar, mesmo a altas velocidades, o padrão de qua-

dernadora, haverá outras soluções de acabamento para livros,

lidade das páginas impressas em nível de registro e cor.

revistas e catálogos produzidos com tecnologia digital. Outra

www.qipc.com

novidade será o Motion Control Technology, apresentada pela Müller Martini como uma solução para encadernação cujo destaque fica para a velocidade e menor tempo de processamento.

Ryobi

Gerenciamento - A Müller Martini apresentará em primeira-

evoluindo

-mão, na Drupa 2012, o sistema Connex, criado para gerencia-

Com o slogan “Evoluindo com você”, Ryobi apresenta com

mento de dados e de processos.

destaque seu novo sistema LED-UV

O Connex possibilita a automação de todos os sistemas

Com o slogan “Evoluindo com você”, a Ryobi anunciará suas

da Müller Martini, tanto de equipamentos simples como

novidades para a Drupa 2012. A empresa ratificará, no evento,

também de complexos sistemas de produção. Graças a essa

seus três pilares – ecologicamente correto, socialmente justo

padronização, todas as máquinas estarão interconectadas e

e economicamente viável – já apresentado na Drupa 2008, e

ao usar o Connex, também é possível se conectar a um siste-

mostrará aprimoramentos para sua tecnologia LED-UV em seu

ma de gerenciamento de informação (SGM).

stand C01-1 e C01-2 no hall 17.

Além do stand principal (C21), hall 14, a Müller Martini mostrará

O sistema estará em operação em duas impressoras da linha:

soluções digitais nos stands de parceiras como Hewlett Packard

uma Ryobi 928P (uma impressora de alta velocidade, oito cores

(HP) no stand D60, hall 4, e KBA, stand C47, hall 16.

no formato A1) que proporciona a impressão com reversão

A produção de livros inline da HP Inkjet Web Press será exposta

e sistema de cura UV; e Ryobi 755G (uma impressora de alta

no estande da HP usando uma SigmaLine. No estande da KBA,

velocidade cinco cores no formato B2) equipada com o recen-

revistas e catálogos promocionais serão vincados e grampea-

te desenvolvimento de unidade de aplicação de verniz mais

dos na SigmaLine junto com a nova KBA RotaJet 76.

dispositivo de cura LED-UV.

www.mullermartini.com.br

Outra novidade será a Ryobi 1050-1, modelo otimizado da 1050 para formato B1 com sistema UV Casting e Foiling system, com unidade de pós-processamento para aplicação de holo-

qi press controls

gramas, foiling e vernizes de diversos tipos.

mrc-3d da qi press controls

Ao lado da Ryobi 1050-1, também estará a Ryobi 525 GX, uma

A Q.I. Press Controls (hall 17, stand A24) anunciou o lançamen-

impressora ágil para pequenas tiragens em padrão cinco cores,

to de mais uma solução para verificação de impressos em flu-

e suporte ao formato A3. Os equipamentos Ryobi são repre-

xos de produção offset e rotativas. A mRC-3D será o destaque

sentados no Brasil pela Ferrostaal.

da empresa, um sistema composto por câmera equipada com

(11) 5522-5999


QUEM QUER UM LUGAR DE DESTAQUE NO MERCADO DIGITAL VAI. Venha para a II Conferência Internacional de Impressão Digital GEDIGI-ABIGRAF 2012 11 de junho de 2012 | 08h00 às 19h30 | São Paulo Os maiores especialistas internacionais e nacionais do mercado de Impressão Digital

Bruno Mortara

Cary Sherburne

Hamilton Terni Costa

Prof. Frank Romano

Ivy Sanches

Germán Sacristán

Vlamir Marafiotti

Dr. Joe Webb

A II Conferência Internacional de Impressão Digital GEDIGI-ABIGRAF apresentará uma série de painéis estratégicos e tecnológicos, entre eles “Cases de Sucesso em Impressão Digital”. O evento reunirá empresários, técnicos e especialistas do setor. Não perca a oportunidade que vai fazer a diferença na sua empresa.

Vagas Limitadas. Participe! PATROCÍNIO PREMIUM:

PATROCÍNIO GOLD:

PATROCÍNIO MASTER: REVENDAS AUTORIZADAS

APOIO DE MÍDIA:

PATROCÍNIO EXPOSITOR: RE VISTA

ARTE E INDÚSTRIA GRÁFICA

PROMOÇÃO:

REALIZAÇÃO E ORGANIZAÇÃO:

PATROCÍNIO APOIADOR:

Informações e Inscrições: www.gedigi.org.br


toque final Drupa

Especial Drupa

Toque Final

Conheça o novo portifólio de soluções de acabamento para o mercado digital.


Revista DESKTOP

diginove

horizon

Diginove vai à Drupa

focada na pós-impressão

ao lado de seis representadas

Especializada em soluções pára acabamento, Horizon

Esta será a maior Drupa para a Diginove, que estará

anuncia soluções para acabamento digital, automação e

presente nos stands da Morgana, Duplo, FastBind, EBA,

aplicativos para gerenciamento inteligente de processos

Kisun e Therm-O-Type

A Diginove celebrará de 3 a 16 de maio, em Düsseldorf, a sua maior participação na Drupa. A empresa estará, durante o evento, ao lado de suas parcerias Morgana, Duplo, FastBind, EBA, Kisun e Therm-O-Type, recebendo clientes e apresentado as

O stand da fabricante japonesa Horizon na Drupa 2012 mostrará

maiores novidades de cada uma das companhias para o setor de

produtos que incorporam conceito “Foco na pós-impressão”,

acabamento e acabamento digital.

o que, segundo o slogan da empresa, é a chave para assegu-

Aplicações - A Morgana (hall 8b, stand A65) é uma fabricante

rar produtividade no fluxo de trabalho gráfico, sobretudo no

inglesa de vincadeiras e dobradeiras cuja tecnologia é especial-

acabamento.

mente interessante para o mercado de impressão digital. Isto

Ao todo, e em linhas gerais, as soluções da Horizon na Drupa se-

porque utiliza sistema macho/fêmea de vinco em U, e não em V,

rão mostradas em duas grandes áreas: acabamento digital, com

eliminando rasuras nos impressos digitais em toner.

tecnologias que combinam eficiência em dobra, binder, faca e

Além disso, tratam-se de equipamentos flexíveis que cobrem

outras aplicações de acabamento para produção de livros sob

uma linha completa de formatos e índices de automação,

demanda e, ainda, sistemas de alceamento que serão lançados

desde máquinas manuais (de entrada) até totalmente automa-

no evento; e tecnologias flexíveis para encadernação, especial-

tizadas para volumes maiores. A Duplo (hall 13, stand B53) é

mente para baixas tiragens em offset. O destaque ficará por

uma fabricante japonesa com plantas de produção em vários

conta da CABS4000S, que apresenta nova interface de comando

países do mundo, especializada em soluções para toda a etapa

que permite reunir e integrar processos offset e digital.

de acabamento. Destaque para seus sistemas de corte linear e

Totalizando, serão 28 equipamentos expostos em 1200 m2 (hall

alceamento para os segmentos editorial e promocional. A EBA

13, stand D36-1 e 2), divididos em cinco áreas (duas de apresen-

(hall 14, stand D07) é uma fabricante de guilhotinas alemã que

tação, uma de encadernação, uma para produção de folhetos e

atua no mercado desde 1922. Tradicional na Europa e Américas,

outra para equipamentos de dobra).

atualmente tem na Diginove sua principal parceria no Brasil,

Merecem destaque, ainda, soluções conjugadas para acaba-

tanto na comercialização de equipamentos, como no suporte e

mento para o mercado editorial, tal como a Smart Book Solution

assistência técnica.

(lançada na Drupa), e a Roll to Booklet Solution (outro lançamen-

A Kisun (hall 13, stand A11) é uma empresa sul-coreana com

to que combina workflow de impressão digital com rolo e per-

instalações em todo o mundo. É especializada em tecnologias

sonalização usando a flexibilidade dos dados variáveis). Ambas

de aplicações UV. Já a FastBind (hall 13, stand A14) possui uma

estarão em demonstração em parceria com Screen e Hunkeler.

linha completa para encadernação em baixas tiragens para

Outra área de destaque da Horizon na Drupa serão as solu-

photobooks, livros e manuais. Por fim, a Therm-O-Type oferece

ções de segurança usando código de barras e verificação

soluções para aplicação de hot stamping para valorização de im-

de informações. Na área de dobradeiras, a Horizon promete

pressões digitais comerciais em toner primando pela facilidade

mostrar soluções automáticas que suportam vários padrões de

de uso e flexibilidade.

imposição, tiragens e flexibilidade na alteração de formatos.

www.diginove.com.br

Entre alimentadores, a empresa lançará o sistema HOF-400, que

71


toque final Drupa

IntelliJet 20 é um sistema de impressão que pode trabalhar com personalização de impressos transacionais oferece estrutura modular para alimentação de até 42000 folhas/

para impressos coloridos). A resolução é de 1200x600 dpi, a lar-

hora (incluindo entrada de capas, estocagem, e câmera CCD

gura de mídia máxima é de 520,7 milímetros, e tem integração

para controle de processo).

inline com a tecnologia de impressão inkjet HP.

A dobradeira CRF-362 é outra novidade. O equipamento suporta

Insersoras - A Rival Productivity Series é um equipamento

até 10 padrões de dobra, e sua arquitetura inclui duas facas de

de inserção de impressos em produtos gráficos com formato

dobra que asseguram maior consistência e precisão com vários

compacto que é capaz de finalizar cerca de 10 mil malas-

tipos de papel.

-diretas/hora. Esse equipamento será mostrado na Drupa ao

Ainda na área de dobradeiras, a AFC-566FG será outro lança-

lado de uma das grandes novidades da Pitney Bowes para o

mento que apresentará ao público um conceito e ferramentas

evento, a Reliant Sorting.

totalmente novas. Os produtos Horizon são representados no

EasyTracking - Dentro do conceito de automação e inteli-

Brasil pela Ferrostaal.

gência, a Pitney Bowes ainda mostrará na Drupa a tecnologia

(11) 5522-5999

easyTracking. Apesar de não ser exclusiva da área gráfica, a tecnologia integra hardware (uma caneta digital) e inteligência de software.

pitney Bowes

A partir de um sensor captor de dados na ponta da caneta,

paper factory, da pitney bowes

usuários podem traçar sobre superfícies em que estejam inse-

Pitney Bowes vai à Drupa com soluções automatizadas e

ridas informações e estas são automaticamente lançadas em

integradas às aplicações de impressão digital

sistema e processadas.

A Pitney Bowes apresenta aos visitantes da Drupa 2012 seu

Com isso, malas-diretas e correspondências, por exemplo,

portifólio de soluções end-to-end, que permite a clientes em

podem ser facilmente rastreadas ou localizadas por meio

todo o mundo maximizar o valor e a qualidade da comunica-

dessa tecnologia.

ção digital e impressa.

www.pitneybowes.com.br

Os visitantes poderão ver como mensagens enviadas hoje podem resgatar interações passadas, utilizando personalizações detalhadas e o canal de entrega preferido. A Drupa ocorre de 3 a 16 de maio, em Düsseldorf, Alemanhã. E a área de exposição da Pitney Bowes fica localizada no Hall 4, stand 4C04.

Nos vemos na Drupa! De 13 a 16 de maio, 2012

O grande destaque da empresa em 2012 está na solução White Paper Factory, que inclui as soluções IntelliJet 20, Rival Productivity Series, Reliant Sorting Solution, P/I Office Mail e o Print+Messenger.

Acompanhe nossas notícias sobre a Drupa 2012 no maior portal de notícias de artes gráficas do Brasil.

IntelliJet 20 - O IntelliJet 20 é um sistema de impressão colorido que pode trabalhar com personalização de impressos transacionais em alta velocidade (mais de 60 metros/minuto

www.revistadesktop.com.br


Adobe Certified Expert; Consultor Adobe Systems Brasil; Diretor do Grupo PhotoPro; Autor do livro Tratamento & Edição Profissional de Imagens, do DVD 100% Photoshop CS5, Máscaras e Seleções e coautor do DVD Photoshop & Fotografia: A Arte da Imagem Conceitual, com Brasilio Wille.

Tel.: (11) 4013-7979 cursos@photopro.com.br www.photopro.com.br

TREINAMENTOS DE PHOTOSHOP AVANÇADO COM ALEXANDRE KEESE PHOTOPRO TV - O Podcast do Alexandre Keese

Photoshop, informação, tecnologia e muito conhecimento.

www.photopro.com.br

LOJA.PHOTOPRO.COM.BR


O melhOr cOnteĂşdO a um clique! atualize-se cOm Os melhOres! confira nossos produtos em nossa loja virtual

loja.photopro.com.br


Revista Desktop 127  

Revista Desktop 127, a sua revista de artes gráficas. Agora, totalmente disponível para leitura no Issuu! Nesta edição: Especial Drupa! Prev...

Advertisement