Page 1

Nº 16 - 12.09.2010

DIA 18, SÁBADO, 19H, GRANDE FESTA DO DIA DO PERDÃO (Yom Kippur) (Levítico 23.26-32; Hebreus 9.11-15). Deus separou um dia, criou uma festa, para que o seu povo se dedicasse a buscar o perdão dEle, perdoar aos outros e a si mesmos. Perdão vem pelo arrependimento e confissão (tema da Festa das Trombetas) e gera cura na alma (Tg 5.16); é a chave para a restauração emocional, familiar e espiritual. Estamos em consagração desde o dia 9 até o dia 18, sábado, quando comemoraremos a Festa do Dia do Perdão (Yom Kippur). Esta consagração é para se eliminar da vida atitudes emocionais e espirituais que envenenam o corpo, a alma e o espírito; atrai o inimigo e nos afasta da presença e das bênçãos de Deus. Essas atitudes são: mágoa, ressentimento, dureza de coração para não perdoar, sentimento de culpa, maledicências, julgamentos, ira, pensamentos de vingança e muitas outras posturas que sujam a alma, atraem as moscas (demônios) e causam terríveis males para a própria pessoa e sua descendência. Da mesma forma que no jejum tradicional são tirados os alimentos, neste jejum espiritual (consagração) são tiradas todas as mazelas que, erradamente, muitos têm se deixado contaminar. Alguns já estão tão contaminados que rejeitarão até esta palavra. Misericórdia! O jejum que Deus realmente deseja é o da mudança interior (Leia: Isaías 58.5-10). O Dia do Perdão é também oportunidade para mudança e crescimento pessoal. É tempo de reflexão sobre os erros cometidos e o início de um novo posicionamento frente a Deus, a vida, a sua família e a você mesmo. Na Festa das Trombetas a ênfase está no arrependimento e na Festa do Dia do Perdão (expiação) a ênfase é o recebimento do perdão da parte de Deus. Ambas estão ligadas à volta de Jesus: O toque da trombeta deve levar-nos ao arrependimento, pois a volta do Senhor significa a chegada da nossa completa redenção, pela expiação (perdão) que Cristo realizou na cruz.

Pr. Fernando


Deu no Fantástico! Governo quer oferecer instalação de máquinas de camisinhas em escolas de ensino médio

Pesquisa mostra que os adolescentes têm dificuldade de acesso aos preservativos. A idéia só passa a valer a partir do ano que vem. Mas já está provocando a maior polêmica. Estudantes, pais e educadores discutem se está certo ou errado instalar máquinas para distribuição de camisinhas nas escolas públicas. Até o início do ano que vem, pelo menos quarenta escolas públicas de três capitais brasileiras vão começar a testar as máquinas de camisinhas. Mas o que pensam os adolescentes, Os mais interessados no assunto? “Dá vergonha você falar para outra pessoa o que você vai fazer. Isso daí é muito constrangedor. Seria melhor com uma máquina, que a máquina você pode contar para ela tranquilo, não dá vergonha”, comenta André Fuch, de 17 anos. “Eu acho que a escola não é o lugar mais apropriado para isso. Primeiro a educação sexual tem que vir de casa, dos pais”, afirma a estudante Carolina Cristina dos Santos, de 16 anos. Uma profissional da educação diz que a escola já está sobrecarregada. “Eu sou completamente contra. As escolas não estão preparadas para este passo, podendo estar banalizando o ato sexual em si, incitando essas crianças a uma vida precoce, sexual, e o passo seguinte seria perguntar agora: onde eles fariam uso destas camisinhas? Nos corredores das escolas?”, diz a psicopedagoga Albertina Chraim.

Eu acho que a escola não é o lugar mais apropriado para isso

Fique Ligado! Novo Templo

Continuamos no desafio da comPra ProPriedade, por isso é muito importante a sua fidelidade nos dízimos, nas ofertas nos cultos e no compromisso do seu carnê. Para avançarmos em novas conquistas temos que consolidar as atuais. da

nova

Foto meramente ilustrativa.


Namoro santo é possível? A Bíblia (que deve ser nosso livro de princípios, nossa regra de fé e prática) não fala nada específico sobre o namoro. Não existe nela o termo “namorar”. Mas há alguns casos que revelam esse tipo de relacionamento antes do casamento. É o caso de Jacó e Raquel - ele a amou logo de cara e se dispôs a trabalhar para seu pai durante sete anos para tê-la como esposa (Gênesis 29). Aí temos um dos primeiros significados do namoro: é um tempo de dedicação e compromisso. Já imaginou ter que trabalhar de graça para conseguir uma namorada? É preciso muito amor mesmo! O que nem sempre acontece hoje em dia... Hoje, quase ninguém quer saber do fator “amor” entre o casal, principalmente no namoro. Ele acabou ficando em segundo plano. Primeiro vem a atração, depois a paixão. E é aí que está o problema: atração e paixão são vontades da nossa carne, não são sentimentos. E quando satisfazemos à carne... é problema na certa. Duvida? Pois vamos aos fatos:

O “ficar”

Ficar, ou sair por aí com alguém como se fosse namorado sem o ser, virou moda. “Vamos beijar, beije todos os que estiverem ao seu lado”, falou certa vez a can-

tora Ivete Sangalo em dos seus shows na praia de Florianópolis. E não era de “ósculo santo” que ela estava falando! “Namorar só depois de conhecer bem a pessoa”, me disse uma amiga. Só que o “conhecer bem” incluía a relação a sexual - dos beijos ao ato em si. A mídia reforça a idéia: “o que você acha de transar antes de namorar?” era a pergunta num programa na televisão. E o pior: as respostas eram “normal”, “depende do cara”, “legal”... Agora reflita: há compromisso e dedicação quando “ficamos”? Não. Há amor verdadeiro? Também não, no máximo atração ou paixão. É só para satisfazer um desejo da carne. E qual o problema nisso?

1. Nosso Deus é um Deus que se agrada


de compromissos. E se você não consegue fazer isso com quem está ao seu alcance, imagine com Ele. 2. As conseqüências dessa falta de compromisso. A família é um projeto do coração de Deus, e o diabo quer destruí-la. Logo, namoro sem compromisso leva a casamentos desfeitos e relacionamentos também sem compromisso. Adolescente que fica hoje, não vai querer casar amanhã, só “morar junto” - livre de compromisso perante a lei e perante Deus. Esse é o plano de Satanás. 3. Ficar é só para satisfazer a um desejo momentâneo, e “os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.” (Gálatas 5:24)

a outra pessoa na parede?” Parece engraçado, mas tem algo errado aí. Essa garotinha deve ter visto algo com o que poderíamos chamar popularmente de “amasso”. A própria sociedade deu liberdade ao homem e a mulher. Em tempos antigos algumas mulheres não permitiam que seus namorados a beijassem e andar de mãos dadas era a êxtase do relacionamento. E hoje?

Bom, hoje os pais orientam os filhos quanto ao uso da camisinha para o caso de uma “emergência”. Vai que no meio dos beijos e abraços, ou “amassos”, dá aquela vontade... saímos de um extremo e fomos para outro.

A Bíblia é clara quanto aos limites no relacionamento entre o homem e a mulher. “Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e se unirá à sua mulher, e serão os dois uma só carne.” (Efésios 5:31). Há um roteiro. O homem deixa a família, no nosso caso, “casa-se”, e então vai ser “uma só carne” (relação sexual) com a mulher. Antes disso, não. Sexo, só depois do casamento. Só depois de assumir um No escurinho compromisso de amor, financeiro e de Um dia uma menina de cinco anos me responsabilidade. É como um “presenperguntou o que os casais de namorado te” diante de todas as mudanças que faziam. Eu respondi que eles conversam um casamento acarreta. e trocavam carinhos um com o outro porque gostavam de estar juntos. Ela Para muita gente - e mais uma vez, a então retrucou: “fazer carinho é apertar mídia reforça - a virgindade ou, o sexo


casamento, e vice-versa! O plano Dele é perfeito, nós é que não somos. Em todos os casos de defraudação ou sexo durante o namoro, o relacionamento torna-se vazio e problemático (isso sem falar quando não tem conseqüências Infelizmente, isso é comum entre jovens maiores - gravidez, por exemplo). Isso e adolescentes, cristãos ou não. Em alnão é nada agradável. Quer motivo guns até existe a boa intenção de manmelhor para ter certeza que esta não ter-se “virgem”, mas muitos se baseiam é a vontade de Deus? “...a vontade de no fato de que “se o problema de estar Deus é boa, perfeita e agradável”. muito próximo é ultrapassar os limites, eu estou bem; tenho certeza que não pas- “Na teoria é fácil, mas na prática”, é ouso o sinal vermelho”. E “dá-lhe amassos”. tra justificativa de alguns casais de naEngano. Ninguém nunca acha que vai morados. Mas não há como discordar “passar dos limites”, mas quem já viveu da Bíblia quando se é cristão. E lá está a triste experiência alerta: quanto mais escrito: “Não vos sobreveio tentação se avança, mais difícil retroceder. A que não fosse humana; mas Deus é fiel tendência é ir sempre em frente. Além e não permitirá que sejais tentado além disso, há na Bíblia alguns versículos bem das vossas forças; pelo contrário, juntaclaros quanto a isso. Defraudar (carí- mente com a tentação, vos proverá licias íntimas) é prostituir ao outro. “Estas vramento, de sorte que as possais suporse prostituíram no Egito; prostituíram-se tar.” (I Coríntios 10:13). Não agüentou? na sua mocidade; ali foram apertados A carne foi fraca? A culpa é sua, e não os seus peitos, e ali foram apalpados os de Deus. seios da sua virgindade.” (Ezequiel 23:3) Pratique o namoro santo! só no casamento, é “tabu”. Com isso, a defraudação(carícias íntimas) no namoro foi ficando comum, e quem não transa, pelo menos se acha no direito de passar uma mãozinha aqui, outra ali...

Antes que alguém diga o contrário, vale a pena explicar. Deus não fez do sexo sem o compromisso do casamento pecado porque é “carrasco”. “Então porque me deu esse tipo de vontade?”, diriam alguns. Porque é realmente maravilhoso ter essas sensações! Só que na hora certa... Deus fez o homem para a mulher e vice-versa. E fez o sexo para o


Qual a idade para namorar?

Sobre esta questão temos que usar o bom senso e não o legalismo. Você acha razoável que meninos e meninas com 12, 13 anos, que acabaram de sair das fraldas, têm condições de assumir a responsabilidade e as implicações de um namoro? Não seria este um tempo de infância, de maturação, de aprendizado de valores como a amizade, por exemplo? Mesmo adolescentes de 15, 16 anos, não seria mais convenientes que o namoro fosse como uma amizade, sem “agarra-agarra”, uma vez que, naturalmente, o tempo de um casamento ainda estaria muito distante? Você já reparou que quando um menino adolescente engravida uma namorada certos pais (a maioria!) afastam logo o rapaz dizendo que ele é muito novo para assumir responsabilidades, ainda tem que estudar, se formar, se profissionalizar, trabalhar, etc.? Por que não viu isso antes? Veja bem: um namoro nos moldes mundanos atuais acabará em gravidez, aborto ou no mínimo em pecado oculto (que trará conseqüências futuras).

Namoro e rebeldia aos pais e responsáveis.

Já vimos que os filhos devem em tudo obedecer e honrar os pais, certo? Mas é assim que tem acontecido com muitos, mesmo dentro das igrejas? Não. Infelizmente o namoro tem sido motivador de muita rebeldia contra os pais e isso trará muitas maldições, pois toda rebeldia gera maldições. Lamentavelmente muitos filhos não respeitam as ordens dos responsáveis quanto ao horário de chegar em casa, quanto ao tipo de roupa que deve usar, etc. E o pior: namorado que não respeita as orientações dos pais ou responsáveis da namorada. Um jovem assim já está demonstrando o mau caráter que possui. Se não respeita os pais da moça você acha que irá respeitála? Que estas reflexões ajude você a não experimentar amanhã a tristeza que muitos hoje têm por não ter recebido “ontem” (no passado) uma orientação como está que você está recendo hoje Tome posse!

Material da Visão Celular do Ministério Internacional Gerando Vida Adaptado e ampliado por: Pr. Fernando


GV News Próximo SÁBADO, dia 18, a partir das 19h, GRANDE FESTA DO DIA DO PERDÃO (Yom Kippur). Grande Celebração, jantar de comunhão. Convide seus amigos que precisam conhecer o amor de Deus. Jejum de 24 horas: das 18:30h do dia 17 até às 18:30h do dia 18. Jejum de 12 horas: das 18:30h do dia 17 até às 06:30h do dia 18. FESTA DOS TABERNÁCULOS - dias 22, 26 e 29. Grande Celebração no dia 26, domingo, 18h. Tragam seus amigos! NOVO SITE DA EBENÉZER - ACESSE: www.ibebenezer.com.br e www.gerandovida.com Próximo Encontro Com Deus - Este Encontro mudará a sua vida para sempre, como mudou a minha (Pr. Fernando). Informações e inscrições - Lecilucia/Angelo (4 parcelas de 20,00); BATISMO DOS 200 - FESTA DAS ÁGUAS - O selo da sua vitória em Cristo! Fale com o seu líder de célula.

Parabéns! 12/09 - Lucia Helena Bastos 13/09 - Tassiane de Araújo Serafim 16/09 - Jane Corcino de Assis 16/09 - Ana Xavier Bento

Jornada de Fé Venha aprofundar-se na Palavra de Deus: Seminário Jornada de Fé - todas as quartas, 19:30h. PraTicando oS SeGredoS da Fé nova

Jornada de Fé com o Pr. Fernando - início 22-09

Louvor - TeSTemunhoS - miLaGreS - PaLavra de conquiSTa


Namoro (cont.) Dez características de um namoro santo: 1. Antes de namorar, sejam amigos. A amizade é fundamental para um relacionamento dar certo. Permaneçam “só amigos” o máximo de tempo possível! 2. Busquem orientação de Deus antes e durante o namoro. Se vocês não têm vergonha de beijar um ao outro, então porque ter vergonha de orar juntos? 3. Estabeleçam alvos conjuntos. Façam do namoro o primeiro passo para um casamento. Nem sempre o namoro vai acabar num altar, mas esse deve ser o objetivo principal. Só comece a namorar com essa intenção, nunca para se divertir ou como passatempo. 4. Não façam do namoro ou um do outro prioridade. Enquanto vocês não são casados continuam debaixo do cuidado dos pais, autoridades colocadas por Deus sobre suas vidas. A suas famílias devem ser prioritárias. A aprovação deles em tudo o que fizerem é imprescindível. Lembrem-se do mandamento: “Honra a teu pai e tua mãe...” e Deus lhes mostrará que é fiel! 5. Não se isolem. Muita gente, após um namoro

desfeito, descobre que não tem mais amigos. Eles foram sumindo aos poucos, enquanto o namoro era autocentralizado. 6. Não se sintam: “dono do outro”. O namoro é apenas uma fase de conhecimento do parceiro (a), não significa que você tem posse sobre ele (a). Não se impeçam de, as vezes, saírem sozinhos (a) ou com a turma; 7. Não dêem lugar ao diabo (Efésios 4:27). Não fiquem sozinhos em casa, não namorem no escuro. Não façam aquilo que virá a despertar desejos mais íntimos ou sexuais. 8. Só façam um com o (a) namorado (a) aquilo que não teriam vergonha de fazer na frente dos outros. 9. Aproveitem esse tempo para conversar e abrir seus corações. Mas se vocês não são adeptos da corte (ver, em breve, artigo “Namoro ou corte”), pelo menos coloquem beijos e abraços em segundo plano e sempre com moderação; 10. Busquem o conhecimento mútuo sem que seja necessária a defraudação do corpo do outro. Intimidade também significa familiaridade. Duas pessoas íntimas se dedicam particular afeição.

Revista Gerar nº16  

Revista do Ministério Internacional Gerando Vida