Page 1


EDITORIAL

N.º 22 - JUN JUL AGO 17 (Trimestral) 3,00€ (Cont.) DIRETOR João Alberto Catalão, +351 918 799 307 jcatalao@doit.pt PUBLISHER Ana Teresa Penim, +351 965 657 678 apenim@doit.pt REDAÇÃO Fernanda Accorsi redacao@doit.pt COLABORADORES André Zeferino, Andrew Hatch, Cláudio Martins, Eduarda Luna Pais, Eva Baptista, Fred Rocha, Helga Duarte, Isidro Lobo, Jean Oliveira, José António Rousseau, Luís Duarte, Luís Perloiro, Manon Rosenboom ALves, Mário Ceitil, Nuno Silva, Pedro Caramez, Pedro Manso Costa, Ricardo Teixeira, Rodrigo Bernardo, Tiago Cruz, Uriel Oliveira PROJETO GRÁFICO E PAGINAÇÃO DO it! FOTOGRAFIA Fernando Piçarra (www.fernandopicarra.com), Freepik, Fotolia, Inimage, Nuno Silva, Vítor Gordo (Syncview) DIREÇÃO COMERCIAL E MARKETING Eva Baptista, +351 961 313 639 Jorge Farromba (Auto) info@doit.pt ASSINATURAS assinaturas@doit.pt IMPRESSÃO Eurodois by Impress Direct Rua de St.o António, Nº 30, A-dos-Ralhados 2710-006 Sintra DISTRIBUIÇÃO VASP, MLP – Media Logistics Park Nº DE REGISTO NA ERC: 126225 Nº DE DEPÓSITO LEGAL: 343989/12 TIRAGEM: 15.000 exemplares PERIODICIDADE: Trimestral

PROPRIEDADE E EDIÇÃO Active Up, Lda Contactos Av. do Atlântico, nº 16, Edifício Panoramic, Piso 14, Esc. 11 PARQUE DAS NAÇÕES 1990-019 LISBOA PORTUGAL Tel. 218 963 025, info@doit.pt, www.doit.pt Estatuto Editorial disponível em: www.doit.pt/#estatuto

João Alberto Catalão Diretor jcatalao@doit.pt

Trabalhar pelos dois!

C

onfesso que sou fã do Papa Francisco. Um dia li uma frase dele que me tocou profundamente: “Não enterrem os talentos! Não tenham medo de sonhar coisas grandes”. Salvador e Luisa Sobral. Talento & Sonho. Portugal a vibrar porque ousaram ser diferentes, desafiaram-se, acreditaram e concretizaram. Que grande equipa! Afinal de contas tudo o que se passou com o Salvador e a Luisa Sobral decorreu de uma sucessão corajosa de atitudes de todos os Portugueses. Quem permitiu a estes génios afirmar os seus talentos e conseguir a bonita vitória da simplicidade e do amor, fomos todos nós. Primeiro os que tiveram coragem de continuar a apostar na presença de Portugal na Eurovisão apesar de um longo currículo de insucesso, mas que fizeram questão de estimular a diferença; aqueles que escolheram a canção dos manos Sobral para participar e ser escrutinada pelo povo português; os milhares de portugueses que depois votar no seu talento diferenciador e, ainda, todos os europeus que votaram em nós nas duas etapas da Eurovisão. E, além disso, nunca esquecer a brutal participação dos media na divulgação e consagração desta vitória, que a todos uniu e deixou felizes. Que tem isto a ver com a vida dos negociadores e das vendas? Apetecia-me repetir o slogan da gasolineira “Juntos somos mais fortes”, mas vou além disso. Concretizar, ter sucesso, é uma consequência de algo que integrou um conjunto de ingredientes que importa nunca esquecer: Talento, Competência, Sonho, Propósito, Conceito, Coragem, Persistência, Partilha e Concretização, suportados por muita consistência e muito trabalho. Comparando esta grande vitória de todos nós no Eurofestival em que nos unimos, concretizámos e festejámos a revelação de competência e talento, com a situação económica do país (onde já não se ouve falar em crise mas que, ao contrário da vitória no Eurofestival, nem todos estamos alinhados), o meu desejo é que nos convençamos de vez que, em todas as dimensões da nossa vida somos muito mais felizes e eficazes a Agir do que a Reagir. Talento & Sonho: Sem fazer planos do que virá depois, o meu coração pode trabalhar pelos dois!”

Nenhuma parte desta publicação, incluindo textos e fotografias, pode ser reproduzida, por quaisquer meios, sem prévia autorização.

JUN JUL AGO 17 |

1


ÍNDICE ENTREVISTA

AUGUSTO CURY

TIAGO CRUZ - Gestor de Clientes na SCC pág.

26-27

Editorial - João Alberto Catalão

1

Open it - Mais & Menos - Flashadas, Humor na DO it! - Barómetro, Sabia que... - Online, Cartoon - Cara & Coroa - Cool - Notícias

4

Opinião - José António Rousseau - VENI, VIDI, VICI

18

Tema de Capa - Novas competências, atitudes e comportamentos dos perfis comerciais

20

Entrevista - Tiago Cruz - “Gosto de pensar no que já existe e como fazê-lo melhor”

26

Reportagem - Rodrigo Bernardo - Marketing e vendas online... mas com humanização

30

Espaço - Ana Teresa Penim - Quando é que o nunca desistir pode ser uma má ideia em liderança comercial?

32

Em foco - Fred Rocha - O melhor vendedor de Portugal

34

Entrevista - Agusto Cury - O Homem mais inteligente da História

36

PSIQUIATRA, PSICOTERAPEUTA, CIENTISTA E ESCRITOR pág.

36-39


Tema de Capa

CARA & COROA

NOVAS COMPETÊNCIAS, ATITUDES E VAMOS ATENDER COMPORTAMENTOS DOS PERFIS COMERCIAIS COM EFICÁCIA?

Luis DUARTE - General Manager - MORE Results for everyone pág.

20-26

pág.

Wellness DO it! - Dr. Andrew Hatch - Summer Wellness

40

Ferramentas DO it! - Gestão do território, 3 passos para um processo eficaz

44

Artigo - Jean Oliveira - Os 4 C´S, vender em 4 passos

48

Entrevista - Luís Perloiro - Negociar Patrocínios

50

Artigo - Manon Rosenboom Alves - Marketing Pessoal & Imagem Profissional

52

INNOVageing® - Age Friendly Business

56

Enjoy it - Hotel (Quinta do Barrieiro) - Restaurante (De Pedra e Sal) - Automóvel (Hyndai IONIQ) - Viagem (Bragança) - Relógios, Wines&Spirits, Gadgets & Tech, Leituras DO it!, Perfumes e Cosmética

58

Dicas Informáticas - Nuno Silva

64

Lifestyle - O que mais incomoda os passageiros de aviões?

71

Keep in Touch Paddy Cosgrave - Websummit

77

08

ARTIGO

MARKETING & IMAGEM PROFISSIONAL

Luis Gonçalves - Key-Account Manager Bacardi Martini pág.

52-54


OPEN IT

Mais & Menos Salvador e Luísa Sobral Portugal está na moda por várias razões. Fomos Campeões Europeus de Futebol, temos vencido diversas outras competições desportivas, a Economia dá bons sinais de recuperação, o Turismo bate recordes, faltava-nos este grande motivo para Portugal inteiro vibrar por algo que surpreendeu tudo e todos pela positiva. A vitória dos irmãos Sobral é uma vitória da simplicidade e do amor! Papa Francisco Coragem, determinação e liderança, fazem parte das muitas qualidades do responsável máximo da Igreja Católica. Este Papa não pára de surpreender pela positiva! Cada vez que intervêm, as suas palavras transmitem uma enorme força motivadora e mobilizadora, em todos aqueles que ambicionam por um mundo humanamente sustentável. Geringonça Apesar da enorme diferença de valores e propósitos dos Partidos que integram “a coisa”, a verdade é que já ninguém fala de crise. Sente-se a retoma. Isso é positivo. Oxalá não seja fogo de vista e os do costume, por interesses mesquinhos e pouco patrióticos, não voltem a trazer-nos mais do mesmo… Samsys Quando uma empresa consegue ano após ano, realizar um Dia do Cliente, juntando cerca de um milhar de profissionais, num evento gratuito e destinado a inspirar e promover a superação, só podemos aplaudir e desejar-lhes tudo de bom. Brasil O que impede o progresso deste país que tem tudo para ser uma das mais prósperas economias do mundo? Recorrentemente acusam-se os Políticos, mas quem os elege é o povo! Enquanto a Educação não for a prioridade número um do Brasil, acreditamos que ainda vai continuar por algum tempo a praga da corrupção, do facilitismo e do jeitinho brasileiro… 4|

JUN JUL AGO 17

Ninguém encontrará o arco-íris se estiver a olhar para o chão. Chega um momento na nossa vida em que sabemos: Quem é imprescindível para nós, quem nunca foi, quem já não é e quem será sempre! Algumas pessoas são tão pobres que a única coisa que possuem é dinheiro…

O valor de uma pessoa não se mede pelo que tem, mas pela maneira como o conseguiu.

Existem mais pessoas que desistem do que aquelas que fracassam.

FLASHADAS

Claudio Martins Grupo Antas - Restauração


PUB


OPEN IT HUMOR NA DO IT!

BARÓMETRO PORTUGUESES, MAIS OTIMISTAS, MELHORAM O LAR

De acordo com dados divulgados na 21.ª Conferência GfK - Quanto dás pela minha sogra? - Pela tua sogra? Dou zero... - Vendida. Negócio fechado. O vendedor ambulante apregoa: - Quem quer as pastilhas da felicidade? Uma senhora aproxima-se vê as caixas e exclama: - Estas caixas são de aspirinas! Porque diz que são pastilhas da felicidade? - Porque quem as comprar contribui para a minha felicidade... A hospedeira durante o voo distribuiu pastilhas elásticas aos passageiros. Lelo, admirado, pergunta: - Para que servem as pastilhas? - Para evitar dores de ouvidos durante o voo. No final do voo, Lelo chama a hospedeira e pergunta: - Como faço para tirar as pastilhas dos ouvidos? - Como vai o teu namoro? - Como a Coca Cola. - Como a Coca Cola? - Sim! Começou normal, passou a light e agora zero... Na loja de porcelanas o vendedor afirma: - Este pote é indiano. Autêntico. Cliente desconfiado, questiona: - Aqui diz: Produzido em Alcobaça! - Não me diga que nunca ouviu falar nos indianos de Alcobaça? Na entrevista: - Tem experiência em vendas? - Muita! Vendi a minha casa, o meu carro, o piano e as joias da minha mulher...

6|

JUN JUL AGO 17

Desde 2015 e até ao 1º trimestre de 2017 há uma clara melhoria dos índices de confiança dos consumidores portugueses, de acordo com o estudo mundial da GfK, “Consumer Climate”. Este fator, em conjunto com alguma recuperação do poder de compra e sobretudo com a maior dinamização do setor imobiliário, contribuiu para um verdadeiro upgrade dos equipamentos para o lar que se venderam em 2016. Com efeito as vendas de televisores aumentaram 11%, muito potenciadas pelo Campeonato Europeu de Futebol (Euro 2016). Ao mesmo tempo, as vendas de grandes eletrodomésticos, aumentaram 8,1% e adicionalmente a venda de pequenos eletrodomésticos aumentou mais 6,4%. Ou seja, 2016 foi um ano de clara melhoria dos lares portugueses, em termos de equipamentos e eletrodomésticos para o lar. Em maior detalhe, a GfK aponta que o crescimento das vendas dos grandes eletrodomésticos foi impulsionado pelo crescimento das vendas dos secadores de roupa (28,3%), exaustores (9,3%), fornos (9,2%) e máquinas de lavar a roupa e micro-ondas (8,1%). Ao analisarmos os pequenos eletrodomésticos verificamos um crescimento das máquinas de café, em mais 7,3% e toda a área de conforto do lar em mais 7,1%. Há sinais positivos neste início de 2017, em que os consumidores portugueses reforçam o otimismo nas expetativas económicas. Registando 29,2 pontos no final do primeiro trimestre deste ano, um valor que estava próximo do registado em janeiro de 1992 (38,6 %) e que é superior ao atingido no mesmo período do ano anterior (16,5 %). Na verdade, Portugal tem mostrado uma tendência de melhoria constante nos últimos dois anos. A GfK prevê que, em 2017, o setor dos bens tecnológicos de consumo tenha um crescimento positivo, quer na Europa, quer em Portugal, embora a um ritmo menor. Fonte GfK Portugal


SABIA QUE... Regresso ao Futuro, Terminator ou 12 Macacos, na China Esta proibição parece de ficção científica, mas não o é. Na China não se pode ver Marty McFly tentando voltar ao futuro, o Exterminador Implacável Arnold Schwarzenegger perseguindo Sarah Connor ou Bruce Willis tentando salvar o mundo em 12 Macacos, pois estão proibidos os filmes e séries de viagens na televisão. O Partido Comunista Chinês que governa o país diz que “os dramas de televisão não devem ter personagens que viajam no tempo e reescrevem a história, pois isso vai contra a cultura chinesa.” A isto deve ser adicionado a “falta de rigor científico” existente na maioria dos conteúdos relacionados com as viagens ao longo do tempo, segundo dizem. Andar com chinelos, fazer castelos de areia ou beijar no carro, na Itália A Eraclea, para cujas praias costumam aceder turistas que procuram fugir das multidões da vizinha Veneza, não deve ir com balde e pá pois é proibido fazer castelos de areia na praia. Em Eboli estão mais preocupados com a segurança ao volante. A maneira de conduzir de forma um pouco temerária, que se costuma usar por ali, levou as autoridades a proibir qualquer comportamento que possa provocar uma distração ao volante. Um exemplo de distração é beijar-se enquanto conduz, no interior de um veículo, algo que é punido com multa de 500 euros. Em Capri, por outro lado, a preocupação maior é que os moradores possam descansar tranquilos, sem barulho, a Câmara Municipal da cidade quis chegar ao extremo: dois turistas foram presos pelo escândalo que provocavam ao andar com os seus chinelos de praia cumprindo o novo veto ao “calçado barulhento”. Fonte OPEN COMUNICACION

ONLINE

TRIPIT Vai viajar? Com esta aplicação envie emails de confirmação de itinerários ou bilhetes para um endereço de e-mail e a app encarregar-se-á de criar um percurso repleto de interessantes opções. Está disponível na versão para iOS e Android. www.tripit.com

CARTOON

JUN JUL AGO 17 |

7


CARA & COROA

LUÍS DUARTE General Manager - MORE Results for everyone luis.duarte@moresults.pt

Vamos atender com eficácia? “Quem atender com eficácia irá vender mais e ser uma pessoa mais feliz”. Será? Permita-me uma provocação? Qual a melhor definição de “Vender” que ouviu até hoje? Peço que pare uns segundos, desvie o olhar deste artigo e escreva-a. No final do artigo deixo a minha definição e quem sabe você possa partilhar comigo a sua e a minha atual passar a ser a sua. Acredito que a venda mais eficaz acontece quando os objetivos do comprador são atingidos sem que seja necessário o vendedor fazer esforços acrescidos no final do processo ou experiência de venda. O próprio potencial cliente vai decidir que precisa do nosso produto ou serviço. É mais fácil tudo acabar bem quando se começa bem. Torna-se mais difícil acabar bem quando se começa abaixo do que é o melhor que podemos dar. A melhor ferramenta que o vendedor tem ao seu dispor é a pergunta e dentro de todas as perguntas que podem ser feitas a primeira é a “pergunta de permissão”. Ao perguntar ao comprador se me permite fazer algumas perguntas para em conjunto chegarmos à melhor decisão de compra estamos a ser parceiros, vendedor e comprador, na busca de um objetivo comum. Deixamos de estar “frente-a-frente” para estarmos ao lado um do outro. O querer ajudar o comprador a tomar a melhor decisão é essencial para atender com eficácia. A meu ver o querer ajudar é, contudo, insuficiente. É preciso em vez de “querer”, “querer muito”. O potencial cliente irá perceber se eu “quero ajudar” ou se tenho comportamentos que demonstrem que “quero muito ajudar”. As competências de conhecimento do produto ou serviço que vendemos e as técnicas comerciais ajudam-nos a vender hoje, mas são as nossas competências comportamentais que nos trazem as vendas repetidas e as recomendações dos clientes satisfeitos. Quando estamos a atender com eficácia primeiro está sempre a pessoa, só depois o produto ou serviço. Sabemos que custa 5 vezes mais conquistar um cliente novo do que manter um atual que esteja satisfeito e temos de ter também presente que custa 25 vezes mais reconquistar a confiança de um cliente não satisfeito do que manter um atual satisfeito, como o Professor Christer Grönroos, da Hanken School of Economics de Helsínquia apurou. Custará ainda mais reconquistar um cliente tratado de forma indiferente do que um cliente insatisfeito. A indiferença é, de facto, o patamar mais baixo nos níveis de atendimento. Como adeptos do atendimento eficaz o patamar que pretendemos alcançar é aquele em que o cliente se sinta “especial”. É este o campeonato em que o atendimento em Portugal tem de estar. Acredito que atender tem de ser profissional e divertido e agradável em simultâneo. Acredito em princípios como antecipar as necessidades do cliente, exceder as expectativas do cliente, manter o cliente informado e em mantermos contacto com o cliente. Acredito que atender com eficácia resulta em momentos de celebração e de festa. Ah, e antes que me esqueça, a melhor definição de “Vender” que ouvi até hoje é “Ajudar a comprar de forma profissional”. Quando atendemos com eficácia o cliente volta e fala de nós aos seus amigos, colegas e familiares. Vamos atender com eficácia? 8|

JUN JUL AGO 17


CARA & COROA

ISIDRO LOBO Diretor Geral da Jordão Cooling Systems

FAZER BEM À 1ª, DEVE SER UM OBJETIVO DE TODOS! Na JORDÃO, mantemos a atitude assertiva e o pensamento positivo de sempre levarmos a bom porto a nossa missão: criar soluções e produtos de qualidade, oferecendo um serviço de excelência aos nossos clientes. Com o objetivo de estimular a criatividade e, ao mesmo tempo, dar a conhecer melhor os nossos produtos, a inovação é um dos grandes motores de desenvolvimento da JORDÃO. Também pretendemos assegurar que a JORDÃO mantenha o lugar de destaque que tem vindo sempre a cultivar ao longo da sua história. Para tal, iremos continuar a apostar no desenvolvimento das competências da empresa, de modo a optimizar sempre e mais os nossos recursos, antecipando as necessidades dos nossos parceiros. É com bons exemplos, atitudes positivas, lutas e olhares perspicazes que o mundo avança em cada segmento. Faz parte da natureza humana progredir, inventar, reinventar e suplantar-se. Porque sou um “optimista militante” e procuro transmitir a todos os meus colaboradores os conceitos que devem ter presentes no seu dia-a-dia. O meu léxico abrange palavras de ordem como Ambição, Ousadia, Determinação, Persistência, Perseverança, Capacidade de Adaptação. No fundo, qualidades estratégicas para um mercado em mudança, cujas dificuldades encaramos como um desafio que se estende aos nossos parceiros. Há inúmeros exemplos Made in Portugal que são sinónimo da inovação, capacidade e criatividade, exemplos de que somos capazes “cá” ou “lá” fora. A inovação é, pois, a postura que manteremos rumo à qualidade e eficiência, para que os nossos clientes, quer estejam no mercado nacional ou em qualquer parte do Mundo, possam também ostentar com orgulho a marca “Made in Portugal”. Para além da inovação contínua, apostamos na SUSTENTABILIDADE. O edifício da Sustentabilidade assenta em três pilares fundamentais: Desenvolvimento Económico, Responsabilidade Social e Ambiente. Em tudo o que fazemos no quotidiano, fomentamos a responsabilidade social ativa, protegendo todos os que colaboram na empresa, com forte sentido ético. Não fazemos negócio a qualquer preço. Procuramos sempre fazer e incutir nos nossos colaboradores princípios éticos e morais, que tenham eco na sua vida profissional e pessoal. FAZER BEM À 1ª, DEVE SER UM OBJETIVO DE TODOS!

JUN JUL AGO 17 |

9


01 1ª Conferência de

Marketing Digital Centro Norte de Portugal

Decorreu, no dia 18 de maio de 2017 no ISVOUGA - Instituto Superior de Entre Douro e Vouga, a 1ª Conferência de Marketing Digital Centro Norte de Portugal, numa organização do Marketing Lab do ISVOUGA. A apresentação desta conferência esteve a cargo de Jorge Remondes, docente do ISVOUGA e responsável pelo referido Laboratório. A abertura do evento esteve a cargo de Teresa Leão, diretora do ISVOUGA. Participaram no evento como oradores do 1º Painel moderado por Ana Canavarro: Paulo Morais, Digital Health & e-Business Manager na Follow Reference; Sara Santos, Digital Marketing and SEO Consultant & Trainer e André Zeferino, Fundador da Work Value Intelligence e Consultor em Marketing Analytics. O segundo painel dedicado ao social media teve como oradores: Rita Saraiva, Digital Marketing Ma-

nager na 7Graus; Pedro Caramez, Consultor Social Selling, Social Recruiting & Employee Advocacy e Uriel Oliveira, SVP Business & Operations at Cision Portugal. O moderador deste painel foi Diogo Monteiro, fundador e diretor de relações públicas da WOW Agency Brand Energizers. Ana Penim, Retail Lover, fundadora do INV - Instituto de Negociação e Vendas e da GRA - The Global Retail Academy, foi oradora no 3º painel dedicado ao eCommerce. Participaram ainda no painel moderado por Vanessa Arlandis, Marketing and Communication Manager do KuantoKusta; Pedro Santos, Head of eCommere & Mobile at Sonae MC e Antero Ferreira, Sénior Project Manager da Farfetch. O encerramento do evento coube ao Presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira e Presidente do Conselho Metropolitano do Porto, Emídio Sousa.

02 Digital Delivery Hub Portugal

A Mercedes Portugal anunciou num evento realizado no passado dia 9 de maio de 2017 em Lisboa, a instalação do seu Digital Delivery Hub. Lisboa acolhe um centro de competências inovador, na área do digital, e vai contratar cerca de 120 profissionais. O Digital Delivery Hub já arrancou no início de maio para criar produtos de marketing digital e soluções tecnológicas para todo o mundo. Depois da abertura do Network Assistance Center, no ano passado, em Portugal, este é o segundo centro de inteligência da Mercedes-Benz, que quer abrir “um novo capítulo da marca a partir de Lisboa”.

FOTOS DR

10 |

JUN JUL AGO 17


NOTÍCIAS 03 O conforto de uns Sneakers com a

sofisticação de uns Oxford

Para unir negócios e lazer, Undandy - a marca portuguesa de calçado masculino personalizado - sugere a reinvenção de um modelo clássico para looks casuais que não deixam ninguém indiferente. Com a sofisticação de um formato tradicional e a adição do conforto da sola de borracha, os novos Undandy são os mais recentes aliados do homem urbano atento à versatilidade.

04 KCS IT SELECIONA FINALISTAS DO PRÉMIO TECNOLÓGICO DA ACREDITA PORTUGAL

Foram conhecidos os três projetos finalistas do Prémio K.Tech, a vertente do concurso de Empreendedorismo da Acredita Portugal direcionada para projetos de âmbito tecnológico e apoiada pela KCS iT. A parceria estabelecida com a consultora vai possibilitar à ideia vencedora, conhecida a 2 de junho, receber apoio especializado na entrada no mercado. Os três projetos finalistas foram selecionados por um painel de jurados específico composto por membros da KCS iT e da Acredita Portugal, numa sessão que decorreu na sede da Microsoft, em Lisboa: - Shuteye é a “Uber do descanso”, uma plataforma que conecta proprietários de imóveis/hostels e clientes que pretendem descansar durante algumas horas - dormir uma sesta, tomar um banho após um voo, ou apenas desfrutar de uma massagem e relaxar. - Cook4me é uma plataforma de encomenda e entrega de comida caseira. A plataforma já está disponível em Lisboa e procura crescer em Portugal e nas principais cidades europeias. - FoundVet prevê a criação de uma app para donos de animais de companhia, permitindo a marcação de consultas veterinárias nas clínicas e hospitais ou ao domicílio. A app permite conhecer os profissionais veterinários disponíveis por localização. JUN JUL AGO 17 |

11


05 “Junta-te à mesa” com Bohemia IPA

A marca Bohemia, a companhia perfeita para todas as refeições, inova uma vez mais e apresenta uma nova edição especial: a Bohemia IPA, (India Pale Ale), uma cerveja de amargor intenso, notas frutadas e cítricas e de um dourado intenso. A mais recente novidade junta-se à trilogia Bohemia - Bohemia Original, Bohemia Puro Malte e Bohemia Trigo - desenvolvidas para enriquecer a experiência às refeições, entre família e amigos, proporcionando momentos gastronómicos únicos e memoráveis. A nova aposta de Bohemia está disponível, a partir desta semana, em formatos de 33cl OW, em clientes selecionados do canal Horeca, e a mesma referência em formato 6 pack, na grande distribuição. Segundo Filipe Bonina, director de marketing da SCC: “O lançamento da Bohemia IPA reforça a oferta de cervejas que enriquecem a experiência às refeições e acompanham os períodos de convívio à mesa. Esta edição especial tem como objetivo oferecer mais uma proposta de uma combinação única de cerveja com comida”.

06 Grupo IKEA vai ter novo Presidente & CEO Jesper Brondin será o novo Presidente e CEO do Grupo IKEA, a partir de 1 de setembro. Atual diretor-executivo da IKEA of Sweden, unidade onde são desenvolvidos os produtos da marca, e responsável pela gama IKEA e cadeia de valor, Jesper sucede Peter Agnefjäl, no cargo desde 2012. Com 22 anos de experiência na IKEA, conhecimento sobre a vida em casa e interesse pelo setor do retalho, Jesper Brodin vai dar continuidade ao trabalho de Peter Agnefjäll, em direção ao objetivo da multinacional sueca de se tornar líder mundial no retalho multicanal de mobiliário e decoração para a casa.

12 |

JUN JUL AGO 17


NOTÍCIAS 07 Organizações já podem candidatar-se ao Selo

da Diversidade

Estão abertas as candidaturas ao Selo da Diversidade, uma iniciativa da Carta Portuguesa para a Diversidade que visa promover a inclusão dentro das organizações. A iniciativa foi lançada esta segunda-feira, 22 de maio, durante o primeiro Fórum Nacional para a Diversidade, que decorreu no Grande Auditório do ISCTE-IUL, em Lisboa.

08 LEXUS E MARK RONSON CONVIDAM FÃS A PRODUZIR A SUA PRÓPRIA MÚSICA A Lexus e Mark Ronson revelam a sua mais recente colaboração: uma curta-metragem, através da qual os fãs de música e de automóveis têm a oportunidade de elevar a experiência da condução do novo LC ao próximo nível, ligando a sua própria música à condução, com recurso a trechos exclusivos produzidos por Ronson em estúdio.

A experiência de condução imersiva do LC marca o arranque desta nova fase da campanha Make Your Mark que, ao longo dos próximos cinco meses, dará a fãs e clientes Lexus a oportunidade de aceder a conteúdos e experiências verdadeiramente emocionantes. As impressionantes paisagens de Ibiza, entre estradas costeiras icónicas e águas azuis cristalinas, serviram como o melhor pano de fundo para realçar o design e o desempenho do novo coupé topo de gama – o Lexus LC.

JUN JUL AGO 17 |

13


NOTÍCIAS 09 Digital Drink

Nos passados dias 2 e 3 de maio, decorreram mais dois “Digital Drink”, iniciativas de partilha promovidas pela Associação de Marketing Digital – Digital Marketers. O Digital Drink realizado em Lisboa, foi dinamizado por Ricardo Tomé, Diretor-Coordenador da Media Capital Digital, com o tema: “Digital content, ou simplesmente content?”. Flávio Gart, Diretor Criativo da Bazooka, foi o convidado especial do Digital Drink, de dia 3 de maio, no Porto, com o tema “Criatividade: como podemos utilizar o processo criativo para desenvolver campanhas e como nos podemos manter criativos nesta profissão”.

10 Renova lança campanha online em produtos Renova Kids Para assinalar o Dia Mundial da Criança

Na semana em que se assinalou o Dia Mundial da Criança, a Renova ofereceu 30% de desconto exclusivo online nos produtos Renova Kids, uma gama que inclui suaves lenços de bolso, guardanapos de festa decorados com passatempos para os mais pequenos, as imprescindíveis e sempre úteis toalhitas higiénicas multi-uso e o protagonista de todas as brincadeiras: papel higiénico com ilustrações diferentes em cada rolo. Para divertir as crianças na fase do desfralde, proporcionando momentos de boa disposição enquanto aprendem a tornar-se autónomas, para partilhar os lenços de bolso na escola e enriquecer as refeições de família com os irresistíveis guardanapos de papel, as ilustrações Renova Kids estão presentes nas etapas e conquistas mais importantes na infância e estimulam a criatividade e a imaginação.

14 |

JUN JUL AGO 17


PUB


11 QSP Summit 2017

O QSP Summit é uma das mais prestigiadas conferências de marketing da Europa. Iniciado em 2007, o QSP Summit debate anualmente as questões mais relevantes e atuais nas áreas de Gestão, Tendências, Marketing e Branding. Para tal, tem convidado alguns dos maiores e melhores especialistas e empresas a nível global. Na edição de 2017, sob o tema “Understanding Consumer”, refletiu-se sobre as profundas mudanças do consumidor e como estas se refletem nos comportamentos e locais de compra.

12 PERFUMES & COMPANHIA

COMEMORA OS 20 ANOS COM APRESENTAÇÃO DA SUA NOVA IMAGEM

Um novo logótipo e as novas campanhas da Perfumes & Companhia, foram apresentados num evento que decorreu no dia 4 de abril, no Museu da Eletricidade, em Lisboa. 16 |

JUN JUL AGO 17


NOTÍCIAS 14 31º Aniversário da UNIARME

13 Day Grupo Brodheim

No passado dia 18 de de Maio, as marcas do Grupo Brodheim apresentaram as coleções para o próximo Inverno. Furla, Guess, Timberland, Vans, Silhuete, Adidas Eyewear, Prodesign e Neubau mostraram as grandes novidades para as estações mais frias do ano.

A Central de Compras, comemorou no passado dia 26 de maio o seu 31º Aniversário. A MEO Arena em Lisboa foi mais uma vez o espaço escolhido para esta iniciativa da Uniarme. Como vem sendo habitual, a iniciativa contou com a presença entusiástica de muitas centenas de participantes, entre fornecedores, associados e convidados.

15 Grenke Portugal tem novo Sales Diretor

Com 35 anos, André Mesquita, passou por várias funções no Banco Cetelem e no Banco Santander, antes de chegar à Grenke em 2009. Primeiro como Gestor de Conta Sénior, e depois como Branch Diretor até em janeiro do corrente ano assumir cargo de Sales Diretor.

Ciclo de Conferências Rousseau Depois do sucesso dos três últimos anos, o Ciclo de Conferências está de volta em 2017! Com a duração de uma manhã, é um espaço privilegiado de debate e networking sobre o retalho e grande distribuição. Tendo como keynote speaker José Rousseau, em cada uma das quatro conferências participarão oradores convidados, de empresas de referência para o setor. www.conferenciasrousseau.pt

JUN JUL AGO 17 |

17


OPINIÃO

VENI, VIDI,

VICI

José António Rousseau Consultor e Docente Universitário rousseau.jose@gmail.com

D

esta vez não consigo deixar de escrever sobre o que aconteceu no dia 13 de maio de 2017. Não, não irei falar na visita do papa Francisco a Fátima, aquele que é hoje o maior líder espiritual da humanidade e exemplo, nas palavras e nos atos, para homens e mulheres de todos os credos e nacionalidades. Não, também não irei falar na conquista do tetra-campeonato de futebol pelo Sport Lisboa e Benfica, contra tudo e contra todos, naquela que foi a vitória da humildade, da força de vontade, da regularidade e, naturalmente, da melhor qualidade futebolística. Não, por mais importantes que os acontecimentos referidos tenham sido, considero que ainda mais importante, pela surpresa e pela dimensão mundial do acontecimento, foi a vitória do português Salvador no concurso da Eurovisão. Foi a vitória da sensibilidade, do desapego, da simplicidade, da humildade, do despojamento, da inocência. Salvador, totalmente só, no palco, fez a Europa transbordar de emoção, de sentimento, de amor puro e simples. Não usou artifícios, entoações maliciosas, encenações espúrias, danças exóticas, mamas, saltos altos, patilhas ou barbas andróginas, Salvador foi apenas ele próprio, magro, magríssimo, estilo desalinhado e fato acima do tamanho, barba rala, cabelo escorrido, despido de artefactos inúteis, nada de fintas ou truques. No palco mais pequeno, Salvador foi enorme, encantou sem vozes duplas ou coros de vozes extra, sem macacos, ciganas, manequins, vampes, decotes exuberantes ou vestidos sedutores e atrevidos, risos fáceis, bailarinos corpos de ginásio, gritos ensurdecedores e dós de peito, vento nos cabelos longos e nas saias curtas. Salvador, sem

18 |

JUN JUL AGO 17

fogos-fátuos ou artifícios, chamas ou cascatas de fagulhas, fechou os olhos e começou a cantar uma melodia que nos encharcou de beleza, nos emocionou até às lágrimas e a todos seduziu, entrando por dentro dos milhões de pessoas que estavam a assistir, sem pedir desculpa ou licença. Esta vitória não foi milagre de 13 de maio nem Salvador será o salvador da Pátria mas foi uma pedrada no charco deste festival europeu, uma autêntica lição de simplicidade e bom gosto musical que culminou nas suas palavras de vitória, com as quais corajosamente criticou a pirotecnia musical em que, nos últimos anos, se tinha transformado este concurso europeu de vaidades, desculpem, de canções. Mas Portugal, para além de estar a atravessar um período feliz de sucessos internacionais, também a nível interno começa a apresentar resultados que há uns tempos atrás seriam considerados irrealistas ou impossíveis. Senão vejamos: Os Indicadores de Confiança da Construção, da Indústria, dos Serviços e dos Consumidores aumentaram todos, tendo o dos Consumidores atingido o seu valor mais elevado dos últimos vinte anos; o país atingiu em 2016 o maior excedente estrutural primário da Europa; o desemprego baixou a fasquia dos 10%; os juros da dívida reduziram-se para 3,5%; a estimativa de crescimento económico para 2017 é de 2,8%, acima da média europeia. “Quando a fartura é muita o pobre desconfia” diz a sabedoria popular. Esperemos que tal não aconteça desta vez, pois se é verdade que o Salvador na Europa chegou, cantou e venceu, Portugal há muito que à Europa já chegou, trabalhou mas ainda não venceu. Pode ser que seja desta. Assim seja!


PUB


NOVAS COMPETÊNCIAS,

ATITUDES E COMPORTAMENTOS DOS PERFIS COMERCIAIS Mudam-se os tempos, mudam-se as exigências do mercado! Descubra os novos Saberes, Atitudes e Comportamentos dos Negociadores e dos Perfis Comerciais, que lhes permitem manterem-se competitivos no mercado.

20 |

JUN JUL AGO 17


S

e há algo que a negociação e as vendas têm de apaixonante, é o facto de não existirem duas situações iguais! No entanto, as transformações económicas, sociais e sobretudo tecnológicas estão a revolucionar

FOTOS DR

POR REDAÇÃO DO it!

TEMA DE CAPA radicalmente a forma de angariar, comunicar, negociar, vender, acompanhar e fidelizar clientes. Identificar as mudanças e ser capaz de adotar novas atitudes e comportamentos é condição fundamental para quem quer sobre-

viver e fazer acontecer nos negócios! Por isso, a DO it! trás até si o que pensam e recomendam investigadores, empresários, consultores, head hunters, docentes e especialistas em redes sociais e novas tecnologias.

Confiança, Conectividade, Discernimento, Pensamento Crítico e Capacidade para Resolver Problemas Complexos são hoje competências incontornáveis para concretizar uma “boa negociação”. Junta-se-lhe a exigência de “flexibilidade cognitiva” para se ser capaz de por em perspetiva as suas “certezas”, sabendo gerar uma solução alternativa, em verdadeira interação colaborativa e estabelecendo relações de co-criação.

COMPETÊNCIAS DE MAIOR COMPLEXIDADE COGNITIVA

Como refere Mário Ceitil, “As condições específicas decorrentes do que tem vindo a ser designado por Indústria 4.0, convocam as sociedades, as empresas e os profissionais para uma nova postura nas relações com o trabalho. A natureza do trabalho vai-se complexificando e as competências tradicionais sofrem uma profunda alteração. A complexidade cognitiva de uma competência mede-se pela quantidade e diversidade de variáveis que uma pessoa tem de colocar em perspetiva, para tomar uma decisão. Num universo de cada vez maior imprevisibilidade e num mercado onde os players são pessoas cada vez mais e melhor informadas e com extensas redes de conectividade, cada profissional tem de fazer apelo a todas as capacidades que reconhece ter, mas, sobretudo àquelas que ainda não sabe que tem nem que pode vir a ter. Daí a aprendizagem constante e diversificada ser uma competência transversal de grande importância e de possível grande impacto na performance. Isto é particularmente relevante na competência de “negociação”. Não sendo uma competência “nova”, é importante assinalar que ela figura no já famoso “portefólio das 10” maiores do Forum Económico Mundial de Davos. Qualquer negociação hoje é potencialmente mais complexa do que em épocas anteriores. Os interlocutores são pessoas mais bem informadas, mais “inteligentes” e com uma maior flexibilidade mental do que anteriormente. Por outro lado, as redes de conectividade que dominam permitem-lhes obter dados e informações na “ponta dos dedos” e com uma rapidez impressionante, pelo que hoje ninguém pode ser bem-sucedido numa negociação se se mantiver em argumentários rituais e repetitivos, baseando-se na assunção algorítmica de que “se funcionou antes, agora também irá funcionar”.

Mário Ceitil - Professor Universitário e Presidente da APG – Associação Portuguesa de Gestão de Pessoas


NOVAS COMPETÊNCIAS, ATITUDES E COMPORTAMENTOS DOS PERFIS COMERCIAIS O MIX QUE PRODUZ RELAÇÕES FRUTÍFERAS COM OS CLIENTES

Ainda é insuficiente, o número de profissionais altamente qualificados na área da Exportação!

Eduarda Luna Pais - Sócia Gerente da ELPing – Organizational Fitness

“Qualquer função eminementemente comercial deverá aliar-se a uma dose significativa de inteligência emocional. Um dos aspetos mais relevantes é a capacidade de se relacionar com os outros, de ser empático e de produzir relações frutíferas com os Clientes. Associadas a este ponto aparecem, necessariamente, as aptidões de comunicação” afirma Eduarda Luna Pais, possuidora também de uma experiência significativa na área do executive search. “Há também que salientar a vontade de superação e de desejar ultrapassar os obstáculos de forma inovadora. A resiliência (associada à facilidade de se adaptar a novas e inesperadas situações) e o questionamento constante do status quo são outros ingredientes igualmente relevantes”, continua, “A velocidade de transformação dos mercados requer uma constante adaptação às formas de os abordar e às tecnologias disponíveis para o que é fundamental um perfil sedento de receber constantes aprendizagens, de forma muitas vezes autodidata. As funções comerciais requerem hoje uma vincada componente de gestão de carteiras de Clientes, segmento de mercado ou geografia. Capacidade de conceber e implementar estratégias comerciais alinhadas com a missão e visão da empresa/unidade de negócio; dominar matérias financeiras que permitam, por exemplo, elaborar e monitorizar o cumprimento de orçamentos, são pedras basilares nestas funções. A globalização dos mercados tem conduzido muitas empresas a expandirem-se para o exterior, sendo premente aumentar o número de profissionais altamente qualificados em exportação”, defende esta Especialista.

“DIGITAL TRANSFORMATION”: A TRANSFORMAÇÃO DE PESSOAS

“Em épocas onde a transformação tecnológica e a frequência da inovação era mais conservadora, o impacto das diferenças de velocidade entre o ritmo da agenda da empresa e da evolução do mercado, era gerido com algum equilíbrio. Atualmente estas ocorrem numa velocidade alucinante, criando assimetrias mais evidentes. A empresa precisa de saber funcionar em tempo real, como: real-time company – defende André Zeferino. “Os colaboradores sem competências digitais ficam resistentes à mudança de processos e como os clientes possuem hoje um comportamento mais volátil, a empresa tem dificuldade de compreender como se deve relacionar e comunicar interna e externamente. A transição de uma empresa para uma dimen22 |

JUN JUL AGO 17

são digital deve ser liderada por alguém (equipa) que tenha esta missão a tempo inteiro, assente numa visão totalmente comprometida com as chefias de topo, onde todos deverão olhar na mesma direção. Duas competências são decisivas: Comunicação e Criatividade. A primeira pela enorme responsabilidade de veicular e inspirar o conhecimento por toda a empresa, garantindo uma adequada gestão de expectativas e motivação. A segunda pela capacidade genuína de olhar o mundo e libertar inputs que podem ser pontos de partida, com base nas premissas da empresa, para conceber movimentos disruptivos. Estas duas competências devem cumprir juntas um objetivo fundamental: envolver todas as pessoas. Pessoas envolvidas e altamente motivadas são capazes de realizar transformações incríveis, a começar nelas próprias”- conclui André Zeferino.


Capacidade de se integrar na equipa e de se assumir como elemento facilitador, apaziguador, bem-disposto e motivado, é fundamental!

TEMA DE CAPA

LIDAR COM A PRESSSÃO, GERAR BOM AMBIENTE E AUTO-MOTIVAÇÃO

Na opinião de Helga Duarte, as empresas do Séc. XXI procuram profissionais irrequietos com capacidade de antecipar soluções. “Isso garante-lhes a sua diferenciação na equipa e obterem o reconhecimento do seu valor por parte da empresa. Estes comerciais são excelentes conhecedores dos processos da empresa e estão comprometidos com a mesma. A destreza “inata” ao nível das tecnologias, o querer conhecer as tendências de mercado e a busca de aprendizagem contínua (seja sozinhos na internet ou através de outros meios), são características especialmente diferenciadoras, sobretudo entre os profissionais mais jovens”. Helga Duarte confirma que as zonas de conforto há muito que deixaram de existir, dando lugar a zonas de pressão, pelo que o equilíbrio emocional e as soft skills são de extrema importância. “Torna-se vital para cada a empresa ter um conjunto de profissionais com capacidade de manter uma atitude serena face à pressão e pessoas que contribuem para um clima organizacional positivo e agradável. Também a auto-motivação, representa para a organização um comprometimento pessoal que conduz ao alcance de metas”.

Helga Duarte - Consultora e Membro do Fórum do Consumo

Comunicação e Criatividade são fundamentais! A tecnologia de nada servirá se não gerar mudança nas pessoas, a partir de pessoas quem a idealiza, cria, usa, partilha e influencia. A empresa precisa de saber funcionar em tempo real: “real-time company”.

André Zeferino - Consultor e Docente Universitário

JUN JUL AGO 17 |

23


NOVAS COMPETÊNCIAS, ATITUDES E COMPORTAMENTOS DOS PERFIS COMERCIAIS DE COMERCIAL A BLOGGER

E porque a revolução digital é responsável pela maior transformação na atividade comercial, como diz Ricardo Teixeira, (que aos 18 anos se inscreveu na Universidade mas desistiu por achar que na internet aprendia mais depressa) “longe vão os tempos em que para vender produtos ou serviços tínhamos de ir bater porta a porta. Na verdade há ainda indústrias que funcionam assim, mas por quanto tempo mais?” Referindo-se aos vários meios de comunicação digital Ricardo Teixeira refere que com o aparecimento do digital “pensou-se que o melhor processo de venda seria enviar emails massivamente”. Contudo, como refere “essa técnica rapidamente caiu em desuso e passou a ser conotada com a palavra SPAM. Depois vieram as páginas de Facebook. Aí achou-se que n.º de seguidores era a métrica correta, mas rapidamente se verificou que quantidade não era sinónimo de qualidade, ainda que o Facebook seja uma plataforma que em diversos setores converte bem, essencialmente B2C e C2C”. Embora cada tipo de target tenha a sua estratégia e não haja receitas, Ricardo Teixeira está certo de que “a atitude e perfil do atual e futuro comercial passará não só por dominar os canais online, mas também por conseguir produzir conteúdo para esses mesmos canais, bem como por interagir nos mesmos de forma correta e transparente, e assim ir deixando a sua pegada digital”. O empresário considera que o Linkedin é a plataforma mais indicada para quem vende serviços e produtos para B2B, e que há quem tenha uma estratégia muito assente no instagram, “o qual está direcionado essencialmente para um target muito jovem e para o

público feminino, pelo que artigos de moda são os mais partilhados e com maior sucesso em vendas”. Para Ricardo Teixeira o Youtube é o canal de maior potencial “nele podemos partilhar dicas, reviews, argumentos de venda, tutoriais e assim criar uma rede de seguidores que dá a conhecer os nossos produtos a um número tão grande de pessoas, que seria impossível chegar a tanta gente sem que houvesse grandes investimentos de marketing ou uma enorme rede de comerciais a fazerem a ultrapassada técnica de visita ou de contactos telefónicos. Contudo, para este empresário “o Blog é a plataforma mais indicada para agregar todos os conteúdos. É no Blog que se devem aglomerar todos os conteúdos e, a partir deste, partilhá-los nas várias redes sociais, bem como gerar o maior número de discussão sobre os temas e disponibilizar as mais diversas formas de contacto”. E adianta “no passado o comercial tinha um trabalho árduo e uma função entre maratonista e telefonista. Para aumentar as suas probabilidades tinha de contactar centenas ou milhares de potenciais clientes. Hoje o comercial deve posicionar-se como “o especialista” de determinado produto ou serviço e vive-lo intensamente produzindo conteúdo sobre o mesmo, por forma a chegar ao maior número de interessados. Criará assim a sua própria “marca pessoal” permitindo-lhe gerar leads de negócio que passam a vendas/ conversões. Outra ferramenta essencial, é a subscrição de um serviço de CRM Ricardo Teixeira - CEO da DigitalWorks

24 |

JUN JUL AGO 17

online, através qual tem a maior quantidade de informação dos seus seguidores, por forma a pode-los converter em compradores. Não há receitas fechadas nem estratégias “chapa 5” para os vários tipos de comerciais, conclui.

Mais do que estar presente nos canais X ou Y o importante é conhecer os vários canais/redes sociais, escolher os que melhor se adequam ao seu posicionamento e ter uma presença bastante ativa nos mesmos.


TEMA DE CAPA DE COMERCIAL A SOCIAL SELLER

Para Pedro Caramez, especialista em Linkedin o perfil comercial deve assumir postura de Social Seller. Uma postura em 5 passos: 1. Postura de Social Seller O Social Seller deve ser capaz de produzir melhores estórias, melhor conteúdo e de os levar aos interessados. 2. Colaboradores das empresas são a nova “força de vendas” As empresas têm hoje o desafio e a oportunidade de “converterem” os seus colaboradores para serem eles a promoverem a marca no mundo digital. Ter força conectiva nas redes sociais é a força que gera omnipresença junto dos clientes, levando-os a voltar ou a serem convertidos.

O Social Seller sabe utilizar a sua marca profissional para alimentar o seu pipeline com as pessoas certas, insights e relações.

3. Compreender as regras de etiqueta das redes sociais O capital social que se gera à nossa volta é importante para a performance. Já não importa só o KNOW-HOW do comercial, mas também o KNOW-WHO! 4. Prospeção high-level Procurar as pessoas certas, nos locais certos. Desenvolver tantas relações digitais, que as mesmas irão criar oportunidades. Find, Connect, Engage. 5. Escutar Ativamente Ser capaz de ouvir ou sentir rapidamente a “dor” de um cliente e de lhe dar uma resposta ativa. Pedro Caramez - Especialista em Linkedin

DOMINAR E GERIR O BIG DATA É fundamental saber observar e analisar o que está a ser dito sobre a sua marca e ser capaz de interagir de forma adequada.

“E porque hoje existe na internet mais conteúdo do que nunca (com grande interesse para a atividade comercial), mas também mais oportunidades desse conteúdo assumir diferentes formas, e ainda mais pessoas do que nunca a comunicar, saber gerir a informação é fundamental”, afirma Uriel Oliveira. Para ser capaz de interagir com milhares de pessoas e vender na era digital, este especialista identifica 11 competências chave: 1. Saber definir os objetivos de negócio 2. Escolher as ferramentas certas 3. Determinar e identificar a informação que é relevante 4. Interagir com base em resultados e não apenas em indicadores de tráfego (saber quantas pessoas se alcançam e que sentimento se desperta nelas) 5. Visualizar e partilhar os resultados 6. Produzir conteúdos em diferentes formatos 7. Obter conhecimento detalhado sobre os clientes em tempo real, para adaptar a mensagem em tempo real 8. Identificar as pessoas que pretende acompanhar 9. Encontrar as pessoas que motivam a ação 10. Construir relações com os mais prováveis de se conseguir relacionar 11. Avaliar e interagir Uriel Oliveira - Senior Vice President, Business & Operations, Cision Portugal JUN JUL AGO 17 |

25


“Gosto de pensar no que já existe

e como fazê-lo melhor” Tiago Cruz

Gestor de Clientes – Vendas de Lisboa do Canal HORECA da Central de Cervejas e Bebidas (SCC)

26 |

JUN JUL AGO 17


ENTREVISTA

“ Façam em cada dia, algo diferente, inovador e com valor para vós, para a vossa empresa e para os vossos clientes. Resistam à rotina. Invistam na co-criação com os clientes.

L

icenciado em Economia, Tiago Cruz iniciou a sua carreira profissional aos 19 anos na Compal (Logística). Estudava e ainda era jogador de futebol no Alverca. Até aos 25 anos colaborou com empresas de Organização de Eventos e com uma Agência de Publicidade (Account). Tiago considera que estas experiências profissionais, proporcionaram-lhe riquíssimas aprendizagens de liderança, organização, gestão e relações públicas. Aos 25 anos ingressou na SCC como Trainee no Departamento de Compras. Nesta função, enriqueceu o seu currículo através de negociações de Contratos Internacionais, Gestão de Compras, etc.

Durante dois anos teve oportunidade para passar por outras funções, até que um dia, após ter tido uma experiência negocial bem sucedida, foi convidado para integrar a Equipa de Vendas HORECA da Central de Cervejas, assumindo a função que atualmente exerce.

FOTOS DR

Sente-se muito feliz com esta oportunidade, pois como nos referiu: “Esta função tem tudo a ver comigo! Gosto de pensar no que já existe e como fazê-lo melhor”.

POR JOÃO ALBERTO CATALÃO

Tiago Cruz, gosta de fazer acon-

tecer, mas também gosta de liderar. A sua equipa de Sales Representatives, está consciente da missão que é transversal a todas as funções na Central de Cervejas: foco no cliente. Na Central de Cervejas, inovação é palavra de ordem! Tiago aprecia esta forma de estar! “Todos os dias temos algo de novo para analisar, pensar e agir! Temos dois tipos de clientes. Os que apreciam e aderem de imediato às constantes inovações que apresentamos ao mercado e os resistentes, aos quais ensinamos a perceber como podem ganhar dinheiro com a nossa forma de ser e estar”. Tiago Cruz reconhece que a concorrência é forte e de qualidade. “Os nossos argumentos são bastante eficazes: Proximidade, inovação, rapidez na tomada de decisões e rentabilidade.” Para angariar novos clientes, confidenciou-nos a sua estratégia: “Escutar atentamente de forma a captar aquilo que é realmente importante para o cliente, de forma a preparar e apresentar a melhor proposta de valor.” Planear é para Tiago Cruz uma tarefa muito importante. Todos os dias visita seis clientes regulares e efetua duas vistas de prospeção. JUN JUL AGO 17 |

27


ENTREVISTA

Para o apoiar na gestão eficaz da sua carteira de clientes, conta com o apoio da plataforma My Team.

a partilha de informação sobre o mercado, sobre as melhores práticas e sobre as oportunidades de melhoria”.

Confidenciou-nos que um dos aspetos que mais valoriza na sua empresa e que contribui muito para o sucesso da mesma, é o facto de existir, para além da inovação permanente, uma eficiente interdependência entre equipas, nomeadamente, entre o marketing, o trade-marketing e a logística. “Conhecemos bem o terreno, o que facilita imenso a gestão da relação com o mercado e a gestão eficaz dos recursos da empresa em prol do sucesso comercial”.

O Marketing Digital e a dinâmica da Redes Sociais estão bem presentes no seu dia a dia. Partilhou com a DO it! alguns exemplos onde obteve sucesso ao promover parcerias com eventos de clientes via Instagram.

A sua forma de estar próximo da sua equipa e a cultura de proximidade da empresa, são fatores muito elogiados por Tiago Cruz. “Estabeleço muito o diálogo com a minha equipa! Procuro avidamente conhecer o máximo possível sobre o mercado. Na Central de Cervejas estimula-se muito 28 |

JUN JUL AGO 17

Para Tiago Cruz estar informado é fundamental, por isso não inicia o dia de trabalho sem dar uma olhada nas plataformas de comunicação para perceber o que está a acontecer. São quatro as dimensões mais importantes para gerir na sua vida pessoal e profissional: - Comunicação; - Conhecimento de Mercado; - Desenvolvimento Pessoal; - Lazer (estar com os amigos, viajar, ler, cinema, paddle e futebol). Tiago Cruz referiu-nos sentir-se muito bem no mercado HORECA,

pois considera este canal muito interessante para quem, como ele, aprecia análise de mercado, inovação e comunicação. Segundo ele, para ter sucesso na atividade de vendas, é fundamental ser possuidor de um elevado capital de confiança e de muita resiliência. “Vender é conhecer muito bem aquilo que temos para oferecer ao mercado e ser capaz de demonstrar o que isso tem de valor para o cliente”. Como mensagem para os profissionais de vendas, Tiago Cruz, aconselha: “Façam em cada dia, algo diferente, inovador e com valor para vós, para a vossa empresa e para os vossos clientes. Resistam à rotina. Invistam na co-criação com os clientes”. As suas frases preferidas, são muitas vezes partilhadas com a sua equipa: “Juntos somos mais fortes”; “Tenta crescer com tudo e aprender com todos”.


PUB O Shoptalk Europe, o novo evento pan-europeu que lidera o desenvolvimento de uma comunidade de inovadores e um diálogo atual sobre o retalho e comércio eletrónico, apresentou hoje o seu programa preliminar, que conta já com mais de 70 executivos de alto nível na sua lista de oradores convidados. O Shoptalk Europe surge após o sucesso do Shoptalk nos Estados Unidos da América, agora na sua segunda edição, com mais de 5500 participantes, e que se tornou logo no evento americano mais importante na área do retalho e comércio eletrónico. Assim como a sua edição americana, o Shoptalk Europe foca-se na evolução do modo como os consumidores descobrem, consomem e compram numa era de transformação digital, acompanhando as tendências, tecnologias e modelos de negócio disruptivos na área do retalho e comércio eletrónico.


MARKETING E VENDAS ONLINE

…mas com humanização !

FOTO DR

A

POR EVA BAPTISTA

4ª edição do CLICKSUMMIT - Conferência de Marketing e Vendas online decorreu nos dias 12 e 13 de maio contando com 32 oradores nacionais e internacionais e cerca de 750 participantes. O evento proporcionou interessantes momentos de partilha entre os oradores e todos os profissionais presentes, dos quais passamos a destacar alguns dos temas. Sendo dado como certo que o e-commerce está a crescer e o online a captar cada vez mais adeptos, Vera Maia, E-commerce Consultant, relembra que as empresas devem ter a consciência de que a mudança real está no comportamento do consumidor. Assim, a fidelização dos clientes só resultará se forem oferecidos serviços com valor ao consumidor. As empresas e marcas devem focar-se em quem está do outro lado do digital, não podendo ficar fechadas no seu próprio mundo.

30 |

JUN JUL AGO 17

Luciano Larrosa, autor e especialista em anúncios no Facebook, acrescenta que o marketing automation não pode abandonar a componente humana. Quem investir eficazmente na humanização será quem vai sobressair na automatização, pois o modo como interagimos, mesmo através do mundo digital, deve ser adequado para superar as expectativas do público. O mundo digital trouxe novos influenciadores, que através das redes sociais criaram uma forte proximidade com os seus seguidores. As marcas confrontam-se agora com uma nova realidade e novas possibilidades para a definição das suas campanhas com recurso aos novos influenciadores. Inês Rochinha, Contente & Community Manager na ThumbMedia e também youtuber há já cinco anos, debateu questões como a credibilidade, ética e profissionalismo nestas novas relações entre os influenciadores e as marcas. Joana Carravilla, Country Manager

da E.life Portugal, aponta o facto do digital ter trazido excesso de informação e as empresas considerarem os clientes como fidelizados, uma ideia que não se aplica nos tempos atuais, uma vez que o consumidor está disponível a mudar mesmo que tenha que pagar mais pelo mesmo produto ou serviço semelhante. Pedro Pombo, Managing Director da Accenture Digital, reforçou salientando que existem empresas focadas em investir em tecnologia e marketing digital sem se preocuparem com a experiência que querem passar ao cliente, sublinhando que a simplicidade assume um peso muito importante no mundo digital! O papel do Marketing e das Vendas foi destacado por Rodrigo Bernardo, Chief Sales Officer da Sendys Group, considerando que a eficácia comercial depende da sintonia entre estas duas áreas na preparação das campanhas digitais e de novas oportunidades comerciais. Foram levantadas questões sobre


REPORTAGEM a proteção de dados e de propriedade intelectual, sabendo que num futuro próximo as empresas serão confrontadas com fortes mudanças, nomeadmente o novo Regulamento de Proteção de Dados que define o novo regime jurídico da proteção das pessoas singulares, entrará em vigor em maio do próximo ano e obrigará as empresas a adaptarem-se a este novo contexto. Tana Storani, Linkedin expert, destaca a importância de estar presente no Linkedin garantindo que o sucesso da personal branding vai para além do perfil online. A reputação é o mais importante e resulta da intervenção da própria pessoa e por todos aqueles que interagem com a mesma, que comentam, que partilham... E para criar uma boa reputação é necessário definir o seu público-alvo e ter uma estratégia clara para a sua personal branding. Ousar ser influente é um factor determinante! Muitos desafios se colocam no mundo do marketing e vendas online, mas constata-se que por mais tecnologia e ferramentas online que possam existir, só vão fazer a diferença, as empresas e marcas que humanizarem e estiverem focadas verdadeiramente no cliente. Quem não garantir a proximidade, a atenção no comportamento do consumidor e explorar as expectativas do mercado não vai conseguir garantir os resultados comerciais com sucesso. A CONSIDERAR NO MUNDO DIGITAL… - os chat box e a automatização são uma realidade - o vídeo tem um impacto poderoso nas campanhas digitais - o tráfego e os likes por si só podem não significar retorno - a definição de métricas são essências para a análise das estratégias e do retorno do investimento - um processo de venda pode desenvolver-se online e terminar presencialmente

Rodrigo Bernardo Orador no CLICKSUMMIT

DO it!: Quais foram os seus objetivos na partilha que efetuou nesta edição do Click Summit? Rodrigo Bernardo: Sensibilizar os participantes de que é fundamental possuir-se uma elevada capacidade de adaptação para prosperar no atual contexto. Discursos estilo “cassete” já não são eficazes. Competência para saber vender é cada vez mais uma skill importante e transversal. Torna-se cada vez mais urgente consciencializar a sociedade para a importância da dignificação do estatuto desta profissão, a qual integra um conjunto muito extenso e exigente de artes e ciências. As Universidades ainda têm um grande caminho a percorrer para uma ajuda efetiva nesta área. Reconheço que não é fácil, mas torna-se cada vez mais decisivo para a Economia de Portugal, saber preparar convenientemente jovens que se mobilizem e motivem para abraçar a profissão de vendedor. Vender está em todo o lado! O meu testemunho é significativo. Engenheiro de formação, quando ingressei nesta atividade de vendas como Chief Sales Officer da Sendys Group, muitos dos meus colegas, quase tinham pena de mim. Hoje veem que a minha opção de vida tem muito de gratificante, pois já perceberam que exerço uma profissão super aliciante, onde a rotina não entra, onde a inovação está presente, a gestão, a psicologia, o marketing, as tecnologias e muitas outras dimensões, fazem parte do meu dia a dia. DO it!: Durante a sua apresentação no Click Summit, referiu que é fundamental que o Marketing e as Vendas trabalhem em conjunto. Quais as vantagens dessa interdependência? RB: O mercado é implacável com as empresas que não o conhecem verdadeiramente, e não sabem adequar as suas propostas de valor aquilo que é verdadeiramente importante. É fundamental que exista uma integração estratégica e tática entre vendas e marketing. A minha experiência profissional demonstra-me que só há vantagens na existência de conhecimento do terreno pelo marketing e entendimento da equipa de vendas sobre a estratégia que dá suporte às ações de marketing. Ainda recentemente integrei a equipa que ia produzir o website da empresa e tenho a certeza de que dei uma boa contribuição para a qualidade do mesmo. DO it!: Partilhe uma mensagem para os Profissionais de Vendas. RB: Decidam e escrevam o vosso PROPÓSITO. Mantenham-no presente e ativo. JUN JUL AGO 17 |

31


QUANDO É QUE O

NUNCA DESISTIR

PODE SER UMA MÁ IDEIA EM LIDERANÇA COMERCIAL?

R

esiliência e persistência são duas qualidades por excelência, presentes no espírito das equipas comerciais que concretizam negócios com sucesso e de forma consistente ao longo do tempo. E, como não podia deixar de ser, são também duas grandes virtudes do líder comercial. Porém, a persistência pode ser

prejudicial para um líder comercial que se foca excessivamente, e por demasiado tempo, em alguém com fraco desempenho e baixa motivação. Não pretendendo fazer a apologia do líder desistir de alguém que contratou, mesmo que essa pessoa tenha fraca performance, a realidade é que praticamente todos os líderes reconhecem já terem tido na equipa alguém que,

se voltassem atrás, não contratariam. Por vezes esses líderes reconhecem até que a falta de fit do profissional para com a função persiste ao longo de muitos meses ou até anos. Ou seja, há líderes que “amparam” alguém para além do que é razoável, mesmo sabendo que ele não é, nem nunca virá a ser, um elemento adequado na equipa.

NUNCA SE ESQUEÇA:

O líder é responsável por manter a equipa comercial focada nas atitudes e comportamentos necessários para atingir os resultados pretendidos. Ele tem o papel de garantir que os membros da equipa aspiram a altos standards de performance, os quais são, também eles importantes fontes de energia e de gratificação para a equipa, para as suas famílias, para a empresa e, em última instância para a economia em geral. Quando identifica algo indesejado o Líder Comercial deve tratar do assunto com profissionalismo e determinação, escolhendo não deixar que os prejuízos se tornem maiores para todos, do que os benefícios. 32 |

JUN JUL AGO 17


ESPAÇO ANA PENIM

A QUESTÃO ESTÁ NO IMPACTO QUE O PERSISTIR indevidamente PODE TER NA EQUIPA! Quando depois de ter feito tudo o que está ao seu alcance (e até tendo recorrido a ajuda externa), o líder deixa permanecer na equipa alguém com fraco desempenho e fraca motivação de forma reiterada, o que pensará o outro colaborador da equipa que tem uma performance e motivação apenas ligeiramente melhores do que o pior? Não pensará certamente em altos standards de sucesso e de performance… O que é natural é que se sinta seguro e confortável na função e na empresa, achando que só precisa de ser ligeiramente melhor… do que o pior! É aqui que o líder tem que se questionar se é esse o standard de performance que pretende para a sua equipa comercial…

O que deve então o líder comercial fazer? Geralmente, fazer coaching de grupo, focado na performance e no reforço de motivação dos dois colaboradores, em vez de uma abordagem de coaching one-to-one, pode ser uma boa ideia. Mas, se nada mudar, é preferível ser capaz de prevenir mais perdas, antes que seja tarde demais. Deixar permanecer na equipa alguém que pode ser um mau exemplo para todos retira indevidamente tempo ao líder para investir no grosso da equipa, diminui a performance média da unidade de negócio e dá aos colegas uma perversa almofada de segurança, retirando-lhes o incentivo para melhorarem.

FOTO FP

apenim@inv.pt | www.anapenim.com

JUN JUL AGO 17 |

33


FOTOS DR

A

DO it! apoiou a iniciativa O Melhor Vendedor de Portugal, projeto do especialista em retalho Fred Rocha. Após mais de 30 edições no Brasil, Fred Rocha, acompanhado do especialista em vendas, Jean Oliveira e Wilson Cesario, percorreram Portugal de lés a lés, na procura de Profissionais inovadores e inspiradores. A expedição iniciou-se no dia 19 de Maio e terminou em Lisboa no dia 26 de maio, com a realização de um Seminário no Auditório da UACS (Casa do Comércio), onde foram partilhados os momentos mais relevantes desta partilha de experiências. No Seminário, Fred Rocha apresentou o seu novo livro “ManUau” – um guia para os pequenos retalhistas.

34 |

JUN JUL AGO 17

POR REDAÇÃO DO IT!


EM FOCO Quem é Fred Rocha?

Apaixonado por retalho, pesquisador e autor do livro ManUau do Novo Varejista (retalhista), irreverente e divertido, Fred Rocha já foi eleito duas vezes “Profissional de Marketing do Ano”. Fundador do Projeto Varejo Show, criador do primeiro Reality Show de Vendas do mundo. Fred Rocha tem dedicado grande parte da sua vida em viagens internacionais na busca de ideias e modelos de negócios inovadores e disruptivos. Liderou a maior expedição de Varejo Brasileiro, onde foram percorridos 16.000kms em 55 dias, tendo concretizado 250 visitas técnicas, trocando ideias com profissionais inovadores e inspiradores. Fred Rocha integra o Inspirational Board da DO it!

JUN JUL AGO 17 |

35


AUGUSTO CURY

ENTREVISTA EXCLUSIVA 36 |

JUN JUL AGO 17


ENTREVISTA

O HOMEM MAIS INTELIGENTE DA HISTÓRIA FOTOS NUNO SILVA

POR EVA BAPTISTA

E

va Baptista: Como autor da Teoria da Inteligência Multifocal, de que estamos a falar? Augusto Cury: A Teoria da Inteligência Multifocal tem como objetivo analisar o complexo processo de interpretação da realidade, isto é, como percebemos o mundo e a nós próprios. Estuda o processo da construção de pensamentos, da formação de pensadores, do “Eu” como gestor da mente humana e os papéis conscientes e inconscientes da memória. Todos estes elementos têm uma aplicação enorme na vida quotidiana, seja nas interações de pensadores, na relação de pais e filhos, entre executivos e colaboradores, baseado na construção de relações saudáveis e também na gestão da emoção. Sem gestão da emoção, o “rico” torna-se “miserável”, casais começam a relação no “céu do afeto” e terminam no “inverno dos atritos”, jovens atrofiam a sua criatividade, vendedores tornam-se vendedores de “pesadelos” e não vendedores de “sonhos”. Gerir a emoção é vital para libertar o potencial criativo para a pessoa conseguir reinventar face as dificuldades, e para ter a capacidade de escrever os capítulos mais importantes da sua história em momentos difíceis da sua vida. A Inteligência Multifocal abre o leque para todas estas perspetivas. EB: Os Profissionais da Negociação confrontam-se cada vez mais com ambientes altamente exigentes e competitivos, geradores de muitas tensões. Como poderão construir relacionamentos saudáveis em ambiente profissional? AC: Em primeiro lugar todo o sistema de envolvimento humano tem sido cartesiano, racionalista e asfixiante das habilidades mais importantes para a construção de relações saudáveis e do desenvolvimento do potencial humano. Descartes quando faleceu não imaginava que as suas teses causariam um impacto tão grande na sociedade. Apesar de serem importantes porque anunciaram a matemática como a mãe das ciências e dos processos de produção de conhecimento nas universidades, alavancaram a tecnologia e muitas outras áreas, acabaram por se revelar um desastre porque o ser humano não consegue usar a matemática para trabalhar perdas e frustrações. Se os profissionais e pessoas no geral não aprenderem a ser tolerantes, elogiar mais, criticar menos, abraçar

Augusto Cury é psiquiatra, psicoterapeuta, cientista e escritor. Desenvolveu o conceito de inteligência multifocal, uma perspetiva inovadora do funcionamento da mente e da construção do pensamento, abordando questões sobre a natureza, a construção e a dinâmica das emoções e dos pensamentos. Considerado o escritor de língua portuguesa mais lido da década, conta com livros publicados em mais de 70 países e com mais de 30 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo.

Quem é AUGUSTO CURY JUN JUL AGO 17 |

37


mais, não estarão aptos a viver com os seres humanos mas apenas com máquinas. O cartesianismo preparou-nos para o salto tecnológico mas não nos preparou para o salto sócio cultural. E hoje as relações empresariais não têm sido pautadas por uma capacidade de colaboração, de encorajamento, de troca de experiências. Pelo contrário a inveja, os ciúmes, a necessidade de ser o centro das atenções, de controlar os outros, têm feito parte das relações empresariais do mundo. Temos que mudar esta perspetiva e para ser um vendedor de “sonhos” e não de “pesadelos” é necessário fortalecer as habilidades para desenvolver o nosso “Eu” e para que seja o próprio autor da sua história. Em primeiro lugar temos que proteger a nossa emoção, doar e diminuir a expectativa do retorno. Em segundo lugar perceber que atrás de uma pessoa que fere está uma pessoa ferida, e em terceiro não ser um agiota da emoção, ou seja aquele que é crítico, que eleva o tom de voz e só aponta falhas cobrando excessivamente do outro, que é cartesiano e não consegue extrair o “ouro” do colaborador. Pois as pessoas cobram do outro a atenção que não dão a si próprias. As pessoas têm crises de ciúmes porque se abandonam a si mesmas, não aprendem a ter um caso de amor com a sua saúde emocional. Há muitos abandonados nas organizações porque embora estejam com outras pessoas eles sentem-se sós no meio da multidão. Outro problema é a síntese do pensamento acelerado, ou seja pensar de mais sem gestão é uma bomba para a saúde emocional. Estamos na era dos mendigos emocionais, precisamos de muito para sentir pouco. EB: Encontrar um equilíbrio saudável entre a vida profissional e a vida pessoal é um dos maiores anseios de todos nós. O que nos recomenda? AC: Recomendo fazerem a gestão da emoção que é muito diferente da inteligência emocional. A gestão da emoção é saber construir, por exemplo a generosidade, a capacidade de

38 |

JUN JUL AGO 17

O Registo Automático da Memória (RAM) e as janelas killers

pensar antes de reagir, colocar-se no lugar do outro, gerir a ansiedade, de se reinventar no caos, ou seja é vital que todos os dias se aprenda a fazer a gestão da emoção. Será importante fazer a técnica do DCD - Duvidar, Criticar e Determinar, como se fosse a sua própria higiene mental. Os profissionais passam décadas sem utilizar nenhuma técnica de higiene mental. Todos os dias devemos duvidar de tudo o que nos controla, dos medos e das frustrações. Devemos criticar as angustias do dia a dia. Se o “Eu” não criticar não conseguirá reciclar as janelas killer. Por fim determinar ser mais tranquilo, determinar não ser escravo do medo. Recomendo que se faça a técnica do DCD uma a duas vezes por dia para treinar o autocontrolo. EB: Fale-nos um pouco sobre o Código da Inteligência e como o podemos treinar... AC: Existem vários códigos da inteligência que estão em todos os seres humanos, por exemplo o código do “Eu” como autor da minha própria história. Mas o ser humano não foi treinado para conduzir a empresa chamada mente. E para conduzir a mente, existem técnicas como a Mesa Redonda do Eu e a DCD. O objetivo é aprender a fazer um pensamento estratégico ou seja pensar antes de reagir. Antes de responder a uma ofensa ou frustração, a verdadeira respon-

Quando a mente não tem a capacidade de analisar e transformar obstáculos e frustrações em perspetivas favoráveis a si mesmo, são registados e arquivados pelo fenómeno RAM, criando zonas de conflito a que Augusto Cury chama de janelas killers. As janelas killers são as partes do córtex cerebral, onde ficam gravadas as emoções negativas, que bloqueiam o acesso a milhares de outras janelas importantes para construir pensamentos inteligentes. As janelas light são o oposto, em que as emoções e experiências positivas ficam gravadas libertando o potencial do ser humano. Enquanto as janelas killers bloqueiam os códigos de inteligência, as janelas light promovem as mesmas. O ser humano confronta-se assim com o desafio de gerir as suas emoções facilitando as janelas light e criando pensamentos inteligentes.

sabilidade não é dar a resposta mas sim ser fiel à sua consciência para que abra o leque da mente de respostas inteligentes. EB: Considerando que uma em cada duas pessoas tem uma forte probabilidade de ter problemas de saúde mental, que desafios enfrentam as empresas neste contexto? AC: As organizações têm que perceber que grande parte dos clientes e dos colaboradores vão adoecer. Se não tomarem consciência disso vão começar a julgar em demasia, e


ENTREVISTA

EB: O que os profissionais vão encontrar no seu novo livro “O Homem Mais Inteligente da História” AC: O sistema social que tem feito escravos emocionais numa sociedade livre. A sociedade tem vindo a

“Um colaborador feliz e saudável produz muito mais. Um colaborador mal resolvido, ansioso, por mais que tenha um bom salário irá ser um problema porque o salário é importante mas não é o mais importante. ”

abraçar menos, excluir mais e apostar menos. Deve, considerar também que 7/8 pessoas em cada 10 terão forte probabilidade de ter a Síndrome do Pensamento Acelerado. As pessoas têm demasiada informação, facto que não é sustentável porque são muito elementos mas não geram a interiorização, a atenção, a estabilização e a capacidade de se reinventar. Perante estes factos é essencial que as organizações prestem cuidados à saúde mental dos seus colaboradores, começando por exemplo pela formação em gestão da emoção, incentivarem os seus colaboradores a criticarem as ideias perturbadoras, a impugnar cada uma das emoções angustiante, a não serem escravos dos pensamentos antecipatórios, a não serem escravos do sofrimento pelo futuro. Se os colaboradores conseguirem gerir a empresa “humana” então facilmente irão gerir a empresa chamada indústria, comércio, universidade… Um colaborador feliz e saudável produz muito mais. Um colaborador mal resolvido, ansioso, por mais que tenha um bom salário irá ser um problema porque o salário é importante mas não é o mais importante.

optar pelo caminho errado da humanidade. Pautamos pelo desenvolvimento tecnológico e pelo excesso de informação. Pois não é o excesso de informação que cria pensadores. Mais do que a quantidade de dados, o importante é como se constrói o conhecimento. Deixámos de construir pensadores para passar a construir repetidores de dados por todo o mundo. O livro O Homem mais inteligente da História, retrata a mente de Jesus e a forma como criou pensadores. A abordagem retratada no livro, não recai sob a perspetiva religiosa, mas sim sobre o ângulo da ciência. E num contexto de grandes dificuldades, Jesus conseguiu potenciar o melhor que havia nos seus seguidores, mesmo quando os mesmos apresentavam diversas patologias e características, que à luz de um Gestor de Recursos Humanos atual, não seriam nunca recrutados ou tidos em conta para uma organização. Durante a leitura poder-se-á descobrir como Jesus formou pensadores, levando-os a contemplarem o belo, a não serem agiotas da emoção, demonstrando que as pessoas que estariam à margem também eram seres humanos completos e que não se os podiam excluir socialmente, tendo tanto valor como os ditos intelectuais da época. Jesus era transparente e não alimentando os seus fantasmas emocionais. JUN JUL AGO 17 |

39


SUMMEr Wellness POR DR. ANDREW HATCH

A

s férias são um período em que as rotinas mudam substancialmente. Chegou a hora de desligar do trabalho e de desfrutar de tempo de qualidade com a família e os amigos. Apesar de se tratar de uma maravilhosa época do ano, infelizmente esta é também uma das alturas mais comuns para as pessoas terem dor nas costas.

Para evitar o stress decorrente de lesões inesperadas e para poder usufruir plenamente das suas férias sem dores desnecessárias, trazemos-lhe algumas ideias de prevenção simples, que lhe permitirão regressar à sua vida profissional verdadeiramente retemperado e energizado.

SE VAI PARA

A PRAIA

Usufrua plenamente das oportunidades de exercício físico e de relaxamento que o areal e o mar proporcionam. No entanto, saiba como deitar-se corretamente a apanhar banhos de sol. Muita gente fica com dores no pescoço e nas costas após estar deitado na areia, especialmente quando se coloca de barriga para baixo. Por forçar o pescoço a estar em rotação, colocando pressão sobre os músculos do pescoço, essa posição pode causar torcicolos ou espasmos musculares no pescoço e ombros.

• ao deitar-se de barriga para cima coloque uma toalha enrolada debaixo do pescoço.

• ao deitar-se de barriga para baixo enrole uma toalha em U e coloque-a de forma a apoiar o rosto, para não ter que rodar cabeça para os lados.

40 |

JUN JUL AGO 17


WELLNESS DO it!

SE VAI de

AVIÃO

Dr. Andrew Hatch CEO e fundador da Global Wellness

• Prefira lugares situados junto ao corredor, pois permitem maior mobilidade; • Não coloque bagagem debaixo do assento dianteiro, para não diminuir ainda mais a mobilidade das suas pernas; • Viaje com roupas confortáveis e evite pontos de pressão de roupas apertadas; • Evite sentar-se com as pernas cruzadas, para facilitar o fluxo de sangue; • Se dormir durante o voo faça-o com as pernas em linha retas e relaxadas, com suporte para a cabeça e pescoço; • Faça exercícios de alongamento dos pés (movimente os pés para cima e para baixo, isto é, levante os dedos para cima com o calcanhar apoiado no chão e depois levante o calcanhar apoiando os dedos no chão); • Aperte uma mão contra outra na altura do peito, com pressões intermitentes por 5 segundos. Pressione e relaxe ritmicamente; • Coloque uma revista ou um livro entre os joelhos e pressione uma perna contra outra, aproveitando para erguer a perna para cima e para baixo com movimentos simultâneos; • Alongue as costas, várias vezes; • Exercite a cabeça suavemente para a esquerda, para a direita e para frente; • Beba muita água; • Espreguice-se!

No avião importante é exercitar-se periodicamente, diminuindo o risco de lesões e de trombose, e evitando também chegar ao fim da viagem com as pernas inchadas e torcicolos.

JUN JUL AGO 17 |

41


Evite dores nas pernas e nas costas! Umas das queixas mais comuns das pessoas em férias é terem dores nos músculos das pernas. Isso pode ser causado por conduzirem ou andarem de avião durante muitas horas, ou mesmo por passearem a pé, mais do que estão habituadas. Para evitar essas dores musculares recomendamos este simples exercício:

Alongamento da barriga da perna ou gémeos Manter pés direitos no chão

(60 a 90cm)

Uma postura incorreta a conduzir é a principal causa de dores lombar e no pescoço. Essas dores são muito fáceis de evitar. Basta seguir as posturas corretas da imagem abaixo enquanto estiver sentado no carro.

42 |

JUN JUL AGO 17


WELLNESS DO it! Cuidado com o transporte de bagagem!

E porque normalmente as férias também implicam carregar malas, aprenda a fazê-lo adotando uma postura correta. Prefira utilizar várias malas de dimensões mais reduzidas, do que apenas uma mala grande. Apesar de terem rodas as malas também têm que ser levantadas em várias situações, como por exemplo para a mala do carro, ao serem retiradas do tapete rolante do aeroporto, ao subir ou descer escadas no metropolitano e nos autocarros das cidades ou ao entrar em casas que não dispõem de rampas. Como fazê-lo? O mais importante é dobrar os joelhos e esticar as costas antes de levantar a mala. Levantar incorretamente um peso é uma causa primária de hérnia nos discos na coluna vertebral. Isso é algo que não lhe interessa, muito menos em férias!

Se utilizar mochila, tenha o cuidado de escolher uma adequada à sua estatura e de a ajustar corretamente nos vários pontos. Cumpra estas dicas simples e irá evitar lesões, desfrutando das suas férias com o máximo de saúde e bem-estar!

Boas Férias! JUN JUL AGO 17 |

43


Gestão do Território

3 Passos para um ProSPEÇÃO DE VENDAS Eficaz Os bons vendedores tÊm um plano de visitas eficaz FOTOS FREEPIK

POR PEDRO MANSO COSTA

Os melhores Vendedores têm um objetivo claro, quer seja volume, quer seja valor de comissão ou outro, mas têm um plano claro, específico e escrito sobre como fazer para chegar lá. Os melhores Vendedores fazem tudo isto de forma estruturada porque sabem que este exercício vale a pena. Este é um exercício que todos os gestores de vendas têm o dever de liderar junto das suas equipas no início de cada período, em especial para quem tenha ciclos de vendas mensais ou trimestrais. É bem melhor saber no inicio do mês ou do ciclo qual o nível de confiança que se tem no atingimento do objetivo individual do que andar a assobiar ao vento. É que se por acaso existir um desvio, no pipeline das oportunidades, ou outro qualquer obstáculo entre si e o seu objetivo é melhor ter consciência dele agora do que no final do período. Os Vendedores espertos olham para o planeamento do seu território não como uma simples tarefa, mas antes como um mapa que os orienta na gestão inteligente do seu tempo, no como e onde devem empregar o seu esforço e recursos de forma mais eficiente por forma a fecharem mais negócios.

UM BOM PLANO DE GESTÃO DO TERRITÓRIO TEM DE RESPONDER A 3 PERGUNTAS:

1) O que tenho?

2) O que vou fazer?

3) O que preciso?

44 |

JUN JUL AGO 17


FERRAMENTAS DO IT! PODE-SE GERIR O TERRITÓRIO DIVIDINDO AS EXPETATIVAS DE NEGÓCIO PARA O PERÍODO, EM 3 DIMENSÕES:

1. PIPELINE DE OPORTUNIDADES:

Quais são as oportunidades atuais que tenho e que espero vir a fazer negócio até ao final do período? Em quais é que eu tenho maior confiança no seu sucesso? Quais as que podem demorar mais tempo, mas que têm grande potencial de sucesso?

2. REFERÊNCIAS:

3. MERCADO POTENCIAL:

Estas, é verdade, podem ser mais do género de “tiros de longo alcance”, pois ainda estão numa fase muito inicial, mas se tem a expetativa de vir a fazer negócio, considere-as.

Esta dimensão pode fazer a diferença entre o que conseguiu da combinação do seu pipeline de oportunidades e das referências. A gestão destas dimensões dar-lhe-á o que falta para alcançar os seus objetivos.

Em que referências estou a trabalhar atualmente que estão qualificadas como oportunidades reais de negócio para o final deste período?

Quais são as outras contas no meu território às quais, de forma proativa, vou apresentar uma solução e garantir negócio até ao final do período?

JUN JUL AGO 17 |

45


FERRAMENTAS DO IT! Enquanto Vendedores pensamos sempre, em primeiro lugar, naquilo que controlamos. As 3 dimensões atrás referidas levá-lo-ão a um pensamento estruturado, focado no que tem e no que ainda pode fazer. Mas (e há sempre um mas), cuidado que ainda existem significativos desafios nesse caminho, constrangimentos ou necessidades a serem analisadas nestas 3 dimensões para que os negócios tenham sucesso. E é nisto que um bom planeamento do território se diferencia: na clara identificação do potencial em carteira, no início de um período. Como Vendedor você é o “CEO” do seu negócio. É sua a responsabilidade envolver todo e qualquer recurso da sua Organização para o ajudar e apoiar a conseguir que o seu Cliente tome a decisão certa.

A boa gestão do território é o ingrediente certo para identificar o real potencial de novos negócios. Terá assim factos e motivação para que os outros o ajudem.

Pedro Manso Costa Executive Sales Coach

46 |

JUN JUL AGO 17


JUN JUL AGO 17 |

47


OS 4 C’S VENDER EM 4 PASSOS

O mundo evoluiu. A maneira de Vender também.

“VENDER É SERVIR!”

A

presento uma nova visão prática para os 4 passos da venda: Conhecimento, Comunicação, Confiança, Continuidade, agrupados para um entendimento mais facilitado para o vendedor.

POR JEAN OLIVEIRA Especialista em Vendas (Brasil)

FOTO ANDRÉ SENA

48 |

JUN JUL AGO 17


ARTIGO CONHECIMENTO

Para que a sua experiência em vendas não se transforme numa triste aventura, a primeira dimensão a absorver é o “conhecimento”. Dominá-lo permite-lhe avançar nos passos seguintes. O objetivo é obter o máximo de informação sobre: Mercado: Qual será o futuro de meu tipo de negócio? Está em expansão, em declínio ou estagnado? Vale a pena entrar ou continuar nele, ou é melhor repensar... Qual a credibilidade da empresa para a qual trabalho? Quem são os meus concorrentes? Empresa: Conheço a história da empresa, políticas, possibilidades e principalmente as pessoas? Solução: Quais são as caraterísticas principais e secundárias, preços, aplicações, concessões? Qual o problema que esta solução resolve e quais são os benefícios que aporta ao cliente? Cliente: Uma variável totalmente mutável nas suas particularidades e segmentos. Estudar o comportamento de compra é essencial. Onde estão, onde frequentam, o que fazem no tempo livre, de quem compram, entre outros detalhes.

COMUNICAÇÃO

Só vendemos algo quando transmitimos energia e geramos sentimentos positivos no outro, sejam eles pessoas muito emocionais ou mais céticas. É a emoção da comunicação que gera condições adequadas para que o processo se conclua. A emoção transmite-se através de todas as formas de comunicação. A comunicação não se cinge ao momento em que está à frente ao cliente. Ela continua durante todo o relacionamento comercial. Três pontos são fundamentais: Chegar: não pode ir ter com o cliente “no escuro”. Para muitos vendedores o primeiro contacto desperta um sentimento de receio. Essa barreira psicológica pode ser ultrapassada com técnicas, cujo treino lhe permitirá adquirir novas competências. Não falo apenas de chegar fisicamente... Perguntar: não se torne mecânico, colocando perguntas atrás de perguntas. Torne-se produtivo colocando perguntas adequadas no momento certo. Um vendedor deve ouvir mais, do que falar. Nem todos os clientes são confiantes e decididos. Cabe ao vendedor criar um roteiro para ajudar o cliente a pensar e tomar uma decisão acertada. Oferecer: esqueça o ”eu acho”. Seja objetivo, imperativo e afirmativo. Nunca agressivo! Uma vez que já está em contacto com o cliente e sabe qual das suas soluções é a melhor, indique-a! Segurança é a palavra chave neste momento.

CONFIANÇA

Não tem só que ser honesto, deve também transparecer honestidade. As pessoas compram apenas quando confiam no produto, na empresa e no vendedor. Faça bem o que lhe compete. Os clientes devem confiar em si tanto quanto confiam numa companhia aérea, na segurança durante o voo e no piloto... Ninguém pede o certificado de habilitação do piloto antes de embarcar! Para estabelecer a confiança siga 4 pontos básicos: Autoestima positiva: sim, vender tem muito de psicologia, nunca foi apenas técnica; quem não está bem, não consegue transmitir energia positiva. Ninguém quer estar ao lado de pessoas negativas... Transparência: não é obrigado a prometer nada, mas se prometeu tem que cumprir. O cliente espera que o seu serviço seja impecável e sem falhas. Não o dececione! Ouvir: nada é mais aborrecido e incómodo do que um vendedor que fala demais e não dá espaço para o cliente falar. O cliente quer desabafar e, por vezes, o motivo da compra não é uma necessidade, mas sim uma vontade. Seja empático e verifique as oportunidades incríveis decorrentes de saber escutar. Orientar: as pessoas não gostam que lhes vendam, mas adoram comprar, principalmente se sentirem segurança nas orientações do profissional de vendas. Neste momento todos os detalhes devem ser evidenciados por si. Fale de benefícios, vantagens, direitos e deveres de cada uma das partes. Refira datas, valores, etc... e deixe que o cliente decida...

CONTINUIDADE

O pós-venda é a pré-venda da próxima venda! Em muitos casos, o sucesso em vendas deixou de ser medido pelo valor das vendas. A quantidade de vendas realizadas ao mesmo cliente, ou para outros que venham por intermédio dele, passou a ser determinate. O relacionamento é um fator chave! O que finaliza a venda não é exclusivamente o preço. O “tripé” Prontidão, Presença e Prospeção faz toda a diferença na hora de fechar o negócio. Prontidão: é estar atento a todas as etapas até que a venda seja concluída e o cliente receba o produto ou serviço. Sempre que existem prazos de entrega, caso surjam imprevistos, eles devem ser resolvidos com a maior brevidade. Presença: seja online ou offline, estar conectado às necessidades do cliente é uma questão de inteligência! Estar presente é antecipar as soluções, é manter-se em evidência na cabeça do cliente através de estratégias de recompra. Prospeção: o que fez o cliente escolher o seu produto ontem não garante que vá funcionar hoje. Frequentemente, a sua expectativa já se alterou. A renovação é obrigatória, inclusive do próprio mercado. Manter os clientes é essencial e ir à procura de novos clientes deve ser uma prática constante. JUN JUL AGO 17 |

49


NEGOCIAR

PATROCÍNIOS Descubra como os Atletas de alta competição negoceiam patrocínios.

FOTOS DR

D

O it! : Há quanto tempo fazes Surf? Luís Perloiro: Faço surf desde os seis anos, portanto há cerca de 12 anos. DO it!: Que títulos angariaste ao longo da tua carreira? LP: Ganhei muitas competições regionais e nacionais como atleta iniciado e atleta júnior, mas os meus títulos mais importantes foram: Vice Campeão Nacional Júnior em 2014 e 2016, Campeão Nacional Júnior 2016 e Vice Campeão Europeu também em 2016. Já representei Portugal nos campeonatos mundiais ISA em quatro anos consecutivos. Este ano fui nomeado pela Câmara Municipal de Cascais como atleta esperança masculino para a Gala do Desporto 2016. DO it!: Qual é o objetivo que queres alcançar no Surf? LP: O meu objetivo principal é en-

50 |

JUN JUL AGO 17

trar no WCT que é o topo da competição a nível mundial com apenas 32 atletas. DO it!: Em que lugares emblemáticos do Surf já estiveste no mundo? LP: Já estive no Havai, na Austrália, na Califórnia, na Indonésia, na Costa Rica, no Equador e nas Maldivas mas também na costa atlântica de França no sul de Inglaterra, em Espanha e em Marrocos. DO it!: Qual foi o teu primeiro patrocinador? LP: O meu primeiro patrocinador foi a marca PAEZ e ainda me lembro do que está escrito nesse meu primeiro contrato: “O patrocinado compromete-se a estar bem disposto quando tiver os PAEZ Shoes calçados, dizer o que acha sobre a marca aos amigos e família, e mais importante que tudo: ser autêntico naquilo que gosta de fazer.” DO it!: Desde quando passaste a ser patrocinado?

POR REDAÇÃO DO it!

LP: Tive o meu primeiro patrocínio quando tinha 13 anos. DO it!: O que motivou o interesse das marcas em te patrocinarem? LP: Na altura em que recebi os meus primeiros apoios ainda não tinha resultados desportivos significativos, mas penso que a minha vontade de ganhar, de estar nos pódios e a minha evolução no Surf, levaram os patrocinadores a apostar em mim a longo prazo. DO it!: Como conseguiste ir ganhando novos patrocinadores ao longo do tempo? LP: Através da evolução do meu nível de Surf. O meu patrocinador mais importante é a Billabong e nunca me vou esquecer do momento em que, em 2012, fui chamado para uma primeira reunião com o Diretor de Marketing da Despomar, o Gui Pimentão. Claro que também fui melhorando a minha imagem nas redes sociais o que hoje em dia é fundamental


ENTREVISTA para conseguir patrocínios. DO it!: Quem são os teus atuais patrocinadores? LP: A Billabong, a Polen Surfboards, a Ericeira Surf and Skate, Paez Shoes, FCS, Gorilla Grip, Nixon, Von Zipper e a SurfSkate Europe. DO it!: Quando vais para uma negociação com um novo patrocinador como te preparas e qual é a atitude que levas? LP: Levo os meu objetivos bem delineados e apresento os resultados anteriormente obtidos. Acima de tudo vou confiante em mim próprio para que eles também fiquem confiantes. DO it!: É fácil conseguir a reunião de negociação de um novo patrocínio? LP: Nem sempre, é preciso já ser minimamente conhecido no mundo do surf para que seja possível provocar essa reunião. DO it!: Vais sozinho ou acompanhado por alguém? LP: Normalmente vou com o meu manager. DO it!: Que tipo de estratégia levas para a negociação? LP: Confiança em mim próprio como veículo para que os patrocinadores atinjam os seus objetivos de visibilidade para uma determinada marca. DO it!: Qual a dinâmica e passos da reunião de negociação de um novo patrocínio? LP: Em primeiro lugar procuro apresentar os resultados já obtidos e depois apresento os meus objetivos para o ano/anos seguintes. Em função disso, peço determinado apoio bem fundamentado naquilo que são os objetivos e resultados que referi no início. DO it!: O que mais gostas na negociação? Porquê? LP: Gosto de perceber o que cada uma das duas partes procura na

relação patrocinador/patrocinado e como é que os diferentes objetivos se aproximam. DO it!: O que achas mais difícil negociar? Porquê? LP: Por vezes é difícil fazer a outra parte perceber qual é exatamente a visibilidade que eu posso trazer para uma marca. DO it!: Tens patrocínios de marcas/ empresas concorrentes? LP: Marcas concorrentes, que ofereçam produtos concorrentes uns dos outros não, mas marcas que disputam o mesmo público-alvo, sim. DO it!: Que tipo de patrocínios obténs (ex. dinheiro, roupa, outros) e para quê? LP: Pranchas de surf, material técnico de surf, roupa de marcas ligados ao universo de surf e dinheiro (investido em treinos viagens e inscrições em campeonatos). DO it!: O que é que normalmente te pedem em troca? LP: Hoje em dia os patrocinadores pedem-me principalmente que eu seja um embaixador das suas marcas sendo eu próprio do modo o mais autêntico possível. Pedem-me que represente as suas marcas nos meios em que estou inserido, quer seja o meio do Surf quer seja fora do meio do Surf. Naturalmente pedem-me também visibilidade direta através dos resultados desportivos e de uma forte presença nas redes sociais. DO it!: Que tipo de patrocinadores estás agora a procurar? LP: Para completar o conjunto dos meus patrocinadores gostava de ter uma empresa/instituição ligada ao Turismo ou às Viagens que me pudesse apoiar a custear as deslocações. Também gostava de ter o patrocínio de uma grande instituição portuguesa de fora do mundo do Surf (Banco, Concessionária, Seguros) porque estou certo que a imagem do Surf é mui-

to relevante para a sociedade em geral e estou seguro de que poderia ser o embaixador certo para obter isso. DO it!: Os patrocínios que te atribuem normalmente têm um prazo? LP: Sim têm sempre um prazo que geralmente corresponde a um ano competitivo. DO it!: Que tipo de estratégias adotas para manter/renovar os patrocínios que já tens? LP: Manter um nível alto na competição, estar presente nas fases finais dos campeonatos, de preferência nos pódios, mas também manter uma imagem pessoal boa e presença nas redes sociais. Também é importante viajar e estar presente em campeonatos internacionais. DO it!: Como conduzes uma reunião em que o teu objetivo é renovar um patrocínio que já tens? LP: Mostro conhecer os objetivos da marca, justifico de que modo a minha imagem está em concordância com esses objetivos e apresento os resultados obtidos ao longo do último contrato. DO it!: Manténs contacto com os patrocinadores para além dos momentos de negociação? Como? LP: Sim, estamos sempre em contacto através das redes sociais havendo um reforço de algumas imagens minhas das quais as marcas fazem posts. Para além disso algumas marcas têm um grupo de Whatsapp que envolve todos os patrocinados e que é usado para comunicarmos entre todos criando-se assim um sentido de equipa e de pertença a um grupo. DO it!: Os teus patrocinadores valorizam a tua comunicação nas redes sociais? LP: Hoje em dia as redes sociais são muito valorizadas pelo facto de serem um canal de comunicação muito direto e muito rápido. JUN JUL AGO 17 |

51


MARKETING PESSOAL & IMAGEM PROFISSIONAL A imagem de um Comercial transmite mais do que mil palavras e condiciona a sua performance profissional.

P

orque é que certas pessoas parecem ter sucesso mais facilmente do que outras? Hoje em dia não basta ter um curso superior, nem um MBA para se destacar ou para se ser valorizado como se deseja. É essencial ter consciência das suas qualidades únicas e saber como comunicá-las junto das pessoas ou empresas que são importantes para si” refere Manon Rosenboom Alves formadora, consultora e mentora de marketing pessoal & imagem profissional na Reinvent Yourself - powered by Colour me Beautiful, no livro que recentemente publicou: “Marca Pessoal, SA – Como Comunicar, Agir e Vestir a Sua Marca Pessoal para Ter Mais Sucesso”. Para inspirar os leitores com um caso prático a DO it! convidou Luis Gonçalves, Key-Account Manager On Trade na Bacardi Martini Portugal, para uma consulta de imagem por Manon Rosenboom Alves. A sessão realizou-se numa loja C&A e contou com o apoio da Store Manager Sónia Lourenço.

O resultado foram 3 looks apelativos para 3 dress codes distintos: Business Casual, Smart Casual, Casual. Descubra-os! 1º Passo: Análise Pessoal

“O Luis gosta de um look moderno e de linhas simples, mas com detalhes originais. Ele disse-nos algo muito importante, que pode ser uma dica muito importante para os leitores em geral: pensar sempre bem que tipo de roupa vestir em função dos tipos de clientes a visitar. Conforme a situação, o Luis Gonçalves tem o cuidado de se vestir de forma mais formal ou mais descontraída. Este é um aspeto especialmente importante, sobretudo num primeiro contacto profissional em que é preciso criar empatia” realça Manon Alves. 52 |

JUN JUL AGO 17

2º Passo: Análise Morfológica

“Com base na sua análise morfológica expliquei ao Luis Gonçalves o tipo de roupa que o favorece para criar um look elegante, capaz de realçar os seus pontos fortes. Como o Luis Gonçalves possui uma morfologia ‘triangular invertida’ (ombros mais largos que as ancas), isso significa que deve usar roupas mais justas e cintadas, de forma a evidenciar as suas caraterísticas físicas. Por isso, deve evitar roupas demasiado largas. Um tronco mais comprido do que


ARTIGO as pernas, recomenda cuidado na utilização de blazers demasiado compridos e de t-shirts compridas por fora das calças. Com sapatos na mesma tonalidade das calças, como acontece no look Business Formal e Smart Casual, as pernas são alongadas e o corpo ganha equilíbrio” aconselha Manon Alves.

3º Passo: Análise de Cores

“Relativamente às cores, o Luis pertence à coloração ‘COOL’, o que significa que as cores frias como o azul, cinza, rosa, roxo violeta e lilás ficam-lhe muito bem. Deve evitar cores quentes como a laranja e amarelo, as quais não lhe proporcionam um visual saudável e fresco, como podemos ver na última foto. O Luis gosta de um look moderno, linhas simples mas com detalhes originais.

FOTOS LUÍS PIÇARRA

POR MANON ROSENBOOM ALVES

Luis Gonçalves, Key-Account Manager On Trade na Bacardi Martini Portugal

Look: Business Formal

“Escolhi para o Luis um fato azul escuro (‘midnight blue’), mas de um tom moderno e uma das atuais tendências. O corte ‘slim fit’, favorece as proporções do Luis. Devido ao seu estatuto elegante, uma gravata mais fina (tendência atual), cria harmonia com o rosto e corpo. O Luis confessou-nos que nunca tinha experimentado esta cor de fato e de gravata e adorou!”, comenta Manon Alves.

Look: Smart Casual

“Um look para situações profissionais mais casuais do que o primeiro. Este dress code é essencialmente adotado em empresas que abandonaram o dress code formal, sendo no entanto essencial continuar a transmitir uma imagem profissional e credível” destaca Manon, continuando “este look não necessita de gravata e os tecidos são menos rígidos. O Luis experimentou uma camisa cor-de-rosa - uma cor que nunca tinha experimentado mas gostou imenso!”

Look: Business Formal JUN JUL AGO 17 |

53


ARTIGO

Look: Smart Casual

Look: Casual

Look: Casual

“Este look é adequado para a sexta-feira casual ou para o fim-de-semana. O Luis veste jeans justos que lhe ficam bem. Um polo fica de forma geral melhor do que por exemplo uma t-shirt que pode dar um ar desleixado nalguns casos. Mesmo permitindo o uso de jeans, deve-se sempre verificar o estado e cor dos mesmos, pois não podem ser demasiado claros, nem rasgados”, adverte Manon Alves. 54 |

JUN JUL AGO 17

Manon Rosenboom Alves

Formadora, Consultora e Mentora de Marketing Pessoal & Imagem Profissional na Reinvent Yourself - powered by Colour me Beautiful (manon.alves@cmb.com.pt)


FICHA N.º 3

Age Friendly Business FOTO DR

POR ANA PENIM

Q

uando se analisam as diferentes facetas da Silver Economy, o consumo aparece como uma das áreas estratégicas a ser trabalhada, seja no desenvolvimento de uma oferta que vá ao encontro das necessidades e motivações das pessoas com 50 e mais anos de idade, seja na adequação da venda do produto ou serviço prestado às especificidades deste macro segmento populacional. Essa adequação abrange três grandes vertentes: (1) interação e capacidade de proporcionar uma experiência positiva e memorável ao consumidor senior; (2) adequação dos espaços às características e necessidades psico-motoras desse consumidor e (3) na adequação da forma de com ele comunicar. Consumir é tão importante para a saúde e bem-estar que, num lar na Holanda, especialmente concebido para pessoas com Alzheimer, existem lojas e circula dinheiro para que os seus moradores possam sentir que levam uma vida normal e, dessa forma, a doença evolua mais lentamente e as pessoas possam sentir-se mais felizes. O consumo tem também um lado divertido, lúdico e de con-

56 |

JUN JUL AGO 17

vívio. Se por um lado funciona como uma ferramenta de integração da pessoa na sociedade, de manutenção de um sentimento de dignidade, ele é também uma forma de auto-satisfação, a par da sua vertente necessária e funcional. Assim, os negócios que souberem adequar a sua oferta, espaço, qualidade do serviço prestado e comunicação, possuirão um fator de distinção no mercado. O selo INNOVageing®, que em

breve irá aparecer em algumas insígnias nacionais, é fruto desta crescente sensibilidade das marcas para a importância estratégica que as pessoas com mais de 50 anos têm para o negócio, porque se vivem tempos de mudança onde os consumidores mais velhos serão mais e mais exigentes, tornando-se vital preparar o negócio para esta realidade. Saiba mais em: info@doit.pt


ENJOY IT HOTEL

Quinta do Barrieiro

Natureza & Arte Contemporânea Marvão - Alentejo

A

Storytelling, Contemplação e Experiência em interação com a arte, a natureza e a cultura alentejana, são os ingredientes que tornam a Quinta do Barrieiro muito mais do que um fantástico alojamento local.

Quinta do Barrieiro é um segredo bem guardado, a desvendar pelos apaixonados por natureza e arte contemporânea e por todos quantos procuram uma terapia anti-stress num ambiente

FOTOS QUINTA DO BARRIEIRO

POR QUINTA DO BARRIEIRO

58 |

JUN JUL AGO 17

descontraído, envolto em verde e criatividade. Composta por 7 casas (T3 a T0), quatro das quais com conceitos únicos que contam fábulas de uma pedra que corre, de outra que voa, de outra que fala e ainda

de uma sobre o mar, os hóspedes podem ainda ficar alojados na Casa Atelier ou na Casa Nascente usufruindo de uma verdadeira experiência de SPA. Os pisos de todas estas casas foram pintados pela artista Maria


EXPERIÊNCIAS COM ARTE:

“Alentejo Sculpture Park – Maria Leal da Costa – Parque de Esculturas de Marvão” tem como objetivo a criação de um “destino de arte” oferecendo uma programação diversificada: • Passeio das esculturas habitáveis “Pontos de Partida” • Passeio das “Esculturas na Paisagem” • “QB Art – Galeria de Artes Plásticas”

FUNCIONAMENTO:

Leal da Costa e todas elas entram em diálogos encantados. A Galeria de Arte existente na Quinta mantém a sua atividade como montra dinâmica dos trabalhos de escultura e pintura de Maria Leal da Costa. O exterior da Quinta é uma galeria de esculturas ao ar livre que nos seduzem a descobrir surpresas escondidas, recantos de leitura e de meditação. As envolventes paisagens e os espelhos de água, a harmonia entre montanha, planaltos e vales, a temperatura amena e o conforto da luz, tornam a Quinta do Barrieiro num convite à saborosa escolha do seu próprio tempo. Experimentar a gastronomia típica ou conhecer o património cultural da região, são outros ingredientes que garantem o prazer dos dias. Carpe Diem!

A Quinta do Barrieiro funciona em regime de self catering. - Pequeno-almoço opcional. - Almoço e jantar mediante aviso prévio. Os hóspedes poderão utilizar as kitchenet para a preparação de refeições simples. A Quinta do Barrieiro tem uma loja com produtos regionais, aconselhamos também a loja Terrius na Portagem e o pequeno e típico comércio local.

OUTRAS ATIVIDADES:

Para além de usufruir da Piscina ao ar livre, do Parque Infantil ou da Charca, frequente Showcookings de cozinha regional e doçaria conventual; faça compras na loja de produtos regionais; passeie a pé ou a cavalo ou usufrua de um programa à sua medida.

INTERNET:

Toda a Quinta está coberta por rede wireless com acesso livre à Internet. Quinta do Barrieiro Parque Natural da Serra de São Mamede (750m de altitude) MARVÃO | ALENTEJO | PORTUGAL Tel.: +351245964308 | +351964054935 | +351964043733 Coordenadas GPS – W 7º 22’ 52” – N 39º 20’ 00” Email: quintadobarrieiro@quintadobarrieiro.com www.quintadobarrieiro.pt www.marialealdacosta.com www.alentejosculpturepark.com Alojamento: 55€ a 110€

JUN JUL AGO 17 |

59


ENJOY IT RESTAURANTE

De Pedra e Sal É no coração da baixa de Setúbal que pode encontrar este novo restaurante, com cozinha de autor, que expôe a cozinha tradicional a uma nova luz.

FOTOS LUDGI FOTOGRAFOS

POR DE PEDRA E SAL

60 |

JUN JUL AGO 17


As refeições têm o preço médio de 18€ e não se aceitam reservas.

Restaurante De Pedra e Sal Largo Dr. Francisco Soveral, 10, 2900-380 Setúbal - Portugal Telefone: 265 418 353 GPS: 38.52341, -8.8919599

A

o pegar em elementos da história local, como redes e amarras, e com enfoque no sabor fumado atribuído pelo josper, um grelhador/forno a carvão vegetal que ocupa o centro da sala, criou-se um ambiente inovador, onde o cliente pode apreciar o trabalho da cozinha do exterior através dos amplos janelões ou na própria sala, dedicado aos apreciadores de boa comida portuguesa.

A casa empresta o nome a um dos pratos mais icónicos o Bife de Pedra e Sal, servido na pedra de sal extraída de uma mina de sal em Loulé. Um prato a não perder! Para terminar podemos destacar o bolo de chocolate fumado com gelado.

priorizando o conforto e a arte local. Tem 30 camas em dormitórios, 2 suites e 1 quarto duplo. É numa das duas áreas lazer do Hostel onde é possível realizar jantares de grupo, sujeitos a menu fechado e marcação prévia.

Parte do mesmo projeto, o Hostel De Pedra e Sal foi recentemente inaugurado. Estabelecido num edifício recuperado e enaltecendo a traça original, acompanha a decoração moderna do restaurante,

A realização de workshops gastronómicos e eventos acontece sistematicamente, por isso mantenha-se atento. Faça like na página do Facebook do Depedraesal para estar a par das novidades! JUN JUL AGO 17 |

61


HYUNDAI IONIQ

UMA OPÇÃO SÉRIA FOTOS JORGE FARROMBA

POR JORGE FARROMBA

A Hyundai soube interpretar os desejos do consumidor, do mercado e da tecnologia ao serviço da segurança, com a apresentação de um produto que não é uma alternativa mas uma opção a ter em linha de conta na escolha de uma viatura nova.

A

Hyundai cedo definiu a sua estratégia e hoje tem já a maior fábrica do planeta, capaz de produzir seis mil carros por dia, num local onde até possui o seu próprio porto para navios, hospital, serviços de incêndio, rede viária, estação

62 |

JUN JUL AGO 17

de tratamento de esgotos e é já hoje o 4º maior construtor automóvel (dados de 2016 - Hyundai-Kia: 8.175.871 automóveis). A sua implementação no mercado europeu surge por isso, forte e alinhada com o gosto e as necessidades do consumidor europeu e

com as tendências de mercado. Por isso é de reconhecer o mérito e a capacidade evidenciada pela marca em apresentar produtos que competem com a concorrência instalada no mercado. O IONIQ, hoje em ensaio, faz parte de um ambicioso projeto da marca com este Hybrid


ENJOY IT AUTOMÓVEL

Curiosidades: O sistema de carregamento Wireless Charging (basta colocar o telemóvel e este carrega sem fios), o monitor tátil muito intuitivo com grande fluência entre os dois écrans, os sistemas APPLE CAR e Android Auto. a ser a primeira versão a chegar ao mercado nacional, sendo que também estará disponível num versão Plug-in e outra totalmente elétrica (com autonomia superior a 250km).

com o LKWS (sistema de manutenção à faixa de rodagem), o ESP e o AEB (Travagem autónoma de emergência) e permitem que, desde que se mantenham as mãos no volante, circular em estrada ou autoestrada, com o veículo a posicionar-se na sua faixa de rodagem. O sistema ainda não é perfeito e, em rotundas ou curvas pronunciadas perde o sinal, mas é uma excelente ajuda para diminuir o número de acidentes por distração do condutor, pois corrige-o sempre que este sai da sua faixa e, quando não o consegue, alerta-o. Já o sistema de travagem de emergência apresentou-se muito fiável, permitindo parar a viatura em situações de emergência, muito típicas principalmente na cidade. Em resumo, a Hyundai está de parabéns no modo como bem soube interpretar os desejos do consumidor, do mercado e da tecnologia ao serviço da segurança. Ciente que o futuro passa por uma cada vez maior autonomia das viaturas (de mãos dada com a segurança), a Hyundai encontrou um caminho.

O IONIQ Hybrid é uma solução que combina um motor de combustão (1.6GDI a gasolina com 108cv) com um motor elétrico, num total de 141cv, sendo que a bateria carrega através do próprio motor e nas desacelerações, combinado com um eficiente sistema start-stop e uma caixa de dupla embraiagem (que em modo D o arranque muitas vezes é efetuado em modo totalmente elétrico). No ensaio realizado combinámos cidade, autoestrada e estrada e encontrámos uma viatura com um comportamento muito eficaz e previsível, confortável, com um motor (não intrusivo no habitáculo) sempre disponível. Os consumos médios que conseguimos efetuar – 4,8 - ficaram próximos do evidenciado pela marca (3,9). Em termos de espaço interior, trata-se de um familiar com espaço suficiente para 5 pessoas, com um habitáculo ergonómico e bem construído, onde se nota a qualidade do produto e o rigor na montagem. O sistema de chave inteligente, cruise control inteligente (mantém a distância para o veículo da frente) e um bom sistema de navegação fazem parte da extensa lista de equipamento do IONIQ. Mas é o sistema Hybrid que faz toda a diferença, pela positiva, o que combinado JUN JUL AGO 17 |

63


DICAS

INFORMÁTICAS

FOTOS DR

POR NUNO SILVA

Como gravar um site como PDF no smatphone com Android Os utilizadores de Android podem guardar páginas de internet em PDF facilmente no Google Chrome ou em outros navegadores. O recurso é uma boa alternativa para quem deseja guardar uma cópia de uma notícia, de um extrato bancário, do bilhete para o cinema ou cartões de embarque sem ter que recorrer ao computador ou a uma impressora. Como gravar em PDF no Google Chrome 1. Aceda à página que deseja guardar em PDF e toque no ícone de reticências, topo lado direito. 2. No menu seguinte, toque na opção partilhar. 3. Na lista de apps que aparece, procure pela opção “Imprimir”. 4. Uma nova janela será aberta. Toque no topo e marque “Guardar como PDF”, caso esta opção não esteja selecionada. 5. Toque no botão “Guardar”, logo abaixo. 6. O gestor de arquivos será aberto para que você dê um nome ao arquivo decida onde o salvará. Quando escolher, toque em “Guardar”. Agora, basta aceder à pasta sempre que quiser abrir aquele PDF no Android.

64 |

JUN JUL AGO 17

Onde encontrar imagens grATUITAS para A SUA APRESENTAÇÃO As imagens são muito importantes na sua apresentação, geralmente, fazem parte da composição do layout, além de transmitirem de forma direta, uma primeira impressão sobre o conteúdo do seu trabalho. A grande questão é, as imagens possuem direitos de utilização e, sendo assim, não é aconselhável que faça download de qualquer imagem na internet para utilização própria. Felizmente existem na internet alguns repositórios que oferecem imagens livres de copyright ou royalities. Isso significa que, dependendo do conteúdo da sua utilização, poderá utilizar as imagens livremente ou sob determinadas condições. Basta fazer o registo nesta página www.freeimages.com e poderá fazer o download de imagens gratuítas.


ENJOY IT INFORMÁTICA

Como pode adicionar ou eliminar um endereço de e-mail da sua conta DO FACEBOOK Para adicionar ou remover um endereço de e-mail da sua conta: - Clique em no canto superior direito do Facebook e selecione Definições. - Clique em Contacto. - Clique em Adicionar outro e-mail ou número de telefone para adicionar um novo e-mail à sua conta ou clique em Eliminar para eliminar um e-mail da sua conta. - Clique em Guardar Alterações. - Introduza a sua palavra-passe. - Clique em Enviar. Quando adiciona um novo endereço de e-mail à sua conta, o Facebook envia um e-mail de confirmação. Clique na ligação incluída no e-mail para confirmar que pretende adicionar este endereço de e-mail à sua conta do Facebook.

3 Dicas para iPhone Reaja a uma mensagem rapidamente

Gerir rapidamente as mensagens de e‑mail

Envie uma mensagem oculta

Em vez de digitar uma mensagem, responda com um tapback! Toque duas vezes num balão de mensagem e escolha uma resposta.

Numa conversa, passe o dedo para a esquerda numa mensagem para responder, assinalar ou apagar. Passe o dedo para a direita para marcar a mensagem como não lida.

Para enviar uma mensagem com Tinta Invisível, mantenha o toque em e toque em Tinta Invisível. Para ver o que você escreveu, o destinatário esfrega o balão. JUN JUL AGO 17 |

65


Bragança

um território a conquistar De Bragança a Lisboa são quatro horas de distância, menos de duas de avião… bem, a música dos Xutos&Pontapés não é exatamente assim, mas, se fosse escrita hoje, teria de ser. FOTOS DR

B

ragança está cada vez mais perto de todo o país, seja através das novas infraestruturas que encurtaram o tempo de viagem de automóvel, seja pela possibilidade de viajar de avião. A distância e as questões de acessibilidade não são desculpa para não visitar o Reino Maravilhoso. Com a chegada da primavera é tempo de passear e conhecer novos destinos. Boas razões não faltam para descobrir Bragança! Não acredita? Então veja:

Natureza

Poucos territórios possuem biodiversidade tão rica como o Parque Natural de Montesinho, situado às portas de Bragança. Observar um grupo de veados junto à estrada, escutar o uivar de um lobo, observar aves raras, como a águia-real, ao mesmo tempo que se desfruta de um fabuloso mosaico de paisagens é, sem dúvida, um privilégio. Se gosta de explorar o meio circundante, há inúmeros trilhos para passeios a pé ou para a prática de 66 |

JUN JUL AGO 17

POR MULTICOM COMUNICAÇÃO


ENJOY IT VIAGEM

COMO CHEGAR: Bragança dispõe de bons acessos por estrada para todos os destinos de norte a sul do país, assim como para toda a Europa, e o avião pode ser uma alternativa perfeita às viagens de automóvel. De avião: 1h30 de distância Informação sobre viagem de avião Bragança – Cascais: 07:30 e 14:30 Cascais – Bragança: 11:30 e 18:30 Mais informações em aerovip.pt De carro: O acesso faz-se pela A4, IP2 e N103, articulando-se estes com outros eixos rodoviários principais. Porto - Bragança: 1h45 de distância A4-Porto/Bragança Lisboa – Bragança 4h30 de distância A1 |IP6 | A23 |IP2| A4: Lisboa – Torres Novas – Abrantes – Guarda – Macedo de Cavaleiros – Bragança A1 | CREP | A4: Lisboa – Porto – Bragança

JUN JUL AGO 17 |

67


BTT em cenários de arrebatadora beleza. Se pretende enriquecer a experiência, e recomendamos que o faça, o melhor é ficar alojado numa aldeia típica, como Montesinho ou Rio de Onor. Estas aldeias transmontanas e fronteiriças, situadas em pleno Parque Natural de Montesinho, representam a arquitetura tradicional da casa transmontana e são uma verdadeira ode à preservação da tradição e do património cultural.

Património e Cultura

Em Bragança, é impossível não reparar no património ímpar que, facilmente, se percorre a pé. A partir do centro histórico, pode começar um roteiro de visita pela Torre de Menagem do Castelo - um dos mais harmoniosos e bem preservados do país – seguindo pela Igreja de Santa Maria, Convento de S. Francisco, 68 |

JUN JUL AGO 17

as igrejas de S. Vicente e da Misericórdia e a da Sé, cujo claustro renascentista e sacristia merecem uma visita atenta. Património e cultura estão de mãos dadas e bem presentes na vasta oferta cultural. Aqui, pode encontrar arquitetura contemporânea e eventos assentes em tradições com origens milenares. Os museus expõem tanto a herança etnográfica da região, como as últimas criações de artistas consagrados. A não perder: o Museu Ibérico da Máscara e do Traje, o Centro de Arte Contemporânea Graça Morais,


ENJOY IT VIAGEM

Onde Comer: Restaurantes: Solar, Geadas ou Javali Pratos a degustar: Butelo com casulas, posta à mirandesa, pudim de castanha

Onde dormir: Há vários hotéis e casas de turismo rural em todo o Concelho de Bragança (que, no total, dispõe de 1.500 camas). Para mais informações: http://www.cmbraganca.pt/pages/284

projetado pelo arquiteto Souto de Moura e que recebe obras e instalações de artistas de renome, além dos trabalhos da pintora Graça Morais, nascida em Trás-os-Montes, o Centro de Interpretação da Cultura Sefardita, o Museu Abade de Baçal, o Museu Militar e o Centro de Fotografia Georges Dussaud.

Gastronomia

Se o passeio lhe abriu o apetite, está no sítio certo. Bragança é, também,

sinónimo de boa gastronomia. Deleite-se com uma suculenta posta de vitela mirandesa ou peixe fresco dos ribeiros de águas frias. Para sobremesa, o pudim de castanha é uma boa opção a considerar. No regresso a casa, não se esqueça das tracionais lembranças. O mel de castanheiro, o mais característico do concelho de Bragança, tal como o de urze ou o de rosmaninho, permanecerão como doces recordações de uma estadia memorável. JUN JUL AGO 17 |

69


ENJOY IT MONTRA

Do volante para o pulso

PANERAI LAB-ID LUMINOR 1950 CARBOTECH PAM 700 Fundada por Giovani Panerai a Officine Panerai é uma marca de relógios fundada em 1860, em Florença. No início a empresa funcionava como oficina e uma escola de relojoaria. Durante muitos anos foi o fornecedor de instrumentos de alta precisão da Marinha Italiana, sobretudo para equipar a equipa subaquática que necessitava de instrumentos de alta fiabilidade. Em 2017, a marca volta a surpreender com a apresentação de um relógio inovador, também em carbono. Neste modelo, o carbono está presente não apenas na caixa, mas também no mostrador (que usa pela primeira vez um revestimento de nanotubos de carbono que permitem um contraste excecional entre o azul dos ponteiros e índices e consequentemente maior legibilidade) e no movimento - que graças às características do carbono utilizado nas peçasassegura uma garantia de pelo menos 50 anos! 70 |

JUN JUL AGO 17

A nova coleção Bell & Ross BR-RS17 revela uma ampla variedade de tons. Estes mesmos tons vivos apresentam-se no volante do monolugar do Renault F1. Este modelo apresenta-se como uma versão extrema do BR 03, relógio icónico da casa relojoeira Bell & Ross. Revela todos os elementos constitutivos do relógio cronógrafo para piloto automóvel. Muito sofisticado, o seu mecanismo esqueleto permite contemplar as rodagens, situadas por trás de um vidro de safira com coloração cinzenta. Os botões “basculantes”, para manipular a função de cronógrafo, proporcionam uma elevada precisão. Recorrem a cerâmica high-tech e são encimados por borracha amarela, para uma melhor preensão. O aro dispõe de uma escala taquimétrica. Este elemento de medição destina-se a calcular as velocidades em pista. Finalmente, o aro do mostrador divide-se em vários segmentos horários, que correspondem cada um a uma cor. Esta segmentação por cor facilita a leitura do tempo cronometrado. Os ponteiros do cronógrafo apresentam-se a amarelo, a data a vermelho, o ponteiro trotteuse dos segundos a verde e o ponteiro das horas a branco. Este último é revestido a Superluminova, o que garante uma excelente legibilidade de dia e de noite.


ENJOY IT LIFESTYLE

O QUE MAIS INCOMODA OS PASSAGEIROS DE AVIÕES?

J

á houve tempos em que viajar de avião era um luxo. Tudo era organizado, as Assistentes em terra e a bordo do avião eram amáveis, o serviço era ótimo e os lugares eram confortáveis.

Passamos a apresentar a lista dos principais fatores que interferem no bem-estar dos passageiros de avião, segundo a Jetcost: 1. Longas filas no balcão da companhia, para fazer o check-in; 2. Ter que refazer a mala no aeroporto, à vista de toda a gente; 3. O passageiro da frente inclinar o encosto do assento para trás; 4. Os passageiros vizinhos ocuparem completamente o braço do assento; 5. Os passageiros que se amontoam ao lado do tapete de recolha da bagagem; 6. Fazer a faturação online e imprimir o cartão de embarque em casa; 7. Os apertos nos corredores do avião e os empurrões após a aterragem; 8. O anúncio de vendas a bordo através da instalação sonora; 9. O choro das crianças e conversas em tom elevado; 10. As chamadas dos passageiros a avisar a sua chegada no momento de aterragem.

Com a revolução low cost viajar passou a ser acessível a um maior número de pessoas, sendo possível comprar bilhetes a preços quase irrisórios, permitindo também viajar por cidades secundárias, optar por voos diretos e perder menos tempo nos aeroportos. Naturalmente, os serviços prestados pelas companhias aéreas mudaram e os passageiros passaram a ser responsáveis por parte do trabalho que antes lhes era oferecido. O limite das suas bagagens foi limitado, os voos passaram a ser mais desconfortáveis e alguns Assistentes perderam parte dos seus sorrisos. O motor de busca de voos e hotéis Jetcost (www.jetcost.pt) efetuou uma pesquisa entre os seus utilizadores em vários países e analisou as preferências dos passageiros e o que mais os incomodava quando viajam de avião. Fatores como a redução do espaço, o check-in e os apertos são, entre outros fatores, uma fonte de stress e incómodo durante as viagens. JUN JUL AGO 17 |

71


ENJOY IT MONTRA

QN Rosé 2016

DRONE ehang184

Rosé da Quinta Nova servido no voo de regresso do Papa Francisco QN Rosé 2016 foi selecionado para a viagem de Sua Santidade para o Vaticano, após visita ao Santuário de Fátima. Um vinho da Quinta Nova – QN Rosé 2016 - foi servido no voo da TAP de regresso do Papa Francisco ao Vaticano. O líder da Igreja Católica participou no centenário das aparições e na canonização dos pastorinhos Francisco e Jacinta, os dois mais jovens dos três videntes da Cova da Iria, nos dias 12 e 13 de Maio. A seleção dos vinhos a degustar a bordo foi realizada pelo consultor gastronómico o Chef Vitor Sobral. O vinho Rosé Quinta Nova de Nossa destacado para servir a Sua Santidade foi o Quinta Nova N. S. Carmo Rosé 2016. “Foi uma honra o QN Rosé 2016 ter sido selecionado para ser servido no voo do Papa Francisco. Um vinho que surpreende e que exalta a capacidade de se fazer um excelente vinho rosé assegurando toda a autenticidade das castas nacionais.” afirma Paula Sousa, da Quinta Nova N. S. Carmo.

Huawei P10 lite une design e performance O novo membro da Huawei série P oferece uma combinação dinâmica entre design e tecnologia de excelência ao melhor preço. O HUAWEI P10 lite apresenta linhas elegantes, um vidro curvo 2.5 D de dupla face e um ecrã FHD de 5.2 polegadas (5.2”). A sua moldura de apenas 1.21mm e uma luminosidade otimizada, aliados a um design ergonómico que casa na perfeição com a mão do utilizador. Sujeito a uma série de processos de resistência, incluindo sandblasting de cerâmica, o HUAWEI P10 lite é bastante resistente à corrosão. Disponível nas cores Midnight Black, Platinum Gold e Pearl White. Ideal para os utilizadores mais atarefados, o Huawei P10 lite oferece maior rapidez de resposta e menos consumo de energia, graças ao processador Kirin 658 e ao CPU Octa-core de 16nm. 4GB de RAM fazem do HUAWEI P10 lite o smartphone perfeito para streaming multimédia, gaming e outras tarefas que exijam maior esforço do aparelho. O sistema operativo EMUI 5.1 adapta-se aos padrões de uso dos utilizadores, alavancando a performance e criando experiências mais pessoais.

72 |

JUN JUL AGO 17

Provavelmente já está farto de ouvir falar de drones, mas este é um drone do tamanho de uma pessoa. O drone chinês EHang 184, tem um lugar de passageiro com um ecran touch à sua frente onde comanda o drone. Basta introduzir o destino, dar a ordem para iniciar a navegação e disfrute da vista enquanto chega ao seu destino. A sua autonomia de voo é cerca de meia hora e de 31 quilómetros de alcance, vem com ar condicionado incluído. Este drone está a ser testado no Dubai circulando em torno do arranha-céu Burj Al-Arab com 689 metros. Saiba mais em: www.ehang.com/ehang184

GENICAN

Este ano na CES, foi apresentado o GeniCan. Um dispositivo que “faz” com que o nosso lixo fique inteligente. O dispositivo ajuda a manter a sua lista de compras atualizada quando deita lixo fora. Antes de deitar um item no compartimento, passe no leitor de código de barras que o digitaliza e adiciona uma nota que o item acabou, à sua lista de supermercado. O pequeno dispositivo tem Wi-Fi e pode ser colocado numa variedade de caixotes de lixo e recipientes de reciclagem. Saiba mais em: www.genican.com


ENJOY IT LEITURAS

#GeraçãoCordão – A geração que não desliga!

A Tecnologia passou a controlar as nossas vidas? Até que ponto será saudável? Como pais estaremos a agir bem? Quando dizer que já chega? Estaremos nós a dar o melhor exemplo aos nossos filhos? E a escola, qual o papel a desenvolver? Estas são alguma das perguntas a que a Psicóloga e Terapeuta Familiar Ivone Patrão responde ao longo deste livro, que nos faz repensar na forma como estamos a educar os nossos filhos numa era em que tudo é digital. Um guião que pretende ajudar pais, professores e a sociedade a tornar as nossas crianças mais felizes e melhor integradas na comunidade. Inclui inúmeras dicas para um consumo saudável da Internet! (PACTOR)

Planeamento e Desenvolvimento Turístico O turismo é incontestavelmente um dos setores mais estruturantes para a economia, sociedade e território portugueses. É a principal atividade exportadora. É necessário reforçar a atenção sobre o planeamento e ordenamento turístico. Este livro que visa ajudar a projetar o turismo de forma sustentável, valorizando Portugal como destino de excelência e de bem-estar para os seus cidadãos. LIDEL

A Felicidade e Outras Pequenas Grandes Coisas

Haim Shapira desafia o leitor a questionar as suas ideias sobre a felicidade, propõe meios alternativos para avaliar o que é importante na vida e para alcançar aquilo que realmente deseja. PERGAMINHO

74 |

JUN JUL AGO 17

atitude UAUme! - 3ª Ed. O sucesso internacional deste top seller resulta da Atitude UAUme! ser um conceito inovador que explora a capacidade que todos temos de impactar os outros positivamente através da SURPRESA! O efeito UAUme! consiste no clarão que é acionado pela SURPRESA POSITIVA que potencia a criatividade, espontaneidade e desejo de servir, numa dinâmica interpessoal de GRATIVIDADE em cadeia... TOPBOOKS

COMUNICAR PARA VENDER

Com base nos ensinamentos da Programação Neurolinguística, Massimo Forte adapta todos os passos desta técnica para melhorar a comunicação na atividade de Mediação Imobiliária. EDIÇÃO DE AUTOR


Co

do

it. p

t

BENEFICIE

D

NDIÇÕES E CO S

IS CIA PE

E

nta

f c t e - n o s: in

o@


ENJOY IT MONTRA

Baldessarini Cool Force Mercedes-Benz Club Fresh Refresque-se com a nova eau de toilette Mercedes-Benz Club Fresh. Uma fresca mistura aromática de citrinos, vencedora do prémio Style It Up!

Um perfume moderno, purista clássico e distintivo. Um conceito de poder, frescura, força e soberania do homem contemporâneo.

SUN TEINT POWDER SUBLIME TAN Os cuidados solares para uma bonita pele dourada Um novo formato smart, com um preço inteligente 50ml e 100ml: os tamanhos ideiais para viajar de avião A quantidade certa para proteger a fórmula e a eficácia dos filtros solares dos choques térmicos Utilização perfeita e otimizada para o consumidor Cuidados de pele com tecnologia de ponta inspirada na natureza para uma pele perfeita. O especialista anti-idade: Formule Trio-Moléculaire.

76 |

JUN JUL AGO 17

Para dar um aspeto bronzeado e saudável. O novo pó bronzeador Sun Teint Powder destaca-se pelo acabamento mate, ideal para dar um ar saudável e muito natural. Pode usar todas as cores numa só aplicação em todo o rosto, ou salientar apenas algumas zonas, para um delicado efeito bronzeado.


KEEP IN TOUCH CRÓNICA Sublinhar é a minha meditação. A minha peça favorita de tecnologia executiva é o meu lápis.

Tudo isso faz diferença. A pessoa mais importante é o participante, não os oradores.

Gostava de ter o Cristiano Ronaldo no

CONCEITO WEB SUMMIT Chamamos-lhe “engenharia do serendipismo”. É o que leva as pessoas a inspirarem-se umas nas outras num encontro. As conferências tradicionais focam-se em plateias sentadas, listas compiladas de oradores e distribuição manual de convites, mas nós temos uma estratégia completamente diferente. Desenvolvemos algoritmos que têm em conta o perfil do participante e com quem este beneficiará em reunir. Concentramo-nos em ajudá-lo a encontrar as ideias e as pessoas certas entre milhões de conversas e ligações possíveis. A nossa resposta é intimidade, movida por um grande design e dados científicos detalhados.

A tecnologia está a ter um impacto no mundo todo. A política e a legislação têm de a acompanhar.

Paddy Cosgrave Co-fundador da Web Summit Empreendedor

Quando tudo começou, num sofá da nossa sala, nunca imaginei por um segundo que eu e os meus sócios iríamos chegar tão longe. Em 2016, 100 mil pessoas assistiram aos nossos eventos. É incrível para mim.

JUN JUL AGO 17 |

77


PaSSATEMPOS DO it! 1

Habilite-se

a ganhar um voucher no valor de 50€ respondendo à seguinte pergunta:

O que mais gosto no site da Showroomprive é.... Envie a sua frase para: passatempo@doit.pt Condições de utilização: 1. Fazer compras superiores ao valor do vale ( ex.50,01€). 2. Códigos válidos para uma compra, despesas de envio não incluídos por questões técnicas, não acumulável a outras ofertas, válido somente em Portugal. 3. Pode comprar vários produtos desde que sejam da mesma marca. Não o faça em marcas diferentes. 4. Validade: 3 meses. Condições de participação : 1. Registar-se no site de Showroomprive.pt. 2. Seguir Showroomprive em Facebook.

2

Vencedor do 21º “Passatempo DO it!” O vencedor do ”Passatempo DO it!”, edição 21 e que irá experimentar um Lotus Elise da RacingVarius é Joaquim José Monteiro da Silva, de Almada

78 |

JUN JUL AGO 17


Parceiros DO it! A DO it! continua a estabelecer parcerias com diversas entidades que assumem o papel de patrocinadores. Trata-se de patrocínios exclusivos em cada área de negócio e que englobam várias edições da revista. O objetivo das parcerias é fazer com que as entidades patrocinadoras tenham a máxima visibilidade e o máximo retorno com o apoio que dão ao projeto.

DO it! Inspirational Board Alexandre Brodheim – Sales Retail Manager, Grupo Brodheim Anabela Fernandes – Commercial Excellence Director para a Península Ibérica, Takeda Farmacêuticos António Paraíso – Consultor de Internacionalização António Sacavém – Criador da Marca Microexpressões Faciais Carlos Correia – Chief Executive Officer (CEO) da AFFINITY Clara Luxo Correia – Gestora e Especialista em Retalho Cláudio Martins – Empresário, Grupo Antas - Restauração Francisco Coelho – Hot Stuff Advisor, IPAM Fred Rocha – Especialista em retalho - Brasil Hélio Soares – Managing Director, UP Partner Joana Perry Vidal – Responsável da Área de Hotelaria, Serlima Madeira João Andrade – National Account Manager, Sovena João Pimenta de Castro Guimarães – Diretor Executivo, GS1 Portugal/ Codipor José Carlos Metelo – Comercial Coca Cola

José António Rousseau – Presid. do Fórum do Consumo Portugal Luís Ferreira Pinto – Business Executive Officer Confectionary, Dairy, Food and New Business Opportunities na Nestlé Manuela Tavares de Sousa – Administradora/ Chief Executive Ofiicer (CEO), Imperial – Produtos Alimentares Martin de Botton – Empresário, Santini Massimo Forte – Autor, Docente e Formador Nuno Venceslau – Chefe de Equipa RE/MAX 4Ever Nuno Fontes – Speaker Motivacional. Autor Nuno Gomes – Empresário, Remax Prestige Nuno Soares – Diretor de Negociação da CINDIA Paulo Manuel – Diretor Executivo, TZ Viagens (Brasil) Paulo Silva – Oncology Account Manager, Takeda Farmacêuticos Portugal Pedro Caramez – Social Media Manager, MBU Intelligence Susana Dias – National Sales Manager/ Cardio Thrombrosies Divison, Sanofi-Aventis Wilques Erlacher – International Market Consultant, Saphety

JUN JUL AGO 17 |

79


A Próxima DO it!

Integração Vendas & Marketing! Aproximar as empresas do mercado é palavra de ordem! Existe uma tendência crescente para a integração das Vendas com o Marketing. As vantagens e os benefícios da interdependência entre estas funções, será o Tema de Capa da próxima DO it!. Iremos partilhar casos de sucesso, testemunhos inspiradores e dicas de como fazer acontecer. FOTO FREEPIK


Do it! nº 22