Issuu on Google+

informativo

outubro 2016

ARBORIZAÇÃO

Como funciona o serviço de poda, remoção e plantio

Conheça a nova diretoria da Sojal Quem são e o que esperam os diretores do biênio 2016-2018

Atenção: Reunião de moradores adiada para dia 18/10


NOSSA MENSAGEM

É possível! Há algumas semanas estive no Rio de Janeiro para assistir aos Jogos Olímpicos, uma festa maravilhosa, com surpreendente organização e infraestrutura de fazer inveja a muitos países desenvolvidos. Após desembarcar no Aeroporto Santos Dumont, peguei um VLT (veículo leve sobre trilhos) e, em poucos minutos, embarquei em um metrô até a Barra da Tijuca. De lá, uma rápida viagem de BRT (bus rapid transit) me levou ao imenso Parque Olímpico. Tudo funcionando bem, voluntários e funcionários prestativos, bem-humorados e com o astral muito positivo. Como paulistano, senti orgulho de ser brasileiro e parabenizo os cariocas pelo espetáculo que mostramos ao mundo inteiro!

população prefere perpetuar arcaicas práticas de nepotismo, apadrinhamento, ineficiência, desvios e corrupção. Se não tolerássemos essas práticas, empresários e governo seriam mais comprometidos com o país. Se fôssemos às ruas exigir o redimensionamento da máquina pública, o fim do foro privilegiado, prestação de contas, transparência e tantas outras coisas, a situação seria outra. Infelizmente, estamos muito distantes desses princípios da boa governança. Estamos anos-luz de exercermos nossa cidadania como deveríamos (Quantos de nós pesquisou com seriedade os candidatos a vereador ANTES de votar?). Que tal ao menos dar um passo modesto e iniciar a mudança em seu próprio bairro? Você conhece seu vizinho? Você conhece a Sojal? As portas estão sempre abertas!

Mas, se por um lado passei um sábado inesquecível, por outro me senti indignado e triste por concluir que vivemos há muitos anos reféns de governos, empresas e de uma sociedade que simplesmente não quer. Testemunhei que, enquanto nação, temos sim condições de, em um relativo curto espaço de tempo, construir arenas esportivas maravilhosas, prover uma fantástica infraestrutura urbana com boas alternativas de mobilidade, mudar substancialmente significativas partes de uma grande cidade.

•••

No entanto, fica evidente que nossos governos, grande parte de nosso setor privado e, ouso dizer, uma porção significativa de nossa

2

Informativo SOJAL | outubro 2016

Gostaria de, em nome do Conselho Deliberativo da Sojal e também em meu nome enquanto morador do bairro há quase cinquenta anos, reconhecer e agradecer publicamente a dedicação e empenho de nosso querido amigo Nelson Michel Cury. No último biênio, como Diretor Executivo da Sojal, ele conduziu praticamente sozinho as atividades de nossa associação, mantendo-a em operação, zelando pelo nosso bairro e preservando o bom relacionamento com os órgãos competentes da Prefeitura (Secretarias) e do Estado (Polícia Militar). Nelson, nosso muito obrigado! Otávio Villares de Freitas Presidente do Conselho Deliberativo


gestão

Sojal tem novos diretores

“Recentemente fui a algumas reuniões da Sojal e senti que poucas pessoas faziam muito. Então, me ofereci para voltar e assumir algumas das tantas tarefas que a Sojal precisa para se manter atuante. Se várias pessoas doassem um pouquinho de seu tempo, seríamos muito mais fortes. Precisamos que mais moradores abracem a causa.” Marly Cury

Segurança e comunicação com os moradores estão entre os principais desafios da nova equipe

“Nessa diretoria atual, tomou-se o cuidado de mesclar ‘gente nova’ com ‘gente antiga’. Acredito que minha experiência em assuntos associativos e 28 anos morando no bairro me dão condições de contribuir fortemente com a Sojal. Nosso principal desafio é congregar e estimular os moradores a participar da sociedade.” Roque Abdo

Aprovada em junho pelo Conselho Deliberativo da Sojal, a nova diretoria passa a ter quatro diretores em lugar de um. A ideia é distribuir melhor as tarefas, para não sobrecarregar ninguém, lembrando que todos os diretores da associação são voluntários. Confira o time que responderá pelo biênio de 2016 a 2018.

“Participo ativamente da Sojal há cerca de doze anos. Não fico lamentando a inoperância dos órgãos públicos nem a pouca participação dos moradores. Corro atrás das soluções e agradeço as ajudas recebidas. Nesta gestão, vamos focar em dois tópicos que estão interligados: a melhora da segurança e a comunicação com os moradores.” Guilherme Haddad “A nova divisão de tarefas nos permite desempenhar um trabalho mais dedicado. Somos voluntários, trabalhamos pelo bairro. Aos poucos, espero sensibilizar outros membros para que participem das reuniões e mandem suas sugestões. Nosso desafio é modernizar a associação e massificar nossos canais de comunicação. Se nos tornarmos uma comunidade na qual conhecemos nossos vizinhos, iremos longe.” Daniella Pizzo

Informativo SOJAL | outubro 2016

3


meio ambiente

Árvores bonitas

e saudáveis

Saiba como funciona o serviço de poda, remoção e plantio na cidade Viver em uma das áreas mais arborizadas de São Paulo não é apenas agradável aos olhos. Como se sabe, as árvores ajudam a diminuir a poluição, controlar a temperatura e aumentar a permeabilidade do solo, reduzindo o risco de enchentes. A presença delas também agrega valor aos imóveis. No entanto, esses e outros benefícios vêm acompanhados de uma grande respon-

4

Informativo SOJAL | outubro 2016

sabilidade: manter as árvores bem cuidadas e tratadas, pelo bem das espécies e pela segurança de todos. “É principalmente o cidadão quem nos informa que uma árvore está inclinada ou caindo”, explica o engenheiro florestal Luiz Rodolfo Keller, da Subprefeitura da Vila Mariana, da qual o Jardim Lusitânia faz parte. Segundo Keller, em uma cidade com a dimensão de São Paulo, é impossível pensar em uma fiscalização feita exclusivamente pela Prefeitura. Para atuar, é importante entender primeiro como é feito o chamado manejo arbóreo na cidade. Toda poda e remoção de árvore em


meio ambiente

São Paulo necessita de autorização prévia do Poder Executivo Municipal. O trabalho é realizado principalmente pela Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente (SVMA), responsável pela distribuição de mudas e programas de compensação ambiental, e as Subprefeituras, que lideram as equipes de poda, remoção e plantio. Se o serviço envolver desligamento da rede elétrica, entra em cena a Eletropaulo e, em alguns casos, a presença da Companhia de Engenharia de Tráfego pode ser necessária.

O caminho dos pedidos A partir da solicitação de serviço (mais detalhes ao lado), um profissional da Subprefeitura (engenheiros agrônomos/florestais ou biólogos) vai ao local fazer a vistoria, analisando a validade do pedido e emitindo um parecer técnico das condições da árvore e dos procedimentos que devem ser adotados. Em seguida, o pedido para poda ou remoção, indeferido ou deferido, é publicado no Diário Oficial. Se aprovado e não contestado, entra para a lista de serviços da Subprefeitura ou, em caso de árvores localizadas em área de preservação ambiental, é encaminhado para a SVMA. “Esses pedidos levam em média de dois a três meses para serem atendidos”, diz Keller. Ele admite que o serviço já foi mais lento, mas diz que, com a contratação de mais profissionais, o tempo de atendimento foi normalizado. Na Subprefeitura da Vila Mariana há hoje três equipes de poda, que realizam até 20 atendimentos por dia.

Os serviços são feitos conforme ordem de entrada da solicitação e análise de risco. Evidentemente têm prioridade aqueles considerados emergenciais, com risco iminente de queda da árvore. É importante ressaltar que nenhum serviço deve ser cobrado - o cidadão já está pagando por ele com seus impostos e nenhuma empresa particular tem a permissão para realizar poda ou remoção de árvores no espaço público. No caso de árvores em terreno particular, o serviço é contratado e pago pelo cidadão, mas só pode ser executado mediante a prévia autorização da Subprefeitura. “Mesmo que o cidadão tenha plantado a árvore no quintal dele, ela não lhe pertence. Ninguém pode retirá-la por vontade própria”, explica Keller, lembrando que a infração pode até levar a multa.

Como solicitar o serviço de poda, remoção ou plantio de árvores?

Você pode usar o Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) da Prefeitura na Internet (http://sac.prefeitura.sp.gov.br/), ligar para o número 156 ou se dirigir à Praça de Atendimento da Subprefeitura da Vila Mariana (R. José de Magalhães, 500, Vila Clementino, Tel: 3397-4100). A forma mais fácil, porém, é via Sojal. A associação está à disposição para orientar os moradores e encaminhar os pedidos aos órgãos competentes. Em situações extremas, como uma árvore prestes a cair, o Corpo de Bombeiros (193) e a Defesa Civil (199) devem ser acionados.

Informativo SOJAL | outubro 2016

5


segurança

Ruas mais seguras e

menos congestionamentos Pedidos de melhorias foram entregues à CET via Conseg Ao longo dos últimos meses, membros da Sojal receberam dos moradores sugestões para melhorar o fluxo de veículos e a segurança nas ruas de nosso bairro. Essas ideias deram origem a uma lista de solicitações entregues em julho ao representante da CET no Conselho de Segurança (Conseg) da Vila Mariana, do qual fazemos parte. “Os pedidos estão sendo analisados. Estamos em cima para que sejam atendidos”, disse Nelson Cury, membro da diretoria da Sojal e vice-presidente desse Conseg. Da lista, constam 18 itens, apresentados aqui agrupados e de forma resumida. O documento na íntegra, com detalhes e justificativas, está disponível na sede da Sojal. • Estudo do tráfego de veículos nas ruas Comandante Ismael Guilherme, Moçambique e Dom Henrique. • Ações para reduzir o congestionamento que se forma nas ruas Pedro de Toledo e Tejo, próximo à Av. Ibirapuera.

6

Informativo SOJAL | outubro 2016

• Permissão de contorno no Largo Mestre de Aviz para acesso à Av. Ibirapuera e à Vila Mariana (via R. Borges Lagoa). • Aumento na fiscalização de estacionamento irregular em todo o bairro. • Transformação das ruas mais estreitas em mão única de direção. • Estudo da permissão de estacionamento nas ruas Moçambique, dos Açores e Ceuta. • Instalação de câmeras fotográficas de trânsito na esquina das avenidas IV Centenário e República do Líbano. • Instalação de sinalização de advertência (placas PARE) na esquina das avenidas Sagres e IV Centenário. • Sinalização, lombadas e pinturas nas guias rebaixadas na R. D’Ouro. • Instalação de placa de proibido estacionar na R. Pedro de Toledo, 40m antes da Av. IV Centenário. • Instalação de semáforo no cruzamento da R. Comandante Ismael Guilherme com a R. Pedro de Toledo ou criação de uma rotatória nesse local. Proibição do estacionamento de veículos a uma distância de 10 metros nos quatro lados deste cruzamento. • Pintura e sinalização de lombadas recentemente consertadas na R. Santelmo. • Temporização do semáforo da R. Pedro de Toledo com a Av. IV Centenário. • Instalação de rotatórias na R. Macau. • Inclusão ou substituição de placas de sinalização em todo o bairro.


Em dia

O que está acontecendo com o viveiro?

Faixa exclusiva e bloqueio Desde o final de julho, os ônibus ganharam faixa exclusiva na Av. Ibirapuera e um bloqueio foi implantado na Praça Mestre de Aviz. As ações fazem parte da operação “Dá Licença para o Ônibus”, cujo objetivo, segundo a CET, é priorizar a circulação do transporte coletivo, reduzindo os tempos de viagem. São 500 metros de faixa exclusiva na Av. Ibirapuera, sendo 400 metros à direita, entre a Av. Pedro Álvares Cabral e a R. Borges Lagoa, e mais 100 metros à esquerda, entre as ruas Borges Lagoa e Pedro de Toledo. No trecho à direita, os ônibus têm prioridade na via de segunda a sexta-feira, das 6h às 22h, e no trecho à esquerda em período integral.

Desde agosto, quando a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente (SVMA) passou a limitar o acesso de visitantes ao Viveiro Manequinho Lopes, diversas versões surgiram sobre os motivos que haviam levado o órgão público a essa decisão. Além de restringir a área passível de visitação, a mudança reduz em uma hora o período em que o espaço permanece aberto durante a semana (das 7h às 16h) - nos fins de semana e feriados, a entrada é proibida. Em comunicado oficial, a SVMA afirma que o objetivo da mudança de horário é “garantir a integridade do patrimônio público do viveiro, a segurança dos funcionários e dos visitantes, além de assegurar o pleno desenvolvimento das atividades de produção, entrega e recebimento de mudas que são desenvolvidas em suas dependências.” A nota diz que a medida veio após registros de atos de vandalismo e comportamentos inadequados no local. A Secretaria lembrou ainda que o viveiro, em funcionamento desde 1928, é tombado e suas estruturas físicas devem ser preservadas.

Informativo SOJAL | outubro 2016

7


EM DIA expediente sojal

CPF no boleto A partir de janeiro de 2017, todos os boletos de cobrança, inclusive os de contribuições voluntárias, deverão informar o CPF ou CNPJ do pagador. Por isso, para que não haja prejuízo em nossa arrecadação trimestral, precisamos que todos que recebem (ou queiram receber) os boletos de associados, atualizem seu cadastro junto à Sojal. Preencha o formulário (enviado a todas as residências) e entregue-o na nossa sede ou entre em contato com a associação por telefone/e-mail.

Diretoria Daniella Pizzo Guilherme Haddad Marly Haddad Cury Roque Abdo

agenda das reuniões

Conselho Deliberativo Antonio Carlos Delben Caetano Arnaldo Camasmie Claudio Afif Domingos Claudio Alberto Cury Fabio Caruso Cury Flávio E. Zarzur Karol Anness Otávio Villares de Freitas Ricardo Nicolau Romeu Curi Cassia Sylvio Antunes Valéria Kochen Bain

Sojal: segunda terça-feira dos meses pares, das 18h30 às 20h30, na sede da associação.

Conselho Fiscal David Anness José Orestes de Souza Nery Nelson Cury

Conseg Vila Mariana/Paraíso: última segundafeira do mês, das 20h às 22h, no Auditório da ESPM (R. Álvaro Alvim, 123 Vila Mariana) Conselho Gestor do Parque Ibirapuera: segunda quarta-feira do mês, às 18h30, no Parque Ibirapuera (geralmente na UmaPaz ou na Escola de Astrofísica - vale confirmar sempre onde será a reunião do mês)

Conselho Honorário Clara Kochen Mario Lorenzetti Sergio Eduardo Saad informativo Produção: Design de Ideias Coordenação: Camila Rebelo Design gráfico: Marcelo Azevedo Distribuição Gratuita 1.000 exemplares

Atenção para nova data! A próxima reunião da Sojal será realizada no dia 18/10 (e não no dia 11/10). Contamos com a presença de todos!

Tel.: 11 3441 0778 | designdeideias.com.br

VEJA OS EStABELECimEntOS COnvEniADOS. ASSOCiADOS da sojal tÊm AtÉ 10% DE DESCOntO. Arquitrio (arquitetura) 3021-4999 / 3023-5257; Peixinho Dourado (papelaria) 3589-3312; Pescados Moema (peixaria) 5055-2739; Sheila Mustafá Esteticista 3841-0008; Estúdio Fotográfico Bertrand – Marianna Cury Telefone: 5044-0632; Emporium São Paulo (supermercado) 3848-3700; Metalferco 5542-9548 / 5538-1800; Nico Pasta & Basta (restaurante) 2068-3000; Sala Vip (pizzaria) 3849-5000; Tchocolath (chocolateria) 3842-5623; Une fleur (floricultura) 3848-0641.

8

Informativo SOJAL | outubro 2016


Informativo Sojal (Jd. Lusitânia) OUT/16