Page 1

1

Outubro - 2012


Í ndice

Gianni D’Angelo

Próximos do final de mais um ano de atividades e de muitas mudanças, a Diocese de Caraguatatuba se despede do seu segundo bispo diocesano, Dom Antonio Carlos Altieri – o primeiro foi Dom Fernando Mason – e a Igreja ganha um novo arcebispo em Passo Fundo-RS. Uma pequena comitiva foi acompanhar este momento. Neste processo, normal e regido pela Santa Sé, a Diocese de Caraguatatuba entra em estado de “Se Vacante” e o Colégio de Consultores nomeia o Administrador Diocesano. Saiba mais sobre o padre Inocêncio Xavier, presbítero eleito, e suas funções até a nomeação e chegada do próximo pastor. Nesta edição, que deve circular entre os meses de outubro e novembro, mês Missionário e de animação para o Dízimo, queremos saber mais sobre qual o nosso papel diante desses desafios de evangelização. No compromisso de unidade, a Diocese

vive três grandes momentos: primeiro, no dia 13 de outubro, a Romaria diocesana e visita ao Seminário Beato Jose de Anchieta que acolheu a todos com uma recepção bem diferente; depois, o Dia Nacional da Juventude , reunindo esporte, cultura, lazer, informação, musica e muito mais. Ainda em Outubro, o Mutirão diocesano de Missões, momento de ir ao encontro daqueles que não tem a oportunidade de ouvir falar da nossa Santa Igreja. Em novembro, não se trata apenas de um evento, mas um tempo de celebração e de conscientização sobre o Dízimo. Aliás, a pergunta vem a calhar: Você já experimentou as maravilhas de ser dizimista? Tudo isso e muito mais com as informações e notícias de nossas pastorais e paroquiais. A todos desejamos uma boa leitura e aos que fazem parte da geração de internautas, não esqueçam de visitar o site diocesano que todos os dias traz noticias e informações – www.diocesecaraguatatuba.com.br e ainda “curtir” nossa Página do Facebook http://www.facebook.com/ diocese.caraguatatuba

O nosso programa de Rádio

de seg à sex das 17h às 18h

Expediente Diretor - Pe Inocêncio Xavier, Administrador Diocesano Jornalista Responsável e Editora - Denise Peixoto MTB: 65539 SP Colaboração Equipe Pascom/Pastorais Revisão Pe. Douglas Franco Machado Fotos Jc Curtis Maurilio Alves - Mayara Peixoto - Pascom - Paroquias - St Comunicação Proj. Gráfico e Diagramação - Richard Lippi Produção Gráfica Editora Imperial - (3966-1212) Tiragem 10.000 exemplares Cúria Diocesana R. Santos Dumont, 100 - Centro - C. Postal 215 Caraguatatuba/SP - CEP 11660-290 Tel.

2

Outubro - 2012

(12) 3883-4888CNPJ 03.167.725/0001-67 / BOLETIM INTERNO email: imprensa@diocesecaraguatatuba.com.br


Eleito o Administrador diocesano

Foi eleito no dia 20 de setembro, durante a reunião do Colégio de Consultores, aquele que responderá oficialmente pela Diocese de Caraguatatuba até a nomeação do novo bispo diocesano, seguindo todas as orientações do Direito Canônico. Convocada pelo Chanceler da Diocese, Pe Stanislaw Ciurcot, a reunião contou com a presença dos membros do Colégio

de Consultores, assim constituído: Pe. Alessandro Henrique Coelho, Pe. Mauro Jose Ramos, Pe. Sergio Alho da Costa, Pe. Elimar de Azevedo, Pe. Inocêncio Xavier e Frei Luiz Claudio Avelar, e seguindo todos os trâmites legais elegeu o Pe. Inocênio Xavier como administrador diocesano. Pe. Xavier, nasceu em Campos Altos-MG em 12 de maio de 1956 e foi ordenado em 16 de julho de 1983 na cidade de Mara Rosa-GO. Pertence à Diocese de Uruaçu-GO e já trabalhou em diversas paróquias em Goiás e Lorena. É formado em Psicologia, foi Ecônomo do Seminário Maior Regional de São João Maria Vianey em Goiás. Chegou à Diocese de Caraguatatuba em 16 de janeiro de 2009 na Paróquia Nossa Senhora das Dores no período em

que estava sendo desmembrada da paróquia Exaltação da Santa Cruz. Lá exerceu seu ministério ao lado do já falecido Frei Mauricio Pinheiro, pároco naquela época. Em 13 de fevereiro de 2010 assumiu a Paróquia Nossa Senhora das Graças, da Maranduba, Ubatuba. Com o falecimento do Frei Maurício, em 3 de outubro do mesmo ano, toma posse como pároco na Paróquia Nossa Senhora das Dores, no Itaguá onde assumiu com garra e determinação as obras de construção da igreja matriz. Ainda como pároco, foi nomeado em 20 de janeiro de 2011, Ecônomo diocesano e agora assume a função de estar á frente da Diocese de Caraguatatuba até a chegada do novo bispo que deve ser indicado pela Santa Sé, em tempo desconhecido.

Responsabilidades da atuação do Administrador diocesano. Pode não parecer muito simpático, mas o texto codicial é muito claro, durante a Sé vacante nihil innovetur; (cânon 428, §1), ou seja, não se faça nenhuma inovação. Nada se mude, nada se suprima, nada se acrescente. Tal princípio vem precisamente concretizado com um exemplo contido no § 2 do mesmo cânon 428 – “os que cuidam do

governo interino da Diocese são proibidos de fazer qualquer coisa que possa de algum modo prejudicar a Diocese ou os direitos episcopais; em particular, são proibidos, eles próprios, e por isso qualquer outro, de retirar ou destruir documentos da Cúria diocesana ou neles modificar qualquer coisa”. Desta forma o Administrador Diocesa-

no governa interinamente a Sé vacante e a sua tarefa é, na realidade, temporária, por isso possui um caráter de ação provisória, embora realmente detentora do seu devido valor, nas suas decisões, abstendo-se daqueles atos que poderiam criar dificuldades ao novo Bispo, com direitos adquiridos ou coisas realizadas.

Concretamente falando, as faculdades do Administrador Diocesano são: 1. Pode confirmar ou instituir os presbíteros que já tenham sido legitimamente eleitos ou apresentados para uma paróquia (cânon 525, § 1); 2. Pode nomear párocos, somente após um ano de Sé vacante ou impedida (cânon 525, § 2); 3. Pode administrar a Crisma, mesmo sendo presbítero, podendo conceder a outro presbítero a faculdade de administrá-la (cânones 882, 833, § 1 e 884, § 2); 4. Pode remover, por justa causa, os vigários paroquiais, salvaguardando, porém, quanto prescreve o direito no caso específico em que se trate de religiosos (cânones 552 e 682, § 2); 5. É membro da Conferência Episcopal, com voto deliberativo, com exceção das declarações doutrinais, se não for Bispo (Diretório para o Ministério Pastoral dos Bispos nº 240 e 31); 3

Outubro - 2012

6. Pode, em caso de verdadeira necessidade, pessoalmente ter acesso ao Arquivo secreto da cúria (cânon 490, § 2); 7. Pode, depois de um ano, com o consentimento do Colégio dos Consultores, conceder as cartas dimissórias para a ordenação dos diáconos e dos presbíteros, se estas não foram negadas pelo Bispo Diocesano (cânon 1018, § 1, 2º e § 2). 8. Pode por grave causa, mesmo que não tenha cessado o quinquênio, remover o Ecônomo, ouvindo o Colégio dos Consultores e o Conselho Econômico (cânon 494, § 2); Limitações da administração diocesana: 1. Não pode confiar paróquias a um Instituto religioso ou a uma Sociedade de Vida Apostólica (cânon 520, § 1); 2. Não pode conceder a excardinação e a incardinação, nem mesmo

conceder a licença a um clérigo para se transferir a outra Igreja particular, a não ser depois de um ano de vacância da Sé Episcopal e com o consentimento do Colégio dos Consultores (cânon 272); 3. Não tem competência para erigir Associações públicas de fiéis (cânon 312, § 1, 3º); 4. Não pode remover o Vigário Judicial e os Vigários Judiciais Adjuntos (cânon 1420, § 5); 5. Não pode convocar o Sínodo Diocesano (cânon 462, § 1); 6. Não pode remover do ofício o Chanceler ou outros notários, a não ser com o consentimento do Colégio dos Consultores (cânon 485); 7. Não é o caso da Diocese, mas não poderia, caso houvesse cabido, conferir canonicatos no Cabido da Catedral nem no Cabido Colegial (cânon 509, § 1). Fevereiro - 2012

3


com a

Palavra sano ce

do Adm Dioce Pe Xavier

Dirijo-me a todos os irmãos da diocese de Caraguatatuba: o clero, os religiosos, seminaristas e a todo o povo de Deus. Dia 20 de setembro deste ano, considerando a nomeação e posse de dom Antonio Carlos Altieri Arcebispo de Passo Fundo RS, o Colégio dos Consultores, em reunião extraordinária, elegeu-me administrador diocesano desta Igreja presente no litoral norte de São Paulo. Recebo esta missão como um chamado de Deus e tenho consciência das suas exigências para bem desempenha-la. Contudo, como nos escreveu São Bernardino nos seus sermões; “Esta é a regra geral de todas as graças especiais concedida a qualquer criatura racional: quando a providência divina escolhe alguém para uma graça particular ou estado superior, também dá à pessoa assim escolhida todos os carismas necessários para o exercício de sua missão”. É exatamente o que acredito! Deus em sua infinita misericórdia vem em socorro daqueles que O buscam com esperança. Vivemos um tempo de aridez espiritual, quanto mais desenvolvem as técnicas os meios que facilitam a vida terrena, maior é a descrença. Nós porém vivemos pela fé como nos diz o apostolo. “A fé é um modo de já possuir o que ainda se espera, a convicção acerca de realidades que não se veem”. (Heb 11,1). No dia 11 de outubro o Santo Padre o papa Bento XVI fará abertura

do ANO DA FÉ. O Ano da Fé “é um convite a uma autêntica e renovada conversão ao Senhor, único Salvador do mundo” (Porta Fidei (PF), 6). Gesto significativo para a comemoração do cinquentenário da abertura do Concilio Vaticano II e a comemoração dos 20 anos da promulgação do Catecismo da Igreja Católica. Ele terminará na Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, no dia 24 de novembro de 2013. No mês de outubro também será realizado em Roma mais um Sínodo dos Bispos, cujo tema será sobre a Nova Evangelização. Nós queremos acompanhar este ato com o nosso coração aberto as orientações da Igreja, demonstrando todo nosso amor e respeito ao papa. Assumimos também o compromisso de tomar a carta “Porta fidei” e debruçarmos sobre ela buscando as motivações para continuar a nossa missão de conduzir a diocese de Caraguatatuba com empenho, alegria e união. Neste tempo de “sede vacante” toda a condução administrativa da diocese fica a cargo do Colégio dos Consultores, e ao Administrador Diocesano cabe a função de convocar o Colégio para as reuniões, ordinárias e se necessário extraordinárias, presidi-las e executar as decisões ali tomadas. Portanto, trata-se de uma administração colegiada. A Diocese de Caraguatatuba tem apenas 13 anos de existência e na sua história temos uma experiência semelhante, pois no ano de 2005 ela foi administrada pelo então Pe. Vilson Dias de Oliveira, DC, hoje, Bispo Diocesano de Limeira - SP, até a chegada de Dom Altieri.

Hoje os tempos são outros, o desenvolvimento econômico, o crescimento da população, a falta de estruturas, consequentemente o aumento das populações periféricas e dos problemas sociais. A Igreja também cresceu e temos consciência de sua maturidade: clero novo e, em sua maioria diocesano, o aumento das lideranças a criação de novas paróquias, um melhor atendimento as centenas de comunidades, o despertar das vocações, tudo isso nos traz esperanças e certeza que podemos juntos avançar com segurança objetivando a construção do Reino de Deus. Conclamo a todos os irmãos, membros desta igreja, a darmos as mãos e juntos continuarmos a caminhada de fé enquanto nos preparamos na oração para recebermos o bispo, que será escolhido em tempo indeterminado e enviado para a nossa diocese. Que Maria Santíssima, Senhora das Graças, interceda junto a seu filho às bênçãos e graças que precisamos para mantermos unidos na mesma fé e esperança. Pe. Inocencio Xavier Adiministrador Diocesano

Instituição de assistência socio-educativa a crianças e Adolescentes em situação de vulnerabilidade. Visite-nos: Rua das Palmeiras,200 Bairro do Ipiranguinha - Ubatuba - São Paulo Tel.(12) 3833-3744 - projetogaiato.blogspot.com.br

4

Outubro - 2012


Nota de Falecimento. Faleceu no dia 24 de setembro, no Hospital Frei Caetano,o Padre Túlio Cintra de Oliveira. Seu corpo foi velado no Colégio Santa Ângela, na cidade de Paraisó-

polis/MG, onde era Capelão. Filho de Tarquinio Ferreira de Oliveira e Teresinha Pereira Cintra de Oliveira, Padre Túlio tinha 45 anos de idade e 12 anos de padre. Trabalhou na Diocese de Eunápolis - BA , em 2000 foi Regente do Coral da Missa dos 500 anos do Brasil em Santa Cruz Cabrália-Ba. Trabalhou na Diocese de São Jose dos Campos chegando a Diocese de Caraguatatuba em 2005 onde foi colaborador na Paróquia Santo Antonio, Pároco na Par.São João Batista e Capelão

Participação brasileira no Sínodo Dom Leonardo Steiner, secretário geral da CNBB, destaca a missionariedade, no espírito de Aparecida; a importância da Palavra de Deus nas comunidades e famílias; e enfim, a Igreja, comunidade de comunidades foram temas levados pelos bispos do Brasil à XIII Assembleia Geral ordinária do Sínodo dos Bispos, em andamento no Vaticano. Um dos eleitos pelo episcopado brasileiro para ir ao Vaticano como padre sinodal, Dom Leonardo antecipou à Rádio Vaticano os temas sugeridos no Conselho Episcopal: “Nós gostaríamos de abordar o que temos refletido nas nossas diretrizes gerais da ação evangelizadora, retomando o espírito de Aparecida sobre a missionariedade. Todo batizado e toda batizada

deve ser missionário e missionária. Depois, a importância da iniciação à vida cristã, que é fundamental: não apenas uma iniciação à vida sacramental, mas a vida inteira iniciada na vida de Jesus Cristo; e a importância da Palavra de Deus. Acabamos de retomar numa discussão, numa reflexão que fizemos no Conselho de Pastoral com a contribuição dos representantes de nosso episcopado levar ao Sínodo; a importância da Palavra de Deus na vida de nossas comunidades, nas famílias e na vida pessoal também. Outro elemento muito refletido que levamos ao Sínodo é a Igreja comunidade de comunidades: estarmos mais presentes como Igreja na periferia, sendo comunidades menores, onde as pessoas possam se

“Paróquia Missionária” é o tema do 3º Encontro Nacional da Missão Continental Comissão Episcopal para a Missão Continental da CNBB e o Centro Cultural Missionário de Brasília (CCM) promovem, de 19 a 23 de novembro de 2012, o 3º Encontro Nacional da Missão Continental. O tema desta edição será “Paróquia Missionária”, e deve ser uma oportunidade para estimular os agentes de pastoral e presbíteros ao estado permanente de missão. “É uma oportunidade de formação sobre um tema que interessa toda a Igreja, e que está no coração da proposta da Missão Continental”, afirma dom Adriano Ciocca, bispo de São Félix do Araguaia (MT) e presidente da Comissão. De acordo com o Documento de Aparecida, “nenhuma comunidade deve isentar-se de entrar decididamente, com todas as forças, nos processos constantes de 5

Outubro - 2012

renovação missionária e de abandonar as ultrapassadas estruturas que já não favoreçam a transmissão da fé”. (DAp 365). Por isso, dom Adriano afirma que é neste espírito que todos são convocados a entrar numa nova dinâmica de conversão das estruturas da Igreja Local, por meio de ações práticas. “Reorganização pela dinamização dos serviços paroquiais; as estratégias para fazer com que a riqueza da experiência da missão popular possa colocá-la em estado permanente de missão; a abertura da paróquia para a experiência da Igreja além-fronteiras”, exemplifica. As inscrições para o encontro podem ser feitas através do site do CCM. A taxa, incluindo formação e hospedagem, é de R$ 350,00. As vagas são limitadas. A seguir, a programação do evento

do Hospital Stella Maris; Assessor das Pastorais da Sobriedade, da Saúde e dos Surdos em Caraguatatuba. Em 2009 foi para a Comunidade Bethânia, em Lorena e em 2010 devido aos problemas de saúde, foi residir com sua família em Paraisópolis, auxiliando na Paróquia São José e assistindo como capelão a comunidade Ursulina e alunos do Colégio Santa Ângela. sentir mais acolhidas... estarmos mais no meio do povo; irmos ao encontro das pessoas. Finalmente também, no contexto de nossas diretrizes, a importância de que o Evangelho pervada todas as estruturas e realidades. Nós somos anunciadores de uma vida plena... portanto, a questão da presença do Evangelho na vida da política, da cultura, dos direitos humanos; e a questão de levarmos à sério o cuidado pelos pobres”.

Abertas as inscrições

Destinado aos agentes de comunicação e profissionais da mídia católica das Arquidioceses e Dioceses do Estado de São Paulo, o encontro terá como tema “Mídias digitais: Desafios e possibilidades para a evangelização”. Os assessores serão a professora Polyana Ferrari da PUC-SP, especialista em Mídias digitais e o padre Gildásio Mendes dos Santos, salesiano, de Campo Grande, com especialização e experiência no uso das Mídias Digitais na evangelização. Segundo padre Gildásio, a metodologia de trabalho será uma oportunidade de mostrar o que está sendo feito nas comunidades e lançar um olhar sobre cada um para relevar os desafios e apresentar propostas práticas. Participantes irão apresentar cases com temas como Pastoral Vocacional, Catequese, formação de lideranças, Liturgia, Juventude, entre outros, que serão analisados e servirão de exemplos concretos de utilização dos meios para a evangelização. O encontro será em novembro Mais informações www.facebook.com/PascomSul1. De Praia em Praia

5


Bento XVI pede proteção e bênçãos para as aberturas do Sínodo e do Ano da Fé O papa Bento XVI recorda que no dia 4 de outubro de 1962, o Beato João XXIII foi em peregrinação ao Santuário de Loreto para confiar à Virgem Maria o Concílio Ecumênico Vaticano II, que seria inaugurado uma semana depois. À distância de 50 anos, também Bento XVI quis ir em peregrinação a Loreto para “confiar à Mãe de Deus duas importantes iniciativas eclesiais: o Ano da Fé, que teve início no dia 11 de outubro, no quinquagésimo aniversário da abertura do Concílio Vaticano II, e a Assembléia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, convocada para o mês de outubro, com o tema “A Nova Evangelização para a transmissão da Fé Cristã”. Falando ao povo de Deus, o Santo Padre recordou a Carta Apostólica de convocação, do Ano da Fé, um tempo de graça espiritual que o Senhor nos oferece, a fim de comemorar o dom precioso da fé. E justamente em Loreto, onde esta dirigindo estas palavras, o Papa afirma que “ temos a oportunidade de nos colocarmos na escola de Maria, que foi proclamada “Bem-aventurada” porque “acreditou”. Bento XVI citou o Santuário de Loreto: “Este Santuário, construído ao redor de sua casa terrena, guarda a memória do momento no qual o Anjo 6

Outubro - 2012

do Senhor veio a Maria com o grande anúncio da Encarnação, e ela lhe deu sua resposta. Esta humilde habitação é um testemunho concreto e tangível do maior acontecimento da nossa história: a Encarnação; o Verbo se fez carne, e Maria, a serva do Senhor, é o canal privilegiado através do qual Deus habitou entre nós. Maria ofereceu a sua carne, colocou-se inteiramente à disposição da vontade de Deus, tornando-se “lugar” de sua presença, “lugar” no qual habita o Filho de Deus”. O Beato João XXIII há 50 anos, em Loreto, convidava a contemplar este mistério, a “refletir sobre esta união do céu com a terra, que é a finalidade da Encarnação e da Redenção”, e continuava afirmando que o próprio Concílio tinha como objetivo estender

sempre mais o alcance benéfico da Encarnação e Redenção de Cristo em todas as formas da vida social. “Quero confiar à Santíssima Mãe de Deus todas as dificuldades que vive o nosso mundo na busca de serenidade e de paz; os problemas de tantas famílias que olham para o futuro com preocupação, os desejos dos jovens que se abrem à vida, os sofrimentos dos que esperam gestos e escolhas de solidariedade e de amor. Quero confiar à Mãe de Deus também este especial tempo de graça para a Igreja, que se abre diante de nós. Vós, Mãe do ‘sim’, que escutastes Jesus, falai-nos d’Ele, contai-nos sobre vossa estrada para segui-Lo no caminho da fé, ajudai-nos a anunciá-lo para que cada homem possa acolhê-lo e se tornar morada de Deus. Amém!”.


Especial JMJ 2013

JMJ2013

Aprenda desde já o Hino que vamos cantar... Sou marcado desde sempre com o sinal do Redentor, que sobre o monte, o Corcovado, abraça o mundo com Seu amor. (Refrão) Cristo nos convida:”Venham, meus amigos!” Cristo nos envia:”Sejam missionários!” Juventude, primavera: esperança do amanhecer; quem escuta este chamado acolhe o dom de crer! Quem nos dera fosse a terra, fosse o mundo todo assim! Não à guerra, fora o ódio, Só o bem e paz a não ter fim. (Refrão) Do nascente ao poente, nossa casa não tem porta, nossa terra não tem cerca, nem limites o nosso amor! Espalhados pelo mundo, conservamos o mesmo ardor. É Tua graça que nos sustenta nos mantém fiéis a Ti, Senhor! (Refrão) Atendendo ao Teu chamado: “Vão e façam, entre as nações, um povo novo, em unidade, para mim seus corações!” Anunciar Teu Evangelho a toda gente é transformar o velho homem em novo homem em mundo novo que vai chegar. *Ouça a música e saiba mais notícias acessando:

Passos para a JMJ2013 Todas as paróquias de nossa Diocese já estão recebendo as inscrições das famílias que desejam acolher jovens estrangeiros durante a Semana Missionária, que antecede a JMJ2013. As famílias devem responsabilizar-se pela acolhida do jovem, dependências para sua pernoite e na maioria da programação, apenas um café da manhã e um lanche noturno. Cada paróquia está preparando sua programação missionária que inclui as refeições principais. Segundo o Setor Juventude e equipe de organização da Semana Missionária na Diocese, as famílias não devem se preocupar com a acolhida por causa do idioma, pois esse também será um cuidado na hora da distribuição dos jovens.

“Qual vida vale a pena ser vivida?”

http://www.semanamissionariacaragua.com.br/

Com este lema o Dia Nacional da Juventude que será celebrado em todo o Brasil no dia 28 de outubro, convoca toda a família para participar do DNJ diocesano. Este ano o evento será realizado na Praça Tom Ferreira, em Caraguatatuba, das 8h às 16h com diversas atividades. 7

Outubro - 2012

Neste dia de festa que se iniciará com a celebração da Santa Missa todos terão a oportunidade de participar das atividades de recreação (especialmente para as crianças), esporte (para todas as idades através da Secretaria Municipal de Esportes), festival de musica e a oportunidade de conhecer alguns projetos sociais em defesa da juventude que serão apresentados pelas Secretarias Municipais de Saúde e Assistência social de Caraguatatuba. Também as pastorais da Família, Vocacional, Comunicação e Juventude estarão presentes com seus trabalhos. Motive seu grupo de jovens, sua paróquia, sua cidade!!! Venha fazer parte desse grande evento.

Fevereiro - 2012

7


Diocese se despede da Dom Altieri. Passo Fundo, acolhe novo arcebispo. Com a Catedral Divino Espírito Santo repleta, estima-se que 2.500 pessoas acompanharam a Santa Missa que marcou a despedida do bispo Dom Altieri que fez questão de marcá-la com a ordenação sacerdotal de 5 novos padres, Claudio Rodrigues Silva, Carlos Alberto da Silva, Carlos Alberto Rodrigues, João Marcos da Silva e Marcio Fraga . A celebração foi emocionante, de modo especial pelas homenagens prestadas ao arcebispo nomeado de Passo Fundo-RS, Dom Antonio Carlos Altieri, que no dia 16 de setembro tomou posse de sua nova missão que deve ser

acompanhar os passos de 4 dioceses que compõe a Arquidiocese de Passo Fundo. A Missa na Catedral foi transmitida pela TV Canção Nova, num gesto de gratidão a Dom Altieri. Para a Missa também esteve presente o bispo de Limeira, Dom Vilson Dias de Oliveira. Dom Altieri que durante os últimos 6 anos conduziu o povo católico no Litoral Norte, deixou sua marca como salesiano, na atenção especial a juventude, aos mais necessitados, no incentivo à formação leiga e do clero, às missões permanentes, e sem dúvida no cuidado com a a organização pastoral e administrativa.

Bispos da Sub Região Aparecida também ofereceram almoço de despedida.

A posse Na Catedral Nossa Senhora Aparecida repleta de fieis, uma comitiva de 80 pessoas composta de padres, seminaristas e fiéis da Diocese de Caraguatatuba fez questão de participar da santa Missa num gesto de agradecimento em nome de toda a Diocese de Caraguatatuba. Dezenas de bispos de diversas dioceses também foram para acolher o novo Arcebispo que ficará instalado na Diocese de Passo Fundo.

Ordenações Na alegria e”desejo de servir”, Dom Altieri encerrou sua permanência na Diocese de Caraguatatuba assim como começou: ordenando sacerdotes. Os novos padresão: Claudio Rodrigues Silva, Carlos Alberto da Silva, Carlos Alberto Rodrigues, João Marcos da Silva e Marcio Fraga receberam por imposição das mãos de Dom Altieri o Ministério da Ordem.

8

Outubro - 2012


Mês Missionário

Pe Felipe Meneses

SOMOS TODOS MISSIONARIOS PELO BATISMO Jesus é o verdadeiro missionário do Pai. Ele é consciente de sua tarefa e faz com fidelidade tudo o que o Pai mandou. Ele convoca a todos para participar do seu Reino que está próximo, que está chegando e que já está em nosso meio e dentro de cada um de nós. A centralidade do discipulado de Jesus está no seu seguimento até chegar à cristificação; uma transformação de si mesmo na pessoa de Jesus para que Ele se torne constantemente presente na vida do mundo. Mas não é possível seguir Jesus sem conhecê-lo. Portanto, é necessária uma escuta profunda de sua voz, de sua palavra para se ter uma relação íntima com Ele. O discipulado é fruto dessa experiência e realiza, por meio do testemunho, o conteúdo da missão do Mestre. O aprendizado da missão de Jesus, que também é a nossa, deve acontecer primeiramente na família. Os pais são responsáveis por tornar seus filhos novos

seguidores do Bom Pastor. A comunidade é o lugar do prolongamento e aprofundamento da formação dos pais; é o lugar do encontro de famílias para formar a nova família espiritual de Jesus. A alegoria do Bom Pastor (Jo 10,1-18) é a síntese de todo ministério de Jesus e é ícone da nossa missão de batizados. O Bom Pastor entra pela porta, se deixa conhecer; é transparente, chama cada ovelha pelo nome porque conhece cada particularidade, identidade e história nossa. Ele faz sair cada ovelha para a li-

berdade, novo âmbito de vida e vida em abundância (Jo 10,7-10); caminha à frente e as ovelhas seguem porque conhecem a voz do Pastor. O discípulo, a exemplo de Jesus, é aquele que ama e serve, que acredita e se deixa conduzir pelo Espírito Santo; que afronta as dificuldades; suporta perseguições e que permanece n’Ele. O modelo de discípulo é aquele que se deixa amar. Não é aquele que faz mas aquele que deixa Jesus agir nele. Jesus, e nós discípulos, estamos na mesma caminhada (Lc 6,39-40). A nossa missão é fazer outras pessoas imagem de Jesus. E... para seguir Jesus e ser semelhante a Ele é preciso carregar a cruz(Mc 8,34) com liberdade. O sentido da cruz está na nova compreensão da dor que é realidade humana e não divina. Jesus não é a cruz. Ele é o crucificado, Ele é o amor. Jesus transforma a dor da cruz em amor. Esta também é a nossa missão de batizados.

Formação

Um dia para não mais terminar... A Ação Missionária da Diocese de Caraguatatuba, assessorada pelo Padre Antonio Maria Lopes Chagas, reuniu no dia 6 de outubro, 70 pessoas de 11 paróquias da diocese. O encontro aconteceu na Catedral Divino Espírito Santo para tratarem sobre o tema: Paróquias Missionárias: pedagogia da abordagem na visitação. Entre as lideranças da diocese, estavam presentes 6 sacerdotes, 2 religiosas e 5 seminaristas. O dia foi comandado pela Irmã Dirce Gomes da Silva, assessora da Dimensão Missionária da CNBB. O encontro contou com a presença do Administrador Diocesano Pe Inocêncio Xavier . A iniciativa diocesana vai de encontro com uma das prioridades pastorais da Igreja no Litoral Norte Paulista que é a Missionariedade e a Formação das lideranças. O objetivo também é celebrar este ano mais um Mutirão Missionário Diocesano, que acontecerá no dia 21 de Outubro, onde a diocese inteira se unirá em iniciativas missionárias nas suas 17 paróquias e centenas de comunidades. 9

Outubro - 2012

Alguns compromissos assumidos: * A missão tem que começar de dentro da Igreja; • A colaboração direta dos padres: párocos e vigários; • Uma pastoral que inclua todas as pessoas sem discriminação; • Formação Missionária para as lideranças diocesana; • Formação Missionária para os visitadores missionários; • Dar visibilidade aos trabalhos e ações missionárias da diocese; • Encontros bíblicos e celebrativos; • Celebrações missionárias nas comunidades; • Ter a consciência de que somos eternos aprendizes; • É preciso ter coragem de sair do discurso e ir a prática. Ao termino, as palavras do Administrador Diocesano Padre Xavier novamente valorizaram todas as motivações discursadas durante o dia. Entre elas o protagonismo dos leigos na evangelização porta a porta; que as lideranças, como discípulos, abracem de verdade essa Igreja missionária; e nos lembrou da grande oportunidade que haverá com o Mutirão Missionário Diocesano, no terceiro final de semana de Outubro. Fevereiro - 2012

9


Um sorriso em domicílio A obra social Gaiato, a convite da Darearte, associação italiana sem fins lucrativos, participou de um projeto audiovisual. O documentário “Um sorriso em domicilio” que acompanha as ações solidarias de um palhaço e apresenta micro entrevistas sobre a importância do sorriso para a vida. O Gaiato, reconhecido por seu trabalho sócio-educativo com crianças foi uma das instituições convidados pelo projeto. O filme “Um sorriso em domicilio”, será disponibilizado através da instituição aos interessados de adquiri-lo.

Na foto, o presidente da Darearte, Giuliano Berruti presenteia o Gaiato com uma obra fotográfica de Vincenzo Paolillo, um dos 30 artistas italianos que doaram obras de arte para a realização de projetos de intercambio da Darearte no Brasil. Este presente, segundo o diretor e produtor, é um simbólico agradecimento pela participação da Gaiato à este projeto e os votos de um futuro ainda mais brilhante em seu importante trabalho social.

Reunião da Comissão Diocesana de Pastoral

Com a presença do clero diocesano, lideranças e religiosos, aconteceu no dia 27 de setembro a primeira reunião da Comissão

diocesana de Pastoral, com a presidência do Administrador diocesano, Pe. Xavier. A manhã, que começou com uma oração e uma palestra ministrada pelo Pe Mauro Jose Ramos sobre o Concílio Vaticano II, apresentou em sua segunda parte os responsáveis pela Dimensão Missionária, Pe. Antonio Maria e do Setor Juventude, Pe. Claudio Rodrigues e coordenador Maria Fernanda, com seus projetos de atuação e de desenvolvimento na Diocese. A reunião trouxe ainda outros temas informativos

como a Romaria diocesana a Aparecida, o início dos trabalhos da nova diretoria da Cáritas diocesana e a confirmação dos próximos eventos diocesanos, com o dia 21 de outubro o Mutirão Missionário e no dia 28, o DNJ (leia mais nas página 7). Pe. Xavier, administrador diocesano, falou da nova experiência da Diocese de Caraguatatuba que deve dar continuidade aos diversos trabalhos pastorais e de organização, aguardando com tranqüilidade e em oração, a chegada do novo bispo diocesano.

Afetividade e Sexualidade

Formação reúne 50 jovens da Diocese

Nos dias 29 e 30 de setembro reuniram-se na escola Profª Antonia Ribeiro da Silva, em Caraguatatuba, 50 jovens para a formação do espaço de Afetividade e Sexualidade realizado pelo setor juventude em parceria com o ANCHIETANUM Jesuítas que tem como um de seus objetivos a formação da juventude. Neste espaço os jovens puderam debater sobre “o que os afeta, quem eles afetam” e também sobre temas, muitas

Salvando vidas O Hospital Stella Maris, o Rotary Club Poiares e o Hemonúcleo de Taubaté realizaram uma campanha de doação de sangue e conseguiram arrecadar 100 bolsas. Outra arrecadação acontecerá em novembro na cidade de São Sebastião. Agora o Hospital planeja, também para novembro, uma campanha de doação de Medula Óssea. Luciana Galvão Mariano, enfermeira do Stella Maris que ajudou na organização ava10 Outubro - 2012

vezes polêmicos, e que não são discutidos no dia a dia como a sexualidade. Segundo os organizadores, assessorados pelo Pe. Claudio Rodrigues, “foi com muita empolgação, animação e celebração que a juventude vai se preparando para a vida, na certeza de que estes dois dias de formação foram muito válidos, resultando no planejamento de um próximo encontro sobre PROJETO DE VIDA. MktHospital

Funcionários públicos fizeram a sua parte e doaram sangue.

liou a campanha como muito boa. “Atingimos a nossa meta, tendo que ultrapassar o horário de coleta em função do número de doadores.” As bolsas seguiram para o Hemonúcleo de Taubaté que

trata o material e fornece bolsas de sangue quando solicitado. Sobre a doação de Medula Óssea. Os doadores preenchem um formulário com dados pessoais e é coletada uma amostra de sangue com 5ml para testes. Estes testes determinam as características genéticas que são necessárias para a compatibilidade entre o doador e o paciente. Em caso de compatibilidade com um paciente, o doador é então chamado para exames complementares e para realizar a doação.


Apostolado da Oração reúne dezenas de pessoas na formação

No dia 15 de setembro aconteceu na Catedral Divino Espírito Santo a 10ª formação Diocesana do Apostolado da Oração com o tema: “A importância do Coração de Jesus nas comunidades”. A formação contou com a presença de 120 representantes da paróquias dos três se-

tores da diocese, Caraguatatuba, Ubatuba e São Sebastião, e foi ministrada pelo Pe. Rafael Querobin, scj “Dehoniano”de Taubaté. O encerramento aconteceu com a Santa Missa presidida pelo Pe. Formador e concelebrada pelo assessor do movimento, Pe. João Marcos da Silva.

Notícias do Seminário

Novo propedêutico, Rafael Mendes

No dia 01 de setembro, o seminário propedêutico São Domingos Sávio acolheu mais um candidato para a caminhada vocacional, Rafael Mendes Martins. Ele veio da cidade de Anápolis/GO onde iniciou sua formação. Este ano esta concluindo a Faculdade de Filosofia. Ficará no Propedêutico até o final deste ano como proposta de conhecimento da realidade diocesana, para depois dar continuidade a formação no seminário maior e iniciar os estudos teológicos.

Pe. Marcio e Pe. Beto celebram no Seminário Na alegria, na fé e na Esperança, acolhemos em nossa casa de formação os irmãos Neo-Sacerdotes Padre Márcio e Pe. Beto que presidiram a Santa Missa junto aos seminaristas. Primeiro foi o Pe. Beto que mesmo após a ordenação deve permanecer morando na casa de formação para conclusão dos estudos. Padre Beto, em sua homília, disse da grande dádiva de poder ser outro Cristo, trazendo a todos os homens e mulheres de boa vontade a graça do Amor e do Perdão. Partilhou com todos a sensação da ordenação sacerdotal, dizendo das primeiras experiências e celebrações. Pe Beto deve colaborar futuramente no Propedêutico São Domingos Sávio, já colabora na instituição Gaiato e é assessor das Pastorais do Menor e Educação.

Depois, foi a vez do Pe. Marcio, que testemunhou sua alegria de poder voltar a capela do seminário onde passou vários momentos importantes de sua vocação. Padre Márcio falou da sua experiência no seminário e disse que se precisasse viver tudo de novo, viveria, só para sentir o que hoje o sacerdócio o possibilita viver. Celebrou com muito amor e devoção, e deixou uma mensagem de otimismo e vibração para os seminaristas que ainda trilham o caminho formativoparaquetambémumdiapossamtodos unidos fazer o bem em nome de Jesus Cristo. Padre Márcio fez o ano pastoral na Paróquia Nossa Senhora D´Ajuda. Assumiu a função de colaborador paroquial na Paróquia São João Batista, onde hoje é vigário paroquial. Na dimensão pastoral é responsável pela pastoral da Pessoa Idosa. colaboração: Seminário

Um projeto de comunicação de promoção vocacional lançou o primeiro programa “Caminho de santidade”, da “TV Seminário”. O DVD, trazendo uma entrevista com Pe. Elimar de Azevedo, reitor, fala da trajetória de um jovem chamado à vocação e apresenta as casas de formação Propedêutico São Domingos Sávio e Seminário Beato Jose de Anchieta. O material produzido pela assessoria de comunicação da Diocese com a colaboração dos seminaristas pode ser adquirido como forma de colaboração para o fundo manutenção das casas. Informações com os seminaristas, presentes em todas as paróquias da Diocese.

11

Outubro - 2012

De Praia em Praia

11


Pró Vocação

EM

A FÉ DO JOV

Diante das incertezas trazidas pela cultura pós-moderna, os católicos terão a oportunidade de refletir sobre suas crenças e convicções religiosas. O Papa Bento XVI instituiu o Ano da Fé, de outubro de 2012 a outubro de 2013, ocasião que deve incitar o redescobrimento da fé católica. Como entender a fé que têm hoje os jovens e o modo como estes a praticam? Será mesmo que os jovens têm fé? Se

12

Outubro - 2012

têm, como a vivem? Perguntas desafiadoras e que talvez não encontrem respostas imediatas. Há casos em que o jovem nunca teve fé. Outros a manifesta à sua maneira. Não se pode excluir ainda a hipótese da perda da fé por diversas circunstâncias. Com as novas tecnologias invadindo tudo, terá ainda sentido praticar uma espiritualidade? A fé não funciona

como “touch screen”. A fé é o conhecimento das coisas que estão além da experiência dos nossos sentidos e da nossa razão. A Bíblia dá essa definição: “A fé é um meio de conhecer as realidades que não se vêem” (Hb 11,1). Portanto existe a realidade natural que está ao alcance da observação de nossos sentidos e de nossa razão: este mundo criado, cujos segredos a ciência procura descobrir nas pesquisas cientificas. A outra realidade é a sobrenatural. (Chamada assim porque está acima da realidade da natureza criada, sensivel). Para o conhecimento dessa realidade, o homem necessita de uma faculdade sobrenatural (acima da razão) que chamamos de fé. A fé então seria contra a razão e a ciência? Não, mas a fé completa a ciência e a razão humana quando o homem busca o sentido de sua existência, e investiga a origem do Universo. A razão humana pode descobrir caminhos que conduzem o pensador a Deus. Já que o conhecimento da fé não remonta nem aos sentidos, nem a razão, ela encontra sua fonte e origem no ensinamento especial de Deus que nós chamamos de revelação. A comunicação da revelação de Deus aos homens esta contida na Bíblia. A maior revelação de Deus para nós é JESUS CRISTO. Filho de Deus em que Deus deu tudo para nós: a luz da verdade e a graça da salvação. Colaboração: Sem. Blener Domingues


Diocesano

Diocesanos visitam o Santuário Nacional e o Seminário, em Taubaté

Esta é a 10ª Romaria diocesana a Aparecida e também a tradicional visita a casa de formação, Seminário diocesano Beato Jose de Anchieta. No dia 13 de outubro, um grupo de 200 diocesanos acompanhados por alguns sacerdotes participaram, primeiramente da missa, presidida pelo administrador diocesano Pe. Inocêncio Xavier e concelebrada por vários padres da Diocese. Na Missa transmitida pela Tv Aparecida, Padre Xavier destacou a importância dos cristãos fazerem a vontade de Deus, apontando Nossa Senhora como o grande modelo de fidelidade e obediência ao Senhor.

Convidou todos os diocesanos e devotos, a participarem com muito amor do Ano da Fé, inaugurado pelo Santo Padre no dia 11 de outubro. Disse da urgência de acordar para viver uma vida de fé sem a qual nada somos. Encorajou os padres a se manterem fiéis e serem sinais do Amor e da Fé em Deus. Encerrou fazendo dois pedidos. Primeiro, a todos os presentes, que todos rezassem a oração do Credo todos os dias durante esse ano. Depois, a todos os diocesanos, pediu que rezassem pela nomeação do novo bispo., concluindo com um agradecimento a todos pela presença, pelo bonito testemunho

de amor a Mãe do Salvador.

Já em Taubaté, o grupo de romeiros foi acolhido na Faculdade Dehoniana para que todos conhecessem o lugar de formação diocesana dos seminaristas, onde aconteceu um momento de louvor e oração, as palavras do Reitor Pe. Elimar de Azevedo e em seguida exibido um vídeo contando um pouco da rotina do seminário com a apresentação de cada um dos seminaristas. Pe. Xavier pode agradecer o empenho e a dedicação de todos para com a casa de formação dizendo da importância da oração e ajuda material que mantém atualmente 16 jovens no seminário maior e outros quatro no Propedêutico São Domingos Sávio, em Caraguatatuba. Concluída esta primeira parte, todos experimentaram a caminhada feita diariamente pelos estudantes, da Faculdade até o Seminário, onde foram acolhidos e puderam conhecer as instalações.

Um vídeo institucional intitulado Cainho de Santidade foi apresentado aos romeiros. Produzido pela assessoria de comunicação diocesana com o apoio dos seminaristas, poderá ser adquirido como forma de colaboração com as casas de formação. De Praia em Praia

13


Especial

Concílio Vaticano II, 50 anos depois... Chega uma hora em que gente não aguenta mais. É preciso mudar, dar um jeito na vida. Organizar as coisas que estão amontoadas, abrir o porão e ver se o que de fato temos guardado ainda tem o seu real valor ou se pode ser restaurado e revalorizado. Tem um momento da nossa história que é preciso se colocar diante do espelho e se perguntar: De onde eu vim? Onde eu estou e quem eu sou? E para onde eu quero ir? Em 1962 a Igreja Católica Apostólica Romana fez isso e convidou o mundo inteiro para responder essas questões junto com ela. O mundo se renovava e se recriava, mas a Igreja mantinha a postura assumida desde o primeiro Concílio Vaticano, em 1870, que era reafirmar perante o mundo a autoridade do papa e a primazia da Igreja, postura essa herdada desde o Concílio de Trento 1545, considerado até então o mais importante dos concílios ecumênicos, onde a Igreja realça seus princípios para se reafirmar diante da Reforma Protestante. Estamos a 50 anos do Concílio Vaticano II... E foi exatamente isso que a Igreja fez. O mundo se reconstruía da Segunda Guerra Mundial e junto com a reconstrução do mundo, novas descobertas cientificas, novas formas de encarar o trabalho, a mecanização do mundo a partir das indústrias e consequentemente a mecanização do ser humano como mão de obra barata; novas abordagens dos valores; novas filosofias e porque não dizer novas teologias... O papa Bento XVI, na época conhecido apenas como teólogo alemão Joseph Ratzinger, também fazia parte de um grupo de teólogos que defendiam o que na outrora era conhecida como Nouvelle Théologie, ou seja, a Nova Teologia, formada por teólogos franceses e alemães, esse movimento teológico vai ser uma das raízes do Concílio Vaticano II. Outro fator importante para a gestação do Concílio Vaticano II, foi a Encíclica que o Papa Leão XIII escreveu chamada Rerum Novarum 1891. Esta encíclica de cunho absolutamente social, visava alicerçar as bases do que hoje conhecemos como Doutrina Social da Igreja. Foi uma chamada de atenção do papa Leão XIII ao mundo sobre 14

Outubro - 2012

questões bastante importantes na área da dignidade humana frente ao trabalho. O documento também pretendia defender o mundo do comunismo e do ateísmo cada vez mais crescente neste cenário do fim do século XIX. Em meados do século XX, era claro a necessidade de um novo vigor na Igreja Católica, os papas que antecederam a 1962, também já cogitavam a possibilidade de um concílio, mas não encontraram cenário favorável para tanto, sobretudo dentro da própria Igreja, entre estes papas destacamos: Pio XI (1922), Bento XV (1914) e Pio XII (1939). Este último, o papa Pio XII teve um pontificado muito longo e a ele coube viver o período mais dramático da História, que foi a Segunda Guerra Mundial, sobretudo foi um papa muito incompreendido pelo mundo, pois ele tentou dialogar com os governos ditatoriais e foi acusado pelos historiadores como alguém que silenciou-se diante da barbárie da guerra. A verdade é que este papa foi o que mais influenciou o Concílio Vaticano II, é o papa mais citado nos documentos conciliares. Com a morte de Pio XII, a Igreja elege o Cardeal Roncale, com 77 anos, para ser o pontífice, conhecido por nós como Papa João XXIII (1958). Tratava-se de um cardeal sem muita relevância no cenário mundial, considerado idoso para o papado, um pouco acima do peso, alegre, jovial, tanto que o mundo o chamou de o “Papa Bom”. Os críticos não se cansavam de publicar que a Cúria Romana, ou seja, os cardeais, o teriam escolhido para ser simplesmente um papa de transição, ou seja, ter um tempinho a mais para escolher alguém á altura do último e grande Papa Pio XII. Mas o Espírito Santo se serve dos pequenos para fazer coisas grandes... Assim foi com Maria Santíssima, assim foi com o humilde São José, assim foi com o ultimo dos profetas João Batista e o mesmo aconteceu com João XXIII, que no dia 25 de Janeiro de 1959, festa de São Paulo, ao término da Missa pela Unidade dos Cristãos, na Basílica de São Paulo Fora dos Muros, em Roma, anuncia que vai convocar um concílio. O mundo emudeceu... Muitos


Especial cardeais se colocaram contrários... Mas o assunto era sério. No dia 11 de Outubro de 1962 ele abre a primeira sessão do Concílio Vaticano II com a participação de mais de 2550 pessoas de todo o planeta. Embora não pode concluir o concílio, pois faleceu ao final da primeira sessão. Sendo depois presidida e concluída pelo Papa Paulo VI. O conclave aconteceu durante o próprio concílio. A escolha do cardeal Montini (Paulo VI), também foi estratégica, pois se tratava de um dos secretários mais importantes do então começado Concílio Vaticano II. Este foi o 21º Concílio Ecumênico da Igreja. O primeiro foi o de Jerusalém, convocado pelo próprio São Pedro, apóstolo, cujo resultados estão registrados em Atos, capítulo 15. Os concílios são considerados “ecumênicos” porque se trata da convocação do mundo inteiro, οἰκουμένη (oikouméne), designando “toda a terra habitada”, todos os bispos são chamados, todos os teólogos mais importantes, estudiosos, especialistas em pastoral, em liturgia, em dogmática, etc. Sobretudo são convidadas todas as Igrejas cristãs que neste caso somaram mais de 300 igrejas. Leva o nome de Vaticano II, por que foi a segunda vez que aconteceu em Roma no Estado do Vaticano. O que queria o Papa João XXIII com um concílio? Queria um “aggiornamento”, ou seja, uma atualização da Igreja junto ao mundo a partir do diálogo, da participação, da comunhão e da corresponsabilidade. Usando uma analogia bastante conhecida, o “papa bom” queria abrir as janelas e portas do Vaticano para que o vento do Espírito Santo viesse e soprasse sobre a poeira assentada durante séculos sobre nossa amada, santa e pecadora Igreja. O Concílio Vaticano II, durante os quatro anos, num montante de quatro seções, durando em média de três a quatro meses cada uma, gerou para o planeta, os mais abundantes e felizes frutos dos quais destacamos 04 Constituições Dogmáticas, 09 Decretos e 03 Declarações. Dos mais importantes e influentes documentos, precisamos destacar as quatro Constituições Dogmáticas que exerceram sobre a Igreja e o mundo uma verdadeira renovação: • Lumen Genium: transformou a Igreja de dentro para fora, de uma Igreja juridicista, triunfalista, crerical, para uma Igreja de Comunhão; Servidora do Reino

na história; Povo de Deus e Colegiada (a categoria “povo de Deus” é resgatada de Êxodo e reapresentada), etc. • Gaudium et Spes: tratando da condição do homem no mundo atual, falou da dignidade da pessoa; do trabalho e da família; da política e da economia; da promoção da paz e da abertura da Igreja para a sociedade moderna, etc. • Sacrosanctum Concílium: trouxe os princípios gerais em ordem à reforma e incremento na liturgia como a maior participação do povo; inculturação dos ritos; celebração na língua própria de cada cultura; a concelebração de vários sacerdotes numa única celebração eucarística; a música sacra, a arte sacra e as alfaias litúrgicas; o celebrante voltado para a assembleia e não mais de costas, etc. • Dei Verbum: tratou que a leitura e estudo dos livros sagrados, “a Palavra de Deus”, se difunda e resplandeça (2Tess 3,1) e o tesouro da revelação confiado à Igreja encha cada vez mais os corações dos homens. Ainda vivemos sob a inspiração do Concílio Vaticano II, muito nos falta para colocarmos em prática tudo o que gerado, pensado e rezado naquele “pentecostes” de 1962... Hoje, com o peito cheio de Deus podemos dizer, nossa Igreja tornou-se mais pobre, ou seja, mais aberta aos “pequenos do Reino”. Nossa Igreja tornou-se mais acolhedora e despojada. Tornou-se uma comunidade inserida no mundo, mais alegre, mais criativa, sobretudo no hemisfério sul, a saber, em nossa América Latina, donde surgiram as conferências latinoamericas (Rio de Janeiro, Medellín, Puebla, Santo Domingo, Aparecida), as conferências episcopais (CNBB). Hoje temos uma Igreja mais servidora e ministerial e porque não dizer mais Discípula e mais Missionária. Quero concluir este texto com os dizeres do Teólogo Alemão e Jesuíta Karl Rahner, em seu livro de 1966, El concilio, nuevo comienzo (o concílio, novo começo): “É certo que ainda passará muito tempo até que a Igreja, que foi agraciada por Deus com um Concílio Vaticano II, seja, de fato, a Igreja do Concílio Vaticano II”. Padre Mauro José Ramos Assessor Diocesano da Animação Bíblico Catequética De Praia em Praia

15


Dízimo, do jeito de Jesus “Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós pagais o dízimo da hortelã, da erva-doce e do cominho, e deixais de lado os ensinamentos mais importantes da Lei, como a justiça, a misericórdia e a fidelidade. Vós deveríeis praticar isto [os ensinamentos], sem contudo deixar aquilo [o DÍZIMO].” (Mateus 23,23)

Vemos nesse versículo do Evangelho Jesus falar explicitamente da prática do Dízimo. Acredito que essa passagem é chave para entendermos o real desejo de Jesus com relação a esse mandamento do Antigo Testamento. Sabemos que o Dízimo foi uma prática instituida pelo povo de Israel, seguindo os preceitos da Palavra de Deus, revelados a Moisés. Em Levítico 27, 32 lemos: “No tocante a todos os dízimos do gado e do rebanho, tudo o que passar debaixo da vara, o dízimo será santo ao SENHOR”. O povo seguia o preceito de dizimar em tudo aquilo que era fruto da terra e dos rebanhos, como sentido de reconhecimento, partilha e para dar provisão a Tribo de Levi, que com a divisão das terras conquistadas

por Josué, não recebeu nenhuma porção. Assim todas as tribos contribuiam com o Dízimo, também para manter o serviço do culto ao Senhor, oferecido pelos levitas. Sabemos que com Cristo tudo se faz novo. E pelo pricípio teológico de que toda a escritura se entende a partir de Cristo e do seu agir é que fica legítima uma pergunta: No Novo Testamento, Jesus manteve esse mandamento da lei antiga? Em Mateus 23 vemos que sim, Jesus fala do Dízimo mas a partir de uma compreensão renovada: Deus aceita de bom agrado o Dízimo como expressão de reconhecimento a sua bondade, como partilha santa, contudo se essa prática não vier acompanhada de um coração humano, misericordioso e justo... Deus não se agradará desta ação. O profeta

Malaquias já dizia: “Pode o homem enganar a Deus?” Deus conhece o homem deste a sua alma. Das profundezas do seu ser ele o conhece. Os fariseus pagavam o dízimo e achavam que isso já era suficiente. Isso me faz lembrar daquelas pessoas que se colocam no serviço, mas que fazem apenas o mínimo necessário... Não se envolvem com a causa... Não se esforçam para dar o seu melhor, e às vezes ainda atrapalham os outros que querem dar o seu melhor, com recriminações e palavras de desânimo... A dura repreensão de Jesus para com os fariseus e mestres da lei era porque eles cumpriam com a parte burocrática da lei, mas não cumpriam com a parte humana. E sendo eles as pessoas que regulavam a parte religiosa das cidades, na época de Jesus, acabavam cometendo muitas injustiças, principalmente com os menos favorecidos... Vamos ser praticantes do Dízimo sim. Mas, do jeito de Jesus, com um coração humano e misericordioso. Pe. Sérgio Lúcio Alho da Costa Assessor Diocesano da Pastoral do Dízimo Periodicamente as coordenações paroquiais da Pastoral do Dízimo se reúnem para juntos estudar e criar novas dinâmicas de conscientização sobre o Dízimo, sempre sob a assessoria do Pe. Sérgio Lúcio.

Foto da Gruta é entregue na França A senhora Eva Falcão, de São Sebastião, esteve entre os dias 21 e 22 na cidade de Lourdes (França), onde teve a oportunidade e a graça, como ela mesma testemunha, de conhecer os diversos lugares que tornam aquele lugar abençoado. Eva Falcão, que testemunha diversas manifestações de Nossa Senhora de Lourdes em sua vida, dedicou-se nos últimos meses a construção de uma gruta em honra da santa, dentro da Comunidade Divina Providência, em Caraguatatuba. Em Lourdes, Eva participou da Missa presidida pelo Diretor Espiritual do grupo de turistas, Pe. Reinaldo Braga, na Capela de Sant´Ana, junto a Basílica de Nossa Senhora de Lourdes e em seguida, com o apoio do senhor Valmar Carvalho de Araújo, consegiu uma audiência com o Reitor do Santuário de Lourdes, Horácio Nobre, para o qual foi entregue como forma de agradecimento, uma relação contendo o nome de todos os colaboradores na construção da Gruta de Caraguatatuba e algumas fotos. A Gruta foi inaugurada em 22 de abril deste ano com uma Missa celebrada pelo Pe. Alessandro H Coelho, pároco na Catedral Divino Espírito Santo. 16

Outubro - 2012


Ano da Fé é tema da Assembléia Pastoral da Sub região de Aparecida O encontro do clero e lideranças pastorais diocesanas que compõe a Sub região pastoral de Aparecida acontece todos os anos. Neste, de modo especial, o tema foi o Ano da Fé com ênfase a Carta Apostólica Porta Fidei. A reflexão foi apresentada pelo Monsenhor Antonio Luiz Catelan, assessor da Doutrina da Fé da CNBB. Cerca de 250 pessoas participaram do encontro que contou com a presença e mensagem do bispos das dioceses de Aparecida, Dom Raimundo Damasceno, São Jose dos Campos, Dom Moacir Silva, Lorena, Dom Benedito Beni e Taubaté, Dom Carmo Rhoden. Representando a Diocese de Caraguatatuba estava o Administrador diocesano Pe. Inocêncio Xavier. O Ano da Fé foi aberto oficialmente no dia 11 de outubro, em Roma, com a presença do Papa Bento XVI. Na Arquidiocese

de Aparecida a abertura oficial aconteceu no dia 12 de Outubro, às 10h. O tema Ano da Fé foi abordado a partir do documento do Papa que celebra os 50 anos do Concílio Ecumênico Vaticano II, os 20 anos do Catecismo da Igreja Católica e a Assembléia Sinodal sobre a Nova Evangelização, que aponta como ações fundamentais o Refletir, Confessar, Celebrar e Testemunhar a fé de modo pessoal

e comunitário. As cinco dioceses da Sub Região Pastoral deverão encontrar, através das pistas oferecidas durante o encontro, ações para que o Ano da Fé seja vivido em toda a sua plenitude.

Bispo e coord. de pastoral

Palestrante Monsenhor Antonio Luiz Catelan

Infância Missionária

Agende na sua comunidade. O Encontro diocesano da Infância Missionária será realizado na Ilhabela, no dia 11 de novembro

de 2012. Mais informações com a equipe de animação missionária ou com a Ir. Margarita.

Pequenas histórias, grandes lições Numa reunião de pais, numa escola da periferia, a diretora incentivava o apoio que os pais deveriam dar aos filhos. Ela insistia que eles deveriam dar um jeito e, mesmo todos trabalhando fora, deviam encontrar uma forma de participarem da vida dos filhos. Ela ficou muito surpresa quando um pai levantou e contou, no seu jeito hu-

milde, que ele não tinha tempo de ver o filho durante a semana, pois quando ele saía para trabalhar, muito cedo, a criança estava dormindo. Quando voltava, já era tarde e o filho já tinha ido para a cama dormir. Se ele não fizesse isso não teria como sustentar a família. Ele tentava se redimir indo beijar os filhos todas as noites quando chegava em casa. E, para que o filho tivesse certeza da sua presença, dava um nó na ponta do lençol. Isso acontecia religiosamente todas as noites! Quando o menino acordava, sabia,

através do nó, que o pai havia estado ali para beijá-lo. O nó era o elo de comunicação entre eles. Mais surpresa ficou a diretora quando constatou que o filho desse pai era um dos melhores alunos da sala. Essa história nos faz refletir como são muitos os jeitos de um pai, mesmo sem tempo, se fazer presente. Você já deu um nó no “lençol” Hoje? Frei Carlos Lucio - Paróquia Nossa Senhora do Amparo - São Sebastião

De Praia em Praia

17


Notícias Paroquiais Indaiá, Caraguá

Catedral Divino Espirito Santo

Festa de Nossa Senhora Aparecida foi marcada pela Campanha de Oração das Talhas de Caná

Foram 6 dias de intensa espiritualidade com a 1ª Campanha de Oração das talhas de Caná. Uma experiência de oração pela juventude, justiça, pelo trabalho, pela família, saúde e pelo perdão, vivida por

centenas de pessoas, antecedendo a Festa de Nossa Senhora Aparecida com o tríduo e a festa social. Em cada dia os fiéis puderam levar suas intenções que foram colocadas nas talhas e emergidas em água como si-

nal de entrega à Deus e necessidade de um milagre. No dia 05 de outubro, traendo a imagem peregrina de N. Sra de Aparecida uma carreata enfeitou as ruas da cidade terminando na Catedral com a Missa.

Revelando São Paulo A Catedral Divino Espírito Santo acolheu por dois anos seguidos o Encontro Regional dos grupos que celebram o Divino Espírito Santo e participou este ano das atividades do XVI Revelando São Paulo, representada por 27 cavaleiros que compõe a Cavalgada do Divino, de Caraguatatuba. A feira é considerada a maior vitrine cultural do Estado de São Paulo, reunindo manifestações, saberes e produtos tradicionais de cada município.

Começa mais uma fase da reforma A Catedral inicia neste mês de outubro mais uma etapa da reforma, desta vez com a colocação do novo forro readequação da nova secretaria para atendimento e construção de novas salas. O local atual da secretaria deve se transformar na capela do Santíssimo. No dia 7 de setembro, dia da ordenação dos novos padres e despedida de Dom Altieri, foram apresentados aos fiéis os novos vitrais. Nos vitrais instalados nos átrios, se pode ver a imagem dos padroeiros das igrejas matriz das quatro cidades que compõe a Diocese de Caraguatatuba e dos apóstolos da 18

Outubro - 2012

Igreja moderna como Santo Antonio de Santana Galvão e João Paulo II . No átrio principal estão as imagens dos evangelistas, colunas de Igreja, Pedro e Paulo e como fundamentos da fé, ainda as imagens do Beato Anchieta e São João Maria Vianei, padroeiro dos sacerdotes. O investimento nesta fase da obra que se encerrou e que em muito valorizou o templo, além da colocação das imagens da Via Sacra, pintura e instalação dos equipamentos de ar condicionados para melhor acolher a comunidade, foi de 180 mil reais, recursos adquiridos através de festas, das famílias e de doações específicas.


Notícias Paroquiais

Paróquia Nossa Senhora das Dores

Romaria a Aparecida A Pastoral dos Coroinhas e Acólitos realizou no dia 1º de setembro uma romaria à Basílica Nacional de Nossa Senhora Aparecida com a participação de trinta e um coroinhas e acólitos que foram acompanhados por padres, seminarista, pais e catequistas. O grupo viveu uma experiência bonita participando da Missa, onde juntos partilhando e testemunhando a fé.

Itaguá,Ubatuba

Após a celebração o grupo visitou diversas áreas da Basílica, especialmente a imagem de Nossa Senhora onde puderam rezar a seus pés.

4ª Festa da padroeira. Aconteceu de 6 a 16 de setembro a festa da padroeira da Matriz do bairro Itaguá. A festa litúrgica que este ano teve como lema: “Com Maria celebramos e professamos a fé”, contou com a novena e a presença de padres convidados numa liturgia preparada cada dia por uma comunidade, sempre com grande empenho e dedicação. A comunidade pode vivenciar momentos especiais como a celebração de despedida de Dom Antônio Carlos Altieri; a alegre missa sertaneja presidida pelo Pe. Darci Marinho; a inspiradora missa cantada pelo Pe. André Ouriques. A comunidade também pode “matar a saudade” do Pe. Agnaldo Moreira e partilhar com muitos outros padres como Pe. Luciano e o Monsenhor João Paulo, de Campo Grande, MS. A festa social proporcionou um am-

biente familiar agradável para o lazer e entretenimento, além de resgatar a cultura caiçara. A animação contou com atrações musicais de tradição caiçara e com a apresentação do Pe. André Ouriques com musicas do seu CD Theotokos. No encerramento, dia 16, aconteceu a tradicional corrida de canoas caiçara e a soltura de tartarugas pelo Projeto Tamar. No final da tarde, o sorteio de prêmios entre eles uma moto 125 0km, uma TV 32’, um notebook e um micro-ondas. A igreja Matriz Nossa Senhora das Dores está com sua construção bem adiantada e toda a arrecadação da festa será destinada ao seu acabamento. A comunidade faz questão de agradecer a todos os patrocinadores, à Fundart, aos músicos e a todas as equipes que trabalharam incansavelmente para que a 4ª Festa da padroeira fosse um sucesso.

Corrida de Canoas Caiçara

Dentro da programação da Festa da padroeira aconteceu a tradicional corrida de canoas caiçara, há vários anos uma tradição da comunidade católica do Itaguá. Ela foi idealizada pelo saudoso prof. Joaquim Lauro Monteclaro Neto juntamente com os pescadores do bairro Artur, Davi, Pingo, Barrozinho, Carrinho, Salvador, Nilo e outros, renomados remadores,

que na canoa “Maria Cumprida” fizeram a travessia a remo de Ubatuba a Santos e também até Parati, homenageando Cunhambebe e outros chefes indígenas na histórica Confederação dos Tamoios. A corrida contou com provas de um, dois e três remos masculino e de um remo feminino. Colaboração: Pascom paroquial De Praia em Praia

19


CARAGUATATUBA Notícias Paroquiais

Paróquia Nossa Senhora de Fátima

Ipiranguinha, Ubatuba

S.O.S Igreja Feliz O título pode parecer estranho, mas na verdade por trás dele ha uma grande preocupação com a segurança e o bem estar daqueles que são sempre bem acolhidos. Um desejo da comunidade na busca de maior segurança é o de fechar o espaço ao redor da Igreja e com isso obter mais tranquilidade durantes as celebrações. Este desejo vai se realizando com

a colaboração da comunidade, sob a orientação do pároco Pe. Julian Quintero e a Providência Divina. A obra não deve afetar a arquitetura e a beleza da igreja que na verdade se adéqua a composição do visual. Peçamos a ajuda de todos, seja com doações e principalmente orações, que Deus abençoe a todos!

3º Domingo do Mês Dedicado à Juventude Respirando o clima da JMJ Rio 2013, a Paróquia mantêm mais do que nunca em seu calendário, o 3º domingo de cada mês dedicação à juventude. Organizada e animada pela Pastoral da Juventude, as Missas tornaram-se divinamente especiais. Com muita alegria, descontração e motivação a juventude vibra com a chegada ,de cada vez mais, de novos jovens que aos poucos vão

perdendo a timidez e se entregando de corpo e alma para louvar e glorificar a Deus, descobrindo como é bom estar em comunidade e aos poucos sentindo o mesmo chamado dos 12 Apóstolos , enviados para evangelizar. O convite está lançado a todos. Participem. Todo 3º domingo do Mês, às 19h30, Missa da Juventude na Paróquia Nossa Senhora de Fátima!

Festa de Nossa Senhora Aparecida

Depois do tríduo em honra a padroeira do Brasil, Nossa senhora Aparecida, a comunidade organiza para os dias 18 a 21 de outubro a festa social com o grande sorteio de prêmios entre eles uma Moto 0km que ocorrerá no dia 20. Participem dessa festa e contribua com a manutenção física e pastoral paroquial. Paróquia Nossa Senhora da Glória

Travessão, Caraguatatuba

8ª Motoromaria celebram a festa de Nossa Senhora Iniciando na Comunidade N Sra Aparecida, no bairro do Porto Novo, a Motoromaria deste ano passou por outras cinco paróquias, reunindo fiéis e devotos numa manifestação de fé e carinho. O encerramento foi na Comunidade São Vicente de Paula - Rio Claro ( Sitio da Família Sato), que serviu um almoço para todos os romeiros.

A criançada não ficou de fora desta manifestação de fé e saiu com a 6ª BikeRomaria organizada pela paróquia. Parabéns criançada pela iniciativa. 20

Outubro - 2012


Notícias Paroquiais Ilhabela

Paróquia Nossa Senhora D`ajuda

O mutirão missionário não para Aconteceu no último 23 de setembro, na Comunidade de Santa Terezinha, um mutirão de visitas missionário, organizado pelo seminarista Bruno César. Foram aproximadamente 50 agentes

visitadores e em média 300 residências visitadas. Além da partilha da Palavra de Deus, as casas foram abençoadas pelos agentes que rezaram especialmente pelas famílias.

Investidura dos Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística No dia 02 de setembro realizou-se a Noite de Espiritualidade em preparação para a investidura dos Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística, realizada no dia 03 pelas mãos de Dom Altieri, pouco antes da sua despedida da Diocese. A noite foi conduzida pelo seminarista Bruno e pelo Padre João Marcos, sendo para todos um momento de pro-

funda reflexão sobre a importância deste serviço para a Igreja e a necessidade de crescer na espiritualidade litúrgica que as comunidades irradiem a luz de Jesus Eucarístico. O Retiro foi encerrado com a Adoração Eucarística à luz de velas provocando grande emoção daqueles que se colocaram a disposição do Senhor para o anúncio e transmissão de seu Evangelho. 

Pe. Xavier, administrador diocesano ministrou o sacramento da Crisma a jovens de Ilhabela, agora convidados pela confirmação do Batismo, a serem discípulos missionários.

Paróquia São João Batista

Poiares, Caraguatatuba

Em julho foi encerrada a Oficina de Oração e Vida aplicada na Matriz da Paróquia São João Batista, e em agosto iniciou-se maus um grupo na Capela Nossa Senhora Aparecida, no Tinga, contando com leigos das mesma comunidade e da Comunidade N sra das Graças, do Gaivotas. Segundo a equipe de preparação das Oficinas de Oração, “já são 8 perseverantes Oficinistas, que através da oração diária e da vivência estão em plena transformação de vida.”

Jovens Sarados

Jovem. Venha experimentar a graça de Deus. Nós nos encontramos todos os sábados, logo após a Missa das 19h30.

De Praia em Praia

21


CARAGUATATUBA Notícias Paroquiais

Paróquia Exaltação Santa Cruz

Centro, Ubatuba

Festa da padroeira Exaltação da Santa Cruz Comemorada no dia 14 de setembro, a padroeira Exaltação da Santa Cruz começou reunindo os fiéis para as Missas e procissão onde puderam através do Evangelho recordar que a Cruz é sinal de

salvação. Neste dia a cidade de Ubatuba também celebra a assinatura da Paz de Iperoig, o primeiro tratado de paz celebrado entre índios e colonizadores brancos nas Américas.

Festa de São Francisco de Assis Em preparação a festa de São Francisco de Assis, Paróquia celebrou nos dias 01, 02 e 03 de outubro o tríduo na Igreja que leva o nome do Santo como padroeiro. Nas celebrações deste ano a comunidade contou com a honrosa presença do Padre Manoel da Paróquia Nossa Senhora das Graças (Ubatuba), do Frei Pedro, da Paróquia Nossa Senhora do Amparo (São Sebastião) e Frei Sebastião, vigário paroquial. São Francisco é fundador da Ordem dos Frades Menores, das Irmãs Clarissas e da Ordem Franciscana Secular onde

deixou para os frades e irmãs suas regras baseadas na Sagrada Escritura. No dia 04, Frei Avelar, pároco, realizou a Benção dos Animais, num gesto simples de demonstração do amor pelos animais de estimação, como diziam as pregações de Francisco de Assis, que respeitava desde uma formiga até um animal feroz. Neste mesmo dia, a OFS-Ordem Franciscana Secular acolheu duas novas professas perpétuas além de renovação dos votos dos professos da Ordem.

Festa de São Benedito

Nos dias 02, 03 e 04 aconteceu o Tríduo em preparação a Festa de São Benedito, na comunidade da Estufa I. Com a participação do frei Sebastião e dos Diáconos Isaias e Macedo o tríduo envolveu toda comunidade para lembrar dos feitos de São Benedito em prol dos menos favorecidos. São Benedito é também conhecido como santo padroeiro dos cozinheiros. No encerramentos da festa litúrgica , frei Avelar celebrou o padroeiro com a Missa sertaneja levando os fiéis a conhecer um pouco mais da vida desse santo. Após a celebração no salão social a comunidade pode partilhar quitutes e bebidas feitas por voluntários que lembraram que São Benedito foi um excelente cozinheiro e que no convento realizava com muito carinho essa função para os seus frades.

22

Outubro - 2012


Notícias Paroquiais

Seja Bem Vindo!!! Pe. Luiz Ernesto

Paróquia Santo Antonio

Centro, Caraguatatuba

Com grande alegria, a paróquia recebe o Pe. Luiz Ernesto dos Santos para exercer seu ministério junto a comunidade matriz Santo Antonio. Ele volta para a casa onde foi ordenado e para os paroquianos que têm por ele um enorme carinho. Seja bem-vindo, Pe. Luiz Ernesto, e que Deus o abençoe nessa nova fase da sua vida!

4º “ Deixai vir a mim as criançinhas” Lc 18,16 da paróquia Santo Antônio Nota de Falecimento A grande festa dedicada ás crianças já se tronou uma tradição na comunidade, que recebe crianças de todos os cantos da cidade. No dia 12 de outubro, mais uma vez, centenas de crianças aproveitaram a festa, preparada pela comunidade e com o apoio de muitos anônimos. Mas não foram só as crianças. Toda a família esteve presente para rezar e se divertir.

Participamos o falecimento de Antonio Carlos da Fonseca Costa (Toninho Marreco), Ministro Extraordinário da Sagrada Comunhão, ocorrido no dia 13 de outubro, em Taubaté

Dia das secretárias

Os funcionários da Paróquia Santo Antônio reuniram-se em confraternização na Comunidade Divina Providência, para comemorar o Dia do Secretário. Iniciaram com o café da manhã e celebraram a Santa Missa presidida pelo Pe. Elimar. Os funcionários viveram momentos de religiosidade e descontração preparados pelos membros da comunidade. Paróquia Nossa Senhora Das Graças

Maranduba,Ubatuba

94° Festa ESTA EM HONRA A NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS No mês de setembro foi realizada a tradicional desta da comunidade do Sertão da Quina. Um momento sempre de emoção, ao celebrar as Missas no lugar onde Nossa Senhora das Divinas Graças apareceu a quatro crianças no ano de 1915. Declarado por muitos fiéis, “impossível não sentir a presença materna de Maria durante os dias da novena que teve como tema: “Maria, Mãe das Divinas Graças, Mãe das Divinas bênçãos”. A comunidade completou a celebração com a festa social entre os dias 6 e 8 levando milhares de pessoas ao alto do Monte Emaús. Durante a festa, foi entregue o prêmio, um carro 0km para a senhora Cici, moradora no bairro da Maranduba, sorteada entre os muitos colaboradores do carnê em prol da reforma da Capela que correu durante o ano. No dia 8, a festa litúrgica foi coroada com a presidência do celebrante, Dom Altieri, que na ocasião inaugurou o novo piso da Capela e iluminação. Na ocasião, a comunidade acolheu a visita da imagem milagrosa de N. Sra. de Fátima(que chora lágrimas de mel), vinda da cidade de Mirassol/SP.

Cristo entrou em minha vida! O grupo de Jovens Apóstolos de Cristo realizou no dia 1° de Setembro a “Vigília Cristo entrou em minha vida!”. Cerca de 40 paroquianos participaram de fortes momentos de oração, louvor e adoração. A novidade da experiência foi o desafio lançado aos jovens participantes a saírem na madrugada para evangelizarem outros jovens que se encontram nas ruas, nas

portas de bares etc. “Esse gesto que nos fez sairmos de nós para irmos aos outros, nos mostrou que não somos melhores que ninguém e que temos responsabilidade na conversão dos jovens que ainda estão perdidos! Experiência sem palavras!” – destacou a jovem Sharon Marcelly. Os encontros do grupo acontecem todo sábado as 17h na Capela Sta. Cruz na Maranduba. De Praia em Praia

23


a fé no Senhor Ressuscitado nas nossas catedrais e nas igrejas do mundo inteiro, nas nossas casas e no meio das nossas famílias, para que cada um sinta fortemente a exigência de conhecer melhor e de transmitir às gerações futuras a fé de sempre. Neste Ano, tanto as comunidades religiosas como as comunidades paroquiais e todas as realidades eclesiais, antigas e novas, encontrarão forma de fazer publicamente profissão do Credo”.

8 PERGUNTAS SOBRE O ANO DA FÉ

7. Onde encontrar indicações mais precisas? Numa nota publicada pela Congregação para a doutrina da fé.

2. Quando se inicia e quando termina? Inicia-se a 11 de outubro de 2012 e terminará a 24 de novembro de 2013.

reconhecer um tecido cultural unitário, amplamente compartilhado no seu apelo aos conteúdos da fé e aos valores por ela inspirados, hoje parece que já não é assim em grandes setores da sociedade, devido a uma profunda crise de fé que atingiu muitas pessoas”. Por isso, o Papa convida para uma “autêntica e renovada conversão ao Senhor, único Salvador do mundo”. O objetivo principal deste ano é que cada cristão “possa redescobrir o caminho da fé para fazer brilhar, com evidência sempre maior, a alegria e o renovado entusiasmo do encontro com Cristo”.

3. Por que nessas datas? Em 11 de outubro coincidem dois aniversários: o 50º aniversário da abertura do Concílio Vaticano II e o 20º aniversário da promulgação do Catecismo da Igreja Católica. O encerramento, em 24 de novembro, será a solenidade de Cristo Rei.

5. Quais meios assinalou o Santo Padre? Como expos no Motu Proprio “Porta Fidei”: Intensificar a celebração da fé na liturgia, especialmente na Eucaristia; dar testemunho da própria fé; e redescobrir os conteúdos da própria fé, expostos principalmente no Catecismo.

4. Por que é que o Papa convocou este ano?” Enquanto que no passado era possível 24 Outubro - 2012

6. Onde terá lugar? Como disse Bento XVI, o alcance será universal. “Teremos oportunidade de confessar

Teve início no dia 11 de outubro começará o Ano da Fé, convocado por Bento XVI. Mas de que se trata? O que deseja o Santo Padre? O que se pode fazer? . 1. Oque é o Ano da Fé? O Ano da Fé “é um convite para uma autêntica e renovada conversão ao Senhor, único Salvador do mundo” (Porta Fidei, 6).

Aí se propõe, por exemplo: - Encorajar as peregrinações dos fiéis à Sede de Pedro; - Organizar peregrinações, celebrações e reuniões nos principais Santuários. - Realizar simpósios, congressos e reuniões que favoreçam o conhecimento dos conteúdos da doutrina da Igreja Católica e mantenham aberto o diálogo entre fé e razão. - Ler ou reler os principais documentos do Concílio Vaticano II. - Acolher com maior atenção as homilias, catequeses, discursos e outras intervenções do Santo Padre. - Promover transmissões televisivas ou radiofônicas, filmes e publicações, inclusive a nível popular, acessíveis a um público amplo, sobre o tema da fé. - Dar a conhecer os santos de cada território, autênticos testemunhos de fé. - Fomentar o apreço pelo patrimônio artístico religioso. - Preparar e divulgar material de caráter apologético para ajudar os fiéis a resolver as suas dúvidas. - Eventos catequéticos para jovens que transmitam a beleza da fé. - Aproximar-se com maior fé e frequência do sacramento da Penitência. - Usar nas escolas ou colégios o Compêndio do Catecismo da Igreja Católica. - Organizar grupos de leitura do Catecismo e promover a sua difusão e venda. 8. Que documentos posso ler por agora? - O motu proprio de Bento XVI “Porta Fidei” - A nota com indicações pastorais para o Ano da Fé - O Catecismo da Igreja Católica - 40 resumos sobre a fé cristã Fonte : Pastoral da Comunicação CNBB Sul 1 - São Paulo

Revista De Praia em Praia - Outubro Novembro de 2012  

Próximos do final de mais um ano de atividades e de muitas mudanças, a Diocese de Caraguatatuba se despede do seu segundo bispo diocesano, D...

Advertisement