Issuu on Google+

ANO I - JUNHO 2010 - EDIÇÃO Nº 1

Aprenda tudo sobre a área de comunicação, com um super guia para te ajudar a escolher o melhor caminho e ainda um teste para mostrar qual a profissão mais combina com você!

DESVENDAND O A COMUNICAÇ ÃO


IAL

EDITOR

Missão cumprida! Quando fomos incumbidos da missão de criar uma revista, ficamos apreensivos. Teríamos de descobrir um novo público ao qual nos dirigir, boas idéias, novidades... Àquela época, era apenas um trabalho; obrigação. Então, descobrimos que realmente havia um público carente de informação para sua área: a nossa própria, a área da comunicação. Aqueles que decidem seguir carreira na comunicação não têm recursos ou informações que sejam pertinentes a sua escolha. Foi pensando nisso que a ComunicArt surgiu: uma opção nova e atraente para aqueles que amam e se interessam pela profissão de comunicador. Nesta primeira edição iremos abordar, desde temas mais introdutórios

aos mais recentes e interativos. Prepare-se para uma volta à história do surgimento da comunicação, testes, informações sobre os cursos da área – e sua remuneração inicial – entre outras coisas. Aproveite ao máximo os conhecimentos que irá adquirir não só aqui, na ComunicArt, como em sua vida. Esperamos ajuda-lo a exterminar dúvidas, abrir novos caminhos e orienta-lo em sua vida profissional. Por isso, você que é estudante, indeciso, comunicador ou simpatizante, seja bem-vindo! Essa revista foi feita para você.

Uma ótima leitura!

Equipe ComunicArt


SUMÁR

IO

CAPA O que é comunicação? ...........p. 4 Como se comunicar bem........p. 6 Quem pode comunicar...........p. 9

GUIA Qual profissão escolher na área de comunicação? ....................p. 12

MERCADO O Departamento de comuncação ..........p. 14

A ENTREVIST p. 15

TESTE

Veja qu a profissã l oé a sua ca ra!

p. 16

3


CAPA

Onde tudo começou... A comunicação é o processo de troca de informações e de experiências entre sujeitos e objetos, de forma a tornar mais fácil a vida individual e coletiva. Ela está presente na nossa vida há muito tempo.

4

Desde que o mundo é mundo, o homem procura se comunicar com seus semelhantes. O primeiro

passo foi a criação da linguagem escrita. Na pré-história já se fazia pinturas rupestres nas paredes como forma de comunicação. Mas chegou um tempo em que somente as expressões faciais e os uga-ugas préhistóricos já não eram suficientes para uma comunicação eficiente, e com isso foi criado o alfabeto. A partir dele, o homem podia criar palavras, e a partir das palavras podia construir frases, e assim por diante.

Já em 1452, uma prensa inventada por Gutenberg permitiu a reprodução fiel e difusa de uma mesma mensagem. Era o começo da reprodução em série, da comunicação em massa. A partir daí, os acontecimentos circulavam com rapidez e ganhavam proporções continentais.


O mundo foi evoluindo, e a comunicação evoluiu junto com ele. Em 1650, surgiu, na Alemanha, o primeiro jornal diário do mundo. No século XIX Graham Bell pateteou o telefone, Marconi inventou o rádio e desde então as coisas não pararam de evoluir. O telefone de Graham

Bell, hoje, não tem mais fios, os celulares podem ser levados para qualquer lugar. A internet nos proporciona informações instantâneas de qualquer parte do mundo. Ninguém sabe ao certo o que o futuro nos reserva, mas é fato que a comunicação não pára por aqui. O mundo passa por mudanças constantemente e certamente em um futuro não

Graham Bell inventor do telefone

tão distante teremos novos meios de comunicação tão revolucionários como a internet, ou o rádio em sua época, e o profissional de comunicação vai fazer parte de cada uma dessas mudanças.

Marconi inventor do rádio

5


Mas... se comunicar é tão importante, como comunicar bem?

6

Agora todo mundo sabe que comunicar é algo importantíssimo. Deixar de conversar, de receber e de trocar informações é praticamente um isolamento do restante do mundo e é até muito difícil imaginar um mundo hoje sem a Internet, ou qualquer outro meio que nos permita a comunicação. Mas será que podemos simplesmente nos deixar levar pelos inúmeros meios de comunicação, sem nos preocuparmos se queremos uma forma de comunicação comprometida com o ser humano? Ao pensar nisso, devemos parar para refle-

tir um pouco sobre as maneiras como a comunicação é difundida e como podemos reagir perante elas. A comunicação dirigida à massa é um exemplo de forma de comunicação bastante disseminada. Quando são estabelecidas normas de conduta para a comunicação em massa, a liberdade de imprensa acaba perdendo força e há um controle extremo na tentativa de dominar a informação e os meios de comunicação. Tal controle vem do interesse daqueles que dominam a informação, como os produtores dos pro-

gramas. Entretanto, em uma sociedade tão diversificada e com tantas formas de expressão cultural, é necessário que essa comunicação atenda a todos, sem esse controle excessivo sobre as redes sociais. Não se pode querer pensar pelo ser humano, “jogando” a informação e calculando a resposta que o homem terá ao recebê-la. E é o que muitas vezes acontece nos meios de comunicação em massa, principalmente na televisão. Essa situação, no entanto, pode mudar quando as pessoas sabem se comunicar.


Quer dizer então que existe alguma fórmula para saber se comunicar? Na verdade, não existe fórmula nenhuma. O que se pode dizer é que quando não ficamos presos a um determinado tipo de informação divulgada por um meio, procurando pesquisar e questionar a veracidade da tal informação nos tornamos comunicadores livres, que buscam

entender a realidade além do que ela é apresentada. Também se pode dizer, que quando compreendemos o contexto em que se passa a comunicação, seja ele social, econômico, político, etc. temos uma visão global sobre os fatos. Dessa forma a comunicação se tornará mais eficiente e, consequentemente, comunicamo-nos melhor.

Por isso que, independentemente de que tipo a comunicação seja transmitida, no caso a comunicação em massa, é preciso que saibamos nos comunicar para não corrermos o risco de tornarmos receptores sem conceitos nem concepções. A função de comunicar bem, no entanto, não pode ficar apenas em nossas mãos. A comunicação deve ser ilimitada e ampla, isso porque ela é torna o homem um ser que constrói e transforma o mundo, portanto, ela deve ser sempre transmitida aos demais. Mas para isso, é preciso que aqueles que transmitam a comunicação ajam priorizando a ética. Você já deve ter ouvido sobre esse papo de ética, mas no fundo, tem al-

7


guma ideia formada a respeito da ética? O termo ética deriva do grego ethos que significa caráter, modo de ser de uma pessoa. A ética serve para que haja um equilíbrio e bom funcionamento social, possibilitando que ninguém saia prejudicado. Neste sentido, a ética, está relacionada com o sentimento de justiça social. Sendo assim, uma das principais questões éticas dos meios de comunicação em massa pode dizer respeito ao modo de equilibrar o lucro em relação ao serviço de interesse público, priorizando o respeito e a formação do homem.

8

Temos que observar os interessados nos meios de comunicação. Do ponto de vista econômico, a comunicação torna-

se meio de veiculação de propaganda de consumo. Aí o homem é visto como mero consumidor de produtos e de novas ideias. Já pelo lado dos interesses políticos, a comunicação costuma ser utilizada para difundir ideias normalmente ligadas a interesses políticos diversos. Uma maneira para que a ética se estabelecesse poderia ser uma forma de controle que leve em consideração os três lados interessados no assunto: a economia, o governo e a própria sociedade. E, ainda mais importante, que a sociedade se organize para que o objetivo da priorização da dignidade humana seja alcançado. Além do mais, moda, comportamento, religião, filosofia, educação, política e outros temas mais

devem ser sempre apresentados como elementos de discussão e nunca como temas acabados. E na maioria das vezes, o que acontece é justamente o contrário: o que se vê nos meios de comunicação são esteriótipos criados a partir das nossas concepções sem nos deixar livres para pensar. Por exemplo, temos a ideia de que quem anda na moda é sempre a “patricinha”. Uma comunicação com qualidade e levando em consideração os princípios éticos, é fundamental para que tais tipos de situação acabem ou pelo menos, diminuam. A definição e como produzir a comunicação de forma eficiente você, leitor, já sabe. Mas ainda existe mais um ponto a ser pensado.


Nem só de definições se faz a comunicação... Veja quem pode comunicar Ótimo, você já sabe como começou a comunicação, como torná-la eficaz, mas... Você tem o perfil para comunicar? Não sabe como descobrir? A ComunicArt te ajuda. Antes de saber sobre as características financeiras ou práticas de uma profissão, é importante descobrir o quanto das suas características pessoais, seus gostos e desejos estão presentes nela. Quando você escolhe seus amigos, você faz isso por meio dos seus gostos, suas preferências, seu modo de ser, correto? Com a sua profissão é – ou melhor, deve ser – a mesma coisa. Sua

profissão deve ter tudo a ver com você, identificá-lo, mas não defini-lo. É claro que não é fácil – na verdade, são poucos os que podem se dar ao luxo de dizer que amam e são plenamente felizes em suas profissões – se realizar logo na primeira tentativa. Mas é exatamente por isso que, ao se decidir por uma profissão, você deverá levar em conta os seus gostos. Pensar em como você deseja estar daqui a alguns anos ajuda bastante. Pesquisar sobre as profissões que mais lhe interessam; conversar com amigos, par-

entes, profissionais; tudo isso é válido. Como as profissões que estão dentro da área da comunicação passaram a ser extremamente disputadas nos últimos anos, é preciso ter certeza de que é isso mesmo que você quer, pois, afinal de contas, você não quer passar quatro anos, em média, estudando, para depois enfrentar um mercado do qual você não gosta. Não existe uma fórmula mágica para formar o profissional exemplo, mas existem pequenas sutilezas e características próprias – ou comuns – a esses profissionais. Es-

9


sas singularidades podem ajudar e orientar você na sua busca. O comunicador é, em geral, uma pessoa cheia de ideias e extrovertida. Tem uma enorme facilidade em se comunicar com outras pessoas, sejam elas conhecidas ou desconhecidas. No dia-a-dia da profissão é necessário transformar ideias em palavras, e palavras em ação. Trocar ideias e compartilhar experiências é fundamental para ampliar seus

10

horizontes e suas áreas de conhecimento, já que é um trabalho que envolve todas as áreas. Além disso, o profissional da comunicação vai ter uma função e um poder importante nas mãos: através dele, serão disseminadas informações que irão influenciar o consumidor. A sociedade se modifica e se baseia, muitas vezes, no que a mocinha da novela veste, no que o ator da propaganda

fala. Por isso é necessário ter cuidado com o que se diz. Qualquer coisa pode ser levada à sério demais. Para ajudar um pouco na sua busca, nós preparamos algumas características comuns aos profissionais da área da comunicação. Estão presentes algumas qualidades e a importância delas. Veja a lista e confira o quanto de você há nela.


É util ao comunicador ser: Porque... Ajuda no fato de ter contato com muitas pessoas; • extrovertido Para conseguir a empatia dos seus clientes; • simpático Só assim vai conseguir adeptos para suas idéias; • cativante Falar estará 100% presente na sua rotina; • comunicativo A curiosidade traz inspiração; • curioso É preciso sempre renovar as ideias; • inovador No convivio social fará contatos importantes • sociável

Estas são apenas algumas qualidades úteis a profissionais que ingressem na área da comunicação. Mas se você não tem nenhuma ou poucas delas, não se preocupe: isso não é currículo obrigatório e algumas qualidades podem ser desenvolvidas com o tempo. O principal é ter von-

tade. Se você tiver esta característica, você já tem meio caminho andado. Bem, após ler com atenção essa matéria, você teve acesso ao mundo da comunicação em algumas palavras. Examine as suas opções, pesquise mais sobre a história... se interesse pela sua futura profissão!

A ComunicArt está aqui para ajudá-lo a trilhar esse caminho consciente das suas opções. Fique de olho e acompanhe. Ainda nesta edição você descobrirá mais sobre as características principais de cada uma das profissões ligadas à área da comunicação. Aproveite e descubra-se.

11


GUIA

Qual área seguir na comunicação? Você sabia que a comunicação pode ser divida em três grandes profissões? É isso mesmo! Tem uma área pra cada gosto! Se você gosta, por exemplo, de ficar ligado em notícias e reportagens, pode ser um jornalista. Ou se você acha que tem muitas ideias criativas e inovadoras, pode fazer publicidade e propaganda. Agora, se você gosta de conversar com as pessoas e falar em público, pode fazer relações públicas. Mas por que afinal, existe essa separação na comunicação já que elas estão dentro de uma grande área? A comunicação social abrange todas as áreas quem envolvam os processos de comunicação, mas isso não

12

quer dizer que sejam a mesma coisa. Normalmente, um jornalista não precisa saber de estratégias de marketing, como um publicitário precisa, por exemplo. Mas isso não quer dizer que você também possa se especializar em todas as áreas da comunicação. Há pessoas, que após acabarem o curso de relações públicas, por exemplo, faz o de jornalismo e se formam em duas profissões que é chamado de obtenção de título. Há universidades em que você inicia o curso de Comunicação Social para depois poder se especializar na área em que melhor convier como é o caso da Universidade Federal de Minas Gerais,

em que o aluno tem uma carga de disciplinas obrigatórias e introdutórias ao campo da Comunicação. A partir do 3º período, ele poderá transitar por outras áreas da comunicação e de outras áreas de conhecimento. Existem universidades também em que o aluno já inicia seu curso especializado na área de seu interesse, como o Centro Universitário Belo Horizonte, onde há cursos separados de Publicidade e Propaganda, Jornalismo e Relações Públicas. Bom, então vamos às profissões! Se você já está interessado em Jornalismo, saiba agora como e com o que esse profissional pode trabalhar:


Jornalismo O jornalista é um profissional que lida com as notícias, fatos e divulgação de informações. Ele busca coletar, redigir, editar e publicar informações sobre eventos atuais. Por isso é importante sempre ficar ligado em tudo que acontece para apurar informações, processá-las e transmiti-las. No curso de jornalismo, o estudante aprende a lidar com os diversos tipos de informações e adequá-las a diferentes meios como televisão, rádio, internet, etc. e diferentes públicos. Duração do curso: 4 anos Salário médio inicial: R$ 840,00 - salário médio: R$ 2.033,00 Mercado em alta: Internet

Relações Públicas Ele é o profissional que vai integrar todos os instrumentos da comunicação e aplicar em projetos em busca de uma boa imagem da empresa perante a opinião pública. Nas grandes companhias, está à frente das campanhas de propaganda institucional e opina em tudo que diz respeito à comunicação empresarial, da divulgação do plano de metas à estratégia de aproximação da empresa com a comunidade. Duração do curso: 4 anos Salário médio inicial: R$ 821,00 – salário médio: R$ 2.422,00 Mercado em alta: Atendimento ao consumidor

Publicidade e Propaganda A missão desse profissional é vender o produto do cliente. Para isso, entre outras coisas, ele planeja estratégias para fisgar o consumidor com criatividade, desenvolve campanhas e divulga os anúncios nos diferentes meios de comunicação. O publicitário também traça as metas e objetivos de um cliente, cria um plano de comunicação e estuda o mercado atual, a concorrência e o público consumidor. É possível optar entre as áreas de atendimento, mídia, planejamento, criação e produção. Duração do curso: 4 anos Salário médio inicial: R$1.550,00 – salário médio: R$ 2.852,00 Mercado em alta: Planejamento e vendas

13


DO

MERCA

O Departamento de Comunicação Este departamento é voltado à comunicação de empresas,que pode ser interna ou extena e tem como principal intuito a comunicação adequada entre funcionáros,entre departamentos e etc. manter uma cumplicidade com o cliente no caso da comunicação externa e visar o lucro no caso da interna.

14

O departamento de comunicação é um departamento relativamente novo no mercado brasileiro,tomou verdadeiro impulso após o regime militar com a chegada

das grandes empresas no pais,que por sua vez notaram a nescessidade de uma comunicação mais focada nos clientes,uma comunicação que valorizasse a qualidade do produto e criasse um vinculo de confiança com o este assim o departamento de comunicação externa foi tomando força. O departamento de comunicação interna ainda não tem muita força em muitas empresas,porém trás inúmeros beneficios à uma empresa,tem como fundamento uma comunicação in-

tegrada com uma coorelação de dependência entre pessoas e departamentos, para que possa haver uma interação maior entre pessoas e um trabalho mais produtivo e lucrativo. Inúmeros proficionais podem atuar nesta área,os que comandavam o mercado no começo erão os relacões publicas,com a abertura do mercado tanto estes quanto os publicitarios e o jornalistas pode atuar nesta área.


Com a palavra: A profissional!

ENT

REVI

STA

Daniela Pessoa tem 28 anos, há 7 é Jornalista e atualmente trabalha na equipe de comunicação do Deputado Federal Miguel Corrêa (PT/MG) Por que escolheu o Jornalismo? Quando criança me encantava vendo na televisão repórteres e âncoras. Tudo me chamava a atenção. Sempre fui muito curiosa. Tenho um tio que é jornalista e isto de fato me influenciou muito. Ele era o mito da infância e a referência na fase adulta. Enfim, nunca cogitei fazer outra coisa que não jornalismo. No começo era encantada por esportes, queria ser repórter esportiva de qualquer maneira, coisa difícil na época. Depois de formada conheci o mundo da assessoria de imprensa e faço isso até hoje com muita paixão.

E como começou a atuar com assessoria de comunicação? Fui estagiária no programa Alterosa Esportes da TV Alterosa, mas depois que me formei(em 2002) comecei a trabalhar com assessoria de comunicação de políticos e instituições públicas, só na Câmara Municipal de Belo Horizonte foram 4 anos. Trabalhei também na AI de duas prefeituras no interior de Minas Gerais e atualmente integro a equipe de comunicação do Deputado Federal Miguel Corrêa. Qual a importância desse setor na empresa?

A assessoria de comunicação, seja em uma grande empresa, seja em uma instituição pública, seja de um político é de fundamental importância para a correta divulgação de dados e informações. Ela é o canal entre o discurso e quem ele visa atingir. A assessoria de comunicação estabelece metas, define roteiros e estratégias. Engloba setores como assessoria de imprensa, diagramação, relações públicas, fotografia e produção de material gráfico, funções fundamentais para o alcance de resultados positivos e direcionados.

15


TESTE

Qual profissão é a sua cara?

Com o teste a seguir, você poderá “medir” seu nível de afinidade com cada uma das trêws grandes profissões da comunicação: publicidade, jornalismo e relações públicas. Leia com atenção e responda com sinceridade às questões. Assim você terá um resultado que realmente tem a ver com você. Mas não se esqueça de que isto é apenas um teste; ele não definirá o que você tem de fazer, apenas com qual profissão você tem mais afinidade. Então, vamos lá:

16

1. Se você tivesse de optar por uma dessas atividades, qual seria? a) Transmitir novas informações aos funcionários da empresa em que trabalha. b) Criar um slogan para um produto novo no mercado. c) Fazer uma entrevista

com um político envolvido num escândalo. 2. Entre as habilidades pessoais listadas abaixo, escolha a grande que mais diz sobre você: a) Extroversão, capacidade de diálogo, equilíbrio para situações de crise e ampla cultura geral. b) Cultura geral abrangente, criatividade, gosto por trabalhar em equipe. c) Habilidade de improviso, facilidade de comunicação, espírito crítico. 3. Em relação aos seus interesses, com qual alternativa você se identifica mais? a) Sempre gostei de organizar eventos e manter a boa relações entre as pessoas. b) Não gosto de rotina e de regras rígidas. Prefiro ambientes em que tenho contato direto com pessoas e em que

posso praticar minha criatividade. c) Gosto de me aprofundar sobre os assuntos que me interessam. Sempre estou atento às pessoas e às histórias delas. 4. Qual das disciplinas abaixo mais lhe interessa: a) Estudos de Lógica e Estatística. b) Produção Multimídia. c) Linguística. 5. Qual o ambiente de trabalho que mais lhe atrai? a) Uma grande empresa, onde eu mantenha contato com pessoas de todas as áreas. b) Uma agência em que todos os setores sejam ligados e se relacionem, com pouca rotina. c) Passar o tempo tanto num escritório quanto nas ruas, procurando por novos acontecimentos.


Se você marcou a maioria: Relações Públicas. Essa é a profissão que diz tudo sobre você. Baseando-se nas respostas que foram obtidas, você gosta de uma profissão em que tenha de manter contato com todas as pessoas que estão ligadas à sua empresa, se interessa em organizar e promover eventos que promovam a interação e é responsável. Pesquise mais sobre o curso e fale com pessoas da área para saber sobre a rotina desse profissional que você tem tudo para se tornar um dia.

Você andou pensando em Publicidade e Propaganda, não? Pois é, essa profissão pode ser o seu futuro. Pelo visto você é criativo e adoro absorver novas culturas. Então vá em frente, descubra mais sobre a cultura do publicitário e estude bastante. Quem sabe nós não ouviremos falar de você no futuro como a mente por trás de uma brilhante peça publicitária?

As manchetes dizem que você é um futuro jornalista. Prepare-se para sair pelas ruas entrevistando pessoas, ouvir sobre o que os políticos mais polêmicos andaram fazendo e as novas notícias mundiais. Cultive o hábito de ler e escrever e continue curioso, sempre. Afinal, isso fará parte da sua rotina como profissional da notícia.

TIRINHA

por Jéssica Cirino

Soraya Que coisa , não! Nem imagina que fosse atraento assumir pro mundo que é um idiota

Hmm.. .q droga ue de blusa é essa ?

Ahh, isso... É estilo! Estou me comunicando com as mulheres

17


EXPEDIENTE REDATORES Fernanda Siqueira, Jéssica Cririno, Laura Maria, Luiz Cordeiro e Tairine Grazziella PROJETO GRÁFICO Luiz Cordeiro REVISÃO Jéssica Cirino, Laura Maria e Luiz Cordeiro COLABORAÇÃO Abel Silva GRUPO

Departamento de Comunicação. Fernanda Siqueira, Jéssica Cirino, Laura Maria, Lucas Rizzo, Luiz Cordeiro e Tairine Grazziella.



Revista Comunicart