Page 14

IDR – MOSTRA DE POESIA – 2000

HAICAIS DE BACELLAR

Relâmpago. Trovão, vento, chuvisco. A saída da lua.

Da flor o orvalho nas pétalas: tua face depois que choraste.

O mar está bravo. Bate, e enfurecido, canta nos rochedos.

Kimonos ao sol. Agitou-se a manga do menino morto.

(O poeta) Sempre perseguido o grilo fica tranqüilo cantando escondido.

14

IV Mostra de Poesia - Luiz Bacellar 2000  

A formação de pessoas lúcidas, mais envolvidas com a cultura e mais sensíveis para a realidade interna e externa é uma das maiores preocupa...

Advertisement