Issuu on Google+

PARANÁ

Anualmente, celebra-se em diversos países o mês da prevenção e detecção precoce do câncer de mama: é o “Outubro Rosa”, movimento popular que teve sua primeira edição na Califórnia (EUA), em 1997, e espalhou-se pelo mundo. Neste mês, campanhas divulgam informações sobre a doença e, especialmente, a importância de detectá-la em estágio inicial, quando as chances de cura chegam a 100%. O câncer de mama é o tipo de câncer que mais acomete mulheres no Brasil e na maioria dos outros países. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), Em 2013, são esperados 520 mil novos casos de câncer no país.- 15% dos pacientes diagnosticados com câncer de mama morrem. Contudo, essa realidade pode mudar com a disseminação de informações. Não raro, quando uma mulher diz que está com câncer de mama, em vez de encontrar apoio e palavras de conforto, escuta lamentações e afirmações sem fundamento. Por isso é importante entender a doença. Aquela história de que 'quem procura, acha' ou 'é melhor não mexer, senão espalha', são achismos que devem ser banidos. Por deliberação do Coletivo de Mulheres da Nova Central Sindical de Trabalhadores do estado do Paraná, os sindicatos filiados a Nova Central, realizarão no mês de outubro, o trabalho de consciêntização das mulheres trabalhadoras para prevenção dessa doença destrutiva.

NO MUNDO 8 milhões de pessoas morrem em todo o mundo por causa do câncer anualmente.

NO BRASIL Em 2010, 176.098 pessoas morreram por causa do câncer no Brasil. No ano passado, a estimativa* é de que 518,5 mil casos tenham sido registrados.

Mamografias de rotina diminuem em 25% a mortalidade por câncer de mama

A maioria dos casos é de câncer de pele (134.170 no ano passado), seguido por câncer de próstata (60.180) e câncer de mama (52.680).

O câncer de colo de útero ocorre a partir de uma lesão que, no estágio inicial, é curável em até 100% dos casos. A lesão progride de forma lenta por 10 a 20 anos, até atingir a etapa em que a cura se torna mais difícil.

Em 2013, são esperados 520 mil novos casos de câncer no país.- 15% dos pacientes diagnosticados com câncer de mama morrem.

Exames periódicos diminuem em mais de 70% as mortes por câncer de colo de útero. (3.550) e câncer de mama (3.110).}

O alto número está relacionado ao fato de a doença ser diagnosticada em estágios avançados: 50% dos tumores de mama no Brasil são descobertos nos

NO PARANÁ A estimativa é de que o estado do Paraná tenha registrado 16.270 casos de câncer em homens em 2012 e 14.970 em mulheres. No estado, assim como no Brasil, a maioria dos casos é de câncer de pele (7 mil no ano passado), seguido por câncer de próstata (3.550) e câncer de mama (3.110).

DENÍLSON PESTANA Presidente da NCST/PR


CÂNCER DE MAMA

CÂNCER DO COLO DO ÚTERO

O que é câncer de mama? É um tumor maligno causado pela proliferação desordenada das células da mama. É importante salientar que a doença tem cura, se descoberta no início. Por isso leia com atenção as informações abaixo.

O que é o câncer do colo do útero? É um tumor maligno que se desenvolve a partir de alterações no colo do útero, localizado no fundo da vagina. No início a mulher não sente nada, mas conforme a lesão avança, podem surgir sangramento vaginal, corrimento e dor. É importante salientar que a doença tem cura, se descoberta no início. Por isso leia com atenção as informações abaixo.

Como a doença pode ser detectada? O câncer pode ser percebido pela mulher como um caroço, podendo estar acompanhado ou não de dor, vermelhidão, saída de líquido pelo mamilo ou pele da região com aspecto de “casca de laranja”. Pequenos caroços embaixo dos braços também podem ser notados.

Como faço para descobrir a doença no seu início? Por meio do exame preventivo (Papanicolau). Este exame é muito importante, pois quando as alterações que antecedem o câncer são identificadas e tratadas, é possível prevenir a doença em 100% dos casos.

Como faço para descobrir a doença no seu início? O risco de câncer de mama aumenta com a idade. Ao completar 40 anos, toda mulher deve procurar atendimento médico para exame das mamas, repetindo anualmente. Nas mulheres com história da doença na família (mãe, avó, irmãs, tias) o exame deve ser feito a partir dos 35 anos. As mulheres entre 40 e 69 anos devem fazer mamografia a cada dois anos, no máximo. O que é o exame de mamografia? Trata-se de um exame de raios-X realizado por um aparelho chamado mamógrafo, onde a mama é comprimida entre duas placas, gerando uma imagem que permite a visualização de pequenas alterações. Este exame propicia a descoberta precoce do câncer. O auto-exame das mamas substitui a consulta? Não. O auto-exame não substitui o exame realizado por profissional qualificado. Quais são os fatores de risco para o câncer de mama? Obesidade; tabagismo; consumo de bebidas alcoólicas; reposição hormonal; não ter tido filhos; não ter amamentado e história familiar de câncer de mama. Que cuidados devo ter? Evitar o fumo e o álcool, praticar atividades físicas e controlar o peso são hábitos saudáveis de vida que ajudam na prevenção de várias doenças, inclusive o câncer. Além disso, consulte o médico sobre os riscos e benefícios da reposição hormonal na menopausa.

O que é exame preventivo? É a coleta de material do colo do útero por meio de espátula e escovinha. O material é, então, examinado em um laboratório. O exame é rápido e, para a maioria das mulheres, é indolor. Quem deve fazer e o exame e com que freqüência? Todas as mulheres com vida sexual ativa devem fazer o exame anualmente. Mulheres grávidas também podem fazer o exame. Quais são os fatores de risco? Infecção por Papilomavírus humano (HPV), multiplicidade de parceiros, várias gestações, iniciação sexual precoce, tabagismo e baixo nível socioeconômico. Quais são os cuidados para a realização do exame preventivo? Não manter relação sexual (mesmo com preservativo) dois dias antes do exame e não estar menstruada. Em caso de sangramento fora do período menstrual, o médico deve ser notificado. O que devo fazer após a realização do exame? Tão importante quanto a realização do exame é receber o resultado na data marcada para a entrega e apresentá-lo ao médico. Caso o exame apresente alguma alteração, o medico poderá solicitar a sua repetição, iniciar um tratamento ou requerer outros tipos de exame.


Outubro rosa ncstpr